__MAIN_TEXT__

Page 1

EDIÇÃO #36 JANEIRO | JUNHO 2021

A IMPORTÂNCIA DO DRE GERENCIAL PARA AS LOJAS

W W W.ABL AC.COM .BR

Documento reúne informações que indicam a saúde do negócio e permite tomar decisões assertivas

Sete conselhos de Luiza Helena Trajano aos micro e pequenos empresários Contrate colaboradores pela habilidade de sorrir Dicas para atrair, conquistar e manter o cliente Adeque sua loja à LGPD O desafio da era do varejo sem contato


Diretoria Executiva 2019-2021 Presidente Marcone Tavares (Aby’s - Maceió/AL) Vice-presidente Bruno Constantino (Oscar Calçados - São José dos Campos/SP) Conselho Superior Vitalício Antonio Espolador Neto (Planeta Pé/Scarpinni - Curitiba/PR) Marconi Matias dos Santos (Itapuã Calçados - Vila Velha/ES) Carlos Mamoru Ajita (Casas Ajita - Maringá/PR) Antoniel Marrachine Lordelo (Azul Calçados - Itu/SP) Imad Esper (Savan Calçados - Goiânia/GO)

W W W. A BL AC . C O M. BR

1ª Secretária Lara Esper Esper (Franqueada Usaflex - Goiânia/GO) 2º Secretário Artur Tchilian (Di Santinni - São Paulo/SP) 1º Tesoureiro Imad Esper (Savan Calçados - Goiânia/GO) 2º Tesoureiro Antoniel Marrachine Lordelo (Azul Calçados - Itu/SP) Diretor de Marketing Rafael Sachete Pereira (Arezzo - Campo Bom/RS) Diretor Jurídico Rocine Milet Moraes Filho (Sapataria Nova - Recife/PE) Diretor de Desenvolvimento Profissional e Cursos Marcos Vinicius Finokiet (Igrejinha/RS) Diretor Social Nordeste Eduardo Smaniotto (Novo Hamburgo/RS) Diretor Social Sul e Sudeste Mario Zanatta (Studio Z - Palhoça/SC) Conselho Deliberativo Presidente Pedro Paulo de Abreu (Carioca Calçados - Florianópolis/SC) 1º Conselheiro Paulo Roberto Damasceno (Talent Franquia - Salvador/BA) 2º Conselheiro Eduardo Rodrigues Espolador (Pague Menos - Curitiba/PR) 3º Conselheiro Leonardo Annicchino (Esporte Total - Capivari/SP) 1º Suplente Luiz Gustavo Kherlakian (Pontal - São Paulo/SP) 2º Suplente Raul Viega da Rocha (Lojas Radan - São Leopoldo/RS) 3º Suplente Claudir José Dullius (Dullius - Cruzeiro do Sul/RS) Conselho Fiscal 1º Conselheiro Nelo Ballesteros (Elmo Calçados - Belo Horizonte/MG) 2º Conselheiro Florêncio H. de Rezende Júnior (Flávio´s Calçados - Goiânia/GO) 3º Conselheiro Vanoil da Rocha Pereira (Passarela - Jundiaí/SP) Diretor Executivo Wesley Barbosa

4

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

Publicação da Associação Brasileira de Lojistas de Artefatos e Calçados (Ablac). Revista de distribuição gratuita, com circulação nacional e periodicidade semestral, dirigida a lojistas de artefatos e calçados. Visite o portal da Ablac (www.ablac.com.br) e associe-se! *Os artigos assinados são de exclusiva responsabilidade de seus autores Sede social/administrativa Avenida Paulista, 726, 17o andar Edifício Comercial 5ª Avenida São Paulo/SP Fone (11) 4506.3023 CEP 01310-910 Secretaria executiva Fone (62) 99907.1141 Goiânia/GO www.ablac.com.br secretaria@ablac.com.br Diretor responsável Marcone Tavares Jornalista responsável Milton Grabin - DRT/RS 6520 Planejamento gráfico e execução GBM Comunicação (51) 3593.2669 www.gbmcomunicacao.com.br milton@gbmcomunicacao.com.br


EDITORIAL

O DESAFIO continua Varejo de calçados precisa, em 2021, garantir a saúde financeira de suas operações e voltar a crescer

M

uitas foram as mudanças no varejo de calçados em 2020, assim como em outros segmentos da economia. O setor foi um dos mais atingidos pela pandemia e viu suas atividades mudarem radicalmente em perfil e volume de vendas, tendo fechado o ano com significativa queda de receita e milhares de

lojas a menos, que sucumbiram diante das dificuldades. Em 2021, o desafio de continuar operando de forma saudável é grande para lojistas de todos os portes e todas as regiões. Cada um a seu modo, terá que destinar energia e recursos para dar continuidade às transformações necessárias e recuperar a rentabilidade das suas operações, condição a qual nenhuma empresa sobrevive. Para isso, além de uma gestão assertiva individual, um fator em especial, de ordem sanitária, reveste-se de importância vital para que o varejo de calçados possa voltar a ter números positivos: a vacinação da população brasileira. Felizmente, a imunização contra o novo coronavírus

NOSSA CAPA

está em pleno curso. Ainda que tenha demorado para começar e não se saiba exatamente quan-

DRE Gerencial permite traçar cenários e fazer projeção de resultados futuros, como aumento das vendas

to tempo levará para ser concluída, ela é essencial para que as pessoas possam voltar a participar de eventos sociais e readquir a confiança para consumir, como faziam antes da pandemia.

Reforma tributária também é vital Torcemos para que a imunização ocorra o quanto antes e se reestabeleça o cenário para a retomada dos negócios do comércio de calçados. Além desta, há outra condição importante

WWW .ABL

AC.C OM.B

para a recuperação – a reforma tributária. Estamos mobilizados para assegurar que as deman-

R

#36 EDIÇÃO | JUNHO 2021 JANEIRO

das do setor sejam contempladas no texto-base que será debatido na Câmara dos Deputados. Consistentes, elas serão apresentadas em breve aos parlamentares ligados à nossa atividade e acreditamos que há possibilidades reais de serem aprovadas, devolvendo ao comércio calçadista as condições de que necessita para manter-se ativo e, também, voltar a crescer.

IA RTÂNC L A IMPOE GERENCIA DO DR S LOJAS a saúde indicam A A es que R iva açõ ert A orm P ento reúne inf ar decisões ass s

Trajano a Helena de Luiz rios selhos empresá Sete con uenos ro e peq aos mic s boradore cola e ir Contrat de sorr ilidade pela hab quistar atrair, con Dicas para cliente o e manter à LGPD sua loja Adeque contato jo sem do vare fio da era O desa

te tom Docum o e permi do negóci

6

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

Marcone Tavares Presidente da Ablac | 2019-2021


Aumentar em 70% o índice de recompra dos seus clientes Com o SetaERP a sua loja pode! SAIBA MAIS AGORA

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

7


SUMÁRIO

EDITORIAL

EMPRESAS

O desafio continua

Pegada busca inspiração nas paisagens brasileiras

Sete conselhos de Luiza Helena Trajano aos micro e pequenos empresários

Contrate funcionários pela habilidade de sorrir

GESTÃO

GESTÃO

GESTÃO

GESTÃO

06 16

18

12

20

GESTÃO

14

24

Seus funcionários estão nos lugares certos?

Como organizar a loja para vender mais

A importância do DRE Gerencial para as lojas de calçados

Dicas para atrair, conquistar e manter o cliente

GESTÃO

LEGISLAÇÃO

28

RECURSOS HUMANOS

30

RECURSOS HUMANOS

32

E-mail próprio é essencial aos negócios

Adeque sua loja à LGPD

A importância de dar feedback

Prepare a sua equipe para brilhar

ATENDIMENTO

ATENDIMENTO

TECNOLOGIA

35

CONTATOS

36

O desafio da era do varejo sem contato

Como obter alta performance em vendas

O papel da tecnologia em um mundo de varejo digital

Anunciantes, empresas, feiras, profissionais e entidades citados nessa edição

26 33

8

10

GESTÃO

34

janeiro/junho 2020 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS


O SEU NEGÓCIO PEDE ESSA ENTREGA. Somos uma empresa de soluções em transporte de carga fracionada que busca guiar os seus clientes aos melhores caminhos. Recalculamos as rotas quando preciso e cuidamos de cada carga como se fosse nossa. Atuamos há mais de 46 anos no mercado logístico, com 85 unidades em todo o Sul, Sudeste, Bahia, Sergipe e Ceará.


