Issuu on Google+

São José do Rio Pardo

29 de setembro de 2012

Ano 104

R$ 2,00

2.616

Procurador do TRE rejeita recurso e mantém cassação do registro do candidato João Luís REPORTAGEM

Falta conserto No Jardim Bela Vista, um veículo caiu em um buraco que foi aberto pela Prefeitura, para reparos na rede de água, mas não foi fechado. A sinalização no lugar era insuficiente no momento em que o veículo passava e apenas um cavalete, colocado do outro lado da rua, avisava que havia obras ali. Página A-8

O procurador do TRE – Tribunal Regional Eleitoral, de São Paulo, Paulo Thadeu Gomes da Silva, rejeitou integralmente o recurso do prefeito João Luís Cunha e manteve a sentença de primeira instância que determinou a cassação da sua candidatura, no primeiro proces-

so a que responde na Justiça Eleitoral. Em seu p a r e c e r, e x p e d i d o à s 17h53 do dia 24 de setembro, desqualificou uma a uma as razões elencadas no recurso e concluiu que a sentença da Justiça rio-pardense está “amplamente fundamentada”. Página A-3

Polícia investiga agressões eleitorais

REPORTAGEM

Página A-6

Falta providência

Flagrantes de tráfico e acidentes

O projeto do esgoto, que está orçado em R$ 31 milhões, trará benefícios à população. Mas o que vem provocando críticas contundentes, porém, é o estado de abandono que as áreas nas quais já foram instaladas as tubulações estão sendo deixadas. Há buracos e muita terra deixados dia e noite sem providência, o que irrita os motoristas. Página A-8

REPORTAGEM

Da última sexta-feira, 21, até esta sexta, 28, aconteceram vários acidentes de trânsito no município, flagrantes de tráfico de entorpecentes, assalto a posto de combustível e roubo em fazenda. Na foto, acidente ocorrido na estrada vicinal do Sítio Novo. Página A-7

Prefeitura vai gastar R$ 221 mil para divulgar obra Página A-5


A-2 - 29 de setembro de 2012

A hora e a vez da Justiça “Um povo livre sabe que é responsável pelos atos do seu governo. A vida pública de uma nação não é um simples espelho do povo. Deve ser o fórum de sua auto-educação política. Um povo que pretenda ser livre não pode jamais permanecer complacente face a erros e falhas. Impõe-se a recíproca autoeducação de governantes e governados. Em meio a todas as mudanças, mantém-se uma constante: a obrigação de criar e conservar uma vida penetrada de liberdade política.” A célebre frase, caro leitor, é de autoria do filósofo alemão Karl Jaspers, e traduz com exatidão o momento pelo qual atravessa a política nacional. O povo é, sim, o maior responsável pelos atos daquele que ele próprio elegeu. O mesmo povo que luta pela liberdade só conseguirá ser efetivamente livre se não se calar diante das mazelas políticas que desfilam frente aos olhos da sociedade. Há que se exigir Justiça! Assim, o julgamento do Mensalão parece ser, de alguma forma, um sopro de Justiça que há tanto clama o povo. Ao julgar de forma responsável os réus do Mensalão, o Brasil vive uma boa oportunidade para colocar em discussão a ética, a corrupção, a impunidade, a Justiça e os rumos de sua própria histó-

ria política. O povo brasileiro vive um momento histórico, em que pela primeira vez a polícia federal (do próprio governo!) conclui investigação sobre os dirigentes de um partido que está no poder. Foram denunciados, caro leitor, pelo Ministério Público à Corte Suprema! Aos primeiros resultados do julgamento, parece sim que o País dá passos importantes no combate à corrupção. Parece sim que aquela incômoda e velha sensação de impunidade melhora com a punição dos culpados, em um evento de tamanho porte, como neste caso. Mera sensação? Ainda não é possível saber a resposta. Mas já é possível saber, e isso ninguém pode negar, que algo mudou e que muito ainda vai mudar a partir dos bons exemplos. A Justiça está fazendo a sua parte, mostrando que não se pode duvidar de sua existência, mesmo que muitas vezes ela chegue tardiamente. Sim, a Justiça está aí e pode punir todas as formas de corrupção. Lá em Brasília, aqui em São José do Rio Pardo ou em qualquer outro lugar. Não se pode subjugá-la, renegá-la a um segundo plano, embora tal atitude não seja incomum. Não é raro ver dirigentes que se

julgam os donos do poder, do país, do estado ou do município passar por cima das leis, da Justiça. Tripudiam, em esfera municipal brincam como o Legislativo, com o Judiciário. Acham que uma posição de destaque no cenário político lhes confere o direito de passar por cima do bem e do mal. E em São José do Rio Pardo não é diferente. Aqui, a Justiça (neste caso, Eleitoral) agiu de forma célere e responsável, e mostrou que as leis existem para ser respeitadas. E apesar dos brados dos punidos e dos esforços para que o povo não consiga entender os fatos, o Judiciário age com responsabilidade, coibindo abusos com vistas à seriedade do processo eleitoral, a preservação dos direitos e das garantias. Afinal, vive-se uma democracia! Portanto, diante da realidade dos fatos, faz-se necessário que os atuais e futuros ocupantes de cargos públicos passem a enxergar os fortes indícios de uma mudança de mentalidade coletiva. Os bons ventos que sopram na Justiça trazem consigo a esperança de que homens públicos mais responsáveis virão. Que os exemplos nacionais sirvam como exemplos estaduais e municipais. É isso o que espera o povo.

coletti.imprensa@yahoo.com.br

Chegou a vez de Zé Dirceu, Genoino e Delúbio O momento mais esperado e tenso do julgamento do processo do mensalão vai acontecer na próxima semana, nas sessões do Supremo Tribunal Federal de segunda, quarta e quinta-feiras. O ministro-relator Joaquim Barbosa vai apresentar seu voto sobre os réus acusados de corrupção ativa e formação de quadrilha, que são o ex-chefe da Casa Civil José Dirceu, o ex-presidente do PT José Genoino e o ex-tesoureiro Delúbio Soares. Eles são apontados pelo procurador-geral da República de serem os idealizadores e condutores do esquema delituoso de compra de votos pelo PT de deputados do PP, PTB, PL (hoje PR) e PMDB em troca de apoio ao Governo Lula, em 2003

e 2004, no Congresso Nacional. Esse esquema foi abastecido com recursos desviados do Banco do Brasil e empréstimos fictícios do Banco Rural, que chegam a R$ 100 milhões. Esta acusação foi encampada pelo ministro-relator Barbosa e rejeitada, em parte, pelo ministro-revisor Ricardo Lewandowski, o que tem provocado ásperos debates nas sessões plena do Supremo. O ministro-relator insinuou que Lewandowski tem feito “vista grossa” dos autos do processo. O ministro-revisor tem conduzido seus votos no sentido de que o máximo que aconteceu no processo do mensalão foi o funcionamento de caixa-dois, cujo crime já prescreveu. Se esta tese vir a ser aceita pela maio-

ria dos oito outros ministros do Supremo, os ex-dirigentes do PT sairiam sem condenação do julgamento. Já o ministro-relator Barbosa, em seus votos, afirma que está sobejamente comprovado que o PT comprou os votos dos parlamentares. A decisão final será conhecida na próxima semana, depois da votação dos outros oito ministros. O delator do processo, Roberto Jefferson, presidente do PTB, já foi condenado tanto pelo relator como pelo revisor. Foi comprovado nos autos que ele recebeu do PT R$ 4,5 milhões, a primeira parte do acordo para pagamento de R$ 20 milhões.

O que vem depois das eleições Trabalho é o que não vai faltar para os deputados e senadores depois das eleições de 7 de outubro. O Palácio do Planalto prepara um pacote de projetos para remeter ao Congresso. Entre eles o que cria regras para greves no setor público e o que pune empresas que demitem muito sem justa causa. A ideia é aumentar a alíquota do PIS às empresas que demitem em excesso e reduzir para as que demitem pouco. O outro desafio que a presidente Dilma Rousseff pretende enfrentar é o aperfeiçoamento do sistema tributário nacional. Neste sentido já tomou algumas decisões: a desoneração da folha de pagamento, medidas para redução do custo das contas de energia elétrica e concessões em áreas da infraestrutura na-

cional. A reforma tributária dorme nas gavetas do Congresso há mais de duas décadas. No Congresso, estão parados importantes projetos que precisam ser levados avante para o bem da economia nacional. O principal deles é o que trata das regras para distribuição dos royalties da produção do petróleo. A indefinição sobre as regras de extração de óleo do pré-sal está impedindo o leilão de novos campos e investimento em prospecção. As disputas entre várias forças no Congresso estão impedindo a votação desses projetos. É um nó que tem de ser desatado até o fim do ano. Outro projeto que tem de ser votado até o dia 31 de dezembro é o que fixa nova regra para rateio do

Fundo de Participação dos Estados - formado por 21,5% das receitas do Imposto de Renda e do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI), dois tributos federais. Por decisão do Supremo Tribunal Federal, se essa regra não for votada ainda este ano, a partir de janeiro de 2013, o FPE será congelado, o que será o caos para os estados mais pobres. O fim do fator previdenciário também está na pauta do Congresso deste final de ano. O governo concorda com mudança neste mecanismo, mas em troca quer a aprovação de idade mínima para as aposentadorias futuras, que seria de 65 anos para os homens e 60 para as mulheres.

Destaques Com Dilma – Já está no Palácio do Planalto, para sanção da presidente Dilma, o novo texto do Código Florestal, aprovado pelo Congresso Nacional. A expectativa é que ela vetará alguns itens do projeto, que foram impostos pela bancada ruralista. A conta será nossa – Nos últimos cinco anos, o Senado pagou aos senadores os 14º e 15º salários, sem fazer o devido desconto do Imposto de Renda. A Receita Federal decidiu fazer essa cobrança, os senadores estrilaram. A Mesa do Senado concordou em pagar a conta, com recursos do seu orçamento. Portanto, mais uma vez a despesa

será paga pelos contribuintes, já que eles bancam o orçamento do Senado. Aposentadoria dos servidores - Começa a funcionar em fevereiro de 2013 a FUNPRESP, fundação que acaba de ser criada para administrar a aposentadoria complementar dos funcionários públicos federais. A partir daquela data, todo servidor que entrar no serviço público federal terá sua aposentadoria igualada à do INSS, com um teto máximo, hoje, de R$ 3.9 mil. Quem quiser se aposentar com valores maiores terá que aderir ao programa de aposentadoria complementar. A meta do gover-

no é dar um fim no déficit previdenciário da União, estimado em R$ 60 bilhões este ano. Os marajás - Outra informação de interesse do funcionalismo é que os ocupantes de cargo de confiança do governo federal – os chamados DAS – terão em 2013 aumentos que variam de 5,3% a 25%. O maior reajuste será da categoria 6, que tem os salários mais altos. No governo Dilma existem 22.149 cargos de confiança, que são preenchidos sem concurso público. As nomeações são feitas por indicações políticas, sem obedecer qualquer critério.

Retórica O jornal Nova São José circulou quinta-feira com a bombástica manchete “João Luís não está cassado”. Mas não passa de um extraordinário esforço retórico do articulista, que habilmente tergiversa sobre fatos reais. João Luís não está cassado e continua no cargo de prefeito, mas a sua candidatura à reeleição está sim cassada. Duas vezes cassada. E continua cassada. Isso só pode mudar se ele conseguir reverter a decisão em São Paulo ou Brasília, o que pouca gente acredita. Debandada A notícia de cassação do candidato continua repercutindo na cidade. Em bairros onde ele acreditava dispor de redutos consistentes, enquetes informais estão detectando debandada de eleitores. Fala-se em implosão. Boateiros O presidente do PSDB local, Hélio Escudero, lembrou esta semana que o preposto de João Luís tentou duas vezes cassar a candidatura de Santurbano e foi derrotado, tanto na Justiça local quanto em São Paulo. Agora, quando a própria Justiça Eleitoral cassa o seu registro por duas vezes, o prefeito lança uma nota oficial dizendo que “os boateiros e oportunistas estão se aproveitando da situação para difamar-me e confundir a população”. Será que ele – que é advogado – acredita mesmo que sentença judicial é boato? Caixa de bondades Em tempos de campanha, vale tudo. Pelo menos tem gente que pensa assim. A Prefeitura, por exemplo, resolveu abrir a caixinha de bondades e até cedeu um ônibus escolar para levar torcedores rio-pardenses para assistir a jogos do Campeonato da Liga Nacional de Futebol de Salão, em São Sebastião do Paraíso, MG. Detalhe: São José não está disputando o campeonato. 800 cestas Ainda na linha da bondade: o SOS acaba de adquirir 800 cestas básicas, para, teoricamente, distribuir às famílias carentes. Pelo menos essa é a premissa da entidade. Mas tem gente de olho, porque não se tem notícia de que existam tantas famílias cadastradas para receber esse tipo de ajuda.

Investidor Circula que certo cidadão rio-pardense anda fazendo grandes transações imobiliárias em cidades próximas. Pelas notícias, teria adquirido 10 apartamentos de luxo num empreendimento lançado em Poços de Caldas, um sítio em Guaxupé e casas em Caconde. O tempo dará nome aos bois. Uma bagatela R$ 221 mil é o valor que a Prefeitura irá desembolsar para pagar os serviços da empresa Paulo Vicente Martelli, que venceu licitação para serviços de divulgação e promoção na área socioambiental, referentes às obras do sistema de esgoto sanitário do município. Ato de desespero Mentira, calúnia e difamação são artifícios usados por cidadãos em desespero, que tentam de qualquer forma e a todo custo derrubar adversários com golpes baixos. Isso é próprio dos que não têm argumento e nem moral, mas têm um telhado de vidro enorme...

GAZETA DO RIO PARDO é uma publicação semanal de GAZETA DO RIO PARDO LTDA, editada à Avenida Olinda Ralston, 411- Vila Formosa - Fone: (19) 3682-8879 - CEP 13.720-000 - São José do Rio Pardo - SP. Editor: Giselle Torres Biaco Redação: Eduardo Eron Colaboração: Fagner Nasser. Diagramação: Marco Antônio Cassucci. Departamento Comercial: Elisete Paduelli GAZETA na INTERNET: e-mail: redacao@gazetadoriopardo.com.br e-mail: publicidade@gazetadoriopardo.com.br e-mail: diagrama@gazetadoriopardo.com.br e-mail: reportagem@gazetadoriopardo.com.br e-mail: assinante@gazetadoriopardo.com.br http://www.gazetadoriopardo.com.br Circulação Aguaí, Caconde, Casa Branca, Divinolândia, Itobi, Mococa, São José do Rio Pardo, São Sebastião da Grama, São João da Boa Vista, Tapiratiba, Vargem Grande do Sul Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal e são de responsabilidade de seus autores.


29 de setembro de 2012 - A-3

Procurador do TRE rejeita recurso e mantém cassação do registro do candidato João Luís Tribunal confirmou condenação por usar imagens oficiais em propaganda eleitoral

AÇÕES DO LEGISLATIVO Durante a 27ª sessão ordinária da Câmara Municipal, realizada no dia 25, terça-feira, deu entrada a pedido do Executivo o Projeto de Lei nº 145, de 12/ 09/2012, que “Altera o art. 1º da Lei nº 3.601, de 18/ 08/2012”, em regime de urgência. Trata-se da regularização da Lei 3.601, que “Autoriza a Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo a celebrar Convênio com o Projeto Renascer – Grupo de Apoio e Combate ao Câncer de Mama - visando ao oferecimento de serviços da área da saúde aos pacientes da rede pública de saúde”. O objetivo é a inclusão dos atendimentos de Ortopedia e Reabilitação Aquática para Gestantes, por ampliação dos serviços prestados pelo Projeto Renascer. Também, pelo Executivo, o Projeto de Lei nº 146, de 17/09/2012, que “Dispõe sobre desafetação de imóvel que especifica, e autoriza permuta de imóvel pertencente ao Município de São José do Rio Pardo com outro pertencente a Daniela Pinheiro Menardi”. Trata-se de permuta entre a Prefeitura Municipal e Daniela Pinheiro Menardi de dois imóveis na área localizada entre as ruas Coronel Alípio Dias, Antonio Izabel, Prefeito José Jorge Nogueira e Vicente Agliussi. O objetivo é desobrigar o município de executar rua e respectiva infraestrutura, conforme previsto em projeto de loteamento para a referida área. Já do Legislativo deu entrada o Projeto de Lei nº 14, de 25/09/2012, de autoria do vereador Marco Antonio Gumieri Valério/PSDB, que “Atribui o nome de José dos Santos Costa ao Telecentro do Bairro Eduardo Cassucci”. Requerimentos Vereador Márcio Callegari Zanetti (PTB) solicita ao prefeito: solução para o problema de cães soltos no Jardim Aeroporto; relação dos servidores que ocupam cargos em comissão e de confiança; informar sobre motivos para a não modificação dos valores relacionados à lei da aplicabilidade. Solicita ao DEC: relação dos servidores que ocupam cargos em comissão e de confiança. Ordem do Dia Entraram em deliberação os seguintes processos do Executivo: Projeto de Lei nº 144, de 11/09/2012, que “Estabelece a implantação dos Conselhos Escolares nos estabelecimentos de ensino, mantidos pelo Poder Público Municipal”, aprovado por unanimidade em discussão única; requerimento apresentado por vereadores solicitando apreciação em regime de urgência do Projeto de Lei nº 145, de 12/09/2012, que “Altera o art. 1º da Lei nº 3.601, de 18/08/2012”. Acatada a urgência, o projeto foi aprovado por unanimidade, em discussão única.

O procurador do TRE – Tribunal Regional Eleitoral, de São Paulo, Paulo Thadeu Gomes da Silva, rejeitou integralmente o recurso do prefeito João Luís Cunha e manteve a sentença de primeira instância que determinou a cassação da sua candidatura, no primeiro processo a que responde na Justiça Eleitoral. Em seu parecer, expedido às 17h53 do dia 24 de setembro, desqualificou uma a uma as razões elencadas no recurso e concluiu que a sentença da Justiça rio-pardense está “amplamente fundamentada, decorrendo das esmiuçadas ponderações do MM Juiz a quo a imposição da pena de cassação de registro”. O processo que recebeu parecer contrário ao recurso contra a cassação do registro de João Luís Cunha é apenas o primeiro a ser analisado pelo TRE. Este se refere à divulgação de propaganda institucional da administração em sites oficiais do município, pagos com dinheiro público, o que é expressamente vedado pela Lei 9507/97. Além da perda do registro, foi imposta multa de 5.000 Ufirs (ou R$ 11.376,00) a João Luís Cunha, ao vereador e candidato a vice, Marcos Zanetti, e a Miguel Paião, o assessor responsável, na época, pelo conteúdo dos sites. O procurador relatou que o juiz eleitoral rio-pardense “foi cauteloso ao dedicar, ao final da sentença, parágrafo para explicar o porquê da imposição de tal penalidade”, e transcreveu em seu parecer um trecho da sentença local, onde o juiz assinalou que “caso não houvesse a premente intervenção judicial, com o deferimento da tutela de urgência, o representado João Luís permaneceria praticando conduta vedada em sites institucionais, servindo-se da máquina para alcançar interesse próprio, qual seja, sua reeleição ao cargo de prefei-

MUDANÇA DE ENDEREÇO Escritório Contábil Carlos Gomes Comunica que está atendendo a Rua Campos Salles, 924 – 1º andar – centro São José do Rio Pardo

DIVULGAÇÃO

to municipal”. Há no Tribunal outro recurso do prefeito, contra a segunda sentença local que, além de cassar-lhe o registro, determinou que ficará inelegível por oito anos. O segundo processo ainda não havia sido analisado até ontem pela Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo, mas os argumentos usados pela defesa já foram contestados pelo Ministério Público local. Aguarda-se a manifestação prévia do procurador do TRE., neste segundo processo, para encaminhamento ao juiz relator e, posteriormente, para julgamento no Plenário do Tribunal. Existem ainda, na Justiça Eleitoral de São José do Rio Pardo, mais dois processos contra o candidato João Luís, ainda não julgados. Nulidade rejeitada O recurso interposto pelo prefeito no TRE paulista, para tentar anular a primeira cassação do registro de sua candidatura, sustentou as seguintes razões: inobservância do rito legal; decadência do direito de representação; ilegitimidade passiva da coligação; falta de fundamentação da sentença; e violação do princípio da proporcionalidade quando da imposição da multa. O procurador do Tribunal contestou cada uma das alegações da defesa. Citou julgados do TSE, em Brasília, e desmontou os argumentos utilizados pela defesa. Na análise do mérito, o procurador disse que as irregularidades estavam amplamente documentadas e elencou diversas si-

tuações em que os sites oficiais fazem propaganda com “verdadeira exaltação da atual administração, sendo certo que, em outras, imputa-se às administrações passadas tudo de errado que ocorre no Município”. Mais adiante em seu relatório, o procurador conclui que se torna “evidente o caráter eleitoreiro da manobra” e reafirma que ficou provada a conduta vedada, determinante para a cassação do registro, chamando atenção para o desrespeito com a Justiça e o descaso com a legislação. “Entendemos – disse o procurador – que foi corretamente aplicada a multa acima do mínimo legal, descabendo sua minoração, tendo em vista a reincidência dos recorrentes na conduta vedada não apenas antes de serem citados a responder à presente demanda, o que seria, por si só, fato grave, mas também após sua notificação para cessar a divulgação irregular dos atos de governo (fls. 161/166), demonstrando total desrespeito com as determinações expedidas pela Justiça Eleitoral e descaso com o cumprimento da legislação vigente”. O procurador concluiu assim o seu parecer: “Ante o exposto, este órgão ministerial manifestase pelo desprovimento dos recursos, com a consequente manutenção da r. sentença”. Situação complicada A candidatura de João Luís Cunha está atravessando uma verdadeira tempestade, na opinião de

observadores políticos locais. Esta semana, ao analisar outro processo em que foi condenado pela Justiça Eleitoral local, o TRE confirmou a sentença de primeira instância, que aplicou multa ao candidato por utilizar um bonequinho em sua propaganda, semelhante ao bonequinho usado nas peças institucional da Prefeitura. Agora, com a rejeição de seu recurso pela Procuradoria, dificilmente conseguirá reverter no Colegiado do Tribunal a primeira cassação de sua candidatura, no processo que analisou a utilização dos sites oficiais para propaganda eleitoral disfarçada, com a divulgação de feitos da administração e críticas aos adversários. E na próxima semana, ainda antes das eleições do dia 7, provavelmente o TRE deverá julgar o recurso sobre a segunda cassação do registro, com inelegibilidade por oito anos, devido à relação suspeita do prefeito com o jornal Nova São José, que desde a fundação se esmera em derramar elogios para a administração municipal. Mantida em São Paulo a decisão da Justiça Eleitoral de São José, João Luís Cunha estará enquadrado na Lei da Ficha Limpa e impedido de concorrer. Poderá recorrer ainda ao TSE, em Brasília, mas, na opinião do advogado Marco Biaco, autor da representação, é mínima a chance de reversão, em Brasília, das decisões de primeira e segunda instâncias, já que todas as irregularidades estão amplamente provadas nos autos.


