Page 1

São José do Rio Pardo

1º de junho de 2013

Ano 105

R$ 2,00

2.652

Ladrões roubam R$ 100 mil em joias REPORTAGEM

Zoológico local está em perfeito funcionamento Com 107 animais de 16 espécies, o zoológico da Ilha São Pedro funciona sob a fiscalização da Secretaria Estadual do Meio Ambiente. O biólogo responsável, Carlos Eduardo Pinto, informou à reportagem que todos os animais estão bem cuidados e que não há qualquer problema com o abastecimento de alimentos. Página A-8

Idosos devem redobrar cuidados nesta época Com a chegada do inverno, as pessoas que já fazem parte da Terceira Idade (acima de 60 anos) precisam redobrar seus cuidados com a saúde. O alerta é do médico geriatra Jean Pierre Alencar. As internações hospitalares também aumentam nesta época, principalmente em razão das infecções respiratórias. Página A-9

No fim da tarde desta sexta-feira, 31, dois homens (um deles armado de revólver) invadiram a loja ‘Alemão Joias’, no centro da cidade, e anunciaram um assalto, rendendo o proprietário do estabelecimento e sua filha, além de uma cliente que

estava no local no momento. Foram levados cerca de R$ 100 mil em joias, R$ 2 mil em dinheiro, um computador e o veículo Fox Cinza 2005, de propriedade da cliente. A Polícia ainda não tem pistas dos assaltantes. Página A-7

Aumento dos servidores poderá ser anunciado na próxima semana Página A-2

Assinado aporte para obras das 212 casas REPORTAGEM

Uma luz no fim do túnel Dois jovens de São José do Rio Pardo, um de 33 e outra de 35 anos, contam à Gazeta como entraram no mundo das drogas e como conseguiram, pela ajuda do grupo de Narcóticos Anônimos, a liberdade do vício após experimentarem o ‘fundo do poço’. Página A-4

O secretário de Estado da Habitação, Silvio Torres, assinou nesta sexta-feira, 31, na Prefeitura Municipal, autorização de aporte para a construção de 212 casas no município, no âmbito do acordo de cooperação entre os governos Estadual e Federal. O investimento total é de R$ 16,8 milhões, dos quais R$ 1,9 milhão aportado pela Casa Paulista. “É o primeiro passo para amenizar os problemas habitacionais da cidade”, comentou o prefeito João Batista Santurbano. Página A-3

Prefeito Santurbano e o secretário Silvio Torres


A-2 - 1º de junho de 2013

De onde vem e até onde vai a maldade humana? A humanidade tem sido marcada por uma estranha capacidade de provocar destruição e sofrimento. Com ou sem consciência, o ser humano tem se mostrado tão ou mais capaz de produzir o mal como de produzir o bem. E não são raras as vezes que o mal se sobrepõe ao bem com grande intensidade. A sociedade tem assistido, atualmente, a casos frequentes e recorrentes de maldade explícita do ser humano contra o próprio ser humano, e do ser humano contra outros seres vivos. Bebês abandonados, crianças, idosos e homossexuais espancados e mortos, crianças e mulheres violentadas, jovens mortos por muito pouco ou por nada, violência contra animais. Enfim, vidas perdidas por motivos fúteis. A pergunta que fica é: motivação ou prazer? Talvez o maior desafio da sociedade de hoje seja justamente a resposta à pergunta: por que o mal existe? O homem já nasce propenso ao mal ou o seu comportamento é capaz de mudar de acordo com o meio em que vive? Quantos pensadores, em toda a história, levantaram questões como estas! Para o filósofo JeanJacques Rousseau, não havia maldade alguma na natureza hu-

mana, e o mal seria consequência da estrutura social. “O homem nasce bom e a sociedade o corrompe”, dizia o célebre pensador. Partindo desta premissa, a maldade humana seria explicada pelas condições sociais e econômicas da sociedade. Por séculos esta afirmativa foi levada em consideração, mas, atualmente, com o avanço dos estudos sobre o comportamento humano, há inúmeros indícios de que indivíduos já nascem com certa predisposição ao mal. É o que os profissionais da neurociência chamam de “distúrbios da personalidade dissocial”. É fato que o meio pode inibir ou favorecer essas predisposições, o que confirma, em parte, o pensamento de Russeau. Mas há de se considerar que nem sempre um indivíduo que vive em um meio desfavorável é capaz de causar sofrimento ao outro. Estudiosos buscam entender o que se passa na cabeça de quem provoca o mal, de quem comete tantas atrocidades. Mas as respostas, se é que elas existem, ainda não são motivo de comemoração. Não são raras as declarações de criminosos, muitos deles menores de idade, de que mataram porque quiseram, porque sentiram vontade. Alguns, inclusive, falam com de-

boche e desprezo total à vida. A maioria é aparentemente normal, simplesmente age porque é portador de uma mente assassina. São conhecidos inúmeros casos de indivíduos que, sem motivos ou sob alguns pretextos absolutamente ridículos, cometeram atrocidades, pagam por isso e, ainda assim, continuam achando que aquilo que fizeram deveria mesmo ter sido feito, e que se pudessem fariam novamente. É isso o que leva a crer que nem todos os crimes são cometidos em decorrência de condições sociais e econômicas desfavoráveis. A situação não pode ser colocada de forma tão simplista assim. Ninguém seria tão insano a ponto de afirmar categoricamente que muitos crimes são decorrentes do meio, como aqueles mencionados por Russeau. Mas não se pode generalizar. Muitos destes criminosos são maus por prazer, eles se satisfazem com o sofrimento alheio, com a destruição que c o n s e g u e m p rov o c a r. Fa ze m porque querem, porque se sentem poderosos, seres acima do bem e do mal. Para eles, o crime compensa porque satisfaz. Matam e esperam morrer.

Aumento de salário O prefeito João Santurbano esteve esta semana com representantes do Sindicato dos Servidores Públicos e Autárquicos para discutir o aumento de salário dos funcionários. Santurbano disse que os servidores não têm culpa da situação em que se encontra a Prefeitura, e que possivelmente atenderá o pedido de aumento feito pelo Sindicato, que foi de 7,16%. O prefeito disse, ainda, que espera divulgar o aumento na próxima segunda-feira, para ser incorporado ao próximo pagamento. Encontro com prefeitos Após assinar convênio para construção de 212 casas em São José do Rio Pardo, nesta sexta-feira, o secretário de Estado da Habitação, Silvio Torres, ainda esteve na Câmara Municipal de Mococa para atender os prefeitos da região. Na oportunidade, ele apresentou as políticas habitacionais do Estado e solucionou demandas. O secretário já atendeu cerca de 470 municípios em todo o Estado, num atendimento individual a cada um dos prefeitos. Iluminação pública A Secretaria Municipal de Obras comunica à população que qualquer assunto referente à iluminação pública, como troca de lâmpadas, deve ser tratado diretamente no DAEE (Departamento de Água, Esgoto e Energia), pelos telefones 36827833 e 3682-7834. Homens públicos O papel dos homens públicos, aqueles que são pagos pela população para exercer seus mandatos, é de trabalhar para resolver problemas e sugerir melhorias para o município. O que se espera de homens públicos é, no mínimo, uma postura digna de quem representa a população que o elegeu. Trabalhar de fato, fazer algo de concreto. Enfim, falar menos e fazer mais. Fica a dica. Palestra do Sebrae Na próxima quinta-feira, dia 6, às 19h00, o Sebrae promoverá a palestra “Por dentro dos custos, despesas e preço de venda”, na sede da ACI, com um consultor especialista em finanças. O objetivo é conscientizar os empresários da importância de calcular os custos e formar os preços adequadamente, para a análise de resultados. As inscrições podem ser feitas junto ao Posto do Sebrae local, que fica no piso superior da Biblioteca Municipal, ou pelo telefone 3682-9343. PM Solidária Termina no dia 12 de junho a Campanha de Arrecadação de Roupas promovida pela Polícia Militar, que tem como slogan “Rouba Boa a Gente Doa”. A campanha teve início há dois meses e uma grande quantidade de roupas foi arrecadada. As doações estão sendo levadas ao SOS, para distribuição a famílias carentes. Colaborações ainda podem ser feitas diretamente na sede da Polícia Militar, situada à rua Ruy Barbosa, 43, centro.

coletti.imprensa@yahoo.com.br

Quase náufrago Está a caminho do naufrágio, no Senado Federal, o projeto de lei que reforma o ICMS, tendo como objetivo principal acabar com a guerra fiscal entre os Estados. Tem também por meta simplificar a carga tributária e a redução dos custos das empresas. Os Senadores aprovaram resolução que ao invés de unificar as duas alíquotas atuais numa só, de 4%, criaram três, uma de 4%, outra de 7% e a terceira de 12%. O Palácio do Planalto não concorda com esta decisão. O mesmo acontece com os governadores dos estados do Sul. Vários acordos foram apre-

sentados para viabilizar a tão esperada reforma tributária. Mas tudo em vão. O Governador Geraldo Alckmin afirmou que não existe mais ambiente para se tentar votar a reforma e passou a defender o adiamento desta discussão para 2015, um ano sem influência de eleições. O Palácio do Planalto também já está abandonando o barco da reforma, ao afirmar que só concorda com a votação se houver acordo entre todos os Estados. “Com o país dividido, não se mexerá com o ICMS.” – disse Guido Mântega, Ministro da Fazenda.

Duas MP’S inviabilizadas O Presidente do Senado, Renan Calheiros, cumpriu sua promessa quando foi votada a MP dos Portos, recusando colocar em votação duas Medidas Provisórias, aprovadas pela Câmara dos Deputados, mas fora do prazo de sete dias para análise dos senadores. Uma delas modifica as regras na desoneração da folha de pagamento de seto-

res da construção civil e do varejo. A outra Medida Provisória reduz a conta de energia elétrica. As duas MP’s perdem validade na próxima segundafeira. O governo federal já estuda enviar um projeto de lei com caráter de urgência, que não expira prazo e tem tramitação acelerada.

Destaques VOTO SECRETO – Existe um forte movimento na Câmara para inclusão na pauta de votações da Proposta de Emenda à Constituição número 349, que acaba com as votações secretas na Câmara e no Senado. Esta emenda foi aprovada, em primeiro turno, há 12 anos, e foi escanteada para os escaninhos dos parlamentares. O PMDB é o partido que mais trabalha para impedir essa votação. NOVOS MUNICÍPIOS – Está para ser votado na Câmara o Projeto de Lei que regulamenta a criação, incorporação, fusão e desmembramento de municípios em todo o país. Uma das novidades do projeto é a transferência do Congresso Nacional para as Assembleias Legislativas a prerrogativa da criação de novos municípios. CARGOS DE CONFIANÇA - O número de cargos comissionados na administração da França chega a 4,8 mil, e nos Estados Unidos são 8 mil. No Brasil, o Governo da Presidente Dilma Rousseff possui exatos 23.579. CANA NA AMAZÔNIA – Uma resistência dos ambientalistas está indo para o espaço: o Senado apro-

vou o projeto que autoriza o plantio da cana-de-açúcar na Amazônia legal, em áreas já desmatadas. O objetivo é ampliar a produção de biocombustíveis no Brasil, especialmente o etanol. DÍVIDAS COM INSS – O Governo regulamentou esta semana a lei que parcela o pagamento de dívidas de Estados e Municípios com a Previdência Social. O parcelamento poderá ser feito em até 240 meses. Os pagamentos serão feitos pela retensão do valor devido no Fundo de Participação dos Estados – FPE ou no Fundo de Participação dos Municípios – FPM. NOVO MINISTRO DO SUPREMO – Indicado pela Presidente Dilma Rousseff para Ministro do Supremo Tribunal Federal, o jurista Luiz Roberto Barroso será sabatinado, na próxima semana, pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado, e, logo em seguida seu nome será votado pelo plenário. A posse do novo Ministro deverá ocorrer no próximo dia 27, data da última sessão do semestre no STF. Barroso terá tempo de participar do julgamento dos Embargos do Processo do “Mensalão” que deverá ocorrer no início de agosto.

Vacinação Foi encerrada no dia 29 a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Em São José do Rio Pardo, a meta estipulada pelo Ministério da Saúde foi atingida. Foram vacinadas 1.088 crianças, 98% dos trabalhadores da Saúde, 66% de gestantes, 101% de puérperas e 97% de idosos. Ainda há vacinas disponíveis no Centro de Saúde. Dengue Até quarta-feira, dia 29, a Vigilância Epidemiológica havia contabilizado 485 casos suspeitos de dengue, dos quais 95 foram negativos e descartados; 8 importados, 218 confirmados autóctones e 167 aguardam resultado de exame. Os bairros Vila Maschietto, Santo Antônio e centro ainda são os mais afetados. Feijoada beneficente A feijoada com samba em prol do Projeto Renascer está agendada para o dia 21 de julho. O local ainda será confirmado. Em defesa Indignada porque coletores de lixo reclamaram, na semana passada, dos cachorros nas ruas, uma leitora saiu em defesa dos animais e entrou em contato para dizer que se os trabalhadores recolhessem o material das lixeiras direto para o caminhão, os cachorros não teriam tempo de revirar os sacos plásticos à procura de comida.

GAZETA DO RIO PARDO é uma publicação semanal de GAZETA DO RIO PARDO LTDA, editada à Avenida Olinda Ralston, 411- Vila Formosa - Fone: (19) 3682-8879 - CEP 13.720-000 - São José do Rio Pardo - SP. Editor: Giselle Torres Biaco Redação: Giselle Torres Biaco e Eduardo Eron Colaboração: Fagner Nasser. Diagramação: Marco Antônio Cassucci. Departamento Comercial: Elisete Paduelli GAZETA na INTERNET: e-mail: redacao@gazetadoriopardo.com.br e-mail: publicidade@gazetadoriopardo.com.br e-mail: diagrama@gazetadoriopardo.com.br e-mail: reportagem@gazetadoriopardo.com.br e-mail: assinante@gazetadoriopardo.com.br http://www.gazetadoriopardo.com.br Circulação Aguaí, Caconde, Casa Branca, Divinolândia, Itobi, Mococa, São José do Rio Pardo, São Sebastião da Grama, São João da Boa Vista, Tapiratiba, Vargem Grande do Sul Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal e são de responsabilidade de seus autores.


1º de junho de 2013 - A-3

Assinado aporte para obras das 212 casas Serão investidos R$ 16,8 milhões, dos quais R$ 1,9 milhão pela Casa Paulista O secretário de Estado da Habitação, Silvio Torres, assinou nesta sexta-feira, 31, na Prefeitura Municipal, autorização de aporte para a construção de 212 casas em São José do Rio Pardo, no âmbito do acordo de cooperação entre o Governo do Estado de São Paulo, por meio da agência de fomento habitacional Casa Paulista, e o Governo Federal. As moradias serão construídas no Conjunto Habitacional Chico Xavier, localizado na Avenida Américo Emílio Romi s/n, Sítio Novo. O investimento total é de R$ 16,8 milhões, dos quais R$ 1,9 milhão aportado pela Casa Paulista. Todas as moradias da região serão destinadas às famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil (públicoalvo dos programas da agência Casa Paulista). Os recursos, de até R$ 20 mil por unidade habitacional autorizada, são repassados pelo governo paulista para a Caixa Econômica Federal, agente financeiro responsável pela contratação das empresas, supervisão das obras e financiamento dos empreendimentos. Em São José do Rio Pardo, a contrapartida do Governo de São Paulo será,

em média, R$ 19,9 mil por unidade habitacional. O subsídio da agência Casa Paulista corresponde a aporte, a fundo perdido, com o objetivo de viabilizar a moradia - de custo construtivo mais elevado no Estado - às famílias atendidas. As famílias beneficiadas, que não podem ter participado anteriormente de nenhum programa habitacional, terão 120 meses para quitarem o imóvel. “É uma satisfação muito grande não só para a administração a importância que tem a assinatura desse convênio para viabilizar o empreendimento, mas principalmente para a população. Com isso vamos amenizando os problemas habitacionais do nosso município”, comentou o prefeito municipal João Batista Santurbano. Segundo ele, outras áreas já estão sendo consultadas para aquisição de terreno. “Já estamos correndo atrás de outras áreas para viabilizarmos mais casas. Tem negociações que ainda serão feitas, com participação da iniciativa privada, governo Federal, governo Estadual e Prefeitura Municipal.” O secretário Silvio Torres

EM DIA COM O LEGISLATIVO Proposituras Requerimentos a serem encaminhados l Ao prefeito, solicitando o envio de cópia de ata de reunião referente ao Conselho Municipal de Saúde; cópia de plano de trabalho da Guarda Mirim. l Ao prefeito, solicitando informar valores despendidos com fogos de artifícios na comemoração da ponte. Indicações a serem encaminhadas por ofício l Ao prefeito, sugerindo providências para diminuir a poeira nas áreas rurais densamente povoadas; podar árvores no talude existente na lateral dos acessos ao Bairro Carlos Cassucci; mudanças para melhorar alimentação oferecida pelo SOS; a limpeza de terrenos baldios na Rua Francisco Tavela, no Bairro Buenos Aires. l À diretoria da Renovias, sugerindo estender recapeamento asfáltico até a Escola “Mário de Souza” no km 257 da Rodovia São José/Casa Branca. FONTE: ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL

disse que a assinatura do aporte é o primeiro passo para outros projetos na mesma linha. “Estou muito feliz de estar dando este passo inicial. Nem cinco meses de governo e o prefeito já está conseguindo viabilizar 212 casas. Além disso, ele já tem outras alternativas para construir mais casas em São José do Rio Pardo, pois sabemos que a demanda é grande. O Santurbano quer construir pelo menos 1.000 moradias e nós vamos ajudá-lo a cumprir isso e mais ainda, se possível.” Para o vereador Marco Antonio Gumieri Valério, líder do prefeito na Câmara, a assinatura foi uma ótima notícia para toda a cidade. “Durante a campanha eleitoral ouvimos várias reivindicações de mais casas para nossa população. É mais um passo para que a gente possa diminuir esse déficit habitacional. O secretário Silvio Torres tem feito um trabalho sensacional aqui em São José e em todo o Estado. É uma Secretaria muito ativa e ele imprimiu a ela um dinamismo totalmente diferente. Essa parceria com o governo Federal, complementando o programa Minha Casa Minha Vida, o próprio trabalho da CDHU veio para facilitar. São iniciativas que mostram realmente a competência do Silvio na Secretaria, um grande acerto do governador Alckmin e um benefício para a população rio-pardense.” O empreendimento Com o novo empreendimento serão beneficiadas na cidade 699 pessoas, além de gerados cerca de 630 empregos diretos e indiretos a partir das obras. Cada moradia terá área total de 52,87 m² e área útil de 43,28 m². As obras, a serem iniciadas no mês de setembro, devem estar concluídas até dezembro de 2014. As novas unidades deverão respeitar e incorporar as melhorias estabelecidas como diretrizes de qualidade da Secretaria de Estado da Habitação junto ao programa federal Minha Casa, Minha Vida, como

São José do Rio Pardo, 01 de Junho de 2013. Luis Fernando Tempesta - Presidente

ARQUIVO

Momento da assinatura do aporte pelo secretário Silvio Torres

área de lazer, piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos nas paredes da cozinha e do banheiro e medição individualizada de água. A estimativa é que cada R$ 1 investido pela Casa Paulista nos empreendimentos alavanque mais R$ 4 em investimentos. De acordo com o representante da construtora Quebec, vencedora da licitação para a construção das 212 casas, Cirilo Saugi, está apenas sendo aguardado o registro do loteamento em cartório para o início da obra. O cronograma para a entrega do empreendimento é de 15 meses. “A construtora já atua no ramo de casas populares há mais de 25 anos. Estamos fazendo obras atualmente em Ribeirão Preto, Uberaba, Batatais e em outros locais”, disse. 300 casas Na oportunidade, o secretário Silvio Torres lembrou que a Secretaria de Estado da Habitação havia liberado, há cerca de dois anos, a construção de 300 casas no município. Apenas o terreno seria apresentado pela Prefeitura. “A Prefeitura demorou muito para tomar essa providência na ocasião, e quando apresentou um terreno ele não foi considerado adequado. O terreno tinha topográfica muito acidentada e era

praticamente inviável. Mas mesmo assim estávamos dispostos a fazer o aproveitamento de uma parte do terreno, mas a Prefeitura não deixou recursos para o atual prefeito para comprar o terreno e por essa via já não vai acontecer. Mas, felizmente, esse programa novo vai viabilizar a compra do terreno mesmo que não tenham ficado os recursos no orçamento.” Reservatórios e adutoras Ele também lembrou que o governador Geraldo Alckmin autorizou recentemente um convênio, por meio do qual a Secretaria de Habitação está passando R$ 1,6 milhão para construir reservatórios de água e adutoras, que irão atender os conjuntos habitacionais do Vale do Redentor, Dionysio Guedes Barreto, Natal Merli, Jadim São Bento, Rio Pardo e Nova Esperança. “Vai atender todo esse pessoal que sofre com problemas de falta de água e que seria agravado com a entrega dessas casas do Minha Casa Minha Vida, que estão sendo construídas na região. O serviço era de responsabilidade da Prefeitura anterior e não tinha sido realizado. O prefeito Santurbano nos pediu essa ajuda para poder liberar

esse conjunto para inauguração e também para resolver o problema da água na região. A licitação já está em andamento e as obras devem começar brevemente”, disse Silvio Torres. Sobre estas casas, o prefeito Santurbano confirmou que a Caixa Econômica Federal autorizou a empresa responsável pelas obras a colocar piso nas casas. “Isso foi um pedido nosso e do secretário Silvio Torres, e vai melhorar em muito a qualidade das moradias. Vamos aguardar até segunda-feira para verificar de perto esta determinação.” R$ 7 milhões Este ano, o município de São José do Rio Pardo já recebeu cerca de R$ 7 milhões dentre todos os recursos conquistados junto ao governo do Estado, por meio do secretário Silvio Torres, incluindo o carnaval e outros eventos culturais. “Esses recursos que o governo tem liberado se devem também ao trabalho que o prefeito Santurbano vem fazendo, indo às Secretarias. Creio que muito rapidamente nós podemos recuperar o atraso de obras estaduais e federais, que infelizmente São José do Rio Pardo não teve na velocidade necessária”, considerou Silvio Torres.


A-4 - 1º de junho de 2013

Drogas: há sempre uma luz no fim do túnel Ex-adictos falam sobre experiência e como conseguiram ajuda pelo grupo de NA GISELLE TORRES BIACO

Dois jovens de São José do Rio Pardo, um de 33 e outra de 35 anos, contam à Gazeta como entraram no mundo das drogas e como conseguiram, pela ajuda do grupo de Narcóticos Anônimos, a liberdade do vício após experimentarem o ‘fundo do poço’. Os nomes foram suprimidos da reportagem em respeito ao grupo ao qual pertencem, cujos integrantes são anônimos. São relatos surpreendentes de sofrimento e superação. Experiência de NA1 O jovem de 33 anos será chamado, neste texto, de NA1. Ele conta que seu primeiro contato com a droga foi aos 11 anos, com uma prática que é muito comum nas famílias. “O meu contato com a droga foi muito cedo, primeiro com a droga lícita: o álcool dentro da minha própria família aos 11 anos de idade, com aquilo que a gente vê frequentemente, que é quando a criança pede para um adulto deixar experimentar e ele acaba deixando.” Dois anos depois, aos 13 anos, NA1 diz que acabou experimentando a maconha com um grupo de amigos que frequentavam um projeto social do município. “Foi o momento da droga ilícita: aos 13 anos de idade, dentro de um projeto social de São José do Rio Pardo com pessoas que frequentavam esse projeto, experimentei a maconha.” NA1 diz que no início fazia uso da droga apenas aos finais de semana, por falta de dinheiro, mas que depois passou a fazer uso diário. “No começo a droga causa uma sensação de liberdade, parecia que ela me inseriu realmente em uma turma. Acredito que o principal motivo de uso foi para ter uma aceitação dentro de um grupo, porque dentro de um grupo de jovens que usam drogas eles ficam mais alegres e extrovertidos. Na gíria, ficam mais descolados.” De acordo com ele, sua experiência com as drogas passou por várias etapas. “Primeiro na adolescência que, como disse, virou diversão, eu me sentia o super-homem. Comecei a me expressar melhor com as pessoas, perdi toda a vergonha que tinha de me exibir. Mas, enfim, perdi o respeito das pessoas, pois nesse momento comecei a mentir demais, principalmente para meus pais. Eu me achava superior a todos, que podia fazer de tudo.” Cocaína Por algum tempo, NA1 diz que conseguiu manter seu vício paralelamente à vida particular. “Apesar do uso de droga continuei estudando, conclui o ensino médio e técnico, mas com muita insistência dos meus

pais, pois vim de uma família estruturada. Terminado o ensino técnico comecei a trabalhar e, depois de algum tempo, já era um bom profissional com um bom emprego, minha carreira profissional estava perfeita.” Entretanto, a droga foi tomando cada vez mais espaço na vida de NA1. “O uso de droga foi aumentando muito e o tipo também, até chegar à cocaína, onde começou uma loucura total em tentar manter o uso, o trabalho e a família. Achei que conseguia, mas foi pura ilusão, estava totalmente sem controle e a vida financeira lá embaixo. Trabalhava muito pra conseguir usar droga e ter uma vida com a família. A paz já não existia. Era muita mentira, manipulação, desonestidade, a droga estava levando a minha dignidade embora.” Com filha e esposa, NA1 lembra que enganava todos, e também, a si próprio. “Em todo esse tempo estava trabalhando, conheci a minha esposa, minha filha, achava que mantendo com o dinheiro era suficiente. Sem participação nenhuma na vida delas, só pensava no prazer que a droga iria me trazer.” Crack Depois da cocaína, NA1 conheceu o crack. “Logo depois da cocaína conheci o crack. Pronto, aí foi tudo entregue, ele trouxe a minha compulsão e obsessão a todo o vapor, e nisso o buraco estava aumentando. Estava deixando de ser pai, filho, esposo, amigo, profissional, ou melhor, deixando de ser gente. Esse uso desenfreado estava me levando à loucura total, já não conseguia cumprir com as minhas obrigações, estava vivendo apenas para usar, estava preso a uma droga e não conseguia sair.” Isolamento Para ele, o pior efeito da droga foi sentido em seu comportamento. “A droga primeiro ataca o organismo, mas o pior é o seu comportamento. Mesmo não tendo comportamento violento, estava perdendo todos os conceitos éticos e morais de uma sociedade. A minha dependência química me fez isolar das pessoas que mais gostava, os meus comportamentos eram os piores, mentia, manipulava, já não me alimentava, nada tinha importância, era apenas usar. Não dava atenção mais adequada para minha esposa e filha, não cumpria mais as obrigações no trabalho. O meu papel como cidadão de uma sociedade já era. O uso da droga é o uso do ainda: ainda não roubava as pessoas, ainda não estava violento, mas já frequentava lugares horríveis e em

DIVULGAÇÃO

um desses lugares acabei indo preso e, com isso, começou o meu processo de recuperação.” Luta diária NA1 conta que usou drogas durante 18 anos e que, mesmo assim, não aceitou ser internado. “Passei 18 anos da minha vida usando drogas, e por um longo tempo nunca pensei em parar de usar, por causa do prazer que ela proporciona. O desejo de parar veio quando percebi que estava perdendo o controle e estava cansado de tantos problemas que ela me estava trazendo. Eu estava perdendo tudo e todos. Chegava a ficar de 3 a 4 noites e dias usando sem parar, dava uma vontade grande de ir para casa, mas tinha alguma coisa mais forte que eu acabava ficando e usando mais.” Ele diz que queria parar, mas não conseguia. “Tem pessoas que acham que isso é pura falta de vergonha na cara, mas por que eu não conseguia parar de usar, mesmo querendo? Então o prazer que ela de dava no momento vinha o sofrimento em dobro, a cobrança era muito grande.” Ao ser transferido de cidade por motivo de trabalho, NA1 prometeu para sua esposa que pararia se ela fosse com ele. Chegou a ficar quatro meses sem as drogas, mas acabou aumentando o consumo de álcool. “Foi um sacrifício tremendo ficar sem a droga, mas enfim um dia recaí e sumi durante quatro dias, deixei minha esposa muito preocupada, várias pessoas me procurando, pois estava em uma cidade grande e ela ficou apavorada. Voltei para casa, contei tudo para ela e procuramos um psiquiatra, que quis me internar. Eu não quis, falei que conseguiria, mas na verdade eu não queria, pois a minha imagem no trabalho e perante a sociedade ficaria mal, porque o preconceito é terrível.” NA1 não foi internado e

principal coisa que me deixou com muito medo não foi a prisão, porque eu já estava preso nas drogas há muito tempo, mas foi o medo de ficar sozinho.” Hoje, aos 34 anos, NA1 diz que coloca na sua vida sempre Deus, a família, os Narcóticos Anônimos, o trabalho e a educação. “Isso faz com que eu permaneça limpo. Faz cinco meses que estou na rua, voltei a trabalhar no emprego público, estou com a minha família e sirvo aos Narcóticos Anônimos, que é um programa que me ajuda na minha doença.”

