Page 1


dia aberto 2013 13 de março

XII Jornadas de Divulgação do Ensino Superior Público do Distrito de Vila Real Dia Aberto 2013

Com organização da União das Associações de Pais e Encarregados de Educação das Escolas do Concelho de Vila Real e da Universidade de Trás-osMontes e Alto Douro irão decorrer no próximo dia 13 de março de 2013 as XII Jornadas de Divulgação do Ensino Superior Público do Distrito de Vila Real – Dia Aberto 2013. O programa destas Jornadas, cujo objetivo principal é dar a conhecer as ofertas de estudos superiores disponíveis na UTAD, é constituído por um leque muito diversificado de atividades (exposições, filmes, visitas guiadas, palestras, experiências e outras), que estarão à disposição de todos os alunos do 11º e 12º ano no Campus da UTAD: Quinta de Prados e Escola Superior de Enfermagem, em Lordelo – Vila Real. Dado que o acesso a estas atividades exige uma inscrição prévia, cuja prioridade será atribuída por ordem de submissão do respetivo formulário, aconselhamos o seu envio atempado até ao dia 1 de março de 2013. Como compreenderão, esta inscrição é apenas provisória carecendo de posterior confirmação por parte da organização. O programa e formulário de inscrição estão disponíveis em: www.utad.pt

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 1 – FICHA INFORMATIVA Designação Arquitetura paisagista – a profissão e o curso na UTAD Breve descrição da ação Apresentação multimédia – definição da profissão de arquiteto paisagista e das saídas profissionais. Apresentação multimédia da atividade do curso na UTAD,

trabalhos,

workshops

realizados, no âmbito

e

conferências

do Setor de Arquitetura

Paisagista da UTAD, requisitos de candidatura. Visita à exposição de trabalhos dos alunos e exposição de trabalhos do workshop.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso

ECAV: Ciências Florestais e Arquitetura Paisagista / Arquitetura Paisagista

Identificação do local Edifício Complexo Pedagógico - Sala 0.01 e 0.08 Horários de Início 10:00 / 11:00 14:30 / 15:30 / 16:30 Duração prevista 50 minutos

Tipologia Exposição oral e projeção multimédia

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 2 – FICHA INFORMATIVA Designação Um projeto de Arquitetura Paisagista Breve descrição da ação Apresentação multimédia – da conceção à obra e vida útil de um projeto de arquitetura paisagista – caso prático.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso

ECAV: Ciências Florestais e Arquitetura Paisagista / Arquitetura Paisagista

Identificação do local Edifício Complexo Pedagógico - Sala 0.01 e 0.08 Horários de Início 10:00 / 11:00 14:30 / 15:30 / 16:30 Duração prevista 50 minutos

Tipologia Exposição oral e projeção multimédia

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 3 – FICHA INFORMATIVA Designação Fomentando os benefícios da Floresta Breve descrição da ação A pressão que o homem exerce no ambiente é cada vez maior, provocando uma diminuição dos recursos naturais e a sua degradação, pelo que é cada vez mais premente a formação profissional de jovens na utilização sustentável dos recursos biológicos, onde a floresta oferece múltiplas oportunidades, e um conhecimento mais alargado dos ecossistemas, de forma a manter a sua integridade ecológica, o bom funcionamento e a salvaguarda da biodiversidade, em proveito e melhoria da qualidade de vida. Para alcançar estes objetivos os Engenheiros Florestais servem-se de tecnologias e de instrumentação específica que serão objeto desta exposição.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECAV: Ciências Florestais e Arquitetura Paisagista Identificação do local Edifício de Ciências Florestais (Átrio e auditório) Horários de Início 10:00 / 11:00 / 12:00 14:00 / 15:00 / 16:00 Duração prevista 50 minutos

Tipologia

Breve apresentação do curso, seguida de uma exposição interativa. Os estudantes terão oportunidade de contactar com as atividades desenvolvidas, apercebendo-se das áreas de intervenção e das suas possíveis saídas profissionais. Serão realizadas pequenas experiências alusivas ao âmbito do curso, espaço exterior pertencente ao arboreto da UTAD, se as condições climatéricas o permitem, ou no interior do Edifício de Ciências Florestais.

N.º máximo de participantes 30

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 4 – FICHA INFORMATIVA Designação Os cadáveres também falam Breve descrição da ação A compreensão da “linguagem” do animal morto é essencial para avaliar todos os fenómenos que rodeiam a morte. A autópsia em Medicina Veterinária (necropsia) constitui uma ferramenta essencial para determinar a causa de morte, na peritagem associada a casos forenses e na instituição de tratamento aos animais vivos. Nesta ação, os jovens participarão na rotina do Serviço de Anatomia Patológica, na execução de autópsias a animais (necrópsias) e na discussão das lesões observadas no animal morto: o que é normal? O que vejo ocorreu antes ou depois da morte? Encontrei a causa da morte? Este animal foi envenenado? Em seguida, terão oportunidade de acompanhar e executar procedimentos laboratoriais destinados à observação microscópica das alterações observadas na autópsia. Cada aluno poderá ainda observar

ao

microscópio

várias

alterações

de

diferentes órgãos. Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Departamento/Curso ECAV: Ciências Veterinárias Identificação do local Edifício de Ciências Agrárias Horários de Início 10:30 Duração prevista 120 minutos Tipologia Demonstração prática N.º máximo de participantes 5

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 5 – FICHA INFORMATIVA Designação VAMOS CONHECER A QUALIDADE DA ÁGUA: Análise microbiológica Breve descrição da ação A água quando poluída, é um importante veículo na transmissão de uma variedade de doenças e a sua qualidade microbiológica é um fator indispensável para a saúde pública. Os jovens tomarão contacto com os métodos de análise microbiológica da água. Irão proceder à filtração de águas para meios seletivos e diferenciais para o isolamento de coliformes fecais (E. coli) e Enterococos (MF/100ml), de acordo com o decreto-lei nº 306/2007. Será ainda realizada a determinação do número total de microrganismos presentes na água, pelo método de incorporação da amostra

em

meio

de

PCA

(Plate-Count-Agar)

(UFC/ml).

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECAV: Ciências Veterinárias Identificação do local

Ed. Ciências Agrárias – Lab. Microbiologia Alimentar – Piso 3 - Lab. 3.19

Horários de Início 10:00 / 12:00 Duração prevista 60 minutos Tipologia Demonstração N.º máximo de participantes 12

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 6 – FICHA INFORMATIVA Designação Um olhar sobre a multirresistência bacteriana: um problema de Saúde Pública Breve descrição da ação De todos os seres vivos, os microrganismos são, sem dúvida, os mais abundantes e “ubíquos” distinguindose pelas suas dimensões e pela sua diversidade. A escolha dos agentes de terapia está cada vez mais limitada devido ao crescente aumento de resistência, o que constitui um problema de saúde pública. Os

alunos

terão

oportunidade

de

observar os

diferentes tipos de microrganismos (bactérias, fungos e leveduras). Será ainda possível a observação microscópica de lâminas de células bacterianas, bem como a realização de algumas técnicas de coloração utilizadas para observação dos microrganismos. Os alunos irão proceder à avaliação do perfil de suscetibilidade de isolados bacterianos a diferentes grupos de antimicrobianos pelo método de difusão em agar, de acordo com as normas preconizadas pelo CLSI (2009) Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECAV: Ciências Veterinárias Identificação do local

