Page 1

TEMPO TEMPO

Máx: 28° / Mín: 18°

SEXTA-FEIRA

VARGINHA, 15 DE MARÇO DE 2019

EDIÇÃO 10.166

Internacionalização do Grupo Educacional Unis é tema de atividades que aconteceram em Brasília O Presidente do Grupo Educacional Unis, Prof. Me. Stefano Barra Gazzola, foi um dos palestrantes em Brasília A internacionalização como mecanismo de desenvolvimento institucional e diferencial na avaliação das Instituições de Ensino Superior. Este foi o tema do Seminário organizado pela ABMES, Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior. As atividades aconteceram em Brasília e reuniram instituições de todo o país. local/ página 04

Vivo lança banda larga de até 300 Mega e TV por assinatura em fibra óptica em Varginha A Vivo passa a operar em Varginha com fibra óptica oferecendo banda larga e tv com planos de até 300 Mega para cliente residencial e empresas. Diretores da empresa receberam autoridades e a imprensa no Hotel Café Royal para a divulgação da novidade.

Última parcela do IPVA 2019 começa a vencer e termina dia 20

A terceira e última parcela do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2019 começa a vencer nesta quinta-feira (14/3), em Minas Gerais, para os finais de placa 1 e 2. A escala segue com dois finais de placa por dia, terminando na quarta-feira (20/3) da próxima semana, com os finais de placa 9 e 0.

local/ página 05

CDCA de Varginha tem nova Diretoria

local/ página 03

Suspeitos são presos em operação contra tráfico de drogas no Sul de Minas e Mato Grosso do Sul

Dia de Campo abre programação da Festa do Azeite na cidade de Maria da Fé, no Sul de Minas Gerais

local/ página 04

página 09 regional/ página 08

regional/ página 07

35 9 9974-4668 gazetacomercial2@gmail.com www.gazetadevarginha.com.br Gazeta de Varginha

PONTO DE VISTA

Ezequiel 42

DEUS É FIEL

A visão do templo página 02


02 | GAZETA DE VARGINHA

Reflexão do dia A visão do templo Depois disto fezme sair para fora, ao átrio exterior, para o lado do caminho do norte; e me levou às câmaras que estavam defronte do lugar separado, e que estavam defronte do edifício, do lado norte. Do comprimento de cem côvados, era a entrada do norte; e a largura era de cinqüenta côvados. Em frente dos vinte côvados, que tinha o átrio interior, e em frente do pavimento que tinha o átrio exterior, havia galeria contra galeria em três andares. E diante das câmaras havia um passeio de dez côvados de largo, do lado de dentro, e um caminho de um côvado, e as suas entradas eram para o lado do norte. E as câmaras superiores eram mais estreitas; porque as galerias tomavam aqui mais espaço do que as de baixo e as do meio do edifício. Porque elas eram de três andares, e não tinham colunas como as colunas dos átrios; por isso desde o chão se iam estreitando, mais do que as de baixo e as do meio. E o muro que estava de fora, defronte das câmaras, no caminho do átrio exterior, diante das câmaras, tinha cinqüenta côvados de comprimento. Pois o comprimento das câmaras, que estavam no átrio exterior, era de cinqüenta côvados; e eis que defronte do templo havia cem côvados. Por baixo destas câmaras estava a entrada do lado do oriente, quando se entra nelas pelo átrio exterior. Na largura do muro do átrio para o lado do oriente, diante do lugar separado, e diante do edifício, havia também câmaras. E o caminho que havia diante delas era da aparência das câmaras, que davam para o norte; conforme o seu comprimento, as-

sim era a sua largura; e todas as suas saídas eram também conforme os seus padrões, e conforme as suas entradas. E conforme as portas das câmaras, que olhavam para o caminho do sul, havia também uma entrada no topo do caminho, isto é, do caminho em frente do muro direito, para o caminho do oriente, quando se entra por elas. Então me disse: As câmaras do norte, e as câmaras do sul, que estão diante do lugar separado, elas são câmaras santas, em que os sacerdotes, que se chegam ao Senhor, comerão as coisas mais santas; ali porão as coisas mais santas, e a oferta de manjar, a oferta pelo pecado, e a oferta pela culpa; porque o lugar é santo. Quando os sacerdotes entrarem, não sairão do santuário para o átrio exterior, mas porão ali as suas vestiduras com que ministraram, porque elas são santas; e vestir-seão de outras vestiduras, e assim se aproximarão do lugar pertencente ao povo. E, acabando ele de medir a casa interior, ele me fez sair pelo caminho da porta, cuja face olha para o caminho do oriente; e a mediu em redor. Mediu o lado oriental com a cana de medir, quinhentas canas, com a cana de medir, ao redor. Mediu o lado do norte, com a cana de medir, quinhentas canas ao redor. Mediu também o lado do sul, com a cana de medir, quinhentas canas. Deu uma volta para o lado do ocidente, e mediu, com a cana de medir, quinhentas canas. Mediu pelos quatro lados; e havia um muro em redor, de quinhentas canas de comprimento, e quinhentas de largura, para fazer separação entre o santo e o profano. Ezequiel 42:1-20

15 DE MARÇO DE 2019

PONTO DE VISTA

Como o estresse pode afetar a sua saúde e como lidar com ele O estresse é um componente da vida moderna e está cada dia mais presente, muitas vezes é um aliado na superação de desafios, mas cronicamente pode causar danos importantes para a saúde física e mental. Introdução As facilidades e a agitação da vida moderna trouxeram consigo o estresse. O trânsito, a instabilidade no emprego, a violência, entre outras coisas, fazem com que recebamos doses diárias de estresse. Mas o estresse em si não é algo ruim, na verdade ele é uma importante resposta do organismo para a manutenção da vida. Temos que aprender, portanto, a lidar com ele, não permitindo que o estresse traga conseqüências danosas para a nossa saúde. O que é o estresse? O estresse é uma resposta do organismo frente a um perigo, que prepara o corpo para fugir ou lutar. Está presente nos animais com a finalidade de preservação da espécie, como por exemplo, para fugir de um predador. Hoje não precisamos nos defender de predadores, mas há muitas outras coisas que disparam o gatilho

do estresse, que podem ser externas ou internas, agudas ou crônicas. A externas incluem condições físicas adversas (como dor, frio ou calor excessivos) e situações psicologicamente estressantes (más condições de trabalho, problemas de relacionamentos, insegurança, etc). Entre as internas estão também as condições físicas (doenças em geral) e psicológicas. O estresse agudo é uma reação a uma ameaça imediata, que pode ser qualquer situação que é experimentada como um perigo. Algumas pessoas, por exemplo, tem verdadeiro pavor de viajar de avião, e quando o fazem, apresentam um estresse passageiro. Na maioria dessas circunstâncias de estresse agudo, uma vez eliminado o fator estressante, a resposta do organismo se inativa e os níveis dos hormônios voltam ao normal. En-

tretanto, a vida moderna freqüentemente nos expõe a situações cronicamente estressantes, e a resposta do organismo ao estresse não é suprimida. Dentre os fatores estressantes crônicos, estão a pressão no trabalho, problemas de relacionamento, solidão, problemas financeiros e a insegurança. Quais os efeitos biológicos do estresse? O estresse tem um importante papel no desempenho de atividades como competições esportivas, reuniões importantes, ou em si-

Gazeta de Varginha Ltda CNPJ: 21.535.075/0001-47 Telefones (35) 3221-4668 (35) 3221-4845 (fax) (35) 9 9974-4668 (whatsapp) Diário de circulação regional Horário de funcionamento: 8h às 18h Diretora administrativa: Ana Maria Silva Piva Jornalista responsável: Lanamara Silva (MTB: 8304 JP) Editor: Rodrigo S. Fernandes (Sindjori-MG: 312/99) Administração / revisão: Lanamara Silva Jornalista e superintendente de redação: Paulo Ribeiro da Silva Fernandes (MTB: 16.851) Endereço: Av. dos Imigrantes, 445 Santa Maria - CEP: 37022-560 – Varginha

tuações de perigo, em que o estresse pode ser um importante aliado proporcionando um aumento da capacidade física, raciocínio, memória e concentração através de alterações em todo o organismo. Entretanto, se o estresse se torna persistente todo esse aparato biológico pode ser danificado. Estudos sugerem que a incapacidade de se adaptar ao estresse, está associada ao início de depressão ou ansiedade. Parece que a liberação repetida do hormônio de estresse diminui a liberação de serotonina, uma substância importante para a sensação de sentimentos de bem estar. Certamente o estresse diminui a qualidade de vida reduzindo os sentimentos de prazer e realização, e os relacionamentos são freqüentemente prejudicados. Copyright © 2006 Bibliomed, Inc. 4 de Dezembro de 2006

E-mail: gazetadevarginha@gmail.com (redação) gazetacomercial2@gmail.com (comercial) Site oficial: www.gazetadevarginha.com.br gazetavga.blogspot.com.br Redes Socias Facebook: Gazetavga Instagram: gazetadevarginha2 ABRAJORI – Associação Brasileira de Jornais do Interior SINDJORI – Sind. Prop. De Jornais e Revistas do Interior ADJORI – Associação dos Jornais do Interior de Minas Gerais ADI – Associação dos Jornais do Interior de Minas Gerais A redação não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados, mesmo sob pseudônimos, que são de inteira responsabilidade de seus autores.


