Issuu on Google+

COLESAJO Volume 1, edição 1

Dezembro/11

Editora responsável: Cicília Frazão Revisão: Cicília Frazão Diagramação final: Juliana Dedini Lopes Past up e diagramação: Bianca Villaça Seções:  Editorial  Espiritualidade  Pais e filhos  Saúde  Meio Ambiente  Literatura  Esporte

75 anos O Colégio São José, neste ano de 2011, comemora 75 anos de trabalho sério com a Educação. É um orgulho formar homens e mulheres que atuam no mundo como profissionais competentes e conscientes de suas responsabilidades. Leia mais na página 2

 Educação  Cultura  Entretenimento

RELAÇÃO PAIS E FILHOS

A família é a principal responsável pela formação da consciência cidadã do jovem, além de representar um apoio importante no processo de adaptação das crianças para a vida em sociedade. Leia mais na pág. 4


EDITORIAL

ARTIGO DE OPINIÃO Olhar motivador

Educação Os princípios que norteiam a ação pedagógica são: competência, argumentação, aceitação do outro, autenticidade, solidariedade, conteúdos significativos e a tecnologia aplicada à educação. Essas ações seguem também os quatro pilares do conhecimento: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a ser e a aprender a conviver, princípios assumidos pela UNESCO, da qual o Colégio é parceiro.

algum tempo, li no Jornal da Tarde,

uma matéria intitulada ―Por que tenho que aprender isso?‖ e a mesma me chamou a atenção por tratar-se de um assunto que diariamente é lembrado tanto em minha casa, por meus filhos, quanto no colégio, por meus alunos. Não raras são às vezes que, educandos de todos os níveis, fazem–me a mesma pergunta! Na ocasião, a psicóloga que escreveu a matéria colocou um ponto de interro-

Nesse sentido, o educando é conduzido a

gação a mais em meus muitos questio-

agir de forma consciente, adquirindo a ha-

namentos: como a escola vem se rela-

bilidade de transferir o conhecimento à vi-

cionando com as áreas de interesse de

da concreta. O ensino religioso integra a

seus alunos? Temos ouvido jargões pro-

formação da criança e do jovem, promo-

duzidos pelas escolas e pelas próprias

vendo a vida e o equilíbrio emocional e sua

famílias, algo como: ―É preciso estudar

metodologia se desenvolve por meio de

para ter um bom futuro.‖ Porém, na

projetos e ações educativas que partem do

maioria dos casos, são falas esvaziadas

interesse e necessidade da turma, de modo

de sentido. É importante conhecermos o

significativo e contextualizado com a reali-

que as crianças pensam, seus desejos,

dade.

seus anseios. Elas querem aprender,

Assim, o papel do Colégio São José é fazer com que esses princípios se concretizem na vida do educando, tornando-o um cidadão capaz de fazer a diferença no meio em que ele vive, de uma forma holística e promissora.

são curiosas, com sede de conhecimento e cheias de perguntas sobre o mundo à sua volta. Infelizmente, em sala de aula nem sempre a curiosidade se torna objeto de discussão, pois o ―conteúdo‖ é o mais importante a ser garantido e não há tempo para outras coisas. E, assim, a enorme necessidade e vontade de aprender são desconsideradas. Talvez seja por isso que muitos alunos são tachados de

distraídos , desinteressados e

arrogantes

quando

perguntam:

―Professor, por que eu tenho que aprender isso? Página 1

(Luzia Pozzani Calixto—Orientadora

de Ensino Religioso e Pastoral)


