Issuu on Google+

de P E R N A M B UC O vida urbana C5 IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

Medo da violência leva recifenses a transformar vias públicas em áreas privadas, mesmo contra legislação

EDVALDO RODRIGUES/DP/D.A PRESS

Circulação restrita traz sensação de segurança em via do bairro da Várzea

Bloqueada há 35 anos - Recife, sexta-feira, 6 de setembro de 2013

INAUGURAÇÃO DE BOATE

Cliente presa após confusão Detida com sinais de embriaguez, a estudante Andreza Rabelo Guerra, 21 anos, somente foi liberada ontem pela polícia após pagar fiança de R$ 10 mil. Ela foi detida em fflag lagrante por policiais militares próximo à boate Pink Elephant, em Boa Viagem. Além de dirigir embriagada um Range Rover, segundo testemunhas, a estudante tentou atropelar a gerente do estabelecimento, Bianca Lima, na madrugada. Na tentativa, uma cliente da boate, que falava ao celular, sofreu ferimentos nas pernas. Uma consulta da placa, no site do Detran, revela que o veículo tem 16 multas, totalizando R$ 2.634,80, sendo que o pagamento de um total de R$ 421,39 está suspenso por ordens ojudiciais. Onze dessas infrações foram por excesso de velocidade. Testemunhas contaram que Bianca não foi atropelada porque um homem, diante da aproximação do carro, empurrou a gerente para o gramado de um imóvel vizinho à boate. O veículo bateu na grade de proteção da

REPRODUÇÃO DA INTERNET

Estudante tentou atropelar gerente da casa noturna Pink Elephant, que ficou danificada. Na calçada do estabelecimento podiam ser vistos, ontem pela manhã, marcas dos pneus do Range Rover. Os policiais detiveram a estudante por volta das 4h30, quando a inauguração da boate já havia terminado e poucas pessoas estavam no lugar. A princípio, os policiais militares conduziram Andreza, que teria chegado a agredir fisicamente os policiais, para a Delegacia de Boa Viagem. Dali, ela foi conduzida, em uma viatura da PM,

PARQUE DOIS IRMÃOS

para a Delegacia de Plantão de Jardim São Paulo. O mesmo aconteceu com testemunhas. Em Jardim São Paulo, a estudante já estava acompanhada de familiares e de um advogado. Visivelmente alterada, conforme policiais, a estudante precisou ser retirada da sala do delegado durante alguns minutos, enquanto as testemunhas prestavam depoimentos. “Ela não parava de falar alto”, contou uma testemunha. Andreza vai responder por alcolemia e lesão corporal. MARIA EDUARDA BIONE/ESP.DP/D.A PRESS

MPPE cobra agilidade

Projeto de reforma foi lançado em 2008

Nas proximidades da Avenida Afonso Olindense, na Várzea, há pelo menos três condomínios de vias “particulares”. Um deles é o São Judas Tadeu, onde ficam as ruas Capitão José Nogueira Costa, Romeo Wanderley e José Eduardo Moura. Com 166 casas,

o residencial foi fechado há mais de 35 anos. Tem câmeras, portaria e portão eletrônico. Cada morador paga R$ 50 mensalmente para manter três funcionários. “Quando era aberto, muita gente roubava”, relembra o aposentado Antônio Oliveira, 75 anos. “A

prefeitura já chegou a vir aqui para dizer que iria abrir, mas não sabemos no que deu. Morar aqui é um sossego, ideal para crianças e idosos, pois não passa carro constante nem pessoas estranhas”, afirmou a dona de casa Fátima Gusmão, 46 anos.


Pink vidaurbana