Page 1

EAD no Brasil A educação a distância teve início antes mesmo dos anos 1900, com anúncios em jornais oferecendo cursos por correspondências, onde o aluno fazia um curso e já podia sair praticamente empregado após o estudo. Após as correspondências, tivemos a revolução do estudo EAD, com a introdução do rádio no processo, os cursos foram disponibilizados através de uma iniciativa privada que obteve êxito no processo. O Governo tinha medo da possibilidade de transmissão de programas considerados subversivos, a principal função da emissora era trazer o conhecimento de uma forma nova, trazendo uma tecnologia muito usada no mundo, o rádio. Até 1930 não havia nenhum órgão responsável pelo EAD, outros órgãos de outras áreas que cuidavam destes assuntos. A educação via rádio foi a segunda neste meio, ficando atrás somente do método via correspondência. Em 1936, sem alternativas, os instituidores tiveram que doar a emissora para o Ministério da Educação e Saúde, não era uma emissora com fins comerciais e devido a forte pressão com cumprimentos difíceis de serem adotados, tiveram que doar. Tivemos muitos programas de educação via rádio, como a Escola Rádio-Postal "A Voz da Profecia", o SENAC - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, a Igreja Católica, por meio da Diocese de Natal, projetos como o MOBRAL, vinculado ao Governo Federal, entre outros. Tivemos também, o cinema educativo, mas que não obteve êxito devido ao alto custo e falta de interesse em filmes de natureza educativa. A educação transmitida via TV foi bastante utilizada até os anos 90, pois a partir daí as emissoras não eram mais obrigadas a transmitir programas educacionais. Os anos se passaram e não ocorreram resultados concretos nos canais abertos de televisão. Na maioria dos casos, os programas são transmitidos em horários incompatíveis com a disponibilidade dos possíveis alunos usuários. A própria TV Educativa, por razões inexplicáveis, não pertence à estrutura do Ministério da Educação, mas sim ao da Cultura, e poucos são os programas educacionais veiculados. Podemos dizer que o EAD avançou muito, muito mais devido ao uso da internet para tal fim, a internet possibilita o estudante e o professor de estarem, sempre que possível para ambos, conectados de forma online trocando informações. O uso de portais, e-mails, fóruns e a própria ferramenta de pesquisa do Google, ajudam a troca de ideias entre os próprios alunos juntamente com o seu professor. O EAD hoje é utilizado por praticamente todas as faculdades, tendo algumas com apenas essa modalidade, é um método onde o aluno tem a responsabilidade de estudar por conta própria, tendo todo material para auxiliar.

Fonte: http://www.ipae.com.br/pub/pt/cme/cme_82/index.htm

EAD no brasil  

Falando um pouco sobre o EAD no Brasil.

EAD no brasil  

Falando um pouco sobre o EAD no Brasil.

Advertisement