Issuu on Google+

Ano XIX • N. 4.326

R$ 0,85

BELO HORIZONTE

Diário Oficial do Município - DOM

Grupo Galpão ocupa Parque Ecológico da Fotos: Guto Muniz

Pampulha com novo espetáculo

Peça “Os Gigantes da Montanha” mescla referências que vão do popular ao erudito em apresentações gratuitas amanhã e domingo O Grupo Galpão leva neste final de semana sua nova peça, “Os Gigantes da Montanha” para um espaço especial da cidade. Depois de estrear na Praça do Papa no último final de semana e levar cerca de 5 mil pessoas em cada dia de apresentação, a trupe chega ao Parque

DOM 4326.indd 1

Ecológico da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 6.061, Pampulha), que irá se transformar em uma vila cheia de mistérios e encantamentos amanhã e no domingo, dia 9, às 18h. Com texto do autor italiano Luigi Pirandello, a montagem celebra o retorno da

parceria com Gabriel Villela, que dirigiu o grupo em “Romeu e Julieta” e “Rua da Amargura”, espetáculos históricos levados pela primeira vez ao grande público nos anos 1990. O acesso é gratuito e tem classificação livre. A fábula narra a chegada de uma companhia teatral decadente a uma vila isolada do mundo, marcada por encantos e governada pelo mago Cotrone. A trupe de mambembes encontra-se em profundo declínio e miséria, por obsessão de sua primeira atriz, a condessa Ilse, em montar “A Fábula do Filho Trocado”. Convencido a dar vida ao espetáculo, Cotrone se propõe a criar fantasmas, que completam o elenco do espetáculo. Em troca, ele pede aos atores que permaneçam para sempre na vila, representando a peça apenas para eles mesmos. A proposta causa insatisfação em Ilse, defensora do discurso de que uma obra deve viver entre os homens, sendo apresentada para o grande público. A esperança surge com os gigantes da montanha, povo que vive próximo do lugarejo, caracterizados pelo desprezo pela poesia e pela arte. Uma curiosidade sobre o texto do “Os Gigantes da Montanha” é que ele não chegou a ser concluído. A obra possuía apenas dois atos, quando Pirandello morreu, vítima de pneumonia. Em seu leito de morte, o autor relatou ao filho um possível final, que aparece indicado como sugestão para o último ato. É justamente nesse ponto que surge

o fascínio do Galpão em realizar este espetáculo. Para o grupo, essa incompletude atribui característica de obra aberta, possibilitando múltiplas leituras e interpretações. O texto foi escolhido pelo diretor Gabriel Villela e marca seu reencontro com o grupo. O último trabalho deles foi feito há 19 anos, com o também espetáculo de rua “A Rua da Amargura”. Outro aspecto interessante é que nesta nova montagem há uma contundente discussão sobre o possível lugar da arte e da poesia em um mundo dominado pelo pragmatismo e pela técnica. A peça também levanta questionamentos relativos ao fazer teatral e seus elementos cênicos, popularizando o vasto conhecimento do autor italiano.

Música, Cenário e Figurino

“Os Gigantes da Montanha” convida o público para um mergulho teatral que funde e sintetiza o brasileiro com o universal, o erudito com o popular, a tradição com a vanguarda. Para compor o repertório da peça, por exemplo, foram selecionadas algumas árias e canções italianas populares e modernas. “Ciao Amore” e “Bella Ciao” se misturam com a estética das serestas mineiras, adquirindo novos arranjos para ambientar a atmosfera onírica do espetáculo. Toda essa alquimia também

Tiragem: 2.500 • 7/6/2013

fica claramente representada nos figurinos e no cenário do espetáculo. Os adereços e as roupas utilizadas pelos atores carregam detalhes e referências do teatro popular, com tecidos trazidos da Ásia, do Peru e de vários cantos do Brasil. O cenário, construído por madeira feita de demolição, traz 12 mesas robustas, objetos, armários e cadeiras que se movimentam para elevar a encenação e caracterizar a atmosfera de sonho da fábula.

Sobre Pirandello

Nasceu em Agrigento (Sicília), em 1867. E apesar de obras que lhe conferem os títulos de poeta, romancista e contista, foi como teatrólogo que o autor ganhou êxito. Das peças mais conhecidas estão “Henrique IV” e “Seis Personagens à Procura de Um Autor”, que abordam a natureza da loucura e da identidade. Em 1934, o escritor ganhou o Prêmio Nobel de Literatura, por sua audaz renovação e questionamentos sobre a arte cênica e dramática. Com pinceladas que misturam realidade e ficção, Pirandello explorava em sua obra a tradição elisabetana da “peça dentro da peça”, ou seja o teatro falando dele próprio, como temas referentes aos bastidores da maquinaria cênica. Em 1936, o autor morreu vítima de uma forte pneumonia.

Peça foi apresentada pela primeira vez na Praça do Papa no último final de semana

06/06/2013 19:11:00


BELO HORIZONTE Diário Oficial do Município

Parque da Serra do Curral ganha nova atração turística

Trilha Ecológica Travessia da Serra possibilita vista de toda a capital mineira em um ambiente natural e contemplativo Para finalizar as comemorações da Semana do Meio Ambiente, amanhã, às 10h30, a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur e da Fundação de Parques Municipais, apresenta a ambientalistas, agentes e operadores de turismo da capital mineira mais um atrativo turístico: a Trilha Ecológica Travessia da Serra, a ser percorrida na crista da Serra do Curral, com cerca de 4.220 metros de extensão. O lançamento acontece no Parque da Serra do Curral, com entrada pela portaria 1 (avenida José do Patrocínio Pontes, 1.951, Praça Estado de Israel, bairro Mangabeiras). O novo atrativo é um espaço para contemplação, contato com a natureza e prática de atividade física ao ar livre. De acordo com o presidente da Belotur, Mauro Werkema, o local oferece diferenciais competitivos que são tendências do turismo moderno, como longas caminhadas e contato com a natureza. “Estamos oferecendo ao belo-horizontino mais uma oportunidade de entre-

tenimento e lazer com a família e amigos e, ainda, disponibilizando para o turista mais uma opção para ser aliada aos roteiros culturais e gastronômicos que a cidade já oferece”, disse. Segundo o presidente da Fundação de Parques Municipais, Homero Brasil Filho, o Parque da Serra do Curral é um dos pontos turísticos que mais justifica o nome da cidade de Belo Horizonte. “A Serra do Curral está para os belo-horizontinos como a Torre Eiffel está para os parisienses. De lá pode ser vista toda a beleza e o horizonte da cidade”, comentou. Com altitudes que variam de 1.200 a 1.380 metros, a trilha na crista da serra apresenta alto nível de dificuldade, o que exige do visitante esforço físico e muito cuidado. Para contribuir com o aumento da segurança durante a caminhada, que só pode ser realizada com acompanhamento de monitores e por pessoas com idade mínima de 14 anos, cerca de 450 guarda-corpos e placas de sinalização foram instalados.

