Page 1

BarquinhaViva REVISTA DO MUNICÍPIO DE VILA NOVA DA BARQUINHA #31 jul 2014


BarquinhaViva Propriedade Município de Vila Nova da Barquinha Director Fernando Freire, Presidente da Câmara Coordenação, Design e Fotografia Pérsio Basso, Gabinete de Informação e Relações Públicas Redacção Pérsio Basso, Miguel Freire Colaboraram neste número Alexandra Carvalho, Carlos Vicente, Danny Luis, Filipe Bento, João Alves, Júlio Ventura, Vânia Moura


su m ár i o

ECONOMIA 6 Município implementa novo Plano Estratégico de Desenvolvimento Económico “Barquinha 2020”

REGENERAÇÃO 12 As velhas escolas primárias estão a ganhar nova vida. Saiba como.

TURISMO 16 O Castelo de Almourol reabriu ao público após obras de beneficiação. Está como novo.

ASSOCIATIVISMO 52 Para festejar o seu quinquagésimo aniversário, a UDA conquistou mais um título. Conheça a história deste clube.

FESTAS 28 Calor atrai milhares à Feira do Tejo


e d i t o r i al POR FERNANDO FREIRE, presidente da câmara municipal de vila nova da barquinha

“A presente edição da revista municipal é a primeira em versão exclusivamente digital, prescindindo da publicação em papel. Contrariamente à nossa vontade tivemos que tomar esta atitude. Importa combater as dificuldades que enfrentamos renovando a esperança e a confiança no futuro.”

4

BarquinhaViva31

Caros munícipes e amigos Hoje, mais do que nunca, importa preservar os princípios e valores de um estado de direito democrático. Os primeiros são a liberdade e dignidade! Assim, Vila Nova da Barquinha comemorou, condignamente, os 40 anos do 25 de Abril. Este princípio fundamental deverá manter-se como valor cimeiro nas nossas ambições. A liberdade implica responsabilidade e partilha de decisões. No diálogo constante com as pessoas e com as instituições de modo a que, solidariamente, possamos aceitar novos desafios. Evidentemente, com respeito pelo passado e com determinação de edificar um futuro em que todos nós sejamos capazes de rever, e dignificar, os nossos antecedentes. O respeito pelo ido deve ter ações concretas, daí a preocupação de deixar para memória futura a história da Barquinha escrita, como é exemplo a lançamento do I volume da obra “Barquinha - Crónicas Históricas”. Os segundos valores são os da iniciativa e do empreendedorismo que asseguram a prosperidade dos povos desde os primórdios da humanidade. Precisamos de assentar as nossas energias nestes valores que geram riqueza. Com a criação do Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento e Empreendedorismo Local (GADEL), pretendemos assumir um papel ativo na criação de emprego, captação de investimento externo e apoio aos empresários do concelho, antecipando o novo quadro comunitário 2014-2020. O concelho da Barquinha é rico em património arqueológico, edificado, móvel, integrado, imaterial e paisagístico. A cultura e o turismo têm um valor económico significativo e são um privilegiado campo de atuação, potenciadores de inovação e desenvolvimento. Ninguém ama o que desconhece. Dar a conhecer os nossos recursos endógenos é um dever imperativo, melhor, é uma obrigação de quem presta um serviço público. Os terceiros valores são a solidariedade e da humanidade. Estes deverão estar presente no nosso dia-a-dia, na cooperação incontroversa entre o Município, as Instituições Particulares de Solidariedade Social, as associações e as coletividades. É este sentido de cidadania que terá de ser repetido em todas as circunstâncias, cientes que os eleitos estão ao serviço das populações pelo que, mais do que nunca, as nossas ações devem ser praticadas com fraternidade, denodo, abnegação e transparência. Entendo que a prosperidade do nosso concelho depende da determinação e da entrega de cada um de nós. A presente edição da revista municipal é a primeira em versão exclusivamente digital, prescindindo da publicação em papel. Contrariamente à nossa vontade tivemos que tomar esta atitude. Importa combater as dificuldades que enfrentamos renovando a esperança e a confiança no futuro. Para tal servem os propósitos do rigor na gestão, que assumimos, sem esquecer as respostas de combate ao aumento das dificuldades sociais.


município

Órgãos autárquicos tomam posse Os novos eleitos para a Câmara Municipal e Assembleia Municipal de Vila Nova da Barquinha, resultantes das eleições do dia 29 de Setembro de 2013, tomaram posse no dia 19 de outubro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho. Perante centenas de convidados, Rui Picciochi, Presidente da Assembleia Municipal cessante presidiu à cerimónia em que Fernando Freire tomou posse como novo Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, sucedendo a Miguel Pombeiro. Logo após o acto de instalação realizou-se a 1.ª sessão da Assembleia Municipal.

BarquinhaViva31

5


economia Plano Estratégico de desenvolvimento Económico “BARQUINHA 2020”

Câmara apoia empresários para impulsionar investimento no concelho

Com o objectivo de criar medidas de atracção ao investimento e apostar no desenvolvimento económico do concelho, o Município de Vila Nova da Barquinha está a implementar uma nova estratégia com vista ao aproveitamento dos fundos do próximo Quadro Comunitário de Apoio (2014-2020), direccionado para as empresas. A autarquia pretende assumir um papel activo na criação de emprego, captação de investimento externo e apoio aos empresários do concelho. “Barquinha 2020” é o nome do Plano que resulta de uma sinergia entre o Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento e Empreendedorismo Local (GADEL) – serviço de apoio técnico do município – e a empresa municipal “CDN – Gestão e Promoção do Parque Empresarial de Vila Nova da Barquinha”. A mudança na estratégia do município começa com a criação de um espaço físico dedicado ao empreendedorismo e investimento concelhio a funcionar nas instalações do edifício dos Paços do Concelho, para atendimento personalizado a empresários e investidores por técnicos do GADEL, da empresa municipal CDN e do GAL-ADIRN (prestação de informações acerca do Programa PRODER). O plano da Câmara Municipal prevê o desenvolvimento de actividades de acompanhamento do tecido económico do concelho, estabelecendo contacto directo com os empresários instalados neste território, através de visitas às respectivas instalações. A autarquia pretende fazer um levantamento aprofundado do panorama económico do concelho, identificando dificuldades, potencialidades e oportunidades de parceria, facultando informação sobre apoios nacionais e comunitários. Esta medida de promoção do empreendedorismo tem como novidade a criação da “Via Verde ao Investimento”, um ferramenta que dará prioridade aos processos relacionados com o desenvolvimento económico, acelerando a sua análise e licenciamento por parte da Câmara Municipal. O Município pretende promover o emprego concelhio, através da criação de uma rede de parceiros e de uma Plataforma de emprego municipal, onde empresários e desempregados possam inserir os seus dados, e divulgar, quer a procura quer a oferta existente, fomentando a empregabilidade no concelho. O “Barquinha 2020” irá promover também visitas de alunos das escolas a empresas, estágios e sessões de empreendedorismo junto das crianças em âmbito escolar. Está ainda previsto o desenvolvimento do projeto “Viveiro de empresas”. Trata-se da criação de um espaço físico para “Start Up’s”, bem como o acompanhamento da possibilidade de financiamento para a criação/ requalificação de espaços físicos. O projecto contempla a realização de diversas acções de divulgação desta nova valência do município, bem como de promoção do território a potenciais investidores quer através de suportes audiovisuais, quer através da criação de um espaço no futuro portal do município para divulgação de actividades económicas das empresas do Concelho. O GADEL pode ser contactado através do e-mail gadel@cm-vnbarquinha.pt, do telefone 249 720 350, ou directamente na instalações do Município, na Praça da República. 6

BarquinhaViva31

O projecto do Grupo “Os Mosqueteiros” que inclui uma loja Intermarché e um posto de abastecimento é dos investimentos em curso no concelho. Com um investimento 435 mil euros, irá gerar 30 postos de trabalho. Será construído junto à Rotunda da Rua Salgueiro Maia com a Rua Virgílio Ferreira.


BarquinhaViva31

7


economia

Município e Nersant apresentam oportunidades de negócio “Crie a sua oportunidade” foi o nome da sessão organizada pelo Município de Vila Nova da Barquinha em parceria com a Nersant - Associação Empresarial da Região de Santarém, no dia 26 de junho, no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, destinada a potenciais investidores no concelho. Com a presença de António Campos, Presidente da Comissão executiva da Nersant, Fernando Freire, Presidente da Câmara Municipal, apresentou o Plano Estratégico de Desenvolvimento Económico “Barquinha 2020”, um pacote de medidas de atracção ao investimento e apoio a empresários. O responsável pela Nersant teceu elogios à iniciativa do Município, pelo seu carácter pioneiro na região de Santarém. Foi ainda apresentado o programa de apoio ao empreendedorismo e à criação do próprio emprego do IEFP, do programa “Sou+”, e dos apoios prestados pela Associação Empresarial da Região de Santarém.

Autarquia contacta empresários no âmbito da Estratégia Barquinha 2020 O Município de Vila Nova da Barquinha está a recepcionar os dados das empresas concelhias que queiram receber informação sobre programas de apoio nacionais, comunitários e internacionais, no âmbito da implementação do Plano Estratégico de Desenvolvimento Económico “Barquinha 2020”. Pretende-se com esta iniciativa criar uma base de dados fiável que permita aos serviços afectos ao “Barquinha 2020” conhecerem melhor o tecido económico concelhio. Neste sentido, o Município disponibiliza uma ficha de empresa destinada aos empresários do concelho que pretendam receber informação do Município, no âmbito da Estratégia “Barquinha 2020”. A ficha pode ser preenchida presencialmente nos serviços da Câmara Municipal, no Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento e Empreendedorismo Local (GADEL), ou pode ser solicitada por e-mail através do endereço gadel@cm-vnbarquinha.pt.

8

BarquinhaViva31


BarquinhaViva31

9


e s t r at é g i a

Vila Nova da Barquinha adere à Rede de Vilas de Excelência Vila Nova da Barquinha é um dos Municípios que integram a Rede de Cidades e Vilas de Excelência, desde 22 de novembro de 2013, data em que se consumou a adesão, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, numa cerimónia presidida por Fernando Freire, Presidente da Câmara Municipal, com a presença de Pedro Ribeiro da Silva em representação da Rede de Cidades e Vilas de Excelência (RCVE) e de Paula Teles do Instituto de Vilas e Cidades com Mobilidade (IVCM). A Rede de Cidades e Vilas de Excelência, do Instituto de Cidades e Vilas com Mobilidade, identifica as autarquias como motor de desenvolvimento, os gestores e empreendedores principais das cidades e vilas, lançando o desafio de integrarem a rede, num trabalho conjunto para Portugal e para a Europa 2020, com olhos postos na qualidade de vida dos munícipes, rumo à Excelência 2020. A Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha aderiu à Rede de Cidades e Vilas de Excelência, nomeadamente aos temas “Vila de Regeneração e Vitalidade Urbana”, e “Vila Turística”, onde o projecto “Mercado das Artes” assume especial destaque. Em fase final de implementação, coloca agora um novo desafio ao Município - o futuro projecto, que engloba a sua manutenção, a sua especialização e ao mesmo tempo o seu desenvolvimento em novas vertentes. Considerando a sustentabilidade no futuro da estratégia Mercado das Artes importa integrar redes que possibilitem ampliar conhecimentos, partilhar vontades, definir metas e alcançar resultados com menores custos. A integração nesta rede de trabalho visa obter o reconhecimento e certificação do título Vila de Excelência em território nacional e, tendencialmente internacional, a partir da definição de metas e monitorização do seu cumprimento evolutivo. Um compromisso prático de qualificação dos territórios e das suas dinâmicas socioculturais e económicas de forma a estimular a regeneração dos tecidos urbanos ou periurbanos, do ambiente urbano, da empregabilidade e do turismo. Com benefícios ao nível da eficácia pelo aproveitamento de conhecimentos e assertividade na acção, na economia pela utilização de soluções mais rentáveis, e com possibilidade de efeitos multiplicadores positivos e complementaridades de cada acção no mosaico das acções locais. Benefícios aos quais se aliam a boa imagem, prestígio e marketing, celeridade na implementação, formação pessoal, implementação e boas práticas, e possibilidade de financiamento QREN/ QEC 2014-2020, através de apoio a preparação dos futuros programas de apoio comunitários.

