Page 1

Santuário de Fátima da Serra Grande—Diocese de Tianguá—São Benedito-CE.—Ano I—N° 3/ Dezembro de

QUAL É O PAPEL DOS SANTUÁRIOS NA NOVA EVANGELIZAÇÃO?

D

Carta aos reitores de santuários

esde o início do seu pontificado o Papa Bento XVI tem demonstrado uma preocupação muito grande com a nova evangelização. Podemos afirmar mesmo que a reevangelização dos afastados ocupa o centro do seu pontificado.

No contexto da nova evangelização proposta pelo Papa Bento XVI, um papel importante pode ser levado a cabo pelos santuários, meta de peregrinações de pessoas de todo estrato social, idade e procedência, e ocasião para uma primeira evangelização ou um encontro renovado com Deus.

O Papa Bento XVI tem sido um apóstolo corajoso e incansável. Retomando a proposta da “Evangelii Nuntiandi”, por Os santuários podem contribuir de forma eficaz para deter a uma Igreja toda missionária, o Santo Padre tem demonstrado secularização e podem ainda estimular a prática religiosa, que esse é seu projeto de Igreja. O Documento de Aparecida, convertendo-se cada vez mais em locais da nova evangelizasob a influência direta do Papa, é uma proposta concreta para ção. Isso é o que se lê na Carta circular, firmada essa Igreja toda missionária no contexto Latino “Os santuários pelo cardeal Mauro Piacenza e pelo arcebispo Americano. Celso Morga Iruzubieta, presidente e secretário A decisão do Papa de criar um Pontifício Conse- podem contribuir da Congregação para o Clero, um texto dirigido lho para promover, especificamente, a nova de forma eficaz aos reitores dos santuários do mundo. Veja a evangelização em toda a Igreja é certamente síntese que preparamos pra você. muito significativa. O Papa dá entender a todos para deter a se“Num clima de difuso secularismo, o santuário que este é seu propósito, e deverá ser uma atitucularização”. continua, de fato, ainda em nossos dias, a reprede da Igreja em todo o mundo, para responder sentar um lugar privilegiado, no qual o homem, aos desafios postos pela onda avassaladora do secularismo na peregrino nesta terra, faz a experiência da presença amorosa e história da humanidade. salvífica de Deus.” Seguindo por esta trilha convocou um Sínodo dos Bispos paNo Santuário, escreve a Congregação para o Clero, se ra outubro de 2012 com o tema: “A nova evangelização para “encontra um espaço fecundo, distante dos afãs quotidianos, a transmissão da fé cristã”. Leia os Lineamenta, texto que onde possa recolher-se e reabastecer-se de vigor espiritual orienta as questões a serem debatidas no Sínodo. Acesse em para retomar o caminho de fé com maior ardor, e procurar, nosso portal, na categoria ‘formações’, documentos. encontrar e amar Cristo na vida ordinária, no meio do munO papa Bento XVI anunciou ainda o "Ano da Fé" que será do”. Além disso, “a piedade popular é de grande importância iniciado no dia 11 de outubro de 2012, por ocasião do 50º para a fé, a cultura e a identidade cristã de muitos povos”. aniversário da abertura do Concílio Vaticano II, e terminará (continua na página 2) no dia 24 de novembro de 2013, Solenidade de Cristo Rei.