Carta Aberta Lembramos ainda que o Colégio São José tem

75 anos de história

como princípio norteador de todo o seu trabalho

Agradeço a você, caro leitor, por dedicar o seu

de Deus criador, chamada, portanto a ultrapas-

tempo a ler esse jornal elaborado pelos alunos

viver o amor em plenitude dentro da realidade

e professores do Colégio São José, que, em colaboração, assumiram o empenho de explorar diversos assuntos relativos à vida de estudante, o aprendizado e a história da referida Escola, que neste ano está celebrando setenta e cinco anos de caminhada a serviço da formação e educação de cidadãos sambernardense. Fazendo memória aos longínquos 75 anos, quando nossa cidade não passava de uma vila tranquila, economicamente movida pela indústria moveleira, o colégio São José ia inculcando no coração da geração jovem, unidos ao saber, os sentimentos de fé, coragem, responsabilidade e patriotismo. Hoje, a Escola se orgulha pelos homens e mulheres que preparou e enviou pelo Brasil e, mesmo ao exterior como profissionais competentes, profundamente humanos e cientes de suas responsabilidades. Salientamos particularmente os anos em que o Colégio São José se destacava como ―Escola Normal‖ habilitando as jovens para o magistério, com qualidade, seja no conhecimento, na prática pedagógica e nos princípios morais e cristãos. Os valores evangélicos sempre permearam os conteúdos científicos, pois asseguramos de que não existe formação integral da pessoa sem o conhecimento e o exercício dos valores evangélicos. Os conteúdos científicos desenvolvem a inteligência, já os valores evangélicos formam o coração, humanizando a pessoa. Ao longo dos anos, o Colégio São José buscou adaptar-se às exigências das Diretrizes e Bases da Educação Nacional, responder às necessidades da comunidade local. Atualmente, sente-se desafiado em formar cidadãos aberto às mudanças, capazes de refletir a realidade e buscar respostas criativas para as contínuas mudanças. Página 2

a pessoa humana, como imagem e semelhança sar-se, encarnando os dons eternos, procurando cotidiana, acreditando que Deus se deixa encontrar em todas as coisas e sempre. E para terminar transcrevemos uma mensagem de São Vicente Pallotti, válida para nossos dias: “Procura Deus e O encontrarás. Procura-O em todas as coisas e O encontrarás em toda a parte. Procura-O em todo o momento e O encontrarás sempre. Devemos aspirar e expirar Deus e irradiar sempre a sua presença.” A grandeza de uma pessoa reside na intensidade com que durante a vida inteira procura Deus. Obrigada a você leitor que valoriza nosso jornalzinho. Obrigada aos alunos e professores que o elaboraram com amor e dedicação. Que seja um grande instrumento de comunicação e comunhão. Paz e bem. Irmã Josélia


ESPIRITUALIDADE Jubileu da Província São Vicente Pallotti

Antes

Para celebrar esse jubileu, no dia 25 de setembro de 2011, a Província organizou uma romari-

de falar de jubileu que, segundo o

dicionário Aurélio, significa ‗trombeta que de 50 em 50 anos anunciava o ano festivo. Indulgência plenária concedida pelo Papa em várias solenidades. Solenidade em que se recebe tais indulgências. Entre os antigos hebreus, remissão de servidão, dívidas e culpas de 50 em 50 anos; quinquagésimo aniversário de casamento, de exercício de uma função, de uma instituição; Jubileu coral 35º aniversário anos; Jubileu de prata 25º aniversário: No próximo ano a Igreja Matriz celebrará 200 anos, isto é a soma de quatro jubileus. Este ano, de 2011, a Província São Vicente Pallotti celebrou 25 anos de sua Instituição. Até 1985 havia uma única província no Brasil com sede em Porto Alegre, possuindo comunidades e obras sociais no Rio Grande ao Estado do Tocantins, considerando a extensão geográfica. Devido às diferenças culturais e administrativas dos vários estados foi solicitado ao Governo Geral, em Roma a possibilidade de instituir uma segunda província no Brasil. A Superiora Geral Madre Lilia Capretti, de visita ao Brasil em 1985, acolheu o pedido e mais tarde decretou instituída a Província São Vicente Pallotti, com sede provisória em São Bernardo do Campo. Ficaram sob sua jurisdição as Comunidades pertencentes aos Estados de São Paulo, parte do Paraná, Rio de Janeiro, Goiás, Tocantins, mais tarde Bahia e ultimamente Acre, Bolívia e Moçambique. Em 1986, a sede fora transferida para o bairro do Tatuapé, em São Paulo onde se encontra também a sede da Associação Palotina (ASP) que é a sua Entidade Jurídica.

