Issuu on Google+

Praça da Estação

Dedicação é ingrediente das 195 mil refeições servidas nas Escolas Municipais página 4

Estou feliz por trabalhar na Prefeitura. Aqui você pode participar das soluções para a cidade. Entendo isso como concepção e me sinto orgulhoso por participar do processo de construção de uma Belo Horizonte melhor. Paulo Rogério Ferreira Auditor Auditoria Geral do Município

700 servidores participam de curso de atendimento ao público página 3


“Adorei o informativo Entre Nós. Parabéns pela iniciativa e pelo brilhante trabalho de equipe! Quero receber todos os exemplares em minha casa. Valorizo muito as publicações da Prefeitura, principalmente este jornal que traz informações tão úteis para o servidor municipal.” Rosângela Andrade, Agente Comunitário de Saúde, Centro de Saúde Paraíso (Reg. Leste)

“Com muito apreço, recebi o informativo Entre Nós. O Jornal foi muito apreciado por todos aqui em casa.” Luzia Marcília Pulier Castro Monteiro, Aposentada, Fazenda Ipetininga, Município de Piedade de Ponte Nova, Minas Gerais

“Percebi que o Entre Nós procura dar visibilidade ao servidor. Isto é muito importante, pois mostra o que produzimos e nos valoriza. Parabéns pelo trabalho.” Rogéria Mara Machado, Assistente Administrativo, Gerência de Normatização (SMARH)

“Agradeço o envio do Jornal Entre Nós. Muito dinâmico e com informações úteis, em um formato agradável.” Paulo Joubert Alves de Souza, Fiscal de Controle Ambiental (SMAMA)

“Meus parabéns pelo Jornal Entre Nós, fico muito honrada e adoro recebê-lo. Sinto-me feliz em saber das notícias e o que está acontecendo dentro da Prefeitura. Sou grata por pertencer a esta família, com a qual compartilhei bons momentos durante trinta e cinco anos. Estou aposentada há desesseis anos. Moro no Rio de Janeiro, porém meu coração pertence a BH. O meu abraço a toda equipe do Jornal e a todos os servidores que contribuem para fazer dea cidade uma capital respeitada e admirada. Felidades a todos.” Leila Magalhaes Chaves Fernandes, Aposentada, Campo Grande, Rio de Janeiro Aqui você tem um canal de comunicação direta com o Jornal entre nós e pode expressar sua opinião, sugerir, criticar e tirar dúvidas. Basta ligar para o telefone (31) 3277-4953 ou enviar e-mail para: comunicaservidor@pbh.gov.br. * Por motivo de espaço, a colaboração dos leitores pode ser editada.

Você acha que a nova lei seca brasileira, com limite de 0,2 g/l de álcool no sangue, será mantida? Considero a lei bastante correta. É uma medida preventiva que está surtindo efeitos positivos. As últimas estimativas mostraram que o número de acidentes com vítimas fatais diminuiu muito. Acredito que a lei irá vingar sim. Antes saía com meus amigos de carro; agora, ou a gente opta por um táxi ou alguém do grupo fica sem beber para conduzir o veículo. Victor Hugo Horta Assistente Administrativo Infelizmente a lei demorou muito a ser criada e inúmeras vidas foram perdidas por causa de pessoas irresponsáveis alcoolizadas. Mas é sempre tempo de consertar aquilo que está errado e conscientizar os motoristas de que um carro pode se transformar em uma arma se cair em mãos erradas. Torço para que a lei não seja revogada, mas tenho minhas dúvidas. Marta Rabelo Evangelista Aposentada A nova lei é importante e deveria pegar porque está representando um enorme avanço em favor da vida. Se formos refletir sobre o assunto, iremos concluir que não se trata de uma Lei Seca, pois a pessoas podem consumir álcool; só estão proibidas de dirigir embriagadas, colocando em risco a vida delas e a de outras também. Porém, duvido que a lei irá durar muito tempo, pois, neste país, tudo é lento e boas iniciativas costumam ser desprezadas. Victor Marcio de Lima Estagiário de nível médio (SMARH) A responsabilidade e o respeito pela vida devem estar acima de qualquer outra situação. Se estou acompanhada e tenho a chance de voltar para casa de carona, tudo bem. Contudo, se eu estiver ao volante, opto por uma bebida não alcoólica. Aposto na prevalência da referida lei, pois a longo prazo a sociedade estará educada para saber seus limites. Daniele Queiroz de Alvarenga Gerente de Projetos Especiais da SMATI