A-4 - 29 de setembro de 2012

TCE emite alerta sobre contas municipais Prefeitura apresentou déficit que pode comprometer a execução orçamentária O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE), por meio do sistema Audesp (Auditoria Eletrônica de

Rotary Clube São José do Rio Pardo “Oeste” 40 anos: 1971-2011

Contas Públicas) realizou análise do primeiro quadrimestre de 2012, último ano de mandato municipal, e projetou uma ten-

Ano Rotário 2012/2013 Presidente: José Ruy Junqueira Andreoli Reuniões às quartas-feiras às 20h00

Na 10ª reunião ordinária do ano rotário 2012/2013, realizada na noite da última quarta-feira (26/09), o “Oeste” recebeu novamente intercambistas: a americana Christhany Alexis Stephens e a alemã Katharina Maria Schmitt. As duas jovens permanecem em São José do Rio Pardo estudando e residindo, através do maior programa de intercâmbio do mundo mantido pelo Rotary. Na foto, a americana com o presidente José Ruy e companheiro Marco Paulo Abichabki Andreoli durante entrega da flâmula do Rotary de Fredericksburg, cidade do estado norte-americano do Texas.

dência de descumprimento dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal. A Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo foi um dos órgãos analisados que recebeu alerta automático emitido pelo TCE. Na análise das despesas assumidas nos últimos quatro bimestres pela gestão municipal, o Tribunal concluiu que “a verificação da situação de liquidez apresentou déficit no resultado do período atual e no projetado para o exercício, revelando-se desfavorável frente ao adimplemento dos compromissos, comprometendo, por consequência, a execução orçamentária e liquidez financeira do período restante do presente exercício, fato esse que merece toda a atenção da Administração, devendo ser alertada para os ajustes necessários frente aos impedimentos previstos no artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal”. Isso significa que há um

déficit orçamentário no período atual, e que também é projetado para os próximos meses, o que, se não for corrigido, pode comprometer as contas do município e cair na Lei de Responsabilidade Fiscal. A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), oficialmente Lei Complementar nº 101, é uma lei brasileira que tenta impor o controle dos gastos de estados e municípios, condicionado à capacidade de arrecadação de tributos desses entes políticos. Tal medida foi justificada pelo costume, na política brasileira, de gestores promoverem obras de grande porte no final de seus mandatos, deixando a conta para seus sucessores. A Lei também promoveu a transparência dos gastos públicos. De acordo com o Tribunal de Contas, uma peculiaridade deste período é

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO SÚMULA DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 25-9-2012 A) REQUERIMENTOS - Ao Executivo, solicitando: - solução para o problema de cães soltos no Bairro Jardim Aeroporto. - relação dos servidores que ocupam cargos em comissão e de confiança. - informação sobre motivos para a não modificação dos valores relacionados à lei da aplicabilidade. - Ao DEC, solicitando: - relação dos servidores que ocupam cargos em comissão e de confiança. B) PROJETOS APROVADOS - Autoria Executivo: - Projeto de lei nº144, que “Estabelece a implantação dos Conselhos Escolares nos estabelecimentos de ensino, mantidos pelo Poder Público Municipal”. - Projeto de lei nº145, que “Altera o art. 1º da Lei nº3601, de 18 de agosto de 2012, que autoriza a celebração de Termo de Convênio com o Projeto Renascer”.

acrescentada pela Lei: a proibição de contrair obrigações nos dois últimos quadrimestres cuja despesa não possa ser paga no mesmo exercício ou sem reserva de caixa suficiente para pagamento futuro. “O seu descumprimento é considerado crime contra as finanças públicas previsto no Código Penal, além de acarretar outras consequências de ordem administrativa para o gestor público, entre as quais, a emissão de parecer desfavorável e o consequente risco de inelegibilidade.” A análise alcançou 1.760 órgãos no período de março e abril deste ano, no qual foram emitidos 5.710 alertas automáticos pelo sistema para os Poderes Executivos e Legislativos. Pareceres De março a abril, a Pre-

feitura de São José do Rio Pardo recebeu quatro pareceres irregulares e dois desfavoráveis na análise do Tribunal de Contas. Os quatro pareceres desfavoráveis de março foram nas seguintes áreas: Planejamento Atualizado de Aplicação em Ensino; Aplicação de Recursos Próprios em Ensino com base na Despesa Liquidada; Aplicação de Recursos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação); e Aplicação de Recursos do FUNDEB na remuneração do Magistério. Dos dois pareceres irregulares, um foi obtido em março no Cumprimento das entregas da documentação exigida pelo TCE, e o outro em abril também no Cumprimento das entregas da documentação exigida pelo TCE.

Faleceu Luiz Merli, ex-presidente da Câmara Faleceu na noite de 27 de setembro, aos 67 anos, o senhor Luiz Osvaldo Merli, que na vida política ocupou o cargo de Presidente da Câmara. Na vida profissional, Luiz Merli foi comerciante, conhecido por conta da Serralheria Merli, estabelecida na Rua Siqueira Campos. Atuante na política, principalmente nas décadas de 80 e 90, elegeu-se vereador em duas legislaturas,

1983-1988 e 1993-1996. Foi Presidente da Câmara nos biênios 1985-1986 e 1993-1994. Casado com a Sra. Joana Dias Merli, deixa os filhos Luís César, Cláudio Roberto, Fabiana Cristina e Jesiel Américo, 6 netos e a bisneta Alice Merli Luz. Seu corpo foi velado na Igreja Santuário de São Roque, tendo sido sepultado às 11 horas do dia 28, no Cemitério Municipal.

Nosso site: www.camarasjriopardo.sp.gov.br Nosso e-mail: cmrpardo@camarasjriopardo.sp.gov.br Marco Antonio Gumieri Valério Presidente

O projeto “Em que mundo eu quero viver?” desenvolvido pelo “Oeste” e que visa a confecção de calendários de 2013 com desenhos a serem selecionados por alunos de escolas rio-pardenses será oficialmente apresentado no 17º Seminário Distrital do Meio Ambiente, que acontecerá na manhã do próximo 21/10 em Holambra/SP. O regulamento do concurso para escolha dos desenhos está sendo definido e será divulgado nas próximas semanas...

Vem aí a tradicional “Festa da Primavera” no Rotary na noite do próximo dia 6 de outubro (sábado). Convites e reservas de mesas: (19).9242-9247, 9717-8622, 9629-1307 e 3608-4750.

PROFISSIONAIS DE CONTABILIDADE DEVEM PARTICIPAR DE RECADASTRAMENTO NACIONAL De 1º de outubro a 31 de dezembro de 2012, será realizado um recadastramento obrigatório de todos os Profissionais de Contabilidade com registro ativo no Brasil. De acordo com a Resolução CFC nº 1.404/2012, a decisão foi tomada, pois é necessária a atualização dos dados cadastrais dos profissionais. Os atuais números de registro e a jurisdição de cada Conselho serão mantidos. Sob coordenação do CFC (Conselho Federal de Contabilidade), os Conselhos Regionais de Contabilidade deverão disponibilizar em seus sites um programa para inserção de dados. Os Profissionais da Contabilidade receberão pelo e-mail cadastrado uma senha exclusiva que permitirá acessar esse programa. O recadastramento será feito por etapas. Os CRCs terão a incumbência de processar os dados recebidos dos profissionais das respectivas jurisdições. No entanto, a responsabilidade pelas informações prestadas será exclusiva do Profissional da Contabilidade. Em alguns casos, será exigida a apresentação de documentação que comprove os dados fornecidos. Os documentos deverão ser entregues na sede do CRC ou nas delegacias regionais durante o período de recadastramento. Documentos autenticados em cartório também poderão ser enviados pelos correios ou por meio eletrônico. O recadastramento é obrigatório para todos os Profissionais da Contabilidade com registro ativo. Quem deixar de cumprir esta obrigação, seja por não efetivar o recadastramento ou por não entregar a documentação exigida, ficará com o registro em situação pendente perante o seu respectivo CRC. A Resolução CFC nº 1.404/2012 revoga a Resolução CFC nº 744/1993. Ela foi publicada no Diário Oficial da União, em 10 de setembro de 2012, e entrou em vigor na mesma data. O texto pode ser consultado na íntegra no Portal do CRC SP – www.crcsp.org.br – e no site do CFC – www.cfc.org.br. Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Presidente: Luiz Fernando Nóbrega – Gestão 2012-2013 Delegacia do CRC SP de São José do Rio Pardo Rua Capitão Saturnino Barbosa, 160, Vila Pereira, CEP 13720-000 Tel/Fax: 19 3608-4875; E-mail: fontao@fontaocontabilidade.com.br

VENDO Casa no Santa Tereza com 260 m² de área construída, 330 m² de terreno, alto padrão. Tratar:

Tel. 8162-6689


29 de setembro de 2012 - A-5

Divulgação de obra ficará em R$ 221 mil Empresa de Paulo Vicente Martelli fará o Projeto de Trabalho Socioambiental A Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo contratou a empresa Paulo Vicente Martelli, sediada em São Paulo (SP), para realizar serviços de divulgação e promoção na área socioambiental, referentes às obras do sistema de esgoto sanitário do município. Do valor inicial estimado para o Projeto de Trabalho Socioambiental, que foi de R$ 237.300,00 (justificados pelo secretário municipal de Gestão Pública Walkyr Veronese Junior “em razão de custos e preços praticados no mercado”), serão pagos R$ 221 mil à empresa de Martelli, que venceu o Pregão nº 21/12, de abril. Na justificativa do Contrato nº 61/2012, firmado no dia 10 de maio entre Paulo Vicente Martelli e a Prefeitura, assinado pelo secretário de Assistência e Inclusão Social Antonio Carlos Alves Junior, “o projeto socioambiental visa envolver a população urbana do muni-

cípio (87,86%) de forma participativa e consciente na implantação do projeto ‘Ampliação SES de São José do Rio Pardo – SP, com EEs, Interceptores, Emissário Final e ETE’, objetivando promover a consciência ambiental, envolvendo e mobilizando a população beneficiária nas questões ambientais decorrentes da obra física, utilizando os princípios de educação ambiental através da sensibilização, informação, reflexão e transformação”. Ainda de acordo com o contrato, “o objetivo geral do projeto é mobilizar e organizar a comunidade na implantação do empreendimento, possibilitando o despertar para a realidade socioambiental local”. O serviço prevê, dentre outras atividades, a utilização de carros de som, anúncios em rádios, jornais locais, cartazes e faixas fixadas em bairros, dinâmicas de grupo, reuniões, panfletos explicativos e institucionais, banners e

trabalho com alunos e professores das escolas públicas da rede municipal; gincanas educativas interescolares com temas voltados à reciclagem de materiais e preservação ambiental, com distribuição de camisetas com a logomarca do Projeto, materiais pedagógicos e premiações das equipes. Do contrato consta uma série de itens (vide tabelas) a serem confeccionados pela empresa de Martelli a pedido da Prefeitura, em quantidade considerável, como 1.000 camisetas, 46.200 sacolas (entre papel, algodão e ráfia), 60 mil cartilhas em cores, 60 mil folders em cores, 300 cartazes, 2 mil calendários, 50 banners, 50 faixas, 100 livros, 2 mil jornais informativos, 20 mil folhetos para distribuir na rua, vernissage e coquetel, dentre outros itens. A fonte de recursos, segundo o contrato, é proveniente do Orçamento Geral da União (OGU).

AGRADECIMENTO A família de

Ceagerp será inaugurada hoje Será hoje, sábado, logo mais às 14 horas, a cerimônia de inauguração do entreposto da Ceagerp - Companhia de Entrepostos e Armazéns de São José do Rio Pardo, sediada à avenida Dionysio Guedes Barreto, 350. A Ceagerp é a primeira central de abastecimen-

to de produtos hortifrutigranjeiros privada do Brasil, e conta com infraestrutura necessária para atendimento de compradores e produtores. Sua área de atuação compreende um raio de 120 km de São José, facilitando o acesso a cerca de 40 municípios

da região. Instalada em uma área de 125 mil km2, além do pavilhão principal, contará com uma cooperativa, um mercado livre do produtor rural e, em breve, uma área destinada às câmaras fria, que serão locadas para os permissionários locais.

ALUGA-SE APARTAMENTO 2 QUARTOS, SALA, COPA, COZINHA, BANHEIRO AREA DE SERVIÇO APARTAMENTOS COM WIRELESS (3 MESES GRÁTIS)

R$ 600,00

ALUGA-SE SALA PARA REUNIÕES E PALESTRAS DATASHOW - ATÉ 50 LUGARES Rua Campos Salles 264, Centro - uma quadra abaixo da Stufa Pizza Bar. Telefone para contato (19) 3608-5200 - 8168-8939.

LUIS TRINCA Agradece as manifestações de pesar recebidas por ocasião de seu falecimento, e em especial ao Dr. Felipe, ao Dr. Marco Vedovato, equipe do Hospital São Vicente, aos enfermeiros e enfermeiras do SUS, pela dedicação prestada durante sua enfermidade. A todos nosso Deus lhe Pague.

MISSA DE 7º DIA A família de

JOSÉ JULIO MELCHIORI Agradece as manifestações de pesar recebidas por ocasião de seu falecimento ocorrido dia 22 p.p. e convida parentes e amigos para participarem da Missa de 7º Dia, que será celebrada por intenção de sua alma, dia 29 de setembro, sábado, às 19h30, na Igreja Matriz São José.


A-6 - 29 de setembro de 2012

Polícia investiga as agressões políticas Delegado diz que recentes ataques na internet terão seus autores identificados

São José terá mais de 100 seções O número de eleitores de São José do Rio Pardo, aptos para o voto em 7 de outubro passa de 41 mil, com um crescimento de mais de 5,5% em relação a 2008, ambos anos de eleições municipais. Em 2008 eram 39.060 eleitores, em 2010 este número passou para 40.455 e, este ano, para 41.286. Ta m b é m h o u ve u m crescimento - cerca de 20% - no número de seções de votação no município, entre 2008 e 2012. Em 2008 eram 86 seções, e este ano o número saltou para 103 seções, com quatro especiais.

De acordo com Valdir da Costa Calado, chefe do Cartório Eleitoral de São José do Rio Pardo, a equipe está finalizando os preparativos para a votação. Estarão disponíveis para o dia da eleição 108 urnas eletrônicas, das quais 103 serão utilizadas e as demais ficarão à disposição caso haja algum problema técnico. Calado informou, também, que o transporte dos eleitores já está garantido, apenas aguardando a chegada de um ofício do órgão competente. “Ele estará à disposição das 7h às 17h, provavelmente em frente ao

Fórum local, mas ainda faremos esta divulgação pelos meios de comunicação”, diz. Calado lembra aos eleitores que, no dia 7, é recomendado ir aos locais de votação com vestuário discreto. Camisetas com nomes de candidatos não são permitidas, além da proibição de boca de urna. “A votação vai das 8h às 17h, e os eleitores que estiverem na fila para votar após 17 horas receberão senhas e estarão habilitados a votar normalmente.” Os eleitores em trânsito podem fazer sua justificativa no Fórum local.

LOCAIS DE VOTAÇÃO NO CENTRO EE “Dr. Cândido Rodrigues” > 15 seções, com uma especial: 45ª, 46ª, 47ª, 48ª, 49ª, 50ª, 51ª, 52ª, 53ª, 54ª, 55ª, 56ª, 57ª, 109ª e 116ª, com a especial 45ª. EE “Euclides da Cunha” > 11 seções: 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª, 20ª, 21ª, 118ª e 124ª. Feuc > 11 seções: 22ª, 23ª, 24ª, 25ª, 26ª, 27ª, 28ª, 29ª, 30ª, 122ª e 125ª. Fundação Educacional > 21 seções: 31ª, 32ª, 33ª, 34ª, 35ª, 36ª, 37ª, 38ª, 39ª, 40ª, 41ª, 42ª, 43ª, 44ª, 73ª, 74ª, 75ª, 79ª, 119ª, 123ª e 133ª. EE “Tarquínio Cobra Olyntho” > 9 seções: 80ª, 81ª, 82ª, 83ª, 84ª, 85ª, 86ª, 87ª e 88ª. Feuc (Perimetral) > 8 seções, com uma especial: 89ª, 92ª, 93ª, 95ª, 96ª, 98ª, 100ª e 101ª, com a especial 101ª. NOS BAIRROS VILA PEREIRA EE “Dr. João Gabriel Ribeiro” > 7 seções, com uma especial: 102 ª, 103ª, 105ª, 108ª, 112ª, 121ª, 129ª, com a especial 102ª. VILA BRASIL EE “Jorge Luiz Abichabki” > 6 seções, com uma especial: 110ª, 111ª, 115ª, 120ª, 127ª e 130ª, com a especial 110ª. VALE DO REDENTOR EE “Laudelina de Oliveira Pourrat” > 9 seções: 91ª, 94ª, 97ª, 104ª, 107ª, 113ª, 117ª, 128ª e 131ª.

O delegado Benedito Antonio Noronha Júnior disse esta semana que as pessoas envolvidas em ocorrências policiais referentes ao período eleitoral na cidade estão sendo identificadas e responderão criminalmente pelos atos. Pelo menos quatro boletins de ocorrência foram feitos na atual campanha política e envolvem ameaças, veículos riscados ou apedrejados, placas de propaganda roubadas, além de agressões. “É lamentável que, num exercício de democracia, onde as pessoas estão fazendo a sua propaganda, falando de seus projetos ou planos para cidade, apareça gente que, às vezes, por não saber ouvir ou ter ideologia política diferente acabe se envolvendo em problemas deste tipo. É triste ver o que está acontecendo, há muito que eu não via esse tipo de conduta de algumas pessoas.” Ele confirmou que os boletins de ocorrência estão sendo encaminhados para investigação e que as pessoas identificadas responderão por aquilo que fizeram. Estudantes agredidos O fato mais grave, segundo relatou, foi o da agressão a alguns estudantes em uma das ruas centrais da cidade, quando uma van que transportava alunos foi parada e, por divergências políticopartidárias, um ou dois deles foram agredidos e ficaram machucados. Foi

feito boletim de ocorrência, os estudantes foram encaminhados para exame de corpo de delito e o delegado já determinou que as testemunhas sejam ouvidas para que o fato, depois, seja encaminhado à Justiça. Noronha lembrou que, passadas as eleições, essas pessoas ficarão com pendências na Justiça para serem resolvidas no futuro. “Acho que é uma coisa desnecessária, cada um tem o direito de escolher o seu candidato e pensar o que achar melhor, porque isso é democracia”, prosseguiu. Os casos de violência em que a autoria é desconhecida estão a cargo do setor de investigação da polícia civil. Papai Noel O episódio envolvendo um Papai Noel, que teria sido contratado para perturbar o comício do candidato Márcio Zanetti, já tem encaminhamento. O delegado disse que o homem que se passou por Papai Noel se apresentou ao promotor de Justiça, deu sua versão e houve abertura de inquérito policial. Algumas pessoas relacionadas a este caso foram ouvidas e outras ainda não. “Ele (Papai Noel) alegou que teria sido contratado para fazer uma festa e, quando chegou, era outra coisa. Ele disse estar arrependido e nós estamos investigando para apresentar os fatos para a Justiça”, afirmou Noronha.

Facebook Ataques também estão ocorrendo pela internet, especialmente por redes sociais como Facebook e Orkut. O delegado Noronha orienta para que as pessoas que se sentirem ofendidas registrem boletim de ocorrência, assim como alguns que já foram feitos. A maioria desses ataques, segundo ele, é crime contra a honra, devendo ocorrer abertura de inquérito ou de queixa-crime contra os autores. Nos casos em que a autoria é desconhecida, a polícia civil abre investigação e rastreia os dados com apoio dos escritórios das empresas Facebook e Hotmail, em São Paulo. “As pessoas precisam saber que não importa se vão a uma lan house, a uma rede pública, se usam o Speed em suas casas ou se a internet é da operadora X ou Y. Quem entra numa rede de internet deixa um rastro e esse rastro é identificável através da numeração do IP (cada computador tem um número de identificação próprio). Então isso é rastreado e a pessoa será identificada, como já identificamos em outros casos de investigações.” Sobre o próximo dia 7, quando ocorrem as eleições, o delegado diz que a polícia estará atenta para coibir e punir qualquer tipo de abuso. “Na medida em que haja violência ou crime eleitoral, a função da polícia é prender e encaminhar o fato à Justiça.”

CARLOS CASSUCCI Emeb “Stella Maris Barbosa Catalano” > 6 seções: 90ª, 99ª, 106ª, 114ª, 126ª e 132ª. (Fonte: Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal)

CACHORRO PERDIDO CACHORRINHA DA RAÇA POODLE Atende por

Chele

Desapareceu no dia 21/09 com 11 anos.

Contato: 3608-1621 Colabore, por favor

RECOMPENSA

REPRODUÇÃO


29 de setembro de 2012 - A-7

Semana tem tráfico e vários acidentes Uma pessoa morreu, entorpecentes foram apreendidos e um posto foi assaltado PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO

Da última sexta-feira, 21, até esta sexta, 28, aconteceram vários acidentes de trânsito no município de São José e inúmeros flagrantes de tráfico de entorpecentes. Um dos acidentes teve uma vítima fatal e em um dos flagrantes houve apreensão de uma quantidade expressiva de drogas. Aconteceu também um assalto a um posto de combustível e um roubo em uma fazenda. Vítima fatal Houve um acidente com vítima fatal na noite do dia 21, na rodovia deputado Eduardo Vicente Nasser, quilômetro 258 mais 700 metros. Uma picape S10 preta, ano 2009, com placa de Itobi, dirigida por Antônio Donizeti Pregnolato, de 35 anos, saiu da pista, bateu na proteção metálica e caiu em uma ribanceira. O motorista foi arremessado para fora do veículo e acabou vindo a óbito. O fato, porém, só foi descoberto na manhã do dia seguinte por transeuntes, que avisaram a polícia rodoviária e esta foi ao local. Testemunhas que moram próximas confirmaram que ouviram, na noite anterior, um barulho de veículo capotando. O corpo foi resgatado e, depois de passar pelo IML, foi entregue à família para os trabalhos funerários.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO

Capotamento Outro capotamento aconteceu na noite do dia 21, na SP 350, quilômetro 258 mais 700 metros, deixando pessoas com ferimentos leves. Um Kadett cinza, ano 94, seguia de São José a Itobi quando um carro que vinha em sentido contrário foi efetuar ultrapassagem e veio em sua direção, invadindo sua faixa. O motorista do Kadett, L.G.S., de 22 anos, desviou o veículo para a direita e acabou perdendo o controle: bateu no guardrail e depois capotou. No carro estavam também duas moças: S.R.S., de 22 anos, e S.S.M., de 21. Todos tiveram ferimentos e foram levados pelo Samu ao Pronto Socorro de São José. Fusca colide Na madrugada do dia 23, no cruzamento entre as avenidas Belmonte e Perimetral, houve colisão de um Fusca branco com a estrutura de pedra e cimento existente no local. O motorista P.S.S.R., de 20 anos, estava com sua namorada B.S.A. no carro quando precisou desviar o Fusca para não bater em um Gol prata que cruzou sua frente no semáforo. Ocorreu então a batida no canteiro do lugar e o rapaz teve fratura no braço esquerdo, enquanto a namorada ficou com dores na perna direita. O Samu foi socorrê-los e levou-os ao Pronto Socorro. Bateu a moto Um motociclista (D.J.Z.S.) de 19 anos, que pilotava uma motocicleta Yamaha preta, colidiu com o pneu esquerdo de uma S10 verde na estrada vicinal do Sítio Novo. O acidente aconteceu no final da tarde do dia 23 e D.J.Z.S. estava embriagado. Ele foi socorrido pelo Samu, assim como outra pessoa que estava num dos veículos, e ambos ficaram em observação. Outro acidente Um Uno prata e uma moto-

cicleta branca se chocaram na avenida Perimetral na tarde do dia 25, causando ferimentos no motoqueiro C.R.C., de 23 anos. O acidente aconteceu em frente a uma empresa que conserta caminhões. C.R.C. foi socorrido por bombeiros e levado ao Pronto Socorro, onde ficou em observação. Segundo a versão que a condutora (V.F.R.C.) do Uno deu à polícia, ela havia parado o veículo no acostamento da Perimetral e olhou pelo retrovisor. Vendo que não vinha carro algum, reiniciou sua trajetória e entrou na pista. Nesse momento surgiu a moto e houve a colisão com a lateral dianteira esquerda do Uno. Assalto no posto Na noite do dia 27, no bairro Santo Antônio, aconteceu um assalto ao Posto Bremen e um dos autores, um rapaz de 15 anos (J.C.F.), foi detido e recebeu posteriormente “voz de apreensão” pelo delegado de polícia. Isso indica que ele fica realmente preso, embora em cela separada dos demais presos, até decisão de Justiça sobre a pena que deverá receber. Os frentistas L.P.C.F., de 29 anos, e J.B.A., de 48, estavam no posto quando chegaram dois assaltantes armados. Anunciaram o assalto e bateram em um dos frentistas, além de ameaçá-los de morte caso chamassem a polícia. Levaram dinheiro (valor não informado) e objetos. Policiais militares da força tática foram chamados e encontraram o menor tentando fugir. Ele foi abordado e levava consigo uma faca (usada no assalto), jóias, cartela com oito esqueiros, 12 latas de cerveja, 46 cigarros, blusa de moleton, capuz azul e ainda R$ 76 em dinheiro. Foi detido, a faca apreendida e ele levado à delegacia. Droga no Profast Uma quantidade expressiva de drogas foi achada no bairro Carlos Cassucci, na região dos prédios do Profast, onde há pontos de venda de entorpecentes. A polícia militar estava realizando um trabalho denominado Operação Satélite e efetuou um cerco aos lugares suspeitos, para abordagem de pessoas na rua das Mangueiras. Dois homens, ao perceberem que seriam abordados, saíram correndo e um deles entrou no apartamento do bloco 1. No banheiro do apartamento foram achados quatro invólucros plásticos com maconha. Foi feita varredura no espaço onde os homens estavam e foram encontrados mais 57 invólucros de maconha e 38 de crack. O outro suspeito conseguiu fugir mas o homem do apartamento foi preso. O fato ocorreu esta semana. Droga nos ‘Lírios’ Na madrugada do dia 22, na Vila Maschietto, aconteceu outro flagrante de tráfico. M.D.R., de 42 anos, estava em local da avenida dos Lírios conhecido pela frequência de traficantes quando foi visto por policiais junto com outros indivíduos. Os PMs fizeram uma volta e estacionaram a viatura longe, indo a pé ao local onde os suspeitos estavam. Quando M.D.R. colocou a mão no bolso para atender “clientes”, os policiais chegaram. Com ele havia nove (9) pedras de

crack na blusa, dois celulares no bolso da bermuda e cerca quantia de dinheiro. O sujeito admitiu que vendia drogas e foi preso. Droga no B.Aires No dia 24, à tarde, no bairro Buenos Aires houve outro flagrante: 12 pinos de cocaína estavam próximos a bananeiras existentes no local. A droga era vendida por N.F.S.B., de 18 anos. Amásio bêbado Na tarde do dia 26, no bairro Dionisio Guedes Barreto, a dona de casa A.D.P.S., de 30 anos, chamou a polícia para dar um jeito no amásio R.D.R.I., de 28. Motivo: ele chegou muito embriagado e, após xingá-la com vários palavrões, começou a quebrar coisas e a queimar roupas. Ela mora com ela há um ano. Foi algemado Um homem entrou furtivamente na garagem de uma casa no Jardim Bela Vista, provavelmente para a prática de furto, mas foi visto e acabou detido pela polícia, que precisou usar algemas para “acalmá-lo”. O flagrante aconteceu na noite do dia 25. A dona da casa E.M.J.F., de 77 anos, viu o invasor, chamou seu genro V.D.T., de 60 anos, e este chamou a polícia. O homem detido é R.G., de 36 anos. Fazenda roubada A proprietária da Fazenda Santa Delfina, chamou a polícia militar no início da noite do dia 25 porque sua casa fora invadida e, de dentro dela, vários equipamentos e jóias foram roubados. Ela explicou aos policiais que, ao chegar na casa, viu a porta da sala aberta. Desapareceram do interior dela: uma TV 42 polegadas, cinco (5) notebooks, celular, Home Theater, impressora e joias. A polícia investiga para tentar descobrir quem seriam os autores. Flagrado no ato Foi preso por volta de 12h10 do dia 27, no centro da cidade, o acusado M.V.N.O., de 30 anos, que invadiu um carro para, aparentemente, furtar o veículo ou algo no interior dele. Ele foi flagrado pela proprietária do carro, J.V.O., de 29 anos, quando ela acabara de sair do Bradesco. Ela o viu tentando abrir a porta traseira e, ao aproximar-se, ele já estava no assento traseiro, quando então o alarme do veículo disparou. A bolsa dela já estava com ele e ela então começou a gritar por socorro. O sujeito fugiu mas foi seguido por uma testemunha, que passou as características dele à polícia. O homem foi abordado na rua Campos Salles, reconhecido pela vítima e com sua prisão confirmada na delegacia. Esposa traída A dona de casa A.T.T.V.G., de 24 anos, disse à polícia que descobriu que seu marido R.C.B.G., também de 24 anos, a traiu. Na noite do dia 22 eles discutiram e o marido ameaçou acabar com a vida dela. Pegou um retrovisor ele lesionou a perna dela, além de torcer seu pescoço. Depois, pegou a chave do carro e tentou atirar o veículo contra ela. Os policiais interviram. O fato aconteceu no bairro Santo Antônio.


