Page 1

Barbacena

Léo Prenassi e as notas de Barbacena

cataguases

A cidade vai ter moderno Sistema de Esgotamento Sanitário

Destaques de Ubá com Orlando Silva

ano 1 | n° 1

Juiz de fora, domingo - 17 de julho de 2011

Iniciativas Públicas e Privadas Unidas pelo Brasil

ubá

R$0,50

www.genteeempresa.com.br

Foto: Alexandre Dornelas

diagnóstico social da terceira idade

Foto: Divulgação

página 3

Associação Comercial e Empresarial de Juiz de Fora comemora 115 anos página 2

Reitor Henrique Duque, o secretário-geral da UFJF, Basileu Tavares, e o vereador Isauro Calais, durante a assinatura do documento

Barbacena Criando Casos comemora os 21 com Zuca anos do Estatuto da Criança página 4

página 10

Chácara: Uma cidade acolhedora

página 2

página 11


PÁGINA o2

www.genteeempresa.com.br

Juiz de fora, domingo - 17 de julho de 2011

Editorial

Completando mais um ano de vida, ACEJF Por Wânia Lopes

Demorou um pouco, mas agora estamos, finalmente, em vôo solo. O Gente & Empresa em sua versão impressa decola com um plano de vôo próprio, com total autonomia. Foram três anos de aprendizados, de formação e solidificação da marca e do conteúdo no corpo do Diário Regional. Lá, ficamos encorpados depois de absorvermos as proteínas e as boas energias desse primeiro e importante estágio de crescimento. Agora, robustos no como fazer, vamos ampliar nossos horizontes, juntamente com você, nosso leitor fiel e que nos acompanhou todos esses anos, e com você que está nos vendo pela primeira vez. O Gente & Empresa, com seu plano de vôo autônomo, retoma sua rota em direção às cidades da Zona da Mata, num primeiro momento. Isso porque temos um grande leque de temas para serem abordados: pessoas, empreendedores, personalidades. Cada uma com suas histórias. Empreendimentos, organizações – grandes ou pequenos – cada um com sua trajetória. Calçados na Zona da Mata, vamos ampliar ainda mais nossos horizontes sempre com o compromisso de levar a informação correta, ética e que servirá para mantermos o nosso destino de desenvolvimento econômico, social e humano. O Gente & Empresa, na sua versão impressa, vem se juntar à sua versão virtual (www.genteeempresa.com), que também vai passar por alguns acertos. Esse dois suportes vão assegurar o nascimento de novos produtos que estarão à disposição do mercado e da sociedade. Esse nosso “olá” é o primeiro de muitos outros distribuídos em várias mídias. É só conferir e acompanhar.

Diagnóstico social

assessoria Foto: Alexandre Dornelas

A Comissão Especial do Idoso reuniu-se com o Reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Henrique Duque, na manhã desta sexta-feira, dia 15, a fim de conseguir o apoio da instituição na formulação de um diagnóstico social da terceira idade do município.Com apoio da Câmara Municipal, representada pelos vereadores Isauro Calais, José Figuerôa, Ana Rossignoli e José Tarcísio Furtado, a Comissão reúne as entidades locais que já discutem a questão dos idosos em Juiz de Fora.Preocupados em desenvolver ações específicas, atendendo as mais importantes demandas dos idosos, o grupo priorizou esse diagnóstico aprofundado para conhecer melhor as reais necessidades, suprindo a ausência de dados relacionados à essa população. “Nosso objetivo é fazer um perfil completo, que nos possibilite elaborar políticas públicas mais eficientes voltadas à terceira idade”, afirma o vereador Isauro Calais.O documento levado ao Reitor propõe algumas questões que devem ser abordadas na pesquisa e ressalta a necessidade de apoio financeiro. Após a assinatura dando ciência da proposta, Duque se comprometeu verbalmente em financiar o projeto, que deverá ser desenvolvido pelo Centro de Pesquisas Sociais (CPS) da UFJF, a partir de 1º de outubro, Dia Nacional do Idoso. Segundo o Reitor, “essa também é uma das funções da Universidade. Já temos o Polo de Enriqueci-

Comissão esteve reunida com o Reitor na manhã desta sexta-feira

mento Cultural, um projeto de extensão que trabalha junto aos idosos da cidade oferecendo cursos, oficinas, palestras e eventos com o objetivo de contribuir para melhorar a situação da terceira idade, por meio do desenvolvimento da sua auto-estima e do enriquecimento cultural”. O Polo também faz parte da Comissão Especial do Idoso. A Pró-reitoria de Extensão (Proex), recém assumida pelo professor Marcelo Dulci, dará prosseguimento ao projeto, cujo próximo passo será definir os processos da pesquisa com o CPS, firmando prazos e escopo. Dulci além de ministrar aulas de política e sociologia na Universidade, tem estreita ligação com a questão dos idosos, por estar à frente de projetos do Polo de Enriquecimento. Outras informações: (32) 2102-3967 (Secretaria de Comunicação)

A Associação Comercial e Empresarial de Juiz de Fora – ACEJF, comemora esse ano, 2011, seus 115 anos de existência. A entidade surgiu no ano de 1896, para representar e proteger os interesses políticos de seus associados. A entidade sem fins lucrativos foi a primeira a ser fundada no estado de Minas Gerais, e a terceira no Brasil, dando uma nova forma e consolidação para a economia da cidade. Os estabelecimentos comerciais da época eram conhecidos como ponto de encontro de amigos e chefes de família que faziam do espaço um lugar para efetuar suas compras, bater um papo e tomar uns tragos. No entanto, desafios e dificuldades tiveram de ser vencidos para gerarem benefícios ao comércio e à industria da cidade. Com isso surge a ACEJF, assumindo o posto de órgão máximo atuante a tudo relacionado à empresas locais, dando assistência seja em esclarecimentos para questões jurídicas, Intervenção junto aos governos de qualquer instância, como também em momentos difíceis de

desastre natural. Durante o seu desenvolvimento a entidade recebeu todo o tipo de pedidos e consultas de outros municípios que pretendiam formar também uma associação. Com o tempo a associação foi adquirindo respeito e aprimorando suas atividades, atualmente seus associados podem contar com serviços de locações de espaços para eventos, treinamentos, palestras e cursos. Assessoria jurídica, Assessoria contábil, Assessoria empresarial, E-mail marketing para a divulgação de produto ou serviço, Publicidades e anúncios, Importação e Exportação com orientações sobre comércio exterior e Marketing Digital. Para ser um associado e usufruir dos benefícios da associação basta acessar o site www. acejf.com.br. As comemorações da ocasião foram adiadas por conta do falecimento do 1° Presidente de Honra da Instituição, o ex-senador Itamar Franco, nomeado de forma unânime para participar da comemoração da instituição.

