Issuu on Google+

Animal Em Estinção

Tigre-da-china

DO MEIO AMBIENTE NESTA EDIÇÃO 02- EXPEDIENTE \ EDITORIAL 03- SUSTENTABILIDADE X PROGRESSO OU SUSTENTABILIDADE COM PROGRESSO? 05- PRESERVAR A ÁGUA 06- MÁFIA DA TARTARUGA DEIXA ESPÉCIE RARA SOB AMEAÇA DE EXTINÇÃO 07- AVES VOLTAM À MATA AMAZÔNICA 20 ANOS APÓS EXTINÇÃO LOCAL 08- 7 BILHÕES EXPRESSO TERRA LOTADO 10- RECICLAR ISOPOR É POSSÍVEL? 11- NÃO EXISTE ENERGIA 100% LIMPA 13- MONTADORA DOS EUA EXIBE CARRO BOLHA ELÉTRICO 14- VOLVO VAI PRODUZIR ÔNIBUS HIBRIDO NA FÁBRICA DE CURITIBA 15- PREVENÇÃO DA DENGUE 16- FILHOTES DE URSO-POLAR MORREM MAIS AO MIGRAR 18- 10 TECNOLOGIAS INOVADORAS 20- EXTINÇÃO DA VIDA MARINHA PODE SER SEM PRECEDENTES 21- REFLORESTAR NÃO RESOLVERÁ AQUECIMENTO GLOBAL 22- RECICLAGEM 23- FAMOSOS QUE PROTEGEM A NATUREZA 24- TIGRE 26- DODÔ 27- EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA ESCOLA 28- ÁGUA: O OURO DO TERCEIRO MILÉNIO 29- ENTRETENIMENTO

www.padini.com.br Rua Holanda, n° 1107 Boa Vista - Curitiba - PR

Ano XI - Edição n° 41 2011 Distribuição Dirigida Circulação Trimestral Gratuita


02 GAZETA DO MEIO AMBIENTE Expediente

Para Refletir

Editorial

O crescimento econômico mundial nos últimos 50 anos Veículo de Comunicação Social - Gazeta do Meio Ambiente teve como principal objetivo Orgão de Divulgação do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais promover o bem-estar das Renováveis em Defesa da Fauna, Flora e Mananciais pessoas. Mas, além de não CNPJ.: 06.914.142/0001-40 mostrar melhora social para Rua José Merhy, 516 Bairro Boa Vista - Curitiba - Paraná estes indivíduos, causou CEP 82540-090 grandes impactos ambientaFone: (41) 3019-7880 / (41) 3019-7848 / (41) 3014-7341 is. Da relação de dois fatores: MSN: gazetadomeioambiente@hotmail.com sociedade e meio ambiente, jr@gazetadomeioambiente.com.br surgiu a Economia Ambiental. www.gazetadomeioambiente.com.br A Economia Ambiental é uma Conselho Editorial área dentro da Ciência Diretor: Econômica, que relaciona o Carlos A. Jomes Jr. crescimento econômico ás questões do meio ambiente, Jornalista Responsável: ou seja, economia com Suryen Shoiski sustentabilidade. Essa nova D.R.T 447418114 ciência contempla na sua construção entre outros Representante Comercial: elementos, a compreensão Carlos A. Jomes / Janete A. Wall da evolução do papel do meio Alexander Jr. Santos / Guilherme F. Bonfa Alessandro Gama de Oliveira ambiente dentro das teorias econômicas, visando a sustentabilidade como requisito para o desenDiagramação e Arte: Carlos A. Jomes Jr. / Luiz Sales volvimento e buscando soluções para melhorar as condições de vida das pessoas. Jurídico: Os recursos naturais sempre foram motivo de discussões quando se Diogo Bello trata de atividades produtivas. Mas com a primeira revolução industriColaboradores al, os recursos naturais ficaram em segundo plano e a expansão capitalista fez-se esquecer que tais recursos são finitos. Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Com a tecnologia em crescimento, na mudança do século XIX para o Naturais Renováveis. - (IBAMA). XX, buscou-se adicionar nas atividades industriais, economia e Http://www.ibama.gov.br fatores não-econômicos, como produção e utilização de fontes de IBAMA energia, mas não houve sucesso. A produção e a escassez de fontes de energia demorou a ganhar espaço nas teorias econômicas, o que “Os textos são de inteira responsabilidade de seus autores. Algumas das fotos turísticas foram extraídas de sites da Internet”. favoreceu justificativamente os problemas ambientais do século XX.

AERO DOG LANCHE MAKSIWA Indústria e Comércio de Máquinas Ltda. Fone/Fax: [55] (41) 3621-3218 www.maksiwa.com.br

Fone: (41) 3015-1000

Fone: (41) 3257-7605

Fone (41) 3385-0817 www.colterseg.com.br

Rua Nelson Argenta, 436 Rua Holanda, 618 Boa Vista Roça Grande - Colombo - PR Curitiba - Paraná

www.agroflor.com atendimento@agroflor.com

Fones: (41) 3656-6689 / 3656-2399

Rua Orlando Ceccon, 61 Fundos - São João - Colombo - PR

Rua Ten. Francisco Souza, 3969 Boqueirão - Curitiba - Paraná

JANISKI Retífica de Motores Diesel Ltda. Fone: (41) 3347-1717 Av. Jucelino Kubischek de Oliveira, 13880 CIC Curitiba - PR

Rua Almirante Alexandrino, 1939 loja 2 Afonso Pena - São José dos Pinhais - PR


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 03 Sustentabilidade X Progresso ou Sustentabilidade com Progressso?

A dualidade presente no título do texto é foco de muito debate hoje em dia. Alguns consideram essas duas categorias como pólos opostos, estando em plena contradição. Outros acham que elas são conciliáveis, ou mesmo que a polarização entre ambas não é um problema real. É importante analisar o contexto em que tais discursos estão presentes, ou seja, é importante levar em consideração os fatores econômicos, políticos e ecológicos pertinentes à questão. Economicamente vivemos em um sistema baseado no avanço tecnológico, na iniciativa privada e na exploração da natureza, todos obviamen-

te interligados. Nesses moldes, uma particularidade contemporânea bastante importante é que os países desenvolvidos apresentamse relativamente estagnados comparados aos em desenvolvimento. Assim, países de terceiro mundo passam a assumir um protagonismo político muito maior, produzindo algum nível de conflito com os Estados que tradicionalmente desempenharam essa função. É certo que essa realidade de algum modo influencia os discursos quanto à sustentabilidade. Do ponto de vista da ecologia, o dado mais significativo (embora não seja o único relevante) é o aumento de gases geradores do efeito estufa na atmosfera, principalmente do gás carbônico. Não se discute que aumentou em larga escala a presença desse gás no decorrer do século XX. Também não há dúvida quanto ao fato de que a temperatura terrestre vem ficando mais quente rapidamente. O grande dilema, que motiva e desafia cientistas no mundo inteiro, é saber se há um nexo de causalidade entre esses dois ele-

pessimista, que subestima o próprio espírito humano. Parece ser do senso-comum a noção de que o crescimento econômico não tem limites. Provavelmente tal percepção é fruto da constatação empírica que a maioria dos homens têm de que a tecnologia não para de evoluir. A questão é que a humanidade utiliza, no processo produtivo, recursos que são finitos. Eventualmente tais recursos se extinguirão. Célebres teóricos, inclusive, chegaram a postular que, em algum momento, a economia atingiria um estágio estacionário. Os argumentos nesse sentido vão desde a afirmação da escassez de recursos até o limite da eficiência gerada por uma economia de mercado (eficiência máxima). Apesar das categorias e cálculos econômicos complexos utilizados para atingir esta conclusão, nos parece que o senso comum está mais próximo da verdade. A capacidade humana de transformar a natureza se desenvolve continuamente, de modo que uma quantidade menor de recursos gera uma quantidade maior de produtos com o tempo. O baluarte central do crescimento não é a eficiência que o capitalismo

AUTO PEÇAS CVC LTDA

Fone: (41) 3399-2804 Fax: (41) 3399-2321 www.ceramicabrasilia.com.br

mentos. Resumindo, trata-se de saber se o aumento na quantidade de gás carbônico, que certamente é fruto das atividades econômicas humanas, agrava de maneira significativa o ciclo natural presente de elevação da temperatura terrestre. Aqui há vários desentendimentos na comunidade científica. Uns acham que esse fenômeno é, exclusivamente, parte de um ciclo natural, enquanto a maioria considera ser ele intensificado por atividades antropogênicas. Coloca-se, desse modo, a possibilidade plausível de que o crescimento econômico esteja engendrando uma tragédia ambiental que seria, também, uma tragédia humana. Assim, haveria uma relação quase absoluta entre ganho econômico e prejuízo ecológico. Em última instância, essa relação apresenta uma equação em que, de modo geral, um ganho humano em curto prazo contém, intrinsecamente, o gérmen de uma tragédia vindoura. Embora seja muito difícil refutar com certeza essa possibilidade, consideramos que essa é uma hipótese essencialmente

Tel.: (41) 3378-8561

Fone: (41) 3383-3400 Fax: (41) 3282-2511 www.tbl.com.br tblcwb@tbl.com.br

Estrada de Balsa Nova, KM 01 Rua João Alves Figueira, 20 Campo Largo - Paraná Bairro Quissisana - Curitiba - PR

Fone: (41) 3245-1677 / 3245-2568 R: João Bettega, 6249/6483 CIC - Curitiba - PR

Fone: (41) 3224-5941 Fax: (41) 3233-9626 Rua Paula gomes, 330 São Francisco - Curitiba- PR

www.tillmann.com.br tillmann@brturbo.com

Rua Abrão Jak Duck, 41 Barracão 1 Xaxim Curitiba - Paraná


04 GAZETA DO MEIO AMBIENTE estabelece ao realizar a divisão do trabalho e a equalização entre demanda e oferta, mas o próprio desenvolvimento tecnológico por detrás do processo produtivo, qual seja, o poder do espírito humano de se reinventar na sua relação com a matéria. Isso, pensado sob certo prisma, refuta o argumento da escassez natural, visto que, para tal argumento, se toma como absoluto determinado processo de produção, quando, na realidade, o próprio processo está em processo de reinvenção, aumentando-se a produtividade. Ademais, muitas vezes quando determinado recurso se torna escasso, o conhecimento científico indica outro que pode servir ao mesmo propósito. Os diversos combustíveis

alternativos para automóveis são exemplo disso (muito embora a prevalência do petróleo continue imensa, indicando que forças econômicas podem ser mais poderosas que o avanço científico). A sustentabilidade deve ser uma orientação que visa não à negação do progresso e do crescimento, mas que objetiva, ao contrário, a sustentação deles no longo prazo.

Enquadrada no contexto atual, deve levar em conta a ascensão de povos e nações tradicionalmente relegados ao segundo plano. Assim, se o maior problema ambiental existente – o agravamento do aquecimento global – for mesmo fruto da humanid a d e , e levando em conta que ele é um problema que afeta o globo inteiro, fica a pergunta: Qual parte deve ceder em prol da sua contenção? Aquela que atingiu nível econômico elevado, quem caminha nesse rumo, ou todos eles? Se, por um lado, o aumento dos poluentes se intensifica nos países com crescimento elevado (em desenvolvimento hoje em dia), por outro as nações ricas já poluíram muito mais que as outras. Ainda, se a contenção fosse equânime a todas as partes, sem

levar em conta a realidade de cada uma, estar-se-ia mantendo a desigualdade das economias no plano internacional. Desse modo, parece

claro o potencial que um discurso ecológico anticrescimento tem de manter o status quo. Esse status quo, no entanto, é insustentável, e isso deve ser levado em conta quando se pensa em sustentabilidade. A aproximação entre Estados ricos e Estados pobres é mais um motivo de celebração que de preocupação. A ascensão social de centenas de milhões de pessoas, inclusive, aumenta a consciência quanto ao problema. Fonte: Pedro de Araújo Fernandes

GUANABARA INDÚSTRIAS QUÍMICAS LTDA

Fone: (41) 3286-1910 Fax: (41) 3286-6466

Fone: (41) 3661-3232

Corujão Comércio de Automóveis Ltda.

Fone: (41) 3340-4400 Av. Camilo Di Lélis, 212 Pinhais - PR

R. Pe. Instannislau Truebiatchwsk, 113 Boqueirão - Curitiba - Paraná

www.motelalfacuritiba.com.br

Romanha Indústria de Alimentos Ltda. Fones: (41) 3033-1151 / 3668-1158 Fax: (41) 3668-1146 www.romanha.com.br

-

romanha@romanha.com.br

Rua Foz do Iguaçu, 351 Pinhais - Paraná - Brasil

Rua Guaianazes, 400 Vila Izabel - Curitiba - Paraná

Av. das Américas 116 Tres marias São José dos Pinhais - PR

Contato: (41) 3556.1086

Fone: (41) 3385-8160 Fax: (41) 3385-7049 Rod. Br 277 Saída Curitiba/Paranaguá Km 67, N° 50.000 São José dos Pinhais - Paraná


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 05 Preservar a Água

Atualmente, muito tem se discutido sobre medidas de preservação da água. O planeta Terra possui 97% de água salgada encontrada nos mares e oceanos, 2% formam as geleiras que são inacessíveis e somente 1% é de água doce. Portanto, contamos apenas com 1% de água para nossa sobrevivência, e a cada dia esse pouquinho de água sofre ameaças, por falta de preservação. O ser humano não consegue viver sem água, ela é a nossa fonte de vida, e é por isso, que devemos ter consciência que esse bem precioso deve ser preservado. Degradações dos Recursos Hídricos O nosso planeta possui uma pequena quantidade de água m

m

m

mm

potável, ou seja, própria para o consumo, e os recursos hídricos vem sendo degredados por diversos fatores, e um dos principais é a poluição ambiental. Os nossos rios constantemente são poluídos e não recebem tratamentos adequados. O desmatamento das margens dos rios não proporciona proteção do solo, pois com a ausência de árvores, as águas das chuvas correm de forma rápida para os rios, provocando assim, enchentes e trazendo restos que podem criar problemas no solo do fundo dos rios. Construções clandestinas que crescem às margens dos rios e de represas poluem os reservatórios, e isso causa ameaça a saúde da população. É importante que toda a sociedade esteja consciente que a preservação da água é necessária, e que a qualidade de vida das futuras gerações depende da maneira de como usamos os nossos recursos

hídricos. Então, se faz urgentemente necessárias ações e medidas, que possam contribuir para a preservação da nossa água. Se cada cidadão fizer a sua parte, todos juntos poderemos contribuir para a preservação do nosso bem mais valioso. O Dia Mundial da Água

A água por ser um bem natural de uso coletivo, necessita ser preservada. Devido a fatores que causam a sua poluição e o seu desperdício, foi criado no dia 22 de março de 1992 pela ONU (Organização das Nações Unidas) o Dia Mundial da Água. Assim, a cada ano, no dia 22 de março, discute-

FONE: (41) 3285-1737

Fone/Fax: (41) 3349-5151 3643-5151

Tel.: (41) 3282-8051 Fax: (41) 3288-6420 gnoattoltda@terra.com.br

mm

Fone/Fax: (41) 3333-5445 Rua Engenheiro Rebouças, 1255 Jardim Botânico - Curitiba - PR

Fonte: Érica Ap. Gomes

PURUNÃ ELETRO DIESEL

INDÚSTRIAS QUÍMICAS MELYANE S. A. NÓS NÃO POLUÍMOS NOSSA QUERIDA CURITIBA

se sobre diversos temas que estejam relacionados à água. O objetivo principal da criação do Dia Mundial da Água é oferecer um momento de reflexão, em que proporcione uma conscientização mundial e também para que possa ser criadas medidas de preservação de tal riqueza natural. Os Desperdícios de Água O desperdício de água causa um grande dano ambiental, pois além de contribuir para a escassez desse recurso futuramente, também faz com que a conta de água seja aumentada, assim você tem bons motivos para economizar. Evite o desperdício das seguintes formas: feche a torneira enquanto escova os dentes, tome banhos rápidos, regule as válvulas de descarga, use baldes em vez de mangueiras ao limpar as áreas externas, entre outras. Todas essas medidas contribuem para a preservação da água.

Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 950 Curitiba - PR

AMANIA • IMPORT’S

PR 421 - n° 270 B. Barigui Araucária - PR

Rua Maia de Souza Coelho, 195 - CIC - Curitiba - PR

Corser Frutas Ltda.

PEÇAS USADAS PARA IMPORTADOS

Fones: (41) 3348-1684 Ramal 8453 e 3366-1690 (49) 3246-3590 Fraimburgo - SC

Móveis e Decorações Móveis Sob Medida

Fone: (41) 3372-2661

Fone: (41) 3362-9191 www.amaniaimports.com.br Rodovia BR 116 - KM 10 atendimento@amaniaimports.com.br Pavilhão E Box 302/349 Rua Candido Hartman, 4315 Rod. BR 116, n° 7220 Cajuru - Curitiba - Paraná São Braz - Curitiba - Paraná Ceasa - Curitiba - PR

Çç


06 GAZETA DO MEIO AMBIENTE Máfia da tartaruga deixa espécie rara sob ameaça de extinção

A intensificação da caça de tartarugas em Madagáscar, que ocorre sob a proteção de um esquema que envolve autoridades corruptas, está ameaçando de extinção desses répteis no oceano Índico, segundo denúncia de ambientalistas. Eles dizem que a crescente demanda local pela carne, pelo casco no exterior usado como afrodisíaco e pelo réptil como animal doméstico favoreceu o que batizaram de "máfia das tartarugas". A espécie Astrochelys radiata e todas as quatro espécies nativas de Madagáscar estão em risco. Em Madagáscar, a carne e o casco da tartaruga, também criado como animal doméstico, são visados por traficantes"Todo mundo come e todo mundo trafica. E assim

que essas pessoas são levadas a julgamento, surgem organizações mafiosas que as ajudam a escapar'', afirma o presidente da ONG local Aliança de Grupos de Conservação, Ndranto Razakamanarina. De acordo com o relato do ambientalista Tsilavo Rafeliarisoa, dois caçadores de tartarugas foram encontrados no ano passado no sul do Madagáscar com 50 animais. Mas é constante ver caçadores percorrendo vilarejos em grupos de até cem pessoas, que chegam a recolher milhares de tartarugas em algumas semanas. Segundo os ambientalistas, eles costumam estar fortemente armados, a fim de coibir quem tentar impedi-los. "SEM DEFESA" "Quando uma gangue de caçadores munida de armas e machetes chegam para roubar tartarugas, um vilarejo fica sem defesa'', afirma Rafeliarisoa. Segundo o ambientalista, com o aumento de preços de alimentos, está crescendo o número de pessoas que

L.O TAVARES & CIA LTDA.

PURUNÃ ELETRO DIESEL

comem tartarugas. O animal se tornou um tira-gosto popular em cidades ao sul do país Tsiombe e Belonka até mesmo entre autoridades governamentais que deveriam estar à frente de campanhas para impedir a extinção desses répteis. "Eles dizem 'me dê o especial'. E o especial é a carne de tartaruga. É um grande mercado'', afirma Rafeliarisoa. Herilala Randrianahazo, da ONG Aliança pela Sobreviv ê n c i a d a s Ta r t a r u g a s , comentou que recentemente esteve em Tsiombe e em Beloka, onde se fez passar por um turista para conferir quão regularmente a carne de tartarugas constava em menus de restaurantes. Ele descobriu que um prato de carne de tartaruga, cozida no tomate, com alho e cebolas, era vendido por US$ 2,50 (R$ 4) e servido em menos de 30 minutos. "Eu mandei o prato de volta e o garçom me disse que poderia me arrumar algo diferente. Até mesmo um animal vivo, naquele mesmo instante'', conta Randrianahazo. AFRODISÍACO

Os grupos de traficantes de tartarugas são, segundo ambientalistas, bem organizados e chegam a vender os animais no mercado negro em países asiáticos como a Tailândia. Asiáticos ricos consideram as tartarugas animais domésticos exóticos e estão dispostos a pagar até US$ 10 mil por cada um (cerca de R$ 16 mil). Seguidores da medicina tradicional asiática costumam comprar cascos de filhotes de tartarugas, a fim de usá-los em misturas que supostamente aumentam o desempenho sexual. Ambientalistas contam que traficantes chegam a colocar até 400 animais dentro de suas bagagens, antes de embarcá-las para cidades como Bangcoc. Fonte: Da BBC Brasil

V.G.R Produtos Agropecuários Ltda.

Fone: (41) 3665-3236

FONE: (41) 3285-1737

Rações p/ Cães, Gatos e Pássaros, Artigos para Gaiolas, Ferragens e Produtos Veterinários

Tel.: (41) 3323-8917 www.thacemoveismacico.com.br

Fone: (41) 3398-8377 3035-7776 Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 950 Curitiba - PR

Estrada da Graciosa S/N° Jardim Claudia - Pinhais - PR

Rua Verissimo Marques, 1411 Centro - São José dos Pinhais - PR

Telefones: (41) 3033-1440 / 3033-2828 sinalpavi@sinalpavi.com.br

www.sinalpavi.com.br

Rua Nicarágua, 298 Vila Progresso - Pinhais PR.

(41) 3343-2871 vidalivre@uol.com.br

PETIT CARNEIRO, 77 ÁGUA VERDE - CURITIBA - PR

Av. Silva Jardim, 528 Rebouças - Curitiba - PR

* Posto O Cupim 1 Campina Grande do Sul * Posto O Cupim 2 São José dos Pinhais PR * Posto O Cupim 4 Paranaguá PR * Posto De Bortoli-Cupim São José dos Pinhais PR * Posto O Cupim 7 Araucária PR * Posto O Cupim 8 Cambé PR

* Fazenda O Cupim Rochedo MS * Cerâmica Vila Rica Mafra SC * Posto O Cupim 5 Campo Grande MS * Posto O Cupim 6 Paranaguá PR * O Cupim Transportes Paranaguá PR * Posto O Cupim 9 Paranaguá PR


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 07 Aves voltam à mata amazônica 20 anos após extinção local As aves da Amazônia são mais resistentes do que os cientistas imaginavam. Espécies consideradas extintas em certas áreas da floresta reapareceram após mais de 20 anos de sumiço. A constatação é de um dos mais longos e abrangentes estudos sobre impacto da destruição das matas nas populações de aves da região. Desde o início da década de 1980, pesquisadores americanos e do Inpa (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia) estudam 11 fragmentos de floresta, com tamanho entre 1 hectare e 100 hectares, perto de Manaus. Essas áreas funcionam como "ilhas de floresta" em meio a propriedades desmatadas para receber atividade agropecuária. Elas existem porque, para autorizar o desmatamento, exigia-se que os produtores mantivessem um pedaço da mata nativa. Os pesquisadores monitoraram essas aves e as áreas que elas habitavam antes que as árvores do entorno começassem a ser derrubadas. Depois, a partir de 1985, fizeram novas medições a cada sete anos. CONSEQUÊNCIAS No primeiro ano após o desmatamento, a maioria das das espécies de aves simplesmente desapareceu desses fragmentos.

Algumas migraram para outras regiões, enquanto outras, sem alternativa, acabaram morrendo. Por fim, aconteceu o que os cientistas chamam de "extinção local": as espécies de aves desapareceram completamente daquelas áreas. As perdas de espécies variaram conforme o nível de perda de cobertura florestal e integração com o entorno. Elas foram entre 10% nas áreas grandes e menos fragmentadas até 70% nas menores e mais isoladas da amostra. REGENERAÇÃO Segundo os pesquisadores, com o tempo, a atividade agropecuária desacelerou e a floresta voltou a crescer e a se recuperar no entorno de alguns dos fragmentos. Com isso, houve um processo de recolonização, com boa parte das aves retornando a suas áreas iniciais. Em 2007, quando foi feita a última medição, 97 das 101 espécies de aves monitoradas haviam voltado a pelo menos um dos fragmentos. "Nossos exemplos são fotografias no tempo. Eles mostram que os fragmentos de floresta têm potencial para recuperar sua biodiversidade se eles estiverem inseridos em uma paisa-

gem que possa ser reintegrada", afirmou o ornitólogo Philip Stouffer, da Universidade do Estado da Louisiana (EUA). A pesquisa, paga pela Fundação Nacional de Ciência dos Estados Unidos, considerou só as aves do sub-bosque que voam em uma altura intermediária na floresta e não incluiu as das áreas mais altas ou mais baixas. "Embora uma pequena fração das espécies seja extremamente vulnerável à fragmentação e previsivelmente acabe extinta, desenvolver uma segunda geração de florestas em volta desses fragmentos estimula a recolonização", avalia Stouffer, que chefiou o trabalho publicado na revista especializada de acesso livre "PLoS One". Na opinião dos cientistas, o processo de recuperação que foi mostrado agora na floresta amazônica brasileira poderia acontecer também em outros ecossistemas com matas tropicais no mundo.

Fonte: Folha de São Paulo

Estância Natural Paradyse

Auto Mecânica S.A.

Lar - Casa de Repouso Para Idosos www.estancianaturalparadyse.com.br lar@estancianaturalparadyse.com.br

Fone: 3564-3706

Fone: (41) 3027-1111 Não perca sua viagem! Revise antes seu carro. Promoção 5% p/ pagamento a vista ou em 3x com cheque pré.

Tel.: (41) 3653-3645

Fones: 0800 41 5013 (41) 3657-0303 (41) 3657-7226 www.funerariamontesinai.com.br

DE DC MONTAGEM MÓVEIS PARA ESCRITÓRIO LTDA

Fone: (41) 3605-0426 e-mail: dc_moveis@ig.com.br

PLANTÃO 24 HORAS

Rua dos Eucaliptos, 284 Sala 28 - Jardim dos Rua Jusara, 4214 Bairro Novo Alameda Princesa Izabel, 1780 Rua Pastor Adolfo Weidmann, Rua Amazenon Sales Dias, 55 Eucaliptos - Colombo - PR Champagnat - Curitiba - PR Citio Cercado - Curitiba - PR Cachoeira - Alm. Tamandaré - PR 1920 - Pinhais - Paraná

www.nitrobras.com.br

atendimento.pr@nitrobras.com.br

Fone: (41) 3643-2080 Av. dos Pinheirais, 1761 Jardim Industrial Araucária - Paraná

Tel. (41) 3348-1429 Fone: (41) 3667-3232

A Comércio de Tintas Piquiri Ltda trabalha na recuperação de borra de tintas e solventes, atuando desde 1.993. Produz tintas, latex acrílico, esmalte sintético, fundo. Ampla variedade de cores. Qualidade de cores. Qualidade excelente.

Rua Nicola Pelanda, 4.740 Rua da Madeira, 51 Jardim Weisópolis - Pinhais - PR Umbará - Curitiba - PR


08 GAZETA DO MEIO AMBIENTE 7 bilhões expresso Terra lotado Um menino pobre que deve nascer em outubro, em Uttar Pradesh, na Índia, imprimirá um novo marco na historia: será o sétimo bilionésimo habitante do planeta. 0 expresso Terra esta lotado, mas é preciso dar "mais um passinho a frente" para acomodar 9 bilhões em 2030. Como vamos fazer isso?

Se o gênio da lâmpada de Aladim aparecesse para o economista Carioca Sergio Besserman Vianna, presidente da Câmara Técni-

ca de desenvolvimento Sustentável da Prefeitura do Rio de Janeiro, e concedesse a realização de um desejo em prol da sustentabilidade do planeta - um apenas o pedido seria o seguinte: "Acesso a informação e ao conhecimento sobre planejamento familiar para mulheres. Não ha nada mais capaz de mudar o mundo do que a consciência das mulheres sobre o numero de filhos que desejam criar." Não por acaso, uma mudança global será de flagrada por um filho que devera nascer em 31 de outubro de 2011, na Índia. Nesse dia, os demógrafos do Population Reference Bureau, em Washington, projetam a chegada de um menino especial, filho de uma família pobre do Estado de Uttar Pradesh: o sétimo bilionésimo habitante do planeta. Todas as estatísticas convergem: O pais tem o maior número de nascimentos no mundo - 27 milhões por ano -, a zona rural de Uttar Pradesh é o seu motor demográfico e a incidência natural de nascimentos por sexo, na região, favorece os meninos.

Em 2018, a Índia deterá o controvertido título de pais mais populoso do mundo, a frente da China.

"ciência ltigubre" (dismal science) e o public° logo se acostumou com previsões furadas. O genial Malthus errou feio ao subestimar o poder da inovaNão haverá uma estrela guia ção tecnológica que expandiu no céu para anunciar a impora produção de maneira inimatância simbólica desse nasciginável. Mas acertou ao sugemento. A ultrapassagem do rir que o mundo não é elastic°. limiar de 7 bilhões vem sendo 0 planeta não dispõe de recursos infinitos para sustentar um crescimento ilimitado. Jogar essa carga de insustentabilidade nas costas da inventividade humana também é arriscado, sobretudo quando a população aumenta 80 milhões Piscina pública em Suining, em Sichuan na China. a cada ano. aguardada com expectativa por todos os demógrafos que já leram as previsões de Thomas Malthus (1766-1834), o economista britânico que, no fim do século 18, advertiu que o crescimento exponencial da população mundial não poderia ser sustentado pelo crescimento aritmético da produção de alimentos - lançando a ameaça de uma grande crise de abastecimento a frente. Graças a Malthus, a economia ganhou a alcunha de

A noção de limite sugerida por Malthus - ou "capacidade de suporte", em linguagem moderna - levou outro economista britânico, Kenneth Boulding (19101993), 100 anos depois, a comparar a Terra não a um trem, mas a "uma astronave com recursos limitados, rodando em torno do Sol", e a ironizar: "Quem acredita que o cresci mento exponencial pode durar para sempre num mundo finito é louco ou eco(41) 3352-5252 (41) 334-64646

SABOREIE A MELHOR PIZZA DA CIDADE

AV. ANITA GARIBALDI, 3944 AV. ANITA GARIBALDI, 4029 (EM FRENTE AO TERMINAL DA BARrEIRINHA)

DISK

(41) 3255-2020 ENTREGA Loja 2 (41) 3255-2928 Loja 1

0800 41 52 52

Turismo e fretamento Av. Alberto Santos Dumont, 15 Quatro Barras 83420-000 Paraná Fone/Fax: (41) 3672-1492 / 7815-0980 Fone: (41) 3585-4088 castelobranco@onda.com.br Rua José Bagerki, 27 Jd. Dona www.viagecastelo.com.br Luiza - Almirante Tamandare - PR

200 CARROS 24 HORAS A SEU DISPOR SÓ COBRAMOS APÓS O EMBARQUE EFICIÊNCIA, QUALIDADE E SEGURANÇA

3022-2222 3264-6464 - 3356-5656 0800-600-6666

www.radiotaxicapital.com.br

ACEITAMOS CARTÕES DE CRÉDITO CONVÊNIO COM EMPRESAS

DEUS SEJA LOUVADO


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 09 nomista." PROFETAS DO APOCALIPSE Todas as gerações tiveram o seu profeta do apocalipse demográfico. Mas a grande crise não chega e a contagem aumenta, ano após ano, atualizando a pergunta recorrente: até quando? Não há limite? Quanta gente cabe no mundo? Afinal, há apenas 12 anos o planeta possuía 6 bilhões de habitantes. Há 100, em 1911, éramos somente 1,6 bilhão.

mais gente existir, maiores serão os impactos ambientais e sociais", diz o biólogo Paul Ehrlich, da Universidade Stanford, nos Estados Unidos, autor de um clássico malthusiano pessimista, de 1968, The Population Bomb. "Hoje, a situação é muito, muito pior do que quando o livro foi escrito. Os 2 bilhões a mais até 2050 gerarão muito mais dano ambiental do que os últimos 2 bilhões agregados, porque os padrões de consumo são mais intensivos", ressalta.