1.200 porteiros e vigias fazem curso na SMED A Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a Guarda Municipal, promoveu em outubro um curso para a capacitação de 1.200 porteiros e vigilantes das escolas municipais. Conforme explica o gerente de projetos especiais da SMED, Ismayr Sérgio Cláudio, o objetivo do curso é contribuir para que porteiros e vigias aprimorem o trabalho, a partir de uma reflexão mais abrangente sobre sua atuação e sobre o espaço escolar na construção de atitudes preventivas, para situações que ocorrem no cotidiano das escolas. Durante quatro dias, foram abordados o Estatuto da

Criança e Adolescente (ECA), técnicas de segurança pessoal e coletiva, com ênfase preventiva, além de uma discussão sobre a importância do papel desempenhado por porteiros e vigilantes escolares como mediadores de conflitos. O vigia noturno da UMEI Pedreira Prado Lopes, no bairro São Cristóvão, Jonas Júlio da Cruz, disse que ficou clara a necessidade de atuação integrada envolvendo profissionais de segurança, comunidade, alunos, direção escolar, Guarda Municipal e polícia militar. “A gente passa a ter um novo olhar sobre o nosso trabalho.”

Informativo do Servidor da Prefeitura de Belo Horizonte Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Informação Secretaria Municipal Adjunta de Recursos Humanos

Produção, Diagramação e Edição: Assessoria de Comunicação Social da SMARH Revisão final e Supervisão editorial: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de Belo Horizonte Impressão: Gráfica Geraes • Tiragem: 35.000

Redação do Jornal Entre Nós Rua Espírito Santo, 250 • Sala 1004 • Centro 30160-030 • Belo Horizonte • MG • Tel. (31) 3277-4005 e-mail: comunicaservidor@pbh.gov.br


700 servidores participam de curso de atendimento ao público A Prefeitura realizou em outubro, por meio da Secretaria Municipal Adjunta de Recursos Humanos, o curso de Atendimento ao Público para 700 servidores municipais. A capacitação, com carga horária total de 24 horas, foi ministrada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial de Minas Gerais (SenacMG) e contemplou 26 turmas com 27 servidores cada uma. Nos últimos anos, estabeleceu-se na Prefeitura uma política voltada para a melhoria do atendimento ao cidadão, com a modernização da estrutura administrativa, tecnológica e de pessoal, primando pela capacitação dos servidores. A auxiliar de serviço administrativo da Gerência de Saúde do Servidor e Perícia Médica, Lúcia Santos de Oliveira, conta que, apesar de ter completado 20 anos de serviço público, trabalhando no mesmo local, e ter participado de diversos treinamentos, há sempre muito a aprender a respeito da Prefeitura. “O curso irá

contribuir para a execução do meu serviço, sobretudo em situações que fujam da rotina”, salienta ela. Para alcançar os objetivos de aprendizagem, foram desenvolvidas temáticas voltadas para o atendimento aos indivíduos cultural e socialmente excluídos (pessoas com deficiência, com orientações sexuais diversas, idosos e negros); a importância do trabalho em equipe; os processos da comunicação e a ética no serviço público. De acordo com o secretário Márcio Dutra, as metas serão alcançadas buscando a construção do conhecimento, pautada no diálogo, no debate e nos esclarecimentos de dúvidas, garantindo a efetividade da concepção de gestão de pessoas. O ciclo de treinamentos com esse grupo de servidores deverá ser encerrado até o final de dezembro.

