Issuu on Google+

o

Um conto chinês (Un Cuento Chino, 2011)

O

filme é muito interessante e foi o maior sucesso no ano passado na Argentina. Uma produção singela, mas muito expressiva. Um exemplo de comédia que envolve um assunto dramático e reflexivo, mas que faz você rir bastante.

...passa a mensagem de que tudo na vida tem um sentido de ser

R

icardo Darin confirma a cada filme a fama de ser um dos principais atores latinos americanos no momento. “Apesar de ser argentino”. Devido a rivalidade futebolística um corintiano inventou que a diferença entre argentino e terrorista é que “terrorista ainda tem simpatizante”. Nós do Cineclube Jece Valadão, que não sabemos dançar tango, confundimos chorizo com chouriço -do Mosquini- e nunca fomos a Buenos Aires, conhecemos uma história que valoriza imensamente a raça portenha. Querem saber ? Pois bem: A primeira mulher a usar bikini em Marataízes foi a argentina Martita. Isso foi em 1964. Posso atestar de corpo presente, pois na época tinha 14 anos de idade com taxa hormonal de dezessete. Mas, isto já é outra história. Entre Pelé e Maradona sempre fui mais Garrincha e Di Stefano. Além disso Darin dá de dez a zero em qualquer Cuoco. Aguardem para breve a história de Martita, que será contada por Cafifa e Beto Niní na porta do Alaska, digo do Mourad’s na próxima segunda feira sem chuva. Em caso de trovoadas, o programa será adiado. Cafifa ultimamente anda com medo de estrondos que vem por trás. Beto Justino - o Águia da Quintiliano - no entanto, foi íntimo de Martita, e a chamava de Filú........ Para não dizerem que é intriga, assino (por debaixo):

A atuação de Ricardo Darin, como Roberto, é simplesmente sensacional e bem explorada pelo diretor Sebastián Borensztein. A história é toda focada em Roberto, um pequeno comerciante de subúrbio, metódico, sozinho, rabugento, que se depara com a necessidade de conviver com um chinês que não fala uma palavra em castelhano. Perdido, em um país diferente, Jun (Ignacio Huang) precisa da solidariedade de Roberto, que mesmo a contragosto o abriga até que achem o tio que Juan veio procurar na Argentina. Um conto Chinês é um filme que passa a mensagem de que tudo tem um sentido de ser nesta vida. Até mesmo um fato ocorrido na China, onde uma vaca cai do céu em cima de uma noiva na hora de ser pedida em casamento. Procurem assistir este filme, pois irão rir, refletir e principalmente se divertir com a interpretação de Ricardo Darin. Imperdível Por Flavio Dias (www.infinidade.com.br)

F

Gilson Leão

Flávio é um dos resenhistas do Blog Infinidade, http://filmes.infinidade.com.br/, e pode também ser lido no Blog do Cineclube Jece Valadão: http://cineclubejecevaladao.blogspot. com/ A linda gatinha é sua filha Beatriz, neta de nosso confrade Beto Souza.

El Chino Ignacio Huang nasceu em 01 de janeiro de 1980 em Taipei. Emigrou aos 11 anos para a Argentina em companhia da família. A princípio seus pais não queriam que fosse ator. Ingressou então na UBA como artista gráfico, e posteriormente com apoio da família começou a estudar teatro com Norman Briski. Atualmente cursa o último ano de licenciatura na IUNA (Instituto Universitario Nacional del Arte). Este é o seu primeiro filme. Informações via Wikipedia

lávio Dias é analista de sistema, vascaíno, saxofonista de armário e genro do nosso Patrão, Beto Justino. Depois de contratado pelo Sogro tornou-se um dos mais bem pagos colunistas de cinema do país. Andam falando em nepotismo, mas o pessoal de Brasília, muito preocupado em disfarçar as próprias trapalhadas, já está abafando a investigação. O que salva é que ele é pai da pequena Beatriz e pensa em virar flamenguista Inocentado pois, vamos aplaudí-lo porque ele entende realmente do assunto e conheceu Edith Head, tomando chá de gengibre na casa do sogrão. dith Head, “como ninguém sabe” é a figurinista número Um de Hollywood na década de 50, eternizada nas cadernetas que a galera cinéfila levava para o Cacique para anotar a ficha técnica dos filmes de domingo. Eles eram os únicos que sabiam que John dos Passos era português. Valeu Flávio, o Cineclube agradece sensibilizado sua valiosa colaboração.

E


CONTO CHINES