Page 1

Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CHAPEUZINHO VERMELHO

Era uma vez uma menina chamada Chapeuzinho Vermelho. Ela gostava muito de deixar comida na casa da vovó. Um dia, elea encontrou o lobo mal e ele falou: - O que tem dentro dessa cesta? E Chapeuzinho respondeu: - Comida para minha avó. O lobo mal falou para Chapeuzinho ir por outro caminho e ele foi por outro mais curto e chegou primeiro. Chapeuzinho escutou os gritos da vovó. Ela chamou o caçador e ele entrou na casa e salvou a vovó. JOÃO VITOR


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BRANCA DE NEVE

Era uma vez uma menina muito agradável e a sua mãe também. A mãe dela deulhe o nome de Branca de Neve. A mãe dela morreu e ela ficou com o pai. Branca de neve cresceu e ficou muito bonita. O pai de Branca de neve resolveu se casar. Sua filha não gostou da idéia e ela fugiu da sua casa para a floresta. Lá, ela encontrou uma casa muito pequena e ela entrou. Tudo lá era muito pequeno! Chegaram então 7 anões e eles falaram: - O que você está fazendo aqui? - Eu vim morar com vocês! - Mas você vai ter que trabalhar! - Não tem problema! E passaram muitos dias e um dia a madrasta, que era uma bruxa, se disfarçou de velhinha com uma cesta de maçãs e uma tinha veneno e ela deu para Branca de Neve e ela desmaiou. Quando os anões chegaram, ficaram muito tristes. Ia passando pela floresta, um lindo príncipe que deu um beijo em Branca de Neve, ela acordou e viveram felizes para sempre! GIULIA BENVINDO


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POEMA

Brasília,

cidade que

Realiza sonhos e Alimenta esperanças! Somos parte dessa história. VIvemos na capital do Brasil. Linda! Importante! Amada por todos nós! Autores: Marcos Davi, Karen e Alessandra


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CARTAS Sobradinho, 16 de novembro de 2010. Querida irmã Bruna, Quanto tempo a gente não se vê! Como vão as coisas por aí em Mato Grosso? Estou com muitas saudades! Meu pai está pensando em ir ao casamento da Bianca e acho que vou com ele. Como está o meu cunhado? Espero que vocês venham logo a Brasília para nos visitar! Aguardo sua resposta. Beijos da sua maninha. SARAH VITÓRIA

Sobradinho, 17 de novembro de 2010. Primo Luis Henrique, Como você está? Gostaria de ir para a sua casa nas férias para a gente se divertir muito. Vamos jogar bola, playestachion, brincar no computador e PSP. No Natal vou para a sua casa para podermos brincar de polícia e ladrão e assim vamos poder nos divertir ainda mais! MATHEUS ANASTÁCIO


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

Sobradinho, 16 de novembro de 2010. Querido Papai Noel, Eu sou a Sthefany e tenho 8 anos. Gosto muito do Natal, para mim, é o melhor dia. Eu gostaria de ganhar um Net Book e só. Eu não quero ganhar boneca porque eu não gosto muito e já tenho um monte e não brinco com elas. Quero te dizer obrigada por tudo! Vou arrumar a minha árvore e esperar o presente. STHEFANY MOURA


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

Sobradinho, 16 de novembro de 2010. Meu amigo Papai Noel, Meu nome é Mariana, eu moro na Vila Rabelo em Sobradinho, na casa da minha tia. Gosto muito de ganhar brinquedos e este ano desejo ganhar um patins. Eu tenho 9 anos, fiz agora no dia 11 de novembro, mas se não puder me dar o patins pode ser a boneca Polly. Vou esperar a sua resposta e o presente. Te desejo um Feliz Natal e um belo ano novo! MARIANA DE JESUS

Sobradinho, 17 de novembro de 2010. Papai Noel, Olá, meu nome é Bárbara e eu gosto muito do Natal e de você! Você gosta de mim? Querido Papai Noel, neste Natal eu gostaria de ganhar uma boneca que fala, faz xixi, coco, come comidinha e bebe. Obrigada por tudo! Beijos com carinho BÁRBARA


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

Sobradinho, 17 de novembro de 2010. Querido Papai Noel, Oi Papai Noel, tudo bem? Onde você vai estar neste Natal? Em que shopping? Eu vou ao shopping e queria ganhar do senhor um presente de Natal. Feliz Natal Papai Noel. Um abraço MARIA ALICE

Sobradinho, 17 de novembro de 2010. Querido Papai Noel, Meu nome é Alessandra e eu moro na quadra 11 de Sobradinho. Gostaria muito de ganhar neste Natal uma Barbie Moda Magia. Papai Noel, eu espero que o senhor me dê esse presente! Feliz Natal! Um beijo da sua amiga ALESSANDRA


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PROJETO ARTELER 2010

Turma: 3° ano C Vespertino Professora: Milce Gabriele


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

AS MINHAS FÉRIAS FORAM ASSIM...

Nas minhas férias eu fui para o Parque da Cidade, para o cinema assistir Shrek em 3D, fui também para o Mc Donald’s. Eu fui para esses lugares com a minha mãe, meu pai, minha tia Léia, meu avô e a minha avó. Lá no Parque da Cidade fui na montanha russa, na barca, comi pastel de queijo e presunto. Uma delícia! Fui com meus amigos Letícia, o Gabriel e o meu irmão. Foi muito legal! Eu brinquei bastante! Foi ótimo! Eu adorei! Autora: Ana Beatriz - 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE A MINHA MÃE É ASSIM...

A mamãe é alta. A mamãe está feliz. A mamãe é cheirosa. A mamãe é um amor. A mamãe é bonita, na brincadeira mamãe é minha filha. A mamãe me ama. A mamãe é uma beleza. Você é um coração. A mamãe tem cabelo preto. Eu abraço a minha mãe. A mamãe tem olhos castanhos e ela é maravilhosa.

Autora: Ana Clara Feitosa Palhares – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

MINHA AUTOBIOGRAFIA

Meu nome é Augusto Vinícius da Silva Maciel. Nasci no hospital de Sobradinho. Eu tenho 4 irmãos e eu gosto de brincar de pique-pega e eu não gosto de pique-esconde. Gosto da escola e eu tenho amigos que são: Vinícius , Tiago , Filipe e Yago. Gosto de ir para o cinema e gosto de ver Avatar e assim é a minha autobiografia.

Autor: Augusto Vinícius da Silva Maciel – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO

BRASIL, PAÍS DO FUTEBOL

O técnico do Brasil se chama Dunga. O Brasil vai vestir a blusa azul. O Brasil ganhou 5 vezes. A copa do Mundo 2010 vai ser na África do Sul. O nome do mascote da copa do mundo é Zakumi e o nome da bola é Jabulani. Os nomes de alguns jogadores são: Júlio César, Robinho e Ronaldinho.

Autor: Brunno Henrique Ferraz Dias - 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

MINHAS FÉRIAS

Eu fui para a casa da minha tia, o nome dela é tia Márcia e eu brinquei muito. Andei de bicicleta com minha prima e minha irmã. Depois eu fui ao Jequitibá com o meu pai, o nome dele é Sandoval e o nome da minha mãe é Séfora e com a minha irmã Eduarda. E depois disso, eu fui para o Zoológico com os meus pais e a minha irmã de 5 anos. Eu vi um dos elefantes tomando banho e os dois eram bonitos. Eu vi o jacaré e o rabo dele é preto e muito grande. Ele é muito bonito. Eu viajei para a lagoa TU e quando é a noite o rio fica brilhando.

Autora: Camila Fernandes da Silva Bezerra – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

MINHA AUTOBIOGRAFIA

Eu sou Carlos e tenho 7 anos. Moro em Sobradinho 2. Sou estudante e o nome da minha mãe é Meirian, do meu pai é Carlos, do meu irmão é Caio e do outro é Filipe. Os filmes preferidos são: Avatar e 2012 e minha música preferida é Rebolation. Meus amigos preferidos são: Davi Felipe, Yago, Tiago, Augusto, Vinícius. Meus lugares preferidos são: Caldas Novas, Goiânia, Rio de Janeiro, Natal e Fortaleza. Gosto de andar de bicicleta, skate e de moto. Meus dias preferidos são: sexta-feira, sábado, domingo e quarta. O carro do meu pai é Classic.vhc. O nome da minha madrinha é Rosane é do meu padrinho é Evânio. Esse é minha vida.

Autor: Carlos Eduardo Lorenço da Silva 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

FALANDO SOBRE MINHAS FÉRIAS

Nas minhas férias eu tomei banho de piscina. Brinquei de arma de água e nadei. Chupei picolé e joguei sinuca. Passeei. Fui para o parque de diversão com meus irmãos, minhas irmãs, meu pai, minha mãe e meus avós. E saí para ver lojas com minha mãe e muito mais. Fui no tobo-água e depois fui para casa.

Autor: Davi Felipe Dorea Cardoso – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE A minha mãe é muito divertida! Eu gosto quando ela faz nugetts para mim! Gosto de brincar com ela e gosto de passear no Park Shopping. Autor: Davi Soares Vieira Zappa – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

LENDA

LENDA DA IARA

Iara é uma sereia que é da cintura para cima mulher e da cintura para baixo peixe. Ela encontra os homens com o seu canto os leva para o fundo do mar e eles morrem. Ela vive no fundo do mar e os olhos dela são azuis. A Iara fica em uma pedra para encantar os homens e como ela é linda, todos os homens vão para o fundo do mar.

Autora: Gabriella Pimentel da Costa – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

O MEU PASSEIO Eu fui para o cinema. Fui de carro com meu pai, minha mãe e minhas irmãs e assistimos Toy Story 3. Foi muito legal e eu gostei muito. O filme foi muito legal, no começo o xerife foi para outra casa e ele tinha que escapar dos guardas e do macaco. No final, eles quase morreram, mas os ETs os salvaram. Quando eu estava voltando chupei picolé.

Autor: Guilherme Rodrigues - 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE

Minha mãe é alta. A comida que ela faz pra mim é frango, carne, arroz e feijão. Eu gosto quando a gente vai para a nossa chácara e brinca de voleyball e também de queimada. A cor dos cabelos da minha mãe é preta e os olhos também. Ela é morena e eu gosto de viajar pra Salvador.

Autor: Gustavo Pacheco Braga Moreira - 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

Meu nome é Isabelle Amohanna. Nasci no dia 20 novembro de 2001 no hospital Unimed de Brasília. Sou filha da Hanna Karoline e de Marcos Soares. Tenho 8 anos e estou cursando o 3º ano no período vespertino. Faço judô no período matutino no Ginásio de Sobradinho todas as terças e quintas-feiras.

Autora: Isabelle Amohanna Barbosa da Silva – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

LENDA

MINHA LENDA PREFERIDA: BOITATÁ

Era um dia de chuva e a cidade inundou e todos morreram. Menos uma cobra chamada Boitatá que entrou num buraco muito fundo. Lá ela ficou muito tempo. Lá era muito escuro, então os olhos dela começaram a brilhar. O couro dela ficou brilhando igual ao fogo e ela só conseguia enxergar de noite e durante o dia não.

Autor: João Paulo Gomes Benvindo – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE

ESCREVENDO UM POUCO SOBRE A MINHA MAMÃE...

Minha mãe se chama Ana Cristina Miranda Clarindo e a profissão dela é de orar para as pessoas. Ela gosta muito de pizza e Fanta Laranja. Ela tem um cabelão e também ela é grande. Ela gosta muito de mim. Ela tem cabelos pretos e os olhos castanhos. Ela gosta de usar um brilho que é muito bonito e é uma beleza. Eu gosto muito dela. Ela me ama. Ela é a luz do meu coração. Ela é muito, muito, muito bonita mesmo. Ela compra muitas roupas para mim e muitos brinquedos. Hoje na escola, a minha turma vai cantar e ler poemas, apresentação e muito mais. Eu vou viver com minha mamãe para sempre.

Autor: João Vinícius Miranda Gomes dos Santos – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

MINHA AUTOBIOGRAFIA

O Meu nome é Lais Martins da Silva Rodrigues e nasci em Brasília no HRAN no dia 20 de agosto de 2001. Eu tenho 9 anos e moro em Sobradinho-DF com a minha a mãe que se chama Lívia Martins da Silva e minha avó chamada Alvina Martins de Araújo. Eu comecei a andar com 1ano e 20 dias. Eu comecei a estudar com 4 anos. Gosto de brincar de boneca, pique-esconde e pique-cola. Meu esporte preferido é a ginástica rítmica e o futebol. Quando eu fui ao Rio de Janeiro e para Goiânia eu me diverti muito. Eu não gosto de acordar cedo. Minha comida preferida é batata frita e quiabo e a comida que não gosto é a gema do ovo e abóbora. Minha amiga preferida é a Lorena e meu amigo é o Tiago.

Autora: Lais Martins da Silva Rodrigues. - 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO

BRASIL, O PAÍS DO FUTEBOL

Na copa do mundo 2010 o Brasil jogou na sexta-feira. Ele jogou contra o Chile e o Brasil ganhou de 2 a 0. No primeiro tempo o Brasil fez gol e no segundo tempo fez outro gol e acabou.

Autor: Leonardo Nascimento dos Santos – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

Meu nome é Letícia. Eu tenho 8 anos e nasci no dia 6 do 12 de 2001 no hospital Unimed que fica em Brasília. Moro com minha mãe Luana e meu irmão Luis Felipe, mas tenho 4 casas, 2 brancas, uma verde e uma rosa. Gosto muito de Ballet e faço terças e quintas. Gosto de brincar na chácara que vou às vezes. Não gosto de não ter nada pra fazer. Já morei em Santa Catarina, mas não gostei muito dela. Adorei ir para casa das minhas primas em Buritis.

Autora: Letícia Maria Silva Ribeiro – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

MINHA AUTOBIOGRAFIA

O meu nome é Lorena Mendes Galvão Araújo. Eu nasci no dia 17 de março de 2002 em Sobradinho no HRS. Desde então, vivo no Setor de Mansões. Quem vive comigo hoje são: minha mãe Cleide Mendes Galvão Araújo, o meu pai Carlos Eduardo Araújo e meu irmão Daniel Mendes de Souza e eu, é claro. As brincadeiras que eu mais gosto é pique-esconde e pique-pega. A minha melhor amiga é a Maria Gabriella é o Brunno. A minha segunda melhor amiga é a Lais e o Carlos Eduardo. A minha primeira melhor professora é a Vânia e a Milce Gabriele.

Autora: Lorena Mendes Galvão Araújo - 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

LENDA

LOBISOMEM

É filho de pais que tem 7 filhas e o sétimo filho é o Lobisomem. Ele se transforma no lobisomem em noite de lua cheia. Ele anda pelo cemitério e espanta todo o mundo. O único jeito de matar o Lobisomem é enfiar uma estaca de prata no coração dele.

Autor: Luciano Araújo da Silva - 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MINHA AUTOBIOGRAFIA

Nasci no dia 4 de junho de 2002 no hospital de Sobradinho. Tenho 8 anos e moro com o meus pais e minhas irmãs. Eu gosto de brincar de casa, de boneca, pique-pega, Barbie e muitas outras brincadeiras. Eu aprendi a andar com 9 meses e a falar com 1 ano. Eu não gosto de machucar. Já quebrei o braço com 6 anos. Tenho 6 primas e 3 irmãs e estudo na Escola Classe 01 de Sobradinho. Moro na Fercal e a minha melhor amiga é a Dhalila.

Autora: Luisa da Costa Rodrigues – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

LENDA

A LENDA DO CURUPIRA

Um menino chamado Curupira nasceu na tribo, mas ele nasceu com um problema. Ele nasceu com os pés para trás. Os índios da aldeia expulsaram o Curupira da aldeia. Desde que foi expulso da aldeia, ele protege a natureza dos caçadores de animais, das pessoas que querem queimar a floresta e das queimadas.

Autor: Luis Gabriel da Silva Medeiros – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

MINHA AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Maria Gabriella. Eu tenho 8 anos e moro em Nova Colina Dignéia 1. O meu aniversário é no dia 3 de maio. Eu tenho 2 cadelas lindas e uma família que faz parte de Deus. Eu adoro estudar, ler e aprender . Te amo Deus. Autora: Maria Gabriella de S. Rodrigues – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA MINHA AUTOBIOGRAFIA Eu me chamo Maria Isabella Fernandes Furtado. Nasci na cidade de Sobradinho no dia 12 de janeiro de 2002. Desde que nasci, moro em Sobradinho 2 com minha mãe Ana Paula, com minhas duas tias chamadas Andressa Thais e Glaucia, minha avó Maria das Graças e minha prima Maria Eduarda. Hoje eu tenho 8 anos, lembro da minha festa de 2 anos. Fiquei muito feliz. Eu adoro acampar! Sou feliz e gosto de assistir televisão. Eu estudo na Escola Classe 01 de Sobradinho, minha cor preferida é o roxo. Adoro também ir à igreja. Minha fruta preferida é kiwi. Minha brincadeira predileta é brincar de Polly com minha melhor amiga Paloma. Eu adoro usar sapatilha e eu não gosto de banana maçã. Tenho alergia a areia, gato, cachorro e maquiagem. O que me deixa triste é ficar sozinha e o que me deixa feliz é ficar com minha mãe. Sair com ela e fazer várias coisas de diversão. Autora: Maria Isabella Fernandes Furtado – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

\

AUTOBIOGRAFIA

Oi! Meu nome é Maria Luiza e tenho 8 anos. Nasci no hospital de Sobradinho no dia 17 de novembro de 2001 às 7:46 da manhã. Na minha casa mora a minha mãe Tatiane, a minha avó Expedita e meu padrinho Alexandre. Eu gosto de brincar de dançar e tenho várias amigas, mas o que eu gosto é de dormir com os carinhos da minha mamãe. Nos finais de semana vou para casa do meu pai. Lá é muito divertido. Quando eu vou pra lá, eu brinco com a Tatá e com o Artur. É muito legal! Essa é um pouco da história da minha vida. Beijo, Maria Luiza.

Autora: Maria Luiza Torres da Silva – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

NARRATIVA

A ELEFANTA EXIBIDA

Era uma Elefanta muita exibida. O coelho dizia nunca ter visto um animal tão exibido. Todos os animais achavam a Elefanta muita exibida e ninguém gostava. Um dia ela tropeçou em uma pedra na floresta e todo mundo zombou dela. Até o Leão que passava riu muito e disse que não precisava ser exibida, mas a Elefanta disse que não precisava dos seus conselhos. No dia seguinte, veio um caçador e pegou a Elefanta. O Leão foi ajudar a Elefanta. Furou o pneu, cortou a grade e viveram felizes para sempre.

Autor: Pedro Paulo Melo Silva – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE

A MINHA MÃE É ASSIM...

A minha mãe tem 27 anos e a cor dos cabelos dela é ruivo. Ela é branquinha e a cor dos olhos dela é castanho claro. O cabelo dela é liso. Ela é legal e brinca comigo. Ela é a melhor mãe do mundo! É divertida e eu a amo demais. Ela é a melhor mãe do mundo inteiro. Te amo mãe! Você é linda é bonita demais. Beijos mamãezinha do meu coração.

Autora: Rafaelly Oliveira Camargos Chaves – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

MINHAS FÉRIAS NA 25 DE MARÇO

Eu fui a SP na rua 25 de março e foi muito legal. Fiz um monte de coisas. Comprei brinquedos, roupas, sapatos, brincos, colares e mais um monte de coisas legais para vender. Todas as minhas férias eu vou para lá. Nas minhas férias também fui com todos os meus amigos no MC Donald’s e peguei um brinquedo muito legal do Shrek. Eu também vou ganhar um Play Station em novembro. Vou chamar meus amigos para minha casa e brincar com eles.

Autor: Tiago de Oliveira Torres - 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

LENDA

MINHA LENDA PREFERIDA É A MULA SEM CABEÇA

Um dia, Portugal mandou alguns padres para o Brasil e muitas mulheres se apaixonaram por eles. E aí, eles inventaram a lenda da Mula sem Cabeça. Dizem que uma mulher namorou um padre e virou Mula sem Cabeça. Quem for bastante corajoso para tirar o freio da boca dela, se libertará da maldição. Eles inventaram essa lenda para as mulheres não se apaixonarem por eles.

Autor: Victor Hugo Martins Vilela - 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

LENDA

A LENDA DA IARA

A Iara é uma moça da cintura para baixo é peixe e da cintura para cima humana, de cabelos dourados e olhos verdes. O seu canto encanta os pescadores e eles ficam encantados quando ela mergulha. Os pescadores mergulham procurando por ela e eles acordam quando estão quase se afogando. Quando ela está sozinha, penteia seus enormes cabelos dourados nas cachoeiras e ela cuida dos bichos da água. Ela tem vários amigos no mar e adora ficar com os peixes.

Autora: Victoria Sofia Souza Teixeira - 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO

BRASIL, O PAÍS DO FUTEBOL

O nome do técnico é Dunga. O nome do goleiro do Brasil é Júlio César. O Brasil já ganhou 5 vezes. O mascote da copa é o Leopardo Zakumi. Tem 5 estádios novos na África do Sul. Será o primeiro País africano a sediar uma copa do mundo de futebol. A camisa oficial do Brasil é azul.

Autor: Vinícius Gomes de Abreu Soares – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

MINHA AUTOBIOGRAFIA

Meu nome é Yago. Nasci em Brasília. Meu pai mora no Guará e eu moro com meus avós e minha mãe. Eu comecei a estudar com quatro anos com a tia Da Paz no Jardim de Infância 1.

Autor: Yago Blunck Sousa Gomes – 3º ano C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PROJETO ARTELER 2010

Turma: 3° ano D Vespertino Professora: Rosália Goes


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA BIOGRAFIA DA TURMA Nossa turma é formada por 18 alunos e todos são freqüentes. São 9 meninas e 9 meninos. Nós temos uma coleguinha (ANEE). Aluno com necessidade educacional especial, que nós já aprendemos a respeitar, mas não é por isso que a nossa turma é reduzida. Ela é reduzida por falta de espaço. É a menor sala da escola, mas gostamos dela assim mesmo. A nossa professora se chama Rosália e está nos ensinando que é preciso aceitar a diversidade, pois cada um é cada um e devemos ser solidários, companheiros, superando as barreiras e limites. Nós já nos conhecemos desde o ano passado. Gostamos de brincar e fazemos atividades juntas. O nosso objetivo principal é que possamos ler e escrever com maior autonomia e chegarmos com sucesso na 3ª série.

Texto Coletivo da turma 3º ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

A preservação ambiental e a reciclagem são muito importantes para o Planeta Terra. É importante deixar o material reciclável separado e nunca deixar esse material misturado com o lixo orgânico. Devemos cuidar do meio ambiente. Muita gente derruba árvores, faz queimada e os animais estão morrendo, desaparecendo, porque o homem está destruindo o habitat dos pássaros, cavalos e de muitos animais. Estão poluindo os rios e os peixes estão morrendo. Vamos parar com isso! Vamos salvar a natureza! Autora: Monique Gomes - 3º ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO

FESTA DE INVERNO

A festa foi muito boa. As apresentações foram maravilhosas. Muitas comidas deliciosas como cachorro quente, pastéis, canjica, churrasquinhos, refrigerantes e muito mais. As brincadeiras também foram muito boas. Brinquei muito no pula-pula. A pescaria foi ótima! Pesquei um quebra-cabeça do Power Rangers e uma Boca. Toda a festa estava muito legal! Eu me diverti muito.

Autor: Daniel Guerra Pessoa 3º ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE

A MINHA MÃE É ASSIM...

A minha mãe é bonita, linda e eu a amo. Ela é a paixão da minha vida. Mamãe você é uma princesa. A minha mãe me leva para o parquinho. A minha mãe é assim, um sonho pra mim... Beijos... Mamãe.

Autora: Júlia Arruda Barros - 3º ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

COMO FOI O MEU RECESSO

Eu soltei pipa com o meu primo Matheus. Joguei vídeo game com ele e também fizemos pipas. Joguei futebol com ele e meus amigos. Fui para a casa da minha tia Maria e brinquei de pique-esconde. De noite jogamos muito, depois no outro dia eu fui embora para a minha casa soltar pipa.

Autor: Wallace Monteiro do Nascimento - 3º ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

Meu nome é João Paulo Silva Duarte. Meus pais são Enoel Duarte Silva e Arlete Freitas Silva. Eu nasci no ano de 2001 na cidade de Brasília – DF e estudo na Escola Classe 01 no 3º ano do BIA. O meu melhor amigo é o Caio Eduardo, o Herick e Caio Michael. A minha melhor amiga é a Letícia. Eu tenho 3 irmãos mais não moram comigo. A comida que mais gosto é salada e macarrão com carne. A fruta que mais gosto é Kiwi. A brincadeira favorita é pique-pega. O lugar que eu gosto de ir é no shopping e no parque de diversão.

Autor: João Paulo Silva Duarte - 3º ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

FÁBULA

O CACHORRO E O GATO

Era uma vez um gato que adorava passear. Certo dia, ele ficou cercado por 3 cachorros. Um deles ficou na sua frente e disse: - Se atacarem ele, vão ter que me atacar também. Aí, eles formam embora. - Valeu, disse o gato. Eu vou ficar devendo uma. - Tá, tá, tá! Disse o cachorro e foi embora. No dia seguinte à noite, o cachorro foi pego e trancado na jaula e ficou latindo. O gato escutou e seguiu o carro. Pulou em cima da jaula e com sua unha girou o cadeado e soltou o cachorro. E foram os melhores amigos para sempre. Fazer o bem sem olhar a quem.

Autora: Marina Lopes Santos Barros - 3º ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CONTO JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO

Era uma vez uma casa que morava João e sua mãe. Eles estavam pobres, então resolveram vender a vaca para comprarem as coisas que estavam precisando. Então a mãe do João falou: - Filho, vai para a rua e venda a vaca. Então ele foi e encontrou um homem que em troca disse: - Menino, eu não tenho dinheiro para pagar, mas pegue esses feijões. Eles são mágicos! Então ele vendeu a vaca para o homem e foi para a casa. Ele mostrou os feijões para sua mãe e ela não gostou e os jogou pela janela. No outro dia, João estava com fome e foi até o quintal. Ele viu uma árvore enorme e subiu nela. Encontrou um castelo enorme que tinha um gigante que o pegou. Um outro gigante apareceu e a mulher falou: - Vou esconder você aqui. Ele não pode desconfiar. Quando chegou ele falou: - Estou sentindo cheiro de carne humana. Disse o gigante. - Não, foi o jantar que eu fiz. O João correu e o gigante correu atrás dele. O João chamou sua mãe para ajudar a cortar o pé de feijão e o gigante caiu. Ele bateu a cabeça no chão. Eles viveram felizes para sempre. Autora: Amanda Beatrice Souza Gonzaga - 3º ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CONTO JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO Era uma vez um menino chamado João que morava com sua mãe, mas eles eram muito pobres. E a mãe de João disse: - É a nossa única esperança! Temos que vender a nossa vaquinha. Vá até a cidade. E João pegou sua vaquinha e foi até a cidade. Um homem apareceu e se aproximou. E convenceu o João a trocar sua vaca em feijões. E o João disse: - Então tá! Quando Joãozinho chegou em casa, sua mãe disse: - João, era para você trazer dinheiro! E a mãe de João jogou os feijões pela janela e quando ele foi lá fora, ele viu uma árvore grande. João subiu na árvore e viu um castelo. Viu um gigante. A gigante pegou João. Ela disse: - Vou te esconder pra quando o gigante chegar não matá-lo. O gigante chegou e disse: - Estou sentindo cheiro de humano. E o gigante procurou e não achou o menino. Quando a gigante havia dormido, João aproveitou e saiu correndo com a harpa mágica e a galinha dos ovos de ouro. Ele desceu da árvore, chamou sua mãe e disse: - Mamãe, traz o machado. E João deu um fim para o gigante. Autor: Caio Eduardo Pereira dos Santos


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA

Minha mãe se chama Roberta Carvalho de Faria. Ela nasceu em 9∕2∕1983 no hospital de Sobradinho. Ela trabalhou no Giraffas, shopping e salão de beleza. O nome da mãe de minha mãe é Clementina Barroso e o nome do pai da minha mãe é Carlos Roberto. Ela tem 3 filhos que são Tiago, Janser e Gabriel. Quando minha mãe era pequena, ela quebrou o braço. Sua comida predileta é mocotó e a fruta preferida é pera. Os legumes que ela gosta são chuchu, cenoura, batata, alface, tomate, abóbora e beterraba.

Autor: Janser Ricardo Faria Almeida - 3ºano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE

A MINHA MÃE É ASSIM...

Minha mãe se chama Marizelia. Ela tem 29 anos e nós moramos em Sobradinho II. Minha mãe é tímida e um pouco engraçada, mas ela e meu pai não moram juntos. Eles só estão namorando. Eles me levam para muitos lugares. No dia do meu aniversário eles irão me levar no Bay Park Resort, no dia 04 de junho.

Autora: Maria Eduarda Santos Lopes Oliveira - 3º ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Nicole Cristina Vasconcelos Torres. Meus pais são, Marcelo Rodrigues Torres e Maria Eliene Gregório Vasconcelos. Eu nasci no ano de 2002 na cidade de Brasília – DF e estudo na escola Classe 01, no 3º ano do BIA. Gosto de comer arroz com carne, macarrão, batatinha quente, milho e feijão. O que me faz feliz é quando meus pais não brigam. E o que me chateia é quando eles brigam. Gosto de brincar de pular corda, pique-pega, cobra cega e etc. Gosto de viajar para o Ceará, porque lá mora a minha avó, tem praia e muitas outras coisas.

Autora: Nicole Cristina Vasconcelos - 3º ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CONTO JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO Era uma vez um menino que se chamava João. Ele morava com a sua mãe fora da cidade. Um dia estava sem comida, então a sua mãe lhe disse pra vender a sua vaca e ganhar dinheiro. Então João foi até a cidade. Quando chegou até lá, um homem disse para João: - Você quer trocar a sua vaca por esses feijões mágicos? João logo ficou empolgado e disse: - Esses feijões são mágicos, mesmo? - Claro que sim! Disse enganando João. Então ele aceitou. Quando chegou em casa a mãe de João disse: - João, você vendeu a vaca? João disse: - Sim mamãe. E logo mostrou. A mãe disse: - Feijão? Você comprou feijão? A mãe furiosa jogou os feijões para fora da janela. Quando amanheceu, João estava com muita fome e foi procurar comida. Quando abriu a porta viu uma árvore gigante. Não sabendo que era um pé de feijão, ele subiu e foi até o céu. Quando chegou lá no céu viu um castelo gigante e resolveu bater a porta. Uma menina gigante abriu e disse: - Menininho, o que você está fazendo aqui? Se o meu marido acordar irá comer você. Quando do gigante acordou, logo a menina escondeu João no armário. E o gigante falou: - Eu sinto cheiro de carne humana. - Não, é que eu estou fazendo carne humana na panela. Eu vou tocar a harpa pra você dormir. Joãozinho viu uma galinha botar ovos de ouro. Logo ele aproveitou e roubou a galinha, mas ela cacarejou e o gigante acordou. Ele correu atrás do menino. João desceu falando para a mãe pegar o machado. A mãe ajudou. Ele cortou o pé de feijão. O gigante bateu a cabeça e morreu. João e sua mãe nunca mais sentiram fome e viveram felizes para sempre. Autora: Maria Eduarda Araújo - 3º ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO

BRASIL, O PAÍS DO FUTEBOL

Nosso País foi cinco vezes campeão e ele vai ser hexa. O capitão Lúcio nasceu em Brasília e Kaká jogava em Planaltina. O Brasil perdeu contra a França de 3 a 0.

Autor: Michaell Kevin Pontes - 3º ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CONTO JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO Era uma vez um menino que se chamava João. Ele e sua mãe não tinham comida para comer. Aí, a mãe do João disse: - João quero que você venda nossa vaquinha. Um homem chamou João e disse: - Você vende sua vaca pelos meus feijões mágicos? Então João concordou. João chegou em casa e a mãe disse: - Conseguiu vender a vaca? - Não. Mãe, eu troquei pelos feijões. A mãe de João ficou muito brava e jogou os feijões pela janela. Quando amanheceu, João foi ao quintal para ver se tinha alguma coisa pra comer. Ele viu uma árvore que chegava até nas nuvens. João subiu e nem chamou a sua mãe. Quando chegou ele viu um castelo bem grande. Viu uma mulher gigante e ela disse: - Vou esconder você, senão o gigante vai te comer. Ela escondeu João no armário. O gigante disse: - Sinto cheiro de carne fresca de humano. Então a mulher disse: - Não gigante, é o almoço que fiz. João saiu correndo e libertou a galinha e a harpa. Correu e desceu pelo pé de feijão. Ele pediu para a sua mãe pegar o machado para cortar o pé de feijão. O gigante bateu a cabeça no chão e morreu. João e sua mãe viveram felizes para sempre. Autor: Herick Pinheiro da Silva - 3º ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CONTO JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO Era uma vez um menino chamado João. Ele morava com sua mãe. Um dia, não tinha mais comida em casa e nem no estoque. Sua mãe mandou João ir vender o único bem que restava. Então João foi vender o único bem e foi enganado por um homem que falou: - Este feijão é mágico. Então João foi embora. Quando João chegou em casa a sua mãe perguntou: - Você vendeu a vaquinha? - Não. Eu troquei por sementes de feijão. A mãe dele jogou as sementes pela janela. Um dia quando João acordou com fome, foi direto ao quintal. Quando chegou lá, viu uma árvore bem grande. João resolveu subir até o topo e viu uma casinha. Quando viu a casinha, apareceu uma mulher bem grande e ela disse: - Você será o meu escravo, mas o meu marido não pode te ver, porque senão ele vai te comer. Então ela o escondeu dentro do guarda-roupa. Quando o gigante chegou disse: - Estou sentindo cheiro de carne humana. Ela disfarçando disse: - É o cheiro de frango que vou colocar na mesa. O gigante falou para a galinha colocar ovo de ouro e a harpa para cantar. Enquanto isso, o gigante adormeceu e João saiu correndo com a harpa e a galinha. Ele correu até o pé de feijão e foi deslizando e depois gritou: - Mamãe pegue o machado! Tem um gigante correndo atrás de mim. Então ele cortou o pé de feijão e ali o gigante morreu. E João e sua mãe foram felizes para sempre. Autora: Letícia Maria Gonçalves de Jesus - 3º ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POEMA

BRASÍLIA Brasília nasceu No dia 21 de abril e Virou Capital do Brasil. Depois de Salvador e Rio Brasília cresceu e o sonho aconteceu.

Autor: Caio Michael K. da Silva R. dos Santos - 3° ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

FÁBULA

DEVAGAR SE VAI LONGE

Tinha um menino gordo e um magro. Eles moravam no mesmo apartamento e estudavam na mesma escola. No dia 31 de abril, a escola fez uma competição entre o menino mais rápido e um menino mais lento. O menino que corria mais rápido não conseguiu ganhar do menino que era mais gordo e lento, mas eles tornaram-se bons amigos. Moral da história: Não devemos rir e nem duvidar das pessoas que fazem as coisas devagar.

Autor: Yuri Fernandes Bragança de Faria – 3° ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POEMA CIDADE LIVRE Cidade livre e menina foi assim que ela cresceu chamou-se Núcleo Bandeirante do sonho que aqui nasceu. De tudo lá tinha um pouco do cimento ao cidadão era o centro da cidade que estavam em construção. Hoje o Núcleo Bandeirante vive a comemorar a grande realidade dos candangos e JK. Viva a cidade livre onde o povo se uniu e realizou um sonho no coração do Brasil.

TEXTO COLETIVO - HOMENAGEM AO NÚCLEO BANDEIRANTE Autores: alunos e professora do 3° ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

NARRATIVO LITERÁRIO A ARCA DE NÓE

Há muito tempo atrás as pessoas na terra estavam sendo más. Porém, havia um homem bom, seu nome era Noé. Deus disse para Noé: - Construa um barco, encha o barco de animais. Um de cada espécie. Depois entra com sua família, pois farei chover 40 dias e 40 noites para que o mundo fique limpo novamente. E a chuva caiu e caiu. Finalmente parou de chover. Noé soltou uma pomba e ela voltou com uma folha no bico. A terra estava seca. Noé saiu da arca com sua família e os animais, e agradeceu a Deus por mantê-los vivos. Então Deus pintou o primeiro arco-íris do mundo como aliança entre os homens. Ele estava feliz com o seu mundo novo.