Parque

O Parque da Serra do Curral foi inaugurado no dia 8 de setembro de 2012, oferecendo aos visitantes uma vista privilegiada da Região Metropolitana de Belo Horizonte. No entanto, sua primeira função é proteger a Serra do Curral, patrimônio nacional tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e símbolo da capital. Localizado em uma área aproximada de 400 mil metros quadrados, na avenida José do Patrocínio Pontes, atrás do Instituto Hilton Rocha, o parque possui 10 mirantes distribuídos por seus quatro mil metros de extensão, de onde o visitante pode identificar pontos turísticos da cidade e aspectos naturais de seu entorno, como a Lagoa da Pampulha, o Parque Municipal Américo Renné Giannetti, a avenida Afonso Pena, o estádio Mineirão, o Museu de História Natural, o Jardim Botânico da UFMG, o Pico do Itabirito, a Serra da Piedade, o Morro do Pires, o Morro do Elefante e o Parque Estadual da Serra do Rola-Moça, entre outros. O parque da Serra do Curral fica aberto de terça a domingo, das 8h às 17h, sendo que o funcionamento pode ser alterado ou

8º Seminário Beagalê debate políticas públicas para a leitura, literatura, livro e bibliotecas A Fundação Municipal de Cultura (FMC) promove entre segunda e quarta, dias 10 e 12, na Biblioteca Infantil e Juvenil de Belo Horizonte (rua Carangola, 288, bairro Santo Antônio), o 8º Seminário Beagalê, que neste ano debate o tema “Políticas públicas para leitura, literatura, livro e bibliotecas”. O evento é gratuito e as inscrições podem ser feitas pelo telefone 3277-4648 ou por meio do portal bhfazcultura.pbh.gov.br. A oitava edição do Seminário Beagalê foi elaborada coletivamente por representantes do poder público e da sociedade civil. O que for discutido nas mesas de debate servirá como subsídio para a construção do Plano Municipal de Leitura, Literatura, Livro e Bibliotecas. Segundo Fabíola Farias, chefe do Departamento

de Coordenação de Bibliotecas e Promoção da Leitura da FMC, o objetivo é estabelecer diretrizes, metas e estratégias que nortearão a política pública para a democratização do acesso à leitura em Belo Horizonte, no âmbito do Plano Municipal de Cultura. “É importante que a cidade, especialmente os profissionais que trabalham com a formação de leitores e com os programas públicos para a área, participem deste processo”, afirma. Os temas das mesas de debate convidam os participantes a pensarem abordagens que estarão presentes na elaboração deste plano. Serão discutidos assuntos como leitura e contexto social, formação de políticas públicas para a área, mercado livreiro e formação de leitores. Para conduzir estes debates,

Sexta-feira, 7 de junho de 2013 Celso Santa Rosa

2

Poder Executivo

o 8º Beagalê recebe pesquisadores e grandes nomes da literatura. Estarão presentes os escritores Luiz Ruffato, João Anzanello Carrascoza e Adriano Macedo, também jornalista e diretor do Coletivo 21. Ainda estarão presentes Luiz Percival Leme Britto, doutor em Linguística pela Unicamp, Jailson Souza e Silva, doutor em Sociologia da Educação pela PUC-Rio, e Fabrino Mendonça, doutor em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), entre outros pesquisadores.

Trilha ecológica tem cerca de 4km de extensão e será lançada amanhã

suspenso devido a condições desfavoráveis, como tempestade, baixa visibilidade, ventos fortes, raios, risco de incêndios e deslizamentos, ou se tiver sua capacidade máxima

atingida (700 pessoas por dia no parque, sendo metade de manhã e metade à tarde, e 60 pessoas na trilha, 30 de manhã e 30 à tarde). A entrada é gratuita.

Programação do 8º Seminário Beagalê Segunda, dia 10 de junho • 18h30 – Conferência de abertura: “A Leitura como Direito”, com Luiz Percival Leme Britto, doutor em Linguística pela Unicamp Terça, dia 11 • 9h – Mesa de Debate 1: “Leitura e Contexto Social”, com Jailson Souza e Silva, doutor em Sociologia da Educação pela PUC-Rio e pós-doutor pelo John Jay College of Criminal Justice, da City University of New York, e Inês Teixeira, doutora em Educação pela UFMG e pós-doutora pela Universidade de Barcelona. - 14h – Mesa de Debate 2: “A Formulação de Políticas Públicas para Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas”, com Ricardo Fabrino Mendonça, doutor em Comunicação Social pela UFMG, e Elisa Machado, bibliotecária, doutora em Ciência da Informação pela USP. Quarta, dia 12 de junho • 9h - Mesa de Debate 3: “Por uma Belo Horizonte Literária”, com os escritores Luiz Ruffato e João Anzanello Carrascoza. • 14h - Mesa de Debate 4: “O Mercado Livreiro e a Formação de Leitores”, com Isabel Lopes Coelho, diretora do núcleo infantil e juvenil da editora CosacNaify, e Jiro Takahashi, professor no Centro Universitário Ibero-Americano. • 17h - Formação do grupo representante da sociedade civil para a elaboração do Plano Municipal de Leitura, Literatura, Livro e Bibliotecas.

