Page 1

Projectos Seleccionados 2005 - 2018


Projectos seleccionados 2005 - 2018


GCCM arquitectos

Desde que a GCCM foi fundada em 2000 pelos arquitectos Filipe Guedes Cruz e Marco Charters Monteiro, a sua prática tem abrangido uma amplitude de intervenções às mais diversas escalas, do planeamento urbano ao objecto, da residência particular a grandes unidades industriais, passando pela reabilitação urbana em centros históricos. Ao longo da sua actividade tem investigado e aperfeiçoado os métodos de intervenção, o que se reflecte na constituição e percepção da arquitectura que desenvolve. Com uma prática de trabalho de carácter colaborativo com áreas profissionais criativas e técnicas próximas do processo de projecto, procura integrar competências e alargar as suas áreas de acção de forma a responder à diversidade e especificidade de cada intervenção. Assente numa simbiose entre uma nova plasticidade e uma herança técnica e formal, a arquitectura que propõe reflecte uma preocupação constante na procura da coerência da solução arquitectónica.

FILIPE GUEDES CRUZ

MARCO CHARTERS MONTEIRO

Lisboa, 1972

Lisboa, 1971

Arquitecto pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa (FAUTL), 1992-1998. Colaboração no atelier do Arquitecto Alberto Sousa Oliveira, 1997-1998. Colaboração no atelier do arquitecto Emilio Donato, Barcelona, 1998-1999. Colaboração com Esteve Aymerich e Anton Salvadó no atelier EA+AS Estudi d`Arquitectura, Barcelona, 1999-2000. colaboração com o atelier G.I.A.D. Architects, Lisboa/Londres, 2000-2001. Forma em 2000 o atelier GCCM, Guedes Cruz + Charters Monteiro, Arquitectos com Marco Charters Monteiro.

Arquitecto pela Universidade Lusíada, Lisboa, 1990-1996. Colaboração com o Arquitecto Jorge Cid no 33 Atelier, 1996-1998. Exerce actividade em empresa de mobiliário, 19981999. Colaboração com o arquitecto José Charters Monteiro no atelier Planorma, 1999-2003. Forma em 2000 o atelier GCCM, Guedes Cruz + Charters Monteiro, Arquitectos com Filipe Guedes Cruz.


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Ateliê em Santa Isabel Recuperação e reabilitação

Lagar da Quinta de São Vicente Recuperação, reabilitação e ampliação

Lagar Fonte Santa Construção nova

Casa em Alvor

Recuperação, reabilitação e ampliação

Casa em São Torpes

Reabilitação e construção nova

Casa na Comporta

Reabilitação e construção nova

Escritório no Chiado Interiores

Edifício em Alfama

Recuperação e reabilitação

Casa na Aroeira Construção nova

Apartamento no Príncipe Real I Recuperação e reabilitação

Apartamento no Príncipe Real II Recuperação, reabilitação e ampliação

Casa da Muda Concurso

Expo Indústria Estudo Prévio

Apartamento em Santa Isabel Recuperação e reabilitação

Adega Arraiolos Construção nova

Galeria Francisco Fino Recuperação e reabilitação

Apartamento Tomás Ribeiro Recuperação e reabilitação


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Ateliê em Santa Isabel Recuperação e reabilitação

Projecto: 2007 Localização: Rua da Páscoa, Lisboa, Portugal Fotografia: João Nauman / Agostinho de Carvalho

Localizado num bairro historico de Lisboa, construído entre 1871 e 1890 como vacaria, passou por local para moagem de sal, comércio, entre outras actividades, antes de ser adquirido em avançado estado de ruína em 2006. A presente intervenção vem converter o edificio através da sua profunda recuperação. Pretendeu-se transformar o edfício num espaço contemporâneo e funcional, sem perder a memória do uso passado e do carácter que lhe está inerente. Este objectivo é reforçado com a recuperação da cobertura em asnas de madeira e de diversos elementos datados da sua construção original, como pilares em tijolo maciço e pavimentos térreos em betonilha. Toda esta memória de pequeno armazém industrial de finais do séc. XIX cohabita agora com uma linguagem contemporânea, simples e depurada, onde a escolha de materiais é pautada por uma intervenção em profunda fusão com a história do lugar.