Uma resposta à ansiedade pode ser "9 bi lhões". Segundo a ONU, a populaSÉRGIO ção mundial deverá estabili- BESSERMAN Mas o olhar pessiVIANNA zar-se por volta de 2050, mista também pode Economista, atingindo o equilíbrio entre presidente da ser invertido e o nascimentos e mortes, com Câmara Técnica crescimento demode Desenvolvimento uma população entre 8 e Sustentável gráfico ser visto 10,5 bilhões de habitantes - da Prefeitura do como sinal de prosRio de Janeiro. se não houver imprevistos. peridade. A mortaliA melhor aposta é 9 bilhões, dade infantil declina em 2045. Depois desse patae a expectativa de vida mar os números deverão aumenta na maior parte dos começar a diminuir, uma vez países. "Há 100 anos, todas que o crescimento já estagas mulheres que tinham filhos nou na maioria dos países em viam um morrer; nos livramos desenvolvimento. disso", lembra Sérgio Besserman. O desenvolvimento tec0 problema será organizar 9 nológico melhora a eficiência bilhões. Sete bilhões já dão dos processos e abre fronteitrabalho. "É óbvio que, quanto

Lava Car Tio Sam Deixe seu carro novo Agendamento: Fones: (41) 9106-8301 / 91188317

Av. Paraná, 2725 Boa Vista Curitiba - Paraná

www.rickmotel.com.br

Fones: (41) 3382-2727 / 3035-2949 Rua Eurides de Souza, 530 São José dos Pinhais - PR

ras impensadas. Malthus não tinha como prever o efeito da globalização da batata e do milho americanos, que, conjugada à invenção do adubo químico, acabou com a escassez agrícola na Europa. O esgoto, o saneamento Cerca de 3,6 milhões de pessoas passam pela estação de metrô de em Tóquio, diariamente. Graças ã alta tecnologia, o maior e o trata- Shinjuku, aglomerado urbano do mundo dispõe de um eficiente sistema de m e n t o d a transporte, com 293 estações e 328 km de extensão. Nas ruas, quase água corrigi- não há veículos. 0 congestionamento é de pedestres. ram a incubiotecnologia e os alimentos bação de pestes e doenças processados industrialmente nas cidades, como tifo e cóletornaram os surtos de fome ra. A higiene e os antibióticos "nacionais" mais raros, elevaram a expectativa de mesmo ampliando o risco de vida européia de 35 anos, em epidemias, como a da vaca 1800, para 77 anos, em 2010. louca, em 1992. As últimas tragédias epidêmicas de fome Não apenas na Europa. Apeforam em Biafra (sudeste da sar da desigual dade do Nigéria), em 1969, e na Etiódesenvolvimento tecnológico, pia, em 1984. Além disso, o depois da Segunda Guerra crescimento econômico vem Mundial os antibióticos e a aumentando a prosperidade Revolução Verde ampliaram dos países. enormemente os poderes da Fonte: Planeta medicina e da agricultura. A

BORDADOS COMPUTADORIZADOS

Fone (41) 33256-2040

crieborde@crieborde.com.br www.crieborde.com.br

Crie & Borde Bordados Computadorizados Rua Gago Coutinho, 529 Curitiba - Paraná


10 GAZETA DO MEIO AMBIENTE Reciclar Isopor é possível? Quando o assunto é reciclagem, muita gente ainda fica

na dúvida: Dá para reciclar Isopor®? Dá, sim! Apesar de ter uma aparência diferente, espumosa, o Isopor® é feito de plástico, pode ser reciclado e retornar à indústria como matéria-prima. Isopor® na verdade é uma marca, a matéria-prima que forma esse produto se chama EPS (Poliestireno Expandido). Ou seja, o EPS surge a partir da expansão do plástico Poliestireno (PS) com gases. Para reciclar o EPS é necessário um processo chamado ‘degasagem’. Para isto, é utilizada uma máquina, que tritura e aquece o produto, RESTAURANTE E CAFÉ

retirando todo o gás. O resultado é uma massa pesada, chamada de ‘pão’. Este processo é importante também para o transporte, pois reduz o volume do EPS que será reciclado. No Estado do Paraná existe um projeto chamado Revima, que consiste na reciclagem de embalagens de alimentos feitas em EPS. O projeto é desenvolvido por empresas privadas, da área de alimentação e de embalagens, em conjunto com o sistema prisional da Grande Curitiba, onde são descartadas cerca de 4,5 toneladas de embalagens de EPS por mês. As embalagens fabricadas pela indústria paulista de embalagens, Meiwa, são distribuídas no Paraná pela RMB Pack, de Curitiba e utilizadas pela Risotolândia e pela Sabor, que fornecem as refeições. O DEPEN (Departamento Penitenciário do Paraná) direciona inter-

nos que serão responsáveis pela higienização das embalagens que foram descartadas (o EPS precisa estar limpo e seco para poder ser reciclado). Outra empresa privada, a Santa Luzia, fábrica catarinense de molduras e acabamentos para pisos, recolhe todo o material separado e leva ao local onde é mantida a máquina que realiza a ‘degasagem’. O ‘pão’, que resulta do processo, é enviado até a fábrica. A massa pesada de poliestireno é triturada e volta a ser matéria-prima, que será utilizada para a fabricação dos produtos. O EPS reciclado possui resistência à umidade, alta durabilidade e boa aparência, além de oferecer isolamento acústico, podendo ser um excelente substituto para a madeira. O projeto, além de retirar o EPS dos rios e lixões, também reduz a derrubada de árvores. No projeto Revima, o DEPEN é responsável pela mão de obra, realizada pelos internos. A estrutura,

PALACIO

como transporte, maquinário, sacos plásticos e EPIS, é fornecida pelas demais empresas. Além desta parceria com o Sistema Prisional, o projeto também atua com a Prefeitura Municipal de Curitiba, que realiza a coleta do lixo reciclável em toda a cidade. Esse projeto de reciclagem promove a inclusão social e o desenvolvimento de consciência ecológica dos internos do sistema prisional por meio do trabalho, além de evitar que toneladas de embalagens em EPS sejam jogadas todos os dias na natureza. O projeto Revima comprova que é possível unir cidadania e ações sustentáveis para a construção de um mundo melhor. Para obter mais informações sobre o projeto Revima acesse os sites: w w w. m e i w a . c o m . b r, w w w . r m b e m b a l a g e n s.com.br, www.santaluziamolduras.com.br, www.risotolandia.com.br, www.saboralimentacao.com.br .

Mab Tornearia e Usinagem Ltda

Gás Positivo Auto Posto Gás Natural Ltda.

Fone: (41) 3282-8299

Fone: (41) 3285-1829 3373-3266

FUNDADO EM 1930

Fone: (41) 3222-3626 Rua André de Barros, 500 Curitiba - PR

Fone: (41) 3642-6667 Av. das Araucárias 285 Bairro Barigui Araucária - Paraná

Fones: (41) 3275-3566 Locação de caçambas para terra, Entulhos, sobras de materiais, etc.

Fonte: RMB Embalagens

Av. Das Américas, 853 Vila 3 Marias - São José dos Pinhais - Paraná

Rua Professor Viriato Parigo de Souza, 4340 Campo Comprido - Curitiba - PR


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 11 Não existe energia 100% limpa A fonte pode ser nuclear, hidrelétrica ou até bagaço de cana. Os países estão descobrindo que não há alternativa sem custo ambiental

A discussão sobre o risco de manter usinas nucleares como fonte de energia está encerrada na Alemanha. Uma coalizão dos três principais partidos alemães, sob o comando da chanceler Angela Merkel, decidiu que, até 2022, o país não usará energia nuclear. O debate sobre os riscos à segurança é

antigo na Alemanha, mas ganhou uma repercussão inédita depois do acidente com a usina de Fukushima, no Japão. A medida atende aos anseios de boa parte da população. No dia 28 de maio, milhares de pessoas se reuniram em Berlim contra as usinas nucleares. Mesmo popular, a decisão tem um preço ambiental. Em um país com poucas opções energéticas como a Alemanha, desligar os reatores deve significar queimar mais carvão e gás natural nas usinas termelétricas do país. Isso aumentaria as emissões dos gases responsáveis pelas mudanças climáticas, a maior ameaça ecológica de hoje. O dilema alemão mostra como é complexa a busca por energia em um mundo que consome cada vez mais, e enfrenta constrangimentos ambientais. Não existem soluções ideais. Nem entre as fontes consideradas mais limpas. Usinas hidrelétricas enfrentam resistências ambientais por seus impactos nos rios e nas florestas. A energia solar ainda depende de subsídios. As usinas eólicas usam gran-

des áreas e podem afetar aves migratórias. Diante da ameaça do clima, os países terão de, em alguns casos, assumir algum sacrifício ambiental. E, na falta de uma solução perfeita, distribuir a geração de energia em várias fontes diferentes. "Assim você dilui o impacto de todas elas", diz o alemão Mario Tobias, secretário-geral do Instituto para Estudos Avançados de Sustentabilidade, sediado na cidade de Potsdam. O Brasil está em uma posição mais confortável do que a maioria dos países do mundo. Mas não fica isento de decisões difíceis. A mais debatida

delas hoje é a usina hidrelétrica de Belo Monte. Na semana passada, o IBAMA autorizou a construção da hidrelétrica, apesar das críticas dos ambientalistas. Por um lado, a usina produz energia com baixas emissões poluentes. Em compensação, ela vai alterar o curso do rio e poderá alimentar o desmatamento na região. Essa derrubada da floresta é a principal contribuição brasileira para o aquecimento global. Para alguns especialistas, qualquer grande obra gera alterações ambientais. "Há impacto na instalação de qualquer usina energética"; afirma o f ísico Luiz

DERMANNI SERRALHERIA MELLO

Fone: (41) 3332-4377 Fax: (41) 3333-0689 www.nicrom.com.br comercial@nicrom.com.br

Rua Francisco Parolin, 358 Parolin - Curitiba - Paraná Rodizio de fondue * La Pierrade Rodizio na pedra * Raclette * Filés Pato * Congrio * Truta Ambiente Charmoso e Romântico

Fone: (41) 3255-3105

Sábados e Domingos venha almoçar no Chatêau de Gazon

Rua Pasteur, 134 Batel - Curitiba - PR

Fone/Fax: (41) 3373-5413 dermani@ibest.com.br

Atendemos festas infantis, casamentos e eventos em geral

Fone: (41) 3398-1342 e-mail: buffetcmpestre@hotmail.com

Rua Leão Sallum, 1491 Boa Vista - Curitiba - PR

Rua Engenheiro Sady Souza Rua Vagner Luiz Boscorin, 190 411-A CIC - Curitiba - PR Roseira - Piarquara - PR

Sal Grosso Churrascaria Bar

A Renovat tem um exigente comprimisso em sua produção para o bem da ecologia. Saiba mais sobre nosso processo produtivo ecologicamente correto.

www.renovat.com.br

Fone: (41) 3027-4404 www.chateaugazon. com.br Experimente o que há de melhor na cozinha franco-suíça e confira nossos destaques

Móveis Sob Medida

Fone: (41) 3888-7900 Fone: (41) 3222-8286 Dr. Claudino dos Santos, 59 São Francisco - Largo da Ordem Curitiba - Paraná

Pneus com qualidade renovada qualidade ISO 9001 - 2000

RENOVANDO A QUALIDADE DE SEU PNEU

Rua dos Eucaliptos, 127 Capela Velha Araucária - PR


12 GAZETA DO MEIO AMBIENTE Melhorar indicadores sociais na Amazônia é desafio do governo, diz pesquisador do Meio Ambiente da Amazônia) Adalberto Veríssimo.

Os desafios da presidente eleita, Dilma Rousseff, para a Amazônia serão muito maiores que a redução do desmatamento do bioma. A derrubada está em tendência de queda desde 2006 e este ano deve chegar a 5 mil quilômetros quadrados, a menor taxa dos últimos 22 anos. Com o desmate sob controle, a tarefa será melhorar os indicadores sociais da região e garantir desenvolvimento econômico com contrapartidas socioambientais. Com 25 milhões de habitantes, a Amazônia ainda tem alguns dos piores indicadores de desenvolvimento do país. Em 1990, 48% da população da região viviam em situação de pobreza. Quase 20 anos depois, em 2009, o percentual ainda era de 42%, segundo o pesquisador sênior do Imazon (Instituto do Homem e

Grameira Araucária

"Os indicadores sociais na Amazônia melhoraram ligeiramente, não tiveram a melhoria que o resto do país teve", comparou. Segundo Veríssimo, a combinação entre crescimento da economia e programas sociais não será suficiente para reduzir a pobreza na região. "Os programas são importantes, mas está provado que na Amazônia eles têm menos força que em outras regiões, seja porque a população é muito rarefeita, seja porque nas grandes cidades há uma grande população com problemas graves", avaliou. INVESTIMENTOS Atrair setores que tenham capacidade de geração de empregos para a Amazônia também será um dos desafios dos próximos quatro anos, segundo Veríssimo. A base do atual modelo econômico da região ainda é formada por setores que geram poucas vagas, como a mineração, pecuária e agricultura extensiva. "É preciso estimular um tipo de economia que tenha mais capila-

Outro pilar do desenvolvimento sustentável, a questão social também deverá ser incluída na agenda de prioridades da presidenta eleita para a região amazônica. As tensões socioambientais, acirradas nos últimos anos por processos como o das usinas do Rio Madeira e, mais recentemente, o da Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, não foram resolvidas. "O grande desafio será incorporar a variável socioambiental ao projeto de desenvolvimento, que tem como prioridade o crescimento econômico. Isso foi feito em parte durante o primeiro governo Lula, mas o segundo mandato deu prioridade aos grandes projetos, sem aceitar contestações", avaliou a coordenadora do ISA (Instituto Socioambiental), Adriana Ramos. Segundo ela, o histórico desenvolvimentista de Dilma, que ficou conhecida com a "mãe" do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), não poderá ser obstáculo para um nova forma

de pensar a economia e o desenvolvimento da Amazônia. "Como presidenta, num cenário em que no primeiro turno 20% da população fizeram a opção por um projeto em que a sustentabilidade era frontal, acho que ela precisará ter essa sensibilidade". Para Adriana, o Brasil tem compromissos relacionados à redução do desmatamento, que fazem com que o país necessite de uma política para a região. "E tem que haver coerência." Além da herança de Belo Monte, pelo menos mais um grande projeto na Amazônia deverá ser alvo de polêmica com ambientalistas, caso saia do papel: a BR-319. A rodovia, que deveria ligar Manaus a Porto Velho, poderá cortar uma das regiões mais preservadas da floresta. "Seria uma temeridade. O país não está disposto a pagar por uma rodoviafantasma, que não tem sentido econômico. Enquanto em Belo Monte ainda há a discussão da demanda do país por energia, essa estrada é apenas uma obra faraônica", argumentou Veríssimo, do Imazon. Mais de 200 organizações estão em Belém discutindo os desafios da região amazônica durante a reunião anual do Fórum Amazônia Sustentável. Fonte: Da Agência Brasil

Indústria Oficina de Radiadores Valdir de Tijollos Dinho

Fones: (41) 3642-1459 9979-4311 R. Ceará, 272 JD. Iguaçu Araucária - Paraná

ridade na geração de renda e emprego. E isso está ligado à economia de base florestal e de base na pequena produção". Para o pesquisador, sem isso não será possível nem manter a queda do desmatamento, porque ele está sendo feito por pequenos proprietários.

