Page 1

quarta-feira, 25 de abril DE 2012

O melhor da

gazetarussa.com.br

PRODUzido por RUSSIA BEYOND THE HEADLINES

www.rbth.ru

Novos satélites para o Brasil

Sem boasvindas à Otan

País vira aposta de empresas russas de sistemas de localização por satélite

Instalação de centro de transportes gera protestos em Ulianovsk

P.3

P.2 getty images/fotobank

Publicado e distribuído com The New York Times (EUA), The Washington Post (EUA), The Daily Telegraph (Reino Unido), Le Figaro (França), La Repubblica (Itália), El País (Espanha), Folha de S.Paulo (Brasil), The Economic Times (Índia), La Nacion (Argentina), Süddeutsche Zeitung (Alemanha), The Yomiuri Shimbun (Japão) e outros grandes diários internacionais

notas

Corrupção Diretivas de Medvedev devem ser conduzidas pelo próximo presidente, que toma posse em maio

Uma herança para Pútin

Menos barreiras na importação de trigo russo

Cotado para o cargo de primeiro-ministro, Medvedev fecha mandato com novas medidas anticorrupção.

O Brasil é o segundo país na América Latina, atrás apenas do Chile, a simplificar procedimentos para a importação de trigo russo, disse à agência Interfax o diretor Serviço Federal de Fiscalização Veterinária e Fitossanitária da Rússia, Serguêi Dankvert. Seg undo escreveu Dankvert em carta a autoridades russas, o serviço de defesa sanitária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil afirmou aceitar as medidas propostas pelos russos para o controle de pragas em estoques de grãos e ervas daninhas. Para concluir as mudanças, é necessária apenas uma última revisão das medidas propostas em relação a outras doenças e pragas, fungos e nematóides, de acordo com a carta.

Finmarket.ru

reuters/vostock-photo

No último dia 10, o presidente russo Dmítri Medvedev assinou um documento reiterando uma lista de medidas para o combate à corrupção. As diretivas foram formuladas no dia 22 de março, durante a reunião do grupo de trabalho intitulado “Governo Aberto”. O presidente propôs considerar premiações em dinheiro para que os cidadãos delatem casos de corrupção. Parte das medidas será cumprida após o fim do mandato de Medvedev. A lista assinada pelo atual presidente tem dez blocos de medidas que devem ser realizadas pela administração de Vladimir Pútin com a participação do “Governo Aberto”. O presidente ordenou ainda que se estude uma proposta de “estimular os cidadãos que apresentem provas dos crimes de corrupção em tribunais”. Além disso, pediu que se analise a ideia de aumentar as multas a empresas cujos funcionários tenham sido condenados por corrupção, e de controlar as rendas de a lg u m a s c at egor ia s de

photoxpress

Das agências de notícias

São Paulo vai ganhar Casa de Cultura Russa

Além dos dez blocos de medidas criados com o “Governo Aberto”, presidente ainda sugeriu adoção de premiações em dinheiro a delatores de corruptos

Continuação na página 2

Dia da Vitória Derrota nazista é comemorada todo ano por russos e emigrantes no principal feriado do país

Russo-brasileiro relembra a guerra Vanessa pilz

Todos os anos Ígor Anatolievitch Chnee e sua família fazem um brinde com uma taça de champanhe no dia 9 de maio. Nesse dia, ele se lembra de momentos difíceis, de medo e fome, mas também de coragem e solidariedade, exemplos de vida que ele guarda consigo até hoje. Aos cinco anos de idade,

Divulgação

especial para gazeta russa

Anatóli Chnee, pai de Ígor, que lutou pelo Exército Branco

Ígor brincava na fazenda de seu pai quando um avião polonês caiu em um campo próximo e pegou fogo. O menino correu para o local e viu o corpo do piloto carbonizado. Era o ano de 1939, e essa é a primeira lembrança que Ígor tem da Segunda Guerra Mundial. Mais de sete décadas depois, Ígor vive no Brasil, onde foi diretor da Câmara de Comércio Brasil-Rússia e atualmente preside a Sociedade Filantrópica Paulista, asilo para idosos de origem russa, e a Sociedade Eslavo-Brasileira. Juntamente com outros imi-

grantes russos, ele comemora o Dia da Vitória Soviética na Segunda Guerra Mundial anualmente em 9 de maio, quando a Embaixada da Rússia em Brasília e os consulados russos em todo o país organizam eventos para celebrar a derrota do exército nazista e o término do conflito. “O fim da Segunda Guerra representou muito para mim e minha família, porque era o fim da disputa, o fim da matança, o fim dos bombardeios, prisões e injustiças cometidas pelos nazistas contra os outros povos. Também foi o fim da fome: no último ano da

guerra, comíamos uma vez ao dia, apenas batatas congeladas com mostarda, para disfarçar o gosto. Quando acabou a guerra, imediatamente apareceu a Cruz Vermelha e enfim houve a possibilidade de comer”, recorda.

Origens e a guerra

Descendente de uma família de nobres, o pai de Ígor, Anatóli Viktorovitch Chnee, nasceu em Omsk, na Sibéria. Anatóli lutou pela Rússia na Primeira Guerra Mundial e, mais tarde, foi tenente do Exército Branco durante a Guerra Civil Russa. Com a vi-

tória do Exército Vermelho, o pai de Ígor teve que deixar o país. “A cada Ano Novo ele fazia um brinde com champanhe desejando o retorno à pátria. Ele sofria tanto longe da Rússia que dizia que cortaria um braço fora para poder voltar”, lembra. Anatóli e sua esposa, Vera Tchernishova, se estabeleceram na Polônia, na cidade de Brest (hoje pertencente à Bielorrússia), na fronteira com a Rússia, onde Ígor nasceu, em 1934. “Todos os horrores da Continuação na página 4

Cinema Diretor soviético, que morreu de câncer, completaria 80 anos em abril

Um dos maiores nomes do cinema, Tarkóvski morreu em 1986. Na sua lápide foi gravada a mensagem: “Ao homem que viu um anjo”. Maria Fadéeva gazeta russa

Andrêi Tarkóvski (19321986) passou a vida inteira fazendo um único filme, cos-

tumava dizer o próprio diretor. Um filme sobre um homem em busca da verdade, do ideal. O cineasta Tarkóvski, pupilo do documentarista Mikhail Rom (1901-1971), foi uma figura de destaque entre os personagens da nova geração de talentosos diretores que despontaram na União

