Issuu on Google+

1

Sábado / 15 de Março de 2014

Edição 947

Sábado

Edição 947 Março / 2014

15

Mais Médicos: Dois médicos cubanos chegam em Siqueira Campos Segundo o diretor do Departamento de Saúde, Wilha Galdino Alves, o casal de médicos deve começar a atender após a validação do registro dos profissionais feita pelo Ministério da Saúde. Página 4

Fundação Hospitalar de Saúde faz licitação para compra de remédios O processo licitatório aconteceu na última segunda-feira, 10, e após uma disputa acirrada, o município economizou mais de R$ 180 mil. Página 5

Altos estoques do comércio reduzem o ritmo de produção da indústria no início ano

A avaliação é da economista Ana Silvia Martins Franco, do Núcleo de Macroeconomia e Conjuntura do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). Segundo a Pesquisa Industrial Mensal Regional - Produção Física (PIM-PF), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e divulgada nesta sexta-feira, 14 a indústria paranaense teve desempenho positivo no acumulado de 12 meses, com alta de 5,4% no período encerrado em janeiro. Página 8

Governo municipalista rende homenagem a Beto Richa

O governador Beto Richa recebeu na última quinta-feira (13) da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop), o título de “Benfeitor do Oeste”. Na solenidade, ao lado do presidente da Amop, José Carlos Mariussi, que é prefeito de Tupãssi; do prefeito de Cascavel, Edgar Bueno, e de prefeitos dos 52 municípios associados à entidade, Richa reforçou a sua postura de governar sem distinções partidárias, em função das demandas da população, apresentadas pelos 399 municípios do Estado. Página 3


2

Sábado / 15 de Março de 2014

Edição 947

OPINIÃO

A cor da mente Cristovam Buarque

Nos anos 70, a televisão mostrou uma série com o nome de Raízes, contando a trajetória de uma família de negros americanos, desde seu passado na África. A série emocionou centenas de milhões de pessoas ao mostrar o sofrimento de sucessivas gerações que tinham em comum a cor da pele e a escravidão por serem negras. Trazida para o presente, a série Raízes pode ser escrita sob outro ângulo: as sucessivas gerações de pessoas carregando a característica do analfabetismo. A genealogia de um analfabeto mostra quase toda a sua linha de transmissão no analfabetismo. Raramente o filho de alfabetizados cai no analfabetismo. Já o analfabeto adulto é filho e neto de analfabetos. Mas, diferentemente da transmissão da escravi-

dão pela cor irremovível, a transmissão do analfabetismo decorre da falta de programas educativos para sua erradicação. Porque a cor da mente é mutável pela educação. Muito provavelmente os 13 milhões de analfabetos de hoje são descendentes dos 6,5 milhões de analfabetos que povoavam o território brasileiro em 1889. Naquele ano, a elite republicana fez uma bandeira com um lema escrito, mesmo sabendo que seus cidadãos eram incapazes de reconhecê-lo porque não sabiam ler. E, desde então, 125 anos se passaram sem um gesto enfático e duradouro que abolisse a tragédia, que permitisse a todos os brasileiros lerem a sua bandeira. A repetição genealógica do analfabetismo é causada pelo descaso com a educação das crianças, que deixa aberta a torneira por onde

surgem novos analfabetos adultos, e pela falta de um programa concreto e persistente para a erradicação dessa tragédia entre os adultos. Para resolver o problema em cinco anos, seria necessária a mobilização de 130 mil jovens bolsistas ao custo anual inferior a R$ 1 bilhão e mais R$ 2 bilhões de outros gastos operacionais. Essa era a intenção do Ministério da Educação no primeiro ano do governo Lula, ao criar uma Secretaria Extraordinária da Erradicação do Analfabetismo, destinada a gerir o Programa Brasil Alfabetizado. A secretaria chegou a formular o Programa de Apoio ao Estudante, proposto no Projeto de Lei n.º 2.853/2003, pelo qual os alunos de universidades particulares receberiam bolsas para pagar seus estudos, desde que aceitassem exercer atividades rela-

cionadas à alfabetização de adultos, por seis horas semanais, durante um dos semestres de seus cursos. Além disso, foram implantados programas de “leituração” para manter a alfabetização conquistada. Em 2004, a secretaria foi extinta e o programa perdeu vigor; o PAE se transformou em Prouni sem exigência aos beneficiados. O resultado é que o problema continua e, em 2013, sofreu aumento no número de analfabetos: os 6,5 milhões de 1889 duplicaram, em 2013, para 13 milhões. Quem sabe se, neste ano, algum candidato a presidente vai apresentar o compromisso e dizer como, quanto custa e de onde sairão os recursos, financeiros e humanos, para romper a genealogia do analfabetismo, mudando a cor da mente desses brasileiros.

