Page 1

A EVOLUÇÃO DOS NÚMEROS


Os egípcios criam os símbolos Por volta do ano 4.000 a.C., algumas comunidades primitivas aprenderam a usar ferramentas e armas de bronze. Aldeias situadas nas margens dos rios transformaram-se em cidades. A vida ia ficando cada vez mais complexa. Novas actividades iam surgindo, graças sobretudo ao desenvolvimento do comércio


Os agricultores passaram a produzir alimentos em quantidades superiores Ă s suas necessidades. Com isso algumas pessoas puderam dedicar-se a outras actividades, tornando-se artesĂŁos,

comerciantes, sacerdotes, administradores.


Como consequência desse desenvolvimento surgiu a escrita. Era o fim da Pré-história e o começo da História... Os grandes progressos que marcaram o fim da Pré-história verificaram-se com muita intensidade e rapidez no Egipto.


Para fazer os projectos de construção das pirâmides e dos templos, o número concreto não era nada prático. E também não ajudava muito na resolução dos difíceis problemas criados pelo desenvolvimento da indústria e do comércios.


Houve necessidade de criar novas formas de registo... Pedras, n贸s, riscos...

Como efectuar c谩lculos r谩pidos e precisos com pedras, n贸s ou riscos em um ossos?


Foi partindo dessa necessidade imediata que estudiosos do Antigo Egipto passaram a representar a quantidade de objectos de uma colecção através de desenhos – os símbolos.


A criação dos símbolos foi um passo muito importante para o desenvolvimento da Matemática.


Na Pré-História, o homem juntava 3 bastões com 5 bastões para obter 8 bastões.

Hoje sabemos representar esta operação por meio de símbolos.

3 + 5 = 8


Como sabes, a evolução da Matemática e a evolução da Civilização estão relacionadas.

Por isso, os números foram surgindo em função das necessidades do Homem.


A referência a nove, e não dez símbolos, significa que o passo mais importante dado pelos hindus para formar o seu sistema de numeração – a invenção do zero - ainda não tinha chegado ao Ocidente.


A ideia dos hindus de introduzir uma notação para uma posição vazia – um ovo de ganso, redondo – ocorreu na Índia, no fim do século VI. Mas foram necessários muitos séculos para que esse símbolo chegasse à Europa.


Com a introdução do décimo sinal – o zero – o sistema de numeração tal qual o conhecemos hoje estava completo. Até chegar aos números que nós aprendemos a ler e escrever, os símbolos criados pelos hindus mudaram bastante.


Hoje, estes símbolos são chamados de algarismos indo-arábicos.

E são eles:


Como estes números foram criados pela necessidade prática de contar as coisas da natureza, eles são chamados de números naturais.

Muitos povos criaram o seu próprio sistema de numeração: os Romanos, os Egípcios, os Gregos e os Maias. Eram sistemas de numeração constituídos por símbolos diferentes dos que usamos hoje… Os algarismos Hindo-arábicos


Inteiros 1, 2, 3, ...

Decimais

Fraccionários

½; ¾; 7/8 ...

1,2; 0,2; 3,3 ...

Racionais

2

3

7

E, vamos começar a trabalhar com os ...


…números inteiros e decimais… • Os números que utilizamos são constituídos por um ou mais algarismos; • Cada algarismo tem um valor diferente, conforme a posição que ocupa; • Lêem-se e escrevem-se da esquerda para a direita; • São constituídos por classes ( biliões, milhares de milhão, milhões, milhares e unidades); • Cada classe é, por sua vez, constituída por 3 ordens (centena, dezena, e unidade); • Cada unidade de uma determinada ordem, tem um valor dez vezes maior que a unidade da ordem que fica à direita;

A evolução dos numeros