Page 1

TEMPO TEMPO

Máx: 28° / Mín: 18°

QUARTA-FEIRA

VARGINHA, 17 DE ABRIL DE 2019

EDIÇÃO 10.189

Comissão de Assuntos Carcerários e Defensoria promovem Mutirão no Presídio de Varginha Objetivo foi viabilizar atendimento jurídico voluntário aos detentos que cumprem pena definitiva, a fim de constatar eventual benefício

Quarta-feira (10), o Presídio de Varginha recebeu o Mutirão Carcerário. Membros da Comissão de Assuntos Carcerários, Conselho da Comunidade e Defensoria Pública estiveram no local e atenderam 173 presos, entre homens e mulheres. local/ página 05

Oficina de pais e filhos acontece em Varginha com ao apoio da Faculdade de Direito de Varginha- Fadiva A segunda edição da Oficina de Pais e Filhos na cidade de Varginha, sul de Minas Gerais, aconteceu no dia 12 de abril, na Faculdade de Direito de Varginha (FADIVA). O projeto, que no ano anterior colheu depoimentos emocionantes de pais que estão passando pelo processo do divórcio e que participaram das atividades propostas pela oficina...

Dimas Fabiano comemora aprovação de projeto que prorroga incentivos do programa Minha Casa, Minha Vida

local/ página 04

Festival Gourmet 2019 oferece bem-estar e diversão para as crianças

Fundação Cultural de Varginha prepara Feira de Maio de Artesanato

O deputado federal Dimas Fabiano comemorou nesta última quarta-feira (10) a aprovação do Projeto de Lei que prorroga incentivos tributários para construtoras do programa Minha Casa, Minha Vida.

local/ página 03

página 09

PONTO DE VISTA local/ página 03

local/ página 04

Oséias 1

35 9 9974-4668 gazetacomercial2@gmail.com www.gazetadevarginha.com.br Gazeta de Varginha

DEUS É FIEL

O casamento de Oséias, símbolo da infidelidade de Israel página 02


02 | GAZETA DE VARGINHA

Reflexão do dia O Casamento de Oséias, símbolo da infidelidade de Israel

Palavra do SENHOR, que foi dirigida a Oséias, filho de Beeri, nos dias de Uzias, Jotão, Acaz, Ezequias, reis de Judá, e nos dias de Jeroboão, filho de Joás, rei de Israel. O princípio da palavra do Senhor por meio de Oséias. Disse, pois, o Senhor a Oséias: Vai, toma uma mulher de prostituições, e filhos de prostituição; porque a terra certamente se prostitui, desviando-se do Senhor. Foi, pois, e tomou a Gômer, filha de Diblaim, e ela concebeu, e lhe deu um filho. E disse-lhe o Senhor: Põe-lhe o nome de Jizreel; porque daqui a pouco visitarei o sangue de Jizreel sobre a casa de Jeú, e farei cessar o reino da casa de Israel. E naquele dia quebrarei o arco de Israel no vale de Jizreel. E tornou ela a conceber, e deu à luz uma filha. E Deus disse: Põe-lhe o nome de Lo-Ruama; porque eu não tornarei mais a compadecer-me da casa

de Israel, mas tudo lhe tirarei. Mas da casa de Judá me compadecerei, e os salvarei pelo Senhor seu Deus, pois não os salvarei pelo arco, nem pela espada, nem pela guerra, nem pelos cavalos, nem pelos cavaleiros. E, depois de haver desmamado a Lo-Ruama, concebeu e deu à luz um filho. E Deus disse: Põe-lhe o nome de Lo-Ami; porque vós não sois meu povo, nem eu serei vosso Deus. Todavia o número dos filhos de Israel será como a areia do mar, que não pode medir-se nem contar-se; e acontecerá que no lugar onde se lhes dizia: Vós não sois meu povo, se lhes dirá: Vós sois filhos do Deus vivo. E os filhos de Judá e os filhos de Israel juntos se congregarão, e constituirão sobre si uma só cabeça, e subirão da terra; porque grande será o dia de Jizreel. Oséias 1:1-11

17 DE ABRIL DE 2019

PONTO DE VISTA Ar seco e frio agrava crise de alergia No inverno, período em que o ar está mais seco e frio, as crises se tornam freqüentes, aumentando o incômodo de quem convive com o problema durante todo o ano. Para os mais distraídos, no entanto, os sinais de alergia podem parecer uma gripe ou resfriado. A doença geneticamente determinada - é uma reação exagerada do organismo diante do contato com agressores ambientais (ou alérgenos), como os ácaros, que penetram no corpo e são estranhos a ele. A "invasão" estimula uma resposta do sistema imunológico. Sozinho, o fator genético não é uma garantia de que a doença vai se manifestar. Para o ataque da alergia é preciso, também, algum agente ambiental. Os principais são os ácaros - causadores da doença em 83% dos alérgicos - os fungos (mofo), os pêlos de animais e os restos de barata. A alergia não é contagiosa, mas é normalmente transmitida de um pai alérgico para o filho ou do avô para o neto. Normalmente, o fator determinante para que a doença se manifeste está dentro de casa. Os ácaros, aracnídeos microscópicos, por exemplo, se alimentam de restos de pele, cabelos, alimentos e fungos. Dados de um levantamento epidemiológico internacional apontam que até a década de 70, cerca de 10% da população mundial tinham algum tipo de alergia. Nos

anos 90, o índice já era de 20% e em 2001, estimase que seja de cerca de 35%. "As previsões não são animadoras. Até 2010, calculamos que 50% das pessoas tenham alergia", prevê Ataualpa. As manifestações mais comuns do problema são as rinites alérgicas, que respondem por cerca de 30% dos casos alérgicos e a asma brônquica, responsável por 25%. É usual que a rinite e a asma apareçam associadas. Normalmente, os casos de asma podem ter manifestações mais graves. A contração dos brônquios impede a chegada do ar até os pulmões. Nas crises mais sérias, o paciente pode morrer por asfixia. "A alergia é uma patologia crônica. No inverno, a mucosa fica mais irritada, o que deixa a defesa do organismo baixa e, conseqüentemente, propicia a ocorrência da crise", explica o médico Ataualpa Reis, presidente da Sociedade Brasileira de Alergia e Imunopatologia/MG. A doença pode se manifestar no nariz (rinite), nos olhos (conjuntivite) e nos pulmões (asma brônquica). Segundo Ataualpa, os índices de pessoas acometidas com a doença vêm aumentando sistematicamente nos último anos, no Brasil. Espirros freqüentes, nariz entupido e coriza. Esses são os sintomas mais comuns de um mal que persegue mais de 20% da população brasileira: a alergia. No inverno, perí-

odo em que o ar está mais seco e frio, as crises se tornam freqüentes, aumentando o incômodo de quem convive com o problema durante todo o ano. Para os mais distraídos, no entanto, os sinais de alergia podem parecer uma gripe ou resfriado. Diagnosticar a doença não é difícil. O primeiro passo é conhecer a história familiar, os hábitos de vida e o ambiente onde vive o alérgico. Para um tratamento eficaz, o melhor é identificar quais são os agentes causadores do problema. Um dos recursos utilizados pelos médicos é o teste alérgico cutâneo. Sem injeção, o médico coloca uma gota com partículas de vários tipos de agressor. O resultado sai em 20 minutos. Um exame de sangue também identifica quais são os alérgenos. Uma das novidades que deve chegar ao mercado brasileiro é o kit de manuseio individual, usado nos Estados Unidos e na Europa. O kit contém uma fita embebida em anticorpo monoclonal contra os alérgenos. O agente causador e

a intensidade de sua presença são constatados em uma hora com a mudança da cor da fita. O kit custa US$ 25. Depois que os agentes são descobertos, há diversas medicações específicas para diminuir os sintomas durante uma crise e para combater a doença. Além da imunoterapia específica, existe uma vacina desenvolvida especificamente contra o alérgeno. A dose precisa ser tomada uma vez por semana durante um período prolongado. Os alérgicos também podem, regularmente, usar medicamentos preventivos, normalmente por via inalatória. As tradicionais "bombinhas" - remédio sem forma de spray - muito usadas pelos asmáticos, apresentam efeitos colaterais mínimos. "Esses medicamentos estão sendo desenvolvidos em forma de pó, para serem aspirados pelo paciente", adianta Ataualpa.

Gazeta de Varginha Ltda CNPJ: 21.535.075/0001-47

E-mail: gazetadevarginha@gmail.com (redação) gazetacomercial2@gmail.com (comercial)

Telefones (35) 3221-4668 (35) 3221-4845 (fax) (35) 9 9974-4668 (whatsapp) Diário de circulação regional Horário de funcionamento: 8h às 18h Diretora administrativa: Ana Maria Silva Piva Jornalista responsável: Lanamara Silva (MTB: 8304 JP) Editor: Rodrigo S. Fernandes (Sindjori-MG: 312/99) Administração / revisão: Lanamara Silva Jornalista e superintendente de redação: Paulo Ribeiro da Silva Fernandes (MTB: 16.851) Endereço: Av. dos Imigrantes, 445 Santa Maria - CEP: 37022-560 – Varginha

Copyright 2004 © Bibliomed, Inc 24 de Junho de 2004.

Site oficial: www.gazetadevarginha.com.br gazetavga.blogspot.com.br Redes Socias Facebook: Gazetavga Instagram: gazetadevarginha2 ABRAJORI – Associação Brasileira de Jornais do Interior SINDJORI – Sind. Prop. De Jornais e Revistas do Interior ADJORI – Associação dos Jornais do Interior de Minas Gerais ADI – Associação dos Jornais do Interior de Minas Gerais A redação não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados, mesmo sob pseudônimos, que são de inteira responsabilidade de seus autores.


