Page 1

FACULDADE DE TECNOLOGIA DA BAIXADA SANTISTA

GISELE ESTEVES PRADO REGINA ELENA FIANDRA

Manual Oficial da Fatec-BS de Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso

3ª Edição – revista e ampliada

SANTOS – SP 2010


GISELE ESTEVES PRADO REGINA ELENA FIANDRA

Manual Oficial da Fatec-BS de Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso 3ª Edição – revista e ampliada

SANTOS – SP 2010


Ao meu marido, o amor de minha vida e razão para eu estar aqui, Álvaro Camargo Prado, que é um bom escritor, excelente jornalista, engenheiro competente e professor dedicado; sempre me mostrando o quanto podemos ser multifuncionais. Ao meu irmão, Gerson Steves, que me iniciou no caminho das palavras e me fez ver o quanto elas poderiam ser mágicas. A todos meus amigos, em especial aos da 6ª turma de Logística – vespertino, que me dão força, luz e inspiração. Gisele Esteves Prado

A todos os que são, foram e serão meus alunos. Sem eles este trabalho não teria razão de ser. Aos meus queridos amigos professores que trilham o árduo caminho da educação, sempre tentando um rumo certo para um mundo melhor. Regina Elena Fiandra


AGRADECIMENTOS

Ao Professor Irã Assis Rocha, ex-diretor da Fatec-BS, que iniciou este projeto, apoiou e aprovou.

Ao Professor Getúlio Akabane, diretor da Fatec-BS, por ter dado continuidade a este projeto sem deixá-lo morrer.

Aos Professores Mário Nogueira Neto e Álvaro Camargo Prado, coordenadores do Curso de Logística, por terem apoiado nosso projeto, acreditado na sua eficiência, em nossa competência e por defenderem conosco a idéia de mudança e melhora nos Trabalhos Acadêmicos de nossa escola.

A todos os professores e mestres da Fatec que orientam os alunos todos os semestres com competência, dedicação e carinho.


Qualquer um de nós, senhor de um assunto, é, em princípio, capaz de escrever sobre ele. Não há um jeito especial para a redação, ao contrário do que muita gente pensa. Há apenas uma falta de preparação inicial, que o esforço e a prática vencem. J. Mattoso Camara Jr.


SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO _________________________________________________________ 10 2. ESTRUTURA FÍSICA ___________________________________________________ 11 2.1 Formatação ________________________________________________________________ 11 2.2 Títulos e Capítulos __________________________________________________________ 11 2.3 Subtítulos (2º nível) __________________________________________________________ 11 2.4. Subtítulos (3º nível) _________________________________________________________ 11 2.4 Fonte e Espaçamento do Texto ________________________________________________ 12 2.5 Capa Dura (somente para a cópia final) _________________________________________ 12 2.6 Fonte _____________________________________________________________________ 12 2.7 Paginação__________________________________________________________________ 12 2.8 Lombada do Trabalho em Capa Dura __________________________________________ 14 2.9 Cabeçalho _________________________________________________________________ 16 2.10 Notas de Rodapé ___________________________________________________________ 16 2.11 Ilustrações, Tabelas e Quadros _______________________________________________ 16

3. ESTRUTURA DO TRABALHO ____________________________________________ 19 4. ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS ___________________________________________ 21 4.1 Capa ______________________________________________________________________ 21 4.2 Folha de Rosto______________________________________________________________ 22 4.3 Folha de Aprovação _________________________________________________________ 24 4.4 Dedicatória ________________________________________________________________ 25 4.5 Agradecimentos ____________________________________________________________ 26 4.6 Epígrafe ___________________________________________________________________ 28 4.7 Resumo em Português _______________________________________________________ 29 4.8 Abstract ___________________________________________________________________ 30 4.9 Sumário ___________________________________________________________________ 31 4.10 Listas ____________________________________________________________________ 33

5. ELEMENTOS TEXTUAIS ________________________________________________ 35 5.1 Introdução _________________________________________________________________ 35 5.2 Desenvolvimento ____________________________________________________________ 35 5.3 Considerações Finais ________________________________________________________ 36

6. ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS ___________________________________________ 37 6.1 Referências Bibliográficas ____________________________________________________ 37 6.1.1 Regras gerais ___________________________________________________________________ 6.1.2 Autores ________________________________________________________________________ 6.1.3 Título e subtítulo_________________________________________________________________ 6.1.4 Edição _________________________________________________________________________

37 37 38 38


6.1.5 Local __________________________________________________________________________ 6.1.6 Editora ________________________________________________________________________ 6.1.7 Data __________________________________________________________________________ 6.1.8 Número de páginas ou folhas _______________________________________________________ 6.1.9 Série e coleção __________________________________________________________________ 6.1.10 Notas_________________________________________________________________________

39 39 40 42 42 43

6.2 Modelos de Referências ______________________________________________________ 43 6.2.1 Livros _________________________________________________________________________ 6.2.2 Tese, dissertação e monografia ______________________________________________________ 6.2.3 Evento _________________________________________________________________________ 6.2.4 Periódico _______________________________________________________________________ 6.2.5 Documento jurídico ______________________________________________________________ 6.2.6 Imagem e movimento _____________________________________________________________ 6.2.7 Documento iconográfico __________________________________________________________ 6.2.8 Documento sonoro _______________________________________________________________ 6.2.9 Documento de acesso exclusivo em meio eletrônico _____________________________________

43 46 49 53 57 62 63 64 65

6.3 Glossário __________________________________________________________________ 68 6.4 Apêndices e Anexos _________________________________________________________ 70 6.5 Citações ___________________________________________________________________ 72 6.5.1 Citações Diretas, Literais ou Textuais ________________________________________________ 6.5.2 Citações indiretas conceituais ou livres _______________________________________________ 6.5.3 Citação de citação ________________________________________________________________ 6.5.4 Citações em meio eletrônico ________________________________________________________ 6.5.5 Outras formas de citação __________________________________________________________ 6.5.6 Sinais e convenções ______________________________________________________________

72 73 74 75 75 78

6.6 Sistemas de Chamada ________________________________________________________ 81 6.6.1 Sistema autor-data _______________________________________________________________ 81 6.6.2 Sistema numérico ________________________________________________________________ 83

6.7 Notas de Rodapé ____________________________________________________________ 83 6.7.1 Notas bibliográficas ______________________________________________________________ 85 6.7.2 Notas explicativas ________________________________________________________________ 87

7. DIREITOS AUTORAIS – PLÁGIO _________________________________________ 89 8. CONSIDERAÇÕES FINAIS ______________________________________________ 90 REFERÊNCIAS BILIOGRÁFICAS __________________________________________ 91


LISTA DE FIGURAS FIGURA 1 – MODELO DE ENCADERNAÇÃO EM CAPA DURA _________________________________________ FIGURA 2 – MODELO DE LOMBADA ___________________________________________________________ FIGURA 3 – DIZERES DA CAPA DURA __________________________________________________________ FIGURA 4 – LOCALIZAÇÃO DA FAZENDA TOBIAS DE FREITAS _______________________________________ FIGURA 5 – MODELO DE FOLHA DE ROSTO _____________________________________________________ FIGURA 6 – MODELO DE FOLHA DE APROVAÇÃO _________________________________________________ FIGURA 7 – DEDICATÓRIA PARA TRABALHO EM GRUPO. ___________________________________________ FIGURA 8 – DEDICATÓRIA PARA TRABALHO INDIVIDUAL. __________________________________________ FIGURA 9 – MODELO DE AGRADECIMENTOS ____________________________________________________ FIGURA 10 – MODELO DE EPÍGRAFE __________________________________________________________ FIGURA 11 – MODELO DE RESUMO ___________________________________________________________ FIGURA 12 – MODELO DE ABSTRACT __________________________________________________________ FIGURA 13 – MODELO DE SUMÁRIO ___________________________________________________________ FIGURA 14 – MODELO DE LISTA DE FIGURAS ____________________________________________________ FIGURA 15 – MODELO DE REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS__________________________________________ FIGURA 16 – MODELO DE GLOSSÁRIO _________________________________________________________ FIGURA 17 – MODELO DE APÊNDICE __________________________________________________________ FIGURA 18 – NOTA DE RODAPÉ ______________________________________________________________

13 14 15 17 23 24 25 26 27 28 30 31 32 34 68 69 71 85


LISTA DE TABELAS TABELA 1 – NORMAS UTILIZADAS NESTE MANUAL _______________________________________________ 10 TABELA 2 – MODELO DE LEGENDA DE TABELA __________________________________________________ 18 TABELA 3 – ABREVIAÇÃO DE MESES NOS PERIÓDICOS _____________________________________________ 41


Manual Oficial de Formatação de TCCs – Fatec-BS – 10

1. INTRODUÇÃO A FATEC-BS forma, a cada semestre, 2 turmas de Logística de Transportes, 2 turmas de Análise de Sistemas e 1 turma de Informática para Gestão de Negócios. Destas, Logística e Informática têm que fazer o Trabalho de Conclusão de Curso para que os mesmos estejam efetivamente concluídos. A cada nova turma que se forma, envereda-se para uma nova jornada, que visa unicamente referendar seu trabalho junto à comunidade acadêmica e à sociedade em geral. Por isso se propõe criar um padrão de qualidade, que faça dos trabalhos de conclusão de cursos algo relevante, não só para instituição, mas para a região da Baixada Santista e que possa ser empregado nas suas mais variadas áreas. Este procedimento busca evitar a falta de padronização e a apresentação de parâmetros individuais na elaboração desses trabalhos acadêmicos. Dessa forma, para alcançar o padrão de qualidade aqui proposto, elaboramos este manual de apoio para auxiliar os alunos da Faculdade, a uniformização da estrutura, formatação e edição das obras, como também a oferta de auxílio às dúvidas referentes às demais etapas.

Conforme mostra o sumário, este manual apresenta informações fundamentais sobre o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), tais como: orientações, depósito, estruturação e edição do trabalho. Além disso, também está disponível um modelo básico de estrutura de TCC com base nas seguintes normas: Tabela 1 – Normas utilizadas neste Manual

NBR NBR NBR NBR NBR NBR NBR NBR NBR

6023: 6024: 6027: 6028: 6029: 6034: 10520: 10524: 14724:

Informação e documentação – referências bibliográficas – elaboração Numeração progressiva das secções de um documento Sumário Resumos Apresentação de livros Preparação de índice de publicações Apresentação e documentação – apresentação de citações em documentos Preparação de folha-de-rosto de livro Informação e documentação: apresentação de trabalhos acadêmicos

As autoras consultaram diversos manuais de formatação cujas adaptações foram transpostas para TCC e inseridas neste manual a ser utilizado na FATEC-BS.

AS AUTORAS


Manual Oficial de Formatação de TCCs – Fatec-BS – 11

2. ESTRUTURA FÍSICA 2.1 Formatação Papel na cor branca, formato A4 (210x297mm), digitado na cor preta, exceto as ilustrações. Margem esquerda: 3 cm Margem direita: 2 cm Margem superior: 3 cm Margem inferior: 2 cm

2.2 Títulos e Capítulos Fonte Times New Roman Tamanho 16 – Todas as letras maiúsculas. Negrito Alinhado à esquerda na margem Superior (sempre em página nova).

2.3 Subtítulos (2º nível) Fonte Times New Roman Tamanho 14 – Apenas a 1ª letra de cada palavra maiúscula. Negrito Alinhado à esquerda

2.4. Subtítulos (3º nível) Fonte Times New Roman Tamanho 12 – Apenas a 1ª letra do título em maiúscula. Negrito Alinhado à esquerda

Para títulos de nível 1, 2 e 3 nunca utilize numeração automática. As numerações dos capítulos, das figuras, das tabelas e gráficos devem ser feitas manualmente.


Manual Oficial de Formatação de TCCs – Fatec-BS – 12

2.4 Fonte e Espaçamento do Texto Fonte Times New Roman Tamanho 12 Parágrafo de 1,5 entre as linhas Alinhamento justificado Tamanho do papel A4 Recuo da primeira linha: 1,25 cm.

Entre cada parágrafo, para maior clareza e visualização do trabalho, podem ser dados 2 enter com entrelinhas 1,5.

2.5 Capa Dura (somente para a cópia final) Altura: 30 cm Largura: 21,5 cm Cor: azul-marinho

A capa dura substitui aquela 1ª capa do trabalho impresso pra banca, porém, aconselha-se deixá-la e apenas retirá-la na hora que for colocada a folha de aprovação pra manter a numeração correta das páginas.

2.6 Fonte Texto e referências: Times New Roman tamanho 12. Citações longas, notas de rodapé, paginação, legendas das ilustrações e tabelas: Times New Roman tamanho 10. Legendas de ilustrações, gráficos, tabelas em negrito. Títulos e subtítulos já definidos acima.

2.7 Paginação Todas as folhas são contadas seqüencialmente a partir da página de rosto, porém somente são numeradas a partir da primeira folha da parte textual (introdução), em algarismos arábicos. Posição: Cabeçalho (a 1,27 cm) junto com o título do trabalho. O título e numeração


Manual Oficial de Formatação de TCCs – Fatec-BS – 13

em corpo 10. Para maior clareza, observe o cabeçalho deste manual.

Figura 1 – Modelo de Encadernação em Capa Dura


Manual Oficial de Formatação de TCCs – Fatec-BS – 14

2.8 Lombada do Trabalho em Capa Dura Elemento utilizado para trabalhos encadernados em capa dura, em que as informações devem ser impressas, conforme a NBR 12.225.

