Issuu on Google+

REPORTAGEM

REPORTAGEM

Casal sem-teto recebe ajuda da população

Doações do esporte beneficiam entidades

Família mora em um cômodo e vive com ajuda da comunidade, que se solidarizou com o problema. A Promoção Social do município informou que incluiu o casal na lista de espera do Profast, mas o problema não tem prazo para ser resolvido. Página A-8

Dezessete mil quilos de alimentos foram arrecadados durante as quatro etapas dos Festivais do Programa Boletim Esportivo de 2012, tendo sido entregues para 19 entidades assistenciais na tarde de segunda-feira, 16, na Rádio Difusora. Página A-13

São José do Rio Pardo

21 de abril de 2012

Ano 104

R$ 2,00

2.593

Ceagerp é envolvida em nova polêmica REPORTAGEM

PREFEITURA DIVULGA RESULTADO DE CONCURSO PÚBLICO Página A-6

Polícia identifica o suspeito de estupros A polícia civil localizou dia 18, em Vargem Grande do Sul, o homem acusado de tentar estuprar duas alunas rio-pardenses. Ele as atacou na Vila Pereira e av. Independência, respectivamente, fugindo em seguida. Atacou também sete jovens em Vargem Grande do Sul e uma em Casa Branca. Ele foi ouvido na delegacia de São José e foi liberado. Página A-7

Cercamor atende 23 e 47 esperam vagas Fundado em fevereiro deste ano, o Centro de Reintegração e Capacitação com Moradia Orga-

nizada – Cercamor está atendendo 23 dependentes químicos (drogas e álcool) e já tem 47 na

fila de espera. Leia nesta edição reportagem especial sobre a entidade. Página A-9

A

pós a sessão ordiná ria de terça-feira, dia 17, na Câmara Municipal, o sócio-diretor da Cabs – Central de Abastecimento da Baixada Santista, João Marcello Moreto, falou aos presentes a convite da vereadora Rosângela Berti, sobre a polêmica que envolve o entreposto da Ceagerp. “Minha presença na Câmara foi para poder esclarecer e expor aos vereadores os fatos ocorridos nesse impasse entre a empresa Cabs, a Prefeitura e a Ferbras”, disse Moreto. Durante a reunião, várias polêmicas foram levantadas sobre o assunto. O vereador Márcio Callegari Zanetti disse que vai pedir na Câmara a instalação de uma Comissão de Assuntos Relevantes, com o objetivo de analisar as informações. Página A-3


A-2 -21 de abril de 2012

O Brasil precisa abrir os olhos O consumo de drogas no Brasil cresce a uma velocidade assustadora, que é inversamente proporcional à capacidade geral de gerir o problema. O país ocupa a posição número um no ranking de consumo de drogas na América do Sul, e a situação parece se agravar a cada relatório publicado por diversas organizações ao redor do mundo. Fato é que o negócio do tráfico aproveita os portões abertos do descaso para entrar e se instalar. Outros motivos também dificultam as ações, como o alto valor e a complexidade do tratamento para o dependente químico. As clínicas que funcionam com este objetivo, particulares ou públicas, enfrentam

uma situação de superlotação jamais vista. Fala-se seriamente, no âmbito das políticas públicas, em internação involuntária. Há controvérsias e o tema abre precedentes para muitas discussões, muitos estudos sobre os prós e os contras. Ainda não se chegou a alguma conclusão; difícil saber se um dia isto será possível. É fundamental a criação de políticas públicas de tratamento para a dependência e isso é indiscutível. Mas também deveria estar longe de discussões um maior investimento em prevenção. O estado de São Paulo já acena há algum tempo nesta direção com programas de

prevenção ao uso de drogas, que são feitos ainda na infância. Dentre outros, o Proerd (da Polícia Militar) é um deles. Mas é preciso fazer mais, muito mais. A repressão por si só não parece ser um bom caminho. O tratamento é necessário, mas pode ou não funcionar como se deseja. Especialistas acreditam que o investimento depois da dependência adquirida é mais caro e, em boa parte dos casos, de baixa eficácia. Exemplos aqui e pelo mundo afora parecem dizer que a única saída é a educação preventiva, com participação ativa de variados segmentos da sociedade. O Brasil deve abrir os olhos com urgência.

coletti.imprensa@yahoo.com.br

CPI com estragos imprevisíveis O Palácio do Planalto tentou mas não obteve êxito na manobra para evitar a formação da CPI Mista para investigar as relações obscuras do contraventor goiano Carlinhos Cachoeira com os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além de segmentos empresariais. Os governistas buscam agora não perder o controle dos trabalhos da CPI que foi instalada nesta quintafeira. Os deputados e senadores da base aliada que integrarão a CPI serão de inteira confiança do Palácio do Planalto, ou seja, será uma tropa de choque fiel à presidente Dilma. O receio é que as investigações cheguem às grandes construtoras que tocam as obras bilionárias do PAC. O grupo empresarial mais vi-

sado é o da Delta Engenharia, que lidera a lista de doadoras de campanhas eleitorais em todo o país. Essa empresa hoje domina a coleta de lixo no Distrito Federal, cujo contrato conseguiu em razão de ligações delituosas com o grupo do governador Agnelo Queiroz, do PT. A abertura da CPI foi apoiada por 340 deputados e 54 senadores. Ela será presidida por um senador do PMDB e terá como relator um deputado do PT. Os partidos têm prazo até a próxima terça-feira para indicar os parlamentares que vão integrá-la. Na opinião de políticos experientes, a CPI será uma metralhadora giratória, alcançando vítimas por todos os lados. Terá gosto para todos os paladares. Os estragos definiti-

vos só serão conhecidos no final dos seus trabalhos. Certamente, ela vai servir para um ajuste de contas entre o PSDB e o PT, e para a formação do cenário da sucessão presidencial em 2014. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, ao ser homenageado na Câmara, na terça-feira, foi incisivo: “O país está cansado do grau de corrupção existente. Eu não estou criticando A, B ou C. Infelizmente, atinge quase todos os partidos.” Já o conhecido deputado Romário, que foi astro da seleção brasileira, pelo Twitter, fez um alerta sobre os riscos das investigações: “Essa CPI do Cachoeira vai dar m... Acabou tomando uma proporção que ninguém esperava.”

Conseqüências à vista A CPI terá o prazo de 180 dias para realizar as investigações, que vão ocorrer em clima tenso e com pressão da sociedade. Vai tumultuar a campanha eleitoral que se avizinha, ofuscará votações importantes no Congresso Nacional, dará dores de cabeça para a presidente Dilma Rousseff e tomará atenção especial da mídia nacional até o fim do ano. Há quem acredita que a direção do PT passou a defender a instalação da CPI só para criar um espetáculo de longa duração, a fim de não permitir que o julgamento do “processo do mensalão” pelo Supremo Tribunal Federal, previsto para

maio próximo, monopolize as atenções da opinião pública neste ano eleitoral. Já o senador Pedro Simon (PMDBRS), no Senado, tem procurado mobilizar as redes sociais a acompanharem e pressionarem os trabalhos da CPI. Dirigiu apelo à OAB e à CNBB para que participem do movimento de pressão, tal como fizeram na mobilização popular que culminou com a aprovação da Lei da Ficha Limpa. Demóstenes no Conselho de Ética O senador Demóstenes Torres, que deu origem à CPI do Cachoeira, informou que na próxima semana apresentará sua defesa no processo que

foi aberto no Conselho de Ética do Senado para cassar o seu mandato. E foi arrogante: “vou provar minha inocência no mérito. Provarei que sou inocente.” É voz corrente no Congresso que alguns senadores já admitem que não irão votar pela cassação do senador goiano, levando em conta o fato de não poderem sair por aí alardeando não terem “telhado de vidro”, podendo, assim, a qualquer momento passar pelas mesmas dificuldades hoje enfrentadas por Demóstenes. “Eu poderei ser o Demóstenes de amanhã” – é o raciocínio deles.

Destaques Código Florestal – Está anunciada para a próxima terça-feira (24) a votação, na Câmara dos Deputados, do novo Código Florestal. Ruralistas, ambientalistas e o governo deverão passar este fim de semana procurando encontrar o texto ideal, que atenda a todos os segmentos. R$ 667,75 – Este será o valor do salário mínimo em 2013, conforme a proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do próximo ano, enviada ao Congresso Nacional pela presidente Dilma Rousseff. A LDO não contempla, porém, ganho real para os aposentados e pensionistas que recebem acima de um salário mínimo. Crescimento de 5,5% - A LDO

estima que o PIB brasileiro crescerá 5,5% em 2013, um ponto percentual a mais do que os 4,5% projetados para este ano. Em relação à taxa de câmbio, a expectativa descrita na LDO é de que o dólar encerre este ano cotado a R$ 1,76, passando para R$ 1,84 em 2013. Pré-Sal – A radicalização em torno das novas regras para a distribuição dos royalties do petróleo chegou a um beco sem saída, levando a presidente Dilma Rousseff trabalhar para que a votação dessa importante questão fique para depois das eleições municipais de outubro. Os Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, considerados produtores de petróleo, e os demais estados não produtores não conseguem chegar a um

denominador comum que atenda a todos. Agora é com SUS – O Supremo Tribunal Federal decidiu pelo direito de as mulheres abortarem fetos sem cérebros. Esta decisão deveria ter sido do Congresso Nacional, que deixou de tomá-la por pressão das poderosas bancadas dos católicos e evangélicos. Daqui por diante, a mulher tem assegurado o poder de escolha. Pode levar a gravidez até o fim ou interrompê-la se achar conveniente. A opção é dela exclusivamente. Caberá ao Ministério da Saúde criar as condições para qualificar a rede pública de hospitais para realizar o procedimento. coletti.imprensa@yahoo.com.br

Correção Em reportagem publicada na edição do dia 14 de abril, página A-5, intitulada “Rio Pardo FC passará por auditoria”, o texto informou de forma errada que Carlos Donizeti Leandrini ocupava o cargo de primeiro secretário da então presidente do clube. O correto seria dizer que Leandrini era secretário do Conselho Deliberativo do Rio Pardo Futebol Clube e lavrou a ata da 341ª reunião. Sinal ruim Muita gente tem reclamado do sinal do canal 49 (Rede Globo), no município. O responsável pela retransmissão de TV na cidade, Antônio Donizetti Bilon, explica que a EPTV está realizando mudanças no sistema local para melhoramentos da captação das imagens e do som, inclusive com preparação para implantar o sistema digital. Assim que a mudança for concluída, a Globo passará a ser sintonizada no canal 25. Impunidade Ao que parece, vai ficar por isso mesmo o corte de um ipê de pelo menos 30 anos de existência, que foi feito de forma ilegal na rua Artur Navarro, no Jardim Santa Teresa, na semana passada. Lembrando que a Prefeitura foi acionada e até agora nada foi feito. E a madeira do ipê continua lá, no mesmo local, para quem quiser ver. São Tomé I Segundo a diretoria do Educandário São José, algumas pessoas têm questionado a real situação da instituição em razão da matéria de capa da Gazeta, publicada na semana passada. Será preciso que uma instituição que recebe 250 crianças por dia feche definitivamente suas portas, para que os descrentes passem a crer? São Tomé II Para aqueles que acreditam, o Educandário aceita todos os tipos de doação como alimentos e roupas. Quem preferir ajudar em dinheiro, pode fazê-lo por meio de depósito no Banco do Brasil, agência 00663 – conta 15421-0, ou pelo carnê de contribuição mensal, que pode ser adquirido na secretaria. É sempre bom lembrar que as instituições existem para fazer o trabalho que é de responsabilidade do Poder Público. Impostos são pagos para isto. Pede o cidadão O presidente da ONG Amigos da Cidade, Adriano Ribeiro da Silva, solicitou à Câmara Municipal a elaboração de um projeto de lei que proíba a distribuição de panfletos publicitários na cidade, bem como a utilização de carros de som com o mesmo fim. A ideia, segundo ele, é evitar acúmulo deste tipo de lixo nas ruas centrais, como também reduzir a poluição sonora. Ele aguarda uma resposta dos vereadores. Só podia ser aqui Ao que se sabe, veículos da Prefeitura Municipal deveriam ser utilizados em horário de trabalho e para questões relacionadas ao trabalho. Mas isso nem sempre acontece quando se trata de São José do Rio Pardo... Nova novela Ganhou mais um capítulo a nova novela do município: a da Secretaria de Educação. Desde a saída da secretária anterior, a Prefeitura ainda não conseguiu um nome para compor o cargo. Aliás, diga-se de passagem, nomes até foram sugeridos, o desafio agora é alguém querer aceitar. Por que será? Teve que pagar Um empresário da cidade perdeu a paciência esta semana e invadiu o gabinete oficial, com o objetivo de cobrar uma dívida que a Prefeitura tinha com ele. O fato ocorreu após ele ter ficado um bom tempo na fila de espera para tentar falar com o prefeito que, na “hora H”, mandou avisar que não poderia atendê-lo. Depois de ver o empresário esmurrar sua mesa, dizem que o prefeito tratou de pagar a dívida com seu próprio dinheiro. Dedos nervosos Após as declarações do diretor da empresa Cabs, na Câmara Municipal, quem precisou fazer uma ligação de celular deve ter tido problemas de linhas congestionadas. Isso porque, nem bem o homem terminava de falar, muitos dedos nervosos de vereadores acionaram números de seus celulares para ligar não se sabe para quem. Mas dá para imaginar.

GAZETA DO RIO PARDO é uma publicação semanal de GAZETA DO RIO PARDO LTDA, editada à Avenida Olinda Ralston, 411- Vila Formosa - Fone: (19) 3682-8879 - CEP 13.720-000 - São José do Rio Pardo - SP. Editor: Giselle Torres Biaco Redação: Eduardo Eron Colaboração: Fagner Nasser. Diagramação: Marco Antônio Cassucci. Departamento Comercial: Elisete Paduelli GAZETA na INTERNET: e-mail: redacao@gazetadoriopardo.com.br e-mail: publicidade@gazetadoriopardo.com.br e-mail: diagrama@gazetadoriopardo.com.br e-mail: reportagem@gazetadoriopardo.com.br e-mail: assinante@gazetadoriopardo.com.br http://www.gazetadoriopardo.com.br Circulação Aguaí, Caconde, Casa Branca, Divinolândia, Itobi, Mococa, São José do Rio Pardo, São Sebastião da Grama, São João da Boa Vista, Tapiratiba, Vargem Grande do Sul Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal e são de responsabilidade de seus autores.


21 de abril de 2012 - A-3

Ceagerp é envolvida em nova polêmica Vereador vai pedir na Câmara a instauração de uma Comissão de Assuntos Relevantes Após a sessão ordinária de terça-feira, dia 17, na Câmara Municipal, o sócio-diretor da Cabs – Central de Abastecimento da Baixada Santista, João Marcello Moreto, falou aos presentes a convite da vereadora Rosângela Berti, para falar aos presentes sobre a polêmica que envolve o entreposto da Ceagerp. “Minha presença na Câmara foi para poder esclarecer e expor aos vereadores os fatos ocorridos nesse impasse entre a empresa Cabs, a Prefeitura e a Ferbras”, disse Moreto. Ele explicou que quer saber os motivos da retirada da concessão da Cabs para a Ferbras. “De acordo com a concessão teríamos que oferecer estrutura para desenvolvimento e operacionalização do comércio varejista na cidade e na região. Acreditamos que oferecemos essa estrutura, porém, de acordo com o contrato, a Prefeitura teria que nos oferecer estrutura de esgoto e pavimentação da via de acesso, coisa que não ocorreu até o presente momento. Concluímos a nossa parte, que julgamos ser necessária para a realização das atividades”, disse. Moreto detalhou, ainda, que a Cabs construiu um galpão de aproximadamente 2.500 metros, uma área de pátio de 5 mil metros, terraplanagem de praticamente toda a área cedida e divisões dos boxes. “Investimos mais de R$ 1 milhão na infra-estrutura para o funcionamento da Ceagerp.” De acordo com o secretário de Planejamento, Obras e Serviços Marco Aurélio Feltran, caberia à Prefeitura asfaltar a chegada à Ceagerp em até seis meses após o início das atividades. “Isso não ocorreu porque as atividades

nunca foram iniciadas.” Polêmicas Durante sua presença na Câmara, o sócio-diretor da Cabs, João Marcello Moreto, informou aos vereadores que a fiscalização das obras havia sido feita pela empresa ‘FF Engenharia Ltda.’, de propriedade do secretário de Obras Marco Aurélio Feltran. “Todos os projetos necessários para o empreendimento foram assinados pelo senhor Marco Aurélio Feltran, secretário de Obras do município”, confirmou à reportagem de Gazeta. Segundo o secretário, o que sua empresa particular fez para a Cabs foi apenas a parte de projeto e não a fiscalização da obra. “Em agosto de 2009 foi assinada a concessão pela Prefeitura Municipal para implantação da Ceagerp e uma das cláusulas do documento era de que a Cabs fizesse toda a infra-estrutura necessária para a implantação e funcionamento do entreposto, dentro de seis meses. Os trabalhos foram iniciados e em julho de 2010 a Cabs procurou a Secretaria de Obras com o intuito de saber sobre o que seria necessário realizar para a obtenção do alvará de funcionamento da Ceagerp. Nós informamos a Cabs sobre o que deferia ser feito na área e a direção pediu que a minha empresa, a ‘FF Engenharia’, executasse os projetos. Que fique claro que minha empresa fez somente a parte de projeto, e jamais fez algum tipo de assessoria ou fiscalização das obras”, defendeu Feltran. De acordo com ele, os projetos feitos por sua empresa foram entregues à Cabs em setembro e outubro de 2010 e tiveram a aprovação dos órgãos competentes. Sobre o fato

de a Cabs alegar ter realizado 90% dos serviços estipulados no contrato de concessão da área, Feltran falou que a empresa não executou todas as solicitações dos bombeiros, o que impossibilitou que a secretaria de Obras concedesse o alvará de funcionamento da Ceagerp. Outra polêmica levantada pelo diretor da Cabs na Câmara foi a afirmação de que a nova empresa contratada pela Prefeitura, a Ferbras, estaria na Ceagerp desde outubro de 2011, ou seja, cerca de dois meses antes de a Câmara aprovar a troca da concessão. “Foi levantado na junta comercial o endereço da empresa Ferbras no mês de outubro de 2011 e a sede era na Dionysio Barreto, número 350, que é o lugar onde se constitui a Ceagerp”, disse João Marcello Moreto. Ele explicou ainda que, ao entrar com uma liminar na Justiça, espera que sua empresa consiga reaver a concessão da área. “Nosso objetivo é reaver a concessão e posteriormente analisar se cabe alguma indenização por esse imbróglio causado pelas outras partes.” Moreto também questionou sobre o fato de a Prefeitura Municipal não ter comunicado a empresa, em nenhum momento, sobre o descontentamento com os serviços prestados. “Em nenhum momento a Prefeitura nos procurou para dizer que não estávamos cumprindo o contrato”, disse. Sobre esta colocação, o secretário Feltran informou que “está na lei que, notificando ou não, a Prefeitura pode decidir pela abertura de concessão a outra empresa, como foi feito.” O secretário afirmou, ainda, que solicitará sua participação no Expediente Livre da Câmara, na próxima terça-feira, para solucionar todas as dúvidas dos vereadores sobre o assunto. Comissão de Assuntos Relevantes O vereador Márcio Callegari Zanetti (PTB) informou, após a sessão, que vai solicitar à Câmara a instauração de uma Comissão de Assuntos Relevantes para apuração dos fatos. “Na realidade nós nos surpreendemos com as manifestações do dirigente da empresa Cabs, que foram muito contundentes e de

certa maneira até evidenciaram problemas de relacionamento pessoal com a Prefeitura Municipal. Eu não posso emitir juízo de valor nesse momento porque como disse no plenário, na próxima terça-feira vou apresentar um projeto de resolução solicitando ao plenário a criação de uma Comissão de Assuntos Relevantes para que a Câmara possa se posicionar. Diante desse pedido, não posso me manifestar porque tenho a esperança de que os vereadores aprovem por maioria simples a criação dessa Comissão”, disse. De acordo com artigo 95 do Regimento Interno da Câmara Municipal, “a Comissão de Assunto Relevante (CAR) destina-se à elaboração e apreciação de estudos de problemas municipais e à tomada de posição da Câmara em assunto de reconhecida relevância, e será constituída por projeto de resolução aprovado por maioria simples, em discussão e votação única na Ordem do Dia da mesma sessão de sua apresentação”. Zanetti considera graves as acusações feitas em plenário pela empresa Cabs. “Isso tudo tem impedido o funcionamento da Ceagerp, que traria inúmeros empregos para a cidade e facilidade para o agricultor comercializar os seus produtos. Enfim, é algo que exige da Câmara Municipal uma resposta mais breve possível.” Para o vereador, o que mais chamou a atenção foi a informação de que a empresa Ferbras foi cons-

REPORTAGEM

João Marcello Moreto, sócio-diretor da Cabs

tituída em outubro de 2011, com o endereço de uma área pública. “Isso para mim é o maior absurdo, a constituição de uma empresa em São José do Rio Pardo numa área que estava concedida à Cabs anteriormente. Certamente nós vamos precisar nos posicionar de uma maneira muito forte aqui na Câmara. É como se a Prefeitura autorizasse a constituição de uma empresa na Praça dos Três Poderes, número 1, em uma área de domínio público. Então nós vamos procurar o processo o mais breve possível e certamente as coisas vão surgir.” Ainda de acordo com Zanetti, outro fato gravíssimo foi a afirmação feita

pelo diretor da Cabs de que a empresa “pagou para o Marco Aurélio Feltran para realizar serviços nessa área que foi concedida à municipalidade, então nós precisamos apurar o que foi dito por ele. Espero que inclusive os vereadores do prefeito votem favoravelmente à criação dessa comissão. A população vai precisar de uma resposta.” O vereador acredita que os fatos devam ser apurados com prudência. “Temos que ser prudentes no sentido de averiguar essas denúncias. Eu já formei uma convicção pessoal com base naquilo que ele falou, mas a Câmara através dessa Comissão deve se posicionar.”

Ministério Púbico arquiva outro inquérito contra Santurbano O Conselho Superior do Ministério Público homologou o arquivamento de inquérito civil instaurado pelo promotor de Justiça Gabriel Guerreiro para apurar possíveis irregularidades em licitação realizada em 2005, que resultou na contratação da empresa “Setem Serviços de Transporte e Encomendas Ltda.”. A sessão que decidiu pelo arquivamento ocorreu no

último dia 17. Com a decisão, agora são três inquéritos civis arquivados em aproximadamente três dias, em que o Ministério Público entendeu que não houve irregularidade, após defesa de Santurbano. O inquérito foi aberto após apontamento pelo Tribunal de Contas, que entendeu que cláusula inserida no edital da licitação

restringia a participação de outros interessados. Porém, os advogados de Santurbano demonstraram que toda a licitação foi feita rigorosamente de acordo com a legislação, e que a cláusula questionada pelo Tribunal de Contas apenas garantia que os interessados em concorrer apresentassem melhor qualificação e experiência para a realização dos serviços.


A-4 - 21 de abril de 2012

Ilha São Pedro terá mini ETE em 90 dias Obra será para evitar que o esgoto da ilha continue sendo jogado direto no rio Pardo Uma mini Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) deverá ser construída na Ilha São Pedro dentro de 90 dias, aproximadamente. A obra é uma exigência antiga dos órgãos responsáveis pelo assunto e visa tratar os dejetos oriundos dos quatro banheiros existentes no lugar, os quais são hoje jogados diretamente no rio Pardo, sem tratamento, tal qual ocorre com a maioria dos esgotos existentes na cidade. Carlos Eduardo Pinto, biólogo e administrador da Ilha São Pedro, diz que os custos da mini ETE já fo-

ram levantados e estão sendo estudados pela Secretaria Municipal de Obras. Embora não tenha citado valores, ele assegura que não é um empreendimento muito caro porque pode ser implantado até em propriedades particulares, como as casas ou empresas que implantam pequenas fossas sépticas. A mini ETE deverá ser construída ao lado dos banheiros masculinos da ilha, em local onde já existe um cano de escoamento de esgoto. A obra ficará sob o solo e, na parte de cima, terá uma espécie de cha-

Sócios da ACI podem comercializar amianto Liminar concedida pelo juiz da 2ª Vara, André Antonio da Silveira Alcântara, determina que as autoridades coatoras (diretores das vigilâncias sanitárias do estado e do município) se abstenham de realizar novas autuações de empresas associadas à ACI que industrializem, comerciem ou façam uso de produtos que continham amianto. As autuações vêm sendo feitas com base na Lei

Estadual nº 12.684/07 que proíbe essas ações. A medida judicial vale para todos os associados da ACI rio-pardense nos limites do Estado de São Paulo - ou seja, mesmo que sua atuação comercial se dê fora do município de São José do Rio Pardo. Segundo a advogada Daniela Tozini, diretora jurídica da ACI, há um questionamento sobre o malefício que o amianto pode fazer a operários de em-

ARQUIVO

miné para escoamento dos gases provenientes de todo o esgoto que for gerado dos banheiros. A estrutura da obra poderá ser de madeira e de fibra, dependendo do tipo de ETE que for adquirido. O biólogo disse, por fim, que iria ainda esta semana ao posto regional da Cetesb, em São José, para trocar informações com os técnicos do órgão sobre o assunto. Desse encontro poderá ser decidido, entre outras coisas, se serão dois ou três tanques que farão parte da estrutura da mini ETE na Ilha São Pedro.

presas de extração e produção. “Há uma lei estadual , nº 12.684/07, que proíbe a fabricação, comercialização e industrialização de produtos com amianto”, explica Daniela. Entretanto a Lei Federal nº 9.055/95 autoriza o uso de amianto. “Existe, atualmente, uma ADIN (nº 3937) para ser julgada pelo STF, a fim de que possa ser declarada a inconstitucionalidade da lei estadual. Outras leis estaduais (SP e MS) já foram consideradas anteriormente inconstitucionais”, acrescentou Daniela.

O esgoto produzido na ilha, que atualmente é jogado no rio Pardo, passará a receber tratamento após a implantação da ETE

Idosos do Lar de Jesus ganham alfabetização No início de março, os idosos do asilo Lar de Jesus passaram a ter aulas de alfabetização, como parte de um projeto implantado pela instituição em parceria com o governo federal. Trata-se do Brasil Alfabetizado, programa que o Ministério da Educação e Cultura realiza desde 2003 e que é voltado para a alfabetização de jovens, adultos e idosos. O Brasil Alfabetizado é desenvolvido em todo o território na-

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO Rotary Clube São José do Rio Pardo “Oeste” 40 anos: 1971-2011

Ano Rotário 2011/2012 Presidente: Márcia Balerine de Carvalho Reuniões às quartas-feiras às 20h00

Quase 600 rotarianos participaram em Campinas/SP no domingo (15/04) da tradicional Assembleia Distrital. O evento, que serviu como treinamento preparatório para o ano rotário 2012/2013, reuniu representantes dos clubes do Distrito 4590. Na foto, o governador distrital Paulo Celso Motta ladeado por José Ruy Junqueira Andreoli e Elisa Mori. Aline Barreto Paschoal, eleita presidente do Rotaract, também esteve presente.