17 DE ABRIL DE 2019

LOCAL

GAZETA DE VARGINHA | 03

Dimas Fabiano comemora aprovação de projeto que prorroga incentivos do programa Minha Casa, Minha Vida Esse mecanismo busca incentivar a retomada da construção de casas populares e, em consequência, o incremento na geração de empregos

O deputado federal Dimas Fabiano comemorou nesta última quarta-feira (10) a aprovação do Projeto de Lei que prorroga incentivos tributários para construtoras do programa Minha Casa, Minha Vida. O texto muda a Lei 12.024/09, que já garante para obras antigas um percentual único, de 1% da receita mensal obti-

da, a título de tributos federais pagos por construtoras e incorporadoras de imóveis no âmbito do programa. Na prática, esse mecanismo busca incentivar a retomada da construção de casas populares e, em consequência, o incremento na geração de empregos. Lançado em 25 de março de 2009 o pro-

grama Minha Casa Minha Vida hoje oferece a famílias com renda de até R$ 9 mil taxas de financiamento menores, além de subsídios que chegam a 90% do valor do imóvel. O segmento representa dois terços do mercado imobiliário do País. Dimas entende que o programa Minha Casa, Minha Vida, não é apenas um projeto

que traz a felicidade da realização do sonho de brasileiros que não tinham onde morar, mas também um dos gran-

des vetores de desenvolvimento, geração de emprego e renda e garantia de fluxo financeiro na construção civil e

na geração de riquezas para o nosso País. A matéria segue agora para tramitação no Senado Federal.

Festival Gourmet 2019 oferece bem-estar e diversão para as crianças Os preparativos para o Festival Gourmet e Cultural do Sul de Minas 2019 estão a todo vapor e a pre-

ocupação em proporcionar o melhor evento para os convidados é a principal meta dos organizado-

res. Neste contexto, a Unifenas, enquanto patrocinadora máster do Festival, promove o espaço bem-

estar para o público de todas as idades. Nos três dias de evento, haverá orientações odontológicas, aferi-

ção da pressão arterial e glicemia com alunos do curso de biomedicina e atividades lúdicas com acadêmicos de psicologia. Os convidados também receberão brindes especiais, como protetor solar, sais de banho e hidratante – feitos internamente junto ao curso de Farmácia. Os alunos estarão acompanhados dos professores. Como o Festival é voltado para o âmbito familiar, a Unimed Varginha, também patrocinadora máster do Festival, fará uma ação excelente. No Espaço Kids, as crianças poderão brincar no pula-pula, piscina de bolinha e até em um carrossel. Tudo preparado especialmente para a diversão de todos da casa. O Festival Gourmet e Cultural do Sul de Minas é um dos eventos mais importantes da região e é aguardado por todos, pois oferece qualidade, inovação e diversidade gastro-

nômica em um único lugar. Só no Festival você experimenta saborosos pratos com preços acessíveis dos principais estabelecimentos de Varginha. Não fique de fora, participe do Festival Gourmet e Cultural do Sul do Minas e viva esta experiência gastronômica com seus amigos e familiares! O Festival 2019 terá parte da sua renda revertida ao Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Varginha – Codeva. Serviço: Festival Gourmet e Cultural do Sul de Minas 2019 Data e horário: 19, 20 e 21/04 – 12h às 22h. Local: Espaço Cive Veículos – Avenida Princesa do Sul, 777, Jardim Andere – Varginha


04|GAZETA DE VARGINHA

17 DE ABRIL DE 2019

LOCAL

Oficina de pais e filhos acontece em Varginha com ao apoio da Faculdade de Direito de Varginha- Fadiva A segunda edição da Oficina de Pais e Filhos na cidade de Varginha, sul de Minas Gerais, aconteceu no dia 12 de abril A segunda edição da Oficina de Pais e Filhos na cidade de Varginha, sul de Minas Gerais, aconteceu no dia 12 de abril, na Faculdade de Direito de Varginha (FADIVA). O projeto, que no ano anterior colheu depoimentos emocionantes de pais que estão passando pelo processo do divórcio e que participaram das atividades propostas pela oficina, repetiu o grande feito e cumpriu com o objetivo de auxiliar pais, mães e filhos a buscarem a solução de conflitos de forma harmoniosa e pacífica. A atividade é uma iniciativa do Conselho Nacional de

Justiça (CNJ) e da Juíza Vanessa Aufiero da Rocha, que conta com o apoio do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e dos Centros Judiciários de Solução de Conflitos (CEJUSC). Os interessados em ser instrutores do projeto passaram por uma capacitação e promoveram encontros para discutir o divórcio, as consequências da separação e a figura do filho diante da situação. Esse é o segundo ano que a Gerente Administrativa da Fundação Educacional de Varginha, Júnia Bemfica Guimarães Cornélio, participa das

atividades e ela afirma que esse é um momento muito importante para que os pais possam compreender como os filhos vivenciam a separação. “A finalidade é a de efetivar mudanças para a boa convivência familiar e prevenir a alienação parental, na medida em que se procura conscientizar os envolvidos, a fim de evitar os danos característicos desse momento”, explicou. Ao ressaltar a importância das Oficinas de Pais e Filhos, o presidente da OAB de Varginha, Dr. Alexandre Prado, falou sobre a atuação do advogado diante da cultura jurídica mo-

derna. “Hoje em dia a atuação do advogado é no sentido de estimular os métodos alternativos de pacificação de conflitos, a fim de minimizar as demandas jurídicas dessa natureza e, ao mesmo tempo, dar aos litigantes segurança jurídica, com o respaldo técnico. Diante disso, as Oficinas contribuem de forma positiva no trabalho dos advogados, buscando a solução consensual dos litígios de sua responsabilidade”, disse o presidente. Na cidade de Varginha a Oficina de Pais e Filhos foi uma iniciativa da Coordenadora do CEJUSC, Juí-

za Dra. Adriana Fonseca Barbosa, que relatou que os pais que participam das atividades propostas já chegam na sala de audiência com o intuito de pacificação e conciliação. “Esse é o

papel fundamental da oficina, pois ela esclarece conflitos que sozinhos os pais não conseguem administrar, o que faz com que eles próprios busquem por soluções”, declarou.

Fundação Cultural de Varginha prepara Feira de Maio de Artesanato A tradicional feira de artesanato que antecede o Dia das Mães acontecerá de 08 a 11 de maio na Praça do ET, no centro de Varginha. O evento é uma iniciativa da Prefeitura de Varginha, com organização da Fundação Cultural. O diretor-superintendente da Fundação Cultural, Lindon Lopes, fez uma reunião na quinta-feira (11/04) com todas as representantes das associações que participarão da feira. Foram definidos os lo-

cais de cada estande e o horário de funcionamento. De quarta (08/05) a sexta-feira (10/05), as peças serão vendidas de 9h às 21h. No sábado (11/05), das 9h às 18h. “Nossas artesãs já estão preparando lindas peças

para que os filhos possam homenagear as mães. Serão centenas de produtos com preços acessíveis e confeccionadas com muito carinho para um momento tão especial”, destaca Lindon Lopes.

Nota de pesar Faleceu na manhã desta terça-feira (16) a Senhora Áurea de Almeida de Moraes Costa, matriarca da família dos diretores do Boa Esporte e integrante da diretoria. Ela deixa os filhos, Roni, Cátia, Keder, Rildo, Rone e Roberto, alén de netos e bisnetos. Dona Áurea será sepultada na manhã desta quarta-feira (17) em Ituiutaba-MG, no semitério São José.


17 DE ABRIL DE 2019

GAZETA DE VARGINHA | 05

LOCAL

Comissão de Assuntos Carcerários e Defensoria promovem Mutirão no Presídio de Varginha Objetivo foi viabilizar atendimento jurídico voluntário aos detentos que cumprem pena definitiva, a fim de constatar eventual benefício

Quarta-feira (10), o Presídio de Varginha recebeu o Mutirão Carcerário. Membros da Comissão de Assuntos Carcerários, Conselho da Comunidade e Defensoria Pública estiveram no local e atenderam 173 presos, entre homens e mulheres. O objetivo do mutirão foi viabilizar aten-

dimento jurídico voluntário aos detentos que cumprem pena definitiva, a fim de constatar eventual benefício ou progressão de pena. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) realiza, desde agosto de 2008, o Mutirão Carcerário. Em síntese, a linha de atuação nos Mutirões é baseada em dois

eixos: a garantia do devido processo legal com a revisão das prisões de presos definitivos e provisórios; e a inspeção nos estabelecimentos prisionais do Estado. A iniciativa reúne juízes que percorrem os estados para analisar a situação processual das pessoas que cumprem pena, além

de inspecionar unidades carcerárias, com o objetivo de evitar irregularidades e garantir o cumprimento da Lei de Execuções Penais. Desde que o programa teve início, e após visitar todos os estados brasileiros, cerca de 400 mil processos de presos já foram analisados e mais de 80 mil benefícios con-

cedidos, como progressão de pena, liberdade provisória, direito a trabalho externo, entre outros. Pelo menos 45 mil presos foram libertados como resultado do programa, pois já haviam cumprido a pena decretada pela Justiça. No final de 2009, o Mutirão Carcerário do CNJ foi umas das seis

práticas premiadas pelo Instituto Innovare, por atender ao conceito de justiça rápida e eficaz disseminado pela entidade. O programa é conduzido pelo Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e do Sistema de Execução de Medidas Socioeducativas (DMF).