perdeu o controle de sua vida. “Foi um ano de puro pesadelo, perdi o controle total, sumia, minha esposa ficava me procurando. Ela não pediu ajuda, minha mãe não tinha estrutura psicológica suficiente para ajudar. Minha esposa e minha filha sofreram muito, nunca sabiam se eu voltaria vivo quando sumia.” Recuperação O processo de recuperação veio de forma inesperada. Em uma ocasião, NA1 foi usar droga em uma casa de outro dependente, que alugava o local para o uso. “Nesse dia tinha pessoas embalando, fui para outro quarto usar, e de repente a casa foi invadida e acabei sendo preso junto.” NA1 ficou internado em um Centro de Ressocialização, onde cumpria tarefas como trabalhar e estudar. “Conheci um grupo que atendia lá dentro chamado de Narcóticos Anônimos, que salvou minha vida. Fiquei quatro anos preso, minha esposa sempre apoiando. O grupo de NA me ajudou a rever todo o meu problema e admitir que eu o possuía. Através de três princípios comecei a trabalhar em minha vida: boa vontade, honestidade e mente aberta. E conheci o programa de 12 passos, comecei a frequentar todas as reuniões dentro da cadeia e também em todas as saidinhas, quando eu ia no grupo aqui fora.” Vida de volta Para NA1, o apoio de sua família foi fundamental para que conseguisse sua vida de volta. “Recuperei a minha vida com muito apoio da minha esposa e da minha filha, elas não me deixaram sozinho, elas foram essenciais nesse processo e percebi que eu tinha as pessoas mais importantes do mundo. Estou limpo há 4 anos e 6 meses e o que me ajudou foi o fundo do poço que fui parar, dentro de uma cadeia. Lembro o dia que entrei, quando a

Só por hoje funciona Às pessoas que estão passando por problemas como os que ele enfrentou, NA1 faz questão de deixar uma mensagem. “Se você tiver problema com droga, procure ajuda, não tenha medo. A principal ajuda vem da família, mas para completar temos um programa gratuito que funciona. Hoje voltei a ser pai, esposo, filho, trabalhador, estudante e um membro participativo da sociedade. Infelizmente a sociedade ainda tem muito preconceito, mas esse é um problema que pode acontecer em qualquer tipo de família. Faço minha parte, mas com certeza tem muitas pessoas que não olham com bons olhos, mas não faço por elas, faço por mim primeiro e pelas pessoas que estão ao meu lado.” Experiência de NA2 A jovem de 35 anos será chamada, neste texto, de NA2. Ela conta que seu primeiro contato com as drogas foi aos 13 anos, com o álcool. A passagem para a cocaína foi rápida. “Fazia uso quando os meus tutores não estavam presentes. Na época todos faziam uso das substâncias, por diversas vezes tive que buscar meu padrasto nos bares. Aos 16 anos o juiz tomou a tutela e fui mandada para uma casa de abrigo, na qual comecei a fazer uso de cocaína.” Depois de 15 anos, NA2 conheceu o crack, que lhe foi apresentado por uma colega. “Aí sim foi a destruição, pois comecei a fazer coisas que jamais imaginaria, trocar roupas, objetos pessoais, minha autoestima foi para o chão. Ficava dias sem tomar banho, sem comer e sem dormir, não vivia como pessoa, sem emoção e sem noção da realidade.” Suicídio NA2 conta que, no início, as drogas provocavam nela um comportamento

de euforia, mas que depois isso se transformou em depressão. “Achava que tudo era só alegria. Com o tempo comecei a ter picos depressivos e comportamentos agressivos, não tinha mais respeito pelas pessoas e nem por mim mesma. Meus amigos se afastaram, pois me aconselharam por diversas vezes. Por fim veio a total depressão e tentei por várias vezes o suicídio.” Overdose Sua luta para parar, segundo ela, foi solitária no início, pois achava que conseguiria sem ajuda. “Por diversas vezes tentei para sozinha, mas como minha doença é progressiva, comecei a substituir as drogas por coisas como comida, medicamentos, gastos excessivos com coisas supérfluas.” NA2 só reconheceu que precisava de ajuda quando sofreu uma overdose de drogas, no ano de 2000. “Um companheiro de NA me sugeriu a internação, mas durante algum tempo ainda quis fazer as coisas do meu jeito ignorando ajudas. Fiquei seca durante cinco anos, sem o uso da substância, mas os comportamentos estavam desviados. Até que em 2011, fiz outra tentativa de suicídio, colocando fogo em meu próprio corpo. O meu Poder Superior não me desamparou, abri a mente e fui internada pela quinta vez em uma clínica involuntária.” Apoio Para ela, o apoio dos seus padrinhos e da irmandade de Narcóticos Anônimos foram fundamentais para seu processo de recuperação. “Tive apoio dos meus padrinhos e amigos que são da irmandade de NA, que não desistiram de mim, mesmo que alguns achassem que eu era uma causa perdida.” NA2 diz que, apesar de conhecer o grupo há mais de 15 anos, por diversas vezes o ignorou por achar que não poderia ajudá-la. “Em 2011 tudo começou a mudar. Comecei a frequentar para ajudar nas minhas ferramentas. Descobri que, depois de muitos anos na escuridão, agora consigo ver uma luz no fim do túnel e quanto é importante para mim, pois ela me alimenta o meu combustível, através dela e dos membros que estão dispostos a ajudar sem querer nada em troca. Hoje eu consigo dizer sem ter medo que estou limpa há 1 ano e 8 meses.”

Grupo Vale a Pena Viver – São José do Rio Pardo Reuniões: segunda, quarta e sexta Horário: 20h00 às 22h00 Local: Igreja Matriz São José Coordenador: Müller Contato: Carlos Tel: (19) 9557-9202 \ 9149-9947 Email: sbcomitedeip.mantiqueira@yahoo.com.br


1º de junho de 2013 - A-5

Tabagismo reduziu, mas ainda é epidemia Médico da PUC diz que pulmões não são os únicos prejudicados pelo cigarro O Dia Mundial sem Tabaco, lembrado nesta sextafeira, 31 de maio, foi criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com o objetivo de destacar os riscos para a saúde, que estão associados ao consumo de tabaco, e a importância de políticas para reduzir o seu consumo. Este ano, o dia centrouse nos esforços para proibir a publicidade, a promoção e o patrocínio do tabaco. Dados da OMS indicam que o uso de produtos derivados do fumo é a segunda causa de mortalidade no mundo, respondendo por um em cada dez óbitos registrados entre adultos. O fumo só perde, em número de mortes, para a hipertensão. Ele é considerado pela OMS como uma das principais causas ‘preveníveis’ de morte em todo o mundo. Entretanto, o cenário traçado pelo órgão é de epidemia global, já que o tabaco mata quase seis milhões de pessoas todos os anos – mais de 600 mil delas são fumantes passivos. E a tendência do quadro é piorar nos próximos anos. A organização prevê que a epidemia do tabagismo possa matar mais de oito milhões de pessoas todos os anos até 2030. Mais de 80% destas mortes evitáveis serão de pessoas que vivem em países de rendimentos baixos e médios.

No Brasil, de acordo com a última pesquisa do Ministério da Saúde, o número de fumantes vem diminuindo nos últimos anos. Em 1989, por exemplo, havia uma prevalência de 34% de fumantes; já em 2012 este índice foi reduzido para 17%. Apesar disso, os malefícios do cigarro ainda se fazem presentes na sociedade brasileira. Em 2011, o País gastou R$ 21 bilhões no tratamento de doenças relacionadas ao tabaco, mas um em cada cinco homens e uma em cada dez mulheres morrem devido ao fumo. Além dos pulmões Os danos à saúde, causados pelo cigarro, não são novidade para ninguém, nem para os fumantes. Mas o que muita gente ainda não sabe é que os pulmões não são os únicos prejudicados pelo uso do tabaco. O chefe do serviço de Ortopedia do Hospital e Maternidade Celso Pierro, da PUC-Campinas, José Luis Zabeu, explica que há também lesões menos conhecidas, tais como a cegueira e o envelhecimento precoce da pele. Os músculos também são afetados. “A mulher “menopausada” perde, em média, 0,5% da massa óssea anualmente, o que é parte do processo de envelheci-

mento. Já a fumante perde mais de 1% ao ano.” Ele explica que há uma diminuição da função da célula que produz a matriz óssea, chamada de osteoblasto, pela diminuição da concentração de oxigênio no sangue. “Isto explica também a maior dificuldade que existe na consolidação de fraturas em fumantes.” O risco aumentado de fraturas está ligado ao número de cigarros fumados ao dia, sendo claramente maior quando se fuma mais de 20 cigarros diariamente. A parada do vício só diminui o risco de fratura no fêmur após 10 anos. Segundo o ortopedista, o fumante que quebra um osso também demora mais para se curar do que quem não fuma. O cigarro também pode causar dor nas costas e hérnia de disco. “O fumante, de modo geral, costuma ter hábitos de vida nocivos à saúde, como erros na alimentação e sedentarismo. Isto, isoladamente, já seria motivo para o aumento da incidência de dores nas costas, comum em pessoas acima do peso e com musculatura mal condicionada. No caso específico da ocorrência de hérnias de disco, a chance de cura após o tratamento cirúrgico da mesma é menor para quem fumou nos últimos 15 anos ou mais”, diz o médico.

Cicatrização O uso do tabaco também contribui para frear o processo de cicatrização de feridas, pois diminui o fluxo de sangue na pele e atrasa a consolidação de fraturas.

DIVULGAÇÃO

Reumatismo Um estudo envolvendo mais de 100 mil pacientes demonstrou que a ocorrência de artrite reumatóide é significativamente mais elevada na mulher que fuma ou que já fumou, principalmente se o volume diário de cigarros foi maior que 15. Fraturas Inúmeros trabalhos envolvendo consolidação óssea nas cirurgias de fusão de ossos da coluna (artrodeses) mostram diferenças entre fumantes e não fumantes, com prejuízo para o primeiro grupo. No entanto, o ortopedista explica que o fato de se parar de fumar antes da ocorrência da cirurgia já melhora seu prognóstico. “O momento de parar é controverso; desde um dia até um mês antes da cirurgia. O fato de se parar próximo à cirurgia já melhoraria a concentração de oxigênio no sangue, uma vez que haveria tempo do organismo limpar o

O médico ortopedista da PUC-Campinas, José Luis Zabeu

excesso de monóxido de carbono decorrente da inalação da fumaça do cigarro. Radicais livres e fatores sanguíneos ligados à coagulação estarão corrigidos em uma semana sem cigarro.” Há outros estudos, entretanto, que sugerem ao menos 60 dias de abstinência do fumo,

quando o objetivo da cirurgia for a formação de osso, o que acontece em fraturas, alongamentos ósseos ou cirurgias de fusão articular. (Redação Gazeta do Rio Pardo, com informações da assessoria de imprensa do hospital Celso Pierro, da PUCCampinas)

Fundadora do Renascer é indicada a prêmio Uma das fundadoras do Projeto Renascer, Lucia Helena Libânio da Cruz, foi indicada ao Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável. O Prêmio é uma iniciativa do Instituto Superior de Administração e Economia - ISAE e do Grupo Paranaense de Comunicação – GRPCOM e está em sua 6ª edição. O objetivo principal é promover e incentivar as iniciativas empreendedoras de empresas, pessoas físicas e estudantes, que estão relacionadas ao desenvolvimento sustentável, assim como reconhecer essas práticas. Lúcia explica que, no seu caso, a indicação ao Prêmio foi feita pelo trabalho realizado junto ao Projeto Renascer. “Para mim foi muito importante porque já estou fora da instituição desde 2011. É um grande prêmio recebido em reconhecimento ao meu trabalho.” O evento será realizado no dia 27 de setembro, em Poços de Caldas. O Prêmio irá identificar e premiar os melhores projetos nas áreas de empreendedorismo e sustentabilidade que contribuam para o desenvolvi-

mento da sociedade. 18 anos No dia 3 de maio, o projeto Renascer completou 18 anos de atividades em São José do Rio Pardo. “É um sonho realizado, é uma coisa que me emociona muito. Quando eu o criei, foi realmente para sanar as dificuldades que eu senti na pele. Era muito difícil viajar, o tratamento, a falta de perspectiva de uma qualidade de vida, a falta de consideração com as mulheres mastectomizadas, as dificuldades que encontrei, o sentimento de pena, de dó em ver uma mulher mastectomizada. Isso, ao mesmo tempo que me deu força, me deu muita revolta. Não é porque a gente tirou uma mama que a gente é diferente, então fez com que eu pegasse uma força tão grande e por tudo que eu tive, as oportunidades que eu tive e que muitas mulheres não têm, eu queria colocar isso em prática”, lembra Lucia. O Renascer, para ela, significa mais do que a realização de um projeto. “É um sonho, é uma realiza-

ção de vida. Faz parte, é como se fosse um filho. E fiquei muito contente que ele completou mais um ano de vida, apesar de não ter sido comemorado, eu não esqueci. Acho que nenhuma mãe esquece o aniversário de um filho. Espero que a entidade continue beneficiando todas as mulheres que necessitam, mesmo não estando à frente eu tenho o maior carinho pela instituição, e estou pronta para ajudar no que for necessário, como voluntária.” Dificuldades Com cerca de 200 atendimentos, o Renascer ainda enfrenta dificuldades de ordem financeira. “Ele precisa andar com as próprias pernas, e a gente tem uma dificuldade muito grande de sobrevivência financeira, então é preciso que a comunidade realmente abrace a causa, que ajude, que traga ideias e incentivos para a busca de recursos. Temos profissionais qualificados, mas necessitamos da parte financeira”, comenta.

No último dia 24 de maio, a Agrovecal de São José do Rio Pardo, recebeu um grupo de Argentinos da Província de La Pampa, centro da Argentina, próximo a capital Buenos Aires. O grupo de 37 pessoas era composto por consultores, engenheiros agrônomos e empresários ligados ao Agronegócio. A viagem dos “hermanos” foi organizada e patrocinada pela Dow AgroSciences - Sementes e Biotecnologia , e teve início na região de Ribeirão Preto, onde puderam conhecer as unidades de beneficiamento de sementes da empresa Dow Agrosciences Sementes e Biotecnologia, que trabalha com sementes de milho, soja, sorgo e girassol, e logo em seguida partiram para S.J. Rio Pardo, onde a Agrovecal trabalha em parceria com a Dow Agrosciences, desenvolvendo um trabalho de milho junto aos produtores rurais de SP e MG. Parte do grupo de Argentinos pertence à empresa FEDEA S.A Insumos Agropecuários , esta empresa tem forte atuação no mercado agrícola Argentino, e tem características parecidas com a Agrovecal, lembrando que a Argentina é um grande país produtor de grãos como milho , soja e trigo , assim como o Brasil. O grupo de Argentinos foi recepcionado com um café da manhã regado a muito pão de queijo, oferecido pelo proprietário Eng. Agrônomo Márcio Verrone , gerente comercial Eng. Agrônomo José Luis e RTV Dow Eng. Agrônomo Wagner Florindo. O objetivo maior da visita era conhecer, entender como atua, e características de uma empresa dentro do agronegócio brasileiro, como é o trabalho que a revenda brasileira desenvolve junto a seus clientes, como por exemplo, na assistência Técnica, Campanhas de Marketing, planejamento e evidenciou algumas ações de sucesso, apresentado pelo gerente comercial José Luis Dias. Após a visita, o grupo pode conhecer as dependências da loja matriz de São José e depois partiram para Mogi Mirim para conhecerem a área Pólo de milho instalada naquele município.


A-6 - 1º de junho de 2013

Hoje é dia de teatro na Casa de Cultura Espetáculo abordará a história da cidade com encenações, músicas e animações

Polo promove sarau na próxima semana Alunos do Polo do Conservatório de Tatuí em São José do Rio Pardo fazem nova apresentação na quinta-feira, dia 6, às 17h. O recital será realizado na Sala 14 da própria instituição, à rua São Bernardo, 800, em São José do Rio Pardo, com entrada franca a qualquer interessado. O recital tem coordenação de Demerval Keller e orientação dos professores Alberto Guedes Miranda, Júnior Gurgel e William de Lima Palma. Na ocasião, o aluno Breno Camilo Neres (violão) apresenta as obras “Estu-

do em mi menor” e “Lágrima”, de Francisco Tárrega. Já o violista Alessandro da Silva Alves, acompanhado ao piano pelo professor Júnior Gurgel, apresenta “Concerto para viola e piano, Op. 35”, de Oscar Rieding. A obra “Chanson à bercer”, de Eugène Bozza, será apresentada por Gabriel de Carvalho da Silva (saxofone) com acompanhamento de Júnior Gurgel; e “Berceuse, Op. 38”, de Edvard Grieg, por Edilson de Oliveira Lúcio (piano).

O recital será encerrado pelo duo de piano formado por Edilson de Oliveira Lúcio e Izabele Pizzo, que apresentam as obras “Série 09 nº 29” e “Polonaises, Op. 75 – n. 1 e 2”, de Franz Schubert. SERVIÇO Sarau no Polo Dia 6 de junho – quinta-feira – 17h00 Polo do Conservatório de Tatuí em São José do Rio Pardo Rua São Bernardo, 800 – Jardim São Roque, São José do Rio Pardo Entrada franca

Conferência Municipal de Educação já está sendo organizada Em reunião realizada no dia 3 de maio de 2013, o Conselho Municipal de Educação (CME) deliberou sobre a organização a Conferência Municipal de Educação, enquanto corresponsável pelas discussões da II Conferência Nacional de Educação, que acontecerá em 2014, em Brasília. A Conae teve sua primeira edição em 2010 e voltará em 2014 para avaliar o documento elaborado na primeira e discutir novas emendas, com o propósito maior de elaborar o Plano Nacional de Educação. De acordo com o Fórum Nacional de Educação, a II Conae será um espaço democrático de construção de acordos entre atores sociais que, expressando valores e posições diferenciados sobre os aspectos culturais, políticos, econômicos, apontará renovadas perspectivas para a organização da educação nacional e a consolidação do novo PNE, fruto do movimento desencadeado pela I Conae, ao indicar ações e estratégias concretas para as políticas de Estado de educação básica e superior, assentadas na defesa da construção do Sistema Nacional de Educação e na regulamentação do regime de colaboração entre os entes federados. Sendo assim, o Conselho Municipal de Educação e a Secretaria Municipal da Educação discutirão os sete eixos que compõem o documento-referência

em reuniões que acontecerão em bairros envolvendo todos os interessados. Deste debate sairão sugestões e emendas, as

quais serão elencadas em documento a ser encaminhado para a Conferência Intermunicipal de Campinas.

Na noite deste sábado, 1º de junho, cerca de 90 alunos dos cursos de teatro, música e artes digitais da Casa de Cultura e Cidadania de São José do Rio Pardo, projeto sociocultural viabilizado pela Lei Rouanet, do Ministério da Cultura, patrocinado pela AES Tietê e realizado pela H.Melillo – Grupo de Articulação Social – e Instituto Agires, farão uma apresentação especial sobre a história da cidade, fundada em 4 de abril de 1865. O evento começará às 19h e terá entrada gratuita. O espetáculo retratará a imigração italiana na cidade, no início do século XX, o período escravocrata na região, a abolição da escravatura e a vida dos trabalhadores italianos na lavoura de café. A apresentação também enfocará, entre outros temas, o cotidiano e a cultura da cida-

de na época, incluindo brincadeiras e festejos típicos, por meio de canções interpretadas pela turma de música e de contação de histórias pelos alunos de teatro. Os alunos de música tocarão a canção “Oração ao Tempo”, do cantor e compositor baiano Caetano Veloso. Já a turma do curso de artes digitais ficará responsável por projetar animações durante o espetáculo. O roteiro da apresentação foi baseado em pesquisas com antigos moradores de São José do Rio Pardo e documentos históricos. O cenário da mostra foi construído com materiais reciclados, para conscientizar os participantes e o público sobre a importância da preservação do meio ambiente. Oficinas Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambien-

te, que é celebrado em 5 de junho, todos os cursos da Casa da Cultura e Cidadania, em suas respectivas aulas, desenvolverão atividades que promovam a discussão e reflexão acerca das questões ambientais com ênfase na reciclagem. Nos dias 3 e 4 de junho, das 7h30 às 10h45 e das 13h30 às 16h45 serão realizadas oficinas de origami e ornamentos de materiais recicláveis; de construção de malabares e instrumentos musicais com materiais recicláveis; e de reaproveitamento de garrafas pet. No dia 4 de junho, às 19h, as famílias dos alunos da Casa e interessados em geral estão convidados a assistir uma palestra sobre reciclagem e uma esquete sobre a reutilização de materiais recicláveis realizada por participantes do curdo de Circo e Feira de Trocas. ARQUIVO

Cronograma Tema O Plano Nacional de Educação e o Sistema Nacional de Educação: organização e regulação Local EMEB Profa. Zélia Maria Zanetti – Vila Verde Data 05 de junho de 2013 Horário 18h Tema Educação e Diversidade: Justiça Social, Inclusão e Direitos Humanos Local EE Cáritas – Vila Brasil Data 03 de junho de 2013 Horário 18h Tema Educação, Trabalho e Desenvolvimento Sustentável: Cultura, Ciência, Tecnologia, Saúde, Meio Ambiente Local EMEB Profa. Stella Maris Barbosa Catalano – Cassucci Data 05 de junho de 2013 Horário 18h30min

Apresentação dos alunos será logo mais, às 19h00, com entrada franca

Tema Qualidade da Educação: Democratização do Acesso, Permanência, Avaliação, Condições de Participação e Aprendizagem Local EMEB Profa. Ada Parisi – Vila Maschietto Data 04 de junho de 2013 Horário 17h30min Tema Gestão Democrática, Participação Popular e Controle Social Local Escolas do Campo Data Favor conferir locais, datas e horários pelo telefone 3682-7875, das 07 às 13h, com Marisa Tema Valorização dos Profissionais da Educação: Formação, Remuneração, Carreira e Condições de Trabalho Local EMEB Profa. Vinício Spessotto – Vila Pereira Data 04 de junho de 2013 Horário 17h30min Tema Financiamento da Educação, Gestão, Transparência e Controle Social dos Recursos Local EMEB São Judas Tadeu – Vale do Redentor II Data 04 de junho de 2013 Horário 18h

Pedestres lideram ranking de mortes no trânsito de São Paulo Dados divulgados pela Secretaria do Estado de Saúde, de São Paulo, em maio de 2013, mostram que as mortes de pedestres nas cidades paulistas estão liderando o ranking de acidentes fatais. Das 5394 mortes no trânsito registradas em todo o Estado de São Paulo, em 2011, 39% eram referentes a pedestres, 32% eram motociclistas, 23% passageiros de veículos automobilísticos e 6% ciclistas (286 mortes). Os automóveis são os principais responsáveis pela morte de pedestres, seguidos pelos ônibus e veículos motorizados de duas ou três rodas, indicou o levantamento. O número de internações de pedestres, de acordo com a pesquisa, cresceu: passou de 10.155 em 2010 para 10.548 em 2011. Até abril de 2013, o estado de São Paulo registrou uma frota de 23. 693.158 veículos, cerca de 1 veículo para cada 2 pessoas. O Instituto Avante Brasil, preocupado com o crescimento estrondoso das mortes no trânsito lançou a campanha Zona 30 – Menos velocidade, mais vida, a partir da qual sugere que locais de fluxo misto (pedestres, ciclistas, motociclistas e veículos automotores), os veículos tenham sua velocida-

de reduzida para 30 km/h (em algumas vias de grande movimentação de pedestres, carros, motocicletas e bicicletas). Segundo dados coletados pelo iAB, em países que já estabeleceram esse limite de velocidade, como Holanda, Bélgica e Alemanha, quando uma área residencial com o limite de velocidade de 50km/h é redesenhada para o formato ‘Zona 30’, a queda média no número de acidentes é de aproximadamente 25%. A diminuição de velocidade é proporcional ao aumento da visão periférica, o que permite melhorar a percepção do espaço envolvente e dos outras pessoas que utilizam do espaço público. Circular a uma velocidade moderada permite uma distância de frenagem mais reduzida, diminuindo, igualmente, a gravidade das consequências para o pedestre, em caso de colisão. A velocidade de colisão influencia diretamente o risco de morte dos pedestres, uma vez que a energia de colisão é proporcional à massa dos veículos e ao quadrado da velocidade. Refira-se ainda que a probabilidade de morte de um pedestre aumenta exponencialmente a partir dos 30km/h. A velocidade influencia o

espaço que os veículos necessitam para circular. À medida que a velocidade aumenta os veículos necessitam de mais espaço para circular. Assim, quanto mais se pretende reduzir velocidades, mais se devem reduzir os perfis das ruas.No Brasil, essa medida já foi implantada no Rio de Janeiro e desde então, Ipanema e Ilha do Governador foram as áreas com maior quantidade de acidentes registrados antes da implantação e variação de números mais significativa. Comparando o 1º semestre de 2011 com o 1º semestre de 2012 (as implantações ocorreram no segundo semestre de 2011), pode-se dizer, com base nos dados do 190 da Polícia Militar, que houve uma redução de 75% no número de acidentes com vítimas na área da Ilha do Governador e que na área de Ipanema chegamos ao índice ideal de nenhum acidente com vítima no 1º semestre de 2012. LUIZ FLÁVIO GOMES, JURISTA, DIRETOR-PRESIDENTE DO INSTITUTO AVANTE BRASIL E COEDITOR DO PORTAL ATUALIDADESDODIREITO.COM.BR. ESTOU NO BLOGDOLFG.COM.BR. (COLABOROU FLÁVIA MESTRINER BOTELHO, SOCIÓLOGA E PESQUISADORA DO INSTITUTO AVANTE BRASIL)


1º de junho de 2013 - A-7

Ladrões roubam R$ 100 mil em joias O comerciante, sua filha e uma cliente foram rendidos por assaltantes armados

NOTAS POLICIAIS Apreensão de objetos Na Vila Maschietto, a Polícia Militar, através de patrulhamento da Rocam, se deparou com D.S.A., de 23 anos, carregando uma sacola contendo uma serra de cortar piso e um rolo de fio utilizado como extensão. Indagado sobre a procedência da mercadoria, o jovem rapaz disse que um tal de “Geleião” havia entregue a ele, porém, sem dizer de quem se tratava. Furtou garrafa de vinho No Jardim Santa Tereza, L.S.D., 33, disse que trabava em sua Loja de Conveniência quando entraram no local N.S.F., de 33 anos, e P.A.A., 22. Após saírem do estabelecimento o comerciante notou a falta de uma garrafa de vinho e chamou a polícia. Em patrulhamento pela região da “várzea”, a PM localizou N.S.F. que, ao perceber a aproximação da viatura, abandonou uma sacola no chão com o produto furtado em seu interior. Indagado pelos policiais o meliante disse que contou com a cobertura de P.A.S. para realizar o furto. Furto I M.S.S., 45 anos, acionou a Polícia Militar da tarde de quinta-feira, 30, informando que por volta das 14h45 saiu de sua residência com sua família para ir à missa e, quando retornou por volta das 17h20, encontrou a janela de um dos quartos da casa arrombada. Quando a vítima entrou na casa, constatou que o furto de R$ 1.500 em dinheiro, em notas de R$ 50 e R$ 100. Entrou pelo forro No centro da cidade, J.S.M.B., 27, ao chegar para trabalhar em seu estabelecimento comercial, notou que o forro estava danificado e que haviam

sido subtraídos do local um notebook e um capacete.

ram uma bicicleta de cor preta e laranja de sua casa.

Entrou pelo telhado No centro da cidade J.O.D.J., de 32 anos, saiu de sua casa por volta da 0h00, e ao retornar às 2h, percebeu que o telhado de sua casa, na altura da cozinha, havia sido aberto. Ao entrar na residência notou em seu quarto a falta de um notebook, modem speed, celular iphone, mouse, duas caixas de som e R$ 60 em dinheiro.

Acidente entre moto e carro I Na rotatória de acesso ao bairro João de Oliveira Machado (SP-207), E.F.L.P.S., de 53 anos, aguardava para cruzar a rodovia com o seu veículo Fiesta Cinza, ano 97, quando ao iniciar a travessia foi atingida por uma moto Yamaha 125 CC, pilotada por J.G.P.S., de 25 anos, e que trazia I.P.J., de 16 anos, na garupa. A motorista do carro disse que a moto estava com o farol apagado e por isso não percebeu a aproximação da mesma. Os ocupantes da moto sofreram escoriações e foram conduzidos para o Pronto Socorro local pelo Samu. O condutor da moto no momento do acidente não portava documentos pessoais e, via Prodesp, constatou-se que o mesmo não era habilitado para conduzir veículo sobre duas rodas.