Nome autor: Impresso de cima para baixo, longitudinalmente; fonte 12, letras maiúsculas, espaçamento simples. Esta forma possibilita a leitura quando o trabalho está no sentido horizontal, com a face voltada para cima.

Título do trabalho: Impresso da mesma forma que o nome do autor.

A lombada é obrigatória, caso o trabalho não possibilite uma lombada muito larga, pedir ao encadernador para diminuir o tamanho da fonte para que possa caber, Para que seja possível a lombada, aconselhamos um trabalho de, no mínimo, 70 páginas. Aconselha-se, para maior clareza da lombada do trabalho, que o título não exceda 6 palavras.

Ano: impresso horizontalmente no rodapé da lombada.

Observe, a seguir, o modelo de capa dura e lombada. Aconselhamos ao aluno que imprima as duas páginas de modelo e leve ao encadernador para que ele veja exatamente como devem ser impressos. Para a impressão de capa dura deve ser utilizada a mesma tipologia do modelo a seguir; fonte Time New Roman sem itálico.

Figura 2 – Modelo de Lombada


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 15

FACULDADE DE TECNOLOGIA DA BAIXADA SANTISTA

NOME COMPLETO DO ALUNO

TÍTULO GERAL DO TCC

TÍTULO DO VOLUME (quando houver)

Volume 3 (quando houver mais de 1)

SANTOS – SP 2008 Figura 3 – Dizeres da Capa Dura


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 16

2.9 Cabeçalho Deverá incluir o título do trabalho (tamanho da fonte 10), seguido do número da página (tamanho da fonte 10) alinhado à direita. Observe o cabeçalho deste manual.

2.10 Notas de Rodapé As notas de rodapé devem ser utilizadas para explicar citações ou termos utilizados no texto, que ainda não tenham sido explicados anteriormente. Devem ser numeradas, colocadas na mesma página onde a palavra figura, com tamanho da fonte 10 e espaçamento simples.

2.11 Ilustrações, Tabelas e Quadros Figuras, gráficos, quadros e tabelas têm por finalidade sintetizar dados para facilitar sua leitura e compreensão. Devem ser inseridos o mais próximo possível ao trecho a que se referem, caso isso não seja possível por causa das dimensões, coloca-se em anexo/apêndice. No texto, deve-se remeter o leitor a consultar as ilustrações da seguinte forma:

(ver Gráfico___) ou Gráfico___, (ver Quadro_____) ou (Quadro___).  Para ilustrações (Figuras, gráficos e quadros):

Todas as ilustrações deverão ser centralizadas.

Se forem copiadas devem apresentar a fonte bibliográfica abaixo da ilustração, precedida da palavra fonte em letra maiúscula e minúscula, dois pontos e a fonte, sem negrito. A palavra “Figura”, “Gráfico” ou “Quadro” deve ser escrita junto à margem esquerda, em negrito, seguida do número e separada por hífen, abaixo da ilustração. Não há necessidade de se colocar a palavra “número” ou “nº.”


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 17

Exemplo:

Figura 4 – Localização da Fazenda Tobias de Freitas Fonte: Site da Fazenda Tobias de Freitas

O título da figura, do gráfico ou quadro, deve ser por extenso, logo abaixo da figura, com espaçamento entrelinhas simples e a fonte 10. Se o título ocupar mais de uma linha, a segunda linha deverá iniciar abaixo da primeira palavra do título.

O mesmo procedimento deve ser utilizado para figuras, gráficos, quadros (título abaixo da ilustração).

A figura, o gráfico ou o quadro, deve ser colocado após sua citação no texto, deixando-se um espaço duplo entre o texto e a figura. Após a figura, o texto prossegue a um espaço duplo.

Se o espaço da página não permitir, a figura, o gráfico ou o quadro, deve aparecer na página seguinte, enquanto o texto prossegue normalmente no restante da página anterior. Não deve-se separar a figura de seu título. 

Para tabelas:

As tabelas devem aparecer logo em seguida do texto que a referencia, separada por um espaço duplo.

Devem ter um número em algarismo arábico, seqüencial, inscrito na parte superior, precedida da palavra “Tabela”.

O título da tabela deve ser por extenso, inscrito no topo da tabela, ser justificado com espaçamento entrelinhas simples e a fonte 10. Se o título ocupar mais de uma linha, a segunda


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 18

linha deverá iniciar abaixo da primeira palavra do título.

Caso a tabela seja de outra autoria, a fonte (autoridade) deve ser colocada abaixo da tabela em letra maiúscula e minúscula, precedida da palavra “Fonte:” tamanho da letra 10.

Exemplo: Tabela 2 – Modelo de Legenda de Tabela Áreas de Possível Impacto Disposição Alteração da DIQUE DO qualidade do solo e FURADINHO das águas. Supressão de vegetação e habitats da fauna.

DIQUE DO CANAL C

Alteração da qualidade das águas.

CAVAS CONFINADAS

Redução (temporária) das áreas de alimentação e pouso das aves. Alteração da qualidade das águas e dos sedimentos do estuário.

Mitigação (medidas de controle) Impermeabilização das laterais e da fundação dos novos diques. Cobertura com sedimentos nãocontaminados. Tratamento e controle das águas de dragagem. Criação e manejo de lagos e brejos para a fauna. Dique estanque. Tratamento e controle das águas de dragagem. Cobertura dos sedimentos. Desvio do Canal C. Ampliação de áreas de pouso e alimentação das aves.

Dique de contenção para controle das marés. Disposição no fundo da cava. Controle da disposição para reduzir material em suspensão Cobertura com sedimentos nãocontaminados.

Monitoramento Monitoramento químico das águas superficiais e subterrâneas.

Monitoramento das águas de dragagem.

Acompanhamento biológico.

Monitoramento químico e biológico dos sedimentos.

Fonte: Manual de Divulgação Cosipa

A fonte de uma ilustração, gráfico ou tabela nunca deve ser o endereço de um site, mas o nome do site (conforme exemplo anterior).


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 19

3. ESTRUTURA DO TRABALHO O trabalho consiste de 2 fases. Na primeira fase o grupo ou o aluno deve imprimir e encadernar um único trabalho a ser entregue (em volume único), com encadernação simples (espiral e capa plástica), para entregar, uma semana antes de sua apresentação, ao seu orientador e membros da banca. Para este trabalho a ordem dos elementos é a seguinte:  Capa  Página de rosto (a que tem o logotipo da Fatec)  Dedicatória  Agradecimentos  Epígrafe  Resumo  Abstract  Sumário  Lista de Abreviaturas (para mais que 10 abreviaturas)  Lista de símbolos (opcional)  Lista de quadros (quando houver)  Lista de tabelas (quando houver)  Lista de gráficos (quando houver)  Lista de Ilustrações (quando houver)  Desenvolvimento (parte escrita do trabalho. Inicia com a Introdução, que já é numerada com algarismo arábico “1” seguido de ponto e a palavra INTRODUÇÃO, toda em letra maiúscula, tamanho 16, negrito. A partir desta página começa a aparecer o cabeçalho).  Referências Bibliográficas (não recebe número, pois não é capítulo. A numeração dos títulos começa na introdução e vai até as considerações finais.)  Glossário (opcional)  Apêndice (quando houver)  Anexo (quando houver) Na segunda fase, se o trabalho foi feito em grupo, o mesmo deve ser separado em volumes, pois a entrega do TCC capa dura é individual. O aluno deve imprimir e encadernar com capa dura, azul-marinho, conforme modelo dado anteriormente, aconselhamos que o aluno verifique antes de mandar fazer a encadernação se a copiadora faz lombada no trabalho.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 20

Este trabalho será depositado na secretaria, em data marcada pelo professor da disciplina. Para este trabalho a ordem dos elementos é a seguinte:  Capa Dura (a capa dura substitui aquela 1ª capa do trabalho impresso pra banca, porém, aconselha-se deixá-la e apenas retirá-la na hora que for colocada a folha de aprovação pra manter a numeração correta das páginas)  Página de rosto (a que tem o logotipo da Fatec)  Folha de aprovação (apenas para a encadernação em capa dura)  Dedicatória  Agradecimentos  Epígrafe  Resumo  Abstract  Sumário  Lista de Abreviaturas (para mais que 10 abreviaturas)  Lista de símbolos (opcional)  Lista de quadros (quando houver)  Lista de tabelas (quando houver)  Lista de gráficos (quando houver)  Lista de Ilustrações (quando houver)  Desenvolvimento (parte escrita do trabalho. Inicia com a Introdução, que já é numerada com algarismo arábico “1” seguido de ponto e a palavra INTRODUÇÃO, toda em letra maiúscula, tamanho 16, negrito. A partir desta página começa a aparecer o cabeçalho).  Referências Bibliográficas  Glossário (opcional)  Apêndice (quando houver) e Anexo (quando houver)


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 21

4. ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS 4.1 Capa “Elemento obrigatório, sobre o qual se imprimem as informações indispensáveis à sua identificação” (ABNT/NBR 14724, 2002, pág. 3) e a ordem de apresentação dos elementos da capa é a seguinte:

1. Identificação da Instituição (Mantenedora, Centro, Departamento): Espaçamento: 1,5. Fonte: 14, maiúsculo, negrito, centralizado. Localização: Parte superior da folha. Este elemento é considerado opcional.

2. Nome autor: espaçamento: 1,5. Fonte: 14 em maiúsculo, negrito, centralizado. Localização: parte superior da folha, aproximadamente 5 cm da borda superior.

3. Título: espaçamento: 1,5. Fonte: 14 em maiúsculo, negrito, centralizado. Localização: após o autor, a 7 espaços duplos, aproximadamente 13 cm da borda superior.

4. Subtítulo: espaçamento: 1,5. Fonte: 14 em maiúsculo, negrito, centralizado. Localização: após o título, a 1 espaço duplo, aproximadamente 15 cm da borda superior. 5. Volume: espaçamento: 1,5. Fonte: 12, palavra “Volume” em maiúsculo e minúsculo ou abreviado: “Vol.”, seguido do numeral arábico. Negrito, centralizado. Localização: abaixo do título ou subtítulo, quando houver, a 1 espaço duplo, aproximadamente 16 cm da borda superior.

6. Local (cidade, UF): espaçamento: 1,5. Fonte: 14 em maiúsculo, negrito, centralizado. Localização: parte inferior da folha, aproximadamente 25 cm da borda superior.

7. Ano de entrega: espaçamento: 1,5. Fonte: 14, negrito, centralizado. Localização: parte inferior da folha, abaixo do local, a 1 espaço duplo, aproximadamente 26 cm da borda superior.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 22

4.2 Folha de Rosto Elemento obrigatório, sobre o qual se imprimem as informações indispensáveis à sua identificação.

Ordem de apresentação dos Elementos da Folha de rosto: Embora a ABNT (NBR 14724, 2002, pág. 4) não mencione a identificação da instituição na folha de rosto, convém citá-la e os seus elementos devem figurar na seguinte ordem: identificação da instituição, nome autor, título, subtítulo (se houver), número do volume (se houver), natureza do trabalho, nome do orientador e co-orientador (se houver), local (cidade, UF) da Instituição, ano da entrega.

1. Identificação da Instituição (Mantenedora, Centro, Departamento): Espaçamento: 1,5. Fonte: 14, maiúsculo, negrito, centralizado. Localização: Parte superior da folha.

2. Nome do Autor: Espaçamento: 1,5. Fonte: 14, maiúsculo, negrito, centralizado. Localização: Após 3 espaços duplos da Instituição, aproximadamente 9 cm da borda superior.

3. Título: Espaçamento: 1,5. Fonte: 14, maiúsculo, negrito, centralizado. Localização: Após o autor, a 4 espaços duplos, aproximadamente 13 cm da borda superior.

4. Subtítulo: Espaçamento: 1,5. Fonte: 14, maiúsculo só o primeiro caractere de cada palavra, negrito, centralizado. Localização: Após o título, a 1 espaço duplo, aproximadamente 14 cm da borda superior.

5. Natureza do trabalho (tese, dissertação, monografia, TCC); objetivo (aprovação em disciplina, grau pretendido; área de concentração) Espaçamento: simples. Fonte: 12, sem negrito. Localização: Abaixo do título, subtítulo ou volume, a 04 espaços duplos, alinhados no meio da página para a margem direita, aproximadamente 18 cm da borda superior.

6. Nome do Orientador/co-orientador se houver: Espaçamento: simples. Fonte: 12, sem negrito. Localização: Abaixo da natureza do trabalho, a 1 espaço simples, alinhado no meio da página para a margem direita, aproximadamente 22 cm da borda superior.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 23

7. Local (cidade, UF): Espaçamento: 1,5. Fonte: 14 em maiúsculo, negrito, centralizado. Localização: Parte inferior da folha, aproximadamente 25 cm da borda superior.

8. Ano de entrega: Espaçamento: 1,5. Fonte: 14, negrito, centralizado. Localização: Parte inferior da folha, abaixo do local, a 1 espaço duplo, aproximadamente 26 cm da borda superior.

FACULDADE DE TECNOLOGIA DA BAIXADA SANTISTA

GISELE ESTEVES CAMARGO PRADO

1ª DRAGAGEM AMBIENTAL DO BRASIL O PROJETO DE DRAGAGEM DA COSIPA

Volume 3

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade de Tecnologia da Baixada Santista, como parte dos requisitos para a obtenção do Título de Tecnólogo em Logística e Transportes.