15 DE MARÇO DE 2019

LOCAL

GAZETA DE VARGINHA | 03

Vivo lança banda larga de até 300 Mega e TV por assinatura em fibra óptica em Varginha A Vivo passa a operar com fibra óptica oferecendo banda larga e tv com planos de até 300 Mega para cliente residencial e empresas A Vivo passa a operar em Varginha com fibra óptica oferecendo banda larga e tv com planos de até 300 Mega para cliente residencial e empresas. Diretores da empresa receberam autoridades e a imprensa no Hotel Café Royal para a divulgação da novidade. Além do diretor Regional em Minas Gerais, Renato Gomes, e diretores da empresa, presentes também o vice-prefeito, Vérdi Lúcio Melo, e o secretário de Governo, Carlos Honório Ottoni Júnior. Varginha é a primeira cidade do cronograma de municípios selecionados pela Vivo para receber a rede de fibra em 2019. A Vivo também fornecerá serviço de TV por assinatura pela mesma rede de fibra, o IPTV, com melhor qualidade de imagem, som e conectividade. A TV por assinatura da

Vivo possui mais de 110 canais em HD, e todos os pacotes contam com uma plataforma de vídeo sob demanda com mais de 20 mil títulos (gratuitos e pagos), incluindo filmes, séries de sucesso e programas de TV para assistir quando e onde quiser. Além disso, o cliente pode contar com mais de 53 canais ao vivo no celular ou no tablet, que é a maior programação ao vivo entre as operadoras de TV por assinatura. “Varginha é uma cidade extremamente importante e estratégica para a Vivo e, por isso, estamos fazendo aqui o primeiro lançamento de fibra em 2019. A partir de agora, a cidade entrará para o crescente grupo de municípios que pode contar com o que há de mais moderno em termos de banda larga de ultra velocidade e TV por assinatura no país. Os

clientes poderão navegar na internet com muito mais velocidade., jogar online, ver vídeos em alta resolução, trocar documentos e arquivos, usar aplicativos que exigem muita banda com mais velocidade, além de estabilidade para conectar vários dispositivos ao mesmo tempo”, afirma Renato Gomes, diretor Regional da Vivo em Minas Gerais. Na voz, a empresa oferece o Vivo PABX na Nuvem que virtualiza o PABX convencional da empresa, gerando ganhos de eficiência, produtividade e redução de custos com manutenção. O PABX na Nuvem é uma co-

municação empresarial unificada, que integra serviços de voz, vídeo e mensagens instantâneas, em diferentes dispositivos como softphones, PCs, tablets e smartphones. Cobertura Os bairros que serão contemplados com a rede de fibra da Vivo nesta primeira fase são: Novo Horizonte, Jardim Canaa, Vila Isabel, Alta Villa, Santa Luzia, Jardim dos Pássaros, Jardim Andere, Jardim Mariana, Jardim Vale dos Ipês, Vila Verônica, Santana, Urupês, Jardim Atlântico Sul/Jardim Simões, Parque Residencial Rio Verde,

Residencial Rio Verde, Jardim Vale Verde, Jardim Ribeiro, Santa Luiza, Parque Residencial Jardins do Agápe, Industrial Reinaldo, Foresti, Vila Andere II, Vila Andere I, Jardim Santa Tereza, Conjunto Habitacional Centenário, Conjunto Minas Gerais. Na segunda fase, a partir do mês de maio, os bairros são: Residencial Belo Horizonte, Parque Mariela, Parque São José, Vila Verde, Vila Bueno, Vila do Pontal, Parque Ozanam, Vila da Floresta, Jardim Morada do Sol, Vila Pinto, Vila Limborco, Parque Catanduvas, Jardim Petrópolis, Vila Floresta, Vila Moraes, Vila Ipiranga, Três Bicas, Jardim Colonial, Jardim Cidade Nova, Santa Maria, Vila Belmiro Josefina, Vila Flamengo, Jardim Zinoca, Campos Elíseos, Vila Dona, Vila Barcelona, Vila Mendes, Bom Pastor, Centro, Parque do Retiro, Parque Boa Vista, Vila São Geraldo, Pinheiros, Bela Vista, Parque das Américas, Jardim Bouganville. Para adquirir os produtos e serviços da Vivo, o cliente pode ir a uma das duas lojas da operadora nos seguintes endereços: Av. Rio Branco, nº 280, e Rua Presidente Antônio Carlos, nº 626, ambas no Centro. Se o

cliente quiser pode, também, acessar o site www.vivo.com.br ou entrar em contato com a Central de Atendimento no 103 15. Já para aquisições corporativas, o cliente poderá entrar em contato pelo 0800 700 5025. A Vivo em Minas Com esse lançamento, a Vivo passa a oferecer banda larga em 14 cidades no Estado, Belo Horizonte, Betim, Contagem, Sete Lagoas, Coronel Fabriciano, Ipatinga, Governador Valadares, Timóteo, Juiz de Fora, Pouso Alegre, Divinópolis, Poços de Caldas, Uberlândia e Varginha. No segmento móvel, a Vivo segue na liderança com mais de 8,6 milhões de clientes e market share de 39,8%. Somente em pós, essa liderança é de 50,5% e no pré-pago é de 31,8%. Especificamente no DDD 35, a Vivo é líder com 50,6% de participação de mercado, com 62,1% de Market share nos pós pago e 42,1% no pré-pago. A Vivo também é líder em cobertura no Estado com 822 municípios atendidos, o que representa cobrir 99% da população do Estado. Em 3G, a operadora lidera com 821 municípios e, no 4G, a Vivo também se mantém em primeiro lugar, levando sua cobertura a 485 municípios.


04|GAZETA DE VARGINHA

LOCAL

15 DE MARÇO DE 2019

Internacionalização do Grupo Educacional Unis é tema de atividades que aconteceram em Brasília O Presidente do Grupo Educacional Unis, Prof. Me. Stefano Barra Gazzola, foi um dos palestrantes em Brasília A internacionalização como mecanismo de desenvolvimento institucional e diferencial na avaliação das Instituições de Ensino Superior. Este foi o tema do Seminário organizado pela ABMES, Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior. As atividades aconteceram em Brasília e reuniram instituições de todo o país. O Presidente do Grupo Educacional Unis, Prof. Me. Stefano Barra Gazzola, foi

um dos palestrantes. Ele foi convidado para falar sobre a implantação da internacionalização para o Unis e os desafios de fazer com que uma cidade do interior de Minas Gerais, sem um aeroporto internacional ou os conhecidos atrativos das grandes cidades brasileiras, recebesse alunos estrangeiros de diversos países e se tornasse um dos maiores cases de sucesso no ambiente educacional brasileiro. Os participantes pude-

ram entender como o Grupo Unis superou os entraves iniciais, investiu num ambiente propício e atraente para a internacionalização e tem conseguido, a cada semestre, receber um número cada vez maior de alunos vindos de países das Américas, Europa, África e Ásia. “Foi uma grande oportunidade de apresentar os desafios que enfrentamos ao investir na internacionalização. Hoje o Unis possui parcerias com mais

de 20 países e mais de 55 convênios ativos. Esperamos poder firmar ainda mais convênios e apresentar Varginha e o Sul de Mi-

nas cada vez mais para o mundo”, ressaltou Prof. Stefano. A ABMES é considerada a entidade que represen-

ta o ensino superior particular e atua junto ao governo e Congresso Nacional pelos interesses das instituições educacionais.

CDCA de Varginha tem nova Diretoria Em Assembleia Geral realizada em terceira chamada, na terça-feira, 12, foram eleitos a nova Diretoria, Conselho Deliberativo e Associados do Centro de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente – CDCA. A Assembleia ocorreu na Unidade I, na Rua da Maçonaria, na Vila Bueno. O mandato é de dois anos. Ressalta-se a importância e responsabilidade com que a nova Diretoria assume, pois o CDCA é de extrema importância na formação e preparação dos adolescentes varginhenses para o mercado de trabalho. Os cursos ofertados são de qualidade e atualizados conforme demanda do mercado. O CDCA também é importante parceiro da Administração Municipal no sistema de estacionamento rotativo – Área Azul. Nas palavras de Márcio Erbst ficou patente o quan-

to a instituição desenvolveu na sua gestão e bastante emocionado salientou que por motivos particulares não poderia continuar à frente do CDCA, mas deixa a presidência com a consciência do dever cumprido e gratidão a todos os servidores e companheiros da Diretoria, conselheiros e principalmente ao prefeito Antônio Silva pelo apoio incondicional que resultou no bom desempenho das atividades propostas. Em seu pronunciamento, a presidente empossada, Juliana de Paula Mendonça, fez questão de ressaltar que tem plena consciência

da responsabilidade que assume, mas que com a certeza do apoio de todos, principalmente do ex-presidente Márcio Erbst e do prefeito Antônio Silva, saberá conduzir com êxito os trabalhos à frente da instituição. O novo membro do Conselho, Cairo Nunes, disse ser admirador do CDCA e sente-se honrado e agradecido com a oportunidade de integrar o Conselho Deliberativo e juntamente com todos está disposto a ajudar a presidência e demais diretores a levar adiante os trabalhos em prol dos adolescentes varginhenses e toda a sociedade.


15 DE MARÇO DE 2019

GAZETA DE VARGINHA | 05

LOCAL

Última parcela do IPVA 2019 começa a vencer e termina dia 20 O não pagamento do IPVA nos prazos estabelecidos gera multa de 0,3% ao dia (até o 30º dia), e de 20% após o 30º dia A terceira e última parcela do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2019 começa a vencer nesta quinta-feira (14/3), em Minas Gerais, para os finais de placa 1 e 2. A escala segue com dois finais de placa por dia, terminando na quarta-feira (20/ 3) da próxima semana, com os finais de placa 9 e 0. O valor arrecadado com o tributo até o dia 28 de fevereiro é de R$ 3,26 bilhões, o que representa 60% do total estimado, de R$ 5,4 bilhões. Em relação ao mesmo período do ano passado, o aumento da receita com o IPVA é de aproximadamente R$ 160 milhões. O incremento da arrecadação pode ser

atribuído ao crescimento da frota e ao incentivo à adimplência, motivado pelo programa "bom pagador", que prevê desconto extra de 3% no IPVA para os contribuintes que se mantiverem rigorosamente em dia com os débitos relativos aos veículos por dois ou mais exercícios consecutivos. Formas de pagamento O pagamento do IPVA pode ser feito diretamente nos terminais de autoatendimento ou guichês dos agentes arrecadadores autorizados - Bradesco, Mercantil do Brasil, Caixa Econômica Federal, Casas Lotéricas, Mais BB, Banco Postal, Santander e SICOOB. Basta informar o número do Renavam do veícu-

lo. Para pagamento em casas lotéricas, Mais BB e Banco Postal é necessário levar a guia de arrecadação, que deve ser emitida pelo site da Secretaria de Estado de Fazenda (SEF) ou nas Repartições Fazendárias. O não pagamento do IPVA nos prazos estabelecidos gera multa de 0,3% ao dia (até o 30º dia), e de 20% após o 30º dia. Os juros são calculados pela taxa referencial do Sistema Es-

pecial de Liquidação e Custodia (Selic) e incidem sobre o valor do imposto ou das parcelas, acrescido da multa. Os contribuintes que deixaram de quitar alguma parcela podem fazer o pagamento normalmente - os valores serão atualizados automaticamente. Taxa de Licenciamento A Taxa de Renovação do Licenciamento Anual de Veículo (TR-

LAV), cujo valor é de R$ 102,41, vence no dia 1º de abril. Servidores públicos estaduais O pagamento do IPVA 2019 para os servidores públicos do Poder Executivo estadual – militares e civis (ativos ou inativos) e pensionistas – poderá ser feito até 30 de abril de 2019, tanto em cota única, com desconto de 3%, ou parcelado em três

vezes, sem desconto. No caso de parcelamento, as parcelas poderão ser pagas em qualquer data, até 30 de abril. O veículo deverá estar em nome do servidor/pensionista. Para quitar o débito, basta o servidor se dirigir a um agente arrecadador (bancos credenciados) e apresentar o número do Renavam do veículo ou, se preferir, emitir a guia de arrecadação no site da SEF.