A-8 - 29 de setembro de 2012

Conselho Tutelar sugere Casa Transitória Cidade não tem local para acolher meninas envolvidas em conflitos mais graves EDUARDO ERON O Conselho Tutelar de São José do Rio Pardo deverá propor às autoridades locais, formalmente, a implantação de uma Casa Transitória para o acolhimento de meninas que se envolvem em algum conflito e seus responsáveis não são localizados. A cidade não tem um estabelecimento assim, com estrutura adequada, que permita recolher temporariamente essas jovens adolescentes. Um local assim depende, porém, de política pública, indicando que a decisão de implantar ou não ficará para depois das eleições municipais. Enquanto a Casa Transitória não surge, os conselheiros tutelares rio-pardenses vão se desdobrando para tentar solucionar as situações cada vez mais crescentes envolvendo esse perfil de jovens, especialmente mocinhas. A advogada Marisa Cristina da Silveira Araújo, coordenadora do Conselho Tutelar, e o pedagogo Milton Herrera Pereira Romero, que é secretário do órgão, comentaram esta semana ao jornal que este é um dos assuntos atuais mais preocupantes no município.

Grávidas Marisa explica que o crescente aparecimento de menores grávidas, muitas delas com graves conflitos familiares ou envolvidas em delitos, vem requerendo uma atenção especial, não apenas do Conselho Tutelar como também de órgãos assistenciais e autoridades. Segundo ela, esse não é um problema apenas local mas que ocorre também em outros municípios despreparados para atender tais necessidades. Ela cita um caso recente: um morador de Tapiratiba achou uma menina de 13 anos perdida na rodovia, mas em área já pertencente a São José do Rio Pardo, e contatou o Conselho. Marisa e Milton descobriram que a menina era de uma cidade mineira e cuidaram de encaminhá-la para lá. Outra problemática se refere ao fato das famílias apresentarem conflitos familiares, que poderiam ser muitas vezes resolvidos através do diálogo entre os pais e seus filhos, porém estes encontram dificuldade em mediar tais situações. Marisa e Milton têm por norma conversar muito com as partes envolvidas e tentar ao máximo uma reconciliação. Em um

REPORTAGEM

Milton e Marisa não podem fazer escalas de plantão porque o Conselho Tutelar está com falta de conselheiros

desses casos os dois chegaram a gastar quase 9 horas para conseguir um acordo entre integrantes de uma mesma família. 1.300 cadastros O Conselho Tutelar tem em seus arquivos nada menos que 1.300 famílias cadastradas, todas com algum tipo de atendimen-

to já prestado pelo órgão. Fora isso, há também os problemas envolvendo as crianças e jovens nas escolas. “Temos conversado com todas as diretoras para que observem os alunos que chegam às escolas e, caso percebam algo diferente, que averiguem o que está acontecendo”, disse a coordenadora. “Tão

logo constatem algo, elas devem nos acionar para tomarmos as providências”. Há ainda outra dificuldade e esta é operacional: Marisa e Milton estão sós. Ela era suplente e assumiu o cargo no dia 17 de fevereiro deste ano, ele também era suplente e assumiu dia 20 de dezembro de 2011. Outro conselheiro, Ildefonso Alves das Neves, está de férias e os demais conselheiros pediram exoneração. Com isso, uma nova eleição precisará ser organizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, mas esse procedimento depende da adequação da lei municipal à lei federal que rege o assunto e que teve alterações quanto aos mandatos e direitos dos conselheiros. Sem escala Com tal carência de pessoal, Marisa e Milton se desdobram para atender aos chamados em geral, bem como do Pronto Socorro, Polícia Militar e Polícia Civil quanto aos fatos que envolvem crianças e adolescentes, ainda que recebam total apoio desses órgãos, quando solicitados pelo Conselho Tutelar. Eles não podem, por exemplo,

montar uma escala de plantão nos finais de semana por não terem mais conselheiros disponíveis. Assim, ambos ficam permanentemente de plantão e podem ser solicitados a qualquer hora da noite, dos sábados e domingos. “Das 17 horas do último sábado, dia 22, às 17 horas do domingo, dia 23, nós atendemos 15 ocorrências envolvendo menores”, lembraram, explicando que a maior parte envolvia maus tratos e conflitos familiares. Apesar disso, Marisa e Milton dizem estar sempre dispostos a fazer o que estiver ao seu alcance para ajudar as crianças e os adolescentes, bastando que os solicitantes liguem para a recepcionista Tamara Biajotti, para que sejam direcionados a um dos conselheiros ou realizar a denúncia através do Disk 100 (que é nacional, mas com comunicação direta com cada município do país). Pedem apenas um carro melhor já que, em alguns dias, chegam a rodar 300 quilômetros ou mais dentro de São José do Rio Pardo para dar conta de todas as solicitações e o Fiat Uno do Conselho Tutelar já está bem rodado.


29 de setembro de 2012 - A-9

Comitê investiga a mortalidade infantil Os 400 partos feitos por ano no município justificaram a vinda da Rede Cegonha ENTREVISTA: SILVIO JOSÉ REDAÇÃO: GISELLE TORRES BIACO

No início do mês, a Fundação Seade – Sistema Estadual de Análise de Dados divulgou informações sobre os índices de mortalidade infantil dos municípios paulistas e os resultados foram considerados satisfatórios pela maioria. Entretanto, em São José do Rio Pardo foi registrado no ano passado o alto índice de 18,95, bem acima inclusive de cidades da região como Tapiratiba (nenhuma morte em 2011), São Sebastião da Grama (nenhuma), Divinolândia, (6,58), Mococa (7,35), Vargem Grande do Sul (8,03), Caconde (9,26), Aguaí (9,76), Tambaú (9,80), e até mesmo outras com maior número de habitantes. A taxa de mortalidade infantil é resultado da pesquisa que a Fundação Seade realiza nos Cartórios de Registro Civil de todo o Estado de São Paulo, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde, que repassa as informações produzidas pelas Secretarias Municipais de Saúde. E foi justamente com o objetivo de investigar as mortes, propor sugestões e ações preventivas que em outubro de 2011 foi criado, no município, o Comitê de Mortalidade Infantil, composto de médicos, enfermeiros, assistentes sociais e profissionais do Hospital São Vicente. “Não temos objetivo nenhum de punir o que acontece, mas temos obrigação de dar retorno para mães e para sociedade sobre o porquê aconteceu essa morte”, explica a enfermeira e coordenadora da Rede Cegonha em São José do Rio Pardo Márcia Moreno. “As Redes vieram justamente para suprir falhas que acontecem na Saúde do SUS, como a Rede Cegonha, que veio para melhorar a qualidade da saúde da mãe e do filho, e um dos pontos é a mortalidade materna e infantil. Casos de mortalidade materna faz tempo que não temos, mas a infantil o Comitê não pode responder, porque ele ainda não existia.” Márcia refere-se ao período anterior à formação do grupo. Segundo ela, a partir da existência do Comitê até os

dias atuais foram registrados oito óbitos infantis (do recém-nascido a crianças até um ano de idade). “Nosso intuito é descobrir os motivos, investigar em níveis de secretaria, hospital, visitas domiciliares e chegar a uma conclusão, que vai para o sistema do Ministério. Sabemos que há falhas em todos os âmbitos, na parte social, na parte da gestante, algumas malformações de recém-nascidos que precisam ser investigadas e algumas outras causas que a gente investiga e dá o parecer”, explica Márcia. A enfermeira informa que, em relação às mortes de 2011, as investigações ainda estão sendo feitas para se tentar soluções. “Uma das causas a gente sabe que é a falta de uma UTI neonatal, dos óbitos que tivemos esse ano; metade foi encaminhada para outros hospitais e aconteceram lá, a gente não tem como dar uma resposta. Temos muitas gestantes que são fumantes, cerca de 80% das que tiveram problemas. Estamos investigando esses óbitos de setembro para cá e pretendemos investigar os outros também, pois antes eles eram lançados no sistema sem obrigatoriedade de serem avaliados. A realidade hoje já mudou.” Márcia informa que, dos oito óbitos registrados pelo Comitê entre setembro/outubro do ano passado até os dias atuais, cinco ocorreram neste ano. “É ingrato às vezes pegar a população e fazer a porcentagem, pois quanto menor a população, mais alto será o percentual. No ano passado inclusive tivemos morte de gêmeos, então o índice sobe. De 70% a 80% dos casos que avaliamos eram inevitáveis, por mais que estivessem em serviço de primeiro mundo, não deixariam de existir, a não ser que essas pessoas não engravidassem, e isso é outro trabalho que também será sugerido. Antes de engravidar é necessário que as mulheres tenham controle, façam exames, superem doenças pré-existentes, mantenham o diabetes controlado, cardiopatia. Tem que prevenir, então esse é um dos pontos

ARQUIVO

A enfermeira Márcia Moreno é coordenadora da Rede Cegonha em São José do Rio Pardo

que é nosso objetivo.” Nada agradável Márcia Moreno diz que o trabalho do Comitê “não é agradável de ser feito, porque tem de voltar a essa mãe, a essa família, relembrar os fatos. E investigar a morte, que não é um tema nada fácil para ninguém. A gente investiga desde o pré-natal, tanto faz se foi feito pela rede particular ou pública, como foi, como se comportou a gestante, como foi tratada, acolhida, como foi o parto e o pós-parto também.” Rede Cegonha Disponibilizado pelo Governo Federal para São José do Rio Pardo, no ano passado, a Rede Cegonha tem prazo para sua implantação total em 2014. “Alguns benefícios já foram recebidos e alguns contratos assinados, e para daqui um tempo virão a UTI neonatal, a UCI e leito para gestante de risco”, informa Márcia. Segundo ela, os profissionais estão sendo capacitados pela Rede de São João da Boa Vista. “Uma vez por mês temos reuniões para modificar e qualificar o pré-natal aos poucos, passo a passo. Já contratamos os exames aumentando dois itens, estamos participando de capacitação realizada pela USP para melhorar a qualidade do serviço e do pré-natal, tudo oferecido pelo Governo do Estado. O pré-natal já foi readequado, já veio a verba para alguns exames que antes não eram feitos e, então, as gestantes que são atendidas na

Saúde da Mulher já fazem exames e complementos, inclusive os seus parceiros.” Ela explica que todas as cadastradas na Saúde da Mulher também estão na Rede Cego+nha. “Temos uma média de 30 a 40 novos cadastros por mês. São cerca de 400 partos feitos por ano no município, tanto que esse número foi o que nos elegeu para conseguir a UTI neonatal.” Segundo Márcia, já existe um projeto pronto para a construção da UTI, cujos recursos serão geridos pela Caixa Econômica Federal. “O Hospital já se organizou, a planta já foi aprovada. Até 2014 serão construídos cinco leitos para UTI neonatal, 14 para

UCI – leitos de transição e um leito para gestante de risco na UTI.” Em ação Há um mês uma fonoaudióloga promove orientação às gestantes, por meio de um grupo educativo. De acordo com Márcia, em parceria com o Hospital São Vicente, a gestante e seu acompanhante (a pessoa que a gestante elegeu para acompanhá-la em todas as atividades relativas ao parto) também são qualificados. “Isso é realizado pelo pessoal do hospital, que está de parabéns pela iniciativa. Após o curso, todos os presentes visitam a maternidade para conhecer o hospital, ou mesmo relembrar como funciona. Estamos redesenhando a puericultura, que também faz parte da Rede Cegonha. Já me reuni com enfermeiras do PSF e responsável pela pediatria para implementar ações que vão do atendimento à criança desde que nasce até os dois anos.” A puericultura é um conjunto de técnicas empregadas para assegurar o perfeito desenvolvimento físico, moral e mental da criança, desde o período da gestação. Kit da gestante Sobre as dúvidas da população em relação aos benefícios amplamente divulgados pelo Ministério da Saúde, quando do lança-

mento da Rede Cegonha, Márcia explica que um dos pontos é a divulgação de que a gestante seria contemplada com incentivo transporte. “A verba seria dada à paciente que teria de ter algumas ações completas dentro da saúde, que daria um total de R$ 50 pela gestação, e não por mês. Só que o sistema até hoje não foi credenciado, não foi liberado para cadastrar.” Segundo ela, todas as gestantes de 26 de dezembro até 31 de março, cadastradas, ainda receberão a verba assim que o Ministério da Saúde liberar o sistema. Entretanto, como o projeto de lei acabou não sendo posteriormente aprovado pelos deputados, desde o dia 1º de abril o projeto não mais vigora. “A partir do momento que tivermos liberação do sistema vamos cadastrar a gestante que tinha direito na época, mesmo que agora ela nem seja mais gestante, vai receber um cartão da Caixa Federal e a verba. O município não vai nem ver essa verba, vem direto do governo federal para a paciente.” Sobre o kit que será oferecido pelo Ministério, relacionado aos benefícios da Rede Cegonha, a enfermeira esclarece que ele virá para a unidade com aparelho de sonar e instrumentos para serem usados nas gestantes. “Não é enxoval, isso jamais foi divulgado.”


29 de setembro de 2012 - A-10

Congresso de Educação termina hoje O evento foi aberto com a exposição de trabalhos dos alunos do curso de Arte Serão encerradas hoje, sábado, ainda pela manhã, as atividades do 9º Congresso Regional de Educação promovido pela Feuc – Faculdade Euclides da Cunha, com a palestra “Texto e hipertexto: questões e desafios para o ensino”, proferida pela professora Dra. Vanda Maria Elias, da PUC São Paulo. Também serão lançados livros da professora Vanda Elias e do ex-aluno do curso de Letras da Feuc, André Plez, intitulado “Tratando sombras com ternura”. Outro lançamento será a obra “Meu filho, minha vida: nossa história com a dislexia”, da psicopedagoga Rosele Martins Batista. A professora Rosele, que tem longa experiência no campo educacional, descreve sua experiência com o problema quando percebeu que seu filho apresentava certa dificuldade de

aprendizagem, o que acabou marcando a história de vida e trajetória escolar do mesmo. A professora Ana Lúcia Porfírio, presidenta da nona edição do Congresso, disse estar muito satisfeita com o resultado do evento. “O Congresso exige um grande esforço para sua montagem, mas os benefícios que ele traz são muito maiores. Um congresso não traz soluções prontas. É um momento de reflexão e de questionamentos que podem nos levar a uma melhor prática docente.” O Congresso foi aberto na quarta feira, dia 26, na Fábrica de Expressão, com a exposição de trabalhos dos alunos do curso de Arte da Feuc. Antes da palestra oficial de abertura houve a apresentação do Grupo Musical “Trajetória do Som e Convidados”, com rico reper-

Um bom público compareceu à palestra de abertura do Congresso

tório da melhor MPB. A abertura das palestras coube à professora da Unicamp Doutora Ângela Fátima Soligo, que trabalhou o tema “Crianças-fofoletes: a perda da infância e seus reflexos na escola”. A apresentação da professora e o acompanhamento da mesa couberam à professora Ana Porfírio. A professora Ângela tratou das questões que afetam a formação da criança, como as muitas atividades que atualmente fazem parte de seu cotidiano, e as interferências dessas situações no ambiente escolar. Ao final da apresentação, a palestrante foi questionada em diferentes áreas por parte dos congressistas, que pediam posicionamentos diante de situações vividas em sala de aula. A quinta, dia 27, foi dedicada às atividades do Cine Debate Educação e os Minicursos, com 17 apresentações de professores sobre variados temas pertinentes à Educação. Na sexta, 28, aconteceu a palestra “Limites e possibilidades da Educação Contemporânea”, com o professor Dr. Armindo Quiliccci, da Universidade Federal de Uberlândia, e a professora Dra. Isabela Custódio Talora Bozzini, da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar). Novos cursos A Feuc abre o primeiro processo seletivo para o ano de 2013 no dia 5 de novembro. A instituição

ExpoEtec será realizado na próxima semana Nos dias 9 e 10 de outubro, das 7h às 22h, a Etec Paula Souza promoverá a 1ª ExpoEtec, com apresentação de projetos dos alunos nas áreas de Informática e Tecnologia, Sustentabilidade, Ciências Humanas, Ciências Exatas, Experimentos de Química e Física, Gestão e Gerenciamento, Minicursos e outros.

Vestibulinho Começaram no dia 28 de setembro e vão até 15 horas no dia 25 de outubro as inscrições para o vestibulinho da Etec, nos cursos de Administração (tarde/noite) – 40 vagas; Ensino Médio Integrado a informática para Internet (manhã/tarde) - 40 vagas; Ensino Médio (manhã) - 80 vagas; Informática (noite)

- 40 vagas; Segurança do Trabalho (noite) - 40 vagas; Técnico em Química (noite) - 40 vagas. As inscrições só podem ser feitas pelo site www.vestibulinhoetec.com.br. Maiores informações, Avenida Alexandre Carlos de Melo nº 18 – Jardim Aeroporto ou nos telefones (19) 3681-2389 ou (19) 3681-4357.

REPORTAGEM FOTOS DIVULGAÇÃO

Ana Porfírio apresenta a primeira palestrante do evento, professora da Unicamp Doutora Ângela Fátima Soligo

rio-pardense oferece 12 cursos, sendo nove de licenciatura, dois de bacharelado e um tecnólogo. A novidade deste ano é que serão oferecidos dois novos cursos: Tecnólogo de Gestão Comercial e Bacharelado em Administração, ambos com 100 va-

gas disponíveis. Além desses novos cursos, são ofertados os cursos de Artes, Ciências Biológicas, Educação Física, Geografia, Física, História, Letras (português inglês e português espanhol) e Pedagogia. O valor para o vestibular ainda não foi informado

pela instituição. A Feuc funciona em duas unidades: Unidade I - Avenida Dep. Eduardo Vicente Nasser, 1.020 - Telefones (19) 3608-4704 – 3681-3541 – 3681-3088; Unidade II Avenida dos Braghetas, s/ nº - Telefones (19) 36087285 – 3681-3092.

Sebrae promove Fórum de Desenvolvimento De 2 a 4 de outubro, o Sebrae-SP realizará a 1ª edição do Fórum de Desenvolvimento e Competitividade, que acontecerá no salão principal da Sociedade Esportiva Sanjoanense, em São João da Boa Vista. O evento tem como objetivo reunir micro e pequenos empresários de todos os setores econômicos, com o propósito de promover conhecimento e experiências que possam resultar em novas práticas de gestão na região, fortalecendo a competitividade dos negócios por meio de

ações de inovação e novos comportamentos frente aos desafios empresariais. Participarão do Fórum palestrantes de renome nacional, voltados para as necessidades dos setores de agronegócios, comércio, serviços e indústria. A expectativa dos organizadores é de reunir 1.500 empresários. A programação do evento é gratuita e voltada especialmente para empresas. As vagas são limitadas. No período da manhã haverá programação do Senac-SP, voltada para os

funcionários, também com o objetivo de agregar diferenciação no atendimento promovido por estes setores. A participação nos workshops do Senac-SP está limitada a quatro convites por empresa, uma vez que tal programação está direcionada para colaboradores atuantes nos setores de comércio, indústria e serviço. Contatos: Posto Sebrae Rio Pardo (19) 3682-9343 Daniela ou Alex/ACI Rio Pardo; (19) 3682-8804 com Maria Rosa; Sebrae São João (19) 3622-3166 com Luciani Matielo


29 de setembro de 2012 - A-11

AES prorroga as inscrições para trainees Grupo AES Brasil oferece 16 vagas nos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul As empresas da AES Brasil - AES Eletropaulo, AES Tietê e AES Sul - estão com 16 vagas abertas para o Programa de Trainees 2013, nas áreas de Engenharia, Administração, Psicologia, Economia, Contábeis, TI, Direito, entre outros. As inscrições foram prorrogadas até o dia 30 de setembro e os candidatos devem ter inglês avançado e concluído o curso superior entre dezembro de 2010 e dezembro de 2012. O cadastro pode ser realizado no banner disponível n o s i t e d a A E S B r a s il (www.aesbrasil.com.br). Na primeira fase do processo seletivo, os candidatos participam de um teste online com perguntas para avaliar o conhecimento em diversos temas, como raciocínio lógico. A partir da segunda etapa, começam as dinâmicas de grupo e avaliação oral de

inglês. Ao final, haverá painel com a presença de líderes da organização, além de entrevistas finais com os gestores. Segundo Andrea Perosa, Analista de Desenvolvimento de Pessoas da AES Brasil, os candidatos precisam ter um perfil empreendedor. “Ao longo do programa, líderes da AES atuam como mentores dos candidatos selecionados, ajudando a prepará-los para ocupar cargos chave no futuro”, conta. Para complementar a formação, as empresas do Grupo AES também oferecem treinamentos técnicos e comportamentais. Ao final, os trainees que obtiverem as melhores avaliações serão promovidos ao nível sênior. O programa está previsto para iniciar em janeiro de 2013. São dois anos de duração, dividido em quatro semestres. Em cada

ARQUIVO

etapa, o trainee conhece uma área e, no encerramento de cada fase, entrega um projeto que funciona como parte da avaliação de desempenho. “Lançamos o Programa de Trainees em 2009 e pudemos perceber os benefícios que a iniciativa traz às empresas do Grupo. Por isso, continuamos investindo nesse programa para encontrar profissionais que tenham perfil inovador e agreguem conhecimento aos processos das companhias”, finaliza a analista. Soltura de peixes A AES Tietê, empresa de geração de energia do Grupo AES Brasil, já soltou 1,9 milhão de peixes em seus reservatórios. Apenas no rio Tietê foram 1,1 milhão. A soltura de alevinos integra o Programa de Manejo Pesqueiro da empresa ao longo dos rios em que opera suas usinas hidrelétricas.

