Issuu on Google+

1

Feiras do Brasil Avançado Disse no modelo que os mundos são quatro: primeiro, segundo, terceiro e quarto mundos, conforme o avanço ou atraso relativo a cada tópico. Por exemplo, os EUA podem ser no geral o país mais avançado, mas em algum desenvolvimento em particular pode ser a Suécia, ou o Egito, ou o Brasil. Em cada país também há frações que repetem a divisão planetária em mundos: o Brasil primeiro-mundo, o Brasil segundo-mundo, o Brasil terceiromundo e o Brasil quarto-mundo, embora no conjunto nosso país possa ser classificado como de terceiro-mundo, querendo ser segundo ou primeiro. Do mesmo modo poderíamos falar de cada estado brasileiro -- são 26, mais o Distrito Federal. E dos municípios/cidades, que são 5,5 mil. Ninguém duvida que há uma seção de Vitória que segue de perto o primeiro mundo, enquanto nas periferias está a Vitória quarto-mundo. Pois bem, ninguém haveria de querer realizar feiras ou mostras do que existe de mais atrasado, defasado, caduco, obsoleto e até retrógrado em nosso país. Como nação desenvolvimentista, a gente olha de preferência para as mudanças, que o futuro pode proporcionar. Então, haveríamos de gostar de ver O QUE EXISTE DE MAIS AVANÇADO NO BRASIL EM CADA ÁREA: 1) os objetos e os processos; 2) as máquinas e os programas; 3) instrumentos e aparelhos, 4) formas de produção e organização: 5) as tecnartes do corpo (DA VISÃO: prosa e poesia, dança, moda, fotografia, pintura, desenho, etc.; DA AUDIÇÃO: música, discursos, etc.; DO PALADAR: comidas, bebidas, pastas, temperos, etc.; DO OLFATO: perfumaria, etc.; DO TATO: cinema, teatro, urbanismo, tapeçaria, decoração, arquiengenharia, paisagismo, esculturação, etc.), 5) formas e conteúdos de políticadministração dos governempresas, 6) Chave do SER (memória, inteligência e controle/comunicação) e Chave do TER (matéria, energia, informação), 7) Chave do Conhecimento (ALTO: Magia, Teologia, Filosofia, Ciência, e BAIXO: Arte, Religião, Ideologia e Técnica), e Matemática, 8) Pontescada Tecnocientífica, 9) Psicologia (espaçotempo geohistórico, psicanálise/figuras, psicossíntese/objetivos, economia/produção e sociologia/organização), 10) Economia (agropecuária/extrativismo, indústrias, comércio, serviços e bancos), e assim por diante. Enfim, tudo que fosse o mais avançado em uso no país. Quem pode organizar algo tão grande assim? Obviamente nenhuma empresa tem porte suficiente, nem interesse atual, porque não daria lucro imediato. Então, claramente, devem ser os governos.


2 Os governos municipais/urbanos são pequenos demais, em sua maioria (são 5,5 mil deles, destacando-se os mil maiores, destes os 100 realmente grandes). Nos grandes ou gigantescos – por exemplo, o município/cidade de São Paulo é a terceira força política-econômica do país, situado atrás do Brasil = 100 %, São Paulo estado = 35 % e, provavelmente São Paulo capital 15 % ou mais, estando além dos 12 % dos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais - os contribuintes não vão gostar de saber que o dinheiro dos tributos de lá estão sendo desviados para ajudar todos os demais estados e municípios/cidades. Resta portando um consórcio do governo federal brasileiro e do G8, digamos assim, os sete países mais ricos e a Rússia. Pode ser itinerante, colocando-se tudo numa bonita lona de circo e em algumas carretas grandes, ou pode ser feita em parques de exposições, que devem existir em toda parte, inclusive nas 100 maiores cidades. Compra e venda, claro, isto é, apresentação da demanda e da oferta, de modo que toda a nação possa atualizar-se para a contemporaneidade, para o que de mais avançado está sendo criado no Brasil e no mundo, com endereços físicos, de Internet, responsáveis, termos de troca, órgãos de financiamento e mais. Somente essa providência, exponencializadora por si mesma, já provocará um burburinho e uma dinamização nova no sócio-economia brasileira. Vitória, quarta-feira, 17 de abril de 2002. José Augusto Gava.


feiras do brasil avancado