Lajes São Domingos Concretos, blocos, lajes e todo tipo de artefatos para construção

Telefone: 3222-5858


06| GAZETA DE VARGINHA

COLUNA MINAS GERAIS Rede de Notícias do Sindijori Pacientes podem migrar para Ipatinga O Vale do Aço, que ainda enfrenta uma crise sem fim no sistema de saúde pública, pode receber mais uma sobrecarga, com a chegada de pacientes de outras microrregiões. Desde o dia 1º março o Hospital da Aminas, em Bom Jesus do Galho, está com os atendimentos suspensos pelo SUS. A demanda daquele município foi encaminhada para Caratinga. Ocorre que o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, em Caratinga, também suspendeu as atividades temporariamente, a partir do dia 15 de março, por causa de dificuldades financeiras. Com essa suspensão dos atendimentos nas unidades, uma das alternativas para os pacientes dessas cidades é buscar atendimento no Hospital Márcio Cunha (HMC), em Ipatinga, ou hospital municipal. (Diário do Aço – Ipatinga)

Construção de biodigestores avança no Vale Em um momento de evolução das tecnologias para evitar e amenizar eventuais agressões ao meio ambiente, o incentivo ao uso de biodigestores na zona rural tem recebido apoio e atenção. É o que vem fazendo, por exemplo, a Emater-MG nos municípios de São Sebastião do Maranhão, José Raydan e, mais recentemente, Santa Maria do Suaçuí, todos localizados no Alto Suaçuí, Vale do Rio Doce. O projeto, iniciado em 2016, tem sido incrementado pelos técnicos da Emater. Na região, a empresa de extensão rural já orientou a construção de 12 biodigestores. (Diário do Rio Doce – Governador Valadares)

Comarca de Patos ganha 4ª Vara Cível O Tribunal de Justiça de Minas Gerais publicou a criação da 4ª Vara Cível da Comarca de Patos de Minas. Com apenas seis juízes para atender as demandas dos moradores de Patos de Minas, Lagoa Formosa, Varjão de Minas e São Gonçalo do Abaeté, a Comarca local está sobrecarregada. Há varas com até 10 mil processos aguardando para serem julgados. Há anos, o meio jurídico de Patos de Minas e a população patense vinha cobrando a criação de novas varas. (Folha Patense)

Barragem vai ter análise técnica Depois de muita pressão da Justiça, organizações ambientais e também de especialistas em barragens, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) contratou serviços técnicos para diagnosticar a situação da Barragem da Caatinga, no assentamento Betinho, no distrito de Engenheiro Dolabela, em Bocaiuva. O laudo de estabilidade e projeto de obras necessárias deve ser apresentado pela empresa contratada em 90 dias. A publicação do extrato do contrato, feito por dispensa de licitação, em caráter emergencial. (O Norte- Montes Claros)

17 DE ABRIL DE 2019

REGIONAL

Pesquisadores indicam a criação de parques urbanos em Lavras para a recuperação de comunidades de peixes Os impactos da urbanização aos ambientes naturais são inúmeros e vêm aumentando com o crescimento da população, mesmo em cidades de médio porte, como Lavras. Nesse contexto, pesquisadores da Universidade Federal de Lavras (UFLA) sugerem a criação de parques urbanos para a recuperação de comunidades de peixes em riachos do município. Esses locais também podem permitir a reabilitação e conservação da mata ciliar, além de ser mais uma opção de lazer para os lavrenses. O estudo da pesquisadora Lorenna Campos Cruz e do professor Paulo dos Santos Pompeu, do Programa de Pós-Graduação em Ecologia Aplicada (PPGECO/UFLA), analisou as comunidades de peixes em riachos localizados nas áreas urbanas da bacia do Ribeirão Vermelho. “O Ribeirão Vermelho é o principal canal que corre pela cidade, e os principais cursos d’água de sua bacia se encontram no perímetro urbano de Lavras”, explica Lorenna. Foram analisados 16 riachos que compõem esse percurso, como por exemplo, o Córrego do Centenário e riachos dentro da UFLA. Os pesquisadores coletaram 13 espécies de

peixes, sendo uma delas uma espécie exótica conhecida popularmente como “barrigudinho” (Poecilia reticulata). Trazida de outro país e introduzida no Brasil, ela domina a comunidade de peixes de Lavras. Os pesquisadores também identificaram que a vegetação ripária, aquela que ocorre em torno do curso d’água, é um fator muito importante para a manutenção e estrutura das comunidades de peixes. “Quanto mais vegetação tiver no entorno desses riachos, maior a chance de preservação dessas espécies. Mesmo aquele lote vago, aquela praça que provêm alguma proteção para o riacho é muito importante, pois aumenta a chance de ocorrerem mais espécies de peixes ali”, destaca o

professor Paulo Pompeu. Assim, a partir de um diagnóstico sobre a funcionalidade dos parques foram sugeridas áreas prioritárias. Os critérios incluem lugares com maior riqueza de espécies de peixes e o aproveitamento de áreas verdes já existentes, utilizadas pela população. Assim, o local mais indicado pelos pesquisadores para a criação desses parques urbanos em Lavras é a UFLA. Além de atuar como área de lazer da cidade e possibilitar a recolonização de espécies de peixes, os pesquisadores acreditam que a integração e criação dessas áreas possa auxiliar no processo de escoamento e prevenções de inundações. “Ao invés de ficar contendo cheias e inundações, se conseguíssemos preveni-las, seria algo mui-

to positivo para as pessoas que moram próximo dessas localidades. Algo também relevante para a economia, pois há um investimento alto para sanar esses problemas, e ainda para o ecológico, visto que a preservação desses lugares é muito importante para o ecossistema e as espécies que estão ali”, ressalta a pesquisadora. A diversidade de peixes de pequeno porte, encontrados em riachos, é extremamente elevada e acaba passando despercebida por grande parte da população. Esses peixes apresentam uma grande dependência da vegetação ao redor, tanto para a obtenção de alimentos, como insetos e plantas que caem na água, quanto para obtenção de abrigo, fornecido pelas folhas, galhos e troncos. O

AUTI aguarda utilização do repasse financeiro Para ajudar nas despesas dos alunos que utilizam o transporte universitário, os vereadores se mobilizaram e aprovaram o projeto de lei 046/2019, que autoriza o município a efetuar o repasse de subvenção financeira à Associação dos Estudantes Universitários de Araguari Usuários do Transporte Escolar Intermunicipal, Auti. A iniciativa atende ao decreto municipal nº 022, de 22 de fevereiro de 2017. Diante disso, a Associação vai receber R$ 600 mil, que deve ser pagos em dez parcelas mensais de R$ 60 mil. O valor deve ser utilizado exclusivamente para cobrir despesas com o transporte dos estudantes universitários para as cidades de Catalão (GO) e Uberlândia (MG). (Gazeta do TriânguloAraguari)

APOIO

(35) 2106-8100 CRC MG 7500

Escola recebe núcleo do “Futebol de Rua”

Vale vai construir muro de contenção

Cento e sessenta crianças no bairro Alfredo Freire vão ser atendidas pelo núcleo Duratex do projeto “Futebol de Rua” pela Educação em Uberaba. A inauguração na Escola Municipal Professora Stella Chaves foi neste sábado, 13, durante o Dia da Família, com a presença do prefeito Paulo Piau e do vice-prefeito, João Gilberto Ripposati. A solenidade contou com a participação de pais, alunos e equipe da escola, secretário de Governo, Luiz Dutra, presidente da Funel, Luiz Medina, vereador Elias Divino, equipe do Instituto Futebol de Rua, de Curitiba, e representantes da Duratex. (Jornal de Uberaba)

A mineradora Vale confirmou a construção de um muro de contenção na barragem Sul Superior, da Mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais. De acordo com as informações, a estrutura vai ter 35 metros de altura, o equivalente a um prédio de 12 andares, 5 metros de fundação e 10 metros de espessura, com um total de 400 metros de extensão. A obra tem início em 20 dias e vai ser feita à base de concreto compactado. O objetivo da empresa é conter os rejeitos da barragem em caso de rompimento, que passou do nível 2 para o nível 3 no dia 22 de março, por orientação da Agência Nacional de Mineração (ANM). (A Notícia- João Monlevade)


17 DE ABRIL DE 2019

REGIONAL

GAZETA DE VARGINHA | 07

Casal acusado de matar homem a tiros em Minas Gerais é condenado a mais de 10 anos de prisão Crime aconteceu em 2016 em Pouso Alegre. Mulher foi acusada de participação no crime contra ex-amante com ajuda de seu então namorado O casal acusado de matar a tiros um homem em outubro de 2016 foi condenado a mais de 10 anos de prisão após júri popular em Pouso Alegre (MG). O julgamento começou por volta das 9h de se-

gunda-feira (15) e terminou depois das 20h30. A decisão do juiz determinou pena de 13 anos e seis meses para o acusado e de 12 anos e seis meses para a mulher. Os dois respondiam por homicí-

dio, com agravante de motivo fútil e emboscada, pela morte do borracheiro Antônio Fernando de Araújo, que na época tinha 37 anos. Durante o júri, foram ouvidas pelo menos sete pessoas, in-

· Apartamentos aconchegantes · Sala para 2 ambientes + varanda · Cozinha e área de serviço · 2 Quartos · Banheiro Social · Garagem privativa e coberta · Portão eletrônico · Água, luz e gás com instalação individual · Interfone e muito mais!

