Page 152

CAPÍTULO 18

Isabel franziu o cenho enquanto descia pela larga escada. Sentada junto a Rohan, na mesa do senhor e revoando sobre ele como uma puta de acampamento, estava a encantada Deidre. Os olhos de Rohan se elevaram para encontrar e se chocar com os de Isabel. Pôs as costas rígidas, quando um pequeno sorriso e abriu passo em torno dos lábios que até tão pouco a tinham escaldado a pele. Como sempre fazia quande Rohan a açoitava com sua atenção, Isabel se esquentou. Arrastou os olhos do escandaloso cavalheiro à mulher a seu lado. Deidre a olhou e sorriu. O gesto recordou a Isabel a um dos gatos do estábulo que acabavam de caçar a um grande camundongo do feno. Uma forte sacudida de ciúmes atravessou como uma lança Isabel, perfurando-a diretamente até o coração. A reação foi tão forte, que sentiu como se tivesse sido golpeada no peito. Esteve a ponto de tropeçar desde o segundo até o último degrau. E por muito que Isabel se dissesse que era o melhor, o coração seguia interfirindo. Enquanto lutava contra estes difíceis sentimentos, Isabel soube que se ficasse no Rossmoor acabaria rompendo o coração. Tomando uma profunda respiração, sorriu. Que Rohan encontrasse auxílio nos braços de outra mulher. Assim é como devia ser. Não havia futuro para eles juntos. Entretanto, a visão da cabeça escura de Rohan enterrada profundamente no amplo seio de Deidre lhe fez sentir náuseas. Isabel olhou detrás de Rohan a Manhku, que estava sentado tranqüilamente na cadeira com a perna levantada em outra. Inclinou-a silenciosamente a cabeça. Os olhos viajaram ao redor da mesa do senhor. Como um, os les morts, levantaram-se quando ela se aproximou. Isabel se sentiu aliviada ao ver que Rohan teve a decência de levantar-se também em sua presença. E apesar da decisão de afastar-se dele, houve um pequeno sentimento de vitória quando pegou sua mão e a sentou a sua direita. Apesar de que não tinha apetite, Isabel se sentou. Com sua presença, a comida da manhã começou. Agradecendo a Rohan que se separasse e sentindo a necessidade de aliviar o ambiente, Isabel perguntou ao viking que se sentava frente a ela: —De onde procede, Sir Thorin? Ele sorriu, provocando uma profunda ruga no único olho. —Na verdade, milady, não tenho nenhum lugar para nomear. —E sua gente? Thorin se encolheu de ombros e apunhalou um ovo cozido com a faca. —É difícil de dizer. Isabel assentiu com a cabeça, dando-se conta de que o homem não tinha nenhum interesse em falar de sua família. Mas apesar das curtas respostas, o viking pôs-se a rir. —Milady, sua curiosidade estaria satisfeita se lhes dissesse que sou o produto de um acoplamento entre o falecido Hardrade26 e uma cigana bizantina? Isabel se surpreendeu ante uma revelação desse tipo. Ela inclinou a cabeça e olhou ao homem com uma luz diferente. Pensando-o bem, talvez, não devesse ter se surpreendido tanto. O 26

Harald III Hardrade (O Implacável). Rei da Noruega (1015-1066)

Profile for Giselle Troitskyevna

O legado da espada de sangue 01 - o senhor da rendição - Karin tabke  

O legado da espada de sangue 01 - o senhor da rendição - Karin tabke  

Advertisement