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Pré-existências | Previous


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Planta do piso 0 | Ground floor plan

Planta do piso 1 | First floor plan


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Corte Longitudinal | Longitudinal section

Alรงado Oeste | West elevation


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Corte Transversal | Cross section

Corte Transversal | Cross section


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Lagar da Quinta de São Vicente Recuperação, reabilitação e ampliação

Projecto: 2007-2011 Localização: Herdade da Quinta de São Vicente, Ferreira do Alentejo, Portugal Fotografia: João Nauman / Agostinho de Carvalho

Integrados no aglomerado rural da Herdade da Quinta de São Vicente, os armazéns e anexos agrícolas pré-existentes resultaram num conjunto edificado heterogéneo, fruto da sua evolução expontânea, em resposta às necessidades da actividade neles desenvolvida. Na procura de uma coerência formal, a premissa inicial de projecto foi a de encontrar uma identidade como denominador comum de um conjunto, através da eliminação de vestígios de um crescimento desordenado e da adição de novos volumes. O novo programa, para um complexo agro-industrial, é dividido em dois grupos funcionais: o da zona industrial, onde se desenvolvem as actividades relacionadas com o produto nas suas diversas fases de preparação, e o dos espaços de carácter mais administrativo e comercial. Estes estão interligados, no interior, por um passadiço perpendicular ao eixo dos espaços que atravessa, que permite um percurso panorâmico sobre a unidade agro-industrial. Com o objectivo de devolver ao colectivo edificado o equilíbrio formal e estético perdido, as opções de projecto passaram pela recuperação dos edifícios principais, com técnicas tradicionais idênticas às inicialmente utilizadas, devolvendo assim o correcto desempenho dos elementos construtivos. Todas as intervenções novas, nomeadamente nas zonas administrativas, apresentam uma linguagem que, apesar de contemporânea, se compromete com a das préexistências. As soluções construtivas respondem igualmente aos requisitos climáticos do lugar e às exigências técnicas e térmicas do produto nas suas diferentes fases de transformação.


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Pré-existências | Previous


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Planta de implantação | Implantation


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Planta do piso 0 | Ground floor plan


Planta do piso 1 | First floor plan


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Alรงado Este | East elevation

Corte Longitudinal | Longitudinal section

Alรงado Oeste | West elevation


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Alรงado Sul | South elevation

Alรงado Sul | South elevation

Corte transversal | Cross section


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Detalhes para a construção do telheiro | Shed construction details


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Lagar Fonte Santa Construção nova

Projecto: 2009 (não construído) Localização: Vimieiro, Arraiolos, Portugal Fotografia: João Nauman

A Herdade da Fonte Santa situa-se no Conselho de Arraiolos, e tal como na maioria da região onde se insere, esta propriedade é constituída por terrenos de carácter agrícola e por um conjunto habitacional que lhe dá apoio. A primeira opção de projecto, e tendo em conta a topografia, condicionantes dos diversos planos e áreas restritas, recai na localização do lagar. Dentro da área possível optámos pela zona a nordeste da área, fora de quaisquer condicionantes, onde ficará parcialmente oculto quer da zona habitacional, quer da estrada nacional. As cotas mais baixas permitem que o arvoredo do futuro olival bem como as cotas altas a noroeste ocultem parcialmente o edifício, minimizando o impacto do seu volume na paisagem. A segunda resulta do programa técnico da actividade que desempenha, dado que o edifício tem um volume que não pode ser ignorado e obriga a soluções construtivas adequadas, deixando de lado uma aproximação a técnicas mais tradicionais tão características da região. Optou-se então por assumir as suas características agro-industriais como volume diferenciado na paisagem rural. A terceira opção, que também resulta como condicionante do programa, é a de aproximar o edifício tanto quanto possível à escala do conjunto habitacional existente, articulando o seu volume numa só direcção sob um conjunto de coberturas constituídas por planos quebrados.