Ed. Ciências Agrárias – Lab. Microbiologia Médica – Lab. 3.33

Horários de Início 11:00 14:00 Duração prevista 60 minutos Tipologia Demonstração N.º máximo de participantes 12

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 7 – FICHA INFORMATIVA Designação Consegues imaginar o dia em que os antibióticos deixam de funcionar? Breve descrição da ação Diversos antibióticos são produzidos de forma natural por fungos e bactérias. Durante milhares de anos as bactérias expostas a estes agentes antimicrobianos desenvolveram mecanismos de resistência que lhes permitiram sobreviver. No entanto, desde 1940 o uso exponencial da penicilina e outros antibióticos na medicina humana, veterinária, agricultura, entre outros, alteraram as “regras do jogo”. A pressão seletiva produzida levou a um aumento do número de estirpes bacterianas resistentes aos antibióticos tendo sido já detetadas bactérias resistentes a todos os antibióticos utilizados pelo ser humano. Assistimos assim a um grave problema de saúde pública. Pretende-se com este estudo expor a dinâmica da relação Antibiótico vs Bactéria, apresentar as metodologias utilizadas na deteção fenotípica da resistência antimicrobiana e ainda explicar os mecanismos moleculares utilizados pelas bactérias para escapar à ação dos antibióticos. Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECAV: Ciências Veterinárias / Medicina Veterinária Identificação do local Laboratório de Microbiologia Médica Horários de Início 10:00 / 11:00 / 12:00 14:30 / 15:30 / 16:30 Duração prevista 45 minutos

Tipologia Aula teórica – prática em Laboratório

N.º máximo de participantes 4

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 8 – FICHA INFORMATIVA Designação Probióticos: É verdade, microrganismos benéficos!

também

existem

Breve descrição da ação Probióticos são microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas conferem um benefício à saúde do hospedeiro. As bactérias ácido-lácticas e as bifidobactérias são os tipos mais comuns de bactérias usadas como probióticos. Estes são geralmente consumidos como parte de alimentos fermentados, tais como no iogurte ou ainda em suplementos dietéticos. Enterococcus spp. É um género

de

bactérias

ácido-lácticas

que

possui

potencial probiótico. Como tal, pretende-se com esta ação ensinar alguma da

metodologia

utilizada

na

determinação

da

viabilidade de diferentes isolados bacterianos como possíveis probióticos.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECAV: Ciências Veterinárias / Medicina Veterinária Identificação do local Laboratório de Microbiologia Médica Horários de Início 10:00 / 11:00 / 12:00 14:30 / 15:30 / 16:30 Duração prevista 45 minutos

Tipologia Aula teórica – prática em Laboratório

N.º máximo de participantes 4

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 9 – FICHA INFORMATIVA Designação O que o sangue nos pode contar Breve descrição da ação Visita ao Hospital Veterinário da UTAD (HVUTAD). Nesta ação realizaremos, para além de um pequeno percurso

pelas

instalações

do

HVUTAD,

uma

explicação sobre como se faz esfregaço sanguíneo e observação ao microscópio de células do sangue.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECAV: Ciências Veterinárias / Medicina Veterinária Identificação do local Ed. Hospital Veterinário da UTAD Horários de Início 9:30 / 11:30 14:00 / 15:30 / 17:00 Duração prevista 60 minutos

Tipologia Experiência interativa

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 10 – FICHA INFORMATIVA Designação Vida selvagem Breve descrição da ação Esta atividade inclui uma visita ao laboratório de parasitas da UTAD, com o objetivo de observar e compreender, de uma forma simplista, a biologia dos vários parasitas. Visita ao Museu de Anatomia Animal, onde será possível visualizar os diversos animais expostos e esclarecer as dúvidas dos mais curiosos.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECAV: Ciências Veterinárias / Medicina Veterinária Identificação do local Ed. Hospital Veterinário da UTAD Horários de Início 9:30 / 11:30 14:00 / 15:30 / 17:00 Duração prevista 60 minutos

Tipologia Exposição e visita guiada

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 11 – FICHA INFORMATIVA Designação O mundo da Medicina Veterinária Breve descrição da ação A atividade baseia-se numa visita ao “Museu dos Monstros” com a devida explicação dos fenómenos observados. Posteriormente aos alunos assistirão a um filme sobre as

saídas

profissionais

do

curso

de

Medicina

Veterinária, bem como trocar opiniões e esclarecer dúvidas sobre esta temática.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECAV: Ciências Veterinárias / Medicina Veterinária Identificação do local Museu de Anatomia Patológica Veterinária Horários de Início 9:30 / 11:30 14:00 / 15:30 / 17:00 Duração prevista 60 minutos

Tipologia Visita guiada, apresentação multimédia

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 12 – FICHA INFORMATIVA Designação ANIMALTECH – a ciência e a tecnologia ao serviço da ciência animal Breve descrição da ação Vários espaços individualizados no átrio do Edifício de Ciências Agrárias expondo atividades de produção e investigação em Zootecnia: - Como se desenha um alimento para os animais? - Como se projeta a casa dos nossos animais? - Ultrasonografia em tempo real – uma técnica útil. - A avaliação da qualidade seminal. - Aquacultura de novas espécies de elevado valor económico. - Farmville – exposição de animais de interesse zootécnico: borregos, cabritos, leitões, peixes, galinhas, abelhas, coelhos e cavalos. - Diferenças fisiológicas entre células sanguíneas de diferentes espécies animais (Microscopia ótica) - Visita ao Museu de Anatomia Veterinária Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECAV: Zootecnia / Engenharia Zootécnica Identificação do local Edifício de Ciências Agrárias - Átrio Horários de Início 10:00 / 11:00 / 12:00 14:00 / 15:00 / 16:00 Duração prevista 45 minutos Tipologia

Visita

guiada,

experiência

interativa,

exposição,

demonstração

N.º máximo de participantes Grupos de 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 13 – FICHA INFORMATIVA Designação Energia – do Sol para a Terra Breve descrição da ação Apresentação e discussão sobre o aquecimento da Terra pelo Sol, com base nas leis da física de transferência de energia. Realização de atividades laboratoriais sobre esta temática.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Física Identificação do local Laboratório de Física Horários de Início 10:00 / 10:30 /11:00 / 11:30 / 12:00 14:30 / 15:00 / 15:30 / 16:00 Duração prevista 20 minutos

Tipologia

Exposição, demonstração, apresentação multimédia e atividades laboratoriais

N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 14 – FICHA INFORMATIVA Designação O que posso fazer com um laser? Breve descrição da ação Nos dias que correm são inúmeros os dispositivos de uso diário que utilizam a radiação laser no seu funcionamento: desde a delicada leitura e escrita de CD´s ao corte de chapas de alumínio ou aço, desde os simples leitores de códigos de barras aos complexos detetores instalados nos satélites que orbitam a Terra. Os alunos terão oportunidade de ver e testar pequenos projetos que exemplificam a utilização de lasers no dia-a-dia e em tecnologias mais avançadas.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Física Identificação do local Ed. Engenharias I – Lab.I1.02 e / ou Lab.I1.05 Horários de Início 10:00 / 11:00 / 12:00 14:30 / 15:30 / 16:30 Duração prevista 45 minutos

Tipologia Sessão prática

N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 15 – FICHA INFORMATIVA Designação A Atmosfera estrutura

da

Terra:

radiação,

matéria

e

Breve descrição da ação Nesta atividade os alunos farão um passeio pela história da Atmosfera terrestre e conhecerão alguns dos processos que permitem compreender a sua estrutura, a forma como a energia do Sol chega à Terra e o balanço energético do sistema climático.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Física Identificação do local Laboratório de Física do Ambiente – Lab I1.15 Horários de Início 10:00 / 11:00 / 12:00 14:30 / 15:30 / 16:30 Duração prevista 45 minutos