10

BarquinhaViva31

Município no arranque dos trabalhos A Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha participou na Cerimónia Oficial de Abertura e primeira Sessão Técnica de Trabalho da Rede de Cidades e Vilas de Excelência, no dia 13 de março, na FIL, Lisboa. O Município esteve representado por Fernando Freire, Presidente da Câmara Municipal, e Marina Honório, Técnica Superior. A Cerimónia contou com a presença de António Leitão Amaro, Secretário de Estado da Administração Local. A Rede de Cidades e Vilas de Excelência, da qual Vila Nova da Barquinha é município fundador, pretende criar um novo paradigma de valorização do território urbano, com foco nas acessibilidades, mobilidade alternativa, regeneração e vitalidade urbana e turismo. A Europa 2020 marca um novo e decisivo quadro comunitário onde estes temas são âncora para o apoio financeiro próximo. Vila Nova da Barquinha integra este trabalho em rede no âmbito do Plano Estratégico de desenvolvimento Económico “BARQUINHA 2020”, recentemente criado.


A Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha aderiu à Rede de Cidades e Vilas de Excelência, nomeadamente aos temas “Vila de Regeneração e Vitalidade Urbana”, e “Vila Turística”, onde o projecto “Mercado das Artes” assume especial destaque.

BarquinhaViva31

11


re ab i l i t aç ã o urb an a

As novas velhas escolas 16 de Setembro de 2011. A Escola Ciência Viva de Vila Nova da Barquinha, o novo centro escolar do concelho, abre portas para o primeiro dia de aulas dos alunos do 1.º Ciclo transferidos dos estabelecimentos de Atalaia, Moita do Norte, Tancos e Vila Nova da Barquinha. Mais tarde encerra também a EB1 de Praia do Ribatejo. Nas velhas escolas primárias fica um vazio, depois de anos e anos a formar gerações de homens e mulheres deste concelho. Actualmente, os edifícios estão destinados a novas funções. Galeria de arte, universidade sénior, albergue da juventude, centro de convívio, museu, loja social e centro comunitário são a nova vida destas velhas escolas.

12

BarquinhaViva31

Nova galeria de exposições na Barquinha O padroeiro da vila – Santo António – vai baptizar a nova galeria de exposições de Vila Nova da Barquinha que será instalada na antiga Escola Primária situada no centro histórico da Vila, junto à Igreja Matriz. Este novo espaço que ficará ao serviço da cultura consiste na criação de uma galeria de exposições com duas salas, parte de integrante do projecto “Mercado da Artes”, uma medida de regeneração urbana com base na temática da arte. A recuperação do edifício da Escola Primária, que se encontra desactivado, de traça tradicional, irá permitir a divulgação do património regional e apoiar a divulgação de artistas emergentes do concelho. Tem como objectivo a criação de condições que permitam a promoção e a divulgação cultural tendo em vista a aproximação das populações às linguagens da produção cultural e artística. A realização deste investimento potencia o território, criando mais um ponto de interesse para a comunidade e visitantes, atraindo novos públicos para o circuito expositivo de Vila Nova da Barquinha, do qual já fazem parte o Parque de Escultura Contemporânea Almourol com a sua exposição permanente de 11 peças e a Galeria do Parque. O projecto resulta da candidatura para “Refuncionalização da EB1 de Vila Nova da Barquinha em salas de exposições – Galeria St.º António” que foi aprovada no âmbito do PRODER / Melhoria da Qualidade de Vida, do Sub Programa 3 da ADIRN - Acção / Subacção: Conservação e Valorização do Património Rural. Com investimento total de cerca de 70.000 euros, esta obra terá um financiamento de 41.860,70 euros. Deverá estar concluída até ao final de 2014.


A antiga escola primária do Cardal acolhe agora alunos séniores, que se mantêm activos nesta “Universidade” gerida por voluntários Foto: Associação Essência da Partilha

BarquinhaViva31

13


re ab i l i t aรง รฃ o urb an a

14

BarquinhaViva31


Centro Comunitário na Atalaia A antiga EB1 de Atalaia vai dar lugar ao futuro Centro Comunitário. As instalações da velha escola primária vão permitir a criação de vários espaços entre os quais o Museu da Freguesia. O projecto prevê também a criação de salas para as colectividades, espaço para a autarquia, auditório e bar de apoio às actividades a realizar. Os espaços comuns servirão a população em geral, através de actividades culturais e recreativas, mantendo-se a identidade das “gentes” e a preservação da cultura local. A Operação “Centro Comunitário de Atalaia” visa melhorar a qualidade de vida da população residente na freguesia de Atalaia, fomentando o seu bem-estar de uma população com cerca de duas mil pessoas. A intervenção, da responsabilidade da Freguesia da Atalaia, pretende manter vivo o associativismo, promover a dinamização cultural e manter viva a história e identidade da freguesia, preservando e valorizando tradições e memórias colectivas e expondo o espólio da autarquia no futuro Museu. A obra, cuja candidatura aos fundos comunitários (Sub Programa 3 da ADIRN, Dinamização das Zonas Rurais, Abordagem LEADER, medida 3.2, acção 3.2.1.) se encontra aprovada com apoio de 60% sobre as despesas elegíveis, deverá iniciar-se em breve, com um investimento total de cerca de 198 mil euros. Universidade Sénior no Cardal A antiga Escola Primária do Cardal, na Rua Miguel Torga, é o local onde actualmente funciona a Formação Ocupacional de Seniores (FOS), a “Universidade Sénior” do concelho de Vila Nova da Barquinha. O projecto é gerido pela Associação Essência da Partilha, entidade que tem desempenhado um papel fundamental na promoção do envelhecimento activo através da formação cultural, científica e técnica dos habitantes do concelho com idade superior a 65 anos. De salientar que esta valorização da população sénior é um trabalho desenvolvido por voluntários. No início do ano lectivo 2012-2013, a sede da Associação de Voluntários Essência da Partilha - associação que gere também o projecto PATAS - foi transferida para este espaço, cedido pela Junta de Freguesia de Moita do Norte e pela Câmara Municipal. As instalações reúnem todas as condições para a realização das aulas da FOS, bem como para a realização de eventos da Associação. Dado o constante aumento do número de alunos, em Maio de 2014 a Universidade Sénior passou também a utilizar, cedido ao Município, o 1.º andar do edifício da Associação Cultural e Recreativa do Cardal, a poucos metros da antiga escola.

Albergue de Juventude e Centro de Convívio em Tancos Foi celebrada no dia 22 de novembro de 2013 a escritura de doação por parte da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, do edifício onde funcionava a Escola Básica n.º 1 de Tancos à Junta de Freguesia de Tancos. O imóvel foi ampliado e reconvertido em Albergue de Juventude e Centro de Convívio em consequência de intervenção/transformação tendo como promotor a Junta de Freguesia de Tancos, conforme candidatura do PRODER. A antiga escola primária da localidade de Tancos situa-se numa parcela urbana em gaveto formado pela rua das Forças Armadas a sul, e pela rua Luís de Camões a nascente. O edifício em causa está erigido numa plataforma a meia encosta da pitoresca aldeia, a partir da qual é possível desfrutar de uma reconfortante paisagem sobre o rio Tejo, o Castelo de Almourol e as encostas da margem oposta, a sul e a nascente. A obra pretende requalificar um edifício histórico da freguesia, prestando um novo serviço à população local através do Centro de convívio, e gerar mais-valias económicas criando condições para aumentar a capacidade de alojamento de turistas na região e de atractividade para a o território. O Albergue de Juventude terá capacidade para 30 camas. A intervenção representa um investimento total de cerca de 196.100 euros, tendo uma comparticipação de fundos comunitários em cerca de 80.800 euros através do PRODER / Melhoria da Qualidade de Vida, do Sub Programa 3 da ADIRN - Acção / Subacção: Conservação e Valorização do Património Rural. Loja Social na Moita do Norte Na antiga escola primária n.º 2 de Moita do Norte funciona a Loja Social do concelho, com as valências Loja de Roupa e acessórios, Balneário Social, Lavandaria Social, Banco Alimentar, Banco de Livros e Horta Social. Este equipamento encontra-se aberto à comunidade três dias por semana: terçasfeiras das 10h00 às 17h30, quintas-feiras das 14h00 às 17h00 e às sextas-feiras, das 10h00 às 13h00, na Rua da Escola Nova. O balneário pode ser usado por qualquer munícipe que se encontre privado de promover a sua higiene diária na sua habitação ou se encontre na situação de sem abrigo. Ao nível de apoio alimentar, encontram-se a beneficiar deste apoio 58 agregados familiares. A Horta Social, cujas inscrições para exploração se encontram abertas, é actualmente explorada por 7 famílias.