1


“Essa é expressão da fé de um povo, verdadeiro tesouro do povo de Deus, na Igreja e para a Igreja: para compreender bem esta ideia, basta imaginar a pobreza que seria para a história da espiritualidade cristã do Ocidente a ausência do ‘Rosário’ ou da ‘Via Sacra’, bem como das procissões. São somente dois exemplos, mas que são suficientemente evidentes para relevar a sua imprescindibilidade.” Quanto às missas celebradas nos santuários, a Congregação para o Clero recorda a dignidade necessária. Neste sentido, destaca a importância do canto gregoriano, polifônico ou popular e da seleção adequada dos “instrumentos musicais mais nobres (órgão de tubos e afins), como as vestes que são usadas pelos ministros, juntamente com as alfaias utilizadas na Liturgia”. Estas devem corresponder aos cânones de nobreza e sacralidade. No caso das concelebrações, cuide-se de que haja um Mestre de cerimônias, que não concelebre, e faça-se o possível para que cada concelebrante use a casula ou a planeta, como paramento próprio do sacerdote que celebra os divinos mistérios. “Um estilo celebrativo que introduza inovações litúrgicas arbitrárias, além de gerar confusão e divisão entre os fiéis, lesiona a veneranda Tradição e a própria autoridade da Igreja, além de ferir a unidade eclesial”, assinala o texto. Depois de convidar a promover a adoração eucarística, a carta exorta a dar uma “notável importância ao lugar do Sacrário no Santuário (ou também de uma capela destinada exclusivamente à adoração do Santíssimo) porque é, em si mesmo, um ‘ímã’, convite e estímulo à oração, a adoração e a meditação, a intimidade com o Senhor”. Em uma entrevista à Rádio Vaticano, o cardeal Mauro Piacenza explicou que a carta “tem principalmente o objetivo de se inserir no movimento da nova evangelização que une, pouco a pouco, todos na Igreja”. “Quer-se concentrar a atenção sobre estes lugares, que Paulo VI chamava de ‘clínicas do espírito’, porque em um período de vasta secularização, os santuários têm uma missão mais importante que nunca, porque talvez as pessoas que não frequentam regularmente a Igreja ou que não a frequentam de forma alguma, ao se encontrarem em uma viagem ou em férias, por um interesse artístico ou diversas razões, decidem entrar em um santuário.” “Então – explicou – poderiam ser unificados de alguma maneira todos esses elementos para propiciar o encontro com o Senhor, a revisão da própria vida, através de todos os elementos que o santuário leva consigo”.

2


TESTEMUNHO

Curado de câncer no Santuário Raimundo Pereira Brito, conhecido como Raimundo Boré, ministro da Palavra e líder de comunidade. Ao longo de cinquenta anos foi o líder comunitário e missionário leigo mais atuante na Ibiapaba. Tem o dom da Palavra, coordena um circulo bíblico e faz uma homilia como poucos, incluindo ministros ordenados. Mas o que chama atenção em Boré, realmente, é a sua piedade, podemos classifica-lo como um místico. Homem de oração e testemunho. Raimundo Boré é um grande devoto de Nossa Senhora de Fátima, a Capela da sua comunidade do Corguinho é dedicada a ela. E desde o início das missas dos dias treze e da construção do santuário de Fátima é um assíduo frequentador. Aqui ele dá testemunho de uma grande graça que recebeu de

“Em maio de 2005 eu passei a sentir fortes dores no estomago. Fui ao médico e depois de vários exames foi constatado que eu estava com problema de próstata e formação de um tumor maligno no estômago e tinha que ser operado urgente, porque a situação já estava bastante complicada, eu temendo ser operado fiz um voto a N. Sra. de Fátima pedindo a sua interseção diante do seu filho Jesus Cristo para que ficasse curado sem precisar ser operado. Fiquei confiante e os dias foram passando até o dia 13 de Setembro de 2005.

elhei. Quando olhei para o chão me veio uma inspiração muito forte, que apanhasse um pouco de terra e levasse para tomar um chá que seria minha solução porque ali estava se tornando uma terra santa. Apanhei a terra e embrulhei no jornalzinho da liturgia e levei para casa. Estando próximo de casa resolvi olhar qual era a cor do barro foi ai que tive uma grande surpresa, pois estava transformada em um pozinho tão azul como o manto da Imaculada Conceição. Senti grande alegria, pois ali estava o sinal da graça alcançada. Chegando em casa peguei um copo com água dissolvi aquele pó e tomei, a partir daquele dia as dores foram passando e dentro de poucos meses eu estava totalmente curado. Não precisou de operação, graças ao Divino Pai Eterno e nossa querida Mãe NOSSA SENHORA DE FÁTIMA. E somente agora, seis anos depois, resolvi dá este testemunho. E graças a Deus continuo com saúde.”

Finalmente chegou o dia 13 e fui a missa, pela primeira vez celebrada no terreno do Santuário, a missa foi ao ar livre, pois o terreno apenas tinha sido feito a terraplanagem . Cheguei ao local sentindo muitas dores e muito triste, e tornei a pedir a Nossa Senhora que me alcançasse a graça da cura, mesmo com muitas dores, fique participando da missa e no momento da consagração me ajo-

Testemunhar as graças recebidas é uma forma de evangelizar. Procure a secretaria do Santuário e publique seu testemunho.