Autoras: Isabela Pereira Alves e professora Rosália Goes - 3° ano D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PROJETO ARTELER 2010

Turma: 3ª série A Matutino Professores: Vera Machado e Delnilo Nogueira


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A FORMIGA E A POMBA Um belo dia uma pomba estava em um galho de uma árvore observando uma formiga passando com uma folha nas costas. A formiga não viu o lago e caiu nele, a pomba saiu voando para salvá-la. Pegou um graveto e salvou a formiga. A formiga disse: -Se eu pudesse fazer alguma coisa em troca... Ah, eu quase ia esquecendo, obrigado! A pomba disse: -Não precisa agradecer. Logo depois apareceu Emanuel, ele fez uma armadilha com sementes, e lá vai à pomba bicando todas as sementes. Logo a formiga apareceu para salvar a pomba, subiu na mão do Emanuel, ele levou um susto e a pomba saiu voando. Moral: Quando você faz o bem, o bem você recebe! Autora: LuizaRomano - 3ª A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A DERROTA DO MAR Em Atlântida,Posseidon protegia o seu querido mar até que apareceu Nathali e falou: - Posseidon está havendo uma tragédia! -O que? -Centauro quer dominar o mar. -Então nós temos que vigiar o mar noite e dia! -Mas como nós vamos ficar vigiando todo dia? -É simples você vigia de dia enquanto eu durmo, eu vigio de noite enquanto você dorme. Em um dia Posseidon estava muito preocupado e não havia dormido nada, depois de uma noite inteira vigiando o mar, acabou dormindo. Centauro estava quase derrotando o mar quando Nathali acordou com o barulho e viu Centauro: -Te peguei Centauro! No dia seguinte Nathali conversou com Posseidon, ele falou: - Não dormi nada porque estava preocupado e também por causa do barulho. E Nathali, entendeu. E ninguém depois de um século derrotou o mar. Mais tarde foi reconstruída a Atlântida, todos ficaram felizes. E Centauro aprendeu que é difícil derrotar o mar. Ele derrotava tudo, menos o mar.

Autora: Luiza Romano – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O PÃO DE MEL

Uma bela tarde, uma menina resolveu ir a um restaurante e pediu para o garçom: -Me dá um suco com um pão de mel. -Você vai me desculpar, mas não têm pão de mel. -Ah! Então me dá um “refri” com pão de mel. -Acho que eu não expliquei direito, não temos pão de mel há dois meses. -Por quê? -Não sei. -Tá, mudando de assunto, me dê um iogurte com pão de mel. -Mas não têm pão de mel. -Tá, mas pão tem? -Tem sim. -Então me traz um pão de mel e um pão. -Eu já disse que não tem pão de mel. Vá a um outro restaurante. -Não! Tem caldo? -Tem sim! -Então me traz um pão de mel... -Não terminei de falar, não tem pão de mel menina. -Ei desculpa?? -Tá eu te desculpo. - Mas tem pão de mel?

Autora: Manuela Guimarães Gomes – 3ª A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A POMBA A FORMIGA E O CAÇADOR Num belo dia de manhã a formiguinha estava trabalhando. Então ela foi atravessar o lago, sua folha escorregou e a correnteza a levou, então ela gritou: -Socorro!Socorro!!! Uma pombinha que estava no galho viu a formiguinha se afogando foi ajudá-la. A pombinha gritou: -Espera aí formiguinha, eu vou ajudar você! Saiu com um galho no bico para ajudar. A formiguinha falou: -Obrigado! -De nada. Quando a pombinha estava indo para casa... um caçador estava fazendo uma armadilha. E a formiguinha viu. A pombinha desceu, quase caiu na armadilha, mais a formiguinha ajudou picando a mão do caçador. O final dessa história termina assim, com a formiguinha e a pombinha que viraram amigas. Moral: Ajude os outros para ser ajudado.

Autora: Amanda Alves Farias - 3ªA


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

IARA Iara era uma excelente guerreira e sempre era elogiada pelo seu pai, seus irmãos os morriam de inveja. Ela, seu pai e seus irmãos moravam numa casa perto de um mar, e como seus irmãos tinham inveja fizeram um plano de matar a Iara. Mas ela ficou sabendo!Então antes dos irmãos a matarem, ela os matou. E fugiu para longe, e seu pai foi atrás. Ele conseguiu capturar a Iara com uma corda de lançar. E como castigo a jogou no Lago Solimões. Ela estava se afogando, e os peixes ajudaram, e como estava ficando de noite ela se transformou em uma sereia bela. E quando cantava com seu belo conto encontrava caçadores, quando passavam pelo mar... já era!E quem conseguia sair, não saia o encanto, só se um ritual realizado pelo pajé pudesse remover esse encanto. Iara é conhecida como Mãe-D’água.

Reconto: Amanda Alves Farias - 3ªA


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O TIO E O SOBRINHO -Tio, posso brincar com meus amigos? -De jeito nenhum sua mãe já está chegando! -Mas ela não chegou ainda! -Daqui uns 10 minutinhos ela chega. -Ué 10 minutinhos dá para eu brincar um pouquinho! -Não inventa estou cansado! -Você se lembra que minha mãe avisou que era para esperar na casa do meu amigo? -Não inventa é só para você brincar! -Tá depois não fale que eu não te avisei. E depois... -Cadê os dois que não chegam? -Quer saber, eu vou lá atrás deles! -Ah eles estão ali no Colorado! -Ah top vamos lá? -Ali sua mãe! -Oi mãe! -Eu não avisei que era para esperar na casa do seu amigo! -Eu não disse tio.

Autora: Amanda – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MEU PAI É MUITO LEGAL Ele se chama Roberto, tem 43 anos, faz aniversário dia 28 de Julho, eu o amo, ele é meu pai para o resto da vida. Eu acho meu pai muito legal, bonito, cheiroso, e carinhoso, não é muito bravo, só quando faço coisa que ele não gosta, mas ele é bonzinho, ele não é pai assim que promete uma coisa e não dá, meu pai dá. Ele, para mim é o pai mais legal do mundo, quero lhe dar um feliz dia dos pais , porque eu o amo muito. Meu pai é o meu tesouro, gosto de passear com meu pai para o clube, para o Nicolândia Center park, para o zoológico etc. Eu amo muito meu pai!

Autora: Amanda – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ZEUS E MEDUSA

Certa manhã Zeus e a Medusa discutiam: - Não é para ficar petrificando as pessoas! - Não sou eu! Disse Medusa. - Então não fique lá aonde elas vão e onde você mora. - Está bem eu não vou petrificar ninguém. - Mas como você vai fazer isso? - Colocando um óculos escuro. - Está bem, mas não mate mais ninguém, eu torro você! Depois de vários dias Zeus chamou-a. Ele levou um espelho colocou sobre ela e Medusa saia sangue das suas duas veias, uma com muito veneno e a outra com a cura do poder. Zeus pegou o que curava para fazer Pegaso.

Autor: Rafael Araujo – 3ª A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

SINOPSE DO LIVRO “QUEM VENCEU?”

Eram dois times rivais, o chefe do Peralta Clube tinha jogado uma casca de banana na quadra para o André-Pelé cair, pois ele fez um gol. Ele se machucou com a casca de banana e foi para o hospital. A turma de meninos e meninas aprendeu a respeitar o próximo, obedecer aos outros e fazer o bem. E o jogo final, quem venceu?

Autor: RafaelAraújo – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O RAUMI

Certa noite um homem muito ruim estava passeando, quando uma feiticeira o enfeitiçou e o fez um monstro terrível chamado Raumi. Então como ele era um monstro, foi para sua cidade, Palácio Biduque. Ele foi enfrentar Posseidon, deus dos mares, porque ele queria dominar os mares. Assim o Posseidon disse: - Eu não vou deixar você dominar os meus mares. - Pois eu vou te derrotar, e a vitória será minha! Posseidon chamou todos os seres dos mares e os atacaram. O monstro Raumis oltou seu fogo, mas as águas o apagaram. Posseidon jogou tanta água que no monstro que ele morreu e todos ficaram felizes com sua derrota.

Autora: Nathália Vargas – 3ª A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O BOLO

Em uma casa uma mulher estava esperando uma pessoa. -Olha, chegou. -Oi, tudo bem? -Tudo. -Por que me convidou? -Porque faz muito tempo que a gente não se vê. -Isso é verdade! -Então, vamos comer? -Claro. -Esse bolo é muito ruim, mas comprei achando que talvez você pudesse gostar. -Mas não é ruim? -É! -Tá bom então vamos comer. -É tão ruim que até um dia a minha filha vomitou. -É verdade? -Claro, mas pode comer. -Ok. -Vai, comer?

Autora: Nathália Vargas – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O MEU PAI

O meu pai se chama Sergio Eustáquio de Noronha, é muito importante para todo mundo justamente para mim. Meu pai tem 44 anos, ele nasceu em 1.966 de outubro no dia 25. O meu pai trabalha na Embrapa. Ele está casado há10 anos, de vez em quando meu pai brinca comigo. Meu pai é legal, gentil, bonito, inteligente, charmoso, alegre e outras coisas. Quase todo pai gosta de assistir jornal Nacional, é o caso do meu, ele ama assistir jornal Nacional e também ver filmes. A maioria dos pais é calmo, é igual ao meu, ele é calminho!A minha família vai à casa da minha vovó, e lá meu pai e minha mãe ficam jogando baralho.

Autora: Nathália Vargas – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

NA CASA DA MINHA AVÓ Num belo dia de domingo cheguei à casa da minha avó. -Oi vó. -Oi Giulia. E a Lia logo veio. -Oi Giulia,vamos brincar? -Lia, eu vou ver um pouco de TV, ai talvez depois eu brinque. -Mas Giulia , vamos brincar, por favor! -Lia talvez depois... -Tá. Depois de muita TV... -Giulia vamos brincar? -Mas de quê? -Mamãe e filhinha? -Não -Pique- pega? -Não -Lia, vamos brincar de pique-esconde? -Tá. -Giulia você conta! -Tá. -1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10 -Pode ir? -Sim -Dica? -Na sala. -Achei -Agora você conta Lia. -Não Giulia, eu não gosto de contar. -Lia e sua vez. -Mas eu não quero,buááááááá! -Tá Lia,eu conto, -1, 2, 3, 4, 5,6. -Pode ir? -Achei! -Lia você conta? -Não. -Tá bom!

Autora: Giulia Emanuelle - 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BRASÍLIA Brasília cidade feliz, Juntou famílias de todo país Nessa construção especial! Dentro do Distrito Federal! Cinqüenta anos agora tem Brasília, A comemoração com muitas apresentações. Também Brasília é uma cidade de felicidade E das animações Os candangos acreditaram na construção. E por isto muitas sofreram morreram, mas venceram comemorando com a felicidade o coração.

Autora: Giulia Emanuelle- 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A DISCUSSÃO Num belo dia de domingo, o pai e o filho discutem: -Pai,deixa eu sair hoje? -Não. -Tá bom! O nome do menino era Mateus, de noite quando todos dormiam, Mateus fugiu.Essa festa era numa floresta, Mateus estava andando para chegar ate à festa e no caminho encontrou um isqueiro e uma vara de pesca, então ele os guardou . Mateus se perdeu na floresta. Desesperado gritou: -Socorro!Socorro! Alguém me ajude. Mateus estava com sono, então foi dormir numa folha. Quando ele acordou estava com muita fome. Na casa de Mateus sua família desesperada chamou a policia para procurálo. Mateus lembrou dos objetos que tinha encontrado no chão e foi pescar pela primeira vez. Pegou um peixe enorme! Ele o assou e comeu. A polícia o viu e foi buscá-lo, ele estava fedendo, mas o seu pai lhe deu um banho e disse: -Você ficará de castigo, sem o computador. -Mas pai! -Sem mais, nem menos!

Autora: Giulia Emanuelle- 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PAIS

O que eu vou falar agora é muito importante é sobre se você conseguiria viver sem seu pai. Tá certo que tem muito pai separado, mas tem gente que o pai morreu, que o pai mora em outro lugar etc. Existem pais chatos, pais arrogantes, pais irritantes,pais sensíveis, pais legais,pais de todos os tipos.Meu pai é legal, ele é inteligente, sabe tudo de ciência, ele gosta de mexer em computador e ele faz um churrasco que é uma delícia. Meu pai faz tudo que eu peço a ele. Compra muita coisa pra mim e eu fico feliz. Nós fazemos muita coisa juntos, eu dou um feliz dia dos pais pra todos!

Autor: Yann – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A PESCARIA Um dia uma família de camponeses estava passando fome, a vaca estava magra, então o filho perguntou: -Mãe, posso pescar? E a mãe com grosseria respondeu: -Não Vinícius, você pode se perder na floresta! -Mas mãe, posso pescar... À noite Vinícius saiu escondido para a floresta e não conseguia achar nenhum rio, até que ele se perdeu no caminho onde recebeu uma carta, ele a abriu e estava escrito: “Siga o caminho dos cartazes que eles podem levá-lo ao seu desejo!” O menino não entendeu nada, mas seguiu o cartaz até que chegou ao rio e começou a pescar. Pescou uma piranha e se feriu todo. -É não se ganha todas! De repente achou um peixe e pulou de alegria, quando voltou os cartazes haviam sumido. Apareceu um estranho e o menino perguntou: -Você foi responsável por tudo isso? -Sim eu te ajudei em tudo porque preciso também da sua ajuda. Assim eles foram caminhando... Logo depois o estranho o levou para casa e os seus pais que estavam bem preocupados levaram um grande susto e lhe deram uma bronca, mas mesmo assim ele tinha um sorriso no rosto porque não ia passar fome. E naquela casa tiveram finalmente um jantar! E não tem nada mais feliz do que o sorriso de uma criança! Autor: Yann – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

VENCEU? SINOPSE DO LIVRO “QUEM”

A história é emocionante, ela fala sobre dois times rivais que são: Canarinho (bicampeão) e Peralta Clube que luta para ser campeão. Eu acho que quem venceu foi a amizade, a união, o amor e o carinho. Você quer saber um pouco da história? Então leia o livro para descobrir o que aconteceu. Eu gostei muito dessa história, ela é muito legal!

Autora: Anne Beatriz – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A MEDUSA

Certa vez em Tróia estava a Medusa, ela estava escondida e já era noite. Ela pegou uma vela, então chegou uma pessoa que olhou para o olho da Medusa, assim essa pessoa virou pedra e a Medusa começou a rir. Um homem apareceu e disse: -Medusa onde você está? -Estou bem aqui. -Onde? -Aqui onde está a vela! -Achei você, eu vou colocar o óculos em você! -Não, não, não!! O homem estava com um espelho, ela morreu. Apareceu Hérculese disse: -O que aconteceu aqui? -Eu coloquei o óculos nela, eu estava com o espelho, então ela se olhou e morreu. -Você é muito chato mesmo! -Eu não sou não! -Você é sim. -Não sou não! -Tá,você não é monstro, cadê a Medusa morta? -Ela está aqui! -Ainda está saindo sangue? -Claro que sim, acabei de matá-la. -Ah, sim pensei que tivesse já um tempo. -Você é muito legal! -Mesmo? -Claro que sim. -Então vamos embora juntos? -Claro, vamos amigo! Autora: Anne Beatriz 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O NEGRINHO PASTOREIO

Numa fazenda do sul do Brasil no tempo da escravidão vivia um menino negro que cuidava de um grande rebanho, por isso todo mundo o chamava de Negrinho do pastoreio, ele foi separado dos pais quando ainda era criança, ainda trabalhava todos os dias do ano. Tinha um fazendeiro que era um homem mau e impiedoso que mandava os escravostrabalharem. Ele só gostava do próprio filho,tinha um cavalo baio campeão de corrida. O negrinho era o melhor da região, ele cuidava dos animais da fazenda. O vizinho apostou uma corrida com o dono da fazenda para ver quem tinha o cavalo mais rápido. O Negrinho do pastoreio estava montado no cavalo baio que tropeçou no outro e perdeu. O negrinho perdeu e levou um castigo. Ele dormiu no castigo e o filho do fazendeiro contou para o seu pai. O Negrinho ficou preso em cima do formigueiro por três dias, o fazendeiro foi visitá-lo e viu o Negrinho subindo no cavalo baio pela nuvem de poeira. Deus não gostou do que o fazendeiro fez e levou o Negrinho. E todo mundo quando precisa achar alguma coisa chama o Negrinho. Reconto – Ricardo - 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A LUTA FINAL Em uma noite escura na mata de Tróia uma coisa estranha aconteceu, a mata era sombria e tudo ficou estranho, as pessoas saiam de suas casas que pegavam fogo. Lá apareceu o Cérbero, um dos monstros inferiores mandado por Ades, o maior deus inferior. Então Cérbero queria dominar a cidade, mas será só o início, pois apareceu o Centauro e perguntou: -Quem é você? -Eu sou o Cérbero! E você, quem é? -O centauro! O que quer? Se nada, saia! -Como ousa falar assim comigo? Então o Cérbero partiu para o ataque, mas o centauro fez o mesmo, começaram a brigar, o Centauro não foi só, Atenas o ajudou com a sua estratégia e sabedoria. Quando o Centauro tirou suas três cabeças, a primeira luta acabou o chão se encheu de sangue. Então Atenas disse: - Vá para o templo da Medusa precisará derrotá-la. Quando chegou lá, deu de cara com a Medusa e fechou os olhos rapidamente para não ser petrificado, o Centauro tinha levado um espelho e quando a Medusa olhou para o espelho, ela própria se petrificou, a ultima luta acabou e o Centauro foi considerado o herói da cidade.

Autor: Mateus Braga -3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

FUTEBOL OU FUTEBOL

-Boa tarde! Eu quero uma vaga para o futebol. -Desculpe, mas não tem vaga para futebol. -Mas ali na placa fala que tem muitas vagas. -E de natação? -De natação tem. -Moça então troca tudo, quero uma vaga de futebol. -Será que falei bem, não tem vaga para a senhora! -Tá bom, mas quero uma vaga.

Autor: Mateus Braga -3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

DIA DOS PAIS O dia dos pais é uma data muito especial onde quase todos os pais do mundo ganham presente, mas alguns não recebem presente porque já morrer amou porque as pessoas que deveriam dar o presente não tem dinheiro assim como eu, mas para o meu pai um beijo e um abraço já é o melhor presente do mundo. O meu pai é muito legal, carinhoso, amoroso e tudo que o melhor pai pode ser, meu pai trabalha muito, mas sempre tem um tempo para brincar comigo, jogar videogame, jogar os jogos de tabuleiro etc. Meu pai tem 32 anos, ele vai fazer 33 anos dia 28/10/2010, ele sempre faz a festa de aniversário dele, é muito legal, tem docinhos, salgados, bolo e pipoca. Eu, minha mãe e meu pai fazemos muitos passeios juntos, nós sempre vamos ao shopping, ao parque e ao zoológico. Eu desejo um feliz dia dos pais para o meu pai!

Autora: Maria Clara – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

APESCARIA

Um belo dia de sol um menino chamado Pedro se perdeu na floresta e começou a procurar o caminho de volta. No meio do caminho ele achou um rio e com muita fome foi pescar, não esperou muito tempo e um peixe mordeu a isca. Ele assou o peixe e comeu, depois continuou andando o dia inteiro e nada de achar o caminho de volta, então ele gritou: - Socooorro, eu estou perdido!! A mãe dele ouviu a sua voz e falou: - É o meu filho, é o meu filho. E correu para encontrá-lo, e realmente eles se encontraram e foram para casa.

Autora: Maria Clara – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PEDRO E MARIA Pedro e Maria eram dois irmãos muito unidos, certo dia eles saíram para brincar no campo perto de sua casa, eles brincavam com os coelhos, borboletas e caracóis. De repente apareceu uma fada loira e sua roupa toda verde e ela disse: - Não se assustem meninos, eu não vou machucá-los. Maria e Pedro não sabiam o que fazer e deram um pulo. E Maria falou bem baixinho: - Pedro, eu estou com muito medo. - Eu também - disse Pedro. Eles saíram correndo e se perderam no campo e já estava anoitecendo, Maria ficou com muito medo e logo Pedro encontrou uma cabana, bem no meio do campo, eles entraram, mas lá não tinha ninguém e Pedro foi buscar lenha. Eles passaram a noite lá na cabana. Amanheceu, eles encontraram novamente a fada e Pedro disse: - Não nos machuque, somos só uma criança. A Fada respondeu: - Eu não vou machucar vocês, eu só quero ajudar seu pai, ele está preocupado com vocês dois. Venham me sigam. E eles responderam: - Tá bom. Então a Fada levou Pedro e Maria para o seu pai, e todos ficaram muito felizes. Autora: Gabriela da Silva – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COMO É VIVER EM SOBRADINHO

Morar em Sobradinho é muito legal! Aqui temos vários parques e lugares admiráveis. Eu gosto muito daqui, tenho vários colegas e estudo numa escola muito legal. Moro perto de um parque chamado Jequitibás e de um clube chamado SESI onde faço futebol. Nos finais de semana passeio com meus pais para lugares bem divertidos.

Autor: Vinícius – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MEU PAI!!

Meu pai é um amigo, ele nasceu 16 de junho de 1969,ele tem 41 anos,é um herói, eu acho o meu pai o melhor Pai do mundo, ele é muito legal, brinca de bola comigo, joga ping-pong etc. Quase todos os dias ele me leva para o futebol. Nas férias viajou comigo, minha mãe e minha irmã para Porto Nacional e para Caldas Novas. Eu adoro o meu pai e minha mãe, eles são muito legais! E peço a Deus todos os dias para que os abençoe e dê saúde para a minha família. Meu Pai gosta muito de passear com a gente, ele vai ao clube, ao parque e à vários lugares.O lugar que ele mais me leva e para o clube e também gosta muito de soltar pipa comigo. Eu gosto muito do meu Pai, ele é muito legal! Quando está de folga ele brinca comigo.

Autor: Vinícius – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

GOOKXAGUAT

Um dia, Posseidon mandou um monstro chamado Águata Espata sem saber que lá havia Gook, deus de vários poderes. -Ah, Aguata chegou para nos matar. - Não comigo aqui!! -Nunca você me matará Gook. -Vamos ver !!! Punho de água!! - Você nunca me matará, eu sou o deus do poder, eu tenho todo o poder detodos os deuses. -Bomba de água. Pofffffft!! E o Gook vence a luta e todo mundo fica gritando: -Gook ! Gook! Gook!!

Autor: Eduardo – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BRASÍLIA Brasília é uma maravilha! Se tornou realidade, o sonho da família. É a felicidade de uma cidade! Do coração nasceu Brasília. Na construção os candangos, dançaram como um tango. Foi só animação, a cidade da construção! Brasília capital do Brasil. Foi valente, sofreu, mas venceu. Brasília a idéia genial! Ela venceu, ela é especial! Foi uma grande construção. com muita animação.” Tanta agitação, na época de meditação.

Autor: Lucas Lessa – 3ª “A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

EU

Eu sou baiano, gosto de cabelo moicano. Também sou brasileiro, e ainda torço pelo Cruzeiro

Sou da família Lessa Tenho primos abessa Também sou Santos Mas sei que não sou Santo!

Tenho seis irmãos. Comigo são sete. Quatro são machões E três são fofoletes Gosto muito da Escola, Principalmente de jogar bola Lá na Escola eu agito Mas só porque sou bonito! Gosto também do passeio Mas meus colegas - Tudo feio! A professora se chama Vera Se não estudar - Já era! Autor: Lucas Lessa – 3ª “A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

UMA TRAGÉDIA -Uma acidente de carro, que absurdo! - Se afasta, aqui é a Globo, vamos fazer uma entrevista. - Então eu vou ser o primeiro a falar. Olha, nós ficamos na velocidade certa, eles é que poderiam ser presos. -Eles não estavam na velocidade certa, por isso que bateram. Nós ficamos com medo de machucar e morrer. A polícia deve fazer uma blitz e prender os caras que estão bêbados e roubam. - Agora sou eu. O senhor policial, tem que reagir, o exército também. Vocês não são policiais de verdade, vocês não prendem os ladrões, só fazem uma blitizinha! Vocês tem que fazer blitz em todos os lugares: Planaltina, Brasília, Candangolândia e etc... -É isso mesmo que um policial deve fazer! Gritou outro - Os índios lá no lugar deles fariam bem melhor, reagem! - Agora sou eu, o policial quem vai falar. De agora em diante a polícia vai prender os ladrões, fazer blitz em todos os lugares. Brasil um país de todos! Por isso protegemos o Brasil.

Autor: Lucas Lessa – 3ª “A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A HISTÓRIA DO MEU PAI O dia dos pais quer dizer uma comemoração para os pais. Exemplo: comemora o seu aniversário não é? Então agora entendeu o que é dia dos pais. O meu pai merece comemorar o seu dia, neste ano vou entupí-lo de presentes, isso é verdade, eu adoro o meu pai e quero morar com ele e o pai dele. Se tem uma coisa que não gosto é quando meu pai viaja sozinho, mas o resto, é tudo muito bom. Adoro quando meu pai fica comigo e a minha irmã. Eu fico tão bom que faço tudo que ele me pede. O meu pai é marceneiro e ele faz muita coisa para mim. Papai eu te amo. Autor: Lucas Lessa – 3ª “A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A LENDA DO PESCADOR PEQUENO

Um belo dia Leonardo estava perdido e morrendo de fome, ele queria um peixe para se alimentar. Ele pegou um pedaço de bambu, pegou umas linhas que ficavam numa árvore, amarrou a linha no bambu e foi pescar. Ele disse: - Nossa este peixe é muito gordo, eita como eu sou sortudo! Leonardo achou um fósforo no chão e se achou mais sortudo ainda. -Agora eu tenho que achar uma folha para o fogo pegar, achei! Este fogo tem que pegar, pega vai, pega, pega, tem que pegar. Isso, pegou! Puxa vida, não estou achando um graveto, preciso de um graveto, tenho que achar! Achei! Agora vou furar o peixe para assar. Nossa que peixe duro! Consegui! Vou esperar o peixe assar. Huum que peixe gostoso!

Autor: Lucas Lessa – 3ª “A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ALEXANDRO E HELENA Um belo dia, Alexandro e Helena foram brincar no bosque. Brincaram de pique pega, pique esconde, professor, até que já estava ficando bem escuro. Perderam-se e foram procurar um lugar para dormir, encontraram uma caverna. No outro dia, Alexandro e Helena foram procurar a sua casa e de repente apareceu uma fada e perguntou: - Menino, menina, vocês precisam de ajuda? O menino disse: - Nós precisamos achar nossa casa. A fada então falou: - Siga a sua vontade que chegarão lá. Alexandro e Helena foram seguindo a sua vontade e chegaram a sua casa. Seus pais falaram: - Meus filhos, estamos com muitas saudades de vocês.

Autor: Lucas Lessa – 3ª “A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A LENDA DO DIAMANTE

Em uma tribo indígena vivia um casal de índios chamados: Itagibá que significa “braço forte” e Potira que significa “flor”, eles eram muito felizes. Um dia tribo vizinha resolveu atacá-los. A tribo de Potira teve que mandar seus guerreiros e Itagibá era um deles. Potira não deixou cair nenhuma lágrima vendo seu marido indo embora em uma canoa. Todos os dias Potira ia à beira do rio esperar Itagibá voltar. Um dia os guerreiros voltaram, só que Itagibá não estava junto dos guerreiros. Os guerreiros falaram para ela que Itagibá tinha com muita bravura, lutado contra os inimigos. Potira ficou chorando pela vida toda. Tupã ficou com dó dela e transformou suas lágrimas em diamantes que se misturaram com a areia do rio. Por isso toda vez que encontram diamantes naquele rio dizem que significam saudades e amor.

Autor: Lucas de Moraes – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O DEUS DO FOGO

Prétor era um homem que morava em Creta, ele era simples e trabalhador. O fogo não queimava seu corpo, ele achava isso muito estranho. Sua mãe se chamava Márcia e seu pai era Apolo, o deus do fogo, mas não sabia e sua mãe nunca tinha lhe falado de seu pai. Um dia, quando estava perto de uma fogueira ele começou a se sentir livre e feliz, começou a chegar mais perto e descobriu que dominava o fogo, saiu correndo para casa e contou a sua mãe alegremente! -Mãe eu descobri que domino o fogo! -Meu filho venha cá, quando eu era jovem namorava com Apolo, o deus do fogo, só que eu engravidei e tive você, ele ficou morrendo de raiva e se foi. -Mãe será que eu o visito para conversar com ele? -Filho é muito perigoso é melhor você treinar porque ele pode não gostar da visita. Prétor treinou com dedicação e descobriu que podia voar com o fogo e viajou para o Olimpo. Chegando lá seu pai ficou furioso e disse: -Eu só vou considerar você como meu filho se você vencer Cérbero, o cão de Hades. - Tá bom, eu aceito sua proposta, eu irei vencer Cérbero. No dia seguinte ele derrotou Cérbero, queimando suas três cabeças. Apolo ficou orgulhoso de seu filho e lhe deu de presente uma armadura, um colar que o deixava mais forte e uma espada de fogo. Ele voltou para casa. Toda vez que um monstro atacava sua cidade, ele o derrotava com muita bravura. Autor: Lucas de Moraes – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MINHA ESCOLA Este ano estou estudando em uma escola muito legal Nela eu tive a chance de conhecer pessoas interessantes, professores carinhosos, colegas divertidos, uma porteira super gente boa! Por isso tudo que escrevi, decidi fazer uma homenagem para a escola do meu coração. Especial Sabedoria Carinhosa hOnestidade Limpa Amorosa

Cuidadosa Linda Amiga Suprema Social Educadora

numero 01 no meu coração Autora: Cecília – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BRASILIA, BRASILIA CIDADE MARAVILHA! Brasília, capital nacional Dentro do Distrito Federal, É especial! Seu memorial saiu no jornal. Foi ideia de Tiradentes, Construir Brasília Juscelino como presidente fez a cidade da gente Uma cidade maravilhosa feita pelos candangos, ideia respeitosa do governador. E o candango ajudou com o trator. O céu de Brasília tem o azul do mar, tem o brilho do luar. Tem o vermelho do fogo do cerrado...O céu de Brasília é intenso, vivo e iluminado. Autora: Cecília – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

DIA DAS BRUXAS Em uma bela noite de Halloween, alguém bateu na minha porta. - Dim, dom! - Quem é? - Doce ou travessuras? - Não estou feliz para isso. - Por quê? - Minha avó morreu! - Ah, se não agente, ia pedir doces por ai. - É só que isso me magoou! - Por quê! - Por que eu amava minha avó. - Ah, entendi agora! - Pois é, eu queria sair hoje. - Vamos então? - Não - Todos nós morremos! Então não podemos ficar assim. - É... - É! - Vamos? - Ta bom, vamos! Autora: Isadora -3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BRASÍLIA Brasília,a felicidade do Brasil! Que os candangos trabalhando na linda capital cor de anil, sofreram, morreram e venceram batalhando. A cidade que foi a construção. E o congresso da gente que veio para todos, brasileiros crentes para a linda Brasília! Do coração. A primeira capital do Brasil foi Salvador, A segunda foi o Rio de Janeiro e a terceira foi a nossa capital Brasília com amor da família.

Brasília foi inaugurada em 1960, Hoje veio lenta, em 2010 faz cinqüenta.

Autora: Emanuelle Vitória – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COPA DO MUNDO Eu acho a copa uma união. Para mim é um dia em que os jogadores conversam e ficam juntos. É um momento de torcida, de jogos, de gols e faltas. Dunga chamou: Kaká, Robinho, Lúcio, Neymar, Grafite, Júlio César e Felipe Melo. Eu gosto muito de ser brasileiro, também gosto que todos sejam unidos! Quero que os outros times ganhem na amizade. Eu acho que o Brasil tem mais chance de ganhar do que os outros países. Brasil hexacampeão!

Autor: Guilherme 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MINOTAURO O Minotauro era um monstro, metade touro, metade homem. Dizem que ele tinha um senhor chamado Minos, ele criou o labirinto colocando o Minotauro lá dentro, já que o Minotauro era muito furioso. Minos o deixou dentro do labirinto na ilha de Creta. De repente chegou Teseu em um barco vindo lá da Grécia e falou: -Vou matar este monstro terrível! Assim Teseu entrou no labirinto, deu um chute no peito do Minotauro que ele até caiu no chão, em seguida deixou-o preso lá dentro do labirinto para sempre, assim Teseu ficou conhecido como o mais forte de Creta.

Autor: Guilherme 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

RAINHA DO REDEMOINHO

A rainha do redemoinho derrubava muitas casas com seu vento bem forte. Derrubava tudo mais pela frente: carros, casas, lixo, caminhão, árvore, passarinho, filtro, cadeado, luz, água e tudo mais. Surgiu então Zeus, deus dos deuses para salvar a cidade daquela rainha terrível. Assim Zeus e a rainha do redemoinho lutaram. Zeus venceu salvando todos.

Autora: Káryta – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

UM ACIDENTE DE CARRO

Um sábado no Plano aconteceu um acidente de trânsito ruim. Um carro veio em alta velocidade e bateu no outro carro. O carro foi parar na vala e o motorista machucou muito a cabeça. Foi para o hospital e no caminho do hospital ele morreu. A família dele ficou triste e fez o seu velório, o colocaram no caixão e fizeram o seu enterro.

Autora: Káryta – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MARCOS E SEU AMIGO LUCAS -Oh mãe eu posso soltar pipa? -Pode, mas tome cuidado! -Tá mãe, eu sei me cuidar. Aí o Lucas viu um menino e falou: -Oi, qual é o seu nome? -Meu nome é Lucas. -Prazer Lucas, vamos soltar pipa? -Tá, eu vou. E foram jogar videogame. -Vamos jogar futebol? Eu ganho no videogame E o Lucas falou: -Eu vou pra casa, amanhã a gente se vê.

Autor: Victor Hugo – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A COPA DO MUNDO Eu espero que o nosso país ganhe, se perdermos poderemos ganhar na outra. Tem jogadores que jogam: Ganso, Kaká, Robinho, Neymar, Lúcio e o goleiro é o Júlio César. Eu gosto muito de ser brasileiro e a gente tem que estar unidos. E se o Brasil ganhar essa copa ficaremos muito alegres e fortes! O técnico Dunga é muito bom! Estamos torcendo para a nossa seleção ganhar essa copa! Bom mesmo é ter muitos amigos. Que ninguém arranje brigas. Que estejamos unidos, que sejamos campeões. Todos devem ser amigos. Bom eu espero que os outros países ganhem na questão da amizade, que todos fiquem de bem com a vida.

Autor: Victor Hugo – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O JOGO DE AMANHÃ

Em um apartamento, o 120, teve uma visita no sábado. -Toc! Toc! -Quem é? -O Fernando. -Que Fernando? -O amigo da Cris. -Oi! -Posso falar com o Cris? -Ele não está! -Oh moça, eu quero falar com o Cris. -O que você quer com o Cris? -Eu quero ver com o Cris sobre o jogo de amanhã, pois eu vou ganhar e dar um dinheiro para ele. -Moça chega, ele não está, ele não vai te falar quem vai ganhar no jogo de amanhã. -Moça, você é o que dele? -Mãe. -Eu pensei que você era a patroa dele. -Não! Eu vou fechar esta porta. -Plat! -Toc! Toc! -O que foi agora? -Eu queria pedir desculpas. -Está desculpado. -E aí, posso falar com o Cris. Autora: Júlia – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O DINO LUTADOR Certo dia em uma floresta dos dinossauros morava um dinossauro que se chamava Dino, ele tinha um poder incrível de se dividir. Dino tinha 18 anos, ele era muito forte, tinha 100% de força, ele era do bem. Existiam alguns dinossauros do mal, que se chamava Centauro foi mexer com o Dino para arranjar confusão, o Centauro estragava a floresta. Dino lutava contra o mal até que ele teve coragem de enfrentar o Centauro. -Oi Dino. -Eu não quero confusão Centauro. -Mas eu quero! -Por favor, deixe eu ir embora. -Não! Só depois da briga. -Sabe Centauro, já canse de você enchendo o saco. -Então Dino conseguiu mais força para lutar contra o Centauro, ele conseguiu vencer a luta e tudo mudou daquele momento em diante tudo ficaria bem.

Autora: Julia – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O PAI E A FILHA

-Pai, posso ver televisão? -Não filha, você tem que dormir porque amanhã você tem escola. -Pai, mas eu não estou conseguindo dormir. -Só fecha os olhos filha! -Pai, amanhã eu posso assistir televisão? -Pode com uma condição: se você fizer o dever de casa. -Pai, amanhã eu posso ir ao shopping com minha amiga? -Não filha, você tem natação amanhã. -Pai, mas eu quero muito. -Não filho, porque você vai com seu primo.

Autora: Lívia – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

LENDA DA IARA Em um belo dia de sol um pescador estava em seu barco, quando olhou para baixo e viu uma linda sereia nadando. Ela tinha os cabelos da cor de ouro e os olhos azuis como o céu. Seu canto atraia os pescadores que ficavam apaixonados e iam morar com ela no fundo do mar. Reconto – Lívia – 3ª “A”

MINHA VIDA É ASSIM O meu nome é Isabella Giovanna Paes Landim Furtado, eu tenho 9 anos. O nome da minha mãe é Florani Paes Landim dos Santos, ela tem 42 anos, nasceu no Piauí e o nome do meu pai é Rogério Coutinho Furtado. Eu nasci no hospital de Sobradinho, comecei a andar com 11 meses, a primeira palavra que eu falei foi “mamãe”. O nome da minha irmã é Michele Paes Landim de Sá, ela tem 23 anos. Eu tenho 1m e 10 cm, gosto de brincar de escolinha. A primeira escola que estudei foi o Instituto Serrano. Torço pelo Flamengo. Moro na AR 12, conjunto 07, casa 11. Gosto muito de ir à igreja, sou evangélica. Minha mãe trabalha em salão, ela é cabeleireira e manicure. Autora: Isabella – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O ZOOLÓGICO Em uma manhã uma menina estava pedindo para o pai levá-la ao zoológico. -Pai me leva ao zoológico? -Não, hoje eu tenho um compromisso. -Por favor, me leva vai. -Vou pensar, se eu for nós teremos que voltar cedo. -Tá bom, nós voltamos cedo. -Então vamos. -Já estou indo. Você pegou uma garrafinha com água? -Peguei pai. -Então vamos. -Pai, olha que legal este jacaré fora da água. -Você nunca viu? -Não pai, eu nunca tinha vindo no zoológico. -Ah é mesmo, eu tinha esquecido. -Pai, que massa este macaquinho! -É mesmo, legal, eu também nunca tinha visto! -Pai, vamos a uma lanchonete, estou com fome. -Então vamos lá. -Olha pai que legal este leão! -Você nunca tinha visto? -Não, você esqueceu? -Ah, é mesmo! Autora: Isabella – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BRASÍLIA

Cinquenta anos fez Brasília, a mais bonita capital! Que Tiradentes teve a ideia de construir. Os candangos ajudaram nesse ideal.