Furto de chocolates A Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de furto na lanchonete Ponto Mix, onde M.S., de 37 anos, e F.R.F., de 29 anos, ao serem abordados pela PM na Vila Maschietto, receberam voz de prisão por estarem com duas barras de chocolates cada um. Indagado pelo policial sobre a procedência das guloseimas, M.S. disse ter comprado os chocolates para os filhos. Furto na Apae No bairro João Oliveira Machado, A.C.C.J. foi avisada pela empresa que monitora o sistema de alarmes da Apae que o local havia sido invadido. Ao adentrar a sede da entidade, constatou a falta de produtos artesanais, como jogos de toalhas, panos de pratoe outros. Furto de TV e dinheiro No Portal dos Ypês, L.G., 71 anos, disse que saiu de sua casa por volta das 9h30 e ao retornar, no período da tarde, notou que sua TV de 32 polegadas havia sido furtada, bem como certa quantia em dinheiro que estava na gaveta de uma cômoda. Furto de bicicleta No centro da cidade, I.A.Z., de 61 anos, disse que durante a madrugada furta-

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO PORTARIA Nº 12, DE 01 DE JUNHO DE 2013 Institui Comissão Especial de Sindicância e Processo Administrativo, destinada a apurar eventuais irregularidades na admissão de funcionários da Fundação Educacional sem concurso público e dá outras providências. O DIRETOR-PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, no uso de suas atribuições legais e regimentais: CONSIDERANDO o disposto no artigo 37, inciso II da Constituição Federal; CONSIDERANDO os apontamentos efetuados pelo E. Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, nos autos dos TC-2505/026/08; TC-2514/026/09; TC-1467/ 026/10 e TC 785/026/11. R E S O L V E: Art. 1º Fica instituída Comissão Especial de Sindicância e Processo Administrativo destinada a apurar eventuais irregularidades na admissão de funcionários da Fundação Educacional sem concurso público e dá outras providências. Art. 2º Para compor a Comissão Especial, ficam nomeados os seguintes membros: I - Henrique Pansani Rodrigues, que atuará como Presidente da Comissão; II – Élvio Aparecido Pereti, que atuará como Secretário da Comissão; III – Adriano César Passerani IV – Rodrigo Girotte Ferreira Parágrafo único – Os membros que comporão a Comissão Especial não serão remunerados. Art. 3º A Comissão Especial ora constituída terá como objeto de apuração, os seguintes itens, exclusivamente: I – Apuração de eventuais irregularidades na admissão de funcionários da Fundação Educacional sem concurso público; II – Identificação de nomes, cargos e data de admissão dos empregados que ingressaram na Fundação Educacional sem prévio concurso público de provas ou provas e títulos; Parágrafo Único. A Comissão Especial terá garantido o acesso irrestrito aos livros contábeis, fiscais, contratos de trabalho e todos os documentos necessários ao correto desempenho de suas funções, bem como a oitiva de funcionários e testemunhas, etc. Art. 4º No prazo de 90 (noventa) dias a contar da publicação da presente Portaria, a Comissão Especial deverá apresentar relatório conclusivo, podendo solicitar prorrogação pelo prazo que entender necessário, desde que por uma vez, por até igual período. Art. 5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 01 de junho de 2013. LUIS FERNANDO TEMPESTA Presidente Publicado em quadro próprio de editais na sede da

Acidente entre moto e carro II Na estrada vicinal do Venerando, R.D.R., 35, conduzia seu veículo Fiat Strada, quando ao realizar a ultrapassagem de uma moto Suzuki 125 CC que seguia à sua frente, pilotada por N.M.A., de 24 anos, foi abalroado na lateral dianteira direita. No acidente o condutor da moto sofreu uma queda e vários ferimentos pelo corpo, sendo conduzido pelo Samu ao Pronto Socorro local. Pouco tempo mais tarde a PM constatou que o condutor da moto não possuía CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e o documento do veículo estava vencido. Agrediu a mãe por dinheiro No Sítio Brejinho, a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência em que I.A.L., de 67 anos, disse que seu filho F.F.A.L., 31, há alguns dias vinha lhe ofendendo com palavras de baixo calão e exigindo dinheiro. As ofensas eram tão graves que I.A.L. e seu esposo, R.L., de 70 anos, chegaram a dormir do lado de fora da casa. No dia 25, a mãe estava sentada em uma cadeira quando o filho a segurou pelas pernas e a derrubou no chão, dizendo que iria matá-la engasgada. A Polícia não encontrou F.F.A.L., pelo local e I.A.L. estava com vários hematomas no braço. Namorados roubados No Jardim Santa Tereza, por volta das 00h20, M.A., de 22 anos estava com sua namorada E.A., de 39 anos, no interior de seu carro, Gol verde ano 97, quando foi surpreendido por dois indivíduos que anunciaram o assalto e imediatamente quebraram o vidro do lado do motorista. Os meliantes roubaram a carteira do homem contendo todos os seus documentos, inclusive CNH, dois celulares e R$ 80 em dinheiro.

Por volta das 18 horas desta sexta-feira, 31, dois homens (um deles armado de revólver) invadiram a loja ‘Alemão Joias’, no centro da cidade, e anunciaram um assalto, rendendo o proprietário do estabelecimento, J.C.M., de 58 anos, e sua filha T.P.M., de 22 anos,

além da cliente M.E.S.B., de 39 anos, que estava no local no momento. Foram levados cerca de R$ 100 mil em joias, R$ 2 mil em dinheiro, um computador e um veículo Fox Cinza 2005, de propriedade da cliente. A filha do comerciante

relatou à Polícia que um dos homens era claro, obeso e tinha olhos azuis; o outro, que estava armado, era negro, alto e magro. A Polícia ainda não tem pistas dos assaltantes, mas acredita que outro veículo esteve envolvido no assalto. Página A-7

PM apreende grande quantidade de drogas A Polícia Militar de São José do Rio Pardo, sob o comando do Tenente Ciampone e apoio da equipe da Rocam, realizou esta semana a “Operação Saturação” na região do Vale do Redentor. Durante os trabalhos a PM localizou com um menor de idade, já conhecido nos meios policiais, um cigarro de maconha em sua cueca e a quantia de R$ 360 em diversas notas, além de uma sacola contendo várias peças de roupas de procedência duvidosa. Em diligência até a casa do menor e com a devida autorização, os policiais militares encontraram várias cartas oriundas de presídios. Depois, com o apoio de outras viaturas, a PM se dirigiu até a casa de M.C.S., de 22 anos, onde foi informada que no local estava escondida grande quantidade de entorpecentes. Após varredura pelos cômodos da casa foi localizada uma pedra bruta de crak, revólver, balança de precisão, 17 pinos contendo cocaína, 145 pinos va-

zios, além de um saco contendo um “pó branco”, provavelmente utilizado para ser misturado na droga. Após ser questionado pela polícia, M.C.S. disse que havia mais droga na casa de R.A.C. de 20 anos. Ao chegar à residência, e autorizados pela mãe do rapaz, a PM logrou êxito em localizar grande quantidade de crak em cima de um guarda-roupas e, dentro da capa de um violão, um tablete de crak e certa quantia em dinheiro.

To d o s o s e nv o l v i d o s nesta ocorrência de tráfico de drogas receberam voz de prisão e foram conduzidos para a Cadeia Pública de Casa Branca. No total foram apreendidos, pela Polícia Militar, 0,271 kg de crak; 0,025 kg de cocaína; 0,188 kg de pó branco; revólver calibre 32;cinco camisetas; três calças de moleton; quatro pares de meias; duas calças jeans; balança de precisão; 17 pinos com cocaína e outros145 pinos vazios. REPORTAGEM

Apreensão foi feita em uma casa no Vale do Redentor

Menores traficando drogas no Vale No Vale do Redentor, a PM recebeu uma denúncia anônima de tráfico de drogas em frente à Emei São Judas Tadeu. Chegando ao local os policiais encontraram dois menores, um de 15 e o outro de 14 anos, em atitude suspeita. Já conhecidos no meio policial por tráfico, ao serem revistados os policiais encontraram com o adolescente de 14 anos a quantia de R$ 94 em dinheiro e um cigarro de maconha. Já com o adolescente de 15 anos foram encontrados 16 pinos de cocaína e 5 pedras de cra-

ck. Ambos foram conduzidos ao Plantão Policial e, por

falta de vagas na “Fundação Casa”, foram liberados. REPORTAGEM

Apreensão de drogas com menores no Vale do Redentor

Após render clientes e funcionários, quadrilha assalta banco em Itobi Quatro homens armados assaltaram uma agência do banco Santander na tarde desta sexta-feira (31), no Centro de Itobi (SP). Os suspeitos fugiram levando uma quantia em dinheiro ainda não divulgada e não foram encontrados. Ninguém ficou ferido. De acordo com a Polícia Civil, a quadrilha invadiu a agência por volta das 13h e ação durou cerca de 10 minutos. Um dos suspeitos entrou na agência com

uma arma de brinquedo para conseguir passar pela porta giratória. Ele rendeu os dois vigilantes e os outros integrantes entraram com as armas verdadeiras, sendo que um deles estava com um fuzil. Após renderem clientes e funcionários, os criminosos pegaram o dinheiro dos caixas e de um funcionário da tesouraria. Um alarme disparou e não houve tempo para abrir o cofre. Ainda segundo a polícia,

eles teriam fugido em dois carros, um Celta vermelho e um Fiat Strada prata. A polícia faz buscas, mas ainda não conseguiu localizar os suspeitos. Ninguém ficou ferido durante o assalto. Após o crime, a agência foi fechada. A assessoria de imprensa do banco Santander informou que está colaborando com as investigações da polícia e ainda não tem informações sobre a reabertura do banco. (Fonte G1)


A-8 - 1º de junho de 2013 REPORTAGEM

O biólogo Carlos Eduardo Pinto

Há carne estocada para quatro dias, caso haja problemas de abastecimento

Ambientes são limpos diariamente

Zoológico está em perfeito funcionamento Biólogo da ilha São Pedro diz que sobram alimentos e animais são muito bem cuidados Durante o Expediente Livre da Câmara Municipal, após a sessão ordinária de terça-feira, dia 28, o vereador Matheus de Oliveira Pinto questionou os trabalhos que são realizados no zoológico da Ilha São Pedro, em São José do Rio Pardo. Ele teria recebido, durante a semana, uma “denúncia” sobre falta de alimentos para os animais. O vereador Marco Antonio Gumieri Valério, líder do Executivo na Câmara, questionou o vereador Matheus, convidando-o a visitar o zoológico e buscar as informações verdadeiras, antes de levantar qualquer tipo de polêmica. “Há comida de sobra para os animais, inclusive eu já fui pessoalmente verificar”, disse Caco Gumieri. Também o presidente da Casa, Reinaldo Milan, declarou que já foi à ilha por diversas vezes e nunca notou maus tratos aos animais ou falta de alimentação. “É um local muito bem cuidado, os bichos estão bem cuidados. O zoológico da ilha é, inclusive, fiscali-

zado pelo Ibama. Está indo bem, está funcionando perfeitamente, os bichos estão sendo bem tratados. Não vejo essa polêmica que criaram aqui. É só fazer uma visita e ver com os próprios olhos. Sempre sigo a regra do meu amigo, o vereador José Rueda, que diz que antes de qualquer denúncia você tem que visitar o local, verificar e ver como está o andamento, o problema que tem para depois fazer a denúncia. É muito fácil você denunciar uma pessoa, um funcionário ou qualquer cidadão. O vereador é da cidade, pode entrar em qualquer setor desde que se identifique e entre com todo respeito, e acho que em qualquer setor a gente vai ser muito bem recebido, com todas as explicações que o vereador precisar. O Executivo deixou a Câmara aberta a qualquer setor que for preciso visitar.” Na ilha A reportagem de Gazeta foi ao zoológico na quarta-feira à tarde para verificar a veracidade das de-

núncias. De acordo com o biólogo responsável, Carlos Eduardo Pinto, todos os animais estão bem cuidados e não há qualquer problema com o abastecimento de alimentos. “O vereador Matheus esteve aqui hoje cedo e constatou que realmente a gente está fazendo um trabalho adequado dentro daquilo que é proposto, e não está faltando nada de alimentação. Pelo contrário, estamos com um suprimento muito bem trabalhado, e os animais estão todos saudáveis, sempre está nascendo algum animal.” O biólogo contou que, inclusive, tem estoque de alimentos disponível para alimentar os animais mesmo em caso de falta de algum produto no mercado. “Esses dias aconteceu um acidente com o caminhão que transporta a carne, mas eu tenho uma reserva que, se faltar por até quatro dias, não vai acabar. Quando há problema de acabar carne que vem de fora, eu compro aqui na cidade. Nunca teve problema de faltar,

sempre está sobrando.” Alimentação Carlos Eduardo explica que a maioria dos animais é alimentada pela manhã. “A pessoa vem aqui quatro horas da tarde e vê o prato dos animais vazio ou com pouca coisa. Então, ela olha e acha que o animal está passando fome. Mas essa alimentação já foi dada no período da manhã, então à tarde ainda sobra alguma coisa que ele vai comendo devagar. Estão todos muito bem nutridos e muito bem cuidados.” Segundo o biólogo, algumas espécies, no inverno, precisam de mais alimentos para aquecer o metabolismo. “Se alguém chegar aqui 9h00 ou 10h00 vai ver o tratador passando com o carrinho cheio de carne, ração, legumes, verduras e frutas. A alimentação é balanceada para todos os animais.” Modificações O zoológico tem, atualmente, 107 animais de 16 espécies, e funciona sob a fiscalização da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, e não mais ao Ibama. “Estamos pretendendo fazer algumas modificações, inclusive estamos com o pessoal que faz a manutenção dos recintos dos animais. Gostaria de reformar o recinto onde ficava o leão, mas é preciso pedir autorização para a Secretaria do Meio Ambiente do Estado, para que possam ver se a adequação que pretendemos fazer está dentro do padrão exigido. Um leão aqui não é uma boa escolha porque, além de não ser da nossa fauna, é um animal de grande porte e é complicado o manejo dele aqui”, diz. Ele conta que, além deste, tem outros projetos de modificação dos recintos onde ficam os gansos, que também não são fauna

brasileira. “São seis recintos de 24 metros quadrados cada um, para ficar onde tem gansos atualmente. E tem também um aquário que eu queria fazer com os peixes do rio Pardo, que é uma vontade antiga. Tudo isso demanda custos. A estrutura da ilha é muito boa para esse tamanho de zoológico, mas eu gostaria que fosse ainda maior para trazer mais espécies. Quem sabe possamos fazer parceria com a Câmara e a Prefeitura para as mudanças sugeridas.” Segundo ele, a Prefeitura tem colaborado bastante com a manutenção do local. “Sempre colaborou e continua colaborando. Inclusive mostrei ao vereador uma Estação de Tratamento de Esgoto que adquirimos agora. Fiz um pedido à Cetesb para liberar o parecer técnico que emite conforme a necessidade do ambiente. Já foi liberado. Fizemos a compra e estamos esperando a implantação, para depois chamar a Secretaria de Meio Ambiente. O esgoto será tratado.” Visitas Carlos Eduardo conta que a ilha recebe muitos turistas, principalmente aos finais de semana. “No meio de semana as escolas é que vêm fazer visitas. Tem muita gente até do exterior que vem conhecer a ilha e fica encantada. A gente faz de tudo para poder agradar os visitantes.” O local fecha às segundas-feiras para limpeza e para que os animais possam descansar. “Como há muita visitação no domingo, na segunda a gente fecha para que os animais possam descansar, além de fazer a limpeza.” Exigências Carlos Eduardo também informa que a Secretaria

do Meio Ambiente fez, no ano passado, uma série de pedidos de adequação. “Já estamos terminando, pois fazendo isso desde o ano passado. Inclusive tivemos que pegar todos os macacos que ficavam na outra ilha para colocar microchip em cada um deles. Comprei mais um freezer e muitas outras imposições que já foram feitas. Falta muito pouco para terminar. Esperamos uma nova visita, mas já para liberar tudo o que foi solicitado.” Fogos de artifício Também durante o Expediente Livre o vereador Matheus sugeriu que a Câmara elaborasse um projeto que proibisse a soltura de fogos de artifício em alguns locais do município, principalmente nas proximidades da ilha São Pedro. O presidente da Casa, Reinaldo Milan, se posicionou contra. “A respeito da soltura de fogos, não acho certo a Câmara fazer um projeto para proibir, não vejo isso com função da Câmara. Temos aqui em São José as festas comemorativas e os fogos sempre fizeram parte disso. Agora a Câmara vai proibir? Questionamentos acerca de doação ou compra de fogos podem ser feitos pelo vereador. Vi uma listagem que mostra que esses fogos foram todos ganhos por empresas, vi até nomes de empresa. Não acredito que a Prefeitura tenha gasto esse dinheiro, mas se gastou é preciso justificar para o vereador. Agora, mais um projeto para proibir outra coisa em São José do Rio Pardo eu sou contra.” Milan se referiu, na entrevista, aos fogos de artifício usados nas comemorações do aniversário da ponte metálica e que, de acordo com o Departamento de Esportes e Cultura – DEC, foram todos doados por empresas do comércio rio-pardense.


A-9 - 1º de junho de 2013

Idosos devem redobrar cuidados no inverno Médico geriatra fala sobre como se prevenir das doenças nesta época do ano Com a chegada do inverno, as pessoas que já fazem parte da Terceira Idade (acima de 60 anos) precisam redobrar seus cuidados com a saúde, em vários aspectos. O alerta é do médico geriatra Jean Pierre Alencar. Segundo ele, nos meses mais frios a tendência é de que as pessoas fiquem mais aglomeradas e os ambientes, mais fechados, o que promove um aumento de vírus. “Por isso as doenças respiratórias são muito mais comuns.” As internações hospitalares aumentam nesta época, principalmente por conta das infecções respiratórias. “Quem tem bronquite, asma e doença respiratória, a queda de temperatura, o aglomerado, a baixa hidratação e o clima seco propiciam a transmissão dos vírus. E, tendo uma virose, posteriormente a pessoa pode ter uma bactéria, transformando-se em uma pneumonia. Na Terceira Idade isso é muito comum.” O médico explica que o idoso tem o sistema de defesa do pulmão um pouco mais enfraquecido, e normalmente essas doenças crônicas favorecem que as pneumonias e os quadros gripais sejam mais complicados. “A reabilitação é mais demorada, o tratamento é um pouco mais lento, então realmente a pneumonia na Terceira Idade ainda tem grande mortalidade.” Para ele, a vacina contra a gripe tem papel fundamental nesta época. “A taxa de internação e a mortalidade diminuíram com a vacina, então é importante a vacinação. Muitos idosos não querem tomar a vacina porque falam

que provoca reação. As primeiras vacinas, muitos anos atrás, não eram tão purificadas, mas hoje a gente percebe que estão mais purificadas, os sintomas são muito leves e não há contraindicação, apenas se a pessoa tem alergia à proteína do ovo.” Dores No frio, é comum também que os idosos passem a sentir mais dores. “Como o sangue fica mais grosso, mais viscoso, ele tem mais dificuldade para irrigar as juntas, então as articulações são mais comprometidas. Aquele líquido que tem nas articulações fica mais viscoso, a lubrificação piora, então a pessoa que tem uma artrose ou uma tendinite tem mais dor durante o inverno.” Hidratação Também é no frio que os idosos têm menos necessidade de tomar água. “É importante manter a hidratação também no inverno, porque isso promove risco de infecções respiratórias.” Temperatura do corpo O médico recomenda que os idosos tentem manter a temperatura do corpo com atitudes simples. “O idoso tem mais facilidade para perder calor, então é importante se agasalhar bem, consumir bebidas quentes, para que não perca a temperatura e corra o risco de ter choque térmico ou pegar alguma infecção respiratória. Se o ambiente está muito frio, o piso muito frio, pode até ser usado um aquecedor, principalmente na hora do banho. Mas o ideal é tomar banho em horário mais cedo, muito à noite

REPORTAGEM

O médico geriatra Jean Pierre de Alencar

não é aconselhável.” Pressão arterial Nos meses de frio, ainda segundo Jean, muitas pessoas tendem a ter um aumento súbito da pressão, porque o sangue fica mais viscoso e o coração tem que trabalhar um pouco mais. “Consequentemente, a pressão arterial pode subir um pouquinho, então é preciso ter um cuidado maior na verificação da pressão. Quem é hipertenso e toma remédio regularmente, não atrasar os horários dos remédios e verificar pelo menos semanalmente a pressão arterial.” Osteoporose A geriatria é uma especialidade médica que atua para a prevenção e o diagnóstico das doenças nos indivíduos da Terceira Idade, acima de 60 anos. Entretanto, o médico explica que o processo de prevenção deve começar aos 40 anos: rotinas médicas,

Matéria de Gazeta do Rio Pardo faz aumentar procura por palestras A matéria de capa de Gazeta do Rio Pardo de 18 de maio, intitulada “Meninas iniciam vida sexual aos 10 anos”, provocou um aumento da procura por palestras educativas de profissionais da Saúde da Mulher, pelas escolas. De acordo com a enfermeira e chefe do PPA Saúde da Mulher, Márcia Moreno, o retorno foi bastante positivo. “Tivemos um retorno bem positivo e rápido da entrevista, da matéria, do alerta que foi feito. As escolas têm nos procurado para palestras e para darmos orientação mais direcionada à sexualidade e à prevenção aos adolescentes. Já agendamos com uma delas e estamos nos programando para fazer o trabalho com as outras que nos solicitaram.” Márcia diz que a equipe já idealizava um programa neste sentido, para ser desenvolvido com a comunidade. “Já que

agora ficou bem amplo, foi bem divulgado e as pessoas ficaram em alerta, estamos nos estruturando para poder dar conta. O trabalho não é simplesmente dar uma palestra, porque a gente tem certeza que esses adolescentes têm informações, mas é um trabalho contínuo, de educação continuada, de conscientização. Em breve lançaremos essas ações com a equipe de prevenção extramuro. Vamos agendar para junho e, como temos as férias escolares, provavelmente em agosto é que deveremos começar com o trabalho efetivo e direto com as escolas.” Outra surpresa, para a equipe da Saúde da Mulher, é que os pais também buscaram informações após a veiculação de Gazeta. “Achei que as pessoas fossem ficar chocadas com as informações, mas percebi que os pais, principalmente, viram que é realmente o que está acontecendo. E fica-

ram mais alertas, então eles próprios estão nos procurando para ter informações, marcando consulta para seus filhos. Teve um resultado positivo quanto ao alerta.” Quanto aos adolescentes, Márcia diz que ainda são poucos os que procuram o serviço apenas para orientação ou prevenção. “Quando eles chegam já há algum agravo. O interessante é que eles venham nos procurar, o Estatuto do Adolescente dá todo sigilo, ele não precisa estar acompanhado dos pais para consulta ou orientação. O importante é prevenir, estamos com equipe durante toda a semana. O adolescente pode ir sem medo porque é sigiloso. É lógico que se der algum diagnóstico de risco, estes pais terão de ser avisados, mas para uma prevenção ele pode nos procurar inclusive em grupos de amigos.” Informações: 36827882 ou 3682-7883

controle com dieta, nutrição, atividades físicas e cuidados com as doenças. Segundo ele, as doenças mais comuns são a osteo-

porose, as demências e as doenças crônicas mais comuns. “Temos ainda outras doenças como anemias e obesidade. Já existem estudos mostrando que a dieta rica em cálcio, com 30 ou 40 anos, atividade física constante, exercício de fortalecimento muscular previnem a osteoporose na Terceira Idade. Existem outros fatores que podem contribuir para esta prevenção, como a exposição solar cinco minutos por dia, que ajuda na absorção da vitamina D, importante para a formação do osso.” Ele explica que a maior fonte de cálcio é o leite. “É lógico que existe cálcio em outras fontes, pessoas que são alérgicas e têm intolerância ao leite podem consumir leite de soja, que também possui cálcio; alguns iogurtes também. E brócolis, espinafre, couve,

alguns peixes, ovo e derivados do leite.” Além do leite, outras atitudes colaboram para a prevenção da osteoporose. “Fazer atividade física 30 minutos por dia, três vezes na semana, manter o peso adequadamente, manter uma alimentação baixa em sal e fazer exames de rotina.” O geriatra também recomenda a verificação regular da pressão arterial. “Diabetes e hipertensão, nas fases iniciais, podem às vezes não dar sintomas, então se a pessoa não faz uma verificação de pressão mensal ou um exame de rotina de taxa de açúcar, tanto nos aparelhinhos quanto no sangue pelo menos uma vez por ano, ela não vai ficar sabendo e consequentemente quando descobrir, já vai ter sintomas de complicação dessas doenças.”

Samu completa um ano com 36 mil chamados em toda região O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência Samu Regional São João da Boa Vista completou um ano de funcionamento no dia 2 de abril, contabilizando 36.059 chamados em toda a região. Presente em nove municípios, o serviço oferece à população de 386 mil habitantes agilidade nos atendimentos de urgência e emergência, e garante os encaminhamentos adequados para os serviços de referência, de acordo com o tipo de ocorrência, observando a classificação da gravidade do caso feita pela Central de Regulação, localizada em São João da Boa Vista. Ao todo são 12 ambulâncias do Samu na região. Todos os municípios têm uma base descentralizada, uma ambulância de suporte básico e três deles (São João da Boa Vista, Santa Cruz das Palmeiras e São José do Rio Pardo) contam também com uma ambulância de atendimento avançado (UTI móvel). A Central de Regulação do Samu está instalada na Avenida João Osório, junto à sede do Corpo de Bombeiros de São João da Boa Vista. Funciona durante 24 horas, com uma equipe composta por 51 profissionais divididos entre coordenadores, médicos reguladores, médicos intervencionistas em urgência/ emergência, enfermeiros, técnicos de enfermagem, operadores de frota, telefonistas auxiliares de regulação médica (TARMs), farmacêutico, condutores socorristas, auxiliares admi-

nistrativos, núcleo de educação em urgências e auxiliares de limpeza. Uso consciente e adequado O número de ocorrências atendidas durante o primeiro ano também revela dificuldades com trotes e chamados que não são cancelados pelo solicitante que já conseguiu transportar o paciente que precisava de atendimento. “Nessas situações, acabamos deslocando a viatura do Samu sem necessidade, comprometendo esse recurso e podendo prejudicar quem realmente precisa de socorro”, comenta Lissandro Luis da Silva, coordenador geral do Samu Regional. Outra dificuldade, segundo a coordenação, é a falta de entendimento dos solicitantes sobre a diferença dos serviços prestados pelo Samu -192 e pela Central de Ambulâncias - conhecidas como “ambulâncias brancas”, e que fazem apenas transporte de pacientes. Essa solicitação de transporte deve ser realizada através dos telefones dos ser-

viços municipais de Saúde. Já para os casos que necessitam de uma assistência de urgência ou emergência, como quedas, quadros de hipoglicemia, desmaios, acidentes e crises convulsivas, é que deve ser chamado o Samu, pelo número 192. A avaliação é feita ainda por telefone por médicos capacitados para classificar cada caso, orientar o solicitante e destinar a viatura do Samu equipada com os recursos adequados de acordo com a necessidade. Para prestar esclarecimentos e incentivar o uso consciente e adequado do Samu -192 e do serviço de ambulâncias, Lissandro explica que já foram realizadas muitas ações de orientação em toda a região. “Observamos que esse tipo de ação tem um bom retorno e, durante um tempo, temos uma redução desses problemas, especialmente os trotes, mas precisamos da atenção permanente da população fazendo uso correto dos serviços”, destacou o coordenador.

Santa Casa comemora a Semana da Enfermagem Nos dias 22 e 23 de maio, a Santa Casa de Misericórdia de São José do Rio Pardo promoveu a comemoração da XI Semana da Enfermagem. Foi realizada palestra com o médico Roger Ibrahim Cury, que abordou o tema “Atualização e Atuação da Enferma-

gem nas Emergências de Parada Cardiorrespiratória Inter-hospitalares”, visando proporcionar à equipe de enfermagem maior segurança e desempenho durante eventos envolvendo parada cardiorrespiratória, para obtenção de um resultado final com qualidade, credibilidade e satisfação. A organização

do evento esteve sob a responsabilidade técnica de Irmã Maria de Lourdes Miranda. O Dia Internacional da Enfermagem é comemorado em 12 de maio, por ser a data do nascimento de Florence Nightingale, considerada a “mãe” da enfermagem moderna.


A-10- 1º de junho de 2013

VETERANOS

Vargeana vence e assume a liderança isolada DOMINGÃO

Finalistas serão conhecidos neste domingo Depois de praticamente um mês de interrupção, o Campeonato Domingão de Futebol finalmente definirá as equipes finalistas da competição. Os jogos válidos pela segunda fase, jogos de volta, da fase semifinal, serão realizados neste domingo, nos estádios do Botafogo e Vale do Redentor. No estádio do Vale do Redentor, a equipe do Carlos e Egdar precisa de apenas um empate contra a Ponte Preta para ser uma dos finalistas, uma vez que venceu a primeira partida da semifinal por 5 a 1. O

time da Ponte Preta precisa vencer o time do Carlos e Edgar por qualquer placar, para decidir a vaga para a final nos pênaltis. No estádio do Botafogo, a equipe do Coffee the Morning também precisa de apenas um empate diante da equipe da Padaria São Francisco/Bebidas Potí para ser outra finalista. No primeiro jogo da semifinal, a equipe do Coffee the

Morning venceu o adversário por 3 a 1. O time da Padaria São Francisco precisará vencer no tempo normal por qualquer placar para também decidir a vaga nos pênaltis. Lembrando que as fases semifinal e final do Campeonato Domingão estão sendo realizadas em melhor de 4 pontos ganhos, independentemente dos resultados das partidas.

A equipe da AA Vargeana assumiu a liderança isolada do Campeonato Regional de Futebol Veteranos 35 anos, após vitória obtida na 10ª rodada da competição. A rodada foi disputada no sábado, 25, e jogando no estádio da avenida “Euclides da Cunha”, a Vargeana venceu o Paraná (Grama) por 3 a 0, gols de Romário (2) e Maurício. Ainda no campo do Vasco, a equipe da casa venceu o Cruzeirinho (São João da Boa Vista) por 4 a

3, gols de Ceará (2) e Chico (2) para o Vasco e Flávio, Marco Antonio e Chicão para o Cruzeirinho. Em São Sebastião da Grama, a equipe da Ponte Preta conquistou importante vitória contra o time do Vila Gomes por 2 a 0, gols de Claudinho e Marcelo. Com

esses resultados, as equipes do Vasco e da Ponte Preta mantiveram suas chances de classificação para a fase semifinal da competição. Neste sábado, dia 1º, mais três jogos serão realizados, todos a partir das 15h30.