Daniela Mot Mottta Cor a de Imóveis Corrretor etora CRECI 29093 I.M 028224 (35) 3221-7268 / 9 8858-6885 r dcons tr utor a@hotmail.com dconstr trutor

cluindo o suspeito de ter efetuado os disparos. A família da vítima acompanhou o julgamento e uma das filhas de Antônio informou que o pai recebia ameaças de morte. A defesa do casal contestou esta informação e, apesar de confessarem o crime, os acusados alegaram ter agido em legítima defesa. O casal havia sido preso em Uberlândia (MG), cerca de um mês após o crime. De acordo com as investigações, a mulher era ex-amante da vítima e teria planejado o crime, que foi executado pelo então namorado dela. Segundo a polícia, ela não teria aceitado o fim do relacionamento. O crime O corpo de Antônio Fernando de Araújo foi encontrado às margens da Rodovia Fernão Dias, na região do bairro Cruz Alta, zona rural de

Pouso Alegre, no dia 13 de outubro de 2016. A perícia apontou que a vítima tinha uma perfuração na cabeça e outra nas costas, causada pelos disparos. O corpo da vítima estava a 100 me-

tros do carro, que foi abandonado no local. No veículo, também havia marcas de tiros. Os dois suspeitos foram presos no dia 26 de novembro de 2016, no Triângulo Mineiro. Fonte: G1

CLUBE OLIMPICO RIO VERDE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA Em atendimento ao artigo 28 do Estatuto Social, o Clube olímpico Rio Verde convoca os associados da categoria Proprietário em pleno gozo dos seus direitos sociais, para participar da Assembleia Geral Ordinária que se realizará no dia 29 de Abril de 2019 às 18:00 em primeira convocação com 50% dos associados mais Um e segunda convocação as 19:00 horas com qualquer números de sócios presentes, no salão social do clube na Av. Ayrton Senna da Silva, 2000 Parque Residencial Rio Verde a fim de eleger um novo conselho fiscal. Varginha, 16 de Abril de 2019 CLUBE OLIMPICO RIO VERDE Vitor Santos Picheli Presidente


08|GAZETA DE VARGINHA

17 DE ABRIL DE 2019

REGIONAL

Homem mantém mulher em cárcere privado no Sul de Minas Ao ser questionado pela polícia, o autor af irmou que "Bicho bravo e agressivo tem que f icar preso em uma jaula" Um homem de 38 anos foi preso por manter a mulher, uma vendedora de 36 anos, em cárcere privado em Poços de Caldas no último domingo, 14. Autor afirmou que vítima o havia agredido. De acordo com a Polícia Militar, a mulher acionou a PM alegando que havia sido trancada no quarto do apartamento pelo marido no Jardim Quissisana. Ao chegar ao local, polici-

ais foram recebidos pelo autor, que alegou que a mulher o havia arranhado e estaria nervosa e quebrando objetos. O homem afirmou ainda que essa não era a primeira vez que a mulher quebrava coisas dentro de casa. Ao ser questionado pela polícia, o autor afirmou que "Bicho bravo e agressivo tem que ficar preso em uma jaula". Em seguida, ele entregou as chaves do

Moringa a “Ár vor e da V ida” “Árvor vore Vida”

A Moringa é uma planta originária da India e Norte da África. É dotada de 90 nutrientes, todos os aminoácidos, betacaroteno e as vitaminas C, B2, B3, B6, B7, D, E e K. Moringa também é fonte de minerais como ferro, potássio, cálcio, cobre, magnésio, manganês e zinco. Contém 17 vezes mais cálcio que o leite, 25 vezes mais ferro que o espinafre, 15 vezes mais potássio que a banana e sete vezes mais vitamina C que a laranja. Também chamada de “Milagre da Natureza”, a Moringa traz vários benefícios para a saúde como melhoria da pressão arterial, redução do colesterol e da glicose. E ainda, fortalece músculos e ossos, ajuda na perda de peso, pele mais saudável, combate a asma e fornece energia ao corpo. Para ter todos esses benefícios basta tomar meia colher de chá com água ou suco pela manhã ou à noite. Informações e vendas pelo telefone: 35 3221-4845

quarto aos militares, que liberaram a mulher. Ela disse à polícia que havia brigado com o marido momentos antes e que ele havia quebrado alguns objetos. Além disso, ela afirmou que já há algum tempo sofria agressões do marido. Os dois acabaram presos pela polícia, ela, por agredir e causar lesões no marido; ele, por manter a esposa em cárcere privado. Fonte: Portal da Cidade - Andradas

Polícia Militar flagra caminhoneiro adquirindo droga antes de viajar no Sul de Minas Gerais Na última quintafeira (11), às 20:42, em Lavras,os militares foram procurados por um cidadão o qual informou que caminhava pela Rua Doutor Samuel Gammon quando avistou o condutor de um caminhão vermelho que estava parado, desembarcando e entrando em um veículo preto que estava estacionado logo atrás. O cidadão contou que ouviu o rapaz dizendo para a moça do carro que era para passar “a parada” rápido porque os militares estavam patrulhando a área. Com base na informação a equipe abordou o automóvel denunciado. Uma mulher de 29 anos e um rapaz de 27 foram submetidos à uma busca pessoal. Durante as

buscas no veículo, a mulher arremessou 2 papelotes de cocaína debaixo do carro. O rapaz contou que era usuário de drogas e que por ser caminhoneiro pretendia utilizar a droga antes de deslocar até a cidade de São Paulo, solicitando da mulher então o entorpecente.

Ele contou que pagou pela droga a quantia de R$100,00, sendo que não deu tempo de pegar a droga pois havia sido surpreendido pelos militares. Dentro do caminhão a equipe encontrou uma bucha de maconha e um cigarro da mesma substância. Já na casa da mu-

lher na cidade de Ijaci, a equipe encontrou uma bucha de maconha. O veículo dela foi removido até o pátio de guincho credenciado. Os dois foram presos e conduzidos até a Delegacia junto da droga e do dinheiro apreendido. Fonte:PMMG


17 DE ABRIL DE 2019

Pressão e habilidade O jovem presidente da Câmara de Varginha, Dudu Ottoni (PTB) tem passado por um grande desafio presidindo o Legislativo municipal. Ottoni é de uma família tradicionalmente política na cidade, o jovem vereador tem para quem pedir conselhos políticos e até administrativos. Já chegou ao comando da Câmara tendo que administrar “ruídos com a imprensa, escândalos na casa legislativa, disputas internas e os problemas habituais da gestão como a crise fiscal e mesmo política por que passa todo o Brasil”. Dudu tem conseguido sucesso até aqui, mas ainda não deixou sua marca a frente do Legislativo ou não apontou para isso! Certamente que Ottoni será melhor que seus dois últimos antecessores que nitidamente digladiam por uma vaga no Executivo e construíram mais adversários que amigos no período em que estiveram no poder. A bajulação e abordagens políticas comuns aos que ocupam cargos de comando do Legislativo já acontecem com Dudu, que sentiu a “diferença no tratamento” após assumir o comando da casa. Qual o futuro político de Dudu? Ninguém sabe, mas certamente o jovem tem tudo para construir um caminho político diferente, alinhado com a modernidade política que o povo espera que surja das novas gerações políticas. A conferir!

Planejamento, ou falta dele! A policlínica Lea Ferreira Teixeira, conhecida policlínica central, na Rua Santa Catarina no centro da cidade é uma das referências no atendimento médico em Varginha, concentrando enorme volume de atendimentos, vacinação e sobretudo coleta de sangue e hemoderivados. Aliás, apenas na policlínica Central acontece semanalmente a coleta pública de sangue em Varginha. O sangue coletado, bem como vários lotes de vacinas que abastecem a cidade ficam ali armazenados. Contudo, chega à coluna a informação que a policlínica central não possui gerador de energia para garantir refrigeração adequada a todo este material em caso de falha no abastecimento de energia, o que não é muito raro em Varginha. Ademais, a policlínica central fica numa região tumultuada da cidade, com ruas estreitas e grande volume de carros e caminhões de entregas. Não seria difícil imaginar que um eventual acidente entre caminhão e rede elétrica de distribuição no centro da cidade deixassem a policlínica central sem energia elétrica por algumas horas, colocando em risco todo o estoque de sangue coletado e milhares de doses de vacinas que atendem a cidade! Será que vale a pena correr este risco? Será que o município tem conhecimento deste risco? Vamos esperar acontecer para depois remediar?

IPTU e suas finalidades O Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU – começou a vencer nesta semana. De acordo com a Prefeitura de Varginha, o contribuinte terá a opção de pagar à vista com 10% de desconto ou em até oito vezes – dependendo do valor, respeitando os vencimentos para os respectivos grupos das letras iniciais. O pagamento pode ser feito nas agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal (que não recebem na boca do caixa), Itaú, Sicoob Credivar, além das casas lotéricas (valores até R$ 2 mil). Cerca de 66 mil carnês forem entregues. Quem perder a data deverá atualizar a guia no site da Prefeitura www.varginha.mg.gov.br ou diretamente na Prefeitura podendo, após isso, ser paga nos locais credenciados. Quem não pagar o imposto e deixar virar o ano, será inscrito na dívida ativa e posteriormente, estará sujeito a outras medidas como protesto judicial. Algumas perguntas ficam entaladas na garganta do contribuinte local sobre o IPTU. A Prefeitura de Varginha tem algum “cadastro positivo” para valorizar que sempre paga seus impostos em dia? Afinal, de tempos em tempos vemos “anistias” que perdoam impostos, multas e juros de alguns que não fazem questão de serem pontuais com seus compromissos. Além disso, é preciso saber se grandes empresas que possuem enormes terrenos estão pagando seu IPTU, ou este

FATOS E VERSÕES imposto que esta cada dia mais salgado no bolso, está sendo perdoado para as grandes empresas. Também é importante saber se, aqueles que não pagaram seu IPTU, estão realmente sendo cobrados pela Dívida Ativa e na Justiça pelo setor responsável na Prefeitura? Qual o índice de sucesso destas cobranças? E por fim, mas não menos importante, tendo em vista que mais de 66 mil contribuintes devem pagar o IPTU, qual será a destinação objetiva deste recurso? Afinal, as vias públicas estão com buracos, as praças estão mau cuidadas e a segurança nos bairros ainda é precária! Não é para estas obras que pagamos o IPTU?