Todo mundo ama Brasília! A nossa capital, gente de Juscelino, Que chamou a família.

Assim é Brasília, a nossa capital, Dentro do Distrito Federal. Brasília é especial, Com gente legal!

Autora: Bianca – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

SINOPSE DO LIVRO “QUEM VENCEU?”

A história fala de dois times: Canarinho que é bicampeão e Peralta Clube que tenta ser campeão. Mas um acidente aconteceu. Foi o chefe da torcida do Peralta! O nome dele era Peteca, ele saiu da torcida do time...André ajudou o Peteca a voltar para o time. Então, “Quem Venceu?” Em minha opinião quem venceu foi o amor, a amizade e o carinho. O bom foi que não teve violência e nem é bom ter nas escolas!

Autora Bianca – 3ª “A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

DUAS PRIMAS

Em uma tarde de domingo, duas primas discutem: - Ana Júlia, vamos brincar? - Não Vitória. -Vamos, vamos. -Eu já disse que não! - Por que não? -Não insista! -Você é chata Ana. -E você é enjoada Vitória. -Você não gosta de mim? - Mais ou menos. - Tudo bem. Vamos brincar de pique-pega? -Não. -Por que não? - Vê se eu estou lá na padaria. -Amassando pão? - Garota, você é insuportável! Autora: Ana Júlia – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MEU PAI É ASSIM...

Ele se chama Amilton,tem 1,60 de altura, o peso dele é 75 kg, a idade dele é essa 55 anos. O meu pai para mim é tudo isso: legal, cheiroso, carinhoso ,bonito, elegante etc. Ele trabalha no Colégio Agrícola, numa biblioteca imensa .O meu pai para mim vai ser para a Vida toda. Um dia eu viajei com meu pai para São Jorge, foi eu, ele, minha mãe, meus primos e minhas tias. O dia dos pais para mim é interessante, divertido e especial. Então eu desejo um ótimo dia dos pais para todos!

Autora: Ana Júlia – 3ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PROJETO ARTELER 2010

Turma: 3ª série B Matutino Professoras: Ana Maria e Dayze


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

50 ANOS DE BRASÍLIA

Juscelino Kubitschek Morava em Minas, Foi Governador e Prefeito. Juscelino Kubitschek morreu no ano de 1976 Os candangos construíram Brasília. Brasília ficou linda, todos amaram! Todo mundo cuidou e Brasília com 50 anos ficou!

Autora: Rebeca Machry Monteiro Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A CARREIRA DE RONALDINHO GAÚCHO

Quando era garoto, Ronaldinho Gaúcho jogava na escolinha de futebol do Grêmio, depois que ele estava com 18 anos, começou a jogar no futebol brasileiro, também no Grêmio e foi para a Seleção Brasileira. Depois de uns três anos foi brilhar na Europa, no grande Barcelona, ganhou o lugar de titular e também ganhou vários títulos ao lado de Puyol, Chave, Hernandes, Iniesta e outros. Muitas pessoas reclamaram pela falta de Ronaldinho na Copa, falaram que se ele estivesse jogando, o Brasil poderia ter sido campeão, mas a copa já passou, tudo já acabou e o que já aconteceu não dá para mudar. Agora ele está no Milan, junto com Robinho, Thiago Silva, Pirlo, Nesta, Abiate, Sedorf, Ibrahimovic, Boateng e Alexandre Pato. Ronaldinho está jogando muito como sempre jogou. Autor: Yuri Rodrigues Costa Sathler Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A CASA MAL ASSOMBRADA Dizem que no bairro 5, no final da rua, tem uma casa mal assombrada. Dizem que quem entra lá nunca sai da casa. Todos que moram no Bairro 5 sempre escutam um grito quando alguma pessoa entra na casa. Quando algum dos seus brinquedos cair naquela casa, nem pense em entrar na casa. Teve um menino que o seu melhor brinquedo caiu nessa casa ,como ele não acreditava no que os outros diziam, ele entrou na casa, mas ele percebeu que todas as pessoas que entravam eram aprisionadas num porão cheio de ratos, baratas e assombrações. Nessa casa, em 1970, existia um homem chamado Mago, ele morreu aos 80 anos de idade e todos os anos ele assombrava aquela casa. Ele amaldiçoava todos os brinquedos. Ele também amaldiçoava os moradores. Quando aquele menino entrou lá, viu um vídeo que tinha todas as respostas de que o homem queria amaldiçoar todo mundo. Neste vídeo contava que quando ele era pequeno, um homem fez uma mistura para sobreviver para sempre e matou a família do Mago. Passaram 300 anos e ele quis matar quem fez mal a ele, para assim, viver em paz. Autora: Rafaella Raíssa Santos de Abreu Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A CASA MAL ASSOMBRADA Dizem que em um bairro morava um homem, que estava fazendo uma casa. Um dia ele conheceu Karen e se casaram no dia 23 de outubro de 2005. ( DOIS ANOS DEPOIS.....) Karen teve dois enfartes dentro da casa e acabou morrendo, o marido fez um caixão, mas não teve coragem de enterrar, depois fez um quarto pra ela no porão de casa e a botou lá. (A MULHER PRENDEU O HOMEM 45 ANOS DENTRO DA CASA). Um dia o velho moço resolveu sair para tomar um ar,quando de repente viu um triciclo . Ele começou a falar: - Quem deixou esse triciclo aqui no meu gramado? A menina respondeu: - Ele é meu ,o senhor pode devolver por favor??? O velho respondeu: - Não !!! A menina saiu correndo. Mais tarde o velho saiu para fazer compras. O menino que morava ao lado estava brincando com o amigo de basquete quando de repente, a bola caiu no gramado do velho. O menino viu o gramado se mexendo, mas não ligou então continuou andando, quando ele viu um tapete correndo atrás dele, ele tentou ir para casa, mas já era tarde . Um belo dia o homem resolveu ir no porão, quando ele viu um monte de brinquedos espalhados pelo o chão . Ele falou: - Meu Deus de quem são esses brinquedos??? O menino que foi jogado lá,arregalou os olhos e deu berro bem grande... O velho se espantou e disse:


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

- Quem é você ? O que você tá fazendo aqui na minha casa ? O menino respondeu : - Quem é você um espírito?AAAAAAAAAAAAAHHHHHHH SOCORROOOOOOOO!!! - Não adianta nós estamos presos, afinal o que aconteceu de verdade? - Aconteceu que sua casa é um monstro. No outro dia, o velho teve um infarto e foi pro hospital. O menino amanheceu com a impressão de que a casa estava sozinha, o menino pegou um fósforo e acendeu dentro da casa, depois de 5 minutos a casa estava desmontando, o menino foi para casa, o velho estava chegando e quando viu aquela fumaça de fogo já pensou que fosse sua casa, então foi correndo o mais rápido, quando viu a casa caindo aos pedaços começou a chorar e pediu para a Deus que pedisse perdão para sua mulher.O menino veio de casa para falar: - Não fique assim, venha morar comigo. Eles foram morar juntos e foram felizes para sempre. Autora: Daniele Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A FAMÍLIA ATERRORIZADA Num dia muito chuvoso, um menino de 8 anos estava sozinho num castelo mal assombrado. Seu pai e sua mãe ainda não haviam chegado e ele estava muito assustado. As luzes piscavam, as janelas batiam, de repente, o menino chamado Lucas, escutou uma batida na porta gritando: “Lucas, Lucas, sou eu, Daniele, abra a porta. Está chovendo e relampejando, agora abra a porta.” Depois de abrir a porta ele falou: - Amiga, que bom que você veio para cá, estava com medo. A menina falou: - Você está sozinho por quê? O menino respondeu : - Por que o meu pai saiu com a minha mãe e até agora não voltaram. Eu estou com muito medo. Vamos fazer alguma coisa para comer, tá? - Vamos, mais vem comigo. - Chegando lá eles viram uma sombra parar, mas ninguém escutou. Quando amanheceu, eles queriam ir embora do castelo, mas as portas estavam trancadas. Mas eles choravam muito e oravam para Deus ouvi-los para que abrissem a porta. E assim eles conseguissem fugir. Depois de 3 horas as portas abriram, mas ainda seus pais não haviam chegado. Eles fugiram para longe e os seus pais nunca mais voltaram. Autora: Ruth Silva Rodrigues Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A LOIRA DO BANHEIRO

Falam que se a gente jogar 3 fios de cabelo no vaso sanitário, der 3 descargas, xingar 3 vezes e der 3 chutes no vaso ela aparece, assusta os estudantes que faltam aulas e ficam no banheiro ouvindo música, jogando e conversando . Mas se você quer ganhar da loira do banheiro você deve fechar a tampa do vaso e colocar tijolo em cima dele. Então, tome cuidado com a loira do banheiro, olhe para trás porque ela pode estar atrás de você!

Autora: Anna Caroline Andrade da Silva Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A MÃE E SEUS FILHOS Era uma vez a mãe e seus filhos e ela perguntou: - Filhos, querem jantar? Eles falaram: - Sim, queremos mãe. Então a mãe estava esquentando a comida na panela e o cachorro estava com o osso na boca mordendo e chupando. Yuri estava lanchando, João e seu melhor amigo Henrique , que adorava brincar com o cachorro também. No dia seguinte, Henrique voltou e falou: - Vamos brincar? - De quê? -Perguntou Yuri. - De ver como estar o tempo. - Tá bom. E ele foi lá para sua rua. E o João falou: - O tempo está lindo!- Yuri também falou: - Vai chover! Então o seu amigo Henrique falou: - Vamos brincar de outra coisa? - Não. Os dois responderam. A mãe falou que era melhor eles brincarem com outra coisa como amarelinha. E eles falaram: - Tá bom, mãe E assim terminaram o dia lindo com sol. Autora : Camila Garcia Matos - Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A PIZZARIA

Uma noite quando um homem entrou na pizzaria e pediu: - Quero uma pizza de portuguesa com bastante tomate. - Não temos pizza Portuguesa com tomate. - Então muda tudo, me traz pizza de frango com tomate. - Você não entendeu direito, não temos tomate. - Tá bom, eu quero uma pizza de catupiry, mas não esquece do tomate! - Não temos tomate há um ano,vai em outro boteco! - Não precisa ficar nervoso, então traz de calabresa com tomate. Um freguês ao lado fala: - Eu estou aqui, há minutos escutando isso. Garçom, traz logo a pizza de calabresa com tomate! Autor: Guilherme Viegas Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BEATRIZ E SEUS AMIGOS Era uma vez um lindo dia ensolarado, Beatriz convidou suas amigas para irem a casa dela. Beatriz disse: - Mãe, as minhas amigas podem dormir aqui na nossa casa? Sua mãe disse: - Pode sim, filha. Beatriz foi chamar as suas amigas para irem dormir na casa dela. Estava de noite e elas dormiram. Elas acordavam com muita alegria e foram tomar café, elas comeram um banquete: biscoito e café. E depois chegou a hora do almoço. Beatriz perguntou: - Amigas, vocês querem almoçar?-As suas amigas disseram: - Sim, vamos. Elas foram almoçar e depois Beatriz perguntou: - Vamos brincar de pique pega?-Elas disseram: - Vamos sim. Elas foram brincar e depois foram ao parque com sua mãe. Sua mãe foi com Beatriz e suas amigas para o parque. Elas chegaram e foram a festa de sua amiga Gabriela e depois foram dormir. No dia seguinte acordaram e foram brincar. E dançaram o dia todo. Autora: Rafaela Silva Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BRASÍLIA, 50 ANOS Juscelino kubitschek Foi de Prefeito a Presidente, Inaugurou a cidade Brasília E morreu em um grave acidente. Brasília foi construída pelos Candangos, Construíram a Catedral e o Congresso Nacional, Que linda Brasília! Nunca vi tão linda cidade!

Autor: Mateus Campos Ilorca Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BRASÍLIA Juscelino kubistchek fez muitos monumentos a Catedral e até o Congresso Nacional. Brasília tem o cerrado que é muito amado! Juscelino, dia 21 de abril, Brasília inaugurou com muito orgulho e amor. Brasília com seus palácios que são muito elogiados!

Autora: Ana Beatriz Lopes Moreira Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

DUAS FLORES RESMUNGONAS Num dia, duas flores começaram a conversar sobre a vida delas e uma falou: - Amiga, você não sabe o que aconteceu, eu estava tomando sol quando pisaram em mim, olha minha pétala amassada e era a minha favorita. A amiga dela falou: - Não acredito! Você está bem? - Sim. - Um dia desses quase me aconteceu isto, só que eu desviei. Quando elas estavam resmungando, duas formigas que estavam trabalhando falaram: - Não agüento mais estas duas, estão me atrapalhando há um tempão. - Também estão me atrapalhando. - Vamos fazer cócegas nelas para ver se elas param com isto. - Tá bom. Quando elas chegaram lá, elas começaram a ficar falando mais, as formiguinhas não agüentavam mais e começaram a fazer cócegas nelas e as flores falaram: - Por que vocês estavam fazendo cócegas na gente? - Porque vocês não calam a boca e a gente quer trabalhar. - Já a gente faz silêncio, amanhã tá? O passarinho que estava voando por lá viu a confusão, desceu para lá e perguntou: - Por que esse barulho? - Porque essas flores não fazem silêncio. - Não precisa explicar, vocês pediram “por favor”? - Não. - Então eu peço. Por favor, façam silêncio. - Tá.- Responderam as duas flores. E acabou-se a confusão. Autora: Luryan Emanuelle da Silva Cardoso Série: 3ª Turma:”B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

HENRIQUE E YURI NO PARQUE DE DIVERSÕES

O Henrique estava saindo da escola e viu seu amigo Yuri foi lá convidá-lo para ir ao parque de diversões. O Henrique perguntou: - Vamos ao parque de diversão? - Sim, vamos ao parque. Primeiro eu vou trocar de roupa e almoçar, me encontre na minha casa. O Henrique foi lá na casa do Yuri buscá-lo para irem ao parque. - Você está pronto para irmos? - Sim, já estou pronto. - Então vamos. Eles foram e brincaram muito e voltaram só de noite para casa.

Autor: Fellipe Ethevery Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE, VAMOS AO JOGO?

- Mãe, nos vamos ao jogo hoje? Vai ser às 4 horas da tarde, vamos sim ou não? - Vamos ver filho se vai dar pra ir, está bom? - Tá bom mãe. O tempo passou, aí deram 4 horas da tarde e ele falou: - Aí mãe, vão dar 4 horas da tarde. - Tá bom filho, vamos. - Êba! Era o que eu queria!! Obrigado mãe! Vamos agora, hein? - Vamos, filho!

Autora: Esther Kayline Batista Almeida Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MEU RECESSO

O meu recesso foi mais ou menos legal, o bom foi que eu fui pra casa da minha amiga da igreja evangélica Shalom, e fiquei 4 dias lá na casa dela e ela também foi pra minha casa e ela ficou 4 dias e meio lá em casa, o nome dela é MARIA EDUARDA “DUDA”. Meu pai levou minha bike pra arrumar porque ela estava com o pneu furado,sem tripé,o guidom ruim etc. E depois de um dia minha mãe foi buscar a minha bike e tinha trocado o pneu ,colocado um tripé velho e um guidom novo etc. Também eu fui a um aniversario e andei de perna de pau e depois de 15 minutos não precisei mais segurar na corda e três pessoas caíram da perna de pau, uma se chamava ANA JULIA e ela caiu de bunda, o outro se chamava PEDRO e ele caiu de joelhos e a outra se chamava FLÁVIA que também caiu de bunda. E o ruim foi que eu ralei o dedo do pé, o do meio. Eu estava saindo da padaria e tropecei na rampa. Em geral o meu recesso foi muito legal.

Autora: Gabriella Vaz Medeiros Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MINHAS PREFERÊNCIAS PESSOAIS

Meu nome é Jéssyca Lorrane. Gosto de brincar de vídeogame e de computador. Gosto de comer pizza. Gosto de passear no zoológico. Meu animal de estimação é um cachorro. A cor que eu mais gosto é a marrom. Meu melhor amigo é o Wellington. Eu sou bonita.

Autora: Jéssyca Lorrane Sousa Silva Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MINHAS PREFERÊNCIAS PESSOAIS

Meu nome é Bárbara de Lima Pereira. Gosto de dançar. Gosto de comer bolo. Gosto de passear no zoológico. Meu animal de estimação é um cachorro. A cor que eu gosto é a verde. Meu melhor amigo é o Wellington. Eu sou forte.

Autora: Bárbara de Lima Pereira Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

NA CHUVA E NA SECA A floresta é linda na chuva, As árvores grandes e verdes, Os campos floridos E cheios de vida, Os bosques com o verde. Quando a seca chega E o fogo ataca, Não há mais nada para se olhar, As árvores grandes e verdes já não são mais verdes, Os campos floridos agora são só cinzas, Os bosques com o verde são pretos agora. Mas é por isso que temos que cuidar da Natureza, ela é tão linda!!!!

Autor: Jorge Soares Rocha Junior Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O JOGO - Ô mãe, vai ter um jogo hoje às 2 horas da tarde , vai ver eu jogar, sim ou não ? Ela disse: - Não. - Por quê? Ela disse: - Por que eu tenho que cuidar do seu pai até a hora dele parar de beber com o seu tio. Eu disse: - Por favor, na hora que ele parar de beber ele vai dormir. É só uma hora de jogo, por favor. - Ela disse: - Aonde que é? Eu disse: - No ginásio, perto do campo. Meu tio vem e fala. - Vai deixar eles sem plateia? Ainda mais, os dois,vai e depois vem embora. Ela disse: - Não posso ir, porque senão ele vai dormir sozinho . Eu disse: - Então eu jogo sem plateia. Tchau. Autor: Álvaro Oliveira de Sousa. Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O LADRÃO DO SHOPPING Todo mundo estava entrando no cinema,quando chegou um cara estranho lá e todo mundo se afastou dele. Bem no meio do filme ele disse: - Todo mundo no chão,anda,anda,anda,anda passa a grana velhote! - o velhote disse: - Por favor, não me roube! - Eu sou um ladrão, então eu tenho que roubar. - Mas você não precisa me roubar. - Ah,seu velhote passa a grana logo. - Por favor, tenho filhos. - Ah,tchau seu velho chato,vou roubar oura pessoa. - É,sou um velho esperto. - Tu ai, você é rico? - Sou sim, por quê? - Porque eu quero te roubar. A mulher do cara que estava sendo assaltado disse: - Meu bem? - Oi... - Por que você falou que a gente é rico, hein? Ele respondeu com ignorância: - Porque eu quis, ora. - Olha para com essa conversa chata, se não eu mato vocês. Disse o ladrão que continuou falando: - Passa a grana logo. - Tá bom,tá bom . - Toma R$ 50.000,000 - Olha estou rico, espera um pouco, vocês me deram R$ 50.000.000??? - Demos sim por quê?


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

- Então vou roubar vocês mais vezes. O casal atrás disse: - Por que você quer fazer isso? - Por que eu não sei, passa a grana agora tá bom? - Tá bom toma R$ 1,00 - Só? Mixuruca! Ele deu um tiro para o chão e falou: - Tchau Mas a segurança escutou e saiu correndo para lá e disse: - Ponha a arma no chão e me dá a grana que você pegou. - Tá então eu vou fugir, tchau. - Ou volta aqui! - Por que eu voltaria? - Porque o shopping esta cheio de policiais. - Tá,então eu me entrego, mas eu vou pagar minha fiança. - Tá bom !!!! - Tchau bocós...!

Autora: Luryan Emanuelle da Silva Cardoso Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O MENINO QUE FOI PARA LUA Num belo dia de sol, um menino vira-se para sua mãe e diz: - Mãe, quando eu crescer, quero ser igualzinho ao papai! Um jogador de futebol! Então a mãe vira e fala para seu filho: - Mas, por quê?Você quer ser igualzinho ao seu pai? Então o menino respondeu: - Há mãe, porque eu adoro futebol, além do mais eu jogo muito bem, e adoro os dribles do papai! Então a mãe perguntou e afirmou: - E o pequeno jogador já está com fome? Porque o almoço já está pronto! Então o menino respondeu: - Claro que estou! Um jogador como eu precisa se alimentar muito bem! Então o menino almoçou e foi tomar um banho para se deitar. Passaram-se os dias até que o menino fez 12 anos e sua mãe lhe deu um presente que adorou, mas afinal que presente era esse? Ah, já sei, era uma bola de futebol oficial da copa de 2010 a jabulany. Passara-se um pouquinho e a mãe curiosa perguntou: - Então filho gostou da bola e o menino respondeu: - Se eu gostei? Adorei foi um dos melhores presentes que você já me deu! Se passaram os dias, os meses e os anos e o menino cresceu, mas o menino estava decidido de que não seria mais um jogador de futebol, seria um astronauta. Então quando aquele pequeno menino foi para seu primeiro dia de trabalho ele havia ido para lua. E ASSIM TERMINA A HISTÓRIA DO “MENINO QUE FOI PARA LUA” Autora: Giovanna Beatriz Abreu Rocha - Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O PASSEIO NO CINEMA Um dia de chuva, Pedrinho, Henrique e Helena saíram para um encontro e o Henrique chamou a Helena para ir ao cinema: - Helena, vamos ao cinema? - Claro, nunca perco um filme!!! - Ah, então vamos chamar o Pedrinho? Quem sabe ele quer ir. E foram chamar o Pedrinho. Chegando lá falaram: - Você quer ir com a gente, Pedrinho? - Pra onde? - Ah, pro cinema!!! - Ah, então vamos. Quando chegaram ao cinema, a moça perguntou: - Que filme vocês vão assistir? - Você pode escolher o filme, Helena. - Tá, então a gente vai assistir SHEREK!!! - Você concorda, Pedrinho? - Sim. E começaram a assistir. Depois de duas horas acabou o filme e cada um foi para sua casa. Autor: Henrique Andrade Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O PRESENTE

No dia 10 de julho, Paulo acordou cedo. Pegou o presente da Giovanna e correu para dar para ela: - Feliz aniversário! - Meu aniversário será dia 10 de agosto! O Paulo esperou o aniversário da Geovanna para dar o presente a ela.

Autor: João Pedro Ferreira Santos Série: 3ª Turma:”B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O SHOPPING Ela chama o homem do Shopping: - Eu quero dois almoços, tem? - Tem. - Tem sim? - Tem mesmo. - Tem sim almoço? O homem disse para ela: - Eu já disse que sim, tem almoço para você. - Tá, não precisa ficar nervoso comigo! Está bom? - Eu já disse que tem! Ela estava falando com o homem: - Tem refrigerante? - Sim senhora! - Ótimo. Dois refrigerantes, mas não esquece o almoço! - Está bom! O homem disse: - Daqui a pouco está chegando o almoço! - Quê? O homem disse para ela. - Está vindo o seu almoço! Ela disse: - Eu não quero o almoço! - Por quê? Por quê? Por quê? Ela disse. - Porque não quero mais, você demorou, tchau.

Autora: Thamyres Jady Santos Fornaziere Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

OS IRMÃOS, O MENINO E A MÃE

Um dia tinha dois irmãos e uma irmã que se chamavam João, Paulo e Rebeca estavam jogando basquete, quando um menino foi tentar roubar a bola de basquete deles. Ele roubou a bola de basquete e os irmãos correram atrás do menino. Eles viram a casa do menino e foram para casa. Passaram-se os dias e eles estavam jogando ping-pong e o menino apareceu de novo e pegou a bolinha e correu para a casa dele. João foi falar para a mãe e ela foi para conversar com o pai do menino. O menino devolveu a bola de basquete e a bolinha de ping-pong e todos foram para casa, tomaram banho, vestiram a roupa de dormir e foram para baixo. Lá comeram panqueca e tomaram suco de uva e a mãe estava muito feliz. Eles saíram da mesa e foram para a cama.

Autor: Kenzo Lima Sumihara Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

OS LADRÕES DE JÓIAS Numa noite de lua cheia, dez horas da noite, chegaram dois homens, entraram em uma joalheria, andaram e mandaram : - Parados! Mãos ao alto, mais um passo e eu atiro, vai, bota todas as jóias valiosas e põe todas em um saco preto: Enquanto o outro ladrão falou: - Eu quero que vocês botem as carteiras no saco, vão para o banheiro e se tranquem. E os ladrões contando o dinheiro: - Vamos embora antes que a polícia chegue. - E então vamos, ponha o capuz,vá pegar o carro e vamos embora. E os ladrões foram embora e a polícia chegou: - Cadê os ladrões, eles foram embora? O dono da joalheria falou: - Eles levaram tudo: jóias, carteiras, dinheiro. As pessoas reclamaram: - Eles nos trancaram no banheiro e foram embora. O xerife falou: - nós vamos achar eles. E o dono agradeceu: - Muito obrigado, xerife. - De nada, é o nosso dever. Um ano depois os ladrões assaltaram outra loja: - Parados! Mãos ao alto, mais um passo e eu atiro. - Seria capaz? - Claro que sim, bote todas as jóias no saco preto. Enquanto os ladrões contavam o dinheiro, a polícia chegou e eles fizeram uma mulher de refém. - Parados, um movimento brusco e eu atiro. - Calma, vamos fazer um trato, você me dá a garota e você fica livre. - Eu não caio nessa conversa, pegue ela! E os ladrões fugiram e a polícia ficou. Autor: Thiago Edgar Paes Landim Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POR GOSTO DE MORAR EM SOBRADINHO

Eu gosto de morar em Sobradinho porque tem muitas coisas, como: pizzaria, tem o Parque do Jequitibá, o Mc Donald’s, o Giraffas e muito mais. Eu amo Sobradinho!

Autor: Sidnei dos Santos Júnior Série:3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POR QUE GOSTO DE MORAR EM SOBRADINHO?

Eu gosto de morar Sobradinho porque tem, shopping, ginásio, quadras, pizzarias e churrascarias e também por causa da diversão e das escolas. E Mcdonalds, Giraffas, os cinemas, o verde de Sobradinho!!! Eu amo Sobradinho, é a melhor cidade do Brasil e eu adoro morar nela e eu nunca vou esquecer esta cidade maravilhosa, é a melhor!

Autor: Luis Guylherme Correia Morgado Série: 3ª Turma: “B”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PROJETO ARTELER 2010

Turma: 3ª série D Vespertino Professoras: Itanete e Abgail


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CRÔNICA

NA PADARIA -Tem pão doce? -O senhor vai me desculpar, mas acabou. -Não faz mal, então me traga só um pão doce simples. -Eu acho que o senhor ouviu errado, não tem mais pão doce. -Tá. Não precisa ficar nervoso. Vamos mudar tudo, me traga pão de queijo, mas não esqueça o pão doce. -Eu lhe disse que não tem mais pão doce. Pão de sal tem doce não tem. -Tá, tá. Então vê se traz um sanduíche, mas não esquece o pão doce. (outro freguês ao lado) -Não liga pra ele, traga o pão doce dele e pronto.

Autora: Amanda


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CRÔNICA

SALÃO DE BELEZA -Moça, eu gostaria de cortar o cabelo. -Mas hoje a gente não corta cabelo. -Por quê? -Porque sim. -Então só lave meu cabelo. Mas corte! -Eu já disse que não cortaria nenhum cabelo hoje. -Tá bom, tá bom. Só corte meu cabelo. -Melhor você sair antes que eu chame a polícia. (outro freguês) -Corte logo esse cabelo antes que você fique maluca. -E você, não enlouqueça a cabeleireira.

Autora: Débora do R. V. de Sousa


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CRÔNICA

NA CHURRASCARIA

-Olá. Por favor. Eu quero uma pizza de calabresa. -Desculpe-me senhor, mas isso é uma churrascaria. -Ah! Ok. Então traga uma pizza de carne. -Senhor isso aqui é um a churrascaria, não uma pizzaria. Vá a uma pizzaria para comer pizza. -Calma, garçom. Não perca a paciência, eu só quero uma pizza. Então, traga um suco e não esqueça a pizza de carne. (chega o gerente da churrascaria) -Senhor, não tem pizza. Mas eu mando comprar uma pizza pro senhor. -Ok. Eu estou esperando, hein! (quando chega a pizza) -Aqui está sua pizza. -Não quero mais, perdi o apetite.

Autor: Kalebe


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CRÔNICA

NA FEIRA

-Moço eu queria um v3. -O senhor vai me desculpando, mas não tem mais v3. -Ah! Eu quero um Nokia, e o v3. -Eu não falei direito? Não tem mais v3. Há três anos. Se quiser outra coisa. -Não precisa ficar nervoso eu peço outra coisa. Tem v3? -Não. (o freguês ao lado) -Já tem mais de dez minutos que estou ouvindo essa discussão. Não sei como o vendedor está aguentando.

Autor: Vinícius Tales


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CRÔNICA

NO RESTAURANTE -Garçom, por favor. Eu queria um arroz com bife. - O senhor vai me desculpar, mas não tem mais bife. - Ah! Não faz mal. Então me dá só um arrozinho simples. Isso, só um arrozinho com bife. - Eu acho que não expliquei direito. Eu falei pro senhor que não tem mais bife. Acabou todo o bife. - Ah, bom! Se for assim muda tudo então, Traga-me feijão. Feijão tem? Beleza traga-me feijão com um bife. - Eu disse que não tem mais bife. Picanha tem? - Tem. Bife não tem. Há três anos que não tem bife. -Já disse que não tem bife. È melhor o senhor ir a outro lugar.

Autora: Lorena de Oliveira


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CRÔNICA

NA CHURRASCARIA -Garçom, eu quero tomate com alface. -Aqui não é restaurante, e sim churrascaria. -Então me dá uma carne com tomate e alface. -Já disse: -Não temos alface nem tomate. -Está bem. -Me dá uma carne de porco com tomate. -Vá embora, saia agora antes que eu chame a polícia. -Está bem, antes de chamar a polícia me dá a minha alface e o meu tomate.

Autor: João Marcos


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CRÔNICA

A PIZZARIA Era uma vez uma pizzaria. E então o freguês chegou e pediu uma pizza de calabresa e o garçom disse: - Senhor, queira me desculpar, mas não tem pizza de calabresa. - Ah, então tá, eu vou querer uma Coca-Cola e uma pizza de calabresa. - Eu acho que não expliquei direito. Eu disse, “não tem”, há três anos que não tem. O cliente que estava ao lado disse: - Eu não sei como você está aguentando. Ah, garçom, traz logo a pizza dele.

Autor: Lucas Gabriel


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ARTIGO DE LEI

1. Evitar jogar lixo no ambiente escolar. 2. Manter a escola limpa. 3. Evitar deixar a torneira do bebedouro ligada. 4. Não quebrar galhos das plantas da escola. 5. Não riscar as paredes da escola. 6. Não pichar a escola. 7. Tratar com respeito a professora e os colegas. 8. Manter os banheiros limpos. 9. Evitar quebrar as cadeiras da escola. 10. Cumprimentar os colegas e a professora ao chegar.

Autor: João Gabriel


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ARTIGO DE LEI

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10.

Não jogar lixo no chão da sala de aula. Não rabiscar as mesas. Não escrever nas paredes da escola. Não xingar a professora e os colegas. Não bater nos colegas. Não sujar os banheiros. Não sujar a escola. Não arrancar as plantas. Não pegar nada sem autorização do responsável. Não jogar lixo pela janela da sala de aula.

Autor: Guilherme


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ARTIGO DE LEI

1. É importante não jogar lixo na rua nem casca de banana na sala. 2. Não deixar sujos os banheiros e a casa, que isso é falta de higiene. 3. Não jogar lixo pela janela. 4. Lavar os vasos sanitários. 5. Jogar o lixo na lixeira e não no chão. 6. Prestar atenção quando a professora estiver explicando. 7. Ter calma ao se levantar. 8. Permanecer sentado até tocar o sinal. 9. Andar em fila. 10. Respeitar a professora e os colegas na sala de aula.

Autor: Gabriel Rodrigues


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA

Meu nome é Iasmim. Tenho nove anos, nasci em 2000 no dia 07 de dezembro. Quando eu nasci minha mãe me abraçou e eu sorri para ela. Gosto de brincar de pique-pega, estudar e conversar sobre minha vida. Todas as vezes que minha mãe falava comigo eu ria muito. Adoro contar histórias de terror e de inventar coisas, brincar, correr e cantar muito. Meu sonho é ser cirurgiã. Eu vou estudar muito, às vezes eu tenho umas dúvidas pequenas, mas depois eu entendo tudo. Tenho um irmão e isso é muito bom.

Autora: Iasmim


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA

Meu nome é Giovanna Feitosa, tenho oito anos e um irmão que fez três anos no dia 15/03/2010. Moro no Contagem, em um condomínio perto de um posto de gasolina. Moro com meus pais, meu irmão e minha avó e tenho duas cadelas. Gosto das cores lilás, roxo e do carro Doblô. Quando eu crescer quero ser diplomata. Sou morena, tenho os cabelos lisos, os olhos castanhos. Sou feliz do jeito que eu sou. Vou fazer aniversário dia 19/07, gosto de estudar. A matéria que mais gosto é artes, e muito...bem gosto de desenhar.

Autora: Giovanna Feitosa


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA

Eu sou uma menina que desde criança queria estudar, eu ficava perguntando toda hora pra minha mãe com quantos anos eu ira estudar? E minha mãe falava pra eu ter calma. Tenho uma irmã e um irmão, mas um por parte de pai, desde pequena minha mãe me alfabetizava. Eu sou amiga de todo mundo e gosto dos meus tios, avós, irmãos e primos. Minha melhor amiga é a Deborah, nós estudamos juntas na 2ª série, ela ainda estuda aqui na Escola Classe 01, mas em outra sala. Moro na quadra 14 conjunto B2. Quando era bebê eu era bem grandinha, bem fofinha e lindinha. Todos me achavam linda.

Autor: Camylla Jennifer


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA

Eu nasci em 1999 no dia 13 de fevereiro. Eu era lindo e gordinho. Hoje eu tenho onze anos, gosto da Débora e do meu cachorro e da minha mãe e do meu pai. Meus melhores amigos são: Alexandre, Enzo, Gabriel, João Marcos e João Victor. E as melhores amigas são: Iasmim, Anna Clara, Laura e Katielle.

Autor: Diego Sousa


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA

Meu nome é Gabriel, nasci prematuro, eu sou feliz! Minha casa é pequena, no meu lote tem três casas: na primeira moro eu e meus pais. Na segunda minha avó e na terceira casa meus tios e minha prima. A minha casa tem cinco cômodos e nela somos felizes. Faço escola de futebol, meu professor é legal. Meu sonho é andar de avião. Torço pelo o botafogo, minha mãe disse que eu adorava futebol. Eu gosto de viajar para o Goiás, tenho vários amigos e minha vida é assim.

Autor: Gabriel Souto


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO

O Brasil foi campeão cinco vezes. Na copa deste ano na África do Sul com 2x1 no primeiro jogo e 3x1 no segundo. Foi contra a Coréia do Norte e Costa do Marfim. O Brasil está jogando muito bem. Robinho, Kaká e os outros são bons jogadores. O Brasil foi campeão em 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002. A cor verde representa as matas, a cor amarela representa o ouro, a cor azul representa o céu e as estrelas representam os estados brasileiros e o Distrito Federal, a cor branca representa a paz. A próxima Copa do Mundo em 2014 será aqui no Brasil. Eu gosto muito da Copa do Mundo porque é bom torcer pelo Brasil. Todo mundo gosta quando o Brasil ganha. Ele vai ganhar de novo.

Autora: Giovanna Miranda


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO A Copa do Mundo ou Campeonato do Mundo de Futebol é um torneio de quatro em quatro anos, realizado pela Fifa – Federação Internacional de Futebol. O Brasil foi campeão cinco vezes. Ele é considerado o país do futebol. A primeira Copa do Mundo aconteceu em 1930, no Uruguai. É o segundo maior evento desportivo e o país sede será a África do Sul. A próxima Copa do Mundo em 2014 será aqui no Brasil. Autor: Emanuel Feitosa Palhares

TEXTO ILUSTRADO

Autor: Emanuel Feitosa Palhares


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO

O Brasil já foi campeão cinco vezes em Copas do Mundo. O Brasil é o único país que entrou em todas as copas. A Copa do Mundo Fifa de 2010 é a 19ª Edição do evento e ocorrerá pela primeira vez no continente Africano, tendo como anfitriã a África do Sul. Não gostei quando o Kaká foi expulso. Desse jeito o Brasil não vai ganhar.

Autora: Pâmella da Costa


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO Copa do Mundo Fifa de 2010 é a 19ª edição do evento. O mascote oficial da Copa é o leopardo Zakumi. No domingo o Brasil ganhou da Costa do Marfim de 3x1, o Brasil está nas oitavas de final. O Brasil é pentacampeão e vamos atrás do Hexa. A bola oficial da copa se chama Jabulani que significa “Trazer alegria para todos” e é produzida pela Adidas. Ela possui 11 cores, cada uma representando os dialetos e etnias diferentes da África do Sul. Assim como nos últimos mundiais, este ano a competição também terá a presença de 32 seleções que foram classificadas através do processo eliminatório, iniciado em 25 de agosto de 2007 e finalizado em novembro de 2009.