EMPRESAS

Inspiração nas PAISAGENS BRASILEIRAS Bahia e Chapada Diamantina são cenários da nova campanha da Pegada para 2021

P

ara criar sua campanha de 2021,

do vida a uma coleção cheia de personalidade,

“Feito para você conquistar”, que representa as

a Pegada inspirou-se nas pessoas

conforto e versatilidade”, explica o diretor de

origens de cada conquista, as diferentes moti-

e na diversidade das paisagens

marketing da empresa, Gabriel Ranft.

vações, o que nos tira da zona de conforto e os

brasileiras, buscando a criativida-

Conforme ele, a Bahia foi o cenário escolhi-

muitos caminhos que podemos escolher. Um

de na fluidez das águas, na exuberância nos

do para apresentar a nova coleção, pois com-

movimento que traduz e faz parte da construção

campos e florestas, na resistência das rochas

bina perfeitamente com as suas inspirações.

da personalidade do brasileiro e do jeito Pegada

e dos cânions e no equilíbrio da vida do brasi-

Com fotos e filmes produzidos em Salvador, na

de desenvolver calçados de primeira qualidade.

leiro entre praias, campos e cidades.

praia do Imbassaí, na Chapada Diamantina e

“Estamos prontos para iniciar o novo ano

Uma pluralidade que representa perfeita-

também dentro das fábricas da empresa, mos-

com um olhar positivo e otimista, esperando a

mente a cultura da empresa, o povo brasileiro e

tra a conexão da beleza do nosso país com o

chegada de novas conquistas com um merca-

sua identidade. “Combinamos tudo isso com a

cuidado na produção dos calçados Pegada.

do reaquecido e com a retomada do caminho

últimas tendências da moda internacional, dan-

10

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

O conceito que deu voz à campanha é o

do crescimento”, finaliza Gabriel.


janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

11


Sete conselhos de LUIZA TRAJANO

GESTÃO

Presidente do conselho de administração do Magazine Luiza diz que é preciso sonhar grande, mas com cautela

U

12

ma das maiores referências

sua essência, Luiza falou sobre as importantes

avaliava desempenhar melhor, Luiza respon-

em empreendedorismo no Bra-

mudanças implementadas durante a sua lide-

deu sem pestanejar: “o de avó!”, reforçando

sil, Luiza Helena Trajano é a

rança no Magalu, o seu lado família, e também

que sempre procurou conciliar sua carreira de

presidente do conselho de ad-

contou um pouco do seu trabalho frente ao

sucesso com os laços com sua família. Ao lon-

ministração do Magazine Luiza e líder do Mu-

Mulheres do Brasil, que começou com 50 inte-

go de pouco mais de meia hora de conversa,

lheres do Brasil. Em dezembro, a empresária

grantes e hoje reúne mais de 37 mil.

a empresária deu várias dicas inspiradoras e

participou de um bate-papo com a CRO da RD

Quando perguntada sobre, dentre todos

práticas a empreendedores, sobretudo aos

Station, Juliana Tubino, durante o Hostelby RD

os seus papeis como multiplicadora (empre-

micro e pequenos empresários. Selecionamos

Summit. Contando as histórias que refletem a

sária, criadora, mentora e investidora), qual ela

algumas delas a seguir.

1 - Entenda a sua essência e procure segui-la

2 - Sonhe grande, mas com cautela

“Sempre lutei para não perder a minha alma, os meus princípios e a

muito com pouco!”. A executiva afirma que sempre controlou de

minha essência”, diz. Luiza conta que o sonho de sua tia, fundadora

perto o caixa do Magalu e que esse foi um dos maiores segredos

do Magalu, era montar uma loja para gerar emprego para a famí-

para que a empresa enfrentasse os tempos mais desafiadores. “Se

lia. Ao assumir, ela confidenciou que nunca geriu o Magazine Luiza

pudesse dar uma dica para os pequenos, seria abram a cabeça para

para ser “o maior”, mas para gerar empregos e apoiar o ecossis-

pensar grande e ajam conforme o seu bolso. É melhor ser simples e

tema. “O dinheiro acabou sendo uma consequência disso”, alerta.

estar formal”, enfatiza.

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

“É fácil fazer pouco com pouco e muito com muito. O difícil é fazer


GESTÃO

3 - Ninguém é perfeito. Entenda os erros e fuja de pensamentos limitantes

4 - Seja formal

“As empresas precisam acabar com essa crença de que não têm di-

gado até onde cheguei”, explica a empresária, voltando ao tema do

nheiro e que tudo é muito difícil”, diz Luiza. Para ela, para conseguir

sonhar grande, mas com cautela. Para exemplificar, Luiza comenta

prosperar, é preciso deixar a perfeição de lado, permitir-se errar e

que, durante a pandemia, a União disponibilizou dinheiro rapida-

procurar entender porque esses erros ocorreram. “Nunca tentei ser

mente para pequenas empresas, mas muitos não tinham o balanço

perfeita. Sempre procurei entender os erros e não repeti-los”, ressal-

do ano passado, os empregados não estavam registrados e a infor-

ta. Para ela, é a receita que permite que as empresas sempre estejam

malidade impediu o acesso ao capital. “Se tornem formais dentro

se renovando.

daquilo que vocês podem. Vai ter muito crédito para pequenos em-

“Quando acertei mais? Quando fui formal, senão eu não teria che-

presários, mas precisa ser formal”, explica.

5 - A tecnologia é um apoio à obsessão pelo cliente Além do controle do caixa do Magalu, Luiza afirma que uma das áreas que ela mais se dedicava no dia a dia da varejista era o atendimento ao cliente. Em muitos casos, dava o próprio telefone para aqueles consumidores insatisfeitos. No início, esse controle era feito por ela e uma assistente num livro caixa. Hoje, existe um arsenal de ferramentas que permitem automatizar esse atendimento e o contato próximo. Manter a essência (lembra dela?) do foco no cliente, porém,

6 - Escolha os melhores parceiros e trate-os bem A empresária reforça que ter uma boa relação com parceiros e fornecedores é fundamental para o crescimento dos negócios. E dá um exemplo prático, em caso da necessidade de redução de custos. “Eu não falo ‘se você não diminuir eu vou te mandar embora’. Eu falo: ‘o custo está alto, veja o que você pode fazer para reduzir em 30% e vou ver o que posso fazer para reduzir por aqui também’”, exemplifica.

é fundamental.

7 - Cuide de seus funcionários e invista em diversidade O Magalu é reconhecido por suas ações de bem-estar para funcionários e também em políticas de inclusão. Luiza lembra que as mulheres formam 50% dos funcionários e 40% do conselho de administração. Também foi perguntada sobre o programa recente de trainee que seleciona apenas candidatos pretos e pardos, o que gerou discussões sobre racismo e políticas de inclusão. Para ela, mesmo com a grande repercussão, houve mais pessoas a favor do que contra. “Levamos muita paulada, mas também recebemos muito carinho e tivemos muito mais gente apoiando do que o contrário. Eu adoro escutar feedback. Eu me treinei para ouvir coisas que eu não quero ouvir. Mas não leio e não escuto ofensas e detratores”, finaliza. Além dos resultados financeiros, que são uma consequência dire-

ta desse investimento, Luiza lembra das pesquisas que reconhecem o Magalu como uma das melhores empresas para trabalhar. “O Magazine Luiza está, há mais de 20 anos, no ranking das melhores empresas para se trabalhar. Isso é fruto de uma missão que a gente já tinha desde quando eu morava em Franca e com a qual a gente continuou após crescer. Eu sou uma pessoa muito preocupada com a desigualdade e trabalho para que isso seja diferente, pelo menos, aqui dentro”, diz. Eleita Person oftheYear 2020 (Pessoa do ano 2020) pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos (a primeira mulher a receber a honraria), Luiza diz não se apegar aos títulos que recebe, mas sim ao impacto que pode causar. Ela se define como uma pessoa “fragmentada” e que, independentemente do cargo que ocupam ou da quantidade de dinheiro que tem, o poder só vem aos empreendedores que sabem lidar com as pessoas.

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

13


GESTÃO

Contratar pela EMPATIA e capacidade de SORRIR? Especialista em varejo afirma que critérios pessoais devem se sobrepor aos técnicos

V

ocê, lojista, já pensou em contratar funcionários

momento, é preciso mais acolhimento e menos cobrança, o

mais pela empatia e capacidade de sorrir e menos

que pode reverter a favor do lojista”, explica.

pela qualificação técnica? Este não é um procedimento comum no varejo de calçados, mas deveria

14

Vulnerabilidade soma

ser. Um dos defensores da adoção desse novo critério de seleção,

Para ser protagonista, o líder precisa ter consciência de que

em vez dos tradicionais conhecimentos de vendas e dos produ-

não possui algumas competências e que as suas habilidades se

tos, é o Tonini Junior, especialista em gestão de pessoas e sócio-

complementam com as do time. Aceitar esta condição e mostrar-

-diretor da Praxis Business, empresa com sede no Rio de Janeiro

-se vulnerável perante a equipe algumas vezes têm efeito contrá-

especializada em franquias e varejo.

rio do que se possa imaginar. As pessoas valorizam quem tem

Para ele, as mudanças que o varejo sofreu nos últimos meses

coragem de abrir o coração e reconhecer as suas limitações. “Nin-

impõem a adoção de um novo estilo de liderança e uma nova for-

guém tem todas as competências e, por isso, é necessário pedir

ma de gestão do capital humano. No novo cenário, fortemente in-

ajuda a quem é mais qualificado em uma ou outra área. Gestor

fluenciado pelo digital, o gestor de loja precisa desenvolver novas

que compartilha a verdade gera confiança e estimula o engaja-

competências, especialmente a habilidade de ser protagonista, e

mento da equipe”, explica.

a equipe, além de ser selecionada a partir de novos critérios de

Para Tonini, o varejo deve tomar como exemplo o padrão de

análise, ser constantemente treinada para proporcionar experiên-

excelência da Disney, nos Estados Unidos, que encantam os visi-

cias marcantes ao consumidor e obter maior produtividade.

tantes pelos belos atrativos, mas também pelo atendimento dos

Palestrante e treinador de equipes de varejo, Tonini Junior

colaboradores. Lá, o capital humano é escolhido criteriosamente

afirma que, em tempos de incertezas como o atual, é preciso

e constantemente treinado, pois é essencial para criar felicidade

mudar o mindsait e inovar. As novas tecnologias permitem

em todos os que os visitam, como indica a missão da empresa.

controlar o desempenho dos negócios, mas não promovem o

“No varejo em geral, infelizmente, ocorre o contrário. As pessoas

engajamento do capital humano, desafio que cabe ao gestor.

são contratadas pela habilidade técnica e não pela sua empatia e

Isso implica em uma nova forma de tratar a equipe, que, como

capacidade de sorrir habitualmente, que sabidamente têm grande

todos, está vulnerável devido à pandemia de Covid-19. “Nesse

impacto no atendimento”, ressalta o diretor da Praxis Business.

