Page 1

TEMPO TEMPO

Máx: 23° / Mín: 13°

SEXTA-FEIRA

VARGINHA, 10 DE AGOSTO DE 2018

EDIÇÃO 10.024

Prefeitura de Varginha baixa portaria autorizando a Polícia Militar a utilizar o Memorial do ET Antônio Silva baixou Portaria autorizando a Polícia Militar a montar um Ponto de Apoio Policial para atuar na segurança daquela região O Prefeito Antônio Silva baixou Portaria, autorizando a Polícia Militar, por meio da 55ª CIA PM, a utilizar parte das dependências do “Memorial do ET”, no alto do Bairro Vila Paiva, para montar um Ponto de Apoio Policial, para atuar na segurança daquela região, um serviço de interesse público. A AUTORIZAÇÃO será por um período cinco anos... local/ página 03

Água Doce de Varginha realiza III Wine Dinner no dia 15 de agosto

local/ página 04

Grupo Unis promove e sedia diversas Colégio Batista de atividades durante a Virada Varginha 2018 Varginha: Dia dos pais Entre os dias 16 e 18 de agosto será realizada a terceira edição do evento Virada Varginha. Em 2017, durante a sua segunda edição, foram mobilizadas mais de 150 atividades e atrações totalmente gratuitas cujo propósito, em algum nível, contribuem por uma cidade e sociedade melhores.

local/ página 04 local/ página 05

gazetacomercial2@gmail.com www.gazetadevarginha.com.br facebook.com/gazetavga

DEUS É FIEL página 09


02 | GAZETA DE VARGINHA

Será castigada a impenitência de Efraim Isaías 28 Ai da coroa de soberba dos bêbados de Efraim, cujo glorioso ornamento é como a flor que cai, que está sobre a cabeça do fértil vale dos vencidos do vinho. Eis que o Senhor tem um forte e poderoso; como tempestade de saraiva, tormenta destruidora, e como tempestade de impetuosas águas que transbordam, ele, com a mão, derrubará por terra. A coroa de soberba dos bêbados de Efraim será pisada aos pés. E a flor caída do seu glorioso ornamento, que está sobre a cabeça do fértil vale, será como o fruto temporão antes do verão, que, vendo-o alguém, e tendo-o ainda na mão, o engole. Naquele dia o Senhor dos Exércitos será por coroa gloriosa, e por diadema formosa, para os restantes de seu povo. E por espírito de juízo, para o que se assenta a julgar, e por fortaleza para os que fazem recuar a peleja até à porta. Mas também estes erram por causa do vinho, e com a bebida forte se desencaminham; até o sacerdote e o profeta erram por causa da bebida forte; são absorvidos pelo vinho; desencaminham-se por causa da bebida forte; andam errados na visão e tropeçam no juízo. Porque todas as suas mesas estão cheias de vômitos e imundícia, e não há lugar limpo. A quem, pois, se ensinaria o conhecimento? E a quem se daria a entender doutrina? Ao desmamado do leite, e ao arranca-

do dos seios? Porque é mandamento sobre mandamento, mandamento sobre mandamento, regra sobre regra, regra sobre regra, um pouco aqui, um pouco ali. Assim por lábios gaguejantes, e por outra língua, falará a este povo. Ao qual disse: Este é o descanso, dai descanso ao cansado; e este é o refrigério; porém não quiseram ouvir. Assim, pois, a palavra do Senhor lhes será mandamento sobre mandamento, mandamento sobre mandamento, regra sobre regra, regra sobre regra, um pouco aqui, um pouco ali; para que vão, e caiam para trás, e se quebrantem e se enlacem, e sejam presos. Ouvi, pois, a palavra do Senhor, homens escarnecedores, que dominais este povo que está em Jerusalém. Porquanto dizeis: Fizemos aliança com a morte, e com o inferno fizemos acordo; quando passar o dilúvio do açoite, não chegará a nós, porque pusemos a mentira por nosso refúgio, e debaixo da falsidade nos escondemos. Portanto assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu assentei em Sião uma pedra, uma pedra já provada, pedra preciosa de esquina, que está bem firme e fundada; aquele que crer não se apresse. E regrarei o juízo pela linha, e a justiça pelo prumo, e a saraiva varrerá o refúgio da mentira, e as águas cobrirão o esconderijo. Continua...

PONTO DE VISTA

10 DE AGOSTO DE 2018

Enxaqueca: Um Mal que Persegue Várias Pessoas A cefaléia ou dor de cabeça, como popularmente é conhecida, faz parte da realidade do ser humano desde o começo de sua existência. Uma das formas mais incomodativas da dor de cabeça é a chamada enxaqueca, que se diferencia da cefaléia corriqueira devido ao caráter pulsátil da dor, por vir acompanhada de náuseas e vômitos, provocar fotofobia e ter localização variada no universo craniano. O neurologista Marco Antônio Rocha conceitua a enxaqueca como um distúrbio vascular paroxístico hereditário. "Isso significa que se caracteriza por uma perturbação orgânica que impede o organismo de manter o calibre dos vasos que levam sangue ao cérebro, às vezes contraindo-os demais e logo em seguida promovendo uma dilatação excessiva desses vasos" explica. É comum a enxaqueca se iniciar com

uma perturbação visual, "as vistas se escurecem, uma parte do campo visual não percebe a imagem, surgem pontinhos, luzes ou zigue-zagues". Numa segunda fase, quando o organismo reage provocando a vasodilatação, aparece o caráter pulsátil da dor. Nesse momento o indivíduo tem a sensação de que o coração mudou de lugar, agora ele habita em algum ponto da cabeça. Segundo Marco Antônio, nessa fase algumas substâncias químicas transitam para fora das artérias provocando uma supersensibilização de certas regiões. Luzes e barulho representam grandes incômodos para quem está em plena crise de enxaqueca. A enxaqueca pode ter localizações variadas, conforme coloca Dr. Marco Antônio. "São clássicas as descrições de enxaquecas hemicranianas, pegando apenas um dos lados da cabeça. Mas também podem ser al-

ternadas, posteriores, anterior ou até mesmo generalizadas e multi focais". A causa para esse distúrbio ainda não foi encontrada. O seu caráter hereditário, no entanto, já foi comprovado e as mulheres são as principais vítimas. Do total de casos de enxaqueca 50% tem história familiar e 60% das pessoas afetadas são mulheres. As crises não têm idade, pode se estender até os 60 anos ou mesmo pós-menopausa, esclarece o neurologista do Semper. A dor de cabeça ou cefaléia afeta 3,3% da população, 19% das mulheres apresentam cefaléia entre 20 e 64 anos, além das formas diferenciadas de cefaléias crônicas. Para muitas pessoas que sofrem de enxaqueca é possível saber quando uma crise se aproxima, principalmente se o problema já é um companheiro de longa data. Um dia corrido, tenso,

Gazeta de Varginha Ltda CNPJ: 21.535.075/0001-47 Telefones (35) 3221-4668 (35) 3221-4845 (fax)

Montamos e desmontamos móveis

Diário de circulação regional Horário de funcionamento: 8h às 18h Diretora administrativa: Ana Maria Silva Piva Jornalista responsável: Lanamara Silva (MTB: 8304 JP) Editor: Rodrigo S. Fernandes (Sindjori-MG: 312/99) Administração / revisão: Lanamara Silva Jornalista e superintendente de redação: Paulo Ribeiro da Silva Fernandes (MTB: 16.851) Endereço: Av. dos Imigrantes, 445 -

distúrbios visuais, em alguns casos dormência, entre outros. E, segundo Marco Antônio Rocha, esse é o melhor momento para se tomar uma medida abortiva da crise. Como não se conhece a causa, pois não há cura definitiva para a enxaqueca. O médico explica que o tratamento, na crise aguda, é feito a base de medicamentos ergotamínicos, antiinflamatórios não hormonais e analgésicos. Como medida profilática são usados diariamente antagonistas da seritinina, como a Metisergida, betabloqueadores, bloqueadores de cálcio e ainda vasomotores, antidepressivos e antiinflamatórios. Pessoas que sofrem de enxaqueca achar que estão com algum problema sério, algum tumor cerebral, aneurisma e outros, principalmente quando procuram o médico e recebem um pedido de exames mais sofisticados.

Santa Maria - CEP: 37022560 – Varginha E-mail: gazetadevarginha@gmail.com (redação) gazetacomercial2@gmail.com (comercial) Site oficial: www.gazetadevarginha.com.br gazetavga.blogspot.com.br ABRAJORI – Associação Brasileira de Jornais do Interior SINDJORI – Sind. Prop. De Jornais e Revistas do Interior ADJORI – Associação dos Jornais do Interior de Minas Gerais ADI – Associação dos Jornais do Interior de Minas Gerais A redação não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados, mesmo sob pseudônimos, que são de inteira responsabilidade de seus autores.


