Issuu on Google+

Máx: 26°C / Mín: 12°C

R$ 1,00

EDIÇÃO - 8.799

VARGINHA , 07 DE AGOSTO DE 2013

Dilma Rousseff inaugura hoje campus da Unifal em Varginha Presidente também deve aproveitar a estada na cidade para anunciar políticas para o setor cafeeiro A presidente Dilma Rousseff estará em Varginha nesta quarta-feira (7/8). Ela vem para inaugurar a unidade da Universidade Federal de Alfenas (Unifal) na cidade. O campus da universidade começou a funcionar em 2009, mas somente no ano passado ganhou sede própria, erguida com recursos do governo federal. São essas instalações que vão ser visitadas e inauguradas por Dilma hoje. A chegada de Dilma Rousseff no campus da Unifal está marcada para as 10h30, quando será iniciada a solenida-

de. O campus fica na Avenida Celina Ferreira Ottoni, 4000, bairro Padre Vitor. A presidente deve desembarcar no aeroporto de Varginha por volta das 10h. A presidente também deve aproveitar a estada em solo mineiro para anunciar políticas para o setor cafeeiro. A expectativa entre os produtores rurais é de que Dilma atenda às reivindicações do setor para elevar o preço mínimo de garantia de aquisição da saca de café, hoje fixado em R$ 307.

Homem é condenado a 17 anos por matar ex-prefeito de duas cidades da região REGIONAL/PÁG. 07

LOCAL/PÁGINA 03

Comércio de Varginha está otimista com as vendas para o Dia dos Pais

www.jornalgazetadevarginha.com facebook.com/gazetavga gazetadevarginha@gmail.com twitter.com/gazetavarginha

PONTO DE VIST A VISTA

PÁGINA 09

Polícia encontra moto usada no acidente que matou criança de 7 anos em Varginha

Efésios 06 O lar cristão: pais e filhos Página 2

LOCAL/PÁGINA 06

A maioria dos empresários (34,5%) aposta que o consumidor gastará entre R$ 100 e R$ 200 com o presente. Vale lembrar que para o período, o comércio adota horário especial de funcionamento, com jorna-

da de trabalho estendida. Nos dias 7, 8 e 9 de agosto, as lojas abrirão de 8h às 20h, no sábado, 10/06, o funcionamento será de 8h às 18h.

LOCAL/PÁGINA 05


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

PONTO DE VISTA

02

Palavras de Vida

O lar cristão: filhos e pais EFÉSIOS 6 1 - VÓS, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. 2 - Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; 3 - Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra. 4 - E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor. 5 - Vós, servos, obedecei a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo;

6 - Não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus; 7 - Servindo de boa vontade como ao Senhor, e não como aos homens. 8 - Sabendo que cada um receberá do Senhor todo o bem que fizer, seja servo, seja livre. 9 - E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo também que o SENHOR deles e vosso está no céu, e que para com ele não há acepção de pessoas. 10 - No demais, irmãos meus, fortale-

cei-vos no Senhor e na força do seu poder. 11 - Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. 12 - Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. 13 - Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. 14 - Estai, pois, fir-

mes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; 15 - E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; 16 - Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. 17 - Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; 18 - Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos, 19 - E por mim; para que me seja dada,

no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do evangelho, 20 - Pelo qual sou embaixador em cadeias; para que possa falar dele livremente, como me convém falar. 21 - Ora, para que vós também possais saber dos meus negócios, e o que eu faço, Tíquico, irmão amado, e fiel ministro do Senhor, vos infor-

mará de tudo. 22 - O qual vos enviei para o mesmo fim, para que saibais do nosso estado, e ele console os vossos corações. 23 - Paz seja com os irmãos, e amor com fé da parte de Deus Pai e da do Senhor Jesus Cristo. 24 - A graça seja com todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo em sinceridade. Amém.

em que a versão é mais importante que a verdade e em que militantes se dispõem a repetir mecanicamente as teses que vêm da cúpula partidária: “Ao constatar que são frágeis, tentam salvá-las com seu entu-

siasmo e, naturalmente, com a raiva contra quem discorda”. Infelizmente, o que Gabeira aponta, com correção e pertinência, é o que constatamos todos os dias, especialmente na internet.

Mitologia Os dados da evolução do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) no Brasil entre 1991 e 2010 demoliram, de uma vez por todas, uma das teses mais repetidas pela máquina de propaganda do PT - a de que o partido detém a exclusividade e a primazia do combate à pobreza no país. A mais recente exposição dessa mitologia está no discurso da presidente da República na saudação ao papa Francisco, em sua chegada ao Rio, quando apontou “extraordinários resultados nos últimos dez anos na redução da pobreza, na superação da miséria e na garantia da segurança alimentar à nossa população”. Não é o que mostra a comparação do IDHM nas duas décadas cobertas pelo estudo, na qual preponderaram os governos dos ex-presi-

Por Aécio Neves

dentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. O IDHM geral para o Brasil saiu da faixa de “muito baixo” (0,493), em 1991, e passou para “alto” (0,727), em 2010, uma variação de 47,5%. Obviamente, ao contrário do que imaginam os petistas, essa melhoria não se deu toda a partir de 2003. Nos anos 90, saltou de 0,493 para 0,612, o equivalente a 24%, maior do que a

verificada na década seguinte, quando subiu para 0,727, ou 19%. Em resumo, na década do Plano Real e da estabilização da economia, de FHC, a performance do IDHM foi superior ao período seguinte, de Lula. Não se trata de uma pesquisa encomendada pelos tucanos. De reconhecimento mundial, o IDH é uma iniciativa do Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). Para afastar

qualquer suspeita de favorecimento, é bom registrar que o trabalho foi executado pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), ligado ao próprio governo federal, e pela Fundação João Pinheiro. E o lançamento se deu num anexo do Palácio do Planalto. Rumo a completar seu décimo primeiro ano no poder, e vendo sua popularidade se esvair, mais do que nunca o PT precisa agora se escorar nesse mito que ele próprio se incumbiu de construir. Nem mesmos os dirigentes da legenda acreditam na sua veracidade, mas continuam a reproduzir a cantilena, sobretudo depois que o mito fundador, o do monopólio da ética, foi soterrado pelas condenações do mensalão. Em artigo recente, o jornalista e ex-deputado Fernando Gabeira chama a atenção para o tipo de prática política

Telefones (35)3221-4668 (35)3221-4845

Av. dos Imigrantes, 445 - Santa Maria CEP 37022-560 VARGINHA/MG

CNPJ: 21.535.075/0001-47

E-mail: gazetadevarginha @gmail.com gazetacomercial2 @yahoo.com.br Endereço eletrônico: www.gazetavarginha.com.br

Diário de Circulação Regional - Diretora Administrativa: Ana Maria Silva Piva Jornalista Responsável: Lanamara Silva MTB -8304 JP - Editor: Rodrigo S. Fernandes Sindjori - MG 312/99 Administração/Revisão: Lanamara Silva - Paulo Ribeiro da Silva Fernandes (Jornalista e superintendente de redaçãoTB.16.851) - Horário de funcionamento das 08:00hs às 18:00hs ENDEREÇO: Redação e Departamento de Publicidade

ABRAJORI - Associação Brasileira de Jornais do Interior SINDJORI - Sind. Prop. de Jornais e Revistas do Interior ADJORI - Associação dos Jornais do Interior ADI - Associação dos Jornais do interior de Minas Gerais A redação não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados, mesmo sob pseudônimos, que são de inteira responsabilidade de seus autores.


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

LOCAL

03

Dilma Rousseff inaugura hoje campus da Unifal em Varginha Presidente também deve aproveitar a estada na cidade para anunciar políticas para o setor cafeeiro A presidente Dilma Rousseff estará em Varginha nesta quarta-feira (7/8). Ela vem para inaugurar a unidade da Universidade Federal de Alfenas (Unifal) na cidade. O campus da universidade começou a funcionar em 2009, mas somente no ano passado ganhou sede própria, erguida com recursos do governo federal. São essas instalações que vão ser visitadas e inauguradas por Dilma hoje. A chegada de Dilma Rousseff no campus da Unifal está marcada para as 10h30, quando será iniciada a solenidade. O campus (foto) fica na Avenida Celina Fer-

reira Ottoni, 4000, bairro Padre Vitor. A presidente deve desembarcar no aeroporto de Varginha por volta das 10h. Medidas para o café A presidente também deve aproveitar a estada em solo mineiro para anunciar políticas para o setor cafeeiro. A expectativa entre os produtores rurais é de que Dilma atenda às reivindicações do setor para elevar o preço mínimo de garantia de aquisição da saca de café, hoje fixado em R$ 307. No entanto, a agenda oficial da presidente não foi divulgada ontem e não havia confirmação desse

anúncio. A inauguração, por sua vez, já foi acertada com a assessoria da universidade. Esta será a primeira visita da petista a Varginha depois de sua eleição, em 2010. Durante a campa-

nha, ela participou de um comício na cidade. Outras cidades O Palácio do Planalto também não confirma, mas, segundo informações de integrantes do

PT mineiro, Dilma vai visitar ainda São João delRei, terra natal de Tancredo Neves, avô do senador Aécio Neves (PSDB), pré-candidato do PSDB à Presidência da República. O município é governado pelo petista Helvécio Luiz Reis. O motivo da visita seria o anúncio da liberação de recursos para obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) das Cidades Históricas, que vai destinar R$ 1 bilhão para recuperação do patrimônio público em 34 municípios do Brasil. Oito

cidades mineiras disputam os recursos: São João del Rei, Congonhas, Diamantina, Mariana, Ouro Preto, Sabará, Serro e Belo Horizonte. Todos esses municípios já enviaram para o Ministério do Turismo a relação das obras prioritárias, faltando apenas o anúncio do governo federal de quais projetos serão contemplados e o montante dos recursos destinado a cada um deles. Caso a visita não seja confirmada para amanhã, a presidente deve voltar ao estado ainda este mês para anunciar a liberação de verbas para o PAC das Cidades Históricas, garante um deputado federal mineiro. A intenção de Dilma, segundo ele, é intensificar as visitas a Minas Gerais, sua terra natal e também de um dos seus principais adversários na disputa de 2014. Hoje o Palácio do Planalto divulga a agenda oficial da presidente no estado.


