Issuu on Google+

QUINTA-FEIRA - 19 de SETEMBRO de 2013 - edição 850

Quinta-Feira

19

de Setembro de 2013

1

Diretora: Elizabete Gois Ano XIII - Nº 850 - R$ 2,00

Cornélio Procópio participará da “Virada Cultural” do Paraná Página 8

1ª etapa do Aterro Sanitário de Ribeirão Claro será concluída em dezembro A primeira etapa do Aterro Sanitário de Ribeirão Claro deve ser concluída em dezembro desse ano, segundo estimativa da Secretaria de Obras. O projeto é um dos compromissos do prefeito Geraldo Maurício Araújo (PV) para dar destinação correta do lixo gerado por residências,

empresas e estabelecimentos comerciais do município. Para custear a obra a prefeitura conta com uma verba de R$ 333,2 mil, liberada pela Fundação Nacional da Saúde (Funasa), mais uma contrapartida de R$ 73,4 mil, totalizando cerca de R$ 406 mil. Página 4

Lar do Menor atende cerca de 200 crianças em Siqueira Campos O Lar do Menor de Siqueira Campos abriga atualmente 180 crianças. O local é usado como contra turno e oferece banho e alimentação para as crianças de cinco a quatorze anos que frequentam o local. A coordenadora

geral Roseli de Almeida, abriu as portas da instituição para a equipe de reportagem do jornal Correio Notícias e falou sobre o funcionamento, dificuldades e projetos que o local enfrenta. Página 5

Richa e Lupion entregam ambulância em Abatiá e anunciam construção de UBS em Barra do Jacaré

Bolos cenográficos garantem lucro e evitam desperdícios em festas

Um curso de biscuit foi um dos motivos por mudar a vida da santanense, Neide Maria Marcondes da Silva e fazer dela uma mulher de negócios bem sucedida no município de Siqueira Campos. A empresária que fábrica bolos artísticos da alta-confeitaria diz que o ramo está crescendo gradativamente na região do Norte Pioneiro. Neide trabalhava com a fabricação de doces industriais, no entanto, seu contato com o biscuit a fez ter uma nova perspectiva para sua empresa. Ela conta que foi uma das únicas, após se formar, que continuou e se aperfeiçoou na atividade. “Eu nunca imaginei que a minha empresa iria tomar proporções tão grandes nesta área, pois na época em que fiz o curso, de dez alunos, apenas eu continuei”, ressaltou. Os bolos cenográficos fabricados pela empresária são cada vez mais procurados por noivos, debutantes e para festas infantis. De acordo com Neide, geralmente o ‘recheio’ é feito de isopor e enfeitados segundo o gosto dos clientes, variam desde um tema específico ou até mesmo modelos que ela já fabricou tem no mostruário. Página 7

O deputado estadual Pedro Lupion (Democratas) e o governador Beto Richa (PSDB) estarão, nesta quinta-feira (19), em Abatiá e Barra do Jacaré, dois municípios que integram a base de atuação política do deputado. Em Abatiá, o deputado e o governador serão recepcionados pela prefeita Maria de Lourdes Yamagami (Democratas) na Câmara de Vereadores, às 10:30 horas. Na oportunidade as autoridades assinam o termo de cooperação técnica para reforma de 20 moradias rurais e fazem a entrega de uma nova ambulância, além do

anúncio de outros investimentos do governo do Paraná no município. Em seguida a comitiva vai à Barra do Jacaré, ao lado do prefeito Edimar de Freitas Alboneti (PP), o Edão. Richa e Lupion assinam o termo de liberação de recursos para a construção de uma Unidade Básica de Saúde (UBS). A nova unidade terá toda estrutura que uma unidade de saúde completa precisa ter, contando com equipamentos modernos para consultórios médicos, odontológico, farmácia, sala para vacinas e coletas, entre várias outras coisas. Página 3


2

OPINIÃO QUINTA-FEIRA - 19 de SETEMBRO de 2013 - edição 850

ARTIGO Transparência esclarecedora A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística acaba de tomar uma das mais importantes decisões desde que, em 1997, se estabeleceu no Paraná o sistema de concessões rodoviárias, ao tornar disponível em seu portal de internet toda a documentação que norteia os contratos, permitindo aos interessados o conhecimento integral dos fatos e oportunidade para melhor analisá-los. O mesmo conjunto de documentos foi também entregue à CPI do Pedágio da Assembleia Legislativa. A Associação Brasileira das Concessionárias de Rodovias (ABCR/PR) aplaude a iniciativa, reconhecendo nela o esforço do governo estadual para promover o que for necessário para manter as rodovias sob nossa administração em excelente nível de conservação, manutenção e trafegabilidade. Partilhamos deste esforço e acreditamos que tal transparência servirá para possibilitar debates que levem ao

cumprimento mais ágil das obras reclamadas pela população e, ao mesmo tempo, se estabeleçam bases que assegurem a modicidade das tarifas. É bom que se diga: as concessionárias nunca se fecharam a quaisquer propostas que visassem a tais objetivos, seja agora sob o atual governo ou mesmo anteriormente, quando se viram acossadas por campanhas de descrédito, por ações judiciais impertinentes, por decisões unilaterais extremamente prejudiciais ou por invasões politicamente orquestradas das praças de pedágio. Nunca, frise-se novamente, deixamos de lado a disposição para negociar nos termos mais elevados que o Estado Democrático de Direito garante. Essa mesma disposição permanece, independentemente da CPI. Aliás, não só respeitamos o trabalho desta Comissão e o esforço de seus membros para buscar o esclarecimento dos fatos, como consideramos que

Por João Chiminazzo

ela, ao contar agora com todos os elementos documentais ofertados pelo governo, terá a possibilidade de analisar com isenção e objetividade os fundamentos técnicos, econômicos e jurídicos dos contratos de concessão. Bom exemplo da utilidade da transparência agora garantida pelo governo é o fato de que ela poderá levar a CPI a compreender que os contratos firmados em 1997 foram completamente modificados pelos aditivos de 2002. São estes, exclusivamente estes, que passaram a reger os direitos e as obrigações atuais do poder concedente e das concessionárias. Em outras palavras, são na prática improdutivos os debates a respeito dos contratos originais. É igualmente útil para todos reconhecer que não foram as concessionárias que definiram as tarifas, e sim o poder concedente; e que os reajustes posteriores obedeceram exclusivamente aos índices oficiais. Da mesma forma, graças à

transparência documental, ficará visível agora que o programa e o cronograma de obras foram desde sempre – e ainda o são – definidos pelo poder concedente. Mudanças podem ocorrer segundo as conveniências do Estado, e as concessionárias não se opõem a elas desde que respeitados os ditames legais e o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos. Por fim, em respeito à Assembleia Legislativa e à sociedade paranaense, a ABCR/ PR se mantém em atitude de plena colaboração e aberta a prestar todos os esclarecimentos que lhe forem requeridos. É o mínimo que podemos fazer em resposta e em agradecimento ao alto grau de satisfação que, segundo todas as pesquisas, demonstram os usuários das rodovias que administramos. João Chiminazzo Neto é diretor regional da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR).

