Page 1

Revista

Ano I - Número 19

Gazeta Penhense Pa o l l a O l i ve i r a U m a at r i z d e s u ce s s o Confira também: Viagem Toscana Dicas para CASA BELEZA Pele lisa e livre de estrias é possível


O diálogo é o

melhor remédio A informação é o melhor caminho para salvar os jovens das drogas e a educação começa em casa Sem dúvida nenhuma, uma das maiores preocupações do momento é a disseminação das drogas. A cada dia a situação parece piorar. É de arrepiar quando vemos nos noticiários os traficantes atuando livremente, em alguns pontos que incluem portas de escolas, vendendo entorpecente como quem vende balas ou sorvetes. É mesmo uma situação estarrecedora. A educação dos jovens e adolescentes é ainda o único caminho para livrá-los das drogas. E esta educação começa, sem dúvida alguma, em casa. Depois, a escola também tem papel fundamental neste processo. É preciso acabar com o tabu com relação “a se falar em drogas”; ainda existem alguns pais que pensam que quanto menos se falar no assunto, melhor. Este é o maior dos enganos que se pode cometer porque enquanto os pais se abstêm de tocar no assunto em casa, na rua o volume de informações é enorme e, na maioria das vezes, a informação vem distorcida e acaba levando o jovem a experimentar o que ele não sabe direito o que é. O jovem mal informado é a presa perfeita para o traficante.

As drogas são substâncias naturais ou sintéticas que modificam o comportamento físico, emocional e social das pessoas que as consomem. O seu uso provoca mal estar físico e emocional, prejudicando o indivíduo. As drogas mais usadas são o cigarro (sim, o cigarro é uma droga), álcool, maconha, cocaína (estimulante), alucinógenos, heroína (entorpecente), cola, ecstasy, crack etc O uso de TODAS essas drogas causa dependência no indivíduo. É uma necessidade compulsiva de usar a droga, caracterizada por alterações mentais e físicas profundas que dificultam o controle do seu uso ou da sua abstinência. Deste modo, o usuário acredita que para se sentir bem, ou mesmo sobreviver, precisa drogar-se criando o que se chama de dependência psicológica. A dependência física se manifesta por meio de transtornos biológicos quando se sus-


pendem bruscamente a droga. Geralmente dependência psicológica e dependência física andam juntas. Com o uso contínuo de drogas, o organismo do indivíduo vai adquirindo mais resistência, obrigando-o a tomar cada vez quantidades maiores para obter os mesmos efeitos. Isto se chama tolerância e, geralmente, desenvolve-se junto com a dependência física. Muitas são as razões que podem levar ao consumo de drogas, mas as causas mais comuns são desejo ou a suposição de que elas podem resolver todos os problemas; influência de amigos para experimentá-las; fácil acesso às drogas, socialmente aceitas, como o cigarro e o álcool. Juntamente com estas razões encontramos ainda a falta de orientação dos pais e familiares; incompreensão e falta de diálogo em casa; distúrbios familiares causados

por desajustamento entre os pais ou separação; falta de religiosidade. A “curiosidade” ainda é uma das razões mais importantes por não conhecer os efeitos nocivos que as drogas causam no ser humano (geralmente na rua só se conta o que a droga traz de bom); não conhecendo o verdadeiro sentido da própria vida, procuram algo no desconhecido para sua autoafirmação. Importante, seu filho poderá, por curiosidade, estar se iniciando no uso de drogas. Não o chame de “viciado” e de nada vai adiantar gritos e surras. Procure entendê-lo, procure ajuda especializada e, principalmente, mostre-lhe que você está ao seu lado. E, se você souber que algum amigo de seu filho enveredou por este caminho, converse com os pais desse amigo. Procure ser amigo e conciliador e ajude no que for possível, afinal estamos todos no mesmo barco.


Sorria Sorria Sorria Sorria Dever de casa Joãozinho chega da escola, faz seu dever de casa com pressa e sai para brincar. Sua mãe, ao ver o menino no quintal à toa, logo vai questioná-lo a respeito das tarefas: — Joãozinho, você já fez a lição? — Fiz, sim, está tudo pronto! — Mas você mal chegou da escola. Como terminou tão rápido? — Ah, mamãe, estava muito fácil. Foi moleza. A mãe, desconfiada, continua: — Mesmo assim, meu filho. Você deve fazer tudo com bastante atenção. Você sabia que a pressa é inimiga da perfeição: E ele responde: — Ah, eu não tenho nada a ver com isso! Elas que façam as pazes! Amigo da onça Dois caçadores conversam em seu acampamento: — O que você faria se estivesse na selva e uma onça

aparecesse em sua frente? — Ora, dava um tiro nela. — Mas e se você não tivesse nenhuma arma de fogo? — Bom, eu a matava com meu facão. — E se você estivesse sem o facão? — Pegava um pedaço de pau. — E se você não tivesse nenhum pedaço de pau? — Subiria na árvore mais próxima. — E se não tivesse nenhuma? — Corria. — E se você estivesse paralisado de medo? O outro, já irritado, retruca: — Mas, afinal, você é meu amigo, ou amigo da onça? Sogra desaparecida Um sujeito chega na delegacia. Após esperar um bom tempo, consegue falar com o delegado. — Eu vim dar queixa.