Soviética no início dos anos 1960. Seu longa de estreia, “A infância de Ivan”, recebeu o prêmio Leão de Ouro no Festival Internacional de Cinema de Veneza em 1962. Seguindo esse promissor início de carreira, vieram “Andrêi Rubliov”, “Solaris”, “O Espelho” e “Stalker”. Ele fez mais três filmes en-

quanto estava em exílio forçado durante a era soviética: “Nostalgia”, “O Sacrifício” e o documentário “Tempo de viagem”, que filmou com o italiano Tonino Guerra. Suas obras foram bem recebidas no país e os números falam por si. “Stalker” foi lançado em 1980, com apenas 196 cópias, das quais so-

© ria novosti

Andrêi Tarkóvski, o cineasta que viu um anjo

Tarkóvski: “Asas do Desejo”, de Wender, foi dedicado a ele

mente três foram distribuídas pela cidade de Moscou. Mesmo assim, em poucos meses, dois milhões de pes-

soas tinham ido ao cinema assistir ao filme. Continuação na página 4

alex solnik

especial para gazeta russa

kommersant

Ígor Chnee, diretor da Sociedade Filantrópica Paulista, conta o que presenciou durante o conflito e como comemora a vitória.

Segundo o cônsul-geral da Rússia em São Paulo, Mikhail Troiánski, o centro ajudará a neutralizar os estereótipos negativos criados pela mídia.

Depois de passar os últimos cinco anos como embaixador no Peru, Mikhail Troiánski assumiu a função de cônsul-geral da Rússia na capital paulista, onde está há quatro meses. Em entrevista exclusiva à Gazeta Russa, Troiánski fala sobre os estereótipos os negativos criados pela imprensa e como pretende recuperar o tempo perdido nas relações entre o Brasil e a Rússia. O senhor não acha que os russos são pouco representados no Brasil? Penso que ainda há um certo imobilismo. Nossos empresários devem assumir uma postura mais agressiva ao entrar no mercado brasileiro e, naturalmente, vice-versa. Mas acredito no progresso dessas relações no futuro. Leia mais em www.gazetarussa.com. br/14430


Política e Sociedade

Gazeta Russa

www.gazetarussa.com.br

Acordo Centro de transportes gera protestos

Unidade da Otan é mal recebida em cidade russa deria qualificar o transporte de papel higiênico aos países da Otan via Rússia como traição à pátria”, escreveu Rogózi n em seu Twitter. O procedimento parece simples: a carga proveniente do Afeganistão vai chegar à Rússia, passando pelo Uzbequistão. A Rússia então deverá preparar os trens de carga para levar os produtos aos países-membros da Otan, e o aeroporto Ulianovsk-Vostótchni será o centro pa r a t r a n s p or t e de s s a carga.

Pútin. Segundo o ministro da Defesa da Rússia, Anatóli Serdiukov, o Ministério dos Transportes do país será encarregado do estabelecimento da unidade e, portanto, não se trata de uma base militar. Além disso, de acordo com ele, toda a carga transportada deverá passar pela alfândega. O chefe do Estado Maior

Ivan Safronov Jr. kommersant

Em fevereiro foram divulgadas as primeiras informações sobre planos russoamericanos para a criação de uma base da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) na cidade de Ulianovsk. A ideia era que na cidade, localizada cerca de 900 quilômetros a leste de Moscou, às margens do rio Volga, a base facilitasse o transporte de carga ao Afeganistão e outros destinos. Curiosamente, os países enfrentam no momento um impasse nas negociações referentes ao Irã, à Síria e a um sistema antimíssil na Europa. Ainda assim, segundo altos oficiais responsáveis pelas transações, o acordo não representa uma ameaça à segurança nacional. “Tudo o que se tem feito nessa esfera corresponde aos interesses nacionais e de nosso povo”, afirmou o primeiro-ministro Vladímir

“Transporte de papel higiênico não é traição à pátria”, escreveu vice-premiê Rogózin no Twitter

Por cima das diferenças

A receptividade de Moscou em relação ao projeto pode ser interpretada de várias maneiras. O transporte de carga para os países da Otan e EUA pode servir aos interesses nacionais da Rússia, embora também tenha um peso sobre suas relações internacionais. Um dos principais desafios do presidente eleito Vladímir Pútin durante os primeiros anos de mandato será o aprimoramento das relações com o Ocidente. Aparentemente, o novo passo

da Rússia, Nikolai Makarov, apoia Serdiukov, afirmando que o Ministério da Defesa está pronto para assinar o contrato de trânsito de cargas do Afeganistão. Paralelamente, Dmítri Rogózin, exrepresentante da Rússia na Otan e atual vice-premiê, responsável pela indústria militar, não concorda com a dramatização em torno do projeto. “Trata-se de transporte comercial, e isso significa que a Rússia vai ganhar dinheiro. Ninguém po-

Governo afirma que todo material será fiscalizado pela alfândega e não representa risco AP

Para governo, unidade deve gerar benefícios comerciais e políticos, enquanto população vê ameaça à segurança nacional.

Comunistas protestam contra base Em abril, dezesseis militantes comunistas iniciaram uma greve de fome para protestar contra o acordo de instalação de um centro de transportes da Otan na cidade russa de Ulianovsk. Eles acamparam a cem metros do aeroporto local. Além disso, cerca de 800 moradores da região realizaram uma marcha, a maior de-

monstração desde o início de fevereiro, quando foi divulgada a informação oficial sobre os planos da Otan. O Ministério da Defesa ressaltou que as mercadorias transportadas pelo território russo serão inspecionadas na alfândega e que o centro de transporte não será base da Otan ou dos EUA.

deve demonstrar a boa disposição da Rússia para manter o diálogo com os EUA,

embora o país tenha que pagar um preço alto por isso.