Lajes São Domingos Concretos, blocos, lajes e todo tipo de artefatos para construção

Telefone: 3222-5858


06| GAZETA DE VARGINHA

COLUNA MINAS GERAIS Rede de Notícias do Sindijori Araxá conta com voos para Uberlândia O Voe Minas Gerais, Projeto de Integração Regional – Modal Aéreo, lança um novo hub, conectando Uberlândia aos municípios de Araxá, Patos de Minas e Patrocínio. A novidade foi motivada pela conectividade existente entre o aeroporto de Uberlândia e a cidade de São Paulo, que já vinha sendo trabalhada por aviações comerciais. Os voos começaram na segunda-feira, 11, em aeronaves Cessna Grand Caravan 208 B, que transportam até nove passageiros. As passagens podem ser adquiridas pelo site do projeto www.voeminasgerais.com.br. (Diário de Araxá)

LP fica em primeiro lugar no ranking Mais uma vez a atual administração de Lagoa da Prata é destaque no cenário nacional das prefeituras. A Controladoria Geral da União (CGU) avaliou a transparência pública dos municípios brasileiros com mais de 50 mil habitantes, classificando a cidade em primeiro lugar de Minas Gerais e décimo lugar no Brasil. No total, foram avaliados 665 municípios e 27 estados – universo que abrange quase 70% da população brasileira. Numa escala de 0 a 10, Lagoa da Prata atingiu a nota 9,69, sendo que a média das notas dos demais municípios foi de 6,54. (Jornal Cidade MG- Lagoa da Prata)

Ubaense entre as vítimas de Suzano Marilena Ferreira Vieira Umezu, de 59 anos, natural de Ubá e coordenadora pedagógica, está entre as vítimas do tiroteio, ocorrido na manhã desta quarta-feira, 13, em uma escola estadual na cidade de Suzano (SP). A informação foi confirmada pela prefeitura da cidade mineira, que se manifestou por meio de nota e lamentou o ocorrido. “A comunidade ubaense se associa à dor de todos os que, num misto de perplexidade e solidariedade humana, foram atingidos direta e indiretamente pela tragédia ocorrida na manhã de hoje na Escola Pública Raul Brasil”. O texto assinado pelo prefeito Edson Teixeira Filho destaca que a comunidade está abalada com o episódio. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora)

PM implanta 'Rede de Vizinhos Protegidos' Na noite desta terça-feira, 12, foi realizada a cerimônia de entrega de placas do Projeto Rede de Vizinhos Protegidos do bairro Fábrica, em Leopoldina. O evento contou com a participação dos moradores do bairro e da Sargento Edleny e Cabo Coelho, responsáveis pelas Redes de Proteção Preventiva da 37ª Companhia de Polícia Militar. A implantação e entrega das placas do projeto tem como objetivo aumentar a segurança na comunidade e diminuir os crimes de roubo, furto e outros. O projeto torna possível que vizinhos se conheçam e estreitem a relação e, de forma voluntária, se unam para garantir a segurança no lugar onde vivem. (Jornal O Vigilante- Leopoldina)

REGIONAL

15 DE MARÇO DE 2019

UFLA firma novos convênios com entidades públicas e privadas Nesta quarta-feira (13/ 3), a Universidade Federal de Lavras (UFLA) firmou novos convênios com o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Minas Gerais, a Prefeitura Municipal de Lavras e a Bayer S.A. Os documentos foram assinados pelo reitor da UFLA, professor José Roberto Soares Scolforo, e por representantes das três instituições, em solenidade realizada no Salão dos Conselhos. Com o Corpo de Bombeiros, foi firmado um Acordo de Mútua Cooperação que prevê a instalação de um ponto-base na UFLA para a operação de uma viatura dos bombeiros, além de atividades de apoio logístico, treinamento e qualificação profissional. Na assinatura do documento, o Corpo de Bombeiros foi representado pelo Comandante do 6° Comando Operacional de Bombeiros, Coronel BM. Giuvane Barbosa de Moraes. O comandante enfatizou que a cooperação é benéfica para ambas as partes: “o campo científico pode agregar muito valor à formação da tropa; por sua vez, podemos prestar vá-

rios serviços à comunidade acadêmica, como treinamentos de brigada de incêndio e primeiros socorros”. De acordo com o reitor da UFLA, as contribuições dos bombeiros podem ir ainda mais além, “incluindo o auxílio em correções de construções antigas, que podem trazer impactos positivos inclusive para o consumo de energia”. A Prefeitura Municipal de Lavras e a UFLA firmaram um Contrato Organizativo de Ação Pública Ensino-Saúde (COAPES), que prevê ações para combater a deficiência de ferro na infância, problema de saúde que pode comprometer o desenvolvimento físico e intelectual de crianças ainda em fase de formação. O prefeito José Cherem

destacou que “essa é mais uma entre 80 ações conjuntas já desenvolvidas em parceria com a UFLA, que beneficiam não só a população do município de Lavras, como também das cidades vizinhas”. Na avaliação de Scolforo, “o mínimo que a Universidade pode fazer é impactar positivamente seu entorno. Por isso, a ampliação do relacionamento com a Prefeitura é uma preocupação constante nossa”. O Protocolo de Intenções assinados entre a Bayer S/A e a UFLA prevê colaboração técnica para formação profissional, intercâmbio de informações técnicas e desenvolvimento conjunto de ações, atividades e projetos de pesquisa e extensão nas quais ambas possuem interesses

comuns. O diretor da Bayer responsável pela assinatura do documento, Dirceu Júnior, comemorou a formalização do convênio, que se concretizou após dois anos e meio. “Agora, temos que focar nessa segunda e importante etapa, que é explorar o potencial do convênio com projetos e linhas de pesquisa de interesse comum”. Scolforo informou vem realizando um trabalho junto ao Mec para corrigir as distorções legais que têm dificultado essa aproximação público-privada. “Havendo o compromisso com o desenvolvimento de tecnologias inovadoras e a independência da pesquisa, essa cooperação tem tudo para ser muito produtiva”, pondera.

Multa para eliminar focos da dengue A vigilância em saúde e gerência de endemias, departamentos ligado à Secretaria Municipal de Saúde mudou a postura perante o combate à dengue e começou, recentemente, a notificar e multar as pessoas que se recusam a colaborar com a eliminação dos focos que podem ser criadouros do mosquito Aedes aegypti. A atitude teve de ser tomada após o aumento no índice do LIRA – Levantamento Rápido de Infestação do Aedes aegypti. Sobre o assunto, a reportagem do Jornal da Cidade conversou com o gerente do setor de endemias da Prefeitura de Pará de Minas, Adailton Moreira. Em entrevista, ele explica as ações de combate a Dengue que estão sendo feitos no município. (Jornal JC Notícias- Pará de Minas)

APOIO

(35) 2106-8100 CRC MG 7500

Estrada Real está entre as mais belas

Ônibus itinerante vai distribuir Cartão

A mineira Estrada Real, na Serra da Piedade, foi considerada uma das três estradas mais belas do país para se guiar um automóvel, segundo um estudo encomendado pela Webasto, fabricante de tetos solares e panorâmicos automotivos. Com 60 quilômetros, a via inspira e encanta. “O caminho passa por Sabará e Caeté e, como ponto turístico, possui igrejas e monumentos como o Calvário, por exemplo. É um ótimo destino para visitar, tirar fotos, se desligar da cidade grande e conectar-se com a natureza”, destaca o estudo. As outras estradas selecionadas foram: das Hortências (Rio de Janeiro) e Serra do Rio do Castro (Santa Catarina). (Jornal Opinião – Caeté)

Para dar mais comodidade aos usuários do sistema de transporte coletivo municipal, a Prefeitura de Contagem, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (Transcon), vai promover a distribuição de bilhete eletrônico nas próximas semanas. O ônibus itinerante do Cartão Ótimo vai ficar estacionado em uma localidade por semana. A ação teve inicio nesta segunda-feira, 11, na regional Industrial e depois seguirá para as regionais Petrolândia, Riacho e Nacional. Serão emitidos gratuitamente os cartões Cidadão Identificado, Cidadão Não Identificado e Sênior. Para ter acesso ao serviço, o interessado deve apresentar comprovante de endereço e documento oficial com foto. (Jornal O Folha- Contagem)


15 DE MARÇO DE 2019

GAZETA DE VARGINHA | 07

REGIONAL

Dia de Campo abre programação da Festa do Azeite na cidade de Maria da Fé, no Sul de Minas A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) promove no próximo dia 12 de abril, o 14º Dia de Campo de Olivicultura

A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) promove no próximo dia 12 de abril, em Maria da Fé, o 14º Dia de Campo de Olivicultura. O evento abre a programação da Festa do Azeite Novo 2019, que será promovida no município nos períodos de 12 a 13 e 18 a 21 de abril, com o objetivo de impulsionar a cadeia produtiva e os setores de gastronomia e turismo. A programação do Dia de Campo, que acontece no Campo

Experimental da EPAMIG, de 8h às 17h, será dividida entre dinâmicas de campo, que vão abordar temas relativos ao cultivo das oliveiras, preparo do solo e colheita das azeitonas, e palestras técnicas que irão destacar assuntos como rotulagem do azeite, questões fiscais de produção e comercialização e hábitos do consumidor brasileiro. Simultaneamente ao Dia de Campo será realizada a 4ª Mostra Tecnológica, na qual empresas do setor farão demonstrações de ma-

quinário e insumos relacionados à atividade. Também serão expostos produtos artesanais feitos a partir da madeira de oliveira, do azeite ou dos resíduos da extração. As inscrições para o 14º Dia de Campo de Olivicultura são gratuitas e poderão ser feitas no dia e local do evento, a partir de 7h30. Informações pelo e-mail: cemf.evento @epamig.br ou telefone (35) 3662-1227. A programação da Festa do Azeite Novo 2019 pode ser consultada no site festadoazeitenovo. com.br. Olivicultura na Serra da Mantiqueira A EPAMIG é pioneira em pesquisas sobre olivicultura, especialmente na seleção de variedades mais adequadas às condições brasileiras, produção de

Homem de 39 anos morre afogado no rio Grande, em Itutinga, Sul de Minas Um homem de 39 anos que pescava no rio Grande, em Itutinga, depois de beber em um bar, na tarde de quarta-feira, dia 13, resolveu atravessar o rio a nado carregando nas costas todos seus apetrechos de pesca, ele não conseguiu e desapareceu nas águas. A vítima é de um distrito de Itutinga. O Corpo de Bombeiros de Lavras foi acionado e

deu início às buscas para encontrar o corpo, o trabalho foi encerrado ontem com o cair da noite. Os bombeiros retornam

ao rio Grande na manhã de quinta-feira, dia 14, para dar continuidade às buscas. Fonte: Jornal de Lavras

mudas de qualidade e azeite extravirgem. Os trabalhos, iniciados na década de 1970, são realizados no Campo Experimental de Maria da Fé (Sul de Minas), onde em 2008, aconteceu a primeira extração de azeite extravirgem

do Brasil. Os azeites de oliva extravirgens produzidos na região da Serra da Mantiqueira, entre os estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, têm se destacado pelo frescor e pela qualidade. O sabor

marcante, a picância e as notas características da região fazem com que estes azeites sejam cada vez mais apreciados por chefs e consumidores. Atualmente, a região conta com 160 olivicultores e 40 marcas próprias.