10 DE AGOSTO DE 2018

LOCAL

GAZETA DE VARGINHA | 03

Prefeitura de Varginha baixa portaria autorizando a Polícia Militar a utilizar o Memorial do ET Antônio Silva baixou Portaria autorizando a Polícia Militar a montar um Ponto de Apoio Policial para atuar na segurança daquela região O Prefeito Antônio Silva baixou Portaria, autorizando a Polícia Militar, por meio da 55ª CIA PM, a utilizar parte das dependências do “Memorial do ET”, no alto do Bairro Vila Paiva, para montar um Ponto de Apoio Policial, para atuar na segurança daquela região, um serviço de interesse público. A AUTORIZAÇÃO será por um período cinco anos, podendo ser revogada a referida autorização a qualquer tempo, mediante simples ato do Poder Executivo Municipal. O Prefeito Antônio Silva explica que esta decisão de ceder o espaço do Memorial do Et para a instalação de um posto avançado da Policia Militar se dever a entendimentos mantidos durante algum tempo com a Polícia Militar, através do Comandante PM Hudson e do Capitão PM Flávio. “Temos a certeza de que será um ganho

muito grande pelo local onde existe uma Academia de Rua e onde as pessoas procuram para a pratica esportiva. A presença de um posto avançado da PM vai trazer tranquilidade e segurança a população, tornando aquele local ainda mais atraente. Isso sem contra que será um fator de segurança para as próprias instalações do Memorial, que vem sendo alvo de constantes depredações e atos de vandalismos”, disse o prefeito Antônio Silva que enalteceu o trabalho da Secretaria de Turismo, que segundo ele não mediu esforços para que concretizar esta importante parceria em favor da população. Para o Secretário de Turismo, Barry Charles, responsável pelo Memorial, trata-se de uma parceria de grande importância “que certamente irá proporcionar maior seguran-

ça aos munícipes e também irá evitar a depredação daquele patrimônio”. Comandante do 24º Batalhão de Polícia Militar com sede em Varginha, o Coronel PM Hudson Abner Pinto explica que a Polícia Militar de Minas Gerais é um órgão estatal dotado de uma capilaridade ímpar, pois, esta presente nos 853 municípios de Minas Gerais, e devido a tamanho reconhecimento é sinônimo de Segurança e Confiança em todo Estado, tal reconhecimento não é diferente na cidade de Varginha, uma das principais cidades do Sul do Estado, cidade polo de diversas indústrias e redes comerciais, e além disso é frequentada periodicamente por turistas que buscam visitar locais pitorescos, como a tradicional “Nave” e outras esculturas do folclórico “ET de Varginha” “Baseado nisso, a

Prefeitura de Varginha buscou incentivar o turismo na cidade, sendo assim foi criado o Memorial do ET, localizado em um bairro nobre, com vista privilegiada a todo centro da cidade, sendo assim, tal local será frequentemente visitado por turistas e moradores locais, sendo necessária a presença policial, de forma que possa transmitir segurança aos visitantes, bem como inibir a prática de qualquer delito. Ademais, o Memorial do ET é localizado em um local privilegia-

do em Varginha, pois se localiza em um bairro residencial de elevada altitude e próximo a avenidas utilizadas para prática esportiva, como caminhadas, passeios familiares e outras, sendo assim a cessão de um espaço no referido prédio para a Sede do Setor 2 da 55ª Cia PM será de grande valia, pois dessa forma a Polícia Militar poderá se fazer

presente na maior parte do tempo, garantindo aos cidadãos a possibilidade de um local de lazer seguro tanto para os praticantes de atividades desportivas, turistas e para os moradores locais, aumentando assim a segurança subjetiva, o que indiretamente aumenta a visitação ao local, aumentando assim o prestigio da cidade”, enfatizou o comandante.

Moringa a “Ár vor e da V ida” “Árvor vore Vida”

Projeto “Visite o Museu no Primeiro domingo do mês” tem levado centenas de crianças para as apresentações

O principal objetivo da Prefeitura de Varginha, Fundação Cultural e do Museu Municipal é incentivar o hábito das pessoas visitar o Museu Municipal. Para atrai-las, a Direção da Casa da Cultura oferece todo primeiro domingo de cada mês uma programação para as crianças. “De um lado, as crianças adqui-

rem o hábito de ir ao Museu desde pequenas e por outro lado, os adultos também visitam esse importante espaço cultural”, ressalta o diretor do Museu, Lindon Lopes. No domingo (06) mais de 100 crianças se divertiram no Museu. A plateia assistiu à peça teatral “Fábrica de Sonhos Kay e Benn” em

duas apresentações lotadas. O texto e a direção foram assinados pelo diretor Rubens Ananias Soares e o espetáculo apresentado pela Cia Leão do Sol Arts, como parte do projeto “Manutenção das Atividades Culturais 2018”, desenvolvido pela Associação Artística Janet Finatti durante todo ano, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura com apoio das empresas Inter Aduaneira e Instituto Varginhense de Ultrassonografia. “Fábrica de Sonhos” conta a história da boneca Kay, muito mal educada e que prejudi-

ca todos que a cercam. A dona dela ao ver toda esta maldade manda a boneca para o conserto na Fábrica de Sonhos aos cuidados do cientista maluco Benn, que muito sábio e bondoso consegue transformar as características ruins em bondade. Esse é o intuito da peça: mostrar que todos podem ser bons com os estímulos certos. No palco brilharam os atores Rúbia Mirianne e Guilherme Campos, com supervisão de Míriam Domingos, criação do cenário e figurino de Lindon Lopes e sonoplastia de Ruan Abreu.

A Moringa é uma planta originária da India e Norte da África. É dotada de 90 nutrientes, todos os aminoácidos, betacaroteno e as vitaminas C, B2, B3, B6, B7, D, E e K. Moringa também é fonte de minerais como ferro, potássio, cálcio, cobre, magnésio, manganês e zinco. Contém 17 vezes mais cálcio que o leite, 25 vezes mais ferro que o espinafre, 15 vezes mais potássio que a banana e sete vezes mais vitamina C que a laranja. Também chamada de “Milagre da Natureza”, a Moringa traz vários benefícios para a saúde como melhoria da pressão arterial, redução do colesterol e da glicose. E ainda, fortalece músculos e ossos, ajuda na perda de peso, pele mais saudável, combate a asma e fornece energia ao corpo. Para ter todos esses benefícios basta tomar meia colher de chá com água ou suco pela manhã ou à noite. Informações e vendas pelo telefone: 35 3221-4845


04|GAZETA DE VARGINHA

LOCAL

10 DE AGOSTO DE 2018

Água Doce de Varginha realiza III Wine Dinner no dia 15 de agosto A Água Doce de Varginha realizará, no dia 15 de agosto, a terceira edição de seu Wine Dinner, um elegante jantar para convidados especiais. Com cardápio elaborado pensando na data, criado pelo chef da casa, André Yuki, o jantar será conduzido pela Sommelier Thelma Bebber, graduada pela FISAR (Federazione Italiana Sommelier Albergatori e Ristorato-

ri- Torino-Itália), e contará com um momento bastante especial: o lançamento o vinho reserva com o rótulo “Chef”, assinado pelos chefs da casa, André Yuki e Augusto Haki, nas versões Cabernet Sauvignon e Tannat, da safra 2014. São vinhos produzidos e embalados nas serras gaúchas pela premiadíssima vinícola Família Bebber. “Há alguns anos, nós nos dedicamos a estudar vinhos e

apreciá-los, então, chegou a hora de servir bons produtos, com nossa assinatura”, comemoram os chefs. Os convites para esta experiência gastronômica já estão sendo vendidos, ao valor de R$ 98 por pessoa, e incluem prato de cada (veja o cardápio abaixo) e mais uma taça de degustação de cada vinhos para harmonização, água com ou sem gás. Sobremesa inclusa.

Cardápio: Entrada : Salada Mineira (Salada com folhas verdes, tomate grappe, queijo minas e molho especial). Harmonizado: Almejo – Merlot. Prato de Entrada: Frango com Quiabo (Sobrecoxa com Molho ao Pomodoro, sobre cama do tradicional Angu Mineiro com quiabo). Harmonizado: Reserva do Chef – Cabernet Sauvignon – safra 2014. Prato Principal: Arroz à Mineira com Couve Crispy e Costelinha com Ervas.

Harmonizado: Reserva do Chef – Tannat – safra 2014. Sobremesa: Romeu

e Julieta, uma releitura da versão clássica. Harmonizado: Espumante Rose Vero.

Colégio Batista: Dia dos pais Nesta semana nossa escola comemora o dia dos pais. Na árvore de informações apresentamos algumas dicas de como se tornar um Super Pai! Como ser um SuperPai? O que os filhos realmente esperam dos seus pais? Sabemos que hoje, o diaa-dia da família se tornou muito corrido. Os pais têm tido pouco tempo com seus filhos. O que os filhos querem e precisam é da presença dos pais. Que eles participem da sua vida escolar, acompanhem seu desenvolvimento, brinquem com eles, contem histórias, troquem ideias, conversem sobre seu dia, escutem seus problemas e seus desejos. E além de tudo isso, é importante que eles

exerçam sua autoridade ensinando com amor. Sabemos que não é tarefa fácil! Mas podemos buscar em Deus capacidade para exercer esta missão de educar. Sabendo que toda

autoridade e instrução vêm Dele. Feliz Dia dos Pais!!! “Ensina a criança no caminho em que deve andar e quando for velho não se desviará dele.” (Pv. 22:6)


10 DE AGOSTO DE 2018

LOCAL

GAZETA DE VARGINHA | 05

Acontece o Festival Grupo Unis promove e sedia diversas atividades durante a Virada Varginha 2018 Breja & Gula em Varginha

Entre os dias 16 e 18 de agosto será realizada a terceira edição do evento Virada Varginha. Em 2017, durante a sua segunda edição, foram mobilizadas mais de 150 atividades e atrações totalmente gratuitas cujo propósito, em algum nível, contribuem por uma cidade e sociedade melhores. Reforçando o compromisso com o desen-

volvimento social e cultural da região, o Grupo Unis irá participar do evento promovendo e sediando inúmeras atividades com a participação de alunos e professores dos cursos de Engenharia de Produção, Educação Física, Fisioterapia e Medicina Veterinária. Produção de brinquedos a partir de materiais recicláveis, festival de pipas, consulto-

ria para melhorias na produção de pequenos empreendimentos, Blitz educativa da Medicina Veterinária e campanha de arrecadação de brinquedos usados, serão algumas das atividades que contarão com a participação do Grupo Unis. De acordo com o Departamento de Responsabilidade Social da Instituição, a participação da educação na construção de uma sociedade mais próspera, autônoma e justa são fatores essenciais para o protagonismo da sociedade, permitindo com que seus agentes sejam promotores de sua própria história. Assim sendo, torna-se fundamental que atividades que pautem o desenvolvimento da cidadania, a sustentabilidade, conservação ambiental, prosperidade econô-

mica, ética e inclusão social estejam inertes na sociedade, motivando o crescimento pessoal e comunitário. Neste ano, o festival tem como foco principal abraçar a causa da revitalização da antiga linha férrea, levando a comunidade a se sensibilizar e debater melhorias na via que pode ser reparada para que a própria comunidade varginhense faça uso em forma de lazer, caminhadas, ciclismo, entre outros. A antiga linha férrea tem cerca de oito quilômetros de extensão no perímetro urbano e conecta vários bairros do extremo sul ao extremo norte de Varginha. Além disso, a Virada estará presente em praças, parques, escolas, museus, teatros, universidades e vários espaços diversos no município.