Autor: Alexandre


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POEMA

Brasília é linda Brasília é importante Brasília é a capital da esperança O amor que temos por ela é grande. Brasília só é alegria Brasília é muito ensolarada Brasília iluminada e abençoada. Brasília linda e charmosa Brasília e incrível Brasília é acolhedora. Brasília é amada e bela Brasília é sonhadora Brasília é nossa capital.

Autor: Jefferson da Silva Xavier


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POEMA

Brasília é legal Eu amo Brasília Ela é minha cidade. Brasília é muito ensolarada, Brasília é amada e bela Brasília é iluminada e bonita. Brasília é uma capital, Brasília é uma esperança Brasília é diferente. Brasília é moderna Brasília é sonhadora Brasília é feliz. Brasília é inesquecível Brasília é acolhedora Brasília é cerrado. Autora: Katielle


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POEMA

Brasília é muito linda É linda como estrela É bela, é esperança a capital. Sonhadora e iluminada Ensolarada, cerrado com amor. Ela foi inaugurada em 21 de abril de 1960 quem Inventou Brasília foi Juscelino. Brasília é linda. Brasília é muito pequena Mas ela é importante. Para todos ela é linda Como uma floresta Linda como uma flor rosa Ela é feliz. Autor: Riquevison


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POEMA

Brasília é uma cidade linda Igual um menino ou uma menina. Brasília é muito importante. Do tamanho das mãos de um gigante. Brasília roubou o meu coração E também roubou minha paixão Brasília é uma cidade tão bela Igual a cor verde e amarela Muito linda e feliz. Brasília é força de um país. Brasília e linda e moderna É uma cidade muito iluminada Igual a um vagalume ligado. Cidade linda igual a minha mãe Maria Que mora numa igreja tão linda. Autora: Gabriela Souza Romano


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

RECONTO DE LENDA

A LENDA DE IARA

Um pai e três filhos. Dois homens e uma mulher. A mulher chamava-se Iara, ela era muito apegada ao pai. E os outros irmãos ficaram com ciúmes e resolveram matá-la. Mas Iara descobriu e matou os dois irmãos. E logo ela fugiu, mas seu pai descobriu que ela tinha fugido e foi atrás dela. Quando a encontrou jogou-a em um rio chamado Solimões. Os peixes que ali estavam a salvaram e como era noite de lua cheia Iara se transformou em sereia. Ela tem um canto maravilhoso que atrai os homens e navegadores até o fundo do rio. Iara é também conhecida como mãe d’água.

Autora: Anna Clara


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

RECONTO DE LENDA

O NEGRINHO DO PASTOREIO

Em uma fazenda, o negrinho do pastoreio cuidava dos cavalos como alimentá-los e dar água. Certo dia, o negrinho resolveu dormir e os cavalos fugiram. O patrão furioso bateu no negrinho até ele morrer. No dia seguinte, o patrão jogou o corpo do negrinho no formigueiro. Mas o ele ressuscitou, e o patrão levou um grande susto.

Autora: Laura


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

RECONTO DE LENDA

A LENDA DE IARA

Iara era muito guerreira, seu pai sempre a elogiava, seus irmão tinham ciúmes e a mataram. Jogaram Iara no lago em uma noite de lua cheia. Na próxima noite de lua cheia Iara ressuscitou e se transformou uma parte humana e outra parte peixe. Iara sentada na sua pedra encantou um homem que pulou no lago e morreu afogado.

Autora: Maria Eduarda


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

RECONTO DE LENDA

A LENDA DA MULA-SEM-CABEÇA

Tem corpo de mula e solta fogo pela cabeça. Tudo começou quando uma moça se apaixonou por um padre e ela virou uma mula sem cabeça. Ela aparece todas as sextas-feiras, correndo pela estrada até de madrugada. Ninguém consegue ver sua cabeça, pois ela é invisível ela assusta os humanos. Para acabar o feitiço é preciso alguém corajoso para enfiar uma agulha na sua cabeça.

Autora: Ana Beatriz


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

RECONTO DE LENDA

A LENDA DA MANDIOCA

Um homem e uma mulher tinham uma filha chamada Mani. Eles gostavam muito dela e tinham muito amor e carinho. Depois ela adoeceu e morreu, eles a enterraram e no lugar onde ela foi enterrada nasceu uma planta. A mulher ficou impressionada e pegou uma coisa que tinha na planta e foi avisar ao marido, ele e o amigo arrancaram a raiz e ela era branca que nem Mani, e foi assim que surgiu a mandioca.

Autor: Enzo Giuliano


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

RECONTO DE LENDA

A LENDA DA MANDIOCA Há muito tempo atrás nasceu uma linda indiozinho diferente. Era branca como o lírio a mais bonita que nasceu por lá. Todos gostavam dela. A mãe a colocou pra dormir. Quando acordou e viu que ela ainda estava dormindo. Mani sempre acordava ao nascer do sol, mas naquele dia ela não acordou. A mãe chamou o pajé que viu que ela tinha morrido à noite – falou o pajé. Os índios choravam e enterraram Mani no jardim. Eles sempre iam ver-lhe a sepultura. E choravam tanto que as lágrimas molhavam a terra. O tempo foi passando. Certo dia viram que na cova de Mani, nasceu uma planta desconhecida e depois que a planta cresceu a mãe viu e levou para o pajé que deu o nome de mandioca.

Autora: Bruna Gabrielle


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

SINOPSE DE TEXTO LITERÁRIO

MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA

Existia uma menina bonita do laço de fita que parecia uma princesa da África, tinha um coelho que queria ser igual a ela. Então ele fazia muitas perguntas querendo saber porque ela era tão pretinha, e ela inventava várias respostas.

Autor: João Victor


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

SINOPSE DE TEXTO LITERÁRIO

MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA

Nessa história tinha uma menina bonita e tinha um coelho que a admirava muito. Ele queria ser pretinho igual a ela, e por isso fez um monte de loucura para ficar igual a ela.

Autora: Bruna Rafaela de Sales


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PROJETO ARTELER 2010

Turma: 4ª Série A Matutino Professora: Maiza Godinho


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA VÁRIOS PAIS Pai rápido Pai devagar Pai esquecido Pai que se põe a chorar Aquele careca Junto com o ocupado Sempre unidos Chegam atrasados Na rua de baixo Tem pai sonhador Só na disputa Com o cantador Na de cima Fica o trabalho Não tem tempo Igual o locutor Sem tirar o à toa E o solteiro Os dois duros Sem dinheiro Logo lembramos Do nervosinho E do carinhozinho... Pai chatinho Passa o pai murrinha Com o carpinteiro Ficam lá O dia inteiro Enfim, são vários pais Tipos diferentes Ixi,esqueci... Do pai das mentes, Coitado dos exigentes…

Autora: Adriana M. C. Soares 4ªA


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA A ESCRAVIDÃO O mundo está melhor Nada de se preocupar A escravidão acabou Vamos comemorar Depois de tanto sofrer Ficou na história Mas basta existir Com a sua vitória Conseguir lutar Passar pela a humilhação Isto é viver Com a escravidão Estamos a mudar Com certeza revirar O que foi feito Vamos reanimar Chegou o fim É o começo de uma nova era Então vamos sonhar Ficando com a espera

Autora: Adriana Maciel-4ª”A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O CABOCLO, O PADRE E O ESTUDANTE Um estudante e um padre viajaram pelo sertão, tendo como guia um caboclo. Deram lhes numa casa um pequeno queijo de cabra. Não sabendo como dividi-lo, mesmo porque chegaria um pequeno pedaço para cada um, o padre resolveu que todos dormissem e o queijo seria daquele que tivesse, durante a noite, o sonho mais bonito, pensando enganar todos com os seus recursos oratórios. Todos aceitaram e foram dormir. À noite, o caboclo acordou, foi ao queijo e comeu-o. Pela manhã, o caboclo arranjou uma desculpa: - Uai, eu sei quem comeu o queijo. Disse ele. O padre perguntou: - Quem foi? - Foi minha boca. - Foi tu que comeu o queijo!! Disse o padre : - Vamos pegar ele. Depois de duas horas de correria o estudante disse assim: - Mais rapaz me deu uma fome! O padre disse: - O caboclo, você sabia que aquele bode tava doente? O caboclo respondeu: - Ai meu Deus eu vou morrer. O padre olhou com olhar de mentiroso e começou a rir. O estudante ficou pensando e até teve uma ideia: - Olha aqui gente vamos fazer assim, ele comeu mais eu ainda tenho nove biscoitos, da três para cada. O caboclo encheu os olhos de lagrimas e falou: - Desculpa gente é porque eu estava com muita fome. O padre e o estudante falaram: - Está desculpado! Eles partiram para outra cidade e comendo os biscoitos. Autora: Alissa Oliveira Zimmermann - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A FADA MÃE

Minha mãe era uma fada,linda.Era a fada guardiã,tinha muitos poderes,era legal, até eu nascer. Eu era loirinha dos olhos castanho claro como mel,eu era linda,voava muito, igual uma borboleta.Até um dia que minha mãe se foi, e eu agora era a guardiã,eu agora morava em um castelo mágico cheio de ouro.Até que eu cresci fiquei rainha do reino e casei.

Autora: Alissa Oliveira Zimmermann - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COPA DO MUNDO-BRASIL

O Brasil tem muitas origens legais, tem muitos tipos de pessoas como negros,brancos, pessoas de todo o tipo de origem.O Brasil tem muitos tipos de cidades,maravilhosas, por exemplo, Rio de Janeiro, Porto Seguro,tem muitas pessoas legais. Também estamos na época da copa do mundo.Estamos, maravilhados com essa copa do mundo, o Brasil ontem ganhou de três a zero, gritei muito!!!O Brasil está jogando muito bem. Eu estou achando que nessa copa do mundo o Brasil vai ser Hexa campeão. O técnico Dunga está muito feliz com os jogadores!Eles estão treinando muito bem.

Autora: Alissa Oliveira Zimmermann - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

LENDA LENDA DA IARA

A Iara é uma lenda do folclore brasileiro. Ela é uma linda sereia que vive no rio, sua pele é morena, possui cabelos longos, negros e olhos castanhos. Ela costuma tomar banho nos rios e cantar uma melodia irresistível, desta forma os homens que a vêem não conseguem resistir aos seus encantos, e pulam dentro do rio. Ela tem o poder de cegar quem a admira e levar para o fundo do rio qualquer homem que ela desejar. Os índios acreditam tanto no poder da Iara, que evitam passar perto dos lagos ao entardecer. Segundo a lenda, Iara era uma índia guerreira, a melhor da tribo e recebia muitos elogios de seu pai que era pajé. Os irmãos da Iara tinham muita inveja e resolveram matá-la à noite enquanto dormia. Iara, que possuía uma audição bastante aguçada, escutou a conversa dos irmãos, e os matou. Com medo de seu pai, Iara fugiu. Seu pai, o pajé da tribo, realizou uma busca e conseguiu encontrá-la. Como punição, seu pai a jogou no encontro dos rios Negro e Solimões, alguns peixes levaram a Iara até a superfície e a transformaram em uma linda sereia. Autora: Amanda Reinaldo Fernandes 4ªA


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

NÃO FOI DESSA VEZ

O Brasil quase chegou lá foi até o final, mas não conseguiu ganhar. Lutou, lutou fez o que pode, mas do mesmo jeito não foi o que pensávamos. Já foi campeão do Mundo 5 vezes, mas quem foi campeão em 2010 foi a Espanha. :( Com certeza todos vamos estar lá em 2014 para mais uma vez gritar pelo nosso time querido do coração que é o: BrasiLLLLLLL!!!

Autora: Amanda Reinaldo2-4A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

GALÃS PARA TODOS OS GOSTOS

O elenco masculino de Passione promete colocar as mulheres em polvorosa. São muitos galãs, de todas as idades, que estão deixando o público feminino suspirando. O autor da novela, Silvio de Abreu, não fez pouco e chamou Reynaldo Gianecchini, Bruno Gagliasso, Marcello Antony, Cauã Reymond, Kayky Brito e Daniel de Oliveira, entre outros bonitões do pedaço. “As pessoas têm de ser bonitas e bem-arrumadas. Gosto de fantasia e de inventar grandes paixões, grandes histórias, porque a minha vida é muito comum, mas a minha cabeça, não. Nunca tive problema com elenco, eu convido, e eles vêm. O visual dos meninos é diversificado, moderno e promete agradar a todos os gostos”, disse o autor.

Autora: Amanda Reinaldo-4ª”A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O QUE FARIA SE FOSSE PRESIDENTE?

Eu faria melhorias no Brasil inteiro como: proibir jogada de lixo nas ruas, a escravatura (que já foi proibida á tempo), os pais ou outras pessoas espancarem os filhos... Eu iria melhorara á educação nas escolas. Iria fazer com que as pessoas melhorassem a convivência com as pessoas diferentes delas. Proibiria a venda de bebida alcoólica, fumos e drogas para menores de 20 anos. Eu ajudaria os mais necessitados e faria com que eles fossem felizes como nós somos (nós que te mos tudo que queremos). Eu daria casa, comida, conforto, saúde e muita felicidade. Os postos de saúde por sua vez teriam tudo que precisassem como: medicamentos, conforto, materiais, muitos especialistas (médicos)... Gestantes, idosos, crianças e mais necessitados iriam receber conforto nos hospitais e seriam os 1º a serem atendidos. Portadores de algum tipo de deficiências seriam valorizados, nas escolas teriam: rampas, escadas, parquinho especial... Sobre minha profissão... Ah... Já falei quase tudo que faria se fosse presidente. Bem, o governo e as pessoas, eu acho, gostariam que eu fosse a presidente do Brasil. Cumpriria tudo o que acabei de falar neste texto, se não cumprisse vocês, pessoas do Brasil, poderiam cobrar de mim. Autora: Ana Luiza Fernandes Ferreira Marques - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA DE JÚLIA

Júlia Fernandes Ferreira Marques é uma menina que têm amigas e tem 8 anos. Tem um casal de irmãos o Rafael, o mais velho, e a Ana Luiza ,que é a do meio. Os nomes de seus pais são: Luciane Borges Ferreira e Jair Marques Pereira. A mãe tem 39 anos e seu pai 45 anos. Júlia nasceu no hospital Santa Lúcia em: vinte e um de novembro de dois mil e um. Ela gosta muito de brincar, ler, estudar, e assistir televisão, mexer no computador... Ela vai muito bem nos estudos e está na 2ª Série. Suas melhores amigas são: Marina e Ana Beatriz Marques. Umas coisas impressionantes da vida dela são : sua primeira palavra, a mudança para casa da quadra treze, seus primeiros passos, sua primeira boneca... Ela vive falando que sua profissão será veterinária, pois ela ama vários animais, ou também, que podeser delegada, mais tem medo. Ser delegada, não é fácil !

Autora: Ana Luiza Fernandes-4A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA MEU BRASIL O País onde eu moro é muito bonito, alegre o país que é pentacampeão do mundo

Meu Brasil, o País que me abriga dentro dele,um lugar legalnunca ficarei em outro País além dele O lugar onde vivo é tropical muito quente, muito calor e está sempre em primeiro nas competições Onde está localizado, mares bem gostosos eu já fui em um deles e é muito legal.O Brasil tem que continuar assim bonito e bastante cheio como sempre e bem legal!! O Brasil é o País maior da América do Sul ele é bem grandinho pro meu gosto... CONTINUE ASSIM BRASIL!!!!

Autor: Anderson Gabriel Santos Godinho - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PAPAI -Papai, você é legal pra caramba!Porque você não leva a gente para sair. Vamos ao cinema?Vamos assistir a um filme, comer, brincar?Por favor, pai!Leva,leva,leva a gente. Vai, vai... vai levar?Papai. -Oh!Filhão, papai tá sem dinheiro para nós quatro: eu, sua mãe, você, e seu irmão.Vai ficar caro pra caramba!Eu queria me divertir com vocês ao menos um pouquinho, fiquei trabalhando direto quatro semanas, sem parar, queria me distrair. -Então, vamos lá, ora bolas! -Lucas, hoje não dá, até sua mãe tá sem dinheiro. -E é verdade, Lucas. Até mesmo no banco estamos quebrados, filho. Sem dinheiro algum.Seu pai já falou. -É Lucas, até seu irmão não tem nada para ajudar. Vamos ficar jogando Play 2, cara. -Não, gente, espera aí...Eu achei um monte de dinheiro, um dinheirão no meu bolso...Olha aqui...R$2,00.Vamos?Dá, num dá? -Não dáááááá!!!

Autor: Anderson Gabriel - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COPA DO MUNDO 2010

O Brasil está chegando muito bem nas competições da Copa do Mundo e os outros times, também. Bom, ontem o jogo foi muito bom, com certeza. Tem time que não foi classificado tipo o Chile. A FIFA é muito importante para os times, ela organiza todo o campeonato. Alguns times não foram para as quartas de final, como os Estados Unidos, pois, eles perderam para Gana. O Brasil já ganhou cinco vezes, ele é PENTACAMPEÃO. Bom, os brasileiros ainda não estão tristes. O Brasil está torcendo pele seleção. Tem que torcer muito, claro. O melhor é torcer, e gritar no ritmo do GOL!!! Essa copa é emocionante. Mas tem que torcer pra gente gritar muito, comemorando várias vezes: GOOOOOOOOL!!!!!! Do Brasil. Eu quero que o Brasil seja o campeão. A gente tem que ter sorte para ser os campeões da Copa do Mundo de 2010.

Autor: André Luiz Bahia-4ª”A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

VISITA AO HOSPITAL SARAH KUBITSCHEK

Dia 29 de abril, fomos ao Hospital Sarah Kubitschek em uma palestra. Eu achei muito legal por que me ensinou coisas que eu não sabia, e agora estou sabendo. Eu aprendi sobre: acidentes, afogamentos e sobre o corpo humano. E aprendi também a ter cuidado e não zombar dos deficientes.

Arthur Vinicius Campos Cardoso 4ª. Série – turma “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA DIAS DOS PAIS

Há vários tipos de pais aqueles que são preocupados os que trabalham quase o dia todo os relaxados entre outros. Alguns pais já se foram, e agora estão junto a Deus Pai é ser um homem especial. Um filho tem a confiança no pai porque ele é um amigo eterno. Um pai sempre está com seu filho, nas horas boas eruins dando apoio quando precisa e conselhos para os filhos não vacilarem. Mas também há pais, que não conhecem os filhos e filhos que não conhecem os pais.

Autora: Bianca S. de Castro - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O CABOCLO, O PADRE E O ESTUDANTE Um estudante e um padre viajavam pelo sertão, tendo como guia um caboclo. Deramlhes numa casa um pequeno queijo de cabra. Não sabendo como dividi-lo, mesmo porque chegaria um pequenino pedaço para cada um, o padre resolveu que todos dormissem e o queijo seria daquele que tivesse, durante a noite, o sonho mais bonito, pensando enganar todos com os seus de oratória. Todos aceitaram e foram dormir. Á noite,o caboclo acordou,foi ao queijo e comeu-o. Pela manhã, quando todos levantaram foram a geladeira pegar o queijo para o ganhador do sonho mais bonito. Quando abriram a geladeira não acharam o queijo o padre interrogou: -Onde está o queijo que ganhamos ontem? Para não criar confusão, que depois acabou criando o caboclo foi logo falando: -Ontem quando todos foram dormir eu o comi e mais tarde fui dormir. O padre exclamou: -O trato foi: quem tivesse o sonho mais bonito que ganharia o queijo, e você foi contra o nosso trato e não esperou a hora certa. -Mas eu não comi todo o queijo, deixei um pedaço em cima da geladeira para comer depois, mas estava com sono e não o comi. O estudante disse: -Então por que você não falou logo! -Ora. Eu queria criar um clímax na história. -Você fez clímax nenhum fez uma confusão. O estudante concluiu a história: -Vamos parar de discutir e pegar logo o queijo em cima da geladeira! Então começaram o concurso dos sonhos, o primeiro a contar foi o padre, o segundo foi o estudante e por último o caboclo. Chegou à grande hora, que agora seria um minúsculo pedaço de queijo e o ganhador foi... Foram todos: o padre, o estudante e o caboclo, mas como ele já havia comido um pedaço do queijo sua parte foi menor ainda. Autora:Bianca Satório - : 4ª série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

LENDA IARA A Iara é uma mulher muito bonita ela é morena tem cabelos longos e escuros e tem brilhantes olhos castanhos. Ela vive no rio Amazonas. A Iara costuma tomar banho nos rios e cantar sua melodia irresistível, pois assim os homens que o a vejam não conseguem resistir, ficam hipnotizados e pulam no mar atrás de Iara até chegar no fundo do mar. Os índios morrem de medo de Iara e evitam passar perto dos lagos e rios ao entardecer. Pois Iara de dia é mulher e de noite vira sereia. Ela era a mais bonita da tribo e a mais elogiada pelo seu pai que era o Pajé. Seus irmãos tinham muita inveja e resolveram matá-la. Mas, como Iara ouviu tudo, ela matou seus irmãos primeiro. Com muito medo de seu pai brigar com ela, ela fugiu. Assim que seu pai percebeu o que tinha acontecido fez uma busca e achou a Iara, como uma punição pela morte de seus irmãos, a jogou no encontro do Rio Negro com o rio Solimões. Alguns peixes levaram a moça até a superfície e a transformaram em uma linda sereia.

Autor: Brenda Cristina Souza Vieira - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

SOBRE PAI

Eu não conheço meu pai Mas sei, Que ele existe Ele é belo, deslumbrante E legal, ele é um pai Genial Às vezes os pais brigam Com a gente, Mas quando a gente merece Existe pai de todo tipo, Dançarino, artista e roqueiro... Às vezes até pai que bate nas pessoas Mas você o ama para sempre

Feliz dia dos pais um abraço, para todos os Pais do Mundoooooooooooo.

Autora:Brenda Cristina Turma: 4ª série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MUSEU HISTÓRICO

Este museu é muito bacana e pequeno, mas bem legal. Lá eu aprendi muita coisa importante. Conheci um jipe que andava por Brasília antes da inauguração. Vi reportagens, o baú da Missão Cruls, e muito mais. Algumas coisas com mais de 100 anos. Lá tinha pouca tecnologia. Tinha umas cadeiras de 50 anos, tinha cinema. As professoras que trabalham no museu fizeram com a gente uma brincadeira bem legal.

Autor: Caio Araújo Santana Santos – 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

IARA A RAINHA DAS ÁGUAS!!! A Iara é muito bonita moça que vive nas águas. É tão linda que ninguém resiste ao seu encanto. Aparece à noite e costuma cantar com uma voz tão doce, que atrai as pessoas e elas, quando se dão conta, estão sendo arrastadas para o fundo da água. Seu canto é mágico atrai como um ima,e não se pode fugir dela por mais que você. Jaguarari era um índio muito forte, corajoso e de coração bom. Gostava de remar, e quando começava a remar, até as aves levantavam os pescoços para vêlo. Um dia, Jaguarari partiu cedo, e sozinho, para a caça. Como o dia estava lindo, resolveu passear por toda a floresta. Encontrou um rio bonito, o mais lindo que já havia visto, e resolveu mergulhar. Tem um palácio no fundo do rio, que é todo construído com pedras preciosas.

Suas

paredes são feitas de rubis, as janelas de águas marinhas, a porta é de ouros maci ço, sendo fechadas por um enorme diamante: é uma verdadeira jóia!Depois

de

nadar, deitou-se a beira do lago, admirando o céu. Quando sentiu fome, saiu para caçar. Preparou uma das caçar ali mesmo, comeu e adormeceu rapidamente. Despertou quase ao anoitecer e apressou-se em voltar para a aldeia. Conta-se que Jaguarari foi atraído.Mal tinha começado a andar quando ouviu um canto maravilhoso, mas bonito do que o do uirapuru . Sem perceber, foi andando em direção da linda melodia. E acabou voltando ao rio em que havia nadado, para nunca mais voltar. Autor: Caio Santos-4série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA PAI

Pai uma coisa sagrada muitas vezes amada poucas vezes lembrada

Pai uma pessoa muito exemplar as vezes tem dificuldade de amar mas sempre tem dificuldade de observar

Pai um belo presente que é muitas vezes resistente muitas vezes está tão carente

Pai um pouco estressado e um pouco menos interessado e mais apressado!

Autora: Camila Fernandes de Castro - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O QUE EU FARIA SE FOSSO PRESIDENTE?

Eu colocaria escolas, faria faculdades, faria novas quadras de esportes, faria mais hospitais. Aumentaria o salário mínimo pra R$2.000,00, aumentaria o número de pessoas com trabalho e construiriauma casa nova para aqueles que não tem casa. Também distribuiria o ”Renda Família” e ajudaria a manter o projeto ainda melhor.Com isso, muitas famílias iriam se manter por um bom tempo. No projeto “Bolsa Família” todos teriam seus direitos garantidos e teriam que cumprir suas obrigações. Com tudo isso, botaria mais árvores e plantas para o país ficar casa vez mais bonito e embelezado.

Autora: Camila Fernandes-4ª série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA

OS OLHOS AZUIS

Quando ti vejo no mar Meus olhos começam a brilhar... Meu coração bate a mil até assobiar: fifiu...!! Fico feliz em te ver pois gosto de você! Fiz bem em gostar de alguém eu sei que eu faço o bem. Autor: Emmanuel Martins da Silva - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O CABOCLO, O PADRE E O ESTUDANNTE Um estudante e um viajavam pelo sertão, tendo como guia um caboclo. Deram numa casa um pequeno queijo de cabra. Não sabendo como dividi-lo, mesmo porque chegaria um pequenino pedaço para cada um, o padre resolveu que todos dormissem e o queijo seria daquele que tivesse,durante a noite,o sonho mais bonito,pensando enganar todos com os seus recursos de oratória.Todos aceitaram e foram dormir.Á noite,o caboclo acordou,foi ao queijo e comeu-o. Pela manhã, todos acordaram: -Bom dia a todos!-disse o padre. -Bom dia- responderam os outros. Qual foi seu sonho estudante? O estudante respondeu: -Sonhei que estava em uma linda cachoeira com várias árvores e flores e com lindos pássaros que cantavam na copa das árvores, a grama era verdinha e no céu havia um lindo arco-íris. O próximo a contar seu sonho foi o padre. Ele começou: -Sonhei que eu estava em uma linda fazenda com vários animais e uma vegetação variada, nessa fazenda tudo era belo, tinha até um corregozinho que passava perto de um pé de maça, nesse córrego a água era limpa e o barulho da pequena cascata entrava suavemente nos ouvidos. -Sua vez caboclo. Disse o estudante. -Sonhei que estava em uma casa com um padre e um estudante, a gente tinha, combinado um acordo: quem dormisse e tivesse o sonho mais belo ganhava umpequenopedaço de queijo .Então, fomos dormir.À noite eu fui lá e comi o queijo... -O padre desconfiou: -Caboclo, você comeu mesmo o queijo? -Sim- respondeu o caboclo. O padre e o estudante olharam para o caboclo com cara feia. -Os sonhos não se tornam realidade?O meu se tornou... -disse o caboclo, tentando se explicar. O padre e o estudante saíram correndo atrás do caboclo.

Autor: Gabriel Andrade Morais - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

OS TIPOS DE PAI Existem vários tipos de pai, Pai carinhoso, Pai amoroso, E até pai charmoso. Pai solteiro, Pai caseiro. E até pai festeiro. Pai brincalhão, Pai mandão, Pai baixinho, E até pai gordinho. Pai chorão, Pai grandão, Pai pequeno, Pai sereno. Pai que arrasa, Pai que se extravasa, Pai que se queixava. Pai que se queixava não sei por que, Porque ser pai é ótimo, E é até legal pra valer. Pai não tem que só amar, Pai tem que ser amado. Autor (a): Gabriel Andrade - 4ª A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA

PAIS

Os pais são legais engraçados e amigos. Pais calados, compreensivos durões e amáveis. Os pais são pessoas insubstituíveis para nos amar. Bonitos, gatos, elegantes e cheirosos.

Autor: Gabriel Campos de Oliveira - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O CABOCLO, O PADRE E O ESTUDANTE Um estudante e um padre viajavam pelo sertão, tendo como guia um caboclo. Deram-lhes numa casa um pequeno queijo de cabra. Não sabendo como dividi-lo, mesmo porque chegaria um pequenino pedaço para cada um, o padre resolveu que todos dormissem e o queijo seria daquele que tivesse, durante a noite, o sonho mais bonito, pensando enganar todos com os seus recursos de oratória. Todos aceitaram e foram dormi. À noite, o caboclo acordou, foi ao queijo e comeu-o. Pela manhã, o padre e o estudante acordaram como o padre tinha recursos oratórios, ele foi o mais animado a acorda e foi falando do seu sonho. Ele sonhou com várias cabras fazendo queijos para ele. O estudante sonhou com uma loja de queijos de cabra só pra ele. E o caboclo sonho que tinha comido o queijo. Quando procuraram o queijo não acharam porque ele já estava na barriga do caboclo. O padre e o estudante ficaram com raiva. E o padre expulsou o caboclo da casinha

Autor:Gabriel Campos Turma: 4ª”A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O PASSEIO AO MUSEU

Lá no museu eu aprendi sobre a vida do Juscelino Kubitschek sobre como tudo aconteceu para hoje termos essa bela cidade, Brasília. Eu achei o museu muito legal, mostrando várias coisas históricas de todos aqueles que lutaram para mudar a capital como Juscelino Kubitschek, Tiradentes é o José Bonifacio. Lá estava o violão do JK, a tampa do caixão dele, a câmera de muito tempo atrás e os óculos do Juscelino. A professora Darcy nos mostrou um filme com a história de Brasília e a professora Cleusa, nós mostrou o museu todinho. É... eu aprendi que patrimônio é a coisa que devemos preservar para o futuro. Toda a quarta série viu o primeiro método de comunicação, também várias moedas antiguíssimas e vimos os derivados do petróleo e o próprio petróleo. A professora Darcy me deu um livro porque eu respondi corretamente uma pergunta.

Autor: Gabriel Hardy Turma: 4ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA

TREM DA FANTASIA

Embarquei em um trem da fantasia Nossa mais quanta alegria! Vi as ondas do mar e Um barquinho há navegar. Em um dia ensolarado Muitas flores ao meu lado Com um dia maravilhoso assim Eu parecia ser um jasmim! Com muitos risos e brincadeiras Começou a dança das cadeiras Quando já era hora de desembarcar Eu terminei de sonhar... Autora: Giovanna Sousa Meneses 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PARAÍSO TROPICAL Céu Azul Nuvens de algodão Vento macio de Beijo molhado Paira no céu um Sol deslumbrante Folhas verdejantes As pétalas Rodopiam pelo ar, para festejar Céu chora lágrimas Prateadas pela Cidade amada Venha cá E me dê um Abraço apertado Pétalas macias Acariciadas pelo vento É assim que vejo o tempo, da minha janela Essa é a minha cidade bela Diante de tanta perfeição Quem poderia ter Tanta criação? Autora: Giovanna Sousa-4série”A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

HISTÓRIA DE ZEUS

Zeus era o supremo senhor do Olímpo, neto de Gaia e filho de Cronos e Réia, seus irmãos são Hades e Poseidon, foi casado com Hera a teve um filho chamado Hércules. Zeus, o Rei dos céus, foi escondido por Réia na ilha de Creta para que Cronos não o comece. Ao crescer Zeus fica sabendo que seu pai, Cronos, comeu todos os seus irmãos. Então, Metes lhe conta como resgatar seus irmãos, usando um néctar mágico. Zeus se disfarça e entrega a taça ao pai. Alguns goles bastaram para Cronos vomitar todos os filhos, os filhos já adultos, que não eram quaisquer deuses. De sua boca saíram Poseidon, Hera, Hades, Héstia e Deméter, que juntaram suas forças numa batalha que hoje se conhece como Guerra Cósmica ou Titanomáquia.

Autor: Guilherme Andrade Oliveira - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A SELEÇÃO BRASILEIRA NA COPA

O primeiro jogo, a seleção brasileira jogou contra a Coréia do Norte e ganhou de 2-1,o primeiro gol foi do Maicon e o segundo gol foi do Elano. Já no segundo jogo o Brasil ganhou da Costa do Marfim de 3-1, o primeiro gol foi do Fabuloso e o segundo também. O terceiro foi do Elano. Já no terceiro jogo do Brasil vs Portugal, terminou 0-0. O quarto foi o jogo do Brasil vs Chile, Brasil ganhou de 3-0, um gol de Juan, de Luís Fabiano e o último foi, da estrela que pedala bonito, o Robinho, foi um belo jogo, o Brasil deu uma baita goleada no Chile. O próximo jogo será contra Holanda que será um bom adversário para a seleção brasileira e um ótimo jogo com a bola Jabulani.

Autor: Guilherme de Andrade-4ª série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO COPA DO MUNDO

A copa do mundo FIFA 2010 é realizada pela primeira vez no continente africano na África do Sul. A África do Sul não passou nem pela primeira fase, a fase de grupos e comisto,é a primeira vez na histórias das Copas que um País anfitriãoperde na primeira fase. A Argentina esta tendo a melhor campanha na copa do mundo, como o melhor jogador Lionel Messi, que atua no Barcelona da Espanha. A Argentina ontem dia 28/06/2010 garantiu uma vaga nas quartas de final e vai enfrentar a Alemanha. O Brasil ganhou ontem do Chile e também, conseguiu nas quartas de finais contra a Holanda e se o Brasil ganhar vai estar na semifinal da Copa do Mundo. Hoje, dia 26/6/2010 vai ter o confronto entre Japão x Paraguai pela manhã, e às 15h30min a partida entre Espanha x Portugal.

Autor: Gustavo de Aquino Martins de Oliveira 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PROERD

O PROERD é um programa que ensina as crianças a lidar contra as drogas. O objetivo do PROERD é falar da influência das drogas. Eu aprendi muitas coisas contra todos os tipos de drogas. Eu aprendi, mais ou menos, como lidar contra as drogas e também as influências de todas as drogas, como não aceitar coisas de estranhos, como escolher as amizades certas. Também, quais conseqüências eu vou ter se fizer uma coisa errada. É importante ficar longe das drogas porque as drogas podem trazer doenças muito sérias como câncer, alucinações, assim como a violência e podem causar a morte nas pessoas que usam as drogas. As drogas entram na vida de uma pessoa normal: você tem que tomar suas decisões contra as drogas. Autor:Gustavo de Aquino Turma: 4ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO CURIOSIDADES DA COPA INTERNACIONAL A Copa 2010 marca a primeira vez dos mundiais em solo africano. Mas essa não é a única novidade, há outras pequenas “estréias” a caminho. A primeira vez da Sérvia sem Montenegro, da Eslováquia independente. A primeira de Maradona como técnico e de Messi, como melhor do mundo. A primeira vez da Espanha como a favorita, da França sem Zidane, do Brasil sem Ronaldo. O cara da África do Sul, Steven Pennar,o meio do Everton, é o cérebro da equipe. Habilidoso e de bom raciocínio, fez parte do grupo que fracassou na copa de 2002. O técnico Parreira, Campeão Mundial em 1994, disputa sua sexta Copa do Mundo. Não venceu um jogosequer por outras seleções. Fique de olho: Daylon Claasen, meia-atacante de 20 anos, atua pelo Ajax e destacou-se pela seleção Sul-20 no Mundial de 2009. O cara do Uruguai, Diego Fórlan, artilheiro da Espanha 2009, pelo Atlético de Madri é atacante dos bons, está em um nível acima dos companheiros. O técnico Oscar Tabárexz, aos 63 anos, é um dos técnicos mais experientes desta Copa. Já havia dirigido o Uruguai na Copa de 1990. Fique de olho: Luis Suarez revelado pelo Nacional tem 22 anos e é destaque do Ajax onde foi artilheiro holandês, em 2009. O cara da Argentina, Leonel Messi ganhou tudo no Barcelona é o melhor jogador do mundo desde Maradona só precisa provar tudo isso na seleção. Técnico Diego Maradona quase submeteu a Argentina ao vexame de não ir a Copa. Terá que se reinventar como técnico no Mundial. Fique de olho:Di Maria contra Alemanha fez a exibição que Messi ainda deve na seleção.Ganhou a confiança. Autor: Higor Santos Ferreira 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MEU PAI Quemsabe Um dia vou ser Pai Pai prá cá... Pai prá lá... Se eu for Pai Quero ser igual ao meu Pai Ser um bom educador! Ser um Pai de qualidade Ser um Pai que dá amor, Ser um Pai de felicidade Fazer tudo pelo filho Esse é o verdadeiro Pai. Não importa o lugar que o Pai está, Ele se lembra do filho! Existem vários tipos de Pai Pai medroso, Pai corajoso, Pai feliz, Pai triste, Pai branco, Pai negro, Pai magro, Pai gordo, Não existem diferenças Só importa o amor! No fundo todos os pais são iguais A gente não olha se o Pai é feio ou bonito, E sim, se é responsável Que ama o filho. Eu quero ser mesmo um Pai interessante! Meu pai briga muito comigo, Mas lá no fundo, Eu sei que é pra me corrigir e me ajudar a fazer coisas certas, Não pagar mico na frente dos outros E sim ser educado. Autor:Higor Santos Turma: 4ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PASSEIO PARA O HOSPITAL SARAH

Eu achei um pouco chato por que a Claudia, a palestrante, ficou um tempão falando as mesmas coisas lá no auditório, mas ela falou muitas coisas interessantes, também. Aprendi que não pode atravessar a rua fora da faixa de pedestres porque algum carro pode causar um acidente e a pessoa pode até morrer. E também, se você for passageiro e não colocar o cinto de segurança e o carro bater, você pode sofrer uma fratura podendo, até mesmo, morrer ou ficar paraplégico. Autor: João Marcos da Silva Campos Carvalho 4ª A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PAI

Tem pais que não moram com seus filhos, mas, sempre vão vê-los. Mas tem outros pais que nem vão ver os filhos. Tem pais que nem pagam pensão e nem vão ver os filhos. E também, tem pais que moram com seus filhos e cuidam deles.