Companhia SeráQuê? produz flashmob para Copa das Confederações A companhia SeráQuê?, em parceria com a Fundação Municipal de Cultura, criou uma coreografia com música de Carlos Linhares e Alfredo Piula, do Centro Cultural Nem Secos, para um flashmob que pretende agitar a Praça da Estação, de 15 a 30 de junho, durante a Copa das Confederações. A ação inusitada está sendo divulgada pela internet através de um vídeo no qual os interessados podem aprender os passos e a letra da música para participar das apresentações que acontecerão em todos os dias de jogos, a partir das 14h. “Nosso objetivo é mostrar ao

DOM 4326.indd 2

mundo os incríveis dançarinos, bailarinos e cidadãos dançantes que a cidade tem. Por isso, convido a todos para festejarmos a dança durante a Copa das Confederações”, disse Bete Arenque, sócia e fundadora da Associação SeráQuê? Cultural e coordenadora do Centro Cultural Virtual. O vídeo pode ser acessado na homepage do centro, www.centroculturalvirtual.com.br, na galeria de vídeos. Além da transmissão dos jogos em grandes telões de led, a Praça da Estação contará com uma programação cultural imperdível, que inclui apresentação de DJs

e shows musicais. A intenção é mostrar aos visitantes um pouco da cultura local durante a festa do esporte e apresentar ao mundo uma pitada dos talentos que a cidade de Belo Horizonte possui.

06/06/2013 18:57:27


Poder Executivo Sexta-feira, 7 de junho de 2013

BELO HORIZONTE

Diário Oficial do Município

3

essas pessoas”, declarou. Gerente regional de Limpeza Urbana e presidente na gestão anterior, Mauro Luiz da Silva ressalta que ações de prevenção de acidentes diminuem casos de acidentes nos locais de trabalho. “A conscientização do que fazer e como fazer, faz a diferença”, disse. Na ocasião, foi realizada uma palestra ministrada pela gerente regional de Programas Sociais e coordenadora da Comissão Operativa Local Barreiro, Silvania Cecília, que relembrou o 18 de maio, que marca o Dia Nacional do Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Regional Noroeste prepara a 3ª PréConferência da Igualdade Racial O Grupo Gestor de Promoção da Igualdade Racial Noroeste realizou no final de maio, na sala de reuniões de sua sede (rua Peçanha, 144, Carlos Prates), um fórum para desenvolver os preparativos da 3ª Pré-Conferência Regional da Igualdade Racial. Estiveram presentes 22 servidores, entre gerentes, assessores e demais funcionários interessados na temática. A reunião foi coordenada pelo secretário regional, Cristiano Lamas, e contou com as presenças de Rosângela Silva, coordenadora de Promoção da Igualdade Racial em Belo Horizonte, e da secretária regional adjunta, Claudia Márcia de Lima. 3ª pré-conferência será realizada no dia 8 de julho, das 18h às 22h, na Escola Municipal Dom Jaime de Barros Câmara (rua Frederico

Bracher Junior, 123, bairro Padre Eustáquio). Também ficou acertada a data para a próxima reunião do Grupo Gestor, que acontece hoje, às 14h30, na sala de reuniões do 6º andar do prédio da regional. O encontro foi aberto com um relato sobre as atividades desenvolvidas pelos grupos de trabalho e gestor da Noroeste que desenvolveram o Plano Regional da Igualdade Racial. De acordo com o ex-coordenador do Grupo de Trabalho Noroeste, Rodrigo Araújo, a pré-conferência tem a peculiaridade de inserir o olhar local na construção de uma política que abrange toda a cidade. “A partir da 2ª Pré-Conferência, realizada em março de 2009, a Noroeste desenvolveu diversas atividades voltadas para a efetivação do plano regional, apresentado em julho do mesmo

Ações de prevenção diminuem casos de acidentes em locais de trabalho

Gercom Noroeste

A Comissão Interna de Prevenção a Acidentes (Cipa) da Gerência de Limpeza Urbana do Barreiro agora tem novos representantes. A posse foi realizada no final de maio, na sede da Gerência Regional de Limpeza Urbana (rua Vicente de Azevedo, 301, Barreiro). Os integrantes da nova gestão assumiram seus cargos com o objetivo de desenvolver ações voltadas para a prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho. A equipe é formada por Agnaldo Ferreira Costa (presiden-

te), Valdeci Ferreira de Almeida (vice-presidente), Gilmar Betti, Daniella Flávia do Carmo Santos, Ana Moreira Ferreira, Nilson Luiz de Jesus Lima, Eudes Anunciação dos Santos, Reginaldo Perdigão e Irene Monteiro Rezende. Para o secretário regional adjunto, Claúdio José Vilela, a Comissão Interna de Prevenção a Acidentes é importante para que o servidor tenha a segurança de voltar para casa e retornar no outro dia em condições para o trabalho. “A Limpeza Urbana é um caso particular. Principalmente para a equipe que faz o serviço de rua, é necessário um olhar diário para

Fotos: Silvânia Cecília

Gerência de Limpeza Urbana do Barreiro recebe novos representantes da Cipa

ano e desenvolvido sob as diretrizes do plano municipal. Estamos aqui para somar esforços na perspectiva da consolidação das políticas de promoção da igualdade racial em nossa região”, disse. Cristiano Lamas destacou a relevância da pré-conferência para a região. “Acredito que a partir de um esforço transversal e intersetorial, o encontro será fundamental para o aprimoramento dos debates de uma política afirmativa e necessária, voltada não só para a população negra, mas também para indígenas, ciganos e outros segmentos étnico-raciais presentes na nossa região”, destacou.

Pré-conferência será realizada no dia 8 de julho, no Padre Eustáquio

Participação A servidora Ildéia Otoni, uma das representantes da região no

Professores da educação infantil participam do 1º Seminário de Relações Étnico-Raciais e Sexualidade na Pampulha

DOM 4326.indd 3

infantil”, disse Simone. O seminário, organizado pela equipe pedagógica da Gerência de Educação da Pampulha, foi dividido em duas partes e tratou, em um primeiro momento, das relações étnico-raciais na educação infantil. Os participantes assistiram à apresentação de cantos e contos africanos feita pela pedagoga e vice-diretora da Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei), Acidália Lotti, e pela narradora de histórias, Fernanda de Senna, que foram acompanhadas pelo violão de Hugo de Senna. Na sequência, a referência da Educação de Jovens e Adultos (EJA) na Pampulha e do Grupo Gestor de Promoção da Igualdade Racial, Rosane Pires, abordou a questão da construção de conceitos, apresentando algumas palavras e termos

utilizados no dia a dia e que trazem uma carga de preconceito, alertando que o professor deve se desfazer dos preconceitos para não repeti-los em sala de aula. Partindo do ponto de vista científico em que não há diferenças de raças entre os seres humanos, a coordenadora do Núcleo de Relações Étnico-Raciais da Secretaria Municipal de Educação (Smed), Mara Catarina Evaristo, falou da diversidade de povos encontrados hoje nas salas de aula, como ciganos e indígenas, entre outros. “Para garantir a equidade, precisamos reconhecer e valorizar a diversidade”, ressaltou. O público assistiu ainda ao DVD “Nota Dez – Educação Infantil”, que contextualiza a educação infantil como espaço privilegiado para a promoção da igualdade racial