Mais de 20 tipos de cervejas artesanais, 6 food trucks e 10 atrações culturais em três dias. Será assim o Festival Breja & Gula que acontece pela segunda vez na Estação Ferroviária de Varginha nos dias 09, 10 e 11 de agosto de 2018. Em 2017, o festival recebeu cerca de 10 mil pessoas e neste ano está sendo preparada uma estrutura para receber ainda mais público. Segundo Bruno Araújo, organizador do evento, “o Breja & Gula é feito para toda a família. Tanto é que no sábado temos atrações deste a tarde até a noite, em um espaço aconchegante e seguro”. Os Food Trucks confirmados são - Hollywood Sanduíches, Empório do Espeto, Absoluta Gourmet, Mega Churros, Bigodón Comida Mexicanae Magno Costa Gourmet. As cervejarias participantes -Fürst, Dortmund, Senhorita, Läut, Vinil, Backer, Krug, Du Beato e Küd. Nesta sexta-feira, Vanderson Lopes Acústico e Sambatoa. No sábado , Senso Folha, Setemarez e Apréza.


06| GAZETA DE VARGINHA

10 DE AGOSTO DE 2018

LOCAL

COLUNA MINAS GERAIS Rede de Notícias do Sindijori Municípios do Jequitinhonha vão parar Após se reunirem em Itaobim, para discutirem sobre a retenção, por parte do Governo de Minas Gerais, dos repasses referente à Saúde e à Educação, 51 prefeitos fundaram a União dos Municípios do Vale do Jequitinhonha. A entidade reúne gestores do Alto, do Médio e do Baixo Jequitinhonha, e definiu para os dias 10 e 13 de agosto uma paralisação geral. Não haverá expediente nas prefeituras, secretarias e departamentos municipais. Apenas funcionarão os serviços essenciais, como saúde e limpeza urbana. E, no dia 13 de agosto, próxima segunda-feira, os prefeitos que compõem a Umvale se reunirão em Capelinha, para decidir de maneira regionalizada quais medidas serão tomadas para evitar o colapso econômico e social da nossa região. ( Diário Tribuna – Teófilo Otoni)

Cefet oferta 282 vagas para cursos técnicos A Comissão Permanente de Vestibular (Copeve) do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG) divulgou, nesta semana, edital do processo seletivo para o Ensino Técnico de Nível Médio 2019. As inscrições acontecem de 13 de agosto a 14 de outubro. Pessoas que, em função de sua condição socioeconômica, não possam arcar com o pagamento da taxa, que é de R$ 80, podem solicitar isenção. Neste caso, devem se inscrever para o Programa de Isenção, entre os dias 13 e 26 de agosto. Para o campus de Araxá, 282 vagas são ofertadas entre os cursos de Edificações, Eletrônica, Mecânica e Mineração. Ao todo, são 2.364 vagas em Minas Gerais nas modalidades integradas. (Diário de Araxá) 20 escolas participam de Conferência Livre O Conselho Muni-

cipal dos Direitos da Criança e Adolescente (Cmdca) realizou na manhã desta quarta-feira, 8, no plenário da Câmara Municipal de Araguari, a Conferência Livre dos Direitos da Criança e Adolescente. 130 pessoas de 20 escolas participaram entre crianças e adolescentes, com idade entre 10 e 17 anos. A conferência debateu a proteção, diversidade e enfrentamento da violência. As comissões temáticas do Cmdca também participaram dos debates. A conferência teve como objetivo preparar crianças e adolescentes para participarem das discussões e das demais atividades da conferência municipal. (Gazeta do Oeste – Divinópolis) JF tem mais de 1.500 roubos de celulares Uma onda de furtos e roubos de celulares esta semana em Juiz de Fora chama atenção para este crime, que é preocupante em todo o estado. Só para se ter uma ideia, 56,6% dos registros de todos os furtos

e roubos ocorridos em Minas são referentes a smartphones, o que totaliza 16.651 nos quatro primeiros meses do ano. Na cidade, entre janeiro e o último dia 13, 1.510 aparelhos estiveram na mira dos bandidos, o que significa uma média de seis casos por dia. Os números expõem o medo da população de que a violência se torne mais grave, alimentando o clima de insegurança. Os assaltos acontecem sem hora e lugar determinados. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora) Prefeitura abandona obras de creches Apesar da promessa de concluir nesse semestre o Centro de Educação Infantil (Cemei) no Monte Carmelo, a obra, a exemplo da unidade educacional do bairro Vila Real, está abandonada há mais de um ano. Em vez de crianças sendo atendidas para a tranquilidade dos pais, o que se vê é um quadro de saque, depredação e desperdício do dinheiro público. A

construção das duas unidades está orçada em R$ 1.731.660,20 e a Prefeitura de Montes Claros realizou novo processo licitatório para a retomada dos serviços, vencido por uma construtora de Patos de Minas. (O Norte de Minas – Montes Claros) Escola Livre de Teatro está de casa nova O mais novo espaço cultural de Sete Lagoas, o Centro Cultural Nacional - Teatro Preqaria, passa a receber neste segundo semestre os cursos da Escola Livre de Teatro de Sete Lagoas. Fundada em 2009 pela Preqaria Cia. de Teatro, a escola já recebeu aproximadamente 1.100 alunos e já foi sediada no Sesc e no Templo 8. A partir de 2015, a escola vem descentralizando seus cursos por meio do projeto Arte Concreta em bairros como Montreal, Nova Cidade, Morro Redondo, Jardim Europa, Santa Rita e Santo Antônio. Para Piera Rodrigues, professora e atriz da Preqaria, a Escola Livre tem um papel importan-

te na formação e capacitação artística, sobretudo por conta de sua abertura artística para as demais linguagens teatrais, indo do teatro popular ao performático. (Sete Dias – Sete Lagoas) Poços tem encontro de startups de universidades Poços de Caldas vai realizar o I Meetup Vulcão Valley, um evento que reunirá startups de universidades e aceleradoras, que já atuam na cidade. O encontro será promovido pelo Centro de Pesquisas Avançadas da PUC-Minas, com apoio da prefeitura através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho. As atividades serão no dia 11 de agosto, no Centro Empresarial Manhattan. A iniciativa conjunta tem como objetivo lançar um olhar para a inovação, como forma de apoiar as empresas locais e potencializar o desenvolvimento em Poços. (Jornal Cidade – Poços de Caldas)

Acontece em Varginha Oficina do Projeto "Brasileirinhos: Choro nas Escolas e Praças" Confira abaixo a programação das oficinas e siga no Facebook o “Projeto Brasileirinhos: choro nas Escolas e praças” para conhecer a programação de shows. Previstos para os meses de setembro e outubro, serão 2 shows abertos ao público e 2 realizados em entidades assistenciais.

10/08/2018 às 15h Escola Municipal José Camilo Tavares 16/08/2018 às 13h Escola Municipal Matheus Tavares. Setembro: 21/06/ 2018 às 13h - Escola Municipal Profª Maria Apª de Abreu 28/09/2018 às 13h - Escola Municipal Profª HelenaReis – CAIC

II. Outubro: 04/10/2018 às 13h - Escola Municipal Antônio de Pádua Amâncio. Facebook o “Projeto Brasileirinhos: choro nas praças e escolas”: https://www.face book.com/Projeto-Brasileirinhos-Choro-Nas-Escolas-e-Praças138026320072911

(35) 2106-8100


10 DE AGOSTO DE 2018

REGIONAL

GAZETA DE VARGINHA | 07

Operação apura sonegação fiscal de R$ 100 milhões em Boa Esperança, no Sul de Minas O chefe da quadrilha, segundo apurado, era irmão do prefeito de Boa Esperança e diretor executivo da empresa Força-tarefa composta pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Receita Estadual e Polícia Civil deflagrou na manhã do dia 9 de agosto, a primeira fase da operação Filho Pródigo, para apurar fraude fiscal envolvendo a maior empresa atacadista da cidade de Boa Esperança, no Sul de Minas. Foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão na cidade. A ação é resultado da descoberta da Receita Estadual de um milionário esquema de sone-

gação fiscal envolvendo a simulação de remessas de mercadorias entre uma empresa do estado de Goiás e o atacadista de Boa Esperança. Para acobertar compras de mercadorias sem nota fiscal e, com isso, sonegar o ICMS, eram forjadas notas fiscais frias pela filial goiana do atacadista mineiro. O chefe da quadrilha, segundo apurado, era irmão do prefeito de Boa Esperança e diretor executivo da empresa. O esquema vigorou

entre 2015 e 2017, rendendo cerca de R$ 1,5 milhão por mês de lucro aos investigados e um prejuízo de R$ 100 milhões aos cofres públicos. Os envolvidos estão sendo investigados pelos crimes de sonegação fiscal e organização criminosa. Em caso de condenação, as penas podem chegar a 10 anos de reclusão. Participaram da ação, três promotores de Justiça, três delegados de polícia, 20 agentes da Polícia Civil e 30 auditores fiscais. Fonte: MPMG

Família contesta ação da PM que terminou com filho adolescente baleado

A família de um adolescente de 14 anos que foi baleado por um policial militar durante uma operação em Três Corações questiona a ação da PM. A família diz que o menor estava com drogas, mas o pai

nega. Uma investigação interna foi aberta para apurar a conduta dos militares. O adolescente está internado no hospital da cidade há cinco dias. A família cobra explicações. “A gente fica assustado porque

policial geralmente não é treinado para acontecer isso, né?”, diz o pai do menor, Luís Cláudio da Costa. O jovem passou por uma cirurgia para retirar a bala que estava alojada da perna. Ele foi atingido durante

uma operação de combate ao trafico de drogas no bairro Feira do Gado. Outro adolescente, que preferiu não ser identificado, diz que viu quando os policiais chegaram. “[Estávamos] soltando papagaio, nós tinha parado, aí foi onde que os policia chegou, desceu uns de pé, outros de carro, dando tiro pra nós, pedindo pra nós tudo parar. Aí nós ia parar, [mas] na hora que nós escutou os tiros, nóis tudo saiu correndo [sic]”, afirma. A família diz que o menino ia para a aula de handebol quando foi abordado pelos policiais. Ele é titular da

equipe de Três Corações. Já a polícia diz que o adolescente estava com drogas. “O negócio dele é sair da escola, ir pro handebol dele, e tinha vindo até a casa de uns colegas aqui do bairro”, contesta o pai. Na semana passada,

dois militares foram até o hospital ouvir o adolescente.A PM já abriu uma investigação interna pra apurar o caso. O policial que atirou contra o adolescente está à disposição da Justiça, mas não foi afastado do trabalho. Fonte: G1


