Page 1

Escola Elementar 1. Bandeira Elementar 2. Os Elementos da Escola 3. A Escola dos Elementos 4. Levantando a Bandeira 5. Congresso Mundial dos Elementos 6. Critérios do Congresso 7. Congresso dos Critérios 8. Eleição dos Candidatos 9. Debate das Candidaturas 10. Candura Vitória, quinta-feira, 07 de maio de 2009. José Augusto Gava.

1


Capítulo 1 Bandeira Elementar BANDEIRA DO REPRESENTAÇÃO oficial) posição oficial (deitada, na horizontal)

BRASIL COMO INDICAÇÃO DE (mas não como representação

posição em que deveria ficar (em pé, na vertical)

Isso, de fato, é um feliz acidente (tenho usado assim até agoraqui, mas neste texto modificarei para ficar quadrado, como na base da pirâmide, tornando os quatro elementos iguais; nesta condição tanto faz ficar na horizontal como na vertical; mas seria útil que o lado diferente dos triângulos isósceles não apontasse para os pontos cardeais – norte, sul, leste, oeste – para não “privilegiar” ninguém, ficando cada qual virado para nordeste, noroeste, sudoeste e sudeste, veja o desenho no final do capítulo 3).

Capítulo 2 Os Elementos da Escola AS QUATRO ESCOLAS (é preciso ensinar desde o pré-primário os compromissos pessoambientais) ESCOLA DO ESCOLA DA ESCOLA DA ESCOLA DO AR ÁGUA TERRA-SOLO FOGO-ENERGIA

2


ESCOLA DA VIDA

No centro, a Escola da Vida. OS CURRÍCULOS DE PRIMEIRO GRAU (refletem as preocupações dos iluministas em expandir o capitalismo e defender a nação no nascedouro) MATÉRIA VERTENTE 1. biologia - imposição, embasamento para os técnicos e cientistas 2. educação capitalista (preservação do corpo sem corporal reparos pelo máximo de tempo) 3. física - imposição, embasamento para os técnicos e cientistas 4. geografia nacional (os limites aos estrangeiros) 5. história nacional (o heroísmo das elites) 6. matemática capitalista (fazer contas; não é matemática de fato, é adestramento aritmético) 7. moral e nacional (insuflar o orgulho nacional) cívica 8. português nacional (unificação pela língua) 9. química - imposição, embasamento para os técnicos e cientistas TEMOS TRÊS GRUPOS PARA AS DISCIPLINAS CAPITALISTAS IMPOSITIVAS NACIONAIS 2 (2, 6) 3 (1, 3, 9) 4 (4, 5, 7, 8) Os tempos são outros. Desde a Revolução Francesa em 1789 passaram-se (até 2009) 220 anos, mais de 7 gerações de 30 anos ou oscilações do poder. O que era luz antes agora é escuridão: derrotar e destruir a Natureza, que já foi um programa de governo, agora é anátema.

3


A ESCOLA DA TERRA-SOLO (para quê servirá?) DESTINAÇÃO TECNOCIÊNCIA APROPRIADA E LEIS águas sobre o solo

terras cobertas desertos

florestas

montanhas sem plantio

plantação

4


pousio

reservas particulares e públicas

Veja abaixo, o mapa dos parques nacionais:

1- Pacaás Novos (RO) 2 - Serra do Divisor (AC) 3 - Jaú (AM) 4 - Pico da Neblina (AM) 5 - Amazônia (AM/PA) 6 - Monte Roraima (RR) 7 - Cabo Orange (AP) 8 - Araguaia (TO) 9 - Lençóis Maranhenses (MA) 10 - Sete Cidades (PI) 11 - Serra da Capivara (PI) 12 - Ubajara (CE) 13 - Marinho de Fernando de Noronha (PE) 14 - Chapada da Diamantina (BA) 15 - Marinho de Abrolhos 16 - Monte Pascoal (BA) 17 - Grande Sertão Veredas (MG/BA) 18 - Serra da Canastra (MG) 19 - Serra do Cipó (MG) 20 - Caparaó (MG/ES) 21 - Itatiaia (MG/RJ) 22 - Serra dos Órgãos (RJ)

