Page 1

GEO TEC NIA GEO LO GIA ENGINEERING STRUCTURES FOR LIFE


Geotecnia e Geologia A Geotecnia e a Geologia são áreas transversais a todos os projetos de engenharia nos mais diversos setores, desde os edifícios às vias ferroviárias, das rodovias aos metros, das estruturas marítimas e portos às barragens e obras hidráulicas. Sendo um dos serviços prestados pelo GEG desde o seu início, em 1987, os estudos geológicos e os projetos geotécnicos constituem hoje uma especialidade crucial no GEG, onde continua a acumular uma vasta e ampla experiência. Além de serem um suporte essencial nos projetos realizados no GEG, acompanhando e complementando as outras especialidades, a Geologia e a Geotecnia no GEG fornecem serviços técnicos e de consultoria altamente qualificados em determinadas áreas. Nomeadamente na prospeção, caracterização e melhoramento do terrenos, no estudo do seu comportamento e interação com intervenções e estruturas, na análise da viabilidade de empreendimentos, no controlo

de erosão, de impactos e de riscos, e no desenvolvimento de projetos de estabilização de solos, de escarpas e de taludes, entre outros campos de atuação. Na área específica da Geotecnia Ferroviária o GEG tem vindo a desenvolver muitos estudos no âmbito do reforço de aterros, sistemas de drenagem, análises de risco e estudos de viabilidade técnicofinanceira. O GEG tem vindo a apoiar o desenvolvimento de estudos aplicados e teses de mestrado, nesta área que está em contínuo desenvolvimento e evolução, que permitam o alargamento e aprofundamento do conhecimento em áreas específicas, promovendo ao mesmo tempo uma cultura de excelência e permanente inovação nos seus projetos.

GEOLOGIA E GEOTECNIA _3


ENERGIA

ESTAÇÃO DE BOMBAGEM DE HAMRIYAH Ano 2012-2013 Localização Sharjah, Emirados Árabes Unidos Este projeto é relativo à tomada de água do mar e dos sistemas de admissão e descarga da Estação de Hamriyah, para a geração de energia e dessalinização de água do mar. A estação de Hamriyah será a maior instalação elétrica dos Emirados Árabes Unidos, estimada em cerca de 125 milhões de AED. Prevê-se que a capacidade de produção de energia tenha um incremento de 2.850 MW.

4 _ GEOLOGIA E GEOTECNIA ENERGIA

No âmbito deste projeto, o GEG desenvolveu o projeto de concurso das escavações, escoramento temporário e sistemas de ensecadeiras, necessárias à execução das obras permanentes da estação de bombagem, e da modelação e revisão das paredes exteriores definitivas da estação e sistemas de fundação. Neste âmbito foram desenvolvidos os estudos e análises relativos ao uso de estacas para resistir à rotura por levantamento global (flutuação), liquefação, erosão interna (piping), levantamento hidráulico e rebaixamento do nível freático e o risco associado para as infraestruturas e edificações envolventes.


BARRAGEM DE PICOTE Ano 2007-2009 Localização Miranda do Douro, Portugal A nova central hidroelétrica de Picote é constituída por uma central subterrânea em caverna, a cerca de 150 m de profundidade, um circuito hidráulico em túnel e diversos poços e túneis auxiliares e de acesso. O grupo gerador terá uma potência nominal de 246 MW/270 MVA. No âmbito deste projeto, o GEG desenvolveu o mapeamento geológico e geotécnico, a fiscalização da obra geotécnica e consultoria geotécnica (supervisão da instrumentação e monitorização, nomeadamente na escavação de maciços rochosos e validação da classificação na frente de escavação).

APROVEITAMENTO HIDROELÉTRICO DE LAÚCA Ano 2013-2016 Localização Rio Kwanza, Angola O arranjo geral do aproveitamento de Laúca é composto por uma barragem, de betão compactado com cilindros (BCC), com altura de 132 m e 1.100 m de comprimento, um circuito hidráulico de geração formado pela tomada de água, túneis forçados, central principal em caverna subterrânea e túneis de restituição na margem direita. A potência instalada total é de 2.069,5 MW. O GEG participou nesta obra entre 2013 e 2016 com a presença de um conjunto de diversos geólogos no Grupo de Engenharia Residente – corpo técnico em obra que tem por missão servir de interface entre a construção e a equipa de projeto – desenvolvendo uma consultoria técnica especializada na área da geologia e geotecnia.

