Page 184

CAPÍTULO 23

Enquanto o casal descia pela escada, todos os olhos do salão estavam fixos neles. Rohan examinou aos visitantes com a avaliação de um falcão e imediatamente distinguiu ao Dunsworth. Sentiu tremer a mão de Isabel no braço. Apertou-a sutilmente contra o peito para tranqüilizá-la. Uma vez mais, uma feroz possessividade com a qual não estava familiarizado engoliu seu ser. Não queria perder Isabel, não quando a acabava de encontrar. Para um nobre deslocado, Dunsworth estava vestido com um rico traje. Os rasgos aristocráticos eram afiados, mas os olhos brilharam de alegria quando se assentaram nos de Isabel. Mas só brevemente. Pois depois se enfrentaram com os de Rohan. Instintivamente, Rohan soube que a dama a seu lado se ruborizava, pois toda pessoa soube ou suspeitou de onde vinham precisamente. E nesse momento, Rohan se sentiu envergonhado pela posição em que a tinha colocado Não tinha direito a despojar a de sua dignidade. Imploraria seu perdão. Uma vez mais, estranhas emoções mediam com a rígida determinação. Irritava-lhe além da convicção. Era um guerreiro, um cavalheiro de William, capitão dos les morts, a força de combate mais mortalmente conhecida da Cristandade, e pensava em como à primeira oportunidade ia pedir perdão a uma donzela por ofender sua pessoa, uma ofensa que ele tinha todo o direito de infringir! Franziu o cenho em excesso, o estado de ânimo cada vez de pior humor. Aye, Dunsworth era tudo o que Rohan desprezava em um homem. Gorduroso, com títulos de nobreza e legítimo. —Milady! —gritou Arlys, e avançou para ela, lhe estendendo as mãos. Rohan a permitiu afastar-se dele quando chegaram à parte inferior da escada. Arlys a agarrou as mãos, as beijando respetuosamente enquanto ele se inclinava sobre um joelho. —Milady, como vai para você? —perguntou Arlys olhando-a fixamente como se fora uma criatura lactante. Isabel fez a seu prometido uma direta reverência. —Estou bem, milord, como vai você? A educada conversação com tantos aguardando ansiosamente para que a completa desgraça acontecesse pareceu ridícula a Isabel. —Sinto-me muito melhor agora que sua beleza uma vez mais honra meus olhos. —a separou de Rohan, mas só até o momento antes que Rohan levasse a mão ao punho da espada. Arlys olhou ao normando, com os olhos entreabertos.— Sou Arlys, Lorde do Dunsworth. Não quero nenhuma guerra com você, normando. Vim aqui com a única intenção de reclamar a minha prometida, Lady Isabel. Rohan assentiu com a cabeça e olhou além do Dunsworth a seu punhado de homens reunidos. Embora lhes via cansados de batalhas, mantinham-se erguidos e orgulhosos. Perguntou-se quantos deles tinham participado dos assassinatos. —De fato, para um homem que já não tem terras ou título, é muito valente ou muito estúpido para vir aqui. A cara de Arlys avermelhou.

Profile for Giselle Troitskyevna

O legado da espada de sangue 01 - o senhor da rendição - Karin tabke  

O legado da espada de sangue 01 - o senhor da rendição - Karin tabke  

Advertisement