5


23 - Tijuca (RJ) 24 - Serra da Bocaína (SP/RJ) 25 - Iguaçu (PR) 26 - Superagüí (PR) 27 - São Joaquim (SC) 28 - Aparados da Serra (SC/RS) 29 - Serra Geral (SC/RS) 30 - Lagoa do Peixe (RS) 31 - Pantanal Matogrossense (MT) 32 - Chapada dos Guimarães (MT) 33 - Ernas (GO) 34 - Chapada dos Veadeiros (GO) 35 - Brasília (DF) urbanização

Se colocarmos 20 km2 em média para cada uma das 5,5 mil cidades, no todo somarão 110 mil km2 no Brasil (é preciso avaliar ao certo). terras indígenas

6


áreas tombadas

patrimônios da humanidade áreas aráveis

estudando os limites da humanidade etc. A ESCOLA DA PLANTAÇÃO 1. terras públicas: 1.1. junto a escolas agropecuárias; 1.2. exploração pelo Estado; 1.3. hortos; 2. terras privadas: 2.1. plantações extensivas; 2.2. plantações intensivas: 2.2.1. policulturas; 2.2.2. monoculturas (do tipo eucalipto). A ÁRVORE ELEMENTAR (tem quatro galhos e é separada em quatro setores, com seus sub-setores)

árvore elementar

7


repartição da copa em quatro quadrantes

economia

psico-logia

ciência

conhecimento

É preciso introduzir essas disciplinas nos currículos escolares todos, em primeiro lugar nos do primeiro grau. É urgente. Há 220 anos ou mais havia abundância de água, de ar, de terra, de energia potencial, mas hoje é o contrário em cada ponto, conforme outros já colocaram, e eu também nestas cartilhas. Há 400 ou 300 anos, quando os autores começaram a pensar, o currículo que temos agora era o que de mais avançado existia, pois a maioria das pessoas sequer sabia ler, privilégio das elites que passou a ser contestado. Agora não são somente as elites a correrem perigo e enfrentarem riscos: TODOS OS SERES HUMANOS ESTÃO AMEAÇADOS (os do presente diretamente, os do futuro se o presente desaparecer, os do passado porque ninguém iria lembrar-se deles). NÃO SE TRATA DE SALVAR O CAPITALISMO e sim de salvar a humanidade (pois o planeta continuaria aí pela “eternidade”). Se o capitalismo desaparecesse prontamente, hoje ainda, levaria um tempo para atitudes socialistas renegarem os erros, cujo arrastamento e inércia ainda se dariam por décadas ou gerações, talvez 100 anos. O CURRÍCULO AJUIZADO DO MODELO 1. magia-arte 2. teologia-religião 3. filosofia-ideologia 4. ciência-técnica 5. matemática 6. físico-química 7. biologia-p.2 8. psicologia-p.3 9. informática-p.4 10. cosmologia-p.5 11. dialógica-p.6 12. psicanálise 13. psico-síntese 14. economia 15. sociologia 16. geo-história 17. agropecuária-extrativismo 18. industrialização 19. comércio 20. serviço 21. bancos

8


pessoas-ambientes

bandeira elementar

22. ar 23. água 24. terra-solo 25. fogo-energia 26. vida (pelo lado das redes ecológicas) 27. indivíduos 28. famílias 29. grupos 30. empresas 31. cidades-municípios 32. estados 33. nações 34. mundos outros Como é possível os alunos aprenderem tanto? É preciso olhar os oito anos do segundo grau de outro modo, logo de início multiplicando as horas por dois, de quatro para oito, em dois períodos, manhã e tarde; em segundo lugar oferecendo disciplinas interessantes de modo interessantíssimo em aulas de (8 x) 50 minutos, total de 400 minutos, 400/60 ~ 6,67 horas, criando módulos terminais (que começam e acabam) e módulos continuados (que se juntam ao segundo grau). A própria novidade e o fato de tudo isso ser importante para a sobrevivência humana acarretará ainda maior interesse, verdadeiro fervor educacional. Pois TODA A HUMANIDADE PASSARIA DE NOVO PELOS BANCOS ESCOLARES, fossem as pessoas à escola ou não.

Capítulo 3 A Escola dos Elementos ALFABETIZAÇÃO novas imagens elementar) – cada letra em

ELEMENTAR (um novo abecedário com para o dicionárienciclopédico: D/E 26 temas para cada pilar, um para quatro novos D/E (D/E do ar, etc.)