08|GAZETA DE VARGINHA

10 DE AGOSTO DE 2018

REGIONAL

XI Concurso de Qualidade dos Cafés da cidade de Poços de Caldas terá fase regional este ano O evento, que reúne produtores, este ano traz como novidade a pré-seleção por regiões e a distribuição de mais prêmios aos concorrente que o objetivo é valorizar mais o produtor rural, com maior aproximação do cafeicultor e, assim, conseguir agregar valor à produção. Hudson disse que ao assumir, como interino a SMDET, foi in-

formado sobre o concurso e reconheceu a importância que a iniciativa tem no sentido de estimular o produtor e melhorar ainda mais a safra. As inscrições devem ser feitas na Secretaria

de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, localizada à rua Pernambuco,265 – 1º andar, ou, na Emater, à rua Pernambuco, 299. Fonte: Ascom Prefeitura Municipal de Poços de Caldas

Agenda 21 & Cidadania SISTEMA FIEMG – Regional Sul As inscrições vão até 14 de setembro e a final está marcada para o dia 13 de outubro, às 14h, no Palace Casino

Foi lançado na segunda-feira (6), pela manhã, o XI Concurso de Qualidade dos Cafés de Poços de Caldas. O evento, que reúne produtores do município, este ano traz como novidade a pré-seleção por regiões e a distribuição de mais prêmios aos concorrente. As inscrições vão até 14 de setembro e a final está marcada para o dia 13 de outubro, às 14h, no Palace Casino. A cerimônia de lançamento foi realizada na sede da Café Poços e contou com a participação do vice-prefeito, Flávio Faria, do secretário/interino de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET), Hudson Vilas Boas, do vereador, Lucas Arruda (representando à Câmara Municipal) e ainda de

lideranças comunitárias, sindicais, de associações e demais órgãos de apoio e fomento à cultura do café. Os secretários municipais, Ana Alice de Souza (Administração) e Marcos Sansão (Defesa Civil), também participaram. O concurso é realizado anualmente pela prefeitura, através da Divisão de Fomento Agropecuário da SMDET, em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Poços de Caldas, da CaféPoços, Sebrae, IFSuldeminas (campus Machado), Cafés Vulcânicos e Emater – Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural. Vanessa Barzagli, coordenadora da Divisão de Fomento Agropecuário, informa que, pela primeira vez, o

concurso contará com avaliação regionalizada. Segundo ela, haverá pré-seleção por região e até dez participantes por setor vão disputar a fase final. “Com o formato deste ano, a expectativa é de uma maior participação dos cafeicultores” Para o concurso, podem se inscrever todos os agricultores do município, porém, com apenas lotes de café Arábica produzidos no ano/safra nas seguintes categorias: Café Natural, Café Cereja Descascado, Despolpado ou Desmucilado. Cada cafeicultor poder participar com apenas um lote por modalidade das respectivas categorias. Flávio afirmou que as mudanças no concurso foram discutidas e feitas a várias mãos e

É de nosso conhecimento que o Brasil está passando por momentos difíceis no cenário sócio-econômico e político, exigindo dos gestores do setor industrial um empenho especial em prol do desenvolvimento sustentável exequível mediante à realidade atual do país, aliado à tecnologia e à inovação. Contribuindo com projetos de investimentos no setor industrial a Federação das Indústrias de Minas Gerais – FIEMG, tem atuado como aliada dos empresários com grande participação no foco do desenvolvimento sustentável das empresas. O Sistema FIEMG é composto por cinco unidades, oferecendo serviços e produtos: Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), o Centro Industrial e Empresarial de Minas Gerais (CIEMG), o Serviço Social da Indústria (SESI), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL). Sua existência tem como objetivo contribuir efetivamente com a indústria mineira, almejando resultados que sustentem sua competitividade, tornando-a cada vez mais inovadora e sustentável, capaz de gerar novos negócios, riqueza e desenvolvimento, isto é, que seja o motor para o desenvolvimento econômico e social de toda Minas Gerais. Outro fato importante é que o Sistema FIEMG apoia o desenvolvimento tecnológico nas empresas, disponibilizando serviços e soluções por meio de consultorias e assessoria especializada àqueles que buscam a tecnologia e a inovação como diferencial competitivo no atual mercado exigente e dinâmico. Em 03.08.2018 ocorreu em Pouso Alegre à solenidade de posse do Engenheiro Civil Sebastião Rogério Teixeira como Diretor Regional Sul da FIEMG e da Srª Heloisa Bertoli como Assistente Regional Sul da FIEMIG, contando com a presença de representantes de indústrias, autoridades públicas, representantes sindicais, entre outros. Atualmente também Presidente do SINDUSCON, o engº Sebastião Rogério Teixeira, pelo reconhecimento de seu trabalho e comprometimento com o desenvolvimento industrial de nossa cidade e região, através de sua atuação ética e eficaz, promove o Setor da Construção Civil Varginhense entre os demais na FIEMG. Aos administradores da Regional Sul da FIEMG, sinceros votos de sucesso, na certeza de que, com ética, competência e profissionalismo, por meio de uma gestão inovadora e participativa, tornarão nossa região referência estadual e nacional no setor industrial , em especial o setor da Construção Civil, alavanca do desenvolvimento econômico. Engº Alencar de Souza Filgueiras Presidente do Fórum Agenda 21 Local

Contato: agenda21localvarginha@gmail.com


10 DE AGOSTO DE 2018

FATOS E VERSÕES va; 04 – Projetos Esportivos e Culturais nos bairros, uma vez que a periferia é esquecida nestas áreas, o que deixa, principalmente a população mais jovem, expos ta as drogas e marginalidade.

Luxo do lixo Prefeituras vão parar! Com esse mote, a AMM esta convocando todos os prefeitos e servidores públicos municipais a participarem da grande mobilização que será promovida em Belo Horizonte, e, também no interior do estado, no dia 21 de agosto. Na capital mineira, os prefeitos e prefeitas irão se concentrar, a partir das 13h, a na Cidade Administrativa, de onde seguirão, em carreata, até o Palácio da Liberdade. No interior, acontecerão manifestações locais dos servidores públicos municipais nos 853 municípios mineiros. A dívida do governo estadual com os municípios mineiros já chega a R$ 7,6 bilhões e as prefeituras já não têm mais como arcar com os serviços básicos e essenciais à população. A insatisfação dos prefeitos será um dos maiores problemas políticos que Pimentel terá que enfrentar nas eleições de 2018, que pelo visto, já vai ganhar as ruas.

Coleta Seletiva será realizada em todos os bairros Desde de quarta-feira, 8 de agosto de 2018, todos os bairros de Varginha passaram a contar com a Coleta Seletiva. Nos bairros as coletas serão realizadas nas quartas e quintas, já na área central, a coleta seletiva será nas quarta-feiras. Em dias de coleta seletiva não serão recolhidos lixos orgânicos. Em dias de coleta orgânica não serão recolhidos lixos recicláveis. É preciso saber a diferença entre os tipos de lixo: Lixo orgânico: é aquele lixo composto por restos de alimentos, cascas de frutas, embalagens muito sujas entre outras. São os considerados lixos úmidos. Lixo Reciclável: papéis, plásticos, metais e vidros. São os considerados lixos secos. A coluna passou anos cobrando da Prefeitura de Varginha o cumprimento das leis ambientais e a promessa de instalar a coleta seletiva em toda a cidade! Já recebemos algumas reclamações sobre a implantação da coleta, contudo, isso era mesmo esperado, até que a população se adapte a nova e inovadora coleta. O Executivo cumpre sua promessa e a coluna parabeniza o prefeito Antônio Silva pela iniciativa, mesmo chegando atrasada! Varginha pode fazer desta iniciativa uma fonte de renda, na medida que toda a população contribua separando o lixo conforme a coleta! A iniciativa inovadora, infelizmente não acontece na maioria das cidades, mas é um caminho irreversível para garantir a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente! Esperamos agora que a população se conscientize da sua responsabilidade! A conferir!

As mais lembradas... A coluna tem trazido neste espaço a reclamação e denúncias sobre vários problemas de Varginha, principalmente da periferia da cidade, mais esquecida pelos governos e com menor infra estrutura. Áreas como saúde, educação e segurança sempre foram as mais afetadas e sempre estão no rol das reclamações, contudo, algumas falhas pontuais, até mais fáceis de resolver também aparecem quando ouvimos a população. As audiências públicas realizadas na cidade ao longo dos anos, mostram que nem todas as reclamações da população envolvem grandes projetos e enormes gastos públicos, na verdade, a maioria implica basicamente em melhoria da gestão pública e pequenos investimentos que poderiam mudar a qualidade de vida de quem mora em Varginha. Entre estas mudanças e reclamações pode mos numerar: 01 - Melhoria do transporte coletivo urbano, distribuindo melhor as linhas e fiscalizando rotas e horários; 02 - Criar (ou permitir a criação) de hortas comunitárias, existem muitos espaços vazios nos bairros, alguns pertencentes a própria Prefeitura de Varginha, estes espaços poderiam ser usado como horta comunitária fornecendo renda, capacitação e alimentos de qualidade à população; 03 – Manutenção em ruas e praças que ficam esquecidos pelo município e/ou apenas são reparados depois de muita reclamação e quando o gasto já é bem maior que a manutenção preventi-

Aproveitando a feliz notícia do início da prometida coleta seletiva em todos os bairros de Varginha, fomos surpreendidos com a licitação nº131/2018, publicada no diário oficial de 02/08/2018, da Prefeitura de Varginha, que tem por objetivo a contratação de serviços na área de engenharia incluindo mão de obra, materiais e disponibilização de equipamentos necessários para execução dos serviços de construção e reforma de parte do alambrado da área destinada à Cooperativa de Reciclagem, localizada junto ao antigo lixão próximo ao bairro Corcetti. A obra será contratada em breve e deveria ser paga com os recursos oriundos da Copasa, que se comprometeu a recuperar aquela área do lixão, todavia não iniciou seus trabalhos e pesados investimentos p ara tal tarefa. Além disso, os valores arrecadados com a coleta seletiva e Cooperativa de Reciclagem, que precisam ser minuciosamente fiscalizados, deveriam também contribuir com a melhora da Cooperativa e da coleta, por consequência, melhorando a qualidade de vida e capacitação daqueles que militam na cooperativa e coleta. Quem vai fiscalizar e pagar pela obra contratada na licitação 131/2018? Será que vão conseguir entrar na área para fiscalizar os recursos gastos na obra? Afinal, dizem que tem gente naquela região que já teria “matado três e que não gosta de visitas bisbilhotando o local”!