Página 3

a ao Santuário São Vicente Pallotti em Ribeirão Claro, Paraná, como gesto de louvor a ação de graças por tantos dons recebidos durante esses 25 anos de caminhada. Caravanas de Irmãs e leigos de Itaipava, Rio de Janeiro, São Paulo, Arapongas e Curitiba se dirigiram ao local, num total de cento e cinquenta pessoas. Às 10h, houve missa festiva, muito bem preparada pelas Irmãs e animada pelo coral da Paróquia São Vicente Pallotti de Arapongas. Antes da celebração eucarística, houve apresentação da história da Província e suas obras, onde todos puderam conhecer as Irmãs, saber onde se encontram e o que realizam nas diferentes realidades. Estiveram presentes Irmãs das Comunidades e da Província de Porto Alegre somando aproximadamente 150 romeiros entre Irmãs e leigos engajados nas atividades apostólicas.


PAIS E FILHOS O Café da manhã em família

2- É preciso confrontar o que o filho conta com a

Como sempre, estou atrasado para ir à escola,

verdade real. Se falar que o professor o xingou,

mas ainda bem que eu tenho minha mãe para

lém das testemunhas.

me acordar, porque se não fosse por ela entraria todo dia na segunda aula, mas a melhor parte mesmo é o tomar café da manhã em fa-

tem que ir até a escola e ouvir o outro lado, a-

3- A autoridade deve ser compartilhada entre os pais. Ambos devem mandar. Não podem sucum-

mília, todo mundo junto.

bir aos desejos da criança. Criança não quer co-

Minha mãe sempre fala que o café da manhã é

ve aguardar até a próxima refeição que a família

a refeição mias importante do dia e o mais gos-

fará. A criança não pode alterar as regras da ca-

toso porque é o única hora que minha família

sa. A mãe NÃO PODE interferir nas regras dita-

fica reunida. Lá em casa todo mundo tem o que

das pelo pai (e nas punições também) e vice-

fazer, mas voltando para o assunto do café da

versa. Se o pai determinar que não haverá um

manhã, ele é o mais importante. É muito rico

passeio, a mãe não pode interferir. Tem que

em nutrientes e outra coisa, necessário para

respeitar sob pena de criar um delinquente.

mer? A mãe não pode alimentá-la. A criança de-

nossa saúde. Se não fosse o café da manhã eu 4- Se o pai ficar nervoso porque o filho aprontou

não aguentaria o dia todo. (Victor Antunes—3A)

alguma coisa, não deve alterar a voz. Deve dizer que está nervoso e, por isso, não quer discussão até ficar calmo. A calmaria, deve o pai dizer, vi-

F

" ilho é um ser que nos emprestaram para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isto mesmo! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo tipo de dor, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado. Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? É apenas um empréstimo". (José Saramago)

rá em 2, 3, 4 dias. Enquanto isso, o videogame, as saídas, a balada, ficarão suspensas, até ele se acalmar e aplicar o devido castigo. 5- Não pode prometer presente pelo sucesso que é sua obrigação. Tirar nota boa é obrigação. Não xingar avós é obrigação. Ser polido é obrigação. Passar no vestibular é obrigação. Se ganhou o carro após o vestibular, ele o perderá se for mal na faculdade. 6- Quem educa filho é pai e mãe. Avós não podem interferir na educação do neto, de maneira alguma. Jamais. Não é cabível palpite. Nunca. 7- Dinheiro 'a rodo' para o filho é prejudicial. Mes-

Dicas para pais e professores

mo que os pais o tenham, precisam controlar e ensinar a gastar.

Dr. Içami Tiba 1- A educação não pode ser delegada à escola. Aluno é transitório. Filho é para sempre. Página 4

8- Por fim, os pais que levam o filho à igreja, apresenta-o a Deus; não vão buscá-lo na cadeia..


Informação

Beleza

Escândalo necessário SALÃO RUBRO HAIR A beleza certa para seu visual!

Algumas

Venha nos visitar!

que se sucedeu no final do ano passado. A mídia di-

Rua Tasman, 56 – Jd. do Mar -

pessoas devem ter percebido o escândalo

vulgou a criação do site WikiLeaks, onde o jornalista, físico e superativista australiano Julian Assange divulgou milhares de documentos oficiais e secretos da