CHARGE DO DIA

ARTIGO Concessão rodoviária: remédio ou veneno? As concessões rodoviárias são mecanismos institucionais adequados para implantar, manter e operar rodovias? Essa é uma pergunta feita a todo o momento a quem se propõe a debater o tema, como fazem os profissionais de engenharia ligados ao Senge-PR e ao Crea-PR. A resposta a esta pergunta não pode ter um caráter definitivo do sim ou do não. Podemos dizer com certeza que as concessões de serviços públicos são como os remédios que usamos para resolver determinado problema de saúde. São eficazes se prescritos e administrados corretamente. Porém, não precisam ser utilizados o tempo todo, a não ser para o caso de doenças crônicas. Seguindo esse raciocínio, podemos dizer que durante muito tempo o poder público não precisou lançar mão do “remédio” das concessões para implantar, manter e operar o sistema rodoviário nacional. Até meados da década de 80,

o Brasil implantou e manteve praticamente toda a infraestrutura rodoviária que utilizamos ainda nos dias de hoje, e o fez em condições de receitas tributárias muito inferiores às atuais. A crise econômica que começou em 1980 e se prolongou até o fim da década de 90 fragilizou o poder público tanto financeiramente como organizacionalmente como ente provedor da infraestrutura pública, deixando-nos a impressão de não existir outra saída a não ser lançar mão do capital e da administração privados. A primeira resposta que os governos precisam dar à sociedade é se a incapacidade do setor público para prover a infraestrutura do país tornou-se uma doença crônica e teremos de continuar a recorrer ao mecanismo das concessões para ter um sistema rodoviário com um mínimo de qualidade, apesar das altas taxas de impostos que pagamos. Segundo, apesar de as con-

cessões representarem uma saída para implantação e administração de sistemas rodoviários, quando o Estado perde a capacidade financeira e administrativa de fazê-lo isso não pode significar a transferência de uma função do Estado para a iniciativa privada. Os serviços e a infraestrutura pública que são concedidos para exploração pela esfera privada continuam sendo de responsabilidade do poder público. Logo, a sociedade só terá seus direitos contratuais garantidos se o Estado for eficiente na elaboração e gestão dos contratos de concessões. Portanto, a qualidade da elaboração e gestão dos contratos é que vai definir se o processo de maior participação da iniciativa privada na implantação e manutenção da infraestrutura rodoviária resultará em um negócio justo entre as empresas privadas e a sociedade, que é a pagadora do contrato. No caso do Paraná, o que vimos nas concessões rodoviárias

jornalística correio do norte s/c ltda - cnpj: 07.117.234/0001-62 Site: www.correionoticias.com.br - E-mail: editais@correionoticias.com.br diagramacao@correionoticias.com.br escritório siqueira campos Rua Dos Expedicionários,1525 - centro correiodonorte@correiodonortesc.com Siqueira Campos - Paraná REPRESENTAÇÃO (43) 3571-3646 | 9604-4882 MERCONET Representação de Veículos de Comuniescritório CORNÉLIO PROCÓPIO Rua Mato Grosso, 135 - centro Cornélio Procópio - Paraná (43) 3523-8250 | 9956-6679

cação LTDA Rua Dep. Atilio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 | Fax: 41-3079-3633

Por Valter Fanini foram contratos com origem em processos licitatórios que não primaram pela concorrência entre os participantes e, portanto, não estabeleceram de saída o valor de uma tarifa justa. Perdendo-se assim, de início, um dos pilares dos modelos de concessões públicas, que é a modicidade tarifária. A tarifa como fator nocivo dos contratos de concessão rodoviária no Paraná foi amplamente agravada pelos sucessivos ganhos obtidos pelas empresas através da eliminação ou postergação de investimentos previstos nos contratos iniciais. Retomando a analogia com os remédios, podemos dizer que no Paraná a prescrição e administração incorreta do “remédio” das concessões rodoviárias transformou o remédio em veneno – no caso, em veneno econômico.

editora chefe

Elizabete Gois redação

Camila Consulin, Isa Machado, Regiane Romão, Isamara Machado Bruno, Marcos administrativo

Mireila Guilmo, Emilia Kuster, Claudenice Machado, Gênesis Machado

Por Silvana Mariano Somos todos e todas a favor da vida e do sexo responsável. Contudo, temos entendimentos divergentes sobre cada um desses termos. A noção de responsabilidade adotada pelo professor Marcelo Seneda no artigo "Aborto? Sou a favor... da vida!" (Espaço Aberto, 21/8) pressupõe a existência de um sujeito racional e da plena igualdade. A crença na razão moderna ocidental é uma falácia e a ação racional não explica os comportamentos das pessoas concretas. Do amplo conhecimento produzido pelas ciências humanas, destacamos alguns pontos: 1) os indivíduos não conduzem o seu comportamento exclusivamente pela razão; o inconsciente, o irracional, o emocional são fatores igualmente importantes na motivação das ações humanas. No campo da sexualidade torna-se ainda mais infundado supor que as pessoas ajam exclusivamente pela racionalidade; 2) A ideia de sujeito, conforme inventada pelo racionalismo iluminista, e empregada pelo professor, é representada por um homem, branco, proprietário e heterossexual. Invocar a existência desse sujeito é uma atitude cega às hierarquias sociais. Nesse ponto, chegamos a outro elemento igualmente importante para refletirmos sobre a responsabilidade: as desigualdades de poder. Mesmo dentro dos limites do pensamento liberal, o indivíduo responsável é um ser que possui direitos iguais. Ora, observemos o nosso entorno, acaso alguém arriscaria dizer que vivemos em uma sociedade em que todos são iguais? Existe igualdade em uma sociedade em que parcela das mulheres tem a vida controlada ou ceifada pelo domínio masculino e das instituições; as mulheres não têm os mesmos direitos de ir e vir porque seus direitos sexuais não são respeitados; apenas as mulheres são as responsáveis pela contracepção; e parcela significativa da população encontra-se em situação de analfabetismo funcional? Nesta sociedade os métodos contraceptivos não estão dis-

poníveis para todas as mulheres; parte das que têm acesso a esses métodos não compreende o seu funcionamento; outra parte delas não conhece o funcionamento do próprio corpo. Cada uma dessas situações obviamente não se deve à irresponsabilidade das mulheres, mas às desigualdades de gênero e de classe que resultam na negação de direitos humanos básicos, incluindo os direitos sexuais e os direitos reprodutivos. A criminalização da interrupção da gravidez atinge especialmente as mulheres pobres, privadas das condições necessárias para as escolhas sobre a sua sexualidade e privadas, ainda, de atendimento seguro para o risco a que se submetem. Nós defendemos o sexo responsável e este só pode existir em uma sociedade livre e igual. É possível a formação de uma nova vida sem o corpo de uma mulher? O artigo de Seneda reconhece esse fato inexorável, mas trata o corpo da mulher como qualquer matéria objetiva, quiçá um tubo de ensaio com capacidades particulares. Ora, o corpo é o ser! E a gravidez ou o/a filho/a não podem ser um castigo, como sugere ele. É desumana a sugestão de que as mulheres levem até o fim qualquer tipo de gravidez, independentemente de como tenha ocorrido o evento. Ter o filho e entregá-lo para adoção parte do pressuposto de que o ato de procriar é equivalente a qualquer ato de produção. Assim como a nossa sociedade produz carro para vender, as mulheres devem produzir filho para distribuir. Devemos nos horrorizar com este tipo de racionalismo! Esta não é a sociedade que os movimentos de mulheres e feministas desejam e por isso lutam por outra sociedade, mais justa, mais igualitária, mais equitativa, mais livre, mais democrática! A descriminalização do aborto é coerente com esses princípios. Somente quem se ilude com as fantasias do racionalismo, ou se entrega ao autoritarismo do mesmo, interpreta a nossa sociedade como se fosse acabada e perfeita, plenamente racional.

Valter Fanini, engenheiro civil, é diretor do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Paraná (Senge-PR)

Direção

COLUNISTA

Aborto e sexo responsável

Siqueira Campos Cornélio Procópio Curitiba Ibaiti Japira Jaboti Salto do Itararé Carlópolis Joaquim Távora Guapirama Quatiguá Jacarezinho Conselheiro Mairinck Pinhalão

Tomazina Curiúva Figueira Ventania Sapopema São Sebastião da Amoreira Nova América da Colina Nova Santa Bárbara Santa Cecília do Pavão Santo Antônio do Paraíso Congoinhas Itambaracá Santa Mariana Leópolis

Sertaneja Abatiá Rancho Alegre Cambará Primeiro de Maio Ribeirão do Pinhal Florestópolis Nova Fátima São Gerônimo da Serra Barra do Jacaré Santo Antônio da Platina Santa Amélia Arapoti Sertanópolis Jaguariaíva Bela Vista do Paraíso Sengés Ribeirão Claro São José da Boa Vista Wenceslau Braz Santana do Itararé Circulação Jundiaí do Sul Andirá

FILIADO A Associação dos Jornais Diários do Interior do Paraná


POLÍTICA QUINTA-FEIRA - 19 de SETEMBRO de 2013 - edição 850

Richa e Lupion entregam ambulância em Abatiá e anunciam construção de UBS em Barra do Jacaré