COMUNICADO PRESTAÇÃO DE CONTAS DA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO MUNICÍPIO EXERCÍCIO 2011 Encontra-se à disposição da população, na sede da Câmara Municipal de São José do Rio Pardo – Praça dos 3 Poderes, nº 2, Centro – de segundas às sextas-feiras, das 7h às 19h, a prestação de contas acima mencionada, para consultas, nos termos da Lei de Responsabilidade Fiscal. São José do Rio Pardo, abril de 2012. Marco Antonio Gumieri Valério Presidente Publicado nas edições de Gazeta do Rio Pardo dos dias 21 e 28/4/2012

cional, com o atendimento prioritário a 1.928 municípios que apresentam taxa de analfabetismo igual ou superior a 25%. O coordenador do projeto no asilo, Marcos Túlio, informa que dos 100 internos, 60 estão sendo atendidos. “Priorizamos quem tem condições de participar porque o programa estabelece algumas normas e comprometimento”, diz. De acordo com ele, a ideia de implantar o programa no asilo surgiu a partir das dificuldades encontradas no dia-a-dia. “Quando eu colocava no quadro de avisos a programação das atividades, percebia que não havia entendimento por parte dos internos. Então comecei a usar uma figura representativa do que seria feito durante a semana e havia um entendimento. Mas eu me preocupei com a questão da escrita, da leitura, de eles

aprenderem pelo menos o próprio nome”, explica Marcos. Implantado há dois meses, o programa teve adesão acima do esperado pela instituição. “Está muito bacana, é voltado para engrossar o ensino desde a sala de aula até na parte prática nas áreas livres do asilo.” As aulas de alfabetização são divididas em três turmas, com uma hora e meia cada turma. Duas professoras cedidas pela secretaria municipal de Educação acompanham o grupo, junto com os profissionais da entidade. “O resultado tem sido muito satisfatório, mas eu já me preocupo com o término do programa, pois o tempo de duração estipulado pelo governo é de oito ou nove meses. Sei que os idosos vão me cobrar e me preocupo em como dar continuidade ao projeto.”

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO CFC ALTERA CTA 09 E APROVA CTAS 12 E 13 A argentina Maria Verônica Zunino participou da reunião do “Oeste” na noite de quarta-feira (18/04). Ela está hospedada na residência dos rio-pardenses Erineu Berti e Aparecida, através do Programa Mundial de Intercâmbio de Jovens. Comparou os usos e costumes dos dois países, comentando sobre os mais variados assuntos: desde educação até futebol... O “Projeto Selos” de julho de 2011 a março deste ano já arrecadou 180 mil selos, a maioria encaminhados para a Alemanha. Este projeto beneficia mais de 100 deficientes físicos que recebem salários mensais com a limpeza dos selos e comercialização junto aos filatelistas. Os selos podem ser descolados dos envelopes e encaminhados ao Rotary.

O “Rotary Kids” é uma organização de crianças entre 8 e 13 anos que objetiva semear o ideal rotário, estimular liderança construtiva, valorizar a família, aprender a respeitar os direitos de cada um, reconhecer o mérito de todas profissões, entender e valorizar a ética, fomentar o amor à natureza, perceber as necessidades de nossa comunidade e ainda trabalhar juntos para ajudar aqueles que precisam. Marina Rueda Bello é a atual presidente do “Rotary Kids” e está encabeçando a ação “Ser Benevolente” com a distribuição de botons (foto) com fins filantrópicos...

ALMOÇO NO “DIA DAS MÃES” Domingo (13/05) a partir das 12h00 na sede do Rotary. Convites antecipados a R$ 20,00 (não incluso bebidas). Informações: (19).8184-4737, 9242-9297, 9289-6555, 8134-3537 e 9717-8622.

Por meio de Resoluções, o CFC (Conselho Federal de Contabilidade) alterou e aprovou três CTAs (Comunicados Técnicos). Os textos foram publicados no dia 3 de abril de 2012, no Diário Oficial da União, e podem ser consultados no site do CFC – www.cfc.org.br. O CTA 09 – Emissão do Relatório do Auditor Independente sobre Demonstrações Contábeis foi alterado pela Resolução CFC nº 1.386/ 12. Ele está relacionado às demonstrações de entidades de incorporação imobiliária do exercício social encerrado em, ou a partir de, 31 de dezembro de 2012. Na nova redação do item 7, é informado que o IFRIC (IFRS Interpretations Committee) desistiu de discutir “o significado e aplicação do conceito de transferência contínua de riscos, benefícios e controle de venda de unidades imobiliárias”, pois está em debate um projeto de norma que deverá conter o conceito de reconhecimento de receita. A Resolução CFC nº 1.387/12 aprovou o CTA 12 – Emissão do Relatório do Auditor Independente sobre as Demonstrações Contábeis de Grupo Econômico. O Comunicado Técnico é voltado para os grupos que não elaboram demonstrações contábeis consolidadas, conforme é requerido pela NBC TG 36 – Demonstrações Consolidadas, e cujas controladoras não se enquadrem nos requerimentos do item 10 dessa mesma norma. Entidades com investimentos em controladas ou em joint ventures devem, de acordo com a legislação societária do Brasil, divulgar conjuntamente as demonstrações contábeis individuais e consolidadas. Abordando uma área mais específica, o CTA 13 – Emissão do Relatório do Auditor Independente sobre as Demonstrações Contábeis Individuais e Consolidadas de Entidades Supervisionadas pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) foi aprovado pela Resolução CFC nº 1.388/12. Ele é referente aos exercícios que terminaram em 31 de dezembro de 2011 ou a partir dessa data. O CTA 13 traz orientações para os Auditores Independentes emitirem seus relatórios sobre as demonstrações contábeis individuais e consolidadas. Além dele, recomenda-se a leitura dos CTAs 02 e 12, que também versam sobre a emissão do relatório do Auditor Independente. Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Presidente: Luiz Fernando Nóbrega – Gestão 2012-2013 Delegacia do CRC SP de São José do Rio Pardo Rua Capitão Saturnino Barbosa, 160, Vila Pereira, CEP 13720-000 Tel/Fax: 19 3608-4875; E-mail: fontao@fontaocontabilidade.com.br

SÚMULA DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 17-04-2012 A) REQUERIMENTOS - Ao Executivo Municipal, solicitando: - Informar motivos para o não atendimento de requerimento nº 1.293, protocolado na Prefeitura em 14/02/2012. - Informações relativas à indicação nº 136/2011 (serviços de tapa-buracos na Rua Estêvão). - Informações sobre precatórios. B) INDICAÇÕES - Ao Executivo Municipal, sugerindo: - A instalação de radares em pontos estratégicos da Rua Campos Salles. - A substituição de lâmpada queimada na Rua Curupaiti. - O reparo em calçamento na Rua das Violetas. - A solução de problema de vazamento de água na Rua Rui Barbosa. C) PROJETOS APROVADOS AUTORIA EXECUTIVO - Projeto de Lei nº 56, de 12/04/2012, que “Autoriza a celebração de convênio com o Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo”. - Projeto de Lei nº 57, de 16/04/2012, que “Altera os anexos I e II da Lei 2.633, de 06/06/2003, que dispõe sobre a criação e transformação de cargos na Administração Direta, reestrutura o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos Servidores da Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo, institui nova tabela de vencimentos e dá outras providências”. B) MENSAGEM: A Câmara Municipal informa a todos que as sessões ordinárias são realizadas às terças-feiras a partir das 19:30. Nosso site: www.camarasjriopardo.sp.gov.br; E-mail: cmrpardo@camarasjriopardo.sp.gov.br Marco Antonio Gumieri Valério Presidente


A-4 - 21 de abril de 2012

Ilha São Pedro terá mini ETE em 90 dias Obra será para evitar que o esgoto da ilha continue sendo jogado direto no rio Pardo Uma mini Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) deverá ser construída na Ilha São Pedro dentro de 90 dias, aproximadamente. A obra é uma exigência antiga dos órgãos responsáveis pelo assunto e visa tratar os dejetos oriundos dos quatro banheiros existentes no lugar, os quais são hoje jogados diretamente no rio Pardo, sem tratamento, tal qual ocorre com a maioria dos esgotos existentes na cidade. Carlos Eduardo Pinto, biólogo e administrador da Ilha São Pedro, diz que os custos da mini ETE já fo-

ram levantados e estão sendo estudados pela Secretaria Municipal de Obras. Embora não tenha citado valores, ele assegura que não é um empreendimento muito caro porque pode ser implantado até em propriedades particulares, como as casas ou empresas que implantam pequenas fossas sépticas. A mini ETE deverá ser construída ao lado dos banheiros masculinos da ilha, em local onde já existe um cano de escoamento de esgoto. A obra ficará sob o solo e, na parte de cima, terá uma espécie de cha-

miné para escoamento dos gases provenientes de todo o esgoto que for gerado dos banheiros. A estrutura da obra poderá ser de madeira e de fibra, dependendo do tipo de ETE que for adquirido. O biólogo disse, por fim, que iria ainda esta semana ao posto regional da Cetesb, em São José, para trocar informações com os técnicos do órgão sobre o assunto. Desse encontro poderá ser decidido, entre outras coisas, se serão dois ou três tanques que farão parte da estrutura da mini ETE na Ilha São Pedro.

Sócios da ACI podem comercializar amianto Liminar concedida pelo juiz da 2ª Vara, André Antonio da Silveira Alcântara, determina que as autoridades coatoras (diretores das vigilâncias sanitárias do estado e do município) se abstenham de realizar novas autuações de empresas associadas à ACI que industrializem, comerciem ou façam uso de produtos que continham amianto. As autuações vêm sendo feitas com base na Lei

Estadual nº 12.684/07 que proíbe essas ações. A medida judicial vale para todos os associados da ACI rio-pardense nos limites do Estado de São Paulo - ou seja, mesmo que sua atuação comercial se dê fora do município de São José do Rio Pardo. Segundo a advogada Daniela Tozini, diretora jurídica da ACI, há um questionamento sobre o malefício que o amianto pode fazer a operários de em-

presas de extração e produção. “Há uma lei estadual , nº 12.684/07, que proíbe a fabricação, comercialização e industrialização de produtos com amianto”, explica Daniela. Entretanto a Lei Federal nº 9.055/95 autoriza o uso de amianto. “Existe, atualmente, uma ADIN (nº 3937) para ser julgada pelo STF, a fim de que possa ser declarada a inconstitucionalidade da lei estadual. Outras leis estaduais (SP e MS) já foram consideradas anteriormente inconstitucionais”, acrescentou Daniela.

O esgoto produzido na ilha, que atualmente é jogado no rio Pardo, passará a receber tratamento após a implantação da ETE

Idosos do Lar de Jesus ganham alfabetização No início de março, os idosos do asilo Lar de Jesus passaram a ter aulas de alfabetização, como parte de um projeto implantado pela instituição em parceria com o governo federal. Trata-se do Brasil Alfabetizado, programa que o Ministério da Educação e Cultura realiza desde 2003 e que é voltado para a alfabetização de jovens, adultos e idosos. O Brasil Alfabetizado é desenvolvido em todo o território na-

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO Rotary Clube São José do Rio Pardo “Oeste” 40 anos: 1971-2011

Ano Rotário 2011/2012 Presidente: Márcia Balerine de Carvalho Reuniões às quartas-feiras às 20h00

Quase 600 rotarianos participaram em Campinas/SP no domingo (15/04) da tradicional Assembleia Distrital. O evento, que serviu como treinamento preparatório para o ano rotário 2012/2013, reuniu representantes dos clubes do Distrito 4590. Na foto, o governador distrital Paulo Celso Motta ladeado por José Ruy Junqueira Andreoli e Elisa Mori. Aline Barreto Paschoal, eleita presidente do Rotaract, também esteve presente.

COMUNICADO PRESTAÇÃO DE CONTAS DA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DO MUNICÍPIO EXERCÍCIO 2011 Encontra-se à disposição da população, na sede da Câmara Municipal de São José do Rio Pardo – Praça dos 3 Poderes, nº 2, Centro – de segundas às sextas-feiras, das 7h às 19h, a prestação de contas acima mencionada, para consultas, nos termos da Lei de Responsabilidade Fiscal. São José do Rio Pardo, abril de 2012. Marco Antonio Gumieri Valério Presidente Publicado nas edições de Gazeta do Rio Pardo dos dias 21 e 28/4/2012

cional, com o atendimento prioritário a 1.928 municípios que apresentam taxa de analfabetismo igual ou superior a 25%. O coordenador do projeto no asilo, Marcos Túlio, informa que dos 100 internos, 60 estão sendo atendidos. “Priorizamos quem tem condições de participar porque o programa estabelece algumas normas e comprometimento”, diz. De acordo com ele, a ideia de implantar o programa no asilo surgiu a partir das dificuldades encontradas no dia-a-dia. “Quando eu colocava no quadro de avisos a programação das atividades, percebia que não havia entendimento por parte dos internos. Então comecei a usar uma figura representativa do que seria feito durante a semana e havia um entendimento. Mas eu me preocupei com a questão da escrita, da leitura, de eles

aprenderem pelo menos o próprio nome”, explica Marcos. Implantado há dois meses, o programa teve adesão acima do esperado pela instituição. “Está muito bacana, é voltado para engrossar o ensino desde a sala de aula até na parte prática nas áreas livres do asilo.” As aulas de alfabetização são divididas em três turmas, com uma hora e meia cada turma. Duas professoras cedidas pela secretaria municipal de Educação acompanham o grupo, junto com os profissionais da entidade. “O resultado tem sido muito satisfatório, mas eu já me preocupo com o término do programa, pois o tempo de duração estipulado pelo governo é de oito ou nove meses. Sei que os idosos vão me cobrar e me preocupo em como dar continuidade ao projeto.”

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO CFC ALTERA CTA 09 E APROVA CTAS 12 E 13 A argentina Maria Verônica Zunino participou da reunião do “Oeste” na noite de quarta-feira (18/04). Ela está hospedada na residência dos rio-pardenses Erineu Berti e Aparecida, através do Programa Mundial de Intercâmbio de Jovens. Comparou os usos e costumes dos dois países, comentando sobre os mais variados assuntos: desde educação até futebol... O “Projeto Selos” de julho de 2011 a março deste ano já arrecadou 180 mil selos, a maioria encaminhados para a Alemanha. Este projeto beneficia mais de 100 deficientes físicos que recebem salários mensais com a limpeza dos selos e comercialização junto aos filatelistas. Os selos podem ser descolados dos envelopes e encaminhados ao Rotary.

O “Rotary Kids” é uma organização de crianças entre 8 e 13 anos que objetiva semear o ideal rotário, estimular liderança construtiva, valorizar a família, aprender a respeitar os direitos de cada um, reconhecer o mérito de todas profissões, entender e valorizar a ética, fomentar o amor à natureza, perceber as necessidades de nossa comunidade e ainda trabalhar juntos para ajudar aqueles que precisam. Marina Rueda Bello é a atual presidente do “Rotary Kids” e está encabeçando a ação “Ser Benevolente” com a distribuição de botons (foto) com fins filantrópicos...

ALMOÇO NO “DIA DAS MÃES” Domingo (13/05) a partir das 12h00 na sede do Rotary. Convites antecipados a R$ 20,00 (não incluso bebidas). Informações: (19).8184-4737, 9242-9297, 9289-6555, 8134-3537 e 9717-8622.

Por meio de Resoluções, o CFC (Conselho Federal de Contabilidade) alterou e aprovou três CTAs (Comunicados Técnicos). Os textos foram publicados no dia 3 de abril de 2012, no Diário Oficial da União, e podem ser consultados no site do CFC – www.cfc.org.br. O CTA 09 – Emissão do Relatório do Auditor Independente sobre Demonstrações Contábeis foi alterado pela Resolução CFC nº 1.386/ 12. Ele está relacionado às demonstrações de entidades de incorporação imobiliária do exercício social encerrado em, ou a partir de, 31 de dezembro de 2012. Na nova redação do item 7, é informado que o IFRIC (IFRS Interpretations Committee) desistiu de discutir “o significado e aplicação do conceito de transferência contínua de riscos, benefícios e controle de venda de unidades imobiliárias”, pois está em debate um projeto de norma que deverá conter o conceito de reconhecimento de receita. A Resolução CFC nº 1.387/12 aprovou o CTA 12 – Emissão do Relatório do Auditor Independente sobre as Demonstrações Contábeis de Grupo Econômico. O Comunicado Técnico é voltado para os grupos que não elaboram demonstrações contábeis consolidadas, conforme é requerido pela NBC TG 36 – Demonstrações Consolidadas, e cujas controladoras não se enquadrem nos requerimentos do item 10 dessa mesma norma. Entidades com investimentos em controladas ou em joint ventures devem, de acordo com a legislação societária do Brasil, divulgar conjuntamente as demonstrações contábeis individuais e consolidadas. Abordando uma área mais específica, o CTA 13 – Emissão do Relatório do Auditor Independente sobre as Demonstrações Contábeis Individuais e Consolidadas de Entidades Supervisionadas pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) foi aprovado pela Resolução CFC nº 1.388/12. Ele é referente aos exercícios que terminaram em 31 de dezembro de 2011 ou a partir dessa data. O CTA 13 traz orientações para os Auditores Independentes emitirem seus relatórios sobre as demonstrações contábeis individuais e consolidadas. Além dele, recomenda-se a leitura dos CTAs 02 e 12, que também versam sobre a emissão do relatório do Auditor Independente. Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Presidente: Luiz Fernando Nóbrega – Gestão 2012-2013 Delegacia do CRC SP de São José do Rio Pardo Rua Capitão Saturnino Barbosa, 160, Vila Pereira, CEP 13720-000 Tel/Fax: 19 3608-4875; E-mail: fontao@fontaocontabilidade.com.br

SÚMULA DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 17-04-2012 A) REQUERIMENTOS - Ao Executivo Municipal, solicitando: - Informar motivos para o não atendimento de requerimento nº 1.293, protocolado na Prefeitura em 14/02/2012. - Informações relativas à indicação nº 136/2011 (serviços de tapa-buracos na Rua Estêvão). - Informações sobre precatórios. B) INDICAÇÕES - Ao Executivo Municipal, sugerindo: - A instalação de radares em pontos estratégicos da Rua Campos Salles. - A substituição de lâmpada queimada na Rua Curupaiti. - O reparo em calçamento na Rua das Violetas. - A solução de problema de vazamento de água na Rua Rui Barbosa. C) PROJETOS APROVADOS AUTORIA EXECUTIVO - Projeto de Lei nº 56, de 12/04/2012, que “Autoriza a celebração de convênio com o Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo”. - Projeto de Lei nº 57, de 16/04/2012, que “Altera os anexos I e II da Lei 2.633, de 06/06/2003, que dispõe sobre a criação e transformação de cargos na Administração Direta, reestrutura o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos Servidores da Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo, institui nova tabela de vencimentos e dá outras providências”. B) MENSAGEM: A Câmara Municipal informa a todos que as sessões ordinárias são realizadas às terças-feiras a partir das 19:30. Nosso site: www.camarasjriopardo.sp.gov.br; E-mail: cmrpardo@camarasjriopardo.sp.gov.br Marco Antonio Gumieri Valério Presidente


21 de abril de 2012 - A-5

‘Semana do Bebê’ começa neste domingo Tema definido pelo Pagedi será “Infância com Amor: futuro em construção” A Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e a Prefeitura vão realizar a “Semana do Bebê” a partir deste domingo, 22. Por meio do Programa de Atenção à Gestante e ao Desenvolvimento Infantil (Pagedi), o evento foi implantado no município em 2009. O tema, desta vez, será “Infância com Amor: futuro em construção!” A abertura oficial ocorrerá na Fábrica de Expressão às 19h30, onde haverá uma apresentação especial aos convidados. Autoridades locais, professores e alunos das escolas, além de membros do Pagedi e da Fundação Maria Cecília, estão sendo esperados. O Pagedi conta com apoio das secretarias municipais de Educação, Saúde e Assistência e Inclusão Social, além de instituições como ONG Sorria, Univer-

sidade Paulista (Unip), Associação Comercial e Industrial (ACI), Rotary Clube, Promotoria da Infância e Juventude, Conselho Municipal do Desenvolvimento da Criança e Adolescente (CMDCA), Conselho Tutelar, entre outros. De acordo com informações dos coordenadores do evento, a intenção é promover mais conhecimentos às mães e profissionais da educação e saúde com modelos práticos e acessíveis de cuidados especiais às crianças de zero a três anos de vida, incluindo o período mais importante da gestação. Ana Vera Maschietto Simões Braghirolli, secretária executiva do Pagedi, diz que “a qualidade de vida de uma criança e as contribuições que ela dá quando adulta à sociedade podem remontar aos seus

primeiros anos de vida: se este período incluir apoio ao crescimento em cognição, linguagem, habilidades adaptativas e funcionamento socioambiental, ela terá maior probabilidade de ser bem sucedida na escola, e de mais tarde contribuir para a sociedade”. Programação: 22/04 - Abertura Oficial – Fábrica de Expressão autoridades e comunidade em geral – às 19h30. 23 a 27/04 - Encontros educativos e de reflexão em toda a cidade, com ações simultâneas nas unidades de saúde, creches, centros comunitários, Terceira Idade, Pastoral da Criança e do Idoso. Haverá ainda oficinas temáticas sobre Desenvolvimento Infantil, concurso de desenhos e reda-

ções sobre o tema “Infância com Amor: Futuro em Construção!” para os alunos das escolas da rede pública e privada, com premiação através do Rotary Clube. Também haverá concurso de vitrines para os lojistas, com apoio e premiação por meio da ACI, versando sobre o mesmo tema. 26/04 – Premiação dos Concursos de desenhos e redação e vitrine dos lojistas. 27/04 – Seminário “Infância com Amor: Futuro em Construção!”. 28/04 - Passeata dos bebês – desfile de pais e bebês, com acompanhamento de bandas, creches e escolas, com saída do Museu Rio-Pardense “Arsênio Frigo”, e chegada à praça XV de Novembro.

Forró do DEC deve Pólo apresenta música recomeçar em maio de câmara e de piano

O presidente do Departamento de Esportes e Cultura, Marlon Callegari da Silva, informou que está prevista para a segunda quinzena de maio a reabertura do tradicional forró do DEC. Os banheiros do Tartaruguinha, onde acontecem os bailes nas tardes de domingo, estão passan-

do por uma pequena reforma para melhorar as condições de uso dos frequentadores. “O forró deixou de acontecer no final do ano passado quando o responsável, que era terceirizado, decidiu que não iria mais ficar à frente do evento”, comentou. “Detectamos

problemas estruturais na laje dos dois banheiros que precisariam ser rapidamente solucionados. Vamos trocar todo o piso, pintar, trocar as portas e melhorar a ventilação do local. Mas, os frequentadores podem ficar tranquilos que em breve tudo voltará ao normal”.

Gustavo Lima encerra os shows do rodeio Termina na noite deste domingo, 22, o 7º Rio Pardo Rodeio Show, com o show de Gustavo Lima, considerado um dos destaques musicais do momento. A parte final do evento tem início neste sábado, 21, com Guilherme & Santiago. As provas de rodeio, que também serão encerradas neste domingo, começaram quinta-feira. O diretor, Bruno Moraes, explicou que elas fazem parte da Copa Brahma Barretos, com trinta competidores. As boiadas participantes são da CIA Paulo Emílio, da CIA Fortaleza e da CIA Berro Grosso. A locução do rodeio está sendo realizada por Renato Quadreli e por Colorado. As provas de Três Tam-

bores, que também estão valendo para uma das etapas da ANTT – Associação Nacional dos Três Tambores, começaram sexta-feira, 20, e acabam igualmente neste domingo. O 7º Rio Pardo Rodeio Show teve início quarta-feira, 18, com show duplo de Thaeme & Thiago e Villa Baggage. “A abertura da festa surpreendeu a todos e o público foi excelente, sendo que toda renda com ingressos neste dia será doada a entidades beneficentes”, comentou Luciano Magalhães, da Maga Eventos. Outra dupla que também levantou a arena foi Fernando & Sorocaba. Ambos, que se apresentaram na noite de quinta-feira, dia 19, não esconderam a sa-

tisfação e a alegria de participarem novamente da festa, já que gostam muito de São José do Rio Pardo. Carismática, a dupla cantou seus maiores sucessos, incluindo músicas do novo CD Acústico na Ópera de Arame, entre eles “É Tenso”. “Este início do evento foi muito bom, com a participação de muita gente de São José e de toda região, além das apresentações musicais e rodeio que, com certeza, agradaram todo esse público”, observou Luciano. Na sexta-feira, dia 20, foi a vez de Humberto & Ronaldo subirem ao palco do RPRS. Entre os sucessos, a dupla interpretou “Deixe o Tempo Ver”, “Romance” e “Chega Mais Prá Cá”.

Missa de 7º Dia A família de

MARIA DE LOURDES VIGORITO QUESSADA Convida a todos para participarem da Missa de 7º Dia por intenção de sua alma, que será celebrada segunda-feira, 23 de abril, às 18h30, no Educandário São José.

Uma apresentação dos grupos de música de câmara e de piano correpetição está programada para ocorrer no dia 25 de abril, às 20h30, no Polo Avançado de São José do Rio Pardo. A exibição estará sob a responsabilidade do professor Benedicto Gurgel Júnior, que também fará o acompanhamento ao piano. Não haverá cobrança de ingresso. Os alunos de flauta transversal, Heine Ribeiro de Moura Firmino e Caio Felipe Cunha Teixeira, tocarão a peça “Sonata em Mi Menor para 2 Flautas e Piano”, de Jean Baptiste Loeillet. Os pianistas Edilson de Oliveira Lúcio e Izabelle Pizzo Ferreira prepararam o primeiro movimento da “Sonatina para piano a 4

mão, Op. 66, em Sol Maior”, de Friedrich Kuhlau. O aluno Leonardo Zamberlam, de flauta transversal, executará três movimentos da obra “3 Romances para Flauta e Paiano Op.94”, de Schumann. Além deles, Vinicius Salvadori Rodrigues apresentará o primeiro movimento de “Sonata para Flauta e Piano”, de Paul Hindemith. No evento, o saxofonista

Rafael Fernando Manzoni Estorfo fará “Ária para Saxofone Alto e Piano”, de Eugène Bozza. A flautista Aline Maria Lago tocará “Cantilena para Flauta e Piano”, de Osvaldo Lacerda. Por último, Leonardo Zamberlam e Eduardo Aguiar de Oliveira formarão um duo de flauta e violão para apresentar “Sonatina Breve para Flauta e Violão, Op.61”, de Alain Bonnard.