Fone: (41) 3564-3250

Fone: (41) 3672-1431 Rua Pinheiro Machado 2093 Fazendinha - Curitiba - PR

Rua Antônio Chueda, 339 Ganchinho - Curitiba - PR

Rod. BR 116 - KM 122 Nações Fazenda Rio Grande - PR A Renovat tem um exigente comprimisso em sua produção para o bem da ecologia. Saiba mais sobre nosso processo produtivo ecologicamente correto.

Especializada em Pintura de Caminhões www.cabinesrodrigues.com.br

Mecânica Diesel

Fone: (41) 3292-2267

Nacionais e Importados

Av. Ayrton Senna da Silva, 3580 Ouro Verde - Campo Largo - PR

www.renovat.com.br

Fone: (41) 3888-7900 Pneus com qualidade renovada qualidade ISO 9001 - 2000

RENOVANDO A QUALIDADE DE SEU PNEU

Rua dos Eucaliptos, 127 Capela Velha Araucária - PR


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 13 Montadora dos EUA exibe "carro bolha" elétrico para-choque., mas ele foi feito especialmente para evitar colisões, afirma Tom Brown, do departamento de pesquisa e d e s e n v o l v imento da GM. Um carro elétrico em formato de bolha, com apenas duas rodas, um joystick de videogame no lugar do volante e sensores que permitem que o veículo se mova sob controle do piloto automático, caso o motorista não queira dirigir. Assim é o EN-V, um carro futurístico criado pela montadora americana GM (General Motors). O protótipo é a visão da empresa para a mobilidade urbana no futuro. O EN-V, uma abreviação de Electric Networked Vehicle (Veículo Elétrico em Rede, em português), atinge velocidades de 40 quilômetros por hora. A princípio, essa velocidade pode parecer perigosa, já que o carro não possui air bag e

"Ao contrário de carros convencionais, que são desenhados para proteger passageiros e pedestres em casos de acidentes, o EN-V é mais parecido com uma aeronave, em que se procura evitar qualquer tipo de acidente", diz Brown.

los e obstáculos ao redor com sensores, câmeras e um GPS. Com isso, os veículos não teriam de ser controlados pelos motoristas, e os passageiros desfrutariam de outras atividades durante a viagem, como dormir e trabalhar. Brown diz que crianças, por exemplo, poderiam ser colocadas dentro do veículo sem a presença de um adulto, e leva-

O EN-V usa tecnologias como sensores giroscópicos inspirados nos Segways os veículos motorizados de duas rodas.

automático em zonas onde todos os demais veículos também funcionassem sem motoristas. A GM especula que se os veículos fossem popularizados, eles custariam um quinto do preço de um carro convencional. Brown afirma que ainda não há planos concretos para comercializar a tecnologia, mas diversas montadoras hoje em dia como a BMW e a GM já estão desenvolvendo produtos "v-tov", que no jargão do setor significa veículos que se comunicam com os demais carros.

SEM MOTORISTA A grande novidade do "carro bolha" da GM são os sistemas que permitem que ele detecte outros veícu-

das para o colégio. O EN-V só operaria no piloto

Provents do Brasil Metalúrgica Ltda Fone: (41) 3283-5693

vendasjtavares@hotmail.com

Fone: (41)

Tel: (41) 3287-5532 (41) 3288-1358

Rua Joinville, 3222 São Pedro São José dos Pinhais - PR

Rua Das Carmelitas, 4147 Boqueirão - Curitiba - PR

Fonte: BBC Brasil

Fone: (41) 3264-6756 Fax: (41) 3262-5475

garracombustivel@ig.com.br Rua Carlos Klemtz, 1994 lj 13 Rod. BR 116, Km 96 n° 8404 Fazendinha, Curitiba - PR Cajuru - Curitiba - PR

contato@dera.com.br www.dera.com.br

3376-4155 Rua Carlos Essenfelder, 1772 Boqueirão - Curitiba - PR

Fone: (41) 3621-2264

Cases e Móveis Sob Medida

Rua Orlando Ceccon, 200 Botiatumerin - Colombo - Paraná


14 GAZETA DO MEIO AMBIENTE Volvo vai produzir ônibus híbrido na fábrica de Curitiba

A montadora Volvo irá fabricar, a partir do ano que vem, um ônibus híbrido movido a eletricidade e a diesel na sua unidade brasileira, em Curitiba. O "hibribus" reduz a emissão de poluentes em 80% e o consumo de combustível em 35%, segundo testes realizados no ano passado. O motor elétrico é utilizado para arrancar o ônibus e em velocidades de até 20 km/h; nos outros momentos, funciona o motor a diesel. Divulgação. O "hibribus" da Volvo em rua de Curitiba em teste em 2010A empresa Eletra, de São Bernardo (Grande São Paulo), já produz ônibus híbridos, utilizados na própria

cidade e em São Paulo. A Volvo é a primeira grande montadora a produzir esse tipo de veículo em escala comercial no Brasil --no mundo, o "hibribus" já é usado no sistema de transporte público em Nova York e em algumas cidades da Europa. A linha de produção do "hibribus" demandará investimento de R$ 16 milhões e irá abastecer o mercado de toda a América Latina. A Prefeitura de Curitiba anunciou que irá comprar 60

unidades. A Volvo também mantém conversas com outras prefeituras. Para o engenheiro Jayme Buarque de Hollanda, diretor da Associação Brasileira do Veículo Elétrico, a notícia é boa, mas tardia. "Isso aí já se discute há dez anos." Fonte: Estelita Hass Carazzai

Usinas nucleares dos EUA não resistiriam a uma catástrofe como Fukushima Agência americana não acha provável que uma sequência de desastres como ocorrida no Japão aconteça nos EUA, mas recomenda reforços na segurança das usinas As usinas nucleares dos Estados Unidos são seguras, mas não estariam preparadas para uma catástrofe natural das proporções do terremoto e tsunami que atingiram o Japão em março de 2011, informa o relatório da Comissão Regulatória Nuclear dos Estados Unidos. A Agência divulgou nesta quarta-feira o primeiro relatório após o incidente em Fukushima, quando um terremoto de 9 pontos na escala Richter, seguido de um tsunami, provocou falhas nos reatores da usina e liberou radiatividade no meio ambiente. Segundo o relatório, não é provável que as usinas americanas enfrentam um acidente como o de Fukushima, mas a agência recomenda uma revisão na regulação do setor.

Para a agência, os Estados Unidos têm um importante marco regulatório para garantir a segurança das operações de energia nuclear no pais, mas nem todas as iniciativas de segurança têm o mesmo peso ou consideração pelas autoridades. "O Grupo de Trabalho acredita que a melhoria do marco regulatório é uma meta apropriada, realista e alcançável", diz o relatório. Segundo a agência, a estratégia prioritária de segurança nas usinas nucleares precisa de "reforços significativos". O relatório faz recomendações para a aumentar a proteção das usinas, prevenindo a ocorrência de fusões, e melhorar a capacidade de mitigação e preparação, possibilitando uma resposta rápida a emergências e tornando os acidentes menos prejudicais. As recomendações não foram bem aceitas pelo setor nuclear americano. Segundo a revista Science, o Instituto de Energia Nuclear de Washington disse que não há evidências suficientes para embasar grande parte das recomendações feitas pelo órgão regulador. Fonte: Época

BERTOLIN ANB TRANSPORTES LTDA ANB TRANSPORTES LTDA

www.bertolin.com.br

Fone: (41) 3663-1177 comercial@bertolin.com.br

FERRAMENTAS DE QUALIDADE E PRECISÃO

Fone: (41) 3278-5840 Rod. BR 476 Km 2,5 N° 777 Av. Mal. Floriano Peixoto, 6824 Rio Verde - Colombo - Paraná Curitiba - PR f.ferramentaria@brturbo.com.br Fones: (41)

3014-4068 / 3268-2795 AV. Winston Churchil, 970 Capão Raso - Curitiba - PR.

Banners Outdoors Adesivos & Perfurados Plotagens Fronts

Tel. (41) 3525-2122 ebcal@ebcal.com.br Rod. dos Minérios Km 19 Alm. Tamandaré - PR

SPEED MARTELINHO DE OURO - Lataria - Pintura - Polimento - Espelhamento - Lavagem Interna - Restauração de carros antigos.

Fone: (41) 3567-7706 Av. Brasilia, 4550 Novo Mundo Curitiba - Paraná

Fone: (41) 3672-1431 Rod. BR 116 - KM 122 Nações Fazenda Rio Grande - PR

R. Professora Luiza Borges Fanini, 1176 Curitiba - Paraná

Mesas - Cozinhas Churrasqueiras Escadas - Soleiras Lavatórios

Fone: (41) 3369-2113 www.marmorescuritiba.com.br Orçamento sem Compromisso BR 277 n° 3750 Uberaba - Curitiba - PR (Proximo a Coca Cola).


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 15

Prevenção da Dengue

Dicas para combater o mosquito e os focos de larvas A única maneira de evitar a dengue é não deixar o mosquito nascer. Para isso, é necessário acabar com os "criadouros" (lugares de nascimento e desenvolvimento do mosquito). Portanto, não deixe a água, mesmo limpa, ficar parada em qualquer tipo de recipiente.

Não deixe acumular água em pratos de vasos. Substitua a água dos vasos por areia grossa umedecida.

de sua casa. A mistura não faz mal às plantas e mata o mosquito da dengue;

tas;

- Lave bem os pratos de plantas e xaxins, passando um pano ou bucha para eliminar completamente ovos de mosquitos. Uma boa solução é trocar a água por areia molhada nos pratinhos;

- Falta de apetite;

- Limpe calhas e lajes das casas; - Lave bebedouros de aves e animais com escova ou bucha e troque a água pelo menos uma vez por semana;

Esvazie as garrafas e coloque-as de cabeça para baixo.

Pneus velhos são um dos lugares preferidos do mosquito.

99% têm febre, que dura cerca de sete dias. Pode ser branda ou muito alta. 50% têm dor atrás do olho. 60% têm dor de cabeça. 50% têm prostração, indisposição.

- Fure latas e pneus;

A pessoa com dengue deve ficar em repouso, beber muito líquido e só usar medicamento para aliviar as dores e a febre, sempre com indicação do médico.

- Dor de cabeça e nos olhos; - Febre alta (muitas vezes passando de 40 graus);

- Misture uma colher de chá de água sanitária com um litro de água e borrife nas plantas

- Em alguns casos, sangramento de gengiva e nariz.

25% têm manchas vermelhas em todo o corpo.

Sintomas da Dengue:

Dicas

- Fraqueza;

- Guarde as garrafas vazias de cabeça para baixo, em local abrigado; - Jogue no lixo copos descartáveis, tampinhas de garrafas e tudo o que acumula água. O lixo deve ficar o tempo todo fechado.

Mantenha as caixas d´água, poços, latões e filtros bem fechados.

- Manchas avermelhadas por todo o corpo;

- Dor nos músculos e nas jun-

Tratamento

Para quem já teve dengue uma vez, o cuidado deve ser redobrado. Em uma segunda contaminação, as chances são maiores de a doença evoluir para a forma hemorrágica.

O mais completo, venha conhecer nossa estrutura e serviços diferenciados

Tel.: (41) 3287-2681 www.plaslin.com.br plaslin@plaslin.com.br www.postodafonte.com.br

Rua pastor Carlos Frank, 585 Boqueirão - Curitiba - PR

Auto Posto PIRÂMIDE Fone: (41) 3283-2698 R. Joinville, 3870 - Campina - São José dos Pinhais - PR

Oficina Kaminski Lataria de Automóveis e Caminhões Nacionais e Importados

Lataria de Automóveis e Caminhões Nacionais e Importados

Fone: (41) 3276-8603 R. Amadeu C. Silva, 101 - Uberaba Curitiba - PR

Fone: (41) 3657-2113 www.abba-inox.com.br AV. COLONIAL, N.° 56 - JARDIM COLONIAL ALMIRANTE TAMANDARÉ - PR

Gesso

Santa Felicidade Forro em Gesso liso, Sancas, Molduras e Decorações

Fone: (41) 3372-3984 R. José Culpi, 145 Santa Felicidade - Curitiba - PR


16 GAZETA DO MEIO AMBIENTE Filhotes de urso-polar morrem mais ao migrar, diz estudo que nadaram por muito tempo tiveram crias. Destas, cinco perderam os filhotes durante a travessia. Ou seja, uma mortalidade de 45%. No grupo de ursas que não migraram, o índice caiu para 18%. Os ursos-polares caçam, alimentam-se e procriam no gelo ou em terra, e não são criaturas aquáticas.

Foto de ursa polar com filhotes tirada na baía de Hudson, no Canadá, pela ONG ambientalista World Wildlife Fund

A mortalidade de filhotes de urso-polar que são obrigados a nadar longas distâncias com suas mães devido ao degelo do Ártico aparentemente é maior do que entre aqueles que não migram.

O estudo recente, produzido pela organização ambientalista World Wildlife Fund, é o primeiro a mostrar a migração como um fator de grande risco às espécies mais jovens.

«Eles são como nós", diz o coautor do estudo, Geoff York. "Eles não podem fechar as passagens nasais em águas tempestuosas.»

Além disso, os jovens não possuem gordura suficiente para se manterem por muito tempo em águas frias, alerta Steve Amstrup, um excientista que trabalhou no instituto de pesquisas geológicas dos EUA, o U.S. Geological Survey. A extensão de gelo no mar do Ártico, em junho, era o segundo mais baixo desde 1979, de acordo com o Centro Nacional de Neve e Gelo, que realizou a medição. Fonte: Da Reuters

Satélites foram usados para acompanhar 68 ursas-polares equipadas com colares GPS, entre 2004-2009, que tiveram de nadar longas distâncias. Durante o tempo em que permaneceram com o GPS, 11 ursas

Entre famílias de ursos-polares que migraram, a taxa de mortalidade dos filhotes é de 45%, segundo estudo

Especializada em Lataria e Pintura

Comunicação visual

Fone: (41) 3266-9296

Fazendo Você Aparecer

Fone: (41) 3382-1884

3022-4591 / 8444-1318 Rua Ver. Washington Mansur, Rua Cuiabá, 1317 (Prox. Rua Natal) Cajuru - Curitiba - Paraná 820 Ahú - Curitiba - PR

Av. Rui Barbosa, 10.601 São José dos Pinhais - PR

Fone: (41) 3015-7466 Rua Fernando de Noronha, 1460 - Santa Cândida - Curitiba - PR

San Marino Comércio de Pedras Para Revestimento Ltda.

