Page 1

Opinião: O otimismo e a “bolha”.

SEMA NAL

Pág. 2

Linha Direta: 1 imigrante a cada 3 empregos. Pág. 14

Fashion: Meninas e gravatas. Pág. 44.

Ingressos para Victor & Leo quase esgotados. Pág. 37. www.GazetaNews.com

Ano 18 - Edição 767 | Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012 - EUA.

Policiais não atuarão mais como agentes de imigração A administração Obama está acabando com um programa que permite que policiais atuem como agentes de imigração em algumas agências locais do país para dar prioridade à expansão do Secure Communities. O programa, conhecido como 287 (g), atingiu o seu auge no governo do presidente George W. Bush, quando 60 agências locais assinaram contratos com o ICE para implementá-lo. Mas essa tendência dimi-

Até novembro deste ano, o programa 287 (g), que treina agentes locais, será desativado, enquanto o Secure Communities será expandido.

Batuke Samba Funk começa 2012 com projetos internacionais O grupo brasileiro, de Miami, começou o ano se apresentando no Festival Internacional de Jazz do Haiti. Pág. 37.

nuiu significativamente sob a presidência de Obama e somente oito agências se inscreveram desde que ele tomou posse, e nenhuma delas o fez desde agosto de 2010. O programa havia sido criticado por estudos que disseram que os agentes locais não estavam sendo devidamente treinados e não havia fiscalização suficiente para garantir que as agências não estavam usando o programa para se engajar em discriminação racial. Pág. 23

Unidos da Tijuca vence no Rio e Mocidade Alegre em São Paulo Com 299,9 pontos, dos 300 possíveis, a escola de samba Unidos da Tijuca foi a grande campeã do Carnaval 2012 do Rio de Janeiro. Em São Paulo, depois de uma apuração marcada por tumulto, a Mocidade Alegre foi anunciada a campeã. Um homem invadiu o local de apuração em São Paulo e rasgou os papéis que definiriam a campeã. Pág. 7.

11

São Paulo é a terra prometida dos haitianos. Pág. 6. Acusação: StraussKahn envolvido com prostituição. Pág. 12. Imigração em massa para os EUA acabou, diz estudo. Pág. 19. Corpos de família Carmo enterrados em Goiânia. Pág. 24.

Amante diz que xerife do Arizona o ameaçou de deportação

Pág. 20.


2

Gazeta Brazilian News | Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012

OPINIÃO

Carlos Borges carloscborges@gazetanews.com

O otimismo e a “bolha”

Ao mesmo tempo em que saboreia uma situação econômica que segue surpreendendo a tudo e todos, os brasileiros começam a discutir, especialmente através da mídia menos comprometida com o entretenimento e mais focada na discussão do futuro do país, até que ponto existe mesmo a ameaça de “estouro da bolha”. Sim, porque uma expressiva corrente de pensamento no Brasil imagina a possibilidade de que o atual surto de crescimento e estabilidade econômica do país tenha uma espécie de “data marcada” para “estourar” e provocar uma recessão semelhante a qual estamos só agora nos recuperando nos Estados Unidos. Não há muitas razões práticas para imaginar que o sucesso brasileiro de agora seja meramente casual. Só mesmo o antigo complexo de inferioridade ou o pessimismo profissional que por décadas foi marca registrada do brasileiro, poderiam acreditar que doze anos de contínuo progresso econômico teriam acontecido “por acaso”. Se a certeza de que o caminho do progresso brasileiro parece mesmo ser irreves-

sível, não há como negar que os que temem a “bolha” têm algumas razões ponderáveis para exibir uma gigantesca interrogação em suas faces. Certamente a principal dessas preocupações é o contínuo desinteresse dos executivos – municipal, estadual e federal – em priorizar obras de infraestrutura que são essenciais para que o caudal de entrada de investimentos no país possa ser efetivamente canalizado para um progresso que atinja as mais diversas camadas da população brasileira. Se a malha portuária tem sido relativamente modernizada, sua básica contrapartida, que são as ferrovias e rodovias, seguem no mais patético nível de terceiro mundo. A exceção de algumas rodovias em São Paulo, a malha rodoviária do Brasil de 2012, faz vergonha com relação até mesmo a países que nem sonham em exibir nossa pujança econômica. Nossos aeroportos seguem sendo motivo de justificáveis dores de cabeça. E nao é apenas pensando em eventos temporários como Copa do Mundo e Olimpíadas. Certamente queremos passar um recibo decente com relação aos milhares de visitantes que teremos durante esses dois eventos mundiais em 2014 e 2016, mas o verdadeiro alvo de mudanças estruturais em nossos terminais

Editorial / Staff Zigomar Vuelma | Publisher Fernanda Cirino | Editor in Chief Vanuza Ramos | Art Director Gazeta Brazilian News 4390 North Federal Highway #207 Fort Lauderdale, FL. 33308 Tel.: (954) 938-9292 Fax: (954) 938-9227 www.gazetanews.com news@gazetanews.com

Marisa Barbosa | Journalist Connie Rocha | Journalist Peterson Hahn | Advertisement Rose Nunes | Advertisement Rosimery Martins | Customer Relations Victor Chéu | Proofreader