O BOLETIM ESPORTIVO agradece os patrocinadores dos troféus e medalhas dos Festivais do BOLETIM ESPORTIVO 2012 Floricultura Beija Flor, Dr. Heber Fontão, Gazeta do Rio Pardo (Viviane Torres), Elvis Sports (Medalhas), Mario Gusmão, Luis Fernando Tempesta, Lupercinho Torres, Malca Imobiliária, Asilo Padre Euclides, Guian Segurança Pedro Baisi, Vicente Rodrigues, João Pelegrini, Drogaria do Povo, Chaveiro Melo, LRF (Hélio Escudero), Deputado Silvio Torres, Irmãos Capuano, Lucia Libanio, Rosangela Berti, Marcio Zanetti, Tobias, Daniel da Unimed. Dr. Claudio, Marquinho Zanetti, Marcio Zanetti, Lanolu e Algemira Pinheiro de Souza.


21 de abril de 2012 - A-7

Polícia identifica o suspeito de estupros Ele molestou sexualmente duas moças aqui, além de outras em cidades próximas

NOTAS POLICIAIS Drogas: flagrantes da semana Dez pequenos envelopes contendo maconha foram achados pela polícia militar no Vale do Redentor na noite do dia 16. Policiais faziam patrulhamento quando viram alguns indivíduos no local onde tradicionalmente é feito tráfico de drogas. Os suspeitos fugiram assim que viram a viatura, mas as drogas foram achadas e apreendidas. Onze porções de crack embaladas para venda foram encontradas na noite do dia 17 na Vila Maschietto. Policiais militares faziam patrulhamento pela rua das Palmas quando, perto de uma oficina, perceberam que havia tráfico de drogas. Os PMs ficaram observando de um local estratégico, vendo três sujeitos em atitudes suspeitas. Eles foram abordados e, em um terreno baldio próximo, as drogas foram encontradas. No mesmo dia, mas à tarde, um adolescente de 15 anos foi flagrado com R$ 111 reais. Ele já é bastante conhecido da polícia por envolvimento com o tráfico de drogas, mas negou que o dinheiro fosse fruto disso. Alegou ter recebido de outra pessoa. Agressões em família aumentam Tem ocorrido muita agressão entre membros de uma mesma família ou entre pessoas que freqüentam locais com potencial para surgimento de conflitos, como os bares. Esse problema parece estar ocorrendo com mais intensidade de uns anos para cá, causado pela maior ingestão de bebida al-

coólica, consumo de drogas ou desavenças antigas e não solucionadas. Nesta semana isso voltou a acontecer. Na noite do dia 15, por exemplo, no Vale do Redentor ocorreu uma briga entre marido e mulher. A esposa L.A.E.F., de 55 anos, disse à polícia que já foi agredida diversas vezes pelo marido, com quem vive há 40 anos. No último domingo ela afirmou que foi agredida novamente, sofrendo lesão na perna, sendo levada pela ambulância do Samu para o Pronto Socorro. L.A.E.F., porém,não quis registrar B.O. nem registrar queixa contra o marido. Na sexta-feira da semana passada, 13, a dona de casa E.S.C., de 29 anos, chamou a polícia após ser agredida pelo irmão E.S.C., de 28 anos, que é viciado em drogas. Ela mora no bairro Domingos de Sylos e a agressão aconteceu á noite. O irmão chegou na casa dela e começou a quebrar tudo; quando ela disse que chamaria a polícia ele a agrediu no braço e no tórax. Nesse momento chegou outro irmão dela e a defendeu, agredindo o agressor e causando-lhe também lesões pelo corpo. No final, ela e o irmão de 28 anos foram levados ao Pronto Socorro para ser atendidos. Em seguida foram apresentados na delegacia, onde a delegada Márcia Serpa ordenou a prisão do rapaz com base na Lei Maria da Penha. Na noite do dia 17, na Vila Maschietto, ocorreu outra prisão. O marido V.L.O., de 60 anos, foi preso por ter pego uma faca e tentado atingir a esposa

CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP CONVOCAÇÃO A Presidente do Conselho Municipal de Saúde, CONVOCA os senhores Conselheiros titulares e suplentes, para a reunião extraordinária, dia 26 de Abril de 2012 , quinta-feira as 19h:30min (dezenove horas e trinta minutos) na Secretaria Municipal de Saúde, Rua Cel. Alípio Dias, 693 – Centro.

A.V.S., de 54, a qual disse que há vários dias vinha sendo ameaçada por ele. Ela disse que, naquela noite, ele só não a atingiu porque o filho, G.L.O., de 16 anos, impediu. A polícia foi chamada e o rapaz começou a ofender os policias com palavrões, sendo também levado à delegacia para se acalmar. O autor das ameaças admitiu ter bebido umas cervejas e se desentendido com a esposa, mas negou tê-la ameaçado, dizendo que apenas pegou a faca. Foi preso mesmo assim, pela ameaça e por ato infracional, com base na mesma lei citada acima. Na manhã do dia 19, às 6h35, a adolescente I.B.E., de 17 anos, que esteve amasiada com J.M.S.M., de 30, e se separou dele acabou agredida no rosto com chutes. Ela afirmou que vem sendo constantemente ameaçada de morte por ele, o qual só teria parado as agressões porque os vizinhos foram à casa dela e pediram para ele parar de bater. O rapaz fugiu antes da chegada da polícia ao local, no bairro Domingos de Sylos. No dia 15, ao meio-dia, houve uma briga em um bar na região central da cidade. O.M., de 51 anos, estava no local tomando cerveja quando começou a discutir com um sujeito, o qual depois chamou seu pai e este agrediu O.M. com um soco no rosto. O agredido foi à polícia militar e registrou B.O. Outra agressão: na tarde do dia 15, no Vale, um homem de 74 anos, N.A.S., estava sentado na calçada, conversando com um amigo, quando um rapaz conhecido pelo nome de Caio passou em frente. Ele achou que os dois estavam falando dele, voltou e agrediu com chutes e pontapés o idoso, ferindo

seu rosto e boca. A polícia foi ao local e N.A.S. foi levado ao Pronto Socorro. Caio fugiu. Casal furta bolsa na igreja Uma mulher de 62 anos, M.S.V.C., teve a bolsa furtada quando trabalhava na igreja católica de São Roque. O furto aconteceu na manhã do dia 15, após a chegada de um casal ao barracão onde ela estava. O casal pediu comida e, naquele momento, ela não pode atender. Depois que o casal foi embora, a bolsa dela desapareceu. Dentro dela havia R$ 35, celular, remédios e uma sombrinha. Cigarros, whisky, moedas... A funcionária A.A.M., de 39 anos, que trabalha no Rio Pardo Festa (Vasco), chegou ao local na manhã do dia 18 e viu a geladeira caída. Da sala do lugar desapareceram vários maços de cigarro, duas garrafas de whisky, R$ 200 em moedas, porções de salame e refrigerantes.Acredita-se que quem entrou lá usou uma janela para invadir o local. Embriagado e com som alto Um rapaz de 20 anos, R.C.C., foi interceptado pela polícia militar na madrugada do dia 15 na praça XV de Novembro, quando dirigia uma Parati cinza. Ele estava com o som do veículo muito alto e perturbava a todos que estavam em locais próximos. Quando o carro foi parado, os policiais perceberam que R.C.C. estava com forte cheiro de álcool e ele admitiu que, de fato, havia bebida algumas latas de cerveja, mas recusou-se a fazer o teste do bafômetro ou a retirar sangue no hospital para detectar a dosagem alcoólica.

Os policiais civis Mancuso e Fernando, de São José do Rio Pardo, conseguiram localizar no dia 18, em Vargem Grande do Sul, o homem que vem sendo acusado de tentar estuprar alunas que estudam em escolas rio-pardenses. Ele chegou a atacar, em dias e horários distintos, pelo menos duas alunas nas regiões da Vila Pereira e Av. Independência, fugindo em seguida. Atacou também algumas jovens nas cidades de Casa Branca e Vargem Grande do Sul. O acusado A.B.H.S.F., 24 anos, cujo nome não foi citado aqui por recomendação policial, é residente na cidade de Itobi. Ele admitiu os ataques que efetuou em São José do Rio Pardo e contou que fez o primeiro deles quando veio de moto, de dia, a fim de pagar uma conta feita em nome de sua mãe. Segundo explicou aos policiais, após efetuar o pagamento ele revolveu dar umas voltas pela cidade e, nas proximidades da

Associação Atlética Rio-pardense, acabou efetuando o primeiro ataque. A vítima foi uma moça vestida de calça preta, cabelos lisos, contra quem ele passou a mão em sua parte íntima. Em outra ocasião, à noite, estava na avenida Independência e começou a seguir outra moça, cuja roupa não descreveu. Também nela ele passou a mão em suas partes íntimas e fugiu em seguida. Ele admitiu ainda que molestou outras sete mulheres, mas em Vargem Grande do Sul, e uma oitava em Casa Branca. Os policiais rio-pardenses afirmaram que o rapaz admitiu ser um perturbado mental e que a causa de seu distúrbio seria o fato de ter sido abusado sexualmente em sua infância e adolescência por um conhecido da família, na cidade de Itobi. Ele prestou depoimento à polícia civil riopardense e foi depois liberado. O inquérito policial instaurado sobre o assunto, porém, continua.

Aparelhos furtados são recuperados No mesma ocasião ocorreu o furto de equipamentos de som instalados no Moto Fest, no Tartarugão, e uma parte deles foi recuperada quinta-feira, 19, pela polícia civil. Caixa com microfones (24 unidades), caixas de baterias, cabos de contra-baixo desapareceram do lugar e alguns deles foram encontrados num matagal próximo à casa de um dos acusados. Um teclado furtado da empresa Hidro Energy no final da semana santa também foi recuperado,

mas na casa de outro dos acusados. Também no dia 19, à tarde, F.F.A.L., de 30 anos, estava prestando serviço de limpeza para a Prefeitura nos córregos e galerias quando achou uma bolsa, cabos e um aparelho eletrônico nas margens de um riacho. Dentro da bolsa havia uma fonte de energia, cabos, plugs de metal, carregador de bateria de veículo e uma antena portátil Todo esse material foi depois levado para a delegacia. REPORTAGEM

Pauta Recomposição da Mesa Diretora Formação das Comissões Maria Alice Dutra dos Anjos Presidente do CMS

Contrata-se profissional para atuar em multinacional localizada na cidade de São José do Rio Pardo. Atuar com desenho de plantas e projetos, diagramas unifilares e trifilares elétricos. Conhecer medidas e escalas, símbolos elétricos e demais rotinas pertinentes ao cargo. Requisitos: l No mínimo 1 ano de experiência na função; l Ensino Técnico cursando ou completo; l Conhecimento avançados em AutoCAD. Interessados, favor enviar CV para e-mail: orion@orion.com.br com código “VGDes” no titulo do e-mail.

Os equipamentos de som furtados durante o Moto Fest, além de aparelhos de uma empresa, foram levados para a delegacia


A-8 - 21de abril de 2012

Casal sem-teto recebe ajuda da população A família está provisoriamente em um cômodo e o aluguel é pago por uma voluntária REPORTAGEM

Recuperação de ruas do Distrito teve início Um serviço de conserto em ruas do Distrito Industrial (DI) começou, finalmente, a ser feito no dia 12 pela Prefeitura rio-pardense. A obra vinha sendo cobrada pelos industriais, motoristas e usuários das ruas do DI há anos e era sempre postergada. Matérias insistentes cobrando a benfeitoria e divulgadas pela Gazeta, além de reportagens na EPTV São Carlos, parecem ter gerado uma reação das autoridades municipais. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, os trabalhos estão sendo realizados pela Pavidez, empresa contratada para a solução do problema, “que vinha perdurando desde o ano passado, quando abriu-se partes

das ruas para a criação de redes de coleta de esgoto das empresas”. Para sanar o problema, a Prefeitura licitou a obra para a execução do projeto que, além da rede de esgoto, previa o reparo das ruas e a construção de mais um tanque aerador na Estação de Tratamento da Nova São José. “No entanto, a empresa vencedora da licitação não conseguiu cumprir os prazos estabelecidos no contrato. Chegou a abrir várias ruas, mas não as consertou como havia sido determinado. Sem o asfalto e com as chuvas, os problemas se agravam, dificultando o trânsito em algumas ruas”, admitiu a assessoria. DIVULGAÇÃO

Ruas do Distrito estão sendo recuperadas e a ordem da Prefeitura é que todas sejam consertadas

Eles saíram de São José do Rio Pardo há dois anos para tentar a sorte na região de Campinas. Com um filho de quatro anos e uma de 14, o casal Sheila Aparecida Silva e João Rodrigues não conseguiu emprego, passou por dificuldades e acabou tendo que morar em uma barraca de lona improvisada, que logo depois foi desmontada pela polícia. Sem ter para onde ir, os dois resolveram voltar a São José do Rio Pardo no início do mês com a esperança de dias melhores. Desempregados, Sheila e João ocuparam um cômodo no bairro Santo Antônio, em terreno particular. “A gente não podia ficar na rua com o menino, mas lá também não era certo ficar”, diz Sheila, explicando que eles vieram apenas com a roupa do corpo e que contavam com a solidariedade dos vizinhos.

“Graças a Deus a gente tinha de tudo lá: comida, cobertor, leite, arroz e feijão, mas eu queria mesmo era trabalhar, pagar o aluguel de uma casinha, criar meu filho. Eu só não sei tirar leite, mas já cortei cana, laranja, café. Já fiz de tudo na vida, fui jardineiro e tudo que você imagina, mas preciso de um teto para morar”, fala João, enquanto mostrava como cozinhava: com álcool, em um fogão improvisado de tijolos. Esta semana, uma conhecida da família conseguiu um cômodo na rua José Andreolli, nos fundos de uma casa, para que o casal, o filho de quatro anos e a filha de 14 possam ficar temporariamente, até que uma solução seja dada ao problema. “Só essa semana já fui quatro vezes na Promoção Social, mas não consegui nada ainda”, conta Sheila.

Novo cômodo foi alugado temporariamente

Segundo ela, o aluguel do cômodo é pago por uma moradora do bairro Santo Antônio, que ficou comovida com a história e se dispôs a ajudar. João conseguiu emprego como servente de pedreiro, mas a família ainda passa por muitas necessidades. “Preciso de uma geladeira porque o leite que eu ganho

está estragando.” Procurada várias vezes pela reportagem, a secretaria de Promoção Social informou que colocou o casal na lista de espera por uma vaga nos prédios do Profast, já que não pode retirar uma família para colocar outra. “Eles ainda não fizeram nada por mim”, conclui Sheila.

Calçadas são motivos de reclamação dos leitores

REPORTAGEM

Leitores do jornal ligaram para a redação nas duas últimas semanas para reclamar das “invasões” que estão ocorrendo nas calçadas em alguns bairros. Eles dizem que moradores estão plantando árvores e colocando outros obstáculos no meio das calçadas situadas em frente suas casas, obstruindo com isso a passagem dos pedestres. Também foi motivo de reclamação esta semana

a situação das calçadas da cidade em relação às dificuldades de trânsito dos pedestres. Um morador do bairro Santo Antônio disse que chegou a cair em razão de uma rampa construída na entrada de uma garagem. “As pessoas teriam que nivelar suas entradas de garagem com a calçada.Tem calçada com degrau, como é que pode?”, disse ele por telefone, cobrando providências de fiscalização.

Pequena mureta em plena calçada já provocou quedas


21 de abril de 2012 - A-9

Cercamor, há três meses contra as drogas Com 23 internos, instituição recém-criada tem 47 pessoas na espera por uma vaga REPORTAGEM

GISELLE TORRES BIACO “Estou abençoado e esta bênção é tão grande. Estou abençoado e Deus está comigo a todo instante.” Esta mensagem foi cantada por internos do Centro de Reintegração e Capacitação com Moradia Organizada – Cercamor, durante uma visita realizada pela reportagem de Gazeta na tarde de quarta-feira, dia 18. Fundada em 3 de fevereiro deste ano, a entidade atende 23 homens maiores de 18 anos, a maioria jovens, que se recuperam de dependência química – álcool e drogas. “Apenas quatro são dependentes de álcool, os demais vieram para cá em razão das drogas”, informa Vanderlei Escudero, que é enfermeiro e presidente da instituição. Ele conta que a casa está com lotação máxima e que não há como receber mais ninguém, apesar de a procura ser grande. “Infelizmente, e falo isso com dor no coração, não temos mais como receber outra pessoa. E você nem imagina como tem aumentado a procura por famílias que vêm até aqui para internar um filho ou um neto, você mesma viu quando chegou.” No momento em que a reportagem chegava à chácara, uma mãe voltava para casa com a tristeza de não ter conseguido uma vaga para seu filho dependente. Há 47 pessoas na lista de espera por uma vaga. De acordo com Vanderlei, o local é alugado “por um valor simbólico graças à bondade do proprietário, que se solidarizou com nossa luta”. O Cercamor é mantido com doações de empresários e comerciantes locais, além da subvenção mensal da Prefeitura. O tratamento é totalmente gratuito e lá os internos participam de uma programação semanal que envolve aulas de música, artesanato, reuniões de partilha espiritual e de sentimento, estudo dos 12 Passos, além de outras atividades. A equipe é composta de quatro monitores: Vanderlei Escudero (enfermeiro e presidente da instituição), Norivaldo Missura “Minduim” (coordenador de estudos), Edgar Caldeira Callegari (diretor administrativo) e Cacilda Caruso (funcionária municipal e coordenadora geral). Os internos po-

dem contar com dois médicos, dentista todas as sextas-feiras (um veículo cedido pela Prefeitura faz o transporte dos internos ao centro odontológico municipal, com acompanhamento de um monitor), psicólogo e em breve a presença de um professor de educação física para atividades no local. Além disso, o local onde a instituição está instalada – uma chácara no condomínio Brisa do Leste, sítio Santa Lourdes – permite que eles realizem todos os trabalhos de manutenção do lugar, como refeições, limpeza da casa e da piscina, atividades de jardinagem. Os familiares podem fazer suas visitas dois domingos por mês. Tratamento “Aqui nós tratamos as partes física, espiritual e mental do interno, sempre utilizando muito carinho, atenção e amor”, explica o monitor Minduim, que passa aos internos a sua própria experiência com as drogas, com o objetivo de que ele próprio seja um exemplo de que é possível se recuperar e reaprender a viver. “Não há cura para esta doença, a gente tem que viver um dia após o outro sempre em alerta, ocupando a mente com coisas boas e não deixando nenhuma brecha para a recaída”, explica Minduim. Para a coordenadora Cacilda, o segredo de tudo é o amor. “Eles têm que se sentir em família, com a convicção de aqui é a casa deles agora.” Ao ser questionado sobre qual a recompensa que se recebe com tanto trabalho, e em muitos casos o retrabalho, já que alguns internos vêm de outras internações, Edgar Callegari é objetivo na resposta. “Vem de Deus.” Ele diz que também foi adicto e transmite a sua experiência para os demais. “É possível sair dessa com muita força de vontade e fé, mas o adicto não pode achar que ele conseguirá isso sozinho. Não vai conseguir, ele precisa da ajuda de outras pessoas”, explica. Para Minduim, a grande recompensa é ver a alegria deles próprios, quando percebem que estão se recuperando, e de suas famílias. “Nosso trabalho aqui é ressaltar as qualidades de cada um deles, e não os seus defeitos.”

Desafios Os desafios, segundo os monitores da Cercamor, são muitos a serem enfrentados no dia-a-dia da instituição. Uma parte deles é relacionada ao tratamento dos dependentes químicos e os outros desafios estão relacionados à manutenção e ampliação das atividades. “Muitas pessoas nos ajudam, a Prefeitura nos ajuda também, e somos muito gratos a todos eles, mas para que o tratamento seja completo precisamos de mais algumas coisas. Qualquer ajuda é bem-vinda aqui. Nenhum interno paga um centavo sequer pelo tratamento, mas isso não impede que eles tenham um lugar agradável para se recuperar, um lar de verdade”, dizem. Escudero cita outros problemas pelos quais teve de enfrentar, como críticas, preconceito e calúnias envolvendo seu nome. “Já falaram muita coisa de mim e desta equipe que me ajuda tanto. Envolveram meu nome, saíram pela cidade falando horrores. Mas Deus é maior e sabe da nossa seriedade, da nossa índole.” Por que entrar nessa? Sobre os motivos que levam uma pessoa ao primeiro contato com as drogas, os próprios adictos em recuperação da Cercamor respondem. “Eu comecei por causa dos amigos; não queria ficar fora do grupo”, diz um deles. “Eu tinha curiosidade e experimentei. Aí foi uma, duas, três vezes e não consegui largar mais”, diz outro. “Foi um tio que me apresentou a droga. Ele era jovem, usava e me convidou a usar junto com ele”, relata outro interno. Um jovem se aproxima para contar que vagou durante anos pela Cracolândia, no centro de São Paulo. “Eu virava dias e noites nas drogas, vivi o inferno da Cracolândia. Você não sabe o que é aquilo lá, agora estou de volta a São José e tentando recuperar minha vida de volta.” São muitas as histórias de vida dos internos, cada um com suas particularidades, mas todos enfrentando uma única e difícil luta, a de se livrar da dependência química e de passar a enxergar a vida com outros olhos. Limpos.

Monitores Edgar, Cacilda, Vanderlei e ‘Minduim’


A-10 - 21 de abril de 2012

Festivais Beneficentes do Boletim Esportivo 1ª ETAPA NO GRÊMIO NESTLÉ - DIA 26/02/2012

Colaboração do Sítio Novo

Colaboração do Grêmio Nestlé

Colaboração do Novo Horizonte de Itobi

2ª ETAPA NO SÃO JOSÉ DA BARRA - DIA 18/03/2012

As colaborações na Fazenda São José da Barra superaram 3 toneladas de alimentos

Colaboração do Santa Amélia

Colaboração do Vla Maria

Colaboração do São José da Barra

ENTREGA DOS ALIMENTOS PARA AS ENTIDADES - DIA 18/03/2012

Na Rádio Difusora, as 17 toneladas de alimentos foram entregues às 19 entidades

Na distribuição Paulão da Rádio, Júnior Dalbon, Viviane Torres, Irma Gilmara, Matheus, Alberto Marques, Mauro Astolpho, Perilo e Natal Elias


21 de abril de 2012 - A-11

2012 arrecadam 17 toneladas de alimentos 3ª ETAPA NO SANTA LUZIA DO GALEGO - DIA 01/04/2012

As colaborações na Fazenda Santa Luzia do Galego também superaram 3 mil quilos de alimentos

Colaboração do Juventus do Vila Verde

Colaboração da Fazenda São Paulo

Colaboração do Venerando

4ª ETAPA NA FAZENDA DAL BON - DIA 15/04/2012

Equipe do Dal Bon novamente foi a que mais arrecadou: 6.260 quilos

Contribuição do Laranjal: 2.135 quilos

Contribuição da Taquara Branca: 640 quilos

Colaborações do Misto do Dal Bon

Contribuição do Ico Cereais: 350 quilos


A-12 - 21 de abril de 2012

Casa Euclidiana será reaberta no dia 24 Local é referência para estudos sobre a obra e a vida do escritor Euclides da Cunha REPORTAGEM

Será reaberta oficialmente ao público no dia 24, às 19 horas, a Casa de Cultura Euclides da Cunha, que passou por ampla reforma e reorganização de seu acervo. Para que fosse realizada, a reforma teve que primeiramente virar um projeto, o qual, por sua vez, foi submetido e aprovado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat). A informação é da assessoria de imprensa da Prefeitura. De acordo com o presidente do Departamento de Esportes e Cultura (DEC), Marlon Callegari da Silva, como o prédio é tombado, a restauração ganhou características mais próximas possíveis do que foi o imóvel original. “Foram recolocados os forros de madeira, o piso de cerâmica foi substituído por um também de madeira, as portas e janelas foram todas restauradas, a rampa de acesso a Casa também recebeu piso hidráulico ou antiderrapante e o sistema de iluminação também foi trocado”. Além disso, foram feitos sistemas de calha, pinta-

dos todos os cômodos e instalado travas de proteção em todas as janelas, o telhado foi refeito e colocado uma manta impermeabilizante, os vidros receberam uma película de poliester de controle solar para aumentar a proteção dos objetos e documentos que serão expostos. Os recursos utilizados na reforma, cerca de R$ 40 mil, foram disponibilizados pelo Estado, com a contrapartida de R$ 4.189,29 do município. De acordo com Lúcia Vitto, diretora de Cultura e responsável pela Casa, a reabertura será especial. “Ela irá começar em frente ao prédio administrativo da Prefeitura, na avenida Deputado Eduardo Vicente Nasser, e terminará em frente ao museu que guarda a memória do escritor e engenheiro Euclides da Cunha. Pretendemos enfeitar todo o trecho entre os dois pontos, Prefeitura e Casa Euclidiana”. A Casa de Cultura Euclides da Cunha foi local de moradia por três anos do escritor e engenheiro Euclides da Cunha (1866), entre 1899 e 1901. Hoje, 110 anos após sua estadia no

município, sua antiga casa tornou-se um museu que é referência para estudos e pesquisas sobre a vida e obra do autor do livro “Os Sertões”. A Casa Euclidiana foi criada em 1940. Visita de alunos A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo levará 7.280 alunos do Ensino Fundamental e Médio de escolas estaduais localizadas na região de Campinas a atividades culturais até o fim deste mês. A ação integra os projetos Lugares de Aprender e Escola em Cena, do programa Cultura é Currículo, que oferece aos estudantes a oportunidade de visitar gratuitamente museus, centros, parques e institutos de arte e cultura e de assistir a espetáculos teatrais e de dança. A programação inclui visitas a instituições culturais da região, como o Planetário de Itatiba, o Zoológico Municipal de Piracicaba e a Casa de Cultura Euclides da Cunha, em São José do Rio Pardo. Dos 7.280 estudantes beneficiados, 640 são de escolas atendidas pela Diretoria Regional de Ensino de Bra-

Foram gastos cerca de R$ 45 mil na reforma do prédio, que terá reabertura oficial terça-feira

gança Paulista; 280, pela Diretoria de Ensino de Campinas Leste; 200, pela Diretoria de Ensino de Campinas Oeste; 1.240, pela Diretoria de Ensino de Jundiaí; 640, pela Diretoria de Ensino de Limeira; 2.000, pela Diretoria de Ensino de Piracicaba; 240, pela Diretoria de Ensino de Pirassununga; 880, pela Diretoria de Ensino de São João da Boa Vista; e 1.160, pela Diretoria de Ensino de Su-

maré. Somente neste mês, a Secretaria da Educação vai investir R$ 207 mil no desenvolvimento dos projetos na região. Em todo o Estado, durante este mês, os projetos beneficiarão 101.120 alunos da rede estadual de ensino, com investimento de R$ 2,8 milhões. Estão previstas visitas a 133 instituições culturais parceiras. As vagas são disponibilizadas às

diretorias regionais de ensino, que as distribuem às escolas estaduais. O transporte e o lanche dos estudantes são fornecidos pela Pasta. Ao longo do ano estão previstas mais de 20 mil atividades culturais, que deverão beneficiar 815 mil alunos em todo o Estado. Até o fim do ano, deverão ser investidos mais de R$ 23,2 milhões em ambos os projetos.