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

LOCAL

04

Polícia encontra moto usada no acidente que matou criança de 7 anos

A moto foi apreendida e levada para o pátio credenciado

A Polícia Militar de Varginha (MG) encontrou nesta segunda-feira (5) a motocicleta utilizada no acidente que atropelou e matou uma criança de 7 anos no último domingo (4), no bairro Carvalhos. Segun-

do os militares, a motocicleta estava escondida na casa da avó do suspeito de ter atropelado o menino Thiago Costa de Castro, no bairro Centenário. A moto foi apreendida e levada para o pátio credenciado. No en-

tanto, o suspeito ainda não foi encontrado. enino chegou a ser socorrido, mas não resistiu O acidente aconteceu por volta das 19h de domingo. O garoto estava acompanhado do irmão de 22 anos, quando, repentinamente atravessou a rua e foi atropelado. Ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o hospital com traumatismo craniano, fratura no fêmur e hemorragia, mas morreu por volta das 23h. O condutor da motocicleta fugiu do local. Ele já foi identificado pela polícia, porém não foi localizado.

Surpresas marcam volta às aulas no Colégio Pio XII As férias escolares terminaram e é hora de retomar os estudos. No Colégio Pio XII, a volta às aulas aconteceu em grande estilo. Os alunos foram recebidos na Instituição como estrelas de cinema. A Diretoria preparou uma série de surpresas para o primeiro dia letivo do segundo semestre, surpreendendo muitos estudantes. Logo na entrada os alunos foram recebidos pela equipe pedagógica do Colégio Pio XII e “desfilaram” por um tapete vermelho, uma alusão ao “Oscar”, prêmio entregue em reconhecimento à excelência dos profissionais da indústria cinematográfica. A entrada e os intervalos foram anima-

dos por uma banda formada pelos alunos do 3º ano do Ensino Médio. Na Educação Infantil, a recepção foi fei-

ta por personagens de contos de fadas. Fantasiados, os professores deram as boas vindas aos estudantes.

Oportunidade Cargo disponível: 3 vagas para Garçom ou Garçonete; 1 vaga para Barman ou Bar Girl Candidatos com ou sem experiência, acima de 18 anos, com ensino médio completo, que resida em Varginha/MG ou tenha interesse em residir o mais breve possível. Solicitamos candidatos com interesses em áreas de vendas e alimentação, que goste de trabalhar com público, tenha agilidade, com facilidade em apreender e trabalhar em grupo. Damos todo o treinamento na empresa. Horários de serviço: noturno a partir das 17 horas. Sobre a empresa: Na Água Doce Cachaçaria Varginha - um dos 104 restaurantes da rede especializada em comidas e bebidas típicas do Brasil. (www.aguadoce.com.br) Interessados enviar currículo (se possível com foto em anexo) para varginha@ aguadoce.com.br , ou preencha a ficha no site http:// www.aguadoce.com.br/fale-conosco/trabalhe-conosco/ ou trazer pessoalmente na Av.Salum Assad David, 6 – Santa Luiza – Varginha/MG (de 3ªfeira a sábado das 16h – 19h). tel.: (35) 3214.7549 atendimento após 17 horas. Favor informar a vaga pretendida!


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

LOCAL

05

Comércio de Varginha está otimista com as vendas para o Dia dos Pais Pesquisa aponta que 62% dos empresários acreditam que as vendas serão melhores que em 2012 Dia dos Pais marca a abertura do calendário de datas comemorativas do comércio varejista no segundo semestre. O apelo emocional estimula a demanda por artigos masculinos, tais como: vestuário, calçados, perfumaria, eletroeletrônicos, artigos esportivos, livrarias, CDs, dentre outros. A comemoração se dá no segundo domingo de agosto, coincidindo com as liquidações de artigos de inverno, o que contribui para gerar um ambiente de oportunidades de compras a preços mais acessíveis. Uma pesquisa realizada pela Fecomércio/ MG, entidade cujo Sindicato do Comércio Varejista de Varginha (Sindvar) está inserido, informa que 62,6% dos empresários entrevistados apostam que as vendas do Dia dos Pais serão melhores que as realizadas em 2012. A maioria dos empresários (34,5%) aposta que o consumidor gastará entre R$ 100 e R$ 200 com o presente para o pai. Para 18%, o valor médio deverá ficar entre R$ 70 e R$ 100. Os principais fatores que levarão os consumidores às lojas são a força emocional da data (27,6%), os preços mais baixos

(18,8%) e o estoque diversificado (18,%). Muitos empresários também realizarão estratégias específicas para garantir bons negócios neste Dia dos Pais. As ações mais citadas foram: as promoções (42,7%), diversificação dos produtos (16,6%), visibilidade da loja (15,1%) e ações de mídia (10,2%). Ainda de acordo com a pesquisa, para 47,4% dos empresários o setor mais procurado pelos consumidores será o de vestuário, seguido pelo de calçados (18,6%), eletrônicos (9,5%), perfumaria (8,8%) e artigos esportivos (7%). Horário do comércio Vale lembrar que para o período, o comércio adota horário especial de funcionamento, com jornada de trabalho estendida para melhor atender os consumidores. Nos dias 07, 08 e 09 de agosto, as lojas abrirão de 8h às 20h, no sábado, 10/06, o funcionamento será de 8h às 18h. Mais informações sobre o Sindvar podem ser obtidas na sede da entidade, localizada à Avenida Rio Branco, 288 A, no Centro, pelo site www.sindvar.com.br ou no telefone do sindicato

(35) 3690-4311. Nota fiscal A Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais lembra que todo cidadão deve pedir o cupom fiscal ao fazer suas compras já que, além de contribuir para o aumento da arrecadação, o consumidor pode concorrer a prêmios de até meio milhão de reais, participando da promoção do Torpedo Minas Legal. A emissão do documento fiscal também auxilia no exercício do direito de garantia de mercadorias e serviços adquiridos. Grande parte da sociedade ainda desconhece que uma parcela do valor pago em tudo

aquilo que ela consome corresponde a impostos, inclusive o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS). No preço das mercadorias e serviços, esse imposto é cobrado do consumidor e deve ser recolhido aos cofres públicos pelas empresas que venderam os bens. Sem a emissão do documento, o dinheiro correspondente ao ICMS não chega ao erário, diminuindo a capacidade do Governo de promover investimentos em seus programas de saúde, educação e segurança pública. A Secretaria de Estado de Fazenda salienta, ainda, que nem todos os documentos emitidos

pelo comércio têm validade fiscal. Se no documento houver termos como “pedido”, “controle interno”, “orçamento” ou “nota de controle”, o consumidor não estará recebendo um documento fiscal. Atualmente, vários estabelecimentos comerciais utilizam o Emissor de Cupom Fiscal (ECF). Se a empresa não possuir o ECF, o consumidor deve solicitar o cupom fiscal tradicional. A recusa no fornecimento do documento fiscal incorre em falta grave, possibilitando autuação do lojista ou prestador de serviços pela Receita Estadual. Minas Legal Para participar do

Torpedo Minas Legal, basta que o consumidor, ao efetuar as suas compras, exija o cupom fiscal e envie uma mensagem via celular para o numero 97531, informando o CNPJ constante no cupom, data e valor da compra. Em seguida, ele recebe uma mensagem informando o número com o qual ele estará concorrendo ao concurso. Ao realizar essa operação, seja qual for o valor da compra, o cidadão estará automaticamente concorrendo ao sorteio de prêmios diários, semanais, mensais e trimestrais. O custo do torpedo é de R$ 0,31 + impostos. O consumidor participante do Torpedo Minas Legal concorre diariamente a cinco prêmios no valor de 500 reais, 30 mil reais em prêmios semanais e 100 mil reais em sorteios mensais. A cada trimestre, os cadastrados concorrem ainda a um prêmio em dinheiro no valor de meio milhão de reais. Para receber os prêmios, o consumidor terá que apresentar o cupom fiscal à organização, além de comprovar a posse ou a propriedade do celular utilizado no envio da mensagem.


