Page 1

From Blog to Book.

ESTAPAFURDIOSDOQUOTIDIANO . BLOGS . SAPO . PT


2


Contents 1 2012

9

1.1 Outubro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

10

Ora sejam muito bem vindos! Façam o favor de entrar.... (2012-10-18 23:55) .

11

A Gorda vem a caminho! (2012-10-19 15:14) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

13

A Gorda vem a caminho! - Parte 2 ou 3 (2012-10-19 16:16) . . . . . . . . . . . .

14

Bunny Steps não prescinde de Sonecas (2012-10-20 11:24) . . . . . . . . . . . .

16

Butt Chugging... (2012-10-21 21:42) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

17

Avistado OVNI na Escócia e em Manique do Intendente. (2012-10-22 12:08) . .

19

Evacuar.... (2012-10-23 01:15)

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

21

Agentes do SEF e da ASAE em Greve às horas extras! (2012-10-23 16:16) . . .

23

Aníbal Cavaco Silva luta por mais flexibilidade.. (2012-10-24 09:52)

. . . . . .

25

Palavra da Salvação ... do Sporting (2012-10-25 10:50) . . . . . . . . . . . . . .

27

Medidas práticas para poupar... (2012-10-25 16:36) . . . . . . . . . . . . . . . .

30

10 Maneiras para ganhar dinheiro (2012-10-26 09:34)

. . . . . . . . . . . . . .

32

Coveiros aos tiros... (2012-10-26 15:20) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

34

Gilbertos há muitos... seu palerma! (2012-10-27 11:40) . . . . . . . . . . . . . .

36

Manifestação da GNR... (2012-10-28 14:53) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

38

Ser feia sai muito Caro! (2012-10-29 15:18) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

40

"Quarteto" assalta panificadora... (2012-10-30 00:39) . . . . . . . . . . . . . . .

42

Exorcismo GAY (2012-10-30 14:39) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

44

O furacão "Sundae"? (2012-10-31 13:02) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

46

1.2 Novembro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

49

Feliz Halloween (2012-11-01 12:38) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

50

A fuga do Tigre... (2012-11-02 13:01) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

52

Vou-te morder esse pescoço com a minha chave de fendas& (2012-11-02 22:42)

54

Não roubarás! (A menos que seja para pagar ao Fisco) (2012-11-03 13:57) . . .

56

Cavaco inibido de "travar" OE... (2012-11-04 02:20) . . . . . . . . . . . . . . . .

59

Ameaça de bomba na sede da CNN... (2012-11-04 16:50) . . . . . . . . . . . . .

61

Rod Stewart, e uma "suposta" orgia com marinheiros& (2012-11-05 13:47) . .

63

Oh filho a limpeza do chão agora cabe-te a ti... (2012-11-05 21:39) . . . . . . .

65 3


Na Coreia do Sul, existe um elefante que fala... (2012-11-06 12:41) . . . . . . .

68

Uma notícia que o irá espantar! (2012-11-07 11:59) . . . . . . . . . . . . . . . .

70

Operação "Todos os Santos..." (2012-11-07 22:29) . . . . . . . . . . . . . . . . .

72

Alto aí, aqui não podes fazer xixi! (2012-11-08 18:41) . . . . . . . . . . . . . . .

74

Fernando Ulrich - Aguenta, aguenta... (2012-11-09 08:48) . . . . . . . . . . . .

76

Os bonecos devem estar loucos! (2012-11-09 23:25) . . . . . . . . . . . . . . . .

78

Rapper mostra foto de pénis... (2012-11-11 10:19) . . . . . . . . . . . . . . . . .

80

Cadela Procura-se! (2012-11-12 11:32) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

82

«Gosto tanto de você, leãozinho&» (2012-11-12 20:41) . . . . . . . . . . . . . . .

84

UCRANIANO PUXA UM ELÉCTRICO COM OS DENTES& (2012-11-13 16:33) .

86

O Estapafúrdios do Quotidiano está de Greve! (2012-11-14 11:08) . . . . . . . .

89

Webcam «marota...» (2012-11-15 11:22) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

91

AIIIIII que me roubarém!!! (2012-11-16 09:45)

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

93

Soldados arménios comem cobras cruas... (2012-11-16 17:28) . . . . . . . . . .

95

Alemão encontra "morcego" em caixa de cereais... (2012-11-17 21:19)

. . . . .

97

. . . . . . . . . . . . . . . . . .

99

Um mês de Estapafúrdios& (2012-11-18 12:27) E

tudo

o

vento

levou...até

um

pescador

com

um

tiro

nas

nalgas!

(2012-11-19 15:31) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Burro candidata-se a eleições, no Equador& (2012-11-20 07:42)

. . . . . . . .

103

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

106

Porcos a monte! (2012-11-21 21:27) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

108

Pessoas facilmente influenciáveis... (2012-11-22 14:39) . . . . . . . . . . . . . .

111

Faça SEXO! (2012-11-23 11:06) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

114

Necrofilia ao mais alto nível? (2012-11-24 11:54) . . . . . . . . . . . . . . . . . .

116

Prédio no meio de uma estrada... (2012-11-25 22:27) . . . . . . . . . . . . . . .

118

Drive-in sexual! (2012-11-26 20:33) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

121

Padre milionário... (2012-11-27 13:36) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

123

Os tipos da ASAE são uns invejosos e ciumentos! (2012-11-28 17:48) . . . . . .

125

Bestialidade... (2012-11-29 13:56) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

127

SEIOS SIM! Cotovelos é que não! (2012-11-30 10:14) . . . . . . . . . . . . . . .

129

1.3 Dezembro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

131

Era uma vez, um papagaio... (2012-12-01 13:56) . . . . . . . . . . . . . . . . . .

132

O Natal já não é o que era... (2012-12-02 19:51) . . . . . . . . . . . . . . . . . .

134

Rapel caseiro... (2012-12-03 16:50) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

136

OK Teledemónios em que posso ajudar? (2012-12-04 14:39) . . . . . . . . . . .

138

Mulher sofre de doença de Hulk... (2012-12-05 15:39) . . . . . . . . . . . . . . .

141

Tragédia no mundo animal... (2012-12-06 12:22) . . . . . . . . . . . . . . . . . .

143

Sérvios, cuidado! Conde Drácula está de volta... (2012-12-07 13:37)

145

O "Encantador de Cães"... (2012-11-21 11:27)

4

100

. . . . . .


A Democracia& (2012-12-08 20:19)

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

148

www.cemiteriosonline.com (2012-12-10 22:53) . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

149

O estranho caso da Prostituta em fuga... (2012-12-11 23:42) . . . . . . . . . . .

151

12/12/12 O fim está perto... (2012-12-12 19:00) . . . . . . . . . . . . . . . . . .

153

A 4ª operação de Hugo Chavez... (2012-12-13 17:06) . . . . . . . . . . . . . . . .

155

HEY... SEXY LADY... Gangnam Style (2012-12-15 17:48) . . . . . . . . . . . . .

157

Haja respeito pela criatividade! (2012-12-16 18:38)

. . . . . . . . . . . . . . . .

159

Cuidado com os vizinhos& (2012-12-17 20:49) . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

161

Acorda pá! (2012-12-18 19:45) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

164

Vodka salva elefantes da Morte! (2012-12-19 20:25) . . . . . . . . . . . . . . . .

167

Bem vindo/a ao Bunker mais "In" de 2012... (2012-12-20 17:54) . . . . . . . .

169

Um Natal sem mentiras (2012-12-21 21:24) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

171

Cenas de Reverendos... (2012-12-22 20:22) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

173

O "Metaleiro" deficiente& (2012-12-23 20:49) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

175

Feliz Natal, Estapafúrdianos! (2012-12-24 18:08) . . . . . . . . . . . . . . . . . .

177

A luta de Bento XVI... (2012-12-26 13:52) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

179

ONE POUND FISH! (2012-12-27 14:38)

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

181

Nem o Pai Natal se "safa" da multa... (2012-12-28 16:27) . . . . . . . . . . . . .

183

A época natalícia é tempo de dar& (2012-12-29 14:18) . . . . . . . . . . . . . .

185

Olhóóóóóó& Burlãooooo! (2012-12-30 17:57) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

187

CUIDADO QUANDO FOR AO SHOPPING! (2012-12-31 18:35) . . . . . . . . . .

190

2 2013

193

2.1 Janeiro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

194

Promessas de Ano novo& (2013-01-01 13:32) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

195

Já chega de abusar na comida! (2013-01-02 17:41) . . . . . . . . . . . . . . . .

197

Terapia à Broke Back Mountain... (2013-01-03 16:40) . . . . . . . . . . . . . . .

198

Lobisomem do Crepúsculo sofre de incontinência urinária! (2013-01-04 18:05)

200

Asterix, e a poção mágica... (2013-01-05 17:57) . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

202

A Epifania de Monti (2013-01-07 20:51) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

204

Olha aí& cuidado com a Alimentação& (2013-01-08 18:41) . . . . . . . . . . . .

206

Homem invade casa para fazer tarefas domésticas! (2013-01-09 21:16) . . . . .

208

Motivação extra? (2013-01-10 17:15) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

210

Até que a morte... os vista! (2013-01-11 19:03) . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

212

Ó FMI, VAI PÓ... COISO... (2013-01-12 18:36) . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

215

Em Portugal, cada um por si... (2013-01-14 14:23) . . . . . . . . . . . . . . . . .

217

Uma deputada que "pode" como deve ser... (2013-01-15 20:24)

. . . . . . . . .

219

Galinha azarenta... (2013-01-16 20:41) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

222 5


Aqui vou eu, para Zagreb, aqui vou eu, cheio de pica... (2013-01-17 20:06) . .

224

Bem vindo à festa do post número 100! (2013-01-18 18:24) . . . . . . . . . . . .

226

Protesto "Femen"& (2013-01-20 17:40) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

229

Reorganização de freguesias... (2013-01-22 16:29) . . . . . . . . . . . . . . . . .

231

Descubra como curar a Gaguez! (2013-01-23 16:10) . . . . . . . . . . . . . . . .

233

Toda uma panóplia de estapafúrdios... (2013-01-24 18:05) . . . . . . . . . . . .

235

PS prepara o ataque final! (2013-01-25 17:25) . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

237

Se a tí te gusta a mí me encanta! (2013-01-27 21:54) . . . . . . . . . . . . . . .

239

O OLX dos famosos... (2013-01-28 18:12) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

241

Saia do armário! (2013-01-29 20:20) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

243

A fuga do crocodilos& (2013-01-30 17:57) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

245

Viciada em pêlo! (2013-01-31 18:11) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

247

2.2 Fevereiro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

249

É o nudismo... (2013-02-01 17:09) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

250

A escola de jogadores do FCP! (2013-02-02 19:07) . . . . . . . . . . . . . . . . .

252

Estou& sim? Uma dose de preservativos? É para já! (2013-02-04 16:26) . . . .

253

Pénis Sagrado... (2013-02-05 16:04) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

255

A Vingança do Tigre& (2013-02-06 17:21) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

257

A selecção Nacional está de Luto (2013-02-07 18:05) . . . . . . . . . . . . . . . .

259

Concorrência desleal... (2013-02-08 17:31) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

261

HUUU... HUUU... Pouca Terra... Pouca Terra... (2013-02-10 20:59) . . . . . . .

263

O Skater do futuro... (2013-02-11 17:23)

265

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

É Carnaval, ninguém leva a mal... Desde que não faça xixi na rua! (2013-02-12 21:21) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 267 Tudo se resolve na «cabine»... (2013-02-13 17:28) . . . . . . . . . . . . . . . . .

269

O amor é... (2013-02-14 14:21) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

271

Inversão de marcha... (2013-02-15 16:29) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

273

Ai! Meu Deus! Um meteorito! (2013-02-16 20:15)

. . . . . . . . . . . . . . . . .

275

OHH Papa!! Papa-me Toda... (2013-02-18 18:05) . . . . . . . . . . . . . . . . . .

277

Sylvie, a «Rainha» da selva... (2013-02-19 17:22) . . . . . . . . . . . . . . . . . .

279

És a rainha da Neve... (2013-02-20 21:22) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

281

O síndrome de «Gollum»... (2013-02-21 17:27) . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

283

A verdadeira a origem do Harlem Shake! (2013-02-22 17:35) . . . . . . . . . . .

285

Olhó peixinho... (2013-02-23 23:44) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

287

Sweet Sixteen (2013-02-25 17:17) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

289

Ai! Meu Deus! O Rei vai nú! Ah! Não& é só uma estátua& (2013-02-26 17:24)

291

“Se conduzir, não beba!”

e “Se estiver parado numa fila, não se maquilhe!” (2013-02-27 18:24) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 293

6


Adeusinho, ó Robin... (2013-02-28 17:54) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

295

2.3 Março . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

297

O amor é lindo, mesmo quando é verde... (2013-03-01 16:43) . . . . . . . . . .

298

Mais vale um Kamov sem seguro a voar, do que dois Kamov sem seguro em terra... (2013-03-02 19:46) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 300 Quem não gosta de pão? (2013-03-04 16:46) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

302

Quando for grande, quero ser piloto! (2013-03-05 16:53) . . . . . . . . . . . . .

306

Batman entrega vilão à Justiça! (2013-03-06 22:19) . . . . . . . . . . . . . . . .

308

Se queres ser ladrão, tens de estudar... (2013-03-07 17:46) . . . . . . . . . . . .

311

Feliz dia da Mulher! (2013-03-08 16:02) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

313

Praticar o sexo na selva, pode originar uma cena de ciúmes... (2013-03-09 17:59)

316

Perdidos e Achados! (2013-03-11 17:39) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

318

Onda destrói «pedido de casamento» (2013-03-12 17:45)

. . . . . . . . . . . . .

320

Habemus Papam ou não Habemus Papam? (2013-03-13 19:44) . . . . . . . . .

322

Ó senhora, você tem o diabo no corpo! (2013-03-14 17:07) . . . . . . . . . . . .

324

100 anos a praticar a actividade mais antiga do mundo. (2013-03-15 20:16)

.

326

Ó filho, «gira lá isso»& (2013-03-16 17:12) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

328

Toma lá que é para aprenderes... (2013-03-17 17:08) . . . . . . . . . . . . . . .

330

Polícia sexy, polícia sexy... (2013-03-18 16:58) . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

332

Avó?!... És tu? (2013-03-19 18:07) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

334

Amor de tacos, bolas e esqui... (2013-03-20 17:36) . . . . . . . . . . . . . . . . .

336

Um Mundo ao contrário... (2013-03-21 17:35)

. . . . . . . . . . . . . . . . . . .

338

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

340

Quando eu for grande quero ser... (2013-03-24 11:43) . . . . . . . . . . . . . . .

342

Não fujam, não& (2013-03-25 16:43) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

344

Recado que é recado, escreve-se em post-it! (2013-03-26 21:50) . . . . . . . . .

346

Moranguinho Capador... (2013-03-27 17:01) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

348

O que faria para ganhar um Iphone? (2013-03-28 16:26) . . . . . . . . . . . . .

350

Calma, malta! Eu estava a brincar! (2013-03-29 19:50) . . . . . . . . . . . . . .

352

2.4 Abril . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

354

Governo paralisado, à espera do TC (2013-04-01 07:21) . . . . . . . . . . . . . .

355

Dorminhoco Profissional (2013-04-02 11:37) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

357

Óperaaaaaaaaaaaaaaaaaa... (2013-04-03 17:09) . . . . . . . . . . . . . . . . . .

358

Epá, Cheira-me a... Vulva (2013-04-04 15:15) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

360

Não gosto de ti... (2013-04-05 16:54) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

362

Antes de embarcar, toca a pesar! (2013-04-06 16:32) . . . . . . . . . . . . . . .

364

BLUE... (2013-04-08 12:44) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

366

QUIZZ - Estapafúrdios do Quotidiano (2013-04-09 12:05) . . . . . . . . . . . . .

368

Ó Fukushima... (2013-03-22 17:27)

7


8

Anda cá, ó Asteróide! (2013-04-10 13:42) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

370

A origem do BURACO! (2013-04-11 13:49) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

372

Oh!... Que história tão comovente... (2013-04-12 13:28) . . . . . . . . . . . . . .

374

74 dias seguidos a soluçar é obra& (2013-04-13 14:11) . . . . . . . . . . . . . .

376

«Casaco-namorada» – Adeus, mulheres... (2013-04-15 13:31) . . . . . . . . . . .

378

Tenha um óptimo despertar& (GIRLS ONLY) (2013-04-16 15:47) . . . . . . . .

380

Super Heidi Klum! (2013-04-17 13:39) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

382

Inspira... Expira... (2013-04-18 14:16) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

384

Ai!& é tãooo bommm! (2013-04-19 12:36) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

386

O malfadado Caralh* das Caldas! (2013-04-20 13:47) . . . . . . . . . . . . . . .

388

Mente mais que eu gosto& (2013-04-22 14:57) . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

390

A "Noiva Repórter"& (2013-04-23 12:47) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

392

Diferença de idades no casamento... (2013-04-24 13:46) . . . . . . . . . . . . .

394

Segredo gastronómico! (2013-04-25 12:45) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

396

É dos carecas que elas gostam mais!! (2013-04-26 15:27) . . . . . . . . . . . . .

398

Harlem Shake em CHAMAS! (2013-04-27 12:02) . . . . . . . . . . . . . . . . . .

400

O fantasma do Michael Jackson... (2013-04-29 12:14) . . . . . . . . . . . . . . .

402

Ui! O Sul Coreano está chateado... (2013-04-30 13:58) . . . . . . . . . . . . . .

404

2.5 Maio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

406

Dia do Trabalhador! (2013-05-01 11:26) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

407

Pingo Doce... Venha cá! (2013-05-02 12:37) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

408

Vida de sem-abrigo& (2013-05-03 13:09) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

410

Nova moda: Cabelo de Tomate (2013-05-04 11:55) . . . . . . . . . . . . . . . . .

412

Durão Barroso, de «Durão» não tem nada! (2013-05-06 13:44) . . . . . . . . . .

415

Quem não gosta de um bom chilli? (2013-05-07 12:31) . . . . . . . . . . . . . .

417

Justin Bieber é DEUS? (2013-05-08 13:03) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

418

Jornalista despedida devido a “sexo” em directo. (2013-05-09 12:37) . . . . . .

420

Dançarino profissional de passadeiras... (2013-05-10 13:57) . . . . . . . . . . .

422

Rabo de «Miss Bumbum» cresce quando falam mal dela& (2013-05-11 12:42) .

424

Estúpidofúrdio! (2013-05-13 11:36) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

426

Terror na prisão?! (2013-05-14 12:45) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

428

Previsões Futebolísticas nos seios. (2013-05-15 12:30) . . . . . . . . . . . . . .

430

Está um dia lindo... Ides passear, ides... (2013-05-16 13:55) . . . . . . . . . . .

432

180 mil nas cuecas... (2013-05-17 12:52) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

434

Nossa Senhora de Fátima apoia Fábio Coentrão! (2013-05-18 15:02) . . . . . .

436

Bernard Madoff, «O Escorregadio»! (2013-05-20 12:32) . . . . . . . . . . . . . .

438

Papa Francisco - O Exorcista! (2013-05-21 13:16) . . . . . . . . . . . . . . . . .

441

Bunga-bunga& (2013-05-22 13:06) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

443

Gafanha na Galhofa! (2013-05-23 12:04)

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

445

Uma ida ao dentista& (2013-05-24 12:51) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

447


Chapter 1

2012

9


1.1

10

Outubro


Ora sejam muito bem vindos! Façam o favor de entrar.... (2012-10-18 23:55) Sejam bem vindos ao Blog - Estapafúrdios do Quotidiano!!! RIC - Este é um blog de dois amigos, que um certo dia acordaram pela manhã, levantaram-se da cama e decidiram ir até à casa de banho fazer as suas necessidades fisiológicas! E porquê? Porque sim, todos nós temos de as fazer (hey, nada desses pensamentos parvos! Estava cada um na sua casa, cada um na sua cama e cada um na sua casa de banho. Nada de misturas ein! Seus depravados dum raio!), e tiveram uma brilhante ideia !!(bom, brilhante não sei se será o adjectivo correcto, mas vá, diz que sim...) E que tal criar um blog? Um blog diferente de todos os outros, em que irão abordar tudo o que lhes der na real gana. Sem medos, sem tabus e sempre prontos para achincalhar! GIL - Permite-me apenas corrigir algumas incongruências (ham viram como eu falo caro&) no teu texto: 1º Para mim isto não é um Blog mas sim um Buog, porque como vocês sabem eu não consigo dizer o “L” , 2º Eu não decidi ir à casa de banho, o meu organismo é que decidiu por mim, pois a maior parte das vezes que vou ao wc é porque sou obrigado. Ou pelo meu corpo ou pela minha mulher& 3º O buog se calhar até não é tão diferente dos outros, simplesmente terá mais piada, pois vai ser escrito por dois dos maiores comediantes do concelho da Moita e arredores! RIC - E pronto! Lá tinhas de vir interferir pá... E que tal, deixares que eu acabe a história ein? Que mau feitio... (Continuando...) Existiu uma - bastante esclarecedora - conversa entre estes dois amigos, em que foi dado a conhecer um ao outro, a ideia de criar um blog. Destacamos a afirmação, de que se tratou de uma conversa bastante ESCLARECEDORA, como terão a oportunidade de observar. A conversa reza assim: (Os dois amigos encontram-se num café..) - Ora viva rapaz! - Viva! - Tu tens umas ideias assim a dar para o "parvas", e eu tenho umas ideias assim a dar para o "idiotas", queres fazer um blog em conjunto? - Olha que engraçado! Pensei no mesmo hoje de manhã! E íamos falar sobre o quê? - Não sei pá, sobre o estado do tempo? - Isso é parvo, e para isso precisas de ter conhecimentos meteorológicos. - Pois é, tens razão. E que tal..falarmos..sobre o desenvolvimento sociocultural do nosso País? - Que estupidez! Isso é muito complicado, e precisarias de saber mais sobre todos os “sócios” com cultura que se desenvolveram no nosso País& - Pá, falávamos só sobre os "sócios" com cultura, mas da Moita. Do país - isso já era uma multidão do camandro. Então e que tal..falar de política? - Isso ainda mais estupidez é, já para não falar que depois ninguém ia ler... Já sei, vamos falar sobre coisas estúpidas que assistimos diariamente no nosso quotidiano. - Olha parece-me bem, mas só se for assim estapafurdiamente. - Hum, sim. Pode ser. Finalmente, não tiveste, nem uma ideia parva, nem estúpida! 11


- Sabes como é! Tenho dias em que a inspiração vem cá de dentro..e..pimba, sai ideias maravilhosas e espectaculares! - Pois pois... - Então e o nome para o raça do Blog, ou melhor, no teu caso especifico - buog? - Simples...então...seria....deixa-la ver...do tipo...ora..se vamos falar de estapafúrdios do quotidiano....então seria.. - Já sei! "Estaladas no Quotidiano"! - Hâ? Ouve lá, esse café deve estar estragado... - Então porquê? - Então se no Buog, iremos abordar temas relacionados com estapafúrdios do quotidiano, o nome certo seria, e prepara-te que isto vai soar muita forte: "ESTAPAFÚRDIOS DO QUOTIDIANO"! - E havia a real necessidade de gritares? - Pá, entusiasmei-me. - Ah, tá bem. Sim, o nome é perfeito! AVANTE COM ISSO CAMARADA! - Primeiro que tudo, não sou teu camarada. Depois, era escusado gritar ok? - Eh, desculpa lá, entusiasmei-me e tal... E assim nasceu este blog, ou melhor - buog. E preparem-se para o pior! Estes dois meninos possuem ideias estapafurdiamente mirabolantes! Tendes atenção, escondeis as vossas filhas, cães, gatos e até a vossa Bimby (Porquê a Bimby? Pois, realmente....ah sim, porque ela é a melhor amiga da mulher! Se em vez de Bimby, o nome fosse Bimbo, era caso para os homens ficarem muito preocupados, porque aí sim, a coisa seria realmente grave...)!

12


A Gorda vem a caminho! (2012-10-19 15:14) Tenham cuidado, tenham muito cuidado! A Gorda está a caminho de Portugal. Escondam as vossas poupanças, não debaixo do colchão, mas sim num cofre, a muitos metros debaixo da terra. Diz que a Gorda veio para papar tudo! Vai ser demolidor! Fontes próximas da Gorda, afirmam a pé juntos, que ela possui um olfacto muito apurado, e que consegue cheirar dinheiro a muitos metros de distância! Pelo sim, pelo não, já enviei um email para os famosos Pasteis de Belém, para fecharem durante esta visita da Gorda! Fontes próximas da Gorda - as mesmas que referi anteriormente - afirmam que ela é doida por salsichas e pasteis de nata. Outras fontes próximas do governo, afirmam que Passos Coelho - Primeiro-ministro de Portugal, ou que o tenta ser, coitado.. teve a ideia de receber a Gorda, com um mega banquete de salsichas e para sobremesa Pasteis de Belém. E tem de ser tudo oferecido, porque, vamos lá a ver, trata-se da Gorda mais poderosa da Europa. No protocolo de boas vindas à Gorda, está estipulado que todos os ministros acompanhem a "caravana" da Gorda, de Renault Clio. Para que à Gorda, não lhe ocorra a ideia de lhes "papar" os Audi, visto que já lhes custou muito ter de mudar de BMW para Audi. Enfim, para poupar, é claro. Os ministros têm de ser os primeiros a dar o exemplo. Outra das medidas que está incluído no protocolo de boas vindas à Gorda, é o facto de, Passos Coelho ter de dar um beijinho na nádega esquerda da Gorda. À rainha, costuma-se fazer uma vénia ou então, um beijo de cavalheirismo na sua mão. A Gorda, por sua vez, gosta mais de um bela beijoca na nádega, só para verem quem manda na Europa e tal. Bom, quem vos avisa, vosso amigo é! Fiz o meu melhor. A Gorda, é conhecida na Europa como o "Monstro das Bolachas"! Na visita a Portugal, ela tem intenções de mudar essa alcunha para: "O Monstro dos Pasteis de Belém". Tendes cuidado, tendes muito cuidado.. RIC

13


A Gorda vem a caminho! - Parte 2 ou 3 (2012-10-19 16:16)

Amigo RIC, meus caros amigos leitores, acabei de obter uma informação ainda mais preocupante do que a que foi escrita anteriormente. (tenham medo& muito medo&) Sabe-se agora que a visita de Ângela Merkel a Portugal não é para tratar da economia, não é para vir ver a paisagem, não é com fins culinários, se bem que a Gorda é capaz de se ir alambazar nos belos dos Pasteis de Belém, como o RIC disse e bem (até rimou), é nada mais nada menos que...

“Turismo Sexual”. Pois é, então não é que a Gorda, vem a Portugal, apenas para nos fornicar um pouco mais& sim, eu sei, fornicar é um termo muito agressivo, mas creio que todos nós pensámos numa palavra muito pior&

Como podem ver na imagem que está ao lado desta notícia, Merkel virá vestida a rigor para o evento, e sabe-se que Bunny Steps, o “nosso” Primeiro-ministro, não se ficará atrás e vestirá também a sua melhor farpela, digna de uma boa reunião S &M. 14


Como podem ver na 2ª imagem, Portugal afinal não está tão mal como parece, pelos vistos ainda temos a última palavra a dizer& Será que optamos por levar com um chicote nas nalgas, ou com um ferro em brasa? Eu digovos o que eu escolhia& escolhia... olha escolhia agarrar na Gorda e enfiar-lhe “Um ferro em brasa pelo cu acima”, como uma amiga minha costuma dizer! Ok lá estou eu a ser outra vez violento, eu sei que não posso ser assim, o meu psicólogo está-me sempre a dizer o mesmo& Deixem-me apenas acrescentar, que acho que devíamos aproveitar que vem cá a Gorda e fazer algumas alterações no Governo de modo a que conseguisse-mos pagar à Troika num instante sem termos que aumentar o IVA, o IRS, ou fazer qualquer tipo de esforço: Substituam o Vítor Gaspar, pelo Miguel Relvas como Ministro das Finanças, dêem ¬5,00 ao sô Relvas que ele com essa nota consegue equivalência para 78 mil milhões de Euros em menos de um ano e pronto, dívidas liquidadas! (há que aproveitar as potencialidades dos nossos Ministros ao máximo) GIL

15


Bunny Steps não prescinde de Sonecas (2012-10-20 11:24) Bunny Steps não prescinde de Sonecas Numa das minhas tentativas de me tornar uma pessoa mais culta e sabedora da situação em que se encontra este país - em que o aparecimento dos iogurtes gregos não serão a única razão plausível pela assustadora aproximação à Grécia -, deparo-me com o seguinte título na capa de um jornal: "Passos Coelho não prescinde de Gaspar". Ou melhor, e citando o meu caro colega GIL: "Bunny Steps não prescinde de Sonecas". Ora, não podia deixar passar em vão esta noticia. Então decidi recorrer, aos meus mais variados informadores que tenho infiltrados por este país à beira mar, para descobrir a veracidade desta notícia perturbadora. E meus caros leitores, o que descobri, poderá vos surpreender - ou nem por isso - de uma forma, digamos perturbadora. Pode até - para as pessoas mas sensíveis - resultar em pesadelos doentios, acompanhados de suores frios. A loucura, o medo e o terror (as saudades que tenho do Artur Albarran, cum camandro! Volta pá, estais perdoado!). Então a verdade pura e crua é: Bunny Steps não prescinde de Sonecas porque este, sabe coisas da vida privada do Primeiro-ministro, que lhe pode destruir o casamento! Sim! Não façam esse ar de espantados, é realmente verdade! E que coisas são essas? Bom, então, parece que Sonecas ganhou aquelas olheiras não ao seu intenso percurso académico, mas sim: devido às suas incursões a bares de alterne em Lisboa. Um dia, decidiu mudar de ares, optando por ir a um bar de alterne em Massamá. Imaginem quem ele lá encontrou? Sim, ele mesmo - O BUNNY STEPS! Desde então se tornaram muito amigos, chegando a partilhar várias Table Dance (só para vocês, leitores, se aperceberem ao certo da proximidade que se gerou entre eles!). Segundo as minha fontes, até partilhavam um charrinho de vez em quando, porque as noites em Massamá, por vezes, tornavam-se algo aborrecidas. Quem não se aborrece de ver sempre a mesma "Dançarina", em cima da mesma mesa a repetir os mesmos passos de dança? Consta que, (e reparem na qualidade dos meus informadores, que vão escavando até onde não der mais, tal e qual: verdadeiros profissionais da espionagem.) desde que Bunny Steps assumiu o cargo de Primeiro-ministro, que Sonecas o tem chantageado com a ameaça de contar à sua esposa, tudo acerca das escapadinhas dos dois, durante a noite, ao bar de alterne em Massamá. De tal forma, que Bunny Steps teve de lhe dar o cargo mais poderoso do Governo - Ministro das Finanças. E sempre que Bunny Steps tem a ousadia de questionar o actual Ministro das finanças acerca das suas decisões, Sonecas interpela-o com: "Pá estás recordado da Table Dance que a Anita Pompova nos fazia?". Bastando isto, para que Bunny Steps se recorde que a sua esposa possui raízes profundas em África. O que o amedronta todas as noites, quando ela desata - no sossego da noite, na cama - a sonhar alto, proferindo vários insultos em Crioulo. Ao que ele pensa: "Raios, se ela desconfia das Table Dance da Anita Pompova, estou desgraçado!". Não é fácil ser Primeiro-ministro em Portugal! Essa é que é essa! RIC

16


Butt Chugging... (2012-10-21 21:42)

Como é sabido pela maioria dos comuns mortais deste planeta, nas universidades americanas existe um vasto lote de Repúblicas. Repúblicas essas, que levam muito à risca (há quem diga que, por vezes demasiado à risca) a inserção de novos membros. Os alunos que queiram entrar nessas Repúblicas Universitárias, têm de ultrapassar várias etapas e desafios até conseguirem ser aceites. Mas as coisas estão a ir longe demais. Ou será que não? Veremos...

Parece que, um dos grandes desafios que essas Repúblicas optam por utilizar - que tem gerado de uma certa forma, uma "moda" - é nada mais, nada menos do que: Butt Chugging! E o que raio é Butt Chugging?, perguntam os caríssimos leitores do Estapafúrdios do Quotidiano? Tendes calma, eu passo já a explicar. É uma prática muito simples, que consiste em introduzir - através de um tubo - bebidas alcoólicas num dos inúmeros buracos do corpo humano. Não, não é na boca. E não, não é nas orelhas nem no nariz. É sim, e preparem-se: no ânus... Sim, eu sei. É nojento e perigoso, pensarão certamente os caríssimos leitores (reparem como vos estou a tratar de um forma absolutamente fenomenal hoje! Não se habituem, porque não será sempre assim! É só um pequeno aviso.). Sim é perigoso e, recentemente, um desses alunos deu entrada num hospital americano, inanimado, e com indícios de ter sido sodomizado. Pelo tubo, certamente!

O Estapafúrdios do Quotidiano, achou por bem falar com algumas pessoas que nos pudessem de alguma forma, esclarecer o porquê destas práticas. Uma dessas pessoas, foi José Castelo Branco. Ele afirma que, de vez em quando, opta por gozar umas pequenas férias nos U.S.A. Costuma fazer-se passar por aluno e tenta entrar nas Repúblicas Universitárias que tenham o Butt Chugging como principal prova de acesso. Ele afirma que a sensação de entrar em coma alcoólico através do ânus é algo indescritível! Até porque, diz ele: "Acabo sempre por desmaiar e não me consigo recordar do que acontece depois". Estranha o facto de acordar, num beco, sem roupa e com bastantes dores no ânus. Ele pensa que deverá ser apenas originado pela introdução do tubo, mas não o consegue afirmar. Diz que já o tentou fazer à sua esposa - Betty Grafstein, mas que tem medo de lhe partir o cóccix. Devido ao elevado estado de decomposição dos seus ossos. 17


O Estapafúrdios do Quotidiano, descobriu a existência de um grupo formado no Facebook, que todos os anos organiza um concurso de Butt Chugging. Todos os participantes enfiam tubos com bebidas alcoólicas pelo ânus acima, e o que aguentar mais tempo o álcool no ânus, ganha um tubo especial com 2 metros de comprimento com um cocktail das melhores bebidas alcoólicas do momento, para a prática do Butt Chugging. Todos os participantes afirmam que não são gays, mas sim pessoas experimentalistas, que um dia experimentaram o Butt Chugging, não conseguindo mais largar essa prática. O Estapafúrdios do Quotidiano desconfia fortemente dessa afirmação, mas decidiu não se prolongar mais sobre o assunto, porque já se estava a sentir enjoado... RIC

18


Avistado OVNI na Escócia e em Manique do Intendente. (2012-10-22 12:08)

Caros leitores e ouvintes, sim ouvintes, pois sei de fonte segura, que temos pelo menos 1 ou 2 tipos cegos que seguem o nosso blog. Como perguntam vocês? Simples, têm quem leia para eles (não é preciso pensar muito não é?) Esta história que vos trago, é de gente que tem olhos mas que não lhes dá o devido valor, ou pior, pensa que vê melhor do que vê na realidade& Então não é que uma família de Escoceses afirma a pés juntos que viu um OVNI? A sô dona Morag Rictchie diz-nos o seguinte: “Olhei para o céu e pensei ter visto uma estrela cadente. Porém, foi uma sequência de luzes brilhantes. Houve ainda uma luz vinda do lado. Mas também não havia som.”. Ela diz que isto foi a 14 de Outubro pelas 02h00, pensando bem, confere, é que eu na noite de 13 para 14 de Outubro por volta da 00h00 também vi algo do género, com luzes e assim a voar, mas foi em Manique do Intendente. (Atenção, não confundir com Intendente, que aí ve-se muita coisa mas não são OVNIS, até porque quase tudo o que se vê para os lados do Intendente não voa, e muito menos é não identificada&). Como se sabe os óvnis andam rápido “comó catano”, se estava em Manique do Intendente à meia-noite em 2h põe-se na Escócia na boa. Morag Ritchie foi a primeira a ver as luzes em movimento, de seguida chamou os filhos, depois o marido, e ainda teve tempo de ir buscar o telemóvel e filmar a cena. Então pergunto eu: Quanto tempo é que o OVNI esteve ali parado? O que estava ele a fazer? Possivelmente a abastecer-se de combustível, pois como já concluímos ele vinha de Portugal e aqui o combustível é muito caro, mesmo para um tipo que vem do estrangeiro, e uma nave espacial ainda é transporte para gastar uns bons litros aos 100. Agora a pergunta mais importante de todas: O que veio ele fazer a Portugal? Simples, veio deixar o “Sonecas” Gaspar em casa, ele foi passar o fim-de-semana ao seu planeta natal e depois veio de boleia com os seus conterrâneos. AH AH!! Agora estão vocês a pensar& Isso explica muita coisa&. mas só para terem a certeza aqui fica a prova: 19


Gaspar, o nosso Ministro-Extraterrestre, é nada mais nada menos que um habitante do Planeta Cromek , que tem como intuito destruir todos os outros planetas através, não da Guerra, não da destruição, não de actos canibalescos, não de actos cabalísticos (sim a malta da Cabala são outros ET’s infiltrados entre nós, essa história de comer a placenta dos filhos não é de gente humana não é??), mas sim, através da ruptura financeira!!! Ahh pois é, Gaspar o allien do Planeta Cromek, está a destruir Portugal para depois seguir para outros Países até conseguir destruir o nosso Planeta!! Aqui fica, caros ouvintes e leitores, a história por detrás da história do avistamento do OVNI na Escócia. Ou então eu estou só a passar-me, e os tipos da Escócia já tinham bebido 1 ou 2 whiskys a mais.. Das duas, três.. GIL

20


Evacuar.... (2012-10-23 01:15)

Bom, ultimamente neste blog, têm sido abordados temas particularmente anexados à situação política deste nosso "enorme" país! Sim, "enorme"! Se tanto os chineses, como os brasileiros, nos têm invadido à bruta, é porque este país presta realmente para alguma coisa não? Bom, continuando... Fora o mais recente texto de minha autoria (Butt Chugging), eu e o meu colega GIL, temos tentado - de alguma forma - desmistificar todas as histórias à volta dos mais recentes assuntos políticos. Com a pressão feita através dos noticiários, todos os dias a lançar escândalos atrás de escândalos políticos para a mente dos portugueses, como poderia o Estapafúrdios do Quotidiano, fugir à regra? Mas quero - desta vez - tentar algo de diferente... Vejamos, quem é que neste mundo cheio de jovens intelectuais, quando sente a real necessidade de fazer a necessidade fisiológica nº 2, possuí a lucidez necessária para dizer: "Olha, que raio. Estou mesmo à rasquinha! Necessito urgentemente de ir evacuar"! (note-se, que a utilização do substantivo "necessidade" em demasia nas últimas linhas, deve-se a uma real necessidade necessária de o usar) Evacuar? Quem é que se lembrou de associar esta palavra à necessidade fisiológica humana nº 2? Certamente, alguém que não sabe os perigos que isso importa. Confusos caros leitores? É normal, eu já tive igualmente, dias bastante mais lúcidos do que actualmente. Mas eu passo a exemplificar, para que os caríssimos e confusos leitores, entendam onde quero chegar com esta interrogação. Imaginem dois amigos, que decidem ir almoçar a uma tão conhecida cadeia de restaurantes de fast food (que se "afirma" fazer tanto mal aos petizes, mas que os seus pais insistem em os levar lá): O McDonald´s. Imaginem agora a "intelectual" conversa entre os dois amigos: - Ei! GIL, tu vais comer o quê? - Eu? Vou comer um Double Cheeseburguer! - Eish.. Olha que isso dá-te a volta à barriga pá! - Agora que falas nisso, está-me a dar cá umas cólicas! - Então pá? GIL..então... - Não aguento mais! Tenho de ir imediatamente, EVACUAAARRR! Ai, aiii a minha barriga! Ora, o resto das pessoas que se encontram calmamente a devorar os seus Hambúrgueres, desatam aos berros e a correr de um lado para o outro! Porquê? Porque ao ouvir a palavra "Evacuar", pensam que se trata de uma evacuação - devido a uma ameaça de bomba! Ou mesmo: um incêndio no restaurante. Pensando bem, "Evacuar", é a palavra usada para retirar as pessoas dos edifícios, sítios ou cidades, quando acontecem ameaças de bombas ou incêndios. Por isso, eu pergunto: Quem foi o raio do animal, que um santo dia, se lembrou que "Evacuar" era a palavra certa para descrever a necessidade fisiológica nº2? Ou então, quem foi o raio do animal, que um santo dia, se lembrou que "Evacuar" seria a palavra certa para descrever a acção de retirar um número considerável de pessoas de um edifício, sítio ou cidade? Sejam básicos meus caros amigos leitores. Quando estiverem mesmo, mesmo à rasquinha, disparem um simples e desafogado: "EISH, estou mesmo à rasquinha para CAGAR"! Simples, directo e tão, mas tão libertador! Ora, experimentai& RIC 21


22


Agentes do SEF e da ASAE em Greve às horas extras! (2012-10-23 16:16) Os EstapafúrdiosdoQuotidiano tiveram acesso a uma informação TOP SECRET que irão desde já partilhar convosco: O sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização (SCIF - quase que parece nome de produto de limpeza de casa de banho) do SEF e a ASAE estão em greve às horas extra devido às medidas do Orçamento de Estado para 2013, assim como porque têm falta de colegas de trabalho. Os agentes queixam-se que trabalham muito, e fora de horas, como tal irão demonstrar o seu protesto, não trabalhando fora do horário de trabalho. Os nossos informadores secretos conseguiram trazer gravações que mostram que o verdadeiro motivo da greve é que os funcionários andam irritados uns com os outros.

Aqui fica a transcrição das gravações captadas: _Aii já viste a Paula? Cada vez está mais gorda, e continua a usar as mesmas roupas, já viste aquela saia? Aquilo mais parece um cinto. _Aiii é verdade João, ela está tããããoooo gooordaaaa, e pior, ainda usa aquele casaco que apreendeu na feira de Carcavelos à 6 meses, diz que não tem tempo para ir fazer rusgas nas feiras por causa disto da falta de pessoal! _É verdade. Eu era incapaz, eu faço questão de pedir ao meu chefe para semana sim semana não ir fazer rusgas às feiras, para ter sempre uma peçazinha mais da moda para vestir& _Tens razão, tens toda a razão, quando fores fazer a próxima mega rusga convida-me por favor porque a minha mulher nunca quer ir a lado nenhum às compras, e é sempre tão chato uma pessoa ir ver de roupa sozinho. Ai quem me dera que contratassem mais gente, assim íamos muitos lá à feira às compras, ups... aii que parva, à Rusga. _A ti?? Claro que não convido, és sempre o mesmo, tu ficas lá horas e horas a olhar para os cds e dvds e a pensar qual deves oferecer a quem..Só se fosse doido! _Parva! _Estúpida! Entretanto no SEF& _Epá estou farto disto, é sempre a mesma coisa... 23


_Então pá, estás a falar do que? _Estou a falar destes imigrantes Ilegais, então não é que eles andam aí na rua sempre depois das 16h30?! Um gajo se os quer apanhar, tem que sair mais tarde, e tu sabes, para mim Greve é Greve!! _Pois é, tens razão, ainda ontem estava no café, e estava lá um tipo, eu olhei para a cara dele e TRAU&vi logo que era imigrante ilegal, tive quase para lhe pedir os documentos, mas tu sabes que eu não gosto de pensar em trabalho fora do horário né?! Por isso deixei passar& mas sei que o Adalberto, apanhou um tipo ontem eram 17h00 ali no Intendente. Parvalhão, é um graxista é o que é. _Eixx tens toda a razão. Eu era incapaz, olha ainda à bocado, era hora do almoço e vejo um ucraniano no restaurante a falar para o patrão, “Dimitri é iligál, mas tém dirreito á récébére. Dimitri quérr orrdenado!” _Então e tu? _Olha, eu vim-me embora, não sou fura greves pá, estou aqui agora a falar contigo a fazer tempo a ver se chega as 14h00 para ir lá ver se ainda o consigo apanhar lá. Trabalhar à hora do almoço é que não.. _Fazes bem pá, fazes bem& Por isso se é imigrante ilegal, ou quer vender produtos caseiros e/ou contrafeitos não o faça entre as 9h00 e as 12h00 e as 14h00 e as 16h30 e poderá viver tranquilamente cá em Portugal! GIL

24


Aníbal Cavaco Silva luta por mais flexibilidade.. (2012-10-24 09:52) Ao ler esta notícia num jornal, um simples e inocente leitor apenas retira uma pequena e básica ilação: "Ah, lá está o "mudo" a falar de política pá! Agora já falas é? Porra! Olha, ides para o ........."! Calma pá! Não é nada disso! Sim, eu concordo que o título da notícia, leva a que uma pessoa pense imediatamente em política, não fosse a pessoa em questão ser nada mais do que: o Presidente da República. Mas não o é! E eu passo a explicar.. Ao que parece, o Presidente da República quando era jovem, perseguia um sonho. "E que sonho era esse"? - Perguntam os caríssimos leitores de que eu tanto prezo. O sonho era, simplesmente ser um......estão preparados....sim? Então, ele queria ser, um.... GINASTA! "Um ginasta? Mas estás louco?" - Interrogam-se os inocentes leitores. Sim! Um Ginasta! E querem uma prova disso? O homem continua com o seu sonho bem presente no seu consciente, mas ele próprio não sabe disso. Então, expliquem-me - os caríssimos leitores que desconfiam desta minha explicação -, o porquê do raça do homem optar por escrever longos textos no Facebook, em vez de simplesmente aparecer em público e basicamente fazer o seu trabalho, falando aos portugueses? O homem quer, apenas e só, exercitar os seus dedos. E assim, não perder a sua - chamemos-lhe - "Flexibilidade Dedal"! Fontes do Estapafúrdios do Quotidiano (que não posso revelar a sua identidade, devido ao surgimento de "possíveis" processos judiciais), afirmam que lá para os lados do Palácio Nacional de Belém, durante a noite, ouvem-se gritos de uma senhora. Gritos esses que evocam o nome de Aníbal Cavaco Silva. Uma das fontes, revelou ao Estapafúrdios do Quotidiano que, durante uma dessas noites, conseguiu registar a seguinte conversa: - Ó ANÍBALLLLLL! - Diz Mariaaa! - Está na hora! - Na hora do quê Maria? - Na hora do Yoga! - Yoga? Mas...ó Maria...estava aqui a escrever.. - A escrever porcarias no "Faciibooki" não é? Já não tens idade para isso Aníbal! Vamos lá embora! - Mas..Maria... - E é se queres que amanhã te faça o pequeno-almoço que tu gostas! - Ó Maria.. - O que foi? ANDOR...!!! - Ok, ok. Estou a ir...(Raiosmaparta a "velha...") - O que disseste? - Nada nada! Estou a caminho.. - E depois do Yoga, temos uma sessão de Pilates! - Pilates? Oh que raio... - O que disseste? - Nada, Mariazinha da minha vida! - Hum..vamos lá embora. Toca a fortificar a flexibilidade! - E depois à noitinha Maria? Temos festinha..? - Qual festa, qual quê? 25


- Oh... - Qual "Oh", tu lá tens idade para essas coisas! ANDOR À MINHA FRENTE! - Pronto, está bom...

(Uma "fisgada" na velha, e ainda era pouco!) Parece que, ao que o Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu apurar, à noite, Aníbal Cavaco Silva deita-se na cama, vira-se para o lado da cama onde está a sua Maria e, depara-se com ela a ressonar profundamente. Então, ele aproveita para exercitar um pouco mais a sua flexibilidade, vendo filmes sobre Sexo Tântrico. E os caros leitores interrogam-se, como é que ele exercita a sua flexibilidade ao ver filmes de Sexo Tântrico? Eu respondo de uma forma muito simples: "Eu sei lá! Usem a vossa imaginação pá! Tenho de ser eu a fazer tudo? Porraaaaaaaa"! RIC

(Que "par" maiiii lindo..!)

26


Palavra da Salvação ... do Sporting (2012-10-25 10:50) Bom dia meus amigos, esta notícia que vos trago hoje não é inédita e muito menos notícia fresquinha. (O calinas do meu informador ontem não trabalhou por isso atrasou a saída desta notícia). Contudo, não sendo um noticia fresquinha, é uma notícia de reflexão, devemos reflectir sobre estas palavras, como se estivéssemos a reflectir sobre a Palavra da Salvação, sim porque ao fim ao cabo é mais ou menos o mesmo. A Salvação do Sporting. (Nesta altura estão os sportinguistas, e 1 ou 2 tipos de outro clube a pensar: - Mas o que é que este gajo percebe de futebol para estar a falar sobre tal assunto?) E eu respondo-vos: Nada, ou quase nada, mas se a falta de conhecimentos futebolísticos não impediu os ex-treinadores do Sporting de se intitularem Treinadores, nem os administradores de darem as suas opiniões e formar decisões de como deve ser gerido o clube, eu também posso mandar o meu "bitaite". Até porque os meus são grátis, e os dos que lá estão são pagos a peso de ouro& Antes de mais vou-vos contar o que se passou ontem em Alvalade. O Godinho Lopes como precisava urgentemente de arranjar um treinador, agarrou no seu facebook e desatou a enviar posts para tudo o que era treinador na expectativa de conseguir enganar (ups, contratar) algum. E estas foram as respostas obtidas:

Scolari : “- O quê? Você quer que eu treine o Sporting?? Mais você pensa que o burro sou eu?? O burro sou eu?? Não sou eu não!! O burro é ocê!”

Paulo Bento: “- Treinar o Essoprting?? Era capaz! Mas agora não, é preciso terem tranquilidade, é preciso saberem essperar, se essperarem mais 2 meses é capaz, daqui a 2 meses sou despedido e posso treinar com tranquilidade. Agora assim neste momento não vai dar.” 27


José Mourinho: “-Claro que sim, treinar o Sporting ía-me dar uma grande honra, e digo-vos já que ganhava o campeonato, e a Taça de Portugal, e Champions, Ah já não estão na luta pela Taça? Ganhava então o campeonato e a Champions. Ahh não estão na Champions, melhor, assim não tenho que defrontar o Barcelona. Mas não posso aceitar ainda, talvez quando tiver 70 anos, levo o Ronaldo de volta para o Sporting, e aí sim vamos ganhar tudo.

Franky Vercauteren: “-Sporting? Não conheço, Está em que lugar da tabela? 12º?! Não faz mal, já ganhei com clubes estavam no 12º lugar da tabela antes de serem treinados por mim, por isso não me assusta, digo-vos mais. "O medo a mim é uma cena que não me assiste", gostaram? Esta aprendi a ver videos no Youtube. Só preciso de saber quanto me pagam? 500mil ano? Só isso? Então porquê? Estão a pagar a mais 2 treinadores?! Ok então vamos fazer o seguinte: Chamem-nos cá todos, vamo-nos juntar os 3 e treinar esta equipa. (viram como o Franky fala bem português)

Por isso Sportinguistas, já sabem, juntem o Domingos, o Sá Pinto e o Franky Vercauteren (dass que é difícil dizer o nome deste senhor) e façam uma fusão, feito Songoku e Vegeta (com aquela dança parva em bicos de pés e no fim se uniam ao juntarem o dedo indicador numa posição um tanto ou quanto amaricada) e ganham um Super Treinador, sai-vos ao mesmo preço e pode ser que tenham melhores resultados! 28


GIL

29


Medidas práticas para poupar... (2012-10-25 16:36)

Numa das edições mais recentes da revista Sábado, na sua capa, vinha bem explícito em letras grandes: "100 medidas práticas de 100 pessoas, para poupar "! Ora, no estado em que este país se encontra, com uma crise tão intensa e que não se vislumbra - a curto/médio prazo - uma luz ao fundo do túnel, uma pessoa ao passar por uma banca de jornais, vê o titulo da revista Sábado e, basicamente, a primeira coisa que lhe ocorre é: "Eish, olha! 100 medidas para poupar dinheirinho! Ora deixa-me lá gastar uns euritos e comprar a revista". Por isso, eu quero dar os parabéns à Sábado pela sua excelente manobra de Marketing. Sim, isso mesmo! Dar os parabéns! Eles merecem! "Como"? - pergunta o leitor ao ler este texto. E eu respondo, de uma forma muito básica e simples. Ora repare, o caro leitor para o seguinte: A revista Sábado propõe facultar aos seus leitores, 100 medidas práticas para poupar. E eu pergunto: "Então se a lógica é apresentar 100 medidas, uma dessas propostas não deveria passar por, simplesmente, os leitores não gastarem dinheiro em revistas"? Pois, claro que sim, mas neste específico caso, a revista Sábado leva a melhor, sem que os leitores se apercebam desta excelente manobra de Marketing. O Estapafúrdios do Quotidiano - depois de um estudo aprofundado - decidiu descodificar estas 100 medidas apresentadas pela revista Sábado, filtrando-as para apenas 10. Sim, apenas 10, caríssimo leitor. E o leitor pergunta, estupefacto: "Mas como é que é possível, reduzir 100 medidas para apenas 10? Mas como"? Só é possível, devido a um estudo muito aprofundado e exaustivo por parte do Estapafúrdios do Quotidiano (Nahh! Nada disso. Isto é apenas para dar um ar de imensa capacidade aos conhecimentos do Estapafúrdios do Quotidiano, no descortínio de certos problemas da nossa sociedade. Basicamente, pode-se apenas aplicar o substantivo - Parvoíce, para descrever correctamente o que andei para aqui a escrever). As 10 medidas práticas, que o Estapafúrdios do Quotidiano descodificou são: 1- Não comer! Não comendo, não se gasta dinheiro. Simples e límpido como água; 2- Não tomar banho! Não tomando banho, não se gasta água; 3- Não ter luz! Todo o adulto e pai de família sabe o dinheiro que se gasta em luz todos os meses, logo, o melhor é nem a ter; 4- Gás? Nem pensar nisso é bom. É de evitar: 5- Não ter filhos! Filhos, é uma despesa enorme. Se quer poupar, nem pensar; 6- Se tem carro, venda-o imediatamente! É uma enorme despesa que deixa de ter; 7- Despesas de saúde? Adoeceu? Temos pena, mas não se irá curar! Se quer poupar, tem de ser; 8- Internet? Isso é para quem não quer, nem precisa, de poupar! É riscar já da lista de coisas a ter; 9- Sexo? Isso é que nem pensar! Sim, liberta o stress de um dia intenso de trabalho, mas pode dar muitas despesas no futuro; 10- Chorar, depois de aplicadas todas as outras 9 medidas de poupança? Especialmente a 9ª? Nem pensar nisso. Teria de gastar dinheiro em papel para limpar as lágrimas. Fora de hipótese, completamente! 30


Enfim, são estas as 10 medidas apresentadas pelo Estapafúrdios do Quotidiano. Aplique-as e verá que no final do mês terá poupado imenso. Provavelmente, entrará em depressão e isso resultará em suicídio, mas é um pequeno preço a pagar! Sem esforço, nesta vida nada se consegue! RIC

31


10 Maneiras para ganhar dinheiro (2012-10-26 09:34)

Caros leitores, após a notícia de ontem, sobre as 10 maneiras de como poupar, eu hoje venho indicar-vos 10 das melhores maneiras para ganhar dinheiro sem ter muito trabalho. Aviso desde já que não são conselhos meus, são sugestões que o Estapafúrdios do Quotidiano recolheu junto de especialistas no estrangeiro: 1º Vender a virgindade. (É algo que todos temos ou não, mas se já não a tem a culpa é sua, poupasse o seu corpo e agora teria uma boa maneira de ganhar dinheiro). Siga o exemplo da brasileira Catarina Migliorini, de 20 anos, que leiloou a sua virgindade por 601 mil euros que foram oferecidos por um japonês. (cheia de sorte a rapariga, pois se os boatos acerca do órgão sexual masculino deste povo se confirmarem poderá vender novamente a virgindade e ganhar ainda mais ¬) 2º Inscrever o seu filho em campanhas publicitárias. É verdade, dá dinheiro, as marcas precisam de putos com ar fofinho para venderem os seus produtos e pagam aos respectivos papás para usarem os seus filhos em campanhas de publicidade. O seu puto é feio? Não faz mal, faça como fez um “colega nossa bloggista” e crie um concurso para eleger o puto com o ar mais malvado, puto esse que depois irá ter emprego a fazer filmes de terror. 3º Venda o seu cabelo. Você pode fazer muito dinheiro vendendo o seu cabelo, apenas certifique-se antes que não tem piolhos, pois diz que as empresas não gostam muito de cabelo com bicharada. (aii se eu soubesse disto antes? Tinha-o vendido todo, assim como assim, agora estou careca e não ganhei dinheiro nenhum com o cabelo que perdi). 4º Inscreva-se em ensaios clínicos. Ser-se uma cobaia humana é um emprego realmente bem pago. Poderá ganhar muito dinheiro apenas por tomar medicamentos em nome do avanço da ciência. Sim claro, pode ficar com alguns efeitos secundários, tipo cair-lhe o cabelo (portanto venda o cabelo antes de fazer os ensaios clínicos pelo sim pelo não), e aparecer-lhe mais um dedo, ou cair um pé, ou talvez quem sabe acabar por falecer. Mas veja as coisas pelo lado positivo, diz que pagam muito bem. 5º Alugue um quarto, ou outra divisão qualquer da sua casa. Na sua casa tem aquele quarto que você chama “O quarto da Bagunça”? Raramente se senta na sofá da sala a ver tv? Sentese só em casa e precisa de ganhar uns trocos a mais? Então alugue essa divisão. Ponha anúncios nos jornais e em placares dos supermercados, e procure uma pessoa interessante para alugar uma divisão. Quem sabe se essa pessoa não será a sua alma gémea? Ou então um psicopata assassino, que assim que estiver na sua casa irá matá-lo e roubar-lhe todos os seus bens. É um risco, mas ao menos seria uma mudança na sua vida. 6º Venda todas as tralhas que tem em casa e já não usa. Venda o PC antigo, o telemóvel que já não usa, aquele móvel que tem no sótão e não sabe onde o por, venda o gato, o cão, a sua sogra e se possível venda até a sua casa, pois diz que nos dias que correm mais vale prevenir que remediar, e ter casa é um luxo. 7º Vender as pernas. (Lá está, mais uma coisa que normalmente todos nós costumamos ter, e muitas vezes não damos o melhor uso). Faça como um ex-trabalhador de um banco, na 32


província chinesa de Guangzhou que decidiu colocar à venda as duas pernas por aproximadamente 46 mil euros. Atenção ele não foi egoísta e não obrigava a comprar em conjunto. Você podia apenas comprar uma delas, por 23mil euros. 8º Faça um filme porno. Pornografia a única coisa que sempre deu e sempre dará dinheiro. Seja com crise ou sem crise (se bem que acho que com crise dá mais, a malta está em casa e não tem o que fazer, nem onde se agarrar e olha&agarra-se ao c #/!/|*). Agarre na sua esposa (se é que não a vendeu também) pegue numa câmara de filmar e faça um bom filme doméstico para vender mais tarde, acha que ninguém compra? Compram&no que toca à pornografia à malucos para tudo. 9º Crie o seu próprio negócio de despertar. Lembra-se do antigamente quando se recebia chamadas no telefone fixo como despertador? Porque não voltarmos a esse tempo? Hoje em dia quase todos nós temos smartphones, e como já se deve ter apercebido, a porcaria do telemóvel faz de telefone, computador, Gps, bússola, consola de jogos, organizer, mas se estiver desligado não toca o despertador!!! Por isso aproveite, informe os seus amigos do seu novo emprego, acorde cedo e comece a ligar para todos os seus clientes para lhes dar os BONS DIAS! 10º Participar em concursos televisivos. Tem tempo livre? Vê muita televisão? Tem uma elevada cultura, ou simplesmente gosta de fazer figuras de parvo em público? Inscreva-se num dos milhentos programas de TV que existem, tanto pode ser de cultura geral, como pode ser simplesmente de cultura banal (saber quanto custa1 litrode detergente para a roupa, ou uma torradeira), ou simplesmente ter que fazer parvoíces durante um minuto, com copos de plástico, ou bolas de ping pong enquanto um tipo sem pescoço denominado de "apresentador" goza consigo. É indiferente qual o programa que escolhe, o que importa é ganhar! Por isso caro leitor, depois de saber as 10 melhores maneiras para poupar dinheiro e as 10 melhores maneiras para ganhar dinheiro. Só continua em crise se quizer!!

GIL

33


Coveiros aos tiros... (2012-10-26 15:20) Ao que parece, num dos cemitérios de Sintra - mais propriamente em Belas, os coveiros do cemitério durante a noite desataram aos tiros às caveiras que estavam muito bem sossegadas no seu caixão, sem incomodar ninguém. Ou será que não? Ou será que, durante a noite, acontece alguma coisa àquelas caveiras que origina um comportamento tão violento por parte dos coveiros do cemitério? Foi isso que o Estapafúrdios do Quotidiano foi tentar descobrir, deslocando-se numa destas noites, ao cemitério de Belas. À chegada ao cemitério, avistámos os coveiros, sentados ao ar livre, à volta de uma fogueira e com as espingardas de pressão de ar nos seus colos. Ao chegar perto do grupo, apercebemonos que, no meio do grupo estava uma televisão, sintonizada na FOX. Parece que estavam todos a ver um episódio de Walking Dead! Achámos estranho, levando-nos imediatamente a pensar que isto tudo não passava de uma farsa. E que eles - os coveiros -, eram apenas mais um grupo de fãs da celebre série de mortos-vivos. Afinal não! Eles (coveiros, não os mortos-vivos) propuseram-se prontamente a explicar que viam a série para saber como operar, quando as caveiras, durante a noite, se levantavam das respectivas covas para os atormentar.

Tentámos saber o porquê de as caveiras terem esse comportamento durante a noite, e o porquê de os coveiros, desatarem aos tiros a elas. Um dos coveiros, que se veio a auto-intitular como "chefe" do grupo, prontificou-se a explicar tudo. Diz ele: “Essas malditas levantam-se durante a noite, mas não nos querem fazer mal! Umas levantam-se por ter fome, optando por nos roubar a ceia! Ficamos com uma fome de morte todas as noites! Outras, ao que parece, apenas se levantam para fazer as suas necessidades fisiológicas, junto a um pinheiro enorme que temos aqui no cemitério, alegando que estão mesmo à rasquinha! Não nos dão qualquer descanso, as malvadas! Uma delas, inclusive, pensamos que foi gay, quando estava "vivinha da silva"! Todas as noites, dá-lhe para perseguir ali o Antunes, e agarra-se a ele, fazendo movimentos iguais aos que os cães fazem nas nossas pernas, quando estão com as vontades, sabe? É um martírio, isto! Ninguém descansa neste cemitério, durante a noite!" Quisemos saber o porquê, de desatarem aos tiros de pressão de ar às caveiras, visto que elas não tinham qualquer intenção de lhes fazer qualquer mal? Ao que, novamente o "chefe" prontificou-se mais uma vez e gratuitamente a explicar. Diz ele: "Oh, você sabe lá o que sofremos durante o dia, ao Domingo? Os familiares das caveiras vêem fazer a rotineira visita de fimdesemana, e não os encontram lá! E depois, quem é que tem as culpas de tudo? Os coveiros como sempre! Nós é que somos sempre os "maus da fita". Até nos ameaçam de retirar as caveiras deste cemitério! O que era mau para nós"! Porquê? Por ficarem sem trabalho? Sim, isso realmente seria chato. - Perguntámos, com uma postura inocente. "Chato? E sem trabalho? Nada disso! Era mau para nós porque...sim, aquelas caveiras de um raio são chatas e pregam-nos sustos de morte, mas também são uma bela companhia que nós temos durante as noites frias de inverno. Ah, para não falar da existência de um grupo dessas maganas (caveiras), que cantam maravilhosamente canções de Zeca Afonso. Uma maravilha! Nós costumamos fazer de coro e tudo! Ahh..que belas noites.."! - Respondeu mais uma vez, o "chefe" do grupo. 34


Parece que, afinal, existe uma razão bastante credível e plausível para esta notícia "macabra" que vinha no jornal Correio da Manhã. Os coveiros não são assim tão más pessoas como se inicialmente pensava& Mais uma história prontamente desmistificada pelo Estapafúrdios do Quotidiano. RIC

35


Gilbertos há muitos... seu palerma! (2012-10-27 11:40) AVISO LEGAL – Este post tem um conteúdo impróprio para menores de idade, pessoas com um estômago fraco e pessoas de certas religiões, as palavras contidas neste post podem ofender os princípios morais ou até mesmo certas leis de alguns países. O Estapafúrdios do Quotidiano não assume qualquer responsabilidade sobre o controle de conteúdo que você e/ou seu filho, família ou quem quer que seja que possa estar a ver este blog. Olá, o meu nome é Gilberto como vocês sabem...ou não, e estou aqui para partilhar convosco um pesado fardo que carrego desde que nasci. O meu nome! Sim porque um nome como Gilberto ainda é coisa para ser pesado, especialmente quando se endereçam a nós, como Sr. Gilberto, parece que tenho 60 anos, sou um homem de família casado, com barriga e careca. Ok, isto tudo é quase verdade mas caramba, há que por um limite! Eu não tenho 60 anos, são só 28! Contudo podia ser pior& Como perguntam vocês? Simples, eu explico-vos com um resumo de 2 macabras notícias que vi num conceituado jornal português, sim esse mesmo, o Correio da Manhã: Gilberto Araújo um pobre lavador de carros, que mantém pouco contacto com a família foi declarado morto. A sua família foi identificar o corpo e estava tão desejosa de se ver livre dele que disseram, “-Sim é o meu filho, enterrem o cara!”. Posteriormente desculparam-se dizendo que o erro de reconhecimento do corpo ficou dever-se ao facto do homem (o Gilberto) e do morto, cuja identidade ainda é desconhecida, apresentarem uma grande semelhança física. O que safou o Gilberto (chamar-se Gilberto é sinónimo de se ter muitos amigos, mais que não seja porque é um nome que a malta gosta de gozar), é que um amigo ligou-lhe a informar que ele estava “morto”, e num caixão mesmo à frente dele. Então ele decidiu aparecer no velório, para avisar toda a gente que era engano, o que causou o pânico geral entre os familiares e amigos. (até porque pensavam que já se tinham visto livres dele, e no final vai-se a ver e não, o gajo ainda estava vivo). Gilberto viu toda a gente em pânico, ao verem-no a entrar na sala, (o que deve ter sido extremamente engraçado, pelo menos para mim seria) antes de dizer. “PESSOAL TUDO LEGAL, EU TOU VIVO GALERA!” e de seguida aposto que lhe deram todos “um ensaio de porrada” pelo cagaço que apanharam.

No entanto se acharam esta história engraçada, a próxima não será tanto& Um caso bem mais sinistro em que o protagonista é também um Gilberto (andamos em todo o lado&) 36


Gilberto Valle um agente da polícia de Nova Iorque com 28 anos foi preso pelas autoridades em Forest Hills, Queens, por tentar raptar e matar mulheres para comer partes dos seus corpos, com a ajuda de um cúmplice (até porque o gajo devia ser pequeno e sozinho não conseguia meter as senhoras no forno). Gilberto Valle terá dito também que tinha como objectivo "deixar cozinhar em lume brando" e "mantê-la viva o maior tempo possível" (aqui tenho que referir que tudo que é Gilberto, sabe confeccionar um bom prato, e todos os grandes chefs sabem que cozinhar em lume brando deixa a carne mais tenrinha). E porque é que ele fazia tal cena macabra? Não, ele não era um assassino psicótico, simplesmente era uma pessoa que estava enjoada de comer sempre porco, ou vaca, ou aves, assim decidiu variar& Agora que leram isto já sabem, eu não sou um tipo normal, nos meus genes está algo que me faz ter comportamentos estranhos, mas a culpa não é minha, é do nome que me deram.

GIL

37


Manifestação da GNR... (2012-10-28 14:53) Caro Leitor, este texto é um pouco longo.. Ei! Não desista já de ler, vai ver que irá valer a pena! Como é certamente de conhecimento público, no passado dia 24 de Outubro, os militares da GNR decidiram sair à rua em protesto. A manifestação terá sido promovida pela Associação dos Profissionais da Guarda (APG/GNR), e os militares começaram a manifestação na praça dos Restauradores em direção à Assembleia da República. Ao que parece, e segundo o que saiu para os media, os militares da GNR protestaram contra algumas medidas do Orçamento de Estado para 2013. O Estapafúrdios do Quotidiano esteve lá, acompanhando o trajecto feito pelos militares, conseguindo retirar algumas declarações acerca do que realmente se queixa um GNR hoje em dia! Queixas essas, que não estão muito bem enquadradas no Orçamento de Estado para 2013, e que, o alto comando da GNR recusa-se a revelar. Mas, durante esta "manif", conseguimos arrancar algumas declarações a um membro da GNR, que decidiu ser aquilo que normalmente se denomina por: "CHIBO"! Contando toda a verdade ao Estapafúrdios do Quotidiano, sem qualquer receio de represálias. Não percamos mais tempo e passemos imediatamente à acção, por assim dizer... Passemos então, aqui, a revelar a conversa que tivemos com o tal - "Chibo". E reza assim: - Boa tarde, Senhor Agente da Autoridade! - O que é que me chamaste, pá? - Então...chamei..de...Senhor Agente da Autoridade.. - Vê lá se queres ir já dentro! - Não, então... Nada disso.. - Para ti, é: "Senhor Capitão da GNR!" - Ah, o senhor é um Capitão? - Nem por isso. Mas já que estamos numa manifestação, e com este barulho, ninguém nos ouve, por isso..faça de conta ok? - Ah..está bom..tudo bem, tudo bem.. - Então diga lá, o que é que quer saber? - Bom..ah..sim! "Senhor Capitão da GNR", diga-me lá então, qual a razão de estar aqui nesta manifestação? - Então, disseram-me que, ou vinha para a manifestação, ou tinha de andar a correr atrás de meliantes! Claro que preferi vir para aqui! Sempre me canso menos ao nível das pernas. Fico é assim um pouco para o rouco.. - Ahhh, então mas não veio protestar contra as medidas do Orçamento de Estado para 2013? - Medidas de Orçament...? Que isso? Ó homem, eu quero lá saber de política! Você está maluco ou quê? - Não.. Quer dizer..agora até já me sinto um pouco..mas...prontos.. Olhe lá, "Senhor Capitão da GNR", mas você não tem nada para se queixar? Sente-se bem no seu trabalho de GNR durante o seu dia-a-dia? - Eu sinto-me muito bem! Aliás, recentemente, foi lá uma daquelas "carripanas" da Medicina do Trabalho à minha esquadra, e os exames que me fizeram estavam todos muito bem! Colesterol? Nem vê-lo! Urina? Límpida como água! Tensão? Maravilha, 5 estrelas! - Hum..folgo em sabê-lo..Mas nem um queixazinha do seu trabalho..? - Analisando bem a sua pergunta, deixe-me que lhe diga, que existe uma ou duas coisas que me têm incomodado.. - Ai sim? Quais? Conte, conte! - Tenha calma homem! Não precisa de estar para aí todo excitado..! - Bom..desculpe..ok..mas.. - Está bem. Eu conto! Olhe, sabe, nós - militares da GNR - passamos por vergonhas e somos gozados, cada vez que fazemos uma operação STOP. - Então..? - Sabe, que temos de usar umas calças cinzentas, e um colete fluorescente, certo? 38


- Certo.. - Muitas vezes, quando mandamos parar um condutor, deparamo-nos com ele a rir-se de nós, desalmadamente. Um destes dias, fartei-me, e interpelei um condutor, perguntando-lhe do que se estava a rir? Respondeu-me que eu parecia um palhaço com as calças cinzentas, colete fluorescente e chapéu. E veja, realmente ele tinha razão! Eu pareço um palhaço com esta vestimenta! Que raios! Não era mais giro usar um uniforme igual à policia do filme - A Lei de DREDD? Era muito melhor! Queria ver quem é que se ria de mim.. - Pois, realmente.. - E outra! - Outra..? Boa! venha ela.. - Quando apreendemos droga, telemóveis, dinheiro e armas, temos de colocar aquilo tudo por ordem! Levo horas naquilo! Nem imagina as dores que sinto nas costas ao final do dia! É uma escravatura! Não aguento mais isto! - Pois..compreendo.. - E quando temos de colocar todas as notas por cores em degradê? Eu DOU EM DOIDO COM ISTO TUDO! - Ehh lá! Tenha calma, homem! Então, não veio a esta manifestação por causa do Orçamento de Estado para 2013 certo? - Certo! - Pronto..está bom... Obrigadinho e tal.. Senhor Agente da Autoridade! - CAPITÃO, HOMEM! - Então, mas a entrevista já acabou.. - Ah, já? Ok, adeusinho e até à próxima... - Adeus.. E lá desapareceu o "CHIBO" no meio da multidão. Foi a entrevista possível. Obrigado e bom dia... RIC

39


Ser feia sai muito Caro! (2012-10-29 15:18) Seguidores do Estapafúrdios do Quotidiano, trago-vos hoje 2 notícias chocantes& que bem vistas as coisas até é só 1, que por sua vez, bem analisado, este post não é mais do que um apêndice ao post das 10 maneiras de como ganhar dinheiro& Na China uma mulher foi condenada a indemnizar o agora ex-marido. em mais de 93 mil euros, por ter dado à luz uma filha feia, e por ter enganado o marido quanto à sua beleza. (Agora vocês estão a pensar, eixx porque é que eu não me lembrei disto, tanta mulher feia que há em Portugal, acredito que houvesse aí muito pai rico). Mas sim, é verdade, a “patifa” da senhora, fez com que o seu esposo chinês (que deve ser de uma beleza imensa por sinal), pensa-se que ela era uma jeitosa e bem bonita, quando afinal apenas tinha um aspecto “saudável”, devido às imensas plásticas que fez ao longo da sua vida! Ela só foi descoberta, porque teve uma filha tão feia, mas tão feia que o pai, Jian Feng, pensou (åÉ„ ຠsR ¼ã ‚œ Œ „+º/\-纄INÎ ê vy † y † ºœKÎ y š/œK„/Q™„ &Ü-%ú†1 B« , sim ele pensa em chinês, queriam- o quê? Se querem saber o que está escrito vão ao tradutor do google, eheh). O Sr. chinoca decidiu então ir para tribunal. Ele admitiu que tinha casado com a sua esposa por amor, mas que com esta filha tão feia não dava para continuar! Como seria de se esperar este é um caso que tem vindo a dar polémica nas redes sociais. mas o melhor de tudo é que a maioria apoia o pai da criança! (pudera quem é que gosta de ser enganado. Imaginem só o aspecto daquela senhora daqui a uns aninhos. Não, não estou a falar da bebé claro, mas sim da mãe. com tanta plástica e assim.. olha, vai parecer a Betty Grafstein).

(ANTES e DEPOIS, bem vistas as coisas o Sr. até é capaz de ter alguma razão) Os Estapafúrdios do Quotidiano, ao lerem esta história juntaram 2 + 2 e concluiram que a história que saiu recentemente sobre uma norte-americana, que estava a dar de mamar ao seu cão, há dois anos, não corresponde à realidade! Conseguimos apurar que afinal de contas, Spider (o nome do bobi). afinal não é um cão mas sim um filho que ela teve. Terry Graham teve um filho tão feio, mas tão feio, que com medo de ser processada pelo seu marido resolveu dizer que era um cão. Vistas bem as coisas, antes gerar polémica por dar de mamar a um canito, do que ser processada em milhares de euros! 40


(não é todos os dias que temos seios desnudos no nosso blog) Portanto caro leitor, se quando começou a namorar com a sua cara metade, ela era bem gira e agora já começa a estar assim... para o feinha, pergunte-se, “Será que ela não teria feito plásticas antes de me conhecer para me enganar?”, “Será que eu vou ter uma criança tão feia como um cão.” (por falar nisso, eu devo dizer que uma vez já me rogaram uma praga que um dia iria ter 3 filhos, e um deles iria ser parecido com um cão, será que a cigana sabia algo que eu não sei?!), e se achar que as suas dúvidas têm fundamento, tribunal com ela!! (não em Portugal é obvio) GIL

41


"Quarteto" assalta panificadora... (2012-10-30 00:39) Estava eu sossegado, descansado e algo entretido numa das minhas incursões pelos jornais de Portugal - em busca de notícias "fresquinhas" que fazem fervilhar em mim, uma insana capacidade de fabricar ideias estapafúrdias -, quando uma noticia desperta a minha atenção: "Quarteto fantástico assalta panificadora"! Esta noticia, que vinha estampada no Diário de Notícias, explicava o assalto de 4 pessoas a uma panificadora. Uma pessoa como eu, sempre preocupada em descobrir a verdade por detrás da verdade, achou de alguma forma estanho o facto de se tratar de um "Quarteto". Podia ser um "Trio", ou então um "Duo", mas não, era de facto um "Quarteto"! Foi esta definição que se dá a um grupo de 4 pessoas, que me levou a recorrer aos serviços dos investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, numa clara tentativa de descobrir a verdade. E a verdade, meus caríssimos leitores, é mais surpreendente do que se pensava...

Ao que parece, este "Quarteto" que assaltou a panificadora, não foi de facto, um "Quarteto" qualquer. Alguns relatos de pessoas que trabalham na Panificadora em questão, e que estavam a trabalhar no turno da noite aquando do assalto, afirmam que se tratou de 4 seres fora do normal! Um deles (trabalhador), relata: "Nunca tinha visto nada assim! Eu estavana rua, durante a minha pausa para fumar um cigarrinho, quando a porta se abriu de uma forma estranha! Digo - "estranha", porque não se encontrava ninguém à porta. Como é que a porta de abriu então? Não faço a mínima ideia"! Outro, revela: "Eu estava a fazer uma fornada de pão, junto ao forno, quando ouço um estrondo enorme junto à secção do Pão com Chouriço! Quando lá cheguei, estava um buraco abismal na parede, com a forma de um homem! Até parece que vi ao longe, um vulto de cor tijolo a fugir com a "saca" dos pães com chouriço"! Mas pensando bem, podia estar a imaginar coisas, derivado do susto que apanhei"! Um outro trabalhador conta: "Eu estava a dirigir-me para o congelador - onde temos a massa congelada - quando subitamente, passa por mim uma bola enorme de fogo! Sim, fogo! Eu não imaginei isto, está a ouvir? A policia pensa que estou louco, mas não estou! Era mesmo uma bola de fogo! Quando cheguei ao congelador, tinha a massa toda derretida! Como é possível uma coisa destas? O congelador está sempre ligado a 100º graus negativos! Mas é a verdade ein! É a mais pura das verdades, eu não estou louco"! Consta que o investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, a certa altura, teve de se retirar porque este trabalhador já o estava a assustar! Por fim, um último operário da Panificadora, depôs o seguinte: "Eh "migo", você sabe lá a tortura que foi! Eu pensei que ia desfalecer! Encontrava-me no escritório, a contar os trocos das vendas do último dia, quando vejo um homem de fato azul com o símbolo (4) ao peito e com uma madeixa cinzenta no cabelo, entrar-me pela porta e esticar-se todo de tal maneira, que me envolveu todo, formando um colete de forças! Eu queria fugir dali, mas não me conseguia mover de forma alguma! Queria até gritar, mas tinha a boca tapada com pé 42


direito desse homem que me envolvia toda a cabeça! E ele não calçava o 58, estava era todo esticado! Levou-me o dinheiro todo! Que medo! Pensei que ia morrer! Acordo todas as noites a chorar, com suores frios e a sufocar"! Foi de facto, uma noite de terror, o que se viveu na Panificadora. Após os relatos dos trabalhadores da Panificadora, chegámos à consistente conclusão que se travava do famoso "Quarteto Fantástico"! Ao que parece, este "Quarteto" ficou sem trabalho depois de acabar os filmes da saga "Fantastic Four"! Passam por enormes dificuldades financeiras e tiverem de começar a usar os seus poderes para assaltar Panificadoras. "Porquê Panificadoras"? - Perguntam os leitores (e sim, esta é a altura do texto em que o leitor exclama bem alto esta pergunta, dando mais ênfase à pergunta. A sério, experimente lá...vai ver que é giro..). A resposta é muito simples: O "Coisa" - homem de cor de tijolo - é maluco por Pães com Chouriço e todos os colegas sabem que ele tem um mau feito do pior. E para evitar confusões, lá aceitaram o seu desejo gastronómico!

Parece mentira, mas é a real verdade, por detrás da verdade, que um dia se pensou de se tratar de uma mentira, mas que afinal era verdade. Ok, isto é estúpido..esqueçam esta parte, por favor... RIC

43


Exorcismo GAY (2012-10-30 14:39) Caros leitores, a edição de hoje à tarde, dos Estapafúrdios do Quotidiano traz notícias boas para todos aqueles que pensam que são Gays mas vai-se a ver e não são& Se você tem um amigo que se intitula Gay, se tem um primo que se comporta de uma forma, um tanto ou quanto abixanada, você simplesmente precisa de o pôr em frente à televisão e ver o programa do Pastor Bob Larson. Não, não é um pastor de ovelhas nem de cabras, é sim um Reverendo da Paz, um Pastor da Fé, um portador da alegria e felicidade, capaz de exorcizar todo o tipo de demónios, inclusive o da Gayzice. (Será que ele é capaz de exorcizar o demónio da crise? Ou o demónio de Primeiro-Ministro que nós temos? Boa pergunta, vou ter que falar com ele sobre isso.) Este Pastor, prega que todos os homossexuais são nada mais nada menos que pessoas possuídas por demónios, e que podem ser exorcizadas para que possam voltar à heterosexualidade.

Visto que no Blog você não consegue ver o vídeo de um exorcismo que ele efectuou, com sucesso, diga-se de passagem, (este sr. agora já engatou 2 ou 3 senhoras lá do "salão"), o Estapafúrdios do Quotidiano, irá efectuar uma transcrição do sucedido só para si. Ora portanto, foi mais ou menos isto que se passou: - Você, demónio homossexual, levante-se e saia daqui! - Ai não saio, não saio, não saio! - Demónio, saia agora! Demónio do sexo gay& sua cobra& sai! - Daqui não saio, daqui ninguém me tira, nem você, nem sua muié caipira! (para além de demónio, é gay, e brasileiro) 44


- Sai prá lá tribufu! - Bufum, bufu dois, bufu três, bufu aqueles que o meu cu conseguir aguentar! - EU INVOCO O PODER DO SALVADOR ANTI-GAYS! SAIIIII SUA BIXA MALDITA!! (enquanto o pastor grita estas palavras, coloca o dedo no cu da pessoa possuída) - Aiii, aiii, que me vouuu& nãooo, socoooroooo, aii alguém me acudaaaa& (logo de seguida o desgraçado do portador do demónio gay, vomita, faz um grande cocó, desmaia, e quando volta a si, sente-se logo mais másculo, capaz de safar uma ou duas jovens em tenra idade. Logo de seguida ouvem-se gritos e aplausos dos outros fiéis, a exorcização resultou.)

Após a conclusão do exorcismo, o pastor anuncia a todos que quem conhecer pessoas Gays que se queiram curar, mas que não possam ir ter com ele, podem-se exorcizar diante da televisão, na comodidade da sua casa, graças à fantástica colecção de DVD’s que ele vende por apenas US $ 59 uma caixa com 3 DVD’s sobre “Como quebrar as seis fortalezas de Satanás”. Por isso caro leitor, LIGUE JÁ : 303 980 1511 e adquira esta fantástica oferta, livre-se dos demónios que o atormentam, enquanto toma o seu pequeno-almoço, ou toma conta dos seus filhos. Não deixe escapar esta promoção! GIL

45


O furacão "Sundae"? (2012-10-31 13:02) Todos os anos existem inúmeros furacões a assolar o continente americano e, normalmente, costumam ser muito intensos e devastadores. Claro que, este ano, tinha de surgir mais um furacão assustador, fazendo relembrar o famoso e maldito furacão - “Katrina”. Um furacão que devastou tudo o que lhe surgiu à frente, causando um terror constante. Ao mesmo tempo que foi destruindo casas, vitimou 6 pessoas inocentes, que foram apanhadas completamente de surpresa. Este é um dos fenómenos da natureza que é muito difícil o ser humano conseguir prever e, ao mesmo tempo, fazer frente. Ora, como não podia deixar de ser - para não variar muito - neste ano de 2012, surgiu o furacão “Sandy”. Um furacão que se formou na Jamaica e que colocou todo o continente Norte Americano em completo alvoroço! Ao mesmo tempo que eu estou a escrever este texto, o raça do furacão está a passar por New York. Espero que tudo corra pelo melhor! Bom, mas a grande questão que eu gostaria de colocar ou melhor - deliberar, é a seguinte: qual é a entidade que coloca estes nomes esquisitos ou melhor - absurdos, aos furacões? Pesquisando um pouco, rapidamente fiquei a saber qual é a entidade que coloca os nomes aos furacões. E essa entidade chama-se, nada mais, nada menos do que: Organização Mundial de Meteorologia (OMM). E qual será a estratégia usada para escolher o nome? Será que, os técnicos tiram à sorte, disparando nomes parvos para o ar? Será que, durante o ano, quem for mais assíduo ou melhor trabalhador, ganha o direito de atribuir o nome do próximo furacão?

O Estapafúrdios do Quotidiano partiu à descoberta, numa clara tentativa desenfreada de saber como foi definido o nome do furacão “Sandy”. E o que descobrimos foi de facto, algo de que ninguém estaria com toda a certeza à espera! “Raios! Mas o que é que o Estapafúrdios do Quotidiano descobriu de tão exuberante, que o leva a afirmar que ninguém estaria à espera”? - Pergunta, o caríssimo leitor. E eu, denotando um claro sentido de preocupação por parte do leitor, passo imediatamente a responder a essa pergunta, antes que o caríssimo leitor entre num estado psicótico que o leve a fazer coisas a si próprio que mais tarde se poderá vir a arrepender. E aqui vai a resposta: Nada demais! Apenas achei que seria giro provocar aqui uma pequena dose de preocupação ao leitor, dando um “toque” de ênfase ao texto! Conseguimos descobrir a conversa entre dois técnicos da (OMM), que originou o nome do furacão “Sandy”. E surpreendentemente, esses dois técnicos eram nada mais, nada menos, do que dois imigrantes portugueses. E essa conversa, essa mítica conversa, foi assim: Antunes - Ora viva! Então Joel...estás a fazer horas extras hoje? Joel - É pá! Tu nem me digas nada! Antunes - Então o que se passa pá? Joel - É o raça do furacão que está a chegar ao Canadá! Antunes - O que tem ele? 46


Joel - Olha, imagina a quem calhou atribuir o raio do nome ao “maldito”? Antunes - Não me digas que foi a ti? Joel - Pois! É a mina sina! Emigrei, para ter menos preocupações e ganhar mais dinheiro, e depois é disto que me calha! Nunca mais sigo as ideias daquele Passos Coelho pá! Antunes - Pois! Então e já chegastes a um nome? Joel - Não pá! Já dei voltas e mais voltas ao meu cérebro e nada! Estou “piurso” com isto tudo pá! Tinha de me calhar a mim! Raios ma parta! Antunes - Calma homem! Joel - Qual calma, qual quê! Já me arde o cérebro! Tu..tu...nem sabes! O chefe disse que amanhã de manhã, tenho de ter um nome já definido! Senão& Antunes - Senão o quê? Joel - Senão...sou despedido pá! Antunes - Eish! Que treta! Joel - E ainda por cima, estou cá com uma traça! Antunes - Ai, tens fomeca? Joel - Esfomeado, Antunes...ESFOMEADO! Antunes - Calma. Tudo bem. Eu trato de ti, meu caro colega Joel. Joel - Como assim? Antunes - Eu vou ali ao MacDonald´s do outro lado da rua e trago-te um manjar dos deuses. Joel - Olha! BOA! És o maior! Antunes - Pois, pois..agora já sou o maior& Joel - Vá...deixa-te disso! Olha, quero um McMenu Big Tasty, com batata grande e com bebida grande. Antunes - E qual é a bebida? Joel - Fanta de laranja. Antunes - Queres Ketchup? Joel - Of course! Antunes - E queres um geladinho? Vá, esquece a dieta que a Maria te obriga a fazer em casa, que tu mereces abusar de vez em quando.. Joel - Tens razão! Ora& Pode ser um Sundae de Caramelo. Sundae? Hum...Sundae&.Sundae&.Sundy...Sundy...San..d...y&&! É ISSO MESMO ANTUNES! Antunes - Eu sei que o Sundae de Caramelo é muitaaaaa bom, mas calma ó Joel! Joel - Nada disso homem! Já sei! O nome do furacão, vai ser “Sandy”! Antunes - “Sandy&.” Olha, gosto pá! Cativa! Joel - Cativa pois! Estou safo! Antunes - Sim, sim...mas agora dá lá o dinheirinho para eu ir ao MacDonald´s! Já que te dei a ideia do nome do raça do furacão... Joel - Porra&.! Antunes - Ah..pois, meu menino& 47


E cá está! Foi assim que o furacão “Sandy” ganhou o seu nome. Ou então não! Sei lá! Se é uma explicação estúpida? É sim, senhor! Mas foi o que o Estapafúrdios do Quotidiano - que possui investigadores do melhor que existe neste mundo - descobriu&.. RIC

48


1.2

Novembro

49


Feliz Halloween (2012-11-01 12:38)

Caros leitores, Numa altura em que a tradição do Halloween tem cada vez mais adeptos em Portugal, com festas patrocinadas pelo canal MOV, ou ainda com o tema do Walking dead, e até um ou outro Karaoke Halloweenesco (qual é a diferença perguntam vocês? Só a roupa.. todos continuam a cantar mal à mesma mas estão vestidos de vampiros, ou mortos, o que até é uma mais valia, pois assim podem não ser reconhecidos na rua), o Estapafúrdios do Quotidiano, enviou o seu agente dos EUA, aos subúrbios para ir entrevistar um morador, enquanto se desenrolava a famosa tradição do “Trick or treat” (é mais ou menos como a nossa tradição do "Pâo por Deus", só que eles pedem doces, e se não lhes dão, vandalizam a casa, nós só pedimos pão, ou uns trocos e se não nos dão...olha... vamos e embora). Mas continuando....aqui fica a amigável conversa: - Mr Dick como está hoje nesta noite de Halloween? Gosta desta comemoração? - Eu? Eu fucking hate este feriado. Você sabe lá o que isto é? Isto são assaltos com data marcada é o que é... os kids andam pelas ruas mascarados, para ninguém lhes reconhecer a cara, tocam-nos à campainha e roubam-nos os sweets!!! - Calma Mr. Dick, que eu saiba você não é obrigado a dar os doces às crianças. Eles pedem, não roubam. - Ai pedem, é? E se não lhes damos, o que fazem? Sabe? Sabe? Eles fucking vandalizam-nos a casa toda. Ahh pois é, disso ninguém fala. Dos ovos nas janelas, dos cocós dentro de sacos de papel a arder à porta de casa. - Sim é verdade, atiram também rolos de papel higiénico contra a casa segundo ouvi? - Sim é verdade, mas isso eu até agradeço, o papel está caro, e sempre é uma boa ajuda para limpar tudo.. Mas são uns vândalos é o que é... (Enquanto falávamos, um sinal de STOP entra janela a dentro) - O que é isto? São as crianças? Realmente você tem razão...estas nem tocaram a campainha. - Oh that?! Não, isso é a porcaria do furacão, “sundy”, ou “sundae” ou lá o que é... passou o dia todo a atirar porcarias cá para dentro de casa... Até a velha ali da frente veio cá parar... Entrou pela janela do quarto ficou deitada na banheira coitada, ainda fui lá para ajudá-la, mas ela disse, “deixe-me ficar aqui mais um pouco que aproveito e lavo os entrefolhos que esta banheira é bem mais jeitosa que a minha”, veja lá coitada da senhora. - Mas isso assim é muito desagradável. E as crianças vêm na mesma com este tempo? 50


- Uiii então não vêm? Pior, este ano está ai tudo mascarado de vampiros e fantasmas, andam por aí todos contentes a voar de casa em casa. Pior estão os zombies, coitados, que estavam lá debaixo da terra a prepararem-se para saírem na altura certa e este furacão obrigou-os a saírem da terra mais cedo. - Mais cedo?? Desculpe não percebi. - Obviously, então você acha que eles mal morrem têm logo aquele aspecto? O Cabelo desgrenhado, as roupas esfarrapadas, a carninha com uma ou duas dentadas a menos&não pois não? Aquilo ainda é coisa para demorar 2 ou 3 anos a putrificar. - Ah pois, tem razão sim sr. - Então e diga-me, que tipo de doces você compra? - ME? AHAH, you’re hilarious, Eu faço os meus próprios sweets, e ponho lá dentro laxante. Os pirralhos no dia seguinte pensam que as viagens à casa de banho, foi por terem comido muitos sweets, mas fui eu!! Huahaha. - Então e quando era pequeno, ia pedir doces? - Acha mesmo? - No meu tempo as coisas não eram tão fáceis, se um pirralho tocasse à porta de um vizinho a meio da noite a pedir alguma coisa levava logo uma chumbada nas nalgas!

(- Mr. DICKKKK, estou pronta para sair do banho.) - Ahh, sim tem razão. Muito obrigado pela sua ajuda, e olhe, boa sorte a tirar a vizinha da banheira. E foi assim amigos, afinal a tradição já não é o que era e, se cá em Portugal cada vez há mais adeptos, nos Estados Unidos cada vez menos se gosta dela! Obrigado e até Breve GIL

51


A fuga do Tigre... (2012-11-02 13:01)

Há uns poucos dias atrás, vinha uma notícia no jornal Correio da manhã a relatar o facto de um tigre ter fugido de um Circo. Circo esse, que estava situado na Régua. Ora, num outro jornal, estava a mesma notícia, mas com uma ligeira diferença: já não se tratava de um tigre, mas sim, de dois tigres! Ora, então o que é que se passou? Afinal, em que é que ficamos? Trata-se de apenas um tigre ou dois? Quem estará certo? Quem será mais viável? Bom, não me interessa! Eu vou optar pela história da fuga de apenas um tigre. “Ah! Mas olha lá, eu gostava mais que fosse a história dos dois tigres”! - Irá certamente, disparar uma das pessoas que estará a ler este conjunto de palavras, que formam este texto. E eu respondo de uma forma bastante concisa: “Olhe lá, caríssimo leitor! Mas quem é que está a escrever este texto? Sou eu, ou é o leitor? E quem é o leitor para chegar aqui e escolher o que eu escrevo? Bom...vamos lá a ver isso”! Mas calma. Quero acrescentar uma certeza que eu tenho bem presente no meu ser, existindo uma necessidade extremamente insana de partilhar com os caríssimos leitores, que perdem o seu tempo a ler estas Estapafúrdísses (aHm? Esta palavra existe? Não me parece& Mas tudo bem& Tudo bem&). E essa certeza é: sôr leitor, eu prezo muito você. E pronto, era isto. Agora avancemos para o tema principal deste texto - A fuga do Tigre. O Estapafúrdios do Quotidiano ao ver esta notícia, achou por bem enviar uma equipa de investigadores à Régua, para saber a real razão para esta fuga do Tigre, do Circo - Cláudio. Ora, antes de avançar com testemunhos recolhidos no local, quero apenas acrescentar que, se eu fosse um tigre e tivesse de ficar enclausurado numa jaula de um circo com o nome “Cláudio”, eu teria a mesma reacção - fugir dali para fora a sete patas (“sete patas” - se estamos a falar de um tigre lá teria de ser aplicada esta expressão, desta forma - o chamado: Trocadilho Maricas!). Passemos então a partilhar os testemunhos recolhidos junto de um proprietário de uma loja de roupa interior e, também, de um polícia que ajudou a encontrar o tigre. Comecemos pelo proprietário de uma loja de roupa interior, que nos contou a sua versão da história: “Olhe amigo, eu estava muito bem sossegado na minha loja, quando o raio do tigre me entra pela porta, com uma nota de 20¬ na boca, querendo comprar uma tanga cor Animal Print! Eu, completamente borrado de medo que ele me comesse, dei-lhe a primeira tanga na cor Animal Print que tinha à mão! Ele deu-me uma lambidela na cara, e saiu porta fora! Nem foi capaz de deixar a nota! Eu queria lá agora uma lambidela na cara, eu queria era a nota! Mas o raio do tigre nem isso foi capaz de fazer”! Se esta acção do animal soa algo estranha ou mesmo - absurda, o testemunho de um polícia que ajudou nas buscas pelo tigre, injecta alguma clareza na história. Ele conta: “Eh rapaz! O que eu andei a pé pela cidade afora à procura daquele tigre. O raio do animal andou que se fartou! Quando cheguei a casa à noite, tive de colocar os pés de molho! Estavam cheios de bolhas! O Terror! Bom, primeiro passámos a cidade da Régua a pente fino, depois, achámos que poderia existir a possibilidade de o animal passar o rio para o outro lado. Então, fomos percorrendo a margem do rio até ser noite. Ora, estávamos nós a chegar a uma ponte que atravessa o rio, quando o meu Capitão me diz: “Olha lá Silva, não te cheira a nada”? E realmente cheirava assim, a modos que como é que eu lhe hei-de explicar? -&a caracóis, prontos. O que era estranho, porque já ninguém come caracóis a esta altura do ano. Foi então que, observámos um fumo branco a sair debaixo da ponte! Precipitámo-nos a correr até lá, para ver o que se passava. Então não é que - para nosso completo espanto -, deparámo-nos com dois tigres, enrolados num lençol branco, abraçados e completamente nus! Era uma visão dos infernos! Eles tinham acabado de praticar sexo, e estavam a fumar uma ganza! Daí o cheiro intenso a caracóis que se fazia sentir! Eu até perguntei, mais tarde, ao meu Capitão, se era moda agora fumar caracóis? Ao que ele respondeu: “Oh Silva, deixa-te de merdas pá”! Ao que eu respondi: “Ok, meu Capitão”! E foi assim que recuperámos o tigre”. 52


Parece que, afinal, esta fuga do tigre do circo - Cláudio, deveu-se a um encontro amoroso entre dois tigres. Agora, se era um tigre macho e um tigre fêmea é que já não se sabe. Os investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano não nos revelaram essa informação&. RIC

53


Vou-te morder esse pescoço com a minha chave de fendas& (2012-11-02 22:42) Este mundo louco em que vivemos nunca para de nos surpreender. Ainda hoje um jovem agrediu uma rapariga com uma chave de fendas no pescoço enquanto estavam parados numa estação de autocarros de BEJA.

Porque raio é que ele fez tal coisa pergunta você? Simples, ele viu "o mal" na vítima. O “mal” caro leitor, e o que é o mal senão algo que não nos agrada, que nos dá um ou outro calafrio? Portanto, o jovem, (vamos passar a tratar o jovem por “Zé Psicótico”, para ser mais giro). O Zé Psicótico não gostou do aspecto da rapariga, e sem nada o fazer prever, PUMBA!! Espeta-lhe uma chave de fendas na goela& não se faz! Até porque isso ainda é coisa para magoar. A esta altura está você a pensar, não se brinca com estes assuntos. O Estapafúrdios do Quotidiano está a ir longe de mais! Até é capaz de ter razão, mas toda esta notícia não é em vão, temos um propósito (ainda não sei qual é, mas tenho esperança de descobri-lo enquanto escrevo). A PSP, deteve o Zé Psicótico, e constatou que ele não estava normal, sabe porquê? Porque estava “muito transtornado e até transpirava” (segundo informações facultadas pela agência Lusa), ora portanto, quantos de vocês é que já transpiraram enquanto se sentiam um tanto ou quanto transtornados? Nenhum?! Sejam sinceros! Eu já, mas digo-vos& creio que é normal! A agressão ocorreu cerca das 16h00 junto de um autocarro na gare de Beja depois de uma discussão entre os jovens, que aparentemente não se conheciam. O Estapafúrdios do Quotidiano enviou o seu melhor agente para tentar apurar o que se passou para que ocorresse tamanha violéncia entre dois desconhecidos. Falámos com a melhor fonte de informação que se pode ter nestas situações: “O popular”, o velhote que está sentado no banco do jardim, ou a desempregada que estava mesmo a passar por ali naquele instante, e indicaram-nos que o agressor (um tipo de Faro que estudava em Évora), vinha dentro do autocarro, em Beja, entrou a vítima e foi aí que tudo começou& (vamos tratar a vitíma por Bella) O Zé Psicótico começou a gritar com Bella: - SINTO-ME TRANSTORNADO COM ESTE CALOR!!! - Calma jovem, tem calma, o autocarro já arranca e liga o A/C. - Ah ok, muito obrigado, já me sinto melhor. Como te chamas? - Bella! - AHH Bella!! ESSE NOME!! Só de ouvir esse nome dá-me vontade de te morder esse pescoço!! - Ham? Morder? Estás a falar do quê? És algum vampiro tu?? Nem tens dentes aguçados! - HAAA POIS NÃO, MAS TENHO AQUI ESTA CHAVE DE FENDAS QUE FAZ O MESMO EFEITO!! ZÁS, ZÁS!! 54


- Olha, então oh chico esperto, agora que estou aqui a sangrar desalmadamente, como é que vais fazer para me sugar o sangue? - Olha pois é tens razão não pensei nisso, espera aí que vou buscar 2 palhinhas ali ao café da estação. - Não deixa tar, não te incomodes, eu vou lá.. (ao sair, Bella foi levada de urgência para o Hospital e acabou-se a agradável conversa)

E pronto foi mais ou menos isto que se passou. O que levou o Zé Psicótico a passar-se com o nome da rapariga? Acho que nunca saberemos. Porquê que escrevi esta notícia? Creio que também nunca saberemos, até porque ao fim ao cabo não melhorou em nada a sua vida e eu ainda perdi uns bons minutos da minha a escrevê-la! Olhe, desculpe lá qualquer coisinha e leia o próximo Post sff, garanto-lhe que terá mais piada. GIL

55


Não roubarás! (A menos que seja para pagar ao Fisco) (2012-11-03 13:57) A Máfia Governamental cada vez está mais activa no nosso país. Se antigamente ouvíamos falar sobre um aumento de impostos aqui, e um ou outro corte na função pública ali, agora já começam a agir de outras formas&

O Estapafúrdios do Quotidiano conhece o verdadeiro motivo que levou uma mulher a assaltar 12 bancos, para pagar dívidas ao FISCO. A “viúva negra”, como ficou conhecida, foi detida na 4ª feira após tentar assaltar um banco, com uma pistola (que muito provavelmente devia ser de plástico, pois as verdadeiras ainda são caras e depois ainda tem que se pagar imposto sobre a compra). As várias dívidas de impostos e Segurança Social que ela tinha levaram-na a fechar o seu cabeleireiro e a dedicar-se a vida do crime, sim é verdade, toda a gente sabe que rende mais roubar bancos do que cortar cabelos, ok vá, é capaz de ser "ela por ela" mas hoje em dia com os impostos ganha-se mais nos assaltos porque AINDA não se é obrigado a declarar tudo o que se rouba! O seu Modus Operandi era basicamente sempre o mesmo: Entrava no banco, dirigia-se ao balcão de atendimento ao público e exigia que lhe entregassem todo o dinheiro, enquanto apontava a sua arma. Neste seu último assalto, a coisa correu mal. Como estamos em crise, nesse dia o banco não tinha recebido depósitos, pelo que apenas tinha lá meia dúzia de trocos segundo o funcionário, o que fez com que a senhora desistisse do assalto e saisse de mãos a abanar. Azar dos azares, a desgraçada foi apanhada. Depois foi o mesmo de sempre, vem a PSP, leva a senhora para a esquadra, vai a tribunal, e... é solta. Até aqui tudo normal para um dia em Lisboa e mais uma falha da nossa justiça&mas é aqui que tudo se complica, quando o Estapafúrdios do Quotidiano, tenta perceber o porquê de ela estar a fazer assaltos quando tinha um negócio que até dava bastante dinheiro chega à brilhante conclusão que... Ela fazia tudo isto a mando de “SONECAS GASPAR” (não confundir com Seneca Crane, a personagem que criou os "Jogos da Fome". Quer dizer pensando bem, até têm bastante em comum, pois o país a continuar assim, deve ser mais ou menos o nosso futuro - 12 distritos, 1 emprego... só um sairá vencedor...mas adiante), Sonecas Gaspar, o Padrinho de uma máfia organizada que envia pessoas, para roubarem outras pessoas. (ainda há algum tempo ele enviou o meu patrão para me roubar parte do meu ordenado&) Aqui ficam as escutas entre o Padrinho “Sonecas Gaspar” e a Viúva Negra, que o Estapafúrdios do Quotidiano teve acesso: 56


– Como é? Ainda nos deves muitos euros& – Eu sei, eu sei& mas não está fácil, tem havido poucos clientes. – Desenrasca-te pah, nós não queremos saber nada disso, ou pagas ou partimos-te as tesouras!! - Não isso não por favor! Eu arranjo maneira de pagar!! – Mas olha que tens que passar recibos de todos os cortes que fizeres! Não vale a pena andares a cortar cabelos, nem fazeres manicures sem passares recibo porque depois ainda vai ser pior!! – Mas assim não consigo Padrinho, não dá para tudo, se descontar tudo o que faço não consigo pagar o que devo ao fisco.. – AHAHAH, então olha& temos uma solução para ti. Há uns trabalhinhos que podes fazer para nós& Temos aí uma ou outra dependência bancária que irá receber muitos euros dentro de pouco tempo& vais lá fazer uma permanente aos bancos.. - Uma permanente? Não percebi& - Sim, chegas lá e fazes umas misses às notas pah& - Umas mises?? Continuo sem perceber. Mas não há outra forma de pagar? Se eu lhe fizer um brushing não dá? - Nada disso minha menina, vais lá aos bancos e fazes uma manicure francesa naquela massa toda e depois passas para cá..tudinho!! - De certeza que não quer o brushing? Ok, pronto você é que sabe... 57


E assim foi, a desgraçada da cabeleireira teve que mudar de ramo, parou de roubar as suas clientes, usando champô do LIDL e cobrando como sendo da TRESemmé, e passou a roubar bancos! GIL

58


Cavaco inibido de "travar" OE... (2012-11-04 02:20) Todos os dias - em quase todos os jornais da actualidade -, saem directamente para a realidade deste país, uma infama quantidade de notícias frescas que possuem a maravilhosa capacidade de me facultar ideias estapafúrdias. Uma vez mais, o nosso Presidente da República "chegou-se à frente", dando-me novamente a vontade de repor nada mais que a verdade. A mais pura das verdades. A verdade, verdadinha. Aquele tipo de verdade que leva um leitor a exclamar bem alto: «Ena, pá! Esta sim. Esta é realmente a verdade absoluta!» Sim, é isso mesmo! Uma verdade que deixa, qualquer outra verdade, completamente roidínha de inveja desta verdade! Porque esta verdade, sim. Esta verdade é que é a verdade pura! Ok, já chega de tanta verdade, antes que o caríssimo leitor comece a desconfiar de tanta verdade. Sim, porque vou falar - mais ou menos - de política. E verdade, em política, é algo bastante duvidoso& Há cerca de dois dias atrás, surgiu a seguinte noticia: "Cavaco inibido de travar Orçamento de Estado." Ora, além de uma política completamente - muda, que tem sido bastante praticada pelo nosso Presidente da República, agora o desgraçado do homem fica inibido de travar um Orçamento de Estado? Coitadinho do "Cavaquinho" pá! Que mal é que o homem fez para sofrer destes dois males? «Olha pá. O mal que ele fez, foi ir para o "poleiro".» - Reagirá o caríssimo leitor, após ler a minha pergunta. E sim, esse foi realmente um dos "males" que o sôr Presidente da República fez para sofrer de mudez. Mas não o único mal! Ah! Pois não! «Que outro mal é que este homem fez?» - Perguntará o leitor certamente. E eu, demonstrando o quanto eu gosto dos leitores do Estapafúrdios do Quotidiano, passo prontamente a responder sem mais qualquer tipo de demoras absurdas e lamentáveis. E o outro mal, é, nada mais, nada menos, do que: TER CASADO COM A MARIA! É verdade! Ela tem feito, sempre, a sua vida num inferno! A sua Maria controla completamente o seu dia-a-dia! Sempre que o desgraçado se levanta do cadeirão, junto à lareira, onde passa longos serões a escrever no Facebook, ela acorda da sua sesta diária, e dispara em alta voz: «OLHA LÁ, ANIBAL! ONDE É QUE TU PENSAS QUE VAIS, FILHO?»Diz ele: «PORRA! TU ÉS CHATA, TAL E QUAL, O RAIO DO ORÇAMENTO DE ESTADO PARA 2013! IRRA!» Mas coitadinha, ela não passa sem o seu "Cavaquinho"!

Os investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, conseguiram, certa noite, infiltrar-se no Palácio de Belém, instalando uns mini microfones, para conseguirem resgatar informações valiosas. E uma dessas informações, revelou-se bastante útil e esclarecedora. Parece que, afinal o nosso Presidente da República, está inibido de "travar" o Orçamento de Estado para 59


2013, pela sua - super controladora - Maria. Sim, está surpreendido caríssimo leitor? Não esteja. Esta é a mais pura das verdades! E esta sim, é aquela dita cuja verdade, que ultrapassa, qualquer outra verdade! E porque é que ela o inibiu de tomar qualquer atitude em relação ao Orçamento de Estado? Através das escutas, ficámos, a saber a verdadeira razão porque ela o decidiu castigar. E foi algo assim: Ela, certo dia, decidiu fazer o prato algarvio, preferido do seu "Cavaquinho"! Numa clara tentativa de agradar o seu "homem" pelo estômago. Para depois, à noite, testarem a posição 78 do Kama Sutra. Descobrindo assim, se a flexibilidade de Aníbal Cavaco Silva estará em perfeitas condições. Mas ele provocou-lhe um imenso desgosto! Sim, o raça do homem, certo dia, antes de regressar ao Palácio de Belém, decidiu cometer uma loucura com o seu motorista, propondo a estapafúrdia ideia de irem ao Drive In do MacDonald´s. Perderam a cabeça, comendo que nem uns alarves um McMenu cada um. Aníbal Cavaco Silva terá, inclusive, usado da sua força de - Alto Dignatário do Estado, para usurpar um funcionário do Drive In, a facultar-lhe um Happy Meal, só para poder brincar com o brinquedo que trazia. Ao que parece, assim que ele chegou ao Palácio de Belém, e deparou com uma Caldeirada de Marisco, amorosamente confeccionada pela sua Maria, deu-lhe uma volta ao estômago tão grande, que passou o resto da noite com a cabeça enfiada na retrete. Depois de uma pressão enorme por parte de Maria, ele acabou por confessar a travessura que cometeu mais o seu motorista. Ela, perdeu a cabeça, ameaçando-o de lhe dar com a panela da Caldeira de Marisco na cabeça. Ele, transtornado e receoso, disse-lhe: «Óh Mariazinha do meu coração! Não faças isso! Eu faço tudo o que quiseres. É só dizeres e eu faço!» Ao que ela disse: «Ai é? Então toma atenção! Estás sempre a dizer que eu sou chata, tal e qual o Orçamento de Estado para 2013, não é? Então, o teu castigo é não fazeres rigorosamente nada, se o Passos Coelho decidir avançar com esse absurdo.» Ele, estupefacto, reponde: «Mas Mariazinha, assim, continuo a passar por mudo!» Ela: «TEMOS PENA! ONDE É TU VAIS?» Aníbal Cavaco Silva: «Vou à Casa-debanho.» E ela, muito zangada, retruca: «TU LIVRA-TE, DE SAIR DE AO PÉ DE MIM!» Ele: «Mas, Mariazinha&» Ela: «Pshiuu!»

Esta senhora, parece completamente inofensiva, mas é um terror! O que o "Cavaquinho" sofre! Já não chega a reforma, que mal dá para as despesas, e ainda tem de aturar isto& Coitadinho... RIC

60


Ameaça de bomba na sede da CNN... (2012-11-04 16:50) Honestamente, já não sei se devo continuar a ler os jornais portugueses. Confesso, que gostaria de ter a habilidade de conseguir acreditar na veracidade das notícias que vão sendo disparadas para a nossa sociedade. Mas, por outro lado, isso permite que tenha a oportunidade ou liberdade, de conseguir imaginar as notícias de uma outra forma. Ou seja, assim, consigo distorcer a verdade. Consigo construir pequenas histórias completamente diferentes do que é publicado nos jornais portugueses. Mas confesso: Não consigo passar muito tempo sem ler as notícias diárias. Mesmo percorrendo uma fase de descrença, no que respeita a notícias publicadas, necessito de as ler. Elas ajudam-me. São minhas amigas. E, atenção! Quando uma pessoa chega a um estado emocional, em que reconhece que as notícias que vão sendo publicadas, se tornam suas amigas e que o ajudam, é porque chegou ao limite da insanidade mental. Pronto, vocês percebem. Ou não... Ok, por favor, esqueçam este parágrafo... Surgiu uma noticia algo preocupante, que, de certa forma, conseguiu intrigar-me ao ponto de ter de pedir ajuda aos - multi-facetados - investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, para tentar entender, ou ainda melhor - desmistificar o raça da noticia. E a noticia é: "Ameaça de bomba na sede da CNN". À primeira vista, qualquer pessoa lê esta noticia e pensa: «Ena. Mas que raio? Tu queres ver que é novamente aqueles grupos radicais a fazer das suas?» Exacto. Foi o mesmo que eu pensei. Mas, quem tem uma equipa tão evoluída e completa, como o Estapafúrdios do Quotidiano possui, no terreno, a laborar que nem umas raposas famintas, rapidamente desenvolve um sentido de desconfiança nas notícias que vão sendo publicadas.

Dediquemos agora este parágrafo, exclusivamente, a desmistificar a verdadeira história. E, mais uma vez, o que os investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano conseguiram descobrir, foi algo de muito surpreendente. Até para mim - que trabalho já há algum tempo com eles foi realmente uma surpresa. Então, o relatório que eles - os investigadores, me enviaram a partir de Atlanta (Sede da CNN), conta a seguinte história: «Caro RIC, o que descobrimos, não tem nada a ver com o que as pessoas falam! Esta ameaça de bomba, tratou-se de facto, de uma enorme farsa! Ao que conseguimos apurar, na secção de limpezas do edifício da CNN, trabalham cerca de 50 pessoas. Uma dessas pessoas, é um emigrante português, natural de Castro Verde, Alentejo. Ora, até aqui tudo bem, visto que existe um português em cada canto do mundo. Mas atenção! Foi este menino que deu origem à ameaça de bomba. Como é sabido, à Sexta-feira é natural comer-se um belo Cozido à Portuguesa. Porque no dia a seguir é fimdesemana, e assim pode-se ir libertando o stress do estômago, provocado pela ingestão de tanta gordura. Mas esse imigrante português, decidiu levar Cozido à Portuguesa, do dia anterior, para almoçar na cantina da CNN. Ora, um comer feito à base de enchidos, com enormes quantidades de gordura acumulada, enclausurada num tupperware, transformase rapidamente numa bomba para os intestinos! E foi o que se sucedeu! Ele, ao meio da tarde, quando limpava a sala da redacção, começou a sentir umas fortes cólicas, que, em puro desespero, o levou a gritar bem alto - "Hey! Get the fuck, out of my way! I need to go to the bathroom! I need To release a BOMB!" Ora, os funcionários da redacção - devido ao sotaque do português - perceberam que ele estava a gritar, em desespero, avisando-os de que existia uma BOMBA na casa-de-banho. Parece que, de imediato, se instalou uma desenfreada 61


gritaria, levando a que todos corressem para as portas de saída! E foi esta a razão da ameaça de bomba na sede da CNN, caro RIC.»

