Page 1

FLOREIE DESCULPAS PROJETO


o briefing Realizar ação de livre escolha fazendo uso de mídias alternativas


o propósito Floreie Desculpas é um projeto desenvolvido pelas estudantes Bianca Geisler e Carolina Scortegagna que visa alertar sobre a violência contra a mulher


desenvolvimento Cartas foram deixadas propositalmente em bancos de ônibus da cidade de Porto Alegre. Elas contavam a história de um homem que pedia desculpas por ter machucado sua parceira; ele também dizia ter criado uma página no Facebook com razões para que ela voltasse para ele. As cartas foram escritas à mão e colocadas em um envelope branco


"Meu amor, Você sabe que amo você. Eu estava irritado e chateado, mas juro que nunca mais vai acontecer. Você recebeu minhas flores? O que o médico disse sobre seu braço? Eu juro que nunca quis machucar você desse jeito. Eu até criei uma página no Facebook para você! Sei o quanto você gosta dessas coisas fofas online, então escrevi lá razões para você voltar para mim. O nome da página é Floreie Desculpas e já viralizou, acredita? Por favor, me desculpe. Eu amo você"


O nome "Floreie Desculpas" fora escrito com maior intensidade, direcionando o leitor para o Facebook. A postagem fixada na página online afirmava não haver motivo algum para se estar em um relacionamento abusivo em que se acredita que desculpas e flores possam apagar a violência sofrida. Foi feito também vídeo conceitual para haver o compartilhamento nas plataformas digitais, incentivando a denúncia

https://www.facebook.com/floreiedesculpas/


11 compartilhamentos 54 curtidas 900 visualizações

https://www.facebook.com/floreiedesculpas/videos/127122494673641/


Foram "perdidos" cartas por Porto Alegre que alertavam sobre relacionamentos abusivos. No bilhete ele pedia desculpas por ter machucado sua amada e dizia que tinha feito essa página com razões para ela voltar para ele. Você chegou aqui pensando que encontraria esses motivos? Não existem razões para alguém machucar outra pessoa assim. Não existem razões que perdoem hematomas, arranhões, ossos quebrados ou qualquer machucado emocional. Não floreie desculpas. Não aceite alguém que acredita que flores ou qualquer coisa apague um ato tão terrível quanto esse. Denuncie.

"Sobre", Floreie Desculpas, Facebook, 2017


no mídia Por utilizar-se de uma plataforma alternativa, o projeto causa surpresa (uma carta deixada em um ônibus não é algo comum) ao mesmo tempo que proporciona certa proximidade, uma vez que os bilhetes estão ao alcance das mãos. Há também o poder amplificador, pois os receptores da mensagem poderiam se apropriar das cartas e interagirem ao procurarem de fato a página online. O caráter único da carta (escrita a mão, cor distinta) contribui para sua diferenciação no ambiente, causando estranhamento e curiosidade que leva o leitor a procurar explicações plausíveis.


NÃO

FLOREIE DES C ULPAS

Floreie Desculpas  

Briefing: Realizar ação de livre escolha fazendo uso de mídias alternativas.

Floreie Desculpas  

Briefing: Realizar ação de livre escolha fazendo uso de mídias alternativas.

Advertisement