Orientador Professor MSc. Fernando Piero Laugeni Co-Orientador

Professor MSc. Álvaro Camargo Prado

Figura 5 – Modelo de Folha de Rosto

SANTOS – SP 2007


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 24

4.3 Folha de Aprovação Elemento obrigatório. Deve conter os mesmos elementos da folha de rosto, acrescentados os nomes da banca examinadora, suas respectivas titulações e instituições de origem, espaço para as assinaturas, local e data.

FACULDADE DE TECNOLOGIA DA BAIXADA SANTISTA

NOME DO ALUNO

TÍTULO DO TCC

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade de Tecnologia da Baixada Santista, como parte dos requisitos para a obtenção do título de Tecnólogo em Logística e Transporte. Banca Examinadora:

Orientador:

_________________________________________________________ Profº MSc. Álvaro Camargo Prado Faculdade de Tecnologia da Baixada Santista

Membro:

_________________________________________________________ Prof. MSc. Mário Nogueira Neto Faculdade de Tecnologia da Baixada Santista

Membro:

_________________________________________________________ Professor Luiz Fernando Compiani UNIP – Universidade Paulista de Santos

SANTOS – SP JUNHO/2008 Figura 6 – Modelo de Folha de Aprovação


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 25

4.4 Dedicatória Folha opcional, onde são feitas as homenagens ou dedicatórias à determinada(s) pessoa(s).

Dedicatórias são para você fazer às pessoas que ama, que fazem parte de sua vida, Deus, etc.

Fonte 12, sem negrito, espaço simples, justificado. Localização: Texto alinhado no meio da página para a margem direita e no final da folha.

Figura 7 – Dedicatória para trabalho em grupo.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 26

Figura 8 – Dedicatória para trabalho individual.

4.5 Agradecimentos Sendo um elemento opcional, colocado após a dedicatória, o autor de um TCC pode apresentar uma lista de pessoas a quem agradece por terem colaborado com ele durante a pesquisa e redação do texto. Agradecerá, especialmente, a seu orientador, professor da disciplina pela proposta e oportunidade do trabalho e colegas que lhe prestaram favores, discutiram com ele determinadas partes dos textos, enfim, pessoas que o ajudaram na realização de sua obra. Nada de agradecimentos sentimentais e familiares nesta parte, para este fim existe a dedicatória. Deve haver precisão na informação como “Agradeço ao Prof. Dr. Fulano de Tal (sempre colocar nome completo) pela paciente orientação desta pesquisa e elaboração deste TCC...” ou: “Agradeço à Fulana de Tal pela correção da linguagem...”, conforme nos mostra


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 27

Medeiros, 2005: 394.

Título AGRADECIMENTOS: fonte 12, maiúsculo, negrito, centralizado. Localização: margem superior da folha.

Corpo do texto deverá ser a 3 espaços duplos do título. Fonte 12, sem negrito, espaço duplo, alinhamento justificado, parágrafo de 1,25 cm a partir da margem esquerda. As pessoas que participaram da confecção do trabalho, que ajudaram de alguma forma, especialmente o professor da disciplina, devem ser citadas nos agradecimentos, com nome e sobrenome completos. Sempre colocar nome e sobrenome das pessoas citadas na dedicatória também.

Figura 9 – Modelo de Agradecimentos


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 28

4.6 Epígrafe Elemento opcional. É uma citação seguida de indicação de autoria. A citação seguida de autoria geralmente está relacionada com o assunto tratado no trabalho.

Fonte 12, itálico, sem negrito, espaço simples, alinhamento justificado. Localização: Texto alinhado no meio da página para a margem direita e no final da folha. Não esquecer de citar fonte nas Referências Bibliográficas.

Figura 10 – Modelo de Epígrafe


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 29

4.7 Resumo em Português Elemento obrigatório. De acordo com a NBR 6028:2003 da ABNT, o resumo é a condensação de texto que delineia e/ou enfatiza os pontos mais importantes de um trabalho. Consiste na apresentação concisa do trabalho. Deve descrever de forma clara e sintética a natureza do trabalho, o objetivo, o método, os resultados e as conclusões, visando fornecer elementos para o leitor decidir sobre a consulta do trabalho no todo.

O resumo deve destacar:

- o assunto do trabalho; - o objetivo do texto; - as conclusões do trabalho; - ser redigido em linguagem clara e objetiva; - ser inteligível por si mesmo (dispensar a consulta ao trabalho); - evitar repetição de frases inteiras do trabalho; - respeitar a ordem em que as idéias ou fatos são apresentados; - empregar verbos na voz passiva, utilizar de preferência a 3ª pessoa do singular; - evitar o uso de parágrafos, frases negativas, abreviaturas, fórmulas, quadros, equações, etc. O título “RESUMO”: fonte 12, maiúsculo, negrito, centralizado. Localização: 3 espaços duplos da margem superior da folha, aproximadamente 6 cm da borda superior.

Para teses e dissertações, monografias, relatórios e TCCs o resumo deve ter de 150 a 400 palavras. Deve ser redigido em parágrafo único, com frases completas, sem seqüência de itens/tópicos. Margem de parágrafo rente à margem esquerda, sem recuo. O texto deve iniciar a 3 espaços duplos do título e espaçamento entrelinhas simples.

Seguidas do resumo, as palavras-chave e descritores devem ser representativas ao conteúdo do trabalho, devendo figurar a 2 espaços duplos do texto, rente à margem esquerda. Sendo as palavras-chave separadas entre si por ponto e finalizadas também por ponto. A expressão “Palavras-chave” deve ser em negrito e iniciada em maiúsculo e as demais letras em minúsculo.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 30

Figura 11 – Modelo de Resumo

4.8 Abstract Elemento obrigatório para teses, dissertações e monografias. Para outros trabalhos acadêmicos é opcional. É a tradução do resumo em português para um idioma de divulgação internacional. Deve aparecer em página distinta e seguindo a mesma formatação do resumo em português. A expressão “Keywords” deve ser em negrito e iniciada em maiúsculo e as demais letras em minúsculo.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 31

Figura 12 – Modelo de Abstract

4.9 Sumário Elemento obrigatório. É a enumeração das principais divisões e/ou seções do trabalho. Deve seguir a mesma ordem em que o conteúdo aparece no texto e sua respectiva paginação.

É o último elemento pré-textual. Caso o trabalho tenha mais de um volume, deve ser incluído o sumário de toda a obra em todos os volumes.

Devem-se incluir apenas as partes das publicações que sucedem o sumário, ou seja, não incluir: dedicatória, agradecimentos, epígrafe, resumo e listas.

Os elementos que compõem o sumário são: o indicativo numérico do capítulo ou seção, seu título e subtítulo (exatamente como são apresentados no texto) e o número da


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 32

página inicial do capítulo correspondente. A apresentação tipográfica dos títulos deve ser a mesma no sumário e no texto.

Os indicativos numéricos devem estar alinhados à margem esquerda e para numerá-los deve-se utilizar a numeração progressiva, conforme a NBR 6024.

O título SUMÁRIO deve estar centralizado na parte superior da folha, com a mesma tipologia da fonte utilizada para as seções primárias do trabalho, em maiúsculo e negrito.

Para a execução de sumário e demais listas deve-se usar o recurso de índices automáticos do Word (obrigatório). Vide capítulo 8.

No índice só deve aparecer até a seção terciária.

Figura 13 – Modelo de Sumário


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 33

4.10 Listas Os títulos (ILUSTRAÇÕES, GRÁFICOS, TABELAS, FIGURAS, etc.) devem estar centralizados na parte superior da folha, com a mesma tipologia da fonte utilizada para as seções primárias do trabalho, em maiúsculo e negrito, aproximadamente 6 cm da borda superior, tamanho 16. Ao relacionar as listas observar: - apresentar conforme a ordem como aparecem no texto; - após o título, o indicativo numérico, de acordo como se encontra no texto seguido de espaço, hífen, espaço. Se o título da ilustração ocupar mais de uma linha, a segunda linha deverá iniciar abaixo da primeira palavra do título; - As listas devem conter o número da página em que a mesma está, ligada por uma linha pontilhada ou seqüencial.  Lista de abreviaturas, siglas e símbolos

Consiste na relação alfabética das abreviaturas ou siglas utilizadas no trabalho, seguida de seus termos, por extenso, sem número da página que aparecem.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 34

Figura 14 – Modelo de Lista de Figuras


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 35

5. ELEMENTOS TEXTUAIS Fazem parte dos elementos textuais a Introdução, o Desenvolvimento e a Conclusão.

5.1 Introdução Objetiva situar o leitor no contexto do trabalho. Tem caráter didático de apresentação e deve abordar:

a) características de conteúdo: - objeto do trabalho e sua delimitação (esclarecimento do assunto propriamente e apresentação do estabelecimento claro dos limites da pesquisa); - estágio de desenvolvimento do assunto; - objetivo; - problema/ problematização - referência às partes do trabalho; - possibilidade de contribuição da pesquisa desenvolvida, sem anunciar as conclusões e soluções.

b) características formais e de redação: - brevidade (esta característica serve também para todo o trabalho); - uso de apenas uma pessoa gramatical (em geral, terceira pessoa, portanto, deve-se evitar a mistura de pessoas gramaticais: primeira pessoa do plural e terceira pessoa do singular, por exemplo); - correção gramatical (preocupação que deve manter-se em todo o trabalho).

5.2 Desenvolvimento Demonstração lógica de todo trabalho. Explica, discute e demonstra a pertinência das teorias utilizadas na exposição e resolução do problema. Analisa e extrai conclusões sobre deficiências e qualidades explicativas.

É a apresentação das bases teóricas necessárias e utilizadas para dar fundamentação ao


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 36

assunto. Exige do autor uma extensa busca na literatura de livros, revistas, documentos e informações relevantes produzidas até então e que se relacionam com o problema para, desta forma, conhecer contribuições relevantes de pesquisas já realizadas, abrindo horizontes para melhor análise.

Registram-se todas as idéias consideradas relevantes com o cuidado de anotar dados bibliográficos completos. O registro pode ser através de citações ou de referências bibliográficas.

Estabelece confronto entre idéias, tendo em vista o problema, os objetivos, as teorias relevantes e as conclusões dos autores das obras. Esta fase é a da construção, montagem e exposição da análise teórica sobre o tema abordado. Exige reflexão, crítica e poder criativo para examinar, comparar e ponderar as colocações existentes entre as obras e seu problema de pesquisa.

Geralmente é a principal parte do texto e deverá estar estruturada em capítulos, seções e subseções, contendo além da fundamentação teórica, a descrição da metodologia de trabalho (material, método) e a análise dos resultados.

5.3 Considerações Finais É a parte final do texto. Deve retomar o problema inicial, revendo os objetivos e se foram atingidos, bem como verificando as principais contribuições. Apresenta o resultado final, avaliando pontos fracos e positivos por meio de reunião sintética das principais idéias. Podem ser incluídas as recomendações e/ou sugestões.

O título CONSIDERAÇÕES FINAIS, com tamanho 16, negrito, deve ser digitado no início da página, alinhado à esquerda. O capítulo de Considerações Finais, assim como o da Introdução deve ser numerado.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 37

6. ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS 6.1 Referências Bibliográficas De acordo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT (2002, pág. 2), referência “é um conjunto padronizado de elementos descritivos retirados de um documento que permite sua identificação individual.”

Todos os elementos que farão parte da referência devem ser retirados, sempre que possível, da folha de rosto do material a ser referenciado e indicados conforme a ordem apresentada a seguir, obedecendo aos diversos tipos de documentos e seu suporte.

Os elementos devem aparecem em ordem alfabética.

Os elementos aqui transcritos aplicam-se a todos os tipos de documentos. Para o título “REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS”, utilize o mesmo padrão dos títulos de nível primário.

6.1.1 Regras gerais As referências deverão ser alinhadas à margem esquerda, transcritas em espacejamento simples, organizadas em ordem alfabética e separadas por um espaço duplo. A pontuação segue padrões internacionais e deve ser uniforme em todas as referências. O recurso tipográfico utilizado para destacar os títulos deve ser o negrito em todas as referências.

6.1.2 Autores As indicações dos autores devem ser pelo último sobrenome, em maiúsculas, seguido de vírgula, espaço e dos prenomes e outros sobrenomes abreviados ou não.

Quando a obra possuir mais de um autor os sobrenomes/nomes devem ser separados por ponto e vírgula.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 38

Caso a obra tenha mais de três autores, menciona-se o primeiro seguido da expressão “et al.”

Se a autoria da obra for desconhecida, a entrada é pelo título, sendo que a primeira palavra deverá estar toda em maiúscula, porém se o título iniciar por um artigo, deverão estar em maiúsculas o artigo mais a primeira palavra que o sucede.

Quando a autoria da obra for de uma entidade coletiva, a entrada é pelo nome da entidade por extenso, todo grafado em maiúscula.

Exemplo: MOURA, José et al. A CASA é bela

6.1.3 Título e subtítulo São reproduzidos tal como no documento. Havendo subtítulo, deve ser separado do título por dois pontos. Caso sejam demasiadamente longos, os títulos e subtítulos poderão ser suprimidos, desde que não seja alterado o sentido. A supressão deve ser indicada por reticências.