Em primeiro lugar, ninguém sabe ao certo por que o governo uzbeque se recusou a transportar as cargas da Otan e, por isso, houve especulações de que a nova unidade da organização pudesse vir a ser uma base militar camuflada. O transporte de equipamento da Otan por meio do espaço aéreo e das ferrovias russas poderia resultar na instalação de um inimigo em potencial no país, enfraquecendo, assim, a capacidade de defesa da área dos Urais e de toda a Rússia. Céticos argumentam ainda que a instalação poderia afe-

tar a cooperação técnico-militar com outros países não ocidentais, tais como China, Síria, Vietnã e, especialmente, Argélia. O cenário é ainda mais sombrio com a atual diminuição no número de clientes fieis de armas e equipamento militar russo. Por fim, a posição da Rússia em relação à Síria e ao Irã não corresponde às expectativas norte-americanas. Desse modo, se as tropas da Otan decidirem atacar Teerã ou Damasco, o centro de transporte na Rússia poderá tornar-se uma moeda de troca em futu ras negociações.

Olimpíadas Carlos Arthur Nuzman, que adquiriu segundo passaporte em meados de 2011 diz que nova cidadania ajudou em “entendimento”

Presidente do COB assina acordo com Rússia Marina Darmaros gazeta russa

No último dia 12 de abril, o presidente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), Carlos Arthur Nuzman, assinou um acordo de cooperação nas áreas de pesquisa e cooperação com a Universidade Olímpica Internacional da Rússia. A assinatura do documento, que deve facilitar o intercâmbio de esportistas e técnicas entre os países, aconteceu em Moscou durante a visita do representante brasileiro em razão da 18° Assembleia da Associação dos Comitês Nacionais Olímpicos (Acno), realizada entre os dias 13 e 15 de abril. “Estive no lançamento da pedra fundamental [da Universidade Olímpica Russa] com o primeiro-ministro Vladímir Pútin, hoje presidente eleito da Rússia, e me entusiasmei com essa cria-

Russificidades

Nuzman: “Os próximos jogos Olímpicos de Sôtchi e do Rio serão dirigidos por dois russos, eu e meu amigo Tchernichenko”

“Mas o mais importante é que nossa atuação conjunta será proveitosa para os esportistas das seleções olím-

Medvedev assina novas medidas na luta contra a corrupção funcionários públicos demitidos após esses deixarem os cargos. Um dos pontos mais importantes da lista é a permissão de que organizações sociais abram queixas nos tribunais de arbitragem para proteger os direitos e interesses de todos os cidadãos do país. O chefe da administração presidencial, Serguêi Ivanov, o procurador-geral Iúri Tchaika e o chefe do comitê de investigação Aleksandr Bastríkin receberam a ordem de estudar a “criação de novas instituições anticorrupção, especialmente contra a corrupção nos alto escalões de de governo, e o estabelecimento de mecanis-

reuters/vostock-photo

continuação da página 1

Primeira campanha de presidente na área iniciou-se em 2008

mos de controle de suas atividades pelo público”, segundo o documento publicado pelo Kremlin.

Medvedev declarou que “a hierarquia que será seguida para publicação na internet das informações sobre

picas depois do final de suas c a r r e i r a s e s p or t iv a s”, afirmou. A ideia de criação da ins-

o recebimento das queixas de corrupção e os resultados nos tribunais” devem ser apresentados no dia 1º de maio. “A lista de medidas inclui quase todas as propostas formuladas pelo grupo de trabalho. Isso significa que começamos a executar os mecanismos do ‘Governo Aberto’”, explicou ao jornal diário Kommersant o assessor do presidente e vice-diretor do grupo, Mikhail Abizov. Após tomar posse em 2008, Medvedev lançou uma campanha de grande escala que incluía o estabelecimento de um comitê presidencial anticorrupção e a obrigatoriedade de declaração de renda para altos funcionários do governo. Embora tenha ocorrido um limitado progresso nos últimos anos, Medvedev afirmou nunca ter tido a ilusão de que “alguns anos seriam suficientes para minimizar radicalmente esse problema”. Ele também reconheceu que a campanha iniciada por ele “teve efeito quase nulo”.

tituição russa surgiu ainda em agosto de 2008, quando o Comitê Olímpico Internacional, o Comitê Organiza-

dor de Sôtchi-2014 e o Comitê Olímpico da Rússia assi n a ra m u m acordo de intenções.

Durante a assembleia da Acno, Nuzman apresentou a experiência brasileira na organização de jogos olímpicos durante paineis de discussão e assinou mais alguns alguns acordos, “mais pontuais”, de acordo com a autoridade olímpica brasileira, com outras comissões olímpicas. Segundo Nuzman, a cidadania russa, que ele adquiriu por meio de um decreto presidencial assinado por Dmítri Medvedev em julho de 2011, teria facilitado as negociações com a Rússia. “Eu acho que ela dá um relação de amizade maior, de entendimento, de proximidade, de compreensão”, disse o presidente do COB à Gazeta Russa. “Eu disse em uma entrevista em Sôtchi que os próximos Jogos Olímpicos de inverno e os do Rio serão dirigidos por dois russos, que sou eu e o [presidente do Comitê Olímpico de Sôtch i 2014] Dm ítr i Tchernichenko, que é meu amigo”, brinca.

Suspeitos Doces custavam mais caro que o normal

Máquina de Mentos vendia maconha sintética na Sibéria A polícia de Novosibirsk prendeu dois estudantes suspeitos de comercializar maconha sintética camuflada em pacotes de Mentos. The Moscow Times

Detidos no último dia 5, os dois homens – nascidos em 1991 e 1992 – teriam substituído balas de menta por uma porção de maconha sintética do tipo JWH-018, segundo os investigadores. A máquina estava na loja de um dos detidos, que oferecia poucos produtos – cerveja, macarrão instantâneo e batatas chips –, além da máquina automática que vendia Mentos a um preço pouco maior ao comercializado em outros locais da cidade, de acordo com o Serviço Federal de Controle às Drogas. A droga JWH-018, produzida em laboratório, é lega-

itar-tass

ção, com os objetivos da universidade, com seus propósitos, projetos, planos. Fiquei muito contente de podermos assinar um convênio, porque isso vai dar uma condição de desenvolvimento muito grande para as relações entre Brasil e Rússia”, disse Nuzman à Gazeta Russa em um dos intervalos da assembleia. A pedra fundamental a que se refere o representante brasileiro foi instalada ainda em junho de 2010 pelo premiê russo no local onde está sendo construído, em Sôtchi, o conjunto de quatro prédios que irá compor a universidade. A lg uns meses depois, começaram os programas de ensino da instituição, cujas obras ainda estão em andamento. “A assinatura deste acordo marca uma nova etapa nas relações entre esses países. Iniciamos um trabalho mais forte na área de preparação prática de especialistas esportivos”, disse o presidente do Comitê Olímpico Russo, Aleksandr Jukov.