Tipologia Palestra com apresentação multimédia N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 16 – FICHA INFORMATIVA Designação Radiação ambiente Breve descrição da ação O fenómeno radioativo; Tipos de radiação ionizante e sua deteção. A radioatividade ambiente: - radionuclídeos naturais e artificiais; - avaliação da radiação de fundo; - medidas de proteção. Demonstrações com detetores de radiação: - Tubo Geiger-Müller - Cintiladores de Nal

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Física Identificação do local Edifício Engenharias I - Laboratório I1.02 Horários de Início 14:00 / 14:45 / 15:30 / 16:15 Duração prevista 30 minutos

Tipologia Demonstração

N.º máximo de participantes 18

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 17 – FICHA INFORMATIVA Designação: Biossensores de Fibras Óticas Breve descrição da ação: O desenvolvimento de sensores para a deteção de moléculas associadas aos processos biológicos é um dos principais temas de investigação que atualmente interessa aos investigadores. Em particular, a deteção rápida de sequências específicas de DNA tem aplicações que vão desde a medicina, a veterinária, a agricultura e a segurança alimentar. O uso de fibras óticas tem sido sugerido como um transdutor ideal para a implementação deste tipo de sensores. Nesta ação

serão

descritos

os

conceitos

essenciais

associados aos sensores de fibras óticas e serão efetuadas demonstrações experimentais mostrando o princípio de funcionamento desses sensores.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Física Identificação do local Departamento de Física Horários de Início 14:00 / 14:45 / 15:30 / 16:15 Duração prevista 30 minutos

Tipologia

Apresentação

multimédia

e

demonstração

experimental

N.º máximo de participantes 18

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 18 – FICHA INFORMATIVA Designação: As fibras óticas – explicação experimental dos conceitos Breve descrição da ação: Demonstração experimental dos conceitos associados ao funcionamento das Fibras Óticas e do princípio de transmissão de informação por fibra ótica.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Física Identificação do local Edifício Engenharias I - Laboratório I1.05 Horários de Início 9:00 / 10:00 / 10:40 / 11:20 / 12:00 14:00 / 14:40 / 15:20 / 16:00 / 16:40 Duração prevista 40 minutos

Tipologia Demonstração experimental

N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 19 – FICHA INFORMATIVA Designação A viticultura em Portugal face às alterações climáticas Breve descrição da ação A viticultura é um setor de atividade de elevada relevância socioeconómica em muitas regiões de Portugal, mas que requer conhecimentos científicos transversais a diversas áreas do conhecimento. Nesta ação, em particular, será feita uma demonstração sucinta, com recurso a meios multimédia, de um conjunto de metodologias inovadoras utilizadas para avaliar os impactes das alterações climáticas na viticultura, nomeadamente nas principais regiões vitivinícolas

portuguesas.

Os

resultados

desta

investigação desenvolvida na UTAD têm tido elevada projeção nacional e internacional.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Física Identificação do local Edifício Engenharias I - Laboratório I1.15 Horários de Início 9:30 / 10:15 / 11:00 / 11:45 14:00 / 14:45 / 15:30 / 16:15 / 17:00 Duração prevista 30 minutos

Tipologia Palestra com apresentação multimédia

N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 20 – FICHA INFORMATIVA Designação Satélites meteorológicos e ambiente Breve descrição da ação É notável como a importância dos satélites vem aumentando dia após dia. As notícias sobre o que ocorre no mundo, as ligações telefónicas, a internet e as imagens utilizadas na previsão do tempo e na monitorização do ambiente são alguns dos exemplos dos benefícios que podem ser obtidos pela utilização de um satélite. Nesta atividade são explicadas, de uma maneira breve, algumas bases ciências, estão descritos alguns caos de monitorização do ambiente e exemplificados alguns casos de monitorização do ambiente e exemplificados alguns fenómenos que têm repercussões importantes no dia-a-dia como na vida económica e social.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Física / Engenharia de Energias Identificação do local Edifício Engenharias II Horários de Início 10:00 / 11:00 / 12:00 14:00 / 15:00 / 16:00 Duração prevista 45 minutos

Tipologia Palestra

N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 21 – FICHA INFORMATIVA Designação: Porque voam os aviões? Breve descrição da ação: Será

apresentada

uma

explicação

básica

do

mecanismo físico responsável pela sustentação criada pelas

asas

dos

aviões.

Nesta

explicação

a

aerodinâmica da asa, a viscosidade do ar e o efeito “Coanda” aparecem como os

principais

fatores

geradores da sustentação.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Física / Engenharias Identificação do local Auditório da Biblioteca Central Horários de Início 14:30 / 15:15 Duração prevista 35 minutos

Tipologia Palestra

N.º máximo de participantes 60

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 22 – FICHA INFORMATIVA Designação A magia da Física dos fluidos Breve descrição da ação Será apresentado um conjunto de experiências que envolvem alguns dos princípios físicos da mecânica dos fluidos. “Algumas experiências parecem truques de magia”

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Física Identificação do local Edifício de Engenharias I - Sala I1.02 Horários de Início 9:00 / 9:30 / 10:00 / 10:30 / 11:00 / 11:30 / 12:00 Duração prevista 25 minutos

Tipologia Demonstração experimental, multimédia

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 23 – FICHA INFORMATIVA Designação Mãos à Obra Breve descrição da ação Visita guiada aos laboratórios: -Hidráulica - Materiais e Solos - Estruturas - Física dos Edifícios Demonstração de ensaios laboratoriais ligados aos vários domínios de Engenharia Civil, nomeadamente à hidráulica e ao aproveitamento de recursos hídricos, aos materiais de construção, às estruturas, aos solos e à eficiência energética dos edifícios. Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Engenharias / Engenharia Civil Identificação do local Hangar de Engenharias I – Laboratórios de Civil Horários de Início 10:00 / 10:45 / 11:30 14:00 / 14:45 / 15:30 Duração prevista 30 minutos

Visita guiada Tipologia Demonstração de ensaios laboratoriais

N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 24 – FICHA INFORMATIVA Designação Tempestades e outros eventos meteorológicos extremos Breve descrição da ação As tempestades, cheias, secas, ondas de calor, ondas de frio, entre outros eventos meteorológicos extremos têm causado nos últimos anos elevados impactos e prejuízos socioeconómicos, incluindo a perda de vidas humanas. Na Europa, o estudo destes desastres naturais tem atraído cada vez mais interesse pelas empresas resseguradoras. Esta ação pretende sensibilizar os participantes para a importância do estudo dos eventos meteorológicos extremos, no contexto das alterações climáticas, essencial para a prevenção e mitigação dos efeitos nefastos dos desastres naturais. Esta ação destina-se a alunos com interesse nas áreas

de

Engenharia,

Ciências

Geofísicas

ou

Geografia. Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Engenharias / Engenharia de Energias Identificação do local Ed. Engenharias I – Laboratório Ciência Viva Horários de Início 9:30 Duração prevista 40 minutos

