Issuu on Google+

Escola secundária Dr. Joaquim Gomes Ferreira Alves

Lobo-Ibérico

Trabalho realizado no âmbito da disciplina de “Área de Projecto” Trabalho realizado por: Daniela Veloso Nº11/ 8ºD Vanessa Pinto Nº28 / 8ºD


Introdução 

Neste trabalho vamos descobrir e divulgar algumas curiosidades sobre o Lobo-Ibérico, uma das espécies de mamíferos mais ameaçada em Portugal Continental.


O seu habitat? Normalmente ele habita em bosques abertos, nas trundas, nas florestas densas e nas montanhas onde ele se refugia em tocas escavadas por ele ou reaproveitadas de outros animais.


A sua longevidade? Vive no mรกximo 15-20 anos em cativeiro, menos em liberdade. As causas de morte incluem caรงa, veneno e doenรงas (raiva e viroses).


O seus factores de ameaça? Os principais factores de ameaça incluem a sua perseguição generalizada e escassez de presas naturais.


A sua população? O lobo-ibérico é uma subespécie do lobocinzento que ocorre na Península Ibérica. A sua população actual deve rondar os 2000 indivíduos, dos quais cerca de 300 habitam a região norte de Portugal. A sua subespécie foi descrita pelo cientista espanhol Ángel Cabrera, em 1907.


A sua classificação científica?    

Reino: Animalia Filo: Chordata Classe: Mammalia Ordem: Carnívora

   

Família: CANIDAE Género: Canis Espécie: Canis lupus Subespécie: Canis lupus signalus


A sua reprodução? A época do acasalamento abrange o final de Inverno e o princípio da Primavera (Fevereiro e Março). Após um período de gestação de 2 meses nascem entre 3 e 8 crias (lobachos), cegas e indefesas. As crias e mãe permanecem numa área de criação e são alimentadas com comida trazida pelo resto da alcateia. Por volta de Outubro as crias abandonam a área de criação e passam acompanhar a alcateia nas sua deslocações. Os jovens lobos alcançam a maturidade sexual aos 2 anos de idade. Aos 10 anos já são considerados velhos, mas em cativeiro chegam a viver 17 anos.


A sua alimentação? A sua alimentação é muito variada dependendo da existência ou não, de presas selvagens e de vários tipos de pastoreio em cada região. A vida em alcateia permite ao lobo caçar animais bastante maiores que ele próprio. As suas principais presas são o javali, o corço e o veado e as presas domésticas mais comuns são a ovelha, a cabra, a galinha, o cavalo e a vaca. Ocasionalmente, também mata e come cães e aproveita cadáveres que encontra, isto é, é necrófago.


Conclusão Concluímos com este trabalho que o “LoboIberico” é um animal muito interessante, permitiu que conhecêssemos vários aspectos da sua vida, como por exemplo o seu comportamento, a sua classificação cientifica; a sua reprodução, a sua alimentação e o seu estado de conservação.

12


Webgrafia ď Ž

http://www.google.pt/imagens


Índice          

Introdução…………………………..1 Habitat………………………………2 Longevidade………………………...3 Factores de ameaça………………….4 Comportamento……………………..5 Classificação Científica……………..6 Reprodução………………………….7 Alimentação………………………….8 Anexos……………………………….9 Webgrafia…………………………...10



Lobo-ibérico_VF_8ºD_1ºP_Daniela Veloso_Vanessa Pinto