Divulgação

Acordo com Universidade Olímpica Russa vai possibilitar intercâmbio de atletas e abrir caminhos para depois do fim de carreira.

Loja tinha poucos produtos, além da suposta bala de menta

lizada em alguns países e vendida como “incenso de ervas”. Produz efeito similar à maconha tradicional e foi proibida na Rússia. A polícia descobriu 533,5 gramas de JWH-018 durante uma

busca e um processo foi aberto sob a acusação de “distribuição ilegal de narcótico em grandes quantidades”. Caso condenados, eles terão que cumprir oito anos na cadeia.


Economia e Mercado

GAZETA RUSSA

DIVULGAÇÃO

WWW.GAZETARUSSA.COM.BR

ENTREVISTA OLEG DANÍLIN

Por um bloco Brics pleno CHEFE DE CONSULTORIA DE SERVIÇOS FINANCEIROS DA ERNST & YOUNG AVALIA OS RESULTADOS DA QUARTA CÚPULA DO BRICS

ESPECIAL PARA GAZETA RUSSA

Durante a última cúpula, os Brics falaram em criar seu próprio banco de desenvolvimento. Isso indica que o grupo está se transformando em um bloco econômico pleno? Os países do Brics avançam rumo à criação de um bloco econômico e político pleno, seguindo, aliás, o mesmo plano da comunidade europeia segundo o qual é preciso antes identificar mecanismos econômicos para depois tratar as questões políticas. Especialistas sublinham que os países do Brics têm muito pouca coisa em comum. Você concorda com eles? Não é bem assim. A aliança formada pelos Brics tem um forte conceito unificador: aumentar o papel desses países na economia e política globais. Paralelamente, eles não consideram a hipótese de criação de um programa de segurança comum ou desenvolvimento de cooperação militar devido às diferenças de suas estratégias nacionais de desenvolvimento e de seus sistemas econômicos entre si. A unipolaridade do mundo deixou de servir aos

Quais serão para os Brics os benefícios políticos e econômicos da criação de um banco de desenvolvimento e da adoção de pagamentos em moedas nacionais? A criação do banco de desenvolvimento supranacional do Brics e de um mecanismo de créditos cruzados entre os países aliados terá grande impacto no sistema financeiro mundial. Trata-se, de fato,

Um banco de desenvolvimento vai contribuir para a competitividade nacional dos Brics

Processo será lento, mas atratividade de moedas vai aumentar com créditos cruzados

da criação de uma estrutura muito poderosa e quase isolada, capaz de atrair recursos de investimento internacionais e redirecioná-los para projetos de desenvolvimento nos países do Brics em vertentes por eles consideradas como prioritárias. Isso contribuirá para o aumento da competitividade nacional de todos os Brics sem causar prejuízo aos interesses específicos de cada um.

desenvolvimento dos Brics utilize o princípio “um país, um voto”, a participação do Brasil será de 20%.

Não seria uma pressão por parte dos líderes das nações emergentes por não terem conseguido aumen-

A dinâmica de cooperação econômica e comercial dentro do Brics possibilitaria a adoção de um sistema de créditos cruzados e de pagamentos em moedas nacionais? O senhor acredita que a China vá ganhar mais com a novidade que Rússia ou Índia? A dinâmica do comércio não tem importância fundamental nesse caso específico. O que importa é o desejo significativo de todos os países

do Brics pelos investimentos diretos. Claro que a China, por ser o país com o maior ritmo de crescimento econômico, terá uma tendência dominante. Mesmo assim, não achamos que ela seja o único país a ganhar com a aliança do Brics. É do interesse de todos os países aliados diversificar as moedas usadas no comércio internacional, fazer investimentos recíprocos e abandonar, pelo menos em parte, o dólar e o euro. Quais fatores dificultam o desenvolvimento do comércio entre os Brics e o uso de suas moedas nacionais em acordos comerciais? Não é correto dizer que os Brics têm dificuldade de desenvolver comércio entre si. O intercâmbio comercial dentro do bloco está crescendo muito rápido e depende da demanda interna que, por sua vez, é determinada pela crescente renda da população nesses países. Cabe lembrar que, juntos, eles reúnem met ad e d a p o pu l aç ão do planeta. Dentre os fatores que não contribuem para o desenvolvimento do comércio estão principalmente o alto custo e a baixa produtividade do trabalho (na Rússia, por exemplo); o baixo nível de envolvimento de tecnologias na produção (na Rússia, esse fator depende da disponibilidade de investimento); e dis-

Rastreamento RNT é segunda empresa do setor a abrir filial no país

Novo sistema de localização por satélite chega ao Brasil

Com lei que obriga montadoras a equiparem carros zero com sistema, Brasil vira aposta de empresas russas do ramo. NATÁLIA LAVRÊNTIEVA CNEWS.RU

A RNT (Russian Navigation Technologies) abriu recentemente uma fi lial no Brasil. O principal objetivos da empresa é fornecer ao mercado brasileiro terminais equipados com os sistemas de localização por satélite russo Glon a s s, e t a mbé m com o norte-americano GPS. A RNT detém 51% do ca-

pital da nova empresa, a Gisline Rastreamento Ltda., enqu a nt o o s out r o s 49% pertencem a investidores russos privados. Além das vendas, as companhias pretendem produzir os equipamentos no Brasil. O momento escolhido não foi por acaso: no primeiro semestre de 2011 o Brasil ocupou o quinto lugar na venda global de automóveis e, no início de 2012, entrou em vigor a lei que obriga montadoras a implantar sistemas de rastreamento por satélite em todos os veículos novos.

O sistema Glonass no mundo

Voz da Rússia Descubra a frequência na sua região

portuguese.ruvr.ru

Para questões editoriais contatar br@rbth.ru Para anunciar aqui contatar sales@rbth.ru Tel.: +7 495 775-31-14

hipótese de implantar sua produção no Brasil. A filial paulista ainda deve obter certificacação junto à Anatel, além de outras permissões necessárias para operar no mercado brasileiro, e contratar pessoal, já que pretende ampliar o quadro de funcionários.