Rosângela Silva, coordenadora de Promoção da Igualdade Racial em Belo Horizonte, acrescentou que as ações regionais são fundamentais para o acolhimento das demandas apresentadas pela sociedade civil e servem de parâmetros para as atividades dos grupos gestores, imprescindíveis na efetivação das políticas públicas da igualdade racial. 

e apresenta práticas pedagógicas que evidenciam a diversidade étnica e promovem a equidade.

trabalharam conceitos como sexo anatômico, identidade de gênero e orientação sexual. Para a professora Andreza Lima, coordenadora da Umei Santa Amélia, é de extrema relevância que o profissional da educação infantil compreenda a criança em sua totalidade. “É importante ressaltar que uma boa intervenção do professor deve contribuir para a formação de conceitos saudáveis a respeito do corpo e de sua sexualidade”, disse.

Sexualidade

Na segunda parte do seminário, os professores discutiram sobre sexua­lidade em geral e a sexualidade na educação infantil. Para tratar do tema, Cláudia Caldeira Soares e Cláudio Eduardo Resende Alves, integrantes do Núcleo de Gênero e Diversidade Sexual da Smed, Andréa Moreira

Professores municipais da educação infantil que trabalham na região da Pampulha participaram no final de maio do 1º Seminário de Relações Étnico-Raciais e Sexualidade, realizado no auditório da Reitoria da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) (Av. Antônio Carlos, 6.627, São Luís). O evento reuniu cerca de 120 pessoas e a mesa de abertura foi composta pela representante da Gerência de Coordenação da Educação Infantil da Secretaria Municipal de Educação, Adriana Maria Lima de Brito, pela coordenadora do Núcleo de Relações Étnico-Raciais, Mara Catarina Evaristo, e pela gerente regional Pedagógica da, Simone Andere. “Estamos nos empenhando em desenvolver um trabalho que promova a equidade e a igualdade racial na educação

Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial, destacou o caráter participativo da reunião. “A expressiva representatividade já demonstra o grau de comprometimento dos servidores da regional na temática. Acredito que teremos uma pré-conferência altamente participativa e a expectativa para a mobilização da sociedade civil é a melhor possível”, disse.

06/06/2013 18:57:35


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

30

Sexta-feira, 7 de junho de 2013

Indicadores Econômicos de Belo Horizonte Taxas de Juros – Maio de 2013

Evolução dos Preços ao Consumidor IPCA(1)

IPCR(2)

Taxas médias praticadas(1)

Setores Menor

Maior

Diferença (%)

Média

3,00

5,90

96,67

4,76

Prefixada (montadoras)

0,90

1,69

87,78

1,30

Prefixada (multimarcas)

1,47

1,88

27,89

1,68

Prefixada (montadoras)

1,19

2,20

84,87

1,61

Prefixada (multimarcas)

1,44

2,33

61,81

1,81

Cartão de Crédito

4,14

20,48

394,69

12,69

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Cheque Especial (2) (8)

3,97

10,21

157,18

7,84

(2) IPCR= Índice de Preços ao Consumidor Restrito: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 5 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte

Combustíveis

3,67

12,34

236,24

7,87

Imóveis Construídos

0,15

1,75

1.066,67

1,10

Imóveis na Planta

0,15

1,60

966,67

0,64

0,75

3,40

353,33

2,11

CDC - Financeiro (8)

2,75

4,63

68,36

3,79

CDC - Bens Alienáveis (8)

1,26

1,93

53,17

1,40

Eletroeletrônicos

2,06

4,96

140,78

3,89

Mobiliário

1,21

5,48

352,89

2,92

5,93

15,27

157,50

12,40

Nacional

1,16

2,38

105,17

1,57

Internacional

1,17

2,38

103,42

1,71

0,99

7,15

622,22

3,28

Período

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

dez/12

388,35

0,50

5,74

Últimos 12 Meses 5,74

jan/13

397,59

2,38

2,38

fev/13

396,80

-0,20

mar/13

398,78

abr/13

400,74

mai/13

401,90

Variação (%)

Índice de Base Fixa (4ª Jul/94=100)

No mês

No ano

392,44

0,56

5,44

Últimos 12 Meses 5,44

5,51

400,33

2,01

2,01

5,68

2,18

5,39

398,73

-0,40

1,60

5,24

0,50

2,69

5,60

401,12

0,60

2,21

5,36

0,49

3,19

5,75

403,29

0,54

2,76

5,35

0,29

3,49

5,71

404,42

0,28

3,05

5,09

Empréstimos pessoa física Alimentício Automóveis Novos

Automóveis Usados

Construção Civil (3) (7)

Evolução da inflação, salário mínimo e cesta básica Variação (%)

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Período

No mês

No ano

Últimos 12 Meses

Cooperativas de Crédito (empréstimo)

Cesta Básica

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

IPCA(1)

Salário Mínimo

dez/12

388,35

960,02

Cesta Básica(2) 496,54

jan/13

397,59

1046,46

544,68

2,38

9,00

9,70

2,38

9,00

9,70

5,51

9,00

13,66

fev/13

396,80

1046,46

550,38

-0,20

0,00

1,05

2,18

9,00

10,84

5,39

9,00

20,64

Financeiras Independentes Turismo

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

Cesta Básica

IPCA

Salário Mínimo

0,50

0,00

1,21

5,74

14,13

7,84

5,74

14,13

7,84

mar/13

398,78

1046,46

563,60

0,50

0,00

2,40

2,69

9,00

13,51

5,60

9,00

25,42

abr/13

400,74

1046,46

578,77

0,49

0,00

2,69

3,19

9,00

16,56

5,75

9,00

29,20

mai/13

401,90

1046,46

578,52

0,29

0,00

-0,04

3,49

9,00

16,51

5,71

9,00

25,78

Vestuário e Calçados

(1) IPCA= Índice de Preços ao Consumidor Amplo: mede a evolução dos gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos na cidade de Belo Horizonte (2) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38

