__MAIN_TEXT__

Page 12

entrevista

Welber Barral, advogado e consultor em comércio exterior

“O BRASIL APROVEITA MAL TODO O COMÉRCIO EXTERIOR” Exportar ou investir na internacionalização SÃO FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS para crescer. Mas a burocracia e a falta de incentivo afetam as micros e pequenas que buscam acessar mercados externos Fabíola Perez

E

m momentos de recessão, buscar mercados

aproveitaram mercados desenvolvi-

no exterior pode ser um diferencial para

dos, como o europeu. Isso, porém, com

quem tem um negócio bem estruturado no

muita dificuldade, porque as empre-

território nacional. Hoje, no entanto, essa

sas brasileiras têm pouca experiência

estratégia está concentrada nas operações

em internacionalização. Além disso, o

de grandes companhias que abastecem ou-

custo do dinheiro no Brasil é caro. Se

tros países, principalmente com commodi-

as empresas não têm um mecanismo

ties brasileiras. As micros e pequenas em-

de financiamento, o caminho se torna

presas, que equivalem a mais de 27% do Produto Interno

muito mais difícil. Outra dificuldade é o

Bruto (PIB) e movimentam mais de R$ 600 bilhões ao ano,

sistema tributário brasileiro, que pune

representam pouco mais de 1% do mercado nacional volta-

muito as companhias internacionaliza-

do para o estrangeiro. “A exportação é crucial para o cresci-

das. E, ainda pela própria falta de expe-

mento econômico. Mas o Brasil ainda aproveita mal todo o

riência, é difícil encontrar talentos no

comércio exterior”, afirma o advogado e consultor que já foi

Brasil que possam ser expatriados.

titular da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio entre 2007 e 2011,

Teoricamente, qual é a diferença entre

Welber Barral.

internacionalização e exportação? Exportar é mandar produtos e ser-

Como tem evoluído a atuação de empresas

viços

nacionais mundo afora?

fora do País. Internacionalizar é mais

Erraticamente. Houve uma evolução até 2010, algumas em-

complexo. A empresa traça um plano,

presas, sobretudo as construtoras brasileiras, começaram a

reúne parceiros e começa a licenciar

se internacionalizar. Outras da área de informática entra-

sua marca em outros territórios. É um

ram no mercado norte-americano e companhias de consumo

processo que envolve investimento no

12    gestão empresarial 40    julho / 2017

para

serem

comercializados

Profile for GBrasil Contabilidade

Revista Gestão Empresarial - Edição 40  

Revista Gestão Empresarial - Edição 40  

Advertisement