previsão meteorológica da semana QUINTA

SEXTA

SÁBADO

DOMINGO

83°/71°

86°/70°

74°/64°

74°/70°

SEGUNDA

TERÇA

QUARTA

81°/70°

79°/72°

79°/71°

www.weather.com

deve ser mesmo o viajante brasileiro. Os dados estatísticos mostram que somente a China tem experimentado um crescimento do movimento aéreo em todo o planeta. O transporte aéreo no Brasil tem rapidamente se democratizado, com um volume de passageiros e carga transportados que vai nos colocar entre os 8 maiores do mundo. Mas nossos aeroportos são de terceira categoria, desconfortáveis, perigosos, desaparelhados e incapazes de, nos dias de hoje, atender à demanda que tiveram em 2002, 2003. A saúde pública é outro setor onde os avanços são mínimos e quem, no Brasil de 2012, não tenha condição de ter um seguro saúde privado, fica à mercê de um dos sistemas mais precários existentes entre os países emergentes. Pior do que o sistema de saúde pública do Brasil, só mesmo na África ou em países extremamente pobres da América Latina e Ásia. Se queremos entrar rapidamente no “clube dos ricos”, ou, na pior das hipóteses no “clube dos emergentes de fato” , como nossos indicadores econômicos já nos colocam, é preciso que o Brasil, através da postura reinvidicatória dos brasileiros, exija um sistema de saúde pública que acabe de vez com pessoas morrendo em filas de hospitais, falta crônica de medicamentos e, sem esquecer, da remuneração humilhante e desestimulante que os profissionais de saúde brasileiros recebem dos municípios, estados e da União. O Brasil rico, sexta economia do mundo, crescente em ritmo de “quase China” precisa estar atento não apenas aos recordes dos números e dos índices, mas sobretudo a inclusão social e a qualidade de vida. Nessa busca por um “upgrade” de verdade e não apenas de mais dinheiro no bolso para gastar com objetos de consumo ilusórios, é em última instância o brasileiro quem deve reinvindicar e pressionar os políticos – eles mesmos, que adoram aumentar constantemente seus próprios salários enquanto diminuem os dias de trabalho – para que façam sua parte.

Contributors

Carlos Borges Gene de Souza Beatriz Flores Tatiana Rajzman Lair Ribeiro Cleida Cruz Aloysio Vasconcellos Fernando Rebouças Bill Paparazzi Rafael Amado Silva Carmem Gusmão

Printed by

As opiniões expressas em artigos são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinão do jornal. Os serviços de propaganda são de responsabilidade dos anunciantes.

Gazeta Brazilian News é membro da Associação Brasileira de Imprensa Internacional

Telefones de emergência Guarde os seguintes números caso precise de ajuda. - Setor de Assitência a Brasileiros do Consulado-Geral do Brasil em Miami: (305) 285-6208/(305) 285-6216 / (305) 285-6256. -Corpo de bombeiros, ambulância, polícia: 911. - Flórida Power and Light Co. (www.fpl.com): 800-468-8243.

Condado de Broward: Broward County Transit: 954357-8400 Sheriff’s Office, nonemergency: 954-765-4321 Broward County Environmental Protection Department: 954519-1499 American Red Cross: 954-7973800

Animal Care and Regulation Division: 954-359-1313 Aging & Disability Resource Center: 954-745-9567 Palm Beach County Emergency Management Offices: 561-233-3500 or 561-7126400 Governmental Center, West Palm Beach: 561-355-2040

Sheriff’s Office, nonemergency: 561-688-3000; south county:561-274-1075 American Red Cross: 561-8337711; South county: 561-9942060; north county: 561-7461532 Federal Emergency Management Agency Hotline: 800621-3362


PUBLICIDADE

3

Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012 | Gazeta Brazilian News

Agora em

FALAMOS PORTUGUÊS RECEBA ATÉ

9000

$

DE DESCONTO COM A TROCA DO SEU CARRO!

✔ COMPRADORES PELA PRIMEIRA VEZ ✔ FALÊNCIA ✔ REPOSITION

OK

OK

✔ FORECLOSURES ✔ CRÉDITO RUIM ✔ SEM CRÉDITO

A MELHOR POUPANÇA! OS NOSSOS MELHORES PREÇOS! EM WEST PALM BEACH KIA!

2012 KIA SOUL

INTERCÂMBIO COM QUALQUER CARRO

2012 KIA FORTE

COMPRAR UM 2011 KIA RIO!

$

199

MENSAIS

6912 $249

$

POR APENAS

MAIS IMPOSTOS, PLACAS, INCENTIVOS E OUTRAS DESPESAS. STOCK#C110698.

COMPRA NÃO É LEASE

MENSAIS

COMPRA NÃO É LEASE

CARROS USADOS DE TODAS AS MARCAS COM EXCELENTES PREÇOS! 2010 KIA RIO

2004 NISSAN 350Z

2008 KIA SORENTO

2009 KIA SORENTO

2010 DODGE GRAND CARAVAN

AUTO, CD, AC, IMMACULATE CONDITION, WARRANTY, $9 DOWN W.A.C.

LOADED, LTHR, ONLY 70K MILES, $99 DOWN W.A.C

A/C, LOADED,ONLY 46K MILES, GAS SAVER, MUST SEE! $9 DOWN W.A.C

AUTO, A/C, LOADED, ONLY 24K MILES, IMMACULATE, $199 DOWN W.A.C

LOAD UP THE KIDS & GO, $99 DOWN W.A.C

2007 CHRYSLER ASPEN LIMITED

2011 KIA SEDONA LX

2011 KIA SORENTO

2009 KIA OPTIMA

2009 HYUNDAI GENESIS

AUTO, AC, PW, PL, LIKE BRAND NEW, $199 DOWN W.A.C

LOADED, LEATHER, 35K MILES, MUST SEE! $199 DOWN W.A.C

WARRANTY

WARRANTY

12,999*

9999*

$

$

13,999*

$

15,999*

$

15,999*

$

9K MILES

WARRANTY

WARRANTY LOADED, ALL PWR., ONLY 56K MILES, LOTS OF EXTRAS! $199 DOWN W.A.C

17,999*

$

BIG SPACE, SPORTY ATTITUDE, FULL PWR, 3RD ROW, $9 DOWN W.A.C.

17,999*

$

4CYL, ALL PWR, LOADED W/OPS, IMMACULATE! $199 DOWN W.A.C

17,999*

$

18,999*

$

22,999*

$

Edson de Almeida

561-577-9879

edealmeida2009@hotmail.com

LIGUE E PERGUNTE POR EDSON

WESTPALMBEACHKIA.com

561-433-1511 561-577-9879

1575 S Military Trail West Palm Beach, FL 33415 (Norte da Forrest Hill Blvd)

As fotos são apenas alguns exemplos e não são destinados a ilustrar um verdadeiro veículo. Todos os preços acima são com credito aprovado mais taxas aplicaveis tax-placa-dealer fees. † Pagamentos por 72 meses. Com crédito aprovado. *Entrada com valores pequenos somente com crédito aprovado, mais imposto, placa, e taxas. Esta oferta não pode ser combinada com nenhuma outra. A oferta expira em 2/29/12.