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

LOCAL L

06

Varginha esta entre os 410 municípios que serão beneficiados com novas ambulâncias Na manhã do último dia (5) o Governo do Estado de Minas Gerais entregou 477 novas ambulâncias que irão beneficiar 410 municípios mineiros. Um desses municípios é Varginha, que recebeu uma dessas ambulâncias que deverá ser utilizada para atendimento geral dos pacientes. O veículo para Varginha foi conquistado graças à intervenção do vereador Pastor Fausto, que na semana retrasada esteve em Belo Horizonte buscando a aquisição desse importante equipamento para a área de saúde. “No dia 23 de julho fui ao gabinete do Deputado Estadual Antônio Genaro solicitar a liberação de uma ambulância para o nosso município. Também enviamos oficio ao Governador e, para a nossa felicidade, no dia 1º de agosto recebi a noticia para comparecer à solenidade de entre-

O Governo de Minas  investiu R$ 21,7 3 milhões para a aquisição das ambulâncias, equipadas com maca fixa de alumínio e cilindro de oxigênio de cinco litros

ga, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte. Fiquei muito feliz, pois conquistamos isso em tempo recorde e ontem mesmo a ambulância foi entregue à Secretaria Municipal de Saúde de Varginha”, comemora Pastor Fausto. O Sistema Estadual de Transporte em Saúde

(Sets), responsável por garantir o deslocamento do paciente de forma eficiente e humanizada, para realização de exames e consultas especializadas fora de seu domicílio, ganhou reforço de 477 novas ambulâncias, que irão beneficiar 410 municípios de Minas Gerais. A entrega

dos veículos, modelos Fiat Doblô e Renault Kangoo, foi realizada nesta segunda-feira (5), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves. O Governo de Minas  investiu R$ 21,7 3 milhões para a aquisição das ambulâncias, equipadas com maca fixa de alumínio e cilindro de oxigênio de cinco litros. O governador  Antonio Anastasia, durante entrevista, ressaltou que a entrega dos novos veículos de saúde atende às reivindicações dos prefeitos mineiros. Ele lembrou que o sistema de transporte em saúde oferece conforto e segurança às pessoas, além de permitir que o paci-

ente faça o seu tratamento de maneira adequada. A entrega das ambulâncias, segundo o governador, faz parte de um planejamento maior para garantir robustez ao sistema hospitalar mineiro.   “Mesmo com o Pro-Hosp melhorando, com a construção de hospitais, ainda precisamos deslocar doentes. Por isso, as ambulâncias são tão importantes e há uma grande solicitação e reivindicação dos prefeitos municipais para novos veículos de saúde. Ambulância é um veículo que roda muito e, assim, ele tem que ser substituído com certa brevidade. É claro que cada vez mais o investimento na saúde se consolida”, afirmou o governador, lembrando que, pouco antes da cerimônia, havia assinado convênios para alocação de recursos, com a Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros, na semana

passada com Divinópolis, e nesta quarta feira (7), irá a Sete Lagoas para assinatura de convênio repassando recursos para a conclusão do hospital regional. Em oito anos de implantação e de gerenciamento pela Secretaria de Estado de Saúde, o Sets vem demonstrando grandes resultados. O número de pessoas que utilizam este serviço vem crescendo anualmente. Em 2012, houve um aumento de 27% em relação a 2011, com o transporte de cerca de 2,3 milhões de pessoas. Além disso, houve redução de até 75,9% nos custos das prefeituras, segundo pesquisa econômico-financeira realizada em 2009 com mais de 160 municípios. Pesquisa de satisfação do usuário realizada em outubro de 2011 mostra que 95,8% dos usuários estão satisfeitos com o serviço.


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

07

REGIONAL

Homem é condenado a 17 anos por matar ex-prefeito de Carvalhópolis Sentença foi dada em júri popular que avançou durante a madrugada desta terça-feira (6/8), em Machado O réu Alex Pereira Fontanelli, acusado de assassinar o ex-prefeito de Carvalhópolis, José Irineu Rodrigues, foi condenado a 17 anos de prisão no júri popular que aconteceu nesta segunda-feira (5) em Machado. A sentença foi dada pelo juiz Fernando Tamburini por volta da 1h da madrugada desta terça-feira (6). Apesar da condenação, ainda cabe recurso. O julgamento aconteceu mesmo sem a presença do réu e teve nove testemunhas convocadas, cinco pela acusação e quatro pela defesa. O responsável pela morte do político está foragido há mais de um ano. Ele foi preso logo após o crime e permaneceu por cerca de oito meses no Presídio da cidade de Alfenas. Fontaneli tinha autorização da Justiça para sair da prisão e trabalhar em uma empresa da cidade. O réu teria fugido em

de, não é possível que exista um novo julgamento. A menos que haja irregularidades, mas isso é pouco comum”, acrescentou.

uma dessas saídas. Audiência sem a presença do réu Com as mudanças do Código Penal, é possível que ele seja julgado e condenado, mesmo sem estar presente na audiência. É obrigatório que um advogado de defesa ou um defensor público representem

o réu durante o julgamento. Familiares e amigos do ex-prefeito morto também acompanharam os trabalhos. “A seção de júri popular acontece normalmente graças a estas mudanças no Código Penal, dadas em 2008. Ele foi intimado por edital e isso desafoga muito os processos na Jus-

tiça. Mesmo que ele não seja localizado, é intimado e, comparecendo ou não, é julgado”, comentou o assistente de acusação do júri, Ércio Quaresma. Ainda de acordo com ele, caso o réu seja localizado depois da sentença, não há outro júri. “Se este foi feito todo dentro da legalida-

Acusado já esteve preso e fugiu O réu é acusado de ter atirado várias vezes contra o ex-prefeito na Rodovia MG-453, entre Paraguaçu e Machado. O ex-prefeito, que também era advogado, teria recebido uma ligação para conversar com um suposto cliente e quando chegou ao local, foi baleado. Na ocasião, testemunhas relataram que Alex Pereira Fontanelli teria ficado parado na estrada por cerca de 20 minutos, antes de avistar o carro do político e disparar contra ele. O acusado é de São Luiz (MA) e teria sido contratado por R$ 10 mil para matar o ex-prefeito. Outro homem, acusado de ser o man-

dante do crime, José Carlos Martins, foi preso e cumpre pena no presídio de São Luiz. Ex-prefeito é morto em tocaia O político José Irineu Rodrigues, que foi prefeito de Carvalhópolis por dois mandatos e também foi ex-prefeito de Cordislândia, morreu em uma tocaia. Ele recebeu um telefonema para atender um possível cliente – já que também era advogado – e ao chegar no local foi morto com três tiros, ainda dentro do veículo que dirigia. José Irineu Rodrigues foi prefeito de Carvalhópolis por dois mandados, entre 1997 e 2003, e teve o segundo cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais por abuso de poder econômico durante a campanha política. A família acredita que o crime possa ter sido encomendado.

Pacientes chegam a esperar 5 meses para ser atendidos em Pouso Alegre Para fazer um exame pelo Sistema Único de Saúde (SUS), um paciente aguarda há mais de cinco meses em Pouso Alegre.O aposentado Agno Gonçalves, contou que há cinco meses aguarda uma cirurgia. “Eu tento marcar os exames, mas não consigo. Você imagina uma pessoa com problema de saúde ter que esperar a boa vontade do serviço médico e não tem uma expectativa de quando o exame será feito. É muito angustiante essa espera”, pontuou. O mesmo acontece com a população, que para ser atendida no Hospital Samuel Libânio em Pouso

Alegre fica até cinco horas na fila de espera, como a aposentada Afonsina, de 86 anos. Com diabetes e hipertensão, ela foi levada ao pronto-socorro do hospital e ficou horas esperando para passar por um médico. A demora é comum aos demais pacientes da unidade de saúde. O mesmo aconteceu com o aposentado Benedito, que é de Borda da Mata. Ele foi internado com pneumonia e, além disso, está com um coágulo na cabeça. O idoso também precisou aguardar mais de cinco horas para ser atendido. Contudo, estes não são

os únicos pacientes que aguardam horas na fila de espera do hospital, que atende pelo menos 300 atendimentos todos os dias. A equipe médica conta com seis especialistas, além de 16 residentes, que fazem especialização. Segundo a diretora administrativa, Sílvia Regina Pereira da Silva, a quantidade de profissionais é adequada para a estrutura local. “Acredito que o número de atendimentos poderia ser menor, já que 80% deles deveriam ser feitos em Unidades Básicas de Saúde. Eles não precisariam vir aqui, mas culturalmente, na nossa cidade, é o que

aconteceu”, disse. Por outro lado, os pacientes reclamam que procuram as unidades e os postos, tanto em Pouso Alegre como nos 54 municípios vizinhos. Imagens feitas por uma câmera escondida flagraram pacientes à espera de atendimen-

to. “No Hospital Santo Expedito, dependendo do horário que você chega, não é atendido. Tem muita gente com má vontade”, disse uma das mulheres. A irmã dela, que a acompanhava, completou: “Ás vezes, faltam apenas cinco pacientes para serem atendidos

e eles não atendem, vão embora”. Ainda de acordo com os pacientes, a falta de atendimento nos postos faz com que muita gente procure o Hospital Samuel Libânio. Questionado sobre o problema, o secretário de Saúde de Pouso Alegre, Luis Augusto Cardoso explicou que a prefeitura tem conhecimento da qualidade do atendimento nos postos de saúde. “A deficiência no atendimento vem da falta de estrutura de alguns locais, mas já estamos tentando uma reestruturação nestes postos e também no atendo básico à população”, garantiu.


