Page 1

BARQUINHA VIVA Publicação do Município de Vila Nova da Barquinha | # 22 | Jun 08 | Distribuição Gratuita

CONCELHO APOSTA NO DESENVOLVIMENTO SOCIAL VERÃO EM FESTA NO PARQUE ALMOUROL

JOÃO SILVA É UM DOS ÚLTIMOS OLEIROS DA ATALAIA


p_ 2

SUMÁRIO PB

PB

4 > REDE SOCIAL

13 > CDN INAUGURADO

O concelho está a atravessar uma fase de mudança no que diz respeito às suas respostas sociais, com o aumento da oferta de lares, centros de dia, creches e outros equipamentos, que constituem cada vez mais uma sólida rede social.

Foi inaugurada a primeira empresa do espaço de localização empresarial do concelho - Centro de Negócios. No passado dia 5 de Abril, a Batadec fez história e iniciou a sua laboração.

8 > MUSEALIZAÇÃO 10 > VERÃO EM ALMOUROL

28 > FESTAS 2008

O Parque Almourol, em especial no concelho de Vila Nova da Barquinha, vai ser palco, durante os meses de Verão, de grandiosos eventos de animação e promoção. Espectáculos, workshops, desporto aventura, tudo com entrada livre, entre Junho e Setembro.

Com o apoio do IGESPAR, está em curso a elaboração do projecto de musealização do Castelo de Almourol, no âmbito do Parque Almourol.

Estão aí as Festas do Concelho. De 12 a 15 de Junho, o Barquinha Parque é palco de música, desporto, gastronomia, artesanato e folclore. Clã e Rádio Macau são os cabeças de cartaz de um dos eventos mais badalados da região. Pérsio Basso

FICHA TÉCNICA DIRECTOR Miguel Pombeiro, Presidente da Câmara presidente@cm-vnbarquinha.pt COORDENADOR Pérsio Basso Gabinete de Informação e Relações Públicas girp@cm-vnbarquinha.pt Colaboraram neste número: Carlos Vicente, Júlio Barata, Lurdes Gil, Rui Constantino Martins PROPRIEDADE Município de Vila Nova da Barquinha Praça da República 2260-411 Vila Nova da Barquinha Tel.: 249 720350 Fax: 249 720368 geral@cm-vnbarquinha.pt TIRAGEM 4000 ex. IMPRESSÃO Gráfica Almondina DEPÓSITO LEGAL n.º 181747/02

24 > O ÚLTIMO OLEIRO

João Caetano do Rosário Silva, 71 anos, é um dos últimos oleiros em actividade na Atalaia,terra com grande tradição neste ofício. A somar a esta arte, João é actor e um dos principais responsáveis pela promoção de eventos na sua terra natal. Este ano comemora 50 anos de carreira artística.


EDITORIAL

p_ 3

Miguel Pombeiro Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha

UMA SÓLIDA REDE SOCIAL O concelho de Vila Nova da Barquinha, do ponto de vista das suas instituições de solidariedade social e suas valências, está claramente num processo de mudança. Durante muitos anos a realidade concelhia resumia-se praticamente a 2 instituições: A Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova da Barquinha e a Fundação Dr. Francisco Cruz, ambas com as valências de Lar, Centro de Dia e Apoio Domiciliário. Muito recentemente, por via de uma candidatura a fundos comunitários pela Santa Casa da Misericórdia, abriu a primeira creche no concelho com capacidade para 35 crianças dos 0 aos 3 anos, a qual já tem lista de espera. Paralelamente entrou em funcionamento no passado mês de Abril o Centro de Acolhimento Temporário na Praia do Ribatejo, no edifício camarário pensado para Hotel Rural, respondendo à necessidade de ter uma resposta social para crianças dos 0 aos 12 anos em acolhimento urgente e temporário. Nesta sequência, o dia 24 de Abril foi marcado por duas excelentes notícias neste enquadramento, ao serem assinados contratos-programa com duas novas instituições, possibilitando novas valências e ou taxas de cobertura bem mais elevadas no nosso concelho, num prazo de dois anos. Com o Centro Social e Paroquial da Atalaia passaremos a ter um Centro Comunitário, com Creche (para 33 crianças), com Centro de Dia (para 25 utentes) e servir de Apoio Domiciliário, num investimento superior a meio milhão de euros. Com a delegação de Vila Nova da Barquinha da Associação de Paralisia Cerebral, em fase de consolidação, irá nascer um Lar Residencial e Residências Autónomas direccionadas especialmente para o deficiente adulto, também com financiamento assegurado e com investimento significativo. Mais atrasado mas com a mesma determinação, desenvolve-se também uma parceria entre o Município e a Associação Cultural das Madeiras (a qual deverá muito brevemente tornar-se oficialmente IPSS) para construir um Lar com Centro de Dia, ocupando também a área da antiga Escola Primária das Madeiras. Este cenário demonstra bem a alteração radical dos recursos sociais e da capacidade de responder às necessidades da comunidade e, sobretudo, demonstra um efectivo salto qualitativo e quantitativo no desenvolvimento social do concelho. O desenvolvimento do concelho não se afere apenas pelas empresas que atrai, pelas suas infra-estruturas básicas, pelos seus equipamentos desportivos ou de lazer. Tão ou mesmo mais importante é a concertação, a parceria público – privado que permite uma sólida rede social e uma cobertura das várias valências sociais em patamares superiores.

"O desenvolvimento do concelho não se afere apenas pelas empresas que atrai, pelas suas infraestruturas básicas, pelos seus equipamentos desportivos ou de lazer. Tão ou mesmo mais importante é a concertação, a parceria público – privado que permite uma sólida rede social e uma cobertura das várias valências sociais em patamares superiores."


p_ 4

REDE SOCIAL

REDE SOCIAL DO CONCELHO EM DESENVOLVIMENTO O Município de Vila Nova da Barquinha está prestes a ver concretizadas as suas ambições no que diz respeito à rede de equipamentos sociais do concelho. A somar aos Lares de Idosos e Centros de Dia de Vila Nova da Barquinha e de Praia do Ribatejo, e à Creche de Vila Nova da Barquinha, em breve o concelho contará com uma Creche e Centro de Dia na Atalaia, assim como um Lar Residencial e Residência Autónoma para cidadãos portadores de Paralisia Cerebral e doenças neurológicas afins, em Vila Nova da Barquinha. O Centro de Acolhimento Temporário para Crianças em Risco, na Praia do Ribatejo, entrou em funcionamento do mês de Abril de 2008. Ainda na Freguesia de Praia do Ribatejo, prevê-se a construção de um Lar com Centro de Dia em Madeiras, encontrando-se em fase de execução de projecto.

EQUIPAMENTOS SOCIAIS EXISTENTES Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova da Barquinha Creche com capacidade para 35 crianças, dos 0 aos 3 anos Lar de Idosos com capacidade para 35 utentes Centro de Dia com capacidade para 11 utentes Serviço de Apoio Domiciliário com capacidade para 39 utentes Apoio Domiciliário Integrado com capacidade para 6 utentes Lar Fundação Dr. Francisco Cruz Lar de Idosos com capacidade para 50 utentes Residência com capacidade para 18 utentes Serviço de Apoio Domiciliário com capacidade para 25 utentes Centro de Dia com capacidade para 15 utentes

Fotos: Pérsio Basso


REDE SOCIAL

p_ 5

O FUTURO

MADEIRAS VAI TER LAR E CENTRO DE DIA A antiga Escola Primária de Madeiras vai ser transformada num Lar com Centro de Dia, com capacidade para 14 idosos. A funcionar em regime experimental desde 2004, nas instalações da Associação Cultural e Recreativa de Ramo do Meio – Madeiras, fruto de uma parceria que envolveu a Associação, a Fundação Dr. Francisco Cruz e a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, com a aprovação do Centro Regional de Segurança Social (CRSS), o equipamento será instalado num edifício a construir de raiz. A adesão durante o período experimental, com uma frequência média de 13 utentes no Centro de Dia, foi considerada suficiente para a instalação definitiva de um equipamento que possibilite uma resposta social e adequada à população idosa da parte norte da freguesia da Praia do Ribatejo. A Associação Cultural e Recreativa do Ramo do Meio – Madeiras será para

este efeito transformada em Instituição Particular de Solidariedade Social, processo já entregue no CRSS, do qual se aguarda parecer. O edifício da antiga escola primária de Madeiras, que se encontra devoluto, será afecto a este projecto, para a concretização da obra. A Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha aprovou entretanto a atribuição de um subsídio à Associação Cultural e Recreativa do Ramo do Meio – Madeiras, no valor total de 17 200 euros, para realização dos projectos de arquitectura e especialidades. No dia 13 de Abril, foi assinado o protocolo de colaboração entre as duas entidades, para financiamento do projecto, que deverá estar concluído e aprovado ainda este ano. O acordo foi assinado pelo Presidente da Câmara Municipal, Miguel Pombeiro, e por Teodoro Martinho, da Associação Cultural e Recreativa de Ramo do Meio – Madeiras.