A DIRETORIA DO DAL BON FUTEBOL CLUBE AGRADECE A TODOS OS QUE COLABORAM PARA QUE O FESTIVAL DE ARRECADAÇÃO DE ALIMENTOS DO DIA 15/04/12 NO ESTÁDIO LUIS DAL BON, FOSSE UM SUCESSO DE PÚBLICO E ARRECADAÇÃO DE MANTIMENTOS.QUE DEUS ILUMINE A TODOS E ESTAMOS CONTANDO COM VOCÊS EM 2013.

Academia Atletic Comp Açougue Avenida Adriano da Arcor Adriano Palhares Adriano Procópio Machado Alessandra e Murilo (Cantores) Alessandra Moreira Amauri Bálico (Tio Bá) Amigos do Bar do Demá André Luis Rogério André Quirino Antônio Felipe Quesada Antônio José Satti (Nestlé) Armando Ferreira Auto Elétrica 3 R de S. S. Grama Auto Elétrica Disbat Auto Elétrica Irmãos Cândido Auto Elétrica Rally Auto Elétrica Três R de Rio Pardo Auto Mecânica Lucas B M Tampas Bagodi Informática Bar E Mercearia do Barela Baterias Gabema Baterias Reifor Bel Salgados Bem-Te-Vi Agropecuária Bia de Mello Bim Lubrificantes Binga e Elvis Confecções Boa Esperança F. C. Bocainas F.C. Boomerang Comunicação e Eventos Branco Ribeiro Brapira / Ambev Campensados Modelo Carlinhos Moreira Carlos Augusto de Mello (Carlão) Carlos Eduardo Garcia Carmo Roberto da Silva Casa das Baterias Rio Pardo Casa do Farol Casa do Freio

Casa do Vidro Chapa Chico Dd Novo Bar Cia de Rodeio Asa Branca Jr Cia dos Animais Cidinho Cido Trivelato Clóvis Lanches Comércio de Transportes Hernandes Construmax Creca CRSOM (Carlinhos Navega e Jurassildo) Curva do Peixe Dalton Resende Consultoria Darin Seguro Datapar Del Ninno Tintas Del Serralheria Depósito do Didi Doca Melo (Cantor) Dr. Alisson Garcia Gil Dr. Arilson Garcia Gil Drogaria Brasil Drogaria D´Osmar Duda Despachante E.S. (Anônimo) Edilson Eduardo Camargo Elétrica Independência Elvis Calçados Ensa Transformadores Escritório Contábil Informat Fabiano Felipe Carlos Fábio César Rodriguês Fábio Gervásio Fernando & Sorocaba Fernando Pardo Fernando Pivato Ferro Velho do Simpson Festa & Cia Funcionários da Mercantil Ribeirão Preto Gazeta do Rio Pardo Gil Sat Sky Giovana Bálico Moreira Gráfica Riopardense Hélio Escudero Hidratapharma Ico Cereais F. C. Igatel Irmãos Trentin (Cantores) Ivanzinho (Nestlé)

J. C. Marcenária Metal Zinco (Mococa-SP) Rodrigo Pizani Jair Maneta Misto do Bonde do Juventus Romeu Jeferson Elias Apolinário Misto do Dal Bon F. C. Roque do Prado João de Brito Misto do Palmeirinha (Casa Branca) Roque Maziero João do Prado (Muranga) Misto do Paraná F. C. (SSGrama) Roque R. Machite João Francisco Borges Moisés Cabelereiro Rp Silk João Rodrigo dos Reis Aquino Oliveira e Pertencino (Cantores) Salão de Beleza Espelho Mágico João Trentin Osmar Baptista de Oliveira São Cristóvão / Ataíde Joãozinho Magalhães Osmar Molina São Francisco F. C. Jogadores e Torcedores do Dal Bon F. C. Oswaldo Vitor Bálico (Sr. Bim) Semag Comércio e Engenharia Jorge Florêncio Ribeiro Neto Padaria Santa Rita Sementes Rio Pardo Jorge Montesi (Argentina) Parbel / Belco / Tinti Sertão Terraplanagem José Carlos da Silva (Zé Atômico) Pardal (Caconde-SP) Serv Festas José Carlos Xavier Paulinho Borgês Simonetti Veículos José Carlos Zanetti Paulo Sérgio Rodrigues Sr. Geraldo Dal Bon e Família José Renato Tessari Pescados Eldorado Stufa Pizza Bar Juninho Trentim Pesque e Pague do Maneta Supermercado eo Servidor Junior Dal Bon Peti Imóveis Taquara Branca F. C. Jupter Embalagens Piriá e Amigos (Cantores) Toque Final Decorações Kelsen Multimarcas Plasmagre Embalagens Tornearia São Judas Tadeu La Vogue Transcomércio Boa Vista Preto Ribeiro Laércio Aparecido Machado Transer R.S. (Anônimo) Laranjal F. C. Truck Center Rádio Difusora Leonardo Turmeiro Valdemar Toqueti Rafael Automovés Lider Gás e Água Valério de Mello (Lélo) Rede Maga de Serviços Líder Informática Ltda Vime Veículos Revista Evidência Liro Roque Vistoria Oficial Ricardo da Coca-Cola Lúcia Libânio Vitor José Cândido Ricardo da Friboi Luciano Alves Willian Pintor Rio Trafo Luciano Magalhães www.boletimesportivo.com Riomassey Luiz Botezelli Neto Maga Eventos Maga Plaza Hotel Maicon Marcão Giovanelli Marcelo Automóveis Marcelo Benedito Serrano Marcelo Boldrin Marcelo Pereira Marcenaria Esteves Márcio Callegari Zanetti Márcio Fornari Márcio Lopes Marco Antônio Guilherme (Tú) Marco Ortega (Nestlé) Marcos Trivelato Mateus Alimentos Mazer Mecânica Agrícola Padre Donizetti Mercantil Ribeirão Preto Fabiano, Carlinhos Garcia, Amauri Bálico, Tu, Cidinho e Carlinhos Moreira Metal Arte Agachados: Júnior Dal Bon e Duda Maldonado


21 de abril de 2012 - A-13

Doações do esporte beneficiam entidades Festivais do Boletim Esportivo batem recorde e arrecadam 17 toneladas de alimentos FOTOS REPORTAGEM

Dezessete mil (17.000) quilos de alimentos foram arrecadados durante as quatro etapas dos Festivais do Programa Boletim Esportivo de 2012, tendo sido entregues para 19 entidades assistenciais de São José do Rio Pardo na tarde de segunda-feira, 16, na Rádio Difusora. O montante arrecadado superou em 4.000 quilos o total obtido em 2011 e cada instituição foi beneficiada com 810 quilos. O Asilo Lar de Jesus recebeu duas cotas, além de lhe ter sido entregue também a cota que caberia ao Projeto Renascer. O Educandário São José, que atualmente passa por dificuldades financeiras, recebeu cerca de 1.400 quilos. Uma nova instituição do município, a Cercamor, que cuida de pessoas que têm problemas com álcool e drogas, recebeu 300 quilos.

“Todas as instituições vieram receber e foi possível ver no semblante de cada responsável pela entidade a felicidade pela contribuição recebida”, afirmou Paulo Sérgio Rodrigues, o Paulão da Rádio, organizador dos festivais. “Estamos felizes e sem palavras para agradecer o gesto nobre dos nossos queridos amigos esportistas, que proporcionaram uma contribuição histórica”. A diretora da Difusora, Viviane Torres Junqueira de Andrade, anunciou apoio total da emissora para os próximos festivais. “É uma honra para a Rádio Difusora poder organizar um evento tão grande e que é tão útil para quem precisa.” Ajuda bem-vinda Representando a comunidade Deus Proverá, o irmão Rodrigo mostrou-se bastante esperançoso de

Todas as entidades beneficiadas compareceram para retirar as doações

que em 2013 a doação se repita. “Vamos aguardar que no próximo ano consigamos ainda mais. Que Deus possa abençoar a todos”, disse ele, que prestigiou no domingo, 15, a realização da última etapa de arrecadação ocorrida na fazenda Dal Bom. “O montante que estamos recebendo dará para nos ajudar pelos próximos meses”, disse a irmã Gilmara, do Educandário São José, que parabenizou os colaboradores da campanha. “Quero agradecer todas as pessoas que colaboraram com este festival. Todo ano ficamos sempre à espera desta ajuda”, disse Algemira Pinheiro de Souza, do Lar da Infância. Além dos representantes das entidades, prestigiaram a entrega dos alimentos os esportistas Geraldo Dal Bon Junior (Dal Bon FC), que ao lado do esportista Antonio Carlos Moreira organizou a quarta etapa (confira detalhes no caderno de Esportes), Natal Elias (Nestlé), que organizou a primeira etapa, Luis Carlos Perilo (Santa Luzia do Galego), organizador da terceira etapa, e os diretores Alberto e Mateus (Santa Amélia). “Não podemos esquecer o trabalho dos esportistas Carlão, Marcelo Serrano, João, Paulinho, Junior Dal Bon (Dal Bom),

Os 17 mil quilos arrecadados foram destinados a 19 entidades assistenciais do município

Jurassildo Grassi, Alexandre Anequini e os garotos do Pevi que trabalharam muito na distribuição dos alimentos para as entidades”, lembrou Paulão da Rádio. As entidades locais beneficiadas foram a Agradef, Apae, Asilo Lar de Jesus, Asilo Padre Euclides Carneiro, Cáritas, Comunidade Deus Proverá Riopardense, Cercamor, Creche Francisco de Assis, Creche São Paulo, Educandário São José, Hospital São Vicente, Igreja Santa Luzia, Igreja São Judas, Igreja São Roque, Lar da Infância, Pevi, Renascer, Rotary e SOS.

Esportistas voluntários de desdobraram para separar e entregar os alimentos


A-14 - 21 de abril de 2012

DOMINGÃO

Misto do Botafogo também é semifinalista O Misto do Botafogo também garantiu sua vaga para a fase semifinal do Campeonato Domingão de Futebol, após vitória no último domingo, dia 15, em seu estádio. A equipe venceu e quebrou a invencibilidade do Botafogo B por 2 a 1 e este, mesmo com a derrota, também garantiu sua vaga por antecipação à semifinal. Nos outros jogos realizados domingo o time do Escritório São Lucas venceu o Frango da Vila por 2 a 1, em partida também disputada no estádio do Botafogo. No estádio da avenida “Euclides da Cunha”, o Vasco FC e o Vale IV empataram em 3 a 3. Com o empate o Vasco também garantiu vaga para a semifinal da competição. A quarta e última vaga será decidida entre o Escritório São Lucas e o Fran-

1º- Botafogo B 4º- Misto do Botafogo 2º - Vasco FC 3º- Frango da Vila 5º- Cargill 6º- Vale IV 7º- Escr. São Lucas 8º- Papaléguas

go da Vila. Ontem a noite o Escritório São Lucas enfreu o Vasco FC. Neste domingo, apenas um jogo será realizado: no estádio do Botafogo,o time da casa joga contra o Escritório São Lucas. O campeonato é organizado pela Liga Riopardense de Futebol e faz parte dos eventos comemorativos do cinquentenário da

entidade. Resultados e artilheiros Escritório São Lucas 2 x 1 Frango da Vila Misto Botafogo 2x1 Botafogo B (gols de Ivanzinho e Gabiru para o Misto do Botafogo e Marquinhos para o Botafogo B) Vasco 3 x 3 Vale IV (gols de Turco 2 e Jarreta para o Vasco e Cuca, Manabu e Maicon para o Vale IV) Misto do Botafogo venceu o Botafogo B e avançou à fase seguinte da competição

Gabiru tenta passar por um adversário, na vitória do Misto sobre o Botafogo B CLASSIFICAÇÃO J V E 6 5 0 7 3 3 6 3 1 7 3 0 7 2 3 7 2 3 5 2 2 7 0 0

Lance da partida entre o Escritório São Lucas e o Frango da Vila

VETERANOS D 1 1 2 4 2 2 1 7

GP 13 16 17 14 13 16 11 04

GC 01 12 10 14 11 16 11 16

SG 12 04 04 00 02 00 00 -12

PG 15 12 10 09 09 09 08 00

FUTSAL

DEC/São José conhece adversários da Taça EPTV A equipe do DEC/São José já sabe quem serão os seus adversários na primeira fase da 16ª Taça EPTV de Futsal, promovida pela emissora de São Carlos. Os adversários foram definidos após congresso técnico realizado na última terça-feira, dia 17, no SESC em São Carlos. A competição reunirá 41 cidades e São José do Rio Pardo foi representada pelo professor Marcelo Zanetti, pelo coordenador de esportes Marco Moreira e o atleta ‘Maradona’.

O DEC/São José está no grupo M e vai enfrentar na primeira fase as equipes de Araras, Leme e São Sebastião da Grama. A competição deve começar no dia 28 de abril, em Matão. Regional – A equipe do DEC/São José perdeu para o time de Divinolândia e deu adeus à final do Campeonato Regional Preparatório para a Taça EPTV. A fase semifinal foi realizada na cidade de Guaxupé com dois jogos. No primeiro jogo, Divinolândia se garantiu na final

ao derrotar o DEC/São José por 3 a 2, gols de Evandro, Thiago e Fábio Luis para Divinolândia e Bebê e Mixirica para o DEC. No segundo jogo, a equipe de Paraíso venceu São Sebastião da Grama por 4 a 1, gols de David (2), Formigão e João Nivaldo para Paraíso e Nim Lott para Grama. A final da competição será realizada terça-feira, dia 24, no Ginásio Municipal de Esportes “Tartarugão”. O campeonato é organizado pela Liga Rio-pardense de Futsal.

Fase semifinal começa com duas partidas A fase semifinal do Campeonato Regional de Veteranos começa a ser disputada a partir deste sábado, 21, com a realização de dois jogos. As partidas serão realizadas a partir das 15h30, em São José do Rio Pardo e Guaxupé. Em São José, no estádio da avenida “Euclides da Cunha”, o Vasco jogará contra o Cruzeirinho (São João da Boa Vista) e, em Guaxupé, o Giro Kent jogará contra a Ponte Preta. Os jogos de volta acontecem no próximo sábado, 28, nas cidades de São João da Boa

Vista e São José do Rio Pardo (campo do Vale do Redentor). A fase semifinal será realizada em melhor de quatro pontos ganhos e, em caso de igualdade na pontuação, as vagas para a final serão decididas através dos pênaltis. “Não vale saldo de gols e sim quem somar quatro pontos”, disse Helio Escudero, presidente da Liga Riopardense de Futebol (LRF), organizadora da competição. A última vaga para a fase semifinal foi decidida na manhã de domingo, dia

15, na cidade de Guaxupé. A equipe do Giro Kent venceu o time do Mogiana por 2 a 1 e ficou com a vaga. Os gols foram marcados por Joaquim para o Mogiana e Paulinho (2) para o Giro Kent. A Ponte Preta, o Cruzeirinho e o Vasco haviam conquistado as vagas por antecipação. Em todo o campeonato já foram marcados 94 gols, média de 3,2 gols por jogo. O jogador Mafra (Ponte Preta) é o principal artilheiro com 8 gols, seguido por Chico (Vasco) que marcou 6 gols.

Giro Kent foi a quarta e última equipe classificada para a semifinal

Marcelo Zanetti, Maradona e Marco Moreira durante congresso técnico em São Carlos

1º- Ponte Preta 2º- Cruzeirinho 3º- Vasco FC 4º- Giro Kent 5º- Mogiana 6º- Guará 7º- Arceburgo 8º- União São José

CLASSIFICAÇÃO J V E 7 6 0 7 3 3 7 4 2 7 3 2 7 3 2 7 2 3 7 2 1 7 0 0

D 1 1 1 2 2 2 4 7

GP 15 12 21 12 12 10 09 03

GC 06 11 12 13 08 08 12 23

SG 09 01 09 -01 06 02 -03 -20

PG 18 12 11 11 10 09 07 00


21 de abril de 2012 - A-15

BOLETIM ESPORTIVO

Festivais se transformam em grande festa Os Festivais do Programa Boletim Esportivo de 2012 acabaram se transformando em uma grande festa, tanto no campo esportivo, com a premiação aos melhores clubes do ano anterior, como no social, com a arrecadação de 17.000 quilos de alimentos. Na avaliação do organizador Paulo Sérgio Rodrigues, o Paulão da Rádio, o evento esportivo no Dal Bon, no dia 15, foi um dos maiores da região, e registrou o recorde de 10 mil quilos de alimentos, dois mil a mais que 2011. Ele lembrou que todas as equipes participaram e colaboraram com doação de alimentos. O time da casa, por exemplo, o Dal Bon, mais uma vez arrecadou uma quantidade muito grande: 6.260 quilos. “Trabalhamos há muitos meses para que pudéssemos alcançar os nossos objetivos”, disse Carlinhos Moreira, que, junto com o proprietário Junior Dal Bon e grande equipe, conseguiram cerca de 1.260 kilos a mais que em 2011. “Este ano contamos também com a colaboração dos Amigos do Bar do Demá e a cada ano mais gente nos ajuda e nos procura, sinal de que vamos conseguir aumentar anualmente o montante arrecadado”, prosseguiu Carlinhos. “Espero que meus filhos prossigam com esse tipo de evento porque ajudar o próximo é algo que não tem preço”, comentou o proprietário Junior Dal Bon. Da cidade de Divinolândia, mais uma vez, veio uma grande contribuição. O Ico Cereais trouxe para São José do Rio Pardo 350 quilos e o Laranjal, 2.135 quilos, oito a mais que em 2011, lembrou Pila Mengali, que aproveitou para agradecer todos os que colaboraram com a campanha do time divinolandense. “No ano que vem esperamos contribuir com mais alimentos ainda”, disse Pila Mengali, diretor do Laranjal.

“É uma honra e também nossa obrigação poder colaborar”, disse Silvio (Goiaba), diretor do Ico Cereais. Já o Taquara Branca cooperou com 640 kilos. “No ano passado trouxemos 450 quilos e agora 640, temos que fazer nossa parte e agradeço a todos da região da Taquara Branca que colaborou com a nossa campanha”, disse o diretor Sérgio Russo. “E no ano que vem pretendemos ultrapassar a casa dos 800 quilos”, completou o atleta Mafra. As demais equipes colaboraram com a campanha dentro das metas estabelecidas. No geral a arrecadação representou um aumento de 4.000 quilos em relação ao ano passado. As etapas deste ano foram disputadas: no estádio da Nestlé, em 26 de fevereiro, com 1.500 quilos arrecadados; no estádio do São José da Barra, em 18 de março, com 3.000 quilos; no Santa Luzia do Galego, em 1º de abril, com 3.000 quilos; e no dia 15, na fazenda Dal Bon, com 10 mil quilos de alimentos, dois mil a mais que 2011. Os festivais contaram este ano com o apoio da Liga Riopardense de Futebol, presidida por Hélio Escudero. Com a bola rolando, no 1º jogo, Dal Bon FC 1x1 Paraná, categoria Misto, gols de Pacotinho para o Dal Bon e Daniel para o Paraná, no 2º, Palmeirinha (CB) 1x1 Bonde do Juventus, Misto, gol de Roberto para o Palmeirinha e André Balão para o Bonde, no 3º jogo, Dal Bon FC 0x0

Bocainas, aspirante, no 4º jogo, SCAtaíde 1x1 São Francisco (G), aspirante, gols de Daniel para o Ataíde e César para o São Francisco, no 5º jogo Dal Bon FC 2x1 Bocainas, titular, gols de Lucas e Edi para o Dal Bon e Pankeka para o Bocainas, 6º jogo, SCAtaíde 3x1 São Francisco (G), titular, gols de Jonas, Kim e Daniel para o Ataíde e Marcinho para o São Francisco, 7º jogo, Taquara Branca 1x3 Ico Cereais, aspirante, gols de Paulinho para o Taquara Branca e Cegonha, Felipe e Celinho para o Ico Cereais, 8º jogo, Laranjal (D) 1x0 Boa Esperança, aspirante, Gol de Vinicius, 9º jogo, Taquara Branca 1x0 Ico Cereais, titular, gol de Mafra e 10º jogo, Laranjal (D) 2x1 Boa Esperança, titular, gols de João e Leandro para o Laranjal e Leonardo para a Boa Esperança. A equipe CRSOM do empresário Carlinhos Navega sonorizou o local que teve ainda como atração, a apresentação de vários grupos musicais como Doca (Irmãos Melo), Alessandra e Murilo, Oliveira e Pertencino, Irmãos Trentin e Piriá e Zé Victor, Nelsinho e Paulinho entre outras. Em todas as etapas deste ano foram arrecadadas 17 toneladas de alimentos que foram entregues para 19 entidades assistenciais de São José do Rio Pardo, na segunda-feira (16) na Rádio Difusora. A próxima etapa, apenas de premiação, será realizada dia 0105-2012 na fazenda São José da Barra.

DIA 01-05-2012-SÃO JOSÉ DA BARRA 1º Jogo Asp. 10:20hs São José da Barra x Água Fria 2º Jogo Asp. 11:00hs Unidos da Vila x Vila Maria 3º Jogo Tit. 11:40hs São José da Barra x Água Fria 4º Jogo Tit. 12:20hs Unidos da Vila x Vila Maria 5º Jogo Asp. 13:00hs Santa Lúcia x Santa Amélia 6º Jogo Asp. 13:40hs Flamenguinho x Pirapitinga 7º Jogo Tit. 14:20hs Santa Lúcia x Santa Amélia 8º Jogo Tit. 15:00hs Flamenguinho x Pirapitinga

BASQUETE

Um grande público prestigiou o evento no Dal Bon

Marcon do São Cristóvâo/Ataíde premiado por Carlos Garcia

José Carlos Xavier premia Carlinhos Moreira do Dal Bon FC

CANOAGEM

Rio-pardenses na primeira etapa da Copa do Brasil A 1ª etapa da Copa Brasil de Canoagem Slalom aconteceu no último final de semana, 14 e 15 de abril, em Cerquilho (SP), contando com a participação de 87 barcos na primeira divisão e 142 barcos na segunda. A competição foi realizada no trecho do rio Sorocaba, no Haras Coronel Bento, local que os competidores consideram perfeito para a prática da Canoagem Slalom. Na 1ª divisão o melhor tempo geral foi conquista-

do pelo atleta Pedro Henrique Gonçalves da Silva, da cidade de Piraju, que conseguiu 96,78 segundos, na categoria K1 Masculino. Na categoria C2 Sênior, a dupla rio-pardense Wellington Henrique Serafim Munhoz e Cassiano Vieira Alfredo (Instituto Lupercio Torres/ Shalom) ficou em 4º lugar. Na categoria C1 Sênior, Wellington Munhoz foi o 4º colocado e Cassiano foi o 7º colocado da categoria C1 Junior.

O canoísta Guilherme Henrique Valentim de Loredo ficou em 6º lugar na categoria K1 Junior. Alan Pasin Estevão foi o 11º colocado na categoria K1 Sênior. A competição foi realizada pela Confederação Brasileira de Canoagem e contou com apoio da Prefeitura Municipal de Cerquilho. A segunda etapa da Copa do Brasil está prevista para acontecer no próximo dia 13 de maio, em Primavera do Leste (MT).

AAR/DEC vence na estréia do Regional de Iracemápolis Cajuru sediou a terceira etapa TEAM PENNING

A equipe sub-15 da AAR/ DEC/ABS estreou com vitória no Campeonato Regional de Basquete da Liga de Iracemápolis, ao derrotar o time do Cerâmica Clube (Mogi Guaçú) pelo placar de 54 a 48.O jogo foi disputado no último sábado, dia 14, na casa do adversário e a equipe rio-pardense não se intimidou com a torcida, que apoiou o time da casa durante toda partida. As parciais em cada quarto de jogo foram as seguintes: 17x8, 7x11,15x10 e 15x19, com o placar final de 54 a 48 para a AAR/ DEC. A equipe tricolor venceu o adversário jogando com André Braz (18), Leonardo Frigo (12), Vinícius Cauã, Filipe (9), Gustavo Berti (12) e Gustavo Cavali (2). Técnico Hebinho de Souza. No domingo, 15, o sub21 da AAR/DEC/ABS perdeu por 45 a 34 para Hor-

tolândia, também na casa do adversário. O jogo foi muito disputado e quando faltavam dois minutos para o final da partida, a equipe rio-pardense perdia por apenas por 3 pontos, tendo chance de empatar e vencer, o que acabou não ocorrendo. As parciais em cada quarto de jogo foram: 14x6, 10x12, 7x11 e 9x10, com o placar final de 45 a 34.

O time tricolor perdeu com André Braz (8), Rick (11), Leandro (1), Bruno (10), Marco Aurélio (2), Marco Inácio (2) e Nícolas. Técnico Hebinho. Neste domingo, 22, as equipes sub-15 e sub-21 da AAR/DEC/ABS jogarão no ginásio da Associação Atlética Riopardense contra o Clube Atlético de Atibaia. O primeiro jogo será às10h30.

Foto – O sub-15 da AAR/DEC obteve importante vitória em sua estreia

A terceira etapa do Campeonato Regional de Team Penning do Leste Paulista foi realizada no último sábado, dia 14, no recindo da Expogal, em Cajuru. A competição está sendo disputada por cavaleiros e amazonas de toda região, nas categorias Mini Mirim, Mirim, Jovem, Família, Amador, Aberta e ABCCA. A quarta etapa está prevista para acontecer dia 19 de maio, no Centro de Treinamento Tubantia, em Holambra. Resultados dos trios rio-pardenses Master - 4º- Adelson Gonçalves, Agripino Calicchio e Eduardo Braga; 5ºAgripino Calicchio, Roberto Joia Carvalho e Eduardo Braga; 8º- Vagner Basso, Orlando Ceschin Filho e Marco Maldonado; 11ºVagner Basso, Julio Balducci e Marco Maldonado.