Fone: (41) 3246-0682 Rua Helen Keller, 27 Capão Raso Curitiba - Paraná

Contato: (41) 3026-5336

R. Comendador Araújo, 568 Centro - Curitiba - PR


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 17


18 GAZETA DO MEIO AMBIENTE 10 tecnologias inovadoras Algumas Ideias criativas que podem garantir o conforto e uma economia mais limpa Garantir o conforto para os 7 bilhões de habitantes da Terra, sem esgotar os recursos naturais, vai exigir uma dose inédita de inventividade. A boa notícia é que estamos passando por uma revolução tecnológica verde. Ela é alimentada por idéias que podem até parecer descabidas, como usar energia solar à noite ou transformar lixo em etanol. Mas que recebem apostas milionárias. Cerca de 25% do capital de risco investido nos Estados Unidos foi para o setor de tecnologias limpas em 2010, de acordo a consultoria americana Cleantech. No Brasil, o governo de São Paulo criou uma linha de crédito só para empresas "verdes" com soluções inovadoras. A Nossa Caixa Desenvolvimento já oferece empréstimos com condições especiais para quem cria tecnologias que ajudam a reduzir a emissão de gases de efeito estufa. A seguir, listamos as dez soluções mais criativas. Algumas estão no Bright green book (o livro verde do século XXI), lançado na semana pas-

sada pelo Conselho EuroBrasileiro de Desenvolvimento Sustentável. 01 - TURBINA EÓLICA DOMÉSTICA A FORÇA QUE \/EM DO QUINTAL Até agora, as turbinas eólicas eram usadas mais por indústrias. A empresa italiana Pramac, que fabrica equipamentos de energia, criou uma linha de turbinas para quem deseja aproveitar a brisa do quintal de casa. Elas medem cerca de 3 metros de altura e produzem energia suficiente para abastecer uma casa. Além de produzir energia limpa, a turbina é um objeto de decoração. Suas hélices foram criadas pelo designer francês Philippe Starck. 02 - ILUMINAÇÃO QUE CUSTA POUCO O LED PELA METADE DO PREÇO A desvantagem das lâmpadas de LED sempre foi o preço. Elas custavam até 20 vezes mais que as lâmpadas comuns. A fabricante americana Brigdelux conseguiu reduzir esse valor quase pela metade. Passou a vender cada lâmpada por

US$17 no mercado americano, onde ela custa pelo menos US$ 30.0 segredo é uma técnica mais eficiente de produção. Os LEDs consomem até 80% menos energia que as tradicionais lâmpadas incandescentes e duram quase 20 anos.

03- RECICLAGEM DE ORGANICOS O PAPEL FEITO COM BAGAÇO DE CANA A empresa brasileira GCE Papéis passou a fabricar papel usando a celulose do bagaço de cana. A vantagem de usar um resíduo que seria descartado é não ter de cultivar o eucalipto especialmente para esse fim. Só em 2010 os canaviais brasileiros geraram 166 milhões de toneladas de bagaço. Para fabricar 1 tonelada de papel, é preciso 4 toneladas de bagaço de cana. 0 processo é feito em duas fábricas,

uma instalada na Colômbia e a outra na Argentina. O papel tem preço similar ao produzido a partir do eucalipto. 04 - REÚSO DE LIXO O ETANOL PRODUZIDO A PARTIR DO LIXO A empresa americana Fulcrum Bioenergia, que desenvolve biocombustíveis, encontrou uma forma de reaproveitar o lixo urbano. Ele será usado como matéria-prima para o etanol (leia o quadro abaixo). O processo pode representar uma redução de até 75% na emissão de gás carbônico em relação à gasolina. A Fulcrum planeja produzir 7 milhões de litros de etanol por ano usando 90.000 toneladas de lixo. As obras da usina deverão começar no fim do ano nos EUA. O investimento será de US$120 milhões.

O lixo é levado a gaseificadores, equipamentos que transformam os resíduos sólidos em gás. Em seguida, o calor libe-

Auto Elétrica Colônoia

CROMMA SPEED CENTRO AUTOMOTIVO E LAVA CAR Mercado Açougue Panificadora Hortifrut

Fone: (41) 3081-5669 R. Norberto de Brito, 662 Rua Augusto Staben, 718 Jd. Paulista Campina Grande do Sul - PR Centro - São José dos Pinhais - PR

Mecânica Bateria Socorro

Fone: (41) 3282-4807

Elimar Móveis e Decorações Indústria e Comércio Tudo em Móveis Sob Medida

Fone: (41) 3393-3394 R. Giacomo Martinato, 137 Colônia Rio Grande São José dos Pinhais - PR

BOMBAS INJETORAS TECNO DIESEL

elimarmoveis@brturbo.com.br

BR 277, Km 118, n° 1777 Campo Largo - Paraná

Fone: (41) 3679-1831 Rua Pres. Juscelino Kubtschesk de Oliveira, 1351 Jd. Paulista - Campina Grande do Sul - PR

Pintura Indústrial

Fone: (41) 3287-0510

R. Comendador Mariano Torres, 474 - Ouro Verde Campo Largo - Paraná

Rua Bom Jesus do Iguape, 6562 Curitiba - PR


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 19 rado gera energia para abasfilmes plásticos. Isso também tecer a usina. reduz os custos de transporte Um catalisador transforma o e instalação. Permite o uso gás em etanol. mesmo em superfícies maci05 - CLIMATIZADOR as, como toldos. ECOLÓGICO 07 - BANCO DE AÇÕES CLIMATIZADOR ECOLÓGICAS ECONOMICO CADA BOA PRATICA VALE A empresa holandesa UM CUPOM OxyCom lançou um trocador A empresa americana de ar que gasta Recycle Rewards, que coleta cerca 90% menos energia do materiais recicláveis, criou que um ar-condicionado uma espécie de banco virtual. comum. O OxyCell XQuem adere ao sistema do Changer usa um princípio banco de reciclagem semelhante ao das moringas RecycleBank recebe cupons de barro. A água por passa em um radiador, com práticas como economia de pequenos furos, e evapora. energia ou reciclagem. Valem No processo de evaporação, descontos em redes como o radiador esfria. Um ventilaStarbucks. Em alguns casos a dor faz o ar passar pelo empresa instala um chip em radiador resfriado e refresca o sua lata de lixo para monitorar ambiente. a reciclagem. O serviço está 06 - PAINEL SOLAR DE disponível somente nos PLÁSTICO Estados Unidos e no Reino A ELETRICIDADE Unido. FLEXÍVEL Os painéis solares da empresa americana Konarka são feitos com compostos plásticos. Esses pai-néis solares seriam mais ba-ratos do que os tradicionais, feitos com silício e metais. Em Um chip instalado na lixeira de vez das placas solares rígidas casa calcula o peso dos itens tradicionais, os painéis da recicláveis. A informação é Konarka são flexíveis, como captada pelo chip do camiIndústria e Comércio de Cereais JACAEN Ltda.

nhão a cada coleta e repassada ao banco. O sistema converte o peso em créditos 08 - VIDRO TÉRMICO A JANELA QUE GERA ENERGIA ELÉTRICA A ideia dos sécios da empresa holandesa Peerplus foi corrigir o que consideram uma contradição da arquitetura: prédios com imensas janelas de vidro, que favorecem o aquecimento do ambiente, e gastos enormes para resfriálo com sistemas de ar condicionado. Cerca de 50% da energia consumida pelas cidades nos EUA e na Europa é usada para controlar a temperatura dos ambientes. A solução é um vidro que regula a intensidade da luz e a transforma em energia elétrica para abastecer parte do sistema de resfriamento. 09 - RECICLAGEM EFICIENTE UM PLÁSTICO USADO COM CARA DE NOVO Os plásticos reciclados podem ser tão resistentes quanto os materiais que deram origem a eles. Uma forma mais eficiente de reaproveitá-los foi criada pela brasileira Wortex. A máquina

de reciclagem não faz a compactação do plástico, como acontece nos processos-padrão, que tornam o plástico mais frágil. E ainda retira os gases emitidos durante o processo, que podem contaminar o produto. A reciclagem garante a qualidade original do plástico e economiza energia. 10 - TERMELÉTRICA LIMPA ENERGIA SOLAR ATE DURANTE A NOITE A usina termodinâmica Arquimede, do grupo italiano Enel, usa o calor do sol para gerar energia. A novidade é que a usina gera energia também à noite. A luz captada por painéis solares aquece um líquido feito à base de sais, que mantém o calor por mais tempo. Esse calor continua gerando energia mesmo durante a noite. Isso reduz a necessidade de baterias para estocar a eletricidade gerada durante o dia. A usina foi inaugurada no ano passado. Fonte: Época

MECÂNICA EM GERAL

Fone: (41) 3656-6885

Fone: (41) 3648-1347 Fone: (41) 3348-5789 Rua Nicola Pellanda, 3.638 Umbará - Curitiba - Paraná

Tradição e Qualidade em carnes suínas

Estrada do Cerne KM 36 Fone: (41) 3274-3838 Rod. da Uva, 4927 KM 06 Rua Maria Bizinelli, 530 Campo Largo - Paraná Arapongas - Colombo - PR Campo Comprido - Curitiba - PR

www.cooperlog.com.br

Fone/Fax: (41) 2109-6369 Rodovia BR 376, nº 2600 - São José dos Pinhais - PR

Fone: (41) 3675-7988

Fones: (41) 3029-5555 / 3029-5556

Rua João Vitorino, 211 Centro Industrial Mauá - Colombo - PR Rua Fernando de Souza Costa, 731 - Fazendinha - Curitiba - PR


20 GAZETA DO MEIO AMBIENTE Extinção da vida marinha pode ser sem precedentes, diz estudo Um novo estudo indica que os ecossistemas marinhos enfrentam perigos ainda maiores do que os estimados até agora pelos cientistas e que correm risco de entrar em uma fase de extinção de espécies sem precedentes na história da humanidade. O levantamento vem de especialistas que integram o IPSO (sigla em inglês de Programa Internacional sobre o Estado dos Oceanos), entidade formada por cientistas e especialistas no assunto. Eles concluíram que fatores como a pesca excessiva, a poluição e as mudanças climáticas estão agindo em conjunto de uma forma que não havia sido antecipada. A pesquisa reuniu diferentes disciplinas, incluindo ambientalistas com especialização em recifes de corais, toxicologistas e cientistas especializados em pesca. "As conclusões são chocantes. Estamos vendo mudanças que estão acontecendo mais rápido do que estávamos esperando e de formas que não esperávamos que fossem acontecer por centenas de anos'', disse o diretor científico do IPSO, Alex Rogers, também

professor da Universidade de Oxford. PLÁSTICO Entre as mudanças que estão ocorrendo antes do esperado estão o derretimento da camada de gelo no Ártico, na Groenlândia e na Antártida, o aumento do nível dos oceanos e a liberação de metano no leito do mar. O estudo observou também que existem efeitos em cadeia

provocados pela ação de diferentes poluentes. Alguns deles permanecem nos oceanos por estarem presos a pequenas partículas de plástico que foram parar no leito do oceano. Com isso, há um aumento do poluentes que são consumidos por peixes que vivem no fundo do mar. Partículas de plástico são responsáveis também por

CALHAS JEOVÁ - JIRÉ Fones: (41) 3369-2481 8850-0570

transportar algas de um lado para outro, contribuindo para a proliferação de algas tóxicas, o que também é provocado pelo influxo para os oceanos de nutrientes e poluentes provenientes de áreas agrícolas. O levantamento descreveu ainda como a acidificação do oceano, o aquecimento global e a poluição estão agindo de forma conjunta para aumentar as ameaças aos recifes de corais, tanto que 75% dos corais mundiais correm o risco de sofrer um severo declínio. CICLOS A vida na Terra já enfrentou cinco "ciclos de extinção em massa'' causados por eventos como o impacto de asteróides, e muitos cientistas acreditam que o impacto de diferentes ações exercidas pelo homem poderá contribuir para um sexto ciclo. "Ainda contamos com boa parte da biodiversidade mundial, mas o ritmo atual da extinção é muito mais alto [do que no passado] e o que estamos enfrentando é, certamente, um evento de extinção global significativa'', afirma o professor Rogers. O relatório observa ainda que eventos anteriores de extinção

em massa tiveram ligação com tendências que estão ocorrendo atualmente, como distúrbios no ciclo de carbono, acidificação e baixa concentração de oxigênio na água. Os níveis de CO2 que estão sendo absorvidos pelos oceanos já são bem mais altos que aqueles registrados durante a grande extinção de espécies marinhas que ocorreu há 55 milhões de anos, afirma a pesquisa. Entre as medidas que o estudo aconselha sejam tomadas imediatamente está o fim da pesca predatória, especialmente em alto-mar, onde atualmente há pouca regulamentação. Outras medidas envolvem mapear e depois reduzir a quantidade de poluentes --como plásticos, fertilizantes agrícolas e detritos humanos-- e reduzir de forma acentuada os gases do efeito estufa. As conclusões do relatório serão apresentadas na sede da ONU, em Nova York, nesta semana, durante um encontro de representantes governamentais sobre reformas na maneira de gerenciar os oceanos. Fonte: BBC Brasil

Centro Automotivo

Gaúcha Car Fone: (41) 3023-8044 Mecânica em Geral Nacional e Importado Centro Automotivo especializado em veículos Nacionais e Importados

R. Victório Celli, 102 - Cajuru - Curitiba - PR

R. Eugênio Flor, 51 Pilarzinho Curitiba - Paraná

USIWAL Indústria Mecânica Ltda.

e-mail: usiwal@usiwal.ind.br Fone/Fax: (41) 3663-3714

www.usiwal.ind.br Rua Tunísia, 620 - Bairro Alto da Cruz Colombo - PR.

Fone: 41 3016-4700 www.transvalter.com.br

R. Othoniel Taborda Reinhardt, 450 Xaxim - Curitiba - Paraná


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 21 Reflorestar não resolverá aquecimento global, afirma estudo seus efeitos no solo, na água e no ar, se a temperatura da superfície terrestre aumentasse 3º C em 2100 com relação aos níveis pré-industriais de 1850. O resultado demonstra que, mesmo se todas as terras cultivadas do mundo forem reflorestadas, isto só bastaria para reduzir o aquecimento global em 0,45º C no período 2081-2100. Isto se explica, em particular, porque se exige décadas para que os bosques sejam suficientemente velhos para captar o CO2 que fica estancado durante séculos na atmosfera. Um reflorestamento de 50% das terras cultivadas só limitaria a elevação da temperatura em 0,25º C. Evidentemente, nenhuma destas projeções é realista, uma vez que as terras cultiva-

Apesar de as florestas serem importantes sumidouros de carbono, os projetos de reflorestamento só terão um impacto limitado no aquecimento global. O alerta parte de um estudo publicado na revista científica "Nature Geoscience". Os pesquisadores Vivek Arora, da Universidade de Victoria (Canadá), e Alvaro Montenegro, da Universidade de St. Francis Xavier (também no Canadá), desenvolveram cinco modelos de reflorestamento que cobrem de 2011 a 2060. Os cientistas examinaram

Leve Transportes Serviço de entrega de cargas

Mecânica Nilton José Paizani Fone: (41) 3032-1270

Fone: (41) 3284-3928 Rua Salvador Ferrante, 795 Boqueirão - Curitiba - PR CERVEJAS - COQUETÉIS - ESPETINHOS - SANDUÍCHES RESERVAS PARA FESTAS / TRANSMISSÃO DA LIBERTADORES, BRASILEIRÃO E JOGOS DA SELEÇÃO / SINUCA, XADRES

ONG- BAR Petiscaria www.ongbar.com.br

ongbar@ongbar.com.br

Rua México, 72 Bacaxeri - Curitiba - PR

das são essenciais para alimentar a população do planeta, onde viverão 9 bilhões de pessoas em 2050. TRÓPICOS LEVAM VANTAGEM Segundo os outros três modelos, reflorestar as regiões tropicais é três vezes mais eficaz para "evitar o aquecimento" do que fazê-lo em latitudes mais elevadas ou em regiões temperadas. Os bosques são mais escuros do que as terras cultivadas e, portanto, absorvem mais calor. Plantar florestas em um solo coberto de neve ou de cerais de cor clara diminui o denominado "efeito albedo", que é a quantidade de luz solar refletida do solo para o espaço. "O reflorestamento em si não é um problema, é positivo, mas nossas conclusões indicam que não é uma

R. Caetano Munhoz da Rocha, 535 Ouro Verde - Campo Largo - PR Há 24 anos Trazendo soluções para seu lar!

ferramenta para controlar a temperatura se gases-estufa continuarem a ser emitidos como se faz atualmente", disse Montenegro à AFP. "O reflorestamento não pode substituir a redução de emissões de gases de efeito estufa", concluiu o estudo. O desmatamento, sobretudo nas selvas tropicais, é causa-

dor de 10% a 20% das emissões de gases-estufa do planeta. Fonte: France Presse

Airton Reciclagem Fone: (41) 3246-7617 Rua Arthur Martins Franco, 1317 - Barigui - Curitiba - PR www.fueltechcnn.com.br

Fone: (41) 3621-2700 Fax: (41) 3621-3213

Fone: (41) 3226-4737 www.varaisbakersen.com.br contato@varaisbakersen.com.br

Rua Goiânia, 1352 Cajuru - Curitiba - PR

Rua São Sebastião, 150 Sta. Rita de Cássia Colombo - Paraná


22 GAZETA DO MEIO AMBIENTE Reciclagem Esta reciclagem contribui para a diminuição significativa da poluição do solo, da água e do ar. Muitas indústrias estão reciclando materiais como uma forma de reduzir os custos de produção. Um outro benefício da reciclagem é a quantidade de empregos que ela tem gerado nas grandes cidades. Muitos desempregados estão buscando trabalho neste setor e conseguindo renda para

Reciclar significa transformar objetos materiais usados em novos produtos para o consumo. Esta necessidade foi despertada pelos seres humanos, a partir do momento em que se verificou os benefícios que este procedimento trás para o planeta Terra. Importância e vantangens da reciclagem A partir da década de 1980, a produção de embalagens e produtos descartáveis aumentou significativamente, assim como a produção de lixo, principalmente nos países desenvolvidos. Muitos governos e ONGs estão cobrando de empresas posturas responsáveis: o crescimento econômico deve estar aliado à preservação do meio ambiente. Atividades como campanhas de coleta seletiva de lixo e reciclagem de alumínio e papel, já são comuns em várias partes do mundo. No processo de reciclagem, que além de preservar o meio ambiente também gera riquezas, os materiais mais reciclados são o vidro, o alumínio, o papel e o plástico.