Charge

jornalística correio do norte s/c ltda - cnpj: 07.117.234/0001-62 Site: www.correionoticias.com.br - E-mail: editais@correionoticias.com.br escritório siqueira campos diagramacao@correionoticias.com.br Rua Dos Expedicionários,1525 - centro Siqueira Campos - Paraná REPRESENTAÇÃO (43) 3571-3646 | 9604-4882 MERCONET Representação de Veículos de ComuniOs artigos publicados não expressam necessariamente a opinião do Jornal e são de total responsabilidade dos autores.

cação LTDA Rua Dep. Atilio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 | Fax: 41-3079-3633

Direção / editora chefe

Elizabete Gois redação

Camila Consulin, Isaele Machado, Regiane Romão DIAGRAMAÇÃO

Bruno Rafael, Marcos Vinícius administrativo

Isamara Machado, Claudenice Machado COLUNISTA

Gênesis Machado

Siqueira Campos Cornélio Procópio Curitiba Ibaiti Japira Jaboti Salto do Itararé Carlópolis Joaquim Távora Guapirama Quatiguá Jacarezinho Conselheiro Mairinck Pinhalão

A guerra de informação da militância virtual Flávio Morgenstern Rachel Sheherazade se tornou notícia nacional por suas declarações sobre ser “compreensível” que a população sozinha tome uma medida violenta contra um criminoso quando o Estado não age. A despeito de sua declaração não ter causado grande celeuma entre a população, que quanto mais pobre, mais sofre com a criminalidade, a militância virtual não perdoou a declaração da apresentadora do SBT Brasil. Fora partidos como o PSol, que acionaram a Justiça contra a jornalista (alegando que afirmar que o compreensível é compreensível “fere os direitos humanos” – logo vindo do PSol, tentando praticar censura e apoiando as ditaduras socialistas mais espúrias do planeta), o grosso dos ataques veio da internet. Páginas do Facebook foram criadas, como a “Ruth Sheherazade”, que usa a imagem da apresentadora para parodiá-la como uma “irmã boazinha” de Rachel – ou seja, a versão de esquerda da jornalista. O surpreendente na página não é sua existência, mas o grau de profissionalismo exibido em cada postagem. O texto é burilado com técnicas que o tornem bem “pontuado” para pesquisas no Google. Tem hashtags criadas por profissionais. Por exemplo, a página “de humor”, “inofensiva”, “apartidária” de repente faz um post conclamando a militância a ligar o caso do helicóptero apreendido com cocaína a Aécio Neves, pré-candidato tucano à Presidência: “Fiquei sabendo que ele tinha #LigaçõesComOAécio. Vamos investigar isso juntos?” A mensagem é estudada. Cria uma hashtag (#LigaçõesComOAécio) que, mesmo que não dê em nada, molda o discurso da militância, para ser repetido até se tornar propaganda política. Pede para o público “ajudar” a página com uma “denúncia” à Polícia Federal, que já investiga o caso, fazendo com que muitos comentários inflem a página. Sem que se acompanhe o noticiário técnico, já se cria um factoide. Clicando na hashtag, tem-se todas as historietas formatadas que aderiram ao chamado: repetir o suposto envolvimento, mesmo que se descubra que não envolva ninguém. Por que fazer isso numa página de humor? Por que numa página que, apenas aparentemente, mirava Rachel Sheherazade? Por que uma piada se torna propaganda política? A internet, hoje, é o reino da Militância em Ambientes Virtuais (MAV). Pessoas muito bem pagas apenas para transformar qualquer coisa em propaganda partidária. O intuito é direcionar sentimentos progressistas para sempre convergirem a favor de um partido. É a tática do marxista Ernesto Laclau para a instauração do socialismo: garantir a hegemonia completa do pensamento. Desde a Guerra do Golfo, autoridades de comunicação e tecnologia falam da infowar, a guerra de narrativas. É preciso direcionar a opinião pública contra ou a favor de alguma posição. Laclau e a esquerda querem não uma disputa, mas o controle absoluto: apesar de a internet aparentar uma pluralidade maior, é o terreno para se instaurar a “visão única permitida” sobre os fatos. Isso é feito cada vez mais pelo ataque puro e simples. Se não é possível fechar um jornal sem ser tachado de censor, pode-se usar milícias pagas na internet para derrubar páginas, fazer pressão judicial sobre opositores (mesmo que não dê em nada) ou inventar difamações que pareçam “humor”. O principal alvo da vez é o filósofo Olavo de Carvalho, talvez a única grande voz do pensamento conservador do país, que nunca consegue ser refutado em seus livros, preferindo-se sempre atacar sua imagem com espantalhos bobos. Recentemente, sua página foi derrubada por “denúncias coletivas” duas vezes em poucos dias. Se seu pensamento fosse mesmo raso, qual seria o intuito de impedir a divulgação de suas ideias? Nunca se viu alguém de direita pensando em derrubar páginas de Emir Sader, Leonardo Sakamoto ou Vladimir Safatle. Apesar de aparentemente ser apenas um “território autônomo”, a internet está mais em guerra do que a Crimeia. É a guerra de narrativas – opinião pública é tudo. Mesmo que o censurado da vez seja alguém que não se admira, urge tomar cuidado: amanhã poderá ser um de nós.