BarquinhaViva31

15


t u r i sm o

uviais Passeios 5fl67 8 962 62

iadas Visitas g1u73 7 915 08

16


Castelo de Almourol reabre ao público O Castelo de Almourol reabriu ao público no dia 4 de julho, após a conclusão das obras de intervenção na torre de menagem e beneficiação das muralhas e interiores. Permanecerá encerrada aos visitantes, abrindo ainda este mês, a torre de menagem, para conclusão dos trabalhos do sistema de iluminação. Para o visitar, poderá fazê-lo de terça a domingo numa travessia em embarcação típica junto ao castelo, ou fazer um passeio fluvial entre Tancos e a ilha de Almourol, com paragem para visita ao monumento (marcações pelo tel. 962 625 678). O Posto de Turismo de Vila Nova da Barquinha disponibiliza também visitas guiadas ao monumento nacional (marcações pelo tel. 915 081 737). A intervenção, que teve a duração de oito meses, é resultado de uma candidatura ao QREN (com comparticipação de 85%), efectuada pela Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, que suportará o valor remanescente não co-financiado. O valor total do investimento é de cerca de 500 mil euros. Para assinalar a reabertura, a zona envolvente ao Castelo de Almourol é mais uma vez cenário da peça de teatro “Viriato”, nos dias 5, 12 e 19 de julho, às 19h19min. O espectáculo do Grupo de Teatro “Fatias de Cá” está em cena desde 1999, em Vila Nova da Barquinha. O palco não pode ser mais monumental, com monumento nacional e o rio Tejo como pano de fundo. A peça é baseada no livro “A voz dos deuses” e narra as nossas origens como povo. Participam dezenas de atores e figurantes e inclui a entrada em cena de grupos de cavaleiros a galope. O público é convidado de honra no banquete do casamento do Viriato. Um banquete à imagem dos da época dos romanos, com carne assada pão, vinho e fruta da época, tudo servido pelos mesmos atores e participantes. BarquinhaViva31

17


t u r i sm o

Almourol eleito Estrela do Médio Tejo O Castelo de Almourol, finalista da Eleição das 7 Maravilhas de Portugal em 2007, foi eleito “Estrela do Médio Tejo”, na categoria de Património Histórico Edificado, numa iniciativa da Nersant. O monumento nacional arrecadou mais uma distinção, afirmando-se cada vez mais como um ícone da região. O anúncio foi feito no dia 29 de novembro de 2013, após o final do Encontro Internacional de Turismo “Viver O Tejo”, no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha. A iniciativa da NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, organizada com o objectivo de distinguir as maravilhas que existem nos vários concelhos e tornar a região mais visível em termos turísticos, elegeu também Estrelas nos concelhos de Mação e Constância. O arroz de lampreia, iguaria de tradição secular no concelho de Vila Nova da Barquinha, venceu na categoria de gastronomia (prato principal). Foto: Welcome to

Bar do Castelo apresenta nova decoração

Tenda Templária no interior do monumento

O Bar do Castelo, situado junto ao Castelo de Almourol em Vila Nova da Barquinha, foi alvo de uma remodelação nos últimos meses, depois de um incêndio no ano passado ter degradado grande parte do bar. O estabelecimento, que reabriu no dia 10 de Junho e que contou com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, tem tido para já uma boa aceitação por parte dos visitantes.

Numa parceria entre a Welcome to, a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha e Junta de Freguesia de Tancos, está a funcionar no interior do Castelo de Almourol um novo projecto intitulado “Tenda Templária”. Com o objectivo de preencher algumas lacunas identificadas no serviço turístico apresentado no Castelo de Almourol, está disponível no interior do monumento uma tenda enquadrada no meio onde se encontra. A Tenda Templária disponibiliza-se como local de venda de souvenirs e recordações relativas à “Estrela do Médio Tejo”, posto de informações relativas aos interesses turísticos tanto do Castelo de Almourol como do concelho de Vila Nova da Barquinha e da presença física de um Templário (colaborador) que pretende transmitir alguma vivacidade a experiência de visita do monumento nacional. A Tenda Templária está aberta aos turistas durante o fim-desemana (incluindo sexta-feira) durante o horário praticado para visitas ao Castelo de Almourol. Esta é a primeira de várias iniciativas previstas com o objectivo de melhorar a experiência turística e aumentar o seu número de visitantes do Monumento Nacional – Castelo de Almourol.

18

BarquinhaViva31


Investimento no turismo

Concelho triplica camas turísticas No total são cerca de 1,5 milhões de euros de investimento na área do turismo, actualmente em curso no concelho de Vila Nova da Barquinha. Cinco novos projectos privados de turismo rural somar ao Albergue da Juventude de Tancos vão oferecer mais 77 camas para alojamento no concelho, ainda este ano. Os investimentos públicos recentes, como o caso do Parque de Escultura Contemporânea e a renovação do Castelo de Almourol são factores de atractividade fundamentais na área do turismo, atraindo além dos muitos visitantes, os investidores. Os projectos em curso resultam na sua maioria da reconversão de prédios degradados, factor decisivo para os empreendedores na obtenção de benefícios do investimento em zona de regeneração urbana, como as isenções em termos fiscais, em licenciamentos e impostos, e o acesso aos fundos comunitários. Os projectos turísticos em construção são a Casa de Turismo de Habitação “Quinta do Caneiro”, em Limeiras, freguesia de Praia do Ribatejo, Casa de Campo “Barquinha Nature House” e Casa de Campo “Art Inn Barquinha”, na sede de concelho, três projectos que perfazem um investimento global na ordem dos 900 mil euros, comparticipados por fundos comunitários, e que vão disponibilizar uma oferta conjunta de 36 camas. A estes projectos soma-se a unidade de alojamento local “Sonetos do Tejo”, em Vila Nova da Barquinha, com um investimento na ordem dos 275 mil euros e disponibilização de cinco camas, e a “Actividades Rurais Turísticas e Pedagógicas”, em Tancos, que vai ter uma capacidade de oferta de cinco camas e implica um investimento de cerca de 145 mil euros. O Albergue da Juventude de Tancos resultará da recuperação da antiga escola primária e representa um investimento municipal de cerca de 185 mil euros. Terá uma capacidade de acolhimento de 31 pessoas, sobretudo vocacionada para os jovens. Actualmente a oferta é de 31 camas turísticas no concelho.

BarquinhaViva31

19


t u r i sm o

Parque de escultura tem site em Inglês Lançado online em Junho de 2012, o site oficial do Parque de Escultura Contemporânea Almourol tem agora uma versão em Inglês. A língua mais falada no mundo irá permitir a divulgação deste equipamento único em Portugal de forma mais universal e alcançar novos públicos. Uma iniciativa da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha. Visit Almourol Park for Contemporary Sculpture at www.barquinhaearte.pt/ en!

Reportagem RTP regista obras no Almourol Uma equipa de reportagem do programa “Portugal em Direto” da RTP esteve no Castelo de Almourol, no dia 29 de janeiro, para registar as obras de recuperação do monumento nacional. Fernando Freire (Presidente da Câmara), João Fiandeiro (Técnico de Turismo) e Carlos Santos (Director da Obra) foram os convidados da jornalista Filipa Costa. A reportagem foi transmitida no dia 24 de Fevereiro na RTP1. 20

BarquinhaViva31


Vila Nova da Barquinha presente na BTL O Município de Vila Nova da Barquinha marcou presença na edição 2014 da BTL, que decorreu entre 12 e 16 de março na FIL, Lisboa. O concelho de Vila Nova da Barquinha esteve representado no stand do Turismo do Centro, através da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT), com o Castelo de Almourol em destaque nos elementos decorativos do espaço.

Barquinha vai ter sinalética do Caminho de Santiago Foi assinado no dia 20 de fevereiro de 2014, em Tomar, um protocolo de parceria entre a Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal, que esteve representada por Pedro Machado, e a Associação de Peregrinos Via Lusitana, por José Luís Sanchez, no âmbito do Projeto de Sinalética e Promoção do Caminho de Santiago. A sessão contou com a presença de Fernando Freire, Presidente da Câmara de Vila Nova da Barquinha, Anabela Freitas, Presidente da Câmara Municipal de Tomar, e de Paulo Neves, Vereador da Câmara de Ferreira do Zêzere, os três concelhos abrangidos pelo protocolo. O documento tem como principal objetivo proceder ao levantamento das necessidades de sinalética do Caminho Português de Santiago que atravessa o Centro de Portugal, nestes três municípios da região do Médio Tejo. O projeto de sinalética segue as normas do Conselho da Europa para o Itinerário Cultural Europeu - Caminho de Santiago, facilitando a sua interpretação pelos peregrinos das mais diversas nacionalidades. Este acordo de parceria vem dar continuidade ao projeto desenvolvido pelo Turismo do Centro de Portugal de qualificar e marcar o troço do Caminho Português de Santiago na região Centro, colocando Vila Nova da Barquinha agora nessa rota. BarquinhaViva31

21


obras Novo Equipamento lúdico no Jardim de infância da Barquinha No início de 2014 foi colocado um novo equipamento lúdico no Jardim-de-infância de Vila Nova da Barquinha, a funcionar nas instalações da antiga Escola Primária. Trata-se de um investimento fruto da parceria entre a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal, com o objectivo de proporcionar momentos de alegria e bem-estar às crianças daquele estabelecimento escolar, na hora do recreio.

Pavilhão desportivo em construção

Jardim da Nora renovado em Moita do Norte

Estão em curso as obras de construção do novo Pavilhão Desportivo de Vila Nova da Barquinha. A Empreitada de Remodelação da Escola D. Maria II – Pavilhão Desportivo surgiu na sequência da requalificação daquele estabelecimento escolar, cujo espaço para a prática de actividade física apresenta sinais de avançada degradação, colocando em causa a segurança dos praticantes. Os trabalhos de construção, que se iniciaram em Novembro de 2013, na zona Oeste adjacente ao complexo escolar D. Maria II, na rua com o mesmo nome, estão a decorrer a bom ritmo, prevendo-se a sua conclusão para Fevereiro de 2015. Esta intervenção representa um investimento de 1.273.020 euros, sendo comparticipada em 85% do valor elegível pelo QREN, no âmbito do Programa Operacional Regional do Centro (Mais Centro), e da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER). O novo Pavilhão Desportivo poderá também ser utilizado pela comunidade.

Em Abril de 2014 foi concluída a empreitada de construção de muro de suporte de terras na Rua de Tanquinhos, Tancos. Tratou-se de uma obra de sustentação de parte da faixa de rodagem daquela via, sendo que foi consignada no dia 18-03-2014 e concluída em 14-04-2014.

Está em marcha a remodelação do Jardim da Nora, junto ao Jardim-de-infância de Moita do Norte. Esta intervenção da responsabilidade a Junta de Freguesia com o apoio da Câmara Municipal, pretende renovar aquele espaço, criando uma nova área de lazer para a população. Trata-se de uma obra por administração directa. Melhoramentos na Rua de Tanquinhos

Casas Moinho de Vento ganham forma Com o apoio da Câmara Municipal, está em construção em Moita do Norte as “Casas Moinho de Vento – Lar Residencial e Residência Autónoma” para cidadãos portadores de Paralisia Cerebral e doenças neurológicas afins, promovido pelo Sub - Núcleo de Vila Nova da Barquinha da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral - Núcleo Regional do Sul. Comparticipada pelo Programa PARES, a obra deverá estar concluída até ao final de 2014. Ampliação do Lar de Idosos de Vila Nova da Barquinha em curso Empreitada cujo dono de obra é a Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova da Barquinha, com fiscalização e acompanhamento pelos técnicos do município.

22

BarquinhaViva31


BarquinhaViva31

23


d e s p o r t o / l aze r

24

BarquinhaViva31


Inscrições abertas para as escolas de futebol e de natação Pratique desporto e mantenha-se saudável. Estão abertas as pré-inscrições para a Escola Municipal de Natação, a funcionar no Centro Municipal de Actividade Física AQUAGYM. Além da natação, estão disponíveis modalidades como Hidroginástica e Fisioterapia em meio aquático. O complexo dispõe também de um moderno ginásio e SPA, com jacuzzi, sauna e banho turco. Em 2014, cerca de 800 praticantes mantiveram-se activos no Aquagym. Junte-se a nós! Dirija-se ao Centro Municipal de Actividade Física AQUAGYM, em Moita do Norte (tel. 249719067) e faça a sua pré-inscrição. Também a Escola Municipal de Futebol (EMF) de Vila Nova da Barquinha têm pré-inscrições abertas para o ano lectivo 2014/2015, que se inicia no próximo mês de Setembro. A EMF destinase a crianças dos 5 aos 14 anos de ambos os sexos, e funciona nas instalações do Parque Desportivo Municipal de Atalaia. As aulas são orientadas por Professores Licenciados em Educação Física e Desporto, com especialidade em ensino/treino de futebol. No último ano lectivo 80 pequenos futebolistas frequentaram a escola. Além das aulas que se realizam à 4.ª feira e Sábado, a EMF oferece outras actividades aos alunos, entre as quais torneios, visitas, férias desportivas, e actividades complementares para adultos. Faça a pré-inscrição no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha (tel. 249720358).