Vivendo na brisa fresca! A reclamação da população quanto a Saúde em Varginha cresce a cada dia! Saúde é uma das maiores preocupações de quem já não tem emprego ou segurança pública! Todavia, os problemas e entraves para que a população tenha uma Saúde de primeira não deve ser a falta de dinheiro! Pelo menos não em Varginha! Afinal, apenas a Fundação Municipal de Saúde, que cuida do Hospital Bom Pastor, vai gastar mais de R$ 62 mil reais com “manutenção e limpeza de ar condicionado”! Isso é o que mostra os contratos nº 069 e 073 de 2018, da Fundação Municipal de Saúde firmados com duas empresas do setor! Os contratos foram publicados no Diário Oficial de 02/08/2018. Isso sim que é “viver na brisa fresca”, todavia, pago com dinheiro público!

Dinheiro para a Saúde Não é de hoje que a coluna acompanha a aplicação e os enormes gastos na área de saúde em Varginha. São recursos milionários realizados pelos governos federal, estadual e municipal, dinheiro que muitas vezes é gasto de forma desconhecida e sem a fiscalização necessária, como gostaria o contribuinte, que é quem paga a conta e não tem o serviço de saúde a contento morrendo nas filas. A coluna verificou no extrato de publicação dos gastos de saúde, da Fundação Municipal de Saúde, o contrato nº 223/2016 e seus diversos aditivos (aparentemente no IV aditivo) com a mesma empresa! Aliás, a empresa contratada não tem do que se queixar, pois neste mesmo contrato cheio de aditivos já faturou milhões dos cofres públicos municipais. No aditivo I II, onde o valor original do contrato é de R$ 607.200,00 a empresa teve um aditivo de R$ 151.800,00. Já no contrato aditivo IV, a Prefeitura de Varginha foi mais generosa no aditivo, pois o valor original do contrato é de R$ 607.200,00 e o valor aditivado foi de R$ 759.000,00!! Sem dúvida uma bolada! As contratações são referentes aos tratamentos de Oncologia! Não é por acaso que “ouve-se pelos corredores que a Oncologia é a prima rica” dos demais tratamentos pagos com dinheiro público do SUS!

Você não está sendo filmado, mas está pagando! A Câmara de Vereadores de Varginha, por meio da licitação 008/2018, publicada no Diário Oficial de 02/08/ 2018, vai contratar empresa para prestação de serviços de transmissão de áudio e vídeo em tempo real (ao vivo) e gravadas, das Sessões Ordinárias, Extraordinárias, Solenes, Audiências Públicas, projetos como Câmara nos Bairros e Câmara nas Escolas e demais eventos promovidos pela Câmara de Varginha e Escola do Le-

GAZETA DE VARGINHA | 09 gislativo da Câmara Municipal de Varginha, em tecnologia digital, em canal de transmissão de TV aberta em Varginha. O gasto é mais um dos muitos realizados pelo Legislativo Municipal, especializado em “batizar ruas, concordar com o Executivo municipal, contratar sem concurso e entre outras mazelas”. A conta pela “sessão pavão para exibir os senhores vereadores”, como sempre, vai para o cidadão contribuinte de Varginha!

Cemig vende rede de fibra óptica por cerca de R$ 650 milhões A Cemig realizou nesta quarta-feira (8/8), em Belo Horizonte, um leilão para a venda de ativos de telecomunicação nas regiões Sudeste, Nordeste e CentroOeste do país. A companhia arrecadou R$ 648,89 milhões com a venda de 6 mil quilômetros de cabos ópticos em redes metropolitanas e quase 12 mil quilômetros de cabos ópticos de longa distância, localizados em cem cidades de sete estados: Minas, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, Ceará e Goiás. O primeiro lote, que incluía ativos em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, tinha o preço mínimo de R$ 335,07 milhões, e foi arrematado pela American Tower do Brasil por R$ 571 milhões. O segundo lote, que contava com ativos na Bahia, Pernambuco, Ceará e Goiás, foi adquirido pela Algar Soluções em TIC por R$ 77,89 milhões, o que representou um ágio 140% superior ao valor mínimo ofertado, de R$ 32,47 milhões. De acordo com o presidente da Cemig, Bernardo Alvarenga, o leilão superou as expectativas da empresa, uma vez que o preço mínimo dos dois lotes era R$ 367 milhões. Ao todo, 17 empresas mostraram interesse em participar do leilão e três foram habilitadas para o processo. Para o diretor de Gestão de Participações da Cemig, Daniel Faria Costa, o leilão dos ativos de telecomunicações é um marco importante no programa de desinvestimento da empresa. “É mais um ativo de relevância que foi vendido, dentro dos objetivos da companhia de reduzir o endividamento e se reestruturar”, destaca. Em que pese a grave crise enfrentada pelo Governo de Minas, a Cemig parece ter melhorado sua gestão, fazendo o contrário do Governo de Minas. A estatal enxugou gastos, focando em sua atividade fim e investindo em eficiência de trabalho.

Rio corre pro mar A Assembleia Legislativa de Minas Gerais aprovou nesta semana um novo projeto de securitização de contas do governo estadual para tentar aplacar as enormes dívidas do Governo de Minas junto a servidores e aos municípios. Os cálculos do governo dão conta que com a medida aprovada na Assembleia Legislativa o governo vá arrecadar cerca de R$ 2 bilhões, todavia, apenas aos municípios mineiros o Governo de Minas deve algo em torno de R$ 7 bilhões, a fora a dívida com servidores e pensionistas. Mas vejam só que incoerência, pois dos R$ 2 bilhões que se espera arrecadar, 30% ficará com o Tribunal de Justiça e os outros 70% será destinado aos municípios. Ou seja, cerca de R$ 500 milhões, devem ir para a casta mais bem paga do Estado, formada por magistrados e servidores do Tribunal de Justiça que não estão recebendo parcela como milhares de servidores da Educação, Saúde e Segurança Pública!

Primeira mão Depois que a coluna divulgou em primeira mão que o Memorial do ET receberia um posto avançado da Polícia Militar, diversos outros órgãos de imprensa vieram atrás da notícia! Contudo divulgaram com “equívocos”. Uma vez que não será todo o espaço que será ocupado pela Polícia Militar. O Executivo municipal ainda tem o desafio de dar destinação para boa parte do imóvel. A parceria com a PM foi uma boa articulação, pois dará segurança e ocupação para o imóvel que chegou a ser vandalizado, bem como vai oferecer mais segurança aos esportistas que frequentam aquela região. Além disso, nada impede que o restante do imóvel seja ocupado por projetos com foco na destinação originária daquela obra. A conferir!

RODRIGO SILVA FERNANDES é advogado e articulista político da Gazeta de Varginha as quartas e sextas. Email: rodrigogazeta@bol.com.br


10| GAZETA DE VARGINHA

REGIONAL

10 DE AGOSTO DE 2018

Acidentes com pedestres são os mais graves, diz levantamento Nesta quarta-feira (08/08) foi celebrado, em todo o mundo, o Dia do Pedestre. A data foi criada para levantar o debate sobre como promover segurança para quem caminha e tem se tornado um tema emergente. Os acidentes envolvendo pedestres são os mais graves e mais fatais.

Em rodovias, além da imprudência, observa-se que alguns trechos exclusivos para tráfego rodoviário são usados como avenidas, pois muitos bairros cresceram ao seu redor, promovendo o desenvolvimento das cidades em torno da via. Por isso, é essencial o investimento feito em infraestrutura e ações de

conscientização e planejamento para todos os públicos, inclusive os pedestres. Segundo a Pesquisa de Observação, realizada pela Arteris, o comportamento do motorista brasileiro é imprudente. Muitos excedem a velocidade enquanto dirigem e essa atitude influencia os acidentes com pedestres. Deve-se

considerar o comportamento dos próprios pedestres, que insistem em caminhar às margens das rodovias e atravessar direto pela pista. Embora o número de acidentes por atropelamento seja a menor parcela, os dados indicam que eles são proporcionalmente mais graves e com alto índice de fatalidade nas rodovias. Infelizmente, praticamente 1/3 dos óbitos registrados nas rodovias administradas pela Arteris nas regiões Sul e Sudeste do País são decorrentes de atropelamentos. Em 2017, o total de óbitos registrados em acidentes foi de 644. Pedestres envolvidos em acidentes fatais representam 31% do total de 2017. Já é possível verificar uma redução dos indicadores no primeiro semestre deste ano. De janeiro a junho de 2017, foram registrados 250 acidentes com pedestres e 104 óbitos. Para o mesmo período de 2018, verificou-se uma queda de 10% no número de acidentes e uma redução de 24% de óbitos com pedestres. No entanto, os dados ainda são preocupantes. Os números do Grupo corroboram com as informações do Infosiga SP, sistema de dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, do Governo do Estado de São Paulo. Pedestres correspondem ao segundo maior grupo de vítimas fatais do trânsito no Estado. Em

2017, foram registrados 5.645 óbitos, sendo 52,17% de condutores, 28,27% de pedestres, 12,75% de passageiros e 6,8% não identificados. A Arteris tem a segurança no trânsito como um dos seus principais pilares de atuação e, por isso, investe de forma progressiva na construção de infraestruturas que ofereçam segurança para todos, destacando ações como implantação e adequação de passarelas, calçadas, iluminação, implantação de controladores de velocidade, dispositivos de retorno em desnível, tratamento de passagens de pedestre, reforço de sinalização horizontal e vertical específica para os pedestres, instalação de telas de proteção e instalação de defensas metálicas e de concreto. Além disso, desenvolve ações de sensibilização e conscientização direcionadas aos pedestres, entre elas: o Projeto Escola Arteris que, há 17 anos, beneficia mais de 300 mil

alunos de 630 escolas da rede pública de ensino em 150 municípios vizinhos às rodovias administradas pela companhia, com educação para o trânsito; o Fórum Arteris da Juventude, iniciativa que envolve alunos com idade entre 12 e 17 anos da rede pública de ensino, dos cinco estados em que a Arteris está presente, para que se tornem embaixadores da segurança no trânsito; o programa Passarela Viva, que incentiva os pedestres a fazer a travessia segura e a usar corretamente as passarelas e as calçadas construídas na faixa de domínio das rodovias; e o Viva Pedestre, que fornece informações aos pedestres sobre seus direitos e deveres com ações realizadas em parcerias com instituições de ensino e o Viva Comunidade, iniciativa que leva para as cidades os programas sociais já desenvolvidos pelo Grupo voltadas à saúde e bem-estar. A educação para o trânsito precisa alcançar todos os usuários.


