Page 1

Publicação do Município de Vila Nova da Barquinha | # 24 | Mar 09 | Distribuição Gratuita

barquinha viva MERCADO DAS ARTES: UM NOVO ESPAÇO PÚBLICO

PRIMEIRA LOJA DO CIDADÃO DO MÉDIO TEJO NA BARQUINHA


p_ 2

SUMÁRIO

4 > LOJA DO CIDADÃO PIONEIRA Vila Nova da Barquinha vai acolher a primeira Loja do Cidadão do Médio Tejo. No segundo semestre de 2009, vamos ter mais e melhores serviços.

12 > VEM AÍ O MERCADO DAS ARTES Criar uma zona histórica temática é a estratégia da Câmara Municipal para regenerar o centro urbano de Vila Nova da Barquinha. O Mercado das Artes define um novo conceito de espaço público.

17

17 > CENTRO DE NEGÓCIOS CRESCE Em Janeiro iniciou a laboração no espaço empresarial do concelho uma nova empresa. Chama-se Espaço Mecânico e dedica-se à comercialização e reparação de equipamentos de construção.

Pérsio Basso

12

19 > GASTRONOMIA AO RUBRO Com quinze anos de existência, o "Mês do Sável e da Lampreia" bateu todos os recordes de afluência de visitantes ao concelho para provar os sabores do rio. É a corrida ao sável e à lampreia.

28 > IMAGENS DO CARNAVAL

4

PB

PB

Veja a fotoreportagem de um dos momentos mais animados e coloridos do ano. O Carnaval saiu às ruas, em desfiles organizados pelas escolas.

Maria Manuel Leitão Marques, Secretária de Estado da Modernização Administrativa, Miguel Pombeiro, Presidente da Câmara Municipal e Eduardo Cabrita, Secretário de Estado Adjunto e da Administração Local num importante momento para o concelho

PB

19 28

FICHA TÉCNICA DIRECTOR Miguel Pombeiro, Presidente da Câmara COORDENADOR Pérsio Basso, Gabinete de Informação e Relações Públicas COLABORARAM NESTE NÚMERO Alexandra Carvalho, Bruno Palhares, Joana Nunes, José Alfredo Lopes PROPRIEDADE Município de Vila Nova da Barquinha, Praça da República, 2260-411 Vila Nova da Barquinha, Tel.: 249 720350, Fax: 249 720368, geral@cm-vnbarquinha.pt TIRAGEM 4000 ex. IMPRESSÃO Gráfica Almondina DEPÓSITO LEGAL n.º 181747/02 ESCREVANOS! Envie os seus comentários e imagens para: girp@cm-vnbarquinha.pt


EDITORIAL

p_ 3

Miguel Pombeiro Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha

LOJA DO CIDADÃO No segundo semestre de 2009 Vila Nova da Barquinha vai passar a ter a primeira Loja do Cidadão do Médio Tejo. Este era um objectivo em que a Autarquia trabalhava desde 2007, vendo finalmente satisfeita uma pretensão para a qual se empenhou, considerando a importante mais valia que a mesma representa. Acentuando a centralidade de Vila Nova da Barquinha, a Loja do Cidadão permitirá um acesso de qualidade a um vasto leque de serviços públicos e privados. Com a lógica de Balcão Multiserviços, os Munícipes poderão tratar e ver resolvidos diversos assuntos que antes só com deslocações a Santarém ou Lisboa poderiam resolver. Proximidade, rapidez e qualidade é o que todos esperamos da Administração Pública e pelo qual temos o dever de empenhamento.


p_ 4

SERVIÇOS

Governo e município assinam acordo para a instalação

LOJA DO CIDADÃO NA BARQUINHA A primeira Loja do Cidadão da região do Médio Tejo vai ser instalada em Vila Nova da Barquinha, na sede do PáraClube Nacional “Os Boinas Verdes”. O acordo de parceria entre a Agência para a Modernização Administrativa e o Município com vista à instalação de uma Loja do Cidadão de 2.ª geração na sede de concelho foi celebrado no dia 15 de Janeiro. O Salão Nobre da Câmara Municipal encheu-se para assistir à cerimónia de assinatura do acordo de colaboração entre as duas entidades, na presença da Secretária de Estado da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, e do Secretário de Estado Adjunto e da Administração Local, Eduardo Cabrita, que homologaram o acto. O documento foi firmado por Vitor Miguel Arnaut Pombeiro, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, Anabela Damásio Caetano Pedroso, Presidente do Conselho Directivo da Agência para a Modernização Administrativa e por Eduardo Elísio Silva Peralta Feio, na qualidade de Responsável pela Estrutura de Missão Lojas do Cidadão de Segunda Geração. “É um momento importante para Vila Nova da Barquinha. Este projecto marca o início de um novo ciclo de investimentos no âmbito do QREN, tal como Centro Escolar Ciência Viva

e a transformação em arruamento da EN3. A Loja do Cidadão é uma marca de sucesso, com grande notoriedade e será uma relevante mais valia para o concelho e para a região”, referiu o autarca Miguel Pombeiro. A Loja do Cidadão de Vila Nova da Barquinha ficará instalada a escassos 50 metros da Câmara Municipal, no centro histórico da vila. O governo segue uma política de recuperação de património ou ocupação edifícios já existentes, na 2.ª geração destes equipamentos. A excelência do serviço público que as Lojas representam foi sublinhada pela Secretária de Estado da Modernização Administrativa. “Trata-se de uma medida integrada no Programa Simplex, que pretende reduzir o tempo e a burocracia, estando acessível de forma simples, num balcão único, numa lógica de qualidade e proximidade”, referiu Maria Marques, lembrando que “o tipo de serviços disponíveis em cada loja varia com a natureza de cada concelho”. Eduardo Cabrita, Secretário de Estado da Administração Local mostrou um enorme regozijo por Vila Nova da Barquinha acolher o 1.º equipamento do género na região do Médio Tejo. “Esta vila constituirá uma centralidade na prestação de serviços, servindo os concelhos vizinhos e cumprindo o objectivo da simplificação administrativa do governo. O membro

do governo destacou a “dinâmica do município de Vila Nova da Barquinha e a vontade de estar sempre entre os primeiros”. O Município de Vila Nova da Barquinha assiste deste modo ao início da concretização de uma ambição pela qual está empenhado há bastante tempo. Desde a data da sua criação, em 1999, as lojas do cidadão têm sido a escolha preferencial dos cidadãos na procura da resolução das suas situações com os diversos serviços públicos. Actualmente, existem lojas do cidadão nos concelhos de Lisboa (2), Odivelas, Porto, Braga, Aveiro, Coimbra, Viseu e Setúbal, que registaram já mais de 68 milhões de atendimentos ao público, desde a sua criação. As novas Lojas do Cidadão (Lojas 2G) têm como objectivos centrais oferecer aos cidadãos e às empresas uma maior integração de serviços em função dos seus eventos de vida e racionalizar, geográfica e financeiramente, o modelo de distribuição de serviços públicos, sem perda de proximidade para o cidadão e com economias em termos de custos de instalação e exploração. Deste modo, as novas lojas do cidadão devem concentrar no mesmo espaço serviços públicos (da administração central e local) e serviços privados conexos, em função da procura e das necessidades existentes em cada local.