CAT entra em funcionamento

PRAIA ABRIGA CRIANÇAS EM RISCO

PB

O Centro de Acolhimento Temporário (CAT) de Praia do Ribatejo entrou em funcionamento no passado mês de Abril. Após a resolução de todas as questões jurídicas e legais da transição da entidade responsável pela gestão, da Fundação Dr. Francisco Cruz para a Santa Casa de Misericórdia de Vila Nova da Barquinha, o equipamento já recebeu as primeiras crianças. Este equipamento tem capacidade para acolher 17 crianças entre

os 0 e os 12 anos de idade, constituindo uma resposta social destinada ao acolhimento urgente e temporário de crianças e jovens em perigo, de duração inferior a seis meses, com base na aplicação de medida de promoção e protecção. O CAT está instalado no edifício do antigo Hotel Rural da Praia do Ribatejo, propriedade da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, que sofreu obras de adaptação para acolher este equipamento.

Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES) O Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social, aprovou, no âmbito do programa PARES II, dois projectos para o concelho de Vila Nova da Barquinha. Um é composto por uma Creche e um Centro de Dia localizados na Atalaia, e promovido pelo Centro Social e Paroquial de Atalaia. O outro, um Lar Residencial e Residência Autónoma para cidadãos portadores de Paralisia Cerebral e doenças neurológicas afins, é uma iniciativa do Núcleo Regional Sul da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral, e será concretizado na freguesia de Vila Nova da Barquinha. O Município de Vila Nova da Barquinha ajudou a impulsionar estes dois desígnios, apoiando nos mais diversos aspectos, desde a execução dos projectos, à disponibilidade de terrenos e viabilidade financeira. O contrato-programa de comparticipação financeira para ambos os projectos foi assinado no Governo Civil de Santarém, no dia 24 de Abril de 2008, pela Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, Idália Moniz, pelo Padre José Manuel Laranjeira e Júlio Barata, em representação do Centro Social e Paroquial de Atalaia, Cleide Maria Cachado Núncio dos Santos e Maria Rosa Sérvulo dos Santos, em representação do Sub - Núcleo de Vila Nova da Barquinha da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral - Núcleo Regional do Sul. A Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha fez-se representar neste importante acontecimento para o concelho pelo Presidente, Miguel Pombeiro, e pelo Vereador Rui Constantino Martins.


p_ 6

REDE SOCIAL

CASAS MOINHO DE VENTO EM MARCHA Está a nascer na freguesia de Vila Nova da Barquinha, junto a Moita do Norte, na zona da Barreira Vermelha, o projecto “Casas Moinho de Vento – Lar Residencial e Residência Autónoma” para cidadãos portadores de Paralisia Cerebral e doenças neurológicas afins. Trata-se da primeira resposta social nesta área de apoio, no concelho. O Lar Residencial possui capacidade para 12 utentes e a Residência Autónoma para 5. Promovido pelo Sub - Núcleo de Vila Nova da Barquinha da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral - Núcleo Regional do Sul, o projecto conta com um número alargado de parcerias, que visam a sinergia de recursos a nível local - Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova da Barquinha, Centro de Saúde de Vila Nova da Barquinha e Centro Social Paroquial de Atalaia. O projecto conta também com o apoio do Município de Vila Nova da Barquinha, assim como da Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Nossa Senhora dos Remédios de Moita do Norte, que cedeu o direito de superfície do terreno para a construção do imóvel. No Concelho não existe nenhuma estrutura de apoio à pessoa deficiente, independentemente de factores como a idade, género, formação profissional, ou outros. Alguns jovens recebem apoio em termos de educação e formação profissional em IPSSs sedeadas em concelhos limítrofes, sendo estas instituições limitadas na sua capacidade de responder às necessidades. Em idades mais avançadas, os cidadãos

portadores destas doenças e seus familiares são obrigados a recorrer a instituições localizadas em concelhos geograficamente muito afastadas, ou a nível nacional. Perante esta causa de contornos objectivos e de carácter indiscutivelmente social e humanitário, espera-se o envolvimento da população na concretização deste

projecto, que deverá gerar 20 novos postos de trabalho. O prazo de execução da obra será de 2 anos, prevendo-se a sua conclusão para Maio de 2010. Este equipamento representa um investimento de cerca de 500 mil euros, sendo 350 mil euros suportados pela comparticipação do programa governamental e os restantes 150 mil euros pelas autoridades locais.

Assinatura do contrato-programa de comparticipação financeira, no Governo Civil de Santarém, no dia 24 de Abril de 2008, por Cleide Maria Cachado Núncio dos Santos e Maria Rosa Sérvulo dos Santos, em representação do Sub - Núcleo de Vila Nova da Barquinha da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral - Núcleo Regional do Sul, e pela Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, Idália Moniz.


REDE SOCIAL

p_ 7

Assinatura do contrato-programa de comparticipação financeira, no Governo Civil de Santarém, no dia 24 de Abril de 2008, pela Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, Idália Moniz, e pelo Padre José Manuel Laranjeira e Júlio Barata, em representação do Centro Social e Paroquial de Atalaia

Creche e Centro de Dia na Atalaia

CENTRO COMUNITÁRIO AVANÇA 2004/05 que a lotação para 45 crianças se encontra esgotada. A crescente oferta de habitação e emprego, sem oferta complementar de apoio à população activa no cuidado com os ascendentes e descendentes que não existe actualmente - leva a um crescimento desequilibrado e a problemas sociais a curto prazo. Neste contexto, juntando à valência de ATL, a funcionar desde 2005 na Escola EB1 de Atalaia, o Centro Social e Paroquial de propôs a criação de uma Valência de Creche (para 33 utentes), outra de Centro de Dia (para 25 utentes), e Serviço de Apoio Domiciliário (para 20 utentes). O financiamento deste equipamento, um investimento de cerca de 600 mil euros, será suportado em 75% pela Segurança Social. Na componente privada, o

financiamento será assegurado pela Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Nossa Senhora da Assunção de Atalaia, através do resultado líquido da venda de 4 lotes de um loteamento sua propriedade. Dada a importância do referido equipamento social para a freguesia de Atalaia e para o Concelho em geral, o Município celebrou um Protocolo com a Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Nossa Senhora da Assunção de Atalaia, que visa a realização dos trabalhos de infra-estruturas do referido loteamento pela Câmara Municipal e a isenção da prestação da caução pela execução dessas mesmas infra-estruturas. Prevê-se que o Centro Comunitário venha a criar 36 postos de trabalho. As obras deverão iniciar-se ainda no ano de 2008.