Uma cidade que seduz não só pela tradição na produção de vinhos, mas por vários atrativos que tem a oferecer aos visitantes. Essa é Andradas (MG), localizada aos pés da Serra da Mantiqueira, no Sul de Minas Gerais. Com pouco mais de 39 mil habitantes, é conhecida como "terra do vinho" e oferece diversos atrativos para os amantes da natureza, da culinária mineira e italiana, da cultura e do ecoturismo. E foi em 1892, dois anos após a fundação da cidade, que as primeiras videiras começaram a criar raízes no município. O responsável foi um imigrante italiano, recém chegado ao Brasil, que viu nas terras de Andradas a oportunidade de uma vida próspera baseada na produção de uvas. Com pouco dinheiro no bolso, mas com muita vontade de construir um futuro próspero, o patricarca da família Marcon, Sr. João Maximiano Marcon, dividiu as experiências com o filho Geraldo Marcon. Em parceria com a família Piagentini, deram início aos primeiros parreirais na cidade. A sociedade foi encerrada anos depois, mas mesmo assim, Geraldo Marcon não deixou a tradição morrer. Hoje a família dele é detentora da maior produção de uvas da região que figura como uma das maiores vinícolas de Minas Gerais. Mas para chegar até os dias atuais é preciso voltar no tempo. Sucessor do pai, Geraldo adquiriu a Fazenda São Geraldo e o Sítio Bom Fim. Foi então, que teve início a produção de vinho para vendas apenas à granel. Com a morte de Geraldo Marcon, em 1978, a vinícola foi assumida pelo filho dele, Luiz Carlos Marcon, que, posteriormente, passou a paixão para a 5ª geração da família: os filhos Carlos, Luiz e Michel. "Nosso avô, Geraldo Marcon, faleceu dentro de uma cuba/pileta (antigo reservatório para armazenamento de vinho), quando naquela época ainda trabalhava sozinho aqui nessa mesma vinícola. Ele desceu dentro deste reservatório para expelir o bagaço manualmente para fora, após a fermentação, e como estava muito forte ainda de gás carbônico gerado pelo processo fermentativo, não aguentou retornar à superfície e sofreu um infarto. Sentimos até hoje a presença dele aqui conosco, em cada passo que damos, mesmo não o tendo conhecido pessoalmente. Nossa marca e nosso complexo turístico receberam o nome em sua homenagem", contou o empresário Michel Marcon, de 34 anos. De geração em geração, os três irmãos dão continuidade ao projeto do avô. Constantemente, eles investem em novas tecnologias, aperfeiçoando as técnicas de produção e elaborando vinhos finos com reconhecimento internacional. Tanta dedicação dá a certeza de que o DNA dos Marcon está totalmente ligado às tradições italianas que ganharam força em terras mineiras. "Eu e meus irmãos estamos 100% envolvidos no ramo. Crescemos entre as videiras e, hoje, respiramos uva e vinho", disse o empresário. Privilegiada pela localização, a cidade tornou-se referência na vitivinicultura, atividade que envolve o cultivo das vinhas e a fabricação do vinho e do suco da uva, razão pela qual ganhou o apelido de “terra do vinho”. Atualmente, Andradas abriga seis adegas que fabricam, especialmente, vinhos bordô, feitos com folha de figo, além dos "niágara rosada" e "niágara branca", feitos com até 95% de uvas cultivadas na própria região.


GAZETA DE VARGINHA | 11

10 DE AGOSTO DE 2018

MINAS

ALMG aprova venda de créditos pelo governo, mas dinheiro irá para TJMG e municípios A expectativa do governador Fernando Pimentel (PT) de conseguir arrecadar recursos por meio do Projeto de Lei de Securitização, de sua autoria, e utilizá-los para apagar o fogo de diversas dívidas do Estado – inclusive no pagamento de salários dos servidores públicos –, foi por água abaixo. Na manhã de quarta-feira (8) a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou, em segundo turno, o PL 5.012/2018 que trata da concessão do direito creditório. O projeto tem por objetivo antecipar o recebimento de dívidas tributárias e não tributárias, transferindo-as

para o setor privado. Dessa forma, o devedor deixaria de ter dívida com o Estado e passaria a dever ao credor privado que adquiriu a dívida. Com isso, a expectativa é que o Estado arrecade até R$ 2 bilhões. Entretanto, após negociação com a oposição, o PL 5.012/ 2018 foi aprovado por meio de um substitutivo apresentado em plenário pelo deputado estadual Gustavo Corrêa (DEM). O substitutivo define o destino dos recursos arrecadados. Assim, ficou estabelecido que, dos R$ 2 bilhões previstos destinados ao Tribunal de Justiça de Mistos, 30% vão nas Gerais (TJMG) a título

de pagamentos de duodécimos que estão em atraso, e os outros 70% serão destinados aos municípios mineiros, aos quais o governo tem atrasado repasses de diversas naturezas. Dados da Associação Mineira de Municípios (AMM) dão conta de que a dívida atual do governo com os municípios é de cerca de R$ 7,7 bilhões. Desse montante, pelo menos R$ 4 bilhões seriam o déficit total da saúde, enquanto outros R$ 2,3 bilhões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Os recursos arrecadados pelo PL da

Minas Gerais tem primeiro centro integrado para tratar câncer O grupo Oncoclínicas inaugura nesta quinta-feira (9), em Belo Horizonte, o Oncobio, o primeiro centro totalmente integrado para o diagnóstico e para o tratamento do paciente com câncer de Minas Gerais. “O objetivo do centro é a medicina de precisão, que permite diagnósticos mais complexos, inclusive genéticos, e o tratamento de forma individualizada”, explica o médico oncologista Bruno Ferrari, fundador e presidente do Conselho de Administração do grupo Oncoclínica. “Vamos ter em um único prédio todos os tipos de tratamento para o paciente oncológico”, diz. Com mais de 200 médicos – oncologistas, hematologistas, radioterapeutas e cirurgiões –, o Oncobio, integrado ao Hospital Biocor, terá capacidade

securitização não conseguem sanar nem 20% do total da dívida do governo com os municípios, porém vão colocar nas mãos dos prefeitos uma decisão complicada – a escolha de investir, de imediato, em duas áreas importantes: educação ou saúde. O PL 5.012/ 2018 segue agora para sanção do governador Fernando Pimentel. Caso o petista decida vetar o projeto, tudo pode voltar à estaca zero. “O substitutivo foi a condição para votarmos. Nós cercamos o projeto de cuidados e amarramos as condições de tal forma que, caso Pimentel queira vetar o substitutivo, ele

irá vetar a parte principal do projeto, voltando à estaca zero”, afirmou o deputado estadual Sargento Rodrigues (PTB). O deputado João Magalhães (MDB) afirma que tudo já estava negociado com o governador. “Aprovamos a emenda hoje com muita tranquilidade. Tudo

já estava acordado com o governador há duas semanas. Ele aceitou a vinculação. A expectativa é que R$ 500 milhões sejam destinados ao Tribunal de Justiça e o restante sirva para pagar parte da dívida com os municípios que estão em estado de penúria”, disse. fonte:Otempo

Construir para desenvolver!!! A Fábrica de Blocos Luciano tem atendido grandes obras em Varginha e região! Com qualidade e presteza tem feito com que seus clientes se mantenham sempre satisfeitos.

inicial para atender 500 pacientes por dia, particulares ou de planos de saúde. A unidade, conforme Ferrari explica, apresenta três pontos diferenciais. Um deles é que conta com o mais avançado acelerador linear para radioterapia do mundo, um dos primeiros a entrar em operação no Brasil. “É a tecnologia mais moderna que existe. Reduz o número de dias de radioterapia com maior segurança para o paciente”, diz. O centro também

conta com uma unidade de oncologia pediátrica, exclusiva para atender crianças com a doença. O terceiro diferencial, segundo Ferrari, é o serviço de transplante de medula óssea adulto e pediátrico, dedicado ao tratamento de neoplasias hematológicas, como as leucemias agudas. O Oncobio vai usar os mais de cem leitos do Biocor disponíveis para o tratamento oncológico. O centro especializado funcionará em uma torre integrada, por uma ponte, ao hospital.

