Issuu on Google+


ANO INTERNACIONAL DA LUZ 2 1

3

5a

1 1

1

5b

4

4a

13

1 8

6

7

12 9a

9b

1

1

9c 15 9d

10

1 13

9e

11

14

16 5c

1. As folhas das plantas são verdes devido à clorofila, pigmento que intervém no processo da fotossíntese (em presença da luz, as plantas fixam o dióxido de carbono existente no ar e libertam oxigénio); 2. Telescópio; 3. Espato da Islândia (calcite): este mineral tem uma propriedade ótica chamada dupla refração (uma imagem vista através deste mineral aparece duplicada); 4. / 4a. Lanterna de projeção (ou lanterna mágica) e respetiva lamparina: as imagens são projetadas através de um sistema de espelhos e da luz emitida pela lamparina; 5a. Morcego (Tadarida teniotis) / 5b. Toupeira (Talpa occidentalis) / 5c. Rato-cego (Microtus lusitanicus): mamíferos que preferem o escuro à luz, tendo uma visão pouco desenvolvida; 6. Aparelho de 7 espelhos: com este aparelho é possível dividir um feixe de luz nas diferentes cores que o compõem; 7. Plâncton: conjunto de seres marinhos microscópicos que são transportados pelas correntes marítimas e que variam o seu trajeto em função da luz; 8. Pirilampo (Lamprys noctiluca): inseto com propriedades bioluminiscentes (processo químico que permite a emissão de luz na escuridão); 9a. Pai-velho (Argyropelecus gigas) / 9b. Lula (Chiroteuthis veranyi) / 9c. Peixe-lanterna (Symbolophorus barnardi) / 9d. Peixe-dragão (Grammatostumias flagellibarba) / 9e. Medusa: seres marinhos com propriedades bioluminiscentes; 10. Figuras para projetar num zootrópio (aparelho que permite a visualização de imagens em movimento); 11. Estereoscópio: aparelho para ver imagens em três dimensões; 12. Tabela de cores de Interferência de Michel-Lévy (usada em estudos petrográficos, na identificação de minerais). Essas cores resultam do efeito da conjugação de dois polarizadores, perpendiculares entre si, que atuam sobre os raios de luz produzidos pela dupla refração dos minerais; 13. Microfotografia de lâmina delgada de rocha (pormenor): pequena secção de rocha com espessura estandardizada de 0,03 mm, o que permite ser observada no microscópio petrográfico (ou microscópio de luz polarizada) para serem realizados estudos mineralógicos (em função das suas propriedades óticas) e estudos petrográficos; 14. Modelo cristalográfico; 15. Colorímetro: aparelho para medir a quantidade de cor absorvida por um objeto ou uma substância; 16. Espectroscópio: instrumento científico para análise da estrutura química de uma amostra.


MUSEU NACIONAL DE HISTÓRIA NATURAL E DA CIÊNCIA – UNIVERSIDADE DE LISBOA

SERVIÇO DE EDUCAÇÃO E ANIMAÇÃO CULTURAL A NOSSA MISSÃO O Serviço de Educação e Animação Cultural do Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC), elegeu os públicos escolares como seus alvos preferenciais. Neste sentido, tem colaborado com as famílias e com as escolas na tarefa de motivar os jovens para uma atitude de curiosidade orientada para a compreensão, apreensão do fascínio da ciência e, em particular, da descoberta da natureza, e da necessidade da sua proteção através da iniciação ao método e práticas de investigação. Entendemos o Museu como um espaço de emoção e a visita às nossas coleções como uma festa onde os visitantes tenham o prazer de descobrir, experimentar e aprender. Para que isto aconteça, procuramos que os nossos programas pedagógicos sejam desenvolvidos com grande criatividade através de uma dinâmica de relação contínua com os mais diversos públicos e com o mundo que nos rodeia. Todos os anos, concebemos um novo programa especialmente pensado para o ajudar a decifrar o Mundo, a partir da Coleção de Futuros do Museu!

conceito de Paulo Cunha e Silva in Depósito – Apontamentos sobre Densidade e Conhecimento, RUP, 2007.


PARA AJUDAR A DECIFRAR O MUNDO NO MUSEU Física Química Matemática Astronomia Geologia Mineralogia Zoologia Borboletário Botânica Programa Transversal

Atividades do Ano Internacional da Luz 2015 Atividades do Ano Internacional dos Solos Ano Internacional da Agricultura Familiar Ano Internacional da Cristalografia Atividades da Década da Biodiversidade Atividades Hands On


PROGRAMA 2014 – 2015 EDUCAÇÃO VISITAS LIVRES Visitas não acompanhadas às exposições patentes no Museu. De terça-feira a domingo. Obrigatória marcação prévia para grupos escolares e associativos. EXPOSIÇÃO PARTICIPATIVA E HISTÓRICA DE FÍSICA

A exposição apresenta objetos históricos e módulos participativos de Física que permitem ao visitante explorar livremente e descobrir conceitos ligados à Mecânica, Vibrações e Ondas, Eletricidade e Magnetismo e Ótica. LABORATORIO CHIMICO

Neste laboratório estudaram figuras proeminentes da sociedade Portuguesa do séc. XIX, as quais contribuíram para a modernização do País no período da regeneração. A disciplina de química era lecionada na 6.ª Cadeira e fornecia aos alunos noções gerais de Química, bem como noções aplicadas à Indústria. Este espaço histórico apresenta objetos e equipamentos científicos usados no ensino da época. JOGOS MATEMÁTICOS ATRAVÉS DOS TEMPOS

A exposição apresenta uma mostra de jogos de tabuleiro, desde a Antiguidade até aos nossos dias, e réplicas destinadas à experimentação. Entre os jogos disponíveis encontram-se os do Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos (organizado por Ludus, SPM, APM e CV). O CÁLCULO DE ONTEM E DE HOJE

Ao longo dos tempos, para fazer as contas do dia a dia e auxiliar a realização de cálculos mais elaborados, foram desenvolvidas técnicas e concebidos diferentes instrumentos. Nesta exposição histórica encontram-se instrumentos de cálculo, da coleção do Museu e algumas réplicas para experimentação.

5


EDUCAÇÃO

TUDO SOBRE DINOSSÁURIOS

Nesta exposição pode descobrir quando se começou a estudar os Dinossáurios, quando e como viveram, como nasciam, se eram todos grandes ou não, que relação existe entre Dinossáurios e Aves, como se extinguiram os Dinossáurios não avianos e outros animais seus contemporâneos. ALLOSAURUS – UM DINOSSÁURIO, DOIS CONTINENTES?

Nesta exposição o Museu revela, como escavou e estudou o primeiro Allosaurus fragilis que foi descoberto em Portugal e, pela primeira vez, fora dos Estados Unidos. Partilha-se todo o processo, desde a recolha no campo e a preparação dos elementos do esqueleto em laboratório, até ao seu estudo e identificação. E ainda, as reflexões sobre a evolução dos dinossáurios e deriva dos continentes. MINERAIS: IDENTIFICAR, CLASSIFICAR

Ao percorrer esta exposição vai ficar a saber porque alguns minerais são designados cristais e como se processa a identificação e a classificação dos minerais. Vai ainda descobrir a evolução dos critérios de classificação de minerais ao longo dos tempos. JOIAS DA TERRA – O MINÉRIO DA PANASQUEIRA

É um convite para descobrir a Mina da Panasqueira...no Museu! Viaje através da Geologia e Mineralogia de uma das mais importantes minas de volfrâmio do Mundo, descubra a perfeição dos seus cristais, os minérios que encerra, as utilizações que deles se fazem, e como evoluíram os métodos de exploração ao longo dos tempos. SALA DA BALEIA

Exposição dedicada às coleções zoológicas. Aqui poderá encontrar exemplares naturalizados de mamíferos e aves, coleções de invertebrados, peixes, répteis e anfíbios, modelos de apoio ao ensino, ilustrações e cadernos de campo. A AVENTURA DA TERRA – UM PLANETA EM EVOLUÇÃO

Exposição que aborda a evolução do Universo e explora a sucessão de eventos astronómicos, geológicos e biológicos, que conduziram à formação do nosso planeta ao longo dos seus 4600 milhões de anos de história. 6


EDUCAÇÃO

BORBOLETÁRIO – UM JARDIM DE BORBOLETAS

Plantas silvestres quase desconhecidas com folhas para lagartas, flores e frutos para as borboletas. Um espaço verde com pequenos segredos escondidos em cada recanto. JARDIM BOTÂNICO

Visita à coleção didática de plantas de diferentes latitudes, climas e ambientes, representantes do maior número de Taxa possível. Podem ser vistas algumas espécies da flora Portuguesa. De segunda-feira a domingo. MEMÓRIA DA POLITÉCNICA: QUATRO SÉCULOS DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E CULTURA

Esta exposição explora a história do lugar onde hoje está instalado o MUHNAC: desde a fundação do Noviciado da Cotovia, no início do século XVII, passando pelo Colégio dos Nobres, pela Escola Politécnica e pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa até aos nossos dias. Não deixe de consultar o programa das Exposições Temporárias: www.mnhnc.ulisboa.pt