3


4


Qual o sentido das bênçãos? Como nos fascículos anteriores, temos tratado nesta secção de artigos que versam sobre as tradições de fé do nosso povo, bastante comuns nos santuários, e desta vez abordamos o tema das bênçãos. Ao tratar sobre o sentido das bênçãos nos diz o Catecismo da Igreja Católica: “Abençoar é uma ação divina que dá a vida e da qual o Pai é a fonte. Sua bênção é ao mesmo tempo palavra e dom (benedictio, eulogia). Aplicado ao homem, esse termo significar a adoração e a entrega a seu criador, na ação de graças”. CIC § 1078 “A bênção exprime o movimento de fundo da oração; é o encontro de Deus e do homem; nela o dom de Deus e a acolhida do homem se chamam e se unem. A oração de bênção é a resposta do homem aos dons de Deus: uma vez que Deus abençoa, o coração do homem pode bendizer Aquele que é a fonte de toda bênção”. CIC § 2626 No Antigo Testamento, a bênção, em geral, se refere a algum tipo de bem-estar terreno, segurança, poder, riqueza, descendência, etc., e essa bênção está expressamente condicionada à obediência aos mandamentos de Deus (Dt 1,26 -28). Isso significa que a bênção nem sempre é o que desejamos, mas sempre se trata daquilo que é bom e salutar para nós (Cf. Rm 8.28).

O que é abençoar? Em latim, abençoar é “benedicere”, que significa literalmente dizer coisas boas. ABENÇOAR É BENDIZER: dizer palavras positivas, de esperança, proferir as boas notícias do Evangelho. É louvar e agradecer a Deus por todos os seus benefícios.

Para conseguir bênçãos é preciso primeiro crer em Deus, crer que Ele existe, que Ele nos ama, que Ele quer e pode nos abençoar. Deus garante que concederá Suas bênçãos, pois eis o que diz: “E assim invocarão o Meu Nome sobre os filhos de Israel, e Eu os abençoarei.” (Nm. 6,27).

É desejar e pedir bênçãos divinas sobre uma ou mais pessoas, ou sobre lugares e coisas as mais diversas. Literalmente significa falar bem de alguém, é assim que abençoamos?

Para Esdras e Neemias, a resposta é curta e precisa: bênção é "a mão de Deus sobre nós." Ambos usam essa expressão cerca de nove vezes, falando da "boa", "bondosa" e "poderosa" mão de Deus. Desse modo, eles

5


publicar o “Ritual de Bênçãos por ministros leigos” e, em 1989, fica aprovada a sua tradução portuguesa que, desde então, vem sendo usada no Brasil por orientação da CNBB.

Quem pode abençoar? Na verdade, a todo batizado é facultada a capacidade de invocar bênçãos. O sacramento do batismo é mais importante que qualquer outra investidura, e todo aquele que invocar a bênção de Deus, ela acontecerá. Em alguns ambientes diocesanos, talvez mais por uma questão cultural ou de tradição, não é bem vista a bênção ministrada por leigos. Os padres não gostam, e o público não aceita totalmente.

Aqui no Santuário de Fátima, para atender a demanda de milhares de pessoas que buscam as bênçãos, especialmente a bênção da saúde, estamos formando uma equipe de Ministros Extraordinários da Bênção que vão dinamizar pastoralmente esse atendimento, exceto aqueles que são pertinentes ao clero.

Veja o que diz o Catecismo da Igreja Católica: “todo batizado é chamado a ser uma bênção e a abençoar. Eis por que os leigos podem presidir certas bênçãos; quanto mais uma bênção se referir à vida eclesial e sacramental, tanto mais sua presidência ser reservada ao ministério ordenado (bispo presbíteros - "padres"- ou diáconos)”. CIC § 1669.

A bênção não traz em si o poder do ministro, seja ele quem for, pois é realizada em nome do Deus Trinitário. Quando Deus abençoa alguém, esta bênção é para ser compartilhada. Faça essa experiência de fé e peça a bênção do Senhor e você verá quantas maravilhas irão acontecer em sua vida e em seu lar. “Que Deus nos dê a Sua graça e a Sua bênção, e Sua face resplandeça sobre nós! Que o Senhor, nosso Deus nos abençoe, e O respeitem os confins de toda a terra” (Sl. 66,2-8).