BarquinhaViva31

25


d e s p o r t o / l aze r Foto: ADIRN

Parque Ribeirinho recebe Kayak Festival O Parque Ribeirinho de Vila Nova da Barquinha vai acolher no dia 26 de Julho de 2014 o Kayak Festival, evento organizado pela Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte (ADIRN) com o apoio do Município de Vila Nova da Barquinha. O Kayak Festival conta com diversas actividades como exposições, vendas de kayaks e material de canoagem, espaço chill out e massagens, workshops, picnics, canoagem nocturna, enokayak, ecokayak, águas bravas, entre outros. O evento terá um custo de 10€ por actividade ou 25€ com tudo incluído, sendo que as inscrições estão abertas até dia 21 de Julho através do e-mail qta@adirn.pt ou do número 249310040.

A mexer na Terra de Sorrisos O Barquinha Parque tem recebido desde o dia 8 de junho o evento “A mexer na Terra de Sorrisos” que se realiza de duas em duas semanas ao domingo e que tem final marcado para setembro. A primeira atividade teve o nome de “Conversas Mexidas” e realizou-se a 8 de junho tendo como convidada a Enfermeira Cláudia Mourão, da Unidade de Cuidados da Comunidade do Almourol (UCC). A 22 de junho foi a vez de receber a Professora Tânia Lopes que trouxe ao Parque Ribeirinho a atividade “A Mexer com Kizomba, Salsa, Merengue e Bachata”. A última atividade relacionada com o evento “A mexer na Terra de Sorrisos” realizou-se no passado dia 6 de julho e teve como tema principal “A Mexer com Danças de Salão”. “A Mexer com Zumba” é actividade que se segue, no dia 20 de julho às 17 horas e que vai contar com a presença de Joana Duarte e Olga Nunes. Em breve será divulgado o calendário com as próximas actividades, previstas para o mês de Setembro.

Município anima parque no Verão Para animar o período estival, o Município de Vila Nova da Barquinha proporciona aos visitantes do Barquinha Parque, aos fins-de-semana, durante os meses de Verão, um leque variado de actividades gratuitas, dirigidas a todas a idades. Insufláveis, actividades desportivas como Zumba Fitness, Body & Mind e Spinning Bike, entre outras, fazem parte do programa, a decorrer até ao próximo dia 28 de Setembro. Para os mais pequenos os insufláveis estarão disponíveis no Parque Ribeirinho nos dias 20 de julho, 10 e 14 de agosto e 7 e 21 de Setembro entre as 16 as 22 horas. No que diz respeito ao Zumba Fitness, que nos dias de hoje é praticado por mais de 14 milhões de pessoas e que junta ao treino aeróbio o fortalecimento corporal, estará disponível todos os sábados entre as 18 e as 19 horas até ao dia 27 de Setembro. Já o Body & Mind, que junta as vantagens do Yoga, Tai Chi e Pilates, poderá ser praticado entre as 11 e as 12 horas, todos os domingos até dia 28 de Setembro. Por fim o Spinning Bike, conhecido por “detonador de calorias” e que tem como principais benefícios o fortalecimento dos músculos, a queima de gorduras e o aumento da resistência cardiovascular e respiratória, estará disponível todos os sábados entre as 17 e as 18 horas até dia 27 de setembro. 26

BarquinhaViva31


BarquinhaViva31

27


cultura

28.ª Fe ira do Tejo

Concelho em festa oferece um rio de actividades para toda a família As centenárias e populares festas de Santo António que se transformaram na Feira do Tejo, são uma das marcas de Vila Nova da Barquinha. Por altura do 13 de junho, milhares de pessoas rumam ao Barquinha Parque para assistir ao maior evento anual do concelho de Vila Nova da Barquinha, as Festas do Concelho. Por entre tasquinhas, artesanato, farturas e manjericos, milhares de munícipes e visitantes deram as boas vindas ao calor neste jardim à beira Tejo plantado. Entre 12 e 15 de junho Vila Nova da Barquinha não parou! Os 7 hectares do parque ribeirinho da vila, onde habitam as 11 esculturas do Parque de Escultura Contemporânea Almourol, acolheram actividades para toda a família. Denis, vencedor do programa da RTP “The Voice Portugal” 2011, foi uma das atracções musicais. Ricardo Oliveira, cantor natural do Entroncamento que também participou no programa da RTP, cantou e encantou. Um dos grandes momentos foi protagonizado pela Orquestra Ligeira do Exército, que encerrou as festas com chave de ouro. O espectáculo sincronizado com pirotecnia fez mais uma vez as delícias do público. Durante 4 dias, dezenas de expositores mostraram os seus produtos na 28.ª edição da Feira do Tejo, onde não faltou a animação de rua a cargo do grupo Peña Kalimotxo. Destaque também para o voo suspenso em Balão de Ar Quente, a registar grande afluência para uma experiência ímpar nos eventos da região. A diversidade é a palavra de ordem nesta festa que une o tradicional com o contemporâneo, com Marchas Populares, Folclore, exposições de artes plásticas e visitas guiadas ao parque de escultura no programa. O teatro de qualidade também marcou presença neste evento, com as peças “A Tempestade” e “Comédia da Marmita”, levadas à cena pelo grupo “Fatias de Cá”. A tenda com os DJ´s residentes da discoteca “Casa do Guarda” assegurou a animação pela noite dentro. Os custos da edição 2014 sofreram uma redução de cerca de 50% relativamente ao ano anterior, como resultado da política de contenção e rigor na gestão orçamental do Município de Vila Nova da Barquinha.

28

BarquinhaViva31


BarquinhaViva31

29


cultura

Uma festa feita de sorrisos

30

BarquinhaViva31


BarquinhaViva31

31


cultura

Mostras gastronómicas atingem a maioridade

Mês do Sável e da Lampreia assinala 20 anos O peixe do rio, uma das marcas do concelho, voltou a animar a gastronomia em Vila Nova da Barquinha pelo 20.º ano consecutivo. O Município e os restaurantes do concelho uniram-se para promover mais uma edição da cada vez mais prestigiada mostra gastronómica “Mês do Sável e da Lampreia”, entre 8 de fevereiro e 20 de abril, uma iniciativa anual que tem como principal objectivo promover a cozinha típica e tradicional. Iguarias como Açorda de Sável e Arroz de Lampreia, entre outras receitas tradicionais e seculares, foram servidas à mesa dos 7 restaurantes aderentes, chamando ao concelho comensais de todo o país. Aderiram a esta iniciativa os restaurantes Almourol (Tancos), A Carroça (Limeiras), Chico (Praia do Ribatejo), Ribeirinho (Barquinha), Soltejo (Barquinha), Stop (Atalaia) e Tasquinha da Adélia (Barquinha). 32

BarquinhaViva31

XIII Prova do Azeite Pelo 13º ano consecutivo, o Município de Vila Nova da Barquinha em parceria com nove restaurantes, promoveu mais uma edição da mostra gastronómica “Prova do Azeite”. O evento decorreu de 9 de Novembro a 8 de Dezembro de 2013 à mesa dos restaurantes do concelho aderentes, que durante 1 mês serviram iguarias confeccionadas com azeite. A iniciativa do Município tem como objectivo a divulgação do azeite, produto com larga tradição de produção e comercialização no concelho, em tempos um imenso e generoso olival que fornecia matéria-prima para alimentar a laboração de cerca de duas dezenas de lagares. Para preservar a memória deste costume, nada como dar uso ao azeite, à nossa mesa. Esta edição contou com a participação os restaurantes Almourol (Tancos), A Carroça (Limeiras), O Chico (Praia do Ribatejo), Palmeira (V. N. Barquinha), Ribeirinho (V. N. Barquinha), Soltejo (V. N. Barquinha), Stop (Atalaia), Tasquinha da Adélia (V. N. Barquinha) e Trindade (Moita do Norte).


Barquinha acolhe Mercados Ribeirinhos em Setembro Vila Nova da Barquinha acolhe pelo segundo ano consecutivo a iniciativa “Mercados Ribeirinhos”, nos próximos dias 12, 13 e 14 de Setembro, no Barquinha Parque. Tasquinhas, mercados de produtos locais, artesanato e muita animação compõem este certame, integrado no ciclo de festivais, da organização da TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior e dos Municípios de Vila Nova da Barquinha, Abrantes e Constância, nos locais dos antigos portos do Tejo. Estes festivais surgem no âmbito da estratégia de eficiência colectiva PROVERE - Mercados doTejo - Rede para o Desenvolvimento Sustentável da Bacia do Tejo” e do Projecto de Cooperação Transnacional Tejo Vivo. E são co-financiados pelo Programa Operacional Regional do Centro - Mais Centro, do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN) e pela Abordagem LEADER, do Programa de Desenvolvimento Rural (ProDeR). Para mais informação e inscrições nas actividades consultar o sito na Internet da TAGUSemwww.tagus-ri.pt

Tancos promove 1.ª festa do peixe do rio Fataça frita e assada na brasa, caldeirada de peixe do rio, ensopado de fataça e barbo, alburnos e enguias fritas, ou sopa de peixe do rio foram alguns dos pratos que os inúmeros visitantes puderam saborear durante a primeira festa do peixe do rio, que se realizou no Cais d’El Rei em Tancos, concelho da Barquinha, nos dias 5 e 6 de julho. A ementa desta primeira mostra gastronómica, organizada pela Comissão de Festas de Tancos, teve enorme sucesso pelo que, segundo a organização, é evento a repetir para o próximo ano. Além das iguarias servidas à mesa, foi montado um palco junto ao rio Tejo com animação musical a cargo de João Grilo.

Foto: TAGUS

BarquinhaViva31

33


cultura

“Bustos e cabeças” de Rui Sanches na Galeria do Parque Desenhos e esculturas de Rui Sanches, um dos mais importantes escultores e desenhadores revelados nos anos 80 do século passado, estiveram patentes ao público na Galeria do Parque, em Vila Nova da Barquinha, entre 8 de Fevereiro e 25 de maio de 2014, numa exposição intitulada “Bustos e cabeças”. Com comissariado de João Pinharanda, esta exposição mantém a continuidade de colaboração da Fundação EDP com o Município de Vila Nova da Barquinha na programação da Galeria do Parque. A selecção de peças desta exposição isola um tema recorrente na obra de Rui Sanches. (...) “O tema dos Bustos e Cabeças recorre a uma vasta tradição histórica, ancorada na Antiguidade Clássica e nunca abandonada nos tempos criativos posteriores.” “Como tema cultural, os bustos e as cabeças resultam do generalizado interesse pela representação humana (...) ou pela humanização da representação divina (...). “Rui Sanches refere esta longa tradição. Porém, de modo algum podemos falar de retrato na sua obra”. (...) “Negando todo o realismo ou naturalismo e todo o idealismo o trabalho de Rui Sanches garante-se numa dimensão abstractizante, estrutural e formal.” “No caso das esculturas apresentadas, uma única resulta de encomenda com vocação celebrativa, introduzindo assim uma dimensão simbólica que se nega nas restantes peças. Em 2010, centenário da implantação da República portuguesa, Rui Sanches criou uma nova representação dessa figura simbólica da retórica revolucionária republicana. (...) Todas as outras peças apresentadas podem ter sido vistas como anti-monumentos. Pensadas ou não como maquetas de peças maiores, a todas cabe questionar, desde seu interior, a pertinência da vocação comemorativa e celebrativa da escultura, as possibilidades actuais da representação figurativa, as suas modalidades de relação com a abstracção.” (...)