VISITAS ORIENTADAS Visitas orientadas por especialistas do Museu e do Observatório Astronómico de Lisboa a espaços, exposições permanentes e temporárias, para público escolar: 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico, Ensino Secundário e Universitário; e para o público geral. Dirigidas a grupos de 15 (mínimo) a 25 (máximo) elementos. De segunda-feira a domingo, mediante marcação prévia. Duração aproximada: 1h. LABORATORIO CHIMICO JOGOS MATEMÁTICOS ATRAVÉS DOS TEMPOS VISITA AO OBSERVATÓRIO ASTRONÓMICO DE LISBOA

todos os níveis de ensino

As visitas orientadas ao Observatório Astronómico de Lisboa podem ser gerais ou especializadas numa determinada temática. Astronomia Portuguesa e Mundial no séc. XIX 7


EDUCAÇÃO

Evolução dos Meios Tecnológicos de Observação Astronómica Evolução dos Meios Tecnológicos de Cálculo Astronómico Evolução dos Meios Tecnológicos de Manutenção da Hora e Tempo De segunda a sexta-feira, mediante marcação prévia. TUDO SOBRE DINOSSÁURIOS

ALLOSAURUS – UM DINOSSÁURIO, DOIS CONTINENTES? MINERAIS: IDENTIFICAR, CLASSIFICAR

As visitas orientadas a esta exposição podem ser genéricas ou especializadas numa determinada temática. VOLTA AO MUNDO EM 13 MINERAIS

1.º, 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico

Numa viagem pelos cinco continentes, ilustrada por treze minerais da coleção do Museu, venha descobrir algumas das estórias que estes têm para nos contar. Saiba mais sobre as suas origens, as suas aplicações e a sua relação com o ser humano ao longo dos tempos. JOIAS DA TERRA – O MINÉRIO DA PANASQUEIRA SALA DA BALEIA A AVENTURA DA TERRA – UM PLANETA EM EVOLUÇÃO BORBOLETÁRIO – UM JARDIM DE BORBOLETAS VISITAS TEMÁTICAS AO JARDIM BOTÂNICO Todos os níveis de ensino e público geral

Visitas orientadas ao Jardim Botânico destinadas a grupos de todos os níveis de ensino e público geral. Os temas destas visitas são acordados entre a equipa do Museu e os interessados, indo ao encontro das necessidades específicas de cada grupo: Plantas Carismáticas do Jardim Botânico Adaptações das plantas Evolução das plantas Classificação das plantas 8


EDUCAÇÃO

Reprodução Biodiversidade Plantas úteis e dos descobrimentos Plantas mais do Pré-escolar ao 2.º ano do Ensino Básico As atividades no Jardim Botânico decorrem também nos dias de chuva, ao ar livre caso os participantes venham preparados, ou com adaptação da atividade dentro da estufa do Jardim e no Museu. De segunda-feira a domingo, mediante marcação prévia. MEMÓRIA DA POLITÉCNICA: QUATRO SÉCULOS DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E CULTURA

Uma visita que pode servir de ponto de partida para a exploração da história do património histórico do MUHNAC.

VISITAS ORIENTADAS INCLUSIVAS O MUHNAC incentiva o acesso à cultura de pessoas com necessidades especiais. Nestas visitas o acesso aos conteúdos expositivos é feito através do recurso a peças táteis e a uma linguagem mais acessível. No caso de estarem integrados nos grupos participantes com deficiência auditiva, solicitamos que sejam acompanhados por um intérprete de LGP. Dirigidas a grupos com o máximo de 10 elementos. De segunda-feira a domingo, mediante marcação prévia. Duração aproximada: 1h. EXPOSIÇÃO PARTICIPATIVA E HISTÓRICA DE FÍSICA LABORATORIO CHIMICO JOGOS MATEMÁTICOS ATRAVÉS DOS TEMPOS TUDO SOBRE DINOSSÁURIOS ALLOSAURUS – UM DINOSSÁURIO, DOIS CONTINENTES? A AVENTURA DA TERRA – UM PLANETA EM EVOLUÇÃO BORBOLETÁRIO – UM JARDIM DE BORBOLETAS JARDIM BOTÂNICO

9


EDUCAÇÃO

VISITAS ANIMADAS Visitas ao Museu e exposições temporárias, especialmente pensadas tendo em vista a receção de crianças em idade pré-escolar e do 1.º, 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico, recorrendo ao apoio de módulos didáticos para utilização lúdica e cognitiva. Dirigidas a grupos de 15 (mínimo) a 25 (máximo) elementos. De segunda-feira a domingo, mediante marcação prévia. Duração aproximada: 2h. EXPOSIÇÃO PARTICIPATIVA E HISTÓRICA DE FÍSICA 1.º e 2.º ciclos do Ensino Básico

Esta visita constitui um estímulo para a aprendizagem da Física e para a reflexão acerca de alguns factos do dia a dia. A AVENTURA DA TERRA – UM PLANETA EM EVOLUÇÃO

Viagem através da História do Universo, do nosso planeta e das suas formas de vida. COM OS SENTIDOS NAS SEMENTES

Pré-escolar e 1.º ciclo do Ensino Básico

Porque são tão diferentes as sementes? Através de uma exploração do Jardim que utiliza os cinco sentidos e a expressão corporal, pretende-se dar a conhecer a diversidade de sementes e o ciclo das plantas. Durante o percurso é feita a recolha para um "sementário" que relaciona as sementes com os sentidos. De forma a promover a reutilização solicita-se que cada turma traga oito caixas de ovos. PLANTAS DO MUNDO

do 3.º ao 8.º anos do Ensino Básico

Exploração da diversidade de plantas durante um percurso pelo Jardim Botânico que as relaciona com os biomas que habitam no Mundo. As plantas a descobrir estão assinaladas num mapa e são registadas numa ficha de campo através do desenho, com inclusão do nome e das características adaptativas observadas, consoante a época do ano e o nível escolar dos participantes.

10


EDUCAÇÃO

A MATEMÁTICA DAS PLANTAS do 3.º ao 9.º ano do Ensino Básico, Ensino Secundário e Universitário

Observação da diversidade de plantas durante um percurso com um olhar matemático pelo Jardim Botânico. São explorados instrumentos matemáticos que permitem a organização e a classificação do que nos rodeia, como as formas geométricas das plantas, as suas simetrias e as relações numéricas. Realiza-se de terça a domingo, mediante marcação prévia. HISTÓRIAS NATURAIS

do 4.º ao 8.º ano do Ensino Básico

Reconhecimento da geobiodiversidade nativa durante um percurso que se inicia no Jardim Botânico e termina nas coleções mineralógica e zoológica do Museu Nacional de História Natural e da Ciência. No final leva-se o registo sobre quatro ecossistemas portugueses e sobre medidas que promovem a sua conservação. Realiza-se de terça-feira a domingo, por marcação. MÚSICA NO JARDIM

Pré-escolar, 1.º e 2.º ciclos do Ensino Básico

Experiência de formação estética, apuramento da sensibilidade auditiva e relação com o mundo natural. Cria-se uma "orquestra" de instrumentos com elementos naturais (realmente) exóticos. Momentos de integração e criação musical desinibida e livre.

VISITAS PERSONALIZADAS Visitas personalizadas ao espaço do Museu e exposições temporárias, para públicos com objetivos muito específicos. Este programa está disponível para todas as exposições sob pedido e marcação prévia. Pedidos e informações para o e-mail: geral@museus.ul.pt

LABORATÓRIOS EXPERIMENTAIS Atividades de forte componente experimental e lúdica, facilitadoras da aquisição de conhecimento. Dirigidas a grupos de 15 (mínimo) a 25 (máximo) elementos. De segunda-feira a domingo, mediante marcação prévia. Duração aproximada: 1h.

11


EDUCAÇÃO

BRINCADEIRAS À VOLTA DA ÁGUA

Pré-escolar, 1.º ciclo do Ensino Básico

Esta atividade foi criada para nos ajudar a perceber o porquê de um objeto flutuar ou não num dado líquido, explorando o conceito de massa volúmica. QUÍMICA ÀS CORES

2.º ciclo do Ensino Básico

Nesta atividade é introduzido o conceito de pH e fazendo uso de um indicador natural, classificam-se produtos que fazem parte do nosso dia a dia. SOLUÇÕES QUÍMICAS

3.º ciclo do Ensino Básico

Nesta atividade vamos explorar o conceito de pH e de solubilidade e falar de reações químicas. Vamos seguir algumas pistas para identificar produtos desconhecidos. A QUÍMICA DE ONTEM E DE HOJE

Ensino Secundário

Nesta atividade, usando equipamento de microquímica, vamos realizar uma eletrólise da água e falar das suas aplicações atuais. Vamos abordar a história da descoberta da água como um composto e observar o equipamento usado no séc. XIX para o mesmo fim. TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS

Ensino Secundário

Mudanças de cor, libertação de um gás e aquecimento são fenómenos que podem ocorrer quando se misturam reagentes químicos. Nesta atividade exploram-se os fatores envolvidos numa reação química. JOGOS E DESAFIOS MATEMÁTICOS Pré-escolar, 1.º, 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico e Ensino Secundário

Uma forma de descobrir e criar o gosto pela Matemática em ambiente lúdico. São propostos desafios e jogos matemáticos, incluindo os do Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos (organizado por Ludus, SPM, APM e CV). O CÁLCULO DE ONTEM E DE HOJE 3.º ciclo do Ensino Básico, Ensino Secundário e Universitário