· Apartamentos aconchegantes · Sala para 2 ambientes + varanda · Cozinha e área de serviço · 2 Quartos · Banheiro Social · Garagem privativa e coberta · Portão eletrônico · Água, luz e gás com instalação individual · Interfone e muito mais!

Daniela Mot Mottta Cor a de Imóveis Corrretor etora CRECI 29093 I.M 028224 (35) 3221-7268 / 9 8858-6885 r dcons tr utor a@hotmail.com dconstr trutor


08|GAZETA DE VARGINHA

15 DE MARÇO DE 2019

REGIONAL

Suspeitos são presos em operação contra tráfico de drogas no Sul de Minas e Mato Grosso do Sul Ainda conforme a Polícia Civil, ele era o principal responsável por fornecer drogas para o Sul de Minas Gerais um trabalho realizado pela equipe de Três Corações. Foram 100 mandados cumpridos. Pelos números que recebemos, a operação tem 100% de êxito". As investigações duraram cerca de uma ano.

A organização Segundo a polícia, um dos envolvidos comandava o tráfico de drogas em Lambari de dentro da penitenciária de Três Corações (MG). Ele recrutava agentes para recebimento e ven-

da de drogas. O dinheiro do tráfico seria depositado em contas de Lambari e região. Até a última atualização, a Polícia Civil não havia divulgado o total de drogas apreendidas. Fonte: G1

Agenda 21 & Cidadania Quase 50 pessoas foram presas na manhã desta quinta-feira (14) suspeitas de tráfico de drogas em nove cidades do Sul de Minas e em Dourados (MS). Na cidade do Centro-Oeste, segundo a Polícia Civil, foi preso um suspeito com aproximadamente 400 quilos de drogas. Ainda conforme a

polícia, ele era o principal responsável por fornecer drogas para o Sul de Minas. As prisões são parte da Operação Lilith da Polícia Civil. Os policias saíram por volta das 3h para cumprir 48 mandados de prisão de 56 de busca e apreensão. Os alvos eram nas cidades de Lambari, Três Corações,

Varginha, Cambuquira, Itamonte, Conceição do Rio Verde, Olímpio Noronha, Virgínia e Pouso Alegre, todas no Sul de Minas, além de Dourados, no Mato Grosso do Sul. Segundo o delegado Pedro Paulo Marques, de Lavras, mais de 200 policiais fizeram parte da operação. "Foi

Temporal caiu sobre Cana Verde e causou prejuízos na cidade e zona rural No final da tarde de segunda-feira, dia 11, um temporal desabou sobre a cidade de Cana Verde e provocou muitos estragos na zona urbana e rural. Na cidade, uma confecção foi invadida pelas águas, um muro caiu e a água invadiu uma residência, as ruas ficaram cheias de lama, mas o temporal provocou mais danos foi na zona rural. Estradas ficaram intransitáveis, árvores caíram, lavouras foram perdidas e pontes foram arrancadas. Na terça-feira, dia 12, à tarde, homens e máqui-

nas da prefeitura da cidade ainda trabalhavam para colocar em ordem a cidade e a zona rural. Uma descarga elétrica queimou equipamentos da Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais) e em muitos pontos da cidade de Cana Verde

os moradores ficaram sem água, o serviço de abastecimento foi restabelecido no final da tarde de ontem. A prefeitura ainda não conseguiu calcular os prejuízos provocados pelo temporal naquela cidade. Fonte: Jornal de Lavras

CODEMA – ELEIÇÃO, NOVOS DESAFIOS! O CODEMA - Conselho Municipal de Desenvolvimento Ambiental - foi criado para que a sociedade civil, representada por organizações não governamentais, ambientalistas, sindicatos e associações de moradores, universidades e institutos de pesquisa, em conjunto com instituições públicas atuem no acompanhamento das políticas de preservação e recuperação ambiental no território do município. Em se tratando da esfera municipal, este Conselho é um órgão consultivo e deliberativo no âmbito de sua competência e deve assessorar o Poder Executivo do município nas questões ambientais. Atualmente com a influência da revolução tecnológica, há uma crescente descentralização administrativa nos governos e os municípios começam a ter que assumir maiores responsabilidades na gestão do meio ambiente de sua região. Cabe à Administração Pública se inteirar sobre as diretrizes da Política Nacional do Meio Ambiente, pois a tendência atual será a transferência das competências sobre Licenciamento Ambiental para os municípios sob a responsabilidade de um CODEMA devidamente constituído. Em nossa cidade a Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SEMEA foi criada em 29.12.2009 através da Lei nº 5.150: “Dispõe sobre a criação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, na estrutura administrativa da Prefeitura Municipal de Varginha e institui a taxa do Licenciamento Ambiental e estabelece regras para o Licenciamento Ambiental Municipal e dá outras providências”. O CODEMA, criado anterior à SEMEA, tem seu funcionamento regido pela Lei nº 5.272 de 25.11.10. Em Varginha este Conselho tem uma estrutura satisfatória, atuando junto à sociedade na busca de soluções para o uso dos recursos naturais e a recuperação dos danos ambientais em nosso município. Perante o cenário de destruição do meio ambiente pela atuação desenfreada do ser humano, o CODEMA tem um papel fundamental na conscientização da sociedade e como agente regulador de eventos e projetos que afetam o meio ambiente. Neste contexto a Agenda 21 Local, como membro deste Conselho, participa deste grande desafio que é encontrar o equilíbrio entre interesses econômicos e preservação da natureza, Ocorreu no último dia 12.03.2019 a Posse dos Conselheiros e a eleição da nova Diretoria do CODEMA para o biênio 2019/2020 aonde foi eleito Presidente por aclamação o engenheiro Acácio Ponciano Rodrigues. À Presidente Jaara Cardoso, em nome da equipe Agenda 21 Local, nosso sincero agradecimento por sua dedicação e competência nos projetos realizados à frente deste Conselho . Ao novo Presidente Engº Acácio Ponciano Rodrigues, também Vice Presidente da Diretoria do Fórum da Agenda 21 Local, nossos votos de sucesso e realizações em sua gestão, confiantes em seu empenho pela defesa do meio ambiente de nossa cidade. Cuidar do meio ambiente deveria ser algo instintivo, natural, voluntário, onde cada indivíduo optando por atitudes positivas para o bem da natureza, desde a simples separação do lixo doméstico para a coleta seletiva até a atuação cidadã através de entidades ambientais. Se desejamos esta mudança, que mudemos primeiro nossos próprios conceitos e posturas quanto ao cuidado com a natureza de nossa cidade, apoiando e participando de projetos e entidades que defendem uma Varginha Sustentável. “ Eu posso fazer coisas que tu não podes, tu podes fazer coisas que eu não posso; juntos podemos fazer grandes coisas.” Madre Teresa de Calcutá Engº Alencar de Souza Filgueiras Presidente do Fórum Agenda 21 Local

Contato: agenda21localvarginha@gmail.com


15 DE MARÇO DE 2019

Descobrimento A população de Varginha ainda não descobriu ou dá valor em uma enorme riqueza ambiental local que tem se perdido. Nossa cidade possui grandes áreas verdes, parques e mesmo o zoológico municipal que são subutilizados e não são valorizados pela comunidade. Estes espaços ficam frequentemente vazios e com baixíssima visitação em vista do que poderiam render. Locais como o Parque dos Dinossauros, no Bairro Padre Vitor, sequer chegaram a ser verdadeiramente entregues a sociedade. Lado outro, a Prefeitura de Varginha gasta muito dinheiro para manter tais espaços, que são frequentemente depredados, como ocorre com o Parque Centenário e São Francisco. Talvez seja necessário que as Secretarias de Educação, Turismo, Esportes e empresas privadas promovam ações conjuntas para dar ocupação a estas áreas, trazer a população para atividades ao ar livre nos parques. Ações recreativas como as promovidas no zoológico são raridades e precisam sem levadas para todos os cantos da cidade. Não se tem notícia se as pescarias antes promovidas no Parque Novo Horizonte ainda são realizadas, na maioria das vezes, vemos aquele local sempre vazio e fechado. Será uma missão muito difícil para o poder público fazer a população redescobrir estes parques e espaços públicos novamente. Não se pode descartar a possibilidade de parcerias com a iniciativa privada ou mesmo concessões destas áreas para que novos investimentos e ideias sejam colocadas em prática! O que não pode continuar acontecendo é o abandono destas áreas com alto custo mensal para os cofres públicos.

Cobranças e demandas O prefeito Antônio Silva já conhece e está habituado com o tradicional movimento político local que envolve a segunda metade do mandato, ainda mais depois das eleições estaduais, quando o foco das cobranças e expectativa passa a ser os poderes Executivo e Legislativo municipais! A próxima eleição é municipal e é do prefeito e dos vereadores que a população vai cobrar as melhorias que deseja! Neste tempo a base aliada passa lentamente a migrar suas atenções para os eleitores e não para o governo. A cobrança e o “fogo amigo” aumenta e o apoio, antes certo, agora passa a ser duvidoso. No plenário da Câmara já se vê cobranças mais contundentes ao governo vindas de vereadores da base aliado do prefeito. Alguns vereadores cobram respostas mais rápidas e a tendência é que a ansiedade aumente, afinal, no Legislativo, todos devem tentar a reeleição ou mesmo a sonhada cadeira hoje ocupada por Antônio Silva.