Certidão negativa de débitos trabalhistas Foi publicada no Diário Oficial da União de 08 de julho de 2011, a Lei nº 12.440, que altera a legislação para a realização de Licitação Pública, no âmbito da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). A referida Lei institui, para as empresas participantes de licitações públicas, a exigência da apresentação da Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas. Esta certidão será expedida gratuita e eletronicamente, para comprovar a inexistência de débitos não cumpridos perante a Justiça do Trabalho, Ministério Público do Trabalho e referente às Comissões de Conciliação Prévia. Certificará a empresa em relação a todos os seus estabelecimentos, agências e filiais. Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) – Regional Zona da Mata, Francisco Campolina, trata-se de uma iniciativa de

suma importância, que vem prestigiar e valorizar os empregadores que mantém suas contribuições junto ao Ministério do Trabalho e aos seus funcionários em dia. “Além disso, protege os trabalhadores, na medida em que exige a comprovação da quitação dos recolhimentos previdenciários”, afirma. Com isso, somente poderão participar de licitações públicas as empresas possuidoras desta certidão. De acordo com Francisco Campolina, tratase de uma ação extremamente justa, pois as empresas que estão em dia com suas obrigações deixarão de concorrer com as que têm pendências. “Esta Lei representa um prêmio para os industriais que cumprem seus deveres. É o reconhecimento, agora de forma legal, de que a concorrência deve ser justa e igualitária”, declara.

Gente e Empresa Diretor: Paulo Roberto Gomes Editor-Geral: Anibal Pinto Marques Redação: Wania Lopes Diagramação: Gisely Fernandes Coordenação: Thaíse Amorim Colaboradores: Darcy Emidio Leonardo Prenassi Orlando Silva Rogério Freiz Executivo de Contas: Cristiano Faria Campos Tiago Vinicius Faria


www.genteeempresa.com.br

PÁGINA

o3

Juiz de fora, domingo - 17 de julho de 2011

Iniciativas pública e privada unidas pelo Brasil Por Basileu Rodrigo Tavares

Lei de Incentivo ao Esporte A iniciativa privada e o esporte sempre caminharam lado a lado. Ao redor do mundo temos inúmeros exemplos no futebol, vôlei, automobilismo, golf, natação, atletismo, entre outras modalidades. No Brasil a iniciativa pública foi ao encontro desse pensamento e promulgou em dezembro de 2006 a Lei de Incentivo ao Esporte (LIE). Segundo Wadson Ribeiro, Secretário Executivo do Ministério do Esporte na época da regulamentação da lei e atualmente Secretário Nacional de Esporte Educacional, Inclusão Social e Lazer, “a Lei de Incentivo ao Esporte busca estimular uma participação mais efetiva de todos os setores da comunidade, em um trabalho conjunto entre governo e sociedade, com real aumento dos investimentos e benefícios diretos para a população”. Elaborada no modelo da Lei Rouanet, direcionada a projetos culturais, a LIE permite a dedução fiscal de parte do imposto de renda devido para a realização de projetos desportivos e paradesportivos. Pelo decreto, pessoas físicas podem descontar até 6% e pessoas jurídicas até 1%. Nesse conjunto de possibilidades estão ações organizadas por entidades de natureza esportiva, direcionadas à implementação, prática, ensino, estudo, pesquisa e ao desenvolvimento do esporte, que atendam a um dos tipos de manifestações desportivas – educacional, participação e rendimento. Os projetos são apresentados à Comissão Técnica para avaliação. Essa tem como presidente o diretor de programa do Ministério do Esporte e reúne também os assessores do Ministério e os representantes indicados pelo Conselho Nacional do Esporte. Muitos são os benefícios para a iniciativa privada. A marca da empresa será exposta em todos os bens e serviços viabilizados pelo projeto – se a opção for filantrópica, a imagem pode ficar anônima. Dessa maneira, é possível constituir ações de marketing através do usufruto do incentivo. Além disso, o apoio direto a projetos desportivos reforça o posicionamento da responsabilidade social da empresa. A contrapartida da empresa é zero, ou seja, o valor destinado ao patrocínio é deduzido do imposto de renda (no limite de 1% do IR devido, excluído o adicional). Esse 1% é encaminhado por meio de depósito em conta bancária da entidade proponen-

te, que irá declarar os valores captados por meio de recibo para fins de comprovação de uso do recurso. A responsabilidade pelo acompanhamento dos projetos apoiados é do Governo Federal – realização, captação e prestação de contas. Outro ponto positivo da Lei é que ela não é acumulativa em relação a outros incentivos (cultura, audiovisual, fundo da criança e do adolescente). Com o intuito de homenagear os apoiadores de projetos da LIE, o Ministério do Esporte criou o "Prêmio Empresário Amigo do Esporte", destinado aqueles que contribuíram para o desenvolvimento e o fortalecimento do desporto nacional, nas suas diversas modalidades e manifestações. Paulo Nigro, presidente do núcleo esportivo do LIDE (Grupo de Líderes Empresariais), que representa quase metade do PIB privado brasileiro, comenta que a Lei de Incentivo ao Esporte “é de fácil utilização e pouco burocrática. Basta escolher um bom projeto e fazer a aplicação daquilo que a Lei disponibiliza de recursos para o mesmo”. O apoio a projetos esportivos principia inúmeras possibilidades para nossa comunidade, favorecendo o desenvolvimento de ações que, de outra maneira, deixariam de ser realizadas. “O desafio é estabelecer uma grande network entre governo, empresas e terceiro setor. Assim, conseguiremos não apenas captar dinheiro para projetos de maneira difusa, mas instalar um plano estratégico de financiamento e desenvolvimento do esporte nacional como um todo”, comenta Wadson. A realidade é que a iniciativa privada está mais atenta à importância de se investir no esporte. Comprovação disso é o estudo recém lançado pela GSN Sports que traçou um panorama da LIE nos seus quatro anos de duração (2007 a 2010). A pesquisa abordou questões regionais e econômicas, além das principais características dos projetos, mostrando os gargalos que ainda acontecem no processo de captação de recursos. Foram aprovados 1.034 projetos, resultando em aproximadamente R$ 1,1 bilhão autorizados para captação. No total, mais de 1.200 empresas auferiram isenção fiscal. A região sudeste concebe, aproximadamente, 77% do volume aprovado para captação (cerca de R$ 838 milhões) e 86% da verba total captada pela Lei de Incentivo. Acerca do tipo de manifestação des-

Foto: Divulgaçaõ

Alimentação é o foco da semana na agenda de cursos do SENAR MINAS

Wadson Ribeiro

portiva, os projetos de rendimento foram o principal destino dos recursos captados, 73% do total (aproximadamente de R$ 792 milhões). Educacional e participação canalizaram 14% e 13%, respectivamente. Juiz de Fora é um exemplo de município com projetos aprovados. A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) aprovou para seu time de vôlei e para a Associação Atlética Acadêmica da Instituição, no campo desporto universitário. Além deles, foram atendidos os projetos da Associação Desportiva Juiz de Fora (ADJF), no handebol; da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) da cidade, no futsal; e do Instituto Juizforano de Pesquisa, Elaboração de Projetos, Planos Integrados e Práticas Esportivas e Sociais, no futebol de campo. Colocar em primeiro plano o investimento no desporto nacional. Esse é o lema que deve ser adotado segundo Wadson Ribeiro. O secretário defende que vivemos um cenário desportivo nacional muito propício a esse movimento e que devemos pensar em qual o legado que iremos deixar para as futuras gerações. Ribeiro aponta ainda a relevância da sensibilização do empresariado: “É necessário que as empresas vivam a experiência de financiar um projeto esportivo. É uma excelente oportunidade para associarem suas marcas e seus produtos aos valores positivos do esporte, como superação, dinamismo, conquistas e bem estar”.