SBCampo Marque seu horário: Fone: (011) 4121-3917 Nossa página está no facebook

diplomacia estadunidense. Após o ocorrido, muitos criticaram Assange, alegando ter sido irresponsável; outros, porém, apoiaram-no por ter exposto algo que geralmente é escondido da população. Certamente, ele foi coerente com o que fez, pois abriu os ―olhos‖ do mundo para o que acontece entre os governos. E de acordo com Assange, por causa desse ato, temos esperança de que algo de bom aconteça nas relações mundiais. Por isso, acredito que os governos não deveriam ter mais documentos secretos, pois esses são, na verdade, uma forma de um deles se sobressair sobre os demais, numa típica corrida: ―Que vença o melhor!‖. Se puséssemos fim a isso, todos saberiam realmente, tudo o que ocorre no mundo, através, até mesmo das várias mídias nacionais de cada país, o que aumentaria as relações de cumplicidade entre os governos, e melhoraria a relação do ser humano no mundo. (Dayane G. Costa - 2A)

Tecnologia Certo ou Errado

Com

a internet podemos saber

de coisas, conhecer lugares, saber de notícias, aprender muito mais sobre as atualidades, entre outras coisas, mas também a internet é uma ―arma‖ em mãos de

Eu sou a favor de soltar informações pela internet, pois, existem milhares de pessoas que têm tempo de ler uma notícia inteira e procura na internet um jeito mais fácil de procurá-la, mas quando ela começa a interferir na vida de outras pessoas, não é bom o uso dela.

pessoas que tem intuito de preju-

Hoje em dia, quase todos têm

dicar as outras.

um vínculo com a internet, seja

Página 5

em casa, na escola, no emprego,

para diversão, etc. Tudo no mundo de hoje é baseado na internet. Entretanto, um dia tudo isso pode mudar. Enquanto existir esse problema, a internet só estará afetando a vida de muitas pessoas. (Otávio Carneiro - 2A)


MEIO AMBIENTE

Consciência Ambiental

Ivanei Rodriguez, professor de geografia do Colégio São José, em São Bernardo do Campo –SP, pretende plantar 200 árvores até o início de 2012, para ajudar o planeta e dizer-se satisfeito: ― Eu ajudei a salvar o mundo.‖

COLESAJO: Qual o seu pensamento sobre o futuro do mundo ? NEI: Agora, o futuro é meio incerto e se tratando do meio ambiente, o homem vive uma situação extremamente delicada, pois ele não dá tempo para ela se recompor. Uma árvore, para chegar aos 60 anos de vida, demora muito e para o ho-

O jornal fez uma entrevista para saber o

mem derrubá-la e construir um edifício

que ele pensa sobre o mundo.

de 15 andares, leva menos de 1 ano.

COLESAJO: Você é contra o desperdício da água ? NEI: Completamente contra, uma vez que nós precisamos tanto da água. Devemos utilizá-la de uma forma bastante consciente. Como a água é fundamental para a nossa existência, não podemos simplesmente jogá-la fora. COLESAJO: O que você acha da atual situação da falta de água doce? NEI: A água é fundamental para a existência do ser humano, das plantas e dos animais, ou seja, o início de toda uma vida. Devido a esse grande desperdício de água é que se deve ter uma maneira mais eficiente de controlar esse uso como, por exemplo, água de reuso. A questão da falta de água é exatamente por conta da não consciência da utilização da mesma.

Página 6

Professor Nei


LITERATURA Lembranças

Comecei

a estudar no Colégio São José

no ano de 2002, na 1ª série, com a professora Eliana. Fiquei encantado com o colégio, porque as escolas anteriores não tinham a mesma base, estrutura. No inicio, tive bastante dificuldade, mas com a ajuda da professora, da fonoaudióloga Célia, dos meus pais, eu consegui acompanhar a minha turma e fui evoluindo a cada dia. Eu gosto muito de estudar aqui. A escola para mim representa uma família onde me acostumei e me sinto muito à vontade. São quase dez anos de convivência. Cada ano uma nova trajetória, novos amigos e novos professores. Jefferson 2ºB EM

Trajetória no Colégio

Quando eu entrei no Colégio São José

MEMÓRIAS

nossos trabalhos no ensino fundamental. Todo ano fazíamos diversas apresentações e a mais legal foi no aniversário de São Bernardo com o desfile na rua Marechal Deodoro. Os anos se passaram: quarta, quinta, sexta, sétima, oitava e depois de tantos anos estudando, entrei no Ensino Médio. No primeiro ano, eu já não tinha muitos amigos antigos, eles já haviam trocado de colégio, mas fiz novas amizades. Mais um ano se passou e já estou no final do segundo ano do Ensino Médio. João Tadeu 2ºB EM