© 2012 HERMAN ADV.

FALAMOS PORTUGUÊS


PUBLICIDADE

4

Gazeta Brazilian News | Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012


PUBLICIDADE

Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012 | Gazeta Brazilian News

5


6

BRASIL

Gazeta Brazilian News | Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012

Haitianos buscam oportunidade em São Paulo, a “terra prometida”

A maior cidade do Brasil, São Paulo, já conhecida pelo grande número de imigrantes vindos dos mais diversos lugares do mundo, tem aberto suas portas para mais uma nação: o Haiti. Não há dados oficiais sobre o número de haitianos morando na região metropolitana da capital, mas sabe-se que pelo menos quatro mil chegaram ao Brasil pela fronteira Norte, desde o terremoto de janeiro de 2010 que devastou o país e arruinou sua economia. Em entrevistas à AFP, alguns haitianos exultantes por obter vistos de permanência depois da odisseia pela América do Sul louvaram excessivamente o governo brasileiro e descreveram São Paulo como a “terra prometida”. “Eles fizeram muito por nós enquanto outros países como Peru, Bolívia, Equador, até os Estados Unidos, viraram as costas”, diz o imigrante Luckner Doucette, 31 anos, que chegou a São Paulo recentemente, depois de oito meses na região Norte. O haitiano deixou a esposa em Manaus (AM) e afirma que não recebeu nenhum tipo de ajuda das autoridades, mas que não quer isso. “Eles já fizeram o suficiente por nós. Eu falo português, estou na casa de amigos e estou muito confiante de que vou conseguir um emprego em breve na área da construção”, disse à AFP. O Brasil se tornou a escolha dos imigrantes haitianos atraídos pelo grande crescimento da área de construção e pela infraestrutura de massa ligados à Copa do Mundo de 2014 e às Olimpíadas de 2016. Os haitianos sabem

Restrição

Após terem o país devastado por terremoto, em 2010, haitianos buscam recomeçar sua vida em São Paulo.

que São Paulo é a capital econômica do Brasil e acreditam que podem encontrar empregos facilmente na cidade. Para os recém-chegados, a primeira parada em São Paulo é, com frequência, a Casa do Migrante, um abrigo dirigido por missionários no bairro de Glicério. A paróquia local assistiu os imigrantes italianos na década de 40, depois os migrantes brasileiros e, agora, exilados de todo o mundo. O abrigo conta atualmente com 43 haitianos e outros 112 estrangeiros de 20

nações diferentes. O local oferece acomodação, comida, ajuda psicológica, aulas de português e auxilia nas questões de emprego e saúde. Os moradores não têm dinheiro e, toda manhã, depois do café, precisam deixar o local para procurar emprego, podendo voltar apenas às 16h30. Não há limite de quanto tempo eles podem ficar. “Alguns ficam duas semanas; outros muitos meses”, diz Carla Aparecida Silva Aguilar, uma assistente social que administra a casa.

No mês passado, o abrigo suspendeu temporariamente as visitas de repórteres depois de o jornal “O Globo” descrever em uma manchete o fluxo de imigrantes como “invasão”. Suzanne Legrady, porta-voz da Missão Scalabriniana Nossa Senhora da Paz que fiscaliza a Casa do Migrante, garente que os haitianos não tiram o trabalho dos brasileiros. “Faltam trabalhadores em São Paulo, particularmente na construção e nos trabalhos domésticos”, explicou. Estes são trabalhos que os brasileiros evitam com frequência. O artigo do jornal se seguiu à decisão de Brasília no mês passado, ao restringir a entrada de haitianos enquanto oferece vistos humanitários para os quatro mil que já estão no país. Depois que a matéria foi publicada, a Casa do Migrante foi inundada de emails de empresas locais e pessoas oferecendo trabalho a eles como trabalhadores ou empregados domésticos, disse Silva Aguilar. Muitos haitianos que vivem no abrigo são bem instruídos, fluentes em francês, espanhol ou inglês e considerados de classe média em seu país. Eles dizem que deixaram a terra natal usando as próprias economias ou dinheiro oferecido por parentes, por causa da falta de oportunidades. De acordo com o Ministério da Justiça, além dos quatro mil haitianos que estão recebendo visto humanitário de permanência, há mais de mil morando legalmente no Brasil.


brasil

7

Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012 | Gazeta Brazilian News

Unidos da Tijuca comemora título no Rio O público que acompanhou o desfile da campeã foi surpreendido diversas vezes, conforme já havia prometido o carnavalesco, Paulo Barros. A primeira surpresa foi a comissão de frente, que simulou os movimentos da sanfona com um “homem mola”. Outro destaque, o primeiro carro da Tijuca mostrou a chegada de reis e rainhas para a coroação de Luiz Gonzaga. A alegoria representava o setor de desembarque de um aeroporto. Entre os homenageados estavam Roberto Carlos e Michael Jackson.

Com 299,9 pontos, dos 300 possíveis, a escola de samba Unidos da Tijuca foi a grande campeã do Carnaval 2012 do Rio de Janeiro. A escola perdeu 0,1 apenas no quesito alegorias e adereços. O enredo escolhido pela Unidos da Tujuca este ano foi “O dia em que toda a realeza desembarcou na avenida para coroar o rei Luiz do Sertão”, em homenagem a Luiz Gonzaga. O resultado da apuração foi divulgado na tarde do dia 23. A segunda colocação ficou com o Salgueiro, seguida por Vila Isabel, Beija-Flor, Grande Rio e Portela. As duas últimas escolas, rebaixadas para o Grupo de Acesso, foram Porto da Pedra e Renascer.

Escola carioca conquistou a nota e consagrou-se campeã.