Os títulos dos documentos devem ser negritados, exceto quando iniciam a referência.

Exemplo: KASAI, Luciana. Qualidade em produtos e serviços...

6.1.4 Edição Havendo a indicação de edição, esta deve ser transcrita abreviando-se os numerais ordinais e a palavra edição, obedecendo a forma e a língua do documento.

Exemplo: 5. ed. (e não 5ª edição).


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 39

6.1.5 Local O local de publicação deve ser indicado conforme figura no documento. Para a indicação de cidades homônimas, acrescenta-se a sigla do estado ou país.

Exemplo: Viçosa, AL.

Havendo mais de um local e uma só editora, indica-se o primeiro ou o que aparecer com maior destaque.

Se o local de publicação não aparecer no documento, mas puder ser identificado, indica-se entre colchetes.

Exemplo: [São Paulo].

Quando não for possível identificar a cidade no documento, utiliza-se a abreviatura “S.I.” entre colchetes. Exemplo: [S.I.].

6.1.6 Editora Indica-se conforme aparece no documento, abreviando os prenomes dos editores e ainda omitindo os elementos que designam a natureza jurídica ou comercial, desde que sejam dispensáveis para sua identificação.

Exemplos: J. Olympio (e não livraria José Olympio Editora); Saraiva (e não Editora Saraiva).

Quando houver duas editoras, indicam-se ambas, seguidas por seus respectivos locais; já para a indicação de três ou mais, indica-se somente a primeira ou a que estiver com maior destaque.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 40

Exemplo: São Paulo: Atlas; Rio de Janeiro: Campus. Caso não seja possível identificar a editora, utiliza-se a expressão “s.n.” entre colchetes.

Exemplo: [s.n.].

Se o local e a editora não puderem ser identificados, utilizam-se ambas as expressões entre colchetes.

Exemplo: [S.I.: s.n.].

Quando a editora for a mesma instituição ou pessoa responsável pela autoria e já tiver sido mencionada, não deve ser indicada.

Exemplo: Belo Horizonte, 2001.

6.1.7 Data O ano de publicação da obra é elemento imprescindível na referência e deve ser sempre indicado em algarismos arábicos. Se nenhuma data puder ser identificada na publicação, deve-se grafar, entre colchetes, uma data aproximada.

Exemplos: [1989 ou 1990] – um ano ou outro; [ca. 1999] – data aproximada; [1981?] – data provável; [1991] – data certa, não indicada na obra; [199-] – década certa; [199-?] – década provável;


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 41

[19-] – século certo; [19-?] – século provável. Os meses devem ser abreviados na terceira letra do idioma oficial da publicação, porém os meses designados por palavras de quatro letras ou menos não se abreviam. Para que os meses, principalmente os em língua estrangeira, sejam abreviados corretamente faz-se necessário consultar a NBR 6023.

Exemplos: Janeiro – jan.; Maio – maio; July – july.

Para periódicos, os meses devem ser indicados de forma abreviada, conforme tabela: Tabela 3 – Abreviação de meses nos periódicos

Para estações do ano: - Primavera: spring - Verão: summer - Outono: fall - Inverno: winter


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 42

Para bimestres, trimestres, semestres, etc. - bim. - sem. - trim. 6.1.8 Número de páginas ou folhas Se o documento for constituído de apenas uma unidade física, ou seja, um único volume, indica-se o número total de páginas ou folhas da obra, registrando o número da última página ou folha seguido da letra “p” ou “f”, grafadas em minúscula, precedida de um ponto final.

Exemplos: 335 pág. 6 f.

Quando o documento possuir mais de um volume, indica-se a quantidade de volumes seguida da letra “v”, grafada em minúscula e precedida de um ponto final.

Exemplo: 3 v.

Para indicar números iniciais e finais de partes de obras, artigos de revistas e jornais, deve-se grafar a letra “p”, em minúscula, precedida de um ponto final, e logo após indicar a página inicial, hífen e a página final.

Exemplo: pág. 7-16.

6.1.9 Série e coleção Para a indicação de série e coleção, coloca-se entre parênteses o título, acrescido de sua numeração, se houver.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 43

Exemplos: (Primeiros vôos, v. 15); (O Povo quer viver, n. 9); (Cadernos de cultura).

6.1.10 Notas Quando necessário, poderão ser incluídas notas com informações complementares ao final da referência.

Exemplos: Bula de remédio; Apostila; ISBN 857164411X

6.2 Modelos de Referências A seguir estarão exemplificados os modelos de referências para cada tipo de documento, conforme a NBR 6023-2003.

6.2.1 Livros Publicação não seriada de cunho literário, artístico, científico, tecnológico e documentário, impressa ou não. 6.2.1.1 Livro no todo – impresso

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es); b) título em negrito; c) subtítulo, se houver; d) n° da edição (a partir da 2. ed.); e) local de publicação; f) editora;


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 44

g) ano de publicação.

Exemplo: PASSOS, Carlos Roberto M.; NOGAMI, Otto. Princípios de economia. São Paulo: Pioneira, 1998. 6.2.1.2 Livro no todo – on-line

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es); b) título em negrito; c) subtítulo, se houver; d) n° da edição (a partir da 2. ed.); e) local de publicação; f) editora; g) ano de publicação; h) expressão “Disponível em:”; i) endereço eletrônico entre os sinais < >; j) expressão “acesso em:”; k) data do acesso (dia, mês abreviado e ano); l) hora do acesso, minutos e segundos (elementos opcionais).

Exemplo: ALENCAR, José de. Iracema. Rio de Janeiro: Fundação Biblioteca Nacional, 2000. Disponível em: <http://139.82.199.13/livros/obras/iracema.pdf>. Acesso em: 6 abr. 2004, 15h20m45. 6.2.1.3 Capítulo de livro com a mesma autoria do livro – impresso

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es) da parte referenciada; b) título da parte referenciada; c) subtítulo da parte referenciada, se houver; d) expressão “In:”; e) travessão (com seis espaços horizontais de caracteres);


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 45

f) título da obra no todo em negrito; g) subtítulo da obra no todo, se houver; h) n° da edição (a partir da 2. ed.); i) local de publicação; j) editora; k) ano de publicação; 1) localização da parte referenciada (volume, capítulo, página(s).

Exemplo: SANTOS, F. R. dos. A colonização da terra do Tucurujús. In: ______. História do Amapá, 1º grau. 2.ed. Macapá: Valcan, 1994. pág. 3, pág. 15-24. 6.2.1.4 Capítulo de livro com autoria diferente do livro – impresso

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es) da parte referenciada; b) título da parte referenciada; c) subtítulo da parte referenciada, se houver; d) expressão “In:”; e) autor(es) da obra no todo; f) título da obra no todo em negrito; g) subtítulo da obra no todo, se houver; h) n° da edição (a partir da 2. ed.); i) local de publicação; j) editora; k) ano de publicação; l) localização da parte referenciada (página(s), capítulo, volume).

Exemplo: ROMANO, Giovanni. Imagens da juventude na era moderna. In: LEVI, G.; SCHMIDT, J. (Org.). História dos jovens 2. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.v.2, pág. 7-16.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 46

6.2.2 Tese, dissertação e monografia Trabalho de produção acadêmica que objetiva a conclusão de um determinado curso, a fim de obter o título de doutor (tese), mestre (dissertação), graduado ou especialista (monografia). 6.2.2.1 Tese, dissertação e monografia no todo – impresso

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es); b) título em negrito; c) subtítulo, se houver; d) ano; e) número total de folhas seguido do designativo “f.”; f) a palavra “Tese”, “Dissertação” ou “Monografia”; g) nível e área do curso; h) nome da instituição ofertante do curso; i) local; j) data da defesa, mencionada na folha de aprovação, se houver.

Exemplo: CUNHA, M. B. da. Necessidade de informação do geólogo em Minas Gerais. 1978. 312 f. Dissertação (Mestrado em Biblioteconomia) – Escola de Biblioteconomia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte. 6.2.2.2 Tese, dissertação e monografia no todo – on-line

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es); b) título em negrito; c) subtítulo, se houver; d) ano; e) número total de folhas seguido do designativo “f.”.; f) a palavra “Tese”, “Dissertação” ou “Monografia”; g) nível e área do curso;


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 47

h) nome da instituição ofertante do curso; i) local; j) data da defesa, mencionada na folha de aprovação, se houver; k) expressão “Disponível em:”; 1) endereço eletrônico entre os sinais < >; m) expressão “Acesso em:”; n) data do acesso (dia, mês abreviado e ano); o) hora do acesso, minutos e segundos (elementos opcionais).

Exemplo: DANTON, Gian. A divulgação científica nos quadrinhos: análise do caso Watchmen. 1997. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 1997. Disponível em: <http://virtualbooks.terra.com.br/ livros_online/gian/01.htm>. Acesso em: 05 abr. 6.2.2.3 Capítulo de tese, dissertação e monografia – impresso

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es) da parte referenciada; b) título da parte referenciada; c) subtítulo da parte referenciada, se houver; d) expressão “ln:”; e) travessão (com seis espaços horizontais de caracteres); f) título da obra no todo em negrito; g) subtítulo da obra no todo, se houver; h) ano; i) localização da parte referenciada; j) a palavra “Tese”, “Dissertação” ou “Monografia”; k) nível e área do curso; l) nome da instituição ofertante do curso; m) local; n) data da defesa, mencionada na folha de aprovação, se houver.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 48

Exemplo: SALES, Mário Benedito. Os consultores. In: ______. Creme de consultores servido na moranga com calda Dilbert. 2001. f. 68-77. Monografia (Especialização em Gerência de Unidades de Informação) - Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2001. 4.2.2.4 Capítulo de tese, dissertação e monografia – on-line 6.2.2.4 Capítulo de tese, dissertação e monografia – on-line

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es) da parte referenciada; b) título da parte referenciada; c) subtítulo da parte referenciada, se houver; d) expressão “In:”; e) travessão (com seis espaços horizontais de caracteres); f) título da obra no todo em negrito; g) subtítulo da obra no todo, se houver; h) ano; i) localização da parte referenciada; j) a palavra “Tese”, “Dissertação” ou “Monografia”; k) nível e área do curso; I) nome da instituição ofertante do curso; m) local; n) data da defesa, mencionada na folha de aprovação, se houver. o) expressão “Disponível em:”; p) endereço eletrônico entre os sinais < >; q) expressão “Acesso em:”;

Exemplo: WILDER, Ariel. Relação entre estrutura, conduta e desempenho para o setor supermercadista. In: ______. Mudanças no setor supermercadista e a formação de associações de pequenos supermercados. 2003. f. 112-113. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2003. Disponível em: <http:/ /www.teses.uspág. br/teses/disponiveis/11/11132/tde-09022004161718/publico/ariel.pdf>. Acesso em: 21 jun. 2004. 9h02m27.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 49

6.2.3 Evento Produto final onde se reúnem os trabalhos, as discussões, os resultados apresentados no próprio evento, inclui anais, proceeding, fórum, simpósio, encontro, entre outros. 6.2.3.1 Documento global de evento – impresso

Os elementos que compõem as referências são: a) título do evento em maiúsculas; b) número do evento em algarismo arábico, se houver; c) ano de realização do evento; d) local de realização do evento; e) título do documento em negrito (Anais, Resumos, Atlas, etc.), sucedido de reticências; f) subtítulo, se houver; g) local de publicação; h) editora; i) ano de publicação.

Exemplo: REUNIÃO ANUAL DE PAVIMENTAÇÃO, 29., 1995, Cuiabá. Anais... Rio de Janeiro: ABPv, 1995. 6.2.3.2 Documento global de evento – CD-ROM ou disquete

Os elementos que compõem as referências são: a) título do evento em maiúsculas; b) número do evento em algarismo arábico, se houver; c) ano de realização do evento; d) local de realização do evento; e) título do documento em negrito (Anais, Resumos, Atlas, etc.), sucedido de reticências; f) subtítulo, se houver; g) local de publicação; h) editora;


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 50

i) ano de publicação; j) informações relativas à descrição física do meio eletrônico.

Exemplo: CONGRESSO BRASILEIRO DE REDES NEURAIS, 6., 2003, São Paulo. Anais eletrônicos... São Paulo: Developer, 2003. 1 CD-ROM. 6.2.3.3 Documento global de evento – on-line

Os elementos que compõem as referências são: a) título do evento em maiúsculas; b) número do evento em algarismo arábico, se houver; c) ano de realização do evento; d) local de realização do evento; e) útulo do documento em negrito (Anais, Resumos, Atlas, etc.) sucedido de reticências; f) subútulo, se houver; g) local de publicação; h) editora; i) ano de publicação; j) expressão “Disponível em:”; k) endereço eletrônico entre os sinais < >; 1) expressão “acesso em:”; m) data do acesso (dia, mês abreviado e ano); n) hora do acesso, minutos e segundos (elementos opcionais).

Exemplo: CIBERÉTICA, 2., 2003. Florianópolis. Anais eletrônicos... Florianópolis: Ciberética, 2003. Disponível em; <http://ciberetica.org.br/anais.php>. Acesso em 15 abr. 2004. 6.2.3.4 Trabalho apresentado em evento – impresso

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es) da parte referenciada; b) título da parte referenciada;


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 51

c) subtítulo da parte referenciada, se houver; d) expressão “In:”; e) título do evento em maiúsculas; f) número do evento em algarismo arábico, se houver; g) ano de realização do evento; h) local de realização do evento; i) título do documento em negrito (Anais, Resumos, Atlas, etc.) sucedidos de reticências; j) local de publicação; k) editora; 1) ano de publicação; m) localização da parte referenciada (página inicial e final).