Empréstimos pessoa jurídica

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Desconto de Duplicatas (8)

0,85

2,51

195,29

1,88

Capital de Giro (8)

1,08

3,18

194,44

1,91

Conta Garantida (8)

1,90

3,98

109,47

2,73

Evolução do Mercado Imobiliário: Aluguéis Residenciais Período

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Comerciais

Variação (%)

nov/12

439,43

0,58

6,74

Últimos 12 Meses 7,82

dez/12

442,95

0,80

7,60

jan/13

446,22

0,74

0,74

fev/13

447,56

0,30

1,04

No mês

No ano

Índice de Base Fixa (Jul/94=100)

Captação

Variação (%) No mês

CDB 30 dias (4)

Últimos 12 Meses 11,18

No ano

0,58

Cooperativas de Crédito (aplicação)

0,66

Fundo de Investimento Curto Prazo

0,13

0,47

261,54

0,32

Fundo de Investimento Longo Prazo

0,40

0,57

42,50

0,49

602,40

0,84

9,59

7,60

608,91

1,08

10,77

10,77

Poupança (5)

8,08

612,87

0,65

0,65

11,08

Taxa SELIC (6)

7,79

617,77

0,80

1,46

10,71

(1) Considera-se a média das taxas praticadas pelos informantes

(5) Taxa referente ao primeiro dia do mês subsequente

(2) Não são consideradas vantagens progressivas

(6) Média ponderada pela vigência

(3) Inclui a variação dos indexadores CUB, TR, INCC e IGP-M

(7) Novo cálculo considerando o período dos índices que compõem a estimativa (8) Dados coletados a partir de informações consolidadas no Banco Central do Brasil

mar/13

450,11

0,57

1,62

7,37

623,70

0,96

2,43

10,87

abr/13

452,00

0,42

2,04

7,42

627,57

0,62

3,08

11,08

0,43 0,61

(4) Taxa ANBID do primeiro dia útil do mês e projetada para 30 dias

.. Não se aplica dados numéricos

Tarifas Bancárias – Maio de 2013

Valores médios (em R$) dos aluguéis residenciais por classe de bairro(*) - Abril de 2013

Forma de Cobrança

Produtos / serviços(1)

Imóveis

Apartamentos

Popular

Médio

Alto

Luxo

484,55 (11)

962,50 (8)

737,39 (23)

1273,91 (64)

Apartamento 2 Quartos

681,88 (80)

953,56 (90)

1111,86 (118)

2057,55 (147)

Apartamento 3 Quartos 1 Banho

820,43 (23)

960,30 (23)

1173,33 (15)

1600,00 (10)

1168,79 (33)

1312,79 (62)

1557,54 (144)

2429,31 (274)

(1)

(2)

2075,00 (8)

2921,88 (16)

2237,50 (4)

2057,14 (7)

2556,25 (24)

4528,98 (137)

424,12 (17)

576,67 (15)

690,00 (4)

(1)

562,67 (15)

666,25 (8)

(Z)

(1)

(1)

(Z)

(Z)

(Z)

765,81 (31)

888,64 (22)

1150,00 (4)

9600,00 (6)

942,00 (15)

1200,00 (5)

(3)

(Z)

1280,36 (28)

1742,31 (13)

2752,50 (12)

6025,00 (12)

Apartamento 3 Quartos 2 ou mais Banhos

Apartamento acima de 4 Quartos e 2 Banhos Barracão 1 Quarto Barracões Barracão 2 Quartos Casa 1 Quarto Casa 2 Quartos Casa 3 Quartos e 1 Banho Casa 3 Quartos e 2 ou mais Banhos

Casa 4 Quartos e 2 Banhos

Confecção de cadastro para início de relacionamento - CADASTRO

por evento

0,00

59,00

..

20,68

CARTÃO - Fornecimento de 2º via de cartão com função débito

por cliente

5,30

10,00

88,68

6,60

CARTÃO - Fornec. de 2ª via de cartão com função mov. conta de poupança

por cliente

5,30

10,00

88,68

6,60

por Operação

28,50

52,00

82,46

42,64

CHEQUE - Contra-ordem e oposição ao pagamento de cheque

por cheque

10,35

15,00

44,93

11,68

CHEQUE - Fornecimento de folhas de cheque

por cheque

1,00

1,50

50,00

1,27

CHEQUE - Cheque Administrativo

por Cheque

20,00

30,00

50,00

23,89 10,50

CHEQUE - Exclusão do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundo (CCF)

CHEQUE - Cheque Visado

por cheque

0,00

21,00

..

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE pessoal

por operação

2,00

3,00

50,00

2,18

Saque de conta de depósitos à vista e de poupança - SAQUE Terminal

por operação

1,15

3,00

160,87

1,74

Saque de conta de dep. à vista e de poupança - SAQUE correspondente

por operação

1,15

2,15

86,96

1,50

DEPÓSITO - Depósito Identificado

por operação

0,00

3,00

..

1,90

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (P)

por operação

2,00

6,00

200,00

3,09

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (E)

por operação

1,35

3,00

122,22

2,02

Forn. de ext. de um periodo conta dep. à vista e poup. - EXTRATO (C)

por operação

1,20

1,45

20,83

1,32

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período -EXTRATO(P)

por operação

1,45

6,00

313,79

3,16

Ext. mensal de conta de dep. à vista e Poup. p/um período - EXTRATO(E)

por operação

1,35

4,00

196,30

2,17

Ext. mensal de conta de dep. à vista e poup. p/um período - EXTRATO(C)

por operação

1,20

4,00

233,33

1,83

Fornecimento de cópia de microfilme, microficha ou assemelhado

por operação

4,40

6,00

36,36

5,15

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(P)

por operação

0,00

19,00

..

13,03

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(E)

por operação

0,00

9,50

..

7,04

Transferência agendada por meio de DOC/TED - DOC/TED agendado(I)

por operação

6,50

8,60

32,31

7,54

Transferência entre contas na própria instituição- TRANSF. RECURSOS(P)

por operação

1,00

2,00

100,00

1,21

Transferência entre contas na própria instituição-TRANSF.RECURSOS(E/I)

por operação

0,00

1,20

..