Bom, mais uma vez, tenho de elogiar o trabalho dos investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, pelo seu esforço em obter a difícil verdade! A mais pura das verdades. E, de facto, eles conseguem-no sempre! São grandiosos! Tenho para mim, que se existisse uma gala de entrega de prémios para os melhores investigadores do mundo e arredores (sim, também temos um investigador a acompanhar a sonda Curiosity na sua incursão por Marte.), os nossos investigadores - com toda a certeza - seriam os melhores! São fenómenos da investigação. Melhor ainda: verdadeiros prodígios da investigação! E tenho dito! RIC

62


Rod Stewart, e uma "suposta" orgia com marinheiros& (2012-11-05 13:47) (Irra! Que é um texto assim para o "grandote", mas está giro, pá! E quem o ler até ao fim, ganha um Cd de Rod Stewart&) Honestamente, já tenho algum receio em acordar de manhã, tratar da minha higiene pessoal - não descorando as necessidades fisiológicas - e, depois, ir checkar as notícias frescas que a imprensa nacional tem o prazer de disponibilizar aos Portugueses. «Então, mas porquê?» - Pergunta o leitor. E eu, sempre muito prestável quando se trata de responder aos caríssimos leitores do Estapafúrdios do Quotidiano, prontifico-me imediatamente a responder, retrucando: «Simples, pá! Porque, as notícias contêm, portanto, cenas&» E pronto. Está respondido. Espero que tenha sido bastante explícito. Obrigado, e bom dia! Agora mais a sério. Há notícias que nos passam completamente ao lado. E existem aquelas, que simplesmente, possuem a insana capacidade de nos injectar uma imagem tão, mas tão bizarra, nos nossos cérebros, que damos por nós a ter pesadelos de meia-noite, cada vez que nos lembramos de tais notícias. E que notícias serão essas? Olhem - caros leitores, fofinhos e sempre tão giros, espertos e...coiso - por exemplo: A noticia de que, Rod Stewart (famoso intérprete, inglês), nega ter participado numa orgia com marinheiros num navio. E, o que ele decidiu usar como desculpa, ou digamos antes - como defesa, foi uma pequena frase que ainda me provocou mais desconfianças em relação à suposta orientação sexual deste menino. Ele diz: «Sou tão Heterossexual, o quanto me é, possível ser!» Ora, alguém me explique por favor, como é que esta frase, consegue convencer um ser humano, de que este senhor, de facto, não tenha participado numa orgia com marinheiros num navio? E de que será de facto - Heterossexual. Eu não consigo acreditar! Pá, desculpem-me todos os "Super fãs" deste menino, mas não sou realmente capaz de acreditar, pronto. E depois as fãs, zangadas, dizemme: «Olhá lá, pá. Ele é super sexy! Tem um cabelo sexy e uma voz rouca, super-sexy.» Não tem nada, pá! Se aquele cabelo é sexy, então eu sou mega-hiper-sexy, caraças, com a minha falta de cabelo. Então, lá diz o ditado: «É dos carecas que elas gostam mais!» E voz rouca é sexy? Não é nada, pá! Aquilo faz lembrar-me os velhotes do meu bairro, que, logo pela manhã, a primeira coisa que fazem é dirigirem-se à tasca do Zé Manel, ingerindo um "Mata-bicho" pela fresquinha! Eu acho que, Rod Stewart possui aquela voz rouca, devido à ingestão matinal de muito "Mata-bicho"! Ele é um: "Mata-bichoólico" do pior! Um viciado! Um agarradinho! Um...um...(Caraças, não me lembro de mais nenhuma expressão, para exemplificar o que é uma pessoa dependente do "Mata-bicho"). Mas eu tenho uma teoria sobre o que, de facto, aconteceu naquele navio. Mais uma vez, tenho de agradecer o esforço dos investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, na obtenção da verdade! São incansáveis, estes meninos. Verdadeiros perseguidores da verdade! São viciados na obtenção da verdade! São...uns...ok, esqueçam lá esta parte. Mas sinceramente, tenho de confessar de que eles - desta vez, e apenas desta vez - não conseguiram saber muito sobre o que se passou no dito cujo navio. Aliás, eles não conseguiram recolher informação alguma! Apenas conseguiram vasculhar a vida de Rod Stewart - "Mata-bichoólico", descobrindo alguns gostos pessoais do intérprete. São gostos, um tanto ou quanto, esquisitos que podem, realmente, encaminhar os leitores a associar que poderá existir uma relação entre eles, e a história da orgia com marinheiros num navio. «Ena, ena. E que gostos, poderão, realmente, ser esses?» - Perguntam os leitores, já algo assustados com a capacidade em vasculhar a vida de qualquer ser humano, que os investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, possuem. E têm razão para isso, meus amigos. Porque - inquestionavelmente -, os nossos investigadores são incansáveis! Completamente viciados na obtenção da verdade! Verdadeiros perseguidores da veracidade das histórias! São uns completos...hum...coisos, pá! Muita, bons, mesmo! Então, ao que parece, Rod Stewart, quando era um adolescente, trabalhou como Coveiro! Sim, passava dias a abrir buracos! De tal forma, que um dia se fartou de os abrir, e começou a preferir que alguém os abrisse por ele. Normal. Depois de abrir tanto buraco, era natural que o homem se fartasse um dia. Era uma rotina cansativa, acredito. E ao que se veio a descobrir, 63


desde que optou pela preferência de, que lhe abrissem os buracos, nunca mais se fartou disso. E adora que o façam. Estranho? Sim, um pouco. Se é um claro sinal da possibilidade da existência de uma orgia num navio, com marinheiros? Isso, já cabe ao caríssimo leitor, tirar as suas próprias ilações. Eu não me meto nisso. Eu apenas forneço as sementes, mas quem as semeia e trata de as regar, para que cresçam fortes e saudáveis, isso já são vocês - leitores amistosos. Os investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, falaram com familiares próximos de Rod - o "Mata-bichoólico", que revelaram um sonho algo estranho do - mundialmente conhecido cantor. Parece que, ele, sempre gostou muito da personagem animada - Popeye, o Marinheiro. Tanto que, em pequeno, passava dias a comer espinafres à garfada, crus, com a pretensão de adquirir os famosos músculos que o marinheiro apresentava à criançada. Consta que, um dos sonhos mais frequentes do senhor, era estar num navio, cheio de marinheiros, sentados à volta de uma enorme mesa redonda, e fazerem um jogo! O jogo consistia em: O primeiro marinheiro a conseguir ingerir uma lata inteira de espinafres crus, em apenas 30 segundos, ganhava o direito de abrir um buraco a Rod Stewart. Tal e qual, como ele gostava que lhe fizessem. O que é que se podia fazer? Era um gosto que o homem possuía! Agora, se é motivo para não acreditar nas afirmações de defesa do "menino", de que era completamente falso as acusações de ter participado numa orgia, num navio, com marinheiros, isso, sinceramente já não faço a mais pequena ideia. Não é nada comigo. (A todas as possíveis crianças, que um dia podem vir a ler isto: Amiguinhos, comer espinafres faz muito bem! Dá saúde e faz crescer!) RIC

64


Oh filho a limpeza do chão agora cabe-te a ti... (2012-11-05 21:39) Caros leitores, ouvintes e telespectadores. Sim telespectadores, pois o Estapafúrdios do Quotidiano já tem um canal no MEO! Agora está o leitor a pensar, “Mas eu tenho MEO e nunca vi&”, não viu, porque o nosso canal fica entre o HOT e o Playboy, devido ao seu conteúdo por vezes não aconselhado a menores de 18 anos, e o leitor como uma pessoa de respeito que é, não se aproxima desses canais de “badalhoquice” (e faz você muito bem). Prometemos que tentaremos mudar o canal para algo mais próximo dos generalistas, para que possa começar a ver& Mas agora indo ao que interessa, a notícia que vos trago hoje é uma notícia, realmente fantástica! Finalmente alguém teve uma excelente ideia, que irá certamente contribuir para o aumento da natalidade. Será dar dinheiro? Não, isso está muito visto e não funciona pois o dinheiro acaba rápido. Será dar produtos para o bebé, aquando o nascimento do rebento? Não isso também não funciona, pois os pais não querem tralha que muitas vezes não faz falta. “Eles” (e digo eles, pois infelizmente não fui eu), inventaram algo que vai fazer realmente os pais pensarem, “Olha lá, agora dava mesmo jeito termos um bebé aqui em casa&oh mulher bora lá fazer um filho!" Esta fantástica, fabulástica, incrível, e maravilhosa invenção é nada mais, nada menos, que&txaram namm nammm) : Um fato de bebé feito num material para encerar o chão das casas! É basicamente a parte debaixo de uma esfregona colada à roupa do puto, e enquanto eles gatinham, enceram o chão à casa.

Chama-se “Baby Mop” e foi criado para ajudar as mães nas limpezas da casa enquanto as crianças se divertem a rastejar de um lado para o outro. Quantos de nós não pensaram já, “Epá de tanto que ele rasteja já tenho o chão limpo.”, Agora vai literalmente por o puto a encerar o chão da casa. Infelizmente como tudo na vida, vieram logo uns esquisitinhos dizer que tal farpela, pode colocar em causa a segurança do bebé. 65


Sabem o que eu vos digo? Sabem? Sabem? Digo-vos que isso é gente que tem empregadas, ah pois é, e por isso não lhes faz diferença se o bebé limpa ou deixa de limpar o soalho flutuante lá de casa. Como seria de se prever o “Baby Mop” tem sido um enorme sucesso, e a compra de tal produto só lhe trás vantagens:

- Você ensina o seu bebé a trabalhar logo desde novo; - O bebé aprender um método de trabalho (você tem que por o puto com um caminho delineado anteriormente por si, para não correr o risco de ficar só com uma parte do chão encerada); - O puto vai aprender a nunca mais deixar cair comida no chão (porque vai ser pior para ele, pois agora a limpeza sai-lhe do corpinho) - O bebé vai fazer imenso exercício físico, o que é bom para os músculos, e deixa-o cansado de modo a que durma melhor (e se ele dorme melhor você também vai dormir melhor); Uma vez que não tem que se preocupar com limpezas, tem mais tempo para fazer as suas coisas; - Não precisa de se preocupar em contratar empregadas de limpeza, pelo menos até ele ter uns 5 anos (sim porque os miúdos mesmo depois de já saberem andar ainda gostam de andar pelo chão a rastejar); Estes benefícios caro leitor, não são invenção do Estapafúrdios do Quotidiano, são os benefícios apresentados no site onde esta maravilha está à venda por apenas ¬31.00 (se estiver interessado envie-nos um e-mail que trataremos de enviar comodamente para a sua morada por apenas + ¬10,00). 66


Pois é caro leitor, ouvinte ou telespectador, será que este fato parece um pouco trabalho infantil? Parece, mas que é coisa para ser útil, lá isso é concerteza, eu por mim ainda punha o puto em cima dos móveis e de uma ou outra prateleira, assim sempre limpava o pó também.. Obrigado e boa noite. GIL ESTE POSTO FOI PATROCIONADO POR: MEO - O comando é meu, e TV SHOP, há + de 20 anos a vender porcarias que você não precisa.

67


Na Coreia do Sul, existe um elefante que fala... (2012-11-06 12:41) Mais uma noticia, digamos - bombástica, que enche o noticiário da hora de almoço. Então, parece que, algures na Coreia do Sul, existe um elefante - de seu nome,"Koshik" - que fala com as pessoas. Um elefante que fala. Esperem, estou a tentar interiorizar um pouco melhor, esta noticia estapafúrdia& Já está. Por azar, quando vi esta noticia na televisão, estava num local público, em que a maldita da televisão não tinha som. Ou seja, se ouvi o fantástico elefante falante a falar? Não ouvi. Mas durante a noticia, em rodapé, afirmavam que o magnífico elefante falava. Bom, se eu não confiar no que os noticiários afirmam, vou então confiar em quem? Eles é que sabem! Ou...se calhar não! O melhor a fazer, é acreditar na fantástica capacidade dos investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano. E por via das dúvidas, achei que seria bom, não desvalorizar o seu inegável olfacto pela descoberta da verdade! E também, devido ao elevado salário que aquela gente recebe. Uns chulos! Bom, mas de facto, há que reconhecer, eles têm feito um excelente trabalho!

Após se terem deslocado até à Coreia do Sul, os investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, elaboraram um peculiar relatório, para ser enviado para a minha pessoa. Ora, eu, confiando sempre na fantástica análise dos meninos, nem preciso de conferir o relatório, para saber que eles descobriram coisas muito interessantes. Bom, a primeira coisa que os investigadores fizeram ao chegar à beira de "Koshik", foi atirar alguns amendoins, para que ele os apanhasse com a sua tromba. Surpreendentemente, o raça do elefante, prontificou-se a responder verbalmente, iniciando uma pequena conversa com os investigadores. Conversa essa, que terá sido assim: (Os investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano atiram os amendoins, e o elefante responde:) - E se fossem atirar o raio dos amendoins, para o raio que vos parta? Não faziam melhor figura? - Ups! Ele fala mesmo& - Pois é claro que falo. Porquê? Nunca viram? - Pá. Honestamente, não. Nunca tínhamos visto. - E agora? Querem que faça o quê? Querem que vá buscar os amendoins que atiraram, e que os coma é? Para ficarem mais contentinhos? É? - Não. Nada disso... - Invés de atirarem amendoins, se tivessem atirado um Esparregado, teriam feito melhor figura. - Esparregado? 68


- Sim, Esparregado. Eu sou vegetariano. - Ai, sim? Um elefante vegetariano. Mas que bem... - E então? Qual é o problema? Já alguma vez tinham visto um elefante falar? - Claro que não! - Então e agora que viram, qual é o mal de eu ser vegetariano? - Pá! Nenhum! - Então que pancada, foi essa de atirar amendoins? - É que nós, em Portugal, costumamos atirar amendoins ao elefantes. Eles gostam. - Gostam? Sabem porquê? - Nem por isso. Mas se nós - humanos, gostamos, seria normal eles também gostarem. - Isso é porque são elefantes chóninhas! - Como assim? - Eles são uma raça inferior à minha. Eu sou muito mais evoluído! - Pois, realmente nota-se. E tínhamos outro elefante, que lhe dávamos uma moedinha, e ele ia tocar a um sino. - Ui! Esse então, era cá um BURRO! O que é que ele ia fazer com a moeda? A moeda não lhe serviria para nada. Não me digam que ele com as moedas recolhidas ao fim do dia, ia à Manicura para lhe limarem os chifres querem ver? - Pois, realmente. Mas, ó elefante... - Ó quem? Eu tenho um nome! Chamo-me: "Koshik"! - Ah! Ok. Ó elefante "Koshik"& - "Ó"? Vamos lá a ver! O respeitinho é bom, e eu gosto! - Desculpe, desculpe. Senhor elefante "Koshik", diga-me: como é possível o senhor falar? - Bom, eu explico. Vocês conhecem o suplemento para a memória: Memofante? - Memofante? Sim, sim. É para a memória certo? - Certo. Imaginem vocês, quem foi a cobaia desse suplemento? - O senhor "Koshik"? - Nem mais! E aquilo, remexeu-me de tal forma com o cérebro, que, de um dia para o outro, comecei a falar! - Ena! Então, mas se o suplemento colocou-o a falar& Será que, nos humanos ele fará o que promete: melhorar a capacidade de memória? - Nop! - Então? Se não melhora a memória de um ser humano, o que realmente fará Memofante? - Aos humanos? Os humanos que tomem Memofante, começam, de um dia para o outro, a comer amendoins e, a ir tocar em sinos em troca de moedinhas& - Ah! Está certo, está certo... E pronto. Foi esta a conversa, que continha o relatório que os investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, me enviaram, relatando a sua viagem à Coreia do Sul. Parece que, depois da conversa, e como o elefante já estava esfomeado, decidiram ir todos a um famoso restaurante de comida vegetariana, comer um belo de um Esparregado. Ai, estes investigadores& Eles é que gozam a vida, estes malandrecos dum raio& RIC 69


Uma notícia que o irá espantar! (2012-11-07 11:59) Caros leitores, Numa altura em que tanto se fala de crise, democracia, greve, revolução, eleições e tudo mais, venho cá fazer-vos uma promessa. Este post será breve, curto e grosso! Sim, é verdade, não irei adiantar-me com conversas que não interessam. Não me irei perder com palavras bonitas e muito menos engraçadas, para dizer o que tenho a dizer. Não irei fazer floridos, relativamente ao assunto sério que vos trago hoje. Sim sr. Leitor, hoje o Estapafúrdios do Quotidiano, irá trazer-lhe uma notícia. apenas pelo que ela é, e não irá tentar fazer chalaças relativamente a um assunto tão sério como este. Sim, é um assunto tão sério que irá deixar o leitor a pensar, "Realmente deve ser um assunto mesmo sério, para que um blog que faz diariamente, critica e sátira social brinque com ele". Iremos directamente para esta notícia que é tão importante, tão relevante que não necessita de introdução, apresentação, e muito menos um ligeiro avacalho da nossa parte. Esta notícia não é de última hora, mas é uma notícia que nos afecta a todos e por isso deve ser escrita, deve ser comentada, deve ser partilhada. O leitor agora estará a pensar, sim, deixem-se de demagogias, e adjectivos para tamanha notícia, com uma importância fulcral, nesta nossa vida... Prepare-se caro leitor, sente-se, e se tiver alguém junto de si que seja fraco de coração, dê-lhe a notícia com cuidado. Calma meus amigos, não tentem adivinhar, não, não é sobre o Obama foi reeleito presidente dos EUA, também não é sobre a notícia do temporal que está a causar estragos na Madeira, e também não é sobre a morte de "César Grácio" (o antigo dirigente da Federação Portuguesa de Futebol), e muito menos sobre a greve geral marcada para dia 14 Novembro. Prepare-se que aqui vai disto... agora é que é! ESTÁ A CHOVER!

E pronto. Já disse, sinto-me muito melhor! 70


Obrigado e até amanhã. GIL

71


Operação "Todos os Santos..." (2012-11-07 22:29) Adoro os nomes que dão a estas operações da GNR. Se fizermos uma pesquisa pelo vasto mundo da internet, descobrimos inúmeros nomes - completamente estapafúrdios -, sobre todos os diferentes tipos de operações de segurança rodoviária que a GNR, vem efectuando há vários anos. Quem será a pessoa que denomina estes nomes? Ou melhor, como será o procedimento adoptado pela GNR, para chegar aos nomes das operações? Eu gostava de saber, realmente, quem é o "Chóninhas", que possui a distorcida criatividade, de criar os nomes das operações. «Mas porque raio, queres tu saber isso?» - Pergunta o leitor. Porque, honestamente, eu gostaria de chegar ao pé dessa pessoa e chamar-lhe realmente aquilo que ele é: um "Chóninhas!" Era mais ao menos, do tipo: - Ora, muito bom dia. - Bom dia. - Por favor. Diga-me: é o senhor que atribui os nomes às operações de segurança rodoviária? - Ora, sou sim, senhor. Qual é o problema? - Qual é o problema? Eu digo-lhe qual é o problema. O problema, meu caro amigo, é que o senhor é um "Chónhinas". - Sou o quê? - UM "CHÓNINHAS"! E além de "Chóninhas", é SURDO. Vá para o raio que o parta! Obrigado e bom dia! E pronto. Seria algo assim. E confesso: a partir daqui, eu seria com toda a certeza - um ser humano muito mais feliz.

Bom, falemos agora da operação "Todos os Santos". Qual a verdadeira razão de se chamar: "Todos os Santos?" Com base numa investigação aprofundada, lá está, mais uma vez oriunda de investigadores do melhor que existe no mundo obscuro da espionagem, achei que, de facto, teria de partilhar com todos os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano, a real verdade. A dura realidade de uma época de Halloween. Em que, após uma noite de festas de Halloween, em que várias pessoas se decidem mascarar de monstros e se divertirem à grande, surge então um feriado. O feriado de:Todos-os-Santos. Ora, obviamente, chega-se à básica conclusão que o "Chóninhas" da GNR, não teve muita imaginação, na hora de escolher o nome da operação - "Todos os Santos". Ainda mais vontade tenho, de lhe chamar "CHÓNINHAS!" Bom, o que acontece nesta época de Halloween, é que todos os santos tem direito a uma curta folga. Sim, Deus, armado em patrão "porreirasso", decide que os seus santos devem descer à terra, para se divertir. Ele diz-lhes: «Ó Santos dum raio. Vinde cá, ó faxavor!» Respondem os Santos: «Diga, sua linda eminência, o "barbudo" mais lindo que existe!» Diz Deus: «Como estou farto de vos aturar, decidi dar-vos uma pequena folga. Desçam à terra e divirtam-se. E, ai de vocês, que me apareçam antes de Domingo.» Santos: «Eish. Obrigadinho, ó Deus mais lindo que alguma vez existiu! Ah, espere. Só existiu um Deus. E é você. Esqueça lá isso. Nós vamos andando&» E, lá vão eles por aí abaixo. 72


Ora, só para os tramar, Deus avisa as autoridades que os santos vão descer à terra, com o objetivo de se divertir. A ideia, é que a GNR os apanhe em flagrante delito, e assim, ele (Deus), ter uma boa desculpa para os castigar no Paraíso. Santo que é Santo, gosta de se divertir, e todos - mesmo todos - gostam muito de jeropiga. E normalmente, costumam abusar que nem uns perdidos, quando descem à terra para se divertir. Ao que parece, eles são enormes fãs da Casa dos Segredos 3. Por isso, a primeira coisa que fizeram no Domingo, foi lamentavelmente -, irem direitinhos à Venda do Pinheiro, para festejar a saída da concorrente, Sandra. O problema foi: como já iam bem quentinhos, derivado da ingestão em excesso de jeropiga, os malandros dos santos, foram apanhados em excesso de velocidade pelos radares da GNR. Resultado: 4 santos multados com uma coima no valor de 2000¬ cada um, e viram as suas nuvens apreendidas (Sim, não faça esse ar surpreendido! Toda a gente sabe que os santos fazem-se transportar de nuvens. É de conhecimento público. Não se lembra da nuvem mágica de Songoku? Foi-lhe emprestada por um santo. Tenho de explicar tudo? IRRA!). E foi devido a esta situação, que o "Chóninhas" da GNR atribuiu o nome à operação: "Todos os Santos". Ah! O Senhor leitor não acredita nesta história? E acha que eu estou maluco, e que deveria ser internado, imediatamente? Olhe, só tenho uma resposta para lhe dar, caro leitor. E essa resposta é: «TEM TODA A RAZÃO!» RIC

73


Alto aí, aqui não podes fazer xixi! (2012-11-08 18:41) Bom dia caros leitores e ouvintes. Não digo telespectadores pois esta notícia que vos trago hoje é tão nojenta, tão nojenta que optamos por não a passar no nosso canal. Normalmente os escritores deste blog, vão fazer as suas necessidades fisiológicas, enquanto se inspiram para escrever notícias para sí. É verdade, sei que um ou outro post. já foi escrito enquanto alguém, (não irei mencionar nomes, mas digo-vos que não fui eu) está a fazer cocó, ou xixi. É verdade, lembra-se da notícia da Merkel? Eu lembrei-me dela enquanto urinava... (ficou mais rico com esta informação? Duvido! Está com dúvidas se deve ou não continuar a ler esta rubrica? Acredito que sim! Mas eu peço-lhe, faça o favor de continuar a ler, pois tudo o que eu lhe disse anteriormente, é mentira, (será?) esta foi apenas a maneira de introduzir a história que vos trago hoje... As autoridades indianas tiveram uma excelente ideia para resolver o problema da defecação na via pública. É verdade, o Estapafúrdios do Quotidiano não está a inventar esta notícia, ela foi-nos trazida pelos nossos espiões secretos da Índia. Eles informaram que na região de Jaipur, colocaram agentes, munidos de um apito, e com ordem para apitarem a todos aqueles que quiserem fazer o xixi ou o cocó na rua. E se o prevaricador não parar imediatamente o que está a fazer, ou pior, se tentar fugir em pleno acto, eles correm atrás deles enquanto apitam ferozmente. "PIIII... PIIII... Alto aí, aqui não podes fazer xixi!"

Os nossos informadores secretos, que andam por lá escondidos nos esgotos, (não se preocupe caro leitor, pois lá, são deveras limpos, visto que ninguém os usa) informaram-nos que, a defecação ao ar livre ocorre sobretudo ao início da manhã, (é quando dá aquela vontade... uiii) e é neste período do dia que os voluntários (sim, é verdade, estes agentes são voluntários, como é possível!) estão mais alerta para os defecadores.... Irei agora responder à questão que está a latejar no seu cérebro por esta altura.." O que leva os indianos a fazer as suas necessidades na rua?" Eu digo-lhe. Não é a falta de casas-de-banho em casa, pois foram entregues subsídios aos carenciados para construírem os seus lavabos lá em casa. As pessoas gostam mesmo é de fazer o cocó na rua. Porquê? Pergunta você, é simples, pense bem, nós como bons católicos que somos, gostamos de imitar o nosso Deus, praticando o bem, sendo amigo do próximo, não roubando, e todos aqueles mandamentos pelos quais nos devemos reger. Eles também gostam de imitar os seus Deuses, santos e animais sagrados. E quem são os animais sagrados deles? As vacas, (ah pois é!!) fazem o cocó e o xixi na rua. Por isso Srs. que mandam nos dejectos, querem uma boa solução? Deixem os pobres voluntários voltarem para a prisão de onde eles sairam, (pensavam que eram voluntários à toa não? Ninguém quer um trabalhinho da merda a troco de nada!) e se realmente querem que a malta faça as necessidades na casa-de-banho, ponham as vacas a fazer o cocó e o xixi no wc também, senão nunca irão conseguir implementar tal regra! 74


E com isto, vou aproveitar e vou ali ao wc, que de tanto falar em cócó, está-me a dar uma volta à tripa! Obrigado e até breve. GIL

75


Fernando Ulrich - Aguenta, aguenta... (2012-11-09 08:48) «Mas quem será, realmente, Fernando Ulrich?» - Perguntará o mais distraído dos leitores do Estapafúrdios do Quotidiano. Não tem problema. Afinal, um dos motivos para a existência deste blog, é o facto de podermos informar, também, os leitores mais distraídos. E, é isso que tentarei fazer, sempre que for possível. Por vezes, será um pouco mais complicado, porque, vá, também não posso saber tudo! E quando assim é, pronto, inventa-se um pouco e a coisa, a modos, que vai passando despercebida. Ou então não. Sei lá. Mas isso não interessa para nada. Regressemos à realidade do texto em si, tratando de informar quem é Fernando Ulrich. Ora, para os mais afastados da realidade bancária do nosso pequeno, mas enorme - país, Fernando Ulrich, é de facto, um bancário. Mas não é um bancário qualquer. É um bancário de sucesso. Actualmente, é o presidente do banco BPI, que por sinal, é um dos bancos mais financeiramente saudáveis em Portugal. Parece que até apresentou lucros no último semestre. Ou então, eu sonhei com isto. Quem sabe& Eu tenho sonhos complicados e ilusórios, e tal. Adiante. Recentemente, este "menino" bancário, achou por bem, responder, a uma pergunta de um jornalista - que lhe perguntou: «Sr. Ulrich, acha que o povo português aguenta mais austeridade?», com a simples e básica resposta: «Se aguenta? Aguenta, aguenta&» Ora, que o homem percebia de números, já se sabia. Mas que era um vidente? Ora, isso, eu já nem sequer desconfiava! Então, o que é que nós (Estapafúrdios do Quotidiano), achámos que era bestial - e uma óptima ocupação do nosso tempo -, fazer? «Olha, o que era bom, era mesmo deixarem de ser parvos» - Retrucam os caríssimos leitores. Ei! Eu prometo que um dia, o faremos com todo o gosto. Até, porque ser parvo, cansa um pouco. Vá, não cansa, mas mói. Um bocadinho. O que nós achámos bestial fazer foi, simplesmente, irmos ao encontro do "senhor" bancário, e fazer umas perguntas para que ele previsse o futuro. Basicamente, quisemos saber umas coisinhas sobre o verbo "Aguentar", apenas por curiosidade. E, a coisa, soou mais ou menos assim: E. Quotidiano: «Senhor Ulrich, responda-nos, por favor, a umas perguntas.» F. Ulrich: «Sim. Tudo bem. Mas despachem-se, porque tenho mais que fazer.» E. Quotidiano: «Ora, muito bem. Primeira: Nós temos um amigo que pesa 200 quilos. Se o enfiarmos num elevador, junto com mais duas pessoas de 100 quilos, um piano e ainda um frigorifico, acha que o elevador aguenta?» F. Ulrich: «Se o elevador aguenta? Aguenta, aguenta&» E. Quotidiano: «Muito bem. Diga-nos, caro Ulrich. Se nós raptarmos o Ministro das Finanças, e o enfiarmos dentro de um poço cheio de ácido, acha que ele aguenta?» F. Ulrich: «Se o meu amigo Gaspar aguenta? Aguenta, aguenta&» E. Quotidiano: «Se pudéssemos retirar todas as equivalências do ministro Relvas, acha que ele aguenta?» F. Ulrich: «O Relvas? Aguenta, aguenta&» E. Quotidiano: «Se enfiarmos o Primeiro-ministro Passos Coelho, durante um fim-de-semana inteiro, numa sala com o ministro das finanças Gaspar a ler Shakespeare ao seu ritmo normal, acha que o Primeiro-ministro aguenta?» F. Ulrich: «O Passos Coelho? Aguenta, aguenta&» E. Quotidiano - «Quando a "gorda" Merkel nos visitar brevemente, e nós lhe dermos uma "paulitada" na cabeça, acha que ela aguenta?» F. Ulrich: «A "gorda"? Aguenta, aguenta&» E. Quotidiano - «Acha portanto, que o povo Português aguenta mais austeridade?» F. Ulrich: «O povo? Aguenta, aguenta&» 76


E. Quotidiano: «Se o nosso amigo do "elevador", se colocar em cima de um banco, acha que, o banco aguenta?» F.Ulrich: «O banco? Aguenta, aguenta&» E. Quotidiano: «Se ele subir para o banco, e pendurar-se com uma corda ao pescoço, acha que a corda aguenta?» F. Ulrich: «Se a corda aguenta? Aguenta, aguenta&» E. Quotidiano: «Ora muito bem. (Ó António, sempre te podes suicidar, porque o vidente Ulrich diz que a corda aguenta!)»

E assim, conseguimos ajudar o nosso amigo António, a prosseguir com o seu desejo de se suicidar, face à crise que o apoquenta& RIC

77


Os bonecos devem estar loucos! (2012-11-09 23:25) Caro leitor, correndo o risco de risco de ser acusado de plágio, por me estar a basear, no nome de um famoso filme dos anos 80, para título desta rubrica, (sim porque a partir de hoje não escrevo mais “Posts”, escrevo rubricas diárias!) devo dizer, que é verdade, os bonecos endoideceram! Após ter saído a notícia que uma empresa (Pipedream), anda a criar bonecos insufláveis inspirados em famosos, nomeadamente, Katy Perry, Kim Kardashian, e agora o Justin Bieber (como pode ver é tudo bonecas para senhores, alguns deles um tanto ou quanto, com uns gostos, digamos que... duvidosos), sabe-se que a Hello Kitty’ e o Sponge Bob’ andaram esta semana à luta, no centro de Madrid. Um confronto que incluiu socos e rasteiras e um ou outro puxão de esponja (sim eu sei, não eram bonecos de verdade, havia dentro dos fatos dois homens, que decidiram espancar-se um ou outro porque estavam com falta de atenção), mas a imagem que eu retenho, e que vos peço para reterem também é: “A fofinha gata que todas as miúdas gostam, a cravar uns valentes duns sopapos a uma esponja sorridente de calções e gravata!” Acho sinceramente. que deve ser coisa bonita para se ver& e talvez até para traumatizar uma ou duas criancinhas& O Estapafúrdios do Quotidiano, estava lá (claro, só podia, temos agentes em todo o lado) e conseguiu ouvir uma pequena criança a falar com a mãe:

-“Oh mãe& porque é a esponja está a passar rasteiras à kitty?” -“Não filha, tu não viste bem, o chão estava molhado e a Kitty caiu, mas a esponja foi logo ajuda-la e secou o chão.” -“Oh mãe&e porque é que a kitty está a tentar sufocar a esponja?” -“Ah sabes ela não está a sufocar a esponja& a esponja como ficou molhada, ela está só a espremê-la, como a mãe faz lá em casa filha.” -“Oh mãe... e porque é que a Kitty agora está a dar estalos à esponja?” -“Não são estalos filha, a kitty está a passar as mãos na esponja para ficar a cheirar bem!” -“Oh mãeeee&” -“Sim filhaaa!!!!” -“Mãe, e agora porque é que o Spongebob já não tem cabeça? -“Olha, porque é uma esponja e estava velha e estragada, e a kitty achou que era melhor ela ir para o lixo, pronto! Já disse, vamos mas é embora rápido&” -”Mãe olha, a esponja está vermelha&” Portanto caros leitores, se têm bonecos em casa, livrem-se deles (a menos que sejam bonecas insufláveis jeitosas), eles não andam bem! E se está a pensar ir visitar o museu da Madame 78


Tussauds, esqueça que é perigoso de mais, imagine só se aqueles bonecos, começam todos a ganhar vida a confusão que não é! (percebe porque é que disse para não deitar fora a boneca insuflável? Pode ser que ela ganhe vida também...) E com este pensamento vos deixo. Obrigado e até breve. GIL

79


Rapper mostra foto de pénis... (2012-11-11 10:19) Ora, vamos lá saber. Como estão os caríssimos leitores hoje? Prontos para mais uma noticia estapafúrdia? Uma noticia, retirada dos confins do universo estapafúrdio da realidade? Sim? Boa! Vocês são os melhores leitores do universo, sabiam? «E se parasses de dar graxa? Não farias melhor figura, meu animal?» - Pensarão certamente os meus caríssimos amigos. Mas eu respondo. Ai, não, que não respondo. Repondo até, com alguma violência. Porque, acho que de vez em quando, é necessário um pouco de violência. Só assim, um pouco. Nada demais. Nada exagerado. E, prepararem-se, caros leitores, para a minha resposta. Aqui vai ela: «Vocês, leitores, acham mesmo que eu estou a dar graxa? Eu? Uma pessoa que não gosta de ser um lambe-botas? Então olhem, têm toda a razão, vou imediatamente parar de dar graxa!» Gostaram da violência aplicada pela minha pessoa? Pois, pois. Tenham lá cuidadinho, pá. Para que eu não tenha de voltar, a usar, a violência. Está bom? Ainda bem. Passemos ao que interessa. Então, não é que, nos USA, um famoso rapper, achou que era uma boa ideia tirar uma fotografia ao seu órgão sexual, para depois a partilhar na internet? Bom, de certa forma, eu admiro este "menino". É preciso possuir uma enorme dose de autoconfiança, para colocar uma foto assim, naqueles propósitos, a circular na internet. E quem é este rapazola? Honestamente, eu não conheço, mas diz que se dá pelo nome de Soulja Boy, quando na verdade, o seu nome verdadeiro é: DeAndre Cortez Way. «Quem?» - Perguntam os leitores. Pois, não sei. Foi o que li, algures, nos registros, dessa biblioteca global que se chama: Internet. Adiante... Ao que parece, a publicação na internet - de uma foto do seu pénis - não passou de um erro crasso. Parece que, imediatamente a seguir à publicação da foto, o rapper achou por bem a retirar, pedindo imensas desculpas aos fãs. Mas, existe uma explicação óbvia para este sucedido. E o Estapafúrdios do Quotidiano, faz questão de a partilhar com vocês, leitores catitas (outra vez a dar graxa... Não aprendo ein...). Então, a história por detrás da história, que se pensou ser uma determinada história, quando afinal, era uma outra história, reza assim: a fotografia que ele tirou ao seu órgão sexual, tinha como destino um médico cirurgião. Parece que o rapper, possui afinal, um pénis muito pequeno, levando-o a pensar em aumentar o dito cujo. A foto, vinha acompanhada de umas frases, escritas pelo rapper, para o cirurgião. Dizia assim: «Está a ver doutor? Olhe bem, para o minúsculo tamanho dele! Isto é um ultraje para a raça africana! Tem de me ajudar!» O rapper pediu desculpa aos fãs, não pela foto, mas por possuir uma miniatura de pénis. Prometendo que ia resolver a situação o mais breve possível. A solução passa, por aumentar o seu pénis com uns acrescentos. Agora como é que isso funciona na realidade? Nós (Estapafúrdios do Quotidiano), não sabemos, não queremos saber e até repugnamos quem o saiba!

(O "pequeno" Soulja Boy...) Isto causou um enorme mal-estar, entre os fãs do rapper, que afirmam ter ficado muito desiludidos, com o tamanho do órgão sexual do seu ídolo. Alguns fãs, afirmam ter - prontamente - queimado os CDS do autor. Afirma uma fã desolada: «Não consigo sequer olhar para o CD, 80


quanto mais ouvi-lo! Lembro-me logo daquela foto! Eu tinha sonhos eróticos com Soulja Boy, mas agora, só penso em me suicidar! Estou desolada!» E pronto. A verdade acima de tudo! É a mensagem, que o Estapafúrdios do Quotidiano, deixa sempre como forma de promessa, para os seus leitores. Coitado do rapper... Coisas que acontecem... RIC

81


Cadela Procura-se! (2012-11-12 11:32) Caros leitores, hoje o Estapafúrdios do Quotidiano, trazem até vós uma feliz, e uma triste notícia: Nuno Markl encontrou a sua cadela, mas eu perdi a minha&

“Cum Catano”, então porque é que o Nuno Markl perde a sua cadela e é notícia para sair nos jornais, e eu perco a minha, e não é notícia nem do Correio da Manhã porquê?? Será por eu não ser famoso? Ou será que a minha cadela é inferior à cadela do Nuno? Sim, eu sei, o Nuno é famoso, e realmente perdeu a sua cadela de estimação, que é um animal a sério, e eu para além de não ser famoso (ainda) quando digo que perdi a minha cadela, estou apenas a falar de uma valente bebedeira! Mas acho que merecia uma notícia de maior destaque num jornal qualquer. Algo do género: Gil Oliveira perdeu a sua cadela, “Besana” (sim porque para ser uma notícia a sério, tem que se colocar o nome da cadela, dá logo ao leitor aquele sentimento de proximidade). Gil viu a sua cadela “Besana” a desaparecer no domingo passado, por volta das 06h00 enquanto dormia. Ele garante que ela estava com ele quando se deitou, mas quando acordou já não a encontrou. Procurou por ela, chamou-a mas não havia nem um sinal dela. Ele está desesperado e pede a todos os seus amigos que o ajudem a encontrar novamente a sua cadela, ou outra qualquer, desde que lhe possa fazer companhia e aquecê-lo nas noites frias de inverno. Ele oferece uma recompensa choruda, a quem lhe entregar de novo a sua “Besana”. Ajude-o por favor! E pronto, seria assim a notícia impressa em todos os jornais nacionais! 82


Contudo, e como ainda não sou famoso, perdi-a, para não mais a voltar a achar& Markl, fica sabendo que fico feliz por ti e pela “Flor”, é sempre bom quando conseguimos voltar a encontrar a nossa cadela depois de a perdermos& Fico muito feliz por vocês, sejam muito felizes os dois.

Obrigado a todos por estarem ao meu lado neste triste momento. Adeus e Bom dia. GIL

83


«Gosto tanto de você, leãozinho&» (2012-11-12 20:41) «Gosto tanto de você, leãozinho&» - Esta música de Caetano Veloso, poderia ser de facto, à primeira vista, a razão óbvia para esta notícia absurda que tenho hoje para partilhar convosco - leitores do Estapafúrdios do Quotidiano. Pensava eu, que tinha chegado já a um nível, bem avançado, em que se torna muito complicado eu ser surpreendido por uma notícia bizarra. Porque, honestamente, notícias bizarras, é algo que já acontece demasiadas vezes para que uma pessoa, ao ler a notícia, exclame bem alto: «Porra! Não é possível! Isto não pode ter acontecido!» Mas não! De facto, ainda consigo ser surpreendido com algumas notícias que surgem todos os dias nos jornais. A notícia que trago aqui hoje, é o exemplo perfeito disso. Ou então, não. Porque, já se sabe que o Estapafúrdios do Quotidiano, tem a insana mania que desmistificar todas as "bizarras" notícias que vão surgindo. É quase, como se de uma obsessão se tratasse. Ei& Analisando bem a questão, é bem capaz de se tratar, realmente de uma obsessão... Passemos então à acção! E o leitor pensa: «Porra! Já não era sem tempo!» O que me leva a chegar a uma simples conclusão: Os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano estão a ficar cada vez mais - exigentes com os autores dos textos deste blog. E por nós, meus amigos, por nós, tudo bem! Vamos ao que realmente interessa. A notícia que vos trago hoje, diz respeito a uma suposta violação de um rapaz austríaco, a uma estátua búlgara. Sim, é verdade. Que mistura, não é? Pois é. Parece que o rapaz, achou por bem, tentar fazer amor com a estátua. Vamos então, juntar aqui um pequeno componente, que irá explicar toda esta história, está bem? Sim? Boa! Então, parece que a estátua em questão, era apenas e só, um leão& Ora bolas, um leão. Um& Leão& Hum& Acho que a partir daqui, é possível deduzir qual é a razão óbvia para o que aconteceu&

Como seria de esperar, um dos investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, estava precisamente a passar pelo local, quando se deu o acto de violação do leãozinho, registando tudo o que aconteceu. Note, caro leitor, para a capacidade destes investigadores! Parece que têm íman, estes malandros. Possuem um olfacto tão, mas tão apurado para o Estapafúrdio, que conseguem estar sempre no local certo, à hora certa. Bom, voltemos a centrarmo-nos na questão da violação do leão. Com base - e fazendo fé na capacidade dos nossos investigadores 84


- no relatório facultado, parece que o rapaz, era nada mais, nada menos, do que um fervoroso adepto do Sporting Clube de Portugal. «E pronto! Lá tinha de vir o Sporting à baila&» - Pensa o caríssimo leitor. Peço desculpa a todos os leitores que, possivelmente, terão um apreçozinho por este clube, mas é a dura verdade, meus amigos. E mais! O rapaz, faz parte da famosa claque - Juve leo. Devido ao actual momento do clube, este rapaz, decidiu aplicar a sua revolta na indefesa estátua! Coitada, deve ter sofrido horrores! Provavelmente, terá problemas psicológicos para o resto da sua vida de estátua. Um horror, um horror&

Consta que, o rapaz, colocou-se por detrás da estátua, despiu as calças e iniciou a prática da violação. Sem sequer ter a amabilidade de perguntar ao desgraçado do leãozinho, se preferia aquela posição. Começou lentamente a violação, começando por arremessar as seguintes palavras: «Esta é pelo afastamento do Sá Pinto. Ele podia não prestar para treinador, mas como guarda-costas dos jogadores, era uma mais valia! Toma! Toma! E não chora!» Depois ao mesmo tempo que aplicava com bastante força, umas valentes palmadas na nádega direita do leão - desatou a gritar: «Toma! Toma, Godinho Lopes! Esta é por teres ido buscar um treinador belga!» Até que, momentos depois, quando o rapaz estava praticamente a chegar a um nível orgástico da situação em si, eis que surge dois policias que o agarram, algemando-o e levando-o para a esquadra mais próxima. Ao que parece, o rapaz foi, posteriormente condenado a um ano de pena suspensa, pagando uma multa no valor de 25¬, ficando igualmente privado de se aproximar de qualquer estátua que seja. Um colega de cela deste rapaz, afirma que o ouviu, durante a noite, a sonhar alto dizendo: «O próximo és tu, Pantera Negra! Por todo o mal que fizeste ao meu Sporting&» Pelo sim, pelo não, soubemos que o Sport Lisboa e Benfica, decidiu que era melhor retirar a estátua de Eusébio de frente do estádio, para o interior do estádio, junto do relvado. Parece que a ideia, é que a estátua do Pantera Negra, sirva de apoio para a águia Vitória passar as suas noites. RIC

85


UCRANIANO PUXA UM ELÉCTRICO COM OS DENTES& (2012-11-13 16:33) Bastou apenas, cerca de dois minutos de pesquisa por notícias insólitas para que, rapidamente, chegasse a mais um acontecimento estapafúrdio. Este mundo está cheio de noticias insanas, que nos obrigam a encontrar uma explicação óbvia para as desmistificar. Porque, se não for assim, teríamos de começar a sair à rua armados. Existe para aí, com cada maluco& Ah! Esperem& Nós já TEMOS de sair à rua armados. Hoje em dia, já não se sabe, se ao fim de um dia de trabalho, iremos realmente regressar a casa. «Porquê?» - Perguntam vocês, leitores deste blog. E eu pergunto: «Mas vocês estão a ler isto, ou apenas a fingir que lêem? Eu já disse, mais atrás no texto, que hoje em dia existe para aí, com cada maluco. É preciso eu estar sempre a repetir? Concentrem-se pá! IRRA!» A noticia que trago hoje, tem a ver com um homem, médico, que por alma de nosso senhor, achou que era super porreiro, entrar para o Livro do Guinness, com a proeza de puxar um Eléctrico de 19,5 Toneladas durante 6 metros. O senhor Oleh Skavysh, cidadão Ucraniano, achou que, o que era super porreiro e de homem, era realmente o fazer, não com as mãos, não com as pernas, mas sim (atenção que isto vai soar forte), com os seus dentes& Sim! Com os dentes! E o caro leitor pensa: «Ena! Com os dentes? Mas o homem é maluco ou quê?» Eu pensaria o mesmo, não fosse eu, ter uns conhecimentos&

Honestamente, se fosse eu a tentar tal proeza, provavelmente perderia todos os meus preciosos dentes. E a falta que eles me fariam? Pois, mas este senhor parece que não estava muito preocupado com isso. E mais! O homem é médico. Ele próprio, na entrevista que deu, afirma que tal proeza não é de todo aconselhável. Então, por que raio o fez? Não teria sido melhor, ter ficado no seu canto, quietinho, para assim preservar a sua preciosa dentição? Ou existe, de facto, uma explicação plausível para toda esta história? Hum& Foi devido a esta dúvida - que me deixou algo intrigado - que decidi pedir aos investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, para que uma, lá está - "investigação" fosse feita! E, mais uma vez, factos surpreendentes foram descobertos! Algo que está fora do alcance do comum mortal! Algo que nos transcende! Algo que& Bom, já chega. Vamos lá então, concentrar apenas, no que foi descoberto. Então, eu pergunto aos meus caríssimos leitores, se por acaso sabeis o que é, um "Disco 86


Voador"? Sim? Não! Não estou a falar de um "Frisbee"! Estou a falar de algo muito mais complexo! Não! Não estou a falar de um disco em vinil, que o caro leitor tem e que, quando não gosta da música que este contém, decide o atirar pela janela afora, tornando-se assim um "Disco Voador". Porra! Estou a falar de OVNIS, pelo amor da santa! Sim, "Discos Voadores" que são pilotados por Extraterrestres. Seres vindos de outro planeta, apenas para nos azucrinar a cabeça. Já não chega os políticos, e ainda temos de levar com eles... Bom, adiante. Os investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, descobriram que Oleh Skavysh, foi raptado da sua casa, enquanto dormia profundamente, por extraterrestres. Então os malandros raptaram o médico, para o usar em experiências laboratoriais. Ou seja, como cobaia! E decidiram colocar-lhe uma dentição nova, feita num material super inquebrável, proveniente de uma rocha que foi descoberta por eles, em Marte. Há extraterrestres que optam por levar as nossas mulheres, para depois lhes introduzir um embrião extraterrestre no ventre, mas estes não, estes optaram por colocar uma dentição nova no médico. Eles lá sabem... Diz-se que não se pode confiar muito naquela gente, porque são algo esquisitos. Mais tarde, veio-se a descobrir que eles próprios são dentistas no planeta deles, que se chama, Kormaev. E que, afinal, estão a fazer experiências para criar uma placa dentária, capaz de suportar até 30 toneladas de força.

Depois de aplicada a dentição nova a Oleh Skavysh, eles obrigaram-no a experimentar, ao máximo, a sua nova dentadura, sobre a ameaça de o voltarem a raptar e, em vez de lhe colocarem uma dentição nova, optariam por lhe introduzir uns supositórios novos que criaram, com 1 metro de comprimento e 50 centímetros de largura. Estes supositórios, supostamente, servem para substituir a habitual injecção de anestesia que normalmente os dentistas usam nas suas consultas. O desgraçado do médico, depois de uma ameaça destas, não pensou duas vezes e desatou a puxar eléctricos com os dentes, autocarros e, diz que o seu próximo alvo é puxar com os dentes, os submarinos que Paulo Portas comprou, apenas para os colocar a circular um pouco, antes que enferrujem. Os investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, revelam que José Castelo Branco, enviou a sua Betty (ela própria, um extraterrestre de Kormaev) ao planeta dos extraterrestres, com um pedido pessoal: que fosse ele a servir de cobaia aos novos supositórios... 87


E é assim, que mais uma noticia vinda do "Universo Insólito" de estapafúrdios, é completamente revirada do avesso e totalmente desmistificada neste blog... RIC

88


O Estapafúrdios do Quotidiano está de Greve! (2012-11-14 11:08) Caros leitores, como não podia deixar de ser, o dia de hoje é dedicado à greve! O país está de greve, aliás, a Europa hoje está de greve, e portanto os Estapafúrdios do Quotidiano estão aqui para lhe falar nada mais, nada menos que, de BOLACHAS!

Não estou a brincar é mesmo de Greve! Mas não desta greve de pessoas e de empresas, pois essas greves já estão muito vistas. Estamos aqui para lhe falar de outras greves, das que enfrentamos no nosso quotidiano e não nos damos conta de que existem! "Greves no quotidiano?", pergunta você. Sim! Exactamente. Quantas vezes não foi o leitor ao multibanco e ele lhe disse: “Multibanco fora de serviço, por favor dirija-se ao multibanco mais próximo.”? Isso é greve, caros leitores, greve dos ATM’s. E nunca lhe aconteceu, ir a descer pela escada rolante e ela parar? Isso não é avaria! É greve da escada rolante! Ou então ir ligar a luz ou a água lá em casa, e esta não funcionar? Pensava que era falta de água ou de luz? Não é. É simplesmente a greve dos bens essenciais! Acha que são coisas à toa, que acontecem de vez em quando sem haver uma ligação entre elas? Não são. São greves organizadas só para lhe estragar o dia! E estas greves prejudicam bem mais que as greves organizadas pelas pessoas. Lembram-se de estarem no banho e faltar o gás? Estão ali, cheios de espuma e champô no corpo todo e de repente, “TRAU”, acabou-se o gás, ou pior, acabou-se mesmo a água. E você pensa: "Bolas e agora como vou tirar esta espuma do corpo? Tinha mesmo que faltar o gás 89


agora". Não faltou o gás, foi mas é o sindicato dos gases que convocou um plenário para esses minutos& (sindicato dos gases é muito bom&) E agora vou falar-vos de uma greve bem mais importante do que a da CP ou da Transtejo, ou mesmo a dos contínuos nas escolas. A greve dos seus órgãos vitais, porque essas greves podem fazer com que você (ou parte de você) patine&

Olhe um exemplo, hoje é o dia Mundial do Diabetes, (é verdade é um nome parvo, devia ser dia Mundial contra o Diabetes, quer dizer, em vez de darem um dia mundial às coisas boas, não, vão dar um dia Mundial a uma doença&aii aii, mas pronto) neste dia celebra-se a greve do pâncreas. AH pois é, você não sabia isto pois não? O que é que sucede quando o pâncreas faz greve? Ele não produz nenhuma, ou quase nenhuma. insulina, e o organismo não controla a glucose e depois “PUMBA”, fica-se diabético. Só por causa duma greve da treta, agora veja lá se essa não lhe causa mais transtorno que a greve do autocarro? (Eu avisei&) Portanto caro leitor, se o país está de Greve, se não consegue ir trabalhar, e se está preocupado porque não vai receber meia dúzia de tostões ao fim do mês, que muita falta lhe fazia, alegrese, vá para casa e pense, realmente o Estapafúrdios do Quotidiano tem razão. Hoje de manhã consegui tomar um bom banho quente, tinha luz em casa, e o meu pâncreas está a criar toda a insulina de que eu preciso! Podia ser bem pior, ah pois podia! Adeus e uma boa greve para si! GIL

90


Webcam «marota...» (2012-11-15 11:22) Isto há com cada uma! Então, não é que, um jovem jogador de "World of Warcraft", se esqueceu da câmera do computador ligada, quando a sua namorada, invadiu o quarto e o seduziu para uns loucos 5 minutos de sexo desenfreado? Homem que é homem, nem pensa no que está a fazer, quando a sua "mulher" entra pelo quarto dentro, possuída por aquelas vontades, de boas promessas de alguns momentos de fantástico prazer. No video que circula pela internet, mostra o jovem no fim do acto sexual, regressar ao computador e soltar a expressão de surpresa: «Oh, No&!» A mim, aquilo soa demasiado a falso. Não o acto sexual, mas sim, a expressão de surpresa.

Ao que parece, quando aconteceu este pequeno incidente informático (Chamemo-lhe assim& Para parecer mais normal e menos chocante ok? Muito obrigado, pela compreensão, caro leitor. O leitor é uma pessoa fenomenal sabia? Uma pessoa que possui uma capacidade abismal de compreender assim desta forma, um escrevente, que como escrevente se autointitula como - "Bosta", só pode ser uma pessoa fantástica.), estavam ligados em rede, cerca de 200 mil pessoas. Pessoas essas que tiveram o prazer de ver sexo real e desenfreado, no seu computador, sem ter de pagar nada. Nos dias de hoje, pode-se considerar estes cibernautas como: «Sacanas dum raio! Cambada de sortudos!»

Então não é que, um desses cibernautas, era nada menos, do que um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano? Esse investigador é, de facto, um viciado no raça do jogo: "World of Warcraft". E, ao mesmo tempo que ia assistindo ao acto sexual entre o casal, ia igualmente tirando apontamentos. Não! Não estava a tirar apontamentos de posições que o casal ia usando, mas sim, de tudo o que se ia passando entre as 200 mil pessoas que assistiam a todo aquele ritual de sexo desenfreado e, por vezes, até um pouco animal. Parece que, existiram várias apostas entre os cibernautas sobre quanto tempo é que o jovem iria aguentar 91


até atingir o clímax orgástico. Ao que parece, o jovem é conhecido no "World of Warcraft" como "Murderalph". Depois da partilha na internet, ao vivo, da troca de fluidos entre o casal, o jovem rapidamente ganhou outro nickname - o "Quickyralph"! Devido à rapidez do rapaz em resolver aquele acto amoroso. Consta que, pessoas ganharam rios de dinheiro em apostas. Apostando, claro, que o rapaz despachava a sua namorada em 5 minutos. Mas afinal, o rapaz não se esqueceu da câmera ligada& Ao que, o investigador dos Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu apurar, toda esta história foi, de facto, premeditada. Sim, caro leitor. O rapaz, tinha algumas dívidas de jogo, que estavam a ser bastante complicadas de pagar. Dívidas de Poker. E dívidas de Poker, ui, ui& Cuidado com elas& São realmente tramadas de pagar& Então, a solução passou por engendrar todo este plano, levando a namorada a ser vítima de uma encenação, para depois, vender o video. Mas (Ah! Porra! Há sempre um "mas". Mas Porquê? Enfim&), o que ele não pensou, foi que, ao colocar o video on-line para todos os fãs de "World of Warcraft" verem, levou a que, depois, ninguém quisesse comprar o maldito video. Se já o tinham visto, para quê o comprar? Algo que levou "Murderalph", ou melhor, "Quickyralph", a engendrar já um próximo video. Desta vez, ele fará de mulher, na posição de cócoras, a ser sodomizado por um anão, negro. Se o caro leitor(armado em "lambão"), http://m.youtube.com/watch?v=SzbGaC-evqw

quiser

ver

o

vídeo,

basta

ir

a:

Ai! Ai& É o que dá as dívidas de jogo& Quem o manda? Pois, pois& É para ver se aprende& Quem brinca com o fogo, queima-se, e tal... RIC

92


AIIIIII que me roubarém!!! (2012-11-16 09:45) Caros leitores, Hoje trazemo-vos uma rubrica solidária& Por vezes os Estapafúrdios do Quotidiano são capazes de ser um pouco “mauzinhos”, mas hoje não. Hoje vamos falar sobre a tragédia que assolou o “pobre” jogador de futebol, Ricardo Quaresma! Agora está o leitor a pensar: “Mas esse gajo não é &?” É sim Sr.! E é por isso mesmo que ele merece& este texto!

Ora então não é, que o “desgraçado” do rapaz, para além de ser assaltado dentro do seu belo jaguar, que estava parado na Zona J, em Chelas, pela 01h00 da manhã, quando tinha ¬8000 na carteira (que tinha acabado de levantar para as suas compras semanais, de roupa) e todo ele, brilhava que nem uma estrela cadente, devido à quantidade de diamantes que usava na roupa, no relógio, nas orelhas e no cinto. Quando vai a tribunal para testemunhar sobre o sucedido, vêm umas patifas e roubam-lhe a mãe!! Não meus amigos, não raptaram a mãe dele, simplesmente assaltaram-na. coitadita! Abeiraram-se dela e perguntaram-lhe se por ventura, ela não seria a mãe de Ricardo Quaresma, o famoso jogador do Besiktas, ela com grande orgulho que tem no seu menino, respondeu: “Aiiiii sou simmmm!”, e sem nada o fazer prever, as senhoras dizem-lhe: “Aiiiii entã da-me a tua mála senão êu chinutiii!” e num ápice agarram na mala da “pobre” senhora e desatam a correr rua a fora. Quaresma enquanto tudo isto acontecia, estava dentro do tribunal a falar com a Juíza: Quaresma: “Aiiii você sabe lá!! O mê irmão ficou tã transtornado com tudo isto coitado!!!” Juíza: “Sr. Quaresma, desculpe, mas você a mim dirige-se por: “A senhora”, ou “Meritíssima”, ou ainda a “Dra. Juíza”, você não me trate por “você”! Quaresma: “Ohh amiguuu fala lá com ela, e diz-lhe que eu quero ir embora daqui a nada, caimda tenho um avião pá apanhari!” Juíza: “Sr. Quaresma, você não pode tratar o seu advogado por amiguuu, vamos lá a ver o respeito. Agora diga-me lá, você consegue encontrar os motivos porque foi assaltado? Não teria sido por estar naquele local, aquela hora, e com tanto dinheiro?” Quaresma: “Aiii nã sei, eu sou ciganu nã sou mágicu!” 93


(Atenção - antes de pensar mal do Estapafúrdios do Quotidiano, nós não estamos a inventar nada, nem a ter comportamentos xenófobos, isto foi exactamente o que se passou. Nós tínhamos um agente infiltrado dentro da sala do tribunal, que nos transcreveu palavra por palavra, o que se passou, isso ou leu o Correio da Manhã hoje, das duas, três). De repente entra o irmão de Quaresma e diz: “AIIII MANUU ROUBAREM A NOSSA MÃE!!”, ele levanta-se de rompante, desata a correr tribunal fora, e começa à procura das meliantes enquanto grita enraivecido: “Aiiii eu matu-as!!! Ê matuuuuu!!” tira o seu casaco de veludo, tira a gravata, (muito importante para a história, ou não...) e começa a correr no encalce das suas primas, peço desculpa, das assaltantes. Até que uma dúzia de agentes da autoridade o agarram e ele no meio da confusão toda, enquanto tenta vender o seu relógio a um dos agentes, acaba por agredir outro com um diamante do relógio, que estava mal lapidado (contrafacção é assim, já se sabe), e vai preso& ´ Logo de seguida, como é comum nestas situações, toda a família vai para a porta da esquadra, faz um pic-nic enquanto cantam músicas típicas e assam chouriços e bifanas até que ele seja solto. No fim da noite, o jogador da bola sai da esquadra e vai para casa. E os seus familiares comentam entre eles: “Olhaa e assim se perde um dia de venda na feira&”

Quaresma, moço, queres um conselho, volta para a Turquia que aqui em Portugal o povo é muito violento! Gil

94


Soldados arménios comem cobras cruas... (2012-11-16 17:28) "Como é que é, pessoal? Tudo bem? Tudo catita? Tudo jóia? Prontos, para mais uma notícia estapafúrdia? Sim? Vamos lá! Quero ouvir essas gargantas a soltar, em uníssono, a palavra: sim! Vamos lá!" Ok, esqueçam lá este inicio de texto mais absurdo e estúpido que alguma vez existiu. Se quiserem, podem insultar-me à bruta, clamando para que pare de ser, simplesmente, estúpido. Eu entendo. A sério. Dou-vos três longos segundos para, verbalmente, me maltratarem. Bom, já chega, senhores leitores. Está bom. Têm razão, eu sou estúpido, mas já chega de me insultar. Obrigado. Avancemos? Muito bem. Então, lá vou eu partilhar mais uma noticia estapafúrdia. Noticia essa, que - mais uma vez -, me levou a recorrer aos serviços dos investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano. "Oh, não. Mais uma vez? Mas isto nunca mais termina? Irra..." - Perguntam o leitores. Sim, caros amigos. Estes investigadores são pagos a peso de ouro! E o ouro está cá a um preço, que, ui, ui, cuidado com ele. Que o diga, António Sala, que é senhor para entender bem do assunto. Por isso, temos de esmifrar estes investigadores ao máximo. Continuando... Então, no jornal Correio da manhã, vinha uma noticia sobre soldados arménios. Ao que parece, os soldados foram obrigados a comer cobras e peixes crus, durante um exercício do exército. "Aí meu deus! Que horror!" - exclamam os leitores. Calma, que esta história, possui uma explicação obvia e realista, resultando assim, numa história mais simples, que se afasta claramente do "Horror" que os leitores, tanto exclamam. Então, e se eu, vos informar que esta história, está de certa forma, relacionada com o programa de culinária - "MasterChef"? Os Leitores, acreditariam? Muito bem, vamos lá então desmisificar esta história.

Como se sabe, o nível de exigência deste tipo de programas, leva a que os seus concorrentes entrem num mundo obscuro da competitividade. Em que, tudo vale para ganhar. E foi o que aconteceu. Aqueles soldados arménios, não são, na realidade, soldados. São sim, autênticas cobaias humanas! Pessoas contratadas pela direcção do programa "MasterChef" arménio, para que pudessem provar os petiscos que os concorrentes engendravam. Porque, depois dos concorrentes apresentarem os seus cozinhados, os "Chef´s" credenciados - que apresentam o programa e fazem o papel de júri do mesmo -, têm de os provar para depois chegarem a um veredicto final. E, como existe muita alminha maluca neste mundo, capaz de tudo, a direcção do programa achou por bem contratar "cobaias", para assim preservar a saúde dos "Chef´s" credenciados. 95


Aquelas cobras, eram de facto, cobras verdadeiras, mas com um "toque" culinário. Um dos concorrentes do programa, revelou aos investigadores dos Estapafúrdios do Quotidiano, o tempero que usou nas cobras: "Então, o segredo é muito simples. Primeiro que tudo, é necessário apanhar a cobra. Não pode ser uma cobra qualquer. Tem de ser, exclusivamente, uma cobra venenosa e muito inquieta. Para dar um gostinho mais "selvagem" à cobra. Depois, basta regar bem a cobra com vinho tinto, Caril, Oregãos, um ligeiro toque de Ervas Provence e ainda, para finalizar - Pimenta branca. Depois, é pegar na cobra com as mãos, e começar a come-la pela cabeça. É realmente muito bom, sabe?" O investigador ainda perguntou, qual foi a opinião dos "Chef´s", depois de provar as cobras? "Olhe, nenhuma. Porque a cobra não passou da prova da "cobaia". Parece que o homem que provou a cobra, sentiu-me mal e depois de comer a cobra, a modos que, faleceu. Eu desconfiei logo que algo não estava bem, porque o homem apareceu-me todo vestido de soldado e eu vi que ele não era lá muito certo. Provavelmente, tinha a "pancada" da tropa, sei lá! Para mim, ele tinha era comido uma daquelas conservas que fazem parte da ração do exército, estragada e depois, ao misturar a cobra no estômago, deve-lhe ter parado a digestão. Provavelmente, devido à Pimenta branca." Eu não vos disse, caros leitores? Que afinal a história não era bem, bem de "horror"? Eu avisei, mas os meus amigos desconfiam sempre... Depois dá nisto... RIC

96


Alemão encontra "morcego" em caixa de cereais... (2012-11-17 21:19)

Ena pá! Que os Alemães são terríveis! Já não chega, terem uma "gorda" como Chanceler, ainda possuem um vasto leque de estapafúrdios no seu quotidiano... Querem tudo para eles, esses alemães. Além de - literalmente - mandarem na Europa inteira, ainda disparam para o mundo, uma enorme quantidade de acontecimentos bizarros. É tudo para eles! São uns lambões! Ou melhor, uns papões! Para me ajudar a comprovar o facto de eles serem uma cambada de papões, a "menina" Merkel, aquando da sua visita a um país pequeno, chamado Portugal, em que ela é rainha e senhora, tendo como porta-voz o malfadado Passos Coelho, ao seu almoço, teve como sobremesa: "Papão de Ovos". É preciso dizer mais? "Ah, e tal e coiso! Nós somos a Alemanha, uma "Potência" mundial! Ah! Até temos o TGV!" Cambada! É apenas o que eu digo! Vocês alemães, possuem o TGV, mas não têm o maior "Engatatão" do mundo! Quiçá, do planeta! Melhor ainda, do UNIVERSO! "Porra, mas quem?" - Perguntam os imigrantes alemães que por esta altura habitam em Portugal. Eu informo, meus caros amigos... Tratase, nada mais, nada menos, do que: Zezé Camarinha! Sim, o "papa" inglesas, afirma a pé juntos, que também engata alemãs. A sorte da Merkel, foi o facto de Zezé Camarinha estar ocupado, aquando da sua visita a este país à beira-mar. Senão, nunca mais seria a mesma pessoa... Depois de ter demonstrado, literalmente, a minha indignação relativamente a esse povo, de nariz empinado, vamos então ao que interessa. Concentremo-nos na noticia estapafúrdia, de um Alemão que, de manhã, se dirigiu à sua cozinha, abriu o armário para retirar a sua caixa de cereais Estrelitas, abre a caixa e depara-se com um morcego, vivo a olhar para ele! Agora, por alma de quem, é que estava um morcego dentro da caixa de cereais Estrelitas? Tendes calma, que eu explico a verdadeira razão, para tal acontecimento.

Em Portugal, existe um sistema super avançado, de detecção de corrupção, infalível! Ou melhor, pensamos nós, que é infalível... Esse sistema super avançado, é nada mais do que as escutas telefónicas! Sim, Portugal orgulha-se de possuir um sistema tão avançado, mas a Alemanha está um pouco mais à frente. Não fosse a Alemanha ser uma potência mundial, está claro! Ora então, esse sistema super avançado, é (prepare-se para a exclamação "AHH...", senhor leitor): UM ROBÓT, EM FORMA DE MORCEGO QUE GRAVA E ENVIA, PARA O SISTEMA ICLOUD DOS SERVIÇOS SECRETOS ALEMÃES, TODA A INFORMAÇÃO DE ALGUÉM QUE ESTEJA A EXPIAR! É considerado, o último grito na espionagem mundial! E o leitor pergunta: "Então, mas como é que Portugal não se lembrou disso, para substituir as escutas telefónicas?" Simples, caro amigo... Portugal é apenas um pequeno país à beira mar! Não é nenhuma potência mundial! Para não mencionar o facto, de que a "gorda", nunca o iria permitir, caso Portugal quisesse usar o "ROBÓT MORCEGO! A esse "ROBÓT MORCEGO", os Alemães decidiram chamar de: "BatmanX1.5". 97


Neste caso específico, em que o morcego foi parar a uma caixa de cereais, a explicação para tal sucedido, deve-se a uma operação de espionagem. Os serviços secretos Alemães, estariam a expiar uma fábrica de fabrico de cereais, devido a denúncia anónima, de que se estaria a produzir enormes quantidades de droga, em vez dos cereais. E foi assim, que o raça do "BatmanX1.5" foi parar ao pacote de cereais. Acabou-se-lhe a bateria e caiu para dentro do pacote. Quem não ganhou para o susto foi o desgraçado do Alemão, que estava descansado, a preparar o seu pequeno-almoço e surge-lhe um morcego... E pronto! Está explicada a noticia! Simples, e directo. Obrigado e, já sabe caro leitor: volte sempre! RIC

98


Um mês de Estapafúrdios& (2012-11-18 12:27) Ora viva, caro leitor! Permita-me, que lhe faça uma pertinente pergunta: O caríssimo leitor já comeu fruta hoje? Não? Mau& Olhe que a fruta faz muito bem à saúde. Por isso, vá, desloque-se até à cozinha e apodere-se de uma boa maçã. Eu permito-lhe a ausência de frente do computador, por breves instantes, para comer a sua bela maçã. Já está? Muito bem. Continuemos então& Hoje, tenho algo muito importante para partilhar consigo, caro leitor. Calma& Não se ponha já cheio de comichões, derivado do stress e camada de nervos, resultantes do estado de ansiedade que lhe acabei de provocar, quando afirmo que tenho algo para partilhar consigo, neste dia. Não há necessidade de ficar assim. Não! O mundo não vai acabar agora! Não, o governo português não acaba de anunciar a sua demissão! E não, caro leitor, Zezé Camarinha e José Castelo Branco não anunciaram a sua relação amorosa! O que era algo, para provocar poderosas idas à casa de banho, clamando para que Gregório simplesmente se evaporasse. Mas, honestamente, trata-se de algo um pouco menos importante que tudo o que envolve o quotidiano de um cidadão português, mas não deixa de ser algo, de facto, um pouco relevante& «Raios ta parta, pá! Diz lá, de uma vez, do que raio se trata!» - Estará de certo o leitor, em altos berros e quase a aplicar uma bela de uma chapada no monitor do seu computador. Calma& Tenha lá calma, que o monitor não tem culpa. E mais, não se esqueça que está a comer uma bela de uma maçã! E pode-se engasgar& E, honestamente, eu não quero ter o peso na minha consciência, de ter provocado um "engasgamento" letal a um leitor. Vamos lá ao que interessa. Ou seja, ao tal "algo importante" que tenho para partilhar consigo, amigo leitor. Hoje, dia 18 de Novembro de 2012, celebra-se, nada mais, nada menos, do que um maravilhoso dia& Um dia, em que este blog& faz& exactamente& um mês! Sim, um mês! E leitor pensa: «Ena! Apenas um mês? Isso quer dizer que isto ainda está no inicio? Pelo amor da santa. Quando é que vou ter descanso&» Pois é, caro leitor. É isso mesmo! Isto ainda está no inicio, mas eu e o meu colega GIL, em apenas um mês de blog, já lançámos cerca de 42 textos estapafúrdios. Por isso, não fique assim, e aproveite para ir lendo os textos, rindo por vezes, esquecendo-se completamente da situação em que este país se encontra. O objectivo deste blog, sempre foi e sempre será, simplesmente, exteriorizarmos todas as ideias estapafúrdias que nos assombram, aos dois, diariamente. Tentando, de alguma forma, provocar um sorriso no caro leitor, quando se senta em frente ao seu computador e começa a ler as estapafúrdias noticias, que decidimos ir lançando diariamente. «Então, e o que é que o Estapafúrdios do Quotidiano irá fazer, para celebrar este primeiro mês de blog?» - Pergunta o leitor. E deixe-me que lhe diga, que o leitor pergunta muitíssimo bem. Então, o que decidimos fazer, para celebrar esta data memorável e importante na vida deste blog, é: Um mega, hiper, fantástico jantar! Sim, isso mesmo! E como é que isso se vai realizar? Simples, caro amigo. Basta falar com o meu colega GIL, que ele paga o jantar a si, leitor catita! Sim! Eu não posso. Diz que tenho coisas para fazer, e tal. Tipo& cenas& RIC

99


E tudo o vento levou...até um pescador com um tiro nas nalgas! (2012-11-19 15:31)

Caros Leitores muito boa tarde. Antes de mais as minhas mais sinceras desculpas, por ter estado afastado deste magnifico blog durante todo o fim-de-semana. Mas fique sabendo que foi por uma boa causa. Não, não foi para curar a minha gripe, porque esta ainda cá anda, mas sim, para adquirir estapafúrdios do Quotidiano fresquinhos para partilhar consigo. O Estapafúrdio de hoje será um pouco grandinho, sim eu sei, não precisa de dizer, que eu adivinho o seu pensamento: "Já não bastava o "outro", agora este também faz posts gigantes...", eu prometo-lhe que não será assim tão grande quanto isso. E se o anima saiba desde já que irei condensar os 2 assuntos que ia abordar hoje, num só post de modo a que não precise de voltar cá outra vez hoje, a menos que queira, e se quiser, pode voltar uma e outra e outra vez, todas a vezes que você quiser!

Ora então, sem mais demoras vou-lhe contar a minha história deste fim-de-semana: Na 6a feira, estava eu a caminho do Algarve e passa um tipo a voar por mim, o que me deixou a pensar, "Aimm cum catano a ventania que está por aqui, já andam pessoas pelos ares e tudo!". Mal sabia eu o que me esperava... sim caro leitor, esperava-me um cenário pior que o do Furacão Sandy, esperava-me o Tornado Zézé. É verdade, o "tornado ZéZé" (o nome foi dado em honra do Zézé Camarinha), fod|@ tudo o que lhe aparecia pela frente, eram casas partidas, eram carros virados ao contrario, eram pessoas pelos ares, estava tudo partido e tudo arrebentado. Zézé (o tornado) deixou marcas de destruição lojas, cafés, esplanadas, inglesas, portuguesas, árvores, caixas de correio, cadelas, cabines telefónicas, olhe, tudo o que tivesse reentrâncias ele escavacava. 100


Eu felizmente, consegui abrigar-me dentro de uma casa resistente, e consegui safar-me desse maldito fenómeno meteorológico!

No dia seguinte, com medo de que o Zézé voltasse, pus-me a caminho para cima. Parei na praia do Pinheiro da Cruz, onde estava a decorrer um campeonato de pesca. (E meu amigo leitor, se há coisa que eu gosto de ver pá, é um bom campeonato de pesca! Ai se gosto, uma reunião de mentirosos, sempre prontos para dizerem que apanharam um peixe maior do que aquele que na realidade pescaram, aquilo pá, é gente para fazer o Pinóquio sentir-se um tipo sincero, cujas mentiras não passam de uma pequena distorção da realidade, ou até mesmo eu, um exagerado de nascença, sinto-me um menino ao pé de pessoas tão exageradas como estas!).

Mas continuando, então não é que eu vejo aquele gajo, que tinha passado por mim a voar na 6ª feira, a descer em direcção à praia?! E de repente ouve-se: SPAHHHHH, e depois "UIIIIIIII, que já me furas-te!". Então não é que era o tipo que passou por mim na 6ª feira a voar perto de Albufeira? Ele estava ali, tinha acabado de aterrar na praia da Raposa onde se desenrolava o campeonato de pesca. E no momento em que aterra, leva com um balázio em cheio nas nalgas (vá, foi de raspão, e foi no abdómen, mas pronto, em cheio nas nalgas fica melhor na história). 101


Eu como representante do Estapafúrdios do Quotidiano, dirigi-me logo a ele e ainda consegui algumas declarações enquanto não vinha auxílio: - "Então, como é que se chama?" - "Paulo, aiii que me dói, Prudêncio!" - "Então, Sr. Paulo, ai que me dói, Prudêncio, diga-me porque raio é que você vinha a voar?" - "Aii, antes de mais, deixe-me dizer que é só Paulo Prudêncio, e eu vinha a voar, porque ontem sai de casa, estava uma "nortada" tão grande que eu pensei: Isto é coisa, para se eu me deixar ir, levar-me até Pinheiro da Cruz. E assim foi!" - "Ahh sim sr. muito inteligente, nos dias que correm é sempre bom poupar-se na gasolina, mas já viu, correu-lhe mal, agora por causa dessa brincadeira levou um tiro, e isso visto daqui ainda é coisa para parecer que magoa." - "Olhe magoa, é verdade, dói um bocadinho, mas o pior não é isso, o pior é que eu já tinha planeado levar o tiro, eu sabia que os fuzileiros andavam por aí, eu ia lá perto deles e levava o tiro, só que era depois do campeonato. Assim tinha como voltar depois para Albufeira, mas assim como fui alvejado antes de poder pescar alguma coisa, já não vai dar para participar no campeonato." - "Epá, então mas o seu plano era vir de tornado para cá, apanhar uns peixes, levar um tiro, e voltar de ambulância?" - "Era, porquê? Tinha alguma ideia melhor?" - "Não, por acaso não, para mim ou era isso... ou então vir de carro, mas isso sou eu que não gosto de muita aventura! Olhe vem ali o INEM, vou-me embora, obrigadinho e boa viagem até lá baixo." E assim foi caro leitor. Com este post, ficou a saber mais sobre o Tornado Zézé, e Paulo Prudêncio o pescador de Tornados. Adeus e um muito obrigado! GIL

102


Burro candidata-se a eleições, no Equador& (2012-11-20 07:42) Mais uma noticia estapafúrdia, surge na mente deste vosso amigo. Desta vez, vinda directamente da América do Sul, mais propriamente - do Equador. Confesso: ainda bem que desta vez, a noticia estapafúrdia vem de um país da América do Sul e não da Europa. Já ando algo farto dos Europeus. Esses europeus, que se dizem estar em crise económica, têm realmente facultado uma série de noticias para este blog, mas estou farto, prontos. Porque - não faço a menor ideia do porquê -, mas sempre que falo em Europa, ou penso em Europa, surge-me duas imagens que não agradam muito. Uma delas é a de chanceler Angela Merkel, enquanto a outra imagem, é a de Durão Barroso, esse poliglota de línguas... Aquele homem fala, fluentemente, uma data de línguas. Pelo menos, nessa parte, ele presta, enquanto na outra - a da política -, já não se sai lá muito bem... Avancemos para a noticia estapafúrdia... Ao que parece, no Equador, houve um candidato diferente do habitual, às eleições de Fevereiro. Esse candidato, trata-se nada mais, nada menos, do que: UM BURRO! Nem mais! Um burro! Mas não foi um burro qualquer! Trata-se de "O Burro", fiel amigo deShrek, personagem de animação da Dream Works. A população de Guayaquil, uma cidade do Equador, é uma conhecida fã da série de animação. Por isso, acharam que "O Burro", seria a personagem correcta e mais acertada para ocupar um lugar naAssembleia Nacional do Equador. E tudo estava a correr pelo melhor, até que algo aconteceu. O animal não seguiu o seu caminho em direcção às eleições. E leitor pensa: "Pois claro! Então um burro, alguma vez ia conseguir se candidatar a um lugar na Assembleia Nacional do Equador? Está tudo maluco, ou quê?" Eu aproveito para responder imediatamente, porque os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano, merecem estar sempre a par da verdade! O animal, desgraçado, não chegou ao seu destino apenas por um motivo de força maior. Na verdade, ele foi raptado! Sim, caro leitor! Nem o facto de ter um ogre como amigo, foi o suficiente para evitar que o horror acontecesse. OEstapafúrdios do Quotidiano, através dos seus investidores de classe - topo de gama, conseguiu ter acesso a um relato de um cidadão equatoriano, de seu nome - Pablo, sobre o que, de facto, aconteceu.

Investigador: "Boa tarde. Como se chama, caro amigo?" Cidadão: "Buenas tardes! O meu nome, é Pablo Kaviedes." Investigador: "Muito bem. Então, por favor, não se importa de nos contar o que se passou com o burro? O que aconteceu, para ele ter sido raptado? O senhor assistiu a tudo?" Cidadão: "Ena! Calma homem! Uma pergunta de cada vez. Sim, eu assisti a tudo. E foi um horror! Ainda estou a tremer!" Investigador: "Então? Foi assim tão mau?" Cidadão: "Se foi mau? Foi terrível!" Investigador: "Então? Conte, conte! E pare lá de tremer, pá!" 103


Cidadão: "Não consigo parar de tremer. Está um frio danado aqui" Investigador: "Ah! Pensei que tivesse a tremer, pelo facto de ter assistido ao rapto do burro." Cidadão: "Nem por isso. Um burro, é um burro. E apenas isso. Ia lá tremer por causa disso." Investigador: "Ah, pronto. Então, por favor, importa-se de nos contar o que assistiu, sobre o "suposto" rapto do burro?" Cidadão: "Sim, certamente. Então foi assim: Estava eu, descansado, numa esplanada a beber um café, quando vi o burro, bem vistoso a subir a avenida. Até aqui tudo bem, não fosse o facto de, subitamente, surgir uma carroça com 7 ciganos, a alta velocidade!" Investigador: "E depois? O que aconteceu?" Cidadão: "O que aconteceu? Eu digo-lhe o que aconteceu! Eles raptaram o burro! Nem oShrek o conseguiu safar!" Investigador: "Ah! Ele também estava lá, com o burro?" Cidadão: "Oh amigo. Pelo amor da santa! Então você não sabe que eles são os melhores amigos? Você saiu-me cá um raio de um investigador..." Investigador: "Não diga isso. Se os meus dois "patrões" desconfiam que eu não sou lá grande coisa... Bom, e depois? O que aconteceu?" Cidadão: "Então, eles apontaram uma arma ao Shrek e levaram o burro!" Investigador: "Por alma de quem, é que eles (ciganos) quiseram levar o burro? E quem eram esses 7 ciganos?" Cidadão: "Eles são os 7 músicos da famosa banda: GIPSY KINGS! Levaram o burro, porque ficaram sem um vocalista e acham que o burro o irá substituir bem, ao mesmo tempo que fará de roadie, carregando com os instrumentos! Aquele burro está bem tramado, está..." Investigador: "Ah! Está explicado! Muito obrigado! Até uma próxima!" Cidadão: "Ei! Aonde é que você pensa que vai, com essa velocidade toda? E o meu prémio, pela entrevista? Você prometeu-me um Cd de Tony Carreira! Ou, esqueceu-se? Vamos lá a ver isso..." Investigador: "Ah! Sim. Claro... então... o Cd... de Tony Carreira..." Cidadão: "Há algum problema?" Investigador: "Claro... que não! Você espere aqui por mim, que vou só ali, ao hotel, buscar o Cd, e já aqui lho trago!" Cidadão: "Ok. Fico a aguardar..."

E é assim, a verdadeira história por detrás desta noticia estapafúrdia, vinda do interior do Equador. A prova real de que, aquilo que parece uma coisa, pode tratar-se de facto, de outra 104


coisa completamente diferente. São coisas da vida. Portanto... cenas que acontecem... O pessoal da Dream Works é que não deve andar lá muito satisfeito! Devem andar loucos à procura do "O Burro". Shrek, por seu lado, tem sido visto em bares, bêbado, chorando pelo seu amigo... RIC

105


O "Encantador de Cães"... (2012-11-21 11:27) Ora viva! Como está o caro leitor hoje? Tudo em cima? Absolutamente, em plena forma? Tanto física, como psicológica? Muito bem! Isso é que é preciso... e tal. O leitor, dá-me licença, para que lhe possa fazer uma simples pergunta? É uma pergunta muito básica e ao mesmo tempo, um tanto ou pouco perspicaz. Posso? Boa! É, devido a leitores deste calibre, que nós (Estapafúrdios do Quotidiano) nos sentimos muito felizes e realizados. "Olha, lá. Ó minha besta quadrada! Vê lá se deixas de me dar graxa, e fazes o raiostaparta da pergunta que tanto queres perguntar, irra!" - Retrucará, impaciente, o leitor, se eu não me despachar a fazer a pergunta. E sendo assim, passo ao que interessa. Ou seja, à pergunta. Aqui vai: O leitor, por acaso, sabe quem é Cesar Millan? Não? Então eu passo a explicar, no parágrafo seguinte. Cesar Millan, é simplesmente, o tão conhecido: "Encantador de cães". E agora? Já está a ver quem é? Pois, caro leitor. Nós estamos aqui para o ajudar. É a nossa forma, de nos sentir-mos realizados, ajudando o leitor a ser uma pessoa mais informada ou mesmo, uma pessoa muito mais culta. Na verdade, não é isso que nos faz sentir mais realizados. Estou apenas, a usar o termo: "Encher chouriços", com muita veemência...

Então, e qual o motivo que me leva a falar desta célebre personagem, que nos entra de rompante todos os finsdesemana, na nossa casa, através dessa caixa mágica denominada de televisão, mostrando as suas habilidades na educação dos pobres canídeos? Eu explico. Li - algures por essa internet a fora -, uma preocupante noticia, acerca desse senhor. Ao que parece, a vida nem sempre correu de feição a Cesar Millan. Nos idos de 2010, o senhor sofreu uma grave depressão, que o levou a tentar o suicídio. E qual a razão para que tal, tenha de facto acontecido? Quais as razões que leva um "Encantador de cães" a sofrer de uma grave depressão e consequente tentativa de suicídio? "Ah! Certamente, que um dia, ele chegou a casa e encontrou a mulher na cama com outro homem!" - Pensará o caro leitor. E eu respondo: "Nada disso! Qual é a profissão do homem? Isso, mesmo - Encantador de cães. Então, a razão pela depressão e tentativa de suicídio, deve-se apenas a uma cadela..." Sim, caro amigo. Depois de tantos anos a lidar com cães, Cesar Millan, tornou-se de tal forma obcecado por eles, que começou - de uma uma forma gradual -, a apaixonar-se por uma cadela. Mas não se tratava de uma cadela qualquer! Não, senhor. Era a "Mimi", uma caniche esbelta que lhe partiu o coração. E tudo corria bem, entre os dois. O que, ao inicio se tratava de uma relação - Humano, ensina Canídeo, rapidamente alterou-se para uma relação: Homem apaixonado por uma Caniche esbelta! O amor é lindo, e assim como se diz que o amor não escolhe idade, ao mesmo tempo, neste caso específico, se aplica a expressão: O amor é lindo, e não escolhe "raças". Tudo corria bem, e após um ano de namoro, decidiram juntar os "trapinhos". Até que, num fatídico dia, algo aconteceu. Algo de muito mau. Cesar Millan, depois de um dia cansativo de trabalho, chega a casa e depara com "Mimi", a sua amada cadela, na cama com um Pitbull. Estavam a praticar relações sexuais. Cesar Millan, completamente possuído pelo ódio, expulsou os dois da sua cama, e acabou tudo com "Mimi". Depois, entrou num estado de depressão extrema, tentando mais tarde o suicídio, ingerindo vários comprimidos. Mais 106


tarde, veio-se a saber que afinal não eram comprimidos, mas sim, biscoitos de cão. E assim, acabou por não falecer, bastando aos médicos que o receberam nas urgências do Hospital, fazer-lhe uma lavagem ao estômago. Cesar Millan, não ficou bem psicologicamente, e nos meses seguintes, acabou por perder imenso peso, pelo simples motivo de não conseguir ingerir nada. Até que, certo dia, a sua vida mudou! Como que de um anjo se tratasse, surge uma cadela Labrador vistosa, meiga, de pêlo beije, que lhe consegue derreter de novo o seu coração. Volta a apaixonar-se, começando rapidamente a ganhar peso, ingerindo latas de ração para cão, com sabor a frango. Até aos dias de hoje, continuam a viver juntos e felizes. Pois é. De facto, a vida intensa de um "Encantador de cães", pode realmente tornar-se num verdadeiro inferno. Um bem haja a Cesar Millan, por ter conseguido, endireitar a sua vida, permitindo que lhe preenchessem de novo, o seu coração destroçado, de amor... RIC

107


Porcos a monte! (2012-11-21 21:27) Ex.mos Srs. leitores, telespectadores e ouvintes, hoje o Estapafúrdios do Quotidiano traz até vós, uma notícia sobre... Animais! É verdade, pelo 3º post consecutivo, iremos falar-lhe de animais (deve haver um recorde qualquer, que diga o nº de posts seguidos num blog, que 2 parvos já fizeram sobre animais e, possivelmente, nós estamos no Top 3). Desta vez, o post é sobre Porcos! Mas não uns porcos quaisquer, são porcos cuja inteligência seria capaz de envergonhar o nosso Primeiro-Ministro, que por sua vez também é um animal. Calma! Calma! Não estou a insultar o Sô Primeiro-Ministro, digo que é um animal, visto que o seu ultimo nome é "Coelho". Estes porcos são nada mais, nada menos, que porcos fujões (não sei se tal título existe, mas se não existia, passou a existir). Estes porcos fugiram de um camião hoje na A1, próximo de Albergaria em Aveiro, apróximadamente à 1h45 da manhã depois do despiste do pesado em que circulavam.

Como o leitor é uma pessoa bem informada, certamente estará a pensar, "Mas eu vi esta notícia e eles falavam em morte de cerca de 100 porcos e não fuga.". Ah, pois é! Você viu bem, mas a informação que a comunicação social passou cá para fora, é que não foi a mais correcta. Felizmente, para si e para nós, estava um investigador dos Estapafúrdios do Quotidiano dentro do camião e contou-nos como tudo se passou. "O que é que estava a fazer um investigador num camião que transporta porcos para o matadouro?" pergunta você e muito bem. É simples! Nós pagamos muito mal ao kilómetro e por isso os investigadores normalmente andam à boleia. Mas continuando, o agente PIG (o nome deste investigador foi ocultado para não sofrer represálias), contou-nos que vinha dentro do veículo, quando ouviu os porcos a combinarem o plano de fuga, aqui vos deixo o que ele ouviu: -"OINk, oink, oinkkk, oiiiinkkk oinkkk oink?" -"Oink!" -"Oink Oink?" 108


-"UIIIIIII UIIIIIIII!" (esta parte foi quando eles estavam extremamente exaltados, toda a gente sabe que porcos exaltados fazem tal som) -"OINKEEEEE! Para explicar ao leitor, que muito provavelmente não percebeu o plano, os Estapafúrdios do Quotidiano contrataram um tradutor que nos disse que o mesmo passava por começarem todos a "soltar valentes gases" ao mesmo tempo, o que faria com que o condutor, perante tal mau cheiro, desmaiasse e assim o camião acabaria por se virar, as portas com o impacto abriam-se e eles poderiam fugir. Simples, rápido e porcalhoto. O pior seria mesmo arranjarem maneira de não serem logo perseguidos pelas autoridades. Eles tiveram que esperar pacientemente dentro do camião até chegarem a Aveiro, pois sabiam que o veterinário do distrito de Aveiro estava em casa de baixa, o que lhes daria tempo de fugirem antes que chegasse o do distrito mais próximo. (Como é que sabiam que ele estava de baixa? Simples! "Onório Porco", um porco que estava doente, havia-se sacrificado 2 semanas antes na casa do veterinário de Aveiro, para que este comesse umas bifanas estragadas e adoecesse). Malditos porcos pensaram em tudo! O veterinário quando chegou, perto das 08h00, já os porcos tinham fugido e ele só tinha 2 soluções: ou criava pânico geral e dizia que cerca de 100 porcos tinham fugido, o que levaria toda a gente a fugir dos talhos e superfícies comerciais e tentar apanhar um porco ou dois lá para casa, ou então fingia que eles tinham falecido, e que os iria levar para serem queimados. E assim foi caro leitor, daí a notícia que você viu na TV e nos jornais falar de um condutor que "adormeceu" e 100 porcos "mortos", quando na realidade foi tudo um plano dos 100 Porcos Fujões!

Atenção, esta notícia não é inédita, já em 2006 um outro grupo havia feito o mesmo na A2, e se não acredita aqui lhe deixo um excerto da notícia: Despiste na A2 fere motorista e mata porcos Publicado em 2006-04-22 O despiste de um camião de transporte de animais vivos, ontem à tarde, na auto-estrada do Sul (A2), na zona de Alcácer do Sal, resultou em ferimentos ligeiros no motorista, o único ocupante, e na morte de vários porcos, apurou o JN junto do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal e da Brigada de Trânsito (BT) da GNR. O acidente registou-se por volta das 14.30 horas, à entrada da estação de serviço de Alcácer do Sal, no sentido Sul/Norte, e as causas eram, ontem, ainda desconhecidas. A queda do veículo pesado provocou a morte de vários animais e ferimentos em outros, que acabaram por ser abatidos pelo veterinário municipal. 109


(Lá está, causas desconhecidas e sempre a mesma desculpa da morte dos porcos...) Até breve e um obrigado desde já, pelo seu comentário. Volte sempre sim?! GIL

110


Pessoas facilmente influenciáveis... (2012-11-22 14:39)

Após ler mais uma noticia macabra, achei por bem, dedicar este texto a todas as pessoas que, de alguma forma, são facilmente influenciadas por filmes. Existem filmes para todos os gostos e feitios. Filmes de terror, filmes de romance, filmes de acção. Não interessa o tipo de filme, mas sim, o que depois eles podem originar no receptor. Ou seja, na pessoa que decide ir ao cinema, calmamente ver um filme. Infelizmente, existem pessoas facilmente influenciadas por filmes. Pessoas que não conseguem, por vezes, separar a realidade da ficção. Ficam tão envolvidas pelo cenário que o filme promove nas suas mentes, que pensam de facto, que o filme é que é a realidade e, a realidade, é de facto, um filme. Ou seja: ficam simplesmente com o "tico" e o "teco" completamente encaracolados, entrando numa espiral de desorganização emocional. O que os poderá a levar a actos desolados e irracionais.

(Após esta introdução catita à noticia estapafúrdia que trago hoje, passemos então ao que interessa.)

Parece que, um Português de 53 anos, residente em Bembibre - León, decidiu assassinar a sua companheira de 42 anos. Bom, até aqui, o leitor pensa: «Pá! Isso hoje em dia, já se torna numa situação normal. Existem tantos assassinatos desse tipo, que a malta já nem estranha muito.» Calminha aí, amigo leitor deste Blog. Por vezes, algo que parece uma determinada situação, vem depois, a relevar a confirmação, de que se trata de algo completamente diferente, da situação anteriormente determinada. Confuso? Compreendo perfeitamente. Eu próprio, depois de escrever a frase, pensei: «Mas que raio acabei eu de escrever? Irra&» Mas... agora já está. E depois, dá sempre um pouco de trabalho estar a apagar uma frase que, por si mesma, é muito confusa e trabalhosa. Continuando& O homem matou a sua companheira e, depois, achou por bem a desmembrar. Macabro? SUPER! Mas& existe uma explicação para esta atitude macabra por parte deste Português. Eu mencionei anteriormente neste texto, o facto de os filmes, por vezes, influenciarem bastante o seu receptor. E foi o que aconteceu neste caso. Este homem, foi simplesmente influenciado por um filme. «E que filme terá sido esse?» - Pergunta o caro leitor. E pergunta muito bem, caro amigo& A explicação vem já, já, no parágrafo seguinte. 111


O filme foi: "Twilight". Sim, a famosíssima saga da história de amor, entre um vampiro e uma humana - com um, certo "lobo" misturado ao barulho -, que resulta mais tarde na transformação dessa humana, também em vampira. Eu pergunto aos leitores: «Vós, que vistes os filmes da saga, qual é a forma mais eficaz de matar um vampiro?» Isso mesmo, caro amigo. O truque, afinal, é desmembrar o raça do dentuça, e depois, o queimar. E foi o que este Português fez. Matou a esposa, por pensar que ela era uma vampira, visto que o sugava totalmente! Sugava-lhe a carteira, o carro, o telemóvel, a comida e enfim, basicamente, ela sugava-lhe a vida. Por isso, toca de a matar e a desmembrar, tal e qual, como os vampiros faziam aos seus compinchas dentuças. Eu sou apologista, de se organizar uma petição, dirigida aos cientistas da NASA, para que, juntamente com psicólogos credenciados, algo seja feito! Sim, eles que inventem uma "traquitana" qualquer, para colocar à entrada dos cinemas, em que seja possível detectar se o cliente, se trata de uma pessoa facilmente influenciável, ou uma pessoa psicologicamente equilibrada. Qualquer coisa do género: Funcionário: "Ora muito boa noite." Cliente: "Boa noite. Gostaria de comprar um bilhete para o filme "Twilight", se faz favor." Funcionário: "Muito bem. Importa-se de subir aqui para esta maquineta?" Cliente: "Mas que raio de aparelho é este?" Funcionário: "Isto? Isto é uma traquitana inventada por cientistas da NASA, para saber se você, é uma pessoa facilmente influenciável, ou uma pessoa psicologicamente equilibrada." Cliente: "Ah! Tá giro. Vamos lá testar isso!" (O Cliente sobe para cima da máquina, e ela desata a apitar:"Perigo! Perigo! Pessoa extremamente influenciável!) 112


Funcionário: "Êh, amigo, desculpe lá, mas não lhe posso vender um bilhete para este filme. Você é demasiado influenciável." Cliente: "Ah! Tá giro. Sendo assim, vou andando. Obrigado e boa noite." Funcionário: "Boa noite. Próximoooooooooooo?" Esperemos então, que um ou dois cientistas da NASA, passem por este blog e vejam este texto. Seria, com toda a certeza, uma mais valia para a sociedade... Ps: "Caro leitor. Por favor, não se assuste ou surpreenda com o texto. Existe uma desculpa para este texto. É que: a pessoa que o escreveu, é de facto, uma pessoa facilmente influenciável..." RIC

113


Faça SEXO! (2012-11-23 11:06) Caros amigos, sim amigos, não irei dizer leitores pois o leitor para mim é um amigo! Alguém que se dá ao trabalho de perder diariamente alguns minutos do seu dia para vir ler o nosso blog, merece certamente ser tratado como “AMIGO”! Hoje o Estapafúrdios do Quotidiano vai-lhe falar de outra coisa que você pode e deve fazer com os seus minutos livres Ora então aqui vai& SEXO! Faça sexo meu amigo, sexo não paga imposto (ainda), sexo é bom, dá saúde e faz crescer, não certamente não o faz crescer a si, mas se não se precaver, irá fazer crescer um bebé na barriga da sua mulher, tal como me fez crescer a mim quando os meus pais tiveram a amabilidade de fazer sexo desprotegido, há 29 anos e 9meses (mais coisa, menos coisa). Para o caso de estar a fazer as contas, sim, FAÇO ANOS HOJE!! Pronto já disse, eu tinha era que arranjar maneira de colocar tal informação aqui no meio do post. Mas continuando, a verdadeira razão que me fez lembrar deste assunto hoje, não vem do facto de ter feito sexo hoje, porque por acaso não fiz (ainda), mas sim, da notícia que acabei de ler, que diz que os Espanhóis dedicam “apenas” 34 minutos semanais a prática do Amor.

Pois é, diz que a crise está a afectar a vida sexual dos Nuestros Hermanos. "De acordo com um estudo Europeu sobre Satisfação Sexual 2012, realizado pela Pfizer, eles dedicam 34 minutos por semana às relações sexuais um valor muito abaixo das duas horas registadas em 2010." Agora pergunto eu. DUAS HORAS??? Epá, algo de estranho se passa aí, 2 horas por semana? Ali, no “tumba, tumba, zimba, zimba”? Algo de estranho se passa... O mesmo estudo diz que eles têm em média 1.7 relações sexuais por semana, (Como é que se faz 1.7? É "uma inteira" e a outra o Sr. vai-se embora a meio, ou é uma rapidinha?), não percebo, mas pronto. Tendo em conta que existe outro estudo que indica que 3m a 13m é o tempo médio da prática sexual, então eu diria que os Espanhóis das 2, 3, ou andam a fazer o Amor 3 vez por semana, bem feitas, ou então fazem as 1.7 vezes muito mal feitas... Agora os meus amigos estão a pensar, epá, mas 3 a 13 é muito pouco? Não. não é, isto NÃO conta com preliminares, eu com preliminares sou gajo para aguentar umas 6h, mas para mim os preliminares começam quando a levo a jantar, depois ao café, seguido de um cinema, e no fim da noite, "praí" uns 3 a 4 minutos da prática do Amor. (Não, 3 a 4 não é pouco, está dentro da média sim?). Pouco é se fosse entre 1 a 2 minutos, e digo-vos já que também li que de 10 a 30m já se começa a considerar muito tempo! Portanto passo a frisar, se querem satisfazer os vossos parceiros, pode ser só 10m por dia, convém é ser todos os dias. 114


Chegam a casa e dizem: -"Amor, anda cá que eu não te aleijo. TRAU TRAU TRAU JÁ ESTÀ!", e pronto, continuam com os vossos afazeres domésticos. (nota: cada "TRAU", deve demorar entre 1 a 3m).

Portanto caros amigos, não se deixem influenciar pela crise, nem pelo estado do País, não sejam como os Espanhóis, hoje quando chegarem a casa, agarrem na vossa pessoa amada, ponham o Barry White a tocar e façam o AMOR, só para aqueles espanhóis aprenderem como é que se combate a crise! Muito obrigado a todos, mesmo os que desistiram a meio do post e foram fazer o amor... Ahh, e já que eu faço anos, ofereça-me uma prenda e comente este post... GIL

115


Necrofilia ao mais alto nível? (2012-11-24 11:54) Ora viva! Ó caro leitor, tomai atenção. O caro leitor sabe o que significa a palavra Necrofilia? Não? Não há problema. Eu ajudo-o a entender, qual o significado desta estranha palavra. Recorrendo ao dicionário, Necrofilia, trata-se, portanto de: "Aberração da sexualidade que leva à profanação de cadáveres." Ora nem mais. E o leitor inquire-se neste momento, contra a minha pessoa: "Mas que raio! Então por alma de quem, é que este animal vem falar de ideias macabras como esta? Vou mas é, já largar isto da mão." Calma! Tendes lá calma, ó leitor. Eu "puxei" este assunto, porque o vi - como noticia -, estampado num jornal. Achei-o estapafúrdio o suficiente, para o trazer até este blog. Mantenha-se calmo, e na expectativa, caro leitor, porque tudo será explicado a seu devido tempo. Bom, provavelmente, será melhor que eu vá avançando com o texto, antes que o leitor comece a sentir alterações ao seu estado emocional e, simplesmente desate a chamar-me uma data de nomes feios, que prefiro nem os revelar aqui... Ora, o motivo que me levou a trazer o tema, Necrofilia, a este - muito credenciado blog, ou não, deve-se expressamente a uma noticia que vinha publicada no jornal Correio da Manhã. O titulo da noticia era: "Mulher detida, por praticar sexo com um esqueleto." Bom, de facto, trata-se de uma noticia algo macabra. Mas tem uma razão de ser, e uma explicação facultada ao Estapafúrdios do Quotidiano por parte do próprio esqueleto, que diz-se vitima desta mulher, sueca de 37 anos. Ao que conseguimos apurar, este esqueleto, é na verdade, o esposo desta mulher.

Vamos então, à explicação facultada por parte do esqueleto ao Estapafúrdios: E. Quotidiano: "Boa noite, caro esqueleto. Por favor, tenha a amabilidade de nos contar o que se passou, para que a sua mulher tenha sido detida por ter sexo consigo?" 116


Esqueleto: "Boa noite, o caraças! Se você tivesse uma mulher como a minha, nunca teria uma boa noite..." E. Quotidiano: "Eish. Ok. Mas, esqueleto, conte-nos o que se passou?" Esqueleto: "Muito bem! Se é a verdade que vocês querem saber, então a verdade será revelada. Bom, isto começou quando eu decidi oferecer à minha mulher, no seu trigésimo sétimo aniversário, o livro "As 50 Sombras de Grey". A partir daí, foi o terror! Ela começou a ler o livro, começando imediatamente a ter umas atitudes assustadoras, em que queria que eu fizesse coisas estranhas, ao nível do sexo, com ela." E. Quotidiano: "Ah... e depois amigo?" Esqueleto: "Depois, foram dias, meses e até anos de terror. Ela puxava cada vez mais por mim, levando-me à completa loucura, e à exaustão. Até que um dia... um fatídico dia, não aguentei mais e pensei em suicidar-me." E.Quotidiano: "E suicidou-se?" Esqueleto: "Sim, suicidei-me. Pensei que era a única forma de acabar com aquele terror. Mas não! Ela, depois do meu funeral, foi ao cemitério e raptou-me do meu caixão. Para quê? Para que eu acabasse de fazer as coisas que ela tinha colocado numa lista, retiradas do livro "As 50 Sombras de Grey"! Maldita hora que lhe ofereci aquele livro! E passou-se mais uns valentes meses, em que ela abusava de mim, nunca me deixando sair de casa. Prendeu-me no quarto, sem acesso a nada." E.Quotidiano: "E depois? Como conseguiu que ela fosse presa?" Esqueleto: "Houve um dia, em que ela se esqueceu da porta do quarto aberta, e eu aproveitei para fugir. Corri que nem um louco para a rua, e fui bater à porta da minha vizinha, que assim que me abriu a porta, desmaiou, ao ver-me em esqueleto! E assim, aproveitei para usar o telemóvel dela para telefonar para a policia." E.Quotidiano: "E a policia acreditou na sua história? Visto que se trata de um esqueleto?" Esqueleto: "Sim, acreditaram em tudo. Porque, ao chegar à minha casa, descobriram na cave uma enorme variedade de fotos nossas, em que ela abusava de mim de várias formas. Até com outros ossos de outros esqueletos que ela foi arranjar sei lá onde. Sofri bastante..." E.Quotidiano: "Com outros ossos de outros esqueletos? Como assim?" Esqueleto: "Oh caros amigos estapafúrdios& puxem pela vossa imaginação, está bom?" E.Quotidiano: "Ah& Ok. Prossiga, por favor!" Esqueleto: "Bom, agora ela está presa e, sofre a acusação de profanação de cadáver! E finalmente, já posso viver o resto da minha vida de esqueleto sossegado, na paz do meu caixão, onde me divirto bastante a ver a Casa dos Segredos 3." E.Quotidiano: "Ah& Muito bem. Obrigado pelo seu testemunho&" Esqueleto: "Ora essa. Eu é que agradeço, de me darem esta oportunidade para explicar o meu caso." E pronto. Está explicado o que realmente se passou. Existe sempre uma história muito aguçada e real, por detrás destas noticias estapafúrdias& E, ao mesmo tempo, explicamos o que é Necrofilia. O que é bom saber& digo& eu... RIC

117


Prédio no meio de uma estrada... (2012-11-25 22:27) Que os Chineses são cá uns malandros de uns extravagantes, já nós sabíamos, mas... há sempre mais qualquer coisa a surgir nas notícias, sobre esse povo que invadiu Portugal, com uma força tal, que há já quem não passe sem as suas lojas de traquitanas a preço reduzido. Hoje em dia, quando se dá por falta de algum utensílio em casa, o primeiro pensamento a surgir é: «Ah! Já sei! Vou ao Chinês buscar&» E assim, lá se foi evaporando as lojas do pequeno comércio português, em que todo o Português estava habituado a ir. Pessoalmente, não sou lá muito adepto das lojas do Chinês em Portugal. Cada vez que entro numa dessas lojas, a forma como os seus proprietários olham para mim, deixa-me muito desconfortável. A sério, o caro leitor que observe um pouco a forma intimidatória, como eles o perseguem com o olhar. Para mim, eles estão sempre a planear uma forma de nos matar! Sim! São sinistros& Ou então, nem por isso. Mas eu sou assim, sempre desconfiado& Bom, vamos então à noticia estapafúrdia? «Sim, sim, sim!» - Exclama a pessoa que está a ler este texto e que, por norma, costuma ser intitulado de: «Leitor». E fico extraordinariamente feliz, pelo interesse do caro leitor em que eu, partilhe a noticia estapafúrdia deste dia. Vamos lá então, ao que interessa. E trata-se de: «Na China, existe um prédio no meio de uma estrada». E como seria de esperar, a história gira à volta de uma construção de uma estrada, em que, no seu preciso caminho estaria um prédio. E os seus habitantes, tentaram por tudo ficar no prédio, levando a que a estrada fosse construída na mesma, sem demolir o prédio. E o caro leitor pensa: «Ah, pois. É coisa para acontecer, e tal&» Errado! Porque, ao que o Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu apurar, esta história, não se passou realmente assim.

Ao que foi possível apurar, de uma forma surpreendente, esta história está relacionada com o furacão que assolou o Algarve uns dias atrás. É nesta altura que o leitor exclama: «Oi! Mas como!» Calma! Eu explico tudo& Este prédio, na verdade, estava localizado em Alvor, Portimão. Trata-se de um prédio de um casal chinês, que tinha uma loja no rés-do-chão e, por cima, a sua habitação. Tal e qual, como no conto infantil do Feiticeiro de Oz, este prédio foi levado pelo furacão que assolou Alvor, acabando por ir parar ao meio da estrada, na china. «Eish! Mas este animal anda a escrever estas coisas sobre o efeito de estupefacientes, só pode&» - Será 118


certamente o pensamento do leitor, ao ler o que acabei de facultar como explicação, ao facto do prédio ter ido parar àquela estrada, na China. Eu compreendo perfeitamente, mas não se trata disso. Eu tenho provas, que de facto, foi isto que se passou. E uma das provas que tenho, é o depoimento do homem chinês, que estava a dormir, na altura em que o seu prédio foi levado para a china, pelo sacana do furacão. Pelo menos, foi isso que o investigador do Estapafúrdios do Quotidiano - enviado propositadamente à China para recolher o depoimento -, me informou. E para que o leitor não pense que estou a inventar esta história, passo imediatamente a partilhar consigo, o depoimento recolhido pelo investigador. Investigador: «Ora viva, caro amigo. Isso é que foi um raio de uma viagem, ein!» Chinês: «Se foi! Estava eu, tão descansado a dormir, acordo, levanto-me e saio à rua para ir comprar o jornal e quase que sou atropelado.» Investigador: «Ui! Que raio de susto, ein? E depois?» Chinês: «Depois o quê? Depois, vim a correr para dentro de casa. A minha mulher - que assistiu à viagem toda - é que me contou o que tinha acontecido. Eu sempre tive o sonho de voltar à China, mas não desta forma. Agora eu gostaria de saber, como é que vou estar amanhã, em Alvor, para receber umas encomendas de uns fornecedores&» Investigador: «Pois! E agora? O que está a pensar fazer, homem?» Chinês: «Estou a pensar fazer não! Já fiz! Eu sou chinês, mas não sou parvo!» Investigador: «Pois! Isso sabemos nós. Senão, vocês não tinham ido para Portugal, aldrabar os Portugueses.» Chinês: «Você tem alguma razão de queixa é? Sabe o que é Sushi? Veja lá se quer ser servido como Sushi, hoje ao jantar na minha casa. É melhor parar com essas bocas foleiras, está bom?» Investigador: «Ah! Calma, calma. Esqueça lá o que eu disse. Diga-me, por favor, o que é que já fez para resolver esta situação?» Chinês: «Enviei um e-mail para o São Pedro, a perguntar-lhe, se podia provocar outro furacão, que me levasse a mim e ao meu prédio de regresso a Alvor.» Investigador: «Ah, ah, ah& Essa está boa sim, senhor&» Chinês: «Sushi&?» Investigador: «Calma, calma. Voltemos à questão essencial& E o São Pedro, respondeu ao seu e-mail?» Chinês: «Mas é claro que sim! E prometeu ajudar-me.» Investigador: «Ai sim? Então e como?» Chinês: «Disse para eu aguentar mais dois ou três dias, que ele ia provocar um furacão, aqui na China, para nos enviar de novo para o Algarve. É um "gajo" porreiro, este São Pedro.» Investigador: «Então e porquê, só provocar um furacão daqui a dois ou três dias? Chinês: «Parece que está a gozar umas curtas férias na Malásia. Diz que, este trabalho de provocar uns furacões de vez em quando, torna-se bastante cansativo. E, para recuperar forças, tem de ir gozando assim umas férias de vez em quando.» Investigador: «E pronto. Agradeço-lhe esta entrevista e desejo-lhe um bom regresso a Portugal, o mais rápido possível (Ou então, não. Não faz lá falta nenhuma&).» Chinês: «Como disse?» Investigador: «Nada, nada. Tudo de bom. Felicidades&» Chinês: «Não quer ficar para jantar um Sushi? A minha mulher é perita num Sushiparticularmente diferente do habitual&» 119


Investigador: «Não! (Irra!).»

Deixe lá isso& Fica para uma próxima oportunidade& Adeusinho&

Esta sim, caro leitor. Esta é a real história. «Ah! Prefere a outra história, e esta é lamentavelmente, uma história estapafúrdia? Então& passe bem! Adeus e bom dia& Irra&» RIC

120


Drive-in sexual! (2012-11-26 20:33) Caros amigos, antes de mais gostaria de lhes pedir para que, caso exista alguma criança em casa, junto do computador, a mande ir à rua comprar cigarros ou uma garrafa de vinho, como os nossos pais faziam antigamente! Agora que já se viu livre do pirralho pode ler esta notícia à vontade.

Calma, calma, à vontade não é á vontadinha. Volte lá a vestir as calças e componha essa camisa sff. Obrigado! Hoje o Estapafúrdios do Quotidiano trás até vós a nada estapafúrdia notícia, sobre uma ideia fantástica que a malta de Zurique teve: um drive-in sexual! Pois é, parece que as prostitutas de Zurique a partir do ano que vem vão trabalhar numa espécie de drive-in’ de sexo. Como funciona? Simples, é como um Macdrive mas neste caso será um PêgaDrive, você vem de carro, passa pelo "microfone" que será construído em forma de um chulo gordo e com um ar seboso, e depois faz o seu pedido: -"Oh faz favor, eu queria 2 Pêgas, 1 com oral natural, e outra com bumbum guloso, e ambas com peito 40 sff." As autoridades lá do sítio, são tão fantásticas que ainda vão construir uma avenida, com uma espécie de garagens onde as Sras. Donas Pêgas, vão poder trabalhar livremente. Mas atenção, aquilo não será nenhuma rebaldaria. Existe um horário a cumprir, só se pode andar por lá entre as 19h00 e as 03h00, as "garagens" vão ter casa de banho, duche e um sistema de alarme que apita se a "profissional" se sentir ameaçada! Agora você está a pensar no seguinte, então mas como é que o alarme sabe se ela tá a sentir-se ameaçada ou está só em práticas sadomasoquistas? Não estava? Estava, estava! Não tenha vergonha de admitir! Mas mesmo que não estivesse nós explicamos. Ela define uma palavra de segurança, mas em vez de ser para o parceiro com quem está no "foni foni" é para o alarme. Do género, ela está ali: "SIM! SIM! MAIS!! NÃO, NÃO!! AIIII ACUDAM-MEEE SOCORRRO!!! AIIIII ALGUÉM ME AJUDE QUE ME ESTÃO A MATAR!!" e o alarme não dispara porque não disse a palavra chave, agora imaginem que ela define uma palavra de segurança, do género: "Gaspacho". Ela neste mesmo caso diria: -""SIM! SIM! MAIS!! NÃO, NÃO!! AIIII GASPACHO..." e Trau, não precisaria de dizer nem mais uma palavra pois o alarme começava logo a apitar para que os seguranças a acudam... Inteligente não é? Aqueles tipos pensam em tudo, veja lá você que até arranjaram um ginecologista e um psicólogo para as apoiar. 121


Srs. Ministros de Portugal, vocês ponham os olhos nisto. Não, não é nas meninas, não sejam depravados, é nesta ideia, aproveitem ali o Martim Moniz, e já que as pêgas andam por lá aproveitem e transformem aquilo num "Pêga Drive trhu", você passa, agarra na pêga que mais gostar e leva para casa, depois lava, rebobina e devolve. Se vocês não aproveitarem, não se admirem se alguma superfície comercial aproveitar a ideia para as suas lojas...

Sim eu sei, hoje isto foi um bocado a dar para ordinário, mas a culpa não é minha, a culpa é da crise, eu simplesmente tento ajudar o meu país a sair dela! Ou a "entrar nela". Um muito obrigado, e agora levante-se com cuidado, sim?! Gil

122


Padre milionário... (2012-11-27 13:36) Recentemente, surgiu uma notícia algo preocupante. Não para mim. Não para os Portugueses, mas sim, para o Vaticano. Parece que, em Viade de Baixo, Montalegre, existe um sacerdote (De seu nome: Fernando Guerra.), que estará a ser investigado pela Polícia Judiciária de Vila Real. Ao que parece, o homem é milionário. Concordo. Uma pessoa que tem registadas em sua posse: 33 propriedades; 7 apartamentos; dois luxuosos BMW e alguns outros carros de gama mais baixa, só pode ser uma pessoa que vive como um milionário. Mas alto! Este senhor& é padre& certo? Então& como é que ele tem um vasto património como este? Será que, o senhor estará envolvido em negócios obscuros? E, porque é que, esta notícia, será preocupante para os lados do Vaticano? Simples: este sacerdote, está a denegrir a imagem do Vaticano, querendo ser mais rico que o próprio Papa! Tenho a mais profunda asserção que, Bento XVI deverá sofrer de pesadelos horríveis. Originados pelo conhecimento de um sacerdote português, que quer roubar a Sumo Pontífice, o titulo de homem mais rico na Igreja Católica. E sou capaz de asseverar que, de facto, ele aproxima-se a um ritmo alucinante dessa proeza. Mas afinal, como é que ele conseguiu reunir tal riqueza? Que truques, é que este sacerdote usou para chegar a este nível de riqueza? Leva-me a pensar, que o homem será amigo de Vale e Azevedo, ou mesmo de Isaltino Morais. É, de facto, um pouco estranho o facto de, até 2010, ele ter movimentado mais de cinco milhões de euros nas suas contas. Não acredito, que essas enormes quantidades de dinheiro, provenham de esmolas por parte dos párocos, a quem ele faculta as missas todos os santos Domingos. Mas calma! Isto é o Estapafúrdios do Quotidiano e, como tal, tudo será rapidamente desmistificado&

Bom, mais uma vez, vários investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, foram lançados às feras, em busca da verdade! E sim, eles descobriram, de facto, como foi que este sacerdote conseguiu reunir tanto dinheiro, ao longo dos anos. E a verdade, por vezes, pode-se tornar razoavelmente numa ficção - aos olhos dos leitores, mas não, aos olhos do Estapafúrdios do Quotidiano. (Não sei se o caro leitor reparou, mas esta última frase, demonstra claramente uma vontade enorme, em que exista um entendimento por parte de quem lê este blog, que ficção, é de facto, um condimento muito apreciado pelos escritores do blog.) E o que é que foi descoberto pelo investigadores? Algo surpreendente, como, aliás, tem sido 123


prática regular adoptada neste blog. Então, não é que o senhor Fernando Guerra, dá missas aos milionários de Portugal! Parece que, existe uma comunidade secreta, em que todos os milionários portugueses pagam uma cota mensal, para que o sacerdote escute os seus pecados e, os aconselhe a serem pessoas melhores. Quem lucra com esta comunidade? Esse mesmo! O sôr Sacerdote. Por cada pecado confessado por um milionário, o padre cobra cerca de 1000 euros. O leitor pode pensar que se trata afinal, de um preço simbólico, para a riqueza que estes milionários possuem. Mas não é só, meu caro amigo. Por cada Ave Maria atribuído, Fernando Guerra cobra cerca de 2500 euros. Ao que, por cada Pai Nosso, ele cobra cerca de 3000 euros. No Natal, os milionários - além de pagarem as cotas mensais a dobrar - têm de oferecer um presente simbólico, como sinal de respeito e da obtenção do silêncio absoluto por parte do padre, à comunidade local e nacional. Para o padre, é como fosse um part-time, em que vai amealhando bens e capital suficiente, para um dia conseguir ser mais rico que Bento XVI. Como é de conhecimento público, os milionários não andam com dinheiro na carteira, mas sim - com livro de cheques. E, em plena missa, quando o padre decide percorrer a igreja com o cesto na mão, esperando esmolas, recebe, aliás, uma enorme quantidade de cheques. «Mas que raio de comunidade mais estranha, essa! Os milionários ficam sempre a perder!» Pensará o leitor. Mas não se deixe surpreender dessa forma, caro amigo. Os milionários são assim. São pessoas que adoram ser extravagantes e, ao mesmo tempo, super, mega e ainda hiper egocêntricos. Ao que o Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu apurar, o milionário que mais dinheiro presenteou o sacerdote, foi: E. A. Soares dos Santos. Presidente do grupo Jerónimo Martins, que, por sua vez, é detentor da cadeia de supermercados - Pingo Doce. O homem ficou de rastos com as criticas que recebeu pela promoção de 50 %, que o Pingo Doce se lembrou de promover. Aquilo não correu bem, chegando - em alguns casos - a que os clientes se envolvessem em lutas pelo produto esgotado. Uma selvagem luta, que resultou numa difamação do próprio grupo - Jerónimo Martins. Ora, o homem ficou tão desgostoso, que tentou tudo por tudo, para que os seus pecados capitalistas fossem perdoados pelo Criador, mais conhecido por: Deus, o todo poderoso. E mais uma vez, quem ficou a ganhar com este processo, foi: "Fernando Guerra, o Sacerdote". Ou melhor: "Fernando Guerra, o milionário". E esta é, de facto, a real verdade, com uma pitada do condimento preferido do Estapafúrdios do Quotidiano, denominado de: ficção! Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, Amém! RIC

124


Os tipos da ASAE são uns invejosos e ciumentos! (2012-11-28 17:48) Meus amigos, hoje o Estapafúrdios do Quotidiano traz até vós uma notícia extremamente reveladora, algo que nunca lhe passou pela cabeça, mas que no entanto me inquietou ao pensar nela. Uma afirmação que o vai deixar de boca aberta, uma notícia tão bombástica, tão bombástica que não pode passar mais tempo sem ser do seu conhecimento: Os tipos da ASAE são uma cambada de meninos invejosos e ciumentos! Pronto, já disse, está dito e não volto atrás no que disse, ou neste caso, escrito! O leitor certamente sabe quem é a ASAE. Não, não me estou a referir à “Associação de Surdos da Alta Estremadura”, esses tipos são uns fixes e apesar da sigla da associação ser também ASAE, eles coitados, não têm nada a ver com os outros da “Autoridade de Segurança Alimentar e Económica”. Os tipos da “Associação de Surdos da Alta Estremadura”, só não mudaram ainda o nome, porque ninguém lhes disse que já havia uma entidade com a mesma sigla, e que esses tipos eram uns sacanas, salafrários! Ou se lhes disseram eles não ouviram, ou fizeram "ouvidos de marcador" e não quiseram alterar o nome& Ah o leitor pensa que eu estou a inventar esta associação? Não estou, ela existe e faz diversas actividades para a malta surda, vá lá ao site e confirme por si: http://www.associacaosurdosaltaestremadura.org/

Já foi? Viu? Interessante não é? Eu no site deles, gosto particularmente da parte em que tem o texto e depois em cima tem um símbolo verde com uns auscultadores e diz “OUVIR”. Epá não se faz, isso é patifaria para os surdos... já estou a imaginar. Um tipo surdo abre o site, está a ler a notícia e vê o botão a dizer “OUVIR”, e ele pensa: “Cum catano, afinal basta-me carregar no botão e consigo ouvir!” e começa a carregar desenfreadamente, e nada& silêncio& Não se faz, estou revoltado, portanto a partir de agora, também estou contra esta ASAE, retiro o que disse anteriormente, vocês não são fixes, são na realidade uns patifes tão maus ou piores que os da outra ASAE!