PB

O Centro Social e Paroquial de Atalaia viu recentemente aprovada a sua candidatura ao Programa PARES II, que visa a construção de uma Creche e Centro de Dia com Apoio Domiciliário, na Rua Fernando Moura Aparício, Atalaia. A freguesia de Atalaia situa-se no extremo norte do concelho, junto ao nó da A23 com o IC3, e tem 2569 habitantes, segundo os censos de 2001. Nesta freguesia situa-se o Centro de Negócios de Vila Nova da Barquinha, o espaço empresarial do concelho, com capacidade para 50 empresas. É uma freguesia em acelerado ritmo de crescimento, a necessitar de respostas sociais atempadas, como mostra a evolução do número de crianças inscritas no ensino pré-escolar: em 1999/00, 26 crianças; 2000/01, 24 crianças; 2001/02, 31 crianças; 2002/03, 33 crianças; 2003/04, 38 crianças; desde

Local onde será construído o Centro Comunitário de Atalaia, junto à Rua Fernando Moura Aparício


p_ 8

TURISMO

2.ª Fase do Parque Almourol

IGESPAR PARTICIPA NA MUSE

Está em curso o processo para a musealização do Castelo de Almourol, uma das intervenções previstas no âmbito do projecto intermunicipal Parque Almourol. O pedido da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha para o envolvimento do Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (IGESPAR) na definição deste projecto foi bem acolhido pela direcção daquele instituto, na reunião realizada no dia 15 de Janeiro de 2008, no Palácio da Ajuda,

Foto: Pérsio Basso


TURISMO

p_ 9 p_

EALIZAÇÃO DO CASTELO

em Lisboa. No encontro participaram o Director do IGESPAR, Elísio Sumavielle, subdirectores e directores técnicos, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, Miguel Pombeiro e o Comandante da Escola Prática de Engenharia de Tancos, Jorge Moniz Côrte-Real Andrade - Coronel de Engenharia. No dia 2 de Fevereiro, uma equipa daquele instituto realizou uma visita ao castelo, seguida de uma reunião de trabalho na Escola Prática de Engenharia. Entretanto, a Câmara Municipal e Escola Prática de Engenharia de Tancos aprovaram a minuta do Protocolo de colaboração entre o Exército Português (EPE) e a autarquia, a celebrar em breve. O referido acordo regulará as intervenções no âmbito do desenvolvimento do “ Projecto de Musealização do Castelo de Almourol” e dos Projectos de conservação do Castelo e outros investimentos de valorização do

mesmo e da ilha, bem como os percursos ribeirinhos, que o Município de Vila Nova da Barquinha pretende candidatar aos fundos comunitários. O protocolo assenta no considerando que o Castelo de Almourol é um monumento emblemático do Médio Tejo, que marca o imaginário da Reconquista e da transição e articulação entre o Norte e o Sul, classificado como Monumento Nacional. Símbolo da Engenharia Militar Portuguesa, é um Prédio Militar, afecto ao Ministério da Defesa Nacional e à guarda do Exército. O Município de Vila Nova da Barquinha pretende que seja o pólo central de uma estrutura que integrará: o Castelo, que será objecto de Musealização, e o Ilhéu, que será alvo de uma intervenção mínima de manutenção/conservação, permanecendo como espaço de fruição “romântica”; e o Convento de Nossa Senhora do Loreto, que dependendo do financiamento público, tenderá a ser

restaurado, constituindo-se no futuro como um Centro de Interpretação com uma exposição permanente. Em conjunto com estas unidades estruturantes será desenvolvido um projecto de investigação histórico-arqueológico, prevendo-se a criação do Estaleiro de Arqueologia, com escavações no Ilhéu e na zona envolvente do Convento do Loreto. Estes trabalhos inserem-se no Âmbito do financiamento do QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional), na sequência dos trabalhos do Programa Estratégico Intermunicipal “Parque Almourol”, integrado na Acção VALTEJO. Após um período de encerramento durante os meses de Janeiro e Fevereiro, para pequenas intervenções, o Castelo reabriu em Março, com algumas novidades, nomeadamente nas travessias para a ilha, que passaram a contar com mais duas novas embarcações para o transporte dos visitantes.


p_ 10

TURISMO

EVENTOS PROMOVEM PARQUE ALMOUROL A Sociedade Parque Almourol vai promover, nos meses de Junho, Julho, Agosto e Setembro, um projecto de promoção do Parque, com a realização de diversos eventos de animação e promoção do rio e margens do Tejo. A iniciativa, denominada “Parque Almourol 2008”, prevê a realização de várias actividades nos três concelhos que integram este projecto – Vila Nova da Barquinha, Constância e Chamusca. Com o envolvimento da Associação Empresarial da Região de Santarém (NERSANT), Municípios e Comissão de Coordenação da Região de Lisboa e Vale do Tejo, “Parque Almourol 2008” tem como objectivos a valorização do Tejo, revitalização da cultura e do património ribeirinho, dinamização da rede de equipamentos culturais e de lazer, fomento do turismo, pretendendo ser um contributo e um instrumento de sustentabilidade cultural para a região. Pérsio Basso

PARQUE PODERÁ SER MUSEU DE ESCULTURA

O Barquinha Parque vai ser palco, nos dias 14 e 15 de Junho, durante as Festas do Concelho, de um evento multidisciplinar com a duração de 24 horas: Barquinha Non Stop

A Câmara Municipal está a desenvolver um projecto de um Centro de Artes ao Ar Livre Museu de Escultura - em Vila Nova da Barquinha. A localização prevista, no existente parque ribeirinho ao Tejo – Barquinha Parque – com cerca de 7 hectares de superfície, já dispõe de diversos equipamentos desportivos e espaços lúdicos. Pretende-se que este museu, para além do espólio que constituirá o seu núcleo central, proveniente de doações, aquisições ou de obras em regime de comodato, adopte um sistema orientado para a venda das obras expostas. O Município de Vila Nova da Barquinha pretende a dinamizar actividades complementares à exposição, como ciclos de conferências, oficinas, sessões de interpretação das obras expostas e das artes plásticas em sentido lacto. Prevêse ainda a tematização da actual Biblioteca Municipal de Vila Nova da Barquinha em arte, em escultura. Pretende-se criar um verdadeiro Centro de Interpretação de Escultura nas suas várias perspectivas, com grande ênfase para os aspectos pedagógicos e formativos, como forma de despertar as sensibilidades do público das diversas faixas etárias, para esta expressão artística. A elaboração do estudo prévio para este projecto, cujo financiamento será assegurado pelo QREN, está na fase final.


TURISMO

p_ 11 p_

BARQUINHA NON STOP  14 E 15 JUNHO, BARQUINHA PARQUE Evento multidisciplinar que acontece ininterruptamente durante 24 horas, com conteúdos para todo o tipo de audiências, independentemente da sua escolaridade, idade ou sexo: arte, animação, gastronomia, desporto, happenings, workshops e espectáculos.

TORNEIO ALMOUROL  5 JULHO, CASTELO DE ALMOUROL Reconstituição histórica de um Torneio de Armas a Cavalo e Falcoaria medieval que tem como cenário um dos mais belos monumentos nacionais, o Castelo de Almourol. Um regresso ao universo medieval das justas pela honra e pelo amor. Provas de destreza com estafermo, argolas e tabulado. Combates apeados, a cavalo e mistos, levarão ao rubro a assistência pelo seu realismo. A acompanhar este musculado torneio, também podemos assistir a uma exibição de falcoaria. RECRIAÇÃO HISTÓRICA  26 JULHO, CASTELO DE ALMOUROL Um musculado espectáculo pleno de cavaleiros, flechas em chama, bombardas, perigosas escaramuças corpo a corpo, escalada, gritos e música, onde o público parece fazer parte desta campanha militar. Pelas margens, a audiência assiste à tomada do Castelo pelos cavaleiros templários. MARÍTIMOS  9 E 10 AGOSTO, TANCOS 31 AGOSTO, VILA NOVA DA BARQUINHA Espectáculos Nómadas em Cena no Tejo (dança, música, teatro) em plataformas ou palcos flutuantes, rebocadas por embarcações. Performances de diversos géneros que apelam ao visual e ao inédito. O público nas margens pode assistir a estes espectáculos de curta duração que acontecem no rio. BAILES DO MUNDO: PORTUGUÊS  15 AGOSTO, TANCOS Baile temático no enquadramento cénico do rio.

TEMPLO ALMOUROL  6 SETEMBRO, CASTELO DE ALMOUROL Espectáculo multimédia e multidisciplinar, com envolvimento do Castelo do Almourol e do Tejo, sobre o tema dos Templários. Projecções arquitectónicas, efeitos especiais, cenografia, elementos aéreos, fluviais e terrestres, actores, bailarinos, atletas, que resultam num invulgar e simbólico espectáculo que termina em apoteose com um piromusical.


p_ 12

TURISMO Pérsio Basso

Percursos Ribeirinhos avançam Diver Almourol

CONCESSIONÁRIO INICIA ACTIVIDADE NOS CENTROS NÁUTICOS A Diver Almourol, empresa concessionária dos Centros Náuticos de Vila Nova da Barquinha e Constância, assinalou no passado dia 15 de Março, o arranque da sua exploração destes dois equipamentos de apoio a actividades de lazer. A cerimónia realizou-se no Centro Náutico de Constância, junto à Foz do rio Zêzere, e contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, Miguel Pombeiro, Presidente da Câmara de Constância, António Mendes, Vice-Presidente da Câmara Municipal da Chamusca, Francisco Matias e do Presidente da Sociedade Parque Almourol e do Nersant, José Eduardo Carvalho. O edil de Vila Nova da Barquinha, Miguel Pombeiro, realçou o carácter intermunicipal do investimento, manifestando total confiança no projecto do Parque Almourol, como pólo de desenvolvimento da região. Na sessão de abertura, José Eduardo Carvalho salientou a intenção da Sociedade parque Almourol em transformar, “estes 12 quilómetros, num dos principais pólos de aventura e de lazer da Europa. A primeira fase do investimento está concluída.

