Page 1

RELATÓRIO DO DIAGNÓSTICO QUANTITATIVO E QUALITATIVO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS GERADOS NA PBH - SECRETÁRIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE

Elaborado por: Guilherme Ricoy Leão


1. INTRODUÇÃO O “Ambientação - Educação Ambiental em Prédios do Governo de MG”, coordenado pela Fundação Estadual do Meio Ambiente – FEAM, tem como objetivo promover a sensibilização para a mudança de comportamento e a internalização de atitudes ambientalmente corretas, proporcionando a melhoria contínua do bem estar dos funcionários públicos do Estado de Minas Gerais. Fundamentado nos principais aspectos ambientais encontrados nas instituições públicas, que geram impactos negativos ao meio ambiente, como o consumo de água, de energia elétrica e de material de escritório, além da geração de resíduos e de ruídos, o Programa possui duas linhas de ação, “Consumo Consciente” e “Gestão de Resíduos”. Dentro das linhas de ações, o Programa visa fomentar a prática dos 5R’s (repensar, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar) e orientar na implantação da coleta seletiva, por meio de ações contínuas de sensibilização e mobilização dos funcionários da administração pública de Minas Gerais. A linha de ação “Consumo Consciente” visa a conscientizar e a sensibilizar os funcionários para a redução do desperdício e para a importância do reaproveitamento dos materiais, levando-os a repensar sobre os hábitos de consumo. A “Gestão de Resíduos” tem como objetivo fazer com que os servidores públicos assumam o papel de co-responsáveis pela gestão dos resíduos por meio da redução do consumo, do reaproveitamento dos materiais e da identificação e separação dos recicláveis no ambiente de trabalho. Para a implantação da campanha de Coleta Seletiva é necessário que se faça a caracterização dos resíduos da instituição. A caracterização de resíduos sólidos é uma ferramenta de trabalho que permite recolher informações relevantes no estudo e aplicação de modelos de gestão adequados e eficientes dos resíduos gerados. Este processo identifica de forma qualitativa e quantitativa todo o resíduo gerado na instituição. Os dados apresentados servem de subsídio para o planejamento das ações de sensibilização e mobilização dos servidores públicos.

2


2. METODOLOGIA DO TRABALHO Para a realização do diagnóstico foi solicitado à Comissão Setorial que providenciasse, junto à equipe de limpeza, a coleta e o armazenamento dos resíduos sólidos gerados, por um período de cinco dias úteis e consecutivos. Com exceção do lixo coletado nos banheiros e copas, os resíduos foram armazenados entre os dias 12 a 19 de novembro de 2009 e acondicionados em sacos plásticos, previamente identificados com etiquetas fixadas nos sacos (Figura 1), informando data e o local onde o resíduo foi gerado.

Figura 1: Resíduos acondicionados e identificados.

Os sacos plásticos com resíduos foram transportados, no dia 19 de novembro, para uma área externa, para análise quantitativa e qualitativa. (Figura 2).

Figura 2: resíduos na área externa

Para a execução do trabalho foi improvisada uma bancada utilizada na segregação e análise dos resíduos. Esse trabalho foi realizado por Priscila Vieira e Guilherme Ricoy, gestores do Ambientação, Francisco Jorge Mello, Gerente de Articulação e Mobilização para Educação 3


Ambiental - GEAMED/SMMA e pela equipe de limpeza da Secretária Municipal de Meio Ambiente. Todas as pessoas envolvidas nesse trabalho estavam devidamente protegidas pelos Equipamentos de Proteção Individual - EPI (Figura 3).

Figura 3: Equipe de trabalho

Os sacos plásticos foram abertos e, em seguida, os resíduos foram minuciosamente segregados nas seguintes frações: papel, papelão, jornal, plástico, metal e materiais não recicláveis. Não houve resíduos de vidro. Essa segregação teve por objetivo determinar a composição gravimétrica (análise qualitativa) dos resíduos. Cada fração foi pesada, sendo registrada a quantidade média diária de resíduos gerados (análise quantitativa) (Figura 4).

Figura 4: Segregação dos resíduos

4


3. RESULTADOS 3.1 Avaliação qualiquantitativa dos resíduos sólidos gerados na PBH - SMMA De acordo com a caracterização de resíduos realizada na PBH – SMMA detectou-se uma geração semanal 54,350 kg de resíduos, estimando uma geração mensal de 217,400 kg. Destes 54,350 kg de resíduos gerados, 53,350 kg, ou seja, 98,1 % são materiais potencialmente recicláveis (Tabela 1).