FÁBRICA DE BLOCOS

LUCIANO

Blocos - Canaletas Areias - Britas Avenida dos Imigrantes, 4.425 Vargem - Varginha - MG Fone: 3223-8833 / 9971-0206


12| GAZETA DE VARGINHA

10 DE AGOSTO DE 2018

SAIBA SEUS DIREITOS

Supremo reconhece imprescritibilidade de ação de ressarcimento decorrente de ato doloso de improbidade Por maioria de votos, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu a imprescritibilidade de ações de ressarcimento de danos ao erário decorrentes de ato doloso de improbidade administrativa. A decisão foi tomada na tarde desta quarta-feira (8) no julgamento do Recurso Extraordinário (RE) 852475, com repercussão geral reconhecida. Com o julgamento, a decisão deverá ser aplicada em aproximadamente 1 mil processos semelhantes em instâncias inferiores. No caso concreto se questionou acórdão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) que declarou a prescrição de ação civil pública movida contra funcionários da Prefeitura de Palmares Paulista (SP) envolvidos em processo de licitação considerado irregular, e extinguiu a ação. Ao prover parcialmente o recurso, o STF determinou o retorno dos autos ao tribunal de origem para que, uma vez afastada a prescrição, examine o pedido de ressarcimento do erário com base nas condições fixadas pelo Plená-

STJ pode analisar se cabe dano moral em rompimento de noivado

rio. O julgamento teve início na última quintafeira (2), quando cinco ministros acompanharam o voto do relator, ministro Alexandre de Moraes, no sentido do desprovimento do recurso do Ministério Público estadual, entendendo aplicar-se ao caso o prazo de prescrição previsto na legislação de improbidade administrativa (Lei 8.429/1992), de cinco anos. O ministro Edson Fachin, acompanhado da ministra Rosa Weber, divergiu do relator por entender que o ressarcimento do dano oriundo de ato de improbidade administrativa é imprescritível, em decorrência

da ressalva estabelecida no parágrafo 5º do artigo 37 da Constituição Federal, e da necessidade de proteção do patrimônio público. Na sessão desta quarta-feira (8), o julgamento foi retomado com o voto do ministro Marco Aurélio, que acompanhou o relator. Para o ministro, a Constituição não contempla a imprescritibilidade de pretensões de cunho patrimonial. “Nos casos em que o Constituinte visou prever a imprescritibilidade, ele o fez. Não cabe ao intérprete excluir do campo da aplicação da norma situação jurídica contemplada, como não cabe também

incluir situação não prevista”, disse. Já para o ministro Celso de Mello, que votou em seguida, houve, por escolha do poder constituinte originário, a compreensão da coisa pública como um compromisso fundamental a ser protegido por todos. “O comando estabelece, como um verdadeiro ideal republicano, que a ninguém, ainda que pelo longo transcurso de lapso temporal, é autorizado ilicitamente causar prejuízo ao erário, locupletando-se da coisa pública ao se eximir do dever de ressarci-lo”, ressaltou, ao acompanhar a divergência.

Dr. Gustavo Chalfun

Drª. Patrícia Bregalda Lima

OAB/MG 81424 Rua Argentina, 535 Vila Pinto Tel: 3222-4801

OAB/MG 65099 Av Salum Assad. David, 70 - Santa Luiza Tel: ( 35) 3214-5051

gustavo@chalfun.com.br

Dr. Daniel Piva OAB/MG 81667 Delfim Moreira, 258, sala 201- Centro Varginha -MG Tel: 3222 2851

dapiva@ig.com.br

patriciabregalda@varginha.com.br

O STJ pode analisar se cabe ou não condenação por dano moral em caso de rompimento de noivado. Recurso especial, remetido à Corte Superior, foi interposto por mulher que ingressou com ação indenizatória por causa do rompimento de noivado, mas teve dano moral afastado pela 2ª câmara de Direito Privado do TJ/SP. A mulher ajuizou a ação contra o exnoivo requerendo o pagamento de indenização por danos materiais e morais em virtude do término do relacionamento. Em 1º grau, o juízo da 10ª vara Cível de Ribeirão Preto julgou procedentes os pedidos, condenando o homem a indenizar a ex-noiva em R$ 19,5 mil, por danos materiais, e

Fonte:migalhas.com

Dr. José Simplicio da Silva Filho OAB/MG 73.079 Praça São Pedro, 36, Vila Floresta Tel: ( 35) 3067-1070

ssimplicio@hotmail.com

Dr. Vítor Comunian

Dr. Gustavo Pinto Biscaro

OAB/MG 31.931 Rua Delfim Moreira, 258, sala 3 Centro Tel: 35 3221-3787

OAB/MG 106.276 Rua: Presidente Evaristo Soares. 255 - Vila Pinto Tel: (35) 3222-1049

gustavopbiscaro@gmail.com

em R$ 10 mil por danos morais. Em 2º grau, a 2ª câmara de Direito Privado do TJ/SP deu parcial provimento ao recurso do ex-noivo e manteve a indenização por danos materiais, afastando a condenação por danos morais. Para o colegiado, é certo que o rompimento do noivado é situação desconfortável, mas a decepção causada à noiva não necessariamente incide em dano moral. "Mesmo reconhecendo-se certa perturbação na paz da apelada, tal não é indenizável em moeda corrente. É fundamental entender que não é toda decepção decorrente de situações tais que autoriza a indenização por eventual dor moral", pontuou o colegiado.

vicentelloredo@yahoo.com.br

Mande sua pergunta para gazetadevarginha@gmail.com


10 DE AGOSTO DE 2018

BRASIL

GAZETA DE VARGINHA | 13

Fux e Barroso voltam atrás, e não há prazo para cobrar condenado por improbidade A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta (8) que não há prazo para protocolar ações de cobrança de danos causados por agentes públicos ou privados em casos envolvendo atos de improbidade administrativa. Segundo integrantes do Ministério Público, a decisão terá impacto nas investigações da Operação Lava Jato. A votação desta quarta foi uma mudança no entendimento de grande parte dos ministros. Na semana passada, foi formada maioria a favor da prescrição, ou seja, do prazo de cinco anos para que o governo ou Ministério Público pudessem entrar na Justiça para cobrar prejuízos que foram causados à administração pública após a condenação

do réu por improbidade administrativa. A alteração no resultado do julgamento ocorreu diante da mudança nos votos dos ministros Luiz Fux e Luís Roberto Barroso, que, na semana passada, quando o julgamento começou, votaram pela prescrição. Ao justificar sua mudança de posição, Barroso disse que mudou seu voto porque recebeu diversos elementos sobre o impacto da decisão no combate à corrupção de atos de improbidade. "Eu acho que o juiz deve produzir o melhor resultado possível ao interesse da sociedade. Tendo levado em conta os argumentos jurídicos e muitos argumentos que me foram trazidos ao longo desse intervalo que mediou o primeiro julgamento do outro,

sobre as dificuldades de recuperação, me convenço que, como regra geral, a prescritibilidade neste caso não produz o melhor resultado para a sociedade", argumentou. Fux também decidiu retificar seu voto após entender as consequências da decisão. "Hoje em dia não é consoante aos princípios e à postura judicial do STF que danos decorrentes de crimes praticados contra a administração pública e de atos de improbidade praticados contra administração pública fiquem imunes da obrigação ao ressarcimento", justificou. Durante o julgamento, o relator do caso, ministro Alexandre de Moraes refirmou seu voto e disse que imprescritibilidade beneficia a inércia. Moraes também

chamou de “falácia” declarações de membros do MP, por meio da imprensa, de que a prescrição afetaria as investigações da Operação Lava Jato. "O que atrapalha o enfrentamento contra corrupção é a incompetência. Alguém, seja órgão da administração, o MP, que tem ciência do fato, tem cinco anos para investigar ou 12, 16, se corresponde a crime, na

verdade, se nesse prazo não conseguiu o mínimo para ingressar com a ação ou é porque nada há ou porque é incompetente", afirmou. O ministro Gilmar Mendes voltou pela prescrição e disse que a falta de prescrição apenas estimula abusos do MP contra administradores públicos. "Isso nada tem a ver com combate à corrup-

ção e muito menos com a Lava jato". O caso chegou ao Supremo por meio de um recurso de um ex-prefeito do município de Palmares Paulista (SP) contra condenação por improbidade em uma licitação para o desmantelamento de uma Kombi e um Ford Royale, dois veículos usados pela administração da cidade, em 1995.

Operação mira trabalho escravo e tráfico de pessoas em Minas, Goiás e São Paulo A Polícia Federal, em parceria com o Ministério Público do Trabalho e o Ministério Público Federal, deflagrou nesta quinta-feira, 9, em Franca, a Operação Fada Madrinha, contra o tráfico internacional de pessoas e o trabalho escravo. Em nota, 52 policiais federais deram cumprimento a cinco mandados de prisão preventiva e oito mandados de busca e apreensão nas cidades de Franca (SP), São Paulo (SP), Goiânia (GO), Aparecida de Goiânia (GO), Jataí (GO), Rio Verde (GO) e Leopoldina (MG), todos expedidos pela 2ª Vara Federal de Franca, SP. A investigação teve início em novembro de

2017, quando a Polícia Federal recebeu informações de que transexuais estavam sendo aliciadas pelas redes sociais com promessas da realização de procedimentos cirúrgicos para a transformação facial e corporal e da participação em concursos de misses na Itália. As investigações apontam que as vítimas, ao chegarem à cidade de Franca, em busca das promessas, eram submetidas à exploração sexual e à condição análoga à de escravas, sendo obrigadas a adquirir itens diversos dos investigados (roupas, perucas, sapatos etc.), o que as levava a um ciclo de endividamento. Os investigados

aplicavam silicone industrial no corpo das vítimas e as encaminhavam para clínicas médicas para implante de próteses mamárias, havendo indícios de que as próteses utilizadas eram provenientes de reúso. As vítimas consideradas mais bonitas e promissoras eram enviadas à Itália para a participação em concursos de misses, tudo a expensas dos investigados, o que dava causa a um novo ciclo de endividamento. Naquele país, eram novamente submetidas à exploração sexual para o pagamento de suas dívidas com o grupo criminoso. No decurso das investigações foi apurado

que esquema semelhante ao de Franca estava em curso nos Estados de Goiás e de Minas Gerais e que havia uma parceria comercial entre os investigados, mediante o "intercâmbio" de vítimas. Os investigados responderão, na medi-

da de suas responsabilidades, pelos crimes de tráfico internacional de pessoas, redução à condição análoga à de escravo, associação criminosa, rufianismo e exercício ilegal da medicina. Se condenados, as penas podem ultrapassar 25 anos de reclusão.