ESCOLA DA ÁGUA (se não estudarmos a PSICOLOGIA DA ÁGUA, quer dizer, o envolvimento racional e sentimental dos seres humanos com ela, logo mais teremos uma série de guerras, chamadas desde já, desde antes dos eventos, de “guerras da água”) • pré-primário da água (primeiros anos dentro de casa e socialização); isso é mais importante que a higiene bucal, porque nada se desenvolve sem a água, enquanto sem escovarmos os dentes podemos viver, embora seja desagradável; • primeiro grau da água; • segundo grau da água; • universidade da água; • mestrado da água; • doutorado da água;

9


• pós-doutorado da água. Não se pode poupar esforços nem recursos financeiros para estabelecer LOGO toda uma linha contínua de ensinaprendizado da água. ÁGUA (um cubo de 1.000 km x 1.000 km x 1.000 km, um bilhão de km3; você há de concordar que isso é recurso finito)

340 milhões de km2 de superfície da Terra x 3 km de profundidade em média na lavagem de calçadas

na lavagem de carros

em piscinas

na irrigação

10


como suporte na criação de peixes

tomar banho

lubrificação na serragem de granito

na lavagem de roupas

na pia e no tanque

para beber

nos pólos, mantendo a temperatura

11


aqüíferos

nas nuvens

nos oceanos e mares

e mais um milhão de aplicações (vá anotando por conta própria e crie um blog da água) Não é engraçado que nas escolas não ensinemos nem aprendamos NADA sobre os quatro pilares da nossa essência-existência na Terra? NADA DOS QUATRO PILARES • nada é ensinado sobre o ar; • nada é ensinado sobre a água; • nada é ensinado sobre a terra-solo; • nada é ensinado sobre o fogo-energia. E pouco, pouquíssimo é ensinado sobre a herança do biopatrimônio, sobre a Vida geral ENQUANTO OPERADOR DE NOSSA SOBREVIVÊNCIA. UM PRÉDIO PARA A ESCOLA DA BANDEIRA (quatro prédios prismáticos de base triangular isósceles nos cantos e um prédio cilíndrico no centro)

vida

12


O Espírito Santo pode ser o primeiro estado no mundo a distinguir-se com esse emblema, esta flâmula. QUATRO PRÉDIOS PRISMÁTICOS E UM CILÍNDRICO

Capítulo 4 Levantando a Bandeira O PRÉDIO DA ÁGUA (uma cor representativa água, a combinar; talvez o azul)

da

metade para a teoria metade para a prática

Os próprios governos revolucionando o mundo, sem esperar pelos pseudo-revolucionários de plantão. Enviando grupos de doutrinadores aos governos e às empresas, aos governempresas; aos políticos e às administrações, às políticadministrações; às pessoas e aos ambientes, às pessoambientes – despachar APÓSTOLOS DA BANDEIRA. FALANDO ÀS PESSOAMBIENTES 1. falando às PESSOAS: • demonstrando aos indivíduos; • demonstrando às famílias; • demonstrando aos grupos; • demonstrando às empresas; 2. falando aos AMBIENTES: • discursando às cidades-municípios; • discursando aos estados; • discursando às nações; • discursando ao mundo (na ONU).

13


Falar, gritar, esbravejar, adular, insistir como os apóstolos de Cristo fizeram por outros motivos, porque se trata também de salvar a humanidade de suas próprias loucuras. O QUINTO ELEMENTO (elemento central, governante de capital, da Vida geral) – o 5º elemento urra, como no filme: abre o verbo. Interessante é que na Rede Cognata de 5º nível CRISTO = AUGUSTO = elemento = QUINTO = T = VIDA = VERDADE = LEI = EQUILÍBRIO e segue.

os quatro e o quinto elemento

a proteção do governante

o governante abre a boca em jorro de luz 14


as quatro chaves de O Quinto Elemento

A bandeira do Brasil, na realidade, é imprópria para o papel de bandeira elementar ou bandeira central PORQUE os elementos ficam desigualmente representados.