Minhas memórias

Sou Raffaele Lucifero. Já estudo no colégio há quase 2 anos. Entrei em 2010, ao sair de uma escola onde eu sofria bullying todos os dias letivos. Frustrado, vim para o São José buscando aconchego para os meus estudos e para a minha pessoa, onde fui mais bem instruído e tratado, podendo assim tomar conta desse assunto.

para estudar, entrei com apenas 5 anos de idade na pré-escola. Era muito divertido e eu tinha muitos amigos.

A lembrança que sempre vou guardar na mente, será com certeza esse ano que por muito tempo foi só alegria, pois fiquei amigo de Pedro Henrique Fogaça e Dannylo Allonso Komatsu.

A Marli foi minha primeira professora e ela brincava muito com a gente e deixava trazer brinquedo toda às sextasfeiras.

Esse último ano está sendo o melhor por causa das gozações, brincadeiras, ou seja, muitas coisas ficarão para a história do terceiro ano do colégio São José.

Na segunda série, depois de um ano, a rotina era parecida com a primeira, mas já tinha aula de história, ciências e etc. Tínhamos muitas atividades diversificadas e muita educação física. Nessa época, quem cuidava do Colégio era a irmã Odete, acompanhava os

Enfim, agradeço à escola que nos proporcionou tantas alegrias e lembranças que ficarão na minha memória e na de muitos da sala.

Página 7

Raffaele Lucifero 3ºA EM


ESPORTE Entrevista

Todos nós sabemos que há algum tempo, os jogos escolares aconteceram, então decidimos informá-los um pouco mais, fazendo uma entrevista com a Prof.ª Monique. Como primeira pergunta, foi escolhido o assunto em relação às meninas do basquete e do atletismo, com o objetivo de saber como ela se sentia responsável por elas. ―Pelo desempenho, não só físico, mas também da parte disciplinar, do trabalho em equipe e da determinação‖. Seguindo em frente, tive a curiosidade de perguntar sobre o desempenho do São José em relação às outras escolas mesmo sem ter um treinamento. ―Em minha opinião, tivemos um bom desempenho, mesmo sem o treinamento, porque é feito o trabalho de base nas aulas‖. Claro que não podíamos esquecer dos ganhadores do basquete, meus parabéns, e já que estou falando no assunto, questionei-a sobre como foi saber quando essa notícia saiu. ―Senti-me contente e competente pelo fato de levar as equipes à conquista do título‖ Decidi, então, ir um pouco mais adiante, com base no assunto anterior, para saber se ela possui algum prêmio em mente para a próxima vez, ou alguma meta: ―Sim, sempre é traçado um objetivo de fazer o melhor, independente do resultado‖. Para finalizar esta pequena entrevista, o assunto foi sobre ela, como se sente durante os jogos pelos quais é responsável, os principais sentimentos e pensamentos. ―Adrenalina principalmente. É muito bom conviver com a equipe todas essas emoções. Perder ou ganhar faz parte do nosso esforço e trabalho‖. Bom, agora vocês já sabem um pouco mais sobre esse assunto, agora é só esperar o ano que vem e torcer. Página 8

Agradecimento à professora Monique Poles - Ed. Física.


Eventos Aconteceu 

O Colégio São José, para melhor

FESTA DE ENCERRAMENTO

atender à comunidade, realizou no

O

dia 30/11/2011 às 19h30, um en-

amigos dos alunos da Educação Infantil

contro com os pais e responsáveis

ao 5º ano do Ensino Fundamental, a

dos alunos novos, para que conhe-

participarem de festa de encerramento

cessem a nossa escola, a proposta

de mais um ano letivo.

Colégio São José convidou os pais e

pedagógica, o espaço físico e a equipe técnica.

08/12, às 19h30, no Salão Nobre com os alunos do Fundamental 1º ao 5º

No

(manhã) dia 26/11— aconteceu a tra-

dicional ―Festa do sorvete‖ no Colégio São José.

alunos

Foi um sucesso,

nários e direção, trabalharam mui-

do

Fundamental

ao

(tarde)

como sempre! Pais, alunos, professores, funcio-

09/12, às 19h30, no Salão Nobre com

10/12, às 10h, no Salão Nobre com os alunos do Infantil (manhã / tarde)

to para que o evento acontecesse da melhor forma. PARABÉNS, EQUIPE SÃO JOSÉ!