Projectos seleccionados 2005 - 2018

PrĂŠ-existĂŞncias da herdade | Existing buildings inside the homestead


Planta de Implantação | Implantation plan


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Planta e secçþes transversais do conjunto | Plan and series of cross sections


Alรงado Norte | North elevation

Alรงado Sul | South elevation

Corte Transversal | Transversal Section


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Estudo volumĂŠtrico | Volumetric study


Maquetes de estudo | Study models


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Casa em Alvor

Recuperação, reabilitação e ampliação Projecto: 2008 Localização: Alvor, Algarve, Portugal Fotografia: João Nauman

Adquirido em meados da década de 60 em Alvor, este conjunto integrado na malha urbana da antiga aldeia piscatória era inicialmente composto por um armazém de salga de peixe, e uma pequena casa com cisterna sobre a falésia. Foi alvo de uma intervenção nos anos 70 que o transformou numa casa unifamiliar de veraneio. Com o objectivo de manter a memória das pré-existências, quer dos espaços, quer dos materiais utilizados, a intervenção reforça a cor branca do conjunto e recupera os seus elementos singulares. Esta opção de projecto passa pela utilização de técnicas e materiais tradicionais locais, sem negar a contemporaneidade de algumas opções, pela correcção de patologias e pela adaptação da casa a uma utilização mais contemporânea. Acompanhando o terreno, a casa desenvolve-se em três níveis que se intersectam no hall de distribuição central, com os quartos nos níveis superiores e as áreas sociais e cozinha a uma cota mais baixa. Isto permite a criação de terraços cobertos a diversas cotas, aproveitando assim uma maior e mais estreita relação com os espaços exteriores.


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Pré-existências | Previous


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Planta do piso 0 | Ground floor plan


Planta do piso 1 | First floor plan


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Corte Transversal | Cross section

Alรงado Oeste | West elevation


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Corte Transversal | Cross section

Alรงado Sul | South elevation


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Casa em São Torpes

Reabilitação e construção nova Projecto: 2007 Localização: Herdade do Bruel, São Torpes Fotografia: Agostinho de Carvalho

Com o intuito de elaborar uma proposta para uma pequena casa no litoral alentejano, encastrada na encosta de um montado de sobro, com forte relação visual com a barragem, procurou-se compreender as características e potencialidades do lugar de modo a conformar as opções de projecto. A divisão da habitação em dois volumes, implantados a diferentes cotas, paralelamente às curvas de nível, consequência da topografia acidentada, e a procura de uma autonomização funcional entre os dois corpos, patente nas opções programáticas, foram as duas principais estratégias adoptadas. No volume superior encontram-se as divisões das salas e cozinha, o hall de entrada, e um quarto em suite para os donos da casa. Todos estes espaços possuem comunicação para o pátio, resultante do espaço intersticial entre os dois volumes de construção. No volume inferior encontram-se os restantes quartos. Como este surge encastrado no terreno, na continuidade da sua cobertura em açoteia está integrada uma piscina, que se espraia sobre a envolvente.