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

08

REGIONAL

Pneus são queimados em incêndio às margens da BR-265 em Lavras Fogo começou na vegetação e atingiu pneus, ao lado de uma borracharia; tempo seco eleva em 80% atendimentos dos bombeiros por queimadas Vários pneus foram queimados durante incêndio na tarde desta segunda-feira (5), às margens da BR-265 em Lavras  (MG). Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo começou na vegetação e atingiu os pneus, que haviam sido descartados ao lado de uma borracharia, próximo ao trevo de Lavras. Os bombeiros levaram cerca de duas horas para controlarem as chamas. A rodovia não precisou ser interditada. Ninguém fi-

Os bombeiros levaram cerca de duas horas para controlarem as chamas

cou ferido na borracharia. Segundo o Corpo de Bombeiros de Mi-

nas Gerais, no período mais seco do ano, que vai de agosto até setembro, o número de

ocorrências de queimadas cresce consideravelmente. Áreas de preservação e in-

cêndios próximo a casas, além de fogo às margens das rodovias, são ocorrências rotineiras. O Corpo de Bombeiros de Pouso Alegre (MG), que atende a região, afirma que no mês de agosto cerca de 60% das chamadas do batalhão são para combater incêndios. Em setembro, esse tipo de ocorrência passa a ser 80% dos trabalhos. Só no ano passado, em todo o Estado foram registradas 9,8 mil ocorrências de

queimadas. De janeiro a abril deste ano, os registros aumentaram de 985 para 1.079 ocorrências. O aceiro, técnica de queimada controlada, é proibida nesta época do ano sob o risco de provocar grandes incêndios por causa da vegetação seca, que ajuda a espalhar o fogo rapidamente. Os bombeiros também pedem para que objetos inflamáveis ou lixo não sejam deixados próximo à vegetação, porque podem se tornar foco de incêndio.

Carro supostamente usado em explosão de caixas é encontrado Polícia suspeita que ele foi usado em ação em São Sebastião do Paraíso; ele tem as mesmas características de veículo que aparece em imagens Um carro que teria sido usado por criminosos para explodir três caixas eletrônicos em São Sebastião do Paraíso (MG) na semana passada foi encontrado nesta segundafeira (5) na cidade. O veículo foi encontrado na zona rural, em um

local onde há várias estradas de terra que dão acesso ao Estado de São Paulo. O carro estava sem placas e possui as mesmas características de um veículo que aparece em imagens do circuito de segurança da Cooparaíso, a Cooperativa

dos Cafeicultores da cidade. Na ação, os criminosos explodiram um equipamento dentro da cooperativa e outros dois que ficavam no Fórum da cidade. Além do veículo, outros objetos utilizados pelos bandidos foram encontrados pela polícia. No sábado (3), também na zona rural, foram apreendidos toucas ninjas e até crachás dos vigias da Cooparaíso feitos reféns durante a explosão. Mesmo após a explosão, os trabalhos no Fórum continuam normalmente. Tapumes foram colocados nas portas e janelas, mas a

O carro estava sem placas

entrada agora é pela lateral. Já na agência do Banco do Brasil dentro da Cooparaíso, as atividades estão suspensas por tempo indeterminado, conforme a superintendência do banco. Na explosão, um caixa eletrônico, uma

parede e o teto ficaram destruídos. A agência atendia os produtores rurais da cidade e região. Por enquanto, ninguém foi preso. A polícia analisa as imagens da Cooparaíso para tentar identificar os veículos e os ladrões. Em

nenhum momento durante a ação, eles se preocuparam em esconder os rostos. Os ladrões fugiram deixando dinheiro espalhado pelo chão. Somente no Fórum, foram encontrados mais de R$ 50 mil, além de ferramentas e rádios comunicadores.


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

09

FATOS E VERSÕES

O Lixo da Discórdia A tramitação na Câmara do projeto de lei proposto pela Prefeitura, para que o Governo de Minas, através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano - SEDRU, por intermédio da Copasa, assuma o gerenciamento do Aterro Sanitário municipal esta em uma de suas fases mais sensíveis e complexas. A coluna teve acesso ao parecer técnico e jurídico encomendado pelo Legislativo antes de votar a matéria, que ainda está parado na comissão de Constituição e Justiça. A coluna também conversou com o líder do prefeito na Câmara, vereador Adilson Rosa, que tenta a aprovação do convênio com a estatal, bem como outros vereadores para saber sobre a grande disputa de bastidores que envolve um gasto total superior a R$ 44 milhões de reais, caso o aterro seja entregue à Copasa, como deseja a Prefeitura. O “castelo de areia” construído por autoridades públicas estaduais e municipais para que a Copasa, de forma irregular e sem licitação, ganhe o gerenciamento do aterro sanitário municipal, e por via oblíqua, retire das mãos do município a política de resíduos sólidos sofreu um duro golpe depois da apresentação do parecer independente da empresa auditora contratada Reis e Reis, de Belo Horizonte.

O Lixo da Discórdia 2 Numa análise fria e sensata do convênio proposto pela Prefeitura com a estatal Copasa, os auditores comprovaram existir diversas e graves falhas no projeto proposto. O primeiro deles e mais grave apontado é que a cidade não tem um Plano Básico de Saneamento e Manejo para os Resíduos Sólidos e demais estudos de viabilidade técnica e financeira. Vejam que a política de resíduos sólidos é bastante lucrativa no Brasil, mas em Varginha, dá prejuízo! E da forma como quer fazer o Executivo municipal, vai pode dar prejuízo ainda maior, além de entregar à Copasa a autoridade da política municipal do lixo, permitindo até e inclusive que a empresa possa receber o lixo de outras cidades em Varginha, e ganhar muito dinheiro com a operação e ainda ditar, via SEDRU, os preços e reajustes nos pagamentos mensais que receberia da Prefeitura, sem dizer que em momento algum, a estatal diz assumir os passivos judiciais e ambientais futuros após seu contrato, que pode durar até 26 anos. Atualmente, a Prefeitura gasta cerca de R$ 80 mil mês com a operação do lixão, na região do Corcetti, com o aterramento do lixo, no convênio proposto com a Copasa, o valor subiria para mais de R$ 230 mil, e o Governo de Minas, que também é dono da Copasa, teria o controle dos reajustes do convênio, por meio da Secretaria Regional de Desenvolvimento Urbano – SEDRU. Outra coisa obscura encontrada pelos auditores é que a Copasa não apresenta nenhum estudo que possa ser considerado técnico para embasar sua “carta de intenção” e nem mesmo uma projeção de população e de geração de resíduo sólido urbano para balizar o valor total da concessão (que pode ultrapassar os R$ 44 milhões) levando-se em consideração a vida útil do aterro sanitário, ou mesmo uma planilha ou identificação precisa dos investimentos a serem realizados, inicialmente, em torno de R$ 800 mil e do retorno esperado. Além disso, no convênio proposto entre Prefeitura e Copasa também é possível que seja criada uma taxa futura, possivelmente embutida na conta da água, para custear a despesa do lixo, hoje assumida pelo município. Vale dizer que da forma como esta o projeto para votação no Legislativo, o município pagaria pesada multa à estatal num eventual rompimento de contrato, mesmo doando área e grande estrutura para a Copasa, em caso de fecharem a parceria, o que irreversivelmente colocaria a cidade nas mãos da estatal e de sua política particular de resíduos sólidos por 26 anos, o que não é vantagem para a cidade.

O Lixo da Discórdia 03 Os auditores também identificaram que o projeto de convênio com a estatal mineira de água e esgoto, da forma como se encontra, ofende frontalmente a Lei federal 11.445/2007, pois a prefeitura via um consórcio de

municípios poderia fechar convênio com o Governo de Minas ou a Secretaria Regional de Desenvolvimento Urbano – SEDRU, mas não com a Copasa, que é uma empresa de economia mista, controlada pelo Governo. Ou seja, o convênio seria celebrado entre a Prefeitura e o Governo de Minas, reajustado pela SEDRU e executado pela Copasa, esta triangulação é irregular e contra a lei, segundo o parecer. Ademais, os auditores esclarecem que o ideal, para redução de custo e solução eficiente do problema é que seja encontrada uma forma de se realizar a coleta, inclusive seletiva, limpeza de logradouros e vias públicas, transporte e transbordo, tratamento dos resíduos, com a venda do material reciclável e gás, e por fim o destino final do lixo, com técnicas modernas e ambientalmente corretas, do que realmente for lixo não reciclável, com retorno financeiro para a cidade, e tudo isso fosse realizado por uma única empresa, ao modo existente em outros municípios, e não fracionando toda a operação, permitindo que a Copasa única e tão somente aterre o lixo sem qualquer reciclagem a um preço bem acima do praticado pelo mercado. (Daí o interesse do governo em fazer um convênio e não uma licitação aberta ao mercado, onde outras empresas com maior experiência e melhor preço que a estatal mineira poderiam participar). Alias, a realização de uma licitação pública, não impede que a Copasa, como empresa que é e se diz eficiente no gerenciamento de resíduos sólidos, participe e vence o certame! No parecer técnico e jurídico, que observou principalmente a Lei de Diretrizes Nacionais para o Saneamento Básico – Lei 11.445/2007, legislação federal que trata especificamente do assunto. Os auditores da Reis e Reis são unanimes em afirmar que antes de se definir a empresa com quem e a maneira como celebrar a parceria, se por convênio ou contrato via licitação, é necessário a elaboração do Plano Básico de Saneamento e Manejo para os Resíduos Sólidos e demais estudos de viabilidade técnica e financeira, sem os quais não será possível haver um correto planejamento ou contratação para resolver o problema do lixo na cidade. Além disso, para que seja possível celebrar parceria com a Copasa seria também necessário um consórcio entre municípios e que estes também tenham seu Plano Básico de Saneamento e Manejo para os Resíduos Sólidos e demais estudos de viabilidade técnica e financeira, e pelo que se sabe, poucos ou quase nenhum município próximo a Varginha possui tal estudo, nem mesmo ouve contatos formais entre o município de Varginha com outras cidades.