Vamos entrar agora na segunda fase, em que tentaremos dinamizar e rentabilizar os equipamentos que já foram construídos e nos quais se gastou 20 milhões de euros”. Para o Presidente da Nersant, este projecto reúne características ímpares a nível nacional, pelo facto de ser intermunicipal, reunindo três municípios em parceria com uma associação empresarial. Terminados os discursos, os convidados desfrutaram das actividades, com paintball, kart cross, arco, zarabatana, pontes flutuantes e mini-slide. A cerimónia terminou com uma visita ao Centro Náutico de Vila Nova da Barquinha e ao Castelo de Almourol, música e fogo de artifício em Constância. Estes dois equipamentos integrantes do projecto intermunicipal Parque Almourol estão concessionados por 25 anos à Diver Almourol, empresa também responsável pelo conhecido parque de aventura Diver Lanhoso. O investimento final do Parque Almourol rondará os 45 milhões de euros, dos quais 15,5 milhões serão privados, tendo já sido realizados numa primeira fase 21,3 milhões de euros.

Encontra-se em fase de conclusão o projecto da 1.ª fase dos Percursos Ribeirinhos, que irão ligar o Barquinha Parque ao Castelo de Almourol. Até ao final do 1.º semestre de 2008 será lançado o concurso para a execução desta obra, uma intervenção com a chancela do Parque Almourol. Com uma extensão de 4 km, este trajecto consiste num percurso ao longo da margem norte do rio Tejo, com uma largura que variará entre 1,60m e 2,5m e permitirá o acesso a peões, bicicletas e outros veículos não motorizados. A realização desta intervenção permitirá desfrutar e contemplar as excelentes condições paisagísticas e ecológicas da área marginal do Rio Tejo, associadas às condições culturais propiciadas pelo Castelo de Almourol e pelos núcleos urbanos existentes. Além do percursos ribeirinhos, o projecto irá integrar também um troço da EN 3-9, a estrada panorâmica junto à foz do rio Zêzere, através da criação de uma ciclovia entre a ponte da Praia do Ribatejo e estrada de acesso a Constância, beneficiando e aproveitando a via já existente. Todos os percursos serão assinalados através de um conjunto de painéis informativos, em particular nos pontos de início e chegada, para orientação dos utentes. Na segunda fase será concretizada a ligação entre o Castelo de Almourol e a vila de Constância. Este projecto será financiado pelo Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), prevendo-se o início das obras para o ano de 2009.


NEGÓCIOS

p_ 13 p_

Atalaia

BATADEC INAUGURA CENTRO EMPRESARIAL Fotos: Pérsio Basso

O empresário Óscar Baptista (à direita) deu o "pontapé de saída" no Centro de Negócios

A inauguração da Batadec marcou o arranque do Centro de Negócios (CDN) de Vila Nova da Barquinha. A primeira empresa a iniciar a sua actividade no parque empresarial, situado na freguesia de Atalaia, foi inaugurada no passado dia 5 de Abril de 2008. Na presença de Miguel Pombeiro, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, José Eduardo Carvalho, Presidente da NERSANT e de cerca de 50 convidados, o empresário Óscar Baptista fez o balanço de uma década de actividade na área do comércio e reparação de equipamento dentário, traçando objectivos para o futuro, entre os quais o da internacionalização.

A inauguração da primeira empresa do centro empresarial do concelho de Vila Nova da Barquinha contou com a presença de dezenas de convidados, entre os quais o Presidente da Câmara, Miguel Pombeiro, e o Presidente do NERSANT, José Eduardo Carvalho

A Batadec ficará na história do centro empresarial do concelho de Vila Nova da Barquinha como sendo a empresa a criar os primeiros 9 postos de trabalho neste espaço. Entretanto, continua a bom ritmo a instalação de novas empresas no CDN, prevendo-se que em breve iniciem a sua laboração. No passado mês de Maio, iniciaram-se a obras de construção dos edifícios das empresas “Ana Silva Intimidades”, um investimento de cerca de 180.000 euros na área do mobiliário, que prevê a criação de 4 postos de trabalho; e “Bio-Analítica”, uma empresa de prestação de serviços direccionada para o Sector Agro-Alimentar e especializada

em Higiene, Segurança e Qualidade, cujo investimento ronda os 375.000 euros, e empregará 22 trabalhadores. Em Abril, o Centro de Negócios de Vila Nova da Barquinha reforçou a imagem da entrada, com a colocação de bandeiras, logótipos nos portões e um novo Outdoor, conferindo ao espaço a modernidade do conceito que já identifica este parque de localização empresarial. Com a colocação dos novos portões, na zona da portaria, foi reforçado também o sistema de segurança. A Câmara Municipal continua a comercializar lotes, estando já em preparação o alargamento desta zona empresarial.


p_ 14

OBRAS E PROJECTOS

1. CEMITÉRIO DA ATALAIA CRESCE A Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha adquiriu recentemente um terreno junto ao cemitério de Atalaia, com vista à ampliação do mesmo. Esta área com cerca de 28.000 m2 irá permitir também a construção de uma zona de estacionamento em zona confinante à EN 110, junto à Igreja Matriz, Monumento Nacional. A autarquia está prestes a solucionar o problema do cemitério local, cuja capacidade se encontra perto da lotação máxima. Além da ampliação imediata do cemitério, este espaço permitirá fazer futuros alargamentos. A zona envolvente ao cemitério e Igreja de Nossa Senhora de Assunção deverá também alvo de requalificação com a construção de zonas verdes.

Fotos: Pérsio Basso

1

2

3

2. NOVO PAVIMENTO NA RUA DO POETA

3. ARRANJOS EXTERIORES NA PRAIA

O Município de Vila Nova da Barquinha executou, no mês de Fevereiro, uma intervenção por administração directa, na Rua do Poeta, Limeiras, freguesia de Praia do Ribatejo. A artéria tem um novo pavimento, oferecendo melhores condições de circulação aos habitantes.

Arrancou no início do passado mês de Maio a empreitada de arranjos exteriores junto aos blocos de habitação social, próximo à Escola EB 2,3 de Praia do Ribatejo. Passeios e zona para estacionamento de automóveis estão contemplados nesta intervenção, que representa um investimento de cerca de 75 mil euros para a Câmara Municipal.


OBRAS E PROJECTOS PB

Combate aos degradados A reabilitação urbana do centro histórico de Vila Nova da Barquinha está em andamento. O Município iniciou já o processo para a definição da segunda parceria público-privada para concretização deste objectivo. No passado mês de Abril foi aberto Concurso Público para a escolha de um parceiro privado, encarregue de executar os projectos de arquitectura e de especialidades de engenharia, bem como a construção e a Reabilitação de 3 edifícios devolutos da zona antiga da sede de concelho. As edificações situadas no gaveto da Rua do 9 de Abril com a Rua de Cabo Verde, no Largo José da Cruz (n.º 3) e no gaveto da Rua Marechal Carmona com o Largo de Santo António, propriedade da Câmara Municipal, serão alvo de obras de beneficiação em breve. A intervenção enquadra-se no âmbito da revisão do Plano de Salvaguarda de Vila Nova da Barquinha. O Município pretende com esta medida rejuvenescer os centros históricos do concelho, com especial incidência na sede de concelho e em Tancos, pondo fim à habitação degradada aí existente. Em Vila Nova da Barquinha, junto ao edifício dos serviços camarários, está em curso a obra de reabilitação da Unidade Morfológica n.º19. O Município tem intenção de intensificar um conjunto de intervenções que visam em simultâneo Reabilitar e Realojar, conjugando a intervenção urbanística com a intervenção social.