O SENAR MINAS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), por meio da regional Juiz de Fora, vai promover de 18 a 23 de julho cinco cursos relacionados à alimentação, capacitando 60 produtores rurais. O treinamento “Produção Artesanal de Alimentos” será realizado em Pedro Teixeira e em Rio Pomba. “Noções Básicas de Nutrição e Alimentação” ocorrerá em Matias Barbosa e em Rio Preto. Já “Planejamento de Cardápios com Aproveitamento de Alimentos” será oferecido em Cruzília. Os cursos são gratuitos e para participar é preciso entrar em contato com o Sindicato dos Produtores Rurais de cada município.


PÁGINA o4

www.genteeempresa.com.br

Juiz de fora, domingo - 17 de julho de 2011

Barbacena comemora os Jogos Escolares são 21 anos do ECA encerrados muitos troféus Darcy Emídio Barbacena

Darcy Emídio Barbacena

Foto: Antonio Feres

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, em parceria com a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Ação Social, comemorou nesta quarta-feira, dia 13 de julho, os 21 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente. O estatuto da criança e do adolescente, aprovado em 1990, é fruto da mobilização de milhares de brasileiros e das próprias crianças e adolescentes. Mais do que uma lei, o estatuto pode ser considerado um pacto nacional em defesa dos direitos da infância e adolescência no país. Para comemorar a data, foi realizada uma caminhada, saindo da Praça do Rosário com destino ao Jardim Municipal onde houve ainda tarde de lazer. Na Câmara Municipal, foi lançado o Plano Municipal de Promoção, Proteção e Defesa do Direito da Criança e Adolescente á Convivência Familiar e Comunitária. Durante a solenidade de lançamento do plano, as crianças e adolescentes atendidas pela Inspetoria São João Bosco (Salesianos) que atua na área de de-

fesa das crianças e adolescentes fizeram uma apresentação com o tema “família”. A Inspetoria atende atualmente 180 crianças e seus familiares com duas unidades nos bairros do Carmo e Valetim Prenassi. De acordo a coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social, Vivian Carla do Carmo, o objetivo do Plano Municipal lançado nesta quarta-feira é efetivar o direito de convivência familiar e comunitário às crianças e aos adolescentes. “Agora nós estamos trabalhando para que o estado e o município funcionem com políticas publicas efetivas para promoção da convivência familiar das crianças e adolescentes”, disse a coordenadora. Ainda para encerrar as comemorações de 21 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente, a Pastoral do Menor lançou, na Câmara Municipal, a campanha “Dê Oportunidade – Medidas Socioeducativas responsabilizam, mudam vidas” que trata das ações envolvendo os adolescentes autores de atos infracionais.

“Agora nós estamos trabalhando para que o estado e o município funcionem com políticas publicas efetivas para promoção da convivência familiar das crianças e adolescentes”

Os Jogos Escolares de Barbacena (JEB) foram encerrados nesta segunda-feira, dia 11 de julho, com a solenidade de premiação para os atletas que se destacaram nas competições. A cerimônia foi realizada no auditório do Colégio Tiradentes da Polícia Militar de Minas Gerais e contou com a presença de várias autoridades, alunos e familiares, entre elas a prefeita Danuza Bias Fortes. De acordo com o secretário municipal de Esportes e Lazer, José Luiz Miranda Magalhães Filho, a Prefeitura Municipal de Barbacena tem se empenhado em oferecer condições e oportunizar aos estudantes o desenvolvimento de suas aptidões esportivas. Neste terceiro ano de existência, o projeto “Barbacena Ativa” está se consolidando como um importante programa esportivo e social no município e, dentro da sua programação, os Jogos Escolares de Barbacena, que são dividos em módulos, se destacam como a principal competição para os jovens atletas de Barbacena.

Participaram do módulo 2 alunos/atletas nascidos nos anos de 94, 95 e 96. No módulo 1 os alunos nascidos entre 97 e 99. A categoria especial este ano foi subdividida em dois módulos. O módulo P-1 para os que nasceram em 2000 e 2001 e o módulo P-2 que incluiu crianças dos anos de 2002, 2003 e 2004. Foram 30 escolas participantes num total de aproximadamente 1.200 alunos, na faixa etária de 7 a 17 anos, e quase cinco meses de evento, desde a sua abertura no dia 23 de fevereiro. Fizeram parte da competição as seguintes modalidades esportivas: Futsal, Vôlei, Handebol, Basquete, Atletismo, Natação, Queimada, Peteca, Tênis, Tênis de Mesa e, pela primeira vez, o Mountain-Bike. Durante a cerimônia de premiação foram entregues 72 troféus, 62 placas e 27 medalhas. Os Jogos Escolares de Barbacena foram uma realização da Prefeitura de Barbacena, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer.


www.genteeempresa.com.br

PÁGINA

o5

Juiz de fora, domingo - 17 de julho de 2011

Cataguases terá esgoto tratado pela Copasa

Caed oferece 120 vagas para mestrado em Educação Pública

O secretário de Estado de Governo, Danilo de Castro, representando o governador Antonio Anastasia, autorizou a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) a dar início ao processo de contratação dos empreendimentos para implantação de um moderno sistema de esgotamento sanitário em Cataguases, na Zona da Mata, onde será investido cerca de R$ 52 milhões, beneficiando mais de 90 mil pessoas do município. O secretário juntamente com o presidente da Copasa, Ricardo Simões, e o prefeito William Lobo de Almeida, assinaram o Contrato de Programa, válido para 30 anos, para renovação da concessão dos serviços de abastecimento de água da sede e dos distritos de Sereno e Vista Alegre, bem como assumir o abastecimento dos distritos de Aracati, Cataguarino, Glória. Ainda pelo contrato, a Copasa assume a concessão dos serviços de esgotamento sanitário da cidade de Cataguases e dos distritos, ambos por um período de 30 anos. Os recursos serão destinados para a implantação

O Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed) está com inscrições abertas para o para processo seletivo do Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública. As inscrições devem ser feitas até o próximo dia 21. O candidato deve preencher os dados solicitados por meio do formulário eletrônico e ela só será efetivada após pagamento da taxa de inscrição, no Banco do Brasil, no valor de R$ 100 até o dia 22. Ao todos serão disponibilizadas 120 vagas, sendo 20 para graduados e cem para profissionais em exercício. Os requisitos mínimos exigidos são: curso de graduação completo, em qualquer área do conhecimento, e com-

UFJF

assessoria

de sistemas de captação, adução, tratamento, reservação e distribuição de água tratada, bem como das redes coletoras e interceptoras para transportar os esgotos até a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), que será construída no município para dar disposição final adequada aos esgotos gerados. Na ocasião, Ricardo Simões garantiu que Cataguases terá nos serviços de esgotamento sanitário o mesmo padrão de qualidade de abastecimento da água já conhecido pela população. Esta parceria entre o Governo do Estado, por intermédio da Copasa, e a Prefeitura de Cataguases visa melhorar as condições de saúde no município e a infraestrutura urbana, bem como contribuir para a recuperação e preservação das águas do Rio Pomba, beneficiando a bacia do Rio Paraíba do Sul, atraindo novos investimentos industriais e comerciais para a cidade. Também estiveram presentes na solenidade o diretor de Operação Centro Leste da Copasa, Valério Máximo Gambogi Parreira, lideranças e representantes políticos da região. Foto: Divulgação/Copasa

Solenidade de assinatura do contrato entre o Estado e a Prefeitura

provação do vínculo funcional nos casos dos candidatos gestores em exercício. A primeira etapa será eliminatória e composta de uma prova objetiva com 30 questões. Na segunda fase, classificatória, o candidato terá de fazer uma redação e ter sua experiência profissional avaliada ( graduação e experiência de trabalho). Ambas as etapas acontecem dia 7 de agosto. Para concorrer no processo seletivo 2011, é indispensável que o candidato tenha disponibilidade para participar das atividades presenciais e a distância prevista para o curso. Outras informações: (32) 4009-9300 (Caed) | www.caed.ufjf.br

Formandos têm de pegar becas e convites da colação UFJF

Os formandos deste primeiro semestre letivo devem ficar atentos às datas e aos horários de entrega das becas e dos convites para a colação de grau unificada. As entregas acontecerão entre os próximos dias 18 e 22, das 8h às 18h, no Anfiteatro das Pró-reitorias, no campus. Cada formando terá direito a dez convites e receberá, no ato de entrega da beca, uma carta de orientação, contendo a programação da colação. A Coordenação de Assuntos e Registros Acadêmicos (Cdara) orienta a todos

os formandos que tenham pendências com a Biblioteca Central a quitarem as mesmas e adquirirem o ‘nada consta’ no mesmo momento. O funcionamento da Biblioteca será restrito somente aos formandos, também entre os dias 18 e 22, das 8h às 18h. As colações de grau do primeiro semestre letivo serão realizadas no CineTheatro Central entre os dias 26 e 28 deste mês, com os formando divididos em duas entradas, uma às 18h30 e outra às 21h. Os formandos devem chegar com uma hora de antecedência ao local para poder assinar o termo de colação de grau no segundo andar do teatro – o acesso é feito pela porta lateral do prédio – e em seguida, já trajando a beca, ir para o lado de fora para poder formar a fila para organizar a entrada. Outras informações: (32) 2102-3966/ 3967/ 3968 (Secretaria de Comunicação)


PÁGINA

o6

www.genteeempresa.com.br

Juiz de fora, domingo - 17 de julho de 2011

Gente & empresa

Paulo Roberto

Casa dos Colchões

Bodas de Ouro

Aniversários

Inovando no Mercado de Juiz de Fora no setor de colchões chega à cidade a Casa dos Colchões, dirigida pelo jovem empresário Helvécio Juvenal o popular Juninho, um profissional experiente no setor. Agora com sua própria loja na Rua Santa Rita, 209. Segundo Juninho seu diferencial e sua proposta é trabalhar com as mais famosas empresas do ramo, dando opção aos compradores de escolherem e, um só lugar as diversas marcas de colchão. O tele atendimento é (032) 4141-3194.

O Santuário de Aparecida do Norte com uma missa foi o local escolhido pelo casal Aparecida e Aloisio Giacomo, para comemorar suas bodas de ouro (50 anos de casados) a comemoração contou com familiares e aconteceu no dia 9, foi um dia festivo com a família reunida. A coluna se une aos familiares e amigos desejando muita saúde e felicidades ao casal.

Frederico Mendonça aniversariou dia 14, ele é soldado do Corpo de Bombeiros da cidade de Lavras e filho dos empresários Chico e Marta Mendonça(Chico Geraes).

Aparecida e Aloisio Giacomo,no Santuário de Aparecida,nas Comemorações de suas Bodas de Ouro no dia 9 de julho

Aparecida e Aloisio,com as filhas,genro e netos

Despedida

Visita de Inspeção O Chefe do Estado Maior do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, Coronel Gamaliel, esteve em Juiz de Fora e Região fazendo uma visita inspeção nas unidades, ele veio acompanhado de vários oficiais. Na foto: Tenente- Coronel Felix, Coronel Gamaliel, e o Comandante do Quarto BBM Tenente-Coronel Anderson.

Aparecida e Aloisio com os netos:Leticia,Gabriel e Pedro

Luciene, Luiz Henrique , Aparecida e Aloisio Giacomo Maria Cristina e Murilio Hingel

Pindamonhangaba A atleta juizforana Rafaela Villaverde sagrou- se vice-campeã no time do Pindamonhangaba da cidade do mesmo nome no campeonato paulista de futebol feminino sub-20, a atleta vem para a cidade passar férias e fazer a alegria dos pais Leontina(Léo) e Ronaldo Villlaverde, na foto Rafaela no detalhe.

Após 3 anos a frente da Bateria do Acadêmicos do Manoel Honório a madrinha Elisângela Venâncio se despede do reinado com direito a troféu e homenagens feita pela diretoria e componentes. Valeu rainha.


www.genteeempresa.com.br

PÁGINA

o7

Juiz de fora, domingo - 17 de julho de 2011

Union Citroen A empresa Union Citroen com seus carros fizeram muito sucesso na Semana do Fazendeiro na cidade de Viçosa,segundo Wilmar Delgado gerente de vendas foi muito proveitoso e importante participar de um evento consagrado como a Semana do Fazendeiro e ainda mais nossos carros fazendo sucesso ,foi muito bom.