Após o Concílio Vaticano II, os fiéis leigos passam a ser convidados a participar mais ativamente da vida da Igreja. Em 1984, o Papa João Paulo II aprovou e mandou

BEM VINDO ROMEIROS Querido romeiro, o Santuário de Fátima da Serra Grande tem um compromisso com você. Nossa missão é evangelizar, portanto estamos aqui para recebê-lo e atendê-lo em suas necessidades. Muito obrigado pela vitoriosa parceria. Não tem sido fácil avançar com as obras, quando se conta apenas com o necessário para o custeio das despesas de manutenção. Até hoje, volto a afirmar que “dependemos totalmente de Deus”. Este Santuário é um grande milagre.

Você tem acompanhado as melhorias que temos realizado aqui nos últimos meses: nova lanchonete, bebedouros, estacionamentos, iluminação e a Capela do Santíssimo. E não podemos parar aqui. Temos pela frente o desafio dos vitrais, do paisagismo e o centro de apoio ao Romeiro. São vitrais clássicos que conferirão nobreza e beleza ao templo. Tem um custo elevado, é verdade, mas são necessários. E o paisagismo é o que vai realçar a beleza

6

e personalidade do Santuário. Por isso estendemos as mãos para agradecer e continuar pedindo. Ajude-nos, faça um algo a mais neste final e início de ano. Utilize a ficha de inscrição e faça parte da “Campanha dos Devotos”.


Santuário Nossa Senhora de Fátima da Serra Grande Aberto diariamente das 08h00 às 17h00 AGENDA Horários das missas - Todo domingo: 10h00 e 16h00 - Toda Segunda: 19h00 - Toda Quinta: 19h00 - Todo Sábado: 10h00 - Todo DIA TREZE: 6h30, 08, 10, 12, 15, 17 e 19 horas. Missa da Saúde - Dezembro: - dias 12 e 19 às 19hs. - Janeiro: - dias 09 e 23 às 19hs. - Fevereiro: - dia 06 às 19hs.

Eventos - Dezembro: - dia 24 às 19hs - Vigília de Natal; (trazer vela de natal para a bênção) - dia 31 às 19hs - Celebração da Bênção (trazer sal e água para a bênção) - Janeiro: - dia 01 às 10hs - Solenidade da Mãe de Deus - dia 21 às 15hs - Cenáculo Regional. Movimento Sacerdotal Mariano - Fevereiro: - dias 18 a 21 Faça sua oferta através do nosso portal, em DOAÇÃO ONLINE, KAIRÓS - Acampamento de carnaval imprima seu boleto e pague em qualquer banco ou casa lotérica. (Com a comunidade RABONI DE MARIA) Depósito em uma das nossas contas: Cenáculos (mensal) Banco do Brasil Bradesco - Devoção dos primeiros sábados: às 10h00. Agência: 2606-9 Agência: 744-7 - Cenáculo dos padres: - 29/12 - Ubajara; Conta: 11802-8 Conta: 11802-0 - 19/01; - Santuário; - 16/02 - Santuário Santo Rosário: APELOS do Imaculado Coração de Maria. - domingo: às 09h00; - Segunda: às 18h00; - Quarta: às Expediente: Direção responsável: 19h00 –Terço dos homens; Quinta: às 18h00; Sábado: às Pe. Antonio Martins Irineu, Adriano Campos, 10h00. João Carlos, Edvar Moraes, George Ribeiro. Terço da misericórdia: - Diariamente: às 15h00 Endereço: Av. Santíssima Trindade, 13. Bairro de Fátima, São Benedito - CE. Cep: 62370-000 Confissões: - domingo: antes e depois da missa; - Quinta: Tel.: (088) 3626-1624. de 16h00 às 18h00; dia 13: de 08h00 às 14h00 E-mail: contato@santuariodefatima.org.br Adoração - Toda quinta: das 08h00 às 19h00 Faça parte desta obra! Nos ajude com sua oferta! Formas de contribuir:

SANTUÁRIO DE FÁTIMA NA INTERNET “O Amor está no ar”

7

8

ACESSE: www.santuariodefatima.org.br Web TV “Maria Mãe de Deus”.

revista santuario terceira edição  

revista santuario terceira edição

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you