Sede do Pára-Clube Nacional "Os Boinas Verdes", local onde funcionará a futura Loja do Cidadão de Vila Nova da Barquinha


SERVIÇOS Fotos: Pérsio Basso

p_ 5

Cerimónia de assinatura do acordo de colaboração entre a Agência para a Modernização Administrativa e o Município, com vista à instalação de uma Loja do Cidadão de 2.ª geração

Membros do governo, autarcas e convidados durante a visita às instalações que irão acolher este serviço público


p_ 6

SERVIÇOS

VILA NOVA DA BARQUINHA IRN – Balcão Único Registo Civil: Registos de nascimento Processos de casamento Processos de divórcio e separação de pessoas e bens por mútuo consentimento Cartão do Cidadão Certidões Balcão das heranças Balcão do divórcio com partilha Registo predial: Certidões e registo de imóveis Balcão Casa Pronta Registo comercial: Participações sociais Certidões permanentes on-line Documento Único Automóvel (DUA) Notariado: Escrituras Reconhecimentos Termos de autenticação Procurações Testamentos Segurança Social Acção social Benefícios Contribuições ADSE Esclarecimentos sobre o funcionamento da ADSE Entrega do pedido do Cartão Europeu de Seguro de Doença Actualização de morada Actualização de conta bancária (NIB) Recepção de documentos de despesa de cuidados de saúde (regime livre) CGA Relação de Desconto Extractos Certidões Declarações Fotocópias Autenticadas Outros serviços públicos e privados

A PALAVRA DO CIDADÃO Porque a opinião dos munícipes conta, a Barquinha Viva foi saber o que pensam os cidadãos da futura Loja, procurando obter respostas a 3 perguntas: 1- Sabe o que é uma Loja do Cidadão? 2- Sabia que Vila Nova da Barquinha vai ter uma de 2.ª geração? 3- Este equipamento será benéfico para o concelho?


SERVIÇOS Fotos: Pérsio Basso

p_ 7

Natália Menino, 46 anos, doméstica, Praia do Ribatejo

José Carlos Tente, 66 anos, farmacêutico, Atalaia

Paula Carvalho, 20 anos, empregada de balcão, Vila Nova da Barquinha

1 - Sim. É onde se trata de vários assuntos, ou quase todos. 2 - Já tinha ouvido falar, através dos meus filhos. 3 - Acho que é bom para o concelho. Evitamos de ir a outros locais para tratar dos assuntos.

1 - Sei perfeitamente. 2 - Tive conhecimento através do jornal. 3 - É vantajoso pois evita deslocações à população desta área densamente povoada. A Barquinha, ao ser pioneira, vai permitir aos funcionários da loja adquirir um elevado know-how. Vai atrair muitas pessoas ao concelho, dinamizando também o comércio local. Para mim é o projecto mais emblemático do concelho, depois do Barquinha Parque.

1 - Sei. 2 - Li no jornal Novo Almourol. 3 - Vai ser bom poder tratar de vários assuntos no mesmo local, evitando deslocações.

João Jesus Marques, 74 anos, reformado, Moita do Norte

Sara Martins, 34 anos, administrativa, Vila Nova da Barquinha

José Ferreira, 46 anos, gerente de restauração, Tancos

1 - Sei. 2 - Tive conhecimento através do Novo Almourol, jornal do qual sou assinante. 3 - Pelas várias valências que irá ter, será muito benéfico, pois evita muitas deslocações aos munícipes.

1 - É um local onde funcionam vários serviços. 2 - Li na Internet, no site da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha. 3 - Torna-se mais cómodo poder aceder a vários serviços concentrados, o que evita deslocações e facilita a vida aos cidadãos.

1 - Claro. 2 - Sim, li sobre a assinatura do protocolo com a Câmara Municipal na Comunicação Social. 3 - É um passo em frente para concelho e para os concelhos vizinhos. Cria uma imagem de evolução continua. Oxalá que outros projectos se concretizem no concelho.


p_ 8

SERVIÇOS

Pára-Clube Nacional "Os Boinas Verdes" acolhe Loja do Cidadão

30 ANOS DE ACTIVIDADE Inaugurada em 30 de Maio de 1999, a sede do Pára-Clube Nacional “Os Boinas Verdes” foi o local eleito para acolher a Loja do Cidadão de Vila Nova da Barquinha. Esta associação foi criada em 17 de Outubro de 1977, data em que foi lavrada na Secretaria Notarial de Vila Nova da Barquinha, a escritura do “Acto de Constituição” do Pára-Clube Nacional «Os Boinas Verdes» (PCNBV). Concretizavase assim a vontade de 407 militares do CTP, que passam a ser, estatutariamente, «Sócios Fundadores». Em Novembro de desse ano o PCNBV foi oficializado com a publicação em Diário da República. Um ano mais tarde, em 19 de Fevereiro de 1978, tomavam posse os primeiros

membros eleitos para os Órgãos Sociais. Em Julho de 1989, o PCNBV organizava o «1º Curso de Pára-quedismo Feminino» em Portugal. A associação foi considerada “Instituição de Utilidade Pública” em Agosto de 1992. O PCNBV foi aceite como membro de pleno direito da «União Europeia de Pára-quedistas” (UEP) em Novembro de 1993 e um ano mais tarde realiza-se em Portugal o «4º Congresso da UEP», organizado pelo PCNBV. Em 22 de Maio de 1997 foi lançada a 1.ª pedra da sede. A mais antiga Escola de Pára-quedismo do país foi também a primeira Associação de fomento e prática de Pára-quedismo Desportivo de Portugal. O Pára-Clube

possui dois aviões Cessna, que permitem ministrar toda a formação e treino do Pára-quedismo. As suas instalações, preparadas para a prática das mais diversas modalidades - nomeadamente o Pára-quedismo situam-se no Polígono Militar de Tancos, no concelho de Vila Nova da Barquinha. O PCNBV promove anualmente várias provas de pára-quedismo de âmbito nacional e internacional em Vila Nova da Barquinha, e desenvolve também actividades como balonismo, canoagem, equitação, mergulho, entre outras. A Associação possui na sua sede um Café/Restaurante para apoio aos seus associados.

