Page 1

REPORTAGEM

Concerto com alunos

DIVULGAÇÃO

Está nas mãos de Luís Carlos Martini Júnior a continuidade de um ofício da família Martini: a profissão de protético. Há quase 50 anos, o pai, Luiz Carlos, desenvolve o serviço na região e tem boas histórias sobre o trabalho. Página A-14

No próximo dia 5 de outubro, às 20h30, acontece no Mercado Cultural uma apresentação da Camerata Jovem de Violões do Conservatório de Tatuí, formada por alunos da instituição. O evento é uma promoção do Polo Avançado de Música e prevê execução de um programa com repertório variado, do erudito ao popular. Página A-6

São José do Rio Pardo

De pai para filho

1º de 0utubro de 2011

Ano 103

R$ 2,00

2.564

Igreja Matriz será tombada à revelia REPORTAGEM

Quimio espera renovação de convênio A continuidade dos serviços de quimioterapia no município depende da Prefeitura fazer a renovação do convênio com a Secretaria de Estado da Saúde. O setor de quimioterapia atende pacientes com câncer de mama, colo uterino, próstata, intestino, cabeça e pescoço. Página A-5

Feuc aguarda encampação Página A-8

O Condephac (Conselho de Defesa e Estudo do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural) de São José do Rio Pardo deverá tombar, à revelia, o prédio da Igreja Matriz. Desde o ano passado o órgão vinha tentando um tombamento consensual com o Bispado de São João da Boa Vista, que não concordou com a proposta. A solução será tombar unilateralmente. Página A-4

Prazo das filiações está perto do fim Termina no dia 7 de outubro o prazo para que os partidos políticos apresentem suas listas de filiados. Já os eleitores que quiserem apresentar sua desfiliação partidária para migrarem para outro partido deverão fazê-lo até o dia 6. O Cartório Eleitoral trabalha em regime especial nos próximos dias. Página A-3


A-2 - 1º de outubro de 2011

Melhor do que nada Nos últimos tempos, vê-se por todo o país o surgimento de protestos contra os atos de corrupção generalizados nos governos. As mais recentes, por conta do governo federal, às voltas com seus ministros suspeitos de corrupção, com inúmeras evidências. O dia 7 de setembro, aliás, foi a data escolhida para a multiplicação destes manifestos, que pouco a pouco se avolumam. A fama do brasileiro sempre foi de ser um povo passivo, e isso é fato. Uma característica muito enaltecida pelas autoridades com o nome trocado para povo pacífico, numa clara dissimulação. Prova de que somos excessivamente passivos é que, por muito menos, em termos de falcatruas no governo, os estudantes chilenos foram às ruas por melhoria na educação; só para deixarmos por perto. Não se têm notícia de nenhum movimento popular neste país por melhoria de nada. As grandes manifestações, com destaque especial pelas Diretas-já e impeachment do ex-presidente Fernando Collor, sempre foram arquitetadas por grupos políticos partidários, o que não demonstra nenhuma politização da sociedade. Ao contrário, denota que se trata de uma população altamente manipulável. Isso não quer dizer que não exis-

tam pessoas com disposição para a luta, falta uma cultura de agrupamento e de mobilização para reivindicações de interesse geral. Muitos fatores históricos contribuíram para essa imobilidade social. Firmou o pensamento nacional de que os governos devem exercer funções que são das próprias pessoas, como a alimentação, o material escolar e a compra de remédios. Aos governos caberia criar condições de empregabilidade. Mas inventaram bolsa disso e daquilo, são quotas, são passagens gratuitas para não sei o quê. Todas falsas medidas de inserção social, mas que favorecem pouco, não resolvem problema algum, mas conseguiram criar ilusão e alienação quase generalizadas. Já foi dito que não se engana a todos por todo o tempo. Os brasileiros sabiamente, estrategicamente, aproveitam os momentos que as mídias não podem manipular todas as imagens e fazem o que mais sabem fazer: improvisar. Aí, aparecem nas grandes comemorações, na tentativa de mostrar um Brasil com problemas sociais muito graves, que a grande mídia e o governo fingem para o mundo que não existe. Ao contrário do valor expressivo dado às manifestações por serem espontâneas, o mal está exatamente na espontaneidade, por falta de um objetivo bem definido. Nunca são formadas para cobranças, mas por

puro protesto, que trazem como resultado a mera demonstração de insatisfação. É preciso que se formem grupos para organizar manifestações com metas claras. Um pela extinção do voto obrigatório, o eixo de toda alienação, seria fundamental para o país. Outros para que a votação seja realizada pela internet para todos os cargos; também pela diminuição expressiva de deputados e extinção do cargo de vereador; por falta absoluta de utilidade e gerarem grandes e desnecessárias despesas aos municípios; pela diminuição em mais de 70% dos cargos comissionados; pela eleição direta, pelos seus pares em cada órgão, dos ministros do Supremo Tribunal Federal; pela extinção de tantas Justiças Especiais, principal instrumento da morosidade, muitas vezes utilizado de má-fé. As manifestações espontâneas encaixam-se no popular “melhor do que nada”, mas o ideal seriam manifestações por algo, de forma organizada e duradoura até se alcançar o objetivo ou ao menos forçar os representantes a procederem às mudanças. Alguns exemplos foram apontados, mas o campo é muito mais amplo. Por enquanto, é “melhor do que nada”.

O momento exige muito juízo O governo Dilma Rousseff e o Congresso Nacional terão juntos pela frente, até o fim do ano, um rol de dificuldades, que vão exigir uma competente engenharia política e uma boa dose de discernimento para superá-las. As duas questões polêmicas imediatas, que envolvem interesses dos governos federal, estaduais e municipais e com reflexos nas contas públicas, são: as regras para a distribuição dos royalties do pré-sal entre todos os entes da Federação e a indicação das fontes de receitas dos

recursos que vão possibilitar a melhoria do sistema nacional de saúde pública, conforme manda a Emenda 29. A Câmara e Senado, além dessas duas questões, estão envolvidos na árdua tarefa de levar adiante a reforma política, um anseio da sociedade brasileira que vem há mais de uma década. A idéia é que até o fim do ano possam ser votadas algumas mudanças nas regras político-eleitorais em vigor. Nada de importância que poderia causar um impacto significativo na política brasileira. As mudanças que fo-

rem aprovadas só valerão para as eleições de 2014. Desde a posse dos deputados e senadores, em fevereiro, o projeto da reforma política transformouse na coqueluche do Congresso. O tempo foi passando, as mesmas divergências e ausência histórica de consenso afloraram. Parlamentares com vários mandatos estão céticos e prevêem que a reforma política ampla e tão sonhada está caminhando para ser empurrada mais uma vez de volta à sua velha moradia, a gaveta.

Pré-sal procurando consenso O governo e os parlamentares têm prazo até a próxima quarta-feira, dia 5, para definição do modelo ideal para a distribuição dos milionários recursos que virão da exploração do petróleo da camada do pré-sal. É que naquele dia está prevista sessão do Congresso Nacional para votar o veto do então presidente Lula ao projeto de lei aprovado no ano passado, determinando a distribuição dos royalties do pré-sal igualitariamente entre a União, 27 estados e 5.564 municípios brasileiros. É tida como certa a rejeição do veto, em razão da grande maioria dos parlamentares pertencer aos estados não

produtores de petróleo, e hoje não contemplados pelos recursos dos royalties. Esse beneficio tem sido exclusivo dos Estados e municípios do Rio de Janeiro e Espírito Santo. Um acordo está sendo articulado em torno de um projeto alternativo, para estabelecer critérios para a divisão da enorme riqueza recém descoberta em alto mar, que atenda os anseios dos estados e municípios produtores de petróleo, mas também os dos não produtores, já que a camada do pré-sal está sendo considerada uma riqueza nacional, portanto, de todos os brasileiros. Mas para se chegar a um mínimo de

consenso é necessário que cada uma das partes envolvidas abra mão de uma fatia de suas pretensões. Este tem sido o nó da questão. O governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, está sendo acusado de dificultar os entendimentos em curso. Ele defende a tese de que os estados produtores devem ficar com a maior parte dos royalties. Se o veto do ex-presidente Lula for derrubado, e nenhum acordo for firmado, a solução do pré-sal acabará ficando por conta dos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal.

O nó da saúde A Emenda Constitucional 29, que só foi votada na Câmara depois de 10 anos de espera, terá também uma tramitação no Senado bem complicada. Ela foi aprovada pelos deputados sem indicação das fontes dos recursos que vão sustentar os gastos para melhorar a qualidade dos serviços do sistema nacional de saúde pública. Essa tarefa foi transferida para os senadores. A primeira idéia entre eles é ressuscitar a proposta do ex-senador e hoje governador petista do Acre, Tião Viana, que destina 10% de todas as receitas da União para serem aplicadas na saúde. Hoje, esses gastos estão em torno de 7% da receita do governo federal, ou

R$ 72 bilhões por ano. “Não há hipótese de o governo concordar com essa transferência de 10%” – avisou o líder do PT no Senado, senador Humberto Costa (PE). A ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, foi mais longe: “O governo é favorável a criação de uma tributação que possibilite a arrecadação de cerca de R$ 45 bilhões, quantia necessária para cobrir os gastos previstos na Emenda 29”. A maioria dos governadores já se manifestou favorável a esta posição do governo. Pesquisa recente mostrou que 55% dos senadores não aceitam atender os problemas da saúde via nova tributação. O presidente da Câmara,

deputado Marco Maia (PT-RS), foi enfático: “Não vejo possibilidade nenhuma de criação de um novo imposto, nem neste ano nem no próximo. O que eu enxergo é, dentro do arcabouço de impostos que já são cobrados no Brasil, você readequar, rediscutir, redestinar recursos para a área da saúde.” Como se vê, o impasse está criado. Como fim do ano parlamentar está próximo e muitos projetos importantes estão pautados, certamente a discussão em torno da Emenda 29 será empurrada com a barriga para 2012. coletti.imprensa@yahoo.com.br

Mais um Após suspeitas de fraudes – por conta da utilização de assinaturas falsas -, corridas aos tribunais e muito falatório, eis que surgiu no cenário brasileiro o Partido Social Democrata, PSD. Sua criação teve o pedido de registro nacional contestado no TSE pelo DEM e pelo PTB, partidos que mais perderam parlamentares para a nova legenda. Ambos contestam a veracidade das assinaturas de apoiadores apresentadas pelo partido à Justiça Eleitoral. Para quem não sabe, trata-se, na verdade, de uma refundação da legenda, que existiu nos fins da ditadura. Um de seus integrantes foi Jânio Quadros. Por aqui DEM, PMDB, PT, PPS, PRB, PSB, PSC, PSDB, PSL, PTB, PTN, PV e agora PSD, são os partidos que existem em São José, atualmente. Prazo Segundo o calendário eleitoral, quem pretende concorrer na eleição do ano que vem precisa estar filiado a uma legenda até o dia 7 de outubro, deste ano. Sem água No domingo, dia 25 de setembro, a EPTV esteve no Vale do Redentor para registrar a reclamação dos moradores pela constante falta de água no bairro, a exemplo do que ocorre em outros locais da cidade. De acordo com os moradores, a Prefeitura tem desligado as bombas de abastecimento para economizar energia. Testemunhas viram funcionários religando rapidamente os equipamentos antes que a equipe da emissora chegasse ao local. Urbano Feltran Neto, que cuida do sistema, nega este procedimento. Diz que nova casa de máquinas está sendo providenciada para resolver os problemas nas próximas duas semanas. Aniversário Faz exatamente 1 ano que nasceu no país a Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar nº 135/10), motivada por um projeto de iniciativa popular que teve mais de 1,3 milhões de assinaturas, originárias de todos os estados. Como se vê, quando o povo quer, se une e vai à luta, alcança seus objetivos. Serve de alerta aos agentes políticos de todas as esferas, ou seja, a sociedade é capaz de promover mudanças. Investigação da OAB O autor da colocação de uma câmera no banheiro da OAB local foi mesmo um advogado da cidade. A informação é do presidente da OAB de São José do Rio Pardo, Carlos Alberto González. O caso resultou na abertura dos processos administrativo e criminal contra o responsável pelo ato. O processo foi remetido ao Tribunal de Ética e Disciplina, em Ribeirão Preto, e também tramita no fórum rio-pardense. Não há informações sobre os prazos dos julgamentos. Na rota A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo promove na próxima segunda-feira, 3 de outubro, às 10 horas, na capital paulista, encontro estadual reunindo os municípios com risco alto ou muito alto de transmissão de dengue para o próximo verão. São 283 cidades que possuem maior vulnerabilidade para a circulação do vírus da dengue, segundo mapeamento realizado pelo Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria em parceria com a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias). Nesta região, estão no mapa da dengue Aguaí, Mococa, São João da Boa Vista e São José do Rio Pardo. Presença Muita gente ficou intrigada com a presença de um Papai Noel (que nada disse) nas dependências da Câmara, na noite de terça-feira, 27 de setembro. Durante a sessão, o presidente da Casa convidou o ilustre personagem a se retirar do plenário. Havia expectativa em saber quem estava por trás da máscara, mas tudo indica que a surpresa maior estaria na revelação dos supostos patrocinadores daquela presença inoportuna: possivelmente, alguns vereadores. Nas câmeras da Câmara O que o povo queria saber, os circuitos de câmeras da Praça dos Três Poderes poderiam mostrar. Minutos antes da sessão, vereadores teriam mantido contato com o personagem, que saiu das imediações do estacionamento da Prefeitura, rumo à Câmara. Vamos considerar se é justo: vereadores que todo mês ficam com mais de R$ 3,5 mil do dinheiro público, no tempo em que deveriam trabalhar pelo bem da população, usarem de preciosos momentos para articular palhaçadas a serem encenadas num ambiente que representa a Casa do Povo. É ou não é de indignar?! Apurando as contas Aquela história de que as contas da administração municipal relativas ao exercício de 2009 foram aprovadas, não é bem assim. O Tribunal de Contas do Estado acaba de informar à Câmara que a fiscalização apurou “ocorrência de distorções entre os valores devidos e recolhidos nas obrigações da Prefeitura ao Serviço de Assistência à Saúde dos Servidores Municipais (SASSPM)”. A Câmara havia denunciando que a Prefeitura utilizou o dinheiro do convênio médico para outros fins e o caso foi analisado de forma separada das contas do exercício. O município está dentro do prazo para se justificar. No mesmo palanque Especuladores da política dão conta que PMDB e PT podem subir no mesmo palanque para disputar as eleições municipais em São José do Rio Pardo, numa composição entre João Luís Soares da Cunha – que tentaria a reeleição, e o professor Aloísio Calsoni Bozzini – que seria candidato a vice. Como se sabe, o campo está aberto às articulações e especulações, mas, segundo garantiu nesta semana um membro do diretório petista, esta aliança não foi discutida. Assim como o PSDB, o PT tem conversado com outras legendas, mas não decidiu ainda que rumos tomará. Por enquanto, segundo a fonte, são remotas as chances da tal composição.

GAZETA DO RIO PARDO é uma publicação semanal de GAZETA DO RIO PARDO LTDA, editada à Avenida Olinda Ralston, 411- Vila Formosa - Fone: (19) 3682-8879 - CEP 13.720-000 - São José do Rio Pardo - SP. Editor: Gilmar Ishikawa Redação: Eduardo Eron e Giselle Torres Biaco Diagramação: Marco Antônio Cassucci, Fagner Nasser. Departamento Comercial: Elisete Paduelli GAZETA na INTERNET: e-mail: redacao@gazetadoriopardo.com.br e-mail: publicidade@gazetadoriopardo.com.br e-mail: diagrama@gazetadoriopardo.com.br e-mail: reportagem@gazetadoriopardo.com.br e-mail: assinante@gazetadoriopardo.com.br http://www.gazetadoriopardo.com.br Circulação Aguaí, Caconde, Casa Branca, Divinolândia, Itobi, Mococa, São José do Rio Pardo, São Sebastião da Grama, São João da Boa Vista, Tapiratiba, Vargem Grande do Sul Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal e são de responsabilidade de seus autores.


1º de outubro de 2011 - A-3

Criada a Agência de Fomento Habitacional

Programa oferecerá recursos para famílias financiar ou reformar imóveis O governador Geraldo Alckmin assinou na terçafeira, 27 de setembro, no Palácio dos Bandeirantes, decreto que cria a Agência Paulista de Habitação Social Casa Paulista, a nova marca da política de habitação social. Com a criação da Casa Paulista, além de construir unidades habitacionais, por meio da CDHU, o Estado passa a ser também agente fomentador de habitação de interesse popular. A criação da agência de fomento foi classificada pelo governador Alckmin e pelo secretário de Estado da Habitação, Sílvio Torres, como um marco de substancial mudança na política habitacional em São Paulo. “O Estado não precisa necessariamente ser construtor, mas tem obrigação de fomentar, de viabilizar moradias para famílias de baixa renda”, explicou Alckmin. “Agora, com a Casa Paulista, recursos serão captados e destinados ao subsídio de unidades habitacionais para quem ganha um salário mínino, dois, três, quatro e cinco”, completou. “A Casa Paulista é um grande ganho para quem precisa de ajuda do Estado para alcançar a importante conquista da casa própria”, assegurou o secretário, durante o evento. A partir da captação de recursos no mercado e fomentação das iniciativas habitacionais será possível ampliar a meta da Pasta no período de 2012 a 2015 para 150 mil novas unidades, além de implementar ações de urbanização de favelas e promover regularização fundiária. Para transformar a meta em

realidade, além dos R$ 7,9 bilhões previstos no orçamento da Secretaria (sendo R$ 6,6 bilhões verba estadual e R$ 1,3 bilhão de programas do governo federal e aporte de instituições financeiras), a agência pretende alavancar investimentos desses parceiros públicos e privados da ordem de mais de R$ 22 bilhões, a serem aportados no segmento paulista de habitação de interesse popular. O secretário Sílvio Torres relatou que existe hoje uma grande dificuldade de produção de unidades habitacionais, especialmente nas regiões metropolitanas e nas maiores cidades paulistas, devido à escassez de terrenos e ao custo mais alto de produção das habitações. A proposta é que essa dificuldade seja superada com apoio da iniciativa privada, de instituições financeiras e de investidores e empreendedores imobiliários, estimulados a participarem da habitação de interesse popular a partir das garantias de aval e crédito oferecidas pela nova agência. “Uma das ferramentas que utilizaremos serão as PPP – Parcerias Público-Privadas, pela primeira vez estabelecidas no Brasil na área habitacional”, exemplificou. Só as PPPs devem viabilizar 50 mil novas unidades no Estado – dez mil no centro expandido da Capital e outras 40 mil nas regiões metropolitanas, prioritariamente para atendimento da população do Litoral e das áreas de risco em favelas e cortiços. A Casa Paulista também oferecerá subsídios a servidores públicos e para ocupa-

ção de lotes urbanizados, complementará recursos para viabilizar a implantação do Minha Casa Minha Vida em São Paulo e empréstimos para reforma e ampliação de unidades da CDHU. A agência será responsável pela operação articulada dos fundos habitacionais paulistas instalados recentemente: o Fundo Paulista de Habitação de Interesse Social (FPHIS) e o Fundo Garantidor Habitacional (FGH). O objetivo é ampliar a oferta de moradias e a captação de recursos para o setor. O resultado será o crédito habitacional facilitado e adequado à capacidade de pagamento das famílias de menor renda e a promoção de moradias de qualidade. Primeiras ações Em parceria com o Banco do Povo Paulista, vinculado à Secretaria do Emprego e das Relações do Trabalho, a Agência Paulista de Habitação Social vai oferecer uma linha de crédito de até R$ 7.500 para reforma ou ampliação de moradias da CDHU. Os financiamentos serão destinados a famílias com renda mensal de R$ 600 a R$ 3.100. O programa também vai oferecer subsídio diretamente às famílias para a construção ou reforma em lotes próprios. Nesses casos, as famílias poderão receber subsídio de até R$ 16 mil. Servidores estaduais Os servidores públicos estaduais poderão pleitear também subsídio complementar de até R$ 34,5 mil da Casa Paulista para a aquisição de imóvel de até R$ 150 mil, novo ou usado. O servidor, da ativa ou aposentado, deverá ter renda familiar mensal de até R$ 3.100, ainda não ter recebido atendimento habitacional pela CDHU e não possuir outro imóvel próprio ou outro financiamento imobiliário.