p_ 15

EN3: a porta de entrada A transformação em arruamento urbano de uma das mais movimentadas artérias do concelho de Vila Nova da Barquinha, a EN3, encontra-se em fase de adjudicação. A intervenção irá incidir num troço de cerca de 3 kms, entre a zona da Ponte da Pedra e o posto de abastecimento de combustíveis, em Vila Nova da Barquinha. O projecto contempla a execução de duas rotundas - junto aos cruzamentos com a EN 110 e com a estrada de acesso ao Cardal (na zona da antiga Valura), requalificação da Rua da Cardiga (compreendida entre a EN3 e a Rua D. Maria II), parte da Rua da Chã e a Rua das Oliveiras. Prevê-se a reformulação de todos os entroncamentos e cruzamentos com as ruas existentes, bem como a sua sinalização vertical e horizontal. Aproveitando a obra de reperfilamento da estrada nacional, o projecto de arquitectura paisagista sobrepõe-se a esta intervenção, adicionando elementos essenciais tais como uma ciclovia, arborização em ambos os sentidos da via, zonas de recreio e enquadramento predominantemente verdes e zonas de estadia, entre variados elementos de mobiliário urbano, nomeadamente, abrigos de espera de transportes públicos, papeleiras e dissuasores de circulação automóvel. A ciclovia conta em toda a sua dimensão com uma largura de 2 metros, e decorre na maior parte do seu percurso a lado do passeio pedonal. A preocupação em pontuar os percursos pedonais com mobiliário urbano reflecte a preocupação com os utentes deste espaço. Dentro em breve os habitantes poderão percorrer a vila de um lado ao outro nas melhores condições possíveis de utilização, nomeadamente as mais saudáveis, a pé ou de bicicleta. A obra prevê a construção de um sistema de captação, armazenamento e pressurização de água para abastecimento da rede de rega, junto à linha de água que atravessa a EN3, dispensando desta forma o consumo de água da rede pública. O sistema de iluminação pública será reformulado, com o objectivo de reforçar o nível de iluminação junto das passadeiras pedonais e nos cruzamentos das vias.


p_ 16

AMBIENTE

CHEGARAM OS ECOPONTOS SUBTERRÂNEOS

Município implementa serviço de recolha de cartão

PROJECTO ECOPONTO LIMPO PB

A Resitejo, em parceria com a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, instalou, durante o mês de Março, os primeiros 4 Ecopontos subterrâneos no concelho. Estas novas unidades para depósito de resíduos para reciclagem são compostas por 3 contentores – papelão, vidrão e embalão, e foram colocadas na Rua Dr. Joaquim Vítor Arnaut Pombeiro e Travessa dos Descobrimentos (Vila Nova da Barquinha), Rua Miguel Torga (Cardal, Moita do Norte) e Rua Mouzinho de Albuquerque (Atalaia). Esta intervenção representa uma melhoria relativamente

à estética dos Ecopontos, aumentando a capacidade dos contentores para o dobro da anterior, ou seja de 1,5 para 3 metros cúbicos. Os Ecopontos de superfície existentes nestes locais foram entretanto reposicionados, no dia 24 de Abril, na Rua Patriarca D. José (Atalaia), Rua 10 de Junho (Moita do Norte), Rua António Gonçalves Curado e Rua D. Maria II (Vila Nova da Barquinha). O Município colocou também um vidrão na EN3, junto ao Restaurante Soltejo, em Vila Nova da Barquinha.

O Município de Vila Nova da Barquinha, em colaboração com a Resitejo, iniciou no dia 17 de Abril um serviço de recolha porta-aporta de cartão, papel e esferovite produzidos pelos estabelecimentos comerciais e outros médios e grandes produtores do concelho. Em fase de implementação, esta iniciativa conta já com 15 aderentes. O objectivo do projecto “Ecoponto Limpo” é recolher e encaminhar para reciclagem estes resíduos, evitando que sejam depositados directamente no contentor do lixo ou abandonados junto aos locais de recolha inviabilizando, na maior parte dos casos, a sua reciclagem. O serviço é gratuito, havendo o compromisso por parte do comerciante de acondicionar correctamente os seus resíduos de papel, cartão e esferovite e colocálos disponíveis para recolha. Os serviços do Município farão a recolha às quintas-feiras. Os comerciantes interessados em aderir a este serviço deverão preencher a ficha de adesão, uma vez que apenas será recolhido cartão, papel e esferovite das entidades aderentes a esta iniciativa. Contudo, algumas regras são necessárias para que o programa de recolha se possa cumprir: o papel, cartão ou esferovite devem ser acondicionados em fardos separados e devidamente atados; as caixas devem ser desfeitas e espalmadas de forma a diminuírem o seu volume; os fardos devem ser colocados à porta do estabelecimento no dia e horário estabelecidos.


DESPORTO Pérsio Basso

p_ 17

MINIPÓLO NO AQUAGYM A Escola Municipal de Natação de Vila Nova da Barquinha promoveu, no passado dia 15 de Março, o primeiro convívio interno AQUAGYM. A actividade realizou-se no Centro Municipal de Actividade Física, em Moita do Norte, e contou com a participação de cerca de 60 alunos, num torneio de mini-pólo aquático.

CENTRO DESPORTIVO NA ATALAIA O actual campo de jogos da Atalaia vai ser requalificado. A candidatura referente à colocação de um relvado sintético no campo de futebol foi recentemente aprovada pelo Instituto do Desporto de Portugal, tendo sido lançado o respectivo concurso público em Março deste ano. A obra, cujo valor estimado é de cerca de 550.000 euros, deverá iniciar-se no 2.º semestre de 2008. No futuro, a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha pretende criar naquele local um verdadeiro Centro Desportivo para servir o núcleo urbano que inclui as freguesias de Vila Nova da Barquinha, Moita do Norte e Atalaia. A intervenção deverá abranger uma área de cerca de 5 hectares, prevendo-se a requalificação da zona envolvente ao campo de futebol. O futuro recinto permitirá a prática desportiva ao ar livre, num conjunto de equipamentos desde um campo de futebol com piso em relva artificial, campos de ténis, circuitos de manutenção, um recinto polidesportivo e um parque para desportos radicais. PB

No 2.º semestre de 2008 deverá iniciar-se a obra de colocação do novo relvado sintético no campo de futebol da Atalaia


p_ 18

EDUCAÇÃO

À DESCOBERTA DAS ÁRVORES No âmbito do Dia Mundial da Floresta (21 de Março) realizaram-se no passado dia 31 de Março, acções de sensibilização aos alunos do ensino pré-escolar e alunos do 1º e 2º ciclo do ensino básico da freguesia da Praia do Ribatejo. As acções tiveram subjacente o lema “Educar para conhecer, conhecer para preservar” os espaços naturais e/ou florestais. Cerca de 140 alunos participaram nesta actividade desenvolvida pelo Município de Vila Nova da Barquinha, com a colaboração do Gabinete Técnico Florestal (GTF) intermunicipal de Vila Nova da Barquinha, Entroncamento e Golegã, e o Agrupamento Vertical de Escolas da freguesia da Praia do Ribatejo. A descrição das principais espécies de árvores florestais de Portugal, as ameaças aos espaços florestais e os

animais que vivem na floresta foram as questões abordadas. Os alunos tiveram a oportunidade de mexer e observar o material vegetativo (frutos, folhas e ramos) das principais espécies de árvores florestais e alguns exemplares (sobreiro, pinheirobravo, eucalipto, azinheira, carvalhos, pinheiro-manso, entre outras). Os alunos do ensino pré-escolar pintaram com as palmas das mãos um painel com o desenho do tronco e ramos de uma árvore. No final das sessões foi oferecido aos alunos e ao Agrupamento de Escolas da freguesia da Praia do Ribatejo alguns dos exemplares das espécies de árvores florestais presentes, assim como material de apoio pedagógico cedido pela DirecçãoGeral dos Recursos Florestais e Autoridade Nacional de Protecção Civil, entre outro material elaborado pelo GTF.