Fone: (41) 3022-5989

manterem suas famílias. Cooperativas de catadores de papel e alumínio já são uma boa realidade nos centros urbanos do Brasil. Muitos materiais como, por exemplo, o alumínio pode ser reciclado com um nível de reaproveitamento de quase 100%. Derretido, ele retorna

Rodas

para as linhas de produção das indústrias de embalagens, reduzindo os custos para as empresas. Muitas campanhas educativas têm despertado a atenção para o problema do lixo nas grandes cidades. Cada vez mais, os centros urbanos, com grande crescimento populacional, tem encontrado dificuldades em conseguir locais para instalarem depósitos de lixo. Portanto, a reciclagem apresenta-se como uma solução viável economicamente, além de ser ambientalmente correta. Nas escolas, muitos alunos são orientados pelos professores a separarem o lixo em suas residências. Outro dado interessante é que já é comum nos grandes condomínios a reciclagem do lixo. Assim como nas cidades, na zona rural a reciclagem também acontece. O lixo orgânico é utilizado na fabri-

Stilo Metal

Esquadrias Metálicas e Decoração

Pneus

Fone: (41) 3635-1428

Arnaldo Thá, 235 Fazendinha Curitiba - PR

Rua Luiz Grochoski, 720 Mergulhão São José dos Pinhais - PR QUEM TEM SKY tem mais motivos para

VOLTAR PRA CASA.

EFFICACY CAR

Esbra Indústria Mecânica Ltda.

SERVIÇOS AUTOMOTIVOS NACIONAIS E IMPORTADOS

“A Esbra fabrica e comercializa seus produtos, por isso temos absoluta certeza que sua empresa pagará o menor preço de mercado com a melhor qualidade”.

Fone: (41) 3079-0422 ATÉ 36 CANAIS EM ALTA DEFINIÇÃO

cação de adubo orgânico para ser utilizado na agricultura. Como podemos observar, se o homem souber utilizar os recursos da natureza, poderemos ter , muito em breve, um mundo mais limpo e mais desenvolvido. Desta forma, poderemos conquistar o tão sonhado desenvolvimento sustentável do planeta. Exemplos de Produtos Recicláveis - Vidro: potes de alimentos (azeitonas, milho, requijão, etc), garrafas, frascos de medicamentos, cacos de vidro. - Papel: jornais, revistas, folhetos, caixas de papelão, embalagens de papel. - Metal: latas de alumínio, latas de aço, pregos, tampas, tubos de pasta, cobre, alumínio. - Plástico: potes de plástico, garrafas PET, sacos pláticos, embalagens e sacolas de supermercado.

ASSINE O MELHOR DA PROGRAMAÇÃO

Fone: (41) 3367-1000

eficycar@hotmail.com

Fones: (41) 3287-5454 / 3286-1937 Rua Carlos de Laret, 2133 Hauer - Curitiba - PR

Rua Brasil Para Cristo, 3009 Boqueirão Curitiba - PR


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 23 Famosos que protegem a natureza santuário ecológico no Camboja, ao longo dos próximos 15 anos.

Paul McCartney é vegetariano radical e também levanta várias bandeiras a favor do meio ambiente. A ligação do músico com a causa e tão grande, que ele compôs uma música, especialmente para o ambientalista brasileiro Chico Mendes.

da Edun, juntamente com sua esposa, Ali Hawson, e o estilista Rogan Gregory. O objetivo dessa marca é gerar empregos e contribuir com o desenvolvimento de alguns países subdesenvolvidos. A banda U2 faz shows em beneficentes em favor da natureza, é participante do Greenpace.

O ator e ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger disse que não pretende mais concorrer a cargos políticos e está se lançando como ambientalista.

Xuxa Meneghel fundou o projeto “Defensores da Natureza” passou a mostrar bichos exóticos no programa sempre ao lado de algum profissional no assunto e passando mensagens ecológicas e de preservação à natureza. Angelina Jolie demonstrou a sua generosidade a favor da natureza. A atriz doou US$ 5 milhões para a criação de um

Bono Vox o cantor possui uma marca de roupas chama-

Pelé fez campanha de sustentabilidade e para reciclagem de pneus, ajuda em varias campanhas beneficentes em todo Brasil e no mundo.

Jota Quest A banda faz shows ecológicos, músicas e são participantes de ações de preservação, fazem parcerias com empresas para proteger o meio ambiente. Participam do Greenpace.

Incentive a preservação faça como os famosos, proteger a natureza é dever de todos nos. Às vezes pequenos atos podem mudar o mundo, com a ajuda de todos estaremos melhorando nossa qualidade de vida. As futuras gerações agradecerão. O planeta está pedindo socorro vamos ajudar.

Aviário Boa Vista

TULIO REBOBINAMENTOS Tugel Comércio de Peças para Motores Elétricos e Chaves Compensadoras em Geral

Horário de Atendimento: 2ª á 6ª 10:00 ás 18:00 Sábados 10:00 ás 15:00

Disk Entrega (41) 3357-7376 (41) 9677-3346

Deposito de Lenha Chaves Ltda. Fones: (41) 3275-8004 3275-9253

Fone: (41) 3657-1580

Temos Calopsitas Domesticadas

Rod. dos Minérios - KM 15 (Fundos do Costelão) - Alm. Tamandaré - PR

Rua João Havro, 532 Boa Vista Rua Leoncio Lopes Cortiano, 1143 - Xaxim - Curitiba - PR Curitiba - Paraná

Injeção eletrônica e Mecânica em Geral

Carros Nacionais e Importados

Fone: (41) 3332-6800

Fone: (41) 3272-6695

Tel.: (41) 3267-3985

www.toromartelinho.com.br

e-mail: rc-manutencao@hotmail.com

Rua Esper Jorge Chueri, 888 Cajuru - Curitiba - PR

Rua Tobias Macedo Junior, 1810 Santo Inácio - Curitiba - PR

R. Brasilio Itiberê, 2354 - Rebouças - Curitiba - PR


24 GAZETA DO MEIO AMBIENTE Tigre

NOME COMUM: Tigre NOME EM INGLÊS: Tiger NOME CIENTÍFICO: Panthera tigris FILO: Chordata CLASSE: Mammalia ORDEM: Carnívora FAMÍLIA: Felidae CARACTERÍSTICAS: COMPRIMENTO: Varia de 142 a a 2,60 m, até a raiz da cauda. A cauda pode Ter mais de 1 metro ALTURA: 90 a 100 cm PESO: 130 a 320 Kg PERÍODO DE GESTAÇÃO: 100 a 108 dias FILHOTES: 1 ninhada (1 a 4 filhotes) cada 3 anos. Os filhotes começam a separar-se da mãe aos 3 anos. Quando nascem os filhotes medem cerca de 30 cm e não pesam mais do que 1 quilo. HABITAT: O habitat original do tigre foi Sibéria. Daí espalhouse pela Índia, Indochina, Birmânia, Sumatra, Bornéu, Java, Bali, Turquia e Cáucaso. TEMPO DE VIDA: Tempo de vida médio de um tigre é de 20 anos. Os machos, em geral, vivem menos que as fêmeas. CURIOSIDADES SOBRE O TIGRE: O maior tigre encontrado até

hoje foi um tigreda-sibéria com 2,60 metros de comprimento e 320 quilos de peso. A única maneira de saber se um tigre é macho ou fêmea é pela companhia das filhotes, já que é a penas a fêmea que cuida da cria.Os dentes caninos dos tigres são maiores que os de qualquer outro predador, sendo, por exemplo, no mínimo dez vezes mais compridos que o maior dente de um homem. As listras da cara do tigre são como a impressão digital de uma pessoa. Não há duas pessoas com a mesma impressão, assim como não há dois tigres com o mesmo padrão de listras. O tigre consegue saltar 9 metros de distância em superfícies planas e quase 5 metros de altura. Com todo seu peso e tamanho o tigre é capaz de se locomover com extrema graça e elegância e sem fazer o menor ruído. Os tigres são suficientemente fortes para arrastar grandes presas por longas distãncias. Um único tigre, por exemplo, pode puxar um búfalo-indiano que pesa cerca de 900 quilos. Para locomover um peso tão grande seriam necessários cerca de 14 homens fortes. Quando faminto um tigre grande pode comer até 45 quilos de carne em uma só refeição. Isso equivale a 1/5 do seu próprio peso. Os tigres são animais misteriósos e, possuêm códigos prórprios e inúmeras maneiras de se

comunicarem entre si, por exemplo, eles tem a mania de arranhar arvores e deixar a marca de suas garras. Os maiores tigres têm pêlos mais espesso e vivem nas partes mais frias da Sibéria. Os tigres da selva são sensíveis ao calor e usam a água para refrescar-se. São ótimos nadadores e já houve casos de tigres nadarem mais de 5 quilômetros.

COSTELÃO SABOR Aceitamos Reservas * Costela * Alcatra * Picanha * Carneiro

o h c ú a G

* Linguiça * Filé * Coxa e Sobre Coxa de Frango * Marmitex Servimos para viagem

Novidade Prato Executivo com Refrigerante

Av. Paraná - 1847 - Boa Vista - 41 3257-4588

Venha Conferir

Próximo Igreja Santo Antônio

* FORTUNA & ERCOLE investe na qualidade de vida de seus clientes oferecendo um cardápio equilibrado nutricionalmente, variado e elaborado por um profissional da área. * Contamos com uma equipe composta por nutricionistas e chefes de cozinha periodicamente treinados para cada dia aperfeiçoar nossos serviços. * Investe em capacitação de seus colaboradores com treinamento e desenvolvimento para melhor atender seus clientes. * A alimentação servida é equilibrada contendo todos os nutrientes essenciais, principalmente carboidratos, onde as principais fontes são: arroz, massas, pães e batatas que fornecem a energia necessária para a prática do exercício diariamente. * Nosso Objetivo é satisfazer plenamente nossos parceiros, por isso nos adequamos à realidade de cada cliente e de seus funcionários. * FORTUNA & ERCOLE é uma empresa adequada às normas de segurança, higiêne e possui cadastro no PAT e no Conselho Regional de Nutrição (CRN).

Fone/Fax: (41) 3019-5117 R. Antônio Escorsin, 3422 São Braz - Curitiba - PR


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 25 TECLAB QUALIDADE TOTAL EM LABORATÓRIOS

Biomonitoramento é uma ferramenta de avaliação da saúde dos ecossistemas de rios, fornecendo subsídios para uma análise integrada da qualidade da água, efluentes, solos e outros. BIOINDICADORES

LABORATÓRIO ECOTOX BIOMONITORAMENTO 0 Laboratório TECLAB tecnologia em análises ambientais oferece serviços especializados em bioensaios de ecotoxicidade em diversas matrizes ambientais possibilitando quantificar efeitos tóxicos agudos e crônicos. Situado em São José dos Pinhais/PR oferece serviços de qualidade total em laboratórios com equipe especializada e equipamentos modernos. O QUE SÃO TESTES ECOTOXICOLÓGICOS? Os testes ecotoxicológicos ou bioensaios permitem caracterizar toxicidade de substâncias, efluentes, águas, resíduos, produtos, fármacos ou outras matrizes em exposição com organismos vivos (Bioindicadores) visando a quantificação dos seus efeitos tóxicos . Os bioensaios complemetam os ensaios físicoquímicos convencionais que quantificam parâmetros isolados enquanto os bioensaios demostram diretamente o efeito tóxico da soma de diversos fatores causados pela amostra. BIOMONITORAMENTO Biomonitoramento pode ser definido como o uso sistemático das respostas de organismos vivos para avaliar as mudanças ocorridas no ambiente, geralmente causadas por ações antropogênicas. O

Bioindicadores são espécies escolhidas por sua sensibilidade ou tolerância a vários parâmetros, como poluição orgânica ou outros tipos de poluentes. Como não existe nenhum organismo que seja sensível a todas as substâncias registradas ao Chemical Abstract Service (CAS) recorrese a espécies de diferentes níveis tróficos: Bactérias, Algas, Microcrustáceos e Peixes. TESTE DE TOXICIDADE Testes de toxicidade são experimentos, nos quais organismos vivos são colocados frente à compostos ou substâncias químicas e suas reações são observadas. PRINCIPAIS ENSAIOS TESTE AGUDO COM MICROCRUSTÁCEO DAPHNIA MAGNA TESTE AGUDO COM BACTÉRIA VIBRIO FISCHERI TESTE CRÔNICO COM SCENEDESMUS SUBSPICATUS

em laboratórios. Alimenta-se de algas e sua reprodução é por partenogênese. Em laboratórios são utilizados apenas fêmeas e seu ciclo de vida normalmente é de 56 dias em 200 C. Para os ensaios são utilizados os filhotes (neonatos).

tes ambientais. Através de medidores de luminescência (lumistox) os resultados são precisos e garantidos. É uma Alga verde plantônica, da ordem dos produtores primários em águas doces. Scenedesmus subspicatus

Vibrio fischeri

Daphnia magna Microcrustáceo de água doce, Artrópode da classe Branqui-

opoda é o ensaio mais usado

A Vibrio fischeri é uma bactéria marinha utilizada em testes de toxicidade aguda. Esse teste é extremamente Sensível e rápido, portanto, pode ser utilizado como ferramenta de resposta rápida em aciden-

Ela é à base do ciclo de vida da água servindo de alimento para outros organismos. 0 Teste é realizado em 72 horas com a alga em contato com a substância teste, sendo portando um teste crônico.