Móveis de Jardim O empresário Anibal Grazia que fabrica e vende móveis para jardim ficou encantado com a casa de Guilhermina Dias Esteves em Santos Dumont. Segundo Anibal a casa tem um toque refinado e de muito bom gosto e tem um belíssimo jardim. A empresária Guilhermina é diretora do Guy Buffet que atua em toda região e também nos estados do Rio e São Paulo.

Jantar dançante italiano no Clube Bom Pastor O ano de 2011 marca um momento especial para a comunidade italiana no mundo e particularmente no Brasil. Motivos não faltam: os 150 anos da unificação italiana e os 65 anos da proclamação da República. A celebração desta comunhão acontece no dia 6 de agosto, no Clube Bom Pastor, a partir das 20h, no evento Vino e Pasta. O evento visa consolidar os sentimentos de afinidade entre os dois povos e unir gastronomia e entretenimento, em prol da filantropia. Uma excelente oportunidade de estreitar laços entre as pessoas, produtos e empresas. O jantar traz o que há de mais tradicional na culinária italiana: a renomada massa Barilla, com degustação de vinho. Serão servidos três tipos: penne, espaguete, farfalle acompanhadas de três tipos de molhos: bolonhesa, quatro queijos e funghi. O evento conta ainda com mesa de frios a noite toda, sorteio de vários prêmios e o show da Banda Soma, até as 5h da manhã. O Vino & Pasta é limitado a 600 pessoas. Serão 75 mesas, para 8 pessoas, no valor de R$70,00 (por pessoa), sendo 20% da venda dos convites revertida para a Ascomcer (Associação Feminina de Prevenção e Combate ao Cancêr). O ingresso dá direito ao jantar, vinho, mesa de frios, participação do sorteio de vários prêmios.. Venda de convites e informações :Grupo Pleased Rua Padre Café, 643 – São Mateus.(32)3218-0503/ 3083-916 vinoepasta@hotmail.com


PÁGINA

o8

www.genteeempresa.com.br

Juiz de fora, domingo - 17 de julho de 2011

ubá

"Qualquer atividade torna-se criativa e prazerosa quando quem a pratica se interessa por fazê-la bem feita, ou até melhor." (John Updike) Orlando Silva Colunista Social Ubá-MG

BELEZA BRASILEIRA E BELEZA MUNDIAL EM FOCO Já tem data o maior certame de Beleza do país, que nos últimos anos, ganhou um up grade e já está sendo alvo dos principais jornais, tablóides, revistas, colunas sociais e noticiários do mapa mundi. É o Concurso Miss Brasil 2011 que será realizado no dia 23 de Julho de 2011 no HSBC Brasil em São Paulo, com apresentação de Adriane Galisteu. 26 Candidatas de estados brasileiros e do Distrito Federal participarão da competição. Izabela Drumond, a Miss Belo Horizonte, foi eleita a mulher mais bela de Minas Gerais no último sábado dia 21 de junho ,em concurso realizado no Minas Tênis Clube na capital mineira desban-

Fotos: Divulgação

Izabela Drumond, Miss Belo Horizonte 2011 e Miss Minas Gerais 2011

Boanerges Gaeta Júnio,que ao lado de Nayla Micheriff coordenadores do Concurso Miss Brasil Oficial

cando suas 26 concorrentes. Depois de uma semana puxada de ensaios, fotos, gravações e provas de roupas, a jovem jornalista, de 24 anos, finalmente realizou seu grande sonho e recebeu das mãos da mineira Débora Lyra, Miss Brasil 2010, o título de Miss Minas Gerais 2011. A propósito, a vencedora já iniciou seus preparativos para representar o estado no maior concurso de beleza do país, o Miss Brasil 2011, que será transmitido pela Band. A vencedora irá representar o Brasil no Miss Universo 2011, que será realizado no Credicard Hall, também em São Paulo no dia 12 de Setembro.

REMEMBERBrilho 20 Recordar nos faz bem demais! Expressivos nomes, personalidades, gente noticia, amigos e incentivadores, em toda esta minha longa história no colunismo social em Ubá, (21 anos) prometem mais uma vez iluminar com suas presenças, a tradicional Noite do Brilho, em 2011 completando sua 21ª edição e com tema – “Borbulhante”. O elegante baile irá decolar dia 10 de setembro no Tabajara Esporte Clube em Ubá Fotos: Servando Lopes

Oneida Contin Guimarães Paschoalino e Paulo Roberto Paschoalino

Cláudia Lopes e Prefeito de São Geraldo (MG)Walmir Rocha Lopes

reunindo cerca de 600 convidados. E como Patrocinadores Máster de nossa festa registra-se: NAGOIA HYUNDAI, MEGA BRINDES, TEK SISTEM, ORTOBOM, MAIS IMAGEM e FERROMINAS. Nesta edição de estréia de Ubá - para Juiz de Fora, uma tomada Top de amigos que estiveram na Edição Noite do Brilho 20/ 2010, e lógico são presenças confirmadas novamente. Foto: Divulgação

CAMPEÃS: A Gerente da “ Carmem Steffens“ Ubá -Tatiana Mendes ladeada por Naiara Correa e Juniara Gomes (ambas do Staff), felizes da vida por terem sido eleitas campeãs do mês de junho, e parabenizadas pela Supervisora Regional de Franquias da grife - Vana Lopes

Foto: Servando Lopes

BELAS EM FESTA: Renata Miquelitto Figueira da Silva Abrahão e Patrícia Rodrigues de Faria Gomes Foto: Colunista

ESPORTE ATIVO NO TEC

O Tabajara Esporte Clube apresentou recentemente sua equipe de volei masculino durante um amistoso contra o Palmeirense de Ponte Nova. No placar para felicidade geral da nação ubaense 03 sets (Tabajara) x 01 Palmeirense. A coordenadora de Esportes do TEC. Carla Dutra Botelho também ficou satisfeita com o resultado. Simone e Marcelo Souza Rodrigues, Gilberto Oliveira Ribeiro e Soninha Vilela Eiras Ribeiro

PARMA EM OFF: Com astral elevado as comanders das lojas Parma Ubá e Juiz de Fora, Gabriela e Marina Parma com a gerente Talita Monteze em ritmo de promoção 50% em todas as lojas Ubá e Juiz de Fora


www.genteeempresa.com.br

PÁGINA

o9

Juiz de fora, domingo - 17 de julho de 2011

BARBACENA

Léo Prenassi colaboração Sérgio Cardoso Ayres

DROPS Obrigado! É com alegria que recebemos o convite – e aceitamos!!! – para ocupar esta página em mais uma grande novidade criada pelo empresário Paulo Roberto. Agradecemos a confiança em nosso trabalho - que devolveremos com seriedade e cunho jornalístico. Obrigado! Cidadão Honorário

Toda a beleza e simpatia de Roberta de Castro Heluey, Rainha das Rosas 2010

Sindicato Rural

A prefeitura Danuza Bias Fortes, o padre Alvim Valério, Antônio Tobias de Carvalho e Renato Laguardia, presidente do Sindicato Rural de Barbacena

Um dos sindicatos mais respeitados de nossa cidade comemorou dia 15 seus primeiros 45 anos de fundação. Para abrilhantar a festa do Sindicato Rural de Barbacena, passaram por seus salões reformados a prefeita Danuza Bias Fortes , vereadores, membros do sindicato, associados, empresários locais e um bom número de amigos. Há nove anos à frente do sindicato, Renato Laguardia é um nome com grande credibilidade no meio rural. A ele e a todos os que cuidam da nossa terra, os parabéns da coluna.