CLOVIS DEANGELO

O governador Geraldo Alckmin e o secretário de Estado da Habitação, Sílvio Torres, durante o lançamento do programa Casa Paulista

Escritório facilita atendimento regional O secretário estadual da Habitação, Silvio Torres, inaugurou na sexta-feira, dia 23, o Posto de Atendimento da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) em São João da Boa Vista. A unidade está vinculada ao Núcleo Regional de Araraquara e vai atender 20 municípios da região. A inauguração foi acompanhada pelo prefeito Nelson Nicolau, prefeitos da região e autoridades locais. O secretário disse que a instalação do posto em São João da Boa Vista faz parte do processo de ampliação e reformulação dos núcleos regionais, conforme decreto estadual nº 57.017 de maio de 2011, que organiza na Secretaria da Habitação a Unidade de Ação Regional (UAR). “Nós ampliamos os atendimentos habitacionais com a criação de alguns escritórios regionais e reabertura de outros, que estavam desativados. A proposta é

proporcionar à população um atendimento mais rápido e eficaz, além de uma aproximação do governo paulista com os prefeitos regionais”, informou. Ainda de acordo com o secretário, o Posto de Atendimento de São João da Boa Vista vai facilitar o acesso a cerca de 800 mil pessoas, que não mais terão de se descolar até as regionais de Campinas ou Araraquara. Torres explicou que as mudanças foram feitas com bases em critérios técnicos, como aspectos os demográficos, que inclui população e número de famílias por domicílio, as divisões administrativas regionais e a eficiência regional, estabelecida por meio dos números de conjuntos entregues e em construção e de mutuários. Abrangência O posto de atendimento de São João da Boa Vista vai atender mutuários, pessoas interessadas nos pro-

gramas da CDHU e prefeitos dos 20 municípios da região. Entre os serviços disponíveis à população estão: transferências e quitações de financiamento, comercialização e recomercialização de imóveis e renegociação de dívidas. Os prefeitos poderão entregar pleitos e acompanhar o andamento de processos e convênios e fiscalização de obras. O horário de atendimento será das 8h às 17h30, de segunda à sexta-feira. Os municípios de abrangência do Posto de Atendimento de São João da Boa Vista são: Aguaí, Águas da Prata, Caconde, Casa Branca, Divinolândia, Espírito Santo do Pinhal, Estiva Gerbi, Itapira, Itobi, Mococa, Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Santa Cruz das Palmeiras, Santo Antônio do Jardim, São João da Boa Vista, São José do Rio Pardo, São Sebastião da Grama, Tambaú, Tapiratiba e Vargem Grande do Sul.

Filiações partidárias: prazo vai até o dia 7 Termina no dia 7 de outubro o prazo para que os partidos políticos apresentem suas listas de filiados. Já os eleitores que quiserem apresentar sua desfiliação partidária para migrarem para outro partido deverão fazê-lo até o dia 6. As informações são de José Valdir da Costa Calado, novo diretor do Cartório Eleitoral de São José do Rio Pardo. Ele informou ao repórter Silvio José (Difusora/Gazeta) que a procura por informações sobre filiação e desfiliação foi bastante grande nas últimas sema-

nas. São José do Rio Pardo, segundo explicou, possui atualmente os seguintes partidos políticos: DEM, PMDB, PP, PT, PPS, PRB, PSC, PSDB, PSL, PTB, PTN, PV. O PSD, que estaria sendo articulado no município pelo vereador Antônio Marcos Zanetti, enviou ao Cartório uma listagem de prováveis filiados com 364 nomes. No entanto, segundo José Valdir, ainda não foi providenciado o registro legal desse partido, o que só pode ser feito junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em São Paulo.

Alistamento De 3 a 7 de outubro haverá alistamento eleitoral promovido em todo o estado de São Paulo pelo TRE. Esse alistamento de novos eleitores é uma antecipação para evitar acúmulo e formação de filas em abril de 2012, quando expira o prazo para novos alistados. Um comprovante de residência, um documento pessoal e, no caso de homens, o documento militar são necessários para o alistamento no Cartório Eleitoral.


A-4 - 1 de outubro de 2011

Igreja Matriz deve ser tombada à revelia

Diocese e Condephac não chegaram a consenso e tombamento será unilateral O Condephac (Conselho de Defesa e Estudo do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural) de São José do Rio Pardo deverá tombar, à revelia, o prédio da Igreja Matriz. O órgão, presidido pelo advogado Carlos Alberto González, vinha tentando, desde 2010, um tombamento consensual com o Bispado de São João da Boa Vista, que não concordou com a proposta. Com isso, a única solução será tombar unilateralmente, ou seja, por iniciativa apenas do Condephac. Em abril de 2010 o Condephac rio-pardense notificou o Bispado sanjoanense sobre tal intenção, mencionando que objetivo inicial seria o que efetuar um levantamento do que a

Rotary Clube São José do Rio Pardo “Oeste” 40 anos: 1971-2011

Matriz tem de peças históricas e religiosas como cristais, cálices, castiçais, imagens etc. González informou, naquela ocasião, que o Bispado pediu que o Condephac entrasse em contato com o advogado da Curia Diocesana e isso foi feito. Esse advogado, porém, não respondeu ao órgão de São José, que foi então à Câmara Municipal e esta solicitou que a Curia tomasse uma posição sobre o assunto. A Diocese, depois disso, retornou, mas com uma resposta nada positiva, afirmando que a Curia ficou contrariada com a intenção do Condephac de tombar a Matriz, não desejando sequer que fosse

Ano Rotário 2011/2012 Presidente: Márcia Balerine de Carvalho Reuniões às quartas-feiras às 20h00

feito o levantamento das peças históricas e religiosas. “Ela esquece que foi a comunidade rio-pardense quem doou boa parte dessas peças”, lembrou González ao jornal, na ocasião. Diante disso, o Condephac pediu ajuda ao Ministério Público para que este interferisse a favor do le-

vantamento, possibilitando que fossem feitas na Matriz fotografias, registros, coleta de informações e que tudo virasse um dossiê histórico e cultural. Cinema e CCIB Quanto aos prédios do Cine Colombo e Centro Cultural Ítalo-Brasileiro (CCIB), que consensualmente de-

Doação de sangue e de medula será em outubro Pelo terceiro ano consecutivo será promovida, em São José do Rio Pardo, a campanha de doação de sangue e medula óssea, organizada pelos jovens do Interact, Filhas de Jó e Ordem Demolay. No dia 28 de outubro, das 7h às 15h, no prédio do Rotary Club, uma equipe de 26 profissionais da Unicamp estará disponível para colher sangue de doadores e fazer o cadastro dos interessados em realizar a doação de medula. Neste caso, serão retirados apenas 10 ml de sangue da pessoa no local,

para que fique cadastrado no banco de dados do Redome - Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea. O possível doador de medula só será contatado caso haja algum receptor compatível. A campanha de divulgação e conscientização teve início no dia 22 de outubro, e está sendo feita por meio de panfletos distribuídos nas ruas, escolas e empresas. Mais informações sobre pré-requisitos para a doação de sangue e medula podem ser obtidos pelo 0800 722 8432 ou hemocentro.unicamp.br. DIVULGAÇÃO

Letícia Cardoso do Carmo, de 16 anos, deverá viajar para a Tailândia em agosto de 2012 visando intercâmbio cultural e estudantil pelo período de 12 meses. A estudante do Colégio Unigrau inscreveu-se em abril passado para o processo seletivo de intercâmbio de jovens do Rotary Internacional e submeteu-se às entrevistas e demais exigências do programa. Como de costume, o “Oeste” deverá receber do exterior um jovem para 1 ano de “residência” em São José do Rio Pardo.

Rotarianos do “Oeste” participarão hoje (sábado) voluntariamente no “II Cidadania em Ação” que a Casa de Cultura e Cidadania estará promovendo das 09h00 às 16h00 em sua unidade no Bairro Buenos Aires, oferecendo à comunidade prestação de serviços de cidadania, lazer e cultura...

Jovens integrantes dos grupos que organizam a Campanha

verão ser tombados, o processo continuava na Prefeitura Municipal até esta semana. O pedido do Condephac foi protocolado na Prefeitura no dia 20 de junho e, se acatado, deverá ser publicado mediante decreto municipal. Como já foi divulgado, se isso ocorrer os dois prédios já não poderão ter suas

estruturas físicas históricas alteradas e qualquer eventual reforma deverá preservar sua arquitetura atual. Além disso, o prédio do Cine Colombo passará a ter isenção do IPTU, tal qual já ocorre com a sede do CCIB (embora o mesmo não ocorra com as lojas situadas na Treze de Maio, no prédio da entidade).

Neste sábado, dia 1° de outubro, das 9h às 16h, a Casa de Cultura e Cidadania de São José do Rio Pardo promove a segunda edição do evento “Cidadania em Ação”, oferecendo serviços gratuitos aos moradores nas áreas educativas, esportivas e de entretenimento. No ano passado, a ação atendeu cerca de 2.100 pessoas. Ao longo do dia serão disponibilizados serviços gratuitos como emissão de documentos, atendimentos de psicologia e enfermagem, exames oftalmológicos, atividades de educação sexual, nutrição e aferição de pressão arterial e até atendimento veterinário. Segundo as informações, a população também poderá contar com orientação jurídica nas áreas civil, familiar, trabalhista e terceira idade, além de orientação sobre orçamento fa-

miliar. Para os jovens e adolescentes haverá uma feira de profissões, orientação vocacional, dicas para elaboração de currículos e orientações sobre oportunidades de empregos. O evento também disponibilizará espaços para a diversão e lazer, com pintura facial, brinquedos, algodão doce e leitura para as crianças. Para o público da terceira idade, haverá orientação sobre o Estatuto do Idoso, ginástica laboral e passeio turístico oferecido pela Secretaria de Turismo. Na programação do evento também estão inclusas orientações sobre trânsito e direção segura, além de palestras informativas com participação do padre Marcelo Max Grespan. Interessados em participar podem se dirigir à Av. Benedito dos Reis Scigliani, 255, Buenos Aires.

“Cidadania em Ação” na Casa de Cultura

Pagedi inaugura a “Brinquedodonto”

DIVULGAÇÃO

Morre o euclidiano Edmo Lutterbach Permaneceram expostos (foto) nesta semana na Biblioteca Municipal “Monteiro Lobato” os 85 desenhos de alunos das escolas Cândido Rodrigues, Tarquínio Cobra Olyntho, Sylvia Portugal Gouveia de Sylos, De Grau em Grau/COC e colégios Lumen, Santa Inês e Unigrau. Estes trabalhos foram pré-selecionados pelas escolas inscritas no II Concurso de Desenhos organizado pelo Rotary “Oeste”. Com o tema “o mundo em que quero viver”, objetivou envolver estudantes de 6 a 12 anos de idade em atividades ambientalistas focando a importância das ações de preservação do meio ambiente. A votação será encerrada nos próximos dias e os 12 primeiros colocados estamparão um calendário anual de 2012. A Mateus Alimentos está realizando promoção do livro de receitas “La Cucina Della Nonna” (foto), editado inicialmente pelo Rotary “Oeste” em parceria com esta empresa em 2000 quando as receitas foram selecionadas pela rotariana Elizabeth dos Santos Abichabki. Para participar da promoção, devem ser encaminhados pelos Correios três recortes do código de barras da embalagem do “Arroz Maná” de 5 kg para a caixa postal 78, CEP 13720-970. Junto com os recortes, o participante deverá enviar nome completo, idade, endereço e telefone. Os cadastros também podem ser feitos no www.mateusalimentos.com.br na seção “login/registro”. A participação nesta promoção é voluntária e gratuita, com maiores informações pelo 0800-138070. Também com apoio da Mateus Alimentos, a direção do “Oeste” está planejando a segunda edição do livro, com novas receitas da culinária italiana...

Não jogue selos de correspondências usados no lixo. O Rotary “Oeste” tem destino beneficente para eles. Informações com Fátima Meirelles pelos telefones 3608-2873 ou 3608-5102.

Sábado (08/10) a partir das 21h00 O “Oeste” organizará a tradicional Festa da Primavera, a partir das 21h00 do próximo dia 8 de outubro (sábado) na sede do Rotary. Beneficente, este jantar dançante será animado pelo mocoquense Robson. Ingressos (preço único de R$ 35,00) e reservas de mesas pelos telefones: 36083021, 3608-4750, 3608-2102, 8184-4737, 9289-6555 e 8134-3537.

O movimento euclidiano perdeu nesta semana mais um de seus entusiastas, o professor Edmo Rodrigues Lutterbach (foto) falecido no dia 28 de setembro, aos 79 anos de idade. Nascido em Cantagalo, Rio de Janeiro, a mesma cidade de Euclides da Cunha, Lutterbach tornou-se um bibliófilo e dedicou boa parte deste trabalho a reunir um acervo das obras sobre Euclides. Outra particularidade foi que, quando menino, morou na Fazenda Saudade, local onde nasceu Euclides. Na Semana Euclidiana de São José do Rio Pardo, participou como conferencista e palestrante. Em 2009, participou ativamente das atividades do Movimento Euclidiano de Cantagalo, na ocasião em que se realizou o Projeto 100 anos sem Euclides. “Homem sem jaça, intelectual íntegro, acadêmico zeloso e orgulhoso da rica tradição literária da instituição que presidiu por mais de 30 anos, a Academia Fluminense de Letras, ele parte deixando-nos um sentimento de orfandade só comparável ao de admiração diante do seu exemplo”, escreveu no seu blog, Toda Palavra, o jor-

A sala de espera tem espaço recreativo para as crianças que fazem tratamento odontológico

nalista Luiz Augusto Erthal, da editora Nitpress. “Estamos tristes, estamos saudosos. Mas compreendemos completa e cheia de êxitos a missão do nosso querido Edmo, que soube como ninguém consorciar a justiça, as letras e as artes, deixandonos um legado sem par”, comenta a professora Anabelle Loivos Considera. “Edmo Rodrigues Lutterbach nasceu para escrever sobre Euclides da Cunha como Paganini para tocar violino”, publicou Ertahal no seu blog Toda Palavra, reproduzindo depoimento do escritor, advogado e jornalista José Cândido de Carvalho. O corpo de Edmo Lutterbach foi velado na Biblioteca Estadual de Niterói, sede da Academia Fluminense de Letras e foi sepultado no cemitério municipal de Macuco (RJ), no dia 29.

Em parceria com a Prefeitura, o Programa de Assistência à Gestante e ao Desenvolvimento Infantil (Pagedi), desenvolvido pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, inaugurou nesta terça-feira, 27, no Centro Municipal Odontológico, no Jardim São Roque, a “Brinquedodonto”, uma sala de espera com espaço recreativo para as crianças que fazem tratamento odontológico, principalmente da zona rural. De segunda a sexta-feira, o Centro Odontológico atende 36 crianças, sendo 18 delas no período da manhã e 18 à tarde. A inauguração contou com a presença de muitas crianças, do presidente da ONG Sorria, o médico Antônio Teixeira Filho, membros da ONG, José Maurício Fontana e José Ricardo Andreata, a secretária executiva do Pagedi, Ana Vera Maschietto Braghiroli, os secretários de Saúde, Educação e Agricultura, Irene Rondinelli Muradi, Rita de Cássia Za-

netti Manzoni e Felipe Quessada, a diretora administrativa do SOS, Maria Isabel Tessari, e as dentistas Maria Rita Gonçalves e Lilian Molfi de Lima. Segundo a secretária executiva Ana Vera, a “Brinquedodonto” foi criada para proporcionar momentos de distração, educação e interação com as outras crianças. “A intenção foi de tornar o local mais atrativo e prazeroso possível. O espaço oferece livros, brinquedos educativos, fantasias, massinhas para modelar, pinturas, tintas guache, vídeo, televisão, músicas, entre outros. Além disso, uma monitora irá oferecer atividades recreativas como contos de histórias e teatro com fantoches.”, disse Ana Vera. Além da “Brinquedodonto”, o Pagedi pretende criar mais quatro espaços semelhantes, um nos PSF’s da Vila Formosa, Cassucci e Vale do Redentor e na Pediatria do Centro de Saúde.


1 de outubro de 2011 - A-5

Mortes de bebês poderiam ser reduzidas Mães que perderam seus filhos recém-nascidos pedem mais estrutura no município GISELLE TORRES BIACO

Há duas semanas, a morte de recém-nascidos gêmeos, na maternidade da Santa Casa de Misericórdia de São José do Rio Pardo, trouxe à discussão um problema antigo que há muito tempo é reivindicação da comunidade: a falta de uma maior estrutura de equipamentos e profissionais devidamente preparados, bem como de UTI neonatal para tratar de prematuros. Nascidos sem nenhum problema congênito, os bebês necessitavam de cuidados especiais para ajuda respiratória, já que prematuros de 35 semanas ainda não apresentam o pulmão totalmente formado. Entretanto, de acordo com informações passadas pela mãe dos bebês, Gislaine Franchiosi Angelini, em razão de demora nas decisões profissionais para o socorro e, também, do atraso da UTI móvel chamada, um dos bebês faleceu no caminho para Ribeirão Preto e, o outro, ainda na maternidade. “A ambulância do meu plano de saúde, a primeira que foi acionada, demorou mais de uma hora para chegar ao hospital. A segunda vez que foi chamada, depois da morte do primeiro bebê, foi ainda pior e demorou duas horas

para chegar à maternidade e socorrer meu menino. Não deu tempo”, declara a mãe, ainda inconformada. Para Gislaine, se houvesse mais estrutura no município, tanto profissional quanto física, tudo poderia ter sido diferente. “Se aqui tivesse uma UTI neonatal ou mesmo equipamentos mais modernos, e se a médica não tivesse demorado tanto para tomar a decisão de mandar meus filhos para outra cidade, acredito muito que meus meninos pudessem estar vivos hoje”, disse emocionada. “Ninguém merece passar pelo que eu e meu marido Humberto estamos passando, por isso, peço que o Poder Público e a comunidade em geral se unam para que as coisas mudem por aqui, para que outra mãe não chore, como eu, a dor da perda de dois filhos.” Situação semelhante foi enfrentada por Mirela Grassi Barbosa, que há um ano e oito meses, com apenas 28 semanas de gravidez de gêmeos, teve sua bolsa rompida precocemente. Enviada imediatamente para o hospital Sinhá Junqueira, em Ribeirão Preto, passou por cesárea e, infelizmente, perdeu um dos bebês. O outro foi confiado aos cuidados da equipe da UTI neonatal do hospi-

DIVULGAÇÃO

O pediatra intensivista Renato Zorzo, de Ribeirão Preto

tal, onde permaneceu por dois meses. “Foi muito triste ficar longe da família naquele momento de angústia e sofrimento. Aluguei um quarto em frente ao hospital para ficar perto do meu filho, e só via meu marido Ivan nos finais de semana. Gastei o que tinha e o que não tinha”, declara. Para Mirela, a luta para salvar um dos bebês valeu a pena, mas também concorda que o seu sofrimento poderia ter sido menor se houvesse mais estrutura em São José do Rio Pardo. “Graças a Deus o médico me mandou rapidamente para Ribeirão, porque se eu ficasse aqui

Convênio da quimio precisa ser renovado Os serviços de quimioterapia no município correm o risco de parar de funcionar, caso a Prefeitura não faça a renovação do convênio com a Secretaria de Estado da Saúde. A parceria com o governo do Estado de São Paulo foi concedida a São José do Rio Pardo em 2008, na administração do ex-prefeito João Santurbano. O setor de quimioterapia atende pacientes com câncer de mama, colo uterino, próstata, intestino, cabeça e pescoço. Uma das metas estipuladas pela Secretaria, ao conceder o benefício, era de que o setor crescesse, passando a atender um maior número de especialidades dentro da oncologia, o que não aconteceu. Apesar disso, a vereadora Lúcia Libânio afirma que ainda há interesse da

Unicamp em manter o serviço no município, “porque eles têm São José em alta credibilidade e estão dispostos a colaborar conosco”, disse. Segundo ela, nesta semana houve uma reunião entre o prefeito municipal e a equipe de saúde, para discutir sobre o assunto e buscar soluções, que eles próprios concluíram como sendo a renovação do benefício junto ao governo. “Como vereadora, eu me coloquei à disposição para falar com o Secretário para valorizar o trabalho que o ambulatório de quimioterapia tem feito aqui e ao mesmo tempo estou pensando nas pacientes e nos usuários do Projeto Renascer. Mas o prefeito não necessitou da ajuda, ele acredita que é a função dele fazer esse acordo com o Secretário de Saúde do Estado, então vamos aguardar que esse acordo

seja feito, que ele traga notícias boas desta renovação”, explicou. Lúcia informa, ainda, que o setor alcançou as metas estipuladas em números de atendimento e em termos de qualidade de vida para os pacientes. “O que falta agora é acordo político, porque na época em que a cidade teve a oportunidade de transformar o serviço em uma Unacom Unidade de Assistência de Alta Complexidade credenciada pelos gestores locais e habilitada pelo Ministério da Saúde, o nosso secretário de saúde da época, Carlos Alberto de Souza, não teve interesse. Então hoje a gente depende de o governo manter esse acordo de cavalheiros. Se tivesse sido feito isso, hoje não teríamos nenhum problema, estaríamos credenciados”, conclui.