Escola Ciência Viva acolhe “Território comum - Imagens do Inquérito à Arquitectura Regional Portuguesa, 1955-1957” A Escola Ciência Viva de Vila Nova da Barquinha acolheu, entre 8 de fevereiro e 25 de maio de 2014 a exposição de fotografia “Território comum - Imagens do Inquérito à Arquitectura Regional Portuguesa, 1955-1957”. Esta é a primeira mostra da colecção que reúne 100 revelações do espólio da Ordem dos Arquitectos, cujo levantamento fotográfico foi coordenado por Francisco Keil do Amaral, dando origem em 1961 à publicação “Arquitectura Popular em Portugal”. Trata-se mais uma iniciativa resultante da parceria do Município de Vila Nova da Barquinha com a

34

BarquinhaViva31


Fundação EDP, no âmbito do Parque de Escultura Contemporânea Almourol. Entre 1955 e 1957 o então Sindicato Nacional dos Arquitectos levou a cabo um levantamento denominado “Inquérito à Arquitetura Regional Portuguesa”. Sob a coordenação do arquitecto Francisco Keil do Amaral 18 arquitectos realizaram cerca de dez mil fotografias. Contudo, apenas uma pequena parcela foi reproduzida na já célebre publicação A Arquitectura Popular em Portugal, de 1961, uma obra fundamental na sedimentação de um certo imaginário do território português. Em 2011, a Ordem dos Arquitectos (OA) assinalou os 50 anos da primeira edição através duma iniciativa, que possibilitou uma maior e melhor divulgação desta sua coleção. Foram classificadas, tratadas e digitalizadas as imagens pertencentes ao espólio original e colocadas on-line (www.oapix.org.pt), dando visibilidade pública a muitas fotografias que nunca foram incluídas nas quatro edições do livro. Sem as limitações conceptuais e funcionais que orientaram a organização do livro “A Arquitectura Popular em Portugal”, esta exposição que resulta de uma parceria da Fundação EDP com a OA, composta por uma selecção de 100 novas impressões fotográficas, propõe uma nova e mais abrangente incursão por esse imenso e extraordinário espólio fotográfico.

Alunos do IPT expõem “Trabalho de Campo” A Galeria do Parque em Vila Nova da Barquinha tem patente ao público até ao próximo dia 31 de agosto de 2014 a exposição “Trabalho de Campo”. Trata-se da mostra anual dos alunos finalistas da Licenciatura em Artes Plásticas - Pintura e Intermédia 2013/2014 do Instituto Politécnico de Tomar, que este ano apresentam trabalhos de Baltasar Moreira, Petra Carreira e Hélder Sampaio. Cumprindo um hábito que já se prolonga há vários anos, os alunos têm novamente a oportunidade de mostrar as suas propostas artísticas na Galeria Municipal da Barquinha, hoje parte integrante do projecto Parque de Escultura Contemporânea Almourol. Esta colaboração próxima, mais de que se estender, fortalece-se com a afirmação do protocolo estabelecido entre o município, o seu parceiro Fundação EDP e o Instituto Politécnico de Tomar, no âmbito do Centro de Estudos de Arte Contemporânea de Vila Nova da Barquinha, que confirma, através de várias acções conjuntas a sua vontade de interagir com a sociedade e a cultura local. Nesta exposição coabitam obras em meios de expressão tradicionais como a escultura, bem como demonstrações singulares de instalação e pintura em formatos que comprovam a condição híbrida das práticas artísticas actuais. A exposição pode ser visitada gratuitamente de quarta a sexta-feira das 11h às 13h e das 14h às 18h, e ao fim-de-semana, das 14h às 19h.

BarquinhaViva31

35


cultura

Conversas Arte & Imagem

Especialistas nacionais debatem arte em Vila Nova da Barquinha Alguns dos mais prestigiados escultores, pintores, artistas plásticos, professores e historiadores nacionais de arte contemporânea passaram por Vila Nova da Barquinha no sábado, dia 29 de março, para participar na 1.ª edição das “Conversas Arte & Imagem”. O Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha foi o palco escolhido para o evento que daqui em diante será realizado anualmente, no âmbito das actividades do Centro de Estudos de Arte Contemporânea de Vila Nova da Barquinha, projecto conjunto do Município, Instituto Politécnico de Tomar e Fundação EDP, no contexto do Parque de Escultura Contemporânea Almourol. A iniciativa reuniu cerca de 200 pessoas entre estudantes, artistas locais e público em geral numa conversa em torno das artes. Fernando Freire, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, e João Seguro, Professor do IPT, deram o mote para o debate. Participaram nas “Conversas Arte & Imagem” Rui Sanches, escultor com exposição de desenho e escultura “Bustos e Cabeças” a decorrer actualmente na Galeria do Parque, Ângela Ferreira, artista responsável pela escultura “Rega” da exposição permanente do Parque de Escultura Contemporânea Almourol (PECA) e João Pinharanda, historiador de arte da Fundação EDP e comissário do PECA. A estes nomes já associados a Vila Nova da Barquinha juntaram-se também os pintores João Queirós, Manuel Botelho e Gabriela Vaz-Pinheiro. O evento terminou com uma visita à exposição de Rui Sanches “Bustos e Cabeças”, então patente na Galeria do Parque, seguida de uma visita ao Parque de Escultura Contemporânea Almourol. Barquinha é arte!

36

BarquinhaViva31


Alojamento temporário de artistas concluído A criatividade vai ter um lar em Vila Nova da Barquinha. Inserido no projecto “Mercado das Artes”, está concluído em Vila Nova da Barquinha, na Rua da Barca, junto ao Centro de Estudos de Arte Contemporânea, o novo Alojamento Temporário para Artistas. Este equipamento irá permitir o alojamento de autores na área da escultura, pintura, fotografia, escrita, artes plásticas, música e cinema que estejam a desenvolver o seu trabalho criativo em Vila Nova da Barquinha, numa ligação ao Parque de Escultura Contemporânea Almourol (PECA) e com a parceria técnica da Fundação EDP na sua gestão, em termos artísticos. Prevê-se que estes criadores participem também em iniciativas no âmbito do PECA, como Workshops, exposições e palestras. A obra resulta da recuperação de um edifício degradado, propriedade do Município, cujos custos da sua transformação representam um investimento de 177 mil euros, sendo comparticipados em 85% do valor elegível pelo QREN, no âmbito do Programa Operacional Regional do Centro (Mais Centro), e da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

BarquinhaViva31

37


cultura

Tertúlias artísticas no CEAC

Investigação de António Roldão em livro

Como complemento aos ateliers artísticos promovidos ao longo do ano lectivo 2013/2014, o Centro de Estudos de Arte Contemporânea de Vila Nova da Barquinha iniciou no final de 2013 a realização de diversas tertúlias com personalidades de diversos géneros artísticos. Nomes como António Luis Roldão, Josué Domingos, Tina Jofre, Carlos Carvalheiro, Pedro Correia, Emílio Miranda ou Rafael Domingos passaram pela sala estúdio do CEAC no âmbito da iniciativa “Palavras Soltas”, conversas conduzidas por Carlos Vicente. No campo da fotografia, nomes como Ricardo Baltazar e Alexandre de Magalhães tiveram oportunidade de mostrar o seu trabalho aos alunos dos ateliers e ao público em geral, durante as “Tertúlias fotográficas”. O pintor Carlos Flor Dias foi o artista convidado para uma “Tertúlia Pictórica” que se realizou em Fevereiro de 2014. A última aula do ano lectivo do atelier de pintura e desenho do Centro de Estudos de Arte Contemporânea terminou com um workshop sobre “O retrato na forma clássica”, com o australiano Sam Abercromby.

No dia 13 de Junho foi apresentado o livro “Barquinha, Crónicas Históricas”, da autoria de António Luis Roldão, no Centro Cultural. Com edição do Município de Vila Nova da Barquinha, a obra reúne textos do autor sobre a história do concelho publicados ao longo dos últimos anos no jornal Novo Almourol. Com prefácio de Fernando Freire, Presidente da Câmara Municipal, design e fotografia de Pérsio Basso do Gabinete de Informação e Relações Públicas do Município, a publicação pode ser adquirida no Posto de Turismo de Vila Nova da Barquinha.

38

BarquinhaViva31

Centro Náutico acolhe feira O Município de Vila Nova da Barquinha promoveu mais uma edição da Feira de Época, nos dias 24 e 25 de maio, no Centro Náutico de Vila Nova da Barquinha. Neste certame a venda de produtos da terra, fruta da época, artesanato, gastronomia, chás, licores, mel e doçaria atraíram muitos visitantes, num espaço paredes meias com o Barquinha Parque. A iniciativa tem como principal objectivo promover os produtos regionais do concelho de Vila Nova da Barquinha. Na animação, destaca-se a realização de mais um Encontro de Música Popular, com a participação dos grupos Douro Encanto de Gondomar, Amantes do Alentejo de Alvalade do Sado e o Grupo Barquinha Saudosa. Nesta edição, para além da habitual noite de fado vadio, houve lugar para um encontro de concertinas.


BarquinhaViva31

39


cultura 40.º Aniversário do 25 de abril

Capitão de Abril e antigo prisioneiro político participam nas comemorações O Coronel Carlos de Matos Gomes, Capitão de Abril e escritor português de pseudónimo Carlos Vale Ferraz, natural de Vila Nova da Barquinha, e o economista e antigo prisioneiro político Sérgio Ribeiro participaram nas comemorações do 40.º Aniversário do 25 de Abril em Vila Nova da Barquinha, que decorreram entre 22 e 27 de abril. Pela primeira vez, o Município apostou numa descentralização das actividades comemorativas, com acções distribuídas por todas as freguesias do concelho, todas com entrada livre. Exposições, palestras, concertos e actividades desportivas assinalaram a data durante 6 dias de comemorações. No dia 25, cumpriu-se a cerimónia do Hastear da Bandeira no edifício dos Paços do Concelho, seguido de Concerto pela Banda de Música dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha. O programa que assinalou os 40 anos da revolução dos cravos resultou de uma parceria entre a Câmara Municipal e várias entidades Agrupamento de Escolas de Vila Nova da Barquinha, Centro Integrado de Educação em Ciências, Associação de Pais e Encarregados de Educação do Centro Escolar de Vila Nova da Barquinha, Associação de Pais da Praia do Ribatejo, Associação de Pais da Escola EB 2,3 + S D. Maria II, Grupo Folclórico “Os Pescadores de Tancos”, Clupedesta e Associação de Estudantes da Escola D. Maria II.

