Page 10

Motor

Raio X Audi A4

1 2

Técnica vs. ética

A

Opel está a desenvolver um sistema que evita acidentes, tomando conta da direção. Em situações em que o carro que segue à frente se desvia subitamente, deixando à vista um outro carro parado ou a baixa velocidade, o sistema de travagem automática pode não ter tempo para evitar a colisão. Nesse caso, entra em cena a direção autónoma, que desvia o carro para a faixa do lado, em dois golpes de volante, consecutivos (direita e esquerda), a uma velocidade de rotação que nenhum ser humano seria capaz de imitar. Para garantir que, para evitar um acidente, não se cria outro, as faixas de rodagem adjacentes são monitorizadas, garantindo que não há carros em sentido contrário, ou no mesmo sentido. Dependendo da velocidade e da distância, o sistema pode ficar-se apenas pela travagem de emergência, fazer a manobra de fuga ou bater à menor velocidade possível no carro da frente. Este sistema utiliza um software específico, desenvolvido por um estudante chinês do projeto UR:BAN, um programa de pesquisa de inteligência artificial aplicada à segurança rodoviária, parcialmente financiado pelo governo alemão e do qual a

CARRO DO MÊS

A

Renault Mégane 1.6 dCi GT Line

nova geração do Renault Mégane chegou ao mercado nacional com muitas novidades, a começar por uma nova plataforma, que partilha com outros modelos da aliança Renault/Nissan. O estilo mudou muito, alinhando-se com os mais recentes modelos da marca, tanto no que diz respeito à imagem da frente, com assinatura luminosa LED em forma de “C”, como aos flancos mais pronunciados. No interior, a estrutura e a organização do tablier e do painel de instrumentos foram remodeladas, agora com a presença do monitor tátil R-Link 2 que permite aceder aos principais comandos de funções secundárias e confi-

8

SUPER

Opel é uma das parceiras. O sistema usa uma câmara de vídeo frontal estéreo, mas a mono que equipa já hoje muitos modelos da marca também serve, tal como o radar. Depois, é só controlar os travões e a assistência elétrica da direção. O segredo está no algoritmo, que faz tudo acontecer em milésimos de segundo. O sistema está pronto e funciona, mas há ainda questões burocráticas, psicológicas e éticas a resolver. Enquanto a direção está a ser comandada pelo sistema, passamos a ter um carro autónomo, e isso ainda não é legal. Depois, há questões de outra ordem: o que deve o programa decidir quando o embate é inevitável mas a faixa à esquerda está ocupada por outro carro? Bater na traseira do carro em frente ou arriscar uma saída para a berma? E se o cenário se passar com um peão na estrada e outros em redor? Qual ou quais vão ser atingidos se o atropelamento for inevitável? Ou, simplesmente, é lícito o carro mudar de faixa (porque os cálculos do sistema dizem que é possível) quando a manobra pode assustar outros condutores e provocar-lhes acidentes? Muitas vezes, a tecnologia não termina nos engenheiros.

gurações. Também passou a estar disponível um mostrador head-up display e a possibilidade de alterar a cor da luz ambiente e do painel de instrumentos através da tecla Multi-Sense, que também altera a resposta do acelerador e a assistência da direção, de acordo com as preferências do condutor. Nem falta um modo Eco, para reduzir os consumos. Um dos bons avanços desta geração está na melhor posição de condução, com a coluna de direção menos inclinada e novos bancos com excelente apoio lateral e massagem, em opção. O aumento de 28 milímetros na distância entre eixos permitiu aumentar o espaço para passa-

3

A

nova geração do Audi A4 chegou ao mercado nacional com um conjunto de novas tecnologias que o colocam no topo do segmento das berlinas compactas de prestígio. Vamos descobrir algumas delas. 1 – Carroçaria com a melhor aerodinâmica da classe: a Audi anuncia um Cx de 0,23. 2 – Motor Diesel 2.0 TDI de 150 cavalos. Em versão Ultra, emite apenas 99 gramas de dióxido de carbono por quilómetro e é o mais procurado em Portugal. 3 – Faróis com tecnologia de matriz LED, disponíveis como opção e com máximos automáticos, que iluminam sem encandear. 4 – A utilização de um misto de aço de alta resistência e de alumínio permitiu descer

Super Interessante Portugal N.215, marco 2016  
Advertisement