Como se faziam os cálculos no passado? Ábacos, réguas de Napier, réguas de cálculo, calculadoras mecânicas foram alguns dos instrumentos inventados ao longo do tempo. O desafio é utilizá-los e realizar cálculos de outrora. 12


EDUCAÇÃO

FORMAS E FÓRMULAS

Ensino Secundário e Universitário

Exploração da ligação entre a Geometria e a Álgebra através de experimentação com formas e fórmulas, recorrendo a materiais manipuláveis e a plataformas informáticas. DE ESCHER AOS CRISTAIS 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico e Ensino Secundário

Nesta atividade interdisciplinar propomos aos visitantes aprender com várias experiências interativas a matemáticas e os conceitos científicos que se escondem na Arte, Natureza e não só. Esta atividade insere-se no Ano Internacional da Cristalografia e no projeto Matemática do Planeta Terra. NA FACE DA LUA!

dos 4 aos 8 anos

O participante terá a oportunidade de conhecer melhor a Lua através de imagens. Conhecer, também, o seu movimento e as suas fases, pela utilização de chapéus para marcar as posições relativas dos astros e a partir de uma história divertida que envolve todas as crianças… À VOLTA DO SOL! 1.º, 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico, Ensino Secundário e público geral

No séc. XVI os navegadores portugueses usaram instrumentos para medir ângulos no céu que permitiam a orientação e a navegação em alto – mar. Um deles, o astrolábio era usado para medir a altura do Sol ao meio-dia e daí determinar a latitude. Outro, o Relógio de Sol, tira partido das sombras para determinar as horas. O visitante vai construir e utilizar estes instrumentos, entre outras surpresas. HISTÓRIAS À VOLTA DA TERRA

1.º e 2.º ciclo do Ensino Básico

Apresentação lúdica e divertida, em menos de cinco metros de um friso, em que vamos dar a conhecer alguns dos momentos chave da história da Terra e da evolução da Vida. Também iremos falar da utilização dos recursos naturais pelo ser-humano.

13


EDUCAÇÃO

MINERAIS E ROCHAS NUM PISCAR DE OLHOS 1.º, 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico

Atividade onde serão manipuladas amostras de mão de minerais e de rochas para descobrir algumas das suas propriedades e como é que se enquadram no ciclo geológico. ERA UMA VEZ… UM JARDIM DE BORBOLETAS Pré-escolar e 1.º ciclo do Ensino Básico

No Borboletário vamos ficar a saber como é um jardim de borboletas. Vamos conhecer as suas plantas, insetos e outros seres vivos que habitam este espaço. Depois desta visita já podemos contar a todos a história da vida das borboletas! No final seremos todos guardiões da natureza! A VIDA SECRETA DOS INSETOS

2.º ciclo do Ensino Básico

Os insetos transformam-se várias vezes ao longo do seu ciclo de vida. As suas formas mudam, bem como a sua locomoção e alimentação. Nesta atividade vamos observar alguns destes aspetos da sua vida. À DESCOBERTA DO BORBOLETÁRIO 3.º ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário

Com a chegada das várias estações do ano, é possível observar diferentes aspetos dos seres vivos. Com a ajuda de um caderno de campo, iremos descobrir quais os organismos que se encontram no Borboletário. 1, 2, 3 UMA BORBOLETA OUTRA VEZ Pré-escolar, 1.º e 2.º ciclos do Ensino Básico

As borboletas têm uma metamorfose completa que engloba quatro etapas de desenvolvimento: ovo, lagarta, crisálida e inseto adulto. Como é que será o ovo de uma borboleta? E a lagarta? E a crisálida? E a própria borboleta? RISCOS E RABISCOS: DESENHAR PARA APRENDER 3.º ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário

Nesta atividade, iremos utilizar o desenho como forma de explorar o mundo das borboletas e suas plantas hospedeiras. Observando e descobrindo as espécies de borboletas que existem no Borboletário, iremos descobrir as técnicas do desenho científico. 14


EDUCAÇÃO

LABORATÓRIOS PEDAGÓGICOS Atividades lúdicopedagógicas dirigidas a grupos escolares do Pré-escolar e do 1.º, 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico, tendo como base uma forte componente artística de forma a desenvolver a natural capacidade infantil de criar e inventar. Dirigidas a grupos de 15 (mínimo) a 25 (máximo) elementos. De segunda-feira a domingo, mediante marcação prévia. Duração aproximada: 2h. LUZ E SOMBRAS

1.º, 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico e Ensino Secundário

Quando a luz atinge um objeto, pode ser absorvida, refletida ou transmitida através desse objeto. Nesta atividade partimos da natureza da luz e prosseguimos pelas suas aplicações como lentes, prismas e espelhos e construímos à nossa escolha, discos de Newton, flip books, taumatrópios, periscópios, caleidoscópios, zootrópios ou câmaras escuras. O MEU PRIMEIRO CADERNO DE CAMPO

Pré-escolar, 1.º e 2.º ciclos do Ensino Básico

Atividade que pretende reproduzir as diferentes fases do método de trabalho em Paleontologia de Dinossáurios, fomentando também o espírito de equipa entre os grupos escolares. FÓSSEIS PARA TODOS

1.º ao 7.º ano do Ensino Básico

Laboratório de construção de moldes e réplicas de fósseis onde os grupos de crianças têm oportunidade de manipular peças originais das coleções do Museu. LABORATÓRIO DE MINERAIS

2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico e Ensino Secundário

Laboratório onde são verificadas, com as próprias mãos algumas propriedades físicas e químicas de minerais. Também serão observadas amostras de areia à lupa binocular ou lâminas delgadas de rochas ao microscópio petrográfico. NO REINO DOS ANIMAIS

Pré-escolar, 1.º e 2.º ciclos do Ensino Básico

Atividade de descoberta da diversidade de animais que existem nas coleções do Museu e reconhecimento das adaptações que lhes permitem explorar os ambientes onde vivem, como o revestimento do corpo, os modos de locomoção e as formas de reprodução. 15


EDUCAÇÃO

PLANTAS AOS BOCADOS

Pré-escolar, 1.º e 2.º ano do Ensino Básico

Que partes das plantas comemos no nosso dia a dia? Numa visita ao Jardim Botânico recolhem-se elementos naturais para construção de uma planta que reúne os diversos "bocados"... Vamos aprender que dos brócolos comemos flores e da alface folhas, que as batatas são caules, que a cenoura é uma raiz e que o tomate é mesmo um fruto! BOTÂNICOS POR UM DIA!

Do 3.º ao 6.º ano do Ensino Básico

O que faz um botânico? No Jardim recolhem-se criteriosamente diferentes estruturas das plantas. No laboratório observam-se à lupa binocular para entender a sua classificação e aprende-se para que serve e como se faz um Herbário, como "coleção científica".

PLANETÁRIO Sessões participativas de simulação do céu visível a olho nu, numa cúpula, que estimulam o interesse pela Astronomia e pela Astrofísica. De segunda-feira a domingo, mediante marcação prévia. Duração aproximada: 1h. O REI SOL E OS PLANETAS!

Pré-escolar e 1.º ciclo do Ensino Básico

As crianças tomam contacto com o nosso Sistema Solar, a sua estrutura e os astros que o constituem tendo por matriz um céu estrelado. Quais são os planetas que vemos a olho nu? Veremos imagens dos planetas! ESTRELAS E GALÁXIAS

3.º ciclo do Ensino Básico

Descrição de corpos celestes visíveis à vista desarmada no céu de Portugal. Partindo da orientação pelas estrelas veremos constelações e estrelas muito diferentes do nosso Sol. A Via Láctea e a Galáxia de Andrómeda como estruturas visíveis a olho nu e pertencentes ao nosso Grupo Local. DE PORTUGAL AO HEMISFÉRIO SUL

Ensino Secundário e público geral

Uma perspetiva abrangente do céu do hemisfério norte e do hemisfério sul, com referências à Via Láctea, às Nuvens de Magalhães e à orientação pelas estrelas. Quando olhamos para o céu, o que estamos de facto a observar?

16


EDUCAÇÃO

O CÉU DE GALILEU!

Ensino Secundário (recomendado a alunos da disciplina de Filosofia)

Galileu, com uma luneta rudimentar, revelou-nos o Universo partindo do céu visível à vista desarmada. No Planetário mostramos os astros e as estruturas que Galileu observou. O que viu? Como viu? A Via Láctea, a Lua, o Sol, Júpiter, as Plêiades, o Presépio, são alguns exemplos... Mas há mais! A ASTRONOMIA N’ OS LUSÍADAS Ensino Secundário (recomendado a alunos da disciplina de Língua Portuguesa – 9.º e 12.º anos)

Na obra de referência da Literatura Portuguesa há imensas estâncias com referências astronómicas. Especialmente ricos são os cantos V e X d’ Os Lusíadas. Na sessão, o visitante pode tomar contacto com a obra, viajando para o hemisfério Sul, seguindo a rota de Vasco da Gama e observando no céu os corpos celestes a que Camões se refere.

