Page 1

As Palavras Mais Doces Na música cantada por Marisa Monte, Diariamente, de Nando Reis, no disco Mais, selo EMI, há uma passagem em que ela diz: “Para dormir a fronha: Madrigal”, que era uma marca, significando no Michaelis eletrônico “1. Composição poética, delicada e galante. 2. Poesia pastoril”, no Houaiss eletrônico havendo muitas acepções. O modelo mostrou que há dois lados do dicionário, o lado bom e o lado ruim. Do lado bom podemos ir subindo os degraus numa escada das potências para a bondade, de tal modo que há as palavras mais excelsas no alto, as mais doces, as mais elegantes, as mais calmantes, as mais galantes, as mais nobres, etc. Só que nunca houve ninguém que tenha feito tal separação, tal recolhimento. Não há uma apuração dos dicionários nesse sentido. Com essas frações do dicionário criaríamos outros, por exemplo, Dicionário da Galanteria, Dicionário da Calma, Dicionário da Dignidade, etc., e correspondentemente na enciclopédia separaríamos as figuras correspondentes. Teríamos os mundos ideais, fora da baixaria das criaturas gritantes e desesperadas, fora do inferno, por assim dizer o Paraíso na Terra. É uma ocupação, e certamente é útil, desde quando poderiam surgir muitas marcas de produtos e nomes de empresas, para a gente que não partilha a estupidez e o mau-humor, a perversidade, a sujeira, a putaria. Não quer isso dizer, de modo algum, que vamos deixar de ver o e nos prevenir quanto ao lado ruim. DE modo nenhum, ninguém vai enfiar a cabeça na areia. Nós conhecemos bem o poder e a malícia do Mal. A questão é apenas de poder usufruir em vida mesmo aquele chamado que há em alguns para o mundo mais belo. Seria um prêmio para os do caminho mais difícil, os honestos, os puros, os não-maliciosos, os dignos. Vitória, sexta-feira, 26 de julho de 2002. José Augusto Gava.

as palavras mais doce  

o que veríamos , inclusive das pessoas, se separássemos os lados bom e ruim do dicionário?

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you