Sorria Sorria

— Pois não, sobre o que seria? — pergunta o oficial. — É que minha sogra está desaparecida. — Certo, primeiro vou precisar de algumas informações. Você poderia descrevêla, por favor? — É uma senhora na faixa dos 60 anos, pequena, meio gordinha e com cabelos grisalhos e muito chata. — Há quanto tempo ela sumiu? — Duas semanas — respondeu o genro. — E só agora é que você me fala? — É que eu custei a acreditar que eu tivesse tanta sorte! Trocando as fraldas Poucos dias após o nascimento do seu primeiro filho, o marido chega em casa, joga o paletó sobre uma cadeira, esparramase no sofá e liga a TV. Neste mesmo momento, a mulher pede: — Querido, você não quer trocar o

Vinícius enquanto eu preparo o seu jantar? — Agora estou ocupado, meu bem! Você troca esta e eu troco à próxima. A mulher desliga o fogão, troca a criança, volta e continua a fazer o jantar. À noitinha, o nenê suja as fraldas novamente. — Querido, agora é a sua vez de trocar o bebê! — Minha vez? — pergunta ele, indignado. — Você disse que iria trocar à próxima! — Eu não disse a próxima troca. Eu disse a próxima criança! Preço camarada O sujeito, decepcionado, se lamenta com os amigos: — Vocês não vão acreditar! Minha mulher agora está cobrando para fazer sexo comigo! Outro dia ela cobrou 100 Reais! — E você ainda reclama? Para nós ela está cobrando 200!


Toscana Um pedaço do paraíso está na Itália A região da Toscana frequentemente serve de cenário para filmes e outras produções do gênero fotos GB Edições

Para conhecer a Toscana a melhor opção é começar a viagem pela capital Florença. Nada mais lindo do que admirar o pôr do sol nesta maravilhosa cidade italiana Toscana, um verdadeiro paraíso italiano que ao norte é delimitada pelos Montes Apeninos e ao sul pelo Mar Tirreno. A região, repleta de campos de flores, planícies verdes e montanhas cobertas de ciprestes que balançam ao vento e inúmeras construções medievais, dá ideia de como é Toscana, berço de grandes nomes da história como, por exemplo: Michelangelo, Dante Alighieri

e Galileu Galilei. A Toscana é a sede administrativa do Arquipélago Toscano, sendo que uma de suas principais ilhas é a Ilha de Elba; trata-se de uma das maiores regiões italianas em território e número de habitantes. É o refúgio preferido de quem quer ficar longe dos holofotes e por isso abriga mansões construídas por empresários ricos e gente famosa.


Por isso, a Toscana é considerada um dos endereços chiques da Europa. A região é tão bonita e interessante que serve de cenário para produções do cinema e da televisão. Valem como exemplos o filme “Sob o Sol da Toscana”, mesmo tendo sido produzido nos Estados Unidos em 2003, trata-se de um romance que fez muito sucesso nas locadoras, e ainda a nossa novela “Passione”, da Globo, que teve cenas gravadas em Flo-

Já na cidade de Pienza, o turista pode atravessar as ruas românticas que têm nomes sugestivos, como a “Rua do Amor” e a “Rua do Beijo”

rença e cidades vizinhas. Voltando a falar em viagem, se o turista está interessado na cultura italiana não pode deixar de conhecer Florença, a capital da Toscana. Berço do Renascimentismo, Florença é bem servida por um aeroporto internacional e fica a duas horas de trem de Roma. Uma boa pedida é viajar de carro pela zona rural. No trajeto o visitante pode deslumbrar-se com inúmeros vinhedos, oliveiras e castelos medievais. Na cidade medieval de San Gimignano, por exemplo, se pode

Uma boa pedida é viajar de carro pela zona rural. No trajeto o visitante pode deslumbrar-se com inúmeros vinhedos e oliveiras

observar catorze torres de pedras intocadas e admirar as obras de arte de grandes pintores florentinos, além, é claro, de provar um delicioso vinho branco produzido exclusivamente nesta cidade. Siena também é uma ótima atração. Pouco antes de chegar à cidade, as cores das paisagens mudam. As colinas vão perdendo um pouco do manto verde dos bosques e ganham um tom amarelo-brilhante. Seguindo para sudoeste pela Casia, a caminho de Ascino, pode-se visitar Monte Oliveto Maggiore, um monastério do Século XIV, ao qual se chega atravessando uma torre fortificada. Já na cidade de Pienza, o turista pode atravessar as ruas românticas que têm nomes sugestivos, como a “Rua do Amor” e a “Rua do Beijo”. Pertinho de Pienza está Montepulciano, com seus palácios e igrejas renascentistas. Não deixe de provar o vinho Nobile de Montepulciano, um tinto refinado típico da região de Siena. Mas, a Toscana também reserva lindas praias. A oeste, a costa do Mar Tirreno tem areia clara e fininha e balneários ideais para a prática de esportes aquáticos. Já para