Cobranças e demandas 02 O vereador Delegado Celso Ávila apresentou um requerimento na Câmara de Varginha solicitando à Prefeitura informações sobre o Projeto de Lei nº 97/2017, que prevê a criação do Gabinete de Gestão Integrada Municipal – GGI-M, vinculado ao Gabinete do Prefeito Municipal. No documento, o vereador cobra se houve parecer da Procuradoria Geral do Município e também quer saber se há algum entrave político na tramitação do referido projeto. “Já se passaram quase 15 meses desde que o Projeto de Lei, de minha autoria, que estava em tramitação na Câmara de Varginha foi retirado de pauta e devolvido para o Executivo e até agora não foi devolvido. Essa demora está impedindo grandes projetos e a destinação de recursos financeiros disponibilizados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, por isso, conto com o apoio do Executivo para esclarecer o que está acontecendo e podermos levar essas informações ao conhecimento dos demais vereadores e de toda a população varginhense”, informou o edil. O vereador destacou, ainda, a importância da aprovação desse Projeto de Lei, que terá grande alcance para os atores da segurança pública do município e para a população que clama por paz, integrando e

FATOS E VERSÕES traçando estratégias conjuntas com ações de combate à criminalidade violenta na cidade. O GGI-M terá como finalidade dar suporte administrativo, operacional e financeiro, sendo uma instância colegiada de caráter deliberativo, executivo e de coordenação, no âmbito do Município de Varginha, das ações de segurança pública e, em especial, de coordenação do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania – PRONASCI.

Cobranças e demandas 03 Os gastos e planejamento do município na área de segurança pública estão focados na Guarda Civil Municipal, que realiza seu trabalho ainda sem coordenação com as demais forças de segurança do Estado e União. Na verdade, a Guarda Municipal já enfrenta seus “fantasmas e problemas internos” que ocupam boa parte do comando da instituição. Contudo, vale destacar que a criação do Gabinete de Gestão Integrada Municipal é uma boa iniciativa e ajudaria a planejar as ações municipais na área de segurança, além de facilitar a integração das forças municipais de segurança com as demais do Estado e União. Vejam exemplos simples de planejamento estratégico de segurança como a instalação de postos avançados da Guarda Municipal nas entradas e saídas da cidade é algo importante e nunca saiu do papel! Hoje, na eventualidade de um roubo de veículos ou de cargas em Varginha, os bandidos conseguem facilmente deixar a cidade por estradas que não tem qualquer controle de passagem! É preciso existir uma estrutura permanente de planejamento e modernização das ações de segurança na cidade, que integre inclusive representantes da Policia Militar, Civil, Defesa Civil, Bombeiros e Polícia Federal.

GAZETA DE VARGINHA | 09 Cooperativa. Ainda no documento, o vereador destacou a importância da correta destinação dos resíduos sólidos para a diminuição dos impactos ambientais, como a degradação do solo, o comprometimento dos corpos d’água, mananciais e a intensificação das enchentes, problemas cada vez mais comuns nas áreas urbanas. “Será uma oportunidade para tratarmos de vários assuntos importantes que somente a direção dessas empresas que podem nos responder e, assim, poderemos esclarecer muitas dúvidas que nossa população tem e nos questiona diariamente”, disse o vereador. Vale lembrar que o município paga um alto custo para que a Copasa trate o resíduo sólido depositado no aterro sanitário. E que a Copasa foi contratada, sem licitação, numa negociação que supera os R$ 60 milhões de reais para operar o aterro sanitário por décadas.

Cópia A Câmara de Vereadores de Varginha possui as mais variadas despesas, algumas vistas como regalias, outras como justas, algumas caras demais, outras nem tanto. Tudo fica muito a critério de quem analisa caso a caso! No diário oficial de 7 de março, a Mesa Diretora da Câmara reajustou valor mensal médio do plano de saúde dos servidores, incluindo os edis, que agora está em R$ 214,12 Mas este gasto não é dos mais curiosos, afinal o Legislativo municipal pretende gastar com a locação de equipamento para impressão de documentos e reprodução de cópias coloridas no valor de R$ 45.210,00 No valor não está incluído o gasto com papel e energia elétrica, ou seja, o gasto para se fazer cópia xerox na Câmara de Varginha será significativo!

Patinando Perguntar não ofende Qual a política de estímulo do município para que a iniciativa privada participe e colabore com as ações de desenvolvimento da cidade? Existe algum estímulo público para que empresas invistam em ações de melhoria de ruas, praças ou áreas sociais? Com a reforma da Previdência, o município vai aproveitar a oportunidade para criar um fundo de aposentadoria complementar aos seus servidores e adotar a regra geral do INSS? A medida é indicada pelos técnicos para salvar os cofres públicos a longo prazo! Os representantes do Partido Novo e PSL em Varginha possuem alguma interlocução e prestígio no governo estadual e federal? Estas lideranças vão conseguir emplacar alguma indicação nos muitos cargos estaduais e federais existentes em Varginha? Quem são os privilegiados do Judiciário e Ministério Público que ainda recebem o auxílio moradia? Se é crime ao pobre trabalhador receber auxílio seguro desemprego estando empregado, porque juízes e promotores recebem auxílio moradia, mesmo possuído casa?

Copasa despejando esgoto no Rio Verde? O vereador Marquinho da Cooperativa convidou os diretores da Companhia de Saneamento de Minas Gerais – Copasa e da Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig, para usarem a Tribuna Livre da Câmara Municipal de Varginha e prestarem informações sobre o funcionamento do aterro sanitário e, principalmente, o tratamento de esgoto dos efluentes que estão sendo despejados no Rio Verde e as interrupções no fornecimento de água no município. O serviço das duas empresas estatais é questionado na cidade há muito tempo, sem contudo, que aja qualquer ação robusta das autoridades na fiscalização dos serviços reali zados por essas empresas na cidade. “O que temos visto aqui em Varginha é que resíduos de coloração escura e mau cheiro continuam sendo despejados no Rio Verde, em um local conhecido como Poço Preto, próximo à divisa com Elói Mendes e a situação tem preocupado toda a população e cidades vizinhas. Esperamos que com esse encontro, seja possível esclarecer a população sobre os diversos problemas apontados e assim, trabalharmos efetivamente para resolvê-los”, disse Marquinho da

O governo estadual de Romeu Zema ainda não mostrou a que veio! O governador empresário que prometeu regularizar as pendencias do Estado peca em pontos cruciais que são o não pagamento dos servidores públicos e calote aos municípios que continuam tendo recursos retidos ilegalmente pelo Governo do Estado. Não bastasse isso, Zema ainda precisa corrigir os problemas de gestão na máquina pública que parece paralisada tendo em vista que o comando de muitas empresas públicas e repartições ainda não possuem chefia nomeada. Boa parte dos indicados pelo ex-governador petista Fernando Pimentel continuam no governo, porém, sem expectativa de continuidade nos cargos, estes servidores apenas ocupam espaço e recebem salários enquanto o comando do Estado tenta obedecer a “cartilha do Partido Novo” para preencher as vagas. Neste imbróglio estatal, onde o governador parece não tem conseguido honrar seus primeiros compromissos fiscais, ao invés de buscar apoio da sociedade e da iniciativa privada para parcerias inovadoras, o governador toma o caminho errado ao criticar a imprensa se dizendo perseguido pelos jornais! Ora, na verdade a imprensa não cria problemas, ela os informa a população. O papel investigativo da imprensa é fundamental nas democracias e dificilmente o governador Romeu Zema terá sucesso se for adotar o discurso vitimista que os petistas também adotaram no passado! A imprensa aponta erros e investiga fatos, divulgando a verdade aos leitores e eleitores. Criticar a imprensa não fará os erros do gov erno sumirem ou diminuírem. Esta faltando habilidade aos articuladores do Partido Novo para se relacionar com a imprensa mineira! A mesma falta de habilidade com a imprensa parece também existir no governo federal de Jair Bolsonaro, ambos os governos, conduzidos por legendas pequenas e sem experiência não conseguem administrar e receber críticas ao mesmo tempo! Antes preferem deixar de administrar o país e ficar culpando a mídia por seus próprios erros e omissões. Vamos ver se o Partido Novo e o PSL vão conseguir começar a governar Minas e o Brasil antes que acabe seus 4 anos no poder!

RODRIGO SILVA FERNANDES é advogado e articulista político da Gazeta de Varginha as quartas e sextas. Email: rodrigogazeta@bol.com.br


10| GAZETA DE VARGINHA

REGIONAL

15 DE MARÇO DE 2019

Prefeitura de Monte Belo inicia obras paliativas

para conter cratera no bairro Vila Rica A Prefeitura de Monte Belo (MG) iniciou obras paliativas no bairro Vila Rica, onde uma cratera se abriu e desabou duas casas. Além delas, oito residências foram interdita-

das e outras 40 estão sendo monitoradas pela Defesa Civil. Segundo a administração municipal, a obra definitiva deve custar entre R$ 3 e 4 milhões. No local, uma má-

quina está trabalhando para abrir uma espécie de canal. A ideia é criar uma tubulação de galeria pluvial para que, se chover novamente nos próximos dias, a água da chuva e as águas das

minas tenham por onde escoar. A preocupação é que se essas águas continuassem se acumulando no terreno já encharcado, elas poderiam causas novos desabamentos. “A gente veio, colocou a máquina, agora a gente já está fazendo todo o procedimento pra gente drenar, ou seja, destinar a água para o caminho natural dela”, explica André Ricardo Ferreira.

O problema surgiu depois de uma forte chuva, no dia 1º de março. Uma cratera se abriu e engoliu as duas casas. Com as chuvas dos últimos dias, o buraco aumentou e engoliu até mesmo um poste de energia. “Isso aí foi uma falta de planejamento antigo, quando fizeram a drenagem aqui. Deve ter sido mal feito, sei lá, porque a gente não conhece bem. Mas devia ter feito

um serviço mais bem feito, um projeto melhor, para não dar esses problemas de hoje”, pondera o aposentado João Teixeira. A prefeitura decretou situação de emergência. As duas famílias que perderam as casas e as oito que moram nas casas interditadas se mudaram pra imóveis alugados. A prefeitura está pagando um aluguel no valor de R$ 500 por mês.

Prefeitura de Pouso Alegre vence processo e vai receber cerca de R$ 14 milhões A Prefeitura de Pouso Alegre (MG) vai receber cerca de R$ 14 milhões de um acordo judicial com o banco ItaúUnibanco. O valor é resultado de um processo que teve início no governo do ex-prefeito Jair Siqueira, no ano 2000. Na época, a prefeitu-

ra questionava cobranças indevidas por parte do banco do Estado de Minas Gerais, o extinto Bemge, que foi adquirido pelo Banco Itaú. Após alguns recursos, o processo foi resolvido através de uma conciliação. Além de pagar mais de R$ 14 milhões, o Itaú

aceitou pagar os honorários dos advogados que atuaram no processo em favor da prefeitura. Esse pagamento é de mais de R$ 700 mil. O banco, por outro lado, receberá de volta um R$ 1,4 milhão, valor que estava indisponível em uma conta judicial.