Tomazina Curiúva Figueira Ventania Sapopema São Sebastião da Amoreira Nova América da Colina Nova Santa Bárbara Santa Cecília do Pavão Santo Antônio do Paraíso Congoinhas Itambaracá Santa Mariana Leópolis

Sertaneja Abatiá Rancho Alegre Cambará Primeiro de Maio Ribeirão do Pinhal Florestópolis Nova Fátima São Gerônimo da Serra Barra do Jacaré Santo Antônio da Platina Santa Amélia Arapoti Sertanópolis Jaguariaíva Bela Vista do Paraíso Sengés Ribeirão Claro São José da Boa Vista Wenceslau Braz Santana do Itararé Circulação Jundiaí do Sul Andirá

FILIADO A Associação dos Jornais Diários do Interior do Paraná


3

Sábado / 15 de Março de 2014

Edição 947

POLÍTICA

Governo municipalista rende homenagem a Beto Richa

Jonas Oliveira/ANPr

Paraná AEN

O governador Beto Richa recebeu na última quintafeira (13) da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop), o título de “Benfeitor do Oeste”. Na solenidade, ao lado do presidente da Amop, José Carlos Mariussi, que é prefeito de Tupãssi; do prefeito de Cascavel, Edgar Bueno, e de prefeitos dos 52 municípios associados à entidade, Richa reforçou a sua postura de governar sem distinções partidárias, em função das demandas da população, apresentadas pelos 399 municípios do Estado. “Esta é uma forma democrática de administrar, com diálogo e respeito, sem cunho e preferências político-partidárias”, afirmou. “Me sinto honrado com esta homenagem da Amop, um reconhecimento ao esforço do governo para melhorar esta região e também um reconhecimento à boa parceria que temos com os prefeitos”, afirmou Richa. O presidente da Amop disse que a homenagem a Richa foi uma decisão dos 52 prefeitos, de diversos partidos políticos. “É um reconhecimento justo, porque trata todos os prefeitos com igualdade. Na saúde, por exemplo, os consórcios municipais estão bem melhores. Temos mais unidades básicas de saúde, novos leitos de UTI na região. Não tem um município na região que não tenha uma escola reformada”, afirmou Mariussi. O prefeito de Nova Aurora, José de Paula e Souza afirmou que Beto Richa faz um governo municipalista, que valoriza o interior. “Ele tem reconhecido a importância da nossa região, que é muito rica e banca boa parte do que se gera do Paraná e Brasil, trazendo investimentos para nossas cidades”, disse ele. “Houve uma mudança muito grande no tratamento. Percebemos a boa vontade da equipe do governo em ajudar os municípios na elaboração de projetos e enviar recursos”, afirmou o prefeito de Guaraniaçu, Ronaldo Cazella. DESIGUAL - O governador falou sobre as dificuldades do Estado, que não recebe do Governo Federal o mesmo tratamento. “Infelizmente, mesmo sendo o quinto contribuinte em receitas para a União e de ser apenas o 23º para recebê-las, ainda enfrenta-

“Porque o Senhor dá a sabedoria; da sua boca é que vem o conhecimento e o entendimento” Provérbios 89:6 Merenda As escolas da rede estadual estão recebendo neste mês 176 toneladas em carnes congeladas. Até o final do ano letivo serão distribuídas três mil toneladas de carnes como frango, suínos, bovino e peixe para compor a alimentação escolar de 1,3 milhão de alunos nos 399 municípios paranaenses. A distribuição dos congelados é feita diretamente pelas empresas fornecedoras e os alimentos são preparados nas cozinhas das escolas.

Governador Beto Richa recebe homenagem da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (AMOP). CascaveL.

mos contratempos ou sérios embaraços criados para que possamos ter os recursos e promover ainda em maior intensidade o desenvolvimento socioeconômico do Paraná. Todos os paranaenses são seriamente prejudicados por esta política obscura e mesquinha”, disse Richa. Ele lembrou que desde janeiro de 2011 foram encaminhados ao governo federal 526 projetos, entre financiamentos, parcerias e convênios. No total, foram solicitados recursos na ordem de R$ 13,4 bilhões. “Foram autorizados até agora e não repassados R$ 4,5 bilhões. Foram repassados, R$ 1,8 bilhão. “Somos o único Estado do país que não recebeu recursos do Proinveste, apesar de haver uma liminar do Supremo Tribunal Federal para que houvesse esta liberação”, afirmou. Outro exemplo citado pelo governador foi o do novo terminal no Aeroporto de Cascavel, que dobrará a capacidade de passageiros de 200 mil para 400 mil por ano. Ele lembrou que foi assinado um convênio entre os governos federal, estadual e municipal. O Estado fez a sua parte, de custear 30% da obra, que custará R$ 5 milhões. “Cumprimos o que foi acertado. A obra foi licitada, a empresa vencedora está contratada desde fevereiro passado e aguardamos apenas a autorização do órgão federal para dar início às obras e proporcionar maior conforto e capacidade de movimentação no aeroporto”, disse Richa. DESEMPENHO – Apesar das dificuldades, disse o governador, o Paraná cresce e apresenta um dos melhores desempenhos econômicos do País. Em 2013, o PIB estadual cresceu de 5%, mais que o dobro do Brasil.

“Um dos responsáveis pelo nosso crescimento é o setor agrícola. Por isto, é essencial nesta região toda a assistência e apoio ao produtor rural. Estamos investindo R$ 179 milhões na manutenção e conservação de 1,1 mil quilômetros em rodovias na região Oeste. Além disso, estão sendo feitas obras de pavimentação poliédrica, assim como o atendimento pelo programa “Patrulhas do Campo” a dezenas de municípios da região, para facilitar o escoamento da produção agrícola”, citou. O governador falou sobre a expansão industrial, apoiada pelo programa Paraná Competitivo, que atraiu cerca de R$ 30 bilhões em investimentos no setor, com a geração de 150 mil empregos diretos. De janeiro de 2011 a janeiro deste ano, foram criados 315.462 empregos com carteira assinada, posicionando o Estado como primeiro da região Sul e entre os maiores geradores de emprego no país. “Há um forte componente de interiorização nesta geração de empregos: 93,6% dos novos postos de trabalho estão no interior, segundo confirma a pesquisa do Ministério do Trabalho”, disse Richa. Entre os avanços em áreas essenciais, ele destacou a segurança pública. “Os índices de criminalidade que nos assustavam no Paraná foram sensivelmente reduzidos em todo o Estado. Vamos contratar 10 mil policiais e 3.120 deles já estão nas ruas. Compramos 1.220 viaturas novas, 90 delas vieram para a região Oeste”, citou. O índice de homicídios dolosos vem sendo reduzido ano a ano e as principais cidades do Paraná tiveram queda acentuada no número de assassinatos em 2013. Nos municípios na faixa de fronteira, como Cascavel e