quem prefere badalação a indicação é a praia de Punta Ala. Em quase todas as praias a prática de topless é costume. No litoral também é possível visitar o Parque Nacional de Maremma, com 4000 hectares de florestas, onde a fauna e a flora local estão preservadas. A comida toscana não é apenas baseada em massas. Comem-se muitos pratos à base de caça nessa parte da Itália. Em Florença, você vai encontrar uma “trattoria” em cada esquina. Use o critério universal de seleção: entre nas mais cheias. Pizzarias podem ser grandes decepções, porque, em geral, as pizzas são requentadas e muito pobres em queijo. Quase todos os cardápios incluem três pratos: um antepasto, uma massa e uma carne. Em todos os restaurantes você vai encontrar gente falando alto, massa feita

em casa e preços aceitáveis. Por todos esses motivos, vale a pena conhecer esse maravilhoso pedacinho da Itália. Consulte seu agente, e boa viagem!

Uma visita à cidade medieval de San Gimignano é uma grande opção. Por lá se pode observar as catorze torres de pedra intocadas e as obras de arte de grandes pintores florentinos, além, é claro, de provar um delicioso vinho branco produzido exclusivamente no local

Siena também é uma ótima atração. Pouco antes de chegar à cidade, as cores das paisagens mudam. As colinas vão perdendo um pouco do manto verde dos bosques e ganham um tom amarelo-brilhante


foto Patrick Gomes /GB Edições

“Nada do que conheço paga o preço de viver sem liberdade”. (De Gabriel, o Pensador) “Tive êxito na vida. Agora tento fazer da minha vida um êxito”. (Da atriz francesa Brigitte Bardot, que agora é uma ativista em defesa dos direito dos animais) “Eu sou emoção pura. Sou totalmente ligada pelo coração. Todas as minhas atitudes são guiadas pelo que estou sentindo no momento”. (Da apresentadora Sabrina Sato) “Estivemos juntos por 27 anos, em que compartilhamos de muito respeito. Cerca de dois anos estamos passando por um processo cauteloso de separação. E justamente por isso, gostaríamos de pedir que respeitem esse momento e não criem nenhum motivo” (Da ex-Globeleza Valéria Valenssa falando sobre o fim do casamento com Hans Donner)

“Tento levar uma vida tão normal quanto possível. Você não consegue ser mimado quando tem que passar sua própria roupa”. (Da atriz de Hollywood, Meryl Streep)


Pensamentos da Semana Domingo “A felicidade gosta de entrar nos lares nos quais reina o bom humor”. (Provérbio japonês) Segunda “Quando Deus fecha uma porta, ele pode estar abrindo uma janela”. (Julie Andrews) Terça “A ciência sem a religião é manca. E a religião sem a ciência é cega”. (Albert Einstein) Quarta “As asneiras feitas podem ser, às vezes, remediadas; as que são ditas são irremediáveis”. (Berthet)

Quinta “Não diga tudo o que você sabe. Mas, saiba sempre o que você diz”. (Mathias Claudius) Sexta “É mais cômodo saber pouco do que saber muito”. (Marcelino Menendez y Pelayo) Sábado “Um problema sem solução é um problema mal colocado”. (Ralph Emerson) omingo "Você faz suas escolhas; e suas escolhas fazem você". (S. Beckmann)


Paolla Oliveira Uma atriz de sucesso fotos João Miguel Jr-RG/GB Edições

Paolla Oliveira aparece na novela “A Dona do Pedaço” interpretando Vivi Guedes, uma mulher poderosa e cheia de autoestima. Rica e mimada, coleciona milhões de seguidores e adora o sucesso, no entanto nem imagina qual é sua verdadeira origem. Alguma coisa começará a mudar o comportamento de Vivi quando ela acompanhar Chiclete (Sérgio Guizé) na viagem ao Espírito Santo para o sepultamento de Adão (César Ferrario). Quando chegar na casa dos Ramirez, Vivi terá a sen-

Paolla Oliveira é apaixonada por sua profissão e sempre encara suas personagens com muito profissionalismo e responsabilidade