Mas voltando agora ao assunto principal, quero que os meus amigos saibam que a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, “aka” ASAE, que tanto se fala por aí, e que se soube agora que em 2013, vai ter ainda mais capacidade de intervenção, não age por obrigação nem por ordens do Estado, eles agem sim por pirraça, ciúme e inveja! É verdade, os agentes da ASAE, vêm de famílias pobres que não tinham dinheiro para comprar roupa, sapatos ou brinquedos, e por isso agora que são grandes, querem apreender tudo o 125


que podem para que os outros também não tenham nada! E ainda vos digo mais, sabem porque é que eles não deixam os restaurantes e cafés terem o belo do bolo caseiro? Ou o salgado tradicional? Porque eles como nunca se habituaram a tais iguarias, não gostam de as comer. E por isso não querem que os outros comam também! E pior caro leitor, sabem porque é que eles implicam tanto com as comidinhas caseiras, feitas em restaurantes típicos cujo cheiro nos faz instântaneamente água na boca? Porque eles, as mulheres deles e as mães deles, não sabem cozinhar! E eles acham que se não podem comer comida da boa em casa, mais ninguém pode comer comidinha gostosa! É a mais puira das verdades, eu posso estar a ser brusco, ou até talvez um pouco incisivo de mais&mas é a verdade e tem que ser dita, ou escrita! REVOLTEMO-NOS ANTES QUE A ASAE PROIBA A COMIDA CASEIRA NA NOSSA PRÓPRIA CASA! Caso haja algum leitor dos Estapafúrdios do Quotidiano que seja da ASAE e esteja a ler este post neste momento, quero que saiba que o que eu disse deve-se a um folhado de legumes estragado que eu comi no café aqui ao lado, e por isso estou a sofrer de Pensamentos alucinógenos.

GIL

126


Bestialidade... (2012-11-29 13:56) Se o leitor ler na impressa escrita, a seguinte notícia, "Aumento dos casos de Bestialidade", que imagem lhe irá saltar imediatamente à vista? Não! Nada disso, meu amigo. Não se trata de um crescente aumento de pessoas "Bestiais". Porque, até isso seria impossível, face ao número de pessoas "estúpidas e mal-humoradas" que, cada vez mais, existe. E não! Não se trata do aumento de "Bestas" no trânsito. Aquelas pessoas que colocam em risco a nossa vida e a deles, optando por efectuar manobras perigosas e totalmente reprováveis, ao contrário do que o Código da Estrada aconselha, ou melhor - ordena! E, se há sitio em que nos deveríamos sentir bem em ser ordenados, esse sítio é, de facto: na estrada. "Bestialidade" é, de facto, o nome dado à prática do sexo entre humanos e animais. Sim, caro leitor. É mesmo este assunto que eu decidi trazer hoje até você - assíduo leitor de notícias estapafúrdias! "Ena! Este jovem mostra-se muito entendido na matéria... Muito me contas..." - Deverá estar o leitor a pensar neste momento. Lamento, mas não. Não entendo nada de "Bestialidade". Mas sendo eu, uma pessoa rodeada por tecnologia, achei por bem, consultar a Wikipédia, para facultar ao caro leitor um vasto conhecimento deste bizarro tema. Se o leitor quiser saber mais sobre "Bestialidade", esteja à vontade para desbravar na internet sobre este bizarro tema, mas desde já o aviso: "Não fará parte da minha lista de amigos, com toda a certeza... Está bom? Muito bem..." Continuando...

E por alma de quem, é que eu decidi trazer este tema, até este blog? Porque, achei a seguinte noticia - "Aumento dos casos de Bestialidade na Alemanha", estapafúrdia o suficiente, para ser trazida até este prezado blog. E, mais uma vez, quero agradecer ao jornal Correio da Manhã, o facto de, todos os dias publicar notícias estapafúrdias. Um muito obrigado. Sois grande! Eu sempre desconfiei do povo alemão. Por detrás daquela língua barbara - que parece sempre, estarem a refilar uns com os outros -, sempre desconfiei que eles escondiam mais alguma coisa. E cá está! Finalmente descobri o que eles escondiam: "A prática da Bestialidade." De certa forma, até os compreendo. "Mau! Querem agora ver, que este gosta de praticar sexo com animais?" - Retrucará o leitor. Nada disso, meus amigos! Eu já afirmei que sou um autêntico leigo no que toca a este tema. Eu disse que compreendia, porque (E tenho a certeza que o leitor irá, imediatamente, compreender o meu ponto de vista), um país que, como exemplo de mulher, tem uma gorda com cabelo à tigela, que só por acaso, trata-se da Chanceler, tem obrigatoriamente de repugnar o seu povo. Especialmente o lado masculino (Apesar de acreditar que, uma boa percentagem do lado feminino, estará igualmente repugnado...). Ao menos, os animais não refilam, nem criam obstáculos. E, colocando um saco preto na cabeça de um "Lama" e, visto de trás, sempre deve ser mais agradável do que uma gorda, com cabelo à tigela. Parece que até existem "Jardins zoológicos eróticos", para os alemães praticarem a chamada "Bestialidade". Agora sim, entende-se o porquê, dos alemães terem aquele ar zangado! Estão revoltados com suas mulheres! Ou melhor, devem estar chateados com o facto, de terem de sofrer na pele, ordens de uma gorda (Feia, como um cavalo! Ah!... Se calhar, aos olhos zoófilos dos alemães, isto é um elogio à Chanceler! Esqueça este parênteses, amigo leitor.)! "E como é que esta macabra história foi descoberta?" - Estará o leitor a interrogar-se neste 127


momento. Eu explico... Foi um "Lama", que conseguiu fugir de um desses "Jardins zoológicos eróticos", sendo interpelado por um caçador furtivo que, após observar a cara de desespero que o "Lama" apresentava, decidiu não o matar, levando-o a um veterinário. Por sua vez, o veterinário, alertou as autoridades, que decidiram interrogar o "Lama". E antes que o leitor exclame: "Interrogar um ’Lama’? Está tudo maluco, ou quê? Agora os animais também falam?..." Pchiu... Quem é que está a escrever o texto? Sou eu, ou é o leitor? Vamos lá a ver isso... Isto é um blog, e aqui, tudo pode acontecer! Tudo depende das mentes criativas (ou melhor, insanas...), dos seus autores... RIC

128


SEIOS SIM! Cotovelos é que não! (2012-11-30 10:14) Muito Bom Dia, caro amigo leitor. Hoje o Estapafúrdios do Quotidiano, vem falar-vos de... Seios! Seios?! Logo pela manhã?! Sim, seios logo pela manhã, e qual é o mal? Você quando nasceu, não lhe apresentavam logo os seios pela manhã como fonte de alimentação? Ah pois é, então se a sua mãe lhe podia dar os seios para mamar mal você acordava, nós também lhe podemos falar de seios logo pela manhã. E não refile sim?! (Xiça o que o ele tá bruto!! Pois estou, está a chover e eu não gosto de chuva) Agora que já passamos esta parte complicada, voltemos então à questão que nos trouxe hoje aqui: O Facebook, bloqueou a conta de uma senhora apenas porque ela decidiu colocar uma foto sua na banheira, onde se viam os seus fartos& cotovelos& "Ham? Cotovelos? Mas não íam falar de seios?" - perguntará o leitor. Calma que você já irá perceber!) Estes cotovelos estavam colocados numa posição em que pareciam uns seios, e vai daí bloquearam a conta da senhora devido a colocação de fotos indecentes. Sim, eu sei, isto é notícia para nos deixar a pensar: “Mas desde quando é que cotovelos parecem seios? Isso é de gente louca!” Não, não é, e para provar que não é, o Estapafúrdios do Quotidiano irá mostrar-lhe já de seguida a tão falada foto:

Curioso não é? Até mesmo sabendo que são cotovelos, o leitor não conseguiu deixar olhar e pensar, “Aimm a pah, que belos... cotovelos!” É verdade, que belíssimos cotovelos que esta senhora tem, e faz muito bem mostrá-los ao mundo! Os Estapafúrdios do Quotidiano foram mais além e mandaram um dos seus agentes falar com o criador do Facebook, Zack Zuckerberg, para tentarmos saber o que é que ele tem contra... cotovelos: -“Bom dia!” -“Bom dia, em que posso ajudá-lo?” -“Olhe eu venho da parte do Estapafúrdios do Quotidiano, um blog com elevado reconheci129


mento, fama, mediatismo e credibilidade em Portugal, e gostaríamos de fazer-lhe umas perguntas. Será que pode ser?” -“Ah claro, o que quiserem, eu próprio sou um seguidor do vosso blog.” -“Ai sim? Faz você muito bem. Olhe diga-nos lá então, porque é que você não gosta de seios?” -“Seios? Eu adoro seios! Aliás sou louco por seios! Até lhe digo mais, na faculdade chamavamme Zack Booberberg” -“Então mas& você não permite imagem de seios no Faceboock porquê? Veja lá que até uma foto de uma senhora cujos cotovelos pareciam seios, o facebook bloqueou, tal não é a restrição...” -“Espere lá, mas cotovelos é outra coisa& seios eu adoro, cotovelos é que não. Eu detesto gente com cotovelos bonitos, olhe lá os meus... Isto de estar sempre no teclado a programar fez com que os meus cotovelos ficassem em chagas, daí sempre que o FB detecta cotovelos bonitos ele bloqueia, não por indecência, mas por inveja minha!” -“Ahh mas eu pensava que o FB bloqueava era imagens indecentes!” -“Não, isso não, nós até gostamos de indecência& olhe, até lhe mostro umas quantas fotos boas

que andam por aí:” -“Olhe, sim senhor, tem toda a razão, belas fotos. A ver se quando chegar a casa, faço um pedido de amizade a uma ou duas utilizadoras dessas.” -“Faz você muito bem, mas tenha cuidado, porque as vezes são homens que o querem enganar, tornando-se seus amigos do FB, e depois têm longas conversas pela noite dentro, trocam fotos em que estão nus a tocarem-se, e depois combinam um encontro, e quando você chega lá, vê que são homens gordos e feios!!” -“Epá que grande descrição, mas isso já lhe aconteceu?” -“Não, foi só um suponhamos”. -“Ahh, ok& ok& Olhe muito obrigado!” E assim foi caros leitores, a história do porquê do Facebook aceitar que você publique fotos do seus seios quase desnudos mas cotovelos não! Acha que hoje isto não teve assim tanta piada? Possivelmente não, mas também ainda é cedo e eu não tenho imaginação para mais a esta hora! Obrigadinho sim!! Gil

130


1.3

Dezembro

131


Era uma vez, um papagaio... (2012-12-01 13:56) «Tan, tan, tan, tan!» - Sei que não se percebe muito bem, mas isto, é o som de mais uma notícia estapafúrdia a chegar ao Estapafúrdios do Quotidiano. Basta o leitor fazer um pouco de esforço mental, para chegar rapidamente ao som pretendido. Vá, não seja preguiçoso& Deixe a criatividade fluir& isso& muito bem& Pronto, está bom! Também não é necessário exagerar, ok? Muito bem. Avancemos& E qual a noticia estapafúrdia que lhe trago hoje? Para tomar conhecimento de tal, basta deixar deslizar um pouco os olhos até ao parágrafo seguinte. É lá que, será revelada a noticia estapafúrdia de hoje. Vá! Continua a ser preguiçoso? Irra!& Se já leu até aqui, o que custa continuar a ler mais um pouco? Siga até ao parágrafo seguinte, ó faz favor& Ora, bem vindo ao parágrafo seguinte. O parágrafo, onde detalho a noticia estapafúrdia que decidi trazer, hoje, ao Estapafúrdios do Quotidiano. A noticia é algo preocupante e demonstra o distúrbio mental de um Americano de 63 anos, chamado Richard J. Atkinson. Então, não é que, este senhor decidiu assassinar o papagaio da namorada (Que felizmente, neste preciso momento, já passou a ser ex-namorada.), esfaqueando-o várias vezes. Esta história triste, que teve um final trágico para o papagaio, aconteceu na cidade de Everett, Washington. Agora, passados cerca de três meses, o homem foi condenado a uma pena de seis meses de prisão, ficando igualmente proibido de ter animais domésticos em casa durante os próximos 5 anos. E o que levou este homem, a praticar um crime tão horrendo como este? A explicação surge no parágrafo seguinte. Vá! Você não é preguiçoso& Isso é uma ilusão da sua mente, caro leitor. E, vamos lá a ver: já que chegou até aqui, não acha que vale a pena continuar a ler o resto do texto, para descobrir o que levou Richard J. Atkinson a assassinar o raça do papagaio? Um bicho tão inofensivo& ou não&

Bem vindo ao terceiro parágrafo deste texto, caro leitor. Fico agradavelmente agradecido, pelo facto, de o caro leitor continuar a fazer o esforço, sendo persistente, na busca pela verdade. Ora, parece que afinal, o raça do papagaio, não era assim tão inofensivo como se pensava& No relatório da policia que interrogou Richard J. Atkinson, está - de forma bastante explícita - referido que, foi o papagaio que atacou primeiro Richard. Mas não explica o porquê, dessa atitude ameaçadora por parte do papagaio, para com o homem. E foi, por isso, que decidimos enviar um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, até Washington, mais propriamente - à prisão, onde se encontra o homem, com o intuito de descobrir a real verdade& O que resultou, num diálogo entre o investigador e o assassino, que revela todos os factos reais (Mais uma vez, vejo-me na obrigação de facultar ao leitor, que a real verdade, aos olhos dos autores do Estapafúrdios do Quotidiano, pode, de facto, não passar de uma ficção& Mas pode, igualmente, ser a história que ninguém desconfiava e, que, de facto, aconteceu) desta história bizarra. O diálogo foi-me enviado por e-mail. Por isso, bastou-me fazer o tão abençoado "Copy, Paste", que tanto trabalhinho me poupou! Para mim, é das melhores invenções do homem! Bom, passemos ao diálogo: Investigador: «Ora muito bom dia, senhor Richard. Como está?» Richard: «Pá, estou muita bem!» Investigador: «Ah! Está?» 132


Richard: «Acha? Claro que não! Não sei se o meu amigo já reparou, mas eu estou PRESO!» Investigador: «Pois& Então, para não o maçar muito, por favor, conte-me o que se passou, para que assassinasse o papagaio?» Richard: «Aquilo não era um papagaio! Era um ser enviado das trevas para me matar! Mas eu tratei-lhe bem da saúde&» Investigador: «Pois! Matou-o!» Richard: «Não, pá! Tratei-lhe mesmo da saúde! Ele estava bastante constipado quando chegou às nossas mãos. Mas eu tratei dele, e depois& depois é que foram elas&» Investigador: «Pois! Matou-o!» Richard: «Qual matar, qual quê! Você tem uma maldita de uma mania com a morte, homem! Depois de lhe tratar da saúde, ele começou a ficar paranóico!» Investigador: «Como assim, paranóico?» Richard: «Começou a tratar-me mal, chamando-me nomes esquisitos. Ele gritava: "Oh Robert, continua... Robert! Isso! Aí mesmo! Não pares&» Investigador: «Mas quem é o Robert?» Richard: «Olhe, sabe, eu tenho um vizinho que se chama Robert. Por acaso, até é ele que costuma tratar do meu jardim. Deve ser, por isso, que o raio do papagaio gritava o nome dele. Até perguntei à minha ex-namorada, se ela sabia o que se passava com o papagaio. Ela disse-me que, o Robert, costumava ir lá a casa, depois de tratar do jardim, beber um copo de água.» Investigador: «Ah& Está bom&» Richard: «Não está bom, não. Estou ainda para descobrir, o porquê, de o raça do papagaio, gritar daquela forma, aquelas palavras. Sabe, cheguei a colocar a hipótese, de o meu vizinho Robert, gostar de Zoófilia. E, assim, existir ali algum tipo de relação, entre o papagaio e ele. Mas não. Não pode ser. O Robert é uma pessoa de bem, e para mais& ele não é alemão&» Investigador: «Então, o que o levou a matar o papagaio, senhor Richard?» Richard: «EU? MATAR O PAPAGAIO? ESTÁ DOIDO?» Investigador: «Sim. Foi condenado a 6 meses de prisão&» Richard: «Ah! É por isso que estou preso? Oh& raios! Pensei que fosse por ter urinado em público, uma vez, no ano passado, em que estava realmente à rasquinha! Eu, realmente, até estranhei o facto, de ter chegado a casa depois de um dia de trabalho, e não ver o papagaio. Até perguntei à minha ex-namorada, o que era feito do pássaro.» Investigador: «E o que disse ela?» Richard: «Que o papagaio começou a gritar pelo Robert, assim que o viu a tratar do jardim. Depois, assim que ela abriu a gaiola para a limpar, ele fugiu! Só não percebo, por que estava um casaco, e um par de calças do Robert em cima do sofá, na sala. Ah! Já sei, deve-se ter oferecido para tentar apanhar o papagaio e, por isso, deixou lá a roupa. Para não o atrapalhar e tal. Está a ver o filme?» Investigador: «Estou, estou. Oh& se estou! Bom, obrigado pelo seu depoimento.» Richard: «Ora essa! É sempre bom falar com alguém. Sabe, eu sinto-me muito sozinho aqui& Ninguém fala comigo nesta prisão. Enfim& dias melhores virão&» Investigador: «É isso&» Bom, primeiro que tudo, caro leitor, quero agradecer-lhe por estar a ler este parágrafo final. É sinal que leu todo o texto! Ah!& Espere& Você pode ter saltado logo para o fim do texto& Raios o parta& Sendo assim, olhe: vá à sua vidinha& seu preguiçoso de um raio&! Que eu vou à minha& Mas se não, se realmente leu o texto até ao fim, fez muito bem. Porque assim, tem acesso a um dado muito importante para que esta história bata, mais ou menos certo. Parece que, o homem não se lembra de ter matado o pássaro, porque, na altura do crime, estava sobre o efeito de álcool e medicamentos. Uma mistura que o levou a inventar esta história do "Robert"& De facto, o papagaio atacou-o, quase vazando-lhe uma vista, porque Richard, quis fazer o "amor" com o bicho. Após o ataque, Richard matou-o sem piedade& Coitado do pássaro& Enfim& São cenas& RIC

133


O Natal já não é o que era... (2012-12-02 19:51) É Natal, é Natal, vamos todos festejar, caro leitor não leve a mal, e não se esqueça de comentar! Pois é caros amigos, estamos em Dezembro, uma época natalícia, uma altura em que todos andam com vontade de dar e receber. Mas infelizmente alguns têm mais vontade de receber do que dar, eu por exemplo, estou cheio de vontade de receber o meu subsidio de Natal que teima em não chegar, mas pronto isso é um problema meu e não o vou maçar com tal assunto. Hoje os estapafúrdios do Quotidiano vão falar-lhe de quem neste espírito natalício, resolve tirar em vez de dar. É algo feio não é? Certamente pensará que são atitudes de um homem sem fé. Mas engana-se, quem resolveu tirar em vez de dar foi o Santo Padre, o Papa Bento XVI. O Sumo Pontífice da religião, retirou do presépio, a imagem que simboliza o nascimento do menino Jesus, nada mais, nada menos, que a Vaca e o Burro.

Como diria Fernando Pessoa, “E esta hein?” De acordo com as páginas do novo livro de Ratzinger (este nome é fantástico, a mim faz-me sempre lembrar um dos moto ratos de marte), a “Infância de Jesus’, no qual, segundo o Papa, na gruta onde nasceu Jesus não havia animais, e assim sendo a presença da vaca e do burro tal como nós estamos habituados a ver está errada. Agora eu digo-lhe caro leitor, (mas antes de lhe dizer vou-lhe pedir para caso seja um tipo católico parar de ler este post e ir à sua vida para não se zangar connosco, se por acaso até não liga à religião pode continuar). O papa tem toda a razão em tirar o burro e a vaca do presépio, não porque eles na altura não estivessem lá, mas sim porque é informação repetida! -"Informação repetida? O que é que ele quererá dizer com isto?" - Pergunta o leitor e muito bem! Ora então vejamos, já existe um burro e uma vaca no presépio, não é necessário haver os animais... Acha que estou a ser mau? Então eu explico: Maria, é uma sra. que engravida sabe-se lá de quem, não é casada e têm que inventar uma desculpa tão estapafúrdia como a "Imaculada Concepção" para conseguir calar o povo. José que é um gajo que nem namora, dizem-lhe que tem que ficar com Maria mesmo ela estando grávida, e é "obrigado" a não comer e calar, pior, ainda lhe dizem o nome que terá que dar ao puto, e que nunca será conhecido como sendo dele, mas sim de um tipo chamado Deus. Então e agora que ouviu os meus argumentos, concorda comigo ou não? 134


E já agora caro leitor, já que estamos a falar em tirar personagens do presépio, aproveite e já que vai tirar o burro e a vaca, tire também um dos Reis Magos... Tire o Gaspar, é porque um tipo com esse nome é perigoso de ser deixado junto de presentes, não acha?

E pronto amigo leitor, aqui fica a minha opinião. Se por acaso está indignado com o que eu disse, insulte-me, se acha que tenho razão elogie-me, mas seja como for faça-o aqui no blog que precisamos de comentários! Obrigado, Gil

135


Rapel caseiro... (2012-12-03 16:50) "Olha a noticia fresquinha! É pó menino e pá menina...!" - Poderá não ser a melhor forma de começar um texto, mas pareceu-me bem, começar este texto assim, de uma forma apelativa. Já que estamos no inverno, nada melhor do que, tentar introduzir aqui um pouco do verão quando estamos na praia, relaxando ao sol... e a ouvir ao fundo, o rapaz dos gelados a gritar bem alto: "Olhó gelado! Olhó fresquinho! É pó menino e pá menina...". Agora digam lá, se não se torna simplesmente fenomenal, o amigo leitor perder uns míseros 3 minutos a ler os textos do Estapafúrdios do Quotidiano? Pois, pois... Bom, o título do texto de hoje, pode induzir em erro o caro leitor. Sim, realmente o título "Rapel caseiro...", induz no leitor, o pensamento que, de facto, irei falar sobre algum tipo de iguaria gastronómica, feita pela minha querida "mãezinha", que merece ser partilhada com todos os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano. Mas não. Nada disso. Vou falar sim, sobre uma noticia que vem do Japão. E não, não vou falar sobre nenhuma iguaria gastronómica japonesa (Que de repente, só me ocorre o Sushi...). Vou falar sim, sobre uma família japonesa, que tomou uma estranha decisão. Esta família japonesa, a certa altura da sua vida, achou que era uma ideia bestial, retirar todas as escadas da sua casa. E atenção! A casa em questão, é composta por dois andares. "Então, mas assim, como é que esta família faz para se deslocar aos andares superiores da casa?" - Questiona-se neste momento, o caro leitor. E questiona-se muitíssimo bem, meu amigo. E, é aqui, que aproveito para introduzir a noticia estapafúrdia. Esta família japonesa, retirou as escadas, substituindo-as por um sistema de "Rapel", instalando-o nas paredes da sua casa. Assim, e citando esta família: "Ao mesmo tempo que nos deslocamos para os andares de cima, estamos a fazer exercício físico!" Está certo... Eles lá sabem... A questão que paira no ar é: "Por alma de quem, é que estes japoneses, tomaram esta estranha decisão?" É o que os Estapafúrdios do Quotidiano, acharam por bem, tentar descobrir! "E quem vos disse, que era uma boa ideia o fazer?" - Perguntará o caro leitor. E tem razão! Mas enfim, nós somos assim... malta "cusca", que não sabe se pôr no seu lugar... E, como é de conhecimento do caro leitor, temos vários investigadores espalhados por este planeta. E custa dinheiro, mantê-los nos 4 cantos do planeta! Por isso, temos de lhes dar trabalho. Apenas para não parecer mal e tal... Bom, decidimos entrar em contacto com o nosso investigador destacado no Japão, para ir ao encontro desta estranha família, com o intuito de descobrir as razões que os levaram a substituir as escadas da sua casa, por um sistema de "Rapel". Reunimos o testemunho do chefe de família, de seu nome: "Yoshi". (Testemunho do Pai: "Yoshi".) Investigador: "Boa tarde, senhor Yoshi! Será que me podia explicar a razão, para que a sua família decidisse substituir as escadas da sua casa, por uma sistema de Rapel? Yoshi: "Boa... ufa... tar... ai... de! Peço desculpa, mas estou um pouco cansado. Para chegar aqui, tive de descer 10 metros. Estava a descansar um pouco lá em cima, no quarto." Investigador: "Ok, não tem problema. Então, e o motivo?" Yoshi: "Motivo? Qual motivo? Por eu estar a descansar lá em cima no quarto? Olhe que isto de subir e descer paredes, é coisa para cansar um pouco. Ora experimente lá você, e depois diga-me lá se não custa..." Investigador: "Nada disso! Eu estou a referi-me, ao facto, de ter substituído as escadas da sua casa, por um sistema de Rapel!" Yoshi: "Ah! Isso? É assim tão estranho?" Investigador: "É um pouco, sim..." Yoshi: "O senhor vem de que país, mesmo?" 136


Investigador: "Portugal..." Yoshi: "Ah! Pois... Esse país de 3º Mundo... É compreensível..." Investigador: "Bom! Escadas e Rapel, sim?" Yoshi: "Sabe, eu tenho um primo, que abriu um restaurante no vosso país. Ele diz que vocês são cá uns otários... No prato, nem conseguem distinguir Coelho de Gato. Ah! Ah! Vocês... Portugueses..." Investigador: "Bom... Sendo assim, se calhar vou andando..." Yoshi: "Calma. Eu explico a história do Rapel! Irra! Vocês, para além de não distinguirem Coelho de Gato, ainda tem pouco sentido de humor, ein!" Investigador: "Pois... pois..." Yoshi: "Bom, a ideia do Rapel, deveu-se a várias razões. Cada pessoa desta família tem um sonho. E todos eles reforçaram a ideia do Rapel. Eu, desde pequeno, que tenho o sonho de ser como aqueles americanos, rudes, construtores de arranha-céus. Eles, que andam em cima daquelas vigas de aço, a vários metros de altura! Sem medo! Sem receio! Eles são os maiores! Só que... existe um pequeno problema..." Investigador: "Que problema?" Yoshi: "Pchiu! Não me interrompa! O problema, é que eu tenho muitas vertigens. Por isso, decidi trocar as escadas por um sistema de Rapel. Assim, vou perdendo as vertigens..." Investigador: " E tem resultado?" Yoshi: "Nem por isso... Mas um dia hei-de conseguir! Investigador: "E o seu filho? Qual é o seu sonho?" Yoshi: "Opá! O raio do puto, desde pequeno, que só sonha em ser o Homem-aranha! Já não posso com esta "pancada"! Por isso, juntei o útil ao agradável e pintei as paredes do Rapel, com imagens do Homem-aranha! Assim, ele pensa que está no universo do raio do aracnídeo, e pára de me chatear, para lhe comprar DVD´S do Homem-aranha. Uma ideia genial não acha?" Investigador: "Hum... Sim, sim! Claro... ge... ni... al...! E a sua esposa? Qual é o sonho dela?" Yoshi: "Bom, a Mitsuki não tem um sonho. Tem mais uma preocupação..." Investigador: "Ai sim’? E qual?" Yoshi: "Sabe, no Japão, existem muitos terramotos. O que por vezes, resulta em vários Tsunamis! O que, por sua vez, resulta em várias inundações! Então, ela quer estar preparada para escalar a todo o tipo de edifícios, para não morrer afogada. Enfim... Ela lá tem as suas razões, coitada. Não a censuro! Cada um tem a sua pancada. Isto deve ser influencias das colegas de trabalho. São uma cambada de paranóicas!" Investigador: "Ah! E você não?" Yoshi: "Eu, não, o quê?" Investigador: "Nada, nada... Muito obrigado pelo esclarecimento, senhor Yoshi." Yoshi: "Já vai? Não quer comer uns bolinhos e beber uma chávena de chá quentinho? É só vir ali à cozinha, no primeiro andar." Investigador: ""Ah... Não, não. Deixe lá estar... Sabe, é que estou com muita pressa, e tal... e coiso... Então... adeusinho, sim?" Yoshi: "Você é que perde. Adeus..." Realmente, o senhor Yoshi tinha uma explicação bastante plausível, para ter removido as escadas de sua casa, por uma sistema de Rapel. Cada um com a sua pancada... Esperemos que ele consiga perder as suas vertigens e alcançar o seu sonho... impossível... RIC 137


OK Teledemónios em que posso ajudar? (2012-12-04 14:39) Caros leitores, os demónios andam aí. E não me refiro aos nossos políticos, esses não são demónios, são simplesmente “uma cambada de ladrões, de gatunos e de chupistas” como diz, e muito bem dito, um colega nosso humorísta! Refiro-me sim a demónios daqueles que nos fazem descer as escadas ao contrário, vomitar, fazer chichi pelas pernas abaixo e revirar o pescoço num ângulo de 360º. Também não me estou a referir ao demónio da bebedeira, pois esse "demónio" apesar de causar quase tudo o que vos mencionei antes, não faz a cabeça dar uma volta de 360º, ou se faz eu ainda não me embebedei dessa forma! Falo-lhe dos demónios vindos do Inferno, aqueles capazes de nos aterrorizar, de nos provocar uma dor nunca antes sentida, uma dor tão grande, mas tão grande, que só nos apetece agarrar no telefone e ligar, não para a nossa mãezinha mas sim, para a linha da OK Teledemónios! Não caro leitor, não enlouqueci (ainda), é claro que o nome desta linha é fictícia, mas a existência dela não! Esta é uma linha que a diocese de Milão criou para atender a crescente demanda por exorcismos, onde existem 12 clérigos oficialmente treinados para praticar o exorcismo "on the phone". (Antigamente eram 6 mas devido ao crescente número de chamadas tiveram que se expandir)

Não pense que quem liga são pessoas iletradas, muito pelo contrário, a maioria até tem cursos universitários, nem são crianças a gozar, aliás, a maioria já são adultos e pais de filhos. Algumas delas até ligam por preocupação com os seus rebentos& Os Estapafúrdios do Quotidiano tiveram acesso às gravações de algumas dessas chamadas e vão desde já partilha-las consigo: -"Ok Teledemónios, muito bom dia em que podemos ajudar?" -"Olhe o meu filho, tem faltado à escola será que está possuído?" -"Que sintomas tem ele minha senhora?" -"Olhe, está a suar muito, dói-lhe a barriga, e cheira muito mal. Ahh e não consegue evacuar." -"Sim minha sra. ele está possuído, está com possessão de ventre. Para cura-lo deve-lhe dar um Dulcolax 5mg antes das refeições." 138


-"Olhe muito agradecida!" -"De nada minha filha, e que Deus esteja convosco!" -"Ok Teledemónios, muito bom dia em que podemos ajudar?" -"Acuda-me, acuda-me que estou a ser possuída!!" -"Calma minha filha, que sintomas apresenta?" -"Aii, olhe, estou com calor, estou muito transpirada, sinto o coração a bater muito rápido, estou ofegante e com um grande peso em cima de mim!" -"Ah sim, isso realmente são sintomas de quem está possuído, descreva-me mais esse peso que sente." -"Claro que estou sô Padre, eu não lhe disse que tava a ser possuida? O peso é do meu Manuel, ele insiste em ficar por cima quando me possui, mesmo apesar de estar muito gordo, veja lá!" -"Ó minha filha, esta linha não é para esse tipo de possessões, desculpe lá, sim?! E boa sorte aí com o seu marido, olhe ele que vá ... para baixo!" -"Ok Teledemónios, muito bom dia em que podemos ajudar?" -"O DEMÓNIO ORDENA-TE QUE TIRES A BATINA E TE AÇOITES COM O CRUCIFIXO!" -"(Elá, esta parece ser à séria) Olhe importa-se de repetir? Em que posso ajudar?" -"HUAAAAA QUERES AJUDAR?? QUERES??? ANDA CÁ QUE EU METO-TE A CRUZ NUM SITIO ONDE O SOL NÃO BRILHA HUUAHAHAHAH!" -"Calma meu filho, eu vou ajudá-lo, faça o seguinte, aproxime um copo de àgua do telefone para eu benzer" -"AIII AIII, já está... AJUDE-MEEEE." -"In nomine patri et fili spiritu sancte, agora despeje à agua sobre si!" -"AIII, ARDEEE, ARDEEE, HUAAAHAHAHAH RECUSO-ME A SAIR DESTE CORPO!" -"Sai demónio! Sai! -"(PIIIIIII, PIIII, PIIIIII - TMN, este número não está disponível...) -"Olha deve ter ficado sem rede, ou saldo, paciência, depois liga mais tarde quando puder."

139


E assim amigo leitor, aqui fica uma pequena amostra do que estes 12 clérigos atendem diariamente, sem nunca perderem a paciência nem ficarem chocados com o que ouvem, pois Deus é sempre mais forte que o diabo! Obrigado e até amanhã! GIL

140


Mulher sofre de doença de Hulk... (2012-12-05 15:39) Helen Stephens, uma mulher inglesa, sofre de uma doença terrível! Uma doença que, a certa altura da sua vida, alterou por completo todo o estilo de vida que estava habituada. Uma doença, de tal forma angustiante, que a deixa transtornada. Uma doença... que... Bom, isto é, estúpido! Qual a necessidade de estar a criar uma espécie de suspense aflitivo, se o leitor, para chegar ao inicio do texto, teve de passar obrigatoriamente pelo título? Aliás, isto não é estúpido! É perfeitamente PARVO! E o título... o raça do título, informa de forma instantânea, qual é o tipo de doença de que esta mulher padece. Por isso, vou deixar-me de absurdos, passando imediatamente para a noticia em questão! É verdade! Helen Stephens, sofre da doença de Hulk! «E o que raio é a doença de Hulk?"» - Perguntará, com toda a certeza, o meu caro amigo leitor. Bom, a doença de Hulk é, simplesmente a doença de Hulk! «Ah! Ela fica completamente verde quando se irrita? É isso?» Será, certamente, o que o leitor deverá estar a pensar neste momento. Errado! Nada disso! Ela não fica verde. Mas tem o sintoma principal da figura de Animação - Hulk. Ela quando se irrita - ou se zanga -, os seus músculos começam imediatamente a inchar, ficando com o dobro do seu tamanho. «Ena! E fica com super poderes? Super forte? Capaz de pegar em todos os concorrentes do programa "Toca a Mexer" e, literalmente, enviá-los para bem longe do nosso campo de visão, é? É isso? Por favor, diga que sim, que é possível!» - Será o pensamento do leitor. Vá, não diga que não& Eu sei que é isso que, provavelmente, estará a pensar neste momento. Mas caro leitor, isso é ser mau... É ser um leitor vil. E, ser um leitor vil é, profundamente, muito feio. Por isso, não seja assim& Seja mais amistoso&

Bom, penso que a atitude mais acertada a ter neste momento, é deixar-me de rodeios literários e avançar para o diálogo a que tive acesso. Um diálogo, entre o investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, e esta Inglesa, que padece da doença de Hulk. Investigador: «Boa tarde, Helen Stephens!» H. Stephens: «O quê? Já é de tarde? Opá& Opá& Como é que já pode ser de tarde?» Investigador: «Calma& Não se enerve& Já está a inchar um pouco. Já se nota aí umas veias a sobressair no pescoço&» H. Stephens: «Pois! É melhor me acalmar, senão isto vai correr mal!» Investigador: «Pois! Calma& respire fundo, Sra. Helen!» H. Stephens: «Sra. Helen? Sra. Helen?& Opá& Opá&» Investigador: «Calma!& Tenha lá calma& Olhe esses braços, que já parecem os braços de Arnold Schwarzenegger, nos seus tempos áureos de Conan, o Bárbaro!» H. Stephens: «"Calma Helen& Respira fundo& Isso& calma&" Bom, já estou mais calma. Então, o que é que o caro amigo deseja saber?» Investigador: «Pronto& Eu gostava de saber, como é que a senhora ficou assim, com a doença de Hulk?» 141


H. Stephens: «Olhe, isto surgiu, quando eu estava a passar uma fase da minha vida, em que sobrevivia através de contribuições de amigos meus. Não tinha trabalho, não tinha qualquer fonte de rendimento. Então, li o seguinte anúncio no jornal: "Empresa farmacêutica, recruta cobaia para teste de medicamento para a ansiedade."» Investigador: «Ah! E& depois? O que aconteceu?» H. Stephens: «Depois, decidi responder ao anúncio, sendo cobaia de um novo ansiólitico. O que para mim, era algo fantástico, visto que andava demasiado nervosa, devido ao facto de viver da bondade e esmola dos meus amigos.» Investigador: «Então e o que correu mal?» H. Stephens: «O que correu mal? O que acha que correu mal? Olhe para mim! Opá& Opá& Que nervos!» Investigador: «Vá! Calma! Estamos apenas a falar& Não se enerve!» H. Stephens: «Isto não é fácil de controlar! Você nem imagina!» Investigador: «Ok& Mas, vá& Conte-me o resto da história. O que aconteceu?» H. Stephens: «Depois de servir como cobaia, vim para casa, descansada. Vinha com muito sono, por isso, achei por bem me deitar. Mas os meus vizinhos do andar de cima, passaram o dia todo na prática do Amor intensivo, o que me deixou muito enervada! E, à medida que me ia enervando, ia igualmente inchando! Fui parar ao hospital.» Investigador: «E a empresa farmacêutica? Não se responsabilizou por nada?» H. Stephens: «Não! Desmentiu tudo! Deixaram-me na penumbra& Sem dinheiro, sem vida e sem me poder enervar! Ai! O que isto me enerva! Opá& Opá&» Investigador: «Tenha lá calma. Então e como conseguiu adquirir esta mansão, se vivia na penumbra?» H. Stephens: «A minha sorte é que isto aconteceu, precisamente, na altura em que estavam a filmar o primeiro filme de Hulk. E assim, servi de duplo do actor principal que fazia o papel de Hulk. Quando chegava a altura de Hulk se transformar, alguém começava a irritarme, relembrando-me da minha vida de pobre e demasiado sofrimento. E, assim, era fácil eu começar a inchar e a inchar& Depois de totalmente inchada, injectavam-me um corante nos poros, que me punha totalmente verde.» Investigador: «Ah! Não sabia que tinha sido usado duplos nesse filme, mas tudo bem.» H. Stephens: «Opá& Mas o senhor está a duvidar& Opá& de mim? Mau& Que nervos!» Investigador: «Calma! Nada disso! Eu acredito em tudo o que me contou! Acalme-se, por favor! ("Irra! Macacos me mordam, mas esta "gaja" fica feia como o camandro quando fica toda inchada&")» H. Stephens: «Fico o quê? Opá& Opá& Ai! Que nervos& Eu não me aguento!&» Helen Stephens, ao que parece, inchou de tal forma depois de facultar esta entrevista, que foi internada de urgência no hospital. Curioso, o facto, de nunca mais termos conseguido entrar em contacto com o investigador& O que será que lhe aconteceu& Hum& RIC

142


Tragédia no mundo animal... (2012-12-06 12:22) Amigos leitores, hoje trago-vos uma notícia triste, trágica, e um tanto ou quanto macabra! Uma excursão de 30 bacalhaus que partiram esta segunda-feira da Noruega terminou em tragédia. Os bacalhaus saíram de Alesund, passaram por Oslo, sempre em grande clima de animação e paródia e aterraram em Lisboa. Daqui foram pela estrada a fora (calma, eles não foram a pé pela estrada, mas sim transportados em contentores dentro de um camião. Isto é uma história verídica, se fossem a pé, era parvo não é?) até à cidade de Ílhavo. onde a esta hora já deviam estar felizes e contentes a nadar no primeiro aquário de bacalhaus do país. Contudo o pior aconteceu... Assim que se abriu a primeira caixa de transporte, o terror congelou toda a gente, inclusivé os pobres peixes com cerca de 30 centímetros e 1 kilo e meio (belos bacalhaus), estavam completamente envoltos por blocos de gelo. O drama, a tragédia, o horror!!

Os Estapafúrdios do Quotidiano, como não podia deixar de ser, tinham um agente infiltrado em Ílhavo, que testemunhou a consternação dos familiares dos bacalhaus enquanto batiam fortemente com a cabeça contra os tanques e gritavam (será que peixes gritam?): -“Só pode ter sido falta de cuidado da parte da carga no avião”, atirava para o ar um pai destes jovens bacalhaus! -“Nunca me aconteceu uma coisa destas. Já fui à Indonésia, uma viagem, muito mais longas, e correu tudo bem”, comentava Luísa Peixoto, uma mãe bacalhau! -“Todos sabem que os animais vivos têm de ser transportados em porões climatizados. Isto que aconteceu foi falha humana, estes bacalhaus de certeza que vieram no porão de baixo, onde estão uns 50.º negativos”, disse logo Zé Bacalhau. -"Meuuu filhooo, tinhas toda uma vida à tua frente!", comentou a D. Albertina Redfish. -"Ias ser o próximo phelps puto bacalhau, tu eras grande!". dizia o amigo de um dos bacalhaus. -"Alguem tem que pagar! Estes bacalhaus foram bem caros!" Dizia outro familiar, ahh esperem este não foi um familiar, foi o dono do aquário de Ílhavo. Uma coisa é certa caro leitor, estes bacalhaus que eram aguardados com grande expectativa infelizmente não irão povoar o futuro aquário de bacalhaus de Ílhavo. Mas anime-se, todas 143


as tragédias têm o seu lado positivo. Não está a ver qual pode ser o lado posítivo de tamanha tragédia? Eu digo-lhe, há 30 famílias de funcionários do aquário que irão ter um bacalhau fresquinho e saboroso neste Natal

Feliz Natal a todos, e muito obrigado. GIL

144


Sérvios, cuidado! Conde Drácula está de volta... (2012-12-07 13:37) "Ai, meu deus! Ai... meu deus! Ele está de volta! Fujam! Salve-se quem puder! Estamos condenados! Ai, meu deus! Ai... meu deus!" - Foi com estas frases de medo, terror e horror, com que, o investigador do Estapafúrdios do Quotidiano foi recebido na cidade de Bajina Basta, situada na Sérvia. "E o que raio, foi o investigador fazer à Sérvia?" - Inquire-se, certamente, com toda a pompa e circunstância, o caro leitor. Mas não se inquira mais, caro amigo, que eu passo já, já, a dissolver todas as suas dúvidas, ou incertezas. Decidimos enviar um investigador à Sérvia, com o intuito de desmistificar mais uma noticia absurda e, igualmente a modos que, de certa forma - perturbadora. Os habitantes desta cidade situada na Sérvia, clamam - completamente horrorizados - por protecção. "Protecção do quê?" - Estará o caro leitor a pensar neste momento. Protecção, meu caro amigo, de um Vampiro! Não coloque esse ar de estupefacção! É a mais pura das verdades! Todos os habitantes desta cidade, acreditam que Sava Savanovic - famoso vampiro da cidade e proprietário de um moinho -, está de regresso à cidade. Reza a lenda que, cada vez que alguém tentava entrar, ilegalmente, no moinho de Sava Savanovic, esse alguém era imediatamente atacado pelo vampiro, que lhe chupava todo o sangue, ganhando assim - esse alguém -, uma viagem grátis até ao paraíso.

Bom... Mas qual o motivo para que este vampiro sérvio tenha regressado à sua cidade Natal? Aliás, e por que raio, ele chegou sequer a sair da cidade? É algo que criou alguma curiosidade, nos autores do Estapafúrdios do Quotidiano. E, sem nos importarmos com a saúde, ou vida do investigador enviado à Sérvia, fizemos questão - infelizmente -, que ele falasse com este famoso vampiro sérvio, que está de regresso a casa. Agora, andamos algo preocupados porque, depois de o investigador nos enviar um e-mail com a conversa com Sava Savanovic - o famoso vampiro sérvio -, que nunca mais o conseguimos contactar... Esperemos que esteja bem, porque a sua mulher não pára de nos telefonar, à sua procura... Bom, passemos à conversa. (O investigador chega ao moinho do vampiro, bate à porta, e constata que a porta está aberta...) Investigador: "Cucu... Boa noite... Está aí alguém? Cucu..." S. Savanovic: "Quem ousa... vir... incomodar-me?" Investigador : "Brrr... Que frio... Boa noite, Sr. Vampiro. Eu sou um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano e, estou aqui para lhe fazer umas pequenas perguntas e descobrir o porquê, de os habitantes desta cidade temerem tanto o seu regresso..." S. Savanovic: "Primeiro que tudo, eu não sou um vampiro qualquer! Eu sou: Sava Savanovic, o Conde Drácula! O genuíno! O mais forte de todos os vampiros! O Rei dos sugadores de sangue! Todos os vampiros prestam vassalagem a Sava Savanovic!" Investigador: "Ah! Peço desculpa, Sr. Conde Drácula. Quer dizer então, que existe mais vampiros, neste mundo?" Savanovic: "Naa... Nem por isso." 145


Investigador: "Ah! Está bom. Então, Sr. Conde Drácula, diga-me, por alma de quem, é que o senhor decidiu, primeiro, abandonar esta cidade e segundo, anos mais tarde regressar?" S. Savanovic: "Hum... Primeiro que tudo, permita-me que lhe ofereça um belo copo de sangue fresco. Eu sou Conde Drácula, mas não sou mal educado. Investigador: "Ah! Deixe lá estar..." S. Savanovic: "Bom, você é que sabe... Bem, sabe, eu sou um aventureiro! E um vampiro insaciável, não fosse eu - O Senhor de todos os Vampiros! E, certo dia, depois de mais uma caçada nocturna, pensei para com os meus dentinhos: "Sava, Sava... tu precisas de sair desta cidade. Necessitas de ir à descoberta de novos vampiros, novos pescoços e novo sangue fresco!" Eis que, me surge uma ideia brilhante!" Investigador: "E que ideia é essa?" S. Savanovic: "Fazer um... InterRail!" Investigador: "Um vampiro, a fazer um InterRail... Muito bem...!" S. Savanovic: "Eu não sou um vampiro qualquer, sou: Conde Drácula! Por isso, achei que sim! Que tinha de ir conhecer novas culturas! E lá fui eu, correndo toda a Europa, passando depois, pelo Continente Americano. E foi aí que surgiu um convite!" Investigador: "Ai sim? Que convite foi esse?" S. Savanovic: "O convite, para encarnar na personagem de líder dos Volturi, no filme Amanhecer, parte 2. E aí sim, fartei-me de ganhar dinheiro! E fartei-me, igualmente, de me saciar! Vi o filme 100 vezes, em 100 cinemas diferentes. Assim, que se fechavam as portas da sala do cinema, eu tinha muitos pescoços por onde escolher! Foram tempos maravilhosos, em que fui realmente feliz." Investigador: "Hum... Um vampiro bastante versátil... Ah! Perdão! Um Conde Drácula, portanto, bastante versátil! Então, porque decidiu regressar a Bajina Basta?" S. Savanovic: "Foram as saudades da minha terra Natal e, claro, do meu moinho! O meu querido moinho, onde tanto pescoço foi mordido. Assim que acabaram as incursões por essas salas de cinemas mundiais, decidi regressar a casa, para relançar a minha vida de Conde Drácula. Vou reconstruir o moinho de raiz, construir uma enorme sala de cinema, para depois convidar os meus conterrâneos, para enormes sessões diárias de cinema. Já que tenho de viver milhares de anos, que sejam bem preenchidos com largas sessões de cinema." Investigador: "Então, não existe razão alguma, para que, os habitantes desta macabra cidade, tenham algum receio pelo seu regresso?" S. Savanovic: "Claro que não! Desde as gravações do filme, que me tornei vegetariano. Ou seja, os animais indefesos de Bajina Basta, é que têm realmente de ter medo porque, Conde Dracula, o grande senhor de todos os vampiros, rei de todos os sugadores, tem de comer. E eles, claro, serão a minha refeição." Investigador: "E existe preferência por algum tipo de animal?" S. Savanovic: "Sim, meu caro amigo... Pelos... animais.... RACIONAIS! AH! AH! AH! VENHA DAÍ ESSE PESCOÇO! AH! AH! AH!"

146


E... foi... assim... que terminou a conversa enviada por e-mail. Resta-nos esperar que o nosso corajoso investigador, se esteja a divertir à grande em Bajina Basta. Pelo menos, deverá ser por isso que não nos atende o telemóvel... Deve estar a divertir-se à grande... Aquele malandro dum raio... (Desgraçado... Que desculpa iremos dar à viúva... Que raios...) RIC

147


A Democracia& (2012-12-08 20:19) («Faço questão de facultar a seguinte informação: Devido a recentes queixas - mas construtivas - de um ou outro leitor, que os meus textos são enormes, decidi fazer um texto pequeno& Vá& foi apenas um leitor a queixar-se, o que para mim, é igual a uma multidão... Raios...») «Não! Parai! Deixai-os protestar! Deixai-os protestar, em nome da Democracia!» - Terá sido, desta forma, que o Primeiro-ministro Passos Coelho, se dirigiu aos seus seguranças, quando estes caminhavam de encontro a um pequeno grupo de alunos, que ostentavam uma tarja, com a palavra: «DEMITE-TE!» E todos os presentes na sala da Reitoria da Universidade Nova de Lisboa, situada em Campolide, exclamaram: «Ena! Este Passos Coelho é um espectáculo. Se fosse outro político de esquerda, tinha ordenado que a tarja fosse rasgada. Mas ele não! Ele, primeiro que tudo, colocou a Democracia à frente dos protestos! Este sim& é o HOMEM perfeito! Um forte - bem haja!... para este senhor, caraças!» Triste? Sim, é! Mas já se sabe como é: As pessoas por trás dizem que o governo se devia demitir, mas quando têm o Primeiro-ministro à sua frente, de carne e osso, derretem-se todos, rebaixando-se a uma marionete política que, 24 horas por dia só pensa em reduzir o défice. Só isso interessa a este senhor. Mas atenção: Ele é o maior, pois coloca a Democracia à frente de tudo.

«Mas& que raio! Então este animal agora vem falar de Política?» - Deverá estar a pensar o leitor. Calma! Convém não esquecer que isto, é: o Estapafúrdios do Quotidiano! E, como tal, tem de haver uma explicação para este súbito interesse de Passos Coelho pela Democracia. E a explicação é simples. E vem já a seguir, no parágrafo adjacente. Este pequeno grupo de alunos, tem em sua posse, um segredo de Passos Coelho. Um daqueles segredos que podem comprometer a vida do Primeiro-ministro. Especialmente, o seu casamento. Estes alunos, são habitantes de Massamá, sendo vizinhos do Primeiro-ministro. Eles têm ameaçado Passos Coelho, de contar o seu segredo à sua mulher. «E que raio de segredo é esse, porra?» - É o que está a pensar o leitor neste preciso momento, não é? Eu revelo: Passos Coelho, tem um caso com uma professora da Universidade Nova de Lisboa, há já vários anos. E, este grupo de alunos têm puro conhecimento desta relação. E ameaçam contar tudo, caso o Primeiro-ministro não destaque a Democracia, cada vez que eles o interrompem com tarjas. E como começou esta relação, entre Passos Coelho e a professora? Começou, quando ambos se encontraram no famoso casting, para entrar na peça de teatro de Filipe Lá Féria. Um casting, onde ambos (Passos Coelho e a professora&) foram reprovados pelo famoso encenador. E, depois das provas, ambos foram afogar a mágoa da reprovação, num bar, onde se embebedaram e acabaram no final da noite, no Hotel Ibis na A5 (Auto-estrada que liga Lisboa a Cascais e vice-versa. Só no caso de o caro leitor não possuir o devido conhecimento rodoviário.)... E bom& tinha mais uma série de palavras para acrescentar a este texto, mas prefiro não exagerar& Fico por aqui& E, se o caro leitor ficou com a curiosidade aguçada sobre mais pormenores deste suposto caso - entre o Primeiro-ministro e a professora da Universidade Nova de Lisboa -, apenas posso referir um muito conhecido slogan de uma série animada de super heróis que marcou uma geração: «Não perca o próximo episódio, porque nós também não&» RIC 148


www.cemiteriosonline.com (2012-12-10 22:53)

Boa noite amigo leitor, já estava com saudades minhas? Não?! Então pronto, adeus e até para a semana! AHH estava a brincar, eu também tinha saudades suas, você é um leitor espectacular sabia? Claro que sim, o RIC leva a vida a dizer-lhe isso, que eu sei... Agora que já consegui captar a sua atenção de uma forma um tanto ou quanto "graxista", vou-lhe falar sobre o estapafúrdio que vos trago hoje: Existe um novo cemitério no Equador que é o topo de gama no que toca a.... tecnologia! Pois é, este cemitério tem imagens em directo partilhadas via internet, dos seus entes queridos, de modo a que você se sinta mais próximo dos seus familiares já falecidos. "Memorial Necrópole" é um cemitério vertical, de nove andares, recentemente inaugurado numa área residencial e comercial da capital do Equador, tem capacidade para abrigar as cinzas de até 24mil mortos, instalados confortavelmente em cubículos de 35 cm3. (para umas cinzas não é nada mau...) O seu fantastico sistema de câmaras de vídeo permite aos familiares verem a qualquer momento, através do seu computador, tablet ou telemóvel, imagens das urnas do pai, da mãe, da avó ou mesmo do tetra-avô (desde que vão pagando ao cemitério de modo a que ele não aspirem as cinzas...) através da Internet.

Acha ridículo? Sem sentido? Pense assim, quantas vezes é que você não pensou, "Ahh tenho que ir ao cemitério ver a campa da minha avó, ou mudar a água à jarra do meu avô, ou até, tenho que ir lá levar umas flores para não ter aquele ar de abandonado.", tudo isso é passado, bem vindo ao futuro! Agora, à distância de um clique, você pode visitar o seu familiar, e enviarlhe um e-card com flores para que ele se sinta melhor. (até parece que estou a vender lugares lá no cemitério, mas não estou, não se preocupe, este post é gratuito, pode ler à vontade e prometo que não iremos tentar vender-lhe nada). Quer uma notícia ainda mais fantástica? A mesma empresa construtora de tal monumento informático, quer ainda construir outros cemitérios verticais similares, um dos quais, na cidade equatoriana de Guayaquil, onde ficará localizado próximo de um estádio de futebol, para permitir satisfazer o desejo dos adeptos de permanecerem próximo do seu clube depois de morrerem. 149


Fantástico não é? Imagine só, o leitor ficar próximo do campo de futebol que tantas alegrias (ou tristezas no caso dos sportinguistas, devo dizer que enquanto escrevo tal coisa eles estão a ganhar ao SLB, mas duvido que se mantenha) lhe trouxe. você podia levantar-se da campa a meio da noite e ir lá ver um jogo ou outro. Epá agora que falo nisto penso que secalhar a verdadeira razão que levou estes tipos a instalarem as câmaras de filmar no outro cemitério que construíram foi para controlarem se os espiritos saiam a meio da noite ou não!! Fabulástico, mais uma vez os Estapafúrdios do Quotidiano conseguiram descobrir a verdadeira lógica por detrás de uma notícia estapafúrdia! Palmas para nós! Antes de me despedir de si, deixo-lhe apenas a informação de algo que descobri na busca por factos para me ajudarem a escrever esta notícia, visto que agora devido a uma greve dos investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano, devido a queixas de insegurança no trabalho, temos que ir pesquisar na internet.

Em Portugal existe o site: http://www.cemiteriosonline.com/ que funciona como as páginas amarelas dos mortos, onde você pode pesquisar por "O quê?","Onde?", ou "Quem?" no que toca a mortos. Incrível o que é que se consegue fazer quando se mistura mortos com tecnologia! Obrigado um dia destes. Gil

150


O estranho caso da Prostituta em fuga... (2012-12-11 23:42) Há cerca de uns míseros dias atrás, surgiu uma noticia no jornal Correio da Manhã. O que, visto bem as coisas, não deixa de ser basicamente normal. O Correio da Manhã é um jornal. E um jornal, normalmente e salvo algumas excepções, serve para isso mesmo: para publicar notícias, fazendo-as chegar a todos os leitores que acham por bem ler o jornal. "Ah... Mas eu pensava que o jornal apenas servia para colocar no chão, para o meu cão fazer o seu xixi..." - Estarão a pensar alguns leitores deste blog. Não, não... O jornal é mesmo para ler. Eu sei que pode ser algo surpreendente, caro leitor - que possui um pequeno animal de estimação -, o facto de o jornal ser realmente para ler, mas é a mais pura das verdades. Juro! Se não acredita, por favor, tenha a liberdade de se informar. A noticia foi: "Prostituta vista a fugir de quarto de hotel". Mais tarde, alguns dias depois, surge uma outra noticia no mesmo jornal: "Homem queixa-se às autoridades, de uma Prostituta não cumprir o acordado, e acaba preso". Ninguém referiu, mas será que só eu é que consegui ver a relação entre estas duas notícias? Está na cara, que ela (Prostituta), fugiu deste homem. E, que ele (cliente insatisfeito), se queixou desta prostituta. O que, nos obrigou a enviar de urgência, um investigador ao encontro destas duas pessoas. Mas, separadamente, para que corresse tudo às mil maravilhas. Temos o diálogo registado e, achámos bem o partilhar com os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano. (Como bom cavalheiro que é, o investigador dos Estapafúrdios do Quotidiano decidiu entrevistar primeiro a Prostituta...) Investigador: "Ora boa tarde, jeitosa..." Prostituta: "Como disse?..." Investigador: "Hum... Disse apenas: Ora boa tarde!" Prostituta: "Sim, sim... Eu bem tinha a impressão que tinha sido algo do género... Sendo assim, muito boa tarde." Investigador: "Qual é o seu preço? Jeitosa..." Prostituta: "Como disse?..." Investigador: "Perdão... Estava a perguntar-lhe, o que se passou, para ter fugido do quarto de hotel, naquela noite?" Prostituta: "Pá! Nem me diga nada! Escapei a uma noite de terror! O malandro do cliente, era um raio de um psicopata! Sabe o que é que ele me queria fazer? Investigador: "Que tipo de serviço é que... Ah! Esqueça... O que é que ele queria fazer?" Prostituta: "Ele era maluco! Disse para encher a banheira com cubos de gelo, para depois fazermos sexo dentro da banheira! Disse que gostava muito do frio! Que o excitava e, que eu não me ia arrepender. Ia ser a melhor noite da minha vida! Mas eu desconfiei dele! Ele tinha a pele muito amarelada! Cá para mim, ele queria era roubar-me um rim! Ele devia sofrer dos rins e, provavelmente, até fazia hemodiálise! Tive de fugir! Ele era louco! Tenho a certeza, que ia acordar na banheira com uma cicatriz na "zona renal" e um bilhete a dizer: ’Tem calma, não te exaltes, mas eu roubei-te um rim e, acho que é melhor ires ao hospital!’. E eu pelo sim, pelo não, pus-me rapidamente a milhas! Nem sei se estaria viva para contar a história, se lá tivesse ficado..." Investigador: "Ah! Fez bem, sim senhor.. E... Já agora... Quanto é que leva por um..." Prostituta: "20¬..." Investigador: "Porra! Adeusinho, mas é!" (Passemos agora, para a versão do cliente...) Investigador: "Boa tarde! Como vai isso, caro amigo? Tudo em forma? Tudo catita?" 151


Cliente: "Acha que sim? Será que ainda não reparou, que se encontra numa prisão e, que eu me encontro preso? Que raio de pergunta..." Investigador: "Pois... Mas olhe... O meu amigo sofre de algum problema renal? Está muito amarelado..." Cliente: "Não... Estou é mal encarado. O comer da cantina hoje caiu-me mal... Mas o senhor veio até aqui para me perguntar se sofro de algum problema renal? Que raio... Investigador: "Não. Nada disso. Diga-me, o que o levou a telefonar para a policia, queixandose da prostituta?" Cliente: "Simples! Eu paguei-lhe 20¬ para ela fazer o seu trabalho e, infelizmente, ela não cumpriu com o que tinha sido acordado. Deu a desculpa mais esfarrapada do mundo!" Investigador: "E que desculpa foi essa?" Cliente: "Ah e tal, desculpe lá, mas eu esqueci-me de tomar a pílula e, por essa forte razão, o melhor é ir andando e tal..." Investigador: "E foi por isso que decidiu telefonar para a policia a queixar-se de ela ter fugido?" Cliente: "Claro! Ela ficou com o meu dinheiro! A maldita! Mas, acho que até foi bom isto acontecer!" Investigador: "Como assim?" Cliente: "Porque encontrei o amor da minha vida!" Investigador: "Ai sim?" Cliente: "Sim! O Cajó! O meu parceiro de cela. Somos almas gémeas! Encontrei finalmente a felicidade! Se eu soubesse que a minha cara-metade se encontrava aqui na prisão, já tinha enveredado pela vida de meliante mais cedo, para vir aqui parar. Ai... Estou tão, mas tão feliz, que até me apetece beijá-lo! Venha cá..." Investigador: "Guarda! Ó Guarda! Tire-me daqui! Rápido!" E foi assim, que o nosso investigador conseguiu descobrir as verdadeiras razões para que estas duas notícias tivessem surgido. Isto há lá coisas... RIC

152


12/12/12 O fim está perto... (2012-12-12 19:00) Boa tarde caros leitores, como estão hoje? Ainda vivos? Folgo em saber. É porque hoje começa a contagem decrescente para o fim do mundo& Não começou já há mais tempo pensará você? Não, só começa 10 dias antes da data, ok? Como sabe, o calendário Maia diz que o mundo irá terminar a dia 21/12/12 por isso começamos a contar hoje. Agora a maior dúvida, é o Mundo que acaba ou é só o calendário Maia? Quem saberá?! Sabemos nós! Nós, os Estapafúrdios do Quotidiano, sempre atentos e conhecedores de grandes verdades. Antes de mais, sabemos logo 2 coisas muito importantes sobre esta mesma data. A primeira, é que o calendário Maia termina a 21/12/12 porque o tipo que o criou era mantanas’ e teve preguiça para continuar a dar cacetadas naquela pedra bonita em forma de círculo, e a inventar bonecos para que aquilo ficasse bonito. Ele olhou para aquilo e disse, “Já não cabe cá mais nada, fica assim não mexo mais!” Segundo, que era suposto ser dia 12/12/12 e não 21/12/12, mas o sô Maia, tal como eu, é disléxico dos números& (Sim amigo leitor, isto existe, a dislexia numérica é uma doença que afecta muita gente, especialmente quando estamos cansados e faz com que ao escrever vários números nos enganemos no lugar onde eles devem ficar, daí ele ter posto 21/12/12 em vez de 12/12/12).

Pronto, mistério resolvido, pensa você. Mas não, não é bem assim, porque afinal a profecia do fim do Mundo, começou realmente hoje a concretizar-se. Concretizou-se para os que morreram hoje e para a centena de pessoas que achou piada à data e decidiu casar-se hoje! Para eles, acabou o Mundo! PUFF! Calma, calma, não estou a dizer que quando nos casamos acaba-se o Mundo& até porque eu sou casado e ainda tenho Mundo. Acaba-se é o Mundo como se conhece& mas melhora... ui se melhora. Mas voltando a questão do Fim do Mundo, que é por isso que estamos cá. Para várias culturas ancestrais, os Budistas, os Maias, os Chineses, os Portugueses (sim, os Portugueses também, já vai perceber) o ano de 2012 é marcado nos calendários como o ano do Apocalipse, do Fim, da Desgraça, (já percebeu agora porque é que para os portugueses, o 2012 é o ano do apocalipse?) onde iremos morrer todos ou na melhor das hipóteses, onde se separará, os bons dos maus. E os bons morrem! Ah esperem é ao contrário, onde os maus morrem! (A sério, eu gostava muito de acreditar nisto, mas vendo o estado do país custa-me a acreditar&mas vá, continuando). O dia 21 de Dezembro de 2012, será o dia da aniquilação da raça humana devido a uma inversão dos pólos da Terra o que irá provocar diversos, furacões, tufões, tornados, e tudo mais&serão tantos e todos ao mesmo tempo que os tipos que inventam os nomes não vão 153


conseguir arranjar nome para eles todos e vão ter que inventar um que dê para tudo, tipo AIMCUMCATANO&ou FONIX... Se por acaso não for assim, e o mundo não acabar nessa data, eu vou ser já o primeiro gajo a adiantar uma nova data para o fim do mundo. Ou pelo menos para o fim dos portugueses! 31/01/2013, eu sei, não é um dia bonitinho, com números a fazer pandam, nem capicuas, nem com 7 ou 9, que a malta gosta, mas é um dia que será fatídico para muitas pessoas, assim que olharem para o seu recibo de ordenado, "PUUFF" acabam por falecer... Eu sei, o texto é longo, a conversa é deprimente, mas eu garanto-lhe que se não faleceu depois de ler isto tudo, também não é dia 21/12/12 que falece, aproveite, faça uma festa e beba uma imperial que eu pago! Obrigado a todos e que os Maias estejam convosco. Não é o livro, é o povo... Gil

154


A 4ª operação de Hugo Chavez... (2012-12-13 17:06) Todo o ser humano mais informado e seguidor das notícias que assombram o nosso desgastado planeta, sabe quem é Hugo Chavez. Quem não sabe, quem é o presidente da Venezuela, que levante a mão no ar, se faz favor. Não? Nada? Eu logo vi. Todo o ser humano está embevecido do conhecimento de quem é Hugo Chavez e, o que ele representa para todos os venezuelanos... (Ou para a grande maioria. Parece que existe dois ou três malandros, que não vão muito "à bola" com "El Presidente"!)

Mas nem tudo são rosas, no mundo de Hugo Chavez. Em Junho de 2011, foi-lhe diagnosticado um cancro na zona pélvica. Que nem um guerreiro, o persistente presidente da Venezuela, nunca se deu por vencido, tendo imediatamente decretado uma luta individual contra a doença. Desde que o cancro foi descoberto, em 2011, ele já se viu obrigado a sujeitar-se a quatro operações. Esta última, em Havana, Cuba. Uma operação que durou cerca de seis horas e, que, por coincidências das mais variadas coincidências, um investigador dos Estapafúrdios do Quotidiano esteve presente, absorvendo, passo a passo, todos os pormenores da intervenção cirúrgica. E, fazendo jus ao exorbitante salário que lhe pagamos, tratou de nos enviar um e-mail, com pequenos enxertos da história desta primordial operação. (E o e-mail recebido, continha o seguinte relatório...) 10:00 - "Hugo Chavez é transportado de elevador até ao piso 3 do hospital em Havana, onde fica situada a sala de operações." 11:00 - "Depois de preparado pela equipa de enfermeiras, Hugo Chavez pede uma caneta e um papel, onde deixou escrito: Sr. Doutor, se isto correr mal e eu não acordar mais, fique sabendo que nunca mais irá ver a sua família. Boa sorte! Que tudo corra pelo melhor, obrigado." 11:30 - "O médico, após ver o bilhete, dá início à operação, pedindo à enfermeira auxiliar, o bisturi." 11:31 - "O médico, aterrorizado com o bilhete deixado por Hugo Chavez, começa a tremer e a suar muito, acabando por desmaiar. Acabou por ser substituído pelo médico assistente." 11:35 - "Depois de feita a primeira incisão, o médico pára a operação! Alegou estar na hora da bucha&" 11:50 - "Regressam todos à sala de operação, reiniciando a operação." 13:00 - "Após uma hora e dez minutos de operação, o médico afirma que sente um remoinho no estômago e, como tal, declara que está na hora de almoçar." 14:15 - "Depois de todos almoçarem, regressam à sala de operações, reiniciando a operação." 14:20 - "O médico lembra-se, repentinamente, que não tinha bebido café, fazendo uma pausa para colmatar essa falha." 15:00 - "O médico regressa à sala de operações, desculpando-se da demora, com o facto de ter encontrado no café do hospital, um velho amigo da faculdade que não via há muitos anos&" 155


16:00 - "Depois de uma hora seguida de operação, uma das enfermeiras auxiliares recorda-se que deixou a chaleira do chá ao lume, pedindo para se ausentar da sala de operações. O médico deixou, aproveitando para parar a operação, pedindo veemente, para lhe darem um snack." 17:00 - "O médico dá como terminada a operação, apressando-se a retirar-se da sala e, convidando todos os intervenientes na operação para se juntar a ele, em sua casa, para ver mais um episódio da série "Anatomia de Grey". Todos aceitaram, saindo um a um da sala de operações. Ficando, apenas, uma pessoa (cuja identidade é uma incógnita&) a suturar Hugo Chavez."

No final do dia, soube-se que a operação foi um completo êxito. O guerreiro presidente da Venezuela, já se encontrava acordado e com um excelente sentido de humor. As primeiras palavras que Hugo Chavez proferiu assim que acordou da anestesia foi: "Hum& Olhem lá! O raio do médico viu o meu bilhete? Sim? Ainda bem. Então correu tudo bem. Quando é que posso comer um Twix? É que o raio do chocolate, satisfaz realmente duas vezes! Apetecia-me mesmo um chocolatinho&". Um sinal claro, que a operação foi realmente um sucesso. RIC

156


HEY... SEXY LADY... Gangnam Style (2012-12-15 17:48) Olá amigo leitor, chamei a sua atenção não foi? Está a pensar se hoje no Estapafúrdios do Quotidiano irá haver Sexy lady’s? Enganou-se, o título foi só para lhe chamar a atenção e introduzir o texto que vos trago aqui hoje&

Quantos de nós já não ouviram o mais recente êxito de PSY – “Gangnam style”, e quantos de nós não se puseram a fazer a parva, mas divertida dança do cavalo? Vá, seja sincero, nunca fez? Não? Então e daquela vez& ? Ahh, não se lembrava não é? Pois eu vi logo! Pois é, apesar de muitos dizerem que não sabem ou que não gostam, a verdade é que o raio da música fica no ouvido. "Mas e então? Isso é uma notícia digna deste blog?" - Perguntará certamente o leitor. E eu, para não o deixar à espera, respondo já de seguida: "É sim senhor, se não fosse, não estávamos a falar disto não é? A malta aqui é profissional, sim? Vamos lá a ver!" O pior é que, esta música foi feita com o intuito de “gozar” com a malta de Gangnam, o bairro mais rico de Seul, de onde PSY é oriundo, (Ai não sabia?) andava por aí a cantar “Gangnam style”, e “Sexy lady”, e nunca se deu ao trabalho de tentar descobrir do que fala a música? Deixe-me que lhe diga que você é um pouco... como direi.... ah, já sei, PREGUIÇOSO! Vá, eu vou-lhe explicar muito resumidamente: Psy, critica a malta de Gangnam, tanto os ricalhaços, como os filhos deles e ainda todas aquelas pessoas que se armam em importante quando na realidade são uns pobretanas, daí as cenas que ele mostra no vídeo, onde nem tudo o que parece é: Quando pensamos que ele está na praia, ele está num parque; Invés de andar de cavalo a jogar polo, ele anda num cavalo de carrossel; Em vez de dançar numa discoteca toda XPTO, ele dança num autocarro; Ele pensa que dá concertos em estádios cheios de gente, mas na realidade canta na sanita; Entre outros... pronto agora que já o deixei um pouco mais culto, irei retomar a minha notícia, porque sinceramente com isto tudo tanto eu como o leitor muito provavelmente, já ficámos perdidos no texto. 157


O pior é que esta música satírica, levou à morte de Eamonn Kilbride, um britânico de 46 anos que morreu equanto tentava reproduzir a coreografia do vídeo para o aniversário da sua esposa (a chamada prenda de morrer a rir...). Os médicos pensam que a causa foi ataque cardíaco, mas os Estapafúrdios do Quotidiano conseguiram apurar toda a verdade. (como sempre, não é?) A satírica dança do cavalo, é nada mais, nada menos que uns passos de VUDU coreano, que fazem com que todos aqueles que ostentam uma riqueza superior aquela que possuem na realidade faleçam! Por isso cuidado, se você anda por aí a fingir que tem o que não tem, ou anda cheio de “caganças”, acautele-se e mantenha-se longe desta música, não vá fugir-lhe o “pezinho pa dança” e acabar por ser a 2ª vitima mortal desta música..

“Dança popularizada por Psy faz a sua primeira vítima mortal.” Um muito obrigado a todos vós, e que dança vos dê vida, em vez da tirar.... Heyy...sexy lady... HUUU HUUU HUUU HUUU GIL

158


Haja respeito pela criatividade! (2012-12-16 18:38) "Haja respeito pela criatividade!" - É desta forma que dou início a este texto. Estou claramente indignado com a escassez de respeito pela criatividade de um homem americano e, por sinal, bombeiro de uma corporação de Pompano Beach, na Flórida (EUA). Clint Pierce, de 50 anos, teve uma ideia brilhante! Mas foi, literalmente, impedido de a aperfeiçoar e, essencialmente, de a desenvolver de forma a que se tornasse extraordinariamente - brilhante! Um sinal claro, da capacidade visionária que o ser humano ainda consegue desenvolver por este mundo fora... E, neste momento, tenho a certeza que o leitor se estará a interrogar: "Mas que raio de ideia brilhante é essa?". Se, de facto, é isso que o leitor estará a pensar, então ainda bem! Trata-se de um inequívoco sinal que, consegui brilhantemente, o agarrar a este texto (Ou nem por isso. Mas achei que ficava super porreiro, demonstrar aqui uma capacidade psicológica de conseguir agarrar um leitor a um texto meu. Dá-me um ar mais inteligente! Coisa que, de facto, não tenho...)! A ideia é, de facto, até muito simples: ele criou um papel higiênico com a fotografia do presidente Barak Obama. Existe aqui alguma espécie de malvadez, para com o presidente Barak Obama? Não acredito! O que se passa aqui, simplesmente, é a escassez de mentes abertas, para absorverem a capacidade criativa de Clint Pierce. Este homem é, de facto, um GÉNIO! "Um génio, por criar um papel higiênico com a fotografia de Barak Obama? Mas que raio&" - Será certamente, o pensamento de qualquer leitor que - lá está - possua uma mente fechada à criatividade. Mas eu explico& Ai! Se eu explico& Mas apenas o faço no próximo parágrafo. Por isso, vá, toca a deslocar os olhos para o parágrafo seguinte& Ora& O caro leitor não conseguiu chegar ao "auge" da criatividade desta ideia brilhante. Mas nós sim! Os Estapafúrdios do Quotidiano está sempre atento a tudo o que se mexe, especialmente, a todas as novas ideias que vão surgindo neste mundo louco! Clint Pierce, sofria de problemas intestinais, tendo, por vezes, algumas dificuldades em conseguir "evacuar" ("Evacuar"& Uma bela de uma palavra certa, a meu ver, para definir a necessidade número 2. Um pequeno aviso: "Se o leitor, infelizmente, tiver de ser internado num hospital e, a dada altura, necessitar de pedir uma "arrastadeira" para fazer a necessidade fisiológica número 2, utilize sempre a palavra "Evacuar". Diz que é: Palavreado Hospitalar"!). Então, este criativo, achou por bem inventar um novo slogan, colocando-o por debaixo da fotografia de Barak Obama, no papel higiênico. E prepare-se, caro leitor, porque isto irá soar muito forte. Vai ser de tal forma criativo, que o vai deixar completamente, boquiaberto! Aqui vai: "YES, YOU CAN& POOP"! Feche a boca, caro leitor, que ainda entra mosca. Eu avisei-o, que isto ia soar muito forte& Ou seja, quem for à casa de banho e estiver com imensas dificuldades em "evacuar", olha para o papel higiênico, observa a fotografia de Barak Obama e, de forma imediata, se motiva para conseguir resolver este pequeno "problema intestinal". Certamente, o caro leitor não estará a conseguir aceitar esta ideia criativa. Foi com algum receio, em que um leitor do Estapafúrdios do Quotidiano não conseguisse aceitar esta ideia que, decidimos colocar um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano a servir de cobaia a este maravilhoso papel higiênico, gravando o seu próprio pensamento (Oi? Gravar um pensamento? Isto é possível? Hum& Bom! Agora, já está&). (O investigador dirige-se para a casa de banho, completamente "preso" dos seus intestinos, não conseguindo concluir a prática da evacuação e, pensa o seguinte: "Ai! Ai! Ui! Ui! Ai! Ai! Ui! Ai! Quem me manda a mim, comer o raio da feijoada! Como é que é possível, que uma feijoada me prenda os intestinos? Porra de vida! Tinha de ser diferente das outras pessoas, eu! Raiosmaparta! Irra! Ora, deixa-me lá sentar& UI! Porra! O raio do tampo da retrete está gelado, porra! Bom, deixa-me lá pensar em algo diferente, que não inclua a palavra "evacuar", senão é que não faço mesmo nada& Hum& Olha que papel higiênico mais catita, hem! Tem a fotografia do Barak Obama e tudo& está giro& E, por debaixo tem algo escrito& Y& E& S, Y& O& U CA&N... POO...P! Hum? Yes, You Can& Poop? Olha& YES, I CAN! YES& POOP! Olha, que raios! Então não é que consegui mesmo! Boa! Alegria! Festa! Tenho os intestinos, novamente, a funcionar às mil maravilhas! E nem foi preciso comer um iogurte Activia, da Danone! Bom, deixa-me lá ir à minha vidinha& Aquele Clint Pierce é, de facto, um enorme 159


génio&") RIC

160


Cuidado com os vizinhos& (2012-12-17 20:49)

Quantos de nós não tiveram já problemas com vizinhos?

Já alguma vez lhe apareceu a polícia em casa, a perguntar se estava a fazer uma festança, só porque falava um pouco mais alto, ou a uma hora mais tardia?

O seu vizinho já lhe bateu com um pau no tecto (é só impressão minha ou isto agora soou estranho), ou então no chão, a modos que a dizer: “Ohh pstoiii vamos lá a ver o barulho que eu quero dormir!”, ou será que já lhe apareceu alguém, a bater à porta, com a desculpa que as crianças querem dormir? Ou que trabalha por turnos? Claro que sim, não é?

Então hoje, o Estapafúrdios do Quotidiano traz até si um post sobre uma dessas vizinhas chatas...

Aniceta Assunção, uma senhora de 83 anos mudou-se para os Olivais, num T1 muito pacato e de repente tudo recomeçou&

Barulho, musica, colchões a chiar, cães a ladrarem, e uma ou outra pessoa a gemer!

Ela não aguentou mais a chinfrineira e começou a insultar os vizinhos em sinal de protesto: “Seu isto. Seu Aquilo! Seu filho duma ganda profissional da do sexo!”, entre outros.

Anteontem, pelas 15h00, foi o fim! Ela, uma senhora já traumatizada com o seu vizinho anterior, apontou uma arma à sua vizinha do 8º andar e “TACC, TACC”. “TACC? Não devia ser, PUMMM, PUMMM!” perguntará certamente o leitor.

Sim “TACC”, porque a arma encravou nesse preciso instante e a senhora "portadora de idosidade" (agora deve-se dizer assim para não ofender) não conseguiu despachar a vizinha que tanto a estava a incomodar.

Aniceta foi detida e agora aguarda julgamento no conforto da sua casa.

Os Estapafúrdios do Quotidiano enviaram prontamente um investigador aos Olivais para falar com a D. Aniceta e saber o que lhe passou pela cabeça: 161


-“Bom dia.” -“Bom dia só se for para si que para mim de bom não tem nada... tenho umas enxaquecas& olhe e fale mais baixo sim?” -“Ok, ok, então diga-me lá, o que se passou? Porque é que cometeu tal loucura?” -“Aii homem você sabe lá, isto é do barulho sabe, eu oiço sempre tudo muito alto, e isso deixa-me louca.” -“Ai sim? Mas conte-me, essa hipersensibilidade auditiva é desde nascença ou as dores da cabeça são fruto da idade?” -“Não filho, não é da idade? É da vida, é do passado, sabe, é que no passado eu morava no Barreiro, para os lados da verderena, não sei se conhece. E eu tinha um vizinho que fazia tantooo barulho, que dava comigo em doida, era festas, era música, era um tremendo entra e sai naquela casa, veja lá que até puxou fogo à cozinha umas 2 ou 3 vezes.” -“Ai sim? Então e você nunca tentou falar com ele e explicar que era uma pessoa doente, ou chamar a polícia para ele fazer menos barulho?” -“Sim meu filho, eu falei com ele, eu falei com a mãe dele, eu falei com a polícia, eu falei com os bombeiros, mas eles iam lá e não faziam nada, até que um dia eu fui lá e& ai até me custa falar disto& -"Calma, calma, inspire fundo e conte-nos, e o quê?" -"E ele bateu-me& snif!” -“O quê? Bateu-lhe? A sério? Bateu numa sra idosa?” 162


-“Sim, eu toquei à campainha porque não conseguia dormir a minha sesta, ele abriu-me a porta, e sem que eu fala-se deu-me 3 valentes socos na barriga e fechou a porta de seguida.” -“Incrível, e você o que fez?” -“Olhe eu mudei-me para aqui e jurei a mim mesma que nunca mais iria deixar que me fizessem mal, por isso comprei uma pistola, e sempre que alguém me insulta eu insulto de volta, e se por acaso me tentarem fazer mal eu ou espeto-as, ou dou-lhe 2 tiros.” -“Então foi isso que se passou? Estavam a fazer barulho, você foi lá, tentaram fazer-lhe mal e você defendeu-se?” -“Claro ou tem dúvidas?” -“Não, não, é só para esclarecer& muito obrigado pela sua informação e até qualquer dia... ou então não..." -“O que disse?” -“Ah agora o raio da velha já não ouve... muito esquisito... ”

E assim foi amigos leitores, a verdadeira história do incidente nos Olivais, o culpado disto tudo, afinal é o ex-vizinho desta senhora que transformou uma pacata velhota do Barreiro, numa Rseudo-Rambo dos Olivais. Até breve. GIL

163


Acorda pá! (2012-12-18 19:45) "Acorda pá! Sabes onde estás? Toca a acordar! Ai, o raio do miúdo ein! Mas o que vem a ser isto! Que falta de respeito é esta! Mas onde é que tu pensas que estás, ein? Isto é uma sala de aulas! Não estás em casa, ó! Vá! Toca a acordar, imediatamente!" - Foi desta forma, algo agressiva e pouco tolerante, com que o professor da Universidade de Stony Brook, em Nova Iorque, tentou acordar um aluno que estava completamente ferrado, a dormir, na primeira fila. Parece que o estado de sono era tão elevado, que o raça do aluno até ressonava, perturbando claramente a aula que estava a ser dada pelo professor. E, sim, o professor conseguiu acordar este aluno - após o uso de frases algo intimidantes. Mas a forma como este aluno acordou, foi o que realmente chamou a atenção ao Estapafúrdios do Quotidiano. "E porquê?" - Interrogará, algo preocupado, o meu caro leitor. Porque, o rapaz, acordou super assustado, num total descontrolo emocional, originando um elevado sentimento de preocupação, tanto no professor, como nos seus colegas de aula. E antes que o leitor volte a fabricar na sua mente uma nova interrogação, pelo facto, de este aluno ter acordado algo assustado, eu passo a explicar, mas não neste parágrafo. Não queria mais nada, não? Vá! Siga para o parágrafo seguinte, onde será tudo desmistificado, de uma forma totalmente transparente. Ora, o que se passou com este aluno, naquela sala de aula é, deveras, preocupante. Por isso, pedimos ao nosso investigador, Ambrósio Calceteiro, para se deslocar até à universidade de Stony Brook, para falar com este aluno. E, meu caro leitor... Forças do além estão intimamente relacionadas com este estranho caso. Parece que, este aluno, durante o seu sono profundo, foi perseguido por nada mais, nada menos do que: Freddy Krueger! Essa personagem desfigurada, com as suas lâminas afiadas, afinal não desapareceu! Ele está vivo! Ou melhor, está vivo, mas apenas em sonhos. E voltou a atacar! Conseguimos reunir um depoimento deste aluno, visivelmente perturbado pelo conturbado sono e aventura que, infelizmente, teve de presenciar. Desde já aviso, que tudo o que o Estapafúrdios do Quotidiano diz, fala ou delibera é, de facto, a mais pura das verdades... ou não... quem sabe...

Ambrósio - "Boa noite, caro aluno. Por favor, pare de tremer e conte-me o que se passou consigo, naquele sonho terrível..." Aluno - "Quem é você? Isto é real, ou apenas um sonho? Ou melhor, um PESADELO! Ai! Meu deus! Que ele voltou!" Ambrósio - "Hum? Tenha lá calma. Isto não é um sonho, nem um pesadelo. Isto é real! Tenha calma que não vim aqui para lhe fazer mal. Apenas, para descobrir o que se passou consigo, caro amigo." Aluno - "Ah! Bom! Está bem... Você conhece o Freddy?" Ambrósio - "O Freddy Krueger? Sim, conheço. Aliás, não. Apenas dos filmes, é claro. O que fez quem ele?" Aluno - "Ele perseguia-me no meu sonho! Ele queria matar-me! Só de ouvir aquelas lâminas, e a voz dele a rir, urinei as calças todas! Parecia mesmo real! Ele vinha a correr atrás de mim, pelos corredores da Universidade! Eu fugia, corria o mais que conseguia, mas nunca era o suficiente! Ele era sempre mais rápido que eu!" 164


Ambrósio - "Ai sim? Irra, que deve ter sido terrível! E depois? Como é que conseguiu escapar dele?" Aluno - "Olhe, quando estava quase a chegar ao fim do corredor, onde se encontrava a porta de saída para a rua, ele consegue agarrar-me! Desatei aos gritos, até parecia uma menina em aflição!" Ambrósio - "Ui! E depois?" Aluno - "Depois? Depois, comecei aos pontapés a ele, ao mesmo tempo que gritava por socorro! Mas ninguém me ouvia! Até que, comecei a ouvir um sino... ao fundo... E alguém a dizer para o Freddy me largar, senão teria de se chatear!" Ambrósio - "E o Freddy? O que fez ele? E quem era esse alguém?" Aluno - "O Freddy ria-se! E estava quase a matar-me, quando o Noddy o interrompeu, atropelando-o com o seu carro amarelo! E você pensa que isso foi o suficiente para que o Freddy desaparecesse? Engana-se!" Ambrósio - "O Noddy?& Já agora, vinha também o Bob, o Construtor e o SpongeBob, quer ver&" Aluno - "Como é que adivinhou& Como é que você sabe o que aconteceu no meu pesadelo? Será que você, está de alguma forma relacionado com o Freddy? Ai! Meu DEUS! Não me faça mal! Por favor! AJUDEM-ME! SOCORRO!" Ambrósio - "Elah! Calma! Eu estava apenas a ironizar, o facto de ter sido o Noddy a o salvar das garras de Freddy Krueger. Mas, conte-me mais&" Aluno - "Ah, Bom! Sim! É verdade! Se não calha a aparecer o Noddy e, mais tarde, o Bob, o Construtor e SpongeBob, eu não sei o que seria de mim! Ele apanhava-me e matava-me! Maldito!" Ambrósio - "Ai sim? E como é que foi essa missão de salvamento? Como é que eles os três conseguiram destronar o enorme e temível - Freddy Krueger?" Aluno - "Você está a gozar comigo, não está?" Ambrósio - "Eu? Lá agora! Era lá eu capaz de uma mesquinhez desse calibre? Nada disso&" Aluno - "Hum& Ok! Olhe, após o Noddy atingir o Freddy com o seu carro amarelo, este levanta-se e agarra o carro do Noddy, conseguindo cortar o pára-choques do desgraçado do carro. Nisto, o Noddy desata a cintilar o seu sino, ao mesmo tempo que grita por ajuda! Eis que, vindo do nada, surge o SpongeBob, que após absorver uma enorme quantidade de ácido, rapidamente o expele em direção ao Freddy! Enquanto o Freddy grita de dor, surge na sua retaguarda, Bob, o Construtor munido de uma chave inglesa, e ZÁS!, atinge Freddy na cabeça com a chave inglesa, provocando-lhe um enorme hematoma e um repentino esguicho de sangue! O Freddy desata a fugir e, até hoje nunca mais me importunou&" Ambrósio - "Ah& Está bom& Olhe, e tem conseguido dormir, depois dessa maquiavélica aventura?" Aluno - "Nem por isso." Ambrósio - "Bom! Está, portanto, explicada a razão óbvia para que toda essa história, bizarra e, surreal, tenha realmente acontecido&" Aluno - "Ai sim? Qual?" Ambrósio - "Primeiro que tudo, a falta de sono, meu amigo. Não dormir, resulta em profundas alucinações! E, segundo, o meu caro amigo precisa, urgentemente, de ajuda médica& Freddy Krueger, Noddy, Bob, o Construtor e SpongeBob! Você é louco, mas é! Vá para o raio& que& o& parta!" Aluno - "E& nesse sitio& será que é para o Freddy, fugiu?" Tenho medo& muito medo&" 165


E, mais uma vez, o Estapafúrdios do Quotidiano, consegue desmistificar o sucedido. Na verdade, esta história deve-se à falta de sono de um aluno que, devido a passar noites e noites a estudar, começa a alucinar desenfreadamente& (Não esquecer! Aqui, no Estapafúrdios do Quotidiano, não há história que não tenha uma explicação lógica&) RIC

166


Vodka salva elefantes da Morte! (2012-12-19 20:25) OLÁ BOA TARDE! Como estão hoje? Espero que bem. Eu também estou, muito obrigado por perguntar& Hoje o Estapafúrdios do Quotidiano trás a até vós, uma notícia fantástica sobre dois elefantes, que sobreviveram a um incêndio na carrinha que os transportava, graças à Vodka!

“Um acidente? Como? Transportava-os? Porquê? Para onde? Como foi o acidente? Graças à Vodka, então?” Calma, calma, eu sei que está ansioso por saber todas as respostas, mas tenha um pouco de paciência que como de costume iremos já desmistificar tudo: Ora então, os dois elefantes, um de 45 e outro de 48 anos, faziam parte de um circo polaco e iam confortavelmente no seu camião de transporte, para o seu próximo espectáculo na Rússia quando tudo começou. O drama, a tragédia, o horror& as palhas onde eles estavam deitados começaram a arder, o condutor ao aperceber-se da situação, parou o camião, abriu as portas e tirou os elefantes lá de dentro. -“Como?” pergunta você? Olhe, agarrou ao colo um a um e colocou-os na rua! (DAHH, claro que não, que pergunta) Ele abriu a porta e eles correram cá para fora&você às vezes... mas continuando... -"E o que é que o Vodka tem a ver com esta história?”, perguntará o leitor e muito bem, nós vamos já explicar-lhe: É que cá fora estavam 35º negativos, e como pode imaginar, isso é um "briol do camandro" mesmo para um animal cheio de gordura. O treinador com o intuito de os aquecer pô-los a correr, mas mesmo assim não funcionou e quando estava prestes a desistir dos animais, chegaram as autoridades com a solução (aqui vos deixo um apanhado do discurso entre o treinador e o agente IVAN RASMAPARTA): -“Ora então vamos lá a ver, o que é que se passa aqui?” -“Olhe eu vinha a andar, e quando olho pelo espelho vejo uma fumarada danada a vir lá de trás. Paro, saio do camião e vejo que aquilo lá na caixa está tudo a arder, eu vou, tiro os dois elefantes lá de dentro e para eles não comecarem a congelar ponho-os a correr. -“Você tirou os elefantes lá de dentro? Sozinho? Como?” -“Olhe, agarrei ao colo um a um e tirei-os!” -“A sério?” -“Não, claro que não, mas você é parvo ou quê? Eu abri a porta e eles saíram a correr tal não era o pânico que eles tinham.” -“Mau&vamos lá a ver a brincadeira... então e olhe lá, depois desta experiência tão traumática você acha que a melhor solução é por os bichos a correr? Um pouco cruel não acha?” 167


-“Não, não acho, estou a fazer isto porque não achei outra alternativa melhor. Ainda tentei que eles começassem a fazer o amor um com o outro para aquecerem mas eles não quiseram, por isso olhe, lembrei-me desta solução. Mas vá, você que é tão inteligente, arranje lá outra solução, sô Rasmaparta!" -“OH homem, se o que quer é aquece-los, eu resolvo isso. Vou usar uma receita que comigo resulta sempre&.”

E assim foi, o polícia mandou vir dois barris de vodka, misturada com água quente, e eles beberam tudo de uma só vez. Logo de seguida, começaram a fazer acrobacias, e a dizer que gostavam muito um do outro... e do polícia.... e do treinador... e do macaco... (sim do macaco, se é um circo há sempre macacos, não é?) até que acabaram por adormecer em conchinha um com o outro. Os paquidermes estão agora em segurança e apresentam apenas pequenos sinais de congelamento nas orelhas e nas patas, o maior problema é que agora não passam um dia sem um barril de vodka antes de dormir. Obrigado por ler e um feliz Natal. GIL

168


Bem vindo/a ao Bunker mais "In" de 2012... (2012-12-20 17:54) Bom, toda a gente sabe que estamos, vertiginosamente, a chegar ao fim do mundo, como o conhecemos. Desde o passado dia 12 de Dezembro, que entrámos numa espécie de contagem decrescente, chegando ao fim do mundo no dia 21 de Dezembro. O que, de certa forma, é algo chato para mim, visto que já comprei algumas prendas para oferecer neste Natal. Visto que, na generalidade dos casos, as prendas são abertas (ou, no caso dos petizes - completamente dilaceradas!) na véspera de dia de Natal. Ou seja, de dia 24 de Dezembro, para dia 25 de Dezembro, torna-se chato não as poder oferecer porque o mundo, supostamente, acaba dia 21 de Dezembro. Mas... Esta história impingida pela civilização Maia, apenas resulta para quem, lá está - acredita nos cálculos dessa civilização. Eu acredito que gastei o meu dinheiro em prendas e, ai dos Maias, que tenham acertado nos cálculos. Porque, sinceramente, não andei a gastar o dinheiro que tanto me custa a ganhar, em prendas, para depois o mundo acabar assim sem mais nem menos. Era o que mais faltava. Se isso se vier a confirmar, sou menino para vasculhar o Paraíso inteiro à procura de um raça de um Maia e, literalmente, o esbofetear até mais não! Bom. Passemos à noticia estapafúrdia do dia: "Produtora de filmes para adultos - Pink Visual, cria Bunker sexual para dia 21 de Dezembro." Sim! Isso, mesmo! Um Bunker sexual, para todos os meninos que acreditam e seguem o calendário Maia. Exclusivamente! Embora eu acredite na possibilidade de existir um ou outro malandro que irá, certamente, aproveitar-se da situação. O que é um Bunker sexual? Eu explico, da forma mais detalhada possível. A Pink Visual, achou bestial, construir uma arca - tal e qual, a famosíssima Arca de Noé -, para que todos os crentes de que o mundo, irá, com toda a certeza, acabar no dia 21 de Dezembro, possam acabar as suas vidas participando numa mega orgia& Normalmente, diz-se que a melhor cura para certos tipos de dor é, inegavelmente, a prática de sexo. Ora, está muitíssimo bem visto por parte da Pink Visual, esta ideia da arca - orgia. O fim do mundo, deverá ser algo doloroso de suportar, o que é automaticamente aliviado, por uma mega orgia, levada a cabo num Bunker sexual. Há que louvar, esta ideia! Tenho a certeza que nenhum participante desta orgia, se aperceberá de que o mundo, realmente, acabou. Para não variar, o Estapafúrdios do Quotidiano, achou interessante descobrir um pouco mais, sobre esta ideia de criar uma arca, apenas para passar o fim do mundo, praticando sexo. Desde já, aviso, que esta ideia me agrada bastante. O mundo a acabar e eu, a fazer algo que me deixa contente, alegre e feliz. Algo que tinha planeado para o fim do ano, durante as 12 badaladas. Assim, como o mundo acaba, aproveitava para o fazer nessa arca. Hum& Será que vou fazer parte desse grupo de malandros que aproveitará a desculpa de acreditar no calendário Maia, para participar nessa orgia de 21 de Dezembro?& Quem sabe& quem sabe& Continuando, decidimos enviar, mais uma vez, um investigador à sede da Pink Visual, para saber ao certo, como irá funcionar toda esta história. E, prezando - uma vez mais - a capacidade de espionagem do nosso investigador, ficamos, a saber, como funcionará toda a cerimônia, durante o dia 21 de Dezembro. Primeiro que tudo, a ideia de ser uma "Arca", será, para imitar a famosíssima "Arca de Noé", onde, essencialmente, era ocupada por vários animais de várias espécies. E, em cada espécie, era escolhido um macho e uma fêmea. Para assim, existir a possibilidade da reprodução das espécies. Mas, neste Bunker, a ideia de conter animais, serve o propósito da possibilidade de todos os aficionados da Zoófilia - as chamadas: BESTAS! (Derivado do tema, Bestialidade...) - concretizarem os seus fetiches mais bizarros. Por isso, sim! Irá existir vários animais. O Bunker abrirá portas pelas 11 horas, com um número de Menage à trois, onde participará José Castelo Branco, com o casal de Famalicão, famoso, pelo video caseiro realizado num hotel com o Conde. Depois, durante o dia, haverá bastantes show´s Lésbicos, para ir animando a plateia. Antes de dar inicio à orgia, existirá uma pequena recolha de sêmen para, literalmente, impedir que - resultante da Zoófilia -, surjam criaturas estranhas durante os próximos meses (Se não acabar o mundo, é claro!). E, por fim, por volta das 21 horas, dá-se inicio à tão aguardada orgia. E, se tudo correr como planeado, o mundo acabará! Ou não& 169


Para mim, isto, é, apenas uma excelente desculpa, para que a empresa Pink Visual, realize mais um filme para adultos, intitulado de: "Bem vindo/a ao Bunker mais "In" de 2012&". Pelo sim, pelo não& é melhor ficar afastado deste Bunker. Era muito mau, que o mundo não acabasse e eu aparecesse, num filme, em cenas pouco decentes& Aí sim! O meu mundo acabava (A minha namorada faria questão de tratar disso& IRRA!)& RIC

170


Um Natal sem mentiras (2012-12-21 21:24) Olá, boa noite, amigo leitor. Como está hoje? Vivo não é? Eu sabia, até porque se não estivesse vivo não estaria a ler este texto& Parece que mais uma vez o Mundo não acabou, ao contrário do que se dizia, este Mundo é mais fugidio que o MacGyver, basta darem-lhe 1 palito, 1 pastilha e um elástico e ele safa-se sempre do fim. Fantástico não é? Palmas para o Mundo! Será que afinal, isto quer dizer que é o começo de uma nova era? Sinceramente não sei. Mas os Maias dizem que sim e eu acredito neles. Até porque o meu pai é Maia, e a minha mãe sempre me disse para acreditar no meu pai! Nesta Nova Era, (não, não é o talho) os Estapafúrdios do Quotidiano, irão transformor este Mundo, um Mundo melhor e por isso neste Natal não queremos que existam mentiras na sua casa, nem das mais inocentes... Para tal, e visto que normalmente existe sempre uma criancinha em cada casa, vamos-lhe dar umas boas dicas, sobre como contar a elas que o Pai Natal não existe, não vá você correr o risco de as levar a um centro comercial e o Pai Natal de lá, contar-lhes da pior forma.... -"Da pior forma? Como assim?" Estará o leitor certamente a perguntar-se. É que parece no Reino Unido, (em Oxford e em Abingdon) existem Pais Natais demasiado sinceros e que não primam pela simpatia na hora de informar os seus filhos da inexistência do "velhote das barbas brancas". Aqui fica a descrição do que se passou por lá: A criancinha sentou-se no colo do Pai Natal e este perguntou-lhe: -“O que queres como prenda de Natal este ano?” Ela respondeu, e logo de seguida ele contou-lhe toda verdade&(da pior forma possível) -“Muito bem, então agora vais ter com o teu pai e com a tua mãe e pedes! Sim? Porque o Pai Natal não existe! E não te ponhas a chorar! Pensa assim, podia ser pior. É que sabes, neste Mundo existem pessoas más e acontecem coisas muito, muito, más, tal como as que aconteceram aquelas crianças dos EUA que foram assassinadas na escola& (Sim é verdade, houve um Pai Natal que disse isto a uma criança&) Por isso amigo leitor, evite os shoppings, e se tiver que ir lá, mantenha os seus filhos afastados dessa figura natalícia de aluguer. Mas os Estapafúrdios do Quotidiano como não querem que o seu filho fique traumatizado para o resto da vida, mas acham que ele deveria saber a verdade deixam-lhe aqui algumas dicas de como o fazer: -compre um dos livros que existem por aí. onde explica a melhor maneira de como desiludir o seu filho; -ou então vista uma t-shirt do "Cão Azul" com essa mensagem e ande com ela por casa;

171


-ou ainda se quer mesmo, mesmo, uma boa história para contar as crianças de modo a que elas aceitem que afinal de contas não é o Pai Natal que lhes dá as prendas, use esta (é a minha favorita): “Sabes filho, o Pai Natal existe mesmo, mas é que teve um pequeno problema... a fábrica dele não é na Lapónia como dizem, mas sim em Portugal por causa da mão-de-obra aqui ser mais barata. E como sabes, o Bunny Steps está a apertar com os impostos e por isso ele teve de reduzir no pessoal, e despediu alguns duendes, coitadinhos. Mas o pior não foi isso, é que com a demissão desses duendes, os outros tiveram que trabalhar mais, e fazer horas extra, e trabalhar aos fins-de-semana, e aos feriados, e por isso eles acabaram por fazer greve. Greve essa, que prejudicou ainda mais o Pai Natal, que já não estava a conseguir fazer os brinquedos todos a tempo. Mas o Pai Natal como é mágico, conseguiu convencer os duendes a voltarem ao trabalho, graças à magia da ameaça “Se não trabalhas eu despeço-te! Caga-tacos como tu com vontade de trabalhar há por aí muitos, por isso ou atinas ou vais de rena daqui para fora!” E assim os duendes voltaram alegremente a fabricar os brinquedos que ele precisava. Mas o pior veio depois, as peças para fabricar os brinquedos atrasaram por causa da greve dos estivadores, dos portos de Lisboa e doPorto. E aí é que foi o fim. O Pai Natal não conseguiu fazer os brinquedos a tempo. Nem com a ajuda de toda a sua magia ele ira conseguir cumprir os deadlines. Portanto filho, este ano, o Pai Natal sou eu e a Mamã, e possivelmente nos próximos anos que aí vêm também seremos nós a dar-te as prendas, pois segundo ouvi, ele abriu falência e os seus duendes tiveram que emigrar.”

E pronto, assim o seu filho perceberá certamente, e não irá ficar em pânico cada vez que for para a escola. De qualquer forma se por acaso acha que ele ainda não está preparado diga-lhe só: -"Sim filho, a prenda que deu foi o PAI...no...NATAL!" e nós consideramos como não sendo uma mentira. Obrigado e um feliz Natal. Gil

172


Cenas de Reverendos... (2012-12-22 20:22) Glynn Cardy, reverendo de uma igreja de Auckland - Nova Zelândia - mais propriamente, da igreja de St. Matthew -, teve a ousadia de ostentar um cartaz, em que afirmava a pé juntos, que Jesus, durante a sua curta estadia na terra, era, de facto, gay! Isto chocou a comunidade local! E, aqui, neste espaço literário onde posso partilhar tudo, no mais profundo conforto dos segredos, que ninguém irá ver, falar ou criticar (ironia... Só no caso de o leitor não se aperceber que estou a ser irónico...), posso afirmar que, eu, não sendo um fervoroso crente, mas sendo um assumido leigo no que toca ao Cristianismo, sempre desconfiei daquela fisionomia que Jesus ostentava. Aquelas vestimentas da época, juntamente, com o corte de cabelo e uma barba, a modos que, enfim... Algo não estava bem, mas o desgraçado do homem não podia partilhar a sua orientação sexual. Até, porque, isso estava reservado por Deus, para uns séculos mais tarde... Mas isto não quer dizer que o desgraçado do Jesus - que foi pregado àquela Cruz - era, de facto, gay! Quem o pode afirmar? Quem é que, tenha nascido naquela época, esteja ainda vivo para confirmar tal afirmação, por parte do reverendo Glynn Cardy? Hum? Manoel de Oliveira? Sim, anda lá perto, mas não suficiente perto. "Mas que raio. Por alma de quem, é que este reverendo (Glynn Cardy), afirma a pé juntos que Jesus era gay? Qual a razão que o levou a partilhar com a comunidade cristã de Auckland, e com o mundo, quiçá, que Jesus era homossexual? Com que bases é que ele afirma isto?" Foi o meu pensamento, assim que li a notícia. E será, com toda a certeza, o que o leitor estará a pensar neste momento. Bom, esta interrogação, levou a que enviássemos um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano ao encontro deste reverendo, para tentar saber, com que legitimidade é que ele afirma que Jesus era gay. E, mais uma vez, obtivemos uma conversa interessante, que resultará na desmistificação desta estapafúrdia notícia. Ou não! Mas isso cabe ao meu amigo leitor, acreditar na honestidade do investigador enviado à Nova Zelândia... Eu acredito! E você? (Aqui fica a conversa, entre o investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, e o polémico reverendo...) Investigador: "Reverendo, reverendo! Escute! Precisava de lhe dar uma palavrinha!" Reverendo: "Em nome do pai, do filho e do... Hum? Quem é o senhor? E, porque ousa me interromper?" Investigador: "Eu sou um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, e gostaria de lhe fazer umas pequenas perguntas, acerca da sua afirmação de que Jesus era gay?" Reverendo: "Êh, homem! Por favor, não me faça relembrar esses momentos de angústia e agonia!" Investigador: "Hum? Então? Qual é o problema? O que se passou?" Reverendo: "Eu conto-lhe tudo, para que, não seja mais uma pessoa a duvidar da minha palavra! Estava eu a preparar uma missa, descansado, na companhia de Deus, nosso Senhor, quando surge uma aparição! Era Jesus! Todo iluminado por uma forte luz branca. Eu fiquei imediatamente derretido, pregado ao chão, tal e qual, como ele - Jesus -, quando o pregaram à cruz!" Investigador: "Uma aparição? Hum& Está bem, está& E depois? O que aconteceu?" Reverendo: "Depois, Jesus olhou para mim e exclamou: «Ó Glynn, olha lá pá! Já alguém te tinha dito, o quão bonito e elegante ficais tu, nessa batina de reverendo? Eu tenho te observado e, olha, acho-te um rapaz muito elegante. Sendo eu Jesus, filho de Deus Todo Poderoso, não quereis inaugurar uma nova orientação sexual para os padres? É que, normalmente, os raiosmaparta dos padres optam pela pedofilia, o que eu reprovo, mas, nós os dois podíamos iniciar uma nova era! Uma era, em que os padres eram homo...sex& Pá! Pegavam de empurrão, estás a ver ó Glynn? Hum? O que achais? Hein? E, depois, filmávamos a cena e tal, enviávamos para todas as paróquias, espalhando assim a palavra de& não de Deus, mas sim - de Jesus! O que achas, ó Glynn? Meu bombom de chocolate e leite condensado?» Investigador: "Então, mas& Que raio& Bom, de certa forma, Jesus até tinha razão& E depois? O meu caro amigo, a modos que& prontos& sujeitou-se à vontade de Jesus?" 173


Reverendo: "Acha? Está maluco? Por quem me toma?" Investigador: "Então, mas era Jesus!&" Reverendo: "E depois? Até podia ser Deus Todo Poderoso, eu não gostei de&" Investigador: "De?&" Reverendo: "Olhe, prontos! Tem que ser! Já não aguento mais! Eu sou GAY! Mas, odeio homens de barba, com cabelo comprido e oleoso! Para mim, tem de ser um homem preocupado com a sua aparência! Que se trate! Que se cuide! E Jesus, é um deslavado! Não se cuida! Só de imaginar como estará aquilo... por debaixo daquelas vestes& até, até.. me arrepio! Ainda apanhava alguma doença má! Olhe, mas deixe-me que lhe pergunte uma coisa, ó investigador do Estapafúrdios do Quotidiano&" Investigador: "O quê?&" Reverendo: "Costuma fazer esfoliação facial? Tem a pele tão limpinha& Que tal usar aí um pesseguinho? Realçava-lhe a cara&" Investigador: "Ah! Sim& Isso, isso! Olhe& ENA PÁ! OLHE PARA AS HORAS? TENHO DE IR ANDANDO! É TARDÍSSIMO! Então adeusinho& sim&" Reverendo: "Já vai? Oh& que pena! Então, adeus. Ó coisinha sexy&" Investigador: "IRRA!" Consta que, o investigador teve de fugir a 7 pés! O reverendo Glynn Cardy perseguiu-o durante dois quarteirões, até que se cansou e para não ficar a cheirar a suor, desistiu de o perseguir. Até, porque, estava na hora de uma massagem de pedras quentes& RIC

174


O "Metaleiro" deficiente& (2012-12-23 20:49)

Mais uma notícia estapafúrdia que chega até nós - Estapafúrdios do Quotidiano -, e que nos leva a deliberar e, a considerar, a sua veracidade e importância para o meio social em que vivemos. Uma notícia que provocou uma... certa revolta interior, ao ponto, de a tentar rapidamente desmistificar. Existem notícias estapafúrdias que causam alguma estupefação, enquanto, outras, simplesmente provocam revolta. Esta é uma daquelas notícias que provoca, vorazmente, alguma revolta interior. E, como tal, era-me impossível deixar escapar a oportunidade de a desmistificar. E cá vamos, então, para a notícia estapafúrdia.

Parece que, algures pelos confins desta Europa alucinada, mais propriamente, na Suécia, existe um indivíduo, de seu nome Roger Tullgren, que adora música Heavy Metal. Bom, até aqui, tudo normalíssimo. Mas a história não se fica por aqui. Era fácil demais, escrever dois parágrafos, para dizer apenas que: «Existe um indivíduo sueco, de seu nome Roger Tullgren, que adora música Heavy Metal. Obrigado e bom dia.» Era, honestamente, básico demais. Não senhor! Isto não fica por aqui. Isto não é estapafúrdio o suficiente para trazer até este blog. Ora, além de este indivíduo sueco ser alucinado por Heavy Metal, conseguiu - de uma forma, bastante estapafúrdia - a proeza de ser considerado doente, recebendo assim um subsídio por deficiência no valor de 300 euros. E é aqui que o meu amigo leitor se interroga: «Mas, afinal, que raio de deficiência é que o homem tem, para receber um subsídio de 300 euros?» Tem a deficiência da dependência de Heavy Metal, impedindo-o de trabalhar. «Mas como é que ele é impedido de trabalhar?» - Será a pergunta que anda aos saltos no seu cérebro, caro leitor. Que nem umas pipocas aos saltos dentro de um microondas. Mas não se arrelie com estas coisas, meu amigo. Eu explico. O homem, devido à sua dependência, em 2012, assistiu a 300 concertos de Heavy Metal! Como é que resta tempo a este sueco, para realmente trabalhar? Impossível& Mas isto provoca-me revolta. E porquê? A explicação estará no parágrafo seguinte&

Se ele tem uma dependência de Heavy Metal, recebendo um subsídio por tal facto, então, eu também quero receber um subsídio. Acho que também sou um indivíduo merecedor de um subsídio. Como? Passo a explicar. Vamos lá a ver. Eu, todos os dias - sem exceção -, tenho de me levantar e, deslocar-me até à casa de banho para fazer as minhas necessidades. Pá! É uma situação realmente chata, que me impede de dormir mais. Assim, tenho menos capacidade de conseguir ser mais rentável no trabalho. Cadê o meu subsídio? Nada! Mas há mais! Ai!... não, que não há! Então, ao que diz respeito às refeições que sou obrigado a fazer todos os dias? Tenho de perder imenso tempo a tomar o meu pequeno almoço. Já para não falar do almoço? O tempo que perco em almoçar, dava perfeitamente para fazer toda uma panóplia de outras coisas. Mas& não! Tenho de satisfazer o desejo esfomeado do meu corpo. E ao jantar? A mesmíssima coisa! Ali, a comer, perdendo imenso tempo& Que injusto. Podia fazer mil e uma coisas, em vez de estar sentado à mesa, a jantar. Cadê o meu subsídio? Nada! E ainda não acabou! E o tempo que levo diariamente a escrever? Se uma «dependência de Heavy Metal», de um dia para o outro se torna uma deficiência, a «dependência da escrita» devia ser, igualmente, considerada como uma deficiência. Mas não& nada disso! E vale a pena falar da minha «dependência de internet»? Acho que não! Porque nunca vai ser considerado como uma deficiência, logo, nunca iria receber um subsídio. 175


Mas, todas as dependências que anteriormente referi, têm uma forte razão para não ser consideradas como: «Deficiências merecedoras de um subsídio mensal!». É que, basicamente, eu vivo num país pequeno, no crescente declínio para se tornar num país de terceiro mundo. Isto não é uma "potenciazinha" de país, tal e qual a Suécia, meu amigo& Subsídios por deficiência? Está tudo louco? Querias! Raiosmaparta o loiro, alto e espadaúdo "metaleiro" sueco, hein! E& tenho dito! RIC

176


Feliz Natal, Estapafúrdianos! (2012-12-24 18:08) Boa noite, ou bom dia, depende da hora que estiver a ler este texto. O que interessa é que seja BOM! E por falar em BOM, BOM NATAL para si! Tenha um Santo e Feliz Natal junto da sua família e amigos.

Hoje o Estapafúrdios do Quotidiano, trazem até si, um apanhado das maiores maluquices de Natal feitas pelas pessoas deste Mundo, mas antes um pouco de trivia, para que você, a partir de hoje olhe para a sua tão querida e bonita árvore de Natal com outros olhos& Sabia que há milhares de aranhas e insectos microscópicos que dormem’ na sua árvore de Natal? E que elas “acordam” no calor da sala da sua casa, durante as festas? E que as prendas que você tão carinhosamente colocou por debaixo dessa mesma árvore possivelmente estarão todas conspurcadas de micróbios? Fantástico não é? Mas calma, não há razão para alarme, na maior parte dos casos os bichos, que são invisíveis a olho nu, não saem das árvores, e não são nocivos para a saúde humana. (Claro na maior parte&) Mas vá, continuando, nem tudo é mau, nesta época natalícia, onde há desejos, de paz, saúde e amor, temos também as pessoas com desejos de... comida. Comida feita pela mãmã, comida essa tão fantástica que faz com que as pessoas sejam capazes de pagar, para que essa mesma comida chegue à sua mesa. Este é o caso de um britânico cuja mãe cozinha tão bem, mas tão bem, que ele não foi capaz de ir passar o Natal à casa da sogra sem ter o belo do perú cozinhado pela sua mamã. Por isso, vai pagar ¬150 a um estafeta, para ir de mota buscar o jantar confeccionado pela sua mãezinha. (Será que convidar a mãe para ir passar o Natal com eles não saía mais barato?) Um pouco mais perto de nós, em Aveiro, um grupo de surfistas organizou um evento no mínimo, diferente. Eles combinaram todos e foram apanhar a "Onda de Natal". Para participar bastava apenas levarem um fato de Pai Natal e uma prancha de Surf. Agora eu pergunto-me. E saber surfar, não? Será que bastava aparecer lá vestido de Pai Natal com uma prancha debaixo do braço e era seguro pôr-me a surfar? Aqui fica o mistério& 177


Mas o Natal é um época triste para aqueles mais desfavorecidos, por isso, uma texana que queria uma festa de Natal com tudo aquilo que tinha direito, dirigiu-se a uma superfície comercial e roubou as decorações de Natal... Visto que o Natal é um tempo de fé, alegria, amor e assim& será que roubar, não vai um pouco contra o espírito natalício? Contra o espírito natalício, é também fazer greve no dia de Natal, impedindo assim milhares de pessoas que querem ir para junto das suas famílias e não podem, porque os funcionários da Carris, CP e Refer, entre outros, decidiram que bom, bom, era não irem trabalhar. Você possivelmente, está agora a dizer, “Ah e tal, eles merecem fazer greve e mais não sei quê...” mas se está a proferir tais palavras, é porque não vai de comboio trabalhar, porque se fosse, não os defenderia garanto-lhe! Um muito obrigado para todos aqueles que diariamente fazem greves! (E que apanhem uma dor de barriga neste santo dia, que os impeça de ir trabalhar o resto da semana. Sim eu sei, estou a ser mau, mas vá, já passou&) Entremos novamente no espírito natalício... Para terminar, e porque o Natal tem outro significado quando temos crianças ou animais à nossa volta, sugerimos-lhe que caso tenha algum animal de estimação não coloque luzes na sua árvore, não vá acontecer o mesmo que aconteceu na casa de uma família Inglesa, onde o seu cão “Charlie” decidiu fazer um banquete natalício, comendo as luzinhas da árvore. O cão felizmente encontra-se bem, e no final de contas, ainda acabou por dar um pouco mais cor à rua onde mora, pois toda esta semana têm aparecido “cocós” luminosos no passeio. Esta notícia podia ter tido um trágico final, pois como vos disse logo ao início as nossas árvores estão cheias de micróbios, o que lhe valeu é que pelos vistos, também não são nocivos para animais.