0,88

Ordem de Pagamento - ORDEM PAGAMENTO

por operação

23,80

27,00

13,45

24,98

Transferência por meio de DOC - DOC Pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,85

Transferência por meio de DOC - DOC eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,07

Transferência por meio de DOC - DOC internet (3)

por evento

6,50

8,60

32,31

7,52

Transferência por meio de TED - TED pessoal (3)

por evento

12,85

20,00

55,64

14,85

Transferência por meio de TED - TED eletrônico (3)

por evento

0,00

9,50

..

7,07

Transferência por meio de TED - TED internet (3)

por evento

0,00

8,60

..

7,59

por operação

30,00

51,80

72,67

43,26

por evento

9,50

18,00

89,47

11,98

a cada 365 dias

24,00

54,00

125,00

44,00

OPERAÇÕES DE CRÉDITO Concessão de adiantamento a depositante - ADIANT. DEPOSITANTE PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

2218,18 (11)

(2)

(3)

5816,67 (6)

CARTÃO DE CRÉDITO (3)

Fornecimento de 2ª via de cartão com função crédito

por evento

0,00

15,00

..

6,52

(Z)

(2)

3950,00 (8)

8062,96 (27)

Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no país

por evento

4,00

15,00

275,00

8,16

(*) O valor entre parênteses representa o número de imóveis utilizados no cálculo da respectiva média. Na maioria das vezes, somente são publicados valores médios obtidos a partir de quatro imóveis pesquisados. Os casos em que não foi pesquisado nenhum imóvel são indicados por hífen (-). Os valores médios referentes a apartamentos de 1 e 2 quartos da classe luxo são influenciados pela oferta de Flats.

Anuidade - cartão básico nacional

Pagamento de contas utilizando a função crédito em espécie

por evento

1,99

16,00

704,02

9,75

Avaliação emergencial de crédito

por evento

15,00

18,00

20,00

15,63

a cada 365 dias

0,00

90,00

..

86,67

por evento

7,90

30,00

279,75

15,27

Anuidade - cartão básico internacional Utilização de canais de atend. para retirada em espécie - no exterior

(2) Considera-se a média das tarifas praticadas pelos bancos pesquisados

(1) Não são consideradas vantagens progressivas

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

Fonte: Banco Central do Brasil / Bancos - Dados trabalhados pela Fundação IPEAD/UFMG

..

Não se aplica dados numéricos

Valores (em R$)

No mês

Açúcar cristal

3,00 kg

4,29

0,03

Arroz

3,00 kg

7,02

-0,01 0,16

Produto

No ano

Últimos 12 Meses

Contribuição na variação (p.p.)

ICCBH(1)

IEE(2)

IEF(3)

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

ICCBH

IEE

IEF

Banana caturra

12,00 kg

24,93

dez/12

138,81

203,31

118,23

3,00

0,45

4,49

-0,04

5,05

-2,61

-0,04

5,05

-2,61

Batata inglesa

6,00 kg

25,92

0,99

jan/13

131,64

192,46

112,19

-5,16

-5,33

-5,10

-5,16

-5,33

-5,10

-3,39

-0,78

-4,75

Café moído

0,60 kg

7,78

-0,03

fev/13

127,73

188,57

108,28

-2,97

-2,02

-3,49

-7,98

-7,25

-8,41

-6,24

-4,44

-7,22

Chã de dentro

6,00 kg

104,80

0,54

Farinha de trigo

1,50 kg

3,86

0,02

Feijão carioquinha

4,50 kg

31,54

0,67

7,50 lt

16,77

0,11

750,00 gr

15,86

0,04

Óleo de soja

1,00 un

3,02

-0,08

Pão francês

6,00 kg

47,70

0,08

Tomate Santa Cruz

9,00 kg

41,65

-2,54

mar/13

127,44

182,14

117,42

-0,22

-3,41

8,44

-8,19

-10,41

-0,68

-7,00

-8,45

0,14

abr/13

127,26

186,24

114,73

-0,14

2,25

-2,30

-8,32

-8,40

-2,96

-4,50

-3,15

0,29

Leite pasteurizado

mai/13

126,66

178,20

118,29

-0,47

-4,32

3,10

-8,75

-12,35

0,05

-4,52

-6,82

3,81

Manteiga

(1) ICCBH: Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte: trata-se de um indicador que tem por finalidade sintetizar a opinião dos consumidores em Belo Horizonte quanto aos aspectos capazes de afetar as suas decisões de consumo atual e futuro (2) IEE: Índice de Expectativa Econômica: retrata a expectativa do consumidor em relação aos indicadores macroeconômicos (3) IEF: Índice de Expectativa Financeira: retrata a confiança do consumidor a respeito de alguns indicadores microeconômicos FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

DOM 4326.indd 30

Quantidade

Variação (%)

Índice de Base Fixa (Maio/04=100)

ND: não disponível

Custo da Cesta Básica(*) – Maio de 2013

Índice de Confiança do Consumidor

Período

Média(2) (R$)

CONTAS DE DEPÓSITOS

PACOTE PADRONIZADO PESSOA FÍSICA

Casa 4 Quartos e até 2 Banhos

Menor (R$) Maior (R$) Diferença (%)

CADASTRO

Apartamento 1 Quarto

Apartamento 4 Quartos e até 2 Banhos

Casas

ND - não disponível

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

(*) Cesta Básica: representa os gastos de um trabalhador adulto com a alimentação definida pelo Decreto-lei 399/38 FONTE: Fundação IPEAD/UFMG

06/06/2013 18:57:35


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

Sexta-feira, 7 de junho de 2013

31

Projeto “No Domingo, a Rua é Nossa” chega à região Nordeste

Sec. Desenvolvimento

Investimentos em micros e pequenas empresas são impulsionados em BH

A partir de domingo, dia 9, a pista da avenida José Cândido da Silveira, no sentido bairro/ Centro, entre as ruas Camilo Prates e João Chagas, será interditada para o trânsito de veículos todos os domingos, entre 7h e 14h, garantindo assim espaço livre para a prática de caminhadas, passeios de bicicleta e outras atividades de esporte e lazer. É o projeto “No Domingo, a Rua é Nossa”, que chega à região Nordeste da capital. No domingo, dia 16, o pro-

jeto será inaugurado na avenida Bernardo Vasconcellos. A Regional Nordeste trabalha junto à BHTrans e à Secretaria Municipal de Esporte e Lazer para implantar o projeto em outros quatro bairros (Jardim Vitória, Cidade Nova, São Paulo e Fernão Dias) até o dia 30, último domingo de junho. Atualmente, sete locais da cidade recebem o projeto todos os domingos: a avenida Otacílio Negrão de Lima, na Pampulha, a avenida Dr. Cristiano Guimarães, na

região Norte, as avenidas Silva Lobo e Senador Lima Guimarães, na região Oeste, além da Praça Raul Soares e das avenidas Prudente de Morais e Bandeirantes, na região Centro-Sul. De acordo com o secretário regional Nordeste, Geraldo Magela, o projeto será implantado na região de forma a preservar a segurança dos motoristas e pedestres, oferecendo assim novas opções de lazer para as famílias e trazendo mais qualidade de vida para a população.