Amador - 5º- Neto Galego, Fernando Calicchio e Eduardo Mangarotti; 14ºJuliana Maldonado, Jéssica Soares e Isidoro Soares; 17º- Neto Galego, Fernando Calicchio e João Guilherme Marin; 24º- Clara Steffan (Amaury Coelho), Eduardo Mangarotti e João Guilherme Marin; 27º- Neto Biasoto, Fernando Calicchio e João Guilherme Marin; 31º- Julio Chaulin (Juliana Maldonado), Juninho Missena e Paulo Garcia; 40ºPaula Vergueiro, Eduardo Mangarotti e Amaury Coelho; 45º- Juliana Maldonado, Maurício Carvalho Dias e André Carvalhal. Aberta - 1º- Gabriel Nicolas, Leandro Queiroz e Paulinho Minussi; 5º- Nenel Tranquiline, Guto Tranquiline (Lucas Hisbek) e Paulinho Minussi; 8º- Neto Galego, Gabriel Calicchio (Fernando Calicchio) e Agripino Calicchio; 12º- Gabriela Pra-

tola, Neto Galego e Gabriel Calicchio (Agripino Calicchio); 15º- Guto Tranquiline, Gabriel Nicolas e Paulinho Minussi; 16º- Gabriel Calicchio (Neto Galego), Fernando Calicchio e Agripino Calicchio; 18º- Ianara Braga, Amaury Coelho e Eduardo Braga; 19º- Agripino Calicchio, Binho Biasoto e Eduardo Braga; 21ºGabriel Nicolas, Pedro Cossulin e Eduardo Mangarotti; 22º- Juliana Maldonado, Maurício Carvalho Dias e André Carvalhal; 24º- Juliana Maldonado, Jéssica Soares e Isidoro Soares; 25ºNenel Tranquiline, Gabriel Nicolas e Leandro Queiroz. ABCCA - 1º- Gabriel Nicolas, Guto Tranquiline e Adelson Gonçalves; 4ºGuilherme Gonçalves, Guto Tranquiline (Leandro Queiroz) e Gabriel Nicolas; 9ºEduardo Pratola, Gabriela Pratola e Gabriel Nicolas.


A-16 - 21 de abril de 2012

DOIS TOQUES DOIS TOQUES Pacaembu - O Colégio Santa Inês realizou uma excursão cultural a São Paulo, com os alunos do 6º ao 9º anos do ensino fundamental, os quais visitaram os seguintes locais: Museu do Futebol (estádio do Pacaembu) e Museu Ipiranga. A excursão aconteceu no dia 13 de abril e cada local visitado serviu de referência às aulas ministradas na escola, cujas matérias são: Educação Física, História e Língua Portuguesa. Os alunos foram acompanhados pelos professores Márcio, Fábio Perri, Patrícia, pela coordenadora Ana Lúcia e pela irmã Lúcia. Neste sábado, 21, o Colégio Santa Inês realizará o 3º Festival de Streetball, na quadra do Colégio, a partir das 15h30. O evento terá a participação dos alunos do ensino fundamental II e 1º ano, danças e grupos convidados, música com DJ, grafite e disputa entre alunos e pais, com premiações aos participantes. “Esse trabalho foi desenvolvido durante o trimestre na disciplina de educação física, quando todos os grupos apresentaram seus trabalhos sobre o tema”, disse Fábio Perri, informando que o fechamento do evento será o festival.

NATAÇÃO

Saloti ganha três medalhas e recebe prêmio em Jaboticabal No dia 14 a Federação Aquática Paulista (FAP) realizou, em Jaboticabal, o terceiro Torneio Regional de Natação. O evento contou com a presença de mais de 500 atletas de 26 entidades e serviu como teste para os nadadores. No final deste semestre eles terão a Copa São Paulo para disputar o título paulista. No torneiro de Jaboticabal os atletas mais bem posicionados no ranking da FAP foram homenageados. O rio-pardense Matheus Saloti (Unimed e Lumen) foi um deles, pelo seu desempenho em 2011, e recebeu a medalha “Marcelo Jaú” das mãos do prefeito municipal de Jaboticabal. Esta premiação é almejada pelos competidores que participam dos Torneios Regionais, afinal ela concretiza

todo o empenho que técnicos e atletas investem nesse esporte. Matheus Saloti disputou e venceu as provas de 50 metros livre e 50 metros borboleta, tendo sido ainda vice-campeão nos 50

metros costas. Com isso, trouxe para São José do Rio Pardo mais duas medalhas de ouro e uma de prata. Ele é acompanhado pelos treinadores Iury Abrão e Mônica Tiezzi, na equipe Atletic Comp/DEC.

Na próxima competição, que será o Troféu Amigos da Natação, Matheus não poderá participar. Ele já havia assumido o compromisso de organizar um almoço no Interact, no qual é o atual presidente.

Equipe DEC/São José fez bonito Alunos do Santa Inês conheceram o museu do esporte no Pacaembu

Judô AAR - A professora da escolinha de judô da AAR, Ana Borsato, realizou a graduação de faixas dos alunos no dia 13. O evento contou com 22 judocas e 13 deles se graduaram entre as faixas cinza, amarela, azul e bordô. Os pais dos alunos, em grande número no evento, puderam assistir uma apresentação de golpes em uma aula especial. “Gostaria de agradecer ao presidente Marcelo Nogueira Rocha, o coordenador de esportes Douglas Penteado e a professora Ana Borsato pela realização e incentivação ao esporte”, disse Luana Demartine, assessora de comunicação da AAR.

Judocas da AAR, durante graduação no clube tricolor

Inter Fábricas - Para manter a boa campanha no Campeonato Inter Fábricas, o Grêmio Nestlé Rio Pardo iniciou os treinamentos sob o comando do técnico Natal Elias. São mais de 30 atletas convocados para realizar os treinamentos e, destes, serão selecionados 22 jogadores para disputar a competição. No ano passado o time rio-pardense conquistou o penta campeonato vencendo na final o time de Araras. “Esse ano vai ser mais difícil, todos os times se reforçaram e querem de qualquer forma tirar nossa soberania,” disse Natal Elias, informando que o objetivo é buscar o hexacampeonato e novamente participar da promoção Gol de Letra. Para tentar o hexa, o Grêmio Nestlé pretende disputar vários amistosos e realizar um trabalho de prevenção às lesões com o fisioterapeuta Douglas Bocamino. “No ano passado tivemos alguns desfalques por lesões, esse ano já iniciamos o trabalho preventivo para que não ocorra o mesmo e assim pretendemos começar o torneio com cem por cento do plantel,” disse o fisioterapeuta. A comissão técnica do Grêmio Nestlé Rio Pardo é formada pelo presidente Valdir Dias, técnico Natal Elias, assistentes Thiago Claro, Martineli e Mirtão e fisioterapeuta Douglas Bocamino.

A equipe de natação do DEC/São José esteve participando do Torneio Regional de Natação, da Federação Aquática Paulista (FAP), em Jaboticabal, no dia 14, na academia Cardiofisicol. Os rio-pardenses competiram com nove nadadores e conquistaram 11 medalhas: Na categoria Petiz, o nadador André Sassi Sampaio obteve medalha de prata nos 100 metros nado peito e a classificação para disputar o Troféu Kim Mollo, e também foi o 4º colocado nos 200 metros medley e 5º nos 100 metros livre. Luciano Moraes conquistou 5º nos 100 metros nado costas e 10º lugar nos 100 metros livre. Matheus Hipólito foi 9º colocado nos 100 metros nado costas e 14º nos 100 metros nado livre. Na categoria juvenil, a atleta Mariane Tiezzi Mantovani conquistou duas medalhas de ouro nos 50 metros nado costas e nos 100 metros nado medley. Ela também foi 5º colocada nos 100 metros nado costas. Beatriz Escoqui conquistou bronze nos 50

Atletas do DEC/São José obtiveram bons resultados pela FAP

metros nado costas e foi a 4ª colocada nos 100 metros medley. Cassandra Blascki conquistou prata nos 50 metros nado borboleta e bronze nos 100 metros borboleta. Bruno Nascimento conquistou bronze nos 50 metros nado peito e 7º lugar nos 100 metros nado peito. Na categoria Júnior, o atleta Matheus Salotti conquistou ouro nos 50 metros

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO DE TAPIRATIBA E SÃO JOSÉ DO RIO PARDO

nado borboleta e livre e foi prata nos 50 metros costas. Na categoria Sênior, a atleta Amanda Camargo foi bronze nos 50 metros nado peito e 4º nos 50 metros nado livre. Os atletas foram acompanhados pelo técnico Iury Abrão e Cristiane Primini. Os nadadores Leonardo Baptistão, Matheus Salloti, Cassandra Blascki, Beatriz

Escoqui e Mariane Tiezzi Mantovani foram homenageados, juntos com outros atletas, no “Premio Marcelo Jaú” pelo bom desempenho no ano de 2011. O próximo Torneio Regional da FAP será no dia 19 de maio, em São Carlos. No dia 27 de abril, a equipe riopardense participará do Troféu Amigos da Natação, em Aguaí.

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO DE TAPIRATIBA E SÃO JOSÉ DO RIO PARDO ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA EDITAL DE CONVOCAÇÃO

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA EDITAL DE CONVOCAÇÃO Ficam convocados todos os trabalhadores, sindicalizados ou não, das indústrias do setor do AÇÚCAR, para reunirem-se em Assembléia Geral Extraordinária, na sede do Sindicato, situada à Rua João Batista de Lima Figueiredo, nº 88, centro, na cidade de Tapiratiba/SP, no dia 24 de abril de 2012 (terça-feira), às 18:30 horas em primeira convocação, e, caso não atingido o quorum necessário, às 19:00 horas, em segunda convocação, a fim de discutir e votar a seguinte pauta: 1º - redação da ata da assembléia anterior; 2º - reivindicações da categoria para efeito de renovação da norma coletiva vigente; 3º - concessão de poderes ao Sindicato e a Federação para manter negociações coletivas, celebrar acordos e convenções coletivas de trabalho e instaurar dissídio coletivo; 4º - fixação de contribuição para o custeio da organização sindical, em especial de seu aparelhamento para futuras negociações, fiscalização do cumprimento da norma que for estabelecida, representação da categoria, defesa de seus interesses coletivos e direitos individuais; 5º - amplitude e abrangência do novo instrumento normativo; 6º - multa contra o empregador pelo cometimento de práticas desleais. Fica desde já aberto o prazo de 10 dias para os não filiados manifestarem sua oposição à representação nas negociações coletivas e ao desconto da contribuição, o que deverá ser feito por escrito, individual e pessoalmente na sede e subsede do sindicato. Tapiratiba, 10 de abril de 2012. MARCO ANTONIO DE SOUZA - PRESIDENTE

Ficam convocados todos os trabalhadores, sindicalizados ou não, das indústrias do setor de DOCES para reunirem-se em assembléia geral extraordinária, na subsede do Sindicato, situada à Rua João Paulino de Carvalho, nº 310, Bairro João de Souza, na cidade de São José do Rio Pardo, no dia 17 de abril de 2012 (terça feira), às 17:30 horas em primeira convocação, e, caso não atingido o quorum necessário, às 18:00 horas, em segunda convocação, a fim de discutir e votar a seguinte pauta: 1º - redação da ata da assembléia anterior; 2º - reivindicações da categoria para efeito de renovação da norma coletiva vigente; 3º - concessão de poderes ao Sindicato e a Federação para manter negociações coletivas, celebrar acordos e convenções coletivas de trabalho e instaurar dissídio coletivo; 4º - fixação de contribuição para o custeio da organização sindical, em especial de seu aparelhamento para futuras negociações, fiscalização do cumprimento da norma que for estabelecida, representação da categoria, defesa de seus interesses coletivos e direitos individuais; 5º - amplitude e abrangência do novo instrumento normativo; 6º - multa contra o empregador pelo cometimento de práticas desleais. Fica desde já aberto o prazo de 10 dias para os não filiados manifestarem sua oposição à representação nas negociações coletivas e ao desconto da contribuição, o que deverá ser feito por escrito, individual e pessoalmente na sede e subsede do sindicato. Tapiratiba, 10 de abril de 2012. MARCO ANTONIO DE SOUZA -PRESIDENTE REPUBLICADO POR INCORREÇÕES NA PÁGINA A-15 DA EDIÇÃO DE 14-04-2012


21 DE ABRIL DE 2012 - Pág. A- 17

New Fiesta hatch parece ‘carro grande’ FOTOS DIVULGAÇÃO

FONTE: UOL CARROS (THAIS VILLAÇA)

Um ano após o lançamento do New Fiesta Sedan no Brasil, a Ford trouxe ao país – ambos diretamente do México – a sua versão hatch, em outubro do ano passado. Não é muito comum lançar o sedã antes do hatch, que serve de base para as demais carrocerias além do próprio sedã, como perua, conversível e até picape. Talvez essa não tenha sido a melhor estratégia para a Ford, uma vez que o sedã não decolou nas vendas. Muitos dos consumidores que queriam ter um New Fiesta na garagem (New só no Brasil, para diferenciá-lo do Fiesta RoCam, que tem recebido sucessivos “upgrades” para lhe dar sobrevida) decidiram aguardar pela versão de traseira curta, com visual mais esportivo e sem a pegada “família” comum ao sedã. Apenas neste ano, por exemplo, já foram comercializadas 5.974 unidades do hatch, enquanto o sedã teve apenas 2.524 unidades emplacadas entre janeiro e março. Além disso, a montadora jogou o preço lá em cima no lançamento das duas versões, fazendo o modelo concorrer diretamente com o Focus, seu “irmão” maior e mais sofisticado. Em janeiro os preços caíram cerca de R$ 3.000 (o sedã agora parte de R$

48.700, e o hatch, de R$ 46.700). Segundo a empresa, no entanto, a justificativa para a redução é o aumento da produção de carros disponibilizada para o mercado sul-americano. Ah, bom... Independentemente de preço, estratégias de marketing ou movimentações de mercado, a verdade é que o carro tem muita qualidade – depois de seis meses solicitando à Ford, enfim Interpress Motor conseguiu avaliar em São Paulo uma unidade. A combinação entre tecnologia, segurança e o indispensável prazer ao dirigir são muito bem acertados no veículo. Equipado com o elogiado motor 1.6 Sigma – também presente no Focus –, que desenvolve 110 cv com gasolina a 115 cv com etanol, e transmissão manual de cinco marchas, o New Fiesta atinge velocidade máxima de 190 km/h (com os dois combustíveis) e a acelera de 0 a 100 km/h em 12,1 segundos (gasolina) e 11,7 segundos (etanol). Um dos grandes trunfos do modelo é sua macia direção elétrica, que facilita as manobras, mas se mantém estável em altas velocidades. O câmbio também é bastante preciso, com marchas curtas, favorecendo uma dirigibilidade esportiva. Por ser mais leve do que o Focus, o New Fiesta passa a impressão de ser mais ágil, fazendo ultrapassagens

com segurança e acelerações rápidas, um quesito já bem resolvido no “irmão” maior. Na parte tecnológica, o veículo traz equipamentos existentes apenas em modelos mais caros – isso nas versões top de linha, claro. Entre os destaques estão o sistema multimídia Sync, desenvolvido em parceria com a Microsoft (presente no Fusion e no Edge, por exemplo), que traz comando de voz em português, entradas USB, conexão Bluetooth, recebimento e envio de mensagens por comando de voz e transferência automática da agenda de contatos do telefone. Oferece ainda itens de segurança, como sete airbags, freios ABS (antitravamento), ESP (controle eletrônico de estabilidade) e assistente de partida em rampas, extremamente útil no dia a dia, que impede que o carro “volte” em subidas quando o motorista tira o pé do freio. É algo mais comum em carros com câmbio automático, então com a transmissão manual é preciso de um tempinho para se acostumar, já que a tendência é soltar a embreagem aos poucos conforme se acelera. É comum sair cantando pneus no início. Mas não é só por dentro que o carro tem seu apelo. O visual é bastante moderno, com suas linhas concebidas no con-

ceito kinetic, que inspira fluidez e movimento. A frente se destaca pelos faróis alongados e a grande grade dianteira, enquanto a traseira é elevada, trazendo lanternas laterais e para-choque com luzes de LEDs integradas.

Entre os hatches compactos do mercado, o New Fiesta tem se saído razoavelmente bem, superando a expectativa da Ford de vender entre 2.000 e 2.500 unidades (só em março, foram 2.551 veículos comercializados). Essa é a hora de

aproveitar para buscar o mercado do principal nome entre os compactos da categoria premium, o Citroën C3, que deve ser renovado ainda neste ano e que até agora teve 7.061 carros emplacados – diferença de pouco mais de mil unidades.

Ford lança oferta de ar para o Fiesta 1.0 Redação Fonte: iCarros Quem adquirir um Ford Fiesta RoCam 1.0 hatch com vidros elétricos e direção hidraulica (catálogo FBE2) vai ganhar o arcondicionado sem custo adicional. O cliente pagará 30.900 reais pela configuração e economizará os R$ 2.290 extras cobrados pelo equipamento fora da promoção. O preço inicial do modelo básico é de R$ 26.900. “A nova estratégia de conteúdo do Fiesta RoCam foi muito bem rece-

bida pelos clientes, como mostra o seu crescimento nas vendas este ano. Ele foi o quinto carro mais vendido do Brasil em março e cumpre a proposta de entregar um

carro mais completo, com os itens que os consumidores procuram, por um preço acessível”, explica Oswaldo Ramos, gerente nacional de Vendas da Ford. FOTOS DIVULGAÇÃO


A-18 - 21 de abril de 2012

Obras das 262 casas continuam paradas O contrato com a construtora já foi rescindido e uma nova licitação será aberta ARQUIVO

Após uma série de problemas envolvendo a construtora MKSE, empresa vencedora da licitação para construção das 262 casas do programa Minha Casa, Minha Vida, no Jardim São Bento, as obras continuam paradas. De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal, a Secretaria da Promoção Social ficou responsável pelas inscrições e pela triagem das famílias, que foi encaminhada à Caixa Econômica Federal. Ainda segundo a asses-

soria, a Caixa, por sua vez, será a responsável pela escolha das famílias a serem contempladas com as moradias, de acordo com os critérios que são adotados nacionalmente pelo Programa Minha Casa, Minha Vida. “A Secretaria já informou às famílias que passaram pela triagem, que aguardem a finalização das obras para que a Caixa possa informá-las sobre as contempladas”, diz em nota. Foram feitas 4.500 inscrições e cerca de 800 famílias endereçadas à Cai-

xa. “As famílias que não forem compatíveis serão informadas.” A Secretaria da Promoção Social está elaborando, segundo a assessoria de imprensa, um projeto socioambiental em parceria com a Caixa Econômica Federal, para ser implantado na área de construção das casas. Segundo a Caixa, o contrato com a construtora MKSE já foi rescindido e um novo processo de licitação será aberto, para contratação de nova empresa e reinício das obras.

Foram feitas 4.500 inscrições e cerca de 800 endereçadas à Caixa Econômica Federal INFORME PUBLICITÁRIO

Ação social da ACI traz consultor para capacitar adolescentes

FOTOS EVIDÊNCIA REVISTA

O consultor e auditor contábil Rodrigo Lemes está apresentando na ACI o Curso de Assistente Administrativo e Financeiro, com o objetivo de demonstrar de forma clara e objetiva para iniciantes, os procedimentos a serem aplicados no cotidiano das empresas de pequeno, médio e grande porte, conforme as práticas de gestão. Lemes pretende, com os ensinamentos capacitar profissionais para o mercado de trabalho; preparar os profissionais para uma entrevista de empre-

go; desenvolver técnicas para o controle financeiro das empresas; analisar o contar a receber e a pagar das empresas; conhecer os componentes de um Balanço Patrimonial e Demonstração de Resultados; utilizar ferramentas eletrônicas (ex. Excel); e compreender a Análise de Indicadores Financeiros. Segundo Lemes, é sabido que o ensino público atual é muito precário. “Os adolescentes estão precisando de mais cultura, educação e uma visão política em geral, já que eles serão o futuro do nosso

país. Meu objetivo principal é0capacitar esses adolescentes para uma oportunidade de estágio”, diz ele. Por isso, o público alvo do Curso de Assistente Administrativo e Financeiro são adolescentes entre 16 e 20 anos. A carga horária é de 52 horas (16 encontros), tudo gratuito, por um período de 3 meses, após os quais receberão Certificado de Conclusão emitido pela ACI. O primeiro curso já está em andamento desde 21 de março e ele será repetido após o término do atual; os interessados poderão guarda sua vaga, falando com Cristiane na ACI (Rua 13 de Maio, 25). Podem obter mais informações e fazer inscrições pelo site: www.criareinc.com. O Curso de Assistente Administrativo e Financeiro irá capacitar esses adolescentes; muitos empresários de São José do Rio Pardo desconhecem o programa de estágio “PROE”, organizado pela ACI. Lemes explica que “este programa possibilita aos empresários contratar por um período de 6 horas diárias0adolescentes que estão cursando o ensino médio. Além de as empresas terem um custo/beneficio positivo com essas contratações, elas estarão

contribuindo para o desenvolvimento profissional e social do nosso município”. Rodrigo Lemes atua em consultoria e auditoria para indústrias de médio e grande porte, com quase uma década de experiência na área de Consultoria, Auditoria e Controladoria, tendo atuado durante quatro anos como auditor na KPMG Auditores Independentes, uma das mais conceituadas empresas de consultoria do mundo. Sua experiência no segmento de consultoria e auditoria inclui a coordenação e o gerenciamento de trabalhos de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e Normas Internacionais de Contabilidade. Esta cursando o MBA – Contabilidade: Governança

e Controle, pela Universidade de São Paulo – USP, Ribeirão Preto-SP. É formado em Contabilidade pela Pontifícia Universidade Católica - PUC, Campinas-SP (2008). É Membro certificado do Conselho Regional de Contabilidade (CRC). Auditor registrado no Ca-

dastro Nacional de Auditores Independentes (CNAI) do Conselho Federal de Contabilidade (CFC). Vice Coordenador do grupo de estudos em controladoria do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF), Campinas-SP


21 de abril de 2012 - A-19 1. BALANÇO PATRIMONIAL

Relatório da Mesa Administrativa A Santa Casa de Misericórdia de São José do Rio Pardo, fundada em 31 de janeiro de 1907, registrada no Conselho Nacional de Serviço Social (MEC) em 24/06/1940, é uma sociedade civil declarada de utilidade pública, possuindo certificado de entidade de fins filantrópicos. A entidade opera com Plano de Saúde (Savisa), com registro provisório Nº 35.326-4 e vem se adaptando a todas as regulamentações da ANS ( Agência Nacional de Saúde). Para apreciação da população Riopardense e dos Delegados Eleitores, apresentamos as demonstrações contábeis com os pareceres do Conselho Fiscal e dos Auditores Independentes, bem como um resumo das principais atividades desenvolvidas no exercício de 2011. OBRAS * UTI: término da reforma básica, faltando a adequação dos 8 leitos intensivos com a adaptação das divisórias/cortinas e ainda não conseguimos uma Verba ou Recurso Próprio para a aquisição de todo o equipamentos /mobiliário para os 2 apartamentos semi-intensivos; * Maternidade: Término do Posto de Enfermagem/Prescrição Médica com a colocação balcões de granito, pias de inox, armários/ gavetas de fórmica, estrutura padrão para os prontuários e medicamentos por paciente. Alocada na entrada da Maternidade a Área Para a Higienização das Mãos, com balcão de granito, duas pias, saboneteiras, papel toalha e bebedouro de água; * Sala Informática: Reformada uma área de 12 m², com ambiente climatizado para a colocação dos Servidores, equipamentos de informáticas de reserva e uma pequena oficina para os consertos básicos dos equipamentos; * Sala de Arquivo: Reformada uma área de 15m², adaptadas com estantes de madeira para arquivo de documentos do SAVISA; * Cobertura Ponto de Ônibus: Foi construído um abrigo no ponto de ônibus (4,5m x 1,5m) visando oferecer conforto aos pacientes, funcionários e demais usuários, que passaram a contar com banco para sentar e proteção contra sol e chuvas. CUSTOS DAS REFORMAS = R$ 68.897,00 Aquisição de Equipamentos * 2 Cardioscópio de Sinais Vitais DX-2021 DC; 1 Detector Fetal de Mesa; 1 Foco Auxiliar FC 300; 2 Oracle STD ONE - 2 Software UPDATE License x Support; 1 Tape Drive Ultrarium 448-ST2; 3 Servidor HP Proliant ML 110; 2 Disco Sata liNHP; 1 Nobreak Power Vision Expert - 3000VA; 1 Nobreak DX6 -KVA230V - bateria interna; 1 Nobreak SMS 2796 New Station; 1 StorCenter IX4-200D – 4TB (backup); 2 Impressora HP LaserJet; 1 Switch 3COM 3CBLSF26H 24 PORTS 10; 1 Leitor Laser Manual Voyager Conexão USB; 1 Roteador TP Link WR84; 1 Monitor Philips, 18,5" LED ST; 9 Notebook Dell D620 (Doação Nestlé); 5 Computador Dell Optiplex (Doação Nestlé); 1 Aparelho Ar Condicionado Springer; 2 Cadeiras Executivas Giratória; 2 Insulfador de Ar Axial – Exaustor; 1 Enceradeira Bralimpia 440MM; 2 Ventilador Tufão de Parede; 1 Liquidificador 4 L; 1 Calculadora c/Bobina Casio; 1 Mini Rack 8u x 470 PA; 1 Carro Funcional América + Kit Fixação; 1 Programa Informática (SIS – SIH) CUSTOS DOS EQUIPAMENTOS = R$ 219.943,41