MUSEU PORTA FORA! O Museu criou um conjunto de atividades externas e saídas de campo especialmente pensadas para auxiliar pedagogicamente as escolas que estejam interessadas em ser visitadas ou acompanhadas por técnicos e investigadores do Museu e desenvolver em meio escolar ações no âmbito das Ciências Experimentais e História Natural. ROTA DAS SIMETRIAS

3.º ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário

Integrada nas atividades do projeto Matemática do Planeta Terra, esta rota consiste num passeio interdisciplinar em torno da Calçada Portuguesa de Lisboa, desde o Jardim Botânico (MUHNAC) até à Praça do Município, passando por alguns espaços emblemáticos da Baixa. Ao longo do percurso são abordados alguns tipos de simetrias patentes em vários modelos da calçada, bem como a história deste tipo de construção ou a geologia da cidade. SINTRA DESDE HÁ 160 MILHÕES DE ANOS 3.º ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário

Que processos geológicos levaram à formação da serra de Sintra? Uma história que será contada através da observação de afloramentos do maciço ígneo de Sintrae das rochas sedimentares que o envolvem. Inclui uma sessão de preparação prévia na escola. 17


EDUCAÇÃO

COM A CIDADE AOS NOSSOS PÉS…

3.º ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário

Percurso urbano acompanhado por um especialista da área da Geologia num trajeto pré-definido pelas ruas de Lisboa, com início no MUHNAC e fim na Praça do Comércio.

CIÊNCIA E CIDADANIA Atividade de Ciência, Tecnologia e Sociedade desenhada para público geral. Bimestralmente, o MUHNAC recebe num final de tarde de um dia de semana a discussão de um tema de ciência e tecnologia de importância social. Todas as sessões têm um dinamizador convidado responsável pela coordenação e moderação dos debates. Consulte o programa específico e atualizado em www.mnhnc.ulisboa.pt

PREPARAÇÃO DE VISITAS DE ESTUDO Divulgar junto dos professores as atividades do Museu, mostrar os espaços e as atividades, de modo a que os professores possam preparar com os alunos a visita ao Museu e pensar em atividades pós-visita integradas no meio escolar e familiar. Quartas-feiras à tarde sob marcação prévia. Disciplinas: Física, Matemática, Química, Astronomia, Observatório, Astronómico de Lisboa, Botânica, Mineralogia, Geologia, Zoologia, Antropologia, Borboletário, IDL-Geofísica Para preparar as atividades ou uma visita às exposições do MUHNAC, visite os Roteiros Pedagógicos disponíveis em http://education.natural-europe.eu/mnhn ou na página do Museu – www.mnhnc.ulisboa.pt – no item ESCOLAS ou ATIVIDADES.

18


EDUCAÇÃO

CONSULTORIA E PARCERIAS Consultoria pedagógica na preparação de exposições e atividades educativas; Espaço de aconselhamento e divulgação para as escolas cujos programas anuais visem as temáticas artísticas e ambientais permitindo valorizar os trabalhos realizados pelos alunos. Consultoria e parcerias institucionais na área da museologia e educação. Pedidos e informações para o e-mail: geral@museus.ul.pt CIRCO MATEMÁTICO NO MUSEU 1.º, 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico, Ensino Secundário e público geral

Maravilhar, divertir e atrair para a Matemática mediante a realização de atividades lúdicas variadas. "A Matemática Recreativa levada à cena: um espaço de degustação intelectual baseada na magia matemática!". No ano letivo 2014/2015, o Circo Matemático passa pelo Museu nos dias 15 de outubro, 19 de novembro, 10 de dezembro, 11 de fevereiro, 18 de março, 13 de maio e 3 de junho, entre as 10h e as 13h. Sessão especial de Natal: 13 de dezembro às 16h. A lotação é limitada e requer inscrição prévia através do e-mail: geral@museus.ul.pt. CONSTRUÇÃO DE ESTRUTURAS ARQUITETÓNICAS 1.º, 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico, Ensino Secundário e público geral

Laboratório experimental de construção de estruturas arquitetónicas, no qual os participantes poderão planificar, desenhar e construir pontes, torres, etc. utilizando apenas peças da LEGO! (Organizado por Ana Raquel Silva, FIRST LEGO League Ambassador). De segunda-feira a domingo para grupos organizados, escolas, famílias, adultos, seniores e empresas, sob marcação prévia. PARCERIA COM AR.CO (CENTRO DE ARTE E COMUNICAÇÃO VISUAL)

O MUHNAC e o Ar.Co oficializaram um projeto de implementação de programas específicos no domínio das artes nas instalações do Museu, com formadores qualificados do Ar.Co. Para mais informações sobre o projeto e atividades consulte as páginas: www.mnhnc.ulisboa.pt e www.arco.pt.

19


EDUCAÇÃO

SESSÕES A PAR

O Projeto A PAR – Associação Aprender em Parceria – teve início em 2006 e inspirou-se no Projeto PEEP (Peers Early Education Partnership), criado em Inglaterra, em 1995. Este Projeto, de capacitação familiar, foi estruturado para ser oferecido a famílias e crianças até aos 5 anos de idade. O MUHNAC e a A PAR têm um protocolo para a dinamização de sessões nos espaços do Museu. 11 de outubro, 8 de novembro, 13 de dezembro de 2014 e 10 de janeiro, 7 de fevereiro, 14 de março, 11 de abril, 9 de maio, 10 de outubro, 14 de novembro e 12 de dezembro de 2015, às 11h. A lotação é limitada e requer inscrição prévia, através do email: geral@a-par.pt. Para mais informações sobre o projeto e atividades consulte a página: www.mnhnc.ulisboa.pt e www.a-par.pt. ASSOCIAÇÃO JUVENIL DE CIÊNCIA

A Associação Juvenil de Ciência (AJC) é uma associação nacional, dedicada à divulgação de ciência junto dos jovens. O MUHNAC e a AJC celebraram um protocolo para a dinamização de atividades nos dias comemorativos do Museu e durante os Encontros Juvenis de Ciência organizados por esta associação. Para mais informações sobre o projeto e atividades consulte as páginas: www.mnhnc.ulisboa.pt e www.ajc.pt. ASSOCIAÇÃO CULTURAL "BYFURCAÇÃO TEATRO"

A partir dos 4 anos

Com o intuito de dar a conhecer, ao público infanto-juvenil, duas obras marcantes da literatura mundial, a Associação Cultural bYfurcação Teatro traz ao MUHNAC peças para apresentação a grupos escolares. Quarta e quinta-feira às 11h, mediante marcação prévia. Para mais informações consulte as páginas: www.mnhnc.ulisboa.pt.

20


ANIMAÇÃO CULTURAL

ANIMAÇÃO CULTURAL FÉRIAS NO MUSEU Programa de férias especialmente pensado para que as crianças possam partilhar experiências e aprender de forma divertida e descontraída, durante os períodos de descanso escolar. Desenvolve-se em quatro ciclos anuais no Natal, no Carnaval, na Páscoa e no verão. Programa específico disponível através do e-mail: geral@museus.ul.pt ou em www.mnhnc.ulisboa.pt. Destina-se a crianças dos 6 aos 12 anos. Natal 2014 – 15 a 19 de dezembro Carnaval 2015 – 16 a 17 de fevereiro Páscoa 2015 – 23 a 27 de março Verão 2015 – 22 de junho a 10 de julho e de 31 de agosto a 4 de setembro

FESTAS DE ANIVERSÁRIO Destinadas a pequenos grupos permitindo usufruir do espaço das exposições e das atividades do museu sob a orientação de animadores especializados, contribuindo para a dinamização e para a captação de um público mais vasto. Programas personalizados através do e-mail: geral@museus.ul.pt. CHEIOS DE ENERGIA! JOGOS COM ESTRELAS A FESTA DA LUZ! O MEU PRIMEIRO CADERNO DE CAMPO QUERO UM DINOSSÁURIO MINERAIS AOS PARES FÓSSEIS PARA TODOS HÁ FESTA COM BORBOLETAS JARDIM EM FESTA 21


ANIMAÇÃO CULTURAL

O MUSEU COMEMORA Comemorações, eventos e iniciativas esporádicas que possam ter lugar nos espaços do museu ou no exterior. Para receber informações sobre programas de atividades associadas aos dias comemorativos contacte: geral@museus.ul.pt 21 de março – Dia da Árvore/Poesia/Reabertura do Borboletário 18 de abril – Dia Internacional dos Monumentos e Sítios 24 de abril – Hubble: 25 Anos de Observações e Descobertas! 18 de maio – Dia Internacional dos Museus / Dia do Fascínio das Plantas 20 de junho – Festa no Museu Setembro – Jornadas Europeias do Património 22 de setembro – Dia Internacional da Luz 9 de outubro – Aniversário (20 anos) do Planetário do Museu 11 de novembro – Aniversário do Jardim Botânico e do Borboletário 24 de novembro – Dia da Cultura Científica 5 de dezembro – Dia Internacional dos Solos

CLUBES Clubes de caráter público destinados a todos os que têm como paixão as ciências experimentais e naturais. Programas e condições de acesso disponíveis através do e-mail: geral@museus.ul.pt ou em www.mnhnc.ulisboa.pt. CLUBE DE ROBÓTICA

Público geral e famílias com crianças a partir dos 7 anos

O objetivo do clube de robótica é entusiasmar os jovens e crianças para a ciência, tecnologia, engenharia e inovação. Os participantes irão desenvolver uma estratégia, desenhar, construir, programar e testar um robô usando a tecnologia da LEGO MINDSTORMS; criar soluções inovadoras para responder aos desafios que os cientistas de hoje enfrentam com os seus projetos de investigação. (Organizado por Ana Raquel Silva, FIRST LEGO League Ambassador).