Escambo Cultural distribui centenas de livros entre servidores Mais de 400 livros arrecadados e 200 distribuídos entre os servidores da Prefeitura. Esse é o resultado do primeiro Escambo Cultural realizado no dia 7 de outubro na Biblioteca do Professor, no prédio da Secretaria Municipal de Educação. Foram compartilhadas obras de literatura de diversos gêneros, em bom estado de conservação. “Durante todo o dia, os servidores desfrutaram de um verdadeiro intercâmbio cultural”, conta Edmundo Colen, professor da Rede Municipal de Educação e idealizador do projeto. A iniciativa é uma parceria da Gerência de Organização Escolar (GEOE) e da Biblioteca do Professor, da SMED. A cada dois livros entregues, o servidor recebeu um vale-livro que permitiu a troca por um exemplar de sua escolha. Lília Santos, coordenadora do núcleo de bibliotecas escolares da secretaria, disse que o acontecimento foi um sucesso. “A participação das pessoas superou nossas expectativas, por isso temos o dever de dar continuidade a uma proposta tão bem-sucedida como esta.”

Saúde qualifica mais 1.400 profissionais Vida e morte podem ser definidas por uma questão de minutos. Nesses casos, a tecnologia e os profissionais qualificados podem fazer a diferença em favor do paciente. Pensando nisso, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, avançou mais um passo na qualificação de seus profissionais com a assinatura de contrato com a Faculdade de Medicina da UFMG. O objetivo é realizar cursos a distância de Urgência e Emergência e de Eletrocardiograma para trabalhadores da rede municipal de Saúde. Cerca de mil profissionais, médicos e enfermeiros do Programa

de Saúde da Família (PSF), UPAs e SAMU farão o curso de Urgência e Emergência. Já o curso de eletrocardiograma será oferecido para aproximadamente 400 médicos. Os cursos terão inicio em novembro com duração de três meses.


Escolas Municipais servem 195 mil refeições por dia Todos os dias são servidas 194.700 refeições aos estudantes da Rede Municipal de Educação. Ao todo, 11 nutricionistas planejam e acompanham a preparação do cardápio. Além disso, duas profissionais são responsáveis pela capacitação das cozinheiras e pelas práticas de higiene, educação alimentar e nutricional. A cada ano, os alunos recebem uma alimentação mais saudável, tendo na merenda mais alimentos in natura. Para oferecer a merenda na Rede Municipal de Educação, são necessárias, mensalmente, 200 toneladas de alimentos nãoperecíveis, 97 toneladas de carne e 350 toneladas de produtos hortifruti. De acordo com a gerente de Coordenação do Programa de Assistência Alimentar da Secretaria Municipal Adjunta de Abastecimento, Maria Ângela Girioli, biscoitos recheados e alimentos gordurosos foram eliminados do cardápio e os doces substituídos por frutas.

Cursos de boas práticas de manipulação de alimentos capacitam mais de 4 mil pessoas Com os Cursos de Boas Práticas de Manipulação de Alimentos, a Secretaria Municipal de Abastecimento conseguiu capacitar, até agora, 4.754 pessoas envolvidas na preparação e organização de alimentos em escolas municipais, creches, asilos, banco de alimentos, restaurantes populares e entidades conveniadas. Desde 1994, o curso de Formação de Manipuladores é oferecido gratuitamente pelo Programa Educação para o Consumo Alimentar do sistema de abastecimento municipal. Os cursos são destinados a todos que trabalham na produção e na coordenação de refeições dentro da Prefeitura. Com aulas teóricas e práticas, os participantes são orientados quanto às boas práticas de manipulação, armazenamento e higiene dos alimentos, reforçando a importância de uma alimentação saudável do ponto de vista sanitário e nutricional.

Zoo-Botânica investe no bom atendimento Quem procura a Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte (FZB-BH) pode sempre contar com o atendimento qualificado dos agentes de visitação, profissionais responsáveis por recepcionar o público e prestar informações a respeito das necessidades e das condições de vida dos animais e das plantas, além de orientar sobre os regulamentos da instituição. “Eles são a linha de frente da Zoo-Botânica, pois representam o melhor veículo de informação que temos. Para isso, eles passam por treinamento com objetivo de conhecer ao

máximo a instituição por meio de palestras, reuniões e visitas orientadas nas diversas áreas da instituição”, informa a bióloga Ângela Lutterbach, do Departamento de Educação Ambiental da FZBBH. Atualmente, 35 agentes de visitação trabalham na FZB-BH, distribuídos em 25 postos de trabalho no Jardim Botânico, Jardim Zoológico e no Parque Ecológico da Pampulha.