Dr. Marcos Pereira de Lima Provedor

Edson Roberto Furlan 1º Tesoureiro Reginaldo Modesto Contador 1SP220695/O-3

Área Técnica * Programa Hemodiálise: este ano foi consolidado o atendimento de pacientes do SUS da Região Rio Pardo que envolve 8 cidades. A clínica poderá atender até 90 pacientes, entre SUS, Convênios e Particulares, dispondo de equipamentos modernos; * Programa SIPAC: com o credenciamento pelo Ministério da Saúde em 2009, da Unidade de Assistência de Alta-Complexidade em Trauma-Ortopedia, atendemos todos os pacientes do Colegiado Rio Pardo em 2011; * Programa Sta. Casa 2: renovado novamente em 2011 com a Governo Estadual /Municipal/DRS14/ Colegiado Rio Pardo o atendimento aos pacientes do SUS da Central de Vagas (CROSS) através do Atendimento de Urgência Emergência em Ortopedia/ Clinica Médica/UTI; * Programa Quimioterapia: também renovado em 2011 entre Sta. Casa, Prefeitura, Unicamp e DRS-14, atendimento continua embrionário, não atendendo ainda todos os pacientes de nossa comunidade. Área Administrativa * A “Pesquisa de Opinião” feita mensalmente com paciente-acompanhantes e agregados, continua a apresentar bons resultados para a gestão da melhoria contínua e qualidade dos serviços próprios e terceirizados; * Continua a elaboração, atualização e padronização das normas, protocolos e instruções de todas as Áreas, com término previsto em 2012; * Quanto a Renovação do Certificado de Filantropia (CEBAS/SAÚDE), estamos com o processo no Ministério da Saúde desde novembro/2009 e em agosto/2011, respondemos a um ofício diligência do Ministério dando as informações complementares solicitadas para a continuidade da apreciação; * Quanto a atuação da Receita Federal em função da renovação do CEBAS em 2003, o Escritório Especializado de Advocacia de São Paulo e o Consultor, continuam a atuar nos processos na área administrativa e jurídica; * Implantamos os novos Programa Geral de Informática da Firma Syspec de Ribeirão Preto= SIS-R(Sistema Integrado de Saúde) =SIH-R (Sistema Integrado Hospitalar), para atender as normas da ANS; Órgãos Federais, Estaduais e Municipal, Área contábil/ tributária/legal; e ter uma gestão de controles e informações atualizadas,ágil e eficientes para a Gestão do Negócio. Área de Recursos Humanos Conforme nossos Compromissos e Valores, continuamos a dar prioridade na formação e reciclagem de nossos funcionários, sendo administrados os seguintes cursos e seminários: ü Controle e Prevenção das Complicações da Dengue Clássica ü NR6-Equipamentos de Proteção Individual de Segurança ü Biossegurança ü Segurança do Paciente ü O Que é CME – É Nossa Segurança ü Cuidando do Cuidador ü Doenças da Emoção ü Assédio Moral no Ambiente de trabalho ü Erros de Medicação ü IRAS- Infecção Relacionada à Assistência a Saúde ü Rotinas Para a Troca de Cateteres e Equipo na Prevenção das Infecções ü Urgência e Emergência em Ortopedia ü Precaução e Isolamento ü Resolução COFEN 280 – UTI ü Recrutamento e Seleção por Competências ü Planejamento Tributário - Análise Comparativa ü Ajuste de Dose e Intervenção ü Farmacêutica em Disfunção Renal ü Congresso Brasileiro de Farmacêuticos Clínicos

Dr. Marcos Pereira de Lima Provedor

Edson Roberto Furlan 1º Tesoureiro Reginaldo Modesto Contador 1SP220695/O-3

* Foram administradas palestras a todos os funcionários sobre o Assédio Moral no Ambiente de Trabalho, enfatizando a implantação do “Código de Ética e Conduta”, com o objetivo de esclarecer as possíveis duvidas e a criação da Ouvidoria Interna para análise e respostas de todos os questionamentos feitos; * Ginástica Laboral; continua com a participação de todos os funcionários, com objetivos de evitar lesões por esforço repetitivo, doenças ocupacionais e melhor qualidade de vida; * Foi efetivada a contratação da Assistente Social, suprindo o perfil profissional de cargo essencial a nossa estrutura de pessoal. * Como ferramenta de Gestão administrativa eficiente e ágil para tomada de decisões e conscientização do programa de qualidade (PQSC) continuamos com a “Reunião dos Encarregados/Enfermeiras” realizada semanalmente. Geral * O programa qualidade de vida (Qualisavisa), oferecido pelo SAVISA aos seus usuários continua com ótima aceitação e atendendo aos temas previstos como: diabete, pressão arterial; controle de peso; orientação nutricional; atividades físicas. Conta com uma equipe multiprofissional a disposição dos usuários Em 2012 será agregado o programa de orientação a gestante e o de reeducação alimentar e perda de peso para os funcionários da Santa Casa; * Recebemos como doação: 600 lençóis, 100 fronhas, 150 travesseiros, 150 capas para travesseiros, um concentrador de oxigênio, um cilindro de oxigênio para transporte; * Semanalmente recebemos como doação da COOPARDENSE (CONAB) um lote de legumes e verduras e frutas que supre parte da nossa necessidade de abastecimento. E também nos foi doado um lote de gêneros alimentícios, proveniente da campanha “Festival de Futebol”; * Através da Pesquisa de Satisfação dos Usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) de 2011, o Governo do Estado de São Paulo elaborou o ranking dos melhores hospitais públicos entre 594 estabelecimentos de saúde, e ficamos em décima nona (19ª) posição e quando posicionada por categoria, neste caso, entre as Santas Casas, fomos avaliada como a oitava melhor em qualidade de atendimento; * Continua a Campanha Hospital Vivo, através de doação na conta de Luz, com uma arrecadação média mensal de R$ 7.000,00, e começamos a Campanha da Nota Fiscal Paulista (aguardamos o fechamento do semestre para avaliar o valor arrecadado), sempre com a participação da Comunidade, cujos valores são utilizados, principalmente, na compra de medicamentos, continuando a minimizar o déficit do SUS. Também destacamos as contribuições de várias pessoas (sendo uma de R$ 14.500,00) e a doação dos Cartórios (1%) que são rateados entre as Santas Casas cabendo-nos neste ano R$ 25.526,00. Através desse aporte geral de doação foi que conseguirmos cumprir todos os nossos compromissos nos prazos (principalmente todos os tipos de impostos/ taxas); * Conforme norma regulamentadora da ANS (Agência Nacional de Saúde), temos que constituir uma reserva em conta conjunta ANS/SAVISA, referente a Provisão Técnica Garantidora, para cobrir eventuais ocorrências de grande porte do plano de saúde, tendo hoje um depósito de R$ 1.148.299,00; * Contratualização - conforme os objetivos estipulados pelo Gestor Estadual/Municipal em parceria com a Santa Casa, referentes aos temas ligados aos, SUS(Sistema Único de Saúde), atingimos este ano 92% das metas previstas. ð ð ð ð ð ð ð ð ð ð ð ð ð ð ð

Dr. Marcos Pereira de Lima Provedor

Edson Roberto Furlan 1º Tesoureiro Reginaldo Modesto Contador 1SP220695/O-3

Objetivos previstos para 2012 Término Reforma UTI Reforma Maternidade/Centro Obstétrico/Rede Cegonha Reforma da Lavanderia (Verba ainda não liberada desde 2009) Reforma da Cozinha Planta Para Instalação da Rede de Incêndio PQSC (Programa de Qualidade da Santa Casa) Qualidade No Atendimento (Humanização/Segurança /Educação Continuada) Campanha Permanente – Higienização das Mãos e Tabagismo Campanha Nota Fiscal Paulista/ Doação Conta de Luz Obtenção do registro definitivo na ANS Consolidação TISS juntos às Operadoras Reestruturação Organograma/Analograma da Santa Casa Consolidação Novo Programa de Informatização Melhorar o IDSS (Índice de Desempenho da Saúde Suplementar) Porta de Urgência e Emergência

Continua a preocupar-nos muito, uma indiferença quase que geral das autoridades ou (órgãos públicos), quanto à responsabilidade dos repasses de verbas nas datas previstas, atualização anual de verbas, defasagem da tabela e a não correção da inflação das prestações de serviços ao SUS e normas regulamentadora referente novas obrigações sem a devida contra-partida da verba de custeio. Convidamos a todos para uma visita a Santa Casa e continuar a adotá-la sempre em prol da comunidade. Nossa Visão: “Ser uma instituição de referência e excelência na área de assistência médica – hospitalar, atuando na prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação da saúde, contribuindo para a melhoria do nível de vida da população”. São José do Rio Pardo, 31 de dezembro de 2011. Mesa Administrativa

Dr. Marcos Pereira de Lima Provedor

Edson Roberto Furlan 1º Tesoureiro Reginaldo Modesto Contador 1SP220695/O-3


A-20 - 21 de abril de 2012 4. CAIXA E EQUIVALENTE DE CAIXA

5. CONTRAPRESTAÇÃO PECUNIÁRIA A RECEBER O saldo desse grupo de contas refere-se a valores a receber dos conveniados dos planos de saúde, conforme segue:

6. TÍTULOS E CRÉDITOS A RECEBER

7. OUTROS VALORES E BENS

Dr. Marcos Pereira de Lima Provedor

Edson Roberto Furlan 1º Tesoureiro Reginaldo Modesto Contador 1SP220695/O-3

Notas Explicativas e Demonstrações Contábeis Exercícios 2011 / 2010 2. CONTEXTO OPERACIONAL A Santa Casa de Misericórdia Hospital São Vicente é uma associação, fundada em 1907, na cidade de São José do Rio Pardo, e tem como objeto social prestar assistência médico-hospitalar, assim como oferecer meios e modos de assistência e beneficência à saúde da comunidade. É entidade declarada de Utilidade Pública Federal, Decreto nº 1.392 de 19/10/62, Estadual nº 1.434/ 91 de 11/07/91 e Municipal nº 254/59 de 18/11/1959; registrada no Conselho Nacional de Serviço Social (MEC) em 24/06/1940. Possui certificado de entidade de fins filantrópicos e protocolizou junto ao Ministério da Saúde em 10/12/2008, requerimento datado de 26/11/2008, sobre a renovação do Certificado de Entidade Beneficente de Assistência – CEBAS, que foi cadastrado com o nº 25000.215707/2008-13, complementado em função da Regulamentação da Lei 12.101 de 27/11/2009, em conformidade com a Portaria Nº 1.970/2011 do Ministério da Saúde através do protocolo SIPAR nº 25000.223610/2010-91 requerido em 23/12/ 2010 e registrado em 28/12/2010. 3. APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E PRINCIPAIS PRÁTICAS ADOTADAS 3.1. Base de apresentação As demonstrações contábeis, referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2011, foram preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, com base nas disposições contidas na Lei das Sociedades por Ações-Lei nº 6.404/76 alteradas pelas Leis nº 11.638/07 e nº 11.941/09, e pelas orientações e interpretações emitidas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (“CPC”), bem como as exigências e as Resoluções da Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS. As Demonstrações estão sendo divulgadas de forma comparativa com as do Exercício anterior. 3.2. Principais práticas contábeis As principais práticas contábeis adotadas estão descritas a seguir: 3.2.1. Apuração do resultado a) Receita: o resultado das transações é apurado pelo regime de competência dos exercícios e considera as contraprestações emitidas de planos de assistência à saúde, que são contabilizadas com base no período de cobertura contratual, observando prorata-dia aos planos da modalidade de pré-pagamento. b) Custo: os eventos indenizáveis são constituídos com base no valor das faturas apresentadas pela rede credenciada, observando o registro no primeiro momento da apresentação e no valor bruto. 3.2.2. Estimativas contábeis As demonstrações contábeis incluem estimativas e premissas, como as provisões técnicas, provisões para passivos contingentes. Os resultados efetivos podem ser diferentes dessas estimativas e premissas. 3.2.3. Moeda funcional e de apresentação das demonstrações contábeis A moeda funcional da Entidade é o Real, mesma moeda de preparação e apresentação das demonstrações contábeis.

Os estoques são compostos de materiais hospitalares e outros produtos utilizados pelo hospital e estão avaliados pelo custo médio. A Santa Casa reconhece que o valor constante nos registros contábeis reflete o valor de estoques existentes. 8. IMOBILIZADO O imobilizado é composto pelos bens a seguir descritos sinteticamente em grupo.

9. INTANGIVEL

10. EVENTOS A LIQUIDAR Reconhecimento das contas médicas a pagar pela assistência médico-hospitalar e utilizada pelos beneficiários dos planos de saúde comercializados pela operadora. No exercício findo em 31 de dezembro de 2011, os eventos a liquidar totalizaram R$ 22.103,58 e em 31 de dezembro de 2010 totalizaram R$ 32.769,66. 11. PROVISÕES TÉCNICAS

Em 31 de dezembro de 2011, as garantias financeiras eram constituídas integralmente por aplicações financeiras (vide Nota Explicativa nº 4.2). 11.1 PROVISÕES DE FÉRIAS

3.2.4. Caixa e equivalentes de caixa 3.2.4.1. Disponível Incluem caixa e saldo positivo em banco conta movimento. 3.2.4.2. Aplicações Financeiras Incluem as aplicações financeiras com liquidez imediata e com risco insignificante de mudança de seu valor de mercado. Estão registrados ao valor de aplicação, acrescidos dos rendimentos financeiros auferidos até as datas dos balanços. 3.2.5. Contraprestações pecuniárias a receber São registrados e mantidos no balanço pelo valor nominal dos títulos representativos desses créditos, em contrapartida à conta de resultado de contraprestações efetivas de operações de planos de assistência à saúde, observado o período de cobertura contratual e o pro-rata-dia. A provisão para perdas sobre créditos de contraprestação efetiva é constituída sobre valores a receber de beneficiários com títulos vencidos há mais de 90 dias, para planos coletivos, e há mais de 60 dias, para planos individuais. A Santa Casa revisa periodicamente o critério de constituição para adequá-la à evolução da inadimplência de sua carteira. 3.2.6. Contas a receber com outras atividades São registrados e mantidos no balanço pelo valor nominal dos títulos representativos dos créditos por serviços não relacionados aos planos de saúde, em contrapartida à conta de resultado de outras receitas com assistência à saúde. A provisão para perdas sobre créditos com operações com outras atividades é constituída para os valores vencidos há mais de 90 dias. A Santa Casa revisa periodicamente o critério de constituição para adequá-la à evolução da inadimplência dessas operações. 3.2.7. Imobilizado Registrado ao custo de aquisição, sendo a depreciação calculada pelo método linear com base na tabela de depreciação do Fisco Federal Nota Explicativa nº 8. O saldo da reserva de reavaliação, conforme facultado pela Lei 11.638/07 será mantido até sua completa amortização que segue a depreciação. 3.2.8. Intangível Ativos intangíveis adquiridos separadamente são mensurados no reconhecimento inicial ao custo de aquisição e, posteriormente, deduzidos da amortização acumulada. Intangíveis gerados internamente são reconhecidos no resultado do período. 3.2.9. Outros ativos e passivos (circulantes e não circulantes) Um ativo é reconhecido no balanço patrimonial quando for provável que seus benefícios econômicos futuros serão gerados em favor da Santa Casa e seu custo ou valor puder ser mensurado com segurança. Um passivo é reconhecido quando a Santa Casa possui uma obrigação legal ou é constituído como resultado de um evento passado, sendo provável que um recurso econômico seja requerido para liquidá-lo. São acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e das variações monetárias ou cambiais incorridos. As provisões são registradas tendo como base as melhores estimativas do risco envolvido. Os ativos e passivos são classificados como circulantes quando sua realização ou liquidação é provável que ocorra nos próximos doze meses. Caso contrário, são demonstrados como não circulantes. 3.2.10. Provisões técnicas São calculadas com base em metodologia estabelecida pela RN ANS nº 160/07 e alterações posteriores. (vide Nota Explicativa nº 11).

12. EXIGÍVEL A LONGO PRAZO 12.1 DÉBITOS A PRESTADORES DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE Ressarcimento ao SUS – Em 2011 o ressarcimento ao SUS foi registrado na conta indicada pelo órgão regulador, mudando a classificação de Passivo Não Circulante para Circulante classificado como obrigação de natureza assistencial. O valor está representado pelos boletos emitidos atualizados a valor presente com multa e juros e também pela estimativa de perda das impugnações em tramite conforme demonstrativo disponibilizado no site da Agência Nacional de Saúde Suplementar.

12.2 PROVISÕES PARA CONTINGÊNCIAS 12.2.1 Contingências com risco de perda provável A Santa Casa constituiu provisão para contingências com base na opinião de seus assessores jurídicos externos. Com isso, a Santa Casa provisiona a totalidade dos processos classificados com risco de perda provável, a qual considera suficiente para cobrir eventuais perdas processuais. Os saldos provisionados estão demonstrados a seguir:

13. DOAÇÕES RECEBIDAS São transferências gratuitas, em caráter definitivo de recursos financeiros ou do direito de propriedade de bens móveis e imóveis, com a finalidade de custeio, investimento e imobilizações, sem contrapartida do beneficio dos recursos. Em 2011 foi lançada a Campanha Adote a Santa Casa através da doação dos Créditos gerados pela emissão da Nota Fiscal Paulista e continua também a Campanha Hospital Vivo, com participação de toda sociedade, bem como doações de Pessoas Físicas e Jurídicas. Em função deste aporte geral de doações que conseguimos cumprir todos os nossos compromissos nos prazos (principalmente todos os tipos de impostos/taxas) e fecharemos o Exercício sem déficit.

14. SUBVENÇÕES RECEBIDAS Corresponde às transferências derivadas da Lei Orçamentária e concedidas por órgãos do setor público às entidades, públicas ou privadas, com o objetivo de cobrir despesas com a manutenção e o custeio destas, características ou não pela contraprestação de bens e serviços da beneficiaria dos recursos

3.2.11. Eventos a liquidar São registrados com base nas faturas de prestadores de serviços de assistência à saúde, efetivamente recebidas pelas operadoras, em contrapartida à conta de eventos indenizáveis líquidos. 3.2.12. Débitos de Operações Não Relacionados Operadora de Saúde São registrados com base nos documentos fiscais emitidos por prestadores de serviços de assistência à saúde, Fornecedores. . 3.2.13. Ativos e passivos contingentes e obrigações legais a) Ativos contingentes: são reconhecidos somente quando há garantias reais ou decisões judiciais favoráveis, transitadas em julgado. Os ativos contingentes com êxitos prováveis são apenas divulgados em nota explicativa; b) Passivos contingentes: são provisionados quando as perdas forem avaliadas como prováveis e os montantes envolvidos forem mensuráveis com suficiente segurança. Os passivos contingentes avaliados como perdas possíveis são apenas divulgados em nota explicativa e os passivos contingentes avaliados como perdas remotas não são provisionados nem divulgados; c) Obrigações legais: são registradas como exigíveis, independente da avaliação sobre as probabilidades de êxito, de processos em que a Companhia questionou a inconstitucionalidade de tributos.

DETALHAMENTO SUBVENÇÕES * Subvenção Municipal: R$ 120.000,00 (cento e vinte mil reais) destinado a Quimioterapia e R$ 205.716,00 (duzentos e cinco mil, setecentos e dezesseis reais) do programa Pró Santa Casa. * Subvenção Estadual: R$ 48.000,00 (quarenta e oito mil reais) referente a Quimioterapia e R$ 400.001,00 (quatrocentos mil e um reais) programa Pró Santa Casa destinado a pagamento de Plantões da UTI, Maternidade, Pediatria, Central de Vagas, de materiais e medicamentos e Assistente Social. * Pronto Socorro: Foi repassado pela Prefeitura Municipal conforme Termo Aditivo Nº 07/11, o valor de R$ 2.622.219,78 (dois milhões, seiscentos e vinte e dois mil, duzentos e dezenove reais e setenta e oito centavos) para reembolso das despesas do Pronto Socorro referente custeio, manutenção, despesas e serviços.


21 de abril de 2012 - A-21

Os insignificantes estão com tudo...

O IAC e o Integrasus são incentivos que o governo repassa pelo fato da Entidade ter cumprido as metas pactuadas através da Contratualização do SUS no ano de 2011. 15. ATENDIMENTOS A PACIENTES Em atendimento ao Convênio firmado entre o Sistema Único de Saúde – SUS, através da Secretaria Municipal de Saúde de São José do Rio Pardo, em conformidade ao disposto no Artigo 4º, Inciso III, da Lei 12.101 de 27 de novembro de 2009.

16. ISENÇÃO PREVIDENCIÁRIA E TRIBUTÁRIA USUFRUÍDAS A isenção das contribuições sociais usufruídas no Exercício de 2011 é composta dos seguintes valores:

17. GRATUIDADES Valores aplicados em gratuidade representando a diferença entre o custo hospitalar menos o recebimento do SUS e os atendimentos não remunerados, totalizaram o montante de:

18. APLICAÇÃO DOS RECURSOS Todos os recursos da Santa Casa foram aplicados em suas finalidades institucionais, de conformidade com o seu Estatuto Social. 19. REGULAMENTAÇÃO DOS PLANOS DE ASSITÊNCIA A SAÚDE A Santa Casa, em cumprimento a legislação vigente, mantém reserva de R$ 1.088.299,09 em aplicação financeira vinculada junto a Agência Nacional de Saúde – ANS, para cobertura das provisões técnicas, que só poderá ser utilizada em casos excepcionais de eventos não previstos no Plano de Saúde, com expressa autorização da ANS. As Atividades da Santa Casa (Filantropia) e o Plano de Saúde (Operadora de Plano de Saúde), apesar das finalidades serem complementares e os procedimentos independentes, estão elaboradas e apresentadas em uma única Demonstração Contábil. 20. IMUNIDADE TRIBUTÁRIA Tendo em vista que a Santa Casa aplica integralmente suas rendas, recursos e eventual resultado operacional na manutenção e desenvolvimento dos objetivos institucionais no território nacional, não remunera nem concede vantagens ou benefícios por qualquer forma ou titulo a seus diretores, conselheiros, sócios, benfeitores ou equivalentes, em caso de dissolução ou extinção da Santa Casa, o eventual patrimônio remanescente será destinado a uma entidade congênere devidamente registrada no Conselho Nacional de Assistência Social – CNAS ou uma entidade publica a critério da Instituição e não distribui resultados, dividendos, bonificações, participações ou parcela do seu patrimônio sob nenhuma forma, mantém a escrituração regular de suas receitas e despesas, ela está imune ao Imposto de Renda de Pessoa Jurídica, á Contribuição social Sobre o Lucro Liquido – CSLL, ao PIS e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social – COFINS e aos impostos municipais e estaduais de acordo com os dispositivos da Constituição da Republica Federativa do Brasil e do Código Tributário Nacional – CTN, de acordo com a Lei nº 12.101 de 27/11/2009 e no art. 29 a entidade faz jus a isenção do pagamento das contribuições de que trata os artigos 22 e 23 da Lei nº 8.212 de 24 de julho de 1991. 21. DESPESAS ADMINISTRATIVAS

22. SEGUROS A Santa Casa adota a política de contratar cobertura de seguros para os bens sujeitos a riscos por montantes considerados pela administração como suficientes para cobrir eventuais sinistros, considerando a natureza de sua atividade. As apólices estão em vigor e os prêmios foram devidamente pagos. As premissas de riscos adotadas, dada as suas naturezas, não fazem parte do escopo da auditoria das demonstrações contábeis, conseqüentemente, não foram auditadas pelos nossos auditores independentes. 23. OBSERVAÇÕES GERAIS A Santa Casa, ciente de sua responsabilidade social, continua desenvolvendo grandes esforços para obtenção do equilíbrio financeiro, ampliando as atividades da operadora da saúde e melhorando a qualidade na prestação de serviços hospitalares, que visam a redução de seus custos sempre em beneficio da comunidade. É indispensável à ajuda financeira complementar dos órgãos governamentais (Federal, Estadual e Municipal), bem como da comunidade, para suprir suas carências financeiras na prestação de um serviço digno e compatível às necessidades de atendimento à saúde da população, com vem sendo feito com muito esforço e competência pela sua administração. São José do Rio Pardo – SP, 31 de janeiro de 2012. Dr. Marcos Pereira de Lima Provedor

Edson Roberto Furlan 1º Tesoureiro Reginaldo Modesto Contador CRC1SP220695/O-3

Se vivêssemos dias normais, o assunto do momento poderia ser qualquer um, a copa do mundo, o campeonato de futebol paulista, o lançamento do carro Gran Siena da Fiat, a nova novela da Globo ou qualquer outro, que sempre despertam algum interesse no povo brasileiro. Mas a notícia do dia, atualmente, é comandada por insignificantes grupos organizados, sem qualquer tipo de homogeneidade, mas que sabem fazer barulho, convocam a imprensa para seus movimentos e se põem a gritar contra ou a favor de quaisquer causas. A do momento é a “ditadura militar”, acontecida há longínquos 48 anos e encerrada no governo Figueiredo, iniciado em 1985. Pensava-se que, com a Lei a Anistia, o assunto estivesse liquidado, morto e enterrado. Mas parece que não, os perdedores restantes pretendem vingança contra os vencedores. Em qualquer oportunidade, por mais bizarra que seja, grupelhos com um número ínfimo de pessoas, das mais variadas classes, profissões e sexos (é verdade, sexos no plural, hoje temos vários tipos...), estatisticamente inexpressivos, que não atingem a décima-milésima parte da população brasileira, vivem a teimar que o cadáver da ditadura ainda está vivo. São, em sua imensa maioria, jovens abaixo dos 30 anos, que não viveram, não acompanharam, enfim, não sabem o que em verdade aconteceu no início dos anos 1960, que acabou levando o povo

brasileiro e as forças armadas à opção “ditadura”. Conhecem os fatos dentro da versão distorcida do que lhes contam, do que lhes incutem na cabeça, os remanescentes (hoje anistiados) da guerrilha derrotada. Artigo do jornal “OESP” de 2 de abril último, página A6, sob o título “Dia da Mentira e do Protesto”, narra que, na capital, São Paulo, uns 200 participantes, menos de um centésimo de milésimo da população da cidade, um grupo heterogêneo, formado por ativistas políticos, companhias de teatro (???) e sambistas de diversas escolas (???) protestaram contra a impunidade de acusados pela tortura e desaparecimento de presos políticos no regime militar. Estes pseudo-ativistas, durante a sua manifestação, fizeram esquetes de teatro satirizando a “Marcha da Família com Deus pela Liberdade”, marcha essa que pedia providências contra o descalabro do governo comuno-socialista de Jango Goulart. A marcha foi realizada, nos dias anteriores à Revolução, em todas as capitais de Estados, e em centenas de cidades do vasto interior brasileiro. Em São Paulo mais de 3 milhões de pessoas foram às ruas nessa oportunidade. Na minha cidade, São José do Rio Pardo, à época com uns trinta mil habitantes, mais de 5 mil pessoas compareceram à marcha, a maioria delas carregando velas acesas. Estimaram, os partidos políticos organizadores da marcha, que, em todo o Brasil, mais de trinta milhões de pessoas participaram dela, su-

perando qualquer outro movimento social, político, econômico já ocorrido no País, até o dia de hoje. Esse volume de gente de bem fala por si só. Não fosse a dita Marcha, não fosse a atuação do povo e dos militares àquela época, provavelmente estaríamos vivendo hoje sob um regime político semelhante ao de Cuba, e, então, esses mesmos 200 manifestantes não teriam peito nem coragem para afrontarem o regime. Se fizeram o protesto e se esbaldaram xingando o Governo, o fizeram porque aqui no Brasil há liberdade de expressão, de imprensa, liberdade total, em minha modesta opinião, exercida além dos limites aceitáveis. Essa é a vantagem da nossa democracia, pela qual brasileiros valorosos – civis ou militares - lutaram naqueles anos, chamados de “Anos de chumbo”, contra guerrilheiros treinados em Cuba. Lutaram, com risco de suas próprias vidas, para que hoje, grupelhos como esse da notícia, pudessem vir a público reclamar o que quer que seja. ...................................................................... Domingos Perocco Netto, bancário aposentado, técnico em contabilidade, professor, sócio da AEPTI (Associação dos Escritores, Poetas e Trovadores de Itatiba, articulista dos jornais JI – Jornal de |Itatiba, O Democrata e Gazeta do Rio Pardo, ambos de São José do Rio Pardo (SP), e autor do livro “O Banco do Brasil e Eu, Lembranças de uma Vida”).