22


ANIMAÇÃO CULTURAL

FORMAÇÃO Cursos e seminários de curta duração, dirigidos a educadores, professores, pais e público interessado na divulgação das ciências naturais e experimentais. Programas e condições de inscrição disponíveis através do e-mail: geral@museus.ul.pt ou em www.mnhnc.ulisboa.pt. CURSO DE INICIAÇÃO À FOTOGRAFIA

Público geral

Curso que permite compreender o funcionamento das máquinas fotográficas e desenvolver técnicas que permitam um bom desempenho ao fotografar. JOGOS MATEMÁTICOS, ETNOMATEMÁTICA E HISTÓRIA DA MATEMÁTICA E APLICAÇÕES Professores, educadores e público geral

Estes cursos têm como objetivo dar a conhecer e aprofundar temas de Matemática e da sua história, focando as práticas sociais, culturais, pedagógicas e suas aplicações. Jogos Matemáticos: 8, 15 e 22 de novembro. Matemática e Sociedade: 10, 17 e 24 de janeiro. História da Matemática: 7, 14 e 21 de março. Etnomatemática: 9, 16 e 23 de maio. Os participantes recebem um diploma (1 crédito para Professores do 1.º, 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico e Ensino Secundário). Cursos dinamizados por formadores da Associação Ludus. Informações e inscrições disponíveis através do e-mail: cf@ludicum.org. BORBOLETAS DE PORTUGAL

Público geral

As borboletas são insetos cuja principal característica é a presença de escamas nas asas e pertencem à ordem Lepidoptera. Nesta ordem há um pequeno grupo muito conhecido e bem estudado: são as borboletas diurnas – "mariposas" ou "butterfllies", como são conhecidas noutras línguas. Com este curso será possível ficar a conhecer alguns aspetos sobre a sua biologia, ecologia, taxonomia, etc.

23


ANIMAÇÃO CULTURAL

FORMAÇÃO DE GUIAS DE JARDIM BOTÂNICO

Formação teórico-prática de mediação botânica em contexto de jardim. Consultar datas e programa atualizado em www.mnhnc.ulisboa.pt CURSO DE ILUSTRAÇÃO CIENTÍFICA PARA CRIANÇAS – AS CORES DAS BORBOLETAS Crianças dos 6 aos 14 anos

Vamos aprender que ao desenhar descobrimos muito mais sobre a vida das borboletas: os pormenores do seu corpo, as mudanças na sua forma, como se movem e como se alimentam. CURSO DE ILUSTRAÇÃO CIENTÍFICA

Público geral

O Curso inclui uma sessão de introdução teórica com descrição dos princípios e técnicas e análise de exemplos; uma saída de campo para observação direta de borboletas e plantas hospedeiras correspondentes que pretende também a iniciação à prática do desenho de campo; duas sessões de introdução e exercícios práticos recorrendo a técnicas tradicionais de ilustração; e duas sessões de introdução e exercícios práticos recorrendo a técnicas digitais de ilustração. COMO UMA ÁRVORE… CULTIVANDO A TRANQUILIDADE – AULAS REGULARES DE CHI KUNG NO JARDIM BOTÂNICO

O Chi Kung é um ramo da Medicina Tradicional Chinesa que surgiu há mais de 3000 anos. Baseia-se numa série de movimentos e posturas, inspirados na natureza e em vários animais que permitem o relaxamento do corpo e da mente e o aumento da concentração e criatividade. Dotados de uma grande beleza, estes movimentos são sementes de tranquilidade e bem-estar. Tradicionalmente o Chi Kung é praticado nos Jardins ao amanhecer e ao cair da tarde. Destina-se a maiores de 15 anos, realiza-se à segunda sob marcação prévia.

FINS DE SEMANA COM… Atividades de fim de semana. Realizam-se com o mínimo de 10 / máximo 20 adultos e crianças. Sábados e domingos entre 11h e as 18h, mediante marcação prévia. TORNEIOS DE JOGOS MATEMÁTICOS

Público geral

Juntamo-nos à volta de um jogo da exposição Jogos Matemáticos Através 24


ANIMAÇÃO CULTURAL

dos Tempos, explorando a sua história, regras e estratégias. Para os mais velhos, logo depois dos treinos, a competição! Matemática e diversão para todos. Realiza-se no 2.º sábado de cada mês, das 15h30 às 16h30. TARDES DE ORIGAMI

Público geral a partir dos 8 anos

Uma folha de papel permite a realização de dobragens que nos transporta para a magia das construções em papel. Poder ser uma flor ou um pássaro, uma árvore ou uma caixa, um pião ou um poliedro, uma estrela ou barco, mas todos permitem-nos viajar por mundos imaginários. Dobrar modelos cheios de cor e de movimento servem não só para nos dar prazer mas também para estudar Matemática. A dobragem de papel é uma atividade que é tanto recreativa como educativa. Realiza-se no último sábado de cada mês, das 15h30 às 17h30. ROTA DAS SIMETRIAS

Público geral e famílias com crianças a partir dos 12 anos

Integrada nas atividades do projeto Matemática do Planeta Terra, esta rota consiste num passeio interdisciplinar em torno da Calçada Portuguesa de Lisboa, desde o Jardim Botânico (MUHNAC) até à Praça do Município, passando por alguns espaços emblemáticos da Baixa. Ao longo do percurso são abordados alguns tipos de simetrias patentes em vários modelos da calçada, bem como a história deste tipo de construção ou a geologia da cidade. Realiza-se no 1.º sábado de cada mês, das 15h às 17h. LABORATÓRIO DE ROBÓTICA

Público geral e famílias com crianças a partir dos 5 anos

Laboratório experimental de robótica onde utilizando os recursos educacionais da MINDSTROMS EDUCATION da LEGO, os participantes poderão planificar, desenhar e construir o seu próprio robô. (Organizado por Ana Raquel Silva, FIRST LEGO League Ambassador). Realiza-se ao 2.º domingo de cada mês, das 11h30 às 12h30. A OLHAR PARA O CÉU!

Público geral

A sessão incide na descrição de alguns corpos celestes visíveis à vista desarmada no céu do hemisfério norte e do hemisfério sul. Partindo da orientação pelas estrelas olharemos as constelações e veremos estrelas muito diferentes do nosso Sol. Falaremos da Via Láctea e de outras galáxias próximas. Realiza-se no 1.º sábado de cada mês das 16h30 às 17h30.

25


ANIMAÇÃO CULTURAL

HISTÓRIAS DE ESTRELAS E PLANETAS! Especificamente para crianças mas aberta a famílias e público geral

Abordam-se com os visitantes o conceito de constelação e a sua evolução histórica. O que terá levado o Homem a sentir a necessidade de conhecer o céu? A origem histórica dos mitos associados às constelações. Alguns exemplos. A orientação pelas estrelas com referências às navegações portuguesas. A Lua e os planetas no céu de Portugal. Realiza-se no 1.º domingo de cada mês das 16h30 às 17h30. COM A CIDADE AOS NOSSOS PÉS

Público geral e famílias com crianças a partir dos 12 anos

Percurso urbano acompanhado por um especialista da área da Geologia num trajeto pré-definido pelas ruas de Lisboa, com início no MUNHAC e fim na Praça do Comércio. Realiza-se no 2.º domingo de março, abril, maio e junho de 2015, das 15h às 18h. ROCHAS: TRÊS AMBIENTES, TRÊS FAMÍLIAS Público geral e famílias com crianças a partir dos 10 anos

Através do ciclo geológico pretende-se que as famílias descubram os diferentes tipos de rochas (sedimentares, ígneas e metamórficas), como se formam, como se relacionam entre si e onde se podem encontrar em Portugal. Realiza-se 3.º sábado de setembro de 2014 e fevereiro de 2015, das 15h às 17h. OS FÓSSEIS DA MINHA RUA

Público geral e famílias com crianças entre os 8 e os 12 anos

Percurso de descoberta que pretende sensibilizar os participantes para a paleobiodiversidade das rochas carbonatadas (nomeadamente o Lioz) que constituem as lajes de edifícios e passeios nas imediações do Museu. As crianças serão também alertadas para as questões de preservação e importância do património geológico do nosso país e de modo é que um museu de História Natural pode contribuir para a conservação desse património. Realiza-se 3.º sábado de abril e julho de 2015, das 15h às 17h. MINERAIS NO MEU DIA A DIA! Público geral e famílias com crianças a partir dos 6 anos

Através da exploração de um jogo na exposição "Minerais: Identificar, classificar", as famílias poderão descobrir quais são algumas das aplicações de vários minerais no nosso quotidiano. Realiza-se no 3.º sábado de outubro de 2014 e março de 2015, das 15h às 16h. 26


ANIMAÇÃO CULTURAL

DO BIG-BANG AO OBSERVADOR CÓSMICO Público geral e grupos escolares e associativos

Narrativa que decorre na exposição "A Aventura da Terra" e que aborda a sucessão de eventos astronómicos, geológicos e biológicos que ilustram a história do nosso planeta e culmina no aparecimento do ser humano, dotado de consciência e capaz de investigar a sua própria origem e lugar no universo… Realiza-se no 3.º domingo de cada mês, das 16h às 18h. UMA AVENTURA COM… DARWIN

Público geral e grupos escolares e associativos

Visita dramatizada na exposição "A Aventura da Terra", orientada por um ator que personifica Charles Darwin. Realiza-se no último domingo de cada mês das 16h às 18h. BORBOLETAS… AO RITMO DAS ESTAÇÕES

Público geral

O Borboletário sofre alterações ao longo de todo o ano! Por este motivo, apresentamos quatro atividades para as famílias, uma para cada estação do ano! Realiza-se no 1.º domingo de fevereiro, maio, julho e outubro de 2015, das 11h às 12h. POLINIZADORES PROCURAM-SE!