Mercado em ascensão

A Nis Glonass (controlada pela AFK System, que detém o controle acionário da maior concorrente da RNT, a M2M-telemática) diz encarar o mercado brasileiro como prioritário. “Nossa companhia está presente no Brasil desde 2010”, conta o vice-diretor da empresa, Vladímir Vojóv. “Em 2011, a Nis Glonass fechou acordos de cooperação com as empresas brasileiras Zatix e Upaya, líderes no uso de tecnologias de navegação”, completa. Segundo Vojov, entre os próximos planos da empresa em relação ao Brasil estão a elaboração e execução de projetos comuns, a aplicação de soluções setoriais com b a s e n o G l o n a s s /G P S para o monitoramento e gerenciamento das redes de transporte estatais e corporativas. “Também queremos ampliar nossa lista de parceiros e a implantar uma joint venture para produzir equipamentos com base no sist e m a s G l o n a s s / G P S ”, afi rma.

A adoção de pagamentos em moedas nacionais se e n c a ixa n o projeto de criação de um centro financeiro internacional em Moscou? A evolução dessa aliança tem tudo a ver com a ideia de criar um centro financeiro internacional na Rússia. Isso nos permitirá atuar não só como um país que concede a plataforma, as regras do jogo e a infraestrutura favorável aos investimentos estrangeiros, mas que também proporciona amplas possibilidades aos investimentos diretos provenientes dos países do Brics.

RAIO-X

Oleg Danílin

Oleg Danilin é sócio da Ernst & Yong e chefe da Consultoria Global de Serviços Financeiros da empresa na CEI (Comunidade dos Estados Independentes), baseada em Moscou. Danílin começou a trabalhar na consultoria Ernst & Young em 2002. Antes disso, trabalhou por dois anos e meio como vi-

ce-diretor no United Financial Group (banco de investimento russo independente, que agora é parte do Deutsche Bank) e como auditor e consultor na Arthur Andersen LLP para a CEI. Ele realizou mais de 100 projetos de consultoria e trabalhou em mais de 20 países pelo mundo inteiro. Danílin se formou em economia e comércio internacional pela Universidade de Relações Exteriores de Moscou (Mgimo) em 1997.

vestidores alertas em relação à moeda chinesa: a valorização do yuan tem impacto negativo na economia da China, diminuindo os ritmos de seu crescimento econômico. O processo será muito lento, mas

os créditos cruzados entre os Brics podem tornar suas moedas mais conversíveis, além de consolidar e aumentar a atratividade de cada uma, inclusive o rublo, em relação ao dólar.

NACIONALIDADE: RUSSO IDADE: 36 FORMAÇÃO: ECONOMISTA

O senhor acredita que a China tentará tirar vantagem devido ao seu grande vigor econômico? Os papéis do yuan e do rublo mudarão no cenário econômico mundial? Em uma perspectiva de longo prazo, o yuan pode tornar-se forte nas conversões cambiais. Entretanto, a necessária diversificação de riscos cambiais ainda deixará os in-

Espaço Agência russa vai investir em conquista de Marte

Com Nasa nos bastidores, Roscosmos entra em cena Depois de redução do investimento norteamericano, russos decidem participar em projeto internacional ExoMars.

conjunto de equipamentos científicos em substituição aos norte-americanos, retirados do projeto. “O acordo deve ser assinado já no primeiro semestre de 2013”, disse à imprensa o presidente da Roscosmos, Vladímir Popóvkin. “É de nosso interesse resolver isso o mais rápido possível, para podermos alocar verbas para a construção do equipamento.” Distribuídas ao longo de vários anos, as despesas decorrentes da participação russa não deverão ser onerosas para a agência, que tem orçamento anual avaliado em US$ 6 bilhões para 2013 – contra os US$ 17 bilhões previstos para a Nasa em 2012.

ILIÁ KRÂMNIK

ESPECIAL PARA GAZETA RUSSA

A agência espacial russa Roscosmos e a europeia AEE, assinaram um protocolo de intenções para a realização de uma missão conjunta a Marte. A participação russa no projeto ExoMars, entretanto, não estava prevista, e tornou-se possível somente após os EUA terem reduzido sua participação e contribuição financeira. Com corte em suas verbas orçamentárias, a Nasa recu-

Russos vão fornecer veículo lançador e equipamentos

sou-se a ceder seus foguetes Atlas-V para os dois lançamentos programados. Foi então que a Rússia entrou em cena. O país irá fornecer, além de um veículo lançador, um

LEIA NO SITE GAZETARUSSA.COM.BR/14396 A LIÇÃO DA FORMIGA

LEGION-MEDIA

recomenda:

CONTATOS

“O Brasil proporciona hoje as condições mais favoráveis a nossos produtos na área de monitoramento de veículos. É a sexta economia do mundo e continua em ascensão”, diz Ivan Netcháev, diretor-geral da RNT. Segundo levantamento da RNT, 65% do mercado brasileiro é controlado por 15 empresas. Assim, os russos esperam conquistar pelo menos 25% dos negócios até 2017, com lucro de cerca de US$ 300 mil. A princípio, os terminais serão produzidos na Rússia, mas a RNT não descarta a

torções estruturais na economia (desenvolvimento prioritário das indústrias primárias em detrimento dos setores de transportes, comunicações, serviços e indústria científica) que determinam o lugar do país na divisão internacional do trabalho.

DIVULGAÇÃO

VÍKTOR KUZMÍN

tar o papel de seus países no FMI? Não creio que seja isso. Essa questão já assumiu importância fundamental. Nesta nova configuração, caso seja adotado o princípio de “um país, um voto”, teremos uma nova instituição semelhante àquela criada em Bretton Woods e a prática de ultimato usada pelos EUA na tomada de decisões políticas e econômicas. Por exemplo, o voto do Brasil no Banco Mundial é proporcional a sua contribuição para o capital social: pouco mais de 2%. Caso o banco de

interesses dos países emergentes, que podem se permitir ter uma política externa independente.

NASA

Resoluções da reunião em Nova Déli podem ajudar a consolidar moedas dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) no mundo.