Tipologia Palestra / apresentação multimédia, demonstração

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 25 – FICHA INFORMATIVA Designação Os Oceanos – fonte de energia Breve descrição da ação Esta ação pretende sensibilizar os participantes para a importância dos oceanos como recurso energético no contexto

da

problemática

da

sustentabilidade

energética e das alterações climáticas. Pretende-se proporcionar aos participantes o contacto crítico com alguns equipamentos de transformação de energia dos oceanos, das ondas e das marés em desenvolvimento em diversos locais do mundo. Esta ação destina-se a alunos com interesse nas áreas

de

Engenharia,

Ciências

Geofísicas

ou

Geografia.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Engenharias / Engenharia de Energias Identificação do local Ed. Engenharias I – Laboratório Ciência Viva Horários de Início 10:15 / 11:00

Duração prevista 40 minutos

Tipologia Palestra e Demonstração

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 26 – FICHA INFORMATIVA Designação Energia, Recursos Naturais e Clima Breve descrição da ação Esta ação pretende sensibilizar os participantes para a natureza

interdisciplinar

sustentabilidade

da

energética

problemática e

das

da

alterações

climáticas, nomeadamente os desafios futuros que teremos de enfrentar para manter um abastecimento de energia a preços acessíveis, obtidos de forma ambientalmente sustentável, que será essencial para a prosperidade económica. Esta ação destina-se a alunos com interesse nas áreas

de

Engenharia

Ciências

Geofísicas

ou

Geografia.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola/Departamento/Curso ECT: Engenharias / Engenharia de Energias Identificação do local Laboratório de Ciência Viva – Ed. Engenharias II Horários de Início 12:00 16:30 Duração prevista 40 minutos

Tipologia Palestra / apresentação multimédia, demonstração

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 27 – FICHA INFORMATIVA Designação Transformações de Energia no dia-a-dia Breve descrição da ação Esta ação pretende sensibilizar os participantes para a problemática da eficiência e do consumo energético e o recurso às energias renováveis. Pretende-se proporcionar aos participantes o contacto crítico com alguns equipamentos de transformação de energia utilizados no dia-a-dia.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Engenharias / Engenharia de Energias Identificação do local Edifício Engenharias I - Laboratório Ciência Viva Horários de Início 14:30 15:30 Duração prevista 40 minutos

Tipologia Palestra / apresentação multimédia, demonstração

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 28 – FICHA INFORMATIVA Designação Robótic@UTAD Breve descrição da ação Demonstração

de

robótica

móvel

didática

desenvolvida na UTAD. Serão apresentados diversos robôs, entre os quais, o MicroSys (robô vencedor do concurso Micro-Rato 2008) e um robô para condução autónoma, que poderá ver em fase de testes para participar no Festival Nacional de Robótica. Será também demonstrado um novo concurso de robótica, - Micromouse Portuguese Contest – que terá lugar este ano em Vila Real, organizado pela UTAD.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT:

Engenharias

/

Eng.ª

Eletrotécnica

e

de

Computadores Identificação do local Edifício de Engenharias II Horários de Início 10:00 / 11:00 / 12:00 14:00 / 15:00 / 16:00 Duração prevista 45 minutos

Tipologia

Sala / Laboratório com os diversos cenários montados para demonstração e projeção multimédia!

N.º máximo de participantes 50

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 29 – FICHA INFORMATIVA Designação Desenvolvimento em mundos virtuais Breve descrição da ação A UTAD é líder nacional em projetos de investigação em mundos virtuais. Os participantes nesta atividade conhecerão os projetos em curso e concluídos em mundos virtuais com a Portugal Telecom Inovação, a Força Aérea Portuguesa, a União Europeia, e empresas europeias de formação profissional: Bitmedia (Áustria), Hyria (Finlândia) DIDA (Itália), IDEC (Grécia). Terão os ainda participantes oportunidade de conhecer o mundo virtual e explorar a comunicação, navegação e criação de conteúdo neste mundo. A agenda da ação será a seguinte: (1) Apresentação dos projetos de investigação (Vita, PT e Força Aérea) com todos os participantes dentro do ambiente da UTAD; (2) Ambientação ao mundo virtual (comunicação, navegação e construção) (3) Atividade lúdica em grupo (relacionada com todos os projetos apresentados ao longo da sessão). Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Engenharias / Engenharia Informática Tecnologias da Informação e Comunicação

/

Identificação do local Edifício Engenharias I - Sala F1.24 e F0.01 Horários de Início 10:00 / 11:30 14:00 / 15:30 Duração prevista

60 minutos

Tipologia Apresentações e experimentação em computador N.º máximo de participantes 40

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 30 – FICHA INFORMATIVA Designação Automação pneumática Breve descrição da ação A Automação Pneumática serve-se de um conjunto de técnicas,

que

tem

por

objetivo

providenciar

a

coordenação autónoma de movimentos de uma vasta gama de dispositivos mecânicos, que recorrem ao arcomprimido como fonte de energia. Esses dispositivos, normalmente integrados em circuitos que equipam instalações

industriais,

são

responsáveis

pelo

desenvolvimento de funções que se encontram muitas vezes associadas à produção de artigos do nosso quotidiano. Nesta ação far-se-á uma exposição introdutória, visando a produção, tratamento e distribuição do arcomprimido,

assim

como

a

apresentação

dos

dispositivos que compõem um circuito pneumático típico. Seguidamente, expor-se-á uma técnica de comando

pneumático

corrente,

fazendo-se

a

demonstração prática da montagem de um circuito, com o respetivo acionamento Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Engenharias / Engenharia Mecânica Identificação do local Edifício Engenharias I – Laboratório de Automação Horários de Início 10:00 / 11:00 / 12:00 14:00 / 15:00 / 16:00 / 17:00 Duração prevista 45 minutos Tipologia Palestra e demonstração N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 31 – FICHA INFORMATIVA Designação Vendo motor a gasolina por fora e por dentro Breve descrição da ação Esta ação visa a identificação das diferentes partes e explicação do modo de funcionamento de um motor a gasolina. A ação inicia-se com uma breve explicação do funcionamento do motor e identificação das partes visíveis pelo exterior do motor a gasolina. A partir deste momento, o motor vai sendo desmontado, permitindo a identificação das partes que constituem o interior do motor e ao mesmo tempo será justificada a função da respetiva parte. Finalizada a desmontagem total do motor, o mesmo será montado.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Engenharias / Engenharia Mecânica Identificação do local Hangar do Edifício Engenharias I Horários de Início 10:00 / 11:00 / 12:00 14:00 / 15:00 / 16:00 / 17:00 Duração prevista 45 minutos

Tipologia Demonstração / Experiência interativa

N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 32 – FICHA INFORMATIVA Designação Viagem ao interior dos materiais de engenharia Breve descrição da ação Os materiais estão presentes em tudo que se faz para atender aos interesses e às necessidades humanas. Assim, o estudo dos materiais torna-se essencial para os alunos interessados na área das Ciências e Tecnologias. Nesta ação, e após uma breve introdução aos vários tipos de materiais utilizados pelo Homem, os alunos aprenderão

a

prepará-los

para

observação

ao

microscópio. Por fim, e complementando a Ação “Rijo como o Aço”, analisarão as microestruturas da chapa de aço e do laminado de carbono verificando como as alterações

estruturais

podem

influenciar

as

propriedades mecânicas do material. Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola/Departamento/Curso ECT: Engenharias / Engenharia Mecânica Identificação do local Hangar do Edifício de Engenharias I Horários disponíveis