"Hoje foi fraquinho", pensará você. Pois foi, mas pense assim, é Natal, não vamos criticar, e visto que todos nós gostamos de receber prendas, dê-nos uma prenda também. Escreva um comentário, nem que seja para nos desejar um Feliz Natal! Os Estapafúrdios do Quotidiano desejam-lhe um FELIZ NATAL, junto da sua família (ou pelo menos daqueles que não precisem de usar transportes para chegar à sua casa), dos seus amigos, e animais de estimação. Amanhã estaremos de folga, mas voltaremos 4ª com mais uma dose de notícias estapafúrdias prontas a serem desmistificadas! GIL

178


A luta de Bento XVI... (2012-12-26 13:52)

Todos sabemos que uma das batalhas com que a igreja tem travado mais ao longo dos anos é, de facto, contra a Homossexualidade em geral. Tanto no lado feminino, como no lado masculino. Mas porquê? Não deveria a igreja progredir, juntamente, com a sociedade durante os anos? Não deveria, provavelmente, a igreja se adaptar aos tempos modernos? Uns dizem que sim. Que deveria, enquanto outros (obviamente os católicos, crentes no Cristianismo) acreditam que a igreja tem, obrigatoriamente, de rejeitar esta monstruosidade que a natureza criativa do homem foi construindo ao longo dos anos. Mas porquê? Tenho a certeza que, se o Papa Bento XVI, ou melhor - a igreja, viesse a público admitir que a Homossexualidade era aceite pelo Clero, aí sim, era o fim do mundo! Pessoas que se revoltariam contra a igreja, caindo em desgraça. Não esquecer, que muita alminha andaria perdida neste mundo se não fosse a igreja. Eu bem observo esse facto, quando saio à rua, e dou de caras com uma multidão, empenhada, a cantar desalmadamente no interior da Igreja do Reino de Deus cá do sítio. E, normalmente, são quase todos Brasileiros. Não se deve julgar as pessoas pelo seu aspecto, mas quase que apostava um testículo, em como, quase todos aqueles rouxinóis seriam almas perdidas neste mundo, se não fosse a Igreja do Reino de Deus a dar-lhes a mão. A mão e o cesto& para eles colocarem umas moedinhas e, quiçá, umas notinhas& Avancemos& Mas este tema, de facto, e de certa forma, intriga-me. Porquê tanta aversão por parte da igreja, para com os homossexuais? Bom, eu descobri algo. Algo que irá com toda a certeza alterar o ponto de vista de algumas pessoas e, ao mesmo tempo, explicar o porquê de tanta aversão pela homossexualidade. Recentemente, sua eminência - o Papa Bento XVI, editou um livro. Um livro que trouxe à discussão na praça pública, o facto de ele referir no dito livro que, no presépio não existia nem vaca, nem burro. Esta afirmação, gerou uma onda de estupefação no mundo. Natural... Não fosse esta afirmação ter sido proferida pelo alto dignitário da Igreja. Ao fim de tantos anos, depois de milhões e milhões de vezes terem sido recriados vários presépios de Natal, contendo a dita vaca e o dito burro, vem agora ser desmentido pelo próprio Papa, a existência de tais animais, no presépio. Certamente, várias pessoas devem ter afirmado: «Porra! Agora é que dizes? Se eu soubesse disso mais cedo, não tinha gasto rios de dinheiro numa vaca e num burro só para completar o presépio lá da terra. IRRA! Andei eu, a alimentar os bichos para que tudo fosse o mais real possível, e afinal nem existia, nem vaca e nem burro. Raiosmaparta& Isto de ser Presidente da Junta, não é nada fácil.» E, como terá o Papa Bento XVI, adquirido o conhecimento sobre este, muito importante, pormenor? Foi o que nos levou - Estapafúrdios do Quotidiano - a procurar por respostas. E, para isso, tivemos de tomar a difícil decisão de prescindir de um investigador, obrigando-o a viajar no tempo até ao passado. Mais propriamente, até à noite fatídica, em que Jesus nasceu. O nosso investigador mascarouse de Rei Mago, conseguindo penetrar assim no presépio. E, meu amigo leitor, ele afirma que sim, o burro e a vaca estavam lá, juntamente, com Maria e José - famoso carpinteiro! Diz que o homem fazia milagres com a madeira. Por isso, mais tarde, se tornou São José, o Santo Padroeiro dos Carpinteiros. Tomara o IKEA, possuir um carpinteiro com as habilidades de São José. Tomara& Bom, o nosso investigador, descobriu algo surpreendente. Parece que, afinal, a razão para que Bento XVI queira afastar o burro e a vaca do presépio é, porque o burro não era um burro, mas sim - uma burra! E diz que, o nosso investigador apanhou a burra e a vaca, atrás do celeiro - onde estava instalado o presépio do menino Jesus -, em pleno acto sexual. SIM! A vaca e a burra, mantinham uma relação secreta. Diz que, foi uma imensa vergonha para Deus, quando se veio a descobrir o que se passava atrás do celeiro, enquanto o seu filho vinha ao mundo! «Uma vergonha! Um ultraje!» - Gritavam os outros dois Reis Magos, enquanto a vaca e a burra se apressavam a fugir! 179


E é assim, que se descobre a forte razão, que levou Bento XVI a tentar esconder esta história, afirmando que o burro e a vaca não faziam parte do presépio do menino Jesus. E, igualmente, a razão porque a igreja odeia, repudia e demonstra tamanha aversão pela homossexualidade existente neste mundo. A história já vem de trás, meu caro leitor. Claro que, daqui para a frente, isto poderá levar a que eu seja perseguido pelos serviços secretos da igreja. Mas é um pequeno preço a pagar por divulgar a verdade! O Estapafúrdios do Quotidiano, é o Wikileaks cá do sitio... (Mas reparem, que tive o cuidado - ao longo do texto - de colocar o nome de Bento XVI, sempre em itálico, demonstrando assim, o mais sincero respeito pelo alto dignatário da igreja.) RIC

180


ONE POUND FISH! (2012-12-27 14:38)

Olá amigos Estapafurdianos! Como estão vocês hoje? Esse Natal que tal? Espero que bom! Venha de lá a festa da passagem de ano que é isso que se quer agora! E por falar em festa, hoje os Estapafúrdios do Quotidiano trazem até si histórias de pessoas cujo trabalho é uma festa, ou pelo menos, que se divertem bastante enquanto trabalham... Após uma exaustiva pesquisa levada a cabo pelos nossos investigadores, concluímos que, empregos onde as pessoas cantam, ou pelo menos fazem melodias, rimas ou quadras são os mais animados e melhores para atrair a clientela. Fantástico, não é? Como é que conseguimos concluir tal coisa? Já reparou no quanto se divertem os cantores a trabalhar? Aquilo é festas, digressões, orgias, groupies, etc.. E por isso mesmo é que existem pessoas nas mais variadas profissões, que optam por chamar a atenção dos clientes dessa forma. (Eu creio que seja na expectativa de também terem groupies, festas e assim... Imagine lá uma groupie de um vendedor de farturas, ali de feira em feira, sempre atrás dele. Era uma alegria!) Aqui ficam alguns exemplos: - o vendedor de castanhas que grita enquanto chocalha a caçarola : "OLHÁÁ CASTANHA ASSADA!!! QUENTES E BOAS!!!", - o vendedor de gelados na praia enquanto aperta a sua buzina (FOOOGUIII, FOOGUIII) : "OLHÓÓÓ GELADO! É PRÓ MENINO E PRÁ MENINA!!" - ou ainda o vendedor de bolinhas de berlim que diz umas rimas apimentadas para atrair a maralha : "As bolinhas do Manel são mais doces do que o mel!", "Quem a minha bolinha provar nunca mais a vai largar.", "As bolas do meco são boas como o caneco". Mas hoje em dia as rimas já não chegam, há que inovar! E foi isso que um paquistanês chamado Muhammad Shahid Nazir fez. Ele surpreendeu tudo e todos ao entrar no top britânico com um novo êxito sobre... Venda de peixe! "VENDA DE PEIXE? WTF!" Estará o leitor a pensar. Se não está, devia! Pelo menos foi o que eu pensei quando li tal notícia... Ora portanto, a música é nada mais, nada menos que o modo que Muhammad usava para atrair os clientes para a sua banca de peixe no mercado de Londres, só que lá está, tal como o Gangnam Style, foi parar ao Youtube e deu origem a um novo fenómeno mundial.

IFRAME: http://www.youtube.com/embed/ETSl8gWsFZ0

A letra em português traduz-se assim : "Vamos lá senhoras, vamos lá senhoras. Peixe de uma libra... Muito bom e muito, muito barato. Peixe de uma libra, PEIXE DE UMA LIBRAAA..."

Mas deixe-me que lhe diga, esta música, que em Português parece extremamente pirosa, em Inglês também não parece lá muito melhor. Mas se incluirmos um pouco do sotaque indiano (tipo especiaria) fica bastante engraçado. Foi isso que fez com que Muhamed conseguisse gravar um videoclipe e entrasse no Top 40 do Reino Unido, em apenas duas semanas.

Mas segundo o que os Estapafúrdios do Quotidiano conseguiram descobrir, nem tudo são rosas na vida de Muhammed. Alguém dentro do governo foi à banca dele e comprou 2 robalos estragados e como forma de vingança, não lhe renovou o visto, o que fez com que ele tivesse que voltar para Punjab, no Paquistão, para junto da sua mulher e 4 filhos, de quem ele pensava que já se tinha visto livre. 181


Moral da história, está farto do seu emprego? Quer angariar mais clientes para o seu negócio? Quer ser um êxito do Youtube? Deixe-se filmar a cantar enquanto trabalha... Pode ser que tenha sorte! Eu vou tentar a minha: (Leia isto com a melodia do Gangnam Style): HEYYYY CLIENTELAA, HU HU HU HU HU, Aluguem um pópó.. HEYYY Donzela, HU HU HU HU, não seja totó..." (Alguém filmou isto? Não? BOLAS!) Um muito obrigado a todos. Caso não consigam ver o vídeo que pus, aqui fica o link para o vídeo original (com o Sr. a vender no mercado) e o videoclip oficial: http://www.youtube.com/watch?v=m _Jvo7U39-A http://www.youtube.com/watch?v=G _miGclPFGs OBRIGADO A TODOS! MUITO OBRIGADO! MUITO OBRIGADO! VOLTE SEMPRE! VOLTE SEEEMPREEE!! (melodia: one pound fish) GIL

182


Nem o Pai Natal se "safa" da multa... (2012-12-28 16:27) "É natal, é natal, lá lá lá!" - Seguia, alegre e contente, um Pai Natal no seu camião iluminado, quando acontece, surrealmente, algo que ninguém esperaria. O Pai Natal, acaba multado. E... pronto. Era isto. Obrigado e bom dia! Não, não. Vamos lá contar mais uma história estapafúrdia. Mais uma vez, uma história vinda do estrangeiro, mais propriamente, da Austrália, esse país de Cangurus e, de Crocodile Dundee! O mítico! O famoso caçador de crocodilos, que possuía uma enorme faca! Aliás, acho que se pode até considerar como: "Facalhão"! Aquilo metia medo e, ao mesmo tempo, uma enorme inveja em crianças como eu, que desejava (Naquela altura, agora não. Tenho mais em que pensar...) a todo o custo andar por aí, a esquartejar crocodilos como se não houvesse o amanhã. Ah! Espere.. Desculpe lá, caro leitor, este desvio repentino ao estapafúrdio que me propus partilhar consigo hoje. Mas...Crocodile Dundee é, de facto - Crododile Dundee... Voltemos ao Pai Natal. Então, diz que sim. Que o desgraçado do barbichas foi multado, quando fazia a sua - anualmente tradicional - viagem pelas ruas de Ipswich, Austrália. "Multado? Porquê? Não trazia cinto? Não tinha o seguro e inspecção periódica em dia? Faltava o Imposto de Circulação obrigatório?" - Será, obviamente, o que o meu amigo leitor estará a pensar neste momento. Nada disso... O desgraçado do Pai Natal, circulava (no entender do policia que o multou!) com excesso de iluminação no seu camião natalício. Parece que a polícia australiana é, de facto, muito ríspida. Fazem por cumprir ao máximo a lei, excluindo o facto de ser Natal, para perdoar uma tradição natalícia como esta. Mas o que será que se passou, naquela noite, em Ipswich?Pedimos a António Labrego (Investigador do Estapafúrdios do Quotidiano), que se deslocasse até esta cidade, recolhendo testemunhos de alguém que tenha presenciado esta situação e, que nos facultasse toda a informação sobre o que realmente se passou. E assim o foi... António Labrego: "Ora viva, amigo. Como vai isso?" Clive Dundee: "Olá... Queres comprar uma faca igual à do Crocodile Dundee? É baratinha..." António Labrego: "Han? Eu? Não... Deixe lá estar..." Clive Dundee: "E um Canguru? Tenho um monte deles em casa. É baratinho..." António Labrego: "Oh... Amigo... Isso não será ilegal?" Clive Dundee: "O quê? O que foi? O que se passa?" António Labrego: "Você tentar vender-me facas e cangurus..." Clive Dundee: "Eu vender-lhe o quê? Está maluco ou quê? Olha-me este..." António Labrego: "Ok... Está certo... (Olha, este é Bipolar... Calha-me com cada um!) Olhe, amigo, eu só queria que me falasse sobre o que aconteceu. Porque é que o camião do Pai Natal foi multado?" Clive Dundee: "Ui! O camião do Pai Natal... É verdade, ele foi multado por excesso de luzes. Ele abusou este ano. Gerou-se o terror!" António Labrego: "O terror? Como assim? Então não foi apenas uma multa por excesso de iluminação?" Clive Dundee: "Pá! Foi o pânico geral! Estávamos todos, como é habitual, nas bermas dos passeios, à espera que o camião passasse, quando, de repente, começámos a ouvir uma onda enorme de gritos a vir do fundo da rua. Ao mesmo tempo, começámos a ver pessoas a correr na nossa direcção, gritando: Salve-se quem puder! Fujam!" António Labrego: "Mas fugir de quem? Da polícia? Não estou a entender nada!" Clive Dundee: "O meu amigo tem a certeza que não precisa de uma faca à Crocodile Dundee?" Antonio Labrego: "Pá! Não... Avancemos?" 183


Clive Dundee: "Ok... (Mau feitio, IRRA!) Olhe, eles vinham a fugir, porque o camião tinha uma quantidade de tal forma excessiva de luzes, que gerou um campo electromagnético à sua volta, atacando as pessoas que assistiam à chegada do camião." António Labrego: "E que tipo de ataque provocou esse campo electromagnético às pessoas?" Clive Dundee: "Olhe, era pessoas com ataques epilépticos, outras pessoas a apanharem choques fortíssimos, alguns até diziam que parecia que tinham sido picados por um PeixeAranha, tal a dor que sentiam! Foi a loucura!" António Labrego: "E o meu caro amigo? Conseguiu escapar ao campo electromagnético?" Clive Dundee: "Consegui! Porque, surgiu um cliente e fui para detrás de um prédio vender-lhe duas facas à Crocodile Dundee e um Canguru. Por falar nisso, o meu amigo tem a certeza que não quer um Canguru? É baratinho, asseguro-lhe!" António Labrego: "Porra! Você é irritante, homem! Não quero nada disso! Ainda faço é queixa de si... Irra!" Clive Dundee: "Hum? Porquê? O que é que eu fiz? Que raio..." António Labrego: "A tentar vender-me facas e Cangurus!" Clive Dundee: "Eu?! Está maluco, ou quê?" António Labrego: "Pá! Esqueça! Adeus!" Clive Dundee: "Então... adeus! Olhe... Já lhe falei dos Cangurus que tenho para venda?" António Labrego: "Dass..."

E assim, mais uma vez, graças ao elevado desempenho e capacidade investigadora dos nossos colaboradores, conseguimos desmistificar esta história da multa ao Pai Natal. Ao fim ao cabo, 33¬ de multa por ter provocado tantos danos, pode-se dizer que até foi uma pechincha para este Pai Natal Australiano. RIC

184


A época natalícia é tempo de dar& (2012-12-29 14:18) Ora boa tarde! Como está o meu amigo leitor neste sábado chuvoso? Ou de sol? Não se percebe lá muito bem, não é? Você a esta altura estará certamente a pensar: “FDP do S. Pedro, está-me a lixar a passagem de ano e eu a ver!”. Pois é, eu percebo, eu estou a pensar o mesmo. Mas pronto, anime-se! Nem tudo é mau. Estamos na época natalícia, onde o importante é dar e receber. Mais dar que receber, claro. - “DAR? MAIS AINDA? Já não chega aquilo que eu dou ao Estado ainda querem que eu dê mais?” Calma, não se exalte. Dar nem sempre é sinal de sofrimento, aliás a maior parte das vezes, dar é algo que fazemos com gosto, por prazer. Que o digam os cerca de 100 fãs de uma actriz porno (Uta Koheku) que atenderam ao seu pedido de lhe enviarem nada mais, nada menos que& sémen. Este pedido que parece um pouco estranho, para ela será de grande utilidade... “Ah, ela quer engravidar e precisa de sémen." Pensará certamente um leitor com um elevado sentido prático! Não, engana-se. Esta actriz pornográfica japonesa pediu esta generosa doação para a filmagem da sequela do filme «Colecta de Sémen.». Uta (atenção, não estou a insultar a senhora, ela chama-se mesmo Uta), usou a sua conta no Twitter para pedir aos seus fãs que enviassem «provas» do seu amor por ela, para posteriormente serem usadas no filme. E assim foi! Em menos de 10 dias os seus fãs enviaram-lhe a maior forma de amor que um homem pode dar: um filho! (Mas num frasco, pronto para ir ao forno. O fantástico forno feminino, o útero, sempre pronto para gerar bebés.) Uta Koheku (é só a mim que este nome faz lembrar “Puta cu é cu”? Se calhar é. Peço-lhe desculpa pela linguagem ordinária caro leitor) publicou ainda uma foto (que poderá visualizar em baixo) cercada das “doações” e disse que iria cuidar dos presentes como se fossem os seus próprios filhos!

Voltando agora à parte fulcral da questão, o que irá ela fazer com tais oferendas? Terá que esperar que saia o filme «Colecta de Sémen 2». 185


Se esta notícia é um pouco nojenta? É sim senhor! Se iremos ver o filme? É pouco provável! Se o que está aqui é verdade? É a mais pura das verdades! Se estou a ser parvo? Estou sim senhor! Se você também não está a ser muito inteligente a ler isto tudo? Não está, não senhor! Se mesmo assim ainda está a ler? Está?... Oi?? Está aí alguém?? Ora, adeus. GIL

186


Olhóóóóóó& Burlãooooo! (2012-12-30 17:57)

(Atenção! Notícia de última hora: "Este texto é grandinho... É recomendado, fazer uma pausa a meio do texto, inspirar, expirar, e regressar à leitura...")

Bom, o nosso país é, aos olhos da Europa e, claro, do mundo inteiro, um país pequeno, com pouca capacidade económica para se bater com a maioria dos países da Europa. Mas, existe algo que nos distingue da maioria dos países europeus. «O Turismo! Claro! Só pode ser&» Será o pronto pensamento do leitor («Denominação de Leitor: Pessoa que acha por bem, perder imensos minutos da sua vida a ler os textos do Estapafúrdios do Quotidiano. O que, de facto, é uma enorme perda de tempo. E, só por isso, caro leitor, quero enviar-lhe um enorme abraço de solidariedade. Eu sei que, por vezes, será bastante doloroso perder tempo com leituras deste tipo. Digo isto, porque é o que me acontece quando releio os meus textos. Demasiado doloroso. E, lamento, igualmente, este parênteses longo e completamente - desnecessário. É por demais doloroso& Perdoe-me...»). Nada disso! Somos um povo extremamente solidário. Basta, para isso, observar, como o Português adere a campanhas de solidariedade. O problema é não possuir lá grande imaginação, quando tem de escolher o que comprar, nos Hipermercados, quando nos dão um saquinho à porta, para ajudar o Banco Alimentar. Resulta sempre bem, um quilo de massa, um pacote de bolachas Maria (Consideradas, por algumas pessoas, as melhores bolachas do mundo! Confere!) ou então um pacote de leite. Bom, não interessa! Somos solidários! E, nesse aspecto, eu tenho muito orgulho do meu país! Então, não é apenas no Turismo e, no facto, de sermos um povo solidário, que nos distingue dos outros povos da Europa e, quiçá - do mundo! Somos extraordinariamente, bons: a formar Burlões!

Se o caro leitor fizer uma pequena pesquisa pela internet, verá que, existiu ao longo dos anos, uma considerável legião de burlões formados em Portugal. Burlões, de todo o tipo. Burlões com diferentes estilos de actuar, mas sempre com o meu propósito: Burlar! «Uma vez, burlão, para sempre - burlão.» - Como prova desta afirmação, proponho ao leitor, abrir o seu Browser preferido, usar o seu motor de busca habitual, e digitar o seguinte nome: João Vale e Azevedo. O advogado mais burlão de que há memória. E, como já não conseguia praticar o seu hobby preferido em Portugal, partiu para Londres, prolongando assim, o seu «dom» burlesco. Mas há mais& Ai não, que não há& Conhecei - o caro leitor - o mais recente burlão português, de seu nome: Artur Baptista da Silva? E que tipo de burla é que ele é perito? Então, Artur Baptista da Silva deu várias entrevistas à comunicação social, apresentando-se como coordenador de um suposto Observatório Económico e Social criado no âmbito do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), informação que se veio a revelar falsa. Portanto, mais um vigarista! Um Mestre, na arte de burlar, não apenas o comum humano, como várias identidades de comunicação social. Dar entrevistas, e ninguém se aperceber que este senhor já esteve preso por atropelar duas pessoas numa passadeira e, que não era quem dizia ser, leva-me a interrogar a capacidade profissional das pessoas que gerem os meios da comunicação social, onde deu várias entrevistas. 187


Como sempre, os Estapafúrdios do Quotidiano, enviaram um investigador, para fazer o quê? Isso mesmo& investigar as origens deste senhor. E descobrimos algo& fantástico. Imagine o caro leitor, quem é que foi colega de escola deste indivíduo? Hum? Não chega lá? Então eu ajudo. Só porque sou uma pessoa& vá& porreira. Nos idos tempos de escola, este senhor foi colega de turma de: João Vale e Azevedo! E, neste momento, está o leitor a exclamar bem alto: «EISH! PORRA! NÃO PODE SER! NÃO POSSO! NÃO ACREDITO! ESTÁ TUDO EXPLICADO!» Ou então, estará a pensar: «ESTE GAJO É DOIDO! ISTO NÃO FAZ SENTIDO NENHUM&» Qualquer dos dois pensamentos, eu considero adequado. Mas, peço-lhe, siga pelo primeiro pensamento. É mais giro, e permite que eu continue, de seguida, com um pequeno diálogo entre uma professora destes dois burlões, e o nosso investigador. E, neste momento dispara o leitor: «Porra! O texto já vai longo, e este "gajo" ainda vai escrever um diálogo entre uma professora e o investigador do Estapafúrdios do Quotidiano. Raio que o parta&» Não seja assim, caro leitor& Investigador: «Boa tarde, dona Natércia. Como vai isso?» Professora Natércia: «Vai indo& Ou melhor, vai mal! A idade não perdoa e já não me permite grandes aventuras&» Investigador: «Sendo assim, prometo que serei bastante breve, até, porque, os nossos leitores são um pouco preguiçosos, no que toca a ler& Diga-me, a dona Natércia foi professora de João Vale e Azevedo e Artur Baptista da Silva? Como eram eles naquele tempo? Davam-se bem, os dois?» Professora Natércia: «Oh meu Deus! Do que você me foi lembrar, homem. Eles fizeram-me a vida negra! Já em petizes, demonstravam uma arte em burlar, acima da média! Eu até afirmava, em conversas com as minhas colegas professoras, que eles teriam perfil para um dia serem políticos e, quiçá, até Ministros. Ou Presidentes da República! É tudo da mesma laia!» Investigador: «Ai sim? E mais? Que tipo de burlas é que eles faziam na escola?» Professora Natércia: «Olhe, o meu amigo tem que idade? É bem jeitoso, sabia? Eu tenho uma neta que embirra em não assentar. Não quer ir beber um cafézinho com ela, um dia destes? Hum?» Investigador: «Ah& Sim, pode ser. Adiante& Que tipo de burlas é que eles praticavam na escola?» Professora Natércia: «Olhe& homem jeitoso. Eles conseguiam enganar os colegas, ficandolhes com o leite de chocolate e o pão com chouriço do lanche. Afirmavam, que, se os colegas lhe dessem o lanche, eles conseguiam assim, negociar com o Pai Natal, para que no Natal, os 188


colegas conseguissem ter todas as prendas que pretendiam. A verdade, é que os sacanas dos pirralhos, conseguiam sempre arranjar maneira de o Pai Natal dar o que os colegas queriam no Natal.» Investigador: «E o que é que os pirralhos pediam no Natal?» Professora Natércia: «Férias de Natal. E, não é que as tinham sempre? Até metia impressão, a capacidade daqueles dois em burlar! Eram verdadeiros profissionais! Sempre disse que aqueles dois, iam longe& Uma vez, conseguiram enganar-me, vendendo-me umas peças de vestuário para eu usar no futuro. Dei-lhes apenas 1000 escudos, e eles prometeram arranjarme umas saias exclusivas de um estilista estrangeiro.» Investigador: «E& como ficou essa história? Sempre teve as saias?» Professora Natércia: «Claro que não. Eles disseram que devido a problemas logísticos, as saias ficaram presas na alfândega. Mas que iam tratar do assunto, para eu não preocupar.» Investigador: «E trataram do assunto?» Professora Natércia: «Não sei. Entretanto, meteu-se as férias de Natal e nunca mais os vi& Olhe, quer o número da minha neta? Ela pesa cerca de 150 quilos, mas garanto-lhe que é uma excelente dona de casa!» Investigador: «Hum& Deixe lá estar isso&» RIC

189


CUIDADO QUANDO FOR AO SHOPPING! (2012-12-31 18:35) Boa tarde caro leitor. Hoje os Estapafúrdios do Quotidiano trazem até si, mais uma notícia sobre o mundo animal. Desta vez, vinda directamente de onde vem quase tudo que se vende em Portugal, da China! Hoje iremos desmistificar a causa do rebentamento de um aquário gigantesco num centro comercial (sim leu bem, você sabe que os chineses gostam de inventar) no passado dia 18 de Dezembro.

“Ah! Mas essa notícia já é antiga!”, pensará o leitor. Porque o nosso leitor é uma pessoa que pensa muito. Mas as vezes pensa mal. Pois só pensa que a notícia é antiga, não pensa no trabalho que dá enviar um investigador para a China, para tentar desvendar tal mistério e esperar que ele envie os resultados da pesquisa... Nem pensa nos custos que nós temos que suportar. Sim, porque os nossos investigadores quando se apanham no estrangeiro gastam dinheiro à bruta e depois desculpam-se sempre com: “Os leitores dos Estapafúrdios do Quotidiano merecem sempre que se apure os factos até ao mais ínfimo pormenor.”. Mas pronto, continuando... Desculpe lá o meu desabafo. Sabe, isto é da crise. E quando nos sai do bolso custa sempre um pouco. Sem mais demoras, aqui vos deixamos o relatório que o nosso investigador nos entregou, após uma entrevista ao funcionário que estava de serviço nesse dia no aquário do “Orient Shopping Center" : -“Bom dia. Ora então conte lá o que é que aconteceu aqui?” -“Ai, nem me fale nisso! Só de me lembrar fico logo com os pés molhados. Eu bem os avisei! Eles deviam ter criado divisórias&” -“Divisórias? Então como assim?” -“Sabe, é que o nosso aquário tinha uma vasta diversidade de peixes, várias tartarugas e alguns tubarões, mas estava tudo à mistura. E esse é que foi o grande problema& Esta panóplia de vida animal foi o que provocou o rebentamento do aquário. -"Ah sim senhor! Uma panóplia... A malta na China fala caro!" -"Ah, ah, engraçadinho! Quer que conte o resto ou não?!" -"Peço desculpa. Faça favole! Ups, faça favor..." -"Ok- Portanto, ao que parece, houve uma desavença lá dentro, sobre quem iria organizar o Natal deste ano. E como não conseguiram chegar a um consenso, os tubarões desataram à barbatanada aos peixes, os peixes começaram a dar com a cauda nas cabeça das tartarugas, e as tartarugas atiravam-se aos tubarões feito Tartarugas Ninja ao Shredder (para quem não 190


sabe, o Shredder é a personagem malévola das Tartarugas Ninja) atiravam a carapaça umas das outras contra os tubarões.” -“Epá mas que grande rebaldaria.” -“Ah, pois era! E foi aí quando tudo aconteceu! Uma das tartarugas falha o alvo, acerta com a carapaça em cheio no vidro do aquário, o vidro estilhaça, vem um tubarão martelo e SPAHHH!!! Parte-se o gigantesco vidro& Era água por todo o lado, os tubarões a tentarem molhar-se para sobreviverem, as tartarugas a tentarem fugir pelas portas de emergência, os chineses a apanharem os peixes que estavam no chão para levarem para casa, para o jantar. Era uma confusão como nunca tinha visto, nem quando saiu o novo iPhone, veja lá!” -“Pois, imagino. Então e agora já começaram as obras de reconstrução?” -“Não, o aquário já não será aberto novamente. É que, sabe perdemos muitos animais e os que não perdemos estavam traumatizados, portanto agora iremos abrir um restaurante de sushi.” -“SUSHI? Mas isso não é Japonês?” -“Sim. E então? Vão-me dizer que em Portugal não comem sushi, quer ver? Acha que íamos jogar estes peixes todos fora?” -“Sim, ok, tem razão. Desculpe lá qualquer coisinha e muito obrigado.”

E assim foi, caro leitor, mais uma vez os Estapafúrdios do Quotidiano conseguiram apurar toda a verdade escondida por detrás da notícia. Se gostou da notícia e quiser fazer um donativo para nos ajudar a pagar as despesas deste nosso agente, envie-nos uma mensagem e nós entraremos em contacto para dar o nosso NIB. Muito obrigado a todos e tenham umas “boas entradas”. (Epá eu sei, já tinha terminado, você estava aí todo contente a pensar, até não custou muito, mas vou ter que lhe falar sobre esta expressão). Boas entradas? Mas que tipo de entradas? Estamos a falar do tipo sexual? Ou do tipo capilar? É que se é capilar nunca é bom. Se for do tipo sexual, não fica estranho andar por aí a desejar-se isso a toda a gente? Se calhar sou eu que sou maluco e boas entradas é só mesmo entradas no Ano Novo. Obrigado e até para o Ano! GIL

191


192


Chapter 2

2013

193


2.1

194

Janeiro


Promessas de Ano novo& (2013-01-01 13:32)

(A minha promessa de Ano novo é: «Escrever textos, a modos que, pequenos& Ou não&») E assim, sem mais nem menos, damos por nós a chegar ao fim do ano. Mais um ano que passa. Mais um ano, em que cometemos excessos e que fracassámos em vários aspectos. Mais um ano, em que prometemos imensas coisas e, acabámos por não cumprir nem metade do que prometemos. Mais um ano, em que sofremos com as medidas de austeridade por parte do governo. Mais um ano, em que andámos a contar os trocos todos os meses, na esperança que o raça dos euros esticassem até mais não. Mais um ano, em que nos chateámos com tudo e com todos, quando na verdade, só queríamos era atenção. Mais um ano, cheio de desgraças e problemas que nos atormentaram, resultando, por vezes, em várias depressões. Mais um ano, em que as palavras de ordem sempre foram: RACIONAR, CORTAR E ECONOMIZAR. Mais um ano, em que revoluções foram feitas e crimes horrendos foram divulgados. Mais um ano, em que burlões se revelaram, de uma forma bastante explícita, cometendo burlas e enganando todos aqueles que tem um bom coração. E melhor que tudo, um ano em que nasceu o «Estapafúrdios do Quotidiano»! Um blog, de dois amigos (GIL e RIC), que gostam de escrever (o que não serve como prova, de que, realmente, o saibam fazer. Enquanto não lhes disserem: «Parem com isso, e ganhem juízo!», a “malta” vai continuando&). Um dos votos que desejamos, é que este blog continue em força, neste ano de 2013, que se adivinha fortuito em ideias estapafúrdias. E, igualmente, de muito sofrimento& Mas, quero aqui realçar, a mania que as pessoas têm, em prometer a si próprias, uma variedade de alterações de comportamento ou vícios, a partir de 01 de Janeiro de 2013. O chamado: «Ano novo, vida nova!». Elaborei uma pequena lista, onde exemplifico algumas dessas alterações de comportamento, mais habituais nas pessoas. Vamos lá a isso? Siga! Adiante! Para a frente é que é caminho! Ou não& (LISTA DE PROMESSAS DE ANO NOVO!) 1º - Em primeiro lugar, surge a mais habitual promessa de Ano novo. A promessa: «A partir do dia 01 de Janeiro, vou começar a fazer dieta! Ano novo, vida nova!» Quando todos temos, a plena consciência, de que isso nunca irá acontecer. Durará apenas uma semana, e depois disso, esquece-se a dieta num ápice. 2º - Em segundo lugar, surge a promessa do exercício físico. A promessa: «Para ajudar à dieta, a partir de 01 de Janeiro, vou começar a fazer umas corridas no Parque.» Quando, na verdade, acontece o total oposto. Durante uma semana, ainda se “tenta” ir correr, mas depois, é preferível ficar no sofá a ver as séries da Fox. 3º - Em terceiro, surge a promessa de deixar de fumar. Todos os fumadores, roem a consciência de gastar rios de dinheiro em maços de tabaco e prometem: «Para poupar ao fim do 195


mês, vou deixar de fumar! Até, para ser uma pessoa mais saudável&» Que mentira! Com o ano “bera” que se adivinha, deixar de fumar será uma remota possibilidade. 4º - Em quarto lugar, e por último (Sim, eu sei que, se fosse 5 promessas seria mais giro, mas não quero. Fico por aqui. Eu é que sei&), a promessa de ser uma pessoa melhor: «Ah! E tal! Ano novo, vida nova! Vou ser uma pessoa mais sociável, mais amiga do seu amigo e sempre disponível para o que for preciso!» Ena! Que mentira& Em 2013, vai ser ainda pior pessoa& Resta-me desejar um grande ano, cheio de boas surpresas! Tudo a correr bem e tal& e coiso. Ou melhor - Boa sorte, que 2013 ainda vai ser pior que 2012! Continuem a seguir o Estapafúrdios do Quotidiano, porque nós, caro leitor, viemos para ficar! HuaHuaHuaHuaHua! (Uma clara tentativa de riso sinistro, não sucedida, é claro&) RIC

196


Já chega de abusar na comida! (2013-01-02 17:41) BOM ANO, meu caro amigo. Como foi essa passagem de ano? Boa, esperamos nós! Conte-nos tudo, escreva um comentário a contar as suas peripécias neste réveillon. Mas só depois de ler o estapafúrdio que lhe trazemos hoje, sim? Obrigado pela sua compreensão! Nesta altura pós-natalícia, em que estamos todos fartos de comer e de beber, os Estapafúrdios do Quotidiano, trazem até si uma notícia que o vai fazer sentir-se melhor. Trazemos-lhe uma notícia sobre alguém que comeu, bem mais que você e ainda por cima pratos muito mais estranhos que o tradicional tronco de natal, ou as filhoses ou ainda as azevias que você pôs no bucho (Pôr no bucho é uma expressão linda não concorda?). Hoje, trazemos-lhe a história de Jamie McDonald (aka "O Urso”), um norte-americano que postou um vídeo no YouTube onde devora todos os 10 menus de um cardápio comemorativo, de um restaurante nos EUA (Só podia não é?) em apenas 20 minutos. Aqueles tipos comem tudo e sempre em grandes quantidades. É tudo há bruta. Eu não sei como é que Portugal ainda não foi invadido por tamanhos glutões. Era vê-los aqui em Portugal de tasca em tasca, a comer jaquinzinhos (Epá, ajudem-me lá. Diz-se jaquinzinhos? Ou joaquinzinhos? Eu creio que esta é uma das grandes dúvidas da humanidade, logo depois do:"Há vida depois da morte?" ou então "Porquê que a galinha atravessou a rua?"), era bifanas, era lombinhos, era feijoadas, era tudo o que conseguissem apanhar. Comiam tudo feitos Glutões do “PRESTO” a comerem nódoas. Não se lembra dos glutões do "Presto"? Como é possível, aquilo era parecido aos glóbulos brancos dos desenhos animados do Corpo Humano. Também não se lembra desses desenhos animados? Mas quantos anos tem você? Será que isto não é do seu tempo? Será certamente, se calhar você saía era mais à rua, enquanto eu estava em casa a devorar desenhos animados, anúncios, novelas, filmes e tudo mais que me aparecesse à frente.

Mas pronto, sou eu que sou estranho, eu sei. Ou então não, se calhar você lembra-se de tudo isto que eu falei e irá fazer de mim um tipo muito feliz, comentando a dizer. “OH Gil, então não me lembro? Tanto que eu me ria a ver os glóbulos brancos a darem porrada aos micróbios, ai que belas tardes!”. Isso é que era, garanto-lhe que iria animar o meu dia. Mas continuando que estamos aqui para lhe dar uma notícia estapafúrdia e não para relembrar os bons velhos tempos, até porque: ANO NOVO! VIDA NOVA, toda a gente sabe isso! Antes de terminar, falta apenas acrescentar à notícia que nos trouxe hoje aqui, que todos os 10 pratos que o Glutão McDonald comeu, faziam referência ao filme O Hobbit’. Ou seja, eram pratos com nomes como: “O hambúrguer do anel”, “Assados de Frodo”, entre outros. EPÁ, "O Hambúrguer do anel"? É só a mim que isto parece estranho? Se calhar é... Obrigado e um bom jantar (normal) a todos. Ah já me esquecia, para os mais curiosos aqui fica o vídeo: IFRAME: http://www.youtube.com/embed/FOjAb81ffgE GIL 197


Terapia à Broke Back Mountain... (2013-01-03 16:40) Início este texto, com a seguinte interrogação: "Mas o que se passa com a humanidade em geral? Está tudo louco?". E, porque é que opto iniciar este texto assim? Simples. Porque, a cada dia que passa e, quando penso que é impossível ficar, deveras, surpreendido com alguma notícia estapafúrdia, eis que, vindo dos confins do universo Americano, surge mais uma notícia que me deixa de alguma forma boquiaberto. Ou direi antes - intrigado? Não sei. Mas uma das duas situações é... E, neste momento, estará o leitor a pensar, igualmente intrigado: "Lá vem ele com mais uma notícia estapafúrdia. Uma daquelas notícias que, geralmente, nem perturba muito, mas que o menino - que é, de facto, uma pessoa bastante influenciável por notícias estapafúrdias - consegue transformar numa notícia surpreendente! É sempre o mesmo chóninhas, este RIC." E, para que o leitor não continue a chamar-me mais nomes (Chóninhas é, provavelmente, até um nome bastante acertado para definir a minha pessoa...), passo imediatamente a partilhar consigo, a notícia estapafúrdia de hoje. Existe um Pastor, responsável pela Igreja do Cowboy, situada na Virginia, que afirma a pé juntos, ter conhecimento de uma terapia que cura a "Homosexualidade". Como se a "Homosexualidade", fosse, de facto - um raio de uma doença. A terapia - afirma ele -, consiste numa interação com cavalos. Exacto, caro leitor. Cavalos! Não faça esse ar de estupefacto! É a mais pura das verdades. Isto é o Estapafúrdios do Quotidiano. Estava à espera do quê? Ele diz que consegue provar que a interação com os cavalos, por parte dos supostos "Homosexuais", resulta num tratamento eficaz para deixarem de o ser. Ora, isto intriga qualquer ser humano. Como funcionará este tratamento? No que consiste? Foi devido a estas interrogações, que o Estapafúrdios do Quotidiano, decidiu enviar um investigador até à Virginia. Para desmistificar esta história e, igualmente, ficar a conhecer esta nova terapia com cavalos. O nosso investigador - "Lulu", conseguiu recolher preciosas informações, junto do Pastor desta Igreja do Cowboy. Lulu - "Ora muito boa tarde, senhor Pastor." Pastor - "Boa tarde, filho. Ou será antes, filha? Hum... O que vindes cá fazer, a esta Igreja do Cowboy?" Lulu - "É... filho! Bom... Sabe, ó Pastor. Eu vim até cá, para saber como é que funciona esta terapia com cavalos, destinada a curar os "Homosexuais?" Em que é que consiste a terapia em si?" Pastor - "Ah! Você quer curar a sua doença? Eu explico-lhe tudo. É bastante simples na verdade. Primeiro que tudo, esta terapia serve apenas para curar cowboys "Homosexuais". O meu amigo viu o filme - Broke Back Mountain?" Lulu - "Sim, por acaso vi. Porquê?" Pastor - "Adivinhe, o meu caro amigo, quem é que curou aqueles dois da doença da "Homosexualiadade"? Lulu - "Eram actores... mas ok. Eu estou curioso para saber. Foi o Pastor?" Pastor - "Nada disso. Foi o Jimmy! Um cavalo bastante ágil e astuto que temos por cá." Lulu - "Mas como funciona o raio da terapia?" Pastor - "Bom. Primeiro, colocamos o doente a viver uma semana no estábulo com o cavalo escolhido. O doente fica encarregue de tratar do cavalo. De dar banho ao cavalo, escovar o cavalo, mudar as ferraduras do cavalo e ainda, ler uma história ao cavalo antes de adormecer. Sabe, um dos sintomas desta doença da "Homosexualidade", é o facto de os doentes possuírem uma enorme capacidade para este tipo de tarefas. Verdade seja dita, os cavalos ficam sempre a brilhar. E, vê-se na cara dos cavalos, que vivem felizes com este tipo de tratamento. De tal forma, que se sentem na obrigação de retribuir. E, aqui, é que está o verdadeiro segredo da terapia." 198


Lulu - "Ai sim? Como assim? O que é que os cavalos fazem aos supostos doentes... (Até tenho medo de perguntar isto...)" Pastor - "Sim. O teste final desta terapia, consiste na partilha de emoções entre o cavalo e o doente." Lulu - "Emoções? Que tipo de emoções?" Pastor - "Porra, minha filha! Você é realmente de compreensão lenta! IRRA! O cavalo, literalmente, "cavalga" no doente!" Lulu - "Eh lá! Jesus! E, como raio é que isso cura um "Homosexual"?" Pastor - "AH AH AH AH... O meu amigo quer experimentar? Depois de o cavalo "cavalgar" em si, eu quero ver se o meu amigo decide continuar a ser "Homosexual! Além de ter de deixar de ser "Homosexual", vai ter de precisar de ajuda divina para voltar a fazer a necessidade fisiológica número dois. Venha cá... venha experimentar.... Vai ver que fica curado para a vida!" Lulu - "Porra! Escolha outro! Eu vou é pôr-me já a milhas! É só gente doida! Irra! Adeus, adeus..." Pastor - "Adeusinho, minha filha. Volte sempre... O Jimmy não irá a lado nenhum..." Bom, o que dizer? Apenas que, este ano, parece que o poço das notícias estapafúrdias está ainda muito longe de secar... RIC

199


Lobisomem do Crepúsculo sofre de incontinência urinária! (2013-01-04 18:05) Boa noite leitores e leitoras. Mas hoje será especialmente para as leitoras. Calma, calma, eu não estou aqui a fazer qualquer diferenciação de sexos, nem muito menos armado em "engatatão". Eu disse especialmente às senhoras pois o estapafúrdio que vos trago hoje é sobre alguém que as senhoras mais facilmente reconhecerão: Bronson Pelletier, um actor que ficou celebrizado pela saga "Twilight" no papel de lobo, foi filmado enquanto urinava no aeroporto de Los Angeles. É verdade, caros leitores, depois de Gerard Depardieu ter urinado num avião, parece que é moda os famosos andarem por aí a urinar nos aeroportos! Sim, nos aeroportos todos urinamos, eu sei. Só que normalmente é no WC, os famosos andam a urinar nos espaços públicos... Esta notícia podia até ter passado despercebida, sem o conhecimento do nosso público, não fosse estar nesse preciso instante e momento, um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, com uma câmara na mão.

"Lulu", agora estão os leitores que me conhecem a pensar: "Bem só de imaginar o Gil a dizer este nome, dá-me logo vontade de rir...". Ria à vontade amigo leitor, este blog foi criado mesmo para você poder rir. Mas infelizmente para si, isto é um BLOG e não um VLOG, nem um ALOG, (Alog, será que existe?Se não existe, inventei eu agora, Alog = AudioLog, tipo aquele que o capitão do Star Trek fazia) por isso não me irá ouvir. AHAHAH, toma, toma, não ouves, não ouves... Para os que não me conhecem e por isso não perceberam a piada, eu vou explicar muito resumidamente: eu não digo os L’s, logo este nome dito por mim, soaria qualquer coisa como "UuUu"... Mas continuando, "Lulu", o nosso investigador que você conheceu ontem no estapafúrdio "Terapia à Broke Back Mountain..." estava a regressar a Lisboa e deparou-se com o "Lobo" a urinar no tapete do aeroporto. Ele prontamente agarrou na sua câmara e filmou toda a cena, enquanto perguntava a quem estava nas proximidades sobre o que achavam disto. Aqui fica os testemunhos que ele recolheu: -Transeunte nº1: "É uma pouca-vergonha, este tipo devia era ser capado." -Transeunte nº2: "Olhe, quando tem que ser, tem mesmo que ser..." -Kristen Stewart: "Ai que lobo... bela mangueira que ele tem!" -Robert Pattinson: "Oh Kristen, então? Já não bastava o outro realizador, agora este também? Mau!!!" 200


-Transeunte nº3: "Epá, eu acho que o tipo vai-se transformar, vejam lá, está a sacudir-se todo e a ficar com o cabelo em pé..." -Taylor Lautner: (Este não falou nada, apenas tirou a camisola, e andou de tronco nu de um lado para o outro a assistir à cena.) -Polícia de serviço: "Ai que não me aguento, ai que eu vou-me a ele!" E assim foi, o polícia foi a correr e atirou-se para cima do pobre rapaz/lobo. Não sabemos se o intuito era algemá-lo e levá-lo preso ou se foi para o levar para casa, para algum fetiche sexual. Obrigado Lulu, o RIC depois paga-te pelas duas notícias que nos trouxeste das terras do Tio Sam! Ou como deveria ser chamado hoje em dia: Terra "do mano Obama!" GIL

201


Asterix, e a poção mágica... (2013-01-05 17:57) Olha, olha... Quem é ele... Seja bem aparecido, caro leitor. Então, como vai essa vidinha? Tudo a correr bem? Tudo em forma? Sim? Boa! Ainda bem. Como diria um famoso e, entretanto, já desaparecido comentador de futebol: "É disto que o povo gosta!". Fico agradado, com o facto de o leitor se encontrar assim, de boa forma. Não pense que estou a brincar, amigo leitor. Sou uma pessoa bastante preocupada com a saúde dos leitores do Estapafúrdios do Quotidiano. Porquê? Perguntará... E eu respondo! Respondo sim, senhor! Porque... Olhe... estou a dar-lhe graxa, pronto. Está respondido! Então, diga lá? Sim, diga lá o que pretende? Se está a ler este texto, que está inserido no Blog - Estapafúrdios do Quotidiano, é porque pretende saber alguma coisa, certo? Sim? O quê? Hã? Quer ler um... estapafúrdio? Ó meu amigo leitor, não seja, por isso. Vamos, imediatamente, tratar já desse assunto! Sem perder mais tempo! Sem mais demoras! Sem... Ok! Já chega de "encher chouriços"... Devido, ao mais recente imposto implantado pelo governo francês, aos "ricos" franceses, ou a estrangeiros "ricos" a habitar em França, gerou-se uma onda de revolta por parte desses mesmos "ricos". Um deles foi Gérard Depardieu.. O famoso actor francês, revoltado com o facto de o estado francês lhe querer ir ao bolso, iniciou uma procura pública, por um país em que pudesse viver, sem ter de arrecadar com impostos sobre o seu dinheiro. Ora, falouse primeiro na Bélgica mas, a escolha de país recaiu, antes, sobre a Rússia. Assim que Gérard Depardieu manifestou - publicamente, lá está - a sua intenção de se mudar para a Rússia, imediatamente, nos dias a seguir, surge - publicamente, novamente - a notícia que Vladimir Putin, polémico presidente da Rússia, autorizava a nacionalidade russa ao famoso actor francês, permitindo assim, que o actor fosse viver para a Rússia. A questão que se coloca aqui é: Por alma de quem, é que Putin se apressou a autorizar a cidadania a Gérard Depardieu? Será certamente a dúvida que paira no ar& Ora, qual é o objetivo do Estapafúrdios do Quotidiano? Desmistificar todas as notícias ou, pelo menos - tentar. Como é sabido, no Universo do Estapafúrdios do Quotidiano, temos investigadores fantásticos. Estão infiltrados por tudo o que é canto. E, assim, conseguimos ter acesso a uma conversa entre Vladimir Putin e o seu assistente, Boris. De referir, desde a chegada do email do investigador, contendo a conversa entre Putin e Boris, que nunca mais o vimos, nem tivemos notícias dele& Boris: «Bom dia, Presidente! Trago uma novidade para si!» Putin: «Trazes o meu Vodka matinal? Para eu beber com umas belas fatias douradas?» Boris: «Não& Presidente, não sei como é que consegue ingerir tanta gordura. douradas fazem-lhe muito mal ao colesterol.»

As fatias

Putin: «És mesmo burro, meu caro Boris! Como as fatias douradas, sim, senhor. E sim, estão envoltas em gordura, mas o Vodka mata essa gordura toda, meu animal! O que tens para mim, afinal?» Boris: «Olhe, Presidente. O senhor presidente sabe quem é Gérard Depardieu? Putin: «Sei, sim. Meu ignorante! É o Obelix! O que tem ele?» Boris: «Tenho em minha posse, um pedido dele, para obter a cidadania russa. Diz que, quer vir viver para cá, o malandro. O que faço? Rasgo isto e mando-o à fava? Isto é só malucos& Agora vir viver para a Rússia, sendo francês& Eu cá sei onde é que o punha a viver, sei&» Putin: «Meu grande burro! Tu vais é autorizar-lhe, imediatamente, a cidadania! E traz-me o raio do Vodka!» Boris: «Mas& Presidente& Burro, porquê? Não entendo&» Putin: «Como é que podes entender alguma coisa? És um burro de todo o tamanho! Um ignorante! Olha, um dia destes temos de ir os dois à caça&» Boris: «Ai é& Que bom, Presidente!» 202


Putin: «Eu dou-te o “Que Bom, Presidente!”. Depois vês o que é bom& na caça& a servir de cão de caça& E, depois, colocas umas orelhas de coelho e vais ver onde é que vais parar& Meu ignorante dum raio& Bom, eu explico-te, porque é que é, muito bom, termos o Obelix na Rússia. Sabes do meu plano de conquistar o mundo, certo? Então, nós recebemos o Obelix, colocamo-lo a viver no nosso maravilhoso país e, depois& Boris: «E& Depois? E& Depois? Hâ? Depois o quê?» Putin: «Depois, perseguimo-lo, apanhamo-lo, e torturamo-lo até que ele revele o segredo daPoção Mágica!» Boris: «Poção Mágica? Mas& ele é apenas& um actor&» Putin: «Hâ? Cala-te pá! Depois de obtermos a Poção Mágica, eu tomo-a e fico super forte! E, depois, parto em conquista do mundo! E até mais longe! O universo será meu! E, ainda&» Boris: «O presidente sabe que tem de deixar de ver tantos filmes no SyFy, não sabe? Isso daPoção Mágica não existe&» Putin: «Ai... não? Então, como é que Obelix conseguia derrotar aqueles soldados romanos? Porque bebia vodka, queres ver? Meu estúpido...» Boris: «Se calhar, porque comia fatias douradas&» Putin: «Estás a gozar comigo? Sabes quem eu sou, meu animal?» Boris: «A& Gozar& Eu? Não& Nada, disso&» Putin: «Vai mas é tratar da papelada e, depois, volta aqui para irmos os dois à caça. Enquanto eu vou preparando as orelhas de coelho para usares. Vais ver que te ficam muito bem& AH AH AH AH!» Boris: «Ah& Cum catano&»

Ok& Não podemos afirmar que esta história é, de facto, o motivo da autorização da cidadania russa a Gérard Depardieu. Mas foi o que nos chegou& Qualquer coisinha, a culpa é do investigador& RIC

203


A Epifania de Monti (2013-01-07 20:51) Boa noite, Sr. Leitor. Como está você hoje? Esse dia de Reis que tal? E por falar em dia de Reis... Será que alguém me pode explicar para que serve o "Dia de Reis"? Já não chega o Natal e a Passagem de Ano, em que um "gajo" enfarda como gente grande? Tinham de arranjar mais um dia só para se alambazar de bolo, chocolates e outras coisas mais?! Ou será que serve para dizer algo do tipo: "As festividades foram encerradas. Volta a guardar a árvore na caixa e podes começar a fazer a dieta que prometeste que ias fazer em 2013!" Será que é isso? Não sei, talvez não. Mas de qualquer forma eu vou acreditar que é o que simboliza, assim sinto-me melhor comigo próprio por ainda não ter começado a dieta... Mas agora falando do tema que me trouxe hoje aqui, o Primeiro-Ministro italiano, Mario Monti teve uma Epifania enquanto assistia à missa da Epifania, na Basílica de São Pedro no Vaticano presidida por, nada mais nada menos, que o Papa "Rezinga"! Eu sei, é "Ratzinger", mas acho que mais vale chamar "Rezinga" ao senhor, do que algo parecido com "Rat Singer". Ou em português, "Rato Cantor". (Pensando bem Rat Singer é bem mais giro.)

As más-línguas vieram logo dizer que ele se deixou dormir mas é tudo mentira. Mario Monti, no preciso momento em ouvia o Papa, "teve um pensamento único e inspirador, de uma natureza quase sobrenatural" (isto é a definição de Epifania, se não acreditam vão ver à wikipédia sim?) que lhe indicou o caminho para a saída da crise. "A saída da crise? Epá, c’um catano!", estará certamente o leitor a pensar. Que jeito que isso nos dava... Ah, pois dava! Mas esta epifania só trouxe problemas ao Monti, porque ele para além de parecer que estava a dormir em plena missa, ainda passou um mau bocado a tentar explicar à sua esposa (Elsa) o que se tinha passado. Aqui fica mais um fantástico relatório que nos foi entregue pelo nosso agente no Vaticano: -"OH ELSAAAAAA!" -"Diz Monti." -"OH ELSAAAAAA!" -"Sim Monti?" 204


-"OH ELSAAAAAA!" -"O QUE É SEU VELHO XÉXÉ?" -"Elsa, acabei de ter uma Epifania!" -"Sim Monti, estás na missa da Epifania."-"Não Elsa, não percebeste. Eu tive uma Epifania! Agora sei como irei resolver os problemas de Itália!" -"Deves ter tido, deves. Estavas aí a roncar feito um rinoceronte..." -"Não Elsa, a sério! Olha vamos alterar a lei eleitoral de Itália! A que temos não é digna do nosso País! -"Ai sim?! Então vais fazer o quê?" -"Olha, a partir de agora, só os do meu partido é que podem votar. Tanta liberdade de voto só dá em confusão. Este já nem parece o país da Máfia." -"Ai! És sempre o mesmo egocêntrico, só pensas "eu, eu, eu e mais eu"." -"Não Elsa, também irei baixar os impostos do povo." -"Ai Mario, Mario... Já pareces o Primeiro-Ministro de Portugal, só a prometer coisas que depois não podes cumprir. Chega-te à frente, faz algo que realmente possas fazer. Algo que faça a diferença!" -"Sim Elsa, vou fazer! A minha Epifania mostrou-me o caminho para tirar a Itália da crise. Basta-me abdicar dos meus ordenados como Primeiro-Ministro e Ministro das Finanças. E é isso que vou fazer!" -"TU O QUÊ???? ESPERA LÁ QUE EU DOU-TE JÁ OUTRA EPIFANIA A VER SE NÃO PENSAS DE MANEIRA DIFERENTE! SPAHHHH" Elsa Monti, deu com a sua mala da Dolce & Gabbana na cabeça de Mario Monti, o que lhe provocou imediatamente uma nova Epifania. Desta vez um pouco mais sangrenta, pois quando acordou ainda teve que agarrar no seu telemóvel para chamar uma ambulância, pois a sua esposa já se tinha ido embora... Agora segundo se sabe ele já não pensa da mesma forma... Porque será? E aqui está, caro leitor, a verdadeira razão do porquê de Mario Monti estar distraído na homilia que o Papa "Rat Singer" deu. Se não acredita no que lhe contamos, o problema é seu. Nós tínhamos lá um agente infiltrado e você não! Obrigado e até breve! GIL

205


Olha aí& cuidado com a Alimentação& (2013-01-08 18:41)

A notícia estapafúrdia de hoje, já surgiu ao mundo há já alguns dias atrás. Confesso que, meditei muito se devia trazer esta notícia até “você”, caro leitor. Meditei, meditei& E, finalmente, decidi que sim! Que não conseguia aguentar mais este sufoco! Eu tinha que falar sobre isto! Porque, isto, é demais! Isto é demais! Não aguento mais! Sim, não aguento mais! Tenho de partilhar isto com todos os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano, especialmente “você”, caro leitor catita e sempre esperançado de que, cada vez que decide deslocar-se até este blog para ler uma notícia, espera que ela seja suficientemente estapafúrdia para justificar a sua persistência. Pois, na maioria das vezes não o é. É a vida& Mas atenção! A notícia de hoje, garanto-lhe que é bastante estapafúrdia! Então, avancemos para a notícia estapafúrdia de hoje. Não! Espere, caro leitor. Não se vá já embora! Hã? Está na hora do xixizinho? Aguente essa bexiga, só mais um pouco! Isto é rapidinho! É tão rapidinho que quando der por si, estará a exclamar «Ah! Porra, é só isto! Mais valia ir fazer o xixizinho! Já estou arrependido de não ter ido fazer o meu xixiznho! Porque eu preciso de fazer o meu xixizinho, regularmente! Foi o médico que disse!». Pronto. Tudo bem. Vamos lá, então despachar isto& Mas sem antes, facultar um pequeno conselho ao meu caro leitor: Por favor, tenha lá calma. Se tiver que ir fazer o seu xixizinho, vá! Pelo amor da santa! Não quero que o leitor arranje para aí algum problema de bexiga e, depois, venha acusar-me de lhe ter provocado esse problema, ok? Obrigado& Ora, e qual foi a notícia que me intrigou tanto, levando-me a trazer até ao Estapafúrdios do Quotidiano? Foi o anúncio da Direcção-Geral da Saúde (DGS), alguns dias atrás, aconselhando os Portugueses a seguirem algumas medidas de alimentação, com o intuito de evitar futuras idas às urgências. E, foi aqui que o povo desatou a criticar o Ministro da Saúde, Paulo Macedo. «Este homem é louco! Se eu ganhasse o mesmo que ele, até era vegetariano! Ide para o raio que o parta!» - foram algumas das frases mais ouvidas desde que este repto, ou “aconselhamento” por parte da DGS, foi divulgado. Diz que, até existe uma certa lista de alimentos que os Portugueses devem optar por comer! Tendes calma, ó povo Português! Aqui o “RIC”, descobriu algo que vos fará compreender, de uma melhor forma, o motivo que levou o Ministro da Saúde a forçar a DGS a elaborar esta lista de alimentos. Eu tenho um amigo, que tem um primo que, por sua vez, tem um tio muito habilidoso na cozinha que, vai-se lá imaginar, tinha um pai que era muito amigo do pai do Ministro da Saúde, Paulo Macedo. E ele desabafava muitas vezes, o terror que o filho (Paulo Macedo) sofria na escola. Pois é, Paulo Macedo, em criança, sofreu de obesidade mórbida! Diz que o homem, era super guloso, sendo maluco por Bolas de Berlim e Pasteis de Nata. Ficou dependente das Bolas de Berlim, quando ia à Praia de Carcavelos, onde existiam os famosos vendedores de Bolas de Berlim, pregando a seguinte frase: «Olhááá a Bola de Berlim! Quem comer uma bela Bola de Berlim, fica deveras eleganteeeeee!! Olhááá a Bola de Berlimmm!» E o petiz Macedo, lá caía em tentação. Em relação aos Pasteis de Nata, o caso era diferente. O pai de Paulo Macedo era, igualmente, um fervoroso adepto dos Pasteis de Belém. E, sempre que lá se deslocava, levava o petiz Macedo com ele. Ora, é normal que o “puto” tenha ficado, igualmente, um adepto fervoroso desta iguaria. Devido à sua obesidade mórbida, Paulo Macedo sofreu - durante a sua vida escolar - de Bullying, na sua escola. Chamavam-lhe vários nomes feios, que lhe retiravam toda a sua autoconfiança. «Ó gordo! Seu monte de banhas! As tuas roupas são feitas por encomenda, que não existe roupa para ti, ó badocha! Vai-te lá lambuzar em doces, seu pançudo!» Estas, são algumas das frases referidas pelo pai de Paulo Macedo, que era obrigado a presenciar, quando o ia buscar à escola. 206


Por isso, vamos lá dar um desconto ao homem, que ele apenas está a zelar por todos nós. Ele não quer que sejamos um povo pouco elegante, visto que, aos olhos do Ministro das Finanças, somos considerados como: «O melhor povo do mundo!». E, «O melhor povo do mundo» não pode andar por aí, obeso e com uma enorme pança. Parecia mal, aos olhos da "Troika"... RIC

207


Homem invade casa para fazer tarefas domésticas! (2013-01-09 21:16) Olá amigo leitor! Consegui chamar-lhe a atenção, não consegui? Pois claro! Com um título tão estapafúrdio como este, quem é que consegue resistir?! Você certamente não, por isso é que está a ler o nosso estapafúrdio de hoje. Mas digo-lhe já que fez muito bem em não resistir! Quando acabar de ler isto irá certamente pensar: "Epá fantástico, fartei-me de rir.". Ou então não... Vai pensar: "Acabei de perder cinco minutos da minha vida com uma notícia extremamente estupida...". Das duas, uma. Esperemos que seja a primeira opção. Um homem nos EUA, invadiu uma casa simplesmente para a limpar e dobrar a roupa!

O QUÈ??? Sim isso mesmo, você leu bem! Segundo o que o nosso investigador do Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu apurar Paul Edge, um homem de 56 anos, invadiu uma casa de desconhecidos para limpar o chão e dobrar a roupa do casal. A esta hora estará o leitor certamente a pensar: -"Epá, dava-me mesmo jeito que este tipo passasse lá em casa para fazer a faxina.". Dava, não dava? Mas nem tudo são rosas, caro leitor. A dona da casa e o seu marido ao entrarem e depararem-se com aquele "horror" tiveram um trauma tão grande, mas tão grande que nunca mais conseguiram olhar para a sua roupa da mesma forma. Até porque Paul tinha utilizado um amaciador diferente do que eles usavam normalmente... Que patife! Quando o nosso investigador questionou Paul sobre o que lhe tinha passado pela cabeça, ele apenas disse que alguém o tinha convidado a entrar e que estava naquela casa somente para lavar a louça, mas ao olhar para a roupa toda ali ao monte não se conteve e começou a dobrála. Depois, como ainda tinha um tempinho livre, acabou por limpar o chão também. Era uma espécie de prenda de Natal para os donos... Como o nosso investigador não achou que isso fosse razão suficiente para o mandarem prender, perguntou à dona da casa qual tinha sido verdadeiro motivo. E a resposta, caro leitor, é algo traumatizante... Se você é uma pessoa sensível, páre de ler este post e vá à sua vida. Nós não o condenamos... A sério, pode ir. Força! Vai ver que se calhar é melhor! Quer mesmo saber, não é? Faz você muito bem. Até porque se já leu até aqui, também lê mais duas frases e descobre qual foi a resposta da dona da casa. E, já agora, qual dos dois 208


Estapafurdianos é que escreveu este post tão parvo. Ora então aqui vai a resposta: -"Sabe, é porque este homem, para além de não ter passado cera no chão dos quartos, estavame a dobrar as saias. AS SAIAS?! TODA A GENTE SABE QUE AS SAIAS NÃO SE DOBRAM... PENDURAM-SE!!!!" Pois é, amigo leitor, você nunca se meta entre a roupa de uma senhora e as suas dobragens... (É só impressão minha ou isto soou estranho?) Para terminar, deixe-me apenas referir que se você, tal como eu, pensa que estes tipos foram uns sortudos mal-agradecidos e que gostava de ter a mesma sorte, fique sabendo que este senhor não é o único com este tipo de tara. Vá ao Google e pesquise por "invade casa para limpar" e vai ver a quantidade de malucos que já fizeram o mesmo... Obrigado e até breve. GIL

209


Motivação extra? (2013-01-10 17:15) Ora viva! Como vai isso? Como está a ser este inicio de ano 2013? Espero que, esteja a ser o antónimo do meu. Ou seja: bom, maravilhoso e extraordinário! E, com este início de texto, consegui deixar o leitor com uma pequena dose de preocupação, para com este escrevente! Um escrevente, que possui a ilusão de que é possível a existência de um leitor, que se preocupe com ele. O que, não deverá ser verdade... Mas, vá... Deixe-me ficar na ilusão, está bom? Iniciei este ano de 2013, com uma maravilhosa e sempre atordoante entorse no tornozelo, seguida de uma forte dor nas costas, que tem importunado a paz do meu cérebro... Mas bom, dias melhores hão-de vir, ou não, sei lá eu... Mas, o que interessa aqui, é a noticia estapafúrdia de hoje. Ainda agora iniciámos o ano, e já inúmeras notícias estapafúrdias vieram à tona, tal e qual eu, quando decido ir dar uns mergulhos e dou por mim, em aflição, a nadar até à tona para respirar. As notícias estapafúrdias não param de surgir. Ao que, nós, Estapafúrdios do Quotidiano, agradecemos à humanidade, do mais ínfimo fundo dos nossos corações. Continuem a ser assim: malucos, desvairados e aventureiros. Que a malta agradece as vossas "idiotices"... Então e que notícia trago eu até si, amigo leitor? Trago a notícia estapafúrdia, do noticiário sueco que, por lapso (Ou não...), transmitiu 10 minutos de um filme porno, em directo. Enquanto a jornalista em pleno estúdio, debatia, juntamente, com outras figuras sobre a situação complicada que se vive na Síria, por detrás, num écran instalado num dos cantos do estúdio, assistia-se a uma senhora, pomposa, a fazer sexo oral ao seu parceiro... Decidimos enviar, novamente, um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano à Suécia, para falar com o director da cadeia de televisão Tv4. A conversa, registada via Skype, foi mais ou menos assim: Investigador: «Boa tarde, amigo. Gostaria de falar com o director cá do sítio, se fosse possível.» Alguém: «Ora muito boa tarde, companheiro! Ora, o director sou eu! O que deseja aqui do António Corridinho?» Investigador: «Ena, Ena! Oba! Oba! Você é português! Que maravilha! Um Português como director da tv4!» A. Corridinho: «Como director da Tv4? Nada disso, eu sou é director da equipa de limpeza da cadeia de televisão Tv4!» Investigador: «Ah, pois. Tinha de ser um Português& Já agora, o meu amigo sabe o que é que aconteceu na última Segunda-feira, durante um noticiário? A estação passou um filme para adultos durante 10 minutos! Um escândalo!» A. Corridinho: «Um escândalo? Nada disso, homem! Isso é super normal aqui na Tv4!» Investigador: «Como assim?» A. Corridinho: «Sim, homem! Você sabe, com toda a certeza, que o dia-a-dia numa estação de televisão pode ser bastante stressante! Por isso, a direção da Tv4 decidiu colocar, várias vezes ao dia, uma série de filmes para adultos. Assim, além de aliviar o stress dos jornalistas, acaba por motivar os jornalistas.» Investigador: «Motivar os jornalistas? Que raio? É a primeira vez que ouço tal disparate. O senhor não estará a inventar?» A. Corridinho: «A inventar? Você está a duvidar de António Corridinho? Olhe que eu sou cinturão negro, hein! Cuidadinho& Você não viu o cartaz com o lema da tv4 à entrada, por cima da porta?» Investigador: «Não! Não reparei em cartaz nenhum& E que lema é esse?» A. Corridinho: «O lema é: “Jornalista excitado, é jornalista motivado!”.» Investigador: «Ah! Isso explica muita coisa!» 210


A. Corridinho: «Sim. E aqui, o António Corridinho, também tem um lema do camandro! Reza assim: “Com António Corridinho, a sua sanita fica a brilhar num instantinho!”.» Investigador: «Ah! Está giro& Então, mas diga-me, ó caro António: É normal o estúdio estar sempre assim tão vazio?» A. Corridinho: «Sim! Quer dizer, agora sim. Esta ideia de passar filmes para adultos aqui na Tv4, de certa forma, até é recente. Antes disso, o estúdio estava sempre cheio. Tornava-se até bastante complicado, conseguir fazer o meu trabalho. Havia sempre pessoas, stressadas, de um lado para o outro. Eu limpava, eles sujavam& Era um stress! Agora, desde que se optou pelo novo lema (“Jornalista excitado, é jornalista motivado!”), isto tem andado tão calmo& E, além disso, existe muitas jornalistas de baixa médica.» Investigador: «Ai sim? Então? Algum vírus que circula por aí, não?» A. Corridinho: «Sim& O vírus da gravidez. De um momento para o outro, as jornalistas começaram a engravidar. Não entendo bem o porquê. Até parece que escolheram todas ao mesmo tempo. Vai-se lá saber& E, os jornalistas? Alguns encontram-se, igualmente, de baixa médica, por motivos psicológicos. Parece que desataram todos a divorciar-se. Tem sido uma loucura, isto! Para mim é bom, não tenho de os aturar e posso fazer o meu trabalho descansado. De modos que, é isto...» Investigador: «Ai é? Pois& Porque será? Está giro, está&» Mais uma vez, as coisas nem sempre parecem o que realmente são, acabando por se tornar numa coisa bastante normal, básica e simples. Hã? Pois& pois& RIC

211


Até que a morte... os vista! (2013-01-11 19:03)

Boa noite, amigo leitor!

Antes de mais, muito obrigado por seguir o nosso blog. E obrigado também por partilhar o nosso trabalho no seu facebook. Ai nunca partilhou? Sim senhor, belo amigo que você é!! Então olhe, nós só o perdoamos se, mal acabar de ler o estapafúrdio que lhe trazemos hoje, carregar no símbolo do facebook, que se encontra lá em baixo e partilhar com todos os seus amigos. OK? Muito obrigado! Você é um leitor fantástico! Viram como passei do insulto para a graxa, apenas com a promessa que irá partilhar o nosso blog? Fantástico! Bem que o meu psicólogo diz que eu tenho que controlar estas minhas mudanças de humor!

Como reparou, hoje começamos o nosso post por agradecer-lhe. Agradecemos-lhe porque é um leitor fantástico, mas não só. Agradecemos-lhe porque hoje é o Dia Internacional do “obrigado”. É verdade, inventam dias para tudo, e alguns deles bem estúpidos, diga-se de passagem. Contudo este não é um deles. Agradecer é algo que se deve fazer sempre! É algo que fica sempre bem. É um sinónimo de boa educação. Vá, agradeça-nos lá por estarmos aqui a dar um pouco de animação ao seu dia... vá... não custa nada.... é só dizer obrigado e pronto! Vá não seja assim... De nada! O prazer é todo nosso!

Agora que já consegui criar um pouco de interactividade entre si e a nossa rubrica de hoje, vou partilhar consigo o estapafúrdio que aqui me trouxe.

Dois neozelandeses, Nick e Wendy, decidiram juntar os trapinhos mas...no chão! E viveram felizes e nuzinhos para sempre! Fim da história!

Ou não! Esta notícia, se fosse só assim não seria uma notícia digna do Estapafúrdios do Quotidiano. Muito menos se apenas tivessem tirado a roupa apenas depois da cerimónia, no aconchego do lar. Quando fossem praticar o amor, eles tirariam a roupa, mandavam-na para o chão feitos uns animais loucos de paixão e fariam sexo louco e selvagem por todo o lado! Contra a parede, no chão, em cima da mesa... Corpos nus e suados um contra o outro&(Peço desculpa caro leitor, entusiasmei-me um pouco na descrição). Onde é que eu ia? Ah! Já sei! Esta notícia não seria estapafúrdia se a ausência de roupa fosse depois da cerimónia mas, ao que parece, não foi esse o caso. Nick e Wendy decidiram tirar as roupas logo após o jantar comemorativo do seu casamento. É que segundo o que o nosso investigador apurou, Nick é um naturista e conseguiu converter Wendy também. (Não sejam assim, há coisas bem piores em que alguém se pode converter.) E por isso celebraram o casamento no Clube Naturista de Wellington, onde a única regra que colocaram aos convidados era que durante o jantar tinham que usar roupa, depois, no decorrer do baile e por aí em diante, era consoante a vontade de cada um. 212


E aqui é que a notícia fica realmente estapafúrdia. Ora então o importante é que não caísse sopa a ferver em cima dos genitais dos convidados? Ou então que não fosse parar uma nódoa de vinho em cima do mamilo de alguém?! Quer dizer, quando cada um está sentado na sua cadeira e tapado por uma toalha de mesa, têm que estar todos vestidos. Mas depois quando é para dançar, penduram-se as roupas todas nas costas da cadeira e "bora lá fazer o apitó comboio" todos seguidos em filinha pirilau com as "pendurezas" a badalar? E pior! E para ir ao buffet? Certamente o leitor já foi a alguns casamentos e sabe a confusão que é. Todos os convidados a tentarem alcançar as diversas iguarias que nos são apresentadas. Ali, todos aos empurrões, encostados uns aos outros... Isso sim deve ser desconfortável. Imagine lá você os comentários a que tal situação podia dar azo: -"Olhe desculpe, isso que você está a tentar alcançar não é um folhado de salsicha...é meu!" ou então, -"Epá estes camarões têm os bigodes tão escuros... credo!!! Olha, afinal aquilo não eram os bigodes... Blhark, que nojo!" ou ainda, -"Amigo, páre lá de empurrar, que com tanto vai e não vai eu daqui a nada não me consigo sentar." Para além da situação desconfortável do buffet, temos ainda a parte da dança. Será que só passou música para se dançar sozinho no casamento, ou houve uns quantos slows, onde os convidados tinham de se encostar uns aos outros para dançar? Cara com cara, ou cabeça no ombro, peito com peito, mão na mão, genitália com genitália. É estranho, não é? Já para não falar daquela situação em que todos querem dançar com a noiva. A pobre coitada quando chegasse ao fim da noite, depois de tanto "roça, roça" havia de estar tão assada que não ia conseguir fazer nada com o marido! (Isto se ninguém se antecipasse ao noivo, ali mesmo na pista de dança.) Por isso caro leitor, se você é uma pessoa liberal que acha que andar nu é belo e não tem nada de mal, deixe essas ideias para quando for à praia, sim?! Quando se casar peça aos convidados para levarem nem que seja uma lingerie formal. E quando digo formal, digo algo que tape pelo menos as partes mais importantes. 213


Obrigado e atĂŠ breve. GIL

214


Ó FMI, VAI PÓ... COISO... (2013-01-12 18:36) (O texto é enorme, peço desculpa por isso. Mas estou indignado e não me consegui controlar...) Deveria ficar chocado com o nível de absurdidade demonstrado por parte do Fundo Monetário Internacional (FMI), quando decide abrir a boca e disparar mais uma série de medidas de austeridade, para serem aplicadas em Portugal. Mas, sinceramente, já não consigo ficar chocado. Parece que perdi a sensibilidade para com estas medidas austeras que têm assombrado todos os Portugueses. Já estou a ganhar uma certa imunidade perante a constante ida à minha carteira por parte do estado. Já gritei várias vezes: "Eh pá! Deslarguem-me! Porra!", numa clara tentativa que afugentar estes pelintras que se acham no direito de mexer no resultado do meu árduo trabalho mensal, mas em vão... São piores que um pega-monstro. Uma pessoa acorda de manhã, moderadamente bem-disposta, dirige-se à casa-de-banho para fazer aquilo a que todo o ser-humano é obrigado - por natureza - a fazer, e lembra-se de ler as notícias do dia. E é aqui que tudo se estraga... A notícia "FMI pretende aumentar as Taxas Moderadoras, reduzir cerca de 50 mil Professores e, ainda, reduzir as pensões aos reformados.", deixa qualquer pessoa mal-disposta. Tenho a certeza que houve pessoas a ficarem chocadas com esta pretensão - completamente absurda - por parte do FMI. Eu não. Eu fico apenas mal-disposto. Já não consigo ficar chocado. Vamos lá a ver. O povo português elege "Entroikado" como palavra do ano, numa clara homenagem à TROIKA, e o FMI acha que isso é motivo para aplicar mais austeridade? Depois, acha que os pensionistas usufruem excessivamente de uma pensão de velhice, e decide reduzir as pensões. E ainda, parece-lhe apropriado, aumentar as Taxas Moderadoras, evitando assim, que as pessoas se desloquem às urgências de um hospital. O truque aqui, para mim é, de facto, até muito simples: eles querem é acabar com os idosos de Portugal! Reduz-se a pensão das reformas e aumenta-se as Taxas Moderadoras. Ou seja: um idoso adoece, por não ter condições de vida devido à redução da sua pensão, depois, não se pode deslocar até às urgências de um hospital, porque não possui capital suficiente para pagar as Taxas Moderadoras. Resultado: o idoso acaba por falecer... E é isto que o FMI quer? Só pode, ao propor medidas de austeridade absurdas como as que acaba de anunciar. E em relação ao professores? Dispensar 50 mil docentes? Será, certamente, a melhor forma de colocar os milhares de professores que estão no desemprego: dispensa-se 50 mil professores e coloca-se 50 mil professores que estavam no desemprego e, assim, resolve-se o problema dos professores insatisfeitos e desempregados. Boa táctica, ó FMI... Tivemos acesso (Estapafúrdios do Quotidiano), a uma escuta telefónica entre o nosso Primeiroministro, Passos Coelho, e o responsável do FMI destacado para a missão em Portugal, de seu nome - Abebe Selassie. Lamentamos, mas não podemos revelar como tivemos acesso a esta escuta telefónica, para evitar futuros processos judiciais... (As falas de ambas as personagens, foram traduzidos para português, evitando assim, um esforço desnecessário por parte do leitor a decifrar as falas. Agora diga lá, leitor, se não somos super simpáticos? Pois, pois...) P. Coelho: "Estou sim? Quem fala pá?" A. Selassie: "Está lá? É o Passos?" (Abebe Selassie, depois de alguns meses em Portugal, já aprendeu a expressão mais usada pelos políticos portugueses, o "pá".) P. Coelho: "Olha, olha... O meu caro amigo Abebe. Como estás, pá?" A. Selassie: "Estou fino. Olha pá, estou a telefonar-te, para falamos de um assunto sério. Tive uma pequena reunião com a Lagarde, e ela quer implantar mais medidas em Portugal. A coisa está feia pá!" P. Coelho: "Como assim? O que se passa, pá?" 215


A. Selassie: "Olha, pá. A "gaja", quer que vocês implantem em Portugal, mais medidas de austeridade. Primeiro: Querem que vocês cortem nas pensões dos idosos. Os velhos estão a ganhar muito, pá. A malta precisa é de jovens a trabalhar no duro. Não velhotes a empatar. Segundo: Aumentar as Taxas Moderadoras. Assim, os velhos ficam doentes por causa do corte nas pensões e, lamentavelmente, ou melhor, tragicamente, querem ir ao hospital tratar-se e não podem, acabando por falecer! Ai aquela Lagarde... É um génio, aquela mulher! Terceiro: Despedir cerca de 50 mil professores. Depois, pega-se em 50 mil professores desempregados e coloca-se essa "gentalha" a contrato. Sempre a rodar, eles calam-se e a malta vai-se safando! O que achas ó Pedro?" P. Coelho: "Ó Abebe, eu vou dar-te aqui o número do Gaspar, ou do Relvas, ou mesmo do gajo dos submarinos, pá... Como é que o "gajo" se chama... A. Salessie: "O PORTAS?" P. Coelho: "Ah, sim! Isso mesmo, o Portas. Onde é que eu ia... Ah! Sim... Portanto... tu transmites-lhes essas movas medidas de austeridade. Eles é que mandam nisto. Se queres tratar desses assuntos, tens mesmo é de falar com eles. Ah, espera... O Portas não vale a pena. Esse só anda a fazer número como eu. O Gaspar e o Relvas é que mandam nisto..." A. Selassie: "Ah... Ok... Sendo assim, vou falar com eles..." P. Coelho: "Olha... É verdade... O Relvas está de férias no Brasil... Se puderes, não o chateies pá. Ele precisa mesmo de férias e tal... Anda esgotado, o desgraçado." A. Selassie: "Pois, imagino que o pessoal ande um pouco agastado com a situação do país..." P. Coelho: "Não, pá. O Relvas anda é agastado com tanta certificação. Ele é, neste momento em Portugal, a pessoa mais licenciada que temos. Precisa de um descanso, coitado." A. Selassie: "LOL?" P. Coelho: "Hã?" A. Selassie: "Nada, nada... Vou então telefonar ao Gaspar..." P. Coelho: "Isso, isso... Obrigadinho, ó Abebe. Ficai bem..."

Fim? Não... Esta história ainda tem muito para dar... Mas não hoje... Fique descansado, caro amigo leitor... Não o chateio mais... Passar bem, sim? RIC

216


Em Portugal, cada um por si... (2013-01-14 14:23) Cada vez mais, tenho de me direccionar para a política. Não tenho hipótese... A política neste país, faz-me rir. E, nada melhor que uma notícia cómica, vinda da política nacional, para animar as hostes de todos os "Estapafúrdicos" de Portugal. Sim, as pessoas que seguem este blog e que devem ser imensas! Sim, uma loucura! São para aí, mais de 3... Ai isso é! Tenho a certeza absoluta disso. Ou seja, os "Estapafúrdicos" que seguem este blog são aqueles que mais contribuem para a sua existência. Por exemplo, um deles sou eu, outro é o meu colega GIL e por fim, os nossos familiares. Porque de resto, não deve existir mais ninguém que goste de perder tempo a ler os absurdos que aqui escrevemos. É que se torna chato... ler... coisas... escritas num blog... Sim, é assim que a maioria dos "cibernautas" raciocinam hoje em dia. Do género: "Ora vamos lá espreitar aqui este blog... Vamos lá a ver o que aqui está escrito... O quê? Ler isto tudo? Mas está tudo doido? Raios ma parta! Fica para a próxima.... Porra!". Bom, passemos ao que interessa. Avancemos até à notícia estapafúrdia. Passada a polémica da famosa lista vinda do FMI, em que propõe mais duras medidas de austeridade, quero aqui destacar uma pequena mas, igualmente, polémica declaração do nosso tão aclamado Primeiro-ministro, Passos Coelho ("Aclamado, pelos idosos de direita, que em Portugal não possuem uma capacidade imparcial de voto. E como somos um país envelhecido..."). Mais uma declaração que desperta um sentido de total desprezo pelos cidadãos portugueses. A declaração foi: "Passos Coelho, quer um país onde cada um trata de si...". A sério? Quando é que termina este calvário de ideias absurdas? Só quando este governo cair?... Nã... Isto nunca há-de acabar! Irá sempre ser assim, qualquer seja o governo de Direita que caia no poleiro (Nota-se muito que... aqui o menino é, de facto, um fervoroso adepto da Esquerda? Hum... Fervoroso também não... Irra! Xô! Política! Xô!). Tivemos acesso a uma reunião, entre os quatro principais ministros de Portugal, Passos Coelho, Miguel Relvas, Paulo Portas e, finalmente, Gaspar - o diabólico! Foi nesta reunião que saiu a paradoxal ideia de: "Neste país, cada um trata de si!".

P. Coelho: "Ora muito bom dia a todos. Convoquei-os para esta reunião extraordinária, porque tive uma excelente ideia!" M. Relvas : "Ai foi? E foi preciso convocar esta reunião para tão cedo? 7 horas da manhã, para mim, é um insulto, ó Passos. Quando é que ganhas juízo? Ainda por cima, a um raio de um Domingo? Eu estive até às 6 horas da manhã no Bairro Alto, a beber um copo com um reitor muito credenciado de uma Universidade muito conhecida, a ver se lhe dou a volta para mais uma licenciatura e tu fazes-me uma coisa destas? Porra, pá! Ganha lá juízo. Depois não queres que te caia o cabelo..." P. Portas: "O Relvas tem razão, ó Passos. Se eu preferia estar na caminha a dormir, em vez de estar aqui agora? Sim, preferia! Se o Relvas tem razão em afirmar que estás a perder o cabelo? Tem, sim senhor! Mas existem tratamentos para isso, ó Passos. Um deles, é não convocares reuniões para às 7 horas da madrugada..." V. Gaspar: "Bom... Se... estamos... aqui... reunidos, é... porque... existe... algo... importante... para o... nosso... Primeiro..." 217


P. Coelho: "Porra, ó Gaspar. Estás a falar connosco, e não com os cidadãos portugueses. Não nos precisas de hipnotizar, cum catano! Bom, hoje, cerca das 4 da manhã, estava eu a dormir e acordo com barulhos estranhos vindos da cozinha. Preocupado, fui investigar e descobri que tinha uma ratazana a comer-me os cereais." M. Relvas: "E então?... O que é que isso tem de relevante? Anda aqui um gajo a licenciar-se em diversas áreas, para depois ter de levar com estas coisas." P. Coelho: "Calma, homem... Irra! Estás mesmo mal-disposto... Bom, tentei apanhar a ratazana, mas em vão. A "gaja" era esguia! Então decidi chamar a minha mulher, para me ajudar a apanhar a ratazana. Ela é africana e tem uns dotes especiais para apanhar ratazanas. Mas... lixei-me..." P. Portas: "Lixaste-te? Se é lixado uma pessoa acordar de madrugada com uma ratazana a comer-lhe os cereais? É, sim senhor. Se uma pessoa chama por..." P. Coelho: "Ó Portas! Porra, tu poupa-me... Bom, continuando... Chamei-a e ela grita do quarto: "Vai pó raio que ta parta, ó amor... O que queres a estas horas? Tu desenrasca-te! Porra! Este país está muito mal habituado! Nos meus tempos de infância em África, cada um tratava de si! Não havia cá ajudinhas...". E eis que me surge uma ideia brilhante!..." V. Gaspar: "E... caro Passo Coelho, que... ideia... é essa... que..." P. Coelho: "E que bela pergunta tu me colocas, ó Gaspar! Então, e que tal, nós entregarmos os Portugueses à sua sorte? Tipo, cada um por si? Em África é assim e vão-se safando. E podíamos criar aí uns Workshop´s de Saúde, de Finanças e de Agricultura. Cobrava-se 100 euros por cada curso a cada português. Todos os cursos eram renovados mensalmente, ajudando assim, a encher os cofres dos estado! Que acham? M. Relvas: "Está giro. Já me posso ir embora?" P. Portas: "Se é uma ideia arriscada? É, sim senhor... Se assim, o Portas podia colocar, finalmente, os submarinos a navegar pelas águas profundas do Rio Tejo? Podia, sim senhor. Se..." V. Gaspar: "O... senhor... Primeiro-ministro... é, de facto... um génio. Assim... eu já não... precisava de fazer... imensos gráficos no excel... Criava um... Workshop de excel para os portugueses... fazerem os seus... próprios gráficos de excel... Era... tão... giro..." M. Relvas: "Eh lá... Este "secas" do Gaspar, só me provoca é sono. Posso me ir embora? Tá tudo certo para mim, ó Passos. Posso ir?" P. Portas: "Se o Gaspar provoca sono? Provoca, sim senhor... Se ir embora, é uma decisão fantástica? É, sim senhor..." P. Coelho: "Porra! Já nem vos posso ouvir! Vão lá embora, que eu tenho uma ratazana para caçar! Ides, ides lá embora... Irra!" E foi assim, que a ideia de, em Portugal, cada "um tratar de si", surgiu... Ou então, não... Mas não deixa de ser uma hipótese... RIC

218


Uma deputada que "pode" como deve ser... (2013-01-15 20:24) Olá, amigo leitor. Como está hoje? Esse dia que tal? Espero que tenha sido bom. O meu foi um pouco atribulado, obrigado por perguntar! Mas isso agora não interessa para nada. O que interessa, é que agora é hora de.... Estapafúrdios do Quotidiano! Este fantástico blog, sempre com uma notícia estapafúrdia pronta a sair. E a notícia de hoje é sobre... Consegue adivinhar? Não?! Vá, tente lá um pouco... Não?! Ok, então eu digo-lhe. Política! -"Bolas, política outra vez!", estará o leitor certamente a pensar. Mas anime-se, não é uma política qualquer... É política italiana. Daquela que nos anima sempre. Uma política que envolve, anões, modelos, strippers, ou neste caso, ex-actrizes porno.

Então não é que a ex-actriz porno ILona Staller, mais conhecida por Cicciolina, está a promover o seu novo partido político, o DNA (Democracia Natureza Amor). Fantástico, não é? Em Portugal os nosso Ministros fo # $*-nos. Na Itália, temos ministras que podemos Fo) # $!*... Como não podia deixar de ser, assim que os Estapafúrdios do Quotidiano tiveram acesso a esta informação, enviaram imediatamente um investigador para Itália para entrevistar Cicciolina. Aqui fica a informação que o nosso investigador Zézé Canarinha (Sim Canarinha! Não confundir com Camarinha, o Sex Symbol do Algarve!) recolheu: Zézé: - Olá boa tarde D. Cicciolina. Ou deverei dizer Sra. D. Ministra Ilona Staler? Cicciolina: - Olá... Um jeitoso como você pode-me "chamamar" o que quiser... Eu não me importo... Zézé: - Muito obrigado. Assim até fico envergonhado... Cicciolina: - Então venha cá que eu tiro-lhe já essa vergonha toda... Zézé: - Então não vou?! Ahh.. Quer dizer... Agora não posso Sra. D. Cicciolina. Estou aqui para lhe fazer umas perguntas. 219


Cicciolina: - Oh querido, então vamos lá a despachar isso para depois tratarmos de assuntos mais... agradáveis, digamos assim. Zézé: - UI, é que é já a seguir! Segundo sei você já tinha sido deputada anteriormente. Ouvi dizer que está a receber uma reforma bem choruda pelo serviço que prestou nessa altura, é verdade?! Cicciolina: - Sim, é verdade. Já fui deputada do Partido Radical Italiano entre 1987 e 1992 e recebo uma reforma de ¬6300 mensais. Mas não posso dizer que seja choruda... Já vi coisas bem mais chorudas à minha frente... Mas bem mais... Zézé: - E não acha um pouco injusto receber um valor tão grande por apenas 5 anos de serviço? Cicciolina: - Oh querido, eu já recebi mais do que este valor por 30m de trabalho. E acredite que custou muito menos do que as secas que tive que apanhar no parlamento. Zézé: - Hum... Ok, nem vou perguntar a fazer o quê... Cicciolina: - Eu mostro-lhe, quer? Zézé: - Haaa... Quer dizer... Haaa... Vamos lá despachar a entrevista que já vemos isso... Diga-me lá, quais são os objectivos do partido DNA? Cicciolina: - Olhe é muito simples, no Partido da Democracia Natureza e Amor, como o nome indica, queremos fomentar o Amor. Nós pretendemos a reabertura dos antigos bordéis, o reconhecimento da prostituição como profissão, legalizar os casamentos homossexuais e queremos ainda que os jovens desempregados tenham direito a um ordenado mínimo. Nem que para isso tenha que se reduzir os gastos com os militares! Zézé: - Sim, senhora! Agora falou como uma verdadeira Ministra! Eu votava em si mas não acha que dar ordenados a desempregados em detrimento das forças militares é um bocadinho de mais?! Cicciolina: - Não, não acho. Pense assim, se reabrirmos os bordéis precisamos de clientes e se os desempregados não têm dinheiro quem é que vai lá? Os deputados?! Esses tipos vão lá, querem tudo "dado e arregaçado" e depois não pagam! O único que ainda deixa lá algum dinheiro é o Berlusconi. Pense assim: os desempregados recebem um ordenado e vão ao bordel, os militares são despedidos, não têm o que fazer, vão ao bordel. As prostitutas têm trabalho e como a prosituição passa a ser legal elas descontam pelo serviço que fazem e o estado fica mais rico! -Zézé: - Sim, Sra. Muito bem pensado. Olhe, se fosse italiano tinha já o meu voto! Cicciolina: - Ainda bem que não é! Agora venha comigo ali atrás para eu mostrar-lhe algo... Vamos a ver se você é mais homem, do que um outro português que eu conheci em tempos... "RRAUUU"

-Zézé: - Dio mio! E aqui está, amigo leitor, uma notícia que ao início parecia tão estapafúrdia, após lermos lido a entrevista do Zézé, afinal até não o é! 220


Aproveito para lhe pedir um favor, caso vá para Itália de férias peça ao Zézé que volte para casa, pois a sua esposa está com saudades dele. Obrigado a todos e até breve. GIL

221


Galinha azarenta... (2013-01-16 20:41) Ora então, cá estamos... Cá estamos reunidos e, contentes, por estar a ler este texto do Estapafúrdios do Quotidiano, não é verdade, caros leitores? "Claro que sim! Então, não? Certamente que sim... Não tínhamos mais nada para fazer, não?" - Será o que os leitores estarão, certamente, a pensar... Não! Não vale a pena estarem a disfarçar, meus malandros... Eu sei muito bem, que só vêem "espreitar" o blog, na esperança que ele vos dê alguma coisa, não é? Seus interesseiros... dum raio... Nós, no Estapafúrdios do Quotidiano, oferecemos algo que não tem preço! Algo que é uma das 7 maravilhas do mundo e arredores, atenção! Oferecemos, gratuitamente: gargalhadas! Vá... "gargalhadas"... é algo subjectivo mas, que oferecemos uma hipótese gratuita de os leitores poderem sorrir, isso sim, é certinho! Bom, era só isto! Obrigado e voltem sempre. Não, não... Dêem lá um saltinho até ao parágrafo seguinte, ó faz favor... Ora, vamos lá à notícia estapafúrdia de hoje. Diz que, algures nos confins da Zâmbia, aconteceu algo catastrófico! Bom, vá... não foi bem "catastrófico", mas nojento, sim! Isso foi, com toda a certeza... Parece que, um zambiano de seu nome Goliath Nyirenda, achou por bem, roubar a galinha do seu vizinho Michelo. Bom, até aqui tudo normal, certo? Qualquer pelintra pode roubar uma galinha, embora tal prática não seja a mais correcta. Tenho a certeza que, por dia, existem milhares de galinhas a serem roubadas. Até, porque, as galinhas dão uma bela de uma canja... Mas, existe um motivo bizarro que levou Goliath a roubar a dita cuja galinha de Michelo. E mais! Por esse motivo bizarro, Goliath pode até apanhar 15 anos de prisão efectiva! E os leitores, interrogam-se com toda a certeza: “Mas que raio de motivo bizarro para roubar uma galinha, pode resultar numa pena de prisão de 15 anos?” Pois bem, não se interroguem mais! Eu digo! O zambiano roubou a galinha a outro zambiano seu vizinho para... a violar! Eu sei, é nojento demais... Mas sim, é a mais pura das verdades! Decidimos enviar um investigador até à Zâmbia, para tentar entender o motivo que levou Goliath Nyirenda, a roubar a galinha e, posteriormente, a violar... De referir que, lamentavelmente, a galinha faleceu...

Investigador: "Boa tarde, senhor-zambiano-que-rouba-galinhas-para-a s-violar!" Goliath: "Cocorocó... Cocorocó..." Investigador: "O que está a fazer, ó senhor-zambiano-que-rouba-galinhas-para-as-violar?" Goliath: "Estou a chamar pelo amor da minha vida! A minha galinha! Galinha, amor... vem cá ao teu galo! Cocorocó..." Investigador: "Então, mas ela não morreu, depois de o senhor-zambiano-que-rouba-galinhaspara-as-violar, a modos que - a violar?" Goliath: "Hmm? Não pá, isso era a minha amante. A Gertrudes, como eu lhe chamava. Essa maluca só fazia era provocar-me!... Até que um dia, bom... um dia, foi dia santo!" Investigador: "A galinha provocava-lhe? galinhas-para-as-violar?" 222

Como assim, ó senhor-zambiano-que-rouba-


Goliath: "Sim, sim! Passava o dia inteiro a fazer-me olhinhos. Sabe, aquele tipo de olhinhos que as galinhas fazem quando estão armadas em malandras, a querer dar-nos umas bicadas? Pois... Depois, passava o dia inteiro a abanar o rabo para mim! Ora, um galo não é de ferro, não é? Não aguentei..." Investigador: "Então, raptou do quintal do seu vizinho Michelo, a Gertrudes, acabando por a violar e, obviamente, a matar?" Goliath: "Sim, confesso. Mas estou cheio de remorsos..." Investigador: "Agora é tarde demais! E, sinceramente, não consigo entender o porquê de tal atitude! Você devia era ser internado, ó senhor-zambiano-que-rouba-galinhas-para-as-violar!" Goliath: "Então porquê? Você diz isso, porque nunca reparou, o quão sensível e reconfortante pode ser uma galinha! Já reparou na forma como elas chocam os ovos? Ali, sentadas, emanando calor das bordas galináceas, com muito cuidado para não fazer mal aos ovos... Uma ternura... Rapidamente me apaixonei por esse bicho..." Investigador: "Ó amigo... Você devia, realmente, ser internado! Além de preso, devia ser violado, da mesma forma, como violou a desgraçada da galinha." Goliath: "Ela era uma provocadora! Teve o que merecia! Ela é que não me largava! Olhe, o meu caro amigo é que me podia fazer um pequeno favor..." Investigador: "E que favor é esse, seu psicopata!" Goliath: "Você podia mascarar-se de galinha, e satisfazer o meu último desejo!" Investigador: "Você é maluco! Mas, apenas por curiosidade, gostaria de saber que "último desejo" é esse, ó senhor-zambiano-que-rouba-galinhas-para-as-violar?" Goliath: "Fazer sexo com uma galinha... Já que vou preso... Vá lá... dê-me lá uma abébia..." Investigador: "Vá para o RAIO QUE O PARTA!, ó senhor-zambiano-que-rouba-galinhas-para-as-violar!" Depois da divulgação de inúmeros casos de Zoófilia na Alemanha, eis que, esta bizarra "moda" chega à Zâmbia... Quando chegará a Portugal... Medo... RIC

223


Aqui vou eu, para Zagreb, aqui vou eu, cheio de pica... (2013-01-17 20:06) "Ganda" leitor, boa tarde. Como se sente hoje? Espero que bem! Ou então “Muita Bem”! Para o caso de estar a pensar que me passei de vez, fique sabendo que não. Não me "passei", já sou "passado" de nascença. E apenas utilizei o "Ganda", esta expressão típica do nosso calão português, porque um dos nossos investigadores que trabalha numa rádio muito conceituada a nível nacional (que como compreende não poderei nomear) me disse que hoje é o dia do "Ganda"! E que dia fantástico que é! Atrevo-me até a dizer que, é um "Ganda dia"! O pequenote, chamemos-lhe assim, o nosso investigador da Comercial... Bolas! Já disse. Será melhor apagar? Não! Vou deixar estar, pois ninguém vai perceber a quem me refiro. O pequenote informou-nos que uma senhora, de 67 anos saiu de Solre-sur-Sambre (Bélgica) no seu carro, para se encontrar com uma amiga na estação de comboios de Bruxelas. Até aqui tudo normal. Contudo o estapafúrdio desta notícia é que ela acabou por ir parar a Zagreb na Croácia, dois dias depois! "O quê?! O que é que Bruxelas tem a ver com Zagreb?! Isso é quase como comparar "O cagar com a Feira de Montemor." - Estará o leitor a questionar-se nesta altura. Ou então não! Mas vamos fingir que sim, que é para eu poder dar seguimento à narrativa. OK?! Obrigado. Lembre-se que as coisas muitas vezes estão relacionadas entre si. Por exemplo: Eu nunca fui à Feira de Montemor mas sei que há lá animais. E onde há animais há cocó... E no “Cagar", como o nome indica, também há cocó. Logo, “O cagar” e a feira de Montemor podem muito bem ser comparados. Basta apenas achar ligação entre eles. Neste caso é o cocó, no caso da notícia estapafúrdia que vos trazemos hoje é o GPS. Vamos avançar que o leitor já irá perceber onde quero chegar. Segundo Sabine Moreau, o GPS foi o culpado dela ter feito 1500km em vez dos 150km que era suposto fazer. Agora diga lá, o leitor acha mesmo que a culpa é do GPS? Eu diria que foi mais por causa da teimosia da senhora, não?! Mas isto sou eu, que tenho mau feitio& Para não estarmos aqui com suposições, pois no Estapafúrdios do Quotidiano só nos baseamos em factos reais, e visto que os GPS estão cada vez mais avançados, nós conseguimos aceder ao microchip do dito GPS (não pergunte como) e obtivemos uma gravação do que se passou realmente dentro da viatura: S.M. - Ora então, destino.... "Trau" ja está! GPS - O seu plano de viagem esta a ser calculado. S.M. - Ai que bom 150km! Vai ser um instantinho... GPS - Siga em frente, - Entre na rotunda e saia na 2a saída, - Vire à direita. S.M. - Hum... Direita... Qual é que é a minha direita? Deve ser para aqui! GPS - Assim que possível, inverta o sentido de marcha! S.M. - Inverto o quê?! Ai filho, fala como gente! GPS - Assim que possível, inverta o sentido de marcha! S.M. - Não entendo!! Olha vou mas é virar para aqui, que esta estrada deve ter placas a indicar o caminho. GPS - Saia na próxima saída. S.M. - Mas saio o quê? Acabei de entrar! Não sejas chato... 224


GPS - Saia da auto-estrada e depois saia na quarta saída. S.M. - Não te percebo!! Se saio na quarta saída volto para trás e não é isso que eu quero. Vou continuar, arranja-te! Quero outro caminho! Olha, agora até as placas da estrada estão a falar estrangeiro. Ai que estranho, está tudo contra mim. GPS - Se está cansado ou dolorido faça uma pequena pausa. (Sim, o GPS fala brasileiro) S.M. - Olha boa, vou parar para abastecer aqui e depois sigo viagem. Será que devia perguntar o caminho? Ai, não! O GPS indica-me, se já fiz 500km até aqui também faço mais uns quantos. Escuso de fazer figura de parva ao pé dos senhores da bomba. Ainda bem que saí com tempo.

E assim foi! Sabine Moreau continuou o seu caminho, numa viagem de aproximadamente 60h, atravessando Alemanha, Áustria, Eslovénia até que chegou por fim à Croácia e pensou: "Epá, deixa-me ligar para casa a avisar que sou capaz de me demorar, acho que me perdi um bocadinho.". E só aí, 4 países depois, é que admitiu que se tinha perdido. (Já a polícia andava à procura dela.) Pobre senhora, o GPS foi um "mau" e pregou-lhe uma valente partida& Esta história é para todos os leitores e especialmente todas as leitoras que têm problemas em ouvir o que lhes dizem, mesmo que seja uma máquina! Obrigado a todos e não percam amanhã o nosso fantástico Post comemorativo n.º 100! Haverá fantásticas surpresas à sua espera... GIL

225


Bem vindo à festa do post número 100! (2013-01-18 18:24) Olá amigo leitor! Tudo bem? Antes de mais muito obrigado por ser quem é! Uma pessoa interessada, curiosa, alguém que quer sempre chegar ao fundo das questões mais estapafúrdias deste mundo. Sem você o Estapafúrdios do Quotidiano não existiria. Ou, se calhar existia na mesma mas não tinha a mesma piada. É muito diferente escrever para dois leitores (GIL e RIC), do que para uns quatro... Vá... Cinco ou seis (Seis?! Nã& isto já é esticar demasiado a corda!). Mas como se costuma dizer: "Poucos, mas bons!". Como já deve ter reparado, hoje estamos extremamente bem dispostos. Sabe porquê? Não, não é porque estamos de fim-de-semana. Quer dizer... É um bocado mas acima de tudo, porque chegámos ao post número 100, sem que nos tenhamos espancado um ao outro, aberto falência ou fugido para o Brasil. Sim, porque isto de desmistificar notícias é um ramo muito perigoso. De tal forma que, dos 1258 investigadores que contratámos, apenas dois estão de boa saúde, mil meteram baixa médica - devido a várias depressões e esgotamentos nervosos - e duzentos e cinquenta e seis estão desaparecidos. O que é lamentável. Mas é a vida... Eles sabiam no que se iam meter, quando assinaram o termo de responsabilidade... Visto que chegámos a um número relevante de posts, achamos que devemos optar por fazer uma retrospectiva do que tem sido esta aventura. Atenção! Tudo em prol do leitor. Em respeito à extrema paciência que os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano demonstraram ao longo destes 100 posts.

"Leitor paciente, é leitor inteligente!" É isso que o leitor do Estapafúrdios do Quotidiano representa para nós& (Demasiado "engraxador"? Sim, um pouco& mas o leitor merece, "porra"!) Bom, deixemo-nos de rodeios! Ao longo destes 100 posts, optámos por falar de vários temas controversos da nossa sociedade e arredores: Política, Sexo (Sexo& nunca é demais falar 226


de sexo&), o chamado "Estapafúrdio da Sociedade", o insólito e por fim - a Zoofilia. Sim, demasiada Zoofilia. Ao que parece, é um tema que se está a tornar numa absurda moda por todo o mundo. Imagine Deus, sentado na sua poltrona, acariciando a sua longa barba e exclamando: "Ah& Raios ma parta! Eu deixei bem explicito a Adão que existiam dois tipos de animais. O Animal Racional e o Animal Irracional. Não era suposto misturar as duas coisas no que toca a "SEXO"! O mundo está de tal maneira atrofiado, que começaram a misturar os dois tipos de Animais. E agora? O que posso fazer? Nem quero imaginar! Por exemplo, qual seria o resultado de uma noite louca de sexo entre um homem e uma zebra. Seria, com toda a certeza, muito mau! E se& Esse acto bizarro, fosse consumado em Chernobil? Uma criatura, vinda do ventre de uma zebra mas fecundada por uma semente humana. Ali no meio daquelas radiações todas... Nem quero imaginar... Certamente seria algo bem pior que o José Castelo Branco, ou pelo menos do mesmo género...". Se estivéssemos no tempo da PIDE, certamente nunca teríamos conseguindo chegar aos 100 "Estapafúrdios". Com todas as histórias que desmistificámos ao longo destes 100 posts, teríamos sido levados pela maldita e aterradora - Viúva Negra. Desvendámos segredos obscuros de Políticos. Histórias dos passados sombrios da matilha que nos governa. Histórias essas que, claramente, encaixam no objetivo do Estapafúrdios do Quotidiano: desmistificar todos os "Estapafúrdios" que vão surgindo no nosso quotidiano. (Daí o nome do blog, não é?! Somos bastante originais a arranjar títulos, não somos?) - Se corremos riscos? Corremos, sim senhor! - Se ainda estamos vivos? Estamos, sim senhor! - Se vale a pena? Vale, sim senhor! - Se iremos continuar? Iremos, sim senhor! (Porra! Parece que sofremos do "Síndrome do Portas"...) Por estarmos a atravessar uma fase tão negra da nossa existência enquanto cidadãos de Portugal, é que sentimos a obrigação de provocar uma ou duas gargalhadas a todos os leitores que perdem imensos minutos da sua preciosa vida a ler o nosso blog. Encare esta leitura como se de um "escape" se tratasse. Uma forma de esquecer as mágoas, desgraças e maleitas provocadas pelo governo cobarde que "gere" este país maravilhoso. "E, quem disse que vocês têm o dom de provocar uma ou duas gargalhadas?" - Retrucarão os caros leitores& Pois& Dizemos nós, ora bolas! E temos mais pessoas que dizem o mesmo! Sim, temos... as nossas "Marias"! Mas não pense que elas dizem isto porque gostam de nós. Elas dizem porque sabem que temos qualidade! (E... porque lhes prometemos noites loucas de pura insanidade sexual! Sim! É uma boa forma de as subornar... Ou não...) E, para provar ao leitor que nós escrevemos coisas com piada, desafiamo-lo a ler esta frase sem se rir (ou pelo menos, ficar com vontade de rir, nem que seja pelo forte teor de estupidez introduzido...): "A crise acabou e o Governo irá devolver todo o nosso dinheiro indevidamente retirado, com juros!" Pronto, viu? Ficou com vontade de rir? Se não ficou, ao contrário da Worten, nós não iremos devolver inteiramente o seu dinheiro! Ah...Ah...Ah... (Demasiado sinistro? Hmm...) Agora a sério amigo leitor, tome nota, que isto é algo realmente sério! Algo tão sério, tão sério, que nem deveria vir aqui escrito. Já foi à nossa página do Facebook? Se não, vá! Faça um Like! O Estapafúrdios do Quotidiano para comemorar os seus 100 posts, assim que chegar aos 100 Likes na nossa página do Facebook. irá sortear uma agenda do Estapafúrdios do Quotidiano, cheia de... Espere... Isto vai ser bom... Espere... Você nem imagina... Cheia de... Folhas brancas! Prontas para você poder anotar também os estapafúrdios com que se depara neste Mundo e, assim tornar-se num dos nossos agentes! (Pois como referimos no início do post, estamos com falta de pessoal!) 227


Mais uma vez, muito obrigado se teve paciência para ler todo este texto. Mas se por acaso viu o tamanho dele e fez apenas um "Scroll Down" até ao final, para ver a conclusão, aconselhamolo a ler tudo! Pois só assim irá ficar a saber sobre a fantástica oferta que temos à sua espera! Até breve! Os Estapafurdianos, GIL & RIC

228


Protesto "Femen"& (2013-01-20 17:40) Estava Sua Santidade, o Papa Bento XVI, descansado, a preparar-se para de sua janela, recitar o Angelus, quando notou que existia algo de anormal a acontecer na Praça de São Pedro, em pleno Vaticano. Como é sabido por todos os praticantes do Cristianismo - menos por mim, que sou cristão, mas um autêntico leigo nesta matéria -, é natural que Sua Santidade o Papa Bento XVI, se dirija à sua mítica janela, e dê inicio à recitação do Angelus. Mas não é natural, que o Papa tenha de assistir à pouca vergonha que aconteceu& Uma desgraça! Um ultraje para toda a comunidade cristã! Vá!... Também não foi assim tão mau& Foi apenas um mal-entendido& Mas que chocou o "homem", lá isso chocou! E, atenção: Sua Santidade, o Papa Bento XVI é, de facto, um homem demasiado crente e vivido, para se chocar assim com qualquer coisinha& Mas chocou-se! Quer dizer& Bom! Vou dizer a verdade: Sua Santidade, o Papa Bento XVI, nem reparou no que se estava a passar& Eu é que sou assim, a modos que, um exagerado! Eu confesso: o texto não é assim grande coisa, por isso, estava a tentar agarrar o meu amigo leitor, introduzindo um enorme escândalo mundial! Um acontecimento que ficará para sempre na memória de todos os cristãos. Mas, na verdade, nem sequer se trata de um "acontecimento". É mais um "acontecimentozinho"& Nada de especial. Mas, já que está por aqui, caro leitor, vá ficando e aproveite para ler o resto do texto& Bom, continuando& Quando Sua Santidade, o Papa Bento XVI começa a recitar o Angelus, eis que, no meio da imensa multidão que se encontrava na Praça São Pedro, surge 4 militantes do movimento "Femen", defensor dos direitos das mulheres e dos homossexuais, que decidem despir-se, totalmente, numa pressa absorvida em agonia. Toda a multidão começa a gritar e a insultar as 4 activistas. Gera-se uma nuvem de nervos, com confusão à mistura, acabando por se assistir a uma meia-dúzia de crentes, que decidem atacar as 4 activistas com guarda-chuvas. Após, alguma - intensa, ou nem por isso - pesquisa, descobri que este grupo tem por hábito, protestar em “topless”. O que pode explicar o porquê, da atitude destas 4 activistas, em se despir em plena Praça de São Pedro. Ou então, não& Mais uma vez, um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, estava em plena Praça de São Pedro, a assistir a tudo o que se passou. E, na verdade, existe uma explicação para este sucedido. O investigador - depois da "confusão" se esvoaçar -, conseguiu falar com uma da 4 mulheres activistas do movimento "Femen". E a conversa reza (E esta? Então não é que, a expressão "E a conversa reza", encaixa perfeitamente neste texto? Hmm, esqueça&) assim: Militante: "Ai meu Deus! Meu Deus!" Investigador: "Calma, calma! Eu não vim aqui para lhe bater! Só pretendo fazer-lhe umas quantas perguntas, acerca do que acabou de acontecer. Tenha lá calma..." Militante: "Ai é? Está bom... Olhe, o meu caro amigo é casado? É bem jeitoso..." Investigador: "Eh lá! Acalme-se... Não sou casado, não... E, por favor, tenha a decência de se vestir." Militante: "Porquê? O meu corpo, esbelto e espadaúdo, com curvas bem delineadas, provocalhe algum tipo de sentimento mais... assim... para o carnal... Está a ver, ó jeitoso?" Investigador: "Nada disso... Apenas está a chover e, assim, a menina ainda se constipa... Vá... por favor, vista-se imediatamente! E, diga-me: que raio de protesto foi este? Por alma de quem, é que vocês se despiram para protestar em plena Praça de São Pedro?" Militante: "Protesto? Quem lhe disse, ó jeitoso, que nos despimos para protestar? Nada disso, homem..." Investigador: "Ai, não? Então, fazem-no porquê? Hmm&" Militante: "Pronto, ó jeitoso& Eu conto-lhe tudo. Só porque me parece ser uma pessoa de confiança& A nossa comunidade é muito pequena e, por essa mesma razão, decidimos fazer 229


um pacto com o diabo! Acordámos entregar as nossas almas a Belzebu e, em troca, ele aplicava-nos o feitiço do Gremlin." Investigador: "O feitiço do Gremlin? Mas que raio de feitiço é esse?" Militante: "Pela amor da Santa, ó jeitoso! Ah! Raios! Eu disse Santa? Se Belzebu ouve isto, dá cabo de mim. Onde é que eu ia? Ah!, sim& Então ó jeitoso, você não conhece os famososGremlins? Aqueles bicharocos horrendos que, em contacto com a água, expelem umas bolas de pêlo que, por sua vez, resultam em outros Gremlins? Em que mundo é que você vive, ó jeitoso? Meu Deus& AH! PORRA! Novamente&" Investigador: "E um hospício? Não?" Militante: "Como disse, ó jeitoso?" Investigador: "Nada, nada& Olhe, já agora, porque é que, vocês, quiseram o feitiço do Gremlin? Qual a utilidade desse feitiço, para vocês?" Militante: "Irra! Você é jeitoso, mas muito burro e de compreensão lenta. Eu já não lhe disse que somos uma comunidade pequena? Então, o truque era conseguir reproduzir uma enorme quantidade de Gremlins. Como se fossem uns guerreiros, invadiam a Praça de São Pedro e, tomavam de assalto todo o Vaticano. Por isso, é que nos despimos. Estava a chover e o plano era perfeito." Investigador: "Então, mas parece que não resultou, pois não? Foi uma pena, ter parado de chover quando vocês se despiram& Eu aconselhava, que todos vocês se dirigissem a um sítio muito bom& Um tal, de hospício&" Militante: "Lá chove?" Investigador: "Sim, a potes!" Militante: "Então& VAMOS!" Investigador: "Isso! Depois vou lá vos visitar, e tal& " Militante: "Oh& Que fofinho& Beijinhos, ó jeitoso&" Investigador: "Beijinhos& Ides com Deus. Belzebu."

Palavras para quê& RIC

230

AH! Desculpem& com Belzebu& ides com o


Reorganização de freguesias... (2013-01-22 16:29) Mais um dos já tão divulgados actos "tresloucados" deste governo (Perdão! Queria antes dizer: "Amostra de governo".), é a tão conhecida decisão de "reorganizar" as freguesias em Portugal. Uma forma de "junção" entre freguesias próximas que, aos olhos da "matilha" que nos governa, é uma excelente forma de reduzir custos e, claro, demonstrar perante o FMI, a sua clara obediência, tal e qual, uns cachorrinhos bem ensinados. Qualquer coisa do género: "Passos Coelho, busca! Já!". E, claro, Passos Coelho, simplesmente, "busca". Tem sido assim, desde que o FMI entrou na vida deste país. Mas, claro, isto já não é novidade nenhuma para os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano. Então, o que é que decidi trazer até hoje, ao vasto leque de leitores que este blog tem? (SIM! Não esteja a duvidar do vasto leque de leitores que o Estapafúrdios do Quotidiano possui... Podem ser apenas 4 ou 5, mas nunca esquecer a famosa regra: "São poucos, mas BONS, carago...) Decidi trazer até vós um pequeno diálogo, que pode muito bem espelhar o sentimento e, igualmente, o comportamento entre dois habitantes de duas freguesias opostas que, devido à famosa reorganização de freguesias, passam a ser apenas uma freguesia. Podia referir aqui nomes de freguesias que se vão, de uma forma pouco satisfatória, se unir numa e apenas só freguesia. Mas receio pela vida do investigador que habita numa dessas freguesias e que nos facultou uma situação que se passou consigo. Parece até mentira a forma como toda a história se processa, mas, aqui o RIC, encontra-se em perfeitas condições de lhe assegurar a veracidade de toda esta história! Nã... esqueça lá isso. É tudo treta... Mas pode muito bem vir a acontecer uma situação equivalente... Quem sabe... Passo então, a relatar a conversa entre o nosso investigador e um habitante de outra freguesia que o encontra no mercado do concelho... Habitante: "Olha, olha, quem ele é..." Investigador: "Hmm... Quem? Eu?" Habitante: "Sim, claro. Está a ver aqui mais alguém nesta banca do peixe?" Investigador: "Pois... não. Mas eu conheço-o? Não me recordo da sua cara..." Habitante: "Não conhece, mas vai conhecer..." Investigador: "Hmm? Como assim? Que raio de conversa é esta? Você está a ameaçar-me, ou quê?" Habitante: "Ameaçar? Nada disso. Tenha lá calma. Nós vamos ser grandes amigos!" Investigador: "Como disse? Mas que raio& eu vou é andando..." Habitante: "Calma. Você é meu vizinho, não é? Da absurda freguesia que se vai unir à minha?" Investigador: "Sim... Mas olhe, a sua freguesia é que se vai unir à minha." Habitante: "Isso não interessa. Bom, como é sabido, as freguesias vão-se unir, levando a que as famílias se reagrupem. Nesse sentido, eu decidi juntar-me à sua família. Parece-me ser uma boa pessoa, e possui o mesmo gosto pelo tipo de peixe que eu. Vejo aí, que leva umas belas postas de Salmão. É o meu peixe preferido. Quando me posso mudar para a sua casa?" Investigador: "Você é um pouco maluco, não é?" Habitante: "Sim, confesso. Sou um pouco maluco. Devia ter pesquisado melhor os habitantes da sua freguesia antes de me decidir. Assim, poderia encontrar melhores condições. Mas, enfim, digamos que engracei com a sua cara, meu caro amigo. Posso o tratar de "amigo", certo? Eu já sou, praticamente, da família. Olhe, não tenho muito para partilhar, porque sou solteiro e moro numa auto-caravana. Mas o meu amigo pode sentir-se à vontade para usar a minha auto-caravana. Eu estaciono à frente da nossa nova habitação, faz-se uma cópia das chaves e, assim, pode usá-la quando quiser. Eu não vou precisar dela, visto que vou passar 231


a dormir na sua cama, consigo e com a sua mulher. Vai ser tão giro! Sempre sonhei ter uma família!" Investigador: "Eu... eu..." Habitante: "E soube por vizinhos seus, que tem um excelente carro, não é? Vou gostar imenso de conduzir essa bomba! E a piscina? Está em perfeitas condições? Está-me mesmo a apetecer dar uns valentes mergulhos! Sabe, meu amigo e companheiro de casa, estou farto de dar mergulhos no rio da minha freguesia. A fábrica lá da minha freguesia passa a vida a fazer descargas de lixo tóxico no rio. Uma vez, mergulhei e quando vim ao cima, tinha 6 dedos em cada mão, em vez de 5. Maldito lixo tóxico... Bom, quando é que me posso mudar?" Investigador: "Ó "amigo", tenha lá juízo e deixe-me da mão. Então mas você acha que eu o ia aceitar na minha casa, assim, sem mais nem menos? Vá mas é para o raio que o parta!" Habitante: "Vá... Eu não tenho culpa... O Governo é que arranjou esta ideia de reorganizar as freguesias. O que posso fazer? Vá queixar-se ao Governo. Eu até sou um gajo porreiro, e até tenho uma auto-caravana. Vá, diga lá, que não gostava de dar umas voltinhas com a "nossa" mulher, na minha auto-caravana? Hã... vá, força! Diga lá?" Investigador: "Ah... Ai, é assim? O meu caro "amigo", quer vir morar para a minha casa, dormir na minha cama, usufruir da minha linda esposa, dar uns mergulhos na minha piscina e ainda conduzir o meu carro?" Habitante: "Nem mais! Atenção! A culpa não é minha, é do Governo." Investigador: "Pois muito bem! Então, o meu caro amigo vai ter de partilhar comigo a responsabilidade de pagar todos os empréstimos que possuo. E, ainda mais! Vai ter de me ajudar a pagar uma dívida de 1 milhão de euros que contraí no Poker. Sendo assim, só lhe posso dar as boas vindas à minha família. Aliás, à "nossa" família. Venha daí, vou apresentá-lo à "nossa" esposa e mostrar-lhe os cantos à casa." Habitante: "Hmm... Eu... sabe, caro amigo... eu tenho de... Ah! Sim... tenho de ir andando... É que deixei a sopa ao lume... Adeusinho, sim? Bom proveito com o Salmão..." Coitado do nosso investigador. Teve de aturar um "penetra" sem vergonha na cara. Mas ele desenrascou-se bem... Agora, só espero que a história da dívida de Poker não seja verdade, senão ainda nos vem pedir dinheiro, livra! RIC

232


Descubra como curar a Gaguez! (2013-01-23 16:10) Olá amigo leitor! Tinha saudades minhas? Calculo que não. Até porque eu sou um tipo chato que gosta de o maçar, pedindo-lhe para vir ao blog, para vir ver o que escrevemos hoje, para comentar, etc... Por isso, calculo que até se tenha sentido aliviado por não ler nada escrito por mim nestes últimos dias! Contudo, após o estapafúrdio nº 100, achei que a notícia que lhe trouxesse a seguir, teria que ter um nível de "Estapafurdice" tão grande, mas tão grande, que o levaria a pensar. Epá! Que notícia tão estapafúrdia que é! (Hum& Isto agora soou muito a Ricardo Araújo Pereira. Peço desculpa, não voltará a acontecer!). Ora então, o Estapafúrdios do Quotidiano tem o prazer de vos apresentar& Tam& Tam& Tam& O Homem que assaltou um restaurante com um balde na cabeça! Sem demoras, iremos já de seguida para uma entrevista em directo da cela dele.