40

BarquinhaViva31


BarquinhaViva31

41


cultura Quatro anos de palestras

Sábado às cinco com... O ciclo de palestras “Sábado às cinco com...”, que teve início em Setembro de 2010, vai continuar a realizar-se no primeiro sábado de cada mês no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha num evento que contou nos últimos meses com diversos convidados e temas sobre o património. Em Novembro a convidada foi Cláudia Cunha, graduada em Letras e Artes pela Universidade Estadual de Feira de Santana em Bahia (Brasil), numa palestra que teve como tema “ Histórias de Índios – sinais da vida e da morte pintados na Pré-história da Bahia antes de Cabral”. As convidadas de Dezembro foram Ana Cruz, Ana Graça e Rita Anastácio que nos apresentaram o tema “Uma visão arqueológica de José da Silva Gomes”, onde relembraram a visão do Professor José da Silva Gomes, um dos grandes impulsionadores da arqueologia na região do Médio Tejo, que faleceu em 2012. Em Fevereiro o tema do ciclo de palestras envolveu também o professor José da Silva Gomes e teve o nome “O Professor Gomes e a Lousã”. Foi apresentado por Filipe Paiva, mestre em Arqueologia Pré-Histórica e Arte Rupestre, que trabalhou em inúmeras escavações com o professor, entre as quais em Vila Nova da Barquinha. Joana Carrondo, licenciada em História variante arqueologia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, foi a convidada de Março e trouxe o tema “Da prospeção ao estudo dos materiais – Contributos para o estudo da Pré-história do Alto Ribatejo”. “Vila de Rei – um vasto leque patrimonial” foi o tema do mês de Abril e foi apresentado por Ana Rita Ferreira, Licenciada em Conservação e Restauro, Ramo em Arqueologia da Paisagem 2004, pelo Instituto Politécnico de Tomar. No mês de Maio o tema do ciclo de palestras foi “O que é a Arqueoastronomia?” e foi apresentado por Fernando Coimbra, Doutorado em Pré-História e Arqueologia pela Universidade de Salamanca, que veio falar um pouco deste estudo da astronomia praticada pelos povos da pré-história. “Vila Nova da Barquinha - As raízes entre um SIG e um Inventário” foi o tema do mês de Junho e foi apresentado por Artur Duarte, Licenciado em Conservação e Restauro - Variante arqueologia da paisagem pelo Instituto Politécnico de Tomar. A 5 de julho o Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha recebeu Sara Cura, Técnica Superior na Câmara Municipal de Mação, natural de Vila Nova da Barquinha. Licenciada em História e Arqueologia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa trouxe como tema “A Barquinha há 300 mil anos...”. O ciclo de palestras “Sábado as cinco com...” já conta com quatro anos de existência e é fruto da parceria do Município com a ACIAAR, o IPT e o Centro de Pré-história. 42

BarquinhaViva31


e du c a ç ã o

Município assinala Dia da Criança no Festival Kuri Kuri No âmbito das comemorações do Dia Mundial da Criança (1 de junho) a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha proporcionou gratuitamente aos alunos dos Jardins-de-infância e Escolas de 1.º Ciclo do concelho uma visita ao Festival Kuri Kuri. O Evento destinado às crianças, contemplou actividades como insufláveis, jogos, pinturas faciais, canoagem, entre outras, e decorreu entre 31 de maio e 1 de junho no Barquinha Parque. BarquinhaViva31

43


educação

Na Barquinha semeamos Ciência Com vista à promoção da botânica junto de crianças e jovens, o Jardim Botânico da Universidade de Coimbra desenvolveu os kits “Vamos Semear Ciência!”. Através da realização de atividades práticas e experimentais que podem ser desenvolvidas na companhia da família, de professores e colegas ou ainda autonomamente, as crianças poderão desenvolver as suas capacidades explorando, mexendo, sentindo, procurando, à medida que se divertem e se envolvem na descoberta e aprendizagem da botânica. O Município de Vila Nova da Barquinha, através do CIEC, distribuiu, no dia 14 de Junho, Kits de ciência, no decorrer da oficina para pais e filhos “Constrói o teu kit”. Os participantes nesta oficina tiveram a oportunidade de conhecer em primeira mão os materiais e atividades constantes no Kit “Medir”, um dos Kits Botânicos “Vamos Semear Ciência!”, e ainda rever ou aprender alguns conceitos sobre diferentes temáticas da botânica que podem ser abordados paralelamente na exploração do kit. No final, os participantes levaram o seu kit para casa para explorar muitas outras actividades. Em breve serão distribuídos os kits “Crescer” e “Coleccionar”. Esta iniciativa foi financiada no âmbito da operação “Centro Integrado de Educação em Ciências”, sendo comparticipada em 85% do valor elegível pelo QREN, no âmbito do Programa Operacional Regional do Centro (Mais Centro), e da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

44

BarquinhaViva31


BarquinhaViva31

45


educação

Oficina Magic&Mente “As experiências da Magia” As primeiras férias mágicas com ciência no CIEC realizaramse nos dias 18,19 e 20 de dezembro de 2013, com a oficina “Magic&Mente – As experiências da magia” dirigida a crianças entre os 10 e 13 anos. Os 17 aprendizes de monitores que frequentaram a oficina ficaram habilitados a apresentar muitos efeitos científicos e mágicos, tais como: “Truque da toalha de mesa”, “Mistério da água suspensa”, “Apagar sem soprar” e “A garrafa de Newton”. Ao longo da oficina exploraram fenómenos, conceitos e princípios científicos relacionados com força da gravidade, força de atrito, inércia, tensão superficial e propagação de ondas sonoras. Desenvolveram também segurança de movimentos e autoconfiança, chave para o sucesso dos pequenos mágicos. Foram três dias repletos de aprendizagens, onde as crianças tiveram a oportunidade de realizar várias experiências “mágicas”. Na sequência desta oficina, os participantes foram protagonistas do espectáculo “Magia com Ciência”, que se realizou no auditório do Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, no dia 21 de Dezembro. Com a direcção do mágico Phil Mount, nome artístico de Filipe Monteiro, um dos coordenadores das atividades “Magic&Mente” os jovens ilusionistas proporcionaram momentos de verdadeira magia. O espectáculo teve uma grande adesão por parte da comunidade proporcionando uma tarde repleta de ciência divertida e mágica.

Por trilhos de ciência & arte O CIEC, em parceria com o Centro de Estudos de Arte Contemporânea (CEAC) de Vila Nova da Barquinha, promoveu no dia 30 de Março de 2014 a primeira edição dos “Trilhos de Ciência & Arte”, um percurso de interpretação da natureza e da paisagem onde a ciência se conjuga com a arte, história e cultura. Uma paisagem, pela existência de elementos naturais e culturais específicos dum local, apresenta uma identidade própria. A actividade desenvolveu-se na zona da Encosta do Telégrafo (Atalaia), um percurso de 3 horas onde se incentivou aos sentidos de visão, tacto, audição e olfacto, promovendo o conhecimento da biodiversidade dos espaços florestais. Os participantes tiveram também a oportunidade de explorar diversas técnicas de fotografia aplicadas ao património natural e histórico. O trilho integrou uma visita guiada à Igreja Matriz da Atalaia, Monumento Nacional. O Trilho da Lampreia e das Azenhas de Tancos acolheu a segunda caminhada “Trilhos de Ciência & Arte”, no dia 29 de Junho. O percurso permitiu observar a biodiversidade que existe ao longo da Ribeira de Tancos e do Seival, cursos de água permanente, e integrou uma visita à Igreja de Nossa Senhora da Conceição/ Matriz de Tancos e Cais D’El Rei, em Tancos, considerado no séc. XVI como um importante porto fluvial do Tejo.

Férias com Ciência “Aventuras no CIEC” O Centro Integrado de Educação em Ciências (CIEC) de Vila Nova da Barquinha vai promover uma semana de Férias com Ciência, destinada a crianças dos 10 aos 13 anos. “Caça o tesouro no Castelo”, “Queres ser arqueólogo?”, “Experimenta Magic&mente!”, Vem ser Chef com Ciência!” são apenas algumas das atividades propostas na iniciativa “Aventuras no CIEC”, actividade que decorre de 21 a 25 Julho. 46

BarquinhaViva31


Jantar com Ciência: “A Ciência dos Cogumelos” No passado dia 22 de novembro realizou-se mais um jantar com ciência que contou com a presença de Marisa Azul do Centro de Ecologia Funcional - Universidade de Coimbra e Rui Apolinário, da Gumelo. Ficámos a saber mais sobre os cogumelos e a sua importância no ecossistema. Música e poesia fizeram parte do programa, em homenagem a António Gedeão, pseudónimo de Rómulo de Carvalho, professor, divulgador científico e poeta nascido a 24 de novembro de 1906. Os participantes cantaram a pedra filosofal acompanhada com a viola do músico Fernando Espanhol.

Cafés com Ciência “As Libélulas de Portugal”, de Ernestino Maravalhas e Albano Soares, é o título do livro que foi apresentado no dia 23 de novembro, no Centro Integrado de Educação em Ciências de Vila Nova da Barquinha, em mais uma edição do “Café com Ciências”. “As Libélulas de Portugal – The Dragonflies of Portugal” com texto bilingue (português/inglês) contém, mais de 600 fotos e mapa de habitats, com descrição pormenorizada de cada uma das 65 espécies de libélulas que existem em Portugal. É uma publicação científica, embora dirigida ao público em geral, onde para além da identificação das espécies aborda ainda o ciclo de vida, anatomia, habitats e conservação destes insectos da Ordem Odonata. “A ciência da compostagem - como produzir o composto” foi a temática do Café com Ciência realizado no dia 22 de Março. A iniciativa teve como objectivo sensibilizar e mobilizar as crianças, pais/encarregados de educação e comunidade em geral para a recolha selectiva de resíduos orgânicos e sua valorização orgânica. A cada participante foi entregue um compostor.

Festas de aniversário para crianças no CIEC O Centro Integrado de Educação e Ciências (CIEC), em Vila Nova da Barquinha, está a realizar desde há dois meses festas de aniversário que se destinam às crianças dos 5 aos 12 anos. Para isso o CIEC tem diversas actividades disponíveis para oferecer às crianças como: “Construção de um vaivém”, “Construção de um fóssil”, “O segredo das cores”, “Lava mágica”, “Vamos ser arqueólogos” entre outras. Existem três programas de festa disponíveis nos quais o preço varia entre os 7,50€ e os 10,50€ por criança, sendo que o CIEC oferece sempre uma visita ao Centro e uma ou duas actividades à escolha das crianças, isto para além do bolo de aniversário ou lanche, ou mesmo os dois consoante o programa escolhido. A actividade, que se realiza aos sábados, domingos e feriados, tem um número mínimo de 10 participantes e um máximo de 25, sendo que a entrada é gratuita para dois adultos responsáveis pelas crianças e será sempre oferecida por parte do CIEC uma prenda ao aniversariante. No que diz respeito às marcações para as festas, os pais deverão faze-lo pelo menos uma semana antes da data que pretendem escolher através do preenchimento de um formulário que poderão entregar no CIEC ou através do e-mail info@ciec.vnb. pt .