Manual da Corregedoria no site da Prefeitura A versão eletrônica da nova edição do Manual da Corregedoria-Geral do Município já está disponível no portal da Prefeitura (www.pbh.gov.br), no link “Portal do Servidor”. Basta clicar na imagem da capa da Edição do Cinqüentenário para ter acesso a todas as informações e direcionamentos legais que compõem a realidade funcional do servidor. O corregedor-geral do Município, Saulo Luiz Amaral, explica que o manual procurou privilegiar o Estatuto do Servidor, Lei 7.169/96, contemplando instruções que vão desde a posse até a aposentaria. Os

esclarecimentos permitem afastar dúvidas sobre estágio probatório, acu-mulação de cargos públicos, veda-ções, bens públicos, entre outros. Saulo Amaral conta que a Corregedoria empenhou-se na elaboração da nova edi-ção do manual com o intuito de ampliar seu campo de atu-ação junto às uni-dades de trabalho.


Quem deu a nota Quem recebeu a nota

“Estou contente com o reconhecimento pelo meu trabalho. Fico realmente muito satisfeita por isso. Eu tento fazer o melhor, mas nem sempre é possível agradar a todos. Agradeço à Giovanna pelo carinho e amizade mas lembro que ela, é um ser humano espetacular, também é uma servidora Nota Dez.”

Maria Araújo Carvalho

(Mariinha) Auxiliar Administrativo, Recepcionista (ASCOM)

A médica da Prefeitura, Sônia Lansky, tem 46 anos, nasceu em Belo Horizonte é casada e mãe de dois filhos, mas continua cuidando de milhares de outros filhos e outras mães. Como coordenadora de Atenção à Saúde da Criança e do Adolescente da Secretaria Municipal de Saúde e à frente do Movimento BH pelo Parto Normal, Sônia Lansky, foi homenageada como Personalidade Médica Mineira 2008 na categoria Saúde Pública pela Associação Médica de Minas Gerais. Seu trabalho visa melhorar a saúde de crianças e mulheres de BH, reduzir a mortalidade materna e infantil e reduzir o atual índice de cesarianas na cidade que é 48% (na rede particular é cerca de 90%) para 15%, conforme recomenda a Organização Mundial de Saúde (OMS). Sônia Lansky diz que, desde criança,

nunca pensou em fazer outra coisa na vida que não fosse medicina. Escolheu a pediatria. Prestou concurso e se tornou servidora da Prefeitura. Trabalhou como médica pediatra e foi também gerente de Unidade de Saúde. Conciliando as atividades como gestora de saúde e mãe de família continuou estudando. Fez especialização, mestrado e, licenciada da Prefeitura, foi cursar parte do doutorado na Universidade de Harvard nos Estados Unidos, durante os anos de 2004 e 2005. “Foi um período de grandes sacrifícios, mas era uma oportunidade que não poderia deixar escapar”, diz ela. O trabalho recebeu o Prêmio CAPES (MEC) como melhor tese nacional na área de saúde coletiva em 2007. De volta a Belo Horizonte, ela se tornou coordenadora da Comissão de Perinatal e, mais tarde, coordenadora da Saúde da Criança e Adolescente na

Giovanna de Macêdo Neto Analista de Políticas Públicas (ASCOM)

“Mariinha é uma funcionária competente, sempre disposta a esclarecer dúvidas e a atender prontamente a todos. Gostaria de parabenizá-la, pois ela é um exemplo a ser seguido por todos nós. Por tudo isso, ela é, sem dúvida, uma servidora Nota Dez.”

Secretaria Municipal de Saúde. Sônia dedica sua vida à preservação da vida dos outros e afirma que “o ideal é que todo médico se dedicasse também à causa pública, sobretudo num país como o nosso que enfrenta enormes desafios para reduzir as desigualdades”. Por fim, diz ela, “o maior mérito é sempre um reconhecimento pelo trabalho coletivo. A construção conjunta quase sempre gera melhores resultados”.