O Lixo da Discórdia 04 Os auditores também discordam da falácia do Executivo municipal e da estatal mineira, quanto a “não ser permitido quaisquer questionamentos quanto à competência da execução e serviços da Copasa no tratamento de resíduos sólidos”. No parecer final os auditores afirmam “Não ser especificamente comprovada a notoriedade da estatal em serviços de tratamento e destinação de resíduos sólidos, para a garantia de ser esta (o convênio) a proposta mais vantajosa para a Administração, em todos os aspectos, sejam eles econômicos, financeiros ou de eficiência e eficácia”. O parecer apresentado aos vereadores, porém, destaca o porte e importância de Varginha para, naturalmente liderar um consórcio de municípios para dar uma solução conjunta e mais barata ao lixo da região, o que permitiria, inclusive, como disse a coluna, instalar o aterro sanitário fora dos limites da cidade. Porém, o amadorismo de nossas autoridades ainda é tamanho que, solicitados junto ao Executivo os estudos técnicos realizados para a referida contratação que se pretende, estudos estes exigidos pela Lei 11.445/07, constatou-se que não foram elaborados/aprovados os planos e estudos definidos, o que não se faz do dia pra noite, bem como não existe atualmente um efetivo controle dos gastos realizados e muito menos das atividades desenvolvidas na área do aterro. Já na gestão municipal passada, não existia qualquer planejamento ou controle do que era feito e gasto com a cadeia do lixo na cidade, o que parece ter fundamentado esta gestão na apresentação de um projeto repleto de falhas e desconfianças no Legislativo. Ademais, vale dizer que o projeto apreciado no Legislativo, se está parado ou não caminha para a aprovação, é em decorrência da leniência de quem o apresentou, não em razão da Câmara, que deseja votar a matéria e comprovar os vícios e falhas do projeto, como de fato ocorreu depois da apresentação do parecer técnico e jurídico independente.

O Lixo da Discórdia 05 A proposta de convênio da Copasa com a Prefeitura de Varginha, segundo o parecer final apresentado na Câmara pelos auditores, mostra que a estatal pretende reajustes anuais, já a partir de janeiro do próximo ano, discrimina a população com relação a coleta seletiva, como se somente as famílias enquadradas na taria social da própria Copasa participassem dos programas de coleta seletiva voluntária, além disso não há definição de quem será a responsabilidade do passivo ambiental decorrente do encerramento dos aterros sanitários ao final da concessão e, principalmente, como o município e a população vão exercer o controle social e financeiro desta prestação de serviço, conforme exigência prevista na Lei 11.445/2007. Não fica evidenciado também, se a Copasa vai operar a concessão com pessoal e equipamentos próprios, ou se sera terceirizado, e qual os custos deste processo. Como havia antecipado a coluna, os auditores verificaram que o preço por tonelada de lixo, apenas aterrado, pela Copasa esta bem diferente do preço praticado no mercado, que possui preços mais atrativos. Os auditores também esclareceram que, sem um Plano de Saneamento Básico, não é possível avaliar se a proposta apresentada pela Copasa atenderá as novas determinações legais, e a necessidade da cidade nos próximos 26 anos, pois o município arcará com os custos de todo o processo, sem qualquer retorno econômico ou financeiro de uma atividade hoje explorada comercialmente e de forma lucrativa, diz o parecer. Aparentemente, se aprovado o projeto como esta, este lucro ficaria apenas para a estatal. Cópia dos pareceres da Reis e Reis Auditores esta em posse da coluna, que também ouviu alguns vereadores depois da apresentação dos documentos. Pelo que sentiu nos bastidores políticos, é bem provável que o Governo Municipal vá retirar a matéria de pauta, por saber que, se for votar o projeto como esta, fatalmente sera derrotado na votação. Além disso, a lei federal nº 11.445/07 deixou claro para os vereadores que, antes de qualquer votação ou deliberação sobre a forma de contratação, é necessário que o Executivo municipal faça um Plano de Saneamento Básico municipal, o que demanda tempo, sendo necessário ouvir diversas outras instituições ligadas ao assunto. Só depois disso, se ainda quiser fazer um convênio com o Governo de Minas, a Prefeitura de Varginha precisa resolver o conflito de interesses apontado na triangulação entre Governo de Minas, SEDRU e Copasa, e ainda assim, precisaria reunir mais municípios para se criar um consórcio e que estes municípios também possuam plano de saneamento básico municipal, para ai sim, fazer um “convênio” com a Copasa, mas principalmente, estabelecer um preço justo e aceitável, o que não ocorre agora. Ao final, o município deverá, concomitantemente com a busca por preço, requerer da Copasa, métodos modernos de reciclagem e tratamento dos resíduos sólidos, para que a venda e ou aproveitamento do material reciclado possa ser aproveitada pelo município ou abatido do valor a ser pago por ele a quem for operar a infra-estrutura municipal de Resíduos Sólidos. A esta altura, o prefeito deveria meditar se realmente quer, a qualquer custo, (neste caso mais de R$ 44 milhões, fora os reajustes de preços e a venda do material reciclável) entregar toda a política municipal de resíduo sólido nas mãos de outrem, por 26 anos. Ou se prefere adotar a transparência e respeito as leis, mantendo o controle do município sobre o serviço, e licitando via concorrência pública o controle do aterro sanitário, atrelando seu gerenciamento a uma moderna e eficiência gestão e investimentos para que Varginha possa ter no lixo uma fonte de renda com compromisso social e ambiental, sendo modelo no Brasil. Neste caso, por meio de concorrência pública, em que a Copasa também pode participar, todos terão direito de oferecer seus serviços, bons ou ruins, competentes ou incompetentes, aqueles que adotam o preço justo ou aqueles que querem sobretaxar preços, e ao final, o melhor será escolhido! Ou vamos caminhar na contramão da liberdade e da democracia e fazer uma “reserva de mercado” onde participem apenas os “mastodontes estatais, amigos do governo, com seus preços elevados e métodos ultrapassados?”. RODRIGO SILVA FERNANDES é advogado e articulista político do Jornal Gazeta de Varginha Escreve todas as quartas e sextas - Contatos com a coluna pelo e-mail: rodrigogazeta@bol.com.br


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

SAIBA SEUS DIREITOS

10

Obesidade infantil: questão de Estado ou de paternidade responsável? Notícia veiculada no site do Jornal Hoje, da TV Globo, informa que um pai registrou um Boletim de Ocorrência contra sua ex-esposa, alegando que ela pratica maus tratos contra a filha de 6 anos de idade, que pesa 55 kg, enquanto, nessa idade, uma criança normal deveria pesar, em média, 20 kg. No ano de 2008, nos EUA, autoridades do Condado de Cuyahoga, que tem Clevelandcomo sede, decidiram tirar a guarda de uma mãe cujo filho de 8 anos pesava 90 kg, por não conseguir fazer com que ele emagrecesse. Nesse caso, uma criança com idade de 8 anos deveria pesar em média 27 kg. A questão da obesidade infantil tem despertado a atenção de autoridades médicas e da sociedade em geral, e, ao que parece, o Estado começa a ser chamado a se pronunciar sobre esse importante tema. No final de 2011, a Fundação Procon-SP, após apurar denúncias do Instituto Alana, que desenvolve atividades ligadas ao consumo infantil, aplicou uma mul-

ta de mais de R$3 milhões ao McDonald’s, por vincular a oferta de lanches a brinquedos, o que,segundo argumenta, cria uma lógica de consumo distorcida nas crianças, consequentemente favorecendo o agravamento desse quadro de obesidade inantil, já que as crianças, atraídas pelos brindes, consumiram mais alimentos inadequados à uma dieta saudável. Segundo estatísticas, atualmente cerca de 11% das crianças brasileiras são obesas – número que está se aproximando da taxa norte-americana -, que é de 17%; um número considerado alto pelos médicos. Mas, essa questão é assunto de Estado ou deve ficar adstrito à esfera dos pais? A rigor, nosso ordenamento jurídico não prevê qualquer tipo sanção estatal nos casos em que os pais permitem aos filhos consumir esse ou aquele tipo de alimento. O art. 227 da Carta Fundamental estatui que “é dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao joven, com absoluta prioridade, o di-

Dr. Gustavo Chalfun OAB/MG 81424 Av Princesa do Sul, 556 - Varginha - MG Tel: 3222-4801

gustavo@chalfun.com.br

Dr. Daniel Piva OAB/MG 81667 Delfim Moreira, 258, sala 201- CentroVarginha -MG Tel: 3222 2851

dapiva@ig.com.br

reito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocálos a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão. É cediço que a atuação do Estado, nesses casos, é implementada por programas, haja vista a natureza das normas constitucionais que versam sobre o tema (normas programáticas). Em outras palavras, significa dizer que não há como as instituições governamentais interferirem de maneira direta no âmbito familiar, até mesmo porque a própria Constituição Federal, bem como a lei civil, tratam do exercício do pátrio poder. Sobre o tema, JOSÉ AFONSO DA SILVA discorre com propriedade: “A paternidade responsável, ou seja, a paternidade consciente, não animalesca, é sugerida, Nela e na dignidade da pessoa humana é que se fundamenta o planejamento familiar que a Constituição admite como um direito de

livre decisão do casal, de modo que ao Estado só compete, como dever, propiciar recursos educacionais e científicos para o seu exercício. A Constituição não se satisfaz com declarar livre o planejamento familiar. Foi mais longe, vedando qualquer forma coercitiva por parte de instituições sociais ou privadas” (Curso de Direito Constitucional Positivo, 14ª ed., São Paulo, Malheiros, p. 775). Nesse sentido, o Estado possui, então, função sócio-educativa complementar, através, por exemplo, da definição dos cardápios das escolas públicas, cumprindo sua parte dentro das diretrizes constitucionais. Em linguagem popular, seria como dizer aos pais algo como: “Senhores pais, aqui na minha ‘área’ os seus filhos vão comer o que eu oferecer, pois, com isso, queremos evitar que eles sejam obesos.” Ou seja, na esfera de atuação direta do Estado, este é livre para definir sua “política alimentícia”. Dessa forma, fica evidente que o Estado, em regra, não possui legitimidade para interferir nese tipo de questão.