PRÓXIMOS RODADA DIA 01/06/2013 Grêmio Nestlé x Vila Gomes (Nestlé) Divinolandensex Cruzeirinho (Divinolândia) AA Ponte Preta x Vasco FC ( Vale do Redentor)

PRÓXIMOS JOGOS: 9H30 Vale do Redentor: Carlos Edgard x Misto da Ponte Preta Botafogo: Coffee the Morning x Padaria S. Francisco/Bebidas Potí

Carlos Edgar tem aproveitamento de 100% até o momento

AA Vargeana assumiu liderança isolada no campeonato CLASSIFICAÇÃO: Time P J V E D GC GP 2º- AA Vargeana 13 7 4 1 2 10 7 4º- AA Ponte Preta 12 6 4 0 2 5 10 1º- EC Mogiana 12 7 3 3 1 9 14 6º- Vasco FC 11 6 3 2 1 8 19 3º- Grêmio Nestlé 10 7 2 4 1 7 11 5º- Vila Gomes 9 6 2 3 1 6 10 7º- AA Divinolandense 8 6 2 2 2 6 6 8º- Cruzeirinho 6 7 1 3 3 12 12 9º- Paraná FC 0 8 0 0 8 31 5

SG -3 5 5 11 4 4 0 0 -26

INTER LIGAS

Seleção da LRF conquista primeira vitória

Coffee the Morning tem vantagem de jogar pelo empate

FUTSAL FEMININO

Equipes do DEC/São José competem pelo Regional Pelo Campeonato Regional de Futsal Feminino, as equipes sub-15, sub-19 e adulta do DEC/São José estiveram em quadra na quinta-feira, 30, no Ginásio de Esportes do Centro Social Urbano II, na cidade de São Sebastião do Paraíso (MG). A competição está sendo organiza-

da pela Liga Rio-pardense de Futsal (LRFS). Nas categorias sub-15 e sub-19, as equipes do DEC/ São José enfrentaram as equipes da casa obtendo os seguintes resultados: Sub-15 - DEC/São José x São Sebastião do Paraíso, Sub-19 – DEC/São José x São Sebastião do Paraíso.

Na categoria adulta, a equipe do DEC/São José jogou contra a equipe do D. Messias F.S.F. de Guaxupé. As equipes de futsal feminino do DEC/São José são dirigidas pelo técnico Marco Moreira e pelo assistente técnico Alexandre Luvisaro.

Sub-15 DEC - Em pé: Marco Moreira, Giovana, Milena, Fernanda, Isabela Peixoto, Letícia Florêncio e Alexandre Luvisaro. Agachadas: Letícia Bojorne, Marinês, Letícia Zeferino, Nina e Vanessa.

O início do segundo turno do Campeonato Estadual Amador de Futebol de Seleções de Ligas Municipais foi muito bom para a Seleção da LRF, que está sendo representada pelo Botafogo FC. Jogando no domingo, 26, no estádio do Botafogo, a Seleção da LRF conquistou sua primeira vitória na competição ao derrotar a Seleção de Serrana por 2 a 0, gols de Netinho e Buiuzão. No outro jogo do grupo, a Seleção de Franca perdeu em casa para a Seleção de Brodowski por 2 a 1. Com esses resultados, a equipe rio-pardense ainda respira no campeonato com chance remota de classificação, ou seja, precisa vencer seus dois próximos compromissos e ainda torcer por uma série de combinações de re-

sultados. A Seleção de Franca lidera o grupo 3 com 9 pontos ganhos, seguida pela Seleção de Brodowski com 7, Seleção de Serrana com 4 e Seleção da LRF com 3 pontos. “Sei que é muito difícil obter nossa vaga para a próxima fase, mas não é impossível. Se tivéssemos jogado nos jogos anteriores como jogamos neste domingo contra Serrana, tenho certeza de que a classificação estaria bem próxima”, disse Luís Fernando Modica (Pingo), técnico da equipe rio-pardense. No próximo dia 9 de junho, a Seleção da LRF vai enfrentar a Seleção de Franca a partir das 15 horas, no estádio “Dr. José Lancha Filho”, em Franca. No dia 23 de junho, a Seleção da LRF enfrenta a

Seleção de Brodowski a partir das 15 horas, no estádio do Botafogo. Seleção da LRF 2 Seleção Serrana 0 Gols: Neto e Buiuzão Arbitragem: Thelmis Ernesto Lanza. Assistentes: Osny Antonio Silveira e Gustavo Cesar Pedrozo. Quarto Árbitro: Felipe Cesar Silva. Seleção da LRF – Danilo Scarcela, Siqueira, Lucas Scoqui, Buiu e Felipe Balico; Edy, Rodolfo, Nego e Bebê; Rogério Russo e Alexandre Scoqui. Reservas: Lipão, Mexerica, Ferpudo, Jareta e Poti. Técnico Pingo. Seleção de Serrana – Danilo, Alecssandro, Giovani, Kilo e Erminho; Elitinho, Viny, Negretti e Marcelo; Romário e Fernandinho. Técnico João.

Seleção da LRF continua com chance de classificação


1º de junho de 2013 - A-11

REMO IN DOOR

Rio-pardense vence Campeonato Irlandês de Remo O rio-pardense Ricardo Cassucci Vieira esteve participando na cidade de Limerick no Sudoeste da Irlanda, do “Irish Indoor Rowing Championship”, Campeonato Irlandês de Remo indoor, modalidade que vem crescendo a cada dia. Ricardo Cassucci, que esta morando há alguns anos na Irlanda, e que foi atleta de Handebol da equipe do DEC/São José, sendo várias vezes campeão regional e estadual, hoje compete nesta nova modalida-

de pela equipe Irlandesa, e para nossa felicidade conseguiu igualar o ‘Record Mundial’ da modalidade na prova de 100 metros, e de quebra também conseguiu a primeira colocação no revezamento 4x500 metros. Provas e resultados: 2000m (prova que exige uma forte combinação de resistência e força para os últimos 300m no sprint final) - Adrian Quinn (parceiro de treino) foi o vencedor com o tempo de 6:06

minutos 500 metros - Adrian Quinn: 2º lugar com o tempo de 1:19.0 minutos Rick Cassucci - 5º lugar 1:20.2 minutos 100 metros - Ricardo Cassucci, 1º lugar igualando o recorde mundial de 13.6 segundos que foi estabelecido em 2011 pelo norueguês Håvard Landsem. Revezamento 4x500m Rick Cassucci, Aaron Quinn, Adrian Quinn e Ryan Corcoran, foi campeão com o tempo de 5:26.2 minutos BADMINTON

DOIS TOQUES Basquete - As equipes sub-14 e sub-17 de basquete da AAR/DEC/RPFC/ABS estiveram em quadra no último final de semana, jogando contra a equipe de Itapira. Os jogos foram realizados na sexta-feira, 24, no ginásio de esportes da Associação Atlética Riopardense. Na categoria sub-14, o tricolor venceu pelo placar de 52 a 43 e no sub-17 a equipe da AAR acabou perdendo por 69 a 63. Neste sábado, dia 1º, a equipe sub-14 da AAR/DEC/RPFC/ABS volta a jogar contra o time de Americana. A equipe sub-14 é formada pelos atletas Jonas, Gabriel, Raphael, José Vitor, Luís Fernando, Lucas, Telisson, João Paulo, Kadu, Matheus, Luís Gustavo e Nelson. Técnico Filipe Lopes, assistente Henrique Prevital.

Reunião – A Escolinha do Flamengo/Rondinelli realizará na próxima quarta-feira, 5, a partir das 19h00, uma reunião no Salão de festa do Bonsucesso. A reunião será para os pais dos alunos para tratar de assuntos relacionados às atividades do segundo semestre, dentre eles o tradicional Campeonato de Férias, previsto para acontecer em julho. “Esta será a 11ª edição do Campeonato de Férias e vamos informar ainda sobre a viagem que a escolinha fará para o Rio de Janeiro no mês de outubro”, disse Fábio Perri, professor da Escolinha do Flamengo/Rondinelli, informando que na Cidade Maravilhosa acontecerá uma série de amistosos em duas categorias e testes para os alunos. Na reunião Fábio Perri também discutirá a participação da escolinha no Campeonato Regional de Futebol, categorias de Base, que será organizado pela Liga Riopardense de Futebol.

Team Penning – O trio de cavaleiros formado por Neto Galego, Fernando Calicchio e Guto Tranquiline foi vice-campeão da categoria handcap onze na 4ª etapa do Campeonato Regional de Team Penning do Leste Paulista, realizado no dia 25 de maio, em Mococa. No último domingo, o trio formado por Neto Galego, Gabriel e Guto Tranquiline ficou em 3º lugar em prova de team penning realizada no rodeio em Jaguariúna.

Curso - Nos dias 25 e 26 de maio, o técnico de futsal feminino do DEC/São José o professor Marco Antônio Moreira, esteve participando da sua 13ª aula de Pós Graduação em Futebol e Futsal, pela Universidade Gama Filho, em Campinas. A aula foi sobre ‘Metodologia no Treinamento de Futsal de Alto Rendimento’, ministrada pelo professor Dr. Wilton Carlos de Santana (ex-atleta das categorias Juvenil e Juniores do CR Flamengo), sendo campeão da Taça Guanabara (1986), Campeonato Carioca (1986) e Taça Belo Horizonte (1986). Wilton também trabalhou com a Seleção Brasileira sub-16, no qual foi medalha de bronze no Mundial da China (1985). Ele é Graduado em Educação Física pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), Especialista em Didática e Metodologia do Ensino pela Universidade Norte do Paraná (Unopar), Mestrado em Pedagogia do Movimento pela Unicamp (Campinas) e Doutorado em Educação Física pela Unicamp (Campinas).

No último sábado, 20, alunos do Colégio Santa Inês e três alunos do Rio Pardo Futebol Clube participaram do Campeonato Escolar de Badminton, em Descalvado. A competição foi organizada pela Federação de Badminton do Estado de São Paulo (Febasp) da 3ª e 5ª Regiões. “Os alunos vivenciaram o torneio com muita troca de experiências e conseguiram trazer 4 medalhas para São José do Rio Pardo”, disse Fábio Perri, professor da equipe rio-pardense. Participaram do evento as cidades de Descalvado, Porto Ferreira, Mococa, São José do Rio Pardo, Brodowski e Campos Elíseos. “Esse torneio motivou muito nossos alunos, já que no dia 15 de junho, eles participarão do 1º Campeonato de Badminton, que será organizado pelo Colé-

gio Santa Inês”, finalizou Fábio Perri, informando que a competição será realizada no Rio Pardo Futebol Clube, sob organização dos professores Fábio Perri (Colégio Santa Inês), João Duva Neto (Rio Pardo Futebol Clube) e Skerda (Mococa). Resultados: Categoria Sub-17 masculino: 1º lugar: Lucas Siqueira (Rio Pardo Futebol Clube) medalha de ouro; 2º lugar: Luís Guilherme de Vasconcellos Módena (Colégio Santa Inês) medalha de bronze. Categoria Sub-17 feminino: 1º lugar: Isabella Maria Alves Peixoto (Colégio Santa Inês) medalha de ouro. Categoria Sub-19 masculino: 2º lugar: Guilherme Martins – medalha de prata

Equipe rio-pardense participou do Badminton pela primeira vez

FUTSAL

Lance da partida entre AAR e Itapira categoria sub-14

Mais uma rodada pela Liga

Ciclismo - No domingo, 26, aconteceu na cidade de Espírito Santo do Pinhal o evento denominado ‘Sétimo Dominando as Montanhas’. A prova foi realizada no estilo maratona e contou com percurso de 42 km na categoria PRO. O ciclista rio-pardense Ricardo Parizzoto Sabino competiu na categoria sub-30, obtendo 8ª colocação. “Foi uma prova difícil devido às longas subidas e vários single trecks no meio da mata, mas isso acabou me ajudando a ganhar posições sobre meus oponentes”, disse Ricardo Sabino, agradecendo o seu treinador Luciano Mello (Elite Academia) e os patrocinadores.

A Liga Rio-pardense de Futsal realizou no último sábado mais uma rodada do Campeonato Entre Escolinhas de Futsal. Os jogos foram realizados na qua-

dra do Ginásio do Grêmio Nestlé Rio Pardo. A competição tem apoio da Secretaria Estadual de Esportes, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo.

RESULTADOS DOS JOGOS:

Sub-13: CMI/Mococa 3 x 0 DE/Itobi Marco Moreira com o professor Dr. Wilton Carlos de Santana

Chegada de Ricardo Sabino no 7º Dominando as Montanhas

Rio-pardenses conquistam bons resultados pela Febasp

Fisioterapia - Um dos maiores núcleos independentes de fisioterapia ortopédica do Brasil, do mesmo nível dos grandes clubes brasileiros, está próximo da sua inauguração, no coração de São José do Rio Pardo. E diferentemente de outros, todos os pacientes poderão frequentar, não somente os esportistas. Além da ortopedia, o Centro contará com outras áreas da fisioterapia, com profissionais capacitados e especializados. Faltando alguns detalhes para a data exata da inauguração, devido à chegada de aparelhos importados e à agenda de alguns convidados especiais, como o ídolo Raí, o grande zagueiro do Criciúma Esporte Clube, Matheus Ferraz, e o fisioterapeuta da equipe profissional do São Paulo Futebol Clube, Carlos Alberto Presinoti, o Betinho, entre outros.

Sub-15: CMI/Mococa 2 x 4 DE/Itobi Sub-13: CMI/Mococa 2 x 7 AAR - A Sub-11: CMI/Mococa 1 x 9 AAR - B Sub-13: AAR - A 8 x 0 DE/Itobi Sub-17: DE/Tapiratiba 4 x 1 DE/Itobi Sub-13: Grêmio Nestlé 2 x 4 DE/Tapiratiba Sub-15: Grêmio Nestlé 5 x 11 DE/Tapiratiba Sub-17: Grêmio Nestlé 4 x 4 DE/Tapiratiba Sub-15: Grêmio Nestlé 2 x 16 Palmeirinha/Nova Geração Sub-13: Grêmio Nestlé 1 x 7 Palmeirinha/Nova Geração Sub-15: AAR - B 7 x 3 Palmeirinha/Nova Geração Sub-13: AAR - A 7 x 1Palmeirinha/Nova Geração


A-12 -1ºº de junho de 2013

NATAÇÃO

Equipe da Atletic Comp/DEC/AAR conquista 47 medalhas A equipe de natação da Academia Atletic Comp/ DEC/AAR conquistou 47 medalhas na final do Troféu Regional Amigos da Natação de Inverno, realizada no domingo, 26, na piscina da AEM (Associação Esportiva Mocoquense). A competição teve a participação de cerca de 400 nadadores, os quais representaram 16 entidades da região. A equipe rio-pardense competiu com 22 atletas pré-classificados em provas individuais de 25 ou 50 metros nados borboleta, costas, peito, livre e 100 metros medley. Das 47 medalhas conquistadas, 14 foram de ouro, 18 de prata e 15 de bronze.

No próximo dia 11 de junho, a equipe da Atletic Comp/DEC/AAR participará do Campeonato Escolar, em Americana. Resultados: medalhas conquistadas Mariane Tiezzi Mantovani: 2 recordes, 3 medalhas de ouro e 2 de prata Gustavo Faria: 4 medalhas de ouro Matheus Saloti: 4 medalhas de prata Cassandra Blaschi: 2 medalhas de ouro e 3 de prata Yasmin Abrão: 1 medalha de ouro Clarissa Navarro: 1 medalha de ouro e 1 de bronze Samuel Andreoli: 1 medalha de ouro, 1 de prata e 1 de bronze Mônica Tiezzi: 2 medalhas

de ouro e 1 de bronze Gastão Cunha: 2 medalhas de prata e 2 de bronze Nicole Paulino: 2 medalhas de prata Tiffany La Verchetta: 2 medalhas de bronze Kauâ Marin: 1 medalha de bronze Cristiane Primini: 1 medalha de prata e 1 de bronze Fabricio Paulino: 1 medalha de prata e 1 de bronze Amanda Camargo: 1 medalha de prata e 4 de bronze André Sassi: 2 medalhas de bronze Luciano Moraes: 1 medalha de bronze Também competiram pela equipe, mas não obtiveram medalhas, os atletas: Beatriz Escoqui, Maria Eduarda Raimundo, Léo Hanada, Marco Pegorin e Ana Letícia Barbosa.

Equipe da Atletic Comp/DEC/AAR na final do Regional em Mococa

FUTSAL

Equipes da AAR conquistam importantes vitórias Rotary Clube

Ano Rotário 2012/2013

São José do Rio Pardo “Oeste”

Presidente: José Ruy Junqueira Andreoli

Fundado em 19/12/do Rotarianos 1971

Reuniões às quartas-feiras às 20h00 “Oeste” participaram de 23 a 26 de maio da 56ª Conferência Anual do Distrito 4590, ocorrida novamente em Águas de Lindóia. Com o tema “A Conferência da Paz”, cerca de 1.300 rotarianos dos 70 clubes da região participaram do evento, presidido pelo atual governador distrital Paulo Celso Motta, do Rotary de Campinas. Na foto abaixo, Motta ladeado pelos rio-pardenses Luiz Ricardo Muradi e José Ruy Junqueira Andreoli; à direita, Marco Antonio Ginciene do Rotary de Cajamar que será o governador distrital do ano rotário 2013/2014...

Em jogos válidos pelas competições dos Campeonatos de Escolinhas de Futsal e Regional categorias menores, ambos organizados pela Liga Riopardense de Futsal, as equipes da AAR conseguiram importantes vitórias. No total foram 10 jogos disputados no último final de semana e dez vitórias conquistadas. No sábado, 25, jogando no ginásio do Grêmio Nestlé, as equipes da AAR mostraram sua força pelo Campeonato de Escolinhas de Futsal. Na categoria sub-13, a equipe da AAR (A) venceu a equipe do CMI/ Mococa por 7 a 2, gols de Renan (3), Porão (2), Luís e Felipe para AAR. No segundo jogo, a equipe da AAR (A) venceu o DE/Itobi por 8 a 0, gols de Renan (3), Luís (2), Porão (2) e Cenir. No terceiro jogo, válido também pela categoria sub-13, a equipe da AAR (A) venceu o time do Palmeirinha/Nova Geração (Guaxupé) por 7 a 1, gols de Juninho (2), Renan (2), Porão, Luís e Cenir para AAR. A equipe tricolor venceu os três

jogos com Yuri, Luís, Felipe, Juninho, Cenir, Gabriel Giacomini, Porão e Renan. Técnico Alessandro Malaquias, assistente Evandro Almeida. Na categoria sub-11, a AAR (B) goleou a equipe do CMI/ Mococa por 9 a 1, gols de Marco Antônio (2), Luan (2), Pedro (2), Matheus (2) e Dalton para AAR. A equipe venceu com Marco Antônio, Gú, Dalton, João D’Ornellas, Pedro Burgos, Luan e Matheus Cruz. Técnico Alessandro Malaquias, assistente Evandro Almeida. Na categoria sub-15, a equipe da AAR (B) venceu o Palmeirinha/Nova Geração (Guaxupé) por 7 a 3, gols de João Pedro (2), Zé (2), Lipão (2) e Vini Moraes para AAR. A equipe venceu com Luizão, Álvaro, João Pedro, Vini Moraes, Lipão e Zé. Técnico Alessandro Malaquias, assistente Evandro Almeida. Regional – Jogando pelo Campeonato Regional de Futsal categorias de base, as equipes da AAR também conquistaram excelentes vitórias em rodada realizada no do-

mingo, 26, em Porto Ferreira. No primeiro jogo pela categoria sub-09, a AAR/DEC venceu o time do Mar Girius/Porto Ferreira por 3 a 2, gols de Gui Zavatiero, Pedro e Luquinha Ambrósio para o time tricolor, que jogou com Kaio Freitas, Diogo Young, Miguel Dias, Luquinha Ambrósio, Pedro, Lucas Moreno, Breno Travesso e Gui Zavatiero. Técnico Alessandro Malaquias, assistente Evandro Almeida. Na categoria sub-11, a AAR/ DEC venceu a forte equipe do Mar Girius/Porto Ferreira por 4 a 2, gols de Luan (2), Gú (2), Teteu e João D’Ornellas para AAR. A equipe venceu jogando com Dalton, Gú, Kaio Viana, Luan, João D’Ornellas, Diogo Trevisan, Paulinho e Teteu. Técnico Alessandro Malaquias, assistente Evandro Almeida. Na categoria sub-13, a AAR/ DEC goleou a equipe de Porto Ferreira pelo placar de 10 a 0, gols de Paulinho Balestra (4), Renan (2), Gustavo, Porão, Juninho e Felipe. A equipe venceu com Felipe, Juninho, Luís, Yuri, Porão, Renan, Gustavo

Moreira, Paulinho Balestra e Davizinho. Técnico Alessandro Malaquias, assistente Evandro Almeida. Na categoria sub-15, a AAR/ DEC venceu o time do Mar Girius por 5 a 1, gols de João Pedro (2), Lipão, Luizão e Lipim para AAR. A equipe venceu com Cleiton, Álvaro, Erik, Zé, Luís Paulo, Yuri, Lipão, João Pedro, Luizão e Lipim. Técnico Alessandro Malaquias, assistente Evandro Almeida. No último jogo da rodada, novamente o time sub-9 da AAR/DEC entrou em quadra e goleou o time do Derel/Aguaí por 10 a 0, gols de Luquinha Ambrósio (4), Kaio Freitas (3), Lucas Moreno (2) e Breninho Travesso. “O fim de semana foi muito produtivo para os garotos da AAR, que conseguiram desempenhar um excelente trabalho, não conquistando somente vitórias, mas mostrando a força de um grupo que, às vezes mesmo desfalcado, conseguiu bons resultados”, disse Alessandro Malaquias, agradecendo aos jogadores, pais, diretoria da AAR e patrocinadores.

TÊNIS Pelos relevantes serviços prestados ao Distrito e em especial pelo empenho para a reativação do Rotary de Casa Branca no ano passado, José Ruy (foto) do “Oeste” foi surpreendido durante a Conferência com homenagem surpresa do governador Motta...

A 27ª edição anual do Baile dos Namorados acontecerá na noite do próximo dia 8 de junho (sábado), na sede do Rotary. Este tradicional jantar dançante beneficente novamente é organizado pelo “Oeste” e parte da renda será destinada ao Asilo Lar de Jesus...

Guilherme Cafola competiu no Circuito Nacional Correios Entre os dias 18 e 22 de maio, na cidade de São José do Rio Preto, o tenista Guilherme Cafola participou do Circuito Nacional Correios de Tênis. Esse Circuito foi idealizado com o objetivo de promover os seis maiores torneios do calendário nacional, passando por algumas regiões do país como São Paulo, Natal, Brasília, Manaus, entre outras. Nessa etapa realizada em São Paulo, o evento teve 336 inscritos de todo país, sendo 64 na categoria 16M. Guilherme competiu na categoria 16M jogando nas duplas e na simples. Na simples o rio-pardense jogou com Igor (Santa Catarina) vencendo pelo placar de 2 sets a 1, parciais de 6x3, 4x6 e 3x6. Nesta categoria o vencedor foi um tenista mato-grossense. Na dupla, Guilherme competiu juntamente com Ettore (São Paulo) perdendo no set-profissional para a dupla Vitor (São Paulo) e Carlos (Santa Catarina) pelo placar de 6x8. “Esse torneio é muito importante e mesmo não sa-

indo com a vitória, consegui manter minha colocação no ranking nacional”, disse Guilherme, agradecendo ao DEC e empresas que o patrocina.

Guilherme Cafola durante sua participação na categoria simples


1º DE JUNHO DE 2013 - Pág. A- 13

Peugeot 308 x Hyundai i30 x Chevrolet Cruze DIVULGAÇÃO

A revista Quatro Rodas reprisou a preferência do consumidor e convocou as versões de entrada dos modelos com câmbio automático. 3º Hyundai i30 1.6 A nova geração do i30 estreia no mercado no pior momento para automóveis importados da última década. Prejudicado pela elevação de 30 pontos percentuais do IPI, o novo i30 não tem perspectiva de repetir o sucesso do antigo, que alcançou a liderança do segmento em 2010 e 2011. O hatch da Hyundai chega com duas versões. O i30 básico custa R$ 75 mil e o completo, R$ 85 mil. A mais, o topo de linha oferece botão de partida, ar digital bizona, freio de estacionamento eletrônico, banco do motorista elétrico, acabamento interno de couro, teto solar elétrico, faróis de xenônio, controles de estabilidade e tração e airbags do tipo cortina, laterais e de joelho no lado do motorista. A desvantagem diante dos concorrentes é clara: o Cruze LT automático, por exemplo, custa R$ 68.630, com direito a itens encontrados no i30 de R$ 85 mil, como

bancos de couro, controles de estabilidade e tração e airbags laterais. A tela multimídia com direito a navegador é uma das exclusividades do i30 diante dos rivais. O GPS é de série no Cruze LTZ (de R$ 77.922) e opcional no 308 Feline (por R$ 2 mil, totalizando R$ 68.990). Equipado com o motor 1.6 16V flex do HB20 e o câmbio automático de seis marchas do Elantra, o i30 revelou na pista bom equilíbrio entre os números de desempenho e consumo. A suspensão é macia, com acerto nitidamente voltado para o conforto. A direção tem assistência elétrica e um botão no volante permite três ajustes de “peso”. 2º Peugeot 308 Allure 2.0 Inferior ao i30 no que se refere a dirigibilidade, o 308 superou o rival da Hyundai por causa, principalmente, da melhor relação custo-benefício. Para começar, o Peugeot tem o maior motor da turma: um 2.0 flex de 151/143 cv, ante o 1.6 do i30 (128/122 cv) e o 1.8 do Cruze (144/140 cv). O câmbio de quatro marchas, porém, é “menor”

que o dos rivais, ambos com transmissão de seis velocidades. Para aumentar a desvantagem, o funcionamento da caixa de marchas do 308 é irregular: vacila tanto nas reduções quanto na passagem de marchas ascendentes. Muito rígida, a suspensão do 308 se mostra desconfortável. A frente baixa e longa raspa com facilidade em lombadas, valetas ou em simples rampas de garagem. Com relação ao conteúdo, o 308 tem política semelhante à adotada pela Hyundai. São duas versões com câmbio automático, ambas 2.0: Allure (R$ 60.990) e Feline (R$ 66.990). Couro, airbags laterais e do tipo cortina, teto panorâmico de vidro, controles de estabilidade e tração são os principais itens do pacote superior. No fim das contas, o 308 custa R$ 14.010 menos que o i30 na configuração de entrada e R$ 16.010 na topo de linha, já levando em consideração o GPS do Peugeot, seu único opcional. O sistema de climatização é o destaque positivo da cabine. Desde a ver-

são Allure, o 308 tem ar digital com ajuste individual da temperatura na dianteira e saídas independentes para a traseira. 1º Chevrolet Cruze LT 1.8 Convocamos a versão LT e adicionamos o pacote R7H, com câmbio automático, couro e sensor de chuva, o que eleva a conta para R$ 68.630. Há ainda o Cruze LTZ, de R$ 77.922, concorrente das versões topo de linha de i30 e 308. Num primeiro momento, o Cruze automático parece ser R$ 7.640 mais caro que o 308 Allure, mas é preciso levar em conta que, mesmo na versão de entrada, a LT, o Chevrolet tem

itens que, no Peugeot, só constam na lista do topo de linha, como controles de tração e estabilidade, airbags laterais e couro. Coloque na conta ainda a boa dirigibilidade e entenda por que o Cruze levou o comparativo sem maiores dificuldades. Dono de uma suspensão com calibragem mais próxima da maciez do i30 do que para a rigidez do 308, o Chevrolet tem rodagem suave. Na pista, o Cruze registrou números de consumo urbano e rodoviário muito próximos dos do 308: respectivamente, 6,5 e 8,6 km/l, ante 6,2 e 8,6 km/l do Peugeot. No fim, vitória do Cruze, com o melhor equilíbrio

entre conteúdo, acabamento, espaço, dinâmica e, claro, preço. Veredicto O i30 teria condições de liderar o comparativo e até o segmento dos hatches médios. O problema é que o preço alto se sobrepõe à sua atualidade, beleza e eficiência. O Cruze é mais caro que o 308. Mas também é mais carro. Carrega um atraente pacote de equipamentos de segurança e oferece ótima dirigibilidade, itens suficientes para virar o jogo e evidenciar a vantagem do GM sobre o Peugeot. (Texto adaptado de Quatro Rodas / Foto Marco de Bari)