Divulgação

3

Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda. Salmos 23:5 Emprego Um levantamento da Sanepar mostra que as 229 obras da companhia em andamento no Paraná garantem emprego e renda a aproximadamente 15 mil trabalhadores da construção civil nas 126 cidades do Estado onde há obras de água e esgoto. O cálculo inclui apenas os empregos diretos. A oferta de trabalho no setor deve aumentar nos próximos dias com o início de outras 39 obras, totalizando 268 empreendimentos. Terceirização Autor do Projeto de Lei (PL) 4.330/2004, que regulamenta a terceirização no Brasil, o deputado Sandro Mabel (PMDB-GO) disse ontem (18) que a proposta é um instrumento de “proteção ao trabalhador terceirizado”. Durante comissão geral para debater o projeto no plenário da Câmara dos Deputados, Mabel pontuou que a proposição acabará com o “limbo jurídico” existente em relação à mão de obra terceirizada. Fim do voto secreto Os senadores da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovaram o fim do voto secreto em qualquer deliberação do Congresso. Os parlamentares rejeitaram, na reunião de ontem (18), o novo relatório do senador Sérgio Souza (PMDB-PR), que previa o voto aberto apenas para os processos de cassação de mandatos de parlamentares. Depois de receber diversas críticas dos parlamentares que defendem a votação aberta irrestrita, Souza retomou o primeiro parecer que mantinha o texto aprovado na Câmara, estabelecendo voto aberto para qualquer decisão do Congresso. Agora, o voto aberto nas deliberações legislativas vai ser discutido em plenário.

Pedro Lupion ressalta os investimentos feitos pelo governo Beto Richa

De Curitiba Assessoria O deputado estadual Pedro Lupion (Democratas) e o governador Beto Richa (PSDB) estarão, nesta quinta-feira (19), em Abatiá e Barra do Jacaré, dois municípios que integram a base de atuação política do deputado. Em Abatiá, o deputado e o governador serão recepcionados pela prefeita Maria de Lourdes Yamagami (Democratas) na Câmara de Vereadores, às

10:30 horas. Na oportunidade as autoridades assinam o termo de cooperação técnica para reforma de 20 moradias rurais e fazem a entrega de uma nova ambulância, além do anúncio de outros investimentos do governo do Paraná no município. Em seguida a comitiva vai à Barra do Jacaré, ao lado do prefeito Edimar de Freitas Alboneti (PP), o Edão. Richa e Lupion assinam o termo de liberação de recursos para a construção de uma Unidade Básica de Saúde

(UBS). A nova unidade terá toda estrutura que uma unidade de saúde completa precisa ter, contando com equipamentos modernos para consultórios médicos, odontológico, farmácia, sala para vacinas e coletas, entre várias outras coisas. Pedro Lupion ressalta os investimentos feitos pelo governo Beto Richa. “O governo do Paraná é, acima de tudo, um municipalista. Mais uma vez, estamos com o governador entregando rea-

lidades e anunciando nossos investimentos, reforçando o atendimento às necessidades primordiais de cada município e de sua população”, coloca o parlamentar. Na sequencia o governador Beto Richa segue para Cambará, Andirá e Itambaracá. Na sexta-feira (20) vai à Curiúva, Sapopema, Conselheiro Mairinck, Jundiaí do Sul e Ribeirão do Pinhal, em todos estará entregando e anunciando investimentos.

Diretor do Departamento de Saúde esclarece dúvidas sobre encaminhamentos pelo SUS Pacientes que precisam de encaminhamento eletivo ou de urgência e emergência são atendidos pelo Sistema Único de Saúde – SUS De Siqueira Campos Regiane Romão O diretor do departamento de Saúde, Alcione Fernando Costa, explicou ao jornal Correio Notícias como funciona o encaminhamento de pacientes com necessidades de realização de cirurgias de média e alta complexidade. Há dois tipos de encaminhamentos, o eletivo, que não é urgência ou emergência. Nesses casos, o paciente é diagnosticado e quando é detectada a necessidade de cirurgia, é preenchida uma Referência Contra Referência ou então uma Guia de Tratamento Fora de Domicílio – TFD. Com esse documento

o paciente é encaminhado para o Sistema de Regulação do Estado e o paciente é chamado conforme surgem às vagas. As cidades referências para essas cirurgias são: Londrina, Arapongas, Curitiba. Em alguns casos, o paciente pode ser mandado para Bauru, Assis e Botucatu, no estado de São Paulo. Esse procedimento como explicou Fernando podem ser demorados, já que o município fica dependente de vagas em outras localidades, mas apesar da demora, não será gerado nenhum tipo de custo ao paciente. Além disso, o município é responsável pelo transporte do paciente, tanto na ida como na volta.

Nos casos de Urgência e Emergência, onde o paciente necessita de atendimento imediato, a espera não ultrapassa 48 horas. Até porque o paciente já está internado na Santa Casa de Misericórdia de Siqueira Campos e a vaga é acionada pela central de Leitos do Estado, que também disponibiliza atendimento pelo SUS, em hospitais em Jacarezinho, Londrina, Curitiba e outras regiões. De acordo com Fernando, esses são os meios legais que todos os 22 Departamento Municipais de Saúde da 19ª Regional de Saúde de Jacarezinho. “O município não dispõe de outras formas de encaminhamento, e nem pactuações com outros

hospitais. Se ocorrer de terceiros encaminhar os pacientes ele deverá arcar com as despesas, já que esses não fazem parte da rede de atendimento do SUS. Não é de responsabilidade do município arcar com as despesas, até porque não há previsão orçamentária e licitatória que autorizem essas possíveis despesas”. Mas, como ressaltou Fernando, o município pode agendar a viagem para esses pacientes que optaram por um tratamento alternativo. Para finalizar, Fernando se colocou à disposição dos munícipes para esclarecer qualquer dúvida sobre os encaminhamentos pela rede do SUS.

comemoração O Ministério da Saúde comemorou ontem (18) os 40 anos de criação do Programa Nacional de Imunizações (PNI), que engloba o conjunto de 12 vacinas de interesse prioritário para a saúde pública. De acordo com o Ministério da Saúde, o programa objetiva fornecer vacinas à população, desde o nascimento até a terceira idade, aplicadas de graça nos postos de vacinação da rede pública. Quer que devolva ... O PSB vai cobrar do PT a devolução dos cargos nos Estados governados pelos socialistas. "Se o PT nos cobrou a devolução dos cargos nacionais, esperamos que eles sejam coerentes e devolvam também os cargos que têm nos governos do PSB. Eles devem se comportar do mesmo jeito", disse o líder do partido na Câmara, Beto Albuquerque (RS). Revoltado O ainda ministro do Trabalho, Manoel Dias, na corda bamba por causa das denúncias de irregularidades na pasta, ameaça sair atirando se for demitido pela presidente Dilma Rousseff. Em entrevista na terça-feira, antes de uma conversa prevista com a presidente, mas que não aconteceu, disse que vai fazer uma devassa nos convênios do MTE, desde 1990, e vai entregar todo mundo envolvido em desvios de recursos oriundos da ministério: governadores, prefeitos, passando pelo próprio PDT até o PSDB do ex-presidente Fernando Henrique. fora do ar Serviços do Departamento de Trânsito do Paraná oferecidos na internet, como o Detran Fácil, consultas para compra e venda de veículos, extrato de débitos e pontuação do condutor ficarão foram do ar das 18h de sexta-feira (20) às 12h de segunda-feira (23). Também ficarão foram do ar sistemas usados por despachantes, fábricas de placas e centros de formação de condutores. A orientação é para que os usuários antecipem ou adiem a abertura de processos, principalmente de veículos. Já os cursos de reciclagem de motoristas infratores agendados para o fim de semana acontecerão normalmente. Esporte A Coordenadoria de Inovação e Desenvolvimento Esportivo divulgou na última quarta-feira (18) a lista dos bolsistas pré-selecionados pelo Programa Talento Olímpico do Paraná (TOP 2016), Edição 2013. Serão 1.500 atletas, paratletas e técnicos beneficiados pelo projeto do Governo do Paraná. O Programa Talento Olímpico do Paraná (TOP 2016) é uma iniciativa da Secretaria de Estado do Esporte/Instituto Paranaense de Ciência do Esporte, executado com recursos oriundos do próprio Governo do Estado, de patrocínios diretos e de incentivos fiscais autorizados pelo Ministério do Esporte por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, contando com importantes parceiros, como a Copel e a Sanepar. Precisa informações O Conselho Federal de Medicina (CFM) reforçou ontem (17) que precisa de informações extras, como o local onde vão trabalhar os médicos estrangeiros do Programa Mais Médicos e a identificação de seus tutores e supervisores, para fiscalizar a atuação dos profissionais. De acordo com o presidente do CFM, Roberto d'Ávila, é atribuição dos conselhos fiscalizar o exercício profissional dos médicos. Educação Com a oferta inicial de 30 mil bolsas em 2014, o Ministério da Educação lançou ontem (18) o Programa Quero Ser Cientista, Quero Ser Professor para incentivar nas escolas públicas o estudo de disciplinas como matemática, física, química e biologia. O valor repassado aos estudantes de ensino médio será R$ 150. As bolsas serão concedidas a partir de fevereiro de 2014.O programa será voltado principalmente aos estudantes do Programa Ensino Médio Inovador, que são aquelas com jornada de ensino ampliada. A ideia é que as atividades sejam consolidadas nas três horas do contraturno. Alunos matriculados nos anos finais do ensino fundamental que se destaquem também poderão participar. Terão prioridade ainda estudantes premiados em olimpíadas científicas.