Foz do Iguaçu a queda foi de, respectivamente, 25,7% e 29,4%. OESTE – No discurso, o governador enfatizou a presença do governo estadual na região Oeste. Ele destacou a duplicação da BR-277. Já está pronto o trecho entre Medianeira e Matelândia e, em breve, chegará até Cascavel. “O estado dospinbiliza recursos para investimento em infraestrutura urbana, apoia a agricultura com programas de repasse de calcário para pequenos produtores, construção de casas no campo, repasse de Patrulhas do Campo para adequação de estradas rurais”, citou o governador. A região Oeste conta desde o dia 22 de janeiro com um helicóptero exclusivamente para transportar pessoas em situação de urgência e emergência. A aeronave opera com o Samu Oeste, em Cascavel, e atende um raio de 250 quilômetros em operações diurnas. “O serviço aeromédico salva vidas. Em todo o Estado, nos últimos três anos, mais de 400 vidas foram salvas”, disse o governador. Já foram iniciadas a construção da ala de queimados e da ala materno -infantil no Hospital Universitário do Oeste do Paraná. A Sanepar investiu nos sistemas de água e esgoto R$ 74 milhões em 2012 e R$ 113 milhões em 2013. Neste ano, só em Cascavel são R$ 144 milhões para a ampliação desses sistemas. A Copel está investindo R$ 102 milhões em obras importantes para melhorar a qualidade no fornecimento de energia elétrica na região. São exemplos a ampliação da Subestação Cascavel Oeste, que demandou investimentos de R$ 28 milhões, beneficiando não só a cidade, mas a vasta região, que inclui o Sudoeste e o Oeste do Paraná.

Vestibular de inverno A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), por meio da Coordenadoria de Auxílio e Orientação ao Estudante, divulgou na sexta-feira (14) o edital referente ao processo de isenção da taxa de inscrição do Vestibular de Inverno 2014 (ingresso em 2015). Os candidatos poderão se beneficiar desde que comprovem carência financeira através de documentos exigidos no edital nº 030/2014.Os interessados em obter a isenção total ou parcial da taxa de inscrição deverão se cadastrar no período de 17 a 21 de março, no endereço www.uepg.br/caoe, clicando no menu ‘taxa de isenção do vestibular. De olho na saúde A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) aproveita o Dia Mundial da Incontinência Urinária, comemorado ontem (14), para divulgar a campanha "Segura Aí", que visa a conscientizar a população sobre esse problema que afeta homens e mulheres de todas as idades. A campanha educativa para o público leigo começa no próximo dia 26, nas ruas e em unidades hospitalares de várias localidades do país. Medicamentos genéticos de uso veterinário No início da reunião da última quinta-feira (13) da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), os senadores cobraram a regulamentação da Lei 12.689/2012, que trata da fabricação e registro de medicamentos genéricos de uso veterinário. A lei foi sancionada em julho de 2012, após sete anos de tramitação no Congresso, mas na prática ainda não produz efeitos.O presidente da CRA, Benedito de Lira (PPAL), explicou que, para uso humano, há diversos laboratórios fabricando produtos genéricos e convencionais, mas para uso veterinário, o mercado é controlado por um pequeno número de grandes empresas. Rádio e TV Com 36 itens na pauta, a Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) delibera, nesta terça-feira (18), sobre a regionalização da programação cultural, artística e jornalística e sobre a produção independente nas emissoras de rádio e televisão. O senador Valdir Raupp (PMDB-RO) é o relator da matéria, um projeto oriundo da Câmara.Os princípios a que se submetem a produção e a programação das emissoras de rádio e televisão já estão definidos na Constituição Federal. O propósito do projeto (PLC 59/2003) é regulamentar a matéria, fixando os limites mínimos de horas semanais para essa programação, de acordo com os domicílios que possuem televisores e rádios no país. Mensalão Com as condenações de 24 dos 38 réus, o Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu na última quinta-feira (13) o julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão. O tribunal começou a julgar o caso em agosto de 2012 e terminou, após um ano e meio e 69 sessões, o julgamento dos embargos infringentes, últimos recursos possíveis aos condenados. Continuando... Os réus ainda poderão entrar com uma nova ação, a revisão criminal, mas, se isso acontecer, será em um novo processo, individual. . Investigação A Polícia Federal abriu nesta semana dois inquéritos para investigar suspeitas de corrupção e superfaturamento na Petrobras. Na quarta (12), foi instaurado o inquérito que irá averiguar se funcionários da estatal receberam propina para favorecer a empresa holandesa SBM Offshore – a empresa aluga plataformas flutuantes a companhias petrolíferas. O outro inquérito foi instaurado um dia antes, na terça (11), com o objetivo de apurar suspeitas de superfaturamento na compra, pela Petrobras, da Refinaria de Pasadena, no Texas (EUA).