PRECAUÇÕES DIÁRIAS

Tenha dinheiro separado para pequenas

AO SAIR DO BANCO...

despesas, ande somente com o necessário.

Ao efetuar um saque, evite colocar o

Tome cuidado com sua bolsa, não exiba ou

dinheiro ou a carteira em locais de fácil

retire o dinheiro da carteira em público.

acesso (bolso, sacolas, etc.)

NÚMEROS IMPORTANTES:

DIA A DIA...

190 – Polícia Militar

Não demore no interior de caixas ele-

181 – Disque-denúncia

trônicos. Planeje antecipadamente a operação desejada.

193 – Corpo de Bombeiros

Lembre-se: a prevenção é a Página 9

melhor ação!


EDUCAÇÃO Projeto das Virtudes 1º ano A e B Professoras: Eloísa e Polyana

A carência

No dia 28 de setembro aconteceu a gincana da bíblia, entre 4º e 5º anos. A ideia de ter essa gincana foi para esti-

do saber, a neces-

sidade de ser, mesmo desconhecendo os porquês. É preciso que as crianças tenham acesso ao saber das virtudes para que possam, em suas transformações pessoais, encontrar um sentido positivo no mundo em que vive-

mular as crianças sobre a importância da bíblia,. Tiveram perguntas sobre seu uso e as crianças ajudaram e apoiaram um aos outros. ―Nós aprendemos a procurar bíblicos

e

também palavras de Deus e seu conhecimento, juntos aprendemos a ganhar e perder, mas o que aprendemos foi ficar unidos uns aos outros e sempre unir os nossos conhecimentos‖.

mos. O Projeto das Virtudes consiste em desenvolver na criança a valorização das virtudes e a importância de tratar bem o próximo para ser bem tratado, respeitando as diferenças de cada um, aprendendo valores que envolvam regras e preceitos do que se deve e do que não se deve fazer no convívio com o outro, envolvendo a prática reiterada dos bons hábitos, refletindo sobre suas ações e desenvolvendo seu senso crítico.

ENEM 2010

Neste ano, no Colégio São José, alunos, professores, coordenação e direção comemoraram a nota do Enem. Os alunos tiveram uma média que os colocou em 6º. lugar na região de São Bernardo, dentre todas as escolas particulares. Isso é resultado do esforço e competência tanto da parte dos alunos do Ensino Médio que realizaram a prova, quanto dos professores que tiveram o prazer de incentivar e prepará-los para o exame que foi feito por mais de 30 mil alunos

Alunos da professora Polyana Página 10

de todo o Brasil. Parabéns para todos!


EDUCAÇÃO COLESAJO: Como surgiu a ideia de fundar a escola?

COLESAJO: O que significam os símbolos do colégio?

Ir. Josélia: No ano de 1933, as irmãs chegaram Ir. Josélia: As estrelas significam o caminho ao Brasil para trabalhar com italianos em traba-

lhar com hospitais , escolas, etc. Em 01/06/36, a escola foi reconhecida oficialmente. COLESAJO: Quando a escola foi fundada? E por quem?

para chegar a Jesus. COLESAJO: De que lugar vieram as Irmãs que criaram o colégio?

Ir. Josélia: Do Rio Grande do Sul e da Itália

Ir. Josélia: Em 11/02/36 foi fundada para aten- COLESAJO: O que levou as Irmãs a escolheder às crianças de S.B.C na educação civil e reli-

giosa, com as primeiras irmãs: Felicita Spagnoli, Celina Polci.

rem as cores azul, branco e amarelo?

Ir. Josélia: Azul: Manto de Maria e cor do céu; Branco: A paz; Amarelo: cor do ouro e

COLESAJ0: O que levou a congregação a dar esse nome à escola?

Ir. Josélia: São Vicente Pallotti tinha muita admiração por São José e por isso deu esse nome ao colégio.

do estudo COLESAJO: O que levou a senhora, Ir. Josélia a fazer parte da congregação?