Famílias

As flores do Museu necessitam que o seu pólen seja transportado de flor em flor e procuram os insetos que melhor se adaptam a cada uma. Vamos ajudálas a descobrir o seu polinizador através de um jogo no Jardim Botânico e no Borboletário! Realiza-se no 3.º domingo de março a junho, das 11h às 13h. EXPERIÊNCIAS NA COZINHA Público geral e famílias com crianças a partir dos 4 anos

A cozinha é arte e ciência. Venha aprender o porquê de alguns truques de cozinha, as propriedades de alguns alimentos e como atuam no nosso corpo. Vamos pôr as "mãos na massa" e deliciarmo-nos com a Química. Realiza-se no 4.º sábado de cada mês das 11h às 13h. MEMÓRIA MATEMÁTICA

Público geral (interesse na História da Matemática e seu Ensino)

Visita temática à exposição "Memória da Politécnica: Quatro Séculos de Educação, Ciência e Cultura", focando a produção de memória Matemática na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e da Sociedade Portuguesa de Matemática, a qual foi fundada em 1940 neste espaço. 27


ANIMAÇÃO CULTURAL

BANQUETE DE CORES NO JARDIM DE BORBOLETAS Famílias com crianças entre os 2 e os 4 anos

Nesta atividade vamos falar sobre as cores das borboletas e das plantas que habitam o Borboletário. Estão prontos para um banquete de tantas cores? Realiza-se no 1.º sábado de outubro de 2014, janeiro, abril e julho de 2015, das 11h às 12h. EU SOU UMA BORBOLETA E MORO NUMA PLANTA Famílias com crianças entre os 5 e os 10 anos

O ciclo da vida das borboletas realiza-se sobre uma planta-hospedeira específica para cada espécie. Se tu fosses uma borboleta qual seria a tua planta? Realiza-se no 1.º sábado de setembro e dezembro de 2014, março e junho de 2015, das 11h às 13h. BORBOLETAS: OBSERVAR PARA APRENDER Famílias com crianças entre os 11 e os 14 anos

Esta atividade tem como objetivo usar a ilustração científica como uma ferramenta de investigação. Podemos aprender observando os objetos? Como? Realiza-se no 1.º sábado de novembro de 2014, fevereiro e maio de 2015, das 11h às 13h. UM MÊS, UM TEMA, UM NOME DE CIÊNCIA

Público geral

Visitas dramatizadas às exposições do MUHNAC orientadas por personalidades da Ciência relacionadas com o tema e objeto(s) selecionados para cada mês. Realiza-se no 2.º sábado de cada mês, das 15h às 16h30. TEATRO NO MUSEU

A partir dos 4 anos

A Associação Cultural bYfurcação Teatro apresenta no MUHNAC "A Viagem ao Mundo em 80 dias", uma obra marcante da literatura mundial. Realiza-se de 21 de junho a 28 de setembro 2014, sábados às 16h e domingos às 11h e às 16h.

28


CALENDÁRIO DE ATIVIDADES DE FIM DE SEMANA SETEMBRO 2014 DATA

TIPOLOGIA

ATIVIDADE

HORA

Dia 6, sábado

Visita animada

Eu sou uma borboleta e moro numa planta

11h / 13h

P. 28

Dia 6, sábado

Museu porta fora

Rota das simetrias

15h / 17h

P. 25

Dia 6, sábado

Planetário

A olhar para o céu!

16h30 / 17h30 P. 25

Dia 7, domingo

Planetário

Histórias de estrelas e planetas!

16h30 / 17h30 P. 26 15h30 / 16h30 P. 24

Dia 13, sábado

Torneio

Torneios de jogos matemáticos

Dia 13, sábado

Visita animada

Um mês, um tema, um nome de ciência

Dia 14, domingo

Laboratório experimental

Laboratório de robótica

Dia 20, sábado

Laboratório pedagógico

Rochas: três ambientes, três famílias

15h / 17h

P. 26

Dia 21, domingo

Visita animada

Do Big-Bang ao observador cósmico

16h / 18h

P. 27

Dia 27, sábado

Laboratório pedagógico

Experiências na cozinha

11h / 13h

P. 27

Dia 27, sábado

Laboratório pedagógico

Tardes de origami

Dia 28, domingo

Visita animada

Uma aventura com… Darwin

15h / 16h30

P. 28

11h30 / 12h30 P. 25

15h30 / 17h30 P. 25 16h / 18h

P. 27

OUTUBRO 2014 DATA

TIPOLOGIA

ATIVIDADE

HORA

Dia 4, sábado

Laboratório experimental

Banquete de cores no Jardim de Borboletas

11h / 12h

P. 28

Dia 4, sábado

Museu porta fora

Rota das simetrias

15h / 17h

P. 25

Dia 4, sábado

Planetário

A olhar para o céu!

16h30 / 17h30 P. 25

Dia 5, domingo

Planetário

Histórias de estrelas e planetas!

16h30 / 17h30 P. 26

Dia 11, sábado

Sessão A PAR

Aprender em parceria

Dia 11, sábado

Torneio

Torneios de jogos matemáticos

Dia 11, sábado

Visita animada

Um mês, um tema, um nome de ciência

Dia 12, domingo

Laboratório experimental

Laboratório de robótica

11h / 12h

P. 20

15h30 / 16h30 P. 24 15h / 16h30

P. 28

11h30 / 12h30 P. 25

Dia 18, sábado

Visita orientada

Minerais no meu dia a dia!

15h / 16h

P. 26

Dia 19, domingo

Visita animada

Do Big-Bang ao observador cósmico

16h / 18h

P. 27

Dia 25, sábado

Laboratório pedagógico

Experiências na cozinha

11h / 13h

P. 27

Dia 25, sábado

Laboratório pedagógico

Tardes de origami

Dia 26, domingo

Visita animada

Uma aventura com… Darwin

15h30 / 17h30 P. 25 16h / 18h

P. 27

29


CALENDÁRIO DE ATIVIDADES DE FIM DE SEMANA 2014 NOVEMBRO 2014 DATA

TIPOLOGIA

ATIVIDADE

HORA

Dia 1, sábado

Laboratório pedagógico

Borboletas: observar para aprender

11h / 13h

P. 28

Dia 1, sábado

Museu porta fora

Rota das simetrias

15h / 17h

P. 25

Dia 1, sábado

Planetário

A olhar para o céu!

16h30 / 17h30 P. 25

Dia 2, domingo

Planetário

Histórias de estrelas e planetas!

16h30 / 17h30 P. 26

Dia 8, sábado

Sessão A PAR

Aprender em parceria

Dia 8, sábado

Torneio

Torneios de jogos matemáticos

Dia 8, sábado

Visita animada

Um mês, um tema, um nome de ciência

Dia 9, domingo

Laboratório experimental

Laboratório de robótica

Dia 16, domingo

Visita animada

Do Big-Bang ao observador cósmico

Dia 22, sábado

Laboratório pedagógico

Experiências na cozinha

Dia 29, sábado

Laboratório pedagógico

Tardes de origami

Dia 30, domingo

Visita animada

Uma aventura com… Darwin

11h / 12h

P. 20

15h30 / 16h30 P. 24 15h / 16h30

P. 28

11h30 / 12h30 P. 25 16h / 18h

P. 27

11h / 13h

P. 27

15h30 / 17h30 P. 25 16h / 18h

P. 27

DEZEMBRO 2014

30

DATA

TIPOLOGIA

ATIVIDADE

HORA

Dia 6, sábado

Visita animada

Eu sou uma borboleta e moro numa planta

11h / 13h

P. 28

Dia 6, sábado

Museu porta fora

Rota das simetrias

15h / 17h

P. 25

Dia 6, sábado

Planetário

A olhar para o céu!

16h30 / 17h30 P. 25

Dia 7, domingo

Planetário

Histórias de estrelas e planetas!