Plantão financeiro da CDHU A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) informa que no dia 22 de outubro, sábado, das 8h às 15h, uma equipe de habitação estará no Ginásio de Espor-

tes Adhemar Machado de Almeida (Tartaruguinha) realizando o “Plantão Financeiro” - uma reunião para moradores dos conjuntos habitacionais: Vale Redentor IV, Natal Merli, Domin-

gos de Sylos, Eduardo Cassucci, Buenos Aires e Dionysio Guedes Barreto. Mais informações na Secretaria de Assistência e Inclusão Social pelo telefone 3682-7892.

para ter meus filhos, as chances de sair da maternidade sem nenhum deles seria muito grande”, diz. Mirela acha que a cidade deveria investir em equipamentos, já que muitos casos como o seu já ocorreram. “É uma dor insuportável, não desejo isso a ninguém.” Diferença entre a vida e a morte Todos os estudos realizados ao redor do mundo, inclusive no Brasil, comprovam que a redução da mortalidade infantil neonatal está associada a investimentos na melhora da qualidade do pré-natal, com maior enfoque na identificação e condução da gestação de risco; melhora da assistência ao parto, com a presença efetiva de obstetras, enfermagem especializada e pediatras; melhora da assistência ao recém-nascido, especialmente o de risco, com disponibilidade de estrutura de UTI neonatal. “A mortalidade no primeiro mês de vida em decorrência de doenças relacionadas ao parto complicado que hoje sabemos identificar, prevenir e tratar é perfeitamente passível de redução pela admissão dessas crianças em UTI neonatal”, declara o pediatra intensivista Renato Augusto Zorzo, de Ribeirão Preto. Ele explica que o serviço de terapia intensiva neonatal presta todos os cuidados especiais necessários para um recém-nascido

prematuro, gemelar e/ou de baixo peso ao nascer. “Com equipe médica e de enfermagem treinada para os cuidados com este tipo de paciente, a Unidade deve ser munida de medicações, aparelhagem (incubadora, berços aquecidos, aparelhos de ventilação mecânica, equipamento de diálise, lâmpadas para fototerapia, etc.), instrumentos (sondas, drenos, catéteres, bombas de infusão de medicamentos, etc.), medicamentos e recursos humanos (médicos de várias especialidades, enfermeiras, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas, fonoaudiólogos) que são vitais para o diagnóstico e tratamento dos problemas específicos relacionados ao bebê prematuro. Um bebê que nasce com problemas respiratórios, cardíacos ou renais, entre outros, têm na UTI neonatal bem equipada a diferença entre ter ou não ter chances de sobrevida”, afirma. Renato Zorzo é graduado em Medicina pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro, em Uberaba (MG), com residência médica em Pediatria e Nefrologia Pediátrica pelo HC de Ribeirão Preto. É mestre pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP) e atua como Pediatra Intensivista há cinco anos. Durante um ano, Zorzo foi responsável pela UTI Neonatal e Pediátrica do Hospital São Paulo, em Ribeirão Preto. O papel do pediatra Além da estrutura física, a presença do pediatra na sala de parto é crucial para uma assistência adequada ao recém-nascido desde o momento do nascimento, especialmente porque as situações de risco frequentemente já estão presentes desde o nascimento. A atuação do pediatra é um dos fatores que contribui significativamente para a redução da taxa de mortalidade infantil neonatal. Segundo com Zorzo, a primeira medida seria o treinamento de todos os pediatras que atuam em

sala de parto, de acordo com as novas recomendações de recepção de recém-nascidos em sala de parto, validadas no final de 2010. “Sabemos hoje que não só a sobrevida dos bebês, como também a minimização de sequelas dos mesmos está intimamente relacionada com a forma como este recém-nascido é recepcionado nos primeiros minutos após o parto, de forma a evitar/diminuir a anóxia neonatal (falta de oxigênio no corpo e no cérebro do bebê).” O médico explica, ainda, que é responsabilidade do profissional manter-se atualizado, como em qualquer área do conhecimento. “Existe um curso padronizado e avalizado pela Sociedade Brasileira de Pediatria, de Reanimação Neonatal supracitado, que todo pediatra com atuação em sala de parto deve realizar. Ele tem validade de dois anos, ao fim dos quais o profissional deve programar sua reciclagem. Ele oferece o treinamento necessário para que o pediatra saiba desenvolver corretamente todos os procedimentos junto ao prematuro, gemelar, e até mesmo o bebê de termo que nasce sem nenhum tipo de problema.” Verbas federais Em 2009, o então deputado federal, e atual secretário da Habitação Silvio Torres (PSDB), propôs a emenda nº 33600005 no valor de R$ 400 mil, que foi aprovada em 2009 para a Estruturação de Unidade de Atenção Especializada em Saúde na Santa Casa de Misericórdia de São José do Rio Pardo. A verba é do Fundo Nacional de Saúde do governo Federal. Consultado por duas vezes através de email sobre a referida verba, e se há projeto da Santa Casa para a construção de uma unidade de terapia intensiva neonatal, o atual provedor da Santa Casa, médico Marcos Pereira de Lima, não respondeu a nenhuma das duas solicitações de entrevista.


A-6 - 1 de outubro de 2011

Obstrução de calçadas pode gerar multa Problema é comum na cidade, mas Secretaria de Obras tem apenas um fiscal Andar por algumas calçadas da cidade pode ser um verdadeiro transtorno. Tanto faz se é bairro ou região central, o fato é que a lei municipal sobre obstrução de calçadas não é respeitada. Segundo Daniel Cobra Monteiro, diretor da Secretaria Municipal de Obras e Serviços, consta do Código de Posturas Municipais (Lei 2121/1996) que o proprietário de imóvel pode ocupar até 1/3 da calçada, contanto que deixe o restante livre para a passagem de pedestres. Mas, na realidade, não é o que ocorre. Por todos os lados, o desrespeito é visível. Calçadas ocupadas por materiais de construção, tapumes ou mesmo por entulho. Mais recentemente a Câmara aprovou a lei 3.597, de 28 de julho de 2010, que regulamenta a ocupação das calçadas por

estabelecimentos comerciais. Segundo a norma, “Os estabelecimentos comerciais poderão usar exclusivamente as calçadas de seus imóveis para colocação de mesas e cadeiras, desde que resguardado um espaço livre mínimo de 1 (um) metro para a passagem de pedestres”. A fiscalização, neste caso, cabe à Secretaria de Segurança e Trânsito. No caso das calçadas de imóveis residenciais, a obstrução é fiscalizada pela Secretaria de Planejamento Obras e Serviços. “Só temos um fiscal”, avisa Daniel Cobra Monteiro, explicando que a atuação do agente se dá por meio de denúncias ou por iniciativa própria, quando flagra irregularidades, “mas, quase não resulta em multa”, completa. Ele explica que a primeira iniciativa do fiscal, ao

constatar irregularidade é notificar o proprietário do imóvel, que tem 24 horas para tomar as providências. “Caso não cumpra, o caso segue para o Departamento Jurídico da Prefeitura, que arbitra a multa”, explica o diretor. Segundo as informações, de 15 a 20 notificações são expedidas mensalmente. De acordo com Departamento Jurídico da Prefeitura, a questão é tratada pelos artigos 26 e 30 da Lei 2121/1996. A norma prevê que em caso de descumprimento, o infrator está sujeito a multa de 15 UFM, que nos valores atuais pode chegar a R$ 1.209,60. A Secretaria de Obras nem o Departamento Jurídico não informaram quantas multas foram aplicadas no último ano, em decorrência da fiscalização do problema.

População adere às atividades esportivas Equipes de saúde dos cinco “Programa Saúde da Família” (PSF) de São José do Rio Pardo promoveram no dia 23, o “Agita Primavera”, uma extensão do programa Agita Rio Pardo, que visa combater o sedentarismo. O grupo contou com mais de 90 participantes, dando início às atividades com um alongamento na porta da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Bonsucesso. Em seguida os participantes percorreram sete quilômetros, com caminhada pela cidade. Durante o trajeto foram oferecidas água e barras de cereais. De acordo com a enfermeira do PSF Vale do Redentor, Débora Patrícia Castro Barros Barbosa, todos os participantes receberam um kit, contendo uma camiseta, chapéu e protetor solar. Ela explica que eventos assim visam sensibilizar os alunos e seus responsáveis para a importância da adoção de um estilo de vida mais ativo e saudável pela prática de atividades físicas diárias. Em evento similar mas anterior e realizado no bairro Carlos Cassucci, estagiárias do curso técnico de

DIVULGAÇÃO

Os participantes percorreram sete quilômetros

enfermagem da Fundação Educacional aferiram a pressão arterial da população e também realizaram testes de glicemia antes e depois das atividades físicas. Para as crianças Neste domingo, 2, a partir das 13 horas, o Programa Saúde da Família (PSF) do bairro Carlos Cassucci e estudantes do curso de Pedagogia da Unip de São José do Rio Pardo realizam o 3º Agita Criançada, evento em comemoração ao Dia da Criança, na Quadra da Emeb “Stella Maris Barbosa Catalano” (CAIC). De acordo com a enfermeira responsável pelo PSF, Andrea Estevam Duarte, o objetivo da festa é arrecadar o maior número de brinquedos para serem entregues às crianças carentes

do bairro. “Alguns brinquedos já foram arrecadados no comércio local e estão guardados para o dia da entrega”, diz ela, através da assessoria de imprensa da Prefeitura. O Agita Criançada terá concurso de desfile com as crianças do bairro, gincanas, concursos de desenhos, pipocas, algodão doce e apresentação de bandas e danças. Ainda como parte do projeto, na quinta-feira, 29, os organizadores do 3º Agita Criançada realizaram uma noite de pagode na Cachaçaria Santo Mé com a presença do grupo Só de Brincadeira Pagode & Cia. Os ingressos foram vendidos a R$ 5,00, e com o valor arrecadado serão comprados novos brinquedos para as crianças.

REPORTAGEM

Calçadas são obstruídas principalmente pelo acúmulo de entulho e material de construção

Camerata de Violões se apresenta no Mercado No próximo dia 5 de outubro, às 20h30, acontece no Mercado Cultural uma apresentação da Camerata Jovem de Violões do Conservatório de Tatuí. O evento é uma promoção do Polo Avançado de Música de São José do Rio Pardo e terá a participação especial do Duo Eleutério Camilo de Violões. A entrada é gratuita. Segundo as informações da assessoria de imprensa do Conservatório, no programa da apresentação constam as obras “Washington Post”, de John Philip Sousa (18541932) e arranjo de Edson Lopes; “Ciranda, cirandinha” com arranjo de Edson Lopes; “Jango” de Paulo Belinatti; “Naqueles Velhos Tempos” e “Vê se gostas”, com arranjo de

Geraldo Ribeiro e adaptação de Douglas Eleutério; “Sou Tão Feliz”, de Roberto Mario e Maurício de Lima, com arranjo de Márcia Boroto e Geraldo Ribeiro; “Golliwogg’s cake walk” de Claude Debussy (1862-1918) e arranjo de Edson Lopes; “Baião para Quarteto de Violões” de Radamés Gnattali (19061988); e “Spain für Gitarrenensemble”, de Chick Corea com arranjo de Helmut Oesterreich. A Camerata Jovem de Violões foi criada no ano de 1991 e reúne alunos dos níveis intermediários e avançados de violão erudito do Conservatório de Tatuí. Ao longo de seus vários anos de atuação, o grupo realizou apresentações em mais de 150 cidades no Brasil. A primei-

ra turnê ocorreu no ano de 2008, quando o grupo apresentou-se em diferentes cidades, universidades e espaços de concertos na Alemanha, por meio de um intercâmbio de jovens violonistas. O grupo tem direção musical da maestrina Márcia Braga e apresenta repertório variado, sempre primando pela qualidade e bom gosto. Tem um CD gravado – “Carinhoso” -, cujo lançamento ocorreu no ano de 2002, reunindo clássicos da música brasileira e faz homenagem ao compositor Pixinguinha. Além de alunos de violão erudito, invariavelmente, a Camerata Jovem de Violões realiza apresentações com convidados especiais de outras áreas da instituição. REPORTAGEM

Formação reúne alunos dos níveis intermediários e avançados do curso de violão erudito do Conservatório de Tatuí

Banco divide parte do lucro com clientes Com matriz em Guaxupé (MG) fundada em 1992, a “Cooperativa de Crédito em Guaxupé e Região Ltda.” – Sicoob Agrocredi já possui mais de 13.000 clientes espalhados em 16 agências no sul de Minas e outras 6 no leste Paulista. A partir desta segundafeira (03/10), o Sicoob Agrocredi disponibilizará aos seus associados a parte que lhes cabem quanto ao apurado nas sobras dos resultados finais do exercício financeiro de 2010. “Tem cliente

rio-pardense, que além de pagar anualmente pouquíssimas tarifas, terá crédito de mais de R$ 6 mil como participação nos lucros”, revelou a gerência da agência rio-pardense, situada na Rua Marechal Deodoro 276 e também com posto de atendimento aos cooperados na Cooxupé local. Cada cliente tem direito anualmente à participação nos lucros de maneira proporcional à movimentação de sua conta corrente, desde a utilização das linhas de crédito até aplicações e

investimentos financeiros. Cooperativas x Bancos São poucos os aspectos em que as Cooperativas de Créditos se diferenciam dos bancos. Um deles é esta participação anual nos lucros, além das enormes diferenças de tarifas cobradas. O Sicoob é o maior sistema cooperativo de crédito do Brasil e suas cooperativas são regionalizadas. Sua maior cooperativa (e uma das maiores da América Latina) é a Credicitrus, com

matriz em Bebedouro/SP. Presente em 23 estados brasileiros, o Sicoob tem mais de 3 mil postos de atendimento e pouco mais de 2 milhões de cooperados. “Numa cooperativa, o cliente é um cooperado e possui atendimento diferenciado”, informou a gerência riopardense. A Agrocredi oferece todos os serviços bancários, desde talões de cheques, cartões de débito e crédito, caixas eletrônicos, internet banking, cobrança, domicílio ban-

cário Cielo e Redecard, pagamentos de beneficiários do INSS, previdência privada, consórcio, seguros, aplicações e diversas linhas de crédito, com destaque para os financiamentos rurais. Com 11 funcionários, a agência rio-pardense possui horário de atendimento estendido, das 9h às 16h. Além das taxas de juros atrativas, outro grande diferencial é a isenção total de tarifas mensais de manutenção de conta corrente tanto para pessoas físicas e ju-

rídicas. Inaugurada em São José do Rio Pardo/SP em 2006, no interior da Cooxupé, a agência no centro foi aberta em abril de 2010 e já possui mais de 600 associados. “Para abertura de uma conta física ou jurídica, são exigidos os documentos de praxe e após análise da documentação, o interessado ingressa como sócio adquirindo cotas de no mínimo R$ 200, dando-lhe direito a todos os produtos e serviços”, finalizou a gerência.


1º de outubro de 2011 - A-7

Apreendidos pássaros presos ilegalmente

Eles eram mantidos em cativeiro e foram levados para a Ilha São Pedro

NOTAS POLICIAIS Homem é agredido pelo patrão no trabalho Uma estranha agressão ocorreu dia 26, de manhã, no bairro Santa Luzia. A vítima foi o funcionário Carlos Roberto Dias (foto), de 46 anos, que bateu a cabeça em uma parede ao ser empurrado pelo patrão F.B, dono

de uma empresa de terraplenagem. O motivo do empurrão não está claro no Boletim de Ocorrência, mas parece ter alguma relação com o fato de o funcionário não ter feito um exame de sangue que o patrão pediu.

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO SÚMULA DA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 27/09/2011 A) INDICAÇÕES - Ao Executivo Municipal, sugerindo: - Medidas alternativas para educação no trânsito. - A designação de espaço para passeios de bicicletas, nos domingos e feriados. - A notificação de proprietário de terreno na Avenida Brasil, para sua limpeza e conservação. - A retificação de uma galeria de águas pluviais na Rua São Bernardo, no Jardim São Roque. - Melhorar a iluminação na Rua Elisiário Dias Guillon e no entorno do Estádio Palmyro Petrocelli. - A realização de campanhas preventivas contra o diabetes. - A instalação de atendimento para idoso. - Manter cães farejadores nas proximidades das escolas. B) REQUERIMENTOS: - Ao Executivo Municipal, solicitando informações relativas ao término das obras do Estádio Palmyro Petrocelli. - Às lideranças partidárias da Câmara dos Deputados, em Brasília, solicitando informações relativas à mudança na legislação eleitoral. C) PROJETOS APROVADOS: AUTORIA EXECUTIVO - Projeto de Lei nº 122, de 22/08/2011, que “Dispõe sobre abertura de crédito adicional suplementar no Orçamento Programa do Município, altera o Plano Plurianual 2010/2013 e a Lei de Diretrizes Orçamentárias 2011”. - Projeto de Lei nº 123, de 22/08/2011, que “Altera os anexos I e II da Lei nº 2.633, de 06/06/2003, que ‘Dispõe sobre a criação e transformação de cargos na Administração Direta, reestrutura o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos Servidores da Prefeitura Municipal de São José do Rio Pardo, institui nova tabela de vencimentos, e dá outras providências”. - Projeto de Lei nº 126, de 01/09/2011, que “Dispõe sobre abertura de crédito adicional suplementar no Orçamento Programa do Município, altera o Plano Plurianual 2010/2013 e a Lei de Diretrizes Orçamentárias 2011”. - Projeto de Lei nº 138, de 20/09/201, que “Dispõe sobre abertura de crédito adicional suplementar no Orçamento Programa do Município, altera o Plano Plurianual 2010/2013 e a Lei de Diretrizes Orçamentárias 2011”. C) MENSAGEM: A Câmara Municipal informa a todos que as sessões ordinárias são realizadas às terças-feiras a partir das 19:30. Nosso site: www.camarasjriopardo.sp.gov.br; E-mail: cmrpardo@camarasjriopardo.sp.gov.br Marco Antonio Gumieri Valério Presidente

Inúmeros cheques no bolso da jovem Diversas folhas de cheques preenchidas estavam em bolso da roupa de uma menor de idade de 16 anos, F.J.M., no bairro Dionysio Guedes Barreto, no dia 29, e foram apreendidas. A apreensão aconteceu às 10h20 e foi feita pela polícia militar. A jovem estava em um Gol dirigido por D.S.G., de 27 anos, que não era habilitado. Os cheques eram de agências do Banco do Brasil e Santander, estando preenchidos nos valores de 215, 382, 67, 400, 159, 60, 100 e 400 reais, respectivamente. Eram de terceiros e a adolescente afirmou que “pertenciam a um casal, que lhe pediu para guardar”. Tráfico intenso é desmantelado No dia 26 de setembro, às 16h25, policiais encontraram 52 papelotes de cocaína numa sacola escondida numa mata do bairro Maria Boaro. A droga estava sendo vendida por um trio bem conhecido da polícia, que fugiu assim que a viatura se aproximou. Usuários que estavam ali comprando entorpecente para se drogar também fugiram. De qualquer forma, o material foi apreendido e levado à Delegacia, que o ajunta e faz incineração. No dia anterior e quase no mesmo horário, mas no bairro Vila Verde, outro flagrante: num bar situado no centro comercial o tráfico rolava solto quando uma viatura chegou, após denúncia anônima. A proprietária do bar, J.S., de 29 anos, escondia a droga numa bolsinha de moedas, que ocultava atrás do balcão. Quando seus clientes chegavam, ela contava com a ajuda de um olheiro, M.E.O., de 53 anos, que ficava na entrada do estabelecimento vendo se o tráfico não corria perigo. Os policiais ficaram de longe e viram tudo: um Gol branco parou em frente ao bar e um entregador da droga, A.N.D., de 21 anos, fez o serviço. Ele acabou confessando que, naquele dia, já havia vendido 10 papelotes de cocaína e tinha mais 14 para vender. Já a dona do bar negou e disse que “estava apenas trabalhando quando a polícia chegou”. Foram todos autuados. Na madrugada do dia 30, no Vale do Redentor, quatro pedras de crachá foram pegas por policiais que faziam patrulha pela praça João Batista Ribeiro de Lima. Elas estavam com M.D.S., que, por sua vez,

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO

estava acompanhada de um usuário. Ambos fugiram, mas M.D.S. foi detido com a droga. No dia 28, no Natal Merli, um traficante de 18 anos, M.P.D., foi flagrado quando vendia droga para um jovem de 15 e acabou preso. Policiais militares estiveram no terreno baldio onde o tráfico ocorria, próximo a um ferro velho onde há inúmeros carros abandonados e também perto da Emeib São Judas. Sob o teto de um Fusca foram encontrados 18 papelotes de cocaína e seis de crack. Subiram no muro e acabaram presos Houve uma tentativa de furto em um escritório situado na Vila Pereira, no dia 26, à tarde. O escritório é da M.L.G., de 30 anos, que estava na casa de sua mãe quando foi informada por uma vizinha que dois sujeitos andavam sobre o muro do escritório. Ela foi ao local e o alarme disparou, ocasionando a fuga dos dois sujeitos. Nada foi furtado, mas ela acionou a polícia e descreveu a roupa que usavam. A polícia os achou na rua Silva Jardim e os levou a M.L.G., que os reconheceu. Um tem 37 anos e o outro, 35. Eles foram presos por tentativa de furto. Desviou do buraco e atingiu os carros Uma mulher de 60 anos, M.E.B.C., acabou acertando uma motocicleta Honda 250cc e um Fusca no dia 26, às 18h30, na avenida Perimetral. Ela dirigia um Fox quando, ao desviar de um buraco no asfalto, acabou acertando os dois veículos, que pertencem a pessoas que vão ao Centro de Convivência da Terceira Idade para jogar baralho. Desviou do Uno e houve uma fratura No último sábado, 24, às 21h10, no cruzamento entre as ruas Treze de Maio e Ananias Barbosa aconteceu outro acidente. B.P.F., de 24 anos, pilotava uma moto CG 150cc quando foi fechado por um Uno branco. Com o movimento que ele fez para não acertar o Uno, o passageiro da moto, A.T.S.K, de 20 anos, acabou batendo o pé em uma Pampa, vindo a quebrar um dedo. E, ainda por cima, o motorista do Uno xingou bastante o piloto da moto antes de fugir, sem prestar socorro. O jovem ferido foi levado ao Pronto Socorro para ser medicado. Uno atinge moto e fere motoqueiro Outro acidente ocorreu dia 28, às 17h05, na avenida dos Lírios e também envolveu uma moto e um Uno. Curiosamente, o motorista do Uno que causou o problema também fugiu sem prestar socorro. Só não se sabe se xingou o motoqueiro T.H.M., de 18 anos, que teve sua moto atingida por trás. Ele foi socorrido e levado de ambulância ao hospital. Motoqueiro caiu sozinho na pista Um motoqueiro ficou ferido na noite do dia 23 quando a moto que ele pilotava, na rodovia Lupércio Torres, acabou caindo na pista. Foi um acidente isolado, sem envolver outro veículo, e o motoqueiro foi levado ao hospital para fazer um raio X por suspeita de fratura.