GAZETA DE VARGINHA | 11

15 DE MARÇO DE 2019

MINAS

Laboratório do IMA confirma qualidade e eficiência por meio de auditoria O Laboratório de Saúde Animal (LSA), que compõe a rede laboratorial do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), passou por reavaliação da Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE) do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), na qual foi recomendada a manutenção da acreditação do laboratório. Isso significa que o IMA mantém a excelência dos serviços prestados na área de saúde animal com confiabilidade de resultados dos exames. A auditoria é realizada a cada dois anos, sendo avaliados requisitos da Norma ABNT NBR ISO/IEC 17025 Requisitos Gerais para a Competência de Laboratórios de Ensaios e Calibração, normas da CGCRE e da Divisão de Acreditação de Laboratórios (DICLA) do Inmetro. O LSA faz parte da Rede Na-

cional de Laboratórios Agropecuários do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) e para continuar integrando essa rede é necessário manter a acreditação junto à CGCRE. O LSA do IMA se destaca na realização dos exames de animais susceptíveis à febre aftosa. Em Minas Gerais, o laboratório do IMA realiza os exames de animais nas Granjas de Reprodutores Suídeos Certificadas (GRSC). O acompanhamento nestas granjas é importante porque são animais de primeira linha criados em estabelecimentos livres de doenças incluindo a Peste Suína Clássica (PSC). De acordo com o responsável pela Unidade de Gestão da Qualidade do IMA, o fiscal agropecuário Alexandre Augusto Soa-

res, os avaliadores da CGCRE reafirmaram a qualidade do sistema de gestão do LSA do IMA, o que confere confiabilidade nos trabalhos realizados pelo laboratório. “Passamos por avaliações criteriosas realizadas por auditores independentes. É uma conquista para o IMA”, declarou. Manter a acreditação junto à CGCRE traz algumas vantagens para Minas Gerais. A ISO 17.025 é uma bem conceituada norma de padronização internacional, o que contribui com a credibilidade da defesa agropecuária do estado. “Além de melhorar a imagem do laboratório e contribuir para a fidelização de clientes, o relatório de ensaio emitido com o símbolo de acreditação da CGCRE é aceito por clientes em qualquer país do mundo pertencente ao tratado de Reconhe-

cimento Mútuo do ILAC (International Laboratory Accreditation Cooperation). A acreditação abre novos mercados”, disse a gerente da Rede Laboratorial do IMA, Eliane Hooper. Segundo ela, nesse contexto, a acreditação é uma ferramenta essencial, cujo maior atributo é justamente ter aceitação global. “É fruto de um intenso trabalho técnico, complexo e envolvente, que não se resume apenas a possuir as competências

necessárias, mas também de demonstrar essa competência a todos”, observou. Os exames e diagnósticos realizados no LSA são importantes porque auxiliam os trabalhos de fiscalização e monitoramento de possíveis doenças em rebanhos. Eles dão suporte para a adoção das medidas preventivas e de controle em caso de notificação de casos suspeitos de doenças. Neste cenário, o traba-

lho realizado pela rede laboratorial constitui um elo essencial nas ações de defesa agropecuária implementadas pelo IMA. Esse trabalho contribui, inclusive, para que Minas mantenha o status de área livre de febre aftosa com vacinação e de peste suína clássica (PSC) junto à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e contribui para que o estado, há 12 anos, não tenha ocorrência de focos da praga sigatoka negra nas lavouras.

Novos técnicos da assistência social de Brumadinho são capacitados pela Sedese Técnicos da Subsecretaria de Assistência Social, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), participam nestas quarta (13/3) e quintafeiras (14/3), na Faculdade Asa, em Brumadinho, de treinamento da nova equipe de profissionais contratados pela prefeitura. A intenção é prepara-los para atuar em campo, atendendo a população atingida pela tragédia do rompimento da barragem. Estão previstos para atuar em campo, a partir do próximo dia (15/3), psicólogos, assistentes sociais e advogados para atender e cadastrar as demandas das famílias das vítimas, população de Brumadinho e mapear

áreas atingidas. O Governo de Minas está também, em parceria com a União e município, liderando os programas Benefício de Prestação Continuada (BPC), CadÚnico e Bolsa Família. Os trabalhos foram coordenados pela subsecretária de Assistência Social, Janaína Reis, juntamente com a secretária municipal de Desenvolvimento Social de Brumadinho, Christiane Nogueira. Também participam das agendas de trabalho os técnicos da assistência social. A Sedese está, ainda, orientando a equipe, sobre o preenchimento do formulário do CadÚnico – sistema de cadastro de informações socioeconômicas

das famílias. O Estado também está compartilhando com esses novos técnicos todo o trabalho já realizado, incluindo atendimentos e cadastros. “O momento de emergência passou, porém o momento da assistência social é agora. E ele está nas mãos de cada um de nós. Por isso, a Sedese está participando deste processo na prática, junto com o município”, comenta a subsecretária de Assistência Social, Janaína Reis. Para a secretária de Desenvolvimento Social de Brumadinho, Christiane Nogueira, o olhar humanizado e solidário é importante durante as conversas com as famílias. “As pessoas de Brumadi-

nho estão tristes. A gente tem que ser coração, tem que ter humanidade e carinho, principalmente com uma população que está massacrada”, contextualiza. Dentro do pacote de medidas que o Governo de Minas vem adotando para atender a população de Brumadinho, a Sedese tem

promovido diversas capacitações para gestores e servidores municipais da assistência social. Os treinamentos abordam o funcionamento de cadastro das famílias, gestão de recursos e assistência psicossocial diferenciada para as famílias. Além disso, o município está

sendo preparado tecnicamente para gerir os recursos depositados pela Vale, os benefícios socioassistenciais, imóveis e equipamentos doados, além das licitações necessárias para atender as demandas da população. As capacitações são realizadas em parceria com o Ministério da Cidadania.


12| GAZETA DE VARGINHA

15 DE MARÇO DE 2019

SAIBA SEUS DIREITOS

Ministro Fachin mantém competência da JF em investigação

de suposta compra de apoio político eleitoral O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou seguimento (julgou inviável) à Reclamação (RCL) 33409, apresentada pela defesa de Edson Antônio Edinho da Silva contra a remessa à Justiça Federal de investigações sobre a possível compra de apoio político na campanha de Dilma Rousseff à Presidência da República em 2014. Edinho Silva foi ministrochefe da Secretaria de Comunicação (Secom) e tesoureiro da campanha de Dilma. Atualmente, é prefeito de Araraquara (SP). Na reclamação, sua defesa pretendia que a investigação prosseguisse na Justiça Eleitoral. Competência As investigações foram instauradas inicialmente no âmbito do STF (Inquérito 4432) a partir das colaborações premiadas de executivos do grupo Odebrecht. Após a exoneração de Edinho do cargo de ministro de Estado, o STF declinou de sua competência primeiro para o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) e, posteriormente, à Justiça Eleitoral do Distrito Federal, tendo em vista que as

STJ mantém indenização de R$ 400 mil a caseiro do caso Palocci

apurações diziam respeito à prática de crime eleitoral. A juíza da 1ª Zona Eleitoral de Brasília, no entanto, acolhendo manifestação do Ministério Público Eleitoral, determinou o arquivamento em relação à suposta prática de crime eleitoral e declarou-se incompetente para julgar os crimes comuns a ele conexos. Com isso, o processo foi remetido ao juízo da 10ª Vara Federal Criminal de São Paulo. Reclamação Na RCL 33409, a defesa de Edinho Silva sustentava a inobservância da decisão em que o STF havia fixado a competência da Justiça Eleitoral

sem que houvesse nenhum elemento novo para justificar a declinação. Segundo os defensores, a Justiça comum não é competente para o processamento de condutas relacionadas a fatos de indiscutível natureza eleitoral, como a omissão dos recursos recebidos pela Odebrecht na contabilidade oficial da campanha. Por isso, pediam o sobrestamento das investigações na Justiça Federal de São Paulo e, no mérito, a anulação da decisão do juízo eleitoral, devolvendo-lhe o caso. Decisão Ao julgar inviável a Reclamação, o ministro Fachin ressalvou, inicialmente, que sua decisão

monocrática sobre a definição da competência seguiu, “por razões de colegialidade”, o entendimento da Segunda Turma do STF sobre a matéria. “Não era – nem é – o posicionamento deste relator”, afirmou. “Nada obstante, em respeito ao colegiado, assim se fez na solução de tal feito”. Em relação ao pedido, Fachin destacou que, sobretudo na fase préprocessual, a fixação da competência se dá com base nos fatos apurados a cada momento. “Eventual alteração do objeto da investigação pode, em tese, conduzir à modificação do juízo competente para respectiva supervisão”, explicou.

Dr. Gustavo Chalfun

Drª. Patrícia Bregalda Lima

OAB/MG 81424 Rua Argentina, 535 Vila Pinto Tel: 3222-4801

OAB/MG 65099 Av Salum Assad. David, 70 - Santa Luiza Tel: ( 35) 3214-5051

gustavo@chalfun.com.br

Dr. Daniel Piva OAB/MG 81667 Delfim Moreira, 258, sala 201- Centro Varginha -MG Tel: 3222 2851

dapiva@ig.com.br

patriciabregalda@varginha.com.br

A 3ª turma do STJ manteve na manhã desta terça-feira, 12, a indenização por danos morais de R$ 400 mil a ser paga pela CEF ao caseiro Francenildo Costa pela quebra de seu sigilo bancário. O extrato bancário dele foi exposto em matéria da revista Época, em episódio que culminou com a queda do então ministro da Fazenda Antonio Palocci. Por unanimidade, o colegiado acompanhou voto do relator, ministro Moura Ribeiro. Ele apontou que o STJ pode rever o valor de indenização apenas quando a quantia fixada é irrisória ou exorbitante, o que não era o caso. Por isso, o STJ só iria rever a fórmula de correção e a partir de quando se daria a incidência de juros. Desta forma, o ministro votou por manter o valor da indenização fixada pelo TRF da 1ª região em R$ 400 mil, entretanto, deu parcial provimento a recurso da Caixa para que o valor dos danos morais seja corrigido a partir da publicação do acórdão da 3ª turma, retroagindo os juros desde a data do fato. O entendimento foi acompanhado à unanimidade pelo colegiado. Francenildo ajuizou

A JF/DF julgou improcedente pedido de indenização em relação à Editora Globo, responsável pela publicação da revista Época, e parcialmente procedente o pedido contra a Caixa, condenando-a ao pagamento de R$ 500 mil de danos morais. O TRF da 1ª região manteve a condenação, apenas reduzindo o montante para R$ 400 mil. De acordo com o Tribunal, "caracterizada a quebra indevida do sigilo bancário do suplicante, revelada pela informação a terceiros, desprovida de previsão legal, acerca da movimentação ocorrida na sua conta poupança mantida em instituição financeira (Caixa Econômica Federal), impõe-se a reparação por danos morais, nos termos do referido dispositivo constitucional, do art. 186 do Código Civil (Lei n° 10.406/ 2002) e do art. 14, caput, do Código de Defesa do Consumidor (Lei n° 8.078/1990)."