Talentosa e muito bonita, além de atriz, Paolla de Oliveira também é apresentadora e estrela de várias campanhas publicitárias

sação de que conhece aquele lugar e que já viveu ali. O estranho sentimento não a abandona nem mesmo quando retorna ao Rio de Janeiro. E isso poderá mudar os rumos da trajetória de Vivi. Para saber o que acontecerá, tem que seguir a trama escrita por Walcyr Carrasco. Paolla Oliveira estreou nas novelas da Globo em 2005 quando fez a Giovanna, em “Belíssima”. Ganhou tanto destaque que no ano seguinte protagonizou “O Profeta”, novela mos-


trada na faixa das seis da tarde. Desde então, tem sido um trabalho atrás do outro, sendo que também foi protagonista de “Insensato Coração”, em horário nobre, interpretando Marina Dumond. Paolla Oliveira é paulistana, nasceu no dia 14 de abril de 1982 e é formada em Fisioterapia. A carreira artística começou na infância participando de campanhas publicitárias e quando adulta, mesmo tendo uma profissão, ela fez o curso de Teatro e Artes Cênicas. Nos bastidores de “Belíssima” ela e Maurício Mattar se enamoraram. O casal chegou a dividir o mesmo teto, mas praticamente um ano depois estavam separados. Tudo de comum acordo; eles são amigos até hoje. Apesar de ser sempre discreta quanto à vida pessoal, no começo de 2010 a atriz também foi notícia quando assumiu o relacionamento com o também ator e apresentador Joaquim Lopes, ex-marido de Thaís Fersosa de quem se separou na volta da viagem de núpcias. Na época, Paolla foi apontada como pivô do rompimento, mas tanto ela como Joaquim preferiram não comentar nada sobre o assunto e eles ficaram juntos até o início de 2015; há quem garanta que a aproximação entre eles aconteceu nos bastidores das filmagens de “Uma Professora Muito Maluquinha”, finalizadas dias antes do casamento de Lopes e Fersoza. Enfim, as coisas do coração não têm muita explicação. No ano de 2015, Paolla engatou um romance com o diretor Rogério Gomes e eles ficaram juntos até o começo deste ano. Atualmente, ela está solteira e tomou uma decisão, pensando em seu futuro. A atriz congelou óvulos, embora tenha dito recentemente que, neste momento não pensa em constituir família, no entanto não pode prever o futuro, daí a precaução caso decida ter filhos.

Mas, voltando à carreira artística, Paolla Oliveira, também se destacou em “Ciranda de Pedra”, na qual viveu a Letícia Cassini, mulher de Cícero Cassini, interpretado por Osmar Prado. O seu personagem morreu no decorrer da história, mas Paolla já estava escalada para a próxima novela das seis, “Cama de Gato”, na qual fez a primeira vilã de sua carreira, Verônica, contracenando novamente com conhecidos nomes do público. Este foi um dos seus melhores trabalhos. E tem ainda a policial Jeiza, sua personagem em “A Força do Querer” e a Carolina Malfatti, na série “Assédio”. Paola Oliveira também foi uma das estrelas da série “As Cariocas” exibida pela Globo em 2010. E ainda, apareceu no especial “Afinal, O

Paolla Oliveira durante intervalo de gravação de cena da novela “A Dona do Pedaço”


Que Querem As Mulheres”. Atriz de múltiplas faces, em 2009 Paolla Oliveira foi campeã da “Dança dos Famosos”, quadro exibido no “Domingão do Faustão” e ganhou vários prêmios de “Melhor Atriz” por sua atuação em novelas, que aliás, foram várias na tela da Globo que tiveram o brilho da atriz. Contabilizando, ela participou de mais de vinte produções para a televisão, desde que estreou há quinze anos. A atriz também brilhou no cinema em dezenas de filmes, inclusive como dubladora. Certamente Paolla Oliveira vai continuar figurando na lista das estrelas da teledramaturgia e, na Globo, é uma das mais bem cotadas e das mais bem pagas do casting de atores.

Discreta quanto aos assuntos da vida pessoal, atualmente Paolla Oliveira está solteira e não planeja ter filhos, no entanto decidiu congelar óvulos, caso mude de ideia no futuro

Na novela “A Dona do Pedaço”, Paolla Oliveira interpreta Vivi Guedes, uma moça rica e mimada que não imagina qual é a sua verdadeira origem


Perfil Nome completo: Sérgio Tadeu Corrêia Guizé Nome artístico: Sérgio Guizé Data de nascimento: 14 de maio de 1980 Local: Santo André (SP) Carreira: É formado pela Escola Livre de Teatro de Santo André e pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul. Estreou no Teatro em 1998. Na televisão estreou de 2004, na novela “Da Cor do Pecado” Curiosidades: Ganhou maior notoriedade quando fez o personagem João Gibão, no remake de “Saramandaia”, em 2013. Depois protagonizou a novela “Alto Astral” e “Êta Mundo Bom!” Talento: Além de ator, Sérgio Guizé também é cantor e guitarrista da banda “Tio Che” Vida Pessoal: Sérgio Guizé já namorou Alessandra Negrini, a

foto Victor Pollak-RG/GB Edições

produtora e diretora Marina Previato e Nathalia Dill. Atualmente vive com a atriz Bianca Bin que foi sua colega de elenco em “O Outro Lado do Paraíso”, na qual interpretaram Gael e Clara, respectivamente Atual personagem: O justiceiro Chiclete em “A Dona do Pedaço”