Livro preferido do fotógrafo Andrêi Pavlov, a ficção científica “O império das formigas” tornou-se sua principal inspiração. Há sete anos, Pavlov se dedica a “treinar” e fotografar as minúsculas criaturas em cenas que remetem à trilogia dos anos 1990 do escritor francês Bernard Weber.

PROGRAMA VOZ DA RÚSSIA Saiba tudo sobre o país através do site

Monitoramento aquático

Oficina de pesquisas inaugurou projeto de monitoramento on-line que transmite informações via satélite e rádio. gazetarussa.com.br/14407

Descubra um novo mundo

in Ass

e

Assine a nossa newsletter semanal

gazetarussa.com.br/assine


Em Foco

Opinião

Diretor foi declarado traidor pela URSS

ITAR-TASS

Em espanhol, há pontos de interrogação no começo e no fim de uma frase. Tarkósvki abria os filmes com uma pergunta e sempre deixava uma questão no final como a integridade moral permeiam toda nossa existência, manifestam-se até mesmo naquelas áreas que aparentemente não têm nada a ver com a moral, como exploração espacial, o estudo do mundo objetivo, e assim por diante”, afirmou.

Homem espiritual

Protagonista de alguns filmes de Tarkóvski, o ator Nikolai Burliaev, conta que o cineasta era profundamente religioso. “Isso pode ser sentido em todos os seus filmes”, diz Burliaev.

“Todos seus filmes, independentemente da época, apontam para o futuro, para a eternidade, para Deus”, afirma a atriz russa Natália Bondartchuk. Tarkóvski morreu de câncer, na França, em dezembro de 1986. Ele foi enterrado no cemitério Sainte-Genevièvedes-Bois, próximo a Paris. Em sua lápide foi gravada a mensagem: “Ao homem que viu um anjo”. “Asas do Desejo”, lançado pelo cineasta alemão Wim Wenders um ano depois, foi dedicado a Tarkóvski . Seu túmulo lembra um fotograma de filme. Alguns vasos de flores estão plantados ao redor do terreno retangular de solo escuro. Uma árvore se inclina sobre a lápide derramando suas folhas uniformemente sobre o túmulo. A cruz está envolta em uma trança de pérolas brancas, um colar deixado pelo cineasta e roteir ista sov iético Serg uêi Paradjanov.

© RIA NOVOSTI

Existencialista e espiritual, assim o definem amigos e colegas

“Andrêi Rubliov” (1966)

KINOPOISK.RU

“Todo mundo sabe que na língua espanhola os pontos de interrogação são colocados no início e fim das frases. Isso também serve para Tarkóvski: ele sempre abre com uma pergunta e nos deixa com uma nova questão ao final, uma dúvida direcionada a cada um de nós individualmente, e não apontada para a sociedade como um todo”, acredita Kleiman. O cineasta costumava enfatizar que a principal mensagem de seus trabalhos existencialistas tinha como base questões morais. “Ao atingirmos um novo nível de conhecimento, temos que nos direcionar rumo a um novo nível de moralidade também”, dizia Tarkóvski. “Quis provar com meu trabalho [Solaris] que tanto a força

Principais filmes de Tarkóvski

“Solaris” (1972)

KINOPOISK.RU

Questão existencialista

“Stalker” (1979)

Presidente de associação russa no Brasil relembra a 2ª Guerra CONTINUAÇÃO DA PÁGINA 1

guerra eu presenciei: mortes, bombardeios, destruição de casas, incluindo a minha. Morávamos a um quarteirão do gueto de Varsóvia e eu vi como os alemães matavam os judeus, vi quando incendiaram o gueto, matando quem ainda vivia ali”, recorda Ígor. Foi em Ravensburg, cidade alemã na fronteira com a Suíça, que receberam a notícia do fim da Segunda Guerra, quando o general francês Charles de Gaulle entrou na cidade com suas tropas. Ainda menino, Ígor se lembra desse dia, quando andou de bicicleta entre os tanques: “Eu era menino e vi todos aqueles tanques entrando, todos aqueles soldados da colônia francesa... Foi a primeira vez que vi um negro”, recorda, fazendo referência aos soldados argelinos que lutaram pela França.

Mudança para o Brasil

Em 1949, Anatóli foi convidado pelo cônsul brasileiro em Frankfurt a emigrar para o Brasil para produzir leite condensado no país. Ainda impedido de voltar à Rússia, Anatóli aceitou o convite e a família desembarcou no Rio de Janeiro no dia 4 de fevereiro de 1949. “Saímos da Alemanha no inverno, a uma temperatura de 20ºC negativos, e

chegamos ao Rio de Janeiro a uma temperatura de 42ºC.” Sem falar nada em português, Ígor fixou a meta de decorar 60 palavras por dia e logo foi matriculado em uma escola na cidade de Taubaté, em São Paulo, onde a família foi morar. Ali funcionava a fábrica de produtos alimentícios Embaré, que lançou o primeiro leite condensado produzido no Brasil (até então, o doce

Vitória na Europa e no mundo Em 8 de maio, às 22h43, nos subúrbios de Berlim, (horário que em Moscou correspondia às 00h43 de 9 de maio), o chefe do Estado Maior do Alto Comando das Forças Armadas da Alemanha, marechal Wilhelm Keitel, assinou o Ato de Rendição Incondicional da Alemanha. A população soviética soube da vitória pelo rá-

dio às 22h de 9 de maio (hora de Moscou). Por isso, na Rússia comemora-se o Dia da Vitória em 9 de maio, enquanto os Estados Unidos consideram a data como “Dia da Vitória Europeia”. Com a continuidade dos conflitos, os EUA celebram o “Dia da Vitória na Segunda Mundial” em 2 de setembro, com a derrota do Japão.