Foto: Pérsio Basso


OBRAS

p_ 9

Melhoramentos em várias artérias do concelho

Reabilitação de arruamentos e estradas municipais em marcha Pérsio Basso

Rua D. Afonso Henriques, Atalaia, uma das primeiras artérias abrangidas na 1.ª fase da intervenção

O primeiro trimestre de 2009 marca o arranque de um importante investimento na reabilitação de arruamentos e estradas municipais. A autarquia tem em marcha uma intervenção cujo valor total é de cerca de 570.000 euros, e que incide nas cinco freguesias do concelho de Vila Nova da Barquinha. Na primeira fase das obras estão abrangidas as seguintes artérias: Rua Moinho de Vento, Rua da Paz e Rua das Rosas (Moita do Norte); Rua D. Afonso Henriques, Rua S. Luís, Rua S. João de Deus, Rua Luís de Camões, Rua D. Manuel, Loteamento da Zona Poente do Cardal e Ruas da Urbanização da Agimpol (Cardal); Estacionamento da

Junta de Freguesia, Rua José Morais (Atalaia); Estacionamento junto à Repartição de Finanças (Vila Nova da Barquinha). Do segundo pacote da intervenção fazem parte a Rua Sagrada Família, Rua da Amizade e Trav. dos Gatos, Rua António Silva, Rua 1.º de Maio e Rua Manuel Silva Rana (Matos - freguesia de Praia Do Ribatejo); Rua Humberto Martinho e acesso ao Campo de Futebol (Tancos) e Rua da Capela e Sr. Jesus da Ajuda, Rua da Capela - entre a Rua 1.º de Maio e a Rua dos Caçadores (Atalaia). Por último, a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha vai recuperar o troço da Estrada EM535 (Estrada de Vale Seixo), na freguesia de Atalaia.


p_ 10

OBRAS

NOVAS CENT Moita do Norte

Cardal

EN3

Futuro loteamento municipal

EN3

Futuro Centro Escolar Ciência Viva

Urbanização da Torrinha

TRANSFORMAÇÃO DA EN3 JÁ COMEÇOU da rede de esgotos pluviais, da rede de águas, de infra-estruturas eléctricas e telefónicas, e arranjo paisagístico. Este importante eixo viário constitui uma alternativa à A23, e na zona de intervenção estabelece a ligação ao Entroncamento, ligação do IC3 à sede de concelho de Vila Nova da Barquinha e à cidade do Entroncamento, projectando uma intercepção que irá permitir a ligação simultânea à EN110

e à freguesia de Moita do Norte, via Cardal. O troço entre a zona da Ponte da Pedra e antiga Valura fica por enquanto suspenso, devendo iniciar-se após compatibilização com o projecto de alargamento do IC3, que passará a ter perfil de auto-estrada. Com um investimento de cerca de 2.000.000 de euros financiados pelo QREN, prevê-se que esta obra se prolongue até 2010.

Pérsio Basso

Já se iniciaram as obras de beneficiação e reperfilamento da antiga EN3. A intervenção estendese pelas freguesias de Vila Nova da Barquinha, Moita do Norte e Atalaia, tratando-se de um troço com impacto supra-municipal, contribuindo para a organização da rede local de itinerários estruturantes. O troço urbano será transformado em arruamento, englobando intervenções

A antiga estrada nacional vai ser alvo de uma transformação radical, assumindo características urbanas, com melhores condições de circulação para veículos e peões, zonas verdes e de lazer, parques de estacionamento e vias cicláveis


OBRAS

p_ 11

TRALIDADES Quartel da GNR

Vila Nova da Barquinha EN3

Praça de Toiros

Lar de Idosos Creche

Urbanismo

MUNICÍPIO PROMOVE LOTEAMENTO A Câmara Municipal vai iniciar em breve a construção, e posteriormente a comercialização, do loteamento Municipal da Urbanização da Escola, em Moita do Norte, cuja área de intervenção prevê também a construção do Centro Escolar Ciência Viva de Vila Nova da Barquinha. Esta zona junto à urbanização da Torrinha, confina a norte com a Rua Salgueiro

Maia (ex-EN3), que em breve vai ser transformada em arruamento. O acesso será feito através de uma via paralela à antiga estrada nacional 3, que existe parcialmente e que será reformulada, assim como o cruzamento daquela Rua com a Rua D. Maria II. O loteamento será constituído por 30 habitações plurifamiliares, 8 lotes para moradias (400 m2 cada), espaços

Centro de Saúde

verdes, arruamentos, passeios e estacionamento automóvel com capacidade para 78 automóveis ligeiros. Esta zona constituirá em breve uma nova centralidade no concelho, com a construção da nova escola e reformulação de um dos principais eixos viários do concelho numa extensão de cerca de 3 quilómetros.

EN3

EN3

Urbanização da Torrinha

Futuro Centro Escolar Ciência Viva Escola D. Maria II Futuro loteamento municipal


PROJECTOS

Pérsio Basso

p_ 12 p_

Regenereção urbana de Vila Nova da Barquinha passa pela tematização do centro histórico

MERCADO DAS ARTES


PROJECTOS

p_ 13

O Barquinha Parque será transformado num parque de esculturas, com uma loja e posto de informação turística instalados no antigo edifício da Câmara Municipal

Pérsio Basso

O “Mercado das Artes” é um dos grandes projectos do Município de Vila Nova da Barquinha a concretizar nos próximos anos, no âmbito dos fundos comunitários (QREN). Alicerçado num parque de esculturas ao ar livre, a instalar no Barquinha Parque, este projecto propõese valorizar as intervenções recentes no espaço público, e transformar o centro histórico de Vila Nova da Barquinha num pólo de desenvolvimento económico, criando uma dinâmica em torno das artes, e atraindo para a zona ribeirinha da vila os milhares de visitantes do Castelo de Almourol. Com um investimento previsto de cerca de 2,2 milhões de euros, o Mercado da Artes visa a tematização de toda a zona ribeirinha da vila num projecto cultural, que tem a escultura como um dos seus elementos centrais.