4

Sábado / 15 de Março de 2014

Edição 947

LOCAL

Mais Médicos: Dois médicos cubanos chegam em Siqueira Campos Segundo o diretor do Departamento de Saúde, Wilha Galdino Alves, o casal de médicos deve começar a atender após a validação do registro dos profissionais feita pelo Ministério da Saúde De Siqueira Campos Camila Consulin Siqueira Campos recebeu na tarde de anteontem (13) dois médicos cubanos para atuarem na terceira etapa do Programa Mais Médicos, do Governo Federal. Ernesto Correa Labacena e Altagracia Quintero, vão reforçar as equipes do Departamento de Saúde do município. De acordo com o diretor do Departamento de Saúde, Wilha Galdino Alves,o casal de médicos deve começar a atender após a validação do registro dos profissionais feita pelo Ministério da Saúde. “Em até dez dias, depois que a documentação estiver liberada, eles já poderão começar a trabalhar”, informa. Segundo o diretor, um dos médicos trabalhará no Posto Municipal de Saúde localizado no centro da cidade. Já o outro deve ficar em alguns dos postos na área rural do município.

“Um médico ficará o dia todo no Postode Saúde Central e outro na zona rural. O departamento ainda está analisando qual bairro será beneficiado, porém, estão na lista os postos do bairro dos Barbosas, Gabiroba e Vila Esperança”, informou. Galdino disse ainda que os médicos farão atendimentos itinerantes e que eles atenderão durante quatro dias da semana e terão um dia de folga para a realização de cursos específicos na área da saúde familiar. “Os profissionais trabalham na área da saúde há mais de 12 anos e já tem uma vasta experiência sobre saúde familiar. Mas, ainda precisam fazer alguns cursos sobre a saúde familiar do Brasil e também de Siqueira Campos”, mencionou o diretor. Além disso, outras cidades do Norte Pioneiro foram contempladas com o programa, são elas: Tomazina, Japira, Figueira e Santana

Camila Consulin

Médicos cubanos e o diretor de Saúde, WilhaGladino em visita a rádio Alternativa FM

do Itararé. O programa O Mais Médicos foi lançado em junho do ano passado pela presidente Dilma

Rousseff como parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), para ampliar

o número de profissionais nas regiões carentes do País, acelerar os investimentos em infraestrutura nos hospitais e unidades de

saúde, além de aperfeiçoar a formação de médicos na Atenção Básica.

300 mil litros de leite contaminado são vendidos em cidades do Paraná e São Paulo Paraná Bem Paraná

Ministério Público do Rio Grande do Sul informou que lotes contém formol

Nesta sexta-feira (14), o Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) declarou que 300 mil litros de leite adulterado foram enviados às cidades de Guaratinguetá, em São Paulo, e Lobato, no Paraná. Os lotes do produto não foram divulgados, mas os consumidores podem observar as datas de fabricação das duas marcas: 13 e 14 de fevereiro, para leite longa vida. De acordo

com informações, a assessoria da Líder está apurando a denúncia. "Causa espanto a forma como o leite é tratado, sem qualquer compromisso com a higiene. Flagramos esta semana o leite sendo transportado nas estradas e as mangueiras sujas", afirmou o promotor Mauro Rockenbach. O acusado de contaminar os produtos começou a ser investigado há um mês quando foram coletadas 53 amostras de leite cru arma-

zenadas no posto de resfriamento. Documentos repassados pelo Ministério da Agricultura constataram que 12 amostras apresentaram a presença de formaldeídos (formol). Em fevereiro, as empresas Campezina e LBR foram notificadas pelo Ministério Público, Ministério da Agricultura, após análises em laboratórios. A Campezina atendeu ao pedido e não comercializou os produtos. Já a LBR, que responde pelas marcas Parmalat e Líder, enviou o

leite adulterado para o mercado. “Deparamos com a conivência e a participação de indústrias gaúchas. Já havia sido identificada a adulteração e mesmo assim foram comercializados”, explicou o promotor de Justiça Mauro Rockenbach, em entrevista à Rádio Gaúcha nesta manhã. Além de Condor, a operação é realizada nas cidades de Ijuí, Santiago, Santo Augusto, São Luiz Gonzaga, Santo Ângelo, Panambi e Tupanciretã, na Região Noro-

este e nas Missões, onde são cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão. A ação tem apoio da Polícia Civil e Brigada Militar. Em maio do ano passado, o órgão desencadeou a primeira edição da Leite Compensado. As investigações revelaram um esquema que adulterou mais de 100 milhões de litros do produto. O MP descobriu que transportadores estavam adicionando água e ureia, substância usada para disfarçar a perda nutricional e que

contém formol em sua composição, ao leite cru, no caminho entre a propriedade rural e a indústria. Com isso, conseguiam aumentar os lucros em até 10%. Embora a Justiça tenha condenado seis pessoas em dezembro de 2013, a adulteração de leite continuou no estado. Desde o ano passado, foram descobertos três núcleos de adulteradores de leite, em seis municípios gaúchos: Ibirubá, Ronda Alta, Boa Vista do Buricá, Horizontina, Guaporé e Três de Maio.