Curiosidades e picuinhas Qual é o valor atualizado da dívida do Hospital Regional? Como estão os pagamentos aos servidores e prestadores de serviço? O Governo Federal está repassando os valores provenientes de Emendas Parlamentares? Qual é o valor estimado a receber? O Governo do Estado, através do Sistema Único de Saúde - SUS está realizando os repasses de verbas? Os prazos estão sendo respeitados? O Executivo Municipal está repassando os valores provenientes dos serviços de saúde prestados para a população varginhense? Há alguma pendência? Em relação às Emendas Impositivas dos Vereadores, o Executivo Municipal possui alguma previsão de repasse? Diante das dificuldades em acessar os dados do Hospital no Portal da Transparência do Estado de Minas Gerias, pretende a atual administração implantar um Portal de Transparência individual para a instituição? Estes questionamentos foram encaminhados pelo Legislativo de Varginha ao comando do Hospital Regional, depois que a instituição de saúde mudou o conselho diretor que administra do hospital. Na verdade, aquela instituição de saúde que sempre viveu momentos difíceis com a falta de recursos e investimentos, nos últimos anos, tornou-se um “cavalo de batalha político” em Varginha. Isso acontece porque a instituição lida com a saúde de milhares de pessoas e é referência na saúde para dezenas de cidades do Sul de Minas, sendo uma “arma política importante”, além de movimentar milhões de reais mensalmente.

Curiosidades e picuinhas - 02 O Hospital Regional viveu uma de suas maiores crises há poucos anos quando médicos fizeram greve e muitos fornecedores pararam de atender o hospital. O colapso da saúde chegou a mobilizar todas as autoridades políticas a época e neste momento o ex-vereador petista Rogério Bueno assumiu a direção geral da instituição. Em que pese suas ligações partidárias, foram justamente as amizades políticas de Bueno e sua habilidade em dialogar com a oposição que trouxeram recursos extras ao Hospital Regional, recursos do governo de Minas (por meio do então secretário de governo Odair Cunha), emendas parlamentares de Dimas Fabiano (PP), Diego Andrade ( PSD), Eros Biondini entre outros, bem como a importante contribuição da Prefeitura de Varginha. Não fosse toda esta articulação, certamente o Regional não estaria hoje de pé! Se o Hospital Regional tem hoje maiores ou menores problemas que no passado, não sabemos! Mas, aparentemente, o novo comando da instituição vai encontrar menos problemas para resolver do que os enormes desafios enfrentados por Rogério Bueno. Mas vale saber o que foi feito da dívida da entidade, que por certo não desapareceu! Pelo contrário, deve estar bem viva e precisa ser conhecida e explicada! De resto, o que temos são picuinhas entre partidos e disputas internas entre grupos médicos, estes sim, com enorme interesse financeiro no importante centro público de saúde!

Perguntar não ofende Qual foi o motivo da paralisação da obra da duplicação da Rodovia BR-491, no trecho entre Varginha e Três Corações? Existe previsão para sua retomada e data para o término? O que a Prefeitura de Varginha e a regional do DEER estão fazendo? Continua a campanha para a compra de dois playstation 4! Um para o filho mais novo de Bolsonaro e outro para o vereador Claudio Abreu. Certamente a condução do Brasil e de Varginha ficarão melhores quando ambos não atrapalharem! Quem mais vai contribuir?

GAZETA DE VARGINHA | 09

Irregularidades no CDCA O vereador Alencar Faleiros (PSDB) solicitou ao prefeito Antônio Silva o envio de cópias dos documentos pertinentes e as informações sobre as recentes denúncias de irregularidades administrativas/criminais amplamente divulgadas sobre o Centro de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente – CDCA: Existe procedimento administrativo que apura tais fatos? Houve denúncia formal sobre os fatos? O controle interno apontou alguma irregularidade ou desvio no CDCA ou Área Azul? Qual o controle existente sobre os valores arrecadados na Área Azul e seu destino? Houve recentemente demissão ou exoneração de ocupantes de cargos de confiança no CDCA? O caso das irregularidades encontradas na gestão do Centro de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente CDCA caíram como uma bomba na gestão Antônio Silva em razão de “fragilizar a principal conexão política do atual governo: a relação PTB e PP”. O caso veio a público, mas, ainda assim, não tomou a dimensão que se esperava. Nem mesmo a oposição explorou o caso tendo em vista que poderia ser “artilharia” para a eleição que se aproxima. Ademais, os agentes públicos envolvidos não se manifestaram, tudo ficando restrito a demissões no comando do CDCA e a apurações internas. Estranho que agora um vereador da situação, venha dar “luz a um caso que pode dificultar a relação do PP com o atual governo”. Alencar Faleiros é do PSDB, partido do vice prefeito Verdi Melo (PSDB), que tenta “enquadrar o PP a desistir de lançar candidato a prefeito em 2020, e apoie o tucano, compondo em sua chapa”. Certamente que isso ainda vai dar pano para manga!

Fogo amigo O vereador Claudio Abreu aprontou mais uma de suas peripécias “animalescas” com a controvertida briga por conta da vinda de um tigre para o zoológico de Varginha. O vereador, que também é “líder do Executivo” na Câmara, requereu ao prefeito informações para saber quanto a cidade de Americana (de onde veio o animal) pagou para o município de Varginha assumir o tigre? Quanto custou a viagem para trazer o tigre? Qual é o faturamento anual do zoológico? Qual é a despesa total anual para se manter o zoológico? Quais os benefícios financeiros que o zoológico traz para Varginha? Os questionamentos do vereador, que mais traz confusão que entendimento ao governo, foram dos mais polêmicos no plenário da Câmara. Primeiro porque o edil não procurou saber informações completas sobre o caso, que poderiam ser facilmente ser conseguidas no próprio zoológico de Varginha. Antes disso, o vereador preferiu expor o próprio governo na sua atitude de melhorar o zoo de Varginha. Na sessão plenária da Câmara onde requereu informações ao prefeito, Claudio Abreu abriu margens para ilações e delírios fiscais e ambientais daqueles que não conhecem bem o dia a dia de um zoológico ou que são apaixonados demais com a causa animal para observarem o obvio. O tigre siberiano que foi levado para o zoo municipal de Varginha, após anos no zoo de Americana/SP, é uma espécie rara que não se adaptaria ao seu habitat natural e certamente morreria se fosse solto. Além do que o processo de soltura de tal animal seria bem mais oneroso que a transferência para Varginha, que ficou em torno de R$ 500 reais. Também vale ressaltar que o gasto médio do tigre no zoo de Varginha ficará em torno de mil reais por mês, ainda assim, este recurso já havia sido provisionado para tratamento de uma leoa que morreu de câncer no zoo local. Assim, a chegada do tigre não aumentou a despesa do Zoo, pelo contrário, a chegada do novo animal tem impulsionado as visitas ao zoológico, que ampliou suas receitas nos últimos anos e caminha para a independência financeira do município.

RODRIGO SILVA FERNANDES é advogado e articulista político da Gazeta de Varginha as quartas e sextas. Email: rodrigogazeta@bol.com.br


10| GAZETA DE VARGINHA

17 DE ABRIL DE 2019

REGIONAL

Barragem com rejeitos de urânio preocupa autoridades no Sul de Minas Gerais As dúvidas sobre os impactos ambientais e humanos de uma barragem de material radioativo em Caldas, no Sul de Minas, preocupam autoridades e

membros da sociedade civil da região. Integrantes da Comissão de Bacia Hidrográfica (CBH) dos afluentes mineiros dos rios MogiGuaçu e Pardo se reu-

niram na última quintafeira no município de Andradas, a cerca de 25 km da mina de extração de urânio da empresa federal Indústrias Nucleares do Brasil (INB)

para avaliar a situação da estrutura. Os integrantes do colegiado aguardavam a presença de membros da Comissão de Energia Nuclear (Cnen) do governo federal, o que não ocorreu. Segundo a professora da PUC Minas Poços de Caldas Maria Teresa Mariano, da diretoria do CBH, faltam informações sobre análise da água e como está a situação da barragem. “Há duas barragens, uma de águas claras e outra de mineração de urânio. O pedido foi encaminhado, e não tivemos resposta. Estávamos aguardando para saber a situação que se encontra hoje. Pessoas da região falam que houve um vazamento e

que esse vazamento não foi só agora que ocorreu”, afirma. Na reunião de quinta-feira, foi também instaurado um comitê que vai acompanhar, nos próximos meses, a situação da barragem. Instabilidade. Alvo de uma ação civil do Ministério Público Federal (MPF), a barragem é a primeira de mineração de urânio no Brasil e funcionou de 1982 a 1995, quando foi desativada. A justificativa para o processo foi a constatação, por parte da Procuradoria, de que a INB não estava tomando providências necessárias para o descomissionamento. Em setembro, um estudo feito pela Universidade Federal de

Ouro Preto, contratado pela INB, detectou infiltração no sistema extravasor da barragem de rejeitos radioativos, que poderia comprometer a estabilidade da estrutura. No caso de ruptura, o material radioativo vazaria e poderia chegar ao ribeirão das Antas. Segundo o procurador do MPF Lucas Gualtieri, além desse, há outros problemas, como pilhas de rejeitos tóxicos que ficam a céu aberto e poderiam, por ação da chuva e do vento, contaminar os rios no entorno. “Não temos elementos para dizer nem que a barragem está instável e tampouco que está estável”, diz ele, que visitou a estrutura na primeira semana de abril.