Empregado da Sudecap cria dispositivo de segurança Antônio de Jesus Bruno, funcionário da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), lotado na Gerência de Manutenção Noroeste, é o idealizador de um dispositivo de segurança capaz de evitar acidentes com serras elétricas no ambiente de trabalho. A falta de coifa protetora do disco das serras circulares, cuja função é livrar o operador de partículas sólidas que eventualmente se desprendem durante um processo de corte, motivou a elaboração do projeto. “A idéia era criar uma coifa que fosse de fácil instalação, baixo custo, que protegesse o operador e não dificultasse o trabalho de corte de peças grandes. Por isso, apenas a parte superior está fixa a uma travessa metálica por meio de uma roldana, permitindo o deslocamento lateral da peça inteira”, explica o inventor. O engenheiro Cláudio Lúcio afirma que “foi uma iniciativa digna de aplauso e que comprova que a política de segurança e saúde vem sendo compreendida e implementada pelas gerências e pelos funcionários”.


Crispim

• Central de Informações da PBH 156

• Central de Atendimento ao Servidor - 3277-4226

• Unidade de Pronto Atendimento Barreiro - 3277-5821

• Unidade de Pronto Atendimento Leste - 3277-9030

• Unidade de Pronto Atendimento Norte - 3277-7464

• Unidade de Pronto Atendimento Nordeste - 3277-9057

• Unidade de Pronto Atendimento Oeste - 3277-6855

• Unidade de Pronto Atendimento Pampulha - 3277-8447

• Unidade de Pronto Atendimento Venda Nova - 3277-5468

• SAMU João Batista Crispim Veloso, Web Designer, Prodabel

Cozinha Pedagógica Josefina Costa Padaria Escola Nicola Calicchio Data /Novembro Cursos 17 a 28 (2 semanas) Panificação Básica 17 a 20 (2ª a 5ª) Pizzaiolo 18 a 20 (3ª a 5ª) Confeitaria - Biscoitos 18 e 19 (3ª e 4ª) Salgados Finos Folhados Frango Desossado Recheado 19 e 20 (4ª e 5ª) Panificação Aperfeiçoamento 24 a 28 (2ª a 6ª) 24 e 25 (2ª e 3ª) Novidades de Chocolate 25 a 27 (3ª a 5ª) Saladas Diversas Carnes Especiais para Ceia de Natal 26 e 27 (4ª e 5ª) Data /Dezembro Cursos 1º e 2 (2ª e 3ª) Tortas Doces para o Natal 1º a 3 (2ª a 4ª) Pizzaiolo Garçom 1º a 12 (2 semanas) 4 e 5 (5ª e 6ª) Guirlandas e Enfeites Comestíveis 10 e 11 (4ª e 5ª) Salgados Finos 10 e 11 (4ª e 5ª) Bombons e Trufas Jantares Especiais para o Natal 10 a 12 (4ª a 6ª)

Horário

Taxa

13h30 às 17h30 18h30 às 21h30 8h30 às 12h 18h30 às 21h30 14h às 17h30 8h30 às 12h 18h30 às 21h30 18h30 às 21h30 14h às 17h

R$50,00 R$50,00 R$45,00 R$50,00 R$45,00 R$50,00 R$50,00 R$50,00 R$50,00

Horário

Taxa

18h30 às 21h30 R$50,00 R$50,00 14h às 17h 18h30 às 21h30 R$50,00 R$50,00 14h às 17h 14h às 17h30 R$50,00 18h30 às 21h30 R$50,00 18h30 às 21h30 R$50,00 Informações sobre os cursos Mercado Popular da Lagoinha: 3277-6121

Esta coluna é mantida pelas Gerências de Recursos Humanos e Assessorias de Comunicação da Prefeitura. Divulgue eventos e cursos enviando textos com antecedência mensal. E-mail: comunicaservidor@pbh.gov.br Informações pelo telefone: 3277-4953

9912155776-DR/MG

PBH

Secretaria Municipal Adjunta de Recursos Humanos Rua Espírito Santo, 250 • 10º andar • 30160-030 • BH • MG

IMPRESSO

192


Jornal entre nós - quarta edição - 2008