A-14 - 1º de junho de 2013

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO A Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo, torna público: Pregão Presencial nº 37-13- Sistema de Registro de Preços para futura e eventual aquisição de gêneros alimenticios – formula infantil, destinado a Secretaria Municipal de Educação – Merenda Escolar, com encerramento dia 17 de junho de 2013 às 09:00 hs, com apresentação de amostras sob pena de desclassificação. Pregão Presencial nº 39-13- Sistema de Registro de Preços para futura e eventual aquisição de mobiliario em geral, destinado a Secretaria Municipal de Educação, com encerramento dia 18 de junho de 2013 às 09:30 hs. Mais Informações poderão ser obtidas à Praça dos Três Poderes, 01, das 08 às 17 hs, ou através dos Telefones (0xx19) 3682-7831-3682-7835 ou pelo site www.saojosedoriopardo.sp.gov.br, com Regina/Roseane/Letícia. ERRATA: por lapso desta Secretaria, a Lei de número: 4.073, publicada neste mesmo veículo de comunicação, em sua edição de 25 de maio de 2013, apresentou erro de digitação, onde se lê: 21 de maio de 2013, o correto é ler: 24 de maio de 2013. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. Secretaria da Administração. CONVOCAÇÃO - CMS O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, João Batista Santurbano, como Chefe do Poder Executivo Municipal, no uso de suas atribuições legais e, tendo em vista as disposições da Portaria n° 11.446 de 10/05/2013 que nomeou os novos membros do Conselho Municipal de Saúde para o biênio 2013/ 2015, CONVOCA todos os conselheiros titulares e suplentes das entidades habilitadas no processo de reestruturação do órgão colegiado, bem como os munícipes e demais interessados para a 1ª Reunião Ordinária do CMS de São José do Rio Pardo. Data: 03/06/2013 (segunda feira) Horário: 19h:00min Local: Secretaria Municipal de Saúde, Rua Cel Alípio Dias, Nº 93, centro. PAUTA: 1. Abertura; 2. Definição das entidades titulares e suplentes; 3. Escolha da Mesa Diretora; 4. Início dos trabalhos para proposta do novo Regimento Interno do CMS; 5. Informações e assuntos gerais relevantes internos; 6. Abertura para manifestação do público; 7. Encerramento. São José do Rio Pardo, 24 de maio de 2013. João Batista Santurbano - Prefeito Municipal. CHAMAMENTO PÚBLICO DE PROFESSORES EFETIVOS PARA SUBSTITUIÇÃO NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO. Edital de Abertura. A Secretaria Municipal da Educação, em conformidade com a Lei Federal n 9.394 de 20 de dezembro de 1996, em suas diretrizes, a Lei Municipal nº 2.940 de 22de junho de 2007, em seus artigos 14 e 29 e 30, torna público o cadastro de docentes efetivos da Rede Municipal de Ensino para substituições eventuais no corrente ano letivo. a) Os critérios de classificação serão de acordo com o artº 14, § 2º da Lei Municipal nº 2.940/2007, considerando a contagem por tempo de serviço na Rede até 31/10/2012. b) Os critérios de desempate obedecerão ao art. 15 da Lei Municipal nº 2.940/2007. Período de Inscrição: 03 a 5/06/2013 Horário: da 08:00 às 17:00 horas. Local : Secretaria Municipal da Educação, Avenida dos Lírios, 400 – Centro. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. Silvia Masini Jiupato - Secretária Municipal de Educação. EDITAL DE CONVOCAÇÃO A Secretaria Municipal da Educação convoca os professores classificados no Processo Seletivo nº 001/2012. Dia: 03/06/2013 Horário: 12h00 Local: Secretaria Municipal da Educação, Avenida dos Lírios, 400 – Centro. EDUCAÇAO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL – CICLO I - Do nº 16 ao nº 25. Os candidatos deverão apresentar-se munidos dos seguintes documentos: - Cópia do RG; - Cópia do CPF; -Cópia do título eleitoral; - Cópia da certidão de escolaridade exigida para o cargo. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. Silvia Masini Jiupato - Secretária Municipal da Educação. PORTARIA Nº 11.479, DE 29 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre aposentadoria da servidora ROSELENA DE FÁTIMA QUESSADA SILVA, do cargo de PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL (5ª A 8ª SÉRIE) – LÍNGUA PORTUGUESA. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, em vista do deferimento, por parte do Instituto Municipal de Previdência de São José do Rio Pardo. R E S O L V E: Art. 1º - Aposentar a servidora ROSELENA DE FÁTIMA QUESSADA SILVA, aposentadoria por invalidez permanente proporcional, do cargo de PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL (5ª A 8ª SÉRIE) – LÍNGUA PORTUGUESA , nível XXII-E, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 21 de setembro de 2010. São José do Rio Pardo, 29 de maio de 2013. João Batista Santurbano - Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria - Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.480, DE 31 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre a exoneração da servidora ANA CLAUDIA DE LIMA BUZIQUI, do cargo em comissão de CHEFE DE DIVISÃO DE ASSISTÊNCIA A FAMÍLIA. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, R E S O L V E: Art. 1º - Fica exonerada a servidora ANA CLAUDIA DE LIMA BUZIQUI, do cargo em comissão de CHEFE DE DIVISÃO DE ASSISTÊNCIA A FAMÍLIA, nível XV, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 14 de maio de 2013. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013.João Batista Santurbano – Prefeito. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria - Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.481, DE 31 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre a nomeação da servidora ANA CLAUDIA DE LIMA BUZIQUI, no cargo em comissão de DIRETOR DE DEPARTAMENTO DE SERVIÇO SOCIAL. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada a servidora ANA CLAUDIA DE LIMA BUZIQUI, no cargo em comissão de DIRETOR DE DEPARTAMENTO DE SERVIÇO SOCIAL, nível XIX, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 14 de maio de 2013. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano – Prefeito. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria - Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA Nº 11.482, DE 31 DE MAIO DE 2013.Dispõe sobre aposentadoria do servidor LOURIVAL EUSEBIO, do cargo de GUARDA CIVIL MUNICIPAL MASCULINO 1ª CLASSE. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, em vista do deferimento, por parte do Instituto Municipal de Previdência de São José do Rio Pardo. R E S O L V E: Art. 1º - Aposentar o servidor LOURIVAL EUSEBIO, aposentadoria integral por tempo de contribuição, do cargo de GUARDA CIVIL MUNICIPAL MASCULINO 1ª CLASSE , nível IV, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 08 de maio de 2013. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano - Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria - Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.483, DE 31 DE MARÇO DE 2013.Dispõe sobre a nomeação da Sra. NEIDE BENEDITA GIACOMINI DE MORAES, no cargo de PROFESSOR COORDENADOR DO ENSINO FUNDAMENTAL (1º a 4º série). O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 37, II da Constituição Federal e com o Art. 8º, I da Lei Municipal nº 2.712, de 16 de março de 2004, R E S O L V E: Art. 1º - Fica nomeada a Sra. NEIDE BENEDITA GIACOMINI DE MORAES, no cargo de PROFESSOR COORDENADOR DO ENSINO FUNDAMENTAL (1º a 4º série), nível XIX, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo. Art. 2º - Fica revogada a portaria nº 11.333 de 21 de março de 2013. Art. 3º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 11 de março de 2013. São José do Rio Pardo, 31 de março de 2013. João Batista Santurbano-Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria-Secretário Municipal de Gestão Pública LEI Nº 4.074, DE 31 DE MAIO DE 2013. Revoga a Lei nº 4.052, de 26 de abril de 2013 e Autoriza o ingresso de candidatos no Quadro Pessoal do Poder Legislativo, de acordo o art. 37, II, da Constituição Federal e art. 11, X da Lei Orgânica Municipal. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, ESTADO DE SÃO PAULO. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo

a seguinte lei: Art. 1º - Caberá ao Presidente da Câmara Municipal tomar as providências necessárias à realização de concurso público para provimento de uma vaga para o cargo de Contador, do Quadro do Pessoal da Câmara Municipal de São José do Rio Pardo, sob o regime estatutário. Parágrafo único - Para o cargo de contador será exigido o título de Bacharel em Ciências Contábeis. Art. 2º - A remuneração do cargo de Contador enquadra-se no nível XXX, com valor de R$ 4.125,29 (quatro mil cento e vinte e cinco reais e vinte e nove centavos), que será parte integrante do Anexo I, da Lei 3.994/2012. Art. 3º - A Câmara Municipal contratará empresa para o fim específico de organizar e executar o concurso, de acordo com o art. 37 e seguintes da Constituição Federal e Lei nº 8.666/93, com modificações posteriores. Art. 4º - A Presidência, por meio de Portaria, nomeará comissão especial para fiscalização do concurso público, que será composta por três servidores da Câmara Municipal, efetivos ou comissionados. Art. 5º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 6º - Revoga-se a Lei nº 4.052, de 26 de abril de 2013. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano - Prefeito Municipal. LEI Nº 4.075, DE 31 DE MAIO 2013. Dispõe sobre abertura de crédito adicional suplementar no Orçamento Programa do Município. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, ESTADO DE SÃO PAULO. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º Fica autorizado a abertura de Crédito Adicional Suplementar no Orçamento Programa do Município, no valor de R$ 926.976,20 (Novecentos e Vinte e Seis Mil, Novecentos e Setenta e Seis Reais e Vinte Centavos), com fundamento no inciso I, do art. 41, da Lei 4.320, de 17 de Março de 1964, com a seguinte classificação orçamentária: 02. Poder Executivo 02.06 Secretaria Municipal de Saúde 02.06.02 Fundo Municipal de Saúde - Convênios/Transferências 10.302.0058.2.056 Bloco Atenção Media Alta Complexidade Amb./ Hosp. 268-3.3.90.39.00 Serviços Terceiros Pessoa Jurídica926.976,20 Fonte 05.0000000 Trans. e Convênios Federais cod.aplic.05.3000002 Bloco Atenção Media Alta Complexidade Amb./ Hosp. Total 926.976,20 Parágrafo Único: O presente crédito será coberto com os seguintes recursos: I Anulação parcial, nos termos do Art. 43, § 1º, inciso III da Lei 4.320, de 17 de março de 1964, das seguintes dotações orçamentárias: 02. Poder Executivo 02.06 Secretaria Municipal de Saúde 02.06.02 Fundo Municipal de Saúde - Convênios / Transferências 10.302.0058.2.056 Bloco Atenção Media Alta Complexidade Amb./ Hosp. 261-3.3.90.36.00 Serviços Terceiros Pessoa Física 360.000,00 Fonte 05.0000000 Trans. e Convênios Federais cod.aplic.05.3000002 Bloco Atenção Media Alta Complexidade Amb./ Hosp II- Excesso de arrecadação em conta corrente no valor de R$ 418.976,20(Quatrocentos e Dezoito Mil, Novecentos e Setenta e Seis Reais e Vinte Centavos), do exercício de 2013, referente à transferência do Ministério da Saúde-Fundo a Fundo-Rede de Urgências e Emergências, proveniente de 10 (dez) parcelas do Plano de Ação da Rede de Atenção as urgências do Estado de São Paulo e Municípios, nos termos do art. 43, § 1º, inciso II, da Lei Federal 4.320, 17 de março de 1964. III - Superávit financeiro no valor de R$ 148.000,00(Cento e Quarenta e Oito Mil Reais) percebido em conta corrente no exercício de 2012, referente à transferência do Ministério da Saúde-Fundo a Fundo - Media Alta Complexidade deduzidos os restos a pagar e valores referente ao teto municipal da rede cegonha, nos termos do art. 43, § 1º, inciso I, da Lei Federal 4.320/64. Art. 2º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano - Prefeito Municipal. LEI Nº 4.076, DE 31 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre abertura de crédito adicional suplementar no Orçamento Programa do Município. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, ESTADO DE SÃO PAULO. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º - Fica autorizado a abertura de Crédito Adicional Suplementar no Orçamento Programa do Município, no valor de R$ 1.261.558,61 (um milhão, duzentos e sessenta e um mil, quinhentos e cincoenta e oito reais e sessenta e um centavos), com fundamento no inciso I, do art. 41, da Lei 4.320, de 17 de Março de 1964, com a seguinte classificação orçamentária: 02 Poder Executivo 02.06. Secretaria da Saúde 02.06.02 Fundo Municipal de Saúde - Convênios/Transf. 10.301.0061.2.059 Bloco da Gestão do SUS 280-4.4.90.52.00 Equip. e Material Permanente 101.558,61 Fonte 05.0000000 Trans. e Convênios Federais cod.aplic.05.3000005 Bloco da Gestão do SUS 02. Poder Executivo 02.06 Secretaria Municipal de Saúde 02.06.02 Fundo Municipal de Saúde - Convênios / Transferências 10.302.0058.2.056 Blc Media Alta Complx. Amb. Hospitalar 269-3.3.90.39.00 Outros Serv. Terceiros- Pessoas Jurídicas 1.160.000,00 Fonte 05.000000 Transf e Conv. Federais cod.aplic.05.300002 Bloco Media Alta Complx Amb Hospitalar Total 1.261.558,61 Parágrafo Único: O presente crédito será coberto com os seguintes recursos: I Excesso de arrecadação em conta corrente no valor de R$ 101.558,61 (Cento e Um Mil, Quinhentos e Cincoenta e Oito Reais e Sessenta e Um Centavos), referente a gestão do SUS - Convênio Qualificação da Regulação do Acesso às Ações e Serviços de Saúde, nos termos do art. 43, § 1º, inciso II, da Lei Federal 4.320, 17 de março de 1964. II - Excesso de arrecadação em conta corrente no valor de R$ 1.160.000,00 (Um Milhão, Cento e Sessenta Mil Reais), do exercício de 2013, conforme estimativa de faturamento vinculado ao repasse do Ministério da Saúde-Fundo a Fundo-Média Alta Complexidade-FAEC-Hemodiálise, nos termos do art. 43, § 1º, inciso II, da Lei Federal 4.320, 17 de março de 1964. Art. 2º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano Prefeito Municipal. LEI Nº 4.077, DE 31 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre abertura de crédito adicional suplementar no Orçamento Programa do Município. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, ESTADO DE SÃO PAULO. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º Fica autorizado a abertura de Crédito Adicional Suplementar no Orçamento Programa do Município, no valor de R$ 264.500,00 (Duzentos e Sessenta e Quatro Mil e Quinhentos Reais), com fundamento no inciso I, do art. 41, da Lei 4.320, de 17 de Março de 1964, com a seguinte classificação orçamentária: 02. Poder Executivo 02.06 Secretaria Municipal de Saúde 02.06.02 Fundo Municipal de Saúde - Convênios / Transferências 10.301.0057.2.055 Bloco da Atenção Básica 265-3.3.90.39.00 Outros Serv. Terc. Pessoa Jurídica 65.000,00 Fonte05.0000000 Trans. e Convênios Federais cod.aplic.05.3000001 Bloco da Atenção Básica 02. Poder Executivo 02.06 Secretaria Municipal de Saúde 02.06.02 Fundo Municipal de Saúde - Convênios/Transferências 10.301.0057.2.055 Bloco da Atenção Básica 249-3.3.90.30.00 Material de Consumo 50.000,00 Fonte 05.0000000 Trans. e Convênios Federais cod.aplic.05.3000001 Bloco da Atenção Básica 02. Poder Executivo 02.06 Secretaria Municipal de Saúde 02.06.02 Fundo Municipal de Saúde - Convênios/Transferências 10.301.0057.2.055 Bloco da Atenção Básica 250-3.3.90.30.00 Material de Consumo 149.500,00 Fonte 05.0000000 Trans. e Convênios Federais cod.aplic.05.3000001 Bloco da Atenção Básica Total 264.500,00 Parágrafo Único: O presente crédito será coberto com recursos decorrentes de superávit financeiro no valor de R$ 264.500,00(Duzentos e Sessenta e Quatro Mil e Quinhentos Reais) percebido em conta corrente no exercício de 2012, referente a transferências federais do Fundo a Fundo da Saúde – Bloco: Atenção Básica- Componente: Piso Atenção Básica Variável Ação: Programa de Melhoria e de Qualidade-PMAQ, deduzidos os restos a pagar vinculados a este recurso, nos termos do art. 43, § 1º, inciso I, da Lei Federal 4.320/64. Art. 2º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano - Prefeito Municipal. LEI Nº 4.078, DE 31 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre abertura de crédito adicional suplementar no Orçamento Programa do Município. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, ESTADO DE SÃO PAULO. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º - Fica autorizado a abertura de Crédito Adicional Suplementar no Orçamento Programa do Município, no valor de R$95.608,45 (noventa e cinco mil, seiscentos e oito reais e quarenta e cinco centavos), com fundamento no inciso I, do art. 41, da Lei 4.320, de 17 de Março de 1964, com a seguinte classificação orçamentária: 02. Poder Executivo 02.06 Secretaria Municipal de Saúde 02.06.02 Fundo Municipal de Saúde - Convênios / Transferências

10.302.0058.2.056 Blc de Atenção Média Alta Complex Amb e Hospitalar 33.90.39.00 Outros Serv de Terceiros-Pessoa Jurídica 22.237,56 Fonte 05.0000000 Trans. e Convênios Federeais cod.aplic.05.3000002 Bloco de Atenção Média Alta Complex Amb e Hospitalar 10.301.0025.2.110 QUALIS - UBS 44.90.52.00 Equipamentos de Material Permanente 63.370,89 Fonte02.0000000 Trans. e Convênios Estaduais cod.aplic.02.3000001 Saúde - Recursos Estaduais 10.302.0058.2.056 Bloco Atenção Media Alta Complexidade Amb./ Hosp. 3.3.90.30.00 Material de Consumo 10.000,00 Fonte05.0000000 Trans. e Convênios Federais cod.aplic.05.3000013 Centro de Especialidades Odontológicas Total 95.608,45 Parágrafo Único: O presente crédito será coberto com os seguintes recursos: I Anulação parcial, nos termos do Art. 43, § 1º, inciso III da Lei 4.320, de 17 de março de 1964, das seguintes dotações orçamentárias: 02. Poder Executivo 02.06 Secretaria Municipal de Saúde 02.06.02 Fundo Municipal de Saúde - Convênios / Transferências 10.302.0058.2.056 Bloco Atenção Media Alta Complexidade Amb./ Hosp. 3.3.90.36.00 Serviços Terceiros Pessoa Física 10.000,00 Fonte 05.0000000 Trans. e Convênios Federais cod.aplic.05.3000013 Centro de Especialidades Odontológicas Total 10.000,00 II - Superávit financeiro no valor de R$ 22.237,56(Vinte e Dois Mil, Duzentos e Trinta e Sete Reais e Cincoenta e Seis Centavos) percebido em conta corrente no exercício de 2012, referente a repasse do Ministério da Saúde –Fundo a Fundo-Rede Cegonha, nos termos do art. 43, § 1º, inciso I, da Lei Federal 4.320/64. III - Superávit financeiro no valor de R$ 63.370,89 (Sessenta e Três Mil, Trezentos e Setenta Reais e Oitenta e Nove Centavos) percebido em conta corrente no exercício de 2012, referente a repasse da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo vinculado ao convênio Programa Qualis UBS, nos termos do art. 43, § 1º, inciso I, da Lei Federal 4.320/64. Art. 2º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano - Prefeito Municipal. LEI Nº 4.079, DE 31 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre a abertura de crédito adicional especial para os fins que se especifica e dá outras providencias. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, ESTADO DE SÃO PAULO. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º - Fica o Poder Executivo autorizado a abrir no Orçamento Programa do Município, um Crédito Adicional Especial, no valor de R$ 5.924,44 (cinco mil, novecentos e vinte e quatro reais e quarenta e quatro centavos), nos termos do disposto no artigo 41, inciso II da Lei Federal 4.320, de 17 de março de 1964, demonstrado segundo as codificações institucionais, local, por função e subfunção e das Categorias Econômicas, Abaixo Identificadas: 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social- Conv./Transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assist. Social- Conv./Transf. 3.3.90.30.00 Material de Consumo 1.500,00 Fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000013 IGD SUAS 02.07 Secretaria de Obras e Engenharia 02.07.07 Manutenção de Praças, Ruas e Avenidas 04.122.0033.1.127 PEM Construção de Acessibilidade 44.90.51.00 Obras e Instalações 4.424,44 Fonte 01.0000000 Tesouro cód.aplic.01.1000009 PEM Reforma de Calçadas Total 5.924,44 Parágrafo Único. O presente crédito será coberto com recursos decorrentes de anulação parcial, nos termos do Art. 43, § 1º, inciso III da Lei 4.320, de 17 de março de 1964, das seguintes dotações orçamentárias: 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social- Conv./Transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assist. Social- Conv./Transf. 118-3.3.90.39.00 Outros Serv Terc. Pessoa Jurídica 1.500,00 Fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000013 IGD SUAS 02. Poder Executivo 02.03 Secretaria Municipal de Gestão Publica 02.03.06 Encargos Gerais do Município 28.843.0073.0.013 Encargos Gerais do Município 74-4.6.90.71.00 Principal da Dívida Contratual Resgatado 4.424,44 Fonte 01.0000000 Tesouro cod.aplic.01.1100000 Geral Total 5.924,44 Art. 2º - Nas Metas e Prioridades da Lei nº 3.427, de 19 de Outubro de 2009, que instituiu o Plano Plurianual para o quadriênio 2010/2013, e da Lei nº 3.966, de 18 de Outubro de 2012, que estabeleceu as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2013, fica incluído a Categoria Econômica, criada pelo caput do artigo 1º- Fundo Municipal De Assist. Social E Pem Construção De Acessibilidade. Art. 3º - Os Anexos do PPA e LDO que integrarão esta Lei serão elaborados pelo Poder Executivo, de conformidade com as alterações aprovadas e se constituirão em parte integrantes desta Lei. Art. 4º - As despesas acima criadas, não irão alterar as metas fiscais estabelecidas no Anexo de Metas Fiscais da Lei nº 3.966, de 18 de Outubro de 2012, Lei de Diretrizes Orçamentárias Art. 5º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano - Prefeito Municipal. LEI Nº 4.080, DE 31 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre a abertura de crédito adicional especial para os fins que se especifica e dá outras providencias. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, ESTADO DE SÃO PAULO. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: Art. 1º - Fica o Poder Executivo autorizado a abrir no Orçamento Programa do Município, um Crédito Adicional Especial, no valor de R$142.561,96 (cento e quarenta e dois mil, quinhentos e sessenta e um reais e noventa e seis centavos), nos termos do disposto no artigo 41, inciso II da Lei Federal 4.320, de 17 de março de 1964, demonstrado segundo as codificações institucionais, local, por função e subfunção e das categorias econômicas, abaixo identificadas: 02. Poder Executivo 02.05 Secretaria da Educação 02.05.02 Dep. da Educ. Básica - Convênios e Transferências 12.365.0075.2.112 Programa Brasil Carinhoso 3.3.90.30.00 Material de Consumo 71.851,38 Fonte 05.0000000 Transferências e Convênios Federais cod aplic.05.2100011 Brasil Carinhoso - Apoio a Educ. Infantil 12.365.0075.2.112 Programa Brasil Carinhoso 3.3.90.30.00 Material de Consumo 70.710,58 Fonte 05.0000000 Transferências e Convênios Federais cod.aplic 05.2100012 Brasil Carinhoso - Apoio a Creches Total 142.561,96 Parágrafo Único: O presente crédito será coberto com excesso de arrecadação no valor de R$ 142.561,96(Cento e Quarenta e Dois Mil, Quinhentos e Sessenta e Um Reais e Noventa e Seis Centavos), proveniente de depósito de transferência financeira de convênio da Educação-Programa Brasil Carinhoso, nos termos do art. 43, § 1º, inciso II, da Lei Federal 4.320, 17 de março de 1964. Art. 2º- Nas Metas e Prioridades da Lei nº 3.427, de 19 de Outubro de 2009, que instituiu o Plano Plurianual para o quadriênio 2010/2013, e da Lei nº 3.966, de 18 de Outubro de 2012, que estabeleceu as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2013, fica incluído o Programa Brasil Carinhoso. Art. 3º - Os Anexos do PPA e LDO que integrarão esta Lei serão elaborados pelo Poder Executivo, de conformidade com as alterações aprovadas e se constituirão em parte integrantes desta Lei. Art. 4º - As despesas acima criadas, não irão alterar as metas fiscais estabelecidas no Anexo de Metas Fiscais da Lei nº 3.966, de 18 de Outubro de 2012, Lei de Diretrizes Orçamentárias. Art. 5º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano - Prefeito Municipal. DECRETO Nº 4.308, DE 29 DE MAIO DE 2013. Declara de utilidade pública, para fins de desapropriação, o imóvel que especifica. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, usando de suas atribuições legais e nos termos dos artigos 5º, i e 6º, do Decreto-lei nº 3.365, de 21 de junho de 1.941. D E C R E T A: Art. 1º - Fica declarada de utilidade pública, para o fim de desapropriação, por via amigável ou judicial, parte do imóvel constante da Matrícula 33.125 do Cartório de Registro de Imóveis desta cidade, de propriedade de Roxo Nobre e Filho S/C Ltda, conforme descrito a seguir: “UMA GLEBA DE TERRA, sem benfeitorias, identificada como “X-1B2”, formada por parte da caracterizada como “X-1B”, que, por sua vez, foi constituída por parte da caracterizada como “X-1”, que, por sua vez, foi constituída por fração da identificada com a letra “X”, que foi derivada da anexação de outras duas, sendo uma, caracterizada como “2ª gleba”, e a outra, sem qualquer característica especial, situada no imóvel “Lepanto”, neste município, circunscrição e comarca de São José do Rio Pardo S.P., com a área de 2, 0000 hectares,


1º de junho de 2013 - A-15

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO localizada dentro do seguinte PERÍMETRO e CONFRONTAÇÕES:- “tem início no ponto “B”, situado na divisa de confrontação com a gleba identificada como “X-1A”, formada pela outra parte da caracterizada como “X-1”, acima citada, de propriedade de Maurício de Melo Nogueira e sua esposa, Rosana de Moraes Nogueira, Rubens de Mello Nogueira e sua esposa, Maria Regina Marques Nogueira (nua propriedade) e Rubens Dias Nogueira e sua esposa, Tereza de Melo Nogueira (usufruto) – (matrícula nº 33.124) e com a gleba identificada como “X-1B1” (imóvel remanescente), formada pela outra parte da caracterizada como “X-1B”, acima citada, de propriedade de Roxo Nobre e Filho S/C Ltda; daí segue confrontando a gleba identificada como “X-1B1” (imóvel remanescente), formada pela outra parte da caracterizada como “X-1B”, acima citada, de propriedade de Roxo Nobre e Filho S/C Ltda, até o ponto “G”, com os seguintes azimutes e distâncias: B - C = 45°37’29" – 32,53 metros, C - D = 46°53’20" – 145,46 metros, D - E = 41°29’56" – 24,48 metros, E - F = 37°28’54" – 115,33 metros e F - G = 111°43’25" – 78,94 metros; daí deflete à direita e segue pela margem do Rio Pardo (sentido jusante), até o ponto “40A”, com os seguintes azimutes e distâncias: G - 41 = 216°03’58" – 39,73 metros e 41 - 40A = 227°50’22" – 306,41 metros; daí deflete à direita e segue confrontando com a gleba identificada como “X1A”, formada pela outra parte da caracterizada como “X-1”, acima citada, de propriedade de Maurício de Melo Nogueira e sua esposa, Rosana de Moraes Nogueira, Rubens de Mello Nogueira e sua esposa, Maria Regina Marques Nogueira (nua propriedade) e Rubens Dias Nogueira e sua esposa, Tereza de Melo Nogueira (usufruto) – (matrícula nº 33.124), até o ponto “B”, inicial deste perímetro, com o azimute 312°09’18" e a distância de 52,13 metros, fechando assim este perímetro”. Art. 2º - Fica declarada de caráter urgente a desapropriação, nos termos do artigo 15, Decreto-lei nº 3.365, de 21 de junho de 1941. Art. 3º - As despesas decorrentes deste Decreto correrão à conta de dotação consignada no orçamento vigente, suplementada se necessário. Art. 4º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 29 de maio de 2013. João Batista Saturbano – Prefeito. Publicado em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Antonio Cláudio Faria Secretário Municipal de Gestão Pública. DECRETO Nº 4.309, DE 31 DE MAIO 2013. Dispõe sobre abertura de crédito adicional suplementar no Orçamento Programa do Município, nos termos da Lei Municipal nº 4075/2013. O Prefeito Municipal de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e, considerando o artigo 42 da Lei Federal nº 4.320 de 17 de julho de 1964. D E C R E T A: Art. 1º - Fica aberto, no Orçamento Programa do Município, um crédito adicional suplementar no valor de R$ 926.976,20 (novecentos e vinte e seis mil, novecentos e setenta e seis reais e vinte centavos), nos termos da Lei Municipal nº 4.309 de 31 de maio de 2013, com a seguinte classificação orçamentária: 02.06.02. 10.302.0058.2.056-268-3.3.90.39.0005.3000002 926.976,20 Total 926.976,20 Parágrafo Único: O presente crédito será coberto com os seguintes recursos: I Anulação parcial, nos termos do Art. 43, § 1º, inciso III da Lei 4.320, de 17 de março de 1964, das seguintes dotações orçamentárias: 02.06.02.10.302.0058.2.056-261-3.3.90.36.00.05.3000002 360.000,00 II - Excesso de arrecadação em conta corrente no valor de R$ 418.976,20(quatrocentos e dezoito mil, novecentos e setenta e seis reais e vinte centavos), do exercício de 2013, referente à transferência do Ministério da Saúde-Fundo a Fundo-Rede de Urgências e Emergências, proveniente de 10 (dez) parcelas do Plano de Ação da Rede de Atenção as urgências do Estado de São Paulo e Municípios, nos termos do art. 43, § 1º, inciso II, da Lei Federal 4.320, 17 de março de 1964. III - Superávit financeiro no valor de R$ 148.000,00 (cento e quarenta e oito mil reais) percebido em conta corrente no exercício de 2012, referente à transferência do Ministério da SaúdeFundo a Fundo - Media Alta Complexidade deduzidos os restos a pagar e valores referente ao teto municipal da rede cegonha, nos termos do art. 43, § 1º, inciso I, da Lei Federal 4.320/64. Art. 2º - Fica o Setor de Contabilidade encarregado de realizar as alterações e ajustes necessários nos demonstrativos e anexos da Lei das Diretrizes Orçamentárias nº 3.966 de 18 de outubro de 2012 e da Lei do Plano Plurianual 2010/ 2013. Art. 3º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano – Prefeito. Publicado por afixação em quadro próprio de editais na Sede da Prefeitura Municipal, nesta data. Antonio Cláudio Faria - Secretário Municipal de Gestão Pública.