Pérsio Basso

Os alunos tiveram a oportunidade de mexer e observar o material vegetativo (frutos, folhas e ramos) das principais espécies de árvores florestais

Os livros vão à escola O Município de Vila Nova da Barquinha, através da Biblioteca Municipal, promoveu, de 1 a 24 de Abril, o projecto “Os Livros vão à escola”. Tratou-se de uma actividade de apoio à leitura, destinada às crianças das Escolas Básicas do 1º Ciclo do concelho, do 3º e 4º ano de escolaridade. Tendo em conta que uma das áreas de intervenção que o Plano Nacional de Leitura contempla é a implicação das instituições públicas, como é o caso das Bibliotecas Públicas, através do convite às escolas a descobrir e usufruir do espaço das mesmas, pretende-se agora que a biblioteca “invada” o espaço da Escola. A iniciativa teve como principais objectivos sensibilizar a criança para a leitura; criar hábitos de leitura nas crianças; desenvolver a criatividade; potenciar nas crianças, através da leitura e todas as actividades a ela inerentes, as suas capacidades imaginativas e criativas; aproximar as bibliotecas das crianças; promover nas escolas/professores a Biblioteca como parceiro e espaço aberto para novas metodologias educativas; e dar a conhecer autores portugueses. O projecto “Os livros vão à Escola” visitou as Escolas do 1.º Ciclo de Atalaia, Cardal, Moita do Norte, Vila Nova da Barquinha, Limeiras, Praia do Ribatejo e Tancos.


EDUCAÇÃO Fotos: Pérsio Basso

ESCOLAS FESTEJAM CARNAVAL As escolas do 1.º Ciclo e dos Jardins-deInfância do concelho de Vila Nova da Barquinha promoveram mais um desfile carnavalesco, no passado dia 1 de Fevereiro. Cerca de 400 crianças encheram as ruas de Vila Nova da Barquinha e Praia do Ribatejo de cor e fantasia, “vestindo a pele” das mais variadas personagens – palhaços, superheróis, índios e princesas, entre outros – de forma alegre e divertida. A iniciativa foi promovida pelos Agrupamentos de Escolas do concelho contou com o apoio do Município de Vila Nova da Barquinha.

p_ 19 p_


p_ 20

CULTURA

DESPORTO E MÚSICA NO 25 DE ABRIL

O Município de Vila Nova da Barquinha festejou o 25 de Abril com um vasto programa desportivo e cultural, no Barquinha Parque. As comemorações iniciaram-se às 9 da manhã com a cerimónia de Hastear da Bandeira no edifício dos Paços do Concelho. Seguiu-se a Corrida da Liberdade, com várias dezenas de participantes nos diversos escalões. Na tarde quente do dia 25 realizou-se um torneio de futebol, demonstração de patins em linha, voleibol de rua, prova de orientação e um espectáculo de dança com alunos do 1.º ciclo das escolas do concelho. Depois de uma tarde cultural, no auditório do centro cultural de Vila Nova da Barquinha, houve lugar à tradicional sardinhada no parque das merendas, jogos tradicionais, quermesse e atelier de pinturas faciais no Parque. Este ano, as comemorações estenderamse ao dia 26, com a realização de uma Prova de Agility – saltos de obstáculos com cães.

Fotos: Pérsio Basso

Atletismo - Corrida da Liberdade

Voleibol de Rua

Torneio de Futebol

Tarde Cultural

Prova de Agility


CULTURA PB

p_ 21

Mês do Sável e da Lampreia

MOSTRA PROMOVE PEIXE DO RIO HÁ 14 ANOS Pelo 14.º ano consecutivo, o Município de Vila Nova da Barquinha, em parceria com 9 restaurantes do concelho, promoveu mais uma edição do Mês do Sável e da Lampreia, entre 23 de Fevereiro e 23 de Março, uma iniciativa que tem como principal objectivo promover a cozinha tradicional. Os três rios que banham o concelho Tejo, Zêzere e Nabão – fazem com que Vila Nova da Barquinha tenha no peixe do rio a principal fonte de sabores da sua gastronomia típica. A Açorda de Sável e o Arroz de Lampreia são iguarias com longa tradição, num concelho cuja história está intimamente ligada à actividade piscatória. Estes e outros paladares baseados no peixe do rio poderam ser apreciados nos restaurantes aderentes: Almourol (Tancos), Barca (Vila Nova da Barquinha), Carroça (Limeiras, Praia do Ribatejo), Chico (Praia do Ribatejo), Palmeira (Vila Nova da Barquinha), Soltejo (Vila Nova da Barquinha), Stop (Atalaia), Tasquinha da Adélia (Vila Nova da Barquinha), e Trindade (Moita do Norte).

ARQUIVO EM CONCLUSÃO VERÃO ANIMADO NO PARQUE O Verão vai ser animado no Barquinha Parque. A Câmara Municipal preparou um variado programa de eventos com vista à dinamização cultural deste espaço de lazer, uma referência para o concelho e para a região. Entre Junho e Setembro, aos Sábados e Domingos, 17 às 19 horas há Segways para alugar. Para quem prima pela manutenção da forma física, pode praticar Pilates, ao ar livre, aos Domingos de manhã, das 10 às 11 horas, até ao final de Setembro. Para os adeptos do BTT, vão realizar-se no parque ribeirinho duas provas da modalidade - Open Ori BTT, nos dias 13 e 14 de Setembro, e o 1º Raid BTT COA, uma maratona de BTT com 80Km cuja partida será efectuada no Barquinha Parque, no dia 20 de Setembro. Os mais novos podem desfrutar dos Insufláveis (1 vez por mês), Atelier de Moinhos de Papel (28 Jun), Ateliers de Pintura (5 Jul e 20 Set), Atelier de Leitura ao Ar Livre (13 e 20 Jul), Atelier de Papagaios de Papel (9 e 23 Ago), Teatro de sombras no auditório (16 Ago), Demonstração de Papagaios de Papel (6 Set) e Teatro de marionetas no auditório (13 Set). O Barquinha Parque vai ser palco também de espectáculos musicais, com concertos agendados para os dias 19 de Julho e 30 de Agosto.

Encontram-se em fase de conclusão as obras de construção do novo Arquivo Municipal de Vila Nova da Barquinha. Situado na Rua de Cabo Verde, o novo edifício deverá estar terminado no próximo mês de Junho, prevendo-se que durante o Verão se inicie a instalação deste equipamento. O Arquivo Municipal terá como missão promover o acesso dos serviços camarários e do público em geral, à informação e à documentação que tem à sua guarda. Estes documentos foram produzidos e recebidos pela Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha e constituem a memória do concelho.


p_ 22

CULTURA

registo PB

Manuel Carvalho, actor do grupo de teatro "Arte & Manhas", do Clube União de Recreios de Moita do Norte

DIA MUNDIAL DO TEATRO O Município de Vila Nova da Barquinha aderiu à iniciativa nacional para comemorar o Dia Mundial do Teatro, promovida pela Direcção Geral das Artes no âmbito do programa Território Artes. Esta acção nacional, com a duração de dez dias, de 27 de Março a 6 de Abril, apresentou como elementos de unidade a adopção de um tema comum “Teatro para todos” e a inauguração simultânea da exposição “O que é o Teatro?” que funcionou como pólo de irradiação das actividades apresentadas. A mostra esteve patente ao público no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, Biblioteca de Praia do Ribatejo, Junta de Freguesia de Moita do Norte, Biblioteca de Atalaia e Associação Cultural e Recreativa das Madeiras. A exposição abordou, através de imagens e texto, de forma pedagógica, o Teatro, a sua expressão ao longo do tempo, os intérpretes, os autores, os textos, os públicos, os aspectos sociais e os espaços de representação. Em paralelo, realizaram-se exposições bibliográficas alusivas ao teatro no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha e Biblioteca de Atalaia e apontamentos de teatro, pelo Grupo de Teatro do Clube União de Recreios de Moita do Norte, na Junta de Freguesia de Moita do Norte (5 Abril) e Associação Cultural e Recreativa de Madeiras (6 Abril). No âmbito desta iniciativa realizou-se ainda um Teatro de sombras, na Biblioteca de Praia do Ribatejo (3 Abril).