No último dia 8, no Palácio da Revolução Liberal, o deputado federal Reginaldo Lopes recebeu o título de Cidadão Honorário de Barbacena. Merecedíssimo! O parlamentar, uma liderança petista regional, tem prestado inúmeros serviços ao município de Barbacena. Agora com o título, estamos credenciado a chamá-lo de conterrâneo e, claro!!, cobrar mais ações para a nossa Cidade das Rosas. Iphan em Barbacena Nossa Igreja Matriz da Piedade está em obras. Com a devida presença do IPHAN, as trincas da fachada principal estão sendo corrigidas e um moderno sistema eletrônico de segurança sendo instalado.

Marcier

Festa Julina

Frio

A tradicional festa julina no sítio da empresária Ana Paula Laguardia já movimenta nossa sociedade em torno dos convites. Este ano a festa rola no próximo sábado, dia 23, tendo como novidade o show da cantora Fernanda Santana e banda. Quem conhece, sabe: Imperdível!

Barbacena, pelo menos este ano, está revivendo o velho clima frio de décadas passadas. Aqui, no alto da Mantiqueira, as noites estão geladas e os dias claros e azuis. Logo, quando a primavera substituir o inverno, a luminosidade tão reverenciada pelos artistas plásticos estará de volta.

I N G L Ê S

C O M

Um sucesso absoluto!!! A Mostra Itinerante Marcier, com vinte gravuras de Emeric Marcier e que tem como curador o meu amigo Sérgio Cardoso Ayres, colaborador desta coluna, visitou neste primeiro semestre as cidades de Belo Horizonte (Centro Cultural da UFMG), Barbacena (CEFEC), Tiradentes (Centro Cultural Yves Alves) e São João Del Rei (Centro Cultural da UFSJ).

L I D E R A N Ç A

ingles - francês - espanhol - alemão - italiano - chinês - japonês R. Dr. Gil Horta 115 Centro | 32 3216-4364 R. Mal. Deodoro 796 Centro | 32 3215-6415 R. Machado Sobrinho 100 Alto dos Passos | 32 3215-0867 R. Henrique Dias 57 Benfica | 32 3217-7279 juizdefora@wizard.com.br

O secretário institucional da Prefeitura de Barbacena, Paulo Araújo, o deputado federal Reginaldo Lopes e o prefeito de Prados, Gustavo Gastão

Diamantes Será no dia 4 de agosto, na galeria do CEFEC, a mostra fotográfica de Bruno Guilarduci, fotógrafo juizforano. Com o título de “Na trilha dos diamantes”, a exposição é registro certo na agenda de eventos de quem aprecia a técnica fotográfica. Fórum A coluna parabeniza o empresário Osvaldo Júnior Pereira pelo segundo Fórum Empresarial, dias 29 e 30 de junho. O evento movimentou Barbacena com o já tradicional requinte do Hotel Grogotó e é notícia até o dia de hoje. Comentário Quem diria!!! Até o Tio Sam pode dar um calote. E os chineses é que estão reclamando. O mundo realmente está mudado. Aliás, moratória já é uma palavra bem conhecida dos brasileiros...


PÁGINA

1o

www.genteeempresa.com.br

Juiz de fora, domingo - 17 de julho de 2011

zuca

JOHNNY A professora Vera achou que os alunos já estavam bem grandinhos e os mandou fazer uma redação sobre o tema sexo, ou assunto relacionado com esse tema. No dia seguinte, cada aluno leu a sua redação: a da Mariinha era sobre contraceptivos, a do Gerson falava da masturbação, a Ana Lúcia escreveu sobre rituais sexuais antigos, etc. (blá, blá, blá...). E chegou a vez do Joãozinho: “Era uma vez no velho Oeste, há muitos e muitos anos. No relógio da igreja batiam as 18h. Nuvens de poeira arrastavam-se pela cidade semi-deserta. O sol já ofuscava o horizonte e tingia a silhueta de um cavaleiro. Lentamente, foi-se aproximando da cidade... Ao chegar à entrada, desmontou. O silêncio pesado foi perturbado pelo tilintar das esporas. O cavaleiro chamava-se Johnny! Vestia-se todo de preto, à exceção do lenço vermelho que trazia ao pescoço e da fivela de prata que segurava os dois revólveres na cintura. O cavalo, companheiro de muitas andanças, dirigiu-se hesitante para uma poça de água...PUM! O velho cavalo caiu morto com um buraco na testa. O cheiro de pólvora vinha do revólver que já tinha voltado para o coldre de Johnny. Johnny não gostava de cavalos desobedientes. Johnny dirigiu-se para o bar. Quando estava subindo os três degraus, um mendigo que ali estava, tocou na perna de Johnny e pediu uma esmola. PUM! PUM! PUM! O esmoleiro esvaiu-se em sangue. Johnny não gostava que lhe tocassem.

Johnny entrou no bar. Foi até o balcão e pediu uma cerveja. Johnny provou e fez uma careta...PUM! PUM! PUM! Johnny não gostava de cerveja morna e detestava barmans relapsos. Outros vaqueiros que ali estavam olharam surpresos para Johnny. PUM! PUM! PUM! PUM! Ninguém sequer conseguiu reagir. Johnny era rápido no gatilho e não gostava de ser o centro das atenções. Saiu do bar. Johnny saiu do bar e deslocou-se até o outro lado da cidade para comprar um cavalo. Passou por ele um grupo de crianças a brincar e a correr, levantando uma nuvem de poeira...PUM! PUM! PUM! PUM! PUM! PUM! PUM! Desta vez os dois revólveres foram empunhados. Johnny não gostava de poeira e, além disso, as crianças faziam muito barulho. Johnny comprou o cavalo e, quando pagou, o vendedor enganou-se no troco... PUM! PUM! Johnny não gostava que o enganassem no troco. Johnny montou no novo cavalo e saiu da cidade. Mais uma vez a sua silhueta recortou-se no horizonte. Desta vez com o Sol já quase recolhido. Todos aqueles mortos no chão. Até o silêncio era pesado. FIM”. Joãozinho sentou-se. A turma estava petrificada! A professora chocada pergunta: - Mas...mas...Joãozinho...O que esta composição tem a ver com sexo? Joãozinho, com as mãos no bolso, responde: - O JOHNNY ERA FODA!!!