E.Q. – Boa tarde! Antes de mais, podia dizer-nos qual o seu nome? R.B. – Riii&Riii&Chard Bou&Bou&Bou&dreaux! E.Q. – Elá& O senhor está engasgado, ou quê?! R.B. - An&An&tes&tes&tes tive&ve&ve&vesse! E.Q. – Oh diacho. Não me diga que você é gago? R.B. – E&E&Exacta&ta&ta&mente! E.Q. – Epá, mas isto assim vai ser muito complicado de o entrevistar! É porque esta entrevista vai ser transcrita para o nosso blog. E você não está bem a ver, o trabalho que isto vai dar a escrever! Já para não falar do tamanho do texto. Não sei se já alguma vez escreveu um blog. Mas eu digo-lhe já, que quando os post têm muitas linhas, os leitores ou refilam, ou acabam por não ler! R.B. – Vó&vó& E.Q. – Vovó? Mau& mas está a chamar vovó a quem? Ok. Eu não fui muito simpático, mas escusa de me insultar, sim?! R.B. – Você, que&que&quer que&que&que eu pa&pa&pare de ga&ga&.gague&gue&jar? E.Q. – Ai basta eu querer e você para? Isto é que é! Então e você parar por vontade própria, não?! R.B. – Dei&dei&xe-me&me só&só pôr um ba&ba&balde na cabe&be&ça! Pronto já está. Então diga lá o que pretende saber? E.Q. – Elááá. Então não é que o raio do gago está curado? Como é que você fez isso? 233


R.B. – Sabe, é que eu tenho este problema desde criança. Como sou tímido, se tiver que falar com alguém começo a gaguejar. Mas se puser um balde na cabeça, como já não estou a olhar para quem está a falar comigo, deixo de gaguejar. E.Q. – Ahh. Então foi por isso que você assaltou os seus ex-patrões com um balde na cabeça? Para eles o perceberem quando estivesse a pedir o dinheiro? R.B. – Não, isso foi tudo um mal entendido. Sabe, é que eu trabalhava na copa do restaurante. Mas o meu sonho sempre foi servir ao balcão. Dizer coisas como, “Sai uma omeleta!!” ou “Sai uma bica para a mesa do canto!”. Mas devido ao meu problema da gaguez, nunca me deixaram. Eu disse ao gerente, que só com um balde na cabeça é que não gaguejava. Ele pensou que eu estava a gozar com ele e despediu-me! E.Q. – Pois& realmente não se faz. Até porque isso que disse é uma coisa cheia de lógica& eh eh eh. R.B. – Você está a gozar comigo? E.Q. – Não, não, eu lembrei-me de uma anedota que me contaram ontem. Mas vá continue. R.B. – Portanto, eu enchi-me de coragem, em parte porque fumei uma ganza antes, pus um balde na cabeça, e fui provar ao estúpido do meu gerente que não estava a gozar com ele. Pensando assim, conseguir o meu emprego de volta! E.Q. – Ah mas pelos vistos correu mal, eles pensaram só que você era o assaltante mais parvo dos últimos tempos! R.B. – Deixe lá, nem tudo é mau. Aqui na prisão, como não é preciso falar, puseram-me a servir ao balcão. Finalmente estou a realizar o meu sonho! (Entretanto o Recluso nº1544224 mete-se na conversa) – Boudreaux, dá cá o balde que eu quero cagar! Daqui a nada já te devolvo! E.Q. – Ah sim. Belo sonho! Olhe boa sorte com isso! R.B. – Muu&muu&muito obriga&ga&ga&ga&do! E assim foi, caro leitor. Afinal nem sempre as histórias, são como se lêem nos jornais! Adeus e até amanhã& sim porque amanhã “leva comigo” outra vez& MUAHHHAHHHAHH GIL

234


Toda uma panóplia de estapafúrdios... (2013-01-24 18:05) Olá, olá. Boa tarde! Como está desde ontem? Espero que bem! Eu podia estar melhor se o S. Pedro decidisse ser um “porreiraço“ e parasse de mandar chuva aqui para baixo! Mas pronto, é o tempo que temos... Diz que é bom para a crise, assim com a chuva a malta não tem vontade de sair de casa e sempre poupa uns trocos. Ora então, cá vamos ao que interessa! Todos os dias, sempre que abrimos um jornal, existe toda uma panóplia de história estapafúrdias, prontas a ser desmistificadas. Hoje ao abrir um jornal que é uma fantástica fonte de inspiração (não irei dizer qual) deparei-me logo com três estapafúrdias notícias: - Viajava com doentes pelo “turismo sexual”. - Norte-americana tem as ancas mais largas do mundo. - Caturra cheia de ritmo é êxito do Youtube! Interessei-me logo pela primeira notícia. (Notícias sobre turismo sexual é coisa para interessar, não é? Mesmo que não seja para nós, é sempre bom sabermos destas coisas. Não vá termos um amigo que precise de dicas para locais de férias.) Ao “debruçar-me mais profundamente” sobre o turismo sexual (da história, claro!) conclui que afinal estas três histórias estapafúrdias estavam interligadas. Como tal, visto que eu trabalho e não posso andar por aí a viajar, armei-me em investigador do Estapafúrdios do Quotidiano e tentei desvendar os mistérios subjacentes destas notícias e qual a ligação entre elas, através de uma videochamada com o ex-autarca João Nabais: E.Q. – Bom dia Sr. João Nabais! J.N. – Sim, sou eu. Com quem tenho o prazer de estar a falar? E.Q. – Daqui fala Gil, o co-fundador do Estapafúrdios do Quotidiano, um blog mundialmente conhecido, que tem como propósito desmistificar todas as notícias estapafúrdias da nossa sociedade. Não sei se conhece... J.N. – Então não? Eu sigo o vosso blog! Vocês são fantásticos. Conseguem sempre descobrir tudo o que nos passa ao lado! Não me diga que me estão a ligar porque descobriram como curar o furúnculo que tenho na nádega esquerda?! E.Q. – Não& Infelizmente para si, não é bem esse o motivo do nosso telefonema. Nós estamos a ligar para o questionar sobre o suposto escândalo do Turismo Sexual que você está envolvido! É verdade? J.N. – Oh meu amigo, claro que não. Isso são boatos! Tinha-vos em melhor conta. Então vocês agora investigam boatos?! E.Q. – Ai são boatos? Então e como explica os milhares de euros que desapareceram do município de Alandroal, para umas supostas viagens... sexuais? Peço desculpa. Medicinais?! J.N. – Então, é isso mesmo. Foram viagens que fiz com os velhotes do município para lhes curar as doenças. Qual é a dúvida? Olhe, por exemplo, ainda à pouco tempo fui com 50 velhotes a Cuba para lhes curar os problemas de visão. E.Q. – E curou? J.N. – Então não curei?! Levei-os lá a uma “discoteca” chamada Casa da Musica, quando saíram de lá, disseram que viram mais coisas lá dentro do que em toda uma vida em Portugal! Portanto, só por aí você pode ver o quão curados ficaram! E.Q. – Estou a ver& Então e como justifica os valores tão avultados nas despesas de viagens? J.N. – Ah sabe, é que os velhotes, quiseram retribuir a minha boa acção e por isso formaram uma banda. Sempre que eles vão a algum sítio, os tipos da banda vão também! E.Q. – Sim, mas se foi para retribuírem, então a banda toca a custo zero. Certo? 235


J.N. – Claro, O problema é que eles não tinham instrumentos musicais para a banda. E.Q. – Ah e o Sr. João gastou fundos do estado para comprar esses instrumentos? J.N. – Claro que não, homem! Pelo amor da Santa! Eu contratei foi a Caturra “Harvey”. Não sei se já ouviu falar. É um bicho “do catano”! Então não é que o raio do animal imita os sons de qualquer instrumento musical? Havia de o ver a fazer de bateria, órgão e reco-reco ao mesmo tempo. Uma coisa fantástica! Mas depois houve um problema. Então não é que o “rasparta” do animal foi parar ao Youtube?! Agora o dono quer uma pipa de massa cada vez que ela sai connosco. Vai daí os nossos gastos serem altos! E.Q. – Ah, sim senhor... Mas isso não explica o porquê dos boatos das viagens terem um cariz sexual... J.N. – Você é apressado homem! Eu já ía chegar lá... É que sabe, nessa minha viagem a Cuba, eu encontrei a mulher da minha vida! Aquela linda senhora que está ali ao canto. E.Q. – Qual? A "badocha" que está a olhar para mim como se eu fosse um pedaço de entrecosto?! (Para o caso de estar a pensar: “Ah e tal, como é que a "badocha" o estava a ver se isto é uma chamada!”. Você devia prestar mais atenção. Eu disse video-chamada e não chamada! Se por acaso não estava a pensar nada disso, esqueça este aparte, sou eu que tenho a mania da perseguição. Obrigado!) J.N. – Você não fala assim da minha futura mulher& Mau, vamos lá a ver! Sim ela, a minha querida Mikel Ruffinelli. Ela é um pedaço de mau-caminho. Conheci-a e a partir daí nunca mais a consegui largar. E.Q. – Oh amigo, se você quiser largá-la é fácil. Basta andar um pouco mais rápido que duvido que ela o alcance! Mas pronto, gostos não se discutem. Então mas conhecer uma mulher não é considerado Turismo Sexual. Explique-me lá isso melhor. J.N. – Chiça que você é mesmo apressado! Então basicamente, eu conheci-a, nós começamos a ter um relacionamento mas ela, como tinha vergonha de andar com um político português, disse que eu estava a pagar para sair com ela. Vai daí a confusão... E.Q. – AAAHHH! Deixe-me ver se eu percebi: A “badocha”, peço desculpa, a “ancuda”, é que tem vergonha de si& ’Tá certo! Pronto. Olhe, fiquei esclarecido. Quer dizer, não fiquei, a notícia ficou ainda mais estapafúrdia do que era antes de eu ter desvendado o mistério. Mas pronto, já estamos a falar há algum tempo e diz que isto sai caro! Posso só dar-lhe um conselho? Pare de pagar à Caturra, largue a “ancuda” e Começasse a pagar por sexo. Já que tem a fama, se calhar sai muito melhor servido... J.N. – Você fala porque nunca experimentou uma mulher assim& Aquilo na cama é uma loucura! Uma palmada no rabo e aquilo treme a noite toda& Parece gelatina!!! Aii imagens na minha cabeça! O que eu dava para não ter terminado a entrevista assim. Dava eu e certamente daria o leitor. Mas pronto, foi o que se arranjou. Nós aqui no Estapafúrdios do Quotidiano esperamos que o Sr. João Nabais seja muito feliz e que aquilo do processo corra pelo melhor! Até breve. GIL

236


PS prepara o ataque final! (2013-01-25 17:25) Bom, falemos mais uma vez de política. Não! Não é tema que me entusiasme, mas tenho de confessar e, literalmente, ceder ao poder satírico que tem a política em Portugal. Somos um país pequeno, mas, igualmente, um país de múltiplas trapalhadas cómicas, no que toca à política. Por isso, não podia deixar escapar a mais recente afirmação proferida por parte do líder do Partido Socialista (PS), aos meios de comunicação social. Enfim, todos sabemos que as lutas verbais entre Governo e partidos da oposição, conseguem aguçar em qualquer português o sentido de curiosidade e atenção pela situação actual do nosso país. Eu não fujo a essa "regra" e fico extremamente interessado nas guerrilhas, insinuações e acusações que os partidos infligem uns aos outros em plena Assembleia da República. Parece uma selva& Bom, voltemos à afirmação do líder do PS, António José Seguro. Ele disse, e passo a citar: «Os Portugueses irão ficar surpreendidos com o futuro Governo que irei escolher...». Prevendo o colapso emergente do actual Governo de Pedro Passos Coelho, António José Seguro começa a mexer e, a cativar os votos dos Portugueses, para as possíveis eleições que podem surgir a qualquer momento. Ele dispara esta afirmação, numa clara tentativa de demonstrar aos cidadãos portugueses, que irá revolucionar o actual estado da política portuguesa, provavelmente, arriscando na formação de um Governo inovador. Aqui o RIC avisa: «Não se iludam, caros leitores do Estapafúrdios do Quotidiano. Enquanto este país estivar ancorado à direita, nunca sairemos da cepa torta&». Vamos lá ao que interessa! Que é para isso que os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano perdem o seu precioso tempo a ler o blog, em vez de irem fazer coisas bem mais interessantes& Algures na sede do Partido Socialista, no Largo do Rato, em Lisboa, existe uma sala privada. Um local escondido e refundido dos olhares indiscretos de possíveis impostores. E, de facto, eles existem! É o caso de um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, que tem se mantido infiltrado na sede do PS, na tentativa de absorver informações que possam resultar em próximos estapafúrdios. E, todos sabemos, o quão rico em estapafúrdios é uma sede de um partido da oposição, não sabemos? O nosso investigador conseguiu infiltrar-se na sala privada, fotografando uma parede que continha uma lista com os nomes de futuros ministros e, o porquê dessas escolhas. Passo então a revelar o nome de alguns ministros, assim como, de um Secretário de Estado.

Lista, super, ultra e mega secreta... Ministro das Finanças: «Ricardo Salgado». O actual presidente do BES, possui um dom nato para omitir elevadas quantias de dinheiro. Como prova disso, o seu mais recente esquecimento, em declarar 8,5 milhões às finanças. Com o dom de Ricardo Salgado, o Governo socialista conseguiria esconder várias dívidas aos cães famintos do FMI. Ministro da Agricultura: «José Castelo Branco». O/A socialite participou no programa da TVI - "Perdidos no Tribo", o que lhe confere um alto conhecimento em agricultura. Na tribo, José Castelo Branco tinha de se alimentar do que a terra fornecia à tribo. O Conde, teve de 237


se adaptar e aprender como se planta certos legumes. Diz que, o seu legume preferido é a cenoura. Vai-se lá saber o porquê& Mais recentemente, José Castelo Branco, foi "apanhado" a roubar café no Pingo Doce de Sintra. E, claro, ladrões são sempre bem vindos ao Governo& Ministro da Saúde: «Eduardo Barroso». O famoso cirurgião e adepto sportinguista, possui um temperamento muito difícil, enervando-se muito facilmente. Possui, igualmente, uma voz rouca e, incomodativa, ao ponto de a conseguir elevar a decibéis muito altos. O ideal para assustar uma enorme quantidade de idosos que possam vir a ser internados em hospitais, acabando por falecerem de susto. O que seria ideal para reduzir umas quantas pensões& Ministro da Justiça: «João Vale e Azevedo». O famoso advogado e, claro, impiedoso aldrabão, já conhece todos os meios e cantos à casa. Tribunais, Calabouços da Polícia Judiciária e várias celas. Ele, melhor que ninguém, sabe o que é necessário mudar na justiça portuguesa, para se conseguir condenar aldrabões como ele próprio. E, obviamente, a sua clara aptidão para a aldrabice, poderia se revelar uma mais-valia para António José Seguro. Ministro dos Negócios Estrangeiros: «Zezé Camarinha». Quem melhor neste país, para comandar este ministério? Zezé Camarinha possui um vasto leque de experiência ao nível da comunicação com estrangeiras. Sabe-se que, Zezé Camarinha, apenas pedia para montar o seu escritório em plena Praia da Rocha, em Portimão. Diz que se sente mais inspirado, observando as ondas e o areal da praia. Verdade seja dita, quem melhor para aproximar o Reino Unido de Portugal? Ministro da Educação: «Fátima da Costa Dias». Esta ex-docente, sofre neste momento um processo por ter aplicado várias "réguadas" aos seus ex-alunos. António José Seguro acredita que esta é a forma mais eficaz de silenciar os milhares de professores no desemprego. «"Réguadas", para cima deles!», afirmou António José Seguro, quando avançou com o nome de Fátima da Costa Dias. Secretário de Estado do Desporto e Juventude: «Lance Armstrong». O possível Governo Socialista, quer apostar na eliminação de casos de doping no desporto em Portugal. E quem melhor, do que Lance Armstrong, para detectar todo o tipo de farsa ou omissão por parte dos desportistas em Portugal, quando são sujeitos ao controlo Anti-Doping. O ex-ciclista e mais recente aldrabão mundial, conhece todas as formas ou "manhas", para fugir ao controlo Anti-Doping. A ele não lhe escaparia nada! E pronto. Estes são alguns dos nomes planeados pelo Partido Socialista, para ocupar os respectivos ministérios. Deus nos livre, de os Portugueses entregarem o comando do país ao Partido Socialista& Livra& RIC

238


Se a tí te gusta a mí me encanta! (2013-01-27 21:54) Ora boas! Boas?! Onde?! Calma, calma, não se entusiasme& Estou apenas a desejar-lhe boas noites, amigo leitor! Chegámos à pior noite da semana, para mim. Eu creio que a noite de domingo, serve apenas para nos dizer: ainda é fim-de-semana, mas é quase como se não fosse. Não tarda vais dormir e quando acordares chegou a terrível 2ª feira! Detesto segundas-feiras! Você não? Claro que sim. Quem é que gosta da 2ª feira? Só se for alguém que folgue nesse dia& Mas adiante. Sim, hoje é domingo, não tarda é segunda-feira, teremos de nos levantar, resmungar com tudo e todos mas depois ir trabalhar à mesma. Pior, nos dias que correm ainda temos que agradecer o belo, ou não tão belo, emprego que temos, pois os empregos ultimamente parecem produtos à venda em lojas com saldos de 80 %. É raro apanhar alguma coisa de jeito! Mas já chega de lamúrias ev amos ao que nos trouxe hoje aqui! A notícia estapafúrdia que temos para partilhar consigo é sobre uma chimpanzé que vive no jardim zoológico de Sevilha, que é viciada& Não, não é em bananas. Nem é em andar pendurada de um lado para o outro e muito menos em comer amendoins. (Amendoins? Os chimpanzés comem amendoins? Não sei. Agora comem!) O raio da macaca é viciada em PORNOGRAFIA! Sim é verdade, então não é que a macaca é danada para a brincadeira? Ela gosta de ver um bom “fony fony” na tv. Agora o leitor deve estar a pensar: “Ah pois, isso é por ser espanhola& Toda a gente sabe que aqueles tipos e tipas são os maiores profissionais do porno!” E sabe o que eu lhe digo? É capaz. Sinceramente sempre que se fala em filme porno vêm-me logo as palavras, “Oh si cariño&”, à mente. Por isso se calhar até tem razão. Mas pelo sim, pelo não, o Estapafúrdios do Quotidiano enviou um investigador ao Zoo de Sevilha para entrevistar a chimpanzé!

(Sim os nossos investigadores falam chimpanzês.) E aqui fica o que ele conseguiu apurar: A chimpanzé de nome, Gina (Isto explica muita coisa& Lembra-se da revista Gina? Não? Ok, então adiante, se não percebeu a piada pesquise “revista gina” no Google) teve o seu primeiro contacto com a pornografia porque o seu tratador estava a ver uma película XXX no seu local de trabalho com a porta aberta! Gina ao entrar e ver tais macaquices ficou doida! Tentou saltar para cima do tratador mas felizmente ele conseguiu fugir a tempo. Depois foi a correr para a sua cela e começou a seduzir o seu macho, Xico. Ele deixou-se ir nas macacadas dela e ainda lhe sugeriu que aprendesse mais uns truques na tv. Ela conseguiu convencer o tratador a deixá-la ver mais um pouco da pornografia com a desculpa que se tratava de um estudo. E assim foi. Dia após dia, lá ia Gina, a chimpanzé excitada, ver pornografia. Depois ía para a cela e deixava o Xico todo contente. Primeiro apareceu lá com uma lingerie sexy, depois levou outra chimpanzé com ela para a rambóia a três. Houve até uma vez, que tentou levar o treinador mas o Xico não deixou& Até que um dia tudo se complicou& No momento em que eles estavam a “macacar” um com o 239


outro, ela saca de uma banana e enfia num orifício um tanto ou quanto privado do Xico. O coitado vê-se com uma banana entalada “no sítio onde o sol não brilha”, começa a esfregar o rabo no chão e a banana entra por ali a dentro& Bem, uma tragédia. O pobre Xico nunca mais foi o mesmo! A Gina como não conseguia apagar o fogo que ardia dentro no seu íntimo e visto que o Xico nunca mais se aproximou dela, foi-se embora do Zoo e agora é protagonista do filme “Macacas gulosas, a vida fora do Zoo.” Não sei se o filme é bom, sinceramente não sou muito adepto de Zoofilia mas, como se costuma dizer caro leitor: “Se a tí te gusta a mí me encanta!” Adeus e boa segunda-feira! GIL

240


O OLX dos famosos... (2013-01-28 18:12) Até o mais leigo cidadão português - como, igualmente, o mais leigo dos cidadãos estrangeiros -, sabe que, o aparecimento da internet na vida do ser-humano veio trazer uma liberdade estrondosa para qualquer cibernauta. Existem várias redes sociais, que fazem parte do quotidiano de quase todos os cidadãos deste mundo. Hoje em dia, torna-se mais suspeito quem não tem, por exemplo, Facebook, do que aqueles que levam a sua vidinha rural - longe da tecnologia -, e sem essas extravagâncias da "internet"... Hoje em dia, é mais usual perguntar-se: "Qual é a tua página de Facebook?", do que; "Qual é o teu número de telemóvel?". É a mais pura das verdades. É a denominada - "Evolução". Ou seguimos o seu rumo, ou corremos o risco de cair no esquecimento da sociedade em geral. Apenas e só, por esse mesmo motivo, é que eu possuo contas em várias redes sociais. Tenho medo de cair no esquecimento, e tal... (Que maravilhosa desculpa...) Aprenda, caro leitor do Estapafúrdios do Quotidiano... Isto é quase, quase, serviço público...

Se existe a internet, porque não fazer uso dela para todo o tipo de estratagemas que possam resultar em benefício monetário? O mundo está em crise, existindo a - urgente - necessidade de adquirir dinheiro para sobreviver, dê por onde der... Foi, exactamente, esse género de uso que fez uma Brasileira, colocando a sua virgindade em leilão na internet. E verdade seja dita: ela recebeu uma bela de uma maquia. Parece que esta ideia ganhou mais seguidores, surgindo várias notícias, de pessoas a "vender" o seu corpo em troca de dinheiro. Bom, sinceramente, isso já existe há milhares de anos, sendo reconhecida como a "profissão mais antiga do mundo". Mais, recentemente, surgiu um jovem norueguês, que publicou uma foto sua, munido de um cartaz, pedindo que os seus seguidores do Facebook, fizessem "like" na respectiva foto. Onde o objectivo é: chegar a um milhão de "likes", adquirindo assim, a possibilidade de fazer sexo com a sua colega. Parece que, o malandro do rapaz vai conseguir alcançar o seu objectivo, visto que, a foto já tem 999 mil "likes", no preciso momento em que escrevo este texto. Ora, esta - surpreendentemente - onda de estratagemas para alcançar dinheiro através da internet, levou a que o Estapafúrdios do Quotidiano, destacasse um Investigador para esmiuçar estes estratagemas que surgem na internet. E, caro leitor, o nosso investigador descobriu dois anúncios de dois famosos portugueses: "Zezé Camarinha" e "José Castelo Branco". Decidimos enviar o investigador ao encontro destas duas personagens, para entender o porquê, de terem colocado anúncios na internet. Comecemos por Zezé Camarinha... Investigador: "Ora viva!" Zezé Camarinha: "Yes, I like! Boa tarde! O que deseja aqui do men?" Investigador: "Hã? Ah! Ok, tudo bem. Bom, eu queria saber qual o motivo que o levou a colocar um anúncio no Facebook, oferecendo os seus serviços& prontos& para& coiso& está a ver?" 241


Zezé Camarinha: "Ah! Isso? Sim& Aqui o Zezé Camarinha, possui great planos&" Investigador: "Ai é? Hmm& E que raio de planos são esses, que o leva a oferecer os seus serviços?&" Zezé Camarinha: "São planos fantásticos! Como o meu friend com toda a certeza o saberá, o Inverno em Portugal retira-me as minhas babes! E o que é feito do Zezé Camarinha, sem as suas adoradas babes? Fico deprimido, sem vontade nenhuma para aparar o meu moustache. Depois, aqui o men, sem o seu moustache, fica uma autêntica desgraça. Logo, aproveito para oferecer os meus serviços para& coiso& para assim amealhar money. Estás a ver, meu friend? Investigador: "Pois, todos nós precisamos de dinheiro. Então, e é apenas para isso?" Zezé Camarinha: "Nada disso! Aqui o men, quer juntar muito money para construir em plena cidade de Portimão, uma praia artificial. Protegida da chuva, sempre com muito sol. Assim, tenho as minhas babes de volta, durante o ano inteiro. Very& nice! Não é? Só existe uma condição&" Investigador: "Ai& sim? Qual?" Zezé Camarinha: "As babes, para entrarem na praia, aqui do men, têm de trazer muito protector solar. É o que o Zezé mais gosta de fazer na vida. Aqui o men, likes to put the cream on the babes. Se quiser, pode aparecer. Mas& não tem direito a babes. Elas são todas do Zezé&" Investigador: "Ah& Está certo. Obrigadinho, ó Zezé Camarinha&" Agora, chega a vez de José Castelo Branco... Investigador: "Boa tarde, ó Conde. Estás bom?" José C. Branco: "Desculpe? Ó criatura, quem é você para tratar o Conde assim? Sabe quem eu sou? Você não me enerve! Ai! Ui!" Investigador: "Calma, calma& Peço-lhe desculpa, ó Conde. Olhe, eu gostava de saber o porquê, de ter colocado um anúncio na internet a oferecer-se para vídeos caseiros? Que ideia é essa?" José C. Branco: "Ah! É isso que pretende saber, criatura? Muito bem! Eu explico. Desde que eu fui apanhado a roubar café no Pingo Doce de Sintra, que a minha vida se complicou, sei lá. O Conde está a passar por sérias dificuldades, sei lá. A Betty já não se mexe e o Conde precisa de fazer mais um Botox. E, como o fazer, se não possuo dinheiro? Ai! Ui! O que isto me enerva!" Investigador: "Então... mas o Conde não tem um programa de televisão? Não ganha bem por apresentar o programa?" José C. Branco: "Sim, criatura. Eu apresento o programa, mas a MVM paga muito mal... Só me oferecem uma "Sande" de Manteiga, durante os intervalos das gravações. E, atenção!, criatura... A manteiga é de marca branca do Continente. Um horror! Nem possuem a decência de comprar manteiga de qualidade para o Conde. E, depois, pagam-me o salário em Ticket’s de refeição. E o que é que eu faço com aquilo, criatura? Não posso usar os Ticket’s para pagar os meus Botox! O Conde não pode passar sem Botox! Fica horrível, sei lá! E, mais! Preciso de adquirir um desfibrilador para a minha queria Betty. Sabe, criatura... Tem manhãs que, ao acordar, dou com ela na cama sem responder. Sou obrigado a fazer-lhe respiração boca-a-boca. Que nojo! Com um desfibrilador, a "coisa" fica mais fácil, sei lá! Por isso, quem quiser fazer um vídeo caseiro com o Conde, basta trazer uma câmera de filmar. Faz-se um filmezinho, sei lá, tipo aquele que eu fiz no hotel com aquele casal amoroso. Já viu, criatura?" Investigador: "Já... Ia-me vomitando... Adeus e obrigado pela entrevista... Ó CONDE..." E... foram as entrevistas possíveis... RIC 242


Saia do armário! (2013-01-29 20:20) "Sair do armário” faz bem à saúde pública. Foi com esta notícia que eu me deparei ao ler aquele grande jornal, o Correio da Manhã. Este jornal é uma fonte inesgotável de estapafúrdios. Atrevo-me até a dizer, que têm investigadores quase tão bons como os do Estapafúrdios do Quotidiano. E ainda digo mais. Eu até suspeito que sejam os mesmos! Temos que impor um regime de exclusividade aos nossos investigadores é o que é! Segundo esta notícia, um grupo de cientistas da universidade de Montreal, no Canadá, demonstraram que os homossexuais assumidos têm uma melhor saúde física e mental. Isto claro se estiverem numa sociedade tolerante. Eles fizeram bastantes testes químicos, medições dos níveis de cortisol (a hormona do stress), estudos às hormonas responsáveis pela alegria/tristeza, analisaram os cromossomas X e Y, os neurotransmissores na depressão, ou seja, fizeram todo um conjunto de testes para conseguirem chegar a este resultado. Nós aqui no Estapafúrdios do Quotidiano, conseguimos chegar ao mesmo resultado sem efectuar nenhum teste químico. Bastou para isso, juntarmos numa sala, um grupo muito variado de sujeitos e um psicólogo. (Que até é estagiário!) Ele com apenas duas ou três questões chegou à mesma conclusão dos cientistas de Montreal.

Aqui fica o estudo efectuado: Psicólogo: - Boa tarde. Gostaria de saber se sente uma pessoa stressada devido à sua orientação sexual? José Castelo Branco (Só podia não é? Ele está na moda agora desde que tem um reality show!): - Aiii eu& Sou uma bicha doida! Feliz! Feliz! Feliz! Não tenho stress nenhum! Eu sou hetero& Homo& Bi& Coiso! Ou coisa! Ou algo! Não sei o que sou, mas sou feliz! Ricky Martin: - Un, dos, tres, psicologo! Yo vivo una vida loca. Psicólogo! No... Lo... Tengo stress desde 2010! (Favor ler a resposta ao ritmo de 1,2,3 Maria) Elton John: - Like a candle in the wind! Assim sou eu& A balançar! Desde que me assumi, sou muito mais, feliz! E agora ainda mais& Pois sou pai de um petiz! (E já agora leia esta resposta com a melodia de Candle in the wind.) Manuel Luís Goucha: - OHH meu querido!! Você nem me diga nada! A minha vida é um stress! Não é Cristina?! Ai tonto, a Crinstina não veio! É tão estranho falar em público sem ter uma histérica a rir ao meu lado... Olhe, eu é só andar de um lado para o outro. É “Você na TV”, é “A tua cara não me é estranha”, é “Tu cá, tu lá”& Olhe como se diz, sou “pau para toda a obra.” Ai se sou& Se é para ser Pau, contem comigo! Tom Cruise: - Eu stress?! Não! Claro que não! Que pergunta! Eu sou heterossexual! Não acredita? Subo já para cima deste sofá e grito muito alto que amo a Katie Holmes. AMO-TE KATIE!! Psicólogo: - Calma, calma. Não estamos aqui a perguntar a sua orientação sexual! Apenas se é stressado por causa dela. Independentemente de qual seja! Mas já que fala nisso, digam-me lá quais são as vossas orientações sexuais? Só para colocar aqui no estudo: José Castelo Branco: - Eu Sou uma Bicha! 243


Ricky Martin: - Yo soy rabicón! Elton John: - I’m Gay. Manuel Luís Goucha: - Sou homossexual e ninguém tem nada a ver com isso. Tom Cruise: - I’m straight! I love you Katie. Come back to me! I’m not Gay! Psicólogo: - Hum& Percebo& Portanto, Segundo percebo o José não sabe bem o que é mas não tem stress. O Ricky e o Elton são homossexuais assumidos e não têm stress também. O Goucha é homossexual mas vive numa sociedade retrograda, o que lhe provoca muito stress e o Tom diz que não é gay mas tem muito stress acumulado... Ok, penso que não preciso mais de vocês. Estou pronto a escrever o resultado do meu estudo. Manuel Luís Goucha: - Então e diga lá o que tem para nos contar? Conte lá, vá& E já agora que belo casaco que você tem. Quer trocar pelo meu? Psicólogo: - Não, deixe lá, gosto muito do meu. Não pretendo trocar pelo seu “cortinado”. Mas já que insiste em saber os resultados, eu digo-vos o que consegui apurar: Em países como Portugal onde os homossexuais ainda são alvos de discriminação, os homossexuais assumidos são stressados. Por outro lado, os não definidos ou não assumidos não têm stress. Em países mais abertos à homossexualidade como os EUA (O Ricky é de Porto Rico, mas vamos dizer EUA, porque é lá que ele vive, sim? Muito Obrigado!) ou Inglaterra, os homossexuais assumidos são mais felizes e não têm stress! Mas os que ainda não se assumiram sofrem de uma elevada necessidade de aceitação e stress. E estão sempre numa constante negação! Tom Cruise: - Homossexual não assumido? Quem? Como chegaram a essa conclusão? Eu amo-te Katie! Eu não sou Gay! Por isso caro leitor, se é homossexual e português, assuma-se! Se irá ter mais stress depois? É capaz! Mas no estado em que este país está, muito dificilmente a culpa será atribuída, ao facto de ter saído do armário! Adeus e até breve. GIL

244


A fuga do crocodilos& (2013-01-30 17:57) Como é sabido pelo leitor mais informado sobre a actualidade mundial, África tem sofrido enormes vagas de cheias que têm causado muita desgraça e tristeza a alguns países, nomeadamente - «África do Sul». Bom, é neste país que me quero centrar, no que respeita ao «Estapafúrdio» que lhe trago hoje, caro leitor. Parece que, numa quinta que - supostamente se destina à criação de crocodilos, ocorreu uma fuga de nada mais, nada menos do que, 15 mil crocodilos. Ao que parece, os responsáveis pela quinta tiveram de, obrigatoriamente, abrir os portões da quinta para assim drenar toda a água que se encontrava no interior. Tudo devido às malditas cheias& Então, e não é que os malandros dos crocodilos aproveitaram esse factor para se escapulirem da quinta, aproveitando a «enchorrada» para nadarem até ao rio mais próximo? Malandrecos dum raio, hein? Claro que, não se pode deixar 15 mil crocodilos à solta! O que levou os proprietários da quinta a contratar o melhor de todos os caçadores de crocodilos do mundo e, quiçá, do Universo e arredores! «Quem é esse fantástico caçador de crocodilos?» - Será a interrogação pertinente que paira na sua mente, não é, ó leitor? Pois bem, trata-se de Crocodile Dundee! Quem mais poderia ser? Demasiado básico, não é? Lamento, mas foi o que me saiu... E como será que correu esta caça por parte do famoso caçador de crocodilos? É, precisamente isso, que nos contou& Não! Nada disso& não foi Crocodile Dundee a contar a história ao Estapafúrdios do Quotidiano. Mas sim, um dos crocodilos que foi «apanhado». Sim& Somos um blog topo de gama! Um blog, que possui um sistema de última geração, capaz de falar com crocodilos. Chamamos-lhe de «Crocodile talky»! Achámos que o nome assentava bem& Bom, passemos então à conversa entre o nosso sistema super, mega, avançado e o crocodilo. Talky: «Olá crocodilo amistoso e bonito. Estás bom? Então, partilhai aqui com o Talky o que aconteceu& Fazeis isso? Crocodilo bonitinho...» Crocodilo: «Olá& Com que então: Talky? Certo& Sim, posso contar tudo o que se passou& Mas& com uma condiçãozinha, Talky, fofucho!» Talky: «E que condição vem a ser essa, crocodilo amiguinho?» Crocodilo: «Depois de a entrevista acabar, vamos dar um belo de um mergulho ao meu pântano, ok?» Talky: «Mas& eu sou apenas um sistema super, mega, avançado do Estapafúrdios do Quotidiano! Mesmo que eu quisesse, nunca poderia ir contigo dar mergulhos para o teu pântano.» Crocodilo: «Sendo assim, nada feito! Adeus e bom dia, ó Talky!» Talky: «Oh& Ok! Pronto! Eu vou contigo, amoroso crocodilo, dar uns mergulhos depois da entrevista...» Crocodilo: «Assim está melhor& Coisa mai linda!» Talky: «Ó crocodilo& diz-me uma coisa& Tu és macho ou fêmea?» Crocodilo: «Por dentro, sou uma bela fêmea! E é isso que interessa, ok?» Talky: «Ok! Então& começa pela Quinta& Vocês eram bem tratados lá?» Crocodilo: «Achas mesmo? Realmente, um sistema tão avançado como tu, mas tão burro! Enfim... É o que se arranja, não é? Bom, continuando...» Talky: «É uma questão de orçamento, sabes...» Crocodilo: «Mas deixas-me contar a história ou não? Se isto é para ser assim, sempre a ser interrompido, ponho-me já a andar até ao meu pântano, ter com o meu amor...» Talky: «Desculpa... Continua, crocodilo fofinho...» Crocodilo: «A tua sorte, é seres tão queridinho! Bom, aquela Quinta é o inferno na terra! As pessoas pensam que o propósito da quinta é tratar dos crocodilos, mas trata-se de uma 245


farsa. Um embuste! Apenas para enganar as pessoas! Aquilo, queridinho... Aquilo é uma fábrica de fabrico de malas e botas de pele de crocodilo, para a alta costura! Aqueles ricaços famosos, gastam fortunas em malas e botas feitas com a nossa pele. Nós, crocodilos fofuchos e queridinhos, sofremos horrores naquela quinta! Sabe quantas vezes me tiraram a pele? 5 vezes! E, escolhiam sempre tirar-me a pele pela altura do inverno, o que originavam brutais pneumonias. Ia morrendo! Graças às cheias, conseguimos fugir daquele inferno! Estou ainda muito afectado psicologicamente com o que sofri naquela maldita Quinta!» Talky: «Ah!... Não fazia ideia... Então, mas consta, que os proprietários da Quinta contrataram o famoso caçador de crocodilos, Crocodile Dundee, para vos capturar. Conta-me, ó amoroso crocodilo, como escapaste ao impiedoso e, super macho, caçador de crocodilos?» Crocodilo: «Ah! Ah! Ah! Qual impiedoso e, super macho, caçador de crocodilos, qual quê! Crocodile dundee, já não é esse macho que tu imaginas, ó Talky. Sim, ele chegou a capturarme! Travámos uma luta terrível, mas eu acabei por ganhar, por ter as unhas maiores que ele.» Talky: «Ganhaste, por teres umas unhas maiores que ele? Mas que raio...» Crocodilo: «Sim, ó sistema super, mega avançado do Estapafúrdios do Quotidiano... Continuo a insistir que, de facto, de avançado não tens nada... Depois de ele me apanhar, começámos a lutar. Ora, eu puxava-lhe os cabelos, enquanto ele me arranhava as costas. Andámos para ali horas naquilo. Até que optei por fazer uso das minhas unhas afiadas, abraçando-o e cravandolhe as unhas nas costas. Rebolámos abraçados um ao outro, até que... algo aconteceu... Algo muito lindo...» Talky: «Até tenho medo de perguntar... Mas, ó crocodilo amiguinho, o que é que aconteceu de tão lindo, entre ti e Crocodile Dundee?» Crocodilo: «Ai... Foi tão lindo. Bom, estávamos abraçados a rebolar na relva, em direcção ao pântano, quando batemos numa pedra, ficando suspensos à entrada do pântano. Foi nesse instante que o mundo parou! Ficámos a olhar nos olhos um do outro durante 20 longos segundos. Quando, numa recíproca reacção, demos um grande beijo! Desde esse momento, nunca mais nos largámos. É amor puro! Estamos tão felizes, juntos. Até caçamos juntos no pântano e, ele, o meu amor, promete defender-me até que a morte nos separe. Ele diz, e passo a citar, «Amor, nunca permitirei que voltes para a Quinta. Tu não vais ser a mala, nem as botas de ninguém! És demasiado precioso para mim...». Ora, se isto não é amor, então não sei o que será... Pronto, e é isto. Vamos até ao pântano, ó Talky fofinho?» Talky: «Hã?... Sim... sim... Vai andando que eu vou lá ter... (IRRA!, era o ias...) RIC

246


Viciada em pêlo! (2013-01-31 18:11) Boa tarde! Hoje, os Estapafúrdios do Quotidiano trazem até si, uma notícia bastante preocupante! Fomos alertados através da nossa página do facebook, que existia em Detroit, uma mulher que comia, ou pior, que lambia, o pêlo do seu gato. Algo deveras estranho, não é? Normalmente costuma ser ao contrário, toda a gente sabe! As pessoas que têm gatos, estão habituadas a que, uma ou outra vez, eles lhe dêem uma lambidela. Ao fim ao cabo, é o jeito do animal mostrar o carinho que sente por si. Contudo, segundo o que o nosso investigador residente nos EUA, conseguiu apurar, Lisa, uma americana de 43 anos, é viciada em pêlos de gato desde que se divorciou do seu companheiro de longa data, “Hairy John”. (Não, não me enganei, o seu nome era mesmo Hairy e não Henry. A sua mãe o baptizou-o com este nome, devido à quantidade de cabelos e pêlos fora do normal, com que ele nasceu.) O motivo que levou Hairy a pedir o divórcio foi, e passo a citar: «Esta mulher liga mais aos meus pêlos, que ao resto do meu corpo e isso incomoda-me!» O nosso iinvestigador ainda tentou localizar Hairy John, mas quando chegou à morada que lhe indicaram, apenas encontrou um senhor careca e sem pêlos visíveis no seu corpo. Quando questionado se conhecia Lisa, ele desatou a correr ao mesmo tempo que gritava: «NÃÃÃÃOOOO!» Portanto, só podemos calcular... Que Hairy, já não morava ali. De seguida Timothy Fur, o nosso investigador. Dirigiu-se à casa de Lisa para tentar saber qual o motivo que a levava a comer os pêlos do seu gato? Mas infelizmente para nós ela não estava. Fur falou então com o pai de Lisa. Um senhor de meia-idade, calvo e com um aspecto meio abatido. O seu nome era Ric Fluffy. Ele contou-nos que a pancada da filha já tinha começado há muitos anos. Era ela uma criança e já arrancava os pêlos dele para por na boca. Ele ao início não se importava pois ela ficava mais calma, mas com o passar do tempo, ele foi tendo cada vez menos pêlos no corpo e não a deixou mais aproximar-se deles. Até porque os únicos pêlos que lhe restavam no corpo, eram em sítios que uma filha jamais se deve aproximar! Por isso, ele como bom pai que é, procurou o marido ideal para Lisa. O Hairy! Foi amor à primeira vista. A quantidade de pêlos que aquele senhor tinha, era suficiente para deixar qualquer senhora louca. Pelo menos qualquer senhora com o mesmo vício de Lisa! Eles viveram felizes durante 10 anos, até que Hairy ficou sem um único pêlo no seu corpo. Até os cabelos oleosos e com caspa, ela acabou por os ingerir! Então aí é que foi. Sem qualquer pêlo nas proximidades para poder dar continuidade ao seu vício, ela virou-se para os pêlos dos animais. Levava os dias inteiros na rua a apanhar pêlos de cão ou de gato. Foi trabalhar para uma lavagem automática, só para poder sorver alguns pêlos perdidos nos bancos dos carros. Sempre que ia à casa de algum amigo, que tivesse animal de estimação, ficava a olhar com um ar guloso para os pobres bichanos. E houve até uma vez, que agarrou-se ao “Lulu da Pomerânia” de uma amiga dela e lambeu-o. Lambeu-o, como se de um gelado de chocolate se tratasse! Ela precisava de ajuda. Eu voltei a morar com ela, decidi que o melhor seria comprar dois ou três gatos, para ela poder variar no sabor, e deixar que ela comesse o pêlo deles. Mas de uma forma controlada, claro! É que sabe. Comer pêlo engorda& Ela tinha apenas 7kg quando começou este vício& Veja lá agora! Esta história foi escrita para todos os leitores, mas especialmente, para aquele leitor, amigo dos animais, que nos alertou para esta trágica notícia através da nossa página do facebook. Um muito obrigado para si! E que esta chocante história, sirva de exemplo para outras famílias. Para além do nosso post e para que este problema não assole outros lares, por este mundo fora, aqui vos deixamos o vídeo também. (vídeo não aconselhado a menores de idade, nem a pessoas com um estômago fraco) 247


IFRAME: http://www.youtube.com/embed/q7wQYubDfgg GIL

248


2.2

Fevereiro

249


É o nudismo... (2013-02-01 17:09) «Cuidado! O rei vai nu!» - Podia ser uma excelente ideia para começar este texto. E, partindo desse princípio, o ir desenvolvendo. Mas, honestamente, prefiro não o fazer! Era básico demais... Ah! Porra! Mas já comecei o texto assim... Ora, agora, simplesmente, que se «lixe»! Agora já está... E não me apetece mesmo nada, ter de apagar e voltar a escrever o início do texto de outra forma. Sendo assim, continuo a partir daqui. E, o estapafúrdio que trago hoje, até tem - de certa forma - algo a ver com a forma como este texto se inicia. A nudez... Tabú para muitos, naturalidade para outros. Ao fim ao cabo, todos nós nascemos assim. Foi a forma como Deus decidiu que devíamos vir ao mundo. Ah!... Raios o parta! Porque não escolheu ele, uma forma mais gira? Eu não me importava nada de ter nascido com um kilt, ali todo pomposo, a berrar (em escocês, é claro!). Mas não! Tinha de ser em pelota («pelota», não faço a mais pequena ideia do porquê, mas engraço com esta palavra... Acho piada, pronto...), para todos verem os meus atributos. Enfim... Ó Deus, podias repensar essa situação, ok? Era giro e tal... Pensai nisso... O estapafúrdio que trago hoje, tem a ver com um homem que, completamente nu, decide atacar um autocarro em plena via pública, em Filadélfia. Diz que o desenvergonhado, até andou a esfregar a genitália no vidro da frente do autocarro. Mas que tarado... Esfregar a genitália num vidro de um autocarro, é coisa para arranjar uma bela de uma doença má, na zona mais delicada do homem. É que, aquilo deve estar cheio de mosquitos mortos e sabe-se lá mais o quê! Que maluco... Qual terá sido a razão deste homem, para fazer tal coisa? Além de ser um tarado, ou maluco («maluco», no sentido literal da doidice, não de ser oriundo das Ilhas Indonésias - Malucas!), tem de existir uma razão plausível para tal impensável acto... E, por mais, absurdamente impensável, que possa vir a ser aquilo que vou dizer a seguir, caro leitor, sabe quem é que estava dentro do autocarro no preciso momento em que toda esta situação aconteceu? O António Bigorna! O investigador que o Estapafúrdios do Quotidiano tem destacado na Filadélfia! Ele, o investigador, prontificou-se a sair do autocarro e falar com este indivíduo, numa clara tentativa de descobrir as verdadeiras razões para o que estava a acontecer. A conversa passou-se, mais ou menos, assim...

António Bigorna: «Eh lá! Eh, homem, tenha lá calma! Então... o que é que se passa consigo? E, por favor, aponte lá isso para outro lado...» Maluco: «O que foi? O que queres? Não gostas de ver, é? Vira a cara para outro lado!» António Bigorna: «Calma... Tenha lá calma... Só quero saber o porquê, de andar aqui a esfregar-se todo no vidro do autocarro? Apenas... isso...» Maluco: «Ah! Isso... Teve de ser... É devido à comichão que sinto, derivado dos chatos que apanhei, recentemente, numa casa de banho aqui perto...» António Bigorna: «E está nu, porque...?» Maluco: «Porque sou um nudista assumido, e estou em protesto!» António Bigorna: «Está em protesto contra o quê?» Maluco: «Contra... Espere! Deixe-me lá entrar para dentro do autocarro, que já não aguento este frio... Ora, com licença... Ah!... muito melhor! Bom, Estou em protesto contra a falta 250


de condições e, a total descriminação que existe contra os nudistas! Somos repudiados pelos Vestidinhos! Por isso, estou em protesto.» António Bigorna: «Mas... e veio protestar para o meio da rua, contra este autocarro, porquê? Não consigo entender isso...» Maluco: «Porque, a empresa proprietária deste autocarro, não nos permitiu alugar um autocarro. Disse que, a política da empresa, não permitia alugar as suas viaturas a nudistas. Porque sujavam tudo e tal! Cambada! Como se nós não fossemos pessoas iguais às outras. Somos asseados, oh! Que raiva!» António Bigorna: «Então, e pretendiam alugar o autocarro para quê?» Maluco: «Ora, se calhar, era para jogar Poker, queres ver... Que raio de pergunta, homem... Queríamos ir praticar o nudismo, numa praia artificial, construída pela nossa comunidade, aqui na Filadélfia. Mas eles não deixaram... Que raiva...» António Bigorna: «Ah!, muito bem. Mas... espere... que cheiro horrível é este?... Parece... Blargh! Parece urina...» Maluco: «Ah... raios... Voltei a urinar nos bancos de um autocarro. Sabe, eu sofro de uma espécie rara de incontinência, que apenas acontece em bancos de autocarros... Que vergonha... tenho de ir... andando... adeus...» António Bigorna: «Ah... que nojo... Espere, onde vai... Irra!, que cheiro horrível...» Mais uma vez - e graças ao António Bigorna -, conseguimos desmistificar esta história estapafúrdia... RIC

251


A escola de jogadores do FCP! (2013-02-02 19:07) E cá estou eu de volta com mais uma notícia estapafúrdia para si! Hoje, para desenjoar da política, o Estapafúrdios do Quotidiano traz até sim uma dose do melhor comprimido, para todos os males do país: o futebol! Isto claro se o seu clube for um dos 3 grandes (Benfica, Porto ou Braga – exacto Braga! Pensava que era o Sporting, não?). Se o seu clube for um destes três está bem encaminhado. Caso contrário, falar de futebol é quase como curar uma maleita com outra! O leitor deve concordar comigo quando lhe digo que o Sporting, apesar de não andar lá muito bem, tem sem dúvida a melhor escola de júniores do país! Não concorda? Mau... Eu disse "O leitor deve concordar comigo..." por isso faça o favor de concordar, SIM?! Muito obrigado! Da escola do Sporting saíram grandes jogadores... Figo, Nani, Cristiano Ronaldo... (Como é que ainda não fizemos um estapafúrdio sobre ele? «Nota mental: Escrever um estapafúrdio sobre o Cristiano Ronaldo!»). Mas agora, segundo parece, é o Porto que tem a melhor escola de futebolistas séniores de Portugal. Essa escola situa-se em Alcochete e é nada mais, nada menos que a equipa principal do Sporting! Então e como é que funciona a escolinha do Futebol Clube do Porto ou, como é conhecida normalmente, “ Equipa principal do Sporting”? O Sporting compra o jogador, ou então forma-o na sua escola de júniores, depois, quando ele não dá o rendimento pretendido, o Porto vai lá comprá-lo, põe-no a jogar e o jogador torna-se o maior! TCHARAM!! Foi assim com o Moutinho, com o Izmailov e será assim com o Liedson. Ok, é certo que o Liedson não estava a jogar no SCP actualmente, mas esteve... E foi-se embora, porquê? Porque o Sporting entendeu que ele já não dava o rendimento pretendido... Amigo leitor, acredite em mim quando lhe digo, quando o Liedson for jogar no FCP até relva come& Ah, pois é! Sabe porquê? Eu sei! E vou partilhar consigo. Para o caso de ser do Sporting ou de conhecer alguém que seja, façam-lhe um favor, vá ter com o Godinho Lopes e dê-lhe este recado. "Aprendam com o FCP! O truque não está em formar e depois vender os jogadores... Está, sim, em pô-los a jogar e ameaçar-lhes a família para o caso de não jogarem bem!" Tenho dito. (Este texto não foi assinado, para permitir que o seu autor possa voltar visitar o Porto em segurança. Eheh)

GIL 252


Estou& sim? Uma dose de preservativos? É para já! (2013-02-04 16:26) Ora viva! Então, caro leitor? Como vai essa saúde? Hum? Má? Gripe? Pois& Diz que estamos na época das gripes. Mas já sabe como é! Como diria um senhor, presidente de um banco em Portugal: «Se um sem-abrigo aguenta, porque razão, não iria aguentar um leitor do Estapafúrdios do Quotidiano?». Seria algo assim, do género. Por isso, caro leitor, vamos lá a arrebitar, que o tempo de crise em que vivemos, não nos permite faltar ao trabalho devido a gripes! Vá! Recomponha-se! Ok, eu espero um pouco enquanto assoa esse nariz imundo. Calma! Não o estou a ofender! Todos nós temos um nariz imundo quando estamos doentes, mais propriamente - com a malfadada gripe. Por isso, não se revolte contra o escrevente& Já está? Não? Tudo bem. Eu espero mais um pouco& O leitor acima de tudo& Irra! Isso está demorado, hein? Sendo assim, vou ali fazer um xixizinho& Ah! Já está? Pronto, eu aguento. Tenho de aguentar, certo? Se o Ulrich o diz& Bom, avancemos& Decidi, hoje, trazer até si - leitor, fanhoso e um com um nariz imundo um estapafúrdio engraçado. Ao, mesmo tempo, não deixa de ser um estapafúrdio útil para a sociedade e quem sabe, até uma ideia de negócio. E nos tempos que correm, facultar assim, ideias de negócio, sem mais, nem menos, é algo para aproveitar, ó narigudo imundo. Calma! Não o estou a insultar. Um narigudo imundo é um termo fofinho& Eu chamo isso a mim mesmo, e não me vê - caro leitor - a passar os limites da razão, agredindo-me, pois não? Por isso, não necessita de o fazer, ok? Pronto& Agora que nos entendemos, foquemo-nos no que interessa, ou seja, no estapafúrdio que decidi trazer hoje. No Dubai, existe um serviço que está a fazer furor. «E que serviço é esse?» - Será a interrogação do caro leitor, de nariz imundo. Até terá feito esta interrogação, com um som bastante fanhoso, não? Pois& Ai!, esse nariz& Trata-se do serviço - «SOS Condoms»! Nem mais! Tal e qual a Telepizza, ou qualquer outro serviço que use estafetas, este serviço, entrega preservativos aos seus clientes. Seja a que hora for, em que residência for. Eles estão lá! Faça chuva, vento e/ou frio! Eles estão lá! Mentira, este serviço apenas é possível das 16 horas até às 4 horas da madrugada. Ou seja, no Dubai, sexo com intenções claras de engravidar, apenas pode ser de manhã, está bom? Pronto& Agora, adivinhe-se, quem é um dos estafetas deste serviço, no Dubai? Ah! Pois é! O António Pepe-Rápido! Um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, que habita há vários anos no Dubai. Afirma que lhe pagamos pouco, então teve de arranjar um Part-time. Telefonámoslhe ontem, para saber mais pormenores sobre este serviço de entrega de preservativos. A conversa, gravada, foi assim. A. Pepe-Rápido: «Estou sim? Serviço «SOSCondoms»! Temos para todos os gostos. Sabor a morango, baunilha, chocolate e outros. Basta pedir, que nós arranjamos. Há-o para todos os tamanhos e feitios. Disponha!» E. Quotidiano: «António, pá! Somos nós, os teus patrões. Do Estapafúrdios do Quotidiano. Estás bom, pá?» A. Pepe-Rápido: «Ah! São vocês! Ainda bem que me telefonam. Olhem& lá& Cadê o meu pagamento deste mês? Ainda não entrou na conta& Como é... a nossa vida? Temos de nos chatear? Olhem que eu tenho um bom emprego agora a vender preservativos ao domicilio. Vejam lá se querem perder mais um investigador...» E. Quotidiano: «Calma, ó António& Nós estamos um pouco atrasados apenas& Isto não é o Dubai, pá! Anda complicado por aqui& Mas olha, nós tratamos disso ainda hoje& E, já agora, queríamos saber mais sobre essa história do «SOSCondoms». Como é que isso funciona, pá?» A. Pepe-Rápido: «É bastante simples. Das 16 horas até às 4 horas da madrugada, aqui o António Pepe-Rápido, entrega preservativos por todo o Dubai. Não tem nada que saber!» E. Quotidiano: «Então& e onde foste arranjar essa alcunha? Pepe-Rápido, deve-se à tua rapidez nas entregas ao domicilio, dos preservativos, certo? E como é que as pessoas sabem que, realmente, os preservativos que entregas, são, de facto, de elevada qualidade?» 253


A. Pepe-Rápido: «Ah! Ah! Sim, podia ser. A alcunha podia ser, realmente, devido à rapidez das entregas. O que, de facto, são bastantes rápidas. Mas& não& Não é disso. Mas, aqui o Pepe-Rápido explica& Bom, sabem, antes de ser mais conhecido, para expandir o negócio e, ao mesmo tempo, garantir a qualidade do produto, tive de adoptar medidas mais drásticas...» E. Quotidiano: «Hum? E que medidas foram essas, ó António?» A. Pepe-Rápido: «Tive de servir de cobaia! As clientes, ao pedirem os preservativos, queriam saber se eles eram de confiança. Ora, o intervalo de tempo que levava o marido a chegar a casa, depois de o António chegar, era apenas de 1 minuto. Ora, se elas queriam saber se o serviço era de confiança, aqui o Pepe-Rápido, tinha de intervir. Assim, tinha de colocar um dos nossos maravilhosos preservativos e, a modos que, praticar o amor com a cliente, levando-me a ter, exactamente, 30 segundos para atingir o orgasmo. Ora& o António conseguia essa proeza, começando, rapidamente, a ser apelidado de - António Pepe-Rápido!» E. Quotidiano: «Ó António& E nunca fostes apanhado? E& olha, lá& 30 segundos para atingir o orgasmo? Chamas a isso, uma proeza? Nós chamamos a isso, Ejaculação Precoce, homem& A. Pepe-Rápido: «Mau& Se é para insultar, desligo já! Eu bem que queria ver, se vocês conseguiam tal proeza, sabendo que têm de se despachar porque o marido está a chegar a casa. São os maiores, vocês! Paguem mas é o que devem...» E. Quotidiano: «Pronto& Calma& Então, e os preservativos? São de qualidade? Não têm existido queixas das clientes?» A. Pepe-Rápido: «Pá! Têm existido muitas queixas, realmente. Deve ser do material de que é feito o preservativo. Tem vindo a aumentar o número de clientes a queixar-se que, mesmo com o preservativo, têm engravidado& Enfim, se calhar, os maridos não sabem colocar bem o preservativo, sei lá...» E. Quotidiano: «E& ó António& Pode ser coincidência, mas já te apercebeste se as tuas clientes engravidam depois de, tu, a modos que, prontos& fazeres a prova do preservativo? Estás a ver? Tipo, pode acontecer&» A. Pepe-Rápido: «Ah!& Então& como é que não pensei nisso antes& Bem que eu estranhava& o facto de, no Dubai, estarem a nascer tantas crianças parecidas comigo& Ai! Meu deus! Tenho de fugir daqui, imediatamente! Olhem, não façam a transferência do meu dinheiro& eu vou aí, pessoalmente, o receber! Até já!» E. Quotidiano: «Ah!& Merda!»

Bom, lá teremos de adoptar a filosofia de Fernando Ulrich: «Se o Estapafúrdios do Quotidiano, aguenta? Aguenta, aguenta...» RIC 254


Pénis Sagrado... (2013-02-05 16:04) Título sugestivo, não é? Eu sei, foi de propósito! Estava a tentar chamar-lhe a atenção e pelos vistos consegui! Palmas para mim! E já agora, palmas para o padre brasileiro que diz ter um "pénis sagrado"! Ou então não! Esse senhor não merece palmas... Ele é um porco! Não no verdadeiro sentido da palavra. Até porque se é um padre não pode ser um porco. Ou será que pode?! Olhe que era coisa para ser engraçada. Um porco, vestido com uma batina de padre, a dar uma missa ao domingo: - Oinc, oinc, oinnc oinnc, oinc! - Ámen! - OINC, OINC, OINC, UIIIIIIII! (sim "UIIIII", pois todos sabemos que os porcos quando estão muito irritados. ou deveras excitados fazem "UIIII UIIIII") Mas não, ele não é um porco, animal! Ele é um porco, porque não se lava! Nah! Estou a brincar, também não é isso. Até porque este padre, é pessoa para andar lavadinho... (ou pelo menos certas partes dele...) Então afinal de contas, porque é que ele é um porco? - Perguntará o leitor ávido de respostas. Ele é um porco, porque andava a fazer porcarias com as suas fiéis! Pobres "beatas"... Elas depois da missa, iam-se confessar ao sô padre Valdeci Picanto Sobrinho (só o nome diz tudo, "Valdeci Picando o Sobrinho"...Ai, ai, sinceramente!) e dizia-lhes: - Filha... Queres sentir o Espírito Santo dentro de ti? Então tens que sugar o meu santo pénis! Suga até que sintas o Espírito Santo a entrar no teu corpo. (Só não lhes dizia era que o Espírito Santo vinha em estado liquido.) E as crentes vai de sugar... ali, a sorverem o "Espirito Santo" todo... «Antes de mais e se está um pouco enojado(a) com esta história. Quero que saiba, que nós aqui no Estapafúrdios do Quotidiano, não temos nada a ver com a nojice desta história. Estamos simplesmente a relatar, como é o nosso dever, toda esta situação! Os factos e informações aqui apresentadas, correspondem à mais pura das verdades e possuem um elevado rigor relativamente aos actos ocorridos.» Continuando... O Sô Padre, esse porcalhoto, para além de pedir às suas fiéis para lhe fazerem sexo oral e de as enganar para seu proveito físico e sexual, quando confrontado pelas autoridades por causa dos actos cometidos, foi ainda mais além... Ele disse que conheceu Jesus Cristo num bordel e Ele pediu-lhe para "distribuir o leite sagrado"... Como o agente da autoridade estava a desconfiar desta história toda, (não percebo porquê) o Sô Padre ofereceu-se para demonstrar ao polícia, que se tratava da mais pura das verdades. Bastava apenas, que ele se abeirasse do seu "pénis sagrado" e poderia constatar toda a verdade por si próprio! Segundo o que o Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu apurar, o agente ajoelhou-se junto do padre e teve uns 15 minutos a tentar "constatar a verdade" mas não visualizou nem sentiu o Espírito Santo. Contudo, de acordo com o depoimento que recolhemos junto do guarda, Ele onseguiu ver a imagem de Nossa Senhora de Fátima, desenhada no farfalho do Sô Padre. Uma imagem tão real, mas tão real, que só desapareceu, quando ele viu um clarão branco, a vir na direcção dos seus olhos! O agente da autoridade após tal visão, soltou de imediato o padre, despediu-se da força policial e é agora o mais novo acólito, da igreja da cidade de Aporé no Brasil, onde o Sô Padre celebra a missa habitualmente. 255


Perante tamanho estapafúrdio, atrevo-me até a citar o grande cantor, “Mitch Bacano & As Alforrecas Menstruadas”, (não conhece? Como é possível? Vá já ao Youtube pesquisar! Quer dizer... Aguarde só um bocado, acabe primeiro de ler o post e depois vai lá...): "Deus é grande, mas o meu pisso é maior!" Uma expressão que segundo acabei de descobrir, deu origem a uma "religião". Ou pelo menos é o que diz no facebook. Para mim é só estupidez... Adeus, até breve. AH e pelo sim, pelo não, mantenha-se longe da religião... GIL

256


A Vingança do Tigre& (2013-02-06 17:21) Olá, amigo leitor. Como está? Boas notícias! O «Sonecas», mais conhecido no país como «Vitor Gaspar», afirma que estamos a dar a volta à crise e, que, Portugal está a um pequeníssimo passo de sair da crise. Pena é que esse «pequeníssimo» passo, demore ainda anos e anos a ser dado. Mas havemos de lá chegar! Devo estar doente& Acreditar num pelintra que me provoca imenso sono quando fala, não pode ser coisa boa& É melhor ir, imediatamente, marcar uma consulta com o meu médico de família. («Quer dizer& já vou. Agora tenho de escrever o estapafúrdio de hoje...») Ups! Lamento ter partilhado este pequeno pensamento consigo, amigo leitor. Às tantas, atrofio-me, misturando a realidade com os meus pensamentos. Irra! Bom, passemos a coisas sérias. Passemos ao estapafúrdio de hoje. Hoje trago um estapafúrdio algo triste& Um estapafúrdio que, reflectindo um pouco melhor, não se trata de um estapafúrdio, mas sim, de um acontecimento trágico. Um acontecimento que, lamentavelmente, já tem acontecido mais que uma vez& Um acontecimento, sobre algo que aconteceu, com certas e determinadas situações que levaram, finalmente, à construção de um acontecimento. Oi? Meu Deus& Fiquei completamente trocado& Enfim, basicamente, o que aconteceu foi um raio de um acontecimento, mas não foi um acontecimento qualquer! Ah! Pois, não! Não se trata de um simples acontecimento! Pelo contrário, caro amigo. Trata-se, sim, de um acontecimento triste! E, isso& Isso é verdadeiramente, importante. Trata-se, portanto, de um acontecimento importante. Isso! Isso, mesmo! Finalmente, achei o adjectivo certo para caracterizar o acontecimento triste que trago hoje. Então, constata-se que se trata, realmente, de um acontecimento e não, de um simples estapafúrdio. Pronto. É isso, então. Perdoe-me este parágrafo absurdo, caro leitor, mas tinha de esclarecer esta situação& (Nota-se muito, que estou a usar em demasia a expressão «Encher Chouriços»?) Quero aqui deixar bem expresso que, se este texto, a dada altura, ficar algo estranho, a culpa é do filme «A Vida de Pi». Vi-o à pouco dias& E é, de facto, um raça de um filme que marca profundamente qualquer pessoa& No México, um tratador de tigres foi brutalmente atacado por um dos tigres, durante um espectáculo ao vivo. Resultado? O tratador veio a falecer, já no hospital, devido à elevada perda de sangue. Mas& porque terá o tigre, atacado o seu tratador? Depois de anos a ser domesticado, decide atacar o seu tratador? Assim, sem mais, nem menos? Tem de existir uma razão plausível para este ataque do tigre. E, claro... Coincidência, ou não, o Estapafúrdios do Quotidiano, tinha um investigador a assistir ao espectáculo. E, depois de uma árdua investigação, levada a cabo pelo nosso investigador, conseguimos chegar à razão plausível para que este ataque tenha acontecido. Por onde começar? Ah! Sim, claro. Pelo principio& Tudo começou há cerca de 5 anos, quando o tratador em questão, se deslocou a África com o intuito de caçar um casal de tigres. E assim o fez. Este tratador, aproveitou o facto de os tigres estarem a dormir uma bela de uma soneca, debaixo do sol abrasador de África, para disparar dois tranquilizantes que os colocou a dormir (Sim, eles já estavam a dormir uma bela soneca& Paciência& Adiante&). Levou-os para o México. Mas o que o tratador não sabia, é que estes dois tigres tinham sido pais há pouco tempo. A cria, de seu nome Tibúrcio, ao ver os pais a serem raptados, jurou que um dia se ia vingar. Ora, passou dias inteiros a planear uma estratégia para conseguir concretizar o seu plano. Surpreendentemente, passados 3 anos, o tratador regressa a África para caçar mais um tigre. Eis que, Tibúrcio, viu a oportunidade de conseguir concretizar o seu plano, fingindo que dormia debaixo do sol abrasador de África. O tratador levou Tibúrcio, consigo. Mal sabia ele, qual seria o seu destino, 2 anos depois... 257


A verdade, é que o tratador ajudou a alimentar o ódio que Tibúrcio sentia por ele. Ao treinar os tigres, o tratador tratava-os bastante mal, batendo-lhes muito com o seu chicote. A cada chicotada que Tibúrcio sofria, crescia a sede de vingança. Além de lhes bater, o tratador não os alimentava como deve ser, levando os tigres a passar imensa fome. E, como que, a querer alimentar a sede de vingança de Tibúrcio, o tratador abusou várias vezes da mãe tigre. E, ao mesmo tempo que a possuía, chamava-lhe imensos nomes. Diz-se que, o tratador sonhava em construir um Jardim Zoológico para a prática da Zoófilia. No dia em que Tibúrcio saciou a sua vingança, em plena arena, perante centenas de pessoas que assistiam, estupefactas e assustadas ao que acontecia, o tratador tinha abusado sexualmente dos pais de Tibúrcio nos bastidores, ameaçando que, depois do espectáculo, seria a vez de Tibúrcio ser abusado sexualmente. Ora, o desgraçado do tigre, simplesmente, fez o que tinha a fazer e aquilo a que se tinha proposto, desde o dia em que o tratador retirou-lhe os seus pais. Uma história triste& Muito triste& (Eu avisei que este texto podia tornar-se, a certa altura, bastante estranho. Não é que o filme «A Vida de Pi», provoca pensamentos de pura ficção? Irra!) RIC

258


A selecção Nacional está de Luto (2013-02-07 18:05) Boa tarde amigo leitor! Não sei se por ventura, é fã de futebol. Mas se for, certamente que não gostou do jogo de ontem, da nossa Selecção Nacional. (Não sei porquê, mas sempre oiço, “selecção nacional” lembrome logo do anúncio continente&(“&temos para si, uma selecção nacional de produtos&”) rastaparta os anúncios deles... É isso e a Leopoldina! Desde que vi o raio da avestruz na televisão, nunca mais consegui olhar para a cara da minha vizinha do 1º andar sem me rir. É porque a velha para além de ter o mesmo nome que a avestruz, ainda é parecida com ela&C’um catano!) Mas continuando& Reparou no novo equipamento da selecção nacional? Aquele que diz que é feito de um material reciclavel e mais não sei o quê? Diz que estão ali 12 garrafas de plástico numa camisola. Não sei onde mas ok... O que interessa é que foi escolhido mesmo a dedo, para simbolizar o estado do País. O País está de luto, por isso eles também estão! Faz-se muitas greves em Portugal! Por isso eles também fazem greve às vitórias! A maior prova disso, foi a desgraceira do jogo de ontem. Aquilo era auto-golos, era ficarem a olhar uns para os outros sem ninguém ir a bola, era não acertarem na baliza (esta parte até é habitual) eu sei lá&

O Ronaldo esteve muito bem no jogo, contudo, eu creio que fizeram bem em tirá-lo. Até porque, como a nossa defesa estava a jogar, ainda se arriscavam a que ele marcasse um golo ao Eduardo. O que era coisa para ser chata. Dois autogolos numa semana só, é dose. Calma, calma, eu não estou a ser mau para o rapaz. Até eu já marquei autogolos, (Viram como eu disse? Até eu! Isto escrito assim, até parece que eu jogo melhor que o Ronaldo, ahh pois é!!) ele não anda propriamente em maré de sorte, só isso! Não sei se é do peso da idade& Sim, porque 28 anos é coisa para pesar, digo eu, que ainda à pouco saí dessa idade e senti-me logo muito mais leve, mal fiz os 29. Ou então não. Secalhar são outras coisas que não lhe correm bem& Como no Estapafúrdios do Quotidiano tentamos sempre chegar ao fundo das questões, 259


falámos com o nosso agente, Fábio Salsão, que nos contou o porquê da “azia” de Cristiano Ronaldo. Ao que parece, o rapaz passa tanto tempo a fazer anúncios, que não tem tempo para treinar as horas que desejaria. E pior! Os anúncios ao Linic estão-lhe a dar cabo do cabelo. O que faz com que já não consiga marcar golos de cabeça. Ele diz que agora que já não tem “olesedade” o cabelo está muito mais quebradiço o que faz com que a bola não deslize bem... Para piorar um pouco as coisas, o Raul Meireles disse-lhe que também usava o Linic. E aí, perante o belo cabelo do Meireles ele ficou em pânico. Compreende-se não é? (Viram o tipo que não tem cabelo, a achincalhar a malta com cabelo? eheh) Para além disso, agora ainda tem um problema com a sua roupa. Pois segundo se sabe, ele veste-se com roupa, vinda da loja da irmã e ontem em Guimarães viu camisolas iguais às dele à venda na loja do Sr. XING A LING! (O que acaba por ser aborrecido.) Para piorar toda esta situação, (muita atenção que esta informação é super, hiper, mega risecreta) o filho de Cristiano Ronaldo é fã de Messi!! Inclusive, sempre que o pai chega a casa, o filho abre os braços e diz: - Papá&O Messi?! Parecendo que não, isto são tudo coisas capazes de dar cabo do ego a um jogador. Relativamente aos outros jogadores, qual é o motivo que os leva a jogar tão mal? Não sei, nós também não sabemos tudo, não é? Mas pode ser que um dia destes o nosso investigador, Fábio Salsão, nos dê mais umas informações. Obrigado e até breve. GIL

260


Concorrência desleal... (2013-02-08 17:31) Vamos lá, ao que realmente interessa! Tem de ser, não é verdade? E, todos nós - cidadãos deste país maravilhoso, de gente trabalhadora - sabe que, o que tem de ser tem, de facto, muita força! Ou mesmo - uma força do catano! E o que é que tem de ser? Um estapafúrdio, é claro! «Boa!... fantástico! E qual é o estapafúrdio de hoje?» - pergunta o leitor, certo? Não? Mas, como não? Mas que raio de leitor mais distraído é você? Vir para aqui, ler o texto, à espera que surja o estapafúrdio e, de uma forma totalmente preguiçosa, rejeitar a participação activa no texto, que lhe proponho? Eu aqui preocupado consigo, leitor, e você a... modos que... coiso... Há-de ter imensos amigos assim, com esse feitio... Vamos ao estapafúrdio? É melhor, é... Recentemente, nos «States», aconteceu um pequeno acidente com uma Dançarina Profissional do Varão. A senhora, enquanto fazia o seu número no varão - tal e qual, uma autêntica ginasta -, teve a infelicidade de o raio do varão se partir ao meio, originando uma queda monumental por parte da Dançarina. Atenção! A rapariga aleijou-se! Coitada... Nada de gozar com a Profissional do Varão. São coisas que acontecem... Mas será que deveriam acontecer? Ao lado do varão, estava uma outra dançarina. Mas, no seu caso, manuseando um Hula-Hoop, e demonstrando total desprezo pela queda da sua colega de profissão. No momento em que este incidente aconteceu, Natércio de Almeida (Famoso investigador do Estapafúrdios do Quotidiano), estava presente, sentado a uma mesa em frente ao palco, bebendo um caloroso Uísque (Em inglês - Whisky) e assistindo a todo este - lamentável - acidente. Denotando uma total ausência de preocupação por parte da dançarina do Hula-Hoop, para com a colega de profissão, Natércio de Almeida, optou por interrogar a dançarina do Hula-Hoop. E, para sua própria surpresa, essa dançarina chama-se Natacha Libelinha e é Portuguesa! E esta hein? Vejamos a conversa... Natércio: «Boa noite! Cara conterrânea!» Natacha: «Boa noite, jeitoso! Queres uma private? Ou... antes, uma Table dance? Como és português, faço-te um excelente desconto. Hum? Hã? Como é, pá? A Natacha é boa naquilo que faz...» Natércio: «Calma... Não quero nada. Aliás, querer... quero, mas não é nada disso. Quero apenas ter uma pequena conversa contigo, Natacha Libelinha.» Natacha: «Uma conversa? São 30 euros. Vamos até a uma sala, ali nas traseiras, onde podemos estar mais sossegados...» Natércio: «30 euros?! Porra!» Natacha: «Algum problema?» Natércio: «Não, não... Podes passar factura? Para depois apresentar aos meus patrões? Já que pagam mal, levam com mais esta despesa que até se espumam da boca! Ah! Ah! Ah!» Natacha: «Temos pena, mas não há factura para ninguém. Queres conversar, ou não?» Natércio: «Ah, cum catano! Pronto... Toma lá os 30 euros. Vamos lá a isso...» Natacha: «Então? O que queres conversar?» Natércio: «Gostava de saber, aquando da queda da tua colega de profissão, porque é que tu não esboçaste um esforço, ou melhor - uma reacção de preocupação, em ir em seu auxílio. Achei estranho, esse facto. Não se dão bem, as duas?» Natacha: «Caiu? A engraxadora? Temos pena! Ela devia era ter partido uma perna, ou duas! Aliás, até devia ter partido três pernas! A ver se a Natacha se importava com isso! Ela passa as noites a engraxar o patrão. Por isso é que é a rainha do varão! A Natacha é que devia ser a rainha do varão! A Natacha é que é boa!» Natércio: «Eh, lá! Falando dessa forma, quase que aposto, que foi a Natacha que sabotou aquele varão...» 261


Natacha: «Olha... E foi mesmo! Aqui a Natacha, é que devia estar no varão! E não, aquela parva engraxadora! Fui eu que sabotei o varão, sim senhor! A Natacha é que é, a verdadeira Rainha do Varão! A Natacha nasceu para estar no varão! A Natacha vive para o varão!» Natércio: «Mas como é que nasceu essa obsessão pelo varão? Parece-me um pouco excessivo, sabes... Até assusta...» Natacha: «Sabes, ó portuga! O pai da Natacha é bombeiro. Em pequena, a Natacha brincava com o varão que existia no quartel do seu pai. Depois das aulas, a Natacha subia e descia o varão. Era uma autêntica estrela! Os bombeiros, colegas do pai da Natacha, até faziam apostas e batiam palmas. A Natacha era o orgulho do pai! Sabes, a Natacha está para o varão, como a Érica Fontes está para a indústria dos filmes para adultos! Uma estrela! Se existisse um prémio internacional para a melhor Dançarina de Varão, a Natacha era a vencedora! Sem sombra de dúvidas!» Natércio: «Mas como? Tu nem praticas... Andas, literalmente, agarrada a um arco...» Natacha: «Correção! Não é um simples arco! É um Hula-Hoop! E mais... A Natacha não praticava! Isso é passado! A Natacha agora, é a Rainha do Varão! Substituiu a «engraxadora» que caiu do varão, coitadinha... Temos pena... Bom, mas vais ficar caladinho, certo? Nada de contar, que foi a Natacha a sabotar o raça do varão... Está bom?» Natércio: «Ah... Isso... isso, depende...» Natacha: «Depende do quê?...» Natércio: «30 euros e esta história fica, imediatamente, morta e enterrada!» Natacha: «Ah, cum catano...» FIM (Sempre sonhei acabar uma história assim, com o belo de o «FIM» a encerrar mais um texto longo... longo...) RIC

262


HUUU... HUUU... Pouca Terra... Pouca Terra... (2013-02-10 20:59) Como o leitor saberá certamente& Não sabe? Claro que sabe! O leitor do Estapafúrdios do Quotidiano é uma pessoa que sabe sempre tudo o que acontece à sua volta! Ah, mas não sabe isto? Como é que não sabe?! Esta notícia passou em todos os noticiários! Ok, não sabe! Então nós contamos-lhe já de seguida! Mas espere lá... Porque é que está a dizer que não sabe se eu ainda não lhe disse do que ia falar?! Ah, estava a brincar comigo! Seu brincalhão! Ah ah ah, seu patife! Mas vamos lá ao que interessa& Na passada sexta-feira, por volta das 8h25, em Caxias, e depois aproximadamente às 8h35 em Algés, descarrilaram dois comboios. Acidentes aparatosos, que condicionaram as linhas até aproximadamente às 15h00, mas felizmente sem feridos. Isto podia ter sido fruto do acaso ou apenas um infeliz acidente. Contudo, ao que o Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu apurar, não foi nenhuma destas coisas& Este acidente ocorreu devido a “Train Line Racing”. É verdade! António Poucaterra o nosso investigador residente na Cruz Quebrada (Sempre achei o máximo, o nome desta terra. O que será que a malta da Cruz Quebrada fez a Jesus Cristo para ele lhes ter arranjado este nome?! Não sei. Fica para um próximo estapafúrdio, quiçá.) estava no comboio a caminho dos nossos escritórios, no Barreiro, quando o comboio descarrilou. Ele tomou conta do sucedido e entrevistou logo alguns dos passageiros assim como o maquinista da composição onde seguia.

“Então e só agora é que vocês nos contam tal história? Dois dias depois?” Se o leitor é um dos que está a pensar em tais palavras, só tenho uma coisa a dizer-lhe& Abale lá a pé de Algés para o Barreiro e depois nós conversamos quando cá chegar! Mas voltando agora ao ponto fulcral da história de hoje, aqui ficam as entrevistas trazidas a muito custo por António Poucaterra: A.P. – Olá ,muito bom dia, senhor passageiro. Você já viu esta maçada! O que será que aconteceu? Passageiro – Bom dia, o caraças! Quer dizer, já não basta a as sucessivas greves e agora esta porcaria empanca?! Não basta os aumentos do passe e isto ainda acontece!! Eu vou fazer queixa à Deco! A.P. – Calma, calma, não se exalte. Sabe que fazer queixa à Deco não serve de nada. Até porque segundo me parece isto foi um acidente. Acontece, sabe?! 263


Passageiro – Acontece?! Acontece?! Mas você é parvo?! Isto acontece porque eles& Eles& Ai, nem me faça falar homem! (Visto que este passageiro estava muito exaltado, António Poucaterra foi entrevistar uma outra passageira, uma senhora idosa que estava muito mais calma.) A.P. – Ora boas! Então como está? Já viu esta maçada?! Quando será que agora voltamos a andar? Passageira – Ai parou? Ai, nem dei conta. Pensei só que tivesse o comboio “tivesse ido a baixo”, sabe é que agora é sempre isto& Vamos muito bem, ele vai e pára! É horrível, perdemos horas nisto. Com tanto pára arranca, pára arranca, faz-me lembrar o meu Zé quando faz chichi. Coitado, sofre da próstata! Olhe e você tenha cuidado, ele começou mais ou menos com a sua idade. Você urina bem? A.P. – Sim, sim. Por aqui está tudo bem, obrigado. Eu& aaa& se calhar, vou ali tentar entrevistar o maquinista. Adeus e obrigadinhado! A.P. – Sr. Maquinista, bom dia& Quer dizer, mau dia não é? Isto agora é uma chatice& Maquinista – Mas quem é você? Não me diga que é daquele programa do maricas do Goucha? Olhe que eu gosto pouco dessas panelei& A.P. – Calma, calma, não se exalte. Eu sou freelancer do Estapafúrdios do Quotidiano. Estou aqui apenas para tentar desmistificar quais foram as causas do descarrilamento do comboio. Será que me pode ajudar? Maquinista – Ahh, se é do Estapafúrdios então eu digo-lhe. Até porque dizer-lhe a si é quase como ficar só entre nós& Quanto muito só os seus patrões é que vão ler isto. Assim com assim ninguém lê o vosso blog, por isso posso dizer a verdade! A.P. – Agradeço muito a sua amabilidade& Você é a simpatia em pessoa& Maquinista – Sabe, é que eu e o Carreira, que é o maquinista ali do outro comboio, temos uma picardia muito antiga e andamos sempre a ver, qual de nós faz o percurso mais rápido. Hoje correu mal. O Carreira vinha na bisga e descarrilou o comboio dele ali em Caxias. Eu sabendo que hoje ía finalmente conseguir bater o recorde dele, pus-me a andar na bisga também! O que acontece, é que cheguei ao sítio onde tenho que trocar de linha, e como fui tão rápido, mas tão rápido, eles ainda não tinham posto aquilo certo para mim e olhe& É o que se vê& A.P. – Mas isso é muito irresponsável da sua parte! Sabe que podia ter acontecido algo muito pior?! Maquinista. – É assim& A vida de um Train Line Racer é sempre uma adrenalina. Nós até temos um lema “Train Line Racer, sempre na linha do perigo! ” A.P. – Olhe muito obrigado pelo seu testemunho. E já agora, quando é que acha que podemos seguir viagem? Maquinista – AH, quanto a isso& Vai a pé, mantanas! E foi com este apanhado de entrevistas que António Poucaterra, chegou hoje junto de nós, para que lhe pudéssemos trazer mais uma notícia estapafúrdia. Obrigado e até breve. GIL

264


O Skater do futuro... (2013-02-11 17:23) Olá, olá! Ora, então, cá estamos, não é? Cá estamos, prontos, para mais um estapafúrdio, certo? Boa! Prezo imenso, o ar empolgado com que o leitor responde às minhas perguntas. É por isso, que somos pessoas bastante preocupadas com os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano. Estamos sempre, de alguma forma, prontos para colocar um sorriso na cara do leitor. Para isso, basta pedir - na zona dos comentários do Estapafúrdios do Quotidiano - que nós vamos ao seu encontro e desenhamos-lhe um sorriso à Joker. Hã? Pensava que lhe íamos colocar um sorriso na cara, escrevendo algo para rir? Nã... Lamento, mas não possuímos esse tipo de capacidade... Após esta introdução parva e sem sentido, passemos então ao estapafúrdio de hoje. Na África do Sul, um Skater, de seu nome Decio Lourenço, colocou em prática uma proeza que lhe pode valer a prisão. Este indivíduo, desceu uma avenida - algures na África do Sul -, a 100 Km/h montado no seu Skate. E agora, a polícia local quer apanhá-lo para o prender. Citando um polícia local, ficámos a saber a razão por que o querem prender: «Temos de o apanhar e prender, para servir de exemplo. Se não o fizermos, outros tentarão imitá-lo». Rapidamente, e assim que tivemos conhecimento desta notícia, enviámos o nosso investigador, Jonas Coisinho, ao encontro de Decio Lourenço, tentando saber, como é que ele conseguiu atingir os 100 Km/h em cima de um Skate. J. Coisinho: «Ei! Espere, um pouco! Ei! Só quero falar consigo! Espere um pouco! Calma, que não sou polícia! Sou um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano!» D. Lourenço: «Ah! Um investigador do blog mais conhecido e badalado do mundo! Alto e pára o baile! Deixe-me... só, parar... isto... Já está! Então, diga coisas. O que pretende aqui do Decio?» J. Coisinho: «Então o meu caro amigo, conseguiu a proeza de atingir a velocidade de 100 Km/h, num Skate? Como conseguiu tal proeza?» D. Lourenço: «Hum... Bom... Ok, eu vou contar-lhe um segredo. Mas, por favor, prometa-me que, o que lhe irei contar ficará para sempre entre nós! Nada de ir enfiar no rabiosque dos seus patrões, aquela malta do Estapafúrdios do Quotidiano. Eles, depois, chibam-se lá no blog, e depois tenho a polícia atrás de mim.» J. Coisinho: «Ora, pelo amor da Santa! Nada disso! Pode confiar em mim... Isto não sairá daqui... (Lá agora... AH AH AH AH AH!)» D. Lourenço: «Pareceu-me existir uma pequena dose de ironia na sua voz. Será que posso, realmente, confiar em si? O que eu tenho para lhe contar, é demasiado grave e importante. Você veja lá, hein...» J. Coisinho: «Oh, homem! Confie...» D. Lourenço: «Muito bem. Eu vou confiar. Sabe, eu além de ser um apaixonado por andar de skate, sou - nos meus tempos livres - um cientista! E, certo dia, decidi criar uma máquina! Uma máquina que pudesse levar-me ao futuro! Sempre sonhei ter um skate do futuro. Um skate com que eu pudesse experimentar velocidades alucinantes! Sabe, estou farto de ter de dar ao pé, para que o raça do skate dê de si. Sempre sonhei, ter um skate igual ao do filme, «Regresso ao Futuro». Aquilo é que são skate’s! Até voam! E, como o meu caro amigo pode constatar, eu consegui um desses skate’s. E foi assim que consegui atingir os 100 km/h em cima de um skate.» 265


J. Coisinho: «Ah... Muito bem... Cientista... Máquina do tempo... Futuro... Skate do filme «Regresso ao Futuro»... Está certo... Muito me conta, caro Decio...» D. Lourenço: «E ainda não terminei...» J. Coisinho: «Ai, não?» D. Lourenço: «Claro que não! Se é para contar, que o seja até ao fim! Tudo por tudo! Senão, vou já andando...» J. Coisinho: «Calma... Venha de lá, o resto da história...» D. Lourenço: «Sabe, eu não queria apenas atingir os 100 km/h. Eu queria mais! Muito mais! Mas não pude...» J. Coisinho: «Não pode? Queria atingir quanto, já agora...? E não pode, porquê?» D. Lourenço: «Queria atingir o máximo do Skate do futuro! Que são 200 km/h! Mas não consegui, porque...» J. Coisinho: «Porque...?» D. Lourenço: «Então, porque...» J. Coisinho: «Sim, porque...?» D. Lourenço: «Porque... Olhe, porra, que se lixe... Porque, quando estava nos 100 km/h, deume cá uma dor de barriga, que tive de parar imediatamente e ir aliviar-me atrás dos arbustos. Foi assim que eu consegui fugir à polícia! A, literalmente, evacuar atrás dos arbustos...» J. Coisinho: «Ena... Que sorte, hein...» D. Lourenço: «Sorte, o catano! Desde então, que estou de diarreia, homem! Nem o raio do Imodium, consegue estancar isto... Maldita Feijoada que eu comi naquele restaurante do futuro, que tinha um raio de um picante do futuro, que me desgraçou todo por dentro...» J. Coisinho: «Ah... Ui! Que cheiro é este?» D. Lourenço: «Hum... Vou andando...» J. Coisinho: «É melhor, é...» E... é isto... Obrigado e volte sempre... ou não... RIC

266


É Carnaval,

ninguém leva a mal...

Desde que não faça xixi na rua!

(2013-02-12 21:21)

“Mamã, mamã, mamã, mamã, mamã, mamã eu quero& mamá&. Mamã eu quero, mamá& Mamãe eu quero mamá& Dá a chupeta& Dá a chupeta& Dá a chupeta pro neném não chorá!” Conhece esta música? Quem não conhece! Aliás, se saiu de casa por estes dias, quase de certeza que teve que ouvir este grande Hit carnavalesco. E hoje, por ser Carnaval, o Estapafúrdios do Quotidiano traz até si, um pequeno apanhado sobre este dia. Encare este post como o género de uma “Terça-Feira à noite” de Cinzas! Antes de mais, diga-me uma coisa. Mascarou-se? De quê? Partilhe connosco! Diga-nos que coisa, personagem, local ou animal era você. (Até parece que estou a falar do jogo do STOP. Grande jogo esse. Belos momentos que eu passava nas aulas de Físico-química a jogar a isso). Mas continuando& É que parece que desde que o Governo deixou de dar a tolerância de ponto neste dia, cada vez menos pessoas têm vontade, tempo e disponibilidade para irem brincar ao Carnaval. É certo que Portugal não é o Brasil (embora as vezes pareça) mas bem que podíamos manter esta tradição de irmos para a rua mascarados para brincar e irmos aos fantásticos “bailes pimba” que existem espalhados por todo este país fora. Mas visto que o nosso Carnaval em Portugal é “pequenino” e não tem muitos estapafúrdios interessantes para serem desmistificados, vamos falar-lhe do grandioso, fenomenal, espectacular, extra sensacional, super sexy e& mal cheiroso Carnaval do Rio de Janeiro! Pois é, o que o carnaval do Rio tem de bom (fora as máscaras e os enfeites) são as senhoras desnudas. O pior é que a malta desnuda, quando lhe dá a vontade de fazer xixi não se contém& E depois vai de fazer xixi por tudo quanto é lado!

Até ao dia de ontem já tinham sido “detidas” 613 pessoas por urinarem na rua. Não me parece muito, é verdade. Eu, numa noite nos santos de Lisboa, já vi mais do que esse número de pessoas a urinar na rua. Claro que é aborrecido para a polícia, até porque os agentes em vez de andarem a controlar os carteiristas, andam a controlar o “xixizistas” (é um trabalho sujo, mas alguém tem que o fazer). A parte divertida é que eles levam a malta para a esquadra, gozam com eles pelo caminho, depois multam-nos e soltam-nos. Sim, ninguém é preso por fazer o xixi na rua, até porque depois iam fazer o xixi para a cela e era bem pior para os agentes da autoridade! O Estado este ano, para tentar que os foliões não urinassem na via pública, adquiriu e colocou nas ruas o “Xixi Eléctrico”, um urinol que põe à disposição do “xixizista” um local para urinar, ao mesmo tempo que produz electricidade. Não, não estamos a gozar consigo. É mesmo verdade. Aqui fica a foto de tal maravilha eléctrica: 267


Contudo, segundo o que o Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu apurar, parece que a grande invenção do “Xixi Eléctrico” é bastante perigosa. Ao que parece, houve um carro alegórico no Carnaval de Santos que se incendiou devido a esta invenção. A escola de samba “Sangue Jovem” ainda tentou encobrir a história dizendo que se tratou de um fio eléctrico que tocou no carro. Mas parece que foi um xixi mais atrevido, que entrou em contacto com o cabo que dá corrente ao alternador, o causador deste acidente. Portanto amigo leitor, “se é para mijá. Vá mijá, mais voltxi tá?” Ahh só mais uma coisinha& (Favor ler as seguintes frases como se estivesse a cantar a música da “Cabeleira do Xéxé”) “Olhe a carantonha dos Estapafúrdios, do Quotidiano& Do Quotidiano& Nóis vamos publicar a nossa foto& Lá no Facebooki& Lá no Facebooki. Será que eles são bonitões? Será que eles são uns bundões? Se você qué realmentxi sabê& Então vai teri qui ir lá vê! OLHA A CARA DELES!! TAM& TAM& OLHA A CARA DELES!! TAM&TAM& GIL

268


Tudo se resolve na «cabine»... (2013-02-13 17:28) No passado Domingo, Portugal inteiro assistiu a mais um exemplo do que é o futebol português. Um futebol cheio de «pequenos casos», que possuem a capacidade de facultar histórias e temas bastante complexos aos programas desportivos que acompanham esta modalidade desportiva. «Pequenos casos», que chegam para alimentar os jornais desportivos durante uma semana inteira, até que chegue mais um fimdesemana e consequentemente, mais uma jornada da Liga Portuguesa de Futebol. E, claro, mais uma data de casos futebolísticos... Voltando à semana passada e, mais concretamente, ao jogo entre o Nacional da Madeira e o Sport Lisboa e Benfica. O jogo acabou empatado a duas bolas, mas teve dois casos. Dois casos, em que o árbitro Pedro Proença acabou por expulsar do jogo, 3 jogadores (2 do Sport Lisboa e Benfica e 1 do Nacional da Madeira.). Mas, focando-me no «caso» mais grave - a expulsão de Óscar Cardozo, jogador do Sport Lisboa e Benfica -, após a ordem de expulsão dada pelo árbitro ao jogador, este tem uma reação lamentável que lhe custará caro. Óscar Cardozo, num momento de fúria, decide puxar a camisola de Pedro Proença pedindo-lhe explicações. O árbitro terá proferido algumas palavras ao jogador, que o levou a recolher aos balneários. Mais tarde, ficou-se a saber que as palavras proferidas por Pedro Proença a Óscar Cardozo, foram: «Atenção, isto vai-te sair bem caro!». Ora, qual seria a verdadeira intenção destas palavras? Vitorino de Almeida, investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, estava presente, decifrando de uma forma imediata, a verdadeira intenção destas palavras. Ao que parece, no final do jogo e após, árbitro e jogador terem tomado o seu banho, ambos reuniram-se na «Cabine» do árbitro (Por uma questão de higiene, senão seria complicado continuar a reunião, com o cheiro a cavalo suado a preencher a sala...), acordando entre si, qual seria o pagamento pela atitude do jogador para com o árbitro após a expulsão. Vitorino de Almeida, estava por detrás da porta da «cabine», a escutar toda a conversa. E... claro, registando tudo, palavra por palavra, para depois apresentar-nos tudo detalhadamente... (Temos investigadores do caraças, hein? Não temos? Ah! Ah! Ah! Ah! Ok, esta parte do riso sinistro... esqueça, está bom?)

Conversa entre o jogador e árbitro: (Oscár Cardozo dirige-se à «cabine» e bate à porta...) O. Cardozo: Toc... Toc... P. Proença: Quem é? Só um instante que estou a secar o cabelo, para depois colocar o meu belo gel e ficar um es-pan-to! O. Cardozo: Sou eu, o Tacuara... P. Proença: Ah! És tu, Óscar! Entra, entra... e senta-te aí à mesa que já vou ter contigo. O raça da poupa não quer ficar como eu quero, raiosaparta! Mas, entra, que eu vou já, já ter contigo. O. Cardozo: Ah... Muy bien... P. Proença: Em português, Óscar... em português. Já cá estás há anos suficientes para teres aprendido a língua portuguesa, está bom? 269


O. Cardozo: Tudo bem... tudo bem... P. Poença: Bom... vamos ao que interessa. Sabes que, o que fizeste há pouco no jogo, foi muito grave. Se queres que omita isso do relatório que tenho de fazer, tens de pagar carote, meu caro... O. Cardozo: Eu sei. Peço desculpa, mas estava irritado... O que significa: «Isto vai-te sair caro!»? P. Proença: Significa que vais ter de me dar umas cosinhas... Assim... para eu ficar mais satisfeito, e esquecer esta história... Estou-me a fazer entender, ó Óscar? O. Cardozo: Mas... sem querer usar um tom corrupto, mas usando - quer dinheiro para se calar? É isso? P. Proença: Corrupto? Atenção a isso! Ninguém aqui é corrupto... Dinheiro? Sim... é uma das coisas. Eu fiz uma pequena lista, tens papel e caneta para apontares? O. Cardozo: Espere... sim... Está aqui. Faça o favor de dizer... P. Proença: Bom, por onde começar... Ah! Claro, pelo principio. Que cabeça a minha... Bom, atenção que isto vai ser rápido. Quero um terço do teu ordenado todos os meses, quero um dos teus carros, pode ser assim o mais novo, vá... Quero, sempre que me apetecer, poder usufruir da tua casa no Paraguai. Quero, poder usufruir da tua piscina e, claro, do teu Jacuzzi. E, se vou usar o teu Jacuzzi, preciso de usar o teu chuveiro, toalhas e o teu melhor robe. Tens algum, da «Guerra das Estrelas»? Sempre sonhei usar um robe da «Guerra das Estrelas». Se não tens, compras para eu usar, está bom? Ó. Cardozo: Mas... mas... Você está a gozar comigo, certo? P. Proença: Tenho cara de quem está a gozar contigo, ó Óscar. Conseguiste apontar tudo? Ó. Cardozo: Não! Parei na parte de você querer o meu carro. Ainda por cima, o mais novo. Está louco? Já agora, quer usufruir da minha esposa, enquanto está a passar férias na minha casa no Paraguai? É só pedir... P. Proença: Olha... Tu não me dês ideias... Olha! Tarde demais, já deste! Pode ser... A tua mulher... Ó. Cardozo: E um murro no focinho? Meu animal! P. Proença: Nã... Isso, eu dispenso. Mas, olha... Podias pagar-me o implante dentário que tive colocar quando apanhei no focinho, de um adepto, em pleno Centro Comercial Colombo. Ainda estou a dever ao meu dentista... O que dizes? Ó Óscar... Ó. Cardozo: VAI PARA O RAIO QUE TA PARTA! (Óscar Cardoso, abandona a «cabine» do árbitro, em fúria, ponteando a porta, ao sair...) P. Proença: Bom... Não custa tentar... Sendo assim, tenho de escrever um relatóriozinho... Ah! Ah! Ah! E... é isto... RIC

270


O amor é... (2013-02-14 14:21) “O amor é o início. O amor é o meio. O amor é o fim. O amor faz-te pensar, faz-te sofrer, faz-te agarrar o tempo, faz-te esquecer o tempo. O amor obriga-te a escolher, a separar, a rejeitar. O amor castiga-te. O amor compensa-te. O amor é um prémio e um castigo. O amor fere-te, o amor salva-te, o amor é um farol e um naufrágio. O amor é alegria. O amor é tristeza. É ciúme, orgasmo, êxtase. O nós, o outro, a ciência da vida& “ Joaquim Pessoa, in ’Ano Comum’ O amor é tudo isso e muito mais&E por isso, hoje o Estapafúrdios do Quotidiano traz até si uma bonita história de amor& (claro, é dia dos namorados, tínhamos que trazer uma história de amor& Que previsíveis que nós somos... Ou não!) A história de amor que vos trazemos hoje é um tanto ou quanto fora do vulgar. Trata-se do amor pela música, mas também do amor pelo toque da pele com pele, do amor de um homem por uma mulher, ou neste caso, várias! Iremos falar do amor e do desejo, de fazer melodias nas nádegas de senhoras de fio dental! Sim amigo leitor, é isso mesmo que você leu! Hoje o Estapafúrdios do Quotidiano, trazem até si, a história do músico Jorge Perez Gonzalez. Um espanhol que toca na banda Patax (acho que era mais adequado, “Palmax”, mas pronto) onde ele faz música, usando as nádegas de quatro mulheres, como uma espécie de bateria, ou mais exactamente, um djambé. As raparigas que apenas estão vestida com uma tanga fio dental preta e nunca mostram a cara, dizem estar muito felizes por fazerem parte deste projecto. A única coisa que as aborrece, é que depois dos espectáculos têm muita dificuldade em sentarem-se no bar, a conviver com os restantes elementos da banda! (porque será?)

Gonzalez, colocou um vídeo no Youtube, onde mostra os seus dotes musicais como “tocador de bundas” (acho que fica melhor do que, "tocador de nádegas"). Para que o leitor possa dar um efeito mais visual, à história que lhe trazemos hoje, aqui fica o vídeo (não se esqueça, olhe para as mãos do senhor e concentre-se na música, em vez de olhar para os rabos das senhoras e concentrar-se noutra coisa qualquer, sim?): IFRAME: http://www.youtube.com/embed/R5mMRiiCwak Se achou que esta história é um tanto ou quanto machista, ou então pouco relacionada com o dia dos namorados, pense outra vez! Afinal de contas, não é neste dia que devemos estar com a nossa cara-metade? Que devemos fazer actividades a dois? Que devemos apimentar um pouco mais a nossa vida sexual? Porque não experimentar você mesmo? Faça um pouco de música com a sua esposa? Ela até poderá ajudar cantando qualquer coisa enquanto você toca... Assim de repente até me lembro de uma música: “Dói, um tapinha não dói& Um tapinhaaa não dói& Um tapinha não doi&” 271


Ok, agora se calhar fomos longe de mais& Mas pronto, este foi só um exemplo. Hoje ficaremos por aqui, pois calculamos que o leitor tem coisas mais importantes para fazer. Assim como, ir comprar uma prenda, preparar o jantar, ir buscar a esposa ao trabalho, ou simplesmente passar um bom creme nas mãos, para que a noite de logo tenha uma boa acústica. FELIZ DIA DOS NAMORADOS! GIL

272


Inversão de marcha... (2013-02-15 16:29) Nápoles, ficou atordoada e deveras confusa, com a decisão absurda de um jovem italiano, quando este, numa das avenidas mais movimentadas da cidade, ter decidido fazer uma inversão do sentido da marcha, quando se encontrava completamente rodeado de carros por todos os lados. Instalou-se o caos absoluto e, se a polícia não o tivesse ajudado a completar o raio da manobra, o caos poderia ter sido bem pior. Mas... O que terá levado este jovem a tomar esta decisão? O Estapafúrdios do Quotidiano, está a par de toda a história. Passemos à explicação...

Francesco, era um jovem de 20 anos de idade, calmo e bastante apaixonado. E, claro, sendo ele um apaixonado, tinha um claro sentido para ser um eterno romântico. E, sim, ele era muito romântico. Sendo ele um jovem bastante calmo, nunca se esperaria uma atitude drástica e impensável como a que tomou naquele dia. Talvez seja a prova de que as aparências iludem. Francesco, como praticamente todos os jovens da sua tenra idade, tinha uma namorada, de seu nome Bianca. Mas existia um «senão» na relação que os dois partilhavam. Bianca morava bastante longe de Francesco. Mas, apesar da estatística negativa à volta da ideia que, uma relação à distância acaba sempre por não resultar, ambos tentavam ao máximo, contrariar essa negatividade da estatística. Eram demasiado apaixonados um pelo outro para, simplesmente, desistir do seu amor. E eram bastante felizes... Ou... será que não? Eram, sensivelmente, 9 horas da manhã de dia 14 de Fevereiro, quando toca o despertador de Francesco. Ele tinha-o programado para despertar para essa hora porque, tinha uma tarefa muito importante para cumprir nesse dia. Uma viagem de carro, que o levaria ao encontro da sua amada, Bianca. Francesco levantou-se com um enorme sorriso na cara, ao fim ao cabo, ia estar com a sua alma gémea. Tomou banho, desfez a barba, vestiu a sua melhor roupa e colocou o seu melhor perfume. A sua amada iria gostar imenso, tinha a certeza disso. Foi ela quem lhe oferecera aquele perfume. Depois de pronto, dirigiu-se à garagem e entrou no carro, sem antes colocar a prenda para a sua amada e, igualmente, um ramo de flores, no banco de trás do carro. Ligou a ignição, abriu o portão da garagem com o comando automático e, antes de seguir viagem, soltou um suspiro de apaixonado. Depois, sim, ganhou coragem e arrancou rumo ao asfalto. Estava tudo a correr dentro do que fora, previamente, planeado por Francesco. Pouco trânsito e, assim, estaria num instante junto da sua amada, para passarem o Dia de São Valentim, juntos. Era um dia especial, portanto. De repente, vindo do nada, surge uma voz, vinda do além, começando de uma forma bastante autoritária, a dar ordens. «Na próxima rotunda, saia na primeira à direita», dizia-lhe essa voz do além. Francesco, de princípio assustou-se e pensou que estava a imaginar coisas, mas não estava. E, podia ter rejeitado todas as ordens que aquela voz do além ia disparando, mas aquela voz soava-lhe tão familiar... 273


Depois de mais umas quantas ordens, «Saia na próxima saída», «A 200 metros, vire à esquerda», Francesco finalmente conseguiu perceber o porquê de aquela voz soar-lhe tão familiar. Era a voz da sua falecida avó, que ele tanto gostava. Francesco fora criado com a sua avó materna, ao que, já estava habituado a receber ordens de uma mulher. Por isso, achou que a avó estava a comunicar com ele, do além. De alguma forma, a sua querida avó estava a ajudá-lo a chegar mais rápido ao seu destino. Acatou todas as ordens da sua avó, sem sequer questionar. Quando deu por si, encontrava-se numa das mais movimentadas avenidas de Nápoles. Parecia-lhe ter conduzido durante horas e horas e não tinha sequer saído de Nápoles. Estava rodeado de carros por todo o lado... Francesco começou a desesperar... Nunca mais via a hora de estar com a sua amada. Tinha carros atrás, carros à sua frente, carros do seu lado direito e, claro, carros do seu lado esquerdo. Estava, literalmente, entalado... Eis que, a voz do além, a sua falecida avó, decide dar-lhe mais uma ordem: «Faça inversão do sentido da marcha». E tudo se complicou! Francesco não queria questionar sequer as ordens da sua avó, porque estava recordado das réguadas que ela fazia o favor de aplicar-lhe, quando ele, no passado, a questionava. E, rapidamente, se apressou a fazer a inversão de marcha! Mas, não se conseguia mexer. Não tinha espaço para tal manobra! Após várias tentativas, já estoirado, deu por si a questionar a ordem que a voz do além, a sua avó, lhe tinha dado. Mas, mais uma vez, a imagem das marcas das réguadas que ficavam nas suas mãos, quando ousava questionar a sua avó, não o permitiam desistir da manobra. E tentou, e tentou e voltou a tentar... e nada... Era impossível! Sentia-se impotente.... Até que, surgiu a polícia, que, constatando a absurda agonia com que Francesco tentava completar a manobra, optou por o ajudar. E, finalmente, lá conseguiu inverter o sentido da marcha. Continuou a seguir as indicações da sua avó, até se encontrar em parte incerta, num completo deserto e sem combustível. Estava perdido e sem forma de regressar a casa, nem de ir ao encontro da sua amada. Até que, a voz do além, desatou a rir às gargalhadas e chamandolhe de burro! Mas a voz tinha mudado e, de repente, era a voz da sua Bianca. Depois das gargalhadas e dos insultos, a voz do além explica a Francesco que tinha sido enganado pela sua amada. A voz que ele ouvia, não vinha do além, mas sim, do GPS que ela - a sua amada, Bianca - tinha instalado no seu carro. Toda aquela pequena aventura, tinha sido uma vingança da sua namorada, relativamente ao presente que ele lhe oferecera no seu aniversário - um colar dos chineses e um conjunto de lingerie, igualmente, dos chineses. Mas ela, na verdade, não se chamava Bianca, mas sim, Pépa Xavier, e apenas queria uma mala da Chanel no valor de 3 mil euros. Francesco, chorou desalmadamente, decidindo suicidar-se mais tarde, enforcando-se com o laço que enfeitava a prenda que tinha comprado para Bianca. E o que levou Francesco a suicidar-se? É que a prenda que ele tinha comprado para Bianca era, de facto, uma mala da Chanel no valor de 3 mil euros... História trágica... Mas é a mais pura das verdades, hein! Ou não... As mulheres e malas. Que combinação trágica... RIC

274


Ai! Meu Deus! Um meteorito! (2013-02-16 20:15) Obviamente, a queda de um meteorito na Rússia tem de ser, naturalmente, alvo de um estapafúrdio, porque, é, simplesmente, uma notícia estapafúrdia. Cair um meteorito, assim do nada, sem qualquer tipo de explicação, tem a obrigação natural de ser um estapafúrdio! Certo? Alto! Antes que o leitor diga que não, eu interrompo, imediatamente, argumentando que... que... Olhe, que é uma noticia merecedora de um estapafúrdio e mais nada! Eu é que estou a escrever o texto, portanto, eu é que sei! Pimba! Mai nada! Toma e embrulha! Vai buscar! Bom... já chega de parvoíce. Vamos ao estapafúrdio?... Vamos!

Após a misteriosa queda do meteorito na Rússia, rapidamente, se veio a confirmar a trágica notícia que existiriam vários feridos. Começou por um pequeno número (200) de feridos, aumentando a uma velocidade vertiginosa para um número bem maior (1000) de feridos. O que é, obviamente, de lamentar. Existiram vários feridos - adultos, crianças, cães, gatos, ratos, lagartos, formigas... (Sim, sim... As formigas também sofreram com esta catástrofe pouco natural, mas as pessoas apenas se preocupam com o ser humano, não é? As formigas também são filhos de Deus, Ó!) e, finalmente, os coitados dos pássaros. O Estapafúrdios do Quotidiano, como não poderia deixar de ser, e, graças ao esforço de um investigador muito particular desatacado na Rússia, de seu nome - Vladimir, tem em sua posse, uma valiosa informação. Uma informação que ninguém desconfia e, claro, nem sonha que possa, realmente, existir. Já se ouviu e leu, toda uma panóplia de justificações e «graçolas» acerca da queda deste misterioso meteorito. Mas... ninguém... saberá... o que... a malta do Estapafúrdios do Quotidiano sabe... Ah! Ah! Ah! Ah! (Mais uma vez, a tentativa de uma gargalhada sinistra, acaba por não fazer muito sentido... Enfim... É o que se arranja...) «Ah... Querem agora ver que, vão dizer que o meteorito foi um ataque alienígena? Era só o que mais faltava...» - Será o que o leitor estará - armado em telepata, mas, um daqueles falhados e incompreendidos - a tentar adivinhar. E, meu Deus... Então, não é que acabou de acertar? Como é que conseguiu? Eu... às vezes... Caramba! O que eu me surpreendo com os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano! Que maravilha... Os melhores leitores do mundo e arredores (Sim... arredores... Convém não esquecer que o meteorito, foi obra de um ataque alienígena... Por isso, sim - «Arredores»!) Mas existe algo mais sobre esta queda do meteorito, que o mais astuto leitor do Estapafúrdios do Quotidiano, nunca conseguirá decifrar... Mas eu revelo, mais abaixo, no parágrafo seguinte... (E, é o último parágrafo, eu prometo...) Sim, foi um ataque alienígena, mas tratou-se de um ataque encomendado. Encomendado, pelo grupo musical composto por 3 jovens, denominado de, Pussy Riot, numa clara tentativa de se vingarem de Vladimir Putin. Como é, indubitavelmente, de conhecimento público, as 3 jovens que compõem o grupo musical Pussy Riot, foram presas por criticarem a política de medo e de repreensão, com que Vladimir Putin, na opinião delas (e na minha, mas para evitar processos judiciais, é melhor dizer que é a delas... Ah! Bolas! Mas acabei de afirmar que partilho da mesma opinião que elas... Grr!) tem governado na Rússia. Parece que, Vladimir Putin, estaria a caçar na área onde caiu o meteorito, mas saiu ileso do ataque. Agora, como é que elas conseguiram encomendar um ataque alienígena? Ora, sei lá eu! Tenho de saber tudo agora, não? Lamento, mas ainda não possuímos nenhum investigador alienígena... Mas, 275


garanto-lhe, caro leitor, isto ĂŠ a mais pura das verdades... Ou nĂŁo... Who Knows? Not, me... RIC

276


OHH Papa!! Papa-me Toda... (2013-02-18 18:05) A notícia que o Estapafúrdios do Quotidiano vos traz hoje, certamente não se trata de uma novidade para si! O leitor é uma pessoa informada que está a par das notícias que o rodeiam. Contudo, nós aqui no Estapafúrdios do Quotidiano, sabemos que as verdadeiras razões e motivos escondidos por detrás dessa mesma notícia, são ainda um mistério para si. E é por isso, que iremos partilhar consigo toda esta informação, TOP SECRET! Consegui captar a sua atenção com este parágrafo um tanto ou quanto misterioso? Espero que sim. Até porque, nos dias que correm, onde tudo nos dá uma enorme preguiça, nós sabemos que se não conseguirmos captar o leitor com o título da notícia ou então com o primeiro parágrafo, muito certamente o iremos perder! (viu que inteligentes que nós somos?!) Agora e indo já para o fundo da questão, pois de conversa fiada está o leitor farto, anunciamoslhe que o motivo que levou o Papa a renunciar foi, uma paixão oriunda Twitter! É verdade, o sumo Pontífice, um homem de 85 anos, é uma pessoa que “quer estar onde as pessoas estão” e por isso, criou uma conta no Twitter, para poder estar mais próximo de todo o mundo. O que ele não podia adivinhar é que isso seria o fim da carreira dele&

(pausa para suspanse&) Bento XVI, ultimamente passava os dias agarrado ao seu Ipad, sempre a tweetar tudo o que fazia, onde estava, com quem estava, o que estava a fazer, o salmo que iria dizer mais logo, a música estava a ouvir naquele momento& Ou seja tudo, o que um adolescente quando descobre as redes sociais faz! Mas, tal como um adolescente escondido por detrás de uma rede social, Ratzinger acabou por encontrar o amor onde menos esperava! Tudo começou com uma brincadeira entre dois cibernautas, mas rapidamente as coisas evoluíram... depois do Twitter veio o Facebook, depois o Messenger, trocaram um ou outro e-mail, até que terminou com um encontro a dois no Vaticano no dia que Ratzinger organizou uma Lan Party& A loucura que havia dentro daquele homem era tanta, que ele parecia um jovem de 16 anos cheio de fulgor, a única diferença, é que em vez de borbulhas na sua cara, existiam rugas e em vez de uns jeens ele usava uma batina (afinal eram duas diferenças e não, uma única, peço desculpa senhor leitor, não voltará a acontecer!). Visto o Papa considerar que, "para governar a barca de S. Pedro e anunciar o Evangelho é necessário vigor, tanto do corpo como do espírito" para a fé, e o vigor dele estava virado para um lado mais carnal, ele optou por resignar ao cargo de Papa para poder ser realmente feliz, de cybercafé em cybercafé! O anúncio da resignação do Papa foi recebido com um grande alarido, como seria de esperar! Houve quem dissesse que ele estava "ché-ché", outros que ele estava doente, houve até quem afirmavasse que o que ele queria era umas férias em Bora Bora, mas a verdade era outra& A versão verdadeira foi-nos revelada, tal como Nossa Senhora de Fátima revelou os três segredos 277


aos Pastorinhos, via a mais recente aplicação para Ipad e Iphone, chamada, “Pope App” (sim existe uma aplicação do papa para Iphone, fantástico não é?). Uma aplicação tão fantástica que irá permitir a visualização em directo no dia 28/02 a partir das 19h, desde o momento que a Igreja Católica fica em estado de "sede vacante" (Não irei fazer piada sobre tal nome, pois seria uma piada muito fácil, lamento) até à saída do fumo branco da chaminé da Capela Sistina, quando for eleito um novo Papa. Por isso amigo leitor, agarre já no seu telemóvel e saque esta "fabulástica" aplicação, para não perder este emocionante momento!

Obrigado a todos, e que o Santo Twitter esteja convosco e vos conduza ao post eterno! GIL

278


Sylvie, a «Rainha» da selva... (2013-02-19 17:22) Uma pergunta simples e, claro, nada interessante, mas sinto uma enorme necessidade de a fazer: o que era da vida, sem a existência de um estapafúrdio por dia? Uma vida triste, monótona e menos «estúpida», certo? Pois, claro que sim... Não! Nada disso! Uma vida triste, monótona e... sem stress? Hum... Também não parece que seja isto... Bom, sendo assim esqueça. Se, entretanto, durante o texto se fizer luz, eu interrompo e faço questão de explicar... Estapafúrdio? Sim, vamos lá... Recentemente, surgiu a notícia de que, em plena África do Sul, mais propriamente em Bloemfontein, uma rapariga num acto destemido aplicou duas valentes beijocas em duas leoas. Claro, estava separada por uma rede, mas não deixa de ser um acto destemido e algo descomedido. E, de repente, todas as pessoas que estavam presentes a assistir a este acto, começaram a suspirar e, algo espantadas, a comentar entre elas, que estavam a assistir a algo inédito e simplesmente maravilhoso! Mas... existe uma história, que explica toda esta situação. António Vagabundo, investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, estava presente a assistir a toda a situação, prontificando-se a entrevistar Sylvie, a rapariga beijoqueira. Passemos à conversa... ALTO! Lembrei-me agora, qual é a resposta à pergunta anteriormente colocada pela minha pessoa (Definição de «minha pessoa»: jovem mentalmente afectado...). Então, a resposta é... Ah! Porra, esqueci-me... A. Vagabundo: «Eh lá! Tenha lá cuidado, menina! Olhe que isso são leoas! Elas mordem, pá!» Sylvie: «Morder? Elas? As leoas! Ah! Ah! Ah! Nada disso! Elas não fazem mal nenhum! Quer dizer... a mim não... mas ao senhor, com essa cara, já não sei...» A. Vagabundo: «Quer dizer... eu aqui preocupado consigo, e a menina desata a insultar-me! Não tem vergonha, nessa cara?» Sylvie: «Assim, de repente, vergonha... Nã... Não tenho! Nem sei o que é isso...» A. Vagabundo: «Ok... Esqueça... Mas, olhe, não acha perigoso andar para aí às beijocas a leoas? Eu cá é que não punha a minha cara ao pé de duas leoas...» Sylvie: «Nada perigoso! Eu fui criada com elas, por isso, nunca me fariam mal.» A. Vagabundo: «Criada com elas? Tipo, animais de estimação?» Sylvie: «Nada disso! Pronto, eu explico tudo. Até, porque, o senhor com essa cara já me está a incomodar, pelo que, o melhor é o despachar o mais rápido possível. É que já estou a ficar um pouco enjoada. O senhor estará, com toda a certeza, familiarizado com a história de George of The Jungle? Aquele rapaz, que após um desastre de avião, fica sozinho em plena selva, tendo sido criado pelos animais locais. Ora, a mim, sucedeu-se exactamente a mesma situação. Já percebe agora?» A. Vagabundo: «Também foi vitima de um acidente de avião, ficando sozinha na selva?» Sylvie : «Acidente de avião? Nada disso, homem. Não existiu acidente nenhum, eu fui mesmo abandonada na selva. Os meus pais já não conseguiam aturar-me, e largaram-me no meio da floresta, para ser criada com os animais. Sabe, eles são enormes fãs de George of The Jungle, e acharam que o melhor, para mim, era deixar-me entregue à minha sorte, na floresta.» A. Vagabundo: «Ah!... Está bem... Então, e estas leoas? Foram elas que a criaram?» Sylvie: «Elas? Nã... Elas são muito novas para me terem criado. Elas são, nada mais, nada menos, do que... minhas amantes. Eu sou Sylvie, a «Rainha» da Selva! E, como tal, tenho direito a escolher as minhas amantes. Sim, podia ter escolhido outro tipo de animal, mas, se há animal que queremos ter do nosso lado nas noites frias de Inverno, esse animal é, por certo, as leoas. São bem quentinhas e, aqui para nós, umas malucas do caneco. Já tivemos noites fantásticas, nós as 3. Noites de pura reboliça sexual! Nunca esquecerei essas noites... Ai... Que noites...» 279


A. Vagabundo: «Ah! Está bom... Está certo... Está giro... Sendo assim, vou deixá-la com as suas leoas e vou à minha vidinha, está certo? Adeusinho.... (Maluca do catano, só me dou é com gente maluca...) Sylvie: «Sim, sim... Vá lá andando... que você já está a enervar as leoas, com essa cara... A elas, e a mim. Adeus, adeus...