10:00 / 11:00 / 12:00 14:00 / 15:00 / 16:00 / 17:00

Duração prevista 45 minutos

Tipologia* Palestra e demonstração

N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 33 – FICHA INFORMATIVA Designação Rijo como o aço Breve descrição da ação Esta ação visa dar a conhecer novos materiais, mais leves que o aço, mas mais resistentes, como são exemplo os compósitos de carbono. Estes materiais são opção nas aplicações mais exigentes como é o caso da indústria dos transportes (carros, aviões, barcos). Um exemplo carismático onde

os

compósitos

de

carbono

são

usados

intensivamente é a Fórmula 1. Nesta ação procurar-se-á dar a conhecer o conceito de material compósito. Na prática serão comparadas as resistências entre o compósito de carbono e um aço, através de ensaios realizados no Laboratório de Ensaios Mecânicos. A ação terminará no Laboratório de Materiais onde os alunos irão “observar os materiais por dentro” Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Engenharias / Engenharia Mecânica Identificação do local Hangar das Engenharias Horários de Início 10:00 / 11:00 / 12:00 14:00 / 15:00 / 16:00 / 17:00 Duração prevista 45 minutos

Tipologia Demonstração N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 34 – FICHA INFORMATIVA Designação Prego a fundo Breve descrição da ação As energias renováveis ou culturas energéticas são encaradas como fundamentais no processo de combate das emissões de gases de efeito de estufa e redução da dependência de fontes energéticas externas. Os biocombustíveis (bioetanol, biodiesel e biogás) são já uma realidade como substitutos dos combustíveis derivados do petróleo (gasolina e gasóleo) para uso nos motores de combustão interna. Nesta ação e após uma breve introdução aos biocombustíveis procurar-se-á avaliar a performance de um motor a gasolina quando usa bioetanol. A utilização dos recursos de biomassa para produção de calor e energia elétrica será também focada nesta ação. Serão analisados os poderes caloríficos de biomassas florestais, usadas na produção de pellets, bem como será analisada a qualidade de biogás produzido a partir de resíduos bovinos, recorrendo ao processo de digestão anaeróbia.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola/Departamento/Curso ECT: Engenharias / Engenharia Mecânica Identificação do local Hangar do Edifício de Engenharias I Horários disponíveis 10:00 /11:00 / 12:00, 14:00 / 15:00 / 16:00 / 17:00 Duração prevista 45 minutos Tipologia* Palestra e demonstração N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 35 – FICHA INFORMATIVA Designação Como se faz isso… parafusos através de CNC Breve descrição da ação Esta ação visa dar a conhecer novas tecnologias de produção de materiais usados na indústria. Em particular será utilizado um torno CNC para a produção de parafusos. Um torno CNC é basicamente um torno com controlo numérico computadorizado construído inicialmente para produção de peças de revolução ou cilíndrica. É uma

máquina

tridimensional

que e

possui

recorre

a

um uma

funcionamento linguagem

de

codificação própria para que o utilizador possa programar a peça que o torno, posteriormente de forma automática, irá produzir. Nesta ação procurar-se-á dar a conhecer os passos de obtenção automática de peças mecânicas, desde a modelação sólida por computador, passando pela programação do torno CNC, até à obtenção do produto final – um parafuso. Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola/Departamento/Curso ECT: Engenharias / Engenharia Mecânica Identificação do local Hangar do Edifício de Engenharias I Horários disponíveis 10:00 /11:00 / 12:00, 14:00 / 15:00 / 16:00 / 17:00 Duração prevista 45 minutos Tipologia* Demonstração / Experiência interativa N.º máximo de participantes (por horário)

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 36 – FICHA INFORMATIVA Designação Multimédia & web Breve descrição da ação Queres saber como se faz um telejornal? Como se filmam cenas complexas para cinema em estúdio? Vem experimentar realizar connosco um take de uma cena no Laboratório de Artes Visuais e Multimédia sobre fundo chroma para depois editares e compores com outros efeitos em Adobe Premiére e After Effects! O objetivo deste Workshop é a experimentação de técnicas de filmagem sobre fundos chroma key. Para tal, filmaremos os alunos no Laboratório Multimédia sobre fundo chroma para posterior compositing com outros cenários em After Effects ou diretamente através de mesa de mistura de vídeo. Esta atividade inclui uma visita ao Laboratório de Artes Visuais e Multimédia. Conteúdos: Introdução (RGB, iluminação). Visualização de exemplo demonstrativo comentado Filmagem sobre fundo chroma Exemplificação com captura de filmagem aos alunos e alteração de fundos com mesa de mistura de vídeo. Compositing em After effectts (keylight, Screen color, Screen matte) Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Engenharias / Comunicação e Multimédia Identificação do local Laboratório de Artes Visuais e Multimédia Horários de Início 10:00 / 10:45 / 11:30 14:00 / 14:45 / 15:30 / 16:15 / 17:00 Duração prevista 30 minutos Tipologia Multimédia e web N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 37 – FICHA INFORMATIVA Designação Visita ao Centro de Informática Breve descrição da ação Visita guiada ao Centro de Informática da UTAD com o intuito de apresentar aos alunos o data center, a infraestrutura

de

comunicações,

o

conjunto

de

equipamentos utilizados, os serviços existentes, entre outros aspetos.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT:

Engenharias

/

Engenharia

Informática

/

Tecnologias de Informação e Comunicação. Identificação do local Edifício Engenharias I - Centro de Informática Horários de Início 10:00 / 11:00 Duração prevista 45 minutos

Tipologia Visita guiada

N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 38 – FICHA INFORMATIVA Designação Magia?! Telepatia?! Não, Matemática! Breve descrição da ação Pretende-se dar exemplos e explicação de como funcionam alguns truques numéricos de adivinhação (“Pensa num número…”), como funcionam algumas ilusões de ótica.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Matemática. Identificação do local Edifício de Ciências Florestais Horários de Início 10:00 / 10:45 / 11:30 14:00 / 14:45 / 15:30 Duração prevista 30 minutos

Tipologia Palestra, ou melhor,… conversa!

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 39 – FICHA INFORMATIVA Designação Geometria em dobras de Arte Breve Explicação O Origami é uma arte ancestral de dobragem de papel que, para além de permitir criar figuras puramente decorativas, tais como os famosos aviões de papel, animais e flores, está fortemente relacionada com a Matemática, especialmente com a Geometria. Cada dobra representa uma reta e intersecções de dobras originam pontos e ângulos. No entanto, só uma sequência adequada de dobras permite obter a figura desejada. Parece fácil? Talvez, mas não esqueças que não se pode usar tesoura, cola, régua e compasso. Só papel, imaginação e alguma ciência!

Potenciais Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Matemática Identificação do local Ed. Ciências Florestais Horários de Início 14:00 / 15:00 / 16:00 Duração prevista 45 minutos

Tipologia Sessão prática

N.º máximo de participantes 25

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 40 – FICHA INFORMATIVA Designação Avaliação da atividade física e desportiva Breve descrição da ação Apresentação de 3 situações: - Workshop 1: Análise do jogo e tomada de decisão - Workshop 2: Intervenção psicomotora - Workshop 3: Avaliação funcional de atletas

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso

ECVA: DDES / Ciências de Desporto / Educação Física e Desporto / Reabilitação Psicomotora

Identificação do local Nave de Desportos Horários de Início 9:30 Duração prevista 60 + 60 + 60 minutos

Tipologia

Sessão

teórico-prática,

experiência

interativa,

apresentação, demonstração

N.º máximo de participantes 25

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 41 – FICHA INFORMATIVA Designação Apreender a Biologia… Breve descrição da ação Experiências nas áreas da: Fisiologia e Histologia Vegetal Microscopia Ótica Microbiologia Bioquímica e Bioenergética