O projecto, que ainda aguarda decisão em termos de comparticipação comunitária, vai implicar uma regeneração urbana. Trata-se de um conjunto integrado de operações de valorização ambiental, patrimonial e urbana, que integram uma candidatura da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha ao programa “Política de Cidades – Parcerias para a Regeneração Urbana”, integrado no Eixo 2 – Desenvolvimento das Cidades e dos Sistemas Urbanos, do Programa Operacional Regional do Centro 20072013 (“Mais Centro”). O Castelo de Almourol, pelo seu valor patrimonial e simbólico, assim como pela localização (ilha do Tejo), é um ex-líbris de Vila Nova da Barquinha, atraindo um considerável número de visitantes ao longo do ano. A estratégia de regeneração urbana procura potenciar a oportunidade

criada pelo elevado número de visitantes do Castelo, complementando a oferta de cultura e lazer através de um conjunto de iniciativas no centro urbano, que sirvam de suporte à revitalização do tecido empresarial e ao desenvolvimento económico-social da Vila. Este conjunto de iniciativas configura o projecto estruturante “Mercado das Artes”. Além da criação de um autêntico “museu” de escultura no parque ribeirinho, o projecto “Mercado das Artes” prevê várias intervenções, nomeadamente a um atelier oficinal de arte escultórica, estruturas de apoio à dinamização económica do parque, equipamentos existentes reconvertidos para apoio às actividades a desenvolver no domínio das artes, beneficiação das muralhas e interiores do Castelo de Almourol, e Alojamento Temporário para Criadores.


p_ 14 p_

PROJECTOS Fotos: Pérsio Basso

MERCADO DAS ARTES:

INTERVENÇÕES

Remodelação do antigo edifício dos Paços do Concelho

No âmbito do Mercado de Artes, este edifício assumirá novos usos, estando previsto o aproveitamento do piso térreo para a criação de um posto de informação turística e de uma loja ligada ao Centro de Esculturas ao Ar Livre. O antigo edifício da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, é um dos edifícios mais emblemáticos do núcleo histórico da vila. Antigo estabelecimento prisional, mantém a traça antiga, necessitando urgentemente de obras de recuperação e de adaptação às novas realidades e especificidades do serviço público local de proximidade. Elemento de referência na malha urbana marcando a Praça da Republica, contribui para a regeneração de todo o espaço público adjacente.

Esculturas no Parque

Constitui uma componente fundamental do projecto. O objectivo é o de dinamizar o tecido económico e urbano de Vila Nova da Barquinha. A criação de um parque de esculturas de grande qualidade artística a implementar no parque urbano visa a dotação de meios à captação de pessoas através da arte, e consequentemente à dinamização económica associada, nomeadamente com a venda de Obras existentes em exposição. O Centro de Escultura ao Ar Livre a implementar no Parque Ribeirinho contempla uma colecção permanente e um conjunto de esculturas em contínua rotatividade. O Mercado das Artes vai redefinir o espaço público da sede de concelho


PROJECTOS

Reutilização do Edifício da Hidráulica (atelier oficinal) e dotação de meios do Centro Cultural (Centro de Artes)

Os edifícios da Casa da Hidráulica e Centro Cultural, estrategicamente localizados, permitem assegurar funções nas extremidades do Parque Urbano, uma vez que o Centro Cultural se situa a poente, complementando as actividades desenvolvidas Atelier Oficinal, a nascente. Pretende-se a reutilização do edifício da hidráulica, de localização privilegiada, para a instalação de um atelier oficinal, assim como dotar de meios o Centro Cultural de forma a possibilitar a realização de eventos. Prevê-se a requalificação do Centro Cultural em torno da temática principal do Mercado das Artes. A biblioteca

Castelo de Almourol: beneficiação das muralhas e interiores

Intervenção no monumento nacional mais emblemático do concelho, de forma a criar melhores condições de segurança para quem o visita, e de reabilitação do mesmo. Seguirse-á o futuro projecto de Musealização do Castelo de Almourol, após esta primeira fase de intervenção. O projecto de beneficiação das muralhas e interiores do Castelo de Almourol foi elaborado pelos serviços do IGESPAR, tendo a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, permissão para a sua utilização. Está, ainda, em curso, a elaboração de um protocolo mais vasto de colaboração entre as duas entidades, visando a valorização deste monumento nacional.

p_ 15

Fotos: Pérsio Basso

municipal será objecto de especialização em termos de conteúdos relacionados com a temática apresentada. A Galeria de arte será adaptada, através da aquisição de equipamentos especializados. O Auditório também será alvo de requalificação para estar à altura desta nova vertente, através da realização de colóquios, em parceria com outras entidades. Na Casa da Hidráulica prevê-se a realização de oficinas e workshops nas mais variadas áreas da arte, desde a pintura ao teatro, pelo que é necessário a realização de investimentos ao nível de equipamentos.


p_ 16

PROJECTOS

Alojamento Temporário para Criadores

Dotar o Centro Urbano de um meio de alojamento para criadores que estejam a desempenhar o seu trabalho criativo em vila Nova da Barquinha prevendo-se igualmente a participação em eventos do Mercado das Artes, como por exemplo workshops. Prevê-se a recuperação de um edifício em avançado estado de degradação, propriedade da Câmara Municipal, que confina com o Parque Ribeirinho e com a Casa da Hidráulica – Oficina de Artes, o que permite o acesso directo dos artistas ao espaço físico dedicado às Artes, permitindo-lhes a fruição em termos artísticos.

Edifício atelier oficinal, complementar ao Centro de Artes

Pretende-se a reabilitação de um edifício contíguo ao Centro Cultural, localizado no centro histórico, na frente ribeirinha junto ao Parque Urbano, para a instalação de um atelier oficinal complementar ao Centro (Cultural) de Artes. Este edifício em mau estado de conservação, será reabilitado e adaptado às novas funcionalidades de apoio à concepção artística e à prática executiva de escultura.

Jardim das aromáticas

Criação de um Jardim Temático na área envolvente ao Parque Ribeirinho que possibilite ao público em geral, com especial relevo para as crianças, estabelecerem contacto com as plantas e com as suas possíveis utilizações. Ao mesmo tempo poderá ser comercializado chá, criando uma sala ligada à temática dos chás e plantas medicinais, onde se pode contemplar o Parque e as suas esculturas. Prevêse a comercialização de chás e outras aromáticas produzidas neste espaço.