BarquinhaViva31

47


educação

Contos e Ciências: Barquinha de Vivências

Oficinas “Ciência nos sabores” No dia 15 de Fevereiro decorreu no CIEC a oficina “Ciência nos sabores: a arte e ciência de conservar frutos” orientada pela professora Lígia Peixeiro, contando com a coadjuvação da professora Dolores Silva e de alunos da Escola D. Maria II de Vila Nova da Barquinha. Os participantes tiveram a oportunidade de conhecer e experimentar algumas técnicas de conservação, tendo como base científica os processos físicos, químicos e biológicos inerentes. No dia 3 de maio, realizou-se mais uma edição da Oficina “Ciência nos sabores”, desta vez dedicada à “Arte, ciência e cultura do chocolate”, orientada pela professora Lígia Peixeiro, contando com a co-adjuvação de alunos da Escola D. Maria II, de Vila Nova da Barquinha. Os participantes tiveram a oportunidade de conhecer e experimentar diversas formas de confecção de trufas, tendo como base científica os processos físicos, químicos e biológicos inerentes ao processo de confecção do chocolate. Durante a actividade foram confeccionadas trufas de Chilli, trufas de cardamomo, trufas de chocolate e beterraba, trufas de chocolate branco e limão, trufas de chocolate negro com porto e sultanas, trufas de chocolate branco, cranberry e cointreau e chocolate chantilly. No final houve um momento de degustação de trufas e fondue de chocolate com morangos, provando-se assim que a ciência é deliciosa e que faz parte do nosso dia-a-dia. As oficinas decorreram no âmbito do projecto “Abrir horizontes” do Clube de gastronomia e ciência da Escola D. Maria II, tendo sido integradas no projecto “Ciência & Arte nos Alimentos”, do concurso “Pais com a Ciência”. 48

BarquinhaViva31

O Centro Integrado de Educação em Ciências e a Biblioteca da Escola Ciência Viva promovem regularmente a actividade “Contos e Ciências: Barquinha de Vivências”. No dia 9 de novembro de 2013 decorreu mais uma iniciativa sob o título “As Aventuras da castanha e do medronho no CIEC: da semente ao fruto”. Após a leitura do conto, foi dinamizada no laboratório do CIEC uma actividade onde as crianças tiveram a oportunidade de conhecer melhor as espécies identificadas na história. Exploraram os frutos, as sementes e outras partes constituintes das plantas. Semearam algumas sementes de medronheiro e deliciaram-se com a prova dos medronhos. No dia 23 de novembro “Libélulas ou libelinhas?” foi o tema a actividade que decorreu nos dois espaços. O Workshop “Construção de Violinos”, integrado na actividade “Contos e Ciências: Barquinha de Vivências”, realizado no dia 10 de maio, conseguiu levar os seus participantes ao mundo maravilhoso da música. No laboratório do CIEC, as 10 crianças participantes assistiram ao workshop sobre a construção de violinos, dinamizado pelo professor Luthier Ricardo Esteves. Durante o workshop as crianças foram incentivadas a explorar a ciência do som escolhendo a melhor madeira para cons-truírem o violino. As crianças foram muito participativas e a atividade resultou num enriquecedor momento de aprendizagem e diversão. No dia 28 de Junho foi a vez do biólogo Rodolfo Delgado abordar o tema “Charcos com vida”. A actividade sensibilizou os participantes para a importância da conservação e manutenção destes ecossistemas, os Charcos.


Biblioteca dá a conhecer livros e autores

Biblioteca da Escola Ciência Viva promove actividades Fruto da parceria entre o Município e o Agrupamento de Escolas de Vila Nova da Barquinha, a Biblioteca da Escola Ciência Viva promove regularmente actividades destinadas ao público infantil, ao fim-desemana. Sandrina Esteves, docente na Escola Superior de Educação de Torres Novas foi a dinamizadora da iniciativa “Aprender a ser fluente: oficina para pais e filhos”, que se realizou no dia 22 de Fevereiro. No dia seguinte, a biblioteca foi palco da sessão de música para crianças “MIMARTE”. Em Março foi comemorado o Dia Mundial da Árvore e da Poesia (21 março) com uma Tertúlia de Poesia - leitura de poemas relacionados com a árvore, pelas crianças. Para assinalar o Dia Internacional do Livro Infantil, que se comemora a 2 de Abril, a Biblioteca da Escola Ciência Viva promoveu no dia 5 de Abril um encontro com a escritora Carmen Zita Ferreira, que apresentou o livro “O bicho-de-sete-cabeças – história de uma eleição democrática”. A Hora do Conto regressou em Abril com a acção “Vem ouvir uma história achocolatada”, no dia 12, uma actividade alusiva à Páscoa. Para assinalar o Dia Internacional da Família (15 de Maio) realizou-se no dia 24 de Maio a atividade “Biblioteca em Família”. Esta atividade foi dividida em duas partes: na primeira realizaram-se diversos jogos tradicionais no ginásio da Escola Ciência Viva, ficando a segunda parte para a exploração de diversos brinquedos na biblioteca deste mesmo espaço, apresentados pela empresa “Companhia dos Brinquedos”. De 2 a 6 de Junho teve lugar na Biblioteca da Escola Ciência Viva e em parceria com o Agrupamento de Escolas de Vila Nova da Barquinha, a Feira do Livro, que contou com o apoio da Livraria Ponte do Raro de Torres Novas. Filipe Morais foi o convidado para a Palestra “Bom e mau uso da internet pelas crianças no mundo actual”, que se realizou no dia 28 de junho.

Iniciativa “1 mês, 1 escritor” tem 4 anos de existência

A iniciativa “1 mês, 1 escritor” continua a realizar-se mensalmente na Biblioteca Municipal de Vila Nova da Barquinha onde é dada a oportunidade aos visitantes de lerem e conhecerem vários livros dos mais diversos escritores. Passando por vários géneros literários como escrita infantil, romance, poesia, entre outras, foi possível ver na Biblioteca Municipal, nos últimos meses, livros de Herman Hesse, Augustina Bessa Luís, Machado de Assis, Umberto Eco, Hans Christian Andersen, Graham Greene e Candece Bushnell. A iniciativa “1 mês, 1 escritor” teve início em Setembro de 2010, com a organização da Biblioteca Municipal de Vila Nova da Barquinha.

Sessão de esclarecimento sobre qualificação no centro cultural No âmbito do Protocolo de Colaboração celebrado entre o Município de Vila Nova da Barquinha e a Cooptécnica Gustave Eiffel CRL, o Centro para a Qualificação e Ensino Profissional (CQEP), promoveu, no passado dia 8 de maio, no auditório do Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, uma sessão de informação e divulgação sobre “Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências” (RVCC). Os Centros para a Qualificação e Ensino Profissional (CQEP) são estruturas indicadas para obter informação e orientação sobre os percursos disponíveis para completar um nível de educação/formação, incluindo o reconhecimento de competências adquiridas ao longo da vida, e encaminhar para ofertas de educação/formação que conduzam a uma qualificação escolar e/ou profissional. BarquinhaViva31

49


ac ç ão so c i al

Cantinas Sociais distribuem 95 refeições por dia As cantinas sociais, programa de apoio alimentar em parceria com o Instituto de Segurança Social (ISS), Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, Centro Paroquial da Atalaia, Santa Casa da Misericórdia e Fundação Dr. Francisco Cruz, tem ajudado mais de 50 famílias do concelho distribuindo 95 refeições diárias. “Este programa surge para dar resposta as situações de crise como um desemprego de ambas as partes, uma perda de habitação, dificuldade de acesso ao mercado de trabalho ou por exemplo um sobre-endividamento”, explicou a técnica do serviço social da Camara Municipal de Vila Nova da Barquinha, Daniela Simões. Os pedidos de ajuda das famílias porém estão a aumentar cada vez mais e não é possível responder a todos os casos, como explicou a técnica do serviço social da Câmara. “As cantinas sociais têm um custo elevadíssimo e a verdade é que os pedidos de apoio alimentar são cada vez mais e infelizmente não temos mais capacidade porque os alimentos que vêm do banco alimentar não são suficientes. A autarquia todos os meses tem um gasto de centenas de euros na aquisição de bens alimentares que fazem falta”. Devido a este tipo de casos um dos objetivos passa neste momento por integrar a iniciativa da Horta Social para ajudar no apoio alimentar às famílias do município. “O objetivo neste momento passa por integrar uma pessoa seja beneficiária de RSI (Rendimento Social de Inserção) na horta social e que assim comece a desenvolver connosco uma parceria com vista a explorar os canteiros que ainda não estão explorados com produção para a loja social. Com isto vamos tentar produzir vários alimentos com especial atenção para os legumes que são uma grande falha no nosso apoio alimentar”, referiu. Mas o apoio dado aos munícipes não é apenas a nível alimentar e a autarquia também ajuda nas despesas de cada lar e de transporte: “O apoio a nível alimentar não é único pois em parceria com a Cáritas também fazemos apoio de farmácia, de rendas, de despesas e de transporte para as pessoas que têm consultas e não tem forma nem possibilidade de se deslocar”, finalizou.

Loja Social faz campanha de recolha de alimentos A Loja Social de Vila Nova da Barquinha promoveu, entre 3 e 20 de Dezembro de 2013, uma Campanha de Recolha de Alimentos nos Supermercados, Igrejas do Concelho, bem como na própria Loja Social Com a proximidade da época natalícia, o objectivo foi atribuir às famílias de maior carência do concelho um Cabaz de Natal com bens alimentares. Bacalhau, azeite, arroz, bolachas, farinha, açúcar, óleo, leguminosas e enlatados foram alguns dos géneros alimentares mais colocados nos cabazes e posteriormente distribuídos pelo concelho. A iniciativa insere-se no Plano de Actividades da Loja Social de Vila Nova da Barquinha, tendo sido precedida pela Campanha de divulgação iniciada em Novembro, promovido pelo Gabinete de Acção Social do Município, a decorrer junto da população e das várias instituições do concelho, de forma para que todos os munícipes possam contribuir e utilizar o equipamento, sensibilizando a comunidade local para a importância do voluntariado.

“Ignorar não deve ser a nossa Forma de Estar” 50

BarquinhaViva31


ambiente

Exposição “Use o seu Ecocentro - Em prol do nosso Ambiente”

Acção de sensibilização

“Missão Reciclar” bateu à porta dos munícipes No dia 14 de Julho, dois agentes da “Missão Reciclar” (equipa da Sociedade Ponto Verde) visitaram as freguesias de Atalaia e Vila Nova da Barquinha, e bateram à porta dos munícipes com a missão de converter todos os que ainda não reciclam e clarificar as regras de reciclagem a todos que já o fazem. Com esta acção de sensibilização a Sociedade Ponto Verde tem como objectivo continuar a criar condições para que um maior número de portugueses cumpra a missão cívica de separar os seus resíduos e que estes sejam encaminhados para a reciclagem. A “Missão Reciclar”, que está agora na sua 2.ª fase, teve início a 19 de Dezembro de 2013 e pretende bater à porta de 2 milhões de lares portugueses em mais de 200 concelhos e entregar mais de 340 mil ecopontos domésticos.