5

Sábado / 15 de Março de 2014

Edição 947

editais

Fundação Hospitalar de Saúde faz licitação para compra de remédios

O processo licitatório aconteceu na última segunda-feira, 10, e após uma disputa acirrada, o município economizou mais de R$ 180 mil Assessoria de Comunicação

De Ibaiti Regiane/Fernanda O prefeito de Ibaiti, Roberto Regazzo abriu licitação para a compra de medicamentos que abastecerão o município. Esse processo administrativo é obrigatório para que o município possa adquirir bens e serviços. A Fundação Hospitalar de Saúde de Ibaiti realizou na última segunda-feira, 10, licitação para a compra de medicamentos comuns e psicotrópicos para manutenção dos serviços de Saúde em Ibaiti. Diversas empresas participaram do pregão presencial, sendo que o

Equipe de licitação reuniu várias empresas para o processo

valor da licitação inicial era de R$ 1.575.247,30, por um período de 12 meses de compra e após concorrência acirrada, o valor foi reduzido para R$ 1.389.236,19, gerando uma economia aos cofres públicos de R$ 186.000,00. A licitação é um procedimento administrativo obrigatório ao poder público para aquisição de bens e serviços. “Para que a população entenda facilmente, trata-se de um leilão às avessas, onde quem der o menor preço vence o certame", explicou o prefeito Roberto Regazzo. Já o secretário de Administração, Flávio Queiroz,

explicou que esse sistema inibe as fraudes. “A modalidade pregão permite maior velocidade e economia ao processo, além da transparência, já que o mesmo é antecedido de divulgação em órgão oficiais, como o Diário Eletrônico do Município e o Tribunal de Contas do Estado. O prefeito Roberto Regazzo parabenizou a equipe de licitação da Fundação Hospitalar de Saúde Municipal de Ibaiti, pelo trabalho realizado. “A equipe está de parabéns, pois quando há economia quem ganha é o município. São R$ 186.000,00 a mais para serem investidos na Saúde”.

Prefeito de Ibaiti intensifica reparos nas estradas rurais

O objetivo é melhorar a qualidade de vida do produtor rural, pois com a melhoria das estradas rurais o transporte dos produtos fica facilitado De Ibaiti Regiane Romão Para cumprir mais uma das promessas que fez durante a campanha, o prefeito de Ibaiti, Roberto Regazzo investe na melhoria das estradas rurais do município. Em parceria com a Secretaria de Obras, uma equipe trabalha para recuperar as estradas, que de acordo com o prefeito, estavam esquecidas. O maquinário usado para os reparos foram adquiridos através do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC 2, além de algumas máquinas que já pertenciam

ao município e, para realizar os trabalhos mais pesados, os equipamentos que fazem parte da Patrulha do Campo. Os trabalhos foram intensificados a pedido do prefeito Roberto Regazzo e do secretário Antônio Vincenzi. “A equipe intensificou o serviço de recuperação da malha viária municipal, facilitando assim o acesso da população. Estradas de diversos bairros do município receberam adequação, manutenção e melhorias, o que de acordo com vários produtores rurais, há muito tempo não se via um trabalho como esse”. O produtor rural, Enéias

Aparecido de Oliveira, ressaltou que a estrada está muito boa. “Estamos muito felizes, pois moro a 21 anos neste local e nunca foi feito um serviço desta forma, bem realizado. Tenho muito a agradecer”. Para o agricultor Antonio Rafael Carneiro, que mora a 8 anos no Bairro São João do Paraíso, próximo ao Bairro Choquinho, os reparos nas estradas devem ser comemorados. “As estradas estão um tapete. Cansei de estragar carros nessas estradas, antes era uma pedreira, agora estão muito boas”. Para finalizar, o prefeito

Assessoria de Comunicação

Estradas rurais estão sendo recuperadas. Moradores já notam as diferenças

Roberto Regazzo disse que o objetivo desta administração é melhorar a vida do produtor rural. “Nosso objetivo é de melhorar a

vida do homem do campo e sabemos que a recuperação das estradas está sanando um dos maiores problemas enfrentados pelos produto-

res, que é a dificuldade no escoamento da produção, a intenção é de melhorar todas as estradas que necessitam do serviço no município”.


6

Sábado / 15 de Março de 2014

Edição 947

editais

Atiradores de Jacarezinho realizam doação de sangue

O Subtenente Schneiders disse que é muito importante a iniciativa e que é um ato que pode salvar muitas vidas De Jacarezinho Por Marcos Junior Os atiradores do Tiro de Guerra 05/007 de Jacarezinho realizaram nesta semana a primeira atividade cicio social. Eles foram até a unidade da Coleta e Transfusão do HEMEPAR doarem sangue. Eles foram acompanhados pelo Subtenente Carlos Alberto Schneiders.

“É muito importante esta ação. Espero que eles continuem sempre com esta iniciativa por toda a vida, pois é um ato que pode salvar muitas vidas”, enfatiza Subtenente Schneiders. Ele ainda destacou que além de prestarem o serviço militar inicial, os jovens estão sendo preparados para estarem aptos a desenvolver atividades cívico-sociais, de cidadania

e patriotismo. O prefeito de Jacarezinho, que também é Presidente do TG, Sérgio Eduardo de Faria, Dr. Sérgio, parabenizou os jovens pela iniciativa. A Unidade do HEMEPAR funciona na rua Coronel Cecílio Rocha,425, em Jacarezinho, às segundas e terças das 19 às 22 horas e às quartas-feiras das oito às 12 horas.