Contudo, parecenos que esse panorama está prestes a mudar. A não interferência estatal, a nossos olhos, não é absoluta, devendo o Estado intervir quando a negligência parental revelar-se prejudicial à criança, como ocorre nesses casos. Advirta-se, entretanto, que essa intervenção somente se legitima em casos excepcionais, em que a sua saúde da criança é colocada em risco extremo, como ocorre quando a criança suporta um peso que excede em mais de 100% do que o considerado normal. E ainda: deve ser cabalmente comprovado que a situação da criança possui relação direta com a negligência dos pais ou de algum deles.

Resumidamente, em nossa opinião, é tanto questão de paternidade responsável quanto de Estado. Falhando os pais, deve o Estado intervir, pois a dignidade humana é superprincípio fundante da República, sendo cediço que os direitos existenciais são indisponíveis, merecendo ampla proteção, e, além disso, há algum tempo a tese daeficácia horizontal dos direitos fundamentais vem ganhando força. Assim, a liberdade dos pais não pode chagar ao ponto de impedir a força estatal, de modo a sacrificar os legítimos interesse da criança, previstos no art. 227 da CF/88. Extraído do site: JusBrasil notícias

Dr. VITOR COMUNIAN

Drª. Patrícia Bregalda Lima

OAB.MG 31.931

OAB/MG 65099

RUA DELFIM MOREIRA, 258 CENTRO - VARGINHA MG.

Av Salum Assad. David, 70 - Santa Luiza Tel: ( 35) 3214-5051

TEL: 3221-3787 CEL:9806-1122

vitor.comunian@bol.com.br

patriciabregalda@varginha.com.br

Dr. Vicente Lima Lorêdo

Dr. Gustavo Pinto Biscaro

OAB/ MG 84.176 20ª Sb-Seção Rua Maria Benedita, 63 -sala 106- Vila Pinto 3223-5362/Cel :9988-3485

OAB/MG 106.276 R Argentina, 169 - Vila Pinto Tel: (35) 3222-1049

gustavopbiscaro@gmail.com

vicentelloredo@yahoo.com.br

Mande sua pergunta para: gazetadireitos@yahoo.com.br


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

11

SAÚDE

Vacina brasileira contra o HIV começará a ser testada em macacos em setembro Uma vacina brasileira contra o vírus HIV será testada em macacos a partir de setembro. O imunizante, que começou a ser desenvolvido em 2001, conseguiu bons resultados nas avaliações feitas em camundongos. “Nos camundongos nós tivemos uma resposta muito forte, muito intensa, que agora a gente vai desafiar para saber se essa resposta é forte assim nos macacos”, explicou um dos responsáveis pelo projeto, o pesquisador da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), Edecio Cunha Neto. O estudo está sendo conduzido pelo Instituto de Investigação em Imunologia, vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Os trabalhos também são conduzidos pelos pesquisadores da FMUSP Jorge Kalil e Simone Fonseca. A nova fase de testes é decisiva, uma vez que os macacos têm o sistema imunológico muito mais próximo do humano do que os camundongos. “Se no macaco nós tivermos uma resposta da força que nós tivemos no camundongo, nós temos um candidato à vacina muito poderoso”, diz Cunha. Nesta fase, a vacina será ministrada a quatro animais e os pes-

“Vai ter pequenas variações na vacina e vai ter vários grupos de quatro animais cada um para ver qual variação que tem a resposta mais forte”

quisadores precisarão de ao menos seis meses para começar a avaliar os resultados. O vírus causador da aids tem uma série de características que dificultam a criação de uma vacina, apesar das intensas pesquisas desenvolvidas em todo o mundo para isso. Uma delas é a grande variação do genoma nas diversas variedades do vírus. Segundo Cunha, essa diferença pode chegar a 20%. “Para nós contornarmos isso, nós selecionamos ‘regiões’ do HIV que eram muito conservadas, que não mudavam de um vírus para o outro”, explicou. Os pesquisadores tiveram que identificar dentre esse material genético que não variava os elementos que são reconhecidos pelo sistema imunológico da maior parte da população. “Nós conseguimos fazer isso com auxilio de programas de computa-

dor e testes químicos e biológicos”, disse o pesquisador, explicando o processo de elaboração da vacina. A partir daí, foi de-

senvolvido um imunizante que aumenta a resposta do corpo à ação do HIV, atenuando os efeitos da doença. “Essa vacina não é capaz de bloquear ou neutralizar os vírus totalmente. Ela é capaz de atenuar a infecção, reduz a quantidade de vírus que vai replicar”, diz Cunha. Com isso, a pessoa infectada teria menos sintomas da doença e uma capacidade muito menor de contaminar outras pessoas. “Isso ia significar, ao longo do tempo, a diminuição de centenas de milhares ou milhões de casos novos de HIV na população”. De acordo com o

pesquisador, com a tecnologia atual, esse é o único modelo viável de imunização. A vacina que bloqueia completamente a ação do vírus “nem em modelo animal tem obtido sucesso”. Após o teste com o primeiro grupo de macacos, a vacina passará por uma nova fase de testes, também em símios, com uma amostragem maior. “Vai ter pequenas variações na vacina e vai ter vários grupos de quatro animais cada um para ver qual variação que tem a resposta mais forte”, detalha Cunha. A partir daí será possível passar para os testes em humanos.

O pesquisador ressalta, no entanto, que a avaliação de eficácia em larga escala dependerá de “uma decisão política” para o desenvolvimento dessa tecnologia no Brasil, devido aos custos envolvidos. Seriam 10 mil pessoas avaliadas por cinco anos, com um investimento que varia de R$ 100 milhões a R$ 200 milhões. “ Não é um recurso que um fundo de pesquisa vai financiar”, enfatiza. Até agora foram investidos, segundo Cunha, R$ 1 milhão no projeto. Os testes em macacos deverão demandar mais R$ 2 milhões, segundo a estimativa do especialista.

Padilha apresenta resultado de inscrições no Programa Mais Médicos O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, divulgou ontem (6), às 14h30, a lista de profissionais brasileiros que confirmaram participação no Programa Mais Médicos e dos municípios que serão contemplados no primeiro mês de seleção. Será apresentado também, no auditório do Ministério da Saúde, o calendário das próximas etapas do programa. Os profissionais que se formaram no exterior e finalizaram o cadastro no programa Mais Médicos podem, a partir desta terça-feira

(6), selecionar os municípios com vagas não ocupadas por brasileiros. A lista final com profissionais e municípios que participarão da primeira seleção do programa foi publicada no dia (5) no site do Ministério da Saúde. Nesta fase inicial, o programa vai levar 1.753 médicos para 626 municípios. De acordo com o Ministério da Saúde, 51,3% das vagas ocupadas estão em municípios de maior vulnerabilidade social e 48,6% nas periferias de capitais e regiões metro-

politanas. O programa prevê a ampliação de vagas de residência médica e a contratação de milhares de profissionais, in-

clusive estrangeiros, para melhorar o atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS) e a formação dos médicos brasileiros.


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

12

EVANGÉLICA

Hospital da era das Cruzadas é descoberto em Jerusalém Edifício está situada no coração do bairro cristão da cidadela antiga

Arqueólogos israelenses descobriram na velha Jerusalém uma estrutura de grandes dimensões que pertencia a um hospital do período das Cruzadas há cerca de mil anos. O hospital era muito movimentado e abrigava até 2 mil pacientes. É o que informa nesta segunda-feira em comunicado a Autoridade de Antiguidades de Israel (AAI), que realizou as escavações e encontrou uma galeria de arcos, de até seis metros de altura, do período das Cruzadas (1099-1291 d.C.). O edifício, propriedade do Waqf, a autoridade de bens inalienáveis islâmicos, está situada no coração do bairro cristão da cidadela antiga de Jerusalém, em uma área conhecida como “Muristan”.

Sua arquitetura é caracterizada por vários pilares e abóbadas de mais de seis metros

Há cerca de dez anos, o lugar era ocupado por um movimentado mercado de frutas e verduras, mas desde então tenha ficado em desuso. De acordo com a pesquisa, a estrutura descoberta é apenas uma pequena parte do que foi o grande hospital que parece

abranger uma área que compreende um hectare e meio. Sua arquitetura é caracterizada por vários pilares e abóbadas de mais de seis metros, o que sugere que foi uma ampla estadia composta por pilares, quartos e pequenas salas. Os coordenadores

da escavação, Renee Forestany e Amit Reem, pesquisaram documentos da época para conhecer a história do centro ambulatorial. “Aprendemos sobre o hospital por documentos históricos contemporâneos, a maior parte em latim”, contam, e explicam que os

textos mencionam a existência de um sofisticado hospital construído por uma ordem militar cristã denominada “Ordem de San Juan do Hospital em Jerusalém”. Seus integrantes prometeram cuidar e atender os peregrinos na Terra Santa, e quando fosse necessário somar-se aos combatentes cruzados como unidade de elite. Assim como nos modernos hospitais, o edifício estava dividido em diferentes asas e departamentos segundo a natureza das doenças e condição dos pacientes, e em situações de emergência podia ter capacidade de tratar 2 mil pessoas. Os integrantes da ordem atendiam homens e mulheres doentes de diferentes religiões e também aco-

lhiam recém-nascidos abandonados pelos pais. Os órfãos eram atendidos com grande dedicação e, quando adultos, passavam a integrar a ordem militar, diz o comunicado. A AAI destaca, no entanto, que quanto à medicina e à higiene, os cruzados eram ignorantes, e como exemplo cita um depoimento da época relatando que um médico amputou a perna de um cavaleiro por uma pequena ferida infectada, levando o paciente à morte. Grande parte do edifício desmoronou durante um terremoto em 1457 e suas ruínas ficaram sepultadas até o período Otomano. Na Idade Média, parte da estrutura foi usada como estábulo e foram encontrados ossos de cavalos e camelos.