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Planta do piso -1 | Underground floor plan


Planta do piso 0 | Ground floor plan


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Alรงado Oeste | West elevation

Alรงado Este | East elevation


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Corte transversal | Cross section


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Detalhes da escada | Stairs details


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Alรงado Oeste | West elevation


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Casa na Comporta

Reabilitação e construção nova Projecto-Construção: 2008 Localização: Brejos da Carregueira, Comporta, Portugal Fotografia: João Nauman

Com um programa para uma casa de uso estival, num local onde predomina a pequena casa rural em espaço aberto, a principal premissa de intervenção passou pela vontade da abertura da casa à sua envolvente, despoletando uma maior utilização do espaço interior - exterior. Partindo de uma implantação aproximada das áreas das pré-existentências, que condicionaram a intervenção, surgem três novos volumes que se abrigam sob uma grande cobertura. Esta espraia-se para além do limite dessas implantações, tornando-se elemento estrutural do conjunto. As zonas sociais interiores surgem nos espaços intersticiais de volumes que albergam as áreas de uso mais privado, tais como cozinha e quartos e instalações sanitárias, e benificiam de uma relação franca com as zonas exteriores, fundindo-se sob a cobertura. Nesta intervenção foi ainda intenção manter o carácter rústico do conjunto, com o seu cunho de arquitectura tradicional adoptando, contudo, soluções construtivas contemporâneas.


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Pré-existências | Previous


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Planta do piso 0 | Ground floor plan


Planta do piso 1 | First floor plan


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Corte longitudinal | Longitudinal section

Corte longitudinal | Longitudinal section


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Corte transversal | Cross section

Corte transversal | Cross section


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Escritório no Chiado Interiores

Projecto: 2008 Localização: Baixa-Chiado, Lisboa, Portugal Fotografia: João Nauman

Em pleno centro histórico de Lisboa, inserido num edifício recuperado, a intervenção baseia-se na necessidade de remodelar o espaço para responder a exigências específicas de um pequeno escritorio. Com um requesito programático de pequenos gabinetes de trabalho, sala de reuniões e zona de recepção e apoios, optou-se por localizar os primeiros junto dos vãos sobre a fachada sul, previligiando a entrada de luz natural nos espaços de trabalho de maior permanência, deixando todo o núcleo dedicado à sala de reuniões. As linguagens utilizadas nestes dois espaços acentuam o seu distinto carácter de utilização, com gabinetes pautados por uma imagem de um minimalismo etéreo, contrastando com outra mais pesada, apoiada nos materias e opções cromáticas do volume central.


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Pré-existências | Previous


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Planta | Plan

Planta | Plan


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Edifício em Alfama

Recuperação e reabilitação Projecto: 2008 Localização: Alfama, Lisboa, Portugal Fotografia: João Nauman

A intervenção consistiu na reabilitação profunda de um edifício de gaveto de 5 pisos, do século XIX, inserido na malha densa e irregular do bairro de Alfama. De planta em “L”, o edifício fecha o ângulo sobre a Travessa dos Remédios. Propõe-se um programa habitacional de pequenas fracções, na continuidade do seu uso passado. A estratégia projectual de reabilitação integral focou-se na melhoria das condições de habitabilidade, recorrendo ao redimensionamento e rearticulação dos espaços, apostando em espaços pouco compartimentados e fluídos, numa lógica de vivência mais contemporânea. A escada comum apresenta-se como objecto estruturante, e evidencia-se numa base eminentemente ortogonal. Pretendeu-se que a escada passasse a constituir um elemento presente nas fracções, expondo-a dentro das pequenas tipologias, libertando-a de elementos secundários adossados, reforçando a sua centralidade e omnipresença no edifício. A fachada foi recuperada de acordo com o original e apenas no piso superior foram integradas os novos vãos da cobertura, fruto da sua ampliação. O actual logradouro foi objecto de intervenção de limpeza, tornando-o mais amplo e passível de ser usufruido pelas fracções.