4

REGIONAL / EDITAIS QUINTA-FEIRA - 19 de SETEMBRO de 2013 - edição 850

1ª etapa do Aterro Sanitário será concluída em dezembro Estrutura será dividida em quatro células e terá vida útil de até 20 anos; investimento de R$ 406 mil

De Ribeirão Claro Assessoria A primeira etapa do Aterro Sanitário de Ribeirão Claro deve ser concluída em dezembro desse ano, segundo estimativa da Secretaria de Obras. O projeto é um dos compromissos do prefeito Geraldo Maurício Araújo (PV) para dar destinação correta do lixo gerado por residências, empresas e estabelecimentos comerciais do município. Para custear a obra a prefeitura conta com uma verba de R$ 333,2 mil, liberada pela Fundação Nacional da Saúde (Funasa), mais uma contrapartida de R$ 73,4 mil, totalizando cerca de R$ 406 mil. Nos próximos dois anos ainda serão investidos mais R$ 130 mil na adequação da Usina de Reciclagem e R$ 220 mil na compra de equipamentos para a coleta de lixo, ou seja, um investimento de aproximadamente R$ 350 mil.A etapa inicial da obra teve início no dia 26 de agosto desse ano e prevê a construção da primeira célula para destinação de detritos, com vida útil de até cinco anos. Outras três

células serão instaladas no futuro, totalizando uma vida útil de até 20 anos. Para potencializar a capacidade do aterro, a prefeitura iniciou em 2013 a reformulação do programa de coleta seletiva. De todo o lixo descartado pela população, a parte reciclável será separada para venda, enquanto o material orgânico passará pelo processo de compostagem, convertendo-se em adubo. Apenas o rejeito, que corresponde a apenas 24% do total coletado, será depositado no aterro. A estrutura terá capacidade de tratar o chorume, substância produzida a partir dos resíduos depositados, sem prejuízo para os mananciais de água e o meio ambiente. Para a coleta de material especial, composto por pilhas, baterias, lâmpadas, pneus e material hospitalar serão usados processos separados. Material hospitalar e pneus já são recolhidos por empresas especializadas contratadas pela prefeitura. No caso das baterias, pilhas e lâmpadas, uma parceria com o comércio tornará possível

a instalação de centros de coletas desse tipo de material por toda a cidade, com recolhimento posterior feito pelos fabricantes. Segundo o secretário de Obras, Antônio Carlos Chiarotti, após a conclusão das obras o município atenderá todos os requisitos legais exigidos pelo governo. “Até 2014 todos os municípios terão que adequar seus aterros sanitários”, afirmou. “Já temos junto ao Instituto Ambiental do Paraná a licença prévia e licença de instalação, com a licença de operação bem encaminhada junto ao órgão público”, informou. O secretário de Obras também falou sobre a possibilidade de terceirizar a Usina de Reciclagem. “O prefeito Maurício está estudando a possibilidade de terceirizar a Usina de Reciclagem, onde a separação do lixo reciclável, orgânico e rejeitos seria feita por uma empresa especializada”, completou. “De qualquer forma, até 2014 estaremos cumprindo completamente as exigências da lei”, concluiu.

Divulgação

Trator faz a construção da primeira de quatro células

Audi volta ao Paraná, anuncia Richa

Câmara de siqueira campos CÂMARA MUNICIPAL Siqueira Campos - Estado do Paraná estado do paraná INDICAÇÃO Nº 93-2013

Autoria: Aloisio Torres Guerra, Dirceu Batista Correia, João Pereira De Lima, Marcelo Ribeiro Do Valle, Marcos Adriano Dos Reis, Mauro Leite Dos Santos e Rodrigo Ferreira Da Silva Garanhani.

Divulgação

Os Vereadores abaixo-assinados, com fundamento no Art. 244 do Regimento Interno desta Câmara Municipal, vêm apresentar ao Plenário a seguinte INDICAÇÃO

"Que o Executivo Municipal, através dos seus Departamentos competentes, viabilize a realização de meio legal para, excepcionalmente, transferir ao LAR DO MENOR SIQUEIRENSE, instituição sem fins lucrativos, recursos no valor de R$ 10.000,00 (Dez mil reais), para que a referida instituição possa concluir a construção de um barração que será utilizado em suas atividades estatutárias, em especial à formação proficionalizante de adolescente de 14 a 16 anos de idade". JUSTIFICATIVA

Senhores Vereadores, Este é um pedido para atender a necessidade emergencial da entidade LAR DO MENOR SIQUEIRENSE,que vem realizando ao longo dos anos um trabalho de excelência com as crianças siqueirenses. Referida entidade necessita urgentemente concluir a construção do barracão para dar continuidade aos seus projetos, mas no momento não tem condições de dispor de tais recursos sem afetar a saúde financeira da entidade. Esta obra concluída em muito irá beneficiar as crianças e adolescentes de nossa comunidade. Assim contamos com o apoio dos nobres Edis. Siqueira Campos, 16 de setembro de "'\

VEREADOR ALOISIO TORRES GUERRA (.

VEREADOR DIRCEU BATISTA CORREIA VEREADOR JOÃO PEREIRA DE LIMA

Negociações da volta da montadora ao Paraná foram lideradas pelo governador Beto Richa

De Curitiba Assessoria O governador Beto Richa e o presidente mundial da Audi, Rupert Stadler, anunciaram ontem (18), às 10h30 no Palácio Iguaçu em Curitiba, a retomada da produção de veículos da marca alemã no Paraná. As negociações entre o governo estadual e a montadora começaram há cerca de seis meses e foram lideradas diretamente por Richa. “É mais uma conquista dos paranaenses. Em pouco mais de dois anos, criamos um ambiente propício no Estado através do diálogo, da segurança jurídica e do entendimento com as empresas. E através do Programa Paraná Competitivo e com a política de industrialização do governo, resgatamos a confiança do setor produtivo e voltamos a atrair grandes empresas como a Audi", disse Richa. A Audi vai investir R$ 504 milhões na instalação da nova linha de produção em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, para produzir os modelos A3 (compacto) e Q3 (SUV). Quando estiver operando em capacidade máxima, a fábrica deve produzir 26 mil veículos por ano.

O investimento da fábrica alemã foi incluído no programa de incentivos estaduais, o Paraná Competitivo. O protocolo entre o Estado e a empresa foi assinado em 21 de agosto, permitindo que a companhia também se credenciasse, posteriormente, aos benefícios fiscais concedidos pelo governo federal. Ontem, em Brasília, a empresa formaliza a adesão ao Inovar Auto, programa federal que concede redução do IPI (Imposto sobre Produção Industrial) para os veículos da marca que forem importados para o Brasil. As negociações com a União foram conduzidas pelo ministro Fernando Pimentel, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. PARANÁ COMPETITIVO - O governador Beto Richa também deverá anunciar nos próximos dias a ampliação da fábrica da Volkswagen no Paraná. As negociações já estão concluídas. A montadora projeta fabricar na unidade de São José dos Pinhais o Novo Golf e deve investir mais R$ 700 milhões. A ampliação da produção da Volks também receberá incentivos do programa Paraná Competitivo. Criado em 2011, o programa já atraiu R$ 25 bilhões em investimentos para o Estado.