Município também foi contemplado com soltura de peixes no rio Pardo

Para a realização do projeto, a AES Tietê cultiva seis espécies nativas de peixes (pacu-guaçu, curimbatá, piapara, dourado, tabarana e piracanjuba) nas Estações de Hidrobiologia e Aquicultura das usinas Barra Bonita e Promissão. Anualmente, a companhia solta cerca de 2,5 milhões de peixes. De acordo com Silvio Alves dos Santos, analista de Meio Ambiente da AES Tie-

tê, os alevinos são liberados em regiões propícias ao desenvolvimento das espécies. “Além do local ideal, a idade e o tamanho dos peixes também facilitam a sobrevivência no ambiente natural”, afirma. As ações de repovoamento da AES Tietê foram responsáveis pela retirada do peixe Pacu da lista de animais ameaçados de extinção no Estado de São Paulo

em junho deste ano. A Secretaria Estadual de Meio Ambiente reconheceu a qualidade do trabalho e publicou uma carta de agradecimento à empresa. Além do Manejo Pesqueiro, a AES Tietê desenvolve uma série de programas ambientais, entre eles o Manejo da Flora, com a produção de 1 milhão de mudas por ano no viveiro localizado na Usina Promissão.

Cooxupé participa de evento de agronegócio Agradef na Mostra em Psicologia, no Anhembi

A Cooxupé participou em Campinas, entre os dias 21 e 22 de setembro, do primeiro Fórum de Agronegócio, evento organizado pela Lide, grupo presidido pelo empresário João Dória Jr. e o Lide Agronegócios, liderado por Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura. Representada pelo presidente Carlos Paulino da Costa, a Cooxupé foi destaque no Prêmio Lide. A cooperativa foi quem abriu o evento na sexta-feira, 21, sendo reconhecida por seu comprometimento com o desenvolvimento sustentável na categoria café. Além de receber o prêmio, Carlos Paulino foi um dos debatedores do painel “Novos Rumos para o Financiamento do Agro Brasileiro”, ministrado por Murilo Portugal, presidente da Febraban – Federação Brasileira de Bancos, que aconteceu no sábado, 22, durante o Fórum. Ao debater o tema, o presidente da Cooxupé trouxe para o evento a visão do produtor, que busca nos bancos crédito rural para a safra. “O produtor rural é um bom pagador, mas muitas vezes ele não consegue garantir o

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

O presidente da Cooxupé, Carlos Paulino, falou na abertura do Fórum em Campinas

retorno do investimento feito na lavoura por uma série de problemas, como o clima. Nesse caso, os pacotes de suporte: crédito, garantias, investimentos em tecnologia e seguros devem ser aperfeiçoados, como acontece em países como Estados Unidos e na Europa. Eles são mecanismos essenciais para garantir que o país continue produzindo e, ao mesmo tempo, proteja o produtor”, avalia. O fórum contou com a presença do ministro da agricultura Mendes Ribeiro Filho, da secretária de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Môni-

ca Bergamaschi, entre outros nomes importantes do setor, que também debateram temas como: “Os Gargalos Logísticos do Agro Brasileiro”, “Uma Estratégia de Espaço para o Agronegócio no Brasil”, “O Papel do Pequeno Produtor no Desenvolvimento do Agronegócio” e “Desenvolvimento com Sustentabilidade”. Como conclusão, o evento desenvolveu a “Carta de Campinas”, que foi lida na presença do ministro da agricultura e tem o objetivo de traçar as perspectivas do setor, sua importância e direcionar novos caminhos para o desenvolvimento do Agro no Brasil.

De 21 a 23 de setembro, a Agradef participou da 2ª Mostra Nacional de Práticas em Psicologia no Anhembi, representada por Nathalia Pinesi e Lana Rosado. A psicóloga Nathalia Pinesi (foto), autora do projeto, apresentou o trabalho “Projeto Espaço Reciclarte”, que já faz parte das atividades da entidade.


A-12 - 29 de setembro de 2012

Projeto do esgoto avança, danos também Buracos não consertados, estreitamento de vias, pó e barro: motoristas reclamam

FOTOS REPORTAGEM

Sob a Ponte Nova e em área próxima a ela estão alguns dos trechos mais críticos da obra de implantação do esgoto

Buracos, sujeira e estreitamento da pista estão prejudicando consideravelmente o trânsito na avenida Perimetral

O projeto de implantação do sistema de tratamento de esgoto na cidade continua em andamento, com os funcionários da empresa responsável (Encalso) trabalhando até nos finais de semana. O ritmo está acelerado e as obras avançam, principalmente na região da Perimetral. A importância do projeto, que está orçado em R$ 31 milhões, é indiscutível. O que vem provocando críticas contundentes, porém, é o estado de abandono que as áreas nas quais já foram instaladas as tubulações do esgoto

os em que o trânsito simplesmente não anda. Há filas muito extensas nas duas avenidas, resultantes das dificuldades encontradas pelos motoristas no momento em que passam por locais onde a Encalso abriu buracos. Os lugares próximos e sob a Ponte Nova estão entre os mais críticos, tendo ocorrido considerável estreitamento da área transitável. Isso dificulta a passagem dos carros e, principalmente, dos caminhões ou ônibus. Nos dias em que choveu mais forte o lugar ficou completamente alagado.

estão sendo deixadas. Há buracos e muita terra deixados dia e noite sem providência, o que irrita os motoristas. Além do pó na época da seca e do barro em períodos de chuva, o serviço resultou em vários locais perigosos aos veículos, além de estrangulamento do espaço físico em pontos de encontro de carros na área central da cidade. No entroncamento entre a avenida Maria Aparecida Salgado Braghetta (Perimetral) e a avenida Antônio Pereira Dias, perto do Hotel Ipanema, há horári-

A empresa responsável pela instalação da tubulação do esgoto continua trabalhando no projeto na região central

Carro cai em buraco que Prefeitura não consertou Na rua Alberto Poggio, no Jardim Bela Vista, em local próximo à empresa Irmãos Flamínio, aconteceu um acidente na manhã de sexta-feira, 27, em decorrência de um buraco aberto pela Prefeitura e não consertado. Um Palio dirigido por uma moradora subia a rua e caiu nele, provocando danos na suspensão dianteira do veículo e em outras partes baixas do carro (escapamento, barra transversal etc). Segundo informações,

funcionários da Prefeitura abriram o buraco para efetuarem reparo na rede de água, que estava com problemas. O reparo foi realizado mas o buraco não foi coberto e nem os paralelepípedos que o cobriam recolocados no lugar. A sinalização no lugar era insuficiente no momento em que o veículo passava e apenas um cavalete, colocado do outro lado da rua (sem impedir a passagem de veículos pelo buraco), avisava que

havia obras ali. A moradora que dirigia o Palio na subida da rua afirmou que foi atrapalhada pelo sol e não viu o enorme buraco à frente. O susto foi grande e ela precisou pedir ajuda para retirar o carro e, em seguida, providenciar o transporte do veículo a uma oficina para conserto dos danos causados pelo acidente. Ela foi aconselhada, agora, a acionar judicialmente a Prefeitura para ressarcimento dos danos em seu carro. REPORTAGEM

A placa foi posta em local oposto ao buraco e, com isso, não impediu o acidente do Palio

Feuc: primeiro módulo já precisa de ajustes Na semana passada, a reportagem de Gazeta visitou o prédio do primeiro módulo do campus da Feuc – Faculdade Euclides da Cunha, a partir de rumores de que as obras tinham sido paralisadas. Entretanto, de acordo com o secretário de Planejamento Obras e Serviços Marco Aurélio Feltran, o primeiro módulo já foi concluído e, a partir de uma vistoria feita pessoalmente por ele à obra na semana passada, foram apontadas algumas pendências para que a empresa responsável termine o serviço que foi proposto em contrato. O custo total previsto inicialmente para o primeiro bloco era de R$ 1,3 milhão, segundo informações passadas no início do ano pela Secretaria Municipal de Obras, como o mínimo re-

querido para erguer esta estrutura do projeto da sede própria da faculdade. Sobre as informações de que a verba destinada à construção do primeiro módulo não foi suficiente, Feltran informou que a Secretaria está realizando um levantamento dos custos totais, “para depois poder

informar com exatidão”. Quanto às reclamações de que os banheiros da instituição podem ser vistos do lado de fora, em razão dos vidros transparentes colocados em todo o prédio, o secretário disse que será feito um trabalho de ‘jateamento’ ou colocação de ‘insulfim’.

Vidros transparentes deixam à mostra o interior dos banheiros

REPORTAGEM


A-13 - 29 de setembro de 2012

CDHU discute a regularização fundiária Parceria com cartórios visa garantir a propriedade do imóvel de muitas pessoas A Secretaria de Estado da Habitação, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) e a Corregedoria Geral de Justiça do Estado de São Paulo (CGJSP) realizaram na terça-feira, dia 25, o “Seminário Estadual de Regularização Fundiária”. O evento contou com cerca de mil participantes. A abertura foi feita pelos secretários de Estado da Casa Civil, Sidney Beraldo, e da Habitação, Silvio Torres, além do corregedor geral da Justiça, Prof. Dr. José Renato Nalini. O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, desembargador Ivan Ricardo Garisio Sartori, e o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, encerraram o seminário. O secretário Silvio Torres destacou a parceria entre os agentes governamentais e os profissionais dos cartórios de registro de imóveis em busca de soluções para a questão da regularização fundiária em todo o Estado de São Paulo. “Queremos muito a parceria com os cartórios, principalmente nesta primeira fase, quando é feito o diagnóstico e levantamento de documentação dos municípios. Com a parceria, vamos agilizar o processo de regularização e garantir a propriedade do imóvel de milhares de pessoas”, disse Torres, lembrando que o Governo de São Paulo decretou, no ano passado,

que o Programa Cidade Legal atendesse apenas loteamentos de interesse social. O seminário teve como objetivo apresentar e discutir os aspectos práticos que envolvem a regularização fundiária. Em especial, foi debatido o recente Provimento nº 18/2012 da Corregedoria Geral da Justiça, que disciplinou os procedimentos pelos quais os oficiais de registro de imóveis e os juízes corregedores permanentes dos registros de imóveis processam as diversas modalidades previstas na legislação em vigor, notadamente na Lei nº 11.977/ 2009. Com apoio da Associação dos Registradores de Imóveis do Estado de São Paulo (ARISP) e da Universidade do Registro de Imóveis (Uniregistral), o evento foi destinado a juízes corregedores, oficiais de registro de imóveis, promotores de justiça, procuradores estaduais e municipais e profissionais que atuam na área de regularização fundiária nos municípios. O governador Geraldo Alckmin encerrou o evento demonstrando como é difícil a busca da documentação da casa própria pelas pessoas. “A quantidade de documentos, de pagamentos e de levantamentos técnicos é tão grande que às vezes é mais fácil dar o terreno do

que legalizá-lo, tal o tempo e o custo que acarreta. Por isso, nosso desafio é muito grande, mas é fundamental que nós o enfrentemos” observou o governador. A questão fundiária tem sido um dos entraves para o desenvolvimento socioeconômico dos municípios. Para agilizar e desburocratizar os processos de regularização e averbação de unidades habitacionais, o Governo de São Paulo criou o Programa Cidade Legal, em 2007. Por meio dele, a Secretaria de Estado da Habitação oferece apoio técnico às prefeituras para a regularização de parcelamentos de solo e núcleos habitacionais públicos ou privados para fins residenciais, localizados em área urbana. O programa possui hoje 439 municípios conveniados para a regularização de mais 1,8 milhão de imóveis. Já foram regularizados até o momento 766 núcleos, totalizando 118,4 mil lotes. A CDHU vem também desenvolvendo um trabalho para eliminar o passivo de imóveis que precisam ser regularizados. De 2007 até hoje foram regularizados 59.480 imóveis, dos quais 23.354 deles a partir de 2011. Além de regularizar os conjuntos antigos, desde 2007, a Companhia só entrega empreendimentos aprovados e averbados em cartório.

O “Seminário Estadual de Regularização Fundiária” contou com cerca de mil participantes

FOTOS CLOVIS DEANGELO

O secretário de Estado da Habitação, Silvio Torres, e o governador Geraldo Alckmin, durante o encerramento do “Seminário Estadual de Regularização Fundiária”

Escola Stella na fase final da ONHB Três alunos da E.E. Profª Stella Couvert Ribeiro chegam à quinta fase da Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB), evento cultural dividido em várias etapas e cuja fase decisiva acontecerá na Unicamp, em Campinas. A escola participa com os alunos Mayara Carvalho Claro, Natália Helena Morais de Lima e Rafael Teixeira Lopes. Essa é a segunda vez que a Stella Couvert Ribeiro participa dessa olimpíada, que já existe há quatro anos. A 1ª ONHB ocorreu em 2009, contou com 16 mil inscritos em todo o Brasil e foi considerado um sucesso entre alunos e professores do país. A 2ª ONHB ocorreu em 2010, consolidando e ampliando os esforços educacionais nesta área, tendo a participação de 43 mil alunos. A 3ª ONHB trouxe novamente o desafio de os alunos estudarem História do Brasil mediante textos, documentos, imagens e mapas, com questões de múltipla escolha e realização de tarefas. A 4ª ONHB teve cerca de 50 mil inscritos

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO

e foi considerada uma olimpíada diferente das anteriores. A Olimpíada Nacional em História do Brasil é uma das poucas competições na área das ciências humanas, sendo obrigatória a participação em equipes de três estudantes e um professor de história. São cinco fases online e uma fase final e presencial, que ocorrerá na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A experiência serviu para instigar os alunos a buscar fatos históricos, o aperfeiçoamento em interpretação de textos e pes-

quisas. “Estudar e conhecer a História do Brasil pode ser um desafio estimulante e enriquecedor, sendo nisso que acreditamos ao incentivar os alunos a participar de uma Olimpíada Nacional em História do Brasil. Parabéns alunos, acreditamos que a participação serviu para aperfeiçoar mais os seus conhecimentos”, afirmou a equipe gestora da escola, em texto remetido ao jornal. “Agradecemos aos professores José da Silva e Adriana Aparecida Della Torre Merki pelo apoio durante a Olimpíada”.


A-14 - 29 de setembro de 2012

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 02 /2012 “Dispõe sobre o processo de seleção de professores pertencentes à rede de ensino do Município de São José do Rio Pardo para atuarem como Orientadores do Estudo do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa”. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, usando de suas atribuições legais, torna pública a ABERTURA DE INSCRIÇÕES para o PROCESSO SELETIVO DE PROJETOS EDUCACIONAIS, visando à escolha de professores pertencentes à rede de ensino do Município de São José do Rio Pardo para atuarem como Orientadores do Estudo do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, em conformidade com as disposições contidas no presente Edital: CAPÍTULO I - DAS INSCRIÇÕES Art. 1º - Fica estipulado o período de 01 de outubro a 10 de outubro para inscrições de interessados em participar do processo de seleção de projetos pedagógicos, visando à escolha de professores pertencentes à rede de ensino do Município de São José do Rio Pardo para atuarem como Orientadores do Estudo do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Art. 2.º - As inscrições serão recebidas no período especificado no artigo anterior, na Secretaria Municipal de Educação, localizada na Avenida dos Lírios nº 400, São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, das 08:00 às 12:00 e das 13:00 às 16:00 horas. Parágrafo único - Não haverá atendimento fora do horário acima estabelecido. Art. 3.º - São requisitos gerais para a inscrição: I – ser professor titular de cargo efetivo pertencente ao Quadro de Magistério Público do Município de São José do Rio Pardo; II – não estar recebendo bolsa de estudos de outros programas federais; III – ser formado em Pedagogia ou possuir curso de Licenciatura; IV – atuar no Ensino Fundamental há, no mínimo, 03 (três) anos; CAPÍTULO II- DA APRESENTAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO Art. 4.º - A seleção dos candidatos se efetivará mediante entrega de projeto pedagógico, que deverá ocorrer no dia 19 de outubro de 2012, junto à Secretaria Municipal de Educação, localizada na Avenida dos Lírios nº 400, São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, das 08:00 às 12:00 e das 13:00 às 16:00 horas. Art. 5.º – O projeto pedagógico deverá ser desenvolvido tendo por diretriz o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, subsidiado pela leitura da Portaria n.º 867 de 04/07/2012 que institui o Pacto e as Ações do Pacto e descreve as principais responsabilidades de cada ente, cujo critério de correção está abaixo descriminado: I - Desenvolvimento do Tema, organizado da seguinte forma: Introdução - Apresentar a ideia principal do projeto, podendo conter uma citação, uma ou mais perguntas (contanto que sejam respondidas durante o texto), comparação, pensamento filosófico, afirmação histórica, etc. Desenvolvimento: Argumentação e desenvolvimento do tema, na qual o autor dá a sua opinião e propõe aplicação de métodos para a Alfabetização na Idade Certa no ensino fundamental, tendo por base a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – Lei Federal n.º 9.394/1996 e os Parâmetros Curriculares para o Ensino Fundamental, além de considerar as diretrizes desenvolvidas pelo Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Conclusão (último parágrafo): Proposta de solução para os problemas relacionados à alfabetização no ensino fundamental: 60 (sessenta) pontos; II - Gramática: 20 (vinte) pontos; III - Concordância Verbal e Nominal: 20 (vinte) pontos. Parágrafo Único - O projeto deverá ser apresentado em uma única via encadernada e digitalizada com no mínimo 05 (cinco) e no máximo 15 (quinze) laudas, cuja pontuação máxima somará o total de 100 (cem) pontos. CAPÍTULO III - DA CLASSIFICAÇÃO E DOS RECURSOS Art. 6.º - A classificação dos candidatos será efetuada com base no somatório de pontos obtidos no Projeto Pedagógico apresentado, de acordo com a metodologia de correção estipulada no artigo anterior. Art. 7.º - No caso de empate na contagem de pontos, terão preferência, sucessivamente o candidato que: I - Possuir maior experiência na docência do Ensino Fundamental, comprovada mediante documentação; II - Tiver maior idade; III - For casado; IV - Possuir o maior número de filhos menores. Art. 8.º - Encerrado o processo de inscrição, avaliação e classificação, a Prefeitura Municipal elaborará e publicará as listas de classificação geral que será afixada no Mural da sede da Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo, na Diretoria de Educação. Art. 9.º - Da classificação caberá recurso, sem efeito suspensivo, interposto no prazo improrrogável de 1 (um) dia. Art. 10º - A Administração Municipal deverá decidir do recurso no prazo estabelecido no artigo anterior. Art. 11º – Após decisão dos recursos, caso haja alteração na ordem de classificação, será publicada nova lista de classificação, abrindo-se novo prazo para recursos caso tenha havido alteração na classificação. Parágrafo Único: Os recursos deverão ser interpostos no prazo estabelecido no artigo 9º. Art. 12º - A classificação final será homologada por ato do Prefeito Municipal. CAPÍTULO VI -DAS DISPOSIÇÕES FINAIS Art. 13º – Os candidatos classificados atuarão como orientadores de estudos no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, de acordo com a quantidade de vagas a serem disponibilizadas para a rede municipal de ensino. Art. 14º – Fica constituída a Comissão Examinadora do presente Processo Seletivo, formada pelos membros abaixo descritos, sob a presidência do primeiro: I – Dulce Schiavon Rossetto; II – Ana Lúcia Porfírio; III – Rita de Cássia Zanetti Manzoni; IV – Bernadete Tardelli; V – Ione Pinheiro Portella. Art. 15º – Os casos omissos serão solucionados pela comissão do processo seletivo e pela Diretoria Municipal de Educação. São José do Rio Pardo, 28 de setembro de 2012. João Luís Soares da Cunha-Prefeito Municipal DECRETO Nº 4.183, DE 10 DE SETEMBRO DE 2.012. Dispõe sobre abertura de crédito adicional suplementar no valor de R$ 4.270,00 (quatro mil, duzentos e setenta reais). O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e, considerando a Lei Orçamentária Anual n° 3.820 de 09 de setembro de 2011, no seu artigo 4°; D E C R E T A: Art. 1º - Fica aberto um crédito adicional suplementar no valor de R$ 4.270,00 (quatro mil, duzentos e setenta reais), destinado a reforçar as dotações orçamentárias do Departamento de Esporte e Cultura - DEC, do orçamento vigente, a seguir : DOTAÇÃO UNIDADE EXECUTORA VALOR 05. Departamento de Esporte e Cultura - DEC 05.01 Departamento de Esporte e Cultura - DEC 05.01.04 Manutenção do Departamento do Esporte 27.812.0050.2.048 DEC – Departamento do Esporte 57-3.3.90.39.00 Outros Serv. Terceiros Pessoa Jurídica 4.270,00 fonte 04.0000000 Recursos Próprios – Administração Indireta cod.aplic.04.1100000 Geral Indireta TOTAL DA SUPLEMENTAÇÃO R$ 4.270,00 Art. 2º - Para atender o disposto no artigo anterior indica-se o seguinte recurso orçamentário: 1 - A anulação parcial da dotação, conforme o artigo 43, parágrafo 1º, inciso III, da Lei 4320/64. DOTAÇÃO UNIDADE EXECUTORA VALOR 05. 05.01 05.01.04 27.812.0050.2.048 53-3.3.90.31.00

Departamento de Esporte e Cultura - DEC Departamento de Esporte e Cultura - DEC Manutenção do Departamento do Esporte DEC – Departamento do Esporte Premiações culturais, art. cientif, desporto e outras 4.270,00 fonte 04.0000000 Recursos próprios – Adm Indireta cod.aplic 04.1100000 Geral Indireta TOTAL DA ANULAÇÃO 4.270,00 Art. 3º - Fica o Setor de Contabilidade encarregado de realizar as alterações e ajustes necessários nos demonstrativos e anexos da Lei das Diretrizes Orçamentárias nº 3.752 de 01 de dezembro de 2011 e da Lei do Plano Plurianual 2010/2013. Art. 4º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 10 de setembro de 2012. João Luís Soares da Cunha – Prefeito. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na Sede da Prefeitura Municipal, nesta data. Walkyr Veronese Júnior-Secretário Municipal de Gestão Pública DECRETO Nº 4.188, DE 24 DE SETEMBRO DE 2.012. Dispõe sobre abertura de crédito adicional suplementar no valor de R$ 9.000,00 (nove mil reais). O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e, considerando a Lei Orçamentária Anual n° 3.820 de 09 de setembro de 2011, no seu artigo 4°; D E C R E T A: Art. 1º - Fica aberto um crédito adicional suplementar no valor de R$ 9.000,00 (nove mil reais), destinado a reforçar as dotações orçamentárias de diversas secretarias do orçamento vigente, a seguir : DOTAÇÃO UNIDADE EXECUTORA VALOR 07. Fundação de Pesquisa 07.01 Fundação de Pesquisa 07.01.01 Manutenção dos Serviços Administrativos 20.601.0055.2.050 FPA – Serviços Administrativos 04-3.3.90.39.00 Outros Serv. Terceiros Pessoa Jurídica 9.000,00 fonte 04.0000000 Recursos Próprios – Adm Indireta cod.aplic.04.1100000 Geral Indireta TOTAL DA SUPLEMENTAÇÃO R$ 9.000,00