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Pré-existências | Previous


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Planta dos pisos 0, 1, 2 e 3 | Ground, first, second and third floor plans

Planta do piso 5 | Fifth floor plan


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Detalhe do acesso ao pรกtio | Patio acess details


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Corte transversal | Cross section

Alรงado Oeste | West elevation


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Casa na Aroeira Construção nova

Projecto: 2009 Localização: Aroeira, Almada, Portugal Fotografia: João Nauman

A intervenção consiste num projecto para uma moradia unifamiliar, inserida num loteamento dos anos 70. Num lote hexagonal, onde é utilizada toda a área disponível para cumprir o programa da casa, são aproveitados os condicionamentos locais como ponto de partida para uma estratégia conceptual, alicerçada numa imagética tão presente na envolvente: a ideia do volume de duas águas que se concebe como moradia, aqui numa representação primária. A casa, de implantação condicionada ao centro do lote, é composta por um total de 3 pisos, sendo um enterrado e outros dois acima do solo. A sua planta cruzada resulta da intersecção de dois corpos perpendiculares entre si: um volume térreo, com forra a ripado de madeira que pontualmente, através da sua projecção, cria zonas de sombreamento sobre os vãos, e um superior, ao longo do eixo maior da casa, integralmente revestido a telha cerâmica branca, que se assume numa linguagem totalmente distinta. A telha e a madeira utilizados como materiais de revestimento são assumidos neste projecto como veículo legítimo para uma expressão arquitectónica, aceitando as suas características sem ideias preconcebidas da sua utilização, reforçando a definição dos volumes numa linguagem que se procura simples e formalmente essencial, potenciando simultaneamente o edifício e os materiais de revestimento, juntos numa “dança arquitectónica”.


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Planta do piso 0 | Ground floor plan


Planta do piso 1 | First floor plan


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Alรงado Norte | North elevation


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Alรงado Este | East elevation

Alรงado Sul | South elevation


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Corte transversal e detalhes construtivos | Cross section and construction details


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Apartamento no Príncipe Real I Recuperação e reabilitação

Projecto: 2010 Localização: Príncipe Real, Lisboa, Portugal Fotografia: João Nauman

Este apartamento remodelado encontra-se num edifício dos finais do Sec. XIX, junto ao Jardim do Príncipe Real em Lisboa, com uma planta original que reflectia a vivência da época, na qual um corredor dorsal dividia o piso no seu eixo mais longo paralelo à fachada principal. Sofria à época da sua aquisição pelo actual proprietário patologias estruturais graves, fruto de uma deficiente manutenção ao longo da sua longa existência. A presente intervenção mantém a identidade da planta original, acentuando o carácter estruturante do corredor central como peça estruturante da nova planta. Este, utilizado como charneira de uma utilização diurna/nocturna, divide a zona social sobre a fachada principal, que disfruta da relação com o jardim, de outra onde encontramos quartos e apoios, sobre o logradouro a tardoz. Aproveitando a necessidade de uma intervenção mais profunda nas divisões orientadas para poente/tardoz, as opções arquitectónicas reflectem também essa dialéctica temporal. A uma zona de quartos de linguagem contemporânea, mais simples e depurada, contrapõe-se uma intervenção mais delicada que, com a introdução da cozinha num novo esquema de salas passantes e a recuperação dos elementos arquitectónicos originais, retoma as vivências do passado, afinal tão actuais.


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Pré-existências | Previous


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Panta | Plan


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Apartamento no Príncipe Real II Recuperação, reabilitação e ampliação Projecto: 2012 Localização: Príncipe Real, Lisboa, Portugal Fotografia: João Naumann

Localizado num edificio de meados da decada de 40, “vítima” de uma remodelação pouco cuidada nos anos 80, a (actual) intervenção baseia-se na ampliação do apartamento para o desvão da cobertura sobre o mesmo. Com uma estrutura condicionadora pelo tipo de construção misto, paredes portantes em tijolo maciço e lajes em betão, a nova distribuição tipológica mantém toda a zona de noite no piso inferior, passando sala e cozinha para o espaço superior. De utilização mais frequente, a zona social ocupa todo o desvão que se manteve com espaço amplo, usufruindo de uma cozinha e zona de refeições abertas., A intervenção recupera o carácter arquitectónico da construção inicial do anos 40 através da utilização pontual de alguns materiais da época, agora integrados numa linguagem contemporânea.