Após tumulto, Mocidade Alegre é anunciada campeã em São Paulo Depois de uma apuração de votos tumultuada, na tarde do dia 21, que terminou em vandalismo e levou cinco horas a mais do que o previsto, a escola de samba Mocidade Alegre foi anunciada a campeã do Carnaval de São Paulo. Com o enredo “Ojuobá - No Céu, os Olhos do Rei... Na Terra, a Morada dos Milagres... No Coração, um Obá Muito Amado!!!”, baseado no livro “Tenda dos Milagres”, de Jorge Amado, a escola focou a escravidão e a cultura afrobrasileira. O objetivo da escola foi mostrar o sincretismo religioso, a mestiçagem e pedir o fim do preconceito. “A Mocidade traz um

enredo cultural, sobre as nossas raízes, uma adaptação livre da obra de Jorge Amado”, afirmou o carnavalesco Sidnei França à “Folha”. A bateria foi um dos destaques da escola. A rainha Aline Oliveira subiu em pedestal e tocou bumbo junto com os músicos. A bateria ainda fez paradinhas para o público. Outra ala que atraiu olhares foi a “Sambateado”, que trouxe 11 sapateadores com fantasias representando os orixás da umbanda. Esta é a quarta vez que o grupo da coreógrafa Christiane Matallo desfila pela Mocidade. A escola comemora duplamente o re-

sultado, visto que o desfile aconteceu após a Mocidade Alegre ter sofrido um incêndio em seu galpão, no início de janeiro. Segundo a direção, não houve prejuízo material, mas os carros tiveram que ser levados antes do previsto para o sambódromo do Anhembi, onde foram concluídos. A última colocada foi a Unidos de São Lucas. Confusão A apuração já havia começado com atraso de mais de 20 minutos, depois que representantes de cada escola foram convocados para uma reunião a portas fechadas, para uma troca de jurados. Segundo a Liga Independente das Escolas de Samba, os jurados foram

substituídos por suplentes na quinta-feira anterior aos desfiles, por motivos expostos pelos próprios jurados. A Liga afirma que a troca, que revoltou integrantes de algumas escolas, foi informada por e-mail. Nos momentos finais da apuração no Sambódromo, no Anhembi, enquanto eram anunciadas as notas do último quesito, um integrante de uma das agremiações pulou o alambrado e rasgou os papéis que definiriam a campeã. Intregrantes de outras escolas também começaram a invadir o local. O invasor, Tiago Ciro Tadeu Faria, da Império de Casa Verde, foi preso e será indiciado ao lado de oito pessoas.


BRASIL

8

Jovem fura bloqueio e atropela 17 foliões Um jovem de apenas 18 anos atropelou pelo menos 17 pessoas na madrugada de terça-feira, 21, dia de Carnaval, no centro do balneário de Quintão, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. De acordo com a Polícia Civil, por volta das 2 horas, o motorista, que dirigia um EcoSport, insistiu em atravessar a Avenida Sparta, que estava fechada para festejos de carnaval na rua. O jovem acabou atingindo os foliões, deixando 17 pessoas feridas, entre elas, duas gravemente. O motorista do EcoSport se recusou a fazer o teste do bafômetro e disse à polícia que os pedestres estavam batendo em seu carro. Por isso, para escapar, ele atropelou as pessoas. O veículo e a carteira de habilitação foram apreendidos. A polícia vai instaurar inquérito para investigar o caso. Após o depoimento, o rapaz foi liberado. Exames clínicos mostraram que ele não estava alcoolizado, segundo a polícia.

Gazeta Brazilian News | Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012

Bombeiros presos por causa de Cheia do Rio Acre greve retornam ao trabalho no Rio já é a segunda maior registrada

Pedro Peduzzi da Agência Brasil

Benevenuto Daciolo é o único que ainda não foi liberado, por erro de digitação.

Os bombeiros que foram presos por participação na greve do Rio de Janeiro foram liberados no dia 20, e retornaram ao trabalho no dia seguinte nas unidades onde prestam serviço. Tratam-se dos últimos dos 27 líderes

que foram detidos por duas semanas, segundo informações da Agência Brasil e “O Estado de São Paulo”. Outra parte do grupo deve retornar ao trabalho somente após o Carnaval. Somente o cabo Benevenuto Daciolo, considerado o líder do movimento dos bombeiros e primeiro militar a ser preso, “segue detido por conta de um erro de digitação”, segundo a assessoria da corporação. Caso o documento seja corrigido, ele pode ser liberado a qualquer momento. No ano passado, Daciolo foi um dos líderes do movimento grevista dos bombeiros fluminenses e chegou a ser detido juntamente com 400 militares sob a acusação de motim.

A cheia do Rio Acre já é a segunda maior registrada em Rio Branco (AC), atingindo 17,36 metros na manhã do dia 21. A marca fica atrás apenas da registrada em 1997, quando o rio atingiu 17,66 metros. De acordo com o coordenador estadual da Defesa Civil, João de Jesus Oliveira da Silva, 60 mil famílias foram atingidas pela cheia. “Até o momento, esta é a segunda maior cheia de que tivemos notícia. São 6 mil pessoas desabrigadas e 1.301 famílias desalojadas. Infelizmente esse problema acontece todo ano em nosso estado, mas temos recebido ajuda das mais diversas frentes, tanto municipais quanto estaduais e federal, o que nos ajudará a amenizar os problemas”, disse o coordenador da Defesa Civil à Agência Brasil. Segundo ele, o Acre já conta com a ajuda de um efetivo do Exército e da Aeronáutica. “Muitos recursos estão chegando. A presidente Dilma Rousseff não tem medido esforços para nos ajudar e, já no início das ocorrências, liberou R$ 1 milhão [em verbas emergenciais] por meio do Ministério da Integração Nacional”, acrescentou. A previsão é que ainda ocorram chuvas na região, mas em menores proporções. “Acreditamos que nos próximos dias o rio estabilize e aos poucos volte ao seu nível normal”, disse Silva.


