Issuu on Google+

Quem Quiser Comigo Ir Tem que Vir do Amor Fica Mal Com Deus Geraldo Vandré

[a boca de cena tem um vidro inquebrável enorme para o ato final – ela abaixa antes do final; os cantores-atores auxiliares vestem-se de guerreiros com lança, espada e escudo] Fica mal com Deus Quem não sabe dar [viram-se para a esquerda, depois para a direita: são guerreiros-artistas. Pelo lado artístico é cão que late e não morde, mas pelo lado guerreiro é cão que morde sem latir] Fica mal comigo Quem não sabe amar (2X) [gingam sucessivamente à esquerda e à direita; balançam o corpo para frente e para trás, como os guerreiros rituais africanos] Pelo meu caminho vou Vou como quem vai chegar Quem quiser comigo ir Tem que vir do amor Tem que ter pra dar [apontam para a platéia com o dedo e dizem, desafiantes - como Luís Gonzaga -, “é isso mesmo meu senhor, quer queira e quer não”] Fica mal com Deus Quem não sabe dar Fica mal comigo Quem não sabe amar (2X) [os guerreiros arrumam-se em falanges romanas, em quadrados, em aríete, fazem manobras militares, batem com as lanças no chão, batem com as espadas nos escudos, fazem uma arruaça danada] Vida que não tem valor [mostra no telão todas as misérias brasileiras e mundiais] Homem que não sabe dar [mostra a estatística da ONU] Deus que se descuide dele O jeito a gente ajeita Dele se acabar Fica mal com Deus Quem não sabe dar Fica mal comigo Quem não sabe amar (2X) [atiram as lanças na parede inquebrável de vidro] Serra, sexta-feira, 02 de abril de 2010. José Augusto Gava.


Quem Quiser Comigo Ir Tem que Vir do Amor