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS


Novos critérios de seleção Tonini diz que é preciso contratar pelo comportamento que se quer que as pessoas tenham e treiná-las para desenvolver novas habilidades técnicas. O varejo pode transmitir aos colaboradores as características técnicas do calçado, por exemplo, que são importantes, mas não pode ensinar-lhes a serem empáticos, sorridentes e respeitadores, que são características individuais. Por isso, o processo seletivo deve dar prefe-

pois o currículo, por melhor que possa parecer,

e à oferta de novos atrativos aos consumidores.

não diz como ela fala, gesticula e expressa-se

Uma tendência que deve ganhar espaço nos pró-

verbalmente. “Se o entrevistador acertar nessa

ximos anos é o agendamento de horário para o

análise, o principal pilar da geração de resultados

consumidor ir à loja comprar e ser atendido com

estará praticamente assegurado”, destaca.

segurança e atenção. Esse e outros movimentos

O diretor da Práxis Business acrescenta que

exigem um capital humano treinado e engajado,

as entrevistas (cada vez mais online) devem ser

capaz de proporcionar uma experiência de com-

planejadas para permitir a identificação também

pra positiva.

do perfil digital dos candidatos, isto é, a sua intimidade com as ferramentais digitais, que são

Sobre Tonini Junior

cada vez mais importantes no atendimento ao

Com mais de 30 anos de atuação no vare-

ramente vão impactar o relacionamento com os

consumidor. Entre outros fatores, é necessário

jo em cargos executivos, Tonini Junior é sócio-

consumidores.“Se a sua loja se preocupa com o

buscar saber, por exemplo, quantos amigos e

-diretor da Praxis Business e aplica treinamentos

capital humano, na entrevista de seleção, tente

contatos o candidato tem, pois estes serão im-

nas maiores redes de franchising & varejo. Cur-

descobrir quem é a pessoa humana que está

portantes aliados de venda se ele for escolhido

sou a Universidade Federal do Rio de Janeiro e

sendo analisada, e não o candidato, pois o que

para trabalhar na loja.

é coautor do livro “Gestão do Ponto de Venda:

rência às características pessoais que verdadei-

ela é na vida particular se refletirá na sua loja.” Conforme Tonini, existem no mercado vários

Nova forma de remunerar

Os papéis do Franqueado de Sucesso”, além de autor de artigos relacionados a gestão de ven-

testes de perfil psicológico que ajudam na esco-

Para engajar os funcionários e aumentar a

das, atendimento & vendas e encantamento de

lha dos melhores candidatos e não substituem

sua produtividade, uma boa opção é mudar a

clientes para o franchising & varejo, experiência

as entrevistas de seleção. Nesse contato, seja

forma de remuneração e adotar novas métricas

de compra e cultura organizacional. Head dos

pessoal ou online, o entrevistador deve procurar

para vendas na loja e no whatsapp, por exemplo.

cursos presenciais da Academia de Gestão Pra-

conhecer quem é a pessoa verdadeiramente,

O varejo vive um momento propício à inovação

xis Business.

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

15


GESTÃO

Por FÁBIO PAJARO Gestor administrativo e financeiro

Seus funcionários estão nos LUGARES CERTOS? Engajamento dos colaboradores é essencial para que uma empresa seja bem-sucedida

T

odo gestor sabe – ou ao menos

Na gestão dos recursos humanos, cabe

principal lição é saber como equilibrar todas es-

deveria saber – que o engajamen-

aos líderes a missão de analisar o perfil dos co-

sas variáveis humanas, compondo um conjunto

to dos funcionários é essencial

laboradores, visando aproveitá-los da maneira

harmônico e focado nos mesmos objetivos.

para que uma empresa seja bem-

em que forem mais eficientes, produtivos ou

Dinâmicos e otimistas, os executores têm

-sucedida, independentemente de seu porte ou

criativos – dependendo da área de atuação de

enorme disposição e não têm medo de assumir

segmento de atuação. Mas no País, segundo

cada um. Com papeis bem-definidos e com as

riscos – e até de errar. Extrovertidos e ativos,

dados da Sociedade Brasileira de Coaching, so-

pessoas certas nos lugares certos, será possí-

os comunicadores rejeitam a monotonia, apre-

mente um em cada oito colaboradores conside-

vel equilibrar fortalezas e fraquezas da equipe,

ciam trabalhar com autonomia e adaptam-se

ra-se engajado com o seu trabalho. E a principal

direcionando os esforços de cada um para a

com facilidade a novos ambientes ou missões.

causa desta falta de engajamento é o fato de os

busca de objetivos comuns.

Já os planejadores são tranquilos, cautelosos,

profissionais não estarem alocados em cargos ou funções que melhor exploram seus conhecimentos e habilidades.

16

Mas, afinal, qual o lugar certo para cada um?

gostam de regras e de rotinas e demonstram bastante autocontrole. Os analíticos, por sua vez, são calmos, discretos e rígidos, mas gos-

Em um cenário extremamente competitivo

Basicamente, existem quatro tipos de

tanto para as empresas – em busca de lucro e

perfis comportamentais, e isso é fundamen-

Uma ressalva importante: ninguém é 100%

expansão – como para os profissionais – que

tal para determinar onde cada colaborador irá

executor, comunicador, planejador ou analítico.

disputam concorridas vagas no mercado de

contribuir da melhor maneira para o todo. De

Cada profissional tem a dominância de uma

trabalho –, a ninguém é permitido o luxo de não

certa forma, suas nomenclaturas – executores,

dessas características, mas invariavelmente

explorar as suas melhores virtudes. Para pes-

comunicadores, planejadores e analíticos – tra-

apresenta traços de outros perfis. Um profissio-

soas físicas e jurídicas, todo e qualquer trunfo

duzem os principais traços de personalidade

nal pode, por exemplo, ser 42% planejador, 23%

deve ser utilizado da melhor forma, visando à

dos profissionais, bem como as suas formas de

analítico, 19% executor e 16% comunicador.

obtenção dos resultados desejados.

ação e de reação a estímulos.

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

tam de se sentir estimulados.

Conhecer esses perfis e equilibrá-los é,

Assim, detectar o perfil comportamental

possivelmente, um dos maiores desafios para

de cada colaborador é o primeiro passo para a

qualquer gestor de equipe. Ao mesmo tempo,

eficiente alocação dos profissionais nos postos

trabalhar e explorar as características de cada

de trabalho mais adequados. Isso pode ser feito

profissional da maneira mais adequada é pra-

por meio de empresas de consultoria especiali-

ticamente a garantia de que os recursos huma-

zadas ou mesmo com o uso de softwares e tes-

nos serão potencializados na mesma direção, a

tes específicos. Mas, em todo este processo, a

busca do sucesso da empresa.


janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

17


GESTÃO

Como ORGANIZAR sua loja para vender MAIS e MELHOR Especialista dá 14 dicas práticas para varejistas realizarem bons negócios em 2021

O 18

sucesso de uma empresa de va-

além de uma padronização para expor os

rejo depende muito das vendas,

itens no ponto de venda.

Ângelo Vieira acrescenta que uma boa exposição e organização de produtos em um

e para que essas sejam ade-

Para o diretor de comunicação e opera-

estabelecimento, de forma ordenada e com

quadas são vários os cuidados

ções da administradora de redes associati-

fácil identificação das categorias, conquista

que devem ser tomados pelos empresários. O

vistas de farmácias Farmarcas, Ângelo Vieira,

os consumidores e ajuda na fidelização.”São

problema é que, em muitos casos, os estabe-

existem situações preocupantes. “Muitas

muitos os detalhes que devem ser pontos

lecimentos acreditam que apenas bons preços,

vezes, entro em estabelecimentos variados,

de atenção, é preciso conhecimento, que vai

uma boa localização ou outro fator isolado são

muito bem localizados e com uma proposta

desde a disposição de produtos, até mesmo

suficientes, deixando de lado pontos cruciais.

teoricamente interessante, contudo, me espan-

a legislação relacionada ao tipo de estabele-

Um ponto muito pouco pensado pelos

to com uma realidade de total desorganização

cimento. Nas farmácias, por exemplo, existe

empresários é a experiência que o consumi-

de produtos, comunicação falha e atendimen-

uma série de limitação”, alerta o diretor da

dor experimenta ao entrar em um estabele-

to inadequado. É importante ter em mente que

Farmarcas.

cimento, o que envolve pontos importantes

isso impactará diretamente os resultados de

como ter uma boa organização de produtos,

vendas”, explica.

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

Veja algumas orientações de Ângelo Vieira sobre o tema, para as lojas venderem mais:


EMPRESAS

Posicionamento estratégico

vendas. Evite reservar grandes espaços nas

gôndola e vitrines

de produtos focos

gôndolas para os produtos de baixo giro.

As vitrines e pontas de gôndola são os

Os produtos que levam os consumidores

locais mais atrativos para exposição de

ao estabelecimento devem geralmente

Boa sinalização

produtos. Uma dica é utilizar esse espaço

ser expostos no final dos corredores e em

Preocupe-se com a facilidade para o

para colocar lançamentos e ofertas

locais distantes da entrada da loja. Isso

consumidor encontrar um produto,

sazonais relacionadas com as datas

estimula o cliente a circular e conhecer

certifique-se que a sinalização está clara

comemorativas.

outros itens ofertados no caminho.

para o facilitar a procura do produto na loja

Visibilidade às embalagens e preços

pelo cliente. E treine a equipe para sempre

Iluminação adequada

orientar de forma correta

Instale luminárias de qualidade que valorize

Organize a exposição de produtos de

a exposição dos produtos e melhore a

forma padronizada, com o melhor lado da

Quantidade insuficiente de itens

experiência de compra do consumidor.

embalagem para frente, ou seja, voltado

Evite deixar apenas uma embalagem de

Se quiser chamar a atenção da população

para a visão do cliente. Com os nomes e as

cada produto exposto na gôndola. Isso dá a

que circula pela calçada, uma loja escura

marcas bem visíveis. Também é importante

impressão que o produto está acabando ou

certamente terá o efeito contrário.

checar se os preços estão posicionados

saindo de linha. Manter o mobiliário da loja

abaixo dos produtos corretos.

bem abastecido é fundamental.