Tabela 1: Quantidade e distribuição percentual dos resíduos gerados na PBH-SMMA Papel

Plástico

Metal

Vidro

Jornal

Papelão

Não TOTAL Reciclável 0,600 15,300

6º andar Fiscalização 6º andar Gabinete 7º andar

5,500

0,800

0,200

8,200

21,800

5,000

0,100

1,200

0,350

0,200

28,650

7,400

1,100

0,800

34,700

6,900

0,900 1,250

0,200 1,000

10,400

TOTAL

0,300

0

10,200

54,350 (Unidade: Kg)

3.2 Avaliação dos resíduos sólidos gerados na PBH-SMMA por andar 6º andar Fiscalização Em Kg 8,2

4% 0%

5,5

Papel 36%

0,8

láv el ec ic

Pa pe lão

Metal Jornal

5%

Nã or

Jo rna l

o Vid r

Me ta l

Plástico Vidro

0,6

0,2

54% Plá sti co

Pa pe l

9 8 7 6 5 4 3 2 1 0

Porcentagem

1%

Papelão Não reciclável

0%

5


6º andar Gabinete 25 20

21,8

0% 17% 0%

15 10

4%

5 1,2

el

77%

ci c

lá v

pe l

Pa

Nã o

re

Pl

1%

0,35

ão

rn al

dr o

Jo

M

ás t

Vi

et al

ico

pe l

0,1

Pa

1%

0,2

5 0

Papel Plástico Metal Vidro Jornal Papelão Não reciclável

7º andar 8 7 6 5 4 3 2 1 0

7,4

8% 0%

0,2

1,1

0,9

0,8

9% 2%

Papel Plástico

0%

Metal

11%

Vidro

lá v

pe l

Papelão Não reciclável

Nã o

re

ci c

Pa

Jo

Pl

70%

el

ão

rn al

dr o Vi

et al M

ás t

Pa

ico

pe l

Jornal

Total Geral 2% 34,7

19% 10,2 6,9

1,25

0

1

Papel

2%

0%

Plástico

1%

Metal Vidro

13%

Pa pe Nã lã o o re cic láv el

Jornal Jo rn al

Vi dr o

Pl ás ti c o

M et al

0,3

Pa pe l

40 35 30 25 20 15 10 5 0

63%

Papelão Não reciclável

6


3.3 Descarte de materiais considerados como rejeitos O Programa Ambientação preconiza duas linhas de ação, “Consumo consciente” e “Gestão de resíduos”, cujos resultados a serem alcançados visam, dentre outras coisas, a redução no uso de papel A4, copos descartáveis, água, energia elétrica e o aumento do envio de resíduos produzidos para reciclagem. Justificando a implantação do programa, durante a avaliação foi constatado o desperdício de copos descartáveis limpos, livros, fio de impressora, jornais que não foram lidos, pães novos, dentre outros materiais (Figura 6).

Figura 6: Desperdício de materiais

Um flagrante de desperdício também foi verificado com um número considerável de envelopes que poderiam ser reaproveitados. (Figura 7).

Figura 7 – Outros objetos descartados

7


4. CONSIDERAÇÕES FINAIS De acordo com os dados obtidos na caracterização de resíduos da PBH-SMMA, a quantidade de material gerado refere-se, praticamente, aos resíduos potencialmente recicláveis (papel e plástico), totalizando 84 % dos resíduos ou 53.050 Kg. O papel é o mais gerado na instituição, estimando uma geração semanal de 46,150 kg, alcançando um percentual de 97 % da geração total dos resíduos. A geração de plástico fica em torno de 6,900 kg semanais, representando 13% da geração da instituição. De acordo com a caracterização percebeu-se que a maior parte desse material corresponde a copos descartáveis. Da geração total desses materiais 10,200 kg ou 19% são de jornal e 1,250 kg ou 2% de papelão. Toda quantidade de jornais e papelão foi destinada para o lixo. A porcentagem de resíduos não recicláveis é de 1 Kg ou 2%. Foi desconsiderada no gráfico de percentual, a geração de metal que foi insignificante e a de vidro que não foi detectada. Todo o material que não puder ser reutilizado (papel, plástico e metal) deverá ter uma destinação adequada, como doação para associações de catadores presentes na cidade, evitando o descarte em aterros sanitários. O sucesso da coleta seletiva e de outras práticas ambientalmente sustentáveis depende, diretamente, do envolvimento dos servidores, razão pela qual considera-se como grande desafio a persistência pela inserção de valores socioambientais, sensibilizando funcionários da administração pública de Minas Gerais para a mudança de comportamento e internalização de atitudes ecologicamente corretas em seu cotidiano.

8

Relatório dos resíduos sólidos  

Programa AmbientAÇÃO

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you