26 GAZETA DO MEIO AMBIENTE Dodô Nome comum: Dodô Nome em inglês: Dodo, Mauritius Dodo, Common Dodo Nome em Portugal: Dodó Nome em Francês: Dronte de Maurice, Dodo Nome Tcheco: Dronte mauricijský Nome em Dinamarquês: Dronte Nome em Holandês: Dodo, Mauritiusdodo Nome em Alemão:Dodo, Mauritiusdodo

Nome em Italiano: Dodo di Mauritius Nome em Espanhol:Dodo, Dronte Nome científico: Raphus Cucullatus Reino: Animal Filo: Chordata Classe: Aves Ordem: Columbiformes

Família: Raphidae Gênero: Raphus Época em que viveu: há 200 anos atrás, no atual Holoceno Local onde viveu: Ilhas do Oceano Índico, sobretudo em Maurício.Também viveram na Reunião (uma ilha-território da República Francesa) e Rodrigues (uma ilha que compreende a República de Maurício), sendo que existiam cerca de 9 espécies, 3 espécies diferentes em cada ilha. Peso da ave adulta: cerca de 23 quilos Tamanho: 50 cm Alimentação: Herbívora Status: EXTINTO. Em 1681, aproximadamente, ele foi extinto pelos homens, cachorros, ratos e macacos introduzidos pelos europeus na ilha. O dodô não foi o único pássaro de Maurício que foi extinto nos últimos séculos... Das 45 espécies de pássaros originalmente encontradas, somente 21 ainda sobrevive. Duas espécies de pássaros intimamente relacionadas ao dodô também foram extintas: o "Reunion Solitaire", extinto em 1746 e o "Rodrigues Solitaire" (em 1790), cujo nome científico é Pezophaps solitaria e está representado no selo abaixo, emitido uma série de 15 selos regulares de 16/03/1965, com valor facial de 2,50 Rúpias

(Scott: 288). Símbolo: Hoje, o Dodô é a ave nacional da República de Maurício. Esta ave era encontrada nas Ilhas Maurício, o Dodo era um Pombo de aspecto estranho, com mais de 50 cm de altura. Tinha um enorme e desproporcional bico, asas muito pequenas, corpo grande e pesado. A pernas eram fortes e as penas no rabo apresentavam-se como um pequeno penacho ondulado. A postura era apenas um ovo, e o ninho era feito no chão. Com os adventos dos descobrimentos marítimos que visitavam a ilha mataram grande quantidade de dodos para se alimentarem. Elas não podiam voar, eram desajeitadas e possuiam grande quantidade de carne, por isso, se tornaram presas fáceis. A principal causa de seu extermínio, porém, foram o animais introduzidos na ilha pelos portugueses. Os porcos, por exemplo, alimentavam-se de ovos e filhotes. O Dodo desapareceu das Ilhas Maurício por volta de 1680, e hoje restam apenas alguns esqueletos, e duas cabeças e dois pés em museus europeus. Desde que o pássaro se tornou um símbolo nacional de Maurí-

cio, ele tem sido mostrado em selos postais da ilha, dos quais, vários ilustram esta página. Existem outros selos com o dodô, sobretudo na temática préhistórica. O nome dodó provavelmente tem origem no aspecto desajeitado destas aves; por isso, os portugueses os batizaram de "doudos", ou seja "doidos". Recentemente, os cientistas descobriram que uma espécie de árvore da ilha Maurícia estava desaparecendo. Só existiam 13 exemplares em toda a ilha, e tinham mais de 300 anos. Nasceram na época em que os últimos dodós estavam sendo mortos. Descobriu-se que os dodós comiam as sementes da árvore, e só quando as sementes passavam pelo aparelho digestivo dos dodós é que ficavam ativas, podendo crescer. Ao fim de algum tempo descobriu-se que era possível conseguir o mesmo efeito se as sementes fossem comidas por perus. A árvore foi salva e agora é conhecida por árvore-dodó. Um novo estudo genético descobriu que o dodó descende de uma espécie de pombos migradores. Os pombos instalaram-se na ilha e teriam evoluído para uma ave muito maior e sem capacidade de voar.

SOMETAL INDÚSTRIA METALÚRGICA LTDA.

Fone: (41) 3383-6957 mstransporte@yahoo.cpm.br

Rua Joaquim Ferreira Claudino, 729 São José dos Pinhais - Paraná

Fone: (41) 3389-0055 Fax: (41) 3389-0035

Fone: (41) 3652-2153

Web: www.haarslev.com Email: amp@haarslev.com

Rod. PR KM 33 s/n° Papanduvas Rio Branco do Sul - PR

Rua Cyro Correia Pereira, Nº 3210 - CIC - Curitiba - Paraná

E.M.G. do Brasil Indústria e Comércio de Equipamentos Metalúrgicos Ltda. Fone/Fax: 55 (41) 3643-8855 / 3642-0033

www.emgdobrasil.com.br

Av. das Araucárias, 521 - Araucária/PR - Brasil

E-Mail: contato@emgdobrasil.com.br


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 27 A Educação Ambiental na Escola

A escola é o espaço social e o local onde o aluno dará seqüência ao seu processo de socialização. O que nela se faz, se diz e se valoriza representa um exemplo daquilo que a sociedade deseja e aprova. Comportamentos ambientalmente corretos devem ser aprendidos na prática, no cotidiano da vida escolar, contribuindo para a formação de cidadãos responsáveis. Considerando a importância da temática ambiental e a visão integrada do mundo, no tempo e no espaço, a escola deverá oferecer meios efetivos para que cada aluno compreenda os fenômenos naturais, as ações huma-

nas e sua consequência para consigo, para sua própria espécie, para outros seres vivos e o ambiente. É fundamental que cada aluno desenvolva as suas potencialidades e adote posturas pessoais e comportamentos sociais construtivos, colaborando para a construção de uma sociedade socialmente justa, em um ambiente saudável. Com os conteúdos ambientais permeando todas as disciplinas do currículo e contextuali-

zados com a realidade da

SANTOS & SANTOS MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO Tijolos - Pedras - Areia - Cimento - Elétrica - Hidraúlica Pisos - Terra para aterros

Fone/Fax: (41) 3564-5722 / 3348-3088 / 3564-4599

Rua Itaguajé, 31 Sítio Cercado - Curitiba - PR ACA Indústria e Instaladora

www.aca.ind.br

Tel/Fax: 55 (41) 3778-8900

Rua Francisco Galarda, 311 - Barracão 07 Thomaz Coelho - Araucária - PR

comunidade, a escola ajudará o aluno a perceber a correlação dos fatos e a ter uma visão integral do mundo em que vive. Para isso, a Educação Ambiental deve ser abordada de forma sistemática e transversal, em todos os níveis de ensino, assegurando a presença da dimensão ambiental de forma interdisciplinar nos currículos das diversas disciplinas e das atividades escolares. Por que Educação Ambiental? O interesse mundial pela Educação Ambiental decorre da constatação de que o avanço tecnológico tem sido associado, historicamente, à degradação do meio ambiente. É possível verificar que o desenvolvimento das nações modernas tem ocorrido em detrimento à conservação ambiental. Para planejar nossas ações é necessário associar princípios de Economia e Ecologia, duas ciências, que cuidam, em última análise, da “organiza-

Supermercado Del Rey Fone: (41) 3657-1174 Rua Irenio Coronel Crute, 12 Jardim Paraiso Almirante Tamandaré - PR

L.K.

ção da casa”. Se não houver disciplina e racionalização no uso dos recursos naturais, solo e água, que consistem nos bens de produção, seja nos espaços urbanos ou rurais, como se poderá produzir bem, conservando os recursos naturais? A Educação Ambiental tenta resgatar a visão holística e a participação dos cidadãos na solução dos problemas ambientais, harmonizando as ações humanas em relação à sua própria espécie e aos demais seres vivos do planeta, bem como ao conjunto de fatores que compõem o ambiente. Fonte: Universidade Livre

LATARIA E PINTURA DE CAMINHÕES Fone: (41) 3348-8290

Rua Nicola Pellanda, 5807 Umbará - Curitiba - PR

Funilaria Bairro Alto Fazemos: Coifas, Calhas, Rufos, Soldas etc. Serralheria e Portas de Aço

Fone: (41) 3367-5132 Rua Rio Jari, 888 - esq. C/ Guaporé - Curitiba - PR

Fone: (41) 3266-0131


28 GAZETA DO MEIO AMBIENTE Água: o ouro do terceiro milênio Embora o Brasil colecione títulos dignos de orgulho - como em várias modalidades esportivas, infelizmente ainda temos de engolir alguns outros não tão dignos: o de ser um dos países que mais desperdiça água no mundo. Pouca gente sabe, mas atualmente 40% do volume de água tratada que é servido à população acaba, literalmente, sendo desperdiçado. O fato de o nosso país ter sido tão abençoado pela natureza não justifica essa “cultura do desperdício”. O problema é que essa constatação pode ser encarada como mais uma daquelas vergonhas que o brasileiro costuma esconder, só que o caso é realmente grave: a água está se tornando escassa em todo o planeta e se as coisas não começarem a mudar, poderemos assistir à concretização daqueles cenários desolados dos filmes futuristas. Desde o final do ano de 1997, o governo está tentando atingir companhias de saneamento, empresas e usuários em geral com uma campanha que visa baixar as perdas de água para 25%: trata-se do Programa Nacional de Combate ao Desperdício de Água. Pelos cálculos da Secretaria de Política Urbana (SPU), se o programa for bem sucedido, essa redução vai resultar numa economia de 2,6 bilhões de metros cúbicos de água, avaliada em R$ 1,27 bilhão por ano. Nada mau, para um país que precisa acertar suas contas. O setor rural também apresenta uma performance merecedora de atenção: é o maior usuário do Brasil, correspondendo a cerca de 70% do consumo total de água e, lamentavelmente,

Mecânica & Lava Car

Triunfo * Mecânica em geral - * Serviço de solda * Lavagem - * Polimento - * Espelhamento

R. José Antonio Leprevost, 272 Santa Cândida - Curitiba - PR

é também o maior poluidor. A Secretaria de Recursos Hídricos está montando o Projeto de Conservação e Revitalização de Recursos Hídricos, tendo como alvo o setor rural. Ainda em fase experimental, o projeto prevê a expansão para uma visão de manejo integrado de solo e água. A intenção é desenvolver campanhas educativas e

oferecer financiamento para atividades que recuperam e melhorem os mananciais, estimulando os produtores a, por exemplo, recuperar matas ciliares ou cuidar para que os dejetos de suas propriedades não contaminem os mananciais. No âmbito urbano, além das medidas concretas como verificação e eliminação de vazamentos e ligações clandestinas, alteração das normas de construção de prédios e residências, entre outras, existe também um grande desafio que é a mudança no comportamento da população que, atravessando gerações, vem enraizando cada vez mais a cultura do desperdício. Sede mundial

podem pensar alguns. É o Brasil realmente tem. A Amazônia, por exemplo, é portadora da maior bacia fluvial do mundo. Só que esses “muitos e maiores” são também aplicados às taxas de poluição e desperdício. Só para se ter uma idéia, apenas na região metropolitana de São Paulo, metade da disponibilidade de água está afetada pela existência de lixões sem qualquer tratamento sanitário*. A água contaminada é responsável pela transmissão várias doenças como desinteria e cólera, entre outras. Em outras regiões do Brasil a história não é muito diferente: metais tóxicos, como o mercúrio usado no garimpo, acumulam-se criminosamente em nossas águas. Para cada 450 gramas de ouro extraídos dos rios da Amazônia, o dobro de mercúrio é despejado na água resultando num cálculo assustador: cerca de 100 toneladas anuais desse metal envenenam a Bacia Amazônica. No setor rural, lamentavelmente, é onde ocorre a maior taxa de desperdício por conta de métodos de irrigação não racionalizados. A grande quantidade de água utilizada no setor agrícola pode ser sensivelmente reduzida com a implantação de processos de irrigação bem planejados. O setor também contribui para o aumento da poluição, despejando nas águas os restos de pesticidas agrícolas. E o que fazer? Temos de exigir que a administração do uso da água seja feita com responsabilidade. Além disso, cada um de nós, não importa nossa atividade profissional, somos seres humanos dependentes deste valioso recurso natural. Se em cada momento do nosso dia-a-dia, tivermos em mente que somos responsáveis pela nossa água do futuro, poderemos contribuir para garantir uma límpida e potável reserva.

M.A. Lataria e Pintura Gilmar Surek Auto Mecânica * Personalização e Recuperação de Para-Choques * Polimento e Espelhamento 3M

Serviços Automotivos

Fone: (41) 3373-9978

Fone: (41) 3356-4295 9604-9369

Em frente a faculdade Leocadio José Correa

Segundo alerta da ONU (Organização das Nações Unidas), divulgado no mês de março, dentro de 25 anos, aproximadamente, um terço da população mundial enfrentará graves desabastecimentos de água, aumentando o perigo de guerras pelos recursos hídricos. A declaração do vicesecretário geral da ONU, Hans van Ginkel, não foi nada animadora: “conflitos por causa de água, guerras civis e internacionais ameaçam tornar-se um fator-chave do panorama mundial no século XXI”. Ainda de acordo com o relatório da ONU, a escassez de água é agravada pela poluição, pelo uso ineficiente e pelo consumo insustentável dos lençóis subterrâneos através dos poços artesianos. As reservas hídricas também são prejudicadas por sua administração insuficiente e fragmentada, relutância em tratar a água como patrimônio econômico público e pela inadequada preocupação com a saúde e questões ambientais. Tudo isso pode parecer “coisa de ecologistas apavorados” mas, infelizmente, não é. Embora dois terços da superfície da Terra sejam realmente cobertos por água (formando um volume de 1,5 bilhão de Km3), a verdade é que cerca de 97,5% desse total são constituídos de água salgada. Restam, portanto, 2,5% que ainda incluem os gelos polares. A ONU está preocupada e com razão: hoje já sabemos que o estoque utilizável de água potável, de 9 mil Km3 ao ano, está próximo do esgotamento. A recomendação é que consumidores e cidadãos participem mais direta e ativamente na administração desse recurso natural. E no Brasil... Atualmente muitos países já enfrentam problemas com a escassez de água. Mas o Brasil tem muita água,

Pimpo Ltda. Fone: (41) 3333-4825

G

Guimarães Reciclagem de Plásticos

Fone: (41) 3033-2040 R. Rio Solimões, 147 Weissopolis Pinhais - Paraná

Serviços e Transportes Solevante Ltda.

Fone: (41) 3373-1784

Fone: (41) 3347-1916 Rua Ernest Hemingway, 52 Xaxim - Curitiba - PR

Fonte: Tempo Verde

R. Pe. Silvestre Kandora, 248 Orleans - Curitiba - PR

R. Brasilio Itiberê, 1550 Lj. 3 e 4 Rebouças - Curitiba - PR

www.solevante.com.br Rua João Koleski, 437 CIC - Curitiba - PR

Açougue Esquina da Carne Fone: (41) 3257-6929 Rua Coronel Wallace Scott Murrat, 201 Santa Cândida - Curitiba - PR

SUPERMERCADOS SANTA HELENA Colombo (41) 3621-1986 / 3621-1585

www.vetore.com vetore@vetore.com

Tel.: (41) 3672-3939 - Fax: (41) 3672-3839 Rua Pedro Cambio Cortiano, 1989 Quatro Barras - PR


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 29 ENTRETENIMENTO Piadas O cão

campeão partiu pra dentro do Fifiu, que abriu um olho, levantou a pata e - vapt! - deu uma porrada no campeão, que caiu mortinho na hora. - Ohhhhh!!!! - fez todo mundo. O capiau, dono do Fifiu, passou a mão na gaita e teve até a dignidade de nem gozar com o desafiante. Quando já ia se retirando com o Fifiu, o dono do cachorro vencido correu atrás dele e disse: - Quanto o senhor quer por este cachorro? - Vendo não, é de estima! - Então me diga como o senhor conseguiu esta potência? É de que raça? - Sei não - disse o matuto - Já tô com ele há alguns anos. Peguei ele noutra cidade. Tinha lá um circo que ia fechar, o dono do circo deu o bicho pra mim, cortei a juba dele e guardei lá em casa.

aparece. Dos 31 aos 40 anos, o homem é águia, escolhe o que vai comer. Dos 41 aos 50 anos, o homem é papagaio, fala mais do que come. Dos 51 aos 60 anos, o homem é lobo, persegue a chapeuzinho vermelho mas só come a vovózinha. Dos 61 aos 70 anos, o homem é cigarra, Canta, canta, não come nada e só enche o saco. Dos 71 aos 80 anos, o homem é condor, tá sempre com dor aqui, com dor ali. Dos 81 pra frente, o homem é pombo, só faz sujeira.