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Pré-existências | Previous


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Panta do piso 3 | Third floor Plan

Panta do piso 4 | Fourth floor Plan


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Corte transversal | Cross section

Corte Longitudinal e planta | Longitudinal section and plan


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Casa da Muda Concurso

Projecto: 2013 Localização: Muda, Comporta, Portugal Fotografia: João Naumann Link: https://vimeo.com/112285517

Situada na Comporta e inserida no loteamento junto à Aldeia da Muda, a casa está localizada num dos lotes com cerca de 6 hectares, caracterizados pelo terreno arenoso de topografia ondulada, coberto por vegetação rasteira autóctone e pinheiros de variadas dimensões. Aproveitando as carateristicas orográficas do lote, a implantação da casa utiliza as variações de cota do terreno em seu proveito. Por entre a ondulação do terreno a casa vai revelando os seus corpos parcialmente enterrados e zonas de estar a cotas mais elevadas. O projecto baseia-se num conceito definido por um conjunto de blocos semi enterrados, que formam o embasamento do conjunto, que albergam arrumos e garagem. Sobre estes assentam volumes que compõem toda a zona habitacional, dividida entre zona social e quartos . Estas opções originam um diálogo entre os volumes de duas águas, leves e delicados, de uma imagética mais tradicional , e um embasamento cru e pesado, de linguagem mais depurada. A casa apresenta uma tipologia de características evolutivas, permitindo a adição de novos volumes na zona de quartos, mantendo viva a coerência formal do conjunto. A pedido do promotor, o conjunto pode ainda assumir diferentes características exteriores, consoante um conjunto de materiais apresentados, dividido em três combinações distintas: betão e colmo, madeira e telha à cor natural e betão e telha branca.


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Panta do piso 0 e esquema evolutivo das tipologias | Groundfloor plan and evolutive typology scheme


Panta do piso 1 | First floor plan


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Alรงado Este | East elevation

Alรงado Sul | South elevation


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Corte transversal | Cross section

Alรงado Longitudinal | Longitudinal section


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Variação de fachada em colmo | Culm facade variation

Variação de fachada em telha cerâmica à cor natural | Red tiled ceramic facade variation


Alรงado Norte | North elevation

Alรงado Oeste | West elevation


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Expo Indústria Estudo Prévio

Projecto: 2014 Localização: Viana, Luanda, Angola

Este Estudo Prévio foi executado para o desenvolvimento, num terreno com de 20ha em Viana, Luanda, de um programa de Desenvolvimento Industrial para a Expoindústria do Polo de Viana. A posição geográfica de Viana em relação à capital da província e às extensas planícies de terreno estava, em transformação para se tornar numa possante zona indústrial, sendo já local de diversas instalações fabris. Esta proposta desenvolveu-se com base em premissas ambientais fortes, para a salvaguarda da paisagem, da fauna e flora, criando reservas naturais. Este estudo de Ordenamento e Reabilitação do terreno a intervir, centrou-se nos anexos a noroeste, que se tratavam da primeira expansão lógica e natural na perspectiva de um conceito de espaço verde, fazendo coexistir a natureza com as diversas actividades humanas, neste caso fabris. Tendo como base o já referido respeito urbano, conciliando o meio industrial com o meio ambiente em perfeita harmonia, o programa foi desenvolvido e implantado numa proposta global de seis núcleos que ficariam ao dispor do Polo de Viana para os desenvolver em conjunto ou faseadamente, dentro dos critérios que seriam estabelecidos. Como primeira abordagem foi proposta a construção de um grande lago envolvido por uma mancha verde onde são implantados os diferentes núcleos, nomeadamente a Expoinsdústria de Viana, o Centro de Reuniões e Eventos, Blocos de Hotelaria, Núcleo de Apoio ao Cidadão e à Insdústria, de Apoio Empresarial e Loteamento Indústrial.