ENERGIA GEOLOGIA E GEOTECNIA _5


TÚNEIS

TÚNEL FERROVIÁRIO DE ESPINHO

TÚNEL DE ZAOUIAT AIT-MELLAL

Ano 2005-2008 Localização Espinho, Portugal

Ano 2008 Localização Marraquexe, Marrocos

O projeto do túnel, com uma extensão de cerca de 1.700 m e largura interior de 12,6 m, inclui-se no âmbito do rebaixamento da linha férrea em Espinho.

O Túnel rodoviário de Zaouiat Ait-Mellal, o mais longo de uma autoestrada marroquina com 546 m de extensão, é afetado pelos condicionalismos geológicos das montanhas do Grande Atlas.

A estrutura pode ser dividida em dois segmentos: um corresponde às áreas em vala, sobre as rampas de aproximação, e o outro às áreas em galeria (NATM), na seção central onde a estação está localizada. Os serviços prestados pelo GEG, no âmbito da geologia e geotecnia, compreenderam os estudos geológicos e geotécnicos, a consultoria geotécnica, a assistência técnica permanente em obra e a análise da instrumentação e monitorização dos resultados.

6 _ GEOLOGIA E GEOTECNIA TÚNEIS

No âmbito da estabilização dos taludes de grande dimensão localizados junto aos portais do túnel, o GEG, a pedido da construtora Tecnovia, prestou os serviços de consultoria geológica e geotécnica, incluindo sistemas de reforço, estabilização e proteção de taludes.


BENEFICIAÇÃO DE TÚNEIS CENTENÁRIOS NAS LINHAS FÉRREAS DO DOURO E MINHO Ano 2003-2009 Localização Linha do Douro, Portugal

TÚNEL RODOVIÁRIO DE BORNES Ano 2009-2010 Localização Bornes, Portugal O Túnel de Bornes, que pertence à Subconcessão do Douro Interior, foi executado pelo método invertido “cut-andcover”, ao longo de uma extensão de 105 m e localiza-se exatamente no alinhamento de um dos principais braços da Falha da Vilariça. As condições geológicas heterogéneas, associadas à passagem desta falha tectónica pelo túnel, exigiram um cuidadoso estudo geotécnico.

O GEG elaborou os projetos de execução de beneficiação e reforço de túneis ferroviários centenários, em via única (bitola ibérica), nas Linhas do Douro e Minho, nomeadamente 4 túneis na Linha do Minho, com uma extensão total de 1.877 m, e 3 túneis na Linha do Douro, com 227 m, 1.086 m e 258 m. Os serviços prestados pelo GEG compreenderam a inspeção integral e detalhada dos túneis, a elaboração do projeto de beneficiação do revestimento em alvenaria e secções não revestidas, a execução de nichos e câmaras de serviço, a estabilização dos portais e taludes de emboquilhamento, o rebaixamento da via e da plataforma, o reforço lateral dos hasteais, o melhoramento da drenagem transversal e longitudinal, a avaliação da substituição/ reutilização da superstrutura da via e o plano de segurança e saúde.

A possível ocorrência de deslocamentos significativos a longo prazo requereu a adoção de uma estrutura flexível para limitar o risco de sérios danos estruturais no túnel durante o seu tempo de vida. Neste âmbito o GEG desenvolveu os estudos geológicos e geotécnicos, estudo de impacto ambiental e projeto de execução de estruturas.

TÚNEIS GEOLOGIA E GEOTECNIA _7


PORTOS E OBRAS MARÍTIMAS PORTO DE LEIXÕES Ano 1990-2016 Localização Matosinhos, Portugal O Porto de Leixões é uma das mais importantes infraestruturas portuárias e de comunicação marítima de Portugal. Ao longo de mais de duas décadas, o GEG tem desenvolvido aqui uma ampla e contínua atividade em múltiplos domínios. Incluem-se neste âmbito a execução e modernização de estruturas portuárias ou de apoio à sua atividade portuária, tais como a reestruturação da “Rodovia Interna de Ligação ao Porto de Leixões” e a sua conexão a plataformas e polos; a execução de portarias de controlo alfandegário; um túnel rodoviário sob a doca de pesca; viaduto num terminal para petroleiros; a reabilitação de cais ou corpos de acostagem e o desenvolvimento de estudos de ordenamento paisagístico da foz do rio Leça. Os serviços prestados pelo GEG, compreenderam a consultoria geral, estudos e projetos das engenharias, estudos geológicos e geotécnicos e análises de risco e segurança. Mais recentemente, entre 2008 e 2015, o GEG desenvolveu os estudos e projeto de execução da Ampliação do Terminal de Contentores Sul, onde se desenvolveram soluções de reforço do terreno, projeto das vigas de fundação dos pórticos rolantes e alargamento da plataforma do cais.