publicidade

Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012 | Gazeta Brazilian News

9


10

INTERNACIONAL

Gazeta Brazilian News | Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012

Irã impõe condições à venda de petróleo para a Europa Depois de interromper as vendas de petróleo para o Reino Unido e França, o Irã apresentou suas condições para futuras exportações de petróleo aos países europeus. Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Ramin Mehmanparast, disse no dia 21 que o Irã busca garantias de pagamento, contratos de longo prazo e a proibição do cancelamento unilateral dos contratos pelos compradores. O porta-voz disse que tudo isso deve ser considerado, caso a Europa deseje manter relações comerciais e no setor de petróleo com o Irã. Segundo ele, as condições foram apresentadas a embaixadores de seis países europeus, durante reunião em Teerã. No dia 20, Teerã afirmou que estudava ampliar a paralisação nas suas vendas de petróleo a outras nações da Europa. Em 1º de julho, a União Europeia aplicará um embargo ao petróleo do Irã, como forma de pressionar o país a ceder em seu programa nuclear. O Irã é acusado por potências lideradas pelos EUA de buscar secretamente armas nucleares, o

O Irã apresenta restrições quatro meses antes do embargo da União Europeia ao petróleo do país para pressioná-lo contra seu programa nuclear.

que o país nega, garantindo ter apenas fins pacíficos. Mehmanparast afirmou que o Irã vê suas atividades nucleares como um direito que não está aberto a negociações. Ele confirmou,

porém, que o país discutirá o tema com as potências para evitar uma crise. “O tema das atividades nucleares pacíficas de nosso país estarão na agenda das conversas entre o Irã e o P5+1”, afirmou ele, referindo-se ao grupo

formado pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU - EUA, Reino Unido, França, China e Rússia - mais a Alemanha. “Nossa principal demanda é o reconhecimento de nosso direito a possuir a tecnologia (nuclear) para fins pacíficos”, disse ele. “Esse direito foi alcançado, e não pensamos que seja um tema negociável em relação a nossas atividades nucleares”. As declarações do porta-voz são dadas no segundo e último dia de uma visita de autoridades da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) ao país. O porta-voz iraniano disse que a cooperação com a AIEA continua ocorrendo da melhor maneira. Segundo ele, o propósito da atual visita não é a realização de inspeções. Há o temor de que Israel possa atacar instalações nucleares do Irã, com o risco de haver um conflito maior na região. Na segunda-feira, 20, os iranianos anunciaram que realizavam exercícios militares para fortalecer suas defesas em torno de suas bases nucleares.

Após 40 anos, Líbia organiza primeiras eleições municipais Renata Giraldi da Agência Brasil

Pela primeira vez em 40 anos, os eleitores na Líbia vão às urnas para escolher seus candidatos regionais. Os moradores de Misrata, que se tornou a cidade-símbolo de resistência ao governo do ex-presidente

Muammar Khadafi (que morreu em outubro de 2011), estão entre os eleitores mais entusiasmados do país. Mais de 100 mil eleitores de Misrata se inscreveram para escolher o novo conselho local, o equivalente à Câmara de Vereadores da cidade, que tem 280

mil habitantes. As eleições são históricas e na Líbia são apontadas como uma “invenção do ocidente”, pois eram proibidas no país. Mais de 240 candidatos se apresentaram para as 28 vagas de conselheiro municipal. Para os especialistas, essas eleições

municipais são interpretadas como uma espécie de ensaio para as majoritárias. Em junho, os líbios devem ir às urnas para a escolha de um novo Parlamento. Os organizadores esperam participação superior a 30%.


INTERNACIONAL

Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012 | Gazeta Brazilian News

Parentes de mortos em incêndio em Honduras invadem necrotério e são expulsos pela polícia no local, segundo as autoridades do país. País da América Central com o recorde mundial da taxa de homicídios (cerca de 80 por 100 mil pessoas, de acordo com as Nações Unidas), Honduras dispõe de 24 centros de detenção, com uma capacidade total para 8 mil presos, embora o número de detidos chegue a 13 mil.

Identificação de corpos

Bombeiros trabalham na penitenciária destruída por incêndio em Comayagua, centro de Honduras. Renata Giraldi da Agência Brasil

Em Honduras, os parentes dos presos que morreram em um incêndio há uma semana na penitenciária da província de Comayagua, no Norte do país, invadiram no dia 20 o necrotério para exigir notícias sobre os restos mortais das vítimas. No incêndio, mais de 350 pessoas morreram e várias ficaram feridas, inclusive um brasileiros, que estava detido no presídio. As autoridades hondurenhas disseram que um grande grupo de pessoas – em sua maioria mulheres - invadiu a sala onde os corpos são mantidos. Os invasores foram

expulsos pela polícia, que usou gás lacrimogêneo. As causas das mortes variam entre asfixia e queimaduras severas, que dificultam a identificação sem a ajuda de exames de DNA, segundo especialistas. O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos pediu ao governo de Honduras que faça uma investigação independente sobre as causas do incêndio. Especialistas no setor penitenciário condenaram a má qualidade dos presídios da América Latina de uma forma geral. A prisão, no Norte de Honduras, foi projetada para 250 detentos. No momento em que houve o incêndio, havia 856 presos

Apenas 21 corpos das 359 vítimas do incêndio foram entregues às famílias por dificuldades de identificação, informou o Instituto de Medicina Legal hondurenho. Segundo comunicado do órgão, foram feitas 149 autópsias, mas a identificação por meio de impressões digitais tornou-se impossível na maioria dos casos, pelo fato de os corpos estarem carbonizados. Nesses casos, a identificação só é possível por meio de exames de DNA. “O processo de entrega dos cadáveres está mais lento devido às circunstâncias dos acontecimentos e ao tipo de lesões sofridas”, diz o instituto. Por outro lado, é cada vez maior a pressão por parte dos parentes das pessoas que morreram no incêndio. Eles estão concentrados no Instituto de Formação Profissional, no leste da capital, Tegucigalpa, esperando pelos corpos de seus parentes. O trabalho de identificação das vítimas do incêndio na penitenciária de Comayagua, no centro de Honduras, está sendo feito por diversas equipes.