Exemplo: JULIATO, Antonio Carlos. Formação profissional do administrador de empresas: a questão da educação continuada. In: ENCONTRO NACINAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMI-NISTRAÇÃO, 14., 2003, Foz do Iguaçu. Anais... Rio de Janeiro: ANGRAD, 2003. pág. 74. 6.2.3.5 Trabalho apresentado em evento – CD-ROM ou disquete

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es) da parte referenciada; b) título da parte referenciada; c) subtítulo da parte referenciada, se houver; d) expressão “In:” ; e) título do evento em maiúsculas; f) número do evento em algarismo arábico, se houver; g) ano de realização do evento; h) local de realização do evento; i) título do documento em negrito (Anais, Resumos, Atlas, etc.), sucedido de reticências; j) local de publicação; k) editora; 1) ano de publicação;


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 52

m) localização da parte referenciada (página inicial e final); n) informações relativas à descrição física do meio eletrônico.

Exemplo: COELHO, Leandro dos Santos. Aprendizado de dinâmica caótica usando redes neurais de wavelets. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE REDES NEURAIS, 6., 2003, São Paulo. Anais eletrônicos... São Paulo: Developer, 2003. 1 CD-ROM. 6.2.3.6 Trabalho apresentado em evento – on-line

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es) da parte referenciada; b) título da parte referenciada; c) subtítulo da parte referenciada, se houver; d) expressão “In:” ; e) título do evento em maiúsculas; f) número do evento em algarismo arábico, se houver; g) ano de realização do evento; h) local de realização do evento; i) título do documento (Anais, Resumos, Atlas, etc.), sucedido de reticências e em negrito; j) local de publicação; k) editora; l) ano de publicação; m) localização da parte referenciada (página inicial e final); n) expressão “Disponível em:”; o) endereço eletrônico entre os sinais < >; p) expressão “Acesso em:”; q) data do acesso (dia, mês abreviado e ano); r) hora do acesso, minutos e segundos (elementos opcionais).


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 53

Exemplo: BERNADT, Alexandre ; IGARI, Camila ; HOMINES, Ad. O docente em administração: perfil e estilo de aprendizagem. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 15., 2003, Foz do Iguaçu, Anais eletrônicos... Rio de Janeiro: ANGRAD, 2003. Disponível em: <http://www.angrad.com/ cientifica/artigos/artigos_enangrad/enangrad_14.asp>. Acesso em: 21 jun. 2004. 6.2.4 Periódico É toda publicação com designação numérica, destinada a ter sua continuidade indeterminada, independentemente de seu suporte. Abrange tanto a coleção como um todo quanto um fascículo, número de revista ou jornal, caderno, etc. na íntegra ou ainda uma matéria, um artigo, uma reportagem em particular (ABNT, 2003). 6.2.4.1 Periódico no todo – impresso

Os elementos que compõem as referências são: a) título da publicação em maiúsculas; b) local de publicação; c) editora; d) data de início e encerramento da publicação, se houver; e) elementos complementares (periodicidade, ISSN).

Exemplo: JOURNAL OF BUSINESS ETHICS. Estados Unidos da América: Kluvir, v. 49, n. 2, 2001. ISSN 01674544. 6.2.4.2 Periódico no todo – CD-ROM ou disquete

Os elementos que compõem as referências são: a) título da publicação em maiúsculas; b) local de publicação; c) editora; d) data de início e encerramento da publicação, se houver; e) elementos complementares (periodicidade, ISSN). f) informações relativas à descrição física do meio eletrônico.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 54

Exemplo: REVISTA DO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL 3ª REGIÃO, São Paulo, 2003. CDROM 18. 6.2.4.3 Periódico no todo – on-line

Os elementos que compõem as referências são: a) título da publicação em maiúsculas; b) local de publicação; c) editora; d) data de início e encerramento da publicação, se houver; e) particularidades que indicam sua publicação; f) expressão “Disponível em:”; g) endereço eletrônico entre os sinais < >; h) expressão “acesso em:”; i) data do acesso (dia, mês abreviado e ano); j) hora do acesso, minutos e segundos (elementos opcionais).

Exemplo: CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, Brasília: IBICT; 1972-. Disponível em: <http://www.ibict.br/cionline>. Acesso em 19 abr. 2004. 6.2.4.4 Artigo de periódico – impresso

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es) do artigo, quando houver; b) título do artigo; c) subtítulo, se houver; d) título do periódico em negrito; e) local de publicação; f) número do volume (ou ano); g) número do fascículo; h) páginas inicial e final do artigo referenciado; i) data (mês abreviado e ano) do fascículo.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 55

Exemplo: SIMS, Ronald R. Business ethics teaching using conversational learning to build an effective classroom learning environment. Journal of Business Ethics, USA, v. 49, n. 2, pág. 201-211, jan. 2004. 6.2.4.5 Artigo de periódico – CD-ROM ou disquete

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es) do artigo, quando houver; b) título do artigo; c) subtítulo, se houver; d) título do periódico em negrito; e) local de publicação; f) número do volume (ou ano); g) número do fascículo; h) páginas inicial e final do artigo referenciado; i) data (mês abreviado e ano) do fascículo; j) informações relativas à descrição física do meio eletrônico.

Exemplo: PIRES, Renato Barth. A reforma do poder jurídico e o direito a razoável direção do processo. Revista do Tribunal Regional Federal 3ª Região, São Paulo, n. 62, pág. 25-30, nov./dez. 2003. CD-ROM 18. 6.2.4.6 Artigo de periódico – on-line

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es) do artigo, quando houver; b) título do artigo; c) subtítulo, se houver; d) título do periódico em negrito; e) local de publicação; f) número do volume (ou ano); g) número do fascículo; h) páginas inicial e final do artigo referenciado;


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 56

i) data (mês abreviado e ano) do fascículo; j) expressão “Disponível em:”; k) endereço eletrônico entre os sinais < >; 1) expressão “Acesso em:”; m) dara do acesso (dia, mês abreviado e ano); n) hora do acesso, minutos e segundos (elementos opcionais).

Exemplo: ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. A ciência da informação como ciência social. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 3, pág. 21-27, set/dez. 2003. Disponível em: <http://www.ibict.br/cionline>. Acesso em: 19 abr. 2004. 6.2.4.7 Artigo de jornal – impresso

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es), se houver; b) título; c) subtítulo, se houver; d) título do jornal em negrito; e) local de publicação; f) data (dia, mês abreviado e ano); g) seção, caderno ou parte do jornal, se houver; h) página(s) correspondente(s) – se não houver seção, caderno ou parte, a indicação da(s) página(s) precede a data.

Exemplo: MACHADO, Cassiano Elek. Gigantes no ringue: menos badaladas, editoras universitárias, cristãs e escolares viram donas do pedaço na Bienal do livro de São Paulo, que começa hoje. Folha de São Paulo, São Paulo, 15 abr. 2004. Folha Ilustrada, pág. E1. 6.2.4.8 Artigo de jornal – on-line

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es), se houver; b) título;


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 57

c) subtítulo, se houver; d) título do jornal em negrito; e) local de publicação; f) data (dia, mês abreviado e ano); g) seção, caderno ou parte do jornal, se houver; h) página(s) correspondente(s) – se não houver seção, caderno ou parte, a página precede a data; i) expressão “Disponível em:”; j) endereço eletrônico entre os sinais < >; k) expressão “Acesso em:”; l) data do acesso (dia, mês abreviado e ano); m) hora do acesso, minutos e segundos (elementos opcionais). Exemplo: GORGULHO, Guilherme. Depois de Lisboa, marca Rock in Rio quer conquistar o mundo. Folha de São Paulo, São Paulo, 19 abr. 2004. Folha on line ilustrada. Disponível em: <http:// www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u43352.shtml>. Acesso em: 19 abr. 2004. 6.2.5 Documento jurídico Inclui legislação, jurisprudência e doutrina.

6.2.5.1 Jurisprudência

Decisões judiciais compreendidas em súmulas, enunciados, acórdãos, sentenças e demais decisões. 6.2.5.1.1 Jurisprudência – impresso

Os elementos que compõem as referências são: a) jurisdição (país, estado ou cidade); b) órgão judiciário correspondente; c) título (natureza da decisão ou ementa); d) número, se houver; e) partes envolvidas, se houver; f) nome do relator precedido da palavra “Relator:”;


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 58

g) local; h) data; i) indicação da publicação que divulgou o acórdão, decisão, sentença, etc.

Exemplo: BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Deferimento de pedido de extradição. Extradição nº 410. Estados Unidos da América e José Fernandes. Relator: Ministro Rafael Mayer. Brasilia, 21 mar. 1984. Revista Trimestral de Jurisprudência, Brasilia, v. 109, pág. 870-879, set. 1984. 6.2.5.1.2 Jurisprudência – CD-ROM ou disquete

Os elementos que compõem as referências são: a) jurisdição (país, estado ou cidade); b) órgão judiciário correspondente; c) título (natureza da decisão ou ementa); d) número, se houver; e) partes envolvidas, se houver; f) nome do relator precedido da palavra “Relator:”; g) local; h) data; i) indicação da publicação que divulgou o acórdão, decisão, sentença, etc.; j) informações relativas à descrição física do meio eletrônico.

Exemplo: BRASIL. Regulamento dos benefícios da previdência social. In: SISLEX: Sistema de Legislação, Jurisprudência e Pareceres da Previdência e Assistência Social. [S.l.]: DATAPREV, 1999. 1 CD-ROM. 6.2.5.1.3 Jurisprudência – on-line Os elementos que compõem as referências são: a) jurisdição (país, estado ou cidade); b) órgão judiciário correspondente; c) título (natureza da decisão ou ementa); d) número, se houver; e) partes envolvidas, se houver;


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 59

f) nome do relator precedido da palavra “Relator:”; g) local; h) data; i) indicação da publicação que divulgou o acórdão, decisão, sentença, etc.; j) expressão “Disponível em:”; k) endereço eletrônico entre os sinais < >; 1) expressão “acesso em:”; m) data do acesso (dia, mês abreviado e ano); n) hora do acesso, minutos e segundos (elementos opcionais). Exemplo: BRASIL. Tribunal Regional Federal da Terceira Região. Penal -processual - delito de patrocínio infiel - regularidade da atividade judiciária - natureza jurídica - frustração de direitos trabalhistas -crimes conexos - competências da justiça federal para apuração e julgamento dos delitos - aplicação da súmula n. 122 do STJ -provimento do recurso. TRF30081744. Relator: Juiz Luiz Stefanini. São Paulo, 20 abr. 2004. DJU, Brasília, pág. 293, 11 maio 2004. Disponível em: http://www.trf3.gov.br/juris/pesquisa/pesqledoc.php3?primeira_vez=sim&&. Acesso em: 21 jun. 2004. 13:27. 6.2.5.2 Legislação

Conjunto de leis que regulamentam um assunto em particular. Compreende à Constituição, as ementas constitucionais, os textos infraconstitucionais e as normas emanadas de entidades públicas e privadas. 6.2.5.2.1 Legislação – impresso

Os elementos que compõem as referências são: a) jurisdição (país, estado, cidade) ou cabeçalho da entidade, no caso de se tratar de normas; b) título; c) numeração; d) data; e) indicação da publicação que divulgou a legislação; f) notas relativas a outros dados necessários para identificar o documento.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 60

Exemplo: BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 1988. BRASIL. Decreto-Lei nº 2423, de 7 de abril de 1988. Estabelece critérios para pagamento de gratificação e vantagens pecuniárias aos titulares de cargos e empregos de Administração Federal direta e autárquica e dá outras providências. Diário Oficial, Brasília, DF, v. 126, n. 66, pág. 6009, 8 abr. 1988. Seção 1, pt. 1. OBS: No caso da constituição e suas ementas, acrescenta-se entre a jurisdição e o título a palavra “Constituição”, seguida do ano de promulgação entre parênteses. OBS: No caso da constituição e suas ementas, acrescenta-se entre a jurisdição e o título a palavra “Constituição”, seguida do ano de promulgação entre parênteses. 6.2.5.2.2 Legislação – CD-ROM ou disquete

Os elementos que compõem as referências são: a) jurisdição (país, estado, cidade) ou cabeçalho da entidade, no caso de se tratar de normas; b) título; c) numeração; d) data; e) indicação da publicação que divulgou a legislação; f) notas relativas a outros dados necessários para identificar o documento. g) informações relativas à descrição física do meio eletrônico.