Rede Wireless, CCTV e implementação de um sistema Aúdio/Guias

Dinamização dos produtos “Vila Nova da Barquinha” através da criação de estruturas de apoio ao Parque

Pretende-se a colocação de cinco estruturas de apoio no Parque Ribeirinho devidamente enquadradas que proporcionem aos visitantes a oferta de actividades lúdicas, consolidando a vertente do turismo e a económica com a participação do investimento privado na exploração das estruturas.

Acções de Comunicação e marketing

Criação e implementação de uma estratégia de comunicação para o Mercado das artes/ Parque de Esculturas, com o objectivo de promover e potenciar a imagem do Mercado das Artes junto dos seus diferentes públicos, estabelecendo laços de confiança e fazendo com que reconheçam a sua identidade e a instituam como referência.

Aquisição de áudio guias que permitam aos visitantes do Centro de Esculturas ao Ar Livre o conhecimento e a leitura através dos olhos do escultor que criou a obra de arte. Estabelecimento de uma rede wireless em toda a extensão do Parque Ribeirinho, permitindo aos visitantes a ligação grátis à Internet, permitindo criar mais um factor de atracção para o centro histórico da vila. Criação de um circuito fechado de CCTV, que permita, uma vigilância contínua aos equipamentos a instalar no Parque, com especial atenção às Esculturas. Permitindo também a segurança dos visitantes do Parque de Esculturas.


ECONOMIA Fotos: Pérsio Basso

p_ 17

ESPAÇO MECÂNICO NO CENTRO DE NEGÓCIOS Entrou em funcionamento, no dia 26 de Janeiro de 2009, mais uma empresa no Centro de Negócios de Vila Nova da Barquinha. O Espaço Mecânico (EM) dedica-se ao comércio e reparação de equipamentos para a construção e mudou-se para as novas instalações, no lote 2 do espaço de localização empresarial. Com de um investimento de cerca de 800.000 euros, o EM trouxe para o concelho de Vila Nova da Barquinha 20 postos de trabalho.


p_ 18

EDUCAÇÃO Pérsio Basso

A gastronomia típica da Itália foi tema para uma das actividades

Seminário sobre Dislexia no Centro Cultural

Projecto de Dinamização da Biblioteca

Meninos do mundo Está em curso na Biblioteca Municipal de Vila Nova da Barquinha um Projecto de Dinamização subordinado ao tema “Meninos de todo o mundo. Todos diferentes, todos iguais”, destinado aos alunos do ensino Pré-Escolar e 1º Ciclo. Iniciada no mês de Março, esta actividade pretende criar um ambiente mágico e estimulante permitindo às crianças o contacto com culturas, costumes, tradições e valores diferentes da sua realidade. Neste projecto, que decorre na biblioteca infantil de segunda a sexta-feira, entre as 9h e as 12h, serão retratados mensalmente países como Itália (Março), Angola (Abril), Índia (Maio) e China (Junho). Cada uma destas nações é abordada de forma lúdica e interactiva, descobrindo as características, usos, costumes, valores, linguagem, entre outras, para que deste modo as crianças possam aperceber-se das diferentes culturas existentes no mundo. O projecto é desenvolvido pela Educadora e pela Professora de 1º Ciclo da Câmara Municipal, a par com as Comunidades Educativas. Cada Professor/Educador deverá proceder a marcação prévia com 15 dias de antecedência, através dos e-mails joana nunes@portugalmail.com, magdapedrosolima@iol.pt, ou contactando a Biblioteca Municipal, no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha - Largo 1.º Dezembro, tel/ fax: 249 720358.

Atelier Construção de Máscaras de Carnaval Com o objectivo de desenvolver a criatividade da criança e ocupar os tempos livres durante a interrupção lectiva de Carnaval, a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha promoveu, nos dias 21 e 23 de Fevereiro, um Atelier de Construção de Máscaras de Carnaval. A acção teve lugar nas Bibliotecas Municipais de Vila Nova da Barquinha e Praia do Ribatejo, e contou com a participação de crianças dos 6 aos 10 anos.

A Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola EB 2,3 S D. Maria II, de Vila Nova da Barquinha vai promover, no próximo dia 18 de Abril, no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, um Seminário alusivo ao tema “Dislexia: Teoria e Intervenção - Método Fonomímico”. Paula Teles, psicóloga educacional e especialista em dislexia é a oradora convidada. A iniciativa tem como destinatários pais, encarregados de educação, professores, psicopedagogos, psicólogos e outros profissionais e estudantes com intervenção nas áreas de educação e saúde. Apresentar uma revisão dos resultados das recentes investigações científicas sobre Dislexia, assim como a apresentação dos fundamentos teóricos, dos princípios de intervenção e dos materiais do Método Fonomímico são o objectivo deste seminário, que visa habilitar os participantes para a implementação do método em situações de reeducação. Para mais informações e inscrições, contacte o Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha (tel/fax: 249720358), ou o e-mail: asspais.vnb@hotmail.com. O seminário decorre entre a 9h e as 17h30 e conta com o apoio da Câmara Municipal.

Foto: Joana Nunes


TURISMO

p_ 19

SABORES DO RIO ATRAEM COMENSAIS DE TODO O PAÍS Pérsio Basso

Restaurantes aderentes: Almourol 249720100 Chico 249733224 Ikaru’s 962985529 Palmeira 249711513 Soltejo 249720150 Stop 249710691 Tasquinha da Adélia 249711792 Trindade 249712060

I

nicialmente agendado para o período entre 21 de Fevereiro e 22 de Março de 2009, o 15.º Mês do Sável e da Lampreia, foi prolongado até ao dia 12 de Abril, como resposta da organização à imensa procura destes pratos nos restaurantes aderentes. Apesar da crise económica, foram ultrapassadas todas a expectativas no que diz respeito ao número de pessoas que visitaram o concelho de Vila Nova da Barquinha para apreciar Sável e Lampreia, nas primeiras semanas da iniciativa. O “Mês do Sável e da Lampreia” é uma mostra gastronómica promovida pela

Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, em parceria com os restaurantes do concelho, pelo 15.º ano consecutivo. Banhado por três rios - Tejo, Zêzere e Nabão - o concelho de Vila Nova da Barquinha, toda a sua história e cultura estão intimamente ligados à actividade piscatória. A mostra tem como principal objectivo promover os sabores do rio e a cozinha típica a eles associada, resultante de um vasto conhecimento gastronómico que remonta aos princípios da constituição da nacionalidade. Açorda de Sável e Arroz de Lampreia são algumas iguarias com tradição secular em

