Page 1

s a h l o c s E o i v a N

Edição Especial Julho de 2010

Ao celebrar em 2010 os anos Europeu de Combate à Pobreza e Exclusão Social e Internacional da Juventude, o Programa Escolhas em parceria com a Juvemedia decidiu premiar com uma viagem especial, 113 jovens seleccionados pelos projectos Escolhas, que se tenham distinguido ao longo do ano lectivo pelo seu bom desempenho escolar, nível de participação e envolvimento cívico.

Devido à grande relevância deste evento, o Navio Escolhas, decidimos elaborar uma edição especial do nosso boletim destinada exclusivamente ao tema. O relato ao longo deste boletim foi da autoria do marinheiro Filipe Rossa, técnico do Projecto XKolhaXKola, que abrilhantou esta história com um toque do seu bom humor. O aluno Carlos Camala também nos brindou com a sua opinião sobre esta oportunidade única na sua vida.

OS NOSSOS PARCEIROS


N A V I O E S C OL H A S

Página 2

O QUE DIZER DO NAVIO ESCOLHAS 2010? Posso dizer que sobrevivi a 9 dias de puro convívio com 108 rapazes e raparigas dos projectos Escolhas Nacionais, foram 9 dias magníficos onde aprendi muita coisa e também tentei ensinar algo, não devemos de julgar as pessoas só por estarem inseridos em projectos deste tipo antes de as conhecermos. Conheci miúdos espectaculares, onde cada um tinha a sua particularidade que os tornava especiais. Foram formados 11 grupos, que se dividiram em equipas de 10 elementos, onde cada equipa era monitorizada por 2 ou 3 monitores, que por sua vez eram coordenados por uma vasta equipa do STAFF. No primeiro dia conhecemos uns exploradores que andavam à procura dum "Tesouro", e que quiseram embarcar connosco nesta viagem, onde em troca nos contariam o segredo desse "Tesouro", houve muita dúvida em deixar estes exploradores embarcarem connosco, o que é que eles teriam feito para merecer a nossa confiança para poderem embarcar no Navio Escolhas? O que é certo é que embarcaram... Passaporte carimbado, mochila às costas, t-shirt da equipa mais que vestida... então bora lá rumo à aventura. (Ah! Comprimido para o enjoo tomado também). Logo no primeiro dia de viagem, fomos surpreendidos por uns trabalhos de equipa que teriam de ser realizados (tipo peddy paper), as equipas andaram mais que motivadas para conseguirem responder aos 66 desafios propostos para as 22 horas que iríamos passar dentro do Navio. Desafio concluído, eis que chegamos à Madeira. Fomos encaminhados para o RG3 (Regimento de Guarnição 3) do Exército, onde pernoitamos durante 5 noites. No primeiro dia na Madeira, após o reconhecimento do território no RG3 (dos quartos e breve banho), fez-se uma caminhada (cerca de 30 min.) até ao parque da Madeira. Aqui tivemos outra actividade, o inicio da nossa caça ao "Tesouro", deu para conhecer um pouco da cidade do Funchal, pois haviam pontos estratégicos da cidade a se visitar, acabando na câmara Municipal do Funchal com um lanche oferecido pela Câmara. À noite tivemos um momento de reflexão com os exploradores onde foi entregue uma parte do mapa do "Tesouro".


Página 3

E D I ÇÃ O E S P E CI A L

No segundo dia acordamos bem cedo, fomos para a praia da Formosa, uma das praias afectadas pelo temporal que abateu sobre a Madeira. Na parte da manhã tivemos a ajudar a transportar o material para a construção de jangadas para uma actividade, assim como a construção da mesma. Foi um trabalho muito intenso, pois havia tempo limite para a construção das mesmas, trabalhou-se em equipas mistas, ou seja, 2 equipas ficavam encarregues de construir uma jangada, tendo sido construídas no total 6. Após isso, e após o almoço um pequeno breefing sobre o que se iria passar. Jangadas concluídas, prontas para navegar e rumo à aventura, ver qual era a que aguentava mais tempo à superfície da água sem se afundar ou partir, prova muito difícil, visto ter havido 3 voltas a dar ao trajecto, no final reparou-se que havia muitos engenheiros presentes no Navio Escolhas, uma vez que nenhuma delas se partiu ou afundou. No terceiro dia, foi dia de actividades no campo de treinos do RG3, havia o slide, futebol humano, futevolei, cantamos, jogo do mata piolho, entre outros. Na parte da tarde as equipas tiveram de construir, melhor, fazer roupa com material usado para usar num jantar de gala no Madeira Magic. Todas as equipas deram o seu máximo para esta actividade e houve muitas surpresas nos resultados finais. Chegado o Jantar de Gala, muitas entidades presentes e muito nervosismo no ar, será que o nosso fato está bom? É claro que estavam todos óptimos. O 4º dia foi reservado às comunidades, uma equipa rumou à Nogueira na Camacha, outra à Ribeira Brava e uma ficou na Comunidade da Nazaré em frente ao quartel. Foi um dia passado a ajudar os projectos da Madeira a mudar de ares, de cores e conviverem com os miúdos do Continente e Ilhas, houve dança, Hip Hop, Body Combat, almoçarada, pintura de paredes, projectos a mostrarem o que fazem, matraquilhadas e ping pong, acabando num mega jantar no Salão Paroquial da Nazaré, onde se juntou as 3 comunidades e se conviveu durante o jantar, acabando tudo numa mega festa com muita diversão à mistura.