DECRETO Nº 4.310 DE 31 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre abertura de crédito adicional suplementar no Orçamento Programa do Município, nos termos da Lei Municipal nº 4076/2013. O Prefeito Municipal de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e, considerando o artigo 42 da Lei Federal nº 4.320 de 17 de julho de 1964. D E C R E T A: Art. 1º - Fica aberto, no Orçamento Programa do Município, crédito adicional suplementar no no valor de R$ 1.261.558,61 (um milhão, duzentos e sessenta e um mil, quinhentos e cincoenta e oito reais e sessenta e um centavos), nos termos da Lei Municipal nº 4.076, de 31 de maio de 2013, com a seguinte classificação orçamentária: 02.06.02.10.301.0061.2.059-280-4.4.90.52.00.05.3000005 101.558,61 02.06.02.10.302.0058.2.056-269-3.3.90.39.00.05.300002 1.160.000,00 Total 1.261.558,61 Parágrafo Único: O presente crédito será coberto com os seguintes recursos: I Excesso de arrecadação em conta corrente no valor de R$ 101.558,61 (cento e um mil, quinhentos e cincoenta e oito reais e sessenta e um centavos), referente a gestão do SUS - Convênio Qualificação da Regulação do Acesso às Ações e Serviços de Saúde, nos termos do art. 43, § 1º, inciso II, da Lei Federal 4.320, 17 de março de 1964. II - Excesso de arrecadação em conta corrente no valor de R$ 1.160.000,00 (um milhão, cento e sessenta mil reais), do exercício de 2013, conforme estimativa de faturamento vinculado ao repasse do Ministério da Saúde-Fundo a Fundo-Média Alta Complexidade-FAEC-Hemodiálise, nos termos do art. 43, § 1º, inciso II, da Lei Federal 4.320, 17 de março de 1964. Art. 2º - Fica o Setor de Contabilidade encarregado de realizar as alterações e ajustes necessários nos demonstrativos e anexos da Lei das Diretrizes Orçamentárias nº 3.966 de 18 de outubro de 2012 e da Lei do Plano Plurianual 2010/2013. Art. 3º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano – Prefeito. Publicado por afixação em quadro próprio de editais na Sede da Prefeitura Municipal, nesta data. Antonio Cláudio Faria - Secretário Municipal de Gestão Pública. DECRETO Nº 4.311, DE 31 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre abertura de crédito adicional suplementar no Orçamento Programa do Município, nos termos da Lei Municipal nº 4077/2013. O Prefeito Municipal de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e, considerando o artigo 42 da Lei Federal nº 4.320 de 17 de julho de 1964. D E C R E T A: Art. 1º Fica aberto, no Orçamento Programa do Município, Crédito Adicional Suplementar no valor de R$ 264.500,00 (Duzentos e Sessenta e Quatro Mil e Quinhentos Reais), nos termos da Lei Municipal nº 4.077, de 31 de maio de 2013, com a seguinte classificação orçamentária: 02.06.02.10.301.0057.2.055-265-3.3.90.39.00.05.3000001 65.000,00 02.06.02.10.301.0057.2.055-249-3.3.90.30.00.05.3000001 50.000,00 02.06.02.10.301.0057.2.055-250-3.3.90.30.00.05.3000001 149.500,00 Total 264.500,00 Parágrafo Único: O presente crédito será coberto com recursos decorrentes de superávit financeiro no valor de R$ 264.500,00 (duzentos e sessenta e quatro mil e quinhentos reais) percebido em conta corrente no exercício de 2012, referente a transferências federais do Fundo a Fundo da Saúde – Bloco: Atenção Básica- Componente: Piso Atenção Básica Variável Ação: Programa de Melhoria e de Qualidade-PMAQ, deduzidos os restos a pagar vinculados a este recurso, nos termos do art. 43, § 1º, inciso I, da Lei Federal 4.320/64. Art. 2º - Fica o Setor de Contabilidade encarregado de realizar as alterações e ajustes necessários nos demonstrativos e anexos da Lei das Diretrizes Orçamentárias nº 3.966 de 18 de outubro de 2012 e da Lei do Plano Plurianual 2010/ 2013. Art. 3º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano – Prefeito. Publicado por afixação em quadro próprio de editais na Sede da Prefeitura Municipal, nesta data. Antonio Cláudio Faria - Secretário Municipal de Gestão Pública. DECRETO Nº 4.312, DE 31 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre abertura de crédito adicional suplementar no Orçamento Programa do Município, nos termos da Lei Municipal nº 4078/2013. O Prefeito Municipal de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e, considerando o artigo 42 da Lei Federal nº 4.320 de 17 de julho de 1964. D E C R E T A: Art. 1º - Fica aberto, no Orçamento Programa do Município, Crédito Adicional Suplementar, no valor de R$95.608,45 (noventa e cinco mil, seiscentos e oito reais e quarenta e cinco centavos), nos termos da Lei Municipal nº 4.078, de 31 de maio de 2013, com a seguinte classificação orçamentária: 02.06.02.10.302.0058.2.056.33.90.39.00.05.3000002 22.237,56 02.06.02.10.301.0025.2.110.44.90.52.00. 02.3000001 63.370,89 02.06.02.10.302.0058.2.056.3.3.90.30.00.05.3000013 10.000,00 Total 95.608,45 Parágrafo Único: O presente crédito será coberto com os seguintes recursos: I -

TRT 15ª REGIÃO PODER JUDICIARIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO VARA DO TRABALHO DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO-SP PROCESSO EDITAL DE LEILÃO 20/2013 A SER REALIZADO NO DIA 25 DE JUNHO DE 2013 ÀS 14:00 HORAS O Dr. Fabio Natali Costa, Juiz do Trabalho Substituto da Vara do Trabalho de São José do Rio Pardo-SP. Faz saber a todos quanto o presente virem ou dele tiverem conhecimento que no dia 25/06/2013, às 14:00 horas, no seguinte endereço: Rua Francisquinho Dias Nº 544, Bairro Centro, na cidade de São José do Rio Pardo-SP, salão de convenções do Hotel Maga, será realizado LEILÃO JUDICIAL através da Empresa Seven Leilões Assessoria S/ C Ltda. CNPJ 03.451.296/0001-55 e a Leiloeira Oficial Valquíria Varanda do Nascimento matricula JUCESP 878 ambos com escritório à Rua Américo Brasiliense , nº 284 , 15º andar, cj. 152, Bairro Centro, Ribeirão Preto-SP, pelo maior lance observado as ressalvas de cada processo, dos bens penhorados e avaliados, das execuções em tramitação nos processos abaixo, fixados os percentuais devidos ao leiloeiro no ato da arrematação: 5% (cinco por cento) sobre o valor da arrematação, pago pelo arrematante (inclusive o reclamante ao atuar nesta condição), em caso de adjudicação 5% (cinco por cento) sobre o valor da avaliação, no caso de pagamento da execução, desistência, acordo e renúncia, 5% ( cinco por cento) do valor da avaliação a ser pago pelo executado no prazo que o Juiz assinalar. Também será de 5% (cinco por cento) sobre o valor da avaliação a ser pago pelo requerente, no caso de remição de bens pelo cônjuge, descendente ou ascendente do executado, no prazo assinalado pelo Juiz. O licitante vencedor deverá depositar à disposição do Juízo o valor total da arrematação, via depósito judicial obtida através do site do Eg. Tribunal Regional do Trabalho (www.trt15.jus.br), no prazo de 24 horas a partir do encerramento da hasta. Além disso, deverá pagar no ato da arrematação diretamente ao leiloeiro a comissão de 5%, se o arrematante não pagar o valor do lance no prazo assinalado, perderá o valor da comissão em benefício do leiloeiro e o valor da arrematação em beneficio da execução. Fica autorizada a alienação de bem imóvel de forma parcelada, sendo certo que nesta hipótese a arrematação não poderá ser inferior ao valor da avaliação e deverá ser efetuado o depósito de 30% de sinal, à vista, ficando o remanescente garantindo hipoteca judicial que recairá sobre o próprio imóvel, conforme dispõe o art. 609 e seus parágrafos do C.P.C. As propostas de parcelamentos deverão ser apresentadas por escrito e indicarão o prazo, a modalidade e as condições de pagamento do saldo, que serão apreciadas pelo Juízo quando da realização da hasta pública. Se o arrematante desistir da arrematação antes de quitadas todas as parcelas, aquelas pagas reverter-se-ão ao exequente, sem direito do arrematante reavê-las, bem como a comissão paga ao leiloeiro. Aos interessados em arrematar bens imóveis esclarece-se desde já que os créditos relativos a imposto cujo fato gerador seja propriedade, o domínio útil ou a posse, e bem assim os relativos a taxas pela prestação de serviços de tais bens ou a contribuição de melhoria sub-rogam-se sobre o respectivo preço, por eles não respondendo o adquirente de boa-fé, a não ser que conste indicação ou decisão judicial contrária. Caso as executadas não sejam encontradas ficam por este intimadas. Todos os casos omissos ou duvidosos serão resolvidos pelo MM. JUIZ DO TRABALHO, inclusive sobre eventual parcelamento na arrematação de bens imóveis. LOTE 01 - PROCESSO Nº 0001126-55.2011.5.15.0035 CartPrec GAMALIEU DENIS DE MENDONÇA CONTRA LUIZ ANTÔNIO DE BASTOS + 01: 01 veículo da marca Volkswagen, modelo VW Fusca 1300, ano 78/78, à gasolina, cor branca, placas DBN–1009, de São José do Rio Preto, CRLV SP nº 536.112.686.8, Renavam nº 377.664.138. Avaliação em 06/10/2012 por R$ 3.500,00. LOTE 02 - PROCESSO Nº 0010300-69.2003.5.15.0035 RTSum[rts] RONALDO DA SILVA + 01 CONTRA DEMATEC MONTAGENS INDUSTRIAIS LTDA + 02: 01 (hum) automóvel da marca Toyota Bandeirantes, tipo Pas/ Automóvel/Jipe, a diesel, ano 1989/1989, bege, particular, placas BVS – 3917 de São José do Rio Pardo, Renavam 436.966.441, CRLV SP 776.677.710.0. Avaliação em 24/07/2012 por R$ 32.000,00. LOTE 03 - PROCESSO Nº 0053900-72.2005.5.15.0035 CartPrec[cpe] CLAUDIOVANIO PIRES RESENDE CONTRA DURVAL ARIOSI + 01: 01 um lote de terreno objeto da matrícula nº 231 do CRI de São José do Rio Pardo-SP, sob o número 1 (um), da quadra “F”, situado com frente para a Avenida Santos Dumont, sem número, antiga Avenida das Macubas, esquina da Rua 2 (dois), antiga Rua 6 (seis), “Jardim Aeroporto”, desta cidade de São José do Rio Pardo, com área de 300 metros quadrados, ou seja, medindo 10,00 metros de frente e por 30,00 metros da frente aos fundos, confrontando pela frente e por um lado com referidas vias públicas, por outro lado com o lote 2 e pelos fundos com o lote 24, ambos da mesma quadra. No terreno objeto da matrícula retro foi edificada uma casa de morada, situada à Av. Santos Dumont, que recebeu o número 527, na mesma rua. Avaliação em 28/05/2013, em R$ 180.000,00. LOTE 04 – PROCESSO Nº 0031500-06.2001.5.15.0035 RTOrd PAULO SERGIO PADOVANI + 01 CONTRA PAULO APARECIDO COSTA: 01 (hum) imóvel objeto da matrícula 12.138 do CRI de São José do Rio Pardo-SP, sendo 01 (um) lote de terreno, sem benfeitorias, lote sob o numero 07 da quadra A, situado com frente para rua Paraná s/nº, bairro “Jardim Primavera”, na cidade de São Sebastião da Grama -SP, comarca de São José do Rio

Anulação parcial, nos termos do Art. 43, § 1º, inciso III da Lei 4.320, de 17 de março de 1964, das seguintes dotações orçamentárias: 02.06.02 10.302.0058.2.056.3.3.90.36.00.05.3000013 10.000,00 Total 10.000,00 Art. 2º - Fica o Setor de Contabilidade encarregado de realizar as alterações e ajustes necessários nos demonstrativos e anexos da Lei das Diretrizes Orçamentárias nº 3.966 de 18 de outubro de 2012 e da Lei do Plano Plurianual 2010/2013. Art. 3º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano – Prefeito. Publicado por afixação em quadro próprio de editais na Sede da Prefeitura Municipal, nesta data. Antonio Cláudio Faria - Secretário Municipal de Gestão Pública. DECRETO 4.313, DE 31 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre a abertura de crédito adicional especial para os fins que se especifica e dá outras providencias, nos termos da Lei nº 4079/2013.O Prefeito Municipal de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e, considerando o artigo 42 da Lei Federal nº 4.320 de 17 de julho de 1964. D E C R E T A: Art. 1º - Fica aberto, no Orçamento Programa do Município, um Crédito Adicional Especial, no valor de R$ 5.924,44 (cinco mil, novecentos e vinte e quatro reais e quarenta e quatro centavos), nos termos da Lei Municipal nº 4.079, de 31 de maio de 2013, demonstrado segundo as codificações abaixo identificadas: 02.04.03.08.244.0016.2.016.3.3.90.30.00.05.5000013 1.500,00 02.07.07.04.122.0033.1.127.44.90.51.00.01.1000009 4.424,44 Total 5.924,44 Parágrafo Único. O presente crédito será coberto com recursos decorrentes de anulação parcial, nos termos do Art. 43, § 1º, inciso III da Lei 4.320, de 17 de março de 1964, das seguintes dotações orçamentárias: 02.04.03.08.244.0016.2.016-118-3.3.90.39.00.05.5000013 1.500,00 02.03.06.28.843.0073.0.013-74-4.6.90.71.00.01.1100000 4.424,44 Total 5.924,44 Art. 2º - Nas Metas e Prioridades da Lei nº 3.427, de 19 de Outubro de 2009, que instituiu o Plano Plurianual para o quadriênio 2010/2013, e da Lei nº 3.966, de 18 de Outubro de 2012, que estabeleceu as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2013, fica incluído a Categoria Econômica, criada pelo caput do artigo 1º- FUNDO MUNICIPAL DE ASSIST. SOCIAL e PEM CONSTRUÇÃO DE ACESSIBILIDADE. Art. 3º - Fica o Setor de Contabilidade encarregado de realizar as alterações e ajustes necessários nos demonstrativos e anexos da Lei das Diretrizes Orçamentárias nº 3.966 de 18 de outubro de 2012 e da Lei do Plano Plurianual 2010/2013. Art. 4º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano Prefeito - Publicado por afixação em quadro próprio de editais na Sede da Prefeitura Municipal, nesta data. Antonio Cláudio Faria - Secretário Municipal de Gestão Pública. DECRETO Nº 4.314, DE 31 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre a abertura de crédito adicional especial para os fins que se especifica e dá outras providencias, nos termos da Lei Municipal nº 4080/2013. O Prefeito Municipal de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e, considerando o artigo 42 da Lei Federal nº 4.320 de 17 de julho de 1964. D E C R E T A: Art. 1º - Fica aberto, no Orçamento Programa do Município, um Crédito Adicional Especial, no valor de R$142.561,96 (cento e quarenta e dois mil, quinhentos e sessenta e um reais e noventa e seis centavos), nos termos da Lei Municipal nº 4.080, de 31 de maio de 2013, demonstrado segundo as codificações abaixo identificadas: 02.05.02.12.365.0075.2.112.3.3.90.30.00.05.2100011 1.851,38 02.05.02.12.365.0075.2.112.3.3.90.30.00.05.2100012 70.710,58 Total 142.561,96 Parágrafo Único: O presente crédito será coberto com excesso de arrecadação no valor de R$ 142.561,96(cento e quarenta e dois mil, quinhentos e sessenta e um reais e noventa e seis centavos), proveniente de depósito de transferência financeira de convênio da Educação-Programa Brasil Carinhoso, nos termos do art. 43, § 1º, inciso II, da Lei Federal 4.320, 17 de março de 1964. Art. 2º - Fica o Setor de Contabilidade encarregado de realizar as alterações e ajustes necessários nos demonstrativos e anexos da Lei das Diretrizes Orçamentárias nº 3.966 de 18 de outubro de 2012 e da Lei do Plano Plurianual 2010/2013. Art. 3º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 31 de maio de 2013. João Batista Santurbano – Prefeito. Publicado por afixação em quadro próprio de editais na Sede da Prefeitura Municipal, nesta data. Antonio Cláudio Faria - Secretário Municipal de Gestão Pública.

Pardo-SP, com área de 443,75 m2, ou seja, medindo 19,50 metros de frente, 15,90 metros de largura nos fundos, por 25,00 metros de frente aos fundos, de um lado e 25,24 metros da frente aos fundos, de outro lado, confrontando pela frente com a referida via publica, por um lado com o lote 6, por outro lado com a área da prefeitura e pelos fundos com o lote 14. Cadastro municipal número 01.01.034.0044.001., proprietário: Paulo Aparecido Costa, CPF 868.634.798-34, casado com Ana Maria da Silva Costa, CPF 016.987.988-73, conforme R.02 o imóvel esta penhorado nos autos da execução fiscal, feito 073/96, do Fórum de São Sebastião da Grama - SP, movida pelo INSS. O imóvel da matricula 12.138 penhorado nestes autos foi reavaliado em R$ 150.000,00, sendo que conforme diligencias encetadas, verificou-se que sobre o terreno descrito na aludida matricula existe edificada uma residência de aproximadamente 133 m2 de construção, tendo como endereço atualizado à Rua Paraná n º 429, em São Sebastião da Grama –SP. Avaliação em 17/10/2012 por R$ 150.000,00. LOTE 05 – PROCESSO Nº 0028800-76.2009.5.15.0035 CartPrec [cartprecex] VOLNEI PEREIRA MADRUGA CONTRA GAINO DISTRIBUIÇÃO E LOGISTÍCA LTDA – EPP: 01 (um) veículo espécie/tipo “CARRETA/SEMI REBOQUE/FURGÃO”, Marca/Modelo “REBOQUE/FACCHINI IR RER FR”, do tipo “SIDER”, ano de fabricação/ modelo 2000/2001, capacidade 27 T., azul, com as lonas do “sider” na cor vermelha, placas CNI – 8574, chassis 9EL11FR031V004757, renavam746713037, com três eixos. Avaliado em 26/02/2013 por R$ 55.000,00. LOTE 06 – PROCESSO Nº 0028800-76.2009.5.15.0035 CartPrec [cartprecex] VOLNEI PEREIRA MADRUGA CONTRA GAINO DISTRIBUIÇÃO E LOGISTÍCA LTDA – EPP: 01 (um) veículo espécie/tipo “CARRETA/SEMI REBOQUE/COT C ABB”, Marca/Modelo “REBOQUE/FACCHINI IR RER CS”, do tipo “SIDER”, ano de fabricação/ modelo 2002/2002, do tipo “carga seca”, capacidade 27 T., branca, placas CNI – 8889, chassi “9EL11CS032V007502”, renavam 789807750, com três eixos. Avaliado em 26/02/2013 por R$ 45.000,00. LOTE 07 – PROCESSO Nº 0000381-41.2012.5.15.0035 Cart Prec [cartprecex] ROSELI MATIUSSE FURUZAWA CONTRA ANTÔNIO CARLOS PEREIRA DE MELLO + 01: 01 (um) veículo da marca VW, modelo I/VW Passat V6, ano/modelo 2000/2000, à gasolina, cor azul, renavam 746.508.484, CRLV MG nº 821.193.024.0, placas GVG – 3051, de Poços de Caldas – MG, 4 portas, vidro elétrico, direção hidráulica, bancos de couro. Avaliado em 13/06/2012 por R$ 25.000,00. LOTE 08 – PROCESSO Nº 0037800-08.2006.5.15.0035 CartPrec MOISÉS OLIVEIRA DOS SANTOS CONTRA RIAD TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO LTDA: (1) Um imóvel, perfeitamente descrito na transcrição da matrícula nº771, Livro nº2, do Cartório de Registro de Imóveis de São José do Rio Pardo – SP, consistente em “um quinhão de terras, denominada “Chácara Santa Lúcia” (antiga “Chácara do Neno”), situado no imóvel denominado Belmonte, neste município, circunscrição e Comarca de São José do Rio Pardo, com área de 0 ha., 88 a., 88 c.a.., de terras em pastos cultivados, contendo duas casas de morada e pequenas benfeitorias, confrontando com irmãos Minussi, estrada de Casa Branca, antiga, cadastrado no INCRA sob o nº 620.092.002.593, de propriedade de Dair Benedicto Otávio de Moraes, brasileiro, do comércio, casado com Maria Lúcia Logli de Moraes, sob o regime de comunhão de bens, antes da lei do divórcio, constando sobre o imóvel penhora de 50% do imóvel nos autos da reclamação trabalhista nº 00518-2005-035-15-00-8-RT, em que figura como reclamante União e como reclamada Maria Lúcia Logli de Moraes, casada com Dair Benedicto Octávio de Moraes. Avaliada em 16/07/2012 por R$250.000,00. LOTE 09 - PROCESSO Nº 0023500-85.1999.5.15.0035 RTOrd[rt] ODAIR JOSÉ IGÍDIO + 00001 CONTRA PAULO AFFONSO GOMES + 00001: 01 Imóvel objeto da matrícula nº 33.706, de propriedade do executado Paulo Affonso Gomes, registrado no Serviço Único Registral de Imóveis da Comarca de Poços de Caldas/ MG, “ IMÓVEL - lotes 383 e 384 da quadra 19, do loteamento Parque Vivaldi Leite Ribeiro, com uma área total de 894,00 metros quadrados, tendo as seguintes medidas e confrontações: Inicia-se no marco localizado na frente da Rua Marcelo Bonadeiro, onde confronta - se com lote 382. Daí segue pela lateral da Rua Marcelo Bonadeiro, numa distância e 24,00 metros até outro marco. Daí volve-se a direita confrontando com lote 385, numa distância de 25,00 metros até outro marco. Daí volve-se a direita confrontando com os lotes 370, 371, 372, 373, numa distância de 39,00 metros até outro marco. Daí volve-se a direita confrontando com lote 382 numa distância de 31,00 metros até encontrar o marco onde iniciou esta descrição. E, bem assim, a casa sob nº 156, com frente para a Rua Marcelo Bonadeiro, com 289,62 metros quadrados”. No local há uma casa, com aproximadamente 800 m2 de construção, inteiramente murada com excelente acabamento, portão de madeira à esquerda, interfone, palmeiras a frente da casa, localizada em excelente bairro da cidade de Poços de Caldas, porém já apresentando algumas partes deterioradas, haja vista já estar fechada sem moradores há bastante tempo. Avaliação R$ 1.800.000.00. O pregão será realizado no endereço mencionado acima ocasião em que poderá ocorrer alienação pelo melhor lance, se não sobrevier adjudicação ou remissão. E para que chegue ao conhecimento das reclamadas e seus proprietários ou sócios, foi expedido o presente edital, a ser publicado pela imprensa local e afixado no lugar de costume na sede desta VARA DO TRABALHO, servindo também como notificação no caso de não localização de qualquer interessado. Também que a juntada de via deste (ou de certidão) aos autos do processo respectivo servirá como certidão de designação, nos termos do artigo 162, § 4º, do código de processo civil, sob autorização, determinação e supervisão do MM. JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO, está autorizada a livre divulgação pela empresa SEVEN LEILÕES ASSESSORIA S/C LTDA e a Leiloeira Oficial Valquíria Varanda do Nascimento matricula JUCESP 878 ambos com escritório à Rua Américo Brasiliense , nº 284 , 15º andar, cj. 152, Bairro Centro, Ribeirão Preto-SP, em caso de devolução das notificações postais serão substituídas pela publicação do presente. São José do Rio Pardo - SP aos 31/05/2013. Eu, Marcelo Adriano Bonani, Diretor de Secretaria, subscrevo. Dr. Fabio Natali Costa, Juiz do Trabalho Substituto da Vara do Trabalho de São José do Rio Pardo-SP.


A-16 - 1º de junho de 2013

EDITAIS DE CASAMENTOS Belª. Rosa Helena Marin Foiadelli, Oficial de Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo. Faço saber que pretendem se casar e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1525 do Código Civil Brasileiro: EDITAL Nº 11158 -ELIZEU GODOY BOTELHO e ERIADINI ELEN DE LIMA IGNÁCIO, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia treze de janeiro de um mil e novecentos e oitenta e sete (13/01/1987), de nacionalidade brasileira, Eletricista, natural de CORONEL FABRICIANO - SP, filho de ANTÔNIO DE GODOY BOTELHO e de MARIA DE GODOY BOTELHO; e a pretendente: solteira, nascida no dia vinte e quatro de setembro de um mil e novecentos e noventa (24/09/1990), de nacionalidade brasileira, cabelereira, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de PAULO HENRIQUE IGNÁCIO e de MARIA ERIDAN DE LIMA IGNÁCIO. EDITAL Nº 11159- MURILO DE SOUZA PEREIRA e TACIANA TINTI DA COSTA, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia sete de junho de um mil e novecentos e oitenta e sete (07/06/1987), de nacionalidade brasileira, empresário, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de LUIZ REINALDO PEREIRA e de ANA LUCIA DE SOUZA PEREIRA; e a pretendente: solteira, nascida no dia vinte e três de fevereiro de um mil e novecentos e oitenta e nove (23/02/1989), de nacionalidade brasileira, do lar, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de PEDRO ALVES DA COSTA e de MÁRCIA APARECIDA TINTI DA COSTA. EDITAL Nº 11160- OSWALDO KOITI SUWAZONO e LUANA CRISTINA DE CARVALHO MELO, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia dezoito de maio de um mil e novecentos e sessenta e quatro (18/05/1964), de nacionalidade brasileira, Engenheiro civil, natural de SÃO PAULO - 34º CERQUEIRA CÉSAR - SP, filho de SHIGEHIRO SUWAZONO e de SUMIE SUWAZONO; e a pretendente: solteira, nascida no dia doze de junho de um mil e novecentos e oitenta e oito (12/06/1988), de nacionalidade brasileira, empresária, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de JOSÉ MADUREIRA MELO e de JOANA D´ARC DE CARVALHO.

Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei. Lavro o presente, que afixo no lugar de costume e publico pelo jornal local. São José do Rio Pardo, 8 de junho de 2013. O Oficial: Belª. Rosa Helena Marin Foiadelli

Departamento de Esportes e Cultura de São José do Rio Pardo/SP No cumprimento do Parágrafo Único do Artigo 61 da Lei Federal nº. 8.666, de 21 de junho de 1993, publicamos o Extrato de Contrato a seguir: Contratante: DEC – DEPARTAMENTO DE ESPORTES E CULTURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO/SP; Contratado: EDDYDATA SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA – EPP; Objeto: LOCAÇÃO DE SISTEMAS (PROGRAMAS DE COMPUTADOR) PARA UTILIZAÇÃO JUNTO AOS DIVERSOS SETORES QUE COMPÕE O DEC – DEPARTAMENTO DE ESPORTES E CULTURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO/SP; Vigência: 10/05/2013 À 09/05/ 2014; Valor: R$ 3.533,31 MENSAIS (TRÊS MIL, QUINHENTOS E TRINTA E TRÊS REAIS E TRINTA E UM CENTAVOS MENSAIS) São José do Rio Pardo/SP, 10 de maio de 2013 JOSÉ CARLOS ZANETTI DIRETOR PRESIDENTE

FALECIMENTOS ANA MARIA DE MENDONÇA PINHEIRO TAFFAREL – Dia 22 de maio, aos 66 anos de idade, casada com Dejalmo Taffarel. Filha de Mauro Fernandes Pinheiro e Rita Amélia de Mendonça Pinheiro. ANTÔNIO GONÇALVES – Dia 24 de maio, aos 63 anos de idade, casado com Olga Maria Giroti Gonçalves. Filho de Pedro Gonçalves e Gilda Miorim Gonçalves. ADOLPHO LUCIANO - Dia 25 de maio, aos 76 anos de idade, casado com Dinorá Bueno Sandin Luciano. Filho de Ângelo Luciano e Maria Correa Luciano. ERNESTINA BONINO PEREIRA – Dia 25 de maio, aos 99 anos de idade, casada com Nabor Gonçalves Pereira. Filha de Gabriel Ernesto Bonino e Anna Mendonça Bonino.