Vila Nova da Barquinha, e que nesta época do ano podem ser apreciadas à mesa, nos oito restaurantes aderentes. Aproveite a iniciativa para degustar pratos únicos da gastronomia portuguesa, conhecendo uma região com um património paisagístico e arquitectónico ímpar. Ao fim-de-semana, quem degustar os pratos confeccionados com Sável e Lampreia ganha bilhetes para passeios de barco ao Castelo de Almourol, monumento nacional considerado uma das 21 Maravilhas de Portugal. É atribuído um bilhete por cada dose, válido durante a iniciativa.


p_ 20

DESPORTO

Vila Nova da Barquinha

Mini Campo desportivo na Horta da Fonte Pérsio Basso

Este novo espaço lúdico será implantado numa zona de grande densidade populacional

A

Câmara Municipal vai instalar, junto à Escola do 1.º Ciclo de Vila Nova da Barquinha, na zona da Horta de Fonte, um Mini-Campo Desportivo. Este equipamento deverá estar concluído no mês de Maio e poderá ser utilizado pela população em geral e pelo estabelecimento de ensino. O espaço será gerido pela autarquia, de modo a que possa ser utilizado pelos alunos da escola de forma segura e pelos habitantes da sede de concelho livremente. Este equipamento será implementado na zona de maior densidade populacional da vila, onde até agora não existiam quaisquer espaços lúdicos. Com as dimensões aproximadas de 22 x 12 m2, será revestido de relva sintética, equi-

pado com balizas de futebol/andebol e tabelas de basquetebol, permitindo a prática de várias modalidades. A Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha pretende também realizar os arranjos exteriores dos espaços urbanos desta urbanização, estando o projecto já concluído. A instalação resulta de uma candidatura da autarquia no âmbito do ContratoPrograma de Desenvolvimento Desportivo celebrado entre a Federação Portuguesa de Futebol (HatTrick – UEFA) e o Instituto do Desporto de Portugal (Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto). O Município assegura a preparação do terreno, assim como a manutenção do equipamento na fase de utilização.


Fotos: José Alfredo Lopes

DESPORTO

p_ 21

Centro Municipal de Actividade Física, desde 1999

AQUAGYM TEM INSTALAÇÕES DE REFERÊNCIA NO CONCELHO Natação bebés | Escola de Natação | Hidroginástica/ Aquabyke | Fisioterapia em meio aquático/ Natação Livre | Natação de Competição/ Jovens Multiactivos/ Eventos Aquáticos de Animação | Musculação e Cardio-Fitness | Pilates | GimMix | Jacuzzy | Sauna | Banho Turco | Diversas Combinações de Actividades O Centro Municipal de Actividade Física - AQUAGYM de Vila Nova da Barquinha, continua a ser uma referência no nosso concelho, solidificando ano a ano, a sua posição de instalação especialmente preferida por centenas de utentes, de todas as idades e com diferentes interesses de prática desportiva. Mesmo num período de aparentes dificuldades económicas, sentido em diversas instalações similares da nossa região, o AQUAGYM continua a deter um número superior a 1000 pessoas em programas de actividade física regular, para além dos utentes que o fazem frequentemente através de entradas livres e pontuais. Esta frequência regular e fidelizada, que corresponde a mais de 10% da população do Concelho, concentrada na rentabilização de um só instalação desportiva, é uma marca proporcionalmente inexistente em outras piscinas municipais conhecidas. Em breve a diversidade de oferta de serviços e actividades, voltará a ter a devida intervenção por parte do Município de Vila Nova da Barquinha, através da introdução de melhorias nas instalações e na oferta de modalidades de grande novidade em piscinas públicas.

CENTRO DESPORTIVO AVANÇA Começará a ganhar forma, no mês de Abril, o futuro Centro Desportivo da Atalaia, com o arranque das obras de colocação do novo piso sintético do campo de jogos, e arranjos da zona envolvente. Esta intervenção, financiada pelo governo, será complementada mais tarde com a ampliação dos balneários e construção de bancadas para o público, num investimento total de cerca de 1.000.000 de euros.


p_ 22

AMBIENTE Pérsio Basso

Valorização de Recursos Naturais

Fotos: Alexandra Carvalho e Bruno Palhares

FLORESTA, FONTE DE RECURSOS

O

s espaços florestais constituem indubitavelmente, e cada vez mais, um refúgio, um espaço de recreio e lazer, um espaço de actividades lúdicas, desportivas, entre outras, contribuindo de forma significativa para o bemestar físico e psicológico de todos nós. A floresta ideal é pública, idosa e saudável. A Floresta, enquanto recurso natural de elevado valor ecológico, económico e social não pode continuar a ser desvalorizada. Esta, se gerida de forma sustentada, e encarada como espaço multifuncional, constitui uma fonte inesgotável de recursos a vários níveis: bioclimático (alterações microclimáticas que afectam o balanço hídrico; sequestro de carbono); económico; alimentar; energético (resíduos vegetais/biomassa florestal); paisagístico; educativo/ lúdico-didáctico; científico; turístico e artístico. Funções dos espaços florestais: produção (lenho, fruto/sementes, cortiça, biomassa para energia, plantas aromáticas e medicinais; cogumelos; mel; resina), protecção (dos solos e do regime hídrico (prevenção de erosão e de cheias)); suporte à silvopastorícia, caça e pesca em águas interiores; conservação de habitats, de espécies da fauna e da flora e de geomonumentos; sequestro de carbono, entre outras. Produtos silvestres: Cogumelos Numa tentativa de colmatar a lacuna de informação sobre os recursos naturais existentes nos espaços florestais no concelho de Vila Nova da Barquinha, o Gabinete Técnico Florestal, com a colaboração de alguns Munícipes, deu início à inventariação dos recursos naturais (florestais/florísticos, faunísticos e micológicos) com vista à sua valorização e a protecção da biodiversidade. No último trimestre partimos à descoberta dos cogumelos barquinhenses. Quem se dedica ao estudo dos cogumelos, descobre um mundo fascinante e místico perante a quantidade de formas, cores, cheiros e sabores (no caso dos comestíveis!) nos mais diversos ambientes e com diferentes técnicas de adaptação. Aberta a caça fotográfica, olhares atentos e curiosos conseguiram descobrir na nossa floresta maravilhas aqui bem perto de nós.