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso

ECVA: Biologia e Ambiente / Biologia e Geologia / Biologia

Identificação do local Edifício de Geociências – Sala C1.77 Horários de Início 10:00 / 10:45 / 11:30 / 12:15 14:30 / 15:15 / 16:00 / 16:45 Duração prevista 30 minutos

Tipologia Demonstração / Experiência interativa

N.º máximo de participantes 24

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 42 – FICHA INFORMATIVA Designação Ornitologia e Saúde dos Ecossistemas Breve descrição da ação Nesta atividade pretende-se utilizar os campus para efetuar uma caminhada onde serão observadas várias espécies de aves. Tentar-se-á relacionar as espécies observadas com o tipo de ecossistemas presentes e mostrar o potencial de utilização das aves como indicadores ecológicos.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECVA: DeBA / Biologia / Biologia e Geologia / Engenharia do Ambiente Identificação do local Depósito de água – Campus da UTAD Horários de Início 9:00 / 10:00 / 11:00 Duração prevista 60 minutos

Tipologia Visita guiada

N.º máximo de participantes 10

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 43 - FICHA INFORMATIVA Designação Ecologia e Ambiente Breve descrição da ação Esta ação visa enquadrar os alunos com as atuais

tecnologias de mitigação e gestão de problemas ambientais, bem como a demonstração de tecnologias limpas e de redução de poluição na fonte que contribuam para um desenvolvimento sustentado. Estará subordinada aos seguintes princípios orientadores: 1. Proporcionar conhecimentos sobre Engenharia “Verde” e tecnologias limpas nos domínios da Engenharia do Ambiente e da Ecologia Aplicada; 2. Incentivar a utilização de ferramentas de prevenção e controlo integrado da poluição, tecnologias de produção mais limpa, análise do ciclo de vida, eco-design e eco-eficiência; 3. Proporcionar conhecimentos sobre tecnologias de controlo e resolução de casos de poluição, recuperação e destino final de efluentes líquidos, gasosos e resíduos sólidos. 4. Realçar a relevância da utilização de indicadores ecológicos na monitorização dos principais biótipos terrestres e de água doce, nomeadamente nas componentes faunística e florística. 5. Proporcionar conhecimentos sobre os impactes da poluição na qualidade da água e na saúde dos organismos aquáticos, nomeadamente peixes e fitoplâncton; 6. Demonstrar a importância da aplicação de novas ferramentas na avaliação e monitorização dos ecossistemas, nomeadamente a utilização de modelos preditivos como ferramentas fundamentais de decisão para o planeamento sustentado e integrado do território.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECVA: DeBA / Engenharia do Ambiente / Ecologia Aplicada / Biologia / Biologia e Geologia Identificação do local Edifício de Geociências Horários de Início 10:00 / 11:00 / 12:00 14:30 / 15:30 / 16:30 Duração prevista 45 minutos Tipologia Visita guiada / Exposição / Demonstração N.º máximo de participantes 30

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 44 – FICHA INFORMATIVA Designação As folhas: fábricas gratuitas de energia Breve descrição da ação As plantas são o principal motor da vida na Terra. Elas dão-nos praticamente tudo que precisamos para viver. Muitos dos problemas atuais relacionados com a subnutrição humana, com a falta de recursos energéticos e com as alterações climáticas só poderão ser ultrapassados através de um melhor conhecimento das plantas e do meio em que elas se desenvolvem. Nesta ação espera-se que os jovens cientistas se sensibilizem para a importância desta temática. Algumas questões vão ser levantadas durante a atividade com esse objetivo, como por exemplo: Porque são verdes as folhas? Que fatores contribuem para uma maior atividade fotossintética? Porque são diferentes as folhas de sombra e de sol? Que estruturas anatómicas garantem à planta um bom desenvolvimento? Atividades previstas:  Medição das trocas gasosas das folhas em diferentes tipos de plantas da mesma espécie, usando um medidor de gás por radiação infravermelha.  Estimativa do teor em pigmentos fotossintéticos, usando um medidor SPAD, em folhas de diferentes tipos de plantas e em diferentes estados de desenvolvimento.  Execução de cortes histológicos das folhas usadas nos pontos anteriores e respetivas observação e tratamento de imagem em microscópio ótico equipado com software adequado para o efeito. Interpretação dos resultados obtidos e elaboração da respetiva conclusão. Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECVA: DeBA Identificação do local

Ed. de Geociências – Lab. Fisiologia Vegetal e Campus

Horários de Início 10:00 / 14:30 Duração prevista 180 minutos Tipologia Trabalho de campo N.º máximo de participantes 10

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 45 – FICHA INFORMATIVA Designação A Drosophila no estudo da Genética Breve Explicação Explicação da utilidade da Drosophila como material biológico no estudo da Genética. Atividade prática que permitirá aos participantes observar vários mutantes e familiarizarem-se com o manuseamento da Drosophila. Apresentação de alguns exemplos de trabalhos de investigação em curso.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECVA: Genética e Biotecnologia Identificação do local Laboratório de Drosophila – Pavilhão 4, Sala 1 Horários de Início 14:30 / 15:00 / 15:30 Duração prevista 30 minutos

Tipologia Breve introdução teórica / sessão prática

N.º máximo de participantes 16

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 46 – FICHA INFORMATIVA Designação Uma viagem às plantas in vitro Breve descrição da ação Os participantes terão a possibilidade de ver como se obtêm as plantas in vitro, como se desenvolvem, qual as suas aplicações futuras e o seu interesse. Serão também abordados aspetos da biotecnologia e da obtenção das plantas transgénicas.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECVA: Genética e Biotecnologia Identificação do local

Laboratório de “Cultura in vitro de células vegetais” / Assento de Lavoura

Horários de Início 14:30 / 15:30 Duração prevista 45 minutos

Breve

introdução

teórica.

Visita

ao

laboratório.

Tipologia Apresentação dos trabalhos a decorrer e do interesse dos mesmos.

N.º máximo de participantes 16

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 47 – FICHA INFORMATIVA Designação

Os genes no labirinto das células: do DNA aos cromossomas

Breve descrição da ação Apresentação das metodologias utilizadas na análise molecular de DNA e RNA dando maior relevo à metodologia de sequenciação e de análise da expressão genica. Aplicações das metodologias utilizadas na análise de proteínas e a sua aplicação. Os cromossomas e o seu papel na evolução dos animais e plantas. Técnicas de análise.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECVA: Genética e Biotecnologia Identificação do local Edifício de Ciências Florestais - Laboratórios Horários de Início 14:30 / 15:30 Duração prevista 45 minutos

Tipologia Apresentação multimédia e visita aos laboratórios

N.º máximo de participantes 16

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 48 – FICHA INFORMATIVA Designação Como se modificadas

obtém

plantas

geneticamente

Breve descrição da ação A introdução de culturas geneticamente modificadas constituiu o maior avanço tecnológico no mundo agrícola nas últimas décadas, tendo igualmente sido demonstrado que esta tecnologia possui o potencial para ajudar a aumentar a produção mundial de alimentos. Após uma apresentação multimédia sobre as bases científicas e tecnológicas da transferência de genes e de

regeneração

de

plantas,

será

feita

uma

demonstração in loco dos passos metodológicos utilizados para alcançar esse fim.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECVA: Genética e Biotecnologia Identificação do local Edifício Ciências Florestais Horários de Início 11:00 14:00 Duração prevista 45 minutos