Dr. Vítor Comunian

Dr. José Simplicio da Silva Filho

OAB/MG 31.931 Rua Delfim Moreira, 258, sala 3 Centro Tel: 35 3221-3787

OAB/MG 73.079 Praça São Pedro, 36, Vila Floresta Tel: ( 35) 3067-1070

ssimplicio@hotmail.com

ação alegando que sua imagem foi denegrida na matéria publicada na revista Época, em 2006, revelando seu extrato bancário. E acusou a Caixa Econômica Federal de quebrar seu sigilo irregularmente.

vitor.comunian@bol.com.br

Mande sua pergunta para gazetadevarginha@gmail.com


15 DE MARÇO DE 2019

BRASIL

GAZETA DE VARGINHA |13

Tribunal de Contas da União quer suspender bônus de auditores da Receita Federal O Tribunal de Contas da União (TCU) avisou ao governo que pode suspender de forma cautelar o pagamento do bônus de produtividade que é pago aos auditores da Receita Federal como incremento ao salário e que custa cerca de R$ 1 bilhão ao ano. A ação do TCU contra o bônus ampliou a crise no Fisco gerada pelo vazamento das informações sigilosas de operação especial de fiscalização que envolveu agentes públicos. Em despacho, o ministro Bruno Dantas argumenta que a equipe econômica não cumpriu a lei, que exigia compensação por meio de redução de outra despesa ou elevação de recei-

tas em caráter permanente para bancar o benefício. A decisão definitiva deve ser tomada ainda nesta quarta-feira (13), após o prazo de 24 horas dado ao Ministério da Economia e à Receita Federal para que se manifestassem sobre o caso. Procurado, o Ministério da Economia informou que ainda não foi notificado oficialmente pelo TCU e que só a partir da notificação é que a pasta irá analisar e se manifestar sobre o assunto. A área técnica da corte de contas havia pedido a abertura de uma inspeção para verificar se os aspectos formais de aprovação do bônus e inclusão da despesa no Orçamento

haviam sido respeitados Estavam na mira o bônus da Receita e os honorários de sucumbência pago aos integrantes da Advocacia-Geral da União (AGU). Mas Dantas, relator do caso, sugeriu no despacho que a situação enseja desde já a adoção de uma medida cautelar para suspender o pagamento, que onera os cofres públicos em R$ 83,3 milhões mensais, uma vez que o valor é difícil de recuperar caso seja constatada a irregularidade. Fontes da área econômica avaliam que a decisão seria positiva para as contas públicas depois de parte do governo ser "atropelado" e não ter conseguido barrar o lo-

bby dos auditores pelo bônus. Em meio às negociações, a categoria deflagrou uma greve que paralisou aduanas e impactou inclusive a arrecadação federal. Se o TCU decidir mesmo suspender o pagamento, integrantes

da Receita já avisam que "é greve na certa". A categoria já vinha protestando porque o pagamento do bônus nunca foi regulamentado, o que poderia resultar num valor mensal maior que os atuais R$ 3 mil. A própria

corte de contas avalia que a regulamentação poderia ser um tiro no pé e ampliar ainda mais o custo dessa política. Cauteloso, o presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais (Sindifisco), Kleber Cabral, não quis falar em greve. Mas o sindicato vai impetrar um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) e ingressar com recurso no plenário do próprio TCU, caso o ministro dê a cautelar. Segundo Kleber Cabral, o bônus de eficiência está previsto em Lei e tem sido pago desde janeiro de 2017, ainda em valor fixo, por falta de um decreto de regulamentação.

Episódio em Suzano reacende polêmica sobre posse de arma O caso divide opiniões sobre como esse capítulo de sangue pode influenciar na política de flexibilização do porte e posse de armas. Para alguns advogados, professores de Direito e especialistas em gestão pública e segurança, a lição que fica é que "é um passo perig o s o " . Para outros, chacinas como a de Suzano são "fatos isolados" sem qualquer relação causal com o fato de a legislação brasileira ser mais ou menos permissiva. "A tragédia dialoga diretamente com o posicionamento dos organismos internacionais e dos especialistas em segurança pública: quanto menos armas circularem na sociedade mais segura ela será", afirma Mônica Sapucaia Machado, advogada, cientista política e coordenadora de pósgraduação em Administração Pública da Escola de Direito do

Brasil (EDB). Para ela, à luz do Direito e da política de segurança, a restrição de acesso às armas deve ser a regra, não a exceção. A posição do criminalista e constitucionalista Adib Abdouni é diametralmente oposta. Para ele, a "tragédia repugnável ocorrida em Suzano não se enquadra como evento típico resultante da escalada irrefreável do crime no País". "É um ato isolado que não deveria in-

fluenciar nem na questão da posse de armas nem no pacote anticrime recentemente lançado pelo ministro Sergio Moro " Para o criminalista João Paulo Martinelli, da EDB, o grande problema de facilitar a posse é a dificuldade de fiscalizar o comportamento de quem possui a arma, para evitar que ela seja levada para além dos limites da residência. "O novo decreto facilitou a posse, não o

porte", observa Martinelli. "Mas o Estado não possui estrutura para assegurar que o possuidor não saia de casa com a arma. Em outros termos, o limite entre a posse e o porte depende de efetiva fiscalização do Estado." O diretor do Instituto Sou da Paz e membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Ivan Marques, concorda que o maior problema em relação ao novo decreto do presi-

dente Bolsonaro é que ele não resolve a ineficácia do Estado no rastreamento de armas desviadas para o mercado ilegal. "São as armas legais que acabam abastecendo a criminalidade. Isso só tem um resultado: o aumento da violência, com o uso da arma de fogo no crim e . " "De tudo que eu conheço dos estudos dessa área (segurança pública), os melhores resultados ocorrem em sociedades onde há, por um lado, rígido controle da posse de armas e, por outro, um sistema de segurança e Justiça eficientes", observa o coordenador do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP), Sérgio A d o r n o . Mas ele destaca que o número reduzido de atentados a escolas no Brasil nas duas últimas décadas dificulta a aná-

lise. "É um número muito pequeno de casos para sabermos se há um padrão, em termos do perfil de agressor, das armas utilizadas, do contexto em que isso a c o n t e c e . " Já o advogado Fabrício Rebelo, do Centro de Pesquisa em Direito e Segurança, o caso não está vinculado à maior ou menor circulação de armas, e sim à segurança dos estabelecimentos de ensino. "Se não tivermos mecanismos de controle de acesso, nada que se pense a respeito de evitar casos assim vai surtir efeito", ressaltou. "Uma coisa que deve se ter sempre em mente é que, por mais mecanismos de controle que se tenha, quando alguém já está predisposto a cometer um ato desses, chegando ao extremo de tirar a própria vida, é muito pouco eficaz qualquer medida de controle que não seja a eliminação desse agente".


14| GAZETA DE VARGINHA

15 DE MARÇO DE 2019

EVANGÉLICA PROMESSA MAIS QUE COMPLETA

A GRANDE APRESENTAÇÃO!! Meus amados irmãos em Jesus Cristo, hoje nós vamos falar de Jesus e de Sua Igreja Santa Igreja, dizer à luz da Palavra de Deus, que Jesus de Nazaré nos aceita como nós somos, trabalha o nosso caráter e nos possibilita a que nos apresentemos como deveríamos ser segundo a Sua Vontade. Ele é a Luz do Mundo e O Cordeiro de Deus, que tira o Pecado do Mundo. Para isso, meus amados, por gentileza, vamos abrir as nossas bíblias em Colossenses, Capítulo 01 (um), versos destacados, conforme a seguir apresentamos: “15 Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; 16 pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele. 17 Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste. 18 Ele é a cabeça do corpo, da igreja. Ele é o princípio, o primogênito de entre os mortos, para em todas as coisas ter a primazia, 19 porque aprouve a Deus que, nele, residisse toda a plenitude 20 e que, havendo feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele, reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, quer sobre a terra, quer nos céus. 21 E a vós outros

também que, outrora, éreis estranhos e inimigos no entendimento pelas vossas obras malignas, 22 agora, porém, vos reconciliou no corpo da sua carne, mediante a sua morte, para apresentarvos perante ele santos, inculpáveis e irrepreensíveis, 23 se é que permaneceis na fé, alicerçados e firmes, não vos deixando afastar da esperança do evangelho que ouvistes e que foi pregado a toda criatura debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, me tornei ministro. 24 Agora, me regozijo nos meus sofrimentos por vós; e preencho o que resta das aflições de Cristo, na minha carne, a favor do seu corpo, que é a igreja; 25 da qual me tornei ministro de acordo com a dispensação da parte de Deus, que me foi confiada a vosso favor, para dar pleno cumprimento à palavra de Deus:” Meus irmãos em Cristo Jesus, minha esposa é uma ótima cozinheira. Assim, depois de um longo dia, eu geralmente aguardo ansiosamente pelo aroma dos temperos que prometem um banquete saboroso. Ela não apenas sabe como preparar uma boa refeição, mas também é mestre na apresentação. As cores do alimento nos pratos belamente dispostas em uma harmonia de carne, arroz branco e solto e vegetais me convidam a puxar a cadeira e desfrutar do seu trabalho manual. Contudo, o alimento não era tão atra-

ente antes dela por as suas mãos. A carne era crua e frágil, o arroz era duro e quebradiço e os vegetais precisavam ser lavados e cortados. Amados, isso me lembra a Obra de Misericórdia que Jesus por nós na Cruz do Calvário. Eu, em particular, estou bem ciente da minha fragilidade e tendência ao Pecado. Sei que em mim e por mim não sou apresentável a Deus. Prezados, no entanto, quando sou salvo, Jesus Cristo faz de mim uma Nova Criatura. Ele me aceita como eu sou e faz de mim o que eu deveria ser, qual seja: SANTO, INCULPÁVEL E IRREPREENSÍVEL, vejam: “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” (Coríntios 5:17). “... agora, porém, vos reconciliou no corpo da sua carne, mediante a sua morte, para apresentar-vos perante ele santos, inculpáveis e irrepreensíveis,” (v. 22). Queridos, Jesus nos aceita como nós somos, e faz de nós o que nós deveríamos ser, pois Ele nos ama. Abençoados, Ele nos apresenta diante do Pai Celestial como algo de uma beleza digna de es-

tar em Sua Presença. Concluindo, que a Sua Obra Transformadora em nosso favor nos estimule a viver de acordo com a apresentação que Jesus Cristo faz de nós e sermos humildemente gratos pela Sua Obra Consumada em nossas vidas. Finalizando, JESUS CRISTO nos aceita como estamos e faz de nós o que somos no seu divino e acertado conceito acerca de nós, eis que Ele trabalha o nosso caráter, (sem prejuízo da nossa liberdade), trocando o nosso coração de pedra por um coração de carne, um coração disposto a obedecer a Sua Palavra, vejam: “Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne. Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis. Habitareis na terra que eu dei a vossos pais; vós sereis o meu povo, e eu serei o vosso Deus.”(Ezequiel 36:2628). E Glórias a Deus por tudo isso! Na Paz do Senhor Jesus! Ministério Arca da Aliança. Dr. Simplício

Cultos da Igreja Arca da Aliança em Varginha. Todas as Quintas, Sábados e Domingos às 19 horas e 30 minutos. Rua Orminda Vasconcelos, 465, Vila Floresta, CEP. 37004-350. Estamos esperando a sua visita!