Capítulo 5 Congresso Mundial dos Elementos Assim como para os outros congressos, não estou falando apenas de reunir gente de todo o mundo, mas dessas pessoas serem eleitas para governarem aquelas coisas da proposta. Mesmo se no início ninguém prestar atenção às decisões, com o tempo haverá adesão, antes até do aparecimento do governo mundial e, mais adiante ainda, adesão progressiva até ser completado projeto, quando as pessoas inconscientemente passarão a obedecer. NOVAS ONU (sem compromisso mandatário: ONU ELEMENTAR)

15


A FATIA DE CADA UM NESSA PIZZA (ter ciúmes do poder não vai ajudar em nada, porque se tiver água demais e energia de menos fica ruim do mesmo jeito)

a pizza que está sendo repartida proporcionalmente para todos

Capítulo 6 Critérios do Congresso O CONGRESSO DE OSLO (das mulheres)

Critérios de Eleição para o Congresso de Oslo Oslo é a capital da Noruega, congresso é o Congresso Mundial da Mulher, que está proposto para ser sediado nos países nórdicos, pelas razões apontadas. Agora, o que o modelo pode dizer da escolha das representantes? Muita coisa, como veremos, ele dá critérios DEFINIDOS psicológicos PARA TODA ELEIÇÃO, seja esta ou outra. OS CRITÉRIOS PSICOLÓGICOS • critérios espaciais (geográficos, ONDE?): área do conjunto; • critérios temporais (históricos, QUANDO?): antiguidade do conjunto, denotando capacidade de permanecer viável na

16


luta por aptidão ou sobrevivência ou futuro psicológico; • critérios produtivos (econômicos, COM QUÊ?): PIB, Produto Interno Bruto, a capacidade de criar objetos para atender a construção da metaprogramáquina; • critérios organizativos (sociológicos, COMO?): em que medida a coletividade tornou-se competente em IDH (Índice de Desenvolvimento Humano, da ONU) para colocar-se como primeiro a quinto mundo; • critérios figurativos (psicanalíticos, QUEM?): quantitativos, quantos habitantes há no conjunto; • critérios objetivos (psico-sintéticos, POR QUÊ?): quais as metas? Esse terá de ser trabalhado mais demoradamente, porque nunca foi olhado – talvez diga respeito aos pesquisadores do Conhecimento (Magia/Arte, Teologia/Religião, Filosofia/Ideologia, Ciência/Técnica e Matemática) geral. Pelos critérios figurativos, de quantas figuras estão sendo representadas a China teria com seus 1.285 milhões de habitantes em 2001, na base de uma representante para cada 10 milhões ou fração de paridos, 129 delegadas, ao passo que Portugal, com 10 milhões de habitantes, enviaria apenas uma representante e o Brasil, tendo em 2000 169,6 mandaria 17 representantes. A Índia, tendo 1.025 milhões em 2001, teria direito a 103 representantes. A soma mundial, de 6.000 milhões em 2000, seria de 600 representantes. Pelo lado da produção, o PIB dos EUA foi em 1999 de US$ 9.150 bilhões. Se dividirmos por 100 bilhões todos abaixo disso teriam somente uma representante e os EUA 92; se dividirmos por 10 bilhões, todos abaixo (fração) ficam com uma, ao passo que os Estados Unidos passam a 920. A Itália - com PIB em 1999 de 1.200 bilhões - ficaria com 120 representantes, o Paraguai com seus 7,7 bilhões mandando apenas uma representante. Ninguém ficaria sem. Já em relação ao tempo o critério seria da antiguidade civilizatória, a permanência do país no mesmo lugar. A China, que existe desde 1,5 mil anos antes de Cristo (1.500 + 2.000 = 3.500) teria para cada 10 anos uma representante, então 3.500/10 350 representantes. O Iraque, onde foi um dos berços da civilização, desde 3,5 mil a.C., teria 550 representantes, enquanto o Brasil com 500 anos teria 50. Aqui não é possível saber quantas há no total. Em relação a espaço a Rússia é a maior nação, com 17,075 2 milhões de km , e se adotássemos o critério de 100 mil km2, teria direito a 171 representantes, enquanto a Franca ficaria com seis (pelos 543.965 km2) e o Brasil com 86 (pelos 8.514.205 km2). O total do mundo é de 1/3