8 _ GEOLOGIA E GEOTECNIA PORTOS E OBRAS MARÍTIMAS

NOVO TERMINAL DE CARVÃO DO PORTO DA BEIRA Ano 2012 Localização Sofala, Moçambique O novo terminal de carvão do Porto da Beira integra o projeto da mina de Moatize, em particular a reconstrução do corredor de transporte de carvão e de outros bens ao longo do vale do Zambeze. O local apresenta condições geotécnicas severas que condicionaram as soluções. Foram estudados vários cenários para o reforço global e de aceleração da consolidação, soluções construtivas e o faseamento a aplicar ao longo do corredor da empilhadeira-recuperadora. O âmbito do trabalho do GEG consistiu no desenvolvimento da fase de estudo prévio de estruturas e geotecnia para o novo terminal de carvão, tendo incluído estudos de value engineering, estudos de viabilidade, estudos geológicos e geotécnicos, modelações geotécnicas e estudo de consolidação.


PORTO PIONEIRO DE DESCARGA – FASE 2 DO PROJETO SIMANDOU Ano 2012 Localização Conacri, Guiné A fase 2 do porto pioneiro de descarga (PMOF) integra o conjunto de obras preparatórias, com vista a permitir a importação de bens e materiais, para a fase de construção principal do Projeto de Simandou, um empreendimento à escala mundial de extração de minério de ferro do grupo Rio Tinto. O projeto incluiu as instalações marítimas – rampas de desembarque, ancoradouros de descargas e para navios, um terminal para navios-tanque de combustíveis - e as instalações em área seca – infraestruturas, edifícios, instrumentação mecânica e elétrica, sistemas de comunicação e controlo de suporte ao funcionamento. O âmbito do trabalho do GEG consistiu no estudo de value engineering, no estudo prévio de estruturas, instalações elétricas, hidráulicas, mecânicas e pavimentos, no projeto alternativo do ancoradouro de descarga, no plano de segurança e na coordenação de especialidades.

TERMINAL DO FERRY NO TERREIRO DO PAÇO Ano 2008 Localização Lisboa, Portugal O âmbito deste projeto foi a construção de cinco pontões flutuantes no terminal do ferry fluvial do Terreiro do Paço, em Lisboa, incluindo a dragagem, a cravagem de estacas de aço e a execução de uma estrutura de enrocamento para a atenuação das ondas. Em 2008, o empreiteiro Irmãos Cavaco S.A. solicitou ao GEG para estudar, avaliar e justificar os assentamentos da estrutura de enrocamento. Este problema de assentamentos localizava-se perto da interface intermodal do metro, do terminal ferroviário, rodoviário e do porto fluvial, situado no Terreiro do Paço. Os serviços prestados pelo GEG, no âmbito da geologia e geotecnia, compreenderam a definição do plano de investigação, análise geológica e geotécnica e consultoria geotécnica.

PORTOS E OBRAS MARÍTIMAS GEOLOGIA E GEOTECNIA _9


RODOVIAS AUTOESTRADA “SIERVO DE LA NACIÓN” Ano 2013-2016 Localização Cidade do México, México Esta autoestrada urbana tem 14,5 km, 4 vias e localiza-se em grande parte da sua extensão na proximidade do Gran Canal. Devido aos fortes condicionamentos de implantação optou-se por uma solução em viaduto ao longo de 90% da sua extensão. A autoestrada irá localizar-se numa área correspondente à Zona III, também denominada de Lago Virgem, caracterizada por depósitos de argila altamente compressível, separados por camadas de areia com teor de argila ou lama. A geologia única e condicionante da Cidade do México, as elevadas solicitações sísmicas e os invulgares assentamentos no tempo, geram uma combinação extremamente complexa para a conceção e o dimensionamento de fundações. A proximidade do talude do Gran Canal obriga ainda à definição de um procedimento construtivo muito restritivo e à análise aprofundada da sua estabilidade. O GEG é responsável pela coordenação das especialidades e pelo desenvolvimento do projeto de execução de todas as engenharias. No âmbito da geologia e geotecnia, compreendem-se os estudos geológicos e geotécnicos, os projetos de fundações dos viadutos e os projetos de drenagem, terraplenagens e estruturas de suporte de terras. 10 _ GEOLOGIA E GEOTECNIA RODOVIAS