Com o Paraná Competitivo, o governo estadual apoia a instalação de novas unidades e ampliação das atividades de indústrias que já operam fábricas no Estado. Os novos empreendimentos estão localizados em todas as regiões paranaenses e criam cerca de 160 mil empregos diretos e indiretos. Ainda no setor automotivo, duas fábricas que receberam incentivos do Estado iniciam a produção nos próximos dias. Em Ponta Grossa, a empresa norte-americana Paccar começa a fabricar os caminhões da marca DAF. No próximo dia 2 de outubro, o governador acompanha a saída da linha de montagem do primeiro caminhão. No dia seguinte, no município de Fazenda Rio Grande, a japonesa Sumitomo será inaugurada e começa a produzir os pneus da marca Dunlop. Os investimentos realizados pelos dois grupos internacionais passam de R$ 1 bilhão. As plantas vão gerar cerca de 2.000 empregos diretos. “A dinâmica do parque fabril paranaense está fazendo com que a criação de empregos no setor industrial se mantém positiva há 22 meses consecutivos”, disse Richa.

VEREADOR MARCELO RIBEIRO DO VALt:! _ VEREADOR MARCOS ADRIANO VEREADOR MAURO

r- - J

>--2",h../

DOS R-E-IS---I-P:-:::=/11"""':::-::'g7J-----

LEITE SANTOS

VEREADOR RODRIGO F. S. GARANHANI

~=5:-rt.?é

--.....::t:=::::=-~T--------

Rua Pernambuco, 1.219 - CEP 84940-000 - Siqueira Campos (PR) Pág.l de 1 www.camarasiqueiracampos.pr.gov.br-camara@siqueiracampos.pr.go •. u,

CÂMARA de Siqueira Campos Estado do Paraná SESSÃO ORDINÁRIA – 16/09/2013 Marcos Adriano dos Reis, Presidente da Câmara Municipal de Siqueira Campos, no uso de suas atribuições legais, em cumprimento do Artigo 175 do Regimento Interno da Câmara Municipal de Siqueira Campos – PR, torna público o resumo dos trabalhos da Sessão Ordinária do dia 16/09/2013: 1-

PROPOSIÇÕES APROVADAS (Poder Executivo): Pauta vazia para Ordem do Dia,

2- INDICAÇÕES: Indicação nº 092/2013 – Vereador Marcos Adriano dos Reis: Calçamento nas Ruas: JORGE LIECHOCKI e JOÃO MANOEL DOS SANTOS; Indicação nº 093/2013 – Vereadores: Aloísio Torres Guerra, Dirceu Batista Corrêa, João Pereira de Lima, Marcelo Ribeiro do Valle, Marcos Adriano dos Reis, Mauro Leite dos Santos e Rodrigo Garanhani: Que o Poder Executivo viabilize o repasse de R$10.000,00 ao LAR DO MENOR SIQUEIRENSE para conclusão da construção do barracão que será utilizado em atividades profissionalizantes.


LOCAL QUINTA-FEIRA - 19 de SETEMBRO de 2013 - edição 850

5

Lar do Menor atende cerca de 200 crianças em Siqueira Campos A instituição que sobrevive de doações atende as crianças no contra turno e também prepara os alunos para um futuro menor

De Siqueira Campos Regiane Romão O Lar do Menor de Siqueira Campos abriga atualmente 180 crianças. O local é usado como contra turno e oferece banho e alimentação para as crianças de cinco a quatorze anos que frequentam o local. A coordenadora geral Roseli de Almeida, abriu as portas da instituição para a equipe de reportagem do jornal Correio Notícias e falou sobre o funcionamento, dificuldades e projetos que o local enfrenta. Correio Notícias – Como é o funcionamento do Lar do Menor? Roseli de Almeida – Nós atendemos no contra turno escolar. As crianças que estão aqui na parte da manhã estudam a tarde e as que vêm à tarde já foram para a escola de manhã. Aqui eles se alimentam, tomam banho e vão para a escola ou voltam para a casa. Nos preocupamos muito com a alimentação e a higiene dos nossos alunos. CN – Quais são as atividades desenvolvidas com as crianças? RA – Nós chamamos de projetos, e desenvolvemos com os alunos atividades relacionadas ao Meio Ambiente, Informática, Artesanato, Música e Dança, Karate, Projeto Leitura para as crianças que têm dificuldade no aprendizado, duas vezes por semana as professoras visitam o espaço com esses alunos e fazem atividades

específicas a fim de ajudar esses alunos. CN – Quantos professores atendem os alunos atualmente? RA – Somos sete professores. Eu digo professores, mas apenas duas professoras formadas trabalham na instituição, os outros cinco são estagiários. São eles que assumem as salas de aula. Mas todos são responsáveis e com muita capacidade para atender aos alunos. CN – Qual o número de alunos atendidos pela instituição? RA – Atualmente estou com 180 alunos, mas esse número é instável. A mãe vem, faz a matrícula, a criança frequenta por uma semana e não volta mais. Depois que passa a festa do Bom Jesus à evasão é muito grande. Quando chega próximo ao dia das crianças eles voltam. É sempre assim, no começo eu até me assustava, agora já acostumei. Eles se dão férias por conta e depois voltam. O limite é para 200 crianças, as salas são pequenas e se ultrapassar esse número fica complicado. CN – Quem mantém o Lar do Menor? RA – Esse ano nós conseguimos o repasse da prefeitura, e com isso recebemos mensalmente R$ 8.300 por mês. Com esse recurso nós pagamos os funcionários, ou seja, esse valor é usado integralmente na folha de pagamento. Nós temos também os associados mensais, mas o valor arrecadado

é pequeno e gira em torno de R$ 1.500. Os funcionários da Pro Tork também se uniram a nossa causa e todos os meses doam alimentos. Cada setor doa um tipo de alimento, e isso é o que nos salva. A carne, alguns comerciantes doam, cinco empresas fazem doações semanais, além da doação da própria população. Para ajudar, nós fazemos alguns eventos, como a Festa do Lar do Menor, e na festa de agosto, onde também montamos uma barraca e o dinheiro arrecadado é todo revertido para a instituição. O Rotary também realiza uma promoção todos os anos, no mês de outubro. No dia das crianças é o pessoal da maçonaria que dá a festa. As nossas promoções também complementam a nossa renda. CN – Qual é a maior dificuldade do Lar do Menor? RA – É a manutenção. Agora, graças a Deus não falta nada, e estamos mais tranqüilos, mas teve épocas que foram muito complicadas. Nós melhoramos muito, quando eu entrei aqui as pessoas tinham outra visão. A nossa clientela são as crianças da escola, e os problemas que concentramos aqui são os problemas da escola. CN – Qual o recado que você deixaria para a população? RA – Eu só tenho que agradecer a população, porque se a visão sobre a instituição mudou é graças ao esforço da população e eu fico feliz. Quando nós preci-

Mireila Guimo

Coordenadora Geral Roseli de Almeida fala sobre as dificuldades da instituição

samos não tenho o que reclamar, porque eles sempre me ajudam. As pessoas passaram a entender que não esta contribuindo

comigo, mas sim com o futuro das crianças. Todas as pessoas que ajudam o lar estão investindo no futuro dessas crianças. Hoje

não perecemos mais, as crianças são bem alimentadas, não faltam materiais e isso é muito importante.