LIVRO RARO

SABEDORIA DA SANDRINHA

Um homem entra numa biblioteca a procura de um livro. Como não consegue encontrá-lo , busca a ajuda da bibliotecária: - Eu estou a procura de um livro, mas não o encontro. - Se o senhor me disser o título do livro, talvez eu possa ajudar. - O título é: “O Homem, O Sexo Forte.” Ao que a bibliotecária lhe responde: - Ah, ficção científica é no andar de cima!!!

Sandrinha passeia com duas amigas pelo deserto africano quando o veículo que elas usam sofre um defeito. Depois de várias tentativas para fazê-lo funcionar, desistem da empreitada e resolvem seguir a pé. Uma delas leva consigo o radiador do veículo para poder aproveitar a água nele contida em caso de necessidade. A outra leva a bateria e um dos faróis para iluminar o caminho durante a noite. Sandrinha tira uma das portas e a arrasta com dificuldade. As duas amigas lhe perguntam a serventia daquela porta. Sandrinha, responde do alto de sua sapiência: - Alôôôô!!! Se fizer muito calor temos que abaixar os vidros para que o ar circule, gente...

Foto: Ilustrativa

Foto: Ilustrativa

PÁRA-CHOQUES • A vida é um barato, o pobre é que acha caro. • Cer motorista é facel, o deficel é ser responsalvez. • Divórcio é igual engenho: só devolve bagaço. • Minha sogra caiu do céu...A vassoura quebrou. • Pinto é que nem dólar: sobe no paralelo e cai no oficial.


PÁGINA

www.genteeempresa.com.br

11

Juiz de fora, domingo - 17 de julho de 2011

thadeu santos

Fala, Thadeu!

Cotidiano: OSSO DAR UMA OLHADINHA? Quem tem carro entende bem essa expressão. Está cada vez mais insuportável “não” deixar o carro na garagem. Antigamente o horário dos “tomadores de conta de carro” (nova profissão no Brasil) começava depois da vinte horas, ou então, em muitas vezes, esses só apareciam quando você estava indo embora, bem no fim da noite, e com a maior cara de pau ainda perguntando, sem interrogação no final, em tom de afirmação intimatória: “doutor, tava de olho, vai deixar um leitinho pras crianças”. Aliás, pra “tomador de conta de carro”, todo mundo é doutor. Se bem que, às vezes, eles se lembram que somos todos filhos de Deus, católicos, evangélicos, espíritas etc , e nos tratam por: “e aí, meu irmão?”. Hoje o negócio cresceu e é “tomador de conta de carro” o dia inteiro e em todo lugar. Se você parar em frente a uma padaria pra comprar quatro pãezinhos pense bem se terá dinheiro extra pra pagar o cidadão que está de olho no seu carro, nesses segundos, parado bem na sua frente, às suas vistas, pois, se não tiver, compre apenas um pãozinho e guarde o dinheiro com o qual compraria os outros três pra dar pra “ele”. Posso dar uma olhadinha? A vontade é responder tanta coisa: “ vai olhar a...” ou “olha à vontade, olhar não arranca pedaço” – mas aí vem o medo do olhar arranhar seu carro e, pronto, lá se vão algumas moedinhas embora. Corrigindo a tempo, lá se vai uma grana embora, pois, foi-se o tempo em que esses profissionais se contentavam com moedinhas. Inclusive, preço pra mulher geralmente é mais caro que pra homem. É que eles aproveitam da fragilidade feminina e se impõem pelo medo que elas sentem que não é nem pelo fato de ter o carro roubado, mas por coisas piores, pois ninguém sabe o “currículo” do profissional da área. Geralmente trabalham em áreas escuras, isoladas, com forte teor alcoólico e drogas mais. Hoje, você paga estacionamento, seguro particular, IPVA, seguro obrigatório, põe tranca, alarme e... não adianta, virou obrigatório sair com grana extra pra pagar “tomador de conta de carro”. Se bem que não é nenhum absurdo sair com grana extra para despesas com necessidades especiais e “in- esperadas”, se pensarmos que somos obrigados a tê-lo em espé-

P

cie, não vale cartão, pra dar pra ladrão em caso de assalto, pois se não tivermos nada, estamos arriscados a levar um tiro. Voltando onde o carro foi estacionado, alguém já parou pra pensar se, por acaso, chegar nesse local e ele, seu carrinho querido, comprado pra ser pago em sessenta prestações das quais somente cinco foram pagas, não estiver lá? Quais são os seus direitos perante o “tomador de conta de carro”? Você receberá dele outro carro? Terá seu dinheiro de volta? Espere: não, não é o dinheiro do carro total, mas, o que pa-gou? Espere, de novo! Não é o que você já pa-gou referente às cinco prestações, mas o que você pa-gou a ele, sim, ao “tomador de conta de carro”. Pagou sim, pois atualmente, exigem pagamento adiantado. Reclamar com quem? A polícia diz que não pode fazer nada, que não tem recursos e material disponível para o combate ao crime organizado e o máximo que podem fazer é orientar aos cidadãos de bem que resistam, que não paguem nada a esses indivíduos pois eles estão fora da lei. Os políticos, senhores vereadores, quando não têm mais nada pra fazer, além de distribuir diplomas de “honra ao mérito”, “cidadão honorário”, placas com nomes de ruas etc, tentam fazer o que a função exige, mas que nunca fazem, criar leis municipais, ou seja, criar “alguma coisa” pra legalizar esses indivíduos e assim podermos pagar o que deveria ser “incobrável”, dentro da lei. A pressão é muita pois os próprios “tomadores” não querem ser legalizados, pois, com certeza, estarão sujeitos a impostos, a receber salário mínimo e a cumprir horário. E os vereadores dizem que... bem, são famílias que dependem desse trabalho e, claro, são votos. Melhor não polemizar! Manda pro arquivo. Enfim... esperem um minuto, o alarme do meu carro disparou! Parece que tem alguém tentando entrar aqui em casa, pela garagem. Esperem que eu já volto. Vou ver o que é. Parece que é um ladrão tentando roubar o meu carro. Por favor, não saiam da frente dessas palavras! Não me deixem sozinho! Talvez se eu gritar ele se assuste e foge: – Ei, ladrão, eu vou chamar a polícia! – Chama não, doutor, sou ladrão não. Só queria saber se “posso dar uma olhadinha?“. Abraço a todos e até a próxima edição. Podem dar “uma olhadinha”, à vontade!

S

espaço literário

anta discussão, Batman!...