GAZETA DE VARGINHA | 11

17 DE ABRIL DE 2019

MINAS

Secretaria de Agricultura conclui levantamento solicitado pelo Ministério Público Estadual A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) entregou ao Ministério Público Estadual (MPE), na sexta-feira (12/4), relatório com o resultado do levantamento realizado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater), vinculada à secretaria, no Acampamento do MST Pátria Livre, no município de São Joaquim de Bicas, a 48 quilômetros de Belo Horizonte. O levantamento foi solicitado à Seapa pelo promotor de Justiça André Sperling. O objetivo foi identificar todas as famílias que residem no acampamento que foi afetado pelo

rompimento da Barragem da Vale, em Brumadinho, já que ele fica às margens do Rio Paraopeba. “Ficou decidido em audiência com o juiz, em Belo Horizonte, que as pessoas que vivem em até um quilômetro das margens do Rio Paraopeba têm direito a receber, da Vale, um pagamento emergencial no valor de um salário-mínimo por adulto, meio salário por adolescente e 25% para cada criança. Verificamos que este acampamento está dentro do raio de abrangência. Os acampados têm uma dificuldade que é a comprovação de endereço. Em razão disso, solicitamos à Secretaria

de Agricultura que a Emater fizesse o levantamento, indo até ao local, identificando as famílias, inclusive por meio de georreferenciamento. Com esses dados, conseguiremos construir um mapa de como funciona o acampamento, a localização das famílias, e, a partir

Belo Horizonte receberá tecnologia que "blindará" mosquito contra dengue Três cidades brasileiras irão realizar a etapa final do método “Wolbachia” para o combate ao mosquito Aedes aegypti, antes da sua incorporação ao Sistema Único de Saúde (SUS). A nova fase do projeto World Mosquito Program Brasil (WMPBrasil) da Fiocruz em parceria com o Ministério da Saúde será testado nos municípios de Campo Grande (MS), Belo Horizonte (BH) e Petrolina (PE). Para isso, a pasta vai destinar R$ 22 milhões. A metodologia é inovadora, autossustentável e complementar às demais ações de prevenção ao mosquito. Consiste na liberação do Aedes com o microrganismo Wolbachia na natureza, reduzindo sua capacidade de transmissão de doenças. A Wolbachia é um microrganismo presente em cerca de 60% dos insetos na natureza, mas ausente no Aedes aegypti. Uma vez inserida artificialmente

em ovos de Aedes aegypti, a capacidade do Aedes transmitir o vírus da zika, Chikungunya e Febre Amarela fica reduzida. Com a liberação de mosquitos com a Wolbachia, a tendência é que esses mosquitos se tornem predominante e diminua o número de casos associado a essas doenças nos três municípios. O anúncio da etapa final de avaliação da Wolbachia, nos três municípios, foi feito pelo ministro da Saúde, Henrique Mandetta, nesta segunda-feira, (15), durante a abertura do evento “Atualização em Manejo Clínico da Dengue e febre do chikungunya e no controle vetorial do Aedes aegypti”, em Campo Grande (MS). De acordo com o ministro, as três cidades, onde serão trabalhadas a última fase, vão servir de base para verificar a eficácia da metodologia nas regiões do Centro-Oeste, a

partir de Campo Grande; Nordeste, por meio de Petrolina; e Sudeste, a partir da experiência em Belo Horizonte. A última fase de teste, agora em cidades com mais de 1,5 mil habitantes, com o mosquito Aedes aegypti infectados com Wolbachia, terá início, em Campo Grande, Belo Horizonte e Petrolina, no segundo semestre de 2019 e tenha uma duração de cerca de três anos. O método é seguro para as pessoas e para o ambiente, pois a Wolbachia vive apenas dentro das células dos insetos. No caso do município de Belo Horizonte, o Ministério da Saúde apoiará a realização de Ensaio Clínico Randomizado Controlado (em inglês Randomized Controlled Trial, RCT) em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais e apoio do National Institute of Allergy and Infectious Diseases (NIAID).

daí, juntamente com o laudo que recebemos do MST, elaborado com o auxílio de universidades, negociar com a Vale o pagamento emergencial para toda população desse acampamento”, explicou o promotor. A Emater mobilizou 20 técnicos, que estive-

ram no acampamento Pátria Livre, onde foram identificadas 609 famílias residentes no local, num total de 1.348 pessoas. Também foram georreferenciadas nove nascentes no terreno, de aproximadamente 468 hectares. O promotor destacou a importância do

trabalho realizado com prontidão pelos técnicos da empresa pública. “O suporte da secretaria, através da Emater, é fundamental porque, sem a garantia de um laudo oficial, não teríamos como comprovar a existência dessas famílias ali. Neste sentido, a Emater teve um papel decisivo para garantirmos o direito das pessoas que residem neste acampamento e que foram atingidas pelo rompimento da barragem”, concluiu. Segundo o promotor André Sperling, caso seja necessário, acionará na Justiça a Vale para que reconheça o direito à indenização das famílias acampadas.


12| GAZETA DE VARGINHA

17 DE ABRIL DE 2019

SAIBA SEUS DIREITOS

Mantido pregão eletrônico do IPEA que exige contratação de presos e egressos do sistema prisional O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve o andamento de pregão eletrônico destinado à contratação pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) de empresa prestadora de serviços de apoio administrativo que deverá empregar percentual de pessoas presas ou egressas do sistema prisional. A liminar, concedida no Mandado de Segurança (MS) 36392, afasta decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) que havia suspendido o procedimento. O edital determina que a empresa vencedora terá de empregar mão de obra formada por pessoas presas ou egressos do sistema prisional e, para isso, deve apresentar declaração emitida Vara de Execuções Penais (VEP) de que dispõe de pessoas presas aptas à execução de trabalho externo. Ocorre que, em representação formulada pela vencedora do certame, ministro do TCU considerou plausível o argumento de que essa última exigência extrapolaria a documentação

Falso curandeiro e cúmplice são condenados por estelionato contra idosa

prevista no artigo 28 da Lei de Licitações (Lei 8.666/1993). No MS 36392, o IPEA alega que o pregão reproduz regra contida do Decreto 9.450/2018 a fim de viabilizar a política inclusiva estabelecida pela Lei 13.500/2017, permitindo a contratação e a ressocialização de pessoas presas ou egressas do sistema prisional que, na avaliação da VEP, estejam aptas à execução de trabalho externo. O instituto pediu ao Supremo a suspensão dos efeitos da decisão questionada, ressaltando que o contrato anterior venceu em fevereiro deste ano. Em sua decisão, o

ministro Gilmar Mendes verificou que a empresa entregou a declaração de que empregará pessoas presas ou egressas do sistema prisional, mas sem o documento emitido pela VEP, conforme exigência do pregão. Em análise preliminar do caso, o relator entendeu que as declarações exigidas não extrapolam a documentação prevista no artigo 28 da Lei de Licitações, “sobretudo porque a interpretação desse artigo deve abranger todo o contexto da referida lei”. O relator explicou que, com o objetivo de implementar política de ressocialização de presos

e egressos, a Lei 13.500/ 2017 inseriu no artigo 40 da Lei de Licitações regra que permite à administração pública exigir da empresa contratada um percentual mínimo de mão de obra proveniente do sistema prisional, e o Poder Executivo Federal editou o Decreto 9.450/ 2018 para regulamentar a norma. Segundo Mendes, a exigência prevista no edital atende ao princípio da legalidade (artigo 40 da Lei 8.666/1993) e à prevalência do interesse público e obedece aos princípios da impessoalidade e da seleção mais vantajosa para a administração.

Dr. Gustavo Chalfun

Drª. Patrícia Bregalda Lima

OAB/MG 81424 Rua Argentina, 535 Vila Pinto Tel: 3222-4801

OAB/MG 65099 Av Salum Assad. David, 70 - Santa Luiza Tel: ( 35) 3214-5051

gustavo@chalfun.com.br

Dr. Daniel Piva OAB/MG 81667 Delfim Moreira, 258, sala 201- Centro Varginha -MG Tel: 3222 2851

dapiva@ig.com.br

A 15ª câmara de Direito Criminal do TJ/SP manteve a condenação de homem que se passou por benzedeiro e de sua comparsa a 1 ano e 4 meses de reclusão, em regime inicial semiaberto, por praticarem estelionato contra idosa. Sabendo dos problemas de saúde da vítima, os curandeiros conseguiram cerca de R$ 12 mil, enganando a vítima em troca de curas milagrosas. A vítima estava em uma feira quando foi abordada por uma mulher que tomou conhecimento dos problemas de saúde da idosa e afirmou conhecer um “benzedor” que curaria as doenças dela. Ao chegarem ao encontro do acusado, ele pediu à vítima que lhe entregasse uma nota de R$ 10, a qual o “curandeiro” passou sobre os locais em que ela sentia dores e informou ser necessário “fazer um trabalho” para curar a doença que foi de-

tectada por meio da cédula. Além disso, o estelionatário pediu para que a vítima trouxesse cinquenta notas de alto valor, senão faleceria em poucos dias devido à doença. Sendo assim, a idosa sacou R$ 5 mil e entregou o cartão de crédito para o réu. Três dias depois, a vítima constatou um saque de R$ 7 mil em sua conta bancária. De acordo com o relator do recurso, desembargador Ricardo Sale Júnior, “verifica-se que os acusados agiram com intenso dolo, não se limitando a causar à vítima prejuízo de R$ 5 mil reais, mediante engodo, mas, também, repetindo a conduta, oportunidade em que a ludibriaram, novamente, exigindo a entrega de seu cartão bancário que possibilitou novo saque no importe de R$ 7 mil reais”. “Melhor sorte não assiste à defesa quanto ao pedido de fixação do regime inicial aberto, pois as circunstâncias judiciais são desfavoráveis”, completou o magistrado.