Alunos apresentam exposição “Conhecendo Minha História” no Lar do Menor Mireila Guilmo

O evento não foi aberto ao público e contou com a presença dos alunos de outras salas e das professoras

Alunos passearam pelas mesas com os objetos expostos

De Siqueira Campos Regiane Romão Os alunos do Lar do Menor de Siqueira Campos realizaram na última segunda-feira, 16, uma exposição chamada “Conhecendo Minha História”. O evento foi organizado pelas professoras e alunos que frequentam do 6º ao 9º ano. Com objetos de decoração, antiguidades, fotos, os alunos foram contanto um pouco da sua história. Alguns alunos foram chamados para visitar a exposição e acompanharam as explicações dos alunos. Cada um buscou, a sua maneira resgatar um pouco da história vivida. Na primeira bancada que foi montada dentro da sala de aula,

os alunos puderam observar fotos, roupas, maquiagens e também brinquedos que pertenceram aos alunos. A professora Renatinha levou para a exposição sua coleção de cartões telefônicos e também o seu primeiro celular. Ela comentou com os alunos o uso do cartão telefônico. “Quando os celulares não eram tão comuns nós usávamos os cartões telefônicos. Só era possível falar um pouquinho porque ele acabava bem rápido e o preço era alto”. Alguns objetos antigos também fizeram parte da exposição, eles pertenceram aos fundadores do Lar do Menor e ainda fazem parte da decoração. Os alunos olharam tudo atentamente e a cada explicação comentavam entre si o que tinham

acabado de ver. No final da exposição, a coordenadora geral Roseli de Almeida ressaltou que na próxima semana será feita outra exposição, e novamente os alunos irão explicar sobre os objetos expostos. Além disso, ela adiantou para a equipe de reportagem do jornal Correio Notícias, que será realizado nos dias 12 e 13 de outubro o “Acampa Lar”. Esse evento é realizado todos os anos e 45 crianças participam desse encontro de formação. O encontro é coordenado por uma equipe que vem de Curitiba. “Esse ano mudamos o local porque o Lar do Menor não oferece a estrutura adequada, o acampamento será feito no Santuário e utilizaremos as salas e os banheiros para instalar melhor as crianças”.


6

EDITAIS

QUINTA-FEIRA - 19 de SETEMBRO de 2013 - edição 850

prefeitura de curiúva estado do paraná

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAPIRA ESTADO DO PARANÁ

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº. 033

AVISO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 013/2013-PMJ

Referente ao Concurso Público nº. 001/2010 CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE JAPIRA CONTRATADO: DEJANE STELLA DE GOUVEIA (CNPJ Nº 03.289.742/0001-77).

O PREFEITO MUNICIPAL DE CURIÚVA, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições, de conformidade com as condições gerais

OBJETO: contratação de empresa especializada para a aquisição e instalação de uma Central de PABX e Câmera Infravermelho no

estabelecidas para o Concurso Público nº. 001/2010, constantes do Edital de Concurso Público nº. 001/2010, CONVOCA os candidatos

Posto de Saúde do Município de Japira.

abaixo relacionados, a comparecerem na Divisão de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal, no prazo de 5 (cinco) dias a contar

VALOR: R$ 4.510,00 (quatro mil e quinhentos e dez reais).

da publicação deste, munidos de seus documentos constantes no item 12.6 do Edital, a fim de serem nomeados para os respectivos

AMPARO LEGAL: Art. 24, Inciso II, da Lei nº 8.666 de 21 de junho de 1993.

cargos para os quais obtiveram classificação.

Japira, 16 de setembro de 2013. WILSON RONALDO RONY DE OLIVEIRA SANTOS Prefeito Municipal

INSCRIÇÃO Nº

NOME

CARGO

7830

JOSÉ MARCOS ALVES

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS

O candidato que não puder ou não quiser assumir o cargo, será considerado desistente e substituído, na seqüência pelo imediatamente

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAPIRA ESTADO DO PARANÁ PREGÃO PRESENCIAL Nº. 041/2013-PMJ

AVISO DE ADJUDICAÇÃO e HOMOLOGAÇÃO   O Sr. Prefeito Municipal, WILSON RONALDO RONY DE OLIVEIRA SANTOS, torna-se pública a ADJUDICAÇÃO do objeto para a aquisição de óleo diesel S10, com fornecimento em regime de comodato de 01(um) tanque aéreo com capacidade total de no máximo 10.000 lts e bomba, para atender a Secretaria de Obras e Secretaria de Educação, á empresa: RISEL COMBUSTÍVEIS LTDA, referente ao Item 001 no Lote 001, perfazendo o valor unitário de R$ 2,37 (dois reais e trinta e sete centavos), perfazendo o valor global de R$ 284.400,00 (duzentos e oitenta e quatro mil e quatrocentos reais). Perfazendo ainda o valor total da licitação de R$ 284.400,00

classificado. Será igualmente considerado desistente o candidato que não comparecer no prazo determinado. Caso o candidato não deseje assumir de imediato, poderá, mediante requerimento próprio, solicitar para passar para o final da lista dos aprovados e, para concorrer, observada a ordem de classificação e a validade do concurso, a novo chamamento uma só vez. Ficam advertidos os candidatos de que, no caso de nomeação, a posse do cargo só lhes será deferida no caso de exibirem: a) A documentação comprobatória das condições previstas no Edital nº. 001/2010, a qual deverá ser acompanhada de fotocópia; b) Atestado de boa saúde física e mental a ser fornecido pelo médico ou junta médica do Município ou ainda, por esta designada, mediante exame médico que comprove aptidão necessária para o exercício do cargo, bem como a compatibilidade para os casos de deficiência física; c) Declaração de que não ocupa outro cargo ou função pública em qualquer das esferas de governo, e também não usufrui de nenhum benefício de Aposentadoria conforme disciplina o Artigo 37, incisos XVI e parágrafo 10 da Constituição Federal.

(duzentos e oitenta e quatro mil e quatrocentos reais) e a HOMOLOGAÇÃO do procedimento licitatório modalidade PREGÃO PRE-

A não apresentação dos documentos acima, implicará na impossibilidade de aproveitamento do candidato aprovado, anulando-se todos

SENCIAL sob nº. 041/2013-PMJ.

os atos e efeitos decorrentes da inscrição do Concurso. Japira, 06 de setembro de 2013.

EDIFÍCIO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURIÚVA, EM 16 DE SETEMBRO DE 2013.

WILSON RONALDO RONY DE OLIVEIRA SANTOS

AMADEU DE JESUS DA SILVA

Prefeito Municipal

Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAPIRA ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAPIRA ESTADO DO PARANÁ

AVISO DE CREDENCIAMENTO Nº. 002/2013-PMJ

PREGÃO PRESENCIAL Nº. 040/2013-PMJ

CONCORRÊNCIA Nº. 001/2013-PMJ O Município de Japira, Estado do Paraná, através do FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE, inscrito no CNPJ sob nº. 09.342.537/0001-04, e da Comissão Permanente de Licitação, designada pela Portaria nº. 154/2013 de 20/08/2013, composta pelos servidores municipal, como Presidente a Sra. ELISANGELA HEIDGGER BENTO WATFE, 1º Secretário, ROSANE APARECIDA PAGANI e 2º Secretário, CEDIELTON ARNALDO DECOL. De conformidade com a Lei 8.666 de 21 de junho de 1993, suas alterações e demais legislações aplicáveis, e considerando que o interesse público enseja o oferecimento do objeto pretendido por uma pluralidade de prestadores e que a pluralidade de prestadores impõe a necessidade de tratamento isonômico, não podendo ser satisfeita através de licitação. Torna público que está promovendo no dia 23/10/2013 ás 09h30min o CREDENCIAMENTO de Laboratório(s) de Análises Clínicas

AVISO DE ADJUDICAÇÃO e HOMOLOGAÇÃO   O Sr. Prefeito Municipal, WILSON RONALDO RONY DE OLIVEIRA SANTOS, torna-se pública a ADJUDICAÇÃO do objeto para a contratação de empresa especializada para fornecimento de link de internet banda larga, á empresa: SCR PROVEDOR DE INTERNET LTDA, referente ao Lote 001, perfazendo o valor unitário de R$ 6.030,00 (seis mil e trinta reais), perfazendo o valor global de R$ 72.360,00 (setenta e dois mil e trezentos e sessenta reais). Perfazendo ainda o valor total da licitação de R$ 72.360,00 (setenta e dois mil e trezentos e sessenta reais) e a HOMOLOGAÇÃO do procedimento licitatório modalidade PREGÃO PRESENCIAL sob nº. 040/2013-PMJ. Japira, 17 de setembro de 2013.