Ciclo de Conferências sobre “Ordens do Templo e de Cristo”

PERITOS DEBATEM TEMPLÁRIOS NO CENTRO CULTURAL Mais de duas dezenas de especialistas portugueses na temática dos Templários, reconhecidos no meio académico e com várias obras publicadas sobre a matéria, participaram, entre 8 de Março e 17 de Maio, em Vila Nova da Barquinha, nos Encontros “Ordens do Templo e de Cristo”. O auditório do Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha foi o local eleito para acolher a edição deste ano da iniciativa da Delegação Gualdim Pais de Templespaña, em parceria com a Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha. O ciclo de 5 conferências contou com a participação de 3 a 4 oradores em cada encontro, com intervenções de cerca de 30 minutos, seguidas de debates sobre as matérias apresentadas. Paralelamente, decorreu uma exposição bibliográfica de obras relativas à temática das Ordens Militares e de Cavalaria. O objectivo da iniciativa foi divulgar o Legado das Ordens do Templo e de Cristo nas múltiplas vertentes, das quais o Castelo de Almourol, monumento nacional e ex-líbris do concelho de Vila Nova da Barquinha, que é dos mais notáveis exemplares.


CULTURA Pérsio Basso

PB

BIBLIOTECA HOMENAGEIA MULHERES, PAIS E MÃES A Biblioteca Municipal de Vila Nova da Barquinha assinalou, através da realização exposições temáticas de bibliografia e oferta de marcadores de livros e cartões alusivos aos temas o Dia Internacional da Mulher (8 de Março), Dia do Pai (19 de Março) e Dia da Mãe (4 de Maio).

GALERIA PROMOVE EXPOSIÇÕES O pintor australiano Sam Abercromby fez uma retrospectiva da sua pintura na Galeria de Arte do Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, entre 25 de Janeiro e 26 de Fevereiro de 2008. Esta mostra reuniu alguns dos seus trabalhos produzidos em Portugal, desde que se radicou em Vila do Paço, Tomar. Em Março e Abril, a galeria acolheu uma exposição de aguarelas de Manuela Velez, uma pintora autodidacta natural de S. Martinho do Porto. “Comunicação Não Verbal”, é o título da exibição de pintura de Salomé Soares e cerâmica de José Martins está patente ao público até ao próximo dia 4 de Junho. Em Junho, a galeria irá acolher uma mostra dos trabalhos de Joaquim Vieira, artista, artesão e poeta barquinhense.

CONFERÊNCIA SOBRE GUERRAS PENINSULARES As invasões francesas e outros conflitos militares que tiveram como palco a Peninsula Ibérica vão ser abordados no auditório do Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, no próximo dia 4 de Julho, às 15 horas. “Guerras Peninsulares” é o tema desta conferência alusiva ao tema, uma iniciativa da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, em parceria com a Escola Prática de Engenharia de Tancos.

p_ 23

CONSULTE AS ACTAS E OS REGULAMENTOS MUNICIPAIS EM WWW.CMVNBARQUINHA.PT

ATELIERS PARA OS MAIS NOVOS NA BIBLIOTECA No âmbito da dinamização da Biblioteca Infanto-Juvenil de Vila Nova da Barquinha, o Município promoveu nos primeiros meses de 2008, diversos ateliers dirigidos ao público jovem Sombras chinesas (19 e 26 de Janeiro, 2 e 23 de Fevereiro); Pasta de Papel (23 de Fevereiro); Hora do Conto, Construção de Livros de Pano e Jogos (26 de Janeiro); Marionetas de Vara (22 de Março e 5 de Abril). No dia 17 de Maio, a Biblioteca InfantoJuvenil de Vila Nova da Barquinha acolheu o Atelier “A Vida das Palavras”, promovido pela Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas no âmbito do programa de apoio à leitura. Concebida e realizada por Carlos Sebastião, esta acção contou com a participação de cerca de duas dezenas de crianças dos 8 aos 10 anos.


p_ 24

FIGURA

João Caetano do Rosário Silva

OLEIRO E ACTOR Texto e foto: Pérsio Basso

Estreou-se como actor há 50 anos no Grupo de Teatro da Sociedade Instrutiva e Recreativa da Atalaia (SIRA), na opereta “Joaninha”. Desde então a sua vida confunde-se com o mundo do espectáculo no concelho. João Caetano do Rosário Silva é um autêntico “homem dos eventos”. Nas últimas cinco décadas encenou e representou dezenas de peças, no Grupo de Teatro da SIRA, e mais tarde nos Bombeiros Voluntários de Vila Nova da Barquinha, como responsável pelo grupo, até aos dias de hoje. Durante estes anos, promoveu teatro infantil e marchas populares nas escolas primárias, organizou espectáculos de variedades, concertos, desfiles de moda, noites de fados, etc. Foram muitos os êxitos que obteve, atingindo o apogeu nos anos 80. Foi nessa década que promoveu alguns espectáculos inesquecíveis, como os concertos de Paco Bandeira ou das “Doce”, na Atalaia. “Foi o concerto mais rentável e também o que mais incómodos me causou. As artistas chegaram ao local às 4h da manhã, numa noite de baile, na Atalaia. Mas o público não arredou pé. As “Doce” actuaram cerca de uma hora. Foi um sucesso!”, recorda. João Silva foi também o responsável pela actuação de Amália Rodrigues no pavilhão de Carlos Arrabaça, na Atalaia, artista da qual se tornou amigo, e a quem escreveu cartas. João é oleiro de profissão. Nasceu no dia 5 de Abril de 1937, na Atalaia, concelho de Vila Nova da Barquinha, terra onde hoje vive e trabalha. Após terminar a 4.ª classe, com apenas 11 anos, iniciou-se no ofício que herdou dos antepassados. Os seus pais,

tios, avós, bisavós e trisavós também eram oleiros. A alcunha “Avança”, como é mais conhecido, foi herdada do pai. No início do século XX, “discutiam-se as mulas, como hoje se discutem os automóveis”, conta. No regresso das feiras onde comercializavam os produtos da olaria, eram frequentes os despiques entre o pai e o primo “Necas”, para atestar quem tinha a mula mais rápida. Ao conduzir a carroça, o seu progenitor incitava o animal com a frase “Avança Leão, avança!” que se transformou na sua imagem de marca. Apesar do seu sonho de menino ser o de exercer a profissão de médico, acabou por enveredar pelas artes, neste caso pela olaria. Em equipa com os irmãos Fernando e Francisco, João mantém em funcionamento a única olaria existente na Atalaia, com cerca de 40 anos de existência. A loiça de água (bilhas, cântaros e infusas), vasos para flores e peças para ornamentação (talhas e potes) são os artigos mais solicitados. Religioso devoto, foi membro da Comissão de Culto da Igreja de Atalaia durante 43 anos ininterruptamente. Nos anos 80 e 90, foi responsável pelas plantações de crisóstomos e gladíolos, propriedade da Igreja, nas imediações da olaria, cuja comercialização constituiu a principal fonte de financiamento das obras de construção da Casa Mortuária de Atalaia e da reconstrução da Capela do Sr. Jesus. João Caetano tem como sonho ver o futuro Centro Comunitário da Atalaia, assim como a SIRA, a “funcionar em pleno”. “Trabalhar até poder e representar até saber” são os objectivos imediatos deste oleiro e actor. Atalaia, terra de oleiros

Grupo de Teatro da SIRA, dirigido por João Maria Silva (1.º do lado esquerdo, em baixo) que levou à cena a opereta "Joaninha", no dia 1 de Fevereiro de 1958, na Atalaia. João Caetano da Silva (1.º do lado esquerdo, em cima) iniciava a sua carreira de actor. Foto de grupo tirada em 9 de Março de 1958.