Faça como milhares de pessoas e receba a Gazeta Penhense no seu WhatsApp - GRÁTIS Você que quer mais facilidade para ler as notícias da Gazeta Penhense, receba sem custo algum a Edição Virtual no seu WhatsApp. A Edição Virtual conta com mais publicações que a versão impressa. Basta adicionar nos contatos do celular, o número

(11) 99481-4678

e pedir a inclusão na LISTA, mandando uma mensagem, pelo WhatsApp, com o seu nome. Os participantes farão parte de um núcleo de transmissão, ou seja, serão notificados apenas pelo ‘Gazeta’, que administra a transmissão.

Além do Jornal você também vai receber a Revista Gazeta Penhense


Importância do diagnóstico precoce para controle da diabetes em crianças foto divulgação

Testes rápidos e tecnologia, podem ajudar pediatras a diagnosticar e controlar diabetes em crianças e adolescentes. Em dez anos, entre 2006 e 2016, o número de pessoas diagnosticadas com diabetes aumentou quase 62% no Brasil. Durante esse período, o percentual de habitantes com a doença aumentou de 5,5% para 8,9%. Os dados foram apurados pelo Ministério da Saúde, por meio da pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), divulgada no ano passado. Segundo o órgão, este crescimento é observado em todo o mundo e reflete fatores como, mudanças dos hábitos alimentares e baixa prática de atividade física. Do total de brasileiros portadores de diabetes, estima-se que um milhão sejam crianças, de acordo com a Associação de Diabetes Juvenil. A cada cem mil crianças e adolescentes com menos de 15 anos, 7,6 mil novos casos de diabetes tipo 1 são diagnosticados, de acordo com o Ministério da Saúde. Para o médico Alexandre Chieppe, ex-subsecretário de Saúde do Rio de Janeiro, é fun-

damental ampliar e melhorar o diagnóstico precoce, também em crianças e adolescentes, para evitar as complicações da doença e propiciar-lhes uma melhor qualidade de vida. “Infelizmente, estima-se que para cada caso diagnosticado haja outro sem diagnóstico”, afirma o médico. Chieppe, consultor da MedLevensohn, salienta que o equipamento disponibilizado pela empresa — On Call Plus com Medbem - permite o monitoramento domiciliar do diabetes pela equipe responsável, por meio da transferência dos dados obtidos. O uso conjunto do device e do software permite que a equipe de saúde receba informações e alertas em tempo real. Por exemplo, caso o paciente apresente hipoglicemia, é possível uma intervenção precoce pelo médico responsável. Para os pacientes de pediatras, em parti-


cular, há um teste rápido de hemoglobina glicada que pode ser feito no consultório, durante a consulta. O teste é conhecido como “dedo duro” do diabetes, pois traz informações sobre a glicemia do paciente nos três últimos meses. Isso é importante porque, quando sabe que vai ao médico, o paciente, em especial adolescentes, tende a melhorar seu controle sobre a alimentação e a prática de exercícios físicos, gerando um falso resultado nos exames de glicemia tradicionais. A hemoglobina glicada permite uma avaliação de mais longo prazo. A vantagem de ser um teste rápido, que pode ser feito no consultório, é que se elimina o tempo entre a realização do exame no laboratório e consulta médica. Variações da diabetes tipo 1 - O paciente não produz a insulina em volume suficiente, por isso, apresenta alta concentração

de glicose no sangue. Atribui-se sua causa a origem genética ou autoimunológica. Esse tipo de diabetes pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais comum em crianças, adolescentes e adultos jovens. Seus sintomas são sede, fome e poliúria (emissão excessiva de urina). Tipo 2 - Mais recorrente em adultos com mais de 40 anos, acima do peso, sedentários e fumantes, porém, nos últimos anos vem sendo diagnosticada em pessoas jovens devido aos maus hábitos alimentares, sedentarismo e vida estressante. Na diabetes tipo 2, ou o pâncreas produz insulina em quantidade insuficiente ou a produz normalmente, mas o organismo não consegue utilizá-la de maneira correta. Ao contrário da diabetes tipo 1, a diabetes tipo 2, na maioria das vezes, é assintomática, exigindo, portanto, diagnóstico mais eficiente.