CALENDÁRIO CULTURA E NEGÓCIOS BALÉ GISELLE - 12 ANOS DE BOLSHOI NO BRASIL

UM VIOLINISTA NO TELHADO

10 DE MAIO, QUI., ÀS 20 H., TEATRO NACIONAL, BRASÍLIA

ATÉ 15 DE JULHO QUI. E SÁB. ÀS 21H; SEX. ÀS 21H30; DOM. ÀS 17H, TEATRO ALFA, SÃO PAULO

Com montagem e produção do russo Vladímir Vassíliev, o clássico será apresentado por um elenco de quase 80 bailarinos da escola, que comemora 12 anos no Brasil. › www.escolabolshoi.com.br

Stepan Pátchikov

O

CONTINUAÇÃO DA PÁGINA 1

No início dos anos 1980, Tarkóvski foi convidado para rodar um filme na Itália e nunca mais retornou à União Soviética. Embora “Nostalgia”, escrito com Guerra, fosse, de modo geral, apolítico, causou grande mal-estar. Quando surgiu a oportunidade de trabalhar no exterior, Tarkóvski mergulhou de cabeça. As autoridades soviéticas exigiram seu retorno repetidas vezes, mas o diretor se negou a obedecer e foi declarado traidor. O diretor do Museu de Cinema de Moscou, Naum Kleiman, afirma que Tarkóvski ganhou destaque no momento certo: em 1962. “Tínhamos chegado a um impasse em nosso país: o ‘degelo de Khruschov’ estava prestes a ganhar impulso ou ser erradicado por completo. E foi então, nesse momento de reviravolta, que Tarkóvski e suas questões triunfaram”, diz Kleiman.

A MÁQUINA SOVIÉTICA DE FAZER TALENTOS

era importado da Suíça, produzido pela Nestlé). A empresa existe até hoje, mas mudou o nome para Itambé. Anatóli morreu em 1962, nunca conseguindo realizar o sonho de retornar à Rússia. Foi homenageado pela Câmara Municipal de Taubaté e hoje a cidade tem uma rua batizada com seu nome. Desde 1995, Ígor é presidente da Sociedade Filantrópica Paulista, fundada por imigrantes russos que chegaram ao Brasil após a Primeira Guerra. Sua primeira visita à Rússia aconteceu em 1987 e desde então ele já voltou mais de uma dezena de vezes ao país. A última aconteceu no final do ano passado, quando viajou a convite do governo russo para receber das mãos do ministro das Relações Exteriores, Serguêi Lavrov, uma comenda pelos serviços prestados na casa de repouso para idosos russos em São Paulo.

Stepan Pátchikov nasceu em 1950 e é doutor em Física e Matemática. Foi colaborador da Academia de Ciências da URSS, fundador do primeiro clube de fanáticos por computadores em Moscou (junto com o enxadrista Garry Kasparov), fundador das empresas Paragraf (1989) e Evernote. Atualmente, vive em Nova York.

O PRIMEIRO PASSO DO ÍNDICE BRICSMART Carlos Serapião Jr.

N

FINANCISTA

o dia 30 de março, a Bolsa de Valores de São Paulo (BM&Fbovespa) iniciou a negociação de contratos futuros dos índices de ações das bolsas Micex-RTS (Rússia), Bombain Stock Exchange (Índia), Hong Kong Exchanges and Clearing (China) e Johannesburg Stock Exchange (África do Sul). Cada uma dessas bolsas vai negociar o principal índice de ações das demais. É o primeiro passo do projeto de criação de um índice Bricsmart, a ser negociado nos mercados acionários dos cinco países. E é, sobretudo, a primeira vez que os investidores dos Brics vão poder negociar diretamente papéis uns dos outros, sem a intermediação de uma praça acionária global (Nova York ou Londres). À medida que esses contratos ganharem liquidez, poderão servir como instrumento de “hedge” parcial e diversificação do portfólio, reduzindo o risco total da carteira, e até – para os investidores mais sofisticados - como parte de estratégias de arbitragem do tipo “long-short”, devido à correlação existente entre esses índices, em particular Ibovespa e Micex. Conheço melhor os índices Ibovespa e Micex, os quais têm sim forte correlação positiva (ou seja, flutuam mais ou menos da mesma forma), por serem influencia-

dos pelos preços das commodities, os quais, a partir de 2008, passaram a se mover em conjunto. Acredito que o mesmo raciocínio possa valer para o índice sul-africano. Quanto à Índia e China, devido à condição de “emergent markets”, acabam também – embora, em menor grau – mantendo correlação positiva com os demais Brics. Para além desses aspectos técnicos, o principal mérito desse cruzamento de índices é fazer com que os investidores de cada um dos Brics possam se conhecer melhor. No futuro, poderia haver também a criação de pares de moedas dos Brics, a serem cotadas diretamente e negociadas globalmente, reduzindo o risco cambial do comércio exterior entre os Brics, criando novas possibilidades para os especuladores (que são importantíssimos, por darem liquidez ao mercado) e, em consequência, aumentando a liquidez das moedas dos Brics. E vamos torcer para que esse processo de interação entre mercados acionários não fique só nos índices e avance rumo às ações de maior liquidez (“blue chips”), depois também para as principais “small caps”, pois sobretudo estas últimas proveriam interessantes oportunidades de diversificação e “hedge”. Carlos Serapião Jr. mora em Moscou e trabalha na B2U Trading. Formou-se no Instituto Rio Branco e tem mestrado em Finanças pela École Nationale des Ponts et Chaussées.

CONFIRA MAIS

PARAFARM EXPO

JUNWEX MOSCOW

DE 5 A 7 DE JUNHO, CENTRO DE EXIBIÇÕES E CONVENÇÕES SOKOLNIK, MOSCOU- RÚSSIA

DE 15 A 19 DE SETEMBRO, VVTS, MOSCOU - RÚSSIA

No musical, José Mayer interpreta Tevie, pai de cinco filhas que trabalha como leiteiro num vilarejo judeu na Rússia tsarista.

A exibição de joias, tecnologias joalheiras e equipamentos é um evento internacional que reúne mais de 700 expositores locais e estrangeiros anualmente no outono-inverno europeu.

