Issuu on Google+

Panorama do Antigo Testamento Curso da Escola BĂ­blica Dominical


• Hebraico ְׁ = “Samuel”. ֵ ‫שמּו‬ – Shemuel ‫אל‬ – Na Bíblia Hebraica os livros de 1 e 2 Samuel são um único livro.

• Grego (LXX) – Samuel = Corresponde ao personagem inicial do livro.

• Autor – Desconhecido. – Há indícios em 1Cr 29.29 de que fora escrito por Samuel, e seus sucessores: Natã e Gade.

• Data – Aprox. 1050 a.C a 970 a.C – Período compreende as Histórias de Samuel, Saul e Davi, aprox. 80 a 100 anos.


Período Acontece ACONTECIMENTOS NARRADOS 1 Samuel (Samuel e Saul)

≠ Período Escrito PERÍODO ESCRITO 1 e 2 Samuel

2 Samuel (Davi)

(Samuel até Davi)

1 e 2 Crônicas (Adão até Queda)

1 Crônicas (Davi)

SAMUEL – NATÃ – GADE *

ESDRAS – PÓS EXÍLIO


Escolha de um povo – Trindade Santa (Eternidade)

Divisão do Reino – Israel/Norte e Judá/Sul (1 e 2

Reis e 2 Crônicas)

Exílio de Israel (Reino do Norte) e Judá (Reino do Sul)

Chamado de um povo (Patriarcas – Gênesis)

Povo em Monarquia – Reino (Saul/ Davi/ Salomão -1 e 2 Samuel, 1 Crônicas e 1 Reis)

Formação de um povo (Moisés – Êxodo a Deuteronômio)

A divisão do povo em tribos (Josué e Juízes)


• Inimigo próximo: Filisteus – Iniciaram suas investidas contra Israel nos dias de Sansão. – Filisteus detinham o segredo da fundição do ferro. Veja contraste em 1Sm 13.19-22 – Essa luta entre Israel e os Filisteus durou várias gerações – Eli, Samuel e Saul. – Nos dias de Davi, por volta de 1.000 aC, o poderio filisteu foi aniquilado.


• Eli (1Sm 1 a 4) – Siló, onde o tabernáculo permaneceu nos dias de Josué (Js 18.1) e Juízes, aparentemente continuou sendo o centro religioso de Israel. • Era nessa cidade que Eli servia como sumo sacerdote e liderava o povo nos assuntos civis e religiosos.

– Eli, fracassou em ensinar seus filhos a Lei de Deus (Hofni e Finéias – 1Sm 2.12). • Seus filhos profanaram o santuário com atos imorais e vulgares.

– A fraqueza de Eli instigou o julgamento de Deus, sendo advertido em 02 ocasiões – 1Sm 2.30 (profeta anônimo) e 1Sm 3 (Samuel). – No dia do julgamento, toda a nação foi afetada: • Numa batalha com os filisteus, os filhos de Eli, tiraram a Arca da Aliança do Santo dos Santos e levaram para a batalha, como uma espécie de amuleto, na esperança de forçar Deus a lhes dar a vitória. • Israel foi derrotado; A arca foi roubada; Os filhos de Eli foram mortos; Eli ficou chocado com os fatos que desmaiou e morreu. • Provavelmente a cidade de Siló foi destruída. • Neste mesmo contexto a nora de Eli deu a luz um filho e lhe chamou Icabode (1Sm 4.21)


• Samuel (1Sm 5-12) – Filho de Elcana (linhagem levítica) e Ana. – Samuel, sig.: “Nome de Deus”, “Pedido de Deus”, “Nome piedoso”. – Samuel teve importância singular na história de Israel. Ele foi o último dos juízes (At 13.20) a exercer autoridade civil sobre o povo e o primeiro dos profetas (At 3.24). – Samuel foi considerado, nos tempos do AT, como maior figura desde Moisés (Jr 15.1) – Após os filisteus devolverem a Arca da Aliança à Israel, ela permaneceu na casa de Abinadabe até os dias de Davi. – Samuel ordenou a extinção dos rituais de adoração cananéia. – Após a confusão que Deus causou nos filisteus, dando a vitória à Israel, Samuel reconheceu a ajuda de Deus e erigiu uma pedra que chamou de Ebenézer “Até aqui nos ajudou o Senhor” (1Sm 7.12) – Essa foi a última vez que os filisteus atacaram enquanto Samuel estava no comando.