SÚMULA DE REQUERIMENTO DE LICENÇA SIMPLIFICADA O SR EXPEDITO MATIAS DE ALMEIDA torna público que irá requerer ao IAP. a licença Simplificada para empreendimento de PSICULTURA a ser implantada RIBEIRÃO DA FARTURA, NO MUNICÍPIO DE SQUEIRA CAMPOS,ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA DE SIQUEIRA CAMPOS ESTADO DO PARANÁ Resumo de Edital nº 20/2014 – Pregão Presencial.

OBJETO: Registro de preços de materiais de limpeza e higienização para os Departamentos da Prefeitura Municipal, a serem concedidos de acordo com a necessidade pelo período de doze meses PROTOCOLO até as 13h45min do dia 27/03/2014. ABERTURA: 27 de Março de 2014 – Hora: 14h00min. LOCAL DE ABERTURA: Prefeitura Municipal, Rua Marechal Deodoro nº 1837.

Divulgação

Atirador durante a doação de sangue

PREFEITURA DE SIQUEIRA CAMPOS ESTADO DO PARANÁ Resumo de Edital nº 04/2014 – Tomada de Preço OBJETO: Contratação de empresa especializada em obras de engenharia para recuperação de pavimentos no centro da cidade nas ruas: Nossa Senhora de Fátima, Paraná, Londrina e Pernambuco, conforme

Contrato de

Repasse OGU

0366302- 83/2011/MCIDADES/CAIXA, Convênio

SICONV 758503/2011. RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS: Na Seção de Protocolo até as 14h00min do dia 02/04/2014. ABERTURA: 02 de abril de 2014 – Hora: 14h00min. LOCAL DE ABERTURA: Prefeitura Municipal, Rua Marechal Deodoro da Fonseca nº 1837. INFORMAÇÕES: Prefeitura Municipal. Fone: (43) 3571-1122 – Departamento de Administração. EDITAL COMPLETO: www.doe.siqueiracampos.pr.gov.br.

INFORMAÇÕES: Prefeitura Municipal - Tel: (43) 3571-1122 ramal

Siqueira Campos, 14 de março de 2014.

218, email: licitação@siqueiracampos.pr.gov.br.

Olivia Castro Lemos Presidente da Comissão de Licitação

EDITAL COMPLETO – WWW.siqueiracampos.pr.gov.br ou WWW.doe.siqueiracampos.pr.gov.br. Siqueira Campos, 14 de março de 2014.

PREFEITURA DE SIQUEIRA CAMPOS ESTADO DO PARANÁ

Felipe Mehlich Pregoeiro Oficial

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAPIRA ESTADO DO PARANÁ TOMADA DE PREÇOS Nº. 002/2014-PMJ

AVISO DE ADJUDICAÇÃO e HOMOLOGAÇÃO O Sr. Prefeito Municipal, WILSON RONALDO RONY DE OLIVEIRA SANTOS, torna-se pública a ADJUDICAÇÃO do objeto, referente a construção de 01 (uma) escola municipal (06 salas), conforme projeto do FNDE, na Rua Prefeito Wilson Leite dos Santos, numa área total de 10.134,00 m2, á empresa L. FUJITA DE ALMEIDA CONSTRUÇÃO CIVIL LTDA-EPP, referente ao Lote 001, perfazendo o valor global de R$ 990.997,13 (novecentos e noventa mil e novecentos e noventa e sete reais e treze centavos). Perfazendo ainda o valor total da licitação de R$ 990.997,13 (novecentos e noventa mil e novecentos e noventa e sete reais e treze centavos)

Resumo de Edital nº 21/2014 – Pregão Presencial.

OBJETO: Registro de preços de formulários, adesivos, placas e troféus, a serem concedidos de acordo com a necessidade pelo período de doze meses PROTOCOLO até as 08h45min do dia 28/03/2014. ABERTURA: 28 de Março de 2014 – Hora: 09h00min. LOCAL DE ABERTURA: Prefeitura Municipal, Rua Marechal Deodoro nº 1837. INFORMAÇÕES: Prefeitura Municipal - Tel: (43) 3571-1122 ramal 218, email: licitação@siqueiracampos.pr.gov.br. EDITAL COMPLETO – WWW.siqueiracampos.pr.gov.br ou WWW.doe.siqueiracampos.pr.gov.br. Siqueira Campos, 14 de março de 2014. Felipe Mehlich Pregoeiro Oficial

e a HOMOLOGAÇÃO do procedimento licitatório modalidade TOMADA DE PREÇOS sob nº. 002/2014-PMJ. Japira, 14 de março de 2014. WILSON RONALDO RONY DE OLIVEIRA SANTOS Prefeito Municipal

PREFEITURA DE SIQUEIRA CAMPOS ESTADO DO PARANÁ Resumo de Edital nº 22/2014 – Pregão Presencial.