Art. 2º - Para atender o disposto no artigo anterior indica-se o seguinte recurso orçamentário: 1 - A anulação parcial da dotação, conforme o artigo 43, parágrafo 1º, inciso III, da Lei 4320/64. DOTAÇÃO UNIDADE EXECUTORA VALOR 07. Fundação de Pesquisa 07.01 Fundação de Pesquisa 07.01.01 Manutenção dos Serviços Administrativos 20.601.0055.2.050 FPA – Serviços Administrativos 02-3.3.90.30.00 Material de Consumo 9.000,00 fonte 04.0000000 Recursos Próprios – Administração Indireta cod.aplic 04.1100000 Geral - Indireta TOTAL DA ANULAÇÃO 9.000,00 Art. 3º - Fica o Setor de Contabilidade encarregado de realizar as alterações e ajustes necessários nos demonstrativos e anexos da Lei das Diretrizes Orçamentárias nº 3.752 de 01 de dezembro de 2011 e da Lei do Plano Plurianual 2010/2013. Art. 4º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 24 de setembro de 2012. João Luís Soares da Cunha-Prefeito. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na Sede da Prefeitura Municipal, nesta data. Walkyr Veronese Júnior- Secretário Municipal de Gestão Pública. DECRETO Nº 4.189, DE 24 DE SETEMBRO DE 2012. Regulamenta o inciso I, artigo 2º da Lei Municipal nº 3.353, Programa de Ação Coletiva. O Prefeito de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, D E C R E T A: Art. 1º - Este Decreto regulamenta o inciso I, artigo 2º da Lei Municipal nº 3.353, de 09 de junho de 2009, Programa de Ação Coletiva, também conhecido como “Projeto Capacitar”, incluindo a regra de funcionamento e deveres das pessoas atendidas pelo programa. Art. 2º - Fixa como prazo máximo de entrega de Cestas Básicas, do Projeto Capacitar, o dia 20 de cada mês, considerando tratar-se de produtos perecíveis. Parágrafo Único - A não retirada da cesta básica dentro do prazo estabelecido, implica na perda de seu direito. Art. 3º - Este decreto entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 24 de setembro de 2012. João Luis Soares da Cunha-Prefeito. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na Sede da Prefeitura Municipal, nesta data. Walkyr Veronese Júnior-Secretário Municipal de Gestão Filho. DECRETO Nº 4.190, DE 26 DE SETEMBRO DE 2.012. Dispõe sobre abertura de crédito adicional suplementar no valor de R$ 50.310,00 (cinquenta mil, trezentos e dez reais). O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e, considerando a Lei Orçamentária Anual n° 3.820 de 09 de setembro de 2011, no seu artigo 4°; D E C R E T A: Art. 1º - Fica aberto um crédito adicional suplementar no valor de R$ 50.310,00 (cinquenta mil, trezentos e dez reais), destinado a reforçar as dotações orçamentárias de diversas secretarias do orçamento vigente, a seguir: DOTAÇÃO UNIDADE EXECUTORA VALOR 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – Conv./Transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social – Conv./Transf. 105-3.3.90.30.00 Material de Consumo 10.000,00 fonte 02.0000000 Trans. e Conv. Estaduais cod.aplic.02.5000005 Programa Básico 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – Conv./Transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social – Conv./Transf. 106-3.3.90.30.00 Material de Consumo 4.000,00 fonte 02.0000000 Trans. e conv. Estaduais cod.aplic.02.5000004 Liberdade Assistida – LA 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – Conv./Transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social – Conv./Transf. 110-3.3.90.30.00 Material de Consumo 7.000,00 fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000008 Piso Fixo M Complexidade 02. Poder Executivo 02.04. Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 109-3.3.90.30.00 Material de Consumo 3.000,00 fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000007 Piso BásicoVariável II 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria de Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 108-3.3.90.30.00 Material de Consumo 3.310,00 fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000006 Piso Básico Variável 02. Poder Executivo 02.04. Secretaria de Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 126-4.4.90.52.00 Equipamentos e Material Permanente 11.000,00 fonte: 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000005 IGD – Bolsa família 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 121-3.3.90.39.00 Outros Serv. Terc. Pessoa Jurídica 1.000,00 fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000005 IGD Bolsa Família 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 007-3.3.90.30.00 Material de Consumo 11.000,00 fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000004 Piso Básico Fixo TOTAL DA SUPLEMENTAÇÃO R$ 50.310,00 Art. 2º - Para atender o disposto no artigo anterior indica-se o seguinte recurso orçamentário: 1 - A anulação parcial da dotação, conforme o artigo 43, parágrafo 1º, inciso III, da Lei 4320/64. DOTAÇÃO UNIDADE EXECUTORA VALOR 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 112-3.3.90.36.00 Outros Serv. Terc. Pessoa Física 4.000,00 fonte 02.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000005 Programa Básico 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 118-3.3.90.39.00 Outros Serv. Terc. Pessoa Jurídica 6.000,00 fonte 02.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000005 Programa Básico 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 113-3.3.90.36.00 Outros Serv. Terc. Pessoa Física 4.000,00 fonte 02.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.02.5000004 Liberdade Assistida – LA 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 117-3.3.90.36.00 Outros Serv. Terc. Pessoa Física 5.000,00 fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000008 Piso Fixo M Complexidade 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social

02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 124-3.3.90.39.00 Outros Serv. Terc. Pessoa Jurídica 2.000,00 fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000008 Piso Fixo M. Complexidade 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 116-3.3.90.36.00 Outros Serv. Terc. Pessoa Física 1.000,00 fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000007 Piso Básico Variável II 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 123-3.3.90.39.00 Outros Serv. Terc. Pessoa Jurídica 2.000,00 fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000007 Piso Básico Variável II 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 115-3.3.90.36.00 Outros Serv. Terc. Pessoa Fisica 1.310,00 fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000006 Piso Básico Variável 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 122-3.3.90.39.00 Outros Serv. Terc. Pessoa Jurídica 2.000,00 fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000006 Piso Básico Variável 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 130-3.3.90.36.00 Outros Serv. Terc. Pessoa Física 12.000,00 fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000005 IGD Bolsa Família 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 114-3.3.90.36.00 Outros Serv. Terc. Pessoa Física 8.000,00 fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000004 Piso Básico Fixo 02. Poder Executivo 02.04 Secretaria da Assistência Social 02.04.03 Fundo Municipal de Assistência Social – conv./transf. 08.244.0016.2.016 Fundo Municipal de Assistência Social - conv./transf. 120-3.3.90.39.00 Outros Serv. Terc. Pessoa Jurídica 3.000,00 fonte 05.0000000 Trans. e Conv. Federais cod.aplic.05.5000004 Piso Básico Fixo TOTAL DA ANULAÇÃO 50.310,00 Art. 3º - Fica o Setor de Contabilidade encarregado de realizar as alterações e ajustes necessários nos demonstrativos e anexos da Lei das Diretrizes Orçamentárias nº 3.752 de 01 de dezembro de 2011 e da Lei do Plano Plurianual 2010/2013. Art. 4º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. São José do Rio Pardo, 26 de setembro de 2012. João Luís Soares da Cunha -Prefeito. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na Sede da Prefeitura Municipal, nesta data. Walkyr Veronese Júnior- Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA N.º 11.007, DE 27 DE SETEMBRO DE 2012. Dispõe sobre a concessão de licença sem remuneração para tratar de assuntos de interesse particular ao servidor MAURÍCIO DE CARVALHO MARSULO. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, R E S O L V E: Art. 1º Conceder, a pedido, licença sem remuneração, por um período de até dois anos, de acordo com o Art. 81 e seus parágrafos, da Lei Municipal nº 2.712 de 16 de março de 2004, ao servidor MAURÍCIO DE CARVALHO MARSULO, desta Prefeitura Municipal. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 18 de setembro de 2012. São José do Rio Pardo, 27 de setembro de 2012. João Luis Soares da Cunha-Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior-Secretário Municipal de Gestão Pública PORTARIA N.º 11.008, DE 27 DE SETEMBRO DE 2012. Dispõe sobre o retorno de licença para tratar de assuntos de interesse particular do servidor ALEXANDRE CALLEGARI. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições, R E S O L V E: Art. 1º – Dispõe sobre o retorno do servidor ALEXANDRE CALLEGARI, da licença sem remuneração para tratar de assuntos de interesse particular, por um período de até dois anos, de acordo com art. 81 e seus parágrafos da Lei nº 2.712 de 16 de março de 2004, no cargo de GUARDA CIVIL MUNICIPAL MASCULINO – 2ª CLASSE. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos a partir de 24 de setembro de 2012. São José do Rio Pardo, 27 de setembro de 2012. João Luís Soares da Cunha-Prefeito. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior-Secretário Municipal de Gestão Pública. PORTARIA Nº 11.009, DE 27 DE SETEMBRO DE 2.012. Dispõe sobre a prorrogação do contrato da Senhora VALENTINA HELENA ARTESE DA SILVA CALLEGARI, referente a atribuição de classe. O Prefeito do Município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições. R E S O L V E: Art. 1º – Fica prorrogado o contrato de trabalho da Senhoria VALENTINA HELENA ARTESE DA SILVA CALLEGARI, referente a atribuição de classe prevista na Portaria nº 10.991 de 13 de setembro de 2012, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo, por 23 (vinte e três) dias, de 20 de setembro a 12 de outubro de 2012. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 20 de setembro de 2012. São José do Rio Pardo, 27 de setembro de 2012. João Luis Soares da Cunha-Prefeito Municipal. Publicada por afixação em quadro próprio de editais na sede da Prefeitura Municipal, na mesma data. Walkyr Veronese Júnior-Secretário Municipal de Gestão Pública. A Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo, torna publico: Dispensa de Licitação nº 30/2012 Em despacho consubstanciado, o Sr. Secretario Municipal de Gestão Pública RATIFICOU dispensa de licitação para Contratação de clínica especializada para Internação Compulsória do paciente Natan da Silva Guillen, no valor de R$ 16.560,00 (dezesseis mil quinhentos e sessenta reais) por um período de 120 (cento e vinte) dias, em favor da Clinica Antonio Luiz Sayão Acompanhamento Psiquiátrico, de acordo com a Lei Federal 8666/93 artigo 24 inciso IV, FICA REVOGADA.. Dispensa de Licitação nº 31/2012 Em despacho consubstanciado, o Sr. Secretario Municipal de Gestão Pública RATIFICOU dispensa de licitação para Contratação de clínica especializada para Internação Compulsória do paciente Natan da Silva Guillen, no valor de R$ 27.000,00 (Vinte e sete mil reais) por um período de 180 (cento e oitenta) dias, em favor da Comunidade Terapêutica Vargem Grande Paulista Ltda Me, de acordo com a Lei Federal 8666/93 artigo 24 inciso IV. Pregão Presencial 73-12 – Sistema de Registro de Preços, para futura e eventual aquisição de material de Proteção e Segurança, para atender a demanda da Secretaria Municipal de Segurança e Transito – Corpo de Bombeiros, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo, com o encerramento dia 16/10/2012 às 10:00 horas. Pregão Presencial 74-12 – Sistema de Registro de Preços, para futura e eventual aquisição de hortifrutigranjeiros, para atender a demanda da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente –Zoológico Ilha São Pedro, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo, com o encerramento dia 17/10/2012 às 10:00 horas. Pregão Presencial 75-12 – Sistema de Registro de Preços, para futura e eventual aquisição de materiais odontológicos, para atender a demanda da Secretaria Municipal de Saúde –Centro Odontológico, desta Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo, com o encerramento dia 18/10/2012 às 10:00 horas. Mais informações poderão ser obtidas no endereço Praça dos Três Poderes, 01, das 12 às 18 horas, através do telefone (0xx19) 3682.7831 ou pelo site www.saojosedoriopardo.sp.gov.br.


29 de setembro de 2012 - A-15

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO


29 DE SETEMBRO DE 2012 - Pág. A- 16

Grand Siena e Voyage tiram motorista do pop FOTOS DIVULGAÇÃO

TEXTO E FOTOS: THIAGO MORENO FONTE: ICARROS

Você quer comprar um sedã compacto que tenha sido atualizado recentemente e que não esconda um motor 1.0 embaixo do capô? Então, coloque o Fiat Grand Siena Attractive 1.4 e o Volkswagen Voyage 1.6 em sua alça de mira antes de escolher o seu próximo carro. O preço inicial para os modelos é de R$ 36 mil e R$ 34.950, respectivamente. O Grand Siena “esticou” e ganhou nova geração para se distanciar da fama de sedã do Palio. Já o Voyage recebeu a nova identidade visual da VW e parece até um “miniJetta. O Voyage oferece mais motor por menos dinheiro. São 104 cv de potência com etanol e 101 cv com gasolina fornecidos pelo propulsor flex. O Grand Siena conta com um motor 1.4 flex de 88 cv com etanol e 85 cv com gasolina. Ambos são equipados com câmbio manual de cinco velocidades. A relação custo benefício do Voyage, porém, é limitada pela oferta dos itens de série; há apenas abertura elétrica dos vidros dianteiros e remota do porta-malas eletricamente pela chave. O Grand Siena traz direção hidráulica, travas elétricas, computador de

bordo, faróis de neblina, airbags frontais e freios ABS. Cuidado com o bolso na hora de pedir opcionais, pois com todos os equipamentos, os valores passam facilmente dos R$ 40 mil. Nas medidas, o modelo da Fiat ganhou corpo para receber o adesivo “Grand” nas laterais. São 4,2 m de comprimento, 1,7 m de largura, 1,5 m de altura e 2,5 m de entre-eixos. O Voyage tem 4,2 m, 1,8 m, 1,4 m e 2,4 m. Apesar de bem similares, esse 0,1 m de distância entre-eixos faz diferença para quem vai no banco traseiro e também para as malas. No bagageiro, são 520 litros no Fiat e 480 litros no VW. Beleza enfrenta a eficiência De maneiras diferentes, visualmente, o Grand Siena é mais agressivo, enquanto o Voyage é mais elegante. A escolha fica ao gosto do cliente. É no interior, no entanto, que as diferenças começam a saltar aos olhos, pois o painel do Fiat, tem aparência mais frágil que o acabamento encontrado no VW, onde não há espaço para repreensão neste quesito. Um sedã precisa tratar bem os passageiros e ser capaz de carregar bagagem. Nesse ponto, o Grand Siena vira o jogo devido à distância entre-ei-

xos maior. Isso se traduz em mais espaço para as pernas no banco traseiro, algo bem-vindo na hora de viajar. Além disso, o portamalas do Fiat é maior. Mesmos com esta vantagem, o carro não é mais comprido, o que poderia atrapalhar as manobras em ambiente urbano. Girando-se a chave, o Voyage responde melhor que o Grand Siena, pois seu motor 1.6 8V flex está sempre disposto, desde as baixas até as altas rotações. Isso se traduz em uma condução com poucas trocas de marchas e retomadas mais rápidas, mesmo quando o veículo está carregado. É aí que aparece um ponto fraco do Fiat: o motor 1.4 8V flex da versão de entrada é apenas suficiente no tráfego urbano e o carro sente bastante o peso quando está carregado. Na estrada, é preciso avaliar o espaço para ultrapassagens e sempre reduzir ao menos uma marcha. Na dinâmica de condução, o Grand Siena é confortável e melhorou bastante em relação à geração anterior, que chegava a ser “molenga” demais. Agora, os passageiros continuam a desfrutar de uma viagem sem solavancos, mas o motorista pode entrar mais rapidamente nas

curvas sem receios. Já o Voyage tem um acerto mais firme. Dá para sentir as imperfeições do solo, mas nada incômodo. Nas curvas, contorna com pouco rolamento e transmite segurança. Veredicto de Thiago Moreno - Com o tráfego atual nos grandes centros, comprar um carro apenas por ter um motor maior não é a melhor escolha. Na hora de passar seu sedã 1.0 para frente, não é o melhor momento para lidar com um carro sem conforto. Com visual moderno, desempenho modesto mas eficiente - e uma boa lista de equipamentos de série, Grand Siena triunfa

sobre o Voyage, mesmo que o segundo colocado tenha o melhor conjunto mecânico do comparativo. Siena em versão antiga é opção - A Fiat ainda oferece mais uma opção para quem deseja deixar o sedã 1.0 para trás. Trata-se do Siena EL 1.4. Para

quem não liga para o visual antigo do modelo, por R$ 30 mil, entrega o mesmo propulsor 1.4 do Grand Siena. Equipando-o com direção hidráulica, ar-condicionado, vidros e travas elétricas, o preço sobe para R$ 34.879, mais barato que os dois modelos do comparativo.


29 de setembro de 2012 - A-17

TAÇA SÃO JOSÉ

Semifinalistas podem sair nos próximos jogos Faltando poucas rodadas para o encerramento da primeira fase da Taça São José de Futebol 2ª Divisão, a disputa pela classificação à semifinal começa a ficar mais acirrada, devendo ser definida nas próximas rodadas. Na categoria aspirante cinco equipes mantêm chances de classificação: Venerando, Dalbon, Brasão, Taquara Branca e Atlético DAE. Na categoria titular a disputa também está acirrada

Mafra marcou os dois gols na vitória da Taquara Branca

entre as equipes do Venerando, Santa Luzia do Galego, Taquara Branca, Brasão, Juventus do Vila Verde e São Cristóvão/Ataíde. No último domingo quatro jogos foram realizados nas categorias aspirantes e titulares. No estádio do Grêmio Municipal o aspirante do Brasão venceu o Juventus do Vila Verde por 2 a 1, gols de Baby (2) para o Brasão e Djalminha para o Juventus. Entre os titulares o Brasão venceu por 2 a 1, gols de Marcelo (2) para o Brasão e Djalminha para o Juventus. No campo da Taquara Branca o time aspirante da casa venceu a Vila Maria por 3 a 0, gols de João, Luizinho e Perinha. No jogo dos titulares Taquara Branca venceu a Vila Maria por 2 a 0, gols de Mafra (2). No estádio do Botafogo o aspirante do Venerando goleou a Água Fria por 6 a

1, gols de Paulo Valin (2), João Paulo (2), Paulinho e Rogério para o Venerando e Bebe para a Água Fria. Entre titulares, vitória do Venerando sobre a Água Fria por 2 a 0, gols de Luzinho e Pacotinho. No estádio Luis Dal Bon o aspirante do Dalbon venceu o time da fazenda São Paulo por 3 a 1, gols de Rick (2) e Preto Ribeiro para o Dalbon e Alexandre para o São Paulo. No titular o Dalbon perdeu para o São Paulo por 3 a 2, gols de Betão (2) para o time da casa e Carlinhos do Pinheirinho (2) e Michel para o São Paulo. Até o momento, 219 gols foram marcados entre os aspirantes e João Paulo (Venerando) é o artilheiro, com 10 gols. Entre os titulares, 238 gols foram marcados e o artilheiro é Marcelo (Brasão), com 15 gols marcados.

PRÓXIMOS JOGOS: Fazenda São Paulo - São Paulo x Brasão Botafogo - Dalbon x Venerando BINGA E ELVIS

Sítio Novo e União Cacondense vencem O Campeonato Regional de Futebol Binga e Elvis e RP Silk prosseguiu no último domingo, dia 23, com a realização de dois jogos, em São José do Rio Pardo e Caconde. Na cidade de Caconde, no estádio do União, o time da casa venceu o Botafogo FC nas duas categorias. Entre aspirantes o União venceu por 5 a 1, gols de David (3), Everton e Ser-

gio Henrique para o União e Paulo para o Botafogo. No titular o União venceu por 4 a 0, gols de Eduardo (2), Pocaia e Vander. Em São José do Rio Pardo, no estádio da avenida Euclides da Cunha, o time do Vasco jogou contra o Sítio Novo. Na categoria aspirante as duas equipes empataram em 1 a 1, gols de Rafael Chagas para o Vasco e Marciano para o

Sítio Novo. Entre os titulares o Vasco perdeu por 3 a 2, gols de Matheus (2) para o Vasco e Yussef, Filipinho e Rogério para o Sítio Novo. A competição prossegue neste domingo com dois jogos às 13:30 horas. No estádio do Grêmio Nestlé o time da casa joga contra o Botafogo FC e, na cidade de Caconde, o União Cacondense joga contra o Vasco FC.

Titular do Sítio Novo obteve vitória diante do Vasco

Titulares do São Paulo obtiveram vitória diante do Dalbon

DOMINGÃO LIVRE

Sampa/Nova Geração aplicou WO e foi eliminado O primeiro WO do Campeonato Domingão Livre de Futebol aconteceu na manhã do último domingo, dia 23, no estádio do Grêmio Municipal. A equipe do Sampa/Nova Geração não reuniu número legal de jogadores e acabou aplicando WO na partida contra a Cargill. A Comissão Disciplinar da Liga Riopardense de Futebol (LRF) analizou a súmula da partida e eliminou a equipe do Sampa/Nova Geração. No segundo jogo realizado no Grêmio Municipal, a equipe do Frango da Vila venceu o time do Escritório São Lucas por 2 a 1, gols de Ricardo e William para o Frango da Vila e Porquinho para o Escritório. No estádio do Vale Redentor, no primeiro jogo, o Coffee the Morning obteve sua terceira vitória seguida ao derrotar o Paulista B por 4 a 1, gols de Ivan (2), Batata e Tales para o Coffee e Jonas para o Paulista B. No segundo jogo, vitória dramática do time do Carlos Edgard sobre o Paulista A por 2 a 1, gols de Buiuzão e Claudinho Zavatiero para o Carlos e Edgard e Zulu para o Paulista A.

PRÓXIMOS JOGOS: GRÊMIO MUNICIPAL 08h45 - Frango da Vila x Carlos Edgar 10h00 - Cargill x Coffee the Morning VALE REDENTOR 08h45 - Paulista - A x Paulista - B

Time do Carlos e Edgar suou a camisa para derrotar o Paulista A

Sampa Nova Geração aplicou WO e deve ser punida pela comissão


A-18 - 22 de setembro de 2012

NATAÇÃO

Bons resultados da Atletic em Pirassununga A equipe de natação da Atletic Comp/DEC/AAR conquistou bons resultados na 1ª etapa classificatória do Troféu Regional Amigos da Natação de Verão, realizada em Pirassununga. A competição aconteceu domingo, dia 23, no Clube Pirassununguense e a equipe rio-pardense esteve competindo com 23 integrantes. As provas foram disputadas nos 25 ou 50 metros nado livre e borboleta e os revezamentos nos 4x25 ou 4x50 metros nado livre. Cerca de 300 atletas estiveram presentes, oriundos de São José

do Rio Pardo, Mococa, São Sebastião da Grama, Andradas, Porto Ferreira, Pirassununga, Divinolândia, entre outras. A equipe rio-pardense foi divida em Masters, com atletas acima de 30 anos, e Geral, com nadadores de 7 a 29 anos. Na Geral, o grande destaque foi a atleta Amanda Camargo com três ouros e melhora em todos os tempos. No Master o destaque foi Luciana Innarelli de Lima Bagode, também com três ouros. No Geral a equipe rio-pardense ficou com a 4ª colocação e o Master em 1º, num total de 12 equipes.

ESCOLA DA FAMÍLIA

Futsal do Euclides termina neste domingo O VII Campeonato de Futsal Programa Escola da Família, do Euclides da Cunha, termina neste final de semana. Neste sábado, 29, sete jogos serão realizados em diversas categorias, com algumas equipes brigando pelo título e outras pelo terceiro lugar. Ao término de cada jogo será feita a premiação com troféus aos quatro primeiros colocados, medalhas para os atletas e comissão técnica, troféus para o artilheiro e goleiro menos vazado por categoria. A competição foi organizada pela diretoria de esportes do DEC e pelo Programa Escola da Família Euclides da Cunha, através dos estagiários universitários Leonardo, Karol, Tiago e a educadora profissional professora Vera Gil. Resultados semifinais: Sub-14 masculino: DEC/ Natal Merli 8 x 3 DEC/Natal Merli-A (gols de Paulo 2, João 2, Moisés 2, Luis Matheus e Gustavo para o Natal Merli e Dênis 2 e Igor para o Natal Merli-A) Sub-14 feminino: DEC/ Natal Merli 8 x 2 DEC (gols de Talita 4, Eduarda 2 e Letícia 2 para o Natal Merli e Vanessa e Mirela para o DEC) Sub-16 masculino: DEC/ Natal Merli 3 x 6 EMEIF Stella M.B.Catalano (gols de Lucas 2 e Moisés para o Natal Merli e Marcus 4, Leonardo e Paulo Renato para a Stella Maris) Sub-16 feminino: DEC 2 x 2 PEF/Euclides da Cunha (gols de Adriele e Carol para o DEC e Maiara e

Maria Carolina para o Euclides da Cunha) Sub-18 feminino: PEF/Euclides da Cunha 2 x 1 Tarquínio Cobra Olyntho (gols de Adriele e Regiane para o DEC e Marcela para o Tarquínio) Sub-18 masculino: PEF/ Euclides da Cunha-B 1 x 0 PEF/Euclides da Cunha-A (gol de Silas) Sub-20 masculino: PEF/ Euclides da Cunha-B 6 x 6 PEF/Euclides da CunhaA (gols de Gabriel Siqueira 2, Márcio Venâncio 2, Lucas Scoqui e Felipe Cardozo para o Euclides da Cunha-B e João Lucas 4, Mateus Salvador e Eduardo Nunes para o Euclides da Cunha-A) Sub-14 masculino: PEF/ Euclides da Cunha 3 x 4 EMEIF Stella M.B.Catalano (gols de Álvaro 2 e Silas para o Euclides e Maurício 2, Rafael Ribeiro e Samuel para a Stella Maris) Adulto feminino: DEC 2 x 0 PEF/Tarquínio Cobra Olyntho (gols de Luciana Pavani e Isabela Maziero) Sub-16 masculino: PEF/ Euclides da Cunha 3 x 2 PEF/Tarquínio Cobra Olyntho (gols de Francisco, Mateus Eusébio e Pedro Henrique para o Euclides e Daniel e Melquesedec para o Tarquínio) Sub-18 masculino: EMEIF Stella M.B.Catalano 4 x 3 Tarquínio Cobra Olyntho (gols de Leonardo Felipe 3 e Murilo para a Stella Maris e Vinícius 2 e Gabriel para o Tarquínio) Sub-20 masculino: PEF/ Tarquínio Cobra Olyntho 2 x 0 Laudelina O. Pourrat (gols de Samuel e Leonardo)

Sub-18 feminino do PEF/Tarquínio Cobra Olyntho

Juvenil feminino ficou com medalha de ouro no revezamento

BASQUETE

AAR/DEC/ABS tem partidas difíceis As equipes sub-13 e sub19 da AAR/DEC/ABS voltam a jogar nesse final de semana fora de casa, pelo Campeonato Regional de Basquete, organizado pela Liga de Ribeirão Preto. O sub-13 rio-pardense tem um difícil jogo diante da equipe da Hípica, em Campinas. “Será um jogo muito difícil, porém os garotos tricolores estão melhorando muito a cada jogo”, disse Hebinho de Souza, técnico do tricolor, informando que na última partida, disputada contra Itapira, o time da AAR/DEC perdeu por 55 a

42. Os destaques da equipe naquela partida foram Rogerinho, com 8 pontos, e Gabriel, com 5 pontos. O sub-19 vai encarar Atibaia na casa do adversário, sendo que ambas ainda não venceram na competição. Para essa partida o AAR/DEC contará com os reforços de Everton e Rafael, que estavam jogando no Rio de Janeiro. “Essa é uma fase onde estamos entrosando a equipe a cada jogo, acredito numa boa partida diante do time de Atibaia”, finalizou Hebinho.