Autor: João Marcos da Silva-4 série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O MUSEU

No passeio aprendi a me divertir com a história e a geografia. Descobri melhor JK ou, Juscelino Kubitschek. Com as professoras Darcy e Cleuza aprendi melhor a história de Brasília. O passeio foi legal com a professora amigável. Fomos em paz e voltamos em paz. Foi tudo feliz.

Autora: Lara Rosa da Silva - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A MINHA MÃE

A minha mãe é super legal, ela é: brincalhona, linda, maravilhosa, legal, companheira... Eu posso dizer que ela é, no geral, perfeita. Ela não tem medo de nada, nada, só tem nojo de rato e barata, ela deixa eu e o meu irmão ter: cachorro, coelho, peixe... Eu posso dizer que eu e o meu irmão somos as pessoas mais felizes do mundo com a nossa família, ainda mais com a mamãe e a vovó, as tias, os tios, os primos (as)... Mas voltando ao assunto, a minha mãe é a melhor mãe de todas, e juntando a mamãe, a vovó e as tias, que são mães, eu , o meu irmão e os meus primos somos privilegiados por termos mães assim... A minha mãe, a vovó e as minhas tias são perfeitas na cozinha. Eu, meuirmão e os meus primos (as) até achamos que elas devem montar uma loja para vender comidas, como: bolos, tortas...O bolo que ela fazem é divino. Bom a minha mãe é... vamos afirmar uma... supermãe.Eu a amo... Ela é ótima! Amo-te Mamãe Com muito amor e carinho

Autora: Lara Rosa- 4 série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O CABOCLO, O PADRE E O ESTUDANTE Um estudante e um padre viajavam pelo sertão, tendo como guia um caboclo. Deram-lhes numa casa um pequeno queijo de cabra. Não sabendo como dividi-lo, mesmo porque chegaria um pequeno pedaço para cada um, o padre resolveu que todos dormissem e o queijo seria daquele que tivesse, durante a noite, o sonho mais bonito, pensando enganar todos com os seus recursos de oratória. Todos aceitaram e foram dormir. À noite,o caboclo acordou,foi ao queijo e comeu-o. Pela manhã, todos acordaram, e lá vem a pergunta, quem pegou o queijo? Todos ficaram calados, derepente o padre vê um pedacinho de queijo na boca do caboclo, e pergunta: -O quê é isso no seu dente?Disse ele apontando para a boca do caboclo. O caboclo ficou sem resposta, e logo falou o que veio a sua cabeça: - É que... que ,eu sou sonâmbulo.É só eu sentir o cheiro de alguma comida, que até dormindo eu vou lá e como tudo, sem nem perceber . Então, o padre disse: -Se você comeu mesmo sem querer, você se sente feliz ou não?O padre falou para ver se ele se sentia triste ou não. -Eu estou decepcionado comigo mesmo.Me desculpem,por favor. O estudante ainda triste e com fome disse: -Então você esta decepcionado, né? -Sim, muito. Falou o caboclo quase chorando.Eu estava mesmo muita fome.Me desculpem! Então, o padre e o estudante aceitaram as desculpas.Quando iam os três embora,o estudante lembrou que na sua mochila havia três frutas,então foram eles cada um comendo sua fruta até a próxima cidade. Autora: Lara Rosa- 4 série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O MEU PASSEIO O meu passeio foi legal. Fomos ao Instituto Histórico e Geográfico do DF conhecer mais a história e a geografia de Brasília. Falamos muito do JK, ou seja, Juscelino Kubitschek. Fomos de ônibus alugado, lá vimos um pequeno filme e explicações da professora Darcyno auditório. Depois fomos para a parte do museu que tinha muitas maquetes, jornais de quando Brasília estava no pensamento, tinha a cama de JK quando era criança, tinha seu violão. Tinha até o primeiro carro oficial do DF, que foi o que JK usou aqui no DF para conhecer a área demarcada por Luís Crulz, onde seria a nova capital, Brasília. Gostei muito do passeio que foi um espetáculo, muito bonito, pretendo voltar lá com a minha família, acho que eles vão gostar igual a mim.

Autora: Lara Rosa da Silva 4ªA


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COPA DO MUNDO

A Copa do Mundo vai ser na África do Sul com vários jogadores e a mascote principal da copa e oficial é o leopardo Zakumi. O nome vem dos termos za abreviação da África do Sul e kumi,que quer diz: dez, o ano da copa . Chamada Jabulani, a bola oficial e produzida pela Adidas . O Brasil também foi campeão várias vezes como em: 1970, 2002, 1994, 1962 e 1958 o que quer dizer que ele foi campeão 5 vezes e em 2010 vai ser a sexta vez, se Deus quiser . O Brasil é pentacampeão, e vamos atrás do hexa... Serão 32 seleções ,que foram classificadas através do processo eliminatório ,iniciado em 25 de agosto de 2007 e finalizando em novembro de 2009. Autora: Luana Dias de Carvalho 4ª A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MEU POEMA Meu poema vai ser bonito Vai ser maravilhoso Pois vai ser 10, 20, 50, ou melhor, infinito Eu vou ser “cabuloso”. Todos vão querer ler Acho que vai ser legal Porque é bonito pra valer Eu sou Genial! Inspiro-me em Shakespeare e em outros Vai ser o melhor? Quem vai gostar? TODOS! Envolve emoções como amor. Vou botar meus amigos Vou botar meu grupo Quem ler vai ser mais um amigo Da minha mente eu desfruto Artur, Gabriel e Rafael São amigos pra valer Meu nome é Lucas Rafael E um poema bonito eu vou fazer Amo mamãe e papai Sempre deles gostarei Meus irmãos também Todo o tempo eu os amarei. Fiz esse poema para todos Por isso fala de tudo Para irmãos, irmãs, família Do meu poema para o mundo.

Autor: Lucas Rafael - 4ª A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O FUTURO O futuro, tempo verbal, na gramática,também possui subdivisões: do presente e do pretérito (antigo condicional). A primeira pessoa do singular do futuro do presente do indicativo termina sempre

em

rei,

em

qualquer

conjugação:

cantarei,amarei,venderei,correrei,partirei, mentirei. A primeira pessoa do singular do futuro do pretérito do indicativo termina sempre

em

ria,

em

qualquer

conjugação:

cantaria,amaria,venderia,

correria,partiria,mentiria. Essa mesma pessoa, no futuro do subjuntivo, termina em ar, se o verbo for da primeira conjugação; em er, se o verbo for da 2ª conjugação; e em ir, se o verbo for da 3ª conjugação: cantar, amar; vender, correr; partir, mentir.

Autor: Mateus Faustino Salazar da Rocha - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O JAPÃO

O Japão tem uma língua diferente que é o mandarim. O país é extremamente rico. Na 2ª guerra mundial os Estados Unidos arrasaram, acabaram com o Japão, depois de muito tempo de guerra. O Japão se recuperou e voltou ao seu devido lugar, atrás do 1º lugar onde está os Estados Unidos. Ele lutou, mas, não adiantou nada, ainda não conseguiu passar. A sua capital é Tóquio que está na ilha chamada Honshw. Nesta Copa do Mundo, se o Japão ganhar no dia vinte e nove de junho, ele vai para as quartas de final, se ganhar novamente vai pra semifinal, se ele ganhar a semifinal ele vai para a final. Eu quero que o Brasil jogue na final com o Japão!

Autor: Mateus Faustino Turma: 4ª série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O MINOTAURO

Filho de Pasifaé,rainha de Creta,com um touro branco que Poseidon havia enviado de presente ao rei Minos,o minotauro tinha cabeça de touro e corpo de humano. Após seu nascimento, o rei Minos ordenou que Dedálo construísse um labirinto onde o mostro ficaria preso para sempre, sendo alimentado com carne humana. Muito tempo depois o rei Minos mandou Ares matar o Minotauro no labirinto. Numa noite Ares matou o Minotauro e se casou com a filha do rei.

Autor: Mateus Faustino Salazar da Rocha - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BRASÍLIA Brasília é uma cidade bonita com jardins cheios de flores, e rosas. Brasília tem muitos lugares lindos é uma cidade cheia de habitantes. Brasília já evoluiu muito nesses anos, até hoje. Brasília ainda vai crescer muito mais, estão acontecendo muitos obras no Plano Piloto já construíram a rodoviária o metrô muitas coisas Brasília vai ficar mais bonita do que já é... Brasília tem muitas coisas como lojas de carros,roupas e jóias não só como os bancos Bradesco, banco do BRB e etc . Brasília é onde eu moro e eu tenho muito orgulho de ser brasiliense. Autora : Michele Ribeiro Ramos - 4ª série A.


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A MENINA

A menininha é bonitinha, Tem olhos verdes é linda É carinhosa ela é uma gracinha Tem uma grande, família. A menina já cresceu, virou uma Linda garota cheia de alegria, para dar pro seus pais e sua Família cheia de alegria. Agora ela é uma moça Carinhosa, engraçada e cheia De alegria.

Autora: Michele Ribeiro Turma: 4 ª série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

LINDO AMOR DE PAI

Pai não é questão de escolha o importante é o amor e alegria, nos leva para todos os lados e se expressa com um grande carinho. É trabalhador e se esforça a todo momento, sabe dividir o horário e assim tem tempo, tempo para toda a família. Ser pai é amar. Ser pai é orientar. Ser pai é amar,orientar e ter tempo para a família. Ser pai é ser tudo, tudo ao mesmo tempo. Alegre, carinhoso, amigável é o meu super pai. Mais em alguns momentos é difícil ser pai, não faz diferença,eu o amo muito!! Autora: Natália Silva Souza - 4ª sérieA.


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

UM MUSEU EXCELENTE Ir ao Instituto Histórico e Geográfico Foi uma aventura e tanto, Com várias fotos de Juscelino O museu me encanta. Vi o jipe, O violão, Vi a cadeira Do meu coração. Sentir o que Juscelino sentiu Observei toda a vida que ele passou E descobri que Brasília é um sonho inovador. É um lugar grande Bonito e elegante, Um museu Histórico Com história importante. Conheci duas professoras Especializadas e interessantes Que explicaram muito bem Tudo aquilo que aconteceu no passado.


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

Aprendi muita coisa, O que é candango, Como era Brasília. Brasília, sei muito bem Mais ainda é preciso mais Poisde nossa cidade Quero aprender muito mais. Vi e aprendi, Conheci e descobri, Para todos vou mostrar A grandeza que estar aqui. Muito obrigado, Fiquei feliz em conhecer vocês Pelaatenção e até mesmo pela compreensão, Dou nota 10, 1.000 e até mesmo 10.000! Beijos, Natália.

Autora: Natália Silva Turma: 4 ª série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MINHA VIDA Onde eu moro existe um presidente que se chama Lula ele é bastante organizado. Tem o governador de Brasília, ele roubou dinheiro do governo, então, o Fraga entregou para a polícia e vergonhosamente foi preso. Mas ficou tudo bem. Brasília não tem bastante shopping, tem natureza. Na minha casa tem um cachorro, um rottweiler.Tem grama verde , flores e mais flores que nem durão muito porque meu cachorro come tudo, não sobra nada . De vez em quando meu pai faz churrasco lá em casa, vão meus tios minha avó e os meus primos. Autor: Pedro Henrique Andrade Nobre Fonseca - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PAIS Os pais precisam ter mais tempo com os filhos! Exemplo: meu pai trabalha o dia todo e às vezes chega 23 horas e minha mãe também chega nesse horário porque está fazendo um curso. Meu pai chega em casa e vai tomar banho, depois vai dormir , por isso,não fica comigo e nem com meu irmão!

Autor: Pedro Henrique Andrade Turma: 4 ª série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O PAI

Ter um pai e coisa de piada então um sorriso melhora tudinho... Se o pai e brincalhão deve ser bonitão Um pai deve ser corajoso não um bobo! Se o pai e palhaço ele vai ser palhaçada Com o meu pai eu posso fazer tudo mas não com rapidez um pai é grato e é muito gato!

Autor: Pedro Henrique Lima da Silva 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PAPAI Pai você é a minha esperança um raio cheio de amizade. por você eu daria uma volta ao mundo. você é uma luz na minha vida que brilhou o meu coração. quando a luz bater bem forte no meu coração ele acelerará. eu acho que você e como a amizade. brilha quando ama brilha quando quer amar.

Autor: Pedro Tenório Ferreira da Silva - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PAPAI! Pai você é a minha esperança Um raio cheio de amizade Por você eu daria Uma volta ao mundo. Você é uma luz na minha vida Que brilhou em meu coração Quando a luz bater bem Forte no meu coração ele acelerará Eu acho que você É como a amizade Brilha quando ama Brilha quando quer amar!

Autor: Pedro Tenório Turma: 4ª série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MEU PAI

Meu pai é o melhor pai do mundo é do universo Sem ele não era legal, era triste. Meu pai é igual aos outros pais da carinho,felicidade e harmonia... Pai é pai de todas as crianças do mundo. Pai que é pai vive em harmonia sem pai não tem alegria o pai da carinho e felicidade meu vô e meu segundo pai por isso eu gosto dos dois os dois são amáveis.

Autor: Pettherson Abraão Batista Almeida 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COPA DO MUNDO 2.010 A copa do mundo é uma competição organizada pela FIFA para conseguir ganhar a copa precisa jogar bem muito. Este ano é na África do Sul que a festa vai acontecer. O BRASIL é um time forte, bom. Já ganhou 5 COPAS do MUNDO: as copas de 2002,1994,1970,1962,1958, Essas foram as vezes que o Brasil foi campeão.Essa é a história do Brasil. AFRICA DO SUL foi desclassificada da copa mais ganhou da França por 2x1. Seu melhor jogador é o Chabalala. PORTUGAL é um time bom, jogou com o BRASIL e foi 0x0, ou seja, ninguém ganhou . O melhor jogador do Portugal é CRISTIANO RONALDO, ele é um jogador muito experiente,e tem 1 gol na copa. A ARGENTINA é também um time bom. Já foi campeã das copas de 1986, 1978. ALEMANHA foi campeã muitas vezes na copa de 1990, 1974, 1954. .

Autor: Pettherson - Turma: 4ª “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COPA DO MUNDO 2010

A copa do mundo acontece só de quatro em quatro anos. São 32 seleções. Cada uma luta para ficar em primeiro lugar e ganhar a copa. Pois é, Argentina joga com MESSI, o melhor jogador do Mundo, e seu técnico Maradona afirma que se a Argentina ganhar do Brasil, ele vai correr pelado pelo campo. A seleção brasileira tem que vencer para ganhar essa Copa. O nome da bola é jabulani.O Brasil, se ganhar essa Copa do mundo, vai ser Hexa Campeão!

Autor : Rafael Leal Cecílio-4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

VISITA NO HOSPITAL SARAH

Achei legal a visita ao Sarah, mas pensei que ia ser um pouco melhor, pois, ficamos lá na palestra muito tempo. Eu pensei que ia ser só um pouco da palestra e depois visitar o hospital. Queria ver como era nos quartos, visitar os doentes, ver como funciona o hospital. Como não visitamos fiquei curioso.

Autor: Rafael Leal-4 série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

VAMOS NOS DIVERTIR A minha mamãe se diverte quando está com seus filhos, por exemplo, teve um dia que eu e ela estávamos brincando de fazer cosquinhas uma na outra, ela gostou muito e eu também, foi muito divertido. Gosto muito de me divertir com a minha mãe, cada dia nos divertimos mais e mais. Amo viver com a minha mãe e meus irmãos, tenho certeza que o maior e melhor presente é... ter uma família bonita,alegre e divertida! Todos os dias a minha mãe fala que ela tem quatro lindos presentes que são os quatro filhos que ela tem. Amo viver com a minha mãe, com meus irmãos, aliás, amo viver com a minha família! Mamãe eu te amo demais!!!!!Você é o amor da minha vida!!!!! Eu te amo! Autora: Stefhany Ribeiro da Mota 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BRASÍLIA (TEXTO DO CONCURSO) Uma cidade bela, chamada Brasília conhecida por todos igual a minha família amável e carinhosa receptiva e acolhedora, assim é a minha cidade! Problemas sociais, ela tem,mas tenta organizá-los e acabá-los como ninguém. Nela habitam, ricos e pobres, negros e brancos, mas todos se respeitam aceitando as diferenças e as variáveis crenças. Tem muitos amigos e colegas educados, assim como ela é respeitada e amável, todos a amam e os turistas quando vem, não querem mas sair,dizem que ela é uma ótima cidade para se morar. Muitos gostam das festas e dos shows, que acontecem nela principalmente dos atores que cresceram por ela! Muito famosa, que ate parece uma estrela só que não mora no céu e sim nos nossos corações!

Autora: Stefhany Ribeiro Turma: 4ª série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COPA DO MUNDO A África do Sul é marcada pela variedade. Somente capitais, ela tem três, uma para cada poder (executivo legislativo e judiciário). Línguas oficiais são 11, sendo o inglês a mais falada. Essas diversidades advêm da origem da nação situada no extremo sul do continente africano, banhada pelos oceanos Atlânticos e Índico e onde hoje moram milhões de pessoas. A copa do mundo será realizada deste curioso país. O mascote oficial da copa é o Leopardo Zakumi.O nome vem dos termos ´´ ZA`` ( abreviação da África do sul) e ``Kumi ``(dez, o ano da copa). Chamada Jabulani, a bola oficial é produzida pela Adidas.A bola possui as cores que representam os dialetose etnias diferentes da África do Sul.

Autora: Tayna Calado Miranda Dourado -.4ªA


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O CABOCLO, O PADRE E O ESTUDANTE Um estudante e um padre viajavam pelo sertão, tendo como guiar um caboclo. Dera-lhes numa casa um pequeno queijo de cabra. Não sabendo como dividi-lo, mesmo porque chegaria um pequenino pedaço para cada um, o padre resolveu que todos dormissem e o queijo seria daquele que tivesse, durante a noite , o sonho mais bonito , pensando enganar todos com os seus recursos de oratória.Todos aceitaram e foram dormir. Á noite , o caboclo acordou , foi ao queijo e comeu-o. Pela manhã, o padre acordou e foi ver se o queijo estava lá mas, quando ele chegou o queijo tinha desaparecido.Então, o padre acordou o caboclo e o estudante com um berro: -Acordem _e eles acordaram assustados e o padre falou: -Quem foi que comeu o queijo enquanto eu dormia? -O caboclo falou que ouviu um barulho de madrugada e acordou para ver o que era e quando chegou, o queijo tinha sumido. -Ai, depois, eu dormi de volta.E o padre falou: -Você estudante,o que você viu?O Estudante falou: -Não vi nada porque eu estava dormindo. Então, chegou a noite e todos foram dormir, mas o padre estava desconfiado, então, de madrugada,o caboclo acordou o estudante e falou que quem comeu o queijo foi ele e o caboclo falou que não era pra alar pro padre que ele tinha comido o queijo,então eles voltaram a dormir. Na manhã seguinte, todos acordaram e o padre estava bem desconfiado do caboclo, por isso, comprou outro queijo e eles foram dormir. O padre ficou acordado para ver quem era o ladrão de queijo. Bem na hora, o caboclo acordou, ele viu o padre e voltou a dormir. No dia seguinte cada um contou o seu sonho e adivinha quem ganhou: o caboclo. Porém, ele ficou com a consciência pesada e falou pro padre que tinha comido o queijo, então, o padre falou: -Meu filho, quando você fizer uma coisa,fale,não precisa mentir. No final o queijo foi dividido para os três e todos comeram.

Autora: Tayná Calado - Turma: 4ª série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PAI

Papai, você é amor é meu exemplo na vida na vida eu te ofereço um beijo com toda emoção Pai, eu te amo porque você me ama e toda vez na dificuldade você me chama

Papai, você é amor é exemplo na vida, eu te ofereço um abraço e um beijo com toda emoção.

Autor: Thayllan de Jesus Lima 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

IARA Uma garota gostava muito de água. Ela sempre passava o tempo todo na praia,nadando,vendo o sol, e principalmente achando coisas lindas no mar. Um dia esta mulher teve uma filha e deu o nome de Iara e colou um colar nela. O tempo passou até que ela virou uma adulta que gostava de nadar igual a sua mãe, Iara nadou até as profundezas do mar onde encontrou um cristal vermelho. Ela percebeu que tinha algo escrito e que era uma seta. Iara foi seguindo a seta ate achar uma caverna ela entrou e apareceu uma velha oferecendo doce. -Com licença, procuro a senhora Jooues (nome escrito no cristal). -Quer um doce, querida? -Mas estou procurando a... -Eu insisto? -Tá bom. Ela comeu e virou uma linda sereia. Apareceu um homem e ela olhou e... bem na hora ele se apaixonou mas, assim que foi ao mar ele morreu.Então, ela percebeu que não podia ficar com a família Autor: Victor André Abreu de Morais - 4ª série A


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MAMÃE E SEUS MEDOS!

Não sei direito seus medos mãe, mas, sei que não se alegraria nunca se eu e meus irmãos nos perdêssemos. Você é maravilhosa, gosto muito de você, e sem você eu não sou nada. Sei da preocupação que teve com o parto da Bruna, pois, havia um pequeno caroço em quando estava na sua bolsa (dentro da sua barriga). Caso você morresse naquele instante, nem Bruna e nem eu teríamos nascido, mas, graças a Deus que deu tudo certo. Eu desejo todo carinho a você e quero que você tenha vida longa.

Autor: Victor André -4 série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ENIGMA DA ESFINGE Havia uma esfinge com cabeça de mulher, corpo de leão e asas de águia. Esse monstro foi enviado por Hades ou Hera, ela invadiu Tebas destruindo tudo, afugentando os moradores. Ela propôs que se alguém decifrasse um enigma, ela sairia da cidade. Mas quem não conseguisse decifrar seria comido por ela. Seu enigma era: “Que animal caminha com quatro pés pela manhã, dois ao meio- dia e três à tarde e é mais fraco quando tem mais pernas?” Édipo, filho do rei, e também assassinato inconsciente de seu pai, solucionou o enigma. Ele respondeu com ousadia: - O homem, porque engatinha cedo, anda com duas pernas na metade da vida e usa bengala no final. A esfinge suicidou-se. Édipo obteve o trono e a mão da rainha enviuvada, sua própria mãe.

Autor: Lucas Rafael da Conceição- 4ª série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ZEUS, POSEIDON E HADES Zeus é filho de Cronos e seus irmãos são Poseidon e Hades.Os três se juntaram para matar o pai porque e ele queria matá-los. Então eles mataram o pai. Ele teve Hércules e Perseus como filhos. Ele controla a parte mais poderosa: o céu e os trovões, pois ele é o mais poderoso de seus irmãos. Posidon cuida das águas, rios e tudo mais. Ele é o mais velho, por isso ficou com as águas. Hades, o mais novo, cuida do submundo dos mortos, pois tinha de ter alguém para cuidar daquela parte. Esses são os deuses mais importantes, mas, também existem outros como a Afrodite, Atena, Hera, Apolo, Ártemis, Ares, Hermes e Hefestos.

Autor: Gabriel Hardy Souza F. de Miranda- 4ª série “A”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

TEXTOS COLETIVOS GRUPO 1

Arthur Vinícius, Bianca, Camila, Ana Luiza, Pettherson e Pedro Henrique Lima


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COISAS GOSTOSAS DE AMAR

Brincar me anima Me deixa feliz, Me dá vontade de beijar E alcançar ser feliz e ganhar A corrida, a batida. Tudo que passar eu vou ganhar. Passar na frente e ser valente. Correr,pular e saltar Me dá vontade de flutuar no ar Ser igual aos pássaros Ter imaginação para voar. No parque nós brincamos, Em casa nós amamos, No show nós cantamos. Nós estamos sempre na frente, Brincar sempre com a gente. Amigos são amigos de coração, De peito e de felicidade Assim que são amigos. Pessoas más, não queremos Pois não são de nada Sempre destruindo, matando e roubando.


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

4ª “A” NOSSA SALA! A nossa escola foi construída Com uma brita bonita. E ela é barulhenta e bagunceira Minha amiga e companheira. Ela me trás ensinamento demais E me faz ir atrás. Na sala temos uma professora Que é boa, observadora e muito auxiliadora! Observa tudo que fazemos E assim iremos passar e amar nossa vida tão querida! No nosso coração Temos muito amor aos nossos amigos e amigas. Na escola temos muitos amigos Que são queridos e bem vindos Em nossos corações. Nossos pais se orgulham de nós! Com o orgulho mergulha pelas águas da imaginação! Na nossa sala Temos mala Para o futuro Para o nosso orgulho! Na nossa sala tem esperança Comum pouquinho de dança Passamos para o outro ano Ano cheio de esperança!


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

GRUPO 2

Tayná, Amanda, Guilherme, João Marcos, Rafael e Gustavo


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A CAMINHO DO FUTURO! Nossa sala é especial tem gente de todo o tipo, adoramos sempre o natal e largamos todo o grito! Tem gente muito esperta que obedece quase tudo tentamos cumprir a meta de todo o mundo! Gostamos de estudar, uma boa nota tirar e assim um” 10” ganhar para no final do ano passar! Afinal, escola é tudo em nossas vidas, com ela poderemos nos formar e um bom futuro criar! Para um bom cordel criar, teremos que bem finalizar, assim um bom trabalho faremos!


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COISAS QUE TE DEIXAM FELIZ

Um poema enfeitado Um abraço apertado Ficar na ponta do pé Ou pular como um sapo lelê Com a cabeça no mundo da lua você pensa em tudo, se quiser pode falar tudo o que vier. Um abraço apertado De um amigo adorável Um carinho de amigo Nunca te deixa sozinho Eu gosto de futebol e um pouco de sol. Um abraço apertado com um sorriso bem agradável. Gosto de brincar de bola, mas eu não gosto de corda. Gosto de jogar futebol mas não gosto de muito sol. Gosto de tomar banho no rio, mas odeio frio. O que faz você feliz?!!


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

GRUPO 3

Natália, Adriana, Pedro Tenório, Mateus e Gabriel Andrade


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O QUE FAZ VOCÊ FELIZ? O que faz você feliz? Imitar um ator ou atriz, Andar de bicicleta, Correr como atleta, Bagunçar a casa, Trabalhar na Nasa, Balançar no balanço, Dançar como eu danço, Começar a cantar, Brincar,namorar, Ser um aprendiz, O que faz você feliz?


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CORDEL - NOSSA SALA

Nossa sala é bonita, Não é nada esquisita Ela é muito balhurenta e quase ninguém aguenta. Essa sala é antiga, Mas até hoje é mantida Nossa sala é bagunceira, e produz muita sujeira. Nossa sala é diferente, tem aluno inteligente, professora exigente. Nossa sala não é triste, e muito animada, só tem gente arrumada, só tem gente boa de estudo, que brinca com a galera, e que copia tudo. Tem gente à toa Tem gente legal Tem gente numa boa Todos são especiais Tem gente fofoqueira Tem gente irritada Tem gente bagunceira Tem gente calada Enfim todos são caprichosos Bom pra valer Somos estudiosos e nisso pode crer. Esse é o nosso cordel, que lemos para você, para sorrir e brincar, e no mundo do cordel viajar.


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

GRUPO 4

Stefhany, Luana, Anderson Gabriel, Gabriel Hardy, Thayllan e Higor


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

UMA COISA QUE ME DEIXA FELIZ

Uma coisa que me deixa feliz é brincar pensareamar parapodercriar jogando ojogodoNeymar Jogar futebolcomoNeymar écomobrincar,jogar coisasparaoardentro do marissoéespetacular entãovamoslá? Ficar deitado na cama é comocriançaigualuma dançacom esperançaisso égenialeradical! Entrar na dança como criança cheiodeesperança entrandonessadança ajudandoacriançaateresperança.


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MINHA ESCOLA MARAVILHOSA Nossa escola: É muito maravilhosa Quando você a vê de longe ela fica toda brilhosa Nossa escola É extremamente agradável Ela foi feita com amor muita brita Nossa escola Tem muita flor e todas elas com muita cor Cheia de amor As professoras ensinam Matemática, História, ciências, Geografia e Português Contudo falta o inglês...


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

GRUPO 5

Giovanna, Michele, André, Caio, Lucas e Victor


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O QUE FAZ VOCÊ FELIZ Um sorriso Um abraço Com carinho e amasso Cheirinho de bolo fresquinho Feito com muito carinho Com colo de vovó Que tem cheirinho de pão de ló Vovó e eu Brincamos de muitas coisas Inclusive bicicleta Podemos jogar futebol E me ensina a ser um grande atleta Um bom amigo Podemos ajudar Faça sua parte E um bom mundo Podemos formar


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

GRUPO 6

Gabriel Campos, Pedro Henrique Andrade, Brenda, Lara, Alissa e Emmanuel


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O QUE FAZ VOCÊ FELIZ?

Levantar da cama Trocar de pijama Abraçar seu nariz E se sentir feliz Cantarolar, cantarolar Cair no sofá, começar a dançar se assustar e começar a chorar


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A 4ª “A” A 4ª “A”, muito bonita Tem aluno que agita, é barulhenta ninguém aguenta é antiga muito metida! Os alunos são legais e bastante geniais a professora é agitada e um pouquinho atrapalhada mas ela é muito legal, sempre seráespecial a sala é colorida e também cheia de vida! Os meninos com o futebol e as meninas com o voleibol os meninos sorridentes e as meninas muito contentes! Todo mundo é capaz E nossa escolinha é demais!!!!


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PROJETO ARTELER 2010

Turma: 4ª Série B Matutino Professora: Luzia Lúcia


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

QUANDO CRESCER, VOU SER CANTORA Quando crescer, vou ser cantora porque eu gosto muito de cantar. Eu comecei a ver que eu queria cantar com quatro anos de idade.Amo cantar. Canto em todo lugar, até quando estou tomando banho. Eu vou cantar em todos os países, em todo lugar, vou ser muito famosa.Não quero cantar só por causa do dinheiro, quero ser cantora porque gosto e porque acho que a minha voz e ótima. Eu vou fazer canções de arrasar. Todos irão gostar das minhas músicas. O sucesso vai rodar até no Japão, no Paraguai, na África do Sul e até em Marte. Todos vão gostar, tenho muita fé em Deus, que eu vou realizar esse meu sonho de ser cantora.

Autora: Analuisa Araujo Cruz - 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PROFESSORA Professora é bem legal, professora é especial não existe outra igual. Eu tenho uma professora ela é legal,é genial não existe nenhuma igual. Eu adoro a professora, ela me ensina varias coisas. Autora: Bianca Vidal de Souza – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

UM LUGAR GOSTOSO DE VIVER Onde eu vivo há árvores e flores. Tem várias cores muitos amores. Onde eu vivo há cumplicidade, lealdade e também simplicidade É muita felicidade. Onde eu vivo há crianças, com muita esperança. E que levam suas vidas com perseverança e confiança. Onde eu vivo não tem tristeza mas sim, beleza É cheia de natureza. Disso eu tenho certeza. Autora: Blenda de Abreu Silva -4ª B.


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A ÁGUA

A água é muito importante para os humanos. Sem ela não vivemos, nós morremos. Quando chega a seca é muito calor quando chega a época da chuva e muito bonito. Tudo verde e colorido. É muito bonito. Gosto da chuva e da natureza. E das riquezas que ela nos trás. Autor: Brenno Danilo de Assis Alvarenga – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

JABULANI Jabulani é uma bola genial ela é super legal ela não tem costura e também é muito dura. Ela gosta de enganar goleiro ainda mais quando ochute é de voleio. Quando grita gol de letra pode saber que é gol pela direita. Quando pega de trivela a bola voa pra galera. Quando bate no travessão cuidado com o chutão. Autor: Bruno Dias Jardim da Silva – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ZATHURA São dois irmãos que brigam todo dia. Eles moravam com o pai, que com o trabalho tinha uma correria. E os garotos brigavam sem do pai ter a companhia. Então o pai foi trabalhar e a irmã dos garotos não acordou para a casa ela arrumar, pois de noite iria jantar, na casa da amiga em frente ao mar. O garoto caçula achou um brinquedo, que se chamava zathura. Perto do irmão apertou um botão, saiu um cartão, quem leu foi seu irmão.

Alienígenas queriam atacar. E o astronauta pediu para as luzes desligar e o fogo apagar. A irmã dos garotos descongelou e com frio ficou. Então acendeu o fogo e os alienígenas quiseram pegar o jogo. Eles atacaram a casa e pegaram zathura . Quem foi resgatá-lo, foi o menino caçula. Ele foi ao porão e lá estava zathura. Mas não estava a sua altura, então pulou bem alto e pegou um sapato.

Depois que o menino leu, eles deram um passo e viram que estavam no espaço. Pois no cartão dizia: Ao longe se vai num passo.

O sapato era do alienígena que corria atrás do caçula, que conseguiu pegar zathura. Ele encontrou o astronauta que dizia como o garoto voltaria a terra.

A irmã dos meninos acordou. E mesmo estando no espaço não reparou. Os irmãosexplicaram e ela não acreditou. Ela entendeu que a noite chegou e foi tomar banho.

Era terminando o jogo banguela, então o garoto quebrou o dente e fugia do alienígena sorridente.

Os meninos foram ao jogo e apertaram um botão . E dizia o cartão: Quem não acredita congelado fica. O garoto mais velho foi ao banheiro, e viu a irmã congelada, igual a um gelo. O jogo continuou e a aventura não parou. Na casa um astronauta apareceu e a ajuda aconteceu.

Autora: Gabriela Neves Fernandes - 4ª B

Quando o garoto conseguiu despistar o alienígena, chamou o irmão para terminar o jogo. Quem ganhasse salvariaa todos. Quem ganhou o jogo zathura? Foi o garoto caçula e depois que chegou a terra não brigava com seu irmão como antes era. Eles queimaram zathura e foi uma cura. E no coração tinha uma aventura Zathura...