Treinamento da equipe A capacitação de colaboradores é

Organização por demanda

Promoções sem exageros

fundamental para manter a organização e

e tamanho de embalagem

É sempre bom evitar o excesso de ilhas

abastecimento da loja. É papel da equipe

Agrupe as subcategorias e os produtos

promocionais. Use a estratégia de forma

arrumar as prateleiras e sempre repor os

em ordem crescente de demanda, ou seja,

objetiva. É imprescindível ter clareza na

produtos quando necessário. Isso ajuda a

coloque primeiro na visão do cliente os itens

estratégia de PDV. Certamente é mais

evitar que o produto não esteja na prateleira

que vendem mais. Além disto, uma dica é

assertivo investir em uma ação bem

quando o consumidor procurar.

posicionar as embalagens menores nas

desenhada do que fazer várias para tentar

prateleiras que estão na altura do quadril e

acertar o que pode dar certo. Isso gera

Capacitação deve proporcionar

as maiores nos expositores mais baixos.

certa confusão na cabeça do consumidor,

conhecimento e motivação

que não sabe no que realmente deve prestar

Muitos gestores se preocupam apenas

atenção.

com as estratégias de preços, mas uma

Produtos da mesma categoria sempre juntos

equipe motivada e preparada também é

Evite o vai-e-vem do consumidor, com os

Precificação nas ofertas

fundamental para garantir a prosperidade

itens da mesma categoria separados em

As promoções e ofertas precisam estar

do negócio, independentemente de seu

diferentes locais. Coloque esses produtos

precificadas com todas as informações

porte e de sua localização.

juntos para que ele possa optar pelo que

visíveis ao consumidor.

melhor atende à necessidade naquele momento.

Limpeza e higiene dos produtos

Alto e baixo giro

Cuidar da limpeza das embalagens e

Expor os produtos de alto giro em uma

mobiliário, assim como da frente da loja,

altura abaixo do joelho do cliente ou atrás

balcões e do chão é fundamental para

de balcões pode desestimular a compra

garantir um visual agradável no ponto de

pelo consumidor. Dar destaque para esses

venda.

produtos é fundamental para o resultado de

Escolha dos produtos para ponta de

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

19


GESTÃO

Por ADRIANO LOPES Gerente comercial da SetaDigital, vertical de calçados da Linx

A importância do DRE GERENCIAL para as lojas de calçados Documento indica real saúde do negócio e permite tomar decisões assertivas

V

ocê entende a importância do Demonstrativo de Resultado Gerencial (DRE) para sua loja de calçados? Mais conhecido como DRE Gerencial, esse documento reúne informações que indicam a real saúde de qualquer tipo negócio empresarial e é a principal

ferramenta de gestão financeira em uma loja. Em resumo, para ter certeza de que os seus esforços estão trazendo lucros ou prejuízos, antes você precisa consultar o DRE Gerencial. É lá que o lojista consegue visualizar a soma de todas as receitas, custos e despesas e identificar os gargalos da gestão e os pontos de melhoria. O DRE Gerencial pode ser elaborado a qualquer tempo, tornando-se uma ferramenta poderosa para a tomada de decisão. Vale a pena lembrar que as lojas de calçados possuem alguns custos e algumas despesas que precisam ser gerenciados com cautela, tais como custo da mercadoria vendida (CMV) e despesas com marketing, ocupação e pessoas. Ou seja, para que uma loja ou grupo de lojas de calçados funcione direitinho, o lojista precisa equilibrar seus investimentos e controlar todas as despesas inerentes ao negócio. Com tantas variáveis e particularidades, torna-se impossível pensar na gestão de um negócio promissor sem a ajuda de um documento de DRE Gerencial confiável. E, para que seja uma ferramenta de decisão, e não apenas de alerta, é preciso respeitar alguns princípios básicos em sua construção.

Quais princípios básicos para a construção de um DRE Gerencial? Para a construção de um DRE Gerencial, não existe um único modelo, pois depende do nível de gestão e do tamanho da empresa. Utilize como base todas informações financeiras do negócio, as receitas, as despesas ou os custos. Basicamente considere a estrutura simplificada à direita:

20

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

Receita bruta (-) Impostos sobre as vendas (=) Receita líquida (-) Custos das mercadorias vendidas (=) Lucro Bruto (-) Despesas operacionais (=) Lucro antes do resultado financeiro (+/-) Receitas e despesas financeiras (=) Lucro antes dos tributos (-) Tributos sobre o lucro (=) Lucro líquido


GESTÃO

Além disso, para ter um DRE Gerencial confiável, é preciso respeitar um princípio básico: a

cação de pontos de atenção na gestão e ações que impactam a saúde financeira do negócio.

organização. Aí está a importância de obedecer

Em outro exemplo: a partir da análise do

ao princípio da competência, as receitas, os cus-

DRE, os dados mostram que há um aumen-

tos e as despesas que devem ser registradas

to de 20% em contas de energia elétrica, se

na data que ocorreram, independentemente se

comparadas com as do mesmo período do

foram pagas ou não. Assim, é possível visualizar

ano anterior. Tomado dessas informações, é

a soma de todas as despesas e identificar quais

possível acionar áreas estratégicas para sanar

precisam ser monitoradas. Quanto mais confiá-

o problema e adotar novos planos de ação.

veis forem os dados do seu software de gestão,

Como a criação, junto com o setor de recursos

mais realistas serão os cenários previstos.

humanos da empresa, de campanhas de cons-

A importância do DRE para Identificar os gargalos da gestão

cientização do uso correto da energia elétrica com o objetivo de evitar desperdícios. Outro ponto de atenção em uma loja de calçados é a conta de custos das mercadorias

Historicamente, as principais despesas a

vendidas, pois ela representa o custo médio,

serem monitoradas em uma loja de calçados

que é essencial para descobrir o lucro bruto

são as com pessoal, ocupação, marketing e reta-

da empresa. Seu objetivo é identificar se a loja

guarda. Inclusive, essas são despesas que, quan-

está tendo lucro ou prejuízo na comercializa-

do não monitoradas, podem gerar prejuízos de-

ção dos produtos.

mais ou oportunidade de menos. Mas, por quê?

Inclusive, é possível analisar, através do DRE

O que o DRE pode dizer sobre o futuro da loja? Além de análises pontuais, como nos exemplos acima, o lojista ainda pode traçar cenários de projeção de resultados futuros a partir de ajustes de metas. Uma projeção interessante é a de aumento das vendas. Funciona assim: com base nos resultados atuais do negócio, junto a sua equipe de controladoria, o lojista cria cenários de aumentos de vendas. E consegue responder a pergunta corriqueira como, “se minha venda aumentasse em 10%, qual seria minha lucratividade?” Junto com essa projeção, a compreensão de todas as áreas, despesas e investimentos para se chegar a esse resultado fica muito mais clara. Fazer projeções e ajustes de orçamento é fundamental para o crescimento sustentável e acompanhamento dos negócios, inclusive em períodos de dificuldade. Com um DRE Gerencial confiável em mãos, os passos para o futuro são

Imagine que um lojista com representativi-

Gerencial, o regime tributário adotado pela em-

dade de mais de 50% de suas vendas feitas pelo

presa. Quando se identifica o lucro antes e após

crediário próprio identifica, através da análise de

os impostos, fica mais fácil entender se o regime

trativo de resultado da sua loja de calçados é

DRE, um aumento expressivo na conta de perda

tributário adotado é o que tem gerado menos tri-

a base para a evolução da gestão. Agora, que

de carteira de clientes. Com base nestas infor-

butos para o negócio.

você já conhece a importância da DRE Gerencial

mais firmes e certeiros. Compreender a importância do demons-

mações, é possível chegar a diversas conclu-

Em resumo, utilizar o DRE estrategicamente

para sua loja de calçados, capriche no planeja-

sões, entre elas identificar que há a necessidade

faz com que seja possível tomar decisões mais

mento financeiro. Essa visão será fundamental

de revisão dos critérios adotados pela loja para

rápidas para corrigir distorções, traçar estraté-

para seus investimentos futuros e, até mesmo,

concessão de crédito aos clientes, sugerir ações

gias para o atingimento das metas financeiras,

o planejamento de compras. Conte com tecno-

práticas como meta e aumentar o número de re-

extrair indicadores de desempenho como lucra-

logias e processos que tornam os resultados

negociações com os clientes, garantindo assim

tividade, margem bruta e outros. Todos esses

ainda mais confiáveis e facilitam as ações de

o recebimento das dívidas. Isso significa que ter

indicadores apontam se os seus esforços geram

melhorias em sua loja. Conheça os softwares de

essa visão em tempo hábil possibilita a identifi-

lucros ou prejuízos a curto, médio e longo prazo.

gestão da Linx.

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

21


UM NOVO ANO UMA NOVA FEIRA

22

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS


23 - 25 AGOSTO

2021 @feirafrancal

EXPO CENTER NORTE PAVILHÃO AMARELO SÃO PAULO • 10-19H

francal.com.br

Promoção/Organização

Associação Brasileira de Lojistas de Artefatos e Calçados

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

23


GESTÃO

Por CONCEIYÇÃO MONTSERRAT CEO da Montserrat Consultoria

Treinar e engajar a equipe é essencial para obter resultados positivos

Como atrair, conquistar e manter o CLIENTE

S

ua loja sabe quem são seus clientes? Possui um cadastro

momento da venda. Vai além disso, e inclui tudo o que sua loja faz

atualizado com nome, data de aniversário, endereço, etc,

para cuidar deles e mantê-los próximos. O pós-venda é fundamental,

de cada um deles? Sabe se são pessoas que trabalham

mais importante que a venda em si, pois abre possibilidades de vendas

nas proximidades ou se compram na sua loja por se iden-

futuras.

tificarem com os produto ou o atendimento? Hoje as pessoas buscam por produtos e locais de compra com

24

Vendas diretas

os quais se identifiquem, seja pela variedade de opções ou pelo aten-

Para que isso ocorra, treine seus funcionários para entenderem-

dimento diferenciado, entre outros fatores. Buscam relacionamentos

sua função dentro da loja e, principalmente, conhecerem a história e

comerciais sólidos e, para isso, precisam entender quem é a sua loja

o propósito dela. Capacite-os para conhecerem os produtos à venda e

e o diferencial de seus produtos.O relacionamento não é somente o

saberem explicar a diferença e a qualidade deles aos clientes.