Pele lisa e livre de estrias é possível

As estrias podem ser combatidas com tratamentos específicos fotos GB Imagem

Pele lisinha, sem manchas e sem estrias é o desejo de todas as mulheres. Uma dica para se conseguir isso é manter o peso corporal regulado e a pele sempre hidratada optando por sabonetes e cremes especiais

Todas as mulheres sonham com pele lisinha, sem manchas e sem estrias que costumam ser bem resistentes ao tratamento. Mas, por que as estrias aparecem? As estrias surgem quando ocorre o rompimento das fibras responsáveis pela elasticidade da pele, ou seja, as fibras colágenas. Essas fibras têm um formato de três hélices contorcidas em um mesmo eixo, e se encontram na segunda camada da pele, a derme. Elas se rompem por diversos motivos: aumento de peso brusco, seja em uma gravidez ou pelo “efeito sanfona”; durante a fase da puberdade, no crescimento acelerado; por causa de alguns medicamentos, como é o caso do uso de corticoides, explicam os médicos.

Em alguns casos elas podem ser prevenidas, evitando o ganho de peso e aumento muscular rápido, assim as fibras têm uma menor chance de romper e dar origem a estrias. Em outros casos isso não é possível de ser evitado, como no crescimento rápido dos adolescentes, ou na distensão da barriga da gestante. Os cuidados básicos com a pele também diminuem a chance do seu aparecimento. Nesse caso, a hidratação é a melhor aliada, pois uma pele mais hidratada suporta mais os efeitos da distensão. A alimentação é muito importante na prevenção, deve ser pobre em doces e gorduras, rica em vitamina C, e ingestão de pelo menos 8 copos de água por dia, tudo para ajudar na produção de colágeno, com a finalidade de


melhorar a elasticidade da pele. Os exercícios físicos são também importantes, pois além de diminuir o acúmulo de gordura, o músculo estimulado propicia uma melhor circulação local, tanto sanguínea como também linfáticas. Uma circulação linfática eficiente faz com que tenha menos inchaço e, por conseguinte, menor distensão. Para se combater as estrias, além das orientações acima, é preciso manter a pele bem hidratada, se Para manter a elasticidade da pele e ativar a produção de possível hidratar pelo menos 2 vecolágeno dê preferência aos cremes formulados à base zes ao dia. Cremes a base de óleo de óleo de amêndoa, Aloe vera, hamamelis, ureia e acido de amêndoa, Aloe vera, hamamelis, lático ureia, acido lático, auxiliam no processo de hidratação e regeneração celular. A boa hidratação permite maior distensão sem arrebentar a pele, o que daria lugar as estrias. As estrias são lesões irreversíveis e, portanto, não existe um tratamento que faça a pele voltar ao que era antes. Os tratamentos visam melhorar o aspecto das lesões, estimulando a formação de tecido colágeno subjacente e tornando-as mais semelhantes à pele ao redor. Lembrando que é preciso à orientação médica de dermatologista para o tratamento das estrias e ter cuidado com os “opções milagrosas” que o mercado da estética às vezes oferece, é bom saber que o problema tem tratamento; se você sofre por causa de estrias, saiba quais são algumas de suas opções: Microdermoabrasão - consiste em remover as células mortas da camada mais externa da pele, através de um equipamento que faz uma esfoliação das lesões, estimulando a formação de colágeno e elastina na pele, tratando progressivamente as estrias. Intradermoterapia – consiste em injeções de substancia na derme, através de uma agulha de 4 mm, visando estimular novo co-

lágeno e melhorar a circulação do local. Peeling químico - Aplicação de ácidos, que promovem uma descamação local e produção de novas fibras de colágeno, e uma retração das estrias. Radiofrequência (Accent) - estimula o colágeno e promove uma reorganização da trama elástica, melhorando o aspecto das estrias. CO2 fracionado – laser que melhora muito a qualidade da pele e atenua as estrias, podendo ser feitas sessões mensais, é um tratamento muito promissor para as estrias. Infravermelho mais ácido retinóico – Um aparelho dispara os raios infravermelhos que estimulam a produção das células formadoras do colágeno e elastina. Depois é feita a aplicação do ácido retinóico que aumenta as fibras de sustentação da pele. Luz intensa pulsada mais ácido retinóico – a luz pulsada serve para regenerar as estruturas da pele e trata os vasos dilatados, responsáveis pela aparência avermelhada da lesão. Depois é aplicado o ácido retinóico. Vitamina C mais luz intensa pulsada – A Vitamina C é injetada na camada superficial da pele. Depois vem a ação da luz intensa pulsada que ajudará no afinamento das linhas.


Graõs

Petiscos

Castanhas de cajú, castanhas do Pará, pistache e amendoim são bons companheiros nesta comilança.

Uma cesta com vários tipos de pães compõem este cenário. Mande preparar mini pães franceses, pães de minuto e pães integrais.

Música

Música ambiente faz parte da festa. Se a intenção é apenas conversar, opte por algo mais calmo e em volume que não atrapalhe, mas se a intenção é descontrair dançando, defina de acordo com o gosto de todos, lembrando que os volumes mais altos são permitidos até à meianoite. Respeite o descanso do seu vizinho.