Palavras para quê? Ah! Lembrei-me agora mesmo, qual é a resposta à pergunta que coloquei ao leitor, no inicio do texto... A resposta... então, a resposta... Porra! Esqueci-me, novamente... RIC

280


És a rainha da Neve... (2013-02-20 21:22) «Jorge Kapinha foi agredido este fim-de-semana numa estância de esqui na Serra Nevada, em Espanha. O ex-membro da boysband D’Arrasar, foi violentamente agredido no rosto, depois de um choque involuntário contra o agressor, segundo se sabe um meliante de origem de Leste». Esta é uma notícia um tanto ou quanto trágica e preocupante, mas segundo o que o Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu apurar, afinal de contas, Kapinha não foi assim tão inocente neste incidente. Felizmente para nós, e para si amigo leitor, junto de Kapinha na Serra de Nevada estava também Anália Gosta, uma investigadora do Estapafúrdios do Quotidiano que estava de férias na neve. Anália, já tinha dado conta da presença de Kapinha e dos seus dois amigos (para quem não sabe, Kapinha anda sempre em trio). Ela estava naquele momento a tentar que ele lhe desse um autógrafo e por isso assistiu a tudo o que se passou. Para Anália Gosta a situação não foi bem como saiu cá para fora e a prova disso é o relatório que nos entregou: Jorge Kapinha vinha muito feliz a fazer esqui pela serra a baixo, enquanto cantava “És a rainha da noite! Serááás, assim! Sou a rainha da neve! Olhem pra mim!!!” e deslizando naquela “neve fofinha”, acabou por ir encaixar o seu rabiosque, na zona genital de Igor Antigey que não gostou desse encosto e por isso começou a discutir com Kapinha. Aqui vos deixamos a discussão, tim-tim por tim-tim (sempre me perguntei quem é que inventou esta expressão, e que raio é que isto quer dizer? Tim-tim por tim-tim? E que raio é um tim-tim? É o gajo da BD ou é um testículo?! Mas pronto, vou deixar esta dúvida para outro estapafúrdio): Kapinha: - Ai que distraído que sou. Estava eu a cantarolar a minha música& É que sabes, eu sou cantor. E tive uma banda! Eramos os D’Arrasar, e eramos de “a-rra-sar” Queres que te cante uma música?! Sou a rainha da noite! Serás& Assiiiiiiiim& Igor: - Já chega seu boiola. Desencaixa-te mas é daqui que isto não é tudo teu! Kapinha: - Pronto, pronto, já está, desculpa lá. Não precisas de ser bruto! Igor: - BRUTO?! Anda cá que o Igor já te mostra o bruto! Kapinha: - Ai, tu decide-te. Chega para lá, anda cá, chega para lá& «De repente Igor crava um valente soco na boca de Kapinha. SPAHHHHHHHH» Kapinha: - Ai, machucaste-me! Então, ohh?! Igor: - Então nada, é para aprenderes a não te meteres com Igor! Kapinha: - Espera aí que vais ver, seu meliante do Leste. Nem sabes com que é que te meteste. Eu sou Jorge Kapinha, um elemento da tribo Hamer! Eu matei cabras vivas e bebi o sangue delas. Eu dormi ao relento e comi coisas que tu nem imaginas! Eu matei vacas só com o olhar. Vá, se calhar agora já estou a exagerar. Mas é para veres como eu sou mau! Eu ganhei o “Perdidos na Tribo”! Igor: - Igor não tem medo de nada! Tu ser florzinha de estufa! Igor vai fazer de ti estufado! Kapinha: - Ai estufado não, mas se for “cuzido”... Anda cá meu maluco! Vem aqui, faz de mim um “cuzido”, que agora é mesmo isso que eu preciso. Igor: - Ahh pois, estão a chamar Igor ali ao fundo, já volto, sim?! Kapinha: - Ohh, então? Onde vais? Anda cá. Leva-me ali ao médico& 281


Depois de Igor ter fugido, Kapinha teve que ir sózinho à clinica médica lá da estância, onde segundo Anália, ainda tentou seduzir todos os enfermeiros. Como tal, e visto que nenhum dos enfermeiros quis atende-lo, despacharam-no para o Hospital Virgen de Las Nieves em Granada, onde levou 20 pontos no lábio superior. Por isso amigo leitor, cuidado quando for fazer esqui, não vá vir de lá um brutamontes e cravar-lhe um valente sopapo nos beiços! GIL

282


O síndrome de «Gollum»... (2013-02-21 17:27) Ora viva! Como vai, o meu caro amigo, leitor? Vai indo, não é verdade? Pois, está claro. E... vai indo para onde? Em que direcção? Em que sentido? Em que... Pronto, esqueça... Já estou a ser um pouco «abelhudo» e algo inconveniente, certo? Então, não o incomodo mais. Adeus e bom dia! Nã... Espere lá... Pensava que se ia já embora, evitando assim, a maçada de ser absorvido pelo poder do Estapafúrdios do Quotidiano? Nada disso, espere mais um pouco, puxe uma cadeira, sente-se e deixe-se levar pelo mundo satírico deste blog. Deixe-se absorver, sem medo. Isto não lhe fará mal, pelo contrário, irá provocar-lhe um sentimento de bem estar e alegria... ou não... ou sim... ou... talvez... Alto! Chega de divagar. Até parece que sofro do «Síndrome de Gollum»! E o que é o «Síndrome de Gollum»? Calma, eu explico... Portanto, o «Síndrome de Gollum», é a capacidade - completamente, involuntária - de uma pessoa não conseguir bloquear os seus pensamentos, deixando-os escapar, partilhando-os com a humanidade em geral, chegando a transparecer que se trata de duas pessoas numa só, tal e qual, o «Gollum» da saga - «O Senhor dos Anéis». E, tal e qual, o fundador do Clube dos Pensadores, de seu nome: Joaquim Jorge.

Para quem assistiu ao mais recente episódio deste senhor, durante uma conferência do Clube dos Pensadores, em que, o super licenciado Miguel Relvas, era o convidado, a forma como Joaquim Jorge, respondeu - aos gritos e em perfeita agonia e raiva - a uma pergunta, ou melhor, a uma acusação direccionada a Miguel Relvas, por parte de uma pessoa que assistia à conferência, leva-me a concluir que, o senhor Joaquim Jorge, estaria a sofrer do "Síndrome de Gollum», soltando todos os seus pensamentos para com essa pessoa. António CabeçinhaPensadora, investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, após o término da conferência, falou com Joaquim Jorge, tentando perceber o que se passa com o fundador do Clube dos Pensadores. Desde já, aviso que a conversa não foi nada fácil... António C. Pensadora: «Senhor Joaquim Jorge, um momento, acalme-se... A conferência já terminou! Está a falar com quem? Não se encontra aqui mais ninguém, para além de nós...» J. Jorge: «QUEM MANDA NESTE CLUBE, SOU EU! EU É QUE O FUNDEI, SEUS IGNORANTES!» António C. Pensadora: «Sim, eu sei. O senhor é que é o fundador do Clube dos Pensadores, eu sei disso. Calma, não é necessário gritar...» J. Jorge: «Desculpe? Mas claro que sou... A que propósito vem essa afirmação? Ah! Não me diga, que voltei a pensar alto...» António C. Pensadora: «Pois, parece que sim. Pensar alto e de que maneira... Ia-me furando um tímpano...» J. Jorge: «Eh pá, desculpe lá... CHATO DO CARAÇAS! MAS, O QUE É QUE ESTE BANDALHO QUER, MAIS O RAIO... Ups! Outra vez... Já não sei o que fazer...» António C. Pensadora: «Eh, homem. Você... você não está lá muito bem, pois não? Como é que começou essa história de pensar alto?» 283


J. Jorge: «EH... PÁ... VAI MAS É, CHATEAR O CAMÕES, CHATO DO CAMANDRO... Eh pá, você não ligue... Sofro horrores com este problema! Isto começou, alguns meses depois de fundar o Clube dos Pensadores. Ter criado um clube desta envergadura, obrigava-me a pensar demais... Todos os dias, tinha de pensar em demasia. Ao principio, eu até gostava de passar dias inteiros a pensar... e... pensar... Até que os meus próprios pensamentos começaram a ganhar vida! Para lhe dar um pequeno exemplo, certo dia, estava na cama com a minha mulher Maria, à noite, em puro reboliço sexual, e comecei a pensar alto...» António C. Pensadora: «E... então? Que pensamento era esse? Algum fetiche sexual, não? Seu malandreco...» J. Jorge: «Antes fosse! Estávamos ali, no bem-bom, quando eu solto o seguinte pensamento: Ah... Sim, a Maria é fantástica, mas se em vez da Maria, fosse a minha vizinha Lúcia, isso sim! Isso é que era maravilhoso... Aquela Lúcia é fogo! E foi a desgraça...» António C. Pensadora: «Ui... A sua mulher deixou-o, não?» J. Jorge: «Deixar? Ah! Ah! Por vezes, desejava que assim o fosse. Nada disso! Ela ficou possuída e ficou uma louca na cama! Até convidou a nossa vizinha, a Lúcia, para ir lá a casa jantar, tendo a noite acabado com nós os 3, na cama, num estonteante Menáge a trois. Só que, durante o acto, comecei a pensar alto, chamando-lhes nomes obscenos, o que ainda as excitou mais! Meu deus... eu só queria, um dia, deixar de pensar alto... Já não aguento mais isto... António C. Pensadora: «Eh lá... Isso é que é um horror, hein... E já foi ao médico? Ver se existe cura para esse... seu problema?» J. Jorge: «Já corri todos os médicos especialistas de Portugal! Mas, desato a pensar alto, chamando-lhes nomes durante as consultas! Acabo escorraçado dos consultórios... Já não sei o que fazer...» António C. Pensadora: «Pois... deve ser complicado... Então, boa sorte com os seus pensamentos, sim?» J. Jorge: «Ah, já vai... JÁ VAI FUGIR, NÃO É? ESTES INVESTIGADORES DE UM RAIO! RAIOS OS PARTA A TODOS! IDES, MAS É, PARA O... António C. Pensadora: «Irra...» RIC

284


A verdadeira a origem do Harlem Shake! (2013-02-22 17:35) Olááá! Como está o leitor nesta 6ª feira chuvosa? Molhado presumo! Vá& Não seja assim! Não leve já a conversa para a ordinarice& Eu disse que estava molhado, porque está a chover! E muito possívelmente se já andou na rua hoje, deve ter levado com umas belas de umas pingas em cima! Só isso, mais nada! Mas indo já ao que interessa, o leitor certamente já se terá interrogado, como é que o Estapafúrdios do Quotidiano, ainda não falou, sobre a coisa mais estapafúrdia do momento: O novo meme da internet, o Harlem Shake! (Não sabe o que é um meme? Nós dizemos-lhe: “O termo meme de Internet é usado para descrever um conceito que se espalha via Internet. O termo é uma referência ao conceito de memes, que se refere a uma teoria ampla de informações culturais criada por Richard Dawkins em 1976 no seu livro The Selfish Gene.” – Viu como nós somos cultos?! Ou então, como nós sabemos ir ver à Wikipédia e copiar aqui?! Viu?! Algo que o leitor podia perfeitamente ter feito, em vez de nos estar a maçar com perguntas idiotas! Sinceramente& (Eu sei, estou um pouco mal disposto hoje, é do tempo, desculpe lá!)

Mas continuando&Essa grandessíssima parvoíce que é o “Harlem Shake”, é nada mais, nada menos, que uma “coisa” (não se pode chamar dança aquilo, não é? onde se vê uma pessoa a dançar ao som de uma batida electrónica, com uma voz que diz "Coló Terrorista" (e todos nós sabemos o quão terrorista pode ser o cólon, as vezes) e a seguir, ouve-se uma outra voz, um pouco mais grave que anuncia: “then do the Harlem Shake”. Nesse momento aparece vindo do nada, mais não sei quantas pessoas, a dançar das formas mais bizarras e com fatos mais estrambólicos que já se viu. (lendo a descrição que acabei de fazer, fiquei a achar isto ainda mais estranho do que visto em vídeo&) Esta moda diz-se que teve origem num vídeo que um jovem vlogger, de nome Frank, fez. Video esse, onde ele outras 3 pessoas mascaradas fazem uma dança um tanto ou quanto& Digamos que& Curiosa! Durante 40 segundos! Esse mesmo Vídeo foi publicado a 2 de Fevereiro e já tem mais de 14 milhões de views no Youtube. Mas esta notícia, apesar de ser estapafúrdia, não corresponde á realidade! 285


O “Harlem Shake” não foi inventado por Frank, não surgiu no bairro de Harlem, nem tem origem numa dança vinda da Etiópia, como alguns tipos armados em sabichões dizem por aí! Harlem Shake é nada mais nada menos que& (TAM NA NA NA NAM&. TANAM!) O nome de um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, que sofre de epilepsia! Pois é, por esta é que você não esperava! Harlem Shake, o nosso investigador de Nova Iorque, ligou para nós a pedir que escrevêssemos sobre este plágio que estão a fazer à sua vida pessoal. Harlem, é um rapaz de 28 anos que sofre de ataques de epilepsia. E um dia, em plena Madisson Square Garden, começou a ter um ataque ao mesmo tempo que tinha diversas convulsões. Os transeuntes, enquanto passavam, começaram a olhar para ele e o seu amigo, que muito preocupado lhe dizia, “STOP HARLEM SHAKE!". E aí, sem que nada o fizesse prever, outro transeunte deitou-se no chão e começou a imitá-lo, fingindo que também estava a sofrer um ataque de epilepsia. Nesse preciso instante, sorte ou azar, passou um tipo com uma “baita BOOM BOX” e pôs a tocar a música do DJ e produtor Baauer (que simboliza o “Harlem Shake”). Foi a loucura! Todas as pessoas começaram a dançar para o seu lado, cada um mexia-se como lhe dava na real gana, pessoas de várias etnias a dançar cada um da sua maneira. E assim criou-se o verdadeiro “Harlem Shake”! O problema é que Frank viu tudo e foi a correr para o seu apartamento, onde se juntou a uns amiguinhos e fizeram o vídeo que circula actualmente na Internet. Uma situação lamentável, mas que felizmente para o Harlem, nós desmascarámos agora aqui, no Estapafúrdios do Quotidiano e sabemos, que depois da agência Lusa vir até nós pedir informações (como é habitual) toda a verdade será reposta! O nosso investigador, que já se encontra de boa saúde, agradece a todos vós por terem lido a sua história e pede apenas que partilhem a verdade, com os vossos amigos do facebook. GIL

286


Olhó peixinho... (2013-02-23 23:44) Vamos a um estapafúrdio simples e directo: «Jovem, completamente alcoolizado, mergulha dentro de um aquário de um centro comercial, na América». E... pronto! Era isto. Obrigado e bom dia. Bem que gostaria de conseguir ficar apenas por aqui, mas é-me impossível. Não aguento! Diz que é mais forte do que eu! É algo que me vem das entranhas e, que, não me permite usufruir de uma liberdade, extrema, para escrever apenas um parágrafo sobre um estapafúrdio. Por essa mesma razão, decidi escrever mais este parágrafo. Obrigado e volte sempre. Eu juro que tentei mas é, mesmo, mesmo, mais forte do que eu. Tenho um espírito fraco, o que é que se pode fazer? Avancemos... O que levou este jovem, primeiro, a apanhar uma bela de uma valente piela e, depois, decidir mergulhar dentro de um aquário localizado num centro comercial? É a primeira interrogação a surgir em qualquer mente sã? Certo? Bom, o Estapafúrdios do Quotidiano, mais uma vez, está em perfeitas condições para desmistificar toda esta história. E como? Simples... O grande impulsionador da bebedeira que este jovem apanhou é, curiosamente, um português de seu nome João Macaco. João Macaco, é um jovem cozinheiro, que certo dia achou por bem, convidar os seus amigos americanos mais próximos, para um jantar no seu restaurante, situado no Centro Comercial, onde esta história ocorreu. Decidimos telefonar para João Macaco, numa clara tentativa de descobrir, exactamente, como toda esta história se desenrolou.

RIC: «Estou sim? Está? Oi? Hey! Hã? Coiso? Estou sim?» J. Macaco: «Hello! Hi! Yes?... Oi?» RIC: «João Macaco, está a ouvir-me? Daqui é o RIC, do Estapafúrdios do Quotidiano... Queria fazer-lhe umas perguntas, sobre a história do seu amigo americano que, após ficar bêbado, decidiu mergulhar no aquário do Centro Comercial. Será possível, conversarmos?» J. Macaco: «Ah! Sim, o RIC, do grande blog - Estapafúrdios do Quotidiano! Sim, podemos conversar sobre isso, mas tudo tem um preço... Estás disposto a pagar esse preço?» RIC: «Eh pá... Não... quer dizer... Talvez... Sim, sim! Vamos a isso! Para descobrir a verdade, nós pagamos o que for preciso!» J. Macaco: «Estava a gozar, men! Então o que queres saber?» RIC: «Ah... Pregaste-me cá um susto... Bom, queria saber o porquê, de o teu amigo ter decidido mergulhar no aquário?» J. Macaco: «Eh pá! Tu sabes lá... O gajo estava doido, men! Completamente, possuído! Eu bem que o avisei, para não abusar das misturas... A meio do jantar, o gajo levanta-se, e vai até ao aquário. Ficamos estupefactos, quando o vimos a falar sozinho, em frente ao aquário. Eu 287


pensei que ele estava apenas bêbado. Mas depois, do nada, desata a gritar pelo peixe Nemo, dizendo para ele fugir do tubarão, que o perseguia. Nós riamo-nos que nem uns perdidos, até que, ele sobe para o aquário e mergulha, ao mesmo tempo que grita por socorro. Queria que o fossemos ajudar a salvar o peixe Nemo, do tubarão faminto. Um tubarão imaginário, portanto... O aquário estava vazio...» RIC: «Ah! Então, foi tudo imaginação dele? Devido às misturas... Pois, eu quando me meto nas misturas também não fico lá muito certo... Perco o norte ao tico e o teco» J. Macaco: «Ah... O meu amigo também é gajo para misturas... Ah, seu maluco...» RIC: «Sim... De vez em quando, lá vai umas misturas... Mas, ficar com alucinações por umas misturas de álcool... Já é um pouco exagerado, não?» J . Macaco: «Misturas de álcool? Ah! Ah! Ah! Nada disso...» RIC: «Então?...» J. Macaco: «Misturas de temperos, men... Toda a gente sabe, que existem pessoas mais sensíveis a certos temperos. Ganham alergias e tal... Então, se for um tempero especial, juntamente com cogumelos mágicos e bolinhos de marijuana... Upa, upa... Olha... O meu amigo é que podia vir cá jantar, um dia destes, men?» RIC: «Sim... Um dia destes, um dia destes... (No Way... Men...)»

A questão é: será que o jovem - mesmo sendo uma alucinação - conseguiu salvar o peixe Nemo? Fiquei preocupado... RIC

288


Sweet Sixteen (2013-02-25 17:17) Lembra-se da sua festa dos 16 anos? Eu, felizmente ou infelizmente, não me lembro da minha. Possivelmente fui jantar com os amigos num tasco qualquer e depois deve ter sido uma noite louca, entre o Kamarro, a Carvoaria ou DNA, ou assim numa grande loucura. no Kaxaça! Ou seja, uma noite tão memorável, tão memorável, que não me recordo dela! O mesmo não poderá dizer o filho de Judith Virger, uma norte-americana que deu uma festa de Sweet Sixteen ao seu filho, onde houve de tudo um pouco. E quando digo de tudo, é tudo mesmo! Houve até duas bailarinas exóticas (que é como que diz& Strippers). Bailarinas essas, que fizeram um espectáculo de striptease a todos os presentes na festa, inclusive ao aniversariante seus amigos da escola. Fantástico não é?! O problema é que em Ganswvoort, uma pequena localidade de Nova Iorque, nem todos foram convidados. A pequena Heidi klumsey namorada do aniversariante foi deixada de fora desta festa e por isso acabou por fazer queixa ao Estapafúrdiso do Quotidiano sobre o forrobodó que acontecia dentro daquela casa! Nós ao sabermos dessa situação enviamos prontamente, um investigador à festa (somente para falar com os presentes, não foi nada com o intuito de ver senhoras desnudas, atenção!) e aqui fica as entrevistas conseguidas: (irei tratar o aniversariante por Virger, pois para além de ser o nome de família, parece-me adequado&) Investigador : - Então? Estás a gostar do teu aniversário?? Virger : - HUUU HUU!! Tira, tira, TIRA! Investigador : - Tiro?! Mas tiro o quê? Virger : - Ham? O quê? Tu? Tu, tira-te mas é da frente, que é para eu ver como deve ser! Investigador : - Ok, ok. Mas diz-me lá, que acha desta festa? Virger : - O que acho?! Que raio de pergunta parva men& Acho que é altamente, vais-me dizer que tu não achas? Investigador : - Sim& Quer dizer. Está boa. Tem bebida e senhoras desnudas, música& Olha faz-me lembrar a minha despedida de solteiro. Ai que saudades, Foi em ... Virger : - Epá, cala-te mas é que tas-me a tirar a pica! Investigador : - Desculpa lá, perdi-me no pensamento& Mas tu não achas que isto é de mais para a tua idade? Virger : - Ham?? O quê? Achas que é? Tu tens é inveja! Querias era ter gajas destas e não tens& Tens só a cota lá em casa a chatear-te. Senta-te aí e aproveita bacano! Investigador : - Sim é verdade, desde que me casei que é sempre o mesmo& Mas vá, a questão não é essa& Não achas que isto pode ferir a tua integridade? Virger : - A minha integridade?? Só se for a integridade dos meus boxers! Ai, Ai, se eu apanhasse uma tipa daquelas, havias de ver se eu não perdia a minha integridade num instantinho& Investigador : - Ok, ok, vou deixar-te estar mais à vontade e vou ali falar com a tua mãe. Virger : - Vai, vai, fazes bem! Mas aviso-te já, não é por lhe dares uma pinocada que eu vou começar a chamar-te de pai! 289


Investigador : - Dona Judith, não acha que esta festa é um pouco&Digamos que, de mais para uma criança? Judith : - Oh filho& mas tu já não és uma criança. Ou se és, estás muito desenvolvido! De que turma é que tu és? Investigador : - Hum? Turma? Ahh!! Não, não, eu sou um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, não sei se conhece& Judith : - Não conheço& Mas não me importava de te conhecer a ti& Anda cá que eu faço-te uma lap dance! Investigador : – (OH DIABO!!) Não, deixe-se lá disso! Eu só quero saber o que a levou a preparar esta festa tão& Animada& Judith : - Então, é a festa de aniversário do meu miúdo! O que tem de mais? Investigador : - O que tem de mais? Então mas é só strippers por aí!! Você ainda pergunta?! Judith : - Oh& Quando você fazia anos, a sua mãe nunca convidou colegas as do trabalho para irem à sua festa? E elas nunca levavam os filhos delas? Foi isso mesmo que aconteceu! Investigador : - Sim, levava. Mas quer dizer. Elas ficavam vestidas! Judith : - Pois, elas também estavam& Mas é que assim que elas viram os miúdos a agarrar no champomy, pensaram logo que tinham que tirar a roupa. São ossos do ofício sabe! Não foi nada de mais! Olhe ali, a Savana por exemplo?! Está ali a meter-se com o Jonny, o filho mais novo da Cristal, mas não tem nada de mais vê! Ai, ai, Parece que era ontem que ela pegava nele ao colo, agora já se senta no colo dele& Como eles crescem& Investigador : - Ah& Pois! Pronto& Estou a ver. É tudo normal& Sim! Olhe eu vou só ali à esquadra mais próxima porque& Tenho umas coisas para tratar. Estejam à vontade sim& Continuem lá com a festa que eu já volto! Seguidamente chegou à esquadra e acabou com o forrobodó, quer dizer, com a festa de aniversário& É um careta é o que é, mas pronto. É um investigador nosso e não podemos falar mal dele. Obrigado a todos e cuidadinho com as festas de anos que fazem para os putos! GIL 290


Ai! Meu Deus! O Rei vai nú! Ah! Não& é só uma estátua& (2013-02-26 17:24) Ora cá vamos! Vamos embora a mais um estapafúrdio? Assim, muito rápido, directamente para a prisão, sem passar pela casa da partida? Caramba! Que saudades de jogar Monopoly& Bom, siga para o estapafúrdio? Siga, siga& Então e qual é o estapafúrdio que decidi partilhar ao mundo, através do maravilhoso e sempre espantoso blog - Estapafúrdios do Quotidiano? Pois muito bem, o estapafúrdio é: «Museu Austríaco recebe visitantes sem roupa». Sim, a loucura! O medo! O horror! O Terror! O& coiso? Ou, melhor& os coisos& Bem, foquemo-nos no que realmente interessa - a visita de um numeroso grupo de nudistas, a este museu austríaco. Porque razão, esta situação veio a acontecer? Os nudistas não deveriam andar a praticar o seu nudismo, nas belas praias deste planeta? É lá que eles se sentem como peixes na água, certo? Ali, despojados, como vieram ao mundo, a partilhar as suas partes íntimas com o mundo? Com o mundo e não só! Sabe-se lá, se algures no universo, em um qualquer planeta, não estará um extraterrestre com um telescópio super avançado a espiar as vergonhas dos nudistas? O chamado: «E.T Mirone». Eu, pelo sim, pelo não, nem me arrisco a passear as minhas vergonhas assim, às claras, pelo mundo. Pode ser perigoso& Agora, nudista a arriscar a sua nudez, numa ida a um museu? Ainda por cima, a um raio de um museu austríaco. Aquilo deve ser um gelo, lá. Que malucos... Ora, isto leva-me a pensar que o austríaco, é pessoa para não gostar lá muito do termo «depilação», pois não? Pelo contrário, eles querem é pêlo com fartura, naqueles corpos. Assim, formam ali uma espécie de «Anticorpos», contra o raio do frio. A chamada «Manta fofinha», é o que é...

Nós (Estapafúrdios do Quotidiano), conseguimos recolher um depoimento, deveras interessante, de um dos visitantes - obviamente, nudista - do museu austríaco. E que pessoa será essa? É nada mais, nada menos que, António Colasso (mais conhecido no seu seio de amigos como o «Mindinho»), um português a viver na Áustria há imenso tempo. À volta de 3/4 dias. Uma vida, portanto... Foi com enorme prazer - igualmente, com alguma aflição - , que falámos com o português «Mindinho»... E. Quotidiano: «Ora viva! Eh lá... Tape lá isso, homem... Ainda me vaza uma vista...» Mindinho: «Hum? Hã? Ah! Ok... Espere lá... Você disse que eu ainda lhe vazava uma vista? Está a ser irónico, certo? Ou... está a falar a sério?...» E. Quotidiano: «Hã? Eu... eu... É uma forma de falar... Uma pequena brincadeira...» Mindinho: «Pequena brincadeira? O que é que é uma pequena brincadeira? Está a referir-se a algo em particular? Está a gozar comigo?» E. Quotidiano: «Não estou nada a gozar consigo... Mas, de facto, podia estar a ser irónico...» Mindinho: «Como?» E. Quotidiano: «Nada! Esqueça... Vamos lá ao que interessa, que esta conversa começa a cheirar a esturro...» Mindinho: «Sim! Parece-me uma excelente ideia! O que quer aqui do António Colasso?» 291


E. Quotidiano: «Bom... Eu ia começar por perguntar-lhe o porquê, de o chamarem deMindinho, mas, após o inicio da nossa conversa, isso tornou-se bastante óbvio. E, depois, gostava de saber porque é que foi àquele museu? E, porque razão, estavam todos nus?» Mindinho: «Olhe... Eu fui, literalmente, arrastado para aquele museu. Ou, melhor, para aquele INFERNO. Eu nem queria ir, mas a minha esposa, ou melhor, ex-esposa, fez muita força para que fosse com ela, ao raio do museu. Sabe, ela é nudista assumida, ao contrário de mim que sempre odiei andar assim, nu, como vim ao mundo. Mas, infelizmente, foi um dos requisitos para ela casar comigo. E lá tive de ceder...» E. Quotidiano: «Ah! E atribui o nome de «inferno» ao museu, porquê?» Mindinho: «Porque, ir àquele museu, foi o pior erro da minha vida. Custou-me o meu casamento...» E. Quotidiano: «Mas... porquê... ó Mindinho?» Mindinho: «Pá... Eu... eu... Até me custa falar disto... Bom, mas tem de ser. O museu tem, actualmente, uma exposição em curso. Uma exposição sobre nudismo... Sim, estátuas nuas... Bom, estávamos nós a observar a exposição, quando de repente, deixo de ver a minha mulher. Pensei que ela tivesse ido à casa-de-banho, então, fiquei à porta da mesma, à espera que ela saísse, mas nada... Com tanta gente nua, ou melhor, com tantos homens nus, dentro daquele museu, comecei a recear o pior. E, de facto, o pior aconteceu...» E. Quotidiano: «Não me diga, que a sua esposa, aliás - ex-esposa, o traiu com um outro nudista que se encontrava no interior do museu? Isso é terrível...» Mindinho: «Pior que isso...» E. Quotidiano: «Então?» Mindinho: «Ela traiu-me com uma das estátuas da exposição... Há lá coisa pior?» E. Quotidiano: «Ó Mindinho... Isso conta como traição? É apenas uma estátua...» Mindinho: «Uma estátua... Eu queria ver, se o mesmo acontecesse consigo, e a sua esposa usasse como argumento ou desculpa da traição, o facto de achar a estátua bastante mais avantajada que você, quando toda a gente sabe que as estátuas, por norma, não costumam ser lá muito avantajadas... Eu queria ver se não considerava como uma traição! Ela nem usou proteção, ó! Raios a parta! E, para não apanhar nenhuma doença má, uma «Clamídioestatual», ou algo do género... decidi terminar o casamento! Mais vale jogar pelo seguro...» E. Quotidiano: «Ah! Está bom... Já não está cá, quem falou... (Só me saem é Duques... Irra!)» RIC

292


“Se conduzir, não beba!”

e “Se estiver parado numa fila, não se maquilhe!”

(2013-02-27 18:24)

Olá amigo leitor, como está hoje? Se foi o sortudo vencedor, da agenda do Estapafúrdios do Quotidiano estará muito bem com certeza. Ou, até quem sabe, o feliz contemplado com um dos dois mini blocos de notas que iremos entregar! Se foi, muitos parabéns! Mas se não foi, não desanime, outras ofertas surgirão! Calma& Não fique triste. Eu sei que para si, não ganhar a agenda é quase como o fim do mundo e provavelmente está a pensar que este é o pior dia da sua vida e que é a pessoa mais azarada que existe. Mas engana-se! Nós aqui no Estapafúrdios do Quotidiano iremos partilhar consigo, um estapafúrdio que o levará a pensar, "Afinal de contas o meu dia podia ter sido bem pior". Fomos alertados para esta notícia, não através de um dos nossos informadores como é habitual, mas sim, através da partilha que a D. Diana Sá fez no seu facebook. Essa mesma partilha, que neste preciso momento tem 583 Likes e 1095 Shares (AHH BOLAS, a partilha de uma notícia tem mais Likes que nós! ERRR& Se calhar não escrevo notícia nenhuma e pronto). Adeus e até breve! “Inspira& Expira& Inspira& Expira&” Pronto, já me acalmei. Nós aqui no Estapafúrdios do Quotidiano somos muito profissionais e não nos deixamos influenciar por “ciúmes bobos”, por isso irei partilhar consigo a história desta senhora. Até porque ela merece pois parece-me bastante estapafúrdia (a história não é a senhora). Isto se é que já não sabe da história& Sim, porque 583 Likes e 1095 Shares, é bem capaz de já a tere visto algures pelo FB& Não é aqui como nós, só com 103 Likes e meia dúzia de shares& não temos visibilidade nenhuma... Nem a dar agendas conseguimos tantos Likes& “Calma& Inspira& Expira& Inspira& Expira&” Nota-se que estou um pouco revoltado, não se nota?! Peço desculpa! Mas indo já ao que interessa, parece que a Sra. D. Diana foi autuada em ¬60.00 na A5, porque estava a fazer a perigosa contra-ordenação punível por lei de& Colocar o rímel nos olhos! Ao que parece, a senhora estava parada no trânsito, numa das intermináveis filas em direcção a Lisboa, quando foi interpelada por um agente da autoridade, que lhe indicou que este não era o local indicado para o que estava a fazer pois ela tinha uma escapatória já ali à frente onde poderia efectuar essa “manobra” em segurança. (É verdade, aplicar maquilhagem é uma manobra bastante perigosa, eu já vi certas senhoras maquilhadas, que parecia que tinham acabado de ter um acidente de viação!)

293


Infelizmente para nós mas felizmente para si, desta vez o Estapafúrdios do Quotidiano não tinha nenhum agente no local, (não percebe porquê felizmente para si? Eu explico, porque se houvesse testemunhos acredite que o texto seria bem mais longo...eheh) mas segundo conseguimos perceber pela história relatada, por esta tão azarada pessoa, muito possivelmente o motivo que levou o agente a autua-la e posteriormente reter-lhe os documentos (pois ela recusou-se a pagar a multa) foi o da preocupação com o aspecto dela! O agente, um tipo que gosta de ver uma senhora bem maquilhada, autuou-a, não por ela estar a colocar a segurança de terceiros em causa, mas sim, por estar a colocar o seu aspecto em perigo devido à colocação do rimel em condições tão precárias. Colocar rimel numa fila de trânsito& Onde é que já se viu?! Até porque esta senhora podia vir arrepender-se de tão perigoso acto! Imagine lá, que se depois de aplicar o rímel num olho, a fila começa a andar e ela não tem tempo de colocar também no outro... Isso é que era uma chatice, não era?! Chegar ao trabalho só com um olho pintado! FOGO?! Antes uma multa! Palmas para o Sr. Agente da Maquilhagem. Palmas! Até digo mais, eu acho que a TVI devia por os olhos neste Sr. Agente e criar um novo programa. Um género de COPS da Maquilhagem, onde eles andariam pelas estragas Portuguesas a tentar descobrir pessoas a prevaricar no acto da maquilhagem e lhes dariam uns conselhos de como deviam fazê-lo correctamente! Ah claro, mas depois de lhes passarem uma multa de ¬60.00 Por isso senhor leitor, já sabe! “Se conduzir, não beba!” e “Se estiver parado numa fila, não se maquilhe!”. Obrigado e até breve! GIL

294


Adeusinho, ó Robin... (2013-02-28 17:54) Olá, olá! Pronto para mais um estapafúrdio, ó leitor dedicado à causa estapafúrdia? Sim? Então, vamos a isso! Tenho uma notícia muito boa, para todos os leitores e, fiéis seguidores, das aventuras de banda desenhada: Batman e Robin. Aliás, trata-se de uma notícia por um lado, bastante boa, enquanto, por outro lado, de uma uma notícia bastante triste. Vamos primeiro à notícia boa. Parece que vai sair, brevemente, mais uma aventura desta dupla, em formato de banda desenhada. «Yupi! Mas que alegria!» - Será o que os fiéis seguidores desta dupla retrucaram de alegria. Mas nem tudo são rosas... Lamentavelmente (ou... não!), a personagem de Robin morre nesta aventura. É o fim da linha para o fiel companheiro de Batman. Que notícia trágica, meu deus... Nós (Estapafúrdios do Quotidiano), algo preocupados e, ao mesmo tempo, algo inquietados com esta opção de terminar com a personagem de Robin, achámos por bem recolher algumas declarações de fãs - certamente indignados -, para saber o que vai nos seus corações. Não são, com toda a certeza, declarações alegres. Ou... será que são... Bom, não interessa, passemos às declarações... Severino de Almeida, diz: «Ah, ele morre, é? Temos pena! Já não era sem tempo! Já devia ter sido há mais tempo! Ele era um interesseiro, querendo o protagonismo só para ele! É bem feita! Adeusinho, ó Robin!» Enquanto, Asdrúbal Piripó, lamenta: «Oh... Que pena... E agora? Isso está mal feito... Coitado... Ele não merecia isso... Ele parece ser um tipo porreiro... Ele só queria ajudar o Batman, a derrotar o Joker. Mas, realmente, aquela fatiota era um pouco enjoativa... E, algo gay, certo? Hum... Se calhar, até é melhor assim...» Mohamed Siliti Kumbata, pergunta: «O Batman vai perder um companheiro de luta! Um amigo! E, isso... isso é sempre, muito complicado... Onde vai ser o funeral? Queria imenso ir. Já agora, é necessário ir de preto ao funeral? Ou, pode-se ir mascarado? Tipo, como no Carnaval? Tenho lá em casa, uma máscara do Zorro, que podia levar ao funeral. Era uma boa homenagem ao Robin, ao mesmo tempo que, ia vestido de preto. Não destoava muito do conceito e ia mascarado. Era brilhante. Será que posso? Ah! Mas primeiro, é necessário saber onde se vai realizar o funeral. Onde é o funeral, mesmo?» Custódia Trinca-Espinhas, interroga-se: «Como será a morte dele? Sim! Como é que, o raio do Robin irá falecer na história? Será atropelado, ao passar numa passadeira? Será, num acidente de viação, envolvendo oBatmobile e uma velhota na passadeira? Ou será, antes, a lutar contra o Joker? Hum... Tenho para mim, que será ao cair de um prédio muito alto. Esse Robin, andava sempre a escalar prédios. Tinha a mania que era o Homem-Aranha. O Homem-Aranha é que tem o direito de andar de prédio em prédio, porque tem as teias para se orientar. O Robin, não! O Robin apenas tem... um fato muito maricas e um Batman para aparar-lhe os golpes. Ou... será que morre, vitima de uma intoxicação alimentar? Sabe-se bem, que o mordomo do Batman já não vai para novo. Pode muito bem enganar-se e colocar veneno para ratos na sopa, pensando que é um ingrediente qualquer... É uma possibilidade... Ó Batman, pelo sim, pelo não, se fosse a ti, contratava um mordomo mais novo... Quem te avisa... teu amigo, é!» 295


Bom... Que conclusão se pode retirar destas declarações recolhidas pelo Estapafúrdios do Quotidiano? Apenas que, estes fãs são, de facto, muito estranhos, pá... RIC

296


2.3

Marรงo

297


O amor é lindo, mesmo quando é verde... (2013-03-01 16:43) O amor é uma coisa linda! Mesmo quando somos feios, parvos ou uns autênticos cromos por desenhos animados. Se calhar por isso é que dizem que o amor é cego. É porque se o amor calha a ver bem, nem metade dos casais que existem, estavam juntos. Creio que é preciso ser-se um pouco “cego” às vezes, para que tudo corra bem. Ok. Agora que já ultrapassamos a parte séria e formal da questão, vamos à parte estapafúrdia! O amor às vezes, faz com que tenhamos comportamentos um tanto ou quanto& Ai, qual será a palavra adequada& Ahh já sei! Lunáticos! Imagine o leitor, que dois tipos em Inglaterra (Quer dizer, dois tipos não. Um tipo e uma tipa, nada de confusões. Não é que não pudesse ser dois tipos, nada contra isso& É só porque iria ficar estranho e alterar um pouco história& Não se preocupe, já irá perceber onde quero chegar.). Eles decidiram casar-se vestidos nada mais, nada menos, que mascarados de Shrek e Fiona.

Paul Bellas e Heidi Coxshall, um casal oriundo da ilha britânica de Jérsia, resolveram tornar o seu casamento num conto de fadas, ou neste caso um conto de Ogres. Mas antes, tiveram que pedir autorização para se casarem “mascarados”, não fosse posteriormente eles virem dizer que não se tinham casado um com o outro (isto quando a malta se arrepende vale tudo, até dizer: “Olhe eu casei foi com a Fiona, uma linda princesa assim rechonchudinha a dar para o verde, não foi com este mamarracho branquela!”). Depois da autorização concedida, até porque o senhor do registo deve partilhar da mesma opinião que eu, “Aos malucos diz-se sempre que sim.” Lá fizeram eles o seu maravilhoso casamento, repleto de personagens desenhos animados, incluindo um Fred Flinstone de pés gigantes que segundo o noivo o impressionou bastante. (Incrível& Ele casar mascarado de Shrek é normal, ter um Flinstone de pés gigantes já é coisa para impressionar, sim senhora&) Para quem se estava a perguntar, “Então e a personagem mais fantástica do Shrek? O seu grande amigo Burro?!”, o burro era& nada mais, nada menos que& (Adivinhou?... Pense mais um pouco& Não? Nada?... Eu digo-lhe.) O filho do casal! Pobre criança, deve ter passado o casamento inteiro a dizer, “Já posso tirar isto? E agora? E agora? E agora?” 298


É uma notícia um tanto ou quanto estapafúrdia não acha?! Tão estapafúrdia, que aqui no Estapafúrdios do Quotidiano, pouco tivemos que nos esforçar, para lhe dar um toque hilariante. Uma notícia tão irreal, tão surpreendente, tão insólita, que afinal de contas é cópia de outra história, que já tinha acontecido em 2010!! AH pois é! Agora é que foi apanhado de surpresa, não é?! Os jornais que andam por aí dão as notícias, mas não têm investigadores como nós. Os nossos investigadores descobriram que em 2010, Viv e Tracey Williams um casal do País de Gales, também se casou vestido de Shrek e Fiona. A ideia (fantástica&) surgiu após os amigos dizerem-lhes que eles pareciam-se com os protagonistas desta história (belos amigos&A ver se experimento dizer a algum casal amigo, que se parecem mesmo com o Homer Simpson e a Marge, a ver se pega.) Viv e Tracey, organizaram todo o casamento em torno desta história, sendo que o O padrinho foi vestido de ‘Le Hood – a personagem que simboliza o Robin dos Bosques‘, o pai da noiva era o Lorde Farquaad e a sua mãe era a Fada Madrinha. A noiva teve ainda direito a uma dama de honra vestida de Branca de Neve. Os convidados não precisavam de vir vestidos como personagens do Shrek, bastava apenas que trouxessem uma farpela qualquer relacionada com a Disney, como poderá ver na foto em baixo.

E é por isso que vos digo, o amor é lindo mas também é cego e ainda bem para ele! Obrigado e até breve. GIL

299


Mais vale um Kamov sem seguro a voar, do que dois Kamov sem seguro em terra... (2013-03-02 19:46) Ora cá estamos, não é verdade? Sim! Estamos mesmo, mesmo, cá! Não se trata de uma ilusão, mas sim, da mais pura e cruel realidade... Estamos mesmo cá, e atenção: estamos para ficar! «Lamentável» - Pensará o caro leitor. Sim, concordo. Mas, mais dia, menos dia, constatará que não é assim tão mau, ter de aturar-nos mais uns tempos... Nós até provocamos umas poucas gargalhadas... Hã? Não? Não provocamos gargalhadas? Mas, como? Sempre me disseram que tenho cara de palhaço... Realmente, os palhaços já não são o que eram... Já não existem palhaços como antigamente, é o que é... Depois de mais um - tradicional - absurdo parágrafo a iniciar este texto, acho que está na hora de divulgar o estapafúrdio de hoje. Ora, parece que os Helicópteros Kamov - conhecidos por serem usados no combate aos incêndios e, igualmente, no resgate de pessoas - estão a voar sem seguro! Sim! Um helicóptero sem seguro! E agora? Mas que país é este, meu Deus? Como é possível isto acontecer? Mas, como? Simples: basta que, os responsáveis por pagar o seguro dos helicópteros Kamov, não o façam& E, pronto, está explicado o mistério. Obrigado, e bom dia!

Bom, o Estapafúrdios do Quotidiano, ao tomar conhecimento desta bizarra notícia, rapidamente foi ao encontro de um piloto de um destes helicópteros Kamov, para tentar saber um pouco melhor, que espírito reina no seio do grupo de pilotos dos helicópteros Kamov, ao ter de sobrevoar todos os dias - num helicóptero sem seguro - os céus de Portugal. Possivelmente, com medo de possíveis represálias, vários pilotos recusaram-se a falar com o Estapafúrdios do Quotidiano. Todos, menos um! António Voa-Voa (Tal e qual, a música: «Joaninha voa, voa&»), arregaçou as mangas e falou, abertamente, com Milene, a mais recente investigadora do Estapafúrdios do Quotidiano. Passemos a divulgar a conversa possível& Milene: «Olá! Ora, viva! Está Bonzinho? Ou nem por isso? Provavelmente, não estará, certo?» A. Voa-Voa: «Hã? Como disse? Quem é você?» Milene: «O meu nome é Milene, e sou investigadora do Estapafúrdios do Quotidiano. Perguntei se estava bonzinho? Ouviu? Oi? Eh, pá! Acorda, porra!» A. Voa-Voa: «Calma! Eu estou acordado! O problema, é que eu ouço mal. É derivado do barulho das hélices do helicóptero a trabalhar todos os dias. Já são muitos anos& Uma pessoa fica assim, a modos que& prontos - surda!» Milene: Ah! Pronto, desculpe lá& Então, e já são muitos anos a pilotar um Kamov? . Voa-Voa: Sim... 1 ano! Milene: Isso não é nada& Como é que se fica surdo a pilotar um Kamov em apenas 1 ano? A. Voa-Voa: Não? Então experimente lá a pilotar um ano inteiro, num helicóptero sem seguro e que faz um barulho do camandro, e depois venha cá dizer que não fica surda& Aquilo é um martírio, mulher& Milene: Ainda bem que toca nesse assunto, era mesmo sobre isso que queria falar consigo. 300


A. Voa-Voa: Sobre ficar surdo? Já lhe disse a razão, mulher& Você é um pouco lerda, não é? Milene: Não é isso& Queria saber como se sente, ao sobrevoar todos os dias os céus de Portugal, num helicóptero sem seguro. Como é que explica essa situação? A. Voa-Voa: Pois! É chato. A culpa é deles... Milene: Deles? Deles, quem? A. Voa-Voa: Da empresa que me paga. Eles é que deviam ter pago o seguro do Kamov. Milene: E que empresa é essa? A. Voa-Voa: Eu sei lá! Só sei que me pagam e o resto é conversa. Mas já tive alguns problemas com a falta de seguro no Kamov. Inclusive, algumas coimas que estão por pagar. Eu quero ver quem é que as vai pagar. Eu, não& Milene: Multas? Provavelmente, de alguma inspecção? A. Voa-Voa: Inspecção? Nã& Operações Stop& Esse é um dos riscos de não ter seguro. É o facto, de poder ser apanhado pelas operações Stop. Isso, e o risco de ter um acidente& Milene: Um acidente? Ou seja, refere-se à probabilidade de o Kamov cair? Pois, pode acontecer& A. Voa-Voa: Cair? Ah! Ah! Aquilo é um Kamov, minha amiga... Aquilo não cai! Um acidente pode acontecer, quando estamos parados numa fila e nos distraímos e batemos no Kamov da frente. Depois, temos de preencher a declaração amigável, e, por vezes, temos de chamar a polícia para resolver a questão. São sempre horas e horas perdidas& Uma chatice! Milene: Oh& amigo& você está a gozar comigo, não está? Você, por acaso, é piloto? A. Voa-Voa: Eh, pá& não& quer dizer, sim& ou, melhor& mais ou menos& Milene: Como ficamos, afinal? A. Voa-Voa: Costumo pilotar um helicóptero que o meu filho tem. É pequeno, mas, apanheilhe o jeito. É pena ser a pilhas. Vão-se num instante! Mas, gosto muito de o pilotar& imagino que sou um desses pilotos dos Kamov, e que ando a salvar pessoas e a combater incêndios! Divirto-me imenso& Milene: E, eu aqui... a perder tempo consigo! Olhe, vá para o raio que o parta! IRRA! A. Voa-Voa: Calma, eu deixo-a brincar com o meu helicóptero& Não precisa de ficar assim& chiça& que mau feitio& Enfim& Afinal, não conseguimos falar com um verdadeiro piloto de um Kamov. A investigadora também não possui muita experiência& Temos que lhe dar um desconto& RIC

301


Quem não gosta de pão? (2013-03-04 16:46)

Hoje, o Estapafúrdios do Quotidiano trás até si, uma história um tanto ou quanto&Macabra!

É uma história sobre&Pão! (Pão? Mas como é que uma história sobre pão, pode ser macabra?! Não sabe? Então espere lá aí que já vai ver.)

Iremos falar-lhe de pão mas não de um pão qualquer. É um pão um tanto ou quanto& Digamos que& Epá, nem sei como lhe dizer isto. O melhor é mesmo mostrar-lhe algumas imagens para que veja por si próprio:

302


E então, continua aqui?! Não fechou a página com o nojo que estas imagens lhe provocaram? Conseguiu olhar para aqueles pães e pensar, é pão& É só pão& E nada mais do que pão?! Se conseguiu é porque é um tipo forte e só por isso, merece saber a origem destes& Pães... Enviámos o nosso investigador Jacinto Papa-Léguas até Ratchaburi uma terriola a 100km de Bangkok, para falar com Kittiwat Unarrom, um padeiro e artista plástico que trabalha loja Eat Bakery. JPL: -Olá bom dia! Como está o senhor? KU: - Muito ocupado, estou agora a acabar de fazer esta cabeça. O que quer você? JPL: - Ah, sim, que bela cabeça. Isso é feito de quê? Centeio ou trigo? Desculpe lá estar a incomodar mas é que fui enviado pelo Estapafúrdios do Quotidiano para saber de onde é que vem esta ideia destes pães& Diferentes. E se eu não chego com uma reportagem vou logo para o olho da rua... KU: - Olho da rua? Centeio ou Trigo? Ham?! Ahh! O pão?! É trigo& Olhe e já agora, não se importa que tire o molde da sua cabeça, não? É porque isso é coisa para dar um bom pão de kilo& JPL: - Sim, sim, claro, depois& Responda-me só a algumas perguntinhas e já tratamos do molde. Então a ideia dos pães vem mesmo de onde? KU: - A ideia dos pães vem desde o tempo antigo, presume-se que tenha surgido juntamente com o cultivo do Trigo na região da Mesopotânia.. 303


JPL: - Olha o engraçadinho...Não é a origem do pão! Eu estou-lhe a perguntar pela ideia dos pães, com formas do corpo humano. KU: - Ahh isso, olhe, foi desde que o meu pai morreu, eu fiquei muito traumatizado no velório dele& JPL: - Pois a morte de um familiar é uma coisa muito traumatizante eu percebo. Mas o que tem isso a ver com os pães? KU: - Calma, já lá chego. O que me traumatizou não foi ele ter morrido. Ele já estava velho, é normal. O que me traumatizou foi que nesse dia não havia pão lá em casa, é que sabe, o meu pai é que ía sempre comprar pão e quando ele morreu ninguém se lembrou de o ir comprar. Depois lá em casa era gente e gente a velar o corpo do meu pai mas sem nada para trincar. As pessoas passado um bocado, já olhavam para o velho com um ar guloso. Se calha do meu pai não estar já a começar a cheirar mal, acredite que ele tinha levado duas ou três trincas& JPL: - Epá, mas isso é horrível. Que situação macabra. KU: - Pois e por isso é que eu me lembrei, “Epá, se em vez do morto calha a termos um corpo feito de pão, a malta podia velar o defunto equanto ia dando umas trincas.”, e foi assim que surgiu a ideia. Tirei um curso de padeiro, juntei-lhe os meus conhecimentos de artista plástico e vim trabalhar aqui para esta pastelaria. É um espectáculo não é? Olhe-me bem para este braço, parece mesmo real. Ainda pus um pouco de doce de morango para parecer que tem sangue e umas ratazanas feitas de broa de mel à mistura.

JPL: É chefe, vire lá isso para outro lado. Isso é mórbido de mais para mim. KU: Mórbido? Qual mórbido? Quer dizer, vocês em Portugal podem ter velas em formas de pernas e braços lá à venda em Fátima e nós aqui na Tailândia não podemos ter pães em forma 304


de cabeça, quer ver?! Isso é tudo psicológico pah. Sabe, eu sou budista e de acordo com o pensamento budista, não devemos acreditar em tudo o que vemos, porque nem tudo o que se vê é tão real quanto parece. Prove lá aqui este pulmão& É uma delícia, sabe a broa de milho! JPL: Ahh, não deixe lá. É que já estou com uma ligeira vontade de vomitar& KU: Olhe, vómito& Isso é coisa que ainda não fiz. É certo que não faz parte do corpo humano, mas sai lá de dentro. Vomite lá para aqui, que eu tiro já um molde a isso. JPL: Ai é?! Com certeza, chegue-me lá aí esse intestino com sabor a regueifa a ver se não vomito já E assim foi, o nosso investigador para além de descobrir a origem destes pães tão estranhos ainda ajudou o senhor Kittiwat na sua nova criação: Pão em forma de vómito. Para além de lhe disponibilizar um molde para um pão de kilo, em forma de cabeça de Português.

Obrigado e Bom Apetite! GIL

305


Quando for grande, quero ser piloto! (2013-03-05 16:53) Olá! Como está, hoje, o caríssimo leitor? Firme e hirto que nem uma banana? Uma banana, mas, uma banana verde, que uma banana madura dificilmente se pode considerar como firme e hirta! Bom, se não estiver muito madura, até pode-se considerar como firme e hirta& ou será que não& Bom, já começo a ficar um pouco atordoado com esta interrogação sobre a firmeza de uma banana. É melhor ficar por aqui, deixando para o leitor a decisão de dar continuidade a esta interrogação. A interrogação: se uma banana não muito madura - mas um pouco madura -, pode ser considerada como «firme e hirta?» Eu já não quero debruçar-me mais sobre este tema& Até, porque, já começo a notar uma moínha no estômago. E, antes que me levante e vá buscar uma banana para comer, prefiro parar por aqui& Até, porque, um homem dissertar assim, desta forma, sobre a firmeza de uma banana, pode ser até muito mal interpretado& Vamos ao estapafúrdio. O estapafúrdio que trago, hoje, até si - caríssimo e estimadíssimo leitor - é: «Casal Russo, filma a sua filha de 8 anos a conduzir, numa estrada cheia de gelo, à velocidade de 100 Km/h.» Cambada de malucos& Não bastasse já, o facto de, este casal colocar a sua filha de 8 anos a conduzir um carro a 100 Km/h, ainda tiveram a brilhante ideia - brilhante, completamente absurda e, atrevo-me até, denominar de «estúpida»! - de registar tudo em vídeo e colocar no Youtube, para ser livremente consultado pelo mais lerdo utilizador da internet. Palmas! Brilhante! Muito bem& 5 estrelas! Estes pais, na minha mais sincera opinião, deviam receber uma medalha - individualmente - para: «Pais mais irresponsáveis, e, mais estúpidos, que existe no planeta terra!». Era merecido. E, digo mais: se não fosse o facto de me encontrar tão longe e, claro, de a Rússia ser um país demasiado frio para mim, eu ia lá, pessoalmente, aplicar duas belas lambadas nestes pais russos! Só mesmo devido a estes dois motivos, é que não o faço, senão, aqueles dois energúmenos, já tinham 5 dedos bem estampados naquelas caras& O Estapafúrdios do Quotidiano, pediu a Igor Kalimento, investigador destacado na Rússia, para tentar recolher algumas informações sobre este estranho caso. E, afinal, a história não está muito bem contada& Existe toda uma válida - ou nem por isso! - explicação para este acto tresloucado por parte destes pais russos. Ora, o caro leitor nem vai acreditar no que lhe vou revelar, e até poderá duvidar ou desconfiar, da veracidade de toda a história que estou prestes a revelar-lhe, mas eu juro - e confie, não estou a fazer figas neste momento! Sim, confie& senão, como é que eu conseguiria escrever e, ao mesmo tempo, fazer figas? Não tem lógica& Confie& - que é tudo verdade, verdadinha! Por mais surpreendente que possa parecer, não era uma menina que ia a conduzir aquele carro, a 100 Km/h numa estrada cheia de gelo. E, aliás, nem era a filha deste casal russo, mas sim, de uma amiga deste casal, que é anã& Mas, não é uma anã qualquer. Não é, não senhora& Trata-se de uma anã, que, por acaso e só por acaso, é ex-piloto de Fórmula Indy! Isso, mesmo! Tudo não passou de uma absurda aposta em que a anã - ex-piloto - ainda conseguiria conduzir em segurança, numa estrada preenchida de gelo a uma velocidade de 100 Km/h. E, de facto, ela conseguiu! O que deixou este casal russo numa posição delicada, perante todos os seus amigos, visto que esta aposta foi presenciada por todos os seus amigos, na festa de aniversário da anã - ex-piloto de Fórmula Indy& Trata-se de uma casal bastante orgulhoso, e que odeia perder seja em que situação for. Por isso, a sua vergonha em ter perdido uma aposta - ainda para mais, com uma anã -, levou-os a inventar toda esta história, aproveitando para elevar a reputação da sua filha de 8 anos, perante os seus colegas de escola. Diz-se que ela sofre de Bulliyng há já vários meses na escola, e os seus pais viram nesta situação - aposta perdida, para com a anã -, uma boa forma de popularizar a sua filha, junto dos seus colegas. Tudo não passou de uma montagem& «Raiosparta» os Russos, pá! 306


Cá para mim, não deixam de ser energúmenos& (Como eu adoro a palavra «Energúmenos». Se pudesse, usava-a muito mais vezes&) RIC

307


Batman entrega vilão à Justiça! (2013-03-06 22:19) Há alguns dias atrás, o Estapafúrdios do Quotidiano noticiou que Robin, o fiel companheiro de Batman, ía deixar de fazer parte dos livros de banda desenhada, pois iria falecer no próximo livro. No entanto, essa informação não é completamente correcta. Robin irá deixar o combato ao crime, ao lado de Batman, mas felizmente para ele, não será porque vai morrer! O motivo que leva Robin a abandonar a vida super-herói é outro! Fique por aqui que daqui a pouco ficará a saber qual é. Mas antes e visto que estamos a falar de Super-Heróis, eu vou contar-lhe um segredo: Eu também possuo um superpoder! Eu consigo ler a mente dos leitores e adivinhar o que estão a pensar ao mesmo tempo que escrevo notícias estapafúrdias! Por isso, hoje, à medida que vou escrever este texto, vou responder às perguntas que ainda estão, por se formar na sua mente! Percebeu?! Eu confesso que também não percebi muito bem, mas vamos ver no que isto dá. Este é um método experimental, nunca antes testado e admito até que poderá ser um pouco perigoso, mas vou tentar à mesma. Ora aqui vai: O Batman foi visto a entregar às autoridades um meliante, numa esquadra de Bradford no Reino Unido. Como de costume, após entregar o patife desapareceu misteriosamente sem deixar rasto. Pensamento do leitor : «HAM!? O quê?! Então afinal o Batman existe?» Claro que sim! Que pergunta parva, ele existe, chama-se Stan Worby, tem 39 anos e trabalha como distribuidor de comida chinesa. Sabemos também que muitas vezes ele pára a meio do caminho, para petiscar a comida que transporta. A maior prova disso é a má forma física, que ele ostenta presentemente. (O tempo que ele esteve sem combater o crime não meigo para ele, como poderá ver na foto em baixo):

Pensamento do leitor : «Isso é parvo& O Batman era rico e viva em Gotham City. Não vivia no Reino Unido e muito menos entregava comida! Sim, disse bem, vivia. Ele viva em Gotham e era rico. Mas sabe, com isto da crise ele perdeu todo o seu dinheiro na bolsa. Teve que despedir o Robin, vendeu as suas casas, os carros e 308


até a sua “Batcave”. Sobrou-lhe apenas algumas libras, que o seu mordomo Inglês lhe tinha deixado. E foi por isso, que ele se mudou para o Reino Unido. Uma vez lá, teve que arranjar um emprego para se sustentar. Começou a procura de emprego, mas todos sabemos que a vida de Super-Herói não dá grande currículo. Acabou por ir trabalhar na única coisa que sabia fazer bem, fora combater o crime. Andar de carro a altas velocidades pela cidade fora, de modo a chegar o mais rápido possível onde precisam dele, ou seja neste caso, em entregas ao domicilio! Pensamento do leitor: «Ah ok, tem lógica! Então e afinal quem era o meliante que ele entregou na esquadra? O Two Faces? O Joker? Ou o pior ladrão de todos os tempos, o Passos Coelho?!» Não... Não era nenhum desses. Era sim, um amigo seu de longa data! Pensamento do leitor : «Woww, isso é que é! Um verdadeiro Super-Herói. Apesar de estar afastado da luta contra o crime, ele foi capaz de entregar um amigo em prol da justiça.» É não é?!Não, não é! Segundo o que o Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu apurar, foi o próprio amigo que lhe pediu boleia para a esquadra para que se pudesse entregar! Mas que belo super-herói que ele me saiu, não acha?! Pensamento do leitor: «Não, por acaso até não acho...» Epá, mas será que não é capaz de perceber que estava a ser irónico?! “Fogo...” Continuando, ele foi contactado por Robin, o seu fiel parceiro, que lhe disse que se queria entregar à justiça! Robin, após o Batman tê-lo demitido e partido para o Reino Unido começou a assaltar velhotas, depois passou para a venda de produtos contrafeitos, até que acabou a pedir esmolas na rua enquanto roubava turistas que queriam tirar fotos com ele. Foi uma espiral descendente da qual não conseguiu sair. Arrependido de tudo o que tinha feito, ligou ao seu amigo e disse-lhe: “Eu vou ter contigo, quero deixar esta vida. Entrega-me numa esquadra qualquer vestido de Batman e voltarás a ter protagonismo!”. E assim foi, Robin foi ter com Batman e ele deixou-o na esquadra de Bradford. Pensamento do leitor : «Começo a sentir-me enganado com esta história. Não sei porquê, mas acho que isto é tudo uma grande treta! Acho que vou fechar esta página e voltar para Facebook.» Epá, isto assim não funciona... Eu sabia que isto ia ser perigoso, não sabia era quanto. Isto de dar notícias ao mesmo tempo que entro na mente do leitor é deveras complicado. Não consigo nem escrever, nem responder-lhe! Nunca mais volto a tentar tal proeza. Olhe, vá& Vá, mas antes de ir, já que não acredita na minha história, deixe-me só alterar o título deste estapafúrdio para: “Gordo vestido de Batman dá boleia a amigo criminoso.” Pronto, assim está melhor! Pensamento do leitor : «Mas assim sendo, isto não foi lá um grande estapafúrdio...» Pois não, tem toda a razão! Esqueça tudo o que leu e faça de conta que hoje não houve Estapafúrdios do Quotidiano. ADEUS E OBRIGADO! 309


GIL

310


Se queres ser ladrão, tens de estudar... (2013-03-07 17:46) O título deste estapafúrdio, pode muito bem espelhar o actual estado em que o nosso país se encontra. Ou seja, para se mandar neste país, é preciso estudar e muito. Ou não... se apontarmos como exemplo, o xôr ministro Relvas. Mas, tendo em conta, o que este governo tem «roubado» aos cidadãos portugueses, facilmente se chega ao significado do título deste estapafúrdio... Não, caríssimo leitor... Hoje, não irei falar de política... Lamento o desiludir, mas tenho um assunto mais grave para apresentar. E verá que é melhor que política... No passado fimdesemana - mais propriamente, no Domingo de manhã -, um «Gang» armado até aos dentes (Vá... tinham em sua posse umas caçadeiras e uma facas e tal... Coisa pouca, portanto...) assaltou um armazém na zona da Charneca do Lumiar - Lisboa, quando os ponteiros do relógio apontavam para as 9 horas... Ou seja, exactamente quando o armazém abria as portas, para mais um dia de labuta... Espalhou-se o terror, levando a que os funcionários do armazém receassem pelas suas vidas... Parece que, o assalto não levou muito tempo, tendo os assaltantes - super frustrados - abandonado o armazém, passados 15 minutos, fugindo num Audi A3, que os aguardava no exterior do armazém. Infelizmente - para os assaltantes, obviamente -, este assalto foi um fracasso, visto que apenas conseguiram roubar 50¬ da caixa registadora... O Estapafúrdios do Quotidiano, possui investigadores de elevado gabarito, e está na posição de apresentar ao mundo e, quiçá, ao universo, a «APG - Associação Portuguesa do Gatuno». Uma associação criada, com o intuito de proteger e preparar o mais leigo «gatuno» ou «ladrão», para a vida de ladroagem. Enviámos o nosso investigador José Carteirinhas (Que em tempos, foi um meliante bem sucedido...), ao encontro de António Mãozinhas, presidente da «AGP - Associação Portuguesa do Gatuno», para tentar perceber como funciona esta associação...

José Carteirinhas: Ora muito bom dia! Como está o meu caro amigo? Tudo em forma? Tudo... António Mãozinhas: Psst! Chega para lá essa mãozinha... Sabes quem eu sou? Achas que consegues roubar-me a carteira sem eu dar conta? Estás louco? Eu sou o presidente da «AGP», meu rapaz...eu sei todos os truques para roubar carteiras... Ganha lá juízo, pá... José Carteirinhas: Eh pá... Desculpe! É a força do hábito! Isto está-me no sangue. Por mais que eu queira evitar, é-me impossível... Bom, eu vim aqui, para falar consigo sobre um assalto em particular, que aconteceu no passado Domingo, na zona da Charneca do Lumiar, em Lisboa... António Mãozinhas: Tu nem me fales desse assalto! Esse assalto é a vergonha para a comunidade larápia! É exactamente o oposto do que ensinamos na «AGP»! Andamos nós a formar ladrões de qualidade para, depois, autênticos leigos no que respeita à arte de bem roubar, estragar tudo o que fazemos. José Carteirinhas: Então, mas o que fizeram eles de errado, para que o António Mãozinhas esteja assim tão aborrecido com essa situação? 311


António Mãozinhas: Oh rapaz, pelo amor da santa! Mas alguém inteligente e com formação na arte de roubar, decide assaltar um armazém de manhã, aquando da abertura do mesmo? Qualquer ladrão que se preze, possui a inteligência necessária para saber que a essa hora, é totalmente impossível existir dinheiro. Então, se acabaram de abrir, é impossível terem dinheiro, visto que ainda não venderam nada! Que raio de ideia essa... Afirmo aqui a pé juntos, que esses meliantes, não frequentaram os cursos de formação do «APG». José Carteirinhas: E que cursos são esses? António Mãozinhas: São cursos administrados por vários ladrões profissionais, com vários anos na profissão de bem roubar. Normalmente, têm uma duração de 3 meses, com uma taxa de sucesso de 90 %. Ora, com uma taxa de sucesso destas, orgulhamo-nos de criar verdadeiros artistas na arte de bem roubar. Temos até alguns acordos com certas empresas, para os nossos alunos estagiarem depois de terminar os cursos. O mundo era muito melhor, se esses ladrões amadores frequentassem os nossos cursos... José Carteirinhas: Hum... E como funcionam esses estágios? António Mãozinhas: Funcionam de uma forma bastante simples e eficaz. O estagiário é colocado na empresa sobre uma forte pressão. É colocado ao dispor do meliante, toda uma panóplia de itens, para o tentar a roubar esses mesmos itens. Mas, ao mesmo tempo, ele vai ser vigiado durante as 8 horas do dia de trabalho. Ora, ele tem de conseguir se apropriar do maior número de artefactos possível sem ser apanhado. Se conseguir e, não for preso, dá-se o seu curso como finalizado. Se não, se ele for apanhado, então tem de fazer um Workshop mais intensivo. Normalmente, apenas 10 % são apanhados. É uma boa percentagem, não acha? José Carteirinhas: Acho, sim senhor... Então e... as inscrições para os cursos de bem roubar ainda estão abertas? É que, se calhar... Sabe, com o salário que os Estapafúrdios do Quotidiano pagam, mais valia ser ladrão... António Mãozinhas: Sim! Estão abertas... Ei! Tira a mão daqui, já! Já te avisei, que a mim não me enganas! Não me consegues roubar a carteira, rapaz... Eu conheço os truques todos... Está lá quietinho... José Carteirinhas: Eh pá, desculpe lá... Maldito hábito... Olhe, vou andando. Obrigado e até à próxima... António Mãozinhas: Adeus, rapaz. Depois passa cá para inscrever-te num dos cursos... Ah!, cum catano! Cadê o meu relógio? Juro que o tinha aqui, no pulso... José Carteirinhas: Ah! Ah! Ah! Ups? Ah! Ah! Antonio Mãozinhas: Ah! Meu bandido... Se for um dos interessados em frequentar um dos cursos de bem roubar, basta ir ao site do «APG - Associação Portuguesa do Gatuno», e inscrever-se. O site é: www.AssociacaoPortuguesa-Gatuno-ja-fost e-roubado-e-nem-deste-por-isso.pt. Obrigado e volte sempre... RIC

312


Feliz dia da Mulher! (2013-03-08 16:02) Hoje, dia 8 de Março, celebra-se o Dia Internacional da mulher! Por isso o Estapafúrdios do Quotidiano deseja a todas as mulheres um feliz dia! E em vossa honra, escrevemos um estapafúrdio, especialmente para vós! A leitora sabe a história por detrás deste dia? Não?! Então nós contamos-lhe: Reza a lenda, que no dia 8 de Março de 1857, um grupo de operárias de uma fábrica de tecidos em Nova Iorque fez uma grande greve. As operárias ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, a redução da carga horária (trabalhavam 16h por dia), melhores salários, igualdade de direitos, etc... Contudo e infelizmente, essa manifestação não foi muito bem aceite pelo patronato. Elas foram trancadas dentro da fábrica e incendiaram-na, matando assim cerca de 130 mulheres. Uma grande tragédia, que apenas foi reconhecida em 1910, durante uma conferência de imprensa na Dinamarca. Nessa conferência ficou decidido que o dia 8 de Março, passaria a ser conhecido como o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem às mulheres que faleceram em 1857. Decisão essa que foi oficializada pela ONU no ano de 1975. Esta é uma história triste, nada habitual no Estapafúrdios do Quotidiano, mas sentimo-nos obrigados a partilhá-la consigo, para que perceba o quão injusta, incompreensível, castradora e um tanto ou quanto parva esta história que vos trazemos hoje é! A Coreia do Norte só permite 18 tipos de penteados femininos! É verdade, existe um catálogo difundido por todos os cabeleireiros onde se podem ver os 18 tipos de cortes de cabelo que as mulheres podem usar. Ao sabermos disso enviámos uma agente do Estapafúrdios do Quotidiano (aliás, a única agente feminina que temos) para Pyongyang verificar a veracidade desta história (este nome é fantástico, Pyongyang. Só de o dizermos parece logo que sabemos falar coreano. Não acredita?! Experimente ler em voz alta e depois diga-me qualquer coisa&).

Milene: - HUX8”,

” 8¬|iÈä.

Senji: - ø˜. ´¤ ˆ8| Ðt? Ah espere, esqueci-me de activar o tradutor!

Assim era coisa para ser difícil de ler o 313


estapafúrdio... Ai não?! Domina o Coreano? Sim, senhora! Eu até fico parvo com a cultura dos nossos leitores! Deve ter aprendido de tanto ouvir o Gangnam Style, só pode! Milene: - Olá, bom dia. Gostaria de cortar o cabelo! Senji: - Com certeza, que número quer? Milene: - Número?! Não quero nenhum número. Quero só que acerte as pontas! Senji: - Pontas& Pontas& Não! Acertar pontas não tenho! Tenho 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17 e 18. Qual quer? Milene: - Mas como é que quer, que corte o cabelo dizendo um número?! Senji: - Portuguesa Burra! Você diz o número, Senji corta o cabelo. Não é você que corta o cabelo dizendo um número! Milene: - Também não é preciso ofender& O que eu queria mesmo era acertar as pontas, sabe, cortar só uns 2 ou3 centímetros, para tirar as pontas espigadas. Senji: - Disse 2?! Vou cortar o número 2. (E mal acaba de dizer isto, Senji começa a cortar) Milene: - 2? Qual é o 2? Senji: - Veja no quadro ali ao lado, não chateia& Milene: - NÃÃÃÃO!! PARE SOSSEGADO! Senji: - Senhora... É para cortar, senji corta, se não é, saia e paga na mesma! Milene: - Olhe mas eu não disse que queria o número 2. Eu disse que queria cortar só uns 2 ou3 centímetros. Senji: - Ah, desculpe! Senji percebeu mal. É o nº3 que a senhora queria! Senji corta! (E vai de cortar&) Milene: - Nãããõ. Pare Senhor! Não me está a perceber. Não disse número nenhum! Senji: - Número um? Sim senhora. Senji altera já o corte& (ffeeeet, ffeeet, ffeeet – isto é o som de tesouras a cortar o cabelo) Milene: - Ai, pare, pare, pare! Olhe não corta mais nada, eu vou-me mas é embora e depois logo corto em Portugal. Senji: - Agora não pode sair. O Seu cabelo está parecido com um 12 à frente, mas um 8 atrás. O falecido líder Kim Jon-Il, não deixaria que senhora alguma andasse com um cabelo desses. Temos que cortar para ficar igual a um número qualquer destes. Milene: - Oh que chatice. Olhe então, corte-me de modo a que fique parecido com um 5. Esse até é assim moderno. Senji: - Não senhora, está muito curto atrás, já não vai dar! Milene: - Bolas, então corte-me como um 3. Senji: - Também não vai dar, já não tem cabelo suficiente para fazer franja. Milene: - Que camadão de nervos que você me está a dar!!! Olhe corte um 7! Senji: - Também não dá. Tem cabelo para fazer um nº7, mas o 7 é só para mulheres casadas. Você não tem aliança no dedo, se sai à rua com um 7 vai logo presa! Milene: - O QUÊ?!? Não bastava ter só 18 cortes e ainda restringem de acordo com o estado civil? Ai que país ditador!! Olhe, corte o nº que você entender! Senji: - Sim senhora. Senji vai cortar o nº favorito da mãe dele. O nº 18. Ui, ui que bonita que você vai! 314


E assim foi, a pobre Milene veio da Coreia do Norte com a confirmação da veracidade desta notícia estapafúrdia e com um corte de cabelo bem catita. (Ou não) Mas para castigo depois apresentou-nos a conta& E acredite que foi bem cara, porque o Senji cobrou uns 5 cortes diferentes... Adeus e obrigado! Um feliz Dia da Mulher, para si! GIL

315


Praticar o sexo na selva, pode originar uma cena de ciúmes... (2013-03-09 17:59) Algures no Zimbabwe, era um dia normal como tantos outros e Sharai Mawera, junto com o seu namorado, decidiram dar mais uma das suas famosas «escapadelas» até à selva. Este casal, já era bastante conhecido pela comunidade local devido às suas «escapadelas» até à selva, para praticar o chamado: «Amor». E, neste dia, tinham decidido fazer o mesmo. Mas longe deles imaginarem, que o dia ia começar com o chamado «amor» e acabar com o denominado «terror». Ninguém esperaria um desfecho assim... Eu próprio, ainda estou em estado de choque... Ainda estou tentar decidir-me se devo ou não, contar esta história... Vá! Vou avançar! Vou contar! Ai!, meu Deus... Ai!, meu Deus! Eu não aguento guardar isto só para mim... Tenho de libertar esta pressão interior que me consome a uma velocidade estonteante, que nem o jogo Pacman, em que o boneco comilão come os horrendos fantasmas... É tal, e qual... Sem tirar, nem pôr... Consta que, o casal apaixonado, tinha já um local predefinido para praticar o chamado «amor». Debaixo de uma árvore, usufruindo da bela sombra facultada pela própria árvore, o casal avançava directamente para o acto, sem passar pela casa da partida, ou seja, prescindindo dos tão saborosos - falo por mim... Diz que há quem não aprecie - preliminares. Tudo estava a correr pelo melhor, quando os gemidos do casal despertou a curiosidade de um animal. E que animal era esse? Ora, nada mais, nada menos, do que: um Leão! O «Rei da Selva», aproximou-se para ver o que se passava, quando constatou o casal em pleno acto. E foi aí que o «terror» aconteceu... O leão avança sobre o casal, abocanhando Sharai Mawera, e nunca mais largando-a... O namorado, em pânico, desatou a correr - sem roupa, tal e qual, como veio ao mundo - até à localidade mais próxima em busca de auxílio. Quando as autoridades chegaram ao local, já só encontraram - infelizmente, que tragédia - os restos mortais de Sharai Mawera. Consta que, desde então, as autoridades locais tentam encontrar o leão que atacou Sharai Mawera. Mas em vão... Ele desapareceu e ninguém o consegue encontrar. Ninguém, quer dizer... O Estapafúrdios do Quotidiano, possui um investigador que conhece aquela selva como a palma da mão, e, de facto, conseguiu encontrar o leão assassino. E... mais! O nosso investigador, de seu nome Simba, consegue falar o dialecto do leão, o «leãones»! Não me diga, o caro leitor, que não sabia que os leões falam «leãones»? Oh... leitor& Pelo amor da santa... Bom, Simba conseguiu encontrar o leão e falar um pouco com ele. Como nós - e nem o leitor, pelos vistos... Que vergonha, hein? - não sabemos falar «leãones», Simba fez questão de traduzir a conversa. Simba: Psst! Psst! Ó leãozinho amiguinho, anda cá ao Simba... Eu não te faço mal... Apenas quero falar contigo... Leão: Tu fazeres-me mal? Ah! Ah! Ah! Que piada do camandro, hein... O que é que queres, pá? Vai lá chatear outro antes que me passe da «juba» contigo, e... e... Simba: Calma! Eu apenas quero ter uma pequena conversa contigo. Sei que atacaste uma mulher, acabando por retirar-lhe a vida. Anda meio Zimbabwe atrás de ti, para te apanhar e matar. Eu, apenas vim ao teu encontro, em busca da verdade. Porque é que cometeste tal acto, ó leão? Leão: Foi bem feita, para aquela ladra de homens! Simba: Ladra de homens? Então? Porque dizes tal coisa? Leão: Porque é verdade! Ela roubou-me o homem! Simba: Meu deus! Mas, como? Leão: Olha, seduzindo-o! Ele estava muito bem ao meu lado! Apareceu ela e roubou-me o homem! Isso não se faz& Simba: Sim, realmente, isso não se faz& Mas& o namorado dela& ele& Leão: Não! Ele É o meu namorado e não dela! 316


Simba: Ah!, estou a ver& Mas& como é que se conheceram? Leão: Olha, eu conto-te a história. Tinha apenas 1 ano de existência, quando ele me salvou a vida. Estava um dia solarengo e eu seguia atrás dos meus pais, caminhando pela selva afora, quando decidi parar para beber um pouco de água num pequeno charco. Quando acabei de beber água, constatei que tinha perdido de vista os meus pais. Eis que, do nada, surge uma rede, envolvendo-me num sufoco enorme. Era uma rede fabricada, propositadamente por caçadores furtivos, para caçar leões. Eu estaria acabado& Não fosse ele aparecer e, num movimento de puro «Karateka», derrubou os caçadores furtivos. Tivemos de fugir durante 3 dias e 3 noites. Dormimos várias noites juntos, ao relento. Foi numa dessas noites que nasceu o nosso amor& Havia uma química enorme, e entendíamo-nos às mil maravilhas. E, quando afirmo que «entendíamos-nos às mil maravilhas», refiro-me claramente ao sexo! Era& maravilhoso& Éramos como unha e carne& não nos largávamos& Simba: Ah!& E& como é que, de um momento para o outro, Sharai Mawera apareceu para estragar a vossa relação? Leão: Ah! Sim! Essa estúpida& Ela era veterinária. E, obviamente, fazia várias viagens à selva para vigiar os animais. Não fosse existir algum com problemas de saúde& E, de um momento para o outro, apaixonaram-se& Aqui para nós, ela não vinha vigiar os animais. Ela vinha era vigiar o meu amor& não descansou enquanto não o roubou! Aquela ladra! Até o sítio onde eu e o meu amor praticávamos o amor, ela roubou! Aquela ladra& Ela destruiu a minha vida! Teve o final que merecia& Simba: Irra! Complicado isso, hein? Leão: Sim& estou destroçado& Olha, tu até que és jeitoso& Queres& que te leve a dar um passeio pela selva? Para a conheceres melhor, e tal? Hum? Que dizes, ó Simba& Simba: Hã? O quê? Ah!, eu? Sim, gostaria muito& mas agora não posso. Leão: Porquê? Simba: Então& porque& coiso& Leão: Ah! Então, se coiso& é melhor ires& Porque, quanto temos de coiso, é melhor não adiar& Simba: Isso! Adeusinho, sim&

Enfim& Cenas& RIC

317


Perdidos e Achados! (2013-03-11 17:39) A história que vos trago hoje, é uma história que me preocupa! É uma história que me afecta pessoalmente. Uma história que me deixa um tanto ou quanto inquieto! Uma história que me faz reflectir e que não me deixa dormir! Uma história que me faz querer descobrir toda a verdade! Uma história que certamente já o está a maçar e ainda nem conhecei a falar dela& Por isso, e por não querer que deixe de ler esta notícia, vou já directamente ao assunto que me trouxe hoje aqui: “O Barreiro perdeu 222 professores!”

E como o leitor sabe, ou se calhar não sabe, mas vai ficar já a saber. Eu sou do Barreiro! E como barreirense é muito aflitivo para mim, saber que a minha terra, anda a perder pessoas, assim à toa. Quer dizer, agora estamos aqui muito bem e de um momento para o outro, a nossa cidade perde-nos! E depois? Para onde vamos? Onde é que ficamos? Será que é tipo quando morremos e ficamos empancados no limbo até decidirem se vamos para o céu ou para o inferno?! Isso é horrível! Que mal terão feito esses 222 professores para terem tal destino? Segundo o que o Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu apurar, esses 222 professores do 2º e 3º ciclo desapareceram entre 2009 e 2013 sem se saber muito bem como nem porquê. O que se pensarmos bem, dá uma média de uns 55 professores a sumirem por ano misteriosamente... Onde é que o Barreiro anda com a cabeça para perder tanta gente?! É certo que todos nós por vezes perdemos algo. Eu próprio já perdi a carteira umas quantas vezes. Mas nunca perdi ninguém! Ahh! Quer dizer... Houve aquela vez com o meu sobrinho no supermercado& Mas achei-o logo a seguir, nem sequer tive de ir ao balcão de apoio ao cliente, pedir para o chamarem nos altifalantes! Olha, isso era uma ideia& Será que se formos de shopping em shopping, pedir ás funcionarias para chamarem pelos professores eles aparecem?! “Pede-se a comparência dos 222 professores perdidos, à caixa central, obrigado!” (por falar nisto, já reparou que sempre que ouvimos pessoas a anunciarem este tipo de coisas, parece que é sempre a mesma pessoa que está a falar?! Seja no Continente ou no Pingo Doce, seja uma rapariga nova ou uma senhora velha, soa sempre igual! Eu até acho que se puserem um homem a falar vai soar da mesma forma! Até digo mais: Ponham um gago a falar naquele microfone e vai-se ouvir da mesma forma, garanto! Aquele microfone é mágico! - Isto agora soou um tanto ou quanto estranho) 318


Se isso funcionasse era fácil, achávamos a malta num instante. Ou então se houvesse um género de perdidos e achados de pessoas, em que pudéssemos ir lá perguntar se alguém tinha deixado lá 222 professores, também era bom! Mas infelizmente, creio que isso não vá acontecer... Eu tenho cá para mim, que os professores foram levados pelo "MAL"! Ainda ontem vi um filme em que o "MAL" levava as criancinhas. Se calhar o que se passou no Barreiro foi algo do género, mas em vez de entrarem nas salas e levarem as crianças levaram os professores! Sim, certamente foi isso! Até porque se pensarmos bem, desapareceram 222 professores. E 222 é um terço de 666. E 666 é o número do diabo! Todos sabemos que estamos em crise, desaparecer com 666 professores era muito, o "MAL" teve que se contentar com um terço. Assim não dá muito nas vistas e sempre pôde levar qualquer coisinha... Já a minha mãe dizia. “Antes pouco que nada, filho.” É isso! Está explicado. O "MAL" é que fez sumir os professores do Barreiro! Ahhh MAL, Seu patife, a tirares-nos professores desta forma qualquer dia confundem-te com o Ministro das Finanças!! Obrigado a todos e não se esqueçam, se por ventura, virem aí algum dos professores perdidos, é favor de o entregar à escola onde eles pertencem! GIL

319


Onda destrói «pedido de casamento» (2013-03-12 17:45) Olá! Como está o leitor? Catita? Ora, muito bem. Como? Como é que eu estou? Então, estou sentado no computador, completamente nú, a escrever este estapafúrdio. Sim, está frio, mas eu possuo em casa um sistema super avançado de aquecimento «local», denominado de «aquecedor». Uma das melhores invenções para melhorar as noites quentes de inverno... Hum? Hã? Como? Ah! O leitor apenas queria saber como eu estava psicologicamente? Ah! Então, peço desculpa pela descrição física... Mas, sim, encontro-me bem... Vou indo e tal... (É o que se costuma dizer, certo?) O estapafúrdio que trago hoje, está relacionado com o casamento. Ou, mais ou menos... Está lá perto, vá! Nos USA, mais especificamente na praia de Laguna Beach, um americano de seu nome Matthew Hartman, decidiu pedir a sua namorada em casamento. Sim, de uma forma super romântica, ele achou que era uma excelente ideia, fazer o pedido numa praia. Não acho uma má ideia. É... como dizer, diferente? Nã... É mesmo estúpido... Mas o pior, foi o sítio escolhido na praia para fazer o pedido... Em cima de umas rochas, junto ao mar... Tinha tudo para correr bem, como, igualmente, tinha tudo para correr mal. No preciso momento em que Matthew Hartman se ajoelha para fazer o pedido de casamento, ele e a «futura» noiva, são surpreendidos por uma onda gigante que os arrasta pelas rochas até à praia. Calma! Não se aflija, caro leitor. Eles não se magoaram e Matthew acabou por concretizar o pedido de casamento. Terá sido pouca sorte, aquela onda ter surgido naquele preciso momento, ou terá sido obra de Deus? Bom, Ana Conchinha, sereia de profissão e investigadora do Estapafúrdios do Quotidiano em Part-time, assistiu a toda esta situação, junto às rochas, quando estava a apanhar uns belos banhos de sol... Ora, quem é que ela viu, igualmente nas rochas a apanhar uns banhos de sol, mas a rir de forma bastante sinistra e suspeita? Nada mais, nada menos do que: Poseidon - Deus do Mar! Ana Conchinha, decidiu falar um pouco com o «Deus do Mar», para tentar saber a sua opinião sobre o que aconteceu e, igualmente, o motivo do seu riso sinistro e suspeito.

Ana: Olha, olha... O que é que estás aí a fazer, ó Poseidon? Estás muito feliz, estás... Poseidon: Olha a «Conchinha»... O que foi? Não posso estar aqui? Não me chateies muito, senão... Ana: Senão... «Ai! Eu sou Poseidon e, como tal, sou um Deus e faço-te mal, e tal...» O que é que vais fazer? Crias um tsunami e afogas-me? É? Eu sou uma sereia, ó Poseidon... Poseidon: Qual sereia, qual quê? Tu és é uma chata do pior! Haja quem te ature... Ana: Bom, visto que já nos insultámos... Se não te importas, conta lá o que estás aqui a fazer? Cá para mim, tens algo a ver com a onda que derrubou aquele casal... Quem não te conheça, que te compre... Poseidon: Eh pá! Irra! És mesmo chata... Sereia de um raio... Se eu te contar a verdade, pões-te na real alheta, largando-me da mão? Ana: Ya... Poseidon: Pois, muito bem! Vamos lá... Estás com atenção? Ana: Ya... Poseidon: Olha, fui eu que provoquei aquela onda, sim senhor. Mas teve de ser... Foi um pedido especial, que não pude recusar... 320


Ana: Um pedido especial? Que pedido especial? De quem....? Poseidon: Olha, sereia mais chata de todos os oceanos, rios e riachos... Um pedido especial da sogra do rapaz, que pediu a namorada em casamento. Ou seja, claro, a mãe da rapariga, obviamente... Ela ontem veio ter comigo, completamente desesperada, pedindo para que a ajudasse... Ana: Então porquê? Poseidon: Ouve lá! Mas deixas-me acabar, ou tenho de me chatear? Ai o caraças, hein! Ela - A sogra do moço -, queria que eu interrompesse o pedido de casamento, argumentando que eles não podiam casar de forma nenhuma! E, como tal, não poderia existir um pedido de casamento. A senhora estava bastante preocupada porque, ao que parece, o rapazito é uma bela de uma prenda... Ana: Como assim? Poseidon: Irra! Que chata, hein... Sim... o rapaz não sabe fazer nada em casa. É um raio de um mandrião! Não trabalha, não sabe cozinhar, não sabe passar a ferro, não sabe trabalhar com a máquina de lavar roupa e - como cereja no topo do bolo - o malandro gosta de swing e sadomasoquismo... Uma bela prenda, portanto... Ana: E tu, ó Deus do Mar... O que é que ganhaste com isto? Poseidon: Eu? Nada... pá! Olha... agora... Por quem me tomas? Eu sou um Deus... Ana: An... An... Poseidon: Raios! Chata de um raio! Prontos... Ela ofereceu-me um belo Arroz de Marisco, na marisqueira do vizinho dela... E, toda a gente sabe, o quão maluco Poseidon é por marisco... Ainda para mais, um belo arrozinho... Nhamy... Até me lambo todo... Ana: Seu... seu... VENDIDO! Já agora, é dose ou meia-dose? Poseidon: Dose... Porquê...? Ana: Sabes, ó Poseidon... Aqui a Ana Conchinhas... também é toda maluca por Arroz de Marisco... Será que... Poseidon: Anda lá... Chata do caraças... Conclusão: Poseidon é um raio de um lambão... E, Ana Conchinas, não lhe fica atrás... RIC

321


Habemus Papam ou não Habemus Papam? (2013-03-13 19:44) Ai já habemus?! Ahhh bolas! Calma, calma, não esteja já a pensar que o Estapafúrdios do Quotidiano, não queria que houvesse um consenso em relação ao futuro Papa! A mim pessoalmente, é que não me dava muito jeito& Até porque ter um Papa é muito bom... A minha mãe sempre me disse - "Dá graças a Deus de teres papa..." – hum& Agora pensando bem, se calhar ela referia-se a ter o que comer, e não a ter um Sumo Pontífice da Igreja& (Tenho que lhe perguntar o que é que ela queria dizer com aquilo!) Mas agora, falando um pouco a sério, a mim dava-me um jeitaço que ainda não se tivesse escolhido o novo Papa. Até porque o meu post de hoje, era em torno da especulação sobre a eleição dele. Agora que já o escolheram lixaram-me. Ahh Mario Bergoglio, seu patife! Ainda agora foste eleito e já estás a lixar o Estapafúrdios do Quotidiano, com uma “ganda” pinta! (A vingança será terrível, HUUAHAHAHAHA, ou então não!)

E pior!! Ainda por cima, não é o cardeal em quem eu tinha apostado para ser Papa. Ai não sabia que existiam apostas, sobre quem seria o próximo representante de Deus? Havia pois! Havia apostas sobre tudo. Qual a idade dele? Quantas votações seriam precisas até ele ser eleito? Qual será a primeira passeata depois de ser eleito Papa? (sim, ainda não sabiam quem é, e já estavam a votar sobre qual o que país que iria primeiro&) E por falar em fumo preto, o leitor viu aquele fumo "pretalhão" de ontem? Mas eles estavam a queimar papel ou entrecosto? Aquilo estava tão preto, tão preto, que hoje quando queriam que saísse fumo branco, nem se percebia bem. Tiveram que tocar os sinos, para podermos ter a certeza! Malta do Vaticano, deixo-vos aqui um conselho: Para a próxima vez, após cada votação joguem para a fornalha uma caixa de Depuralina! (Limpa chaminés, limpa chaminés... Quando fumamos, o fumo faz de nós, poluídas... Chaminés!! - Adoro esta música!) Peço desculpa, perdi-me no discurso. Onde é que eu ía& Ahh, já sei. Apostas sobre os cardeais. Melhor que apostar sobre eles, só mesmo adopta-los! Sim, leu bem, adoptar um Cardeal! O site https://www.adoptacardinal.org/ permite-nos adoptar um cardeal. - Para quê? (Isso agora já é consigo, não queremos ter nada a ver com isso!) De qualquer das formas, já estou a imaginar a conversa entre duas beatas portuguesas lá no Vaticano : Maria Gertrudes : - Olha, sabes que eu adoptei o Angelo Scola? Fátima da Aparição : - A sério?? Que engraçado. Como fizeste? Conta, também quero adoptar um& Mas se calhar escolho o Odilo Scherer, é mais maneirinho e sempre fala a nossa língua. Então mas e o que fazes com ele? Maria Gertrudes: - Ohh tonta, agora nada, que ele está lá fechado. Mas depois vou poder dar-lhe banho, vesti-lo, penteá-lo, até acho que lhe vou dar outro nome... 322


Fátima da Aparição : - Aiii que giro!! Olha, o meu se ganhar, já tenho o nome ideal para ele. Vai-se chamar José! Tal e qual, o pai de Cristo! Não é o máximo?! Como é que nunca ninguém se lembrou disto! Pois é amigo leitor, por isso, se achou mau estarem a apostar no próximo papa, pense outra vez pois a adopção parece muuuito pior!

Antes de me despedir, quero apenas desejar, em nome do Estapafúrdios do Quotidiano, um feliz e longo reinado ao novo Papa, Mario Bergoglio que será conhecido como: Papa Francisco I. (E Bergoglio... Desta vez passa, essa história da eleição sem nos avisares primeiro& Mas que não se repita!) Obrigado e Boa Noite. Gil

323


Ó senhora, você tem o diabo no corpo! (2013-03-14 17:07) De certeza que nunca ouvistes falar de Nana Feole, ó leitor. Mas, calma! É para isso que o Estapafúrdios do Quotidiano existe! Um blog que fornece aos seus leitores, toda uma panóplia de estapafúrdios mundiais e, atrevo-me até a afirmar, alguns estapafúrdios alienígenas. Sim, eles existem... Eles andam entre nós... Eles... coiso... Os malandros... Raios os parta! E, neste preciso momento, o leitor deverá estar a pensar: «Lá está ele, a divagar... E logo no início do texto... IRRA!». Tem toda a razão... Vamos ao estapafúrdio? Sim! Vamos! Alegria? Não...? Pronto... Mas vamos ao estapafúrdio na mesma. Eu é que estou a escrever, e eu é que sei e «mai nada»! Se não gosta, olhe, ponha à beira do prato! Ah! O que estou para aqui a dizer... Esqueça... Não ponha à beira do prato. Isto vai valer a pena, e só mais um pouco... Ora, o leitor quer aprender como se torna um simples vídeo caseiro (Calma... Não estou a falar «daqueles» vídeos caseiros, envolvendo sexo desenfreado como se não houvesse o amanhã...), num sucesso viral com milhares de visualizações no YouTube? É, de facto, muito simples. Foi o que fez a neta de Nana Feole, filmando a idosa de 88 anos a dançar na escadaria da sua própria casa. A rapariga achou por bem colocar o vídeo no YouTube, resultando num imediato sucesso «Youtubesco». E, em poucas horas, o vídeo foi arrebatando milhares de visualizações, chamando a atenção dos noticiários americanos.

Quem viu o video, afirma que a forma como a idosa de 88 anos larga a bengala e começa a dançar aos rodopios, ao mesmo tempo que pede ao seu motorista - que se encontrava à porta da casa, à sua espera - para que aumente o volume da música do rádio do carro, só pode significar apenas e só uma coisa: Nana Feole estava possuída! Mas, possuída por quem? Ou... pelo quê? Foi esta interrogação que levou o Estapafúrdios do Quotidiano a enviar a Milene Investigadora a estagiar no nosso blog -, ao encontro do famoso Oráculo do filme Matrix. Sim, o Oráculo existe, e, sim, só o Oráculo pode explicar-nos o que se passa com Nana Feole. Milene: Boa tarde, xôr Oráculo. Como vai isso? Oráculo: Xôr? Eu sou «uma» Oráculo, ó menina... Milene: Ah! Raios! Peço imensa desculpa... É que sou novata nisto e, por vezes, ainda tenho algumas falhas... Oráculo: Eu sei, menina... Eu sou o Oráculo... Eu sei tudo. Também sei que é estagiária e, como tal, possui ainda algumas dificuldades. Mas, se quer seguir o caminho negro da investigação, a menina tem de fazer o seu trabalho de casa, evitando dessa forma futuras complicações e imprevistos. Mas, menina, esteja descansada que vai tudo correr bem. O Oráculo sabe que sim... Milene: Se «a» Oráculo assim o diz, não tenho como desconfiar. Mas, Oráculo, eu vim ao seu encontro para perguntar-lhe, se... 324


Óraculo: ...se eu sei o que se passa com Nana Feole, a idosa de 88 anos que desatou a dançar que nem uma perdida de um momento para o outro? É isso, não é? Milene: Impressionante! Já me tinham informado que o Oráculo era fantástico, mas agora sim, constato a veracidade da informação. Sim, gostava de saber o que raio se passa com aquela idosa. O que me pode dizer sobre... Oráculo: ...sobre o que se passa com ela? Ok, eu digo... Milene: Vai-me desculpar, ó Oráculo, mas vai ter de parar de adivinhar as minhas perguntas. Ao princípio, até era engraçado, mas agora já enjoa... Oráculo: Como eu sabia que a menina iria dizer isso, nem me vou chatear. Bom, o que se passa com Nana Feole, é que ela está possuída. Muito simples... Milene: Isso já eu sabia... Possuída pelo... Oráculo: ...pelo quê? Milene: Dass... Oráculo: Calma, menina... Ela está possuída pelo espírito de Michael Jackson! Como é sabido, Michael Jackson, quando faleceu, tinha agendado uma tourné mundial. Estava tão obcecado em fornecer aos seus fãs uma última maratona de concertos, que, à chegada às portas do paraíso, armou um enorme escabeche! Não queria entrar no céu, sem antes concretizar o seu sonho. Deus, com pena dele e, pelo facto de ter imenso respeito pelo king da pop, concedeulhe o desejo de voltar à terra, apropriando-se de um corpo à sua escolha. Mas, rapidamente se arrependeu, optando por dar-lhe apenas a hipótese de possuir um corpo de uma idosa.

Milene: De uma idosa? Então porquê? Oráculo: Eu sabia que a menina ia dizer isso... Acho que foi devido àquela situaçãozinha, em que Michael Jackson foi acusado de pedofilia. Ele sabia que, se o King da Pop pudesse escolher um corpo, que escolheria um de criança. Sendo assim, para não haver chatices, ficou-se pelo corpo de Nana Feola. E é assim. Eu, com toda a certeza, irei ver um ou dois concertos. E a menina também. Eu sou o Oráculo e já o previ... Milene: Ah! Raios... RIC

325


100 anos a praticar a actividade mais antiga do mundo. (2013-03-15 20:16) Com este título devo ter deixado o leitor a pensar: “100 anos?! Como 100 anos? Quantos anos é que tem essa pessoa?!” AH, AH, apanhei-o! Este título foi criado imitando os títulos das revistas sensacionalistas. Aqueles que agarram o leitor para ir ler o artigo mas depois quando o lêem percebem que a história, afinal de contas, não é bem assim& Foram 100 anos de experiências sexuais, é verdade. Mas repartidas por duas irmãs! (É só impressão minha ou a expressão “repartidas”, neste contexto, pode ter outro significado?! Hum& Se calhar é só impressão minha, não ligue!) As gémeas Louise e Martin Fokkens (não é fuckers, é mesmo fokkens) eram as mais antigas prostitutas da cidade de Amesterdão, mas infelizmente reformaram-se. Amesterdão não será a mesma sem elas! Quem conheceu aquela cidade antes, vai estranhar muito. Quem nunca lá foi, nunca irá conhecer o verdadeiro sentido da “Red Light District”& O motivo que levou estas duas grandes profissionais ao abandono deste ramo, acredite ou não, foi a idade delas! É verdade& Custa a acreditar, mas elas consideram que estão demasiado velhas para este ofício! Numa entrevista as irmãs confessaram que, após 355 mil homens a idade começa a pesar& (355 mil?? O quê?? Epá isso a uma média de uns 30, “entra-e-sai” por cliente, dá mais passagens naquelas partes íntimas, do que carros nas portagens da ponte Vasco da Gama durante um ano. Xiça penico!).

Mas continuando& Louise, mãe de quatro filhos, sofre de artrite o que, parecendo que não, dificulta algumas posições sexuais. (355 mil?? Epá fonix!!) Martine, por sua vez, confessa que era pessoa para continuar ainda mais uns anitos mas, misteriosamente, não tem sido muito fácil atrair clientes para a sua loja. Aliás o único cliente que tem tido ultimamente é um que faz sessões semanais de sadomasoquismo. (Só podia, não é? Pagar para estar intimamente com uma senhora de 70 anos, só alguém que goste de Sadomasoquismo&) 326


Martine confessa, passo a citar, “Não pude desistir dele. Era como se ele viesse para uma missa de domingo" – esta é a melhor comparação que já ouvi até hoje. “Eu sou um cliente assíduo das prostitutas, porque para mim ir lá dar uma sticada’ é como ir à missa!”, ehehe. As duas gémeas que outrora já deixaram muitos homens loucos& (355 mil& Ainda não consigo acreditar neste número& Isso em 50 anos de serviço já a dividir pelas duas dá uma média de 8 gajos por dia, isto claro, se trabalharem todos os dias do ano& É preciso ter muito amor’ para dar) &como eu ia a dizer, as duas irmãs já foram tema de um documentário chamado Conheça as Fokkens’ (Isso não é um nome de um filme? Ah esqueça, isso é “Meet the fockers”) e já escreveram um livro sobre os seus 100 anos conjuntos de proezas sexuais. Uma salva de palmas para Martine e Louise! Nós aqui no Estapafúrdios do Quotidiano queremos apenas agradecer a estas duas irmãs pelo serviço prestado e deixar um conselho. Nunca deixem de seguir os vossos sonhos. Talvez agora possam dedicar-se á dança, como a senhora do estapafúrdio de ontem, ou até talvez quem sabe, um carreira no striptease. Obrigado e até breve. GIL

327


Ó filho, «gira lá isso»& (2013-03-16 17:12) «Uma mulher americana, foi presa por dar Cannabis ao seu filho» - É este o estapafúrdio que lhe trago hoje, leitor amistoso e sempre atento ao que o Estapafúrdios do Quotidiano publica. Esta notícia podia nem ser muito preocupante, não existisse um pequeno, mas importante pormenor, que a torna de facto muito preocupante. É que, o filho desta Americana, tem apenas 6 anos. É verdade, Rachelle Braaten, de 24 anos, achou que era uma fantástica ideia - De fantástica, só pode ter o facto de ainda existir pessoas com uma capacidade de raciocínio tão limitado, como o caso de Rachelle Braaten - oferecer ao filho, uma «passa» de Cannabis. Para demonstrar de uma forma mais clara a sua estupidez, teve ainda a ousadia de documentar este bizarro gesto, num vídeo. Ora, o vídeo chegou às mãos da polícia, que optou imediatamente por a prender. Resultado: Rachelle Braaten, mãe de duas crianças, acaba de perder a custódia dos filhos, devido a esta absurda brincadeira& (Brincadeira? É mais ESTUPIDEZ AGUDA!)

O Estapafúrdios do Quotidiano, de certa forma, fica sempre preocupado com este tipo de notícia, procurando recolher algumas declarações de pessoas que possam, eventualmente, estar algo relacionadas com a notícia em si. Como não conseguimos enviar um investigador até à América para falar com alguém próximo de Rachelle Braaten, decidimos falar com Zé Cheirinhos, um famoso dealer português. É sempre bom recolher algumas informações de alguém que trabalha, diariamente, com Cannabis, tentando saber o porquê, de esta mãe ter oferecido Cannabis ao seu filho. RIC: Boa tarde& O meu caro amigo, é que é o tão famoso Zé Cheirinhos? Zé Cheirinhos: Quem é que quer saber? RIC: O meu nome é RIC, e gostaria de dar-lhe uma palavrinha. Zé Cheirinhos: O que é que queres? És bófia? Eu não fiz nada. Eu não vendi nada! Eu& nunca vi essa pessoa na minha vida& O quer que seja, que essa pessoa tenha dito sobre mim, é totalmente mentira& RIC: Calma! Eu só lá agora bófia& Eu escrevo umas coisinhas num blog, chamado Estapafúrdios do Quotidiano, e gostaria de fazer-lhe umas perguntas sobre um assunto& Nada de especial. Está relacionado com a Cannabis. Pode ser? Zé Cheirinhos: Hum& Não sei se posso confiar em ti, pá& Que tipo de perguntas? Não sei nada sobre droga& Cannabis? Não sei o que é isso& É alguma planta para fazer chá? Se for, deve ser bom. Tem um bom nome, e tal& RIC: PORRA! JÁ LHE DISSE QUE NÃO SOU BÓFIA, E QUE APENAS QUERO FAZER-LHE UMAS PERGUNTAS! SERÁ QUE É PEDIR MUITO? UMAS PEQUENAS PERGUNTAS, RAIOS! Zé Cheirinhos: Eh lá& Calma, pá! Ok, eu acredito em ti. O que é que queres saber? RIC: UFA! ATÉ QUE ENFIM! PORRA& BOM, EU QUERIA& Zé Cheirinhos: MAU! E SE PARASSES DE GRITAR? JÁ ME ESTÁS A IRRITAR! 328


RIC: Calma! Tem razão& Desculpe lá. Bom, não sei se está familiarizado com a história de Rachelle Braaten, que deu Cannabis ao seu filho. Diz que o miúdo, depois de fumar a Cannabis, começou a tossir e& Zé Cheirinhos: ...e fugiu da mãe. Sim! Estou familiarizado com a história. Aliás, entre a comunidade de dealers, não se fala noutra coisa. Ao que parece, aquela Cannabis não é de boa qualidade. Senão, o miúdo nunca teria esse tipo de reacção. RIC: Hum? Mas é apenas uma criança& Que raio de reacção é que ele deveria ter tido? Zé Cheirinhos: Se o material fosse de boa qualidade, como a que aqui o Cheirinhos fornece aos seus habituais clientes, o miúdo tinha sorrido, cantado, pulado e depois dizia à mãe que estava a ver coisas. RIC: Que tipo de coisas? Zé Cheirinhos: Olha, agora& Que tipo de coisas& Pá! Tipo, cenas& E, digo-lhe mais! Não era a mãe que deveria ter sido presa, mas, sim, o «gajo» que lhe vendeu a Cannabis! Raios o parta! É esse tipo de «gajos» que estraga a fama aqui ao Cheirinhos. A fama e o negócio! RIC: Mas& Vamos lá a ver se eu entendi& O meu amigo está a dizer que Rachelle Braatten, agiu correctamente em dar Cannabis ao filho, que, por sinal, é apenas uma CRIANÇA? Que raio de monstro é você? Zé Cheirinhos: Um monstro que precisa de vender. Eu também tenho filhos e tenho de lhes pagar o colégio. A vida está difícil, meu amigo. E, digo-lhe mais: a Cannabis é uma boa solução para entreter os putos, quando estão em casa e não nos deixam ver as novelas. E, sabe que mais, eu ODEIO perder um episódio de Dancin Days! Fico PIURSO! RIC: SEU MONSTRO DE UM RAIO! JÁ ESTOU ARREPENDIDO DE TER VINDO FALAR CONSIGO! DESAPAREÇA, MAS É! Zé Cheirinhos: O meu amigo não precisa de nada&? RIC: SEU! SEU! SEU! MONSTRO! Hum, sim& Já agora, tens aí& hum& Zé Cheirinhos: Cannabis&? RIC: Hum& isso& RIC

329


Toma lá que é para aprenderes... (2013-03-17 17:08) Olá muito boa tarde! Como está a ser o seu Domingo?! Espero que bom! O meu está a correr muito bem, obrigado por perguntar. É muito simpático da sua parte. Eu tenho cá para mim que os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano, são os leitores mais simpáticos que existem no mundo! Um muito obrigado para si! Sem você não seriamos ninguém! Pronto, agora que já lhe dei um pouco de graxa e o deixei com o ego “lá em cima”, creio que conseguirei pô-lo a ler o estapafúrdio de hoje, sem ficar a pensar que tem mais que fazer ao Domingo do que estar a ler isto. É verdade, o Estapafúrdios do Quotidiano sabe que os seus leitores têm uma vida muito ocupada e que o fim-de-semana é curto para todas as coisas boas que gostam de fazer e é por isso que geralmente não publicamos ao domingo. Temos razão ou não temos?! Eu sei que temos. Mas hoje é diferente! Hoje é um dia especial. Não sabe porquê? Ora bolas, porque estamos vivos! Todos os dias que estamos vivos são dias especiais pá! Toca a aproveitar! Vá para a rua fazer um pic-nic, ou jogar a bola, ou até quem sabe andar de bicicleta. Ai está a chover? Não pode fazer isso? E já é tarde? Está com preguiça por causa deste tempo e decidiu ficar por casa. Então olhe, já que aí está aproveite e leia aqui o nosso texto, nós agradecemos. O nosso investigador norte-americano, Ron Wet Willy, foi agredido na passada sexta-feira, após ter executado uma das suas famosas “partidas”, num homem estátua australiano. Ron é o inventor de uma das “partidas” mais idiotas dos Estados Unidos, o Wet Willy. Não conhece?! Nós explicamos. Esta brincadeira um tanto ou quanto parva, consiste em colocar o dedo na própria boca, encharcando-o assim de saliva, e depois colocar esse mesmo dedo no ouvido de outra pessoa provocando algum desconforto ou até mesmo dor.

Segundo o que Ron nos contou, ele estava de férias na Austrália, quando foi confrontado por um grupo de crianças que lhe perguntaram se era mesmo ele o grande inventor do Wet Willy. Ele cheio de orgulho disse que sim e perguntou, aos pequenos pirralhos, se eles queriam um autógrafo. Mas infelizmente para Ron, o que os miúdos queriam mesmo, era uma prova que realmente era ele. Por isso desafiaram-no a fazer a sua famosa partida, ao homem estátua que estava ali mesmo em frente. Assim foi, Ron Wet Willy pediu a um dos miúdos para ir distrair o homem estátua e depois lá foi ele. Começou por brincar um pouco com o senhor, para ele não desconfiar, depois colocou o seu indicador na boca, rodou 2 vezes para cada lado (para não escapar nem um pouco de dedo sem saliva) e cravou-o no buraquinho do senhor& (HIIIMMM HIMMMM – isto é o barulho de um dedo molhado dentro de um ouvido) O pior (ou melhor) aconteceu depois. Sem que o nada fizesse prever, a estátua, crava um valente de um sopapo na cara de RON que caiu redondo no chão. As crianças muito felizes por verem que afinal estavam mesmo diante do ídolo delas, colocaram também todas os seus dedos na boca e mostraram a Ron que tal como ele, elas também sabiam fazer um Wet Willy. 330


Pobre Ron, antes de se conseguir levantar, viu os seus ouvidos a serem violentados à bruta por mais de uma centena de dedos molhados, dois e três de cada vez, a entrarem e saírem alternadamente, até que uma poça de saliva se tivesse acumulado na sua orelha e as próprias crianças tivessem nojo de lá colocarem os seus dedos. Ron, só queremos que saibas que estamos contigo. Esta situação é bem capaz de te traumatizar para o resto da vida mas se por ventura quiseres continuar a trabalhar no Estapafúrdios do Quotidiano, tens a porta aberta, mesmo que tenhas ficado surdo! Por ter perdido alguns minutos do domingo a ler isto, damos-lhe um bonus. Para além do estapafúrdio ainda lhe deixamos o video de quando RON leva o sopapo do homem estátua. IFRAME: http://www.youtube.com/embed/xvEPwiEDuYg GIL

331


Polícia sexy, polícia sexy... (2013-03-18 16:58) Olha, olha... Assim de repente, num ápice, atingindo até uma velocidade vertiginosa, eis que chega mais um estapafúrdio! É verdade... Cá estamos, portanto, prontos para mais um momento de puro humor nacional! Do melhor que se faz em Portugal e arredores... (Sim, aqui para nós... os Espanhóis, no que toca ao humor, são um pouco limitados, não são? Hum& Agora, só espero que nenhum espanhol esteja a ler isto... Mas, se sim, se for o caso, trata-se apenas de uma pequena brincadeira, e tal... Está bom? Senhor, espanhol... Isso...) Bom! Vamos ao assunto sério (Sério? Então, mas a intenção não é provocar gargalhadas ao leitor? Hum...) que tenho para contar hoje, aqui, neste maravilhoso espaço de comédia universal! Está preparado, leitor? Sim? Pois, agarre-se bem! Ou, melhor - procure uma cadeira confortável, e agarre-se a qualquer coisa. Isto vai ser bombástico! Vá... Vai ser apenas giro, e catita... Nos tempos que correm, já não é mau de todo... Hoje, queria partilhar a história de uma mulher polícia americana. Uma história de terror pessoal, que levou a consequências terríveis para toda uma esquadra de polícia de Houston. Ao que parece, a senhora polícia, foge claramente ao paradigma da típica mulher polícia, que todos associam a uma infância de Maria-rapaz. Ela de Maria-rapaz, não tem nada. Tem uma cara de partir corações e um corpo que faz chorar os ladrões. Não por serem apanhados por uma mulher, mas sim, pelo facto de ser o tipo de mulher que sempre sonharam ter ao seu lado em casa, e não, no banco da frente do carro da polícia que os leva para a esquadra mais próxima. Mas, Stacey Suro, cometeu um erro crasso! Um erro que lhe trouxe bastante dissabores... Stacey Suro, foi entrevistada por uma cadeia de televisão, que decidiu fazer uma reportagem com a mulher polícia, usando-a como imagem da típica mulher polícia. Até aqui, tudo normal. Mas, Stacey Suro, ao ser fotografada para a reportagem, decidiu fazer algumas posições provocantes, que mais tarde foram partilhadas por várias pessoas em redes sociais. Ora, essas fotografias chegaram, rapidamente, aos olhos dos seus colegas e, posteriormente, aos olhos do seu capitão. Resultado: Stacey Suro, passou de Sargento de patrulha de ruas, para um cargo de secretária na esquadra, com um substancial corte de ordenado.

Mas como é que, apenas devido a umas fotografias mais provocantes, uma mulher polícia perde toda a sua credibilidade? Em que mundo vivemos, senhores... O Estapafúrdios do Quotidiano, enviou de imediato - assim que soubemos desta história! - um investigador, ao encontro de um dos polícias, colegas de Stacey Suro, para contar-nos toda esta história. E, adivinhe o caro leitor, qual a nacionalidade do polícia entrevistado? Isso, mesmo: um Português, de seu nome John Fernandes. Uma clara prova de que este mundo é, de facto, muito pequeno... John Fernandes, contou-nos que o capitão da esquadra, após conhecimento da reportagem e das fotografias de poses provocantes de Stacey Suro, teve de a retirar das ruas. Parece que, e atenção que estamos a citar as palavras de John Fernandes, «Ela era boazona demais para 332


estar nas ruas. Os ladrões, até assaltavam pessoas na rua, à frente de Stacey Suro, para que ela os apanhasse e, por conseguinte, os revistasse, enquanto eles aproveitavam para a observar!», o que levava a um desconforto por parte do colega que fazia a patrulha com ela. De repente, deixámos de ter espaço nas celas para tantos ladrões. E, John Fernandes conta mais, «Ela era, de facto, uma mulher e pêras. Teve de ser proibida de frequentar os balneários da esquadra! Existiam colegas que, após a divulgação das fotografias, a presenteavam todo o santo dia com anéis, fios de ouro e até algumas peças de lingerie» John Fernandes, ficava frustrado, porque apenas tinha posses para oferecer-lhe café e donuts. Todos queriam ser colegas de patrulha dela. Até as mulheres polícias. Não querendo alimentar boatos - mas alimentando-os... - John Fernandes, contou-nos que o capitão da esquadra, colocou-a à secretária, porque ele próprio está rendido à beleza física de Stacey Suro! Diz-se que, existe ali qualquer coisa... Mas todos se recusam a falar disso, porque o capitão é casado... E assim ficámos, a saber, toda a veracidade desta história. E, mais uma vez - confirmando a regra de que «Existe um Português em todos os cantos do mundo», tivemos a maravilhosa ajuda de um polícia português, colega de Stacey Suro. É tudo por hoje, obrigado e volte sempre... RIC

333


Avó?!... És tu? (2013-03-19 18:07) Ana Brito e cunha estava a divertir-se na madrugada de sexta-feira, no restaurante/discoteca Guilty em Lisboa, quando foi apanhada no meio de um tiroteio que houve por volta das 3h da manhã, acabando por ser atingida num pé. O Estapafúrdios do Quotidiano, felizmente, tinha um investigador a jantar nesse mesmo dia no Guilty e perguntámos-lhe, se por ventura não teria presenciado o sucedido. Ele lamentavelmente, informou-nos que à hora do ocorrido já não se encontrava no restaurante, mas que se ajudasse nos enviaria um relatório pormenorizado da sua noite, com todo o prazer&

RELATÓRIO: 21h18 : Sentei-me para jantar. Para a entrada pedi um carpaccio de Novilho, acompanhado com um bela garrafa de Redoma. 22h07 : Para a refeição principal, foi um belo Papardelle com leitão e ervilhas tortas. Estava muito bom. Claro que tal manjar tinha que ser também bem regado. Uma garrafa de Vallado foi a escolha acertada. 22h51 : Está na hora da sobremesa. Vou pedir uma Panacotta Guilty e para acompanhar um copo Fiuza 3 castas. 23h10 : Veio o café e um bom whisky como digestivo. 23h30 : Pedi mais um whisky. 23h53 : E outro waske, viske, aii, whisky. Isto está a ficar complicado, ainda bem que não sou eu que vou pagar esta conta& 00h22 : Levantei-me para ir ao wc com muita dificuldade, se calhar vou vomitar& 00h58 : Acabei de vomitar, não me sinto muito bem. 01h30 : Estava a ir em direcção da mesa, mas a mesa já não está lá. Agora estão umas pessoas a dançar... Vou-me sentar ao balcão! Já me sinto um pouco melhor, acho que vou pedir outro whisky. 02h00 : Pedi uma garrafa de champanhe (já não consigo dizer nomes chiques por isso pedi a mais cara, é o Estapafúrdios do Quotidiano que vai pagar, por isso que se lixe!) o empregado serviu-me com muita relutância. 02h15 : Vomitei no balcão por isso os seguranças puseram-me na rua. 02h23 : Enquanto estava sentado no passeio vi uma senhora que parecia a minha avó. Ela era linda, Comecei a chamá-la: “Avó& Avó& sou eu não me reconheces?” 02h28 : A minha avó chegou-se ao pé de mim, disse que não me conhecia de lado nenhum e que se não me calasse levava já dois sopapos& 02h30 : Era mesmo a minha avó, reconheceria aquela maneira ternurenta dela falar comigo em qualquer lado. Chamei-a novamente, “AVÓ!! Sou eu o DIDI, não te lembras de mim?? 334


02h44 : A minha avó deve estar mesmo com falta de vista, chamou umas amigas para confirmarem que sou mesmo eu. Ai o orgulho que eu sinto por ter uma avó como ela& 03h00 : A minha avó vem a toda a velocidade com um grupo de rapazes. Devem ser os netos das amigas. Mas eles estão com ar de maus& Acho que afinal não querem confirmar se sou mesmo eu, eles vêem para me bater. O que será que eu fiz? Será que é por eu agora usar tranças? A minha avó nunca gostou de cabelos compridos! 03h01 : Acabei de me lembrar que a minha avó já morreu a alguns anos. Devo estar mesmo bêbado... Tentei explicar o sucedido mas eles não quiseram saber. 03h02 : Achei uma pistola, que só por acaso, se encontrava aqui no chão, junto a um caixote do lixo (Incrível as coisas que se encontra ao lado dos caixotes do lixo. Ainda no outro dia vi um móvel que estava em perfeitas condições. Levei logo para casa claro. As pessoas deitam coisas tão boas fora& Ah espera tenho que me concentrar que estão uns tipos à minha frente que me querem bater!) 03h03 : Agarrei na pistola e desatei aos tiros. Como estou um pouco embriagado posso não ter acertado onde queria, mas acho que funcionou. Pelo menos o senhor (afinal a pessoa que me parecia a minha avó era um senhor) fugiu. 03h10 : Estou a alucinar, comecei a ver luzes vermelhas e azuis e a ouvir sirenes. Não me sinto nada bem, vou para casa. 03h20 : Cheguei a casa (felizmente moro perto), vou dormir porque a noite foi agitada. E pronto amigo leitor, foi este testemunho que recolhemos do nosso investigador. Ele diz que não sabe o que se passou com a Ana Brito e Cunha, mas nós, por via das dúvidas, enviámos este relatório à polícia e não lhe pagámos a despesa do restaurante. Não que sejamos sovinas ou maus pagadores. É só mesmo para não sermos considerados cúmplices de nada. GIL

335


Amor de tacos, bolas e esqui... (2013-03-20 17:36) Quem é que não se lembra do famoso jogador de golfe, Tiger Woods? Para uns, o melhor jogador que o desporto golfe já teve, enquanto, para outros, apenas mais uma polémica personagem famosa. E, sim, é verdade que ele é (ou foi!) um enorme jogador de golfe, mas como «Polémica personagem famosa», acho que ele fez um trabalho muito melhor. Depois de inúmeros patrocínios e vitórias históricas no golfe, eis que, o «santinho» Tiger Woods, é apanhado num enorme escândalo. O homem, traiu a esposa com várias mulheres, incluindo uma actriz de filmes para adultos. Ao que parece, o famoso e polémico jogador de golfe, é viciado em sexo. E, atenção! Não sou eu que o estou a afirmar, foi o próprio Woods que o afirmou& O escândalo veio a público e Tiger Woods caiu em desgraça, perdendo para além da mulher, igualmente, uma enorme quantidade de patrocínios de importantes marcas que o tinham como exemplo de desportista e de ser humano. Depois disso, nunca mais se ouviu falar de Tiger Woods, como até então. Eu próprio, que gostava de jogar de vez em quando, o jogo de golfe de Tiger Woods para computador, deixei de o fazer. Fiquei revoltado, pronto.