ESTRADA DE ZWEDRU A GREENVILLE Ano 2012 Localização Zwedru-Greenville, Libéria O projeto consistiu no estudo de viabilidade de uma Estrada entre Zwedru e Greenville, na Libéria, com cerca de 185 km de extensão. O objetivo deste projeto era transformar uma estrada de terra numa estrada pavimentada principal, mais segura, que funcionasse em todas as condições meteorológicas expectáveis, ao longo da sua vida útil esperada de 20 anos. A visita e inspeção ao local compreenderam a completa monitorização ao longo da rodovia, onde foi possível realizar uma análise efetiva às condições gerais da mesma. Salientam-se os aspetos relacionados com o alinhamento geométrico, os elementos de drenagem (análise estrutural e hidráulica), a capacidade do solo e as condições estruturais das pontes.

O principal objetivo do estudo foi fornecer ao cliente, Odebrecht, uma lista de quantidades e a definição do âmbito dos trabalhos necessários, para permitir uma correta e mais aproximada possível estimativa de custos do projeto. Estes estudos serviriam de base às fases seguintes de Estudo de Viabilidade e Estudo prévio. Os estudos incluíram o plano de prospeção geológico-geotécnica, o projeto preliminar de terraplenagens, obras de suporte de terras, traçado, pavimentação, drenagem e estruturas ao longo da estrada para duas soluções: tráfego normal e tráfego pesado de tração.

RODOVIAS GEOLOGIA E GEOTECNIA _11


RODOVIAS

TERCEIRA CIRCULAR DE TRÍPOLI Ano 2007-2011 Localização Trípoli, Líbia A Terceira Circular de Trípoli é um projeto emblemático realizado na Líbia, que procurava solucionar uma parte muito significativa dos problemas de trânsito da cidade e revolucionar os acessos nos sentidos este-oeste e norte-sul, entre o centro e as zonas residenciais. Constituída por duas vias com três faixas de rodagem em cada sentido e com 24 km de extensão, a Terceira Circular de Trípoli envolveu o projeto de 21 obras de arte especiais, algumas com 270 m de extensão e 13 nós de ligação.

12 _ GEOLOGIA E GEOTECNIA RODOVIAS

O GEG assegurou os trabalhos de coordenação e desenvolvimento do projeto integral da rodovia e de todas as suas especialidades. No âmbito da geologia e geotecnia, o GEG desenvolveu o programa de sondagens e de inspeção, o modelo estratográfico, o estudo geológico e geotécnico da rodovia e a caraterização do maciço rochoso para as fundações.


ESTABILIZAÇÃO DA ENCOSTA CONTÍGUA À EN 222 AO KM 132+200 Ano 2010 Localização Lamego, Portugal A EN222 é uma estrada nacional que atravessa a importante região do Alto Douro Vinhateiro, classificada como Património Mundial da UNESCO. A 27 de fevereiro de 2010 ocorreram vários escorregamentos ao longo da encosta, incluindo a rotura parcial de um muro de contenção em alvenaria de xisto, que suportava uma encosta vitivinícola sobranceira à via rodoviária. Devido a esta ocorrência, as Estradas de Portugal solicitaram ao GEG que desenvolvesse um estudo para avaliar as causas dos incidentes e o desenvolvimento de um projeto de estabilização. Atendendo à especificidade da região, as soluções propostas tiveram que ser compatibilizadas com as condicionantes patrimoniais e paisagísticas desta região protegida.