Sub-19 da AAR/DEC/ABS quer a primeira vitória

REGIONAL DE BASE

Rodada em duas cidades tem quatro jogos A próxima rodada do Campeonato Regional de Futebol, categoria de Base, será realizada neste sábado, dia 29, com quatro jogos nas cidades de São José do Rio Pardo e Caconde. As partidas terão inicio às 9 horas, nas categorias sub14 e sub-16. No último sábado, 22, vários jogos aconteceram em três cidades. Em São José do Rio Pardo, no estádio do Grêmio Municipal, o sub-14 do São Bernardo/DEC venceu a Nova Geração/Mococa por 2 a 0, gols de Luquinha e Carlos Henrique. O time riopardense venceu jogando com Alexsandro, Antonio Leandro, Carlos Henrique, Cleiton, Christian, David, Eric, Leonardo César, Leo Moraes, Luan, Luquinha, Marcos Vinícius, Rafael Ribeiro, Rafael Scapin e Tiago. Técnicos: Mauricio Neves, José Roberto Boaro e Antonio Carmo Zulli. Na categoria sub-16, o time do São Bernardo/DEC empatou com a Nova Geração/Mococa em 0 a 0. O time rio-pardense jogou com David, Donizete, Jean, Leonardo, Leo Moraes, Luquinha, Maicon,

Marciel, Marco Aurélio, Marcos Vinícius, Marcos Carvalho, Matheus, Miguel, Paulinho, Rafael Ribeiro, Rafael Scarpin e Robson. Técnicos: Mauricio Neves, José Roberto Boaro e Antonio Carmo Zulli. Em Tapiratiba, na categoria sub-12 o time do Departamento de Esportes/ Tapiratiba venceu a Escolinha do Flamengo/Rondinelli por 2 a 1, com gols de Lucas e Riquelme para Tapiratiba e Guilherme para a Escolinha do Rondinelli. Na categoria sub14, a Escolinha do Flamengo/Rondinelli venceu Tapiratiba por 4 a 0, gols de Guilherme, João Pedro, Vinícius Pereira e Luis Guilherme. No sub-16, as duas equipes empataram em 2 a 2, gols de Henrique e Breno para Tapiratiba e Maurício e Bruno Henrique para a Escolinha do Rondinelli. Em Tambaú, o time sub12 do Derla/Mococa venceu a Escolinha Municipal de Tambaú por 2 a 0, gols de Paulo Henrique e Willian. Na categoria sub-14, o time do Derla/Mococa venceu o Operário/Prefeitura/ Tambaú por 3 a 0, gols de Guilherme (2) e André.

RESULTADOS DOS ATLETAS: Pré mirim: Laura Carvalho - 3º lugar Pré mirim: Nicole Paulino - 5º lugar Pré mirim: Ana Letícia Barbosa - 6º lugar Pré mirim: Pedro H. Bagodi - 4º e 2º lugar (revezamento) Pré mirim: Diogo Antoniale - 9º e 2º lugar (revezamento) Pré mirim: Henrique Bertho - 12º e 2º lugar (revezamento) Pré mirim: Mateus Antoniale - 14º e 2º lugar (revezamento) Mirim: Lucas Nogueira - 12º lugar Mirim: Luccas Saliba - 13º lugar Master: Fabiana Cunha - 1º e 1º lugar (revezamento) Master: Cristiane Primini - 3º e 1º lugar (revezamento) Master: Samuel N. Andrioli - 1º e 1º lugar (revezamento) Master: Paulo Luiz F. Soares - 2º e 1º lugar (revezamento) Master: Fabrício A. Paulino - 3º lugar Master: Rodrigo V. Morais - 9º lugar Master: Luciana I. de Lima - 1º e 1º lugar (revezamento) Master: Regina Marta Risso - 2º e 1º lugar (revezamento) Master: Monica Tiezzi - 3º lugar Master: Leo T. Hanada - 2º e 1º lugar (revezamento) Master: Gastao da Cunha - 6º e 1º lugar (revezamento) Petiz: João Gabriel M.S. Alcantara - 8º lugar Petiz: André Bertolucci Sassi Sampaio - 3º lugar Petiz: Matheus Hipolito de Melo - 13º lugar Infantil: Asriel Silva Thezolin - 11º lugar Infantil: Vinícius Freitas Amaral de Morais - 11º lugar Juvenil: Mariane Tiezzi Mantovani - 2º e 1º lugar (revezamento) Juvenil: Beatriz Blaschi Escoqui - 3º e 1º lugar (revezamento) Juvenil: João Victor da Silva Moreira - 5º lugar Juvenil: Cassandra Blaschi Benicio - 2º e 1º lugar (revezamento) Sênior: Amanda Nogueira Camargo - 1º e 1º lugar (revezamento) Sênior: Matheus Henrique da Silva Saloti - 2º lugar

HANDEBOL

DEC/São José se recupera e vence pelo Regional A equipe de handebol do DEC/São José teve uma semana intensa, com vários jogos pelo Campeonato Regional da Liga do Estado de São Paulo. No dia 15 o time rio-pardense havia perdido para Piracicaba, após cinco partidas invictas, por 27 a 15. No último final de semana, porém, a equipe enfrentou times de Araraquara e Bauru no Ginásio Municipal de Esportes Adhemar Machado de Almeida (Tartarugão). No primeiro jogo, o DEC/São José venceu Araraquara por 32 a 19; na outra partida também houve vitória, contra Bauru, por 31 a 19. A equipe do DEC/São José venceu as partidas atuando com Guilherme Funari, Guilherme Viana, Gabriel Hayashida, Felipe Ramos, Anderson Fernan-

des, Cleverson Rafael, Gustavo Piza, João Marcos, Leonardo Colelho, Wendel Rodrigues, Guilherme Malavazi, Ângelo Antoniale, Samuel Plez, Gregory Deviechi e Bruno Vieira. Comissão Técnica: Rina Trovatto, Marinho Silva e Rogério Almeida. Com esses resultados a equipe rio-pardense está no G4 da competição. Neste sábado, 29, o DEC/São José enfrenta Itú, em partida prevista para o Ginásio Municipal de Esportes “Tartarugão”. Além da partida do time rio-pardese, outros cinco jogos estão previstos para acontecer às 13 horas. O Campeonato de Handebol do Estado é organizado pela Liga de Handebol do Estado de São Paulo.

FUTSAL LRFS

Regional teve jogos em três cidades A Liga Rio-pardense de Fut- o DEC. sal realizou diversos jogos Na categoria sub-21 a equipelo Campeonato Regional de pe rio-pardense perdeu para o Futsal, no último final de se- Derel de Aguaí por 5 a 3, gols mana. Os jogos foram reali- de Juliana (2), Ana Beatriz (2) zados nas cidades de Casa e Dariele para o Derel e MicheBranca, Porto Ferreira e Leme. le Camarotti, Isabela Maziero As equipes femininas de fut- e Bia Celestino para o DEC. sal do DEC/São José, sub-15 Na última terça-feira, dia 25, e sub-21, estiveram em qua- a equipe masculina sub-15 do dra no Ginásio Municipal de DEC venceu o time de Porto Esportes “Valdomiro Maca- Ferreira na casa do adversárenko”, na cidade de Leme. rio pelo placar de 7 a 1, gols Na categoria sub-15 a equi- de Leo Moraes (3), Ciel (3) e pe do DEC/São José perdeu Rafael para o DEC e Jonatas por 5 a 1 para o Derel de para Porto Ferreira. Com o Aguaí, gols de Juliana (3), resultado, a equipe rio-parFranciele e Daryane para o dense assumiu a primeira coDerel e Isabela Maziero para locação do grupo. RESULTADOS: Sub-15: DE/Porto Ferreira 4 x 5 AAR Sub-11: Del/Vargem Grande 0 x 5 AAR Sub-13: Del/Vargem Grande 9 x 6 AAR Sub-09: Del/Vargem Grande 2 x 1 Escolinha do Celinho Sub-15: Prefeitura/ACCPE 5 x 3 São Sebastião do Paraíso Sub-13: Prefeitura/ACCPE 5 x 2 DE/Cajurú Sub-11: Prefeitura/ACCPE 1 x 1 DE/Cajurú Sub-15: Prefeitura/ACCPE 4 x 4 DE/Cajurú Sub-18: SEL/Itapira 10 x 0 DET/Caconde Sub-18: DE/Porto Ferreira 1 x 0 Derel/Mogi Mirim Adulto feminino15: CA Ferreirense 3 x 2 Tigre/Mogi Guaçu Sub-21: CA Ferrerense 5 x 0 Tigre/Mogi Guaçu Sub-18: DE/Porto Ferreira 4 x 4 Derel/Aguaí Sub-15: DEC/São José 1 x 5 Derel/Aguaí Sub-21: CA/Ferreirense 2 x 0 Divinolândia Sub-21: Derel/Aguaí 5 x 3 DEC/São José Sub-18: SET/Leme 3 x 0 DE/Porto Ferreira

ACESSE O SITE: WWW.BOLETIMESPORTIVO.COM


A-19 - 29 de setembro de 2012

EDITAIS DE CASAMENTOS Belª. Rosa Helena Marin Foiadelli, Oficial de Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo. Faço saber que pretendem se casar e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1525 do Código Civil Brasileiro:

EDITAL Nº 10945 - ANDRÉ HENRIQUE FERFOGLIA POSSEBON e GABRIELA GALLEAZZO BALLARIN, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia vinte de agosto de um mil e novecentos e oitenta e quatro (20/08/ 1984), de nacionalidade brasileira, cirurgião dentista, natural de Bragança Paulista - SP, filho de PAULO RUBENS RUIZ POSSEBON e de LOURDES NOGUEIRA FERFOGLIA POSSEBON; e a pretendente: solteira, nascida no dia vinte e quatro de janeiro de um mil e novecentos e oitenta e seis (24/01/ 1986), de nacionalidade brasileira, nutricionista, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de NELSON BALLARIN JUNIOR e de SILVANA GALLEAZZO BALLARIN. EDITAL Nº 10946 - CHAEL BOONE LEOPOLDINO e ELISLADY REGINA CATALANO VIEIRA, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia dezoito de janeiro de um mil e novecentos e setenta e nove (18/01/1979), de nacionalidade brasileira, Químico, natural de INDAIATUBA - SP, filho de ANTÔNIO LEOPOLDINO e de MARIA APARECIDA LEOPOLDINO; e a pretendente: solteira, nascida no dia dezesseis de setembro de um mil e novecentos e oitenta e cinco (16/09/1985), de nacionalidade brasileira, bióloga, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de DIONÍSIO GONÇALVES VIEIRA e de LÚCIA DE FÁTIMA CATALANO VIEIRA. EDITAL Nº 10947 - MARLON CALLEGARI DA SILVA e THAISE VICENTE MANTOVANI, sendo o pretendente: divorciado, nascido no dia vinte e sete de julho de um mil e novecentos e setenta e três (27/07/1973), de nacionalidade brasileira, funcionário público municipal, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de ARLINDO DA SILVA e de MARIA DE LOURDES CALLEGARI DA SILVA; e a pretendente: solteira, nascida no dia quinze de abril de um mil e novecentos e oitenta e cinco (15/04/1985), de nacionalidade brasileira, psicologa, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de REGINALDO MANTOVANI e de ISABEL CRISTINA VICENTE MANTOVANI. EDITAL Nº 10948 - MAURÍCIO OTAVIANO NEGRÃO e RENATA CRISTINA CAPELLARI DA SILVA, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia dois de setembro de um mil e novecentos e setenta e três (02/09/1973), de nacionalidade brasileira, motorista, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO SP, filho de ROBERTO OTAVIANO NEGRÃO e de VICENTINA LEITE NEGRÃO; e a pretendente: solteira, nascida no dia dois de outubro de um mil e novecentos e setenta e sete (02/10/1977), de nacionalidade brasileira, balconista, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de LAÉRCIO BERNARDO DA SILVA e de IVONE DE LOURDES CAPELLARI DA SILVA. EDITAL Nº 10949 - HENRIQUE FRANCISCO MORGAN e SABRINA CANDIDA FRUCTO SCIGLIANI, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia dezessete de julho de um mil e novecentos e oitenta e seis (17/07/1986), de nacionalidade brasileira, promotor de vendas, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de LUIS CARLOS MORGAN e de NORMA APARECIDA FRANCISCO MORGAN; e a pretendente: solteira, nascida no dia vinte e oito de novembro de um mil e novecentos e oitenta e quatro (28/11/1984), de nacionalidade brasileira, projetista, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO SP, filha de BENEDICTO DOS REIS SCIGLIANI e de ANGELINA CANDIDA FRUCTO. EDITAL Nº 10950 - FILIPE BUENO TURRI e GISLAINE APARECIDA MUNIZ, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia oito de novembro de um mil e novecentos e oitenta e três (08/11/1983), de nacionalidade brasileira, vendedor, natural de ITAPIRA, registrado em LINDÓIA - SP, filho de DOMINGOS TURRI NETO e de LEONOR CRISTINA BUENO TURRI; e a pretendente: solteiro, nascida no dia dois de fevereiro de um mil e novecentos e setenta e cinco (02/02/1975), de nacionalidade brasileira, contadora, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de CELSO ALCIDES MUNIZ e de MARIA HILÁRIO MUNIZ. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei. Lavro o presente, que afixo no lugar de costume e publico pelo jornal local. São José do Rio Pardo, 28 setembro de 2012. O Oficial: Belª. Rosa Helena Marin Foiadelli

FALECIMENTOS JOÃO GONÇALVES DE OLIVEIRA – Dia 18 de setembro, aos 80 anos de idade, casado com Durvalina Baptistella de Oliveira. Filho de Antonio Gonçalves de Oliveira e Antonia Garcia de Oliveira. MARIA TEIXEIRA PEREIRA – Dia 20 de setembro, aos 69 anos de idade, casada com Davino Pereira. Filha de Rosino Teixeira e Palmira Marçal. MARGARIDA BERGAMASCO BELCHIORI - Dia 19 de setembro, aos 87 anos de idade, casada com Flávio Belfort. Filha de Juan Bergamasco e Rosa Ceravolo. JOÃO BATISTA TINTI – Dia 22 de setembro, aos 68 anos de idade, casada com Maria Augusta Lofrano Tinti. Filho de José Tinti e Joana Cassandro Tinti. ANTÔNIO DONIZETI PREGNOLATO – Dia 21 de setembro, aos 35 anos de idade. Filho de Antonio Pregnolato e Maria de Lourdes Antonialli Pregnolato. JOSÉ JÚLIO MELCHIORI – Dia 22 de setembro, aos 77 anos de idade. Filho de Luiz Melchiori e Ida Zambuzzi. APARECIDA ALVES CARVALHO – Dia 21 de setembro, aos 65 anos de idade, casada com João Batista Carvalho. Filha de Antonio Alves e Maria Cândida. ISAURA FERREIRA DE MOURA – Dia 23 de setembro, aos 81 anos de idade, casada com João José de Moura. Filho de José Luiz Ferreira e Benedicta Ana Luiza. GERCINA SEBASTIANA DOS SANTOS – Dia 18 de setembro, aos 78 anos de idade, casada com Emidio José dos Santos. Filha de Luiz Caetano e Sebastiana Maria da Conceição. LUIZ TRINCA – Dia 21de setembro, aos 73 anos de idade, casado com Geny Rodrigues de Mello Trinca. Filho de José Trinca e Francisca Theodoro. BENEDICTA DE SOUZA OLINTO – Dia 25 de setembro, aos 90 anos de idade, casada com José Olinto. Filha de Olimpio Godinho de Souza e Maria do Carmo Ribeiro.

Funerária São José “Rioli” Oferece o que de melhor existe no ramo funerário, aos particulares e também do seu conhecido PLANO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO FUNERÁRIO, dando total segurança e tranquilidade a todos. Adquira o seu!

60 ANOS DESDE 1950 - ESTA É A SUA GARANTIA

Avenida 9 de Julho, 103 - Fone: 3608-5095 ABANDONO DE EMPREGO A Empresa LENITA MARIA C. DE LIMA CATALANO ME – CNPJ (MF) nº 11.061.174/0001-80, estabelecida à Avenida independência, nº 97 A, centro, São José do Rio Pardo-SP, vem solicitar ao seu funcionário Lucas dos Santos Ferreira, carteira de trabalho nº 61581, série 00268-SP, o seu retorno ao trabalho até o dia 17 de setembro de 2012 e caso não ocorra, caracterizará como abandono de trabalho, estando sujeito aplicação das leis trabalhistas. 15-22-29/9 INDÚSTRIA ELETROTÉCNICA BREDA, SERVIÇOS E LOCAÇÕES LTDA - EPP, torna público que recebeu da CETESB a Licença de Operação N° 66000558, válida até 25/09/2016, para Transformadores de alta e baixa tensão, fabricação de, sito à RODOVIA SP 340, KM 271, PISTA NORTE, MOCOCA/SP. PROJETOS, PUBLICAÇÕES E LICENCIAMENTO-CAMPOS E ASSOCIADOS SÃO JOÃO DA BOA VISTA (19)3622-3494 - SÃO JOSÉ DO RIO PARDO (19) 3681-3371

A NESTLÉ BRASIL LTDA., torna público que requereu na CETESB de forma concomitante, a Licença Prévia e a Licença de Instalação (Ampliação), para fabricação de produtos Alimentícios. Sito à Rua Henry Nestlé, s/ nº, bairro Vila Formosa – CEP 13720-000 / São Jose do Rio Pardo – SP.”

SAGA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE MATERIAIS ESPORTIVOS LTDA EPP torna público que recebeu da CETESB a Licença Prévia, de Instalação e de Operação N° 66000095 , válida até 25/09/2016, para Bolas para esporte (exclusive de madeira), fabricação de à AVENIDA DO AÇO, LOTE 6 - QUADRA 1, DIST INDUSTRIAL, TAPIRATIBA. Foi extraviado da firma, PAULO AMARAL RESENDE, inscrita no CPF: 098.148.078-00, e inscrição estadual 646.137.004.112, estabelecida na Fazenda Santa Lucia, zona rural no município de São José do Rio Pardo, os talonários de Produtor Rural nº 001 à 050 ; 051 à 100 e 101 à 150. 13-10

ORAÇÃO A SANTO EXPEDITO BALANCETE DO ALMOÇO EM PROL DA UNIR (CANIL) REALIZADO EM 16 DE SETEMBRO DE 2012

CONVITES VENDIDOS 579 LUCRO BAR LEILÕES BINGOS TOTAL

R$ 11.580,00 R$ 1.006,50 R$ 2.425,00 R$ 330,50 R$ 15.342,00

Aproveitamos a oportunidade para agradecer a todos que adquiriram convites, fizeram doações, arremataram prendas, a diretoria do Cáritas pela cessão da quadra e a todos que participaram e ajudaram no evento. SÃO JOSÉ DO RIO PARDO, 27 DE SETEMBRO DE 20012. COMISSÃO ORGANIZADORA

Meu Santo expedito das causas justas e urgentes, socorreime nesta hora de aflição e desespero, intercedei por mim junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo. Vós que sois o Santo guerreiro, Vós que sois o Santo dos Aflitos, Vós que sois o Santo dos desesperados. Vós que sois o Santo das causas urgentes, protegei-me, ajudai-me, daí-me força, coragem e serenidade. Atendei ao meu pedido: (Fazer o pedido). Ajudai-me a superar estas horas difíceis, protegei-me de todos os que possam me prejudicar, protegei minha família, atendei ao meu pedido com urgência. Devolve-me a paz e a tranqüilidade. Serei grato pelo resto de minha vida e levarei seu nome a todos que tem fé. Muito obrigado, meu santo Expedido! Rezar 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e fazer o Sinal da Cruz. M.E.

VENDO Terreno Vila Pereira 400 m² ótima localização Tratar Tel. 8162-6689 DISTRIBUIDORA MILLENIUM CONTRATA REPRESENTANTE COMERCIAL PARA SÃO JOSÉ DO RIO PARDO E REGIÃO Necessário: Experiência de no mínimo 2 anos, veiculo próprio, disponibilidade de viagens, conhecerem os supermercados da região. Oferecemos: Treinamento interno e externo, comissão paga no faturamento, ajuda de custo inicial. Interessados enviar currículo para setor3@dmillenium.com.br

VENDE-SE OU TROCA Chácara Condomínio Macaúbas 1.500m2. 1 Casa Grande – Colinas São José – 3 quatros 1 c/suíte, sala, copa, cozinha, área verde, edícula no fundo c/sala, quartos e cozinha, embaixo 2 cômodos c/banheiro. Tratar c/ Ângela - Tratar (19) 3681-5302 ou 9100-4361

ALUGA-SE 3 cômodos novos grandes para comércio e mão para moradia na Av. 9 de Julho abaixo do INSS, enfrente a Casa da Agricultura - Contatos:

Fones: 3608-3199 ou 3608-8366

VENDO IMÓVEL Com 2 casas na Vila Formosa Contato: (19) 3681-3830 (comercial) e 9384-4492 PLASMAGRE EMBALAGENS FLEXÍVEIS LTDA – ME, torna público que recebeu da CETESB a Renovação da Licença de Operação Simplificada nº 66000040, válida até 18/12/2016, para embalagens de material plástico (polietileno, pvc e semelhantes), fabr. à Avenida Aurino Vilella de Andrade, 255, Dist. Industrial, São José do Rio Pardo/SP.

MÃO DE OBRA SE VOCÊ ESTÁ PRECISANDO REFORMAR OU CONSTRUIR LIGUE: 9657-9738 A Empresa TOP LAJE ARTEFATOS PARA CONSTRUÇÃO LTDA-ME, torna público que requereu junto a CETESB a Renovação de Licença de Operação para o ramo de Fabricação de outros artefatos e produtos de concreto, cimento, fibrocimento, gesso e materiais semelhantes, à Rua Vendramin Semensato, nº 123, Distrito Industrial, no município de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo.