Exemplo: BRASIL, Legislação Brasileira: normas jurídicas federais, bibliografia brasileira de Direito. 7. ed. Brasília: Senado Federal, 1999. 1 CD-ROM 6.2.5.2.3 Legislação – on-line

Os elementos que compõem as referências são: a) jurisdição (país, estado, cidade) ou cabeçalho da entidade, no caso de se tratar de normas; b) título; c) numeração; d) data; e) indicação da publicação que divulgou a legislação;


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 61

f) notas relativas a outros dados necessários para identificar o documento; g) expressão “Disponível em:”; h) endereço eletrônico entre os sinais < >; i) expressão “acesso em:”; j) data do acesso (dia, mês abreviado e ano); k) hora do acesso, minutos e segundos (elementos opcionais). Exemplo: BRASIL. Medida Provisória nº 2.176-79 de 23 de agosto de 2001. Dispõe sobre o cadastro informativo dos créditos não quitados de órgãos e entidades federais, e dá outras providências. Diário Oficial Eletrônico, pág. 7, 24 de ago. 2001. Disponível em: <www.planalto.gov.br/ccivil_03/MPV/Antigas_2001./2176-79.htm>. Acesso em: 21 jun. 2004. 6.2.5.3 Doutrina

Toda e qualquer discussão técnica sobre questões legais. Para referenciar doutrina, aplicam-se as regras de acordo com o tipo de publicação (livros, artigos de periódico, evento, etc., impresso ou eletrônicos). 6.2.5.3.1 Doutrina – impresso

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es); b) título em negrito; c) subtítulo, se houver; d) n° da edição (a partir da 2. ed.); e) local de publicação; f) editora; g) ano de publicação.

Exemplo: MIRANDA, Pontes de. Comentários ao código de processo civil. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2002.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 62

4.2.5.3.2 Doutrina – on-line

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es); b) título em negrito; c) subtítulo, se houver; d) n° da edição (a partir da 2. ed.); e) local de publicação; f) editora; g) ano de publicação; h) expressão “Disponível em:”; i) endereço eletrônico entre os sinais < >; j) expressão “acesso em:”; k) data do acesso (dia, mês abreviado e ano); 1) hora do acesso, minutos e segundos (elementos opcionais).

Exemplo: MARTINS, João Bosco Barbosa. O importante papel do direito administrativo disciplinar na regularidade do serviço público. Recife, 2002. Disponível em: <http://www.uj.com.br/publicacoes/doutrinas/default.asp?action=doutrina&iddoutrina=1231> Acesso em: 22 abr. 2004. 6.2.6 Imagem e movimento (filme, videocassete, DVD, etc.)

Os elementos que compõem as referências são: a) título com a primeira palavra em maiúscula; b) subtítulo, se houver; c) créditos (diretor, produtor, coordenador, realizador, roteirista, etc.); d) local; e) produtora; f) data; g) especificação do suporte em unidades físicas; h) duração;


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 63

i) outras informações relevantes (sistema de reprodução, indicadores de som e cor, etc.), se necessário.

Exemplo: HIGIENE e segurança do trabalho. Produção Fundação Roberto Marinho. Alphaville: Globo, [199-?]. 1 fita de vídeo (73 min.), VHS, ntsc, color. 6.2.7 Documento iconográfico Representação visual de símbolos e imagens. Abrange pintura, gravura, fotografia, desenho técnico, cartaz, etc. 6.2.7.1 Documento iconográfico – impresso

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es); b) título em negrito (se não houver, acrescentar, entre colchetes, a expressão: “Sem título”); c) data; d) dados da publicação, quando impresso; e) especificação do suporte; f) outras informações relevantes, se necessário.

Exemplo: VICHI, Adriana. Sala São Paulo, parte do Complexo Cultural Júlio Prestes, sede da orquestra sinfônica do Estado de São Paulo-OSESP. 2004. Revista e, São Paulo, ano 10, n. 10, pág. 73, abr. 2004.1 fotografia, color, 10 cm x 15 cm. 6.2.7.2 Documento iconográflco – CD-ROM ou disquete

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es); b) título em negrito (se não houver, acrescentar, entre colchetes, a expressão: “Sem título”); c) data; d) especificação do suporte;


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 64

e) outras informações relevantes, se necessário; f) informações relativas à descrição física do meio eletrônico.

Exemplo: PICASSO, Pablo. Family of saltimbanques, 1905. 1 Pintura, color., 5,93 cm x 5,55 cm. 129 Kb. Formato JPEG. 1 disquete, 5 ¼ pol. 6.2.7.3 Documento iconográfico – on-line

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es); b) título em negrito (se não houver, acrescentar, entre colchetes, a expressão: “Sem título”); c) data; d) especificação do suporte; e) outras informações relevantes, se necessário; f) expressão “Disponível em:”; g) endereço eletrônico entre os sinais < >; h) expressão “Acesso em:”; i) data do acesso (dia, mês abreviado e ano); j) hora do acesso, minutos e segundos (elementos opcionais).

Exemplo: BRÁS: terceira cidade do Brasil. (1980?). 1 Foto, p&b. Disponível em: <http://www.abril.com.br/especial450/materias/bras/foto8.html>. Acesso em 21 jun. 2004. 6.2.8 Documento sonoro Documento que produz ou pode produzir som. Abrange DVD, CD, fita cassete, disco, etc.

6.2.8.1 Documento sonoro no todo

Os elementos que compõem as referências são: a) compositor(es) ou intérprete(s);


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 65

b) título em negrito; c) subtítulo, se houver; d) local; e) gravadora (ou equivalente); f) data; g) especificação do suporte; h) outras informações relevantes, se necessário. Exemplo: GIL, Gilberto. Kaya n’gan daya ao vivo. [S.I.]: Warner Music, 2002. 1 CD.

6.2.8.2 Documento sonoro em parte

Os elementos que compõem as referências são: a) compositor(es) ou intérprete(s) da parte; b) título da parte; c) subtítulo da parte, se houver; d) expressão: “ln:”; e) compositor(es) ou intérprete(s); f) título em negrito; g) subtítulo, se houver; h) local; i) gravadora (ou equivalente); j) data; k) especificação do suporte; 1) outras informações relevantes, se necessário; m) individualizar a parte referenciada (faixa, etc.).

Exemplo: GIL, Gilberto. Extra, In: ______ Kaya n’gan daya ao vivo. [S.I.]: Warner Music, 2002. 1 CD. Faixa 11. 6.2.9 Documento de acesso exclusivo em meio eletrônico Constituem base de dados, site, arquivo em disco rígido, e-mail, lista de discussão, programa, etc.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 66

6.2.9.1 Documento em CD-ROM e disquete

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es); b) título do serviço ou produto em negrito; c) subtítulo, se houver; d) versão, se houver; e) local; f) data; g) informações relativas à descrição física do meio eletrônico.

Exemplo: CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI. Biblioteca Pe. Ademar Moreira. Manual.doc. São Paulo, 2004. 1 disquete. 6.2.9.2 Documento em disco rígido

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es); b) título do serviço ou produto em negrito; c) subtítulo, se houver; d) local; e) data; f) expressão “Disponível em:”; g) endereço eletrônico para localização no disco rígido entre os sinais < >; h) expressão “Acesso em:”; i) data do acesso (dia, mês abreviado e ano).

Exemplo: BRASIL. Ministério da fazenda. Receita Federal. Programa IRPF2004. Brasília, 2004. Disponível em: <C:\Arquivos de programas\Programas SRF>. Acesso em: 31 mar. 2004. 6.2.9.3 Documento em e-mail

Os elementos que compõem as referências são:


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 67

a) autor(es); b) título da mensagem em negrito; c) subtítulo, se houver; d) expressão “mensagem pessoal” entre os sinais [ ]; e) expressão “Mensagem recebida por”; f) endereço de e-mail do receptor entre os sinais < >; g) data do recebimento (dia, mês abreviado e ano).

Exemplo: ALVES, A. D. Manual para apresentação formal [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por <florec@hotmail.com> em 21 mar. 2004. OBS: Somente deverão ser referenciadas as mensagens recebidas por e-mail quando não se dispuser de nenhum outro material para referenciar, pois, mensagens trocadas por email possuem caráter informal.

6.2.9.4 Documento em site

Os elementos que compõem as referências são: a) autor(es); b) título do serviço ou produto em negrito; c) subtítulo, se houver; d) expressão “Disponível em:”; e) endereço eletrônico entre os sinais < >; f) expressão “Acesso em:”; g) data do acesso (dia, mês abreviado e ano); h) hora do acesso, minutos e segundos (elementos opcionais).

Exemplo: BANCO DO BRASIL. Política de privacidade. Disponível em: <http://www.bb.com.br/appbb/portal/bb/pp/index.jsp>. Acesso em: 19 abr. 2004. YAHOO! Diretório: cinema e filmes: programação. Apresenta relação de sites de cinemas do Brasil. Disponível em <http://br.dir.yahoo.com/lazer/cinema_e_filmes/Programacao/>. Acesso em: 20 abr. 2004, 16h30m30.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 68

Figura 15 – Modelo de Referências Bibliográficas

6.3 Glossário Elemento opcional. Lista, em ordem alfabética, de palavras ou expressões técnicas utilizadas no texto, acompanhadas de sua respectiva definição que tem por objetivo esclarecer ao leitor sobre o significado dos termos empregados no trabalho.

O título GLOSSÁRIO deve estar centralizado na parte superior da folha, com a mesma tipologia da fonte e espacejamento utilizada para as seções primárias do trabalho, em maiúsculas e negrito. Ao relacionar as palavras/termos, observar:

- alinhamento na margem do parágrafo (1,25 cm); - palavras/termos com a primeira letra maiúscula;


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 69

- após palavras/termos, um espaço; - o significado por extenso com a primeira letra em maiúsculo. - espacejamento duplo entrelinhas.

Figura 16 – Modelo de Glossário


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 70

6.4 Apêndices e Anexos Elementos opcionais.

Os apêndices são partes que complementam o texto, elaboradas pelo autor a fim de evitar a descontinuidade da seqüência lógica do trabalho. O número de apêndices é estabelecido pelo autor de acordo com a necessidade. Exemplos: questionários, textos explicativos, etc.

Os Anexos são documentos não elaborados pelo autor, cuja finalidade é esclarecer, provar, documentar, confirmar idéias apresentadas no trabalho. Exemplos: ilustrações, descrição de equipamentos, técnicas e processos, modelos de formulários e/ou impressos citados no texto, leis, decretos, etc. O número de anexos é estabelecido pelo autor de acordo com a necessidade. Podem ser numerados ou com letras.

O título APÊNDICES ou ANEXOS deve estar centralizado na parte superior da folha, aproximadamente 6 cm da borda superior da folha, com a mesma tipologia da fonte e espacejamento utilizada para as seções primárias do trabalho, em maiúsculas e negrito.

Ambos devem ser escritos em letra maiúsculas, identificados com letras maiúsculas consecutivas, espaço, travessão, espaço e respectivos títulos (se o título ocupar mais de uma linha, a segunda linha deverá iniciar abaixo da primeira palavra do título).

Exemplo: APÊNDICE 1 Título do apêndice ANEXO 1 Título do anexo

No texto os apêndices e os anexos devem ser citados entre parênteses quando figurarem no final da frase, ou livre de parênteses se inseridos na redação:

Exemplo: A versão final do instrumento de coleta de dados foi elaborada... (ANEXO 1) A versão final do instrumento de coleta de dados, ANEXO 1, foi elaborada...


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 71

Quando não houver possibilidade de incluir o título no próprio anexo, pode-se utilizar uma folha separada precedendo o anexo. Caso o número de anexos for demasiadamente grande, recomenda-se uma lista antecedendo os mesmos.

Os apêndices devem aparecer após o Glossário e os anexos após os apêndices; ambos devem constar no sumário e a paginação é contínua a do texto.

Figura 17 – Modelo de Apêndice


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 72

6.5 Citações “Menção no texto, de uma informação colhida em outra fonte (escrita ou oral), para esclarecimento do assunto em discussão ou para ilustrar ou sustentar o que se afirma” (UFPR, 1992, pág. 1).

É importante ressaltar que todas as obras citadas em um trabalho, obrigatoriamente, devem constar nas referências em ordem alfabética.

Nas citações a autoria deve ser feita apenas com a inicial maiúscula ou toda em maiúscula quando estiver entre parênteses.

6.5.1 Citações Diretas, Literais ou Textuais É a transcrição literal de um texto ou parte dele, conservando-se a grafia, pontuação, uso de maiúsculas e idioma. Usada somente quando absolutamente necessário e essencial.

As citações diretas ou indiretas podem ser referenciadas no início ou no final da citação.  Se a obra for referenciada no início: citar o autor com a primeira letra em maiúsculo e colocar em seguida, entre parênteses o ano e a página, se for citação direta.  Se a obra for referenciada no final: citar entre parênteses o autor em letras maiúsculas, seguido do ano e a página, se for citação direta.

Podem ser: 

Citação até três linhas

Deve ser inserida no parágrafo, entre aspas, indicando dados completos (autor, ano de publicação, página de onde foi extraído). Se o texto original já contiver aspas, estas serão substituídas pelo apóstrofo ou aspas simples.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 73

Exemplo: “Quem sabe a felicidade seja uma medida que resume, em geral, o significado pessoal da vida e o lugar que o indivíduo ocupa nela”. (GIELE, 1999, pág. 235) ,

ou, Segundo Giele (1999, pág. 235), “Quem sabe a felicidade seja uma medida que resume, em geral, o significado pessoal da vida e o lugar que o indivíduo ocupa nela”. 

Citação com mais de três linhas

Deve aparecer em parágrafo distinto, a 4 cm da margem esquerda do texto, terminando na margem direita. Deve ser apresentada sem aspas. Utilizar tamanho de letras menores (recomenda-se fonte 10), espaço simples entrelinhas. Deixar espaço duplo entre a citação e os parágrafos anterior e posterior.