N A V I O E S C OL H A S

Página 4

Os dias do Navio Escolhas iam chegando ao fim, na sexta feira o 5º dia, foi a caça ao "Tesouro", onde fomos para um dos picos mais altos da Madeira e se fez orientação pelas belas paisagens que fomos encontrando, o objectivo era encontrar fitas que se pudessem trocar por objectos para ajuda para a descoberta do "Tesouro", acabando tudo numa roda, numa noite fria e ventosa, com uma grande fogueira ao centro, onde partilhamos historias e danças aprendidas durante o dia. Antes disso tínhamos jantado na Casa do Burro, num jantar feito pelos Escuteiros da Madeira. Só faltava o "Tesouro", fomos encaminhados no escuro por um dos Exploradores para um local sagrado e mágico, e após 3 aventureiros terem sido escolhidos, encontramos o Tesouro...que era uma mensagem...Há que dar valor aquilo que temos, há que dar valor à amizade, há que fazer escolhas, há que lutar pelos nossos objectivos, há que saber trabalhar em equipa e ouvir ou outro...sem esses valores é difícil fazer escolhas e ter um rumo certo na vida!!! Este é o Tesouro mais importante que tivemos nestes dias, dar valor ao que se viveu na ilha da Madeira pelo Navio Escolhas, às amizades criadas. O sábado já foi um sábado de viagem no Navio, de cansaço, e de choradeira, onde já reinava a saudade de casa e principalmente, o saber que iríamos abandonar os nossos amigos de viagem. Domingo com a chegada do Navio a Portimão, deu-se a profecia proferida por Ricardo do Staff...vocês vão chorar rios de lágrimas...e assim foi. É sempre difícil não chorar na hora da despedida, de dizer adeus a um amigo com o qual convivemos durante 126 horas na Madeira e partilhamos saberes e amizades. O Navio Escolhas certamente mudou a vida de muitos miúdos, que por sua vez nunca sequer sonharam que poderiam fazer esta viagem e que certamente no futuro poderão voltar a repetir esta aventura. Obrigado Programa Escolhas pelo Navio Escolhas 2010. Eu sobrevivi ao Navio Escolhas 2010...foram 9 dias muito cansativos, mas valeu todo o cansaço que tive durante esses dias em prol de todos os que trabalharam para dar um sorriso a estes Exploradores.


Página 5

E D I ÇÃ O E S P E CI A L

No primeiro dia não conhecia praticamente ninguém, então só falava com o Filipe Rossa e a Marta do Projecto Agarr’a Onda. Quando nos separaram por grupos, a primeira pessoa que conheci foi um rapaz chamado Rodrigo, depois fui conhecendo mais pessoas e comecei a ficar mais à vontade, mais próximo dos meus colegas de viagem e até fiz amizades. Gostei de fazer esta viagem, foi muito bom para mim. Obrigado ao Projecto XKolhaXKola das Ferreiras por me terem escolhido. Carlos Camala


O Navio Escolhas, mais uma importante iniciativa do Programa Escolhas, pela sua magnificência, tem sido alvo de reportagens em órgãos de comunicação social e de criação de páginas Web em redes sociais.

“Neste programa Nós levamo-lo a conhecer o Navio Escolhas num programa especial emitido a partir de Portimão e com a participação especial de Fernanda Freitas. Recebemos em estúdio algumas das crianças que partiram no Navio Escolhas e os seus monitores e falámos com Rosário Farmhouse, Alta Comissária para a Imigração e Diálogo Intercultural e com Edmundo Martinho, Presidente do Conselho Directivo do Instituto da Segurança Social que falaram ao Nós sobre esta iniciativa e a sua importância para os jovens do Programa Escolhas. Tempo ainda para darmos a conhecer o CLAII (Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes) de Portimão, um CLAII também ele muito direccionado para o trabalho com os jovens. Se quer saber mais sobre o Navio Escolhas, sobre estas crianças e o seu destino não perca o programa Nós no próximo Domingo às 09h50 na RTP2. Junte-se a Nós!” In “http://tv2.rtp.pt/homepage/”

O Grupo, do facebook, “Eu sobrevivi ao Navio Escolhas 2010” foi criado, após o final da viagem, pelo nosso animador desportivo Filipe Rossa, em virtude de ter sido ele e o aluno Carlos Camala que representaram o projecto XKolhaXKola. Esta página tem obtido bastante sucesso junto daqueles que participaram nesta aventura, permitindo a partilha de fotografias e histórias.

EQUIPA COORDENADORA DO PROJECTO E SOCIÓLOGA SÓNIA FAZENDA

PSICÓLOGAS EUNICE HENRIQUES E HELGA BENTO

DINAMIZADOR COMUNITÁRIO FILIPE PEREIRA

ANIMADOR DESPORTIVO FILIPE ROSSA

MONITOR CID VALTER CABRITA

OUTROS TÉCNICOS NATÉRCIA AFONSO E DIANA VAN HELLEMOND

Boletim Julho 2010 Edição Especial - XKolhaXKola  

Boletim Julho 2010 Edição Especial - XKolhaXKola

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you