Há uma discussão bastante antiga a respeito da fronteira existente entre o conto e a crônica. O que é um e o que é o outro? Alguns consideram a última algo como “subliteratura”. Se for verdade, Rubem Braga, um grande cronista brasileiro que me veio à mente sem pensar, fez subliteratura toda a sua vida? Se for verdade Drummond escrevia subliteratura no Jornal do Brasil para viver, já que sua Literatura (com ”L” maiúscculo, para ficar importante – seus poemas) não pagava nem seu barbeiro? Puxando meus alfarrábios, leio, primeiro a respeito do conto: “caracteriza-se como narração de um episódio, uma única ação, com começo, meio e fim, concentrado num espaço físico/tempo reduzidos. Destaca-se por sua unidade de tempo e ação.” Tudo certo. E a crônica? Ela tem finalidade utilitária, é cotidiana. É o que dizem os manuais. Um comentário leve e breve sobre algo do cotidiano. Conforme Fernando Sabino, outro grande cronista, a crônica é algo para ser lido no café da manhã. Abro aspas pro mestre Sabino: “Eu pretendia apenas recolher da vida diária algo de seu disperso conteúdo humano. (...) Nesta perseguição ao acidental, quer num flagrante de esquina, quer nas palavras de uma criança ou num incidente doméstico, torno-me simples espectador.” Santa discussão. A proximidade dos gêneros é tão mais atestada quanto mais se produz textos. Os universos vão-se entrecruzando e hoje, quando eu termino de escrever um conto (ou “conto”, assim mesmo entre aspas, já que o mesmo e sua “priminha pobre” crônica parecem se encontrar em crise de identidade), me pergunto até que ponto aquilo não pode ser considerado crônica: falo do cotidiano, de pessoas de carne e osso; pode ser curto e, por isso, pode ser lido no café da manhã; consegue, graças à competência do escritor, transformar dia-a-dia em poesia, ou melhor, pinçar poesia da realidade, já que a primeira subjaz na segunda desde que o mundo é mundo. Pronto! Confundi tudo na cabeça do leitor, que estará a esta hora arrancando cabelos e se perguntando: “Meu deuzinho, antes eu sabia o que era o quê. Mas agora esse sujeito misturou tudo. Quem ele pensa que é?” Eu não misturei nada. O próprio tempo o fez. A contemporaneidade. A velocidade do século XX e desse iniciozinho de XXI. A quantidade desmesurada de infor-

João Luiz Peçanha Couto

mações que abarrotam nossos falíveis HDs de carne cinzenta. Ou tudo isso junto. O cronista, por exemplo, tem que ter em mente que não pode simplesmente descrever um incidente trivial, sob pena de que sua crônica seja confundida com o texto jornalístico. Há que existir algo de poesia no olhar dele. Neste ponto, ele se aproxima mais da ficção e, por reflexo, do conto. Isso, de a crônica aproximar-se do conto, tem acontecido com relativa frequência. A história curta, o diálogo seco e ágil, o final surpreendente, a unidade de ação, de espaço e de tempo: tudo isso aproxima os dois gêneros. O ponto de separação talvez resida no fato de que o conto normalmente apresenta um grau maior de complexidade, além de ser mais carregado de dramaticidade, enquanto que a crônica corre mais na raia da sátira e do humor. É verdade, confesso. Misturei tudo. A mistura foi feita, para ser mais correto. E o bolo da literatura não para de assar essa mistura. Em que vai dar não sabemos, mas com certeza teremos algo diferente do que conhecemos por conto ou crônica. Melhor ou pior, mas diferente. Cinquenta anos atrás, Hemingway escrevia de pé usando uma Remington (para os neófitos: uma máquina de escrever, um troço horrível e barulhento, em que era proibido errar e que não tinha back space ou delete - tem gente que gosta, provavelmente os mesmos que veneram o bolachão até hoje) e provavelmente uma bela morena corrigia seus originais, colando fitinhas de papel sobre a linha a ser cotejada. Hoje, clica-se no ícone do disquetinho e tudo está salvo; o copia-e-cola salva o saco do escrevinhador; clica-se no envia e o texto vai para quem você desejar enviá-lo. Melhorou, sem dúvida. Talvez no futuro a gente não use mais computadores e nem exista mais o que chamamos hoje de “conto”, “crônica” ou “romance”. Talvez no futuro tudo seja chamado de “texto”, simplesmente. Talvez não precisemos assar um frango, mas apenas dizer pausadamente a palavra frango para um microfone chipado em nosso dedo mindinho e um frango delicioso e hiperproteico apareça hologramado na nossa mesa. Talvez até o mundo viva em paz. Pelo menos no holograma formado por nossos desejos. João, mestre em Letras pela USP, é escritor, crítico e professor de literatura e língua portuguesa.


PÁGINA

12

www.genteeempresa.com.br

Juiz de fora, domingo - 17 de julho de 2011

chácara

Por Wânia Lopes Foto: Divulgação

A sossegada cidade de Chácara está localizada à 25 km de Juiz de Fora e à 219 km da capital, Belo Horizonte, possui uma área territorial de 153km² e de acordo com o último censo, 2.370 de habitantes. Conhecida por suas belas cachoeiras, cartão postal da cidade, foi fundada em 1962. Atualmente, com 49 anos vida, comemorados sempre em janeiro com homenagens à São Sebastião – padroeiro da cidade – tem a data como uma das principais festividade da cidade. Dentre os eventos

do calendário que atrai maior número de turistas, o carnaval, com o tradicional concurso dos mascarados, a Exposição Agropecuária e o Torneio Leiteiro. A cidade encanta por suas belezas naturais, entre elas a nascente do rio Cágado, que oferece lindas e prazerosas paisagens. Aliada às suas belezas, a cidade conta com a Pousada Fonte de Luz, a Fazenda Santa Rita, a Churrascaria Viana e o Hotel Fazenda Estância Real, opções que oferecem sala com lareira, suítes exclusivas, espaço para eventos, área de

Lazer e recreação, passeio a cavalo e de charrete, pomares, piscina e bar, salão de jogos, playground e restaurante. Entre os pontos turísticos da cidade está a Cachoeira dos Menezes, com uma área de camping com espaço para organizar barraca ou preparar um delicioso e descontraído churrasco com os amigos, além de poder se refrescar nas cascatas e duchas. Outro ponto atrativo da cidade é a Cachoeira dos Eucaliptos, com grandes eucaliptos ao redor que proporciona o conforto e paz para quem procura des-

canso para aproveitar um tranquilo passeio em família. Um pouco da Cultura Chacarense pode ser encontrada em Raízes de Chácara, que oferece trabalhos artesanais, bordados, pinturas, doces, bebidas e muito mais. Outra dica para visitação são as quatro praças da cidade, a Praça Monsenhor Leônidas, a Praça Almirante Barroso, Praça Farmacêutico Nicolau Mostaro e a Praça Joaquim Pilato. A Matriz de São Sebastião e a Casa de Cultura completam o roteiro do passeio.

Jornal Gente & Empresa  

Ano1 Edição 1

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you