Tipologia Apresentação multimédia

N.º máximo de participantes 50

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 49 – FICHA INFORMATIVA Designação A mesa do Homem Pré-histórico Breve descrição da ação Como podem os arqueólogos saber o que comiam os Homens da Pré-história? Com a ajuda da geologia na identificação de materiais e estruturas e com a biologia através da paleobotânica, arqueozoologia, paleoclima a arqueologia reconstrói ambientes e horizontes culturais.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso

ECVA e ECAV: Geologia / Ciências Florestais e Arquitetura Paisagista / Jardim Botânico

Identificação do local Edifício Geociências Horários de Início 10:00 / 11:00 / 12:00 15:00 / 16:00 Duração prevista 45 minutos

Tipologia Demonstração e experimentação

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 50 – FICHA INFORMATIVA Designação Visita guiada ao Museu de Geologia Breve descrição da ação A ação constará de uma visita guiada ao Museu de Geologia e à exposição temporária “Micromundo dos minerais e rochas”. Durante a visita os alunos terão a oportunidade de observar algumas rochas, minerais e fósseis de Portugal e do resto do mundo, assim como o seu aspeto ao microscópio petrográfico.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECVA: Geologia / Biologia e Geologia Identificação do local Museu de Geologia Horários de Início 9:30 / 10:00 / 10:30 / 11:00 /11:30 / 12:00 14:00 / 14:30 / 15:00 / 15:30 / 16:00 / 16:30 Duração prevista 25 minutos

Tipologia Visita guiada

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 51 – FICHA INFORMATIVA Designação Utilização de rochas ornamentais – análise da cor, do brilho e da rugosidade em granitos Breve Explicação Breves

noções

sobre:

a

utilização

de

rochas

ornamentais; as principais rochas ornamentais de Portugal; as principais rochas exploradas na região norte; os fatores a considerar na utilização das rochas. A importância do polimento nos granitos: medição de vários parâmetros (cor, brilho e rugosidade) em várias amostras de granitos da região.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECVA: Geologia Identificação do local Edifício de Geociências - Laboratório de Geologia Horários de Início 10:00 / 10:30 / 11:00 /11:30 / 12:00 14:00 / 14:30 / 15:00 / 15:30 / 16:00 / 16:30 Duração prevista 20 minutos

Tipologia Demonstração

N.º máximo de participantes 25

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 52 – FICHA INFORMATIVA Designação Observação de minerais e rochas a diferentes escalas Breve descrição da ação Observação de amostras de minerais e rochas em amostra de mão, na lupa e em lâminas delgadas ao microscópio petrográfico. Visita aos laboratórios de preparação física de amostras, lâminas delgadas e polidas para observar as diversas fases de rochas para análises químicas e lâminas delgadas e ainda a separação física de minerais no separador magnético e em líquidos densos.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECVA: Geologia Identificação do local Edifício de Geociências - Laboratórios de Geologia Horários de Início 9:30 / 10:15 / 11:00 / 11:45 14:30 / 15:15 / 16:00 / 16:45 Duração prevista 30 minutos

Tipologia Demonstração

N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 53 – FICHA INFORMATIVA Designação Hidrogeologia em laboratório Breve descrição da ação Utilização de modelos hidrogeológicos elucidativos de: - Porosidade e permeabilidade - Aquíferos livres e cativos - Propagação de contaminantes - Funcionamento de uma ETAR - Influência da litologia na tipologia hidroquímica - Exploração de aquífero

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECVA: Geologia / Biologia e Geologia Identificação do local Laboratórios de Hidrogeologia – Ed. de Geociências Horários de Início 10:00 / 11:00 14:00 / 15:00 Duração prevista 60 minutos

Tipologia Demonstração laboratorial

N.º máximo de participantes 10

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 54 – FICHA INFORMATIVA Designação 17ª Feira de Minerais Breve descrição da ação Nesta feira os expositores, vindos de vários pontos do país e do estrangeiro, apresentam valiosas coleções de minerais, fósseis, pedras preciosas, joias e bijuterias, que podem ser adquiridas, ou simplesmente contempladas.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso

ECVA: Geologia / Biologia e Geologia / Museu de Geologia Fernando Real

Identificação do local Átrio do Edifício de Geociências Horários de Início A partir das 9:00 Duração prevista Visita livre

Tipologia Mostra de minerais

N.º máximo de participantes Sem limite

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 55 – FICHA INFORMATIVA Designação Ajuda a salvar uma vida! Breve Explicação O Suporte Básico de Vida (SBV) é um conjunto de medidas e procedimentos técnicos elementares, que qualquer cidadão deve conhecer e que permitem assegurar a manutenção da vida de uma vítima, até que ocorra a intervenção de cuidados de saúde especializados. Pretende-se

com

esta

atividade

sensibilizar

os

participantes para a importância deste procedimento e dotá-los de competências para intervir numa situação de

paragem

cardiorrespiratória.

Será

feita

uma

demonstração com recurso a um modelo anatómico, seguida de execução da cadeia de sobrevivência pelos participantes. Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso Escola Superior de Enfermagem/ Enfermagem Identificação do local Lugar do Tojal, Lordelo – Vila Real Horários de Início 9:30 / 10:30 14:30 / 15:30 Duração prevista 45 minutos Visita guiada e demonstração Será utilizada a exposição de conteúdos e a Tipologia demonstração dos procedimentos num modelo anatómico, seguida da execução dos mesmos pelos participantes N.º máximo de participantes 25

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 56 – FICHA INFORMATIVA Designação O que dizem os sinais vitais Breve Explicação Os sinais vitais são medidas fisiológicas que nos permitem avaliar as funções corporais. Pretende-se com esta atividade que os participantes aprendam a avaliar os sinais vitais e a interpretá-los. Será feita uma demonstração e dar-se-á oportunidade aos participantes para tomar contacto com os instrumentos e de procederem à avaliação dos sinais vitais.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso Escola Superior de Enfermagem/ Enfermagem Identificação do local Lugar do Tojal, Lordelo – Vila Real Horários de Início 9:30 / 10:30 14:30 / 15:30 Duração prevista 45 minutos Visita guiada e demonstração Tipologia

Será utilizada a exposição de conteúdos e a demonstração

dos

procedimentos,

seguida

da

execução dos mesmos pelos participantes. N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 57 – FICHA INFORMATIVA Designação Diagnóstico de tumores Breve Explicação Ação

em

que

se

pretende

apresentar

lesões

macroscópicas de tumores em animais domésticos (fotografias) e a sua observação microscópica de forma a obter-se um diagnóstico. Com esta ação pretendemos mostrar um pouco do trabalho de um anatomopatologista e a sua rotina diária na luta contra o cancro nos animais domésticos e como poderão ajudar na compreensão e no estudo de tumores em humanos.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECAV: Ciências Veterinárias / Medicina Veterinária Identificação do local

Ed. Ciências Agrárias – Laboratório de Histologia e Anatomia Patológica

Horários de Início 11:00 / 12:00 Duração prevista 50 minutos Pequena

introdução

observação

de

Tipologia microscópios, processamento

com

projeção

preparações demonstração dos

tumores

de

vídeos,

histológicas prática no

Laboratório

nos do de

Histologia e Anatomia Patológica. N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 58 – FICHA INFORMATIVA Designação Diversidade Cultural e Linguística potencialidades no mundo empresarial

e

as

Breve Explicação Consciencializar para a dinâmica da Diversidade Cultural e Linguística na Europa e no Mundo e as potencialidades destas para o mundo empresarial e do trabalho

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECHS: DLAC / Línguas Estrangeiras Aplicadas Identificação do local Edifício do Complexo Pedagógico Horários de Início 11:00 / 12:00 14:30 Duração prevista 60 minutos

Tipologia

Experiência interativa, exposição e apresentação multimédia.