sejam articuladas em grupo, buscando uma melhor forma de atender as

demandas. Outro ponto levantado foi a necessidade de facilitar o acesso

deste público ao serviço de saúde, como o acolhimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). A gerente regional de Assistência Social, Andréa Passos, frisou a importância desse trabalho, citando o caso de um usuário que ficava nas ruas da região Leste. “Após uma intervenção conjunta de membros das áreas de Assistência Social e Saúde, conseguimos localizar a sua família e fazer seu retorno à cidade de origem”, concluiu.

Reuniões com representantes do Banco do Brasil pretendem ampliar projeto BH Negócios

nicipal adjunto de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Silva e Souza, a qualificação do empreendedor e o acesso à informação são fundamentais para que eles invistam no crescimento do seu empreendimento. “É uma das prioridades do Governo Municipal fomentar a economia nas comunidades de vulnerabilidade social. Por isso temos o projeto piloto dos agentes de desenvolvimento no Aglomerado da Serra. Mais de mil empreendedores já receberam visita dos agentes do programa BH Negócios, sendo que mais de 500 qualificações foram ministradas. Esses empreendedores têm, hoje, conhecimento, informação e acesso ao crédito para alavancarem seus negócios”, comentou. A Prefeitura planeja, também, outras ações em colaboração com as instituições financeiras. Trata-se da aproximação delas com o Conselho de Desenvolvimento Econômico Municipal. O gerente de Atração e Promoção de Investimentos, André Faria, esclarece que essa união contribuirá para estimular os segmentos que compõem o conselho. “Estamos planejando propostas para facilitar o acesso ao crédito para as empresas dos setores que estão se tornando referência em Belo Horizonte, como Moda, Tecnologia da Informação, Saúde e Biotecnologia”, explica. Estão sendo planejados, ainda, seminários para qualificar os empreendedores quanto à compreensão sobre linhas de crédito, fomentando, assim, o desenvolvimento desses setores.

Regional Leste debate atendimento a pessoas em situação de rua A Regional Leste, localizada no bairro Floresta, recebeu no final de maio a reunião do Grupo de Trabalho da População de Rua, evento que contou com a participação de representantes das gerências de Assistência Social, Políticas Sociais, Saúde, Fiscalização e Limpeza Urbana. O objetivo foi promover a articulação de ações entre todos os envolvidos no atendimento a pessoas em situação de rua. Os encontros serão realiza-

DOM 4326.indd 31

dos quinzenalmente e irão discutir casos de forma intersetorial, buscando apoio também em outros órgãos da Prefeitura de Belo Horizonte, como o Consultório de Rua e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), ambos ligados à Secretaria Municipal de Saúde. Foi acordado que as intervenções necessárias serão discutidas e acompanhadas pela equipe do Serviço Especializado em Abordagem Social (Seas), para que todas as ações

Gercom Leste

Belo Horizonte tem criado ambiente propício à inovação e ao desenvolvimento de empresas, aproveitando as potencialidades econômicas da cidade. Considerada a cidade mineira com maior índice de competitividade, segundo levantamento do Sebrae-MG, BH incentiva e apoia micros e pequenas empresas. Segundo a gerente de Suporte às Ações de Fomento às Micros e Pequenas Empresas, Tânia Mara Santos, Belo Horizonte está com novos projetos para promover o apoio à disponibilidade do microcrédito, criando parceria com instituições financeiras. “A Prefeitura possui uma relação muito estreita com os pequenos empreendedores formais e informais de áreas com grande vulnerabilidade social. Através de programas como o BH Negócios proporcionamos qualificação e promovemos a formalização deles. A ideia agora é disponibilizar a estrutura para as instituições financeiras se aproximarem deste público, facilitando o acesso ao microcrédito. É um estímulo para que o empreendedor saiba como investir no seu negócio”, disse Tânia. Com parceria já formalizada com a Caixa Econômica Federal, a Prefeitura tem se reunido também com representantes do Banco do Brasil e do Banco do Nordeste do Brasil para ampliar o projeto. Somente em 2012, no Barreiro e em Venda Nova foram disponibilizados mais de R$ 2 milhões, com cerca de 500 empreendedores beneficiados. Segundo o secretário mu-

06/06/2013 18:57:42


BELO HORIZONTE

Poder Executivo

Diário Oficial do Município

32

Sexta-feira, 7 de junho de 2013

Ônibus especial apresenta atrativos da capital aos turistas

Celso Santa Rosa

Passeios gratuitos são destinados aos visitantes e rotas diferentes mostram vários locais de Belo Horizonte

Conheça os roteiros

beiras. O ponto de partida do Uai Bus será no entorno da Praça da Liberdade, no bairro Funcionários. Confira a programação completa dos passeios no box ao lado.

Amanhã, às 9h Mercado Central Circuito Cultural Praça da Liberdade

Incentivo ao turismo

no sistema de “Sightseeing Tour”, utilizado em diversas capitais do mundo, como Paris, Nova York e Londres. O interessante é que, enquanto os passageiros fazem o percurso entre um ponto e outro, é possível apreciar o movimento natural da cidade, o que não deixa de ser um aspecto que define a cultura local. Para isso, o veículo é aberto na parte de cima, ampliando o campo de visão do turista e proporcionando uma boa noção geográfica da capital mineira. No ônibus, os passageiros receberão água e pão de queijo e também poderão degustar a cachaça feita em Minas Gerais. No roteiro estão programadas visitas ao Mercado Central, no Centro, e à Igreja São Francisco de Assis, na Pampulha. Os turistas também irão conhecer o prédio histórico do Museu de Artes e Ofícios, na Praça da Estação, e o Parque das Manga-