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS


GESTÃO

Da mesma forma, instrua-os para terem sempre um sorriso no rosto e simpatia ao atenderem. Falarem em tom sereno ao explicar

como um serviço, é complementado por um bom atendimento. A atenção ao cliente faz diferença no preço final de um produto.

as dúvidas que por ventura os clientes possam ter e serem proativos,

Ter produtos de qualidade e bons preços é importante, sem dúvi-

oferecendo sempre algo que complemente o desejo ou a necessidade

da. Mas um excelente atendimento e condições de pagamentos atra-

dos que vêm à loja para comprar.

tivas ajudam a seduzir o cliente, permitindo, muitas vezes, até mesmo

Deixe seu cliente o mais confortável possível para que ele tenha confiança e tranquilidade ao escolher o que deseja. Mas, se ele pedir,

cobrar mais. O valor não é somente pela peça de roupa ou pelo par de sapatos, mas sim pelo “valor” do atendimento incluso no produto.

ajude-o. Se informar que está com pressa, por exemplo, atenda-o de

Por isso, sugerimos aos lojistas ter como foco o bom atendimento

forma clara e objetiva, otimizando seu tempo e auxiliando com suges-

para que possam ter maior valorização dos produtos à venda.As me-

tões que possam agregar em sua compra.

lhores lembranças dos clientes serão sempre relacionadas à maneira

Na finalização da venda, com cuidado, pergunte se ele gostaria de lhe informar a data de seu aniversário e um contato de watts, ex-

como foram atendidos e esse é e sempre será o principal diferencial de uma loja.

plicando que a loja oferece mimos ou descontos de aniversário.Após

Lembre-se de que produtos têm um valor de mercado, mas um

alguns dias, entre em contato com ou cliente, perguntando-lhe se ficou

bom atendimento está cima de qualquer preço. Bons produtos a gran-

satisfeito com o que comprou e coloque-se à disposição para qualquer

de maioria das lojas tem, mas atendimento verdadeiramente diferen-

coisa que ele possa precisar da loja. Agradeça ao final da ligação ou

ciado é algo que não se encontra em todas elas. Por isso, diferencie

mensagem, dizendo que foi um prazer atendê-lo.

sua loja pelo atendimento aos consumidores. Afinal, são eles que farão

Mantenha um sistema de lembretes onde, todos os dias, você pos-

com ela seja referência e continue sendo preferida.

sa enviar mensagens com descontos aos clientes aniversariantes e

É muito importante o treinamento de sua equipe e a coesão de

aos mais fiéis e assíduos. Envie-lhes um voucher de desconto válido

todos os que a integram. Incentive todos a manterem o padrão de qua-

para compra na data de seu aniversário. Desta forma, você compensa

lidade no atendimento. Se eles conseguirem mantê-lo, além de gerar

o valor investido no presente e tem o prazer de recebê-lo novamente

uma maior receita de vendas para sua loja, eles poderão receber be-

em seu comércio.

nefícios. Faça com que eles participem do conceito da loja e gerem

Vendas indiretas

maior valorização pelo atendimento de qualidade. Não há possibilidade de a sua loja ter sucesso sem o treinamen-

As dicas valem também para o atendimento por wattsapp, que

to e a compreensão de seus colaboradores quanto à importância do

necessita de uma atenção maior e um moderador que possa atender

bom atendimento aos clientes. Treine-os continuamente e valorize-os

as solicitações prontamente.Um serviço de SAC ativo para resolver

na hora de medir os resultados alcançados. Isto é, remunere-os pelo

qualquer transtorno ou situação pontual é recomendável. No caso de

mérito e pelo bom desempenho.Pratique essas dicas e verá que elas

vendas por e-commerce, entre em contato com o cliente para saber se

valem a pena!

o produto chegou de forma adequada, sem danos, e colocar-se à disposição para novas compras. E não se esqueça de enviar um mimo dia antes de seu aniversário, pois isto mostra atenção e relacionamento.O mimo não precisa ser caro, mas tem que ser de bom gosto. Envie junto com o voucher de desconto um convite para o cliente aproveitar e efetuar novas compras.

Preço x atendimento O que é mais importante: preço ou atendimento? Sempre que ouvimos esta pergunta, nos questionamos sobre o posicionamento de mercado que a loja deve ter.Não temos como separar um do outro, pois ambos são de extrema importância. Quem define o valor de um produto são os clientes, e não há como valorizar um produto sem um bom atendimento.Um produto, assim

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

25


GESTÃO

E-MAIL PRÓPRIO é essencial aos negócios Segundo pesquisa da Zoho, 37% dos consumidores preferem receber novas ofertas por e-mail

N

a era digital, quase todos os negócios começam

26

se considerarmos o total de vendas no e-commerce em 2020.

com a criação de uma conta de e-mail. Para

Capazes de muito mais do que enviar e receber e-mails, as

configurar um site, perfis de mídia social e ativi-

novas plataformas do mercado são poderosos hubs de colabo-

dades de e-commerce, é necessário um e-mail.

ração e comunicação interna e externa. As empresas se bene-

Não criar um pode impactar o desenvolvimento dos negócios,

ficiam de calendários integrados e gerenciamento de contatos.

segundo estudo da Zoho com mais de mil brasileiros. A pesqui-

Eles podem fazer anúncios, atribuir tarefas, criar eventos ou

sa mostrou que 42% dos entrevistados evitam fazer negócios

compartilhar notas de forma transparente a partir de um painel

com uma empresa que não possui seu próprio domínio de e-

de e-mail. Os serviços integrados melhoram o desempenho e

-mail. Representa um total de mais de R$ 15 bilhões em vendas

garantem uma melhor taxa de abertura com os clientes.

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS


GESTÃO

1

Segurança e credibilidade com os clientes

As empresas precisam escolher um servidor de e-mail que garanta que seus dados estejam sempre seguros e acessíveis, respeitando a privacidade, principalmente por meio da criptografia completa dos dados. Muitas plataformas de e-mail vendem informações de clientes para anunciantes, por isso é fundamental procurar um provedor que seja compatível com LGPD e ofereça medidas de segurança aprimoradas, como 2FA, EAR, S / MIME e TLS. O estudo de Zoho mostra que 32% dos clientes já desistiram de uma compra no último minuto porque estavam com medo de fornecer dados. As empresas precisam se concentrar em sua privacidade para proteger a privacidade do cliente também.

4

2

3

Direcionar seu cliente da melhor maneira possível

Ter um domínio personalizado é o que traz mais confiabilidade para as empresas. A reputação é construída em torno de um nome e, conseqüentemente, os domínios de e-mail precisam carregá-lo. É assim que os funcionários chegarão aos clientes, fornecedores e outras empresas. E as marcas serão reconhecidas por isso. Também é mais confiável do que ter um domínio @yahoo, @gmail ou outro domínio de terceiros. Ao decidir o melhor provedor de e-mail, preste atenção a todos os recursos incluídos no pacote. A criação de grupos de e-mail personalizados, por exemplo, destina-se a diferentes fins, ou seja, equipe de marketing, equipe comercial, equipe financeira.

Conforme relatado pelo estudo da Zoho, 53% dos consumidores acreditam que a melhor maneira de uma marca criar um relacionamento com seu cliente é por meio de ofertas personalizadas. Além disso, 37% dos consumidores preferem receber novas ofertas por e-mail, o que representa uma grande oportunidade para as empresas investirem em comunicação de forma assertiva. Mas, com o crescente número de ataques e ataques online, os consumidores estão agora sendo mais cuidadosos e, portanto, mais exigentes com a reputação das empresas com as quais fazem negócios. Portanto, as empresas precisam garantir o fornecimento de todas as comunicações por meio de uma fonte confiável, começando com o domínio de email.

Melhorias na taxa de conversão

Os clientes esperam que as empresas os alcancem com ofertas personalizadas e notícias por e-mail. Mas muitos ainda enfrentam a dificuldade de capturar dados e gerenciá-los. Tornando importante para as empresas a busca de fornecedores que fornecem conectividade e integração. Segundo Rodrigo Vaca, diretor-superintendente do Zoho Brasil, o e-mail é um dos serviços mais assinados do Zoho no Brasil, pelas vantagens em relação aos demais provedores. “Recentemente, descobrimos que mais de 25% dos novos clientes migraram do G Suite e da Microsoft”, diz ele. “O Zoho permite que as empresas integrem todas as suas necessidades em uma única janela: o e-mail é integrado ao CRM para que as empresas possam direcionar melhor seus clientes potenciais. Ambos podem se integrar com a plataforma de gerenciamento de mídia social e assim por diante. Isso criou muitas possibilidades para uma comunicação mais rápida e eficiente”.

Aumentar o reconhecimento da marca

5

Alto alcance com baixo custo

O mercado de tecnologia é altamente competitivo com uma variedade de plataformas que oferecem domínios de e-mail com uma ampla gama de preços. As empresas não podem se contentar com a primeira cotação que fazem, pois existem no mercado plataformas que oferecem e-mails de domínio gratuito para pequenas empresas que estão iniciando suas operações. Muitas pessoas não dão valor a essa etapa porque estão ansiosas para começar, mas essa é, na verdade, a etapa mais importante. A migração de provedores pode ser uma dor de cabeça, então a decisão de escolher qual provedor será “o único” deve levar tempo.