A Polícia Ambiental de São José do Rio Pardo, após receber duas denúncias anônimas, fez a apreensão de 35 pássaros da fauna silvestre no dia 26 de setembro. As aves foram encontradas em dois bairros, Paula Lima e Domingos de Sylos, onde eram mantidas em cativeiro mediante uso de gaiolas, sem autorização de órgão competente. A primeira apreensão aconteceu no Paula Lima, às 10h30, e o autuado foi J.C.C., de 51 anos. Segundo os policiais, ele mantinha 19 gaiolas com pássaros em cativeiro: oito canários, três bigodinhos, três picharros, um tico-tico e 4 pintassilgos. Eles foram le-

vados para a Ilha São Pedro para serem avaliados pela bióloga responsável pelos animais. A segunda apreensão ocorreu às 15 horas e a pessoa autuada no Domingos de Sylos foi A.D.S., de 55 anos. Os policiais constataram que 16 pássaros estavam em uma situação que podia caracterizar maus tratos, em função das condições de higiene, que eram muito precárias. Foram apreendidas gaiolas contendo: 10 canários da Terra, dois bigodinhos, um tico-tico, um sabiá laranjeira e dois trinca-ferros. Eles também foram levados para a Ilha São Pedro.

CARTA DO LEITOR

Remédio de alto custo

Porque e para que existe a farmácia de Alto Custo, se, quando a procuramos, nunca tem o remédio que precisamos, principalmente o de alto custo? A única resposta que ouvimos ”Este remédio não tem”. Pensei que essa farmácia existia para ajudar as pessoas de baixa renda, como eu, que não tem condições de comprar os remédios de alto custo. Não tenho condições de comprar os remédios, pois já tenho um gasto muito grande com minha filha especial, já que a farmácia nunca tem os seus remédios. Fiquei um mês e quinze

dias com problema nos olhos esperando que se curassem sozinhos, já que não consegui nenhuma ajuda. Essa farmácia existe para ajudar a população pobre ou para enganá-la? Infelizmente somos lembrados somente na época das eleições, ouvindo promessas falsas de que receberemos ajuda com remédios, empregos, médicos para consulta, etc. Que pena! Quando tudo isso passa, somos deixados de lado como se fôssemos trapos velhos que não servem para mais nada. Ana Paula Garcia

INDICADOR PROFISSIONAL


A-8 - 1º de outubro de 2011

Feuc está tentando encampação federal

Direção também tenta cursos à distância por meio do Instituto Federal de São Paulo A direção da Faculdade Euclides da Cunha (Feuc) está em negociação com o Instituto Federal de São Paulo para estabelecer parcerias na área de cursos à distância, mas o objetivo principal é levar a faculdade a ser encampada pelo Instituto. “Há um sonho de tornar a Faculdade uma instituição federal. As conversas com a direção do Instituto Federal têm sido positivas”, declarou o diretor e professor Marcos De Martini esta semana, em pronunciamento feito a emissoras comunitárias da cidade. Ele disse que as conversações em São Paulo são no sentido de transformar a Feuc em instituto federal ou em uma extensão de universidade federal. Em outra época, gestões passadas da faculdade rio-pardense também tentaram a

encampação, mas não obtiveram êxito. O diretor lembrou da importância regional que possui a instituição, dos vestibulares para 2012 e, principalmente, da construção do primeiro bloco do campus da instituição no Jardim Aeroporto. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, a Lei que autoriza a abertura de crédito deverá ser publicada neste final de semana e a publicação da data da licitação para a contratação da empresa que irá executar a obra na semana seguinte. Como já foi divulgado, no dia 20 de setembro a Câmara aprovou o projeto de lei de abertura de crédito adicional especial de R$ 1.080.810,24 no orçamento do município, para o início das obras do campus. A Prefeitura também colo-

cou no orçamento do próximo ano uma suplementação de R$ 350.000,00 para o término do edifício. De Martini está na Feuc desde 1988, como professor, e assumiu a direção em fevereiro de 2011. Para ele, uma cidade que possui uma faculdade de qualidade se diferencia das outras, pois ela representa o clímax do processo educacional. “Tudo começa na base, com as creches, com a educação infantil, o ensino fundamental e o ensino médio. Já o ensino superior significa a concretização de um processo educativo completo”, prosseguiu. De Martini explicou que aos poucos os problemas da instituição estão sendo superados. Falou que em algum momento da história da Faculdade a direção ficou focada em problemas caseiros, deixando em segundo plano os outros, maiores, que foram surgindo. “Por isso, desde 2009 optamos pela busca de apoio para que a nossa cidade e nossa região continuem tendo uma faculdade de qualidade.” A partir de agora a FEUC dará início à divulgação do processo seletivo de 2012. A instituição oferece cursos de licenciatura de Matemática, Ciências Biológicas, Educação Física, Pedago-

DIVULGAÇÃO

Marcos De Martini no estúdio de rádio comunitária: Feuc volta a tentar ser encampada por instituição federal

gia, História, Letras (com habilitação em Português, Inglês ou Espanhol), Artes e Geografia. No dia 6 de outubro, no Salão Nobre da Feuc, será realizado o lançamento da licitação para a construção do campus. Questionamentos Sobre a aprovação da Câmara do projeto de lei para o início da construção do campus, o vereador Márcio Zanetti (PTB) diz que foi uma demonstração de autorização dada para iniciar a construção de um campus universitário, que ainda não tem valor final

definido. “A própria Prefeitura não sabe quanto custará, de onde vem a fonte para pagar todas as despesas inerentes a esse campus, quando essa obra começa, quando termina. O plano plurianual existe para impedir que obras comecem e fiquem inacabadas, que apenas o alicerce seja feito ou que algumas paredes sejam erguidas. A exigência era que a Prefeitura apresentasse um projeto técnico para a construção do campus, especificando todos os quesitos anteriores”, explica. Zanetti diz, ainda, que houve um equívoco por

parte dos vereadores que votaram favoráveis ao projeto. “Se os vereadores que votaram a favor para defender o interesse da instituição tivessem realmente essa preocupação, exigiriam que o prefeito incluísse no plano plurianual a obra como um todo. O recurso que vai para o início do campus é da própria Feuc, oriundo da venda dos terrenos. São José do Rio Pardo deve esses recursos às pessoas que doaram os terrenos. Para que se evite a construção de apenas uma parte do campus, deveríamos exigir que a lei seja respeitada.”


1 de outubro de 2011 - A-9


A-10 - 1º de outubro de 2011

AMADOR REGIONAL

Nacional estréia com vitórias nas duas categorias A equipe do Nacional (Mococa) estreou com vitórias no Campeonato Regional, organizado pela Liga Rio-pardense de Futebol. Jogando no estádio do Grêmio Municipal, no último domingo (25), o time mocoquense venceu a equipe Boa Esperança (Grama) por 2 a 1, na categoria aspirante. Sérgio e Xande marcaram para o Nacional, e Cabaça

para o time gramense. Na categoria titular, o Nacional venceu por 4 a 2 - Xande (2), Marciano e Rodolfo fizeram para o time mocoquense; Pingo e Carlos para a Boa Esperança. Neste domingo, dia 2 de outubro, a partir das 13h30 horas, no estádio “José Sérgio Apolinário”, no Vale do Redentor, as equipes Prata dos Soares e Vila

Gomes (Grama), fazem o único jogo da rodada. Este ano a competição tem participação de 10 equipes: Pirapitinga e Laranjal, Ico Cereais e Barreiro (todas de Divinolândia), Vila Carvalho, Cruzeiro, Nacional e Prata dos Soares (todas de Mococa), Vila Gomes e Boa Esperança (equipes de São Sebastião da Grama).

BASE

Rodada deste sábado decide finalistas As equipes finalistas do Campeonato Regional de Futebol, categorias de base, serão conhecidas neste sábado, quando serão disputados os jogos da segunda rodada da semifinal. As partidas acontecem nos estádios do Grêmio Municipal e Vasco FC. Acompanhe os resultados da rodada de sábado passado, dia 24. Resultados e artilheiros Vasco FC Sub-10: AAR 0 x 0 Palmeiras (São João da Boa Vista) Sub-12: Escolinha do Flamengo/Rondinelli 4 x 0 CME/Grama (gols de João Lucas 2, Matheus e Marco Antonio) Sub-14: Vasco F/10 1 x 1 Palmeirense/Santa Cruz das Palmeiras (gols de Pedro Henrique para o Vasco e Matheus para o Palmei-

rense) Sub-16: Palmeirense/ Santa Cruz das Palmeiras 3 x 0 AAR (gols de Leonardo 2 e Lucas) Grêmio Municipal Sub-10: Palmeirense/ Santa Cruz das Palmeiras 2 x 0 DME/Tapiratiba (gols de Otávio Coelho 2) Sub-12: DME/Tapiratiba 4 x 1 AAR (gols de Luís Lauro para a AAR e Lucas Moreira 3 e Pedro Costa para a Tapiratiba) Sub-14: DME/Tapiratiba 3 x 2 Escolinha do Flamengo/Rondinelli (gols de Filipe Batemarco e João Paulo Barbosa para a Escolinha do Flamengo e Mateus Mora, Gustavo Cantarelli e Marcos Ribeiro para Tapiratiba) Sub-16: DME/Tapiratib a 3 x 0 Va s c o F / 1 0 (gols de Pedro Neto 2 e Nilton Júnior)

Próximos jogos 2ª rodada da semifinal Grêmio Municipal 08h30 - Palmeiras (São João da Boa Vista) x AAR (sub-10) 09h30 - Escolinha do Flamengo/Rondinelli x CME/ Grama (sub-12) 10h30 - Palmeirense/ Santa Cruz das Palmeiras x Vasco F/10 (sub-14) 11h30 - Palmeirense/ Santa Cruz das Palmeiras x AAR (sub-16) Campo do Vasco F.C 08h30 - DME/Tapiratiba x Palmeirense/Santa Cruz das Palmeiras (sub-10) 09h30 - DME/Tapiratiba x AAR (sub-12_ 10h30 - DME/Tapiratiba x Escolinha do Flamengo/ Rondinelli (sub-14) 11h30 - DME/Tapitatiba x Vasco F/10 (sub-16)

Aspirante do Nacional venceu apertado o time gramense

Titular do Nacional estreou bem diante da Boa Esperança

COPA VERÃO

Competição entra na segunda fase A segunda fase (semifinal) da 5ª Copa Verão Master de Futebol começou a ser disputada nesta semana com a realização de dois jogos. Na noite de quintafeira (29), o Vasco FC perdeu para o Vila Mariana, de Mococa, por 2 a 0, gols de Bajão e Edson. Ontem, sexta-feira (30), o time da Santa Lúcia jogou contra o Guará, de Casa Branca. A segunda fase será disputada pelas 4 equipes melhores colocadas duran-

te a fase de classificação, com os times jogando entre si. Os dois melhores garantem vaga na disputa do título, que será em melhor de duas partidas. Na última sexta-feira (23), o Vasco venceu a AAR/300 por 3 a 1 de virada e assim garantiu a segunda colocação na tabe-

la. Os gols da partida foram marcados por Cocão (2) e Gênio, do Vasco e Marcelo Rocha para AAR. Classificação final: 1ºGuará (Casa Branca) com 19 pontos; 2º- Vasco FC com 16 pontos; 3º- Vila Mariana (Mococa) com 16 pontos; 4º- Santa Lúcia com 13 pontos.

PRÓXIMOS JOGOS Quinta-feira (6) – Guará x Vila Mariana Sexta-feira (7) – Vasco FC x Santa Lúcia

Sub-10 da AAR empatou na 1ª rodada da semifinal

Vasco venceu o Vila Mariana

ESCOLINHAS DE FUTSAL

Sub-16 da AAR precisa da vitória para ficar com a vaga

Sub-14 do Vasco F/10 deixou escapar a vitória na 1ª rodada da semifinal

Muitos gols no Campeonato Regional

As equipes de futsal das categorias sub-12, sub-14 e sub-16, disputaram no domingo passado, dia 25, mais uma rodada do Campeonato Regional entre Escolinhas da modalidade. Foram três jogos no ginásio da AAR. No primeiro, o time sub-12 da ONG/ Morar Bem-A perdeu para a Escolinha de Itobi por 7 a 6 - gols de Caio (4) e Clementino Neto (2) para a ONG/Morar Bem e Lucas Henrique (4), Matheus, Carlos Eduardo e Luís Gustavo para Itobi. No segundo jogo, o sub-14 da ONG/Morar Bem-B goleou a Escolinha de Itobi por 9

a 3, gols de Leonardo Felipe (3), Cristiano (3), Leonardo Gomes (2) e Marcus Vinícius para ONG/Morar Bem e Pedro Ferri (2) e João Vitor para Itobi. Na categoria sub-16, o Panela goleou a Escolinha de Itobi por 9 a 4, gols de Pedro Bandeira (4), Rafael Gus-

mão (3), Fernando Calichio e Murilo Ripp para o Panela e Guilherme Campos (2), Alexsandro e Diego para Itobi. A competição continua neste sábado, 1º de outubro, com jogos nos ginásios da AAR e Rio Pardo FC, a partir das 8 horas.

PRÓXIMOS JOGOS AAR Sub-08: ONG/Morar Bem x CMI/Mococa Sub-12: ONG/Morar Bem-A x CMI/Mococa Sub-14: PEF/ Euclides da Cunha x CMI/Mococa Sub-12: Escolinha de Itobi x CMI/Mococa Sub-14: Escolinha de Itobi x DEC/São José Sub-16: Escolinha de Itobi x Santo Antonio/Nova Geração RIO PARDO FC Sub-12: Rio Pardo/Flamengo x ONG/Morar Bem-B Sub-14: Rio Pardo/Flamengo x ONG/Morar Bem-B Sub-16: Rio Pardo/Flamengo x ONG/Morar Bem


1º de outubro de 2011 - A-11

CANOAGEM

Rio-pardenses ficam em segundo na Copa do Brasil BASQUETE

São José enfrenta Araraquara nos playoffs do Regional

Garantida com duas rodada de antecedência nos playoffs da fase semifinal do Campeonato Regional de Basquete da Liga de Ribeirão Preto, a equipe sub-17 feminina AAR/DEC encerrou sua participação na fase de classificação com derrota para o Sesi/ Araraquara, em partida disputada no último sábado (24) na casa do adversário. O placar foi de 74 a 50 para o Sesi. Com o resultado, a equipe tricolor fechou a 1ª fase com 4 vitórias e 4 derrotas. Nos playoffs da semifinal, a AAR/DEC joga contra o Sesi/Araraquara em melhor de três partidas, em datas a serem definidas pela Liga de Ribeirão Preto. Já se sabe, porém, que o primeiro jogo será no ginásio da AAR e os dois restantes em Araraquara. “Agora é tudo ou nada. Nesta última partida as duas equipes estavam classificadas e aproveita-

mos para analisar as adversárias para que possamos tentar neutralizar suas principais jogadoras”, disse o técnico da equipe rio-pardense, Hebinho de Souza. Neste sábado, a equipe sub-12 masculina participa da segunda etapa da Copa Difusão, em Porto Ferreira. Na primeira etapa, o time tricolor ficou em segundo lugar. O time rio-pardense precisa de apenas uma vitória para assegurar a vaga à fase semifinal da competição. Outra formação da AAR que estará em atividade neste final de semana é o time sub-17 masculino. Neste domingo, a equipe terá uma parada difícil contra a equipe de Sertãozinho, na casa do adversário, e se vencer continua com chances de classificação para o playoff, “caso contrário vamos depender de outros resultados para ficar com a vaga”, comenta o técnico Hebinho.

Os canoístas Wellington Munhoz e Cassiano Vieira Alfredo, do Projeto Shalom, conquistaram a segunda colocação na 2ª etapa da Copa do Brasil de Canoagem Slalom. A competição foi disputada no final de semana em Três Coroas (RS), com participação de canoístas de diversas partes do país. Os rio-pardenses ficaram em segundo lugar na categoria C2 Sênior (1ª divisão), que foi vencida por canoístas de Piraju (SP). Na categoria individual C1

Sênior, Wellington Munhoz foi o 8º colocado. Com apoio do Instituto Prefeito Lupércio Torres os canoístas rio-pardenses viajaram com uma semana de antecedência para poder treinar e conhecer as corredeiras do rio Paranhana, local das provas. A 2ª etapa da Copa Brasil de Canoagem Slalom foi organizada pela Associação Trescoroense de Canoagem, com apoio da Confederação Brasileira de Canoagem e apoio da Prefeitura de Três Coroas.

8º TORNEIO DE NATAÇÃO

Equipe local conquista 14 medalhas em Mococa A equipe de natação do DEC conquistou 14 medalhas no 8º Torneio de Natação, em Mococa. Organizada pela Federação Aquática Paulista, a competição foi disputada no último sábado (24). Das 14 medalhas conquistadas 6 foram de ouro, 4 de prata e 4 de bronze. Os atletas medalhistas foram: Beatriz Escoqui (2º lugar nos 50 metros nado borboleta); Cassandra Blaschi (1º lugar nos 50 e 100 metros nado borboleta e bronze nos 50 metros nado peito); Clarissa Navarro (2º lugar nos 50 metros, prata nos 1.500

metros nado livre e bronze nos 200 metros nado livre); Mariane Tiezzi Mantovani (1º lugar nos 50 metros nado costas, 2º lugar nos 50 metros nado livre e 100 metros nado costas e 3º lugar nos 100 metros nado livre; Bruno Nascimento (3º lugar nos 50 metros nado peito); Matheus Salloti (1º nos 50 metros nado livre e 3º lugar nos 50 metros nado borboleta). O atleta Leonardo Baptistão também competiu, mas como está sem treinar por conta da recuperação de uma lesão, não conseguiu medalhas.

Sub-12 da AAR/DEC está há uma vitória da semifinal

DOIS TOQUES Torneio Rural - O Grêmio Nestlé Rio Pardo realiza no próximo dia 12 de outubro, feriado, o 1º Torneio Rural Grêmio Nestlé. “Neste evento pretendemos homenagear um importante comerciante da cidade, que muito tem feito pelo esporte local”, disse Natal Elias, organizador do torneio, informando que divulgará o nome do homenageado assim que as equipes confirmarem suas participações. Foram convidadas a participar as equipes das fazendas São Paulo, Venerando, Santa Luzia do Galego, Taquara Branca, Santa Lúcia e Dalbon. Os interessados devem confirmar participação por meio do telefone 3682-8871, com Paulão da Rádio.

Equipe de natação do DEC conseguiu ótimos resultados

Cassiano e Wellington, 2º lugar na Copa do Brasil

TAÇA TVD

São José empata no sub-21 e perde no adulto As equipes femininas, sub-21 e adulta, do DEC, não conseguiram vencer o Tigres de Mogi Guaçu pela 9ª Taça TVD de Futsal Feminino. No último sábado (24). Mesmo jogando em casa, no “Tartarugão”, o time sub-21 empatou em 2 a 2 e o adulto perdeu por 2 a 0. Os gols rio-pardenses foram marcados por Hérica e Mariele (equipe sub-21) e Rafaela e Sheila para o time de Mogi Guaçu. Com o empate a equipe conseguiu manter sua invencibilidade com 4 vitórias e um empate. O time adulto feminino perdeu por 2 a 0. Os gols foram de Joseane e An-

dréia, para a equipe de Mogi. A Taça TVD é realizada nas duas categorias na seguinte forma: na sub-21 são sete equipes; todas jogam entre si em dois turnos, classificando-se para a semifinal as quatro melhores colocadas. Na categoria adulta são 10 equipes e todas contra todas em turno único, classificando-se para as quartas de final as oito melhores. Na quinta-feira (29), a equipe sub-21 do DEC jogou novamente contra o Tigres, no Ginásio da Fatec, em Mogi Mirim. No outro jogo da rodada, o Derel/Mogi Mirim jogou contra o SEL/Itapira.