patriciabregalda@varginha.com.br

Dr. Vítor Comunian

Dr. José Simplicio da Silva Filho

OAB/MG 31.931 Rua Delfim Moreira, 258, sala 3 Centro Tel: 35 3221-3787

OAB/MG 73.079 Praça São Pedro, 36, Vila Floresta Tel: ( 35) 3067-1070

ssimplicio@hotmail.com

vitor.comunian@bol.com.br

Mande sua pergunta para gazetadevarginha@gmail.com


17 DE ABRIL DE 2019

BRASIL

GAZETA DE VARGINHA |13

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.040 para 2020, sem aumento acima da inflação O governo federal propôs um salário mínimo de R$ 1.040 para 2020, de acordo com o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do ano que vem, divulgado nesta segunda-feira (15) pela equipe econômica. Atualmente, o salário mínimo é de R$ 998. O reajuste, se aprovado pelo Congresso, começará a valer em janeiro do ano que vem, com pagamento a partir de fevereiro. Com isso, deverá ser a primeira vez que o salário mínimo, que serve de referência para mais de 45 milhões de pessoas, ficará acima da marca de R$ 1 mil. Para os anos seguin-

tes, o governo propôs um salário mínimo de R$ 1.082 em 2021 e de R$ 1.123 em 2022. O valor do salário mínimo proposto pelo governo para o ano que vem, e para os anos de 2021 e 2022, tem correção somente pela inflação, ou seja, pela estimativa do governo para o Índice

Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (INPC). Com isso, o governo indicou que desistiu, pelo menos em um primeiro momento, da política de aumentos reais (acima da inflação) que vinha sendo implementada nos últimos anos, proposta pela presiden-

te Dilma Rousseff e aprovada pelo Congresso. A política de reajustes pela inflação e variação do PIB vigorou entre 2011 e 2019, mas nem sempre o salário mínimo subiu acima da inflação. Em 2017 e 2018, por exemplo, foi concedido o reajuste somente com

base na inflação porque o PIB dos anos anteriores (2015 e 2016) teve retração. Por isso, para cumprir a fórmula proposta, somente a inflação serviu de base para o aumento. Segundo o secretário de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues Júnior, a proposta para o reajuste do salário mínimo nos próximos anos não representa a definição de uma política salarial. Segundo ele, essa definição acontecerá até o final deste ano. “Esses valores para o salário mínimo não implicam em uma lei, ou colocação de qual sera o salário mínimo em termos de legislação.

É uma avaliação paramétrica. Estamos atendendo a uma regra de correção pelo INPC. Temos valores referenciais. Em termos de definição, para políticas salariais, o governo tem até dezembro desse ano para enviála. Não é a definição da lei de política para o salário mínimo”, afirmou. Cálculo feito pelo G1 indica que, pelo formato de correção dos anos anteriores, o reajuste do salário mínimo em 2020 seria cerca de R$ 10 maior do que o proposto nesta segunda. Dessa forma, se for aprovada a proposta, o governo economizará, ao menos, R$ 3 bilhões em gastos no ano que vem.

Fies só fechou 16% dos 100 mil contratos de financiamento a juro zero oferecidos no semestre O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) só conseguiu finalizar 16% dos 100 mil novos contratos de financiamento a juro zero previstos para o primeiro semestre de 2019. Os dados, referentes ao balanço até 10 de abril, foram obtidos pelo G1 junto ao Ministério da E d u c a ç ã o .

Para participar do programa na modalidade Fies, que tem taxa de juro zero, os candidatos precisam cumprir diversas etapas. Primeiro, é preciso se inscrever no sistema do Fies e passar pela p r é - s e l e ç ã o . Uma vez pré-selecionado, o candidato precisa apresentar documentos

que comprovem os requisitos de participação no fundo, como renda familiar per capita de até três salários mínimos por mês e nota mínima de 450 pontos nas provas do Enem, sem zerar a redação. Segundo o MEC, esses candidatos "precisam comparecer à Comissão Permanente de Supervisão e

Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino superior para a validação das informações prestadas na inscrição" e, após validadas as informações, "os estudantes deverão apresentar a documentação exigida para fins de contratação do financiamento junto ao banco". 31 mil vagas re-

m a n e s c e n t e s É nessa etapa que muitos candidatos acabam ficando sem o financiamento. Segundo o MEC, entre 25 de fevereiro, quando foi feita a chama regular, e 10 de abril 159.040 candidatos já foram chamados para esse processo, mas mais de 30 mil das 100 mil vagas oferecidas estavam em aberto na data do levantamento. Além dos 15.784 contratos que já haviam sido firmados e de 31.285 vagas remanescentes, outros 52.931 candidatos estavam no meio desse processo de contratação desse financiamento. Isso quer dizer que eles podem ou não conseguir concluir a inscrição e de fato assinar o cont r a t o . No total, o MEC diz que quase 350 mil pessoas se inscreveram no Fies neste semestre. O

cronograma do programa incluiu uma chamada única de pré-selecionados, e as chamadas na lista de espera. No caso da lista de espera, os candidatos pré-selecionados têm cinco dias úteis para apresentar os documentos e concluírem a contratação do financiamento. Inicialmente, o prazo final para que os candidatos fossem selecionados pela lista de espera terminaria em 10 de abril, mas ele foi prorrogado até o dia 30 deste mês, segundo anunciou o MEC. "Todos os candidatos inscritos que não foram pré-selecionados em chamadas anteriores estão participando automaticamente da lista de espera. O acompanhamento de eventual pré-seleção deve ser realizado por meio da página do Fies", informou a pasta, em nota.


14| GAZETA DE VARGINHA

17 DE ABRIL DE 2019

EVANGÉLICA

SEREIS LIVRES?? Meus amados leitores em Cristo Jesus, no dia de hoje vamos refletir e discorrer acerca da Verdade de Deus, JESUS, a qual resiste a quaisquer testes, eis que o Espírito Santo de Deus nos convence do Pecado, do Justiça e do Juízo. Portanto, para isso, por favor, abram o Manual da Vida, a Bíblia, no Santo Santo Evangelho de João, precisamente no Capítulo 08 (oito), versos que destacamos, tudo conforme a seguir, apresentamos, na íntegra: “31 Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; 32 e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. 33 Responderamlhe: Somos descendência de Abraão e jamais fomos escravos de alguém; como dizes tu: Sereis livres? 34 Replicou-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: todo o que comete pecado é escravo do pecado. 35 O escravo não fica sempre na casa; o filho, sim, para sempre. 36 Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. 37 Bem sei que sois descendência de Abraão; contudo, procurais matar-me, porque a minha palavra não está em vós. 38 Eu falo das coisas que vi junto de meu Pai; vós, porém, fazeis o que vistes em vosso pai. 39 Então, lhe responderam: Nosso pai é Abraão. Disse-lhes Jesus: Se sois filhos de Abraão, praticai as obras de Abraão. 40 Mas agora procurais matar-me, a mim que

vos tenho falado a verdade que ouvi de Deus; assim não procedeu Abraão. 41 Vós fazeis as obras de vosso pai. Disseramlhe eles: Nós não somos bastardos; temos um pai, que é Deus. 42 Replicou-lhes Jesus: Se Deus fosse, de fato, vosso pai, certamente, me havíeis de amar; porque eu vim de Deus e aqui estou; pois não vim de mim mesmo, mas ele me enviou. 43 Qual a razão por que não compreendeis a minha linguagem? É porque sois incapazes de ouvir a minha palavra. 44 Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira. 45 Mas, porque eu digo a verdade, não me credes. 46 Quem dentre vós me convence de pecado? Se vos digo a verdade, por que razão não me credes? 47 Quem é de Deus ouve as palavras de Deus; por isso, não me dais ouvidos, porque não sois de Deus. 48 Responderam, pois, os judeus e lhe disseram: Porventura, não temos razão em dizer que és samaritano e tens demônio? 49 Replicou Jesus: Eu não tenho demônio; pelo contrário, honro a meu Pai, e vós me desonrais. 50 Eu não procuro a minha própria glória; há quem a busque e julgue. 51 Em verdade, em verdade vos digo: se al-

guém guardar a minha palavra, não verá a morte, eternamente.” Irmãos, recordar é viver: quando da campanha presidencial americana de 2012, a cobertura de TV dos discursos e debates dos candidatos à presidência dos EUA, inclui-se o processo de checagem da verdade dos fatos quanto às declarações dos presidenciáveis, tudo isso feito pelos analistas que comparavam as declarações dos candidatos com o registros sobre a verdadeira atuação dos mesmos, enfim, analisavam se estavam dizendo a verdade ou manipulando os fatos a seu favor. As atuais e famosas fake news. Amigos, o apóstolo João registrou um debate entre JESUS e um grupo de pessoas que acreditavam que ELE estava fazendo falsas acusações, (fake news), sobre si mesmo. JESUS lhes disse: “Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (joão 8:31-32). Prezados, eles lhes disseram que nunca tinham sido escravos de ninguém, ou seja, o que é falso, pois os hebreus foram sim escravos no Egito por 400 (quatrocentos) anos. Prosseguindo, no debate, perguntaram

FAZENDO UMA GRANDE OBRA a JESUS: “Como dizes tu sereis livres?” (v. 33). Queridos, durante o debate, em praça pública, de certa forma de cunho político, diga-se de passagem, JESUS afirmava que estava falando a Verdade, (versos 34/40/ 45/46/51). Alguns acreditavam em JESUS, mas outros não, tipo um debate político de campanha eleitoral, sendo que parte dos debatedores permaneceram com raiva de JESUS. Concluindo, em certo sentido, aquele debate continua até os dias atuais, ou seja, os que não creem em JESUS, os que se opõem a ELE, procuram desqualificar as suas declarações e transformá-las em mentiras. No entanto JESUS diz: “EU digo a verdade” E, continua afirmando que nos dará uma LIBERDADE que não podemos encontrar em nenhum outro lugar. Finalizando, o relato bíblico supra disposto, da vida do FILHO DE DEUS, é mais do que digno de uma cautelosa verificação dos fatos à medida que determinamos a quem vamos seguir, pois todos nós temos uma escolha a fazer, qual seja: VIVER OU MORRER ESPIRITUALMENTE. E Glórias a Deus por tudo isso! Na Paz do Senhor Jesus. Ministério Arca da Aliança. Dr. Simplício.