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

27


LEGISLAÇÃO

Adeque sua loja à LGPD Varejo precisa proteger e utilizar corretamente dados pessoais de clientes

O

varejo, um dos setores que trabalham diretamente

sendo realizado, mas deve-se ter o cuidado de não revelar, no

com os consumidores e utilizam dados pessoais

envio de mensagem, os e-mails de outras pessoas, o que carac-

para desenvolver as suas atividades, precisa ade-

terizaria vazamento de dados. Além disso, as lojas devem utilizar

quar-se à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD),

sistemas de proteção e protocolos rígidos de acesso aos dados

em vigor desde 18 de setembro, e cumprir rigorosamente todas as suas determinações.

“Uma falha humana que gere vazamento de dados, por

Isso significa garantir que a coleta, o armazenamento e o uso

exemplo, pode acarretar sanções à empresa, por isso todos os

de dados estejam protegidos, por sistemas e pessoas, contra o

cuidados devem ser adotados”, enfatiza o vice-presidente jurídi-

uso inadequado e, especialmente, o vazamento, que, se ocorrer,

co da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo

pode ocasionar sanções administrativas por parte da Autoridade

Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha/RS (ACI-NH/CB/EV),

Nacional de Dados (ANPD) e ações judiciais movidas por con-

Adriano Kalfelz Martins.

sumidores, entidade de defesa de consumidores e entidades de defesa de titulares de dados pessoas.

28

por parte dos funcionários.

Ainda que estejam sujeitas a sanções administrativas apenas a partir de agosto de 2021, empresas já estão enfrentando

Ação típica do varejo, o envio de informações sobre promo-

ações civis públicas por parte de consumidores individuais, de

ções aos consumidores,seja por e-mail ou whats, pode continuar

entidades de defesa do consumidor e de entidades de defesa de

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS


LEGISLAÇÃO

titulares de dados desde que a Lei Geral de Pro-

profissionais especializados no mercado. “Pou-

identificada ou identificável e as empresas, cada

teção de Dados (LGPD) entrou em vigor.

cos conhecem, efetivamente, o que precisa ser

vez mais, devem buscar manter as informações

feito e há visões distintas entre os consultores

dos colaboradores que são relevantes para o

que tratam do tema”, alerta.

desenvolvimento de suas atividades, eliminan-

O advogado Márcio Cots, sócio do Cots Advogados, escritório especializado em direito dos negócios digitais com sede em São Paulo, enfatiza que as empresas em geral – especial-

O que fazer?

do excessos, isto é, informações desnecessárias, que podem variar conforme a empresa,

mente aquelas que mantêm relações comer-

Conforme Márcio, o ideal é iniciar com um

os dias de trabalho e o segmento de atuação.

ciais com consumidores, como lojas e pro-

diagnóstico dos processos de tratamento de

Além disso, têm que atender às solicitações de

motoras de eventos, por exemplo - precisam

dados pessoais na empresa, especialmente

colaboradores sobre o que é feito com os seus

seguir as normas para coleta, armazenagem

naquelas que mantêm negócios com consumi-

dados pessoais e respondê-las, devendo, se for

e tratamento (uso) de dados pessoais, isto é,

dores e utilizam os dados deles, como bancos,

o caso, excluir aquelas que não são essenciais.

informações que permitem identificar uma

estabelecimentos de varejo, promotores de

Conforme Márcio, as empresas precisam

pessoa natural, como nome, CPF, gênero, cor,

eventos e até mesmo indústrias que mantêm

entender a dinâmica da LGPD, através de pa-

raça e religião. E as que não o fizerem, além

seus próprios e-commerces, para fazer vendas.

lestras, por exemplo, que possui alguns pilares,

de multa administrativa a partir de agosto de

O porte da empresa também é determinan-

como privacidade e proteção, e bases legais que

2021, estão sujeitas a ações judiciais, como as

te para a adoção de cuidados relacionados a co-

viabilizam a utilização de dados pessoas, como

que já se verificam em todo o país.

leta, armazenamento e uso de dados pessoais,

legitimidade, proteção de crédito e consenti-

A LGPD amplia as questões relacionadas à

pois envolve um grande número de clientes e

mento, por exemplo.

privacidade pessoal, já previstas na Constitui-

de colaboradores, cujos dados precisam ser

No que diz respeito ao consentimento,

ção Federal, no Código de Defesa do Consumi-

protegidos e usados em acordo com o perfil de

Adriano Kalfelz Martins explica que ele pode ser

dor (CDC) e no Marco Civil da Internet. “A diferen-

negócio e as determinações da LGPD.

dado por escrito ou gravado pelo trabalhador

ça é que a LGPD padroniza e deixa mais claro o

As empresas devem também mapear o

da empresa, não podendo ser genérico, o que o

que deve e o que pode ser feito”, explica Cots.

fluxo de informações, identificar possíveis im-

torna nulo. Tem que ser específico e tem prazo

Ao contrário do Código de Defesa do Consumi-

pactos e fazer a adequação de documental,

de vigência indeterminado, desde que atenda ao

dor, que regula as relações de consumo, a LGPD

alterando processos internos e utilizando siste-

propósito. O consentimento pode ser suspenso

regulamenta as relações que envolvem uso de

mas para proteger os dados de colaboradores

a qualquer momento pelo titular dos dados.

dados pessoais, definindo padrões para coleta,

e consumidores.Márcio recomenda também

armazenamento e uso, tanto de dados offline

treinamento da equipe que será responsável por

(físicos) quanto online (digitais), assim como

coletar, manter e usar os dados e definir proto-

sanções às empresas que não os observarem.

colos rígidos a serem observados, para garan-

Márcio Cots enfatiza que a adequação à

tir que não haja vazamento e evitar sanções e

LGDP é a dor que as empresas estão sentindo

ações judiciais. “O processo de adequação de-

no momento, especialmente aquelas que não

mora de seis meses a dois anos”, explica.

tomaram providências nos últimos dois anos, pois a LGPD foi promulgada em 18 de agosto de 2018 e somente entrou em vigor em setembro último. Em outras palavras, havia tempo para fazerem a adequação com tranquilidade.

Proteção de dados pessoas A LGPD, como o nome diz, faz referência à proteção de dados pessoas físicas e não de pes-

A falta de recursos para a adequação é a

soas jurídicas. “Quem não tem venda direta ao

principal dificuldade enfrentada pelas empresas

consumidor precisa ‘unicamente’ preocupar-se

atualmente, mas há outra. Além da discrepância

com a segurança dos dados dos seus colabora-

muito grande nos valores cobrados por empre-

dores internos”, explica Adriano Kalfelz Martins.

sas especializadas, há um número reduzido de

Os dados dizem respeito a qualquer pessoa

Adriano Kalfelz Martins Vice-presidente jurídico da ACI-NH/CB/EV

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

29


RECURSOS HUMANOS

Para saber mais ou contatar a especialista: contato@fernandatochetto.com.br

FEEDBACK é bom para ambos Psicóloga diz que resposta a uma ação é relevante e transformador para emissor e receptor

F

eedback, resposta dada a uma ação, uma espécie

30

qualquer ser humano em qualquer estágio da vida”, explica.

de avaliação de alguma tarefa realizada, é essencial

De acordo com a psicóloga, o feedback é relevante e

para aprimorar uma relação, no âmbito pessoal e,

transformador para as duas pontas do processo, ou seja,

principalmente, na esfera profissional.

tanto para o emissor quanto para o receptor. Quem fornece

De acordo com a psicóloga Fernanda Tochetto, especia-

a avaliação tem mais chances de obter uma evolução no re-

lista em prosperidade, dar ou receber feedback é uma das ati-

sultado referente às tarefas que foram designadas. Já quem

vidades mais delicadas e importantes que podem ser realiza-

é avaliado tem a oportunidade de adquirir um melhor enten-

das por pessoas que convivem. “Isso porque é através dessa

dimento do ambiente externo e, se for o caso, introduzir um

ferramenta que ocorrem grandes construções, assim como

nova maneira de executar as atividades, a fim de que elas se-

são realizados o direcionamento e o ajuste de habilidades de

jam mais bem-sucedidas.

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS


RECURSOS HUMANOS

Poupar o outro não é justificativa Conforme Fernanda, é muito comum que as pessoas evitem dar feedback sob o pretexto de pouparem o outro de opiniões possivelmente constrangedoras e desagradáveis, evitando assim o desgaste da relação. Para a psicóloga, ao fazer isso, adota-se uma postura duplamente limitante. “Além de restringir o acesso do outro a informações relevantes, limita-se o direito de expressar-se livremente”, explica. Nesse sentido, muito melhor do que evitar o feedback, é escolher com cuidado o que se diz. Segundo a psicóloga, para isso é necessário exercitar a empatia: colocar-se no lugar do outro, procurando o melhor momento e as palavras mais adequadas para se expressar. Para Tochetto, a avaliação deve ser feita após um processo de observância, análise, ponderação e compreensão. “Quando

1

Faça uma autoavaliação

Analise seus pontos fortes e os pontos que precisam ser melhorados. “Observe o ambiente e perceba o que mais ele necessita além do que você já está entregando”, diz Fernanda.

2

se entende o que vê, ouve e sente no ambien-

vés do seu comportamento e o processo de

te, gera-se compreensão através da empatia”,

mudança será mais fácil de ser aplicado”, diz.

destaca.

A melhor maneira de receber o feedback

“O bom feedback abre a aceitação do outro para o que está sendo transmitido, estreitando a relação. Por sua vez, o mau feedback

O termo feedback causa pânico em mui-

faz com que o outro se feche, proteja-se e,

tos, que associam a palavra a algo danoso.

finalmente, afaste-se”, afirma a psicóloga. Tal

Afinal, as pessoas buscam por aprovação e

diferenciação é importante, pois, conforme

reconhecimento, não querem errar e, na imi-

a psicóloga, o feedback deve ter como meta

nência de um julgamento, acabam se cobran-

um efeito positivo, acarretando melhorias

do demais.

no modo de fazer determinada tarefa ou até

Contudo, de acordo com Fernanda To-

mesmo mudanças drásticas no jeito de reali-

chetto, em algum momento o feedback pas-

zá-la, tornando o processo inovador.

sará pela vida das pessoas, que precisam

A psicóloga ressalta ainda como muito

estar preparadas para recebê-lo, sem ficar

importante para que o feedback seja efetivo

presas aos sentimentos de medo e rejeição,

o exemplo dado por quem avalia. Conforme

tornando, dessa forma, o processo especial e

Fernanda, o modo como a pessoa age, o que

desafiador. Nesse sentido, a psicóloga ofere-

ela faz, quem ela é inspira os demais, criando

ce algumas dicas para que as pessoas, prin-

um efeito cascata de bons hábitos e boas re-

cipalmente em ambientes profissionais, rece-

lações. “Comece inspirando o ambiente atra-

bam o feedback da melhor maneira possível.