Exemplo: A Filosofia é uma atividade resultante da inquietação cognitiva do ser humano. E por, esta razão, a Filosofia é inerente ao Ser Humano como ser racional, mesmo quando o filosofar ocorre inconscientemente. Nisto consiste a razão e não se pode ensinar a Filosofia. Só é possível se ensinar o método filosófico de pensar, ou seja, só é possível se ensinar a filosofar. (SANTOS, 2000, pág. 13).

ou

Segundo Santos (2000, pág. 13),

A Filosofia é uma atividade resultante da inquietação cognitiva do ser humano. E por, esta razão, a Filosofia é inerente ao Ser Humano como ser racional, mesmo quando o filosofar ocorre inconscientemente. Nisto consiste a razão e não se pode ensinar a Filosofia. Só é possível se ensinar o método filosófico de pensar, ou seja, só é possível se ensinar a filosofar.

6.5.2 Citações indiretas conceituais ou livres É a reprodução da idéia ou o pensamento do autor da obra, transcritas com as palavras do autor do trabalho. Mesmo desta forma há necessidade de se colocar o sobrenome do autor, em seguida o ano da publicação entre parênteses, pois o texto foi produzido por alguém, e esta


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 74

pessoa precisa ser referenciada. Não é necessário transcrever a página onde a citação foi retirada já que se trata de uma idéia sobre o trecho e não de uma citação direta.

Exemplo: Postai (1997) menciona que ter uma vida organizada não é estar preso a leis, horários, atribuições ou mesmo ligado a pessoas dominadoras e autoritárias. O importante é fazer um planejamento, uma listagem de compromissos e não viver de improvisos, ou preocupações inúteis.

ou Ter uma vida organizada não é estar preso a leis, horários, atribuições ou mesmo ligado a pessoas dominadoras e autoritárias. O importante é fazer um planejamento, uma listagem de compromissos e não viver de improvisos, ou preocupações inúteis (POSTAI, 1997).

6.5.3 Citação de citação Informação colhida de um autor que mencionou outro, ao qual não se teve acesso ao documento original. A indicação é feita pelo nome do autor original, seguido da expressão citado por ou apud e do nome do autor da obra lida.

Exemplo: Le Clerc apud Rosa (1999, pág. 130) afirma que “Quando se escala uma montanha, quando se chega ao topo, não se encontra mais que pedra e neve, mas dali a vista é magnífica”.

ou “Quando se escala uma montanha, quando se chega ao topo, não se encontra mais que pedra e neve, mas dali a vista é magnífica”. (LE CLERC apud ROSA, 1999, pág. 130).

Obs.: Na lista de referências faz-se a referência do documento consultado, ou seja, neste caso, o autor Rosa.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 75

6.5.4 Citações em meio eletrônico No caso de documentos retirados de meios eletrônicos, as regras de citação são as mesmas citadas acima. No final do trabalho, colocam-se as referências de acordo com as normas da NBR6023/2002.

6.5.5 Outras formas de citação a) Informação oral:

Dados obtidos por informações orais (palestras, debates, entrevistas) indicar entre parênteses, no texto, a expressão: (informação verbal). Em notas de rodapé, acrescentam-se outras informações pertinentes sobre a obra e/ou autor. Se houver referência completa, indicase no final do trabalho.

Exemplo: Maciel comprovou que no Rio Cachoeira, em Joinville, há muita poluição proveniente das indústrias e das residências (informação verbal).

b) Trabalhos em fase de elaboração ou não publicados: Utiliza-se a expressão: “em fase de elaboração”, ou “no prelo” ou “não publicada”. Se desejar, mencionar os dados disponíveis, sobre a fonte, apenas em nota de rodapé.

Exemplo: Segundo Cantão (não publicado), a observação é de suma importância na ciência, pois é através dela que se inicia todo o procedimento científico no estudo dos problemas. Portanto deve ser exata, completa, sucessiva e metódica.

Na nota de rodapé: CANTÃO, Maria Sílvia. O método científico. (Não publicado).

c) Citação em língua estrangeira: Ao utilizar uma citação cujo idioma original seja estrangeiro, é necessário fazer uma citação direta e indicar a tradução em nota de rodapé.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 76

Exemplo: The channels of communication between health professionals and patientsmay facilitate or may constitute obstacles towards the adoption of habits and attitudes in regard to measures preventive and participation in both individual and collective decision-making. 1 (MOCHETTI, 2003, pág. 32).

Exemplo: nota de rodapé: ______________________________ 1

Os canais de comunicação entre os profissionais de saúde e os pacientes podem facilitar ou se constituir em obstáculos para a adoção de hábitos e de atitudes em relação a medidas preventivas e de participação em tomadas de decisão tanto individuais quanto coletivas (tradução nossa).

d) Citação traduzida: Quando o texto citado for traduzido, faz-se uma citação direta, seguido da expressão “tradução nossa”. Exemplo: Toda teoria abarcante atravessa primeiro uma época de classicismo, em que só se vêem fatos que encaixam perfeitamente nela, e outra de complicações, em que começam a apresentar-se as exceções [...]. Ao final, as exceções superam, freqüentemente, o número de casos regulares. (FLECK 1986, pág. 76, tradução nossa).

e) Reprodução de uma citação direta elaborada de uma obra com mais de três autores: Usa-se o sobrenome do primeiro autor, acrescido da expressão et al., que significa “e outros”.

Exemplo: Segundo Pisani et al. (2002, pág. 13) “o estudante precisa adotar uma postura científica, isto é, examinar o que foi estabelecido pela Ciência, rejeitando toda concepção que não tiver sido submetida a comprovações rigorosas”.

f) Citação com coincidência de autores com o mesmo sobrenome e data: Acrescentamse as iniciais de seus prenomes e caso ainda persista a coincidência, colocam-se os prenomes por extenso.

Exemplo: (CARVALHO, M., 2002) (CARVALHO, T., 2002) (BORGES, Maria, 2002) (BORGES, Marina, 2002)


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 77

g) Citação de vários autores com uma mesma idéia ou argumento: Quando mencionados simultaneamente, devem ser separados por ponto e vírgula e colocados em ordem alfabética.

Exemplo: A escola Polonesa de Filosofia da Medicina foi constituída por três gerações de médicos-filósofos e teve como fundador Tytus Chalubinski, que desenvolveu suas atividades entre 1860 e 1914. (DELIZOICOV et al., 1999; LÖWY, 1994; SCHÄFER; SCHNELLE, 1986).

h) Citação de jornais ou revistas em que não há autoria: São consideradas como um todo, assumindo autoria da citação.

Exemplo: Segundo A Notícia (2002, pág. B-2), “As eleições se avizinham e os políticos estão prontos para fazer suas promessas costumeiras”. “O processo escolar requer que se desenvolvam simultaneamente, dois traços contraditórios: disciplina pessoal e curiosidade” (VEJA, 2002, pág. 21).

i) Quando um trabalho tem a mesma autoria referenciada com duas ou mais publicações em ano idêntico:

Deve-se acrescentar após o ano de cada referência uma letra minúscula, em ordem alfabética, indicando-a posteriormente, da mesma forma, nas referências bibliográficas.

Exemplo: Segundo Falzetta (1997a, pág. 18) “Um conjunto de blocos lógicos de madeira pode ajudar a ensinar conceitos básicos da matemática”. “O material dourado assim chamado pela cor da madeira de que é feito, dividise em peças originalmente conhecidas como unidade, dezena, centena e milhar”. (FALZETTA, 1997b, pág. 24).


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 78

j) Documentos anônimos: Os documentos que não contêm indicação do autor devem ser indicados pela primeira palavra do título em maiúscula e reticências (...), seguido do ano e da página.

Exemplo: O PROJETO... (2003, pág. 33) do curso articula organicamente os professores, conteúdos, alunos, horários, atividades, carga horária e o uso do espaço da instituição.

Ou

O curso articula organicamente os professores, conteúdos, alunos, horários, atividades, carga horária e o uso do espaço da instituição (PROJETO..., 2003, pág. 88).

6.5.6 Sinais e convenções a) Omissões ou supressões em citação: São permitidas em citações quando não alteram o sentido do texto ou frase. São indicadas pelo uso de reticências, entre colchetes [...], no início, meio ou final da citação.

Exemplo: Toda teoria abarcante atravessa primeiro uma época de classicismo, em que só se vêem fatos que encaixam perfeitamente nela, e outra de complicações, em que começam a apresentar-se as exceções [...]. Ao final, as exceções superam, freqüentemente, o número de casos regulares. (FLECK 1986, pág. 76, tradução nossa).

b) Acréscimos e explicações em citação:

São apresentadas entre colchetes [ ], no início, meio ou final da citação. Exemplo: O estilo de pensamento é caracterizado, então, como sendo um conjunto de pressuposições básicas, tácitas ou não, conscientes ou inconscientes, a partir das quais, em qualquer área ou disciplina, o conhecimento [científico] é construído. Um perceber orientado e a correspondente elaboração intelectual e objetiva do percebido, constituem, assim, o núcleo duro do estilo de pensamento. (BOMBASSARO, 1995, pág. 14-15).


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 79

c) Incorreções e incoerências em citação: Quando surgirem indicar pela expressão [sic] logo após a incorreção. A expressão “sic” significa “assim mesmo”, ou seja, estava assim mesmo no documento original.

Exemplo: “O controlo [sic] e a avaliação são partes integrantes e necessárias de todo o processo pedagógico”. (BENTO, 1998, pág. 115).

d) Destaques nas citações:

As palavras ou expressões que necessitam ser destacadas por conta do autor do trabalho devem ser seguidas de uma das expressões: (grifo nosso) ou (grifo do autor). Devem ser inseridas após a indicação da referência da citação.

Exemplo:  grifo do próprio autor da citação. “Perdeu-se ontem algum momento entre o nascer e o por do sol, duas horas douradas, cada uma adornada com sessenta minutos diamantinos. Não se oferece nenhuma recompensa, porque se foram para sempre”. (MANN, 1992, pág. 12, grifo do autor).  grifo do autor do trabalho. “Com o trabalho, a pessoa pode mostrar suas potencialidades e firmar-se como indivíduo independente para criar novas situações de vida”. (JOURARD, 2000, pág. 21, grifo nosso).

e) Aspas: - aspas duplas: usadas na transcrição de citações diretas, quando o texto digitado não contiver mais de 3 linhas. - aspas simples: usadas quando a citação já contém expressões ou palavras entre aspas duplas.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 80

f) Asterisco: Indica chamada para a nota de rodapé. Pode-se também utilizar a numeração progressiva para as notas de rodapé.

g) O uso do ponto final: - depois de colchetes [ ] colocado no final da citação; - na citação direta, o ponto final vai antes das aspas: “[...] na coluna lombar.”

- na citação direta, quando a autoria for citada no final, entre parênteses coloca-se ponto final após a citação e após os parênteses. Exemplo: “[...] na coluna lombar”. (CASTRO, 1983).

- na citação indireta, o ponto vai após os parênteses (autor(es) e data(s). Exemplo: [...] na coluna lombar (CASTRO, 1983).

h) Sublinhamento, itálico e letras maiúsculas devem ocorrer nas seguintes situações:

- Frases inteiras que constituem o enunciado de uma tese ou demonstração conclusiva, a critério do autor;

- Palavras estrangeiras de uso comum, deve-se utilizar o itálico;

- Termos científicos, utiliza-se o itálico ou sublinhado;

- Termos técnicos que se queira acentuar, utiliza-se o itálico ou sublinhado;

- Títulos de livros, poesias, obras teatrais, jornais, revistas, filmes, músicas.

O ato de colocar algo em destaque (sublinhado, itálico e negrito) deve ocorrer sempre que algo mereça destaque especial. Não se deve exagerar no uso de letras maiúsculas. Utilizar as minúsculas sempre que puder, sem comprometer a clareza do texto. Comumente, utilizamos letras maiúsculas para início de frases, nomes próprios e siglas, de acordo com a


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 81

gramática da língua portuguesa.

Para que ocorra uma ligação harmoniosa com o texto, a citação pode ser inserida no início, no meio, ou no final da frase ou parágrafo. Assim podem-se utilizar diferentes elos entre a citação e o texto, conforme os exemplos a seguir: 

Citações diretas:

Segundo Martins (2002, pág. 5), “...” Para Carvalho (2002 pág. 5), “...” Na reportagem da revista Veja (2001, pág. 5) “...” Bortollini (2000, pág. 15) acrescenta que “...” Para Belli apud Bezerra (2001, pág. 18) “...” Jornal do Brasil (2000, pág. 5) diz que “...”

Obs. Neste caso só colocar a palavra jornal se este fizer parte do nome do jornal, caso contrário coloque: Diário Catarinense (2001, pág. 2) menciona que “...” 

Citações indiretas:

De acordo com Mazotti (2001), ... Silveira (2003) sugere que ... Fernandes (2000) enfatiza que ... Opina Borges (1999) que ... Sousa et al. (2001) destacam que ... Para Castilho apud Silveira (1991), ...

6.6 Sistemas de Chamada 6.6.1 Sistema autor-data Para indicar as citações no texto utiliza-se o sobrenome de cada autor ou pelo nome de cada entidade responsável, seguido(s) da data de publicação do documento e da(s) página(s) da citação, no caso de citação direta, separados por vírgula e entre parênteses. (NBR 10520,


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 82

2002) Quando o sobrenome do autor/Instituição/Título estiverem incluídos no texto, esses devem ser escritos em letras maiúsculas e minúsculas e somente o ano e a página devem ficar entre parênteses, se for citação direta. Se for citação indireta somente o ano permanece entre parênteses.