Cultos da Igreja Arca da Aliança em Varginha. Todas as Quintas, Sábados e Domingos às 19 horas e 30 minutos. Rua Orminda Vasconcelos, 465, Vila Floresta, CEP. 37004-350. Estamos esperando a sua visita!

A missão de Neemias começou quando chegaram alguns de Judá e lhe falaram qual era a situação de Jerusalém. Entre eles, estava Hanani, irmão dele, e mais alguns que lhe deram uma notícia nada agradável (Ne 1.1,2). Os que não foram levados para o cativeiro viviam em grande miséria e desprezo naquela província. O muro da cidade se encontrava fendido, e as portas, queimadas a fogo. Tal relato fez Neemias chorar e jejuar diante de Deus. Nos dias seguintes, ele passou orando e suplicando em favor de seu povo. Um dia, ao servir vinho ao rei Artaxerxes, o soberano persa notou que ele estava triste, como jamais estivera antes, e perguntou-lhe sobre a razão da sua angústia. Neemias respondeu-lhe que era por causa de Israel, a qual estava destruída. Indagado acerca do que queria fazer, orou a Deus e disse que, se fosse do agrado do rei, lhe permitisse reedificar a cidade de seus pais (Ne 2.1-5). A viagem a Jerusalém foi obra divina, pois lhe foram dados apoio logístico, recursos e poder celestial, sem o qual não teria sequer a permissão para entrar na cidade do grande Rei e dar início ao conserto. Chegando lá, Neemias se deparou com aqueles que seriam seus opositores: Sambalate, Tobias e Gésem, os quais zombaram dele e de quem estava com ele. Disposto a não deixar a oportunidade passar, Neemias iniciou e terminou a obra. Não foi fácil nas condições daquela época reerguer o muro, reparar as portas e fazer as demais obras necessárias. Da

Esforcem-se para viver em paz com todos e para serem santos; sem santidade ninguém verá o Senhor. (Hebreus 12:14)

mesma forma, os que são chamados para trabalhar na seara do Senhor hoje devem estar em consagração, prontos para restaurar o que for preciso e estar vigilante por causa dos inimigos. O diabo fará o que puder para que a obra de Deus seja paralisada, os obreiros desanimem e nada seja concretizado. Além de invocarem a proteção divina, Neemias e seu grupo trabalhavam armados, porque os adversários ameaçavam impedir a reconstrução do muro e acabar com a vida deles. A oração e a súplica eram feitas a todo instante. O estado de nervos era grande, porém o amor do Senhor nunca desamparou Neemias e os seus ajudantes, e eles prosseguiam de tijolo em tijolo. Hoje, temos de fazer o mesmo! Quem olhar para as intimidações nada conseguirá. Depois de verem o andamento da reforma, os mesmos inimigos – Sambalate, Tobias e Gesém – convidaram Neemias para estar com eles, pois pensaram em lhe fazer mal. No entanto, a resposta do servo de Deus pôs um ponto final ao propósito deles (Nm 6.1,2). É bom estar ligado no Altíssimo e nunca ser precipitado, pois atrás de um convite “inocente” pode estar um plano diabólico. Não importa a obra que o Senhor lhe deu a fazer; ela é grande e importante. Jamais abandone o que foi colocado em suas mãos para se arriscar em algo que pode lhe trazer muito sofrimento. Veja que Jesus ordenou que não devemos saudar ninguém pelo caminho (Lc 10.4).


17 DE ABRIL DE 2019

POLÍTICA

GAZETA DE VARGINHA | 15

Governo vai editar norma sobre destruição de máquinas em operações do Ibama, diz ministro O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou neste domingo (14) que o governo vai determinar que o Ibama edite uma instrução normativa com novas regras para a destruição de máquinas e veículos pesados em operações de fiscalização contra infrações ambientais. As novas regras devem ser publicadas ainda nesta semana. "Diante das inúmeras reclamações que temos recebido de parlamentares e chefes dos poderes executivos dos estados da Amazônia de que tem havido abuso na utilização do mecanismo de destruição de equipamentos, decidimos elaborar, através de instrução normativa do Ibama, regras e normas

determinando em que condições e em que casos será possível efetuar a destruição dos equipamentos como medida importante no combate ao desmatamento ilegal e aos crimes ambientais", disse Salles. A informação sobre as novas regras foi publicada pelo jornal "O

Globo" neste domingo, depois de circular, na internet, um vídeo no qual o presidente Jair Bolsonaro critica a prática de se colocar fogo nos equipamentos. No vídeo, Bolsonaro conversa com o senador Marcos Rogério (DEM-RO) sobre uma operação do Ibama contra a retirada de

madeira em Rondônia. As imagens foram publicadas pelo parlamentar no sábado (13) em uma rede social. O presidente afirmou que o ministro do Meio Ambiente já havia comentado sobre a questão e que apuraria responsabilidades por meio de processo administrativo.

"O ministro Ricardo Salles veio falar comigo com essa informação. Ele já mandou abrir um processo administrativo, em primeiro lugar, para apurar [...]. Não é para queimar maquinário, trator, caminhão, seja lá o que for. Não é esse o procedimento, não é nossa orientação", diz Bolsonaro no vídeo. À TV Globo, Ricardo Salles disse que estava monitorando a situação e que a destruição de máquinas deveria ser exceção. O ministro declarou que a prática deve ser utilizada somente em casos de difícil acesso, e não em qualquer situação. Segundo Ricardo Salles, o governo está preocupado em estabelecer parâmetros para o cumpri-

mento do decreto que autoriza a queima de maquinário nos autos de infração ambiental. O governo considera que não pode haver "destruição de patrimônio privado sem o devido processo legal". O decreto que trata do tema é de 2008 e estabelece que produtos apreendidos podem ser "destruídos ou inutilizados quando: a medida for necessária para evitar o seu uso e aproveitamento indevidos nas situações em que o transporte e a guarda forem inviáveis em face das circunstâncias; ou possam expor o meio ambiente a riscos significativos ou comprometer a segurança da população e dos agentes públicos envolvidos na fiscalização".

Guedes diz que é possível 'consertar' se Bolsonaro 'fizer alguma coisa que não seja muito razoável' O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou neste sábado (13), em Washington, nos Estados Unidos, que ainda não conversou com o presidente Jair Bolsonaro sobre a decisão de suspender a alta do diesel pela Petrobras nas refinarias, mas disse concordar com as preocupações provocadas pelo recuo. "É evidente que aparentemente já houve um efeito ruim", afirmou o ministro, após participar de reuniões com autoridades do FMI (Fundo Monetário Internacional). Ao ser questionado pelos jornalistas sobre as razões e impactos da interferência do governo na política de preços da estatal, Guedes disse que prefere se "informar melhor" quando voltar ao Brasil, mas citou os caminhoneiros ao dizer

que o presidente se preocupa com efeitos políticos do reajuste do diesel. "O presidente já disse para vocês que ele não é especialista em economia. Então é possível que alguma coisa tenha acontecido lá. Ele ao mesmo tempo é preocupado com efeitos políticos. Estavam falando em greve dos caminhoneiros, esse tipo de coisa", afirmou. Guedes disse ainda que ainda que é possível "consertar tudo", se "eventualmente" Bolsonaro fizer "alguma coisa que não seja muito razoável". "Acho que o presidente tem muitas virtudes, fez muita coisa acertada e ele já disse que não conhece muito a economia. Então, se ele eventualmente fizer alguma coisa que não seja muito razoável, te-

nho certeza que nós conseguimos consertar. Uma conversa conserta tudo", afirmou o ministro. Na véspera, Guedes, se negou a comentar a decisão de Bolsonaro. "Eu não sei nem do que vocês estão falando", disse o ministro. A Petrobras desistiu

na noite de quinta-feira (11) do aumento do preço do diesel nas refinarias anunciado mais cedo. O recuo na decisão da companhia ocorreu após uma determinação do presidente Jair Bolsonaro. Para justificar a manutenção do preço, a estatal afirmou que há margem para

postergar o aumento do diesel por "alguns dias". Depois do anúncio do aumento, Bolsonaro determinou que a companhia revisasse a alta no preço do combustível. O presidente afirmou nesta sexta que não defende práticas "intervencionistas" nos preços da estatal, mas

pediu uma justificativa baseada em números. E disse que telefonou para o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco. A interferência, no entanto, foi mal recebida pelos mercados. As ações da estatal na Bovespa tomaram um tombo de mais de 8% no pregão desta sexta, fazendo a empresa perder R$ 32,4 bilhões em valor de mercado. O presidente marcou uma reunião para terça-feira (16) para discutir o assunto com ministros e responsáveis pela política de preços da Petrobras. Segundo o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, na reunião serão discutidos os aspectos técnicos da decisão da Petrobras que levou ao anúncio do reajuste de 5,7% no preço do óleo diesel nas refinarias.


Profile for Gazeta de Varginha

Gazeta de Varginha 17/04/2019  

Edição 10.189

Gazeta de Varginha 17/04/2019  

Edição 10.189

Advertisement