A-20 - 29 de setembro de 2012

INTER FÁBRICAS

Grêmio Nestlé perde e adia o sonho do hexa O sonho do Grêmio Nestlé Rio Pardo de conquistar o hexacampeonato do Inter Fábricas Nestlé Brasil foi adiado. No último sábado, dia 22, aconteceram os jogos das fases semifinal e final da competição em São José do Rio Pardo e o Grêmio Nestlé acabou sendo derrotado pela equipe de Araras na semifinal, por 1 a 0, gol de Willian. “Tomamos o gol no começo da partida e não tivemos capacidade de empatar. Desperdiçamos várias oportunidades de gols e com isso ficamos fora da final do Inter Fábricas”, lamentou Natal Elias, técnico do time rio-pardense. Após abrir o marcador, o time de Araras soube neutralizar as principais jogadas do Grêmio Nestlé, que

são as bolas alçadas na área. O time de Araras abusou da ‘catimba’, irritando os jogadores do Grêmio Nestlé e sabendo segurar o resultado até o término da partida. No outro jogo da semifinal, o time de Araraquara venceu a equipe da Sede São Paulo por 2 a 0, gols de Danilo e Vanderlei. Na disputa do 3º lugar, o Grêmio Nestlé Rio Pardo goleou a Sede São Paulo por 5 a 1, gols de Miquéias (3), Bispinho e David para o time rio-pardense e Thiago para a Sede. Na decisão do título, o time de Araras venceu a equipe de Araraquara por 1 a 0, gol de Willian, conquistando o troféu de campeão do Inter Fábricas Nestlé Brasil 2012.

Araras venceu com gol no início do jogo e conquistou o título

O Grêmio Nestlé disputou a competição com Fabinho Trentin, Zé Babão, Alex, Douglas, Esquerda, Rodrigo, Lisardo, Marelo, Neno, Celso Ferreira, Miquéias, Beto, Flozô, Zoião, Branco, Má, Limão, David, Cisco, Celinho, Bispinho e Mafra. Técnico Natal Elias.

O Grêmio Nestlé teve que se contentar com o terceiro lugar

COPA RECORD

TÊNIS

Guilherme fica em 2º lugar em Ribeirão Preto O tenista Guilherme Cafola ficou em segundo lugar na categoria 14 MB, no I Torneio Aberto, realizado no Centro de Treinamento Moura Lacerda, em Ribeirão Preto. A competição foi realizada no final de semana e organizada pela Federação Paulista de Tênis. O rio-pardense competiu com o apoio do DEC. No primeiro jogo Guilherme venceu Mateus Yamaguchi (Rio Preto), com o set profissional, em decorrência da chuva, por 9x8 e tie break 8x6. No segundo jogo Guilherme Cafola venceu Hugo (Ribeirão) por 2 sets a 1, parciais de 2x6, 6x3 e

10x5. Na semifinal o riopardense venceu Andrello (Ribeirão Preto) por 2 sets a 0, parciais de 6x3 e 6x1.

Na final, Guilherme perdeu para Hector (Monte Alto) por 2 sets a 0, parciais de 6x4 e 6x1.

Guilherme Cafola foi vice-campeão em Ribeirão Preto

São José classifica para a quarta fase A equipe do DEC/São José venceu Araraquara por 3 a 2, garantindo vaga para a quarta fase da Copa Record de Futsal Masculino. A partida foi realizada na terça-feira, dia 25, em Araraquara, gols marcados por Thiago e James Wellington para o time da casa, com gols marcados por Franklin (2) e Marquinhos Cândido para o DEC. “Com essa vitória São José do Rio Pardo está classificado para a próxima fase, estando entre as 10 melhores equipes do campeonato”, disse Marco Moreira, coordenador de esportes do DEC, informan-

do que a competição iniciou com 54 equipes. O time de São José do Rio Pardo ainda não sabe quem será o próximo adversário, uma vez que

ainda aguarda o termino da terceira fase. No primeiro jogo, realizado em Araraquara, Porto Ferreira venceu Pirassununga por 6 a 4.

DEC/São José já está entre as 10 melhores do Copa Record


C-1 - GAZETA DO RIO PARDO - 22 de setembro de 2012

FOTOS: BEL JARETA

Em sociedade l Esther Corsi Nogueira, grande dama da sociedade rio-pardense, completou 90 Profícuos Anos de Vida dia 8 de setembro celebrando na noite de sábado, 15, durante fina recepção ocorrida no salão do Buffet Trivial, reunindo familiares e caros amigos. À aniversariante-maior os efusivos cumprimentos e a admiração deste colunista!

Atualização Científica A Médica Dermatologista Dra. Florence Marin Ortega, no registro fotográfico ladeada pelo palestrante Dr. André Vieira Braz, do Rio de Janeiro, participou do Encontro Latino-Americano de Atualização Científica 2012, sediado nos Estados Unidos, no Hotel JW Marriott Marquis Miami, nos dias 23, 24 e 25 de agosto. Oportunidade exclusiva de atualização científica e intercâmbio de experiências proporcionada pela norte-americana Allergan, que através do evento internacional reforça o compromisso com a educação médica continuada.

Em noite de comemoração, a aniversariante-maior com a família: Maria Cecília, Maria Laura, Maria Esther, Maria Fernanda e Celso

l Na capital paulista, o conterrâneo Márcio Xavier abriu as portas de seu lindo apê para receber um grupo de amigos em torno de Jantar, um Risotto maravilhoso regado a muito prosecco, em homenagem ao amigo Orestes Gomes de Oliveira Jr., mineiro que reside em New York, onde faz muito sucesso por várias razões: pelo seu trabalho como Chef de cozinha especializada em comida judaica, além de receber seus amigos brasileiros com muita simpatia, dentre outras. Petronio Cinque, o fotógrafo das estrelas, registrou o encontro.

Em Tempo: Caro leitor, as edições da Coluna Enfoque dos dias 29 de setembro e 6 e 13 de outubro serão assinadas interinamente pela Jornalista Gisele Torres Biaco, período em que estarei de férias. Até Breve: Marcelo Trecenella

Deus Proverá Entre os dias 16 a 18 deste mês, o Bispo da Diocese de Parnaíba-PI, Dom Alfredo Scháffler, acompanhado do Pe. Eduardo, esteve visitando as diversas frentes de trabalho da Comunidade Deus Proverá - Obra de Evangelização Católica. À noite do dia 17, segunda-feira, na Igreja de Nossa Senhora Aparecida, o Bispo celebrou a missa de envio dos Missionários da Comunidade Deus Proverá que irão fundar uma casa com o carisma Deus Proverá na cidade de Madeiro, pertencente à Diocese de D. Alfredo.

Enlaces 4 Logo mais às 21 horas, na Igreja São Benedito, São Benedito das Areias-SP, Larissa e Ronei subirão ao altar. A noiva é filha de Adilson Gualiotto e de Sônia Maria Maia. O noivo, de José Aparecido de Melo Lima e de Tereza C. Marinho Lima (in memoriam), esses, da sociedade mocoquense. 4 Amanhã, às 12h20, no Sítio “Vó Maria”, Carolina e Henrique trocarão alianças na mão esquerda, unindo as famílias Ademir Barnabé Moreira-Maria Estel Turra Moreira e Silvio França Torres-Vera Lúcia Gonçalves Torres. 4 Às 18 horas do dia 29 de setembro, na Igreja Matriz São José, acontece o enlace matrimonial de Aria-

Da esquerda para a direita: Pe. Eduardo, Dom Alfredo Scháffler, Rodrigo Dias (Fundador da Comunidade Deus Proverá), Abade Dom Paulo e Pe. Romualdo

ne, filha de Agenor Flamínio Junior – Denize Del Ciampo Flamínio e Leonardo, filho de Sidnei Osmero do Nascimento – Célia Regina Clarice Fontes do Nascimento, de Bebedouro-SP. 4 Às 19h30 do dia 6 de outubro, no Hotel Fazen-

da Millennium, Sarah e Ricardo unir-se-ão em matrimônio. Sarah é filha de Levi Martins de Souza e Maria José dos S. Martins de Souza, da capital paulista. Ricardo é filho de Roberto Ferreira da Silva e de Maria Terezinha Presti da Silva.

3608-6677


C-2 - GAZETA DO RIO PARDO - 22 de setembro de 2012

Dia Municipal da Coletividade Italiana O Centro Cultural Ítalo-Brasileiro comemorou antecipadamente o “Dia Municipal da Comunidade Italiana”, 20 de setembro, durante Missa em Ação de Graças celebrada no Idioma Italiano pelo Pe. Rodrigo César Ferreira, concelebrada pelo Pe. Celso Braz, às 8:30 do dia 16 de setembro, domingo p., na Igreja Nossa Senhora do Rosário de Pompeia, cantada pelo Coro do Prof. Guilherme Bianchin, ele, homenageado merecidamente após a cerimônia religiosa, pela linda missão de “catequizar” através da música! Ao meio dia, no Salão Verde do CCIB, aconteceu o Almoço Comemorativo, concorridíssimo, com elogiado cardápio típico grifado pelo Dr. Ricardo Possebon, Márcio Fornari, mais Carlinhos Gomes e equipe, chefs por diletantismo, integrantes do atuante grupo “Amigos do Bar do Demá”. O programa musical da serata no Ítalo teve início com o Coral do Prof. Guilherme interpretando o “Fratelli D´Italia”, Hino Nacional Italiano e cançonetas clássicas, seguida da apresentação ovacionada do cantor Gustavo Enrico Bombarda, de Araraquara, iniciada com seleção de músicas italianas, cujo gran finale ficou por conta da performance “Elvis Não Morreu – Um sucesso! Acessando o site www.italobrasileiro.com, você confere os principais flashes do evento. A coletividade italiana local comemorou o seu Dia Municipal noSalão Verde do Ítalo, durante Almoço

Ovacionada performance “Elvis Não Morreu”, por Gustavo Bombarda.

Em Festa Leonardo com a mãe, Mônica Bortot De Rosa, no dia em que festejava 6 anos de idade, em 15 de setembro. Mônica, o marido Sebastien De Rosa e o filho acabam de mudar-se para o Brasil, após longos anos de residência na França – Sejam bem-vindos!

Durante Mssa em Ação da Graças celebrada no Idioma de Dante pelo Pe. Rodrigo, concelebrada pelo Pe. Celso.

O Coral do Prof. Guilherme emocionou os fiéis que lotavam o templo!

CHENG NV

Colocando Alianças Danilson Farisato colocou aliança na mão direita de Paula Dias Yasbeck durante recepção ocorrida no dia 6 de setembro, na residência da noiva. Paula é filha do casal Cecília Helena-Dr. Marcius Miguel Yasbeck. O noivo, de Ademir José Farisato e da saudosa Aparecida Siqueira Farisato, de São Bernardo do Campo. Ambos residem em Dublin-Irlanda, e encontram-se em período de férias entre nós. Felicidades ao novo casal! .


C-3 - GAZETA DO RIO PARDO - 22 de setembro de 2012

Enlace Às 20:45 do dia 15 de setembro, na Igreja Santa Terezinha, Higienópolis-São Paulo, aconteceu o enlace matrimonial de Renata e Bruno, unindo as famílias Gilberto Nogueira Braghetta-Cecília Helena Brant de Carvalho Braghetta e Mário Celso Calipo-Fátima Maria Procópio Machado Calipo. Uma fina recepção ocorrida no Nacional Club selou o magno acontecimento. Punta Cana, roteiro up to date, foi a opção do jovem casal que passa a residir em Cascavel-Paraná. À Renata e Bruno votos de um Everest de felicidade na vida em comum que se inicia agora!

Batizado Os noivos com os pais, durante recepção no Nacional Club

p Marco e Theo, filhos de Liliana Poggio Torres Lira e Romildo Lira receberam o primeiro sacramento cristão dia 8 de setembro, pelo Abade Dom Paulo Celso Demartini, apadrinhados por Leopoldo-Silvia e Sandra-Anderson Lira. A cerimônia aconteceu na Capela N.Sra de Fátima do Sítio “Vó Maria”, selada por íntimo Almoço. A decoração do encontro foi grifada por Anelive Costacurta Torres (leia-se Shabby Chic Festas)

CHENG NV

Marco e Theo com os pais Liliana e Romildo, mais os avós-maternos, Celinha e Lupercinho.

p A linda Vittoria, primogênita do casal Carol – Marco Pisani, foi batizada pelo Pe. Celso Abreu de Jezus dia 8 de setembro, acalentada pelos tios-padrinhos Nicinha e Luiz Augusto Pisani. A cerimônia seguida de íntima recepção teve lugar na explêndida villa dos avós-paternos Sônia e Bi PisaCarol e Marco com Vittoria ladeados pelos avós Sônia e Bi Pisani ni, em Mococa. l José Renato Tessari comemorou idade nova no dia 10 de setembro, reunindo os familiares na chácara de Guilherme Flamínio para sessão “Parabéns a Você”. CHENG NV

Rock´n Rio Pardo Regi, Silinho, Nunes, Cabral, Escoqui, Nylson, Nivaldo e Nícia encontraram-se na terrinha por ocasião do ferido de 7 de setembro, durante privé Rock´n Rio Pardo. Um encontro histórico desses “meninos” que são amigos há mais de quarenta anos, momento mágico de suas vidas! Com o talento de sempre, compartilharam o palco formações tais como: “Rebeldes”, “Esquema 9“, “Som S.A.”, dentre outras... Mais velhos sim, porém tocando rock!

Daniel, Chu, Maria de Fátima, José Renato e Lydia


GAZETA DO RIO PARDO - 22 de setembro de 2012 - C- 4


Página C-5 - 22 de setembro de 2012 - GAZETA DO RIO PARDO

rjdg@terra.com.br

Um casamento arranjado Aconteceu nos anos 20, na nossa pequena São José do Rio Pardo. Silvério era um moço remediado, bem apessoado, elegante, caixa da "Banca Francese & Italiana", localizado na Rua Marechal Deodoro, 10. Tinha 25 anos e pensava em casar-se com moça rica. Arminda morava na mesma rua do banco. Era uma jovem não bonita, filha mais nova do rico fazendeiro coronel Jesuíno, que, por uma fresta da janela, acompanhava o passar do bancário por aquela rua, quatro vezes por dia, nas suas idas e vindas: um amor platônico. Silvério percebeu o interesse da moça de 20 anos por ele, candidata a solteirona. Ele correspon-

dia aos seus olhares. Quase sempre ele percebia as duas irmãs espionando pela festa da janela. A mais velha, Inácia, era feia e desengonçada. O tempo passava e ele percebia os vultos atrás da janela entreaberta encarando-o com insistência. E imaginava estar ali a segurança do seu futuro. Nunca lhes falara, nem as vira na claridade, nem de corpo inteiro. Numa tarde, antes de completar 27 anos, ao ver o coronel Justino entrar na casa bancária, criou coragem e pediu a mão de sua filha mais jovem, Arminda, em casamento. O sisudo coronel pigarreou e com poucas palavras prometeu-lhe resposta, que veio positiva, alguns dias depois, com recomendação de que o noivo não fosse à sua casa, nem fa-

lasse com a noiva, antes do casamento, marcado para dois meses depois, em setembro. Ele deveria abandonar o emprego para dirigir uma das fazendas do sogro. Depois do pedido, os funcionários do banco passaram a chamá-lo de "Coronelzinho". Os enxovais das filhas de Jesuíno estavam prontos havia muito tempo. Silvério mandou fazer seu terno de noivo na famosa "Alfaiataria Diplomada", de Lourenço Landini, na Treze de Maio. Comprou as alianças na "Joalheria Theodoro Lamoglia", vizinha ao banco, e, com tristeza, demitiu-se do bom emprego, participando de uma festa que os colegas lhe ofereceram. As doceiras das fazendas e da cidade, e decoradores de São Paulo, foram

contratados para preparar a grande festa na residência da noiva. E o grande dia chegou: 8 de setembro, 16 horas. Por fim, ele iria conhecer a sua noiva na claridade da tarde, na pequena e bela Matriz, ricamente decorada, repleta de convidados. Silvério a esperava no átrio. Quase desmaiou ao ver que a noiva não era Arminda, mas a feia e desengonçada Inácia, a filha mais velha de Jesuíno. Ele desceu alguns degraus e atônito interpelou o coronel: — Mas eu lhe pedi a

mão de Arminda! — Na minha casa, mando eu!... Primeiro casa a mais velha! — Mas, eu... Desnorteado, ele nervosamente conversava com o amigo Camilo, que ficou chocado e sem palavras diante do ocorrido. — Eu vou ao bar da esquina comprar um maço de cigarros, Camilo... A minha vontade seria desaparecer!... — Mas a noiva já vai entrar, Coronelzinho! — Que se danem todos! E todos esperaram pelo noivo muito tempo. Inácia,

tímida, desapontada, sentindo-se ridícula, com seu vestido francês, chorava... O Padre Arnold bocejava e abandonou o altar, dirigindo-se para a sacristia. Os convidados começaram a sair... Foi um vexame para a rica família do coronel Jesuíno. Os funcionários da estação ferroviária afirmaram que Silvério, ofegante, embarcou no trem das 16h40, naquele dia, para São Paulo. Nunca mais ninguém soube de Silvério, o Coronelzinho.

Da esquerda para a direita, Djalma Darin, Nívea Rondinelli Darin e Patrícia; Ruy Mandoni, Verilena, Telma (atrás), José Antônio de Pietro, José De Pietro, Heloísa Andreatta, Roberto e Rodolpho Del Guerra. Lançamento de mais um livro de Rodolpho, no Centro Cultural Ítalo-Brasileiro, dia 17/5/1997

Ano 2002. “Pescadores na Área de Lazer”. Fotógrafa: Gláucia Tessari. Gazeta do Rio Pardo.

Pescaria no Mato Grosso: José Garçon, Nego e Fernando Rossetto

Pescaria no Mato Grosso: da esquerda para à direita: Nego (Noracilde Aparecido dos Santos), Arlindo Rossetto, Walmir Baldassim e Jurandir Santurbano


C-6 - GAZETA DO RIO PARDO - 22 de Setembro de 2012

AGRADECIMENTO! Nós, da ONG UNIR (União Protetora dos Animais Riopardense) vem, por meio deste, agradecer todos que participaram do evento realizado no dia 16 de setembro. O evento foi um sucesso, e com certeza irá ajudar muito todos os animais que se encontram sob os cuidados da ONG. Aos amigos comerciantes, voluntários, participantes, amantes da causa, nos resta agradecer de coração a atitude louvável de vocês. E esperamos, em um futuro próximo contar com toda essa energia positiva que recebemos! Um muito, muito obrigado!

Torneio da ASSOMM acontece no próximo domingo A Associação Ornitológica da Média Mogiana fará realizar no próximo domingo, dia 30, no “Tartarugão”, das 8,00 às 12,00 horas, o seu primeiro certame oficial, através da FEBRAPS – Federação Brasileira de criadores de Pássaros, na categoria “canto-coletivo ou fibra”, entre os pássaros trinca-ferro, canário da terra, coleira e azulão. Para participar do certame o passarinheiro precisa estar devidamente registrado no IBAMA e ser associado da ASSOMM, da

mesma forma em que o pássaro apresente-se anilhado, constando na relação, atualizada, do criador. A entrada é gratuita. EM PASSOS Neste domingo, dia 23, em Passos, os riopardenses passarinheiros Alencar e Théo estarão em Passos visando a manutenção dos primeiros colocados do Campeonato Sul-Mineiro para que, em São José, no dia 30, confirmem o favoritismo e se consolidem nos primeiros lugares do certame.

Presidente da ASSOMM Téo e um grande amigo passarinheiro de São João Rocha

Cães de pequeno porte, mestiços a basset para adoção

Neusa Sandrini

Filhotes de gatos, machos e fêmeas disponiveis para adoção telefone: (19) 3684-1466 falar com Matheus

Pessoal da Eco-Lav fazendo diferença! Felipão parabéns pela atitude!

Pedro fez a sua ! E você está fazendo ?

Fêmea, vermifugada, vacinada, castrada de porte médio para adoção. Com 8 meses de idade. Interessados devem ligar para Dona Beti Venezian tel: 3608 29 73

Fêmea de Pinscher para adoção 2 anos aproximadamente !! Ligar para Sr. Antonio no telefone: (19) 3608-6429

CACHORRO PERDIDO CACHORRINHA DA RAÇA YORKSHIRE Atende por NINA Desapareceu no dia 26/08 por volta das 13:00 Contato 3684 1825 Ela necessita diariamente de remédios. Crianças no local estão doentes Colabore, por favor

RECOMPENSA R$ 1000,00

Envie a foto de seu animalzinho de estimação para os seguintes e-mails

diagrama@gazetadoriopardo.com.br publicidade@gazetadoriopardo.com.br


C-7 - 22 de setembro de 2012 Fonte:UOL Esotérico

Piadas de Escritório Pluralidade, acredito que essa seja a melhor maneira de definir um ambiente de trabalho, seja ele da iniciativa privada ou uma repartição pública. Reunir diversas pessoas, cada uma com sua idiossincrasia, e transformá-las em uma equipe é um grande desafio, pois é comum que ocorram divergências no dia-a-dia. Cabe ao chefe, em teoria alguém mais experiente e mais sensato, coordenar cada setor para que a execução do trabalho de cada um dos funcionários, que devem ser constantemente motivados, seja cada vez mais eficiente gerando assim o almejado crescimento da produtividade, no caso das empresas particulares, e da eficiência, no caso do setor público. Conscientes do potencial humorístico de relatar o cotidiano de um ambiente de trabalho, neste caso o escritório de uma distribuidora de papel, Rick Gervais e Stephen Merchant desenvolveram no ano de 2001 a excelente série “The Office” para a BBC de Londres. No escritório da Wherham Hogg, chefiado por David Brent (interpretado pelo próprio Gervais), as relações entre os funcionários – com destaque para Tim Caterburry (Martin Freeman), Dawn Tinsley (Lucy Davis) e Gareth Keenan (Mackenzie Crook) – geram situações extremamente divertidas por serem corriqueiras, como por exemplo, piadas sem graça sendo contadas, pegadinhas, discussões e por aí vai. David Brent é um chefe que se acha engraçado, se diz amigo de todos, faz de tudo pra aparecer, seja contando piadas ridículas ou dançando, mas na verdade é um cretino (eu já tive um chefe assim), e a expressão corporal de Gervais deixa o personagem mais engraçado em uma interpretação genial. O amor platônico de Tim (meu personagem favorito, pois me identifico com ele em vários aspectos) e Dawn é outro ponto forte da série, com uma bela e engraçada amizade muitos são os percalços para que eles possam ficar juntos. Os personagens de apoio também são excelentes e garantem ótimos momentos. Com muita criatividade ao abordar um tema tão comum a todos “The Office” possui um elenco que dá um excelente estofo burlesco e em alguns momentos até dramáticos aos personagens. Com roteiros inteligentes, dotados de sutileza, humor negro e momentos constrangedores (sobretudo quando se trata de David Brent) “The Office” sai da mesmice. Outro fator de qualidade da série é seu interessante aspecto de documentário/ reality show que faz com que os personagens interajam com a câmera através de depoimentos ou hilários momentos de vergonha e isso aumenta a empatia com o público. “The Office” teve apenas 12 episódios divididos em duas temporadas entre os anos de 2001 e 2002 e 2 episódios especiais exibidos em 2003 (onde o propósito da BBC era voltar depois de um intervalo de tempo e saber como estava a vida daquelas pessoas, além de amarrar as pontas soltas do episódio final) que foram suficientes para criar uma legião de fãs por todo o mundo e gerar uma versão americana protagonizada pelo comediante Steve Carrel. Cativante em sua simplicidade e astuta em sua execução, a série é sem dúvida uma das melhores que já tive o prazer de assistir por fazer piada com o chato, mas essencial em nossas vidas, ambiente de trabalho. Mais Piadas de Escritório Nos últimos anos se tornou uma prática comum em

Momento favorável para se aventurar no trabalho em novas atividades ou projetos, não tenha medo de arriscar. Boa semana para tomar decisões importantes. Invista mais tempo em sai e em seus próprios desejos, acreditando em seus talentos. Somente tenha cuidado com pessoas falsas ou oportunistas.

No trabalho, mantenha sigilo dos seus objetivos por enquanto, não é o melhor momento para expor novas ideias para os seus superiores. Ótima semana para reavaliar suas prioridades e descartar planos que não fazem mais sentido em sua vida. Estudos, provas ou concursos contam com boas vibrações.