O edital poderá ser retirado no Departamento de Licitações e Contratos da Prefeitura Municipal, situada à Av. Alexandre Leite dos San-

WILSON RONALDO RONY DE OLIVEIRA SANTOS

tos, 481, Centro, Município de Japira, Estado do Paraná, a partir de 18 de setembro de 2013, no horário de expediente, das 08h00min

Prefeito Municipal

ás 11h30min e das 13h00min ás 17h00min, ou através do e-mail: licita.japira@hotmail.com. O protocolo dos Envelopes contendo a documentação de Habilitação e Proposta encerrar-se-á no dia 23/10/2013 às 09h00min, junto ao Departamento de Licitações e Contratos da Prefeitura Municipal de Japira;

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAPIRA ESTADO DO PARANÁ

Quaisquer esclarecimentos adicionais sobre a presente licitação poderão ser obtidos junto a Prefeitura Municipal de Japira, no horário de expediente, pelo fone/fax: (43) 3555-1401 – Ramal 221 ou e-mail: licita.japira@hotmail.com. É o presente Aviso publicado no Diário Eletrônico no sítio www.Japira.pr.gov.br e Jornal de Circulação no Município e Região (Correio Notícias).

PREGÃO PRESENCIAL Nº. 042/2013-PMJ

Japira, 17 de setembro de 2013.

AVISO DE ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO

ELISANGELA HEIDGGER BENTO WATFE Presidente da Comissão Permanente de Licitação

O Sr. Prefeito Municipal, WILSON RONALDO RONY DE OLIVEIRA SANTOS, torna-se pública a HOMOLOGAÇÃO do procedimento licitatório modalidade PREGÃO PRESENCIAL sob nº. 042/2013-PMJ, como DESERTA.

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAPIRA ESTADO DO PARANÁ DISPENSA DE LICITAÇÃO N° 013/2013-PMJ DESPACHO DE HOMOLOGAÇÃO Com base nas informações constantes do Processo de Dispensa de Licitação nº 013/2013-PMJ referente à contratação da empresa DEJANE STELLA DE GOUVEIA (CNPJ Nº 03.289.742/0001-77), para a aquisição e instalação de uma Central de PABX e Câmera

Japira, 18 de setembro de 2013. WILSON RONALDO RONY DE OLIVEIRA SANTOS Prefeito Municipal

Prefeitura de São José da Boa Vista estado do paraná Extrato de contrato n° 81/2013:

Infravermelho no Posto de Saúde do Município de Japira, no valor de R$ 4.510,00 (quatro mil e quinhentos e dez reais). Foi observado o previsto no art. 24, inciso II, bem como instruído conforme o estabelecido no art. 27 ao 31 da Lei nº 8.666/93, HOMOLOGO a referida contratação.

Procedimento licitatório: Pregão Presencial n° 472013 Contratante: Município de São José da Boa Vista (PR) – prefeitura municipal.

Publique-se. Japira, 16 de setembro de 2013. WILSON RONALDO RONY DE OLIVEIRA SANTOS Prefeito Municipal

Contratado (a): Tratorbig Peças para Tratores Ltda EPP. Objeto: Contratação de Empresa com mão de obra especializada para manutenção corretiva de bomba hidráulica, joystick, comando hidráulico e bomba de freio de Máquina Pá Carregadeira Caterpillar 924F. Valor total da Contratação: R$ 7.850,00. Prazo de vigência: 120 dias.

PREFEITURA DE SIQUEIRA CAMPOS ESTADO DO PARANÁ

Prazo de execução: 30 dias. Data da assinatura: 13/09/2013 Autoridade competente: Prefeito Municipal e Tratorbig Peças para Tratores Ltda EPP.

Resumo de Edital nº 56/2013 – Pregão Presencial

OBJETO: Registro de preços de medicamentos, no sistema de pronta entrega, junto às farmácias do município, a serem solicitados de

MUNICÍPIO DE SIQUEIRA CAMPOS ESTADO DO PARANÁ

acordo com a necessidade. Conforme especificações contidas no Anexo I. RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS: Na Seção de Protocolo até as 08h30min do dia 02/10/2013. ABERTURA: 02 de outubro de 2013 – Hora: 09h00min. LOCAL DE ABERTURA: Prefeitura Municipal, Rua Marechal Deodoro da

Extrato de Contrato nº 128/2013 tendo em vista a HOMOLOGAÇÃO do Pregão nº 49/2013. CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE SIQUEI-

Fonseca nº 1837.

RA CAMPOS CONTRATADA: JACÓ INFORMÁTICA EIRELI

INFORMAÇÕES: Prefeitura Municipal. Fone: (43) 3571-1122

OBJETO: Registro de preços de materiais para interligação de pontos de rede, a serem solicitados conforme a necessidade, pelo

– Departamento de Administração.

período de 12 (doze) meses.

EDITAL COMPLETO: www.doe.siqueiracampos.pr.gov.br.

VALOR: R$50.274,20

Siqueira Campos, 18 de setembro de 2013.

Siqueira Campos, 15 de agosto de 2013.

Felipe Mehlich Pregoeiro Oficial

Fabiano Lopes Bueno Prefeito Municipal


GERAL

7

QUINTA-FEIRA - 19 de SETEMBRO de 2013 - edição 850

P2 prende traficante em Jacarezinho

De Jacarezinho Regiane Romão

A equipe da P2 de Jacarezinho prendeu na noite desta terça-feira, 17, José Carlos Valério de Souza, de 41 anos conhecido como “Zé Carlos”. Ele é acusado de tráfico de drogas e posse ilegal de armas. A prisão aconteceu no cruzamento das Avenidas Manoel Ribas com a Getúlio Vargas, no centro de Jacarezinho. A polícia recebeu diversas denúncias que relatavam o envolvimento de Zé Carlos com o narcotráfico, eles então monitoraram as atividades diárias dele e constataram que ele ia com frequência o prédio da antiga Cafeeira Setti, localizado próximo à Santa

Casa. Com o monitoramento, eles perceberam também que ele armazenava drogas no local. Desta forma, os PMS montaram vigilância nas proximidades e visualizaram quando o suspeito chegou em carro, entrou no prédio e saiu após dez minutos. Diante da oportunidade de um flagrante delito, os PMS da P-2 acionaram a equipes da Rádio Patrulha e ROTAM que faziam patrulhamento na cidade e deflagram a operação policial. O veículo foi abordado no cruzamento das avenidas. Ele era conduzido por uma mulher de 52 anos e “Zé Carlos” era o passageiro. Durante a busca realizada dentro do carro, eles

encontraram embaixo do banco que “Zé Carlos” estava sentado, 51 gramas de cocaína. A equipe então retornou ao prédio junto com o suspeito. Durante as buscas em um quarto indicado por “Zé Carlos” como local que guardava materiais de serviço, os policiais localizaram 1.496 gramas de crack, 114 gramas de cocaína, um revólver cal. 38 com numeração raspada, carregado com cinco munições, uma balança de precisão e dinheiro, droga esta que vendida a usuários renderia mais de 50 mil reais. José Carlos Valério de Souza recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Jacarezinho.

Polícia Militar recupera objetos furtados em Ibaiti

Polícia Militar

Polícia Militar

Com o traficante foi encontrado cocaína, além de dinheiro e uma arma de fogo

ROTAM apreende menor com cocaína em Jacarezinho

Polícia Militar

De Jacarezinho Regiane Romão

PM recuperou os objetos e os devolveu para a dona

De Ibaiti Regiane Romão Um homem de 31 anos foi preso na manhã da última terçafeira, 16 na Avenida Pereira de Barros, no município de Ibaiti. Ele é acusado de furto qualificado. Durante um patrulhamento pelo local, a Polícia Militar avistou um homem que carregava uma mala e se mostrava de forma suspeita. Eles então o abordaram, como ele resistiu, precisou ser contido.

Com ele os policiais encontraram vários objetos de valor, sendo eles bolsas, jóias, óculos, jaquetas de couro e um notebook. O homem então alegou que os objetos eram da sua esposa, mas ela negou o fato. Pressionado, o homem então confessou que havia trocado as mercadorias por pedras de crack. Os policiais olharam no bolso de uma das jaquetas e localizaram a dona dos objetos. Ela foi até ao local e recolheu os objetos. Ela informou ainda que tudo estava

na sua casa na parte da manhã, quando ela saiu para o trabalho. Os policiais foram até a casa da vítima e constataram que a casa realmente havia sido furtada. Ele então confessou que escalou o muro e entrou pela janela do banheiro. Com isso, ele pegou os objetos e saiu pela porta da cozinha. O homem foi encaminhado para a Delegacia de Ibaiti para que as devidas providências fossem tomadas.