OBJETO: Registro de preços de serviços de funilaria e pintura para a manutenção de veículos da frota municipal, a serem concedidos de acordo com a necessidade pelo período de doze meses. PROTOCOLO até as 08h45min do dia 01/04/2014. ABERTURA: 01 de abril de 2014 – Hora: 09h00min. LOCAL DE ABERTURA: Prefeitura Municipal, Rua Marechal Deodoro nº 1837. INFORMAÇÕES: Prefeitura Municipal - Tel: (43) 3571-1122 ramal 218, email: licitação@siqueiracampos.pr.gov.br. EDITAL COMPLETO – WWW.siqueiracampos.pr.gov.br ou WWW.doe.siqueiracampos.pr.gov.br. Siqueira Campos, 14 de março de 2014. Felipe Mehlich Pregoeiro Oficial


Sábado / 15 de Março de 2014

Edição 947

7 EDITAIS


8

Sábado / 15 de Março de 2014

Edição 947

GERal

Altos estoques do comércio reduzem o ritmo de produção da indústria no início ano A menor demanda por reposição de estoques do comércio, em razão das vendas terem ficado aquém das expectativas do setor, reduziu o ritmo da produção industrial no Paraná em janeiro De Curitiba AEN Notícias A avaliação é da economista Ana Silvia Martins Franco, do Núcleo de Macroeconomia e Conjuntura do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). Segundo a Pesquisa Industrial Mensal Regional - Produção Física (PIMPF), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e divulgada nesta sexta-feira, 14 a indústria paranaense teve desempenho positivo no acumulado de 12 meses, com alta de 5,4% no período encerrado em janeiro. No mês de janeiro, contudo, a produção do setor

teve queda de 4,6% em relação a dezembro de 2013. Entre os ramos que mais influenciaram o desempenho negativo estão alguns setores que têm grande peso no conjunto da produção fabril paranaense. É o caso das indústrias de alimentos; bebidas; edição e impressão; mobiliário; máquinas, aparelhos e materiais elétricos; celulose e papel; e de minerais não metálicos. Na comparação com o mesmo mês de 2013, o setor fabril paranaense apontou recuo de 11,2% em janeiro. No País, houve uma retração de 2,4%. No Paraná, sete das 14 atividades pesquisadas tiveram a produção reduzida, apesar das altas em setores como metal; veí-

Divulgação

culos; madeira; máquinas e equipamentos; minerais não metálicos; e máquinas, aparelhos e materiais elétricos. EXPANSÃO - No indicador acumulado de 12 meses, encerrados em janeiro passado, a indústria paranaense registrou expansão de 5,2%, a terceira maior taxa do país, atrás apenas do Rio Grande do Sul (6,8%) e Goiás (5,4%). A média brasileira ficou em 0,5%. Das 14 áreas pesquisadas, oito mostraram resultados positivos no Paraná, sendo as principais contribuições dos setores de veículos automotores; máquinas e equipamentos; minerais não-metálicos; máquinas e aparelhos e materiais elétricos; e madeira.

IAP e Copel promovem workshop para discutir licenciamentos ambientais O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e a Companhia Paranaense de Energia (Copel) promoveram quinta-feira (13) o “Workshop de Licenciamento Ambiental e Assuntos Correlatos” Divulgação

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e a Companhia Paranaense de Energia (Copel) promoveram quintafeira,13, o ?Workshop de Licenciamento Ambiental e Assuntos Correlatos

De Curitiba AEN Notícias

O evento teve como objetivo atualizar diretores e técnicos das instituições sobre

as mudanças nas normas ambientais e procedimentos administrativos com a apro-

vação do Novo Código Florestal. “Esse workshop precisava ser feito não só com o setor energético do Estado, mas com todos os outros em que buscamos essa discussão para que se tenha um andamento melhor no processo de licenciamento. Nosso objetivo é deixar de ser um órgão somente punitivo, mas de diálogo e orientativo no sentido de dar mais segurança e mais subsídio nos licenciamentos ambientais no Estado”, disse o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto. Para a diretora de relações institucionais da Copel, Denise Sabbag, discussões técnicas ambientais são importantes uma vez que a demanda por infraestrutura é cada vez maior. “Trata-se de um encontro de extrema importância para conhecermos e considerarmos todos os aspectos legais a serem respeitados no processo de

licenciamento”, afirmou. No workshop foram ministradas palestras que esclareceram pontos específicos relacionados ao Novo Código Florestal como o Cadastro Ambiental Rural e a averbação de Reserva Legal. Os participantes também trabalharam em torno de novas abordagens para os licenciamentos ambientais, monitoramento da qualidade da água e ictiofauna e condicionantes de licenciamentos ambientais. Após as palestras e o debate de discussões técnicas foram formados três grupos de trabalho que terão a tarefa dar prosseguimento nesta integração com o objetivo de aperfeiçoar e modernizar os processos de licenciamento ambiental no Paraná. As propostas apresentadas serão analisadas e avaliadas para a modernização do licenciamento ambiental. A superintendente da

Coordenação de Planejamento e Gestão Socioambiental, Luisa Cristina Tischer Nastari, falou da importância do diálogo entre as instituições e também lembrou que esse não é o primeiro evento promovido pelas intuições com o objetivo de integrar as equipes e atualizar as questões ambientais do Estado. "Agradecemos ao IAP que sempre esteve aberto a discutir os projetos em conjunto, oferecendo um canal de comunicação que nos permite realizar com rigor técnico e transparência o licenciamento de nossos empreendimentos”, disse. O presidente do IAP apresentou os novos diretores do órgão que irão atuar diretamente no licenciamento e monitoramento dos empreendimentos no Estado. Ele também falou dos projetos de modernização dos procedimentos do órgão que estão sendo desenvolvidos.


Correio Notícias - Edição 947