A.A. PORTUGUESA - 1994

Torneio Rede Maga – No próximo dia 18 de dezembro acontece mais uma edição do Torneio de Futebol Rede Maga. Já confirmaram participação as equipes Dalbon FC, São Cristóvão/Ataíde, Santa Lúcia, Venerando, Santa Luzia do Galego e Taquara Branca. “Este ano vamos abrir mais duas vagas para as equipes interessadas. O formato das disputas serão os mesmos, apenas vamos iniciar os jogos mais cedo”, disse Carlinhos Moreira, um dos organizadores do torneio. Além do futebol haverá shows musicais com a apresentação de grupos do município e um completo serviço de bar. Concurso Boletim - O programa e site Boletim Esportivo premiará neste sábado (1º) as equipes vencedoras da IV etapa Concurso de Clube do Boletim Esportivo 2011: equipe titular da Santa Lúcia (categoria geral local); aspirantes de Prata dos Soares e União Caconde (categoria geral regional); veteranos do Bonsucesso (misto local); Palmeirinha/Casa Branca (misto regional). Também recebem prêmios os jogadores: Luisinho/Taquara Branca (categoria geral local); Murilo/Prata dos Soares (categoria geral regional); André Balão/Cargill (misto local); Clebinho/Novo Horizonte (misto regional). Na oportunidade o Boletim Esportivo entregará prêmios aos goleiros das equipes: Taquara Branca, Ico Cereais, Carlos & Edgard, veteranos Bonsucesso e Seleção de Amigos.

Em pé: Paulo Henrique, Chiquinho, Paulo Caju, Toco, Rona, Cabral e Gerson Agachados: Marcelo, Messias, Paulinho, Braguinha e Cal

acesse: www.boletimesportivo.com


A-12 - 1º de outubro de 2011

TEAM PENNING

Rio-pardenses no pódio da Prova Milionária Os cavaleiros Gabriel Nicolas, Leandro Queiroz e Iris Lima conquistaram uma moto 0 km na 5ª Prova Milionária, em Mococa, realizada no recinto da Expoam, no último sábado (24). A competição foi disputada nas categorias mirim, aberta, cavalo crioulo e hand cap. O trio rio-pardense ficou com o 3º lugar da categoria aberta, seguido de perto pelos também cavaleiros locais, Gabriel Calicchio, Luís Augusto Tranquiline e Luís Manoel Tranquiline, que terminaram na 4ª colocação da mesma categoria.

FOTO: LUIZ ANTÔNIO SCARPARO MACIEL

Os cavaleiros de São José foram destaque ainda na categoria cavalo crioulo, onde o trio Gabriel Nicolas, Luís Augusto Tranquiline e Ludi Bartoshi ficou em 3º lugar. Na categoria hand cap, subiram ao pódio do terceiro lugar os cavaleiros Francisco Galego Neto, Fernando Calicchio e Leonardo Gonçalves. O s t r i o s d o Te a m Penning voltam a se encontrar no próximo dia 29 de outubro, quando participam da penúltima etapa do Campeonato Regional da Liga da Leste Paulista, em Mococa.

PASSEIO CICLÍSTICO

Evento do Colégio Santa Inês reúne cerca de 300 pessoas O Colégio Santa Inês realizou no último domingo (25), seu 1º Passeio Ciclístico da Família, organizado pelo professor de educação física Fábio Perri. Alunos e familiares aderiram à idéia e cerca de 300 pessoas participaram. No percurso os ciclistas foram acompanhados pela Guarda Municipal e ambulância. Ao final foram sorteados brindes aos participantes: Maior comitiva de

familiares (Gustavo Navega e Gabriel Navega); Participante mais novo (Gustavo Cândido); Melhor idade (Rosane Gaino); Bicicleta mais enfeitada (Ana Luisa Canali); Aniversariante do dia (André Martini). “Sorteamos também uma bicicleta, e o ganhador foi Guilherme Schiavon, aluno do 9º ano”, comentou Fábio, agradecendo a todos que ajudaram para a realização do evento.

Na categoria hand cap, Francisco Galego Neto (foto), Fernando Calicchio e Leonardo Gonçalves ficaram em 3º lugar

TÊNIS

São José sediou a etapa da Liga Regional Nos últimos finais de semana a Associação Atlética Riopardense foi palco da 7ª etapa do Torneio da Liga Regional de Tênis, competição que reuniu 69 tenistas de 10 categorias. A etapa também teve partidas disputadas nas quadras do Rio Pardo FC. Na categoria até 10 anos, o vencedor foi Luís Fernando S. Junior, que venceu na final o tenista Luís Gus-

tavo Barbosa, por 2 a 0 parciais de 4/1 e 10/06. Na categoria 13-15/A, o vencedor foi Matheus Poerreca, que bateu Luís Fernando por 2 a 0, com parciais de 6/0 e 6/1. Na categoria 13-15/B, o vencedor foi Lucas dos Anjos, que venceu Iago Negrão por 2 a 0, parciais de 6/0 e 6/2. Na categoria especial, ‘Tonho’ foi o vencedor, batendo Thiago Possebon por 2

a 0, em parciais de 6/2 e 6/2. Na categoria 16-39/ B, Américo Cabral venceu Adriano Borges por 2 a 1, parciais de 7/5, 6/4 e 10/ 06. Na categoria principiante, Neto Abichabcki se deu bem vencendo Cleston Vicente por 2 sets a 0, parciais de 6/2 e 6/0. Na categoria feminina, Ivete Generoso venceu Mariângela Aguiar que, após sofrer contusão,

abandonou a disputa. Na categoria acima de 40 anos A, Celso Erconides venceu Amaury Favoreto por 2 sets a 1, parciais de 6/4, 4/6 e 10/04. Na categoria acima de 40/B, Décio Lima venceu Célio Fudo por 2 sets a 1, parciais de 7/5, 2/6 e 10/5. A final da categoria 1639/A, ocorre neste final de semana entre Vitor Vinícius e Thiago Possebon.

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO

Rio-pardenses conquistaram bons resultados no torneio

Professor Israel com tenistas que participaram do evento

CAMPEONATOS DA LIGA DE FUTSAL

Resultados e próximos jogos das competições

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO

Taça TVD Masculina Casa Branca - DEC/São José 2 x 3 Pirassununga (gols de Julio César, Marcelo e Camilo para Pirassununga e Marquinhos e Siqueira para o DEC

Decet/Casa Branca 4 x 6 Supermercado Adalberto (gols de Carlo 2, Danilo e Juan para Casa Branca e Dorivaldo 2, Luciano 2 e Paulinho 2 para o Supermercado Adalberto)

Próximos jogos: Dia 3 - Ginásio do Tartarugão: Serrana x Decet/Casa Branca; Dia 4 – Ginásio Municipal de Esportes ‘Dr. Lauro Pozzi’ de Pirassunun-

ga: SEL/Itapira x Supermercado Adalberto (Santa Cruz das Palmeiras) e SET/ Pirassununga x Reio Dent System (São João da Boa Vista)

REGIONAL DE BASE VARGEM GRANDE DO SUL Sub-11: DEL/Vargem Grande do Sul 4 x 0 SET/Leme Sub-13: DEL/Vargem Grande do Sul 3 x 1 SET/Leme Sub-15: DEL/Vargem Grande do Sul 2 x 4 SET/Leme Sub-15: Tênis Clube (VG) 2 x 7 Cajuru Sub-11: Tênis Clube (VG) 3 x 1 Cajuru Sub-13: Tênis Clube (VG) 1 x 7 Cajuru Sub-15: Atlético Riopardense 4 x 4 Cajuru SÃO JOSÉ DO RIO PARDO Sub-11: Mar Girus/Porto Ferreira 4 x 5 Monte Santos de Minas Sub-13: Mar Girus/Porto Ferreira 9 x 1 Monte Santos de Minas Sub-15: Mar Girus/Porto Ferreira 6 x 2 Monte Santos de Minas Sub-17: Mar Girus/Porto Ferreira 4 x 1 Monte Santos de Minas PRÓXIMOS JOGOS – SÃO JOSÉ DO RIO PARDO (TARTARUGÃO) Sábado Sub-09: ONG/Morar Bem x SET/Leme Domingo Sub-15: São Sebastião do Paraíso x ACCPE/Casa Branca Sub-17: São Sebastião do Paraíso x Decet/Casa Branca Sub-15 feminino: Sub-15: São Sebastião do Paraíso x ACCPE/Casa Branca Sub-18 feminino: São Sebastião do Paraíso x Decet/Casa Branca


A-13 - 1º de outubro de 2011

EDITAIS DE CASAMENTOS Belª. Rosa Helena Marin Foiadelli, Oficial de Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de São José do Rio Pardo, Estado de São Paulo. Faço saber que pretendem se casar e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1525 do Código Civil Brasileiro: 10628 - ROGER LOFRANO RODRIGUES e BIANCA GRASSI QUIRINO, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia vinte e nove de maio de um mil e novecentos e oitenta e seis (29/05/1986), de nacionalidade brasileira, Comerciante, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de JOSÉ EDUARDO RODRIGUES e de MARIA DE LOURDES LOFRANO RODRIGUES; e a pretendente: solteira, nascida no dia sete de janeiro de um mil e novecentos e noventa e dois (07/01/1992), de nacionalidade brasileira, Comerciante, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de ROBERTO APARECIDO QUIRINO e de MÔNICA APARECIDA DE PIZA GRASSI QUIRINO. 10629 -ALLAN TADEU CARRIERO DE LIMA e TÂNIA LARA BERTUGA, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia sete de agosto de um mil e novecentos e setenta e nove (07/08/1979), de nacionalidade brasileira, comerciante, natural de SÃO PAULO - 17º BELA VISTA - SP, filho de JAIR DE LIMA e de NEUSA MARIA CARRIERO DE LIMA; e a pretendente: solteira, nascida no dia vinte de julho de um mil e novecentos e oitenta e um (20/07/1981), de nacionalidade brasileira, auxiliar administrativo, natural de SÃO PAULO - 14º SUBDISTRITO LAPA - SP, filha de FLÁVIO NUNCIO BERTUGA e de MARIA CRISTINA BERTERO BERTUGA. 10630 - DANILO PRESTI GUIDO e CLARICE SILVA DE CARVALHO, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia nove de outubro de um mil e novecentos e oitenta e seis (09/10/1986), de nacionalidade brasileira, chapeiro, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de DIONISIO GUIDO e de MARIA APARECIDA PRESTI GUIDO; e a pretendente: solteira, nascida no dia quinze de março de um mil e novecentos e oitenta e oito (15/03/1988), de nacionalidade brasileira, do lar, natural de MOCOCA - SP, filha de CLAUDIO SILVA DE CARVALHO e de MARIA DE LOURDES INÁCIO DE CARVALHO. 10631 - EDUARDO FRANZÉ ZANETTI e FABIANA APARECIDA MAMEDE, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia vinte e dois de dezembro de um mil e novecentos e oitenta e três (22/12/1983), de nacionalidade brasileira, conferente, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de JOSÉ LUIS ZANETTI e de SONIA REGINA FRANZÉ ZANETTI; e a pretendente: solteira, nascida no dia dezoito de julho de um mil e novecentos e oitenta e seis (18/07/1986), de nacionalidade brasileira, balconista, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de MUSTAFÉ MAMEDE e de MARIA DE LOURDES BORGES MAMEDE. 10632 - LEONARDO MANOEL RIOS ZULIANI e SIMONE DA SILVA SANCHES, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia doze de julho de um mil e novecentos e oitenta e três (12/07/1983), de nacionalidade brasileira, Operador de empilhadeira, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de HORÁCIO ARCILIO ZULIANI e de DIVINA IOLANDA RIOS ZULIANI; e a pretendente: solteira, nascida no dia dez de outubro de um mil e novecentos e oitenta e três (10/10/1983), de nacionalidade brasileira, Auxiliar administrativa, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de FRANCISCO EDUARDO SANCHES e de MARIA DO CARMO DA SILVA SANCHES. 10633 - PAULO DONIZETI TAVARES THEZOLIN e ANGÉLICA APARECIDA DE PAULA ADÃO, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia oito de junho de um mil e novecentos e oitenta e cinco (08/06/1985), de nacionalidade brasileira, ajudante motorista, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de DIVINO APARECIDA THEZOLIN e de JOANA DARC TAVARES THEZOLIN; e a pretendente: solteira, nascida no dia trinta e um de julho de um mil e novecentos e noventa e um (31/07/1991), de nacionalidade brasileira, do lar, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de JOÃO BATISTA ADÃO e de MARIA APARECIDA DE PAULA ADÃO. 10634 - FABIANO BOARO DE SOUSA e CRISTIANE PEREIRA GESUALDO, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia oito de abril de um mil e novecentos e oitenta e três (08/04/1983), de nacionalidade brasileira, diretor de previdência, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de OSVALDO PASCHOAL DE SOUSA e de NADIR APARECIDA BOARO DE SOUSA; e a pretendente: solteira, nascida no dia sete de novembro de um mil e novecentos e oitenta e quatro (07/11/1984), de nacionalidade brasileira, empresária, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de MARCO ANTONIO GESUALDO e de MARLENE PEREIRA GESUALDO. 10635 - JOSÉ ROBERTO DARIN JÚNIOR e TÂNIA CRISTINA GUSMÃO, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia vinte e dois de agosto de um mil e novecentos e oitenta e quatro (22/08/1984), de nacionalidade brasileira, operador de empilhadeira, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de JOSÉ ROBERTO DARIN e de NEUSA MARIA MANETA DARIN; e a pretendente: solteira, nascida no dia quatro de novembro de um mil e novecentos e oitenta e sete (04/11/1987), de nacionalidade brasileira, vendedora, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de OSWALDO BENEDITO GUSMÃO e de MARIA ELIZA JARRETA GUSMÃO.

FALECIMENTOS ALCIDES VICIONI – Dia 27 de setembro, aos 84 anos, casado com Tereza Firmino dos Santos. Filho de Januário Vicioni e Luzia Marsulla. DORVALINA RIBEIRO DOS SANTOS – Dia 22 de setembro, aos 78 anos, casada com Waldemar dos Santos. Filha de Guido Ribeiro e Marcolina Elias, ambos falecidos.

TEMPESTA CONTABILIDADE ADMITE: N 01 AUXILIAR DEPTO CONTÁBIL N EXPERIÊNCIA EXIGIDA DE NO MÍNIMO 02 ANOS. ENVIAR CURRICULUM COM FOTO PARA:

RUA WALTER BRAGHETTA, 192, JARDIM MARGARIDA E MAIL : tempesta_contabilidade@hotmail.com

JOÃO IZIDORO VIANA – Dia 28 de setembro, aos 84 anos de idade, casado com Lydia Rodrigues Viana. Filho de Peregrino Viana e Alice Viana, ambos falecidos.

OPORTUNIDADE DE EMPREGO

JACIRA RIBEIRO – Dia 26 de setembro, aos 87 anos de idade, casada com Salustiano Antonio de Araújo. Filha de Artur Ribeiro da Silva e Francisca Rita de Jesus, ambos falecidos.

PERFIL DO CANDIDATO: N Experiência comprovada em departamento pessoal N Habilidade em cálculos N Bom domínio do Excel N 2º grau completo

VICTOR CLAUDIO RAMOS – Dia 29 de setembro, aos 81 anos de idade, casado com Conceição Apparecida Rodrigues. Filho de Vitor Silvério e Augusta Ramos.

Enviar para: Rua João Paulino de Carvalho, 90 Bairro João de Souza - São José do Rio Pardo/SP

Só serão analisados currículos com o perfil acima

CANDIDO MOREIRA – Dia 23 de setembro, aos 80 anos de idade, casado com Osmilda de Oliveira Moreira. Filho de Pedro Moreira e Martha Helena, ambos falecidos.

ATENÇÃO CONSORCIADOS

JOÃO APARECIDO SANTANA – Dia 25 de setembro, aos 49 anos de idade. Filho de Pedro Eleutério Santana e Alvarina Martins de Jesus Santana.

Contemplado ou não de carro, moto, caminhão e imóveis, mesmo em atraso, cancelados. Pagamento à vista. Melhor oferta de mercado.

JOSÉ MENDES DE SIQUEIRA – Dia 21 de setembro, aos 84 anos de idade, casado com Margarida Xavier de Siqueira. Filho de Joaquim Mendes de Siqueira e Maria Cândida de Resende, ambos falecidos.

Funerária São José “Riolli” Oferece o que de melhor existe no ramo funerário, aos particulares e também do seu conhecido PLANO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO FUNERÁRIO, dando total segurança e tranquilidade a todos. Adquira o seu!

60 ANOS

DESDE 1950 - ESTA É A SUA GARANTIA

Avenida 9 de Julho, 103 - Fone: 3608-5095

DANTE ARTESE DA SILVA

Agradece as manifestações de pesar recebidas por ocasião de seu falecimento ocorrido no dia 04 de outubro de 2010, e convida parentes e amigos para participarem da Missa de 1º Aniversário de sua morte, que será celebrada por intenção de sua alma, dia 04 de outubro de 2011, terça-feira, às 18h30 no Educandário São José.

(0xx) 19 – 3571-7968 (0xx) 19 – 9250-3313 (0xx) 19 – 7812-1033

SÍTIO EM GUARANÉSIA – MG Vendo 2 glebas (vizinhas) a 2 km do centro, uma com 7,5 e a outra com 22,5 alqueires. Topografia 100% mecanizável, ideal para café, cana ou pastagem e com Reserva Legal averbada. Tratar 35.9133-0558.

A VENDA EM GUAXUPÉ UMA ÁREA DE 5.022,94 CONTENDO:

Tratar (35) 9117-6828

Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o na forma da lei. Lavro o presente, que afixo no lugar de costume e publico pelo jornal local. São José do Rio Pardo, 30 de setembro de 2011. O Oficial: Belª. Rosa Helena Marin Foiadelli

A família de

Tratar

1 barração 15x30; 1 casa com 10 cômodos; 1 casa de caseiro; 1 piscina de 4x8; um pequeno parque (playground); 2 entradas, sendo uma portão eletrônico, estacionamento; local utilizado para locação de festa – área urbana.

10636 - SANDRO DO PRADO SILVA e CAROL CRISTIANE SILVA GARCIA, sendo o pretendente: solteiro, nascido no dia vinte e dois de fevereiro de um mil e novecentos e oitenta (22/02/1980), de nacionalidade brasileira, ANALISTA DE SISTEMAS, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filho de GILSON FERREIRA DA SILVA e de MARIA VITALINA DO PRADO FERREIRA DA SILVA; e a pretendente: solteira, nascida no dia treze de janeiro de um mil e novecentos e oitenta e quatro (13/01/1984), de nacionalidade brasileira, AGENTE DE NEGÓCIOS, natural de SÃO JOSÉ DO RIO PARDO - SP, filha de DANIEL CUSTODIO GARCIA e de ELIANA DO PARAIZO SILVA GARCIA.

Agradecimento e Missa de 1º Aniversário

COMPRO CONSÓRCIOS:

ORAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA Querida Mãe Nossa Senhora da Aparecida, Vós que amais e nos guiais todos os dias, Vós que sois a mais bela das Mães, a quem eu amo com todo meu coração, eu vos peço que me ajudai a alcançar esta graça por mais dura e difícil que ela seja. Sei que vos me ajudareis e me acompanhareis até minha morte. Amém. Peça sua graça Rezar uma Ave Maria e um Pai Nosso e fazer um Sinal de Cruz. Rezar durante três dias ou em três horas e publicar três vezes. E.G.P.M

VENDE-SE

VENDE-SE

Peugeot 207 – XRS 1.4 completo – cor prata – 36.000 Km original – todas revisões feitas na concessionária – Ano 2010 - R$ 30.000,00 Contato –

Uma sorveteria super equipada no centro de São José

(19) 9336-0376

Tratar pelo fone – 3608-5578

ABANDONO DE EMPREGO A empresa Felipe Nascimento Feliciano de Oliveira ME – CNPJ(MF) 97.541.841/0001-48, estabelecida a Avenida Comendador Luis Gonçalves Junior, 120, São José do Rio Pardo-SP, vem solicitar ao seu funcionário Wagner de Assis Martins, Carteira de Trabalho 16.422 – série 268ª, o seu retorno ao trabalho até o dia 03 de outubro de 2011 e que caso não ocorra, caracterizara como abandono de trabalho, estando sujeito a aplicação das leis trabalhistas.

CPFL Serviços, Equipamentos, Indústria e Comércio S/A torna público que recebeu da CETESB a Licença de Operação nº 66000380, válida até 26/09/2015, para Fabricação e Reforma de Transformadores à Avenida dos Braghettas, 395, Dist. Industrial, São José do Rio Pardo.