Reflita sobre as suas metas

Pense a respeito do seus objetivos, do lugar onde você deseja chegar. “Isso irá ajudá-lo a ter clareza sobre seu desempenho profissional e seu trabalho em equipe”, destaca a psicóloga.

3

Não se justifique

Permita-se ouvir. Perceba o que está sentindo enquanto recebe o feedback e entenda como essas emoções influenciam a sua entrega no dia a dia.

4

Reflita sobre o que foi dito

Não é necessário solucionar as novas questões imediatamente. É preciso apenas perceber o que mudou ao redor e agarrar a oportunidade de fazer de uma maneira mais eficiente e eficaz. “Por isso, pense bem sobre o que foi dito, tornando-se responsável sobre tudo que é impactado por você no ambiente”, conclui Fernanda Tochetto.

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

31


RECURSOS HUMANOS

Por ARTUR XIMENES Palestrante

Prepare sua equipe para BRILHAR Sem preparo, não existe produtividade e compromete-se a qualidade dos resultados

A

falta de mão de obra capacita-

mos afirmar que os números do varejo foram

da para atuar no varejo é uma

sofríveis para a maioria dos segmentos nos

realidade de longa data, que se

últimos anos, motivados por crise econômica

apresenta de forma mais clara

e política, o que gera desemprego, redução de

em momentos de retração de consumo, como

renda, desemprego e, por consequência, retra-

agora. O lojista conhece a importância de sua

ção do consumo.

própria capacitação e da atualização de seus

As equipes de atendimento e vendas das

funcionários, mas não investe em ações de trei-

lojas foram reduzidas para equacionar as des-

namento devido à falta de recursos. Assim, não

pesas em relação às receitas. Quem ficou no

consegue enxergar e mensurar o quanto perdeu

time precisa estar preparado, motivado, ciente

ou pode estar perdendo de vendas mantendo

e consciente para aproveitar todas as oportu-

equipes despreparadas, desatualizadas, des-

nidades de vendas. Cada cliente dentro da loja

motivadas e, principalmente, mal remuneradas.

é um presente de Deus, e essa tem que ser a

Não é preciso ser nenhum gênio para cons-

percepção de todos.

tatar ou perceber que o varejo pouco investe e

O cliente sumiu e quando reaparece mos-

mensura pessoas, processos e resultados.A in-

tra-se cauteloso e rigoroso em suas escolhas. O

tuição ainda reina nesse ambiente.Sem prepa-

preço continua relevante, mas não é o mais de-

ro, não existe produtividade e compromete-se a

terminante na decisão de compra. O bom aten-

qualidade dos resultados.

dimento continua a ser o fator mais importante.

Fazendo um breve resumo da ópera, pode-

mensure tudo: custos fixos, custos variáveis, giro de estoque, preços, vendas diárias, semanais e mensais, taxa de conversão, tíquete médio, estoques, margem de contribuição, mix de produtos, vendas a prazo, inadimplência, endividamento e outras variáveis. Mão de ferro com o seu caixa!

Planejamento Planejar não garante sucesso, mais evita desperdícios e erros e minimiza uma infinidade de surpresas. Portanto, use coerência em relação a prazos, metas, carga de trabalho e controle de suas equipes. Defina, simplifique, foque e siga o planejado.

Produtividade Invista em ações que aumentem sua efi-

sentar novas oportunidades e demandas, que

cácia e seu lucro, melhore o atendimento, a

não eram atendidas ou percebidas pelo mer-

exposição de produtos e o layout da loja, reava-

cado. As empresas que enxergarem e apren-

lie estratégia de precificação e suas margens,

derem mais rápido a fazer o que é necessário

gaste melhor, renegocie contratos de aluguel e

para gerar mais com menos serão as que se

condomínio, crie um ambiente de trabalho co-

apropriarão dessa fatia. No entanto, quem não

laborativo, olhe para frente e pense o que pode

fizer o dever de casa bem-feito, vai precisar ad-

ser inovado/melhorado. Além disso, assegure o

ministrar dificuldades ainda maiores. “Nós não

engajamento de todos. E lembre-se de sempre

somos limitados pelo mercado, mas sim pela

analisar o que está fazendo que não precisa

falta de imaginação”.

mais ser feito e o que você ainda não faz e que

Compense as deficiências existentes fo-

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

Acompanhe e controle com sabedoria e

Lembre-se que toda crise pode nos apre-

cando em:

32

Controle

precisa começar logo. Sucesso a todos!


Por GUSTAVO CARRER Gerente de Desenvolvimento de Negócios da Gunnebo

ATENDIMENTO

Varejo sem CONTATO O que muda na experiência de compra do consumidor brasileiro com as mudanças de comportamento advindas da pandemia

J

á faz um tempo que ouvimos que

quando agentes externos impossibilitam o

as lojas físicas de varejo teriam di-

funcionamento das lojas físicas?

E uma coisa é certa: por um bom tempo, não sabemos quanto, os consumidores vão

ficuldades em manter o fluxo. Isso

A pandemia mudou completamente o

evitar o contato com desconhecidos, bus-

se deve ao aumento de consumo

ambiente do varejo. Não sabemos até quan-

cando opções de compra que proporcionem

por meios eletrônicos e a participação rele-

do as restrições, muitas vezes impostas por

esse distanciamento seguro. É aí que entra a

vante desse setor no varejo. A aposta era que

órgãos públicos, permanecerão, mas temos

possibilidade de investir em estratégias que

os consumidores iriam cada vez mais preferir

certeza de que o comportamento dos clientes

chamamos de contactless, que é a redução

a conveniência e os bons preços do comércio

mudou. Se antes da pandemia o foco era redu-

máxima ou completa do contato pessoal. Um

online. Por um tempo, vimos as lojas físicas

zir os pontos de atrito do consumidor com os

conceito que já existia e não foi criado pela

investirem pesado na experiência de compra

processos da loja, hoje, em meio a alta trans-

pandemia, mas foi essa urgência quem o co-

e em ambientes mais atrativos para os clien-

missibilidade da Covid-19, nos vemos focados

locou no topo das prioridades.

tes.

em reduzir ao máximo qualquer contato físico Mas a realidade imposta pela pande-

mia do novo coronavírus nos leva de volta,

entre funcionários e cliente e até mesmo entre clientes por questões de saúde e prevenção.

Operações e tecnologias contactless

com urgência, a essa discussão: é fato que

Um grande exemplo de como os dois

Alguns formatos de operações e tecno-

os clientes tiveram seu comportamento de

pontos de vista se encontram são as filas. In-

logias contactless ganharam força nos últi-

consumo afetado para sempre. E como o

cômodas e indesejáveis, elas se tornaram um

mos meses e merecem atenção do varejista:

varejista pode lidar com a mudança? A cons-

problema de saúde pública. Há regras sanitá-

clica e retira no drive thru, clica e retira na

trução de uma jornada de compra rica em

rias impostas às empresas de todos os seto-

loja (balcão), clica e retira no armário (loc-

experiências vinha transformando o ambien-

res para evitar a proximidade entre pessoas e

ker), self-scanner (celulares ou coletores),

te das lojas físicas. A loja havia se tornado

sua consequente contaminação.

self-checkout e checkouts rápidos de todos

um espaço de experimentação, aprendizado e convivência dos clientes.

Por outro lado, as experiências foram

os formatos.

transferidas para dentro de casa, tendo em

Independentemente dos próximos pas-

No Brasil, muitos varejistas investiram

vista o isolamento social. O sucesso das de-

sos, se a reabertura do comércio for mais

em lojas conceito, acreditando que a expe-

zenas de lives de todos os tipos, transmitidas

rápida ou mais lenta e os clientes mantiverem

riência sensorial e o contato presencial com

pelas redes sociais, mostram como estamos

ou não parte as compras na internet, as lojas

a marca, fortalecem o vínculo emocional

nos adaptando a esse novo cenário. De algu-

terão que se adaptar à nova realidade. Não há

com seus clientes, conquistando sua fideli-

ma forma, as pessoas estão aprendendo que

como escapar. Não pensar nesses formatos

dade. Não há dúvidas sobre investir em um

podem resolver quase tudo sem sair da segu-

será ficar obsoleto no varejo e correr o risco

bom ambiente de compras. Mas o que fazer

rança e comodidade de suas residências.

de desobedecer a regras sanitárias.