16h30 / 17h30 P. 26

Dia 13, sábado

Sessão A PAR

Aprender em parceria

11h / 12h

P. 20

Dia 13, sábado

Torneio

Torneios de jogos matemáticos

Dia 13, sábado

Visita animada

Um mês, um tema, um nome de ciência

15h30 / 16h30 P. 24 15h / 16h30

P. 28

Dia 13, sábado

Espetáculo

Circo matemático no Museu

16h / 17h

P. 19

Dia 14, domingo

Laboratório experimental

Laboratório de robótica

Dia 21, domingo

Visita animada

Do Big-Bang ao observador cósmico

Dia 27, sábado

Laboratório pedagógico

Experiências na cozinha

Dia 27, sábado

Laboratório pedagógico

Tardes de origami

Dia 28, domingo

Visita animada

Uma aventura com… Darwin

11h30 / 12h30 P. 25 16h / 18h

P. 27

11h / 13h

P. 27

15h30 / 17h30 P. 25 16h / 18h

P. 27


CALENDÁRIO DE ATIVIDADES DE FIM DE SEMANA 2015 JANEIRO 2015 DATA

TIPOLOGIA

ATIVIDADE

HORA

Dia 3, sábado

Laboratório experimental

Banquete de cores no Jardim de Borboletas

11h / 12h

P. 28

Dia 3, sábado

Museu porta fora

Rota das simetrias

15h / 17h

P. 25

Dia 3, sábado

Planetário

A olhar para o céu!

16h30 / 17h30 P. 25

Dia 4, domingo

Planetário

Histórias de estrelas e planetas!

16h30 / 17h30 P. 26

Dia 10, sábado

Sessão A PAR

Aprender em parceria

Dia 10, sábado

Torneio

Torneios de jogos matemáticos

11h / 12h

P. 20

15h30 / 16h30 P. 24

Dia 10, sábado

Visita animada

Um mês, um tema, um nome de ciência

Dia 11, domingo

Laboratório experimental

Laboratório de robótica

15h / 16h30

P. 28

Dia 18, domingo

Visita animada

Do Big-Bang ao observador cósmico

16h / 18h

P. 27

11h30 / 12h30 P. 25

Dia 24, sábado

Laboratório pedagógico

Experiências na cozinha

11h / 13h

P. 27

Dia 25, domingo

Visita animada

Uma aventura com… Darwin

16h / 18h

P. 27

Dia 31, sábado

Laboratório pedagógico

Tardes de origami

15h30 / 17h30 P. 25

FEVEREIRO 2015 DATA

TIPOLOGIA

ATIVIDADE

HORA

Dia 1, domingo

Visita orientada

Borboletas…ao ritmo das estações

11h / 12h

Dia 1, domingo

Planetário

Histórias de estrelas e planetas!

Dia 7, sábado

Sessão A PAR

Aprender em parceria

11h / 12h

P. 20

Dia 7, sábado

Laboratório pedagógico

Borboletas: observar para aprender

11h / 13h

P. 28

Dia 7, sábado

Museu porta fora

Rota das simetrias

15h / 17h

P. 25

P. 27

16h30 / 17h30 P. 26

Dia 7, sábado

Planetário

A olhar para o céu!

16h30 / 17h30 P. 25

Dia 8, domingo

Laboratório experimental

Laboratório de robótica

11h30 / 12h30 P. 25

Dia 14, sábado

Torneio

Torneios de jogos matemáticos

15h30 / 16h30 P. 24

Dia 14, sábado

Visita animada

Um mês, um tema, um nome de ciência

15h / 16h30

P. 28

Dia 15, domingo

Visita animada

Do Big-Bang ao observador cósmico

16h / 18h

P. 27

Dia 21, sábado

Laboratório pedagógico

Rochas: três ambientes, três famílias

15h / 17h

P. 26

Dia 22, domingo

Visita animada

Uma aventura com… Darwin

16h / 18h

P. 27

Dia 28, sábado

Laboratório pedagógico

Experiências na cozinha

11h / 13h

P. 27

Dia 28, sábado

Laboratório pedagógico

Tardes de origami

15h30 / 17h30 P. 25

31


CALENDÁRIO DE ATIVIDADES DE FIM DE SEMANA 2015 MARÇO 2015 DATA

TIPOLOGIA

ATIVIDADE

HORA

Dia 1, domingo

Planetário

Histórias de estrelas e planetas!

Dia 7, sábado

Visita animada

Eu sou uma borboleta e moro numa planta

16h30 / 17h30 P. 26

Dia 7, sábado

Museu porta fora

Rota das simetrias

Dia 7, sábado

Planetário

A olhar para o céu!

16h30 / 17h30 P. 25

Dia 8, domingo

Laboratório experimental

Laboratório de robótica

11h30 / 12h30 P. 25

Dia 8, domingo

Museu porta fora

Com a cidade aos nossos pés…

Dia 14, sábado

Sessão A PAR

Aprender em parceria

Dia 14, sábado

Torneio

Torneios de jogos matemáticos

Dia 14, sábado

Visita animada

Um mês, um tema, um nome de ciência

15h / 6h30

P. 28

Dia 15, domingo

Visita animada

Polinizadores procuram-se!

11h / 13h

P. 27

Dia 15, domingo

Visita animada

Do Big-Bang ao observador cósmico

16h / 18h

P. 27

Dia 21, sábado

Visita orientada

Minerais no meu dia a dia!

15h / 16h

P. 26

Dia 28, sábado

Laboratório pedagógico

Experiências na cozinha

11h / 13h

P. 27

Dia 28, sábado

Laboratório pedagógico

Tardes de origami

Dia 29, domingo

Visita animada

Uma aventura com… Darwin

16h / 18h

DATA

TIPOLOGIA

ATIVIDADE

HORA

Dia 11, sábado

Sessão A PAR

Aprender em parceria

Dia 11, sábado

Torneio

Torneios de jogos matemáticos

Dia 11, sábado

Visita animada

Um mês, um tema, um nome de ciência

Dia 12, domingo

Laboratório experimental

Laboratório de robótica

Dia 12, domingo

Museu porta fora

Com a cidade aos nossos pés…

15h / 18h

P. 26

Dia 18, sábado

Laboratório pedagógico

Os fósseis da minha rua

15h / 17h

P. 26

Dia 19, domingo

Visita animada

Polinizadores procuram-se!

11h / 13h

P. 27

Dia 19, domingo

Visita animada

Do Big-Bang ao observador cósmico

16h / 18h

P. 27

Dia 26, domingo

Visita animada

Uma aventura com… Darwin

16h / 18h

P. 27

11h / 13h

P. 28

15h / 17h

P. 25

15h / 18h

P. 26

11h / 12h

P. 20

15h30 / 16h30 P. 24

15h30 / 17h30 P. 25 P. 27

ABRIL 2015

32

11h / 12h

P. 20

15h30 / 16h30 P. 24 15h / 16h30

P. 28

11h30 / 12h30 P. 25


CALENDÁRIO DE ATIVIDADES DE FIM DE SEMANA 2015 MAIO 2015 DATA

TIPOLOGIA

ATIVIDADE

HORA

Dia 2, sábado

Laboratório pedagógico

Borboletas: observar para aprender

11h / 13h

P. 28

Dia 2, sábado

Museu porta fora

Rota das simetrias

15h / 17h

P. 25

Dia 2, sábado

Planetário

A olhar para o céu!

16h30 / 17h30

P. 25

Dia 3, domingo

Visita orientada

Borboletas…ao ritmo das estações

11h / 12h

P. 27

Dia 3, domingo

Planetário

Histórias de estrelas e planetas!

16h30 / 17h30

P. 26

Dia 9, sábado

Sessão A PAR

Aprender em parceria

11h / 12h

P. 20

Dia 9, sábado

Torneio

Torneios de jogos matemáticos

15h30 / 16h30

P. 24

Dia 9, sábado

Visita animada

Um mês, um tema, um nome de ciência

15h / 16h30

P. 28

Dia 10, domingo

Laboratório experimental

Laboratório de robótica

11h30 / 12h30

P. 25

Dia 10, domingo

Museu porta fora

Com a cidade aos nossos pés…

15h / 18h

P. 26

Dia 17, domingo

Visita animada

Polinizadores procuram-se!

11h / 13h

P. 27

Dia 17, domingo

Visita animada

Do Big-Bang ao observador cósmico

16h / 18h

P. 27

Dia 23, sábado

Laboratório pedagógico

Experiências na cozinha

11h / 13h

P. 27

Dia 30, sábado

Laboratório pedagógico

Tardes de origami

15h30 / 17h30

P. 25

Dia 31, domingo

Visita animada

Uma aventura com… Darwin

16h / 18h

P. 27

JUNHO 2015 DATA

TIPOLOGIA

ATIVIDADE

HORA

Dia 6, sábado

Visita animada

Eu sou uma borboleta e moro numa planta

11h / 13h

P. 28

Dia 6, sábado

Museu porta fora

Rota das simetrias

15h / 17h

P. 25

Dia 6, sábado

Planetário

A olhar para o céu!

16h30 / 17h30

P. 25

Dia 7, domingo

Planetário

Histórias de estrelas e planetas!

16h30 / 17h30

P. 26

Dia 13, sábado

Torneio

Torneios de jogos matemáticos

15h30 / 16h30

P. 24

Dia 13, sábado

Visita animada

Um mês, um tema, um nome de ciência

15h / 16h30

P. 28

Dia 14, domingo

Laboratório experimental

Laboratório de robótica

11h30 / 12h30

P. 25

Dia 14, domingo

Museu porta fora

Com a cidade aos nossos pés…

15h / 18h

P. 26

Dia 21, domingo

Visita animada

Polinizadores procuram-se!