Moradores oram em rodovia onde 12 pessoas morreram em 1 mês Um pastor e um padre se uniram para realizar uma oração grupal entre moradores na Rodovia Altino Arantes (SP-351), em Altinópolis (SP), em memória das vítimas de acidentes de trânsito no local.

Cerca de 20 pessoas participaram da oração que ocorreu em um ponto da rodovia entre Batatais e Altinópolis. Somente no mês passado, 12 pessoas morreram na SP-351 em pelo menos 4 aci-

dentes. O útlimo acidente aconteceu no dia 24 de julho e matou três pessoas em uma batida entre dois carros em um trecho da via em Batatais (SP). No dia 21 de julho um carro capotou pró-

ximo ao quilômetro 91 da SP-351 em Morro Agudo (SP), matando três pessoas e deixando duas feridas. Quase uma semana antes, no dia 15 de julho, uma colisão de dois carros vindo em sentido opostos

deixou dois mortos e dois feridos. Um dos carros explodiu na batida. No dia 14 de julho, um outro acidente ocorreu na rodovia em Batatais, deixando quatro pessoas morreram carbonizadas.

De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), o trecho da via entre Batatais e Altinópolis, onde a oração foi realizada é o que possui o tráfego diários mais intenso, com cerca de 5,5 mil veículos.


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

13

BRASIL

Para a polícia, menino foi à escola após matar a família de PMs O pai de um colega de escola do estudante Marcelo Eduardo Bovo Pesseghini, 12, contou à polícia que deu carona no dia (5) para o menino após ele frequentar as aulas no colégio Stella Rodrigues, na zona norte de SP. Segundo informações da polícia, essa testemunha disse que parou na porta da casa da família de Marcelo Eduardo, na Brasilândia (zona norte), e buzinou para chamar os pais do menino. A criança, porém, teria dito para ele não buzinar pois o pai estaria dormindo. Em seguida, ele se despediu do pai e do colega e entrou no imóvel. Em entrevista o comandante da PM, Benedito Roberto Meira, disse que a perícia aponta que as vítimas já estavam mortas nesse momento e que o menino cometeu suicídio em seguida. Além de Marcelo Eduar-

Família morta em chacina na Brasilândia (zona norte de SP); mãe e irmã de policial também estão entre os mortos

do, foram mortos com um tiro na cabeça o pai dele, o sargento da Rota (tropa de elite da PM) Luis Marcelo Pesseghini, a mãe do menino, a cabo Andrea Regina Pesseghini, a avó materna Benedita Bovo e a tia do menino, Bernadete Oliveira. Todas as vítimas foram assassinadas

com um tiro na cabeça com a pistola.40 de Andrea. A arma foi encontrada embaixo do corpo de Marcelo Eduardo. Segundo o comandante, o menino era canhoto e o disparo foi feito do lado esquerdo da sua cabeça. De acordo com o comandante da PM, não há sinais de arromba-

mento na casa e nada foi levado da família. O menino utilizava no seu perfil do Facebook a imagem do protagonista da série de videogames chamada Assassin’s Creed. No jogo, que se passa durante o Renascimento, o personagem faz parte de uma seita de assassinos e pretende vingar

a morte de seus familiares. No colégio onde o menino estudava, as aulas foram suspensas hoje. Nenhum representante da escola quis falar sobre o caso. Os corpos das vítimas seguem no IML (Instituto Médico Legal) e ainda não há informações de onde será o velório e o enterro. No seu perfil no Facebook a professora de Marcelo Eduardo, Ana Paula Pigatto Alegre, lamentou a morte do estudante. Ela conta que ontem deu aula para o menino “conversei, brinquei, dei risada, dei um abraço tão gostoso.... e agora ........ acabou”, descreveu a docente. CÂMERAS O carro da mãe do menino, um Corsa, foi localizado perto da escola onde o menino estudava. Segundo o comandante, câmeras da região mostraram que o veículo estacionou no local à 1h15 do

dia 5. Meira diz que às 6h30 uma pessoa desce do veículo, coloca a mochila nas costas e segue em direção à escola. Tudo indica que o menino passou a noite dentro do veículo após ter assassinado a família.De acordo com reportagem da Band, na mochila do garoto havia ainda um revólver calibre 32 que também era de propriedade da cabo. Um bilhete na mochila do menino também comprovam que ele foi até a escola ontem. A polícia ainda não tem informações de que horário a família foi morta, mas o crime deve ter ocorrido na noite de domingo (4) ou na madrugada de ontem. Segundo o comandante, familiares disseram à polícia que o menino era “dócil, agradável e que sofria de uma doença no pulmão e diabetes, mas nada que justificasse um comportamento diferente”.

Exonerado comandante da Polícia Militar do Rio O secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, exonerou no último dia (5) o comandante-geral da Polícia Militar (PM), coronel Erir Ribeiro da Costa Filho, após divergências sobre documento interno publicado pelo comandante da corporação, concedendo anistia a policiais militares que tinham recebido punições administrativas. A Secretaria de Segurança distribuiu nota sobre o encontro de hoje à tarde, que resultou na demissão do comandante da PM. “Após uma longa conversa na Secretaria de Segurança, o coman-

dante-geral da Polícia Militar do Rio, coronel Erir Ribeiro Costa Filho, foi exonerado do cargo pelo secretário de Estado de Segurança, José Mariano Beltrame.” O secretário está avaliando um nome para suceder o coronel Erir Costa Filho no comando da corporação. “Mudanças fazem parte do processo de gestão e devem ser vistas com naturalidade”, disse Beltrame, que destacou o empenho do coronel Costa Filho no período de um um ano e dez meses à frente da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. “Quero ressaltar o trabalho e a integridade do coman-

dante Costa Filho, além de seu amor à corporação que comandou”, destacou o secretário. Publicado quintafeira (1º), o ato administrativo anistiou 325 policiais militares punidos por ações de menor potencial ofensivo, no período de 4 de outubro de 2011 – quando Ribeiro assumiu o cargo – até agora, desagradou a Beltrame, que já tinha questionado a decisão. “Da forma como foi colocado, eu não gostei. Precisamos entender e a sociedade mais ainda”, disse o secretário. Em nota, a PM explicou que a revogação das punições beneficiava “apenas policiais pu-

nidos administrativamente, como em casos de atraso, faltas ou ausências não justificadas”. De acordo com a PM, episódios mais graves, como os de de corrupção ou de homicídio, continuam sendo analisados pelo Conselho de Disciplina.

A corporação explicou que a dispensa do cumprimento da prisão ou da detenção refere-se ao fato de a PM ter cumprido escala de serviços extenuantes nos últimos dois meses. “Durante a Copa das Confederações, a Jornada Mundial da Ju-

ventude e as recentes manifestações, os policiais trabalharam em escala de um dia de trabalho com uma folga.” A Secretaria de Segurança informou que o próximo comandante-geral da corporação decidirá se a medida será revogada.


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

INTERNACIONAL

14

ONU envia comida a 38 mil afetados por inundações na Coreia do Norte Chuvas provocaram grandes danos em áreas de cultivo na península; agência da ONU distribuirá milho O Programa Mundial de Alimentos (PMA), a agência da ONU de combate à fome, começou o envio de alimentos para 38 mil pessoas afetadas pelas inundações na Coreia do Norte, afirmou a porta-voz da agência em entrevista para a emissora ‘Radio Free Asia’. A porta-voz do PMA, Nanna Skau, explicou na entrevista que começou o envio de milho para as famílias afeta-

das pelas recentes inundações provocadas pelas fortes chuvas de verão na península coreana. Nanna acrescentou que os alimentos foram enviados porque o PMA tem conhecimento de que as inundações provocaram, neste ano, grandes danos nas áreas de cultivo e nos sistemas de irrigação. A agência da ONU distribuirá o grão durante os próximos 30 dias

para mais de 38 mil habitantes de 10 cidades em diferentes pontos do país. A Cruz Vermelha e o Escritório das Nações Unidas Para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCAH) afirmaram que as inundações deste verão deixaram 33 mortos e mais de 50 mil pessoas desabrigadas na Coreia do Norte. As mesmas fontes disseram que em luga-

res como Anju, na província de Pyongan do Sul (centro do país), 80% da cidade ficou inundada. A ONG sul-coreana ‘Korean Sharing Movement’ manifestou seu desejo de enviar alimentos para a Coreia do Norte e pediu autorização para isso ao Ministério da Unificação.

Seul disse que permitirá envios de ajuda ao país vizinho, apesar do mau momento nas relações entre os países. Entretanto, informou que, para autorizar esses envios, deverá primeiro verificar os danos produzidos pelas chuvas. As péssimas políticas agrárias, os pobres

sistemas de drenagem e controle de crescimento, o desmatamento e a exploração excessiva do solo agravaram os efeitos das chuvas de verão, que provocam grandes prejuízos e reduzem a produção agrícola do país, que sofre com graves crises alimentares desde os anos 1990.