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

33


ATENDIMENTO

Por ROBERTA ANDRADE Grupo GS&Gouvêa de Souza

Varejo de alta performance

Q

100% orientada para vendas é essencial para atingir metas

uantas horas você passa plane-

exercer suas funções. Defina quais são as com-

fazer as escolhas certas e, pode confiar, rara-

jando e revendo as suas metas,

petências necessárias para cada um dos cargos

mente o caminho é monetário. Está muito mais

tentando traçar a melhor es-

e desenvolva a sua equipe em diferentes níveis.

conectado com criar um ambiente agradável e

tratégia para envolver a equipe

Ter uma equipe multidisciplinar e que se comple-

que vai fornecer a segurança psicológica ne-

e dar as diretrizes mais assertivas para fazer

mente é uma das peças fundamentais para fazer

cessária para que as pessoas queiram se doar

com que seus vendedores atinjam os valores

o seu negócio crescer de forma saudável. Afinal,

mais. E isso não tem nada a ver com paternalis-

preestabelecidos?

as empresas são compostas de pessoas.

mo, mas como você conduz um relacionamen-

Uma coisa eu posso afirmar: de nada irá

to profissional e poderoso.

nível hierárquico de cada um dos colaborado-

3. Fornecer orientações para aumentar a produtividade

res. Se você está no varejo, não importa o seu

Trabalhar muito não quer dizer trabalhar

A disciplina é extremamente amiga do resul-

segmento, você é uma empresa de vendas! Já

com qualidade para gerar os resultados que você

tado e não tem nada a ver com padrões rigorosa-

parou pra pensar nisso? Há muitos aspectos

precisa. Líderes devem investir tempo em apri-

mente impostos. Você precisa da disciplina para

envolvidos no alcance de uma meta. Você con-

morar suas habilidades de orientação e afinar

cumprir compromissos, desenvolver resiliência

seguirá alcançar seus objetivos combinando

seu olhar para as ações que vão gerar mais re-

e saber insistir no que você sabe que dá certo

os fatores a seguir:

torno para o negócio. Forneça feedback positivo

e saber a hora de mudar de rota. Tudo isso só

sempre que possível e não tenha medo de aplicar

é possível quando você estabelece um tratado

o feedback corretivo sempre que necessário. Na

consigo mesmo e se compromete a cumprir

maioria das vezes, o problema não é o que você

com determinada tarefa.

adiantar se você não tiver uma equipe 100% orientada para vendas, independentemente do

1. Desenvolver liderança e sentimento de dono em todos níveis hierárquicos Mais do que acordar todos os dias de manhã para cumprir horário, o colaborador precisa ter real noção da sua importância na loja, cumprir

fala, mas como você fala. Humanize-se!

4. Promover o engajamento e o espírito de equipe

5. Trabalhar o foco e a autodisciplina

Pessoas que não possuem foco no que estão fazendo tendem a desviar a atenção e perder o rumo até com as mínimas distrações. Quando isso é alinhado à falta de disciplina,

com suas responsabilidades e sentir que fazer

Há uma diferença bem grande entre von-

corre-se o risco alto de se perder no caminho.

o negócio prosperar é também sua missão pes-

tade e engajamento. Se você observa que uma

Sem foco e autodisciplina, não se conquista

soal. Para isso, é preciso ter normas e procedi-

pessoa não tem vontade de trabalhar com

alta produtividade.

mentos por escrito e responsabilizar as pessoas

você, não importa o tamanho do esforço que

Empresas que conseguem trabalhar esses

por suas atitudes.

você faça; essa pessoa nunca será um cola-

soft skills atrelados ao desenvolvimento de seus

borador comprometido. A motivação precisa

resultados, sendo apoiados pelas ferramentas

vir de dentro. Entretanto, é fundamental que o

certas, tendem a alcançar e até superar as suas

líder conheça a sua equipe e saiba aproveitar

metas.O líder precisa estar preparado e ciente de

os recursos que vão estimular o engajamento e

todas as iniciativas a serem adotadas com cada

o espírito de equipe.

colaborador. Afinal, as pessoas são diferentes e

2. Aplicar treinamentos e desenvolver competências e habilidades profissionai. Não existe o colaborador perfeito. O que existe são os que estão mais preparados para

34

Ter uma equipe

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

Não existe uma receita de bolo. Trata-se de

um líder não chega a lugar algum sozinho.


Por MOISES GALINDO TINAJERO Consultor de Varejo da Lexmark para a América Latina

TECNOLOGIA

Além da VITRINE O papel da tecnologia em um mundo de varejo digital

A

migração do comércio físico

tas entregam seus produtos estão mudando. As

sistentes e a necessidade de velocidade da qual

para o online, fruto da necessi-

opções de Click & Collect (compre online, retire

os consumidores estão confiando.

dade de isolamento social, foi

na loja) se tornaram cada vez mais populares e

Além disso, o papel da IoT e da nuvem

significativa em 2020. A transfor-

mais marcas estão criando escritórios ou cen-

para fornecer maior estabilidade de tecnolo-

mação fez com que o faturamento de R$ 27,3 bi-

tros de distribuição onde apenas as compras fei-

gia e adaptabilidade nas operações também

lhões no e-commerce nacional tivesse um salto

tas online são tratadas. Também estão usando

se tornou uma prioridade muito maior. Com a

de 71% em comparação ao mesmo período de

de estratégias multicanais no qual lojas próprias

impressão, por exemplo, os varejistas podem

2019, segundo dados da Compre&Confie.

ou de parceiros tornam-se um ponto de retirada,

usar esses recursos para requisitos de serviço

acelerando os prazos de entrega.

remoto, eliminando o risco de qualquer tempo

Com mais consumidores agora podendo fazer suas compras com um clique, garantir a fidelidade deles se tornou ainda mais difícil.

De volta aos holofotes

de inatividade, identificando problemas de serviço ou baixos níveis de toner antes que eles

Mesmo que o fim de um período de isola-

Cada uma dessas tendências de tecnolo-

aconteçam.

mento e distanciamento social em definitivo

gia, coloca a impressão de volta aos holofotes.

E, por último, embora muitos suspeitem

ainda seja incerto, o movimento em lojas físicas

Por exemplo, atrás da vitrine (ou seja, no back

que a pandemia possa empurrar a sustenta-

não só ocorre como ainda é esperado, pois há

office), os varejistas agora estão lidando com

bilidade para o fundo da agenda, na verdade

os consumidores que sentem necessidade de

uma necessidade maior de ativos de impressão

ela teve um efeito inverso. De acordo com a

ir pessoalmente testar os produtos, como é o

fundamentais e necessários para dar suporte a

empresa de pesquisa Global Kantar, a Covid-19

caso dos calçados.

entregas online - itens como etiquetas de envio,

impulsionou a sustentabilidade na agenda dos

Além de tudo, para ter sucesso no mercado

listas de embalagem, notas e recibos, etiquetas

consumidores. Globalmente, 51% acreditam

incerto de hoje, os varejistas devem investir mui-

de devolução, cartões de agradecimento, etc.

que continua sendo uma prioridade, enquanto

to em TI para que possam responder à deman-

Tudo isso precisa ser processado de forma

22% acreditam que é mais crítico do que nunca.

da em constante mudança, oferecer suporte

rápida, confiável, personalizada e profissional

Não há dúvida de que o coronavírus mudou

aos requisitos de atendimento rápido, aumentar

para dar suporte ao rápido retorno dos produtos

completamente o caminho típico de compra

a produtividade e fornecer experiências superio-

que os clientes estão esperando. E no chão de

para os consumidores e alimentou o comércio

res ao cliente, tanto no online quanto no offline

fábrica, os varejistas estão reavaliando suas

eletrônico. O setor de varejo não pode se aco-

- tudo a um custo competitivo.

experiências na loja e como tecnologias de im-

modar e deve continuar a longo prazo investindo

pressão podem apoiar a produtividade dos as-

em tecnologias, apostando em uma estratégia

Nesse contexto, as formas como os varejis-

multicanal e na transformação digital - incluindo a parte de impressão, que está intimamente ligada às propostas de valor ao consumidor, inserindo modelos de operação mais inovadoras e sustentáveis. É importante não desperdiçar os aprendizados de uma crise - agora é a hora de as organizações de varejo pensarem e romperem para se manterem relevantes e lucrativas por muito mais tempo.

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

35


CONTATOS

Anunciantes, empresas, feiras, profissionais e entidades citados nessa edição ABLAC 62 99907.1141 www.ablac.com.br Páginas 04 e 06

DATA SYSTEM 19 3701.6600 www.datasystem.com.br Página 11

ACI NOVO HAMBURGO 51 2108.2108 ww.acinh.com.br Páginas 28 e 29

FABIO PAJARO administradores.com.br/u/fabiopajaro Página 16

ADRIANO KALFEZ MARTINS 51 2108.2108 ww.acinh.com.br Páginas 28 e 29 ANGELO VIEIRA 11 3283-3737 www.farmarcas.com.br Páginas 18 e 19 ARTUR XIMENES www.arturximenes.com.br Página 32 BEIRA RIO 51 3584.2200 www.beirario.com.br Página 05 CONCEYÇÃO MONTSERRAT 11 3521 7080 www.montserratconsultoria.com.br Páginas 24 e 25 COTS ADVOGADOS 11 3831-7308 www.cots.adv.br Páginas 28 e 29

FERNANDA TOCHETTO 51 99342.5875 www.fernandatochetto.com.br Páginas 30 e 31 FRANCAL 112226.3100 www.francal.com.br Páginas 22 e 23 GUSTAVO CARRER www.gustavocarrer.com Página 33 LUIZA HELENA TRAJANO + MAGAZINE LUIZA 11 3508.9900 www.magazineluiza.com.br Páginas 12 e 13 MARCONE TAVARES 82 2121.0824 www.ablac.com.br Páginas 04 e 06 MOISES GALINDO TINAJERO Página 35

PATRUS TRANSPORTES 31 2191.1000 www.patrus.com.br Página 09 PEGADA 51 3393.2700 www.pegada.com.br Páginas 02, 03, 10 e 37 PRAXIS BUSINESS 11 97242.4636 www.praxisbusiness.com.br Páginas 14 e 15 ROBERTA ANDRADE 11 3405.6600 www.gouveaecossystem.com Página 34 SETADIGITAL 45 3222.7511 www.setadigital.com.br Páginas 07, 20, 21 e 36 TONINI JÚNIOR 11 97242.4636 www.praxisbusiness.com.br Páginas 14 e 15 ZOHO https://www.zoho.com/pt-br Páginas 26 e 27

A Revista do Lojista de Calçados não se responsabiliza por eventuais trocas nos números de telefones citados nesta página 36

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS


janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

37


38

janeiro/junho 2021 | REVISTA DO LOJISTA DE CALÇADOS

Profile for gbmcomunicacao9

Revista do Lojista de Calçados #36  

Revista do Lojista de Calçados #36