A Escola D. Maria II, Vila Nova da Barquinha, acolheu entre 19 e 23 de maio de 2014 a exposição “Use o seu ECOCENTRO - Em prol do nosso Ambiente”. A iniciativa da RESITEJO surgiu em Novembro de 2013, no seguimento da Semana Europeia de Prevenção de Resíduos, para alertar os mais jovens para a prevenção de resíduos. A campanha “Use o seu Ecocentro – Em prol do nosso ambiente!” vem alertar os munícipes para o valor que qualquer tipo de resíduo tem sempre que é colocado no local correto, neste caso o Ecocentro, transformando-o num recurso possível de utilizar novamente. A exposição deu a conhecer uma maquete lego elucidando às crianças do concelho de Vila Nova da Barquinha sobre as regras de funcionamento da matriz dos Ecocentros disponíveis desde que abriu o aterro sanitário em 1999. Com a posterior abertura da Estação de Triagem e a recente entrada em funcionamento da Unidade de Tratamento Mecânico, o sistema acabou por revolucionar a gestão dos resíduos sólidos urbanos produzidos na região. BarquinhaViva31

51


as s o c i at i v i smo

Largos dias têm 50 anos A União Desportiva Atalaiense (UDA) comemora no dia 20 de Julho 50 anos de existência num ano de 2014 em que o clube, em seniores, conseguiu ser campeão de série da segunda divisão distrital, 10 anos depois de o ter conseguido pela última vez. “É sempre um motivo de orgulho não só como presidente mas também como jogador pois também fiz parte da equipa que foi campeã. Há 10 anos que o clube não conseguia ser campeão de série e isto não é mais que o fruto de um trabalho de 4 anos em que tivemos uma continuidade de jogadores e de treinadores”, explicou Nuno Lopes, presidente da UDA. Em termos de equipas mais jovens o clube, que tem tido uma maior aposta nos mais novos, conseguiu o feito de colocar seis jogadores na seleção distrital. “Há uns anos atrás existiam apenas 2 ou 3 clubes que conseguiam por os jogadores mais jovens nas seleções distritais, neste momento a Associação de Futebol de Santarém achou, e bem, que todos os clubes deveriam estar representados. Seis jogadores dos Infantis da UDA fizeram parte da seleção distrital e jogaram a final da Tejo Cup o que considero um prémio bastante justo tanto para os jogadores como para o clube”, afirmou. Para esta evolução da União Desportiva Atalaiense, que tem hoje 130 atletas em todos os escalões, contribuiu a criação da Escola de Futebol Municipal e das novas instalações do clube. “O trabalho que tem sido desenvolvido pela Escola de Futebol Municipal tem sido muito útil para nós, trabalham com os miúdos até uma certa idade e a quando começam a pensar em competição é mais fácil de adaptar tudo aquilo que aprenderam. Antigamente a atividade da UDA andava a volta de uma única equipa sénior mas a partir do momento em que foram criadas novas instalações e um novo tipo de condições permitiu aumentar o número de atletas e de equipas”, referiu. No que diz respeito ao futuro o presidente da União Desportiva Atalaiense “gostaria que o clube apostasse em atividades como o futebol feminino e o atletismo” e afirma que “a grande ajuda do clube têm sido os sócios”. “Gostávamos de apostar no futebol feminino e no atletismo mas só que se mantenha o trabalho que se tem vindo a desenvolver é bom pois gerir um campo com 4 equipas já não é fácil então com mais seria muito difícil. No que diz respeito aos apoios do clube, os sócios têm sido uma grande ajuda e neste momento o que conseguimos é da utilização do bar em dia de jogos e da sede do clube. Para um clube pequeno como este ter de arranjar 40.000 euros por ano não é fácil”, finalizou.

52

BarquinhaViva31

União Desportiva Atalaiense nasceu em 1964 Constituída a 20 de Julho de 1964 por Fernando Gabriel Ricardo, esta colectividade designada inicialmente por “Centro de Recreio Popular Atalaiense” – CRPA, na altura um centro inscrito na “Fundação Nacional para a Alegria no Trabalho” FNAT. No dia 6 de Março de 1976, em Assembleia Geral do Clube, a sua denominação foi alterada para “Centro Popular dos Trabalhadores Atalaienses”, por imposição da alteração do nome da antiga FNAT, para o ainda hoje existente INATEL. No dia 6 de Setembro de 1985, o centro voltou a sofrer uma nova alteração, passando a denominar-se até aos nossos dias por “União Desportiva Atalaiense” - UDA. Dedicandose essencialmente ao desporto, a “União Desportiva Atalaiense” começou com modalidades como o futebol, o hóquei, o atletismo e o ténis de mesa. Neste momento tem atletas que se dedicam ao futebol nos escalões infantis, iniciados, juvenis, seniores e veteranos. Na última época desportiva foi campeão de série, na categoria de seniores, da 2.ª divisão distrital de Santarém. Pelo alto contributo que tem dado ao fomento do desporto e pela contribuição relevante outorgada à formação da nossa juventude, a UDA foi distinguida com a Medalha municipal de mérito – Grau Prata, em Junho de 2009.


Foto: Novo Almourol

BarquinhaViva31

53


as s o c i at i v i smo Geminação com Santa Catarina do Fogo

Município, comité de geminação e escuteiros angariam fundos para autocarro escolar

Presidente do Pára-clube “Os Boinas Verdes” é o novo Chefe de Estado-Maior do Exército O tenente-general Carlos Jerónimo, actual presidente do Pára Clube “Os Boinas Verdes”, com sede em Vila Nova da Barquinha, tomou posse como Chefe do Estado-Maior do Exército (CEME), no passado dia 18 de fevereiro, em Belém, perante o Presidente da República. O tenente-general de Infantaria Carlos António Corbal Hernandez Jerónimo, 58 anos, foi desde 13 de Setembro de 2013 comandante das Forças Terrestres. Antes, desde 14 de Janeiro de 2010, chefiou o Centro de Informações e Segurança Militar, no Estado-Maior General das Forças Armadas. Foi adido de Defesa em Marrocos e na Tunísia entre 1995 e 1998, e comandante do Contingente Nacional em Timor-Leste entre 2000 e 2003. 54

BarquinhaViva31

O Município de Vila Nova da Barquinha, a Associação Viver entre Amigos e o Agrupamento 583 do Corpo Nacional de Escutas - Vila Nova da Barquinha, angariaram fundos para a aquisição de um autocarro para transporte de crianças no Município de Santa Catarina do Fogo, Cabo Verde. A acção surgiu na sequência da geminação do autarquia portuguesa com este concelho cabo-verdiano em 2007. Desde então têm vindo a ser desenvolvidos programas e projectos de cooperação em domínios como o cultural, educação e formação profissional com o objectivo de melhorar as condições de vida da população daquele município. A verba angariada para a aquisição da viatura, com um custo de cerca de 10.000 euros, foi fruto da parceria das três entidades. A “Associação Viver entre Amigos”, criada em 2005, desenvolveu, juntamente com as geminações de Dissay e Madone, várias actividades culturais, desportivas e sociais que permitiram a recolha colectiva de fundos cujo fim se destinavam, exclusivamente, a Santa Catarina do Fogo, no valor de 5.220€. O Agrupamento 583 do Corpo Nacional de Escutas organizou várias actividades, nomeadamente a concentração anual de Pais Natal, festa da Primavera, e vendas de Natal, que tinham igualmente em vista a angariação de receitas para Santa Catarina do Fogo. Nestes eventos recolheram a soma de 1.000€. O Município de Vila Nova da Barquinha, além do apoio concedido a estas actividades, deliberou atribuir um subsídio de 3.780€ à Associação Viver entre Amigos, valor destinado à acção de geminação, de comparticipação na aquisição a efectuar de um autocarro para o transporte escolar dos alunos do município de Santa Catarina do Fogo, Cabo Verde. O presidente do Município de Santa Catarina do Fogo, face ao relevo da ilha, entendeu que o autocarro seria uma necessidade básica e premente uma vez que os alunos daquele município têm que percorrer vários quilómetros a pé, por caminhos impróprios, para chegar à escola. Campanha solidária com Cabo Verde No âmbito do projecto de cooperação da Associação de Desenvolvimento do Ribatejo Norte (ADIRN), a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha e a Associação Viver Entre Amigos estão a promover uma campanha de angariação de roupas, calçado e materiais escolares para enviar para Santa Catariana do Fogo, Cabo Verde, com quem o município de Vila Nova da Barquinha tem um protocolo de geminação. “Vamos tentar angariar material com utilidade desde roupas a material escolar, entre outras coisas que a comunidade queira oferecer”, explicou Daniela Simões, técnica do serviço social da Camara Municipal de Vila Nova da Barquinha. A entrega dos materiais por parte dos munícipes poderá ser feita na Loja Social durante o mês de julho e na primeira semana de agosto. “O material será todo reunido na loja social e será enviado num contentor conjunto em que os custos serão partilhados pelos vários municípios que compõem a ADIRN”, finalizou.


Foto: Team Santos

Prova de BTT

600 pedalam pelos trilhos de Almourol

Bombeiros com novo veículo de combate a incêndios

Almourol à vista! Sete anos depois da primeira edição, o Grupo de Cicloturismo de Vila Nova da Barquinha promoveu mais um passeio de BTT no dia 27 de abril de 2014. A prova contou com o número recorde de 600 participantes, limitado pela organização. A maratona de BTT de Vila Nova da Barquinha é já uma das mais disputadas no distrito, sendo os trilhos do nosso concelho – Trilho dos Espargos, Trilho do Castelo, Trilho da Lampreia - conhecidos a nível nacional pela sua beleza ímpar. Esta iniciativa contou com o apoio de diversas empresas, do Município de Vila Nova da Barquinha e da ADIRN.

Os Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha já começaram a utilizar o novo veículo de combate a incêndios que chegou à corporação a 5 de abril, adquirido com a colaboração do Município, da Direção da Associação e do Corpo de Bombeiros de Vila Nova da Barquinha. O antigo veículo de combate a incêndios, com capacidades para três mil litros, ficou completamente destruído no dia 30 de Julho de 2013 quando a corporação combatia um fogo na freguesia de Atalaia. BarquinhaViva31

55


SMS municipal Receba no seu telemóvel notícias sobre a actualidade do concelho, eventos e informações úteis. Envie um SMS para o número 926 612 791, com o nome e apelido, seguido da palavra ADERIR*. Para cancelar este serviço, basta enviar um SMS para o mesmo número, com o nome e apelido, seguido da palavra CANCELAR*. O serviço é gratuito. Só terá de despender o custo do sms de adesão ou de cancelamento. *(custo normal de envio de SMS para a rede TMN, de acordo com cada tarifário)

Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha Praça da República 2260-411 Vila Nova da Barquinha Tel: 249 720350 Fax: 249 720368 E-mail: geral@cm-vnbarquinha.pt www.cm-vnbarquinha.pt www.facebook.com/cm.vnbarquinha

Barquinha Viva 31  

Revista Municipal "Barquinha Viva" número 31, de Julho de 2014. Publicação oficial do Município de Vila Nova da Barquinha.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you