• Saul (1Sm 13-15) – Relutante, Samuel deu ouvidos ao povo e, finalmente, consentiu que fosse escolhido um rei para Israel. • Deus não negou que Israel pudesse ter um rei, mas, foi o fato deles desejarem um rei “como o tem todas as nações” (1Sm 8.5) – Saul foi escolhido por Deus para ser o primeiro Rei de Israel (tribo de Benjami), depois que o povo exigiu um líder como os das nações vizinhas. – A vitória sobre os amonitas em Jabes-Gileade conferiu projeção nacional ao novo rei. • Saul liderou a nação em várias campanhas militares bem-sucedidas. – Estabeleceu Gibeá como um palácio fortificado, que aparentemente permaneceu como capital enquanto ele foi rei. – A fraqueza moral de Saul em não seguir a Lei de Moisés foi a derrocada de seu reinado. • Impaciente, não esperou Samuel em Gigal e ofereceu o sacrifício que não era sua responsabilidade. 1Sm 10.8 e 13.8-14. • Desobediência e rejeição de Saul como rei de Israel por parte de Deus, quando manteve vivo o rei amalequita Agague. 1Sm 15.1-34


• Davi (1Sm 16-31) – Davi, filho mais novo de Jessé, neto de Obede, Bisneto de Rute e Boaz, da descendência de Judá. – Em sua juventude, Davi recebera um preparo completo. Naquela época, fpo criado como pastor de ovelhas, aprendeu a tocar instrumentos, desenvolveu força e engenhosidade (lutar com leões e ursos), ao mesmo tempo, aprendeu a depositar sua confiança em Deus. – Acalmou o espírito atribulado do rei Saul; Venceu Golias numa batalha e foi imediatamente reconhecido pelo povo. – Saul com inveja do reconhecimento de Davi perante o povo, criou estratégias para matar Davi, após o fracasso, passou a persegui-lo. Davi refugiou-se no deserto da Judéia, onde nesse período, Davi e seus homens tiveram duas oportunidades para matar o rei. Mas recusou-se a fazer, afirmando que não tocaria no ungido do Senhor. – Receioso Davi refugiou-se na terra dos filisteus (cidade de Ziclague), nos últimos um ano e meio do reinado de Saul. – Saul terminou seu reinado e vida em trevas, como previsto por Samuel, desperado com a empreitada dos filisteus, tentou voltar-se para Deus, sem sucesso, recorreu a ajuda de médiuns e por fim morreu em batalha (1Sm 31.1-13).


• 1 Crônicas – Davi • 2 Samuel – Davi • Apresenta o reinado de • Apresenta o contexto da genealogia das doze tribos e Davi com detalhes e enfoca Davi como o primeiro descreve com rei de Israel. O nome de exclusividade o pecado, o Saul praticamente não é crime e a rebelião mencionado. ocorridos na família real • É dada mais atenção à durante seu governo. organização política religiosa de Israel.

e


• Davi (2 Samuel e 1 Crônicas) – Davi foi o rei mais notável em toda a história de Israel. – Ele foi bem-sucedido quando tratou de unir as tribos de Israel e estendeu seu reino. – Por causa de suas conquistas militares e acordos políticos, Davi conseguiu para Israel o reconhecimento e o respeito dos povos vizinhos, situação que prevaleceu até a morte de Salomão. – N que diz respeito à religião, Davi organizou os sacerdotes e levitas para que tivessem uma participação efetiva nos rituais e atividades cerimoniais de toda a nação.


• Davi (2Sm 1-4 e 1Cr 1-10) – Israel acabara de perdeu seu rei (Saul) e três de seus filhos na batalha com os filisteus. – Abner (capitão do exercito), foi capaz de restaurar a ordem, conseguindo colocar Isbosete (Esbaal) como rei em Gileade. • Isbosete reinou durante 02 (dois) anos, enquanto, Davi reinava em Hebrom. – Israel estava em guerra, pois, a tribo de Judá era favorável a Davi e as outras tribos à Isbosete. – Depois de 07 anos e meio em Hebrom, Davi foi reconhecido pelo povo como Rei.