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Adega Arraiolos Estudo conceptual

Estudo: 2015 Localização: Arraiolos, Alentejo, Portugal

Na procura de uma identidade local, presente na arquitectura espontânea tradicional do Alentejo e tão marcada pelo crescimento dos aglomerados rurais (montes) ao longo dos tempos, podemos identificar uma forte movimentação de volumes com a sua dinâmica de coberturas em telha cerâmica a par de uma horizontalidade acentuada pela insistência das construções de um só piso. Assim como o Monte original da Herdade da Fonte Santa, o conceito da nova Adega acompanha a identidade deste crescimento de características seculares, apesar das exigências específicas da sua própria função Agro-Industrial. Toda esta fisionomia volumétrica conjugada com materiais fortemente associados à construção local, reforça a dialéctica da nova Adega com o velho edificado do Monte. Com o intuito de manter a linguagem, integrar uma possível futura ampliação e dar resposta às exigências técnicas e operativas da produção vinícola, optámos por semi enterrar a adega aproveitando as diferenças de cota do terreno, beneficiando assim de estabilidade geotérmica e consequente redução de custos energéticos de manutenção do edifício. Conseguimos assim também ma melhoria da qualidade térmica da sala de barricas, produção sem recurso a bombas, indo ao encontro do desejo enólogo e redução de custos de implementação em obra.


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Apartamento em Campo de Ourique Recuperação e reabilitação

Projecto: 2014 Localização: Campo de Ourique, Lisboa, Portugal Fotografia: João Nauman

O apartamento encontra-se num edifício os anos 70, junto à Igreja de Santa Isabel em Campo de Ourique, Lisboa. Trata-se de um edifício sem grande cariz arquitectónico e com estrutura de betão. O projecto tinha como objectivo primário a reconversão do apartamento para uso habitacional, dado que tinha sido utilizado como escritório desde a sua construção. A estrutura do edifício tinha uma presença forte no espaço, com a existência de diversas vigas de betão de grandes dimensões e ritmo considerável. Estas vigas foram mantidas, passando a ser um elemento caracterizador do espaço, equilibrando a presença do betão no seu estado bruto como matriz e ponto de partida para projecto.


FILIPE GUEDES CRUZ MARCO CHARTERS MONTEIRO

ARQUITECTOS

Fase de Projecto

RUA DA PÁSCOA 58, 1250-180 LISBOA, PORTUGAL - Tel. (+351) 213 885 461 Fax. (+351) 213 885 463 - email: gccmarquitectos@gmail.com

APARTAMENTO SANTA ISABEL- GCCM-G204 R05 21_05_13.dwg Escala Data AUTOCAD 2010 1:50 ABRIL 13

PLANTA GERAL - PROPOSTA

R04

Revisão

E03 Este desenho é propriedade dos seus autores e não pode ser reproduzido, divulgado ou copiado, no todo ou em parte, sem autorização. Reservado todos os direitos pela legislação em vigor, Decreto-Lei 63/85

PROJECTO DE ARQUITECTURA EXECUÇÃO

RUA SARAIVA DE CARVALHO Nº1, 1º 1250-240 LISBOA, PORTUGAL

Obra

REMODELAÇÃO DE APARTAMENTO

TERESA FERREIRA GOMES RUA SARAIVA DE CARVALHO Nº1, 1º 1250 LISBOA, PORTUGAL

Requerente

Projectos seleccionados 2005 - 2018


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Galeria Francisco Fino Recuperação e reabilitação