AMBIENTE

p_ 23

Crianças participam na plantação de árvores Fotos: Pérsio Basso

Para assinalar o Dia Mundial da Árvore, as Juntas de Freguesia de Vila Nova da Barquinha e Praia do Ribatejo convidaram as crianças dos jardinsde-infância e escolas do primeiro ciclo para participar na plantação de árvores. No dia 18 de Março, os mais novos assistiram à plantação de 3 Liquidambar e 2 Lagestroemia índica. Esta acção contou com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha.

Contacte o Gabinete Técnico Florestal da Autarquia através do e-mail: gtf@cm-vnbarquinha.pt ou pelo telefone 249720350 para: • Esclarecimentos de assuntos relacionados com a defesa da floresta contra incêndios; • Operações de silvicultura preventiva e acções de arborização; • Valorização orgânica e energética de material lenhoso ou vegetal; • Gestão e requalificação de linhas de água; • Identificação de espécies invasoras, pragas e doenças; • Valorização ambiental (e dos recursos naturais) dos espaços florestais e gestão multifuncional; Qualquer escola e/ou colectividade interessada em agendar uma visita ou um percurso pedestre nestes espaços poderá contactar o Gabinete Técnico Florestal da Autarquia. SE é proprietário, ou usufrui, de um espaço florestal e pretende valorizar os seus recursos? Possui um terreno onde se poderiam plantar espécies autóctones (como o carvalho, medronheiro, azereiro, sobreiro, freixo, entre outras) ou colher sementes? Sabia que existem apoios financeiros e projectos de âmbito nacional ao qual se pode candidatar?

Na Praia do Ribatejo, o local eleito foi a Rua Luis Feliciano

Os alunos da Barquinha participaram na plantação de 3 árvores na Rua Cidade de Rio Maior, Urbanização Horta da Fonte


p_ 24

FIGURA

IRENE CARDINALI

A TRAPEZISTA Texto e foto actual: Pérsio Basso

V

iveu no Circo até aos 19 anos. Durante toda a infância, adolescência e juventude foi bailarina, cançonetista, fadista, revisteira, ilusionista e trapezista. Depois casou a passou a dedicar-se à família. Residente em Vila Nova da Barquinha, Irene Cardinali Elisabeth Carvalho Cardigos, agora com 82 anos, guarda memórias infindáveis do seu passado artístico. Nasceu em Chaves, no dia 16 de Agosto de 1926. Mas foi no porto que recebeu o baptismo e daí ter adoptado a cidade invicta como terra natal. Pode dizer-se que nasceu e foi criada no circo, pois é filha e neta de artistas circenses. A avó, Lúcia Cardinali, de nacionalidade italiana, fazia números com cavalos no circo da família. Anastácio Elisabeth Anastasoupolus, o avô, era grego de origem e adoptou o nome de “Hércules”, pois levantava pesos e alteres no circo “Elisabeth”. Desta relação nasceu Emma Natália Elisabeth, trapezista, mãe e grande inspiradora de Irene. Ambas davam vida ao circo “Ameri”, propriedade do pai adoptivo, Américo da Silva Carvalho, que se viria a tornar palhaço de profissão. Irene fazia dupla com o irmão, Carlos Carvalho, ou “Palhaço Carlitos”. Formavam em conjunto os “Irmãos Silva” (no trapézio) ou “Lelete e Carlitos” (nas variedades). No circo, os quatro membros da família asseguravam todo o espectáculo. “Eu estava sempre em cena. Entrava e saia do palco sem ninguém dar por isso” recorda. Sem ter ido à escola, Irene Cardinali concluiu a 4.ª classe, graças aos dois professores que leccionavam no circo as disciplinas de música e expressão primária. No Verão corriam o país com o circo e no Inverno faziam variedades em várias casas de espectáculos, como o Coliseu dos Recreios, em Lisboa. Foi nesta sala que Mademoiselle Elisabeth, a "Rainha da Rumba”


FIGURA

p_ 25

“Mademoiselle Elisabeth”, nome artístico de Irene a solo, se viria a consagrar, com 17 anos, “Rainha da Rumba”. Lelete, como é conhecida pelos familiares, relembra uma vinda a Vila Nova da Barquinha aos 17 anos, com o circo “Ameri”, que na altura ficou montado no “Largo do Pirão”. No edifício onde hoje funciona o Centro Cultural, sede dos bombeiros de então, e que funcionava como casa de espectáculos, dançou em cima de uma mesa de ping-pong, episódio que nunca mais esqueceu. Nesse ano viria a dar-se um trágico episódio – o falecimento da mãe, com apenas 38 anos. Com o desgosto Irene perdeu a vontade de trabalhar no circo, e ainda hoje não sente saudades daquelas andanças. Aos 19 anos regressou a Vila Nova da Barquinha para casar com Ilídio Alves Cardigos, barquinhense funcionário dos Caminhos-de-ferro. Colocou um ponto final na carreira circense e fixou residência na sede de concelho até aos dias de hoje, dedicando-se ao lar e à família. Mãe de duas filhas, desenvolveu a sua actividade profissional como bordadeira, deixando de lado as luzes da ribalta. Há poucos anos, fez parte do Grupo Coral de Tancos, Coro da Igreja e do Grupo Musical Barquinha Saudosa, onde permaneceu durante 7 anos. Dona de uma inconfundível boa disposição, Irene Cardinali irradia simpatia, conservando ainda uma energia muito particular, talvez própria de uma artista de circo.

Oriunda de uma família de artistas, Irene acabou por seguir o caminho do mundo do espectáculo


p_ 26

i

INFORMAÇÕES ÚTEIS

Telefones

Câmara Municipal

Juntas de Freguesia

Atalaia: 249 710619 Moita do Norte: 249 712099 Praia do Ribatejo: 249 733940 Tancos: 249 712094 Vila Nova da Barquinha: 249 710705

Serviços Públicos

Repartição de Finanças: 249 710226 Registo Civil / Cartório Notarial: 249 710433 Correios Barquinha: 249 720300 Correios Atalaia: 249 710619 Correios Praia do Ribatejo: 249 733112

Segurança

Bombeiros Voluntários: 249 710629 GNR: 249 710274

Saúde / Serviços Sociais

Centro Saúde Barquinha: 249 720900/10/20 Extensão de Praia do Ribatejo: 249 733666 Extensão de Limeiras: 249 733885 Posto Médico de Atalaia: 249 710547 Misericórdia / Lar de Idosos: 249 710469 Segurança Social: 249 710450

Farmácias

Atalaia: 249 710695 Praia do Ribatejo: 249 733328 Vila Nova da Barquinha: 249 710493