CIRCULAR REGIONAL INTERIOR DE LISBOA (CRIL) – SUBLANÇO BURACA/ PONTINHA Ano 2008-2011 Localização Lisboa, Portugal A obra da IC17 - Circular Regional Interior de Lisboa (CRIL), no sublanço BuracaPontinha, localiza-se numa zona fortemente urbanizada, na fronteira entre os concelhos de Lisboa e da Amadora. O âmbito do trabalho do GEG incluiu o projeto de seis obras de arte, muros de suporte e um túnel – Túnel de Benfica – com uma extensão de 1.446 m. A obra do túnel foi predominantemente executada pelo método invertido (top-down), sendo o restante executado pelo método “cutand-cover”. Foi necessário suspender, na laje superior do túnel, o aqueduto centenário das Águas Livres e Francesas a dois caneiros – Alcântara e Damaia. O GEG realizou o projeto de fundações e estruturas, plano de instrumentação e monitorização dos edifícios na proximidade, integrado na análise de risco das edificações, plano de segurança e saúde, estudo geológico e geotécnico. RODOVIAS GEOLOGIA E GEOTECNIA _13


LINHAS FÉRREAS REABILITAÇÃO DA LINHA FÉRREA DO TUA Ano 2007-2015 Localização Tua-Bragança, Portugal O projeto de reabilitação de parte da linha do Tua, uma linha férrea balastrada, localizada no Norte de Portugal, junto ao rio Tua, teve a sua origem no âmbito do Plano de mobilidade alternativo à linha do Tua, devido à construção da hidroelétrica do Foz do Tua. A primeira fase do projeto desenvolvido pelo GEG consistiu na análise de segurança global de 54 km da linha férrea do Tua, incluindo a inspeção de toda a linha, o estudo geológico e geotécnico, a análise do “Sistema Operativo e de Gestão da Informação”, a identificação das zonas de maior risco de acidente geológico, a caracterização do risco e controlo do risco residual e o mapa de riscos geológicos e geotécnicos. O estudo anterior foi complementado com a definição de soluções geotécnicas e a estimativa do investimento necessário à reabilitação da linha. Na segunda fase do projeto, decorrida em 2015, foram também definidas soluções globais para as diferentes componentes da linha férrea, nomeadamente a superestrutura e plataforma, infraestrutura, intervenções geotécnicas nas encostas e estruturas de contenção de terras, pontes, elementos de drenagem e atravessamentos de nível.

14 _ GEOLOGIA E GEOTECNIA LINHAS FÉRREAS

LINHA FÉRREA DO DOURO Ano 2007-2008 e 2007-2015 Localização Ermesinde-Barca d’Alva e Foz Tua, Portugal O GEG iniciou o desenvolvimento de projetos na Linha férrea do Douro em 1996, com o projeto de duplicação da linha férrea ao longo de 14km, entre as estações de Valongo e Cête. Em 2007 e 2008 realizou a caracterização geológica e geotécnica integral da Linha do Douro, entre Caíde e Pocinho, ao longo de uma extensão de 125 km. O objetivo do estudo foi definir e prever alguns cenários de típicas intervenções, de modo a que esta linha férrea se tornasse mais segura, face a possíveis deslizamentos e destabilizações de taludes e encostas. Com base nesses cenários definiu-se um mapa de quantidades, respetiva estimativa de custos, e um mapa de risco geológico e geotécnico, que teve como base os cenários previamente definidos. A 25 de dezembro de 2009 ocorreu a rotura de uma encosta rochosa na linha ferroviária do Douro junto à estação do Tua. A rotura deveu-se ao colapso considerável de um conjunto de blocos graníticos de grandes dimensões. A operação da linha esteve interrompida durante 3 meses, durante os quais foi necessário remover os blocos provenientes do escorregamento e estabilizar a extensa e imponente escarpa sobranceira à linha, para garantir a sua segurança global. A entidade executante OFM solicitou ao GEG o desenvolvimento do projeto de estabilização.


LINHA-FÉRREA ENTRE FAW E ZAKHO Ano 2012 Localização Faw-Zakho, Iraque O GEG desenvolveu, a pedido da Andrade Gutierrez, uma estimativa de custo para cerca de 1800 km de linhas férreas integrantes da rede ferroviária iraquiana, ligando as cidades de Faw e Zakho, englobando cerca de 90 km de pontes e viadutos e cerca de 15 km de túneis. No âmbito deste estudo, o GEG desenvolveu um Estudo Prévio de um túnel com 6 km, que passa por baixo de um canal, em Bassorá. Este estudo englobou a definição de soluções para estabilização das escavações em materiais de baixa resistência, nomeadamente lodos típicos da região do delta dos rios Tigre e Eufrates, com especial importância para a estabilização do fundo de escavação, com recurso a soluções mistas jet grouting e estacas. O GEG desenvolveu soluções para o rebaixamento localizado do nível freático, de modo a permitir uma escavação parcial com recurso a taludes.