17


dos 510 milhões de km2 da superfície da Terra, 170 milhões de km2, total de 1.700 representantes. No caso da organização o IDH é conhecido e pode ser tomado em relação à distância que guarda de 1,00, a Noruega sendo o país mais destacado. Aí uma proporcionalidade seria estabelecida, porque isso representa a organização do povelite/nação ou cultura, da sociedade popular e da civilização das elites. O último critério ainda está por ser escolhido, é o dos objetivos, do que desejam os conjuntos, do que pretendem eles e como se habilitam para chegar lá através do Conhecimento, da pesquisa teórica & do desenvolvimento prático. Você viu que os números gerados pelos critérios são muito desiguais e gerariam milhares de representantes; mais do que apenas o excesso numérico a ser pago estaria a dificuldade de organizar a tantas para falar – não haveria tempo hábil num ano de trabalho [cinco meses num semestre, cinco meses em outro, total de 10 x 30 dias = 300 dias de oito horas, quatro de manhã e quatro de tarde, menos sábados e domingos, 52 x 2 = 104, (300 – 100 = 200) x 8 = 1.600 horas/ano; uma hora por fala, cerca de 1,6 mil falas por ano]. Se fossem muitos milhares se passaria até um ano inteiro para a mesma mulher falar duas vezes, o que seria frustrante, não só porque elas falam muito como porque devem mesmo falar muito depois de milênios de silêncio político. Assim, devemos ter em cada vértice 200 representantes (de figuras, de objetivos, de produção, de organização, de espaço e de tempo), ou seja, 6 x 200 = 1.200. Se a fala fosse reduzida a meia hora num ano poderíamos ter 3,2 mil falas, com 2,67 falas por mulher. Assim, as seis mil representantes de habitantes da Terra seriam equiparadas a 200, quer dizer, uma para cada 30 milhões de habitantes. Quando as nações (o Vaticano tem apenas 800 habitantes) estivessem abaixo dessa linha um grupo delas seria servido por somente uma representante, até atingir os 30 milhões, essa representante viajando ou tendo contato com todas e cada uma sob sua guarda simbólica. Lembre-se que as senadoras seriam sempre três por nação, portanto, 220 nações x 3 = 660 senadoras, em regime igualitário, eleitas dentre as mais destacadas mulheres. Com a redução, em vez de 10 para cada 30 milhões de habitantes por representante, a China ficaria com (129/3 =) 43 e o Brasil com (17/3 =) seis. E assim por diante, adequando-se cada critério aos 200 em cada vértice. Poderiam ser eleitas representantes privilegiadas do Conhecimento, em particular das religiões, sem direito a voto, mas com direito a voz. Mas os jornalistas podem ser tanto mulheres quanto homens, é a lógica.

18


aprender tudo sobre o fogoenergia

aprender tudo sobre a terra-solo

aprender tudo sobre a água

aprender tudo sobre o ar

Assim, teríamos 660 senadoras, alta corte feminina, e 1.200 deputadas, da corte mais baixa, porém verdadeiramente representativa, desde que proporcional. O que não passasse pela Câmara de Deputadas não iria a sanção da Senatoria, ficando esta apenas encarregada de dizer sim ou não no final das discussões, em virtude de estar composta de estudiosas e pesquisadoras engajadas em prateoria, que poderiam prestar assessoria nas discussões. A partir da particularidade de as duas casas não fazerem leis não viriam a constituir ameaça ao lado masculino legal. Sendo mais dos costumes as mulheres voltariam com suas deliberações a cada país e lutariam politicamente para fazê-las representar segundo a Lei resguardada de direito. Enquanto isso faria seu trabalho de cabeça em cabeça feminina, de porta em porta, de casa em casa, missionariamente, de forma muito calma e tranqüila. Vitória, quarta-feira, 19 de novembro de 2003. José Augusto Gava. Com a diferença de que aqui não são frações (as mães-mulheres são ½ de todos os seres humanos ou pouco mais), são critérios para os quatro pilares, abrangendo todos os seres humanos e, de fato, todos os seres. QUATRO PILARES DA CULTUREDUCAÇÃO FUTURA (NADA é mais fundamental que isso, pois interessa A TODOS; podemos viver sem ensino de história, mas não sem qualquer um dos quatro pilares)

Eis a base da nova cultureducação contemporânea, que substituirá a iluminista.

pós-

Capítulo 7 Congresso dos Critérios Este é um tempo tão diferente de tudo que tivemos a ponto de ser necessário eleger congressistas para escolherem os critérios do Congresso Mundial Elementar, de modo a não melindrar as suscetibilidades de nenhum país e de fato nenhum conjunto.