Acompanhamento

Uma boa ideia é a tábua de frios; escolha produtos de marca renomada. Não improvise. O ideal é misturar sabores defumados com os mais suaves. Use uma tábua para frios redonda ou retangular. Existem alguns modelos de “tábua” de vidro ou você pode arrumar tudo numa bandeja ou travessa rasa. Arrume os frios das bordas para dentro. Brinque com as cores dos embutidos e dê efeito decorativo ao seu prato.

Molhando o pão Tenha na sua mesa vários recipientes com patês variados. Você encontra vários prontos e também pode fazê-los em casa. Os mais apreciados são os de azeitona, tomate seco, presunto e queijo.

Como fazer? Fatie os embutidos em fininho, dobre as fatias ao meio e vá sobrepondo. Outra maneira, fatiar tudo e fazer montinhos de cada fatia, arrumando-as lado a lado; ou fazer rolinhos, as duas maneiras evitam que os frios grudem uns aos outros.

Ambiente agradável Não importa o tamanho do seu espaço e o número de pessoas que terá em sua reunião, o ambiente deve ser sempre agradável, limpo e decorado. Flores naturais são fundamentais, use e abuse das luzes de velas. Cubra as mesas com toalhas combinando entre si; mesmo que tenha optado por petiscos, disponha aos seus convidados pratos e talheres, guardanapos e copos de vidro, mesmo que sua reunião seja informal.


Proteja-se: conjuntivite também é comum no inverno Contatos com ácaros e aglomerações em locais fechados aumentam o risco de ser contaminado pela doença foto GB Imagem

Quando se pensa em inverno, logo vem à cabeça as doenças respiratórias. Porém, outros mal-estares atacam com frequência. O tempo mais seco facilita o contato com ácaros alojados em roupas de frio e as pessoas tendem a ficar agrupadas em lugares fechados, o que favorece a propagação da conjuntivite que também pode ser transmitida pela poluição. Somente este ano, o Centro Nacional de Epidemiologia (Cenepi) já foi notificado sobre surtos de conjuntivite pelas Secretarias Municipais de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul, totalizando mais de 184.840 casos. A conjuntivite é a inflamação da conjuntiva, membrana fina que reveste o branco dos olhos e o lado de dentro das pálpebras. Os sinais de alerta da doença são: olhos vermelhos, coceira, ardência e lacrimação. Quando os sintomas se manifestam é preciso consultar um oftalmologista para descobrir qual a variação da doença e como tratar corretamente. Existem três tipos mais comuns de conjuntivite durante o inverno: a alérgica, a viral e a bacteriana. A conjuntivite viral é altamente contagiosa e pode ser transmitida pelo ar ou contato com objetos contaminados. Nesse caso, não há remédios específicos recomendados para tratamento, mas, para reduzir o desconforto é importante limpar os olhos com frequência e fazer compressas com água gelada. A bacteriana é mais delicada e altamente

contagiosa quando há contato com secreções contaminadas. Já a alérgica é desencadeada por vetores alergênicos comuns em nosso dia a dia como de animais domésticos - gatos, cachorros e até baratas -, além dos ácaros da poeira domiciliar, e pode ser tratada com colírios anti-inflamatórios à base de Trometamol Cetorolaco e/ou lubrificantes, também chamados de lágrimas artificiais. A oftalmologista Ruth Santos (CRM: 57390SP) explica ações simples que podem prevenir a doença: - As mãos são grandes responsáveis por transmitir a conjuntivite, seja pelo contato com locais ou objetos contaminados. É possível evitar a incidência da doença com medidas de higiene simples, como lavar as mãos com água e sabão sempre que possível, principalmente, quando passar por lugares públicos e não levar as mãos aos olhos; - Não compartilhar toalhas, lenços ou maquiagem; - Manter os ambientes limpos e arejados, mesmo no inverno.


Teste da TV

1) Em qual dessas produções o ator mirim João Bravo interpretou Dedé? a) “Joia Rara” b) “Cordel Encantado” c) “A Força do Querer” d) “Chiquititas” 2) Quem viveu Lampião e Maria Bonita na minissérie de mesmo nome que foi ao ar pela Globo? a) Tony Ramos e Bruna Lombardi b) Nelson Xavier e Tânia Alves c) Luiza Thomé e Jofre Soares d) Tarcísio Meira e Luiza Brunet 3) Como se chamava o ator que interpretou Odorico Paraguaçu em “O Bem Amado”, na novela exibida em meados da década de 70? a) Jardel Filho b) Paulo José c) Paulo Gracindo d) Lima Duarte 4) Qual dessas duplas de famosas fizeram par romântico com Edson Celulari em “Aquarela do Brasil”? a) Ângela Vieira Maria Fernanda Cândido b) Fernanda Rodrigues e Maria Fernanda Cândido c) Flávia Alessandra e Maria Fernanda Cândido d) Miriam Rios e Maria Fernanda Cândido

foto Marília Cabral-RG /GB Edições

5) Quem interpretou o personagem Gibi, na novela “Livre Para Voar”, sucesso da Globo nos anos 80? a) Fernando Almeida b) Otávio Augusto c) Matheus Nachtergaele d) Rodrigo Santoro