CAÇA

11

Espanhóis buscam tesouro nos EUA A Guarda Civil espanhola afirmou na última segunda-feira, 20, que seus agentes tem o objetivo de recuperar o tesouro estimado em 380 milhões de euros (US$ 504 milhões), que exploradores norte-americanos encontraram em 2007 num navio espanhol afundado próximo a Portugal. A Espanha vai enviar à Flórida, aviões militares de transporte para recuperar 17 toneladas de tesouros. Dois aviões Hércules transportarão a carga. Os mergulhadores perderam na Justiça dos Estados Unidos o direito de ficar com a carga. A Justiça federal norte-americana exigiu que a companhia Odyssey Marine Exploration libere o acesso das autoridades espanholas às moedas de prata e a outros artefatos do navio. Segundo os espanhóis, o país nunca abriu mão da propriedade da embarcação ou de seus conteúdos.

Espanha vai recuperar 17 toneladas de tesouros, equivalentes a 380 milhões de euros


INTERNACIONAL

Gazeta Brazilian News | Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012

12

Ex-chefe do FMI é acusado de envolvimento em esquema de prostituição

O ex-chefe do FMI Dominique StraussKahn chega à polícia nesta terça-feira (21) em Lille, norte da França.

O ex-diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, foi detido no dia 21 para investigações sobre suposta “cumplicidade com a prostituição” e “ocultamento de abuso de bens sociais”, no chamado “caso do hotel Carlton”, informou a promotoria. Strauss-Kahn chegou, na manhã do dia 21, a um quartel da polícia, para onde tinha sido convocado e, imediatamente, foi preso para investigação. O inquérito está focado em uma rede de prostituição que supostamente forneceu

mulheres para os clientes do hotel de luxo Carlton. Empresários locais e um comissário de polícia estão entre os presos até agora. “Acredita-se que Strauss-Kahn participava de festas e não tinha motivos para suspeitar que as mulheres fossem prostitutas”, afirmou o seu advogado de defesa, Henri Leclerc. Na França, a associação com prostitutas é ilegal. Cotado inicialmente como provável candidato à presidência da França contra o presidente francês Nicolas Sarkozy, Strauss-

-Kahn abandonou a vida pública após a sua detenção em Nova York, acusado de tentar estuprar uma funcionária de um hotel. A camareira, Nafissatou Diallo, está processando Strauss-Kahn em uma ação civil depois que as acusações criminais foram retiradas por promotores. Além disso, acusações feitas por uma escritora parisiense também foram arquivadas pela polícia francesa em 13 de outubro, três dias antes do nome de Strauss-Kahn vir à tona novamente na investigação Lille.

Grécia obtém segundo empréstimo para evitar calote Renata Giraldi da Agência Brasil

A União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovaram na madrugada de terça-feira, 21, novo empréstimo à Grécia, para ajudar o país a evitar o calote dentro de um mês. A ajuda, porém, não resolve os problemas a longo prazo, segundo os analistas. É o segundo empréstimo obtido pelos gregos desde o agravamento da crise econômica internacional. O país vive dias de tensão sob protestos constantes e críticas da população. “Claro que esse resgate não resolverá o problema da Grécia, mas será uma ajuda imensa durante os próximos meses”, disse o diretor executivo do Centro para Estudos de Política Europeia, Karel Lanoo.

O resgate, de 130 bilhões de euros para os próximos dois anos, permitirá ao governo grego pagar 14,5 bilhões de euros em dívidas que vencem em 20 de março. “É impossível saber agora por quanto tempo o país poderá aguentar antes de chegar novamente a um ponto crítico”, disse Lanoo. “Vai depender muito se o governo implementará as medidas de austeridade (combinadas com os credores internacionais) e com que velocidade. A Grécia precisa solucionar problemas acumulados durante anos para recuperar o equilíbrio”, observou o analista. Para o diretor do Centro de Estudos Econômicos Bruegel, com sede em Bruxelas, Jean Pisani-Ferry, a Grécia “levará anos e talvez uma década para reformar o país e corrigir seus desequilíbrios econômicos”.

Empréstimo permitirá ao governo grego pagar 14,5 bilhões de euros em dívidas

As autoridades europeias reclamam que a Grécia passou muitos anos gastando mais do que arrecadava e que a situação não mudou com a concessão do primeiro resgate, de 110 bilhões de euros, em maio de 2010. O plano de austeridade imposto pela União Europeia e o FMI em troca da nova ajuda visa recortar o gasto público grego em um valor equivalente a 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2012, com o objetivo de reduzir a dívida pública dos atuais 160% do PIB para 120,5% em 2020. Porém, a Comissão Europeia avalia que a conclusão do segundo resgate para a Grécia terá efeitos positivos também sobre os demais países vulneráveis da zona do euro, como Portugal, a Espanha e Itália.


PUBLICIDADE

Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012 | Gazeta Brazilian News

13


Gazeta Brazilian News | Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012

14

LINHA DIRETA Virando a esquina

Pelo número de propriedades que estão à venda no condado de Broward hoje, dá para concluir que o mercado imbiliário está voltando a reagir positivamente. De acordo com a presidente da associação de corretores de imóveis do estado (Flórida Realtors), Summer Greene, 6 mil imóveis estão à venda contra os 34 mil da época do pico da crise. “Viramos a esquina”, garante ela, lembrando que o mercado imobiliário é imprescindível para a recuperação da economia.

Preços em alta

Os preços ao consumidor nos EUA tiveram em janeiro seu aumento mais forte em quatro meses, segundo o Departamento de Trabalho. A alta do custo de vida teve por base o encarecimento dos produtos alimentícios, a energia e do segmento de serviços. Com respeito ao mês anterior, a inflação foi de 0,2%. A progressão dos preços estimada pelo governo foi inferior ao que previam os analistas, cuja estimativa apontava uma alta de 0,3% para os preços ao consumidor em janeiro.

Menos pedidos

Foi registrada pelos Estados Unidos a maior queda no número de pedidos iniciais de auxílio-desemprego nos últimos quatro anos. O relatório do governo é na verdade uma boa notícia para a tão sofrida economia americana. O número de pedidos teve um recuo de 13 mil em uma semana, caindo de 361 mil para 348 mil com ajustes sazonais, informou o Departamento de Trabalho.