Organização de São José do Rio Pardo voltada ao comércio de veículos vem através deste comunicar a abertura de 3 (três) vagas em seu quadro de colaboradores. 1-(COD DP001) – Departamento Pessoal - Ambos os sexos(necessário experiência nesta área de atuação de no mínimo 1 (um) ano) 1-(COD RV002) – Recepcionista de venda - Sexo Feminino(necessário domínio do pacote office e ter experiência em atendimento ao público, além de se comunicar bem). 1-(COD BP003) – Balconista de Peças – Sexo Masculino(necessário experiência em manuseio de estoques, vendas em balcão e domínio do pacote office). Obs.: Para todas as funções descritas acima é imprescindível possuir Carteira de Habilitação categoria B Interessados deverão encaminhar currículo (com foto) à Associação Comercial de São José do Rio Pardo, entre os dias 03 e 07 de Outubro de 2011, em envelope fechado com o código da função descrito no mesmo.


1 de outubro de 2011 - A-14

Os Martini, protéticos de pai para filho O pai fez prótese até para Antônio Ermírio; o filho atende até pacientes com câncer REPORTAGEM

REPORTAGEM

Luiz Carlos Martini e Luis Carlos Martini Júnior: pai e filho protéticos atendem dentistas de toda a região EDUARDO ERON

A profissão de protético não é das mais comuns e também não é para qualquer um. Afinal, requer paciência, habilidade manual e uma muita arte para dar forma, qualidade e resistência às próteses dentárias encomendadas pelos dentistas. Em São José do Rio Pardo a família Martini talvez seja a mais comprometida com a área. Afinal, dois integrantes, pai e filho, são protéticos e uma filha é cirurgiã dentista. Luiz Carlos Martini, hoje com 64 anos e com 50 de profissão, deve ser o mais antigo protético em atividade no município e talvez na região. Seu filho Luis Carlos Martini Júnior, de 34, já tem 21 anos de experiência nesta área. A irmã dele, Mariane Presinoti Martini Barbosa, é a dentista da família. Os Martini protéticos iniciaram na profissão muito cedo. O pai começou com 14 anos e foi adquirindo experiência no decorrer do tempo, a ponto de ser considerado o “mestre” de

vários protéticos em atividade, tendo ainda hoje laboratório na rua José Andreolli. Ele também coopera com o filho, a quem começou a ensinar a técnica quando o mesmo tinha 13 anos e que hoje tem laboratório próprio na avenida José Gonçalves Santos, no Jardim Aeroporto. Como prático de próteses dentárias, o “Martini pai” ganhou a confiança de dentistas não apenas de São José do Rio Pardo como também de outras cidades. Um deles, o cirurgião dentista Arnoldo de Lima Barbosa, de São Paulo, encomendou serviços de próteses dentárias do rio-pardense para dois empresários muito conhecidos no país: Caio Alcântara Machado e Antônio Erminio de Moraes. Martini também chegou a fazer prótese para a esposa de um ministro do ex-presidente Lula, que quebrou um dente quando estava em São José do Rio Pardo e precisava de um atendimento urgente. Ampla clientela O filho Luis Carlos, que

fez provas escrita e prática em 1996, em São Paulo e Rio de Janeiro, para se tornar credenciado junto ao Conselho Regional de Odontologia como protético, também não tem do que se queixar em relação à clientela. Hoje ele prepara próteses para dentistas de São José, Guaxupé, Guaranésia, Alfenas (sob encomenda da Faculdade de Odontologia), Vargem Grande do Sul, Mococa, Casa Branca, Santa Cruz das Palmeiras, Engenheiro Coelho, Campinas e Ribeirão Preto. Dentre outros, ele presta serviços para dentistas que lidam com pacientes com câncer no Hospital Celso Pierro, de Campinas. “Esta é uma profissão extremamente artesanal, que exige sabedoria, muita dedicação, paciência e uma técnica refinada, até porque trabalhamos com diversos tipos de materiais”, explica o filho. “Antes usávamos apenas cerâmicas e resinas, hoje trabalhamos com alumina, zircônia, metalocerâ-

Martini Júnior produz próteses para toda a região, inclusive para faculdade de Odontologia de Alfenas

mica e porcelana injetada”. Além de dentaduras parciais (próteses) e totais, os protéticos fazem as coroas provisórias e definitivas, entre outras peças. No passado usavam muito ouro, que sempre foi caro, mas hoje usam titânio. Antes usavam PPR metal na fixação das próteses, hoje usam material mais flexível, da cor da gengiva, que é mais discreto e

incomoda menos. Carga imediata No caso dos implantes, dependendo do que o dentista requisitar, os protéticos têm agora condições de fazer uma “carga imediata”, ou seja, uma ou mais peças definitivas em apenas 48 horas. Isso geralmente ocorre nos casos de pessoas traumatizadas em acidentes de trânsito, por exemplo, que necessi-

tem de uma cirurgia urgente para reparar o dano sofrido. Martini e o filho Luis Carlos não divulgam valores, nem custos, argumentando que “cada caso é um caso”. Mas não negam que gostam do que fazem e, se depender de ambos, é bem possível que a profissão ainda continue sendo exercida por muito tempo pelas gerações seguintes dos Martini.


A-15 1 de outubro de 2011

VOCÊ BUSCA QUALIDADE. ELES QUEREM TECNOLOGIA. AQUI TEM OS DOIS. EDUCAÇÃO INFANTIL

Seus filhos podem chegar aonde poucos chegaram. Eles podem representar uma nação. ENSINO FUNDAMENTAL

Prepare seus filhos para serem referência. Eles podem ter grandes poderes para tomar decisões e criar oportunidades. ENSINO MÉDIO – PRÉ-VESTIBULAR CENTRO UNIVERSITÁRIO UNISEB

Prepare seus filhos para que eles possam dirigir as suas vidas.

Uma Escola com material didático completo e inovador, com excelentes professores e a melhor tecnologia aplicada à educação. Seu filho merece o melhor futuro.

Escola De Grau em Grau-COC Av uiz Gonçalves Jr ., 111 10 Av.. Com. Dr Dr.. LLuiz Jr., Centro – São José do Rio Pardo-SP CEP .: 13.720-000 CEP.: Telef one: (1 9)3608-4256 elefone: (19)3608-4256 E-mail: degraucoc@uol.com.br Site: www.dggcoc.com.br Uma Escola com material didático com plet ador,, complet pletoo e ino inovvador com excelentes professores e a melhor tecnologia aplicada à educação. Seu filho merece o melhor futuro.

17/10/2011


1 DE OUTUBRO DE 2011 - Pág. A- 16

Hermanos argentinos se dão bem nos carros Selecionamos 10 modelos com tecnologia sustentável para você conhecer melhor o mundo dos carros elétricos e híbridos. FERNANDO PEDROSO / FONTE: ICARROS

Em termos de futebol, o Brasil sempre leva vantagem com seus cinco títulos mundiais contra os dois do vizinho. Mas quando falamos de carro, os hermanos ficam à vontade para zombar de nós, já que eles têm muito mais opções de carros que não temos aqui. Conheça 10 modelos que estão à venda lá e não aqui.

5 - Peugeot RCZ A exemplo do Citroën DS3, o cupê virá ao Brasil neste ano, mas já está disponível na Argentina com motor 1.6 turbo de 200 cv de potência por 214.200 pesos (R$ 92 mil).

9 - Renault Mégane O hatch médio da atual geração é vendido na Argentina com motor a gasolina de 2,0 litros de 143 cv de potência. É, na essência, uma versão dois volumes do nosso Fluence e pode ser comprado por 125.400 pesos (R$ 54 mil).

6 - Peugeot 308 CC Outro esportivo que o comprador Argentino pode buscar na Peugeot é o 308 CC, versão conversível do médio que convive com o 307 ainda. Ele tem o mesmo 1.6 turbo, mas com 156 cv e custa 203.700 pesos (R$ 87.500).

10 - Chevrolet Aveo Queridinho dos taxistas de Buenos Aires, o Aveo é um sedã médio vendido com motor 1.6 de 103 cv a gasolina e pode ter câmbio manual de cinco marchas ou automático de quatro. Seus preços começam em 64.240 pesos (R$ 27.600).

1- Citroën DS3 Tudo bem, o compacto da Citroën virá para o Brasil ainda neste ano, mas já é uma realidade na Argentina. Ele é vendido com motor 1.6 turbo por 149.300 pesos, ou cerca de R$ 64 mil.

2 - Ford Mondeo O sedã grande da Ford na Argentina é o Mondeo, oferecido com motor de 2,3 litros por 197.099 pesos (R$ 84 mil). Para compensar, nós temos o Fusion com opção de motor V6.

3 - Ford Kuga Outro carro que a Ford oferece no país vizinho é o Kuga, um utilitário esportivo de médio porte com tração 4x4, motor 2.5 a gasolina e câmbio manual ou automático. Custa a partir de 185.561 pesos (R$ 79.500).

4 - Volkswagen Sharan Volkswagen disputa na Argentina o segmento das minivans com a Sharan. Ela tem capacidade para sete lugares, motor de 1,4 litro de 150 cv e custa 198.800 pesos (R$ 85.500).

7 - Peugeot 207 “Mas esse carro temos no Brasil?”, vai perguntar alguém. Realmente temos um modelo com este nome, mas que não tem nada a ver com o 207 europeu e argentino que custa 125.300 pesos (R$ 54 mil). Em tempo, o nosso 207 é vendido lá como 207 Compact.

FEI constroi primeiro fórmula elétrico do Brasil REDAÇÃO FONTE: ICARROS

8 - Renault Koleos Para concorrer com o Ford Kuga, a Renault oferece o Koleos, um SUV médio à venda a partir de US$ 34.070 (R$ 62 mil) com motor 2.5 a gasolina com 170 cv de potência.

Alunos do Centro Universitário FEI (Fundação Educacional Inaciana) desenvolveram o primeiro protótipo fórmula elétrico do Brasil. O modelo é movido por baterias de celular comuns, isso mesmo, feitas de íon-lítio. A pedido da SAE BRASIL, congresso realizado há mais de 20 anos com o objetivo de expor novidades tecnológicas de mobilidade, sete estudantes dos cursos de Engenharia Mecânica e Elétrica, orientados pelo professor da FEI, Ricar-

do Bock, desenvolveram o projeto em apenas sete semanas. O modelo fórmula elétrico, apesar de pequeno, não é simples. As baterias têm autonomia de 30 minutos e podem ser carregadas em quatro horas. O carro, que pesa 320 kg, pode ultrapassar os100 km/h. Congresso SAE BRASIL 2011 Data: 4 a 6 de outubro de 2011, das 8h30 às 20h Local: Expo Center Norte/Pavilhão Vermelho - Rua José Bernardo Pinto, 333 – V.Guilherme, São Paulo.


A- 17 - 1 de outubro de 2011

Troller T4 ganha série especial em 2012 FERNANDO PEDROSO FONTE: ICARROS

A Troller apresentou a linha 2012 do T4 com duas novidades. Uma delas é a garantia de dois anos e a outra é uma série especial, a Desert Storm. A versão apareceu no Salão do Automóvel do ano passado como um conceito e chega às lojas agora custando R$ 96.900 limitada a 45 unidades. A série tem pintura em

bege fosco, snorkel, guincho para 4,3 toneladas, para-choques especiais, peito de aço, protetores de lanterna, capa do estepe e adesivos com o nome. “O cliente já equipa o carro, então resolvemos já dar tudo isso na Desert Storm”, explicou Carla Freire, gerente de marketing da Troller. Linha 2012 - O T4 tradicional ganhou duas novas cores, um tom de azul e outro de branco, e ficou R$

700 mais cara, passando a R$ 93.227. Outra mudança é o interior com lataria pintada na cor do carro, onde antes recebia somente uma camada de primer e ficava cinza. O motor continua o mesmo. É um quatro cilindros a diesel de 3,0 litros e 163 cv de potência. A tração é 4x4 com diferencial traseiro autoblocante. Mercado - Em 2010, a Troller vendeu 1.280 unidades do T4, segundo a fábrica e pretende fechar este ano com 1.500 vendas. “Nós vendemos 100% da nossa produção e estamos trabalhando para a Troller ter uma história”, comemorou Wilson Vasconcellos, gerente-geral da marca, dando pistas de que um novo produto pode surgir.

DIVULGAÇÃO

Nissan Versa estará no Brasil em novembro DIVULGAÇÃO

DE

ANELISA LOPES, SAN DIEGO (EUA) FONTE: ICARROS

Durante o lançamento oficial do March, compacto que chega ao Brasil em outubro, a Nissan reservou mais uma estreia para o mercado brasileiro. O sedã compacto Versa passará a ser vendido a partir de novembro, com motor de 1,6 litro bicombustível e transmissão manual de cinco velocidades. A versão que será comercializada no mercado brasileiro terá pequenas diferenças em relação à disponível nos Estados Unidos (foto).

A previsão é que a versão de entrada custe menos de R$ 36 mil (além dela, haverá a intermediária S e a topo de linha SL). A expectativa é que sejam vendidas aproximadamente 2.000 unidades/ mês do modelo. Por enquanto, não há planos para equipá-lo com câmbio automático. Os outros sedãs da linha da montadora japonesa, Tiida Sedan e Sentra, continuarão sendo importados. Também em novembro, a versão com adereços esportivos do March, chamada de SR 1.6, chegará ao País.


1º de outubro de 2011 - A-12

Policial formou 9 mil alunos no Proerd GISELLE TORRES BIACO

Reconhecido por seu trabalho social voluntário, o policial militar Antonio Donizeti Correa aposentou-se no dia 27, ao completar 25 anos dedicados à Corporação. Sua vocação para atividades sociais começou há 18 anos, quando foi destinado a fazer ronda escolar e prevenção de trânsito em escolas situadas nos locais mais movimentados da cidade. Em 1999 foi convidado a fazer um curso de 15 dias do Proerd - Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência, em Limeira (SP). “Ao fim da primeira semana eu quis desistir, porque na minha cabeça um policial tinha a

função de pegar bandido. Mas, ao conversar com minha família, decidi voltar para o curso e acabei sendo o destaque da equipe”, conta Correia. O policial iniciou suas palestras pelo Proerd em 2000, para uma turma da 4ª série da escola “Dr. João Gabriel Ribeiro”. Para ele, o desafio era grande, já que tinha de mostrar sua competência tanto para a PM quanto para as escolas. “Mas aí eu fui incentivado e o Programa cresceu, sendo estendido para 11 escolas por ano.” Correia lembra, emocionado, que durante os 11 anos em que esteve à frente do projeto contou com o apoio de pessoas que foram fundamentais

para o sucesso do trabalho. “A policial Marta Calderón, que durante cinco anos esteve comigo nessa luta; a vice-diretora da escola ‘Dr. João Gabriel Ribeiro’ Margarete Ferreira Guimarães, que me deu apoio quando eu mais precisei; o professor Antonio Fernando Torres, que foi fundamental na coordenação e apresentação das formaturas dos alunos; meus colegas de serviço e toda a Corporação que acreditou em mim; como também os diretores e funcionários das escolas.” Drogas e violência O Proerd - Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência é desenvolvido pela Polícia

Militar do Estado de São Paulo e visa prevenir o uso de drogas nas escolas entre as crianças do ensino fundamental. Tendo por base uma cartilha, o aluno é convidado a discutir e assimilar conteúdos relacionados à auto-estima, resistir à pressão dos colegas e da mídia para o uso de drogas e resolução de conflitos. “Acredito ter contribuído para a formação de muitos adolescentes. Meu maior prazer é ouvir pais de alunos dizendo que seu filho não escolheu o mundo das drogas por causa do Proerd. Não tem dinheiro que pague essa gratidão”, diz Correa. O policial confessa que se identificou com o projeto por ter passado muitas dificuldades em sua infância, e que o curso contribuiu não só para a formação dos jovens, mas para sua própria formação. “Aprendi a ser mais flexível em casa, mudei meu comportamento da água para o vinho. Hoje converso muito mais com minha esposa Regina e com meus filhos Evandro, de 30 anos, e Guilherme, de 18.” Infância sofrida Correa nasceu e morou em São André (SP) até os 13 anos, quando se mudou para Itobi. Ficou órfão de mãe aos 11 e de pai aos 14 anos. Trabalhou na roça e em cerâmica, entre outras funções. Conta que tinha medo da polícia e que preferia ficar bem longe dela. “A gente chamava os policiais de baratinhas por causa do uniforme preto e vermelho da época.” Mas o destino se encar-

REPORTAGEM

Aos 48 anos, ‘Correinha’ acaba de se aposentar e faz um balanço do trabalho na PM

regou de aproximá-lo daquela que seria sua verdadeira profissão. Foi vigilante bancário durante quatro anos e, depois, estagiário da Caixa Econômica Federal. Em 1986 prestou concurso e foi aprovado para integrar a Polícia Militar do Estado de São Paulo, sendo transferido para São José do Rio Pardo em 88. “Perdi meus pais cedo, tive uma infância sofrida, passei fome. Mas graças a Deus pude contar com pessoas especiais que me apoiaram nos momentos de desânimo. Hoje sou realizado porque pude ajudar outros jovens”, diz. Correia foi indicado pela comunidade, esta semana, para fazer parte de um livro que será elaborado pela Casa de Cultura e Cidadania, como parte de um projeto intitulado ‘Museu da

Correa: a infância sofrida não o impediu de seguir o melhor caminho

Pessoa’. “Quer reconhecimento maior do que este?”, pergunta o policial. Sobre o futuro depois da aposentadoria, Correa diz que “parar, nem pensar!”. Ele é voluntário da única creche de Itobi e pretende continuar com mais este trabalho social. Sobre o Proerd O corpo de Instrutores Proerd é formado por policiais militares voluntários que são selecionados e submetidos a treinamento específico organizado em um curso de 80 horas/aula. O programa é voluntário e gratuito e tanto as escolas públicas e particulares podem participar procurando o quartel da Polícia Militar, ou entrando em contato pelo email proerd@polmil.sp.gov.br.


C-1 - GAZETA DO RIO PARDO - 1º de outubro de 2011

Tutti Oriundi O Dia Municipal da Comunidade Italiana, 20 de setembro, foi comemorado pelo Centro Cultural Ítalo-Brasileiro, presidido por Francisco José Parisi Braghetta, durante Missa em Ação de Graças celebrada pelo Cônego João Antônio Darcie na Igreja Matriz São José, às 10 horas, cantada pelo Coro regido pelo Prof. Guilherme Bianchin, o qual apresentou um repertório italiano especialmente ensaiado para a ocasião - Bravissimi!!! Após, às 12 horas, na sede do Ítalo, aconteceu o Almoço Festivo Confraternização, com elogiadíssimo cardápio típico preparado pela Turma do Bar do Demá, sempre se superando, representada pelos chefs: Sérgio e Ricardo Possebon, Carlinhos Gomes, Dr. Marcelo Galotti Pereira, Walmir Tinti e Márcio Fornari.

Márcio Fornari, Carlinhos Gomes, Dr. Marcelo Galotti, Sergio Possebon, Walmir Tinti e Ricardo Possebon grifaram o elogiadíssimo cardápio do Almoço Confraternização ocorrido no CCIB, pelo Dia da Comunidade Italiana

Francisco Braghetta recepcionando Maria Ignez, Pitucha, Terezinha, Domenico Artuso e Dr. Ângelo Susanna, habitués dos encontros do Ítalo

Marisa e Marcinho Lauria, presenças pra lá de simpáticas da tarde festiva

Dr. Alexandre Amato com a esposa Dra. Mileni, em pé, juntos dos familiares Augusto Amato, Beatriz Giunti e Maí Amato, do eixo Mococa-Guaxupé. FOTO METRO

1º Sacramento Sábado, 24 de setembro, às 11 horas, Giovanni, primogênito do casal Carolina e Henrique Gonçalves Torres foi levado à pia batismal da Capela do sítio “Vó Maria” pelo Pe. Celso, acalentado pelos padrinhos Fábio e Viviane. Ademir Moreira-Estel Turra Moreira, avós maternos, e Silvio França Torres-Vera Lúcia Gonçalves Torres, avós- paternos, não cabem em si de tanta felicidade! Seguiu-se, almoço comemorativo ao batizado, assim como aos respectivos aniversários natalícios de Carol e Henrique.

Carol e Henrique com o filho Giovanni

Giovanni com os pais, avós, bisavó, madrinha e Pe. Celso

Parágrafo Único

Giovanni recebendo o primeiro sacramento

“Filho é um ser que nos emprestaram para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isto mesmo! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo tipo de dor, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado. Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo”. (Definição de filho por José Saramago)


C-2 - GAZETA DO RIO PARDO - 1º de outubro de 2011

“Projeto Tesourinha” O “Projeto Tesourinha” mantido pelo Woman´s Club local, cujo objetivo é a produção de enxovais para recém-nascidos os quais são doados à mães carentes de nossa comunidade, acaba de receber generosa doação do empresário Clóvis José Bortot, proprietário da Confecção de roupas infantis “Baby´s Point”, da capital paulista, efetuada pela prima, a sra. Maria do Carmo Bortot.