Eva disse a Deus: - Deus, tenho um problema! - Qual é o teu problema, Eva? - Deus, sei que me criaste e me deste este maravilhoso jardim e todos estes maravilhosos animais e esta serpente tão graciosa, mas... não sou feliz. - Porquê, Eva? - disse a voz lá de cima. - Deus, estou sozinha e não agüento comer mais maçãs. - Bem, Eva, nesse caso, tenho uma solução. Criarei um homem para ti... - O que é um homem, Deus? - Um homem será uma criatura defeituosa, com muitos atributos negativos. Mentiroso, arrogante, vaidoso; em resumo, fará da tua vida um inferno. Mas... será maior, mais rápido, e vai caçar e matar animais para ti. Terá um aspecto estúpido quando ficar excitado, mas, para que não te queixes, criá-lo-ei com o objetivo de satisfazer as tuas necessidades físicas. Será patético e sentirá prazer em coisas infantis, como lutar e dar pontapés numa bola. Não será muito inteligente e vai precisar do teu conselho para pensar adequadamente. - Parece ótimo - disse Eva com um sorriso irônico.

Entrou um cara naquele bar do interior. Levava o cão ao lado. Enquanto pedia o café, um freguês comentou: - Que cachorrão! - Campeão do Mundo! - respondeu o dono. - Campeão de que? - De luta de cachorro! Não tem pra ninguém. Ganhou todos os prêmios. - Acho que não! - respondeu uma vozinha lá do fundo. - Que isso! Aposto dez mil reais! - retrucou o dono. O que havia falado se adianEmpregada tou e disse: - Tenho um compadre que A nova empregada combinamora aqui perto e acho que o va os últimos detalhes do seu cão não ganha do dele trabalho doméstico com a não. Quer apostar assim patroa, até que o assunto em mesmo? foco foram os bichos. - Manda vir! - Você gosta de bichos? A Idade Do Homem E Os Meia hora depois, veio um cão - Gosto sim senhora, patroa. Bichos magrinho, um tal de Fifiu. - Espero que goste muito de - É essa droga aí que vai gatos. Dos 0 aos 15 anos, o homem vencer o meu Totó? - Não tem problema, patroa. é macaco, vive descascando O pessoal fez a roda. O dono Eu como de tudo. banana. do campeão mal podia seguDos 16 aos 20 anos, o homem rar o cachorro e o cãozinho do Homem é girafa, só come brotinho. outro nem aí, não dava a Dos 21 aos 30 anos, o homem mínima. Fizeram as apostas, Um dia, no jardim do Éden, é urubu, come tudo o que os bichos foram soltos, o Comércio de Máquinas Reciclagem Massa LATARIA E PINTURA e Equipamentos de

José Neto

Informática

Fone: (41) 3292-1831

Fone: (41) 3015-9338

Fone: (41) 3333-0151

Fone: (41) 3525-4900

Rua Dom. Manoel da Silveira, 3353 Bom Jesus - Campo Largo - PR

BR 116, Km 116,5 - n° 28578 Rua des. Westephalen, 1465 Rebouças - Curitiba - PR Campo do Santana - Curitiba - PR

BN Agrícola Ltda.

Motel Status

Bar e lanchonete Marisa

Fone: (41) 3636-1157

Fone: (41) 3657-1312 Fax: (41) 3657-2729

R. Erival Velho, 395 Campo Comprido - Curitiba - PR

bnagricola@terra.com.br

Tel. (41) 3675-2122 R. Das Industrias s/n° - Balsa Nova - PR www.supersteelcort.com.br

Fone: (41) 3376-0707

R. Isaias Regis de Miranda, 157 Vila Hauer - Curitiba - PR

Rod. dos Minérios, Km 19 Alm. Tamandaré - PR

Fone: (41) 3292-1292 Rua Oswaldo Cruz, 117 Campo Largo - Paraná

cipneus@bol.com.br

Fone: (41) 3345-4216

Fone: (41) 3275-6820 Rodovia dos Minérios, Rua Carlos Dietzsch, 448 Portão Km 11 Almirante tamandaré - PR Rua Francisco Derosso, 1583 Xaxim - Curitiba - PR Curitiba - Paraná

EcoDetritos

PERES caminhões

QUALIDADE E PONTUALIDADE Locação de Caçambas - Transportes de Resíduos

Fone: (41) 3384-5555

Fone: (41) 3354-7859

e-mail: ecodetritos@hotmail.com

www.calhasiqueira.com.br

Fone: (41) 3569-0300 (41) 3569-3101

FERRAGENS E. WEISS

R. Major Vicente de Castro, 1632/1644 Vila Fanny - Curitiba - PR

Fone: (41) 3632-1180 Fone: (41) 3246-2434

Fone: (41) 3223-2585

Amortecedores e Molas Novos e Usados

Rua Cel. Herculano de Araújo, 139 Novo Mundo - Curitiba/PR

Estrada Geral S/N Bairro Poço Frio - Pien - PR

Fone/Fax: (41) 3275-5936 R. Humberto Higino Parolim, 45 Xaxim - Curitiba - PR Fones: (41) 3339-2420 / 3339-8098 8418-0708 / 9981-0120

Rodovia BR 277, n° 914 Santo Inácio - Curitiba - PR


30 GAZETA DO MEIO AMBIENTE - Porém... - Qual é o problema, Deus? - Bem... irás tê-lo com uma condição. - Qual, meu Deus? - Como te disse, será orgulhoso, arrogante e egocêntrico... Assim terás que deixar que ele acredite que eu o fiz primeiro.

•••

Por que Deus criou primeiro o homem, e depois a mulher? R: Porque as experiências são feitas primeiro com animais e depois com humanos!!!

•••

Quais os cinco animais que as mulheres mais adoram? Um jaguar na garagem, Um viado no cabelereiro. Uma perua para fofocar, Um leão na cama e Um jumento para pagar as contas...

•••

Sabe o que é pior que encontrar um bicho na goibaba? É encontrar só 1/3 dele, pois 2/3 você já comeu.

Fone: (41) 3342-9002 Fax: (41) 3243-3295 Av. Pres. Arthur da Silva Bernardes, 977 Sta. Quitéria Curitiba - Paraná

Poesia

Também entre em extinção Aumentando assim o número Das espécies da fauna do planeta Que correm o risco de desaparecer Na mesma lista outros animais estão

Espécie em Extinção Sei que vives na floresta E que crianças te adoram Que gostas de bambu e de insetos E também de brincar No planeta todo existes Em número reduzido Um pouco mais de mil Tua espécie não pode acabar

Até o urso polar do ártico O lobo guará e a arara azul Ao homem não importa Se espécies da flora e fauna Entrarem em extinção

No passado fostes caçado Por homens muito maus Por isto hoje sois pouco E não podes acabar não

Mas o homem se esquece De que para sobreviver aqui No planeta terra, no futuro Suas ações de hoje vão contar

És símbolo da extinção Mas morrer não queres não Mas se o homem não cuidar Sem ti pode até ficar

Agora impera apenas destruição Com desmatamentos, queimadas, Aquecimento global, poluição Do ar, da água e do solo

Teu habitat é a floresta Da China ou do Tibet Broto de bambu É teu alimento preferido Também gostas de inseto De onde obténs proteína Sua cor é de tom peculiar Num branco e preto singular

Desperdício da água Que futuro deixaremos Para as gerações futuras Se hoje nada fazemos Para salvar o planeta?

Mas os homens sem coração Não te respeita "urso panda» E não se importam que tu

Não importa o habitat Nem a espécie ameaçada Importa a conscientização

Celso Augusto M. Ribas & Cia. Ltda Fone: (41) 3223-4997 Fax: (41) 3223-4644 cribas34@hotmail.com

Rua Xv, 297 10° Andar conj. 1007 à 1012 - Curitiba - Paraná

TRANSPORTADORA 2000 LTDA.

Fones: (41) 3275-3982 / (41) 3275-2945 / (41) 3275-1450 Rua Ângelo Scaramuzo, 07 Xaxim - Curitiba - Paraná

MOVELESTE SUCHEK Comércio de Móveis Novos e Usados Ltda.

Fone: (41) 3264-7283 / 3262-3063 Rod. Br 116 - KM 96 - N° 8370-a Cajuru - Curitiba - Paraná

Carros e Caminhões Nacionais e Importados Peças e Acessórios

Tel.: L.1: (41) 3227-0217 / L.2 (41) 3675-9681 L.1: Rua Rogério X. R. lores, 1533 Curitiba - PR L.2 BR 116 - KM 82 - Colombo - PR

Toltecas OFICINA MECÂNICA, LATARIA E PINTURA

Fone: (41) 3275-9238 Rua Dr° Leocácio Cisneiros Correa, 575 Xaxim - Curitiba - PR

Tel.: (41) 3264-7402 Rua Reinaldo S. de Quadros, 196-A - Alto da XV - Curitiba - PR

Armários - Estantes - Salas e Outros

Fone: (41) 3289-5533 Rua Jussara, 497 - Sitio Cercado - Curitiba - PR

Para salvar o planeta terra! Maria Alice Oliveira

O Luxo no Lixo O luxo no lixo Na lata de lixo Do poluente fluxo ambiental Tal qual o eixo do mal Destruindo a natureza Explorando a riqueza Da beleza natural. A natureza não cobra pelo consumo Mas reage ao insumo desproporcional. O fino foge do fogo Que forja o ferro velho como ideal Dos descartes em demanda No lixo do luxo de nossa gente. Reciclando pra renovar Renovando pra conservar Conservando pra sanear. O consumo consciente Preserva a terra, água e o ar Deixando fixa a idéia Que o lixo é um luxo, Na qual... Reciclando dá pra se aproveitar. Cesar Moura

Móveis Gonçalo

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO

Fone: (41) 3585-1003

Fone: (41) 3698-1846

2 IRMÃOS

Rua Adelmo Bizzi, 170 R. Prof. Antônio Rodrigues Barreirinha - Curitiba - PR Dias, 888 - Alm. Tamandaré -PR

Retifica de motores Armazém e Mercearia Valencia Secos e Molhados - Produtos Alimenticios zawdzki ltda Artigos Naturais - Cereais em Geral (41) 3248-7870 Rua Fátima Bark, 885 Capão Raso Curitiba - Paraná

Bacalhau - Carne Seca

Fone: (41) 3262-1584 Av. Seta de Setembro, 1865 Mercado Municipal - Boxes, 43 e 44 - Curitiba - Paraná

Posto Campo Largo Ltda Fone: (41) 3392-2144 BR 277 Km 116 n° 4005 Bom Jesus - Campo Largo - Paraná

CONSTRUÇÕES LTDA.

Fone: (41) 3283-4342 Av. Das Torres, 706 São José dos Pinhais - PR

Fone: (41) 3665-7421 adeferro@yahoo.com.br

Av. Jocob Macanhan, 3910 - Sub Solo Pinhais - PR

Gasparin & Filhos AR CONDICIONADO AUTOMOTIVO

Fone/Fax: (41) 3332-2265 E-mail: epocasac@epocatda.com.br www.epocaltda.com.br

Recuperadora de Automóveis Nacionais e Importados

PESQUE E PAGUE

Fones: (41) 3653-9013 Fone: (41) 3344-4624 Rua das Carmelitas, 4601 Boqueirão - Curitiba - PR Rua Antônio Gasparin, 35 - Bacaetava - Colombo - PR

Fone: (41) 3627-1440 3627-1269

Serviço de Motores, Câmbio, Diferencial, Freios, Peças e Acessórios para Scânia Rodovia BR 116 - Km 121 Fazenda Rio Grande - PR

Fones: (41) 3296-1223 3292-1236 Rua Dr° Alfredo Vieira Barcelos, 83 loja 03 Uberaba - Curitiba - PR


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 31 CHARGE E QUADRINHOS

Fone: (41) 3283-2040 Balanceamento, Geometria, Pneus R. Natal, 74 Costeira - São José dos Pinhais- PR

Mercado Atuba

Belmar Distribuidora de Mat. Elétrico Ltda.

Fone/Fax: (41) 3653-2000

Fone: (41) 3668-2161 R. Aristides de Oliveira, 896 Pinhais - Paraná

www.belmar.com.br

Fone: (41) 3643-3116

ATENDIMENTO NA VELOCIDADE DA LUZ

Rua Guilherme weiss, 736 Viala Tarumã Pinhais - PR

R.D.S. Componentes Hidráulicos M.E.

Tel.: (41) 3283-1159 Rua Ivo Nelves, 186 - Costeira São José dos Pinhais - Paraná

www.rummobat.com.br Fones: (41) 3077-3424 / 3376-3424 R. Major Fabriciano Barros, 1522 Hauer - Curitiba - PR

Fone: (41) 3289-2992

Estrada do Ganchinho, 4234 Curitiba - Paraná

Fone: (41) 3376-0179 Diogo Mugiath, 118 Boqueirão Curitiba - Paraná

Vidraçaria Triunfo Ltda.

Recuper Recuperadora e Soldas de Virabrequins ESPECIALIZADA: RADIADORES, INTERCOOLERS, TROCADORES DE CALOR

Fone/Fax: (41) 3286-8085 www.geiger-radiadores.com.br 3286-3130 Rua Des. Antonio de Paula, 1320 Boqueirão - 81730-380 - Curitiba - PR

A grife do estofado sob medida

Rua Rudyard Kipling, 344 Rua Cambé, 122 Pinhais - Paraná Vila São Pedro - Curitiba - Paraná

vinhosf@vinhosantafelicidade.com.br

Av. Ver. Toaldo Túlio, 285 Santa Felicidade Curitiba - Paraná

Box, Vidros, Espelhos, Vidros Jateados

Fone: (41) (41) Fone: 3367-3188 3367-3188

Posto Diesel Ltda. Fone/Fax: (41) 3346-5577 e-mail: postodiesel@uol.com.br

BR 116 KM 103 n° 15824 - Curitiba - PR

Cerâmica Balsa Nova Ltda. Fabricação de Telhas e Tijolos

Fone: (41) 3333-9711 Br 116, 12984 Vila Fanny - Curitiba - PR

Fone: (41) 3247-1227 Rua Clara Polsin, 251 Novo Mundo - Curitiba - PR

Recuperadora de Cabeçotes Jota Garcia

Fone: (41) 3372-1214 Fax: (41) 3372-2941 www.vinhosantafelicidade.com.br

Fone: (41) 3268-4552

Fone/Fax: (41) 3668-3171

Fones: (41) 3398-4570 / 3035-5177 R. Prof. da Costa Viana, 1167 São José dos Pinhais - PR

Rua Ourizona, 2084 Sítio Cercado - Curitiba - PR

Fone: (41) 3636-1182 Rua Damásio Soares da Silva, 531 Balsa Nova - Paraná


GAZETA DO MEIO AMBIENTE 32

Auto Posto CHURCHILL Fone: (41) 3022-3035 uol.

Rua Holanda, 730 Boa Vista - Curitiba - PR

COMÉRCIO DE VIDROS LTDA GRUPO MERCÚRIO

vidrosvimer@gmail.com

Fones: (41) 3023-2929 / (41) 3015-1878 Av. Senador Salgado Filho, 7355 Cajurú - Curitiba - Paraná

TRI

P

IG’S

Fone (49) 3691-8415 / 3642-0030

Rodovia BR 280 km 320 - Barracão - Paraná


Edição 41