Projecto 2015 Localização: Beato, Lisboa, Portugal Fotografia: João Naumann

A Galeria localiza-se numa zona antiga da cidade de Lisboa, que está em fase de revitalização. O imóvel terá sido construído originalmente para armazém de vinhos e azeites e terá mantido este uso ao longo dos tempos até ser desocupado. A premissa do projecto foi dotar estes antigos armazéns de alterações que promovessem de forma clara e funcional a divisão entre trabalho e exposição, com o objectivo da alteração do uso do espaço para uma Galeria de arte. Na proposta apresentada procurou-se manter a identidade do conjunto edificado, mantendo a imagem tradicional de armazém de planta livre e cobertura de duas águas, sobre estrutura em madeira, preservando assim a historia do edifício. É também reforçada a presença do grande arco que une as duas naves. A Galeria divide-se em duas áreas distintas, na primeira nave a sala de exposição principal que se desenvolve em pé direito duplo, quebrada apenas pelo volume da zona de entrada, que alberga para além do hall, uma pequena área de apoio com instalação sanitária e arrumos. Sobre esta em mezanino encontramos uma zona técnica aberta sobre a grande sala permitindo controlar a iluminação. Articulada com a sala principal na segunda nave encontramos uma sala preparada para projecção audiovisual que pode também funcionar como sala de exposição dita “convencional”, autonomamente ou em conjunto com a primeira. Através desta segunda nave dá-se o acesso às zonas de acervo e armazém no piso zero. No segundo piso desenvolve-se uma sala polivalente mais reservada com acesso ao pátio exterior. Como charneira dos dois espaços, surge um núcleo funcional com o aproveitamento da pré-existência de um arco na passagem entre eles. Este arco extrudido, ganha espessura e alberga parcialmente o acesso vertical, zonas técnicas e no piso superior e parte das zonas de águas (copa e instalação sanitária). Favorecem-se os jogos de pés direitos, procurando a fluidez e intercomunicação entre pisos no programa da Galeria. A cobertura nos dois corpos principais mantém a sua morfologia de duas águas e respectiva inclinação, tendo sido retomado o pátio exterior junto ao limite norte do lote.


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Pré-existências | Previous


Projectos seleccionados 2005 - 2018


P00

N P00

P00


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Projectos seleccionados 2005 - 2018


Apartamento Tomás Ribeiro

Recuperação, reabilitação e ampliação Projecto: 2017 Localização: Picoas Lisboa, Portugal Fotografia: João Naumann

Localizado num edificio de meados de 1910, com planta original que reflectia a vivência da época, na qual um corredor dorsal dividia o piso no seu eixo mais longo perpendicular à fachada principal, distribuindo para as diferentes divisões. A presente intervenção mantém a identidade da planta original, mantendo maioria das paredes interiores, mas reposicionando as zonas sociais nomeadamente a cozinha e sala de jantar. A zona social, localiza-se sobre a fachada principal, com a união de duas salas passantes originais, promovendo uma relação fluida entre a sala de estar e a cozinha e saguão, através da sala de jantar adjacente. Sobre fachada tardoz, encontram-se os dois quartos e respectivas instalações sanitarias, closet interior e acesso a uma varanda. Com o objectivo de manter a identidade e linguagem presentes, as opções arquitectónicas reflectem essa intenção, introduzindo uma linguagem mais contemporânea, simples e depurada. A esta recuperação dos elementos arquitectónicos originais, contrapõe-se uma intervenção mais delicada que, com a introdução da cozinha num novo esquema de salas comunicantes e uma linguagem minimalista, fortalece a interligação das salas, isolando a zona privada da casa.


Projectos seleccionados 2005 - 2018

Pré-existências | Previous


MAFRIGESSOS HOMESTAR / AS

MAFRIGESSOS HOMESTAR / AS

ORAC CX 127

MAFRIGESSOS HOMESTAR / AS

EXISTENTE

MAFRIGESSOS HOMESTAR / AS

MAFRIGESSOS PRESTIGE CLARA REMATE FLORÃO EXISTENTE

Projectos seleccionados 2005 - 2018


GCCMarquitectos | RUA DA PÁSCOA 58, 1250-180 LISBOA, PORTUGAL – Tel. (+351) 213 885 461 – email: gccmarquitectos@gmail.com

Profile for GCCMarquitectos

Portefólio 2005-2018  

Portefólio 2005-2018  

Advertisement