Acompanharam as diligências nesta data representantes do Ministério do Trabalho e Emprego e da Organização Internacional do Trabalho (OIT) que ficarão responsáveis por medidas protetivas às vítimas. fonte:Otempo


10 DE AGOSTO DE 2018

GAZETA DE VARGINHA |15

POLÍTICA

Cármen Lúcia diz que 'perdeu', mas que não queria estar ao lado dos 'vencedores' Em tom de lamento, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, comentou na manhã desta quinta-feira, 9, a inclusão do reajuste de 16,38% no salário dos próprios ministros na proposta orçamentária da Corte, aprovada nesta quartafeira, 8, em reunião administrativa do STF, por 7 votos a 4. A ministra votou contra o aumento. Sem citar nominalmente o reajuste, Cármen disse que na quarta "perdeu", mas que não queria estar ao lado dos "vencedores". "O que venceram e

como venceram não era o que eu queria e continuo não convencida de que era o melhor para o Brasil", disse Cármen, que na quarta foi acompanhada pela minoria dos ministros, Edson Fachin, Rosa Weber e Celso de Mello. Considerado o teto do funcionalismo público, a remuneração atual dos ministros do STF é de R$ 33.763,00 e pode subir para R$ 39 293,32, um aumento de R$ 5,5 mil. Votaram para aprovar a proposta com reajuste os ministros Dias Toffoli, próximo presidente da Corte, Luís

Roberto Barroso, Gilmar Mendes, Luiz Fux, Ricardo Lewandowski, Alexandre de Moraes e Marco Aurélio Mello. Apesar de ter sido incluído na proposta orçamentária da Corte, o reajuste salarial ainda precisa ser aprovado pelo Senado - o projeto de lei já passou pela Câmara - e também ser sancionado pelo presidente Michel Temer. O comentário da ministra foi feito durante palestra no 'Seminário Nacional - Os Direitos Humanos, os 30 anos da Constituição Federal e os 70 anos das Declarações Ameri-

canas e Universal'. Cármen falava sobre perdas históricas quando fez menção à "perda" de quarta. "Eu quando conto isso, fica pare-

cendo que sou uma pessoa que perde muito. Aliás perco quase todo dia, ontem perdi, provavelmente hoje perco de novo em algu-

ma votação', mencionou a ministra. "Conto apenas para mostrar que às vezes lutamos muito, mas não ganhamos, mas que o objetivo de lutar pelo Brasil e conviver com o diferente, que muitas vezes vence, faz parte da democracia", completou Cármen, que deixa a presidência do STF em setembro. Na quartafeira, ao votar pela não inclusão do reajuste na proposta, a ministra alertou para o "temor" de um efeito cascata nas contas públicas de todo o País em um momento de crise econômica.

Pós-impeachment, presidenciáveis fortalecem chapas com escolha de vices Após o MDB desembarcar do governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 2016 e votar a favor do impeachment, candidatos a presidente em 2018 escolheram vices do mesmo grupo político e ideológico. Um exemplo é a escolha feita pelo partido comandado por Luiz Inácio Lula da Silva. Neste ano, caso Lula não consiga liminar para deixar a prisão e se candidatar, o mais provável é Fernando Haddad (PT) disputar a eleição. Na chapa, Manuela D’Ávila (PCdoB) será candidata a vice. De partido de esquerda, Manuela e a legenda são consideradas confiáveis e, caso o PT tenha problema durante o governo – caso seja eleito – Haddad não vai precisar desconfiar da vice. Geraldo Alckmin (PSDB) também escolheu uma vice forte. Ana Amélia (PP), senadora pelo Rio Grande do Sul, foi oposição ao governo

Dilma. A escolha de Ana Amélia colocou fim em uma das alianças mais antigas da política brasileira pós-Ditadura: chapa PSDB-DEM. Em 1994, 1998, 2006 e 2010 os candidatos tucanos contaram com um vice do DEM (até 2007 chamado de PFL). Em 2002, José Serra teve como vice uma candidata do PMDB, mas no segundo turno, o DEM apoiou Serra. Em 1989 e 2014, os tucanos disputaram o pleito com “chapa puro sangue”. Ou seja, candidato e vice do mesmo partido. Para o mestre em História pela Unesp (Universidade Estadual Paulista) Eduardo Lima, as escolhas foram feitas para evitar episódio vivido entre PT e MDB e para tentar conquistar o eleitorado feminino. “É a primeira vez que os candidatos à Presidência da República foram atrás dos vices. Antes, os candidatos esperavam a indicação do

principal partido aliado”, disse. “A maioria do eleitorado feminino não sabe em quem votar ainda. Veja que muitos candidatos, numa tentativa de se aproximar desta fatia eleitoral, buscaram mulheres como vice”, completa. Outra mudança que ocorreu, segundo Lima, foi o fato de os candidatos deixaram para pensar na governabilidade depois da eleição. Até 2014, as legendas buscavam ainda durante a disputa compor alianças visando o futuro governo. A partir de 2019, quando o presidente eleito assumir, o vice não deve mais ser considerado “decorativo”, como o próprio Michel Temer (MDB) declarou em carta enviada a Dilma quando o governo da petista começou a perder força no Congresso Nacional. “É um exemplo da governabilidade. Se o governo começa a ficar fraco, os aliados rompem naquele momento dificultando a

continuação do governo. Pensar apenas na governabilidade é um risco”, afirma Lima. Marina Silva (Rede) conseguiu um fato pouco comum nas eleições: um vice que, anteriormente, disputou pleito como candidato a presidente. Eduardo Jorge (PV) tentou chegar à Presidência da República em 2014. Antes disso, apenas Leonel Brizola (PDT), candidato em 1989 e 1994, disputou como vice na chapa de

Lula em 1998 e Roberto Freire (PPS), que disputou em 1989 pelo PCB, e foi vice na chapa de Ciro Gomes (naquele momento também no PPS) em 1998. Jair Bolsonaro (PSL) também tentou emplacar uma vice mulher. A professora Janaína Paschoal, que ficou conhecida no Brasil durante o processo de impeachment de Dilma. Janaína foi autora do pedido de afastamento da petista no Congresso. Porém,

sem conseguir o apoio de Janaína, Bolsonaro aceitou general da reserva do Exército Hamilton Mourão (PRTB), o que agradou os militantes do candidato pelo fato de a chapa ser composta por dois militares. Ciro, que foi um dos últimos a apresentar vice na eleição deste ano, também escolheu uma mulher para compor a chapa. Kátia Abreu (PDT) é candidata a vice numa chapa “puro sangue”.


16 | GAZETA DE VARGINHA

ESPORTE

10 DE AGOSTO DE 2018

Cruzeiro faz valer escolha e abre caminho para ratificar tradição da "era Mano" Em uma semana, o Cruzeiro foi recompensado da escolha que fez para o mês de agosto: priorizar as disputas de mata-mata (Libertadores e Copa do Brasil) e deixar, pelo menos por enquanto, o Brasileiro em segundo plano. Jogando fora, venceu Santos e Flamengo e ficou mais próximo de se manter vivo nas duas competições copas. Com a vantagem na disputa, o time precisa só ratificar, agora, o que se tornou tradição na era Mano Menezes: não ser eliminado quando decide no

Mineirão. Nas duas passagens que o treinador teve na Toca da Raposa, o Cruzeiro se deu bem toda vez que precisou decidir em casa uma disputa de mata-mata. Foi assim em 2016, quando decidiu as quartas de final no Mineirão, diante do Corinthians. Após perder por 2 a 1 na ida, o time fez 4 a 2 no Mineirão e se classificou. No ano passado, nas semifinais, também chegou à decisão ao empatar por 1 a 1, no Independência, e ven-

cer por 2 a no Mineirão. Na Copa do Brasil, decidiu duelos contra São Francisco (goleada por 6 a 0), Murici (3 a 0). Contra o São Paulo, nas oitavas, venceu por 2 a 0 no Morumbi, perdeu por 2 a 1 no Mineirão, mas passou pelo número de gols marcados. O time também decidiu contra o Palmeiras nas quartas. Após empate por 3 a 3, fora, o time conseguiu empate no fim do jogo e passou. Nas semifinais, perdeu para o Grêmio por 1 a 0, em Porto Ale-

gre, mas devolveu o mesmo placar no Mineirão e passou nos pênaltis. Na decisão, empate por 1 a 1 com o Flamengo no Maracanã, sem gols no Mineirão, e vitória nos pênaltis, novamente. Nesta temporada, pelo Campeonato Mineiro, o time decidiu todas as fases no Mineirão, antes de ser campeão: venceu o Patrocinense por 2 a 0 nas quartas de final, o Tupi por 2 a 1 nas semifinais e por 2 a 0 o AtléticoMG na decisão, após derrota por 3 a 1 no pri-

meiro jogo. Na Copa do Brasil, após vencer por 2 a 1 fora de casa,

empatou por 1 a 1 com o Atlético-PR e passou às quartas de final.

Fla tem pior série no ano e fica na berlinda sem priorizar competições Que agosto seria um mês crucial no ano do Flamengo não era novidade. Com "overdose" de duelos contra Grêmio e Cruzeiro e a chegada de momentos decisivos nos jogos de mata-mata, porém, o início não foi animador: em três jogos no mês, o Rubro-Negro ainda não conseguiu vencer, chegou a uma sequência negativa inédita na temporada e vê com dificuldade a classificação para a próxima fase da Libertadores. É a primeira vez em 2018 que a equipe perde dois jogos consecutivos antes do Cruzeiro, foi derrotada pelos reservas do Grêmio na rodada em que perdeu a lideran-

ça do Campeonato Brasileiro. Além disso, se todo o período pós-Copa do Mundo for somado, o aproveitamento é de apenas 38,08%. Enquanto rivais diretos crescem no mesmo período, o Flamengo fraqueja. Mas se o desgaste pela sequência de jogos importantes pode ser levantado como um motivo para os recentes resultados ruins, a ideia no clube, pelo menos nas palavras ditas após o tropeço da última quartafeira, no Maracanã, não é a de poupar o time em alguns jogos. - Nossa prioridade é sempre o próximo jogo. Ir por esse caminho (priorizar alguma competi-

ção), seria assumir uma inverdade. Temos condições, o que não quer dizer que vai ser fácil, mas temos condições. Como exemplo, citei o jogo do São Paulo contra o Cruzeiro lá no Mineirão, e eles também perderam contra o Corinthians por 2 a 0. Lá na frente, pensamos na Libertadores de novo - disse o técnico Maurício Barbieri. Prioridade são todos os jogos. Domingo vai ser outra prioridade, assim como os próximos jogos contra Grêmio (pela Copa do Brasil) e Cruzeiro (pela Libertadores) - resumiu o goleiro. O próximo compromisso é contra o Cruzei-

ro, novamente no Maracanã, pela 18ª rodada do Brasileiro, às 16h de domingo. Na quarta-feira a chave já vira novamente para a Copa do Brasil, e no fim do mês vem a complicada missão pela Libertadores.

Gazeta de Varginha 10/08/2018  

Edição 10.024

Gazeta de Varginha 10/08/2018  

Edição 10.024

Advertisement