Ir. Josélia: No oitavo ano fui estudar com as Irmãs e gostei muito. Daí a ideia de ser como

COLESAJO: Como surgiram as irmãs palotinas?

Ir. Josélia: Surgiram de um sonho de São Vicente Pallotti que era abrigar meninas órfãs e abandonadas.

elas. Eu adoro o trabalho das Irmãs, gosto da Educação, de ajudar as pessoas e me sinto muito feliz por isso. Na minha juventude, eu era uma pessoa simples e vivia no campo. Gostava de nadar nos rios, brincava com os

COLESAJO: Antes de construírem a escola o que tinha neste terreno?

animais e às vezes me chamavam de gordinha, mas apesar de tudo era bem feliz.

Ir. Josélia: Este terreno era do senhor Íttalo COLESAJO: O que a senhora mudaria no Setti onde hoje é a biblioteca.

COLESAJO: O que levou as Irmãs a comprar este terreno?

mundo?

Ir. Josélia: Eu mudaria muita coisa, principalmente a fome no mundo, porque é muito triste ver essas pessoas que vivem nas ruas,

Ir. Josélia: A necessidade de receber mais alu- passando frio e sem condições de vida. nos.

COLESAJO:

Quantos colégios a congregação

construiu?

COLESAJO: A senhora poderia mandar uma mensagem para o Colégio?

Ir. Josélia: Eu agradeço todos os pais e aluIr. Josélia: No Brasil, o primeiro colégio foi o nos por confiar no nosso trabalho. Que Deus San

Carlos, mas no mundo existiu mais de 50

colégios.

Página 11

abençoe a todos. Tenham todos um final de ano com muita luz divina e união.


CULTURA PÍRAMO E TISBE Peça inspirada no clássico Romeu e Julieta

A peça Píramo e Tisbe está em cartaz

SALTIMBANCOS

No dia 07 de dezembro, os alunos do Colé-

no Teatro SESI São Paulo. Ela retrata

gio São José, que compõem o grupo tea-

uma tragédia grega inspirada no clás-

tral, apresentaram uma peça espetacular

sico Romeu e Julieta de Willian Sha-

chamada ―Encontro com os Saltimbancos‖,

kespeare. O tema fala de dois jovens

readaptada pelo prof. Ivanei Rodrigues. A

apaixonados que não conseguem ficar

apresentação caiu no gosto do público, com

um sem o outro. Fazem de tudo para

sabor de ―quero mais‖.

―curtir‖ esse amor proibido. O conhecido conto grego ganhou uma nova adaptação. O autor diz que ―os adolescentes vão se identificar, porque tem um lado dramático e bem forte‖. Além disso, o elenco só tem jovem. Independente da geração que assiste o retorno é sempre positivo. Não percam!

Página 12

Parabéns a todos os integrantes e agradecemos a presença de todos. No ano de 2012 teremos mais novidades.


ENTRETENIMENTO SUDOKU

ADIVINHE 1-O que o cavalo foi fazer no orelhão? 2-Por que a vaca dá leite? 3-Por que sabemos que Pedro Álvares Cabral não era corinthiano? 4-O que é que a formiga tem maior que o leão? 5-O que é que o Brasil produz e nenhum outro país sabe fazer?

ANÚNCIOS

6-O que aconteceu com a baleia que estava no meio do tiroteio? 7-O que o número 2 falou para o número 9? 8-O que a peteca falou para a galinha? 9-Qual é a panela que você usa quando está triste?

Respostas:

FEIJOADA BENEFICENTE Feijoada Beneficente do Tigre Solidário, convida

Adivinhe:

a todos para a nossa festa de confraternização 4- O nome 5- Brasileiros 6- Ela foi baleada... 7- Você é grande, mas não é dois 8– Tenho pena de você 9- Depressão 3- Porque senão ele nunca teria conquistado a América. 2– Porque ela não sabe vender 1– Passar trote

PENSAMENTO DO MÊS Preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR. (Carlos Drummond de Andrade) Página 13

que será realizada no dia 18 de Dezembro de 2011, das 11h às 17h no Restaurante Florestal. O Convite individual custa R$ 50,00 para adulto e R$ 20,00 para criança de 5 a 11 anos. Os convites estão à venda no fone (011) 97307048 com Sandro.


Colesajo