LINHA FÉRREA ENTRE EL GOURZY E BISKRA Ano 2008 Localização El Gourzy-Biskra, Argélia O projeto de reabilitação da ligação ferroviária entre El Gourzy e Biskra, na Argélia, com uma extensão de 28 km, compreendeu a renovação integral da via e das contenções da superestrutura da via. Como pressupostos de projeto, era possível realizar ajustamentos pontuais do traçado, no sentido de potenciar a velocidade máxima em algumas das curvas ou retificar situações anómalas em termos geométricos, mas procurou-se manter, quando possível, a plataforma ferroviária original. O GEG assegurou diversos trabalhos ao nível da estabilização de taludes de aterro e de escavação, das estruturas de contenção de terras e da reabilitação de passagens hidráulicas e do sistema de drenagem da plataforma. Foram desenvolvidos estudos de geotecnia, terraplanagem e drenagem.

LINHAS FÉRREAS GEOLOGIA E GEOTECNIA _15


METROS

METRO DE DOHA Ano 2012 Localização Doha, Qatar O Metro de Doha, na capital do Qatar, será um dos mais avançados sistemas de metro no mundo e tem como primordial ambição a receção do Mundial de Futebol de 2022. A rede projetada inclui 4 linhas e está planeada para ser construída em 4 fases. O GEG foi convidado a integrar um dos consórcios concorrentes à construção, em regime de conceção-construção, para dois dos pacotes definidos pelo Dono-de-Obra (Qatar Railways Development Company) para a primeira fase da rede (Fase 1a).

16 _ GEOLOGIA E GEOTECNIA METROS

Neste âmbito, o GEG, integrado numa equipa de projetistas liderada pela WSP, uma das maiores empresas de engenharia do mundo, elaborou a caracterização geológicogeotécnica de cerca de 11 km de túneis mineiros duplos, 8 estações enterradas e outras estruturas acessórias, as análises paramétricas, de acordo com o Eurocódigo 7 que suportaram o desenvolvimento dos projetos geotécnicos e as análises de diferentes metodologias construtivas como o “bottom-up” e “top-down”.


METRO DO PORTO – TÚNEL DE GONDOMAR Ano 2003 Localização Gondomar, Portugal O túnel de Gondomar, situado na extensão da Linha C da rede do Metro do Porto, é um túnel mineiro de via dupla com 900 m, que liga a cidade de Gondomar, localizada a leste do Porto à rede de metro existente no Porto.

METRO DE GUADALAJARA Ano 2015 Localização Guadalajara, México O Metro de Guadalajara, no projeto da nova linha “Diagonal Zapopan-GuadalajaraTlaquepaque”, tem a extensão total de 20,9 km, dos quais 5,5 km são em túnel, e dispõe de 18 estações, das quais 5 são subterrâneas. O GEG apoiou o consórcio construtor, na fase de concurso, com a realização de estudos do tramo 1, em viaduto, e do tramo 2, em túnel. No âmbito da geologia e geotecnia, o GEG desenvolveu um estudo de value engineering que se debruçou sobre a escavação com TBM, abrangendo vários aspetos relevantes, nomeadamente nas áreas da logística, custos, planeamento e escolha da tuneladora, com o objetivo de fornecer informações de apoio à decisão. O GEG realizou também a análise da geologia e estudos de otimização de soluções das trincheiras e escavações.

A escavação foi processada pelo método NATM e o suporte aplicado consistiu numa combinação de revestimento com betão projetado reforçado, ferrolhos, treliças e fore poling. O túnel de Gondomar localiza-se em ambiente urbano, tendo sido a construção do túnel sob duas linhas ferroviárias e sob um centro comercial os principais desafios deste projeto. No âmbito deste projeto, o GEG desenvolveu o projeto de execução dos túneis e do poço de ventilação, o estudo geológico e geotécnico, a análise de estabilidade dos taludes, a consultoria geotécnica especializada, o mapeamento geológico e geotécnico completo durante a escavação, o estudo do alinhamento da linha do metro e a assistência técnica permanente.