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

JABULANI Ela engana goleiros e é espetacular. Quando cobra lateral, a jabulani vai rolar. Ela da azar, mas quando é um gol, a torcida vai agitar! Jogar com a jabulani é genial, todo mundo vai jogar, quem descobrir vaiser bem legal. Gol de bicicleta faz muita queda. Gol de letra acontece, frango de direita. Autor: Gabriel de Jesus Pessoa Melo – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O LUGAR ONDE EU MORO O lugar onde eu moro e o interior do Brasil. Não tem mar e nem rio. O lugar onde eu moro, só tem gente sorridente. Muitas coisas para animar a gente. O lugar onde eu moro, só tem coleguinhas. Quando eu vou tomar banho de piscina, começa a alegria. Autor: Gustavo Brendom Campos Gonçalves – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COISAS QUE ME DEIXAM FELIZ Cachorrinho lá em casa é alegria para todo lado. Ele é nosso amigo. Amigo bem animado. Brincar de pega - pega ou polícia e ladrão. Mas o melhor de tudo é brincar com os amigos, que são bem divertidos. Ir a festas, para se soltar no salão a dançar sair com os amigos e se divertir pra valer. Autora: Ingryd Lisboa de Freitas – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

SHOW NA ESPLANADA REÚNE MAIS DE TRINTA ATRAÇÕES Com um pôr-do-sol que parecia um presente de aniversário para Brasília, os Paralamas do Sucesso subiram ao palco. Outras bandas já tinham se apresentado, mas a maioria do show foi à noite. Nos bastidores, o encontro dos artistas e os últimos ensaios. O coro madrigal de Brasília tem quase a mesma idade da Capital Federal foi fundada em 1963. Durante toda noite foi assim: grandes nomes da música brasileira dividiram a cena com artistas locais. Artistas que começaram a carreira em Brasília e se tornaram ícones da música nacional comemoraram a participação na festa. Quem estava mais perto do palco não conseguiu conter a euforia. O encerramento do show ficou com Milton nascimento que cantou a música preferida de Juscelino Kubistschek '' peixe vivo''. Para terminar, fogos de artificio e mais um presente. A lua se despedindo das comemorações. Autora: Joyce Florêncio da Silva Sousa – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

UM LUGAR PERFEITO Um lugar perfeito todos querem ter. Do seu jeitinho todos vão querer. Eu sempre quis ter um lugar perfeito assim. Só para mim. Até que minha mãe fez assim: Me mostrou um lugar perfeito só para mim. Do jeitinho que eu sempre quis. E ele estava sempre ali. Junto com as pessoas, que eu amo assim. Autora: Lais Cristina de Araujo Salles – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COISAS QUE ME DEIXAM FELIZ Gosto de brincadeiras bem animadas, mas não demuita bagunça. E gosto das minhas amigas, que são amadas. Gosto de brincar mas não gosto de cantar. Gosto de dançar mas não gosto de brigar. Gosto de sonhos coloridos, mas não dos esquisitos. Autora: Luana Silva Farias – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

QUANDO CRESCER, VOU SER CANTORA Quando crescer, quero ser cantora,porque adoro cantar,dançar, fazer músicas,inventar palavras,tentar tocar novos instrumentos,como a flauta e o violão. Vou deixar minha família muito orgulhosa. Quero sair pelo mundo cantando músicas de diferentes idiomas. Em francês, inglês e muitos outros. Em minha casa ,gosto muito de brincar com minha prima de fazer show.Ensaiamos durante uma hora e apresentamos, sempre fomos aplaudidas. No Natal, peguei músicas de um filme, fizemos vários passos e apresentamos. Todos adoraram. Comecei a cantar desde os seis anos de idade e, vou sempre continuar seguindo esse sonho para sempre e, também sair cantando pelo mundo inteiro. Quero cantar no Brasil e na França. Tenho certeza que meu sonho irá se tornar realidade! Ninguém tem um sonho igual ao do outro, ninguém da minha família quis isso, só eu, todos querem ser professor, mecânico e várias outras profissões, mas a minha é cantar! - Qual é o seu? Autora: Maria Helena Lima dos Santos – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CIDADE LINDA Sobradinho é a minha cidade, onde sinto felicidade. Aqui sinto paz, amor e harmonia. Sinto mealegre todo dia. O lugar onde vivo todos querem viver, porque lá tem muitos pássaros que cantam pra você. O lugar onde eu vivo todos querem viver, porque lá tem pessoas que ajudam você. Meu lindo Sobradinho, para você todo o meu carinho! Autora: Mariana Sousa Sobral – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A LUA A lua é branquinha seduz e ilumina. Parece que te segue. De vez em quando desaparece. Ela é muito especial. Eu a quero para mim. Mas no céu ela tem que ficar, para tudo à noite iluminar até quando o sol raiar. Lua para sempre vou te seguir. Não vou te esquecer. Ilumine que eu quero te ver. Autora: Mysllene Beatriz Araujo Gil – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A LENDA DO LAGO PARANOÁ Tinha uma mulher com um filho chamado Paranoá, que moravam numa tribo chamada Goiaze. A mãe de Paranoá se apaixonou por um homem e ela quis ir com ele mas Paranoá não. Então ele ficou com o cacique, depois de um tempo uns foram indo embora e outros morrendo de velhice. A lua ficava iluminando o Paranoá até que ela se apaixonou por ele, mas apareceu uma moça. Ela se chamava Brasília, era muito bonita, mas o castigaram e então ele virou o lago Paranoá. Autor: Rafael Lima Santos – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

EU E MINHA MÃE É um ser sublinhe mulher em formade flor sua bondade é tanta que até escondesua dor exprime as suas maravilhas jorrando faíscasde amor. Mãe que também é ternura mãe que também é emoção mãe que contenta seufilho com sua suave expressão de um amor que nunca encerra dentro do seu coração. Seja jovem ou idosa seja pobre tem amor. Seja rica ou sem estudo pra nós é sempre uma flor sempre com seu filho seja na alegria ou na dor. Para todas as mamães eu quero aqui dedicar todo carinho do mundo para esta rainha do lar. E pedir o pai eterno para sempre lhe abençoar. Autora: Sarah Francis Melo Rodrigues – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A VENDA DO SEU JOAQUIM Na venda do seu Joaquim tudo é pequeninho. Mesmo comprando muito, dá pra levar no bonezinho. Seu Joaquim levanta cedo para sua venda abrir. Mesmo trabalhando muito e ganhando pouco nunca pensa em desistir. Na venda do seu Joaquim ele é muito respeitado pois o povo reconhece que seu trabalho é pesado. Autor: Sillas Adjalbas Barbosa dos Reis- 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A ESTRELA A estrela é branquinha Brilhante e bonita No céu existem muitas que me iluminam Ela é muito especial Quero uma bonitinha e brilhante para mim Mas queria todas até o fim Só que elas tem que ficar lá até o amanhecer . Autora: Sofia Elizabeth Alves Martins de Carvalho – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

QUANDO EU CRESCER, VOU SER PEDIATRA Quando eu crescer, vou ser uma pediatra, porque eu quero seguir a profissão que admiro e gosto muito. É a profissão que vou seguir, que é cuidar de criança igual a uma babá. Mais isso dá muito trabalho, mas é a profissão que eu admirei e vou seguir. Não vou deixar meu sonho passar. Eu não vou desistir fácil deste sonho que eu escolhi. Eu tenho que estudar muito para ter a profissão que eu gostei. Não desista, porque você pode conseguir. Lute pelo que você quer. Sei que não e fácil a profissão que a gente quer. Seja um campeão. Não desista. Autora: Thainá Cassiano de Freitas Nunes – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A VIAGEM DA MINHA VIDA Era 07/01/10, faltava menos de 24 horas pra minha viagem com a minha família para Vitória – ES. Fiquei muito animado, pois iria viajar de avião. Chegou a hora. Passei pelo túnel para chegar ao avião. O piloto do avião estava falando e o avião começou a andar para ir a pista de vôo. Quando chegou a pista começou a andar na pista e o avião parou de andar e eu falei no meu pensamento. “Chegou a hora do avião voar”. Ele começou a andar na pista de voô andou rápido e começou a voar.A minha irmã falou: - Mãe nós estamos voando! Ela estava emocionada. Passei 2 horas e meia no céu, passei por Belo Horizonte, onde nós esperamos 1 hora para viajar para Vitória, onde eu fiquei 10 dias e cheguei lá em 6:30 do dia 8/01/10. Eu fui a para a praia conheci o mar, conheci um repórter da globo, conheci um peixe que a onda do mar trouxepara terra e eu levei ele pro mar. Parecia que eu morava lá, em Vila Velha. Lá os dias passaram rápido. Chegou o dia 18/01/10, fui embora de volta para Brasília. Mas, no final do ano volto para lá. Vou morar em Vila Velha. Vai ser muito legal! Autor: Thiago Felicio Barbosa de Lima – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MINHA VIAGEM PARA CALDAS NOVAS Quando eu fui para Caldas Novas eu me divertir muito. Eu fui para o Hotel de Roma e fiquei lá por três dias. No primeiro dia, meu pai me levou no Água Parque. Lá tem piscinas de onda e três tobogans e treze piscinas com água quente. Primeiro eu esperei minha madrasta chegar para a gente ir para o clube. No 2º dia nós fomos numa lanchonete muito legal, que ficava perto de um parque. Eu fui no parque efui numa montanha russa que vira de cabeça para baixo. Quando voltei para o hotel, estava cansada de tanto brincar.O meu pai falou desse jeito para mim: - Vitoria,você brincou muito hoje? No 3ª dia era para ir embora. Nós fomos para piscina e depois fomos embora. Foi muito legal. Esse ano, no dia 16 de abril, eu vou para o Hot Parque. Autora: Vitoria Sthefanny Santana de Vasconcelos – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

QUANDO CRESCER,VOCÊ SER JOGADOR DE FUTEBOL Quando eu crescer, vou ser jogador de futebol. Vou realizar meu sonho dar muito orgulhar para a minha família. Eu vou querer jogar no Botafogo. Vou golear todos os times como Flamengo, Vasco, Fluminense e é claro, o São Paulo. Depois que eu passar pelo Botafogo, vou querer jogar fora do Brasil. Vou dar muito orgulho para todos. Vou ser o melhor do mundo, como Ronaldinho, que é um grande jogador. Eu sou um grande fã dele e do Kaká, porque ele é tão rápido e é um dos grandes jogadores do Dunga. Bom, este é o meu sonho. Quando eu crescer vou ser jogador de futebol. Sejao que Deus quiser. Autor: Wesley Souza da Silva – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O LUGAR ONDE EU MORO O lugar onde eu moro só tem gente sorridente. Quando a festa é de quadrilha rola muitos beijos e alegria. O lugar onde moro tem bastante coleguinhas, quando a gente se junta é aquela gritaria. Autor: William Silva de Oliveira – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A PORTA MISTERIOSA E a porta se abria devagar, todos os dias aonde era um mercado de bichos. Todo dia a porta se abria e ninguém sabia o que era. Todos ficavam com medo e lá dentro só tinha restos de comida de animais e um menino disse para todos: - Lá dentro não tem nada, só os restos de comida de animais. - Não pode ser, tem algum mistério por ai e eu vou descobrir. Disse um homem. Depois ninguém mais passou perto da porta misteriosa. Depois um menino viu um gato passando pela porta. Um não. Cinco gatos. Ele não sabia por que aqueles gatos estavam lá. E ele contou na cidade e todos pensaram que eram os gatos que abriam a porta e não um fantasma e todos ficaram tranqüilos. O que eles ficaram pensando que eram os gatinhos, mas era um fantasma de verdade. Autora: Analuisa Araujo Cruz - 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O SACO E AS LATAS E a porta abriu devagar e um menino saiu de mansinho com um saco na mão. O que será? Ele sai correndo.Corre rápido feito um foguete. Chega à porta de uma casa escura.Bate, bate e ninguém sai.Deu a volta na casa, continuou a bater e ninguém saiu. Ele desiste e senta na frente da porta. A porta se abre. Quem será? O menino levanta rapidamente e entra na casa correndoe entrega o saco para o homem. Ele coloca o saco na cadeira e pergunta: - Você quer jantar? O menino responde: - Sim. Eles comeram tudo. O homem pega o saco e o menino pensa: “O que será que tem neste saco?” O homem tira duas latas de refrigerante e da uma para o menino. Ele leva um susto e pensa novamente: “Era isso que tinha no saco! Se eu soubesse não tinha feito isso tudo por duas latas de refrigerante. Que desastre.” Ai ele terminou de tomar o refrigerante e foi para sua casa. Autora: Bianca Vidal de Souza - 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

QUANDO CRESCER, QUERO SER MÉDICA Quando eu crescer, vou ser médica, pois gosto de ajudar o próximo e também porque é legal ver as pessoas sorrindo e felizes, porque as suas dores e doenças passaram. O meu nome é Blenda e eu fico muito feliz por saber que essas pessoas não correm risco de falecer. Eu quero cuidar de bebês e também de velhinhos que precisem de muitos cuidados. Eu também quero fazer, se possível, várias cirurgias, um curativo em uma pessoa machucada.Enfim, várias outras coisas para poder ajudar uma pessoa que necessita. Para mim não vai importar trabalhar em um hospital particular ou público. Para mim vai importar estar sempre ajudando as pessoas, de qualquer idade ou raça. Quando eu crescer, vou seguir os passos da minha irmã, que esta sempre ajudando e respeitando o próximo sempre que pode. Autora: Blenda de Abreu Silva - 4ªB


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

RELATÓRIO VISITA AO HOSPITAL SARAH Eu fui ao Hospital Sarah, lá eu aprendi que devemos cuidar da nossa segurança. No carro devemos usar o cinto da segurança. Toda vez que você entrar no carro, bota o cinto de segurança, pois caso aconteça algum acidente, você terá mais chance de não se machucar. Mas esses cintos do lado que são iguais aos da frente, tem que botar direito, porque se não pode morrer enforcado. Eu sempre uso o do meio, porque eu acho mais seguro. Autor: Brenno Danilo de Assis Alvarenga - 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PROERD Proerd é um programa que nos ajuda a ficar longe das drogas e nos ensina disciplina para não irmos ao caminho errado do mundo. No Proerd eu aprendi que as drogas matam e nós devemos nos afastar, para não ficarmos viciados e não morrermos. Nós também aprendemos que as drogas matam, acabam com a vida da pessoa e nos leva para a cadeia. Aprendemos sobre muitas drogas, como a cocaína, a maconha e as bebidas alcoólicas. E importante ficarmos longe das drogas, porque podemos morrer, sermos presos , ficar muito doente e o pior não irmos pro céu. Autor: Bruno Dias Jardim da Silva - 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

QUANDO CRESCER, VOU SER BIÓLOGA MARINHA Quando crescer, vou ser Bióloga marinha porque eu gosto muito e admiro essa profissão. Ela estuda os animais marinhos e vai a vários lugares diferentes, para explorar novos animais marinhos, rios, lagos e mares. Eu vou estudar muito para ser Bióloga marinha e o animal que eu mais quero estudar é o Golfinho. Eu adoro golfinho, porque é um animal fácil de ensinar truques e é muito carinhoso e amigo. Adoro nadar. Por isso quero ser Bióloga Marinha! Eu adoraria nadar com peixes, estudar as plantas do ma, cuidar de animais que estejam doentes, mesmo que seja um tubarão. Eu também gostaria de criar peixes em casa, em um aquário bem bonito e uma tartaruga. Vou cuidar muito bem dela! E por todas essas razões, eu quero ser Bióloga Marinha! Autora: Carina Soares de Oliveira Meneses – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

QUANDO CRESCER, VOU SE JORNALISTA Quando crescer, quero ser Jornalista porque quero me espelhar na minha prima Luciana. Quero ser estudiosa igual a ela que gosta de estudar bastante. Ela se formou e estava linda! Quero me formar também. Quero trabalhar na Redação porque gosto de escrever textos e matérias importantes e divertidas. Quero também ter bastante dinheiro para viajar para alguns países e escrever matérias sobre o mundo. Tive essa ideia porque gosto e admiro os jornalistas. Mesmo aqueles que não aparecem na televisão, os que trabalham na Redação. Quero ser isto porque gosto e admiro. Quero ser jornalista e trabalhar na redação dos grandes jornais. Autora: Dhara de Araújo Miranda -4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PESADELO E a porta abriu devagarzinho, eu estava sozinho e a porta se fechou sozinha! Estava tudo escuro...quando olho para cima finalmente uma luz E do nada, aparece uma escada, eu subo nela e chego a um piano ,de longe eu o vejo e começa a tocar sozinho. Aproximei do piano, ele para de tocar de repente Aparecem centenas de morcegos, e apaga a luz de novo...Começa a chover e se ouve um trovão! CABRUM!!!Tomei um susto, e comecei a correr para fora da sala. Escuto uma voz que diz: - Não vai sair tão cedo! Moleque! E eu falo: - Quem você é? Onde você esta? E ele falou: - Eu sou seu sonho e não vai acordar a tempo! Eu corri e vi um roso maléfico, que era uma boca na porta. Assim, eu pulei para perto de um morcego e ele me picou. Eu acordei do meu sonho e tudo voltou ao normal. Autor: Gabriel de Jesus Pessoa Melo – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O CABOCLO, O PADRE E O ESTUDANTE Um estudante e um padre viajavam pelo do pelo sertão, tendo como guia um caboclo. Deram-lhe numa casa um pequeno queijo de cabra. Não sabendo como dividi-lo, mesmo por que chegaria um pequenino pedaço para cada um, o padre resolveu que todos dormissem e o queijo seria daquele que tivesse, durante a noite, o sonho mas bonito, pensando enganar todos com seus recursos de oratória. Todos aceitaram e foram dormir. À noite, o caboclo acordou, foi ao queijo e comeu-o. Pela a manha o padre e o estudante acordaram e começaram a contar seu sonho sem perceber que o queijo havia sumido depois de algum tempo de contar o sonho e padre percebeu do sumiço do queijo e desconfio do caboclo. Pois ele não tinha comparecido ao conto do sonho. O estudante afirmou que tinha ouvido um barulho na noite passada de uma geladeira fechando. O caboclo estava fingindo que estava dormindo e o padre muito esperto percebeu e olha para o caboclo com uma cara espantada. Chamou imediatamente o caboclo, que se levantou e começou a se explicar: - Na noite passada eu estava com muita fome e resolveu comer o queijo. O padre acreditou na explicação, mas logo replicou: - Nos fizemos um trato e a ainda estamos com fome. Para perdoá-lo, você terá que trazer outro queijo. Esse queijo será para mim e para o estudante. Tudo acabou bem. Comeram o queijo, que o caboclo comprou e acabou a confusão. O padre e o estudante voltaram para casa e o e caboclo ficou no sertão e tudo ficou como era antes. Autor: Gustavo Brendo Campos Gonçalves – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A CASA MAL ASSOMBRADA E a porta abriu devagarzinho. O homem assustado resolveu entrar na casa que diziam ser mal assombrada, certamente ele era conhecido como o homem de aço, pois nunca se preocupava e muito menos demonstrava medo por alguma coisa. Ele entrou,quando entrou bateu de frente com uma sala,era uma sala com móveis antigos dos anos 60, mas estavam bem cuidados sem nem um arranhão, mas cheios de terra, precisavam de uma boa faxina. Ele continuou andando com as pernas bambas de tanto medo, só que ele continuou andando, pois queria que sua fama de corajoso continuasse. De repente bateu com um banheiro a porta estava aberta ele não quis entrar, pois o banheiro era escuro. Ele estava sentindo algo gelado em suas pernas e não pensou duas vezes e saiu correndo quando uma voz o assustou mais: - Intruso! O que está fazendo? O homem olhou para traz e disse: - Hã... O que? - Desculpe-me, moço devo ter lhe assustado é que meu cachorro se chama Intruso e estava te lambendo. Mas uma pergunta por que está aqui? - Não é que, eu só queria me informar, pois estão dizendoque esta casa é mal assombrada, pois nunca vimos ninguém entrar ou sair daqui. - Há, é que não trabalho e só saio de noite da minha casa. - Então me desculpe. - Está desculpado, não me incomodo por isso, não senhor. Aceita lanchar? - Claro! E lá fora todos pensavam que o homem estava preso lá dentro, e então o homem sai de lá bem e o pessoal descobre que não há nada lá dentro. Só uma mulher que não gosta de sair de casa e gosta de coisas antigas. Autora: Ingryd Lisboa de Freitas -4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O DESAPARECIMENTO DA LICA E a porta abriu devagarzinho. O mistério se acumulava naquela rua escura. Mas vamos começar do início. Deise e Sthefany, amigas inseparáveis, estavam brincando com Lica e Keite de pique esconde, até que Lica desapareceu. Todas ficaram muito assustadas e correram para avisar os pais de Lica. Mas como previam não acreditaram.Muito desapontada, Keite disse: - O que vamos fazer? Eu contava com os pais dela! E começou a chorar, e Deise querendo consolá-la disse: - Não chore, não chore! E todas disseram: - Vamos chamar a Turma do Mistério, eles vão nos ajudar. Então chamaram a Turma do Misterio, formada por: Lucas, Michel, Deivety, Camila e Lara. Que quando chagaram disseram todos juntos: - A Turma do Mistério acabou de chegar! - Que bom! Nossa amiga sumiu. Então começaram as perguntas: Onde estavam? Como ela é? Até que Michel disse: - É essa menina? As meninas de tanta alegria fizeram uma festa em homenagem a Lica. Autora: Laís Cristina de Araujo Salles – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O SUMIÇO DO ESPELHO DA IARA Em uma tarde o Curupira estava brincando com o Saci Pererê e ouvi a Iara gritar: - Socorro meu espelho sumiu! Curupira e o saci ouviram e saindo correndo para lá. E estava escurecendo e acenderam uma vela e encontraram o Negrinho do Pastoreio, que perguntou: - O que vocês estão fazendo aqui? - Estamos indo ver o que aconteceu com a Iara: E o negrinho do Pastoreio falou: - Vou com você. - Tudo bem, Negrinho do Pastoreio. Acharam a Iara e falaram. - O que aconteceu Iara? - Roubaram o meu espelho. - Vamos procurar para você. - Obrigada gente! No meio do caminho encontraram o Boitatá. - Vão a onde? - Estamos procurando o espelho da Iara. Andaram, andaram e andaram e encontraram com o Boto. - Oi amigos o que estão fazendo? - Estamos tentando achar o espelho da Iara. - Você está com ele? - Sim, peguei! - Obrigado boto!!!!!!!! - Voltaram e mostraram a Iara e ela falou: - Muito obrigado amigos! '' E tudo voltou ao normal na floresta '' Autora: Letícia Helena Bispo Costa -4ªB


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

QUANDO CRESCER, VOU SER BIÓLOGA Quando crescer, vou ser Bióloga porque gosto muito e admiro. Eu gosto muito e é legal porque vou viajar por vários países e conhecer pessoas e fazer muitos amigos. E vou estudar os animais, eu gosto muito de animais, alguns são tão fofinhos! Ah, eu já ia me esquecendo! Eu gostaria muito de pegar os bichinhos, nadar com eles e até criar algum bichinho. Seria muito legal também conhecer os países, as florestas, os bichinhos, as cidades, etc. Seria muito legal, ficar frente a frente com elefante e vários outros bichos. Eu escolhi essa profissão, porque eu não vou matar nenhum bichinho. Ah, eu também queria criar um macaquinho, queria também pegar no golfinho, na orca e no hipopótamo. Seria muito legal e vou lutar para conseguir o que eu quero. Autora: Maria do Rosário Alves da Silva -4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O MISTÉRIO DA PADARIA E a porta abriu devagarzinho, ninguém sabia porque, havia um mistério para resolver. Lá de dentro saiu um homem vestido de preto, da padaria, com uma faca na mão, passando manteiga no pão e servindo seus clientes. Mas, o mistério continuava e ainda ninguém sabia. Chamaram o guardanoturno, que saiu correndo, pois, a porta se abriu sozinha. Não havia ninguém lá, só o guarda. Chamaram a polícia, os vigilantes e todos os homens que ficavam lá, e a porta se abriu de novo, você deve estar se perguntando, por quê? Continue lendo o texto. O dono da padaria, falava que a sua padaria era mal- assombrada, todos deveriam ficar longe, até ele. Outro mistério começa, a padaria começa a ''suspirar''. Todos estão apavorados. Quer saber? Cansei de contar toda essa história, vou falar logo o mistério para vocês. A porta sempre ficava aberta à noite e, o vento que batia, abria a porta. E o''suspiro'' era o microfone que ficava ligado à noite, quando o vento bate faz o som de uma pessoa suspirando. Autora: Maria Helena Lima dos Santos – 4ªB


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A CACHORRINHA

E porta abriu devagarzinho, e de lá saiu um cachorrinho, pulando e latindo cuidando dos seus filhotinhos. Mas certa noite, a cachorrinha Carlota, deus a luz auma cachorrinha chamada Laica e ela era a mais querida de todos os filhotes. Era a mais bonitinha, fofinha, peludinha e brincalhona. Todos gostavam dela. Seus donos, tudo que viam queriam comprar para botar em sua casinha rosinha. Então sua dona falou: - Ainda bem Laica que você não dá trabalho para nós. Por isso gostamos de você e dou tudo que você quer! Então ela pulou latindo e sua dona sorrindo e passando a mão em seu pelo. Mas um dia, aconteceu o pior dos piores acontecimentos da Vila Dontico, a adorável Laica morreu. Teve um fim, tão cedo, tão nova e já morta, A vila toda lamentava e a cachorrinha lá jogada. De repente, a cachorrinha levanta e late, aquela morte era mentira. Logo após, aquele susto que a cachorrinha deu em todos. Foi uma alegria geral. Para comemorar, Seu João e Dona Lucia deram um bolo e um saco de ração para a cachorrinha. E nunca mais a adorável cachorrinha deu um susto destes. Autora: Mysllene Beatriz de Araújo Gil – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O HOMEM MISTERIOSO E a porta abriu devagarzinho, quando eu tinha saído para beber água. E eu ouvi um barulho, fui ver, mas quando cheguei lá, não tinha ninguém e então eu fui dormir. De manhã eu fui até a sala e eu vi que estava faltando alguma coisa, era a minha TV. Chamei a minha mãe, fui lá fora, procurei por toda a casa, mas não estava lá. Só tinha uma coisa, eu acabei de me lembrar: “A TV estava no conserto.” Autor: Rafael Lima Santos – 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O MISTERIOSO SONHO E a porta abriu devagarzinho, eu estava dormindo na minha cama deliciosa, levantei com muito medo de ser um bandido. Fui andando pela casa, olhei no banheiro e nada. Olhei na sala e nada, no quarto de visita e nada, e então naquela noite eu sozinha com muitos desaparecimentos na minha rua. Eu fechei a porta que tinha aberto, sentei no sofá, liguei a televisão e me enrolei na coberta e fiquei. Estava assistindo o jornal quando a televisão desligou. Eu ligava e a televisão desligava. A luz acendia e eu apagava, até que eu dei um grito: - Socorro!!!Alguém me ajuda! -Mãe, mãe, acorda! -Hã, o que aconteceu? Como a porta abriu? Era bandido? -Mãe foi só um sonho. -Ah! Está, tudo bem? E assim foi, eu fiquei tão traumatizada, que sempre quando alguém liga ou desliga a luz tem que me avisar. E quando desliga a televisão tem que me avisar. E quando vai sair ou quando chega. Autora: Sarah Francis Melo Rodrigues -4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

OS NOVOS TRAJES DO IMPERADOR O imperador obcecado por roupas estava procurando o melhor traje para o desfile. Apareceram dois trapaceiros que se apresentaram e disseram: -Nós somos os melhores tecelões do império, só vê o tecido quem é inteligente. O rei deu ouro e pedras preciosas para eles comprarem as linhas. Os trapaceiros guardavam o ouro nos bolsos e trabalhavam no tear dia e noite numa coisa que nem existia. O imperador mandou o primeiro ministro ir ver como estava o tecido, ele não via nada e tinha medo de dizer que não via o tecido. E eles explicaram as cores, o padrões, etc... O ministro repetiu tudo para o imperador. No outro dia o imperador mandou o súdito, com ele foi à mesma coisa. Ele ficou com medo de que fosse demitido. O imperador foi pessoalmente ver, ele imaginou: - Eu sou um idiota, não vejo nada ali. Ele fez vários elogios e eles deixaram a “roupa pronta”. No dia do desfile o imperador estava nu com uma tenda móvel em cima dele, um menino percebeu isso e disse: - O imperador está nu! Todos começaram a falar. O imperador percebeu e mesmo assim continuou o desfile. Autor: Saulo Nascimento Gomes Junior – 4ªB


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

QUANDO EU CRESCER, VOU SER JOGADOR DE FUTEBOL

Quero seguir esta profissão porque é legal. Posso enfrentar desafios novos, jogar com adversários mais fortes, melhorar minha a forma de jogar, fazer muitos gols, fazer com que minha família sinta muito orgulho de mim. Ganhar vários títulos, conhecer novos jogadores, ir participar da Copa Libertadores, SulAmericana, ir para o mundial e etc. Quando crescer, quero ser jogador de futebol porque é emocionante. E é por isto que quero ser um grande, um grande jogador de futebol. Autor: Sillas Adjalbas Barbosa dos Reis - 4ªB


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O HOMEM MISTERIOSO E a porta abriu devagarzinho e de lá saíram duas crianças chamada Júlia e Beatriz para brinca no quintal de pique pega. Quando apareceu um homem muito misterioso, querendo falar com o pai dela. Júlia e Bia estranharam e perguntaram para o homem: - O que o senhor quer com nosso pai? O homem respondeu: - É conversa de adulto, vocês não podem saber. Júlia falou: - Pode entrar meu pai está na sala. Júlia e Beatriz começaram a brincar de novo e Beatriz falou para Júlia: - Será que nós devemos ouvir a conversa deles. Júlia respondeu: - Não, isso é feio, Beatriz.Aliás, você não ouviu o moço. Ele falou que não podemos ouvir a conversa de adulto. Mas Beatriz não resistiu e foi ouvir o que eles estavam falando. Quando chegou lá, ouviu o homem falando para o pai dela: - Onde está a escultura? Eu a quero amanhã à tarde. Se eu chegar aqui e não estiver pronta a escultura, vou fazer uma coisa muito ruim com você. Beatriz ficou muito preocupada e foi falar com a Júlia: - Júlia, moço falou para o papai fazer uma escultura até amanhã à tarde e se ele chegar aqui amanhã e não estiver pronta, ele vai fazer uma coisa muito ruim com ele. Júlia e Beatriz ficaram muito preocupadas. A noite Júlia e Beatriz não conseguiram dormir e começaram a orar a noite toda. No outro dia, de manhã, elas acordaram e foram lá na sala. O homem já estava lá e o pai delas já tinha dado a escultura para ele. O homem foi embora e não fez nada com o pai delas. Elas foram correndo para o quarto e agradeceram a Deus e depois fizeram a festa. Autora: Sofia Elizabeth Alves Martins de Carvalho - 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

UMA VIAGEM ESPACIAL Um dia eu viajei pra Netuno e essa viagem foi muito legal. Lá tinha muitas coisas e fazia muito frio, os ventos eram a distância do Sol e de 200 quilômetros. Foi legal demais! Foi muito bacana essa viagem. Foi uma das melhores viagens que eu fiz. Essa e minha história e eu gostei muito. A distância da Terra ate lá e de 49.528 milhões de quilômetros. Lá tinha coisas muito mais legais. O que eu mais gostei e que o Sol nasce a cada 16 horas. Eu conheci uma amiga chamada Netuna 9D. Ah, e lá tem escola, ruas, casas e etc. Autora: Thainá Cassiano de Freitas Nunes -4ªB


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

UMA VIAGEM ESPACIAL Minha viagem a Marte foi muito legal. Lá é muito um planeta pequeno e rochoso, por causa de ferro presente no solo, é chamado de planeta vermelho, possui calotas de gelo em ambos os pólos e é visível a olho nu à noite. É muito legal e lindo a noite, parece até um quadro, tirei várias fotos e pude colocar até na internet. Todo mundo ficou admirado. Eu fiz vários comentários. Foi legal para mim eu gostei muito da viagem, foi demorada mas valeu apena.Também eu pude levar várias fotos para a escola . Foi muito legal, todos gostaram muito. Meu grupo até ganhou um premio. Foi muito maravilhoso, adorei. Lá as pessoas são minúsculas, do tamanho de um bebê de um ano e os nenêzinhos lá são menores que um estojo. Fiquei lá três anos conheci uma menina chamada Marteluca e um amigo chamado Marteloucoyuco. A mãe dela se chama Martequinha e o pai Marteblum a avó Marteloquinha.Bom meu apelido foi Martesinha. Foi muito legal! Essa foi minha história maluca. Autora: Thamisy Santos França -4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

QUANDO EU CRESCER, VOU SER JOGADOR DE FUTEBOL Porque futebol é muito bom. Vou ajudar a minha família e os que me ajudaram. E o meu sonho é ser jogador de futebol igual ao meu pai. E eu quero jogar na Seleção Brasileira para conhecer o Robinho, Kaká, Júlio César, o Lúcio e o mais importante, conhecer o Dunga. Eu quero jogar futebol para dar orgulhar aos meus filhos, meus amigos e para conhecer o mundo com a Seleção Brasileira. Não vou desistir deste sonho. E para isto eu tenho que fazer muito esforço. E ser artilheiro de campeonato e ser campeão. E jogar no meu time de coração que é o São Paulo e em vários clubes. Eu quero ser jogador de futebol, para que eu possa ajudar o time em que eu estiver. E vestir a camisa amarelinha e ter muito orgulho de mim mesmo. Autor: Victor Vidal de Sousa - 4ªB


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

QUANDO EU CRESCER, VOU SER VETERINÁRIA Quando crescer, quero ser veterinária. Eu vou ser veterinária porque eu adoro animais. Quando eu tinha sete anos eu tive uma cachorra chamada Mirela. Eu gostava muito dela, só que ela morreu. Ela morreu porque eu a deixei na casa da minha tia e minha tia não cuidou dela direito. Foi ai que eu decidi que queria ser veterinária, para cuidar dos animais. Da próxima vez eu vou pensar melhor e não vou deixar nem um bicho com a minha tia. Eu vou cuidar de todo tipo de animal. Todo mundo vai gostar, porque eu vou cuidar direitinho de todos os animais que me trouxerem para cuidar. Autora: Vitoria Sthefanny Santana- 4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A PORTA MISTERIOSA E a porta abriu devagarzinho, logo eu fiquei com medo e pensei que era um ladrão. Fui ver com medo e abri. Era um gato de pelúcia e fechei a porta. Estava com sede fui beber água, estava sozinho ouvi um barulho. Estavam batendo na porta. Abri e não tinha ninguém. Fui assistir a um filme e peguei a pipoca e sentei no sofá. A porta estava abrindo devagarzinho de novo. Fui ver e eram meus amigos que queriam entrar e assistir o filme também. Bateram na porta 1, 2, 3 vezes. Bateram de novo, mas eu não abri. Era a polícia fazendo uma ronda. De repente eu gritei: - AAAAAAA ! Era um bicho eu não sabia que bicho era aquele. De repente eu acordei. Era só um sonho. Autor: William Silva de Oliveira -4ª B


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O LADRÃO E O POLICIAL E a porta abriu devagarzinho, o policial entrou porque escutou um barulho estranho. Na hora que ele entrou e o ladrão saiu pela janela o policial foi atrás dele. Mas já era tarde demais, o ladrão já estava longe. Isso foi se repetindo. O policial já estava cansado, ate que um dia ele reuniu todo mundo da policia. Esse policial ficou meses procurando esse ladrão, ate que um dia o telefone da policia tocou e no telefone a moça falou que tinha alguém na casa dela. O policial chegando lá preparou uma armadilha, caso fosse o ladrão que estava procurando. O policial abriu a porta devagarzinho. O ladrão tentou fugir, mas os policiais que estavam do lado de fora o pegaram. Descobriram que ele roubava café. Autor: Luan da Silva Araújo - 4ªB


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A LENDA DO LAGO PARANOÁ Uma das poucas famílias da tribo dos Goiazes, tinha uma família pequena. Como sempre os pais saem para caçar e não podia ser diferente com a família de Paranoá. O pai dele saiu para caçar e morreu pela picada de uma cobra cascavel. Só ficou o pequeno índio Paranoá e sua mãe viúva. Certa vez sua mãe se apaixonou por um índio e resolveu ir embora. Mas, o pequeno Paranoá não quis ir e ficou com o chefe da tribo o grande Cacique. Todas as noites o Cacique acendia uma fogueira e o pequeno Paranoá dormia em seus pés. Passando os anos e o Cacique envelhecendo. E resolveu conversa com ele separadamente. Mesmo sendo criança Paranoá sabia que a conversa entre eles era muito importante. O Cacique iniciou dizendo: - Pequeno Paranoá, você esta vendo que eu já estou muito velho logo vou morrer. E você ficara aqui. Mesmo que todos vão embora você fique. Porque Tupã lhe mandará uma mulher bonita com ela você terá filhos. Respirou o Cacique e disse: - Mas você não pode se apaixonar por ninguém. E enquanto a mulher não chegar você vai se preparando caçando e pescando. Seja muito paciente! Passaram-se os anos, muitos índios foram embora e os poucos índios que tinham já eram muito idosos. Enquanto Paranoá dormia, a Lua jaci jogava seus raios em Paranoá. Paranoá fazia de tudo para se esconder. Um dia no fim da tarde Paranoá viu sua linda mulher. Mas seu coração ficou partido pela mulher chamada Brasília e Jaci. E tupã não gostou e em voz de trovão amaldiçoou Paranoá. Paranoá virou um lago e Brasília uma cidade. Autor: Ytallo de Sousa Bezerra -4ªB


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PROJETO ARTELER 2010

Turma: 4ª série C Matutino Professora: Vania Lucia


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O CASO DO ESPELHO Era um homem que não sabia quase nada. Morava longe, numa casinha de sapé, esquecida nos cafundós da mata. Um dia, precisando ir à cidade, passou em frente a uma loja e viu um espelho pendurado do lado de fora. O homem abriu a boca, apertou os olhos. Depois gritou, como o espelho nas mãos. - Mas o que o retrato do meu pai está fazendo aqui? - Isso é um espelho- explicou o homem da loja. - Mas ainda não entendi. O que o retrato do meu pai está fazendo aí? - Não senhor, isso é um espelho, você deve se parecer com ele, mas esse aí é você – explicou o homem. E continuou - Por que você disse que esse é seu pai? - Por que meu pai morreu e agora eu sinto saudades dele. E completou Mas agora eu sei que me pareço com ele. Mas assim que resolveu as coisas ele foi para casa. Quando chegou, disse para a mulher dele que se parecia com o pai e todos ficaram felizes. Depois disso, todos os dias ele queria ir na mesma loja se olhar. Então ele resolveu comprar um espelho, assim ele não precisava sair de casa para se olhar. Com isso, ele ficou mais feliz porque podia se lembrar de seu pai.

Autora: Ana Caroline de Sousa Soares - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A CIDADE ONDE MORO A cidade onde moro Tem várias pessoas Quase todas são educadas E algumas engraçadas. Minha cidade é legal Mas às vezes animal Quando saio à noite na rua Vejo a lua. Na minha cidade Tem um pouco de poluição Mas eu gosto da minha cidade Aqui mora muito cidadão. Gosto muito de brincar E também de dançar Amo meus amigos Mas às vezes são esquisitos. Minha cidade tem passarinhos E muitos amiguinhos Tem posto policial Que cuida do pessoal. Amo a minha cidade! Autora: Ana Caroline de Sousa Soares – 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AS ELEIÇÕES No dia 03 de Outubro tivemos o 1º turno para eleger senadores, governadores, deputados e presidente. No dia 31 de Outubro tivemos o 2º turno para eleger alguns governadores e presidente. No mesmo dia tivemos a resposta de que Dilma Rousseff (PT) seria presidente do Brasil e Agnelo Queiroz (PT) a governador do DF. As propostas do Serra e da Dilma foram incríveis a do Agnelo e da Weslian Roriz também mas infelizmente só 1 presidente e 1 governador ganhou. Eu espero que eles cumpram ou pelo menos tentem porque o Brasil tá aí e esperamos que eles melhorem o Brasil. Autora: Ana Caroline de Sousa Soares - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AS ELEIÇÕES As eleições, neste ano, começaram há muito tempo, em Agosto, já começou a se falar nisso. Na televisão, começaram os horários políticos. Sinceramente, eu não gostei disso. O primeiro turno, foi no dia 3de Outubro. Já o segundo turno, foi em 31 de Outubro, teve segundo turno , justamente porque no primeiro, tiveram pouquinhos votos, então, eles fizeram o segundo turno. Quem venceu foi Dilma Rousseff(PT) para Presidente e Agnelo Queiroz(PT) para Governador do Distrito Federal. Na minha opinião, Dilma vai deixar o Brasil como um lindo e bom País! Vai diminuir a quantidade de drogas e violências, vai melhorar a educação no País, aumentar a quantidade de escolas, hospitais, igrejas, etc... E Agnelo, vai fazer o melhor para o DF, eu confio e sei que ele vai fazer bem. Bom, isso é o que eu sei sobre as eleições. AUTORA: Ana Isabela Avelino de Sousa 4ªC.