Cleida Cruz linhadireta@gazetanews.com Falam mal

Depois de serem mal atendidas em uma loja, 41% das consumidoras brasileiras não voltam mais ao estabelecimento e 23% afirmam não só deixar de comprar, mesmo se os preços forem baixos, mas também falar mal do estabelecimento a outras pessoas. É o que mostra uma pesquisa realizada em novembro com 2.290 mulheres, entre 18 e 60 anos, pelo Instituto Shophia Mind. Pelo estudo, 45% das entrevistadas parcelam as compras no cartão de crédito e 22% gastam mais de R$ 200 por mês só com vestuário.

Más lembranças

Que o ano 2011 vai deixar lembranças para as companhias aéreas norte-americanas não há dúvidas. E não estamos falando de lembranças boas. Muito pelo contrário! Na verdade foi o pior ano de vôos para o setor desde que os ataques aéreos em Nova York e Washington

Imigrante

Para cada três novos postos de trabalho gerados nos Estados Unidos no ano passado, pelo menos um foi obtido por um trabalhador imigrante. Isso que apenas 15% da população dos EUA é composta por imigrantes. Uma possível explicação é o fato de que boa parte deles busca ocupação no setor de serviços, justamente o mais dinâmico na geração de empregos.

abalaram as viagens de avião. O Departamento de Transportes afirmou que as principais companhias, as suas principais concorrentes de baixo custo e as maiores companhias aéreas regionais registraram 6,8 milhões de partidas. As decolagens não eram tão baixas desde 2002, quando totalizaram 5,27 milhões. O número de vôos vem caindo desde 2008.

Más lembranças II

Na semana passada, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, sancionou uma lei que prevê US$ 63 bilhões em financiamento garantido à Administração Federal de Aviação até 2015. O órgão supervisiona as operações de tráfego aéreo dos Estados Unidos em mais de 400 aeroportos. A medida também inclui o financiamento dos próximos passos para transformar a rede de tráfego aéreo de um sistema baseado em radares para satélites. A mudança deve permitir mais vôos, melhor estabeleci-

Imigrante II

A economia americana criou no ano passado 1,6 milhão de empregos, bem acima dos 940 mil criados em 2010. O índice de desemprego teve média de 8,9% em 2011, sinalizando melhora em relação aos 9,6% do ano anterior. Já o número de desempregados caiu para 12,8 milhões, o menor contingente em três anos.

mento de rotas e menos atrasos.

Imposto reduzido

O jornal The Wall Street Journal andou divulgando que será prorrogado, até o final do ano, a vigência de medidas que reduzem os impostos sobre a folha de pagamentos. Com a decisão, o tributo pago pelos trabalhadores dos Estados Unidos à Previdência Social continuará em 4,2%, não havendo, portanto, dado o fim da vigência do pacote, o retorno aos 6,2% que eram recolhidos anteriormente. O pacto feito pelo Congresso implica ainda à manutenção de benefícios concedidos aos desempregados e evita um corte profundo nos honorários médicos pagos pelo programa Medicare. Ufa! Na prática, o acordo impede um significativo aumento da carga tributária recolhida pelos trabalhadores, que afetaria milhões de americanos.

Cinema com cobertor

Quem desembarcou de mala e cuia no Sul da Flórida foi a iPic Entertainment, que está prestes a abrir alguns dos seus luxuosos cinemas por aqui. Dois já têm lugar certo: o primeiro no Gulfstream Park, em Hallandale Beach, previsto para abrir em dezembro, e o segundo, no Mizner Park, em Boca Raton, em maio de 2013. Miami e Coral Gables também estão em negocição para sediar unidades. As salas de cinemas do iPic são verdadeiros centros de relaxamento, com cadeiras reclináveis de couro, com travesseiros e cobertores, serviços de garçon ao simples apertar de um botão. Você vai poder ordernar de martinis a pizzas, filé mignon ou qualquer outra coisa do menu completo.


PUBLICIDADE

Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012 | Gazeta Brazilian News

15

Potencialize sua inteligência!

Estude com quem tem 26 anos de experiência. ASSOCIATE • BACHELOR • MASTER • DOCTORATE • POST-DOCTORATE Business Administration, Coaching, Christian Counseling/Psychology, Education, Media Communication, Social Work, Theology

M AT R I C U L E - S E J Á !

1 407 896.0101

5950 Lakehurst Drive # 101 - Orlando, FL 32819 www.fcuonline.com • fcu@fcuonline.com

CurSOS nA MODALiDADE PrESEnCiAL, SEMi-PrESEnCiAL, On-LinE, On-TiME E DVD.


PUBLICIDADE

Gazeta Brazilian News | Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012

16

Esquiando sem Visão

Um programa de televisão que antecedeu os Jogos Olímpicos de Inverno de 1988 mostrou esquiadores cegos, treinados para esquiarem em competições sobre a neve, o que soa como algo impossível. Emparelhados com esquiadores com visão normal, os esquiadores cegos eram ensinados sobre como esquiar e fazer curvas. Na cidade de Niles no Estado de Illinois Estados Unidos a Fundação Americana para Esquiadores Cegos ajuda os que não podem ver a se concentrarem no que eles podem fazer ... não sobre o que eles não podem ver. Este conhecimento e confiança dá-lhes algumas das ferramentas necessárias para enfrentarem com sucesso os desafios em outros aspectos de suas vidas. Depois de terem aprendido a realizarem as manobras, os esquiadores são encaminhados ao ponto de partida, de onde os

esquiadores com visão partem para esquiarem lado a lado com eles. Ao darem início à prova, o esquiador cego é orientado pelo esquiador guia que grita, ao seu lado, “esquerda!” e “direita!” Obedecendo aos comandos, eles seguem o curso da prova, que é toda demarcada por bandeirolas presas a hastes cravadas na neve. A descida é constituída de inúmeras curvas e desvios das bandeiras, enquanto o tempo é computado pelos juízes. O percurso todo, até cruzarem a linha de chegada, depende exclusivamente da palavra dos esquiadores guias. É uma questão de confiança completa ou catástrofe. Algumas vezes não somos capazes de ver o trajeto que devemos seguir. Temos que confiar somente na Palavra do único que tem a visão perfeita – o Deus que nos criou. Sua Palavra nos dá a direção de que precisamos para completar o percurso.

