Page 1

O Nascimento de Jesus Naturalmente a grande maioria dos seres humanos, se consultada, diria que Jesus nasceu no ano zero, pois estamos no ano 2002. Acontece que o ano zero não existiu, na composição do calendário tendose saltado de 1 antes de Cristo (1 a.C. = -1) para 1 depois de Cristo (1 d.C. = 1). Daí que em 2002 tenham se passado na realidade 2.001 anos, criando essa pequena confusão. Segundo o livro de Marcelo Duarte, O Guia dos Curiosos, 2ª. edição, São Paulo, Cia. Das Letras, 1995, p. 398, diz que “no ano 525, o monge Dionísio Exíguo fixou essa data em 25 de dezembro do ano 753 da fundação de Roma. Assim, o ano romano de 754 corresponderia ao ano 1 da era cristã. Pesquisadores da Bíblia, porém, acreditam que a data correta do nascimento de Jesus seria o ano 748 do calendário romano”. Portanto, cinco anos antes (-1, -2, -3, -4 até chegar em -5). Entre tais pesquisadores situou-se primeiro Johannes Kepler (astrônomo alemão, 1571 – 1630, 59 anos entre datas) que, tendo estudado as passagens de certo cometa, decidiu que Jesus teria nascido próximo de 6 a.C., o que, disse ele, é lógico PORQUE, se Herodes mandou matar as crianças de até dois anos e ele morreu em 4 a.C., Jesus de modo algum poderia ter nascido no ano 1. Ele teria de nascer um dia a dois anos antes de Herodes morrer. Como não foi exatamente na hora da morte que ele mandou assassinar os bebês, então parece certo que Jesus tenha nascido em 5, 6 ou 7 a.C., ou até antes, dependendo da chegada dos reis magos. Mas quando? Em que ano e em que dia? A polêmica grassa. Acontece que temos a Estrela de Belém, que deve ter sido um cometa particularmente luminoso. Aquele que sabemos ser o mais brilhante atual, o de Halley, pode ter sido o mais esplendoroso então. Ele vem a cada 76 anos, contudo não precisamente. VEJA TABELA DO Excel EM ANEXO Como podemos ver, a média é de ( ) anos, e não exatamente 76 anos como acreditei sempre. Em abóbora estão marcados os dados

1


inferidos, que não constam do livro de Carl Sagan e Ann Druyan, Cometa, Rio de Janeiro, Francisco Alves, 1986 (original americano de 1985), p. 364. Podemos ver que o cometa de Halley passou em 5 de outubro de 11 a.C., e este seria o dia, o mês e o ano do nascimento de Jesus, ou próximo disso. Como Pôncius Pilatos foi procurador romano para a Judéia de 26 a 36 d.C., Jesus morreu com (11 + 25 = 36) até (11 + 35 = 46), mais provavelmente perto da média, {11 + [(26 + 36)/2 – 1]} = 11 + 30 = 41 anos, e não 33. Claro, ninguém quer ficar fazendo essas contas, presumindo que a Bíblia é infalível. Talvez não, talvez sim, mas para todos os efeitos Jesus terá nascido em 5 de outubro de 11 antes de Cristo, e terá morrido (e ressuscitado, segundo o dogma central) com cerca de 41 anos, e não 33. E quanto aos seus pais terrenos? A mãe é Maria, claro, porém o pai não é o (agora) São José. Comecei a pensar. Existia uma instituição, denominada Virgem Núria (donde viria o nome Virgem Maria), vestais (que o Houaiss eletrônico diz ser: mulher virgem consagrada a Vesta, mulher casta, mulher honesta, de reputação ilibada) do templo no Oriente, talvez em Israel. Otávio, sobrinho e filho adotivo de César nasceu em 63 a.C. e morreu em 14 d.C., 76 anos entre datas. Recebeu em 27 a.C. o cognome religioso de Augusto (egípcio) = CRISTO = ADEPTO - veja o texto do Livro 3, Os Atlantes – depois de ter derrotado Marco Antônio e Cleópatra e transformado o Egito em província romana. Foi adorado como deus tanto pelos romanos quanto pelos povos de fora. Naturalmente seu prestígio era imenso. Fico pensando se em 11 a.C., com 52 anos, não teria ido à Galiléia, participando involuntariamente de alguma conspiração dos sacerdotes judeus, que de início apoiavam as pretensões de Jesus de ser o “rei dos Judeus”. Acontece que Maria e José (que nem era mais que pai adotivo) se tinham como descendentes de Davi, conseqüentemente herdeiros presumidos do trono. Na Rede Cognata José = DEUS e carpinteiro = CRISTO = AUGUSTO, portanto DEUS AUGUSTO, quem sabe Otávio. Isso soa como uma conspiração dos sacerdotes para criar um descendente legítimo dos dois tronos, judeu e romano, na pessoa de Jesus,

2


que foi levado ao Egito aos dois anos, voltou e depois foi de novo a algum lugar dos 13 aos 30, segundo a lenda. Que Maria e José não podiam ser os simplórios descritos na Bíblia parece patente, pois Jesus, aos 13 anos, já conhecia detidamente as Escrituras Sagradas (= MODELO PIRÂMIDE = ESPÍRITO SANTO), a ponto de impressionar vividamente os “doutores do templo”, quer dizer, os que estudavam continuamente o Velho Testamento. E veja que Jesus era chamado de Rabi = CRIADOR, e rabino = ADÃO. Rabi é o sábio prototípico judeu, o interpretador legítimo das palavras de Deus. Quando é que um filho de operário tem tempo ou condições de estudar? E em que condições vão querer avisar sua mãe para fugir de uma conspiração palaciana para assassinar opositores do regime? Alguém de dentro do Palácio de Herodes foi avisar, alguém muito bem colocado. Não avisariam qualquer um, só um legítimo herdeiro do trono, dado que Herodes era um impostor, um detestado idumeu do sul. Sabendo que um herdeiro verdadeiro do trono de Davi e Salomão (e, mais ainda, de Roma) tinha nascido, Herodes, querendo preservar sua posse para seus filhos, mandou matar milhares de crianças, pensando garantir definitivamente o fim da aspiração. Jesus parecia ter um conhecimento vastíssimo, e realizava prodígios, tendo sido chamado de “mago egípcio”. Em 9 a.C. quando Jesus tinha dois anos Augusto estava vivo, mas entre 26 e 36 d.C. já se encontrava morto (desde 14 d.C.) e Pilatos sentiu-se livre para proteger o trono romano. Como Jesus foi de grande dignidade, voltou-se realmente para o povo e Augusto estava morto, já não servia aos conspiradores e foi descartado. Entretanto, eu creio, em meio a toda essa conspiração pavorosa, o dedo de ELI, Natureza/Deus, Ela/Ele agiu e tirou proveito para a redenção da humanidade. Pobres, infelizes, tapados conspiradores, um poder infinitamente mais alto interferiu em seus planos. Que coisa linda, né? SE foi realmente assim. Só pesquisas muito apuradas dirão. Vitória, sexta-feira, 21 de junho de 2002. José Augusto Gava.

3

o nascimento de Jesus  

quando se deu realmente o nascimento de Jesus? a lógica aponta pelo menos 5 a.C., 6 ou 7 ou até antes.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you