Jacó ficou maravilhado com o que Deus lhe prometera – o Senhor seria com ele em tudo. Quem também recebe essa revelação sabe que jamais será abandonado. Por isso, nenhum cristão pode dizer que deixou de cumprir as ordens do Pai por não saber se teria ou não os conselhos dEle. Ora, há o testemunho do Santo Espírito em seu coração. Com Deus, você caminhará de cabeça erguida. Olhando para Jacó, vemos que ele tinha o Senhor a seu lado, pelo modo como chegou às terras de seu tio Labão, encontrou Raquel e prosperou sob o comando do parente que não queria que ele prosperasse. Por esses fatos, entendemos que o mesmo pode ocorrer conosco. A mão do Senhor se estende a nós, para realizar as mesmas coisas maravilhosas (Is 59.1). Não importava aonde Jacó fosse, o TodoPoderoso o guardaria em suas ações. A Nova Aliança com o homem, sancionada no sangue de Jesus, engloba as promessas feitas a Abraão, Isaque e Jacó. Somos privilegiados por tantas bênçãos entregues a nós, mas a maneira de servirmos a Deus talvez nos impeça de tomar posse delas. Onde temos errado? Nos anos em que serviu a Labão, o filho de Isaque viu a mão do Altíssimo impedir que ele fizesse mal ao sogro, embora este agisse de má fé. O salário de Jacó foi mudado dez vezes, e as ovelhas que nasciam sempre o faziam prosperar. Quando Labão dizia que as listradas seriam de Jacó, só nasciam listradas. Se o sogro mudava de parecer e afirmava que as malhadas

Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todo o seu entendimento e de todas as suas forças'. (Marcos 12:30)

deviam ser o salário do genro, então só nasciam as malhadas. Depois, a conversa mudava para as pintadas, e só nasciam pintadas (Gn 30.25ss). Quem pode competir com o Senhor, o qual cuida dos Seus filhos, inclusive nos detalhes? Porém, é necessário ir até o fim nas provas dadas por Deus, para se tornar um soldado aprovado. Os assuntos celestiais são direcionados a quem crê no Todo-Poderoso. Portanto, seja fiel em tudo o que lhe for dito por Deus, e você verá que Ele é fiel nas Suas promessas. O Altíssimo Se agradou de nós; logo, cumpriremos a nossa missão com alegria. Jacó foi à casa de Labão para conseguir a tão sonhada esposa e, mesmo sendo enganado pelo sogro, suportou trabalhar mais sete anos por amor a ela. Então, tendo ouvido que era hora de voltar para casa, Jacó aceitou a orientação e viu que Deus cuidou dele em todas as necessidades para a viagem, enviando Seus anjos para o receberem e orientarem (Gn 32.1). A luta com o anjo no vau do Jaboque provou que o Senhor o amava. O patriarca dos hebreus sabia que não ficaria sozinho, porque Deus é fiel. Pode parecer loucura o que ele fez ao fugir com toda a sua família. As crianças e o gado não podiam caminhar depressa, e, por andarem a passo lento, o sogro os alcançou. No entanto, o fato de Raquel assentar-se sobre os ídolos do pai não lhe permitiu acabar com Jacó e os seus (Gn 31.34,35). Foi muita provação!


15 DE MARÇO DE 2019

POLÍTICA

GAZETA DE VARGINHA | 15

Eventual pedido de impeachment de Zema chegaria em momento de insatisfação A possibilidade de um pedido de impeachment contra o governador Romeu Zema (Novo) – se for levada à cabo – chega em momento em que a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) dá vários recados de insatisfações com o Executivo. Uma das formas de pressionar o governo foi “celebrada” ontem em uma solenidade para promulgar a Emenda à Constituição 99, de 2019. A norma determina que os secretários de Estado prestem contas quadrimestralmente de seus atos na Casa ou sempre que forem convocados pelas comissões sob pena de responsabilidade administrativa. Antes, não havia expresso na legislação o período em que o agente público deveria comparecer aos colegiados.

Assim, esse dispositivo ajuda a pressionar o Executivo por meio desses chamamentos obrigatórios. A proposta tem como autor o presidente do Legislativo, Agostinho Patrus (PV), e foi assinada por outros 35 deputados. O texto foi aprovado na Casa em menos de 15 dias. Abertamente, os políticos negam que

esse seja um instrumento de pressão, o que é bem diferente das conversas que circulam nos bastidores nas quais as principais queixas são: distanciamento com o governo e falta de indicações para cargos e pagamento de emendas. Vice-presidente da Assembleia, Antônio Carlos Arantes (PSDB) nega que essa emenda

seja forma de pressão e explica que no governo passado, de Fernando Pimentel (PT), os deputados ficaram sem informações: “Você convidava e não mandavam ninguém nas comissões, nem convocações eles cumpriam. Essa legislação não veio para criar um empecilho e dificuldade para o governo Zema. É uma le-

gislação para ficar por anos”, afirmou. O secretário de governo, Custódio Mattos, considerou essa mudança constitucional uma melhora para a transparência, para o grau de prestação de serviço e para a confiabilidade da gestão pública. Ele também nega que veja a promulgação como um recado ao Executivo. “Uma mudança na Constituição não se faz em nenhum parlamento em resposta a uma conjuntura, uma relação específica e momentânea entre o governo e o Legislativo”, disse. Em relação à liberação de emendas, Mattos salientou que as urgências do governo têm que ser compreendidas por todos e que tem certeza de que estão sendo entendidas pela Casa. O secretário tam-

bém afirmou que, num conjunto de 77 deputados, é natural que alguns fiquem insatisfeitos, mas salientou que o Estado tem recebido todos e que vários encontros já estão agendados, portanto “não há falta de diálogo. “Agora, nós temos que diferenciar diálogo, conversa, entendimento e atendimento a reivindicações materiais, que têm tempo e hora para serem feitos”, resumiu. Em discurso, Agostinho Patrus disse que esse é um modo de a ALMG fazer uma fiscalização com mecanismos de controle eficientes. “Fiscalizar, muitas vezes, é mostrar ao Executivo a importância de corrigir um rumo, de mudar uma medida e alternar a forma de pensar para que a população tenha serviços de melhor qualidade”, disse.

Moro, Guedes e outros quatro ministros acompanharão comitiva de Bolsonaro na viagem aos EUA O porta-voz do Palácio do Planalto, Otávio do Rêgo Barros, informou nesta quartafeira (13), em uma declaração à imprensa, que seis ministros acompanharão o presidente Jair Bolsonaro na viagem oficial aos Estados Unidos na próxima semana. Na visita a Washington – primeira de caráter bilateral realizada pelo presidente brasileiro ao exterior – Bolsonaro será recebido na Casa Branca pelo colega norteamericano Donald Trump. Segundo o portavoz, a comitiva presidencial embarcará para Washington no domingo (17) para a viagem de três dias à América do Norte. Trump receberá o aliado brasileiro

na terça-feira (19) na sede do governo norteamericano. Otávio Rêgo Barros informou ainda que Bolsonaro e os demais integrantes da comitiva presidencial ficarão hospedados em Washington na Blair House, um casarão localizado no complexo da Casa Branca usado pelo governo norteamericano para receber chefes de Estado em visitas oficiais. De acordo com o porta-voz, o fato de Bolsonaro ter decidido visitar Trump em sua primeira visita a um chefe de Estado no exterior demonstra "a prioridade que o governo atribui à construção de uma sólida parceria com os Estados Unidos da América".

"A visita aos Estados Unidos tem por objetivo promover uma agenda de resultados positivos em diversas áreas, destravando temas que já estavam na pauta e abrindo novas frentes, novas oportunidades”, declarou Rêgo Barros. Domingo: o portavoz informou que Bolsonaro e sua comitiva têm previsão de deco-

lar de Brasília rumo a Washington às 8h do próximo domingo (17). O voo deve durar nove horas. Já nos EUA, haverá um jantar na residência do embaixador do Brasil em Washington com “formadores de opinião”. Segunda-feira: ministros brasileiros participarão de um debate sobre investimentos, realizado na Chamber

of Commerce. Haverá uma audiência com Henry Paulson, ex-secretário do Tesouro dos EUA, além das assinaturas de acordos entre os dois países. Parte da comitiva participará de um painel chamado “Bolsonaro e Trump, novo começo das relações de Brasil e EUA”. Também há previsão de um painel sobre o futuro

da economia brasileira e de um jantar oferecido pelo conselho empresarial Brasil-EUA. Terça-feira: pela manhã Bolsonaro terá um encontro com Luis Almagro, secretáriogeral da Organização dos Estados Americanos (OEA), na Blair House. Após, Bolsonaro será recebido por Trump na Casa Branca, onde os dois terão um “encontro privado”, com a presença apenas de tradutor. A agenda na Casa Branca ainda prevê um almoço de trabalho e reunião, seguida de uma declaração à imprensa dos presidentes. Bolsonaro também fará uma visita ao Cemitério Nacional de Arlington e irá ao “túmulo do solado desconhecido”.


Profile for Gazeta de Varginha

Gazeta de Varginha 15/03/2019  

Edição 10.166

Gazeta de Varginha 15/03/2019  

Edição 10.166

Advertisement