Exemplo: Direta

Indireta

Vieira (1990, pág. 3)

Vieira (1990)

Quando o sobrenome do autor/Instituição/Título estiver no final da citação/texto deve ser escrito entre parênteses e em letras maiúsculas, mantendo o ano e página (citação direta) e ano (citação indireta) entre parênteses.

Exemplo:

Direta

Indireta

(VIEIRA, 1990, pág. 3)

(VIEIRA, 1990)

- Para citar um autor: Diretas: Feijó (1998, pág. 59) ou Indiretas: Feijó (1998)

ou

(FEIJÓ, 1998, pág. 59)

(FEIJÓ, 1998)

- Para citar dois autores: Diretas: Feijó e Vieira (1998, pág. 59) Indiretas: Feijó e Vieira (1998) ou

ou (FEIJÓ e VIEIRA 1998, pág. 59) (FEIJÓ e VIEIRA, 1998)

Documentos de mesma autoria com anos diferentes: diferencia-se pelo ano de publicação.

Exemplo: Barcelos (1999) Barcelos (2000) Exemplo:

Barcelos (1999, 2000)


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 83

Nos diversos trabalhos realizados por Barcelos (1999, 2000) são encontrados referências sobre pesquisas em células-tronco.

De acordo com Barcelos (1999) os primeiros indícios apontaram apenas para os tratamentos relacionados ao câncer.

Conforme Barcelos (2000) as pesquisas a respeito de células-tronco desenvolveram-se de forma surpreendente.

6.6.2 Sistema numérico As citações dos documentos devem ter a numeração única e consecutiva, indicadas por chamadas numéricas colocadas acima do texto, remetendo à lista de referências ao final do trabalho, do capítulo ou da parte, na mesma ordem em que aparecem no texto. A indicação da numeração pode ser feita entre parênteses, alinhadas ao texto, ou situada pouco acima da linha do texto em expoente à linha do mesmo, após a pontuação que fecha a citação.

Exemplo: Diz Borges (1999): “Com o tempo, eu dei conta de que minha experiência poderia ajudar não apenas jovens nadadores, mas para todos os interessados em conhecer as estratégias e os caminhos (...) do esporte profissional (15).

6.7 Notas de Rodapé São as que aparecem ao pé das páginas em que são mencionadas. Servem para abordar pontos que não devem ser incluídos no texto para não sobrecarregá-los.

Podem ser:

a) notas explicativas, que evitam explicações longas dentro do texto, prejudiciais à linha de argumentação;

b) notas de referência, que indicam as fontes consultadas ou remetem a outras partes


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 84

da obra onde o assunto foi abordado.

As notas de rodapé são usadas para:

a) esclarecimentos (comentários, explanações ou traduções); b) citação de autoridade (indica fonte consultada); c) referências cruzadas (indica outras partes das da obra, ou outras obras sobre o assunto mencionado);

Apresentação das notas de rodapé:

- A chamada às notas é feita por números arábicos, colocados entre parênteses, entre colchetes ou acima da linha do texto (nº alto);

- a numeração das notas é sempre em ordem crescente dentro de um mesmo capítulo ou artigo e nunca por página;

- no texto o número deve configurar após o sinal de pontuação que encerra uma citação direta, ou após o termo a que se refere;

- o texto deve ser separado das notas de rodapé por dois espaços duplos;

- a nota de rodapé é escrita em espaço simples e, se possível, com tipo de letra menor (tamanho 10);

- entre uma nota e outra se observa um espaço duplo;

- a primeira linha da nota inicia na margem de parágrafo e as linhas seguintes, na margem esquerda do texto;

- o indicativo numérico é separado do texto da nota por um espaço.

Quando o autor já estiver devidamente citado no texto e referenciado no final, não é necessária a inclusão do mesmo nas notas.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 85

Obs.: A primeira citação de uma obra em nota de rodapé deve ter sua referência completa. Salientamos, porém, que o autor não precisa repetir várias vezes a citação.

Figura 18 – Nota de Rodapé

6.7.1 Notas bibliográficas São as notas que indicam fontes consultadas ou remetem a outras partes da obra em que o assunto foi abordado.

A numeração das notas explicativas é feita em algarismos arábicos, devendo ter numeração única e consecutiva para cada capítulo ou parte, portanto, não iniciando em cada página. O espacejamento entrelinhas deve ser simples e o tamanho da fonte 10.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 86

Quando se faz várias citações de um mesmo documento, utilizam-se algumas expressões latinas para não tornar repetitivas as citações. Entretanto tais expressões somente são utilizadas nas notas de rodapé, com exceção da expressão “apud”, são elas:

Ibidem ou ibid: na mesma obra. Usado quando se faz várias citações de um mesmo documento, alterando apenas a paginação. Exemplo: _________________ 3

DURKHEIM, 1925, pág. 176

4

Ibid., pág. 190.

Idem ou Id. : do mesmo autor. Usado quando se faz citações de diferentes obras de um mesmo autor.

Exemplo: _________________ 8

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 1989 pág. 9.

9

Id., 2000, pág. 19

Opus citatum ou opág. cit.: obra citada. Mencionada em seguida ao nome do autor, referindo-se à obra citada anteriormente, quando a citação se encontra na mesma página, quando houver intercalação de outras notas.

Exemplo: ____________________ 9

GARLAND, 1990. pág. 42-43.

10

ADORNO, opág. cit., pág. 40.

Loco citato ou loc. Cit. : no lugar citado. Usado para mencionar a mesma página de uma obra já citada, quando houver intercalação de outras notas. Exemplo: ____________________ 4

TOMASELLI; PORTER. 1992, pág. 33-46.

5

TOMASELLI; PORTER. loc. cit.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 87

Passim: aqui e ali, em diversas passagens. Para referenciar diversas páginas de uma mesma obra. Indicar a página inicial e final.

Exemplo: _____________________ 5

RIBEIRO, 1997, passim.

Confira ou Cf: confira ou confronte. Para referenciar trabalhos de outros autores ou notas do mesmo autor. É uma nota remissiva. Exemplo: __________________ 3

Cf. CALDEIRA, 1992.

Sequentia: seguinte ou que segue et seq.; __________________ 7

FOCAULT, 1994, pág. 17 et. seq.

apud: conforme, segundo,(pode ser usada também no texto).

No texto: Segundo Silva (1983 apud ABREU, 1999, pág. 3) diz ser [...]

No rodapé da página: __________________ 1

EVANS, 1987 apud, SAGE, 1992, pág. 2-3.

É importante ressaltar que a norma só permite o uso durante o texto da expressão “apud”, a outras expressões latinas devem constar em notas de rodapé, de acordo com as necessidades e especificidade de cada caso.

6.7.2 Notas explicativas Usadas para comentários, esclarecimentos, que não podem ser incluídos no texto.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 88

Aparece no pé da página. Coloca-se o número de chamada do texto. As citações deverão ter numeração única e consecutiva para todo o capítulo, podendo ser apresentadas entre parênteses ou apenas o número, após o término da citação.

Exemplo: Conforme Belli:

“[...] cabe

às

universidades

reestruturar seus

programas

profissionalizantes, restaurando a formação do pedagogo face aos desafios interpostos pelo imperativo de uma educação que transcenda os limites tradicionalmente executados” ¹²

____________________ ¹² Professora Jurema Iara Reis Belli, curso de Física da UDESC – CCT. Citação retirada do livro da autora, Educação Continuada: uma proposta pedagógica para gestão de treinamento. Aborda a necessidade das empresas reverem a política social e os esquemas de formação pedagógica no contexto universitário, no sentido de ratificar a necessidade e indicar alguns critérios de reorganização e correspondência de tarefas que dêem suporte às estratégias de valorização humana no ambiente de trabalho.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 89

7. DIREITOS AUTORAIS – PLÁGIO Todo trabalho acadêmico, seja ele para obtenção de créditos em uma disciplina, trabalho de conclusão de curso, dissertação (Mestrado) ou tese (Doutorado), respeitando-se os vários níveis de investigação, baseia-se em estudos realizados por outros autores. Porém, a citação das obras consultadas se faz obrigatória na lista de referências e, quando necessário, também no próprio texto, conforme as normas de Citações descritas neste manual.

A utilização de trabalho produzido por outros, sem a indicação da fonte de informação, constitui plágio. Considera-se plágio a utilização, palavra por palavra, do texto elaborado por outra pessoa sem a sua devida indicação, considerando a possibilidade de plágio de projetos, músicas, etc.

Independentemente do suporte utilizado para disseminar essas informações, seja ele material impresso, CD-ROM, fotografia, Internet, e outros, a não citação da fonte pesquisada fere a lei dos Direitos Autorais nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998 e prevê pena de detenção de 3 (três) meses a 1 (um) ano ou o pagamento de multa de acordo com a legislação CF/88 art. 5º, XXVII, art. 184 do Código Penal. Além disso, o aluno estará sujeito às Sanções Disciplinares da Faculdade em que estuda.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 90

8. CONSIDERAÇÕES FINAIS Os padrões aqui apresentados seguem as determinações da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas e, ainda, os padrões estabelecidos pela Fatec-BS.

Desta forma, as autoras estão à disposição para quaisquer esclarecimentos quanto a este manual, inclusive para orientar e acompanhar a elaboração dos trabalhos acadêmicos quanto aos aspectos da apresentação formal.

Gisele Esteves Prado – giprado@giprado.com


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 91

REFERÊNCIAS BILIOGRÁFICAS ARRUDA, S. M, de; ALVES, M. B. M. Procedimentos para a apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos: módulo 1: como fazer referências bibliográficas, eletrônicas e demais formas de documentos. Florianópolis, SC: UF SC, 2003. 26 pág. Apostila. __________ . Procedimentos para a apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos: módulo 2: citação. Florianópolis, SC: UFSC, 2003. 9pág. Apostila. __________ . Procedimentos para a apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos: módulo 3: apresentação gráfica. Florianópolis, SC: UFSC, 2003. 8pág. Apostila. __________ . Procedimentos para a apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos: módulo 4: estrutura do trabalho acadêmico. Florianópolis, SC: UFSC, 2003. 50 pág. Apostila. ASSOCIAÇAO BRASILEIRA DE NORMAS TECNICAS. NBR 10520: Apresentação de citações em documentos. Rio de Janeiro, 2002. __________ . NBR 10719: apresentação de relatórios técnico-científicos. Rio de Janeiro, 1989. __________ . NBR 14724: apresentação de trabalhos acadêmicos. Rio de Janeiro, 2002. __________ . NBR 6024: numeração progressiva das seções de um documento. Rio de Janeiro, 2003. __________ . NBR 6034: preparação de índice de publicações. Rio de Janeiro, 2004. __________ . NBR 6023: referências bibliográficas. Rio de Janeiro, 2002. __________ . NBR 6028: resumos. Rio de Janeiro, 1990. __________ . NBR 6027: sumário. Rio de Janeiro, 2003. CÓDIGO de catalogação Anglo-Americano. 2. ed. São Paulo: FEBAB, 1983-1985. CURTY, M. G.; CRUZ, A. da C. Apresentação de trabalhos científicos: guia para alunos de cursos de especialização. Maringá, PR: Dental Press, 2000. 83 pág. FUNDAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Normas de apresentação tabular. 3. ed. Rio de Janeiro, 1993. GOUDARD, B.; MENESTRINA, T. C. Manual de normas técnicas de apresentação de trabalhos da UDESC/CCT. Florianópolis: UDESC, [2003]. 184 pág. Trabalho não publicado.


Normas para Elaboração de Trabalhos de Conclusão de Curso – 92

INSTITUTO SUPERIOR DE ESTUDOS PEDAGÓGICOS DEPARTAMENTO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO. Elaboração da dissertação de mestrado: algumas diretrizes. Rio de Janeiro, RJ: Reflexus, 2001. 49 pág. KROEFF, M. S. Normas e padrões para trabalhos acadêmicos e científicos em educação física. Florianópolis: UDESC, 2003. 80 pág. Apostila de aula. MARENGO, L. Introdução ao trabalho científico. Florianópolis: UDESC, 2001. Apostila de aula. MÜLLER, Mary Stela; CORNELSEN, Julce Mary. Normas e padrões para teses, dissertações e monografias. 5. ed. Londrina: UEL, 2003. PEREIRA, A. M.; BEM, R. M. de. Manual de normalização CCE/FAED. Florianópolis: UDESC, 2003. 107 pág. Apostila de aula. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO. Pós-graduação PUCRio: normas para apresentação de teses e dissertações. Rio de Janeiro, RJ: PUC-Rio, 2001. 79 pág. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Biblioteca Central. Normas para apresentação de trabalhos: parte 7: citações e notas de rodapé. 2. ed. Curitiba: UFPR, 1992. __________ . Normas para apresentação de trabalhos: parte 6: referências bibliográficas. 2. ed. Curitiba: UFPR, 1992.

Profile for Gisele Prado

Manual FATEC-BS  

Manual de formatação da Fatec Rubens Lara - Fatec-BS.

Manual FATEC-BS  

Manual de formatação da Fatec Rubens Lara - Fatec-BS.

Profile for gi.prado
Advertisement