METROS GEOLOGIA E GEOTECNIA _17


EDIFÍCIOS

CENTRO CULTURAL EM CONSTANTINE Ano 2013 Localização Constantine, Argélia O Centro Cultural integrou o programa inicial da Capital da Cultura Árabe 2015. O conjunto edificado incluía três programas distintos, o Palácio da Cultura, um espaço para espetáculos diversos, uma Biblioteca e um Museu, com uma área coberta total de 50.000 m3. Estes programas são abordados num único volume, que assenta numa praça comum com cerca de 4 ha de área de implantação.

18 _ GEOLOGIA E GEOTECNIA EDIFÍCIOS

O GEG foi responsável pelo desenvolvimento de todos os projetos de engenharia, na fase de estudo prévio, com especial ênfase para o estudo geológico e geotécnico, plano de instrumentação e observação, o projeto de estabilidade de taludes e estruturas de contenção e os projetos de estruturas, fundações e instalações hidráulicas, mecânicas e elétricas. A complexidade geológico-geotécnica, a sismicidade, o declive e potencial de escorregamento das encostas em referência, aliados ao escasso tempo de construção, constituíram fatores que condicionaram a conceção das soluções.


COMPLEXO DESPORTIVO DE THIQAR Ano 2013-2014 Localização Thiqar, Iraque O complexo desportivo compreende um estádio com capacidade de 30.000 espectadores, um estádio de treino (500 espectadores), um estádio de atletismo (2.000 espectadores), um hotel de quatro estrelas com 75 quartos e dois pavilhões de desporto. No âmbito dos serviços prestados pelo GEG – projeto e coordenação de todas as especialidades de engenharia e o acompanhamento em obra – o GEG desenvolveu o projeto de geotecnia das fundações de todos os edifícios. Foram desenvolvidas análises de diferentes modelos de interação entre o solo e a estrutura para o cálculo da estrutura e fundações, bem como várias análises de sensibilidade.

BANCO MILLENNIUM BIM EM MAPUTO Ano 2011 Localização Maputo, Moçambique Durante a construção do edifício da nova sede do Banco Millennium BIM em Maputo, com 16 pisos e cobertura, e dimensões de 40,60 m x 27,90 m, em planta, ocorreram alguns problemas durante os trabalhos de fundações profundas. A construtora JAT Constrói solicitou ao GEG o desenvolvimento de serviços, como especialista em geotecnia e fundações, na área de projeto e consultoria. EDIFÍCIOS GEOLOGIA E GEOTECNIA _19


GEG O GEG é uma empresa de consultoria e de projetos de engenharia global, que oferece serviços de engenharia multidisciplinares, assegurando, junto do cliente, o desenvolvimento de todas as valências e fases de projeto. No GEG, empenhamo-nos em desenvolver as melhores soluções de engenharia, à escala internacional, promovendo uma cultura de excelência e permanente inovação, garantindo confiança junto de clientes, parceiros, colaboradores e utilizadores finais. O GEG iniciou a prestação de serviços na área da Geologia e Geotecnia desde o seu início, em 1987. Os estudos geológicos e os projetos geotécnicos constituem hoje uma especialidade crucial no GEG, onde continua a acumular uma vasta e ampla experiência.

20 _ GEOLOGIA E GEOTECNIA GEG Engineering structures for life


MUNDO Países com projetos realizados: • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Arábia Saudita Argélia Bélgica Brasil Colômbia Dinamarca Equador França Gabão Gana Guiné Guiné Equatorial Iraque Itália Libéria Malawi Marrocos Nigéria Omã Qatar Perú Reino Unido Sri Lanka Suiça Venezuela

Países com equipa residente e projetos realizados: • • • • • • •

Portugal Angola Emirados Árabes Unidos Líbia México Moçambique Timor Leste

GEG Engineering structures for life GEOLOGIA E GEOTECNIA _21


www.geg.pt geg@geg.pt Rua Justino Teixeira Empreendimento Centro Campanhã 307 4300-273 Porto Portugal T +351 22 557 32 40 F +351 22 551 97 24 Nov 2016 22 _ GEOLOGIA E GEOTECNIA GEG Engineering structures for life

GEG _ Geotecnia & Geologia  

A nossa brochura mais recente de "Geotecnia e Geologia". Uma área de especialidade que acompanha o GEG desde a sua origem em 1987, tanto no...