Issuu on Google+

GERAL G Acesse: www.zezepinturasdecorativas.com.br

GAZETA COMUNITÁRIA

3

TERROR Moradores vivem com medo de novos ataques de bandidos

MEIO AMBIENTE

Era uma vez um Bom Abrigo

A Campeã nacional é de Biguaçu

Florianópolis Casas arrombadas e invadidas, veículos furtados, tiros na rua a qualquer hora e até homicídio. Esta é a realidade dos moradores do bairro Bom Abrigo, de classe média, na região continental de Florianópolis. Quando chega a noite o medo faz parte da vida das pessoas, pois é quando os marginais mais atacam. Nas ruas do bairro fica mais fácil perguntar quem não sofreu ainda a ação dos bandidos. Enquanto a reportagem do GAZETA COMUNITÁRIA falava com populares alguns delinquentes rondavam a área. A moradora Karla Christiane Hammerschmidt Wolk informa que houve várias tentativas de arrombamento em sua casa e mostra a fechadura perfurada por

um objeto semelhante a uma chave de fendas. Além de garantir que à noite jogam pedras sobre a sua casa, o que foi confirmado pela vizinha Maria Salete Nunes, que trocou o telhado devido as pedras. A mesma vizinha teve sua casa arrombada por duas vezes, a última o ladrão deixou marcas de mãos nas paredes. Um boletim foi registrado na 4ª DP, que até o momento não deu a mínima para o caso. Na porta da casa há uma perfuração parecida com a da porta de Karla. “O pior é a perda que tive de jóias que eu guardava desde o tempo de inf”ancia”, diz “Eu quase não durmo à noite, ao notar um barulho fico acordada, atenta, para ver não haverá passos dentro de casa”, diz Karla Christiane.

Ao vencer o concurso nacional participou da Rio+20

Destaque: Ana Beatriz Pereira é a campeã a nível

Biguaçu

Karla Christiane mostra fechadura arrombada

TERCEIRA IDADE

A vida é um aprendizado constante Viver e ser feliz é o que todos querem, mas há quem ache que não há motivos para ser feliz. Isso ocorre justamente na terceira idade, período que a pessoa deveria ter razões de sobra para está de bem com a vida. São muitos os fatores que fazem a pessoa perder a autoestima e, uma delas, é o descaso da juventude. Porém, há sempre alguém disposto a dar credibilidade a esta camada da sociedade. A Assistente Social Cristina Niles, apesar de ser bem jovem, abraçou o desafio de levar lazer e autoestima a um grupo de terceira idade da LBV. “Quando cheguei aqui o grupo havia encerrado. Eu reativei, pois ao contrário do que muitos acham, o idoso tem muito a contribuir”, diz. Bem-Estar: Cristina e o grupo da terceira idade, uma relação familiar

Diferentes visões infantis sobre Cidades Sustentáveis estiveram reunidas no Rio de Janeiro neste mês de maio, com a chegada das oito delegações de alunos e professores, ganhadores do Concurso ”Ao Redor de Iberoamérica 2012”, um projeto de educação de valores ambientais promovido pela Proactiva Meio Ambiente com apoio da Organização dos Estados Iberoamericanos para a Educação, Ciência e Cultura (OEI). A aluna Ana Beatriz Pereira Machado, da quarta série da Escola Básica Municipal Donato Alípio de Campos, de Biguaçu, foi classificada em primeiro lugar em âmbito nacional do concurso, concorrendo com aproximadamente oito mil alunos de 13 cidades brasileiras, dos Estados de São Paulo, Santa Catarina e do município do Rio de Janeiro, obtendo a primeira colocação a nível estadual e nacional.

Ela ganhou como prêmio uma viagem ao Rio de Janeiro onde, acompanhada do Professor Marcelo Chitolina, participa da Conferência Rio+20 e interage com as crianças vencedoras de outros países. O concurso consistiu na redação de uma carta e de um desenho por parte de cada aluno concorrente, com o apoio de seus professores, propondo um modelo de cidade que todos os habitantes possam conciliar desenvolvimento com respeito e proteção ao meio ambiente. Para preparar a carta e o desenho sobre o tema: “Cidades Sustentáveis” as crianças aprenderam mesmo sobre o assunto e contaram com o apoio do material pedagógico desenvolvido pela Proactiva Meio Ambiente e pela Organização dos Estados Ibero-Americanos OEI. Participaram do concurso mais de 29 mil alunos e 2.400 professores de 268 escolas em 59 municípios de oito países.

Venda de móveis de escritório usados


3-PAGINA 3