EXTRATO DE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO U. Conced.: DEC – DEPARTAMENTO DE ESPORTES E CULTURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO/SP; Estagiário: ANDERSON RODRIGO FERNANDES; Objeto: ESTÁGIO, DE ACORDO COM O DISPOSTO NA LEI FEDERAL N° 11.788/08; Vigência: 27/05/2013 à 31/12/2013; Valor: R$ 250,00 MENSAIS (DUZENTOS E CINQUENTA REAIS MENSAIS) São José do Rio Pardo/SP, 27 de maio de 2013 JOSÉ CARLOS ZANETTI DIRETOR PRESIDENTE DEC – Departamento de Esportes e Cultura de São José do Rio Pardo/SP EXTRATO DE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO U. Conced.: DEC – DEPARTAMENTO DE ESPORTES E CULTURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO/SP; Estagiário: LUÍS GUSTAVO PIZA; Objeto: ESTÁGIO, DE ACORDO COM O DISPOSTO NA LEI FEDERAL N° 11.788/ 08; Vigência: 27/05/2013 à 31/12/2013; Valor: R$ 250,00 MENSAIS (DUZENTOS E CINQUENTA REAIS MENSAIS) São José do Rio Pardo/SP, 27 de maio de 2013 JOSÉ CARLOS ZANETTI DIRETOR PRESIDENTE DEC – Departamento de Esportes e Cultura de São José do Rio Pardo/SP EXTRATO DE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO U. Conced.: DEC – DEPARTAMENTO DE ESPORTES E CULTURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO/SP; Estagiária: MICHELE SEQUALINI GONÇALVES; Objeto: ESTÁGIO, DE ACORDO COM O DISPOSTO NA LEI FEDERAL N° 11.788/08; Vigência: 27/05/2013 à 31/12/2013; Valor: R$ 250,00 MENSAIS (DUZENTOS E CINQUENTA REAIS MENSAIS) São José do Rio Pardo/SP, 27 de maio de 2013 JOSÉ CARLOS ZANETTI DIRETOR PRESIDENTE DEC – Departamento de Esportes e Cultura de São José do Rio Pardo/SP P O R T A R I A 602, DE 02 DE MAIO DE 2013 Dispõe sobre a aposentadoria do servidor Jair Ignácio, no cargo de Motorista O Diretor Presidente do DEC – Departamento de Esportes e Cultura de São José do Rio Pardo/SP, usando das atribuições que lhe são conferidas pelas Leis Municipais nº.´s 2.646 e 2.647, de 01 de agosto de 2003 e Lei Municipal nº. 2.888, de 10 de novembro de 2006, e, em vista do deferimento por parte do Instituto Municipal de Previdência de São José do Rio Pardo/SP, RESOLVE: Artigo 1º - Aposentar o servidor JAIR IGNÁCIO, proporcionalmente por tempo de contribuição (Regra Transitória 2 – Art. 6º da Ec 41), no cargo de MOTORISTA, Nível V, deste Departamento de Esportes e Cultura de São José do Rio Pardo/SP. Artigo 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 01/05/2013, revogadas as disposições em contrário. São José do Rio Pardo/SP, 02 de maio de 2013 JOSÉ CARLOS ZANETTI DIRETOR PRESIDENTE Publicado por afixação no quadro próprio de editais, na sede desta Autarquia, na mesma data P O R T A R I A 603, DE 02 DE MAIO DE 2013 Dispõe sobre a aposentadoria do servidor Luiz Roberto de Santis, no cargo de Professor de Educação Física III O Diretor Presidente do DEC – Departamento de Esportes e Cultura de São José do Rio Pardo/SP, usando das atribuições que lhe são conferidas pelas Leis Municipais nº.´s 2.646 e 2.647, de 01 de agosto de 2003 e Lei Municipal nº. 2.888, de 10 de novembro de 2006, e, em vista do deferimento por parte do Instituto Municipal de Previdência de São José do Rio Pardo/SP, RESOLVE: Artigo 1º - Aposentar o servidor LUIZ ROBERTO DE SANTIS, por tempo de contribuição – Especial Professor (Regra Transitória 2 – Art. 6º da Ec 41), no cargo de PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA III, Nível XXVI (B), deste Departamento de Esportes e Cultura de São José do Rio Pardo/SP. Artigo 2º - Esta portaria entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. São José do Rio Pardo/SP, 02 de maio de 2013 JOSÉ CARLOS ZANETTI DIRETOR PRESIDENTE Publicado por afixação no quadro próprio de editais, na sede desta Autarquia, na mesma data

Terreno Jardim Aeroporto 300m2, todo murado, com calçada, saída de esgoto e água de chuva (rede pronta), na Rua Pref. Francisco G. Franco, ao lado do nº 215.

Tratar 9213 -4730

COMPRA-SE Casa no Carlos Cassucci Tratar: (19) 9403-8707

“FRANGO NUTRIBEM, SELECIONA

REPRESENTANTE COMERCIAL COM EXPERIÊNCIA NO SETOR DE CARNES, PARA ATUAR NA REGIÃO DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA

ORESTES BÁLLICO – Dia 28 de maio, aos 92 anos de idade, casado com Maria Aparecida de Mello Bállico. Filho de Cezar Bállico e Maria Flumeni.

marcelo.soares@frangonutribem.com.br

ANTÔNIO PEDRO PASSONI – Dia 25 de maio, aos 53 anos de idade, casado com Maria Elisa de Fátima Coelho Passoni. Filho de João Passoni e Benedita Batista Passoni.

Escritório de Contabilidade esta selecionando Estagiários (as)

BENEDITO DIAS DA COSTA – Dia 20 de maio, aos 81 anos de idade, casado com Maria de Lourdes Lara da Costa. Filho de Antonio Salvador Dias e Pedrina Dias. VITOR RAMOS DE ALMEIDA – Dia 21 de maio, aos 74 anos de idade, casado com Conceição Ruela de Almeida. Filho de José Antonio de Almeida e Cândida Maria de Almeida.

Funerária São José “Rioli” Oferece o que de melhor existe no ramo funerário, aos particulares e também do seu conhecido PLANO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO FUNERÁRIO, dando total segurança e tranquilidade a todos. Adquira o seu!

60 ANOS DESDE 1950 - ESTA É A SUA GARANTIA

EXTRATO DE TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO U. Conced.: DEC – DEPARTAMENTO DE ESPORTES E CULTURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO/SP; Estagiário: FILIPE AUGUSTO CAMACHO FUNARI; Objeto: ESTÁGIO, DE ACORDO COM O DISPOSTO NA LEI FEDERAL N° 11.788/08; Vigência: 27/05/2013 à 31/12/2013; Valor: R$ 250,00 MENSAIS (DUZENTOS E CINQUENTA REAIS MENSAIS) São José do Rio Pardo/SP, 27 de maio de 2013 JOSÉ CARLOS ZANETTI DIRETOR PRESIDENTE DEC – Departamento de Esportes e Cultura de São José do Rio Pardo/SP

VENDE-SE

Avenida 9 de Julho, 103 - Fone: 3608-5095 AGRADECIMENTOS PELA REALIZAÇÃO DO RECOLHIMENTO DA CHAMA EUCLIDIANA E 112 ANOS DA PONTE METÁLICA EUCLYDES DA CUNHA (1901 – 2013) A Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo/SP e o DEC – Departamento de Esportes e Cultura de São José do Rio Pardo/SP vêm a público promover especiais agradecimentos: aos professores coreógrafos da Fábrica de Expressão, Viviane Feliciano, Crys Mesquita, Daniela Ferfoglia e Alexandre Cardoso; às funcionárias da Casa de Cultura Euclides da Cunha e à sua curadora Elizabeth dos Santos Abichabki; aos funcionários do Museu Rio-pardense, sob a curadoria de Elisa Mori; aos funcionários da Fábrica de Expressão-DEC; aos funcionários da administração e apoio geral do DEC; aos alunos da Fábrica de Expressão e familiares; aos atiradores do Tiro de Guerra 02-038, sob o comando do Sargento Albuquerque; à FEUC, sob a direção da Profa. Liliana Nogueira Bello; aos alunos da FEUC, sob o comando da Profa Eliana Dipe; à Casa de Cultura e Cidadania, educadores e diretora Renata Pedroza; ao Grupo Pérola Negra (Daniel Cortez e Reginaldo Pepe); ao Grupo Expressão do Teatro Municipal “Pedro Ângelo Camin” de Mococa (Prof. Vera Lúcia Pereira dos Santos); à equipe de Protocolo da Prefeitura Municipal; ao Corpo de Bombeiros, sob o comando do Subtenente Sartori; à Secretaria de Segurança e Transito; à Diretoria de Trânsito; Guarda Municipal; Secretaria da Educação; Polícia Militar; NA Eventos; Junior Pizani Produções; DAEE; Cristiano e Roney; Alexandre e Lucas; Fernando Eduardo; Paulo Eduardo; aos profissionais da Carneiro Pro-Art (som e luz); Scoqui Tendas; Sicca Imagem; Junior Teixeira Filmagens; às escolas municipais Stella Maris, Zélia Zanetti, São Judas; escolas especiais APAE, Agradef, Cáritas; escolas públicas Cândido Rodrigues, Stella Couvert , Sylvia Portugal, Jorge Luiz, Laudelina Pourrat, João Gabriel Ribeiro, Euclides da Cunha, Natal Merli; escolas particulares COC, Lumen, Fundação, Unigrau e Santa Inês pelo trabalho, dedicação e criatividade mostrados em suas cerimônias de recolhimento da chama euclidiana , simples como vocês mesmo denominaram, grandiosas na proposta e realização . Pois sem vocês a chama euclidiana sempre se manteria apagada. Àqueles que contribuíram para aquisição dos fogos de artifício: Alexandre Barbosa (Gota D´Água), Boomerang Comunicação e Eventos, Del Ninno Tintas, Escritório Visão, José Scoqui, Jonatas (Trenzinho da Alegria), J. R. Automotivo, Oficina do Galera, Limp Bem, RS Produções, Rio Pardo Embalagens, Madeireira Lodovicho, Vime Veículos, Padaria Santa Rita, Vidraçaria Riopardense, Tornearia Mecânica de Tratores São Judas Tadeu. Gostaríamos de fazer uma deferência especial à empresa Germek Equipamentos pela cessão gratuita do gerador, responsável pelo funcionamento de todo equipamento de som e luz. Esta empresa sempre dando exemplo de amizade, cidadania e responsabilidade com nossa cidade e sua cultura. A todos a nossa gratidão euclidiana.

INTERESSADOS ENVIAR CURRICULUM VITAE PARA

Enviar curriculum vitae com foto, informando dados pessoais, inclusive nível de ensino e experiência profissional. Os curriculuns deverão ser enviados por via correio – Caixa Postal 87 – São José do Rio Pardo – SP. ABANDONO DE EMPREGO A Empresa Cia. Municipal de Desenvolvimento de São José do Rio Pardo – Comderp, Rua Candido Faria, 809 São José do Rio Pardo comunica o abandono de empregodeLaércio Bernardo da Silva, Carteira Profissional nº 081708 série 412ª que não comparece ao trabalho desde 22/04/2013. PARCERIA TORREFAÇÃO E MOAGEM DE CAFÉ LTDA ME torna público que recebeu da CETESB a Renovação da Licença de Operação Nº 63000492, válida até 27/05/2017, para Café torrado e moído, produção de à ESTR.MUNIC.PREF.AURINO VILELLA DE ANDRADE, 00, SITIO NOVO, SÃO JOSÉ DO RIO PARDO. MATEUS ALIMENTOS LTDA torna público que recebeu da CETESB a Licença de Operação N° 66000649 , válida até 27/04/2017, para Arroz (descascado, moído branqueado, polido parbolizado ou convertido) sito à ROD. SP 350 S. JOSÉ-TAP. KM 265,5, BLOCO B, ZONA RURAL, SÃO JOSÉ DO RIO PARDO DIMETIL QUIMICA LTDA - EPP torna público que requereu na CETESB a Renovação de Licença de Operação para Produtos químicos não especificados ou não classificados, fabricação d, à R. Sebastião Bertonha, 30, Unico, Distrito Industrial - São José do Rio Pardo - SP. SALVADORI E SALVADORI LTDA -ME torna público que recebeu da CETESB a Renovação da Licença de Operação N° 66000661 , válida até 27/05/2015, para Aguardente de cana-de-açúcar, fabricação de à SITIO LAJE , 0, ZONA RURAL, SÃO JOSÉ DO RIO PARDO.

ORAÇÃO A SANTO EXPEDITO Meu Santo expedito das causas justas e urgentes, socorrei-me nesta hora de aflição e desespero, intercedei por mim junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo. Vós que sois o Santo guerreiro, Vós que sois o Santo dos Aflitos, Vós que sois o Santo dos desesperados. Vós que sois o Santo das causas urgentes, protegei-me, ajudai-me, daí-me força, coragem e serenidade. Atendei ao meu pedido: (Fazer o pedido). Ajudai-me a superar estas horas difíceis, protegei-me de todos os que possam me prejudicar, protegei minha família, atendei ao meu pedido com urgência. Devolve-me a paz e a tranqüilidade. Serei grato pelo resto de minha vida e levarei seu nome a todos que tem fé. Muito obrigado, meu santo Expedido! Rezar 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e fazer o Sinal da Cruz. M.E.


C-1 - GAZETA DO RIO PARDO - 1º de junho de 2013

Em Sociedade P Alzira Magalhães, senhora de nossa melhor sociedade, aniversariou terça-feira p., 28 de maio, e como de costume anfitrionou os amigos que se lembraram da grande data durante elogiado brunch, servido ao cair da tarde - Atente para os flashes do elegante encontro by Soraya Moraes Gaino. À querida amiga Alzira, votos de dias, meses e anos de felicidade! Alzira no dia em que celebrava mais um nat

Alzira com a amiga Di

Teresa Spessotto, Alzira e Vera do Vale Gonçalves

Maria Rosa Farah de Souza, Alzira e Ana Maria Simas de Lima

P Soraya Palmieri Panazzolo, no registro fotográfico a terceira da direita para a esquerda acompanhada do marido, Sandro, anfitrionou em sua residência descolado grupo de amigos na tarde de sábado, 18 de maio, em compasso “Parabéns a Você”. E por falar na Soraya, investindo no comércio local, dia 8 de junho próximo ela inaugura a loja de brinquedos Fred&Mamá, na esquina das ruas Treze de Maio com Marechal Deodoro - Parabéns à nova empresária, com votos de sucesso!

Promoção Beneficente Logo mais às 20 horas, na sede social da Associação Atlética Riopardense, os alunos do 4º e 5º Semestres do Curso de Administração da Unip-campus Rio Pardo, promovem Jantar Italiano em prol do Projeto Renascer, com direito a música ao vivo e

jogos de sociedade. Em função de parceria celebrada entre a comissão organizadora e o Centro Cultural Ítalo-Brasileiro, os sócios da entidade gozarão de desconto na aquisição de convites - Reservas com Naiara Furlan, pelo tel – 9259-1808.

EM TEMPO: C o m o prenúncio do inverno, o Centro Cultural Ítalo-Brasileiro promoverá super preparada Feijoada domingo, 9 de junho, a partir de 12:30, no Salão Verde da entidade, sob o comando do Chef André. Não perca!

P O jovem casal de nossa sociedade, Ana Lúcia e Joaquim Mesquita, brindou 20 Anos de Matrimônio quarta-feira passada, 29 de maio, em Ribeirão Preto, durante íntimo Jantar no badalado restô Flor de Sal. Ana Lúcia e a filha Carol acabam de aterrissar do eixo Paris-Zurique-Berlim, onde mataram saudades dos familiares residentes no Velho Continente, como também exercitaram o idioma francês, em compasso de comemoração dos 15 Anos de Idade da linda Carol - Os cumprimentos deste colunista!

Parágrafo Único “Tirem os homens da terra, as florestas viverão felizes. Tirem as florestas, os homens não sobrevivem.” (autor desconhecido)

FONE: 3608-6677


C-2 - GAZETA DO RIO PARDO -1º de junhio de 2013

P O casal Renata (nascida Aga) Roque e Willian Roque abriu a acolhedora residência da família sexta-feira, 24 de maio, em torno de noite de pizza & vino, celebrando o inverno que se aproxima em tempo de calorosa convivência entre familiares e amigos Uma agradável noitada, recheada por descontraído batepapo! Um sucesso!

Flávio Mafra e Eliana com os anfitriões da noite, Renata e Willian Roque

Batizado Os primos Tiago, filho do casal Fernanda-Wilson Roque, recém chegado de longa permanência de 12 anos nos Estados Unidos e Murilo, filho do casal anfitrião, atualmente cursando o primeiro ano de Engenharia Civil na PUC - campus Poços de Caldas.

Em Festa Dupla comemoração natalícia para os irmãos Davi, 7 anos, e Roberta, 1 aninho, filhos do casal Patrícia Machiti Pinhoti e Wilson Roberto Pinhoti, ocorrida dia 18 de maio, no buffet infantil Castelo dos Sonhos, com decór Charlie & Lola. Na foto que ilustra, Patrícia com os aniversariantes-mirins, mais o irmãozinho Pedro com Wilson. FOTO METRO

Enlace

l Giovanna, primogênita do casal Renata e André Luís de Morais, foi levada à pia batismal da Igreja Matriz de Jaguariúna, onde residem, no dia 26 de maio, acalentada pelos padrinhos Nilce-Luís Antônio Marquiti, durante cerimônia celebrada pelo Pe. Milton.

Às 19:30 do dia 18 de maio, na Capela do Colégio São José, na cidade de Bauru, aconteceu o enlace matrimonial de Miriam e Carlos, unindo as famílias Miguel Arcanjo da Costa-Eva Aparecida Santana da Costa e José Carlos de Oliveira-Joana D´Arc Ribeiro de Oliveira. Uma recepção que teve lugar na Chácara Felicidade selou o acontecimento. SCAGLIONE STUDIO/MARIA LUÍSA PHOTOS

l Maria Rita, filha do casal Rita de Cássia Poli de Faria e Carlos Henrique de Faria, foi batizada pelo Pe. José Carlos durante cerimônia ocorrida às 19:30 do dia 22 de maio, na Igreja São Judas Tadeu, apadrinhada por Marize de Fátima Satkeivic e Márcio Henrique Fernandes da Cruz. No registro fotográfico de Maria Luiza Zulli, a pequena com o pároco, pais e padrinhos.


C-3 - GAZETA DO RIO PARDO - 1º de junho de 2013

Confraternização A confraternização do Fratelli di Italia do corrente mês aconteceu domingo p., 26 de maio, sediada no Salão Verde do Centro Cultura Ítalo-Brasileiro. O cardápio, um capítulo à parte, teve como prato principal uma divina Bacalhoada à Espanhola, preparada pela presidente do grupo e Curadora da Casa de Cultura “Euclides da Cunha”, senhora Elizabeth dos Santos Abichabki. A sobremesa, um festival grifada a três mãos, foi composta pelas especialidades de Eliana Braghetta, Lúcia Scali e Renata Aga Roque. O agradável encontro, revestido de êxito, estendeu-se até o cair da tarde!

Francisco Braghetta, Beth Abichabki, Willian Roque e Renata

Sentadas: Cláudia Franchi, Bete Felisberti e Eliana Braghetta. Em segundo plano: Martha João e Marcelo Trecenella

FEUC Comemora 47 Anos Nos dias 22 e 23 de maio, em clima de união, alegria e bom humor, a FEUC- Faculdade Euclides da Cunha festejou os seus 47 anos de existência no Mercado Cultural. O prefeito João Batista Santurbano também cumprimentou a direção, os professores, funcionários e alunos, reiterando o seu compromisso em concluir o 1º módulo do campus, conforme solicitação. A abertura solene contou com a apresentação do Coral Fonseca, sob a regência brilhante de Maria Teresa Ratti de Oliveira. A professora doutora Cláudia Raquel Cantarelli Costa, dançou com seus partners um belíssimo tango em homenagem à Feuc. Seguindo a programação, os alunos de Arte do 3º e 1º Semestres sob a regência de Simone Lemes, também aluna, cantaram e tocaram a música: Eu, caçador de mim, de Milton Nascimento. A seguir, o músico Már-

Ricardo, Tuca, Lucia Scali e Rina Marcondes.

Excelência

Lila com o prefeito Santurbano

cio Rueda, do 3º semestre de Arte, tocou sax-soprano e o pianista Mateus Dias, da Orquestra Sinfônica de Poços de Caldas, acompanhou brilhantemente. Os alunos do Terceiro Semestre de Letras (Maria Luíza, Lucas Pereira e o narrador Pedro Orfei) apresentaram o belo texto teatral da aluna rio-pardense Naiara Luciano de Souza. No 2º dia houve a apresentação do DVD (vídeo educativo) de Markus Ribeiro (Nani), um excelente material didático para professores de todas as

áreas do Ensino Fundamental e Médio. O roteiro Visionado-Visionautas Bem Grande, fez sucesso, como material, inteligente e moderno. A sensação do 2º dia foi a dança “Flash Mob”, dos alunos do 1º e 3º Semestres de Letras que entusiasmou o público presente a dançar. Os alunos, orientados pelo professor Arioswaldo Rizzo de Andrade, do 5º Semestre de Arte apresentaram o “Teatro de Sombra” com histórias infantis do folclore mundial.

Dr. Márcio Buffoni D´Ávila e Silva apresentando o Prof. Dr. Ewerton Nocchi, referência e autor de diversos livros na área de Odontologia Estética, durante o Meeting de Excelência.

O Dr. Márcio Bu ffoni D´Ávila e Silva integrou a comissão organizadora do “Meeting de Excelência em Odontologia” promovido com sucesso no dia 24 de maio, pela AORP - Associação Odontológica de Ribeirão Preto. O evento, que contou com palestrantes de renome internacional em suas áreas de atuação, marcou o lançamento oficial do Instituto “Cesar Arita” do qual o conterrâneo é Diretor e exerce a função de Professor em Cursos de Pós-Graduação em Odontologia através da referida instituição.

Diretores do Instituto Cesar Arita

Apresentação do Coral Fonseca

3682-8803 Rua 13 de Maio, 25


GAZETA DO RIO PARDO - 1ยบ de Junho de 2013 - C- 4


Página C-5 - 1º de junho de 2013 - GAZETA DO RIO PARDO

rjdg@terra.com.br

A cidade e eu Sabe, minha cidade, eu sinto sofisticadas sensações: escrever a você, escrever você. Palavras brotam-me sentidas, não jogadas, buscadas no profundo da paz interior: paz que é você, paz que veio de você... Quero que elas aflorem com as cores de ternura e de beleza, porque ternos e belos foram e são os tempos em seu regaço... Quero que elas tenham o calor de um amor criança adolescente... Éramos, então, inseparáveis. Sua presença nua, sem sofisticações, excitava-me. Percorria seu corpo inteiro, sacudido por sucessivas sensações... Adultos nos tornamos. Parei. Cansei. Não mais consegui acompanhar você, que cresceu tanto, e se incrustou nos vazios dos planos e nas entranhas

das montanhas. No seu crescer, vi tapumes taparem seus infinitos com muros, marcos, telas, telhas... Vi chaminés chamuscando seu manto azul... Vi homens marginalizados pelas máquinas, fugitivos dos seus espaços rurais, famintos, preencherem guetos da periferia, que eram verde e paz... E você conseguiu dar-lhes proteção, paz, pão... A água que faltava a tantos, hoje sobe, jorrando, nos elevados cobertos de telhados... Hoje, quero matar saudades e ver você criança outra vez. Quero vê-la menina à beira do rio sentada, com sombrinha de céu, vestida de sol, de verdes e de flores multicores, perfumada com mel e essências de pureza... Quero, como antes, pas-

sear, extasiado, pelo seu corpo amado, sem sofisticações... Vejo a torre da igreja de brilho ofuscante. Ouço sinos que soam como loas sacramentais... O pó empoeira o altaneiro altar e o barroco santo mineiro.... O velho, gordo, sisudo e ranzinza monsenhor Arnold, temerário, que reprime no confessionário, está à porta do templo e contempla o jardim com árvores cercado, o alto coreto de treliça elogiado, chafarizes de samambaias com peixinhos vermelhos cobiçados... Um bebedouro enorme brilha no meio da praça que tem nome imponente: Prudente de Morais! É a Várzea. Várzea com cheiro de ácido e solda dos ferreiros e de couro dos trabalhos dos celeiros... Tilintam

martelos e marretas, chiam máquinas, mugem bois, latem cães... A tropa pára perto do “arvão”. O eco ecoa levando risos e vozes de moradores, de boiadeiros, de colonos... Alegre Várzea do jardinzinho de grades de ferro, onde se entrelaçam cipósde-São-João, envolto pelo cheiro do pão da Padaria Alemã. Jardinzinho de reunião da molecada que se deliciava com os canudos de leite e coco dos velhos e quase cegos Carlo e Carlota, tapeados e enganados com falsas moedas e fugas inesperadas... Alegre Várzea dos animados e barulhentos bailes do armazém, do “corguinho” de nadar e nas chuvas transbordar... Outro corguinho tem pinguela e depois dela a porteira fechada pra vaca não fugir. Milho roubado é pecado!... Na gruta, alguém ora, ama, namora. Quanta roxa e doce amora!... Ali, tão longe da cidade, os amores escondidos e proibidos, sem perdão, falam mais do que a devoção... O cemitério, no alto descampado, fica entre pastos verdes e matas, perto de sítios e chácaras. Atrás dele, o rio, com o Poço do Sargento, que engoliu crianças e marmanjos desatentos.... O trem vem lotado, fumegante, fagulhante, afastando o canavial. A curva esconde olhares e acenos... A estação é atração. Descem e sobem passageiros com guardapó. Carregadores carregam malas, carroças es-

peram cargas, choferes procuram passageiros. A praça descampada tem mina, tem bebedouro para animais, tem escadão cheirando a mictório... Gasolina? Vende ali, em frente à Mina do Padre, do lado de fora da “Casa Hespanhola”, com bomba transparente e carmim, encimada pelo boneco Michelim... A avenida de terra batida, com árvores nas laterais, sem flores e sem cores, nos leva à Herma de Euclides, que tem mangueira, bambu, jaqueira e tem paineira florida, cujas róseas pétalas atapetam o piso desfeito... A ponte metálica nos liga ao bairro pequeno, com cercas, muros, casas e chácaras de jabuticabas, chupadas a fartar, sem lavar e sem levar, por alguns tostões... A igrejinha, no alto, com cruzeiro e sem concreto, tem ladainhas e barraquinhas portuguesas nos junhos de novenas... Fazendo caretas com os azedos tamarindos e boca cheia da massa de jatobás, a molecada, assustada, no Jardim do Artese, ouve histórias reais daquela área central encantada... Atenta, descobre que aquele chão fora cemitério; que o jardineiro encontra, ainda, no seu trabalho rotineiro, ossos e lascas de caixão e que à noite, por ali, passeia assombração... Jardim de sombras acolhedoras, de flores, de fichas, de amores proibidos e escondidos... Jardim de colunas gregas, de ornatos, de coreto alto, de leões guardiões, de sereia

tentação, de bons duendes e belas grandes esculturas de cimento... Do progresso devastador, restaram incólumes as quatro estátuas brancas de Pietra Santa. Aqui, no largo do mercado, tem muito fio de luz!... Vamos empinar o papagaio no largo do ginásio!... Sobe no muro!... Toca o burro!... O largo do ginásio tem cercas, tem muros... Além, o pasto... O orfanato é pensionato e tem meninas bonitas de Minas!... Vamos ver o jardim da Caixa d’Água. O jardineiro é bravo!... Que beleza!... Os tanques parecem piscinas entre jardins floridos e gramados... O monumento da Independência, de cimento, tem colunas gregas e escada!... O pescador de cimento, sempre atento, é um duende encantado, esperando eternamente o peixe imaginado... Espera!... Do hospital, eu não passo: é só mato! Ufa! Estou cansado... É tarde! Sabe, minha cidade, hoje matei saudades... E quero guardar para sempre a sua imagem ainda menina, à beira do rio sentada, com sombrinha de céu, vestida de sol, de verdes e de flores multicores, perfumada com mel e essências de pureza... Como antes quero passear, extasiado pelo seu corpo amado, sem sofisticações... Estou cansado, amiga! Quero o seu regaço para encostar, dormir, e um dia, feliz, não mais acordar... “Gazeta”, 1976 e 1982..

Os irmãos Moail e Mirza Martini, mais Marcelo Folchetti, a caráter para Festa Junina

Festa Junina na Escola Tarqüínio, em 1971. Da esquerda para a direita: Profa. Luzia Machado A. Ribeiro, menina n.i., Fábio L. Cautela (atrás), Rosângela Campos, os noivos Arioswaldo Rizzo de Andrade e Rita, e n.i.

No Clube Hebraica, em São Paulo, em 17/12/93, confraternização Natalina da Fábrica Nestlé. Os únicos identificados são o 3º e a 6ª, da esquerda para a direita: Carlos Alberto Osmak e Célia Lofrano


C-6 - GAZETA DO RIO PARDO - 1º de Junho de 2013

Furão: alegre, exótico e companheiro Ele é exótico, simpático, agitado e curioso. Mamífero, o ferret ou furão é um excelente animal de companhia, brincalhão e amistoso. Sua expectativa de vida é de 7 a 10 anos. De médio porte (38 cm mais 13 cm de cauda), a maioria dos furões ou é albina, com pelagem branca e olhos cor de rosa, ou tem uma cor escura. Há quatro cores básicas: mármore (chocolate e escuro), albino, branco acinzentado e prata.

Cuidados Existe uma ração específica para este animal, mas também é recomendado dar algumas frutas, em sua maioria secas e sem semente. O furão gosta muito de banhos, mas o ideal é que isso aconteça mensalmente, já que sua pele é extremamente seca. O ideal para o animal são as gaiolas com grades de metal, que proporcionam um ambiente arejado e espaçoso.

Em geral é dócil, só ataca para se defender. Pode se adaptar aos horários do dono, mas costuma dormir de dia e acordar à noite. O furão gosta de companhia, portanto, reserve um bom tempo na sua agenda para cuidar dele. Não é um animal barato. Você deve estar preparado para os gastos com vacinação, veterinário e alimentação, que também não são baixos.