• Davi (2Sm 5-7 e 1Cr 11-17) – Quando Davi foi reconhecido e tomado como rei de Israel, os filisteus se alarmaram. • Davi os derrotaram em duas ocasiões e isto pode ter contribuído para a unificação de Israel. – A cidade de Davi – Jerusalém – fora ocupada desde que Israel entrou em Canaã pelos Jebuseus. Foi Davi e seu comandante Joabe que os expulsaram e tomaram Jerusalém como capital oficial e o centro religioso de Israel. – Davi construiu um magnífico palácio em Jerusalém, comprando material e contratando mão de obra dos fenícios (2Sm 5.11,12). – A arca retornou para Jerusalém. Foram designados sacerdotes e levitas e restabeleceu a adoração a Deus em escala nacional. – Davi desejou construir o templo, porém, isso ficaria a cabo de seu filho Salomão, entretanto, a promessa de Deus a Davi fora que seu trono seria estabelecido para sempre. (2Sm 7.12-13)


• Davi (2Sm 8-10, 21-22 e 1Cr 18) – Os filisteus detinham o monopólio do ferro nos dias de Samuel. No entanto, perto do final do reinado de Davi, esse metal já era usado livremente em Israel (1Cr 22.3). Experimentando grande desenvolvimento econômico. – O período que Davi esteve refugiado na terra dos filisteus, deram a ele experiências e habilidades no conhecimento sobre a formula e métodos na produção de armas. – Davi derrotou os filisteus, os edomitas, amonitas e os arameus, além de subjulgar os amalequitas e os moabitas. Assim, Davi conseguiu o controle das rotas comerciais. Além de um acordo feito com os fenícios.


1 Samuel

Salmos

2 Samuel

Salmos

19.11

59

8.1-14

60

21.10-11

56

11-12

51

21.12-22.1

34

15-17

03

22.1

57 e 142

15-17

63

22.9-19

52

22

18

23.14-15

63

23.19

54


• Davi (2Sm 11-20) – Davi pecou, se arrependeu e isso foi do agrado de Deus, entretanto, Davi não escapou do julgamento de Deus [Incesto, assassinato e rebelião afloraram em sua família]. – Davi era polígamo (2Sm 3.2-5 e 11.27). Em seu tempo, um harém numa corte real – prática frequente nas nações vizinhas – era símbolo de status. – Davi cometeu adultério com Bate-Seba e assassinou Urias marido de Bate-Seba. • Era o crime perfeito por se tratar de um Rei, sendo autoridade máxima, poderia ocultar de todos facilmente, pois não prestavas contas a ninguém, entretanto, em Israel Deus é o governante soberano , onisciente e onipresente. • É possível ver a crise espiritual de Davi quando confrontado pelo profeta Natã e seu arrependimento nos salmos 32 e 51. – A falta de disciplina e autocontrole de Davi foram um péssimo exemplo para seus filhos, que se envolveram em imoralidade e assassinato. • Amnon (incesto) – Tamar (meia-irmã) – Absalão (assassinato e traidor). – Davi, após fugir, liderou uma batalha contra seu filho Absalão. Venceu a batalha, Absalão foi morto e Davi lamentou a morte de seu filho, sendo repreendido por Joabe.


• Davi (2Sm 23-24 e 1Cr 21-30) – Davi fez grandes planos para a construção do templo. Conseguiu material com os fanícios, contratou mão-de-obra local e estrangeira, mas não lhe foi permitido construir o templo. – O Censo militar de Davi, foi motivado pelo seu orgulho e confiança no poderio militar de Israel, sendo punido por Deus e anunciado pelo profeta Gade a escolher dois castigos. – Em uma assembleia pública Davi encarregou os príncipes e os sacerdotes de reconhecerem Salomão como seu sucessor. – As última palavras de Davi (2Sm 23.1-7) revelam a grandeza do herói mais honrado de Israel.


Referências • Bíblia de Genebra – 2ª Edição; • Bíblia ESV Estudo – Inglês – Crossway. • O Novo Dicionário da Bíblia – J.D.Douglas – Ed. Vida Nova. • Curso Vida Nova de Teologia Básica – Panorama do Antigo Testamento – Samuel J. Schultz – Ed. Vida Nova. • Manual Bíblico Vida Nova – Ed. Vida Nova.


08 curso de capacitação para professores da ebd apostila