19


OS AMBIENTES DOS CONGRESSITAS 1. as cidades-municípios elegem aos: 2. estados, que elegem às: 3. nações, que elegem ao mundo: 4. o planeta se reúne PARA RESOLVER OS PROBLEMAS (e não para servir de plataforma de projeção dos congressistas idiotas). CONJUNTOS DE QUESITOS (cada país envia uma pizza, quatro setores; ou grupo de países, se não completarem os critérios) a. critérios do ar; b. critérios da água; c. critérios da terra-solo; d. critérios do fogo-energia; e. critérios da conjunção. TODO CUIDADO É POUCO (refinamento progressivo EM NOME DA SALVAÇÃO)

Capítulo 8 Eleição dos Candidatos Ora, a geo-história da Terra é a GH do poder: os mais poderosos querem dizer mais e mais alto. Como alguém disse, a tosse discreta de um rico é mais audível que os gritos de 500 pobres. VEJA SÓ QUARTA-FEIRA, DEZEMBRO 06, 2006 A distribuição da riqueza mundial, segundo estudo da ONU

Riqueza mundial, mal distribuída El estudio midió la riqueza en términos exclusivamente materiales. Un estudio de la ONU publicado este martes indica que el 2% de los más ricos del mundo poseen más de la mitad de la riqueza mundial. El estudio, realizado por la Universidad de las Naciones Unidas, se enfoca en la riqueza de los hogares, por lo cual se le considera pionero frente a otros informes, que se enfocaban en las riquezas nacionales o corporativas. Los contrastes son evidentes. Mientras que el 2% de las personas más ricas tiene más de la mitad de la riqueza, la mitad más pobre de la población

20


adulta del mundo es dueña de apenas un 1%. Jim Davis, coautor del estudio, aclaró los criterios que se emplearon para su realización: "Utilizamos el término en el sentido de valor neto: el valor de los activos menos pasivos físicos y financieros. En este aspecto, la riqueza representa la propiedad de capital. A pesar de que el capital es sólo una parte de los recursos personales, se considera que tiene un impacto desproporcionado en el bienestar del hogar". Como componentes de la riqueza, el estudio tuvo en cuenta los activos y pasivos financieros, tierra, edificios y otras propiedades tangibles. En dónde está la riqueza La mayor parte de la riqueza está concentrada en Norteamérica, Europa y los países de altos ingresos del área de Asia y el Pacífico - como Australia y Japón -, que en conjunto tienen el 90% de la riqueza global. LA RIQUEZA DEL MUNDO Norteamérica- 34% Europa - 30% Asia y Pacífico (ricos) - 24% América Latina y el Caribe - 4% Asia y Pacífico (otros países) - 3% China - 3% África - 1% India - 1% Europa del Este es un caso particular debido a que la propiedad privada está en aumento, pero no ha llegado a los niveles tan altos de Europa Occidental. Además, en Europa del Este son pocos los hogares que tienen activos como pensiones privadas y seguros de vida. En el selecto grupo del 1% de los más ricos, el 37% está en Estados Unidos y el 27% en Japón. América Latina, a pesar de su tamaño y población, apenas tiene el 4% de la riqueza personal del mundo, mientras que el grupo de países que siguen en la lista, el grupo de naciones ricas de Asía y el Pacífico, la cifra es del 24%. El estudio incluye algunos que sus autores no esperaban cuando empezaron la labor, como por ejemplo en el tema de la deuda. Los autores señalaron que "mientras las personas pobres en países pobres están endeudadas, sus deudas son relativamente pequeñas en total. Esta característica es debido a la ausencia de instituciones financieras que permitan a los hogares incurrir en hipotecas y préstamos personales como es en el caso de los países ricos". P U B L I CADA P OR SÉ RG I O RI B E I RO E M 10: 52 Apenas 2 % detêm mais da metade da riquezas mundial, diz ONU 05 de dezembro de 2006 • 12h44 • atualizado às 12h44 Dois por cento dos adultos do planeta detêm mais de metade da riqueza mundial, incluindo propriedades e ativos financeiros, revelou um estudo realizado por um instituto de desenvolvimento da Organização das Nações Unidas (ONU) e divulgado na terça-feira. Apesar de a renda global estar distribuída de forma desigual, a distribuição da riqueza é ainda mais distorcida, afirmou o estudo do Instituto Mundial de Pesquisa sobre a Economia do Desenvolvimento, da Universidade das Nações Unidas. 21