(Respostas: 1-c / 2-b / 3-c / 4-c / 5-a)


Superapetite Torta de Pêssegos

Anéis de Cebola

Ofereça a Torta de Pêssego acompanhada de creme chantilly servido em separado. O sucesso é garantido

Os Anéis de Cebola são excelentes acompanhamentos para carne assada, mas vão muito bem na hora do aperitivo

foto GB Imagem

foto GB Imagem

Ingredientes: 3 xícaras (chá) de pêssegos em calda fatiados; 2 colheres (sopa) de farinha de trigo. Passe as fatias de pêssego na farinha de trigo e distribua no fundo de um refratário untado com manteiga. Reserve. Massa: 1 xícara (chá) de farinha de trigo; ½ xícara (chá) de açúcar; 2 colheres (chá) de fermento em pó; ½ colher (chá) de sal; ½ colher (chá) de canela em pó; ½ xícara (chá) de leite; ¼ xícara (chá) de manteiga derretida. Preparo da massa: Na batedeira, misture os ingredientes da massa e bata até obter massa homogênea. Espalhe a massa sobre as fatias de pêssego no refratário. Leve ao forno pré-aquecido (180°) e asse durante 10 minutos ou até a massa ficar dourada. Desenforme e espere esfriar para servir.

Ingredientes: Uma cebola grande cortada em fatias não muito finas; 1 copo (americano) de água; 1 copo (americano) quase cheio de farinha de trigo; 2 colheres (sopa) de Sazón vermelho; 1 colher (sopa) rasa de fermento em pó; óleo para fritar. Preparo: Separe as fatias da cebola em anéis. Misture a água, a farinha, o Sazón e o fermento até ficar homogêneo. Mergulhe os anéis de cebola na massa e escorra o excesso. Numa frigideira funda coloque o óleo e aqueça em quantidade suficiente para que os anéis de cebola passados na massa fiquem mergulhados. Frite os anéis de cebola até ficarem ligeiramente dourados. Escorra em papel absorvente e sirva a seguir.


Relembrando “Tarcísio & Glória” Foi exibido em 1988, na tela da Globo foto GB Edições

O seriado “Tarcísio & Glória” foi exibido pela Rede Globo de 28 de abril a 01 de dezembro de 1988 e nos últimos tempos, reprisado pelo canal pago Viva. A trama do seriado começava quando Bruno (Tarcísio Meira), um charmoso e corrupto empresário, que vivia de aplicar pequenos golpes, depara-se com Ava (Glória Menezes), uma cientista extraterrestre disposta a entender como funciona o ser masculino. Em Aurora, seu planeta natal, os homens foram exterminados pela guerra e ela buscava uma forma de perpetuar sua espécie. A produção, criada por Daniel Filho, Euclydes Marinho e Antonio Calmon, tinha humor refinado e contava com participações especialíssimas, como a de Sandra Annemberg, jornalista que hoje comanda a bancada do “Jornal Hoje”. Ela interpretou Júlia, filha de Bruno, quando tinha apenas 20 anos. O elenco contava também com Marieta Severo, Natália Lage, Ricardo Blat e a saudosa Zilka Sallaberry, que deu vida à fiel governanta da casa de Bruno. O mote O eterno galã Tarcísio Meira interpretava principal da história era o confronto entre dois mundos, o que gera situações engra- Bruno Lazzarini, um empresário corrupto que çadas exatamente por conta das diferen- se apaixona por Ava Becker (Glória Menezes) ças entre os personagens. A direção foi de Roberto Talma e de José Carlos Pieri. O primeiro episódio mostrava quando um disco voador deixa Ava em frente ao carro de Bruno, que estava voltando de uma festa numa estrada deserta e ouvindo a música “Strangers in The Night”. Ele fica assustado, mas acaba acolhendo a cientista na sua casa. A história se passava em São Paulo, mas as gravações foram feitas na cidade cenográfica de Guaratiba, no Rio de Janeiro. O responsável pelo cenário foi Mário Monteiro. Para criar

a residência de Bruno, o cenógrafo reproduziu um casarão do bairro Jardins de São Paulo. Nos estúdios da Renato Aragão Produções, também no Rio, foram montados os interiores da casa. “Tarcísio & Glória” inaugurou uma linha de coprodução na Rede Globo. Além de atores, Tarcísio Meira e Glória Menezes eram também os produtores do programa. Eles negociavam patrocínios e merchandising e tiveram participação nos lucros do empreendimento, inclusive nas vendas do seriado para o exterior.


Profile for Marcelo Cantero

Revista Gazeta Penhense número 19  

Revista Gazeta Penhense

Revista Gazeta Penhense número 19  

Revista Gazeta Penhense

Advertisement