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE Mãe, você é amorosa, inteligente e maravilhosa! Também muito especial, bonita e legal. Linda,normal, gentil, super legal! Mãe,você é verdadeira, por isso serei sua parceira. Linda,amada, perfeita, engraçada. Você é maravilhosa, e muito carinhosa! É também muito especial! Imagine como você é legal! Mulher amorosa, linda e carinhosa! Mãe, você é minha flor! No frio, você me dá calor! Mãe, você é minha flor! Te ofereço meu amor. Você é minha companheira e com você vou as estrelas Você é meu amor, te acho uma flor. Quero seu bem, te amo como ninguém! Autora: Ana Isabela Avelino de Sousa - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A FAMÍLIA

A família é uma só. É uma coisa valiosa. Nós só temos uma vez. Pode ter brigas ou coisa assim... Mas nunca podemos esquecer o amor! Tem gente, Que sempre quis ter uma família, Uma jóia valiosa para amar, Mas não tem. Por isso, Devemos agradecer a Deus Por ter pais, irmãos, E tudo que precisamos ter Em uma boa família. Posso ter ouro, diamante... Mas eu deixo tudo isso. Porque sei que tenho o melhor E mais valioso: Uma FAMÍLIA. Autora: Ana Isabela Avelino de Sousa - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O CASO DO ESPELHO Era um homem que não sabia quase nada. Morava longe, numa casinha de sapé esquecida nos cafundós da mata. Um dia precisando ir à cidade, passou em frente a uma loja e viu um espelho pendurado do Aldo de fora. O homem abriu a boca. Apertou os olhos. Depois gritou com o espelho nas mãos. - Mas o que é que o retrato do meu pai está fazendo aqui? - Isso é só um espelho pendurado do lado de fora. – explicou o dono da loja. -O homem ficou impressionado com o espelho e na mesma hora mandou embrulhar para viagem e seguiu em frente com o espelho na mão. quando chegou em casa Bruno e Pedro, seus dois filhos e sua esposa Lenilda ficaram curiosos para saber o que tinha dentro do papel de presente. Então o homem mostrou o que tinha dentro do pacote e logo Pedro perguntou: - O que é isso? O seu pai respondeu: - É um espelho. Logo Bruno perguntou: - Como é que nós estamos aqui e dentro dele ao mesmo tempo? Seu pai, logo que teve uma oportunidade boa, comentou: - Eu vou fazer uma disputa entre vocês dois: O primeiro que descobrir como funciona, vence. Em seguida os dois começaram as tentativas: tentaram se teletransportar, pensaram que era um holograma... Tentaram de tudo, mas no final sua mãe que descobriu o mistério do espelho e começou a explicar: “ O espelho é só um vidro que reflete sua imagem” e assim ela venceu a disputa e ganhou um prêmio que era um videogame. Logo ela aprendeu a jogar. E a família se divertiu pelo resto das noites. Autor:Arthur Noronha Silva do Nascimento - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MINHA CIDADE Minha cidade é a capital com muito esforço e dedicação essa é a cidade do meu coração. Minha cidade é muito legal, chega a ser especial, com muito esporte radical cuidar dela é essencial. Minha cidade tem muitos pontos turísticos e por isso ela é conhecida por ser a mais bonita. Brasília tem coisas boas mas também tem ruins, a poluição,a pichação e está causando a destruição. Autor:Arthur Noronha Silva do Nascimento - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O ENCONTRO DO SACI COM O NEGRINHO DO PASTOREIO Na floresta,vivia um menino chamado Saci, que já tinha 13 anos. Ele era um moleque muito custoso, que fugia de casa. Um dia ele encontrou um menino chamado Negrinho do Pastoreio, mas o Saci ficou com muito medo dele, deu um grito, saiu correndo e se escondeu atrás de uma árvore. -Não fuja! Sou amigo, não vou te machucar! Então o Saci parou de correr e disse: - Pára aí, senão eu saio correndo. - Qual é o seu nome? – perguntou o Negrinho do Pastoreio. - Sou o Saci. E quem é você? - Meu nome é Negrinho do Pastoreio. Quer ser meu amigo? - Sim. Você quer brincar comigo? – perguntou o Saci. - Quero sim. - De que? - De pique-esconde. – respondeu o Saci. - Tá bom, vamos brincar. Então foram brincar e o Negrinho do Pastoreio se escondeu atrás da mesma árvore que o Saci estava contando até cem. Assim, ficaram brincando até o fim do dia. Autor: Augusto Queiroz dos Santos - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O CASO DO ESPELHO Era um homem chamado Moisés, que não sabia quase nada morava longe, numa casinha de sapé, esquecida nos cafundós da mata. Um dia, precisando ir à cidade passou em frente de uma loja e viu um espelho pendurado do lado de fora. Abriu a boca, apertou os olhos. Depois gritou, como o espelho nas mãos. - Mas o que é que o retrato do meu pai está fazendo aqui? - Isso é um espelho- explicou o dono da loja. - Esse não é retrato do seu pai, esse é o seu rosto. Então disse o Moisés: - Esse é o meu rosto? - Sim, este é o seu rosto, o do seu pai se parece com o seu. - disse o dono da loja: E o comerciante perguntou: - Você vai querer comprar o espelho? - Não, eu só passei por aqui porque eu vi o espelho. Então ele voltou para casa. Mas todos os dias ele passava na frente da loja e olhava o espelho para se lembrar do seu pai. Autor: Augusto Queiroz dos Santos - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O AMOR É GRANDE POR VOCÊ Mãe, você é tão legal, que já é especial. Você é tão verdadeira, que já é parceira. Mãe, você é um flor, que me dá valor. Estrela e minha paixão mora no meu coração. Mãe, você é tão legal, que é especial. Mãe, você é tão amorosa que é maravilhosa! Mãe, você é elegante E também muito inteligente!

Autor: Augusto Queiroz dos Santos - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA DE FELPO FILVA

Ele é um coelho diferente: tem uma orelha maior que a outra, ele se veste mal. O que o deixa feliz é uma cenoura bem crocante! Ele usa uma calça tão grande que parece um duende. Ele é um coelho muito feio e velho, usa óculos e tem uma orelha que parece de burro. Ele mora na floresta com sua família e seus amigos, usa sempre a mesma cor de roupa, um sapato listrado. Quando fica feliz começa a se tremer. Tem os dentes grandes, sempre as mãos para trás. Ele é velho e não gosta de gracinhas. Ele não gosta de ser desse jeito, cheio de defeito, todo mundo zomba dele.

Autora: Bárbara Cristina Cuencas Barbosa - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ELEIÇÕES 2010 As eleições 2010 ocorreram nas escolas. Foram candidatos a governador: Agnelo e Wesllian Roriz, e para presidente: Dilma Russelff e José Serra. Os eleitos foram Dilma e Agnelo. Claro que a disputa foi para o segundo turno. Dilma venceu com 56% dos votos para presidente e Agnelo venceu com 63% dos votos para governador. Foi proibido, nas eleições, jogar papel na rua. Mas depois deu tudo certo, limparam aquela “lixarada”. Agora só esperamos pelo que eles vão fazer pelo nosso país. Autora: Bárbara Cristina Cuencas Barbosa - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE Mãe, você é muito verdadeira, por isso se torna minha parceira! Você é muito elegante, e também muito interessante. Você é muito especial, linda, gentil, normal! Mãe, você é muito engraçada, bonita, legal e amada. Você é muito carinhosa,e muito mais amorosa! Mãe você é muito especial, linda, bonita, legal!! Mãe, você é engraçada saiba que você é muito amada. Te ofereço meu carinho e te dou um beijinho!!! Autora: Bárbara Cristina Cuencas Barbosa - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A COPA DO MUNDO DE 2010 A sede da Copa do Mundo é a África do Sul, lá tem muitos bichos. O nome da bola oficial da copa é Jabulani e o mascote é o Zacumi. Um menino da nossa escola participou de um concurso e foi para a África do Sul entrar com os jogadores da seleção brasileira. Ele entrou no campo com o jogador Lúcio, foi no jogo entre Brasil e Portugal. Todas as vezes que o Brasil joga, eu assisto, torço muito para o Brasil ser campeão. Ele é Pentacampeão e vai ser Hexa. A copa está sendo muito legal! Autor: Caio Ferreira da Costa Macêdo - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A MINHA CIDADE A minha cidade, é a capital do Brasil, por isso que eu moro aqui. Eu nasci nessa cidade e gosto muito dessa capital, ela é divertida demais! Eu nunca vou sair, dessa cidade de que eu gosto tanto! Eu gosto de ficar perto da minha família, isso é muito bom! Autor: Caio Ferreira da Costa Macêdo - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COISAS QUE ME DEIXAM FELIZ Jogar bola, brincar na escola. Ir ao cinema com o irmão, todos em união. Voltar para casa e dormir para amanhã me divertir. Comer uma lasanha, e depois ficar na manha. Viajar com a família pra conhecer uma ilha. Assistir TV e curtir um DVD. Futebol no campinho e fazer um golzinho. Chuva de telhado, doce caramelado. Pipoca, refrigerante e uma pizza gigante. Autor: Caio Ferreira da Costa Macedo - 4ª série C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COISINHAS A TOA QUE DEIXAM A GENTE FELIZ Jogar bola ir a escola. Brincar no computador, ver um filme de terror. Assistir televisão, comer um pão. Voltar da escola, tomar coca cola. Comprar uma bolsa, virar aeromoça. Sair do planeta, ver um cometa. Fazer amizade, ter sinceridade. Estudar matemática, escrever uma história fantástica.

Autora: Deborah Cristina Jesus da Silva - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

REGRAS PARA UMA BOA CONVIVÊNCIA 1ª - Em família I - Obedecer aos nosso pais; II- Honrar a nossa família. 2ª - Na escola I- Não agredir, aos outros na escola por besteira; II- Prestar atenção nas aulas. 3ª - Na rua I- Não entrar em confusões; II- Pedir licença ao passar e evitar brigas. 4ª - No nosso país I- Ter respeito com o próximo; II- Obedecer as leis. 5ª - No mundo I- Não poluir o ambiente; II- Evitar a violência. Autora : Déborah Cristina Jesus da Silva - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE Você é normal é muito especial. Você é muito amada, e também muito engraçada. Você é maravilhosa, é muito carinhosa! Você é interessante, e é muito elegante! Você é muito verdadeira, por isso é minha parceira. Eu te amo de montão e você mora no fundo do meu coração! Você é amorosa, e é muito estilosa. Eu sou sua aprendiz, e com você eu sou muito feliz! Mãe, você é uma flor, te ofereço meu amor. Você é meu amorzinho, e pra você dou o meu beijinho. Você é charmosa, te acho poderosa! Quero ter você como companheira e te acho verdadeira. Autora: Esthefanny Lopes de Souza - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ELEIÇÕES 2010

As eleições foram bem legais, cada um teve que escolher seu candidato certo. O 1º turno ocorreu no dia 1º de outubro .Nestas eleições tivemos de escolher deputados distritais, deputados federais, senadores, governador e presidente. O 2º turno foi para eleger quem vai ser governador e presidente, isso ocorreu dia 31 de outubro. Os candidatos a governar o DF foram Weslian Roriz do (PSDB) e Agnelo Queiroz do (PT) e a presidente do Brasil foram José Serra (PMDB) e Dilma Rousseff do (PT). O resultado foi que Agnelo Queiroz do (PT) ganhou mais votos que a outra candidata Weslian Roriz. Ele venceu. E o resultado a presidente do Brasil foi Dilma Rousseff do (PT) mais que o outro candidato José Serra do (PMDB). E Agnelo e Dilma vão seguir com um novo caminho e cumprir tudo que prometeram. Autora : Esthefanny Lopes de Souza - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A MINHA CIDADE

A nossa cidade devemos limpar e ter cuidado para não sujar. Nós podemos evitar pichação e poluição Nós podemos ajudar conservá- lá. Vamos deixá-la uma beleza para não perdê-lá.

Autora: Esthefanny Lopes - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

VITÓRIA-RÉGIA

A história da Vitória-régia começou assim: Certa vez na aldeia, várias pessoas que ficavam ao redor do chefe ouvindo estórias, acreditavam que a lua era um grande guerreiro. As meninas amavam muito o grande guerreiro. Todas queriam o amor dele para se tornar uma estrela do céu. Uma índia chamada Naiá, que era muito linda, apaixonou-se pela lua, o seu grande guerreiro. Um dia, doente de paixão, ela viu o reflexo da lua no rio, perto de onde ela estava, não pensou duas vezes, nem quis esperar o seu grande guerreiro e, pulou, morrendo afogada no fundo do rio. Mas todos acreditavam que as meninas que pulavam na água por amor da lua eram transformadas em estrela. Só que dessa vez foi diferente: a lua pensou muito e antes de transformar a índia em estrela, decidiu e falou: - Eu não vou transforma essa menina em estrela, ela é tão linda! Eu vou transformá-la em uma bela flor, chamada Vitória-régia. Agora, quando chega a noite ela abre as pétalas enormes esperando a lua. Mas a lua não vem para a terra, continua no céu iluminado as noites.

Autora: Esther Alves de Silva Leivy - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CONTO Era uma vez uma menina chamada Emília. Ela era uma boneca de pano que criou vida de um dia para outro, ninguém queria acreditar nisso, mas Emília não parava de falar. Emília era uma menina legal, todo mundo gostava dela porque ela era engraçada. Ela se casou com o Rabicó, um porco que todo mundo fala que era rico e, como Emília adorava dinheiro, se casou com Rabicó, mesmo ele sendo ridículo, ainda assim Emília se casou com ele. Um tempo depois a Emília descobriu que ele não era rico, ele era um pobre. Emília terminou com ele, mas Rabicó não queria terminar e como Emília era muito mandona ela terminou com ele assim mesmo. Autora: Esther Maria Rodrigues Batista - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AGNELO E DILMA Nas eleições, no 1° turno, dia 03/10/2010 teve algumas mudança de plano porque a Marina saiu da competição porque teve menos votos. Então ficaram Dilma Rousseff e José Serra, eles foram para o segundo turno. Aí teve muitos debates, muitas trocas de palavras e etc. No 2º turno, que foi no dia 31/10/2010, as pessoas voltaram entre Dilma Rousseff do PT José Serra do PSDB. A votação foi até as 17h e Dilma Rousseff ganhou para presidente do Brasil. E para governador do DF os candidatos foram Wesllian Roriz e Agnelo Queiroz, que ganhou. Autora : Esther Maria : 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O GATO E O RATO Em uma casa havia um gato e um rato. O gato vivia tentando pegar o rato, mas sempre que tentava, se dava mal. Então ele fez uma armadilha para rato e ficou esperando o ratinho sair. Depois de um tempo o rato saiu e, sem perceber, o gato o capturou e o ratinho implorando por sua vida, gritava - Tenha piedade, tenha piedade, por favor. E o gato pensou: “ele nunca me fez nada de mau, por que vou comê-lo? Então o gato deixou o ratinho ir. Logo depois, gato saiu de casa para passear. Mas logo foi pego pela carrocinha e gritava: -Socorro, socorro!!! O ratinho ouviu e foi correndo salvá-lo. Ele mordeu o motorista e salvou o gato. Eles foram para casa felizes!!!

Autor: João Vitor Farias Cruvinel - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CARACTERÍSTICAS DE UM AMIGO

Ele é esquisito, corcunda, tem uma orelha maior do que a outra, veste uma roupa esquisita, é dentuço, usa óculos... Parece ser legal, inteligente, meigo, amigo, tímido, adorável, carinhoso, bondoso, adora ler, estudar, gosta de brincar... Eu acho que ele é um coelho, e por isso gosta de comer verduras, principalmente cenoura. Certamente, ele deve ter uma boa alimentação. Deve gostar de passear e fazer amigos. Resumindo, ele é esquisito, mas não deixa de ser legal.

Autora: Juliana Santos Rocha Nolasco - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MEIO AMBIENTE

O meio ambiente é muito importante para os seres humanos, eles sabem disso, mas não é o que parece. As pessoas poluem muito o meio ambiente, mas o que a maioria delas não sabe é que estão prejudicando a si mesmas. Poluem mares, ruas, e todos os lugares possíveis, e não é só lixo não, tem também a poluição sonora: pressa e estresse, engarrafamento, gritaria, buzinas, etc. Bom, eu não gosto de poluir o meio ambiente, pois moro nele. As pessoas não têm consciência disso, se eu pudesse mudaria, mas sozinha, não dá!

Autora: Juliana Santos Rocha Nolasco - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ELEIÇÕES

Na minha opinião essas eleições foram bem chatas. Teve gente que se elegeu brincando, como o Tiririca e olha o absurdo: ele ganhou! As eleições tiveram o 1º turno e o 2º turno. O 1º turno foi para eleger os deputados distritais, federais, senadores, governador e presidente. Como no 1º turno presidente e governador tiveram menos que 50% dos votos tivemos também o 2º turno, que foi para eleger o presidente e alguns governadores. Os candidatos a presidente foram Dilma Rousseff e José Serra e pela 1º vez uma mulher governará o Brasil. Já os candidatos a governador do DF foram: Agnelo Queiroz e Weslian Roriz. E Agnelo ganhou . No fim, Dilma prometeu fazer muitas coisas pelo Brasil, prometeu né?

Autora: Juliana Santos Rocha Nolasco – 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COPA DO MUNDO Dia 11 de junho é o grande dia, muito esperado por todos os africanos porque é a primeira vez que acontece uma Copa do Mundo lá. Nós brasileiros estamos muito confiantes que o Brasil ganhe o hexa. Nós pintamos e enfeitamos ruas, fizemos um pouco de tudo. O Brasil é um dos destaques da Copa, também temos o melhor goleiro do mundo: Júlio César, e um monte de jogadores bons como o capitão Lúcio, que é de Brasília. Muitas pessoas queriam entrar com os jogadores, mas um menino daqui da escola teve o sonho realizado, ele viajou para a África do Sul para acompanhar a nossa seleção contra Portugal, ele entrou com o capitão Lúcio. Desejo muita sorte hoje para o Brasil contra a Holanda. Autora-Julyane Lopes Moreira - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

SE EU FOSSE PRESIDENTA DO BRASIL Governar uma nação não é nada fácil, mas eu buscaria melhoras na área de educação, saúde e segurança pública. Eu encaminharia recursos da educação, daria melhores cursos de formação para professores, aumento salarial, compraria mais livros, equipamentos tecnológicos para as escolas e melhoraria a merenda escolar. Estou vendo que a saúde está ruim, no meu governo iria melhorar isto, equipando os hospitais, daria melhores salários para os profissionais, tiraria os impostos sobre os remédios. Em relação a segurança, daria melhores cursos de formação, aumento salarial, investiria em equipamentos, proporcionando melhor segurança e respeito a população. Melhorando estas três áreas, podemos ter um Brasil melhor, mais desenvolvido e justo, principalmente com as pessoas mais necessitadas.

Autora-Julyane Lopes Moreira - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

IARA

Iara é uma lenda de origem indígena. Acreditam que a Iara é metade mulher (da cintura para cima) e metade peixe (da cintura para baixo). Ela tem cabelos negros, mas há quem acredite que a Iara tem cabelos louros ou ruivos. A Iara fica penteando seus cabelos em uma pedra e cantarolando. E é sempre nesse momento que um marinheiro passa e se atira no mar encantado com seu belo olhar e canto. E todos acabam afogados e os que não são afogados são amaldiçoados. Meninos, quando virem uma Iara por aí, tapem os ouvidos e fechem os olhos, porque vocês podem se afogar e acabarão morrendo.

Autora: Julyane Lopes Moreira - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O SEU CORPO

Os seus olhos são lindos, seus cabelos da cor da terra, sua boca da cor de uma rosa vermelha, seus olhos da cor da água. Seu nariz bem rosadinho, sua mão bem fininha, suas orelhas sempre enventadinhas suas sobrancelhas estão sempre afinadinhas.

Autora: Letícia Dantas de Medeiros - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O CASO DO ESPELHO.

Era um homem que não sabia quase nada, morava longe,numa casinha de sapé esquecido nos cafundós da mata. Um dia precisando ir à cidade, passou em frente a uma loja e viu um espelho pendurado do lado de fora. Abriu a boca, fechou os olhos. Depois gritou,com o espelho nas mãos: - Mas o que o retrato do meu pai está fazendo aqui ? - Isso é um espelho -explicou o dono da loja. - Há então desculpe-me. - Claro, senhor. Então homem resolveu comprar o espelho. Mas ao chegar em casa mostrou o espelho para sua mulher. Sua mulher teve um susto e disse: - O que meu retrato está fazendo aqui? E o homem explicou: - Isso é um espelho. - Ah, tá. Já faz tempo que eu não vejo um espelho. Então o homem colocou o espelho na sua sala. Quando seus filhos chegaram da escola levaram um susto e disseram: - Pai, o que isso? - Filho, isso é um espelho. - Pai, o que é um espelho? - O espelho é um vidro que aparece sua imagem. - Ah, agora eu entendi, pai. Então o homem resolveu ir à cidade e fazer compras. Eles foram para a cidade compraram roupas, comida, sapato e outro espelho. Até que um dia a loja de espelhos fechou. E o homem ficou triste por que aquela loja era a única loja que tinha espelhos. Foi então que o homem resolveu abrir uma loja de espelhos e ficou muito feliz. Autora: Letícia Dantas de Medeiros. 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AS POLÍTICAS

A eleição aconteceu no dia 03 de outubro de 2010, mas não foram decididos o presidente e alguns governadores. Só depois de 28 dias teve o segundo turno em que ficou decidido presidente e governador. A presidente foi Dilma Rousself e o governador do Df foi Agnelo Queiroz. Se eu pudesse votar, também votaria na Dilma e no Agnelo porque eles têm ótimas propostas. Autora: Letícia Dantas de Medeiros. 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE Mãe, você é amorosa, inteligente e maravilhosa! Também muito especial, bonita e legal!! Linda, normal, gentil, super legal!! Mãe,você e verdadeira, por isso serei sua parceira. Linda,amada, perfeita, engraçada! Você é maravilhosa e muito carinhosa !! E também muito especial!! Imagine como você é legal!! Mulher amorosa, linda e carinhosa!! Mãe, você é minha flor no frio você me dá calor!!! Autora: Lourena Ione Pereira Ramos - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AS POLÍTICAS No dia 03 de outubro foi o primeiro turno para os candidatos serem eleitos. Mas não foi possível porque governadores e presidentes teriam que receber mais de 50 % dos votos. Começou o segundo turno, os candidatos a presidente do Brasil foram Dilma Rousselff do PT e José Serra do PSDB e os candidatos a governador foram Agnelo Queiroz do Pt e Weslian Roriz do PMDB. Quando chegou a hora do resultado os candidatos ficaram nervosos, até que foi divulgado: Dilma Roousselff para presidente e Agnelo Queiroz para governador do DF, os dois candidatos do PT ganharam.

Autora: Lourena Ione Pereira Ramos - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A COPA

De quatro em quatro anos, a seleções de futebol de diversos países se reúnem para disputar a Copa do Mundo de futebol. A competição foi criada pelo francês Jules Rimet em1928. Depois da segunda guerra mundial, em 1950, o Brasil foi escolhido para sediar uma Copa do Mundo. A copa do mundo de 2010 será na África do Sul que se esforçou bastante para aprontar os estádios que recebem a primeira Copa na África. Nós esperamos que o Brasil seja Hexacampeão! Autora: Lourena Ione Pereira Ramos- 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

FELPO FILVA Ele é inteligente, gosta de crianças, gosta de passear e também é muito brincalhão. É fazendeiro gosta de plantas, verduras, mas a sua preferida é cenoura. Ele tem muitos defeitos: orelha maior que a outra, olho torto e os óculos parecem ser um maior que o outro. Ele gosta de música romântica, gosta muito também de violino e de piano. A família dele é muito legal e mora com ele. A família dele gosta de ouvi-lo tocar.

Autor: Luis Daniel Lôbo Cruz - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A MINHA CIDADE A minha cidade tem muita capacidade. Se eu sair da cidade vou ficar com saudade. A minha cidade precisa de esporte para ficar forte. Também precisa de seguranças, para cuidar das crianças. Precisa de harmonia para trazer a alegria. Aqui faz calor e tem muita flor.

Autor: Luis Daniel Lôbo Cruz - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A MARGARIDA FRIORENTA (reconto) Era uma vez uma margarida que morava num jardim. Em uma noite a margarida começou a tremer de frio. A borboleta viu a margarida se tremendo e perguntou: -Por que você está se tremendo? - Estou tremendo de frio nessa noite escura. – respondeu a margarida. A borboleta foi voando na casa da Ana Maria e chamou-a. Ana Maria deixou trazer a margarida para casa, então a borboleta mandou o cachorro levar o jarro para dentro. A menina colocou o jarro na mesa e viu a margarida tremendo três vezes, até que percebeu que não era frio. A margarida só queria um beijo e carinho.

Autor: Luiz Fernando M. Álvares – 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AS ELEIÇÕES No dia 03 de outubro de 2010, foi o primeiro turno, e o segundo turno foi no dia 31 de outubro de 2010. Foi eleito o governador do Distrito Federal: Agnelo Queiroz e para presidente: Dilma Rousselff. Ela foi a eleita a primeira presidenta do Brasil. Precisamos de mais saúde, segurança e mais empregos. E Dilma vai fazer tudo isso. Autor: Luiz Fernando M. Álvares – 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AS ELEIÇÕES

As eleições aconteceram no primeiro turno, no dia 03 de outubro e o segundo turno no dia 31 de outubro de 2010. A Dilma foi a primeira presidenta eleita no Brasil e o Agnelo foi eleito o novo governador do Distrito Federal. Daqui há 4 anos, nós teremos uma nova eleição no0 Brasil. Nós queremos que a Dilma e o Agnelo façam quadras novas, dê terrenos para quem não tem condições. Construam mais escolas, mais hospitais e contrate mais profissionais, e que melhore a nossa segurança. Autor: Marcelo Rodrigues da Costa Júnior - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COISAS QUE ME DEIXAM FELIZ

Jogar bola no campinho e fazer um bolzinho. Ir ao cinema com os irmãos, todos em união. Eu gosto de namorar, mas tenho que viajar. Ir para casa dormir, para amanhã me divertir. Eu gosto muito de correr, mas tenho que ir para casa comer. Nas aulas, eu gosto de conversar, mas a professora vai brigar. Eu gosto de mesada mas não ganho se fizer coisa errada. Gosto de assistir TV e curtir DVD. Eu tenho que passar de ano, para eu ir pro Plano.

Autor: Marcelo Rodrigues da Costa Júnior - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

FÉRIAS DE 2010 Nas minhas férias eu fui para o Paraná. Fui no dia 9 de julho voltei dia 14. Joguei muito bola no campeonato. Joguei contra o Lion e joguei no Fla10 ganhamos de 4x2. Tomei muito banho de piscina na pousada, brinquei no escuro de piquepega. No outro dia joguei contra o G10 e meu time ganhou de 3x2. No outro dia fomos jogar contra o Grêmio e meu time foi campeão, com vitória de 1x0. Foram dias muito divertidos. Autor: Marcelo Rodrigues da Costa - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA Ele é um coelho muito estranho! Mas ele é legal, tem muitas coisas diferentes dos outros coelhos. Ele tem uns pontos fracos e eu vou contar um pouco sobre eles: Ele é corcunda, usa óculos, tem uma orelha maior do que a outra. Ele sente vergonha por causa de sua aparência. Todos zombam dele mas não sabem o quanto ele é gente boa. Ele não sai de casa de jeito nenhum, mas um dia ele vai aprender a não ter vergonha de si mesmo e vai andar pra lá e pra cá.

Autora: Maria Julia Monteiro Scherrer -4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AS ELEIÇÕES

As eleições no BRASIL aconteceram em dois turnos. No primeiro turno, que aconteceu no dia 3 de outubro, os votos não foram suficientes para alguns concorrentes para governadores e presidente. Para serem eleitos precisavam passar de 50% dos votos e isso não foi possível. Então marcaram o segundo turno para o dia 31 de outubro e os candidatos para presidente foram José Serra e Dilma Rousseff ( PT ) e para governador do DF foram Agnelo Queiroz e Weslian Roriz. Para presidente quem ganhou foi Dilma Rousseff (PT) e para governador, Agnelo Queiroz. Enfim, espero que esses quatro anos sejam bons com os novos governadores, deputados, senadores e a nossa nova presidente do Brasil.

Autora: Maria Julia Monteiro Scherrer -4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A HISTÓRIA DE PERSEU

Zeus era um dos deuses mais adorados da Grécia. Zeus já teve várias filhas com várias humanas. Ele era muito forte ,ele era o deus dos raios, dos deuses, e todas as deusas. Mas ele teve um filho com o nome de Perseu, o único deus que conseguiu derrotar a Medusa. Ele foi um grande guerreiro, os dois eram deuses invencíveis, mas já sabiam que um dia iriam morrer. Perseu só começou a morar no Monte Olimpo quando estava adulto e seu pai já estava velho. Perseu foi filho de Zeus com Afrodite, a deusa da beleza e do amor. Mas logo quando Perseu ficou Adulto foi para o monte Olimpo para virar um dos deuses mais adorados da Grécia. Hoje na Grécia, Perseu, Zeus, Afrodite, Ades, e outros, são apenas mitos. Hoje poucas pessoas adoram esses deuses e outros adoram o Deus verdadeiro que nós acreditamos.

Autora: Maria Julia Monteiro Scherrer - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA DA VOVÓ Seu nome é Maria G. Moraes, ela nasceu em Santa Maria da Vitória – BA, no dia 22/05/1957. Ela gosta muito de sua profissão de bancária. Ela também é casada, tem dois filhos e três netas lindas e maravilhosas. A sua altura é 1,57m, ela gosta de todas as cores e comidas. Seu esporte preferido é a caminhada, o que mais gosta de fazer nos finais de semana é descansar com sua família. O que a deixa mais feliz é fazer as pessoas felizes e o que a deixa triste é o egoísmo. O que ela deseja para o futuro é melhores condições de vida para as pessoas carentes. Ela deixa uma mensagem: “Só o amor vence barreiras, preconceitos, desigualdades e diferenças.”

Autora: Maria Luísa Silva Guimarães Moraes- 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O MEU AMOR PELA CIDADE O meu amor pela cidade é muito grande, tem calor e tem flor. Na minha cidade tem muita amizade, muita capacidade, e muita felicidade. Na minha cidade tem muita segurança tem muita esperança e muita dança . Minha cidade tem muito esporte também tem um mascote que dá muita sorte . Essa é a minha cidade, ela é grande e bonita como eu amo essa cidade! Autora: Maria Luísa Silva Guimarães Moraes- 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COISAS QUE ME DEIXAM FELIZ Ir ao cinema com as minhas irmãs Todas em união. Comer uma lasanha E ficar na manha. Assistir DVD e curtir a TV. Voltar para casa e dormir para amanhã me divertir. Viajar com a família para conhecer uma ilha. Futebol no campinho e fazer um golzinho. Jogar bola e brincar na escola.

Autora: Maria Luísa Silva Guimarães Moraes- 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA

Meu nome é Matheus da Cruz Miranda, nasci no dia 07 de maio de 1999. Sou estudante, gosto de futebol, vôlei, queimada, andar de bicicleta, minha cor preferida é azul e minha comida é pizza. Na minha casa tem 4 pessoas, nos finais de semana gosto de ir ao clube e jogar videogame, futebol e também de andar de bicicleta. O que me deixa feliz é ver minha família com muita saúde. E o que me deixa triste é ver meus familiares doentes. Eu desejo que minha família tenha muita saúde e que seja feliz. Autor: Matheus da Cruz Miranda - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O LOBISOMEM MENINO 2

Certa vez uma mulher teve 7 filhas, o sétimo filho era um menino. O menino era uma criança comum, mas quando esse menino fez 3 anos, no dia seguinte, quando o relógio bateu 12 vezes ao meio dia, o menino começou a se transformar e depois que almoçou virou metade lobo metade menino. Ele saía toda sexta-feira que tem sol e atacava as pessoas que faziam festa em casa, mas quando era a hora do lanche ele voltava pra casa lanchar. Diz a lenda que o único jeito de acabar com o lobisomem menino era cantar: dorme nenê, que a cuca vai pegar , mamãe foi pra roça e papai foi trabalhar.Tinha que cantar 3 vezes passando a mão na cabeça dele. Autor: Matheus da Cruz Miranda - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A MINHA CIDADE ONDE MORO A cidade aonde eu moro é meu lar, meu lugar. Lá é beleza , creio de surpresa. Eu não saio de lá, porque lá é o meu lugar. Eu também gosto de jogar um futebol e um voleibol. Todo dia vou pra casa fazer um poeminha cheio de rima.

Autor: Matheus da Cruz Miranda – 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Miguel silva Cruz, tenho 9 anos de idade e nasci em 08/07/2000. Minha cor preferida é azul marinho, e a comida que mais gosto é nugets. Gosto muito de andar de bicicleta! Acho legal! Eu fico feliz quando eu vou para a casa do meu pai, porque a gente vai para o clube e para o cinema. Quando crescer eu quero ser astronauta. Autor: Miguell Silva Cruz - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A MINHA CIDADE

A minha cidade é Sobradinho. Ela é muito preservada, é muito movimentada, e é muito bem amada. Sobradinho é uma grande cidade: é bonita, é normal, e nada esquisita. Sobradinho é educada. Devemos cuidar muito bem dela. Sobradinho tem muitos prédios, casas por isso que ela é grande.

Autor: Miguell Silva Cruz - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

SE EU FOSSE GOVERNADOR DO DF Se eu fosse governador do DF eu iria fazer mais policiamento nas escolas, bancos e etc … Eu iria fazer casas para todos os desabrigados. Eu iria fazer mais escolas e muitos hospitais. Os hospitais teriam mais médicos, não faltaria materiais e o atendimento seria melhor. Quem fosse da classe baixa, ia para classe média e quem fosse classe média ia para classe alta. Autor: Miguell Silva Cruz - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA Seu nome é Milena Aparecida Gomes Serra, nasceu em 07 de Novembro em Sobradinho e tem 16 anos. Ela gosta de estudar, faz três cursos de manhã, um no sábado, outro durante a semana das 2h até às 18horas e outro das 18:40 às 20:00 horas. Sua cor preferida é roxo e sua comida preferida é lasanha, seu esporte preferido é vôlei e ainda torce para o Flamengo. Ela tem dois irmãos que são Paulo Victor e eu, a Mirele. Sua mãe se chama Cida e o pai Abel. Nos fins de semana ela gosta de ir para a igreja principalmente, no sábado. Sabe, ela é do coral que se chama “Pequenos Anjos” lá da Paróquia São José Esposo de Maria. Sabe o que a faz feliz? É só convida-la pra tocar violão na igreja. Mas tem uma coisa que a deixa triste: é ficar com o meu irmão de 2 anos em casa. No futuro ela quer trabalhar no Banco do Brasil.

Autora: Mirele Natali Gomes Serra - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

VITÓRIA-RÉGIA Em uma bela noite, havia um índio contando uma história para algumas crianças da tribo. Então ele começou a contar... ''Era uma vez, uma índia muito bonita que se chamava Naiá, ela era apaixonada pela lua. A lua naquela época, era um guerreiro muito corajoso e lindo. Em um dia Naiá avistou um reflexo da grande lua naquele rio, então atirouse, imaginando que poderia conquistar o amor da grande lua e se tornar uma linda estrela no céu iguais as outras índias que se tornaram uma brilhante estrela no céu. Assim que a lua percebeu que a indiazinha chegaria ao céu pensou “ao invés de transformá-la em estrela, poderia transformar Naiá em uma linda flor (Vitória- Régia ). E assim aconteceu.

Autora: Mirele Natali Gomes Serra - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ACIDENTE NA ESCOLA Em uma tarde, no ano passado, eu estava na sala de aula e, de repente, fiquei com vontade de ir ao banheiro e perguntei: -Tia, posso ir ao banheiro? -Sim, mas vá rápido, porque vou passar o dever de casa. – disse a professora. Então eu fui ao banheiro correndo e estava de sandália rasteirinha. Quando cheguei no pátio tinha algumas servidoras limpando o pátio e vi que estava tudo molhado. Continuei correndo ,acabei escorregando e bati as costas no chão. Então veio uma professora me socorrer, mas não foi nada sério. Eu fiquei bem.