A-22 - 21 de abril de 2012

EDITAIS DE CASAMENTOS Belª. Rosa Helena Marin Foiadelli, Oficial de Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo. Faço saber que pretendem se casar e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1525 do Código Civil Brasileiro: EDITAL 10.814 - CIVANIR JENOIR BECKER e VALDILENE MARIA NERONI, sendo o pretendente: divorciado, nascido no dia treze de julho de um mil e novecentos e setenta e sete (13/07/1977), de nacionalidade brasileira, comerciante, natural de CUNHA PORÃ - SC, filho de JACOB BECKER e de LORI TERESINHA BECKER; e a pretendente: solteira, nascida no dia vinte e nove de novembro de um mil e novecentos e setenta e um (29/11/1971), de nacionalidade brasileira, costureira, natural de CASA BRANCA - SP, filha de JOÃO NERONI e de APARECIDA DE JESUS ALEXANDRE NERONI. EDITAL 10.815 - ALENCAR LOPES e LEILA MALAQUIAS DA SILVA, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia dezesseis de junho de um mil e novecentos e setenta e um (16/06/1971), de nacionalidade brasileira, auxiliar geral, natural de MOCOCA - SP, filho de JOAQUIM LOPES e de MARIA APARECIDA GONÇALVES LOPES; e a pretendente: solteira, nascida no dia vinte e oito de dezembro de um mil e novecentos e oitenta e um (28/12/1981), de nacionalidade brasileira, faxineira, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de JOÃO BATISTA DA SILVA e de MARIA LÚCIA MALAQUIAS DA SILVA. EDITAL 10.816 - BRUNO LUÍS JACINTHO DOS SANTOS e JOICE BAPTISTA MAMEDE, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia vinte e quatro de setembro de um mil e novecentos e noventa e um (24/09/1991), de nacionalidade brasileira, auxiliar de fabricação, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de LUIZ MARTINES DOS SANTOS e de MARIA INES JACINTHO DOS SANTOS; e a pretendente: solteira, nascida no dia vinte e nove de abril de um mil e novecentos e oitenta e oito (29/04/ 1988), de nacionalidade brasileira, auxiliar administrativo, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de JOSÉ MAMEDE NETO e de NEUSA APARECIDA BAPTISTA MAMEDE. EDITAL 10.817 - MÁRCIO EDUARDO MOLINA TONHOSOLO e PAULA ALVES PALDO, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia vinte e nove de dezembro de um mil e novecentos e setenta e oito (29/12/1978), de nacionalidade brasileira, Auxiliar de produção, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de ROQUE TONHOSOLO e de ANNA MARIA MOLINA TONHOSOLO; e a pretendente: solteira, nascida no dia dez de novembro de um mil e novecentos e oitenta e um (10/11/1981), de nacionalidade brasileira, Comerciante, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de PAULO CELSO PALDO e de SÔNIA MARIA ALVES PALDO. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei. Lavro o presente, que afixo no lugar de costume e publico pelo jornal local. São José do Rio Pardo, 20 de março de 2012. O Oficial: Belª. Rosa Helena Marin Foiadelli

FALECIMENTOS VERA LÚCIA LORO – Dia 14 de abril, aos 32 anos de idade. Filha de José Loro e Adivina Marrafon Loro. MARIA JAIR TEIXEIRA BUZATTO – Dia 10 de abril, aos 77 anos de idade, casada com Américo Buzatto Messias. Filha de Elias Teixeira e Otília Matias. ORLANDO ERNESTO – Dia 12 de abril, aos 72 anos de idade, casado com Lourdes da Silva Ernesto. Filho de Pedro Ernesto e Ana Hipólito. LUIZ ZAVATIERO – Dia 13 de abril, aos 74 anos de idade, casado com Maria do Carmo Ferreira Zavatiero. Filho de Adolpho Zavatiero e Josephina Pedro. FERNANDA CRISTINA CORREA DE MORAES – Dia 15 de abril, aos 25 anos de idade. Filha de Clovis Correa de Moraes e Thereza Ângela Correa de Moraes. MARIA ANTONIA MOREIRA DE ANDRADE – Dia 10 de abril, aos 86 anos de idade, casada com Antonio de Andrade. Filha de Augusto Moreira e Maria das Dores. RICHARD PEREIRA DA SILVA AUGUSTO – Dia 16 de abril, aos 30 anos de idade. Filho de Antonio Augusto e Odete Pereira Augusto. JOSÉ CARLOS LEMES – Dia 14 de abril, aos 56 anos de idade, casado com Maria Aparecida Ferreira. Filho de Ângelo Lemes e Antonia Aparecida Bento. VITOR BATISTA TRAINATI – Dia 14 de abril, aos 73 anos de idade, casado com Jorgina Cruz da Silva Trainati. Filho de João Batista Trainati e Maria Filene Trainati. ADEMIR APARECIDA VIANA – Dia 15 de abril, aos 44 anos de idade. Filho de João Izidoro Viana e Lydia Rodrigues Viana. MARIA DE LOURDES VIGORITO QUESSADA – Dia 17 de abril, aos 54 anos de idade, casada com Felipe Antônio Quessada Neto. Filha de Affonso Vigorito e Ivette Bertoncini Vigorito. REINALDO GIOVANELLI BARBOSA – Dia 14 de abril, aos 50 anos de idade, casado com Silvana Masini Barbosa. Filho de Osmar Barbosa do Nascimento e Maria do Carmo Giovanelli do Nascimento. BENEDITA LEAL LOURENÇO – Dia 12 de abril, aos 71 anos de idade, casada com Célio Lourenço. Filha de João Antônio Leal Filho e Mariana Constante. BENEDITO MARTIN PRADO – Dia 18 de abril, aos 91 anos de idade, casado com Rosa Zanetti, em 2ª núpcias. Filho de Júlio Prado Júnior e Dorcelina de Jesus.

Funerária São José “Rioli”

www.equaliter.com.br

Oferece o que de melhor existe no ramo funerário, aos particulares e também do seu conhecido PLANO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO FUNERÁRIO, dando total segurança e tranquilidade a todos. Adquira o seu!

60 ANOS

HERALDO HORTA RODRIGUES

DESDE 1950 - ESTA É A SUA GARANTIA

l Agente Fiscal de Rendas do Estado de São Paulo de 1986 a Jan/2012 l Chefe do Posto Fiscal Regional de Pirassununga-SP de 1999 a Jan/2012 l Membro da Comissão Estadual de Modernização do ICMS l Coautor do "ABC do E-CREDRURAL" no site SEFAZ. l Instrutor da FAZESP ( Escola Fazendária do Estado de São Paulo ) l Conhecimento e experiência

Avenida 9 de Julho, 103 - Fone: 3608-5095

CONTATO Rua Lacerda Franco nº256, Centro CEP 13700-000 - Casa Branca - SP Telefone (19) 3671-1147 / Cel: (19) 9460-9824 e-mail: hhrodrigues_equaliter@hotmail.com site www.equaliter.com.br

ORAÇÃO - QUERIDA MÃE NOSSA SENHORA APARECIDA Querida Mãe Nossa Senhora Aparecida, vós que nos amais e nos guiais todos os dias, vós que sois a mais bela das Mães a quem eu amo com todo o coração, eu vos peço mais uma vez que me ajudeis a alcançar esta graça por mais dura que ela seja (pede-se a graça). Sei que vós me ajudareis e me acompanhareis sempre até à hora da minha morte. Amém. Reza 1 Pai-Nosso e 1 Ave-Maria e fazer três dias seguidos esta oração que alcançará a graça por mais difícil que ele seja e mandar fazer 10 cópias. LGPM

Compro consórcio, contemplado ou não de carro, moto, caminhão e imóveis, mesmo em atraso, cancelado – melhor oferta de mercado, pago à vista (0xx19) 3571.7968 ou 9250.3313. www.consorciodointerior.com.br

21/4

TEMPESTA ESCRITÓRIO CONTÁBIL ADMITE

01 - AUXILIAR DEPTO CONTÁBIL 01 - AUXILIAR DEPTO FISCAL FAVOR ENVIAR CURRÍCULO PARA: RUA WALTER BRAGHETTA, 192 - JD. MARGARIDA ou tempesta_contabilidade@hotmail.com

COMPRO MOEDAS CEDULAS - SELOS DOCUMENTOS ANTIGOS 016-33357223 016-81157819 EMEPE2000@UOL.COM.BR

VENDE-SE TERRENO 300 M2 Portal Buenos Aires, ótima localização. Tratar pelo fone (19) 3681-3577

MARIA DELENA DOS SANTOS – Dia 23 de março, aos 96 anos de idade. Filha de Alexandre Delena e Julia de Sandis.

EQUALITER TRIBUTÁRIA l ICMS, ITCMD, IPVA, TAXAS ( Agropecuária, Indústria e Comércio ) l Assistência e orientação tributária l Cursos e treinamento em legislação tributária l Acompanhamento de ação fiscal l Defesa AIIM ( autos de infração ) l Orientação a Prefeituras Municipais quanto à cota-parte municipal ICMS (DIPAM)

ATENÇÃO CONSORCIADOS

VENDO um aparelho de ginástica elíptico, semi-novo, marca Kikos, magnético, preto e branco, com medidor de batimento cardíaco, distância, calorias, 8 níveis de dificuldade. Gasto de 400 calorias por hora! R$ 1.500,00. Tratar com Eduardo pelo Fone (19) 3608-4782 ou 8181-9501

Retificação de Publicação de Extravio de Documentos A Empresa F.Gomes da Silva & Cia Ltda ME, CNPJ nº 06.257.014/0001-71, Inscrição Estadual nº 646.131.015.112, inscrição municipal nº 7986 estabelecida a Rodovia Prefeito Lupércio Torres, nº 3600, Santa Luzia, em São José do Rio Pardo-SP, vem comunicar extravio da autorização de impressão de notas fiscais de serviço numeração 001 a 250. 21-28/4 e 5/05.

JOSÉ APARECIDO BARION - ME, torna público que solicitou junto à CETESB a Licença Prévia, de Instalação e de Operação para a atividade de “Produtos de serralharia (exceto esquadrias) sem tratamento superficial”, sito à ROD. SP 344 - KM 277 - CONTENDAS DIVINOLÂNDIA/SP. PROJETOS, PUBLICAÇÕES E LICENCIAMENTO-CAMPOS E ASSOCIADOS SÃO JOÃO DA BOA VISTA (19)3622-3494 - SÃO JOSÉ DO RIO PARDO (19) 3681-3371

RJS COMÉRCIO DE PEIXES LTDA., torna público que recebeu da CETESB a Licença Prévia N° 66000055 e requereu a Licença de Instalação para PREPARAÇÃO E PRESERVAÇÃO DO PESCADO, sito à IRMÃOS GRESPAN, 0, ROD.SP344, KM 281, CONTENDAS DIVINOLÂNDIA/SP. PROJETOS, PUBLICAÇÕES E LICENCIAMENTO-CAMPOS E ASSOCIADOS SÃO JOÃO DA BOA VISTA (19)3622-3494 - SÃO JOSÉ DO RIO PARDO (19) 3681-3371

A empresa: BERTOGNA & BARBIZAN FABRICAÇÃO E COMERCIO DE FERRAGENS LTDA – EPP,inscrita no CNPJ: 06.971.913/0001-31 e IE :646.019.828.110, estabelecida na Avenida Waldemar Poggio, nº 100, Vale Redentor, na cidade de São José do Rio Pardo, São Paulo, comunica o extravio dos talões de nota fiscal de prestação de serviço do nº 01 ao nº 400. 21-28/4

EXTRAVIO

Foi extraviado o Diploma Técnica em Enfermagem – concluído em 2000 – Colégio Fundação Educacional em nome de Mônica Alves de Almeida. 14-21-28/4

MARCOS CORDON DIAS & CIA LTDA EPP, torna público que recebeu da CETESB a Licença Prévia e de Instalação N° 66000146 e requereu a Licença de Operação para Máqui nas e equipamentos de uso geral, fabricação de, sito à ESTRADA MOCOCA SÃO BENEDITO DAS AREIAS, 0, ZONA RURAL MOCOCA/SP. PROJETOS, PUBLICAÇÕES E LICENCIAMENTO-CAMPOS E ASSOCIADOS SÃO JOÃO DA BOA VISTA (19)3622-3494 - SÃO JOSÉ DO RIO PARDO (19) 3681-3371

A empresa RESIPET INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE RESINA E EMBALAGENS PLÁSTICAS LTDA, torna público que recebeu da CETESB a Licença de Operação nº 66000470, válida até 17/04/2015, para o ramo de reciclagem e/ou recuperação de sucatas não-metálicos diversos, sito na Rodovia Itobi a Vargem Grande do Sul, S/n, Km 01, Bloco B, Zona Rural, no município de Itobi – SP.

Foi extraviado um Talão de Nota Fiscal de Produtor, Modelo 4, de nº 051 a 100, parcialmente utilizado, em nome do produtor rural NARCIZO DA SILVA E OUTROS, CNPJ: 10.963.052/0001-17, IE: 6 4 6 . 1 5 4 . 0 9 8 . 11 3 e C P F : 553.604.086-04, do Sítio Rio Verde, município de São José 14-21-28/4 do Rio Pardo-SP.

VENDO TERRENO CONDOMÍNIO MACAÚBAS 1500m2 - R$ 80.000,00 Tratar pelo fone (19) 8162-6689

AGRADECIMENTO A família de

REINALDO GIOVANELLI BARBOSA Agradece as manifestações de pesar recebidas por ocasião de seu falecimento, e de modo especial ao Dr. Jorge Santurbano, aos funcionários do Hospital São Vicente, pela dedicação, atenção e carinho dispensados durante sua enfermidade e passamento. A todos o nosso Deus lhe pague!


C-1 - GAZETA DO RIO PARDO - 21 de abril de 2012

Entre Nós

Em Sociedade l Em minha agenda, o nat do empresário Pedrinho Rondinelli (foto), dia 19 de abril, quinta-feira passada - Ao caro amigo e c o m p a n h e i r o d a c o n f r a r i a “ I r m a n d a d e ”, e f u s i v o s p a r a b é n s !

O simpático casal uruguaio de Montevidéu Mary-Pablo Gobba (foto) encontrase entre nós desde segunda-feira passada, em compasso de férias, uma semana na boa terrinha. Conheci Mary-Pablo e o filho Pablito há 20 anos, quando residiam em Bellinzona-Suíça, Cantão italiano de Ticino, onde viveram por doze longos anos, através de uma amiga em comum, a brasileira Martha Dietz Beuttenmüller, lá residente, e que após 22 anos virá ao Brasil no próximo mês de maio, em visita aos familiares no eixo Rio de Janeiro-Recife. Aos caríssimos amigos, que desfrutem com serenidade e alegria o curto período de férias!

Na foto de arquivo do CCIB, Pedrinho com a esposa Irene ladeados pelo casal Terezinha-Domenico Artuso

l Maria Lygia Cagnoni Cobra (foto), grande dama representante da melhor sociedade rio-pardense, celebrou mais um nat segunda-feira, 16 de abril, arregimentando em sua bela residência familiares e bons amigos em torno de elegante happy hour que estendeu-se até à noitinha. A fotógrafa Soraya Morais Gaino registrou o encontro exclusivamente para a Coluna Enfoque. Confira os flashes:

Denise, Isabel, Lygia, Teresa e Maria Helena

Sentadas: Dinalva, Lygia e Maria Ignez. Atrás: Teresa, Alzira, Francisco, Maria Angélica, Eliana e Maria Luiza

Mesa de Pista Às 20:15 do dia 28 de abril, na Igreja Santa Terezinha, as famílias Ciro Pereira de LimaLilian do Carmo Molfi de Lima e João Aniceto de Carvalho Neto - Márcia Pessoa de Carvalho, esses, da sociedade fortalezense, unir-se-ão com a cerimônia religiosa do casamento de seus filhos, Flávia e Marcos. Após a cerimônia, os noivos recepcionarão os convidados no Sítio Jerivá. Hoje, na cidade de Pato Branco-PR, Flávia e Marcos casam-se no civil.

Thaïs, Lygia, Cristiana e Teresa


C-2 - GAZETA DO RIO PARDO - 21 de abril de 2012

Dupla Comemoração A Câmara Municipal de São José do Rio Pardo, presidida pelo Vereador Marco Antônio Gumieri Valério, comemorou o Dia Municipal Espírita durante a sessão realizada em 17 de abril, às 19:30, no Salão Nobre do Legislativo, ocasião em que foi proferida a palestra “Por que e como bem aproveitar a sua existência”, pelo orador espírita Ismael Batista da Silva. FOTOS: BEL JARETA

OAB O jovem Rafael Augusto Fernandes Ortega, filho de Sílvia Isabel e Rinaldo Farah Ortega, na foto ladeado pelos doutores José Cláudio Zan e Vladimir José Massaro quando colou grau no Curso de Direito da UNIPcampus Rio Pardo, acaba de ser aprovado no concorridíssimo exame da Ordem dos Advogados do Brasil – Congratulações!

Parágrafo Único “Mãe de criança com Anencefalia: a vida sempre vale a pena Na mesma noite, no plenário, o Tiro de Guerra local, sob o comando do Sub Tenente Marcos Aurélio Rodrigues Reis, comemorava o Dia do Exército, 19 de abril, distinguindo os seguintes Atiradores: Bruno Fernandes Domingos e Luís Filipi Moraes Rocha, com o Diploma “Destaque do Mês de Março”, e Diego Constante Capitelli, vencedor do “Concurso de Redação”.

Apesar da aprovação do aborto de crianças anencéfalas sancionada pelo Supremo Tribunal Federal, Ana Cecília Araújo, que em 2000 deu à luz a uma criança com esta enfermidade, deu um testemunho no qual afirma que a vida sempre vale a pena. A sua filha Maria Tereza foi diagnosticada com a doença ainda no inicio da gestação e viveu 103 dias. Segundo Ana Cecilia, o aborto nunca foi uma opção e afirmou sobre a pequena: “apesar de sua limitação, sua vida anunciava e denunciava que a vida vale a pena ser vivida em sua plenitude”. “Amei-a com todas as minhas forças, tão profundamente que não tenho palavras para expressar. Amei-a como ela era, não querendo que fosse outra pessoa, mas ela, o ser dela, a alma dela, o corpo dela”, conta a mãe em seu testemunho. O caso de Maria Tereza foi considerado altamente grave pelos médicos e, por isso, a criança recebeu o sacramento do batismo imediatamente após o nascimento. Mas, para a surpresa da equipe médica, o bebê reagiu bem aos primeiros dias de internação e com ape-

nas 20 dias recebeu alta do hospital. Nos dias em que o Supremo Tribunal Federal votava o recurso de lei que legalizou o aborto dos bebês diagnosticados com anencefalia, Ana Cecília afirmou que era capaz de sentir a luta da filha pela vida: “Esta criança quer viver, ela vai viver”. Maria Tereza não desistiu de sua existência. “Quem somos nós para arbitrar no sagrado dom da existência?”, questionou a mãe que viveu os treze meses de vida da sua pequena como um dom de Deus pelo qual ela agradece. “Obrigada, Senhor, por a haveres criado! Só alegria brotava dentro do meu coração! Um mistério de amor!”, expressou. “Um dia me perguntava por que Jesus passou ainda quarenta dias com os seus, após Sua ressurreição. E, olhando para minha filha, pude compreender que aqueles a quem Jesus amava precisavam experimentar concretamente o poder da ressurreição, a graça do amor gratuito, assim como eu experimentei nos dias em que Maria Tereza passou entre nós”, conta”.


C-3 - GAZETA DO RIO PARDO - 21 de abril de 2012

FOTOS: SICCA IMAGEM

Enlace Às 18 horas do dia 14 de abril, na Capela Santa Rita, aconteceu o enlace matrimonial de Carolina e Matheus, unindo as famílias Antônio Lourencini, o Tony Lourenço-Eliana Fecuri Lourencini e Carlito Aparecido Carvalho-Olga Angeline Carvalho. Uma fina recepção que teve lugar na sede campestre do Círculo 18 selou o magno acontecimento Felicidades aos noivos!

Lançamento Hoje, das 14 às 20 horas, acontece o lançamento da Coleção Renata Braghetta (fotos), movimentando as elegantes da city. O local escolhido para o badalado evento foi a casa da família, localizada à Rua Ananias Barbosa, 441, centro. Vale a pena conferir! Imperdível!

Carolina e Matheus durante a recepção

Entre Nós No último fim de semana a conterrânea Afefi esteve entre nós e aproveitou para reunir as amigas em torno de animado happy hour. No registro fotográfico, em primeiro plano: Cecília Helena, Maria Carmen e Afefi. Atrás: Vera Lígia, Leda, Dê, Carmen Lígia, Amelinha com a neta, Isa e Cilu.

Os noivos com os pais

Em Festa A petite Ana Júlia, filha do casal Ana Paula e Marcello Ahlberg, na foto ladeada pelas avós Sônia e Ana Amélia, no dia em que festejava 4 aninhos, em 6 de abril.

3608-6677


GAZETA DO RIO PARDO - 21 de abril de 2012 - C- 4


Página C-5 - 21 de abril de 2012 - GAZETA DO RIO PARDO

rjdg@terra.com.br

Páscoa distante com tanques na rua É quarta-feira de Semana Santa. Pretendo viajar, passar uns quatro dias fora. Nada tenho escrito para a próxima edição de Gazeta. Ontem, avisei o redator chefe que o jornal sairia sem minha crônica. É quarta-feira, seis horas da manhã. A cidade veste-se de branca neblina. Paisagem bonita para ser descrita. Estou preocupado com o vazio da minha coluna, nesse próximo sábado. Tenho leitores certos a me esperar... Páscoa! Será a segunda vez que passarei a maior festa cristã fora da minha casa e da minha cidadezinha. No processo de socialização, ouvi histórias marcantes de minha avó Massimina. Seus personagens vinham de longe para passar esta festa

maior junto à família... Será a segunda festa de Páscoa que estarei distante da família, embora rodeado de amigos. Na primeira vez, eu estava muito distante, em Paris, só e triste... O aquecimento central ainda estava ligado, embora já fosse abril de primavera. Era Domingo de Páscoa. Meu companheiro de quarto, o mexicano Angel, viajara. Meu pensamento estava em São José. Bem agasalhado, saí. O vento gélido passeava nas avenidas desertas e calmas. O cinza pintara a manhã. As grandes árvores explodiam em novos e verdes brotos. Os tanques de guerra estavam nas ruas. Os argelinos, tentando a libertação do seu país do jugo francês, faziam explodir muitas bombas... Havia quase dois meses que eu estava naquela ci-

O Cine Teatro da Sociedade Italiana, no local onde hoje está o Cine Colombo

dade. Ia conhecer “Notre Dame” e assistir à santa missa naquele templo. O calor na estação do metrô “Sevres-Babylone” era agradável. No seu interior, miseráveis e bêbados procuravam abrigo, esquecidos do grande dia. O som do acordeão, tirado pelo velho e pobre músico, era carícia. As violetas e os brancos “muguets”, em grandes cestas, que pressagiavam felicidade, eram carinhos vendidos. O trem correu célere sob a grande cidade adormecida e vazia. Estação “Cité”. Desci na “Ile de la Cité”, o centro de Paris. O sino de quinze toneladas bimbalhava ensurdecedoramente. Sentei-me numa cadeira, todas empalhadas, da imensa nave. Os vitrais resplandeciam no cinza das

sólidas paredes, cheias de riquezas esculturais. Uma orquestra acompanhava um coro de duzentas vozes. Aquela missa pontifical tinha bispo, padres, acólitos, rituais prolongados. Tudo era bonito sem simplicidade. A saudade e distantes pensamentos mesclavamse com curiosidade. Meu desejo seria estar, naquela hora, na minha São José silenciosa, com céu azul e vento outonal, descer ruas, atravessar o caramanchão de verdes folhas da praça e adentrar a minha igreja... Como seria bom ouvir o Padre Adauto desejar uma feliz Páscoa aos seus paroquianos!... Como seria confortador ouvir o coro do Sílvio Rondinelli e da Jacira Rodrigues... Um concerto de órgão

Itália Bertocco, em 1909

A presidente do CCIB, Elisabete P. Zanatta e Nazia Germek com alunos de dança da Academia de Eliana Dipe, ao lado de Bete, em 1996

encerrou a cerimônia. Adentrei o tesouro de “Notre Dame”, fortemente protegido. Ali estavam expostos a coroa de espinhos de Cristo, um cravo da crucificação, um pedaço da verdadeira cruz... Subi à torre: uma bela visão de Paris. O vento cortava rostos desprotegidos. Turistas e parisienses, com roupas coloridas, esparramavamse pela Ilha, ignorando a insurreição argelina. O rio Sena cantava, levando barcos pequenos e o “bateau mouche”. Nos cais, velhos pescadores acompanhados de crianças, vendedores de livros com seus quiosques abertos, casais de namorados... As

tulipas abriam-se nos canteiros. As flores do mercado coloriam a manhã cinza. Os solenes palácios de pedras estavam fechados... Paris dormia sem bombas... Meio-dia. Sinos. Pombos voavam subindo os raios de um tímido sol. As famílias deveriam estar reunidas para o almoço da grande festa... Na solidão, a saudade bateu forte... Nove meses ainda me distanciavam da volta... Naquele momento, quisera ser um dos personagens das histórias de minha avó, que voltavam de longe para as festas da Páscoa em família... 6/4/1977.

Ada Parisi numa festa italiana, em Montemuro em 1931

Preparando-se para um desfile da Sociedade Italiana. As duas crianças são Jacy Landini, no centro e à direita Herminia Landini


C-6 - GAZETA DO RIO PARDO - 21 de Abril de 2012

Para um bom entendedor meia palavra basta

“Educai os jovens para não punir os velhos” Macho, castrado, dócil, mestiço a PitBull. Encontra-se para doação. Interessados devem ligar no telefone 3681-6192

Filhotes de gatos para doação! Tel 36841466

Atende pelo nome de Lucky, um ótimo cão de guarda, aproximadamente um ano de idade. Foi abandonado nos arredores daqui do Kantinho. Precisa ser adotado. Maiores informações 3684-1466

Como dizer para uma criança que caçar um passarinho é crime? Como dizer que nossos recursos naturais não são inesgotáveis? Não podemos mudar uma cultura com uma lei, todo um trabalho por trás dessa lei deve ser desenvolvido. Sendo essa cultura, passada de pai para filho. O ser humano é parcialmente dividido em genética e ambiente, sabendo disso, devemos desde o primeiro contato com um jovem poder propiciar um ambiente educativo, onde o mesmo possa filtrar essas informações e, com o passar do tempo, em seu cotidiano colocá-las em prática e até mesmo repassá-las. Assim formando um novo contexto cultural. Seja seu filho, um sobrinho, um amiguinho, dê início a essa ideia, precisamos de um começo, assim, esperamos que num futuro próximo todos esses problemas ambientais sejam sanados.