No final do Séc. XIX, existiam cerca de 35 olarias na Atalaia, considerada na altura uma verdadeira catedral da olaria. Desta localidade onde abundava o barro, partiram oleiros para trabalhar em outras regiões do país, como Muge, Marinhais, Coruche, Palhaça (Porto), Vila Franca de Xira, Almeirim, Alpiarça, entre outros destinos. As olarias da Atalaia mantiveram-se sempre muito fiéis às técnicas mais ancestrais. Só há cerca de 40 anos, João Caetano do Rosário Silva adquiriu a primeira roda eléctrica, onde ainda hoje faz a loiça manualmente, um engenho inventado por Felipe Mendes Gregório. A matéria-prima utilizada neste ofício é o barro vermelho. Em tempos idos era todo adquirido no concelho. Locais como a charneca da Atalaia, o cabeço do Picoto, o Telheiro, Casal Frade e a Tojeira tinham o melhor barro. Agora a matéria-prima vem de Alcanena, Alcanede e Rio Maior.


p_ 25 João Silva, 71 anos, é um dos últimos oleiros da Atalaia


p_ 26

i

INFORMAÇÕES ÚTEIS

Telefones

Câmara Municipal

Juntas de Freguesia

Atalaia: 249 710619 Moita do Norte: 249 712099 Praia do Ribatejo: 249 733940 Tancos: 249 712094 Vila Nova da Barquinha: 249 710705

Serviços Públicos

Cartório Notarial: 249 710814 Repartição de Finanças: 249 710226 Registo Civil: 249 710433 Correios Barquinha: 249 720300 Correios Atalaia: 249 710619 Correios Praia do Ribatejo: 249 733112

Segurança

Bombeiros Voluntários: 249 710629 GNR: 249 710274

Saúde / Serviços Sociais

Centro Saúde Barquinha: 249 720900/10/20 Extensão de Praia do Ribatejo: 249 733666 Extensão de Limeiras: 249 733885 Posto Médico de Atalaia: 249 710547 Misericórdia / Lar de Idosos: 249 710469 Segurança Social: 249 710450

Farmácias

Atalaia: 249 710695 Praia do Ribatejo: 249 733328 Vila Nova da Barquinha: 249 710493

Ensino

Esc. EB 2,3 Sec. D. Maria II: 249 720220 Esc. EB 2,3 Praia do Ribatejo: 249 733048 Escolas 1.º Ciclo Atalaia: 249 711777 Cardal: 249 711811 Limeiras: 249 733091 Moita do Norte: 249 711800 Praia do Ribatejo: 249 733092 Tancos: 249 711754 Barquinha: 249 710519

A revista municipal Barquinha Viva é distribuida no concelho de Vila Nova da Barquinha. Se reside fora e deseja receber a revista via CTT, recorte este cupão, preencha-o correctamente com os seus dados e envie para: Município de Vila Nova da Barquinha Gab. Informação e Relações Públicas Praça da República 2260 - 411 Vila Nova da Barquinha Fax: 249 720358

Praça da República 2260-411 Vila Nova da Barquinha Telefones Geral: 249 720350 Atendimento: 249 720372 Serviço de Piquete: 96 6180545 Protecção Civil: 249 720377 Relações Públicas: 249 720373 Serviço de Águas: 249 720357 Tesouraria: 249 720361 Fax: 249 720368 E-mail: geral@cm-vnbarquinha.pt Internet: www.cm-vnbarquinha.pt

Atendimento Público Serviços Municipais Segunda a Sexta-Feira: 09h30 - 12h30 / 14h00 - 16h00 Miguel Arnaut Pombeiro, Presidente da Câmara Segundas-feiras: 14h30 - 17h00 Maria de Fátima Capela, Chefe Div. Mun. Urbanismo Segundas-feiras: 14h30 - 17h00

Biblioteca| Espaço Internet > Barquinha Dias úteis: 09h00 - 12h30 / 14h00 - 18h00 Sábados: 10h30 - 12h30 / 14h00 - 17h00 Tel.: 249 720373

Biblioteca| Espaço Internet > Praia do Ribatejo Terça a Sexta-Feira: 09h00 - 12h30 / 14h00 - 18h00 Sábados: 10h30 - 12h30 / 14h00 - 17h00 Tel.: 249 733069

Galeria de Arte

Dias Úteis: 14h00 - 17h30 Sábados: 15h00 - 18h00

Aquagym - centro municipal de actividade física Segunda a Sábado: 8h00 - 22h00 Tel.: 249 719067 E-mail: aquagym@cm-vnbarquinha.pt

Comissão de Protecção de Crianças e Jovens Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha Largo 1.º Dezembro 2260-403 Vila Nova da Barquinha Tel./Fax: 249 715143 E-mail: cpcj@cm-vnbarquinha.pt

Nome ................................................................................. .......................................................................................... Morada .............................................................................. .......................................................................................... ......................................................................................... E-mail ................................................................................

SMS MUNICIPAL

Receba no seu telemóvel notícias sobre a actualidade do concelho, eventos e informações úteis. Envie um SMS para o número 965 064 238, com o nome e apelido, seguido da palavra ADERIR*. Para cancelar este serviço, basta enviar um SMS para o mesmo número, com o nome e apelido, seguido da palavra CANCELAR*. O serviço é gratuito. Só terá de despender o custo do sms de adesão ou de cancelamento. *(custo normal de envio de SMS para a rede TMN, de acordo com cada tarifário)


VÁRIOS

p_ 27

Juventude

Concelho acolhe Curso de Defesa para Jovens

Pérsio Basso

O Instituto da Defesa Nacional (IDN), promoveu entre 5 e 10 de Maio, em Tancos, Vila Nova da Barquinha, em parceria com a Câmara Municipal e com a colaboração dos três Ramos das Forças Armadas, o IX Curso de Defesa para Jovens. O Curso destina-se a jovens licenciados, estudantes universitários e jovens trabalhadores de ambos os sexos, entre os 21 e os 30 anos, e tem por objectivo principal a sensibilização e o esclarecimento de potenciais dirigentes/ quadros superiores das estruturas do Estado e da sociedade civil, sobre as grandes questões da Segurança e Defesa Nacional, numa óptica de abordagem multidisciplinar e interdepartamental. O curso procura ainda promover o relacionamento entre jovens de formações académicas, experiências e áreas profissionais diversificadas. Na 9.ª edição, que decorreu no concelho de Vila Nova da Barquinha, durante uma semana, em regime intensivo de semi-internato, os 30 participantes cumpriram um programa de actividades que incluiu conferências e debates, trabalhos de grupo, visitas de estudo e actividades lúdico-desportivas. Cerca de 30 jovens participaram no IX Curso de Defesa para Jovens, que decorreu entre 5 e 10 de Maio, no concelho de Vila Nova da Barquinha

As comunidades de Dissay (França), Madone (Itália) e Santa Catarina do Fogo (Cabo Verde), vão visitar o concelho de Vila Nova da Barquinha, de 9 a 15 de Junho de 2008. No dia 13 de Junho, feriado municipal, será assinado o Protocolo de Geminação entre Vila Nova da Barquinha e as vilas de Madone (Itália) e Santa Catarina do Fogo (Cabo Verde). As comitivas das 3 vilas geminadas com Vila Nova da Barquinha, cerca de 50 pessoas, serão albergadas pelas famílias de acolhimento portuguesas. Entre as várias actividades de intercâmbio cultural previstas, os visitantes irão assistir a concertos, praticar canoagem, jogos tradicionais e visitar alguns locais de interesse histórico da região.

Geminações

DISSAY, MADONE E SANTA CATARINA DO FOGO VISITAM VILA NOVA DA BARQUINHA


Clã e Rádio Macau nas Festas

A BARQUINHA NÃO PÁRA

Clã, banda com origem no Porto, vem tocar ao vivo o seu mais recente álbum de originais "Cintura"

Rádio Macau e Clã são os nomes mais sonantes da edição de 2008 das Festas do Concelho de Vila Nova da Barquinha. Um dos maiores eventos anuais da região, este certame realiza-se no Barquinha Parque, entre 12 e 15 de Junho. Além dos concertos com bandas musicais reconhecidas a nível nacional, os festejos contemplam a realização das mais diversas actividades. Destaque para a realização de mais uma Feira do Tejo, onde não faltarão o artesanato e as tasquinhas, para os apreciadores da gastronomia típica da região. Na música, Filipe Santos dá o pontapé de saída na festa no dia 12. Os veteranos Rádio Macau prometem agitar a noite de 13, feriado municipal e dia de Santo António, o padroeiro da vila.

A não perder a tradicional procissão! Para o fim-de-semana está reservada a grande novidade desta edição, o “Barquinha Non Stop”. Trata-se de um evento multidisciplinar que durante dois dias (24 horas ininterruptas entre os dias 14 e 15, com início às 17h) promove em simultâneo arte, animação, gastronomia, desporto, happenings, workshops e espectáculos. Manuela Azevedo lidera a banda que encerrará com chave de ouro a última noite da festa, no dia 15. A Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, em parceria com as associações do concelho, preparou uma festa onde não irá faltar também o folclore ou o desporto. Canoagem, cicloturismo e BTT são algumas das modalidades em que poderá participar.

Barquinha viva 22  

Revista Municipal "Barquinha Viva" número 22, de Junho de 2008. Publicação oficial do Município de Vila Nova da Barquinha.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you