Autora: Mirele Natali Gomes Serra - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PRESIDENTES E GOVERNADORES MELHORANDO O BRASIL Dia 31/10/10 foi feito o 2º turno para presidente. Eu acho isso ruim porque polui o meio ambiente por causa dos papéis de propaganda dos candidatos a governador e presidentes. Mas também acho bom, porque as novas pessoas consertar os erros das pessoas que comandaram o Brasil anteriormente. Todos os presidentes, senadores, governadores e deputados erraram um pouco tentando governar o Brasil. Mas alguns fizeram coisas boas. Espero que esses novos governantes como Dilma Rouseff (PT) presidente e Agnelo Queiroz -governador de Brasília melhorem o meio ambiente e etc... A única coisa que eu quero que eles façam é consertar os erros dos presidentes e governadores anteriores. Autor: Nicolas Reis - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

SE EU FOSSE GOVERNADOR

Se eu fosse governador do Distrito Federal iria pôr educação física em todas as escolas de Brasília e informática também. Aumentaria o número de policiais em todas as escolas para evitar assaltos, brigas e etc... aumentaria o tempo de recreio e da recreação, faria mais parques nas escolas de Brasília. Também aumentaria os salários das professoras, o número de hospitais e dos médicos também, e por fim, abaixaria os aluguéis das casas, hotéis, apartamentos e condomínios. Se baixasse o custo de vida de Brasília a nossa vida seria melhor. Autor: Nicolas Reis - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AS ELEICÕES EM 2010 Esse ano teve votação, adultos e adolescentes maiores de 16 puderam votar. Para presidente foi eleita Dilma Rousselff dp PT com mais de 50% dos votos. Ela agora é a primeira mulher a virar presidente do Brasil. O Agnelo Queiroz do PT, também conseguiu ser eleito com mais de 50 % dos votos. Agora ele vai ser o novo Governador do Distrito Federal. Ele prometeu fazer muitas mudanças aqui em Brasília. Autor: Paulo César – 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A BOLA DA VEZ

A bola Jabulane foi feita especialmente para os jogadores. Ela tem sete cores, é cheia de desenhos e todo mundo gostaria de ter uma. Tem uma normal que é da coca-cola. Eu queria ter uma bola, mas ela tá cara! Mas minha mãe vai comprar ela para mim. Desde quando entrou no mundo, esta bola faz parte dos meus sonhos. No mundo inteiro, todos querem comprá-la para jogar e brincar. Esta bola é diferente das outras bolas do mundo. Alguns dizem que é besteira, mas ela não é como as outras bolas, ela é especial, porque foi fabricada para os jogadores na copa de 2010.

Autor: Paulo Henrique da Costa - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BRASÍLIA

A cidade onde eu moro é a coisa mais linda do mundo! Ela tem 50 anos. Ela tem muita coisa nova. Essa cidade é bonita mas nela tem muitas coisas erradas. As pessoas jogam lixo no chão e isso é errado. A melhor coisa é ter uma cidade limpa, sem ter lixo no chão.

Autor: Paulo Henrique – 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Paulo Vítor Rodrigues Nolaço, nasci no dia 29 de março de 2000. O nome do meu pai é José Carlos Rodrigues e o da minha mãe é Karina Pereira Rodrigues. Eu entrei na escola com 4 anos, no Jardim de Infância 2 e com 7 anos entrei na Escola Classe 01 de sobradinho. Eu tenho um irmão mais novo do que eu, o nome dele é Gabriel, tem dois anos e ele é muito legal. Ele vai entrar no colégio esse ano. O meu colégio é legal. Aqui a gente aprende mesmo, só que eu preciso me organizar melhor, acho que é por causa da minha conversa.

Autor: Paulo Vítor Rodrigues Nolaço– 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE, VOCÊ E UM AMOR

Mãe, eu te amo, te acho muito legal. Por isso, eu te acho interessante. Mamãe, eu te acho amorosa, Por isso te acho carinhosa. Mamãe, eu te acho verdadeira, Por isso você é minha parceira. Mamãe, você é muito legal, Acredite como você é especial! Mãe, você é uma flor, Te ofereço meu amor. Você é valorizada, E por mim amada. Você é um amor, Te acho cheirosa Como uma flor Quero que você more no meu coração. Te acho um amor, minha paixão! Autor: Paulo Vítor Rodrigues Nolaço– 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PONTOS TURÍSTICOS DE BRASÍLIA Brasília é uma cidade que tem muitos pontos turísticos como o Museu do JK, o Palácio do Planalto, a Catedral e outros. É uma cidade muito legal por causa de sua beleza. O lago Paranoá é artificial, ele é o mais legal porque a gente pode pescar e andar de lancha. Nessa época Brasília está magnífica porque está chegando o seu aniversário de cinqüenta anos. Vai ser muito legal, vai ter festa e até desfile. Eu vou participar da festa porque eu não perco um aniversário de Brasília. Autor: Paulo Vítor Rodrigues Nolaço– 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

AUTOBIOGRAFIA Meu nome é Raquel Dutra da Silva, nasci no hospital de Sobradinho, no dia 09/12/1999, só agora eu sou de Planaltina. Eu só estudo e estou na 4ª série. As minhas cores preferidas são roxo, lilás e rosa. Eu gosto de lasanha, estrogonofe, pizza e frutas. Também gosto de vôlei, ginástica e balé. Minha família é divertida, legal e muito importante pra mim. Eu não penso em morte para a minha família, eu amo muito a minha família. Gosto muito de ir ao parque, tomar banho de piscina e também de ficar com minha família. A minha família fica alegre quando todos estão reunidos, a gente viaja. Quando brigam eu fico triste e se alguém morre, ou acontece um acidente. Eu quero ser modelo, trabalhar, e me formar na Unb.

Autora: Raquel Dutra da Silva - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

IARA

Iara é uma sereia que mora nas águas do rio. Durante o dia ela fica olhando no espelho e penteando os lindo e longos cabelos porque é muito vaidosa. Ela sabe nadar muito bem porque tem uma cauda de peixe. Ela encanta os homens com o seu canto. Eles ficam apaixonados por aquela linda voz e ficam enfeitiçados, ela acaba levando todos eles para o fundo do rio. Dizem que devemos evitar olhar para ela porque podemos ser transformados em estátuas. Devemos ter cuidado porque esse encanto dura para toda a vida. Autora: Raquel Dutra da Silva - 4ª C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE Mãe, você é amorosa, inteligente e maravilhosa! Também muito especial bonita e legal Linda ,normal, gentil, super legal. Mãe, você é verdadeira por isso serei sua parceira. Linda, amada perfeita e engraçada. Você é maravilhosa, e muito carinhosa! E também muito especial, imagine com você é legal! Mulher amorosa, linda e cariosa! Mãe, você é minha flor No frio, Você me dá calor. Você é meu amor, Te acho uma flor. Quero o seu bem, Te amo como ninguém!

Autora: Raquel Dutra da Silva 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MÃE Você é normal, é muito especial. Você é muito amada, e também é engraçada. Você é maravilhosa! Você é muito carinhosa! Você é interessante, E é muito elegante! Você é muito verdadeira, por isso você é minha parceira . Eu te amo de montão, e você mora no fundo do meu coração. Você é amorosa, e muito estilosa, eu sou sua aprendiz, com você eu sou feliz. Mãe , você é uma flor te ofereço com amor. Você é meu amorzinho, e por você dou mil beijinhos. Você é charmosa , te acho poderosa. Quero ter você como companheira e te acho verdadeira. Autora: Sthefany Alves Oliveira da Silva - 4ª série C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COPA 2010

A copa desse ano está acontecendo na África do sul, estão jogando 32 seleções. O nosso Brasil já ganhou 3 vezes.Teve um jogo que o Kaká não jogou porque ele estava expulso. O Brasil ganhou da Coréia de 2x1 e da Costa do Marfim de 3x0. O nome que deram à bola foi Jabulani e ao mascote Zakumi. Um garoto chamado Lucas, da nossa escola, ganhou o concurso do Mcdonalds e foi para a África do Sul e ele apareceu no Fantástico. O Brasil agora vai jogar sexta-feira, dia 2 de julho. O Brasil já foi 5 vezes campeão mundial e agora estamos buscando o hexa!

Autora: Sthefany Alves Oliveira da Silva - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A CIGARRA E A FORMIGA Em um belo dia a formiga estava em casa, logo quando recebeu uma notícia que estava chegando o inverno. A formiga só trabalhava enquanto a cigarra cantava no alto de uma árvore. A formiga trabalhou por 300 dias com as outras formigas, pois o canto da cigarra ajudava. Quando chegou o inverno a cigarra estava lá fora tremendo de frio, enquanto a formiga estava quentinha no seu formigueiro. A cigarra bateu na porta pedindo para entrar porque estava faminta, então a formiga deixou ela entrar pois lembrou o quanto ela cantava para alegrar o seu trabalho. E a cigarra ficou se divertindo na casa da formiga e ficou bem quentinha saboreando a comida. Moral: Devemos ser solidários com os outros. Autora : Thayla da Silva Soares - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

SOBRADINHO A minha cidade tem animação e muita movimentação. Tem até pichação e muita animação. Tem muita segurança e muitas crianças cheias de esperança. Nossa cidade Tem tecnologia e muita energia. Nossa cidade tem muito esporte e jogadores com sorte. Tem pessoas que jogam lixo no chão. mas não jogue cidadão, e não faça pinxação. Tem pessoas com saudade com muita capacidade, olhando a cidade com felicidade. Tem muita pintura, muita arquitetura, grandes figuras. Lazer, com prazer todo mundo deve querer .

Autora : Thayla da Silva Soares - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

COISAS QUE ME FAZ FELIZ Eu gosto de passear sair para me animar. Gosto de conversar ver os amigos e viajar. Gosto de correr mas tenho que fazer dever. Gosto de gritar e amo minha família. Gosto de dormir me divertir e rir. Gosto de dançar e também aprontar. Gosto de comer e tirar boas notas no dever. Gosto das minhas amizades e desejo muitas felicidades. Gosto de muitas férias e muitas festas. Gosto de pensar e andar. Voltar para a casa e dormir para amanhã se distrair. Gosto de mesada mas não ganho se fizer coisa errada. Comer lasanha e depois ficar na manha. Assistir televisão e depois comer macarrão. Assistir TV e depois assistir DVD. Ouvir a chuva no telhado, comer doce caramelado. Pipoca e refrigerante uma pizza gigante. Fazer amizade matar a saudade. Autora: Thayla da Silva Soares - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

SOBRADINHO

Sobradinho é cheio de amor E os sujeitos botam o terror. É cheio de segurança e tem criança. Lá tenho amizade que sinto saudade. Faço pinturas nas alturas. Tenho um mascote que trás muita sorte. Em Sobradinho tem parques de diversões e tem balões. Tem muito amor e tem muita flor.

Autor: Thiago Rodrigues Santana - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA DE FELPO FILVA Ele é feio e gordo, corcunda, usa óculos, tem uma orelha maior do que a outra, come lesmas, minhocas, tem os dentes grande e sujos. Mas no fundo ele é gente boa, legal e bom. Ele gosta de ler e estudar. É muito inteligente, os homens e mulheres só falam que ele é feio, só que ele não gosta de se arrumar, briga e vai embora. Autor: Thiago Rodrigues Santana - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BOM DIA,TODAS AS CORES Num belo dia ao acordar, o camaleão disse: - Bom dia sol, bom dia flores, bom dia todas as cores! Andando pela floresta, vestiu-se de rosa e logo que encontrou o pernilongo, foi dizendo: - Como vai o senhor? - Bom dia,camaleão! Por que você não muda de cor? Olhe o azul do céu! E o camaleão mudou de rosa para azul, seguiu em frente e encontrou o sabiá: - Bom dia Camaleão, que cor estranha! Por que você não muda para a cor alaranjada? Então, o camaleão mudou de azul para a cor alaranjada.Virando a esquina,encontrou o amigo louva-a-deus que foi logo dizendo: - Bom dia camaleão! Que cor mais desagradável! Não combina com você! Você deveria mudar para o verde da natureza. E o camaleão mudou de alaranjado para o verde e seguiu para casa, cansado do seu passeio, de tanto mudar de cor. Entrou na sua casa, deitou para descansar, e lá, ficou pensando “como é difícil agradar os amigos!” Quando acordou foi passear e encontrou o sapo que trabalhava na rádio jovem floresta, que foi logo dizendo: - Por que você está usando esta cor tão feia? - Eu uso a cor que eu gosto! Quem quiser que goste do jeito que eu sou! E o camaleão aprendeu a dizer NÃO! Autor: Thiago Rodrigues Santana - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA DE FELPO FILVA Ele era um coelhinho muito feio. Ele era muito legar, mas tão desastrado que ninguém gostava desse jeito dele. Ele era diferente dos outros coelhinhos, com uma orelhinha pequena e outra grande. Ele também usava óculos. Eu nunca vi um coelhinho assim. Um belo dia ele falou com os amigos, então os outros aceitaram falar com ele, mas disseram que ele era muito diferente. Mas cada um é diferente do outro, até os animais. Autora: Valéria Cristina Castro Gomes - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

IARA Era uma bela jovem, que vivia em um rio, muito bonita, e sua beleza chamava muita atenção. O seu nome era Iara, uma sereia , (corpo de mulher da cintura para cima e de peixe da cintura ). Era uma morena de cabelos negros e olhos castanhos . Nas pedras , costumava chamar a atenção de todos, e atraia os homens com sua beleza. As vítimas costumam seguir Iara até o fundo do rio em um local que nunca mais voltavam. Só o pajé pode livrar o homem do feitiço da Iara. Dizem por aí que a linda sereia é encontra nos rios do norte do país, onde costuma viver. Mas esta é apenas a lenda da sereia Iara.

Autora: Valéria Cristina Castro Gomes - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

TE AMO MÃE Mãe você é maravilhosa, e também é muito carinhosa. É muito amorosa, por isso você é amada. Mãe , você é muito linda, por isso você é amada. Você é muito amiga, e também engraçada. Mãe , você é muito amorosa e também maravilhosa, é muito legal , por isso você é especial.

Autora : Valéria Cristina Castro Gomes - 4ªC


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

O CASO DO ESPELHO Era um homem que não sabia nada. Morava longe numa casinha de sapé esquecida nos cafundós da floresta. Um dia precisando ir a cidade, passou em frente a uma loja e viu um espelho pendurado do lado de fora . O homem abriu a boca apertou os olhos. Depois gritou como o espelho nas mãos. - Mas como é que o retrato do meu pai veio parar aqui? - Isso é um espelho. - explicou o dono da loja - Não, este é o retrato do meu pai! - Este é você! – explicou o dono da loja. - Mas tá a foto do meu pai! - Mas deve ser por que você se parece com o seu pai. - Eu vou levar isso! - disse o homem, e ficou olhando o dia inteiro com a família. Se olharam tanto que em um dia eles perceberam que eram eles mesmos. Autor:Vinicius Teixeira - 4ª série C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

VIOLÊNCIA A violência não leva a lugar nenhum. Hoje em dia eu tenho visto várias brigas e eu penso assim: “porque ele brigam se não vai adiantar nada?” Um dia eu estava vendo uma reportagem que duas meninas marcaram um abriga fora da escola. Elas saíram mais cedo porque não havia professora. Uma das meninas levou uma lâmina de apontador e rasgou o rosto da menina. Os pais das duas meninas foram chamados na escola, e a que levou a lâmina só levou uma suspensão. Eu não acho isso certo, ela deveria ter sido transferida para outra escola.

Autor:Vinicius Teixeira - 4ª série C


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

RAIO CAUSA APAGÃO EM BRASÍLIA

Segundo a CEB,o apagão do dia 23/03 em Brasília foi provocado por raio. O raio atingiu 2 linhas de transmissão de energia de uma subestação na capital federal. Esse foi o terceiro em uma semana. O apagão durou 25 minutos na maior parte da cidade, de acordo com a CEB,com início ás 13:22. Com isso,a região administrativa da cidade ficou as escuras de 8 minutos. De acordo com a empresa,os outros dois apagões dos dias 16 e 18/03,ocorreram devido a um defeito em um transformador. Por causa disso ,o Aeroporto Internacional de Brasília ficou fechado por 20 minutos devido a chuva forte e a falta de energia. Com isso,3 vôos tiveram de ser desviados para o Aeroporto próximo de Brasília. As 14:30 os vôos voltaram a operar normalmente. As 15:30 os vôos com destino para Brasília ainda não tinha pousado no Aeroporto da cidade. Produção em Grupo: Arthur Noronha Deborah Caio Esther Alves Esther Maria


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA DA 4ª C A nossa turma é a 4ª C da Escola Classe 01 de Sobradinho. Somos 33 alunos,15 meninos e 18 meninas com idades entre 9 e 12 anos. Apenas 3 alunos chegaram este ano na escola e os outros já estudavam aqui. Nossa professora é a Vania, ela é legal e exigente. Gostamos das aulas de artes,do PROERD, do lanche, do recreio e da recreação. Já estamos ansiosos para festejar algumas datas comemorativas como: Páscoa, dia das crianças, festa junina e o nosso grande passeio ao Bay Park. Estamos gostando muito de estudar no turno matutino, pois temos a tarde livre para brincar, estudar e descansar. Sabemos que este ano iremos aprender muitas coisas novas e que devemos nos esforçar para nos tornar adultos inteligentes e responsáveis, e assim, ter muito sucesso no futuro. Como este é o nosso último ano nessa escola, queremos aproveitar bastante a companhia dos amigos, que deixarão muitas saudades. Texto coletivo


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

PROJETO ARTELER 2010

Turma: 4ª Série D Vespertino Professora: Benedita


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

TEXTO INFORMATIVO

BRASÍLIA

Brasília foi construída há muito pouco tempo. Ela foi construída em 5 anos. Com a Proclamação da República, em 1889, os planos de interiorização da capital do Brasil transformaram-se numa obrigação constitucional. Aos quase 50 anos, Brasília alcançou um dos melhores índices de desenvolvimento humanos do País (IDH), também ganhou destaque Nacional como uma das cidades com melhor qualidade de vida do Brasil, incluindo educação e saúde. A autonomia, em 1987, pela comissão de ristematização da Assembléia Nacional Constituinte. Brasília e muito linda e perfeita, os moradores tem muito orgulho da cidade.

Autora: Anny Carolyne Ribeiro Borba - 4 série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

TEXTO INFORMATIVO

O QUE É A DENGUE?

Dengue é uma doença febril aguda. A pessoa pode adoecer quando o vírus da dengue penetra no organismo pela picada de um mosquito infectado com o vírus, o Aedes Aegypti. A fêmea é a que transmite a doença. Quais são os sintomas? Os

sintomas

mais

comuns

são: febre, dor de cabeça

principalmente nos olhos, dores no corpo nas articulações, dores musculares e muito cansaço.

Autor: Arthur Santos de Araújo - 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA MINHA FAMÍLIA

Eu me chamo Átila Braga de Paulo. Nasci em de maio de 2000, com 4kg e 50 centímetros. Meus pais se chamam Everaldo Fernandes de Paulo e Dilma das Neves Braga. Comecei a andar com 9 meses e ando de bicicleta bastante rápido. Minha brincadeira predileta é jogar bola. Comecei a gostar de futebol com 4 anos de idade. Vou a nutricionista de 2 em 2 meses. Gosto muito da minha família e do meu amigo que se chama Ítalo. Enfim, sou uma criança bastante feliz e alegre. Autor: Átila Braga de Paulo - 4 série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA REGIÃO SUDESTE A região Sudeste Centro industrial, onde fica a cidade com a maior população do Brasil.

Rio de Janeiro você vê o Cristo Redentor cidade aconchegante onde o povo te recebe com muito amor. Minas Gerais Estado do ouro, cidades históricas construída com louvores

TRABALHO COLETIVO por Mariana Braga e Brunna Portilho - 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA O LUGAR ONDE VIVO Onde eu vivo tem tudo a ver,a ver, tem a torre de TV. Onde eu vivo é incrível parece irresistível, saiba que nós somos a sétima maravilha. Brasília tem a ponte JK arquitetura deslumbrante melhor não há. Em Brasília não tem mar, mas temos o lago Paranoá. Tem gente de toda parte norte, nordeste, sul, e sudeste, vem para cá você também no futuro aqui se investe. Autora: Brunna Portilho Borges - 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MITO MINOTAURO

Essa história aconteceu na Grécia antiga. Havia um rei e uma rainha. A rainha se apaixonou por um touro e engravidou dele. Depois disso, nasceu uma criatura bizarra, o corpo era parte humana e cara de touro. O rei para vingar de sua mulher, mandou construir um labirinto para botar o minotauro. O minotauro cresceu e ele pedia sete virgens para devorar. O rei indignado com a

situação, mandava vários homens, mas sempre eles se perdiam no

labirinto e o minotauro os devorava. Anos depois, nasceu Ágata. Ela se apaixonou por Teseu e eles tiveram uma ideia de destruir o minotauro. Pegaram uma linha de lã e foi deixando pelo caminho do labirinto por onde passava Teseu. Ele matou o minotauro. Teseu conheceu a prima de Ágata e se apaixonou por ela e Ágata ficou sozinha.

Autora: Camila Andrade Pereira – 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA REGIÃO NORTE Maior região do Brasil. Cheia de riquezas e matas. a maior floresta do Brasil. Terra do acaí... do indígena que habitava aqui de um povo guerreiro que sabe se divertir. Seu folclore é bastante diversificado temos o Boi Caprichoso o Boi Garantido em Parintins... Floresta Amazônica considerada o pulmão do mundo invejada por muitas nações possuidora de fauna e flora diversificada riqueza do mundo.

Autor: Eduardo de Souza Santos – 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA REGIÃO CENTRO-OESTE Lugar de uma diversidade na população do norte, nordeste, sul e sudeste gente que cresceu com o centro-oeste. Povo alegre e feliz é no centro-oeste que fica a capital do nosso país. Brasília, cidade jovem, arquitetura moderna, sede do governo de nosso País aqui são tomadas as decisões mais importantes do nosso País. Vem para Brasília você também conhecer a natureza que o centro-oeste tem.

TRABALHO COLETIVO por Fernanda Moreira e Isadora Gomes - 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO

LITERATURA DE CORDEL

O cordel tem origem de Portugal, é um tipo diferente de poesia. O cordel pode ser oral e depois impresso como folhetos e pendurados em cordões. Muito popular no Nordeste, são feitas e depois os violeiros cantam em: bares, praças, praias e fazendas, etc. Foi dado o nome cordel porque eles eram pendurados em cordões.

Autora: Giovanne Benvindo Radica - 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CONTO

A ESTRADA QUE QUERIA SER UM RIO!

Era uma vez uma estrada que queria ser um rio, porque ela se achava muita parada. Ela sentia inveja do rio, porque ele fazia aqueles redemoinhos. No dia seguinte, a estrada pediu para a brisa jogar um monte de vento para desmontá-la. E ela ficou feia e cheia de buraco.ninguem passava mais ali. A estrada começou a sentir-se triste e sozinha.Com o tempo a mesma foi arrumada. As pessoas voltaram a passar por ela, os animais, os pássaros. Ela percebeu a sua grande importância, pois leva pessoas aos mais diversos lugares do mundo. Ela percebeu que o rio era quem ficava parado. Deste dia em diante, a estrada voltou a ser felize nunca mais teve inveja do rio.

Autor: Gustavo Alcântara Soares - 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ARTIGOS DE LEI DIREITOS HUMANOS

Toda pessoa tem direito a felicidade, amor, vida e tudo que a de bom desde que não cometa nenhum crime. A criança tem direito a um bom estudo. Uma criança tem que ficar longe da violência e longe das coisas ruins. Os pais de hoje em dia maltratam muito as crianças, só alguns pais, não são todos, que batem nos filhos violentamente. A pessoa que bate violentamente em uma criança ou em um adulto pode ser preso e julgado. Uma criança merece lazer, carinho e nenhum mal.

Autora: Isadora Gomes de Araújo Marques - 4D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA CENTRO-OESTE Lugar de uma diversidade na população do norte, nordeste, sul, sudeste gente que cresceu com o Centro-Oeste. Povo alegre e feliz e no Centro-Oeste que fica a capital do nosso País. Brasília, cidade jovem, arquitetura moderna, sede do governo de nosso País, aqui são tomadas as decisões mais importantes do nosso Brasil. Vem pra Brasília você também conhecer a natureza que o Centro-Oeste tem.

Altores: Isadora Gomes Fernanda Moreira - 4ª Série D Editor:Matheus Gabriel


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA DA VOVÓ

Ela se chama Leila Jardim, nasceu em Marabá-Pará, em nove de novembro de 1952. Teve uma infância muito modesta. Afinal, lá é uma cidade do interior. No ano de 72 ela veio para Brasília para ajudar sua irmã com os filhos. Em 1981 teve sua única filha, Leilane que é minha mãe. Até hoje ela trabalha para família, é babá dos meus primos. Essa é um pouco da história da minha vovó.

AUTOR: João Roberto Gomes Jardim - 4 série “D”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA CENTRO-OESTE A região Centro-Oeste é a segunda mais extensa do País porém é a que possui o menor número de habitantes. Uma característica comum aos Estados da região é a extensa ocupação de novas áreas. Na agricultura, a soja, o milho, o arroz o algodão são os produtos mais cultivados da região. A beleza dessa região é o Pantanal com beleza natural cheios de rios e de animais.

autor: João Victor


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA Nasci no dia 11/04/2000 as 13:35 da tarde, no hospital Sobradinho DF,com o médico DR Romero. Várias pessoas foram me conhecer, meus primos, tios, amigos da minha mãe. Quem foi me buscar no dia que minha mãe teve alta foi o tio Fernando. Sou uma criança muito feliz e amada por todos da família e amigos. Hoje estou estudando na escola classe 1 de sobradinho, estou aqui desde a 1ª série e não queria mudar de escola, pois gosto muito daqui, mas esse ano será a ultima, uma pena, queria muito ficar aqui, e eu queria que tivesse a 5ª série na escola, mas não tem. Eu gosto de viajar muito, e é muito legal. O nome da minha mãe e Silvana e o do meu pai e João Neto, o nome da minha melhor amiga e Mariana, e o nome da minha professora é Bené, ela é muito legal.

Autora:lara beatriz - 4ªD


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA CIDADE ONDE VIVO Minha cidade é muito legal, e é também especial. Minha cidade tem flores, que acobertam muitos jardins. As crianças aqui brincam com brinquedos divertidos Com meus pais e meus amigos Sobradinho é meu cantinho!!!

Autora: Lívia Pessoa Conde - 4D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ARTIGOS DE LEI DECLARAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

Uma criança não tem que estar pedindo esmola. Ela tem que freqüentar uma escola para ficar longe da violência, das drogas e da rua. Ela deve amar sua família, respeitar os mais velhos e ela tem que ter uma alimentação boa. Toda criança tem direito . Os direitos humanos foram feitos para todas as pessoas seja qual for a sua cor, religião ou qualquer outra diferença, desde que não cometa nenhum tipo de crime. Todos tem direito de ter uma família, uma moradia, liberdade, respeito e dignidade. Todos tem direito de ter ou não ter uma religião e até pratica–la como desejar. As crianças tem o direito de estudar para ter um bom futuro e trabalho, com a família acompanhando o seu desempenho. É dever dos pais matricular o filho em uma escola e ajudar quando for preciso, sem dar resposta, só explicar se não for atrapalhar. Com a ajuda da sociedade e do governo conseguiremos cuidar e vencer a batalha dos nossos direitos. Autora : Mariana Braga – 4D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

ARTIGOS DE LEI

DECLARAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS Uma criança não tem que estar pedindo esmola. Ela tem que freqüentar uma escola para ficar longe da violência, das drogas e da rua. Ela deve amar sua família, respeitar os mais velhos e tem que ter uma boa alimentação. Nem para morrer de fome e nem exagerar. Uma coisa muito importante ela estudar muito para ser alguém na vida para ter um bom emprego.

Autor: Lucas Ramos Pinheiro - 4ª D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BIOGRAFIA

BIOGRAFIA DA MABEL

Meu nome é Mabel Karis. Eu nasci no dia 06 de julho . Meu pai se chama Roberto e minha mãe é a Vilma. Eu gosto de macarrão e de brincar de queimada. Amo meu Deus e a igreja. Autora: Mabel - 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CONTO A MORTE DA TARTARUGUINHA Um menino possuía uma tartaruguinha,.Um dia, após ter levantado viu que ela estava morta. Então, ele chamou sua mãe, ela examinou e percebeu que a tartaruga realmente estava morta. O menino chorou, chorou, chorou e chorou,a mãe dele ofereceu bicicleta, outra tartaruga, mas ele não aceitou, ele chorou tanto que o pai dele acordou,então eles conversaram até que o o menino foi convencido. O pai prometeu a ele que iria fazer um funeral. Prometeu comprar balinhas e algumas velas e colocar a tartaruguinha encima da mesa, mas antes o menino foi até o quintal e viu que a tartaruguinha estava andando, então ele disse: -Pai, a tartaruguinha esta andando. Então não precisa fazer o funeral, disse o pai. O menino pegou uma pedra e disse: -Eu vou matar ela, para que o senhor faça o funeral

Autor: Samuel Santino Pereira da Silva - 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

CONTO

O VELHO E O NETO Era uma vez, um velho muito velho, quase cego e surdo e com os joelho tremendo. Quando se sentava à mesa para comer, mal conseguia segurar a colher. Derramava a sopa na toalha e quando afinal, acertava a boca, deixava sempre cair muita comida pelos cantos. O filho e a nora achavam que era uma porcaria a sujeira que ele causava muito nojo. Finalmente, acabaram fazendo o idoso fazer suas refeições atrás do fogão. Um dia, o filho do casal encontrou um pedaço de madeira e o pai perguntou o que ele estava fazendo: Ele respondeu que estava fazendo um cocho, para o papai e para a mamae poderem comer quando ele crescesse. O marido e a mulher se olharam durante algum tempo cairam no choro. Depois disso, trouxeram o avô de volta para a mesa. Desde então, passaram a comer todos juntos, e mesmo quando o velho derramava alguma coisa ninguém dizia nada.

Autor: Samuel Santino Pereira da Silva - 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

RECONTO FIZ O QUE PUDE Existia uma floresta que tinha vários animais e eles não gostavam do inverno. Estava chegando o inverno, e eles comentavam que ia logo chegar a seca. O tempo é muito quente e um gavião falou que até o calor estava derrubando as folhas no chão. Um pato falou que até o riacho estava diminuindo, dava até pra ver as pedrinhas no fundo, parecia que o riacho estava mudando de lugar, mas não estava. A floresta queimou de repente e os guepardos pulavam os troncos como se fossem obstáculos. Restou apenas o passarinho na sua árvore. Ele encheu o seu bico de água e foi jogando sobre o fogo até que o fogo diminuiu, e os animais voltaram para floresta e perguntou ao passarinho: - Porque você fez isso? Ele respondeu: - Se me perguntar eu falo: - Fiz o que pude.

Autor: Matheus da Silva Matozô - 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

MITO MINOTAURO

O mito do minotauro ocorreu na Grécia antiga, em uma cidadezinha onde viviam bem casados o rei e a rainha, um dia eles compraram um boi, pelo qual a rainha se apaixonou , e praticaram o adultério, o rei não aceitava ser traído pela mulher e muito menos ser trocado por um boi, a rainha ficou grávida, e desse relacionamento nasceu uma criatura totalmente diferente, o minotauro que é uma mistura de um homem e boi, para castiga-los o rei pediu para que fosse construído na entrada da cidade um labirinto, la o minotauro ficou preso e todo o ano para ele eram dadas 7 virgens para que ele devorasse , todo ano era a mesma coisa , alguns anos depois fruto do relacionamento do rei e da rainha , nasce Ágata a filha deles e se apaixona por Teseu um jovem moço , muito bonito e forte , que se dizia apaixonado por ela , Teseu queria derrotar o minotauro e junto com Ágata tiveram a ideia de ao entrar no labirinto , para Teseu não se perder ele iria com um novelo de lã , depois de matar o minotauro , Teseu voltou e ficou vitorioso , e muito famoso por ter matado o minotauro , só que ele se aproveitou da ideia de Ágata para vencer , ele falava que amava ela , mas acho que ele mudou de idéia , ele pegou , foi para uma ilha deserta e fugiu com uma prima de Ágata , e Ágata acabou ficando sozinha.

Texto coletivo da 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

BRASÍLIA

Brasília é a capital do Brasil, ela é muito amada por todos nós. Possui 32 regiões administrativas, e o que não poderia esquecer é que em Brasília residem mais de 2 milhões de pessoas. Brasília tem vários pontos turísticos: Ponte JK, Palácio da Alvorada, Congresso Nacional, Praça dos Três Poderes, Memorial JK, Museu Nacional de Brasília, Água Mineral, Zoológico, Parque Shopping, cinemas, hospitais, posto de polícia, clubes e escolas. E no dia 21 de abril, irá fazer seus 50 anos com muita alegria, paz e sem violência. E só pra lembrar, Brasília sempre foi um pedacinho do céu.

Autora: Milena Maria da Cruz de Freitas - 4D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA VIDA DE NORDESTINO O nordestino é forte e trabalhador vive de sua roça, mas trabalha com muito amor O trabalho é duro, sem muita facilidade As pessoas que aqui vivem lutam, trabalham de sol a sol mas sentem felicidade. Região rica, cheia de diferenças possui belezas, praias, riquezas sol o ano inteiro... Piauí, Maranhão , Bahia, Pernambuco João Pessoa, Sergipe, Alagoas. Todos tem sua beleza E não podemos esquecer as lindas praias de Fortaleza

AUTOR Tyago Wiliby e Livia - 4D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

A MORTE DA TARTARUGUINHA Um menino possuía uma tartaruguinha. Um dia, após ter levantado viu que ela estava morta. Então, ele chamou sua mãe, ela examinou e percebeu que a tartaruga realmente estava morta. O menino chorou, chorou, chorou e chorou. A mãe dele ofereceu bicicleta, outra tartaruga, mas ele não aceitou. Ele chorou tanto, que o pai dele acordou. Então eles conversaram até que o o menino foi convencido pelo pai. Ele prometeu ao filho que iria fazer um funeral. Comprau balinhas e algumas velas e iria colocar a tartaruguinha em cima da mesa, mas antes o menino foi até o quintal e viu que a tartaruguinha estava andando, então ele disse: -Pai, a tartaruguinha esta andando. Então não precisa fazer o funeral, disse o pai. O menino pegou uma pedra e disse: -Eu vou matá-la para que o senhor faça o funeral.

Autor: Renan Elias Moura dos Santos - 4D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO LITERATURA DE CORDEL O Cordel foi criado em Portugal, que é usado muito no Nordeste em praias, praças e feiras de artesanato. Recebi o nome de cordel porque eram expostos em cordões. A literatura de cordel é um poema que se lê e pode ser cantado. O cordel é uma poesia popular, originalmente cantada, sem seguir normas de rimas e depois impressas em folhetos.

Autor: Samuel Santino Pereira da Silva - 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO

A COPA DE 2010

Esse ano a copa será na África do Sul. Essa é a primeira vez que a copa é realizada nesse País. Essa copa do mundo é a 19º edição. Vão participar 32 países. A bola oficial se chama Jabulane que significa “trazer alegria para todos”. Essa bola possui 11 cores diferentes, cada uma representa as raças da África do Sul. A África do Sul construiu cinco estádios novos especialmente para a copa. O Brasil foi a única seleção a participar de todas as copas e a vencer 5 vezes. Autor: Vinícius Araújo Lopes 4º “ D”


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

NARRATIVO

A HISTÓRIA DE PAULO O livro que li, conta a história de uma menina que estava lendo a história de Paulo. Na casa dela chegou uma correspondência para ela, era um espelho mágico. Ela entrou na história pelo espelho. O Saulo era um perseguidor das pessoas, um dia Deus deixou Saulo cego. Com tantas noites Saulo passou a rezar. Um dia Deus enviou um Apóstolo para devolver a visão a Saulo.Ele Foi batizado com o nome de Paulo, então, Saulo virou Paulo. Paulo saiu ajudando a todos e pregando a Palavra de Deus.

Autora:Vitória Kelly Barbosa Silva - 4D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

POESIA

SOBRADINHO CIDADE ONDE VIVO Sobradinho cidade engraçada cheia de graça é bela. A gente vê o sol se pondo ele é lindo acompanhado de flores que tem várias cores. Dança baiana tem aqui dança mexicana tem aqui Sobradinho misturas de várias culturas. Linda e bela carinhosa e amorosa amarela e cor de rosa. Autora: Yohana Gomes de Sousa – 4ª série D


Escola Classe 01 de Sobradinho – Projeto ARTELER – 2010

INFORMATIVO UM ANO ESPECIAL

Este ano a minha turma aprendeu várias coisas novas. Eu que gosto muito de ler, aprendi vários gêneros literários. Aprendi sobre biografia, poemas, Mito. Literatura de Cordel, Contos de fadas.Minha turma apresentou trabalhos lindos no pátio da escola, entre eles apresentamos um projeto de geografia sobre as Regiões Brasileiras, com danças, teatro, poesia e painéis. Adorei passar este ano com minha professora, ela é muito dinâmica, chama a atençao da gente, mas sabemos que é para nosso bem , pois ela quer que nos cresçamos. Pena que o ano já está terminando, vou mudar de escola, mas jamais esquecerei os ensinamentos da minha professora Bené. Meu ano foi realmente especial.

Autora; Lívia Pessoa - 4 série D

ARTELER 2010 pt-2  

Livro escrito pelos alunos da Escola Classe 01 de Sobradinho-DF

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you