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 59 – FICHA INFORMATIVA Designação FarmeVila 3D Breve Explicação Breves noções que o ajudam a tornar-se um agricultor de sucesso, amigo do ambiente e a produzir com qualidade. Tomar contacto com o Circuito Produtivo desde a terra ao consumidor.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECAV: Departamento de Agronomia Identificação do local Edifício das Ciências Agrárias - Sala 1.75 Horários de Início

10:00 / 10:45 / 11:30

Duração prevista 30 minutos Experiências interativas; Tipologia Exposição, demonstração; Apresentação multimédia. N.º máximo de participantes 15

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 60 – FICHA INFORMATIVA Designação Segurança Informática – “Netataque” Breve Explicação Apresentação de ataques em redes de computadores e de estratégias para a sua defesa. Demonstrações de alguns ataques, por parte dos alunos das licenciaturas de Engenharia Informática e TIC, pertencentes ao Grupo de Segurança Informática da UTAD.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso ECT: Engenharias / Engenharia Informática / TIC Identificação do local Edifício Engenharias 1 - Sala E1.02 Horários de Início 10:00 / 11:00 / 12:00 14:00 / 15:00 / 16:00 Duração prevista 30 minutos

Apresentação do Grupo de Segurança Informática da UTAD. Tipologia Sala/Laboratório com os diversos cenários montados para demonstração e com projeção multimédia. Demonstração de ataques através de Posters.

N.º máximo de participantes 20

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 61 – FICHA INFORMATIVA Designação Yes, I can - Exposição de Engenharia Reabilitação e Acessibilidade Humanas

de

Breve Explicação A exposição “Yes, I Can” tem como objetivo demonstrar os desafios da Engenharia de Reabilitação na superação de dificuldade de pessoas com deficiência ou incapacidade. Os alunos serão convidados a simular e experienciar várias dificuldades de pessoas com deficiência: limitações na visão, audição, mobilidade, comunicação, memória, atenção, concentração, dificuldades de aprendizagem e dislexia. Em paralelo, os alunos poderão experimentar respostas tecnológicas para estas dificuldades nas áreas da Mobilidade, Vida Independente, Comunicação Alternativa, Acesso às Tecnologias de Informação e Recreação. Serão exibidos também projetos de investigação da UTAD e informações sobre o curso e a atividade dos profissionais de Engenharia de Reabilitação. Adicionalmente, a exposição integrará um Showroom do Banco de Empréstimo de Tecnologias de Apoio (BETA) do CERTIC/UTAD. Este serviço de empréstimo entrará em funcionamento no Dia Aberto. Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso

ECT: Engenharias / Engenharia de Reabilitação e Acessibilidade Humanas

Identificação do local Biblioteca Central da UTAD – sala de exposições Horários de Início 10:00 / 11:00 14:30 / 15:30 / 16:30 Duração prevista 50 minutos Tipologia

Experiência interativa, exposição e demonstração de equipamentos

N.º máximo de participantes 30

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

AÇÃO 62 – FICHA INFORMATIVA Designação Criatividade e Comunicação Breve Explicação Docentes do Departamento de Letras, Artes e Comunicação, nomeadamente do 1º e 2º ciclo de estudos em Ciências da Comunicação tratarão de apresentar diversos objetos de comunicação de excelência criativa, e explicar o processo de pré, produção

e

pós-produção

de

um

artefacto

comunicativo. Em jeito de considerações finais, apresentar-se-á o curso de Ciências da Comunicação, e as respetivas saídas profissionais possíveis.

Destinatários Alunos do 11º e 12º ano Escola: Departamento/Curso

ECHS: Departamento de Letras, Artes e Comunicação / Ciências da Comunicação

Identificação do local Edifício do Complexo Pedagógico - sala 1.10 ou 1.11 Horários de Início

15:00

Duração prevista 45 minutos Tipologia Palestra N.º máximo de participantes 60

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

Informações úteis As escolas devem organizar os seus alunos em grupos de acordo com as atividades em que vão participar (na maioria dos casos em grupos com mínimo de 10 e máximo de 20 alunos), preencher e submeter um formulário de inscrição por cada grupo. Com base no formulário de inscrição, a organização irá elaborar um programa para cada grupo de alunos. Todos os grupos deverão ser acompanhados pelo menos por um professor responsável. Os grupos que viajam em autocarro próprio deverão procurar estacionar junto à entrada do Campus. Por norma, a receção dos grupos será efetuada à entrada do Campus da Quinta de Prados, no horário indicado no programa de cada grupo. À chegada à UTAD será atribuído a cada grupo um aluno-guia da UTAD que acompanhará esse grupo durante o cumprimento do seu programa na UTAD. Deverão cumprir e fazer cumprir os horários estabelecidos. No caso de se verificarem atrasos da responsabilidade das escolas, as ações, cujos horários ficarem comprometidos, ficarão anuladas nesse horário e a organização tentará agendá-las, na medida do possível, noutros horários. A distância entre os locais onde decorrem as diferentes atividades pode ser considerável, pelo que aconselhamos a consideração de 15 minutos entre cada uma delas. Os almoços na Cantina da UTAD serão oferecidos a todos os participantes destas Jornadas, desde que o mencionem na ficha de inscrição, para tal serão distribuídas pelos alunos-guia as senhas de refeição que darão acesso ao refeitório da UTAD. O horário de funcionamento do refeitório, localizada junto ao portão de entrada do Campus, é das 12:00 às 14:30 horas. A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro pressupõe que os participantes autorizam a captação de imagens das atividades a desenvolver, bem como a sua divulgação em páginas de Internet dedicadas à iniciativa e a eventual utilização das mesmas na divulgação das atividades da Universidade. Qualquer impedimento a esta utilização deve ser comunicado por escrito à organização pelos participantes, escola ou professores.

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


dia aberto 2013 13 de março

Formulário de Inscrição (por grupo) Escola / Instituição:________________________________________________ Número de Alunos: _______________________________________________ Ano de Escolaridade:______________________________________________

Inscrição: Atividades por ordem de preferência Ordem

Nr. Ação

Designação da Ação

1º 2º 3º 4º 5º 6º Hora de chegada à UTAD:_________________ Hora de partida: __________________ Almoço na Cantina da UTAD no Campus da Quinta de Prados em Vila Real: (almoço oferecido pela UTAD) Sim

Não

Professor / Pessoa responsável: _____________________________________ Contactos: Telefone: ________________ / Fax: ________________________ E-mail:_____________________________

O Formulário de inscrição deve ser impresso, preenchido e enviado para os contactos: Gabinete de Comunicação e Imagem / Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro / Apartado 1013 / 5000 – 801 VILA REAL / Fax 259 350 962 / E-mail: gci@utad.pt OBS.: A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro pressupõe que os participantes autorizam a captação de imagens das atividades a desenvolver, bem como a sua divulgação em páginas de Internet dedicadas à iniciativa e a eventual utilização das mesmas na divulgação das atividades da Universidade. Qualquer impedimento a esta utilização deve ser comunicado por escrito à organização pelos participantes, escola ou professores. Submeter até 1/ 03 / 2013

Uni ersidade de Trás-os-Montes e Alto Douro |

.utad.pt


Dia Aberto 2013 - UTAD  

Programa do Dia Aberto 2013 a ter lugar na UTAD dia 13 de março

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you