› www.teatroalfa.com.br

› www.parapharmexpo.ru

› www. junwex-msk.ru

PRESIDENTE DO CONSELHO: ALEKSANDR GORBENKO (ROSSIYSKAYA GAZETA); DIRETOR-GERAL: PÁVEL NEGÓITSA (RG); EDITOR-CHEFE: VLADISLAV FRÓNIN (RG) ENDEREÇO DA SEDE: RUA PRAVDY, 24, BLOCO 4, 12º ANDAR, MOSCOU, RÚSSIA - 125993 WWW.RBTH.RU E-MAIL: BR@RBTH.RU TEL.: +7 (495) 775 3114 FAX: +7 (495) 775 3114 EDITOR-CHEFE: EVGUÊNI ABOV; EDITOR-EXECUTIVO: PÁVEL GOLUB;

s ocidentais perguntam a todo tempo se a Rússia é uma terra de talentos, observando que muitos especialistas que nasceram lá trabalham em suas empresas. Entre eles há muitos nomes conhecidos: Serguêi Brin, cofundador do Google, Max Levchin, fundador do PayPal, entre muitos outros. Mas, como muitos outros profissionais de TI (tecnologia da informação), eles deixaram a Rússia ou outros países da antiga União Soviética quando eram muito jovens, e a escolha pela imigração foi feita por seus pais. Entretanto, milhares de especialistas de TI partiram para os EUA e tomaram a consciente decisão de viver por lá. Nunca encontrei uma estatística comparativa do número de talentos em diferentes países, e não acho que a Rússia seja excepcional – apesar de muitos terem tido essa impressão durante o século 20. Mas tenho minhas hipóteses para esse fenômeno. Durante a maior parte do século 20 a Rússia esteve sob uma ditadura ideológica. Qualquer pessoa inteligente entendia que, para minimizar a influência da ideologia em sua vida, era preciso evitar certas áreas do conhecimento – como história, filosofia, direito, literatura, política etc. – e se dedicar às chamadas “ciências puras”: matemática, astronomia, física, química. Em algumas áreas das ciências exatas, a ideologia se tornou perceptível, como na biologia, na genética e na cibernética. Durante o período de repressões de Stálin, um dos biólogos geneticistas mais destacados do século 20 foi condenado à morte, o acadêmico Nikolai Vavilov. A ciência genética soviética foi completamente destruída, e a maior parte de seus cientistas morreu em campos de concentração. Na fala cotidiana, apareceu o termo “falsa ciência burguesa”, o que incluía a cibernética e a genética. Nos anos 1930, houve uma tentativa de intitular a teoria da probabilidade como uma “falsa ciência burguesa”. Essa, porém, foi salva pela descoberta do grande matemático e fundador da teoria da probabilidade plural Andrêi Kolmogorov.

www.gazetarussa.com.br

A feira internacional reúne profissionais e fabricantes do mercado de bens não farmacêuticos: cosméticos de farmácia, dermocosméticos, homeopatia, fitoterapia etc.

EXPEDIENTE

CIENTISTA

Assim, grande parte dos estudiosos entendia o perigo de se dedicar às ciências humanas, restringindo-se apenas às ciências exatas e criando a ilusão dos “talentos excepcionais de especialistas russos”. Após a eliminação dos estudos de “comunismo científico” das escolas, em 1990, jovens talentosos foram atrás de empresas, bancos e mercados de ações. Hoje, a ciência russa está muito enfraquecida. Uma das principais razões é que a política russa atual colocou a educação e a ciência de lado no orçamento e, ainda mais importante, fora do foco de atenção da sociedade. Na Rússia contemporânea, mais prestigioso do que ser cientista é ser banqueiro, agente de câmbio, promotor, advogado, dono de restaurante, apresentador de televisão ou até inspetor fiscal ou alfandegário. Além disso, não há sinais de que as fraquezas da ciência russa atual se resolverão num futuro próximo. Muitas pessoas talentosas optam por abandonar a Rússia. Elas entendem que as oportunidades de desenvolvimento e de sucesso no seu país são muito limitadas em todas as áreas. Petróleo e gás anulam a ciência, a educação e toda a economia alternativa. A economia foi construída em torno do petróleo e do gás, e matou a ciência russa. Além disso, a política do país é miserável, já que um sistem a “ v e r t ic a l” é o e q u iv a le nt e a o feudalismo. Todos os milionários russos listados pela revista Forbes e os super-ricos do país são pessoas que, de uma forma ou de outra, têm relações com o poder. Na atual verticalidade da vida russa, qualquer um que esteja acima de você é seu senhor feudal, enquanto todos os que estão abaixo são seus vassalos. O futuro do TI na Rússia segue indefinido. O atual governo precisa apenas de gente que possa extrair petróleo. Dessa maneira, ele pensa que poderá comprar todo o resto com o dinheiro daí retirado, inclusive novos talentos.

ANDREI POPOV

AS MATÉRIAS PUBLICADAS NA SEÇÃO “OPINIÃO” EXPÕEM OS PONTOS DE VISTA DOS AUTORES, E NÃO NECESSARIAMENTE REPRESENTAM A POSIÇÃO EDITORIAL DA GAZETA RUSSA OU DA ROSSIYSKAYA GAZETA

EDITOR: DMÍTRI GOLUB; SUBEDITOR: MARINA DARMAROS; EDITOR NO BRASIL: WAGNER BARREIRA; EDITOR DE FOTO: ANDRÊI ZÁITSEV; CHEFE DA SEÇÃO DE PRÉ-IMPRESSÃO: MILLA DOMOGÁTSKAIA; PAGINADORES: IRINA PÁVLOVA; ILIÁ OVCHARENKO

© COPYRIGHT 2011 – ROSSIYSKAYA GAZETA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É EXPRESSAMENTE PROIBIDA A REPRODUÇÃO, REDISTRIBUIÇÃO OU RETRANSMISSÃO DE QUALQUER PARTE DO CONTEÚDO DESTA PUBLICAÇÃO SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO ESCRITA DA ROSSIYSKAYA GAZETA.

PARA A PUBLICAÇÃO DE MATERIAIS PUBLICITÁRIOS NO SUPLEMENTO, CONTATE JÚLIA GOLIKOVA, DIRETORA DA SEÇÃO PUBLICITÁRIA: GOLIKOVA@RG.RU

PARA OBTER AUTORIZAÇÃO DE CÓPIA OU REIMPRESSÃO DE QUALQUER ARTIGO OU FOTO, FAVOR SOLICITAR PELO TELEFONE +7 (495) 775 3114 OU E-MAIL BR@RBTH.RU

ESCREVA PARA A REDAÇÃO DA GAZETA RUSSA EM MOSCOU: BR@RBTH.RU

Gazeta Russa  

Gazeta Russa

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you