Page 10

10

INTERNACIONAL Censo reduz população da Alemanha em 1,5 milhão O primeiro recenseamento da Alemanha reunificada constatou que a população da maior economia europeia é menor do que se pensava. Pelos novos números oficiais, o país tem 80,2 milhões de habitantes – cerca de 1,5 milhão a menos que o estimado pelo Departamento Federal de Estatísticas (Destatis). Na Alemanha, todos os moradores são obrigados a se cadastrar na prefeitura quando se mudam para uma cidade. Como muitas pessoas deixam de se descadastrar quando vão embora – por exemplo estrangeiros ou estudantes vindos de outros países – esses números são superestimados e, com o passar do tempo, cada vez mais inexatos.

Gazeta Brazilian News | Semana de 6 a 12 de junho de 2013

Brasil está entre os menos competitivos do mundo De 2012 para 2013, o Brasil saiu do 46º para o 51º lugar, no ranking de 60 nações analisadas O Brasil é um dos países menos competitivos do mundo, segundo o Relatório Mundial da Competitividade, divulgado pelo Institute for Management (IMD), na última semana. Conforme o estudo, o país perdeu este ano cinco posições no ranking, que mede a capacidade de uma nação para criar um ambiente que sustente a competitividade das suas empresas no cenário internacional. De 2012 para 2013, o Brasil saiu do 46º para o

51º lugar, no ranking de 60 nações analisadas. No topo do ranking estão os Estados Unidos. Após perder a primeira colocação da lista para Hong Kong em 2012, os americanos conseguiram voltar ao topo com a recuperação do setor financeiro, o aumento da inovação tecnológica e um grande número de empresas com bons resultados. É o terceiro ano consecutivo em que o Brasil perde posições.

Países emergentes e concorrentes diretos do Brasil como México, Índia e Rússia têm níveis de competitividade melhores do que o brasileiro. Já países como África do Sul, Argentina e Venezuela possuem uma situação ainda pior do que a brasileira. A Venezuela foi considerado o país menos competitivo, ocupando a 60ª posição. É o terceiro ano consecutivo em que o Brasil perde posições no ranking. As informações são do jornal “Correio”.

Itália confirma primeiro caso de coronavírus O primeiro caso do coronavírus foi registrado na Itália, na última semana, em um homem de 45 anos que estava viajando pela Jordânia. Apesar de estar em bom estado, o paciente está sendo monitorado em isolamento, disse o Ministério da Saú-

de em comunicado. Ele foi internado em um hospital na Toscana, com febre alta, tosse e dificuldades respiratórias. Morador da Itália, com nacionalidade estrangeira, o homem passou recentemente 40 dias na Jordânia, onde um de seus filhos es-

tava sofrendo de uma gripe indeterminada. A Arábia Saudita foi o país mais afetado pelo vírus, com 39 casos e 25 mortes até o momento, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). O corovírus, que pode causar tosse, febre e pneu-

monia, é da mesma família viral que provocou o surto de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars, na sigla em inglês), que no fim de 2003 e matou 775 pessoas. As informações são da “Reuters”.

Arábia Saudita foi o mais afetado pelo vírus.

Edição 834 - De 6 a 12 de junho de 2013.  

Edição 834 - De 6 a 12 de junho de 2013.