Prof. Claudio Ribeiro

Uma análise detalhada das suas fortalezas pessoais que lhe permite conhecer em profundidade, valorizar e potencializá-las em toda a capacidade de cada uma delas


PUBLICIDADE

Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012 | Gazeta Brazilian News

17

Os alunos de cur-

que a qualidade do

3,1% discordam.

sos on-line estão tão

Escolas de médio

ensino on-line já é igual

satisfeitos quanto os

e grande porte concor-

ou superior ao ensino

de ensino presencial?

dam e menos de 3%

presencial.

Evidência: As escolas

que

cursos

oferecem

on-line

acre-

Três quartos dos

discordam. Escolas que oferecem

líderes acadêmicos de

Doutorado,

faculdades e universi-

ditam que seus alunos

Mestrado e

Associa-

dades públicas acredi-

on-line são tão satis-

dos são muito positi-

ta que a qualidade do

feitos quanto aqueles

vas, sendo as Escolas

ensino on-line é igual

que

de Bacharelado apenas

ou superior ao ensino

um pouco menos.

presencial.

tomam

cursos

presenciais:

Três

quartos

ditam que a qualidade

do todos os

líderes

sos online concordam

das ofertas on-line tem

acadêmicos

que

atendido as expectati-

que, em três anos, a

vas?

qualidade

40,7% das esco-

As escolas acre-

las que oferecem cur“os

estudantes

são pelo menos tão satisfeitos” com os seus

Evidência:

cursos on-line, 56,2%

maioria

são neutros e apenas

acadêmicos

dos

acredita do

ensino

A

on-line será igual ou

líderes

superior à do ensino

acredita

presencial.

Fonte: “Entering the Mainstream - The Quality and Extent of Online Education in the United States, 2003 and 2004” - Elaine Allen and Jeff Seaman, Directors of the Babson Survey Research Group.


PUBLICIDADE

Gazeta Brazilian News | Semana de 23 a 29 de fevereiro de 2012

18

Aprendendo com Ursos e Águias

Prof. Anthony B. Portigliatti, Ph.D.

President & Chancellor - Florida Christian University

“Não alimente os ursos.” Este anúncio é publicado em uma placa no Parque Nacional de Yellowstone, nos EUA. A maioria dos turistas deve pensar que o anúncio se destina a proteger as pessoas. Não é verdade! O anúncio foi colocado para proteger os ursos, e não os turistas. É que ao final de cada outono, depois de o parque ter sido visitado por multidões de turistas, funcionários de Yellowstone recolhem inúmeros ursos mortos que se tornaram tão dependentes da comida servida pelos turistas, que perderam sua capacidade de encontrar alimento por conta própria. Podemos também tornar-nos em “ursos de parque”, se ficarmos muito dependentes dos outros para nos alimentar. Às vezes

Mais de 6 milhões de estudantes On-line

O número de alunos, tendo pelo menos um curso on-line nos Estados Unidos, já ultrapassa 6 milhões. Quase um terço de todos os estudantes do ensino superior estão tomando pelo menos um curso online. Estes números são revelados por Elaine Allen e Jeff Seaman, Diretores de Babson Survey Research Group em “Going the Distance - Educação on-line nos Estados Unidos, 2011” um estudo baseado em respostas de mais de 2.500 líderes acadêmicos. “A taxa de crescimento no número de matrículas on-line é dez vezes maior do que a taxa em todo o ensino superior”, disse Elaine Allen. “Embora as taxas de crescimento tenham diminuído um pouco de anos anteriores para hoje, não vemos qualquer evidência de uma desaceleração drástica no número de matrículas on-line no horizonte.” Principais conclusões do relatório incluem: • Mais de 6,1 milhões de estudantes estavam tomando pelo menos um curso on-line no segundo semestre de 2010, um aumento de 560.000 alunos ao longo do ano

anterior. • A taxa de crescimento de 10% para matrículas on-line excede em muito o crescimento de 2% na população geral de estudantes do ensino superior. • Trinta e um por cento dos estudantes do ensino superior já têm pelo menos um curso online. • Líderes Acadêmicos acreditam que o nível de satisfação dos alunos on-line é equivalente aos de cursos presenciais. • 65% das instituições de ensino superior agora dizem que a aprendizagem on-line é uma parte crítica de sua estratégia de longo prazo.

perdemos a noção de que somos capazes usando os recursos que Deus nos deu. Também as águias nos ensinam algo. Estas aves são surpreendentes, podendo voar a uma altitude de 10.000 pés e ver de muito longe um peixe na água. Embora feita para voar, uma águia não sabe disto enquanto é criança. Então chega o dia em que o filhote, meio emplumado e meio pelado, que jamais voou em toda a sua vida, vai para o seu primeiro vôo longe do ninho. É quando mamãeáguia o empurra para fora do ninho, voa rapidíssimo para baixo e o ampara em pleno vôo. A lição se repete até que o filho aprenda a voar. Mamãeáguia continuará empurrando o filho

para fora do ninho porque ele precisa aprender algo que ainda não sabe. Você e eu também fomos feitos para voar. Muitas vezes não sabemos ou simplesmente nos esquecemos disto. Não fomos feitos para definhar no ambiente confortável do nosso mundo. E porque nós fomos feitos para voar, Deus agita a nossa comodidade e até mesmo nos empurra para fora do ninho - a nossa zona de conforto para que possamos amadurecer. Na Flórida Christian University estamos empenhados em ajudar os alunos a abrir sua visão e dar-lhes novas ferramentas para voar mais alto. E lhes oferecemos desafios, conhecimentos e práticas que produzem confiança para voarem por conta própria.

Lançamento oficial da nova versão da ferramenta

Dia 24 De março De 2012 Das 9am às 5Pm

Local: Florida Christian University 5950 Lakehurst Dr. Orlando, FL 32819

Informações: (407) 896-0101

Edição 767 - 23 a 29 de fevereiro  

Edição 767 - 23 a 29 de fevereiro