11h / 13h

P. 27

Dia 21, domingo

Visita animada

Do Big-Bang ao observador cósmico

16h / 18h

P. 27

Dia 27, sábado

Laboratório pedagógico

Experiências na cozinha

11h / 13h

P. 27

Dia 27, sábado

Laboratório pedagógico

Tardes de origami

15h30 / 17h30

P. 25

Dia 28, domingo

Visita animada

Uma aventura com… Darwin

16h / 18h

P. 27

33


CALENDÁRIO DE ATIVIDADES DE FIM DE SEMANA 2015 JULHO 2015 DATA

TIPOLOGIA

ATIVIDADE

HORA

Dia 4, sábado

Laboratório experimental

Banquete de cores no Jardim de Borboletas

11h / 12h

P. 28

Dia 4, sábado

Museu porta fora

Rota das simetrias

15h / 17h

P. 25

Dia 4, sábado

Planetário

A olhar para o céu!

16h30 / 17h30

P. 25

Dia 5, domingo

Visita orientada

Borboletas…ao ritmo das estações

11h / 12h

P. 27

Dia 5, domingo

Planetário

Histórias de estrelas e planetas!

16h30 / 17h30

P. 26

Dia 11, sábado

Torneio

Torneios de jogos matemáticos

15h30 / 16h30

P. 24

Dia 11, sábado

Visita animada

Um mês, um tema, um nome de ciência

15h / 16h30

P. 28

Dia 12, domingo

Laboratório experimental

Laboratório de robótica

11h30 / 12h30

P. 25

Dia 18, sábado

Laboratório pedagógico

Os fósseis da minha rua

15h / 17h

P. 26

Dia 19, domingo

Visita animada

Do Big-Bang ao observador cósmico

16h / 18h

P. 27

Dia 25, sábado

Laboratório pedagógico

Experiências na cozinha

11h / 13h

P. 27

Dia 25, sábado

Laboratório pedagógico

Tardes de origami

15h30 / 17h30

P. 25

Dia 26, domingo

Visita animada

Uma aventura com… Darwin

16h / 18h

P. 27

AGOSTO 2015

Não deixe de consultar o programa específico das atividades de verão: www.mnhnc.ulisboa.pt

34


QUEM SOMOS? EQUIPA INTERNA Gabriela Cavaco, Fernando Serralheiro, João Pedro Cascalho, Maria do Carmo Elvas, Raquel Barata, Vasco Teixeira. COLABORADORES PERMANENTES Adriana Galveias, Ana Sofia Leitão, Joana Reis, João Pinto Dias, Maria João Verdasca, Suzana Ferreira, Tiago Hirth. COLABORADORES EXTERNOS Ana Alves, André Inácio, Ana Cristina Pedro, Ana Isabel Dias, Ana Palma, Anabela Gaio, Anabela Teixeira, Cristina Maldonado, Cristina Martins, Edgar Antunes, Emiliano Pinto, Filipa Silva Albino, Filipa Correia, Francisco Branco, Frederico Fernandes, Gabriel Gonçalves, Helena Clode, Idália Pesquita, Ilda Rafael, Inês Paulino, Joana Andrade, Joana Carvalho, Joana Veiga, João André Duarte, João Calaim, João Farminhão, João Silva, Jorge Nuno Silva, Nuno Carvalho, Nuno Malato, Raquel Ludovina, Rita Baptista, Sara Costa, Sofia Norton, Suzana Nápoles, Susana Paço, Teodora Boneva, Teresa Cardoso, Tiago Robalo, Valter Nunes. DIVULGAÇÃO Raquel Barata, Mafalda Madureira, Tânia Ferreira. INFORMAÇÕES E MARCAÇÕES Carla Cruz, Celso Lacerda, Sofia Miranda.

35


COMO CHEGAR ATÉ NÓS? MUSEU NACIONAL DE HISTÓRIA NATURAL E DA CIÊNCIA – SEDE Coordenadas GPS: 38.71839843597205 N, - 9.150742292404175 O Estação Metro: Rato (Linha Amarela) Autocarros: 758, 773, 202 (paragem em frente ao Museu)

MUSEU NACIONAL DE HISTÓRIA NATURAL E DA CIÊNCIA – OBSERVATÓRIO ASTRONÓMICO DE LISBOA Coordenadas GPS: 38.71007722195629 N, - 9.187370538711548 O Autocarros: 760 Eléctrico: 18 (portão principal da Tapada da Ajuda / Instituto Superior de Agronomia) Existem também carreiras frequentes para o Largo do Calvário (8 min. do Observatório).

36


PLANTA DO MUSEU – SEDE Edifício Principal 13 12

14 16

17

15 24 25

18

Piso 1

19

23

20 21

22

6

11

5 4

Piso 0

7

3

8

10 9 2

1

1. Tudo sobre Dinossáurios 2. Allosaurus, Um Dinossáurio, Dois Continentes 3. Minerais: Identificar, Classificar 4. Jóias da Terra: O minério da Panasqueira 5. Sala do Veado 6. Auditório Aurélio Quintanilha 7. Sala António Forjaz Laboratorio Chimico – Ao serviço da comunidade 8. Sala José Júlio Rodrigues – Reserva visitável 9. Anfiteatro de Química 10. Laboratorio Chimico 11. Sala Welwitsch 12. Jogos Matemáticos através dos tempos

Informações / Bilheteira | Exposições permanentes |

Bengaleiro |

13. Planetário 14. Laboratório Cyrillo Soares – Lab. de Física 15. Auditório Manuel Valadares 16. O Cálculo de ontem e de hoje 17. Sala Bragança Gil – Exp. Participativa de Física 18. Sala Agostinho Vicente Lourenço 19. Sala Branca Edmée Marques 20. Galeria do Átrio – Memória da Politécnica 21. Sala da Baleia – Coleções de naturalista 22. Sala Azul 23. Sala Bocage – A Aventura da terra: um planeta em evolução 24. Sala Sacarrão 25. Sala da Cortiça

Cafetaria |

Exposições de longa duração |

Loja do Museu |

WC |

Exposições temporárias |

Acessibilidade Outros espaços

37


PREÇÁRIO ATIVIDADES Grupos Escolares e Associativos, Famílias e Organizações sem Fins Lucrativos, Centros de Formação e Empresas de Turismo Cultural. ATIVIDADES Visitas Livres às exposições e Jardim Botânico (Grupos Escolares e Organizações s/ fins lucrativos) Visitas Orientadas às exposições, OAL e Jardim Botânico (Grupos até 30 pessoas)

SEMANA

FIM DE SEMANA

1,50

2,50

60,00 / grupo ou 2,50 / pax

80,00 / grupo ou 3,00 / pax

Visitas Animadas

3,00

4,00

Laboratórios Experimentais

2,00

3,00

Laboratórios Pedagógicos

3,00

4,00

Planetário

2,00

3,00

Visitas personalizadas Exposições temporárias Museu porta fora Fins de semana... no Museu Festas de aniversário Férias no Museu O Museu comemora

Preçários específicos disponíveis diretamente na bilheteira Informações através de: geral@museus.ul.pt ou em www.mnhnc.ulisboa.pt

Clube de robótica Consultoria / Parcerias Centros de formação Empresas de turismo cultural Ciência e cidadania Visita às estações meteorológica e sismográfica do IDL

Gratuito

Quando a Terra tremer...

Preparação de Visitas de Estudo

Número de marcações sujeito à disponibilidades de agenda interna da instituição.

Importante: Nas Visitas Livres, todos os grupos superiores a 10 pessoas necessitam marcação prévia obrigatória. Nas restantes atividades é cobrado um valor mínimo a 15 pessoas. Qualquer desmarcação com menos de 48 horas de antecedência, obriga a um pagamento mínimo obrigatório correspondente a 15 pessoas por atividade marcada.

38


HORÁRIOS EXPOSIÇÕES, LOJA E CAFETARIA Terça a sexta-feira – 10h às 17h. Fim de semana – 11h às 18h. O Museu encerra à segunda-feira (exceto para grupos escolares com marcação prévia) e feriados.

JARDIM BOTÂNICO Verão (1 de abril a 31 de outubro): dias úteis – 9h às 20h; fins de semana e feriados – 9h às 20h. Inverno (1 de novembro a 31 de março): dias úteis – 9h às 18h; fins de semana e feriados – 9h às 18h. O Jardim Botânico encerra nos dias de Natal e Ano Novo.

BORBOLETÁRIO Terça a sexta-feira (21 de março a 15 de novembro) – 10h às 17h. Fim de semana – 11h às 18h. Encerra à segunda-feira e feriados. O Borboletário encerra as suas portas durante o inverno (exceto para grupos escolares com marcação prévia).

INFORMAÇÕES E MARCAÇÕES Museu Nacional de História Natural e da Ciência – Sede Rua da Escola Politécnica, n.º 54, 56, 58, 60 1250-102 Lisboa T. 213 921 808 / 24 / 25 geral@museus.ul.pt www.mnhnc.ulisboa.pt www.ulisboa.pt

39


Museus da Universidade de Lisboa

Parceiros

APM

Associação de Professores

A PAR

de Matemática

Apoio Institucional

Se desejar receber informações periodicamente sobre as atividades do Museu no seu endereço eletrónico, envie-nos os seus dados pessoais (nome, morada, profissão, e-mail) para o nosso serviço de comunicação e divulgação: divulgacao@museus.ul.pt

Design: Planeta Tangerina

Mecenato


Muhnac programa 2014 2015