A ROTAM apreendeu um adolescente de 15 anos acusado de tráfico de drogas na tarde desta terça-feira, 16, na Rua Edwirgens Nucine, no Bairro Aeroporto, em Jacarezinho. A equipe policial estava em patrulhamento, viram o adolescente sair correndo quando a viatura chegou. Os PMs o alcançaram e ele foi detido. Com ele foi encontrado doze buchas de cocaína, que estavam prontas para a venda. O adolescente foi apreendido e encaminhado à Delegacia de Polícia local. O coronel Antônio Carlos Morais ressalta que é cada vez mais comum adolescentes entrarem no mundo do tráfico. “Eles são convidados por maiores de idade e acabam se envolvendo. Como não é possível punir menores de idade no Brasil, eles tomam a frente do tráfico de drogas e protegem os verdadeiros traficantes”. Além disso, as meninas

O adolescente estava em posse de 12 buchas de cocaína

também estão se envolvendo cada dia mais com o tráfico. “Antes eram apenas os meninos que se envol-

viam, agora as meninas também estão usando mais e vendendo drogas também”.

CRIATIVIDADE

Bolos cenográficos garantem lucro e evitam desperdícios em festas Enquanto o bolo real fica reservado e bem protegido na cozinha do buffet, o bolo cenográfico faz as honras da casa e mantêm-se impecável o tempo todo, sem precisar de refrigeração De Siqueira Campos Camila Consulin Um curso de biscuit foi um dos motivos por mudar a vida da santanense, Neide Maria Marcondes da Silva e fazer dela uma mulher de negócios bem sucedida no município de Siqueira Campos. A empresária que fábrica bolos artísticos da alta-confeitaria diz que o ramo está crescendo gradativamente na região do Norte Pioneiro. Neide trabalhava com a fabricação de doces industriais, no entanto, seu contato com o biscuit a fez ter uma nova perspectiva para sua empresa. Ela conta que foi uma das únicas, após se formar, que continuou e se aperfeiçoou na atividade. “Eu nunca imaginei que a minha empresa iria tomar proporções tão grandes nesta área, pois na época em que fiz o curso, de dez alunos, apenas eu continuei”, ressaltou. Os bolos cenográficos fabricados pela empresária são cada vez mais procurados por noivos, debutantes e para festas infantis. De acordo com Neide, geralmente o ‘recheio’ é feito de isopor e enfeitados segundo o gosto dos clientes, variam desde um tema

específico ou até mesmo modelos que ela já fabricou tem no mostruário. Enquanto o bolo real fica reservado e bem protegido na cozinha do buffet, o bolo cenográfico faz as honras da casa e mantêm-se impecável o tempo todo, sem precisar de refrigeração. Segundo Neide, esta é apenas uma das vantagens oferecidas, pois também evita o desperdício, já que nem todas as pessoas gostam de comer bolo. Além disso, os bolos falsos geralmente são alugados por um valor bem mais baixo do que seria gasto com um verdadeiro. “Dependendo do estilo do bolo e do topo escolhido pelo casal, o preço varia de R$ 160 pra mais e ainda deve se levar em conta a quantidade de andares encomendados pelo cliente”, diz Neide. Neide que começou a trabalhar nos fundos de casa, hoje atende sua clientela em um grande ateliê e conta com a ajuda de cinco funcionárias. “Eu nunca fiz propagandas do meu trabalho, as pessoas o conheceram através do boca-a-boca. Atualmente, faz um ano e meio que estou com um espaço maior para atender os pedidos”, informou.

Trabalhando há 11 anos no setor, Neide conta que além de trabalhar com bolos, também oferece aos clientes uma festa completa, com docinhos e lembrancinhas. Ao mês, ela chega a fabricar cerca de 800 lembrancinhas e 25 topos de bolo. Um dos pedidos inusitados que Neide recebeu foi o enfeite para a festa do Bom Senhor Jesus da Cana Verde, que aconteceu este ano, entre os dias 28 de julho ao dia 6 de agosto. “Foi uma peça bem complicada para fazer, só a parte da mão deu mais de 1 metro cada. Porém, no final o trabalho ficou lindo e surpreendeu a todos”. A peça está exposta no Santuário do Bom Senhor Jesus da Cana Verde. Neide ainda conta que os investimentos para a confecções dos bolos ‘fakes’ são altas, porém trazem um bom retorno financeiro. “É preciso saber o valor da arte que você faz e colocar um preço justo para vender, aqui na região não é uma tarefa fácil, pois se colocar um preço alto demais a arte não é vendida, mas se for um preço muito inferior você levará prejuízo”, finalizou.

Fotos: Camila Consulin

Neide que começou a trabalhar nos fundos de casa, hoje atende sua clientela em um grande ateliê e conta com a ajuda de cinco funcionárias

Um dos pedidos inusitados que Neide recebeu foi o enfeite para a festa do Bom Senhor Jesus da Cana Verde


8

REGIONAL QUINTA-FEIRA - 19 de SETEMBRO de 2013 - edição 850

Cornélio Procópio vai participar da “Virada Cultural” do Paraná Município foi inserido no maior evento da cultura do estado graças a interferência pessoal do prefeito Fred Alves. Almir Sater será o artista que vai se apresentar no palco principal De Cornélio Procópio Assessoria Graças a intervenção pessoal do prefeito Fred Alves, o município de Cornélio Procópio foi inserido este ano no projeto “Virada Cultural”. No Paraná, apenas 12 cidades foram premiadas com este programa, o maior da Secretaria d e Cultura do Estado. Esta semana, a SEEC convocou os Secretários de Comunicação das 12 cidades para discutir, em Curitiba, a programação artística do evento e sua divulgação nos órgãos de Imprensa. Cornélio foi representado pelo Jornalista Marcos André de Brito. Segundo a coordenadora de Comunicação da Secretaria de Cultura Thaísa Teixeira Sade, o Secretário Paulino Viapana vai lançar o projeto, em uma reunião no dia 4 de outubro, no Centro Cultural de Cornélio Procópio, às 20 horas para os artistas locais e para toda a imprensa. De acordo com Thaísa Sade, a Virada Cultural será realizada nos

dias 26 e 27 de outubro, com uma programação precedida de vários eventos culturais e educacionais. Uma comissão nomeada pelo prefeito Fred Alves já está definindo a programação local da Virada e que deverá reunir artistas procopenses em peças teatrais, apresentações de grupos de danças, cantores, bandas locais e artistas de vários gêneros. Além do palco principal, que será montado pela Secretaria, a prefeitura estuda a viabilidade de disponibilizar alguns locais para que os artistas locais possam mostrar seu trabalho. Na reunião ficou definido que assim que a programação oficial for definida, todo o material de divulgação será encaminhado para Cornélio Procópio. Na rota da Virada O prefeito Fred Alves afirmou esta semana, que somente 12 cidades do Paraná estão envolvidos no projeto “Virada Cultural”, promovido pela Secretaria de Cultura. Este é o segundo ano que o programa está sendo realizado no Estado e Cornélio Procópio já foi

inserida. “Nossa cidade está incluída no roteiro da “Virada Cultural do Paraná”, e isto é muito importante para nossa cidade. Afinal de contas, a atração principal, será o cantor Almir Sater, um dos nomes mais respeitados da Musica Popular Brasileira e mais uma vez vamos levar shows e muita cultura para nosso povo de graça, sem pagar ingresso, como assumimos no inicio do nosso mandato. Quero agradecer o empenho do ex-secretário de Cultura, Luiz Alberto Dib Canônico, um entusiasta deste projeto, ao Secretário Paulino Viapana e ao governador do Paraná, Beto Richa, pela sensibilidade e pela aprovação da vinda da Virada Cultural para nossa cidade”, concluiu o prefeito. Participam da edição 2013 da Virada Cultural os municípios de, Foz do Iguaçu, Ponta Grossa, Guarapuava, Toledo, Cascavel, Maringá, São José dos Pinhais, Londrina, Pato Branco, Campo Mourão, Cianorte e Cornélio Procópio.

O Secretário Paulino Viapana participou da reunião e desejou sucesso a todos os municípios participantes

Fotos: Marcos Brito

A coordenadora de comunicação da Secretaria de Cultura, Thaísa Sade coordenou a reunião com Secretários de comunicação dos municípios envolvidos na Virada Cultural

Representantes dos 12 municípios que vão receber a virada Cultural estiveram reunidos esta semana em Curitiba


Correio Noticías - Edição 850