Vernissage Na noite de terça-feira, no Museu Rio-Pardense “Arsênio Frigo”, aconteceu o vernissage da mostra coletiva de trabalhos artísticos/artesanais desenvolvidos por mulheres rio-pardenses ou aqui radicadas, intitulada “Tirando da Gaveta”, como parte do projeto Museu, Mulher & Memória. Na oportunidade, Celina Agliussi declamou a poesia “Projeção”, de sua autoria. A exposição estará em cartaz até o dia 20 de outubro, quando dará lugar à mostra alusiva ao Natal - Vale a pena conferir!

Maria do Carmo efetuando a doação ao Projeto Tesourinha, mantido pelo Woman´s Club de São José do Rio Pardo.

Lúcia Vitto e Elisa Mori, à direira, com as expositoras da Mostra, em noite de inauguração: Aurora, Ana, Virgínia, Mirian, Rosa, Esmerinda e Regina.

Fratelli A confraternização do grupo Fratelli D‘Italia do mês de setembro aconteceu sábado, 17, durante visita à Explofora, com direito a esticada ao restô Bar da Praia, em Jaguariúna, em torno de aminado jantar (foto).

Neide, Shirlei, Regina, Lourdes e Maria do Carmo, representantes da entidade filantrópica

Exposição de Orquídeas O Orquidário Lobato agendou para os dias 13, 14, 15 e 16 de outubro sua V Exposição de Orquídeas, que será sediada no restaurante Quintal. Na tarde de sábado, 15, o orquidófilo Rubens Lobato Pinheiro ministrará curso gratuíto – Prestigie!

3608-6677

Ano da Italia Em comemoração ao Ano da Italia no Brasil, 2011/2012, o Curso de Língua e Cultura Italiana ministrado pela Profª Beth Abichabki no Centro Cultural ÍtaloBrasileiro, promoveu a Serata della Pasta Italiana , no dia 23 de setembro, preparada pelos alunos de 7 a 10 anos de idade, e no dia 26, Degustazione dei Prodotti Italiani, voltada aos alunos adultos (foto) – Um sucesso!

Formatura Rita de Cássia, filha do casal Juçara e Arioswaldo Rizzo de Andrade, formou-se no curso de Nutrição pela Universidade Federal de Alfenas, durante solenidades ocorridas nos dia 8, 9 e 10 de setembro. No registro fotográfico, a nova Nutricionista, à direita, com os pais e os irmãos, em noite de gala.


C-3 - GAZETA DO RIO PARDO - 1º de outubro de 2011

Enlace . Às 17 horas do dia 17 de setembro, na sede campestre do Círculo 18, Gabriela, filha de Nelson Minussi e Maria Isabel Agassi Minussi, trocou alianças na mão esquerda com Manuel, filho de Manuel Antônio Pires e Maria Aparecida Martins Pires. FOTO METRO

.Luciana e Luís Marcelo Teixeira uniramse em matrimônio no dia 14 de setembro, em Las Vegas – USA, durante cerimônia ocorrida no Hotel Cassino Wynn. O noivo, de família rio-pardense, é filho do casal Lourdinha João Teixeira e Ademir Teixeira.

Denise e Caio João, na foto no restaurante do Hotel Cassino Venetian, após o casamento do sobrinho curtiram temporada de férias na Costa Oeste dos Estados Unidos.

.Às 20:30 do dia 23 de setembro, na Igreja Matriz Santuário São Roque, aconteceu o enlace matrimonial de Fabíola e Marcelo, unindo as famílias João Batista Gonçalves Filho-Margarete Possebon Gonçalves e Geraldo Dante Brocadello-Sônia Nasser Brocadello. Uma recepção que teve lugar no Buffet Trivial selou o acontecimento. SICCA IMAGEM

Rubi Domingo p., 25, Maria Grazia e José Geraldo Celentano (fotos), brindaram em família 40 Anos de Matrimônio, Bodas de Rubi – Felicidades constantes ao casal amigo! SICCA IMAGEM

Cerimônia do casamento de Luciana e Luís Marcelo, ocorrida em Las Vegas -USA

Chá de Bebê Alexandra Vieira Filgueiras com as amigas no dia de seu concorrido Chá de Bebê, 25 de setembro, domingo p – Um sucesso!


GAZETA DO RIO PARDO - 1 de outubro de 2011 - C- 4


Página C-5 - 1º de outubro de 2011 - GAZETA DO RIO PARDO

www.rjdg@terra.com.br

A tempestade de 1979 Uma tempestade aconteceu há 32 anos, numa sexta-feira, na tarde de 12 de outubro de 1979. Muitos esperaram uma crônica minha na edição do domingo, 14, e me recriminaram pela “indiferença”. — Você poderia ter escrito no sábado, uai! Na verdade, não tive tempo nem paz para compor. No sábado, treze, desde o alvorecer, eu ajudava a recompor minha casa, assolada, como tantas, pela devastadora intempérie. E comecei pelo quintal, transportando para a rua latas e latas de mangas verdes, folhas, pardais mortos, telhas quebradas... Como escrever, se o cansaço do trabalho incomum não me animava, nem me inspirava!... Como escrever, se as bolhas rebentadas dos dedos das

mãos, provocadas pelo cabo da enxada, me incomodavam?... Na sexta, depois do toró, puxei para a rua o gelo: uma camada de vinte centímetros que se acumulou no corredor de entrada da minha casa. Uma incomum elevação branca-gelada, na calçada, ligou-se com outras tantas... Felizmente, naquela tarde do dia doze, eu estava em casa. O crescendo do vento registrava-se na mangueira do quintal vizinho, quase centenária. E ela retorcia-se, envergava-se, estalava, tentando deter o sibilante e desvairado agitador... E os ventos fortes zuniam e se encontravam. Subiam rodopiando, deslocando, destruindo, derrubando, desgovernando, desalojando, desesperando... As telhas de argila e amianto, grandes e pequenas, eram brinquedos de voar e destruir. Folhas e

frutos atapetaram quintais e ruas. Árvores foram arrancadas e quebradas. Roupas dos varais rodopiavam e eram levadas para longe. Os fios elétricos da rua, enroscados nos galhos das árvores das calçadas, estalavam, chicoteando com fogo os ares. Perigo! Telhados arrancados. Clube de bairro implodido, granjas caídas. Homens e crianças machucados. Aves eletrocutadas... Era assustador! A violência da tarde parecia desabar sobre o mundo, com o peso do seu colorido e indefinido cinza-chumbo... As chaves gerais desligaram-se. Escuro. Minha mãe rezava, chamando anjos e santos. Não houve quem não temesse a ira da intempérie e implorasse, em silêncio, ou em altos brados, a proteção do Criador... E o homem, que dominou a natureza, não consegue deter furacões e

Almoço a Ranieri Mazzilli em casa de Lupércio Torres. Da esquerda para a direita: n.i., João Bravo Caldeira, Alexandra Olga Pourrat Campos, Dr. João Batista Ribeiro de Lima, n.i., Jeremias Polachini, n.i., Waldemar Poggio, Lupércio Torres, Ranieri Mazzilli, Ruy Andreolli, Márcio Pinheiro e Palmyro Petrocelli.

O casal Nair Machado e João Aníbal Pourrat, com a filha Maria Aparcida no colo. Atrás, Nertina Machado

tempestades, podendo ser destruído juntamente com tudo o que amealhou durante a vida, em frações de segundos... De repente, um metralhar belicoso e destruidor. O vento trazia, no bojo da massa invisível, granizos-gelos, enormes, arredondados... E pipocavam assustadoramente, metralhando vidros, madeiras, calhas, telhados... Algumas pessoas esconderam-se, outras tentaram proteger os vidros com as mãos espalmadas sobre eles... Em segundos, o solo cobriuse de branco: beleza trágica. E o gelo amontoouse nos cantos, nas calhas, nos condutores, nas canaletas... Vidros e espelhos quebraram-se. Os telhados pesaram. Plantações perdidas. Folhas picadas e rasgadas. Pássaros mortos. Frutos marcados. Animais escondidos... Os minutos

foram séculos sem fim. Era um bombardeio impiedoso, sem trégua... Felizmente, eu estava em casa... A chuva, sem vazão pelo bloqueio do gelo nas calhas, procurou a saída. Na minha casa, ela entrou pelo velho forro de madeira. Desceu pelas frestas e paredes e se esparramou. Choveu em todos os espaços. A operação salvamento foi ininterrupta... Minha grande e preciosa coleção de quadros era levada de um para outro canto. Os móveis arrastados, tapetes e cortinas enrolados... E a chuva e o granizo não tinham fim. Uma rápida e alentadora pausa era interrompida pela volta impiedosa do bombardeio das pedras geladas e da chuva penetrante... Rezas. Velas acesas. — Santa Bárbara! São Jerônimo!... O quintal virou piscina, a água subiu degraus e entrou pelos cômodos. Era im-

possível salvar tudo. Os ralos ficaram entupidos pelas folhas, mangas, pardais, gelo, roupas... Muita coisa estava perdida! Não adiantava correr... Depois da tempestade de granizo, a desolação. — Foi castigo!... — É o pecado do povo!... — Bem no dia de Nossa Senhora!... Uns perderam objetos. Muitos perderam tudo, até a casa... Hoje, uma semana depois do acontecimento, ainda existe o medo. O fato poderia ter gerado uma psicose coletiva... Gerou? Será? Uma nuvem pesada e plúmbea corre o céu. A sofrida Eufrásia olha-a desconfiada e temerosa. Persigna-se. — Santa Bárbara, protegei-nos das tempestades, dos ventos, das chuvas de pedra... Amém!

As alunas do Ginásio do Estado (hoje “Euclides da Cunha”), no final dos anos 30, desfilando na Praça XV, com mangas compridas e meias pretas, em frente à casa do Nhô Ribeiro, na esquina (hoje “Nosso Bar), e”Ao Ponto” (bar e clube, hoje Banco do Estado). Difícil identificação pelo desgaste da foto. Na frente, Nineta Parisi. As duas à esquerda da primeira fila são Arminda Viezzi e Irene Piovesan. A primeira da 3ª fila é Irma Parisi.

Cascatinha e Nhana, na Rádio Difusora, em 1986. Na frente, n.i. o agachado. Atrás: Sílvio Alves, Cascatinha, Viva Landini, Maria AP. Junqueira Ferreira e o empresário. Os seis na fila do meio: Ceceu, n.i., Cibele Andreatta (com óculos), Nhana, Maria José Santolim (atrás, sorrindo) e menino n.i. Atrás: Ester Breda, Aparecida Pedrosa, Arlete de Andrade, Carmen Sílvia Landini, Antonieta Possebom, Fernando Tobias, Celso Baldo, Ubiraci Moreira e n.i


C-6 - GAZETA DO RIO PARDO - 1 de outubro de 2011

“Peludinhos no lixão de Divinolândia” Hoje no Brasil, sabemos que o número de usuários de internet e participantes de redes sociais cresce cada vez mais. Pessoas de todas as idades e sexos estão participando dessas redes, mas existem várias pessoas que ainda não participam. Então nesta e em próximas edições iremos utilizar esse espaço do jornal para divulgar um assunto interessante que já foi publicado em outras mídias e agora está gerando grande repercussão na rede social Facebook. “Peludinhos no Lixão de Divinolândia”, este foi o nome do álbum criado no perfil de Daniela Morgan. Depois que esse álbum foi publicado, os usuários ficaram chocados com as fotos, todos querendo ajudar, porque do jeito que está não tem como ficar. São vários cães abandonados que estão precisando de ajuda. Daniela Morgan, fazendo uma campanha voluntária pede ajuda, não financeira e sim com a doação de rações, remédios sarnicidas, vermífugos, etc. Todos os sábados a galera que participa desta rede social começará a frequentar o lixão para tratar destes peludinhos. Seguem ao lado as fotos que foram publicadas na internet. O pessoal que estiver disposto a fazer essas doações e até mesmo participar fazendo a visita aos sábados para ajudar, pode ligar diretamente para a Daniela, no telefone 92681086. E quem tiver interesse em adotar algum animalzinho destes que estão abandonados, pode ligar no telefone (19) 9427-86 90 e falar comigo, Mafepi. Nos próximos sábados publicaremos mais fotos...

“Mais água e mais peludos chegando para matar a sede...”

2º visita - (Sáb 24/09/2011): Ao longo da semana, conseguimos várias doações de rações, medicamentos, potes e até travesseiros. (Obrigada galera!). No sábado a tarde, eu, o Leandro Vieira de Paula, meu irmão, a Regiane Cremasco Rodrigues e a Patrícia Minucci partimos para a nossa missão. Infelizmente o que eu achava que talvez estivesse melhor, estava PIOR. Na foto já da pra ver a sede que os coitadinhos estavam. Um único garrafão dos 100 litros de água que conseguimos levar na carretinha estava vazando, e mal deu tempo de sair do carro pra colocar a água nos potes e lá estavam eles lambendo a água que caia na TERRA, tamanho o desespero...

doações Interessados: ligar para Paula-3681-2912 ou Alex 82868959

Essa cadelinha é uma das mais debilitadas de lá. O corpinho quase sem pêlos por causa da sarna, o rabinho entre as pernas de medo que a gente chegue perto dela. Não há dúvidas do tanto que deve ter sido maltratada antes de chegar ao lixão por causa do seu estado. O medo é visivel em seus olhinhos, e infelizmente não conseguimos vermifugá-la como conseguimos com alguns.

Nesta semana percebemos que muitos estão com irritações nos olhos, lacrimejando, e alguns até saindo líquidos purulentos. E eu não me canso de falar que o descaso é inacreditável e inadmissível.

O reconhecimento da ASSOMM A participação de Alexandre Luzetti, popularmente conhecido por Pucky, junto a Associação Ornitológica da Média Mogiana é digna dos melhores elogios. Ele, espontaneamente, foi o responsável pela confecção das estadas, que servem para reunião dos pássaros em seus eventos, uti-

lizando dos seus próprios conhecimentos e, diga-se de passagem, inteiramente de graça. Em 2007, durante o torneio “Mário Raddi” foram feitas 50 estacas individuais, que contou também com as colaborações do Tutti, Ricardo Raddi, Théo e do Kantinho do Kriador. Posteriormente foram

feitas mais 10 estacas coletivas, ou seja, comportam até 4 pássaros em cada uma, com o patrocínio do Kantinho. Essas estacas fazem parte do patrimônio da ASSOMM e todas elas tiveram a mão de obra do Pucky estando à disposição dos adeptos da entidade

ENVIE A FOTO DE SEU ANIMALZINHO DE ESTIMAÇÃO PARA

diagrama@gazetadoriopardo.com.br falecom@kantinhodokriador.com.br


C-7 - 1 de outubro de 2011 Fonte:UOL Esotérico

Esta é a semana da fase lunar nova que ocorre no signo de Libra, representando aos arianos um momento muito importante em seus relacionamentos, parcerias e alianças. Esta é uma fase, que continuará ao longo das próximas semanas, em que você perceberá mais a importância das pessoas que estão em sua vida e de que modo você tem se vinculado e relacionado com elas. É um momento muito significativo para perceber que velhos padrões não podem mais continuar. Pois desta forma é que você poderá estabelecer relações mais equilibradas. Semana muito significativa aos taurinos, marcada pela Lua nova e também pela conjunção entre os planetas Vênus e Saturno, indicando um momento em que você deve se conscientizar do que é preciso melhorar e aprimorar nos relacionamentos, especialmente nas relações de trabalho. É o momento de se questionar sobre a saúde de suas relações e também de estabelecer um novo ritmo de vida, que proporcione mais bem-estar e saúde.

Nhoque Mineirinho Cozinhe as batatas e reserve. Corte os tomates em cubinhos, descartando as sementes, e corte o queijo Minas também em cubinhos. Ingredientes Massa 750 grama(s) de batata asterix ou holandesa 1 unidade(s) ovo 1/2 xícara(s) de chá de farinha de trigo 1/2 colher(es) de sopa de manteiga sem sal Molho 2 unidade(s) tomates bem vermelhos 1/2 maço(s) de cebolinha picada 6 colher(es) de sopa de queijo Minas fresco 3 colher(es) de sopa de azeite virgem italiano 2 colher(es) de sopa de manteiga Sal a gosto Orégano a gosto Modo de preparo Massa Cozinhe as batatas na água fervente. O importante é que as batatas sejam cozidas com antecedência e passem pelo amassador só depois que estiverem frias. Misture-as com o ovo e a manteiga e, depois, incorpore a

Vera Fischer deixa clínica de reabilitação A atriz Vera Fischer deixou a clínica NIP, Núcleo Integrado de Psiquiatria, na manhã de terça-feira, dia 27. Vera saiu pelos fundos do local, acompanhada da filha Rafaela. A atriz já havia recebido alta no dia 30 de agosto, mas tinha preferido permanecer na clínica, para ficar “longe de pessoas mal-intencionadas”, conforme adiantou uma fonte, amiga de Vera. A atriz estava internada desde o dia 26 de julho em tratamento de reabilitação contra o abuso de substâncias químicas. Reynaldo Gianecchini diz querer voltar aos palcos em 2012 Reynaldo Gianecchini manifestou aos produtores de “Cruel” desejo de voltar aos palcos em fevereiro de 2012. A temporada da peça foi suspensa até que ele termine as sessões de quimioterapia. A equipe achou melhor trabalhar com prazo maior —março ou abril. Depois da quimioterapia, pacientes voltam a trabalhar, mas são desaconselhados a frequentar ambientes fechados e cheios, como cinemas e teatros — justamente o local de trabalho de Gianecchini.

farinha, misturando bem sem trabalhar demais a massa. Faça os rolinhos e, depois de cortados, passeos no rigagnocchi ou decore-os com o garfo. Cozinhe-os em abundante água salgada. Quando subirem à superfície, retire-os com a escumadeira.

A vida afetiva, os sentimentos e as relações estão evidenciadas nesta semana de Lua nova, em que ocorre também a conjunção entre Vênus e Saturno, indicando um momento de amadurecimento emocional, de uma maior consciência dos seus sentimentos e da necessidade de expressá-los de uma forma autêntica nas relações. Assuntos envolvendo o amor e crianças estão enfatizados, geminiano.

Molho Corte os tomates em cubinhos, descartando as sementes, e reserve. Corte o queijo Minas em cubinhos de 1 cm e reserve. Use só a parte verde da cebolinha e corte em rodelas de aproximadamente 1 cm. Em uma frigideira, coloque a manteiga e o azeite. Quando estiverem quentes, coloque os tomates, com a cebolinha, e deixe cozinhar até apurar bem. Reserve. Depois, coloque os nhoques no prato, junte o queijo Minas, acerte o sal e espalhe o molho sobre a massa, finalizando com orégano. Sirva a seguir.

Rihanna foi atendida por médico de emergência antes de show no Rio Um atendimento médico de emergência fez com que Rihanna demorasse quase duas horas para subir no palco do Rock in Rio, na última sexta-feira (23). Segundo a assessoria de imprensa do Barra D’Or, responsável pelo atendimento médico na cidade do rock, Rihanna foi atendida pelo otorrinolaringologista Geraldo Augusto uma hora antes do show em razão de uma laringofaringite inicial. “É o jeito carinhoso que Torloni tem com as pessoas”, diz assessora da atriz Uma entrevista de Christiane Torloni ao Multishow, durante a primeira noite de shows do Rock in Rio, na última sexta-feira (23), gerou repercussão na internet. No intervalo entre os shows, Torloni, 54 anos, foi abordada por Dani Monteiro, repórter do “Multishow”, para falar sobre o festival. Mostrando animação e um pouco do trejeito de sua personagem em “Fina Estampa”, Torloni respondeu que “hoje é dia de rock, bebê”. “É um jeito carinhoso que ela tem com as pessoas”, garantiu Liége Monteiro, a assessoria de imprensa da atriz, sobre o modo com que Christiane Torloni se expressou. “Ela fala sempre assim comigo. Ela me liga e pergunta: está tudo bem, bebê?”, explicou Liége.

PENSAMENTOS DE PAULO COELHO

O macaco e a macaca discutem Sentados num galho de árvore, o macaco e a macaca contemplavam o entardecer. Em determinado momento, ela perguntou: “O que faz com que o céu mude de cor, na hora que o sol atinge o horizonte?” “Se quisermos explicar tudo, deixamos de viver”,

respondeu o macaco. “Fique quieta, vamos deixar o nosso coração alegre com este entardecer romântico”. A macaca enfureceu-se. “Você é primitivo e supersticioso. Já não dá mais atenção à lógica, e só quer saber é de aproveitar a vida”. Neste momento, passava uma centopeia. “Centopeia!”, gritou o macaco. “Como é que você faz para mover tan-

tas patas em perfeita harmonia?” “Nunca pensei nisso!”, foi a resposta. “Então pense! Minha mulher gostaria de uma explicação!” A centopeia olhou para suas patas, e começou: “Bem.. eu flexiono este músculo…não, não é bem isso, eu tenho que jogar o meu corpo por aqui…” Durante meia-hora, tentou explicar como movia suas patas, e, à medida

que tentava, ia confundindo-se cada vez mais. Quando quis continuar seu caminho, já não podia mais andar. “Está vendo o que você fez?”, gritou desesperada. “Na ânsia de descobrir como funciono, perdi os movimentos!” “Está vendo o que acontece com quem deseja explicar tudo?”, disse o macaco, voltando a assistir o entardecer em silêncio.