"A riqueza está fortemente concentrada na América do Norte, na Europa e nos países de alta renda da Ásia e do Pacífico. Os moradores desses países detêm juntos quase 90 por cento do total da riqueza do planeta", disse a pesquisa. O instituto, com sede em Helsinque, afirmou que o estudo era o primeiro de abrangência mundial a respeito da questão, para a qual há poucos dados disponíveis. "Nós calculamos que os 2 por cento dos adultos mais ricos do mundo possuem mais da metade da riqueza global enquanto os 50 por cento mais pobres, 1 por cento", disse Anthony Shorrocks, diretor do instituto. Shorrocks comparou o quadro a uma situação hipotética em que, de um grupo de dez pessoas, uma teria 99 dólares e as demais, apenas 1 dólar. "Se pensarmos que a renda vem sendo distribuída de forma desigual, a riqueza está distribuída de forma ainda mais desigual", disse o diretor do instituto. Segundo o estudo, em 2000, um casal precisava de um patrimônio de 1 milhão de dólares para estar entre os 1 por cento mais ricos do mundo —um grupo que reúne 37 milhões de pessoas. Mais de metade dessas pessoas moram nos EUA ou no Japão. E o estudo descobriu que um patrimônio líquido de 2.200 dólares por adulto colocaria uma família na metade superior da distribuição de riqueza. Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso. OLHANDO, É ASSIM (em quantidade de gente) 2 % das pessoas ficam com este tanto (50/2 = 25,000) 97 % ficam com 49 % (49/97 = 0,505)

50% 50 % da gente ficam com 1 % da riqueza, quer dizer, 1/50 = 0,020: • ricos: 25.000 cada indivíduo; • outros: 505 (esta parte tem uma gradação incrível); • miseráveis: 20. Não é 500/1, é até mais, 25.000/20 = 1.250/1, quer dizer, a tosse discreta de um rico vale tanto quanto a gritaria de 1.250 miseráveis. Contudo, essa disparidade não pode prevalecer politicamente e é preciso equilibrar o cenário.

Capítulo 9 Debate das Candidaturas

22


Um intenso debate deve preceder as eleições em toda parte. Esse cuidado não deve impedir que no prazo afixado, de um jeito ou de outro os candidatos se apresentem e sejam eleitos com qualquer margem de votos; afinal de contas, eles não estarão mesmo governando nada nem ninguém, é apenas uma construção que fará a si mesma – quanto mais existir e produzir resultados mais mostrará ser conveniente e mais será acreditada. CONVERGINDO PARA A ACEITAÇÃO (através da mera presença caminhando para a aceitação)

Enfim, é o caso de ESTAR LÁ. Esse “estar” vai servir de lição, conforme se vá trabalhando, isto é, à medida que forem aparecendo os resultados e o CME (Congresso Mundial Elementar) for se provando necessário. Ano após ano, por suas demonstrações e a efetividade de suas sugestões o CME provará sua capacidade de gerir nossos negócios humanos dos quatro pilares e impedirá as guerras elementares antes mesmo de elas se mostrarem no horizonte.

Capítulo 10 Candura Veja o que se está pretendendo: é a reformatransformação (RETRANS) da humanidade, de cada cabeça; viemos todos do passado, dos VÍCIOS DE ANTIGAMENTE, do tempo em que os recursos não eram restritos e esbanjávamos. É preciso processar a RETRANS, o que não é fácil. Devemo-nos re-doutrinar para os novos tempespaços, os novos modos de ser. Devemos abandonar a nossa miserável e mimada infância para sermos adultos que cuidam dos recursos que possuem, que são parcimoniosos no gastar, que repõem os usos. CANDURA E CÂNDIDO (precisamos voltar a isso, eliminar a fonte de tensões que está destruindo a humanidade e o planeta enquanto habitat nosso) – no dicionário Aurélio Século XXI. candura [Por *candidura < cândido + -ura, com haplologia.] S. f. 1. Qualidade de cândido; candidez, candideza,

23


candor. [Do lat. candidu.] Adj. 1. Alvo, imaculado. 2. Fig. Puro, ingênuo, inocente. A NOVA HUMANIDADE, IRMANIDADE 1. alva; 2. imaculada; 3. pura; 4. ingênua; 5. inocente. Fora disso não há salvação. Não estou brincando. Vitória, sábado, 16 de maio de 2009. José Augusto Gava. cândido

24

Escola Elementar  

os quatro elementos (ar, água, solo e energia) e a vida

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you