Ensino

Esc. EB 2,3 Sec. D. Maria II: 249 720220 Esc. EB 2,3 Praia do Ribatejo: 249 733048 Escolas 1.º Ciclo Atalaia: 249 711777 Cardal: 249 711811 Moita do Norte: 249 711800 Praia do Ribatejo: 249 733092 Tancos: 249 711754 Barquinha: 249 710519

A revista municipal Barquinha Viva é distribuida no concelho de Vila Nova da Barquinha. Se reside fora e deseja receber a revista via CTT, recorte este cupão, preencha-o correctamente com os seus dados e envie para: Município de Vila Nova da Barquinha Gab. Informação e Relações Públicas Praça da República 2260 - 411 Vila Nova da Barquinha Fax: 249 720358

Praça da República 2260-411 Vila Nova da Barquinha Telefones Geral: 249 720350 Atendimento: 249 720372 Serviço de Piquete: 96 6180545 Protecção Civil: 249 720377 Relações Públicas: 249 720373 Serviço de Águas: 249 720357 Tesouraria: 249 720361 Fax: 249 720368 E-mail: geral@cm-vnbarquinha.pt Internet: www.cm-vnbarquinha.pt

Atendimento Público Serviços Municipais Segunda a Sexta-Feira: 09h30 - 12h30 / 14h00 - 16h00 Miguel Arnaut Pombeiro, Presidente da Câmara Segundas-feiras: 14h30 - 17h00 Maria de Fátima Capela, Chefe Div. Mun. Urbanismo Segundas-feiras: 14h30 - 17h00

Biblioteca| Espaço Internet > Barquinha Segunda a Sábado: 09h00 - 12h30 / 14h00 - 18h00 Tel.: 249 720373

Biblioteca| Espaço Internet > Praia do Ribatejo Terça a Sexta-Feira: 09h00 - 12h30 / 14h00 - 18h00 Sábados: 10h30 - 12h30 / 14h00 - 17h00 Tel.: 249 733069

Galeria de Arte

Dias Úteis: 14h00 - 17h30 Sábados: 15h00 - 18h00

Aquagym - centro municipal de actividade física Segunda a Sábado: 08h00 - 21h30 Tel.: 249 719067 E-mail: aquagym@cm-vnbarquinha.pt

Comissão de Protecção de Crianças e Jovens Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha Largo 1.º Dezembro 2260-403 Vila Nova da Barquinha Tel./Fax: 249 715143 E-mail: cpcj@cm-vnbarquinha.pt

Nome ................................................................................. .......................................................................................... Morada .............................................................................. .......................................................................................... ......................................................................................... E-mail ................................................................................

SMS MUNICIPAL

Receba no seu telemóvel notícias sobre a actualidade do concelho, eventos e informações úteis. Envie um SMS para o número 965 064 238, com o nome e apelido, seguido da palavra ADERIR*. Para cancelar este serviço, basta enviar um SMS para o mesmo número, com o nome e apelido, seguido da palavra CANCELAR*. O serviço é gratuito. Só terá de despender o custo do sms de adesão ou de cancelamento. *(custo normal de envio de SMS para a rede TMN, de acordo com cada tarifário)


VÁRIOS

Festa de Natal A Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha promoveu, no dia 20 de Dezembro de 2008, o habitual “Convívio Natalício”. Num espírito de união e fraternidade, dezenas de funcionários, e filhos até aos 12 anos, reuniram-se na Associação Cultural e Recreativa do Cardal para celebrar o Natal. A Festa dirigiu-se em primeiro lugar aos mais pequenos, com a realização de uma peça de teatro alusiva à época festiva, na qual estiveram simbolizados os valores da amizade, família e partilha. Composta por três personagens - um menino que acredita no pai natal, uma menina que não acredita e, como não podia deixar de ser, o nosso velho amigo, o Pai Natal, que apareceu para distribuir as prendas pelas crianças. Pinturas faciais e Modelagem de balões fizeram também as delícias dos mais novos. Após a animação infantil, seguiu-se um animado lanche ajantarado, com música e karaoke.

Fotos: Pérsio Basso

p_ 27

AGENDA CULTURAL Exposição de Pintura

FREQUÊNCIA

Galeria de Arte do Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha Até 11 de Abril Exposição colectiva dos alunos de Artes Plásticas, Pintura e Intermédia, do Instituto Politécnico de Tomar

COMEMORAÇÕES DO 25 ABRIL Barquinha Parque e Centro Cultural 24, 25 e 26 de Abril

Dia 24 21h30 – Concerto alusivo ao 25 de Abril com Fernando Espanhol e Tomé (Centro Cultural)

Alteração do prazo do pagamento da água No sentido de tornar mais célere e eficiente o serviço prestado aos munícipes, a data limite de pagamento do Recibo da Água foi alterada, desde o Mês de Fevereiro de 2009, passando a mesma a ser até ao dia 4 de cada mês. O Município de Vila Nova da barquinha agradece a sua colaboração.

Dia 25 10h00 - Atletismo (Barquinha Parque) 15h00 - Tarde musical (Centro Cultural): Grupo Coral de Tancos, Barquinha Saudosa, Banda de Música dos Bombeiros de Vila Nova da Barquinha, Banda de Música da Sociedade Instrução Musical Rossiense 15h00 - Animação infantil com Insufláveis (Barquinha Parque) 17h00 - Sardinhada (Barquinha Parque) Dia 26 10h00 – Prova de Agility (Barquinha Parque) 15h00 – Encontro com o escritor barquinhense Carlos Vale Ferraz (Centro Cultural) Tema: A Literatura, África e o Pós 25 de Abril 16h00 – Concerto com Dominique Ventura (Centro Cultural)

FEIRA D' ÉPOCA Barquinha Parque 23 e 24 de Maio

CONSULTE AS ACTAS E OS REGULAMENTOS MUNICIPAIS EM WWW.CMVNBARQUINHA.PT

Venda de produtos da terra, Doçaria, Mel, Chás, Licores, Artesanato, Gastronomia, Animação


CARNAVAL

N

o dia 20 de Fevereiro o Carnaval saiu à rua. Os desfiles, organizados pelos Jardinsde-Infância e Escolas do 1.º Ciclo, realizaram-se por todo o concelho de Vila Nova da Barquinha. Aqui ficam as imagens dos momentos de folia dos mais pequenos.

Fotos: Pérsio Basso

Barquinha viva 24  

Revista Municipal "Barquinha Viva" número 24, de Março de 2009. Publicação oficial do Município de Vila Nova da Barquinha.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you