Mas Tiger Woods, voltou& Sim! Hoje, enquanto estava a «folhear» os jornais on-line, descobri que o famoso jogador de golfe, encontrou um novo amor. Sim, está de novo apaixonado. Tiger Woods e Lindsey Vonn, que é uma famosa esquiadora, assumiram o namoro. Tanto um, como o outro, afirmam que este namoro foi a melhor coisa que aconteceu nas suas vidas. Ora, como o passado negativo - no que respeita a relações conjugais - de Tiger Woods, provoca algumas reticências (pelo menos para o Estapafúrdios do Quotidiano), fomos tentar saber como está a saúde deste relacionamento, entre Woods e Vonn. Para isso, decidimos entrevistar um famoso amigo do casal, de seu nome Gaylord Milk. Enviámos o investigador Abílio Tacadas - um fervoroso adepto de golfe -, para uma breve conversa com Gaylord Milk. Retirámos excelentes conclusões, desta conversa& ou então, não& Veremos& Abílio: Bom dia! Ou, como se diz em bom inglês, Good morning! Gaylord: Hello, babe! How are you, today? Abílio: Hum& Não fala português? É que sou um pouco limitado na língua inglesa. Na escola, as aulas de inglês, por norma, eram sempre antes de almoço, e eu faltava sempre a essa aula para ir almoçar a casa. Ou, então, para fugir para trás do pavilhão da escola, brincar ao Bate-pé& Gaylord: No problem! Ah! Sorry, i mean: Não há problema, fofo. Sou neto de um Português, sei algumas coisitas. Some things, yes? Abílio: Ai é? Olha, que calha bem. Bom, soube que o caro Gaylord, é um grande amigo do casal Woods - Vonn. Friend of couple& E, como o Tiger Woods tem fama de trair as mulheres com quem tem relacionamentos, gostaria de saber se o meu amigo Gaylord, podia facultar algumas informações acerca deste recente namoro? Gaylord: Recente namoro? Nã& É um relacionamento já bastante antigo, fofo. Desde os tempos em que Woods dominava os campos de golfe deste mundo! Eles já se conhecem há já alguns anos, doçura. 336


Abílio: Ai é? Então, Woods já traia a esposa há vários anos? Eish! Que escândalo& Scandal... Gaylord: Scandal? No way! Oh!& Desculpa, amori& Eu queria dizer que não, não é um escândalo. Eles conheciam-se, sim, mas em sonhos. Eles sonhavam um com o outro. Eles ficarem juntos, foi apenas obra do destino& Faith& Estava escrito nas estrelas, meu doce de caramelo& Abílio: Ó Gaylord, olha lá, o teu nome e a tua orientação sexual, não são pura e simples coincidência, pois não? Gaylord: Não, meu doce de coco. Eu sou Gay& e também Lord. Sou um Lord! E um Gay& E a união de Gay, com Lord, só& Abílio: Sim, sim& Já entendi. És Gay e pronto. Mas, olha lá, eu gostava de saber - visto que o meu caro Gaylord, é amigo próximo do casal -, como se encontra a relação amorosa entre Woods e Vonn? Gaylord: Amigo próximo do casal? Eu? Gaylordzito? Ah! Ah! Nada disso, minha babade-camelo-regada-com-um-pouco-de-caramelo. Ai!& Como eu adoro caramelo& Sou doida! DOIDA!, por caramelo. Bom, onde é que eu ia& Ah! Exactly& Eu não sou amigo do casal, eu sou Paparazzi& Eu sei tudo sobre eles, mas não sou amigo. Aliás, sou tudo menos amigo. Não que me importasse de ser «amiga» do Woods, mas ele não vai muito à bola aqui com o Gaylord& Abílio: Ok& Mas, então& Já que é paparazzi, como tem sido os dias deles? Animados, visto que o Woods é fanático por sexo? Coitada da Vonn, não deve ter descanso... Gaylord: Ai!, amor& Animadíssimos! Eu& olha, até cansa de os ver& É o dia todo naquilo& De manhã à noite, sem parar. Uma loucura& Ai!, amor& nem sei como aguentam& Abílio: Passam o dia inteiro a fazer sexo? Meu Deus! Devem sofrer horrores com caibras! Gaylord: A fazer sexo? Doing& sex? No, no, no& Nada disso, meu doce da casa, regado com molho de caramelo& Abílio: Porra& o meu amigo, adora caramelo& Irra! Mas, então? O que é que, eles fazem o dia inteiro sem parar? Gaylord: Olha, só te vou explicar, porque tens uma cara laroca& e porque não me importava nada de ir para trás do pavilhão, brincar ao Bate-pé contigo& Abílio: Adiante& Gaylord: Eles passam o dia inteiro no campo de golfe, a treinar. O Woods, coloca-se com o taco na mão, e dá uma bela de uma tacada na bola de golfe na direcção do buraco. Vonn, por sua vez, pega nos seus esquis e persegue a bola que o Woods bateu, tentando chegar primeiro que a bola, ao buraco. Assim, tanto um, como o outro, treinam& E passam o dia inteiro naquilo, amor& Abílio: Que estupidez& Gaylord: Também acho& Podiam muito bem, largar aquilo e juntarem-se a nós, atrás do pavilhão a brincar ao Bate-pé, meu doce de& Abílio: &caramelo! Já sei, ó! Vou mas é bazar& ou& «BAZAETE»! IRRA! RIC

337


Um Mundo ao contrário... (2013-03-21 17:35)

No dia mundial da poesia, Nós decidimos inovar, E hoje o nosso estapafúrdio, É de uma história de pernas para o ar. Será verdade ou mentira? Quem poderá saber? A história essa, ninguém nos tira, Porque acabei de a escrever! Os pés vieram primeiro, Até aí tudo normal, Pois neste mundo inteiro, Já tinha acontecido igual. O pior veio depois, Quando começou a gatinhar, Em vez de andar para a frente, dois a dois, Era para trás que estava a andar. Pobres pais desta rapariga, Que mais podia acontecer? Mal sabiam eles que a nossa amiga, Ao contrário andava a ver! Ela via tudo invertido, Como quem anda num espaço errante, Podia até ser divertido, Não fosse ser tão preocupante. Fenómeno de orientação espacial, É este o nome desta maleita, Mas apesar de não ter nascido normal, Não pensem já que ela estava feita. Bojana Danilovic, já estava habituada, 338


Pois sempre viu tudo ao contrário, Pior só quando vinha com uma “besana” E se cravava num armário! E aqui ficou uma linda história, Mais assim, só para o ano, Pois textos destes só na memória, Do Estapafúrdios do Quotidiano! GIL

339


Ó Fukushima... (2013-03-22 17:27) Olá, amiguinhos! Tudo catita? Esperem... Esta ideia de começar os textos de forma tão infantil, tem de chegar ao fim, caraças! Afinal de contas, isto não é um guião para o programa - Já extinto, para o bem de toda a humanidade - Buéréré, da Ana Malhoa. Isto é um assunto sério! Nós (Estapafúrdios do Quotidiano) estamos a relatar acontecimentos reais! E, alguns deles, até bastante trágicos. Tem que existir respeito, cum camandro! Vamos lá começar de novo, sim? Boa... Ora, vamos lá... Ora viva! Então, como está o caro leitor, hoje? Supimpa? Sempre em forma? O leitor, hoje, parece-me estar em espectacular sintonia com a alegria e bem-estar. O leitor, para nós, está com uma cara maravilhosa, hoje! Está... assim, para o esbelto, portanto. Vá, não esteja a abanar a cabeça, afirmando que o que estamos a dizer é, de facto, mentira! Porque... Nã... Isto já é graxa demais... Penso que também não seja a melhor forma de começar um texto, oferecendo de uma forma totalmente grátis ao leitor, uma elevada dose de auto-estima. O melhor, é avançar com o estapafúrdio de hoje, e o resto é conversa. Recentemente, na central nuclear de Fukushima, voltou a acontecer mais um pequeno acidente que voltou a deixar em sobressalto, toda a humanidade. Parece que, existiu um pequeno curto-circuito num dos quadros eléctricos que alimentam todo o sistema de arrefecimento da central. Meu Deus! Se aquilo desata a aquecer tudo, vai originar mais uma desgraça! E das grandes. Mas, a situação foi prontamente resolvida, evitando que males maiores surgissem. O que terá causado toda aquela situação? Depois da urgente investigação sobre o que terá causado o curto-circuito, concluiu-se que se tratou de um rato. Sim, um rato que entrou em contacto com um dos circuitos do quadro eléctrico, provocando um enorme CABUM! O Estapafúrdios do Quotidiano, demonstrando de uma forma bastante clara, a capacidade de investigação dos nossos investigadores, conseguiu retirar algumas informações consideradas «vitais» para o desenrolar de toda a história. Passemos a revelar, a conversa entre o nosso investigador «Carlitos de Almeida», e um técnico da central nuclear, de seu nome: «Zézinho Atómico». Curiosamente, português... Quem diria... Carlitos: Bom dia! É o Zézinho Atómico? Atómico: Sou, sim! E o senhor, é? Se, por ventura, é um daqueles jovens que nos batem à porta para vender coisas, pode ir andado... Eu não compro nada! E, aviso já, que trabalho numa central nuclear, logo, todo eu irradio radioatividade! Se me provoca, ou chateia, nem sabe o que lhe espera... Carlitos: Calma, sim? Sou apenas um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano! Atómico: Um investigador? Mau... Eu não tenho nada a haver com o curto-circuito do quadro que alimenta o sistema de arrefecimento da central! Ponha-se a andar... Olhe a radioatividade... Carlitos: Como é que adivinhou, que eu queria falar consigo sobre esse tema em particular? Atómico: E de que mais podia ser? Ultimamente, só se fala disso& Carlitos: Bom& Visto que o senhor trabalha na central nuclear, sabe dizer-me o que realmente aconteceu para ter existido um curto-circuito? Atómico: Então, foi um rato& Carlitos: Olhe, obrigadinho& Isso já eu sabia& Atómico: Posso acabar? Se vem para aqui armado em esperto, e não me deixa falar, então pode-se ir já embora& Já lhe disse que todo eu irradio radioatividade? Muito cuidadinho, sim? Carlitos: Ora, por favor& tenha a decência de continuar& Lamento o ter interrompido& 340


Atómico: Bom& onde é que eu ia? Ah!, sim& Já sei& o rato& Confirma-se que, de facto, foi um rato que causou o curto-circuito, mas não foi um rato qualquer. Foi o mestre Spinter& Carlitos: O Mestre Splinter, das Tartarugas Ninja? Mas& Atómico: Sim! Você pode não saber, mas foi na central nuclear de Fukushima que ele se tornou no rato gigante. Ele e as Tartarugas& Mas isso não interessa nada& Carlitos: Não me diga, que o Splinter quis vingar-se da fábrica? Atómico: Antes fosse! Eu próprio já não aguento aquela fábrica& Mas, não& Sabe, o raça do rato, além das artes marciais, sempre teve uma paixão secreta: O Ballet! Ora, todas as noites, aproveitando o facto de a central estar quase deserta, Splinter aproveitava para practicar o Demi-pilé, um famoso passo de Ballet. Eu espiei-o várias vezes e digo-lhe, o raio do rato tinha jeito para o Ballet. Mas, naquela fatídica noite, ele estava a treinar o passo, e o raio da sapatilha escapa-lhe, desequilibrando-o. Por azar, caiu mesmo em cima do quadro eléctrico. Coitado& Doeu só de ver& Mas a culpa é da empregada da limpeza, que não se apercebeu de que o balde que continha o líquido da limpeza, estava roto e espalhou líquido por todo o lado. Que morte trágica& E, digo-lhe& apesar da idade avançada, ele tinha imenso jeito para o Ballet. Carlitos: Ah& Pois, pois& É realmente uma pena& Coitado dele& e de si& O raio da radioatividade está a fazer-lhe mal, homem. O Splinter? A dançar Ballet? Ah! Ah! Que piada& Toda a gente sabe que o Splinter tinha era o gosto pelo Tango& Agora, Ballet& Ai... essa& Imaginação fértil& Não largue a radioatividade, não... Adeusinho& Isto só visto&

RIC

341


Quando eu for grande quero ser... (2013-03-24 11:43) Olá muito bom dia. Como está o leitor nesta bela manhã de domingo? Tudo legal? Espero que sim! Comigo está tudo bem, muito obrigado por perguntar. Hoje enquanto dormia, sonhei que tinha 13 anos. Era muito feliz, jovem, com uma farta cabeleira e era um tipo famoso. Ou melhor, um puto famoso, mais famoso até que o Justin Bieber. (E por falar em Justin Bieber, já viu o nosso texto do Jornal do Barreiro? Não? Como, não?! Vá lá ver que eu espero. Aqui fica o site: http://www.jornalbarreiro.com/new.php?category=7 &id=9987 ) Esperando& Esperando& Esperando& - começo a achar que isto foi má ideia, o leitor não vai voltar. Foi ler o outro e agora já não tem paciência para este... - Esperando& Esperando& AHH voltou. Porreiro, então já posso continuar. No meu sonho, eu tinha 13 anos e era Primeiro-Ministro de Portugal. Sim, eu sei que pode parecer aborrecido ser-se político aos 13 anos, mas se pensarmos bem, até não é. Fazemos o que queremos e ninguém nos controla. Por muito que nos digam que não sabemos fazer as coisas como deve ser, podemos sempre ignorar as pessoas e continuar a cometer erros. Saímos quando queremos e para onde quisermos, gastamos euros no que nos apetecer, e depois, ainda podemos fazer demagogia barata, sobre o que nos der na “real gana”! Ham& Bem fixe não acha?! Ai acha que se tivéssemos 13 anos, ninguém ia ligar nenhuma ao que disséssemos? Aí é que você se engana& Isadora Faber, 13 anos, aluna do 8º ano da Escola Básica Maria Tomázia Coelho em Florianópolis, criou uma página no Facebook para denunciar problemas na sua escola. (E agora só para si, leitor que achava que ninguém iria ligar a um pirralho de 13 anos&) Esta página já conta com 500mil seguidores. A rapariga já é tão famosa, tão famosa, que até o Financial Times’ já a destacou como uma das 25 pessoas mais influentes do Brasil. Ahhh pois é, apesar da sua tenra idade conseguiu cativar muita gente com as suas histórias de cadeiras partidas, falta de portas no wc e um ou outro mexerico sobre as contas obscuras da escola. Eu como co-fundador do Estapafúrdios do Quotidiano, puxei dos meus galões e consegui telefonar para ela: (onde é que isto já se viu, ter que puxar “galões” para falar com uma pita de 13 anos& Aii, Aiii)

Gil: «Estou, Isadora, daqui fala Gil Oliveira do Estapafúrdios do Quotidiano, será que seria possível fazer-lhe algumas perguntinhas?» Isadora: «Oi? São oito da manhã cara, cê só pode estar de sacanagem comigo né?» Gil: «Não senhora, aqui não estamos de sacanagem com ninguém. Eu estou apenas a ligar, para saber se podia contar aos nossos leitores, o que a levou 342


a criar a tão famosa página do Facebook.» Isadora: «Pô, pergunta bôba né? Cê não vê jornal? Eu criei ela para detonar a minha escola.» Gil: «Então mas não gosta da sua escola? Ela deve ter coisas boas e coisas más& Temos que nos habituar, pelo menos é assim que fazemos em Portugal. Habituamo-nos&» Isadora: «Mais isso é o problema do Portuga. Portuga se acostuma à tudo. Tem político corrupto, se acostuma. Tem imigrante a mais no país, se acostuma. Tem ladrão pegando tudo que é seu&» Gil: «Sim já sei, se acostuma! Mas sabe Isadora, não é fácil& Isto está feito de uma forma que não conseguimos combater.» Isadora: «Não consegue o quê cara?! Bota para quebrar. Usa seu blog, seu facebook, seu twitter, usa até o muro do seu barraco. O que interessa é denunciar! E ti digo mais, se não der certo, faz aí como aquela garota russa que levante 110 kilos de supino, malha muito, vai lá e toca porrada neles.» Gil: «Olhe que belos conselhos. Muito obrigado Isadora, foi muito bom falar consigo. Se alguma vez precisar de trabalho, a porta do Estapafúrdios do Quotidiano está aberta para si.» Isadora: «Ah, ah, ah. Cara eu sou cobiçada pelo Times e New York Post. Cê acha que ia trabalhar para um blog di brancadeira? Cai na real guri!» Gil: «Olhe sabe o que lhe digo& Sabe? MAGOEI! Adeusinho e até nunca mais, ó pirralha mal cheirosa dos pés!» Amigos leitores, retiro o que disse anteriormente. Podemos até ser ouvidos por 500mil pessoas quando temos 13 anos, mas não temos maturidade suficiente para lidar com elas. E não digo isto porque uma pirralha não quis trabalhar para nós, é mesmo porque eu acho, tá?! Obrigado e tenha um bom fim-de-semana. (Eu vou ali afogar as minhas mágoas num galão quentinho& Eu sabia que puxar dos galões ia servir para alguma coisa&eheh) GIL

343


Não fujam, não& (2013-03-25 16:43) Segunda-feira, para uns é mais um intensivo dia de trabalho, enquanto, para outros, é mais um dia de martírio pessoal, em busca do emprego que teima em não aparecer& O que aparece, é as contas para pagar e a depressão a chegar sem remorsos, levando a que as pessoas entrem em completas agonias. Mas, calma! Expressamente para esse tipo de pessoas, eu tenho algo para vos animar, malta! Um tal de blog, de seu nome Estapafúrdios do Quotidiano. Um blog, onde as Segundas-feiras, não são apenas motivo de tristeza por se tratar do início de mais uma semana dolorosa de trabalho ou de procura de emprego. Mas, sim, de umas gargalhadas& Só por esse motivo, o Estapafúrdios do Quotidiano, devia ser considerado como: «Património Nacional da Gargalhada!». Mai nada! Toma! (E, juntamente, com essa designação, um prémio chorudo para os autores do blog, é claro. O que foi? Nós merecemos, ó!) Estapafúrdio de hoje: «Mulheres Russas, escapam por milagre a um atropelamento!»

Sim, é verdade& Na Rússia, duas mulheres circulavam descansadas numa das ruas mais movimentadas de Moscovo, quando um condutor de um carro decide passar um sinal vermelho, tendo embatido em outro carro, seguindo desgovernado em direcção às duas mulheres russas, que num movimento Considerado por alguns, demasiado suspeito e artístico... de corpo, conseguem saltar por cima do veiculo, evitando assim que fossem mortalmente atropeladas. Ora, isto podia ser bastante normal, certo? Quantos de nós, não assistiram já a condutores a passar sinais vermelhos e, literalmente, a atropelarem pessoas que circulavam descansadas no passeio? Eu, que me lembre, já assisti a alguns exemplos. Mas, este não é um caso simples& Igor Burkasov, investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, estava sentado, calmamente, a beber o seu café numa esplanada que, curiosamente, se encontra no cruzamento onde ia acontecendo este atropelamento mortal das duas mulheres russas. O nosso investigador, foi uma das primeiras pessoas a chegar ao local, tentando ajudar as senhoras que estavam muito alteradas pela situação que tinha acabado de acontecer. Entretanto, uma desatou a fugir, enquanto a outra, foi convidada por Igor Burkasov, para um café. E, assim, o nosso investigador ficou a descobrir umas coisinhas& Igor: Calma, relaxe& Sente-se aqui, por favor. Respire fundo& isso& Calma& Posso pagarlhe um café, a ver se se acalma um pouco? Russa: Ai! Meu Deus& Toda eu tremo& Ai! Meu Deus! Café? Não! Café, não& Não posso beber café, porque fico ainda mais alterada. A cafeína em mim, estimula o meu sistema nervoso, colocando-me mais nervosa e menos atenta ao que se passa ao meu redor& Igor: Hum& Ok! Então, e se for um chá? Já ajudava a ficar mais calma? Russa: Chá? Eu quero lá chá& Dê-me mas é... VODKA! VODKA! EU QUERO VODKA! Igor: Eh, lá! Calma& Pronto& se é Vodka que quer, é Vodka que irá beber! 344


Russa: VODKA? Você é doido? Eu sou uma ex-alcoólatra! E você vai dar-me VODKA? Eu vou-me embora! Você quer fazer-me mal! Quer levar-me para maus caminhos! Não confio em si& Igor: Então& mas& que raio& Foi você que pediu Vodka! Você é doida, ou quê? Aliás, você deve sofrer de algum distúrbio, não? Russa: O que é que me chamou? Doida? Eu dou-lhe a doida, dou! Dê-me mas é... VODKA! E, cale-se& Igor: Mas& DESISTO! Beba lá o que quiser& Mas, diga-me, a senhora fez ali uma manobra bastante ágil para a sua idade, escapando ao atropelamento! Foi ginasta? Russa: Ginasta? Eu? Nã& Fui espiã& Igor: Foi o quê? Espiã? Russa: O senhor é surdo? Sim, fui espiã do KGB! Ah! Velhos tempos& Mas, se não fosse o Alexander Litvinenko a avisar-me do carro, eu não tinha escapado. Sabe, os meus ouvidos já não são os mesmos& Já passaram por muito& Igor: Se não fosse quem? Quem é o Alexander Litvinenko? Russa: Que raio de pergunta& Toda a gente sabe quem é o Alexander Litvnenko espião russo, assassinado& Ele é um ícone para todos os espiões russos!

o famoso

Igor: Então& Mas se ele foi assassinado, como é que pode a ter avisado? Não estou a perceber& Russa: Hum& Que bela VODKA, catano! Hã? Ah! Sim, claro. Então, eu ouvi a voz dele ao fundo, dizendo: «Cuidado! Foge! Olha o carro! Eles querem silenciar-vos! Como me fizeram a mim! Rápido! Foge! Salta! Pula! Foge! Rápido!». E foi o que eu e a minha colega fizemos! E foi assim que conseguimos evitar o atropelamento. Igor: Ah!& Você ouve vozes do além& Russa: Yep! Igor: E& já tinha bebido alguma coisa, antes de ouvir as vozes? Russa: Sim! Só ouço o Alexander Litvinenko, após beber um copo de VODKA! Igor: Ah!& Eu logo vi& E, agora, depois de ter bebido este copo de Vodka, o que lhe diz o Alexander Litvinenko? Russa: Que você é homem para me pagar mais um copo de Vodka& Igor: Vá para o raio que a parta! Enfim, existe sempre uma explicação válida para tudo o que acontece neste mundo. Neste caso especifico, só existe apenas e uma só explicação para o evitar do atropelamento - a VODKA! RIC

345


Recado que é recado, escreve-se em post-it! (2013-03-26 21:50) Olá boa noite amigo leitor, como está hoje? Todo contente não é? Não?! Como não? Com o lindo dia de sol que esteve hoje, como é possível não estar contente?! Ai não esteve sol? Esteve a chover?! Pronto, tem razão, mas pense assim& Ao menos a nossa selecção lá ganhou, não é? Nem tudo é mau, podia estar a chover e, termos perdido o jogo, ou pior& Podia ser segunda-feira, estar a chover e termos perdido o jogo. Ou então, imagine que tínhamos empatado e era domingo à noite. Isso também era mau, é porque essas coisas para mim transmitem aquela sensação, um tanto ou quanto, agridoce& É certo que domingo à noite ainda é fim-de-semana, mas já é quase 2ª feira. E é certo que empatar é melhor que perder, mas não deixa de ser mau& Por isso, olhe, pensamento positivo! Hoje é 3ª (ou 4ª depende de quando estiver a ler o nosso estapafúrdio) o dia de trabalho já acabou, Portugal ganhou e 6ª feira é feriado! How yeah!! Sim, eu sei que o meu texto hoje, está um tanto ou quanto& Digamos que& Estranho! Para não dizermos pior& A culpa é do tempo. Tantos dias seguidos de chuva, causa-me um distúrbio psicosemântico! Sim, psicosemântico, não me enganei, era mesmo isso que quer dizer... Não sabe que raio de distúrbio é esse? Eu explico: é um distúrbio que afecta a semântica das frases escritas por quem padece desse mal& E pronto, já aprendeu qualquer coisa hoje. Não precisa de agradecer, o Estapafúrdios do Quotidiano serve mesmo para isso mesmo, para lhe ensinar coisas novas, diferentes, e estapafúrdias. Por isso, vamos lá ao estapafúrdio que nos trouxe hoje aqui& Começo a achar que os australianos, estão a ficar ainda mais parvos que os americanos. Já não bastava andarem por aí a enfiar dedos nos ouvidos de homens estátua, serem quase comidos por crocodilos, agora deram em abandonar bebés sozinhos, com um mero recado junto deles& Parece que houve uma australiana que deixou o seu filho, recém-nascido, dentro do carro, estacionado numa superfície comercial qualquer, e foi fazer compras. Isto por si só já seria bastante irresponsável e um tanto ou quanto insólito, mas para piorar um pouco as coisas, ela ainda teve o desplante de deixar um recado junto da criança que dizia: "A minha mãe está no supermercado a fazer compras, se eu precisar de alguma coisa liguemlhe". Então mas isto é de gente normal? Eu não condeno o acto de se deixar recados. Pelo contrário, eu próprio deixo recados muitas vezes. Mas há que ter em atenção, o tipo de recados que se deixam e as alturas em que são deixados. Por exemplo, é normal deixarem-se recados do tipo: - Tira a carne do congelador; - O carro está estacionado lá atrás; - Tem um bom dia, gosto muito de ti (Leitores do sexo masculino, se vivem com uma mulher, usem este recado e vão ver que são capazes de ter sorte depois... Ou não, quem sabe); - Leva o cão à rua; etc& Mas depois há outras alturas e assuntos, onde não se devem deixar recados não é? Senão isto seria uma rebaldaria completa. Já estou mesmo a imaginar o que seria do mundo se se deixasse recados para tudo& - Um homem desiste de se casar, vai à igreja mais cedo, agarra num bloco de post-its (recado que é recado tem que ser escrito em post-it) e escreve: “Querida ontem esqueci-me te de dizer, mas afinal não vai dar para casar. Desculpa lá qualquer coisinha, continuação de um bom dia!” 346


- Mulher descobre que está grávida, agarra na maquineta para a qual acabou de fazer chichi e lhe deu a boa notícia, cola-lhe um post-it e escreve: “O meu chichi diz que vais ser pai, parabéns.” - O pai de uma pessoa falece, a mulher ao saber da triste notícia, como não sabe a melhor maneira de contar ao marido, agarra num post-it, escreve: “O teu pai patinou& Bom dia de trabalho!” e cola o recado no pára-brisas do carro dele. Entre outros, talvez até, um tanto ou quanto mais catastróficos. Por isso amigo leitor. Escrever recados sim (desde que seja em post-it) mas à que ter atenção ao que se escreve neles, OK?!?!

347


Moranguinho Capador... (2013-03-27 17:01) O medo! O terror! O perigo! O absurdo! A estupidez! O insólito! Super macabro! – São as palavras certas para denominar o estapafúrdio que trago hoje até si, caro leitor. Ora preparese, caro amigo... «Priscilla Vaughn, de 29 anos, foi detida, no condado de Orange, no estado da Califórnia. A mulher é acusada de tentar comer o pénis e arrancar os testículos de um cliente, durante um encontro que ocorreu num hotel local.» Sim, é mesmo verdade! Esta mulher - prostituta de profissão - tentou comer o pénis e arrancar os testículos a um cliente. Mas que raio... É caso para perguntar, o que se passa com as prostitutas americanas? Ora, e se isto vira moda e começam todas as prostitutas do mundo a tentar comer pénis e arrancar os testículos aos seus clientes? Era o descalabro para a comunidade masculina! Pelo sim, pelo não, já gravei uma nota mental: «Não usufruir, futuramente, das meninas da vida». Não é que necessite, mas, claro, nunca sabemos o dia de amanhã... O futuro é incerto, e nunca podemos dizer «desta água, nunca beberei...» Bom! Adiante... Que já estou a relevar demais... O Estapafúrdios do Quotidiano, teve a liberdade de enviar, exclusivamente, um investigador ao hospital onde está internado o cliente, desgraçado, que ia ficando sem pénis e testículos. Pensando bem, se o desgraçado tivesse ficado mesmo sem a genitália, só tinha uma hipótese: ter de virar mulher! O investigador descobriu o que realmente se passou naquele quarto de hotel, enviando-nos um email com toda a conversa. Passemos a revelar a conversa: Investigador: Boa tarde... Consegue ouvir-me? Oi? Hey! ACORDA, PÁ! Cliente: Ai... Ai... A minha vida... Isto só a mim... Olha a minha vida... Ai... que dores... Investigador: Eh pá... Isso está mesmo mal... Cliente: Morfina... Dê-me morfina, senhor enfermeiro... Eu não aguento... Eu não aguento, mais... Investigador: Eu não sou enfermeiro, sou um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, e estou aqui para falar consigo sobre o que lhe aconteceu... Cliente: Ai... Sim... Investigador... Aquela louca... Se eu a apanho... Ai... que dores... Investigador: Sim, a louca! É sobre ela que quero falar... Importa-se de contar-me o que se passou? Se conseguir, é claro... Cliente: Ah... Sim... Ok... Ai... que dores... Eu conto, mas depois chame o senhor enfermeiro, que eu não aguento mais... Ai... que dores... Investigador: Sim, está bem... Então, diga lá: era habitual o senhor contratar os serviços da «louca» que lhe fez isso? Cliente: Não! Foi a primeira vez... Mas, estava tudo a correr bem e nunca pensei que acabasse desta forma... Ai... que dores... Ela tinha um corpo espectacular, e o preço até era bastante acessível. Algo que eu estranhei, mas isto anda tão mau, que tive de aproveitar. Ai... que dores... Investigador: E... Se estava tudo a correr tão bem, como é que acabou da forma que acabou, ou seja, você quase sem pénis e testículos? Cliente: Ai... A morfina... Cadê a morfina... Ai... que dores... A culpa foi da alergia! A maldita alergia! Raios parta a alergia! Investigador: Alergia? Mas que alergia? Cliente: Ai... que dores... Investigador: Eh pá, homem! Pare de se queixar, você é um homem, ou um rato? Irra! 348


Cliente: Graças a Deus, que ainda sou um homem... Mas foi por pouco! Por muito pouco! Ai... que dores... Eu achei que era uma boa ideia, comprar um lubrificante com sabor a morango, para a agradar. Foi a pior ideia que já tive na minha vida! Ia-me custando o pénis e os testículos! Assim que ela... pronto... a modos, que... começou a... Você sabe... A dar uso ao lubrificante, está a ver? Investigador: Sim... Ciente: Pois... Eis que desata aos gritos, completamente possuída a gritar que me matava e que queria comer-me todo! Literalmente! E, de um momento para o outro, começa a morder-me o pénis, e a tentar arrancar-me os testículos! E gritava, bem alto: «MORANGOS! MORANGOSSS!» Investigador: Morangos? Cliente: Sim, ela é alérgica a morangos! Eu não fazia ideia& Foi cá um valente susto& Investigador: Ah& Cada um com a sua pancada& Passar bem! Cliente: Ei! E& a morfina? Ai& que dorrrrrrrrrrr&

E& é isto& RIC

349


O que faria para ganhar um Iphone? (2013-03-28 16:26) O que era capaz de fazer, para ganhar um Iphone? Ou melhor, qual era a coisa mais nojenta que seria capaz de fazer, para ganhar um iphone? Pense bem& Já pensou? Acha que isso é mesmo nojento?! Eu aposto que a história que lhe trago hoje é ainda mais nojenta que isso& Segundo o que Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu apurar, o site IsAnyoneUp.com lançou um passatempo, onde oferecia um iphone ao vídeo mais asqueroso e nojento de todos. Foram vários os vídeos recebidos, alguns deles bem nojentos, diga-se de passagem. Mas a vitória foi para Brittany, uma mexicana de 19 anos, que escovou os dentes com o seu próprio cocó&(ainda bem que foi com o cocó dela, porque se calha a ser de outra pessoa era ainda pior...)

Viu como eu tinha razão?! É bem nojento, não é? No vídeo mostra ela, a passar a escova de dentes, numa pequena poia, que está situada na parede sanitária depois, passa-a na acastanhada água da sanita e de seguida, leva a escova à boca esfregando os dentes desenfreadamente. O Estapafúrdios do Quotidiano achou que esta história não passava de um embuste e por isso enviou Zé Fezes, o nosso investigador especialista em histórias nojentas para falar com esta jovem. Aqui fica a "agradável" conversa... Zé Fezes: «Olá, olá. Boa tarde, como está você?» Brittany: «Estou óptima, não vê? Agora que tenho o meu telemóvel novo e tal, é fantástico não é? Sempre quis ter um Iphone&» Zé Fezes: «Sim, é& Olhe, tem aí uma coisa castanha nos dentes& Deve ser&» Brittany: «Ahh sim& É chocolate, obrigado por me dizer. Sabe, sou viciada em chocolate. Adoro chocolate, por mim estava sempre a comer chocolate.» Zé Fezes: «Pois& Pois& Chocolate& Então na volta aquilo que estava na sanita, quando fez o vídeo para o passatempo, também era chocolate, não?!» Brittany: «Claro! Então pensava que era o quê? Amendoins?» Zé Fezes: «Então se era chocolate& Você é um embuste! É uma fraude! Eu vou fazer queixa de si!» 350


Brittany: «Olhe, quer fazer? Faça! Eu fiz o que tinha que fazer para ganhar o Iphone. Não tenho a culpa de gostar tanto de chocolate. Adoro chocolate e não me envergonho disso. E agora se não se importa, eu vou ter que o deixar aqui sozinho, que de tanto se falar em chocolate já me está a dar a volta a tripa. Vou só ali ao WC, fazer chocolate e já volto.» Zé Fezes: «Vai fazer cocó. Quer você dizer.» Brittany: «Ham?! Cocó? O que é cocó? Aiii, aiii aiii, vá adeusinho& Vou andando, porque tenho o chocolate mesmo quase a sair&» BLHARK! GIL

351


Calma, malta! Eu estava a brincar! (2013-03-29 19:50) Sexta-feira, feriado para alguns, dia de trabalho para outros. Mas, não deixa de ser Sextafeira, certo? E o simples facto de ser Sexta-feira, já deixa um gostinho de um fimdesemana a caminho. Por isso, caro-leitor-que-está-a-trabalhar-nexta-Sexta-feira, tenha lá calma que amanhã já é Sábado! E, claro, para ajudar a minimizar a dor de estar a trabalhar neste dia, o Estapafúrdios do Quotidiano traz-lhe mais um estapafúrdio, para ajudar a passar o dia. Do género: o leitor começa a ler, e, quando ser der por si, já é hora de sair do trabalho e entrar no fimdesemana. E agora, o leitor pensa: «Olha-me este... Que conversa... Isto deve querer dizer, que vem mais um estapafúrdio enorme, que se começa a ler de manhã e só se acaba de ler à noite». Nada disso, ó leitor! O que eu quero dizer, é que o estapafúrdio é tão, mas tão bom, que não quererá deixar de o ler várias vezes ao dia. E, assim, quando o leitor cair na realidade, já está praticamente o dia de trabalho terminado... Bom, desloquemo-nos para a questão essencial, o estapafúrdio de hoje: «PROSTITUTA DECLARADA MORTA NUM HOTEL, REGRESSA À VIDA, QUANDO É COLOCADA NO CAIXÃO!» É isso mesmo! No Zimbabwe, num qualquer hotel, uma prostituta foi declarada morta e quando as autoridades a colocaram num caixão, onde ela iria passar o restos os seus dias, eis que, surpreendentemente, ela acorda e levanta-se do caixão! Ficaram todos em pânico, e algumas pessoas que se encontravam no local começaram a desmaiar, caindo desamparadas no chão, acumulando-se um amontoado de corpos no chão. Consta que, as primeiras palavras da «ex-defunta», foram: «Então, malta! Calma... Eu estava a brincar!» A brincar? Mas... como... a brincar? Então, isto agora é assim? Uma pessoa preocupada com a menina, porque faleceu e tal, e ela levanta-se do caixão e diz que estava a brincar? Esta lamentável atitude, indignou toda a comunidade do Estapafúrdios do Quotidiano, originando uma «Chuva torrencial» de emails, a chegar à nossa Caixa de Correio Electrónico, de leitores indignados com esta situação. Pessoas que pedem, expressamente, para que nós (Estapafúrdios do Quotidiano), investiguemos a fundo, o que se passou com esta prostituta «brincalhona»! E foi o que fizemos! Não podemos deixar passar em vão, um pedido tão forte e sincero, por parte dos nossos leitores! Custe o que custar, os leitores merecem saber a verdade! Enviámos, de imediato, um investigador ao encontro da prostituta, para descobrir a verdadeira história. Investigador: Boa tarde menina... Prostituta: Boa tarde, jeitoso... Ora... aqui está a minha lista de serviços e preços. Sou asseada, boa rapariga e, pelo preço certo, faço tudo o que o jeitoso desejar! Sabe, tudo na vida é uma questão de preço... Se o jeitoso, apresentar o preço certo e justo, eu sou toda sua! Vá, observe lá a lista de serviços, e diga lá se não contém serviços de qualidade, a preços fantásticos? Hum? Então, não diz nada? Está... mudo...? Investigador: Nã... eu... então... Sim, de facto, está aqui uma bela de uma lista... E... a preços fantásticos... Mas... eu... queria... Prostituta: Eh lá, homem! Então... Bom, eu sei! O meu cardápio de serviços é de uma qualidade estonteante... Deixa qualquer homem, assim, a modos que... embasbacado! Tal e qual, como o jeitoso se encontra agora: Embasbacadinho... Investigador: Sim, um pouco, confesso... Mas eu não estou aqui pelos seus serviços... Prostituta: Ai, não? Então está aqui porquê? Investigador: Eu gostava que a menina me contasse toda a verdade, sobre a história do caixão? A história de a menina ter sido declarada morta no hotel, e quando a colocaram no caixão, acordou e disse as imortais palavras: «Então, malta! Calma... Eu estava a brincar!» 352


Prostituta: Outra vez... Sabe, já estou um pouco farta de dar entrevistas sobre esse assunto. Só lhe conto a verdadeira história, se o jeitoso escolher um dos serviços que tenho para oferecer-lhe! Investigador: Sim! Claro, que sim! Eu prometo! Prostituta: Pois, muito bem... Bom, tudo não passou de um mal-entendido. Eu, tenho um dom! Aliás, tenho mais que um dom, como está exemplificado na minha lista de serviços, mas estou a referir-me ao dom de conseguir aguentar um hora seguida sem respirar! Naquela noite, eu estava com um cliente no hotel, mas o homem cheirava tão, mas tão mal, que a meio de um dos serviços que ele pagou, e bem, eu tive de optar por deixar de respirar! Só assim, é que eu conseguia terminar o serviço! Só que tive azar... Investigador: Azar? Então? Prostituta: Sim, azar... O serviço que estava a fazer ao mal-cheiroso, demorou mais que uma hora. Não estava a contar que ele aguentasse tanto tempo, naquilo... Acabei por desmaiar e todos pensaram que eu tinha morrido. Mas, no meio de tanto azar, tive alguma sorte, ao acordar no caixão! Tudo não passou de uma brincadeira, minha... Eh, eh... e EH! Mas... diga-me que lhe diga, ó jeitoso. Você já escolheu o serviço...? Investigador: Hum... quem... eu? Ah! Sim, claro... Sim, sim... já escolhi... vamos a isso... hum... pode ser o... tipo... Pode ser o 35? Prostituta: Claro que sim! Vamos a isso! Deixe-me só, deixar de respirar...

RIC

353


2.4

354

Abril


Governo paralisado, à espera do TC (2013-04-01 07:21) O país atravessa uma crise enorme, todos nós sabemos disso e, diariamente, surgem nos noticiários imensas notícias que assombram o dia-a-dia dos Portugueses. Recentemente, li a seguinte notícia num jornal bastante conhecido: «Governo paralisado, à espera do TC!» Ok, isto poderia ser interpretado de várias formas, mas todos nós sabemos que a notícia referese ao Orçamento de Estado para 2013, e do facto, do governo português estar à espera da aprovação do OE (Orçamento de Estado), por parte do TC (Tribunal Constitucional). Fala-se até, que o governo poderá não resistir, caso o TC não aprovar o OE. Claro que, todos sabemos que isso não acontecerá, porque o governo, este governo... Raio o parta, mas é cá de uma teimosia que até enerva... Ora, o Estapafúrdios do Quotidiano, ficou algo curioso com o facto de o governo se encontrar «paralisado à espera da decisão do Tribunal Constitucional», tentando de imediato, descortinar ao certo o que fazem os ministros, enquanto esperam pelo veredicto do Tribunal Constitucional. Felizmente, temos um investigador infiltrado na reunião de ministros, que nos vai actualizando de hora a hora... Passemos a facultar, o relatório que o nosso investigador João Macaquinho, nos enviou até à data: 11:00 - O Primeiro-ministro, Passos Coelho, recebe à porta da sua residência oficial, os ministros do seu governo, um por um, exclamando no fim do encontro, a expressão «pá!»... 12:00 - Os ministros, após beberem um Licor Beirão, apressam-se por se sentarem na mesa... 13:00 - É, oficialmente, servido o almoço... O Ministro Miguel Relvas, bate palmas e canta a «Grândola Vila Morena», contente pelo facto de, na ementa, se encontrar uma bela de uma Feijoada à Transmontana... 14:00 - O ministro da Economia, Alves Santos Pereira, grita pela sobremesa, argumentando que necessita de regular os seus níveis de açúcar no sangue& 15:00 - Chega a hora do café, e Paulo Portas rejeita o seu café. Argumentando que o café retira-lhe o branco dos dentes, ao que Passos Coelho respondeu com um «não sejas MARICAS, pá& 16:00 - Passos Coelho, preocupado com o bem-estar dos ministros, propõe uma massagem a todos, dado por Assunção Cristas& 17:00 - Após uma hora de deliberação, acabam todos por rejeitar a massagem de Assunção Cristas, sem dar uma explicação plausível& 18:00 - Depois de uma hora completa, numa pura e mais delicada coscuvilhice entre ministros, Passos Coelho tem uma grande ideia! Jogarem todos ao «Macaquinho do Chinês»& Todos aderem e dão inicio ao jogo& 19:00 - Depois de Passos Coelho se encostar à parede, e gritar «Um, dois, Três, Macaquinho do Chinês», todos os ministros paralisaram totalmente, e assim se encontram até agora& Ninguém se mexe, e o próprio Passos Coelho Certamente, contagiado pelo resto do grupo , encontra-se paralisado, tal e qual os seus colegas ministros&

Fica assim explicada, a notícia: «Governo paralisado, à espera do TC!» 355


Maldita hora que Passos Coelho se lembrou do jogo do «Macaquinho do Chinês»& RIC

356


Dorminhoco Profissional (2013-04-02 11:37) Está na hora deeee& ESTAPAFÚRDIOOO!! È verdade, cá estamos nós outra vez para lhe trazer mais uma fantástica notícia estapafúrdia. brought to you by : Estapafúrdios do Quotidiano. Tenho uma notícia triste para si, ávido leitor do nosso blog& Terei que me ausentar da escrita do blog do Estapafúrdios do Quotidiano! Não tenho nada contra si, muito pelo contrário. Para mim, os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano, são uns tipos fantásticos, que merecem sempre mais e mais, mas valores mais altos se levantam. Ou neste caso, se deitam& Inscrevi-me para um novo emprego na Finlândia, que possivelmente irá ocupar uma boa parte do meu tempo. Se tudo correr bem, e for seleccionado para a função, brevemente serei um “dorminhoco profissional”! Está a achar esta história toda, um pouco confusa não está?! Eu explico...

O Hotel Finn, situado no coração de Helsínquia, está a procura de um “dorminhoco profissional” para testar quartos de hotel durante 35 dias e depois escrever um género de um blog com avaliações sobre cada um deles. O gerente do hotel Tio Tikka’, está em busca de uma pessoa dinâmica, para escrever sobre as suas experiências diárias num hotel básico, que não possui bar ou restaurante. E este, amigo leitor, é o busílis da questão para mim. Ora então, ele procura uma pessoa dinâmica para escrever sobre um hotel sem bar nem restaurante?! Pedem dinamismo para quê? Para escrever sobre os quartos?! Sobre a decoração ou sobre quão bem se dorme por lá? Sinceramente não percebo& Mas pronto, em tempos de crise não devemos recusar empregos, especialmente quando possuímos as competências solicitadas para o emprego: gostar de escrever e dormir! Para além desses dois requisitos, é solicitado também conhecimentos de inglês e finlandês fluente. (Ok, é certo que não percebo muito de finlandês, mas a nível de Inglês, escrita e ó-ó’, safo-me muito bem.) Agora resta-me esperar até Maio que é quando sairão os resultados& Desejem-me sorte, pois parece que já houve muitas inscrições! GIL

357


Óperaaaaaaaaaaaaaaaaaa... (2013-04-03 17:09) Ora viva! Então diz que em Abril, existe a tão famosa expressão: «Abril, águas mil!». Com a chuva que as nuvens têm descarregado em cima de nós, desconfio que não tenham depósito suficiente para fazer valer a expressão «Abril, águas mil!». Uma coisa é certa, São Pedro tem andando bastante ocupado... «Então, e que estapafúrdio trazes hoje, pá?» - Perguntará o caro leitor. Bom, primeiro que tudo, eu não conheço o leitor de lado nenhum, para tratar-me por «pá»! Depois, tenha lá calma, que eu ia já apresentar o estapafúrdio de hoje. Não precisa de tentar apressar-me, está bom? Ora, muito bem. Visto que já esclarecemos este ponto, passemos então ao estapafúrdio de hoje: «Cão de raça Buldogue, é fã de ópera!». E esta, hein? É verdade, parece que o raça do cão, tem uma pancada valente por ópera. Os vizinhos do dono deste Buldogue, afirmam que o cão coloca-se à janela, começando lentamente a soltar pequenos gemidos. De gemido para gemido, vai aumentado o volume, até chegar a enormes falsetes! As pessoas fogem para casa, por não conseguirem circular na rua, derivado àquela chinfrineira! Diz que, certos vizinhos forraram o interior das suas casas, com o mesmo material que as emissoras de rádios forram os seus estúdios. Para tentar que os falsetes do Buldogue, não penetrem as paredes da casa.

O Estapafúrdios do Quotidiano, achou esta história, um tanto ou quanto esquisita. Por isso, decidimos ir falar com o dono do cão, para tentar saber o que leva este Buldogue a ser um fã de ópera e, a disparar à sua janela, enormes e prolongados falsetes... E, caro leitor impaciente, tenho a certeza que irá ficar surpreendido com o que o dono deste cão, nos contou... E. Quotidiano: Boa tarde... Irra! Mas que chinfrineira vem a ser esta, meu deus! Dono: Boa Tarde! Quem é o senhor? E. Quotidiano: Porra! Mas que raio... Eu... Eu... O meu nome é RIC, e sou um dos autores do blog - Estapafúrdios do Quotidiano. Que barulheira... Dono: Barulheira? Ah! É o meu cão... Ele canta ópera, sabe? E. Quotidiano: Sei... sei... É por isso que estou aqui... Mas... Não pode silenciar o cão? É difícil falar consigo, assim... Dono: Silenciar? Você quer que eu mate o meu cão? O meu querido Buldogue? Eu é que o mato a si, se não se põe na real alheta! E. Quotidiano: Calma... Nã... Não é nada disso! Eu estava apenas a pedir-lhe para calar o seu cão, para falarmos com calma! Dono: Ah, bom... Então, diga lá? O que quer saber? E. Quotidiano: Bom... Então, diz-se por aí, que o seu cão gosta muito de ópera. É verdade? Dono: Não o está a ouvir? É verdade, sim senhor... 358


E. Quotidiano: Então... Mas, como é que explica essa situação? Dono: É, de facto, até demasiado simples! O meu cão... bom... na verdade, não é bem um cão, sabe... E. Quotidiano: Como assim? Não estou a entender... Dono: ...claro que não está a entender. Eu ainda não contei a história! Se você parar de me interromper, eu conto-lhe a história e fica já a entender tudo! E. Quotidiano: Ah! Desculpe... Faça o favor... Dono: Bom... Onde é que eu ia... Ah! Sim... O meu cão não é bem um cão... Ele é Luciano Pavarotti! E. Quotidiano: É quem? Dono: Luciano Pavarotti! Eu sei que é difícil de acreditar, mas, Luciano Pavarotti, o maior tenor de todos os tempos (Em voz e em largura...), reencarnou no meu cão! E. Quotidiano: Mas... como... quem... o... quê? Dono: Sim, homem. Eu sei que é difícil de acreditar, mas é a mais pura das verdades! Parece que, ele estava a maçar as pessoas no paraíso. Estava sempre a gritar que nem um perdido, e as pessoas já não aguentavam mais! Diz que, as pessoas passavam por ele e diziam «bom dia», ou «boa tarde», e ele respondia, educadamente, mas em falsete! E, soava com cada berro... Deus, chateado e já farto de tanto falsete, decidiu enviá-lo para a terra, dando-lhe a possibilidade de reencarnar no corpo de um cão! E, logo por azar, calhou ao meu Buldogue, receber o espírito do grande Luciano Pavarotti! E. Quotidiano: Ah... Está giro... Diga-me: quem é que lhe vendeu tal história? Dono: Ora, quem é que haveria de ser? Foi Deus, é claro... E. Quotidiano: Ah... Está giro... (Só me calha é duques...) RIC

359


Epá, Cheira-me a... Vulva (2013-04-04 15:15) Olá, olá, leitores assíduos do nosso blog. Como estão hoje? Eu devo desde já dizer-vos que hoje estou particularmente bem disposto. Porquê? - Perguntam vocês? - Simples, hoje já é 5ª feira e por incrível que pareça, não está a chover& Palmas para o tempo! Rejubilemos!!! YEAHH!! Agora que já rejubilámos, podemos ir para o estapafúrdio que me traz hoje aqui. Este estapafúrdio “foi-nos encomendado” por um nos nossos assíduos leitores. (vá, mais ou menos assíduo. Quer dizer... Eu sei que ele até lê isto, uma ou duas vezes quando está aborrecido sem nada para fazer, diga-mos antes assim...) Agora pensando bem, creio que devíamos criar um género de um espaço aberto, onde os nossos leitores possam pedir, temas sobre os quais gostariam de ler& Porreiro pá! Que bela ideia que eu tive agora. Palmas para mim!! Rejubilemos novamente!!! YEAHH!! Pronto, agora já chega de rejubilação (acho que esta palavra não existe, mas pronto...) vamos sem mais demoras ao assunto. O mundo das fragrâncias está agora mais preenchido, devido à criação de um óleo com cheiro de& “vulva” (ou vaginal scent, como os criadores o denominam). Sim não estou louco, é mesmo verdade. A empresa alemã Vivaeros Special Products, criou o Vulva Original, uma fragrância com aroma de Vagina. (Eu disse aroma, e não paladar, não seja porcalhão!)

Chega de ter saudades do cheiro a vulva e de não poder senti-lo só porque não está ao pé de nenhuma& (ou pelo menos nenhuma que o deixe aproximar-se, claro); Basta de sentir um perfume feminino e ter que o relacionar com perfume da sua amada, para que depois se lembre de outras coisas& Nunca mais homem nenhum ficará longe do cheiro que tanto gosta! Agora, graças a Vaginal Scent, poderá a qualquer instante "tirar o frasco para fora" e dar uma bela de uma& “snifadela na Vulva". Para os mais desconfiados relativamente ao odor deste óleo, deixem-me apenas referir, que os criadores garantem cheiro não será desagradável. Até porque, (e agora aqui fica um pouco de Trivia) o almíscar, componente de muitos perfumes, foi originalmente obtido através da 360


glândula, que se situa entre o testículo e a cauda do cervo almiscarado. Um cheiro que ao natural era bastante forte mas que após alguns tratamentos, fez com que fosse um dos componentes mais utilizados em perfumes por todo o mundo. Ahh, pois é!! Não sabia que andava a por essência de testículo e rabo, de um primo do Bambi, no pescoço não é?! Eu admito que também não sabia. Agora, depois de ter escrito este estapafúrdio, vou passar a pensar duas vezes antes de colocar qualquer tipo de perfume& E pronto, o estapafúrdio de hoje termina por aqui, espero que tenha gostado. Eu sinceramente confesso que estava melhor na ignorância& No entanto e se por acaso o leitor ficou interessado neste “perfume”, saiba que o Estapafúrdios do Quotidiano, como agente noticioso de elevado rigor e credibilidade, sente-se na obrigação de partilhar consigo o spot publicitário assim como o local onde poderá adquirir esta essência magnifica e os respectivos valores: O perfume pode ser adquirido no site:” http://www.vulva-original.com/Shop-pt.htm “e está disponível por: ¬24.90 (1x Vulva Original); ¬69.70 (2x Vulva Original + 1 T-Shirt); ¬67.70 (2x Vulva Original + 1 cuecas femininas); ¬64.70 (3x Vulva Origina); Futuramente, serão ainda comercializadas outras duas versões, o “Vulva 18” e “Vulva Exotic”. Ahh e já me esquecia, aqui fica o Spot publicitário, para os mais curiosos: IFRAME: http://www.youtube.com/embed/ _DSTZbS6LvA Apresse-se a comprar antes que esgote! Obrigado e até breve. GIL

361


Não gosto de ti... (2013-04-05 16:54) Recentemente, ocorreu um episódio engraçado e que está, basicamente, nas bocas de todo o mundo. Falo do episódio entre Dias Ferreira (Comentador Sportinguista!), e o moderador Paulo Garcia, no programa de futebol - «O Dia Seguinte». Dias Ferreira, adepto fervoroso do Sporting Clube de Portugal, não gostou da forma como foi interpelado pelo moderador Paulo Garcia, que lhe pediu para olhar para ele, porque estava num programa televisivo em directo e não estava de acordo com a atitude de Dias Ferreira, que se encontrava a olhar para o infinito. O resultado, foi uma acesa troca de palavras que levaram o comentador Sportinguista, a abandonar o programa em directo. Bom, para surpresa de minha pessoa, quando vi o vídeo da troca de palavras entre Dias Ferreira e Paulo Garcia, que circula nas redes sociais, pensei que estava a ser vítima dessa coisa que se chama «Déjà Vu». E porquê? Porque, recentemente, tive o mesmo tipo de diálogo com o São Pedro... Ora vejam lá, se tenho ou não razão, quando digo que devo ser uma vítima de «Déjà Vu»: RIC: São Pedro... Ó São Pedro... São Pedro: Hum... Hã... RIC: São Pedro... SÃO PEDRO! São Pedro: Hum... RIC: Ó São Pedro! Porra! São Pedro: Eh, pá! Q’UIÉ? RIC: Fazes o favor de olhar para mim, quando estou a falar contigo? São Pedro: Não, não faço! RIC: Então, porquê? São Pedro: Porque, não! RIC: Não sabes que isso é má-educação? São Pedro: Não quero saber... RIC: Não queres saber, porquê? São Pedro: Porque não gosto de ti! RIC: Ai, é? Então, se tu não gostas de mim, eu também não gosto de ti! São Pedro: Eu também não gosto de ti! Quero lá saber! RIC: Vá... Tem lá calma... Ouve lá, o que tenho para te dizer... São Pedro: Não ouço nada! Quero lá saber! Não estou para ser insultado! RIC: Mas tu é que disseste que não gostavas de mim! São Pedro: E... não gosto! RIC: Então, se tu não gostas de mim, eu também não gosto de ti! São Pedro: Então, vou-me embora... RIC: Calma! Eu só quero que olhes para mim, e que ouças o que tenho para dizer! São Pedro: Não ouço nada! Se não gostas de mim, eu vou-me embora! RIC: Oh, pá! Ouve lá... Tu é que disseste que não gostavas de mim... Bom, olha lá: eu queria pedir-te para colocares um fim às chuvadas! Isto, aqui em Portugal, é só inundações, atrás de inundações! É derrocadas e derrocadas, atrás de derrocadas, derivado das chuvadas. A malta já não pode com tanta chuva, pá! Pára lá com isso! (São Pedro, levanta-se da mesa e abandona a sala...) 362


Agora digam... Estou ou não estou, a sofrer de «Déjà Vu»?

RIC

363


Antes de embarcar, toca a pesar! (2013-04-06 16:32) Olá primos, como estão hoje?! Sim primos& A partir de ontem ficou decidido que somos todos primos! Não vale a pena reclamar, nem ficar irritado, se vem ler o nosso blog, é automáticamente nosso primo. Está decidido! Ai não?! Não quer ser nosso primo?! Então tudo bem& O leitor é que sabe. Mas digo-lhe já que era bem mais catita trata-lo por primo, do que por - o leitor’&Mas ok - já cá não está que falou! Essa sua atitude já me deixou mal disposto. Agora só por causa disso, vou ter que cascar em alguém! Hum& Quem será? - Os carecas?... Nahhh; - Os anões? Era uma boa ideia mas vou deixar para uma próxima; - Os ciganos? AIIII tambééém nãããuuunn; - Os gordos? Sim!! Isso mesmo, parece-me bem. Hoje irei cascar nos badochas! Ser gordo é coisa para ser chata. Primeiro, porque toda a gente se lembra deles como, o Gordo’, segundo, porque é bem mais difícil engatar miúdas quando parece que temos um irmão gémeo dentro de nós, e terceiro porque quando os insultam, soa sempre pior... As pessoas chamam-lhes logo seu badocha’, ou monte de banhas’, ou a pior na minha opinião, seu gordo de me& de cocó’! E agora, só para piorar a vida das pessoas com peso a mais, ainda houve uma aventesma’ qualquer que se lembrou de cobrar os bilhetes dos aviões de acordo com o peso da pessoa!!! Então não bastava já os desgraçados fazerem uma viagem miserável naqueles banquinhos minúsculos? Eu posso dizer que sou um tipo magro e quando as viagens são longas já não sei onde me enfiar, quanto mais eles... Quer dizer, eles até sabem, enfiam-se na cadeira e pronto! Ficam ali entalados até ao fim da viagem, para que depois venha o piloto e tudo quanto é comissário de bordo para os ajudar a levantar! Mas lá está, se já é penoso para eles viajarem de avião, porque raio têm de pagar mais?

Esta ideia luminosa surgiu da cabeça de Chris Langtoh, o chefe-executivo da Samoa Air. Para ele, esta é a forma mais justa de viajar. Pois se existe uma taxa para o excesso de peso da bagagem, porque não há-de haver para o excesso de peso da pessoa?! Por isso a partir de agora, para se viajar na Samoa Air é pesado tanto o tripulante como a bagagem, o valor apurado é multiplicado por uma taxa (que vai de 78 cêntimos e 3,20 euros por kg, de acordo com a distância que o passageiro irá percorrer) e assim apura-se o preço do bilhete do passageiro! Mas Chris para não enfrentar nenhum processo em tribunal, foi um tipo esperto, inventou a desculpa, que esta medida foi tomada com o intuito de produzir melhores hábitos alimentares nas pessoas. E vai mais além, ele diz até que esta medida é positiva, pois beneficia as famílias com mulheres e crianças... 364


Ideia fantástica não é? É... Mas só se for magro e viajar com pouca bagagem, pois caso contrário acredito que o bilhete possa ficar assim para o puxadote& Até porque na ilha de samoa 95 % da população é obesa! De qualquer das formas fica aqui uma bela ideia, que possívelmente pode vir a ser a salvação da TAP! Eu por mim estou 100 % de acordo que apliquem esta medida, creio até que sairei beneficiado. 1º Porque até sou um tipo levezinho, e 2º porque isso fará com que a minha mulher, comece a viajar com menos traquitanas e bugigangas na mala. Obrigado a todos pelo tempo que perderam de volta de tamanho estapafúrdio e tenham um bom fim-de-semana. P.S. Se estiverem a pensar em viajar no verão, é melhor começaram já a fazer exercício físico, não vá o Diabo tecê-las. (Adoro esta expressão. Sempre que a uso imagino logo o Demo, de volta de uma máquina de tecer, a fazer lindos naperons...)

GIL

365


BLUE... (2013-04-08 12:44) Ora, muito boa tarde, ó leitor! Então, o que é feito de si? Hum? Nunca mais o vi por aqui... Deve andar ocupado de certeza, para não dar um olhinho ao Estapafúrdios do Quotidiano. Deve andar já a fazer contas à vida, não é? Já a planear as férias de verão, após ouvir que o Tribunal Constitucional, decidiu chumbar 4 normas do Orçamento de Estado. Ou seja, vem aí subsídios, catano! Vem aí subsídios! Ou não... Se fosse a si, não estava assim tão esperançado de tal oferta... Costuma-se dizer que, quando a esmola é muita, o pobre desconfia... E, temos razões de sobra para desconfiar destas «jigajogas» políticas... Bom, mas vamos lá ao estapafúrdio de hoje! Hoje em dia, existem todo o tipo de ideias criativas para vender os produtos das empresas. Criam-se anúncios absurdos, sem qualquer nexo e que deixa o receptor – ou, seja, a pessoa que está sentada no seu sofá, em casa, a ver o anúncio na televisão – a tentar decifrar o que raio significa o que está a ver na televisão... Foi exactamente um anúncio deste tipo, absurdo, que criou toda uma panóplia de dúvidas e incertezas nos adeptos do clube inglês de futebol - Chelsea. O clube, achou por bem, fazer a apresentação do seu novo equipamento, colocando alguns jogadores, completamente «regados» de tinta azul, da cabeça aos pés. Os adeptos do clube, ficaram estupefactos com tal anúncio e, de alguma forma, algo tristes, por não saberem como irá ser os novos equipamentos. Ora, regar pessoas com tinta, pode trazer consequências, um tanto ou pouco, complicadas. A maioria das pessoas não sabe, mas os jogadores do Chelsea, passaram por momentos complicados depois das gravações do anúncio. Falámos com o médico do clube, que nos revelou alguns momentos de pura aflição, depois dos jogadores terminarem as gravações. Passemos a revelar a conversa que tivemos com o médico: E. Quotidiano: Good morning& Médico: Hi there! E. Quotidiano: Sorry, but& do you speak Portuguese? Médico: Sim! Eu sou médico do Chelsea, desde que o José Mourinho esteve no clube. Estive esses anos com vários portugueses e aprendi a falar português. E, agora, os Brasileiros do plantel, ajudam-me a não perder a capacidade de falar português, porque o Inglês deles é horrível& E. Quotidiano: Ah! Que alívio& Diga-me, por favor, o que se passou depois das gravações do anúncio dos equipamentos? Contaram-me, que existiram alguns problemas com os jogadores& Médico: Mau& quem é que lhe contou uma coisa dessas? É suposto ser segredo& Não era suposto, chegar aos ouvidos que se encontram fora das 4 paredes do Chelsea& E. Quotidiano: Ora& então& foi& um& hum& Oh pá, olha: foi um passarinho! Médico: Pois, pois& um passarinho& Bom, vamos lá despachar isto, que eu tenho mais que fazer, do que estar aqui em amena cavaqueira& E. Quotidiano: Sim, por favor& Se não se importa, avance& Médico: Bom, por onde começar? Ah! Sim, claro. Pelo principio& Foi fácil fazer as gravações. Bastou, apenas, entornar umas quantas latas de tinta azul para cima dos jogadores. Eles estiveram sempre bem-dispostos, como já seria de esperar, visto que foram muito bem pagos para fazer aquele anúncio. O pior veio depois& E. Quotidiano: Então? O que se passou? Hum? Médico: Calma! Irra! Você é demasiado apressado para o meu gosto, sabia? Bom, alguns jogadores engoliram uma considerável quantidade de tinta! E, meu Deus, foi aí que começou a desgraça! Começaram a delirar, uns, pensando que faziam parte do famoso grupo musical «Blue Man Group». Foi muito chato, porque começaram a vasculhar os contentores do lixo, 366


à procura de materiais para produzir música. Outros, tiveram enormes diarreias! Era a loucura! Borravam-se todos, e em todo o lado& Era um cheiro nauseabundo, espalhado por todo o estádio do Chelsea! Nem se conseguia trabalhar! Outros, começaram a urinar em tons de azul! E apanharam valentes infecções nas bexigas& E. Quotidiano: Ui! Meu Deus! Que horror! Como é que conseguiu resolver esses problemas? Médico: Olhe, honestamente, ainda não consegui resolver& É muito difícil retirar a tinta dos estômagos e das bexigas dos jogadores& O raça da tinta, agarrou-se de tal forma às paredes do estômago que, nem com 5 lavagens ao estômago a tinta se dissolveu! Fizemos alguns raiosx, e encontrámos enormes manchas nos estômagos dos jogadores. A tinta, o raio da tinta, não sai de forma nenhuma& você sabe lá, o terror que tem sido estes últimos dias& E. Quotidiano: Então& e agora? Médico: Agora, estamos a pensar fazer mais uma lavagem aos estômagos, mas desta vez vamos optar por fazer uma mistura solúvel, com diluente sintético. Assim, devemos conseguir dissolver o raio da tinta& E. Quotidiano: Mas& assim, vão queimar os estômagos dos desgraçados dos jogadores& Médico: Ah& temos pena! Desde que a tinta desapareça& E. Quotidiano: Ah!& Está bom& Eu não vi nada, não sei de nada e, mais, tenho até raiva de quem saiba!

RIC

367


QUIZZ - Estapafúrdios do Quotidiano (2013-04-09 12:05) BOMMM DIIIAAA ESTAPAAAAFURDIANTEEEESS!! Sim, bom dia porque eu ainda não almocei. Por isso é bom dia! – Devo dizer que sempre achei ridículo esta lógica para determinar se é “bom dia” ou “boa tarde”. Quer dizer, se eu almoçar às 11h04, posso automaticamente começar a desejar boa tarde a toda a gente& Mas se por outro lado forem 16h27 e eu ainda não tiver almoçado, para mim, ainda é bom dia. Que lógica tem isto?! Quem foi o energúmeno que inventou tal lógica?! Sinceramente não sei, mas digo já que é muito parvo! E se por ventura, se estiver a perguntar, quem sou eu para criticar esta tão fantástica lógica utilizada mundialmente? Eu digo-lhe: ora bolas, EU! E EU SOU EU! Gil Oliveira, co-autor do Estapafúrdios do Quotidiano, um blog de renome MUNDIAL (temos leitores do Brasil e de Inglaterra por isso posso dizer Mundial)! Por isso critico o que eu quiser e “mai nada”! E quem não gostar, que ponha à borda do prato. Agora que já fiz com que os leitores menos interessados, desistissem de ler o nosso estapafúrdio de hoje, vou dizer-vos uma coisa: o estapafúrdio de hoje é “muita” giro. É um estapafúrdio em forma de jogo (nunca antes experimentando pelo Estapafúrdios do Quotidiano). Ora vamos lá ver no que isto dá:

- Das seguintes opções apresentadas, escolha uma e aponte a letra num papel: 1. Foi visto um homem em Pequim, nu com uma boneca insuflável debaixo do braço, seguido por uma mulher, também ela nua. a) Esta história é verídica; b) Esta história é falsa; c) Esta história está muito mal contada, mas nós vamos descobrir a verdade. 2. O chinês estava a fugir da mulher porque: a) Foi apanhado na cama com a boneca; b) Comprou a boneca numa Sex-Shop e estava ansioso de a experimentar; c) Apanhou a mulher com a boneca na cama e roubou-a no momento de raiva. 3. O Estapafúrdios do Quotidiano tinha um agente infiltrado em Pequim? a) Sim, é capaz... O Estapafúrdios do Quotidiano costuma ter gente em todo o lado; 368


b) Não. É impossível terem agentes em todo o lado; c) Até podiam não ter mas contratavam alguém que tivesse visto tudo. 4. O que aconteceu depois aos senhores da foto? a) Foram apanhados e presos pelas autoridades; b) Foram fazer uma ménage à trois num lado qualquer; c) Estão neste momento num concurso de misses desnudas, onde a boneca leva uma grande vantagem sobre as restantes concorrentes. 5. Esta é uma história um tanto ou quanto parva, ou um golpe de publicidade? a) Isto é tudo para uma campanha de publicidade que ainda está para vir; b) Isto foi feito para se tornar um fenómeno viral como o “planking”, mas mais parvo; c) Isto é a mais pura das verdades, pois histórias parvas destas acontecem a toda a hora e ainda bem para nós. Pontuação: 1. a)05 pts b) 0 pts c)10 pts 2. a) 0 pts b)10 pts c)05 pts 3. a)05 pts b) 0 pts c)10 pts 4. a) 0 pts b)05 pts c)10 pts 5. a) 0 pts b)05 pts c)10 pts Resultados: 0 a 15 pontos – O leitor é uma pessoa que não costuma ler o Estapafúrdios do Quotidiano, nem partilhar as nossas histórias. Optou pelas respostas mais óbvias e com menos piada. A sua vida é aborrecida e se não começar a ler o nosso blog mais vezes, irá falecer em breve de uma forma muito aborrecida! 20 a 35 pontos – O leitor costuma ler o nosso blog, mas não partilha as nossas histórias. Dentro de sí ainda existem dúvida sobre a veracidade de certas histórias que nós lhe trazemos. Terá que ler o nosso blog mais vezes, senão irá falecer em breve sem se aperceber bem que faleceu, nem porquê. 40 a 50 pontos – O leitor é fantástico e partilha ocasionalmente o nosso blog. Percebe perfeitamente o nosso ponto de vista e até nos acha alguma piada. Por ser um leitor assíduo irá viver eternamente! Mas... (e há sempre um mas) Se partilhar sempre o nosso blog! Caso contrário terá uma morte animada e rápida. (ou seja, será premiado por ser um leitor assíduo mas irá morrer à mesma) Se não gostou do nosso estapafúrdio de hoje, porque queria um texto todo bonito como é costume, então vá& Vá... Vá ler o nosso estapafúrdio que saiu hoje no Jornal do Barreiro: http://www.jornalbarreiro.com/new.php?category=7 &id=10189 Obrigado e até breve GIL

369


Anda cá, ó Asteróide! (2013-04-10 13:42) Olá, olá! Cá estamos para mais um estapafúrdio! E hoje, primo leitor, (Sim, primo leitor. A partir de agora, os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano, são nossos primos. Somos uma enorme família! E, como fazem parte da minha família, quando eu precisar de dinheiro, já sabem que têm de se chegar à frente. Afinal de contas, são meus primos. Família, pá!) tenho um estapafúrdio deveras interessante para lhe apresentar! Ora aqui vai o estapafúrdio: «Nasa planeia missão robótica para capturar um Asteróide!» É isso mesmo! Sim, leu muitíssimo bem! A Nasa quer capturar um Asteróide! Compreendo que esteja um pouco reticente com o título do estapafúrdio apresentado, porque eu também fiquei a modos que, algo surpreso com esta notícia. Mas é mais pura das verdades! E, para confirmar a veracidade da notícia, optámos (Estapafúrdios do Quotidiano) por enviar um investigador à Nasa. O investigador – E ex-austronauta português – chama-se Filipe Almeida e, por mera coincidência, tem um primo a trabalhar na Nasa. Ora, Filipe Almeida, falou com o seu primo António Almeida, e ficou a par dos pormenores da missão que a Nasa está a preparar e, igualmente, qual a razão para a Nasa querer capturar este Asteróide! Passemos a relevar a conversa entre os dois primos:

Filipe: Ó primo! Primo! António: Mau! So existe uma pessoa neste mundo, ou universo, que me trata por primo! Só o meu primo Filipe Almeida, trata-me por primo! Tu queres ver que é ele mesmo... Filipe: Ah «ganda» primo! António: Olha, olha! É que é ele mesmo! Filipe: Claro que sou eu! Quem mais te trata por primo? António: Mais ninguém! Só tu mesmo, primo! O que é que queres de mim, pá? Há anos que não te via, meu malandro! Eh pá! Aviso-te já, que já não há cá favores... Esquece lá a ideia de seres astronauta e quereres ir na próxima viagem da Nasa à lua, e tal... Esquece lá isso. Já te avisei que não dá! Filipe: Eh pá! Tem lá calma, ó primo! Eu já afastei essa ideia de ir à lua. Agora estou mais concentrado em ser investigador do Estapafúrdios do Quotidiano. É uma experiência maravilhosa, melhor que ir à lua! António: Então... mas tu por acaso, já foste à lua? Filipe: Eh pá... Tipo, não... António: Então como é que sabes que ser investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, é melhor que ir à lua? Hein? Filipe: Então... Porque.... Olha, esquece! Sabes primo, eu vim aqui ter contigo para saber mais detalhes dessa missão da Nasa, para capturar um Asteróide? O que fez o Asteróide, para vocês andarem atrás dele? 370


António: Ouve lá... Eu não posso falar disso... É Top Secret, mas se prometeres que te vais embora se eu te contar... Filipe: Eu prometo! Eu prometo, que desapareço logo, logo... António: Bom... Espero bem que sim... Então, é o seguinte. Aquele Asteróide é um dos Asteróides mais procurados de toda a galáxia! Filipe: Então porquê, primo? António: Posso contar o resto da história à vontade, ou vais estar sempre a interromper-me? Filipe: Desculpa... primo... Por favor, continua... António: Aquele Asteróide, já cometeu vários crimes interplanetários! Tem um cadastro enorme! Crimes por assalto ao «asteróide armado!», crimes por «asteróide jacking!», vários assaltos a vários planetas... Ah! E condução perigosa... Filipe: Condução perigosa? António: Nem mais, caro primo! Ele está referenciado em vários planetas, como um «Universe Racer»! Já participou em várias corridas ilegais, e é sempre complicado apanhá-lo! Vá... Vai andando... Filipe: Calma... É complicado apanhá-lo, porquê? António: Porque ele, normalmente, desloca-se a 99999999999999 Km/h! É muito complicado... Filipe: Irra! Isso é que é velocidade... Como é que ele se desloca tão rápido? António: Porra! Tenho de te contar todos pormenores... Ele usa nitro, daí ser complicado de o apanhar! Filipe: Ó primo... Tu... diz-me lá uma coisa... Há quanto tempo não sais das instalações da Nasa? António: Há muitos, muitos anos... Nunca mais vi a luz do dia... Filipe: Eu logo vi... Não tires férias, não... Adeusinho, sim! António: Adeus primo! Cumprimentos à família... RIC

371


A origem do BURACO! (2013-04-11 13:49) Numa altura em que muito se fala do “buraco de Marvão”, o Estapafúrdios do Quotidiano, como não poderia deixar de ser, enviou um investigador até à Freguesia de São Salvador de Aramenha, onde se integra a aldeia de Porto da Espada - o local onde o dito buraco foi descoberto! António Espada, o nosso investigador (que não é familiar do RIC. Não se ponham cá com coisas, que isto não foi nenhum tacho que arranjámos para um familiar dele) entrevistou alguns populares, questionando-os sobre este buraco:

A.E. – Ora bons dias, como está o senhor? Já viu& Que grande buraco, hein?! Zé do Monte – Mais ou menos& Eu já vi buracos maiores! Só se tem falado tanto disto porque o Galego, o dono do terreno, é conhecido aí dos famosos, senão acredite que nem a TVI cá vinha& E olhe que esses vão a todo o lado, não há desgraceira que lhes escape são como o Correio da manhã. Esses também já cá vieram sabe. Isto até me faz lembrar uma história... A.E. – Ok, ok, muito obrigado pela sua opinião, infelizmente (ou felizmente) temos que falar com outras pessoas. Então e a senhora, o que pensa que originou esta cratera? Ti Chica – O “quei”? Origi&”quei”? Cra-te-ra?! Você é estrangeiro? A.E. – Não senhora, eu sou português e com muito orgulho! Ti Chica – Ai é "portugueis" e tem orgulho?! Não basta falar de uma forma esquisita ainda por cima é parvo, coitadinho& A.E. – Pronto, já vimos que com esta senhora também não será possível continuar a falar. Vou tentar falar com aquele senhor que está ali à frente. Olhe bom dia... Desculpe... Podia dizer-nos qual é para si a causa deste buraco? Ti Toino – A causa?! Olha a causa é o que se sabe& Este buraco foi aberto pelo governo. Então não se está mesmo a ver?! O governo abriu este buraco só para nos distrair do outro buraco. O buraco do Orçamento do Estado!! A.E. – Sim& Bem& Quer dizer& É uma boa opinião, mas creio que este buraco não deve ter sido aberto por pessoas e muito menos para nos distrair do orçamento do estado. Ti Toino – Ai não foi aberto por pessoas? Então foi o quê? Extraterrestres? Cá para mim você é do governo do Passos& Está para aí só a defendê-lo... A.E. – Não, não, longe de mim!! Mas muito obrigado pela sua opinião na mesma e um bom dia para si. Vamos só tentar falar com aquele jovem que ali está. Bom dia! Epá espere lá& Eu conheço-o& O sr. é& É o Diogo Morgado! Ora vivas! 372


Diogo Morgado – Deus o abençoe e salve. A.E. – Oh diabo& (Acho que o tipo ainda está armado em Jesus.) Diogo Morgado – (Benze-se três vezes e diz "vade retro Satanás, vade retro Satanás, vade retro Satanás".) Oh Senhor& Não diga o nome desse espírito demoníaco... Belzebu, o culpado por este buraco dos infernos! A.E. - Ai sim... então explique-me lá a sua teoria? Diogo Morgado - Não é a minha teoria, é a Palavra do Senhor! Ele disse-me: "meu filho, o Demo quer sair dos confins dos infernos. Ele conseguiu abrir um buraco em Marvão, profundo o suficiente para que conseguir escapar. E agora, só tu o podes impedir!" A.E. - Ai sim?? E como pensa fazer isso? Já estou a imaginar, uma guerra Jesus vs Diabo, com anjos e demónios tudo a porrada uns contra os outros? Diogo Morgado - Ham?? Anjos?! Demónios... Você anda a ver muita tv não anda? Eu vim aqui só para tapar o buraco com areia pá! Assim já ele não consegue sair. - DAHH - Por acaso não me quer dar uma ajudinha, não??! Até tenho aqui uma pá a mais... A.E. - Ah! Está certo sim senhor... Bem visto. Olhe, obrigadinho pela entrevista, mas infelizmente não vai dar. Sabe é que tenho que enviar isto para o Estapafúrdios do Quotidiano senão eles não me pagam. Boa sorte aí na propagação da palavra do Senhor e no enchimento do buraco... (Chiça... do que eu me safei. Apanho com cada um...) GIL

373


Oh!... Que história tão comovente... (2013-04-12 13:28) Olha, olha... Quem é ele! O primo! Então primo... leitor? Como vai essa vidinha? Espero que bem melhor que a minha, que não passa do mesmo de sempre: Acordar, trabalhar e dormir. E, segundo o que atiram à minha cara vários desempregados «E já é muito bom! Ao menos tens trabalho!» O que não posso deixar de discordar. Simplesmente, no meio da rotina do meu quotidiano, gostava de ter um pouco mais de tempo para fazer algo de bom. Tipo, comer um Sundae de Caramelo e, ao mesmo tempo, passear na praia... Mas nem para isso tenho tempo. Nem tempo, nem dinheiro. Hoje em dia, comer um gelado, já é algo impensável! É um gasto desnecessário! Com o dinheiro que irei gastar no geladinho, posso sempre comprar 3 embalagens de fio dentário da marca Pingo Doce. Ora toma! Gelado, desculpa lá, mas até um dia destes... A minha dentição está em primeiro lugar. O estapafúrdio de hoje, retrata uma história fofinha! Uma história comovente, de pessoas com o coração do tamanho do mundo! Bom, deixemo-nos de parvoíces e passemos ao que realmente interessa – o estapafúrdio. O título do estapafúrdio é: «Ladrão assalta casa e é apanhado pelo dono da mesma!» Compreendo que o título do estapafúrdio possa, eventualmente, provocar no leitor, uma sensação de pouco interesse. É normal, mas, primo leitor, tende lá calma, que o melhor vem agora! Não sei se reparou, mas eu disse que se tratava de uma história fofinha. Então, sim, é verdade, o ladrão foi apanhado! Quanto a isso estamos, desde já, esclarecidos. Mas o dono da casa, em vez de chamar a polícia para prender o ladrão, optou por o perdoar e, mais! – decidiu oferecer-lhe emprego como jardineiro! O ladrão chamase Marcelo Mucci, e era um jardineiro desempregado. Ora diga lá, primo leitor, trata-se de uma história fofinha ou não? Pois, pois... Mas será que são tudo rosas? (Percebeu, primo? Jardineiro + Jardim = Rosas!)

Claro que nem tudo são rosas! Mas, pelo amor da Santa, (Uma Santa qualquer, que agora não me surge nenhuma...) o primo leitor, acha que hoje em dia existem histórias fofinhas e pessoas com o coração do tamanho do universo? Mas é óbvio que não! Por essa razão, decidimos enviar um investigador ao encontro deste «empregador de bom coração», de seu nome Paolo Pedrotti. Como já desconfiávamos, existiram segundas intenções por parte deste «super intencionado senhor». Ao nosso investigador, Paolo Pedrotti confessou que apenas contratou Marcelo Mucci, para ficar bem visto na vizinhança, conseguindo assim, angariar compradores para o empreendimento de que é proprietário. Ao, mesmo tempo, aproveitou para castigar o desgraçado do jardineiro/ladrão. Passemos a citar algumas palavras de Paolo Pedrotti: «Assim que entrei em casa e deparei com o jardineiro a roubar-me o ouro, fezse luz na minha cabeça! Pensei para com os meus botões: Paolo, Paolo& este ladrãozeco de um raio, vai ser a tua salvação! E assim o foi! Dei-lhe emprego, e as pessoas ficaram super contentes e comovidas com tal acto! Consegui vender todas as moradias que tinha, e passei a ser conhecido pelo Homem com o Coração Enorme! Foi uma ideia genial!» E mais esta: «Empreguei o sacana do ladrão, para ele arranjar-me o jardim! Nem sabia que ele era jardineiro de profissão, digamos que calhou bem& O animal, pisou e estragou as rosas do jardim, que a minha esposa tinha plantado com tanto carinho! Foi por isso que o empreguei como jardineiro, para repor tudo como estava!» Paolo Pedrotti confessou ao Estapafúrdios do Quotidiano, que a ideia de perdoar e empregar o ladrão, revelou-se mais tarde uma má ideia! Diz ele: «Nunca pensei que as coisas se tornassem 374


tão complicadas! Assim que a notícia do meu acto de solidariedade para com o ladrão começou a ser capa de jornais, começaram a chegar montes e montes de ladrões todos os dias. Uns roubavam-me toda a instalação eléctrica de casa e pediam para os empregar como Eletricistas, e outros roubavam-me todos os móveis e pediam-me que os contratasse como Carpinteiros& Foi uma autêntica desgraça! Todos os dias chegava a casa e deparava-me com um novo ladrão! Foi complicado. Mas, enfim, valeu a pena o esforço, por ter conseguido vender todas as moradias que tinha em minha posse. Agora, já posso ir para as Caraíbas de férias até 2016. Ah& que bonzinho que eu sou& Uma jóia de pessoa& Uma amor de ser humano! Homens como eu há poucos& Ah Ah Ah Ah!» E foi assim, que o Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu desvendar mais uma notícia estapafúrdia& Agora ide! Ide de fim-de-semana, ó primo leitor! E cuidado com os ladrões oportunistas& ou os patrões oportunistas& Um dos dois é! Cuidado lá com isso, sim? Adeus& RIC

375


74 dias seguidos a soluçar é obra& (2013-04-13 14:11) BOM DIA PRIMOS!! Com um sol destes a brilhar lá fora, depois de tantos dias a chover, é impossível não acharmos que este é um bom dia! Ou será que não? É porque não é só o tempo que faz com que seja um bom dia. Também é preciso termos saúde, claro. Pode estar um lindo dia de sol lá fora mas termos dentro de nós uma tormenta que nos impossibilite de o aproveitar& Este é o caso de Emily Marsh, uma inglesa de 13 anos que ultimamente não tem tido dias bons. Emily Marsh, uma inglesa de 13 anos, anda a soluçar ininterruptamente há 74 dias (sim era suposto ser 70, mas a história era de dia 9, por isso agora já vai em 74). O Estapafúrdios do Quotidiano ao saber desta história enviou um investigador para falar com esta jovem criança e tentar apurar mais factos&

Ediberto Susto: - BUHHH Emily: - “Hic” Ai que medo& Ediberto Susto: - Assustei-a?! Passou?! Yeahh, sou o maior!! Emily: - Assustou-me, mas foi com a sua cara! “Hic” Achava mesmo que chegava aqui dizia “Hic” BUHH e passava? “Hic” Pensa que já não tentaram assustar-me “Hic” de todas as maneiras e feitios? “Hic” Até já me disseram que o Passos vinha para presidente da Inglaterra&“Hic” Ediberto Susto: - Aim& O passos emigrar para aqui. Isso é que era& Mas pronto, também não precisa ofender, ’tá!? Foi com a melhor das vontades& Emily: - “Hic”, “Hic”, “Hic”, você não me enerve que fico pior& Vá, diga lá ao que vem? Traz alguma cura milagrosa? “Hic” Ediberto Susto: - Nem por isso& O meu chefe é que tem uma maneira impecável para curar soluços, mas ele não pôde vir& Eu vim só para lhe perguntar o que originou isso. Emily: - “Hic”, sempre o mesmo& Todos “Hic” querem saber o porquê e ninguém “Hic” me diz como parar. “Hic” Eu digo-lhe, foi “Hic”, “Hic”, “Hic”& Ediberto Susto: - Calma, calma, quer um copo de água? Emily: - Um copo de água? “Hic” Um copo de água? Mas você “Hic” acha que isso é que me iria curar? “Hic” Ó amigo, isto não foi lá com medicamentos, “Hic” técnicas alternativas, como hipnose, osteopatia “Hic” nem com mezinhas caseiras& Ediberto Susto: Ok& Ok& É muito sensível a menina! Não se lhe pode dizer nada& Emily: Sensível?! “Hic” Experimente estar 74 dias soluçar e depois vemos quem “Hic” é sensível! Ou então pior, desejo-lhe 74 dias a soltar gazes para ver quem, ou o que é que fica sensível. “Hic” 376


Ediberto Susto: - XIÇA PENICO, CRUZ CREDO, VIRE ESSA BOCA SOLUCENTA PARA LÁ!! Isso era coisa pra magoar& Mas olhe, não me chegou a dizer o que provocou isso& Emily: Foi de tanto rir& “Hic” Estava a ler o blog “Hic” do Estapafúrdios do Quotidiano, não sei se conhece, “Hic”. São 2 tipos hilariantes que comentam notícias parvas “Hic”. Maldita hora& “Hic” Ai o que eu me arrependo de ter lido aquilo “Hic”. Acho que se os apanhasse agora, “Hic” dava cabo deles& Malditos! “Hic” Olhe já agora, não me chegou a “Hic” dizer de que jornal é que vinha “Hic”. Ediberto Susto: - Ahh pois, aaa& É do& Eix& as horas que são& Tenho mesmo que me ir embora, desculpe lá qualquer coisa e boa sorte aí com os soluços! Emily: - “Hic”, que estranho, “Hic” foi-se embora assim tão à pressa “Hic”. Ediberto Susto: - Safei-me por pouco “pruuurrrrrr”. Oh diabo, que é isto? “pruuurrrrrr”. Epá&Adeusinho e até breve que vou ali ao WC.. “pruurrrrrr”. GIL

377


«Casaco-namorada» – Adeus, mulheres... (2013-04-15 13:31) Olá! Como estão os melhores leitores do mundo? Tristes, não é verdade? Pois, eu compreendo... Já se passou mais um fimdesemana. Ainda ontem era sexta-feira, e agora já estamos de volta à rotina laboral! (Não menosprezando os leitores desempregados, é claro. Vocês também trabalham... O vosso trabalho é: não fazer nenhum... Há que respeitar o trabalho de cada um, não é verdade?) Mas não desesperem que temos mais um estapafúrdio na calha! E o mais assíduo leitor do Estapafúrdios do Quotidiano, tem a perfeita noção do fantástico «poder revigorante» que um estapafúrdio pode ter. Ainda para mais, se for um estapafúrdio elaborado a pensar nos leitores do Estapafúrdios do Quotidiano. Esse tipo de estapafúrdio, então, é do melhor! É fantástico! É algo abismal! Algo fora do normal! (Sim, esta é aquela parte em que podem achincalhar o escrevente deste texto, por ele estar a divagar mais do que é necessário. Eu até faço uma breve pausa, para que vocês o façam... Já está? Boa! Passemos então ao estapafúrdio...) «Alunos japoneses da universidade de Tsukuba, inventam o Casaco-namorada!» Este é o estapafúrdio de hoje! Gostaram? Sim? Boa! Então, está feito. Adeus e até à próxima! Ou... Até um dia, quem sabe... Nã! Não se livra de mim assim tão facilmente! Vamos lá desenvolver este estapafúrdio, mais um pouco. Só um pouco, que eu tenho coisas para fazer, e não posso demorar muito.

«Então e o que raio é um Casaco-namorada?» Será o que perguntam os leitores, certo? Não há crise! Eu passo já a esclarecer. O Casaco-namorada, é um casaco que possui um mecanismo que simula abraços calorosos. Como se, esses abraços, fossem feitos pelas namoradas. E mais! Além dos calorosos abraços, este Casaco-namorada ainda solta pequenas frases românticas, tais como: «Desculpa, estou atrasada!» Desculpa, estou atrasada? Isto é romântico? Não faço ideia como funciona no Japão, mas, em Portugal, namorada que chega ao pé de mim, abraça-me e dispara «Desculpa, estou atrasada!», só me ocorre um pensamento - o de fuga imediata! E isso não é nada romântico, não& Enfim, os Japoneses lá sabem& Esta invenção pode soar espectacular e surpreendente, mas para mim não passa de constatar o que é óbvio: os Japoneses são seres muito estranhos! Estranhos e solitários. Pudera, passam a vida a criar engenhocas, traquitanas e outros que mais, como é que podem ter tempo para o amor? Para o romantismo? Para alimentar a paixão? Impossível! Então, e que melhor ideia do que criar um casaco que possa dar abraços e que diga frases românticas (No entender dos Japoneses), para combater a sua solidão? Eles lá sabem& Vamos à teoria final? Não vale a pena dizer NÃO!, porque eu vou avançar na mesma. Por isso, tire lá o cavalinho da chuva! Já tirou? Então já posso avançar. Toda a gente sabe que os asiáticos não são propriamente conhecidos por serem GRANDES GARANHÕES! Aliás, são mais conhecidos pelos motivos opostos. Eles, coitados, são conhecidos por& então& por& Pronto! Vou avançar sem rodeios e sem receios! Por terem a genitália, a modos que, vá... minúscula. Excluindo Kim Jong-un, que é a reencarnação de um elefante em pessoa, todos os asiáticos são pessoas minúsculas. O que levou a que Deus, no acto da criação tenha pensado: 378


«Ah! Raios& estes saíram pequenos! Bom, então lá terei de colocar um pénis proporcional ao seu tamanho& Qualquer coisa, não sei de nada, não vi nada e nem fui eu que criei, que isto, é um ultraje para um Deus&» Para mim, estes alunos criaram os Casacos-namorada, porque as suas namoradas decidiram fugir e entregarem-se, completas e pomposas, nos braços dos Europeus, porque não estão para aturar «cenas» minúsculas. Mas, sim! Diz que é giro e tal& um Casaco-namorada& Cenas da vida& Ai! Japoneses, japoneses& RIC

379


Tenha um óptimo despertar& (GIRLS ONLY) (2013-04-16 15:47) BOAAA TARDEEEE!! E que bela tarde que está hoje! Está um lindo dia de sol lá fora, já é 3ª feira à tarde, eu estou quase de férias, e o mais importante de tudo& Hoje o Estapafúrdios do Quotidiano teve a sua primeira publicidade na rádio! Um muito obrigado ao Nuno Markl, que perdeu alguns segundos do seu programa – O Homem que Mordeu o Cão – para publicitar o nosso blog! Markl não só publicitou o blog na Rádio Comercial, como ainda falou sobre um dos nossos estapafúrdios! O Estapafúrdio sobre o Butt Chugging& (Faça uma pesquisa e leia, ou releia, esse grande estapafúrdio!) E por falar em coisas que se coisas que colocam em sítios inusitados&. O estapafúrdio que lhe trago hoje é sobre& UM VIBRADOR FEMININO, QUE É TAMBÈM, UM DESPERTADOR!! (No outro dia fui confrontado com uma leitora que me disse que os autores do Estapafúrdios do Quotidiano eram muito machistas. Que só escreviam histórias direccionadas ao público masculino& Por isso, hoje este estapafúrdio é para todas as mulheres e talvez um ou outro homem com umas preferências sexuais mais esquisitas&)

Spot publicitário do WAKE UP VIBE!! - Acorda sempre com um som irritante? - Levanta-se a dizer mal da sua vida? - Quando se deita tarde pensa, “Raios não tarda estou acordada& Que porcaria!”? - Está farta dos toques do seu despertador? - O seu marido acorda excitado e você fica com inveja pois não lhe acontece o mesmo? Então adquira já, Wake Up Vibe, o aparelho que promete às senhoras um óptimo despertar& Por apenas ¬69.95, irá deixar de gritar de fúria quando o despertador toca, para passar a gritar de prazer quando o despertador vibra! Iremos agora responder a algumas perguntas: - Como é que isto funciona? A utilizadora programa a hora que pretende acordar no seu Wake Up Vibe, define qual dos 6 tipos de vibração diferentes quer que a acorde, e coloca o aparelho dentro das cuecas. À hora combinada lá estará ele pronto para o acordar com um sorriso nos lábios. - Eu mexo-me muito durante a noite, ele não vai sair do sítio? 380


Não! O Wake Up Vibe tem uma forma curvilínea de propósito para ficar no sítio pretendido até à hora de a acordar! (Nota: se optar por colocar o Wake Up Vibe noutro orifício que não o indicado na caixa não garantimos total satisfação. Quer dizer... Satisfação garantimos, não garantimos é que fique no sítio caso a cliente se mexa muito.) - E se me levantar a meio da noite para fazer chichi como é? Aí terá que tirar o Wake Up Vibe do sítio para que possa urinar e depois voltar a colocá-lo no lugar. Caso não o faça, poderá vir a ter um despertar um pouco mais molhado que o pretendido... - E tem opção “snooze”? Sim tem, mas funciona um pouco diferente dos outros despertadores. Assim que carregar na opção snooze ele deixará de vibrar e ouvirá uma voz irritante em alto e bom som a dizer: “LEVANTA-TE E FAZ-ME O PEQUENO ALMOÇO! LEVA OS PUTOS À ESCOLA! VISTE OS MEUS SAPATOS! ONDE É QUE METESTE A MINHA CAMISA QUE PASSASTE ONTEM À NOITE?!” - Então mas o “snooze” não devia ser para voltar a vibrar passado 5 ou 10 minutos? Teoricamente sim, mas na prática não. Pois para nós, “YOU SNOOZE, YOU LOSE” - Onde poderei adquirir tal produto? Poderá passar no site: www.wakeupvibe.com ou então em uma qualquer reunião da maleta vermelha, espalhadas pelo país. - E existem contra indicações? Sim. Poderá vir a ser despedida por chegar tarde ao trabalho, caso fique em casa a brincar demasiado com o despertador! E é assim amigos leitores, da próxima vez que uma amiga ou colega sua chegar ao pé de si e lhe disser que se atrasou porque o despertador não tocou, olhe bem para a cara dela e tente perceber se é verdade, ou se pelo contrário, o despertador “tocou” tanto que não lhe apetecia levantar da cama. Obrigado e até breve. GIL

381


Super Heidi Klum! (2013-04-17 13:39) Vamos a mais um estapafúrdio? A sério? Tem mesmo de ser? Estão mesmo com vontade de ler mais um estapafúrdio? Ah, está bom... Se vocês o pedem assim, com esses olhinhos de "carneiro mal morto", eu não sou capaz de resistir. Oi? O que são olhinhos de "carneiro mal morto"? Eu sei lá... Vamos mas é ao que interessa. O estapafúrdio que trago hoje, baseia-se na esbelta e sonho de qualquer homem (E muitas mulheres, é claro!), Heidi Klum. Quer dizer... já foi mais... Mas continua a ser uma mulher linda e esbelta. E é isso que interessa. O resto é conversa! Que é basicamente o que faço aqui - Conversar com vocês, seres lindos! Esta notícia já é antiga, mas nunca é demais voltar a partilhar. Para que os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano saibam, a modelo Heidi Klum, é uma super mulher! Se eu mandasse neste mundo (Calma Deus, ó todo poderoso, não te quero tirar o lugar. Ficai descansado, homem!) ordenava imediatamente para que alguma instituição fizesse uma estátua da Heidi Klum, e a colocasse na terra Natal da modelo. Ao fim ao cabo, é isso que se faz com os super heróis não é? Ah! Esperem... Isso costuma ser em homenagem a super heróis que já faleceram. O que não é o caso. Sendo assim, esqueçam esta parte e avancemos para o estapafúrdio, "Heidi Klum salva filhos de afogamento, no Hawai!" É verdade, parece que os filhos da modelo por pouco não se afogaram. Não fosse a modelo ter-se apercebido de que os filhos estavam prestes a serem levados pelos mares do Hawai, e ter ido em seu auxílio, e a tragédia poderia ter realmente acontecido. Mas não! Ela lançouse ao mar e resgatou os filhos das ondas em fúria. O Estapafúrdios do Quotidiano por mera coincidência tinha um investigador na praia do Hawai a presenciar toda esta situação. Depois do resgate, o nosso investigador foi ao encontro de Heidi Klum, a super mulher, e ficou a saber ao pormenor o que realmente se passou. Passemos a revelar a conversa entre o nosso investigador e Heidi Klum. Investigador: Heidi, Heidi! Heidi: Desculpe! Mas não dou entrevistas a Paparazzi! Ponha-se a andar, senão empurro-o para a água! Investigador: Calma! Não é nada disso! Eu sou um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, e queria apenas dar-lhe uma palavrinha... Tenha lá calma... Heidi: Ah! Do Estapafúrdios do Quotidiano? Esse blog que é falado na melhor rádio do mundo, a Rádio Comercial! Se é para esse blog, não há problema! O que quer saber? Investigador: Bom, eu queria apenas saber o que a levou a saltar para dentro da água, em socorro dos seus filhos? Foi preciso muita coragem, hein? Heidi: São meus filhos! Nem pensei! Olhe lá, o meu amigo é um pouco escuro... É de raça negra? É que eu adoro homens de raça negra... É? Hum? Investigador: Não... Heidi: Hum... Mas tem raízes africanas, ao menos? Investigador: Nop... Heidi: E o que faz para além de ser investigador? Por acaso, não é guarda-costas, não? Investigador: Népia... Heidi: Hum... Que pena... É que adoro guarda-costas... Investigador: Pois... É pena... Bom, mas pode contar-nos o que se passou...? Heidi: Posso. Olhe, eu nem pensei! Estava deitada a apanhar banhos se sol, quando ouço uma voz dentro de mim a chamar "Heidi... Ó Heidi..."! E eu até respondi "O que foi... O que foi...?", mas não obtive resposta. Foi então que olhei para o mar à procura dos meus filhos e 382


vi-os aflitos a afogarem-se! Desatei a correr e entrei dentro de água sem olhar para trás, o que deveria ter feito, porque alguém roubou-me o meu iPod... Investigador: E depois? E depois? Heidi: Depois? Depois é que foram elas! Para chegar junto das crianças, tive de enfrentar verdadeiros titãs da natureza! Investigador: Como assim? Heidi: Primeiro, tive de enfrentar as ondas de 30 metros que embatiam em mim, depois, apercebi-me que um tubarão martelo estava a arrastar uma das crianças para o fundo do mar! Atirei-me a ele com toda a força e apliquei-lhe duas valentes chapadas! Ele fugiu, mas eis que surgem dois carapaus que vieram em auxilio do turbarão martelo, lá tive de aplicar dois murros e uma cabeçada em cada um dos carapaus! Para não bastar, ainda veio uma alforreca armada em boa, mas afinal era apenas uma alforreca Paparazzi. Deixei-a estar... E finalmente trouxe as crianças para terra... E foi isto... Investigador: Porra! Olhe, super mulher, estou a ver aqui no Facebook, e parece que a alforreca Paparazzi já publicou as fotos... Heidi: Ah, catano!

THE END RIC

383


Inspira... Expira... (2013-04-18 14:16) Certamente o meu primo e amigo leitor, já desafiou em alguma altura da sua vida, um outro amigo a fazer alguma coisa parva só para ver se ele seria capaz. Possivelmente esse desafio, até envolveu algo perigoso para o seu executante. Algo que ele fez só para lhe mostrar que conseguia e o leitor simplesmente provocou-o só para se rir. Até aí tudo normal, por isso é que se chama “um desafio”. O problema é que agora com as redes sociais, os desafios são levados um pouco mais além. Continuam a ser coisas parvas, mas em vez de ser uma pessoa a desafiar outra, é uma pessoa a desafiar milhares& A história que vos trago hoje é sobre o “Condom Challange” (desafio preservativo). (A esta hora, muito provavelmente, o leitor estará a perguntar-se, se eu só falo em coisas que tenham a ver com sexo.) Nãããõo amigo leitor, isto hoje não tem nada a ver com sexo. Ou na volta até tem, mas não directamente& O desafio preservativo, é um desafio para que jovens adolescentes “inspirem” o preservativo através do nariz e depois o expilam (sim, expilam existe, eu fui confirmar na infopédia) pela boca. Centenas de jovens já puseram este “engraçado” desafio em prática, e que se saiba as coisas até têm corrido bem. Pelo menos nós aqui no Estapafúrdios do Quotidiano, não recebemos ainda qualquer informação sobre um adolescente morto com um preservativo entalado no nariz. O Estapafúrdios do Quotidiano enviou um investigador para falar com a pessoa que inventou esta moda, assim& A modos que& PARVA! (A identidade da inventora foi ocultada por motivos de segurança.) Investigador: Olá, olá... Mas... Menina, o que está você a fazer?! Olhe que você aleija-se... Xxx: Nahh, já tenho muita experiência... Eu sou capaz de por coisas no nariz que você nem imagina. Mas espere lá aí... Investigador: Eu espero& Agora fiquei curioso. Quero ver que mais é você capaz de colocar nas fossas nazais. Isso já não são fossas, são autênticos diques!! Xxx: Mauuu!! Eu disse para esperar, porque quero saber quem você é, e não por ir enfiar qualquer coisa no meu nariz... Investigador: Ohh que pena, bem que gostaria de ver que coisas é capaz de passar do nariz para a boca... Mas pronto! Olhe, eu venho da parte do Estapafúrdios do Quotidiano e vim ter consigo, só para saber de onde veio a ideia de meter preservativos no nariz e tira-los pela boca? Xxx: Por acaso isso até é uma história bem engraçada. O que se passou é que o meu namorado, aquele maroto, estava a filmar-nos no “fony fony”... Investigador: No fony quê?? Xxx: Oh senhor, no “bem bom”, no “zumba zumba”, no “treca treca”, a fazer o amor!! Investigador: Ahhh porque é que não disse logo? E então? 384


Xxx: Então?? Então, é que quando acabámos de fazer o amor, ele tira o preservativo, aquilo sai feito elástico e enfia-se no meu nariz. Eu fiquei muito aflita e para me acalmar inspirei fundo. E pronto, sem querer inalei o preservativo, depois tive como é óbvio teve que sair e a saída mais próxima era a boca. AHAHAH Só de me lembrar dá-me vontade de rir. É cómico não é? Investigador: Uiii, então não é? Hilariante& Então e depois pôs o vídeo no youtube, foi? Xxx: Exacto, depois quis desafiar todas as pessoas deste mundo, para saber se isto é um dom que eu tenho, ou se existe mais gente capaz de fazer o mesmo. Investigador: O vídeo todo? Com o “fony fony” incluído? Xxx: Teve que ser não é? Ou dava para cortar essa parte? Investigador: Não, não. Não dava& Pois, tem razão& Olhe, eu tenho que ir andando porque ainda tenho que ir ali à internet& Enviar isto para o Estapafúrdios do Quotidiano. Obrigadinho sim& Aqui em baixo deixamos-lhe o vídeo: (calma, calma, não é o vídeo da senhora no "treca treca" é o vídeo do "condom challange", não queria mais nada, não?) IFRAME: http://www.youtube.com/embed/FGN9og3X9j0 GIL

385


Ai!& é tãooo bommm! (2013-04-19 12:36) Ora viva! Então& mas não é que& Sim! É que é mesmo! Nem consigo conter a alegria que emana em mim! Isto é bom demais! Algo por que espero há dias! Mais, propriamente, há 4 dias! Sim! Confirma-se! Hoje é Sexta-feira! Yeahhh! Que maravilha! Que alegria! Quão fantástico pode ser este dia? Muito fantástico! Porque amanhã é dia de descanso! – Para alguns, é claro& Bom, isto é, tudo muito giro e tal, mas temos de acabar a semana com mais um estapafúrdio. Tem de ser. O dever chama! E, honestamente, de que melhor forma poderia acabar esta semana, sem um belo de um estapafúrdio para animar as hostes? Hum? Pois& Vamos lá então! O estapafúrdio que lhe trago hoje, é: «Ladrão tenta assaltar bordel, mas é corrido a&» É isso mesmo! Este ladrão, achou que era uma boa ideia assaltar um bordel em Tounai, na Bélgica. Mas esta ideia, acabou por se tornar no exemplo claro do que é uma má ideia! E& porquê? Bom& porque este ladrão foi, literalmente, «escorraçado» pelas prostitutas que habitam no bordel. Sim, ele estava armado de uma faca, mas, não foi o suficiente para conseguir levar o assalto à avante! Porque, ele foi atacado por vários vibradores que foram atirados pelas prostitutas, e teve de desistir do assalto fugindo a 7 pés. Nunca ele pensou que ia ser atacado pelo seu pior inimigo – o vibrador! O substituto do homem! Algo que serve para facultar prazer às mulheres, e, por vezes, conseguindo o fazer com mais afinco e facilidade do que muitos homens& Quem inventou o vibrador, devia ser castrado!

O Estapafúrdios do Quotidiano, achou por bem, falar com este ladrão e tentar saber o que se passou. Avisamos desde já, que não iremos revelar pormenores sobre o paradeiro deste ladrão, visto que ele anda a «monte» (Não dos vibradores! Suas mentes perversas& Ou será que...), e temos de respeitar o trabalho dos nossos investigadores, que o levam muito a peito. Conversa entre o investigador Toino Pipi, e o ladrão: Toino Pipi: Psst! Hei! Aqui& Ladrão: Hum& Ah! Sim! É o investigador? Toino Pipi: Sim! Sou eu& chegue-se aqui, se faz favor& Ladrão: Veio sozinho? Se eu sei que vem acompanhado, fico deveras feliz! Toino Pipi: Sim, vim sozinho. Mas& Ficava feliz, porquê? Ladrão: Porque, com a quantidade de vibradores que tenho em minha posse, podíamos fazer uma festança em grande! Era a louuuuucura! Toino Pipi: Ah!& Tá certo& Bom, mas eu gostava de saber o que aconteceu naquele bordel, emTournai, aqui na Bélgica. Seria possível contar-me os pormenores? Ladrão: Ai& E o que é que eu ganho com isso? Hum? Bonitão& Toino Pipi: Bom& então& mas& Sim! Depois falamos disso, mais tarde. Então, diga lá o que se passou? O que correu mal? Ladrão: Olhaaa, fofo! O que correu mal? Não correu nada mal, doçura de caramelo& Pelo, contrário! 386


Toino Pipi: Bom! Já não estou a entender nada& Então, mas você conseguiu concluir o assalto? Conseguiu roubar o dinheiro que se encontrava no bordel em questão? Ladrão: Não, doce& Não consegui. Toino: Então& como é que pode ter corrido bem, o assalto? Não estou a entender nada& Ladrão: Ai! Ó fofucho! Ajude-me aqui com estes vibradores! Eles não se desligam por nada deste mundo! E não sei como tirar as pilhas. Não é que não goste deles a vibrar, só não quero é gastar já as pilhas& Podem fazer falta para outra altura, sei lá! Toino Pipi: Ó amigo& Ladrão: Calma! Eu conto-te tudo, minha banana caramelizada! Sabes, o assalto correu muito bem, porque, a dada altura, as prostitutas – aquelas malucas! – começaram a agredir-me com os vibradores! E, atenção! Eles estavam todos ligados, a vibrar que nem uns doidos! Eu ia a fugir para a rua e, eis que um dos vibradores acerta-me cá num sítio& Toino Pipi: Num sítio? Que sítio? Ladrão: Hum& Então, fofucho! Não te faças de desentendido! Naquele sítio& onde o sol não brilha, sabes& Toino Pipi: Ah! Ui! Deve ter sido doloroso! E estava a vibrar, o vibrador? Ladrão: Ui! Se estava& E não doeu nada& Pelo... contrário& Foi tãoooo bom! E, graças às prostitutas, consegui sair do armário! Revelou-se o dia mais feliz da minha vida! E, igualmente, o mais prazeroso da minha vida! Foi tãooo bommm! Toino Pipi: Ah& está bom& Então, eu vou ali e já venho, ok? Isso& vou indo& (PORRAAAA!) RIC

387


O malfadado Caralh* das Caldas! (2013-04-20 13:47) «Os leitores votaram, a decisão foi unânime, e la terá de ser!», é com esta expressão que terei de criar este estapafúrdio. É verdade, foram vocês os principais impulsionadores para que este tema seja transformado em estapafúrdio. Não sei se algum dia vos irei conseguir perdoar, por me obrigar a escrever sobre& então& sobre& pénis?! Obrigadinho, Ó! Só por castigo, deviam todos receber a visita de um famoso Caralh* das Caldas, em vossa casa, enquanto estivessem a dormir descansados& E, na manhã seguinte, acordarem todos doridos... Calma! Não estou a insinuar cá javardices! Pelo, contrário& É que o famoso Caralh* das Caldas, é amigo de facultar abraços. Calorosos abraços que aquecem os corações dos habitantes das Caldas da Rainha. Foi o que aconteceu, recentemente, no Centro Comercial Vivaci, nas Caldas da Rainha. O Caralh* das Caldas, todo pomposo, decidiu aparecer no Centro Comercial e distribuir abraços a todas as pessoas que lhe surgiam à frente. Diz que foi uma tarde muito bem passada, para o Caralh* do Caldas. Mas& algo aconteceu& Algo, que ninguém sequer desconfiaria que fosse possível acontecer& Fomos falar com o Caralh* das Caldas, e tentar entender o que realmente se passou& Vamos a isto? Siga! (Conversa entre o investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, e o Caralh* das Caldas&) Investigador: Olha, olha& quem é ele& Caralh*: Hum& quem? Investigador: Ora& quem é que haveria de ser? Você, pá! Caralh*: Ah& quem é o você? Eu conheço? Investigador: Deus-me-livre, se eu consigo entender o que se está a passar aqui& Caralh*: Ah! Então o «você», é Deus? Onde é que ele está? Eu não o vejo& Investigador: Eh, amigo& você está bem? Antes que isto se torne demasiado estranho, dê cá um abraço, ó Caralh* das Caldas! Caralh*: Eu& não& abraço? Não& não& Investigador: Então& o que se passa? O Que foi? Qual é o problema? Caralh*: Não gosto de abraços& Eu nem o conheço de lado nenhum! Chegue-se para lá, mas é! E, onde está Deus? Gostava de lhe dar uma palavrinha& Investigador: Eish! Não há aqui Deus nenhum! O que se passa consigo, ó Caralh* das Caldas? Eu só queria dar-lhe um abraço, porque foi o que você fez no Centro Comercial Vivaci! Distribuiu vários abraços pelas pessoas que circulavam pelo Centro Comercial. Caralh*: E, então? Agora por ter andado a distribuir abraços pelo Centro Comercial, estou obrigado a dar-lhe um abraço? Chegue-se para lá, mas é& Eu sei lá quem é você! Investigador: Eu? Então& eu sou apenas um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, completamente inofensivo& Não estou a entender nada do que se está a passar, ó Caralh* das Caldas! Caralh*: Você até podia ser o Dalai Lama! Eu sei lá se posso confiar em si! Pode acontecer-me o mesmo, quando dei um abraço àquela velhota simpática& que mais tarde, revelou-se uma víbora! Investigador: Ah! Então foi isso que se passou& Daí o medo de me dar um simples abraço& Está bom& Então e o que é que aconteceu com essa «víbora», ó Caralh* das Caldas? Caralh*: Olhe& custa-me muito falar disto, mas tem de ser! Eu preciso de desabafar! Eu estava contente e alegre a distribuir abraços, quando aquela «víbora» vem ter comigo a pedirme um abraço. Mas, queria que eu fosse com ela até ao carro, que estava estacionado na garagem, para lhe dar o abraço. Eu fui, confiante de que era apenas uma velhota simpática. 388


Mas, não! Ela raptou-me! Deu-me uma marretada na cabeça com um Caralh* das Caldas de porcelana, e enfiou-me na mala do carro. Depois, mais tarde, tentou violar-me! Queria que eu fizesse amor com ela, durante o dia todo! Eu gritava por socorro, mas ninguém me ouvia! Foi o horror! E, tudo piorou, quando ela disse que queria usar um «anel vibratório» em mim! Um gigante! Que tinha comprado no eBay, de propósito para mim& Ela& ela& retirou-me a inocência& Nunca mais consigo fazer o amor com mais ninguém& Investigador: PORRA! Ó Caralh* das Caldas, chega aqui que eu dou-te o abraço de consolo que tanto precisas, neste momento& Caralh*: ABRAÇO?! NÃOOOO! NÃOOOO! SAI DAQUI! DESAPARECE! SUA «VÍBORA»! ANTES QUE EU TE DÊ UMA CACHAPORRA NA CABEÇA!!! Investigador: Irra&

Que história terrível& Vida de Caralh* das Caldas& coitado& RIC

389


Mente mais que eu gosto& (2013-04-22 14:57) Olá amigo leitor como está hoje? Eu estou muito bem, obrigado por perguntar. Sim, é 2ª feira e estou muito bem disposto. Parece estranho não é?! Mas existe uma boa razão para que tal aconteça& ESTOU DE FÉRIAS!! WEEE! (Peço desculpa, entusiasmei-me.) Quem é que não gosta de férias?! Creio que todos nós gostamos destes 22 (ou 25) dias de descanso, sem trabalho, sem ter que acordar com despertador, sem ter que enfrentar o “ramram” do dia-a-dia. Mas por saber que o leitor muito possivelmente, está enfiado no seu trabalho a apanhar uma grande seca e sem vontade nenhuma de estar aí fechado, é que eu lhe trago este estapafúrdio. Só para si! Só para o animar! Viu que amigo que eu sou?! Nem sequer lhe estou a fazer inveja por ir passear enquanto você está aí fechado... Ou muito menos, por ter acabado de vir de Amesterdão enquanto o leitor esteve aqui em Portugal! Nada disso! Estou aqui, só para o animar!! Ora então vamos lá a isso& Parece que houve um designer holandês que criou um traje, para homens de negócios, que fica transparente de cada vez que se mente. O fato que tem como propósito “desmarcarar” os mentirosos, expondo-os à vergonha de ficarem visivelmente em pelota (tipo um castigo. Mentiste-te?! Ora toma!!)