Vânia com a mula Menina

Loly, de Fábio Amato Angelini

Léo com a gata Priscila e seus filhotes

Bella, de Rodrigo Nasser Brocadello, curtindo o frio de Toronto, no Canadá

Snoopy (Garras & Patas)

Gato xuxu (Garras & Patas)

Polly de Diogo Bagnatori Elizei

Loca, Kakau e Kiko, de Cristiane Faria

Jully (Garras & Patas)

Fred, de Marquinho e Duda Franco Feltran

Elizete com a gansa Carol

Annabel e Tanger (Garras & Patas)

Relação entre os animais de estimação e as crianças Estudos mostram que o contato das crianças com animais ativa áreas do cérebro relacionadas às emoções. Cães, gatos, peixes, pássaros, etc., são figuras constantes no universo infantil. Esta relação traz bem-estar físico e mental e é um treino para a afetividade, por isso, o relacionamento entre crianças e os pets traz benefícios ao desenvolvimento infantil: melhora a saúde mental, psicológica e emocional. O cão é o mais sociável de todos os bichos, ele tem a capacidade de desenvolver laços de amizade com o ser humano com grande fidelidade. Eles têm emoções parecidas com a dos humanos, ficam tristes, felizes, enciumados, mas não podemos pensar que o cão supre a relação que a criança tem que ter com humanos. Crianças com menos de 10 anos não têm capacidade para cuidar plenamente do animal, mas a partir dos 7 anos pode ser dada uma tarefa que fará parte da rotina infantil, por exemplo, dar água para o animal. A convivência com os animais ensina lições importantes às crianças, como noção de responsabilidade, cuidados, afeto, e lidar com a perda, mas é necessário que sejam estabelecidos limites entre a criança e o pet. As brincadeiras devem ser sempre monitoradas por um adulto, nunca deixe uma criança pequena sozinha com um animal. Todo animal tem que ter as cinco liberdades preservadas: estar livre de dor e doenças; estar livre de fome e sede; estar livre de medo e estresse; estar livre de desconforto; ter liberdade para expressar seu comportamento natural. Ensine seu filho a nunca puxar o rabo do animal, enfiar o dedo nos olhos, colocar a mão na boca, tirar a comida, acordar quando está dormindo, puxar os pelos, puxar as orelhas, pois por mais dócil que o animal seja, ele não tolera essas brincadeiras e vai demonstrar da única forma que sabe, ou seja, mordendo e às vezes provocando sérios acidentes. Tal qual a criança, o animal também tem que ter cuidados, como vacinas, vermífugos, banhos, higiene, boa alimentação, carinho e lazer, para garantir a saúde de todos da família. DRA. MARIA ÂNGELA DAL BON SALVADORI MÉDICA VETERINÁRIA E-MAIL: WEBANGELA@IG.COM.BR


C-7 - 1º de Junho de 2013

Dividir cama com bebê aumenta risco de morte súbita

DIVULGAÇÃO

Compartilhar a cama com recém-nascidos aumenta até cinco vezes o risco de o bebê ser vítima da síndrome da morte súbita, segundo um novo estudo britânico. Definida clinicamente como a morte repentina e inesperada de uma criança aparentemente sadia, a Síndrome da Morte Súbita do Lactante (SMSL) é responsável por um grande número de mortes entre bebês com menos de 1 ano. Apesar de inúmeras pesquisas, especialistas ainda não conseguiram explicar esse fenômeno. Acredita-se que diversos fatores contribuam para que haja uma alteração na respiração do bebê, levando-o a morrer durante o sono. O novo estudo, publicado no site BMJ Open, não explicou o mecanismo que leva à morte, mas concluiu que os riscos de morte quintuplicam quando o bebê dorme na cama com os pais. A pesquisa também constatou que o risco persiste mesmo entre os pais que não fumam, não bebem nem usam drogas. Por isso, os pesquisadores envolvidos recomendam que pais não compartilhem a cama com os bebês antes dos três meses de idade. O estudo, realizado na Grã-Bretanha, comparou quase 1.500 casos de SMSL com um grupo de controle com 4.500 bebês saudáveis. Em um quinto dos casos analisados (323) pelo estudo, um ou ambos os pais

Trabalhos ligados ao público são os mais favorecidos nesta semana. Seja mais realista com relação ao que ganha e gasta ou poderá ter prejuízos. Aproxime-se de seus parentes e abra seu coração a eles. Reserve um tempo para se dedicar ao seu amor. Romance mais companheiro. Se brigou, peça desculpas!

Não fique esperando a colaboração de terceiros em suas tarefas ou poderá se ver em apuros. Mostre que tem capacidade de realizar suas atividades sozinho(a). Em casa, exercite sua paciência e compreensão, pois só assim evitará desentendimentos. Charme em alta: se está só, aproveite para atrair seu alvo. Use e abuse da sua criatividade no ambiente de trabalho e colherá bons frutos. Tarefas desenvolvidas em equipe devem render neste período. Dificuldades podem surgir em seu lar, mas deve encará-las como lições que podem ser aprendidas. Na paixão, cuidado para não sufocar quem ama com excesso de carinho.

As dificuldades ajudam você a crescer como profissional, então, não desanime diante de contratempos. A família ocupará uma posição de destaque em sua vida neste momento: curta a troca de carinhos. No romance, não adie decisões nem conversas importantes. Fique de olho em possíveis rivais em seu caminho.

Bons ventos sopram a favor do setor profissional, então, não perca as chances de crescimento que surgirem neste momento. Tensões não estão descartadas em família e suas responsabilidades podem se tornar um fardo agora. Romance estável protegido pelos astros. Um pouco de tempero anima a intimidade.

Bom momento para progredir na carreira. Trabalhos ligados ao público contam com boas energias nesta fase. Você sentirá vontade de proteger os seus familiares e demonstrar mais carinho nos momentos mais íntimos. Amor superficial pode se romper. Caso esteja só, não se envolva apenas por carência.

estavam dormindo com o bebê no momento da morte. Desse total, 87,7% das mortes foram diretamente associadas ao fato de o bebê estar na cama com os pais. A porcentagem de mortes atribuídas ao compartilhamento da cama subiu para 89,5% entre bebês com menos de três meses de idade. Apenas um em cada dez pais no grupo de controle disse ter compartilhado a cama com seus filhos. O estudo concluiu que, excluindo-se todos os outros fatores de risco conhecidos, 81% das mortes súbitas em crianças com menos de três meses poderiam ter sido evitadas se elas não tivessem dormido na mesma cama que os pais. (Adaptado de G1 Ciência e Saúde)

Dê um toque de alegria às suas atividades e ganhará pontos com seus superiores no trabalho. Reserve um tempo para seus familiares ou poderá sofrer com as cobranças feitas. Nos assuntos afetivos, se brigou, tente uma reconciliação. Há sinais de prazer e uma grande dose de romantismo nos momentos a dois. No emprego, não desanime diante das dificuldades que possam surgir agora, mostre que sabe se adaptar às situações e ainda assim se superar nos resultados. No cenário familiar, seja mais compreensivo(a), mas não tente agradar todos. É tempo de ouvir mais o seu amor e fortalecer os laços existentes. Faça suas tarefas sem depender dos demais ou poderá se ver em apuros. Neste momento, o contato com familiares e gente querida está favorecido, mas faça a sua parte e evite brigas. Vida amorosa do jeito que sempre quis: curta o clima amigável e extrovertido da relação. Romance desgastado corre riscos. Concentre-se em seu serviço e crie oportunidades para evoluir no campo profissional. Passe mais tempo com pessoas queridas e demonstre sua preocupação com o bem-estar delas. No amor, cuidado com atitudes inconstantes! Seu charme estará em evidência, mas há uma inclinação para viver aventura secreta. No trabalho, trace prioridades de acordo com os seus objetivos e verá como tudo vai fluir com naturalidade. Evite desentendimentos em seu lar, pois eles só querem o seu bem. Aprenda a valorizar os momentos em família. Na paixão, seja discreta, mas surpreenda seu amor e traga mais diversão ao romance.

Bolo Aipim Fleischmann Ingredientes Bolo: - 1 embalagem de Mistura para Bolo Aipim Fleischmann - 3 ovos - 1 ½ xícara (chá) de leite (360 ml) - 50 g de coco fresco ralado Montagem: - 100 g de massa para pastel (cerca de 50 cm) - farinha de trigo para polvilhar na bancada - 100 g de queijo coalho passado no ralo fino - 100 g de coco fresco ralado - 8 colheres (sopa) de manteiga sem sal Preparo: Faça o bolo: em uma batedeira, coloque a mistura para bolo, os ovos, o leite e o coco e bata em velocidade média por cerca de 5 minutos, ou até ficar homogêneo. Passe a massa para uma assadeira retangular (23 x 33 cm) untada e enfarinhada. Leve ao forno (180 ºC) e asse por cerca de 40 minutos, ou até que, ao espetar um palito no centro da massa, este saia limpo. Deixe esfriar sobre uma grade, desenforme morno e corte o bolo em 4 tiras. Montagem: abra a massa de pastel em superfície enfarinhada até que fique com 2 mm de espessura. Polvilhe metade do queijo sobre a massa, dobre-a ao meio e torne a abri-la. Polvilhe o restante do queijo e repita o processo.

Depois, com a massa aberta, polvilhe o coco. Divida a massa aberta em 4 partes, coloque uma tira de bolo já frio em cada uma delas e enrole como um rocambole. Em frigideira quente, doure individualmente cada parte de bolo na manteiga, formando uma camada crocante. Sirva em seguida, acompanhado de geleia de frutas, como laranja, framboesa, morango ou abacaxi. Tempo de preparo: 35 minutos Rendimento: 4 tiras de bolo crocante Dica: essa receita foi inspirada na tapioca, na qual uma massa crocante de mandioca é recheada de queijo, coco e manteiga. Assim, o Bolo de Aipim Crocante seria uma “tapioca às avessas”.

Trabalhos autônomos ou independentes são aos mais favorecidos. Use sua criatividade ao desenvolver suas tarefas e tudo fluirá conforme planejado. Dê mais atenção às questões familiares e resolva problemas. No campo afetivo, nada de ficar idealizando a pessoa amada! O ciúme pode prejudicar a relação.

DIA 1º DE JUNHO - Silvio França Torres, Margarida Carneiro de L. Bagodi, Maria Marleny Della Torre Maurício, José Henrique De Martini Peres, Dirceu Pestana Silva, Alécio Antônio Saggioso, Eduardo Augusto Marques Jareta. AMANHÃ - Vera Lúcia Farfoglia Morgan, Carina Feltran, Luiz Carlos Meyer, Maurício Carlos Marsulo, Maura Simonetti Junqueira de Andrade, Maria Inês de Oliveira Pinheiro, Eurides de Melo Palópi, Márcia Cristina Palópi. DIA 3 – Wilson Rodrigues Felisberto, Ana Carolina Mello dos Santos, Luciano Landini Dias, Márcio Teodoro Felisberto, Rosana Bello, Rafael Garçon, Eliana Fernandes, Maria Augusto F. P. Gomes. DIA 4 - José Osvaldo Costa, Analice de Ávila Ribeiro Junqueira, Nilton Souza Dias, José Bonfim

da Silva Santos, Rita Mara Del Ciampo, Mário Feltran Júnior, Maria Elisa Aquino Frigo e Beutel, Carolina Araújo d’Ornellas, Laura Araújo d’Ornellas, Reginaldo Donizeti Ribeiro Mutiaroni. DIA 5 – Margarida Isabel Demartini Giacon, Maria José Dalbon Folchetti, Maria Antonia Moreno Bálico, Adilson Gualiotto, Carlos Augusto Pereira Gomes. DIA 6 - Pedro Henrique Nogueira Bello, Isabel Cristina Machado Junqueira, Mário Augusto Maríngolo, Luiz Augusto, Rodrigo Dias Gouveia, Bárbara Correa Ferraciolli, Lucas Andreata Rossetto, Leandro Andreata Rossetto. DIA 7 - Antônio Sylvio Tinti, Carmen Lígia Dias Flamínio, Clóvis Andreghetto, Ramiro Frozoni, Andresa Cassucci Gaino, Adriano Giacon Júnior, Taline Cristine Bicalho, Ida Maria Rodrigues Bernardi.


C-8 - 1º de Maio de 2013

BÍBLIA

O Pecado da Incredulidade (5) C.H.SPURGEON Nossa próxima constatação é que a incredulidade é punida com severidade. Abra as Escrituras! Vejo uns mundos justos e belos, as montanhas sorrindo no sol e os campos alegrando-se na luz dourada. Vejo moças dançando e rapazes cantando. Que visão bela! Mas oh! Um senhor respeitável e sério levanta sua voz e exclama: “Vem aí um dilúvio inundar a terra. As fontes das profundezas serão escancaradas, e todas as coisas serão cobertas. Vejam esta arca! Trabalhei cento e vinte anos para construí-la; fujam para ela, e vocês serão salvos”. “Ora, homem velho, vá embora com suas predições vazias! Estejamos alegres enquanto podemos. Quando vier o dilúvio, construiremos uma arca; só que não vem nenhum dilúvio. Diga o que quiser aos tolos; nós não cremos nessas coisas”. Veja os incrédulos andarem atrás de suas danças alegres. Ouça, incrédulo! Você não ouviu a voz do trovão? Os intestinos da terra começaram a se mover, as costelas de pedra se sentem pressionadas por convulsões de dentro. Veja! Elas irrompem com força incrível de dentro da terra, torrentes desconhecidas desde que Deus as ocultou no interior do nosso mundo. O céu se parte ao meio! Chove. Não são gotas, mas nuvens inteiras que vêm abaixo. Uma catarata como o velho Niágara desce do céu com um estrondo terrível. Os dois firmamentos, as duas profundezas – a de cima e a de baixo – se dão as mãos. E agora incrédulo, onde estás? Lá estão os últimos sobreviventes. Um homem – a esposa o abraça pela cintura – está de pé no último cume de montanha que ainda não está coberta pela água. Olhe agora! A água já atingiu sua cintura. Ouça seu último grito! Ele agora flutua – submergiu. Noé olha da arca e não vê mais nada! Só um grande vazio. “Monstros marinhos se insta-

lam e procriam nos palácios dos reis”. Todos estão derrubados, cobertos, afogados. O que fez isto? O que trouxe o dilúvio sobre a terra? A incredulidade. Pela fé Noé escapou ao dilúvio. Pela descrença o resto foi afogado. Você não sabe que a incredulidade impediu Moisés e Arão de entrarem em Canaã? Eles não honraram a Deus: bateram na rocha quando deveriam ter falado com ela. Eles não creram, e por isso o castigo veio sobre eles, de modo que não herdaram a boa terra pela qual trabalharam e se esforçaram. Deixemme levá-los para onde Moises e Arão moraram – o grande deserto. Vamos andar um pouco por ele; com os pés cansados, nos tornaremos como os beduínos andarilhos, que vagueiam pelo deserto. Ali há um esqueleto esbranquiçado no sol; lá mais um e acolá um outro. O que significam esses ossos secos? Quem são esses corpos – ali um homem, lá uma mulher? Quem são todos esses? Como esses cadáveres foram parar aqui? Certamente deve ter havido aqui um grande acampamento, destruído numa noite por uma explosão, ou por um ataque. Ah, não. Esses ossos são os ossos de Israel; os esqueletos são as antigas tribos de Jacó. Não puderam entrar na terra por causa da incredulidade. Não confiaram em Deus. Os espias disseram que eles não conseguiriam conquistar a terra. A incredulidade foi a causa da morte deles. Não foram os Anaquins que destruíram Israel, não foi o deserto uivante que os engoliu. O Jordão não os impediu de entrar em Canaã, não foram os heveus e os jebuseus que os mataram; foi somente a incredulidade que os manteve fora de Canaã. Que maldição foi pronunciada sobre Israel depois de quarenta anos de peregrinação: não puderam entrar porque não creram! Por último, quero dizer que você reconhecerá a natureza

hedionda do pecado da incredulidade nisso – este é o pecado que condena. Existe um pecado pelo qual Cristo não morreu: o pecado contra o Espírito Santo. Você pode mencionar qualquer crime na lista do mal e eu lhes mostrarei pessoas que receberam perdão por eles. Mas pergunte-me se a pessoa que morreu descrente pode ser salva e eu respondo que não há expiação para essa pessoa. Ha expiação pela descrença de um cristão, porque é temporária; mas a incredulidade final – a descrença pela qual as pessoas morrem – não foi expiada. Isto nos leva a concluir com o castigo: “Tu o verás com os teus olhos, porém disso não comerás”, disse Eliseu ao ajudante do rei de Israel. Ouçam, incrédulos! Vocês ouviram aqui os seus pecados; agora ouçam suas conseqüências: “Tu o verás com os teus olhos, porém disso não comerás”. Isso acontece com muita freqüência com os próprios santos de Deus. Quando eles não creem, eles veem a misericórdia, mas não podem comê-la. Tenho visto cristãos que cresceram tão críticos que, se a porção de carne que têm para receber não lhes é trazida bem cortada sobre um prato especial de porcelana, eles não a comem. Estes têm de sair sem nada, e ficar sem nada até ficarem com apetite. Terão aflições que agirão sobre eles como quinino; serão forçados a comer com um gosto amargo na boca; serão colocados na prisão por um ou dois dias até que seu apetite volte, e então ficarão contentes por comer a comida mais simples, do prato mais comum, ou sem prato nenhum. Mas a verdadeira razão porque o povo de Deus não se alimenta é porque não tem fé. HÁ UM LUGAR DE ORAÇÃO NA JOÃO G.RIBEIRO, 123, COM REUNIÕES AOS SÁBADOS E DOMINGOS ÀS 19H30. PARTICIPE!

RUA

NEURÓTICOS ANÔNIMOS N/A São José do Rio Pardo

NA

N/A – Uma escola de vida Na escola do N/A aprendi a fazer primeiro as coisas primeiras, sem buscar resultados imediatos em tudo que eu faço. Por esta razão percebi que devagar se vai ao longe, à medida que eu busque soluções gradativas para solucionar os meus problemas. Precisei tomar muito cuidado com a minha tendência neurótica, de querer controlar a vida e o destino das pessoas, me colocando no lugar de Deus, e foi então que eu passei a viver a minha vida e deixar que cada qual viva a sua

própria vida. Vivendo na graça de Deus, tenho procurado a não cruzar os braços ou ficar esperando algo cair do céu, é preciso que eu faça a minha parte, pois nada muda se eu não mudar. Como foi importante, no decorrer da minha caminhada de recuperação esquecer os prejuízos, deixando de remoer os fatos que me causaram tantos sofrimentos emocionais, pois o programa do N/A me ensinou que os ressentimentos são os venenos que tomo para minha pró-

pria destruição. Quando passei a viver um dia de cada vez deixei de ser presa fácil do meu descontrole emocional e passei a ter uma vida plena e feliz. Nesta escola de vida para toda vida é que a Irmandade de Neuróticos Anônimos tenho recebido vários ensinamentos para manter o meu equilíbrio emocional, porém, o maior aprendizado que recebi dos meus professores de recuperação é que o egoísmo destrói vidas e o amor recupera vidas.

Reuniões: Segundas-feiras: 19h30 na Matriz, Terças-feiras: 19h30 no Cassucci

Al-Anon e Alateen para familiares e amigos de alcoólicos Numa reunião de AlAnon vários membros compartilham sobre a mudança de suas atitudes depois que ingressaram no programa Al-Anon. Nos Grupos Al-Anon e Alaten existe compreensão. As pessoas usam o primeiro nome e são avisadas para não divulgar quem elas vêem ou as histórias pessoais que elas ouvem numa reunião. Os recém chegados no programa ficam aliviados ao saber que existe um lugar para com-

partilhar sem medo de serem julgados. O Al-Anon/Alateen é uma associação mundial de homens, mulheres e adolescentes que tem amigos ou familiares com um problema de bebida. Os membros se reúnem regularmente para compartilhar sua experiência, força e esperança ao lidar com frustações e sentimentos de desamparo causados pela doença do alcoolismo. Os membros do AlAnon vivem vidas signifi-

cativas e satisfatórias, ajudando a si mesmo com a ajuda do Al-Anon. Se você está preocupado com a maneira de beber de alguém, entre em contato com o Al-Anon. Grupo Esperança – terça-feira – às 20 horas – Igreja Matriz São José – Salão Ou telefone para Serviço de Informação Paulista Al-Anon – 0xx11 3227-2699,ou acesse o site WWW.al-anon.org.br São José do Rio Pardo - SP

Palavra de Vida – Junho 2013 “Se fazeis o bem e suportais o sofrimento, isto vos torna agradáveis junto a Deus”. (1 Pd 2,20) O apóstolo Pedro está explicando às suas comunidades o genuíno espírito do Evangelho nas suas aplicações concretas, referindo-se particularmente às condições e ao estado de vida de cada um. Nesse trecho dirige-se aos escravos convertidos à fé, os quais, como todos os escravos na sociedade daquela época, tinham que suportar incompreensões e maus tratos absolutamente injustos. Essas palavras são dirigidas, por extensão, a todas as pessoas que, em todos os tempos e lugares, são vítimas de incompreensões e injustiças por parte de seus próximos, sejam seus superiores, sejam colegas. “Se fazeis o bem e suportais o sofrimento, isso vos torna agradáveis junto a Deus”. A essas pessoas o Apóstolo recomenda que não cedam à reação instintiva que poderia se manifestar em tais situações, mas que imitem o comportamento adotado por Jesus. Exorta-os antes a responder com amor, vendo também nessas dificuldades e incompreensões uma graça, ou seja, uma ocasião permitida por Deus para dar mostras do verdadeiro espírito cristão. Além de tudo, deste modo poderão conduzir a Cristo, por meio do amor, também aquele que não os compreende. “Se fazeis o bem e suportais o sofrimento, isso vos torna agradáveis junto a Deus”. Sempre existem aqueles que, partindo dessa frase ou de outras semelhantes, pretendem acusar o cristianismo de favorecer uma atitude de excessiva submissão, capaz de entorpecer as consciências, tornando-as menos ativas na luta contra as injustiças. Mas não é isso que acontece. Se Jesus nos pede que amemos até mes-

mo aqueles que não nos entendem e que nos maltratam, isso não significa que deseja nos tornar insensíveis diante das injustiças. Pelo contrário! Ele quer nos mostrar como é que se constrói uma sociedade realmente justa. Isso torna-se possível quando difundimos o espírito do verdadeiro amor, começando nós mesmos a tomar a iniciativa no amor. “Se fazeis o bem e suportais o sofrimento, isso vos torna agradáveis junto a Deus”. Como podemos viver, então, a Palavra de Vida deste mês? São muitos os modos pelos quais também nós, atualmente, podemos ser incompreendidos e maltratados: modos que vão desde as faltas de delicadeza e grosserias até as críticas maliciosas, às ingratidões e ofensas, chegando até a verdadeiras injustiças. Pois bem, também em todas essas situações devemos testemunhar o amor que Jesus trouxe à terra, amor que se dirige a todos e, portanto, inclusive a quem nos trata mal. A Palavra de Vida deste mês ensina que, mesmo defendendo legitimamente a justiça e a verdade, nunca devemos nos esquecer de que o nosso primeiro dever, como cristãos, é amar o outro, isto é, ter em relação a ele aquela atitude nova feita de compreensão, de acolhimento e de misericórdia que Jesus teve em relação a nós. Desse modo, mesmo defendendo nossas razões, jamais romperemos o relacionamento, jamais cederemos à tentação do ressentimento ou da vingança. E agindo assim, como instrumentos do amor de Jesus, nós também estaremos em condições de conduzir o nosso próximo a Deus. CHIARA LUBICH Também para este mês, uma bela Palavra de Vida a ser

experimentada em nossa vida. Gosto quando o primeiro dia do mês coincide com um sábado; pois é sempre no primeiro sábado de cada mês que a Palavra é publicada. O encontro mensal da Palavra, para Tapiratiba e Itaiquara é realizado no primeiro sábado; nestes últimos meses, em Itaiquara. No domingo passado tivemos, na minha comunidade, o segundo encontro do mês de maio, usando o roteiro preparado pela equipe Regional Sul II da CNBB, a mesma que preparou os roteiros que o Padre Lu adotou para os encontros da Quaresma e Páscoa. Temos ainda muito a progredir: neste último encontro a parte masculina “marcou falha”; participaram 12 jovens – entre 8 e 16 anos e duas adultas. A minha colaboração consiste apenas em oferecer minha casa e, as coisas que são pedidas para realizar uma dinâmica ou para ornamentação do ambiente. Coordenar o encontro, convidar colaboradores, escolher os leitores... isso fica por conta, para cada encontro, de uma família. Estou contente pois vejo que estamos aproveitando muito estes encontros. Espero que as meninas consigam também depois de algum tempo, trazer os irmãos e os pais. Na próxima quinta-feira celebraremos a solenidade de Corpus Christi. Neste dia, acompanhando a procissão que leva Jesus, presente na Hóstia Consagrada, a um “passeio” fora da Igreja, temos a oportunidade de manifestar publicamente nossa fé na presença real de Jesus na Eucaristia. Em Itaiquara a celebração será às 9:00 h; fiquei sabendo que na matriz de São José, será às 16:00 h. Quero muito participar das duas e, depois, aproveitar o último dia da quermesse da Matriz, pois não estive por lá nem uma vez neste ano.

COLUNA ESPÍRITA

O Mancebo rico “Ele era um jovem abastado. Seus servos o amavam e serviam com lealdade, atendendolhe todos os desejos. Habituara-se a dormir em seu leito de ébano, onde dava vazão a muitos sonhos. E quantos sonhos tinha! Amava as corridas de bigas, ansiava pelo aplauso do povo. Via-se por entre a multidão, recebendo flores aos pés e seu nome aclamado repetidas vezes. Tinha arcas abarrotadas de pedras raras, diamante, rubis e pérolas sem conta. Era detentor de rebanhos e de muitas vinhas. Cuidava do corpo com massagens de óleos raros. Vestia-se com tecidos de linho leve. Nele tudo respirava JUVENTUDE, BELEZA E GLÓRIA. Entretanto, embora parecesse que nada lhe faltasse, sentia sede de paz. Vazio estava o seu coração. Vez ou outra, a melancolia o abraçava. É como se depois das vitórias, dos banquetes e das honrarias, tudo lhe soasse frio, sem sentido. Ansiava pela paz. Como conquistá-la? Onde buscá-la? Naquele cair de tarde, quase noite, o príncipe procurou o Meigo Rabi da Galiléia. - Bom Mestre, que bem devo praticar para alcançar a vida eterna? - Por que me chamas bom? Bom somente o Pai o é. À tua pergunta, respondo: - Cumpre os mandamentos, isto é, não adulterarás, não matarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, honrarás pai e mãe. - Tudo isto tenho observado em minha mocidade. No entanto, sinto que não me basta. Falta-me algo! Então, propõe-lhe Jesus: – Vende tudo quanto tens, reparte-o entre os pobres. Vem e segue-me. A proposta o penetrou como um punhal afiado. O rapaz ficou mudo por alguns instantes. Por fim, murmurou:

- Senhor, deixa antes que eu vá competir em Cesarea. Disputarei os jogos, colherei os louros da vitória para Israel. Voltarei depois... - Não posso esperar, foi a resposta. - Hoje é o momento para ti. - Esta é a hora - Nem amanhã, nem mais tarde. O jovem parecia refletir, suas ideias estavam em conflito; por fim disse: Adquiri recentemente quatro cavalos soberbos, velozes. Paguei uma fortuna por eles. Conduzirão minha quadriga em corrida nos próximos dias em Cesarea. Guardo a certeza de que serei vencedor. - Mestre, compreende, o que é tudo isto? - Não temo dar o que tenho, dinheiro, ouro, propriedades, títulos. A voz do Divino Pastor o interrompe: - Dá-me a ti próprio e eu te oferecerei a ventura sem limite. - Eu quero, mas... Pela sua mente, em turbilhão, passaram as cenas das glórias que conquistaria. Sim, ele podia renunciar aos bens de família, mas ao tesouro da juventude, às riquezas que atendia suas vaidades, as glórias? Seria necessário renunciar a tudo? - Não posso! – murmura. Agora não. Perdoa-me. E afastou-se a passos largos. Na curva do caminho, ele se deteve, olhou para trás, vacilou, mas torna a passos rápidos e desaparece na noite. Os evangelistas narram o episódio e dizem de como ele se retirou triste e pesaroso. Uma semana depois, preparavam-se as bigas e quadrigas para a importante competição. As trompas, fanfarras, tudo fala de triunfo e alegria. Ao sinal convencionado, partem os corcéis fogosos puxando os carros e seus condutores. Chicotes estalam no ar, mãos

firmes nas rédeas, suores, ansiedade. E então, numa manobra infeliz, a quadriga vira, um corpo tomba e os cavalos, em disparada, despedaçam-no. A corrida prossegue. O povo elege outro para ser honrado como vencedor. O moço sente a vida se lhe esvair. O sangue empapa o solo. Os escravos o acodem, retiramno da pista. Ele não mais distingue as pessoas. Uma névoa o envolve. Abandona o corpo estraçalhado, sem vida. Dois braços amigos o acolhem. Na acústica da alma, ele ainda escuta. Vem e segue-me. Hoje.... Não posso esperar. E assim, demoraria um tempo maior para o jovem rico para alçar vôo às alturas que sonhava. Os séculos se dobrariam. O Moço Rico retornaria muitas vezes ao cenário do mundo até conseguir seu intento.” Efetuei este resumo do capítulo, cujo total teor é narrado maravilhosamente pelo Espírito de Amélia Rodrigues através da psicografia de Divaldo P Franco no livro Primícias do Reino. A narrativa final dessa passagem nos Evangelhos traz a seguinte afirmativa de Jesus: “É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no reino do céu”. Visão Espírita: Quando Jesus responde ao jovem que O perguntava sobre os meios de alcançar a vida eterna: “Você deve desfazer-se dos bens que possui e depois Me seguir”, não pretendeu estabelecer como princípio absoluto que cada um se desfaça do que possui e que a salvação só se consegue a esse preço. Pretendeu apenas mostrar que O APEGO AOS BENS TERRENOS é um obstáculo à salvação. Peçamos a Jesus que as Suas orientações sejam compreendidas por nós não literalmente, mas pelo ângulo espiritual do ensinamento. MARIA LÚCIA ANDREATA MARTINS

2652  

Gazeta do Rio Pardo 2652