Hollywood e na TV dos EUA era criar uma versão americana para um grande sucesso estrangeiro. Foi o caso de filmes como o “O Chamado” (The Ring, 2003) que adaptou a história de terror do filme japonês “Ringu” e com diversas outras obras. É claro que as versões concebidas na América do Norte não possuem a mesma originalidade de suas fontes de inspiração e, por vezes, deturpam os conceitos das obras originais. Mesmo que seja impossível alcançar o patamar de qualidade dos produtos estrangeiros, existem poucos casos em que o produto criado na terra do Tio Sam seja tão bom quanto o que lhe deu origem, e também explore de maneira criativa outros aspectos que a história permite. Esse é o caso da versão norte-americana de “The Office”, série que está atualmente em sua 7ª temporada. Produzida por Rick Gervais e Stephen Merchant, os criadores da série inglesa, a série Americana mantém os principais elementos que consolidaram o sucesso de “The Office”, ou seja, a aparência de um documentário e as características gerais dos personagens principais; o chefe Michael Scott (Steve Carrel) é um idiota arrogante, tem o assistente chato chamado Dwight (Rainn Wilson), assistente esse que é alvo constante das gozações e pegadinhas dos colegas Jim (John Krasinski) e Pam (Jenna Fischer) casal que, além de sacanear o colega mala, alimenta uma relação platônica. O que a diferencia “The Office US” de sua contraparte britânica é falta de sutileza e isso não é de modo algum um demérito. Mesmo que a estrutura seja a mesma da série original e algumas situações sejam iguais, na série americana tudo é mais espalhafatoso, mesmo que os bons atores americanos não tenham a mesma aparência de pessoas comuns que o elenco britânico possui e os personagens por vezes beirem a caricatura, os roteiros escritos de forma inteligente dão conta de compilar tudo em excelentes piadas que são caracterizadas por constrangimento e humor negro, ao explorar o cotidiano dos funcionários da distribuidora de papel Dunder Mifflin. Cada série se adéqua ao público de seu país. Se a versão inglesa prioriza a introspecção e deixa muitas interpretações por conta do público, a série americana vai por um caminho diferente, mas sem abandonar as qualidades de sua “matriz”. E o importante é que seja na terra da rainha, ou nos EUA a marca “The Office” é sinônimo de humor bem feito, algo que infelizmente muitos humoristas brasileiros parecem desconhecer.

Bolo pega marido Ingredientes 1 lata de leite condensado A mesma medida da lata de leite integral 1 vidro pequeno de leite de coco A mesma medida da lata de farinha de trigo especial (ou comum) 1/2 medida da lata de açúcar 3 ovos grandes inteiros 3 colheres de sopa de margarina Não vai fermento. Modo de preparo Bata todos tudo no liquidificador Coloque em uma fôrma untada e enfarinhada Leve ao forno médio (200°C) até dourar, 30 a 60 minutos, depende do forno Faça o teste do palito para retirar do forno O bolo fica com consistência de uma queijada e é muito gostoso Informações adicionais Dica: Para fazer uma cobertura leve ao fogo 1 vidro

Pessoas próximas podem ajudar a resolver algum problema pessoal ou profissional, mas lembre-se de oferecer seu apoio aos outros também. Novas oportunidades de crescimento podem surgir no serviço. Faça planos para que sua vida pessoal tenha cada vez mais progresso. Poderá ter notícias de parentes distantes.

de leite de coco, 2 colheres de sopa de açúcar e 1 pacote de coco ralado. Deixe ferver e coloque quente sobre o bolo. Obs.: A consistência não é a de um bolo comum. O tempo de forno varia de acordo com o forno, pode ser de 30 a 60 minutos.

Boa semana para investir em seus conhecimentos, seja fazendo cursos, assistindo a palestras ou mesmo trocando ideias com os colegas de trabalho. Só tenha cuidado com o excesso de ambição e competitividade, pois podem atrapalhar o seu progresso. Abra-se a novas possibilidades e vá à luta para conseguir o que quer.

Não faça corpo mole no serviço nem arrume desculpas para não cumprir com suas obrigações. Atividades desenvolvidas em equipe estão favorecidas. Há boas chances de aumentar seus ganhos. Em família, mostre sua firmeza para acabar com possíveis divergências. Tente se divertir mais nesta semana. Não permita que incertezas atrapalhem a sua semana. No trabalho, mantenha-se longe de pessoas oportunistas, pois mal-entendidos e fofocas podem surgir. Envolva-se em atividades prazerosas e procure realizar suas tarefas cotidianas com mais alegria. Assuntos de família podem exigir sua atenção. Esta semana terá que controlar as suas finanças pessoais com pulso firme para não enfrentar problemas no futuro. Talvez seja preciso até buscar outras atividades para aumentar a sua renda. No trabalho, demonstre sua capacidade de realização com ações concretas, mas fique longe de discussões desnecessárias.

No serviço, não tenha receio de perguntar o que não sabe, pois isso demonstra que seu interesse em aprender mais. Dê mais atenção ao seu dinheiro, organize suas despesas antes de fazer novas prestações. Seja mais tolerante com colegas e familiares. Bom momento para tomar decisões difíceis. Ótima semana para organizar sua vida financeira e não se ver em apuros mais adiante. Talvez seja necessário cortar gastos com supérfluos. Atividades em grupo estão favorecidas, conte com o apoio dos colegas no que precisar. Sua capacidade de superar obstáculos está em alta. Confie mais nas pessoas que ama. Aja com mais cuidado e discrição, principalmente no ambiente de trabalho. Mantenha o foco em suas atividades e evite conversas improdutivas. Seus conhecimentos aliados aos bons contatos que possui podem trazer sucesso. Em casa, organize suas coisas e resolva com calma as confusões que aparecerem. Aja com mais cuidado e discrição, principalmente no ambiente de trabalho. Mantenha o foco em suas atividades e evite conversas improdutivas. Seus conhecimentos aliados aos bons contatos que possui podem trazer sucesso. Em casa, organize suas coisas e resolva com calma as confusões que aparecerem. Dedique-se com afinco às suas tarefas no trabalho. Podem surgir boas oportunidades de crescimento, ainda mais se souber compartilhar seus conhecimentos. Confie mais em sua intuição e não acredite em tudo o que lhe dizem. Fique longe de pessoas invejosas e oportunistas.

HOJE – Daniel Donizeti Zanetti, Marina Rachid Carvalhaes, Paulo Olivieri, Henry Gabriel Soares Machado João, Lúcia Lourdes Silva Biajotti, Thereza Elenice Buosi Gomes, Heloísa Inês Polachini Pereira, Pedro Eduardo Cremasco, Patrícia Helena Gunter Vieira, Pedro Laércio Braga, Mariane Luiza Fávero, Melissa Andresa Rios Zuliani, Rosana Chagas Silva Raddi, Flávia Dessimoni Innarelli, Rafaela Antônio Batista, Fernanda Bariani Botezelli. AMANHÃ - Rodrigo Missura Darin, Mateus Caetano Pereira, Aluizio Biajotto, Simão Primini, J, Fernanda do Carmo Silva Feltran, Mário Celso Pereira, Gabriel Sernáglia Calório, Roseli Aparecida Sanches Gomes. DIA 24 - Leopoldo Trovatto De Pietro, Aparecida Virgínia Zanatta, Rodrigo de Barros Feltran, Rubens Salvador Amato Sigliano, Cibilla Teixeira Fernandes, Luíra Giordan Príncipe, Daniela Maria Marquitti Feijó, Nauara Francele Benedito, Marília Buffoni Pisani. DIA 25 - Maria José Precinotti de Moraes, Gláucia Prado

Zanatta, Gabriel Luiz de Sordi, Diego Oséas Moraes Souza, Henrique Gonçalves Torres, Guilherme Cassucci de Campos, Zizinha Rondinelli Assumpção, Marco Aurélio Fregolon De Pietro, Ilio Roberto Jovanelli, Felipe Soares Mundin, Camila Rodrigues Palamedi, Camila Dontalo Escudero, Samara Aparecida da Costa Astolpho, Iraci Schiavon Rodrigues, Maura Pizani Smarieri. DIA 26 – Bruno Yuki Tomari, Aparecido Carlos Viana, Emília G. Cônsolo, Marco Antônio Angelini, Maurício Ribolli Raddi, Rodrigo Junqueira Ferreira da Silva, Elizabeth Maria Spina Oliveira, João Luís Soares da Cunha. DIA 27 - Jaime Furlan de Paula, Alessandro Gatti Collino, José Jorge Rosado, Priscila Soares Fernandes, Marília Zanatta Coelho, Plínio Eduardo Raddi Noronha. DIA 28 - Luiz Paulo Lomônaco Ferreira da Silva, Adriano M. Oliveira Cunha, Sidney Rogério Ribeiro de Souza, Célia Poggio Torres, Mariza Felice, José Rosário da Silva, Adriano Frozoni Yasbeck.

Para acrescentar ou retirar nomes nesta lista, ligue para

3682-8879 ou mande e-mail para redacao@gazetadoriopardo.com.br


C-8 - 22 de setembro de 2012

COLUNA ESPÍRITA

Motivo das mortes prematuras Divaldo Franco responde O Ciclo natural da vida é que os pais morram antes dos filhos. Quando se dá o inverso e os filhos morrem primeiro, existe muita dor, muito sofrimento, tanto para os pais como para os demais familiares. Neste contexto, qual é a razão de crianças, em tão tenra idade, desenvolverem doenças graves como a AIDS e o câncer? Divaldo Franco responde: Allan Kardec, em “O Livro dos Espíritos”, faz uma bela abordagem sobre as mortes prematuras. Essas desencarnações prematuras estão dentro da ficha evolutiva, não somente daqueles que devem retornar, que vêm à Terra apressadamente para cumprir um período que lhes ficou faltando em experiências anteriores, como também para propiciar àqueles que os amam a oportunidade da reflexão. A vida, examinada do plano físico para o mundo espiritual, é feita de incógnitas, mas no sentido inverso, do plano espiritual para o físico, é muito diferente. Sem dúvida, a morte sob qualquer aspecto considerado, é uma grande ceifadora de alegria. Freud assevera, no seu notável livro “Melancolia”, quando estuda o capítulo sobre o luto, que a morte é tão perversa que o indivíduo passa por um período de abatimento, de quase depressão, que

dura invariavelmente até quatro semanas, no entanto, quando por acaso prolonga-se por mais tempo, transforma-se em um transtorno depressivo. Do ponto de vista espírita, é uma provação. Provação para os pais, não para a criança. O Espírito no corpo infantil liberta-se, e, ao libertar-se do antigo débito, prossegue em evolução, em melhores condições. No entanto, para quem fica, a dor, a frustração constituem testemunhos muito sérios, que devem levar a profundas reflexões a respeito dos nossos limites e da imortalidade, da sabedoria de Deus. Nessa provação, que muitas vezes tem o caráter expiatório, porque os genitores não conseguem superá-la com facilidade, o indivíduo deve voltar-se para os porquês e buscar em Deus a única solução, aliviando a dor com a certeza do reencontro futuro. Cumprida a provação, o Espírito retorna para continuar o processo da afetividade, renascendo no mesmo reduto doméstico ou através de outros corpos e acercando-se do antigo lar, prolongando a convivência, que momentaneamente ficou interrompida. Quando a criança chega ao mundo espiritual o que acontece? D.F.: É recebida carinhosamente, seja por acidente ou pelo fenômeno natural das mortes convencionais. Espíritos generosos que lhe programaram

a reencarnação recebemna e a conduzem a verdadeiros educandários, por falta de uma outra palavra, que são colônias onde se vão desenvolvendo, como se estivessem na Terra. Naquela primeira fase, permanece com as características da idade em que desencarnou, experimentando, com o tempo, as alterações como se estivesse no invólucro físico. Quando os pais desencarnam, não irão reencontrar, por exemplo, um adulto, porque o Espírito se apresentará com a idade em que desencarnou. A alegria desse momento renova os genitores saudosos e, com o tempo, assumem as características típicas da sua evolução. Fonte: Divaldo Franco Responde – organizado por Cláudia Saegusa – Editora Intelítera. O Espiritismo, em seu objetivo Consolador, nos traz luz aos nossos questionamentos mais íntimos, quando as dores das nossas chamadas “perdas” atingem nossos corações. Confiando na Bondade Divina, que a tudo preside, peçamos conforto e coragem para que no momento do testemunho maior, possamos superá-lo de maneira que a revolta não faça morada em nós. Fiquemos com a Paz do Cristo. Texto pesquisado e transcrito por Maria Lúcia Andreata Martins

NEURÓTICOS ANÔNIMOS N/A São José do Rio Pardo

NA

Compartilhando experiências Sou neurótica em recuperação há algumas 24 horas. Posso dizer restaurada para a vida em muitos ou quase todos os aspectos e dificuldades que me trouxeram ao N/A. Agradecida ao Poder Superior, Deus, como o concebo, ter concedido a Graça da perseverança de ficar na Irmandade e a cada dia ter a oportunidade de me redescobrir, disciplinar e recuperar. Quanto ao tema: “Hábitos e pensamentos negativos retardam a nossa recuperação?”, na minha experiência não só retardaram como por muito tempo impediram o processo de recuperação. Era viciada em sofrer e para alimentar o sofrimento buscava pensamentos negativos, entrava na faixa negativa, evoluindo às mais assustadoras fantasias, onde o medo trans-

formava em pânico, o “amor” carente em ciúme doentio, pensamentos de vinganças, embora sem coragem para cometê-los, na culpa, somatizando doenças, me fazendo a coitadinha do universo... tornando minha vida e das pessoas com quem me relacionava (já eram poucas), num verdadeiro inferno: gritarias, choradeiras, chantagem emocional e exigências. O pensamento vem, não tem cerca para impedi-lo, mas eu não sabia que poderia rejeitá-lo; ao contrário, acolhia e deixava crescer. Aprendi dentro da sala de N/A: escolher e não aceitar os pensamentos negativos ou doentios, orando, escolhendo uma frase de reflexão (faço placa e prego na geladeira), trabalhando, nos afazeres do lar que antes eram rotineiros e cansativos e os fazia com lamúrias (conti-

nuam cansativos, pois até estou com mais idade cronológica, porém os faço cantando na maior parte do tempo), oferecendo meu tempo disponível ao voluntariado com outras pessoas; todos nós temos muito a ensinar e muito mais a aprender, seleciono a programação de rádio ou televisão e voltei à prática religiosa. Hoje procuro usar o tempo com ocupação, utilizando menos energia do que com as preocupações. Mesmo com todas estas alternativas tenho pensamentos negativos e questiono: este pensamento é mesmo verdade? Normalmente com essa pergunta ele automaticamente se dissolve. Com sentimento de gratidão, oro ao Poder Superior. Serenidade e Paz! MARCIA

Reuniões: Segundas-feiras: 19h30 na Matriz, Terças-feiras: 19h30 no Cassucci

Al-Anon e Alateen para familiares e amigos de alcoólicos Numa reunião de Al-Anon vários membros compartilham sobre a mudança de suas atitudes depois que ingressaram no programa Al-Anon. Nos Grupos Al-Anon e Alaten existe compreensão. As pessoas usam o primeiro nome e são avisadas para não divulgar quem elas vêem ou as histórias pessoais que elas ouvem numa reunião. Os recém chegados no programa ficam aliviados ao saber que existe um lugar para com-

partilhar sem medo de serem julgados. O Al-Anon/Alateen é uma associação mundial de homens, mulheres e adolescentes que tem amigos ou familiares com um problema de bebida. Os membros se reúnem regularmente para compartilhar sua experiência, força e esperança ao lidar com frustações e sentimentos de desamparo causados pela doença do alcoolismo. Os membros do Al-Anon vivem

vidas significativas e satisfatórias, ajudando a si mesmo com a ajuda do Al-Anon. Se você está preocupado com a maneira de beber de alguém, entre em contato com o Al-Anon. Grupo Esperança – terça-feira – às 20 horas – Igreja Matriz São José – Salão Ou telefone para Serviço de Informação Paulista Al-Anon – 0xx11 3227-2699,ou acesse o site WWW.al-anon.org.br São José do Rio Pardo - SP

Setembro Estamos no mês da Bíblia. No dia 2, primeiro domingo deste mês, na primeira leitura, do livro do Deuteronômio, ouvimos: “Agora, Israel, ouve as leis e os decretos que agora vos ensino a cumprir, para que, fazendo-o, entreis na posse da terra prometida pelo Senhor Deus de vossos pais. Nada acrescenteis, nada tireis à palavra que vos digo, mas guardai os mandamentos do Senhor vosso Deus que vos prescrevo. ...”.Na segunda leitura, São Tiago nos adverte: “...Recebei com humildade a Palavra que em vós foi implantada e que é capaz de salvar vossas almas. Todavia, sede praticantes da Palavra e não meros ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. ...” No segundo domingo, na primeira leitura: “dizei às pessoas deprimidas: Criai ânimo, não tenhais medo, é o vosso Deus...”, e na segunda leitura: “Meus irmãos, a fé que tendes em nosso Senhor Jesus Cristo glorificado não deve admitir acepção de pessoas. ...Meus queridos irmãos, escutai: não escolheu Deus os pobres deste mundo para serem ricos na fé e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam?” O evangelho deste domingo narra o episódio em que Jesus curou um surdo-mudo, que nos faz pensar se nossos ouvidos estão abertos à Palavra de Deus e nossa língua pronta a anunciá-la. No terceiro domingo, ouvimos na primeira leitura: “O Senhor abriu-me os ouvidos; não resisti nem voltei atrás.” Na segunda, outra advertência de São Tiago: “Meus irmãos, que adianta a alguém dizer que tem fé quando não a põe em prática? A fé seria então capaz de salvá-lo? ...” E o Evangelho (Mc, 8, 27-

35): Jesus pergunta aos apóstolos o que o povo pensa e depois o que os apóstolos pensam dele. Pedro respondeu prontamente: “Tu és o Messias”. Depois de proibi-los de divulgar sua identidade, Jesus contou-lhes o que iria acontecer: ele iria sofrer muito, ser rejeitado pelos sumos sacerdotes e doutores da lei, ser morto e ressuscitar depois de três dias. Pedro protestou e Jesus repreendeu-o severamente: “Vai para longe de mim, satanás! Tu não pensas como Deus e sim como os homens”. Em seguida, falou à multidão que o seguia: “Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga. Pois quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la, e quem perder a sua vida por causa de mim e do Evangelho vai salvá-la.” Transcrevo em seguida o comentário do Pe. Nino Luza sobre este evangelho do terceiro domingo. Jesus despertou o interesse de muita gente ao longo dos séculos Uns motivados por simples curiosidade, outros pelo desejo de conhecê-lo para segui-lo. Pedro mostra ser muito mais fácil seguir Jesus, o Filho de Deus, o enviado do Pai, do que se comprometer com o “Messias servo e sofredor”, o Cristo do calvário. Quando nos confrontamos com a cruz, pensamos duas vezes antes de nos comprometer. Proclamar Jesus glorioso, rei do universo, é bonito e fascina, mas seguir Jesus com a cruz e na cruz é algo que poucos se animam a fazer. No entanto, quem quiser segui-lo com compromisso, terá que assumir a própria cruz. Não há seguimento de Jesus sem a cruz de cada dia: renún-

cia a si mesmo, doação do seu projeto, aceitação dos desafios decorrentes da missão... Não precisamos inventar cruzes nem ser masoquistas, tanto menos nos conformar com sofrimento desnecessário, pois a vida de seguimento de Jesus já implica renúncias e critérios de conduta bem claros. Professar Jesus significa ser solidário com os sofredores, não se conformar com a injustiça, não aceitar o desrespeito aos direitos humanos. O Documento de Aparecida lembra que os direitos básicos são desrespeitados no rosto dos que sofrem: dos povos indígenas e afro-americanos; mulheres excluídas e idosos abandonados; jovens sem estudo e sem emprego; pobres sem terra e sem teto; desempregados e tantos outros (cf. DA 65). Não se pode compreender Jesus sem cruz. Não somente a cruz que carregou no fim da vida e em que morreu, mas a cruz do dia a dia: fidelidade ao Pai, opção pelos pobres, compromisso com a justiça e o reino, doação da própria vida por amor ao ser humano. Somente quando compreendemos e experimentamos que o discipulado cristão é seguir o caminho da cruz, da doação e do serviço é que estaremos caminhando na estrada de Jesus. Na catequese do colégio em que estudei, diversas vezes ouvi das freiras que nos ensinavam: “Minhas filhas, religião é vida; as Palavras do Evangelho se cumprem para nós quando as vivemos. Cada dia que passa, mais me convenço: vale a pena mergulhar, todos os dias, nesta experiência!

BÍBLIA

Exemplos bíblicos sobre a incredulidade Abra as escrituras a partir de Gênesis 6 e leia sobre Noé. Tente imaginar como eram as pessoas: moças dançando e rapazes cantando. Aí um senhor respeitável e sério levanta sua voz e exclama: “Vem aí um dilúvio inundar a terra. As fontes das profundezas serão escancaradas e todas as coisas serão cobertas. Vejam esta arca! Trabalhei cento e vinte anos para construí-la; fujam para ela, e vocês serão salvos”. “Ora, homem velho, vá embora com suas predições vazias! Estejamos alegres enquanto podemos. Quando vier o dilúvio, construiremos uma arca; só que não vem nenhum dilúvio. Diga o que quiser aos tolos; nós não cremos nessas coisas”. Sim, os incrédulos só queriam saber de comer, beber e dançar, tal qual hoje. Ouça, amigo, se coloque no lugar dos que viviam na época de Noé: você não ouve a voz do trovão? Os intestinos da terra já começaram a se mover, as costelas de pedra se sentem pressionadas por convulsões de dentro. Veja! Elas irrompem com força incrível de dentro da terra, torrentes desconhecidas desde que Deus as ocultou no interior do nosso mundo. O céu se parte ao meio! Chove. Não são gotas, mas nuvens inteiras que vêm abaixo com um estrondo terrível. Os dois firmamentos, as duas profundezas – a de cima e a de baixo – se dão as mãos. E agora, amigo, onde estás? Lá estão os últimos sobreviventes. Um homem – a esposa o abraça pela cintura – está de pé no último cume de montanha que ainda não está coberta pela água. Olhe agora! A água já atingiu sua cintura. Ouça seu último grito! Ele

agora flutua – submergiu. Noé olha da arca e não vê mais nada! Só um grande vazio. “Monstros marinhos se instalam e procriam nos palácios dos reis”. Todos estão derrubados, cobertos, afogados. O que fez isto? O que trouxe o dilúvio sobre a terra? A incredulidade. Pela fé Noé escapou ao dilúvio. Pela descrença o resto foi afogado. Você não sabe que a incredulidade impediu Moisés e Arão de entrarem em Canaã? Eles não honraram a Deus: bateram na rocha quando deveriam ter falado com ela. Eles não creram e, por isso, o castigo veio sobre eles de modo que não herdaram a boa terra pela qual trabalharam e se esforçaram. Deixem-me levá-los para onde Moisés e Arão moraram – o grande deserto. Vamos andar um pouco por ele: com os pés cansados, nos tornaremos como os beduínos andarilhos, que vagueiam pelo deserto. Ali há um esqueleto esbranquiçado no sol; lá mais um, e acolá um outro. Quem são esses corpos – ali um homem, lá uma mulher? Como esses cadáveres foram parar aqui? Esses são os ossos de Israel, os esqueletos são as antigas tribos de Jacó. Não puderam entrar na terra por causa da incredulidade. Não confiaram em Deus. Os espias disseram que eles não conseguiriam conquistar a terra. A incredulidade foi a causa da morte deles. Não foram os Anaquins que destruíram Israel, não foi o deserto uivante que os engoliu. O Jordão não os impediu de entrar em Canaã, nem os heveus ou jebuseus os mataram; foi somente a incredulidade que os manteve fora de Canaã. Que maldição foi pronunciada sobre Israel depois

de quarenta anos de peregrinação: não puderam entrar porque não creram! Por último, quero dizer que você reconhecerá a natureza hedionda do pecado nisso – este é o pecado que condena. Existe um pecado pelo qual Cristo não morreu: o pecado contra o Espírito Santo. Você pode mencionar qualquer crime na lista do mal, eu lhes mostrarei pessoas que receberam perdão por eles. Mas pergunte-me se a pessoa que morreu descrente pode ser salva e eu respondo que não há expiação para ela. Ha expiação pela descrença de um cristão, porque é temporária; mas a incredulidade final – a descrença pela qual as pessoas morrem – não foi expiada. Tenho visto cristãos que cresceram tão críticos que, figuradamente falando, se a porção de carne que têm para receber em cada reunião cristã não lhes é trazida bem cortada sobre um prato especial de porcelana, eles não a comem. Estes têm de sair sem nada, e ficar sem nada até ficarem com apetite. Terão aflições que agirão sobre eles como quinino; serão forçados a comer com um gosto amargo na boca; serão colocados na prisão por um ou dois dias até que seu apetite volte, e então ficarão contentes por comer a comida mais simples, do prato mais comum, ou sem prato nenhum. Mas a verdadeira razão porque o povo de Deus não se alimenta é porque não tem fé. (C.H.Spurgeon) Mensagem dos participantes de um lugar de oração, com endereço na rua João Gabriel Ribeiro, 123. Reuniões: sábados e domingos, 19h30.


Gazeta do Rio Pardo 2616