Este fato foi criado no âmbito do projeto Intimacy (Intimidade) do estilista holandês Daan Roosegaarde, já conhecido por ter lançado no passado, um vestido que não permite às mulheres dissimular as emoções, correndo o risco do vestido ficar transparente também. Ora então agora eu pergunto-me: - Mas isso será que vai ter saída?? Quem é o homem de negócios que não mente ou a mulher que não dissimula emoções? Quer dizer& Pensando bem, na volta até é capaz de ser interessante. Pelo menos para juntar pessoas é do melhor. Ora imaginemos lá mais um bocado: Um senhor de negócios veste o seu fato “especial”, e sai para jantar com uma senhora que conheceu numa reunião& Estão os dois a conversar e a senhora está a apanhar uma seca do tamanho do mundo, como não quer ser mal-educada começa a tentar esconder o que está a 390


sentir & Sem sequer se aperceber que o seu vestido começou a ficar transparente. Ele por sua vez, vê a senhora nua e começa a inventar histórias mirabolantes para a tentar impressionar, o fato começa a desaparecer também e acaba por aumentar o interesse da senhora. Conclusão, vão os dois para o apartamento e têm uma noite de sexo louco e selvagem! Uma noite que parecia condenada à partida, teve um final feliz graças à maravilha da tecnologia na alta-costura! Palmas para os inventores deste país. Palmas! Obrigado a todos por terem lido o nosso estapafúrdio de hoje, agora vou aproveitar este maravilhoso sol para ir para uma esplanada. Adeus e obrigado! GIL

391


A "Noiva Repórter"& (2013-04-23 12:47) Ui! Mas o que raio se passa aqui, hein? Isto é assim? Chega-se aqui e tal, sem mais nem menos, e nem um olá? Nem um "bom dia"? Ou mesmo um "boa tarde"? É chegar aqui, sentar o rabinho na cadeira e vá, venha de lá o estapafúrdio de hoje. Se isto é para ser assim, vou já avisar que hoje não escrevo o estapafúrdio enquanto não receber o tão merecido "Olá RIC, estás bom? Essa vidinha? Tudo em forma? Tudo catita? Isso é que é preciso..." Porque, apesar de tudo, um pouco de consideração aqui pelo menino, não vos ficava nada mal, ó leitores astutos e bonitos do Estapafúrdios do Quotidiano. Já está? Ah, bom... Assim está melhor... Avancemos para o estapafúrdio de hoje... Como é sabido, até pelo mais leigo dos leitores, recentemente, a China foi fustigada por mais um sismo. Infelizmente, para além dos vários feridos, também existiram muitos mortos. Uma tragédia. Deus deve andar chateado, mas enganou-se no país a castigar - deveria ter sido a Coreia do Norte, especificamente, o seu ditador, Kim Jong-un. Bom, no meio desta tragédia, surgiu uma repórter chinesa vestida de noiva, que deixou o seu casamento para trás e partiu em busca da reportagem perfeita. Deixou o seu noivo, plantado na igreja, e foi para a rua em trabalho. Terá sido um exemplo de dedicação, coragem e paixão pela sua profissão? Com toda a certeza que sim. Mas será que foi apenas isso? Será que Chen Ying, a "noiva repórter", não retirou proveito desta situação? É o que o investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, Yang Chu Li, foi tentar saber junto da "noiva repórter". Quero apenas acrescentar que Yang Chu Li, o investigador destacado para esta "missão", apenas o aceitou fazer em part-time, visto que é proprietário de uma famosa "Loja do Chinês" em Portugal. Aliás, a melhor "Loja do Chinês" de Portugal! (Ele obrigou-me a escrever isto& Foi um dos requisitos para ele ir até à China, entrevistar a "noiva repórter"&) (Fiquemos com a conversa entre o nosso investigador e a "noiva repórter"&) Yang Chu Li: Hey! Heyyy! Chen Ying: Hey, o quê, pá! O que queres? Não me chateies, sim& Estou a trabalhar, e quando estou a trabalhar não gosto de ser incomodada. Vá, vai à tua vidinha, ó faz favor& Yang Chu Li: Calma! Porra, que feitio& Gostava de saber como é que um homem atura uma coisinha destas& Pelo amor da santa& Eu é que não estava para aturar isto, quanto mais casar com esta coisinha& Chen Ying: Bom& Não ouviste o que eu te disse? Ou não percebes chinês? Põe-te a andar, mas é! Vá! Andamento& Yang Chu Li: Porra! Calminha, ó! Você sabe quem eu sou, por acaso? Sabe? Não sabe, pois não? Vamos lá a ter calminha& Chen Ying: Olha-me este& Tás no ir, ou tenho de te agredir com o Bouquet na carola? Yang Chu Li: Posso, ao menos, dizer-te quem eu sou, ó noivinha rebelde? Chen Ying: Vá& diz lá quem és& Só espero que te ponhas a andar daqui para fora, depois de dizeres quem és& Deves ter a mania que és alguma vedeta internacional, mais ó raio& Yang Chu Li: E sou! Eu sou um investigador do GRANDE Estapafúrdios do Quotidiano! Chen Ying: Ai!, meu deus! Não acredito! Será? Não estás a mentir, nem nada? Sempre sonhei fazer parte do vasto leque de investigadores do Estapafúrdios do Quotidiano! O melhor blog do MUNDO! Ah! E arredores, é claro& Yang Chu Li: Ah& se tu o dizes& Chen Ying: Olha, sabes se eles aceitam mais investigadores? Entregas um currículo meu aos autores do Estapafúrdios do Quotidiano? Ficava tão feliz se o fizesses! Fazes? Por favor, diz que sim! Diz que sim! 392


Yang Chu Li: Hum& Posso entregar& mas& Chen Ying: Mas&? Yang Chu Li: Tens de fazer algo por mim& Temos de sair os dois a ganhar, não achas? Parece-me justo& Chen Ying: Ei!& Não sou dessas, hein! Eu não alinho em "javardices", estás a ouvir? Atenção a isso! Eu sou uma mulher e uma profissional séria! Yang Chu Li: Mas& Estás louca, ou quê? Não é que sejas de deitar fora, mas& Chen Ying: Mas&? Yang Chu Li: Mas eu quero apenas fazer uma pergunta simples e sem segundas intenções& Chen Ying: Ah! Só isso? Então, e que pergunta vem a ser essa? Yang Chu Li: Pá& Tem a ver com a tua decisão em abandonar o teu casamento para ires fazer a reportagem sobre o sismo& Foi apenas profissionalismo, ou antes, uma desculpa esfarrapada para desistires do casamento? Chen Ying: Eu& Então& eu& OK! Confesso& Foi uma desculpa esfarrapada para desistir do casamento& Yang Chu Li: Então? Ele traia-te? Não gostavas dele? Chegaste à conclusão, que não era o homem certo para ti? Foi isso? Chen Ying: Nada disso, homem& Ele apenas tinha um defeito& Um defeito, com qual eu não poderia jamais viver& Yang Chu Li: Ui! Era grave, hein& Chen Ying: Gravíssimo! Ele não gostava de Arroz Xau-Xau! Um Chinês que não gosta de Arroz Xau-Xau, não é homem para mim! Yang Chu Li: DASS! QUE É DOIDA! BASEI!

E& é isto& RIC

393


Diferença de idades no casamento... (2013-04-24 13:46) Vivemos num mundo estapafúrdio& Todos os dias existe uma panóplia de notícias estapafúrdias, prontas a serem desmistificadas e a que vos trago hoje não é excepção! Mas, antes, deixe-me avisá-lo que esta história não é aconselhada a pessoas sensíveis. Por isso, se fica facilmente chocado desista já de ler isto e vá à sua vida. Agradecemos-lhe por ter passado no nosso blog, volte amanhã que tentaremos ter uma história menos chocante. Adeusinho e até amanhã. Ahh ainda cá está? A sua curiosidade levou a melhor, não foi? Ficou com vontade de saber de que raio estou eu a falar (ou neste caso escrever) não é? Então aqui vai: um menino sulafricano de oito anos casou com uma mulher de 61 anos, só porque "o fantasma" do avô lhe disse para o fazer!! Sanele Masilela, um rapaz de 8 anos teve um sonho com o seu falecido avô. Até aí tudo normal, é uma coisa que costuma acontecer muitas vezes quando alguns dos nossos familiares morre. O problema foi o que o defunto avô lhe disse no sonho& Sanele Masilela (sim, tanto o puto como o velho tinham o mesmo nome) apareceu no sonho do neto e disse-lhe que se devia casar o mais cedo possível. O pai de Sanele (que por sua vez também é o filho de Sanele, eheh, que grande confusão) com medo de um castigo divino, permitiu que o casamento acontecesse e ainda pagou cerca de 574 euros pela noiva – quando vir a noiva vai perceber que foi bastante caro até – e mais de mil euros pela cerimónia.

Agora adivinhem lá quem estava nessa cerimónia? Adivinharam? Não?! Kiluanji Voss, um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano (que faz uns biscates na novela Windeck, a nova novela angolana que dá na RTP1 à hora do almoço. Se ainda não viu, aproveite para ver, que essa novela é por si só um estapafúrdio). O nosso investigador, que estava na África do Sul em busca de notícias estapafúrdias, foi convidado para este casamento e conseguiu entrevistar o noivo& Aqui fica a entrevista que recebemos de Kiluanji: Kiluanji: - Bons dias. Então Sanele estás bom? Estás feliz por te ires casar? Sanele: - O que achas? Põe-te no meu lugar e vê lá se estarias feliz& Kiluanji: - Sim, tens razão, é um bocado chato& Uma criança como tu casar com uma senhora muito mais velha& Mas diz-me lá, o que raio te passou pela cabeça? 394


Sanele: - Eu não tenho a culpa, faço o que me mandam. O meu avô Sanele apareceu nos meus sonhos e disse-me. Sanele& Sanele& Tens que te casar com a Helen Shabangu! Ela foi minha namorada e eu morri sem nunca lhe dizer que a amava& Sanele& Tens de me ajudar! Kiluanji: - Então e tu?! Sanele: - Eu o quê? Eu casei-me, não é?! Por isso é que estamos todos aqui& Porque eu me casei com uma mulher de 61 anos, não é?! “Rastaparta” o velho, foi sempre assim& Já quando eu era pequeno e ele queria as coisas, quem tinha de as ir buscar era eu. Eu sabia que um dia isto ia correr mal& Quando ele morreu eu fiquei descansado. E agora ele arranja-me uma destas! Kiluanji: - Mas podias mentir, não é?! Não contavas nada a ninguém sobre o sonho e escusavas de te casar. Sanele: - Achas? Tu não conheces o meu avô, pá! Sabes porque é que eu tenho o nome dele?! É porque o velho cismou, porque cismou, que iria encarnar em mim. Ainda ameaçou o meu pai que caso ele recusasse, ia aparecer depois de morrer, só para lhe puxar os dedos dos pés. Kiluanji: - Ohh diabo& Isso é assustador! Sanele: - Assustador?!? Queres ver o que é assustador?! Então fica mais um tempinho por aí que eu agora vou ter que ir dançar ali com a minha esposa. Aquela senhora lindérrima! Kiluanji: - Realmente não te invejo nada a sorte Sanele. Pode ser que tenhas sorte, e a velha “patine” rapidamente, assim ela vai ter com o verdadeiro amor e tu ficas com uns trocos.

E por isso amigo leitor, dê-se por feliz de ter nascido em Portugal, pois aqui apesar de tarmos em crise ninguém nos obriga a casar aos 8 anos& (ainda) GIL

395


Segredo gastronómico! (2013-04-25 12:45) Olha! Então... diz que hoje é feriado, e tal! E esta, hein? Que felicidade, não ter de acordar cedo para ir trabalhar. Para alguns, é feriado e sinal de mini-férias, fazendo «ponte» na Sextafeira – Seus animais sortudos! Seus parasitas da sociedade! Vão mas é trabalhar, ó! Por estas e outras, é que este país está como está, ó! Ides mas é trabalhar! Peço desculpa... É que estou um pouco indignado, porque não tenho a possibilidade de fazer «ponte» e ir para a Praia da Rocha engatar «bifas», visto que o Camarinha está preso dentro de uma casa cheia de pessoas apelidadas de «pseudo-famosas»! Diz que são VIP’S... É isso é... VÃO MAS É TRABALHAR, Ó! TENHAM VERGONHA, MAS É! Irra, estou mesmo indignado, hein? Vou mas é avançar para o estapafúrdio, a ver se acalmo os nervos... Então, meus caríssimos amigos, primos, e pessoal bastante catita que costumamos denominar de «Leitores do Estapafúrdios do Quotidianos», (Vai-se lá saber o porquê, visto que, no vasto universo de leitores destas parvoíces que escrevemos, apenas 2 ou 3 lêem um texto até ao fim... Por falar nisso, já ouviu os Podcasts? Ide lá... Ide...) parece que temos um estapafúrdio gastronómico, hoje. Sim, vamos falar de comidinha da boa! Ou não... Já irão ver... Uhahuahuahuahuha! (Tentativa claramente falhada de um riso sinistro...) Vamos lá conhecer um dos chef’s mais conceituados de Nice, França. Chama-se David Faure, e tem um dos restaurantes mais badalados de Nice – o Aphrodite. Quem é francês, conhece Aphrodite! Aliás, consta que, Yannick Djaló, aquando da sua curta passagem pelo clube de futebol da cidade, o OGC Nice, ia muitas vezes jantar a este restaurante. Será por isso, que a sua passagem pelo clube da cidade tenha sido tão curta? Hum... É um caso a pensar mais tarde, que agora tenho de ir ali à casa-de-banho, e já volto... Já está! Já estou despachadinho e ligeiramente mais leve... Voltemos a David Faure e ao seu restaurante Aphrodite. Sabiam, os meus caros amigos, que este restaurante é um dos restaurantes orgulhosamente possuidores de uma estrela Michelin? Não? Então agora já sabem. Digam lá se não somos os maiores? Somos sim, senhor! Acima de tudo, estamos aqui para informar os excelentíssimos leitores do Estapafúrdios do Quotidiano. Somos uma espécie de TVI, mas numa versão muito pequeninaaaaaaaaaaaa! Quase minúscula, mesmo. Mas somos, porra! «Então e qual é o estapafúrdio de hoje, afinal?», será o que estão a pensar, não é verdade? Incrível, como eu consigo saber o que os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano, estão a pensar quando estão a ler este estapafúrdio, não é? É um dom... Não é para todos. É uma coisa que nasce com a pessoa, por isso, não confiem em cursos e workshop’s de feitiçaria e bruxaria, porque isto é uma coisa que nasce com a pessoa. Não vamos cá insistir em coisas que nunca irão resultar num futuro próximo, está bom? Ainda bem. Sabem que mais? Então não é que, no restaurante de David Faure, existe algo fora do normal na ementa? É verdade! O grandíssimo chef David Faure, cria pratos com minhocas e grilos a acompanhar. A acompanhar e, igualmente, como aperitivo. Eu pergunto: «Este restaurante tem uma estrela Michelin por ter minhocas e grilos nos seus pratos?» Está giro... Outra pergunta: «As minhocas e os grilos vêm vivos ou mortos para o prato?» Posso fazer mais uma? Posso? Então aqui vai: «Será que os preços dos pratos variam, no caso de as minhocas e os grilos chegarem à mesa ainda vivos?» Porque deve ser uma aventura perseguir grilos vivos. Minhocas já não, que coitadas, para se mexerem levam eternidades... Bom, deixo-vos esta inquietação a saltitar na vossa mente, que eu vou ali a um restaurante chinês comer umas minhocas fritas, que dizem ser muitas boas. Só que o restaurante chinês não possui nenhuma estrela Michelin. Deverei ficar preocupado? Hum... 396


Viva a Revolução dos cravos! Viva o 25 de Abril! RIC

397


É dos carecas que elas gostam mais!! (2013-04-26 15:27) Olá amigos e primos seguidores do Estapafúrdios do Quotidiano. Como estão hoje? Hoje é sextaaaa-feiraaaaa, how yeahhh... Ou não! Quer dizer& Eu gosto muito de sextas-feiras, só não gosto muito é desta! Aliás& Eu até gosto desta, só não gosto é que já seja 6ª-feira. Isto parece um pouco confuso não é?! Então eu explico. E porque eu estou de férias e o facto de já ser sexta-feira, quer dizer que não tarda acaba-se o bem bom e tenho que voltar à rotina do dia-a-dia. Que bela treta! Mas pronto, o leitor não tem a culpa, eu é que marquei as minhas férias e se já estão a acabar a culpa é minha, aliás, a culpa é do tempo, que passa demasiado rápido e não sua! Eu estou aqui é para o animar, e não para lhe fazer inveja por isso, vamos ao nosso estapafúrdio de hoje? Vamos? Sim!! Vamos!! O nosso estapafúrdio de hoje, é sobre algo que afecta muitos homens por este mundo fora, sendo eu um deles: “A calvície”. É verdade, vou falar-vos sobre carecas! Antes de mais, deixe-me só avisar que se por ventura a meio do texto eu começar a insultar as pessoas cabeludas, não estranhe, não é por mal, é simplesmente a inveja a falar.

Certamente conhece o ditado popular que diz, “é dos carecas que elas gostam mais” hoje vamos desvendar se este ditado está correcto ou não& Enviámos vários investigadores do estapafúrdios do quotidiano, por este mundo fora, e pedimos-lhes para realizarem um estudo sobre a veracidade deste “mito”, ora aqui ficam os resultados: (Este estudo foi realizado com base em 5 milhões de questionários feitos, a mulheres dos 16 aos 92 anos, por todo o mundo.) - As mulheres gostam dos carecas (mas os de cabeça rapada e não os calvos, por isso se tiver pouco cabelo mais vale rapar tudo); - Os carecas parecem mais fortes, poderosos e altos do que na realidade são (admira-me como é que não haja nenhum super-herói careca, mas pronto...); - Os carecas são melhores líderes mas, por sua vez, os calvos são ruins (deve ser algum recalcamento por causa da ausência capilar); (Aproveito já para dizer que não concordo com esta conclusão!!!) - A ausência capilar está directamente relacionada com elevados níveis de testosterona ( ahh, então é por isso os carecas são uns tipos cheios de pujança sexual); - Barba grande em homens com cabelo rapado, fica melhor do que em homens cabeludos ( tem lógica, ou se tem cabelo num lado, ou no outro, senão parece que sofremos do “síndroma de Tony Ramos” na cara); 398


(Acabei de me lembrar de um super-herói calvo - o Doug Funnie. Não sei se o leitor se lembra. Era uma personagem de uns desenhos animados que davam antigamente. Era um rapaz para aí com uns 11 anos e apenas tinha meia dúzia de cabelitos, depois quando se “transformava” em super-herói colocava um cinto na testa e umas cuecas por cima dos calções& Tcharam!! Ahh grande Doug Funnie!!

Por isso amigo leitor, se por ventura é um tipo calvo, aqui ficam os conselhos do Estapafúrdios do Quotidiano para si: - Opte por rapar a cabeça por completo. Irá ficar muito melhor. Vai parecer mais forte, confiante, alto (não percebi bem como) ficará melhor de barba e se por ventura quiser ser um Herói dos desenhos animados, bastará colocar um cinto na testa e umas cuecas brancas por cima das calças e já está! Ahh, já me esquecia de insultar a malta com muito cabelo... Nós os carecas somos melhores que vocês, temos mulheres mais giras e e ganhamos mais. Vocês cabeludos, podem ter cabelo mas cheiram a chulé e quando têm piolhos é muito mais difícil de se verem livres deles. Toma, Toma!! (Epá, isto agora foi muito infantil, esqueçam esta parte ok?! Obrigado e tenha uma boa SEXTAAAA-FEIRAAA! GIL

399


Harlem Shake em CHAMAS! (2013-04-27 12:02) Bom dia, alegria! Quer dizer, este inicio de fim-de-semana não pode ser interpretado como um dia de alegria e bem-estar. E, calma! Eu vou já dizer o porquê. É porque, anda uma pessoa a trabalhar arduamente durante uma semana inteira planeando idas à praia no fim-de-semana e, depois, eis que surge um raio de uma massa polar que baixa a temperatura cerca de 12 Graus. Isto é o quê? Eu digo o que isto é! Isto é obra do Gaspar, de certeza! Gostava de saber o que é que ele ofereceu a São Pedro, como pagamento para nos azucrinar a alegria de um dia bem passado na praia com a família. Gaspar& Gaspar& no que te andas a meter, pá& Bom, visto que hoje é Sábado e, como tal, é dia de estapafúrdio «by request», cá estou eu apresentar o estapafúrdio mais votado pelos leitores do Estapafúrdios do Quotidiano, através da votação na página oficial do blog, no Facebook - https://www.facebook.com/EstapafurdiosDoQuotidiano. Por falar nisso, já foi fazer o tão merecido «Like»? Ide lá, não dói nada e nem tem custos& E o estapafúrdio mais votado foi: «Harlem Shake em chamas!» Sendo assim, vamos ao estapafúrdio. Surgiu, recentemente, na internet, um vídeo de um grupo de amigos alemães que tentou criar mais um tão badalado Harlem Shake. Coisa normal hoje em dia, visto que a moda do Harlem Shake propagou-se de tal forma por este mundo afora, que o próprio conceito «Harlem Shake» já enjoa, e de que maneira! Mas este grupo de amigos, achou que ainda existia uma forma de «Harlem Shake» que ainda não tinha sido inventada, ou interpretada. Então, pensaram: «Olha, giro, giro, era fazer um Harlem Shake a dançar à volta da fogueira!» Assim pensaram, assim executaram! Mas, correu mal. Um dos amigos, ao dançar de forma totalmente descontrolada, acabou por se desequilibrar e cair no meio da fogueira! Por sorte, um dos amigos apressouse a resgatá-lo das chamas em fúria, evitando assim males piores, ou mesmo, uma enorme tragédia! Parece mentira, mas o Estapafúrdios do Quotidiano tinha um investigador presente nesta «pequena» aventura. Chama-se Klaus Montergard, e foi o autor do video. Sim, foi ele que gravou tudo! Falámos com o Klaus Montergard e ficámos, a saber, o que realmente se passou. Ora tomai atenção à conversa seguinte: RIC: Klaus! Grande amigo! Como estás, homem? Klaus: Olha, olha! Quem ele é! O meu grande amigo RIC, do Estapafúrdios do Quotidiano! Era mesmo contigo que eu queria falar& RIC: Hum& Comigo? Então& O que se passa, Klaus? Klaus: Sim, contigo. Ou contigo, ou com o GIL, mas já que estás aqui, falo já contigo. Olha lá& Tu sabes que estás a dever-me dois meses de ordenado, não sabes? Como é que é a nossa vida, pá? RIC: Ah& pois& Então& Olha! Sabes, isto aqui em Portugal está tudo em crise& Está mal, isto& Mas, olha, esses assuntos de pagamentos e tal... isso é com o GIL, que ele é que é o homem das «contas», ok? Klaus: Mau! Então eu falei com o GIL ontem e ele disse-me que as «contas» eram contigo! Em que é que ficamos? RIC: Ó Klaus& Depois falamos melhor disso, ok? Eu queria que me contasses o que se passou no vídeo do Harlem Shake que tu gravaste e o desgraçado caiu na fogueira! Klaus: Ah! Isso& Não foi um acidente& RIC: Não? Como, não? Vê-se bem no vídeo, ele a cair para dentro da fogueira! Ele ia morrendo queimado! Klaus: Sim& Correcto& Pareceu real? RIC: Se pareceu& 400


Klaus: Eh Eh! Era essa a ideia! Nós queriamos fazer um Harlem Shake diferente! Um que não tivesse ainda sido feito! Queríamos inovar! Queríamos ficar para a história! RIC: Como, assim? Klaus: Irra! Eu sei que tu és um dos meus patrões, mas és cá um lerdo& Bom, o Jesper, o nosso pirómano de serviço, quis criar um Harlem Shake em que ele caía para dentro da fogueira e, depois, através de um dispositivo de foguetes que ele possuía à volta da cintura, surgiría uma pequena explosão que o elevava no ar, ao mesmo tempo, que ele continuava a dançar o Harlem Shake. Era lindo, e uma ideia de génio! RIC: Ah!& E o que é que correu mal? É que ele não explodiu& Klaus: O problema, é que o estúpido esqueceu-se de colocar um rastilho nos foguetes& Enfim, ninguém é perfeito, não é? RIC: É isso, é& Olha, eu vou andando, sim? E não te preocupes, que eu vou falar com o GIL, e ele vai regularizar a tua situaçãozinha financeira, ok? ADEUS! Klaus: Só promessas, e dinheirinho nada! RIC: É a vida... IFRAME: http://www.youtube.com/embed/b9yWjLPQ1Wc RIC

401


O fantasma do Michael Jackson... (2013-04-29 12:14) O Estapafúrdios do Quotidiano hoje traz até si uma história de terror! Uma história que o vai fazer saltar da cadeira! Uma notícia tão terrífica, tão assustadora que o irá fazer ir a correr para casa proteger os seus filhos& O fantasma de Michael Jackson anda aí!!

Mas antes de continuar a escrever o estapafúrdio de hoje, deixe-me dar-lhe um conselho: amigo leitor, se tem filhos, esconda-os. Proteja-os desta notícia assustadora que lhe trago hoje. Não só porque os fantasmas são perigosos, mas também porque todos nós sabemos que não é seguro deixar crianças junto do Michael Jackson& É verdade, Michael Jackson anda a assombrar a casa onde viveu durante a sua infância. Esta história não é fruto da imaginação dos criadores do Estapafúrdios do Quotidiano. Esta é uma história verídica, contada na primeira pessoa pela própria irmã do cantor. Uma história tão insólita, tão estapafúrdia, que não nos podia passar ao lado. Por isso, o Estapafúrdios do Quotidiano enviou um investigador até à Califórnia para falar com La Toya Jackson. (ora vamos lá ver o que ele conseguiu descobrir&) Professor Bambu: Olá Senhora, eu sou o grande Professor Bambu, vidente, astrólogo, tarólogo, investigador do Estapafúrdios do Quotidiano, e pedreiro nos tempos livres. Venho aqui para saber tudo sobre esse espírito que você diz ver... Conte-me tudo! La Toya: Say What?! Mas o que quer você de mim senhor? E que farpelas são essas? As túnicas estão tão démodé. Professor Bambu: Eu de si queria muita coisa& Mas como você não me deve querer dar, estou aqui só para a ajudar, a resolver o problema com o fantasma do seu irmão. La Toya: Queria muita coisa?? Mau... O senhor é muito atrevido para o meu gosto. Mas como diz que me vai ajudar, eu aceito. Professor Bambu: Faz bem&Faz bem& Professor Bambu resolve tudo! Até amarrações! 402


La Toya: Amarrações?! Ham? Vá, não interessa... Sabe, o raio do fantasma não há meio de dizer o que quer de mim& Aparece a meio da noite e começa a cantar: “HUUU, I’M BAD”, ou então “You are not alone& You’re not here with me&”, já para não falar que anda sempre a sapatear de um lado para o outro. E parecendo que não, isso assusta não é?! Professor Bambu: Queres que Bambu te proteja?! Bambu vem aqui dormir contigo, prometote que não ouves nada& La Toya: Professor& Vamos lá a ver o respeito! É capaz de me ajudar ou não? Professor Bambu: Sim, claro. Professor Bambu vai falar com Michael e descobrir o que anda ele a fazer cá. MICHAEL!!! OHH MICHAELLL!! MICHAEL JACKSON, escuta Professor Bambu! O que queres tu deste mundo? Michael Jackson: “Cause this is thriller& Tam Tam Tam Tam Tam”. Hy Professor, i’m here because i wan’t to speak with my sister. Can you help me? Professor Bambu: Desculpa, Bambu não fala inglês. Só português ou francês. Sabes falar português? Michael Jackson: What?! Sorry, i don’t understand. Professor Bambu: Ahh sim& Pois&Pois... (estou lixado, não percebo nada) Sim, claro eu compreendo& Bambu sabe o que tu sentes& E que mais? Diz-me... Michael Jackson: What are you talking about? Help me. My sister don’t listen when i speak, just when i sing my songs... If you can, PLEASE HELP ME! Professor Bambu: Pois& Já percebi tudo!! Bambu vai-te ajudar. A ti e à tua irmã! Ohh Miss La Toya, estive a falar com o seu irmão e já sei o que o preocupa. Bambu vai resolver os vossos problemas! La Toya: Isso é wonderfull. O que preocupa o meu irmão? Porque não vai ele para o outro mundo? Professor Bambu: Michael diz que não pode descansar enquanto a sua irmã não tiver um bom marido. Michael pediu a Bambu para casar consigo. E disse que La Toya deve aceitar senão ele nunca irá descansar em paz. La Toya: Are you fucking serious?? Really?? Ok& Então se é o que ele quer& Eu aceito, só para ver se aquele fantasma cadavérico me larga da mão& Professor Bambu: WINDECK!! E Bambu aceita também!! Se é para ajudar uma cliente, Bambu faz o sacríficio... (a ver se agradeço aos meus patrões por me terem mandado neste trabalho)! E assim foi amigos leitores, mais uma vez o Estapafúrdios do Quotidiano desvendou um mistério, ou então não& Mas pelo menos fizemos um dos nossos investigadores felizes. GIL

403


Ui! O Sul Coreano está chateado... (2013-04-30 13:58) Mas o que raio passa com este tempo? Então, mas não era suposto os dias serem soalheiros? Não era suposto estarmos todos a curtir o quentinho da Primavera? (Vá& não sejam malandros, caros leitores& Eu não estou a fazer um trocadilho javardo com a prima Vera& Estou mesmo a falar da Primavera, a estação do ano& Seus malandrecos&) Sim, temos de dar o braço a torcer, e dar razão ao ditado, «Abril, águas mil»! Porque é o que está a acontecer. E sabem que mais, leitores catitas do Estapafúrdios do Quotidiano? E agora, totalmente armados em engraçadinhos, respondem todos: «Não! Tu ainda não disseste!» Engraçadinhos& Bom, sabem que mais? Está na hora do estapafúrdiooooooo! Yeah! Siga para bingo! Então não é que os Sul Coreanos andam muito chateados? E, não. Não tem nada a ver com o seu vizinho obeso, que usa brilhantina e que tem o sonho de ser um ditador, que habita no «país de cima», a Coreia do Norte. Eles andam chateados, sim, com as próprias mulheres! E esta, hein? Ninguém esperava por esta, pois não? Nem eu, que espero sempre coisas estupidamente absurdas e, por vezes inovadoras, vindo daquele povo super criativo! Mas é verdade! Eles andam chateados com as próprias mulheres. O que eu acho estranho. Então, não é costume serem as mulheres asiáticas a queixarem-se dos seus homens, pelo facto de estes não possuírem um órgão sexual a modos que... vá, dentro da média? Realmente, o ser humano nunca está satisfeito. E é devido a esta inquietação pessoal, que decidi enviar um investigador à Coreia do Sul, para tentar saber o que é que se passa com o Sul Coreanos. Shun Tai Kim, o nosso investigador, falou com um Sul Coreano, para tentar descobrir o que se passa, para andarem tão chateados com as suas mulheres. Shun Tai Kim: Olá, olá! Sul Coreano: Ai a minha vida... Não tenho sorte nenhuma... Shun Tai Kim: Então, caro amigo... O que se passa? Sul Coreano: Eh lá, o seu sotaque é um pouco estanho... Você é Norte Coreano? Shun Tai Kim: Eu? Nada disso... Sou português, filho de pais Sul Coreanos. Deus me livre, ser Norte Coreano. IRRA! Sul Coreano: Ah, bom! Então... Shun Tai Kim: Então o quê? Sul Coreano: Então o quê? Shun Tai Kim: Então o quê, o quê? Sul Coreano: Então o quê, o quê, o quê? Shun Tai Kim: Então o quê, pergunto eu! Sul Coreano: Mas perguntas o quê? Kim Tai Kim: Eu? Eu pergunto o quê! Sul Coreano: O quê? Kim Tai Kim: Mau! Vamos lá a ver se nos entendemos, pá! Eu vim até aqui ter consigo, para saber o que se passa com vocês, Sul Coreanos, para estarem tão chateados com as Sul Coreanas? Sul Coreano: Ah! Essas malucas dum raio! Já me deram cabo da vida, com a mania das plásticas! Fazem plásticas por tudo e por nada! Raios as parta! Kim Tai Kim: E qual é o problema? Não vejo qual é o problema de as Sul Coreanas quererem ser mais bonitas... Sul Coreano: Mais bonitas? Elas querem é ser parecidas umas com as outras! Você não viu as concorrentes para Miss Coreia do Sul 2013? São todas iguais! Igualzinhas! 404


Kim Tai Kim: Então e como é que o facto de elas fazerem plásticas lhe estragou a vida? Sul Coreano: Olhe, a minha mulher pediu-me o divórcio por causa disso! Sabe porquê? Por causa de uma plástica! Raios as parta, mais a mania de fazerem o raça das plásticas. Odeio-as! Às duas! Kim Tai Kim: Às duas? Sul Coreano: Sim, às duas! À minha ex-mulher e à melhor amiga dela! Vai-se lá saber o porquê, decidiram as duas fazer uma plástica juntas. Resultado? Ficaram, exactamente, iguais! Igualzinhas! Um dia, depois de um jantar com um amigos em que bebi uns copos a mais, cheguei a casa, deitei-me na cama e tive a melhor noite de sexo do mundo! Kim Tai Kim: E...? Qual é o problema? Isso é bom, certo? Sul Coreano: Sim! Era bom, se não fosse a melhor amiga da minha mulher! Eu pensava que estava no meu quarto e, afinal estava no quarto de hóspedes, com a melhor amiga da minha mulher a praticar sexo desenfreado! Elas são igualzinhas! Como é que eu ia adivinhar? Eu estava bêbado! Raios as parta! Kim Tai Kim: Pronto... Está explicado...

Eu vi logo... Plásticas... Tinha de ser algo absurdo, não fosses elas serem Sul Coreanas... RIC

405


2.5

406

Maio


Dia do Trabalhador! (2013-05-01 11:26)

Então?! O que está aqui a fazer hoje?! Pensava que tínhamos mais um estapafúrdio fresquinho, não?! Mas o leitor acha que o Estapafúrdios do Quotidiano, obrigam os seus investigadores a trabalharem no Dia do Trabalhador?! Isto não é o Pingo Doce, pá!! Se quer alguma coisa para ler, vá ler os nossos estapafúrdios já publicados ou então, o estapafúrdio que saiu ontem no Jornal do Barreiro!! Até lhe deixamos aqui o link: http://www.jornalbarreiro.com/new.php?category=7 &id=10501 Estamos a brincar... Ficamos muito contentes e agradecidos por ser o leitor assíduo e fantástico que é. Infelizmente (ou felizmente) hoje estamos de folga. Volte amanhã que prometemos ter mais um estapafúrdio, bem engraçado, só para si. Obrigado e até amanhã. GIL

407


Pingo Doce... Venha cá! (2013-05-02 12:37) E como se assim não fosse& Já é 5ª feira! Ou será 2ª? Não sei. Confesso que os meus neurónios estão todos trocados. (Nunca mais foram os mesmos depois de terem voltado de Amesterdão... Porque será) Uns acordaram mal-humorados e a praguejar pensando que era 2ª feira, outros acordaram alegremente perfeitamente conscientes do dia da semana que é... Imagino a rebaldaria que vai no meu cérebro: neurónios conscientes vs neurónios despassarados e deprimidos, todos ao granel a atirarem glóbulos brancos e vermelhos uns aos outros – SPAHH, um glóbulo vermelho mesmo na tola do outro, depois vem o outro, e POINGG, acerta com um coágulo mesmo em cima de outro neurónio. Quer dizer& Espero bem que não, até porque ter coágulos no cérebro é coisa para ser perigosa. – vá, adiante& Vamos ao estapafúrdio desta 5ª feira com ar de 2ª feira??? VAMOS!!

Ontem, dia 1 de Maio de 2013 (Dia do Trabalhador), celebrou-se o primeiro aniversário da 1ª Guerra Nacional do Pingo Doce. Uma guerra que durou aproximadamente umas 15 ou 18 horas (dependendo da hora que as pessoas saíram das lojas) e que provocou diversos feridos, zangas entre amigos e familiares, demissão de funcionários, e um ou outro casamento cigano. Foi uma guerra-fria, especialmente na zona dos congelados, onde muito do marisco adquirido pelas pessoas chegou a casa já cozido devido à quantidade de tempo que se perdia na fila da caixa. Mas nem tudo foi mau, esta guerra como todas as outras, serviu para aproximar algumas pessoas que já não se viam há muito tempo, ou então que nem sequer se conheciam. Sou gajo para dizer, que até já deve ter existido casamentos de pessoas, que se conheceram na fila do bacalhau. Um ano após a tragédia, centenas e centenas de Portugueses dirigiram-se ao Pingo Doce para prestar homenagem às vítimas – ou pelo menos eu creio que foi isso que foram lá fazer – é porque as promoções que existiam lá ontem, eram as mesmas que já existiam a semana passada e que vão continuar a existir pelo menos até dia 6. Ou então na volta, os portugueses gostaram foi do convívio que se gerou o ano passado e decidiram repetir. Assim como assim estava mau tempo para um pic-nic lá fora, por isso, foram todos para o Pingo Doce porque sabiam que ia ser um dia bem passado. 408


As famílias combinaram encontrar-se na zona dos produtos de jardim, depois almoçaram todos na zona do frango assado, passaram pelos frescos para comer um geladito e terminaram todos à conversa na fila da caixa, enquanto as criancinhas corriam alegremente nos corredores a ver se ainda apanhavam alguma promoção dos brinquedos. Ahh belo dia! Porque é que eu não pensei nisso... Até lhe digo mais amigo leitor, o Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu apurar que desde o 1 de Maio de 2012, os imigrantes vêem a Portugal na altura da Páscoa, em Agosto, no Natal e no 1 de Maio (não vá haver alguma promoção boa)!!Obrigado Jerónimo Martins, obrigado Pingo Doce e obrigado a si por vir ler o nosso texto.Cumprimentos e alturas GIL

409


Vida de sem-abrigo& (2013-05-03 13:09) Olá, malta catita, gira e assim-assim. Como vai isso? Bem? Boa! Assim é que é! Cá para estes lados não está lá grande coisa& Porquê? Olhe& porque, tipo& então& porque& Olhe, sei lá! Sou português e, por definição, os Portugueses nunca estão satisfeitos. E como sou um Português orgulhoso das tradições do meu país, tenho de interpretar à risca a forma de estar dos habitantes deste país cada vez mais auspicioso e ambicioso (PUMBA! Elevada dose de ironia pura). Por isso, estou tipo coiso! Nem bem, nem mal& Cenas da vida dura de um Português& Não fosse o facto de existir um blog maravilhoso chamado Estapafúrdios do Quotidiano e eu já tinha seguido os sábios conselhos de Passos Coelho, e seguido viagem para um país repleto de oportunidades. Sendo assim, vou parar de me queixar e arregaçar mangas para apresentar o estapafúrdio de hoje. Preparados? Vá, não se façam de difíceis& Estamos entre amigos, por isso, estejam à vontade para demonstrar os vossos sentimentos. O quê? Adoram o Estapafúrdios do Quotidiano, e acham que eu sou mais bonito que o GIL? Ah! Leitores atentos, hein! É verdade sim, senhor. Sou o mais bonito. Toma e embrulha, GIL! Atenção que foram os leitores a o afirmar, caro amigo e colega GIL& Not me... Então não é que, uma mulher americana de seu nome Brenda Heist, num fatídico dia, após deixar os seus dois filhos na escolha, desaparece de um momento para o outro sem ninguém saber qual o seu paradeiro? Assim do nada. Num ápice! Num momento estava aqui e, de repente, já não estava! Assim tipo PUFF! - evaporou-se! E esta, hein? O que terá acontecido a esta mãe de duas crianças? Terá sido raptada por extraterrestres? Terá sido sequestrada, para depois pedirem um resgate? Não, ninguém pediu um resgate. Provavelmente, terá sido pelo facto do número de telefone da residência da família de Brenda Heist, não se encontrar nas páginas amarelas e a Brenda não saber o número de cor. Pode acontecer& Com tanto telemóvel a circular pelo mundo, quem é que se lembra do número fixo de casa? Eu, não. Nem me lembro do que almocei ontem, quanto mais números de telefones fixos& Ora, o que aconteceu com a Brenda Heist, foi até muito simples e de fácil entendimento. Então, a senhora, depois de deixar as duas crianças (Seus filhos) na escola, andou uns quilómetros e encontrou três sem-abrigo. O mais natural nesta situação, era ela parar e dar alguns «trocos» aos pobres dos sem-abrigo, para os ajudar. Mas não& Ela fez mais que isso& Ela abandonou o carro em que seguia e, literalmente, juntou-se aos três sem-abrigo. Não, ela não se sentou ao lado deles e ficou alguns instantes a falar com eles. Ela fez mais que isso! Ela aceitou o convite dos três sem-abrigo, para embarcar numa alucinante viagem pela Florida! Isso, mesmo! Esta mulher, esteve desaparecida durante 11 anos, sendo declarada como morta, a pedido do marido que se fartou de a procurar, apenas porque optou por embarcar numa aventura com três sem-abrigo. Sem pensar duas vezes, ela deixou a sua vida para trás, e partiu com os três sem-abrigo. Consta que, durante estes 11 anos em que esteve desaparecida, Brenda Heist e os seus três novos amigos do coração, foram dormindo debaixo de pontes, roulotes de campismo e, enfim, em todos os buracos que se possam imaginar. Não tinham dinheiro, e eu nem quero imaginar o que eles tiveram de fazer para simplesmente sobreviver. O seu marido após ter a confirmação de que a mulher fora «declarada como morta», não se fez rogado e seguiu com a sua vida em frente, voltando a casar. Ao que parece, Brenda Heist terá se fartado da vida de aventura de sem-abrigo, entregando-se à polícia de Key Largo, na Flórida. Agora, esta Americana natural da Pensilvânia, está de volta à sua realidade, afirmando que quer, primeiro, passar alguns dias com o seu irmão e mãe, e, depois, partilhar com o mundo as suas experiências como sem-abrigo. Ela espera que o mundo entenda a sua opção, em ter largado tudo o que fazia parte da sua vida, e seguir numa aventura pela Flórida com três sem-abrigo. Nós cá ficaremos à espera para saber o que a motivou a tomar tal iniciativa, mas uma coisa nós podemos afirmar: ó senhora, você não é lá muito certa das ideias, pois não? Para fazer algo assim, digamos, tão arrojado, ao menos tinha levantado todo o dinheiro da conta da família e teria curtido a aventura à grande!! Com tudo do bom e do melhor. Mas, tudo bem& você é que sabe& ó maluquinha& Mas, vendo pelo lado positivo, agora, já pode 410


escrever um livro sobre os sem-abrigo, com o título: «Sem-abrigo? Been there done that, mas, porra pá, fartei-me&»

(Brenda Heist) RIC

411


Nova moda: Cabelo de Tomate (2013-05-04 11:55) Olá, olá, seja bem aparecido. Por onde tem andado seu patife? Anda por aí a ler outros blogs, não é?! Deixe estar, há-de cá vir& Quer dizer& Já veio!! E fez você bem, porque hoje é o melhor dia da semana para cá vir. É o dia do – Estapafúrdio by Request – um estapafúrdio escolhido por si (quer dizer, é escolhido por nós, mas votado por si) e para si. Um estapafúrdio que tem a duração de dois dias ao contrário dos outros, cuja validade normalmente expira em 24h. Um estapafúrdio tão fantástico, mas tão fantástico, que são precisos dois escritores fantásticos só para o escrever. Mas é claro que vamos intervalando, umas vezes um, outras vezes outro, pois caso contrário, o leitor não iria conseguir aguentar este estapafúrdio de tão fantástico que seria... Mas já chega de encher chouriços, vamos então ao nosso estapafúrdio do fim-de-semana: NOVA MODA DO JAPÃO : Cabelo de tomate!

Cabelo com ar de tomate é a nova moda de Osaka, a segunda maior cidade do Japão. Ao que parece, os jovens japoneses estão todos a aderir a este corte digamos que& no mínimo, irreverente, no máximo é só parvo! O corte foi criado pelo estilista Hiro e chama-se “Kanjuku Tomato” ou em português (sim porque eu domino perfeitamente a língua japonesa) Tomate Maduro. O Estapafúrdios do Quotidiano, como é óbvio, não podia ficar indiferente a este tema e por isso, resolveu falar com o seu investigador japonês, o Yoshi – já conhecido dos leitores noutros estapafúrdios anteriores – e pediu-lhe para recolher mais informações& Yoshi: S“kao oD

å’ (Olá bom dia.)

Ben Cooke: Good morning. Sorry i don’t speak Japanese. 412


Yoshi: Ok! And Portuguese? Ben Cooke: Sim, português falo bem. Yoshi: Boa!! Então falamos português que eu também não sou grande espingarda a falar inglês. Mas espere lá...O senhor não me parece nada japonês. O que está aqui a fazer escondido neste cabeleireiro? Ben Cooke: Ahh sim. Eu não pareço japonês porque não sou! Olhe bem para mim, louro, de olhos claros, com sardas& Achava que era japonês?! Yoshi: Não!! Por isso é que disse que não me parecia japonês! Ben Cooke: Pois claro, não pareço porque não sou! Yoshi: MAUU!! Vá, adiante senão nunca mais saímos daqui. Então mas Ó Sr. diga-me lá como se chama e o que faz aqui?! Ben Cooke: O meu nome é Ben Cooke e trabalho neste salão. E o senhor, quem é e o que faz aqui? Yoshi: Eu sou Yoshi, um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano. E estou aqui para saber mais sobre esta nova moda do Cabelo de Tomate. Ben Cooke: Ahh então se é assim tudo bem. Eu explico-lhe já tudo! Ora então é o seguinte, como lhe disse o meu nome é Ben Cooke, sou cabeleireiro de celebridades e o Embaixador da Herbal Essences. E vim até ao Japão, com o intuito de descobrir algo novo, algo irreverente que ajude a empresa onde trabalho a ir mais além. Yoshi: Hum& Ok! Então já encontrou o que procurava?! Ben Cooke: Então não encontrei?!? Oh amigo& Eu descobri o que procurava! Yoshi: Então o que descobriu? Não me vai dizer que foi você o inventor do Cabelo de Tomate? Ben Cooke: Calma que já chegamos a essa parte. Quando eu entrei neste salão, estava o Hiro feito doido a cortar, a pentear e a pintar cabelos. E eu pensei logo para comigo: É este tipo que me vai ajudar! E assim foi. Comecei a trabalhar com ele na tentativa de descobrir algo novo. Yoshi: Ahh e então depois ficou encantado quando ele inventou o “Cabelo de Tomate”, certo? Ben Cooke: Já não lhe disse para ter calma?! Bem... Fique o Yoshi sabendo, que ele só inventou este penteado graças a mim! Ora então escute lá com atenção... Como lhe disse eu estava a ajudá-lo, ele pediu-me a tinta ruivo 3.0 e eu por engano dei-lhe a tinta vermelho 0.3. Ele começa a esfregar a cabeça da cliente com a tinta e o cabelo dela fica todo vermelho! Hiro, furioso comigo começa a gritar, a chamar-me nomes e a mandar eu dar-lhe imediatamente, algo para ele conseguir tirar aquela cor horrível do cabelo da cliente. Eu, irritado com ele, faço o quê?! Dou-lhe uma tinta verde só para o irritar ainda mais! Hiro, mal começa a deitar o verde no cimo da cabeça da cliente, apercebe-se do que eu fiz e sai disparado a correr atrás de mim, para me dar um enxerto de porrada. Eu fujo sem que ele me consiga apanhar e escondo-me atrás deste armário. Ele, quando volta a entrar no cabeleireiro, a cliente está felicíssima da vida a dizer que adorou o penteado! E pronto... Foi assim que ele ficou com o mérito todo, quando na realidade o criador fui eu. Yoshi: Ahh sim senhor. Que bela história (ganda novela). Então mas diga-me lá. Se no fim correu tudo bem, porque raio é que você está aqui escondido atrás do armário? Acha que ele ainda lhe quer bater? Olhe que eu dúvido... Ben Cooke: Ahh isso& Não... É porque estou a espera que ele saia do salão, que é para lhe roubar as tintas que ele usou. Vou levá-las comigo para a Inglaterra e abrir uma marca de tintas para o cabelo só minha. Vou chamá-la de, Vegetable Essence! Yoshi: Ahh, ok& Ok& Boa sorte com isso então! – OHHH HIRO, cuidado aí que tens um maluco escondido atrás do armário!! 413


E pronto amigo leitor, aqui ficou a hist贸ria de como foi inventado o Cabelo de Tomate, esperamos que tenha gostado. GIL

414


Durão Barroso, de «Durão» não tem nada! (2013-05-06 13:44) Ah... Raios parta a Segunda-feira. Alguém me explica como é que ainda agora era Sextafeira, e hoje já é Segunda-feira? Mas o que é isto? Não há respeito nenhum pelo descanso do guerreiro! Depois de duas semanas seguidas com um feriado no meio da semana, quero, já, um feriado em todas as semanas. Isso é que era um raio de uma medida tão bem aprovada pelo governo! Bora aí lançar uma mega petição? «Queremos um feriado todas as semanas!», não era nada mal pensado, hein? Alinham nisso? Então tratem lá disso, que eu não tenho jeito nenhum para criar petições. É aborrecido. Eu fico aqui à espera. Quando for para eu entrar em acção, avisem... Bom, já que falamos em governo, hoje apetece-me trazer um pouco de política para o Estapafúrdios do Quotidiano. Já há algum tempo que não o faço, e já tenho algumas saudades de o fazer. Por isso, hoje, malta catita atenta ao Estapafúrdios do Quotidiano, teremos política. Teremos Durão Barroso e Angela Merkel. Ok, eu entendo que tenham perdido o interesse neste estapafúrdio, assim que leram «Angela Merkel», mas calma que isto vai ser giro, pá. Estava eu todo entretido a pensar em petições para a existência de um feriado todas as semanas, quando leio uma notícia excelente no qualquer jornal que não me parece relevante revelar qual era. «Durão Barroso sai em defesa de Angela Merkel!», foi o título da notícia que eu vi e que me cativou a atenção. Mas o que é isto? Mas que m¬£ &@ vem a ser esta? Mas estamos onde? Mas que medo é este de uma gorda maluca por pasteis de nata e cerveja que, só por acaso, manda nesta Europa inteira? E, continuando a ler a notícia, vou citar as palavras de Durão Barroso: «O que acontece em França, ou em Portugal, não é culpa de Angela Merkel, ou da Alemanha!» UAU! Que medo! Eu pergunto: Porque será que, toda a Europa tem medo desta alemã, feia, gorda e que me provoca náuseas só de a ouvir falar? Para colmatar esta minha interrogação, decidi, eu próprio (RIC), ir ao encontro de Durão Barroso, e tentar saber o que se passa com toda a Europa, para ter tal receio desta senhora... RIC: Ei! Durão... Ó Durão! Durãooooo! Porra! Estás a ouvir? Aqui! Ei! Durão Barroso: Hum? Quem? O quê? Quando? Quem é que me chama? Hum? RIC: Aqui! Eu, eu! Boa tarde! Durão Barroso: Eh lá! Um Português?! Que maravilha! Que saudades de falar português. RIC: Ah... Pois, deve ser complicado passar dias inteiros em Bruxelas a falar francês, inglês e outros que mais... Ora, eu vinha aqui falar consigo sobre uma célebre afirmação que o sr. Durão Barroso proferiu... Durão Barroso: Ai, sim? E... quem é o senhor? Isto não é assim: chegar aqui e, sem mais nem menos, disparar perguntas à maluca! Primeiro que tudo, gostaria de saber o que faz e o que pretende! RIC: Ah! Claro, claro... Tem toda a razão. Olhe, eu sou um dos autores do Estapafúrdios do Quotidiano, e gostaria de falar consigo sobre uma recente afirmação sua... Durão Barroso: Ah! Do Estapafúrdios do Quotidiano! Malta porreira, portanto... Então, meu caro amigo, diga lá, o que é que o meu amigo pretende saber? RIC: Olhe, eu estava em casa, sossegado a ler as notícias, e deparo-me com uma afirmação sua em que diz que a Alemanha e, claro, Angela Merkel, não têm qualquer culpa sobre a situação de Portugal ou França. Diga-me, por favor, você tem medo da Merkel, porquê? Durão Barroso: Eu... eu... Bom... Diga-me, isto vai ser publicado no blog? RIC: Hum... acha? Claro que não! Ia lá agora publicar uma coisa destas... Durão Barroso: Pois muito bem... Ainda bem que o meu amigo toca nesse assunto! Até porque, eu, já há muito tempo que preciso desabafar sobre este assunto! RIC: Oh... Pelo amor da Santa! Aqui com o RIC, está à vontade! 415


Durão Barroso: Então aqui vai... Você sabe lá o que eu tenho sofrido com aquela gorda manipuladora! Ela tem poder a mais, e faz questão de o usar! Ela é má! É terrível! É doente! Ela rouba-me sempre o último pastel de nata, quando estamos em reunião! Eu repreendo-a e ela ameaça logo com: «O que foi? Olha lá, Durão... Tu gostas de ser o presidente da Comissão Europeia, não gostas? Então, pchiuuu! Não faças muito barulho, se queres continuar à frente da Comissão Europeia! Dá cá o raio do pastel de nata!» RIC: Eish! Mázinha, hein... Durão Barroso: E mais... Uma vez, quando estávamos num almoço de uma reunião da Comissão Europeia, ela obrigou-me a comer uma salada de batata com pepino! E, ela sabe muito bem que aqui o Durão, não gosta de pepino, porque provoca-me muita azia! Passei o resto dos dias a Kompensan! Raios parta a alemã! Ela é má! Uma vez, na sauna, vi-a nua e até me assustei! RIC: Imagino! Deve ser uma visão dos infernos... Durão Barroso: SIM! ELA TEM UMA SUÁSTICA TATUADA NA NADEGA DIREITA! O HORROR! O HORROR! EU ODEIO-A! Mas nunca o pude dizer a ninguém... RIC: PORRA!

RIC

416


Quem não gosta de um bom chilli? (2013-05-07 12:31) Olá, olá como vai isso? Esses ossos que tal? Tem comido muita gelatina? Olhe que é bom, tem muito cálcio& Então e o sistema nervoso que tal está? Se é do Benfica não deve estar muito bem, não é? Mas pronto, não vamos falar de desgraças& O Estapafúrdios do Quotidiano quer é ver os seus leitores felizes e não pô-los a pensar em coisas tristes! Está pronto para mais um estapafúrdio? Hoje trazemos-lhe uma história gastronómica capaz de abrir o apetite a qualquer um& O Estapafúrdios do Quotidiano tem o prazer de apresentar, “O chili mais picante do Mundo”!

Tivemos conhecimento que na Austrália, mais propriamente em Sydney, existe um restaurante que confecciona o Chili mais picante do mundo. Que o diga Tyrone Holmwood, um jovem de 24 anos que foi acusado de tentar assaltar o restaurante. Segundo o que saiu na comunicação social, o jovem no domingo passado, dirigiu-se ao restaurante com o intuito de o assaltar. Entrou de rompante, agrediu a funcionária e quando tentava chegar à caixa registadora um outro funcionário agrediu-o com& uma colher de Chili mesmo em cheio nos olhos! (BOLAS!) A polícia apareceu depois, prendeu o suposto ladrão e ficou-lhe com as roupas como prova uma vez que tinham vestígios do molho em questão. Tentou ainda levar o tacho do Chili mas os donos não deixaram. E pronto caso encerrado& Ou não! O Estapafúrdios do Quotidiano não é uma agência noticiosa qualquer. Nós aqui não nos ficamos pelas aparências, não acreditamos em meias verdades, nós vamos mais longe! O nosso blog esmiúça toda a verdade escondida, por detrás das histórias aparentemente resolvidas (ou isso, ou inventamos um bocado&) Enviámos um investigador para falar com os donos do restaurante e descobrimos que eles estão bastante irritados com a polícia. O proprietário afirma a pés juntos, que isto não passou de um esquema dos agentes da autoridade, para conseguirem descobrir a receita deles. Pois todos os dias eles costumavam ir lá jantar e pediam a receita sem nunca terem tido sucesso. Tentámos apurar mais pormenores mas ele entrou num estado de histeria começando a gritar incessantemente: “NUNCA DESCOBRIRÂO NADA!!! NUNCA!!! NUNCA!!! HUAHAHAH! O que sabemos, é que o investigador já que estava no local, aproveitou para provar o tão famoso chili e agora não para de beber copos de água. E quando lhe perguntámos se estava tudo bem, começou a relinchar& E esta hein? GIL

417


Justin Bieber é DEUS? (2013-05-08 13:03) Olá, olá! Hoje quero começar este estapafúrdio a cantar o seguinte refrão: «Diga bom dia com Mocambo, Mocambooooo...» O que acham? Começa bem? Eu acho que fica sempre bem, incentivar os leitores à prática da ingestão de cafeína pela manhã. Vocês não sabem, mas é uma excelente forma de garantir que o leitor consegue entender, pelo menos, metade das parvoíces que se escreve por aqui. Ah! Esperem... Mas este estapafúrdio sai de tarde, e não de manhã... Bom, sendo assim, deixem-me cá alterar o refrão. Ora cá vai: «Diga boa tarde com Mocambo, Mocamboooo...» Melhor? Sim, também acho. Estapafúrdio? Sim, é melhor... Bom, o estapafúrdio que trago hoje até vossas excelências – os leitores do Estapafúrdios do Quotidiano – está relacionado com uma estrela mundial! Sim, alguém que arrasta verdadeiras multidões atrás de si, por este mundo fora. Como? Sinceramente, não sei. Mas que arrasta, lá isso arrasta... Falo de Justin Bieber –o prodígio da música pop, que deixa as suas fãs de rastos de cada vez que dá um concerto. Porquê? Pois que não sei... Eu próprio não entendo o que se passa com esta geração, mas, tenho de reconhecer que o malandro do «puto» farta-se de facturar que nem pão quente! E prontos, o estapafúrdio era este – o facto de eu não entender o porquê de Justin Bieber arrastar tamanha multidão. Está feito! Vou para dentro. Obrigado, e volte sempre. Nã... Acham mesmo que eu ia ficar por aqui? Nada disso! Vamos lá ao que interessa. O desgraçado do rapaz apanhou um valente de um susto durante um concerto no Dubai. Parece que, um fã descontrolado invadiu o palco enquanto o rapaz tocava ao piano a canção «Believe», e tentou agarrar o cantor! A sorte de Justin Bieber, foi a rápida intervenção dos seus segurança que neutralizaram o «invasor», salvando assim, a ainda curta vida do cantor. Desculpem... Eu disse «cantor»? Ah, que lapso... Queria antes dizer: «Puto-que-canta-cenas-e-que-arrasta-mul tidões-vai-se-lá-saber-como!» O Justin Bieber, tal e qual um profissional, arregaçou mangas e continuou o concerto, fingindo que não se tinha passado nada! Está crescida a criança, hein? Eh, pá& tenho de confessar que fiquei algo preocupado com o raio do miúdo! E se, no momento que o fã irrompe pelo palco, não existisse nenhum segurança por perto? O que teria acontecido? Será que o fã tinha más intenções?! Será que era um bombista? Ou, será que ele apenas queria um autógrafo de Justin Bieber, e não aguentou esperar até ao final do concerto para o ter? Será que& Bom, para desvendar esta história, decidi enviar um investigador ao encontro deste fã em fúria, para saber quais eram as suas intenções ao irromper o palco para agarrar Justin Bieber. Passo a revelar o email recebido pelo investigador: De: Tó Pintas Para: RIC Assunto: Relatório de fã de Justin Bieber. Boa tarde, RIC. Primeiro que tudo, como vão as coisas por aí? Eu sei que posso, eventualmente, estar a ser um pouco chato, mas eu queria saber (mais uma vez) quando é que me pagam o ordenado de Março passado, que ainda está em falta? É que tenho contas para pagar, e torna-se chato estar sempre a desligar as chamadas do banco& Bom, em relação ao que se passou com o Justin Bieber aqui no Dubai, tive o privilégio de falar com o tal fã que subiu para o palco, tentando agarrar o Justin. Olha, é um rapaz porreiro, que apenas queria fazer umas pequenas perguntas ao Justin Bieber. Parece que, o rapaz idolatra de tal forma o Justin Bieber, que o trata como DEUS! Para ele, Justin Bieber é a imagem de Deus na terra, e não quis perder a oportunidade de fazer umas pequenas perguntas à estrela mundial. Ele confessou-me (no meio de gritos por BIEBER, tal e qual um fã em fúria!) que nunca foi sua intenção assustar o Justin Bieber, e que a sua principal pergunta era se, o Sport Lisboa e Benfica irá ganhar o Campeonato Nacional, a Liga Europa e a Taça de Portugal, 418


este ano! Mas, infelizmente, quando o DEUS Bieber se preparava para responder às suas perguntas, eis que surge o brutamontes do segurança, que o abalroou contra o piano. É tudo! Ps: não te esqueças daquilo do ordenado& por favor& Um forte abraço, Tó Pintas

RIC

419


Jornalista despedida devido a “sexo” em directo. (2013-05-09 12:37) Olhe para isto& Leu sexo veio logo a correr! Impressionante... Estes nossos leitores são do pior& Sinceramente!!! Só para castigo, agora vai ler a notícia e perceber que acabei de o enganar! PUMBAA& Pensava que ela tinha feito sexo em directo, não é?! Engana-se& Tal como ela se enganou e disse “sexo”, em vez de “sucesso” (se bem que não vejo qual a diferença, eu digo que tenho sucesso quando tenho sexo, por isso para mim... Vai dar ao mesmo. Mas pronto, os tipos lá da CSN Chicago não acharam bem e puseram a rapariga a andar). E já está! Este foi o resumo do estapafúrdio de hoje. Se o leitor é um tipo preguiçoso, pode ir à sua vida mas se por acaso quer rir (mais) um pouco, fique por cá, pois iremos contar-lhe onde está a piada desta história. É verdade, parece que a moda dos despedimentos, assim a modos que& à toa, não é apenas um hábito português. Essa injustiça também acontece nos E.U.A. Que o diga Susannah Collins, uma jornalista que se “enganou” e disse que a equipa de Hóquei, Minnesota Wild tinha tido um “tremendo sexo” em vez de “tremendo sucesso”, numa antevisão do jogo da NHL. A repórter corrigiu logo o engano, mas parece que a direcção do Jornal não gostou do engano e pôs a pobre rapariga a andar. O Estapafúrdios do Quotidiano achou que esta história estava mal contada e enviou um investigador para falar com a ex-jornalista. (Ora aqui fica a entrevista): Zézé Catrapimba: Hello, hello, my sweet. O meu nome é Zézé Catrapimba e estou aqui para resolver todos os seus problemas. Susannah: What?! Resolver os meus problemas? Não me diga que me vai arranjar um emprego? Zézé Catrapimba: Ó jeitosa& Uma jornalista assim tão boa, consegue emprego no Estapafúrdios do Quotidiano de certeza. Então se for o RIC a fazer a entrevista& UIII está garantido!! Podem ser maus pagadores, mas para contratar pessoal, nunca vi igual... Susannah: Muito obrigada. Tenho a certeza que irei ter muito sexo lá. Zézé Catrapimba: HAM?! Susannah: Sim, acredito que irei ter muito sucesso, a escrever para o Estapafúrdios do Quotidiano Zézé Catrapimba: AHH!! Pois, sabe, a menina enganou-se outra vez. Disse sexo em vez sucesso. Tem que ter cuidado com isso& Já foi despedida uma vez por causa desse engano. Susannah: Aii bolas, xiça penico. Sou sempre a mesma& Quando me entusiasmo sai-me sempre sexo, em vez de sucesso. Fogo& Mas olhe, eu não fui despedida por causa desse engano. Zézé Catrapimba: Ai sai-lhe sexo& Está certo (antes sair que entrar&). Mas então diga-me lá, porque é que foi despedida então? Susannah: Quer dizer& Foi por causa do engano e não foi... Eu explico: Depois de me enganar lá no programa, o chefe chamou-me ao gabinete dele. Eu, coitada, estava muito nervosa& Mas ele foi um amor, percebeu como eu estava nervosa e deixou-me ir embora sem sequer me dar um raspanete. Foi uma sorte. Zézé Catrapimba: Então mas se ele nem sequer um raspanete lhe deu, como é que a Susannah acabou despedida? Susannah: Calma, calma, você é tão apressado... Não tem lá muito sexo no seu trabalho, pois não? 420


Zézé Catrapimba: O QUÊ?!?! Susannah: Sim& O senhor não tem muito sucesso naquilo que faz, pois não?? Deixe-me terminar sff. Ora então, eu saio do gabinete do meu chefe e quem é que está lá à porta? A mulher dele! Ela sem saber de nada, começa a falar comigo. A dar-me os parabéns pelo meu trabalho, a dizer que irei ter uma longa carreira na CSN, que sou muito profissional& E eu, muito entusiasmada por estar a receber aqueles elogios todos, sai-me: “Muito obrigada, eu só tenho este sexo todo graças ao seu marido!”. E pronto, a mulher ficou fula da vida e arranjou maneira de eu ser despedida. Zézé Catrapimba: Eishh& Não se faz! Mas olhe, deixe lá, eu vou meter uma cunha por si lá no Estapafúrdios do Quotidiano. Mas atenção... A menina tem que ter muito cuidado com esse seu& “probleminha”. Susannah: Ai nem sei como lhe agradecer!! E retiro já o que disse anteriormente, o Zézé vai ter muito sexo no seu trabalho& Zézé Catrapimba: UII... Assim espero& Assim espero!!

GIL

421


Dançarino profissional de passadeiras... (2013-05-10 13:57) Ora viva! Não sei se os caríssimos leitores do Estapafúrdios do Quotidiano já repararam, mas hoje é Sexta-feira! É isso, mesmo! Finalmente... Estava a ver que nunca mais chegava o dia da semana que mais aprecio. Não por ser o último de mais uma semana de trabalho, mas, sim, por poder cantar a célebre música de Boss Ac, «É Sexta-feira, yeahhhhhhhh»! Sim, eu podia cantá-la todos os dias da semana, mas não seria a mesma coisa, não acham? Por isso, deixem-me cá aproveitar para a cantar: «É Sexta-feira, yeahhhhhhhh! Suei a semana inteira, yeahhhhhhhh!» Já chega... Ah! É verdade, alguém sabe se vai existir alguma declaração de Paulo Portas, hoje? É que, provavelmente, como norma pessoal de Paulo Portas, parece que as suas declarações estão predefinidas para as Sexta-feiras. Não? Nada? Então vamos seguir para o estapafúrdio. Um utilizador do YouTube – de seu nome David Wilson – publicou um vídeo no seu canal, que mostra um homem a dançar em cima de uma passadeira de ginásio, enquanto ela se encontrava em movimento. «E agora? Qual é o espanto? Queres um rebuçado, é?» Será o que os leitores estarão a pensar, certo? Pois, eu sei como vocês são... Mas, calma... Olhem que o habilidoso dançarino, salta, pula, gira e faz uma inúmera panóplia de movimentos sem nunca cair da passadeira! É obra! Só um predestinado poderia ter tanto equilíbrio e agilidade para fazer este tipo de movimentos numa passadeira. Se fosse eu, espalhava-me logo na passadeira. Uma vez, tive de correr 15 minutos numa passadeira para um exame de prova de esforço, e estava a ver que saía disparado do raio da máquina de encontro a uma parede. Agora, dançar? Irra! O «gajo» é habilidoso! Que disso não hajam dúvidas! Mas... será que ele é mesmo habilidoso? Ou existirá algum truque ou explicação para tal sucesso? Foi o que fomos tentar descobrir... Zé Manel: Hello! How are you? Dançarino: Hi there! I’m good, men! Zé Manel: Oh, yes... Very nice, e tal... Eh, pá... E falar português, não? Dançarino: Português? Tu ser português? O meu tio ser português! Eu falar um pouco português! Gostas de ser português? Zé Manel: Se gosto de ser português? Mas que raio de pergunta... Claro que não! Todos os dias, o raça do governo vai-me aos bolsos! Como é que eu posso gostar de ser português! ’Pra não falar dos meus patrões... Dançarino: Patrões?! Zé Manel: Sim! Pá... Boss, yes? Dançarino: Ah! Ok! Eu entender tu! Que tu querer de mim? Eu ter de ir treinar no ginásio, on top of my passadeira... Zé Manel: Ah! É mesmo sobre isso que eu quero falar consigo, seu dançarino do além! Seu malabarista de passadeiras! Seu Guru da dança de passadeira! Dançarino: tu querer falar comigo sobre ginásio?! Ser bom ginásio! Tu experimentar! Tu ir gostar! Zé Manel: Bem... Sim, está relacionado com o ginásio, mas não é sobre o ginásio em si, é mais sobre o que o leva a dançar em cima da passadeira?! Dançarino: Ah... That! Tudo bem... Eu dançar bem, right? Zé Manel: Right... Mas, porquê em cima da passadeira?! Dançarino: Eu explicar... Tudo começar, quando eu comprar uma passadeira. Tudo normal, right? Zé Manel: Right... And... 422


Dançarino: Eu começar a caminhar, na passadeira... Minha esposa, achar que era uma boa ideia colocar música do Rei da Pop, e eu começar dancing and dancing... and dancing... Zé Manel: Ah! Então o meu amigo gosta de dançar ao som da música do Rei da Pop, hein?! Dançarino: Eu não gostar nada! Eu ser obrigado a dançar! Zé Manel: Obrigado?! Como assim?! Dançarino: Sim, pelo rei da Pop! Ele invadiu os meus sonhos e dizer que eu tinha de dançar os seus passos na passadeira! Eu rejeitei, mas ele ameaçou que, se eu não o fizesse, ele ir dar volta com os meus filhos! Ele buscar eles in School, e levá-los a comer um icecream! Zé Manel: Ui! Desgraçado! Agora compreendo... Mas olhe... Isso era apenas um nightmare... Isso não é real! Dançarino: What?! Freddy Krueger também era só um pesadelo, right?! Fuck you, men! And, you know what? Zé Manel: What? Dançarino: GO FUCK YOURSELF! Bye, bye... Zé Manel: Pfff... Que grande animal!!! Está explicado? Acho que não, mas foi o melhor que o nosso investigador conseguiu, e há que lhe dar algum mérito por isso...

Vejam o vídeo aqui: http://videos.sapo.pt/ZO4NrFwYECKjn7BrCNTm #share RIC

423


Rabo de «Miss Bumbum» cresce quando falam mal dela& (2013-05-11 12:42) Olá, seus tarados! Sim, não estejam com esse ar de santinhos, que eu bem sei que foram vocês a votar em massa, para que o estapafúrdio deste fim-de-semana fosse este& Mas é compreensível. Entre este estapafúrdio e a 2ª hipótese, era claro que este iria ganhar. Porque, convenhamos, quem é que quer saber de uma modelo que ensina uma criança a snifar cenas? Ninguém& Não é interessante. Sim, é estúpido e deve ser reprovado todos os dias, mas, honestamente, sendo posto à prova contra o Bumbum de Andressa Urach, era claro que iria perder& Aqui para nós, quero agradecer o facto de terem escolhido este estapafúrdio. Um estapafúrdio requer pesquisa& Ah, e que belas fotos eu vi& Enfim, então obrigado, ó leitores do Estapafúrdios do Quotidiano. Todos nós sabemos que Andressa Urach tem protagonizado uma impressionante batalha de troca de palavras e acusações com o intergaláctico Cristiano Ronaldo. Diz que a rapariga e CR7 tiveram um escaldante encontro num hotel em Madrid. Cristiano Ronaldo, afirma a pé juntos que é tudo mentira, mas Andressa Urach diz que é tudo verdade e afirma que tem provas! O facto é que, Cristiano Ronaldo, decidiu processar a «Miss Bumbum». Ela diz que está completamente descansada, que tem a razão do seu lado, e que não se importa que falem mal dela porque o seu rabo cresce quando falam mal. Ou seja, a malta fala mal dela, e o rabo PUMM!, cresce mais um pouco& mas que estupidez vem a ser esta, rapariga? Olhem o incómodo que será, quando ela vai sossegada na rua e o rabo PUMM!, a crescer e a crescer sem parar! Ou esta amiga anda bem prevenida com alguns pares de cuecas na sua mala, ou então vai passar vergonhas desnecessárias& Não é, de todo, uma situação nova. Quem não se lembra do Pinóquio? Quanto mais ele mentia, mais o nariz crescia. Ao menos, o Pinóquio não sofria horrores quando tinha de se sentar na sala de aulas. Ao contrário da «Miss Bumbum», que deve ter sido alvo de inúmeras gargalhadas e situações desconfortáveis na escola, por parte dos colegas. Até parece que já estou a ver, na sala de aula, o professor perguntar-lhe «Andressa, fizeste os trabalhos de casa?», e ela responder «Não professor...», e o professor «És sempre a mesma coisa! Não prestas para nada! És uma preguiçosa! Vou falar muito mal de ti na próxima reunião de directores de turma!» e, de repente, o seu rabo PUM! cresce e rebenta com a cadeira, e ela de cai de bumbum no chão. Quantas vezes não terá ela ouvido na escola, expressões como: «O bumbum da Andressa parece uma fábrica de fazer m¬ &>@! Ah! Ah! Ah!» Verdadeiras sessões intensivas de sofrimento! Tadinha, pá& Ela é «Miss Bumbum», essa é que é a verdade. Como terá ela sido eleita? Tenho a certeza que ela usou todo o seu poder. Deve ter falado mal de todas as concorrentes que estavam a lutar, arduamente, para ser a próxima «Miss Bumbum», para depois elas falarem mal de si entre elas. Estariam elas longe de imaginar que só a estariam a beneficiar. Elas falavam mal dela, o bumbum ia crescendo e Andressa ia esfregando as mãos e pensando para com os seus botões: «Isto hoje está no papo! Elas caíram que nem umas patinhas& Ah! Ah! Ah! Ah!» Como ela precisa, diariamente, de que falem mal dela, decidiu tramar o jogador mais mediático do planeta, para conseguir manter aquele bumbum bem robusto! Ora pensem lá comigo, se ela conseguir que os milhões de fãs de CR7 falem mal dela, então aquele bumbum será para sempre grande! Enorme! Por vezes, até, algo animalesco! Com uma traseira daquelas, uma pessoa deve sofrer de problemas de coluna, certo? É muito peso concentrado ali, naquela zona especifica& Ela deve ter muitos problemas para viajar de avião, certo? Os problemas devem logo começar no Check-In. Ela deve ser uma daquelas pessoas que causa sempre desconfiança nas autoridades dos aeroportos. Hum& olha ali aquela& Qual? Aquela que parece que tem um gorila de 100 quilos agarrado ao rabiosque... Ah!& Hum& ali há coisa& 424


Ui!, se há! Cá para mim, é bomba! Vamos já ver isso! Ó menina, acompanhe-me ali até àquela sala, ó faz favor& E deve ser preciso um assento especial – feito por encomenda! – para ela se sentar no avião. Aquele bumbum não cabe num assento normal de um avião. Aliás, pensando melhor, ela pode ser considerada como um perigo, ou mesmo, como uma terrorista! Se alguém fala mal dela durante a viagem, o bumbum cresce, cresce e volta a crescer até que faz CABUM! – e adeusinho ó aviãozinho. «Ó RIC, pelo amor de Deus. Achas bem, estares a falar mal da rapariga desta forma? Devias ter vergonha, ó!», devem pensar os leitores mais sensíveis para com as injustiças deste mundo. Bom, eu explico. Eu estou a ajudá-la& Como? Então, estou a falar mal dela para que o seu bumbum nunca pare de crescer! Então, sou ou não um amigalhaço do melhor que pode existir? Pois claro que sou&

RIC

425


Estúpidofúrdio! (2013-05-13 11:36) Segunda-feira& BUUUU& Ainda falta uma semana inteira&BUUU& Não me apetece trabalhar!!! Mas tem que ser, ser, ser ser,ser. Se dinheirinho quero ganhar, nhar, nhar, nhar! Pois eu não tenho um tostão! Mau, mau, mau, mau... É verdade, hoje é 2ª-feira e cá estamos nós outra vez para mais um dia de labuta. Não apetece mas tem que ser, não é verdade?! É sim senhor! Por isso e para o ajudar a passar melhor o dia, o Estapafúrdios do Quotidiano traz-lhe mais uma história inusitada. Hoje, pela primeira vez, trazemos-lhe um “Estúpidofúrdio” do Quotidiano! Sim, hoje não é um estapafúrdio, é um “estúpidofúrdio”! E porquê? Porque vou-lhe falar sobre uma das coisas mais estúpidas inventadas até agora. O Big Brother - Vip (neste caso)!

Antes de mais, deixe-me perguntar-lhe se por ventura sabe quem foi o ENERGÚMENO QUE INVENTOU AQUELA PORCARIA?! Sabe? Eu também não! Mas bem que gostava de saber... É certo que podia ir ali num instante ao Google e ficava logo a saber. Mas vou optar por não o fazer. Pois corria o sério risco de não me conter e ter que cravar um valente ensaio de porrada no tipo! O que seria aborrecido, porque ele é capaz de ser gajo, para ter algum dinheiro e depois processava-me... Como tal, vou-me cingir apenas a falar mal do programa dele& AHAHAH toma que é para aprenderes! Com isto tudo nem sequer lhe perguntei se gostava do programa. Mas eu presumo que não! Até porque os leitores do Estapafúrdio do Quotidiano possuem um elevado grau de inteligência, pelo que programas daquela categoria seriam capazes de lhe ferir um ou outro neurónio. Mas vá, adiante, que não tarda é hora de ir almoçar e ainda não escrevi nada de jeito. Li hoje num conceituado jornal (o Correio da Manhã) que Cátia Palhinha e Fanny, duas participantes da Casa dos Segredos - Desafio Final, são as novas concorrentes do Big Brother Vip e ao ler esta notícia fiquei algo inquieto. Então mas estas senhoras já não tinham entrado em dois programas destes? Eu acho que elas já estão com alguma dependência, só pode! Quem no seu perfeito juizo aceitaria enfiar-se numa casa vigiada 24h por dia durante não sei quanto tempo?! - Nem uma vez, quanto mais três - Pessoal da Endemol eu peço-vos, não voltem a colocar estas senhoras lá dentro. Isso é como fornecer droga a um drogado, álcool a um alcoólico ou netos a um pedófico (vai acabar por correr mal). Estas senhoras são umas agarradas& Elas são viciadas em câmaras de filmar!! Vocês têm é que as internar num centro de reabilitação qualquer, senão um dia, saem de lá e começam a ir assaltar supermercados e bancos, só para serem apanhadas pelas câmaras de segurança. 426


E ainda digo mais! (Agora está o leitor a pensar: “Pois claro que dizes& O texto ainda não estava grande o suficiente, não é?! Vai de escrever mais um bocadinho&”) E eu digo-lhe: Escrevo o que eu quiser& O texto é meu, não é seu! Não quer ler, não lê! PUMBAAA! Calma, calma, calma. Não se vá já embora, eu estava só a brincar, ok, amigo leitor?! Eu valorizo muito o seu esforço para ler os nossos textos até ao fim, por muito grandes que sejam! Agora muito rápido e só para terminar. Esse mesmo jornal indica que as duas concorrentes, não vão poder interagir com os concorrentes que já lá estão em casa. E então eu pergunto? Se não interagem com os outros, vão lá fazer o quê? Falar uma com a outra? Para isso combinavam um café num lado qualquer e pronto, assunto resolvido! Sinceramente não percebo. As vezes, quase que me sinto tentado a estupidificar um pouco o meu cérebro, só para tentar perceber a fixação que as pessoas têm neste programa. Mas depois ponho os dedos numa tomada qualquer lá de casa e passa-me. E Ainda bem!! Obrigado e até breve. GIL

427


Terror na prisão?! (2013-05-14 12:45) Boa tarde! Hoje não me vou alongar com introduções, para que os leitores não venham dizer que os textos são enormes porque o RIC só quer é dar conversa ao pessoal. Por isso, opto por saltar a introdução e entrar directamente no estapafúrdio. (Então, mas... Isto que acabei de escrever não foi uma pequena introdução?! Ah... Raios ma parta...) Nos U.S.A, mais propriamente numa prisão, existe um preso de seu nome Tavon White, de 36 anos, que engravidou nada mais, nada menos, 4 mulheres. Neste momento está o leitor a pensar: «E então? O homem antes de ser preso, engravidou 4 namoradas... Uau! E o que tem isso de tão importante, para ser englobado no universo do Estapafúrdios do Quotidiano?!» Eu respondo: «Se o leitor for mais paciente, lendo o resto do texto antes de começar com afirmações um pouco irrelevantes, fazia melhor figura. Sabia?» É que este preso, engravidou 4 mulheres, sim, mas elas são guardas da prisão! Exactamente! Aquela prisão deverá ser uma paródia do pior! Parece que já existe uma lista de espera de presos que, ao saber desta notícia, pediram transferência. Ou então, não. E eu estou a inventar tudo isto... Bom, um desses presos que estava em lista de espera, é um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano. Ele entrou na prisão, com o intuito de descobrir toda a veracidade desta notícia, conseguindo falar com este autêntico «Garanhão da Prisão»! Vamos lá saber o que ele descobriu... Investigador: Olá, bom dia. Tudo fino? Tavon White: Achas que sim? Investigador: Pois, realmente... Estar preso é sinal de desconforto e é impossível que se esteja bem... Tavon White: Hum? Nada disso, pá! Estar preso é a melhor coisa do mundo! Investigador: Mas que raio... Como assim? Tavon White: Aqui para nós, que ninguém nos ouve... Isto aqui é um autêntico harém, pá! Nunca fiz tanto sexo na minha vida, como o que tenho feito aqui, nesta prisão, desde que aqui cheguei... Investigador: Eh lá... Mas como assim? Tavon White: As guardas, pá... Elas aqui são doidas varridas, isso é um facto, mas sabem tratar muito bem das necessidades humanas de um homem, estás a ver...? Investigador: Ai é? Olha que maravilha... Tavon White: Também não é assim lá grande maravilha... Isto é coisa para doer um pouco... Investigador: Pois... Eh! Eh! A elas, não é? Eh! Eh! Seu malandreco.... Tavon White: Não, pá... A nós... Elas... Elas... Como é que hei-de dizer isto... Investigador: Eh, pá... Desembucha! Tavon White: Elas violam-nos! É o preço a pagar para ter sexo com elas... Elas violarem-nos com os seus vibradores pessoais... Investigador: Irra!! Isso deve doer... Tavon White: Os outros presos dizem que sim... Eu cá não sei, porque elas nunca me violaram... Investigador: Ah!... Seu sortudo! Tavon White: Pelo contrário... Eu vou ficar preso a elas para sempre... Engravidei 4... Estou tramado... 428


Investigador: Ah... Porra! Mas, porque é que elas nunca o violaram? Tavon White: Foi devido ao meu «Sexyness»... Investigador: «Sexyness»...? Tavon White: Sim, pá. O meu... coiso... É enorme! Elas adoram... Por falar nisso, acho que deixei cair aí um sabonete debaixo dessa cama... Apanha-o aí, ó faz favor.... Investigador: DASS! Ó guarda! Ó GUARDAAAAA! Tire-me daqui! Quero ir para outra cela! Guarda: Calma, calma& Eu ajudo-te& Vinde até aos balneários, vinde& Tenho algo cor-derosa e que vibra, que irás adorar& Investigador: Oh, nãoooooooooo!!

Tavon White Coitadinho do nosso investigador& Será que ele optou por ir com a senhora guarda, ou ficar com Tavon White&? Hum& RIC

429


Previsões Futebolísticas nos seios. (2013-05-15 12:30) Ora bom dia amigo leitor. Como está hoje, nesta manhã ventosa? Tem conseguido manter os pés bem assentes no chão?! Ainda não deu por si a voar feito Mary Poppins agarrada a um chapéu de chuva? Ainda bem! Eu confesso que hoje, por uma ou duas vezes, já levantei voo. Mas atenção, não foi o meu corpo que se elevou nas alturas, foi sim, a minha mente e a minha esperança! Não está a perceber nada do que estou a dizer pois não?! Então eu explico-lhe: não sei se sabe, hoje o Benfica tem a possibilidade de vencer a liga Europa. Algo que já não acontece há 51 anos! E se por um lado, os meus pés sabem que devem ficar bem assentes no chão perante o último resultado - contra o F.C.P. - por outro, a minha esperança de ainda sermos campeões este ano eleva-se bem alto! Mas hoje, para ajudar à minha esperança, recebi uma boa informação. Virginie Caprice a ex-atriz de filmes pornográficos que no último verão ficou conhecida por ter feito prognósticos dos resultados no Europeu (e ter acertado uns quantos), deu o Benfica como vencedor do duelo de hoje. Inclusivé, publicou na sua página do Twitter, uma foto com o resultado do jogo!

Então que achou deste resultado, hein? Ai não reparou bem nos números?! Então vá, dê lá mais uma espreitadela... Gostou do resultado? Eu também! Segundo o que o Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu apurar, este tipo de previsões está bastante na moda. Já houve previsões chocos, polvos, vacas, etc... Sendo que, os únicos requisitos para se fazer este género de previsões são: - Não possuir grande inteligência; - Desconhecer por completo o mundo futebolístico; - Cair na graça dos jornalistas; - Serem comestíveis, caso comecem a enganar-se muito nos resultados. É certo Virgine Caprice já acertou em alguns resultados de jogos mas na maioria dos casos, apesar de acertar no clube vencedor, os números que ela tão bem pinta nos seios não correspondem à realidade. Por isso, o Estapafúrdios do Quotidiano quer desejar à Caprice, muita sorte nesta previsão do jogo entre Benfica e Chelsea e dizer-lhe para não desistir, caso não acerte no resultado pois todos nós gostamos imenso do seu trabalho e das suas previsões. O Estapafúrdios do Quotidiano deseja também muita sorte ao Benfica e um bom dia para si. (Amigo leitor, se por ventura não é do Benfica, nem está a pensar apoiar estar equipa nacional, pedimos-lhe apenas que apoie esta pobre rapariga. Caprice informou-nos que tal como Paul, se por ventura falhar este resultado acabará por ser comida! Quer dizer& Muito provavelmente ela será comida de qualquer das formas, mas acredito que se acertar, será comida com muito mais alegria.) 430


Aqui ficam mais algumas previs천es, feitas por esta pobre rapariga, para o ajudar a ter pena dela...

GIL

431


Está um dia lindo... Ides passear, ides... (2013-05-16 13:55) Boa tarde! Estou a escrever este estapafúrdio na tarde de dia 15 de Maio de 2013. Ou seja, esperemos que o Benfica tenha saído vitorioso ante o Chelsea, na final da Liga Europa. Se isso não tiver acontecido, neste momento devo estar à procura de um dispositivo igual aos que os agentes do filme «Men in Black» usam, que me faça esquecer estas duas últimas semanas. Sabem o que está na moda? O que está na moda, é fechar escolas por estar bom tempo. Não fique com esse ar de espantado, porque isto aconteceu! Nos USA, mais propriamente numa escola cristã de Bellingham, no estado de Washington, o director desta escola, achou que era uma fantástica ideia fechar a escola por estar um verdadeiro dia de verão. Um dia soalheiro, que convidava a piqueniques e mergulhos na praia e não, a ficar fechado numa sala de aulas a ouvir um professor a ensinar cenas... Então, mandou os petizes todos para casa e disse: «Pessoal, aproveitem o sol e enviem-me fotografias vossas a brincar ao sol...» Será que sou só eu, ou esta frase é muito estranha? Espero que as crianças não tenham enviado as fotos... Bom, falámos com Bob Sanson (O estranho director desta escola), que nos explicou as suas verdadeiras razões, para ter encerrado a escola e mandado os petizes para casa, aproveitar o dia soalheiro. E preparem-se, meus amigos leitores, que as razões do homem são bastante viáveis. Ou não... Quem, sabe... O melhor é ler a conversa entre o nosso investigador Tonecas, e o Bob Sanson, o sinistro director desta escola cristã. Tonecas: Ora muito boa tarde! Bob Sanson: Como? Tonecas: Como disse? Bob Sanson: Eu perguntei primeiro... Tonecas: Mas perguntou o quê? Bob Sanson: Perguntei: Como? Tonecas: Ai o caneco... Mas, como o quê? Bob Sanson: Como disse? Tonecas: DASS! Vamos lá a ver se nos entendemos, que eu já não estou a perceber nada desta conversa. Eu disse apenas boa tarde, numa clara tentativa de iniciar um diálogo consigo... Mas você conseguiu atrofiar-me de tal forma, que já nem me lembro o que vinha aqui falar consigo... Bob Sanson: Provavelmente, vinha falar comigo sobre eu ter fechado a escola, por estar um tempo maravilhoso para passear, não? Tonecas: Ah, sim! Isso, mesmo... Então o que se passou? Bob Sanson: Você sabe o que se passou. Não sei porque se deslocou até aqui, para fazer uma pergunta dessas. Tonecas: Mas... Você acha normal, fechar uma escola, apenas porque estava um dia soalheiro e, obviamente perfeito, para passear e fazer piqueniques? Bob Sanson: Acho... Tonecas: Vá... Diga lá a verdade... Bob Sanson: Raios ma parta! Você é chato como o catano, hein? Ok, eu digo a verdade, se prometer que me deixa da mão... Tonecas: Palavra de escuteiro! Bob Sanson: Ah... Você é escuteiro? Tonecas: Não... Nem por isso. Mas juro que o largo da mão, se você me contar a verdade... Bob Sanson: Bom, eu fechei a escola, porque tinha a temporada 3 de Game of Thrones para ver... Como não tinha tempo para ver em casa, tive de arranjar esta desculpa para poder ver a 3ª temporada de GOT. Tonecas: Ah! O meu amigo gosta de ver Game of Thrones... Também gosto. Aquela luta pelo trono de ferro é, simplesmente, viciante! Bob Sanson: Trono de Ferro? Eu sei lá o que é isso! E vejo a série, sim, mas é por causa da nudez... Elas andam sempre despidas... Eh! Eh! Eh! Muita bom! Ah! Ah! Ah! As malucas... Boas! Muita boas! 432


Tonecas: Ah... Bob Sanson: Agora xô! Falta-me ver o 7º episódio. Diz que vai haver muita nudez neste episódio... Ide! Vá! Desapareça, pá! Vá aproveitar o dia de sol que se faz sentir! Ah! E depois envie-me fotos suas a gozar o sol, e tal... Tonecas: Ai a minha vida...

RIC

433


180 mil nas cuecas... (2013-05-17 12:52) ESTÁ NA HORA DE& ESTAPAFÚRDIOS DO QUOTIDIANO!!!!! 6ª feira, como todos nós sabemos, é um dia de alegria. É véspera de fim-de-semana, é o casual day em algumas empresas e acima de tudo é dia de sorteio de ¬uro Milhões! (Sim eu sei que à 3ª feira também há sorteio, mas eu jogo é à 6ª por isso, para mim, só a 6ª é que conta.) Já fui por o boletim e prometo-lhe desde já, que se me sair o 1º prémio partilharei a minha riqueza com todos aqueles que comentarem o meu texto de hoje. – Ham& Viram como estou um mãos largas?! – Sou gajo para dar ¬100 a cada um!! Mas atenção, é só se sair o primeiro prémio. OK?! Calma, calma, não vá já a correr comentar o estapafúrdio sem o ter lido. Assim é batota! Primeiro lê, depois comenta, ok? Agora que já consegui cativar a sua atenção – ou neste caso, subornar a sua atenção – vou falar-lhe do estapafúrdio que lhe trago hoje. Foram apanhados dois homens no Aeroporto Internacional de Brasília com 180 mil euros escondidos junto às partes íntimas. Os pobres senhores foram presos e levados para interrogatório. O Estapafúrdios do Quotidiano, ao saber desta história, enviou logo para Brasília o seu melhor investigador de assuntos relacionados com dinheiro: Fernando Mendes!

Fernando Mendes: Olááá, olááá! Então diga-me lá, qual é o seu nome e veio de onde?! Dadinho: Oi?! Meu nome é Dadinho e venhu dji Coritiba. Dadão: E meu nome é Dádão e venhu du Iguaçu. Fernando Mendes: ESPÉCTÁÁÁÁCULOOOOO!!! Então digam-me lá o que se passou?! Dadinho: Nóis fomos mandados para ir para o Rio. Nos deram essa bufunfa toda e djisseram para guardarmos beim. E nóis guardou! Fernando Mendes: AHH, então puseram a bufunfa ao pé do bufunfo, não é? AHAHA. Fizeram vocês muito bem!! Dadão: Oi? Não percebi a piada, não? Devi ser humô Portugueis& Fernando Mendes: Então? Puseram a bufunfa, ao pé do real bufunfo. O rabiosque! Ou como vocês dizem cá no Brasil, o traseiro! 434


Dadão: AHHH, então afinal pércébi, só não teve foi piada, não! Fernando Mendes: Aiii o raio do brasileiro& Mas vá, digam lá. Esse dinheiro era para quê. Tráfico de droga? Dadinho: Não cara, a grana era pa nois entregá à um portuga. Eduardo Lemos, cê conhece ele? Fernando Mendes: Ai era para um português? ESPÉCTÁÁÁÁCULOOOOO!!! Então não conheço? Ele tem um restaurante ali para os lados de “Deixa o Resto”, ahh granda Lemos. Um abraço aqui do gordo para ti! Dadinho: Cê tá falando sozinho? Só tamos nóis dois aqui cara! Fernando Mendes: Ah, pois& Desculpe lá. São hábitos do trabalho. Então e esse dinheiro era para quê sabem? Dadão: Esse papeu todo era pá ele abri um restaurante portugueis lá no Rio. Mais ele como estava com medo de pô no banco e ele sumir, pediu para nóis levá e disse que depois nos dava emprego. Fernando Mendes: Ahh muito bem. Então olhem, fazemos o seguinte, proponho-vos um negócio: se eu vos disser quanto dinheiro é que vocês aí têm nas partes íntimas, sem vos tocar, eu fico com o dinheiro e ainda vos arranjo um emprego lá no meu programa em Portugal. Que me dizem? Dadinho & Dadão: Nóis diz qui sim, mas como sê vai saber quanto agente tem? Só dji olho? Fernando Mendes: ESPÉCTÁÁÁÁCULOOOOO!! Eu tenho muita experiência& Querem ver?! Ó Lenkazinha& vai lá ali contar as notas que os brasucas têm no meio das pernas. Mas é só as notas, não te entusiasmes... AHAHAH! ESPÉCTÁÁÁÁCULOOOOO!! E pronto, o nosso amigo Mendes conseguiu saber o valor exacto, que eles tinham junto às suas partes íntimas& Ai quer saber qual o valor exacto? Eu digo-lhe. ¬180,230 e “dois paus”. Esperemos que tenha gostado deste ESPÉCTÁÁÁÁCULOOOOO de Estapafúrdo. GIL

435


Nossa Senhora de Fátima apoia Fábio Coentrão! (2013-05-18 15:02) Pois é, cá estamos nós mais uma vez para lhe trazer o Estapafúrdio by request! A notícia vencedora desta semana foi: Fábio Coentrão senta-se no banco de suplentes, sem ser convocado para o jogo! Certamente o leitor já deve ter visto o vídeo desta notícia que se tornou viral na Internet. Contudo, aposto que não sabe o verdadeiro motivo que levou Fábio Coentrão a proceder desta forma digamos que... Insólita! Não sabe, pois não? Deixe lá, para isso é que o Estapafúrdios do Quotidiano está aqui! Para desvendar todos os mistérios estapafúrdios da nossa sociedade& Enviámos um investigador até Madrid, para falar com Fabica – como é conhecido pelos colegas do Real Madrid – e ele contou-lhe que fez o que fez, porque na noite anterior tinha sido visitado por Nossa Senhora de Fátima!

(Ficou confuso?! Não se preocupe que nós explicamos&) Fatinha – para os amigos – estava a caminho de Portugal onde três dias depois se celebraria o aniversário da sua aparição aos pastorinhos. Como de costume, parou em Barcelona para ir visitar o seu afilhado, Messi. Mas ele, infelizmente, já tinha abalado para Madrid para o jogo de domingo. Fatinha, preocupada por já ser tarde e não ter onde dormir, pensou em quem poderia ir visitar que fosse generoso o suficiente para lhe dar abrigo. Mas quem? Quem? Ela detestava dormir em casa de espanhóis& Não são nada simpáticos, falam muito alto e servem-lhe sempre pão com azeite ao pequeno-almoço e isso causava-lhe uma azia desgraçada. 436


Como Fatinha é uma fiel seguidora da liga espanhola, lembrou-se que o Real Madrid ía jogar em Barcelona no dia seguinte, pelo que assim sendo, tinha muitos portugueses a quem pedir guarida. (Mais do que se fosse lá o Benfica jogar) O primeiro que lhe veio à cabeça foi José Mourinho. Mas logo se lembrou da mania dele de dizer que é Deus e que ela o devia seguir e respeitar e aquelas coisas todas& Por isso desistiu! De seguida, pensou em Cristiano Ronaldo mas também desistiu logo de seguida. Era 6ª feira à noite e muito provavelmente, ele deveria estar com alguma rapariga no seu quarto. Já para não falar de que o seu afilhado, podia zangar-se com ela se dormisse no quarto do seu arquirival. Depois lembrou-se de pedir abrigo a Pepe. Mas bem vistas as coisas o Pepe não é bem português e tendo em conta a quantidade de pancada que ele costuma distribuir nos jogos, o melhor seria não o incomodar, não fosse ele não gostar da visita! Quem mais poderia ser? Quem? Quem?? Finalmente lembrou-se de Fábio Coentrão, um verdeiro português, humilde e simpático o suficiente para a abrigar nesta noite fria. Fatinha foi ter com Fabica e ficaram os dois na conversa noite dentro. De manhã, antes de partir, Fatinha disse-lhe: - Fábio, por me teres deixado dormir aqui, vou-te dar um conselho valioso: hoje à noite terás que integrar a tua equipa, pois caso contrário o Real Madrid não conseguirá ganhar o jogo e o Barcelona será campeão!! E, dito isto, pôs-se a caminho (até porque se ía a pé para Fátima ainda lhe faltava um bom bocado&). Fabica sabia que não estava convocado, mas perante as palavras de Nossa Senhora de Fátima, ele tinha que tentar. Equipou-se e foi para o banco de suplentes com esperança de ninguém notar a sua presença. Mas foi descoberto! Ainda tentou contar o sucedido aos seus colegas mas como ninguém acreditou nele. Acabou por se ir embora e o Real Madrid terminou o jogo empatado, dando assim a vitória da liga ao Barcelona, mesmo antes de eles jogarem! Coentrão, fica sabendo que o Estapafúrdios do Quotidiano não acha que tu és maluco& Nós acreditamos nesta história que nos contaste. Ohh se acreditamos& Então não?! Para os mais distraídos aqui fica o vídeo do sucedido: IFRAME: http://www.youtube.com/embed/oYmd4q7X5Rg Obrigado e bom fim-de-semana! GIL

437


Bernard Madoff, «O Escorregadio»! (2013-05-20 12:32) «Oh, não& Não posso acreditar! Não pode ser! Como é que o fim-se-semana passou assim tão rápido e nem dei por isso?! Mas como! Quero a minha mãezinha&», será o pensamento de muitos leitores neste dia, não é verdade? Eu compreendo& Eu próprio, de manhã, ao levantar-me para ir trabalhar, chorei compulsivamente agarrado à minha almofada. Mas deixem lá, fantásticos leitores do Estapafúrdios do Quotidiano, que existirá sempre um belo de um estapafúrdio para animar os vossos dias& Ora, hoje trago-vos a história de Bernard Madoff, mais conhecido por «Bernie» entre os amigos. Bernard Madoff, foi o presidente de uma sociedade de investimento que tem o seu nome, e que fundou em 1960. Esta sociedade, foi uma das mais importantes de Wall Street. Mas, diz que o malandro do Bernie, andou a «pedir emprestado», vários biliões de euros a várias empresas, e acabou detido pelo FBI em Dezembro de 2008, acusado de fraude. A verdade, é que ele foi condenado a 150 anos de prisão, por ter sido responsável por uma das maiores fraudes de que há memória. Agora, Bernie, passa os seus dias na prisão, onde ganha 40 dólares por dia, a limpar computadores. Esperem aí& 150 ANOS?! IRRA! Não seria mais fácil condenar este senhor à pena de morte? Bom, fizemos uma visita a Bernie, para saber como se sente uma pessoa condenada a 150 anos de prisão& RIC: Ora viva, senhor Bernie! Bernie: Desculpe?! O que é que me chamou? RIC: Eu& então& Então, foi Bernie& Bernie: E quem lhe deu o direito de me chamar isso?! RIC: Então, mas não é como os seus amigos costumam chamar-lhe? Bernie: E, por acaso, só por acaso, você é meu amigo? RIC: Eu& não& Bernie: POIS! Então, faça o favor de me chamar de «O Escorregadio»& RIC: «O Escorregadio»? Mas que raio de nome& Bernie: Sim, «O Escorregadio»! É assim que sou conhecido por estas bandas&Foi a alcunha que os meus companheiros de duche, me colocaram& Teve a ver com uma situação isolada, com um sabonete e& Bom, não interessa& O que é que você quer de mim? RIC: Então, ó «O Escorregadio», eu gostava de saber como está o seu estado de espírito? Não deve ser nada fácil, saber que vai passar aqui o resto dos seus dias& Bernie: Quem lhe disse que irei passar aqui o resto dos meus dias?! 438


RIC: Olhe, o juiz que o condenou a 150 anos de prisão&

Bernie: Ah! Ah! Mas eu tenho um plano&

RIC: Ah! Vai fugir?! Conte, conte&

Bernie: Fugir? Nada disso, homem& Ah! Ah! Fugir& essa está boa&

RIC: Então?! Eu soube que o meu amigo está a ganhar 40 dólares por dia, a limpar computadores& Bernie: Exacto! Faz tudo parte do meu plano& Já lhe disse, que você não é amigo...

RIC: Plano de fuga?!

Bernie: Não, pá! Porra!, que persistência com a ideia da fuga, hein?! Eu tenho reunido os 40 dólares, para conseguir viver os 150 anos! RIC: Hum?! Agora é que eu fiquei perdido& Bernie: Chiça! Tenho de explicar tudo, não é?! Já vi que você é lerdo o suficiente para nunca chegar lá& Olhe, digo-lhe já: trabalhar na bolsa, não era para si& Eu explico, eu arranjei este emprego na prisão, a limpar computadores, para conseguir trocar emails com o Conde Drácula, que está na Transilvânia, para ele me fazer uma visita e transformar-me em vampiro! Assim, consigo viver os 150 anos e, depois, conto escrever um livro&

RIC: Um livro a contar toda a história sobre a fraude que o colocou aqui, nesta prisão?

Bernie: Não& Escrever um livro a contar o episódio que levou os meus colegas de duche a intitularem-me de: «O Escorregadio»&

RIC: Ah& a chamada: «História dos Infernos...» Então, e ele ainda não veio fazer-lhe uma visita, porquê?

Bernie: Olhe& Além de ser caro, diz que tem o carro na oficina e, que, enquanto eu não lhe pagar, ele não pode retirar o carro da oficina& RIC: Ah!& (Porra, mas que idiota&) Adeusinho, ó Bernie! Vou indo! Bernie: É «O Escorregadio», porra! 439


(O Escorregadio...) RIC

440


Papa Francisco - O Exorcista! (2013-05-21 13:16) Está pronto para mais um estapafúrdio? Não?! Então azar o seu pois eu vou publicar na mesma& Não quer ler, não leia! AHAHA Estou a brincar, faça o favor de ler que nós agradecemos. Até porque o estapafúrdio que lhe trazemos hoje é interessante, tem cultura geral e acima de tudo... É pequeno!! Este estapafúrdio foi-nos trazido por Raphaelo Quéfiori, um estagiário do Estapafúrdios do Quotidiano, que está a tirar o curso no Vaticano. Raphaelo estava a assistir a missa na Praça de São Pedro, no passado dia 20, quando assistiu em primeira mão a um exorcismo! Ya& Um exorcismo deve mesmo ter sido! – Pensarão os leitores mais descrentes. – Mas fiquem sabendo que é a mais pura das verdades, não tivesse esse exorcismo sido realizado por nada mais, nada menos, que, por Papa Francisco!

Raphaelo tinha o seu novo I-Coiso (a verdadeira marca do telefone não foi publicitada, porque eles ainda não nos pagaram da ultima vez que fizemos publicidade à marca) com ele e gravou todo o exorcismo. Ora aqui fica a transcrição da gravação: (Este texto não é aconselhado a menores de 18 anos, pessoas susceptíveis, cristãos, ateus, muçulmanos, Jeovás nem a pessoas com diabetes.) Papa “Chico”: In nome de patri et filii et spiritu sancti! Papa “Chico”: In nome de patri et filii et spiritu sancti! Papa “Chico”: In nome de patri et filii et spiritu sancti! Jovem possuído: ANDA CÁ!! ANDA CÁ!! Benze-me lá a mim que vais ver& HUAHAHAH 441


Papa “Chico”: Vem aqui meu filho, o que te apoquenta. Chega aqui a cabecinha que o Papa “Chico” ajuda-te.(É só impressão minha ou isto soou um pouco mal?) In nome de patri et & AHHHH!! O que é isto?? Este jovem tem um demónio dentro dele& Jovem possuído: Um demónio "dentro dele" tens tu, SEU MALCRIADÃO!! Seu tonto... Seu parvo... Seu... Seu... Papa fofinho! Papa “Chico”: Ham?? Anda cá que eu exorcizo-te já! "Regna terrae, cantate deo, psállite dómino, tribuite virtutem deo Exorcizamus te, omnis immundus spiritus, omnis satanica potestas, omnis incursio infernalis adversarii, &" Jovem possuído: Circuncisas-me? Então mas isso não é coisa de Judeus? Papa "Chico": IRRA... Para além de Gay é surdo o raio do demónio... EXORCIZO-TE!!! SAI DEMÓNIO!! SAIIII!! Jovem possuído: Ai, ai que me vou embora& Ai não, não vou!! AII que vou... Não, não vou! Daqui não saio& Daqui ninguém me tira!! Nem que me empurres por trás! Não saio! Não saio! Não saio! Papa “Chico”: Hum?! Eu não digo que este demónio é gay... Jovem possuído: Claro que sou, seu doido& Se não fosse gay ia possuir mulheres e não homens, não é?! Seu tolo& Papa “Chico”: Hum& Já sei qual será a melhor reza para tirar este demónio gay do corpo deste rapaz!! "In nome de patri te ofereçu uma entrada grati en bar kikas de Santarém Portucali. Con direiti a trinta minuti privati!!!" Jovem possuído: AIII NÃO!! Isso é que não!!! AII QUE ME VOU!!! AIII& AIIII& Pronto! Fui. E pronto, amigo leitor, foi esta a gravação que o nosso estagiário nos enviou. Se corresponde à realidade, ou não, isso não sabemos. O que sabemos, é que ele ontem foi à kikas testemunhar se por lá se faziam milagres, ou não e ainda não voltou& GIL

442


Bunga-bunga& (2013-05-22 13:06)

Ora bom dia, suas caras lindas! Quer dizer& Vamos lá a ver, eu sei que não vos conheço a todos, pessoalmente, mas quer me parecer que são todos lindos. Homens incluídos& Todos lindos! E sabem porquê? Porque são os leitores mais fofinhos do mundo e arredores. E porque é que vocês são os leitores mais fofinhos do mundo e arredores? Porque vós, seres magníficos, são leitores do melhor blog do mundo! E que blog vem a ser esse? Pois está claro – O Estapafúrdios do Quotidiano. Então? Tenho ou não tenho razão? Pois claro que sim& E mesmo que não tivesse, teriam de se contentar com a minha opinião. Sou eu que estou a escrever isto e não vocês, suas caras lindas. Por isso, olhem& aguentem-se!

Estava eu a fazer uma pequena pesquisa pelo vasto universo de notícias insólitas, quando me deparo com uma bastante engraçada. Eu disse «engraçada»? Queria, antes, dizer «bizarra». Isso, mesmo. Deparei me com uma notícia bizarra. Parece que, nas tão badaladas e famosas festas de Berlusconi – mais conhecidas por Bunga-bunga –, existiam várias meninas que se mascaravam de personagens para participar nas festanças& Desde freiras a polícias e outras que mais. Mas, existia um tipo de personagem que atraia a preferência de Berlusconi. Preparem-se& Ora, diz que o Berlusconi apreciava muito que as meninas se mascarassem de (Tan Tan Tan Tannnn): Barak Obama!!!!

E esta, hein? O Berlusconi gosta de mulheres mascaradas de& homem?! Sim, senhor& Tenho de confessar que sempre estranhei o ar de Berlusconi. Aquele aspecto inchado, com sobrancelhas aparadas e com cara de quem não descarta uma boa máscara facial antes de se deitar à noite, tinha de esconder algo sinistro. Para não falar da brilhantina no cabelo, à moda do «lambimento de vaca». E que esconde? Para mim – e atenção que se trata apenas da minha opinião pessoal – o Berlusconi esconde muitíssimo bem, a sua orientação sexual. Sim, o «garanhão», afinal, gosta é de mangueira& Por falar em «mangueira», tenho a certeza que, nas famosas festas Bunga-bunga, não terá faltado meninas mascaradas de bombeiros, com o seu machado& segurando um extintor& e a mangueira& e depois pegavam na mangueira e enfiavam no... Enfim, javardisse do pior&

Bom, de certa forma, até compreendo esta «pancada» por Obama, por parte de Berlusconi& Afinal de contas, o Obama é um homem poderoso. É o HOMEM mais poderoso do mundo, e deve criar uma particular excitação no criador das festas Bunga-bunga& Desculpem, acabei de vomitar o teclado. Tenho de parar de criar estas imagens do inferno no meu cérebro, porque só de me dá despesa& Agora tenho de ir comprar um teclado novo& Raios parta o Bunga-bunga MEN! Será que& o Berlusconi gosta que as meninas se mascarem de Obama, só por o homem ser de raça negra? Como diz o mito, os homens de raça negra possuem um órgão sexual mais avantajado& Será por isso, que o Berlusconi gosta que& Ai! Porra! Acabei de vomitar de novo e, desta vez, a vítima foi o monitor e ainda salpicou um pouco para o telemóvel& É melhor ficar por aqui& Adeus e até uma próxima& (Irra& E agora? Quem é que vai limpar esta porcaria toda&) 443


(Bunga-bunga MEN!) RIC

444


Gafanha na Galhofa! (2013-05-23 12:04) O Estapafúrdios do Quotidiano teve acesso a um dos vídeos publicados no Youtube, feito pelos idosos do Centro Comunitário de Gafanha do Carmo. Um vídeo bastante engraçado, onde todos os velhotes aparecem a dançar o tão famoso – e enjoativo – Harlem Shake’. Como não podia deixar de ser e por acharmos que esta situação se enquadrava, no interesse dos leitores do Estapafúrdios do Quotidiano, enviámos um investigador a este Centro Comunitário para falar com alguns destes velhotes.

Investigador: Booom diaaaaa pessoal animado!!! Como é que vão essas ossadas?! Ti Toino: Ossadas tens tu!! Aqui é tudo musculo. Apalpa lá aqui! É só chichinha’ da boa!! Investigador: Ok, ok& Eu acredito em si, não preciso de apalpar nada! (Quer dizer... Por acaso até apalpava ali aquela senhora jeitosa& Ui, ui, deixa-me lá tentar falar com ela&) Olá jeitosa tudo bem? D. Gertrudes: Oláá& há que tempos que não me chamavam de jeitosa& Olha que tu também não estás nada mal. Tens o quê? Sessentas e tais? Investigador: 69!! A idade do amor! E a jeitosa vai com quantos& Eu olhando assim de repente, para essas peles todas esticadinhas, arriscava nos 69 também! Acertei? D. Gertrudes: Não querido, ainda não tenho 69& Mas faço!! Investigador: Uiii, estou a ver que isto aqui neste centro é mesmo uma rambóia. E por falar em rambóia, vamos mas é ao que me trouxe hoje aqui. D. Gertrudes: Ai não fui eu?! Investigador: Não querida, não foi. Mas prometo-lhe que se me responder a umas perguntinhas, daqui a nada dou-lhe muito amor e muito carinho&Ora conte-me lá, como surgiu a ideia dos vídeos no Youtube e da vossa página do Facebook? D. Gertrudes: Aiii são sempre os mesmos, podem ter 19 ou 69! Vêm com falinhas mansas e depois nunca nos dão o que queremos& Eu falo-lhe num 69 e ele diz que me dá muito amor e muito carinho, deve ter a mania que é o Emanuel& Aii, estes homens& Mas olhe, sobre isso 445


fale ali com o Zé, que a ideia foi dele. OHHHH ZÉÉÉÉ CHEGAAAA AQUIII QUE ESTE GIRAÇO QUER FALAR CONTIGOOOOOOO! Zé: O quei?? O palhaço quer dançar comigo? Atã bora lá, quê gosto é de dançari!! Investigador: Olá Sr. Zé. Eu sou um investigador do Estapafúrdios do Quotidiano e gostava de lhe fazer umas perguntinhas& Como é que surgiu a ideia de irem para a Internet? Zé: Então mas você quer o quei? Nã queria dançari? E que raio de palhaço é vocei? Nem nariz vermelho tem& Investigador: Eix& O raio do velho é surdo! AMIGOO COMOO SURGIUU A IDEIA DE IR PARA A INTERNETT?? Zé: Ahh, é o marido da Arlete!! Pois olhe, os meus sentimentos. Foi uma pena o que aconteceu à moça. Távamos todos a dançari aquilo do Harlem Shaki, ela começa para ali a abanar-se à maluca, ê olho pa trás e penso: “Ahh valentii, com 93 anos ainda te mexes que nem uma moçoila nova& Da-lhe Arlete!!” , depois quando acaba a música tava morta tadita. Descobrimos depois que foi um ataque de epilepsia& Investigador: ISSO É MUITO CHATO!! MAS NÃO SOU O MARIDO DA SENHORA!! CONTE-ME SOBRE A PÁGINA DO VADIO’ O CÃO QUE ADOPTARAM AQUI NO LAR!! Zé: Ai tá com frio?! Pois é normali. Isto aqui tá sempre um grande gelo. Nós cá não temos nada dessas coisas que aquecem, por isso se queremos aqueceri, temos é que dançari ou inventar coisas para fazeri. Veja lá que até uma página do Facebooki nós criámos pó nosso cão& E quando está mesmo frio... Olhi aquecemo-nos ali com a Gertrudes. Investigador: Ahh, então confirma-se& Afinal há aqui muita rambóia neste lar& Zé: HAM?? Tá uma jibóia a assar?? Epá, detesto quando inventam comidas afrodiacas& afrósiacas&olhe comidas esquisitas!! A mim faz-me sempre mali, no outro dia gastei umas 3 fraldas de seguida& Investigador: Epá desisto!! Se o GIL e o RIC quiserem, que venham cá eles entrevistar esta cambada de malucos& E pronto, foi este o nosso estapafúrdio de hoje. Se por ventura quer ver estes Gandas Malucos’ a dançar, aqui fica o vídeo que vos falámos: IFRAME: http://www.youtube.com/embed/ _UtudF0u0KE GIL

446


Uma ida ao dentista& (2013-05-24 12:51) Olá! Esperem um pouco& só mais um pouco& Hum& Tão bom& Bom, já está. Estava só a interiorizar que finalmente chegou a Sexta-feira. Tão, mas tão bom& Amanhã posso acordar mais tarde& Provavelmente, irei acordar por volta das 7h da manhã, e debater-me contra o meu cérebro. Sim, ele tem a mania de despertar aos Sábados, por volta das 7h da manhã, para me tentar confundir e entrar numa batalha sobre se realmente é Sábado, ou antes um dia de semana. E, por vezes, ele quase que ganha a luta& Mas acordo sempre a tempo. É o que vale& Então vamos lá a saber: os meninos têm medo de ir ao dentista? Não? Mas olhem que deviam& Quem o diz, é um homem de 21 anos, natural de Indiana (Nos EUA), que ficou sem todos os seus dentinhos& O desgraçado foi – a mando da sua querida mãezinha – à clínica dentária Amazing Family Dental, em Indianapolis, para fazer a extracção de 3 dentes e acabou por ficar sem a dentadura inteira. Sim, o médico dentista, removeu-lhe todos os dentes, sem sequer pedir autorização. Foi um «ver se te avias»! Ficámos devastados e preocupados com tal situação. Então, decidimos ir falar com o médico dentista que fez este «maravilhoso» trabalho. Para nosso espanto, o dentista é português e chama-se João Saca Tudo de Almeida. Nome estranho& RIC: Boa tarde. João: Ora viva! RIC: Olhe, eu vinha cá para& João: Para arranjar essa cremalheira, não é verdade? RIC: Bem, não é nada disso& João: Ai, é só para arrancar? Boa! Sente-se aí, que eu trato já disso! RIC: Livre-se de tocar nos meus belos dentes! Seu ladrão de dentes! João: Raios ma parta& Como é que você sabe disso? RIC: Como não haveria de saber? Saiu em todos os jornais da região! E, para mais, eu sou um dos autores do Estapafúrdios do Quotidiano. Nós sabemos tudo! João: Ui, ui& RIC: Então, do que está à espera, para me contar a verdadeira história? João: Mas& qual história? RIC: A história do rapaz de 21 anos, que ficou sem todos os seus dentes. Você removeu os dentes ao rapaz, sem pedir a sua autorização. Não tem vergonha?! O que vai ser da vida daquele jovem? Sem dentes, aos 21 anos? Que mulher irá olhar para ele, agora? Ele irá ficar 447


sozinho para sempre! Daqui a uns meses, acaba por se suicidar, por chegar à triste conclusão que nunca irá ser uma pessoa normal! Nunca irá ter uma mulher, filhos e envelhecer com o sentido de dever cumprido! O que se passa com você, hein? Para andar a fazer uma coisa destas? Está louco, é? O rapaz transformou-se numa aberração! Você é um raio de um triste do pior! Devia era estar preso! João: Bem& você está mesmo revoltado& RIC: Vá! Porque é que você fez uma coisa daquelas? Hein? Demora muito? Seu psicopata dentista! Conte-me tudo! Já! Imediatamente! João: Snif! Snif! Não aguento mais isto! Não aguento& Preciso da sua ajuda& RIC: Precisa da minha ajuda para quê? João: Para matar a Fada dos dentes! RIC: Hã?! Você ainda é mais louco do que eu pensava! João: Nada disso! Eu preciso mesmo de a matar! Ela faz chantagem comigo! Ela diz que, se eu não lhe der o que ela quer, ela leva os dentes todos da minha "piquena" Carolina! RIC: Deixe-me adivinhar& Ela quer dentes?! João: Sim! Ela é uma criminosa! Ela faz contrabando de dentes! Ela recolhe todos os dentes que eu lhe dou, e vende-os para várias clinicas dentárias em África! É um raio de um negócio muito rentável, que está a transformá-la num bruxa insaciável por dentes! Por isso é que tive de arrancar todos os dentes do rapaz de 21 anos& Já estava a dever vários dentes a ela& Snif! Snif! RIC: ONDE É QUE ESTÁ ESSA BRUXA? EU VOU-ME A ELA E DESFAÇO-A EM BOCADINHOS! João: Calma& Ora tome lá este calmante para relaxar um pouco& Você está muito alterado& Hum& mas que bela dentição, o meu amigo apresenta& Ora, sente-se aqui& isso& Agora relaxe& ISTO NÃO VAI DOER NADA! AH! AH! AH! AH! RIC: Ah& MERDA!

448


(Aberração...) RIC

449


BlogBook v0.4, LATEX 2Îľ & GNU/Linux. http://www.blogbooker.com Edited: May 24, 2013