Hiroshima lembra 68º aniversário de ataque nuclear que matou 140 mil Milhares de pessoas se reuniram nesta terça-feira (6) no Memorial da Paz de Hiroshima, no Japão, para lembrar o 68º aniversário do lançamento da bomba atômica sobre a cidade, durante a II Guerra Mundial. Idosos sobreviventes do bombardeio, responsáveis do governo e delegados estrangeiros fizeram um minuto de silêncio às 8h15 local (20h15 Brasília), a hora da explosão que converteu a cidade em um inferno nuclear. O bombardeiro ame-

ricano batizado de Enola Gay lançou a bomba atômica no dia 6 de agosto de 1945, em uma ação decisiva para acabar com a II Guerra Mundial. O ataque matou 140 mil pessoas até dezembro do mesmo ano. Três dias após o ataque, outro avião lançou uma bomba nuclear sobre o porto de Nagasaki, matando 70 mil pessoas. Os bombardeios de Hiroshima e Nagasaki precipitaram a capitulação do Japão e o final da II Guerra Mundial, no dia 15 de agosto de 1945.

Ainda nesta terça, líderes japoneses batizaram o maior navio de guerra já lançado pelo Japão desde o final da II Guerra, no momento em que o governo em Tóquio toma medidas para ampliar suas forças de defesa diante da preocupação com China e Coreia do Sul. O navio, um portahelicópteros de 248 metros, é capaz de acomodar nove aeronaves. O governo japonês advertiu que não vacilaria em recorrer à força no caso de desembarque chinês nas Ilhas Senkaku.


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

15

BELEZA

Desfile de dedos mostra metalizado como tendência para esmaltes Cantora Claudia Leitte assina coleção que leva os nomes de suas músicas Um desfile de dedos - uma gravação em que o indicador e o dedo médio simulam o caminhar de duas pernas apresentou nesta seguda-feira as tendências de esmaltes para as unhas. Cores fortes metalizadas marcaram as “peças”. A apresentação da Avon, que durou alguns minutos e teve de música eletrônica ao funk das poderosas como fundo, começou com um esmalte vermelho sangue, verde fechado e amarelo ouro. Ao longo da entrada dos “modelos”, as cores ficaram mais vibrantes e com brilho. Na cartela de cores apareceram vinho, laranja, rosa, verde esmeralda, dourado e bronze, to-

"No Carnaval troco de esmalte todos os dias", disse ela que mantem as unhas curtas. "Preciso de esmalte que dure, que suporte o violão", contou

dos cintilantes. O segundo desfile foi da marca Beauty Co-

lor, uma linha assinada pela cantora Claudia Leitte, que já trabalha

com o grupo há dois anos. Cada esmalte leva o nome de uma música

Progressiva sem formol hidrata e dá brilho ao cabelo Qual a melhor sensação quando se faz uma escova progressiva? Quando ela termina, afinal o durante o processo é um sacrifício. Certo? Errado. Alisar os cabelos agora não exige mais sofrimento. Aquele mal estar causado pelo procedimento em função do formol já era. Uma nova fórmula para o liso perfeito virou o queridinho das mulheres: a escova progressiva orgânica. Ela, além de alisar, hidrata o fio e dá brilho ao cabelo. De acordo com o hairstylist Ramon Polleto, da Evolution Hair, de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, o segredo desta progressiva, que não contém formol, está na sua

Nova progressiva sem formal deixa o cabelo mais liso e saudável

composição. “Ela é feita com hidróxido de cálcio com proteínas animais, vegetais e ormadry, ativo biológico à base de algas de efeito calmante e cicatrizante”, detalha. A combinação desses ingredientes traz um resul-

tado incrível e duradouro ao cabelo. “Sem falar que esta fórmula feita com ingredientes naturais e altamente eficazes substitui os produtos fortes encontrados em outras progressivas”, esclarece.

De acordo com o profissional, a nova progressiva faz um tratamento nos fios, trabalhando a extremidade de dentro para fora, ou seja, hidrata o cabelo ao mesmo tempo que alisa. “O que não ocorre com a progressiva a base de formal, por exemplo, que trabalha somente ao redor do fio, fazendo apenas uma maquiagem no cabelo.” Vantagens da orgânica - Ajuda a reduzir a queda do cabelo - Trabalha a recuperação do fio - Tira o volume - Deixa o fio mais liso - Hidrata, nutre e condiciona o cabelo - Indicada para qualquer tipo de cabelo

da famosa. Com a canção Bola de Sabão como trilha sonora, as cores escolhidas por Claudia foram do rosa ao ferrugem. A menina dos olhos da coleção, a cor Horizonte, usada pela cantora no evento, ganhou destaque. Também desfilaram dedos com unhas verde limão, bordô, vermelho sangue, azul petróleo, amarelo bebê e marrom. Uma característica presente nos dois desfiles foi o cintilante. Segundo a gerente da Avon Brasil Juliana Barros, a inspiração para a coleção foi a chegada da primavera que colore a cidade. Já o metalizado veio da coragem de ousar cada vez mais forte

nas mulheres. “É sinônimo de requinte hoje”, afirmou. A representante da equipe de marketing da Beauty Color, Melissa Marucco, disse que a marca, após pesquisa de tendências, também construiu junto com Claudia uma linha colorida. “O esmalte verde esmeralda é a ‘menina dos olhos’”, disse. O desfile faz parte do Trend For Fashion, evento que reúne lançamentos de moda e esmaltes nesta segunda e terca-feira. A marca de bolsas Macadamia está com estande de lançamentos no evento e as marcas Avon, Beauty Color, Granado e Esmalteria Internacional também participam do evento.

Vitor Belfort cria o seu próprio estilo de moicano Vitor Belfort assistiu às lutas do UFC na Arena Multiuso, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, com um novo corte de cabelo. O lutador deixou os fios crescerem e raspou as suas laterias, apostando em um moicano. Contudo, a parte de trás, mais bagunçada, chamou atenção. “É o meu estilo de moicano. O Neymar tem o dele e eu tenho o meu”, disse em entrevista ao site Ego. Sua mulher, Joana Prado, contou que, primeiro, ele apostou em uma trancinha na parte de baixo. Porém, Joana o fez desistir dessa ideia.

Lutador chegou ao UFC com novo corte de cabelo


GAZETA DE VARGINHA, 07/08/2013

16

ESPORTE

Varginhense Marcos Veloso vence as etapas de ciclismo do JEMG Jovem de Varginha venceu as etapas do circuito e contra relógio do Módulo I, para atletas de 12 a 14 anos O jovem atleta Marcos Veloso, de Varginha, conquistou dois títulos da etapa experimental de ciclismo dos Jogos Escolares de Minas Gerais, o JEMG. O adolescente de 14 anos venceu as etapas do circuito e contra relógio do Módulo I, para atletas de 12 a 14 anos. Marcos teve larga vantagem sobre o segundo colocado, João Igor de Sales, da cidade de Monte Santo de Minas. Roberto Maia Carneiro Leão, de Passos, ficou com a medalha de bronze, seguido por ou-

tro varginhense, Juliano Pereira Lello. O ciclismo foi inserido este ano no JEMG em caráter experimental, depois da campanha “Sou ciclista, Sou de Minas, Quero participar dos Jogos Escolares 2013”, encabeçada por Marcos Veloso, que afirma ter sido uma grande batalha. - No Brasil, essa modalidade é desconhecida, órfã e carente de investimentos, mas é a minha modalidade. Se causei transtornos aos organizadores, peço descul-

pas. Esta foi a minha colaboração em prol do desenvolvimento do ciclismo - afirma o garoto. A etapa final do JEMG terminou no último sábado em Passos. Cerca de três mil estudantes, entre 12 e 17 anos, da rede estadual de ensino de 148 cidades participaram do evento. Foram disputadas 22 modalidades e os vencedores ganharam o direito de representar o Estado nos Jogos Escolares da Juventude, que são as antigas Olimpíadas Escolares.

Piloto da região termina em 2º em Lesão no joelho tira zagueiro do Boa categoria do Rally dos Sertões 2013 dos gramados por duas semanas O piloto de São Sebastião do Paraíso, Ulysses Marinzeck Filho, ficou em segundo lugar na categoria production T2 do Rally dos Sertões. Na posição geral da competição, o piloto mineiro e o navegador João Vitor Ribeiro terminaram em 13º colocados. Segundo a assessoria do Rally dos Sertões, a dupla chegou a liderar a categoria, mas foi ultrapassada na pontuação na última prova, que terminou na tarde deste

sábado. O 1º lugar da categoria production T2 ficou com os irmãos Rodrigo e Ronald Leis. A competição teve início dia 26 de julho em

Goiânia e passou por oito cidades em Goiás e Tocantins. Pilotos de outros 10 países também participaram do Rally dos Sertões 2013.

O zagueiro Walisson vai desfalcar o Boa Esporte por duas semanas. O jogador se machucou na partida contra o Joinville, pela 11ª rodada da Série B, e desde então está no Departamento Médico do clube. Segundo a assessoria do time de Varginha, Walisson passou por exames nesta segunda-feira (5/8), que detectaram uma lesão no ligamento do joelho esquerdo. Resultado

que pode ser comemorado pelo Boa, já que o jogador corria o risco de passar por cirurgia e ficar fora de combate o resto de toda a temporada.


Gazeta de Varginha - 07/08/2013