Belo Horizonte sedia congresso internacional sobre transporte público e arquiteto brasileiro idealizador do sistema do Transporte Rápido por Ônibus, ou Bus Rapid Transit (BRT), cujo projeto inspirou outros modelos pelo mundo, inclusive o da capital mineira. O prefeito Marcio Lacerda acompanhou a primeira parte da programação do congresso, que contou tam-

bém com a palestra do diretor-presidente da BHTrans, Ramon Victor César. O evento, que reúne autoridades, gestores públicos e representantes de empresas de vários países, tem como meta promover uma discussão relevante em torno do assunto. A primeira edição do congresso, realizada

Adão de Souza

A programação do 3º Congresso sobre Melhores Práticas de Sistemas Integrados de Transporte e BRT na América Latina foi aberta ontem em Belo Horizonte com a rodada de palestras, no hotel Ouro Minas, no bairro Palmares, e teve início com o convidado especial Jaime Lerner, urbanista

Domingo, dia 9, às 8h Feira Hippie Praça da Estação Museu de Artes e Ofícios

Quinta, dia 13, às 13h Praça da Bandeira Praça JK Praça do Papa Mirante das Mangabeiras Sexta, dia 14, às 13h Tour pela Savassi BH 360º - 2ª Mostra de Fotografia Panorâmica de BH (Pátio Savassi) Praça do Papa Mirante das Mangabeiras

Segunda, dia 10, às 13h Circuito de Praças Terça, dia 11, às 13h Igrejinha da Pampulha Museu de Arte da Pampulha Parque Ecológico da Pampulha Mineirão Casa do Baile Quarta , dia 12, às 13h Igrejinha da Pampulha

Sábado, dia 15, às 9h Mercado Central Circuito Cultural Praça da Liberdade Domingo, dia 16, às 8h Feira Hippie Praça da Estação Museu de Artes e Ofícios

Carlos Avelin

A partir de hoje, começa a circular pela cidade o Uai Bus, veículo projetado especialmente para apresentar atrações turísticas da capital como museus, parques, praças e outros locais representativos. O ônibus, que tem capacidade para 44 pessoas, faz parte do Tour Week BH, evento criado pela Ferolla Comunicação, com incentivo da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur. Os passeios gratuitos acontecem no período de dez dias, sendo o último deles no dia 16 deste mês. A ação é destinada aos turistas que estiverem na cidade e os interessados devem se inscrever no site www.uaibus.com. br, onde estão disponibilizadas também informações das rotas e de seus respectivos horários. As inscrições aprovadas pela equipe do evento serão respondidas com um voucher. A ideia busca inspiração

O Tour Week BH foi uma das propostas aprovadas no chamamento público para concessão de subvenção a eventos que contribuem para promover o turismo na cidade no período de realização da Copa das Confederações, entre os dias 15 e 30 de junho. A convocação foi realizada em abril pela Belotur, que disponibilizou R$ 1 milhão para atender os proponentes aprovados. O resultado final, que registrou 11 propostas eleitas, foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) do dia 22 de maio. Entre elas estão a Copa Brasil de Futebol Digital, o II Campeonato Mineiro de Impro!, o 6º Brasil Bier Feira e Festival Nacional da Cerveja e a Festa da Música. De acordo com o presidente da Belotur, Mauro Werkema, as propostas contribuem para a consolidação de Belo Horizonte como um importante centro de turismo de eventos no país. “Os projetos incrementam o calendário turístico da cidade. Eles aumentam a oferta de eventos culturais, dando opção de escolha para os turistas com atividades diversas, além das esportivas. Por outro lado, elas fortalecem também o turismo de negócios da capital, movimentando ainda mais a economia local”, avalia.

Museu de Arte da Pampulha Parque Ecológico da Pampulha Mineirão Casa do Baile

Hoje, às 13h Praça da Bandeira Praça JK Praça do Papa Mirante das Mangabeiras

Praça do Papa é um dos locais que serão visitados

em 2011, aconteceu em Guayaquil, no Equador, e a segunda, no ano passado, na cidade de León, no México. A programação de hoje, último dia de atividades do evento, inclui, no painel de encerramento, a participação dos prefeitos Eduardo Paes, do Rio de Janeiro, e Gustavo Fruet, de Curitiba, cidades que já experimentam o sistema de transporte integrado. Ontem, Jaime Lerner falou sobre qualidade do transporte público. “Essa questão se resolve com a integração das modalidades de transporte”, assegurou. Para ele, a forma como o automóvel particular é utilizado no Brasil já é vista como ultrapassada. “O uso do carro vai mudar. Será no futuro usado para viagens, lazer, mas para itinerários de rotina é necessário que as cidades proporcionem a qualidade do transporte público. Tenho certeza que Belo Horizonte será um grande exemplo”, completa. Lerner já foi prefeito de Curitiba três vezes e governador do Paraná em duas

ocasiões, sendo o responsável pela implantação pioneira do BRT na capital paranaense na década de 1970. Hoje, 156 cidades no mundo usam esse modelo de transporte. O BRT é tratado como alternativa de sucesso em função do seu baixo custo de implantação quando comparado ao do metrô. O prefeito Marcio Lacerda ressaltou a importância da capital mineira receber o congresso internacional. “A cooperação de Belo Horizonte com outros países e com outras agências de desenvolvimento já acontece há alguns anos e nós aprendemos muito nesse processo de troca de experiências. Hospedar este congresso é um reconhecimento da atuação de Belo Horizonte no processo de desenvolvimento do transporte de qualidade na América Latina”, explicou. Marcio adiantou que está prevista para o primeiro trimestre de 2014 a operação do sistema integrado na capital, sendo que será possível iniciar os testes ainda no fim deste ano.

Feira Além da programação do SIBRT, que inclui reuniões, visitas técnicas, palestras e sessões interativas, entre outras iniciativas, uma feira comercial que reúne empresas de soluções tecnológicas aplicadas ao transporte coletivo, fornecedores, fabricantes e comerciantes de equipamentos, insumos, máquinas, tecnologia e serviços de consultoria para troca de experiências e venda de produtos e serviços acontece no local. Ao todo, 22 expositores se concentram nos 2 mil m² da área interna do hotel que sedia o evento. Jaime Lemer, urbanista e arquiteto idealizador do BRT, comandou uma palestra ontem no SIBRT

DOM 4326.indd 32

06/06/2013 19:11:05


DOM - 07/06/2013