Mestiço a Pitbull,em torno de um 1 ano a 4 meses, está para doação, muito brincalhao e alegre, atende pelo nome de Thor. Interessados devem ligar para: João Paulo ou Ana Maria - 3608-6954

Filhotes de médio porte para doação. Interessados devem ligar para o número (19) 3608-3013 Falar com Marcelo

ENVIE A FOTO DE SEU ANIMALZINHO DE ESTIMAÇÃO PARA

diagrama@gazetadoriopardo.com.br falecom@kantinhodokriador.com.br

Na foto: Eu e Ludmila, que desde novinha acompanha o crescimento do nosso mascote Hector, que hoje está com aproximadamente 1,60m.


C-7 - 21 de abril de 2012 Fonte:UOL Esotérico

Falar menos e escutar mais deve ser seu lema nesta semana, principalmente no trabalho. Ouça sua intuição e não conte seus planos a pessoas que você não conhece bem. Corte as despesas com supérfluos e organize sua vida financeira. Momento favorável para começar a fazer um pé-de-meia.

Torta de palmito Tempo de preparo: 1h 30min Rendimento: 10 porções

Convém finalizar suas tarefas pendentes para não receber cobranças. Mantenha o foco em seu trabalho. Evite se envolver em assuntos que não lhe dizem respeito. Suas finanças merecem atenção, procure se organizar para não ter surpresas desagradáveis. Bom momento para adotar hábitos mais saudáveis.

Ingredientes 1 xícara de farinha de trigo integral 1 xícara de farinha de trigo branco 1 xícara de gérmen de trigo 1 colher de chá de lecitina de soja 1/2 xícara de óleo de canola 1 colher de sobremesa de sal 1 xícara de água gelada

Procure ser mais flexível e trocar ideias com pessoas mais experientes. No trabalho, poderá se deparar com diferenças de opinião, mantenha a calma e não se altere ao defender seu ponto de vista. Ótimo momento para fazer planos a longo prazo, mas guarde para si por enquanto. Procure descansar mais para recarregar suas energias.

Recheio: 2 vidros de palmito em rodelas 2 tomates 10 azeitonas pretas 1 cebola Alho, sal e cheiro verde a gosto 4 colheres de sopa de amido de milho 2 xícaras de água

Mexa e amasse Abra com rolo conforme a espessura desejada Coloque na assadeira e recheie, cubra com a massa (atenção, divida a massa ao recheio para uma ficar embaixo e outra em cima do recheio)

Modo de Preparo Coloque as farinhas o gérmen de trigo e o sal em uma vasilha Abra um espaço no centro e adicione a água, óleo e a leticina de soja

Reynaldo Gianecchini chora na reestreia de “Cruel” em São Paulo

O ator Reynaldo Gianecchini voltou a pisar no palco do Teatro Faap, em São Paulo, às 21h23 desta terçafeira (13), para a reestreia da peça “Cruel”. Sem cabelos, reflexo do tratamento contra o linfoma que enfrenta desde o ano passado, o ator foi recebido calorosamente pelo público. Os espectadores o aplaudiram em pé, por dois minutos, assim que ele entrou em cena e retirou o jornal que lhe cobria o rosto, como parte da encenação. Ao longo da peça dramática, houve ao menos um momento de risos. Numa das cenas, a personagem interpretada por Maria Manoella se dirige a Gianecchini e comenta: “Você mudou”. Na sequência, o ator olha para um espelho do cenário, passa a mão na cabeça raspada, e retruca: “É, eu mudei”. No fim do espetáculo, que tinha ingressos esgotados, Gianecchini chorou. Agradeceu à mãe, Heloisa Helena, aos integrantes da produção e aos médicos que participaram de seu tratamento. Muitos dos espectadores também se emocionaram. Pedro Bial estreia novo programa em junho Pedro Bial vai continuar na apresentação do “BBB” e acumular com seu novo projeto na Globo, um talk show, com estreia prevista para 21 de Junho. Este programa de entrevista será por temporadas, revezando-se com o “Globo Mar” na terceira linha de shows das quintasfeiras. E ponto.

Recheio: Coloque um pouco de óleo na panela e todos os ingredientes Coloque na panela e mexa até cozinhar, deixe esfriar, coloque o recheio na massa e cubra, feche as bordas decorando com os dedos e leve para o forno

“Falavam que o CQC não era humor brasileiro”, diz Diego Guebel, o argentino prodígio da Band Por muito tempo, o argentino Diego Guebel bateu às portas das principais emissoras do Brasil com uma proposta debaixo do braço: um programa que misturasse humor e jornalismo, chamado “CQC”. “Falavam que isso não era humor brasileiro”, relembra o dono da produtora Eyeworks – Cuatro Cabeças. Em 2008, a Band resolveu apostar na atração que agora é um dos carros chefes da emissora. Quatro anos depois, Guebel é o novo diretor geral de conteúdo do canal brasileiro, com salário estimado em mais de R$ 150 mil, e um cargo abaixo apenas da presidência e vice-presidência da Band. Depois do “CQC”, sua produtora já emplacou no canal programas como “A Liga”, “Polícia 24 Horas”, “Agora É Tarde” e “Mulheres Ricas”. “Tem tanto argentino na Band, que só falta o Messi. Felipe Andreoli ganha programa esportivo na Band A Bandeirantes pretende estrear, se possível neste primeiro semestre, uma nova programação esportiva nas tardes de sábado. Na última terça-feira foi realizada a primeira reunião sobre o assunto. Nada tem a ver com o antigo “Show do Esporte”, da mesma Band, que fez história nos anos 80 e 90. O que se deseja agora é desenvolver uma ideia nova, leve e bem humorada, com até duas horas de duração e a apresentação de Felipe Andreoli, do “CQC. Está tudo ainda no começo, mas é isto, basicamente, o que já existe. O programa, inclusive, poderá ser levado ao ar ao vivo e servir como importante “sala de espera” para a transmissão dos jogos da Série B do campeonato brasileiro.

PENSAMENTOS DE PAULO COELHO

O silêncio da sabedoria

Nós vivemos em um universo que é, ao mesmo tempo, gigantesco o

suficiente para nos envolver e pequeno o bastante para caber em nosso coração. Na alma do homem está a alma do mundo, o silêncio da sabedoria. Tudo em nós funciona perfeitamente bem e em

harmonia com a natureza. O que há de bonito no dia de hoje? Procure reparar, porque esta é a melhor imagem de você mesmo. Deus está em nosso cotidiano, espera que notemos Sua presença. Toda manhã,

Deus nos mostra o Seu sorriso. As nuvens que estão ocupando, neste momento, o céu de sua alma vão passar. O sol, que às vezes se esconde por detrás das nuvens, não passa nunca.

Evite fazer julgamentos precipitados , a dica é fazer a política da boa vizinhança. No trabalho, tome a iniciativa e não fique na dependência de terceiros para realizar as coisas. Apresente os projetos à chefia com clareza e aproveite para fazer sugestões. Cuidado para não cometer excessos com a alimentação. Muito cuidado com pessoas oportunistas, manter a discrição será fundamental. Fique longe de fofocas para não se queimar no trabalho. Se quiser obter bons resultados, mantenho o foco em seus objetivos. Saia mais, reveja amigos queridos e ofereça apoio aos parentes que precisarem de sua ajuda.

Procure finalizar pendências antes de começar uma nova tarefa. Viagens a trabalho estão favorecidas. Colegas podem decepcionar ao não cumprir com suas obrigações, mas não desanime, faça a sua parte e evite discussões. Bom momento para trocar ideias com as pessoas ao seu redor, pode aprender bastante.

Fique ligado(a) nas oportunidades profissionais que podem aparecer, um pouco de ambição vai lhe fazer bem. Mantenha distância de pessoas invejosas e fofoqueiras ou poderá ver seu nome envolvido em boatos. Colabore com quem precisa de sua ajuda. Se prometeu algo, não arrume desculpas, cumpra a palavra. Terá que ter muito cuidado com promessas boas demais ou poderá se decepcionar. Na área profissional, evite realizar tudo de uma vez, fazer as coisas com calma será mais produtivo. Sua saúde merece atenção, evite se desgastar à toa. Uma viagem vai lhe fazer bem, apenas tenha cuidado com os excessos alimentares.

Bom momento para praticar um esporte ou começar hábitos mais saudáveis. No trabalho, faça mais e fale menos. Sua sinceridade pode ser mal interpretada no ambiente profissional. Mantenha seus objetivos e não desanime quando algum contratempo ocorrer. Dedique-se a um hobby ou algo que lhe dê prazer. Não fique esperando as coisas acontecerem, tome a iniciativa e não vai se arrepender. Poderá ter ajuda dos colegas em tarefas mais complexas. Ouça o conselho de pessoas mais experientes e use-os para superar os obstáculos. Procure fazer alguma atividade em grupo, vai se divertir bem mais. Aja com praticidade ao lidar com suas responsabilidades e com quem trabalha. Fique longe de falsos amigos e não deixem que abusem da sua boa vontade. Tente agir com mais independência, mentalize pensamentos positivos e vá à luta em busca dos seus sonhos. Alguém da família pode ajudar com um conselho. Terá que dedicar-se mais à sua vida financeira ou pode ter problemas depois. Procure economizar e cortas gastos desnecessários. No ambiente profissional, não espere cobranças, aja com determinação para cumprir com suas obrigações. Abra-se a novos conhecimentos e a novas experiências.

HOJE - Ivanir José De Sordi, Thiago José Quessada Ribeiro, Maria Helena Trento Moia, Maurício Nabarro, Nadir Aparecida Furlan Capitelli, Maria Josete Ferreira P. Gomes, Iracy Alves do Nascimento Trindade, Paula Dias Yasbeck. AMANHÃ - Tiago José Maurício de Souza, Flávia Dias Flamínio Amato, Fernanda Amatto Armando, Paulo Eduardo Raddi, Edson Luiz Calsoni Júnior, Laércio Ezequiel de Lima, Alexandre Serran Moreira Galego, Luís Wellington Souza Lofrano. DIA 23 - Fernanda Rhayna Manetta Posso, Renata Cecília Trovatto Ortega, Almerinda Machado da Cunha, Clodoaldo Vital, Inês Aparecida Feijó, Daniel Bagodi Batista da Silva, Marco Antônio Moreno, Ronaldo Luís Carreiro da Silva Júnior, Gabriel Junqueira Salotti, Joice Paulo Zamai, Mariângela Sernáglia Calório, Rosa Maria Noronha Ribeiro Martins. DIA 24 – Giovana Missura

Darin, João Cabrera Neto, Marina Bilotta Piovezan, Jair Stocco Zanetti, Aparecida Martinez, Maria Carolina Gervásio Angelini. DIA 25 - Rubens Capuano, Anderson Carlos Mello dos Santos, Sandra Daud, Sílvia Helena Nálio Constante Capitelli, Marília Folharini Barbosa. DIA 26 - Lizete Sernáglia Giovanelli, Maria da Glória De Sordi Rocha, Sônia Fornari Galera, Júlia Coelho Manzini, Roseli Aparecida Lúcia do Prado, Ary Santos Rocha, Maria Inês Serutti Regini, Richard Negrão. DIA 27 - Natália Moraes Ribeiro, Arlete Aparecida Primini Lopes, José Antônio Mattos, Sônia Maria Rodrigues Faria, Anna Christina Rocha Ribeiro, Carlos Filipe Quessada Ribeiro, Maria Elisabette Torres Junqueira de Andrade, Aparecido Francisco do Nascimento, Ida Maria Andreata Rossetto, Inês Maria Andreata Moraes.

Para acrescentar ou retirar nomes nesta lista, ligue para

3608-5655 ou mande e-mail para redacao@gazetadoriopardo.com.br


C-8 - 21 de abril de 2012

COLUNA ESPÍRITA

Lenços Brancos - Reflexão sobre o servir Alegrias do tempo pascal Nestes dias que sucedem à Pascoa de Jesus a liturgia nos convida a uma alegria maior, contemplando-O ressuscitado. É muito bom rever as passagens da Escritura que nos relatam as aparições de Jesus glorioso, vencedor da morte e do pecado. Neste final de semana, por exemplo, o evangelho nos apresenta a primeira aparição de Cristo aos apóstolos reunidos, de portas fechadas, ainda com muito medo dos judeus. Estavam com eles os dois discípulos a quem Jesus apareceu no caminho de Emaus que contaram o que aconteceu no caminho e como reconheceram Jesus, quando Ele repetiu o gesto da Última Ceia partindo o Pão: Jesus pôs-se no meio deles, que também não o reconheceram à primeira vista pensando que era um fantasma. Cheio de amor e paciência Jesus mostrou-lhes suas chagas, comeu diante deles, “abriu-lhes a inteligência” e explicou-lhes as Escrituras – que eles já conheciam – mas agora, entenderam. É muito bom tomar o tempo necessário para meditar a Palavra e pensar na nossa vida; chegar ao essencial. Por que correr tanto e se cansar atrás de coisas que, na verdade, tem pouco valor e deixar de lado o que realmente pode nos valer? Nesta semana li as revistas Cidade Nova e Mundo e Missão; como gostei! Lá estão várias matérias sobre a juventude, atualidades, família, espiritualidade, relatos sobre o trabalho missionário e pequenas biografias edificantes e pessoas que escolheram dar a vida pelo rei-

no de Deus, muita coisa boa... Ocupei um tempão e, gostei. Fico pensando no amor de Deus que nos chama de tantas maneiras a corresponder ao amor que Ele nos tem. De tantas coisas escolhi uma pequena, da Cidade Nova, para colocar aqui hoje para você; espero que lhe agrade. Acho que por trás do dinheiro, do sucesso, da carreira brilhante, o que as pessoas querem mesmo se resume numa palavra: “felicidade”. Gostaria que alguém falasse mais sobre isso. Um leitor Numa experiência realizada pela Universidade Estadual de Nova York foi pedido às pessoas para completarem a frase: “Estou feliz por não ser...” Depois de repetir esse exercício cinco vezes, mais de 90 por cento das pessoas experimentou um aumento de sensação de satisfação pessoal. Na saída eram amáveis, colaboradores e solidários entre si e com alguns desconhecidos. Algumas horas depois, os pesquisadores convidaram o mesmo grupo a completar a frase oposta: “Gostaria de ser...” Desta vez as pessoas saíram insatisfeitas com sua vida. Muitas vezes levamos a nossa vida seguindo frases do gênero: “Falta-me isso. Tenho direito àquilo. Ninguém me dá atenção. Ninguém pensa em mim.” Mas não é com esse tipo de lamentações e pretensões que podemos conquistar a felicidade. Pelo contrário, assim nos predispomos a uma existência de decepções e de sofrimento. No fundo, trata-se de reconhecer aquilo que somos,de aprender a dizer sim à realidade e de aceitá-la

sem resistências inúteis, fazendo o que afirmou certa vez o psicanalista Carl Jung: “Só depois de estar doente compreendi como é importante dizer sim ao destino. Assim forjamos um ‘eu’ que não se deixa esmagar quando acontecem coisas incompreensíveis. Um ‘eu’ que resiste, que suporta a verdade e que é capaz de enfrentar o medo e o destino”. O fato de que acontecem coisas ruins a todos é evidente, mas é ainda mais evidente verificar que a todos sempre falta algo. Mas se continuarmos a dizer a nós mesmos que nunca teremos tudo e mantivermos essa atitude negativa, vamos sentir mais ainda essa “falta”. Deveríamos esquecer o que nos falta e alegrarmo-nos com o que temos, até porque a felicidade é desejar aquilo que conseguimos, enquanto o sucesso é conseguir aquilo que desejamos. Diz um provérbio oriental: “Quando temos a possibilidade de abraçar o universo inteiro com o pensamento e de nos comunicarmos com todas as criaturas luminosas que o povoam, o que nos falta para compreendermos que somos ricos e abençoados e que podemos até ajudar os outros? Enquanto não se lembrarem de fazer os outros felizes, vocês nunca serão felizes”. Não é por acaso que um dos motivos mais frequentes das desavenças matrimoniais é o fato das pessoas se casarem à procura da própria felicidade enquanto o objetivo do casamento deveria ser fazer feliz o outro. Pasquale Ionata

NEURÓTICOS ANÔNIMOS N/A São José do Rio Pardo

NA

Eu voltava para a vida Abençoado momento em que entrei numa sala de N/A e abençoados momentos em que eu fiquei quando o impulso doentio era de ir embora. Abençoado o voltar de novo. Disseram-me que a melhor reunião era a próxima e, Graças ao Poder Superior, eu voltava. Eu voltava, mesmo não concordando com a maneira como as reuniões eram conduzidas. Eu voltava, mesmo ignorando depoimentos que eu julgava uma bobagem e a esses eu me recusava escutar. Eu voltava mesmo me recusando a dizer: “Boa noite, eu sou Lua, uma neurótica em recuperação”. Imaginava: “Eu, uma pessoa tão diferente daquelas pessoas, falar tal coisa!” Eu voltava, mesmo tendo o cuidado de não sentar ao lado de certas pessoas que lá estavam

ou achando odioso dar aquele abraço no final da reunião. Eu não sabia que voltava não só para a sala, mas para a vida. Só por hoje, eu volto e, ao voltar, pratico a humildade ao aceitar a reunião como acontece. Só por hoje, eu volto para praticar o respeito ao ouvir com atenção e acolhimento a fala do outro. Partilho que ainda é um exercício. Logo, logo há de virar um hábito. Só por hoje, eu volto para banir o “pré-conceito”. Sento-me ao lado de quem inicialmente eu me recusaria. Só por hoje, eu volto para ouvir da minha boca de onde eu vim e para onde não quero voltar: eu sou uma neurótica. Só por hoje, eu reafirmo a volta à sanidade: Neurótica em recuperação. Só por hoje, abraço

meus irmãos e agradeço a eles de coração por estarem ali me ouvindo com a compreensão que não encontrei em nenhum familiar sanguíneo, amigo, consultório médico, medicamento. Enxergo muitas coisas que não conseguia enxergar antes e a cada véu que cai, penso em tantos outros que ainda hão de cair, e compreendo o outro que ainda não consegue perceber muitas coisas. Aí o perdão fica mais fácil. E hoje, só por hoje, é a gratidão que está aqui dentro. Ontem lidei com situações que antes seriam montanhas intransponíveis, e me saí muito bem, Graças ao Poder Superior, Graças à programação. Graças! Graças! Graças! Companheira Marisa Lua

Reuniões: Segundas-feiras: 19h30 na Matriz, Terças-feiras: 19h30 no Cassucci

Al-Anon e Alateen para familiares e amigos de alcoólicos Numa reunião de Al-Anon vários membros compartilham sobre a mudança de suas atitudes depois que ingressaram no programa Al-Anon. Nos Grupos Al-Anon e Alaten existe compreensão. As pessoas usam o primeiro nome e são avisadas para não divulgar quem elas vêem ou as histórias pessoais que elas ouvem numa reunião. Os recém chegados no programa ficam aliviados ao saber que existe um lugar para com-

partilhar sem medo de serem julgados. O Al-Anon/Alateen é uma associação mundial de homens, mulheres e adolescentes que tem amigos ou familiares com um problema de bebida. Os membros se reúnem regularmente para compartilhar sua experiência, força e esperança ao lidar com frustações e sentimentos de desamparo causados pela doença do alcoolismo. Os membros do Al-Anon vivem

vidas significativas e satisfatórias, ajudando a si mesmo com a ajuda do Al-Anon. Se você está preocupado com a maneira de beber de alguém, entre em contato com o Al-Anon. Grupo Esperança – terça-feira – às 20 horas – Igreja Matriz São José – Salão Ou telefone para Serviço de Informação Paulista Al-Anon – 0xx11 3227-2699,ou acesse o site WWW.al-anon.org.br São José do Rio Pardo - SP

Certa ocasião, no Além, se promoveu reunião de espíritos que haviam se dedicado à tarefa de servir a humanidade pelas sendas do trabalho mediúnico, da caridade e da orientação espiritual. Estavam todos numa atmosfera de expectativa, pois um iluminado irmão orador viria de esferas mais altas. A assembléia era composta de espíritos desenfaixados da carne e de outros, que tinham sido levados para ali, durante o sono. Eis que o Grande Visitante desce no meio do anfiteatro, mas conservase silencioso. Não se pronuncia sobre tema algum, deixando a assistência perplexa, já que esperavam, deste mestre, abordagem de temas importantes e transcendentes. Depois de algum tempo, começou a mover os braços, como um caçador de borboletas, e apanhar, no ar, lenços brancos. Depois de recolhê-los, jogava-os em direção ao auditório. Os lenços, porém subiam ao alto e se tornavam bioluminescentes, e desciam direcionados para a cabeça dos presentes, penetrandolhes o corpo perispiritual. Por fim, cada irmão, cuja tônica dominante, em sua vida carnal ou espiritual, era do serviço à humanidade, se converteu em verdadeiro bojo de luz. “Que é isto? – murmurou a Irmã Veneranda, diretora dos trabalhos. Por

acaso, trata-se de um espetáculo de prestidigitação?” A palavra do Emissário divino quebrou o silêncio, esclarecendo: “Estes lenços brancos são o símbolo da mensagem que trago de nosso Mestre Jesus, destinada a todos os que servem na seara do bem, na disseminação da luz e da consolação. Principalmente, e mais ainda, aos que fazem tal sacrifício, suportando o vilipêndio e a incompreensão, por parte da humanidade. “Os lenços brancos, que eu vos mostro, são aqueles com os quais enxugastes as lágrimas dos desesperados; - dos que estavam à beira do suicídio e, com a vossa palavra, os segurastes e os reerguestes, fazendo que continuassem a viver em vida abundante; - dos que tinham o lar derruído pela discórdia, e lhes destes as palavras próprias vossas ou inspiradas, de tal forma, que o fogo na lareira persistisse aquecendo-os e iluminado-os; - daqueles que tinham angústia no coração e a tirastes; - dos que perderam os seus filhos e buscavamnos na campa gélida e lhes destes a certeza da continuidade da vida no Além, permitindo-lhes sentir a palavra confortadora dos seus mortos queridos; - daqueles deserdados da sorte que reunistes num lugar, tratastes dos mesmos e dos seus filhos,

deste-lhes sopa, abraçastes tais criaturas como se fossem amigos e parentes próximos; - daqueles que, sem paz, a receberam de vós; - dos que condenados na solidão, sem qualquer outro afeto para suavizarlhes o profundo sentido de desolação, visitastes, levaste-lhes agasalhos e cuidastes dos seus filhos. “Eis, pois meus irmãos, os lenços brancos que Jesus vos mostra e vos dá, é para que não vos desanimeis em vossas lutas, pois que Ele andou pelo mundo, teve os seus pés em ferida, foi lancetado pela ingratidão, atacado pelos doutores da Lei e, por esta razão, vos entende em vossas tarefas, as quais os presunçosos desdenham. Ele sabe que, muitas e muitas vezes, vos sentireis frustrados à vista dos parcos resultados da colheita em relação à semeadura e do indisfarçável riso mofino daqueles que não obtiveram resultados rápidos, julgando estivéssemos administrando o pátio dos milagres. “Assim ele quer que, quando vos sentires fraquejar, vos lembreis dos lenços brancos com os quais enxugastes tantas lágrimas, e, por certo as vossas, também, o serão pelo Senhor.” Fonte: A mãe que desistiu do céu por Mário B Tamassia Texto pesquisado e transcrito por Maria Lúcia A Martins

BÍBLIA

“Todos nós murchamos como a folha” Você sabia que na Bíblia o homem é comparado a uma folha? No livro de Isaías 64:6 diz: “Todos nós murchamos como a folha”. Todos conhecemos o percurso de uma folha. Não importa quão verde e próspero seja o pequeno rebento de uma árvore, um dia a nova estação mudará o seu trajeto. A folha seca, perde a sua cor original e finalmente cai. Sua vida, no máximo, foi muito breve. Assim como a folha tem uma vida, a vida vegetal, o homem experimenta um certo tipo de vida, a vida humana. Em muitos aspectos, a vida humana é maravilhosa. Todavia, há um fato contra o qual não há argumento: essa vida maravilhosa é uma vida que também murcha. Continuamente ela conta a mesma história, sempre anunciando que seu suprimento é limitado, seu tempo de existência é curto, sempre lamentando que algo está faltando, que existe um vazio interior. Contudo, nem tudo está perdido. Há um outro tipo de vida – uma vida sempre nova, sempre viva,

sempre verde, que é maravilhosa em todos os aspectos e não é carente de nada, a vida divina. Em 1 João 5:12 diz: “Aquele que tem o Filho tem a vida; aquele que não tem o Filho de Deus não tem a vida”. E ainda Jesus disse: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (João 10:10). Deus deu Sua própria vida por nós. Quando nós O temos, experimentamos a vida daquele que é sempre verde. No Salmo 92:12,14 diz que o homem que tem Deus “florescerá como a palmeira, crescerá como o cedro do Líbano. Na velhice dará ainda frutos, será cheio de seiva e de verdor”. Deus veio à terra para restaurar a condição do homem. Aparentemente podemos ser viçosos como uma folha no seu melhor estágio. Mas a Bíblia nos diz que sem Cristo todos nós estamos mortos em nossos delitos e pecados. Mas Deus, sendo rico em misericór-

dia e por causa do seu grande amor, nos deu vida juntamente com Cristo. Querido(a) leitor(a), experimente a vida maravilhosa de Jesus Cristo, fazendo a seguinte oração, com profunda sinceridade: “Ó Senhor Jesus! Ó Senhor Jesus! Minha vida está secando. Tudo é tão temporário. O prazer de viver está diminuindo mais e mais. Eu quero receber a vida que você veio me dar; portando, eu peço que venha agora para o meu interior e me encha com a Sua vida”. Creia, o resultado final dessa oração, se for sincera e de coração, será este: “E assim, se alguém está em Cristo é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” (2 Corintios 5:17). (Mensagem da igreja em S.J.R.Pardo. Rua João Gabriel Ribeiro, 123. Reuniões: sábados e domingos, 19h30).


Gazeta do Rio Pardo 2593