Questões envolvendo a família, o lar e as bases emocionais estão enfatizadas aos cancerianos. É a semana do encontro entre o Sol e a Lua que caracteriza a fase lunar nova. É um momento muito importante, que se estenderá ao longo das próximas semanas, na resolução de questões domésticas, familiares e emocionais e de relacionamentos, canceriano. Desafios de melhorar a qualidade dos seus relacionamentos e vínculos, leonino, com a percepção dos velhos padrões e atitudes que não podem mais continuar. Há certas responsabilidades que seus relacionamentos demandam e das quais você não pode se omitir. Estabeleça uma relação mais verdadeira com as pessoas, sabendo ouvir pontos de vista distintos, leonino. Questões muito significativas envolvendo valores, recursos, finanças e relacionamentos estão evidenciadas nesta semana de Lua nova, virginiano. É o início de uma etapa em que você deverá definir melhor os seus valores, percebendo a necessidade de ser mais autêntico em relação ao que verdadeiramente considera precioso, e não baseando a sua vida em valores alheios, virginiano. Este é um dos momentos mais importantes do ano para os librianos, já que nesta semana ocorre o encontro entre Sol e Lua em seu signo, que caracteriza a fase lunar nova. E também ocorre a conjunção entre o seu regente Vênus e o planeta Saturno. Neste momento você estabelece uma nova identidade, uma nova consciência da individualidade e de como ela se reflete em seus relacionamentos. É hora de deixar para trás velhos padrões e de assumir essa nova identidade, libriano. Relacionamento é o tema em evidência neste momento, mas não se trata apenas de sua relação com as pessoas, mas da percepção da relação com o Universo, com a sociedade, do papel de cada pessoa em relação a esta totalidade. É um momento muito importante para refletir sobre esta dimensão espiritual que rege os relacionamentos humanos, escorpiano. Responsabilidades envolvendo amigos, grupos, contatos com instituições e empresas estão agora enfatizadas com a fase lunar nova. E nesta semana ocorre também o contato entre Vênus e Saturno, que representa a necessidade de superar os velhos padrões, receios e inadequações, a fim de estabelecer relacionamentos mais íntegros e equilibrados, sagitariano. A Lua nova, aliada à conjunção entre os planetas Vênus e Saturno no signo de Libra indica um momento importantíssimo para os capricornianos e representa um novo direcionamento de energia nas questões profissionais e também nas relações e parcerias. É o momento de assumir a responsabilidade de evoluir nos relacionamentos e compreender o que realmente significa realização profissional, capricorniano. A Lua nova libriana representa uma bela oportunidade de questionamento sobre as suas atitudes nas relações, buscando ser mais ético, justo, equilibrado e promovendo a paz onde há conflitos. É um momento muito importante para perceber o significado espiritual dos relacionamentos humanos, aquariano. Encare os conflitos como uma oportunidade de evoluir em seus relacionamentos, pisciano. O momento atual evoca a necessidade de reconhecer como você está agindo em suas relações, como está compartilhando emoções, potenciais e recursos. É hora de reconhecer o necessário processo de transformação que deve ocorrer no sentido de parceria e de relação, pisciano.

DIA 1º DE OUTUBRO - Antônio Maschietto Netto, Ancila Pansani Peres, Francisco Nyari, Adriani Florêncio, Marco Aurélio Moraes Rocha. DIA 2 - Mariana Nasser Brocadello, Aurora S. Mesquita, Matheus Eugênio S. Mesquita, Leila Aparecida Flauzino Tavares, André Luiz Donizeti Sanches, Cláudia Pestana da Silva Cândido. DIA 3 - Terezinha Zagota Machado Pinesi, Alexandre Marques De Sordi, Carlota Adelina Rocha Ribeiro, Vander da Silva, Suely Cristina de Moraes, Bruna Helena Duva Rossetto. DIA 4 - Renata Cristina Barsante, Ana Caroline Oliveira Belisário, Vera Lúcia Andreoli Torres, Bruno Luís Moraes Torres, Elaine Patrícia Russo Vieira, Maria Rosa F. de Martini. DIA 5 - Alisson Garcia Gil, Ana Carla Almeida Gonçalves, Marcelo Renato Marin De Pietro, Aly Carolino da Silva, Solania

Daud, João Francisco Junqueira de Andrade, Diva Aparecida Maida Paduelli. DIA 6 – Nelson I. Locatelli, Paulo Celso Vasconcellos, Danilo Moraes Souza, Maurício Ribeiro da Silva, Rafael da Silva Cafola, Vera Cristina Caetano, Sidnei Fornari, Márcia Aparecida Fernandes, Maria Eugênia Roxo Nobre, Anna Paula Rocha Ribeiro, Erika Shirakawa Sasahara, Márcio Aparecido Alves Faria, Murilo S. Dias Alves Faria, Camille da Silva Cândido. DIA 7 - Nézio Felisberto Júnior, Jefferson Donizete Paulo, Raquel Maria Celentano Barbosa, Maria Fernanda B. de Oliveira, Paulo Roberto Molfi, Joselene Meyer Honório, Rosa Maria Prado Teixeira, Vanessa Gayego Bello Figueiredo, Denize Maria Cardoso, Natália Maria Trivelato de Moraes, Reginaldo Aparecido Capitelli, Rafaela Orfei Bernardes.

Para acrescentar ou retirar nomes nesta lista, ligue para

3608-5655 ou mande e-mail para redacao@gazetadoriopardo.com.br


C-8 - 1 de outubro de 2011

COLUNA ESPÍRITA

Gente Acordando “Segue-me” (Mt 9, 9) Enquanto saia de Cafarnaum, Jesus viu um cobrador de impostos chamado Mateus, sentado na coletoria de impostos. Mateus exercia um trabalho que o tornava odioso aos olhos do povo e o igualava aos agiotas e exploradores, que se enriquecem às custas do outros. Os escribas e fariseus colocavam-no no mesmo nível dos pecadores públicos, tanto que censuravam Jesus por ser “amigo de publicanos e pecadores” e comer com eles (Mt 11, 19. 9, 10-11). Contrariando toda convenção social, Jesus chamou Mateus a segui-lo e aceitou o convite para almoçar em sua casa, como faria mais tarde com Zaqueu, chefe dos cobradores de impostos de Jericó. Quando pediram que Jesus explicasse esta atitude, Ele disse que veio para curar os doentes e não os que têm saúde, e que veio para chamar não os justos, mas os pecadores. Também desta vez seu convite era dirigido justamente a um deles: “Segue-me.” Jesus já havia feito esse chamado a André, Tiago, Pedro e João, às margens do lago. O mesmo convite Ele dirigiria depois, com outras palavras, a Paulo na estrada de Damasco. Mas Jesus não se limitou àqueles chamados no decorrer dos séculos. Ele continuou a chamar para si homens e mulheres de todas as nações. E chama ainda hoje. Ele passa pela nossa vida, encontranos em diferentes lugares, de diferentes modos, e faz-nos ouvir novamente seu convite a segui-lo. Jesus chama-nos a estar com Ele, porque deseja estabelecer um relacionamento pessoal; ao mesmo tempo, convida-

nos a colaborar com Ele no grande projeto de uma nova humanidade. Ele não se importa com as nossas fraquezas, os nossos pecados, as nossas misérias. Ele nos ama e nos escolhe do jeito que somos. É o seu amor que nos vai transformar e dar forças para responder-lhe e a coragem para seguilo, como aconteceu com Mateus. E, para cada um de nós, Ele tem um particular amor, projeto de vida e chamado. É algo que percebemos no coração por meio de uma inspiração do Espírito Santo, ou mediante determinadas circunstâncias, ou por um conselho ou orientação de alguém que nos quer bem. Embora se manifeste nos modos mais diferentes, a mesma palavra continua ecoando: Segue-me.” Lembro-me de quando também eu recebi esse chamado de Deus. Foi numa manhã gelada de inverno, em Trento, na Itália. Minha mãe pediu à minha irmã caçula que fosse buscar o leite a uns dois quilômetros de casa. Mas fazia frio demais e ela não teve coragem. Também a minha outra irmã recusouse a ir. Então eu me adiantei: “Mamãe, eu vou.”Dizendo isso, peguei a garrafa, e saí. A meio caminho acontece um fato especial: tenho a impressão de que o céu como que se abrir e Deus me convidar a segui-lo: “Entregue-se totalmente a mim”, é o que percebo no coração. Era o chamado explícito ao qual quis responder imediatamente. Falei sobre isso ao meu confessor, que permitiu a minha doação total a Deus para sempre. Era o dia 7 de Dezembro de 1943. Nunca serei capaz de descrever o que se passou no meu coração, naquele

dia. Eu tinha desposado Deus! E Dele eu podia esperar tudo! “Segue-me.” Essa palavra não se refere somente ao momento em que decidimos a nossa opção de vida. Dia após dia, Jesus continua a dirigi-la a nós. “Segueme”, é o que Ele parecenos dizer diante dos mais simples deveres cotidianos; “Segue-me”, naquela provação a ser abraçada, naquela tentação a ser superada, naquele serviço a ser executado... Como podemos responder concretamente ao seu apelo? Fazendo o que Deus quer de nós no momento presente, pois cada instante tem sempre uma graça especial. O nosso empenho para esse Mês, portanto, será entregar-nos à vontade de Deus com decisão, doarnos ao irmão e à irmã que devemos amar, doar-nos ao trabalho, ao estudo, à oração, ao repouso, à atividade que temos de desempenhar. Será aprender a escutar, no profundo do coração, a voz de Deus que fala também pela voz da consciência, dispostos a sacrificar tudo para atuar aquilo que Ele deseja de nós em cada momento e que essa voz nos revelará. “Faz que te amemos, ó Deus, não só cada dia mais – porque podem ser pouquíssimos os dias que nos restam -, mas faz que te amemos em cada momento presente, com todo coração, a alma e as forças, naquilo que é a tua vontade”. Esse é o melhor sistema para seguir Jesus. Chiara Lubich Esta Palavra de Vida foi publicada originalmente em julho de 2005.

BÍBLIA

Paralelos da história de Israel e da Igreja Deus sempre quis a unidade de Seu povo na terra. No Antigo Testamento isso já era um mandamento Dele prescrito em Deuteronômio 12, onde se diz que os judeus não poderiam fazer sacrifícios pelos seus pecados em qualquer lugar, mas no local designado pelo Senhor. Jerusalém se tornaria, depois, esse lugar único, para onde as 12 tribos de Israel teriam de ir três vezes ao ano para ali sacrificar. Isso se tornaria um princípio espiritual para nós no Novo Testamento: não podemos ter nossas próprias escolhas no serviço a Deus e sim a escolha Dele mesmo. Depois que o povo errou por quebrar o princípio da unidade, Deus permitiu que ele sofresse um período de cativeiro de 70 anos na Babilônia (2 Crônicas 36:19-21). Todavia Deus tinha a intenção de restaurar Jerusalém e levar de volta Seu povo para lá. Em Esdras 1:1 vemos o início da restauração da casa de Deus no Antigo Testamento. Esse processo teve início com Ciro, rei da Pérsia, cujo espírito foi despertado por Deus, provavelmente quando Daniel lhe mostrou nas Escrituras as profecias a seu respeito (Daniel 1:21; Isaias 44:28; 45:1-3). Deus escolheu Ciro para libertar Seu povo e reconduzi-lo a Jerusalém. Para isso, Ciro mandou anunciar por todo o seu reino o que Deus lhe ordenara.

Como seu domínio incluía as terras para onde Israel e Judá foram levados cativos, todo o povo de Deus por lá espalhado foi convocado para subir a Jerusalém. Hoje o Senhor nos tem igualmente chamado para esta incumbência: edificar Sua casa segundo Sua escolha e determinação no Novo Testamento (João 4:23-24. Efésios 2:20-23; 4:3; Apocalipse 1:11). Assim como sucedeu com Ciro, nós também precisamos ser despertados em nosso espírito para cooperar com o Senhor quanto à edificação da igreja. Naquela época um bom número voltou para Jerusalém após os 70 anos de cativeiro. No entanto, uma parte não se dispôs a voltar. Afinal, após tantos anos na Babilônia muitos tinham estabelecido família, negócios, relações; estavam, portanto, arraigados em Babilônia. Voltar para Jerusalém também implicava começar tudo de novo. Uma vez que Jerusalém estava arruinada, eles deveriam reedificar tudo. O povo precisaria, desse modo, estar tomado por uma visão. O retorno do povo de Deus a Jerusalém restauraria, no mínimo, quatro itens: o testemunho de Deus, a base da unidade, o desfrute e a alegria e a casa de Deus. No capítulo 3 de Esdras vemos que o povo voltou para Jerusalém e os edificadores começaram a lançar os alicerces do templo.

Enquanto isso era feito, havia muito choro e alegria (VS. 11-12). Já no capítulo 4 sobreveio perseguição e oposição, com o intuito de prová-los. Alguns adversários estavam inquietando o povo, desanimando-o de restaurar Jerusalém. Essa oposição era, pois, para provar se o que eles faziam se baseava numa visão celestial ou numa empolgação. Desse episódio podemos aprender uma lição: que fazer quando somos perseguidos por nos envolver com a restauração da casa de Deus? Vamos desistir? Não! O Senhor é conosco; Ele vai sempre nos fortalecer e nos proteger. Isso está demonstrado na história de Esdras e Neemias, que foram sempre fortalecidos pelo Senhor. Esperamos que com a leitura da Palavra de Deus seu espírito, leitor, seja despertado para restaurar a casa de Deus. Tendo como exemplo a história de Israel, sabemos das dificuldades que sobrevirão aos que se posicionarem pelo Senhor e pela restauração de Sua igreja. No entanto, encorajamos você a permanecer firme naquilo que o Senhor lhe revelar. Jesus é o Senhor! (Mensagem do Jornal Árvore da Vida – SP. Reuniões da igreja em S.J.R.Pardo: rua dr. João G. Ribeiro, 123, aos sábados e domingos, 19 horas)

Qual será o motivo da mudança que se opera no caráter do indivíduo em certa idade, e particularmente ao sair da adolescência? Esta é uma das muitas questões que Allan Kardec fez aos Espíritos superiores, que assim responderam: É o Espírito que retoma a sua natureza e se mostra tal qual era. (...) Imaginemos alguém que dormisse durante anos. Ao despertar teria dificuldade para localizarse, aclarar ideias, reintegrar-se na vida familiar e social. Algo semelhante ocorre com o Espírito ao reencarnar. Situa-se semiadormecido durante a infância. Desperta preso a um corpo que o desligou do passado, impondo-lhe desmedidos esforços para retomar o exercício da razão e da iniciativa. Esse despertar é marcado por significativas mudanças orgânicas. Sobretudo, há o compulsivo empenho de autoafirmação, que o leva a assumir posições contestatórias e de rebeldia, principalmente no lar, como se quisesse provar às pessoas e a si mesmo que é gente. Situa-se, assim, como uma personalidade que não definiu bem seus contornos, sua maneira de ser. Hoje brigado com a

Humanidade; amanhã, em paz com a Vida. Num lar onde os pais convivem às turras, agredindo-se com palavras e atos, cada filho incorporará algo daquela influência consoante seu grau de maturidade. Uns seguirão os exemplos dos pais, outros sentirão horror de semelhante comportamento, porque já superaram a agressividade. Pais austeros, que deram os melhores exemplos de honestidade e retidão aos filhos, atormentam-se ao constatar que eles adotaram uma orientação de vida contrária aos valores recebidos. - Será que nosso empenho foi em vão? – perguntam angustiados Evidente que não. Seria pior sem seus cuidados. E o que ofereceram aos filhos jamais se perderá. ****** Um homem rico e poderoso esmerou-se na educação de seus dois filhos, oferecendo-lhes os melhores exemplos de retidão, em existência confortável e segura. Um deles, entretanto, aborrecendo-se das disciplinas do lar, pediu ao seu pai sua parte na herança. Este, sábio e prudente, considerou que era chegado o momento do filho colher de suas próprias experiências. Deu-lhe considerável soma em dinheiro

e o deixou partir. O jovem foi para país distante, onde dissipou a fortuna em noitadas alegres. O país estava em recessão. Tudo o que o jovem conseguiu foi a função de guardador de porcos. Passou privações, até que um dia caiu em si, considerando que na casa de seu pai até os servos viviam melhor. Decidiu voltar. Diante do pai, prosternando-se, confessou em lágrimas: - Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho... O pai, porém, ergueuo, abraçou-o e dirigindo-se aos servos, ordenou: - Façamos uma grande festa. Comamos e regozijemo-nos, porque este meu filho estava perdido e foi encontrado. ***** Certamente o leitor identificou no texto a parábola do filho pródigo, que simboliza o nosso relacionamento com Deus, o Pai que nos concede os patrimônios da Vida que, não raro, esbanjamos e consumimos na inconsequência. Porém, ainda que nossos filhos não elejam o roteiro mais adequado, o importante é que os recebamos de braços abertos. Elizabeth R. G. Daud Fonte: O Livro dos Espíritos e Viver em plenitude.

NEURÓTICOS ANÔNIMOS N/A São José do Rio Pardo

NA

Uma serenidade plena Faço parte de N/A para recuperar-me da doença emocional. Quando cheguei em N/A, trouxe comigo muitos defeitos de caráter, que eu nem imaginava possuir, pois minha neurose não me deixava percebê-los. Comparo-me ai chegar em N/A, como um diamante antes da lapidação. Ele vem muito bruto, sujo, irregular, exatamente como eu me sentia naquela época, pois a minha personalidade – que eu considerava forte – estava sendo deformada pelos meus defeitos de caráter. Naquela época eu pensava que sabia tudo, sem, no entanto, saber que era a doença emocional quem dava aquela falsa sabedoria. Em N/A a linguagem erudita descansa e dá lugar a uma linguagem maior que é a do Amor. Naturalmente ainda não adquiri a serenidade plena e nem tenho essa pretensão. Mas só pelo fato de ter conseguido a humildade sufici-

ente para sair do pedestal da prepotência, já me sinto muito feliz. Aprendi dentro do N/A a estabelecer um programa de periódica avaliação dos meus atos, ou seja, fazer um inventário moral, a fim de examinar com acerto como decorre minha vida. Aprendi a usar o meu tempo com certa dose de sabedoria. Hoje as horas, as semanas, os meses e os anos continuam se repetindo – enfim, o tempo tem o mesmo tempo como antigamente – só que agora dentro de outras circunstâncias, pois já não sou mais como era. Aprendi a parar para pensar, para avaliar minhas atitudes. E se a minha produção não é boa, alguma coisa acontece no solo. E este solo é o meu espírito, o meu coração. Procuro também, dentro do possível, manter-me sereno, calmo, pois sei que muita movimentação dá pouca produtividade e a agitação leva a rendimento precário. Graças ao Pro-

grama de Recuperação de N/A, já consigo congelar as mentiras e calúnias nos meus ouvidos não as passando adiante, pois as palavras insensatas ateiam lamentáveis incêndios em mentes e corações fracos. Aprendi também através da literatura de N/ A a me libertar daquele ostracismo em que vivia e que me fizera um misantropo. Costumamos dizer que N/A é uma escola de vida. Uma escola onde se aprende a viver de uma maneira melhor. Se na escola tradicional aprendemos a ler e a escrever, somar e subtrair, em N/A aprendemos a falar; a multiplicar nossas boas ações, subtrair nossos defeitos e somar nossas virtudes, e com isso chegar a uma serenidade plena ou se não a um nível que nos dê condições pelo menos de ter uma vida mais digna. — Companheiro Mário

Reuniões: Segundas-feiras: 19h30 na Matriz, Terças-feiras: 19h30 no Cassucci

Al-Anon e Alateen para familiares e amigos de alcoólicos Numa reunião de Al-Anon vários membros compartilham sobre a mudança de suas atitudes depois que ingressaram no programa Al-Anon. Nos Grupos Al-Anon e Alaten existe compreensão. As pessoas usam o primeiro nome e são avisadas para não divulgar quem elas vêem ou as histórias pessoais que elas ouvem numa reunião. Os recém chegados no programa ficam aliviados ao saber que existe um lugar para com-

partilhar sem medo de serem julgados. O Al-Anon/Alateen é uma associação mundial de homens, mulheres e adolescentes que tem amigos ou familiares com um problema de bebida. Os membros se reúnem regularmente para compartilhar sua experiência, força e esperança ao lidar com frustações e sentimentos de desamparo causados pela doença do alcoolismo. Os membros do Al-Anon vivem

vidas significativas e satisfatórias, ajudando a si mesmo com a ajuda do Al-Anon. Se você está preocupado com a maneira de beber de alguém, entre em contato com o Al-Anon. Grupo Esperança – terça-feira – às 20 horas – Igreja Matriz São José – Salão Ou telefone para Serviço de Informação Paulista Al-Anon – 0xx11 3227-2699,ou acesse o site WWW.al-anon.org.br São José do Rio Pardo - SP

Gazeta do Rio Pardo 2564  

Gazeta do Rio Pardo 2564

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you